You are on page 1of 3

XIX SIMPÓSIO REFORMADO OS PURITANOS

A ESPERANÇA DO CRISTÃO
Dia 06 de Julho de 2010
Palestra: Em Busca da Esperança I (Lm 3)
Palestrante: Dr. Don Kistler
Resumo: Marcel Mattos Tavares

Introdução
Esta é uma mensagem de esperança .A nossa sociedade é marcada pelo desespero. Guerras, drogas,
gravidez na adolescência, alcoolismo, promiscuidades. Isto não é possível de reverter somente com
a educação.

As pessoas lutam contra estes males por duas razões:
• Para parar a dor
• Para conseguir o prazer.

O problema não está nas coisas externas, mas está dentro do coração humano. O problema é
espiritual e afeta tanto o ímpio quanto as pessoas que se dizem cristãs.
Jeremias é chamado de “o profeta chorão”. Ele era um homem muito emotivo e estava lamentando
pelos problemas pessoais e da nação.

Jeremias está lamentando
• A cerca de Deus (Lm 3.1-16)
• A Deus (Lm 3.17-21)
Nos versos 19 e 20 é importante fazer uma comparação com os falsos pregadores da saúde e
prosperidade que nunca irão tratar da situação destes versículos.

Jeremias atribui toda sua condição dolorosa a Deus
Um puritano escreveu um volume bem extenso sobre a aflição e a esperança com o título “O cristão
mudo debaixo da vara que arde” onde argumenta exaustivamente sobre Salmos 39.9.

Jeremias é afetado completamente
• v.4 Jeremias foi afetado fisicamente
• v.7 Jeremias foi afetado mentalmente
• v.8 Jeremias foi afetado espiritualmente
• v.14;v.17 Fez Jeremias desanimas de orar.
• Afetou seu relacionamento com os outros.

O encontro com a esperança
No versículo 21 vemos uma afirmação não esperada.

De onde vem isto? Como ele encontrou esperança?
Jeremias diz a si mesmo a verdade, ele diz aquilo que ele precisava ouvir mesmo diante do caos.
Jeremias relembra o que lhe trazia esperança (lembranças estabelecidas). Aqueles que não tem na
mente as verdades de Deus não podem relembrar tais verdades.

Que verdades são estas que Jeremias Relembra?
1) (v.22a). “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos”
2) (v.22b). “porque as suas misericórdias (compaixão) não tem fim...(v.23a) renovam-se a cada
manhã.
3) (v.23b). “Grande é a tua fidelidade”
4) v.24. Declaração da suficiência do Senhor
5) v.25. Uma verdade acerca da bondade de Deus
6) O Senhor é bom para aqueles que esperam nele, então é bom aguardar em silencio pelo
Senhor

Exemplos de homens que compartilharam do mesmo sentimento em Jeremias


• Jo 19 - Jó é bem ousado nas suas declarações para com Deus. Ele demostra o quão
repugnante e cercado ele ficou pela permissão de Deus. Todos até mesmo a sua família o
desprezou.
• Jo 19.23-26 - A esperança de Jó. Mesmo depois de ter dito varias coisas não significa que
ele não era crente (Jo 27.2-4). Jó conhecia a Deus para dizer tais palavras. A mesma coisa
acontece com Jeremias. (Lm 3.24)

Habacuque
O livro de Habacuque também começa com lamento e termina com esperança
• Hc 1.1-4 – Diante da tragédia
• Hc 3. 18-19 – Alegria e esperança no Deus que ele conhece

Jeremias diz que existem seis coisas que trazendo a memória nos ajudam a entender a
bondade do Senhor
1. As Suas misericórdias
2. A Sua compaixão
3. A grandeza
4. A fidelidade do Senhor
5. A suficiência no Senhor
6. A bondade do Senhor

Sentir-se como Jeremias, Jó e Habacuque não significa que a pessoa não é um cristão. Podemos
concluir que todos os homens são fracos e precisam colocar sua confiança em Cristo, relembrar as
verdades eternas.

As verdades que trazem esperança
• Pelas misericórdias do Senhor não somos consumidos
• As compaixões do Senhor não tem fim, renovam-se a cada manhã
• Grande é a tua fidelidade
• A minha porção é o Senhor
• O Senhor é bom para aqueles que esperam por Ele
• Bom é aguardar em silêncio a salvação do Senhor

As três características das verdades que trazem esperança
• O caráter de Deus
• A toda suficiência de Deus
• A providencia de Deus

Conclusão
O castigo vem de Deus (Sl 39.10). O crente deve manter-se em silencio diante das tribulações, mas
dolorosas e agudas. Deveríamos enxergar que Deus é o autor do sofrimento, mas também dá o
escape. Porém muitos dizem que Deus não tem nada a ver com o caos. Se Deus não tem controle
sobre o caos conclui-se que ele não tem o controle total das coisas (isto é blasfemia) . É necessário
manter o foco em Deus mesmo diante das tribulações, assim como estes homens. Eles saíram da
depressão confrontando a si mesmos com a verdade. A origem desta verdade encontra-se na auto
revelação de Deus nas sagradas escrituras. A Palavra de Deus está acima de qualquer experiencia.
A solução do problema é um entendimento e conhecimento de Deus. Isto não significa que você só
precisa ler mais e orar mais. Precisamos de um conhecimento profundo de Deus. Devemos sempre
repetir estas verdades para que possamos manter o foco na verdade e jamais sermos desamparados
por Deus. O homem precisa sempre ouvir a voz de Deus em sua Palavra. Para que assim possa
trazer á memória aquilo que dá esperança.