U C S P BARREIRO, 29 de Junho de 2017

Em resposta à reclamação nº 20 de 26/06/2017, apresentada no livro amarelo pelo
exponente MIGUEL HENRIQUE MACHADO DOS SANTOS, eu Ana Maria Gamito Grais
Lima. Assistente Técnica do A C E S Arco Ribeirinho / U. C. S. P. Quinta da Lomba, tenho
a informar que nesse dia o utente se dirigiu às 12.10 ao módulo 2 para efetuar a sua
transferência para este Centro de Saúde, sem sequer tirar uma senha para
atendimento. Informei o Sr. Que já tinha passado da hora para fazer essa
transferência, pois era só das 10.30 às 11.30, e tinha nesse mesmo momento acabado
de fazer a última transferência. O Sr., foi extremamente mal educado e arrogante e
exibindo no ar um documento, que eu identifiquei como um atestado multiusos,
ameaçou-me que eu teria que fazer a sua transferência mediante aquele documento
que comprovava que era doente oncológico. Respondi que mesmo assim , não havia
essa prioridade para fazer transferências fora da hora.

O utente refere que me pediu o livro de reclamações, o que não é verdade, apenas
pediu para falar com a Dra. Sara, ao que respondi que não era possível pois a Dra.
estava a dar consulta e só recebia os utentes mediante marcação. O utente continuou
a falar agressivamente e dirigiu-se para a minha colega Maria João, para falar com ela.

Ao que me apercebi, a minha colega Maria João foi falar com a Dra. Sara para explicar
a situação e a Dra. disse que só podia receber o utente na sexta feira seguinte.
Inclusive a minha colega perguntou ao utente se queria o livro de reclamações ao que
o Sr. Respondeu que não, só queria falar mesmo com a Dra Sara e que ela estava a
fazer panelinha comigo.

Não me apercebi de mais nada do que se passou a seguir, pois saí para almoçar, mas
entretanto parei na receção para imprimir um documento e nesse momento o utente
passou e ameaçou-me que a situação não ia ficar assim, pois eu ia ser processada, ao
qual nem dei resposta.

Perante esta reclamação, fiquei admirada, pois só no outro dia soube que o utente se
tinha dirigido novamente às 18 horas acompanhado da P.S.P., alegando que lhe tinha
sido recusado o livro de reclamações da minha parte , o que não é verdade.

Nada mais tenho a acrescentar sobre o assunto, apenas que atendi o Senhor o melhor
possível e informado as respetivas horas de atendimento de transferências que se
encontravam escritas inclusive no placard de atendimento, e nem descriminei o Sr.,
por ser oncológico, (tenho muito respeito por estas doenças e similares.) Pelo
contrário o utente é que se discriminou a si próprio.

Ana Lima