You are on page 1of 52

UNIASSELVI – FAMEG

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
Sistema de Gestão da Qualidade

Módulo 02 – Sistema de Gestão da Qualidade de
uma Organização

UNIASSELVI – FAMEG
Prof. Claudio Bernardi Stringari
Guaramirim, 30 de Agosto de 2016.

http://www.qsp.org.br/pdf/Matrizes_de_correlacao_entre_
ISO9001_2008_e_ISO9001_2015_rev1.pdf 1
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
Calendário Proposto – 2º Semestre 2016

INFORMAÇÕES

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
IMPORTANTES
Seg Ter Seg Ter Seg Ter Seg Ter Seg Ter
NOTA 1° BIMESTRE:

• CORRESPONDE A 40% DA
Agosto 09/08 16/08 17/08 23/08 30/08
NOTA TOTAL;
NOTA 2° BIMESTRE:
Setembro 06/09 13/09 20/09 27/09
• CORRESPONDE A 60% DA
NOTA TOTAL;
Outubro 04/10 11/10 18/10 25/10
FORMAÇÃO DA NOTA
BIMESTRAL:
Novembro 01/11 08/11 15/11 22/11 29/11
• 0,4 X (OFn*0,7 + PARn*0,3)

FORMAÇÃO DA NOTA FINAL: Dezembro 06/12 13/12
0,4XBIMESTRAL 1 +
0,6XBIMESTRAL 2

3
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

Sistema de Gestão de Qualidade
Unidades de Ensino

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
1. Introdução à Gestão da Qualidade ok
2. Sistema de Gestão da Qualidade de uma Organização ok
3. Componentes, funções e propriedades dos sistemas da
qualidade ok
4. Requisitos da ISO 9001:2015
5. Elementos do sistema e processos de certificação;
6. Qualidade e o Lean Manufacturing

4
Baseado emBernardi
Prof. Claudio material do Prof.
Stringari, Eng.Leandro
Esp. Azanha
UNIASSELVI – FAMEG

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
Módulo 2 – O Modelo de Processos da
ISO 9001:2015

5
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
Interpretando...

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 6
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
Entendendo os tempos verbais da ISO

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
Na norma de sistema de gestão da qualidade, as seguintes
formas verbais são empregadas:

• “deve” indica um requisito;

• “pode”, tradução dos verbos em inglês “may/can”, indica
permissão/possibilidade ou capacidade.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 7
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
4 Contexto da organização

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 8
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.1 Entendendo a organização e seu contexto

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A organização deve determinar questões externas e internas que sejam
pertinentes para o seu propósito e para seu direcionamento estratégico e
que afetem sua capacidade de alcançar o(s) resultado(s) pretendido(s) de
seu sistema de gestão da qualidade.

As Questões podem incluir fatores ou condições positivos e negativos
para consideração.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 9
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.1 Entendendo a organização e seu contexto

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A organização deve monitorar e analisar criticamente
informação sobre essas questões externas e internas. .

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 10
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.1 Entendendo a organização e seu contexto
O entendimento do contexto externo pode ser facilitado pela

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
consideração de questões provenientes dos ambientes:
• legal,
• tecnológico,
• competitivo,
• de mercado,
• cultural,
• social e econômico,
• tanto internacionais, quanto nacionais, regionais ou locais.
Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 11
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.1 Entendendo a organização e seu contexto

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
O entendimento do contexto interno pode ser facilitado pela
consideração de questões relativas a valores, cultura,
conhecimento e desempenho da organização.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 12
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.2 Entendendo as necessidades e expectativas de partes
interessadas

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
Devido ao seu efeito ou potencial efeito sobre a capacidade da organização para
prover consistentemente produtos e serviços que atendem aos requisitos do cliente e
aos requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis, a organização deve
determinar:
a) as partes Interessadas que sejam pertinentes para o sistema de gestão da
qualidade;
b) os requisitos dessas partes interessadas que sejam pertinentes para o sistema de
gestão da qualidade.

A organização deve monitorar e analisar criticamente informação sobre essas partes
interessadas e seus requisitos pertinentes.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 13
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

Entendendo as necessidades e expectativas de partes
interessadas

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A subseção 4.2 especifica requisitos para a organização determinar as
partes interessadas que sejam pertinentes para o sistema de gestão da
qualidade e os requisitos dessas partes interessadas.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 (A3)– Uso para Treinamento 14
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

Entendendo as necessidades e expectativas de partes
interessadas

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
• Isso não implica extensão dos requisitos de sistema de gestão da
qualidade além do escopo da ISO 9001.
• Como declarado no escopo, esta Norma é aplicável onde uma
organização necessita demonstrar sua capacidade de prover
consistentemente produtos e serviços que atendam aos requisitos do
cliente e requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis, e visa
aumentar a satisfação do cliente.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 (A3)– Uso para Treinamento 15
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

A.3 Entendendo as necessidades e expectativas de partes
interessadas

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
• Não há requisito para a organização considerar partes interessadas onde
ela decidiu que aquelas partes não são pertinentes para seu sistema de
gestão da qualidade.
• Cabe à organização decidir se um requisito particular de uma parte
interessada pertinente é pertinente para seu sistema de gestão da
qualidade.

16
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.3 Determinando o escopo do sistema de Gestão da
Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A organização deve determinar os limites e a aplicabilidade do sistema
de Gestão da Qualidade para estabelecer o seu escopo.
Ao determinar esse escopo, a organização deve considerar:
a) as questões externas e internas referidas na clausula de entendimento
do contexto da organização (em 4.1);
b) os requisitos das partes interessadas pertinentes referidos no na
cláusula sobre as necessidades e expectativas de partes interessadas
(4.2);
c) os produtos e serviços da organização.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 17
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.3 Determinando o escopo do sistema de Gestão da
Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A organização deve aplicar todos os requisitos da ISO 9001, se eles
forem aplicáveis no escopo determinado do seu sistema de gestão da
qualidade.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 18
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.3 Determinando o escopo do sistema de Gestão da
Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
O escopo do Sistema de Gestão da Qualidade da
organização deve estar disponível e ser mantido
como informação documentada.

ESCOPO DE CERTIFICAÇÃO DA VALTRA DO
BRASIL:
PROJETO, MANUFATURA E VENDA DE TRATORES,
MONTAGEM E VENDA DE MOTORESE SERVIÇOS
PÓS VENDAS

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 19
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.3 Determinando o escopo do sistema de Gestão da
Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
O escopo deve declarar os tipos de produtos ou serviços cobertos e
prover justificativa para qualquer requisito da ISO 9001 que a
organização determinar que não seja aplicável ao escopo do seu
Sistema de Gestão da Qualidade.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 20
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.3 Determinando o escopo do sistema de Gestão da
Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A conformidade com esta Norma só pode ser alegada se os requisitos determinados
como não aplicáveis não afetarem a capacidade ou a responsabilidade da
organização de assegurar a conformidade de seus produtos e serviços e o aumento
da satisfação do cliente.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 21
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.4 Sistema de Gestão da Qualidade e seus processos

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
4.4.1 A organização deve estabelecer, implementar, manter e melhorar
continuamente um Sistema de Gestão da Qualidade, incluindo os processos
necessários e suas interações, de acordo com os requisitos da ISO 9001.
A organização deve determinar os processos necessários para o Sistema de Gestão
da Qualidade e sua aplicação na organização, e deve:
a) determinar as entradas requeridas e as saídas esperadas desses processos;
b) determinar a sequência e a interação desses processos;
c) determinar e aplicar os critérios e métodos (incluindo monitoramento, medições
e indicadores de desempenho relacionados) necessários para assegurar a operação e
o controle eficazes desses processos;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 22
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.4 Sistema de Gestão da Qualidade e seus processos

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
4.4.1 A organização deve determinar os processos necessários
para o Sistema de Gestão da Qualidade e sua aplicação na
organização, e deve (Continuação):
d) determinar os recursos necessários para esses processos e
assegurar a sua disponibilidade;
e) atribuir as responsabilidades e autoridades para esses
processos;
f) abordar os riscos e oportunidades conforme determinados de
acordo com requisitos do 6.1

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 23
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.4 Sistema de Gestão da Qualidade e seus processos

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
4.4.1 A organização deve determinar os processos necessários para o Sistema de
Gestão da Qualidade e sua aplicação na organização, e deve (continuação):
g) avaliar esses processos e implementar quaisquer mudanças necessárias para
assegurar que esses processos alcancem seus resultados pretendidos;
h) melhorar os processos e o Sistema de Gestão da Qualidade.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 24
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.4 Sistema de Gestão da Qualidade e seus processos

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
4.4.2 Na extensão necessária, a organização deve:
a) manter informação documentada para apoiar a operação de seus processos;
b) reter informação documentada para ter confiança em que os processos sejam
realizados conforme planejado.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 25
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.4 Sistema de Gestão da Qualidade e seus processos

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
INFORMAÇÃO DOCUMENTADA
Informação que se requer que seja controlada e mantida por uma
organização e o meio no qual ela está contida.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 26
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
4.4 Sistema de Gestão da Qualidade e seus processos

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
Registro:
Documento que apresenta resultados obtidos ou fornece evidências de atividades
realizadas.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 27
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
5 Liderança

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 28
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

Contexto da Organização e Liderança

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
5.1 Liderança e
5.1.2 Foco no 5.2 Política (da 6.
comprometim
Cliente Qualidade) Planejamento
ento

Norma,
Política e 5.5 Responsabilidade,
4.1 Entendendo a Objetivos autoridade e comunicação
Organização e seu Manual da Qualidade
Contexto
4.2 Entendendo a Processos
Organização e Seu
contexto Informações
9.3 Análise Critica 5.3 Papéis,
documentadas
pela Direção responsabilidades e
autoridades organizacionais
Registros 7.4 Comunicação

29
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

5.1 Liderança e comprometimento
5.1.1 Generalidades

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve demonstrar liderança e comprometimento com relação ao
sistema de gestão da qualidade:
a) responsabilizando-se por prestar contas pela eficácia do sistema de gestão da
qualidade.
b) assegurando que a política da qualidade e os objetivos da qualidade sejam
estabelecidos para o sistema de gestão da qualidade e que sejam compatíveis com o
contexto e a direção estratégica da organização;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 30
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

5.1 Liderança e comprometimento
5.1.1 Generalidades

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
Política
Intenções e direção de uma organização, como formalmente
expressos pela sua alta direção.

Política da Qualidade
Intenções e direção de uma organização, como formalmente
expressos pela sua alta direção (Política) com relação à
qualidade.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 31
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

5.1 Liderança e comprometimento
5.1.1 Generalidades

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
Objetivo
Resultado a ser alcançado.

Objetivos da Qualidade
Resultado a ser alcançado (Objetivo) que diz respeito à qualidade

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 32
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

5.1 Liderança e comprometimento
5.1.1 Generalidades (Continuação)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve demonstrar liderança e comprometimento com relação ao sistema
de gestão da qualidade:
c) assegurando a integração dos requisitos do sistema do gestão da qualidade nos
processos de negócio da organização;
d) promovendo o uso da abordagem de processo e da mentalidade de risco;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 33
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

5.1 Liderança e comprometimento
5.1.1 Generalidades (Continuação)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve demonstrar liderança e comprometimento com relação ao sistema
de gestão da qualidade:
e) assegurando que os recursos necessários para o Sistema de Gestão da Qualidade
estejam disponíveis;
f) comunicando a importância de uma gestão da qualidade eficaz e de estar conforme
com os requisitos do sistema de gestão da qualidade;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 34
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

5.1 Liderança e comprometimento
5.1.1 Generalidades (Continuação)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve demonstrar liderança e comprometimento com relação ao sistema
de gestão da qualidade:
g) assegurando que o sistema de gestão da qualidade alcance seus resultados
pretendidos;
h) engajando, dirigindo e apoiando pessoas a contribuir para a eficácia do sistema de
gestão da qualidade;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 35
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

5.1 Liderança e comprometimento
5.1.1 Generalidades (Continuação)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve demonstrar liderança e comprometimento com relação ao sistema
de gestão da qualidade:
i) promovendo melhoria;
j) apoiando outros papéis pertinentes da gestão a demonstrar como sua liderança se
aplica às áreas sob sua responsabilidade.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 36
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.1.2 Foco no cliente

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve demonstrar liderança e comprometimento com relação ao foco
no cliente, assegurando que:
a) os requisitos do cliente e os requisitos estatutários e regulamentares pertinentes
sejam determinados, entendidos e atendidos consistentemente;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 37
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.1.2 Foco no cliente (Continuação)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve demonstrar liderança e comprometimento
com relação ao foco no cliente, assegurando que:
b) os riscos e oportunidades que possam afetar a conformidade
de produtos e serviços e a capacidade de aumentar a satisfação
do cliente sejam determinados e abordados;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 38
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.1.2 Foco no cliente

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve demonstrar liderança e comprometimento
com relação ao foco no cliente, assegurando que:
c) o foco no aumento da satisfação do cliente seja mantido.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 39
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.2 Política
5.2.1 Desenvolvendo a Política da Qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve estabelecer, implementar e manter uma
política da qualidade que:
a) seja apropriada ao propósito e ao contexto da organização e
apoie seu direcionamento estratégico;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 40
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.2 Política
5.2.1 Desenvolvendo a Política da Qualidade (Cont.)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve estabelecer, implementar e manter uma
política da qualidade que:
b) proveja uma estrutura para o estabelecimento dos objetivos
da qualidade;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 41
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.2 Política
5.2.1 Desenvolvendo a Política da Qualidade (Cont.)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve estabelecer, implementar e manter uma
política da qualidade que:
c) inclua um comprometimento em satisfazer requisitos
aplicáveis;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 42
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.2 Política
5.2.1 Desenvolvendo a Política da Qualidade (Cont.)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve estabelecer, implementar e manter uma
política da qualidade que:
d) inclua um comprometimento com a melhoria continua do
sistema do gestão da qualidade.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 43
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.2.2 Comunicando a política da qualidade

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A política da qualidade deve:
a) estar disponível e ser mantida como informação
documentada;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 44
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.2.2 Comunicando a política da qualidade (Cont.)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A política da qualidade deve:
b) ser comunicada entendida e aplicada na organização;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 45
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.2.2 Comunicando a política da qualidade (Cont.)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A política da qualidade deve:
c) estar disponível para partes interessadas pertinentes, como
apropriado.

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 46
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.3 Papéis, responsabilidades e autoridades organizacionais

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve assegurar que as responsabilidades e autoridades pare papéis
pertinentes sejam atribuídas, comunicadas e entendidas na organização.
A Alta Direção deve atribuir responsabilidade e autoridade para:
a) assegurar que o sistema de gestão da qualidade esteja conforme com os requisitos
da ISO 9001;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 47
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.3 Papéis, responsabilidades e autoridades organizacionais
(Cont.)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve assegurar que as responsabilidades e autoridades pare papéis
pertinentes sejam atribuídas, comunicadas e entendidas na organização.
A Alta Direção deve atribuir responsabilidade e autoridade para:
b) assegurar que os processos entreguem suas saídas pretendidas;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 48
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.3 Papéis, responsabilidades e autoridades organizacionais
(Cont.)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve assegurar que as responsabilidades e autoridades pare papéis
pertinentes sejam atribuídas, comunicadas e entendidas na organização.
A Alta Direção deve atribuir responsabilidade e autoridade para:
c) relatar o desempenho do sistema de gestão da qualidade e as oportunidades para
melhoria (ver 10.1), em particular para a Alta Direção;

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 49
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.3 Papéis, responsabilidades e autoridades organizacionais

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve assegurar que as responsabilidades e autoridades
pare papéis pertinentes sejam atribuídas, comunicadas e entendidas na
organização.
A Alta Direção deve atribuir responsabilidade e autoridade para:
d) assegurar a promoção do foco no cliente na organização:

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 50
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG
5.3 Papéis, responsabilidades e autoridades organizacionais
(Cont.)

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
A Alta Direção deve assegurar que as responsabilidades e autoridades
pare papéis pertinentes sejam atribuídas, comunicadas e entendidas na
organização.
A Alta Direção deve atribuir responsabilidade e autoridade para:
e) assegurar que a integridade do sistema de gestão da qualidade seja
mantida quando forem planejadas e implementadas mudanças no
sistema de gestão da qualidade.
PLANEJAMENTO

Fonte NBR ISO 9001: 2015 – Uso para Treinamento 51
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
Até a próxima aula!
Prof. Claudio Bernardi Stringari
http://processoenxuto.blogspot.com.br/

52
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.
UNIASSELVI – FAMEG

Referências

Sistema de Gestão da Qualidade - EPR 1.7 e 1.8
• ABNT, NBR ISO 9000:2015;
• ABNT, NBR ISO 9001:2015;

53
Prof. Claudio Bernardi Stringari, Eng. Esp.