You are on page 1of 2

5 - (Cabo PM/SP – Vunesp 2014). 3. Em face da Lei n.º 11.

340,
de 7 de agosto de 2006 – Violência Doméstica – assinale a 1
alternativa correta.
(A) A mencionada lei cria mecanismos para coibir e prevenir a
violência doméstica e familiar contra o homem e a mulher.
(B) Nas ações penais públicas condicionadas à representação da
ofendida de que trata a Lei, só será admitida a renúncia à
Prof Michelle Donegá – Lei de Drogas e Maria da Penha representação perante o juiz, em audiência especialmente
designada com tal finalidade, antes do recebimento da denúncia e
1 - (Polícia Militar MG, 1º SGT) – Existem diversos grupos na ouvido o Ministério Público.
sociedade que, devido às suas condições peculiares, (C) É facultada a aplicação, nos casos de violência doméstica e
merecem atenção especial por parte da Polícia. A abordagem familiar, de penas de cesta básica ou outras de prestação
policial a essas pessoas seguirá os mesmos princípios éticos pecuniária, bem como a substituição de pena que implique o
e profissionais das demais intervenções, bem como os pagamento isolado de multa.
procedimentos técnicos e táticos operacionais já (D) Constatada a prática de violência doméstica e familiar, o
estabelecidos, sobretudo aqueles relativos à segurança dos delegado de polícia poderá aplicar, de imediato, ao agressor, em
policiais militares e de terceiros. Em relação ao enunciado conjunto ou separadamente, restrição ou suspensão de visitas aos
acima, marque a alternativa CORRETA: dependentes menores, independentemente de manifestação de
a. ( ) Nos Grupos Vulneráveis estão inseridas as mulheres, as equipe de atendimento multidisciplinar ou serviço similar.
crianças e adolescentes, os idosos, a população em situação de
rua, as pessoas com necessidades especiais e a população de 6 - (Cabo PM/SP Vunesp 2014). 48. De acordo com a Lei n.º
Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis (LGBTT). 11.343, de 23 de agosto de 2006 – Sistema Nacional de
B. ( ) Por Minoria entende-se o conjunto de pessoas com Políticas Públicas sobre Drogas – Sisnad – quem adquirir,
características específicas, relacionadas ao gênero, à idade, à guardar, tiver em depósito, transportar ou trouxer consigo,
condição social, às necessidades especiais e diversidade sexual. para consumo pessoal, drogas sem autorização ou em
C. ( ) Os Grupos Vulneráveis são grupos de cidadãos, sem desacordo com determinação legal ou regulamentar será
posição dominante, dotados de características étnicas, religiosas submetido à(s) seguinte(s) pena(s), dentre outras:
ou linguísticas, que os diferem da maioria da população. (A) reclusão de cinco a quinze anos.
D. ( ) A vulnerabilidade está na ação de sujeição da pessoa a (B) pagamento de quinhentos a mil e quinhentos dias-multa.
constante preconceito e discriminação, em razão de sua condição (C) advertência sobre os efeitos das drogas. (28, inciso I)
específica, porém dependente de outros fatores. (D) detenção, de um a três anos, e multa de cem a trezentos dias-
multa.
2 - (Polícia Militar MG 2014, 1ºSG) - Em relação à Lei Nº 11.343,
de 23/08/06, que institui o Sistema Nacional de Políticas Estudar a lei 4898/65 Abuso de autoridade.
Públicas sobre Drogas – SISNAD, marque a alternativa
INCORRETA: 6.Para caracterizar o delito de associação para a prática de
A. ( ) O indiciado ou acusado que colaborar voluntariamente com tráfico ilícito de entorpecentes (art. 35 da Lei nº 11.343/06),
a investigação policial e o processo criminal na identificação dos exige-se:
demais co-autores ou partícipes do crime e na recuperação total a) a associação de mais de quatro pessoas.
ou parcial do produto do crime, no caso de condenação, terá pena b) a associação de mais de três pessoas.
reduzida de um terço a dois terços. c) a associação de, no mínimo, duas pessoas.
B. ( ) As penas previstas na Lei Nº 11.343 não poderão ser d) a associação de mais de cinco pessoas.
aplicadas isolada ou cumulativamente, bem como não poderão ser
substituídas. 7.A Lei nº 11.343/06 dispõe, expressamente, que o Promotor
C. ( ) O juiz, na fixação das penas, considerará, a natureza e a de Justiça tem o prazo de:
quantidade da substância ou do produto, a personalidade e a a) 5 dias para oferecimento de denúncia, se o acusado estiver
conduta social do agente. preso.
D. ( ) As penas podem ser reduzidas de um terço a dois terços se b) 3 dias para o oferecimento de denúncia, se o acusado estiver
o agente não possuía, ao tempo da ação ou da omissão, a plena solto.
capacidade de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar- c) 10 dias para o oferecimento de denúncia, se o acusado estiver
se de acordo com esse entendimento. preso ou solto.
d) 5 dias para o oferecimento de denúncia, se o acusado estiver
3 - (Vunesp - Barro Branco SP/2015 Auxiliar de Oficiais PM) preso ou solto.
25. A posse ilegal de substância entorpecente controlada, em
circunstâncias que indiquem o propósito do possuidor de 8.Para a configuração do art. 28 da Lei nº 11.343/06, o
fornecimento, ainda que gratuito, a terceiros, consiste em: magistrado deverá observar:
(A) ilícito administrativo. a) é necessário que o agente faça uso do entorpecente.
(B) crime previsto no art. 35, da Lei no 11.343/06 (Lei de Drogas). b) é necessário que o agente carregue consigo quantidade
(C) conduta descriminalizada. considerável da substância entorpecente.
(D) crime previsto no art. 33, da Lei no 11.343/06 (Lei de Drogas). c) é necessário que o agente prove que a substância entorpecente
(E) ilícito civil. portada é destinada a fins terapêuticos.
d) a análise da quantidade da substância entorpecente portada, o
4- (Vunesp Barro Branco SP/2016 auxiliar de oficial PM) 67. O local e das condições em que se desenvolveu a ação, das
cultivo de pequena quantidade de planta que constitua circunstâncias sociais e pessoais, bem como da conduta e dos
matéria prima para preparação de droga, para consumo antecedentes do agente.
pessoal, consiste em crime capitulado no:
(A) art. 28, caput, da Lei no 11.343/06. 9.De acordo com a Lei nº 11.343/06 , o prazo para conclusão
(B) art. 33, § 1o , II, da Lei no 11.343/06. do Inquérito Policial é de:
(C) art. 28, § 1o , da Lei no 11.343/06. a) 15 dias, se o agente estiver preso, e 30 dias, se estiver solto.
(D) art. 16, da Lei no 6.368/76. b) 10 dias, se o agente estiver preso, e 20 dias, se estiver solto.
(E) art. 33, § 3o da Lei no 11.343/06 c) 30 dias, se o agente estiver preso, e 90 dias, se estiver solto.
d) 20 dias, se o agente estiver preso, e 40 dias, se estiver solto.

no âmbito doméstico. seja na fase inquisitorial. c) Consoante entendimento do STF. . e) a mulher pode ser sujeito passivo das medidas protetivas. a ação penal será pública condicionada à representação da vítima. Em relação à Lei Maria da Penha. a) pode ser decretada de ofício pelo juiz. imprescindível a existência de vínculo familiar entre o agente e o qualquer que tenha sido a infração penal praticada. a) A lei em pauta estabelece a habitualidade das condutas como 10. jurídico de natureza familiar ou por vontade expressa. é que serão colhidos outros elementos de convicção. do produto do crime. d) Nenhuma das respostas anteriores. 15) Com base no disposto na Lei Maria da Penha — Lei n. assinale a opção correta. somente pode ser decretada após infrutífera. sob a suspeita da prática de furtos. b) responderá pelo delito. maior e capaz. que. no caso de condenação. mas devem ter coabitado. familiar ou de afetividade. 14. em sua forma qualificada. no âmbito doméstico. ser precedida de expresso pedido da vítima nesse sentido. Para fins de aplicação das medidas protetivas da Lei Maria da Penha: a) agressor e agredida não mais precisam viver juntos. A prisão preventiva do agressor. na prática. que pode resultar aumento de pena àquele. 13. b) Para a incidência dessa lei.343/06: requisito configurador das infrações nela contempladas. d) Conforme entendimento do STJ.A delação eficaz que trata o art. ao tempo da ação ou da omissão. era. fuja. Juiz TJ/PA – 2014. desde que caracterizado o vínculo de relação doméstica. a ação penal é privada. outra medida restritiva menos gravosa. b) só o homem pode ser sujeito passivo das medidas protetivas. 2 a) consiste na colaboração voluntariamente com a investigação como elemento constitutivo do tipo. b) Caso uma empregada doméstica. engloba a praticada entre pessoas unidas por vínculo denúncia. no contexto da Lei Maria da Penha. inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento: a) responderá pelo delito. c) agressor e agredida devem viver juntos. nos casos de lesão corporal leve. paciente.º 11. Inspetor Polícia RJ /2012 FEC. c) ficará isento de pena. 12. mas somente se mantiver relações de parentesco com a agredida. ou seja. é necessária a comprovação da coabitação entre o agente e a vítima ao tempo do crime. pois. é possível o recebimento da denúncia com base no depoimento da vítima por crimes de ameaça praticados no ambiente doméstico. mas deve ser precedida de requerimento do Ministério Público ou representação da autoridade policial na fase inquisitorial e) deve. d) O conflito entre vizinhas de que resulte violência física e agressões verbais constitui evento que integra a esfera da 11. tal conduta da empregada em face do patrão caracterizará b) consiste em um acordo entre o indiciado e o Ministério Público violência doméstica expressamente tipificada na lei em questão. seja durante a ação penal. de droga. não se aplicando os dispositivos dessa lei às relações domésticas e afetivas entre pessoas do mesmo sexo. assim considerada para efeitos da lei em c) somente terá efeito se ocorrer antes do oferecimento da pauta. d) pode ser decretada de ofício pelo juiz durante a ação penal. policial e o processo criminal na identificação dos demais co. que irão. tanto na fase inquisitorial como durante a ação penal. e) De acordo com o posicionamento do STF. ou não. assinale a opção correta. b) só pode ser decretada pelo juiz após representação da autoridade policial ou requerimento do órgão ministerial. Vunesp.Aquele que em razão da dependência ou sob o efeito de violência doméstica e familiar de que trata a lei em apreço. nos casos de lesão corporal grave. substância entorpecente proveniente de caso fortuito ou e) Para a caracterização de violência doméstica e familiar é força maior. ao longo da instrução processual. ao receber a autores ou partícipes do crime e na recuperação total ou parcial notícia que será despedida. c) A violência familiar. d) será considerada excluída a ilicitude do fato. a) O escopo da lei em apreço é a proteção da mulher em situação de fragilidade/vulnerabilidade diante do homem. terá pena agrida seu patrão — este com sessenta e sete anos de idade — e reduzida de um terço a dois terços. seja na fase inquisitorial ou durante a ação penal. 41 da Lei nº 11. mas na sua forma tentada. ou seja. confirmar as alegações da vítima colhidas extrajudicialmente. c) é medida subsidiária. d) não importa a coabitação e nem a orientação sexual de agressor e agredida.340/2006 —.