ORÇAMENTO PÚBLICO

Lei nº 4.320/64
- da Lei do Orçamento -

Professor Almerindo Souza

almerindo.economista@gmail.com

www.grancursosonline.com.br
Professor Almerindo Souza

É a lei que rege a destinação e aplicação do dinheiro público por parte dos Poderes constituídos.Orçamento Público A Lei 4320/64 é uma norma federal que estatui normas gerais de direito financeiro para elaboração e controle dos orçamentos e balanços da União. dos Estados. dos Municípios e do Distrito Federal (DF). www.grancursosonline.com.br Professor Almerindo Souza .

br Professor Almerindo Souza .grancursosonline.com. e permite identificar o desdobramento da classificação de ambas. www. assim como dos objetivos do governo em relação à política econômico-financeira em seus detalhes ─ receita e despesa por natureza.Orçamento Público Ao tratar da Lei de Orçamento. a disposição cuida da discriminação da receita e da despesa. Assim propicia-se a a compreensão desses dois itens.

www.br Professor Almerindo Souza . deve ser elaborado com respeito aos princípios enumerados no caput do artigo 2º da Lei.com. pelo teor do dispositivo.grancursosonline.Orçamento Público Dessa forma o legisladores busca evidenciar a origem dos recursos (receitas) e a respectiva aplicação (despesas). Este desdobramento.

obedecidos os princípios de unidade universalidade e anualidade.Orçamento Público Inteligência do 2º da Lei nº 4.com.grancursosonline.br Professor Almerindo Souza .320/64: Art. 2 A Lei do Orçamento conterá a discriminação da receita e despesa de forma a evidenciar a política econômica financeira e o programa de trabalho do Governo. www.

grancursosonline.br Professor Almerindo Souza . a anualidade: o orçamento deve vigorar pelo período de um ano.Orçamento Público Princípios orçamentários consagrados são extraídos dessa Lei.com. como a universalidade (art. 56). coincidindo com o ano civil (art. sem deduções. 2º): todas as receitas e despesas públicas devem constar do orçamento. sem exceções. 34) e a não-vinculação: qualquer receita pode ser utilizada para pagar qualquer despesa (art. www.

com.br Professor Almerindo Souza . material. por intermédio deles se devam realizar. Art. ou que. 5º A Lei de Orçamento não consignará dotações globais destinadas a atender indiferentemente a despesas de pessoal. www.Orçamento Público Art.grancursosonline. transferências ou quaisquer outras. serviços de terceiros. Art. ressalvado o disposto no artigo 20 e seu parágrafo único. 6º Todas as receitas e despesas constarão da Lei de Orçamento pelos seus totais. vedadas quaisquer deduções. 4º A Lei de Orçamento compreenderá todas as despesas próprias dos órgãos do Governo e da administração centralizada. observado o disposto no artigo 2 .

o orçamento tornou-se obrigatório para todos os órgãos da Administração Direta. com a promulgação da Constituição Federal. da Constituição Federal. 5º.Orçamento Público É preciso lembrar que depois de 1988. 165. alcançando também os órgãos anteriormente não contemplados. e empresas públicas.br Professor Almerindo Souza .com. estas somente no tocante ao orçamento de investimentos – art. a saber: autarquias. fundos. fundações. www.grancursosonline.

) www. operações de crédito por antecipação da receita.com. (.grancursosonline. • 1º Em casos de déficit.Abrir créditos suplementares até determinada importância obedecidas as disposições do artigo 43. • II .Orçamento Público Inteligência do artigo 7º do dispositivo: • Art.Realizar em qualquer mês do exercício financeiro.. 7 A Lei de Orçamento poderá conter autorização ao Executivo para: • I .. para atender a insuficiências de caixa.br Professor Almerindo Souza . a Lei de Orçamento indicará as fontes de recursos que o Poder Executivo fica autorizado a utilizar para atender a sua cobertura.

br Professor Almerindo Souza . com as alterações que normalmente ocorrem durante o exercício financeiro.Orçamento Público A elaboração do orçamento pode ser deficitária. compete à autoridade tão- somente executá-lo na forma elaborada. Se para cada despesa existe uma receita.com. www. somente nos casos de créditos abertos sem o respectivo financiamento justifica-se a existência de déficit de execução. porém sua lógica primária é a do orçamento equilibrado.grancursosonline. ou seja. mesmo que deficitário.