Revit Architecture 2008

Guia do usuário

Junho de 2007

Copyright© 2007 Autodesk, Inc.
Todos os direitos reservados
Esta publicação, ou parte dela, não pode ser reproduzida de nenhuma forma, por nenhum método, para nenhuma finalidade.
A AUTODESK, INC. NÃO OFERECE QUALQUER GARANTIA, SEJA EXPRESSA OU IMPLÍCITA, INCLUSIVE, MAS NÃO
LIMITADA A, QUAISQUER GARANTIAS IMPLÍCITAS DE COMERCIALIZAÇÃO OU ADEQUAÇÃO PARA UMA
FINALIDADE ESPECÍFICA, REFERENTES A ESTES MATERIAIS E DISPONIBILIZA ESTES MATERIAIS UNICAMENTE
“NO ESTADO EM QUE SE ENCONTRAM”.
EM NENHUM CASO A AUTODESK, INC. DEVERÁ SER RESPONSABILIZADA POR DANOS ESPECIAIS, COLATERAIS,
INCIDENTAIS OU CONSEQÜENCIAIS RESULTANTES DO USO OU DA COMPRA DESTES MATERIAIS. A
RESPONSABILIDADE ÚNICA E EXCLUSIVA DA AUTODESK, INC., INDEPENDENTEMENTE DA FORMA DE AÇÃO,
NÃO DEVERÁ EXCEDER O PREÇO DE COMPRA DOS MATERIAIS AQUI DESCRITOS.
A Autodesk, Inc. reserva-se o direito de revisar e aprimorar seus produtos conforme considerar conveniente. Esta publicação descreve o
estado deste produto no momento de sua publicação e pode não refletir o produto em todas as ocasiões no futuro.

Marcas da Autodesk
Estas são marcas registradas da Autodesk, Inc., nos EUA e/ou em outros países: 3DEC (projeto e logotipo), 3December, 3December.com,
3ds Max, ActiveShapes, Actrix, ADI, Alias, Alias (projeto de espiral e logotipo), AliasStudio, Alias|Wavefront (projeto e logotipo), ATC, AUGI,
AutoCAD, AutoCAD Learning Assistance, AutoCAD LT, AutoCAD Simulator, AutoCAD SQL Extension, AutoCAD SQL Interface, Autodesk,
Autodesk Envision, Autodesk Insight, Autodesk Intent, Autodesk Inventor, Autodesk Map, Autodesk MapGuide, Autodesk Streamline,
AutoLISP, AutoSnap, AutoSketch, AutoTrack, Backdraft, Built with ObjectARX (logo), Burn, Buzzsaw, CAiCE, Can You Imagine, Character
Studio, Cinestream, Civil 3D, Cleaner, Cleaner Central, ClearScale, Colour Warper, Combustion, Communication Specification, Constructware,
Content Explorer, Create>what's>Next> (projeto e logotipo), Dancing Baby (imagem), DesignCenter, Design Doctor, Designer's Toolkit,
DesignKids, DesignProf, DesignServer, DesignStudio, Design|Studio (projeto e logotipo), Design Your World, Design Your World (projeto
e logotipo), DWF, DWG, DWG (logotipo), DWG TrueConvert, DWG TrueView, DXF, EditDV, Education by Design, Extending the Design
Team, FBX, Filmbox, FMDesktop, GDX Driver, Gmax, Heads-up Design, Heidi, HOOPS, HumanIK, i-drop, iMOUT, Incinerator, IntroDV,
Kaydara, Kaydara (projeto e logotipo), LocationLogic, Lustre, Maya, Mechanical Desktop, MotionBuilder, ObjectARX, ObjectDBX, Open
Reality, PolarSnap, PortfolioWall, Powered with Autodesk Technology, Productstream, ProjectPoint, Reactor, RealDWG, Real-time Roto,
Render Queue, Revit, Showcase, SketchBook, StudioTools, Topobase, Toxik, Visual, Visual Bridge, Visual Construction, Visual Drainage,
Visual Hydro, Visual Landscape, Visual Roads, Visual Survey, Visual Syllabus, Visual Toolbox, Visual Tugboat, Visual LISP, Voice Reality, Volo
e Wiretap.
Estas são marcas registradas ou marcas da Autodesk Canada Co. nos EUA e/ou Canadá e em outros países: Backburner, Discreet, Fire,
Flame, Flint, Frost, Inferno, Multi-Master Editing, River, Smoke, Sparks, Stone, Wire.

Marcas registradas de terceiros
Todos os demais nomes de marcas, produtos ou marcas registradas pertencem aos seus respectivos proprietários.

Créditos de programas de software de terceiros
ACIS Copyright© 1989-2001 Spatial Corp. Partes Copyright© 2002 Autodesk, Inc.
Copyright© 1997 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.
Flash ® é uma marca registrada da Macromedia, Inc. nos Estados Unidos e/ou em outros países.
International CorrectSpell™ Spelling Correction System© 1995 por Lernout & Hauspie Speech Products, N.V. Todos os direitos reservados.
InstallShield™ 3.0. Copyright© 1997 InstallShield Software Corporation. Todos os direitos reservados.
As Cores PANTONE® exibidas no aplicativo do software ou na documentação do usuário podem não corresponder aos padrões identificados
com PANTONE. Consulte as Publicações de Cores PANTONE atuais para obter precisão nas cores.
PANTONE® e outras marcas comerciais da Pantone, Inc. trademarks são propriedade da Pantone, Inc.© Pantone, Inc., 2002
A Pantone, Inc. é a proprietária dos direitos autorais de dados e/ou software de cores que estão licenciados para a Autodesk, Inc. distribuir
para serem utilizados somente em conjunto com determinados produtos de software da Autodesk. Os Dados e/ou Software de Cores
PANTONE não devem ser copiados em outro disco ou na memória se não fizerem parte da execução deste produto de software da
Autodesk.
Partes Copyright© 1991-1996 Arthur D. Applegate. Todos os direitos reservados.
Partes deste software são baseadas no trabalho do Independent JPEG Group.
RAL DESIGN© RAL, Sankt Augustin, 2002
RAL CLASSIC© RAL, Sankt Augustin, 2002
A representação das Cores RAL é feita com a aprovação de RAL Deutsches Institut für Gütesicherung und Kennzeichnung e.V. (RAL German
Institute for Quality Assurance and Certification, re. Assoc.), D-53757 Sankt Augustin".
Tipos da biblioteca de tipos Bitstream® copyright 1992.
Tipos de Payne Loving Trust© 1996. Todos os direitos reservados.
O AutoCAD 2008 é produzido sob licença de dados derivados do DIC Color Guide® da Dainippon Ink and Chemicals, Inc. Copyright ©
Dainippon Ink and Chemicals, Inc. Todos os direitos reservados. As simulações de cor por computador DIC Color Guide usadas neste
produtos podem não corresponder exatamente aos padrões de cores sólidas identificadas de DIC Color Guide, DIC color Guide Part 2.
Use os atuais DIC Color Guide Manuals para uma referência exata de cores. DIC e DIC Color Guide são marcas registradas da Dainippon
Ink and Chemicals, Inc.
Manual e ajuda impressos produzidos com Idiom WorldServer™.
WindowBlinds: DirectSkin™ OCX © Stardock®
AnswerWorks 4.0 ©; 1997-2003 WexTech Systems, Inc. Partes deste software © Vantage-Knexys. Todos os direitos reservados.
O Diretor Geral do Geographic Survey Institute emitiu a aprovação para o intercâmbio de coordenadas numeradas TKY2JGD para Japan
Geodetic Datum 2000, também conhecido como informações técnicas No. H1-N0.2 do Geographic Survey Institute, a serem instaladas
e usadas neste produto de software (Aprovação No.: 646 emitida por GSI, 8 de abril de 2002).
Partes deste programa de computador são copyright © 1995-1999 LizardTech, Inc. Todos os direitos reservados. MrSID é protegido pela
patente dos EUA No. 5,710,835. Patentes estrangeiras pendentes.
Partes deste programa de computador são Copyright ©; 2000 Earth Resource Mapping, Inc.

OSTN97 © Crown Copyright 1997. Todos os direitos reservados.
OSTN02 © Crown copyright 2002. Todos os direitos reservados.
OSGM02 © Crown copyright 2002, © Ordnance Survey Ireland, 2002.
FME Objects Engine © 2005 SAFE Software. Todos os direitos reservados.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

Sumário

Capítulo 1 Bem-vindo ao Revit Architecture 2008 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1
Informações de copyright . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2
Instalação de operação em rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2
Licenciamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4
Licenciamento independente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4
Configuração do servidor de licenciamento em rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
Instalar o "Network License Manager Tools" [Ferramentas do gerenciador de licença em
rede]. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
Obter a "Host Name ID" [ID do nome do hospedeiro] usando "LMTools" [Ferramentas LM] . . . . 6
Obter um arquivo de licença de rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6
Configurar o arquivo de licença de rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
Configurar o arquivo de licença de rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
Combinando arquivos de licença em rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
Modelo de servidor de licença distribuída . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
Modelo de servidor de licenças redundante . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
Configuração do cliente de licenciamento em rede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
Licenciamento de versões anteriores do Revit Architecture . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
Licença em rede em cascata . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
Reportando o servidor de licença . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
Extensão de licença . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
Transferência de licença . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
Concessão de licença . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13
Centro de assinatura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13
Usando a ajuda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13
Programas de treinamento e produtos da Autodesk . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14
Uso da memória . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
Ativando o recurso 3 GB . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15
Verificando a alocação da memória virtual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16
Considerações sobre o recurso 3 GB . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16

Capítulo 2 O que há de novo nesta versão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17
Vistas de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18
Visibilidade e gráficos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18
Grupos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19
Componentes de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20
Componentes estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20
Detalhes e anotações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21
Ambientes e áreas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
Modelos vinculados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22
Interoperabilidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23
Centro de comunicações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 24
Desempenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25
Documentação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25

Capítulo 3 Iniciar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27
Usando a interface do Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
Aspectos básicos da interface . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
Barra de menus . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
Barras de ferramentas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28
"Design Bar" [Barra de projeto] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29
"Project Browser" [Navegador do projeto] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 30

Sumário | v

Área de desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33
"Status Bar" [Barra de status] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33
Barra de opções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33
"Type Selector" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33
"View Control Bar" [Barra de controle de vista] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 34
Centro de comunicações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 34
Abrindo arquivos Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
Abrindo um arquivo de projeto do Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
Abrindo bibliotecas de famílias e arquivos de treinamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
Abrindo arquivos da biblioteca da web . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
Abrindo arquivos do Revit a partir do Windows Explorer . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
Salvando arquivos Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
Salvando um arquivo com um nome ou local diferente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
Opções para salvar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36
Definindo lembretes para salvar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37
Salvando vistas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37
Fechando arquivos Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37
Atualizando a tela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37
O que é um Projeto? . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37
Antes de iniciar um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 38
Criando um arquivo de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 38
Construção com elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 38
Caixa de diálogo "Element Properties" [Propriedades do elemento] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39
Propriedades de instância e de tipo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40
Organização da caixa de diálogo "Elements Properties" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40
Para criar um novo tipo de família na caixa de diálogo "Element Properties" . . . . . . . . . . . 41
Visualizando tipos de famílias na caixa de diálogo "Elements Properties" . . . . . . . . . . . . . 41
Estudos de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42
Terminologia do estudo de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43
Estudos de massa e gerador de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44
Criando uma família de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44
Criando uma família de massa no local . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44
Criando uma família de massa fora de um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45
Considerações sobre geometria importada em massa ou modelos genéricos de famílias . . . . . . 45
Parâmetros de instância de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 46
Colocando uma instância para uma família de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 46
Usando múltiplas instâncias de massa em um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 46
Criando elementos de construção a partir de instâncias de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 47
Criando paredes a partir de instâncias de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 48
Criando pisos a partir de instâncias de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50
Criando sistemas de parede cortina a partir de instâncias de massa . . . . . . . . . . . . . . . . 52
Criando telhados a partir de instâncias de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 54
Atualizando seleções de faces para telhados e sistemas de parede cortina . . . . . . . . . . . . . 57
Recriando as formas de hospedeiro com base na face . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 57
Selecionando hospedeiro com base em faces de massa a partir da instância de massa . . . . . . . 58
Controlando a visibilidade para instâncias de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 58
Imprimindo elementos de massa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 58

Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 59
Criando um modelo de projeto personalizado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 60
Criando um modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 60
Configurações do modelo de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 60
Transferindo padrões do projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 61
Especificando as informações do projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 61
Especificando as configurações de análise de energia (gbXML) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 62
Parâmetros personalizados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 62
"Shared Parameters" [Parâmetros compartilhados] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 62
Categorias permitindo parâmetros compartilhados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63
Definindo arquivos de parâmetros compartilhados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63
Adicionando parâmetros compartilhados em famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 65
Parâmetros compartilhados e de família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 65
Exportando parâmetros compartilhados para um arquivo de parâmetros compartilhados . . . . 66
Identificando com parâmetros compartilhados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 66
Tabelas com parâmetros compartilhados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 67

vi | Sumário

"Project Parameters" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 68
Criando parâmetros de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 68
Criando parâmetros compartilhados de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 68
Padrões de preenchimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 69
Criando um padrão simples de preenchimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70
Orientação do padrão de preenchimento do hospedeiro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70
Criando um padrão de preenchimento personalizado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 71
Aplicando um padrão de preenchimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 71
Excluindo um padrão de preenchimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 72
Editando um padrão de preenchimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 72
Trabalhando com padrões de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 72
Movendo linhas padrão de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 72
Criando cotas para linhas de padrão de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 73
Rotacionando um padrão de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 73
Alinhando linhas de padrão de modelo com elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 74
Arquivos de padrões personalizados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 74
Formato do arquivo de padrões . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 74
Criando um padrão personalizado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 74
Estilos de materiais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 77
Estilos de aparência de material . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 77
Criando um estilo de aparência de material . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 77
Editando um estilo de aparência de material . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 77
Parâmetros de estilo de aparência de material . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 78
Estilos de materiais físicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 78
Criando um conjunto de parâmetros para uma material físico . . . . . . . . . . . . . . . . . . 78
Editando um tipo de material físico . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 78
Parâmetros de tipo de materiais físicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 78
Dados de identidade de material . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 79
Editando dados de identidade de material . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 79
Aplicando um estilo de material . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 79
Aplicando um estilo de material por categoria ou subcategoria . . . . . . . . . . . . . . . . . . 79
Aplicando um estilo de material por objeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 79
Aplicando um estilo de material por parâmetro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80
Renomeando um estilo de material . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80
Excluindo um estilo de material . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80
"Object Styles" [Estilos de objeto] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80
Criando subcategorias de estilo de objeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80
Modificando estilos de objeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80
Excluindo um estilo de objeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81
Renomeando um estilo de objeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81
"Line Styles" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81
Criando um estilo de linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81
Excluindo um estilo de linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 82
Modificando estilos de linha no Editor de famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 82
"Line Weight" [Espessuras de linha] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 82
Especificando espessuras de linhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 82
Adicionando escalas em espessuras de linhas de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 82
Excluindo escalas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 83
"Line Patterns" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 83
Criando um padrão de linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 83
Editando um padrão de linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 83
Excluindo um padrão de linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 83
Estilos de anotação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 84
Especificando estilos de setas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 84
Especificar estilos de cota . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 84
Carregando estilos de identificadores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 84
Especificando o identificador padrão para uma categoria de elemento . . . . . . . . . . . . . . . . . 84
"Project Units" [Unidades do projeto] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85
Definindo unidades de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85
Alterando a exibição da inclinação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85
Alterando a exibição decimal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85
"Snaps" [Snaps] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 85
Definindo os incrementos de snap . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 86

Sumário | vii

Ativando e desativando snaps . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 86
Sobrepondo temporariamente as configurações de snap . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 86
Pontos de snap . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 87
Snaps a objeto e combinações de atalho de teclado para snap . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 88
Cotas temporárias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 89
Definindo cotas temporárias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 89
Modelos de vistas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 89
Criando um modelo de vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 90
Criando um modelo de vista de um modelo existente de vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 90
Criando um modelo de vista de uma vista de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 90
Definindo um modelo padrão de vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 90
Definindo o modelo padrão de vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 90
Aplicando um modelo de vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 90
Aplicando um modelo de vista a todas as vista em uma folha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 91
Excluindo um modelo de vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 91
Propriedades do modelo de vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 91
"Detail Level" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 92
Definindo os níveis de detalhe de valores de escala . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 93
Especificando o nível de detalhe para uma vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 93
Opções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 93
Opções de configuração . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 93
Opções gerais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 93
Opções gráficas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 94
Opções de localizações de arquivos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 94
Opções de ortografia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 95
Opções de renderização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 95
Atalhos de teclado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 95
Personalizando atalhos de teclado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 96
Aceleradores de teclado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 96
Cores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 98
Usando o seletor de cores do Windows . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 98
Usando o selecionador de cor PANTONE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 98

Capítulo 5 Vistas de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99
Vista de planta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 100
Criando uma vista em perspectiva . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 100
Criando uma vista de planta de teto refletido . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101
Propriedades de vista de planta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101
Exibindo uma vista de planta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101
Região de planta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101
Criando uma região de planta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 102
Controlando a visibilidade de regiões de planta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 103
Vistas de elevação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 103
Criando uma vista de elevação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 104
Exibindio uma vista de elevação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 104
Alterando o símbolo da elevação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 105
Alterando o plano de delimitação em uma vista de elevação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 105
Elevação de referência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 105
Colocando uma elevação de referência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 106
Vistas de elevação da estrutura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 106
Criando uma vista de elevação de estrutura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 106
Propriedades de vista de elevação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 107
Modificando propriedades de símbolo de elevação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 107
Vistas de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 107
Criando uma vista de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 108
Visibilidade do identificador de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 109
Quebrando linhas de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 109
Controlando o estilo de linha de linhas de corte quebradas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 109
Controlando a largura e a profundidade da vista de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 110
Exibindo uma vista de corte segmentada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 110
Segmentando uma vista de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 111
Mesclando vistas de corte segmentadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 112
Cortes de referência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 112
Ocultando o símbolo de anotação de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 113

viii | Sumário

Exibindo uma vista de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 113
Alterando o cabeçalho de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 113
Propriedades de vista de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 113
Modificando propriedades de vista de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 113
Vistas 3D . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 114
Criando uma vista 3D em perspectiva . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 115
Criando uma vista 3D ortogonal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 115
Usando uma caixa de corte em uma vista 3D . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 115
Rotacionando uma vista 3D . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 115
Exibindo uma vista 3D . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 116
Especificando uma localizalização da câmera em uma vista 3D. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 116
Modificando a posição da câmera em uma vista 3D em perspectiva . . . . . . . . . . . . . . . . . . 116
Propriedades de vista 3D . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 118
"Walkthrough Views" [Vistas de passeio virtual] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 119
Criando um caminho de passeio virtual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 119
Editando um caminho de passeio virtual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 120
Editando quadros de passeio virtual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 121
Controlando a execução do passeio virtual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 121
Exportando um passeio virtual . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 122
Vistas de legenda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 122
Criando uma legenda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 123
Componentes de legenda de cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 124
Colocando componentes de uma legenda em uma vista de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . 125
Modificando propriedades de componente de legenda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 125
Vistas de tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 126
Criando uma tabela ou quantidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 127
Tabelas chave . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 127
Criando uma tabela chave . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 127
Aplicando uma chave a um elemento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 128
Aplicando a chave a uma tabela de componente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 128
Criando tabelas de levantamento de materiais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 128
Criando uma tabela de levantamento de materiais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 128
Tabelas de anotações (ou blocos de nota) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 129
Criando uma tabela de anotação (bloco de nota) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 129
Especificando propriedades de tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 129
Selecionando campos para uma tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 129
Limitando os dados apresentados em uma tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 131
Classificando campos em uma tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 132
Adicionando totais gerais a uma tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 134
Adicionando totais de coluna a uma tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 134
Formatando uma tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 134
Aplicando uma fase em uma tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 138
Modificando tabelas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 138
Editando células em uma tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 139
Agrupando cabeçalhos de coluna em uma tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 139
Ocultando colunas de tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 139
Excluindo linhas da tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 139
Reutilizando vistas de tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 139
Salvando vistas de tabela em um projeto externo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 140
Inserindo vistas de tabela em outro projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 140
Exemplo de tabela de sapata de fundação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 140
Exportando uma tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 141
Vistas dependentes duplicadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 141
Criando vistas dependentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 143
Adicionando linhas coincidentes para vistas dependentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 143
Adicionando uma linha coincidente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 144
Modificando uma linha coincidente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 144
Propriedades de "Matchline" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 144
Navegando vistas primárias e dependentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 145
Propagando configuração de vista dependente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 145
Tornando independente uma vista dependente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 146
Excluindo vistas dependentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 146
Exibição de visibilidade e gráficos em vistas de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 146

Sumário | ix

Sobrepondo exibição de visibilidade e gráficos de elementos individuais . . . . . . . . . . . . . . . 147
Sobrepondo exibição gráfica de categorias de elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 148
Removendo sobreposições de exibição de gráfico para categorias de elementos . . . . . . . . . . . . 149
Especificando visibilidade de categoria de elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 150
Aplicando transparência a faces de categorias de elemento de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . 151
Controlando exibição de visibilidade e gráficos de elementos usando filtros . . . . . . . . . . . . . 152
Criando um filtro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 152
Aplicando um filtro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 154
Modificando critérios de filtro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 154
Modificando configurações de visibilidade de filtros e gráficos . . . . . . . . . . . . . . . . . . 155
Ocultando elementos em uma vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 155
Ocultando elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 155
Revelando e reexibindo elementos ocultos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 155
Ocultando ou isolando temporariamente elementos ou categorias de elementos . . . . . . . . 156
Sobrepondo linhas individuais em um elemento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 157
Sobrepondo camadas hospedeiras . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 157
Sobrepor estilos de linha de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 157
Regiões de recorte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 158
Recortando uma vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 159
Exibindo ou ocultando regiões de recorte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 159
Alterando a escala de regiões de recorte graficamente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 159
Alterando a escala de regiões de recorte explicitamente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 160
Rotacionando vistas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 161
Rotacionando uma vista de corte ou uma caixa de escopo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 161
Rotacionando uma viewport em uma vista de folha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 161
Rotacionando uma vista por região de recorte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 162
Configurações de vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 162
Efetuando zoom em vistas de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 162
Mantendo espessura de linha ao efetuar zoom . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 163
Níveis de detalhe e exibição de componentes estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 163
Exibição de linhas ocultas de componentes de concreto estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . 163
Exibindo linhas ocultas de elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 163
Usando a vista dinâmica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 164
Opções de vistas dinâmicas 3D . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 165
Vista dinâmica em vistas em perspectiva . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 165
Configuração do identificador de vista de corte, elevação e chamada de detalhe . . . . . . . . . . . 166
Editando propriedades do identificador de vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 166
Ocultando identificadores de elevação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 166
Propriedades do identificador de chamada de detalhe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 166
Propriedades do identificador de elevação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 167
Propriedades do identificador de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 167
"View Range" [Faixa de vista] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 167
Regras adicionais de faixa de vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 168
Modificando a faixa da vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 169
Propriedades da faixa da vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 169
Estilos de gráfico de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 169
Especificando um estilo de gráfico de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 169
Configurando estudos de sombra . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 171
Aplicando e removendo um estilo de linha para uma aresta de silhueta . . . . . . . . . . . . . 172
Encontrando vistas de referência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 173
Encontrando um símbolo da vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 173
Personalizando a organização da vista de projeto no "Project Browser" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 173
Classificando vistas ou folhas no "Project Browser" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 174
Criando um grupo de classificação no "Project Browser" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 174
Editando um grupo de classificação no "Project Browser" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 175
Adicionando um filtro para um grupo de classificação no "Project Browser" . . . . . . . . . . . . . 175
Editando um filtro no "Project Browser" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 175
Propriedades de vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 175

Capítulo 6 Croqui . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 179
Criando linhas de croqui . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 180
Criando uma cadeia de linhas arredondada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 181
Restringindo uma linha de croqui . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 181
Especificando o comprimento de uma linha de croqui . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 181

x | Sumário

Melhores práticas para desenhar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 182
Comandos da "Design Bar" para desenhar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 182
Croquis válidos/inválidos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 183
Modificando croquis . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 183
Desenhando elipses . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 184
Desenhando uma elipse completa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 184
Desenhando uma elipse parcial . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 185
Alterar a escala de uma elipse . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 185
Rotacionando uma elipse . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 185
Desenhando planos de trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 186
Definindo o plano de trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 186
Tornando o plano de trabalho visível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 187
Selecionando a grade do plano de trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 187
Modificando espaçamento da grade do plano de trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 187
Rotacionando um plano de trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 187
Elementos associados com planos de trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 187
Alterando o plano de trabalho de um elemento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 188
Desassociar um elemento de uma plano de trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 188

Capítulo 7 Usando cotas e restrições . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 189
Cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 190
Cotas temporárias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 190
Exibindo cotas temporárias quando múltiplos elementos são selecionados . . . . . . . . . . . 190
Alterando as cotas temporárias para cotas permanentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 190
Cotas permanentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 190
Colocando cotas permanentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 191
Bloqueando cotas permanentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 195
Unidades personalizadas de cota . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 196
Cotando para o núcleo em estruturas compostas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 197
Cotas de elevação de ponto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 198
Colocando uma elevação de ponto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 198
Alterando o reporte da elevação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 198
Alterando o estilo de seta da elevação de ponto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 198
Ouvindo cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 199
Editar linhas de chamada da cota . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 199
Movendo a linha de chamada da cota para cotas temporárias . . . . . . . . . . . . . . . . . . 199
Movendo a linha de chamada da cota para cotas permanentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . 199
Controlando o intervalo de linhas de chamada da cota para cotas permanentes . . . . . . . . . 200
Adicionando linhas de chamada da cota em uma cota permanente . . . . . . . . . . . . . . . 200
Excluir linhas de chamada da cota . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 200
Modificando cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 200
Alterando o valor da cota . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 200
Movendo o texto da linha de cota . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 201
Alterando a marca de preenchimento da linha de cota . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 201
Controlando o comportamento de exibição das setas de cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . 201
Propriedades da cota . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 203
Modificando as propriedades de cotas permanentes e de elevação do ponto . . . . . . . . . . . 203
Propriedades de tipo de cota permanente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 203
Propriedades de instância de cota permanente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 204
Propriedades de tipo de elevação de ponto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 204
Propriedades de instância de elevação de ponto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 205
"Constraints" [Restrições] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 205
Aplicando restrições com cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 206
Restrições de igualdade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 206
Aplicando uma restrição de igualdade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 206
Alterando a legenda EQ para o valor da cota . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 206
Controlando a visibilidade de restrições . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 207
Removendo restrições . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 207
Restrições e worksets . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 208

Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 209
Paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 210
Adicionando paredes internas e externas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 210
Dicas de paredes interiores/exteriores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 211

Sumário | xi

Adicionando paredes de contenção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 212
Paredes em arco . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 213
Adicionando paredes em arco . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 213
Alterando a escala de paredes em arco . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 213
Cortando aberturas em paredes em arco . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 213
Paredes embutidas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 213
Embutindo uma parede em outra parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 214
Separando paredes embutidas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 214
Paredes verticalmente compostas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 215
Acessando comandos de paredes verticalmente compostas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 215
Altura de amostra . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 216
Comando "Modify" [Modificar] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 216
Comando "Split Region" [Dividir região] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 217
Comando "Merge Region" [Fundir região] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 218
Comando "Assign Layers" [Atribuir camadas] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 218
Regras de atribuição de camadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 219
Comandos "Sweeps" [Varredura] e "Reveal" [Frisos] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 219
Paredes verticalmente empilhadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 220
Acessando comandos de paredes empilhadas verticalmente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 221
Definindo a estrutura da parede empilhada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 221
Separando uma parede empilhada verticalmente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 223
Observações sobre paredes empilhadas verticalmente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 223
Anexando paredes a outros componentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 224
Anexando um piso com uma camada estrutural da parede. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 225
Desvinculando paredes de outros componentes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 225
Desanexando paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 225
Uniões de paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 225
Editando uniões de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 226
Editando uniões de parede complexas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 227
Alterando a ordem de uma união de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 228
Limpando uniões de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 229
Unindo paredes paralelas que contêm inserções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 230
Criando paredes com faces de extremidade mediana . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 230
Unindo paredes com faces de extremidade mediana . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 231
Prevenindo que as extremidades da parede se unam . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 232
Alinhando paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 233
Dividindo paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 233
Desenhando formas de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 233
Definindo formas ou aberturas de paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 233
Varreduras de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 235
Adicionando varreduras de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 235
Alterando o perfil de varredura da parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 236
Retornando varreduras de paredes de volta para a parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 236
Alterando o tipo de varredura de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 237
Adicionando ou removendo segmentos de uma varredura de parede . . . . . . . . . . . . . . . 237
Alterando a escalas de varreduras de parede não conectadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 237
Cotando para uma varredura de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 237
Alterando o deslocamento horizontal ou vertical da varredura da parede . . . . . . . . . . . . 238
Propriedades de varredura de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 238
"Wall Reveals" [Frisos de parede] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 239
Adicionando um friso de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 240
Alterando o perfil do friso da parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 240
Movendo frisos de paredes para fora ou dentro da parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 240
Alterando tipos de frisos de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 240
Propriedades de friso de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 241
Modificando paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 241
Alterando tipos de paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 241
Alterando a escala de paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 241
Propriedades da parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 242
Propriedades de tipo de paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 243
Propriedades instância de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 243
Telhados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 244
Adicionando um telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 245

xii | Sumário

Adicionando um telhado por perímetro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 246
Adicionando um telhado por extrusão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 247
Adicionando uma vidraça inclinada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 249
Unindo e desunindo telhados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 250
Unindo telhados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 250
Telhados desunidos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 250
Dicas para unir telhados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 250
Modificando um telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 251
Alterando o tipo de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 251
Editando um croqui de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 251
Alterando a escala de um telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 251
Alinhando os cumes do telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 252
Inclinação do telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 253
Inclinação do telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 253
Seta de inclinação de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 253
Beirais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 254
Criando um beiral com corte a prumo, com corte a prumo duplo e com corte quadrado
duplo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 256
Alinhando beirais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 256
Águas furtadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 256
Criando uma água furtada com a ferramenta setas de inclinação . . . . . . . . . . . . . . . . . 256
Criando uma abertura de água furtada em um telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 257
Borda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 259
Adicionando uma borda de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 259
Alterando a escala ou invertendo bordas de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 260
Adicionando ou removendo segmentos da borda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 260
Alterando as opções de chanfro para a borda do telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 260
Alterando o deslocamento horizontal e vertical da borda do telhado . . . . . . . . . . . . . . . 261
Sofitos de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 262
Adicionando sofitos de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 262
Exemplos de sofitos de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 264
Calhas do telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 264
Adicionando calhas no telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 265
Alterando a escala ou invertendo calhas de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 265
Adicionando ou removendo segmentos da calha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 266
Alterando o deslocamento horizontal e vertical . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 266
Exemplos de telhados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 266
Telhado com linhas de intersecção inclinadas em diferentes alturas . . . . . . . . . . . . . . . 267
Telhado triangular com quatro águas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 268
Propriedades do telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 269
Modificando propriedades do telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 269
Propriedades de tipo de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 270
Propriedades de instância de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 270
Propriedades da linha de limite de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 271
"Roof Fascia and Gutter Type Properties" [Propriedades de tipo de borda e calha de telhado] . . 272
"Roof Fascia and Gutter Instance Properties" [Propriedades de instância de borda e calha de
telhado] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 272
"Roof Slope Arrow Properties" [Propriedades de seta de inclinação do telhado] . . . . . . . . . . 273
Pisos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 273
Adicionando pisos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 274
Alterando o tipo de piso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 274
Editando um croqui de piso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 274
Pisos inclinados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 274
Criando um piso inclinado ao desenhar uma seta de inclinação . . . . . . . . . . . . . . . . . 274
Criando um piso inclinado ao definir as propriedades da linha de croqui paralela . . . . . . . . 275
Criando um piso inclinado ao definir as propriedades da linha de croqui única . . . . . . . . . 275
Arestas de laje de piso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 276
Alterando a escala ou invertendo lajes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 276
Adicionando ou removendo segmentos da laje . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 276
Alterando o deslocamento horizontal e vertical . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 276
Propriedades de aresta da laje de piso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 277
Propriedades do piso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 277
Modificando propriedades de piso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 277

Sumário | xiii

Modificando a linha de croqui de piso ou as propriedades da seta de inclinação. . . . . . . . . 278
Propriedades de tipo de piso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 278
Propriedades de instância de piso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 278
Propriedades da linha de croqui do piso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 279
Propriedades de seta de inclinação do piso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 280
Tetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 280
Criando tetos automáticos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 281
Efetuando o croqui de um telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 281
Tetos inclinados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 282
Modificando tetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 283
Alterando tipos de tetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 283
Criando um novo tipo de teto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 283
Aplicando um padrão de superfície em um teto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 283
Editando um croqui de teto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 283
Propriedades de teto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 284
Modificando propriedades do teto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 284
Propriedades de tipo de teto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 284
Propriedades de instância de teto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 284
Propriedades da linha de croqui do teto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 285
Propriedades de seta de inclinação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 285
"Openings" [Aberturas] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 286
Cortando aberturas retangulares em paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 286
Cortando aberturas em pisos, telhados e tetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 288
Cortando aberturas de shaft . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 288
Escadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 289
Criando escadas ao efetuar o croqui de lance de escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 290
Criando escadas por limite de croqui e linhas de espelho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 290
Criando degraus da escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 291
Criando escadas espirais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 292
Criando patamares em arco . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 293
Especificando o tipo de corrimão para novas escadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 293
Calculadora de escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 294
Usando a calculadora de escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 294
Fórmulas de regra prática . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 294
Modificando escadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 295
Limites e espelho de degrau e linhas de lances de escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 295
Modificando corrimãos de escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 295
Movendo a legenda da escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 296
Alterando a direção da escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 296
Espessura zero de degrau para escadas monolíticas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 297
Propriedades da escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 297
Modificando propriedades da escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 297
Propriedades de tipo da escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 297
Propriedades de instância da escada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 299
Rampas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 300
Adicionando uma rampa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 300
Especificando o tipo de corrimão para novas rampas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 301
Alterando o tipo de rampa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 301
Editando uma rampa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 301
Propriedades da rampa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 301
Modificando as propriedades da rampa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 301
Propriedades de tipo da rampa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 302
Propriedades de instância de rampa . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 302
Corrimão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 303
Adicionando um corrimão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 303
Alterando o tipo de corrimão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 304
Modificando a estrutura do corrimão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 304
Modificando uniões do corrimão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 304
Modificando a altura e a inclinação do corrimão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 305
Controlando a colocação de balaústres e pilares . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 306
Criando um padrão de balaústre personalizado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 306
Sobrepondo o padrão de balaústre principal por escadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 307
Propriedades de padrão balaústre . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 307

xiv | Sumário

Especificando pilares iniciais, de canto ou finais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 308
Propriedades do pilar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 309
Excluindo balaústres e pilares . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 309
Propriedades do corrimão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 310
Modificando as propriedades do corrimão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 310
Propriedades de tipo do corrimão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 310
Propriedades de instância de corrimão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 311
Colunas de arquitetura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 311
Adicionando uma coluna . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 312
Anexando colunas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 312
Exemplos de cortes de coluna . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 313
Exemplos de cortes de alvo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 315
Padrões de corte com escala de baixa resolução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 317
Modificando colunas de arquitetura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 317
Alterando tipos de colunas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 317
Movendo uma coluna . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 317
Propriedades de coluna de arquitetura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 317
Modificando as propriedades da coluna de arquitetura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 317
Propriedades de tipo da coluna de arquitetura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 318
Propriedades de instância da coluna de arquitetura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 318
Elementos cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 319
Paredes cortina, Grades cortina e Montantes secundários . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 319
Criando paredes cortina retangulares . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 320
Criando paredes cortina não retangulares . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 322
Snap de grade cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 322
Colocando seletivamente grades cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 322
Layout de elemento cortina derivado do tipo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 323
Montante secundário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 326
Invertendo a orientação de paredes cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 328
Painéis de parede em paredes cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 328
Modificando paredes cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 329
Sistemas de cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 333
Criando um sistema de cortina por linhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 333
Sistema de cortina por face . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 333
Adicionando grades cortina em um sistema de cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 334
Adicionando montantes secundários em um sistema cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 334
Montante secundário de canto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 334
Tipos de montantes secundários de canto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 334
Propriedades do elemento cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 336
Propriedades da parede cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 336
Propriedades de tipo de montante secundário comum . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 338
Propriedades de tipo de montante secundário circular . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 339
Propriedades de tipo de montante secundário retangular . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 339
Propriedades de tipo de montante secundário de canto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 340
Propriedades de instância do montante secundário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 340
Texto do modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 340
Adicionando texto do modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 341
Editando o texto do modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 341
Movendo o texto do modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 342
Propriedades de texto de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 342
Modificando propriedades de texto do modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 342
Propriedades de tipo de texto de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 342
Propriedades de instância de texto de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 343
Componentes hospedados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 343
"Doors" [Portas] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 343
Adicionando portas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 344
Identificadores de porta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 345
Alterando o tipo de porta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 345
Modificando a posição da porta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 345
Propriedades da porta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 345
"Windows" [Janelas] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 347
Adicionando janelas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 348
Identificadores de janela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 348

Sumário | xv

Alterando o tipo de janela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 348
Modificando a posição da janela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 348
Propriedades da janela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 348
Linhas de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 350
Adicionando linhas de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 350
Unindo linhas de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 351
Modificando linhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 351
Propriedades de linha de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 352
"Components" [Componentes] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 353
Opções de colocação do componente com base em plano de trabalho e com base na face . . . . 354
Rehospedar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 355
Rehospedando portas e janelas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 355
Rehospedando elementos com base no plano de trabalho, com base na face, e componentes . . 355
Rehospedando componentes com base no nível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 355
Estrutura composta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 356
Materiais na geometria composta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 356
Limpeza de união de camada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 356
Aplicando uma função em uma camada de estrutura composta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 357
Inserindo camadas em uma estrutura composta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 358
Virada do revestimento de camada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 359
Definido o revestimento da camada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 359
Visualizando a geometria composta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 360
Camadas como referências . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 360
Paredes compostas unidas a colunas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 360
Editando camadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 360
Invertendo a orientação de paredes compostas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 360
Códigos de montagem Uniformat . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 361

Capítulo 9 Trabalhando com componentes estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 363
Colunas estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 364
Adicionando colunas estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 364
Alinhando colunas estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 365
Alterando os tipos de colunas estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 365
Movendo uma coluna estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 366
Adicionando um símbolo de encaixe ou de placa para uma coluna estrutural . . . . . . . . . . . . . 366
Cortando aberturas em uma viga estrutural, contraventamento ou coluna estrutural . . . . . . . . . 366
Propriedades de colunas estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 366
Modificando propriedades de colunas estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 366
Propriedades de tipo de colunas estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 367
Propriedades de instância de colunas estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 367
Vigas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 369
Uso estrutural de vigas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 369
Adicionando vigas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 370
Usando a ferramenta de grade para colocar vigas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 370
Modelagem de viga inclinada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 373
Snap 3D . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 373
Pontos de manipulação de viga . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 373
Alterando geometria de vigas usando pontos de manipulação de formato . . . . . . . . . . . . . . . 376
Símbolos de momento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 376
Dicas de viga . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 377
Movendo uma viga . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 377
Rotacionando uma viga . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 377
Propriedades de viga . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 377
Modificando propriedades de viga . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 377
Propriedades de tipo de viga . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 378
Propriedades de instância de viga . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 378
"Beam Systems" [Sistemas de vigas] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 380
Criando um sistema de viga estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 381
Definindo o limite de um sistema de vigas estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 381
Especificando direção de vigas em um sistema de vigas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 386
Especificando o padrão do sistema de vigas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 387
Sistemas de vigas em balanço . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 388
Sistemas de vigas não planos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 390
Adicionando um sistema de vigas não plano . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 390

xvi | Sumário

Identificando sistemas de vigas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 390
Redefinindo sistemas de vigas estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 391
Modificando um sistema de vigas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 391
Propriedades do sistema de vigas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 392
Modificado propriedades do sistema de vigas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 392
Propriedades de tipo de sistema de vigas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 392
Propriedades de instância de sistema de vigas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 392
Contraventamentos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 393
Carregando contraventamentos estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 393
Adicionando contraventamentos estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 394
Modificando contraventamentos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 395
Controlando vínculos de contraventamentos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 395
Propriedades de contraventamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 396
Modificando propriedades de contraventamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 396
Propriedades de tipo de contraventamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 397
Propriedades de instância de contraventamento (quando anexadas a uma viga) . . . . . . . . . 397
Propriedades de instância de contraventamento (quando anexadas a uma coluna) . . . . . . . 399
Paredes estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 400
Criando uma parede estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 401
Modificando paredes estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 401
Modificando paredes estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 401
Definindo formas de parede estrutural ou aberturas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 402
Paredes em arco . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 403
Propriedades de parede estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 404
Propriedades de tipo de parede estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 404
Propriedades de instância de parede estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 405
Fundações de paredes contínuas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 406
Criando uma fundação de parede contínua . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 406
Propriedades de fundação de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 407
Modificando propriedades de fundação de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 407
Propriedades de tipo de fundação de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 407
Propriedades de instância de fundação de parede . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 407
Fundações isoladas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 408
Adicionando fundações isoladas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 408
Lajes estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 408
Adicionando uma laje ou um deck . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 409
Adicionando balanços a lajes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 409
Direção do vão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 410
Lajes inclinadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 410
Criando um tipo de fundação de material dentro da família "Slab" . . . . . . . . . . . . . . . . . . 412
Cortando aberturas em lajes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 412
Painéis de queda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 412
Modificando lajes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 413
Editando um croqui de laje . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 413
Propriedades de laje . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 413
Lajes de fundação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 414
Adicionando lajes de fundação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 414
Propriedades da laje de fundação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 415
Edição de forma para lajes, teclados e pisos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 416
Usando a ferramenta "Modify Sub-Elements" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 417
Usando a ferramenta "Draw Points" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 418
Usando a ferramenta "Draw Split Lines" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 418
Usando a ferramenta "Pick Supports" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 419
Ferramenta "Reset Shape" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 419
Espessura de camada variável para telhados e lajes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 419
Identificadores de componente estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 420
Configurações do projeto para o desenho estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 420
Configurações estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 421
Configurações de representação simbólica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 421
Modelo estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 423
Iniciando um projeto com o modelo estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 423
Carregando famílias de componentes estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 423
Carregando famílias estruturais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 423

Sumário | xvii

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 434 Visualizando os volumes de corte/preenchimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 436 Modificando plataformas de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 435 Corte e preenchimento com plataformas de construção . . 427 "Toposurfaces" [Superfície topográfica] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 439 Modificando a linha de legenda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 449 Dicas de famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 424 Exibição de linhas ocultas de componentes de concreto estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 448 Criando uma nova família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 434 Corte e preenchimento em uma tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 452 xviii | Sumário . . . . . . . . . . 442 Modelos de família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 437 Componentes de estacionamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . 441 Conceitos básicos do Editor de famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 440 Capítulo 11 Criando seus próprios componentes (Famílias) . 437 Modificando as propriedades da plataforma de construção . 450 Aplicando materiais na Biblioteca de Meios Modernos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 448 Definindo subcategorias . . . . . . . . 435 Adicionando uma plataforma de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 451 Salvando famílias carregadas . . . . . . . . . . . . . . . 436 Modificando a estrutura de uma plataforma de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 442 Modelos básicos de família . . 450 Recarregando famílias em um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 437 Propriedades de tipo de plataforma de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 444 Valores "Is Reference" . . . . 426 Definindo as configurações de terrenos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 429 Simplificando uma superfície topográfica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 439 Legendando curvas de nível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 437 Propriedades de instância da plataforma de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 425 Configurações de terreno . . . . . . . . . Carregando através da caixa de diálogo "Element Properties" . . 426 Propriedades de configurações de terreno . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 438 Legendas de curva de nível . . . . . . 424 Arrastando a partir do Windows Explorer . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 427 Criando uma superfície topográfica ao selecionar pontos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 445 Criando tipos de famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 452 Editando famílias carregadas . 432 Efetuando o croqui de linhas de propriedade . . . . . . . . . . . . . . . . . . 444 Linhas de referência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 444 Definindo uma origem de família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 433 Criando linhas de propriedade com dados topográficos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 450 Acessando a biblioteca de meios modernos . . . . . . 430 Mesclando superfícies topográficas . . . . . . . . . . 432 "Property Lines" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 443 Considerações de desenho . . . . . . . . . . . 431 Regiões niveladas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 449 Famílias incluídas na biblioteca . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 440 Propriedades de tipo de legenda de curva de nível . . . 428 Criando uma superfície topográfica de dados 3D importados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 424 Capítulo 10 Trabalhando com componentes de terreno . . . . . . . . . . 428 Criando uma superfície topográfica de um arquivo de pontos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 450 Carregando famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 429 "Toposurface Subregions" [Sub-regiões da superfície topográfica] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 442 Ambiente de desenho para criar famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 431 Propriedades de superfície topográfica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 438 Componentes do terreno . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 449 Biblioteca de família de meios modernos . . . . . . . . . . . . . . . . . 429 Dividindo uma superfície topográfica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 433 Reportando volumes de corte e preenchimento em um terreno . . . . . . . . . . . . . 433 Convertendo linhas de propriedades desenhadas para linhas de propriedade com base em tabela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 443 Regras gerais para a criação de geometria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 448 Criando tipos de famílias em um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 435 Plataformas de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 436 Propriedades de plataforma de construção . . . . . .

. . . . . . . . 486 Propriedades de varredura . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 457 Legendando cotas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 463 Abreviatura e sintaxe válida de fórmulas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 481 Revoluções vazias . . . . . 473 Ferramentas de geometria sólida . . . . . . . 466 Famílias de perfis . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 477 Criando extrusões de sólido . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 466 Carregando uma família em um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 462 Criando tipos de famílias . 452 Recarregando famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 463 Adicionando uma fórmula a um parâmetro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 466 Criar uma família de perfil . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 471 Duplicando elementos parametrizados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 460 Parâmetros de instância e pontos de manipulação de formato . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 469 Criando um catálogo de tipos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 484 Criando subcategorias para a família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 460 Criando parâmetros de instância . . . . . . . . . 455 Visibilidade de cotas de croqui automáticas no Editor de família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 456 Cotar com famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 457 Visibilidade e níveis de detalhe . . . . . 462 Usando fórmulas para parâmetros numéricos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 471 Editor de famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 454 Definindo referências fortes e fracas . . . . 470 Usando catálogos de tipos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 453 Copiando tipos de famílias entre projetos . . 482 Varreduras vazias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 453 Referências fortes e fracas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 458 Categorias de famílias cortáveis e não cortáveis . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 461 Tipos de famílias . . . . . . 457 Definindo a visibilidade da geometria da família . . 465 Criando novos parâmetros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 480 Mesclas vazias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 455 Cotas automáticas de croqui . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 464 Adicionar um link de website às famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 460 Visibilidade ao efetuar o croqui . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 483 Cortar a geometria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 474 Criando varreduras sólidas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 468 Criando catálogos de tipos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 468 Perfis de varredura de hospedeiro com componentes detalhe aninhados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 485 Propriedades de extrusão . . . . . . . . . . . 468 Usando a família de perfis com um elemento de construção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 485 Propriedades de geometria revolvida . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 471 Carregando uma família com um catálogo de tipos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 483 Criando uma subcategoria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Editando uma família em um projeto ou em uma família aninhada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 485 Propriedades de mescla . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 465 Criando novos parâmetros de família . . . . . . . . . . 459 Visibilidade de geometria importada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 471 Comandos do Editor de famílias . . . . . . . . . . . 475 Criando mesclas sólidas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 485 Atribuindo a subcategoria para a família . . 460 Adicionando pontos de manipulação de formato em uma família de componentes . . . . . . . . 463 Declarações condicionais em fórmulas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 474 Criando revoluções sólidas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 457 Dicas para cotar com famílias . . . . . . . . . . . . . . . . 465 Modificando parâmetros de família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 459 Famílias não cortáveis . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 454 Cotas com famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 458 Famílias cortáveis . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 480 Extrusões vazias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 479 Ferramentas de geometria vazia . . . . 485 Propriedades da geometria de família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 460 Definindo o nível de detalhe . . . . . . 486 Sumário | xix . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 508 Criando inserções de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . 489 Carregar nos projetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 519 Iniciando uma família de cabeçalho de corte . . . . . . . . . Propriedades de linha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 516 Especificando como uma coluna é exibida em vistas de planta . . . 487 Usando o parâmetro compartilhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 492 Iniciando uma família de janelas . . . . 520 Definindo parâmetros para o cabeçalho de corte . . . . . . . . 494 Criando uma família com base no plano de trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 494 Especificando o parâmetro "Always Vertical" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 509 Criando uma família no local . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . elétrica ou mecânica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 490 Inserções de parede e planos de fechamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 492 Criando famílias verticais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 511 Vinculando parâmetros de família . 496 Visibilidade de famílias aninhadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 489 Criando uma família de portas . 495 Famílias aninhadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 514 Criando uma família de mobiliário . . . . . . . . 503 Trabalhando com famílias compartilhadas em um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 506 Iniciando uma família de painel de parede cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 508 Colocando uma inserção de telhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 497 Criando e aplicando um parâmetro de tipo de família . . 489 Iniciando uma família de portas . . . . . . . . . . . . . . . . . 487 Especificando o parâmetro "Always Vertical" . . . . . . . 504 Criando uma família de painel de parede cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 512 Criando famílias de mobiliário . . . . . . . . . . . 507 Janelas e portas de parede cortina . . . . . . . . . . . . . 514 Iniciando uma família de mobiliário . . . . . . . . . . . . 509 Famílias no local . . . . . . . . . . . . . . . . . 500 Carregando famílias compartilhadas em um projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 518 Aplicando a legenda em um identificador no projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 498 Criando famílias compartilhadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 496 Criando uma família aninhada com subcomponentes intercambiáveis . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 510 Alterando a aparência do componente detalhe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 521 Criando uma família estrutural. . . 491 Criando uma família de janelas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 495 Restrições de carga de família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 503 Tabulando famílias compartilhadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . de encanamento. . . . . . . . . . . . . . . . . . 521 Capítulo 12 Editando elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 523 xx | Sumário . . . . . . . . . . . . . . . . 519 Aplicando a legenda em um bloco de margens e carimbo no projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 511 Criando vínculos de parâmetros de famílias . . . . . . . . . . . . . . . 511 Criando vínculos de parâmetros para texto de modelo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 487 Atribuindo categorias de famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 507 Alteração automática da escala do painel . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 521 Limpando famílias não utilizadas . . . . . . . . . . . . 489 Carregando uma família em projetos ou famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 496 Criando uma família aninhada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 519 Criando uma família de cabeçalho de seção . . . . . . . . . . . . . . . . . . 499 Criando uma família aninhada de componentes compartilhados . . . . . . . . . . . 517 Parâmetros de formatação . . . . . 486 Categoria e parâmetros de família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 516 Criando uma legenda . . . . . . . . . . . . . . 488 Dicas de categoria de família . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 520 Dica para criar uma família de cabeçalho de seção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 497 Famílias compartilhadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 515 Criando uma família de coluna . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 487 Especificando o parâmetro com base no plano de trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 521 Criando famílias adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 512 Carregando anotações genéricas em famílias de modelos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 494 Criando famílias com base em plano de trabalho e com base em face . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 521 Cortes automáticos em pisos e tetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 512 Adicionando uma anotação genérica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 515 Iniciando uma família de colunas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . 534 Refazendo uma ação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 526 Modificando uma cadeia selecionada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 532 Controles de texto de cota . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 552 Movendo componentes unidos na extremidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 542 Trocando tipos de grupos . . 539 Modificando grupos . . . . . . . . . . . . . . . . . . 545 Criando uma matriz radial . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 537 Carregando grupos . . . . . . . . . . . . . . 532 BARRA DE ESPAÇOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 538 Colocando grupos . . . . . . . . . . . . . . . . . . 542 Ordem de desenho para elementos em grupos de detalhes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 542 Convertendo grupos para modelos Revit vinculados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 544 Criando uma matriz linear . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 544 Usando matrizes de elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 525 Selecionando parte de uma cadeia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 540 Editando um grupo externamente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 554 Rotacionando elementos . . . . . . . . . . . . . 542 Convertendo grupos para modelos Revit vinculados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 524 Selecionando múltiplos elementos . . . . . . . . . . . . . 548 Alterando uma matriz . . . . . . . 537 Criando um grupo de detalhes anexado . . . . . 550 Movendo elementos com o comando "Move" [Mover] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 527 Selecionando múltiplos elementos cortina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 524 Selecionando elementos usando um filtro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 557 Sumário | xxi . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 530 Removendo elementos da seleção . . . . . . . . . . . . . . . . 531 Controles de pinos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 543 Salvando grupos . 532 Controles da vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 551 Movendo elementos com cortar e colar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 530 Controles de arraste . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 537 Duplicando tipos de grupos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 536 Criando um grupo usando o editor de grupos . . . . . . . 530 Controles e manipuladores de formas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 525 Selecionando cadeias de paredes e linhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 530 Controles de inversão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 535 Editando elementos em grupos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 534 Desfazendo uma ação . . . . . . . . . . . . . . . . 544 Criando uma matriz . . . . . . . . . . . . 534 Cancelando uma ação . . . . 556 Invertendo elementos . . . . . . . 529 Restaurando uma seleção . . . . . . . . . . . . . 538 Especificando a posição de um grupo por sua origem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 541 Renomeando um grupo . . . . . . . . . . . . . . 536 Criando um grupo ao selecionar elementos . . 533 Desfazendo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 553 Alinhando elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 546 Copiando uma matriz . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 550 Movendo elementos com teclas de seta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 541 Desanexando um grupo de detalhes anexados de um grupo de modelos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 550 Movendo elementos com o comando "Offset" [Deslocamento] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 540 Excluindo elementos de uma instância de grupo . . . . . . . . . .Selecionando elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 543 Convertendo modelos Revit vinculados em grupos . . . . . . . . . . . . . . . . . . 535 Criando grupos . . . . . . . . . . . . . . . 531 Controles de rotação . refazendo ou cancelando uma ação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 542 Especificando a altura para grupos de modelos . . . . . . . . . . . . . . . . . . 543 Excluindo grupos . . . . . . . . . . . . . . . . 553 Movendo linhas e componentes com paredes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 549 Movendo elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 549 Movendo elementos ao arrastar . . . . . . 540 Adicionando ou removendo elementos de um grupo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 548 Excluindo membros de uma matriz . . . . . . . . . 532 Manipuladores de formas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . 590 Adicionando número de folhas para títulos de vistas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 586 Propriedades de ocorrência da viewport . . . . . . . . . . . . . . . 586 Viewports . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 593 Chamada de detalhe de referência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 570 Alterando o perfil de corte dos elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 585 "Activate View" [Ativar a vista] . . . . . . . . . 569 Alterando o estilo da linha de elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . 559 Alterando graficamente a escala . . . . . . . . . . . 586 "View List" [Lista das vistas] . . . . . . . . . 586 Propriedades de tipo da viewport . . . . . . . 589 Criando um bloco de margens e carimbo . . . . . . . . . . . . . 593 xxii | Sumário . . . . . 563 Copiando elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 591 Alterando o tamanho de seções da tabela . . 585 "Add View" [Adicionar vista] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 584 Propriedades da folha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 591 Movendo seções da tabela . 579 Excluindo elementos . . . 569 Modificando elementos com os comandos "Tool" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 558 Usando pinos para bloquear elementos no local . . . . . . . 562 Recortando e estendendo elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 581 Capítulo 13 Documentos de construção . 557 Prevenindo o movimento dos elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 567 Colando elementos alinhados . . . . . . . . . 562 Alterando a escala de elementos com fórmulas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 591 Unindo tabelas divididas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 589 Definindo informações para blocos de margens e carimbos . . . . . . 576 Dividindo paredes e linhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 559 Alterando a escala de elementos com pontos de manipulação de formato . . . . . . . . . 590 Usando a família de títulos da vista em um projeto . . . . . . . . . . . . 566 Editando elementos colados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 584 Dicas de folhas . . . . . . . . . . . . . . . . 585 Dicas para adicionar vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 590 Modificando a aparência da tabela em uma folha de desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 589 Adicionando e excluindo blocos de margens e carimbo . . . . . . . . 560 Alterando numericamente a escala . . . . . . . . . . . . . . . . . 588 Adicionando uma tabela em uma folha. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 559 Alterando a escala de elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 590 Adicionando o número da folha na família de títulos de vistas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 565 Copiando elementos com o comando "Copy" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 592 Chamada de detalhe . . . . . . . . . . 577 Dividindo faces . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 591 Dividindo uma tabela em múltiplas seções . 566 Colando elementos da Área de transferência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 585 "Deactivate View" [Desativar a vista] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 574 Unindo a geometria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 566 Colando elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 559 Cancelando o bloqueio de elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 588 Blocos de margens e carimbo . Espelhando elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . 577 Dividindo paredes na horizontal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 569 Alterando os tipos de componentes usando o comando "Match" [Coincidir] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 568 Copiando elementos com o comando "Create Similar" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 572 Medindo elementos com o comando "Tape Measure" [Fita métrica] . . . . . . . . . . . . . . . . . . 587 Lista de desenhos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 589 Dicas de blocos de margens e carimbo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 584 Vista de folha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 583 Folhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 591 Ajustando a largura da coluna . . . . . . . . . . . . . . . 586 Efetuar o pan em vistas em uma folha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 592 Criando uma vista do detalhe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 565 Copiando elementos para a Área de transferência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 575 Desunindo a geometria . 578 Aplicando um estilo de material em um elemento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 615 Criando um deslocamento de linha de nível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 599 Desbloqueando uma revisão . . 616 Sumário | xxiii . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 611 Alterando o valor da grade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 608 Adicionando ou removendo linhas de chamada de detalhe de uma nota de texto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 599 Bloqueando a revisão . . . . . . 610 Adicionando grades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 614 Movendo níveis . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 594 Ativando o controle do cotovelo na linha de chamada de detalhe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 608 Adicionando um caractere especial do "Windows® Character Map®" [Mapa de caracteres do Windows] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 602 Imprimindo para PDF . . . . . . . . . . . . . . . . 595 Inserindo informações de revisão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 595 Nuvens de revisão . . . 599 Imprimindo . . . . . . . . . . . . . . . 614 Alterando o tipo de nível . . . . . . . . . . . . . . . 607 Verificando a ortografia da nota de texto . 610 "Leader Arrowhead" [Seta da chamada de detalhe] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 605 Notas de texto . . . . . . . 611 Modificando grades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 613 Adicionando níveis . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 606 Modificando notas de texto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 597 Tabelas de revisão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 601 "Print Preview" [Visualizar impressão] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 595 Configurando uma tabela de revisão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 594 Criando a vista de chamada de detalhe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 610 "Grids" [Grades] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 601 Imprimindo documentos de construção . . . . . 600 Salvando configurações de impressão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 597 Indicando nuvens de revisão . . . . 594 Modificando propriedades da chamada de detalhe . . . . 599 Configuração de impressão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 594 Alternado o símbolo da chamada de detalhe . . . 612 Propriedades de instância de grade . 598 Adicionando uma tabela de revisão para um bloco de margens e carimbo personalizado . 598 Emitindo uma revisão . . Modificando a chamada de detalhe . . . . 614 Modificando níveis . . . . . 606 Adicionando notas de texto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 614 Editando as linhas de nível em uma vista de elevação . . 596 Desenhando nuvens de revisão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 607 Editando a nota de texto . . . . . . . . . . . . . . . . . 612 Propriedades da grade . . . . . 594 Alterando planos de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . 599 Criando revisões adicionais . . . . . . . 598 Inserindo informações de revisão em uma folha . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 603 Selecionando vistas para imprimir. . . . . . . . . . . . . . . . . 608 Propriedades da nota de texto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . publicar ou exportar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 612 Modificando propriedades da grade . . . . . . 609 Propriedades de tipo da nota de texto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 612 Propriedades de tipo de grade . . . . . . 597 Propriedades da nuvem de revisão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 599 Combinando revisões . . . . . . . . . . . . 613 Níveis . . . . . . . . . . . . . . 607 Alterando a nota de texto . . . . . . . . . . . 609 Propriedades de instância da nota de texto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 595 Revisões . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 611 Criando um deslocamento da linha de grade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 615 Propriedades do nível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 599 Adicionando uma revisão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 611 Alterando o tipo de grade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 602 Dicas de impressão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 609 Modificando as propriedades da nota de texto . . . . . . . . . . . . . . . 603 Capítulo 14 Anotações e detalhamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 626 Atribuindo valores de notas chave para materiais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 626 Atribuindo valores de notas chave usando identificadores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 618 Exemplo de visibilidade de dados em vistas de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 625 Comportamento esperado da nota chave . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 634 Isolação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 621 Controlando a visibilidade de dados que usam caixa de escopo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 628 Localizações de arquivos de notas chave . . . . . . . . . . . . . . . . . 632 Numeração seqüencial de identificadores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 617 Adicionando planos de referência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 631 Identificadores de material . . . . . . . . . . . . . . . . . . 623 Diferenças entre notas chave e identificando um material . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 624 Fluxo de trabalho de nota chave . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 630 Propriedades de tipo de identificador . . . . . . . 636 xxiv | Sumário . . . . . . . 625 Tipos de notas chave . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 628 Identificadores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 629 Legendas de identificadores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 621 Criando a caixa de escopo . . 631 Modificando identificadores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 636 Alterar a escala do comprimento da isolação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 620 Propagando extensões de dados 2D . . . . . . . . . . . . 616 "Reference Planes" [Planos de referência] . . . . . . . . . . 625 Colocando uma nota chave . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 618 Propriedades instância do plano de referência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 628 Versões de arquivo de notas chave . . . 628 Solucionando erros de arquivo de notas chave . . . . 629 Múltiplos identificadores para famílias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 618 Extensão de dados e visibilidade . . 627 Arquivo texto de amostra de notas chave . . . . . 634 Criando uma família de símbolo de anotação . . . . . . . . . 633 Colocando símbolos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 617 Nomeando planos de referência . . . . . . . . . . . . . . . . 626 Atribuindo valores nas notas chave . . . . . . . . . . 636 Alterando a escala da saliência entre as linhas de isolação . . . . . . . . . . . . . . . . . 630 Propriedades do identificador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 621 Aplicando a caixa de escopo nos dados . . . . . . . . . . . . . . . . 635 Adicionando a isolação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 630 Alinhando identificadores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 630 Alterando a instância do identificador . . . . . . . . . . 623 "Keynotes" [Notas chave] . 628 Extremidades de identificador de nota chave . . . . . . . . . . . . . . . . . Modificando propriedades de nível . . . . . . . . . . 634 Modificando símbolos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 626 "Filtering Keynotes by Sheet" [Filtrando notas chave por folha] . . . . . . . . . . . . . 635 Aumentando o tamanho da isolação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 619 Maximizando extensões do modelo 3D . . . . . . . . . . . . . . . . . . 627 Adicionando categorias adicionais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 631 Identificar todos os não identificados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 630 Aplicando um identificador . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 626 Atribuindo valores de notas chave para elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 624 Configurações de notas chave . 628 Arquivo texto de amostra de notas chave de usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 627 Filtrando notas chave por cabeçalho CSI . . . . . . . . . . . . . . 618 Alterando a escala de controles de extensão de dados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 632 Alterando a chamada de detalhe do identificador . . . . . . . . . 622 Controlando a visibilidade de caixas de escopo . . . . . 632 Símbolos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 617 Propriedades do plano de referência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 616 Propriedades de tipo de nível . . . . . . . . . . . . . . . 617 Ocultando a anotação na vista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 616 Propriedades de instância de nível . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 626 Legenda de nota chave . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 634 Símbolos de anotação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 625 Dicas de colocação de nota chave . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . 645 Modificando ambientes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 638 Exibindo ou ocultando linhas de separação de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 657 Legenda de esquema de cores . . . . . . . . . . . . . . . . . 637 Seleção do ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 647 Excluindo um esquema de área . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 636 Criando um ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 644 Tabulando ambientes específicos de fase . . . . . 646 "Area Analysis" [Análise da área] . . . . 656 Aplicando um esquema de cores do modelo hospedeiro em ambientes e áreas em modelos vinculados . . . . 637 Linhas de separação de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 656 Modificando um esquema de cores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 638 Adicionando linhas de separação de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 656 Aplicando um esquema de cores de modelo vinculado em ambientes e áreas em modelos vinculados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 649 Criando uma área . . . . . . . . . . . . . 648 Criando limites de área . . . . . . . . . . . . . . . . . . 648 Limites de área . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 648 Criando uma planta de área . . . . 660 Sumário | xxv . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 653 Criando um esquema de cores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 651 Regras de tipo de área . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 647 Plantas de área . 644 Limites de ambiente específicos da fase . 649 Áreas e identificadores de área . . . . . . . . . . . . . 650 Excluindo identificadores de área de tabelas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 643 Como o volume do ambiente é calculado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 649 Adicionando identificadores de área . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 654 Adicionando valores em uma definição de esquema de cores . . . . . . . . . . . 639 Atualizando ambientes de versões anteriores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 641 Adicionando um identificador de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 641 Associação de tabela e identificador de ambiente . . . . . . 652 Esquemas de cores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 647 Criando um novo esquema de área . . 647 Esquemas e tabelas de área . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 641 Cálculos de área de ambiente . 645 Propriedades do identificador de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . 647 "Area Schemes" [Esquemas da área] . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 640 Identificadores de ambiente . . . 636 Elementos vinculados de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 658 Modificando uma legenda de esquema de cores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 642 Especificando opções para cálculos de volume de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 642 Cálculos de volume de ambiente . . . . . . . . . . . . . . 641 Relacionamento de ambiente e identificador de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 650 Exibindo áreas e limites de área em modelos vinculados . .Ambientes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 650 Propriedades do identificador de área . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 639 Ambientes em vistas de corte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 651 Tipos de áreas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 643 Exibição gráfica de volume . . . . . . . . . . . 660 "Detailing" [Detalhamento] . . . . . . . . . . 642 Localização de limite de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 645 Movendo um identificador de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 658 Propriedades da legenda de esquema de cores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 655 Aplicando um esquema de cores . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 639 Exportando ambientes e áreas como polilinhas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 642 Especificando as opções de cálculo de área de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 650 Propriedades do identificador de área . . . . . 658 Adicionar uma legenda de esquema de cores . . . . . . . . . . . . . . . 638 Ambientes expandindo pisos ou níveis . . . . . . . . . . . . 639 Erros e explicações sobre ambientes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 657 Removendo a exibição do esquema de cores . . . . . . . . 644 Copiando ambientes entre fases . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 645 Propriedades de ambiente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . . . 693 Controlando o brilho da iluminação . . . 687 Tracejamento de raio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 660 Vistas de detalhe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 690 Iluminação . . . . . . . . . 692 Grupos de iluminação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 684 Definindo o tamanho da imagem para uma vista renderizada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 689 Parando ou cancelando um tracejamento de raio . . . . . . . . 688 Salvando a imagem com tracejamento de raio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 696 Estudos solares parados com base no azimute e na altitude . . 678 Capítulo 15 Renderização . . . 699 "Plants" [Plantas] . . . . . . . . . . . . . . . 668 Ferramentas de detalhamento . . . . . . . 703 xxvi | Sumário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 688 Ajustar imagem com tracejamento de raio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 686 Tracejamento de raio . . . . . . . . . . . 689 Exportando a imagem com tracejamento de raio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 692 Ativar e desativar o grupo de iluminação na cena . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 687 Definindo uma região de tracejamento de raio . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 689 Determinando o tempo de tracejamento de raio . 700 Adicionando plantas em um desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 661 Vistas de desenho . . . . . . . . . . . 697 Especificando as configurações para um estudo de sol de múltiplos dias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 664 Criando detalhes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 684 Definindo o tamanho da imagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 702 Pessoas . . . . . . . . 691 Inserindo uma luz de spot ou uma luz linear . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 667 Inserindo um componente de detalhe. . . . . . . . 694 Criando um estudo solar . . . . 670 Edição de detalhe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 683 Especificando as configurações de tracejamento de raio . . . 701 Decalques . . . . . . . . . . . 698 Visualizando uma animação do estudo solar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 691 Luz de spot e luz linear . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 690 Criando a iluminação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 701 Colocando um decalque . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 686 Reiniciando ou parando o cálculo da radiosidade . . . . . 696 Especificando as configurações para um estudo de sol de dia único . . 682 Criando uma cena renderizada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 692 Criando o grupo de iluminação . . . . 701 Editando um decalque colocado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 677 Classificando a ordem de desenho de elemento . . . 693 Origens de luz natural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Tipos de vistas para o detalhamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . 694 Criando vistas para estudos solares . . . . . . . 685 Iniciando a cálculo da radiosidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 700 Alterando um nome de planta . . . . . . . . . . . . . . . . . . 690 Luminárias . . . . . . . . 698 Exportando um estudo solar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 701 Alterando a escala da planta . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 693 Estudos solares . . . . . . . 696 Estudos solares parados com base na localização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 682 Especificar as configurações de radiosidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 691 Criando uma luz de spot com um ângulo de feixe diferente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 667 Repetindo detalhe . . . . . . . 685 Usando a radiosidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 682 Especificando configurações de cenas renderizadas . . . 692 Modificando a iluminação e grupos de iluminação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 681 Preparando para a renderização . 694 Especificando as configurações para um estudo de sol parado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 693 Iluminação e vistas sombreadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 686 Salvando ou carregando uma solução de radiosidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 685 Radiosidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 667 Biblioteca de detalhamento . . 694 Orientando as vistas ao norte verdadeiro . . . . .

. . . . . . . . . . . 727 Worksets . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 730 Tornando worksets editáveis . . . . . . . 714 Capítulo 17 Opções de desenho de projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 726 Movendo o arquivo central . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 717 Opções de desenho e worksets . . . . . . . . . . . . . 720 Trabalhando com opções de desenho . . . . . . . . . . . . 722 Preparando opções de desenho para apresentação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Carregando e colocando pessoas para renderização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 709 Filtros de fases . . . . . . . . . 721 Selecionando elementos em uma opção de desenho . . . . . . 724 Capítulo 18 Trabalhando em equipe . . 732 Tamanho do projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 733 Tamanho da equipe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 712 Alterando a estrutura de elementos de preenchimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 717 Considerações de opções de desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 728 Criando Worksets . . . . . . . . . . . . . . . . 724 Adicionando uma opção de desenho no modelo principal . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 730 Abrindo worksets na caixa de diálogo "Open" . . . 732 Melhores práticas com worksets . . . . . . . . 729 Excluindo worksets . . . . . . . . . . . . . . 730 Trabalhando a partir de uma cópia local . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 726 Ativando o compartilhamento de trabalho e a criação do arquivo central . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 731 Alterando o status de editabilidade de um workset . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 719 Criando opções de desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 709 Combinando fases . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 713 Usando a ferramenta "Demolish" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 717 Opções de desenho e ambientes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 710 Aplicando filtros de fase . . . . . . . . . . . . . . . . . 725 O arquivo central . . . . . . . 733 Worksets e modelos . . . . . . . . 732 Selecionando elementos em worksets . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 719 Opções de desenho e elementos do modelo principal . . . . . . . . . . . . . . . . . . 730 Abrindo worksets na caixa de diálogo "Worksets" . . . . . . . . . 715 Terminologia das opções de desenho . . . . . . 723 Comparando opções de desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 711 Visualizando elementos de preenchimento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 710 Elemento de preenchimento para fase . 722 Visibilidade dos identificadores da vista nas opções de desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 719 Opções de desenho e análise de área . . . . . . . . 710 Definindo a exibição gráfica de filtros de fases . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 721 Editando uma opção de desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . 730 Abrindo seletivamente worksets . . . . . . . . 722 Excluindo vistas dedicadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 726 Criando um arquivo central a partir de um arquivo de compartilhamento de trabalho existente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 707 Criando fases . . . 733 Sumário | xxvii . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 704 Criando e visualizando um arquivo panorâmico PAN . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 722 Limpeza automática de uniões de paredes com opções de desenho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 731 Adicionando elementos em um workset . . . . 704 Criando e visualizando um arquivo panorâmico IVR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 704 Criando e visualizando arquivos panorâmicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 732 Atualizando projetos com compartilhamento de trabalho . . . . . . . . . 730 Renomeando worksets . . . . . . 728 Worksets padrão . . . . . . . . . . . . . . . . 709 Criando filtros de fase . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 705 Capítulo 16 Fases do projeto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 719 Criando conjuntos de opções de desenho . . . . . . . . . . . . 712 Demolir objetos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 730 Modificando worksets . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 721 Adicionando um elemento do modelo principal a um conjunto de opções . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 719 Elementos interdependentes em opções de desenho . . . . . . . 703 Carregando um arquivo ArchVision RPC como um arquivo da família Revit . . . . .

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 757 Publicar coordenadas . . . . . . . . . . . 752 Verificando interferência . . . . . . 750 Coordenação multi-disciplinar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 761 Capítulo 20 Interoperabilidade . . . . . . . . . . . . . . 736 Salvando no arquivo central . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 741 Vinculando modelos do Revit . . . . . . 739 Visualizando o histórico de arquivos de compartilhamento de trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 744 Exibindo dados de modelo vinculado do Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 749 Vinculando e compartilhando trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 745 Copiando elementos de um modelo vinculado do Revit . . . 744 Copiando modelos vinculados do Revit . . . . . . . . . . . . . . . 759 Reportando coordenadas compartilhadas . . . . . . . . . . . . . . 756 Reposicionando localizações nomeadas . . . . . . . . 748 Propriedades de modelo vinculado . . 742 Vinculando modelos do Revit . . . . . . . . . . . . . . 734 Empréstimo de elementos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 743 Exibindo ou ocultando modelos vinculados aninhados do Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 750 Revisão de coordenação em relacionamentos de elementos . . . . . . 734 Renderização de apresentação off-line . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 734 Concedendo uma solicitação para tomar emprestado um elemento . . leste e oeste . . 740 Capítulo 19 Trabalhando com modelos vinculados . 763 xxviii | Sumário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 738 Abrindo arquivos de compartilhamento de trabalho independentemente do arquivo central . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 759 Realocando um projeto ao inserir pontos . . . . . 736 Visibilidade em worksets . . . . . . . . . . . . . . . 734 Considerações importantes sobre worksets . . . . . . . . . . 760 Reportando coordenadas norte. . . . . . . . . . . . . . 736 Salvando alterações em arquivos com compartilhamento de trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 736 Elementos emprestados desatualizados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Funções dos membros da equipe . . . . . . . . . . . . . 760 Reportando com coordenadas de ponto . . . 734 Criando uma solicitação para tomar emprestado um elemento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 735 Verificando o status de um elemento solicitado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 738 Retornando projetos com compartilhamento de trabalho . . . 743 Cotas e restrições em modelos vinculados do Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 759 Rotacionando um projeto para o norte verdadeiro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 739 Dicas para retornar o projeto e salvar backups . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 746 Controlando configurações de visibilidade e gráficos para modelos vinculados aninhados do Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 745 Controlando configurações de visibilidade e gráficos para modelos vinculados do Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 757 Adquirindo e publicando coordenadas . . . . sul. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 745 Visibilidade para modelos vinculados do Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 733 Trabalhando externamente e off-line . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 748 Gerenciando vínculos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 737 Carregando arquivos de compartilhamento de trabalho atualizados . . 747 Controlando a visibilidade de modelos vinculados em tabelas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 760 Propriedades de tipo de coordenadas de ponto . . . . . . . 761 Propriedades de instância de coordenadas de ponto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 733 Visibilidade padrão do workset . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 738 Liberando a propriedade sem salvar no arquivo central . . 755 Visualizando e criando localizações nomeadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 758 Realocando um projeto . . . . . . . . . 738 Retornar o projeto com compartilhamento de trabalho . . . . 735 Trabalhando com elementos emprestados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 758 Realocando e rotacionando um projeto . 733 Múltiplos membros conectando-se remotamente . . . . . . 758 Adquirindo ou publicando através de propriedades de instância vinculada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 753 Posicionamento compartilhado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 739 Salvando uma versão específica de backup como o novo arquivo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 757 Adquirir coordenadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 755 Definindo localizações nomeadas . . . . . . . . . . . . . 756 Modificando a localização do modelo vinculado através da propriedade de instância . . . . . 737 Fechando um arquivo de workset sem salvar no central . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

. . . . . . 772 Exportando para ODBC . . 776 Exportando uma vista como relatório de ambiente/área . . . . . . . . . . . . . 786 Visualizando dados de objeto em um arquivo DWF . . . . . . . . . . . . 771 Criando ou modificando um arquivo de mapeamento de camadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 798 Excluindo imagens de raster . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 765 Exportando para DGN . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 776 Exportando para Industry Foundation Classes (IFC) . . . . . . . . . . 796 Definindo espessuras de linha para arquivos DWG e DXF importados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 788 Publicando no Buzzsaw . . . . 791 Importando ou vinculando formatos CAD . . . . . . . . 764 Exportando para DXF . . . . . . . 771 Exportando camadas . . 797 Movendo uma importação específica de vista para o primeiro plano ou plano de fundo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 790 Adicionando um novo local do Buzzsaw . . . . . . . . . 798 Importando arquivos Industry Foundation Class (IFC) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 779 Exportando para gbXML . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 792 Importando arquivos CAD usando i-drop . . . . 780 Antes de exportar um projeto para 3ds Max . 779 Especificando o tipo de edifício e o código postal para um projeto . . . . . 794 Definindo a escala para arquivos DWG e DXF importados . . . . . . . . . 780 Fluxo de trabalho para projetos do Revit para 3ds Max . . . . . . . . . . . . . 799 Sumário | xxix . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 779 Exportando parte de uma vista . . . . . . . . . . . . . . 772 Personalizar arquivos de de mapeamento de camadas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 777 Carregando e modificando um arquivo de mapeamento IFC . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 786 Publicando em DWF 2D . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .Exportar . . . . 764 Exportando para formatos CAD . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 791 Adequabilidade de geometria importada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 790 Publicar DWG no Buzzsaw . 790 Publicar DWF no Buzzsaw . . 779 Exportando para 3ds Max ou VIZ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 790 "Import/Link" . . . . . . . . . . . . . 785 Publicar . . . . . . . . . . . . . . 793 Importando arquivos Croqui . . . . . . . . . 766 Nomes de arquivo para arquivos exportados . . . . . . . . . . . . . . . 787 Publicando em DWF 3D . . . . . 767 Opções de exportação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 773 Exportando para um banco de dados ODBC . . . . . . . . . . . . . . . . . . 798 Modificando imagens importadas . . . . . . . 785 "Troubleshooting Exports" para o 3ds Max . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 797 Definindo parâmetros de restrição para geometria importada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 767 Exportando geometria de intersecção . . . . . . . . . . . . . . . . . 766 Exportando para SAT . . . . . . 764 Exportando para DWG . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 774 Editando um banco de dados após a exportação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 786 Publicando DWF 2D ou 3D . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 775 Criando relatórios de ambiente/área . . . . . . . . . . . . 786 Dados de objeto e arquivos DWF 2D ou 3D publicados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 774 Relacionamentos de tabelas em um banco de dados . . . . . . . . . . 772 Drivers de ODBC suportados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 781 Exportar opções para um projeto do 3ds Max . . . . . . . . . . . . . . 793 Importando objetos ACIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 774 Exportando uma vista para um arquivo de imagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 784 Importando um projeto do Revit para 3ds Max . . . . . . . . . . . . . . 796 Mapeando fontes SHX do AutoCAD 2008 para fontes TrueType . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 777 Exportando um projeto para IFC. . . . . . . . . . . . . . . . . . . 797 Importando imagens . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 792 Importando ou vinculando arquivos CAD usando o comando "Import/Link" . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 788 Vinculando revisões de DWF . . . . . . . . . . . . . . . . . . 773 Exportando múltiplas vezes para o mesmo banco de dados ODBC . . . . 775 Exportando vistas de projeto para HTML . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 794 Opções de importação para formatos CAD e Modelos Revit . . . . . . . . . . . . . . . 778 Arquivos específicos do IFC . . . . . . . . . . . .

. . . . . . . . . 819 Guia de solução de problemas de impressão . . . . 816 Exportando para o SketchUp para seqüências AVI . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 822 Encontrando o número de ID do elemento . . . . . . . . . . . 801 Integrando Croqui e Revit . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 821 Questões do sistema . . . . . . . . . . . . 800 Consultando importações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 820 Questões de gráficos . . 817 Capítulo 21 Solução de problemas de impressão. . 820 Imagens . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 823 Visualizando todos os erros e avisos associados com uma mensagem de erro . . . Selecionando um modelo para arquivos IFC importados . . 803 Exportando um desenho para uso no SketchUp . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 820 Plotando . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 811 Projetando corrimões. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 820 Dicas gerais de impressão . . . . 822 Manipulação de erros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 801 Exportando do Revit e importando para o SketchUp . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 823 Mensagens e avisos que você pode ignorar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 829 Índice . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 800 Modificando revisões DWG criadas no Design Review . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 808 Estudos de massas em escala grande no SketchUp . . 802 Limitando a geometria do modelo antes de exportar . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 824 Mais informações sobre erros e avisos . . . . . . . . . . . . 800 Explodindo geometria importada . . . . . 822 Selecionando elementos pelo número de ID . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 806 Quando começar um projeto no SketchUp . . . . . . . . 802 Criando um mode de exportação para importar para o SketchUp . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 799 Sobrepondo categorias e subcategorias para objetos IFC importados . . . . . . . . . . . . . . . . . ferramentas de diagnóstico e manuseio de erros . . . . . . . . . . . . 811 Estudos de edifício isolado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 805 Criando conteúdo no SketchUp para uso no Revit Architecture . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 822 Obtendo mais informações de mensagens de erro . . . . . . . 822 Ferramenta de diagnóstico . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 823 Revendo mensagens de aviso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 799 Carregando um arquivo de mapeamento de classe IFC . . . . . . . . . . . . . . escadas e paredes cortina para o SketchUp . . . . . 829 Termos do glossário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 804 Importando um desenho para o SketchUp . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 824 Glossário . 808 Criando conteúdo no Revit Architecture para uso no SketchUp . . . . . . . . 823 Visualizando elementos envolvidos em erros . . . . . . . . . . . . 811 Usando o SketchUp para visualizar projetos do Revit Architecture . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 807 Importando do SketchUp: SKP ou DWG? . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 831 xxx | Sumário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 799 Vinculando arquivos de revisão DWF . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

1 .Bem-vindo ao Revit Architecture 2008 1 Esta seção inclui informações sobre o licenciamento e quaisquer outras informações pertinentes a esta versão do Revit® Architecture.

Clique no botão para navegar até o local da rede desejado. Antes de iniciar este procedimento. e Blocks and Materials são marcas registradas da Modern Medium. Para configurar uma implantação de rede: 1 Inicie o programa de instalação do Revit Architecture. IES <VE> Copyright© 2007 por Integrated Environmental Solutions Limited Abril de 2007 Instalação de operação em rede Este procedimento descreve como configurar uma instalação do Revit Architecture para implantação a partir de um local de rede. Se você desejar instalar o Revit Architecture no computador usado para criar a implantação em rede. realpeople e RPC são marcas registradas ou marcas comerciais da ArchVision.) Se fez o download do programa de instalação a partir da Internet. Refrigerating and Air-Conditioning Engineers.exe".Informações de copyright Para obter informações de contato. Todos os direitos reservados. AutoCAD. Inc. 4 Na caixa de diálogo "Begin Deployment" [Começar implantação]. Os usuários do Revit poderão então acessar o local na rede para executar o programa de instalação do Revit Architecture e instalar o software nos sistemas cliente ou estações de trabalho. OBSERVAÇÃO A criação de uma implantação em rede não irá instalar o Revit Architecture localmente.org) utilizado com permissão ETABS é marca registrada da Computers and Structures. Inc.com. ETABS copyright © 1984-2005 Computers and Structures. (http://www.ashrae. Inc. Inc. Todos os direitos reservados. (Se for necessário iniciar manualmente. clique em "Next" [Avançar]. Inc. indique o local em que a imagem administrativa para a implantação irá residir. 3 Na caixa de diálogo "Welcome" [Bem-vindo]. Inc. IES <Virtual Environment>. Inc. consulte “Licenciamento” na página 4 para obter informações sobre o licenciamento do software e instruções sobre como configurar um ou mais servidores de licença de rede. navegue para o diretório raiz do CD e clique duas vezes em "Setup. Portions © Copyright Microsoft Corporation. PANTONE® e outras marcas registradas da Pantone.2007 Autodesk.. nos EUA e em outros países. Microsoft e o logotipo do Microsoft Internet Explorer são marcas registradas ou marcas comerciais da Microsoft Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. Se estiver instalando a partir de um CD do Revit Architecture.. Todos os direitos reservados. Just Textures. são de propriedade da Pantone. 2 | Capítulo 1 Bem-vindo ao Revit Architecture 2008 . 2 No "Installation Wizard" [Assistente de instalação]. Inc. 2002. Inc. Inc. e DXF são marcas registradas ou marcas comerciais da Autodesk. Revit Architecture. Autodesk. Portions © Copyright 2002 ArchVision. se planejar usá-los. visite-nos na Web em http://www. faça o seguinte: a Para especificar "Deployment Location" [Local de implantação]. execute a instalação cliente resultante usando o atalho. Modern Medium. clique duas vezes no arquivo para iniciá-lo. © Copyright 1998 . ArchVision. MicroStation e DGN são marcas registradas da Bentley Systems. Inc. clique em "Create Deployments" [Criar implantações]. RISA é marca registrada da RISA Technologies. AccuRender é marca registrada da Robert McNeel & Associates.autodesk. Todos os direitos reservados. © 2003 American Society of Heating. Créditos de programas de software de terceiros RISA-3D copyright © 1993-2005 RISA Technologies. o programa de instalação será iniciado automaticamente quando você inserir o CD.

selecione o Revit Architecture 2008 e clique em "Next". b Se não desejar que a instalação crie um atalho na área de trabalho para o Revit Architecture. d Clique em "Next". 11 Na caixa de diálogo "Content Selection" [Seleção de conteúdo]. insira um nome para o atalho para o programa de instalação do cliente. c Selecione "I Accept" [Aceito] e clique em "Next". selecione o valor apropriado na lista. Você pode clicar em "Browse" [Procurar] para navegar para a pasta de destino. Se as configurações para a implantação estiverem corretas. faça o seguinte: a Para "Country" [País] e "Region" [Região]. c Para "Set the Content Folder" [Definir pasta de conteúdo].) b Se não desejar que o conteúdo do Revit seja instalado nos sistemas cliente. b Para especificar "Deployment Name" [Nome da implantação]. desmarque "Create Desktop Shortcut". (Para obter mais informações. 6 Na caixa de diálogo "Accept the License Agreement" [Aceitar o contrato de licença]. 8 Na caixa de diálogo "Review–Configure–Create Deployments" [Revisar-Configurar-Criar implantações]. 5 Na caixa de diálogo "Select the Products to Install" [Selecione os produtos a serem instalados]. "Default Units" [Unidades padrão] e "Default Usage" [Uso padrão]. abaixo. selecione "Create Client Log". faça o seguinte: a Se desejar criar arquivos de log para a criação da implantação. Instalação de operação em rede | 3 . Você pode clicar em "Browse" para navegar para a pasta de destino. c Para "Set the Installation Folder" [Definir pasta de instalação]. 9 Clique em "Configure" [Configurar]. que são exibidas na lista "Current Settings" [Configurações atuais]. faça um dos seguintes: ■ Para usar licenças independentes em sistemas cliente. d Clique em "Next". clique em "Print" para imprimir uma cópia das configurações de implantação. faça o seguinte: a Expanda as áreas de conteúdo na lista e selecione os itens a serem instalados. especifique o local em que o Revit Architecture será instalado nos sistemas cliente. d Clique em "Next". revise as configurações para a implantação. faça o seguinte: a Selecione os valores apropriados para "Language" [Idioma]. se desejar. clique em "Stand-alone License" e clique em "Next". c Se desejar permitir alterações durante as instalações do cliente. passe para as etapas para criar uma implantação em rede. 12 Na caixa de diálogo "Select the License Type" [Selecionar o tipo de licença]. selecione "Create Network Log" [Criar log de rede] e especifique o diretório em que o log deve ser criado. Clique em "Print" para imprimir uma cópia. 7 Na caixa de diálogo "Write to Log" [Gravar no log]. (Para a maioria das instalações. especifique o local em que o Revit Architecture será instalado nos sistemas cliente. Alterar configurações para a implantação Se desejar alterar as configurações para a implantação em rede. b Leia o contrato. ou desmarque os que não devem ser instalados. execute as etapas abaixo. selecione "Skip Content Installation" [Omitir instalação de conteúdo]. Se desejar. desmarque a opção "Client Installations Will Be Run in Silent Mode" [As instalações do cliente serão executadas no modo silencioso]. consulte “Licenciamento independente” na página 4). 10 Na caixa de diálogo "Application Preferences" [Preferências do aplicativo]. aceite as configurações padrão. c Clique em "Next". b Se desejar criar arquivos de log para instalações cliente.

Criar a implantação em rede 16 Na caixa de diálogo "The Review–Configure–Create Deployments". e assim múltiplos computadores na rede podem usar a licença para executar o Revit Architecture. não poderá exportá-lo ou imprimi-lo. insira o número de série da licença de rede do Revit Architecture e clique em "Next". Você pode abrir projetos. Revise as configurações novamente para se certificar de que estejam corretas. c Clique em "Next". Este atalho aparece no mesmo local que o atalho da instalação de cliente. bibliotecas e Accurender. você pode obter uma concessão da licença do servidor de licenças. 15 Na caixa de diálogo "Configuration Complete" [Configuração concluída]. Para instalar o Revit Architecture em um sistema cliente. ■ Rede: uma licença de rede não é associada a um computador. faça o seguinte: a Clique em "Networtk License" [Licença de rede]. Para obter mais informações. 13 Na caixa de diálogo "Define File Locations" [Definir localizações de arquivos]. Para obter mais informações. consulte “Concessão de licença” na página 13. a caixa de diálogo "Product and License Information" [Informações do produto e da licença] é exibida na primeira execução do Revit Architecture. e usá-la fora do ambiente de rede por um tempo especificado. Em seguida clique em "Next". clique em "Configuration Complete". se efetuar alterações no projeto. você pode transferir uma licença de uma máquina para outra com uma licença independente. 4 | Capítulo 1 Bem-vindo ao Revit Architecture 2008 . O programa de instalação cria a implantação em rede. clique no menu "Help ➤ Product and License Information" [Ajuda ➤ Informações do produto e da licença]. (Você especificou o nome do atalho e a localização na caixa de diálogo "Begin Deployment". Isso pode levar tempo. Além disso. ■ Para usar uma licença de rede. Licenciamento Há três opções para o licenciamento com o Revit Architecture: ■ Independente: uma licença independente é associada a um computador. Além disso. No entanto. especifique os caminhos de pesquisa. d Na caixa de diálogo "Serial Number" [Número de série]. Para obter mais informações. consulte “Opções de localizações de arquivos” na página 94. Esta caixa de diálogo se assemelha à guia "File Locations" [Localizações de arquivos] do comando "Options" [Opções]. consulte “Modelo de servidor de licença distribuída” na página 10 e “Modelo de servidor de licenças redundante” na página 11. Servidor de licença distribuída ou Servidor de licença redundante) e forneça as informações do servidor solicitadas. Se você ainda não executou o Revit Architecture no modo de teste. exportá-los e imprimi-los. consulte “Transferência de licença” na página 12. como especificado. modelos de famílias. clique em "Create Deployment". 17 Clique em "Finish" [Concluir]. A caixa de diálogo "The Review–Configure–Create Deployments" é exibida novamente.) Se for necessário modificar as configurações de implantação. Se já executou o Revit Architecture no modo de teste. clique duas vezes no atalho denominado "Modify nome_do_atalho". b Especifique o tipo de licença de rede a ser usado (Servidor de licença única. arquivos de usuários. selecione as opções desejadas e clique em "Next". Para obter mais informações. Licenciamento independente Siga este procedimento para obter um licenciamento independente para o Revit Architecture. nomes de arquivo e locais para modelos de projetos. 14 Na caixa de diálogo "Configure Access to Online Resources" [Configurar acesso a recursos on-line]. clique duas vezes no atalho no local da rede. ■ Demo: uma licença de demonstração permite usar o Revit Architecture como um visualizador. Ela pode ser instalada em um servidor de rede.

Se uma versão existente do gerenciador de licenças já estiver instalado neste computador. 3 Na caixa de diálogo "License Agreement" [Contrato de Licença]. siga para “Obter um arquivo de licença de rede” na página 6. 7 Indique se o Revit Architecture será registrado para uma empresa ou um indivíduo. localize e inicie o arquivo de instalação do "Network License Manager". 5 Selecione "Get an activation code" [Obter um código de ativação] ou "Enter an activation code" [Inserir um código de ativação]. 8 Selecione seu país. Se selecionar "Enter an activation code". Se inserir uma pasta que não existe. aceite a pasta padrão ou clique em "Browse" [Procurar] para especificar outro local. 2 Clique em "Register" [Registrar]. Se você tiver uma versão do FLEXlm diferente da 10. clique em "I Accept the License Agreement" [Aceito o contrato de licença] e clique em "Next". O Revit Architecture requer um "Network License Manager" com base no FLEXlm.8. Para instalar as ferramentas do "Network License Manager": 1 No CD do Revit Architecture.Para inserir uma licença independente: 1 Na caixa de diálogo "Product and License Information". Clique em "Next". Configuração do servidor de licenciamento em rede Se você já tiver um servidor de licença da Autodesk configurado. esse firewall irá desativar o servidor de licença da Autodesk instalado na mesma máquina. Instalar o "Network License Manager Tools" [Ferramentas do gerenciador de licença em rede]. 4 Na caixa de diálogo "Register Today" [Registrar hoje]. Quando usar as configurações padrão. selecione "Standalone-Locked" [Independente-Bloqueado].8. você precisa usar Adicionar/Remover programas no Painel de controle antes de resintalar. versão 10. Para obter mais informações sobre este assunto. selecione "Activate the product" [Ativar o produto] e clique em "Next". clique em "Finish" [Concluir]. 11 Verifique suas informações e clique em "Next". selecione "Paste the activation code" [Colar o código de ativação] ou "Type the activation code" [Digitar o código de ativação] e insira o código usando o método selecionado. 3 Na caixa de diálogo "Product Activation" [Ativação do produto]. uma nova pasta será criada usando o nome e o local fornecidos. responda às perguntas e clique em "Next". leia o contrato de licença. IMPORTANTE O Revit Architecture suporta configurações de servidor redundante ou distribuído. 4 Na caixa de diálogo "Destination Folder" [Pasta de destino]. Configuração do servidor de licenciamento em rede | 5 . 10 Insira suas informações. contate o Suporte ao Cliente do Revit Architecture. clique em "Cancel" [Cancelar] para cancelar a instalação. 6 Clique em "Next". OBSERVAÇÃO Se não concordar com os termos da licença. 2 Na caixa de diálogo "Autodesk Network License Manager Setup" [Configuração do servidor de licença da Autodesk]. IMPORTANTE Se estiver executando o gerenciador de licenças em rede no Windows XP e tiver atualizado para Service Pack 2. 12 Quando concluir. insira o número de série. um novo firewall do software será ativado. clique em "Next". terá que reinstalar após completar este procedimento. Não é compatível com versões anteriores do "Network License Manager". 9 Especifique se o produto é uma atualização e clique em "Next".

este utilitário registra o produto. é preciso fornecer um caminho para a unidade local. você pode obter licenças por meio da Internet. clique em "Install Products" [Instalar produtos]. DICA O Revit Architecture recomenda que você crie uma pasta no o diretório do "Network License Manager" denominado "Logs" [Registros]. 9 Na caixa de diálogo "Server Information" [Informações do servidor]. Com o utilitário "Network License Activation" [Ativação de licença de rede]. 8 Na página "Obtain a Network License" [Obter uma licença de rede]. Nesta pasta. dependendo de qual produto Revit você deseja licenciar . clique no menu Iniciar ➤ Programas ➤ Autodesk ➤ Autodesk Network License Manager ➤ LMTOOLS. consulte a documentação associada na pasta Docs do diretório de instalação do "Network License Manager". RELACIONADO Se você não tiver as "LMTools" instaladas em sua máquina. Quando você instala os arquivos do "Network License Manager". clique em "Next". Para usar o utilitário "Network License Activation: 1 Tenha as seguintes informações disponíveis: ■ Informações do servidor de licença. Este fornece o nome do hospedeiro e a informação do ID do hospedeiro da máquina. fornece suporte automático por meio de e-mail se você não puder obter uma licença por meio da Internet. 2 Clique na guia "System Settings" [Configurações do sistema]. Especifique a letra da unidade. 4 Salve o arquivo. reveja como o utiitário funciona e os requisitos para seu uso. você pode colocar quaisquer arquivos de registro que sejam gerados de relatórios de servidor de licença. 3 Quando a tela de configuração for exibida. incluindo nomes de hospedeiro e os IDs de hospedeiro ■ Número de série do produto anterior (somente para atualizações) ■ Acesso ao local onde os arquivos de licenças podem ser salvos 2 Insira o disco de instalação do Revit Architecture 2008 no computador. Obter a "Host Name ID" [ID do nome do hospedeiro] usando "LMTools" [Ferramentas LM] 1 No Windows. Para obter mais informações sobre o "Network License Manager". Você precisa obter uma licença da Autodesk para cada servidor de licença. AVISO Não instale o "Network License Manager" em uma unidade remota. 6 Copie o conteúdo na unidade de disco rígido do computador.exe. 3 Clique em "Save HOSTID Info to a File" [Salvar informações do HOSTID em um arquivo]. Você fornece este arquivo para a Autodesk para obter um arquivo de licença. Uma pasta será aberta. clique no link "Utilities" [Utilitários]. 6 | Capítulo 1 Bem-vindo ao Revit Architecture 2008 . insira o número de série do produto. e salva e migra arquivos de licença. Obter um arquivo de licença de rede Um arquivo de licença identifica importantes informações de licença. obtenha o nome do hospedeiro ao abrir uma janela de prompt de comando e insira "ipconfig/all". 5 Na caixa de diálogo "Ready to Install the Application" [Pronto para instalar o aplicativo]. 5 Clique no link "Network Authorization Wizard" [Assistente de autorização de rede]. incluindo o tipo e comportamento de licença e o número de instalações disponíveis para uso.exe ou em Revit Architecture Suite 2008 NLA. Além disso. A "Universal Naming Convention" [Convenção Universal de Nomeação] (UNC) não é suportada. 4 Na página seguinte. Clique em "Next". O utilitário "LMTools" é aberto. 7 Abra a pasta NLA no computador e clique duas vezes em Revit Architecture 2008 NLA. 6 Clique em "Finish".

selecione "Yes" [Sim] ou "No" [Não]. 16 Se a caixa de diálogo "Registration Information" [Informações de registro] for exibida. clique em um modelo de servidor de licença. reveja as informações do servidor inseridas e clique em "Next". Se não for. clique em "Next" para se conectar à Internet para obter a licença de rede. selecione um que corresponda ao adaptador físico da rede. selecione seu país ou região de residência. 13 Se você escolher "Distributed Server" [Servidor distribuído] como o modelo de servidor de licença. clique no botão ? . selecione uma das seguintes opções: ■ Insira as informações da nova licença no mesmo. podem estar listados mas não utilizáveis para o licenciamento.Substitui todo o conteúdo do arquivo de licença existente pelas informações da nova licença. insira ipconfig /all no prompt de comando do Windows e veja o campo Descrição acima de cada endereço físico. selecione "Company" [Empresa] ou "Individual" [Indivíduo]. 19 Na caixa de diálogo "Licenses Received" [Licenças recebidas]. 15 Se a caixa de diálogo "Register and License Your Autodesk Product" [Registrar e licenciar seu produto Autodesk] for exibida. 20 Se você tiver um arquivo de licença existente para um outro produto da Autodesk. 10 Na seção "License Server Model" [Modelo do servidor de licença]. 12 Para "Host ID" [ID de hospedeiro]. Dispositivos lógicos como os adaptadores VPN. na caixa de diálogo "Save License File for [computer name]" [Salvar arquivo de licença para (nome do computador)]. desde que esteja listado ao executar ipconfig /all. suas informações anteriormente inseridas podem ser exibidas. clique em "Print" [Imprimir] para salvar um cópia impressa das informações da licença. ■ Para "Is This an Upgrade" [Esta é uma atualização]. insira o número de série correto do produto. 17 Se a caixa de diálogo "Confirm Information" [Confirmar informações] for exibida. insira o local onde deseja salvar o arquivo de licença ou clique em "Browse" para navegar para o local. reveja as informações de registro e clique em "Next". Assegure que o número de série que está exibido é o qual você deseja licenciar. OBSERVAÇÃO Recomenda-se que você salve o arquivo de licença no local onde instalou o "Network License Manager". Para obter mais informações sobre cada modelo de servidor de licença. e clique em "Next".] para localizar o nome de cada servidor que planeja usar. 18 Se a caixa de diálogo "Connecting" [Conectando] for exibida. 11 Para "Server Host Name" [Nome de hospedeiro do servidor].. Na caixa "Seats". insira o número de instalações para cada servidor de licença. ■ Sobrescreva o arquivo de licença existente.. Se seu servidor tiver mais do que um adaptador de rede. insira as informações de registro e clique em "Next". ■ Para "Select Country or Region" [Selecionar país ou região]. adaptadores PPP e modems. Se você estiver modificando uma licença existente ou obtendo uma nova licença para um produto existente. 14 Na caixa de diálogo "Confirm Server Information" [Confirmar informações do servidor]. Se houver mais do que um adaptador físico de rede. você pode usar qualquer um deles. insira manualmente o ID de hoispedeiro ou clique em "Lookup" [Pesquisar] para que o utilitário localize o ID de hospedeiro para o servidor. execute os seguintes procedimentos e a seguir clique em "Next": ■ Para "This Product Is To Be Registered To" [Este produto deve ser registrado para]. para cada nome de hospedeiro de servidor inserido na etapa anterior.Adiciona as informações da nova licença no arquivo de licença existente. a caixa "Seats" [Número de instalações] será exibida. Para determinar quais adaptadores são físicos. Selecione esta opção somente se você não mais precisa de qualquer parte do conteúdo do arquivo de licença existente. 23 Clique em "Done" [Concluir] para completar a transação e sair do utilitário "Network License Activation". Configuração do servidor de licenciamento em rede | 7 . insira um nome de hospedeiro de servidor ou clique no botão [. 22 Na caixa de diálogo "License Activation Successful" [Ativação da licença com êxito]. 21 Clique em "Next".

2 Clique na guia "Service/Licence" [Serviço/Licença].register@autodesk. verifique se é o serviço que você deseja usar para gerenciar licenças. será preciso combinar o arquivo de licença do Revit Architecture com o arquivo de licença existente. visite o website "Autodesk Registration" em http://www.autodesk. poderá usar uma das seguintes opções: ■ Se você tiver acesso à Internet. Ignore este procedimento e o procedimento em Configurar o servidor de licença e siga para “Combinando arquivos de licença em rede” na página 9. ■ Você também pode contatar o escritório de registro e ativação de sua região.txt não seja adicionada automaticamente. como o AutoCAD 2008 ou o AutoCAD Architecture. como segue: País Informações de contato Estados Unidos 800-551-1490 (telefone) 800-225-6490 (fax) authcodes@autodesk. 1 No Windows. Você pode nomear o arquivo de licença com qualquer nome. 5 Para "Service Name" [Nome do serviço]. mas precisa salvar o arquivo com uma extensão LIC. insira o nome do serviço a ser usado para gerenciar licenças. você pode configurá-lo para o servidor de licença. ■ Se não existir nome de serviço. 2 Salve o arquivo na pasta \Program Files\Autodesk Network License Manager\License .com/register. OBSERVAÇÃO Se usar o Bloco de notas como editor de texto. clique no menu Iniciar ➤ Programas ➤ Autodesk ➤ Autodesk Network License Manager ➤ LMTOOLS. 8 | Capítulo 1 Bem-vindo ao Revit Architecture 2008 . Se você não puder registrar o produto usando o utilitário "Network License Activation". configure o servidor de licença para que possa gerenciar a licença do produto Revit Architecture. 4 Clique na guia "Config Services" [Configurações dos serviços].register@autodesk.com Japão 03-6221-1791 (fax) japan. selecione "Save As Type" [Salvar como tipo].com Configurar o arquivo de licença de rede Após receber um arquivo de licença da Autodesk.com EMEA 41-32-723-9169 (fax) authcodes. faça um dos seguintes: ■ Se um nome de serviço estiver selecionado. Configurar o arquivo de licença de rede Usando o utilitário "LMTOOLS". OBSERVAÇÃO Se já tiver um servidor de licença em execução para outro produto da Autodesk.neu@autodesk. Para configurar o arquivo de licença de rede: 1 Copie o conteúdo do arquivo de licença (fornecido pela Autodesk em um e-mail) para um editor de texto ASCII.com Canadá e América Latina 415-507-4690 (telefone) 415-507-4937 (fax) Ásia Pacífico 65-6735-4857 (fax) ap. selecione "All Files" [Todos os arquivos] para que a extensão . O Revit Architecture sugere que você insira Autodesk_nlm para o nome do serviço. como o Bloco de notas. AVISO Não copie o conteúdo para um processador de texto. 3 Selecione "Configuration using Services" [Configuração usando serviços]. Um processador de texto pode adicionar formatação oculta que um editor de texto não pode ler.

todos os produtos Autodesk devem ser vinculados ao mesmo adaptador. 9 Selecione "Use Services" [Usar serviços]. ou clique em "Browse" para localizar o arquivo. Total of 0 licenses in use) Se não visualizar uma linha similar exibida nesta parte da caixa de diálogo. que exibe o código do recurso e o número de licenças: Users of 48400REVITS_2_OF: (Total of 10 licenses issued. Para adicionar licenças adicionais ao servidor de licenças. Antes de executar este procedimento.exe com um serviço do Windows 2000 ou Windows NT. copie todas as linhas do arquivo de licença do Revit Architecture. este daemon é instalado na pasta \Program Files\Autodesk Network License Manager. Se o computador servidor tiver mais de um adaptador de rede instalado. 15 Para assegurar que o servidor de licença tenha iniciado corretamente. Para combinar arquivos de licença para produtos da Autodesk em um arquivo de licença. selecione "Display Everything" [Exibir tudo]. começando na linha que inicia com "INCREMENT" [INCREMENTO] no arquivo de licença existente. você precisa obter um novo arquivo de licença para o número total de licenças para aquele código de recurso. 14 Clique em "Start Server" para iniciar o servidor de licença. OBSERVAÇÃO Se você tiver mais de um fornecedor de software usando o FLEXlm para o gerenciamento de licença. aguarde 30 segundos após iniciar o serviço de licença. não se recomenda clicar em "Stop Server" [Parar servidor] nesta guia. Combinando arquivos de licença em rede Se já tiver um servidor de licença em execução para outro produto da Autodesk (como o AutoCAD 2008 ou o AutoCAD Architecture). reveja as etapas de instalação. O Revit Architecture recomenda que você planeje uma reinicialização. IMPORTANTE Se você precisar parar um servidor. ou colocar todos os arquivos de licença em uma pasta e a seguir mapear o servidor de licença para essa pasta. e não para um arquivo específico. 16 Navegue para a parte inferior dos resultados e procure por uma linha similar à seguinte. Obtenha um novo arquivo de licença que contenha o número total requerido de instalações do Revit Architecture.exe na inicialização do sistema. Configuração do servidor de licenciamento em rede | 9 . selecione "Start Server at Power Up" [Iniciar servidor na inicialização]. 17 Saia do "LMtools". 11 Para executar o lmgrd. selecione "Use Services". 12 Clique em "Save Service" [Salvar serviço] para salvar a nova configuração com o nome do serviço selecionado na etapa 5. não apenas para os novos. e clique em "Perform Status Enquiry" [Executar consulta de status]. 10 Para iniciar automaticamente o lmgrd. 6 Insira o caminho para o "Network License Manager daemon" (lmgrd. Outros processos podem estar sendo executados neste servidor. Para obter mais informações. consulte “Configurar o arquivo de licença de rede” na página 8. Iniciar a licença do servidor 13 Clique na guia "Start/Stop/Reread" [Iniciar/Parar/Reler]. você pode combinar os arquivos de licenças em um arquivo. Por exemplo. ou clique em "Browse" para localizar o arquivo. edite o arquivo de licença existente e adicione linhas do novo arquivo de licença ao arquivo de licença existente. não combine dois arquivos de licença diferentes do Revit Architecture em um arquivo. Ao adicionar licenças do mesmo produto Autodesk ao arquivo de licença. será preciso combinar o arquivo de licença do Revit Architecture com o arquivo de licença existente.exe). 7 Insira o caminho para o arquivo de licença. Para editar o arquivo de licença existente. 8 Insira o caminho para o registro de depuração ou clique em "Browse" para localizar o arquivo. Na guia "Server Status" [Status do servidor] do "LMTOOLS". consulte “Obter um arquivo de licença de rede” na página 6. a lista "Service Name" contém mais de uma opção. Por padrão.

Para criar um servidor de licença distribuída. Exemplo Arquivo de licença existente SERVER PCS770 0012340f10c2 USE_SERVER VENDOR adskflex port=2080 INCREMENT 41100ACD_2002_0F adskflex 1. você precisa executar o "Network License Manager" em cada servidor que faça parte do conjunto de servidores distribuídos. Vantagens ■ Os servidores podem ser distribuídos através de uma rede de área ampla (WAN). ■ Se um servidor no conjunto de servidores distribuídos falhar. ■ A substituição do servidor é mais fácil do que no servidor redundante.000 permanent 5 \ VENDOR_STRING=nfr:permanent SUPERSEDE DUP_GROUP=H \ ISSUED=27-mar-2001 ck=213 SN=3XX-XXXXXXXX SIGN=123456ABCDEF INCREMENT 48400REVITS_2_0F adskflex 1. Eles não precisam existir na mesma sub-rede. as licenças nos servidores remanescentes ainda estão disponíveis. não é preciso reconstruir todo o conjunto. ■ O modelo de servidor distribuído de licenças é suportado no Windows XP® Professional e nas edições de estação de trabalho e de servidor do Windows® 2000 e Windows® 2003. onde é preciso reativar todo o conjunto. 10 | Capítulo 1 Bem-vindo ao Revit Architecture 2008 .000 permanent 10\ VENDOR_STRING=commercial:permanent BORROW=720 SUPERSEDE \ DUP_GROUP=UH ISSUED=10-Mar-2004 SN=339-12345678 SIGN="1037 \ 7E66 6695 2D57 47D9 C59D FAAB DC45 CC51 1414 A8AB 29F4 2773 \ CE33 59EC 0397 B326 29FE 16EC 5C95 8213 BE5C A88F 25F5 3FC1 \ 8CB4 C0CD 65D4 C7E5 40BB" SIGN2="1261 B3BF 7D54 0CF4 C84D 9EFD \ B041 D91A A56D 015B 9A30 20B7 BF73 0766 3674 019F 5D8B 36EE \ 5B75 86B2 D219 6C86 9900 B297 DD3C C34B 5303 DB46 2533 2222 Reler o arquivo de licença de rede Para iniciar o servidor de licença.000 permanent 10\ VENDOR_STRING=commercial:permanent BORROW=720 SUPERSEDE \ DUP_GROUP=UH ISSUED=10-Mar-2004 SN=339-12345678 SIGN="1037 \ 7E66 6695 2D57 47D9 C59D FAAB DC45 CC51 1414 A8AB 29F4 2773 \ CE33 59EC 0397 B326 29FE 16EC 5C95 8213 BE5C A88F 25F5 3FC1 \ 8CB4 C0CD 65D4 C7E5 40BB" SIGN2="1261 B3BF 7D54 0CF4 C84D 9EFD \ B041 D91A A56D 015B 9A30 20B7 BF73 0766 3674 019F 5D8B 36EE \ 5B75 86B2 D219 6C86 9900 B297 DD3C C34B 5303 DB46 2533 2222 Arquivo de licença combinado SERVER PCS770 a1b2c3d4e5f6 USE_SERVER VENDOR adskflex port=2080 INCREMENT 41100ACD_2002_0F adskflex 1. Um arquivo de licença único é requerido para cada servidor.000 permanent 5 \ VENDOR_STRING=commercial:permanent SUPERSEDE DUP_GROUP=H \ ISSUED=27-mar-2001 ck=213 SN=3XX-XXXXXXXX SIGN=123456ABCDEF Novo arquivo de licença SERVER PCS770 a1b2c3d4e5f6 USE_SERVER VENDOR adskflex port=2080 INCREMENT 48400REVITS_2_0F adskflex 1. ■ Se você precisar substituir um servidor no conjunto de servidores distribuídos. Clique em "ReRead License File" [Reler o arquivo de licença]. Modelo de servidor de licença distribuída No modelo de servidor de licença distribuída. abra "LMTOOLS". e clique na guia "Start/Stop/Reread". as licenças são distribuídas para mais de um servidor.

Com esta configuração. Configuração do servidor de licenciamento em rede | 11 . Exemplo de arquivo de licença redundante A seguir se encontra uma codificação de amostra de um arquivo de licenças redundante. todas as licenças que são gerenciadas no conjunto de servidores ainda estarão disponíveis.000 permanent 3 \ VENDOR_STRING=commercial:permanent BORROW=720 SUPERSEDE \ DUP_GROUP=UH ISSUED=22-mar-2004 SN=339-12345678 SIGN="1707 \ 9EAC CBCB 2405 692E 4A89 FC45 C009 E360 944A 14BA E99C 9B24 \ 5A1B 4A44 083A BE5F 3827 AA26 30CC 2AC2 D6B3 A61B AB5E 492E \ 3EBD 0B48 4E75 193A DA82" SIGN2="004A FC90 AB47 3F6B 59BC 0E6D \ 6681 6971 A76A BA52 98E2 5671 26B3 0E78 791B 109F 0591 7DC3 \ F09F 4D8D 4FB7 E341 4A03 CD68 1D77 27F8 8555 9CF7 DEDD 9380" Modelo de servidor de licenças redundante No modolo de servidor de licença redundante.000 permanent 3 \ VENDOR_STRING=commercial:permanent BORROW=720 SUPERSEDE \ DUP_GROUP=UH ISSUED=22-mar-2004 SN=339-12345678 SIGN="1707 \ 9EAC CBCB 2405 692E 4A89 FC45 C009 E360 944A 14BA E99C 9B24 \ 5A1B 4A44 083A BE5F 3827 AA26 30CC 2AC2 D6B3 A61B AB5E 492E \ 3EBD 0B48 4E75 193A DA82" SIGN2="004A FC90 AB47 3F6B 59BC 0E6D \ 6681 6971 A76A BA52 98E2 5671 26B3 0E78 791B 109F 0591 7DC3 \ F09F 4D8D 4FB7 E341 4A03 CD68 1D77 27F8 8555 9CF7 DEDD 9380" Configuração do cliente de licenciamento em rede Após você ter configurado um servidor de licença. O conjunto de servidores redundantes não admite a tolerência para falha de rede. No modelo servidor de licença redundante. ■ Se um dos três servidores for substituído. ■ Todos os três servidores devem residir na mesma sub-rede e ter comunicação confiável de rede. não são suportadas). Exemplo de arquivo de distribuído de licenças A seguir se encontra uma codificação de amostra de um arquivo de licenças distribuídas. siga este procedimento no Revit Architecture para licenciar uma máquina cliente. o arquivo Licpath. Você precisa instalar o "Network License Manager" em cada servidor. SERVER Server1 1a34567c90d2 27005 SERVER Server2 2a34567f90d3 27005 SERVER Server3 3a34567b90d4 27005 USE_SERVER VENDOR adskflex port=2080 INCREMENT 46300ACD_2005_0F adskflex 1. Um servidor age como o mestre. nas máquinas cliente. enquanto os outros dois fornecem backup se o servidor mestre falhar. erráticas ou discadas.Desvantagem ■ Se um servidor no conjunto de servidores distribuídos falhar. ■ Se mais de um servidor falhar. todos os servidores precisam residir na mesma subrede e ter comunicação consistente de rede. você precisa reiniciar o servidor de licença após parar o "Network License Manager". as licenças continuam a ser monitoradas e emitidas. Vantagem ■ Se um dos três servidores falhar. ■ Se seu produto Autodesk suporta a concessão de licenças e estas são concedidas de um conjunto de servidores de licenças redundantes. O arquivo de licença é o mesmo nos três servidores. Também.lic deve ser modificado para incluir o nome do novo servidor. será necessário obter um novo arquivo de licença da Autodesk. as licenças naquele servidor estão indisponíveis. (Conexões lentas. SERVER Server2 2a34567f90d3 USE_SERVER VENDOR adskflex port=2080 INCREMENT 46300ACD_2005_0F adskflex 1. você usa três servidores para autenticar um único arquivo de licença. nenhuma licença estará disponível. desde que ao menos dois servidores estejam em funcionamento. Desvantagens ■ O modelo servidor de licença redundante somente é suportado no Windows 2000 Server Edition.

mas não poderá salvar seu trabalho no modo Demo. incluindo as suas. Licenciamento de versões anteriores do Revit Architecture Cada nova versão do Revit Architecture requer a versão atual da licença independente ou de rede. e todas as licenças flutuantes. 3 Insira o nome do servidor de rede. Licença em rede em cascata Para produtos adquiridos em separado e como parte do Revit Architecture Series package. precisará entrar no modo Demo. OBSERVAÇÃO A configuração cliente é usualmente completada durante a instalação do produto ou instalação em rede. recebe um conjunto de 10 extensões. 4 Clique em "Apply" [Aplicar]. Por exemplo. Este ciclo é repetido até 10 vezes. irá primeiro usar a licença de produto único ("não Series"). a caixa de diálogo é exibida. e clica em "Use Extension". Transferência de licença Se você estiver usando o Revit Architecture com uma licença independente. ■ A máquina que hospeda o servidor de licença parou de funcionar. Quando você se conecta ao servidor de licença no início da sessão do Revit Architecture. Para obter mais informações sobre o utilitário "Portable License". Para licenciar uma máquina cliente: 1 Clique no "Help menu ➤ Product and License Information" [Menu Ajuda ➤ Informações de produto e licença]. você pode salvar seu trabalho usando o recurso "Use extension" [Usar extensão]. e a seguir colocado em cascata como necessário pelas licenças Series. Salvar seu trabalho em uma interrupção Se ocorrer uma interrupção. você pode estender seu licenciamento pelo tempo necessário para salvar seu trabalho. consulte sua ajuda on-line. poderá transferir esta licença usando o utilitário "Portable License" [Licença portável]. O mecanismo utilizado pela cascata do Autodesk. Extensão de licença Se ocorrer uma interrupção de licenciamento de rede e de uma licença. um servidor de licença de rede pode ser configurado com combinações de contagens de instalações de licencas. Reportando o servidor de licença Para obter mais informações sobre os relatórios do servidor de licença e da configuração do servidor de licença. são agora atribuídas a outros usuários. consulte a documentação associada no utilitário "SAMreport-Lite" que você pode instalar com o Revit Architecture. Se você não tiver um licença atual. Este utilitário transfere uma licença de produto de um computador para outro e assegura que o produto somente funcione no computador que tem a licença. 12 | Capítulo 1 Bem-vindo ao Revit Architecture 2008 . deixou o computador por mais de duas horas e esqueceu de salvar. Licenças independentes ou de rede de versões anteriores não funcionam com a versão mais recente do Revit Architecture. o Revit Architecture é executado no modo Demo. você clica em um comando na "Design Bar" [Barra de projeto]. 5 Clique em "Close" [Fechar]. Acesse o utilitário "Portable License" ao clicar em Iniciar ➤ Programas ➤ Autodesk ➤ Revit Architecture 2008 ➤ Portable License Utility. Você usa uma extensão cada vez que emite um comando. Se você usar todas as 10 extensões antes de salvar. Consulte “Licenciamento” na página 4. Exemplos de interrupção ■ Você estava usando o Revit Architecture. 2 Selecione "Network" [Rede].

clique no "Help menu ➤ Product and License Information. contate seu administrador de rede. Para obter uma concessão de licença: 1 Clique no "Help menu ➤ Product and License Information" [Menu Ajuda ➤ Informações de produto e licença]. a licença concedida é retornada autimaticamente para o servidor de licenças. Você também pode retornar a licença mais cedo. 3 Clique em uma data de retorno no calendário da caixa de diálogo. Ele inclui diversos comandos que oferecem recursos com base na web para clientes de assinatura. 2 Clique em "Return" [Retornar] junto à opção de "Network license". A data de expiração é exibida em "Current STatus" [Status corrente]. A inicialização com êxito do software indica que você adquiriu a licença de rede usual (on-line). Retorno de licença Quando o período de concessão de licença expira. Para visualizar seu tipo de licença de produto. "View Support Requests" [Visualizar solicitações de suporte]. a instalação solicitará que insira o número de série de licença de rede para ativar o acesso à assinatura. Se você não for capaz de obter uma concessão de licença. não pode obter a concessão de uma licença. Concessão de licença | 13 . Concessão de licença Se você estiver executando um versão licenciada em rede do Revit Architecture. Se você instalou o Revit Architecture com uma licença de rede. A licença é retornada automaticamente para o servidor de licença no fim do dia da data de retorno definida quando você obteve a concessão da licença. Assegure que a data esteja na faixa válida como mostrada na caixa de diálogo. Quando você reconecta seu computador na rede. OBSERVAÇÃO Se você tem um versão independente do software. todas as licenças de rede podem já terem sido concedidas para outros usuários. Naquele ponto. Usando a ajuda Esta seção fornece informações sobre como navegar na ajuda on-line. e "Edit Subscription Center Profile" [Editar perfil no centro de assinatura]. Se você tentar obter a conecessão de uma licença e for notificado que nehuma licença está disponível. 2 Clique em "Borrow" [Conceder] junto à opção de "Network license" [Licença de rede]. para que possa usar o software por um tempo especificado quando o computador não está conectado à rede. você pode obter novamente a concessão de licença. poderá obter a concessão de licença de um servidor de licença. OBSERVAÇÃO Para visualizar a data de expiração da licença concedida. "Create Support Request" [Criar solicitação de suporte]. Para retornar a licença mais cedo: 1 Clique no "Help menu ➤ Product and License Information" [Menu Ajuda ➤ Informações de produto e licença]. poderá iniciar o Revit Architecture normalmente. OBSERVAÇÃO Há um limite para o número de licenças disponíveis para concessão. Centro de assinatura O Autodesk Subscription Center está disponível na interface do Revit Architecture. clique no "Help menu ➤ Product and License Information". "Subscription e-Learning Catalog" [Catálogo de e-Learning de assinatura]. 4 Clique em "Borrow License" [Conceder licença].

com/training ou contate o escritório local da Autodesk. determina quais lições serão mais úteis e avalia o progresso do aprendizado. uma caixa de diálogo "Topics Found" [Tópicos encontrados] é exibida para que você possa selecionar um tópico específico para ser visualizado. Para obter as informações mais recentes sobre o treinamento da Autodesk. Melhore a produtividade com treinamento comprovado em mais de 1. Após digitar as palavras que desejar encontrar.400 locais ATC em mais de 75 países. existem livros e páginas com cabeçalhos. Programas de treinamento e produtos da Autodesk Programas de treinamento e produtos da Autodesk® ajudam você a aprender os recursos técnicos principais do software Autodesk e aprimorar a produtividade. ■ Favoritos. clique no botão de seta a direita junto ao campo de seqüência de caracteres de busca. Para obter mais informações sobre a Autodesk Certification. Quando você clica em páginas. contate atc. Certificação da Autodesk Ganhe uma vantagem competitiva em sua carreira obtendo a Autodesk Certification. Os materiais de treinamento preferidos dos parceiros da Autodesk. Marcadores de novas informações Na guia "Contents". É possível usar uma ferramenta de avaliação on-line que identifica falhas de qualificações.com ou visita o localizador de ATC on-line em http://www. clique em "List Topics" [Listar tópicos]. NEAR. Cada lição dura de 20 a 40 minutos e apresenta exercícios práticos.?) e caracteres booleanos (AND. A guia "Search" também inclui uma capacidade de busca avançada. OR. Seja treinado em um Autodesk Authorized Training Center (ATC®) com aulas práticas orientadas por instrutores para ajudar você a obter o máximo dos produtos da Autodesk. incluindo títulos em um número cada vez maior de idiomas. esses livros são também adequados para o aprendizado independente e gradual.com/certification. Para obter mais informações os centros de treinamento autorizados da Autodesk. seleciona os tópicos para serem visualizados no painel direito do visualizador da Ajuda em HTML. visite http://www. preparar para a certificação e obter a certificação. Centros de treinamento autorizados da Autodesk Seja mais produtivo com o software Autodesk. Todos os livros simulam projetos reais com exercícios práticos relacionados ao trabalho. Materiais para cursos de treinamento oficiais da Autodesk A Autodesk publica vários materiais todo ano para usários de todos os níveis para aprimorar a produtividade com o software Autodesk. O Autodesk Authorized Training Courseware (AATC) é desenvolvido por parceiros da Autodesk. Ao invés de números de capítulos e páginas.com/aotc para examinar o catálogo do Autodesk Courseware. NOT). ■ Índice A guia "Index" [Índice" exibe palavras-chave para buscas rápidas por informações no Revit Architecture.autodesk. marcadores em vermelho identificam novos capítulos e tópicos . Observação: basta um único clique para abrir um livro ou página.autodesk. Para usar buscas booleanas. Use a guia "Favorites" [Favoritos] para marcar tópicos que você visita com freqüência.autodesk. Clique em um livro fechado e ele se abre para exibir sub-livros ou páginas de tópicos. visite http://www. ■ Busca. O Autodesk Official Training Courseware (AOTC) é desenvolvido pela Autodesk. com uma opção de usar uma simulação ou o aplicativo do software. que valida seu conhecimento e suas habilidades quanto a produtos da Autodesk. Visite http://www.com/atc. A Autodesk oferece uma solução ponto a ponto para avaliar seu nível para a certificação.Use a guia "Search" [Busca] para procurar por palavras no sistema de ajuda e localizar os tópicos associados. Você pode buscar tópicos usando um cartão coringa (*. O Autodesk Official Certification Courseware (AOCC) ensina o conhecimento e as habilidades avaliadas nos exames de certificação. Quando você clica em um livro aberto ele é fechado. Guias do "Help Viewer" [Visualizador da ajuda] ■ Conteúdo A guia "Contents" [Conteúdo] se parece como um índice de um livro impresso. Se a palavra-chave é usada com mais de um tópico. Para abrir o tópico associado a uma palavra-chave. clique duas vezes na palavra-chave ou a selecione e a seguir clique em "Display" [Exibir]. e-Learning O e-Learning da Autodesk para clientes com assinatura da Autodesk inclui lições interativas organizadas em catálogos de produtos.autodesk. 14 | Capítulo 1 Bem-vindo ao Revit Architecture 2008 .program@autodesk.

consulte “Considerações sobre o recurso 3 GB” na página 16. Um exemplo da linha a ser copiada e da versão modificada da linha é mostrado abaixo. ■ Reduza o número de arquivos RVT e RFA carregados. você pode: ■ Reiniciar o Revit Architecture regularmente. ■ Reduza o número de links DWG e RVT carregados. ■ multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(2)\WINDOWS="Microsoft Windows XP Professional" /fastdetect ■ multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(2)\WINDOWS="Microsoft Windows XP Professional 3GB" /3GB /fastdetect Quando você inicia o computador com o arquivo "boot. Ativando o recurso 3 GB Normalmente. Consulte “Ativando o recurso 3 GB” na página 15. poderá acessar e-Learning e outros serviços por assinatura dos produtos da Autodesk. Se receber uma mensagem informando que o uso da memória na sessão atual está atingindo o limite do sistema operacional. O recurso 3 GB divide o espaço da memória de maneira diferente.ini" modificado. 2 Insira "BCDEDIT /SetIncreaseUserVa 3072" e saia do prompt de comandos. Para assegurar estabilidade. Uso da memória | 15 . o Microsoft® Windows® reserva 2 GB do espaço do endereço virtual de 4 GB de qualquer processamento para o sistema operacional e deixa os 2 GB restantes para o processamento do aplicativo (incluindo o espaço para as páginas de código. a pilha e toda a memória alocada dinamicamente).com/subscription. Se houver várias vistas abertas. Uso da memória Você pode executar determinadas ações para diminuir a possibilidade de instabilidade no Revit Architecture devido ao uso da memória do sistema operacional.ini". visite http://www. Se você for um membro da Autodesk Subscription. Para obter mais informações sobre a Autodesk Subscription. em seguida modifique a linha copiada para adicionar a opção (/3GB) e exibir a seqüência de caracteres que identifica a opção de inicialização. Antes de ativar o recurso 3 GB. reinicie o Revit Architecture e em seguida salve para o central. você vê as seguintes opções a serem selecionadas: ■ Microsoft Windows XP Professional ■ Microsoft Windows XP Professional 3GB Para ativar o recurso 3 GB no Windows Vista: 1 Clique no menu "Start ➤ All Programs ➤ Accessories" [Iniciar ➤ Todos os programas ➤ Acessórios] e execute o prompt de comandos. fornecendo 3 GB para o aplicativo e 1 GB para o sistema operacional. feche rapidamente todas as vistas ocultas clicando no menu "Window ➤ Close Hidden Windows" [Janela ➤ Fechar todas as janelas]. é recomendável que você salve o trabalho o quanto antes e reinicie o Revit Architecture.autodesk. Este arquivo está geralmente localizado em C:\boot. ■ Execute o Revit Architecture em um sistema operacional de 64 bits do Windows. As partes modificadas da linha copiada estão em negrito. copie a linha original que contém o caminho para inicialização. Consulte “Gerenciando vínculos” na página 749. ■ Ative o recurso 3 GB no sistema operacional do Windows® para melhorar o desempenho. 2 Na seção "operating systems£ [sistemas operacionais]. Para ativar o recurso 3 GB no Windows XP: 1 Abra o arquivo "boot.ini. ■ Limite o número de vistas abertas. Se estiver utilizando um ambiente de trabalho compartilhado. salve o arquivo local. Consulte “Limpando famílias não utilizadas” na página 521.

quando executar o prompt de comandos clique com o botão direito do mouse e selecione "Run as Administrator". reinicie o computador sem a opção /3GB e verifique se a atualização para o driver da placa gráfica mais recente resolve o problema. 2 Para restaurar a alocação da memória virtual para 2 GB. Trata-se de ATI Fire GL 8800. 4 No campo Desempenho. por isso é recomendável definir mais do que 3 GB (por exemplo.3035. ■ Sabe-se que pelo menos uma versão do driver da placa gráfica não funciona com 3 GB. 6 No campo Memória virtual. clique duas vezes em Sistema. pois a ativação é automática. o valor é exibido com a opção "IncreasedUserVa". versão do driver 6. Consulte “Verificando a alocação da memória virtual” na página 16. O sistema deve reservar pelo menos 3 GB para o tamanho do arquivo de paginação para utilizar totalmente o espaço de endereço disponível. Para verificar a alocação da memória virtual no Windows Vista: 1 Clique no menu "Start ➤ All Programs ➤ Accessories" e execute o prompt de comandos. ■ Quando o recurso 3 GB está ativado. A alternância agora está definida. Todos os aplicativos em execução simultânea compartilham o tamanho do arquivo de paginação disponível. 3 Reinicie o computador. Depois de ativar o recurso 3 GB. 16 | Capítulo 1 Bem-vindo ao Revit Architecture 2008 . quando executar o prompt de comandos clique com o botão direito do mouse e selecione "Run as Administrator" [Executar como administrador]. Se não for necessário o maior espaço de endereço. por isso tenha cautela com relação ao carregamento do aplicativo total colocado no Windows enquanto executar neste modo. OBSERVAÇÃO Se não puder definir este valor. Não é necessário fazer uma seleção quando você reinicia o computador. insira "BCDEDIT". Se houver uma falha. 4 GB). clique em Alterar. Não se sabe exatamente que implicações isso possa ter para o Windows. Na lista de opções da entrada da inicialização. você deve verificar se tem memória virtual suficiente alocada para seus propósitos.10.12. clique na guia Avançado. Considerações sobre o recurso 3 GB ■ Este recurso é somente suportado no Windows XP SP2 e no Windows Vista. insira: "BCDEDIT /SetIncreaseUserVa 2048" OBSERVAÇÃO Se não puder definir este valor. clique em Configurações. 5 Na caixa de diálogo Opções de desempenho. clique na guia Avançado. o espaço da memória do sistema operacional é menor. Verificando a alocação da memória virtual Para verificar a alocação da memória virtual no Windows XP: 1 Clique no menu "Start ➤ Settings ➤ Control panel" [Iniciar ➤ Configurações ➤ Painel de controle]. 3 Na caixa de diálogo Propriedades do sistema. 2 No Painel de controle. Para verificar a alocação da memória virtual. é recomendável não ativar esta opção.

O que há de novo nesta versão 2 Este tópico descreve os recursos novos e aprimorados para o Revit Architecture 2008 17 .

as opções de rotação agora estão disponíveis na Barra de opções. consulte “Criando uma legenda” na página 123. há uma região de recorte de anotação para todas as vistas gráficas do projeto exceto em vistas em perspectiva 3D. consulte “Rotacionando uma viewport em uma vista de folha” na página 161. Para obter mais informações. quando você ativa uma caixa de corte em uma vista 3D. Viewports que rotacionam em uma folha Quando você seleciona uma viewport em uma folha. Os elementos de anotação são totalmente recortados quando a região de recorte de anotação toca qualquer parte do elemento. Quando você efetua o pan de uma folha. Sobrepondo a visibilidade e a exibição gráfica de elementos individuais Você pode sobrepor a visibilidade e a exibição gráfica de instâncias de elementos individuais em uma vista de projeto. consulte “Usando uma caixa de corte em uma vista 3D” na página 115. poderá modificar sua extensão de outras vistas (por exemplo. ■ Você precisa colocar a vista em mais de uma folha. Para obter mais informações. consulte “Efetuar o pan em vistas em uma folha” na página 586. As vistas dependentes são exibidas no "Project Browser" sob a vista principal. uma vista de planta ou de elevação). Consulte “Sobrepondo exibição de visibilidade e gráficos de elementos individuais” na página 147.Vistas de projeto Este tópico descreve os recursos novos e aprimorados para as vistas de projeto no Revit Architecture 2008. Todas as cópias. Criando vistas dependentes pode ser útil nos seguintes cenários: ■ Você está trabalhando em um projeto grande com uma extensa planta de piso e deseja recortar a vista em segmentos menores para colocá-los em folhas. Para obter mais informações. conhecidas como vistas dependentes. Aprimoramentos da caixa de corte No Revit Architecture 2008. consulte “Vistas dependentes duplicadas ” na página 141 e “Adicionando linhas coincidentes para vistas dependentes ” na página 143. Vistas de legenda Você agora pode inserir o nome da legenda e a escala da vista ao iniciar a criação de uma nova vista de legenda. as extensões da caixa de corte não mais são recortadas pela região de recorte da vista. escala da vista ou anotações) são feitas em uma vista. mas são refletidas em todas as vistas. Visibilidade e gráficos Este tópico descreve os recursos novos e aprimorados para a visibilidade e gráficos no Revit Architecture 2008. Vistas dependentes duplicadas Você pode criar múltiplas cópias de uma vista. 18 | Capítulo 2 O que há de novo nesta versão . Efetuar o pan em vistas em uma folha Você pode efetuar o pan em vistas que foram adicionadas em uma folha. permanecem sincronizadas com a vista principal e todas as outras vistas dependentes. Além disso. Estas cópias são dependentes da vista principal. a região de recorte não se move. para que as alterações específicas da vista (por exemplo. Para obter mais informações. consulte “Regiões de recorte ” na página 158. Quando você efetua alterações em segmentos dependentes da vista. Região de recorte de anotação Além da região de recorte do modelo. Você pode inserir linhas de coincidência (para indicar onde a vista é dividida) e referências de vista (para vincular vistas) em vistas dependentes. Para obter mais informações sobre como rotacionar uma viewport. Para obter mais informações. poderá com rapidez ver como elas afetam a vista como um todo ao visualizar a vista principal.

Quando você cria ou edita um grupo usa o editor de grupos. Ocultando elementos em uma vista Você pode ocultar elementos individuais ou categorias de elementos em uma vista. Excluindo elementos de instâncias de grupos A exclusão de elementos de uma instância de grupo pode ser útil. um tubo ou porta hospedado por parede). o Revit Architecture tenta rehospedar aqueles elementos. Editor de grupos O fluxo de trabalho para criar e editar grupos foi aprimorado. Você pode excluir um elemento de uma instância de grupo de uma das seguintes formas: ■ Excluir um elemento de uma instância de grupo. poderá torná-lo permanente. O elemento permanece no grupo mas não está visível na vista do projeto para aquela instância de grupo. Quando você oculta um elemento que é usado como uma referência para um identificador ou cota. Grupos | 19 . Os elementos ocultos podem ser revelados ou exibidos em uma vista. Sobrepondo linhas e padrões de corte e superfície Na caixa de diálogo "Visibility/Graphics" [Visibilidade/Gráficos]. Quando você edita um grupo usando o editor de grupos. a cor do segundo plano da área de desenho é um amarelo pálido. poderá usar as ferramentas de criação de elementos da "Design Bar" para colocar elementos adicionais (como uma janela ou porta). Consulte “Ocultando ou isolando temporariamente elementos ou categorias de elementos” na página 156. Consulte “Ocultando elementos” na página 155. Consulte “Exibição de visibilidade e gráficos em vistas de projeto” na página 146. Se o elemento excluído estiver hospedando quaisquer elementos. Consulte “Criando grupos” na página 536 e “Modificando grupos” na página 540. Além disso. Consulte “Carregando grupos” na página 538. quando você temporariamente oculta um elemento ou categoria de elemento. A cor do segundo plano amarelo pálido é ignorada quando você imprime do editor de grupos. você pode agora sobrepor linhas e padrões de corte e superfície para categorias de modelos. Editando grupos externamente Você agora pode editar grupos independentemente de um projeto ou família e a seguir carregar (ou recarregar) o grupo no projeto ou família. e as paredes se sobrepõem. e pode carregar arquivos de família Revit (RFA) no Editor de famílias como um grupo. Além disso. Você pode excluir a parede sobreposta da instância do grupo. Se aquela parede estiver hospedando quaisquer elementos (por exemplo. Consulte “Modificando grupos” na página 540. Carregando um projeto Revit ou um arquivo de família como um grupo Você pode carregar arquivos de projeto Revit (RVT) em um projeto como um grupo. Ocultando uma nuvem de revisão não afeta a tabela de revisão. quando estiver criando ou editando um grupo. Elementos colocados enquanto estiver no modo de edição de grupos são automaticamente adicionados no grupo respectivo. você coloca um grupo de unidade de hotel definido com 4 paredes vinculáveis adjacentes a uma unidade similar. Consulte “Aplicando transparência a faces de categorias de elemento de modelo” na página 151. Aprimoramentos de ocultar/isolar temporário Um borda azul é exibida em torno da área de desenho para indicar quando você está no modo de ocultar/isolar temporário. o identificador ou cota também é ocultado. Consulte “Revelando e reexibindo elementos ocultos” na página 155. Grupos Este tópico descreve os recursos novos e aprimorados para grupos no Revit Architecture 2008. o Revit Architecture tenta rehospedar estes elementos na parede remanescente. Aplicando transparência em faces de elementos do modelo Você pode aplicar transparências em faces de categorias de elementos do modelo ou em faces de elementos individuais do modelo. por exemplo. e a barra de ferramenta do editor de grupos é inicialmente exibida no canto superior esquerdo.

Visualizando grupos no "Project Browser" No "Project Browser". Você ainda pode carregar arquivos RVG existentes em projetos para serem usados como grupos. eles pode ser editados independentemente do projeto em que estão carregados. ou como um arquivo de família Revit (RFA) se estiver trabalhando no Editor de famílias. Se não for possível encontrar estes elementos dependentes. há uma categoria de varreduras de parede na caixa de diálogo "New Schedule" [Nova tabela]. Consulte “Excluindo elementos de uma instância de grupo” na página 540. Consulte “Carregando grupos” na página 538. Quando os elementos são excluídos e não estão visíveis na vista do projeto para aquela instância de grupo. e para todos os outros elementos que dependem de elementos na instância trocada de grupos. Para obter mais informações sobre como criar tabelas. não são independentemente tabuláveis. Os grupos não mais são salvos como arquivos de grupo Revit (RVG). Isto ajuda a evitar cantos afiados na abertura que podem concentrar stress. Os elementos excluídos podem ser restaurados para suas instâncias de grupo. O elemento também é excluído da instância de grupo. Componentes de construção Este tópico descreve os recursos novos e aprimorados para os componentes de construção no Revit Architecture 2008. Componentes estruturais Este tópico descreve os recursos novos e aprimorados para as componentes estruturais no Revit Architecture 2008. o Revit Architecture tenta substituir quaisquer grupos de detalhes anexados da instância antiga de grupo com grupos de detalhes anexados do mesmo nome da nova instância de grupo. Quando você cria uma nova tabela. 20 | Capítulo 2 O que há de novo nesta versão . braços ou pilares estruturais usando o comando "Opening by Face" [Abrir por face]. Consulte “Convertendo grupos para modelos Revit vinculados” na página 542. Aprimoramentos nas instâncias de troca de tipos de grupos Quando você troca uma instância de um tipo de grupo por uma de outro tipo de grupo. o Revit Architecture tenta encontrar referências dentro da nova instância de grupo. Além disso. braço ou pilar estrutural. Quando você desenha uma abertura para uma viga estrutural. Para elementos em grupos de detalhes anexados que não foram substituídos. Tabulando varreduras da parede Você agora pode tabular varreduras da parede. consulte “Vistas de tabela” na página 126. que fazem parte da definição do tipo de parede. agora poderá especificar um raio para a opção de retângulo que permite desenhar retângulos com concordâncias. Como os grupos são salvos como arquivos RVT ou RFA. grupos de detalhes anexados e grupos aninhados agora aparecem sob o grupo a que pertencem. consulte “Trocando tipos de grupos” na página 542. braço ou pilar estrutural Você pode cortar aberturas em faces planas de vigas estruturais. Para obter mais informações. Grupos aninhados também aparecem na lista de grupos com outros modelos ou grupos de detalhes. Cortando aberturas em uma viga estrutural. Salvando grupos Você pode salvar um grupo como um arquivo de projeto Revit (RVT) se estiver trabalhando em um projeto. eles não podem ser incluídos em tabelas. Convertendo grupos para modelos Revit vinculados Você pode converter grupos para modelos Revit vinculados. ■ Mova um elemento da instância de grupo para a vista do projeto. o Revit Architecture lança um aviso para indicar os elementos dependentes para os quais ele não pôde encontrar referências. Consulte “Salvando grupos” na página 543. Você também pode converter modelos Revit para grupos. Varreduras de parede integrais. O elemento está visível na vista do projeto e pode ser editado na vista do projeto. a origem do novo grupo é colocada na posição do primeiro grupo.

Para obter mais informações. teclados e pisos” na página 416. Edição de forma para lajes. as setas viram quando a linha de cota (o raio) é menor do que o comprimento da seta. Para obter mais informações sobre regiões de máscara. Regiões de máscara As regiões de máscara fornecem uma forma de um elemento obscurecer outros elementos em uma vista. angulares e radiais. Além disso. consulte “Edição de forma para lajes. telhados e pisos Modifique lajes estruturais horizontais com arestas retas para incluir múltiplas inclinações para a drenagem. Quando isto ocorre. as seguintes opções não mais estão disponíveis para regiões preenchidas: ■ O tipo "Filled Region : Solid White" [Região preenchida : Branco sólido] não mais está disponível como uma opção no "Type Selector" [Seletor de tipos] quando você seleciona uma região preenchida na área de desenho. Para obter mais informações. ou todas as regiões preenchidas "brancas sólidas" que têm o "Pattern Type" como sólido e o "Background as Opaque" [Segundo plano como opaco] e "Color as White" [Cor como branca]. Regiões preenchidas Em um projeto. consulte “Controlando o comportamento de exibição das setas de cotas” na página 201. use“Regiões de máscara” na página 671 Comportamento de exibição da seta de marca de linha de cota Quando você seleciona uma seta de marca de preenchimento para uma cota como um tipo de seta. contraventamento ou coluna estrutural” na página 366. As regiões de máscara podem ser úteis em cenários como os seguintes: ■ Você pode precisar obscurecer elementos em um projeto. ■ Você está criando uma família de componente de detalhe 2D ou uma família 3D e precisa que o segundo plano do elemento mascare o modelo e outros elementos de detalhe quando for carregada em um projeto. Para cotas radiais. consulte “"Filled Region" [Região preenchida]” na página 676. todas as regiões preenchidas que têm o parâmetro "Background Type" [Tipo de segundo plano] definido como opaco e o parâmetro "Pattern Type" [Tipo de padrão] definido como sem padrão. Detalhes e anotações | 21 . as setas de cota fazem o reconhecimento quando um segmento de cota é muito pequeno para acomodar as setas no interior da linha de cota. consulte “Regiões de máscara” na página 671. detalhe ou bloco de margens e carimbo). você pode criar uma região preenchida que tem um padrão de preenchimento sólido e um segundo plano transparente. ■ Você precisa criar uma família 3D de arquivos DWG 2D importados que irão obscurecer os elementos do modelo quando colocada em uma vista. consulte “Cortando aberturas em uma viga estrutural. Regiões de máscara 2D podem ser criadas em um projeto e no Editor de famílias ao criar uma família 2D (anotação. se tornam regiões de máscara. Detalhes e anotações Este tópico descreve os recursos novos e aprimorados para detalhes e anotações no Revit Architecture 2008. Para obter mais informações sobre a criação e edição de regiões preenchidas. Isto ocorre para cotas lineares. Você pode criar regiões de máscara 2D e 3D. Regiões de máscara 3D podem ser criadas no Editor de famílias ao criar uma família 3D. Atualizando projetos ou famílias que contêm regiões preenchidas Quando você atualiza um projeto ou família para o Revit Architecture 2008. Para obscurecer um elemento com uma região. a setas de cota automaticamente viram para o exterior da linha de cota. ■ O padrão de preenchimento "No Pattern" [Nenhum padrão]. Para obter mais informações.

Se você inserir um nome que já está em uso no projeto. como em versões anteriores. poderá modificar o parâmetro de chamada de detalhe e o parâmetro base relativo (para elevações de ponto relativo) na Barra de opções. ■ Quando você coloca uma cota de ponto. As legendas de esquemas de cores são um identificador de anotação. para que você possa aplicar diferentes esquemas de cores em diferentes vistas. Para aplicar preenchimento de cor em um ambiente ou área. e você pode alterá-los através das propriedades do modelo vinculado. o preenchimento de cores e legendas de cores eram combinados no comando "Fill Color". poderá incluir uma legenda de esquema de cores. poderá indicar se deseja uma chamada de detalhe para a nota chave. Agora. ■ Quando você coloca ou seleciona uma cota de ponto. Esquemas de cores O comando "Color Fill" [Preenchimento de cores] foi renomeado e aprimorado. incluir o nome do arquivo de uma modelo vinculado em uma tabela. Se você sair do comando "Keynote" [Nota chave] e efetua outras mudanças no modelo. você coloca uma nota chave de elemento e seleciona a opção "Free End" [Extremidade livre] para a chamada de detalhe. consulte “Cotas de elevação de ponto” na página 198 e “Reportando coordenadas norte. ao ativar novamente o comando "Keynote". consulte “Esquemas de cores” na página 653. sul. Anteriormente. a seleção é retida para a sessão do Revit. redimensionar os relógios (as caixas de cores que aparecem na legenda). Este parâmetro está acessível na caixa de diálogo "Element Properties" para áreas. ■ O parâmetro da chamada de detalhe agora é um parâmetro de instância ao invés de um parâmetro de tipo. Os nomes de arquivos não incluem o caminho para o arquivo ou a extensão do arquivo. Agora. para não ser necessário especificá-la novamente. Para obter mais informações. As opções de chamada de detalhe são anexadas e de extremidade livre. e a seguir incluir o nome em uma tabela. os esquemas de cores são uma propriedade da vista. Por exemplo. leste e oeste” na página 760. Isto significa que você pode ter diferentes valores para o parâmetro de chamada de detalhe para cada instância de um tipo de cota de ponto. Consulte “Propriedades do identificador de área” na página 650. O parâmetro de chamada de detalhe está disponível na caixa de diálogo "Element Properties" [Propriedades do elemento] para a cota de ponto. modificar a ordem dos itens na legenda e mudar a aparência gráfica dos relógios de legenda. Incluindo nomes de instâncias de modelos Revit vinculados em uma tabela Quando você tem múltiplas cópias de modelos Revit vinculados em um projeto (por exemplo. Aprimoramentos da cota de ponto ■ Você pode colocar cotas de ponto (elevações de ponto e coordenadas de ponto) em superfícies não horizontais e em arestas não planas. Você pode redimensionar a legenda de esquema de cores. múltiplos edifícios idênticos em um terreno ou múltiplos pisos idênticos em um edifício). Parâmetro de instância de número para áreas O elemento área agora tem um novo parâmetro de instância denominado "Number" [Número]. Ambientes e áreas Este tópico descreve os recursos novos e aprimorados para ambientes e áreas no Revit Architecture 2008. 22 | Capítulo 2 O que há de novo nesta versão . Modelos vinculados Este tópico descreve os recursos novos e aprimorados para os modelos vinculados no Revit Architecture 2008. Quando você aplica um esquema de cores em uma vista de planta. aparece uma mensagem para indicar este fato. Persistência da opção de chamada de detalhe de nota chave Quando você coloca um elemento ou uma nota chave de usuário. você agora cria esquemas de cores e os aplica em uma vista da planta. Para obter mais informações sobre elevações de ponto e coordenadas de ponto. Você também pode. quando você seleciona uma opção de chamada de detalhe. Os nomes para instâncias de modelos vinculados são automaticamente gerados. o valor da elevação de ponto ou coordenada de ponto aparece na área de desenho antes de ser colocada. o Revit se lembra de sua seleção de chamada de detalhe ("Free End"). poderá especificar um nome diferente para cada instância do modelo vinculado.

Consulte “Exibindo ou ocultando modelos vinculados aninhados do Revit” na página 743. o vínculo é automaticamente renomeado. as configurações do posicionamento compartilhado. Interoperabilidade Este tópico descreve os recursos novos e aprimorados para a interoperabilidade no Revit Architecture 2008. Convertendo elementos de modelos Revit vinculados Você pode copiar elementos de modelos Revit vinculados para a Área de transferência e a seguir colá-los no modelo hospedeiro. Você pode exibir (ou ocultar) modelos vinculados aninhados no modelo hospedeiro. Visualizando modelos Revit vinculados no "Project Browser" Os modelos Revit vinculados (incluindo modelos vinculados aninhados visíveis) agora estão listados no "Project Browser". Criando restrições entre um modelo hospedeiro e modelos vinculados Você agora pode criar restrições entre elementos no modelo hospedeiro e os elementos em um modelo vinculado. Convertendo modelos Revit vinculados em grupos Você pode converter modelos Revit vinculados em grupos. o modelo vinculado principal ou o modelo vinculado aninhado do nível superior. vínculos aninhados visíveis e o nome da instância do vínculo. Você pode adicionar vínculos e acessar a funcionalidade de vínculo básico a partir do menu de atalho no "Project Browser". Consulte “Incluindo elementos de modelos vinculados em uma tabela ” na página 130. Consulte “Aplicando um esquema de cores do modelo hospedeiro em ambientes e áreas em modelos vinculados” na página 656. Consulte “Usando o "Project Browser" ” na página 30. Consulte “Cotas e restrições em modelos vinculados do Revit” na página 744. Se o nome da instância do vínculo já existe no projeto. Copiando modelos Revit vinculados entre projetos Você pode copiar um modelo Revit vinculado para a Área de transferência e colá-lo em um outro arquivo de projeto. Exibindo em modelos vinculados aninhados Quando você importa um modelo Revit que contém um modelo vinculado. Controlando as configurações de visibilidade e sobreposição gráfica para modelos vinculados aninhados Os modelos vinculados aninhados podem usar as configurações de visibilidade e sobreposição gráfica especificadas para o modelo hospedeiro. Exibindo áreas e limites de área em modelos vinculados Você pode exibir (ou ocultar) áreas e limites de área em modelos Revit vinculados. Aplicando um esquema de cores em ambientes e áreas em modelos vinculados Você pode aplicar o esquema de cores do modelo hospedeiro em ambientes e áreas em um modelo vinculado. Consulte “Copiando modelos vinculados do Revit” na página 745. O caminho do vínculo. Consulte “Exibindo áreas e limites de área em modelos vinculados” na página 651. Você também pode arrastar um modelo Revit vinculado do "Project Browser" para uma vista de projeto para criar uma nova instância do modelo vinculado. Consulte “Copiando elementos de um modelo vinculado do Revit” na página 745. Consulte “Convertendo grupos para modelos Revit vinculados” na página 542. As configurações de visibilidade e sobreposição gráfica não são preservadas. Você também pode converter grupos em modelos Revit vinculados. Consulte “Controlando configurações de visibilidade e gráficos para modelos vinculados aninhados do Revit” na página 747. são copiados para o novo projeto. Arquivos parcialmente carregados são mantidos como parcialmente carregados. Interoperabilidade | 23 . os vínculos se tornam aninhados.

O Revit Architecture 2008 inclui os seguintes aprimoramentos na funcionalidade DWF: ■ A opção de menu "File ➤ Export DWF" [Arquivo ➤ Exportar DWF] foi alterada para o menu "File ➤ Publish DWF" [Arquivo ➤ Publicar DWF]. Por exemplo. DWF Você pode criar uma saída de vistas 2D e 3D de um projeto Revit para o Design Web Format™ (DWF™). Google SketchUp A documentação do Revit agora inclui informações sobre como usar o Revit Architecture e o Google™ SketchUp® durante o processo de desenho interativo. ■ Um objeto que tem materiais diferentes aplicados em superfícies internas e externas (como uma parede) em um projeto Revit pode ser exportado como uma vista 3D usando sólidos ACIS. ao alterar o tamanho da caixa de corte para a vista 3D para exportação. a configuração de zoom padrão (na caixa de diálogo "Print Setup" [Configuração de impressão]) agora é "Fit To Page" [Ajustar na página]. e para a freqüência de preferência para atualizações e os canais de informação que deseja serem exibidos. clique no ícone "Comunication Center" na badeja no lado direito da barra de status. Para obter mais informações sobre como publicar arquivos DWF. Autodesk 3ds Max e Autodesk VIZ Você pode exportar uma vista 3D de um projeto Revit para uso no Autodesk 3ds Max ou VIZ. as caixas de corte foram aprimoradas para melhor suportar este uso. Use o assistente "Welcome" [Bem-vindo] para definir o "Communication Center" de seu país/região. poderá usar uma caixa de corte para limitar o conteúdo que é exportado. Para obter mais informações. Para iniciar o assistente "Welcome" ou para abrir o "Comunication Center". ■ "Product Support Information" [Informações de suporte do produto]. O Revit Architecture 2008 foi aprimorado para que. ■ Ao publicar DWF 2D. consulte “Integrando Croqui e Revit” na página 801. ■ "Articles and Tips" [Artigos e dicas]. A interoperabilidade entre o Revit Architecture 2008 e o 3ds Max ou VIZ foi aprimorada pelas seguintes formas: ■ Quando você exporta uma vista 3D para uso com o 3ds Max ou VIZ. ou exportar um projeto do SketchUp e importar ou vinculá-lo em um projeto Revit. consulte “Exportando para 3ds Max ou VIZ” na página 780. 3ds Max ou VIZ somente mostravam um material para todo o sólido ACIS). ■ Na versão anterior. quando os arquivos eram exportados do Revit Architecture e importados no 3ds Max ou VIZ. Ser notificado quando novos artigos e dicas estão disponíveis nos websites da Autodesk. Esta estratégia reduz o montante de dados sendo exportados e aprimora o desempenho dos processos de exportação e importação. poderá alternar para uma vista 2D para refinar o tamanho e localização da caixa de corte. ■ "Subscription Information and Extension Announcements" [Informações sobre assinaturas e avisos de extensão] Receber avisos e notícias do programa de assinaturas se você for um membro de assinatura da Autodesk (disponível em países/regiões onde as assinaturas da Autodesk são oferecidas). quando os arquivos exportados são importados. Centro de comunicações O "Comunication Center" [Centro de comunicações] fornece o rápido acesso aos recursos da Autodesk. Para obter mais informações. Obter notícias recentes da equipe de suporte de produto da Autodesk. Consulte “Usando uma caixa de corte em uma vista 3D” na página 115. Esta configuração evita o resultado (usual) não desejado de obter uma parte recortada da vista 2D no arquivo DWF. incluindo os seguintes: ■ "Live Update Maintenance Patches" [Correções de manutenção de atualização ao vivo] Receber notificações automáticas sempre que novas correções de manutenção são liberadas pela Autodesk. Quando a geometria importada é trazida para o 3ds Max ou VIZ. estes aplicativos agora mostram diferentes materiais em cada superfície de um sólido ACIS. o 3ds Max e o VIZ agora exibem nomes de material Revit. (Em versões anteriores. 24 | Capítulo 2 O que há de novo nesta versão . Você pode exportar uma vista 3D de um projeto Revit e importá-la no SketchUp. Nesta versão. consulte “Publicando DWF 2D ou 3D” na página 786. 3ds Max e VIZ exibiam os nomes acdbMaterial ao invés de nomes de material Revit mais legíveis.

foram feitos aprimoramentos de desempenho para a exibição gráfica. Procure por aprimoramentos adicionais na documentação em versões futuras. foram adicionadas imagens para ilustrar e clarificar conceitos importantes. consulte “Centro de comunicações” na página 34. Desempenho Para o Revit Architecture 2008. Para obter mais informações. aceleração de hardware e a usabilidade. Desempenho | 25 . Além disso. Documentação A documentação para o Revit Architecture 2008 foi reestruturada e revisada para aprimorar a usabilidade.

26 | Capítulo 2 O que há de novo nesta versão .

27 .Iniciar 3 Este capítulo inclui informações sobre o que é preciso para iniciar um projeto no Revit Architecture.

janelas e portas). caixas de diálogo e janelas em que você completa as tarefas. A seguir experimente usá-las. "Cut" [Cortar]. Barra de menus O barra de menus fornece o acesso a todas as funções do Revit Architecture. ocultando. Sua interface se parece com as de outros produtos desenvolvidos para o Windows: ela tem menus com comandos. Você pode colocar estes componentes direto no desenho e imediatamente ver se eles se ajustam aos seus requisitos de desenho. O menu de atalho fornece o acesso rápido aos comandos que são apropriados para o elemento selecionado. "Paste" [Colar]. você pode ocultar as barras de ferramentas usadas raramente. barras de ferramentas com botões. a "Design Bar".. Com alguns cliques. 28 | Capítulo 3 Iniciar . "Undo" [Desfazer] e "Redo" [Refazer]. "Copy" [Copiar]. você pode alterar a interface para melhor suportar a forma com a qual você trabalha. As funções disponíveis nas barras de ferramentas. Aspectos básicos da interface A interface do Revit Architecture é projetada para simplificar seu fluxo de trabalho. Barra de ferramentas Inclui ferramentas para. para que não sobrecarreguem a interface. "Open" [Abrir]. Você também pode exibir diversas vistas de projeto de uma só vez. Leia os tópicos a seguir para se familiarizar com as partes básicas da interface do Revit. Em muitos casos. Padrão Gerenciamento e edição de arquivos como "New" [Novo]. que fornecem o rápido acesso às funções de uso freqüente. você pode clicar com o botão direito do mouse em um elemento na área de desenho para acessar um menu de atalho. estão disponíveis com um clique de um botão. Por exemplo. exibindo e reorganizando os componentes da interface para suportar a forma com que você trabalha. ou colocar as vistas em camadas para somente visualizar a que esteja no topo.Usando a interface do Revit O Revit Architecture é um poderoso produto de CAD desenvolvido para o sistema operacional Microsoft® Windows. e muitos menus de atalho também estão disponíveis na barra de menus. Barras de ferramentas O Revit Architecture oferece diversas barras de ferramentas. Na interface do Revit Architecture muitos dos componentes (como paredes. "Save" [Salvar]..

clique e arraste a alça da barra de ferramentas. "Rendering" [Renderização] Renderização de vistas 3D. Aspectos básicos da interface | 29 .. lajes e vigas. como "Active Workset" [Workset ativo] e "Editing Requests" [Editando solicitações]. ■ Para ocultar ou exibir legendas de texto nos botões da barra de ferramentas. ou movê-la para a esquerda. como "Zoom In" [Aproximar zoom]. "Basics" [Básico] Desenho de construção como paredes. as configurações da barra de ferramentas são preservadas. desmarque a marca de verificação para a guia a ser oculta.. região com grades e linhas de propriedade. ■ Para mover ou redimensionar uma barra de ferramentas. "Rotate" [Rotacionar]. "Edit" [Editar] Manipulação de elementos. "Room and Area" [Ambiente e Criando ambientes e áreas. Worksets Gerenciando worksets ao compartilhar um projeto. clique no menu "Window ➤ Toolbar ➤ Text Labels" [Janela ➤ Barra de ferramentas ➤ Legenda de texto]. "View" [Vista] Altera a vista do projeto. ■ Para exibir uma barra de ferramentas. "Tools" [Ferramentas] Criando e alterando o projeto. "Site" [Terreno] Desenho de terreno como a superfície topográfica. "Resize" [Alterar a escala] e "Group" [Agrupar]. Clique em uma guia da "Design Bar" para expandir a guia e exibir seus comandos.. como "Move" [Mover]. acima ou abaixo de outra barra de ferramentas. [Opções de desenho] Para modificar as barras de ferramentas para atender sua necessidades: ■ Para ocultar uma barra de ferramentas. clique no menu "Window ➤ Toolbar" [Janela ➤ Barra de ferramentas] e desmarque a marca de verificação para a barra de ferramentas a ser ocultada. Barra de ferramentas Inclui ferramentas para. "View" Criando vistas no Revit Architecture. clique no menu "Window ➤ Toolbar" e selecione a barra de ferramentas a ser exibida. mais outros para ajudá-lo a desenvolver um projeto mais complexo.. Guia da "Design Bar" Inclui comandos para. Quando você sai do Revit Architecture. Na caixa de diálogo "Show Design Bars" [Exibir as barras de projeto]. Todos os comandos disponíveis na "Design Bar" também estão disponíveis em menus. Você pode exibir e ocultar as guias. como coluna estrutural. como necessário. janelas e portas. "Construction" [Construção] Definindo plantas de construção. e clique em "OK". como "Tape Measure" [Fita métrica]. área] "Structural" [Estrutural] Desenho estrutural. Para alterar a "Design Bar" para se adequar às suas necessidades: ■ Para ocultar a guia "Design Bar". OBSERVAÇÃO Você também pode clicar com o botão direito do mouse em qualquer lugar da barra de ferramentas para acessar um menu de atalho dos comandos da barra de ferramentas. e a criação de vistas de detalhes. Nem todas as guias serão exibidas por padrão. "Show Hidden Lines" [Exibir linhas ocultas] e "Join Geometry" [Unir geometria]. "Thin Lines" [Linhas finas] e "Show Mass" [Exibir massa]. "Massing" [Massas] Criando formas de massas. "Drafting" [Desenho] Símbolos de anotação (como identificadores e cotas). "Design Options" Definindo e gerenciando opções diferentes para um desenho. clique no menu "Window ➤ Design Bars". "Design Bar" [Barra de projeto] A "Design Bar" contém guias que permitem o rápido acesso aos comandos do Revit Architecture. Você pode encolher ou expandir a barra de ferramentas. "Modelling" [Modelagem] Os mesmos componentes de construção da guia "Basics". direita.

Solte o botão do mouse para colocar o "Project Browser" na localização desejada. a saída é o conteúdo da janela do "Project Browser". ■ Nos tipos de famílias de sistema. clique no menu "Window ➤ Design Bars". Consulte “Personalizando a organização da vista de projeto no "Project Browser"” na página 173. ou clique com o botão direito do mouse no nome e clique em "Open" no menu de atalho. Quando você sai do Revit Architecture. e clicar em uma opção para excluir. ou clique no botão "Close" (o X vermelho) no topo do "Project Browser". poderá excluir todos os itens selecionados em um só operação. Você pode personalizar a organização das vistas do projeto no "Project Browser". ou aplicar um modelo de vistas a todas as vistas selecionadas simultaneamente. grupos e modelos Revit. você pode aplicar mudanças em múltiplos itens selecionados em uma só operação. tabelas. ■ Para exibir a guia "Design Bar". Por exemplo: ■ Nos tipos de famílias de componentes carregados. você pode selecionar e excluir elementos em múltiplas categorias (como janelas e portas). Se você deseja. você pode selecionar e excluir elementos em múltiplas categorias (como tetos. clique e arraste sua borda direita. ■ Para redimensionar o "Project Browser". selecionar a guia a ser exibida ou ocultada. selecione a guia a ser exibida e clique em "OK. 30 | Capítulo 3 Iniciar . OBSERVAÇÃO Se você escolher "Print" [Imprimir] enquanto o "Project Browser" é a janela ativa no Revit Architecture. um contorno indica para onde o "Project Browser" será movido e qual será sua forma. OBSERVAÇÃO Você também pode clicar com o botão direito do mouse em qualquer lugar da "Design Bar" e. Este recurso simplifica o processo de efetuar mudanças em um projeto. Você pode então mover o "Project Browser" para a localização desejada e arrastar suas bordas para redimensioná-lo. Por exemplo. itens de menor nível são exibidos. ■ Para alterar a largura da "Design Bar". ■ Para flutuar o "Project Browser" na área de desenho. Alterando múltiplos itens no "Project Browser" No "Project Browser". Na caixa de diálogo "Show Design Bars" . pisos e paredes). famílias. Quando você expande ou retrai cada ramo. tabelas e folhas abrir uma vista clique duas vezes no nome da vista. Se você seleciona múltiplas famílias de elementos do mesmo tipo. clique duas vezes na barra de títulos do "Project Browser".. ou reduzir sua largura para aumentar o tamanho da área de desenho. Para alterar o tamanho e a localização do "Project Browser". Por exemplo. então.. vinculados no projeto atual. folhas. no menu de atalho. clicar com o botão direito do mouse para acessar o menu de atalho. clique e arraste a barra de títulos do "Project Browser" na janela do Revit. Quando você move o cursor. "Project Browser" [Navegador do projeto] O "Project Browser" mostra uma hierarquia lógica para todas as vistas. clique no menu "Window ➤ Project Browser". ■ Para mover o "Project Browser". Vistas. ■ Para ocultar o "Project Browser". Usando o "Project Browser" O "Project Browser" é uma poderosa forma para navegar e gerenciar projetos complexos. arraste uma de suas bordas. O nome da vista ativa aparece em negrito. clique no menu "Window ➤ Project Browser" (para desmarcar sua marca de verificação). você pode selecionar múltiplas vistas.. as configurações da "Design Bar" são preservadas. você pode desejar expandir sua largura para visualizar mais texto. ■ Para exibir o "Project Browser". modificar as propriedades de..

criar uma nova folha clique com o botão direito do mouse no ramo "Sheets" e clique em "New Sheet" [Nova folha]. Um novo nome de tipo aparece na lista de tipos. Você pode então clicar duas vezes em um novo tipo e definir suas propriedades na caixa de diálogo "Type Properties" [Propriedades de tipo]. o Revit Architecture continua a usar este esquema de nomes: por exemplo.. renomear vistas e tabelas clique com o botão direito do mouse no nome da vista e clique em "Rename". Quando você move o cursor. Você não pode copiar chamada de detalhe de vistas de planta. recarregar uma família clique com o botão direito do mouse em uma família carregada e clique em "Reload" [Recarregar].. Consulte “Recarregando famílias” na página 453. consulte “Encontrando vistas de referência” na página 173.. fechar uma vista clique com o botão direito do mouse no nome da vista e clique em "Close". e assim por diante. ou clique em .. Este comando ativa a ferramenta apropriada e seleciona o tipo apropriado para criar a família selecionada na área de desenho. Você também pode clicar com o botão direito do mouse no nome da folha. clique para colocá- la. ou clique na vista e clique em na Barra de opções. e clique em "Find Referring Views" [Encontrar vistas de referência]. Na caixa de diálogo "Rename". Quando você tiver a viewport na localização desejada na folha. Use as teclas de seta para navegar entre os ramos. clique com o botão direito do mouse em um nome de família denominado Desk e clique em "Duplicate". selecione-a e clique em "Open". e clique em "Rename". criar uma nova família ou instância de grupo clique com o botão direito do mouse no nome da família e clique em "Create Instance" [Criar instância]. adicionar uma vista em uma folha arraste o nome da vista para o nome da folha ou para a folha na área de desenho. Você pode editar e recarregar a família diretamente para o projeto. e clicar em "Add" [Adicionar] no menu de atalho. navegue para a localização da família. Insira um novo nome. Na caixa de diálogo "Views". Desk3. Desk4. Após executar estas ações. expandir ou retrair ramos no "Project Browser" clique em + para expandir. copiar uma vista junto com elementos clique com o botão direito do mouse no nome de vista. então. os nomes aparecem como a seguir: Desk2. clique com o botão direito do mouse no nome da vista e clique em "Remove from Sheet" [Remover da folha]. encontrar vistas de referência clique com o botão direito do mouse no nome da vista. excluir uma vista clique com o botão direito do mouse no nome da vista e clique em "Delete". Para obter mais informações. a folha está ativa na área de desenho e a vista adicionada aparece como uma viewport. ou clique na vista e clique em "Delete" na barra de ferramentas. a viewport move-se com ele. alterar propriedades clique com o botão direito do mouse no nome da vista e clique em "Properties". Na caixa de diálogo "Sheet Title" [Título das folha]. Quando você adiciona mais tipos. e clique em "Duplicate específicos da vista View ➤ Duplicate with Detailing". aparece o nome de família Desk1 . O novo nome de tipo usa o nome da família e é designado por um numeral. editar uma família clique com o botão direito do mouse em uma família carregada e clique em "Edit" [Editar]. Famílias criar um novo tipo de família clique com o botão direito do mouse no nome da família. Se você deseja. selecione a vista a ser adicionada e clique em "Add View to Sheet" [Adicionar vista na folha]. Elementos específicos da vista (como componentes de detalhe e cotas) são copiados para a vista. vistas de chamada de detalhe. insira um nome e número para a folha e clique em "OK". remover uma vista de uma folha no nome da folha. e clique em "Duplicate". copiar uma vista clique com o botão direito do mouse no nome de vista e clique em "Duplicate View ➤ Duplicate". renomear uma folha clique com o botão direito do mouse no nome da folha e clique em "Rename". insira um novo nome e clique em "OK". Aspectos básicos da interface | 31 . Consulte “Editando famílias carregadas ” na página 452.para retrair. Se você repetir o processo. renomear uma família clique com o botão direito do mouse em uma família não do sistema. Este comando está disponível para vistas de planta. Na caixa de diálogo "Open". vistas de desenho e vistas de corte.

clique em "Manage Links". ■ "Rename" [Renomear]: renomeia o tipo de grupo. Consulte “Gerenciando vínculos” na página 749. Clique em "Yes" [Sim] para excluir a família ou clique em "No" [Não] para cancelar. clique duas vezes em "Exterior . e clique em "Reload".. Se você deseja. aparece uma caixa de diálogo perguntando-lhe se deseja descarregar a família e excluir todas suas instâncias em seu projeto. Você pode arrastar famílias criadas de arquivos de famílias e de sistemas de família. 32 | Capítulo 3 Iniciar . modificar tipos de grupos clique com o botão direito do mouse no tipo de grupo e escolha entre os seguintes comandos: ■ "Delete" [Excluir]: exclui o tipo de grupo. ■ "Rename": renomeia o tipo. e a seguir clique e arraste o grupo para a área de desenho. OBSERVAÇÃO Este comando não está ativado para tipos de paredes. e você pode editar os valores. e clique na guia "Revit". excluir uma família clique com o botão direito do mouse no nome da família e clique em "Delete" ou clique no nome da família e pressione "Delete". "Groups" [Grupos] colocar uma instância do grupo em uma vista em "Groups" navegue para o grupo desejado.. excluir um tipo de família faça um dos seguintes: ■ Selecione o nome do tipo de família no "Project Browser" e clique em na barra de ferramentas. então.. ■ "Delete": exclui o tipo (comando não ativado para tipos de paredes). O novo tipo de grupo é exibido no "Project Browser". clique com o botão direito do mouse no nome do grupo. arrastar e soltar tipos de famílias no projeto selecione o tipo de família e arraste-o para a vista apropriada. modificar propriedades de tipo clique duas vezes no nome do tipo em uma família. ■ "Select All Instances": seleciona todas as instâncias de um tipo ou grupo no projeto. ■ Selecione o nome do tipo de família no "Project Browser" e pressione DELETE. ■ Clique com o botão direito do mouse no nome do tipo de família e clique em "Delete". navegue para o grupo desejado. e clique em "Duplicate". gerenciar vínculos aos modelos Revit clique com o botão direito do mouse no ramo "Revit Links". clique com o botão direito do mouse no nome do grupo. Por exemplo. navegue para o grupo desejado. ■ "Properties": modifica as propriedades de tipo..Brick on CMU". recarregar um grupo em "Groups". na família de "Walls". ■ "Properties": modifica as propriedades de tipo. "Revit Links" [Vínculos do Revit] criar um novo vínculo para um modelo Revit clique com o botão direito do mouse no ramo "Revit Links" e clique em "New Link" [Novo vínculo]. Consulte “Vinculando modelos do Revit” na página 742. Consulte “Colocando grupos” na página 538. duplicar/modificar tipos de famílias clique com o botão direito do mouse no tipo de família e escolha entre os seguintes comandos: ■ "Duplicate": copia a família selecionada e atribui um numeral a cópia. Consulte “Duplicando tipos de grupos ” na página 537. Esta função exclui os tipos de famílias que você possa ter criado e as famílias carregadas com o projeto. A caixa de diálogo "Type Properties" é aberta. Consulte “Carregando grupos” na página 538. Se seu projeto inclui instâncias daquela família. ■ "Select All Instances" [Selecionar todas as instâncias]: seleciona todas as instâncias de um tipo de grupo no projeto. duplicar um tipo de grupo em "Groups".

clique no menu "Window ➤ Status Bar". ■ Para exibir outra vista aberta (mas ocultada) na área de desenho. navegue para o modelo vinculado. clique com o botão arquivo de projeto direito do mouse no nome do vínculo. Quando você coloca um componente em um desenho. Aspectos básicos da interface | 33 . e clique em "Create Instance" [Criar instância]. ■ Para abrir uma segunda janela para a vista atual. Quando você está realçando um elemento ou componente. "Renderings" [Renderizações] visualizar imagens renderizadas em "Views ➤ Renderings". (Use o comando "Tile" [Lado-a-lado] para visualizar ambas as vistas ao mesmo tempo. enquanto também visualiza todo o desenho em outra janela. ■ Para organizar todas as janelas abertas em uma série na área de desenho. ■ Para mover os ícones de todas as vistas de um projeto minimizado para a parte inferior de uma área de desenho. Seu conteúdo muda dependendo do comando atual ou do elemento selecionado. ■ Para fechar todas as janelas ocultas. "Status Bar" [Barra de status] A "Status Bar" é exibida no canto inferior esquerdo da janela do Revit Architecture. por padrão a vista é exibida na área de desenho no topo de outras vistas abertas. Seu conteúdo muda dependendo da função atual ou do componente selecionado. clique com o botão direito do vinculado mouse no nome do vínculo. a barra de status fornece dicas sobre o que fazer. ou clique duas vezes no nome da vista no "Project Browser". Consulte “Copiando modelos vinculados do Revit” na página 745. Para reexibir a barra de status. e clique no comando desejado para descarregar ou recarregar o modelo.. repita o comando. Use os comandos do menu "Window" [Janela] para organizar as vistas de projeto para se adequar ao seu estilo de trabalho. então. e à direita do "Type Selector" [Seletor de tipos]. copiar um modelo Revit vinculado para outro em "Revit Links".) Quaisquer alterações feitas no projeto na nova janela também irão aparecer em outras janelas do projeto. Barra de opções A Barra de opções está localizada abaixo da barra de menus e das barras de ferramentas. Se mais de um projeto estiver aberto. Uma marca de verificação indica a vista que no momento tem foco na área de desenho. navegue para o modelo vinculado a ser copiado. use o "Type Selector" para especificar o tipo de componente a ser adicionado. clique no menu "Window ➤ Tile". Para gerenciar vistas na área de desenho: ■ Para exibir uma vista de projeto que ainda não foi aberta. ■ Para visualizar todas as vistas abertas ao mesmo tempo. clique no menu "Window ➤ Cascade" [Janela ➤ Cascata].. clique no menu "Window" e clique na vista a ser exibida. Para ocultar a barra de status. clique no menu "Window ➤ Close Hidden Windows" [Janela ➤ Fechar janelas ocultas]. "Type Selector" O "Type Selector" está localizado abaixo das barras de ferramentas e acima da "Design Bar".. uma janela por projeto permanece aberta. mas estão sob a vista atual. clique no menu "Window ➤ Arrange Icons" [Janela ➤ Organizar ícones]. ■ Para visualizar uma lista de vistas abertas. A parte inferior do menu lista as vistas abertas. Clique na área do desenho para colocar a nova instância do modelo vinculado. a barra de status exibe o nome da família e o tipo. Quando você estiver usando um comando. colocar imagens renderizadas em folhas arraste o nome da imagem renderizada (em "Views ➤ Renderings") para a folha na área de desenho. navegue para a vista no "Project Browser". As outras vistas ainda estão abertas.. Consulte “Gerenciando vínculos” na página 749. Quando você tiver selecionado um componente existente. Cada vez que você abrir uma vista em um projeto. clique duas vezes na imagem a ser visualizada. descarregar ou recarregar um modelo Revit em "Revit Links". clique no menu "Window". Este comando é útil se você deseja efetuar o pan e zoom em determinadas áreas do desenho. use o "Type Selector" para alterar seu tipo. clique no menu "Window ➤ New Window" [Janela ➤ Nova janela]. e clique duas vezes no nome da vista. Área de desenho A área de desenho da janela Revit exibe vistas (e folhas e tabelas) do projeto atual. Se você deseja.

■ "Articles and Tips" [Artigos e dicas]. Use o assistente "Welcome" [Bem-vindo] para definir o "Communication Center" de seu país/região. ■ "Subscription Information and Extension Announcements" [Informações sobre assinaturas e avisos de extensão]. ■ Idioma do produto. "View Control Bar" [Barra de controle de vista] A "View Control Bar" está localizada na parte inferior da janela Revit acima da barra de status. incluindo os seguintes: ■ "Live Update Maintenance Patches" [Correções de manutenção de atualização ao vivo]. Obter notícias recentes da equipe de suporte de produto da Autodesk. O idioma da versão de seu produto ■ País/Região. Por exemplo. As informações enviadas para a Autodesk se você as inseriu na caixa de diálogo "Error Report" [Relatório de erros]. Para iniciar o assistente "Welcome" ou para abrir o "Comunication Center". O país/região que foi especificado nas configurações do "Comunication Center" ■ Seu número de contrato de assinatura. Ela fornece um rápido acesso às funções que afetam a área de desenho. e para a freqüência de preferência para atualizações e os canais de informação que deseja serem exibidos. ele envia informações para a Autodesk. Política de privacidade do "Comunication Center" O "Comunication Center" é um recurso interativo que precisa ser conectado à Internet para entregar conteúdo e informações. poderá desativá-lo. Todas as informações são enviadas de forma anônima para manter sua privacidade. Para obter informações sobre como usar este utilitário. A seguir execute o utilitário e clique em "Help" [Ajuda] na janela "CAD Manager Control Utility". Ser notificado quando novos artigos e dicas estão disponíveis nos websites da Autodesk. A versão do produto. instale-o a partir do DVD de instalação do produto. Receber avisos e notícias do programa de assinaturas se você for um membro de assinatura da Autodesk (disponível em países/regiões onde as assinaturas da Autodesk são oferecidas). As seguintes informações são enviadas para a Autodesk: ■ Nome do produto. Receber notificações automáticas sempre que novas correções de manutenção são liberadas pela Autodesk. ■ "Product Support Information" [Informações de suporte do produto]. para que as informações corretas sejam retornadas. 34 | Capítulo 3 Iniciar . Ativar ou desativar o "Comunication Center" O utilitário "Autodesk CAD Manager Control" ativa e desativa o "Communication Center". ■ Número da versão do produto. clique no ícone "Comunication Center" ( ) na bandeja no lado direito da barra de status. se você deseja prevenir que o "Comunication Center" envie informações para a Autodesk. O nome do produto no qual você está usando o "Comunication Center". Cada vez que o "Comunication Center" é conectado. incluindo as seguintes: ■ "Scale" [Escala] ■ "Detail Level" [Nível de detalhe] ■ "Model Graphics Style" [Estilo gráfico do modelo] ■ "Shadows On/Off" [Sombras ativadas/desativadas] ■ "Crop Region On/Off" [Região de corte ativada/desativada] ■ "Show/Hide Crop Region" [Exibir/Ocultar região de corte] ■ "Temporary Hide/Isolate" [Ocultar/Isolar temporário] ■ "Reveal Hidden Elements" [Revelar elementos ocultos] Centro de comunicações O "Comunication Center" [Centro de comunicações] fornece o rápido acesso aos recursos da Autodesk.

pode aumentar muito o tempo requerido para abrir os arquivos. Você também pode usar este comando para efetuar o download de famílias e modelos adicionais a partir da Internet. navegue para a pasta onde residem os arquivos de projetos. selecione o tipo apropriado de arquivo para visualizar os que estejam na pasta. No entanto. Você pode adicionar outros diretórios a serem procurados na caixa de diálogo "Open". 3 Na janela do navegador. A família ou modelo carregada agora está disponível no projeto.com/privacy. Abrindo bibliotecas de famílias e arquivos de treinamento 1 Clique no menu "File ➤ Open". 5 Se você abriu uma família. Somente use esta opção para a manutenção periódica de arquivos grandes ativados para workset ou quando estiver preparando para a atualização. 4 Se desejado. e clique em "OK". 2 No lado esquerdo da caixa de diálogo "Open". ou clique em "Save" [Salvar] para salvá-lo em uma pasta especificada. bibliotecas de famílias e arquivos de treinamento. selecione os projetos abertos nos quais carregar a família. disponível em http://www. A opção "Audit" pode detectar e corrigir elementos corrompidos no projeto. 2 Na caixa de diálogo "Open". faça o seguinte: ■ Na "Design Bar" clique em "Load into Project" [Carregar no projeto]. Abrindo arquivos da biblioteca da web A biblioteca da web contém arquivos de famílias e modelos que podem ser descarregados e usados em seu projeto. ou clique em na barra de ferramentas. consulte “Salvando alterações em arquivos com compartilhamento de trabalho” na página 736. 4 Na caixa de diálogo "Download" [Download].A Autodesk compila estatísticas usando as informações enviadas do "Comunication Center" para monitorar como estão sendo usadas e como podem ser aprimoradas. 2 Na caixa de diálogo "Open". selecione "Audit" [Auditar] para varrer todos os elementos no projeto. Se você salvou o arquivo em uma pasta. ou clique em na barra de ferramentas. poderá carregá-lo em um projeto. o Revit Architecture exibe o item na área de desenho. Para abrir arquivos da biblioteca da web: 1 Clique no menu "File ➤ Open". ■ Na caixa de diálogo "Load into Projects". 3 Se você estiver abrindo um arquivo local ativado para worksets e deseja separá-lo do arquivo central. Abrindo arquivos Revit Use o menu "File ➤ Open" para abrir arquivos de projetos. navegue para a coleção desejada e clique em uma família ou modelo para download. clique em "Web Library". Se necessário. Para usá-la imediatamente em um projeto. selecione uma biblioteca de famílias ou a pasta "Training Files" [Arquivos de treinamento]. 5 Selecione o arquivo de projeto. Para obter mais informações.autodesk. A Autodesk irá manter as informações fornecidas por ou coletadas de você. Abrindo arquivos Revit | 35 . de acordo com a política de privacidade publicada da empresa. e clique em "Open". clique em "Open" para abrir o item no Revit Architecture. selecione "Detach from Central" [Desanexar do central]. Abrindo um arquivo de projeto do Revit 1 Clique no menu "File ➤ Open". ou clique em na barra de ferramentas. para "Files of Type" [Arquivos do tipo]. A biblioteca da web é aberta em uma janela do navegador. DICA O atalho de teclado para o comando "Open" é CTRL+O. 3 Selecione o arquivo e clique em "Open". Consulte “Opções de configuração” na página 93.

Uma caixa de diálogo é aberta. selecione um tipo de arquivo (. e clique em "OK". ■ Arraste um projeto a partir do Windows Explorer para uma sessão ativa do Revit Architecture. use o comando "Save As". . 6 Clique em "Save" [Salvar]. consulte “Opções para salvar” na página 36. 2 Na caixa de diálogo "Save As". ■ Navegue para o ramo "Families" do "Project Browser" para visualizar a nova família. Opções para salvar Ao usar o comando "Save As". Especifica o número máximo de backups. Para obter mais informações. poderá ver uma caixa de diálogo que aconselha instalar correções atuais da Microsoft®. Salvando um arquivo com um nome ou local diferente 1 Clique no menu "File ➤ Save As". A instalação destas correções pode prevenir perda futura de dados em seu projeto do Revit Architecture. Abrindo arquivos do Revit a partir do Windows Explorer Para abrir arquivos no Revit Architecture a partir do Windows Explorer. os projetos ativados como workset têm 20 backups. ■ Clique em na barra de ferramentas. você pode usar quaisquer dos seguintes métodos: ■ Na janela do Explorer. a "Design Bar". e clique em "Documents on the Web" [Documentos na web]. Consulte “Worksets” na página 728. faça um dos seguintes: ■ Pressione CTRL+S.rte para modelos). ■ Arraste uma família a partir do Windows Explorer para o "Project Browser" ou para a área de desenho do Revit Architecture para carregá-la no projeto. 36 | Capítulo 3 Iniciar . defina as opções como desejado. Por padrão. e especifique o seguinte na caixa de diálogo "File Save Options": ■ "Make This the Central Location after Save": define o arquivo atual ativado para workset como a localização central. (ou seja. ■ "Maximum Number of Backups". 3 Se desejado. clique no menu "Help". perguntando se você deseja abrir os arquivos soltos em uma janela separada ou carregar as famílias soltas no projeto atual.rvt para projetos. clique em "Options" na caixa de diálogo "Save As". Se você deseja salvar o arquivo atual com um nome ou local diferente. 4 Se necessário. ■ Arraste múltiplos arquivos a partir do Windows Explorer para uma sessão ativa do Revit Architecture. ■ Clique no menu "File ➤ Save" [Arquivo ➤ Salvar]. altere o nome do arquivo. navegue para a pasta desejada. . ■ Arraste uma família a partir do Windows Explorer para qualquer outra área que não seja o "Project Browser" ou área de desenho. Para obter as correções. Para salvar um arquivo. barra de ferramentas e barra de menus).rfa para famílias. para abrir a família no Editor de famílias. 5 Para especificar as opções para salvar. OBSERVAÇÃO Na primeira vez que você salva na rede em uma sessão do Revit Architecture. clique em "Options". clique duas vezes em um projeto ou família para abri-lo no Revit Architecture. Salvando arquivos Revit O comando "Save" salva o arquivo ativo com seu nome e pasta atual.

Somente vistas contendo elementos específicos da vista podem ser salvas. ■ Para fechar o projeto sem salvar as alterações. O que é um Projeto? No Revit Architecture. ou este pode ser desativado. 2 Se você não salvou suas alterações. Definindo lembretes para salvar Você pode especificar a freqüência com que o Revit Architecture lembra para salvar um projeto. 2 Na caixa de diálogo "Options". Como o processo de compactação leva mais tempo do que um salvar normal. Especifica a visualização de imagem que é exibida quando você abre ou salva um projeto. faça um dos seguintes: ■ Pressione F5. Reduz o tamanho do arquivo ao salvar arquivos ativados para workset. Use-a somente se desejar visualizar uma imagem para atualizar com freqüência. Isto permite a reutilização e economiza na duplicação do trabalho. Durante um salvar normal. ■ "Compact File (Slow)". clique na guia "General" [Geral]. O processo de compactação regrava todo o arquivo e remove partes obsoletas para economizar espaço. use a opção de compactação quando o fluxo de trabalho possa ser interrompido. mas aumenta a velocidade da operação de salvar. clique em "No". clique em "Cancel". Isto pode causar arquivos razoavelmente grandes. Não é normalmente necessário emitir este comando. Esta opção pode consumir recursos consideráveis em um modelo complexo. e retornar para o projeto aberto no Revit Architecture. o projeto consiste em um banco de dados único com informações para seu projeto — o modelo de informações de construção. Para definir lembretes para salvar: 1 Clique no menu "Settings ➤ Options" [Configurações ➤ Opções]. 5 Clique em "OK". Consulte “Worksets” na página 728. 3 Para alterar a freqüência com que o Revit Architecture lembra para salvar um projeto. o Revit Architecture lhe informa para salvar suas alterações. para "for Save Reminder Interval" selecione "No Reminders" [Nenhum lembrete]. o Revit Architecture atualiza a visualização da imagem sempre que um projeto for aberto ou salvo. O arquivo de projeto contém todas as informações para seu projeto de Fechando arquivos Revit | 37 . mas ele assegura uma imagem limpa. ■ Clique no menu "View ➤ Refresh" [Vista ➤ Atualizar]. Fechando arquivos Revit 1 Clique no menu "File ➤ Close". Faça um dos seguintes: ■ Para salvar as alterações e fechar o projeto. Se você seleciona "Generate Graphics if View/Sheet is Not Up-to-Date" [Gerar gráficos se a vista/folha não está atualizada]. selecione um intervalo de tempo para "Save Reminder Interval" [Intervalo de lembrete para salvar]. ■ Para cancelar a solicitação de "Close". O valor padrão para esta opção é "Active view/sheet" [Vista/Folha ativa]. o Revit Architecture somente grava elementos novos e alterados nos arquivos existentes. O Revit Architecture pode criar uma visualização de imagem de vistas abertas. clique em "Yes". Salvando vistas Vistas 2D podem ser salvas para criar uma biblioteca detalhe para posterior uso em outros projetos. Atualizando a tela O comando "Refresh" [Atualizar] reformata a tela para remover quaisquer imagens estranhas. 4 Para desativar o lembrete para salvar. ■ "Preview". Para atualizar a tela.

aparece a caixa de diálogo "Select Initial Units" [Selecionar unidades iniciais]. Para obter informações sobre como especificar o arquivo de modelo padrão. O Revit Architecture classifica os elementos por famílias. DXF. o Revit Architecture propaga estas alterações para todo o projeto. Ao usar um arquivo de projeto simples. Você pode iniciar o processo de desenho ao definir níveis e grades para a estrutura. O Revit Architecture importa diversos formatos CAD. tabelas e assim por diante). o Revit Architecture facilita as alterações e reflete-as em todas as áreas associadas (vistas de planta. Selecione o tipo de medida a ser usada para o projeto: Imperial ou Métrica. Ter somente um único arquivo para controlar também torna mais fácil o gerenciamento do projeto. tipos e instâncias. DICA Como uma alternativa. Família: famílias são classes de elementos em uma categoria. 2 Na caixa de diálogo "New Project" [Novo projeto]. ■ Importando dados. desde dados geométricos a dados de construção. e com uma representação gráfica similar.Por exemplo. o desenho e as tabelas são associativos. notas de texto e identificadores de corte. Isto significa que o modelo 3D. as vistas do projeto e os desenhos. Estas informações correspondem aos componentes usados para projetar o modelo. Consulte “"Import/Link"” na página 791. DGN e ACIS SAT. Por exemplo. O Revit Architecture inclui um modelo padrão chamado default. ■ Um elemento de anotação ajuda a documentar o modelo. Os elementos diferentes de uma família podem ter diferentes valores para algumas ou todas as propriedades. portas coloniais de seis painéis poderiam 38 | Capítulo 3 Iniciar . procure um arquivo de modelo ou selecione "None" [Nenhum]. de uso idêntico. ■ Um elemento do modelo representa a geometria 3D real da construção. Se não existir um modelo padrão. portas e telhados. 4 Se você não basear o projeto em um modelo. são elementos do modelo. O Revit Architecture baseia o novo projeto no modelo padrão. Na medida em que você desenha a construção. vistas de cortes. que contém várias configurações para ajudar você a começar a desenhar imediatamente. Consulte “Níveis” na página 613 e “"Grids" [Grades]” na página 610. Criando um arquivo de projeto 1 Clique no menu "File ➤ New ➤ Project". quaisquer vistas do modelo. Uma família agrupa elementos com um conjunto comum de parâmetros (propriedades). uma janela de projeto vazia é aberta. em "Template file" [Arquivo de modelo]. vistas de elevação. paredes. Após ter criado as formas básicas com as ferramentas de massa. janelas. considere as seguintes abordagens para o processo de desenho: ■ Adicionado níveis e grades. você pode converter faces de massa para elementos de construção. todos são atualizados para refletir as mudanças. Se você iniciou o processo de desenho usando outro programa de CAD (como o AutoCAD). incluindo os arquivos DWG. como seções. assim como os arquivos SketchUp (SKP) e Industry Foundation Classes (IFC). Antes de iniciar um projeto Antes de criar um projeto no Revit Architecture. Construção com elementos Você cria construções ao adicionar elementos ao desenho. 3 Sob "Create new" [Criar novo].rte. consulte “Opções de configuração” na página 93. ou pressionar CTRL+N. Consulte “Estudos de massa” na página 42. construção. ■ "Massing" [Massas] Você pode iniciar um projeto ao desenhar um modelo conceitual. 5 Clique em "OK". plantas e elevações. Quando você altera o desenho da construção em uma vista. você pode iniciar um novo projeto ao clicar em "New" [Novo] na barra de ferramentas "Standard" [Padrão]. Por exemplo. poderá criar diferentes vistas da construção. são elementos de anotação. Elementos: elementos são elementos do modelo ou elementos de anotações. cotas. poderá importar os dados existentes. selecione "Project" [Projeto]. mas o conjunto de propriedades — seus nomes e significados — é o mesmo.

A imagem a seguir mostra a caixa de diálogo "Element Properties" para uma parede. clique em ("Element Properties") na Barra de opções ou clique com o botão direito do mouse em um elemento e selecione "Properties" no menu de atalho. Para acessar a caixa de diálogo. A família pode apresentar vários tipos. dentro daquela família. Caixa de diálogo "Element Properties" [Propriedades do elemento] | 39 . Tipo: cada família pode apresentar diferentes tipos. como um bloco de margens e carimbo 30” X 42” (A0) ou uma porta 32" x 84" (910 x 2110). Instância: instâncias são os itens reais (elementos individuais) que são colocados em um projeto e apresentam localizações específicas na construção (instâncias de modelo) ou em uma folha de desenho (instâncias de anotação). Um tipo também pode consistir em um estilo. Por exemplo. Cada tabela de tamanho corresponde a um tipo diferente dentro da mesma família. Caixa de diálogo "Element Properties" [Propriedades do elemento] Use a caixa de diálogo "Element Properties" para visualizar e editar as propriedades que afetam a aparência e o comportamento de elementos em um projeto. O conteúdo da caixa de diálogo "Element Properties" varia de acordo com o tipo de elemento. uma tabela poderia estar disponível em vários tamanhos. são outra família. um determinado tipo.ser consideradas uma família. Membros estruturais (como formas w). Um tipo pode consistir em um tamanho específico de uma família. embora as portas que compõem esta família sejam de diferentes tamanhos e materiais. como um estilo alinhado padrão ou estilo angular padrão para cotas. Cada instância pertence a uma família e.

Selecione um tipo na lista. suponha que você selecione uma viga e clique em ("Element Properties"). sob "Type Parameters". Quando você altera um parâmetro de tipo. Uma "Instance property" afeta somente um elemento selecionado. as cotas de corte transversal de uma viga são propriedades de tipo. mesmo se o projeto contém outras instâncias (vigas individuais) do mesmo tipo. ele se aplica a todas as instâncias deste tipo. De forma similar. Propriedades de instância e de tipo Todas as propriedades em uma família caem em dois grupos: ■ "Type properties" são comuns a muitos elementos em uma família. Você altera uma das propriedades de instância. clique em "Edit/New". as cotas de uma janela são suas propriedades de tipo. enquanto sua elevação do nível é a propriedade de instância. enquanto o comprimento da viga é uma propriedade de instância. ou o elemento que você está por colocar. 40 | Capítulo 3 Iniciar . Organização da caixa de diálogo "Elements Properties" "Family " [Família] A caixa de texto "Family" lista as famílias carregadas no projeto para o elemento selecionado. Por exemplo. Para alterar um parâmetro de tipo. Use a barra de rolagem para visualizar mais parâmetros. "Type Parameters" [Parâmetros de tipo] Na caixa de diálogo "Element Properties". Selecione uma família na lista. Somente aquela viga é afetada. e clica em "OK". ■ "Instance properties" tendem a variar de acordo com a localização de um elemento em uma construção ou projeto. você pode visualizar parâmetros que se aplicam a todos os elementos do mesmo tipo da instância (elemento) selecionada. Uma "Type property" afeta todas as instâncias (elementos individuais) daquela família no projeto e quaisquer instâncias futuras que você coloca no projeto. Por exemplo. "Type" [Tipo] A caixa de texto "Type" lista os tipos disponíveis para a família selecionada.

a imagem na janela é atualizada de acordo. 5 Defina as propriedades para o tipo. Quando você define parâmetros e altera valores no tipo. 8 Clique em "OK". você pode visualizar parâmetros de instância para a instância (elemento) selecionada. Clique em um cabeçalho.Parâmetros de instância Na caixa de diálogo "Element Properties". Para criar um novo tipo de família na caixa de diálogo "Element Properties" Você pode adicionar um novo tipo para a família e alterar os parâmetros para aquele tipo. para exibir ou ocultar os parâmetros sob o mesmo. Para obter mais informações. selecione um elemento e clique em ("Element Properties"). Esta é uma excelente maneira de ter toda uma família de componentes de diferentes tamanhos no projeto. 3 Para visualizar (ou ocultar) uma visualização do tipo de família. OBSERVAÇÃO Um novo tipo de família criada no projeto somente existe naquele projeto. A caixa de diálogo "Type Properties" é exibida. Na caixa de diálogo "Element Properties". 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". a imagem de visualização é atualizada para refletir as alterações. insira um nome para o novo tipo e clique em "OK". consulte “Criando novos parâmetros” na página 465. Use a barra de rolagem para visualizar mais parâmetros. selecione um elemento e clique em ("Element Properties"). Quando você altera os parâmetros de tipo. ■ Coloque o cursor na janela de visualização. clique em "Duplicate". Quando você adiciona parâmetros para tipos de famílias no Editor de famílias. Agrupamento de parâmetros Na caixa de diálogo "Element Properties". 6 Para visualizar o novo tipo de elemento. 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". Para visualizar um tipo de família: 1 No projeto. todos os parâmetros são agrupados sob cabeçalhos. ■ Para "View". ele somente se aplica a instância selecionada. 7 Na caixa de diálogo "Type Properties". faça qualquer um dos seguintes: ■ Clique nos comandos de "Zoom" para aproximar ou afastar 2X o zoom na imagem ou para caber no tamanho da janela de visualização. Se você alterar o parâmetro aqui. Caixa de diálogo "Element Properties" [Propriedades do elemento] | 41 . Para criar um novo tipo de família na caixa de diálogo "Element Properties: 1 No projeto. clique em "Edit/New" [Editar/Novo]. 3 Na caixa de diálogo "Type Properties". clique em "Preview" [Visualizar]. clique em "Edit/New". o novo tipo é exibido na caixa de texto "Type". clique em "OK". Clique e arraste a imagem para movê-la em torno. indicando que o novo tipo está atribuído ao elemento selecionado. clique no botão "Preview" na parte inferior da caixa de diálogo. A alteração não afeta outras instâncias do mesmo tipo. sob "Instance Parameters". Manipulando a visualização de imagem de um tipo de família 4 Para controlar a aparência de uma imagem de visualização. Visualizando tipos de famílias na caixa de diálogo "Elements Properties" A caixa de diálogo "Type Properties" tem uma janela de visualização que mostra uma imagem do tipo de família. 4 Na caixa de diálogo "Name". poderá organizá-los em grupos. como desejar. selecione um nome de vista para visualizar como este tipo de elemento irá aparecer em um vista diferente. Consulte “Visualizando tipos de famílias na caixa de diálogo "Elements Properties"” na página 41.

Segue um exemplo de uma caixa de diálogo "Type Properties" para um tipo de parede. 42 | Capítulo 3 Iniciar . você poderá adicionar elementos de construção diretamente nestas formas. ■ Clique em para ativar o controle "Dynamic View" [Vista dinâmica] na imagem. ■ Use as barras de rolagem para mover a imagem acima ou abaixo ou para a esquerda ou direita na janela de visualização. A imagem a seguir exibe uma amostra de estudo de massa. Estudos de massa Os estudos de massa permitem explorar as idéias de desenho ao usar formas para conceituar o modelo de construção. Consulte “Usando a vista dinâmica” na página 164. com o painel "Preview" exibido. Quando seu desenho conceitual estiver completado.

visualmente e numericamente. ■ Montar várias massas complexas a partir de uma biblioteca de famílias de massa predefinidas. ■ Vários materiais. a partir de instâncias de massa com o controle sobre a categoria. Forma de massa A forma geral de cada família de massa ou família de massa no local. Editor de massa Uma versão especifica do "Family Editor" [Editor de família] usada para definir famílias de massa ou massa no local. Terminologia do estudo de massa Termo "Description" [Descrição] Massa O processo de visualizar. Estudo de massa Um estudo de uma ou mais formas de construção composto de uma ou mais instâncias de massa. ■ Gerar pisos. ■ Representação abstrata de fases de um projeto. como uma parede ou um telhado.Usos típicos de estudos de massa ■ Criar instâncias de massa no local ou com base em famílias que sejam específicas as opções. Uma família de massa no local é salva com o projeto. estudar e solucionar formas de construção usando instâncias de massa. Família de massa Uma família de formas. como criado no Editor de massa. ■ O estudo de conformidade de zoneamento. Instância de massa ou massa Uma instância de uma família de massa carregada ou uma família de massa no local. não é um arquivo separado. worksets e fases individuais. telhados. relacionando a massa de construção proposta com o limite de área construída e o coeficiente de área de piso. tipo e valores de parâmetros do elemento. Terminologia do estudo de massa | 43 . Completo controle sobre a regeneração destes elementos quando a massa se altera. sistemas de parede cortina e paredes. ■ Criar famílias de massa que representem as formas associadas com volumes de construção usados com freqüência. Faces de massa Uma superfície em uma instância de massas que pode ser usada para criar um elemento de construção. pertencendo a categoria de massa. formas e relacionamentos entre massa que representam os componentes principais de uma construção ou loteamento usando opções de desenho.

(Consulte “Editor de famílias” na página 471). na guia "Massing" da "Design Bar". 44 | Capítulo 3 Iniciar . Famílias de massa predefinidas. ou quando for usar famílias de massa em múltiplos projetos. consulte “Considerações sobre geometria importada em massa ou modelos genéricos de famílias” na página 45. Limites de área construída Um volume legalmente definido no qual uma construção precisa estar contida. telhados. Elementos de construção Paredes. Estudos de massa e gerador de construção Você cria estudos de massa usando o Gerador de construção. consulte “Ferramentas de geometria sólida” na página 474 e “Ferramentas de geometria vazia” na página 480. Se você estiver importando geometria em uma família. Você pode criar famílias de massa em um projeto (famílias de massa no local) ou pode criar famílias de massa fora de um projeto (famílias de massa carregadas). clique em "Create Mass" [Criar massa]. Isto permite o entendimento cumulativo do relacionamento entre formas expressivas e construídas na medida em que o desenho é desenvolvido. paredes de cortina. Famílias de massa no local devem ser usadas para formas de massa que são únicas a um projeto. 4 Quando terminar. e clique em "Massing". Termo "Description" [Descrição] Faces de área de massa de piso Faces que representam visualmente e numericamente uma área de piso. que permite criar famílias de massa. 2 Insira um nome para a família de massa no local. Criando uma família de massa As famílias de massa são criadas de forma similar as outras famílias do Revit Architecture. que são criados a partir de faces de instância de massa. (Se a guia "Massing" não for exibida. pisos e paredes). na "Design Bar". estão disponíveis na pasta "Mass" da biblioteca de conteúdo de família que foi instalada com o Revit Architecture. Famílias de massa carregadas são tipicamente usadas quando você for colocar múltiplas instâncias da família no projeto. Elas são adicionadas à instância de massa ao especificar níveis. É uma ferramenta poderosa de projeto conceitual e ambiente de modelagem que pega qualquer forma geral de construção descrita conceitualmente e a mapeia para elementos de construção do mundo real (como telhados. clique com o botão direito do mouse na "Design Bar". pisos e sistemas de parede cortina. e clique em "OK". o modo "Show Mass" [Exibir massa] precisa estar ativado Se "Show Mass" não for ativado ao clicar em "Create Mass". Você pode aninhar outras famílias de massa na família de massa que estiver criando. O Gerador de construção é um conjunto de ferramentas que desenha uma associação mais próxima entre seus estudos de massa e os elementos de construção.) OBSERVAÇÃO Para poder criar a massa. uma versão do Editor de famílias denominada Editor de Massas está disponível. Você pode usar os comandos do Gerador de construção para criar elementos de construção destas famílias de massa. Os limites de área construída podem ser modelados como uma massa. Para as famílias de massa no local e para as famílias de massa carregadas. ou na guia "Massing" [Massa] da "Design Bar". clique em "Finish Mass" [Concluir massa]. 3 Crie as formas desejadas usando as ferramentas "Solid Form" [Forma sólida] e "Void Form" [Forma vazia]. Criando uma família de massa no local 1 Clique no menu "Modelling ➤ Massing ➤ Create Mass" [Modelagem ➤ Massa ➤ Criar massa]. O Gerador de construção inclui o Editor de massa. o Revit Architecture o ativa para você. Para obter mais informações sobre estas ferramentas.

Quando um modelo genérico é unido pelo comando "Join Geometry" [Unir geometria]. Para geometria complexa. da mesma forma que importa tal geometria para outras definições de família. Para obter mais informações sobre estas ferramentas. a geometria importada não é bem adequada para instâncias de massa. Para a geometria complexa em um modelo genérico. sobreposições somente de arestas. Modelos de massa também suportam faces de área de piso com base no nível. Quando tais arquivos são usados. além de geometria extra que representa o volume combinado da massa.rft. o software também cria uma cópia extra da geometria. ■ Se a geometria importada em uma instância de massa (ou entre modelos genéricos) não for bem adequada para unir geometria. selecione o modelo Mass. que pode tornar mais lento o desempenho. 3 Crie as formas desejadas usando as ferramentas "Solid Form" [Forma sólida] e "Void Form" [Forma vazia]. considere o seguinte: ■ Evite geometria complexa em instâncias de massa. consulte “"Import/Link"” na página 791 e “Adequabilidade de geometria importada ” na página 791. telhados e sistemas cortina podem ser criados de faces em uma família de modelo genérico. os dados adicionais podem tornar o processamento consideravelmente lento. Exemplos de características geométricas que não são adequadas para a união. consulte “Ferramentas de geometria sólida” na página 474 e “Ferramentas de geometria vazia” na página 480. pode ser possível usar a categoria de modelo genérico. que por sua vez suporta a criação de piso paramétrico com um clique. as instâncias de massa sempre mantêm um cópia separada de cada geometria interna. No entanto. então erros. 2 Na caixa de diálogo "New". erros e avisos resultarão. ■ Alguns arquivos de CAD não têm geometria em uma forma que a instância de massa pode usar para calcular informações volumétricas e faces de área de piso. e clique em "Open". você pode unir a geometria dentro de uma definição de família para evitar cópias extras da geometria. na guia "Massing" da "Design Bar". Quando a geometria importada não é bem adequada para instâncias de massa.Amostra de família de massa no local Criando uma família de massa fora de um projeto 1 Clique no menu "File ➤ New ➤ Family". Paredes. Diferente de outras categorias de famílias. incluem tangências indefinidas. malhas abertas e conectividade ambígua. Considerações sobre geometria importada em massa ou modelos genéricos de famílias Você pode importar geometria de arquivos CAD externos para uma instância de massa ou família de massa. Se a geometria for combinada em uma definição de massa. em alguns casos. Para obter informações sobre formatos CAD importados. Há uma sobreposição entre a instância de massa e as categorias do modelo genérico. Ao usar geometria importada em famílias de massa e em modelos genéricos de famílias. ela deveria ser uma geometria sólida com uma conexão forte ou sem uma conexão. avisos e comportamentos inesperados podem ocorrer. Pisos podem ser criados a partir de um croqui que referencia a geometria em um modelo genérico ou modelo de massa. Criando uma família de massa | 45 .

Este é um valor de somente leitura. associam um hospedeiro único com uma face ou com um número de faces. Quando você seleciona níveis. Após gerar as faces de área de piso. Este é um valor de somente leitura. o Revit Architecture gera a face da área de piso. Este é um valor de somente leitura. 2 Navegue para o arquivo da família. aproximações em mosaico de superfícies. as instâncias de massa podem ser colocadas em worksets. geometria detalhada (que contém cornijas. Parâmetros de instância de massa Você pode visualizar parâmetros de instância para um elemento de massa selecionado na caixa de diálogo "Element Properties". A forma em sobreposição da primeira massa corta na segunda massa. Os parâmetros "Gross Volume" [Volume bruto]. Para obter mais informações. ■ "Gross Floor Area" [Área bruta de piso]. pisos. janelas. "Gross Surface Area" [Área bruta de superfície] e "Gross Floor Area" [ Área bruta de piso] podem ser todos planejados. selecione o tipo de massa desejado. 5 Na Barra de opções. Clique em "Edit" para abrir a caixa de diálogo "Floor Area Faces" [Faces da área de piso]. Se você mover as formas de massa unidas. ■ "Gross Surface Area" [Área bruta da superfície]. Consulte “Opções de colocação do componente com base em plano de trabalho e com base na face” na página 354 para obter mais informações. Esta caixa de diálogo exibe todos os níveis no projeto. Isto permite criar hospedeiros internos ou externos por face. Sobrepondo faces de massa Em um ambiente de projeto. e clique em "Open". Isto resulta no ajuste das faces da área de piso da segunda massa. Famílias de massa carregadas e famílias de massa no local têm os seguintes parâmetros comuns de instância: ■ "Floor Area Faces" [Faces de área de piso]. 4 No "Type Selector". paredes e sistemas cortina). frisos. ■ Ferramentas de hospedagem por face (disponíveis para telhados. seus volumes brutos e valores brutos de área de piso são ajustados de acordo. Cada instância de massa pode ser unida com outras instâncias de massa para eliminar a sobreposição. e assim por diante). componentes de gabinete. provavelmente terá faces pequenas que irão falhar em produzir objetos hospedeiro significativos e poderão produzir erros. 2 Selecione a primeira instância de massa e a seguir a segunda. e adicionadas às opções de desenho. clique em "Place on Face" [Colocar na face] ou em "Place on Work Plane" [Colocar no plano de trabalho]. 3 Clique no menu "Modelling ➤ Massing ➤ Place Mass" ou na guia "Massing" da "Design Bar". Como resultado. 46 | Capítulo 3 Iniciar . Usando múltiplas instâncias de massa em um projeto Você pode incluir múltiplas instâncias de massa em um projeto. que muda quando você adiciona faces de área de piso na massa. ou clique em "Join Geometry" na barra de ferramentas "Tools". uma mensagem de aviso é exibida. suas propriedades são atualizadas. Se você move as instâncias de massa para que não mais efetuem a intersecção. Por exemplo. ele calcula a área bruta de piso. consulte “Criando faces de área de piso” na página 50. são divididas em duas faces: interna e externa. 6 Clique na área do desenho para colocar a instância de massa. ■ "Gross Volume". No projeto. Esta é uma consideração para famílias de massa e para modelos genéricos. quaisquer faces unidas e em sobreposição. Unindo instâncias de massa em um projeto 1 Clique no menu "Tools ➤ Join Geometry" [Ferramentas ➤ Unir geometria]. Você pode desuni-los usando o comando "Unjoin Geometry" [Desunir geometria]. Colocando uma instância para uma família de massa 1 Clique no menu "File ➤ Load from Library ➤ Load Family". incluídas em fases. clique em "Place Mass" [Colocar massa]. para que a área bruta de piso em uma tabela de massa seja reportada com precisão.

ou para o Editor de família ao criar um modelo genérico. Para obter informações sobre as capacidades de importação do Revit Architecture consulte “"Import/Link"” na página 791 e “Adequabilidade de geometria importada ” na página 791. Criando elementos de construção a partir de instâncias de massa | 47 . consulte “Recriando as formas de hospedeiro com base na face” na página 57. Para obter mais informações.Na ilustração a seguir. Você deve usar as instâncias de massa quando desejar modelar uma construção de forma abstrata. poderá precisar de ambos worksets editáveis ou pode precisar emprestar uma ou ambas as massas do proprietário de seus worksets. ambas as massas precisam ser copiadas para cada opção. A face interna tem uma parede por face com uma porta. Instâncias de massa em opções de desenho. fases e worksets As instâncias de massa podem ser atribuídas para qualquer workset. Os elementos de construção criados com os comandos do Gerador de construção não atualizam automaticamente quando a face da massa é alterada. A face externa tem um sistema de parede cortina por face. porque as famílias de massa não podem extrair informações volumétricas de polimalhas. Criando elementos de construção a partir de instâncias de massa Você pode criar elementos de construção de faces ou instâncias de massa e de faces de modelos genéricos. ■ Polimalhas: você pode importar objetos de polimalhas de diversos tipos de arquivos. Não é preciso modelar toda a construção de forma abstrata. As famílias de modelos genéricos são recomendadas para a geometria de polimalha. ou se desejar planejar o volume bruto. Massa e geometria importada Você pode criar elementos de construção de sólidos e polimalhas importados. Use os modelos genéricos se precisar criar uma forma única e não usual. ■ Se você deseja modificar os relacionamentos entre duas massas e elas estão em diferentes worksets. ■ Se os relacionamentos entre as massas variam de fase a fase. duas massas são unidas e as faces em sobreposição têm dois hospedeiros diferentes. superfície e área de piso. Você precisa recriar o elemento para ajustar para o tamanho e forma atual da face da massa. poderá precisar incluir cada massa em cada fase. Para criar elementos de construção de instâncias de massa usando os comandos do Gerador de construção. faixa de fases e opções de desenho. ■ Importados sólidos: para criar elementos de faces de sólidos importados. eles precisam ser importados para o Editor de massa ao criar uma família de massa. Considere as seguintes limitações: ■ Se você deseja unir geometria de duas massas e a seguir variar o relacionamento em diferentes opções.

A seguir. linha de localização e quaisquer valores de propriedades para a parede. também “Considerações sobre geometria importada em massa ou modelos genéricos de famílias” na página 45. você pode converter elementos de massa para objetos sólidos do AutoCAD antes de importá-los no Revit Architecture. clique em "Wall by Face". Consulte “Recriando as formas de hospedeiro com base na face” na página 57. 3 Na Barra de opções. Para obter mais informações sobre estas configurações. com mais um clique. Consulte. especifique o nível. DICA Você pode importar elementos de massa do AutoCAD Architecture para o Revit Architecture após serem explodidos no AutoCAD Architecture. DICA Após realçar uma face. Para atualizar a parede. todas as paredes são simultaneamente colocadas em cada face realçada. altura. poderá pressionar TAB para realçar todas as faces na massa. selecione o tipo de parede. Como o Revit Architecture importa símbolos. eles são objetos de polimalha. Criando paredes a partir de instâncias de massa Você cria paredes a partir de instâncias de massa ao selecionar linhas ou faces usando o comando "Wall by Face" [Parede por face]. 4 Coloque o cursor em uma face não horizontal para realçá-la. consulte “Adicionando paredes internas e externas” na página 210. Cursor realçando uma face plana vertical 48 | Capítulo 3 Iniciar . use o comando "Remake" [Recriar]. 2 No "Type Selector". Opcionalmente. As paredes criadas com o comando "Wall by Face" não são automaticamente atualizadas se você alterar a face da massa. Para criar paredes usando o comando "Wall by Face": 1 Na guia "Massing" da "Design Bar". Este comando coloca paredes em faces não horizontais de uma instância de massa ou modelo genérico.

DICA Para criar uma parede não retangular em uma face cilíndrica vertical. Parede colocada na face vertical Criando elementos de construção a partir de instâncias de massa | 49 . Cursor realçando uma face não vertical 5 Clique para colocar a parede. use "Openings" [Aberturas] e cortes no local para ajustar seu perfil.

As faces de área de piso registram a área bruta de piso em uma instância de massa. use o comando "Floor by Face" [Piso por face] ou o comando "Floor" [Piso]. Se você alterar a escala da instância de massa para que efetue a intersecção com os níveis especificados. nenhuma face de área de piso é inicialmente criada. Criando faces de área de piso 1 Selecione as instâncias de massa desejadas. Para usar o comando "Floor by Face". e clicar em "Edit" para "Floor Area Faces". as faces de área de piso são exibidas. 2 Na Barra de opções. Parede colocada em uma face não vertical Criando pisos a partir de instâncias de massa Para criar pisos a partir de uma instância de massa. primeiro é preciso criar faces de área de piso. 3 Na caixa de diálogo "Floor Area Faces". e clique em "OK". selecione cada nível que precise de faces de área de piso. consulte “Pisos” na página 273. Amostra de faces de área de piso 50 | Capítulo 3 Iniciar . OBSERVAÇÃO Você também pode acessar as propriedades das instâncias de massa. Para obter mais informações sobre o comando "Floor". Se a instância de massa selecionada não efetuar a intersecção com todos os níveis especificados. clique em "Floor Area Faces" [Faces de área de piso].

Criando elementos de construção a partir de instâncias de massa | 51 . 3 No "Type Selector". faça o seguinte: ■ Continue a selecionar faces de área de piso. clique em "Floor by Face" [Piso por face]. Para cancelar a seleção de todas as faces e começar a selecionar novamente. especifique um deslocamento para o piso. 2 Na guia "Massing" da "Design Bar". selecione "Multiple". Consulte “Selecionando múltiplos elementos” na página 524. 6 Coloque o cursor em uma face de área de piso. clique em "Clear" [Limpar] na Barra de opções. Você pode adicionar ou remover faces da seleção ao clicar nas mesmas. Caso contrário. O cursor indica se você está adicionando (+) ou removendo (-) uma face. ■ Na Barra de opções.Usando o comando "Floor by Face" 1 Crie faces de área de piso para a instância de massa. cancele esta opção. Para obter mais informações. Um valor positivo cria um piso menor. o piso é deslocado com este valor das arestas da face de área de piso. Cursor realçando uma face de área de piso 7 Clique para selecionar a face. selecione o tipo de piso. 8 Se você selecionou "Multiple". 5 Para selecionar mais de uma face. 4 Se desejado. um valor negativo cria um piso maior. DICA Você pode desejar selecionar faces de área de piso usando uma caixa de seleção de escolha. particularmente se sua massa tem um número grande de faces de área de piso. clique em "Create Floors" [Criar pisos] para criar pisos em todas as faces selecionadas. Um piso é colocado na face imediatamente se a opção "Multiple" não estiver selecionada. consulte “Criando faces de área de piso” na página 50. Se você inserir um valor de deslocamento.

Caso contrário. Pisos criados 9 Para sair do comando "Floor by Face". 2 No "Type Selector". clique em "Curtain System by Face" [Sistema cortina por face]. Use as paredes cortina se precisar de um croqui editável em uma face de massa vertical. Se você editar o croqui de um piso criado de uma face de piso. Para obter mais informações sobre como especificar um layout de grade cortina por tipo. Consulte “Paredes cortina. cancele esta opção. Usando o comando "Curtain System by Face" [Sistema de parede cortina por face] OBSERVAÇÃO Você não pode editar o perfil de um sistema cortina. Se você deseja editar o perfil. 52 | Capítulo 3 Iniciar . Consulte “Criando um sistema de cortina por linhas” na página 333. clique em "Modify". Grades cortina e Montantes secundários” na página 319. e a seguir recriar o piso. 1 Na guia "Massing" da "Design Bar". Para atualizar o piso. use o comando "Remake" [Recriar]. coloque uma parede cortina. na "Design Bar". selecione "Multiple". 4 Coloque o cursor em uma face de massa. consulte “Layout de elemento cortina derivado do tipo” na página 323. Os pisos criados de faces de pisos não são automaticamente atualizados se você alterar a face da massa. Escolha um sistema de parede cortina com um layout de grade cortina. Você também pode usar o comando "Curtain System by Lines" [Sistema de parede cortina por linhas]. selecione o tipo de parede cortina. 3 Para selecionar mais de uma face. Os sistemas de parede cortina não têm croquis editáveis. irá perder todas as edições feitas no croqui do piso. Consulte “Recriando as formas de hospedeiro com base na face” na página 57. Criando sistemas de parede cortina a partir de instâncias de massa Os sistemas de parede cortina podem ser criados em qualquer face de massa ou modelo genérico usando o comando "Curtain System by Face" [Sistema de parede cortina por face].

O cursor indica se você está adicionando (+) ou removendo (-) uma face. clique em "Create System" [Criar sistema]. 7 Na "Design Bar". 6 Se você selecionou "Multiple". ■ Quando terminar de selecionar as faces. na Barra de opções. Criando elementos de construção a partir de instâncias de massa | 53 . DICA Arraste uma caixa de seleção sobre toda a forma para criar um sistema de parede cortina em todo o formulário. use o comando "Remake". clique em "Modify". faça o seguinte: ■ Continue a selecionar faces. Para atualizar o sistema de parede cortina. O Revit Architecture cria um sistema de parede cortina em cada uma das faces selecionas. Consulte “Recriando as formas de hospedeiro com base na face” na página 57. Os sistemas de parede cortina criados com o comando "Curtain System by Face" não são automaticamente atualizados se você alterar a face da massa. clique em "Clear" na Barra de opções. 5 Clique para selecionar a face. Você pode adicionar ou remover faces da seleção ao clicar nas mesmas. Cursor realçando uma face de massa. Um sistema de parede cortina é colocado na face imediatamente se a opção "Multiple" não estiver selecionada. Para cancelar a seleção de todas as faces e começar a selecionar novamente.

mas não irá fornecer capacidades adicionais além das disponíveis na família de modelo genérico. assim como em outras geometrias abertas. use o comando "Curtain System by Face" para colocar um sistema de parede cortina nas superfícies NURB. como mostrado no exemplo. Criando telhados a partir de instâncias de massa Usando o comando "Roof by Face". A geometria aberta em uma instância de massa pode tornar lento o processamento e gerar avisos. Para o desempenho otimizado em uma instância de massa. Você não pode selecionar faces de diferentes massas para o mesmo telhado. Sistema de parede cortina criado na superfície NURB OBSERVAÇÃO Use a geometria aberta em famílias de modelos genéricos ao invés de em famílias de massa. Isso se aplica às superfícies NURB isoladas. poderá importar um arquivo DWG ou SAT contendo superfícies NURB. O comando "Roof by Face" está disponível na guia "Massing" da "Design Bar". use somente uma geometria que possa ser reconhecida pelo Revit Architecture como um geometria 3D orientada. você cria telhados em qualquer face não vertical de uma massa. 54 | Capítulo 3 Iniciar . Sistema de parede cortina criado Sistema de parede cortina em superfícies NURB Você pode criar sistemas de parede cortina em superfícies NURB (B-spline racional não uniforme) em modelos genéricos ou famílias de massa. Consulte “Usando o comando "Curtain System by Face" [Sistema de parede cortina por face]” na página 52. Quando estiver criando um modelo genérico ou família de massa. Após salvar a família. ou no menu do comando "Roof" na guia "Modelling" da "Design Bar".

Você pode adicionar ou remover faces da seleção ao clicar nas mesmas. 6 Clique para selecionar a face. Um telhado é colocado na face imediatamente se a opção "Multiple" não estiver selecionada. Para obter mais informações sobre "Roof by Footprint" ou "Roof by Extrusion". Para obter mais informações sobre telhados. Criando elementos de construção a partir de instâncias de massa | 55 . na Barra de opções. 7 Se você selecionou "Multiple". 5 Mova o cursor para realçar uma face que você deseja transformar em um telhado. 4 Para selecionar mais de uma face. 3 Se desejado. consulte “Telhados” na página 244. faça o seguinte: ■ Continue a selecionar faces. cancele esta opção. na Barra de opções. especifique o nível do telhado. clique em "Roof by Face". Usando o comando "Roof by Face" [Telhado por face]. Para cancelar a seleção de todas as faces e começar a selecionar novamente. Cursor realçando uma face cilíndrica. consulte “Telhados” na página 244. clique em "Clear" na Barra de opções. O cursor indica se você está adicionando (+) ou removendo (-) uma face. 1 Na guia "Massing" da "Design Bar". 2 No "Type Selector".Você também pode criar telhados ou editar o croqui do telhado usando os comandos "Roof by Footprint" [Telhado por perímetro] ou "Roof by Extrusion" [Telhado por extrusão]. selecione um tipo de telhado. Caso contrário. selecione "Multiple".

2 Arraste os manipuladores de forma para estender a face do telhado. clique em "Modify". A seguir. OBSERVAÇÃO Você não deve selecionar faces apontando para cima ou para baixo para o mesmo telhado. os manipuladores de forma de telhado são exibidas. Telhado colocado Estendendo o telhado da face 1 Na "Design Bar". na Barra de opções. o Revit Architecture emite um aviso indicando que está colocando somente um telhado na face apontando para cima. Use estes manipuladores para arrastar as superfícies laterais. Os telhados criados com o comando "Roof by Face" não são automaticamente atualizados se você alterar a face da massa. Consulte “Recriando as formas de hospedeiro com base na face” na página 57. Os manipuladores de forma estão disponíveis para todas as superfícies laterais não horizontais. Os manipuladores de forma não estão disponíveis para superfícies criadas por aberturas colocadas em telhados de face. Se você o fizer. Para atualizar o telhado. clique em "Create Roof" [Criar telhado]. 56 | Capítulo 3 Iniciar . crie um ou mais telhados nas faces para baixo e um ou mais das faces para cima. DICA Você pode alterar a localização de seleção de face do telhado (superior ou inferior) ao modificar a propriedade "Picked Faces Location" do telhado na caixa de diálogo "Element Properties". Estas extensões permanecem em efeito após uma recriação. efetue a fatoração da massa em 2 faces. Se você deseja criar painéis de telhado que cubram as faces para cima e para baixo. ■ Quando terminar de selecionar faces. Quando você seleciona a face do telhado. para que cada face esteja completamente para cima ou para baixo. use o comando "Remake". e selecione o telhado.

OBSERVAÇÃO Se o elemento tiver limites explícitos no mesmo (por exemplo. paredes com um "Top Constraint" [Limite superior] definido como "Up to Level" [Acima para o nível]). como mostrado no exemplo. mas não irá fornecer capacidades adicionais além das disponíveis na família de modelo genérico. 2 Na Barra de opções. assim como em outras geometrias abertas.Estendendo o telhado de face usando manipuladores de forma Telhados em superfícies NURB Você pode criar telhados em superfícies NURB (B-spline racional não uniforme) em modelos genéricos ou famílias de massa. Recriando as formas de hospedeiro com base na face Os elementos de construção criados por face. A geometria aberta em uma instância de massa pode tornar lento o processamento e gerar avisos. Selecione o elemento e na Barra de opções. Para o desempenho otimizado em uma instância de massa. Telhado criado na superfície NURB OBSERVAÇÃO Use a geometria aberta em famílias de modelos genéricos ao invés de em famílias de massa. use somente uma geometria que possa ser reconhecida pelo Revit Architecture como um geometria 3D orientada.” na página 55. poderá adicionar faces ou subtrair faces do mesmo. Selecione as faces desejadas. Para ajustar o tamanho e forma atual da face de massa. Criando elementos de construção a partir de instâncias de massa | 57 . Isso se aplica às superfícies NURB isoladas. e a seguir inicie o comando "Create Roof" ou "Recreate System" [Recriar sistema]. Quando estiver criando um modelo genérico ou família de massa. Para recriar as formas de hospedeiro com base na face: 1 Selecione o elemento. poderá importar um arquivo DWG ou SAT contendo superfícies NURB. clique em "Remake" [Recriar]. Atualizando seleções de faces para telhados e sistemas de parede cortina Se você criou um telhado ou um sistema de parede cortina em uma massa ou em um modelo genérico. o comando "Remake" não tem efeito. não são atualizados quando você altera a face da massa. clique em "Edit Face Selection" [Editar a seleção de face]. Após salvar a família. use o comando "Roof by Face" para colocar um telhado nas superfícies NURB. Consulte “Usando o comando "Roof by Face" [Telhado por face]. recrie o elemento.

Consulte “Controlando a visibilidade para instâncias de massa” na página 58. Selecionando hospedeiro com base em faces de massa a partir da instância de massa Ao recriar hospedeiros com base em faces. Para efetuar isso. todas as instâncias de massa (a forma da massa e as faces da área de piso) estarão visíveis em todas as vistas. assegure-se de que a visibilidade de categoria de massa esteja ativada. você pode achar ser mais fácil selecionar a massa ou modelo genérico. as subcategorias "Form" e "Floor Area Face" podem ser controladas independentemente. A seleção muda da instância de massa ou modelo genérico para a seleção de hospedeiros com base em faces. Ele controla a visibilidade de todas as instâncias de massa no projeto. Paredes e pisos perdem quaisquer edições no croqui quando você usa o comando "Remake". (tais como paredes. e a seguir selecionar os hospedeiros com base em faces. Para exibir uma massa na vista. Os elementos de massa não serão impressos ou exportados se a visibilidade de categoria estiver desativada. mesmo se comando "Show Mass" estiver ativo. Na Barra de opções. clique no menu "View ➤ Visibility/Graphics" e na guia "Model Categories". mesmo se a visibilidade da categoria da massa estiver desativada na vista. selecione a categoria da massa. pisos e telhados). clique em "Show Mass" . selecione quaisquer instâncias de massa ou modelo genérico que tenham elementos com base em faces associados. clique em "Related Hosts" [Hospedeiros relacionados]. Quando você clica em "Show Mass". Controlando a visibilidade para instâncias de massa Você pode controlar a visibilidade de instâncias de massa nas seguintes formas: ■ Na barra de ferramentas "View". A configuração específica de massa determina se a massa é impressa e se está visível quando "Show Mass" não está ativado. com os quais os elementos são primeiro associados. Se "Mass" for selecionada. 58 | Capítulo 3 Iniciar . ■ Definir a visibilidade da categoria de massa específica da vista. Imprimindo elementos de massa Para imprimir elementos de massa.

Personalizando configurações de projetos 4 O Revit Architecture fornece muitas opções para a personalização do projeto. incluindo a criação de modelos. e muito mais. 59 . a personalização de padrões de preenchimento e estilos de materiais. a criação de modelos de vista.

Configurações do modelo de projeto Seguem as configurações que podem ser definidas em um modelo no Revit Architecture: ■ "Colors" [Cores]: define as cores para estilos de linhas e famílias. Diversos modelos são fornecidos com o Revit Architecture ou você pode criar o seu próprio. Consulte “Vista de folha” na página 584 e “"Add View" [Adicionar vista]” na página 585. estilos de linhas. ■ Procure para basear seu modelo em um modelo de projeto existente. espessuras de linhas e escalas da vista) e a geometria do modelo. ■ Inicie com um projeto que inclua geometria que possa ser usada como base para novos projetos. a geometria estará incluída. Por exemplo. herda todas as famílias. 9 Clique em "Save" [Salvar]. 7 Quando tiver terminado. níveis e viewports. e salve-o como um novo arquivo de modelo (RTE). Você pode criar um conjunto de desenhos ao criar folhas e adicionar vistas nas folhas. salve o projeto com a geometria como um modelo. Consulte “Carregando famílias” na página 450. ■ Inicie com um arquivo de projeto em branco e especifique todos os nomes para as vistas. 4 Clique em "OK". ■ Inicie com um arquivo de projeto em branco. 2 Na caixa de diálogo "New Project". Consulte “"Line Styles"” na página 81. no arquivo "Template" [Modelo] selecione: ■ "None" [Nenhum] para criar seu modelo a partir de um arquivo de projeto em branco. consulte “Carregando famílias” na página 450. selecione "Project template" [Modelo de projeto]. modifique as configurações como necessário. Há várias métodos que podem ser usados para criar um modelo de projeto personalizado: ■ Abra uma arquivo de modelo existente. ■ "Titleblocks" [Bloco de margens e carimbo]: cria um conjunto de blocos de margens e carimbo para seu projeto e a seguir os carrega como famílias. configurações (como as unidades. ■ "Families" [Famílias]: carrega as famílias usadas com maior freqüência. 8 Insira um nome e selecione um diretório para o modelo. Selecione a unidade Imperial ou Métrico. Criando um modelo 1 Clique no menu "File ➤ New ➤ Project" [Arquivo ➤ Novo ➤ Projeto]. OBSERVAÇÃO Se você não basear o modelo em um modelo existente.Criando um modelo de projeto personalizado Os modelos de projetos fornecem as condições iniciais para um projeto. defina todas as suas configurações. 6 Crie qualquer geometria que será usada como base em projetos futuros. padrões de preenchimento. Os modelos usam a extensão de arquivo RTE. e a seguir salve-o como um arquivo de modelo (RTE). 5 Defina as configurações. Cada vez que você abrir um projeto com este modelo. 3 Sob "Create new" [Criar novo]. ■ "Line Styles" [Estilos de linhas]: define os estilos de linhas para componentes e linhas em um projeto. as vistas nas folhas serão atualizadas. Quando você inicia o desenho da geometria nestas vistas. selecione "Select Initial Units" [Selecionar unidade inicial]. se você definiu a geometria para um campus universitário e deseja incluir esta geometria em múltiplos novos projetos para a universidade. clique no menu "File ➤ Save as" [Arquivo ➤ Salvar como]. 60 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . Para obter informações sobre como carregar uma família. Qualquer novo projeto com base em um modelo. Consulte “Blocos de margens e carimbo” na página 589. Navegue para a localização do modelo.

Transferindo padrões do projeto Você pode copiar padrões de um projeto e aplicá-los em outro projeto. 2 No projeto alvo. Consulte “Especificar estilos de cota” na página 84. Por exemplo. modelos de vistas e estilos de objeto. se você seleciona um tipo de parede e se esquece de copiar o material. Consulte “"Snaps" [Snaps]” na página 85. Transferindo padrões do projeto | 61 . ■ "Object Styles" [Estilos de objetos]: define a exibição de componentes no projeto. espessura de linha. ■ Especifique as propriedades de texto para diversos componentes de modelagem e anotação. ■ "Snaps" [Snaps]: especifica os incrementos de snap para as vistas de modelos. o Revit Architecture o copia. ■ "Temporary Dimensions" [Cotas temporárias]: especifica a exibição e colocação de cotas temporárias. ■ "Cancel" [Cancelar]: cancela a operação. ângulos e ângulo de inclinação. ■ "Units" [Unidades]: especifica a unidade de medida para o comprimento. Consulte “"Object Styles" [Estilos de objeto]” na página 80. Consulte a seção apropriada de propriedades de família para obter informações sobre como especificar propriedades de texto. ■ "New Only" [Somente novos]: transfere todos os novos padrões do novo projeto e ignora os tipos duplicados. materiais. Especificando as informações do projeto 1 Clique no menu "Settings ➤ Project Information" [Configurações ➤ Informações do projeto]. Para obter mais informações. 5 Clique em "OK". Consulte “Estilos de materiais” na página 77. Você pode especificar quais padrões serão copiados. 4 Na caixa de diálogo "Select Items to Copy" [Selecionar itens a copiar]. Para selecionar todos os padrões do projeto. ■ "Modifying Wall Types" [Modificando tipos de parede]: define tipos personalizados de paredes para um projeto. Consulte “Padrões de preenchimento” na página 69. Qualquer objeto não explicitamente marcado para cópia mas referenciado por um objeto copiado é copiado. Consulte “Modificando paredes” na página 241. Os padrões de projeto incluem tipos de famílias. Você pode sobrepor os estilos de objetos de projeto com base em vista a vista. ■ "Materials" [Materiais]: define os materiais para componentes de modelagem. ■ "Dimensions" [Cotas]: define a aparência e tamanho de cotas para o projeto. ■ "Line Weights" [Espessuras de linha]: define as espessuras de linhas para um modelo e componentes de anotação. 6 Se a caixa de diálogo "Duplicate" [Duplicar] for aberta. consulte “Exibição de visibilidade e gráficos em vistas de projeto” na página 146. Consulte “Cotas temporárias” na página 89. selecione uma das seguintes opções: ■ "Overwrite" [Sobrepor]: transfere todos os padrões do novo projeto e sobrepõe os tipos duplicados. ■ "Fill Patterns" [Padrões de preenchimento]: define os padrões de preenchimento para materiais. Para transferir padrões do projeto: 1 Abra o projeto de origem e o projeto alvo. clique no menu "File ➤ Transfer Project Standards" [Arquivo ➤ Transferir padrões de projeto]. selecione os padrões de projeto desejados. OBSERVAÇÃO Você não pode incluir worksets em modelos de projetos. clique em "Check All" [Selecionar todos]. Consulte “"Line Weight" [Espessuras de linha]” na página 82. como uma vista de planta e 3D. incluindo como a imagem se parece após a renderização. 3 Selecione o projeto de origem do qual "Copy from" [Copiar de]. Consulte “"Project Units" [Unidades do projeto]” na página 85.

3 Na caixa de diálogo "Type Properties". e a seguir compartilhar com outras famílias e projetos. ■ "Project Status" [Status do projeto]. Eles oferecem a flexibilidade de adicionar dados específicos que ainda não estão predefinidos no arquivo de família ou no modelo de projeto. Os seguintes parâmetros precisam ser especificados antes de exportar um arquivo gbXML para uso com aplicativo de análise de energia: ■ "Building Type" [Tipo de construção] . 4 Clique duas vezes em "OK". 2 Na caixa de diálogo "Element Properties" [Propriedades do elemento]. 3 Clique em "OK". Para especificar configurações gbXML: 1 Clique no menu "Settings ➤ Project Information". insira o endereço na caixa de texto. ■ "Project Address" (Endereço do projeto]: clique em "Edit" [Editar]. 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". ■ Para "Postal Code" insira um número de CEP válido.especifica o tipo de construção de acordo com o esquema gbXML 0. ■ "Project Name" [Nome do projeto]. ■ "Client Name" [Nome do cliente]. Especificando as configurações de análise de energia (gbXML) Você pode definir as informações gbXML que podem ser usadas por software de terceiros de análise de energia As configurações gbXML especificam valores de parâmetros usados por software aplicativo de terceiros ao calcular o uso de energia. Sem um parâmetro compartilhado não é possível fazer isso. clique em "Edit" para o parâmetro "Energy Data" [Dados de energia]. selecione um dos valores predefinidos. Se você cria um parâmetro compartilhado 62 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . A caixa de diálogo "Type Properties" [Propriedades de tipo] é aberta. As informações do projeto podem ser incluídas em tabelas que contêm elementos de modelos vinculados. Os parâmetros compartilhados podem ser compartilhados com outros projetos ou famílias e os parâmetros do projeto são específicos a um projeto. ■ "Project Issue Date " [Data de emissão do projeto]. especifique o seguinte: ■ "Energy Data" [Dados de energia]. Parâmetros personalizados Você pode criar parâmetros personalizados para qualquer elemento ou categoria de componente em seu projeto. ■ "Postal Code" [CEP] . ■ "Project Number" [Número do projeto]. "Shared Parameters" [Parâmetros compartilhados] Os parâmetros compartilhados são parâmetros que você pode adicionar nas famílias ou projetos. Os parâmetros compartilhados são particularmente úteis se você deseja criar uma tabela que exiba diversas categorias de famílias. consulte “Especificando as configurações de análise de energia (gbXML)” na página 62. Os parâmetros que você cria aparecem na caixa de diálogo "Element Properties" no grupo definido e com os valores definidos.determina a localização da construção. faça o seguinte: ■ Para "Building Type". e clique em "OK".34 (similar ao ASHRAE). Os parâmetros personalizados que você pode criar são parâmetros compartilhados e parâmetros do projeto.

Você pode criar quantos grupos de parâmetros que desejar. isto permite acessar o arquivo de diferentes famílias ou projetos. Isto se denomina como a criação de uma tabela de multicategoriais no Revit Architecture. você pode criar um grupo denominado elétrico para parâmetros elétricos específicos ou um grupo de hardware para parâmetros específicos de hardware. poderá então criar uma tabela com estas categoriais. Os parâmetros compartilhados são organizados em grupos que você cria para ajudá-lo com a categorização. Os parâmetros compartilhados são salvos em um arquivo texto. a seguir você coloca este arquivo texto em uma área compartilhada em sua rede para que outras pessoas possam acessá-lo. Por exemplo. Categorias de famílias permitindo Categorias adicionais Componentes de gabinete Áreas Tetos: criados como famílias no local "Drawing Sheets" [Folhas de desenho] "Columns" [Colunas] "Structural Beam Systems" [Sistemas de viga estrutural] "Curtain Panels" [Painel cortina] "Structural Columns" [Colunas estruturais] "Curtain Wall Mullions" [Montantes secundários de parede cortina] "Structural Connections" [Conexões estruturais] Portas Fundação estrutural Equipamento elétrico Esqueleto estrutural Luminárias elétricas Vergalhão estrutural Pisos: criados como famílias no local Mobiliário Sistemas de mobiliário Modelos genéricos Luminárias Equipamento mecânico Estacionamento Vegetação Encanamento Corrimão Rampas Telhados Ambientes Terreno Equipamentos especiais Escadas Colunas estruturais Fundação estrutural Paredes Janelas Definindo arquivos de parâmetros compartilhados Você pode criar parâmetros compartilhados em um ambiente de projeto ou no Editor de família. Esta tabela lista as categorias que os permitem.e o adiciona nas categorias de famílias desejadas. Categorias permitindo parâmetros compartilhados Somente determinadas categorias no Revit Architecture permitem parâmetros compartilhados. Os parâmetros compartilhados são armazenados em um arquivo. "Shared Parameters" [Parâmetros compartilhados] | 63 . independente de qualquer arquivo de família ou projeto no Revit Architecture.

Aparece uma caixa de verificação para o valor do parâmetro na caixa de diálogo "Element Properties". Se houver outros parâmetros compartilhados em um outro arquivo que você quer ter no arquivo de parâmetro compartilhado ativado. e navegue para a localização desejada. Para adicionar grupos: 5 Na caixa "Groups" [Grupo]. clique em "New" [Novo]. disciplina e tipo para o parâmetro. ■ "<Family Type>" [Tipo de família]. de grupos e de parâmetros 1 Clique no menu "File ➤ Shared Parameters". 2 Na caixa de diálogo "Edit Shared Parameters" [Editar parâmetros compartilhados]. selecione um grupo. selecione o grupo no menu "Parameter group". Sua sessão do Revit Architecture somente pode referenciar um só arquivo de parâmetro compartilhado de cada vez. 8 Na caixa "Parameters group". será preciso exportar os parâmetros para o arquivo ativo. OBSERVAÇÃO Você não especifica o parâmetro para ser uma instância ou tipo. Você pode selecionar: ■ "Text" [Texto] ■ "Integer" [Inteiro] ■ "Number" [Número] ■ "Length" [Comprimento] ■ "Area" [Área] ■ "Volume" [Volume] ■ "Angle" [Ângulo] ■ URL ■ "Material" [Material] Permite selecionar o material na caixa de diálogo "Materials" ao editar o valor do parâmetro na caixa de diálogo "Element Properties". clique em "New". Renomeando grupos de parâmetros 1 Clique no menu "File ➤ Shared Parameters" [Arquivo ➤ Parâmetros compartilhados]. O tipo especifica o formato da informações que podem ser inseridas para o valor do parâmetro. ■ "Yes/No" [Sim/Não]. 64 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . 9 Na caixa de diálogo "Parameter Properties" [Propriedades do parâmetro]. 3 Clique em "Rename" [Renomear] 4 Insira o novo nome e clique em "OK". Aparece a caixa de diálogo "Edit Shared Parameters" [Editar parâmetros compartilhados]. 4 Clique em "Save". 2 Clique em "Create" [Criar]. Criando parâmetros compartilhados de arquivos. 3 Na caixa de diálogo "Save as". Você decide mais tarde quando um parâmetro deve ser adicionado em uma família ou projeto. insira um nome de arquivo. insira um nome. Para adicionar parâmetros: 7 No menu suspenso "Parameter group" [Grupo de parâmetros]. 10 Quando terminar de criar parâmetros clique em "OK". onde é possível selecionar o tipo de família. 6 Insira um nome para o grupo de parâmetros e clique em "OK". a caixa de diálogo "Select Category" [Selecionar categoria] é aberta. Se você seleciona esta opção.

4 Na caixa de diálogo "Parameter Properties". ■ Mova-os para outro grupo de parâmetros. Você pode fazer o seguinte: ■ Visualizar suas propriedades. selecione o parâmetro no painel "Parameters" e clique em "Delete" na caixa "Parameter group". 9 Insira um valor para o parâmetro compartilhado ou crie uma fórmula para calcular seu valor. 5 Clique em "Select" [Selecionar] e escolha o parâmetro compartilhado apropriado no grupo de parâmetros compartilhados. Para mover um parâmetro para outro grupo. O nome do parâmetro aparece na caixa de diálogo "Family Types". 10 Clique em "OK" quando terminar de inserir valores. "Shared Parameters" [Parâmetros compartilhados] | 65 . Na caixa de diálogo "Edit Shared Parameters". 6 Se desejado. ■ Exclua-os. clique no menu "File ➤ Shared Parameters". Os parâmetros de família são específicos de uma família. 3 Na caixa "Parameters group". 3 Exclua ou mova todos os parâmetros do grupo. Escolha outro grupo no menu e clique em "OK". 8 Clique em "OK". selecione "Shared parameter". selecione o parâmetro no painel "Parameters" e clique em "Move" [Mover] na caixa "Parameter group". AVISO Tome cuidado ao excluir parâmetros compartilhados. a caixa de diálogo "Parameter Properties" é aberta. 2 Clique no menu "Settings ➤ Family Types". ou clique em "Family Types" na "Design Bar". onde é possível abrir um outro arquivo de parâmetros compartilhados ou adicionar novos parâmetros. Para visualizar as propriedades de um parâmetro. clique em "Add" [Adicionar]. Consulte “Tipos de famílias” na página 462. 1 Inicie com a criação de uma família ou abra uma existente. o Revit Architecture não o considera como sendo o mesmo parâmetro. isto retorna para a caixa de diálogo "Edit Shared Parameters". Você também pode substituir um parâmetro compartilhado por um outro. clique no menu "File ➤ Shared Parameters". Se esta opção não estiver ativada. Se você exclui um parâmetro e a seguir cria outro parâmetro com o mesmo nome. Consulte “Categorias permitindo parâmetros compartilhados” na página 63. você não pode renomeá-los ou alterar seus tipos. selecione o parâmetro no painel "Parameters" [Parâmetros] e clique em "Properties" [Propriedades] na caixa "Parameter group". Para obter mais informações sobre as propriedades de instância e tipo. Para excluir um parâmetro. Você pode substituir um parâmetro compartilhado com um parâmetro de família. Na caixa de diálogo "Edit Shared Parameters". movendo e excluindo parâmetros compartilhados Após criar parâmetros compartilhados. já que podem estar em uso por outros projetos. 4 Clique em "Delete" [Excluir] na caixa "Groups".Excluindo grupos de parâmetros 1 Clique no menu "File ➤ Shared Parameters". clique no menu "File ➤ Shared Parameters". Parâmetros compartilhados e de família Se você clicar no botão "Modify" na caixa de diálogo "Family Types". 11 Salve a família e a carregue em um projeto. assegure que esteja trabalhando com uma categoria válida de família. como seu tipo de valor. selecione o grupo no menu "Parameter group". Visualizando. Adicionando parâmetros compartilhados em famílias Você adiciona parâmetros compartilhados em famílias no Editor de famílias. 7 Escolha se quer armazenar o parâmetro por instância ou tipo. 2 Na caixa de diálogo "Edit Shared Parameters". clique em "Edit". ou um parâmetro de família com um parâmetro compartilhado. consulte “Propriedades de instância e de tipo” na página 40. Na caixa de diálogo "Edit Shared Parameters".

ou se há parâmetros compartilhados em uma família ou projeto que não estejam no arquivo atual de parâmetros compartilhados. Quando você marca ocorrências de uma categoria no projeto. ou "M_Multi-Category Tag. por exemplo um identificador de porta. a legenda do identificador exibe um valor somente se estas instâncias de categorias tenham um parâmetro externo. 5 Clique em "OK" para completar a exportação. Por exemplo. um identificador somente é anexado em um componente com o mesmo parâmetro de filtro. clique em "Export" [Exportar]. mas o identificador exibe um valor para Acabamento de moldura de porta somente se a porta tenha aquele parâmetro compartilhado. Você pode então marcar todas as portas. Identificando com parâmetros compartilhados Os parâmetros compartilhados estão disponíveis para marcadores de categoria única e múltiplas.rft" para métrico. e clique em "OK". Um identificador de multicategorias precisa ter uma legenda com um parâmetro compartilhado definido como um parâmetro de filtro. avisando-o que o parâmetro compartilhado será exportado para o arquivo de parâmetros compartilhados que você definiu na Etapa 1. 6 Selecione o parâmetro compartilhado na lista de parâmetros e selecione a opção de parâmetro "Filter" [Filtro] na parte inferior da caixa de diálogo. 8 Crie o identificador usando o comando "Lines" [Linhas] e salve o arquivo. 1 Crie ou abra um arquivo de parâmetros compartilhados. 2 Clique no menu "Drafting ➤ Label" [Desenho ➤ Legenda]. OBSERVAÇÃO Se você não especificar um parâmetro de filtro para o identificador. consulte “Definindo arquivos de parâmetros compartilhados” na página 63. caso contrário um "?" aparece no identificador. Criando um identificador de categoria única Siga o “Identificador de multicategoria” na página 66 procedimento. 4 Na caixa de diálogo "Parameter Properties". 5 Na caixa de diálogo "Parameter Properties". selecione o parâmetro compartilhado que desejar adicionar. 7 Clique em "OK". Para obter mais informações sobre como adicionar parâmetros. Para obter mais informações sobre como criar um arquivo de parâmetros compartilhados. Exportando parâmetros compartilhados para um arquivo de parâmetros compartilhados Você pode exportar parâmetros compartilhados para um novo arquivo de parâmetros compartilhados se o arquivo antigo de parâmetros for excluído. substituindo o modelo apropriado de identificador. Você pode aplicar um identificador de multicategorias em qualquer tipo de componente. O Editor de famílias é aberto. o identificador não pode ser anexado a nenhum componente. 66 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . 2 Selecione um parâmetro compartilhado em uma família ou em um projeto. Antes de exportá-los. Identificador de multicategoria 1 Clique no menu "File ➤ New ➤ Annotation Symbol" [Arquivo ➤ Novo ➤ Símbolo de anotação] e selecione o modelo "Multi-Category Tag. 3 Clique na área de desenho. consulte “Adicionando parâmetros compartilhados em famílias” na página 65 e “"Project Parameters"” na página 68. O parâmetro selecionado agora aparece na lista de parâmetros que podem ser exibidos na legenda. a despeito de sua categoria. 3 Clique em "Modify". 4 Clique em "Add". Com esta opção ativada. você precisa já ter adicionado os parâmetros compartilhados no arquivo de projeto ou arquivo de família no Revit Architecture. ou clique em "Label" na "Design Bar". ao aplicar um parâmetro de filtro em um identificador.rft" para imperial. OBSERVAÇÃO O comando "Export" nunca está ativado se o parâmetro compartilhado selecionado já está no arquivo atual de parâmetros compartilhados. você cria um identificador de porta com o parâmetro compartilhado Acabamento de moldura de porta. Aparece uma mensagem informacional. A caixa de diálogo "Select Parameters" [Selecionar parâmetros] é aberta.

DICA Você também pode usar o comando "Tag All Not Tagged" [Marcar todos os não marcados] para marcar rapidamente os componentes com o parâmetro filtro. Você também pode selecionar a legenda e clicar em "Select Parameter" na Barra de opções. então todas as categorias de família em seu projeto que possam ter um parâmetro compartilhado de projeto irão aparecer na tabela. A tabela lista todos os componentes com o parâmetro compartilhado. OBSERVAÇÃO Se você não especificar um parâmetro de filtro para a tabela. 4 No "Type Selector". Usando identificador de multicategorias em um projeto Você pode incluir parâmetros compartilhados em marcadores para sistemas de famílias. DICA Se você desejar alterar o parâmetro de filtro para o identificador. 1 Carregue o identificador de multicategoria em um projeto. observe que o valor padrão é <Por categoria>. 5 Quando você move o cursor na área de desenho. Também. 2 Coloque diversos componentes no projeto que tenham o parâmetro compartilhado de filtro específico. ou clique em "Tag" na guia "Drafting" da "Design Bar". Na caixa de diálogo "Tag All Not Tagged". consulte “Criando uma tabela de multicategoria” na página 67. Para obter mais informações. paredes e escadas. Tabelas com parâmetros compartilhados Você pode planejar parâmetros compartilhados em tabelas de multicategorias e de categoria única. Consulte “Categorias permitindo parâmetros compartilhados” na página 63. 3 Na caixa de diálogo "New Schedule" [Nova tabela]. Criando uma tabela de multicategoria 1 Coloque diversos componentes em seu projeto que tenham parâmetros compartilhados. Criando uma tabela de categoria única Siga o procedimento para criar tabelas de multicategorias. selecione "Family Category and Parameters" no menu "Settings" Altere o valor de "Filter Parameter" [Parâmetro de filtro] na caixa de diálogo. consulte “Especificando propriedades de tabela” na página 129. somente pode pré-realçar os componentes que tenham o parâmetro de filtro. selecione o identificador de multicategorias. 5 Clique na guia "Filter" na caixa de diálogo "Schedule Properties" e escolha o parâmetro compartilhado que você acaba de adicionar. "Shared Parameters" [Parâmetros compartilhados] | 67 . Adicione o parâmetro compartilhado apropriado na lista de campos planejados. você observa que os parâmetros compartilhados estão disponíveis como campos planejáveis. Somente os componentes que tenham este parâmetro são exibidos na tabela. 6 Formate o restante da tabela como desejado. o identificador Filtro não está disponível para uma tabela de categoria única. 6 Clique para posicionar o identificador. Selecione o identificador de multicategorias que você carregou no "Type Selector". que é o valor para marcadores de categoria única. 7 Quando terminar. Para obter mais informações. e clique em "OK". 2 Clique no menu "View ➤ New ➤ Schedule/Quantities" [Vista ➤ Nova ➤ Tabela/Quantidades]. escolha a categoria apropriada. como ambientes. clique em "OK". selecione <Multicategorias> na lista "Category" [Categorias]. 4 Na guia "Fields" [Campos] da caixa de diálogo "Schedule Properties" [Propriedades de tabela]. 3 Clique no menu "Drafting ➤ Tag" [Desenho ➤ Identificador]. como portas ou janelas. No lugar de <Multicategorias>.

Para obter mais informações sobre as propriedades de instância e tipo. selecione o cabeçalho sob o qual o parâmetro deve ser exibido na caixa de diálogo "Element Properties". "Project Parameters" Os parâmetros de projeto são parâmetros que você define e a seguir adiciona em múltiplas categorias de elementos em um projeto. 9 Clique em "OK". 2 Na caixa de diálogo "Parameter Properties". Em ambos os casos . 2 Na caixa de diálogo "Parameter Properties". aquele parâmetro se torna parte das propriedades de vista para as folhas. clique em "Add". 68 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . consulte “Propriedades de instância e de tipo” na página 40. 8 Selecione as categorias as quais deseja aplicar este parâmetro. selecione "Shared parameter". DICA Você pode modificar ou adicionar um parâmetro compartilhado na guia "Fields" da caixa de diálogo "Schedule Properties". para que tenha parâmetros personalizados nos blocos de margens e carimbo. 7 Escolha se quer armazenar o parâmetro por instância ou tipo. 5 Determine por qual disciplina deve ser agrupado. Eles são específicos a um projeto e não podem ser compartilhados com outros projetos. isto retorna para a caixa de diálogo "Edit Shared Parameters". 4 Insira um nome para o parâmetro de projeto e escolha seu tipo. Consulte “Tabelas com parâmetros compartilhados” na página 67. consulte “Propriedades de instância e de tipo” na página 40. 6 Em "Group parameter". 5 Se desejado. 3 Na caixa de diálogo "Parameter Properties". 7 Em "Group". Para modificar um parâmetro compartilhado. Para adicionar um novo parâmetro. clique em "Edit". onde é possível abrir um outro arquivo de parâmetros compartilhados ou adicionar novos parâmetros. 9 Clique em "OK". clique em "Add Parameter" [Adicionar parâmetro]. selecione-o e clique em "Edit" sob "Scheduled fields" [Campos planejados]. Você pode então usar estes parâmetros de projeto em tabela de multi-categorias ou de categoria única. selecione "Project parameter". 8 Selecione as categorias de elementos às quais deseja aplicar este parâmetro. 3 Na caixa de diálogo "Parameter Properties". 6 Escolha se quer armazenar o parâmetro por instância ou tipo. Consulte “Criando novos parâmetros” na página 465. DICA Se você adiciona um parâmetro compartilhado para a categoria Folha de desenho. selecione o cabeçalho sob o qual o parâmetro deve ser exibido na caixa de diálogo "Element Properties". clique em "Add". Criando parâmetros de projeto 1 Clique no menu "Settings ➤ Project Parameters". a caixa de diálogo "Parameter Properties" é aberta. Você também pode adicionar aquele parâmetro em uma família de blocos de margens e carimbo. 4 Clique em "Select" e escolha o parâmetro compartilhado apropriado no grupo de parâmetros compartilhados. Para obter mais informações sobre as propriedades de instância e tipo. Criando parâmetros compartilhados de projeto 1 Clique no menu "Settings ➤ Project Parameters".

portanto. A densidade dos padrões de desenho é fixada em relação à folha do desenho. Use o comando "Fill Patterns" [Padrões de preenchimento] para criar ou modificar padrões de desenho e modelo. o padrão se torna mais denso. Como com outros elementos no Revit Architecture. não poderá modificar o padrão. linhas. ■ Crie cotas que referenciam linhas de padrão. como linhas de tijolo. altere a escala das cotas para mover as linhas de padrão. as linhas de padrão de modelo podem ser editadas. janelas.Padrões de preenchimento Os padrões de preenchimento controlam a aparência de superfícies que são cortadas ou exibidas em projeção. e são medidas mensuráveis no modelo. Padrões de modelo Padrões de modelo representam a aparência real em uma construção. Isto é conhecido como a sobre-escala do padrão. azulejo e assoalho. como planos de referência. ■ Rotacionando o padrão. Diferenças entre padrões de modelo e padrões de desenho As ilustrações a seguir mostram as diferenças entre padrões de modelo e desenho quando a escala da vista é alterada. Quando você afasta o zoom. como tijolos assentados ou azulejo de cerâmica em uma parede. e são fixados em relação ao modelo. Você também pode colocar padrões de desenho em superfícies de componentes cortados nas vistas de planta ou de corte. Escala do padrão do desenho = 1:4 Escala do padrão do modelo = 1:4 Escala do padrão do desenho = 1:2 Escala do padrão do modelo = 1:2 OBSERVAÇÃO Se você aplicar o zoom em uma vista. Padrões de desenho Os padrões de desenho representam materiais em uma forma simbólica: por exemplo. Consulte “Efetuando zoom em vistas de projeto” na página 162. as escalas dos padrões são alteradas de acordo. Os padrões de modelo permanecem com um tamanho fixo relativo ao modelo. Você pode colocar padrões de modelo e de desenho na superfície plana ou cilíndrica e em famílias. a areia é representada por um padrão pontilhado. quando a escala da vista é alterada. Em um determinado ponto. As linhas nos padrões de modelo representam as linhas reais em um objeto de construção. o padrão é exibido com um preenchimento sólido. Isto significa que a escala dos elementos vêm do modelo. Você pode: ■ Mova as linhas de padrão ao arrastar ou ao usar o comando "Move". ■ Alinhe as linhas de padrão com outros elementos. Você pode aplicar padrões de modelo em famílias e modificá-los somente no Editor de famílias. Após você ter colocado uma instância da família em uma vista do projeto. os padrões do desenho e do modelo aparecem maiores ou menores. Padrões de preenchimento | 69 . e os padrões de desenho permanecem com um tamanho fixo relativo a folha.

Consulte “Orientação do padrão de preenchimento do hospedeiro” na página 70 para obter detalhes. Para um padrão de desenho. Criando um padrão simples de preenchimento Um padrão simples de preenchimento consiste de uma série de linhas paralelas ou ortogonais. estes valores afetam o espaçamento na folha. 9 Clique em "OK". selecione "Drafting" ou "Model" [Modelo] . Consulte “Transferindo padrões do projeto” na página 61. 5 Na caixa de diálogo "New Pattern" [Novo padrão] selecione "Simple" [Simples]. A orientação afeta como os padrões de preenchimento aparecem quando usados como padrões de corte em hospedeiros (paredes. para o padrão de modelo. estes valores afetam o espaçamento no modelo. O Revit Architecture inclui diversos padrões de preenchimento e os armazena no arquivo de modelo padrão de projeto. ■ "Orient to View" [Orientar para a vista]. Para criar um padrão de hachura cruzada de preenchimento: 1 Siga as etapas 1 a 6 do procedimento anterior. você pode criar seu próprio padrão de preenchimento ou editar um existente para atender suas necessidades. Orientação do padrão de preenchimento do hospedeiro Os padrões de preenchimento de desenho têm diferentes orientações para suas camadas hospedeiras. 4 Clique em "OK". selecione como orientar o padrão de preenchimento nas camadas hospedeiras. Todos os padrões irão compartilhar a mesma orientação e origem em relação ao papel. os exemplos incluem a "Diagonal Crosshatch" [Hachura cruzada diagonal] ou "Vertical Siding" [Desvio vertical]. Para um padrão de desenho. 7 Selecione "Parallel lines" [Linhas paralelas]. estes valores afetam o espaçamento na folha. abra o arquivo de modelo e crie o padrão nele próprio. pisos. Alternativamente. estes valores afetam o espaçamento no modelo. 70 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . 3 Clique em "New". telhados. 2 Na caixa de diálogo "Fill Patterns". 4 Se você estiver criando um padrão de preenchimento de desenho. Você pode transferir os padrões de preenchimento entre projetos usando o comando "Transfer Project Standards". Para salvar o padrão no arquivo de modelo. Os exemplos a seguir mostram o mesmo padrão de preenchimento aplicado com diferentes tipos de orientação. em "Pattern Type" [Tipo de padrão]. Para criar um padrão de preenchimento usando linhas paralelas: 1 Clique no menu "Settings ➤ Fill Patterns". tetos). 6 Insira um nome para "Name" [Nome]. para o padrão de modelo. 8 Insira valores para "Line angle" [Ângulo da linha] e "Line spacing 1" [Espaço 1 da linha]. 2 Selecione "Crosshatch". Um padrão de preenchimento é armazenado no arquivo em que foi criado. 3 Insira valores para "Line angle" e "Line spacing 1" e "Line spacing 2". para que alinhem perfeitamente em transições de elementos.

e um canto de 90 graus sempre terá uma transição suave. no entanto. 5 Na caixa de diálogo "New Pattern". selecione "Custom" [Personalizado]. ■ "Keep Readable" [Manter legível]. Aplicando um padrão de preenchimento Você pode aplicar padrões de preenchimento nas superfícies de componentes e famílias usando o comando "Materials [Materiais] ou "Paint" [Tinta].pat contém diversos padrões métricos de alvenaria e padrões iso. 2 Na caixa de diálogo "Fill Patterns". 4 Se você estiver criando um padrão de preenchimento de desenho. irão inverter 90 graus quando o hospedeiro é inclinado em 45. em "Pattern Type". 10 Se desejado. Esta opção imita o comportamento do texto. Consulte “Arquivos de padrões personalizados” na página 74 para obter mais informações sobre como criar um arquivo de padrão personalizado (PAT). Os padrões compartilham a mesma origem em relação ao papel. Criando um padrão de preenchimento personalizado 1 Clique no menu "Settings ➤ Fill Patterns". insira um novo nome para "Name". 8 Clique no menu junto a "Import" para visualizar a lista dos padrões disponíveis.pat e no arquivo revit metric. Consulte “Aplicando um estilo de material” na página 79 e “Aplicando um estilo de material em um elemento” na página 579. 225 e 315 graus. Selecione uma padrão na lista. 11 Clique duas vezes em "OK". Os padrões irão alinhar com o hospedeiro. insira um valor para "Import scale" [Escala importada]. 6 Clique em "Import" [Importar]. 135. Os padrões irão alinhar com o hospedeiro e calcular uma origem boa. Um padrão diagonal direito sempre ficará mais ou menos diagonal na direita. OBSERVAÇÃO Os padrões de preenchimento padrão do Revit Architecture são armazenados no arquivo revit. e clique em "Open" [Abrir]. 9 Se desejado. ■ "Align with Element" [Alinhar com o elemento]. 3 Clique em "New".pat no diretório "Data" no grupo de programas do Revit Architecture. Criando um padrão de preenchimento personalizado | 71 . O arquivo revit metric. 7 Selecione o arquivo de padrão desejado (PAT). selecione "Drafting" ou "Model". selecione como orientar o padrão de preenchimento nas camadas hospedeiras. Consulte “Orientação do padrão de preenchimento do hospedeiro” na página 70 para obter detalhes.

será necessário recarregar o padrão do arquivo PAT. 3 Clique para selecionar o manipulador de forma. 3 Clique em "Delete". Editando um padrão de preenchimento Você pode editar padrões simples de preenchimento. Observe as diferenças nas linhas de padrão na parte superior e inferior da parede. 2 Na caixa de diálogo "Fill Patterns". o padrão personalizado importado substitui o padrão existente. você também pode selecionar "Custom" e importar um novo padrão do arquivo PAT. Para editar um padrão personalizado. OBSERVAÇÃO Você não pode editar o padrão de preenchimento de desenho sólido. selecione o padrão de preenchimento apropriado. Excluindo um padrão de preenchimento 1 Clique no menu "Settings ➤ Fill Patterns". usando o mesmo nome. OBSERVAÇÃO Você não pode excluir o padrão de preenchimento de desenho sólido. Parede na vista de elevação com o manipulador de forma de padrão de modelo selecionado 4 Arraste o manipulador de forma. Trabalhando com padrões de modelo Movendo linhas padrão de modelo 1 Na área de desenho. selecione o padrão de preenchimento a ser modificado. 3 Siga as etapas em “Criando um padrão simples de preenchimento” na página 70. 2 Pressione TAB para realçar o manipulador de forma de linha de padrão. A barra de status indica que você realçou um manipulador de forma. Consulte “Movendo elementos” na página 549. Consulte “Controles e manipuladores de formas” na página 530. Para editar um padrão de preenchimento: 1 Clique no menu "Settings ➤ Fill Patterns". realce o elemento que tem o padrão de modelo. clique em "Yes" [Sim]. 2 Na caixa de diálogo "Fill Patterns". Linhas de padrão após arrastar o manipulador de forma. Com o nome do padrão selecionado. ou use o comando "Move" para mover as linhas de padrão. e clique em "Edit" [Editar]. 72 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . 4 Quando solicitado a confirmar a exclusão.

Você pode mover o cursor em direção a outra linha de padrão e pressionar TAB para selecionar um outro ponto de referência. o cursor efetua o snap na linha de padrão. que é um ponto de referência. 2 Coloque o cursor no padrão de modelo.Criando cotas para linhas de padrão de modelo 1 Na guia "Drafting" da "Design Bar". clique em . 4 Rotacionando o padrão. Linhas de padrão de superfície usadas como referência para uma cota linear Rotacionando um padrão de modelo 1 Coloque o cursor sobre o padrão do modelo e pressione TAB para realçar o manipulador de forma. Piso com padrão de modelo Padrão rotacionado Trabalhando com padrões de modelo | 73 . 2 Clique para selecionar o manipulador. A "Status Bar" [Barra de status] indica que você selecionou um manipulador de forma. Consulte “Rotacionando elementos” na página 556. 3 Coloque a cota. 3 Na barra de ferramentas "Edit". clique em "Dimension".

spacing Criando um padrão personalizado Este exemplo mostra como criar um padrão de octágonos e quadrados no arquivo de padrões. Padrão de superfície alinhando com uma janela Alinhamento completado de uma janela com a linha de padrão Arquivos de padrões personalizados Um arquivo de padrões é um arquivo texto que contém definições para padrões de modelo ou de desenho em um projeto. [descrição opcional] "Type declaration" [Declaração do tipo]: .%UNITS=[valor] "Header" [Cabeçalho]: *pattern-name.%TYPE=MODEL "Pattern descriptors" [Descritores de padrão]: angle. shift. Você pode usar esta descrição para criar outros padrões. siga o procedimento em “Criando um padrão de preenchimento personalizado” na página 71. Para obter informações sobre como usar um arquivo de padrões personalizados. 74 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . 3 Coloque o cursor no elemento que tem o padrão de modelo. mova o cursor para perto da linha e pressione TAB novamente até a linha ser realçada. y-origin. 2 Clique na linha no elemento que você deseja alinhar com a linha de padrão de modelo. Se a linha de padrão desejada não está realçada. Verifique a barra de status para confirmar que você realçou um manipulador de forma. Padrão de piso após a rotação Alinhando linhas de padrão de modelo com elementos 1 Clique no menu "Edit ➤ Align". x-origin. 4 Clique para selecionar o manipulador de forma como a referência de alinhamento. O arquivo precisa ser salvo com uma extensão PAT. Formato do arquivo de padrões "Units" [Unidades]: .

656. ■ "Pen down" [Caneta abaixada]: 3. um ângulo 0 indica que a linha é reta na horizontal. o octágono e o quadrado tem 3 5/16 polegadas em um lado.3125 ■ "Pen up" [Caneta levantada] : -8 "Pen down" e "Pen up" indicam por quanto tempo a caneta está abaixada e por quanto tempo a caneta está levantada. 0. insira o cabeçalho neste formato: *Concrete Paver. ■ "Shift" [Deslocamento]: 5.656. um ângulo de 90 indica que a linha reta é desenhada na vertical. 3. -8 O padrão é como o mostrado 5 Crie o segundo descritor do padrão. 5. que indica o ponto inicial. Por exemplo. usando os seguintes valores ■ "Angle" [Ângulo]: 90 ■ "Origin" [Origem]: 0.656 ■ "Pen down" [Caneta abaixada]: 3. as linhas são desenhadas acima do primeiro conjunto. respectivamente. ■ "Origin" [Origem] : 0. Por exemplo.656.3125 Arquivos de padrões personalizados | 75 . que é a distância x e y entre o início de qualquer passagem e o início da próxima passagem.656 Estes valores estabelecem o eixo x e o eixo y. Um número negativo indica que a caneta está levantada. 5. para iniciar a criar o arquivo de padrões.656. um ângulo 0 indica que a linha é reta na horizontal. 2 Na primeira linha. 5.3125.656 ■ "Pen down" [Caneta abaixada]: 3.O padrão completado contém octágonos com 8 polegadas em seu ponto mais largo. 0.3125 ■ Shift" [Deslocamento: 5.%TYPE=MODEL. 3. O primeiro descritor de padrão está completado 0. 3 Na próxima linha. usando os seguintes valores ■ "Angle" [Ângulo] : 0 ■ "Origin" [Origem]: 0. como o Bloco de notas. 4 Crie o primeiro descritor do padrão. 5. insira o tipo de declaração: .3125 ■ Pen up" [Caneta levantada: -8 O padrão é como o mostrado Como você alterou a origem. 0 ■ Shift" [Deslocamento: 5. 6 Crie o terceiro descritor do padrão. 5. um ângulo de 90 indica que a linha reta é desenhada na vertical. 1 Abra um editor de textos.656. 0 Os próximos dois valores no descritor são a origem x e a origem y. usando os seguintes valores ■ "Angle" [Ângulo] : 0 Este valor é o ângulo no qual a linha da caneta é colocada. O primeiro valor para um descritor de padrão é o ângulo no qual a linha da caneta é desenhada.

3. 76 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos .6875 O padrão se parece com isto O ângulo 45 tem uma inclinação positiva e resulta em um efeito de linha inclinada. 0. 8. 0.%TYPE=MODEL 0.3125.3125.656. 5. -4. 5. 3. 0 ■ "Shift" [Deslocamento]: 8. 8.3125.3125. 3. 3.3125.3125.3125. 8 ■ "Pen down" [Caneta abaixada]: 3. 5. usando os seguintes valores ■ "Angle" [Ângulo]: 45 ■ "Origin" [Origem]: 3. 5.6875 -45. 5. .3125. 5.3125 ■ "Pen up" [Caneta levantada]: -4. 8. 3.656. 5.3125 ■ "Shift" [Deslocamento]: 8. 5.3125 ■ Pen up" [Caneta levantada: -8 O padrão é como o mostrado 8 Crie o quinto descritor do padrão. começando a criar um padrão quadrado.3125 ■ "Pen up" [Caneta levantada]: -4.656.656.656. 0.6875 O padrão completado. usando os seguintes valores ■ Angle" [Ângulo: 90 ■ "Origin" [Origem]: 3. 3. 3.3125. 3.656.656. -4. -8 0. 8 ■ "Pen down" [Caneta abaixada]: 3.3125. -8 45.656. 0 ■ Shift" [Deslocamento: 5. 3.656.3125. 9 Crie o sexto descritor do padrão. 0. 0. 7 Crie o quarto descritor do padrão.6875 O arquivo de padrão completado é *Pavimento de concreto. 8.3125. 3. 5. 0. 3.656 ■ "Pen down" [Caneta abaixada]: 3. usando os seguintes valores ■ "Angle" [Ângulo]: -45 ■ "Origin" [Origem]: 3. 3. -8 90. 0.3125.3125. ■ Pen up" [Caneta levantada: -8 O padrão é como o mostrado Por causa do ângulo 90. -8 90. as linhas são desenhadas na vertical.

Você pode acessar a ajuda do AccuRender na caixa de diálogo "Material". ■ O material AccuRender que aparece em uma vista de tracejamento de raio. siga o procedimento em “Criando um padrão de preenchimento personalizado” na página 71. na caixa de diálogo "Color". Editando um estilo de aparência de material 1 Clique no menu "Settings ➤ Materials". especifique uma cor. Diversos estilos de materiais estão incluídos nos modelos padrão de projeto. Estilos de aparência de material O estilo de aparência de material permite especificar o seguinte para os componentes do modelo: ■ A cor que é exibida em uma vista sombreada. Consulte a ajuda do AccuRender para obter mais informações. e clique em "OK". clique em "Duplicate". Criando um estilo de aparência de material 1 Clique no menu "Settings ➤ Materials". 6 Opcionalmente. 3 Altere as configurações para os valores desejados e clique em "OK". consulte “Padrões de preenchimento” na página 69. insira uma valor de 0-128. ■ O padrão de preenchimento que aparece quando o objeto é cortado. 11 Opcionalmente. Para obter informações sobre como usar um arquivo de padrão personalizado. 12 Clique em "OK". O novo estilo de material é armazenado somente no projeto. ou você pode definir seu próprio estilo usando o editor de materiais. Estilos de materiais | 77 . insira um nome. 4 Se você deseja que as cores em vistas sombreadas sejam representativas dos materiais AccuRender na vista com renderização. insira um valor de 0-100. selecione "Update" [Atualizar] quando ocorrer a seleção AccuRender. especifique padrões de preenchimento para a superfície e o corte para o material. física e as categorias de identidade na caixa de diálogo "Materials". insira um valor de 0-100. ■ O padrão de superfície que é exibido na projeção. OBSERVAÇÃO Para definir um novo padrão de preenchimento para o material. Os parâmetros para os etilos de materiais são agrupados em aparência. e clique em "OK". 5 Clique no valor para "Color". clique no valor para "Color". 7 Para "Transparency" [Transparência]. 9 Para "Shininess" [Brilho]. Para especificar cores para os padrões. Estilos de materiais Você pode definir como os componentes do modelo aparecem na vista ao especificar o estilo de material para o componente. atribua cores na caixa de diálogo "Color". escolha o estilo de material para "Name". Após você especificar os parâmetros para um estilo de material. 8 Para "Smoothness" [Suavidade]. 2 Na caixa de diálogo "Materials". 2 Na caixa de diálogo "Materials". selecione "Glow" [Luminosidade]. poderá aplicá-lo nos componentes do modelo. Consulte “Estilo gráfico de modelo de sombreamento” na página 171 e “Criando uma cena renderizada” na página 682. 3 Na caixa "New Material" [Material novo]. e clique em "OK". 10 Clique em junto a "Texture" [Textura] para iniciar a biblioteca de materiais AccuRender.

Os parâmetros de somente leitura representam as propriedades do material natural. com 100 sendo totalmente transparente. com 100 sendo o mais suave. consulte “Padrões de preenchimento” na página 69. Parâmetros de tipo de materiais físicos Os parâmetros de tipo de materiais físicos são separados nos seguintes tipos: ■ "Unassigned" [Não atribuído] ■ "Generic [Genérico] ■ "Concrete" [Concreto] ■ "Steel" [Aço] ■ "Wood" [Madeira] Estes parâmetros de família controlam a exibição de vistas ocultas de elementos estruturais. ■ "Color". Os padrões de modelo e desenho estão disponíveis para padrões de superfície. ■ "Texture" [Textura]. ■ "Smoothness". Se "Structural Material Type" [Tipo de material estrutural] é definido como "Concrete" ou "Precast" [Pré-moldado]. Especifica a suavidade para um componente. Define o padrão para os padrões de superfície e corte. 3 Clique na guia "Physical". 4 Edite os valores do parâmetro como desejado para o novo conjunto. e assim por diante. ■ "Glow". escolha o material que deseja editar. Estilos de materiais físicos Criando um conjunto de parâmetros para uma material físico 1 Clique no menu "Settings ➤ Materials". 4 Altere as configurações para os valores desejados. ■ "Transparency". 2 Na caixa de diálogo "Materials". ele estará visível quando outro elemento estiver em sua frente. na lista "Name". Produz um efeito de luminosidade em vistas sombreadas. aqueles que você pode alterar. 78 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . padrões de desenho estão disponíveis para os padrões de corte. representam os padrões da prática da engenharia. Especifica o material AccuRender usado para o tracejamento de raio. Se estiver definindo como "Steel" ou "Wood". ■ "Patterns". Especifica o brilho para um componente. na lista "Name". Parâmetros de estilo de aparência de material ■ "Name". com 128 sendo o mais brilhoso. Especifica um nome descritivo para o estilo de material. Especifica o grau de transparência entre 0 e 100. escolha o material que deseja editar. Se estiver definido como "Unassigned". valores entre 0 e 100. 2 Na caixa de diálogo "Materials". então é exibido como oculto. 5 Clique em "Save As" para salvar um conjunto por nome. 3 Clique na guia "Physical" [Físico]. Especifica a cor. e selecione um "Material Type". Editando um tipo de material físico 1 Clique no menu "Settings ➤ Materials". Para obter mais informações sobre a definição de padrões modelo e desenho. Aparece uma categoria adicional com base no tipo de material que você seleciona. o elemento não irá aparecer se estiver oculto por outro elemento. os valores estão entre 0 e 128. "Color" somente é exibido quando você visualiza um modelo no estilo gráfico de material "Shading" [Sombreamento] ou "Shading with Edges" [Sombreamento com arestas]. ■ "Shininess". O nome do novo conjunto então se torna disponível na caixa de listagem "Concrete Type" (se você selecionou concreto como o tipo de material) na caixa de listagem "Wood" (se você selecionou madeira como o tipo de material).

Para obter informações sobre a criação de um novo material. na lista "Name". Por exemplo. 2 Na caixa de diálogo "Materials". 3 Clique na seta que aparece na coluna "Material" para abrir a caixa de diálogo "Materials". ■ "By object" [Por objeto]: esta opção está disponível quando você estiver criando componentes no Editor de famílias. escolha o material que deseja editar. mas quando a família é carregada no projeto. poderá definir o parâmetro de material para um valor específico. como o vidro ou o painel da porta.Dados de identidade de material Os dados de identidade de material fornecem informações sobre o material. consulte “Criando um estilo de aparência de material” na página 77 e “Criando um conjunto de parâmetros para uma material físico ” na página 78. Para obter informações sobre a criação de um novo material. consulte “Criando um estilo de aparência de material” na página 77 e “Criando um conjunto de parâmetros para uma material físico ” na página 78. como o modelo. 6 Clique em "OK". realce a categoria ou subcategoria à qual deseja aplicar um estilo de material e clique na coluna "Material". selecione a parte da geometria à qual deseja aplicar um estilo de material. 4 Edite os parâmetros como necessário. você não pode editar o material. clique em "OK". 5 Clique em "OK". Isto permite atribuir um outro material para cada parte da geometria em um componente. Aplicando um estilo de material por categoria ou subcategoria 1 Clique no menu "Settings ➤ Object Styles" 2 Na guia "Model Objects" [Objetos do modelo] ou "Import Objects" [Importar objetos]. 5 Quando terminar. e a seguir definir o material para uma subcategoria da porta. 4 Selecione um material na lista "Name" ou crie um novo material. OBSERVAÇÃO Isto permite atribuir um outro material para cada parte da geometria em um componente. você não pode editar o material. ■ "By parameter" [Por parâmetro]: você pode editar o estilo de material de um componente em suas propriedades. 1 Na área de desenho. você pode definir o estilo de material para a categoria portas. 4 Clique na seta que aparece na caixa de valor para abrir a caixa de diálogo "Materials". Aplicando um estilo de material Há diversos métodos que podem ser usados para aplicar um estilo de material em um componente do modelo. clique na caixa de valor para o parâmetro "Material". fabricante e custo. 2 Clique em . 3 Clique na guia "Identity Data" [Dados de identidade]. Aplicando um estilo de material por objeto Esta propriedade é aplicada quando você estiver criando um componente do modelo no Editor de famílias. Editando dados de identidade de material 1 Clique no menu "Settings ➤ Materials". Quando você seleciona uma parte da geometria. 5 Selecione um material na lista "Name" ou crie um novo material. 3 Na caixa de diálogo "Element Properties". Estes métodos incluem: ■ "By category or subcategory" [Por categoria ou subcategoria]: você pode definir o estilo de material usado para um componente do modelo pela categoria ou subcategoria à qual está associado. mas quando a família é carregada no projeto. Dados de identidade de material | 79 .

selecione um estilo de material para "Name". 5 Clique em "OK". espessura de linhas de corte para a categoria. clique em "Yes". 5 Selecione "Category" para "Subcategory of" [Subcategoria de]. 3 Especifique a projeção. "Object Styles" [Estilos de objeto] O comando "Object Styles" especifica as espessuras de linha. Criando subcategorias de estilo de objeto 1 Clique no menu "Settings ➤ Object Styles" 2 Clique na guia "Model Objects". Você pode sobrepor os estilos de objeto do projeto com base em vista a vista. aplique o estilo de material usando parâmetro de tipo "Structure". 3 Na caixa de diálogo "Element Properties" localize o parâmetro de tipo ou instância "Material". consulte “Exibição de visibilidade e gráficos em vistas de projeto” na página 146. consulte “Criando um estilo de aparência de material” na página 77 e “Criando um conjunto de parâmetros para uma material físico ” na página 78. "Annotation Objects" ou "Imported Objects". 4 Na caixa "New Subcategory" [Nova subcategoria] insira um nome. Renomeando um estilo de material 1 Clique no menu "Settings ➤ Materials". e se aplicável. 6 Clique em "OK". e clique em "Rename" [Renomear]. 3 Na caixa de diálogo "Object Styles" em "Modify Subcategories" [Modificar subcategorias]. Ao clicar na seta "Material" de uma camada na caixa de diálogo "Edit Assembly" [Editar montagem]. você ativa a caixa de diálogo "Materials". cores de linhas. 80 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . Modificando estilos de objeto 1 Clique no menu "Settings ➤ Object Styles" 2 Clique na guia "Model Objects". Aplicando um estilo de material por parâmetro 1 Na área de desenho. 4 Selecione um material na lista "Name" ou crie um novo material. 2 Na caixa de diálogo "Materials". e clique em "Delete". objetos de anotação e objetos importados em um projeto. 2 Clique em . e clique na seta na caixa de valor para abrir a caixa de diálogo "Materials". selecione a parte da geometria à qual deseja aplicar um estilo de material. Excluindo um estilo de material 1 Clique no menu "Settings ➤ Materials". selecione o estilo que deseja modificar. clique em "New" [Novo]. "Annotation Objects" ou "Imported Objects". 3 Quando solicitado a confirmar a exclusão. 3 Insira um novo nome para o estilo e clique em "OK". Para obter informações sobre a criação de um novo material. padrões de linhas e materiais para diferentes categorias e subcategorias de objetos de modelo. Para famílias que são construídas a partir de diversos componentes. 2 Na caixa de diálogo "Material". Para obter mais informações.

mas pode modificar a espessura da linha. 4 Clique no valor da cor para definir a cor da linha. cor da linha e o padrão da linha. Você pode sobrepor o material para a família ao alterar sua propriedade de tipo de material. especifique a espessura de linha apropriada. Consulte “Modificando estilos de linha no Editor de famílias” na página 82. 1 Clique no menu "Settings ➤ Line Styles". 1 Clique no menu "Settings ➤ Object Styles" 2 Selecione o nome da categoria. 3 Clique em "Delete". 4 Clique no valor para "Line Color" para escolher uma cor de linha. Renomeando um estilo de objeto Você pode renomear quaisquer estilos de objeto criados pelo usuário. Excluindo um estilo de objeto | 81 . ou onde o Revit Architecture usa o estilo de linha (por exemplo. linhas <Croqui>). Para a geometria importada. insira um novo nome. Selecione um material para a categoria da família na coluna "Material". 7 Quando terminar. Excluindo um estilo de objeto Você pode excluir quaisquer estilos de objeto criados pelo usuário. Quando estiver no Editor de família. e insira um novo nome para o estilo de linha. especifique um material para a camada. como uma linha tracejada (------) para planos de referência. Você pode modificar a espessura da linha. O nome é exibido em "Category" na caixa de diálogo "Line Styles". Quando você instala e executa o Revit Architecture. cor da linha e padrão da linha no Editor de família. 5 Selecione um padrão de linha. 6 Clique no botão no campo "Material" para abrir a caixa de diálogo "Materials". diversos estilos de linhas estão incluídos. 1 Clique no menu "Settings ➤ Object Styles" 2 Selecione o nome da categoria a ser excluída. 4 Quando solicitado a confirmar a exclusão. Isto permite controlar a exibição da geometria quando for cortada ou não cortada. 3 Clique no valor para "Line Weight" para escolher uma espessura de linha. você não pode criar novos estilos de linha. sem a necessidade de criar subcategorias separadas. clique em "Yes". clique em "OK". "Line Styles" Os estilos de linha são usados para indicar diferentes efeitos. 2 Na caixa de diálogo "Line Styles". 3 Clique em "Rename" 4 Na caixa de diálogo "Rename". clique em "New". Hífen ponto). O Revit Architecture armazena os estilos de linha no modelo padrão. Isto não está disponível para objetos de anotação. Criando um estilo de linha OBSERVAÇÃO Você somente pode criar estilos de linhas no ambiente do projeto. 5 Clique em "OK". Para camadas de geometria importada. Cada estilo de linha predefinido tem um nome que descreve a linha (por exemplo.

Você pode desejar aplicar diferentes estilos de linha e espessuras de linha usando a ferramenta "Linework". clique na guia "Model Line Weight". 4 Quando solicitado a confirmar a exclusão. e clique em "OK". você pode controlar espessura da linha de objetos de anotação. Para linha em perspectiva. "Line Weight" [Espessuras de linha] Você pode controlar as espessuras de linha para linhas do modelo. clique em "Yes". clique em "OK". Para obter mais informações. 2 Na caixa de diálogo "Line Styles". e a seguir clique em "Add". 2 Na caixa de diálogo "Line Weight". 1 Clique no menu "Settings ➤ Line Styles". clique na guia "Model Line Weight" [Espessuras de linha de modelo]. Para linhas de modelo. 3 Clique em uma das células na tabela. 6 Clique em "OK". selecione o nome do estilo de linha. 82 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . "Annotation Objects" ou "Imported Objects". consulte “Alterando o estilo da linha de elementos” na página 570. Excluindo um estilo de linha Você pode excluir quaisquer estilos de linha criados pelo usuário. como linhas de corte e linhas de cota. você pode especificar a espessura da linha para componentes de modelagem. clique na guia "Model Objects". O novo estilo de linha é armazenado somente no projeto. Modificando estilos de linha no Editor de famílias 1 Clique no menu "Settings ➤ Object Styles" 2 Na caixa de diálogo "Object Styles". selecione um valor de escala. 3 Na caixa de diálogo "Add Scale" [Adicionar escala]. janelas e paredes. 5 Clique no valor para "Line Pattern" para escolher um padrão de linha. e insira um valor. 3 Clique em "Delete". você pode especificar a espessura da linha para componentes de modelagem em vistas em perspectiva. 4 Clique em "OK". Estas espessuras são dependentes da escala da vista. "Line Color" ou "Line Pattern" para a categoria que deseja modificar e faça as alterações necessárias. 2 Na caixa de diálogo "Line Weight". Especificando espessuras de linhas 1 Clique no menu "Settings ➤ Line Weights". linhas em perspectiva e linhas de anotação. "Perspective Line Weights" [Espessura de linha em perspectiva] ou "Annotation Line Weights" [Espessura de linha de anotação]. 4 Clique em "OK" para fechar a caixa de diálogo "Line Weights". 3 Clique na célula "Line Weight". em vistas ortogonais. Adicionando escalas em espessuras de linhas de modelo 1 Clique no menu "Settings ➤ Line Weights". As espessuras dos símbolos de anotação não são dependentes da escala do desenho. como portas. Para linhas de anotação. 4 Quando terminar.

insira um valor para o espaço. "Line Patterns" Você pode especificar o padrão para os estilos de linha usados no Revit Architecture. Excluindo escalas 1 Clique no menu "Settings ➤ Line Weights". 9 Clique em "OK". O Revit Architecture requer que você siga um hífen ou ponto com um espaço. Excluindo um padrão de linha 1 Clique no menu "Settings ➤ Line Patterns". 2 Na caixa de diálogo "Line Weight". Diversos modelos predefinidos são fornecidos com o Revit Architecture ou você pode criar o seu próprio.5 pontos. o novo padrão de linha é exibido na lista de padrões disponíveis. clique em "Value". Criando um padrão de linha 1 Clique no menu "Settings ➤ Line Patterns". clique em "New". 10 Clique em "OK". 2 Na caixa de diálogo "Line Patterns". Este é o comprimento do hífen. e a seguir selecione o cabeçalho "View Scale" [Escala da vista]. O novo padrão de linha é armazenado somente no projeto. 3 Na caixa de diálogo "Line Pattern". Os padrões de linha são uma série de hífens ou pontos alternando com espaços em branco. 5 Se você selecionou hífen. 6 Na próxima linha. 8 Repita o procedimento até o padrão estiver completo. insira um nome para o padrão. clique em "Yes". 4 Clique no valor para "Type". Na caixa de diálogo "Line Patterns". selecione o padrão de linha a ser modificado. eles não requerem um valor associado. selecione um espaço para "Type". 4 Clique em "OK". selecione o padrão de linha. 4 Quando solicitado a confirmar a exclusão. 7 Em "Value". e clique em "Edit". e selecione um hífen ou um ponto. 3 Clique em "Delete". 3 Faça as modificações necessárias. Editando um padrão de linha 1 Clique no menu "Settings ➤ Line Patterns". 4 Clique em "OK". 3 Clique em "Delete". Excluindo escalas | 83 . 2 Na caixa de diálogo "Line Patterns". 2 Na caixa de diálogo "Line Patterns". Como todos os pontos são desenhados com 1. e insira um valor. clique na guia "Model Line Weight".

Estilos de anotação Você pode criar ou modificar setas de chamada de detalhe. Especificando estilos de setas 1 Clique no menu "Settings ➤ Annotations ➤ Arrowheads" [Configurações ➤ Anotações ➤ Setas]. Consulte “Propriedades da cota” na página 203 para obter as descrições das propriedades. Especificar estilos de cota Você pode especificar os estilos de cotas lineares. clique em "Rename" para renomear o tipo. A caixa de diálogo "Tags" [Identificadores] é exibida. Carregando estilos de identificadores 1 Clique no menu "Settings ➤ Annotations ➤ Loaded Tags". 4 Especifique as propriedades para a exibição das setas de chamada de detalhe. 84 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . Especificando o identificador padrão para uma categoria de elemento 1 Clique no menu "Settings ➤ Annotations ➤ Loaded Tags". Angular ou Radial. 4 Quando terminar de carregar identificadores clique em "OK". 2 Na caixa de diálogo "Type Properties". 3 Se desejado. listando as diferentes categorias de famílias e identificadores associados. 5 Clique em "OK". ou clique em "Duplicate" para criar um novo tipo de seta. Você pode carregar múltiplos identificadores para categorias de elementos. 1 Clique no menu "Settings ➤ Annotations ➤ Dimension" e a seguir em um estilo de cota: Linear. Este identificador carregado se torna o padrão. clique em "Rename" para renomear o tipo. 2 Na caixa de diálogo "Type Properties". Você pode selecionar múltiplos arquivos de identificadores ao manter pressionado SHIFT ou CTRL enquanto seleciona. OBSERVAÇÃO Você também pode especificar o identificador padrão ao usar o comando "Load From Library ➤ Load Family" [Carregar da biblioteca ➤ Carregar família] para carregar um identificador. Dependendo no modelo do projeto. O último identificador carregado para uma categoria de elemento se torna o identificador padrão para aquele elemento. angulares ou radiais. selecione o tipo de seta que deseja usar na lista "Type". 3 Se desejado. O nome do identificador é exibido adjacente a categoria do elemento. 4 Especifique as propriedades de exibição da cota. cota e estilos de identificadores carregados em um projeto. 3 Navegue para a localização do identificador. Consulte “"Leader Arrowhead" [Seta da chamada de detalhe]” na página 610 para obter as descrições das propriedades. e abra o identificador. 2 Na caixa de diálogo "Tags". e selecione um nome de identificador. ou clique em "Duplicate" para criar um novo tipo de cota. 2 Clique em "Load" [Carregar]. clique na coluna "Value" para uma categoria de elemento. Consulte “Carregando famílias” na página 450. algumas categorias de elementos podem ter identificadores padrão carregados. selecione o tipo de cota que deseja usar na lista "Type".

ou digite o atalho de teclado UN. o Revit Architecture exibe os pontos de snap e as linhas de snap para ajudá-lo a alinhar os elementos. Para obter informações sobre a caixa de diálogo "Format". 2 Na caixa de diálogo "Project Units" selecione a disciplina. como comuns ou estruturais. Definindo unidades de projeto 1 Clique no menu "Settings ➤ Project Units". ou digite o atalho de teclado UN. "Snaps" [Snaps] Quando você coloca um elemento ou componente. Alterando a exibição da inclinação 1 Clique no menu "Settings ➤ Project Units". As linhas de snap são representadas como linhas tracejadas em verde na área de desenho. OBSERVAÇÃO A exibição real de valores editáveis que afetam o tamanho do modelo pode ser diferente. ou digite o atalho de teclado UN. selecione . Sua especificação afeta a aparência das quantidades na tela e na saída impressa. em arco ou circular). A ilustração a seguir mostra a linha se snap tracejada em verde e um ponto de snap de ponto central (triângulo). Quando você muda de disciplina. Por exemplo. cada tipo de unidade tem uma visualização do formato de exibição. no entanto. Por exemplo. Na caixa de diálogo "Project Units". selecione "Rise/12" [Elevar/12] para Imperial ou "Rise/1000" [Elevar/1000] para métrico ou "Slope Angle" [Ângulo de inclinação]. ela pode mostrar um valor que tem polegadas fracionais. Os pontos de snap dependem do tipo de snap. comprimento pode ter um formato de exibição de 1' 5 1/2". ou desenha uma linha (reta. O ângulo de inclinação fornece resultados em graus decimais. mas são representados na área de desenho como formas (triângulos. 4 Clique em "OK". 2 Na caixa de diálogo "Project Units". (vírgula). você pode especificar a exibição de cotas arredondadas para 1 polegada mais próxima. quadrados. 3 Clique em "OK". 3 Clique no valor da coluna "Format" para alterar o valor de exibição para aquele tipo de unidade."Project Units" [Unidades do projeto] Você pode especificar o formato de exibição de diversas quantidades em um projeto. 3 Clique em "OK". se você edita um valor de cota na área de desenho. consulte “Parâmetros de formatação” na página 518. e assim por diante). 2 Na caixa de diálogo "Project Units". diamantes. diferentes tipos de unidades estão disponíveis. (ponto) ou . Alterando a exibição decimal 1 Clique no menu "Settings ➤ Project Units". componentes ou linhas com a geometria existente. Você pode formatar dados para fins de informação ou de apresentação. As unidades de projeto são agrupadas por disciplina. "Project Units" [Unidades do projeto] | 85 .

separando os incrementos com dois pontos. verá que as cotas para a parede aumentam de acordo com os incrementos de comprimento de snap a cota. consulte “Snaps a objeto e combinações de atalho de teclado para snap” na página 88. 2 Selecione "Length dimension snap increments" [Comprimento de incremento de snap a cota] e "Angular dimension snap increments" [Ângulo de incremento de snap a cota] para ativar os snaps. Por exemplo. 2 Faça um dos seguintes: ■ Selecione "Snaps Off" [Snaps desativados] para desativar todo o snap no projeto. Para obter as descrições de snap a objeto. poderá usar combinações de atalhos de teclado para sobrepor temporariamente as configurações de snap. Definindo os incrementos de snap Quando você coloca um elemento ou componente em uma vista do projeto. As sobreposições temporárias afetam somente uma seleção única. Para definir os incrementos de snap: 1 Clique no menu "Settings ➤ Snaps". ■ Selecione ou desmarque os snaps a objeto apropriados. maior o incremento). as cotas de snap no ângulo aumentam de acordo com os incrementos de ângulo de snap a cota. Você pode definir múltiplos incrementos de comprimento e ângulo de snap. quanto mais o afastamento do zoom. Por exemplo quando você está desenhando uma parede e move o cursor da esquerda para a direita na área de desenho. se você estiver descansando o cursor no ponto central de uma parede. ignorar snap poderá ser exibido no ponto de extremidade da parede. Ignorar snap ocorre quando você desmarca a caixa de verificação "Nearest objetc snap" [Snap a objeto mais próximo] da caixa de diálogo "Snap". Da mesma forma. menor o incremento. 86 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . Você pode ativar ou desativar snaps a objeto. 3 Insira os valores de incremento de snap. e especificar os incrementos de snap na cota. Não há limite no número de incrementos que podem ser especificados. e as configurações são mantidas na duração da sessão do Revit Architecture. 3 Clique em "OK". já que os incrementos mudam quando da alteração do nível de zoom (quanto mais perto o zoom. Ativando e desativando snaps 1 Clique no menu "Settings ➤ Snaps". eles efetuam o snap para definir os incrementos de cota. Você também pode sobrepor as configurações de snap usando atalhos de teclado. Você define as configurações de snap na caixa de diálogo "Snaps". Ignorar snaps Ignora snaps que sejam quaisquer pontos de snap que estão fora da posição atual do cursor. 4 Clique em "OK". quando você coloca um elemento por ângulo. Sobrepondo temporariamente as configurações de snap Quando você estiver trabalhando em um projeto. mas não são salvas com um projeto. As configurações de snap se aplicam a todos os arquivos abertos na sessão.

Snap a linha—Snap de um ponto para uma linha ou geometria existente. O cursor também efetua o snap para o ponto central de uma linha. Snap para ponto de extremidade ou ponto central—Snap de um ponto para uma ponto de extremidade de uma linha ou arco. Para sobrepor temporariamente as configurações de snap: 1 Escolha o componente ou elemento que você deseja colocar. Para componentes ou elementos que requerem mais de uma seleção (por exemplo. se você precisa de um snap único para o centro de um arco. Consulte “Snaps a objeto e combinações de atalho de teclado para snap” na página 88 para obter descrições de snap a objeto e as combinações de atalho de teclado para snap. A seguir se encontra uma lista de condições de snap para o primeiro e segundo ponto.Por exemplo. o Revit Architecture efetua o snap da linha para que esteja perfeitamente na horizontal ou vertical quando o cursor se aproxima da horizontal ou vertical. uma parede). selecione o componente e faça a primeira seleção. o snap retorna para as configurações especificadas na caixa de diálogo "Snap". 2 Digite a combinação de atalho de teclado e coloque (ou termine de colocar. Snap de somente segundo ponto ou linha inteira Snap horizontal ou vertical—ao desenhar uma linha reta. Pontos de snap Os componentes efetuam o snap para planos de referência e outros componentes da mesma categoria. ou para arco ou centro do círculo. Snap tangente a um arco—Snap de um ponto tangente para uma extremidade de arco existente. para componentes ou elementos que requerem mais de uma seleção) o componente ou elemento. digite SC em seu teclado e somente os centros de arcos são reconhecidos como uma opção de snap. Snap de primeiro ou segundo ponto Snap colinear para linha existente—Snap de um ponto para estar colinear à geometria existente. Snap na horizontal Pontos de snap | 87 . Após você efetuar uma seleção.

como um janela. porta ou abertura. " [Grade do plano de trabalho] "Quadrants" SQ Efetua o snap em pontos quadrantes. DICA A barra de status indica os pontos de snap quando você move o cursor. Um snap de pulo é um ponto de snap que esteja a mais de 2mm do cursor na tela. [Perpendicular] 88 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . [Intersecções] "Centers" SC Efetua ao snap no centro de um arco. As combinações de atalho de teclado sobrepõem as configurações de snap para uma seleção. SM" [Sobrepor ponto central. Se você desativa "Nearest object próximo] snap" [Snap a objeto mais próximo] ao desmarcar a caixa de verificação ou usando a sobreposição de teclado. [Quadrantes] "Intersections" SI Efetua o snap em intersecções. Para arcos. [Pontos finais] "Midpoints" SM Efetua o snap no ponto central de um elemento ou componente. Snap perpendicular à uma linha existente—Efetua o snap de uma linha perpendicular para uma geometria existente. os pulos de snap estão ativados. "Nearest" [Mais SN Efetua o snap para o elemento ou componente mais próximo. o Revit Architecture permite pular snaps para pontos de extremidade. para efetuar o snap da inserção para o ponto central do segmento de parede. [Centros] "Perpendicular" SP Efetua o snap perpendicular a elementos ou componentes. Snap na vertical Snap paralelo à linha existente—Efetua o snap de uma linha paralela para uma geometria existente. "Work Plane Grid SW Efetua o snap em uma grade do plano de trabalho. Ao colocar uma inserção de [Pontos centrais] parede. Snaps a objeto e combinações de atalho de teclado para snap A tabela a seguir define os snaps a objeto listados na caixa de diálogo "Snaps" (menu Configurações ➤ Snaps) e as combinações de atalho de teclado para estes objetos. pontos do meio e centros. SM]. poderá usar o "Midpoint override. "Object Snap" "Shortcut Key" "Description" [Descrição] [Snap a [Tecla de objeto] atalho] "Endpoints" SE Efetua o snap em pontos finais de um elemento ou componente.

como a escala da vista. "Object Snap" "Shortcut Key" "Description" [Descrição] [Snap a [Tecla de objeto] atalho] "Tangents" ST Efetua o snap tangente a uma arco. se você tem uma vista da planta que mostra um layout de mobiliário. Você pode selecionar cotas temporárias para: ■ medir de linhas centrais de paredes. Você pode usar os modelos de vista para: ■ Aplicar um conjunto definido de propriedades da vista para uma vista específica. 3 Clique em "OK". ■ Padronize a aparência de suas vistas de projeto antes de imprimir ou exportar uma vista ou um projeto. Quando um modelo muda. Vistas de projeto e modelos de vistas não são vinculados. e assim por diante). snaps" [Navegar entre snaps] "Force Tecla Shift Força as restrições verticais e horizontais. Horizontal and Vertical" [Forçar vertical e horizontal] "Snaps Off" SO Desativa todas as configurações de snap. Por exemplo. poderá aplicar o mesmo modelo de vista. [Tangentes] "Points" [Pontos] SX Efetua o snap em pontos do terreno ao editar pontos usando a ferramenta "Move" ou "Copy". nível de detalhe e configurações de visibilidade. "Snap to Remote SR Similar a snaps de pulo. todas as vistas criadas com aquele modelo não são automaticamente atualizadas. selecione as configurações apropriadas. você define um modelo padrão de vista que depois pode então ser aplicado simultaneamente em múltiplas vistas. Cotas temporárias Você pode definir as opções para a exibição e colocação de cotas temporárias no desenho. disciplina. Off" [Desativar a sobreposição] "Cycle through Tecla Tab Navega entre as opções de snap disponíveis. 2 Na caixa de diálogo "Temporary Dimension Properties" [Propriedades da cota temporária]. objetos remotos] "Turn Override SS Desativa as sobreposições de snap. que sobrepõe as propriedades anteriores da vista. Você pode reaplicar o modelo modificado. Para fazer isto. Cotas temporárias | 89 . elevação. o snap procura por objetos que não Objects" [Snap a estão próximos ao elemento. centro do núcleo ou faces de núcleo ■ medir de linhas centrais de porta e janela ou aberturas de porta e janela Definindo cotas temporárias 1 Clique no menu "Settings ➤ Temporary Dimensions". poderá criar um modelo de vista que tem as propriedades da vista requeridas para este tipo de vista da planta. faces de paredes. Se você cria outras vistas de planta que requerem as mesmas propriedades da planta de mobiliário. que são comuns para um tipo de vista (planta. Modelos de vistas Um modelo da vista é uma coleção de propriedades da vista. Quando você seleciona esta opção.

2 Clique no menu "View ➤ Apply View Template". OBSERVAÇÃO Use CTRL para selecionar múltiplas vistas no "Project Browser". você pode usar modelos padrão de vistas para assegurar que todas as vistas tenham as propriedades de vistas desejadas antes de imprimir ou exportar. selecione um modelo existente de vista na lista suspensa "Name". Os modelos de vista podem ser transferidos de um projeto para outro. Você aplica um modelo padrão de vista da mesma forma que iria aplicar um modelo de vista. 4 Insira o nome do modelo e clique em "OK". Consulte “Transferindo padrões do projeto” na página 61. ou clique com o botão direito do mouse e selecione "Create View Template from View". consulte “Propriedades do modelo de vista” na página 91. Definindo um modelo padrão de vista A definição de modelos padrão de vistas permite aplicar propriedades padronizadas de vistas simultaneamente em múltiplas vistas. Você também cria um modelo de vista de uma vista de projeto. 3 Clique em "Duplicate". Para obter os detalhes sobre como aplicar um modelo padrão de vista. 3 Insira o nome do modelo e clique em "OK". o modelo padrão que está definido nas propriedades de cada vista (que podem ser diferentes para cada vista) é aplicado. Se for necessário modificar as propriedades do modelo de vista. Criando um modelo de vista Você pode criar um modelo de vista ao duplicar um modelo existente de vista e fazer as modificações necessárias. 3 Clique em "OK". ou clique com o botão direito do mouse e selecione "Apply View Template". Quando você aplica o modelo padrão de vistas simultaneamente em múltiplas vistas. 2 Clique no menu "View ➤ Create View Template from View". mas primeiro é preciso definir o modelo padrão de vista nas propriedades da vista. Aplicando um modelo de vista 1 No "Project Browser". selecione a vista ou vistas para a qual ou quais deseja criar o modelo de vista. selecione um valor de modelo para "Default View Template". Diversos modelos de vista são fornecidos com o Revit Architecture ou você pode criar o seu próprio modelo com base nestes. selecione a vista com a qual criar o modelo de vista. em "Identity Data". Você pode aplicar as propriedades da vista em outra vista ou selecionar um modelo de vista. consulte “Aplicando um modelo de vista” na página 90. Criando um modelo de vista de uma vista de projeto 1 No "Project Browser". Consulte “Propriedades do modelo de vista” na página 91. Por exemplo. 5 Modifique as propriedades do modelo de vista como necessário. 90 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". Criando um modelo de vista de um modelo existente de vista 1 Clique no menu "Settings ➤ View Templates". 2 Na caixa de diálogo "View Templates". Você tem as seguintes opções: ■ "Existing Views" [Vistas existentes]: exibe as vistas de projeto e modelos de vistas existentes. Definindo o modelo padrão de vista 1 Selecione a vista no "Project Browser" e clique em .

OBSERVAÇÃO Como os modelos não são vinculados com vistas. "Display Model" [Exibição do modelo] Oculta modelo na vista de detalhe. A configuração "Normal" exibe todos os elementos normalmente. e clique em "OK". cotagem e alinhamento. Quando você seleciona o modelo padrão de vista. "Detail Level" [Nível de detalhe] Aplica a configuração de nível de detalhe na vista. Consulte “"Detail Level"” na página 92. o modelo padrão que está definido nas propriedades de cada vista é aplicado. Você pode usar os elementos do modelo de subjacência como referências para linhas tracejadas. Propriedades do modelo de vista Você pode acessar as propriedades do modelo de vista no menu "Settings ➤ View Templates". Por exemplo. Para obter mais informações sobre modelos padrão de vista. Os elementos no modelo não são exibidos. ■ "Apply automatically to new views of same type" [Aplicar automaticamente para novas vistas do mesmo tipo]: o Revit Architecture aplica este modelo para todas as novas vistas do mesmo tipo. selecione um modelo de vista. incluindo linhas. Aplicando um modelo de vista a todas as vista em uma folha 1 No "Project Browser". a aplicação de um modelo de vista usando este método. "Name" "Description" "View Scale" A escala da vista. É intencionada para todas as vistas não de detalhe. Quando você seleciona "Custom". "Visibility/Graphic Overrides" Clique em "Edit" para visualizar e modificar as opções de visibilidade. clique com o botão direito do mouse em um nome de vista de folha. 4 Clique em "Apply" para atualizar a vista. 5 Clique em "OK". poderá editar o valor da propriedade "Scale". e os elementos do modelo aparecem esmaecidos. 2 Selecione o nome de um modelo de vista existente. O modelo de vista é aplicado em todas as vistas na folha. ■ "All View Types" [Todos os tipos de vistas]: exibe todos os tipos de modelos de vistas disponíveis no projeto. regiões. Consulte “Exibição [Visibilidade/Sobreposição gráfica] de visibilidade e gráficos em vistas de projeto” na página 146. A configuração "As underlay" exibe todos os elementos específicos da vista de detalhe. OBSERVAÇÃO Se a propriedade "Default View Template" para uma vista for "None". O modelo de vista selecionado é aplicado. consulte “Definindo um modelo padrão de vista ” na página 90. e clique em "Delete". modelo] Aplicando um modelo de vista a todas as vista em uma folha | 91 . "Model Graphics Style" [Estilo gráfico do Indica a configuração de visualização aplicada na vista. cotas. texto e símbolos. Excluindo um modelo de vista 1 Clique no menu "Settings ➤ View Templates". o valor da escala é a relação de 100/1 ou 100. A configuração "Do not display" [Não exibir] mostra somente os elementos específicos da vista de detalhe. se a escala da vista for 1:100. Quando você seleciona o modelo padrão de vista. Você pode editar este valor quando selecionar "Custom" para a propriedade "View Scale". 3 Na caixa de diálogo "Select View Template". 2 Na caixa de diálogo "Select View Template". "Scale Value 1": Uma relação derivada da escala da vista. o modelo padrão que está definido nas propriedades de cada vista é aplicado. irá definir o valor da propriedade "Default View Template" para o modelo de vista selecionado. selecione um modelo. a exclusão de um modelo de vista não tem impacto em vistas existentes. e clique em "Apply View Templates to All Views".

"Name" "Description" "Advanced Graphics Model" [Gráficos Clique em "Edit" para acessar a caixa de diálogo "Advanced Model Graphics". consulte “Níveis de detalhe e exibição de componentes estruturais” na página 163. Portanto. consulte “Propriedades da faixa da vista ” na página 169. 92 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . O nível no qual o plano é cortado é deteminado pelo deslocamento do plano de corte do valor do nível atual. Somente aplicável em vistas e plantas RPC. "Medium" [Resolução média] ou "Fine [Alta resolução]. uma porta personalizada criada no Editor de família iria aparecer de forma diferente nos níveis de detalhe de baixa resolução. A faixa principal é definida pelos planos de corte superior e inferior. Quando você cria uma nova vista em seu projeto e define sua escala de vista. "Orientation" [Orientação] Orienta o projeto para o norte do projeto ou norte verdadeiro. Os elementos dentro dos limites da faixa principal são desenhados de acordo com seus estilos de objeto. Os elementos que não estejam dentro da faixa principal. resolução média e alta resolução (como mostrado na imagem a seguir). seu nível de detalhe será automaticamente definido de acordo com a organização na tabela. Para obter mais informações. Você pode sobrepor o nível de detalhe a qualquer momento ao definir o parâmetro "Detail Level" no comando "View Properties" [Propriedades de vista]. mas caem na profundidade da vista especificada. "Discipline" [Disciplina] Determina a visibilidade de paredes não adjacentes e símbolos específicos de anotação de disciplina (como quadros de elevações). você afeta a exibição da mesma geometria em diferentes escalas de vista. "Detail Level" Você pode definir o nível de detalhe para vistas recém criadas com base na escala da vista. Para obter informações sobre os níveis de detalhe e a exibição de componentes estruturais. consulte “Configurando estudos de sombra” na página 171 e “Aplicando e removendo um estilo de linha para uma aresta de silhueta ” na página 172. são desenhados usando o estilo de linha "Beyond" [Além]. Consulte “Filtros de fases” na página 709. As escalas de vista são organizadas sob os cabeçalhos de nível de detalhe "Coarse" [Baixa resolução]. Para obter mais detalhes. Ao predefinir níveis de detalhe. Para obter mais informações. "View Range" [Faixa da vista] Clique em "Edit" para acessar a caixa de diálogo "View Range". consulte “Rotacionando um projeto para o norte verdadeiro” na página 759. "Phase Filter" [Filtro de fase] Aplica as propriedades da fase na vista. Consulte “Propriedades de vista” na página 175. você pode adicionar sombras e sombras de arestas. Nesta caixa avançados de modelos] de diálogo.

O padrão é normal. na parte inferior da área de desenho. consulte “"Detail Level"” na página 92. nome do usuário e limpeza do arquivo de diário. Isto afeta a freqüência em que a dica de ferramenta aparece na área de desenho. incluindo quando a área de desenho estiver em branco. na Barra de controle da vista. 3 Clique em "OK". elas somente se movem na ordem seqüencial. de localização de arquivos. ■ Opções de localização de arquivo: define caminhos para arquivos e diretórios. Especificando o nível de detalhe para uma vista 1 Clique no menu "View ➤ View Properties". Definindo os níveis de detalhe de valores de escala | 93 . ou "Fine" para o parâmetro de nível de detalhe. Opções de configuração 1 Clique no menu "Settings ➤ Options" [Configurações ➤ Opções]. ■ Opções de ortografia: define as opções para o corretor ortográfico. correção ortográfica e de renderização. 2 Clique em para mover os valores de escala para a direita ou clique em para mover níveis de detalhe para a esquerda. Definindo os níveis de detalhe de valores de escala 1 Clique no meu "Settings ➤ Detail Level". Você não pode selecionar escalas individualmente. As configurações globais incluem ■ Opções gerais: salvar notificações. 2 Selecione "Coarse". 3 Para retornar para as configurações originais. Alternativamente. clique no ícone "Detail Level" e selecione uma opção. "Medium". Notificações ■ Especifique um valor de tempo para o intervalo "Save Reminder" [Lembrete para salvar]. gráficas. como mostrado na imagem a seguir. ■ Opções gráficas: configurar sua placa de vídeo para aprimorar o desempenho de exibição. plano de fundo e mensagens de erro. ■ Defina "ToolTip Assistance" [Ajuda de dica de ferramenta] para o nível desejado. "User Name" [Nome do usuário] ■ Defina o nome do usuário para verificar workstes no projeto. Você pode definir as opções a todo momento. 2 Definir opções gerais. nomes de usuários e limpeza do arquivo de diário. ■ Opções de renderização: define os caminhos para as bibliotecas de renderização de material. e configurar as cores para seleção. clique em "Default" [Padrão]. Para obter mais informações sobre o nível de detalhe. ■ Especifique um valor de tempo para o intervalo "Save to Central Reminder" [Lembrete para salvar central]. Opções Você pode definir configurações globais para seu projeto. Opções gerais Clique na guia "General" para definir notificações.

Por exemplo. Limpeza do arquivo "Journal" ■ Especifica o número de arquivos de diário a serem retidos. ao clicar ou ao usar uma caixa de seleção. 94 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . Opções gráficas Clique na guia "Graphics" para configurar sua placa de vídeo para o desempenho aprimorado de exibição. você pode alterar este caminho para apontar para um modelo personalizado que deseja usar para todos os seus projetos. Isto define a cor para elementos que são selecionados quando um aviso ou erro ocorre. Para excluir uma biblioteca da lista. Há modelos padrão instalados em Revit Architecture\Imperial Templates\ ou Revit Architecture\Metric Templates. se você estiver desenhando elementos de cor preta em um plano de fundo na cor branca. no entanto. Para alterar a ordem pela qual as bibliotecas são procuradas. você pode desejar alterá-lo se precisar usar unidade Imperial ou Métrica para seu projeto. no entanto. A instalação do Revit Architecture define automaticamente este caminho. Escolha qualquer um que seja apropriado. Nesta guia você também pode configurar as cores para seleção. clique no botão junto a "Alert Color" [Cor do aviso]. ■ Adicione bibliotecas secundárias que possam ser específicas de sua empresa. ■ Para definir uma cor de seleção diferente. Também. Capacidade da placa de vídeo Siga as instruções na guia para obter as configurações da placa de vídeo. selecione uma biblioteca e clique no botão acima (^) ou no botão abaixo (V). Opções de localizações de arquivos Clique na guia "File Locations" para definir caminhos para arquivos e diretórios. clique no campo para "Library Path" [Caminho da biblioteca] e clique no botão "Browse". Alguns dos benefícios em usar a aceleração por hardware. selecione-a e clique no botão "Del". A instalação do Revit Architecture define automaticamente este caminho. clique no botão "Ins". Há modelos padrão instalados em Revit Architecture\Imperial Library\ ou Revit Architecture\Metric Lybrary. Arquivos e diretórios ■ Especifique o caminho para o arquivo de modelo padrão. o Revit Architecture abre aquela pasta por padrão quando se salva ou abre um arquivo ■ Especifique o caminho para os modelos e bibliotecas. selecione esta opção e o plano de fundo se torna preto e os elementos aparecem em branco. Navegue para a pasta apropriada e clique em "OK". Esta configuração sobrepõe o caminho padrão para salvar arquivos. ■ Especifique o caminho do projeto padrão onde o Revit Architecture salva o arquivo atual. Define a cor para os itens selecionados na área de desenho. Quando você especifica uma pasta. você pode desejar alterá-lo se precisar usar família Imperial ou Métrica para seu projeto. Para fazer isso. clique no botão junto a "Selection Color" [Cor da seleção]. plano de fundo e erros. ■ Para definir uma cor de erro diferente. insira o nome da biblioteca. são: ■ Exibição mais rápida de modelos grandes ao atualizar a tela ■ Alternância mais rápida entre janelas de vistas com a aceleração gráfica 3D ■ Criação e modificação mais rápida de anotações Cores ■ Selecione "Invert background color" [Inverter cor de plano de fundo] para exibir o plano de fundo da vista e os elementos na vista.

As combinações de atalho de teclado aparecem na interface do Revit Architecture junto ao seu item de menu correspondente. Por padrão. Atalhos de teclado Há muitos atalhos de teclado predefinidos para os comandos do Revit Architecture. Se os seus arquivos AccuRender forem movidos. Localização de materiais ■ Especifique o caminho para a biblioteca de textura AccuRender. o que permite ao Revit Architecture usar processadores adicionais quando disponíveis. esta opção não é selecionada. Se desejado. irá aparecer no menu. Atalhos de teclado | 95 . Por exemplo. Esta guia permite escolher entre os principais dicionários do Revit Architecture ou do dicionário do Microsoft® Office. Você também pode configurar seus próprios atalhos de teclado. o atalho que é exibido no menu é o primeiro atalho listado no arquivo "KeyboardShortcuts. "S" menu:"view-shading" "VS" menu:"view-shading" Somente o primeiro atalho listado. clique em "Edit" para adicionar palavras nos dicionários adicionais. Selecione esta opção para limitar a renderização com o uso de um só processador.txt". "S". ■ Você pode adicionar bibliotecas AccuRender e RPC adicionais. você pode especificar aqui o novo local. poderá usar a opção "Limit Rendering to Single Processor" [Limitar a renderização a um processador único]. para controlar quantos processadores serão usados para o tracejamento de raio e a radiosidade. Você pode criar múltiplos atalhos para um comando de menu. A instalação do AccuRender incluída com o Revit Architecture deveria definir este caminho. ■ Se você tiver mais de um processador físico ou virtual. No menu. embora ambos funcionem. Opções de ortografia Clique na guia "Spelling" para definir opções para a verificação de ortografia. Shading". Os atalhos somente estão disponíveis quando seu item de menu correspondente está disponível. Opções de renderização Clique na guia "Rendering" para definir caminhos para as bibliotecas AccuRender. você pode configurar múltiplos atalhos para o comando de menu "View.

F5 irá iniciar o comando de menu "View>>Refresh". "M" irá iniciar o comando de menu "Edit ➤ Move". A sintaxe do comando é como segue: "key(s)" menu:"menu-string" Fkey menu:"menu-string Por exemplo. F5 menu:"view-refresh" 2 Inserir uma nova linha entre dois comandos existentes. TAB Pré-realça de faces de paredes ou linhas centrais de paredes ao colocar cotas.log (localizado no mesmo diretório de "KeyboardShortcuts. não mantenha pressionado CTRL ao pressionar TAB.txt". "M" menu:"edit-move" A sintaxe de comando de tecla de função (F2-F12) não requer o atalho de teclado entre aspas. OBSERVAÇÃO Se você estiver selecionando múltiplos elementos e precisa usar TAB. SHIFT+TAB Reverte a ordem na qual TAB navega pelos elementos pre-realçados. Selecionando Tecla Ação CTRL Seleciona múltiplos elementos TAB Navega nos elementos pré-realçados para selecionar entre os que estejam juntos um do outro. na seguinte linha de comando. Uma lista de comandos começa após o texto. O arquivo KeyboardShortcuts.txt") contém quaisquer erros encontrados ao ler o arquivo "KeyboardShortcuts. Personalizando atalhos de teclado 1 Abra o arquivo "KeyboardShortcuts. SHIFT+TAB Reverte a ordem na qual TAB navega pelos diferentes snaps. ou ao mover ou colar elementos. O caminho pode variar dependendo de seu sistema operacional ou onde você instalou o Revit Architecture. TAB Alterna entre a seleção de parede cortina e uma vidraça inclinada em uma vista de planta. na linha de comando a seguir. Aceleradores de teclado O Revit Architecture apresenta muitos comandos de teclado predefinidos para aumentar sua eficiência. Efetuar o snap Tecla Ação TAB Navega por diferentes snaps ao criar paredes e linhas. No topo do arquivo você verá diversos parágrafos. 3 Digite o novo comando usando os exemplos acima ou modifique linhas existentes. 96 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . A tabela a seguir lista estes comandos. cada linha sendo precedida por um ponto e vírgula. 4 Salve e feche o arquivo. Por exemplo. 5 Reinicie o Revit Architecture. As linhas de comando não são precedidas por um ponto e vírgula. Pressionar SHIFT+TAB uma vez suprime todos os pontos de snap. a tecla de atalho F5 não tem aspas. CTRL+A Seleciona todas as linhas na caixa de diálogo "Worksets".txt" em um editor de texto. Este arquivo está tipicamente localizado no seguinte diretório: C:\Program Files\Revit Architecture 2008\Program\. ao colocar componentes.

pressionado SHIFT Atualizar a tela Tecla Ação F5 Atualizar a tela Aceleradores de teclado | 97 . TAB Criar vistas diferentes de elevação interna ao você colocar o símbolo de elevação interna Controlando a colocação de elementos Tecla Ação Mantenha Restringir a elevação de uma janela em uma vista 3D.Gerenciamento de arquivos Tecla Ação CTRL+O Abrir um projeto CTRL+P Imprimir uma página CTRL+S Salvar um projeto Editando Tecla Ação Mantenha Efetuar uma cópia do elemento pressionado CTRL ao arrastar um elemento. Vistas Tecla Ação F8 Ativar o editor de vista dinâmica. como portas. ESC Limpar cotas temporárias que aparecem após um comando de clique único. pressionado SHIFT Mantenha Impor ou não a restrição no movimento de uma parede ou linha. como paredes ou linhas. CTRL+C Copiar um elemento selecionado CTRL+V Colar um elemento CTRL+X Cortar um elemento CTRL+Y Refazer uma alteração CTRL+Z Desfazer uma alteração CTRL+M Mover um elemento CTRL+R Rotacionar um elemento DEL Excluir um elemento selecionado Cancelando um comando ou limpando cotas temporárias Tecla Ação ESC Cancelar um comando antes de um primeiro clique e retorna para o modo modificar ESC Cancelar o primeiro clique de um comando de múltiplos cliques. ou após o segundo clique de um comando de múltiplos cliques. Pressione ESC novamente para retornar para o modo modificar. como paredes. Pressione ESC novamente para retornar para o modo modificar.

ambientes e fases. defina a nova cor usando um dos seguintes métodos: ■ Cores básicas: uma tabela com 48 cores de uso comum está disponível. A janela Visualizar PANTONE exibe a cor selecionada. ■ Cores personalizadas: adicione até 16 cores personalizadas. Um componente pode assumir sua cor de uma categoria principal ou usar a cor preta. 98 | Capítulo 4 Personalizando configurações de projetos . clique em "OK". Por exemplo. Observe que o Revit Architecture usa nome PANTONE. Isso significa que o item não tem uma cor. clique em "Add Custom" [Adicionar personalizada]. 6 Clique em "OK" para sair da caixa de diálogo "Color". 3 Crie uma cor no selecionador de cor PANTONE. "Lum" [Luminosidade]. ■ Caixa "Black and white settings" [Configurações de preto e branco]: Mova o deslizador para cima e para baixo para alterar o montante de branco e preto na cor. Por exemplo. Quando terminar de misturar a cor. Para adicionar uma cor personalizada. Você pode especificar nenhuma cor no selecionador de cores do Windows para não associar uma cor com um determinado item. Quando você seleciona as cores. "Blue" [Azul]: digite valores nestas caixas. "Green" [Verde]. clique em "Choose Color" [Escolher a cor]. clique em "OK". 4 Clique em uma cor no painel para selecioná-la. Consulte “Estilos de materiais” na página 77. linhas. Por exemplo. 3 Quando terminar com o selecionador de cor. clique em um dos 16 quadrados de cor sob "Custom Colors" [Cores personalizadas]. a Seleção de cores PANTONE é aberta. 2 Na caixa de diálogo "Color". 5 Quando encontrar a cor que deseja. "Sat" [Saturação]. O Revit Architecture atribui a cor PANTONE para a caixa de diálogo. "Red" [Vermelho]. Usando o seletor de cores do Windows 1 Na caixa de diálogo apropriada do Revit Architecture acesse o selecionador de cores do Windows. na caixa de diálogo "Materials". a caixa de seleção padrão de cores do Windows é aberta. clique em "PANTONE".Cores Você define as cores para muitos elementos no Revit Architecture. se você especificar nenhuma cor para "Door Panel" [Painel de porta]. clique em "Choose Color". 2 Na caixa de diálogo "Color". Misture a nova cor ao clicar em um dos quadrados de "Basic Color" [Cor básica] ou ao escolher uma cor PANTONE. Clique em uma das caixas contendo a cor desejada. o "Door Panel" aparece em marrom. ■ Caixas "Hue" [Matiz]. materiais. Se você selecionar PANTONE no selecionador do cores do Windows. como objetos. na caixa de diálogo "Materials". Usando o selecionador de cor PANTONE 1 Na caixa de diálogo apropriada do Revit Architecture acesse o selecionador de cores do Windows. símbolos de anotação. O resultado é exibido na caixa "color/solid" [cor/sólida]. mas "Doors" [Portas] está definido como marrom.

■ Para obter informações sobre modelos vinculados do Revit. consulte “Documentos de construção” na página 583. consulte “Vinculando modelos do Revit” na página 742. consulte “Anotações e detalhamento ” na página 605. As vistas de projeto a seguir são tratadas em outros tópicos: ■ Para obter informações sobre vistas de folhas e chamadas de detalhe. ■ Para obter informações sobre vistas de detalhes. vistas de desenho e planos de área.Vistas de projeto 5 Este tópico abrange a maior parte das vistas de projeto no Revit Architecture. 99 .

clique em "Floor Plan" [Planta de piso]. As vistas de planta de piso são criadas automaticamente quando você adiciona novos níveis ao projeto. Vista de planta de teto refletido A maioria dos projetos inclui ao menos uma vista de planta de teto refletido (RCP. na "Design Bar" [Barra de projeto]. selecione um ou mais níveis para os quais deseja criar uma vista de planta. Criando uma vista em perspectiva 1 Clique em "View ➤ New ➤ Floor Plan" [Vista ➤ Nova ➤ Planta de piso]. As vistas de planta de teto são criadas automaticamente quando você adiciona novos níveis ao projeto. 2 Na caixa de diálogo "New Plan" [Nova planta]. 100 | Capítulo 5 Vistas de projeto . ou na guia "View" [Vista].Vista de planta A vista da planta de piso é a vista padrão aberta em um novo projeto. A maioria dos projetos inclui ao menos uma planta de piso .

5 Clique em "OK". Elas podem ter arestas coincidentes. clique na escala da vista apropriada para a nova vista. OBSERVAÇÃO Mantenha pressionada a tecla CTRL ao selecionar múltiplos níveis. ■ Se a vista estiver aberta. Você pode definir a aparência de identificadores de chamada de detalhe usando o comando "View Tags" no menu "Settings". onde o valor entre parênteses aumenta com o número de duplicatas. Região de planta O comando "Plan Region" [Região de planta] permite definir uma região em uma vista de planta que tem uma faixa diferente de vista do que a vista geral. na "Design Bar". 2 Na caixa de diálogo "New RCP". As regiões de planta são croquis fechados e não podem se sobrepor uma a outra. desmarque "Do not duplicate existing views" [Não duplicar vistas existentes]. Propriedades de vista de planta Cada vista da planta tem propriedades de tipo para identificadores de chamada de detalhe e legendas de referência. ou na guia "View". clique em "Ceiling Plan" [Planta de teto]. clique na escala da vista apropriada para a nova vista. 4 Para "Scale". clique no menu "Window ➤ <nome da vista>". a vista duplicada é exibida no "Project Browser" [Navegador do projeto] com a seguinte anotação: "Level 1(1)" [Nível 1(1)]. As regiões de planta são úties para plantas com níveis divididos ou para exibir inserções acima ou abaixo do plano de corte. 3 Se você deseja criar uma vista de planta para um nível que tenha uma vista de planta existente. mas oculta atrás de uma outra vista. 5 Clique em "OK". 3 Se você deseja criar uma vista de planta para um nível que tenha uma vista de planta existente. OBSERVAÇÃO Se você criar vistas de plantas duplicadas. OBSERVAÇÃO Se você cria vistas de plantas duplicadas. Criando uma vista de planta de teto refletido 1 Clique em "View ➤ New ➤ Floor Plan". desmarque "Do not duplicate existing views" [Não duplicar vistas existentes]. Exibindo uma vista de planta ■ Clique duas vezes no nome no "Project Browser". onde o valor entre parênteses aumenta com o número de vistas duplicadas. Criando uma vista de planta de teto refletido | 101 . 4 Para "Scale" [Escala]. O parâmetro de legenda de referência define o texto exibido em um identificador de chamada de detalhe quando uma chamada de detalhe de referência é feita para a vista da planta. selecione um ou mais níveis para os quais deseja criar uma vista de planta. a vista duplicada é exibida no "Project Browser" [Navegador de projeto] com a seguinte anotação: "Level 1(1)".

para "View Range" [Faixa de vista]. 3 Desenhe um ciclo fechado. clique em "Plan Region". na "Design Bar". 2 Clique no menu "View ➤ New ➤ Plan Region". Se o valor para "Cut Plane" [Plano de corte] for especificado como nível de "Parent View" [Vista principal]. ou na guia "View". clique em "Edit" [Editar]. Selecione o manipuladro de forma e arraste-o para modificar o tamanho. clique em "Region Properties". o nível usado para definir todos os planos de corte ("Top" [Superior]. Para obter mais informações. Você pode copiá-la e colá-la na mesma vista ou em vistas diferentes. retângulos ou polígonos. consulte “Croqui” na página 179. Criando uma região de planta 1 Abra uma vista da planta. Por exemplo. usando linhas. 7 Clique em "Finish Sketch" [Concluir croqui]. Para obter mais informações sobre as opções de faixa de vista. Você não precisa entrar no modo croqui para editar a forma de uma região de planta. Regiões de planta são exportadas e impressas quando estão visíveis em uma vista. e o deslocamento do plano de corte não pode ser menor do que o deslocamento inferior. o deslocamento superior não pode ser menor do que o deslocamento do plano de corte. 4 Na "Design Bar". 102 | Capítulo 5 Vistas de projeto . especifique a faixa primária e a profundidade da vista. as configurações da faixa de vista são mantidas da vista anterior. Cada linha de limite da região de planta tem um manipulador de forma. como mostrado na imagem abaixo. 6 Na caixa de diálogo "Vew Range". Quando você copia uma região de planta em uma vista diferente. consulte “"View Range" [Faixa de vista]” na página 167. "Cut" [Corte] e "View Depth") é o mesmo para toda a vista de planta. 5 Na caixa de diálogo "Element Properties". OBSERVAÇÃO Os valores para deslocamentos têm de fazer sentido em relação um ao outro. "Bottom" [Inferior]. As regiões de planta são especificas da vista.

3 Efetue rolagem na categoria "Plan Region". Controlando a visibilidade de regiões de planta 1 Clique no menu "View ➤ Visibility/Graphics" [Vista ➤ Visibilidade/Gráficos] ou use o atalho de teclado VG. É nas vistas de elevação que você desenha linhas de nível. na cor da linha e do padrão da região de planta. Exemplos de ambientes que podem ser mostras em uma elevação interna. Quando você cria um projeto com o modelo. Vistas de elevação Vistas de elevação fazem parte do modelo padrão no Revit Architecture. clique na guia "Annotation Categories" [Categorias de anotações]. são cozinhas e banheiros. Para cada linha de nível que você desenha. 5 Clique na coluna "Project/Surface Lines" [Linhas de projeto/superfície] e clique em "Override" [Sobrepor] para fazer alterações na espessura da linha. leste e oeste. sul. 4 Marque ou desmarque a caixa de seleção para ecibir ou ocultar a região de planta. Você pode criar vistas de elevação exteriores e interiores adicionais. Vistas de elevação | 103 . quatro vistas de elevação são incluídas: norte. uma vista de planta correspondente é criada. As vistas de elevação internas mostram vistas detalhadas de paredes internas e mostram como os recursos da parede deveriam ser construídos. 2 Na caixa de diálogo "Visibility/Graphic". 6 Clique em "OK".

ou na guia "View". selecione uma escala de vista. Você pode alterar a escala da largura da elevação ao arrastar os controles azuis. A seta efetua o snap nas paredes perpendiculares. 4 Para definir diferentes vistas de elevação. Consulte “Modificando propriedades de símbolo de elevação” na página 107. 9 No "Project Browser". Identificadores de elevação Você designa elevações com um identificador de elevação . você pode pressionar a tecla TAB para alterar a posição da seta. "Elevation: 1 : a". 2 Na Barra de opções. O identificador efetua o snap nas paredes ao ser arrastado em torno com o cursor. clique em "Elevation". A seta da vista de elevação é visível em uma vista de planta. 5 Marque as caixas de seleção para indicar o local em que você deseja criar vistas de elevação. por exemplo. e clique. selecione a nova vista de elevação. OBSERVAÇÃO À medida que mover o cursor. ■ Clique duas vezes na seta no símbolo de elevação. na "Design Bar". realce a forma quadrada do símbolo de elevação. a seta não aparece na vista da planta. O cursor aparece com o símbolo de elevação. 104 | Capítulo 5 Vistas de projeto . DICA O controle de rotação é util para alinhar a elementos angulares na planta. Consulte “"Project Browser" [Navegador do projeto]” na página 30. Se você altera a escala da região de corte da elevação para que não mais efetue a intersecção na faixa de vista. Exibindio uma vista de elevação Há diversas formas para exibir uma vista de elevação. ■ Selecione-a no "Project Browser". O símbolo de elevação é exibido com opções de caixa de seleção para criar vistas. 6 Clique fora do símbolo de elevação para ocultar as caixas de seleção. Criando uma vista de elevação 1 Clique no menu "View ➤ New ➤ Elevation". A vista de elevação é designada por uma letra e um número. 7 Realce uma seta no símbolo para selecioná-lo. como mostra a imagem abaixo. 8 Clique uma vez na seta para visualizar o plano de corte: Símbolo de elevação com plano de corte Os pontos de extremidade dos planos de delimitação efetuam o snap e se unem às paredes. desde que a região de corte da vista de elevação efetue a intersecção na faixa da vista da vista de planta. Você pode definir diferentes propriedades para o identificador. 3 Coloque o cursor perto de uma parede e clique com o botão esquerdo do mouse para colocar o símbolo de elevação.

Você pode redimensionar a área de visualização de uma elevação alterando a escala dos planos de delimitação. Alterando o símbolo da elevação 1 Selecione o identificador de elevação. 2 Clique em . Elevação de referência Elevações de referência são elevações que fazem referência a uma vista existente. 3 Na caixa de diálogo "Element Properties". elas não criam uma nova vista quando você as adiciona ao projeto. 4 Modifique os valores das propriedades apropriadas ao clicar no campo "Value" [Valor]. Os pontos de extremidade dos planos de delimitação efetuam o snap e se unem às paredes. clique em "Edit/New". 2 Arraste um dos pontos azuis ou as setas para alterar a escala do plano de delimitação. 1 Selecione a seta do identificador de elevação. clique em e selecione o parâmetro "Far Clip Active" [Delimitação distante ativa]. Os planos de delimitação para a elevação são exibidos na área de desenho. Alterando o plano de delimitação em uma vista de elevação Os planos de delimitação definem o limites para uma vista de elevação. 5 Clique em "OK". Alterando o símbolo da elevação | 105 . OBSERVAÇÃO Se o plano de delimitação mais distante (a linha pontilhada verde) não estiver visível. Você também pode definir o valor exato para o plano de delimitação distante inserindo um valor para o parâmetro "Far Clip Offset" [Deslocamento da delimitação distante]. ■ Selecione a seta do símbolo de elevação. clique com o botão direito do mouse na mesma e selecione "Go to Elevation View" [Ir para a vista de elevação]. como mostrado na imagem abaixo.

a caixa de diálogo "Select View do Reference" se abre. 106 | Capítulo 5 Vistas de projeto . 4 Selecione uma vista de referência no menu adjacente. Você pode colocar uma elevação de referência em uma vista de planta ou de chamada de detalhe. se você escolher uma vista de desenho que está em uma folha. ou na guia "View". Criando uma vista de elevação de estrutura OBSERVAÇÃO É necessário ter uma grade na vista antes de poder adicionar uma vista de elevação de estrutura. O nome padrão é "Elevation" de <nome do nível>. ou para qualquer tarefa que requer um rápido alinhamento de plano de trabalho com uma grade ou para um plano de referência nomeado. Isso criar uma vista de desenho vazia que é adicionada ao "Project Browser" em "Drafting Views". Selecione a a vista a ser referenciada e clique em "OK". Quando você marca uma caixa de seleção. 2 Clique no menu "View ➤ New ➤ Elevation". Você pode editar esta vista. 3 Na Barra de opções. clique em "Elevation". OBSERVAÇÃO Se uma vista da lista de menu está em uma folha. e renomeá-la. Por exemplo. clique em "Modify" para encerrar o comando "Elevation". o nome é exibido como "Drafting View : Drafting 1 (1/A101)". A elevação da referência aparece na área de desenho com o rótulo da referência padrão. Colocando uma elevação de referência 1 Abra uma vista de planta ou de chamada de detalhe. o Revit Architecture define automaticamente o plano de trabalho e uma faixa da vista na grade selecionada ou plano de referência. Vistas de elevação da estrutura Vistas de elevação da estrutura são úteis para adicionar contraventamentos verticais no modelo. onde os valores entre parênteses representam o número de detalhe e o número da folha. selecione o símbolo de elevação e adicione marcas de verificação no local em que deseja criar elevações de referência adicionais. selecione o símbolo da elevação de referência e clique em . A região de recorte também é confinada à região entre as linhas de grade adjacentes que são perpendiculares à linha de grade selecionada. Para alterar o texto do rótulo. Edite o parâmetro do tipo de rótulo de referência. Consulte “"Grids" [Grades]” na página 610 para obter informações sobre desenhar uma grade. conforme necessário. selecione "Reference other view" [Fazer referência a outra vista]. na "Design Bar". 6 Na "Design Bar". Quando você adiciona uma elevação de estrutura. 5 Coloque o cursor na área de desenho e a seguir clique para colocar a elevação de referência. o número de detalhe e o número da folha são exibidos junto ao nome da vista. Se não houver vistas existentes para referenciar. você pode selecionar "<New Drafting View>" [<Nova vista de desenho>] no menu. 7 Como alternativa. como mostrado na imagem abaixo.

de corte. A vista representa uma vista da altura total da área no plano de trabalho da grade ou do plano de referência. faça as alterações necessárias nas propriedades do símbolo de elevação. clique em "View Tags ➤ Elevation Tags" [Identificadores de vista ➤ Identificadores de elevação]. 1 No menu "Settings". Propriedades de vista de elevação Cada elevação tem propriedades de tipo para identificadores de elevação. chamada de detalhe e legendas de referência. Você pode desenhá-las nas vistas de planta. de elevação e de detalhes. Você criar vistas de corte construção. 2 Coloque um símbolo de elevação de estrutura perpendicular à linha de grade selecionada e na direção da vista que deseja exibir. Você pode definir a aparência dos identificadores de chamada de detalhe usando o comando "View Tags" no menu "Settings". e cada uma é listada em localizações diferentes no "Project Browser". Modificando propriedades de símbolo de elevação Você pode definir vários parâmetros para modificar a exibição dos símbolos de elevação. 1 Clique no menu "View ➤ New ➤ Framing Elevation" [Vista ➤ Nova ➤ Elevação da estrutura]. As vistas de corte de construção e parede aparecem nas ramificações "Sections (Building Section)" e "Sections (Wall Section)" no "Project Browser". As vistas de corte são exibidas como representações de corte em vistas de intersecção. O parâmetro "Reference Label" define o texto exibido junto ao identificador de elevação quando a elevação for uma elevação de referência. 3 Pressione ESC para terminar. 4 Clique duas vezes no cabeçalho da bolha da chamada de detalhe para abrir a elevação da estrutura. parede e detalhes. A vista é restrita às grades circunjacentes ou aos limites do plano de referência. Vistas de corte Vistas de corte cortam o modelo. Cada tipo tem uma exibição gráfica exclusiva. Propriedades de vista de elevação | 107 . 2 Na caixa de diálogo "Type Properties". 3 Clique em "OK". Os cortes de detalhes aparecem na ramificação "Detail Views".

será preciso carregar o cabeçalho do corte. como mostra a imagem abaixo. ■ As vistas de corte não estão disponíveis para as famílias específicas do local. clique duas vezes no cabeçalho do corte ou escolha a vista de corte na folha "Sections" do "Project Browser". na "Design Bar". clique em "Section". 5 Coloque o cursor no ponto inicial do corte e arraste-o no modelo ou na família. 2 Clique no menu "View ➤ New ➤ Section". 4 Na Barra de opções. Considerações sobre Vistas de corte no "Family Editor" ]Editor de família] ■ Você pode criar uma vista de corte no "Family Editor". ou na guia "View". O snap a uma parede está disponível em vistas de planta. selecione a escala da vista. ■ Se o símbolo de corte aparecer sem um cabeçalho. corte. selecione "Wall Section". altere a escala da região de recorte arrastando os controles azuis. 9 Para abrir a vista de corte. "Building Section" ou "Detail". OBSERVAÇÃO Você pode efetuar snap em uma linha de corte paralela ou perpendicular a um dado não ortogonal ou a uma parede. 8 Clique em "Modify" ou pressione ESC para sair do comando "Section". A profundidade da vista de corte é alterada de acordo. 6 Clique quando alcançar o ponto final do corte. 7 Se desejar. Consulte “Alterando o cabeçalho de corte” na página 113. O comando "Section" está na guia "Family" da "Design Bar" no "Family Editor". elevação ou detalhe. 3 No "Type Selector" [Seletor de tipo]. A linha de corte e a região de recorte aparecem e são selecionadas. 108 | Capítulo 5 Vistas de projeto . Criando uma vista de corte 1 Abra uma vista de planta.

Se você selecionar "Continuous". clique em "View Tags ➤ Section Tags". OBSERVAÇÃO Uma quebra em uma linha de corte é específica da vista. elevação ou outras vistas de corte. e o plano de corte aparecerá com controles de arraste no mesmo. A vista de corte muda quando as alterações no desenho ou a linha de corte é movida. Para obter mais informações sobre a caixa de diálogo "Object Styles". Ela afeta a exibição do corte somente na vista em que a quebra foi efetuada. Se você altera a escala do plano de corte que não mais efetua a intersecção com a linha de corte. mas não deseja que a linha de corte apareça no desenho. desde que a região de recorte efetue a intersecção com a faixa da vista. Visibilidade do identificador de corte | 109 . Controlando o estilo de linha de linhas de corte quebradas 1 No menu "Settings". 2 Altere o valor da propriedade "Broken Section Display Style" [Estilo de exibição de corte quebrado] entre "Continuous" [Contínuo] e "Gapped" [Com intervalos]. Para reunir a linha de corte. A quebra de uma linha de corte não tem efeito sobre o que aparece na vista de corte. DICA O parâmetro de instância de corte "Hide at Scales Coarser Than" [Ocultar em escalas de resolução mais baixas do que] estabelece uma escala na qual os cortes são exibidos ou ocultados em outras vistas. selecione a seta de um símbolo de elvação em uma vista de planta. inteiro e quebrado. Os símbolos de corte podem aparecer em vistas de elevação mesmo se seu limite de corte está desativado. a linha de corte será exibida de acordo com o estilo "Broken Section Line" definido na caixa de diálogo "Object Styles" [Estilos de objeto]. se você alterar a escala da região de recorte da vista de corte para que não mais efetue a intersecção na faixa de vista. Para visualizar e modificar a posição do plano de corte da elevação. As imagens a seguir mostram o mesmo corte. Por exemplo. "Gapped" é o padrão. consulte “"Object Styles" [Estilos de objeto]” na página 80. o corte não aparecerá na vista de elevação. o símbolo de corte não aparecerá na vista da planta. Por exemplo. A quebra de corte está no meio da linha de corte. um identificador de corte pode ser oculto em graus de escala maiores que 1/4”=1’0”. Visibilidade do identificador de corte O identificador de corte é visível em uma vista de planta. O corte aparece na elevação se a linha de corte efetua a intersecção com o plano de corte da elevação. clique novamente no controle de corte. Quebrando linhas de corte Quebrar linhas de corte é útil quando você deseja criar uma vista de corte. Você pode quebrar linhas de corte clicando no controle de quebra ( ) e ajustando o comprimento dos segmentos da linha de corte.

você pode controlar mais de perto o que é exibido na vista de corte. Ao selecionar um corte e alterar sua escala de região de corte. o Revit Architecture define uma profundidade e largura padrão da vista. A imagem a seguir exibe um corte e sua região de recorte. Controlando a largura e a profundidade da vista de corte Quando você cria uma vista de corte. Na figura a seguir. Arraste os controles sobre a região de recorte para alterar a largura e a profundidade da vista de corte. O corte produz a seguinte vista. A imagem abaixo mostra o mesmo corte mostrado acima. 110 | Capítulo 5 Vistas de projeto . mas com a região de recorte em escala diferente. um corete típico é desenhado no modelo. Modifique o corte como mostrado e a vista de corte resultante muda. Isto permite variar um vista de corte para mostrar diferentes partes do modelo sem ter que criar um corte diferente. conforme necessário. Exibindo uma vista de corte segmentada Você pode dividir cortes em segmentos que sejam ortogonais a direção da vista.

clique em "Split Segment" [Dividir segmento]. 4 Mova o cursor para o lado da divisão para mover. Exibindo uma vista de corte segmentada | 111 . 5 Clique para colocar o corte. 2 Na Barra de opções. 3 Coloque o cursor do mouse na linha de corte no ponto a ser segmentada e clique. Todos os segmentos compartilham o mesmo plano de corte afastado. Os controles para alterar a escala da região de recorte são exibidos como uma linha pontilhada verde. O novo corte segmentado tem diversos controles sobre o mesmo. e mova o cursor em uma direção diagonal para a direção da vista. Há controles para mover os segmentos da linha de corte.Segmentando uma vista de corte 1 Desenhe um corte em uma vista ou selecione uma corte existente.

O controle de quebra é exibido como um Z na linha de corte. Você pode colocar cortes de referência em vistas de planta. É um parâmetro de tipo da família de cortes. edite o parâmetro "Reference Label" [Rótulo da referência]. A alteração da escala dos planos de corte do corte de referência não tem efeito na região de recorte da vista referenciada. o nome será exibido como "Drafting View : Drafting 1 (1/A101)". a vista referenciada é aberta. mova os segmentos em direção uns aos outros. Eles não criam uma nova vista quando você os adiciona ao projeto. 112 | Capítulo 5 Vistas de projeto . Quando você o faz. o corte de referência fará então referência a esta nova vista de desenho. Cortes de referência Os cortes de referência são cortes que fazem referência a uma vista existente. para que formem uma linha contínua e se mesclem. 3 Desenhe uma linha de corte. ■ O cabeçalho do corte de referência inclui uma legenda. você pode selecionar "<New Drafting View>" [<Nova vista de desenho>] para criar uma nova vista de desenho. Os cortes referência podem refereniciar vistas de corte. o número de detalhe e o número da folha são exibidos junto ao nome da vista. Mesclando vistas de corte segmentadas Para alterar a linha segmentada em uma linha contínua. o corte tem mais controles para alterar a escala dos segmentos. Dicas de cortes de referência ■ Não há uma relação paramétrica entre o corte de referência e a vista referenciada. Por exemplo. Clique no mesmo para quebrar ainda mais o corte. clique em "Section". OBSERVAÇÃO Se uma vista da lista de menu está em uma folha. de desenho e de chamada de detalhe. de corte. onde os valores entre parênteses representam o número de detalhe e o número da folha. se você selecionar uma vista de desenho a ser referenciada e esta estiver em uma folha. na Barra de opções. Para criar um corte de referência: 1 Clique no menu "View ➤ New ➤ Section". ■ Se você clica duas vezes no cabeçalho de corte de referência. Há também um controle de quebra qua divide o corte em segmentos menores. selecione "Reference other view" e selecione um corte. ou na guia "View".uma chamada de referência de um corte ou nome de vista de desenho no menu suspenso junto à mesma. 2 Ou. chamada de detalhe de vistas de corte e vistas de desenho. Se não houver vistas a referenciar. de elevação. na "Design Bar". Para alterar o texto do rótulo.

A opção "Reference this view" [Referenciar esta vista] é sempre selecionada e não pode ser desmarcada. Alterando o cabeçalho de corte 1 Clique no menu "File ➤ Load from Library ➤ Load Family". A anotação será visível quando você colocar o cursor junto a mesma e realçá-la. como desejar. Ocultando o símbolo de anotação de corte Você pode ocultar a linha e a bolha de anotação da vista atual selecionando a anotação. 3 Clique em "Open" [Abrir] para carregar as famílias. clicando com o botão direito do mouse e escolhendo "Hide Annotation in View" [Ocultar a anotação na vista] no menu suspenso. Modificando propriedades de vista de corte 1 Selecione a linha de corte. ■ Selecione-a no "Project Browser". clique com o botão direito na mesma e selecione "Go to View" [Ir para a vista] no menu suspenso. ■ Selecione a linha de corte. 8 Clique em "OK" duas vezes para salvar suas alterações. Consulte “"Project Browser" [Navegador do projeto]” na página 30. 2 Clique em . Ocultando o símbolo de anotação de corte | 113 . Estes valores são automaticamente preenchidos quando uma vista de corte é adicionada em uma folha. 4 Na guia "View" da "Design Bar". Para exibir novamente anotação. clique em "OK". 2 Clique duas vezes na pasta "Annotations" e selecione uma ou mais famílias de cabeçalho de corte. 5 Clique em . OBSERVAÇÃO Você não pode modificar as propriedades "Detail Number" [Númerodo detalhe] e "Sheet Number" [Número da folha] para um corte. Propriedades de vista de corte Cada corte tem propriedades de tipo para identificadores de corte. edite as propriedades de instância ou de tipo. ■ Clique duas vezes no cabeçalho do corte. Clique com o botão direito do mouse e selecione "Show Annotation in View" [Exibir a anotação na vista]. 6 Na caixa de diálogo "Element Properties". ■ Quaisquer cortes colocados em uma vista de desenho precisam ser cortes de referência. O parâmetro "Reference Label" define o texto exibido junto a bolha de corte quando o corte for um corte de referência. Exibindo uma vista de corte Há diversas formas para exibir uma vista de corte. clique em "Edit/New". identificadores de chamada de detalhe e legendas de referência. clique em "Section". 3 Na caixa de diálogo "Element Properties". Eles não criam uma nova vista de corte. Você pode definir a aparência dos identificadores de corte usando o comando "View Tags" no menu "Settings". 4 Quando terminar. 7 Clique na caixa de valor para o parâmetro "Section Tag View" e selecione identificador na lista. realce e selecione a anotação.

o comando "3D" abrirá a vista existente. a Barra de controle de vista indica que a vista é uma vista em perspectiva. Se já existir um vista sem nome. Você pode renomear a vista 3D ortogonal no "Project Browser". na próxima vez que emitir o comando "3D". A vista 3D nomeada é salva com seu projeto. Quando você cria uma vista 3D ortogonal pela primeira vez. Quando você cria ou visualiza uma vista 3D. independentemente da distância da câmera.Vistas 3D Você pode criar vistas 3D em perspectiva e ortogonais no Revit Architecture. o Revit Architecture abre uma nova vista sem nome. a câmera é colocada acima do canto sudeste do modelo com um alvo posicionado no centro do térreo. Quando você cria uma vista 3D ortogonal. o Revit Architecture cria uma câmera e abre uma vista 3D sem nome do projeto atual. Vistas 3D em perspectiva Vistas 3D em perspectiva mostram o modelo de edifício em uma vista 3D em que os componentes mais distantes aparecem melhores e os componentes mais próximo aparecem maiores. Se você renomeia uma vista 3D sem nome. 114 | Capítulo 5 Vistas de projeto . Você pode selecionar os elementos em uma vista em perspectiva e modificar suas propriedades de tipo e instância. Vistas 3D ortogonais Vistas 3D ortogonais mostram o modelo de edifício em uma vista 3D em que todos os componentes têm o mesmo tamanho.

a vista criada será uma vista 3D ortogonal e não uma vista em perspectiva. 4 Clique uma vez na área de desenho para colocar a câmera e clique novamente para colocar o ponto alvo. 3 Para "Scale". 3 Arraste o cursor para o alvo desejado e clique. Criando uma vista 3D ortogonal Clique no menu "View ➤ New ➤ Default 3D View" ou. você pode modificar suas extensões de outras vistas. clique na opção "Section Box" [Caixa de corte]. ou na guia "View". Para ativar uma caixa de corte: 1 Abra uma vista 3D. "3D View2". Depois de ativar a caixa de corte. Rotacionando uma vista 3D O ponto alvo define o eixo de rotação para uma vista 3D. 3 Na caixa de diálogo "Element Properties".Criando uma vista 3D em perspectiva 1 Clique no menu "View ➤ New ➤ Camera". 3 No "Project Browser". Você pode rotacionar a vista 3D em torno deste eixo modificando o nível da câmera e seu ponto de foco. 2 Clique em . OBSERVAÇÃO Se você limpar a opção "Perspective" na Barra de opções. clique com o botão direito do mouse e selecione "Rename". Para renomear a vista. Para modificar as extensões da caixa de corte fora da vista 3D: 1 Ative a caixa de corte em uma vista 3D. desmarque a opção "Perspective". 1 Abra uma vista 3D e quaisquer outras vistas em que você deseja ver os efeitos de rotação. a única alteração na vista é a adição da caixa de corte. selecione uma escala de vista. 2 Abra uma vista associada. 4 Arraste os controles de seta azul para alterar a escala da caixa de corte. na barra de ferramentas. 2 Clique na área do desenho para colocar a câmera. Se desejar controlar o posicionamento da câmera quando criar a vista. por exemplo uma vista de planta ou elevação. em "Extents" [Extensões]. Criando uma vista 3D em perspectiva | 115 . clique com o botão direito do mouse no nome da vista 3D e clique em "Show Section Box" [Exibir caixa de corte]. clique em . clique em "Camera". Usando uma caixa de corte em uma vista 3D Você pode usar uma caixa de corte para cortar a porção visível de uma vista 3D. use o seguinte método: 1 Clique no menu "View ➤ New ➤ Camera". na "Design Bar". por exemplo0 uma vista de planta ou elevação. Quando você ativa uma caixa de corte em uma vista 3D. no "Project Browser". e assim por diante. 2 Na Barra de opções. As extensões da caixa de corte não são recortadas pela região de recorte da vista. O Revit Architecture cria a vista em perspctiva 3D e atribui um nome para a vista: "3D View1". 4 Clique em "OK". Você pode colocar as vistas do projeto lado a lado para ver os efeitos da rotação em diferentes vistas. para "View Range".

clique com o botão direito do mouse no nome da vista 3D e selecione "Show Section Box". Arraste o ponto azul oco para modificar o ponto de foco em torno do eixo de rotaçã (o ponto de alvo). Exibindo uma vista 3D ■ Clique duas vezes no nome da vista 3D no "Project Browser". nordeste. 4 Arraste a câmera para modificar o nível da câmera. leste. Na caixa de diálogo "Element Properties". consulte “Usando a vista dinâmica” na página 164. 1 Abra uma vista 3D. consulte “Desenhando planos de trabalho” na página 186. Modificando a posição da câmera em uma vista 3D em perspectiva OBSERVAÇÃO As alterações feitas na orientação ou na posiçào da câmera 3D são consideradas temporárias até serem salvas. consulte “Usando a vista dinâmica” na página 164. no "Project Browser". em que você pode selecionar um plano de trabalho para o qual orientar a vista. OBSERVAÇÃO Para desativar a caixa de corte. 2 Clique no menu "View ➤ Orient". Especificando uma localizalização da câmera em uma vista 3D. O comando "Orient" [Orientar] define a localização da câmera na vista 3D. 3 Selecione entre as seguintes opções: ■ "Directions" [Direções]: orienta a câmera no norte. ■ "By Plane" [Por plano]: abre a caixa de diálogo "Select Orientation Plane" [Selecionar o plano de orientação]. 1 Abra a vista 3D em perspectiva. ■ "Top" [Topo]: coloca a câmera no topo do modelo. ■ Se a vista estiver aberta. 2 Clique no menu "Window ➤ Tile". ■ "To Other View": abre a caixa de diálogo "Orient to Other View" [Orientar para outra vista]. 116 | Capítulo 5 Vistas de projeto . sudeste e sudoeste. 3 No "Project Browser". O ponto oco azul é o ponto de foco e o ponto rosa é o ponto alvo. As alterações feitas na orientação ou na posiçào da câmera 3D são consideradas temporárias até serem salvas. sul. Para obter informações sobre salvar uma vista 3D. Para obter informações sobre salvar uma vista 3D. limpe a caixa de seleção "Section Box". oeste. clique no menu "Window ➤ <nome da vista>". noroeste. mas oculta atrás de uma outra vista. clique com o botão direito do mouse no nome da vista e selecione "Properties". em que você pode selecionar outra vista. A câmera se move para a mesma localização da vista que você especifica e também coloca uma caixa de corte em torno do modelo que emula as extensões da vista que você selecionou. Para obter mais informações sobre opções de plano de trabalho.

de elevação e outras. A vista é atualizada de acordo com a nova posição do alvo. Arraste os manipuladores para variar o campo de visão (FOV). A câmera é selecionada em todas as vistas em que a câmera esteja visível. A vista é atualizada de acordo com a nova posição da câmera.2 No "Project Browser". Câmera selecionada em uma vista de planta Câmera selecionada em uma vista 3D Câmera selecionada na vista de elevação 3 Arraste a câmera para movê-la. Modificando a posição da câmera em uma vista 3D em perspectiva | 117 . clique com o botão direito do mouse no nome da vista 3D e selecione "Show Camera". 4 Arraste o alvo para movê-lo. 5 Selecione a vista em perspectiva. como em vistas 3D de planta.

ativa] "Far Clip Offset" [Deslocamento de Especifica o valor para o plano de delimitação distante. Consulte “Filtros de fases” na página 709. parte do modelo é oculto ou exbido. que controla as sombras e linhas de silhueta. "Perspective" [Perspectiva] Indica se a vista 3D está em perspectiva. Extensões "Crop View" [Vista de recorte] Aplica planos de corte superior. Consulte “Criando uma vista 3D em perspectiva” na página 115. inferior. para ver o recorte. Se você selecionar um valor personalizado para a escala da vista. "Target Elevation" [Elevação alvo] Altura do ponto alvo. Por exemplo. "Wireframe" [Estrutura de arame]. Categoria de documentação A categoria da documentação. "Discipline" [Disciplina] Selecione na lista a disciplina para vista. Câmera "Render Scene" [Cena renderizada] O nome da cena renderizada na vista. valores e descrições para vistas 3D. se a escala da vista for 1:100. "Scale Value" [Valor da escala] Uma relação derivada da escala da vista. delimitação distante] "Section Box" [caixa de corte] Ativa ou desativa a visibilidade da caixa de corte em torno de uma vista 3D. modelo] "Shading" [Sombreamento] ou "Shading with Edges [Sombreamento com arestas]. Estilo gráfico avançado de modelo Clique em "Edit" para acessar "Advanced Model Graphics". poderá inserir um fator no campo de valor para esta propriedade. 118 | Capítulo 5 Vistas de projeto . Consulte “Criando uma cena renderizada” na página 682. A caixa é diferente da região de recorte. em que você pode definir opções de visibilidade para a vista. Selecione "Structural" para ocultar da vista paredes de apoio e não de apoio. "Annotation Crop" [Recorte de anotação] Exibe ou oculta o recorte da anotação. "Crop Region Visible" [Região de recorte Ativa ou desativa a visibilidade da região de recorte. "Far Clip Active" [Delimitação distante Exibe ou oculta o plano de delimitação distante. "Model Graphics Style" [Estilo gráfico do Altera a exibição de "Hidden Line" [Linha oculta]. "Identity Data" [Dados de identidade] "View Name" [Nome da vista] Um nome que você define para a vista 3D. Modelo de vista padrão Identifica o modelo de vista padrão para a vista. "Detail level" [Nível de detalhe] Aplica a configuração de nível de detalhe na vista: "coarse". visível] "Show uncropped" [Exibir sem recorte] Exibe a vista sem recorte. você pode alterar sua escala e rotacioná-la com os manipuladores. "Eye Elevation" [Elevação do olho] Altura da câmera. "Name" [Nome] "Description" [Descrição] "Graphics" [Gráficos] "View Scale" A escala da vista 3D. "medium" ou "fine". Consulte “Modelos de vistas” na página 89. "Render Imagen Size" Clique no botão "Edit" para alterar a escala da imagem renderizada. o valor da escala é a relação de 100/1 ou 100. "Phasing" [Fase] "Phase Filter" [Filtro de fase] Nome do filtro de fase aplicado na vista. Você pode usar a caixa de corte para delimitar a porção visível de um modelo 3D. Propriedades de vista 3D Nomes de parâmetros. Quando você move o plano de corte. quando a caixa de corte está visível. direito e esquerdo no modelo. ele se sobrepõe a qualquer valor na propriedade "View Name. "Title on Sheet" [Título na folha] O nome da vista como aparece em uma folha. A área de visualização não muda. Visibilidade Abre a caixa de diálogo "Visibility/Graphics". Este é um valor de somente leitura. já que quando você rotaciona a caixa o modelo se move com ela.

Criando um caminho de passeio virtual 1 Abra a vista na qual colocar o caminho do passeio virtual. desmarque a opção "Perspective" para criar um passeio virtual como uma vista 3D ortogonal. "Walkthrough Views" [Vistas de passeio virtual] Um passeio virtual é uma câmera que segue um caminho que você define. Um quadro chave é um quadro modificável pelo usuário em que você pode alterar a direção e a posição da câmera. 4 Se estiver em uma vista da planta. mas você também pode criar passeios virtuais em outras vistas. ou na guia "View". 2 Clique no menu "View ➤ New ➤ Walkthrough". Digite uma altura na caixa de texto "Offset" e selecione um nível no menu suspenso "Level" [Nível]. "Walkthrough Views" [Vistas de passeio virtual] | 119 . O caminho compreende quadros e quadros-chave. 3 Se desejar. clique em "Walkthrough". de elevação e de corte. mas você também pode criá-las como vistas 3D ortogonais. a vista é uma vista da planta. o material padrão é "Poche" [Básico] Nas vistas médias e finas. Em de baixa resolução] vistas com escalas de baixa resolução. Por padrão. "Name" [Nome] "Description" [Descrição] "Phase" [Fase] O nome da fase aplicada na vista. na Barra de opções. Consulte “Fases do projeto” na página 707. incluindo vistas 3D. "Type Properties" "Coarse poche material" [Material básico Define o material aplicado nas faces capeadas em vistas de escalas de baixa resolução. OBSERVAÇÃO Geralmente. passeios virtuais são criados como uma série de vistas em perspectiva. Isto pode dar-lhe o efeito de que a câmera está subindo um lance de escada. as faces capeadas dos hospedeiros exibem a estrutura em camada da hospedeira. 6 Mova o cursor na direção desejada para desenhar o caminho. na "Design Bar". Selecione também um escala de vista para a vista 3D. você pode variar a altura da câmera ao deslocá-la de um nível selecionado. 5 Coloque o cursor em uma vista e a seguir clique para colocar um quadro chave.

Consulte “Movendo elementos com o comando "Move" [Mover]” na página 550. 2 Para mover todo o caminho do passeio virtual. clique em "Edit Walkthrough". Os quadros chave se tornam controles ao longo do caminho. 3 Você também pode digitar o número do quadro na caixa de texto "Frames" [Quadros]. Após você terminar de colocar quadros-chave da câmera. ■ Pressione ESC. ■ Clique duas vezes para finalizar o caminho. Um caminho de passeio virtual pode se parecer com a imagem abaixo. 2 Arraste um quadro chave para a localização desejada. você somente pode alterar o plano de delimitação afastado. o Revit Architecture cria uma vista de passeio virtual na ramificação "Walgthrough" do "Project Browser" e atribui a ela o nome "Walkthrough 1". Arrastando a câmera para um novo quadro 1 Para "Controls". você pode arrastar o ponto alvo da câmera e o plano de delimitação afastado. 8 Para concluir o caminho do passeio virtual. Observe que o valor na caixa de texto "Frames" permanece constante. A câmera efetua o snap nos quadros-chave. clique em "Modify" e arraste o caminho para o local desejado. na "Design Bar". Editando um caminho de passeio virtual 1 No "Project Browser". Você pode selecionar no menu suspenso qual controle no caminho deseja editar. Você pode colocar quadros-chave em qualquer lugar. Você também pode usar o comando "Move". mas não pode alterar sua posição durante a criação do caminho. 3 Para editar o caminho. na Barra de opções. Os pontos vermelhos indicam quadros-chave. clique em "Finish" [Concluir]. 4 Enquanto a câmera estiver ativa e localizada em um quadro chave. selecione "Add Key Frame" [Adicionar quadro chave]. Se a câmera não estiver em um quadro chave. 2 Coloque o cursor ao longo do caminho e clique para adicionar um quadro chave. clique em "Modify". 7 Clique novamente para colocar outro quadro chave. selecione "Active Camera" [Câmera ativa]. selecione "Path" [Caminho]. clique com o botão direito do mouse no nome da vista do passeio virtual e selecione "Show Camera". Os controles afetam a posição e a direção da câmera. Você pode editar os quadros-chave após concluir o caminho. 2 Arraste a câmera ao longo do caminho para o quadro ou quadro chave desejado. você pode adotar qualquer um destes procedimentos: ■ Na Barra de opções. Alterando o caminho de passeio virtual 1 Para "Controls". ■ Na "Design Bar". 120 | Capítulo 5 Vistas de projeto . Adicionando quadros chave 1 Para "Controls".

Editando quadros de passeio virtual 1 Na Barra de opções. Insira um valor para o incremento no qual você deseja ver identificadores de câmera. poderá desejar ver os resultados das alterações na vista atual. Câmeras ao longo do caminho Para ajudá-lo a visualizar a distribuição de quadros ao longo do caminho de passeio virtual. Controlando a execução do passeio virtual Diversos comandos estão disponíveis na Barra de opções para controlar a execução de um passeio virtual enquanto você o edita. selecione "Display intermediate camera indicators" [Exibir identificadores de câmeras intermediárias]. há uma velocidade uniforme com a qual a câmera viaja ao longo de todo o caminho de passeio virtual. Editando quadros de passeio virtual | 121 . Insira o valor desejado para qualquer um deles. Para abrir a vista de passeio virtual. Consulte “Editando um caminho de passeio virtual” na página 120. desmarque a caixa de verificação "Uniform Speed" [Velocidade uniforme] e insira um valor para o quadro de chave desejado na coluna "Accelerator". Reinicializando pontos alvo Você pode mover a posição do ponto alvo da câmera em um quadro chave. para criar o efeito de que a câmera esteja olhando lado a lado. Você pode alterar a velocidade ao aumentar ou diminuir o número total de quadros ou ao aumentar ou diminuir o número de quadros por segundo. por exemplo. ■ A coluna "Accelerator" [Acelerador] exibe controles numéricos para alterar a velocidade da execução do passeio virtual em um quadro chave específico. 2 Coloque o cursor em um quadro chave existente no caminho e clique para removê-lo. ■ A coluna "Frame" exibe o quadro no qual o quadro chave é exibido. Os valores válidos do "Accelerator" estão entre 0. Um ícone de câmera é exibido no quadro chave selecionado. 2 Por padrão. Exibindo a vista de passeio virtual ao editar Quando você estiver editando o caminho de passeio virtual. Clique em um número de quadro chave onde o quadro chave aparece no caminho de passeio virtual. ■ Clique em para mover a posição da câmera adiante um quadro chave. clique em "Open". clique em "Reset Directions" [Reinicializar direções] e clique em "OK". na Barra de opções. A caixa de diálogo "Walkthrough Frames" tem cinco colunas que mostram as propriedades do quadro: ■ A coluna "Key Frame" [Quadro chave] mostra o número total de quadros chave no caminho de passeio virtual. 3 Para alterar o valor do acelerador para quadros chave. selecione "Remove Key Frame" [Remover quadro chave]. ■ A coluna "Speed" [Velocidade] exibe a velocidade na qual a câmera viaja ao longo do caminho em cada quadro chave. clique no botão "Walkthrough frame edit" [Editar quadro de passeio virtual] . ■ "Elapsed Time" [Tempo decorrido] exibe a quantidade de tempo decorrido desde o primeiro quadro chave.1 e 10. ■ Clique em para mover a posição da câmera adiante um quadro. ■ Clique em para mover a posição da câmera de volta um quadro.Removendo quadros chave 1 Para "Controls". ■ Clique em para mover a posição da câmera de volta um quadro chave. Para restaurar os pontos alvo de volta ao caminho a seguir.

A caixa de diálogo "Save As" [Salvar como] é aberta. Para esta opção. AVI ou um arquivo de imagem (JPEG. "Dimensions" [Cotas] e "Zoom" e clique em "Save". você será solicitado a selecionar uma cena renderizada. OBSERVAÇÃO Se escolher o Raytracing como o modo de exibição. 2 Clique no menu "File ➤ Export ➤ Walkthrough". Vistas de legenda As legendas oferecem uma maneira de exibir uma lista dos vários componentes do edifício e anotações usadas em um projeto. 4 Selecione o tipo de arquivo. 6 Em "Format" [Formato]. clique em "Cancel" [Cancelar] ao lado da "Progress Bar" [Barra de andamento] ou pressione ESC. Você pode exportar todos os quadros ou um intervalo de quadros. cada quadro do passeio virtual é salvo como um arquivo individual. À medida que você muda o número de quadros por segundo. 7 Se desejar. 9 Para parar a gravação do arquivo AVI. Exportando um passeio virtual Você pode exportar um passeio virtual para um AVI ou arquivo de imagem. escolha um compactador de vídeo na lista de compactadores instalados em seu computador. o tempo total é atualizado automaticamente. Quando você exporta um passeio virtual para um arquivo de imagem. 5 Em "Output Length" [Comprimento de saída]. ■ Quadros por segundo. 3 Aceite o nome e o caminho padrão do arquivo de saída ou navegue para uma nova localização e digite um novo nome. 8 Clique em "OK". clique em "Cancel" ao lado do indicador de andamento na parte inferior da tela ou pressione ESC. ■ Clique em para mover a câmera de seu quadro atual para o último quadro. defina os valores desejados para "Display Mode" [Modo de exibição]. especifique ■ Todos os quadros para incluir todos os quadros no arquivo de saída. Consulte “Criando uma cena renderizada” na página 682. ■ Intervalo de quadros para exportar somente um intervalo específico de quadros. Para exportar um passeio virtual: 1 Abra a vista de passeio virtual. TIFF. 122 | Capítulo 5 Vistas de projeto . insira um intervalo de quadros nas caixas de entrada. ■ Para parar a execução. GIF ou PNG). BMP. Clique em "Yes" [Sim] no prompt.

■ "Materials Legend" [Legenda de materiais]: exibe uma amostra de um corte ou padrão de superfície e um texto que identifica o material associado a esse padrão. 2 Na caixa de diálogo "New Legend View" [Nova vista de legenda]. Criando uma legenda | 123 . Elementos típicos são luminárias elétricas. texto. Criando uma legenda 1 Clique no menu "View ➤ New ➤ Legend". equipamento mecânico e objetos de terreno. Para obter mais informações sobre a visibilidade de categorias. As legendas podem ser adicionadas a múltiplas folhas. marcadores de níveis. e portanto não é adicionado ao número de instâncias do componente listado em uma tabela ou no bloco de notas. Visibilidade de elementos em legendas Você pode modificar vistas de legendas desativando a visibilidade de subcategorias na vista. consulte “Exibição de visibilidade e gráficos em vistas de projeto” na página 146. ■ "Line Styles Legend" [Legenda de estilos de linha]: exibe a linha em um estilo de linha selecionado e um texto identificando o que o estilo de linha representa nos desenhos. Todos os símbolos são mostrados no tamanho de impressão. pode colocar diversos componentes de legenda de porta e a seguir desativar todas as subcategorias de portas (exceto para "Frame/Mullion" [Moldura/Montante secundário]) para produzir uma legenda de moldura de porta. linhas de propriedade. símbolo de nota chave. como linhas de detalhe. A vista de legenda se abre e é adicionada à lista do "Project Browser". linhas de recuo. Cada símbolo tem um pedaço de texto descritivo associado. serviços e linhas centrais. encanamento. marcadores de elevação de ponto. Dentre estes usos estão linhas de classificação de incêndio. insira um nome para aa vista de legenda e selecione a escala da vista. incluem ■ "Annotation Legend": exibe anotações de folha como cabeçalhos de corte. 3 Clique em "OK". fiação elétrica. material de encanamento. OBSERVAÇÃO Um componente colocado em uma legenda não é considerado uma instância adicional do componente no modelo de edifício do Revit Architecture. Quaisquer elementos que podem ser colocados em vistas de desenho.Algumas legendas típicas. cotas e regiões preenchidas. identificadores de elementos e outros símbolos que não representam objetos do modelo. ■ "Model Symbol Legend" [Legenda de símbolo de modelo]: exibe as representações simbólicas de objetos do modelo com algum texto descritivo. Por exemplo.. podem ser colocados em uma legenda. símbolos de elevação. ■ "Phasing" [Fase]: mostra um corte de uma parede desenhado com um sobreposição gráfica selecionada e um texto de identificação. indentificador de revisão.

na vista. tetos e pisos. 4 Adicione os símbolos de elementos desejados à vista usando qualquer um dos seguintes métodos: ■ Arraste o modelo e os tipos de famílias de anotações do "Project Browser" para a vista de legenda. clique em "Symbol". como portas. clique em "Legend Component". No entanto. Da mesma forma. selecione um tipo de símbolo de família de modelo. selecione um tipo de anotação e coloque o símbolo na vista. Componentes de legenda de cotas Você pode adicionar cotas a componentes individuais de legenda usando o comando "Dimension". Alguns símbolos têm mais opções que outros. d Coloque o símbolo na vista. para "Family". Por exemplo. clique em e. o símbolo é exibido com o hospedeiro na representação de planta de piso. c Especifique a direção da vista para o símbolo. como uma porta ou janela. OBSERVAÇÃO Se o tamanho do texto que você deseja usar não estiver listado. 124 | Capítulo 5 Vistas de projeto . Clique em "Duplicate" para criar um novo tipo de texto. Consulte “Cotas” na página 190 para obter mais informações. b Na Barra de opções. Você pode cotar a maioria das linhas dentro de um componente de legenda. na "Design Bar". podem ser representados em uma planta e em elevações frontais e posteriores. 7 Coloque o texto necessário na legenda. os tipos de paredes podem ser exibidos em uma planta de piso ou representações de corte. Se você estiver colocando um símbolo hospedado. não pode cotar para componentes hospedeiros. selecione o tipo de texto. como paredes. clique em "Edit/New". 6 No "Type Selector". Você pode especificar um valor para o "Host Length" [Comprimento do hospedeiro]. Eles são exibidos como símbolos específicos da vista. consulte “Notas de texto ” na página 606. Elementos hospedados por parede. clique em "Text". na "Design Bar". na caixa de diálogo "Element Properties". ■ Método alternativo para adicionar símbolos de famílias de modelo: a Na guia "Drafting". b No "Type Selector". 5 Na guia "Drafting". ■ Método alternativo para adicionar símbolos de anotações: a Na guia "Drafting" da "Design Bar". não pode cotar componentes de famílias de sistema em uma legenda. Para obter mais informações sobre colocação de texto.

Se o tipo de família do modelo foi criado para mostrar geometria diferente em diversos níveis de detalhe. o comprimento hospedeiro (se aplicável). o componente de legenda adquire seu nível de detalhe da vista do projeto. Modificando propriedades de componente de legenda 1 Abra uma vista de legenda. 3 Na caixa de diálogo "Element Properties". Para obter mais informações sobre estas ferramentas. Isto significa que pode selecionar um componente em uma vista de legenda e usar os comandos "Create Similar" [Criar similar] ou "Match" [Coincidir] para colocar o componente em outra vista. Colocando componentes de uma legenda em uma vista de projeto | 125 . Por padrão. 2 Selecione um componente de legenda e clique em . consulte “Copiando elementos com o comando "Create Similar"” na página 569 e “Alterando os tipos de componentes usando o comando "Match" [Coincidir]” na página 569. o nível de detalhe e o tipo de componente.Legenda de janela com a primeira janela cotada Colocando componentes de uma legenda em uma vista de projeto Você pode usar vistas de legenda como paletas gráficas. você pode alterar a aparência do símbolo do modelo ao especificar diferentes níveis de detalhe para a vista ou para o próprio símbolo. especifique a direção da vista. 4 Clique em "OK".

126 | Capítulo 5 Vistas de projeto . ■ Criar totais. Você pode adicionar uma tabela somente a uma folha de desenho.” na página 588. Consulte “Adicionando uma tabela em uma folha. À medida que você faz alterações no projeto que afetam a tabela. ■ Aplicar fases em uma tabela. que pode então incluir na tabela. esta é automaticamente atualizada para refletir as alterações. Você pode ■ Especificar a ordem e o tipo de propriedades a serem exibidos. Tipos de tabela Você pode criar vários tipos de tabelas: ■ Tabelas (ou Quantidades) ■ Tabelas chave ■ Composição de materiais] ■ Tabelas de anotações (ou blocos de nota) ■ Tabelas de revisão (consulte “Tabelas de revisão ” na página 598) ■ Listas de vistas (consulte “"View List" [Lista das vistas]” na página 587) ■ Listas de desenhos (consulte “Lista de desenhos” na página 588) Tabelas de formatação Você tem diversas escolhas disponíveis para formatar a aparência da tabela. ■ Criar suas próprias propriedades personalizadas. Você pode criar uma tabela em qualquer estágio do processo do projeto. ou pode retrair múltiplas instâncias em uma única linha com base no critério de agrupamento da tabela. Você pode exportar uma tabela para outro programa de software. como um programa de planilha. Uma tabela pode listar cada instância do tipo de elemento que você está tabulando.Vistas de tabela Uma tabela é uma exibição tabular de informações extraídas das propriedades dos elementos em um projeto.

Um nome padrão aparece na caixa de texto "Name". O Revit Architecture automaticamente preenche o nome da chave. particularmente para janelas. Criando uma tabela chave 1 Clique no menu "View ➤ New ➤ Schedule". Se desejar criar uma tabela chave. reduzindo o tempo necessário para produzir a tabela. você pode definir chaves que preenchem as informações automaticamente. insira um novo nome. Quando você aplica um valor a uma chave. Mantenha pressionado SHIFTe mova o botão de rolagem para rolar na horizontal. 5 Clique em "OK". portas ou ambientes.Dicas de tabelas ■ A navegação com o botão de rolagem do mouse está disponível em vistas de tabela. a caixa de diálogo "Show Elements in View" [Mostrar elementos na vista] é exibida. na Barra de opções. Isto funciona melhor se você estiver colocando janelas lado a lado. 3 Selecione "Schedule building components" [Componentes de construção de tabela]. Em vez de inserir todas essas informações manualmente para todos os 100 ambientes na tabela. Cada linha cria um novo valor para a chave. com exceção de que você as define com suas especificações. você pode criar valores de chave para sala de conferências executiva. ou na guia "View". Consulte “Especificando propriedades de tabela” na página 129. Por exemplo. acabamento de piso e acabamento de parede. 4 Especifique a fase. clique em "Schedule/Quantities". 6 Clique em "OK". campos na tabela são automaticamente atualizados. Quando você cria uma chave. selecione um componente da lista de categorias. Por exemplo. ■ Você pode selecionar um elemento em uma vista não de tabela ao clicar em uma célula em uma tabela. escritório executivo. Se desejar. Criando uma tabela ou quantidade 1 Clique no menu "View ➤ New ➤ Schedule/Quantities". Você define chaves usando tabelas chave. Você pode continuar a clicar em "Show" nesta caixa de diálogo para abrir outras vistas que mostram o elemento. e assim por diante. 3 Selecione "Schedule Keys". Se um ambiente tem uma chave definida. teto e base. sala de conferências pequena. ela é listada como uma propriedade de instância do elemento. Criando uma tabela ou quantidade | 127 . então quando aquele ambiente é adicionado em uma tabela. Após clicar no botão "Show". Tabelas chave Tabelas. sala de conferências grande. clique em "New" para adicionar linhas à tabela. 7 Na Barra de opções. 2 Na caixa de diálogo "New Schedule". então os atributos da chave são aplicados ao elemento. consulte “Tabelas chave” na página 127. 4 Clique em "OK". 2 Na caixa de diálogo "New Schedule". na "Design Bar". 5 Na caixa de diálogo "Schedule Properties". As tabelas chave tem uma aparência bastante similar às tabelas de componentes. escritório padrão. Mova o botão de rolagem do mouse para rolar na vertical. especifique as propriedades da tabela. uma tabela de ambiente pode ter 100 ambientes com os mesmos acabamentos de piso. OBSERVAÇÃO Não selecione "Schedule keys" [Chaves de tabela]. A tabela chave é aberta. Por exemplo. Este é o nome que aparece entre as propriedades de instância do elemento. adicione os campos predifinidos para o estilo. Para alterar a vista não de tabela para ver o elemento com maior clareza. clique em "Show". adicione acabamento de teto. 7 Clique em "OK". 6 Na caixa de diálogo "Schedule Properties" [Propriedades da tabela]. na vista de tabela. se estiver criando uma tabela chave de ambiente. podem compreender múltiplos itens que tenham as mesmas características. que você pode alterar conforme necessário. selecione a categoria da tabela de chave.

Consulte “Especificando propriedades de tabela” na página 129. Se editar e modificar quaisquer valores na tabela chave. Aplicando uma chave a um elemento 1 Selecione um elemento que tenha uma chave predefinida. Aplicando a chave a uma tabela de componente 1 Crie uma tabela para o elemento apropriado. se você criou uma chave denominada "Room Style". Por exemplo. pode ser tabulado. 2 Clique em . classifique e agrupe ou formate a tabela. selecione os valores para a chave recém adicionada. você poderia selecionar um ambiente em uma vista de planta. para "Available Fields". não poderá modificar quaisquer campos na tabela chave. 128 | Capítulo 5 Vistas de projeto . 3 Na caixa de diálogo "Element Properties". selecione os atributos dos materiais. Os campos da tabela são automaticamente atualizados com as informações que você define na tabela chave. se a chave é denominada "Room Style". você adiciona valores para ela selecionando-os nos menus que aparecem sob o cabeçalho da chave. Por exemplo. As tabelas de levantamento de materiais têm toda a funcionalidade e a característica de outras vistas de tabela. eles serão atualizados automaticamente na tabela de componentes. 3 Na tabela. Criando tabelas de levantamento de materiais As tabelas de levantamento de materiais listam os subcomponentes ou os materais de qualquer família do Revit Architecture. 3 Na caixa de diálogo "Material Takeoff Properties". Por exemplo. 5 Clique em "OK" para criar a tabela de derivação de material. 2 Na caixa de diálogo "Material Takeoff". 2 Inclua nos campos tabulados o nome da chave que você criou. Quando você aplica o novo estilo. 4 Opcionalmente. procure o nome da chave (por exemplo "Room Style" [Estilo do ambiente). Criando uma tabela de levantamento de materiais 1 Clique no menu "View ➤ New ➤ Material Takeoff" [Vista ➤ Nova ➤ Levantamento de materiais]. Quando você aplica um valor chave para uma linha da tabela. Estes são os parâmetros definidos na tabela chave. Qualquer material que é colocado em um componente no Revit Architecture. como uma tabela de ambiente). 4 Selecione na lista um valor para a propriedade. mas permitem que você mostre mais detalhes sobre a montagem de um componente. clique em uma categoria para a tabela de levantamento de materiais. adicione esta chave na tabela. 8 Preencha com as informações apropriadas para cada um dos valores chave. propriedades de somente leitura aparecem na lista de parâmetros de instância.

6 Na caixa de diálogo "Note Block Properties". para "Family". se desejar. selecione uma anotação genérica. modifique um campo personalizado selecione o campo e clique em "Edit". para "Available Fields". Blocos de notas são úteis para listar notas que são aplicadas em elementos em seu projeto. Consulte “Criando uma família de símbolo de anotação” na página 634. Tabelas de anotações (ou blocos de nota) | 129 . digite alguns comentários para o parâmetro "Description". você pode desejar anexar uma nota a diversas paredes e que a nota tenha uma descrição de construção para cada uma das paredes. Selecionando campos para uma tabela Na guia "Fields" da caixa de diálogo "Schedule Properties". Você define as propriedades da tabela na caixa de diálogo "Schedule Properties". insira um novo nome para o campo. selecione os parâmetros a serem definidos e a seguir clique em "Add" para adicioná-los à lista "Scheduled Fields". clique com o botão direito do mouse no nome da tabela no "Project Browser" e selecione "Properties". 4 Para "Note Block Name".A tabela de levantamento de materiais é exibida e a vista é listada no "Project Browser" sob a categoria "Schedules/Quantities". 5 Clique em "OK". ou blocos de nota. Assegure-se de inserir informações significativas nos valores de parâmetros para a anotação. Tabelas de anotações (ou blocos de nota) As tabelas de anotações. 8 Clique em "OK" quando terminar. 3 Na caixa de diálogo "New Note Block". remover um nome da lista "Scheduled Fields" selecione-o na na lista "Scheduled Fields" e clique em "Remove". Por exemplo.. A ordem dos campos na caixa "Scheduled Fields" mostra a ordem em que aparecem na tabela. listam todas as instâncias de anotações que você adiciona usando o comando "Symbol".. insira um nome para o novo bloco de notas. Clique em "Edit" para qualquer um dos parâmetros na categoria "Other". é necessário especificar as informações a serem incluídas na tabela e como as informações serão exibidas. Para acessar esta caixa de diálogo. consulte “Especificando propriedades de tabela” na página 129. Especificando propriedades de tabela Depois de especificar o tipo de tabela desejado. Na caixa de diálogo "Parameter Properties". 2 Clique no menu "View ➤ New ➤ Note Block" [Vista ➤ Nova ➤ Bloco de notas].. Clique em "Delete" [Excluir] para excluir o campo personalizado. consulte “Parâmetros personalizados” na página 62. 7 Preencha com quaisquer informações nas guias de propriedades adicionais do bloco de notas. adicionar um campo personalizado clique em "Add Parameter" e selecione para adicionar a um parâmetro de projeto ou a um parâmetro compartilhado. Para obter mais informações. O quadro a seguir lista as tarefas que você pode concluir a partir desta guia. Para obter mais informações sobre as guias. Por exemplo. Se você deseja. então.. mover um campo acima ou abaixo na lista selecione o campo e clique em "Move Up" ou "Move Down". você pode selecionar os campo que aparecem na tabela. Criando uma tabela de anotação (bloco de nota) 1 Carregue a família ou as famílias de anotação genérica no projeto e as coloque onde desejar. adicionar um campo à lista "Scheduled Fields" clique em um nome de campo na caixa "Available Fields" e clique em "Add".

Você pode então adicionar estes parâmetros de ambiente na lista de campos tabelados. Se você define campos de agrupamento na guia "Sorting/Grouping" [Classificando/Agrupando]. Isto altera a lista de campos na caixa de campos "Available" para uma lista de parâmetros de ambiente. Para obter mais informações. se desejar calcular uma carga de lotação na área de um ambiente. ambientes e paredes) e em listas de desenhos. consulte “Propriedades de modelo vinculado” na página 748. os parâmetros "Family". Incluir informações sobre o modelo vinculado do Revit é útil quando há cópias múltiplas de um modelo vinculado no projeto (por exemplo. 4 Para incluir informações do projeto de um modelo vinculado. defina seu tipo para percentual. para "Fields". selecione "RVT Links" na lista "Select Available Fields From". Você também não pode filtrar uma tabela pelos parâmetros "Family". listas de vistas ou tabelas chave. você poderá adicionar um campo personalizado denominado "Occupancy Load" [Carga de lotação] que é calculado a partir do campo "Area" [Área]. incluir elementos de modelos vinculados selecione "Include elements in linked files" [Incluir elementos em arquivos vinculados].. Incluindo elementos de modelos vinculados em uma tabela Você pode incluir elementos de modelos vinculados em elementos de modelo de tabela (como portas.. Por padrão. Eles não são suportados para blocos de anotações. e insira a fórmula para o campo usando campos existentes na tabela. então. se houver vínculos aninhados visíveis em um modelo vinculado.. clique em "Room". 130 | Capítulo 5 Vistas de projeto . clique em "Edit". consulte “Especificando as informações do projeto” na página 61. Insira um nome para o campo. criar um campo que seja uma porcentagem de outro campo clique em "Calculated Value" [Valor calculado]. as percentagens são caluladas com base no total para toda a tabela. "Type". Todos os campos disponíveis para os elementos no projeto hospedeiro estão disponíveis para elementos em modelos vinculados. "Level" e "Material". adicionar parâmetros de ambiente a uma tabela de não ambiente para "Select Available Fields From". se você agrupa uma tabela de ambiente por nível. As fórmulas suportam as mesmas funções matemáticas do editor de famílias. Por exemplo. Para obter mais informações. Por exemplo. Por exemplo. Para obter informações sobre como especificar o nome da instância para um modelo vinculado do Revit. Você pode incluir informações do projeto (como o nome do cliente ou o endereço do projeto) e informações sobre o modelo vinculado do Revit (como o nome da instância ou o nome do arquivo) em uma tabela. o nome de arquivo exibido para elementos no vínculo aninhado será o vínculo principal. Para incluir elementos de modelos vinculados em uma tabela: 1 No "Project Browser". Adicione os campos desejados da lista "Available Fields" à lista "Scheduled Fields".. 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". 3 Selecione a opção "Include elements in linked files" [Incluir elementos em arquivos vinculados]. defina seu tipo. consulte “Incluindo elementos de modelos vinculados em uma tabela ” na página 130. selecione "Project Information". poderá exibir qual percentual da área total do nível o ambiente ocupa. consulte “Usando fórmulas para parâmetros numéricos” na página 463. OBSERVAÇÃO O nome do arquivo não inclui o caminho do arquivo ou a extensão do arquivo. "Type". Adicione os campos desejados da lista "Available Fields" à lista "Scheduled Fields". e insira o nome do campo do qual obter o percentual. "Family and Type". para "Select Available Fields From". 5 Para incluir o nome da instância do modelo vinculado ou o nome do arquivo. Insira um nome para o campo. Para obter mais informações sobre como criar fórmulas. "Family and Type". criar um campo cujo valor seja calculado a partir de uma fórmula clique em "Calculated Value" [Valor calculado]. O comportamento de alguns campos é alterado quando você adiciona elementos de modelos vinculados a uma tabela. Se você deseja. clique com o botão direito do mouse no nome da tabela e selecione "Properties". Além disso. "Level" e "Material" se tornam somente leitura para elementos no modelo hospedeiro e vinculado. múltiplos edifícios idênticos em um terreno ou múltiplos pisos idênticos em um edifício) e é necessário identificar na tabela de qual instância do modelo vinculado cada elemento se origina. poderá escolher um destes campos aqui.

volume. comprimento. 7 Clique em "Edit menu ➤ Paste from Clipboard". número. você pode escolher "Level" como seu parâmetro de filtragem e definir seu valor como "Level 3". 6 Clique em "OK". Certifique-se de que a tabela ou o esquema de área tenha um nome exclusivo (um que seja diferente de quais tabelas ou esquemas de área atualmente existentes no modelo principal). descarregue o modelo vinculado. Somente as portas que estão no nível 3 são exibidas na tabela. Especificando propriedades de tabela | 131 . b Na caixa de diálogo "Manage Links". clique na guia "Revit". crie uma tabela que contenha o parâmetro do projeto ou esquemas de rea. área. Um exemplo de como você poderia usar um filtro é em uma tabela de portas que deseja filtrar por nível. 8 Se descarregou o modelo vinculado do Revit. sim/não. c Selecione o modelo vinculado e clique em "Unload" [Descarregar]. 4 Abra o projeto principal. c Selecione o modelo vinculado e clique em "Reload" [Recarregar]. Os tipos incluem os parãmetros de texto. Para criar um filtro com base em um campo que não é exibido na tabela. abra uma vista de folha.. Você pode criar até quatro filtros e todos os filtros precisam ser satisfeitos para que os dados sejam exibidos. Os parâmetros do projeto ou os esquemas de rea devem agora estar disponíveis para a tabela. b Na caixa de diálogo "Manage Links". Para descarregar o modelo vinculado do Revit: a Clique no menu "File ➤ Manage Links" [Arquivo ➤ Gerenciar vínculos]. 3 Selecione a tabela ou o esquema de área na folha e clique no menu "Edit ➤ Copy to Clipboard" [Editar ➤ Copiar na área de transferência]. adicione o campo à lista "Scheduled Fields" e oculte-o na guia "Formatting". Muitos tipos de campos tabulados podem ser usados para criar filtros. 2 Adicione a tabela ou o esquema de área a uma folha. 5 Se o modelo do Revit (a partir do qual você deseja incluir parâmetros de projeto ou esquemas de área) já estiver vinculado no projeto principal. Na guia "Filter". d Clique em "OK" para sair da caixa de diálogo "Manage Links". d Clique em "Yes" para confirmar e clique em "OK" para sair da caixa de diálogo "Manage Links" [Gerenciar vínculos]. você pode criar filtros que limitam a exibição de dados em uma tabela. Para Ambiente (em tabelas de portas) ■ Parâmetros de Materiais Você cria um filtro com base em campos no projeto. inteiro. será necessário recarregá-lo. Limitando os dados apresentados em uma tabela Na guia "Filter" da caixa de diálogo "Schedule Properties". nível e tabela chave. 6 No modelo principal. Para recarregar o modelo vinculado do Revit: a Clique no menu "File ➤ Manage Links" [Arquivo ➤ Gerenciar vínculos]. clique na guia "Revit". A filtragem não é suportada para estes campos tabulados: ■ Família ■ Tipo ■ Família e Tipo ■ Tipo de Área (em tabelas de áreas) ■ De Ambiente. Incluindo em uma tabela parâmetros de projeto ou esquemas de área de modelos vinculados do Revit 1 No projeto do modelo vinculado do Revit.

Contagem mostra o número de elementos no grupo. você classificou uma tabela de janela o grupo de classificação. Classificando campos em uma tabela Na guia "Sorting/Grouping" [Classificação/Agrupamento] na caixa de diálogo "Schedule Properties". exceto "Count" [Contagem].. contagem e totais]: o título mostra as informações do cabeçalho. relacionar cada instância de um elemento em uma tabela Relacione cada instância. Esta opção exibe todas as instâncias de um elemento em linhas individuais. rodapés e linhas em branco para as linhas classificadas. e a segunda com esta opção desmarcada. ■ "Title. adicionar informações de rodapé abaixo do grupo de classificação Rodapé. pode selecionar as informações a serem exibidas. Selecione campos de classificaão adicionais para "Then By" [Depois por]. count. Se você não especifica um parâmetro de clasificação. por família e tipo. Exemplos de colunas tendo sub-totais são "Cost" [Custo] e "Count" [Contagem]. Você pode classificar por quaisquer campos em uma tabela.. classificação e totais. ■ "Count and totals" [Contagem e totais]: exibe os valores e os subtotais de contagem. incluindo instâncias relacionadas. Um cabeçalho pode apresentar M_Fixed : (Family) 0406 X 0610 (Type). Você também pode escolher mostrar cada instância de um tipo de elemento ou recolher múltiplas instâncias em uma única linha. e selecione "Ascending" [Crescente] ou "Descending" [Decrescente]. Você pode ter totais calculados para estas colunas na guia "Formatting". Quando você selecione "Footer" [Rodapé]. também “Classificando e agrupando exemplos de tabela” na página 132. especificar um campo de classificar um campo para "Sort By" [Classificar por]. O total mostra o sub-total abaixo de uma coluna que pode ter um total.. se necessário. 132 | Capítulo 5 Vistas de projeto . todas as instâncias se retraem para uma linha. Se você desmarcar esta opção. então selecione. Linha em branco. Consulte. múltiplas instâncias se retraem para a mesma linha com base no parâmetro de classificação. ■ "Title and totals" [Título e totais]: exibe as informações do título e de totais. and totals" [Título. Relacionando instâncias de tipo de elementos As imagens a seguir mostram a mesma tabela. Insira uma linha em branco entre os grupos de classificação. O título e a contagem aparecem justificados à esquerda abaixo do grupo. Classificando e agrupando exemplos de tabela As imagens a seguir ilustram os exemplos de classificação e agrupamento para tabelas. adicionar o parâmetro de classificação como um cabeçalho para Cabeçalho. você pode especificar opções de classificação para linhas em uma tabela e adicionar cabeçalhos.. ■ Totals only" [Somente totais]: exibe os totais somente para as colunas que tenham subtotais. a primeira com a opção "Itemize every instance" [Relacionar cada instância] selecionada. Se você deseja. Por exemplo.

Tabela classificada com totais Especificando propriedades de tabela | 133 .

linhas de grade. clique em "Edit". Os totais gerais também exibem a soma de quaisquer colunas com subtotais. então. ■ "Title and totals": exibe as informações do título e de totais. clique em "Edit". 5 Clique em "OK". também “Exemplos de formatação de tabela” na página 136. você pode especificar várias opções de formatação. Adicionando totais de coluna a uma tabela 1 No "Project Browser". selecione "Grand Totals" para exibir a soma de elementos de todos os grupos. 4 Clique em "OK". bordas e estilo de fonte. As opções que você seleciona na guia "Appearance" são exibidas quando você adiciona uma tabela a uma vista de folha. contagem e totais]: o título mostra as informações do cabeçalho. Para obter mais informações. ■ "Totals only": exibe os totais somente para as colunas que tenham sub-totais. ■ Count and totals": exibe os valores e os sub-totais de contagem. Formatando uma tabela Nas guias "Formatting" e "Appearance" da caixa de diálogo "Schedule Properties". selecione folha uma opção de orientação. clique com o botão direito do mouse no nome da tabela e selecione "Properties". Você pode editar cada nome de coluna. para "Heading Orientation". 2 Na caixa de diálogo "Element Properties"... Depois. exibir subtotais para uma coluna numérica em um grupo selecione o campo e a seguir selecione "Calculate Totals". O título e a contagem aparecem justificados à esquerda abaixo do grupo. 3 Selecione o campo para adicionar um total de coluna e selecione "Calculate Totals". como orientação de coluna e alinhamento. 134 | Capítulo 5 Vistas de projeto . 3 na guia "Sorting/Grouping". Para obter informações sobre las opções de exibição de total. alinhar o texto nas linhas sob o cabeçalho da coluna selecione um campo e a seguir selecione uma opção de alinhamento no menu suspenso "Alignment". Opções da guia "Formatting" Se você deseja. editar o título que aparece acima da coluna na tabela selecione um campo para exibi-lo na caixa de texto "Heading". Contagem mostra o número de elementos no grupo. Consulte. como área de ambiente. Adicionando totais gerais a uma tabela 1 No "Project Browser". OBSERVAÇÃO Totais de coluna não aparecerão se a opção "Grand Totals" na guia "Sorting/Grouping" não estiver selecionada. clique com o botão direito do mouse no nome da tabela e selecione "Properties". O total mostra o sub-total abaixo de uma coluna que pode ter um total. Você adiciona estas colunas usando a guia "Formatting". count. 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". para "Sorting/Grouping". custo. 4 Selecione uma opção de exibição no menu suspenso: ■ "Title. Se você desmarcar a opção "Grand Totals" na guia "Sorting/Grouping". and totals" [Título. especificar a orientação do cabeçalho de coluna somente em uma selecione um campo. consulte “Adicionando totais gerais a uma tabela” na página 134. formatar a aparência de campos numéricos consulte “Formatando unidades e campos de número em uma tabela ” na página 135.. contagem ou perímetro de ambiente. para "Formatting".. nenhum total será exibido. consulte “Adicionando totais de coluna a uma tabela ” na página 134. Esta configuração está disponível somente para os campos que podem ser totalizados. Exemplos de colunas tendo sub-totais são "Cost" e "Count".

2 Na caixa de diálogo "Element Properties". No menu de atalho. especificar a fonte para o texto do corpo uma fonte da lista. Para exibir todas as colunas ocultas. Se você deseja. exibir os campos tabulados como títulos de colunas Cabeçalhos de coluna. DICA Você pode mostrar ou ocultar quaisquer colunas na vista de tabela. 3 Selecione um comprimento (inclui campos de altura). clique com o botão direito do mouse na vista de tabela e selecione "Unhide All Comuns". Esta opção é útil quando você deseja classficar a tabela por um campo. o estilo de linha de grade será usado como estilo da borda. Se desmarcar esta opção.. selecione "Hide (Column(s)". Para criar um estilo de linha sublinhado diferente. mas a opção de linhas de grade ainda estiver selecionada. Aparece a caixa de diálogo "Format". insira um tamanho de fonte e selecione os atributos negrito ou itálico. Quando você cria um valor calculado na guia "Fields" da caixa de diálogo "Schedule Properties". mas não deseja que o campo seja exibido na tabela.. Para ocultar a coluna.. inserir uma linha em branco antes das linhas de dados. Formatando unidades e campos de número em uma tabela 1 No "Project Browser". selecione "Underline" e a seguir selecione o estilo de linha na lista. área. selecione a célula na coluna. Linha em branco antes dos dados. clique com o botão direito do mouse no nome da tabela e selecione "Properties". 4 Clique em "Field Format" [Formato de campo].. ocultar um campo em uma tabela selecione o campo e a seguir selecione o campo "Hidden". então.. volume. Especificando propriedades de tabela | 135 . rodapés e Grade em cabeçalhos/rodapés/espaçadores. e a seguir clique com o botão direito do mouse. A imagem a seguir mostra esta caixa de diálogo com o tipo de "Number" selecionado. selecione "Underline" e a seguir selecione o estilo de linha na lista. então selecione. especificar a fonte para o texto de cabeçalho uma fonte da lista. Opções da guia "Appearance" Se você deseja. Esta opção afeta o segmento tabulado na folha e a vista da tabela. em que pode selecionar o tipo.. para "Formatting". extender linhas de grade verticiais em cabeçalhos. Isto significa que o valor é exibido de acordo com a configuração de unidades no projeto. Para criar um estilo de linha sublinhado diferente. exibir o título da tabela Título. Um campo "Number" é um parâmetro de projeto ou um valor calculado que foi criado como um tipo "Number". clique em "Edit".. você vê a caixa de diálogo "Calculated Value". A borda é exibida quando você adiciona uma tabela a uma vista de folha. espaços exibir uma borda em torno da tabela Efetue o contorno e a seguir selecione um estilo de linha na lista.. ângulo ou o campo "Number" na lista. A opção "Use project settings" [Usar configurações do projeto] é selecionada por padrão. insira um tamanho de fonte e selecione os atributos negrito ou itálico. exibir linhas de grade em torno de linhas de tabela Linhas de grade e a seguir selecione o estilo de linha de grade na lista.

Para criar seus próprios estilos de linha. Exemplos de formatação de tabela As imagens a seguir ilustram alguns exemplos de como você pode formatar uma tabela. 5 Desmarque a opção "Use project settings". 7 Se você selecionou um campo "Number". consulte “Criando um estilo de linha” na página 81. Se você seleciona "Custom" [Personalizado]. 6 Se você selecionou um campo de comprimento. volume ou ângulo: a Para "Units" [Unidades]. ■ "Fixed" [Fixo]: permite que você especifique o arredondamento e preserve zeros precedentes. selecione uma unidade apropriado. OBSERVAÇÃO As linhas de grade. área. contornos e sublinhados. 8 Clique em "OK". incluindo formatação de campo. ■ "Percentage" [Porcentagem]: multiplica o valor por 100 e insere um sinal de porcentagem (%) adjacente ao valor. insira um valor na caixa de texto "Rounding increment" [Incremento de arredondamento]. selecione uma das seguintes opções de formatação: ■ "General" [Geral]: exibe valores com até 6 casas decimais e remove zeros precedentes. b Para "Rounding" [Arredondamento]. selecione um valor apropriado. os contornos e os sublinhados usados nestes exemplos são estilos de linha personalizados. selecione um sufixo de "Unit". cálculo de totais. exibir ou ocultar linhas de grade. Formatação de campo de tabela 136 | Capítulo 5 Vistas de projeto . c Se aplicável.

Calculando totais Tabela com linhas de grade Especificando propriedades de tabela | 137 .

clique com o botão direito do mouse no nome da tabela e clique em "Properties". Modificando tabelas Há diversas formas para modificar as tabelas para aprimorar a legibilidade e para mantê-las atualizadas em relação as alterações em seu projeto. insira os valores para os parâmetros "Phase Filter" e "Phase". Tabela com linhas de grade e um contorno Tabela com um contorno e sublinhados Aplicando uma fase em uma tabela 1 No "Project Browser". 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". 138 | Capítulo 5 Vistas de projeto . 3 Clique em "OK".

Por exemplo. poderá desejar alterar sua organização e estrutura ao agrupar colunas. como mostrado na imagem a seguir. clique no campo do cabeçalho e edite o texto. A tabela de portas iria refletir a alteração na propriedade de fabricante. clique e arraste para selecionar os cabeçalhos. você poderia selecionar uma porta no projeto e alterar a propriedade de fabricante para a mesma. clique em "Ungroup" [Desagrupar]. os pés quadrados são atualizados em uma tabela de ambiente de acordo. clique em "Delete". 2 Selecione uma linha na tabela. 2 Nas linhas de cabeçalho de grupo. Você pode selecionar um valor na lista (se disponível) ou digitar um texto. as alterações em um tipo são propagadas para todas as instâncias daquele tipo no projeto. Uma nova linha de cabeçalho aparece acima dos cabeçalhos de coluna agrupados. Para modificar o texto em um cabeçalho de grupo de coluna. ou clique com o botão direito do mouse na célula do cabeçalho e clique em "Ungroup Headers" [Desagrupar cabeçalhos]. Por exemplo. selecione o cabeçalho e. 2 Clique com o botão direito do mouse em uma coluna e clique em "Hide Column" [Ocultar coluna]. Os modelos podem ser aplicados em tabelas selecionadas ou para todos as tabelas em folhas selecionadas. Para excluir a linha de cabeçalho de coluna. Para inserir um retorno de carro em uma célula de texto. Quando você adiciona novos valores. Você pode criar diversas camadas de cabeçalhos e subcabeçalhos para fornecer maior detalhe em sua tabela. Assegure-se de que o cursor apareça como uma seta ao selecionar os cabeçalhos. 3 Na Barra de opções. clique em "Group". O texto na nova linha de cabeçalho está centralizado. se você move uma parede. Ocultando colunas de tabela 1 Abra uma vista de tabela. como mostrado na imagem a seguir. 1 Abra uma vista de tabela. conforme necessário. Agrupando cabeçalhos de coluna em uma tabela Após você criar uma tabela. 4 Insira texto na nova linha. as novas tabelas podem ter base em um modelo por meio de uma configuração na caixa de diálogo "Select View Template" [Selecionar modelo de vista]. pressione CTRL+ENTER. Editando células em uma tabela Você pode editar as células de uma tabela ao clicar nas mesmas. 3 Na Barra de opções. Por padrão.Atualizações de tabela Todas as tabelas são automaticamente atualizadas quando você modifica o projeto. ou clique com o botão direito do mouse nas cabeçalhos selecionados. a tabela associada é atualizada automaticamente. eles se tornam disponíveis na lista desse campo. Reutilizando vistas de tabela A formatação da tabela pode ser salva como um novo modelo de vista e aplicada ou reutilizada em outro projeto. Retornos de carro são exibidos quando você coloca a tabela em uma folha. Reutilizando vistas de tabela | 139 . e clique em "Group Headers" [Cabeçalhos de grupo]. Quando você altera as propriedades de componentes de construção no projeto. na Barra de opções. Excluindo linhas da tabela 1 Abra uma vista de tabela. Para tabelas agrupadas por tipo.

insira "Foundation Schedule". "Count". Exemplo de tabela de sapata de fundação Neste exemplo. 1 No "Project Browser". uma tabela de sapata é criada. 3 Selecione na lista as vistas a serem exibidas. e clique em "OK". A ilustração a seguir é usada para este exemplo. "Width". "Comments". 140 | Capítulo 5 Vistas de projeto . 8 Desmarque a opção "Itemize by instance". Planta de fundação estrutural de amostra usada para criar a tabela 1 Clique no menu "View ➤ New ➤ Schedule/Quantities". 6 Clique na guia "Sorting/Grouping". insira um nome para o arquivo e clique em "Save". 7 Defina a primeira lista "Sort by" como "Type". clique com o botão direito do mouse no nome da vista e clique em "Save to New File" [Salvar em novo arquivo]. Este procedimento salva a formatação da tabela. "Volume". selecione "Structural Foundation" [Fundação estrutural] para "Category" [Categorias]. 2 Selecione um projeto do Revit Architecture que contenha as vistas que você deseja inserir e clique em "Open". Todas as vistas que forma salvas com o projeto são exibidas na caixa de diálogo "Insert Views" [Inserir vistas]. 4 Clique em "OK". além dos campos de parâmetros que podem ter sido personalizados para essa tabela. mas não os componentes reais tabulados. 2 Na caixa de diálogo "Save As". 4 Marque as vistas que deseja inserir. Salvando vistas de tabela em um projeto externo Use o procedimento a seguir para salvar o formato de uma vista de tabela em um arquivo externo do Revit Architecture para uso em outro projeto do Revit Architecture. 3 Para "Name". adicione os seguintes campos disponíveis (nesta ordem) à lista "Scheduled Fields": "Type". 2 Na caixa de diálogo "New Schedule". Inserindo vistas de tabela em outro projeto 1 Clique no menu "File ➤ Insert from file ➤ Views". "Length". Um nova vista de tabela é criada no "Project Browser" com toda a formatação salva da tabela original. 5 Na caixa de diálogo "Schedule Properties".

■ "Multiple rows. ■ É necessário colocar uma vista em mais de uma folha. Quando faz alterações em segmentos dependentes da vista. incluindo as células de cabeçalhos de colunas agrupados. rodapés e linhas em branco são exporados. especifique como deseja exibir os dados no arquivo de saída: ■ "Field delimiter" [Delimitador de campo]: especifica se os campos no arquivo de saída são especificados por tabulações. espaços. 2 Clique no menu "File ➤ Export ➤ Schedule". Aparece a caixa de diálogo "Export Schedule" [Exportar tabela]. O Revit Architecture salva o arquivo como texto delimitado. que pode ser aberto em vários programas de planilha. Exportando uma tabela Você pode exportar uma tabela como um arquivo de texto delimitado. você pode ver rapidamente como afetam a vista como um todo olhando a vista primária. rodapés e linhas em branco]: especifica se as linhas de cabeçalho de grupo. Vistas dependentes são exibidas no "Project Browser" na vista primária. Consulte “Adicionando uma tabela em uma folha.” na página 588. 9 Clique em "OK". Vistas dependentes duplicadas Você pode criar cópias múltiplas de uma vista que sejam dependentes da vista primária. O "Level 1" é a vista primária e é exibida na área de desenho com sua região de recorte e com as regiões de recorte das vistas dependentes visíveis. 3 Na caixa de diálogo "Export". "Level 1". vírgulas ou dois pontos. and blank lines" [Exportar cabeçalhos de grupos. de modo que quando há alguma alteração específica da vista (como escala da vista ou anotações) em uma vista essa alteração é refletida em todas as vistas. ■ "Export group headers. 4 Em "Schedule". para poder colocá-los em folhas. especifique um nome e diretório para a tabela e clique em "Save". as formatted" [Múltiplas linhas. ■ "Text qualifier" [Qualificador de texto]: especifica se o texto em cada campo do arquivo de saída deve ser circundado por aspas simples ou duplas ou sem anotação. um formato que pode ser aberto em programas de planilha. ■ "One row" [Uma linha]: somente o cabeçalho de coluna inferior é exportado. Todas as cópias. footers. esquerda e direita. que foi dividida em duas vistas dependentes. Para exportar uma tabela: 1 Abra uma vista de tabela. 5 Em "Output options" [Opções de saída]. 10 Você pode adicionar esta tabela em uma folha. permanecem síncronas com a vista primária e todas as outras vistas dependentes. Você pode inserir linhas coincidentes para indicar onde a vista foi dividida e referências a vista para vincular vistas. conhecidas como vistas dependentes. como o Microsoft® Excel ou Lotus® 123. como formatado]: todos os cabeçalhos de colunas são exportados. A criação de vistas dependentes pode ser útil nos seguintes cenários: ■ Você está trabalhando em um projeto grande com uma placa de piso extensiva e deseja recortar a vista em segmentos menores. A imagem a seguir mostra uma vista de projeto. Exportando uma tabela | 141 . Se adicionar uma tabela a uma folha. 6 Clique em "OK". selecione as opções de exportação: ■ "Export column headers" [Exportar cabeçalhos de colunas]: especifica se os cabeçalhos de coluna do Revit Architecture são exportados. uma linha coincidente indicando o ponto em que a vista foi dividida (linha azul pontilhada) e as referências à vista (1/A102 and 1/A101). poderá exportá-la como um formato CAD.

Você pode especificar sobreposições de visibilidade e de gráfico para elementos individuais por vista. consulte “Ocultando elementos em uma vista” na página 155. Configurações de visibilidade e gráfico para vistas dependentes Quando você adiciona informações específicas da vista a uma vista primária ou a uma vista dependente. Quando você cria vistas de corte. a exibição gráfica da linha coincidente foi sobreposta. Tipos de vista suportadas para vistas dependentes Você pode criar vistas dependentes para vistas de planta. elevação ou chamada de detalhe dependentes. vistas de elevação. Propriedades de vista e de vistas dependentes Uma vista dependente herda as propriedades de vista e os elementos específicos de vista da vista primária. Isso permite que você limpe áreas em que há sobreposições entre vistas relacionadas. elevação ou chamada de detalhe é gerado no topo do símbolo original. Para obter mais informações. A exibição gráfica padrão de uma linha coincidente é uma linha preta pontilhada. vistas de corte e vistas de chamada de detalhe. A sincronia é mantida entre a vista primária e as vistas dependentes para as seguintes propriedades de vista: ■ "View Scale" [Escala da vista] ■ "Display Model" [Exibição do modelo] ■ "Detail Level" [Nível de detalhe] ■ "Visibility Settings" [Configurações de visibilidade] ■ "Model Graphics Style" [Estilo gráfico do modelo] ■ "Advanced Graphics Model" ■ "Hide at scales coarser than" [Ocultar em escalas mais baixas do que] ■ "Underlay" [Subjacência] ■ "Underlay Orientation" [Orientação da subjacência] ■ "Wall Join Display" [Exibição de junção de parede] ■ "Discipline" ■ Esquema de cores ■ "Phase Filter" [Filtro de fase] ■ "Phase" [Fase] ■ "Associated Level" [Nível associado] 142 | Capítulo 5 Vistas de projeto . um novo símbolo de corte. OBSERVAÇÃO Na imagem a seguir. elas são visíveis em todas as vistas relacionadas. Você pode mover o novo símbolo independentemente.

consulte “Regiões de recorte ” na página 158. ■ Modelo de vista padrão ■ "View Range" [Faixa de vista] ■ "Far Clip Active" [Delimitação distante ativa] ■ "Far Clip Offset" [Deslocamento de delimitação distante] As propriedades a seguir podem variar entre a vista primária e as vistas dependentes: ■ "Orientation" [Orientação] ■ Propriedades de "Identity Data" [Dados de identidade] (com a exceção da propriedade "Default View Template [Modelo de vista padrão] ■ Propriedades de extensão (com as exceções de "View Range" e "Associated Level") ■ "Scope Box" ■ Parâmetros de projeto ■ Parâmetros compartilhados Criando vistas dependentes 1 No "Project Browser". OBSERVAÇÃO Não é possível criar uma vista dependente a partir de outra vista dependente. Se regiões de recorte não estiverem visíveis. como necessário. e clique em "Duplicate View ➤ Duplicate as a Dependent" [Duplicar vista ➤ Duplicar como dependente]. A vista dependente se abre. Insira um novo nome para a vista e clique em "OK". para exibir somente a parte necessário da vista. clique em ("Show Crop Region" [Exibir região de recorte]) na Barra de controle da vista. selecione a vista para a qual criar dependentes. como mostrado na imagem a seguir. Adicionando linhas coincidentes para vistas dependentes Linhas coincidentes são linhas de croqui que você pode adicionar a uma vista para indicar o ponto em que uma vista é dividida. Você pode exibir regiões de recorte de modelo e anotação . clique com o botão direito do mouse no nome da vista e clique em "Rename". Criando vistas dependentes | 143 . no "Project Browser". 4 Selecione os limites de recorte e altere a escala. Na organização padrão do "Project Browser". 3 Como opção. Se você personalizar a exibição do "Project Browser". as vistas dependentes poderão ser agrupadas e filtradas como qualquer outro tipo de vista. Para obter mais informações. a vista dependente é exibida na vista primária. 2 Clique no menu "View ➤ Duplicate ➤ Duplicate as a Dependent" [Vista ➤ Duplicar ➤ Duplicar como dependente]. ou clique com o botão direito do mouse no nome da vista.

[Restrição superior] "Top Offset" Especifique a distância entre o nível superior em que você deseja que a linha coincidente seja visível. Você pode personalizar a aparências das linhas coincidentes editando a espessura. 2 Se regiões de recorte não estiverem visíveis. [Restrição inferior] "Bottom Offset" Especifique a distância abaixo do nível inferior em que você deseja que a linha coincidente seja visível. 3 Na guia "View" da "Design Bar". 4 Clique em "Override" [Sobrepor] na coluna "Lines". "Line Color" [Cor de linha] e "Line Pattern" [Padrão de linha]. 6 Clique em "Apply" para ver as alterações e clique em "OK" para sair da caixa de diálogo "Visibility/Graphics". e clique em "OK". OBSERVAÇÃO As propriedades de "Matchline" não estão estão disponíveis em vistas de elevação ou corte. 4 Quando terminar. 3 Selecione "Matchline" na lista. clique em ("Show Crop Region") na Barra de controle da vista. "Name" [Nome] "Description" [Descrição] "Constraints" [Restrições] "Top Constraint" Especifique o nível superior em que a linha coincidente é visível. Propriedades de "Matchline" As propriedades de linha coincidente a seguir estão disponíveis para linhas coincidentes desenhadas em planta e vistas de chamada de detalhe. 3 Edite a linha do croqui. Você pode adicionar referências a vistas ao lado de uma linha coincidente para vincular vistas. [Deslocamento superior] "Bottom Constraint" Especifique o nível inferior em que a linha coincidente é visível. Modificando uma linha coincidente Para editar o croqui de uma linha coin cidente: 1 Abra qualquer vista em que a linha coincidente é visível e selecione a linha coincidente. A região de recorte para a vista primária e as regiões de recorte para as vistas dependentes são visíveis. 5 Na caixa de diálogo "Graphics". 2 Clique na guia "Annotation Categories". Adicionando uma linha coincidente 1 Abra a vista primária a partir da qual as vistas dependentes foram criadas. clique em "Finish Sketch". clique em "Finish Sketch". 2 Na Barra de opções. Consulte “Navegando vistas primárias e dependentes” na página 145. clique em "Edit". conforme necessário. selecione valores para "Line Weight" [Espessura de linha]. a cor e o padrão na caixa de diálogo "Object Styles" [Estilos de objeto] Consulte “"Object Styles" [Estilos de objeto]” na página 80. clique em "Matchline" [Linha coincidente]. Para sobrepor o formato gráfico da linha coincidente em uma vista: 1 Clique no menu "View ➤ Visibility/Graphics" ou use o atalho de teclado VG. 4 Efetue o croqui da linha coincidente. [Deslocamento inferior] 144 | Capítulo 5 Vistas de projeto . 5 Quando terminar. uma vez que a especificação de restrições de nível superior e inferior não se aplica a estes tipos de vista.

clique com o botão direito do mouse no limite de recorte da vista para a qual deseja ir e clique em "Go to View" [Ir para a vista]. Para adicionar uma referência a vista: 1 Abra a vista à qual você deseja adicionar uma nova uma referência. na "Design Bar". texto e rótulos para os valores de parâmetro do número de vistas e do número de folhas. se houver uma vista dividida em duas vistas dependentes (esquerda e direita). clique com o botão direito do mouse na vista e clique em "Activate View" [Ativar vista]. clique com o botão direito do mouse no limite de recorte de uma vista dependente e clique em "Go to Primary View" [Ir para a vista primária]. clique em ("Show Crop Region") na Barra de controle da vista. Se regiões de recorte não estiverem visíveis. clique na referência duas vezes para abrir a vista à qual é feita a referência. ■ Para ir para uma vista dependente a partir de uma vista primária. ■ Para ir para uma vista primária a partir de uma vista dependente. 2 Clique no menu "View ➤ New ➤ View Reference". ■ Se houver uma referência à vista. Para ocultar referências a vistas: 1 Clique no menu "View ➤ Visibility/Graphics" ou use o atalho de teclado VG.Navegando vistas primárias e dependentes Use qualquer um dos métodos a seguir para navegar entre vistas primárias e dependentes. A imagem a seguir mostra referências a vistas (1/A102 and 1/A101) na linha coincidente. 3 Desmarque a caixa de seleção "View Reference". e você adicionar uma referência a vista à vista direita para fazer referência à esquerda. Uma referência a vista é um símbolo. mas não são colocadas em folhas. regiões preenchidas. você pode propagar a confioguração da vista e da região de recorte para vistas paralelas da mesma escala. 2 Clique na guia "Annotation Categories". Navegando vistas primárias e dependentes | 145 . 3 Na Barra de opções. Por exemplo. 4 Clique na área do desenho para colocar a referência. Propagando configuração de vista dependente Depois de definir a configuração de vista dependente para uma vista. OBSERVAÇÃO Se a vista estiver em uma folha. Você pode criar uma família de referência vista no "Family Editor". ou na guia "View". a referência aparecerá na vista primária e na vista à direita. mas não na vista à esquerda. Como alternativa. clique em "View Reference". selecione a vista de destino. As referências de vista são exibidas na vista primária e em todas as vistas dependentes relacionadas (exceto para a vista a que a referência é feita). Novas vistas dependentes são exibidas no "Project Browser" na vista primária. Famílias de referência a vista podem conter linhas. clique na região de recorte da vista à qual você quer fazer a referência.

elementos de anotação. Consulte “"Object Styles" [Estilos de objeto]” na página 80. clique com o botão direito do mouse em uma vista dependente e clique em "Convert to independent view" [Converter em vista independente]. A maioria das sobreposições para a exibição de visibilidade e gráficos é feita na caixa de diálogo "Visibility/Graphics". selecione a vista. a vista e todas as referências a vista para essa vista são excluídas. Se nenhuma sobreposição foi feita para uma categoria. 1 No "Project Browser". A partir da caixa de diálogo "Visibility/Graphics". Para categorias de anotação e categorias importadas. Se a exibição gráfica de uma categoria foi sobreposta. A exceção é para sobreposições de elemento individual: estas são feitas na caixa de diálogo "View-Specific Element Graphics" [Gráficos de elemento específico da vista]. todas as vistas dependentes também são excluídas. As configurações que você sobrepõe são especificadas no nível do projeto. você pode visualizar sobreposições que já foram aplicadas a uma categoria. A associação não é mantida entre o conjunto de vistas original e o novo conjunto de vistas depois de a configuração ser propagada. selecione a vista primária a ser propagada. 2 Clique no menu "View ➤ Apply Dependent Views" [Vista ➤ Aplicar vistas dependentes]. Clique com o botão direito do mouse na vista e clique em "Rename" para alterar o nome. As configurações do nível do projeto são especificadas na caixa de diálogo "Object Styles". Exibição de visibilidade e gráficos em vistas de projeto Você pode sobrepor a exibição de visibilidade e de gráficos de elementos de modelo. 2 Clique com o botão direito do mouse e selecione "Delete" ou clique em na barra de ferramentas. elementos importados. Pode também especificar visibilidade. As novas vistas dependentes são exibidas no "Project Browser" na vista primária. Na imagem a seguir. Tornando independente uma vista dependente No "Project Browser". Você pode sobrepor a exibição de corte. 146 | Capítulo 5 Vistas de projeto . a célula exibirá uma visualização do gráfico. Para propagar configuração de vista dependente: 1 No "Project Browser". exibição de meio-tom e nível de detalhe de uma categoria de elemento. projeção e superfície para categorias de modelo e filtros. Além disso. filtro ou elemento individual. A caixa de diálogo se abre e exibe vistas paralelas da mesma escala que não tenham vistas dependentes. a categoria de portas tem soibreposições para linhas de projeção/superfície e para padrão de corte. 4 Clique em "OK". para categorias de modelo e filtros. e clique em "Apply Dependent Views". ou clique com o botão direito do mouse no nome da vista. você pode aplicar transparência a faces. Excluindo vistas dependentes Quando você exclui uma vista que tem vistas dependentes. 3 Clique para selecionar as vistas apropriadas. conforme necessário.l Quando você exclui uma vista dependente. elementos de modelo vinculado do Revit e elementos de workset para cada vista em um projeto. você pode editar a exibição da projeção e da superfície. a célula estará em branco e o elemento será exibido como especificado na caixa de diálogo "Object Styles".

e as alterações propostas mostradas com espessura de linha 3. ■ Planta de equipamentos — Como em um layout de cozinha industrial: equipamento montado no piso exibido de forma proemeniente. Placas de saída penduradas e sprinklers podem aparecer em uma cor e os dispositivos de alarme montados na parede e extintores de incêndio podem aparecer em outra cor. Talvez seja necessário expandir as categorias para visualizar os detalhes de configuração. peças do século 18 mostradas com espessura de linha 2. consulte “Sobrepondo exibição gráfica de categorias de elementos” na página 148 e “Especificando visibilidade de categoria de elementos” na página 150. 1 Abra a vista na qual você deseja sobrepor a exibição de visibilidade e gráficos de elementos individuais. clique com o botão direito do mouse no elemento que deseja sobrepor e clique em "Override Graphics in View ➤ By Element" [Sobrepor gráficos na vista ➤ Por elemento]. equipamento montado na parede exibido com uma espessura de linha alternativa. ■ Layout de sprinkler — Exibir os sprinklers de forma predominante em uma planta de teto com meio-tom. Sobrepondo exibição de visibilidade e gráficos de elementos individuais OBSERVAÇÃO Se você precisar sobrepor a exibição de visibilidade e gráficos para categorias de elementos.Para obter informações sobre configurações de visibilidade para elementos em modelos vinculados do Revit e elementos em worksets. consulte “Visibilidade para modelos vinculados do Revit” na página 745e “Visibilidade em worksets” na página 736. ■ Planta de mobiliário — Exibir o mobiliário e símbolos associados.Algumas possibilidades incluem: ■ Layout de mobiliário — Exibir o mobiliário em meio-tom na planta de iluminação RCP. ■ Planta de segurança contra incêndio — Exibir fechamentos de uma hora. A caixa de diálogo "View-Specific Element Graphics" se abre e exibe as configurações atuais de exibição de visibilidade e gráficos para o elemento. em uma planta industrial com meio-tom. com nomes e números de ambiente. Sobrepondo exibição de visibilidade e gráficos de elementos individuais | 147 . 2 Na área de desenho. ■ Trabalho de restauração — Exibe períodos de materias existentes em um edifício sendo revistos para alterações históricas. Por exemplo. pode criar vistas para fins específicos. e equipamento de teto (coifas) exibido com uma terceira espessura de linha. em uma planta de piso com meio-tom. peças do século 17 mostradas na espessura de linha 1. Criando vistas para fins específicos Uma vez que você pode controlar a exibição de visibilidade e de gráficos por vista. duas horas e outras classificações de incêndio em uma planta de piso com meio-tom de forma que você possa distinguir as classificações.

faça as edições. Quando você usa este método. As arestas não são ocultadas por outros elementos transparentes. Todos os gráficos (incluindo padrões de preenchimento) e preenchimentos sólidos são desenhados em meio-tom quando esta opção está selecionada. Uma aresta pode ser ocultada pela face de qualquer elemento transparente e por uma face de seu próprio elemento (mesmo quando está marcado transparente). clique em "OK". Depois de editar qualquer um dos mencionados acima. Quando os elementos são transparentes. cor e padrão. ■ "Transparent": exibe somente linhas para o elemento e não superfícies. 3 Na caixa de diálogo "View-Specific Element Graphics". você pode clicar em "Apply" para manter aberta a caixa de diálogo "View-Specific Element Graphics" e ver imediatamente como a alteração afeta o modelo. Como alternativa. pode clicar no menu "View ➤ Visibility/Graphics" ou use o atalho de teclado VG ou W. OBSERVAÇÃO Para anotação. 148 | Capítulo 5 Vistas de projeto . ■ "Cut Lines": edite espessura da linha. somente opões de sobreposição relevantes são exibidas. Sobrepondo exibição gráfica de categorias de elementos OBSERVAÇÃO Se você precisar sobrepor a exibição de visibilidade e gráficos para um elemento individual. partes das arestas são ocultas. somente arestas e padrões de preenchimento (incluindo preenchimentos sólidos) são desenhados nas facxes dos elenentos. 1 Abra a vista na qual você deseja sobrepor a exibição de visibilidade e gráficos de categorias de elementos. ■ "Projection Lines": edite espessura da linha. ■ "Cut Patterns": edite espessura da linha. As faces entre as linhas padrão não são desenhadas. cor e padrão. cor e padrão. ■ "Visibility": exibe ou oculta o elemento na vista. 2 Clique com o botão direito do mouse na área do desenho e clique em "Override Graphics in View ➤ By Category". 4 Quando terminar. cor e padrão. ■ "Surface Patterns": edite visibilidade. consulte e “Sobrepondo exibição de visibilidade e gráficos de elementos individuais” na página 147. O meio-tom não tem efeito em cor de materiais em vistas sombreadas. a categoria do elemento já está realçada quando a caixa de diálogo "Visibility/Graphics" se abre. ■ "Halftone": mescla a cor da linha de um meio-tom de elemento com a cor do plano de fundo da vista. OBSERVAÇÃO Sobreposições de elementos individuais não são restaurados em modelos de vista. Na vista "Hidden Line" [Linha oculta] e na vista "Shaded with Edges" [Sombreado com arestas]. importação e elementos de detalhe.

c Na caixa de diálogo "RVT Link Display Settings" [Configurações de exibição de vínculo RVT]. Para "Detail Level". OBSERVAÇÃO Se abrir a caixa de diálogo "Visibility/Graphics" a partir de uma vista de desenho. clique em "Custom". você pode sobrepor somente a exibição da projeção e da superfície. somente as categorias que podem aparecer em uma vista de desenho serão exibidas. 3 Se necessário. 9 Clique em "Apply" para ver as alterações e clique em "OK" para sair da caixa de diálogo "Visibility/Graphics". Você não pode ver o nível de detalhe para subcategorias. d Clique na guia apropriada ("Model Categories". Quando você usa este método. mesmo se o nível de detalhe da vista esta definido como baixa resolução. 2 Clique com o botão direito do mouse na área do desenho e clique em "Override Graphics in View ➤ By Category". você também pode sobrepor o nível de detalhes. b Clique no botão da coluna "Display Settings". Isto produz um grau mais claro da cor da linha. a categoria do elemento já está realçada quando a caixa de diálogo "Visibility/Graphics" se abre. edite a cor de preenchimento e o padrão de preenchimento. Elas a herdam de sua categoria principal. Removendo sobreposições de exibição de gráfico para categorias de elementos 1 Abra a vista na qual você deseja remover as sobreposições de gráficos. b Clique no botão da coluna "Display Settings". 6 Para linhas. clique na guia apropriada na caixa de diálogo "Visibility/Graphics" ("Model Categories". e Selecione "Custom" no menu suspenso. 3 Se necessário. Para padrões. 4 Realce uma linha de categoria. Removendo sobreposições de exibição de gráfico para categorias de elementos | 149 . 5 Clique no botão "Override" para a linha ou o padrão a serem editados. Por exemplo. 8 Para categorias de modelos. "Annotation Categories" ou "Imported Categories"). Se estiver editando categorias de elementos em um modelo vinculado do Revit: a Clique na guia "Revit Links". Isto sobrepõe o nível de detalhe da vista. 7 Selecione a caixa de verificação "Halftone" [Meio-tom] junto à categoria para fundir a cor da linha de um elemento em cerca de 50 porcento com a cor do plano de fundo da vista. Se estiver sobrepondo categorias de elementos em um modelo vinculado do Revit: a Clique na guia "Revit Links". a cor da linha e o padrão. "Annotation Categories" ou "Imported Categories"). edite a espessura da linha. selecione um nível de detalhe no qual exibir a categoria do elemento. OBSERVAÇÃO Para categorias de anotação e categorias importadas. pode clicar no menu "View ➤ Visibility/Graphics" ou use o atalho de teclado VG ou W. clique na guia apropriada na caixa de diálogo "Visibility/Graphics" ("Model Categories". OBSERVAÇÃO Se abrir a caixa de diálogo "Visibility/Graphics" a partir de uma vista de desenho. "Annotation Categories" ou "Imported Categories"). você pode definir uma parede para ser exibida com nível de detalhe médio ou fino para ver sua estrutura. somente as categorias que podem aparecer em uma vista de desenho serão exibidas. Como alternativa.

Como alternativa. Por exemplo. Por padrão. desmarque a caixa de verificação no topo da guia. 4 Para ocultar todas as categorias. ■ Clique em "Invert" para alternar a seleção de linhas entre as que estão selecionadas e as que não estão selecionadas. 5 Clique no botão "Override" para a linha ou o padrão a serem editados. desmarque "Show model categories" na caixa de verificação da vista. você pode desmarcá-la para todas as categorias ao desmarcar uma categoria. marque ou desmarque as caixas de seleção ao lado da categoria ou subcategoria. Para obter mais informações. o Revit Architecture). Quando você usa este método. pode clicar no menu "View ➤ Visibility/Graphics" ou use o atalho de teclado VG ou W. ■ Selecione uma célula com uma caixa de seleção e pressione BARRA DE ESPAÇO para marcar ou desmarcar a caixa de seleção. ■ Clique em "None" para desmarcar a seleção de quaisquer linhas selecionadas. Para listar categorias de todas as disciplinas. clique em "Custom". 2 Clique na guia "Model Categories". Por exemplo. a categoria do elemento já está realçada quando a caixa de diálogo "Visibility/Graphics" se abre. 7 Clique em "Apply" para ver as alterações e clique em "OK" para sair da caixa de diálogo "Visibility/Graphics". somente as categorias que podem aparecer em uma vista de desenho serão exibidas. 150 | Capítulo 5 Vistas de projeto . consulte “"Object Styles" [Estilos de objeto]” na página 80. 5 Clique em "Apply" para ver as alterações e clique em "OK" para sair da caixa de diálogo "Visibility/Graphics". marque a caixa de seleção "Show categories from all disciplines" [Mostrar categorias de todas as disciplinas]. c Na caixa de diálogo "RVT Link Display Settings". Controlando seleção de categoria ■ Clique em "All" para selecionar todas as linhas na tabela. Quando você remove uma sobreposição de exibição de gráfico. a categoria do elemento é exibida na vista de acordo com as configurações especificadas na caixa de diálogo "Object Styles". todas as subcategorias para essa categoria não estarão mais visíveis na vista. d Clique na guia apropriada ("Model Categories". Especificando visibilidade de categoria de elementos OBSERVAÇÃO Para obter informações sobre configurações de visibilidade para categorias de elementos em modelos vinculados do Revit e elementos em worksets. ■ Clique em "Expand All" para expandir toda a árvore de categorias e tornartodas as subcategorias visíveis. usando o comando "All". Se a visibilidade de todas as categorias estiver selecionada. estas seis linhas não mais estarão selecionadas e todas as outras linhas estarão selecionadas. 4 Realce uma linha ou linhas de categoria. e Selecione "Custom" no menu suspenso. OBSERVAÇÃO Se abrir a caixa de diálogo "Visibility/Graphics" a partir de uma vista de desenho. 3 Para definir a visibilidade da categoria. 1 Clique com o botão direito do mouse na área do desenho e clique em "Override Graphics in View ➤ By Category". consulte “Visibilidade para modelos vinculados do Revit” na página 745 e “Visibilidade em worksets” na página 736. 6 Clique em "Clear Overrides" [Limpar sobreposições]. para ocultar todas as categorias do modelo. a caixa de diálogo "Visibility/Graphics" lista somente as categorias de elementos que são apropriadas para a disciplina particular do Revit com que você está trabalhando (por exemplo. "Annotation Categories" ou "Imported Categories". se seis linhas estão selecionadas e você clicar em "Invert Selection". "Annotation Categories" ou "Imported Categories"). Se você desmarcar a caixa de seleção para uma categoria. Isto torna mais fácil selecionar todas as catageorias e subcategorias.

A segunda imagem mostra como parte do telhado aparece quando a transparência é aplicada. As faces entre as linhas padrão não são desenhadas. partes das arestas são ocultas. 1 Abra a vista na qual você deseja aplicar transparência a faces de categoria de modelo. Pressione a TECLA DE SETA PARA A DIREITA para expandir a árvore de categoria. 5 Na coluna "Transparent". Na vista "Hidden Line" [Linha oculta] e na vista "Shaded with Edges" [Sombreado com arestas]. c Na caixa de diálogo "RVT Link Display Settings". 6 Clique em "Apply" para ver as alterações e clique em "OK" para sair da caixa de diálogo "Visibility/Graphics". b Clique no botão da coluna "Display Settings". somente arestas e padrões de preenchimento (incluindo preenchimentos sólidos) são desenhados nas facxes dos elenentos. clique em "Custom". clique na guia "Model Categories". Uma aresta pode ser ocultada pela face de qualquer elemento transparente e por uma face de seu próprio elemento (mesmo quando está marcado transparente). 4 Realce uma linha ou linhas de categoria. As imagens a seguir mostram o mesmo modelo em vista 3D. Se estiver editando categorias de modelos para elementos em um modelo vinculado do Revit: a Clique na guia "Revit Links". Aplicando transparência a faces de categorias de elemento de modelo | 151 . As arestas não são ocultadas por outros elementos transparentes. d Clique na guia "Model Categories". 3 Na caixa de diálogo "Visibility/Graphics". ■ Selecione uma linha de ctaegoria com foco na célula "Visibility". marque a caixa de seleção. consulte “Sobrepondo exibição de visibilidade e gráficos de elementos individuais” na página 147. e clique em "Override Graphics in View ➤ By Category". e Selecione "Custom" no menu suspenso. ou com o botão direito do mouse na área do desenho. 2 Clique em "View menu ➤ Visibility/Graphics". Quando os elementos são transparentes. Aplicando transparência a faces de categorias de elemento de modelo OBSERVAÇÃO Se precisar aplicar transparência a uma face de elemento de modelo individual. Pressione a TECLA DE SETA PARA A ESQUERDA para retrair a árvore.

Por exemplo. o nome "2-hour Fire-Rateed Doors 1" será exibido na lista "Filters". Por exemplo. 3 Se estiver criando um novo filtro. 4 Clique em "OK". Os parâmetros que são exibidos são os comuns a todas as categorias selecionadas. clique no nome clique em (ou clique com o botão direito do mouse no nome e clique em "Rename"). você selecionaria as categorias de portas e paredes. Criando um filtro 1 Clique em "Settings menu ➤ Filters". Pode também aplicar filtros de seleção no Revit Architecture. clique em "Add". Por exemplo. OBSERVAÇÃO Se abrir um projeto do Revit que foi c riado no Revit Structure. Para renomear o filtro. Controlando exibição de visibilidade e gráficos de elementos usando filtros Os filtros fornecem um meio para sobrepor a exibição gráfica e para controlar a visibilidade de todos os elementos que compartilham propriedades comuns em uma vista. Você então seleciona o filtro. Se estiver duplicando um filtro existente. se você precisa alterar o estilo de linha e a cor para duas horas e classificações de incêndio. 5 Em "Categories". Você pode modificar a plicar filtros baseados em regra no Revit Architecture. você pode criar um filtro para mostrar somente portas classificadas por incêndio por duas horas. Se o parâmetro pelo qual você deseja filtrar não estriver na lista. você pode criar um filtro que seleciona todas as paredes na vista que têm valor de duas horas para o parâmetro "Fire Rating". insira um nome para o filtro. Para criar um parâmetro personalizado (por exemplo. 6 Na lista "Filter By". define as configurações de visibilidade e gráficos (como estilo de linha e cor). Se desejasse criar umn filtro para mostrar portas e paredes classificadas por incêndio por duas horas. e aplica o filtro à vista. clique em uma ou mais categorias para incluir o filtro. se estiver duplicando um filtro chamado "2-hour Fire-Rateed Doors". todas as paredes que atendem os critérios definidos no filtro são atualizadas com as configurações de visibilidade e gráficos apropriadas. o novo filtro será exibido na lista "Filters". 152 | Capítulo 5 Vistas de projeto . na caixa de diálogo "Filter Name". NIC [não no contrato]): a Na caixa de diálogo "Parameter Properties". você verá na lista de filtros disponíveis "Selection Filters" e filtros baseadas em regra. mas os filtros de seleção somente podem ser modificados no Revit Structure. clique em "More Parameters" para visualizar parâmetros adicionais ou para criar um parâmetro personalizado. 2 Na caixa de diálogo "Filters". As categorias que você seleciona determinam os parâmetros que estão disponíveis nas listas "Filter By". Quando faz isso. a classificação por incêndio). Neste caso. clique em (Novo) ou selecione um filtro existente e clique em (Duplicar). selecione o parâmetro pelo qual filtrar (por exemplo. você selecionaria somente a categorias de portas.

8 Insira um valor para o filtro ou selecione um valor da lista (disponível para alguns tipos de parâmetros). ■ "does not contain": exclui um caracter em qualquer lugar da seqüência de caracteres. ■ "is less than": procura por valores menores do que o valor que você insere. b Na caixa de diálogo "Parameter Properties". mas não iguais a 23. c Clique em "OK". d Se elementos são selecionados na área de desenho. ■ "does not begin with": exclui um caracter no início da seqüência de caracteres. consulte “Parâmetros personalizados” na página 62 7 Selecione o operador de filtro entre as seguintes opções: ■ "equals": os caracteres precisam coincidir exatamente. ■ "is less than or equal to": procura por valores menores do que ou igual ao valor que você insere. Para obter mais informações sobre como criar parâmetros personalizados. o parâmetro é agrupado na caixa de diálogo "Element Properties" em "Other". todos os atributos que terminem com o caractere H são retornados. Se você insere o caractere H. selecione o parâmetro na lista "Filter By". ■ "ends with": seleciona um caracter no fim da seqüência de caracteres. insira os dados do parâmetro. clique em "OK". serão retornados. o nome do parâmetro é "NIC". Neste exemplo. Se você insere 23. o parâmetro é um parâmetro de instância e o parâmetro somente se aplica a lementos nas categorias "Casework" [Componente de gabinete] e "Furniture" [Móveis]. a caixa de diálogo "Parameter Value" se abre. Se você inserir 23. valores de 23 e maiores são retornados. Especifique um valor de parâmetro para os elementos selecionados e clique em "OK". e Na caixa de diálogo "Project Parameters". Se você inserir 23. Se você insere 23. ■ "does not equal": exclui tudo que não coincide com o valor que você insere. valores menores do que. todos os atributos que contenham o caractere H são excluídos. mas não iguais a 23. ■ "does not end with": exclui um caracter no fim da seqüência de caracteres. Se você insere o caractere H. Se você insere o caractere H. a disciplina é "Common". ■ "is greater than": procura por valores maiores do que o valor que você insere. ■ "contains": seleciona um caracter em qualquer lugar da seqüência de caracteres. serão retornados. valores de 23 e menores são retornados. ■ "begins with": seleciona um caracter no início da seqüência de caracteres. o tipo do parâmetro é "Yes/No". f Na caixa de diálogo "Filters". valores maiores do que. Controlando exibição de visibilidade e gráficos de elementos usando filtros | 153 . todos os atributos que contenham o caractere H são retornados. ■ "is greater than or equal to": procura por valores maiores do que ou igual ao valor que você insere. todos os atributos que terminem com o caractere H são excluídos. Se você insere o caractere H. todos os atributos que começam com o caractere H são retornados. Se você insere o caractere H. Se você insere o caractere H. todos os atributos que começam com o caractere H são excluídos.

2 Na caixa de diálogo "Filters". que contém uma lista de critérios de filtros criados no projeto. 154 | Capítulo 5 Vistas de projeto . Você pode modificar a plicar filtros baseados em regra no Revit Architecture. 5 Modifique as categorias e as regras de filtro. Como alternativa. clique em . Clique em "Yes" para confirmar a exclusão. 10 Clique em "OK" quando tiver terminado com a criação de critérios de filtros. a superfície. 9 Clique em "OK" ou "Apply" para ativar o filtro para aquela vista. OBSERVAÇÃO Se filtros de mútipla seleção são alpicados na mesma vista. consulte “Criando um filtro” na página 152. Insira um novo nome para o filtro e clique em "OK". Modificando critérios de filtro 1 Clique em "Settings menu ➤ Filters". mas os filtros de seleção somente podem ser modificados no Revit Structure. Se nenhumfiltro existir no projeto. clique em . 6 Sobreponha a projeção. A caixa de diálogo "Filters" é aberta. você verá na lista de filtros disponíveis "Selection Filters" e filtros baseadas em regra. conforme necessário. os estilos de linha de corte e os padrões de projeção. Os filtros são especificos da vista. conforme necessário. 4 Para excluir o filtro. a ordem em que esles estão listados denota a prioridade. 2 Clique na guia "Filters". os elementos devem coincidir com todos os critérios a serem selecionados. O filtro de seleção mais próximo do topo da lista toma precedência. clique na guia "Filters" e em seguida clique em "Edit/New". OBSERVAÇÃO Se você selecionar o operador de igual. Para obter detalhes sobre a criação de um filtro. clique com o botão direito do mouse em um elemento na área de desenho e clique em "Override Graphics in View ➤ By Filter". clique no menu "View ➤ Visibility/Graphics". Como alternativa. se necessário. 7 Marque a opção "Halftone" para fazer com que os objetos de filtro apareçam em meio-tom. 3 Para renomear o filtro. OBSERVAÇÃO Se abrir um projeto do Revit que foi c riado no Revit Structure. Esta procura é sensível a maiúsculas e minúsculas. 4 Selecione um filtro e clique em "OK". 9 Insira critérios de filtro adicionais. 3 Clique em "Add". 6 Clique em "OK". Aplicando um filtro 1 Clique em "View menu ➤ Visibility/Graphics" ou digite VV ou VG para abrir a caixa de diálogo "Visibility/Graphics". selecione o filtro que você deseja modificar na lista de filtros . Você pode adicionar até três critérios adicionais. 8 Marque a opção "Transparent" para tornar os objetos de filtro transparentes. 5 Marque ou desmarque a caixa de seleção "Visibility" para ativar ou desativar a visibilidade de um objeto filtrado. Quando inserir mais de um critério de filtro. o valor que inserir deve coincidir com o valor de procura. "OK" ativa o filtro e fecha a caixa de diálogo e "Apply" ativa o filtro e mantém a caixa de diálogo aberta. clique em "Edit/New" para criar um filtro. Pode também aplicar filtros de seleção no Revit Architecture.

Ocultando elementos em uma vista | 155 . clique em . Ocultando elementos em uma vista Você pode ocultar elementos individuais ou categorias de elementos em uma vista permanentemente ou temporariamente. projeção e padrões de linha de corte e estilos.Modificando configurações de visibilidade de filtros e gráficos 1 Clique em "View menu ➤ Visibility/Graphics" ou digite VV ou VG para abrir a caixa de diálogo "Visibility/Graphics". selecione o elemento a ser ocultado. Para reexibir elementos ocultos: 2 Selecione o elemento. 3 Faça um dos seguintes: ■ Na Barra de opções. Revelando e reexibindo elementos ocultos 1 Na Barra de controle de vista. Quando você oculta um elemento que é usado como uma referência para um identificador ou uma cota. Todos os elementos ocultos são exibidos em magenta e os elementos visíveis são exibidos em meio-tom. 3 Modifique visibilidade. conforme necessário. 4 Clique em "OK". Ocultando elementos 1 Na área de desenho. A área de desenho e o ícone de "Reveal Hidden Elements" [Revelar elementos ocultos] são exibidos com uma borda magenta para indicar que você está no modo "Reveal Hidden Element". Ocultar uma nuvem de revisão não afeta a tabela de revisão. 2 Para "Name". o elemento é ocultado na vista. Se selecionar "Category". Como alternativa. selecione o filtro a ser modificado. clique com o botão direito do mouse em um elemento na área de desenho e clique em "Override Graphics in View ➤ By Filter". 2 Clique no menu "View ➤ Hide in View ➤ Elements or Category" [Vista ➤ Ocultar na vista ➤ Elementos ou categoria] ou clique com o botão direito do mouse no elemento e clique em "Hide in View ➤ Elements or Category". o identificador ou a cota são também ocultados. meio-tom e transparência. todos os elementos dessa categoria serão ocultados na vista. Se você selecionar "Element". clique em "Unhide Element" ou em "Unhide Category".

156 | Capítulo 5 Vistas de projeto . 2 Na Barra de controle de vista. e o comando "Isolate" mostra os elementos selecionados e oculta todos os outros elementos na vista. Ocultando ou isolando temporariamente elementos ou categorias de elementos Ocultar ou isolar temporariamente elementos ou categorias de elementos pode ser útil quando você deseja ver ou editar apenas alguns poucos elementos de uma determinada categoria na vista. ■ "Isolate Element" [Isolar o elemento]: isole somente os elementos selecionados. a área de desenho é exibida com uma borda azul. somente paredes e portas permanecerão visíveis na vista. Quando você oculta temporariamente um elemento ou categoria de elemento. OBSERVAÇÃO As opções "Unhide Element" e "Unihide Category" se tornam ativas quando você seleciona um elemento que estava ocultado pelo elemento ou uma categoria que estava ocultada por uma categoria. ■ "Hide Category" [Ocultar a categoria]: oculte todas as categorias selecionadas na vista. selecione um ou mais elementos. como mostrado na imagem a seguir. 4 Na Barra de controle de vista. O comando "Hide" oculta os elementos selecionados na vista. todas as paredes e portas serão ocultadas na vista. O comando somente afeta a vista ativa na na área do desenho. ■ Clique com o botão direito do mouse no elemento e clique em "Unhide in View ➤ Elements or Category". A visibilidade do elemento reverte de volta para seu estado original quando você fecha o projeto. ■ "Hide Element" [Ocultar o elemento]: oculte somente os elementos selecionados. ■ Clique no menu "View ➤ Unhide in View ➤ Elements or Category". Para ocultar ou isolar temporariamente elementos ou categorias de elementos: 1 Na área de desenho. OBSERVAÇÃO Você também pode acessar estes comandos usando o menu "View ➤ Temporary Hide/Isolate" ou pode usar os atalhos de teclado exibidos ao lado do comando no menu. se você selecionou algumas paredes e portas. clique em para sair do modo "Reveal Hidden Elements". a não ser que torne a aletração permanente. clique em ("Temporary Hide/Isolate) e selecione o seguinte: ■ "Isolate Category" [Isolar a categoria]: em outras palavras. "Temporary Hide/Isolate" também não afeta a impressão. Se você selecionar algumas paredes e portas.

1 Abra uma vista da planta. consulte “Alterando o estilo da linha de elementos” na página 570. ■ "Use Function" [Usar função]: ignora as configurações de material (a linha nunca é invisível) e define o estilo da linha de separação com base nas prioridades funcionais da camada. cores das linhas e padrões das linhas em camadas hospedeiras. "Finish 1" e "Finish 2". como desejado. 5 Para o ajuste da camada núcleo. Os estilos de linha que você atribui à estrutura hospedeira são específicos da vista. Para sair do modo ocultar/isolar temporário e tornar as alterações permanentes: 4 Na Barra de controle de vista. Sobrepondo linhas individuais em um elemento Você pode usar a ferramenta "Linework" [Manipulação dos estilos de linha] para sobrepor o estilo de linha de linhas de elemento individuais. Sobrepor estilos de linha de corte Use o recurso de sobreposição para atribuir diferentes espessuras de linha para as linhas de corte e para as linhas estruturias núcleo de uma parede em uma vista da planta. selecione "Cut Line Styles". Se tornar permanentes elementos ocultos temporariamente. O estilo da linha de separação é determinada pela camada com a maior prioridade de funcionalidade. você poderá revelá-los mais tarde e reexibi-los. 2 Clique no menu "View ➤ Visibility/Graphics". atribua a espessura da linha. eles são visíveis somente na vista nas quais você os cria. Sobrepondo linhas individuais em um elemento | 157 . 6 Clique em "OK". Você pode atribuir espessura de linha. Se ambas as camadas são desenhadas com estilos de linha com a mesma espessura de caneta. 7 Na caixa de diálogo "Visibility/Graphics". As hospedeiras nas quais você pode aplicar a sobreposição são paredes.Para sair do modo ocultar/isolar temporário sem salvar as alterações: 3 Na Barra de controle de vista. 3 Em "Override Host Layers" [Sobrepor camadas hospedeiras]. "Thermal/Air". telhados e tetos. 4 Na caixa de diálogo "Host Layer Line Styles" [Estilos de linha da camada hospedeira]. Para obter mais informações. Para obter informações. cor de linha e padrão de linha para cada uma das funções de camadas: "Structure". ■ "Use Common Edge Style" [Usar estilo de aresta comum]: ignora as prioridades funcionais e definições de material e sempre usa o estilo de aresta comum. selecione uma opção. as propriedades atribuídas as arestas comuns são usadas. clique em e em seguida clique em "Reset Temporary Hide/Isolate" [Reinicializar ocultar/isolar temporário]. e clique em "Edit". As sobreposições são aplicadas nas arestas de corte de todas as hospedeiras na vista. clique em e em seguida clique em "Apply Hide/Isolate to View" [Aplicar ocultar/isolar à vista]. Consulte “Sobrepondo camadas hospedeiras” na página 157. consulte “Revelando e reexibindo elementos ocultos” na página 155. Sobrepondo camadas hospedeiras Usando sobreposições. se necessário. que ocorrem quando uma linha é comum a duas camadas de funções diferentes. clique em "OK". Todos os elementos ocultos temporariamente são restaurados na vista. Você também pode selecionar entre as opções de limpeza de camada núcleo: ■ "Default" [Padrão]: isto preserva o comportamento atual. "Substrate". Você também pode controlar os estilos de linha para arestas comuns. ■ "No Edge" [Nenhuma aresta]: torna a linha de separação invisível sempre que as camadas tenham o mesmo padrão de preenchimento. você pode controlar a visibilidade de arestas cortadas em camadas hospedeiras em vistas de planta e corte.

158 | Capítulo 5 Vistas de projeto . Você pode exibir uma região de recorte de modelo e uma região de recorte de anotação em todas as vistas gráficas do projeto. de modo que são visíveis dentro do limite de recorte da anotação. notas chave e cotas) que fazem referência a elementos de modelo ocultos ou recortados não aparecem na vista. mesmo que esteja posicionado dentro do recorte da anotação. O recorte da anotação não é exibido por padrão quando você exibe regiões de recorte em uma vista dependente. Por exemplo. Quando você desativa a região de recorte (a opção "Do Not Crop View" [Não recortar a revista]). Você também pode alterar a escala da região de recorte arrastando os controles azuis ou definindo explicitamente a escala. Região de recorte de modelo A região de recorte de modelo recorta elementos de modelo. Os dados (grades e níveis) que cruzam a região de recorte de modelo exibem as extremidades inicial e final. Consulte “Exibindo ou ocultando regiões de recorte” na página 159. consulte “Vistas dependentes duplicadas ” na página 141. caixas de corte e caixas de escopo no limite de recorte do modelo. identificadores. o identificador da porta não estará visível. de modo que nenhuma anotação parcial é desenhada. se uma porta foi recortada da vista pelo recorte de modelo. O recorte da anotação não é exibido por padrão quando você exibe regiões de recorte em uma vista primária. Você pode exibir ou ocultar regiões de recorte de modelo e anotação. Limites de recorte visíveis de outras vistas relacionadas também são recortados no limite de recorte do modelo. O recorte da anotação é a região de recorte externa. A escala dos dados não é alterada. Para obter mais informações sobre vistas primárias e independentes.Regiões de recorte A região de recorte define os limites para uma vista do projeto. A imagem a seguir mostra uma vista de planta com as regiões de recorte de modelo e anotação visíveis. os dados são exibidos na escala original em que foram desenhados. Anotações (como símbolos. Região de recorte de anotação Uma região de recorte de anotação recorta totalmente elementos de anotação quando toca qualquer parte do elemento de anotação. e o recorte do modelo é a região de recorte interna. mesmo que estejam dentro da região de recorte de anotação. As vistas 3D em perspectiva não dão suporte à região de recorte de anotação. Consulte “Alterando a escala de regiões de recorte graficamente” na página 159 e “Alterando a escala de regiões de recorte explicitamente ” na página 160. elementos de detalhe (como isolamento e linhas de detalhe).

3 Na Barra de controle de vista. Região de recorte de vista de elevação selecionada com controles de linha de quebra 2 Mova o cursor perto de um controle de linha de quebra . Na área de desenho. se a região de recorte de anotação estiver oculta. e os recortes de anotação e modelo são exibidos. clique em ("Show Crop Region" ou "Hide Crop Region". 2 Altere a escala da região de recorte conforme necessário usando o controle de arrastar ou definindo a escala explicitamente. Quando você coloca o cursor perto de um controle de linha de quebra. e o recorte externo é o recorte da anotação. Para exibir ou ocultar o recorte de anotação: 1 Depois de exibir regiões de recorte. consulte “Exibindo ou ocultando regiões de recorte” na página 159. clique com o botão direito do mouse na área de desenho e clique em "View Properties". Para alterar a escala da região de recorte usando controles de arrastar: 1 Selecione a região de corte. Se precisar de exibir a região de recorte. Recortando uma vista | 159 . Os controles de linha de quebra removem partes da vista. 3 Clique em "OK". 2 Na caixa de diálogo "Element Properties".Recortando uma vista 1 Se regiões de recorte não estiverem visíveis. Exibindo ou ocultando regiões de recorte Na Barra de controle de vista. selecione a região de recorte. Para alterar a escala da região de recorte usando controles de linha de quebra: 1 Selecione a região de recorte. 2 Arraste os controles de seta azul para a escala desejada. Alterando a escala de regiões de recorte graficamente Você pode usar controles de arrastar e controles de linha de quebra para alterar a escala da região de recorte. O recorte interno é o recorte do modelo. Para obter mais informações. clique em ("Crop View" [Vista de recorte]). consulte “Alterando a escala de regiões de recorte graficamente” na página 159 e “Alterando a escala de regiões de recorte explicitamente ” na página 160. marque (ou desmarque) a caixa de seleção para "Annotation Crop". a parte da vista que será removidas é indicada pelo X. clique em ("Show Crop Region") na Barra de controle da vista.

4 Modifique os valores para a largura e a altura. Os exemplos destes modos são fornecidos no fim deste procedimento. e as informações da região recorte separada serão retidas. irá precisar recriar as regiões de recorte separadas. Duas novas regiões de recorte criadas Você pode alterar a escala das regiões de recorte separadas usando os controles de arrastar e os controles de linha de quebra. você poderá somente modificar a altura ou a largura. todas as regiões de recorte separadas são perdidas. uma mensagem notifica que as informações da região de recorte separadas serão perdidas. A escala para a região de recorte de modelo é exibida na Barra de opções. selecione a região de recorte. porque os valores estão bloqueados. 160 | Capítulo 5 Vistas de projeto . Isto significa que a escala da região na vista é a mesma da região em uma folha.aradas arrastando o limite de uma região de recorte para cima da outra. 1 Na área de desenho. Pode consolidar as regiões de recorte se. selecione "Field of View" [Campo de vista] ou "Scale" [Escala] (proporções bloqueadas). clique no valor da escala. Você pode ocultar uma região de recorte e depois exibi-las novamente. OBSERVAÇÃO Se você desativar a região de recorte na vista. Desativar a região de recorte não é o mesmo que ocultar a região de recorte. OBSERVAÇÃO Se selecionou "Scale" para uma vista 3D em perspectiva. Uma mensagem indica que as regiões serão consolidadas. Você também pode especificar o deslocamento da região de recorte de anotação a partir da região de recorte de modelo. 2 Na Barra de opções. 3 Se estiver modificando uma região de recorte em uma vista 3D em perspectiva. Alterando a escala de regiões de recorte explicitamente Você pode definir explicitamente a largura e a altura de uma região de recorte no espaço de papel. Porção da vista realçada a ser removida 3 Clique no controle para quebrar a vista em regiões separadas. Quando você desativa a região de recorte. Se você ativar mais tarde a região de recorte. A caixa de diálogo "Crop Region Size" é aberta. 5 Modifique os valores de deslocamento para o recorte de anotação.

consulte “Rotacionando um projeto para o norte verdadeiro” na página 759.500 mm. consulte “Rotacionando elementos” na página 556. O modo "Field of View" é para vistas em perspectiva ou em não perspectiva. se alterar uma região de recorte com 100 mm de largura por 75 mm de altura para 50 mm de largura por 25 mm de altura. ■ No modo "Scale". 3 Na barra de ferramentas. você insere a largura ou altura. As opções de recorte de anotação não estão disponíveis para vistas 3D em perspectiva. Rotacionando vistas Você pode rotacionar vistas de corte. 4 Rotacione a vista. e o Revit Architecture mantém a relação de aspecto. Os valores de largura e altura para a região de recorte de modelo aparecem na Barra de opções. 2 Selecione a caixa de corte (chamada de detalhe) ou de escopo. Rotacionando vistas | 161 . Para obter mais informações sobre o comando "Rotate". Há dois modos para alterar a escala da região de recorte: modo "Field of View" e "Scale". ■ No modo "Field of View". Para obter informações sobre rotacionar um projeto para o norte verdadeiro. Aqui está o resultado da modificação da altura da elevação do olho para 22. O modo "Scale" é somente para vistas em perspectiva.500 mm. que na realidade rotaciona uma vista. 6 Clique em "Apply" para efetuar as alterações ou clique em "OK" para efetuar as alterações e fechar a caixa de diálogo. mas o campo de visão permanece o mesmo. clique em "Rotate" ( ). Rotacionando uma viewport em uma vista de folha 1 Abra a vista de folha que contém a viewport a ser rotacionada. você está esticando a região de recorte no tamanho especificado. a região de recorte será atualizada de acordo. a escala da vista é alterada. Quando você altera o valor. Pode também rotacionar a região de recorte. caixas de escopo e viewports usando o comando "Rotate". Na imagem a seguir. Por exemplo. a elevação do olho é 7. Rotacionando uma vista de corte ou uma caixa de escopo 1 Abra a vista do projeto que contém a caixa de corte (chamada de detalhe) ou de escopo a ser rotacionada.

2 Na Barra de controle de vista. Quando você rotaciona uma viewport. A vista é rotacionada e o valor é propagado para o parâmetro de instância "View Rotation on Sheet" da viewport. 2 Selecione a viewport. Para rotacionar uma vista por sua região de recorte: 1 Abra a vista do projeto a ser rotacionada. 3 Na Barra de opções. 4 Na barra de ferramentas. clique em ("Show Crop Region") [Exibir região de recorte]. consulte “Rotacionando elementos” na página 556. selecione um valor para "Rotation on Sheet" [Rotação na folha]. Configurações de vista Efetuando zoom em vistas de projeto O comando "Zoom" [Zoom] altera a área visível na janela. Rotacionando uma vista por região de recorte Quando você rotaciona uma vista rotacionando a região de recorte. Para obter mais informações sobre o comando "Rotate". 5 Rotacione a vista. As seguintes opções de "Zoom" estão disponíveis no menu "View": ■ "Zoom Out 2X" [Afastar zoom 2X] ■ "Zoom in Region" [Zoom na região] ■ "Zoom to Fit" [Zoom para caber] ■ "Zoom All to Fit" [Zoom em todos para caber] ■ "Sheet Size" [Tamanho da folha] ■ "Previous Scroll/Zoom" [Roalgem/Zoom anterior] ■ "Next Scroll/Zoom" [Próxima Rolagem/Zoom] 162 | Capítulo 5 Vistas de projeto . o título da vista também é rotacionado. o modelo é rotacionado na direção oposta da região de recorte. clique em ("Rotate"). A região de recorte é exibida na vista. 3 Selecione a região de recorte. Você poderá precisar recuar o zoom para visualizá-la.

selecione o elemento para o qual deseja que as linhas ocultas sejam exibidas. A exibição de linhas invisíveis de paredes. A seguir. ele afeta todas as vistas. Quando você ativa o comando "Thin Lines". Primeiro. molduras. Por exemplo. Planta de uma laje estrutural e vigas emolduradas em paredes de concreto Exibindo linhas ocultas de elementos Elementos de modelo e de detalhe que estejam obscurecidos por outros elementos podem ser exibidos usando o comando "Show Hidden Lines". as linhas invisíveis são representadas como ocultas. Níveis de detalhe e exibição de componentes estruturais A exibição de componentes estruturais difere com base no nível de detalhe da vista. ■ "Model Graphics Style" Ao definir "Model Graphics" para "Hidden" ou para "Shading w/Edges" [Sombreamento com arestas]. clique no menu "View ➤ Thin Lines" ou clique em na barra de ferramentas. O nível de detalhamento é um parâmetro de instância de vista. as linhas de elementos aparecem mais espessas do que na verdade o são. A ferramenta "Remove Hidden Lines" [Remover linhas ocultas] é o inverso da ferramenta "Show Hidden Lines". Você pode usar a ferramenta "Show Hidden Lines" em todos os elementos que tenham a categoria "Hidden Lines". Mantendo espessura de linha ao efetuar zoom O comando "Thin Lines" [Linhas finas] mantém a espessura verdadeira das linhas em relação ao zoom na vista. pisos. mas não a impressão ou a visualização da impressão. selecione o elemento obscurecido que tenha linhas que você deseja exibir. Níveis de detalhe e exibição de componentes estruturais | 163 . portanto. mas tem muito mais detalhes em níveis de detalhe médios e finos.Você também pode acessar os comandos "Zoom" na barra de ferramentas ( ). colunas e elementos de fundação é controlada pelos seguintes parâmetros de "View": ■ "Discipline" A disciplina precisa ser definida como estrutural para que as linhas invisíveis sejam representadas como ocultas. uma moldura estrutural aparece como estacas em uma escala de baixa resolução. cada vista pode ter uma configuração diferente para este parâmetro. Para ativar o comando. 1 Clique no menu "Tools ➤ Show Hidden Lines" ou na barra de ferramentas "Tools" clique em . Alguns comandos de zoom estão disponíveis no menu de atalho quando você clica com o botão direito do mouse em uma vista. quando você aplica o zoom em um modelo em uma vista com escala pequena. Geralmente. consulte “"Detail Level"” na página 92 Exibição de linhas ocultas de componentes de concreto estrutural O Revit Architecture fornece a facilidade para controlar a exibição de componentes de concreto estrutural que estão no estado oculto em uma vista. O nível de detalhamento também é dependente da escala da vista. Para obter informações sobre como definir escalas com nível de detalhe e sobre a ferramenta "Detail Level".

Quando você gira ou objetos selecionados. mantenha pressionado CTRL para alternar para o modo de zoom. ou Se a função atual for "Scroll" ou "Zoom". Coloque o cursor na área de desenho. Modo Ações "Scroll" [Rolar]: move a vista para a esquerda Na caixa de diálogo "Dynamic View". Coloque o cursor na área de desenho. ou Se a função atual for "Spin" ou "Scroll". ou Sem a caixa de diálogo. clique em . Você ativa o comando "Dynamic View": ■ Clicando em "View ➤ Dynamically Modify View". mantenha pressionado o botão do meio do mouse e arraste o cursor. clique em "Tools menu ➤ Remove Hidden Lines" ou na barra de ferramentas "Tools". 4 Para reverter o efeito deste comando. e clique para selecioná-lo. ou Sem a caixa de diálogo. "Spin" [Girar] (somente vistas 3D): rotaciona Quando você gira o olho da câmera. 2 Coloque o cursor em um elemento que está ocultando outro elemento e clique para selecioná-lo. Por exemplo. Quando está em 3D. enquanto pressiona SHIFT. clicando em . 5 Selecione o elemento que irá ocultar o outro elemento. 3 Coloque o cursor em um elemento com a linhas a serem exibidas. pressionando o botão do meio do mouse. ■ Pressionando F8. o olho da câmera em torno de objetos selecionados. mantenha pressionado o botão do meio do mouse. Coloque o cursor na área de desenho. "Zoom": amplia a vista. acesse o comando "Object Styles". clique em "Spin". e arraste o cursor. Na caixa de diálogo "Dynamic View". ■ Na barra de ferramentas padrão. role a roda para efetuar o zoom na vista. Na caixa de diálogo "Dynamic View". 164 | Capítulo 5 Vistas de projeto . pode girá-lo em torno do ponto alvo da câmera o olho da câmera em torno de todo o modelo que criou a vista 3D ou em torno de objetos selecionados na vista. você tem a opção de salvar a vista e reorientarinstantaneamente para outras vistas ou direções. mantenha pressionado SHIFT para alternar para o modo de girar. Coloque o cursor na área de desenho. As linhas deste elemento são exibdas no estilo de linha oculta através do elemento de sobreposição. Para alterar o estilo de linha oculta do elemento. mantenha pressionado o botão do meio do mouse e arraste o cursor. clique em "Zoom". estes objetos permanecem visíveis na vista. enquanto pressiona CTRL. O quadro a seguir descreve as diferentes opções de modo que estão disponíveis quando você ativa "Dynamic View". ■ Se equipado. Usando a vista dinâmica O comando "Dynamic View" [Vista dinâmica] varia a posição da câmera nas vistas 2D e 3D. selecione uma região preenchida que está sobrepondo uma parede. 6 Selecione o outro elemento a ser oculto. desenho. clique em "Scroll". ou Sem a caixa de diálogo. ou Se o botão do mouse for uma roda. Coloque o cursor na área de ou direita e acima ou abaixo.

orienta a câmera para coincidir com o ângulo da vista da vista selecionada. "Forward/Back" [Adiante/Atrás]: move a Na caixa de diálogo "Dynamic View". clique em ou no menu "View ➤ Orient ➤ Save View". pressione ESC. Para reverter para a orientação anteriormente salva. Os modos nestas guias permitem que você navegue pelo modelo. Você precisa salvar a vista para poder salvar as alterações. Arraste o cursor para a área de desenho para mover a câmera e o ponto alvo. Isto também é verdadeiro quando no modo demo. Estas alterações podem ser salvar ao clicar em na caixa de diálogo "Dynamic View".Opções de vistas dinâmicas 3D A vista dinâmica tem opções adicionais em 3D. Clique em para ocultar os comandos. para cima e para baixo. para direita. mantenha pressionada a tecla CTRL para alternar para o modo adiante e atrás. Para sair da "Dynamic View". Se a função atual for "Dolly" ou "Turn". o Revit Architecture irá se lembrar de onde foi colocada pela última vez antes de sair. Usando a vista dinâmica | 165 . (olhar em torno) Arraste o cursor para a área de desenho para mover o ponto alvo para frente. selecione uma direção]: altera a orientação da vista para uma direção ou clique no menu "View ➤ Orient" e selecione uma direção. a guia "Walkthrough" e uma guia "Field of View" aparecem na caixa de diálogo "Dynamic View". Ou clique no menu "View ➤ Orient ➤ By Plane" e especifique selecionado. As alterações feitas na orientação de uma vista 3D não serão salvas quando você salva seu projeto. Vista dinâmica em vistas em perspectiva Quando você usa o comando "Dynamic View" em uma vista em perspectiva. você altera a orientação da vista mesmo se o workset for não editável. Para exibir os comandos 3D. orientação da vista para seu estado anteri- ormente salvo. clique em . Para navegar entre os modos de "Dynamic View". Você não pode acessar estes modos com o botão do meio do mouse. direção isométrica ou de elevação específica. para atrás. Se você a iniciou usando o botão do meio do mouse. mantenha pressionada a tecla SHIFT para alternar para o modo virar. a caixa de diálogo aparece naquela localização. para a esquerda. Clique em para o lado (passar para o lado) "Dolly". pressione a BARRA DE ESPAÇOS. clique em na caixa de diálogo "Dynamic View". Modo Ação Guia "Walkthrough" "Dolly" [Grua]: move a câmera e ponto alvo Na caixa de diálogo "Dynamic View". Na caixa de diálogo "Dynamic View". Quando você ativa novamente o comando. para "Orient to a View". "Turn" [Virar]: move o ponto alvo câmera Na caixa de diálogo "Dynamic View". Clique em câmera e o ponto alvo para frente e para trás "Forward/Back". para "Orient to a Direction". "Orient to a Plane" [Orientar para um plano]: Na caixa de diálogo "Dynamic View". clique em "Orient to a Plane" e especifique um adapta a vista de acordo com o plano plano de orientação. clique em . "Orient to a View" [Orientar para uma vista]: Na caixa de diálogo "Dynamic View". As alterações feitas na posição ou orientação da câmera 3D são temporárias. "Undo view orientation changes" [Desfazer alterações na orientação da vista]: retorna a Na caixa de diálogo "Dynamic View". Modo Ação "Save View" [Salvar vista]: salva a orientação da vista atual com um nome exclusivo. um plano de orientação. OBSERVAÇÃO Ao usar worksets. selecione a guia "Walkthrough". Se a função atual for "Dolly" ou "Forward/Back". Clique em "Turn". "Orient to a Direction" [Orientar para uma Na caixa de diálogo "Dynamic View". Se você mover a caixa de diálogo "Dynamic View" em torno da área de desenho. selecione uma vista. selecione a guia "Walkthrough". Isto acontece porque as alterações na vista não são consideradas como alterações permanentes do documento. a "Dynamic View" somente permanece ativa enquanto você mantém o botão pressionado. Arraste o cursor para a área de desenho para mover a câmera para (navegar para frente e para trás) frente e para atrás. selecione a guia "Walkthrough".

"In/Out" [Dentro/Fora] Funciona como uma lente de zoom no modelo. elevações e chamadas de detalhe editando suas propriedades. Editando propriedades do identificador de vista 1 Clique no menu "Settings ➤ View Tags ➤ Callout Tags". Cada instância de identificador de elevação pode ter uma escala de vista diferente em que está ocultado. 2 Na Barra de opções. Propriedades do identificador de chamada de detalhe Você pode definir os parâmetros a seguir para identificadores de chamada de detalhe. edite as propriedades conforme necessário. Para ocultar identificadores de elevação: 1 Selecione uma elevação na área de desenho. Modo Ação Guia campo de visão Deslizador Move a posição do limite de corte em torno de uma vista em perspectiva. "Recenter" [Recentralizar] Resposiciona o limite de recorte para sua localização original quando a vista em perspectiva foi criada. 166 | Capítulo 5 Vistas de projeto . 3 Selecione um valor para o parâmetro "Hide at Scales Coarser Than". "Keyboard Access" [Acesso ao teclado] Tecla Ação Seta acima Navega adiante Seta abaixo Navega para atrás Seta esquerda Vira a esquerda Seta direita Vira a direita SHIFT + Seta esquerda Navega (grua) à esquerda SHIFT + Seta direita Navega (grua) à direita Tecla A Olhar para cima Tecla Z Olhar abaixo Configuração do identificador de vista de corte. "Name" "Description" Cabeçalho de chamada de detalhe O cabeçalho usado para a chamada de detalhe. por causar a alteração do comprimento do foco da câmera. "Elevation Tags" ou "Section Tags". Ocultando identificadores de elevação Você pode definir a escala da vista em que os identificadores de elevação são ocultados em vistas de projeto. elevação e chamada de detalhe Você pode definir a aparência de identificadores de vista usados para cortes. 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". "Corner Radius" [Raio do canto] Define o ângulo dos cantos da chamada de detalhe. 4 Clique em "OK". clique em .

Você pode definir o nível da profundidade da vista para mostrar elementos abaixo do "Bottom Clip Plane" [Plano de corte inferior]. "Broken Section Display Style" [Estilo de Especifica o padrão de linha de um corte segmentado. A faixa de vista é um conjunto de planos horizontais que controlam a visibilidade e a exibição do objeto na vista. legenda de referência] "Line Weight" [Espessura da linha] Define a espessura da linha do símbolo de elevação. A exceção a esta regra é a de definir a subjacência da vista para um nível fora da faixa visível. Você pode definir seus níveis abaixo do "Bottom Clip Plane". "View Name Position" [Posição do nome Alinha o nome da vista com a seta da vista de elevação. "Color" [Cor] Define a cor do símbolo. "Line Pattern" [Padrão da linha] Define o padrão da linha do símbolo de elevação. "Cut Plane". da vista] "Reference Label Position" [Posição da Alinha a legenda de referência com a seta da vista de elevação. "View Depth" [Profundidade da vista] é o plano fora da faixa principal. "Bottom Clip Plane" e "View Depth". Você pode alterar a definição do valor da espessura da linha usando o comando “"Line Weight" [Espessuras de linha]” na página 82. A figura a seguir mostra a faixa da vista de um ponto de vista da vista de elevação. "Section Tail" [Extremidade final do corte] Especifica a forma da extremidade final do corte. "Text Size" [Tamanho do texto] Especifica o tamanho do texto em relação a escala do desenho. Por padrão. Elementos fora da faixa visível da vista não são exibidos na vista. O plano de corte é um plano que determina em que altura determinados elementos na vista exibida são cortados. "Name" "Description" "Shape" [Forma] Especifica a forma do símbolo de elevação. "Arrow Angle" [Ângulo da seta] Define a espessura da seta. Para obter mais informações sobre a propriedade "Underlay" da vista. Estes três planos definem a faixa principal da faixa de vista. "Filled" [Preenchido] Especifica se a seta é preenchida ou não. "View Range" [Faixa de vista] | 167 . Propriedades do identificador de corte Você pode definir os parâmetros a seguir para identificadores de corte. o plano de corte superior e inferior representam a parte mais superior e mais inferior da faixa da vista. "Text Position" [Posição do texto] Especifica a posição do texto para a vista de elevação. "Show View Name" [Exibir nome da vista] Exibe o nome da elevação com a seta. "Name" "Description" "Section Head" [Cabeçalho de corte] Especifica a forma do cabeçalho de corte. Consulte “"Line Patterns"” na página 83 para obter mais informações. Para obter mais informações. Como está implícito em seus nomes. exibição de corte quebrado] consulte “Exibindo uma vista de corte segmentada” na página 110. Os planos horizontais são "Top Clip Plane". "View Range" [Faixa de vista] Cada vista de planta e RCP tem uma propriedade denominada "View Range". ele é coincidente com o "Bottom Clip Plane". "Text Font" [Fonte do texto] Especifica o tipo de fonte para o símbolo de elevação. também conhecida como faixa de visibilidade. "Width" [Largura] Especifica a largura interna do símbolo de elevação. Você pode usar uma padrão de linha predefinido ou definir seu próprio padrão.Propriedades do identificador de elevação Você pode definir os parâmetros a seguir para identificadores de elevação. consulte “Propriedades de vista” na página 175.

os níveis usados para definir a faixa visível são absolutos ao nível atual da vista. Consulte “Visibilidade e níveis de detalhe” na página 457. o Revit Architecture mantém o "Level 4" com o plano de corte superior. mesmo se for adicionado níveis entre o "Level 2" e o "Level 4. mas que estejam ao menos parcialmente dentro da faixa de visibilidade. ■ Paredes mais curtas do que 6 pés (aproximadamente 1. mesmo que efetuem a intersecção com o plano de corte. e componentes que ficam ou são montados no piso (como móveis). Se você excluísse o "Level 4". Elementos que estejam dentro da profundidade da vista são desenhados com um estilo de linha diferente na vista. Você pode alterar a exibição dos estilos de linha de corte e projeção usando o comando "Object Styles". Figura 1 Na próxima figura. Regras de visibilidade em uma vista RCP Estas são similares as regras dos planos. Estas categorias incluem. 168 | Capítulo 5 Vistas de projeto . Para determinar quais elementos podem ser exibidos como cortados. se você está na planta de piso "Level 2" de um edifício com múltiplos andares e seleciona o "Level 4" com o corte superior. Os elementos que são cortados são desenhados com um estilo de linha cortada.83 metros) não são cortadas. mas parcialmente abaixo do corte superior. Os componentes são exibidos de acordo com as configurações de "Family Element Visibility" [Visibilidade de elemento de família] para "Plan/RCP". Estes objetos são mostrados como vistos de cima. Figura 2: vista de planta do ático com o plano de corte definido de acordo com a Figura 1. Essa linha é denominada "Beyond". Neste exemplo ele reverteria para o "Associated Level (Level 2)". O níveis permanecem absolutos uns com os outros Na caixa de diálogo "View Range". gabinetes e modelos genéricos. são mostrados como vistos de cima. Estilo de linha de elemento Elementos dentro dos limites da faixa principal que não são cortados. consulte “Categorias de famílias cortáveis e não cortáveis” na página 458. As exceções são pisos. Por exemplo. janelas. há elementos dentro da profundidade da vista que são desenhados no estilo de linha "Beyond" [Além]. ■ Há algumas poucas categorias para as quais um elemento localizado acima do plano de corte. Regras adicionais de faixa de vista ■ Os elementos do modelo localizados fora da faixa de visibilidade geralmente não são mostrados na vista. são desenhados com um estilo de linha em projeção. o valor "Level Above" seria "Level Above (Level 2)". Você pode definir sua exibição usando o comando "Line Styles". ■ Elementos que estão estritamente abaixo do plano de corte. escadas e rampas. Alguns elementos podem ser exibidos como cortados e alguns nunca são exibidos como cortados. o plano de corte iria retornaria ao nível padrão ao qual a vista está associada. Por exemplo. Valores como "Level Above" e "Level Below" sempre têm um nome específico de nível associado a eles. se você definisse a faixa da vista para "Level 1". com a exceção de que os objetos são apresentados como vistos de baixo e espelhados. Estes são mostrados mesmo quando ligeiramente abaixo da faixa visível. que são mostradas no plano.

para que os componentes de construção abaixo do plano de corte sejam exibidos em projeção e os que efetuam a intersecção com o mesmo sejam exibidos como cortados. na Barra de controle de vista. "Shading" ou "Shading with Edges". 1 Abra uma vista de planta. como escrivaninhas. Os componentes de construção que são exibidos como cortados incluem paredes. 2 Clique no menu "View ➤ View Properties". clique no ícone "Model Graphics Style" e selecione uma opção. Estilos de gráfico de modelo Você pode especificar vários estilos diferentes de gráficos para uma vista do projeto. As opções de gráficos de modelo são ■ Estrutura de arame ■ Linha oculta ■ Sombreamento ■ Sombreamento com arestas As opções de gráficos de modelo avançados são ■ Sombras ■ Arestas de silhueta Especificando um estilo de gráfico de modelo Clique no menu "View ➤ Wireframe". Especificar a profundidade da vista permite exibir objetos visíveis abaixo do nível atual. varandas e outros objetos visíveis através de furos em um piso.Modificando a faixa da vista Você pode modificar a faixa da vista em qualquer vista de planta. Como alternativa. se você estiver desenhando um edifício com múltiplos andares. Elementos acima do valor de deslocamento não são exibidos. modifique as propriedades da faixa da vista conforme necessário. poderia ter uma planta de piso para o 10º andar que teria uma profundidade para o primeiro nível. tetos. 3 Na caixa de diálogo "Element Properties". deve estar abaixo do plano de corte. Por exemplo. Os estilos de gráficos de modelo são agrupados em gráficos de modelo e gráficos de modelo avançados. precisa especificar um valor para "Offset". O limite superior é definido como um nível e um deslocamento desse nível. "Cut plane" Define a altura com que os elementos em uma vista de planta são cortados. Se você acessa "View Range" ao visualizar o nível mais inferior de seu projeto e define esta propriedade como nível abaixo. deve estar acima. na parte inferior da área de desenho. 6 Clique em "OK". 4 Na caixa de diálogo "Vew Range". "View Depth" Define a faixa vertical para a visibilidade de elementos entre níveis especificados. tais objetos incluem escadas. Consulte “Propriedades da faixa da vista ” na página 169. como mostrado na imagem a seguir. "Hidden Line". Em uma planta de teto refletido (RCP). valores e descrições para faixas da vista. Estilos de gráfico de modelo | 169 . Um plano de corte não corta componentes. mesas e camas. Em uma planta de piso. Os valores são modificáveis. e precisa definir a "View Depth" para um nível abaixo da mesma. 5 Clique em "Apply" para visualizar as alterações. telhados. Os elementos são exibidos como definidos por seus estilos de objeto. "Name" "Description" "Top " Define o limite superior da faixa principal. pisos e escadas. Propriedades da faixa da vista Nomes de parâmetros. localize o parâmetro "View Range" e clique em "Edit". "Bottom " Define o nível do limite inferior da faixa principal.

clique em ("Save View"). Se você tentar exportar uma vista do desenho com linhas ocultas ativadas. Consulte “Definindo formas ou aberturas de paredes” na página 233. Estilo gráfico de modelo de linha oculta O comando "Hidden Line" exibe a imagem com todas as arestas e linhas desenhadas. Estilo gráfico de modelo de estrutura de arame O comando "Wireframe" exibe uma imagem do modelo com todas as arestas e linhas desenhadas. o Revit Architecture não criará novas arestas ao longo das linhas da intersecção. A nova vista é exibida no "Project Browser" em "3D Views". mas sem superfícies desenhadas. na barra de ferramentas. Consulte “Estilo gráfico de modelo de linha oculta” na página 170. poderá ver resultados inesperados ao abrir a vista em outro aplicativo de CAD. 170 | Capítulo 5 Vistas de projeto . 2 Na caixa de diálogo "Dynamic View". Para visualizar todas as linhas visíveis. Isto pode resultar em uma remoção incorreta da linha oculta durante a exportação. clique em . Exibindo a geometria de intersecção com linhas ocultas Se o modelo incluir geometria de intersecção (por exemplo. O comando afeta somente a vista atual. uma extrusão que passa pela superfície de uma parede). 3 Insira um nome para a nova vista 3D e clique em "OK". Para salvar uma vista com um estilo de gráfico de modelo aplicado: 1 Clique no menu "View ➤ Dynamically Modify View" ou. exceto as obstruídas por superfícies. o Revit Architecture recomenda que você primeiro crie uma abertura em uma superfície antes de passar outra superfície pela mesma. O comando "Hidden Line" afeta somente a vista atual.

Se você salvar a vista. Ative os gráficos de hardware ao definir opções no menu "View". Isto permite abrir a vista em outra data com o efeito de "Shading". Para configurar estudos de sombras. mas também com todas as arestas não ocultas desenhadas. Configurando estudos de sombra Você pode incluir estudos de sombra como parte da apresentação das vistas.Geometria de intersecção no modo de linha oculta (nenhuma aresta é criada na intersecção das superfícies) Estilo gráfico de modelo de sombreamento O comando "Shading" [Sombreamento] exibe a imagem com todas as superfícies sombreadas de acordo com suas configurações de cor de material e as localizações de iluminação do projeto. Gráficos de hardware em seu computador podem renderizar diferentes níveis de sombreamento. Projetando sombras 1 Clique no menu "View ➤ Advanced Model Graphics". como mostrado na imagem a seguir. Estilos de gráfico de modelo | 171 . As sombras estão disponíveis em vistas de modelo 3D e 2D. Imagem sombreada Estilo gráfico de modelo de sombreamento com arestas O comando "Shading with Edges" exibe a imagem no modo sombreado. Você também pode definir as configurações para a luz solar que produz sombras. Se você salvar a vista. Isto permite abrir a vista em outra data com o efeito de "Shading with Edges". O comando somente afeta a vista atual. o Revit Architecture inclui a vista no projeto. pode acessar os gráficos de modelo avançados a partir da Barra de controle de vista na área de desenho. você pode variar a intensidade de sombra e sol. Como alternativa. Consulte “Estilo gráfico de modelo de sombreamento” na página 171. Uma origem de iluminação padrão fornece a iluminação para elementos sombreados. O comando somente afeta a vista atual. o Revit Architecture incluirá a vista no projeto. O número de cores que podem aparecer para o sombreamento dependem do número de cores que você configurou para exibição no Windows.

Time. em "Style". Para obter informações sobre configurações de sol e sombra. 6 Para testar a nova configuração de sol e sombras. selecione "Shading" ou "Shading with Edges". 2 Para criar uma nova configuração de luz solar. 7 Quando terminar com as configurações de sol e sombra. selecione "Cast Shadows". 5 Clique em "OK" para aplicar as alterações. clique em "OK". consulte “Aplicando e removendo um estilo de linha para uma aresta de silhueta ” na página 172. ■ Para orientar a luz solar ao longo da orientação da vista. ■ Para orientar a luz solar ao longo da trajetória norte-sul verdadeiro. 4 Se ativado. selecione "Ground Plane" e escolha o nível no qual deseja que as sombras apareçam no plano de chão. ■ Insira uma data e uma hora para a localização. consulte “Definindo a origem da luz solar para sombras” na página 172. não selecione "Relative to View" [Relativo a vista]. and Place". Se desejar controlar a intensidade do sol. use os deslizadores ou insira valores para variar a intensidade do sol ou da sombra. As arestas de silhueta são especificas da vista. Para obter informações sobre como arestas de silhueta. OBSERVAÇÃO Você também pode acessar a caixa de diálogo "Sun and Shadow Settings" através da caixa de diálogo "Advanced Graphics Model" quando as sombras são ativadas. A intensidade do sol altera a intensidade da cor ambiente. OBSERVAÇÃO Você também pode acessar a caixa de diálogo "Manage Place and Locations" clicando no menu "Settings" e clicando em "Manage Place and Locations". Você pode selecionar uma destas ou definir uma nova. Os valores válidos estão entre 0 e 100. ■ Insira a latitude e a longitude. Aplicando e removendo um estilo de linha para uma aresta de silhueta O Revit Architecture pode aplicar automaticamente um estilo de linha em arestas de silhueta. selecione "Relative to View". clique em "Apply". e clique em "OK" na caixa de diálogo "Manage Place and Locations". clique em "Duplicate" e insira um nome. Os controles de intensidade de sombras controla a escuridão das sombras. 5 Para ativar sombras no plano de chão. A caixa de diálogo "Sun and Shadow Settings" inclui configurações predefinidas de luz solar. 3 Em "Shadows Properties". 3 Para definir a configuração da luz solar com base em uma localização específica: ■ selecione "By Date. 172 | Capítulo 5 Vistas de projeto . selecione um valor gráfico diferente de "<Wireframe>". 4 Para definir a luz solar por vista: ■ Selecione "Directly". ■ Insira os valores apropriados de azimute e altitude. ■ Clique no botão ao lado de "Place" e selecione uma cidade na guia "Place" da caixa de diálogo "Manage Place and Locations" [Gerenciar locais e localizações]. Definindo a origem da luz solar para sombras 1 Clique no menu "Settings ➤ Sun and Shadow Settings" [Configurações ➤ Configurações de sol e sombra]. 2 Na caixa de diálogo "Advanced Model Graphics".

Para remover um estilo de linha de uma aresta de silhueta: 1 Clique no menu "Tools ➤ Linework" [Ferramentas ➤ Linha de trabalho] ou na barra de ferramentas "Tools" clique em . Para aplicar um estilo de linha para uma aresta de silhueta: 1 Clique no menu "View ➤ Advanced Model Graphics". 2 Selecione "Find Referring Views". 5 Clique em "OK". 4 Clique em "Open View". Você também pode abrir a vista clicando com o botão direito do mouse na área de desenho. a imagem a seguir mostra vistas no "Project Browser" organizadas por disciplina. As arestas de silhueta não estão disponíveis para os estilos gráficos de modelo "Wireframe" ou "Shading". Encontrando vistas de referência O comando "Find Referring Views" [Encontrar vistas de referência] localiza todas as vistas onde o símbolo de anotação da vista está visível. Para obter mais informações sobre o comando "Linework". Por exemplo. selecione "Override Silhouettes" [Substituir silhuetas]. selecione uma vista. 2 No "Type Selector". A vista é aberta com o símbolo da vista selecionado. 3 Selecione as arestas exibidas na silhueta e a silhueta é romovida. se você ativar este comando uma vista de elevação. 3 Em "Silhouette Edges". Você pode ativar este comando a partir do "Project Browser" ou na área de desenho. selecione "Hidden Line" ou "Shading with Edges". Você pode remover essas linhas conforme necessário. clique com o botão direito do mouse na vista para a qual você deseja localizar símbolos de anotação de vista. poderá haver arestas que não deseja que sejam exibidas em silhueta. linhas largas). consulte “Alterando o estilo da linha de elementos” na página 570. Por exemplo. O nível superior da ramificação "Views" també mostra o nome do grupo de classificação aplicado atualmente (neste caso. 2 Na caixa de diálogo "Advanced Model Graphics". "Discipline"). selecione "<Not Silhouette>" [Não silhueta]. Encontrando vistas de referência | 173 . Após você ter aplicado arestas de silhueta no modelo. depois por fase e depois por tipo de vista. a caixa de diálogo "Go to View" irá se abrir e listar todas as vistas em que o símbolo de elevação está visível atualmente. Personalizando a organização da vista de projeto no "Project Browser" Você pode classificar vistas e folhas no "Project Browser" usando quaisquer valores de propriedade para a vista ou folha. Encontrando um símbolo da vista 1 No "Project Browser". 4 Selecione um estilo de linha para as arestas de silhueta (por exemplo. 3 Na caixa de diálogo "Go To View"..

7 Se desejar que somente os primeiros caracteres do valor da propriedade sejam considerados. clique na guia "Views" para aplicar uma classificação às vistas do projeto ou clique na guia "Sheets" para aplicar uma classificação a folhas. Criando um grupo de classificação no "Project Browser" 1 Clique no menu "Settings ➤ Browser Organization". selecione dois agrupamentos adicionais. selecione-o e clique em "Edit". consulte “Criando um grupo de classificação no "Project Browser"” na página 174 e “Editando um grupo de classificação no "Project Browser" ” na página 175. OBSERVAÇÃO Os valores para a propriedade selecionada devem ser definidos para cada vista ou folha para que a classificação funcione corretamente. selecione a ordem para as vistas ou folhas serem exibidas no agrupamento de nível mais baixo e selecione a ordem crescente ou decrescente. selecione "Leading characters" e especifique um valor. 4 Insira um nome para o grupo de classificação e clique em "OK". 3 Clique em "New". 174 | Capítulo 5 Vistas de projeto . 4 Clique em "Apply" e a seguir clique em "OK". 10 Clique em "OK". consulte “"Project Parameters"” na página 68. Isto é útil quando você tem um projeto com um grande número de vistas ou folhas e deseja somente visualizar um conjunto específico no "Project Browser". Para visualizar as propriedades de um grupo de classificação existente. clique com o botão direito do mouse no nome da vista ou folha e selecione "Properties". 3 Selecione um grupo de classificação. clique na guia "Folders". 6 Para a primeira lista "Group By" [Grupo por]. Classificando vistas ou folhas no "Project Browser" 1 Clique no menu "Settings ➤ Browser Organization" [Organização de navegador]. clique na guia "Views" para criar um grupo de classificação para as vistas do projeto ou clique na guia "Sheets" para criar um grupo de classificação para folhas. 2 Na caixa de diálogo "Browser Organization". Além das vistas de classificação. Para obter informações sobre a criação de grupo de classificação ou edição de um grupo de classificação existente. 8 Como opção. 9 Na lista "Sort By". Por padrão. Para obter mais informações sobre parâmetros de projeto e compartilhados. no "Project Browser". 2 Na caixa de diálogo "Browser Organization". 5 Na caixa de diálogo "Browser Organization Properties". selecione a propriedade de vista ou folha para grupo por. o "Project Browser" exibe todas as vistas (por tipo de vista) e todas as folhas (por número de folhas e nome de folhas). As propriedades que você pode escolher quando cria um grupo de classificação ou aplica um filtro ao "Project Browser" incluem parâmetros de projeto e parâmetros compartilhados. Para editar as propriedades de vista ou folha. você também pode limitar as vistas que são exibidas no "Project Browser" aplicando um filtro.

3 Selecione um grupo de classificação e clique em "Edit". Editando um grupo de classificação no "Project Browser" | 175 . faça as alterações necessárias. clique na guia "Views" para editar um grupo de classificação para as vistas do projeto ou clique na guia "Sheets" para editar um grupo de classificação para folhas. Selecione um valor de escala na lista. Na caixa de diálogo "Browser Organization Properties". 7 Clique em "OK". clique na guia "Filters". Editando um filtro no "Project Browser" 1 Clique no menu "Settings ➤ "Browser Organization". clique na guia "Filters". "Equal to". 4 Na caixa de diálogo "Browser Organization Properties". "Scale Value" Define um valor personalizado de escala. 4 Na caixa de diálogo "Browser Organization Properties". 4 Para renomear o grupo de classificação. 5 Selecione o seguinte: a A propriedade da vista ou da folha como o filtro. 5 Faça as alterações necessárias e clique em "OK". clique em "Rename". Propriedades de vista Seguem-se as propriedades que são comuns à maioria dos tipos de vistas. Por exemplo. 5 Para editar as propriedades de grupo de classificação. 6 Como opção. Adicionando um filtro para um grupo de classificação no "Project Browser" 1 Clique no menu "Settings" [Configurações] ➤ "Browser Organization" [Organização de navegador]. 2 Na caixa de diálogo "Browser Organization". 2 Na caixa de diálogo "Browser Organization". 6 Clique em "OK". clique na guia "Views" para editar um filtro que esteja em um grupo de classificação de vistas do projeto ou clique na guia "Sheets" para editar um filtro que esteja em grupo de classificação de folhas. clique na guia "Views" para aplicar um filtro às vistas do projeto ou clique na guia "Sheets" para aplicar um filtro às folhas. b O operador de filtro. adicione dois filtros adicionais. para exibir somente as vistas de projeto associadas ao "Level 1". Editando um grupo de classificação no "Project Browser" 1 Clique no menu "Settings ➤ "Browser Organization". você pode criar um filtro por "Associated Level". c O valor do operador de filtro. clique em "Edit". "Level 1". "Name" "Description" "View Scale" Altera a escla da vista como aparece na folha de desenho. 3 Selecione um grupo de classificação. 3 Selecione um grupo de classificação e clique em "Edit". 2 Na caixa de diálogo "Browser Organization". Esta propriedade é ativada quando "Custom" estiver selecionado para "View Scale".

"Name" "Description"

"Display Model" [Exibição do modelo] Oculta o modelo na vista de detalhe. A configuração "Normal" exibe todos os elementos
normalmente. É destinada a todas as vistas não de detalhe. A configuração "Do not display"
mostra somente os elementos específicos de vista de detalhe. Estes elementos incluem linhas,
regiões, cotas, texto e símbolos. Os elementos no modelo não são exibidos. A configuração
"As Underlay" exibe todos os elementos específicos da vista de detalhe, enquanto os
elementos do modelo aparecem esmaecidos. Você pode usar os elementos do modelo de
subjacência como referências para linhas tracejadas, cotagem e alinhamento.

"Detail Level" [Nível de detalhe] Aplica uma configuração de nível de detalhe à escala da vista: "coarse", "medium" ou "fine".
Esta configuração sobrepõe a configuração de nível detalhado automático para a vista.
Quando você aplica um nível de detalhe na vista, ativa a visibilidade de determinados tipos
de geometria:
■ A estrutura composta de paredes, pisos e telhados, são exibidas com níveis de detalhe
médios e finos.

■ A geometria da família muda dependendo dos níveis de detalhe.

■ O esqueleto estrutural muda de acordo com o nível de detalhe. Em níveis de baixa
resolução, ela aparece como linhas. Em níveis médios e finos, ela aparece com mais
geometria.

Visibilidade Clique em "Edit" para acessar a caixa de diálogo "Visibility Graphics".

"Model Graphics Style" Altera a exibição de "Hidden Line", "Wireframe", "Shading" ou "Shading with Edges". Consulte
“Estilos de gráfico de modelo” na página 169.

"Advanced Graphics Model" Clique em "Edit" para acessar "Advanced Model Graphics", que controla as sombras e linhas
de silhueta. Consulte “Estilos de gráfico de modelo” na página 169.

"Underlay" Exibe outra fatia do modelo na vista de planta atual. A fatia do modelo pode ser acima ou
abaixo do nível atual. A subjacência aparece esmaecida e está visível até em uma linha oculta.
A subjacência é útil para compreender a relação de componentes em diferentes pisos.
Normalmente, você desativaria a subjacência antes de exportar ou imprimir a vista. Você
define uma subjaência ao especificar um nível. A fatia do modelo entre aquele nível e o
próximo nível acima é exibida. Três das opções de subjacência ("Current Level" [Nível atual],
"Level Above" [Nível acima] e "Level Below" [Nível abaixo]) são relativas ao nível atual. Todas
as outras opções são absolutas.

DICA Um nível que seja de fato superior ao nível atual pode ser a vista de subjacência. Por
exemplo, o nível do porão poderia ter o "Level 2" como sua subjacência.

"Underlay Orientation" [Orientação da Controla a exibição da subjacência no modo "Hidden Line". Se o valor for especificado como
subjacência] "Plan", então a subjacência é exibida como se você estivesse visualizando-a de cima, como
em uma vista de planta. Se o valor for especificado como "Reflected Ceiling Plan", então a
subjacência é exibida como se você estivesse visualizando-a de baixo, como em uma planta
de teto refletido.

"Orientation" Alterna a orientação do projeto na vista entre norte do projeto e o norte verdadeiro.

"Wall Join Display" [Exibição de junção Define o comportamento padrão para ajustar junções de paredes. Se você definir esta
de parede] propriedade como "Clean All Wall Joins" [Ajustar todas as junções de paredes], o Revit
Architecture ajustará automaticamente todas as junções de paredes. Se você define esta
propriedade como "Clean Same Type Wall Joins" [Limpar os mesmos tipos de junções de
paredes], o Revit Architecture somente limpa as junções de paredes do mesmo tipo de
parede. Se você une diferentes tipos de paredes, o Revit Architecture não as limpa. Você
pode sobrepor esta definição usando o comando "Edit Wall Joins".

"Discipline" Especifique a disciplina para a vista do projeto. A coordenação combina "Architectural" e
"Structural". Selecione "Structural" para ocultar da vista paredes de apoio e não de apoio.

Esquema de cores O esquema de cores a ser usado para ambientes e ambientes de áreas em um plano de piso.
Consulte “Esquemas de cores” na página 653.

"View Name" O nome da vista ativa. O nome da vista aparece no "Project Browser" e na barra de título
da vista. Ele também aparece como o nome da viewport em uma folha, a não ser que haja
um valor para o parâmetro "Title on Sheet" [Título na folha].

"Title on Sheet" O nome da vista como aparece em uma folha; ele se sobrepõe a qualquer valor na
propriedade "View Name. Este parâmetro não está disponível para vistas de folhas.

"Referencing Sheet" [Folha de referência] Consulte a descrição abaixo para "Referencing Detail". Do exemplo a folha referenciando é
A101.

176 | Capítulo 5 Vistas de projeto

"Name" "Description"

"Referencing Detail" [Detalhe de Este valor vem da vista de referência que é colocada na folha. Por exemplo, você cria um
referência] corte na vista de planta. Você coloca aquela vista de planta como o primeiro detalhe em
uma folha numerada como A101. O número de detalhe referenciando para a vista de corte
é 1.

Modelo de vista padrão Identifica o modelo de vista padrão para a vista. Consulte “Modelos de vistas” na página
89.

"Crop View" [Vista de recorte] Marque a caixa de seleção "Crop View" para ativar o limite de recorte em torno do modelo.
Selecione o limite e altere sua escala usando os controles de arraste. Quando você altera a
escala do limite, a visibilidade do modelo muda. Para desativar o limite e manter o corte,
desmarque a caixa de seleção "Crop Region Visible" [Região de recorte visível]. Consulte
“Regiões de recorte ” na página 158.

"Crop Region Visible" Exibe ou oculta a região de recorte. O recorte da vista não está disponível em vistas de folha
e de tabela.

"Annotation Crop" Exibe ou oculta o recorte da anotação quando regiões de recorte estão visíveis na vista do
projeto.

"View Range" Nas propriedades da vista em qualquer vista de planta, você pode definir a "View Range".
Com a "View Range", você pode controlar os planos geométricos específicos que definem
os limites de cada vista. Este limites são estabelecidos ao definir o plano de corte extato,
assim como os planos de corte superior e inferior.

"Associated Level" O nível associado àa vista de planta. Esta é uma propriedade somente leitura.

"Scope Box" Se você desenhar uma caixa de escopo em uma vista, poderá associar a região de recorte
da vista a essa caixa de escopo, de tal forma que a região de recorte será ativada e definida
para coincidir com a extensão da caixa de escopo. Esta propriedade está disponível para
vistas de planta, de elevação e de corte. Quando você seleciona um valor para a caixa de
escopo para esta propriedade, as propriedades de "Crop Region" e "Crop Region Visible" se
tornam somente leitura.

"Phase Filter" O filtro de fase específico aplicado à vista.

"Phase" A fase específica da vista. Junto com o "Phase Filter", determina quais componentes de
modelo (âmbito da fase) são visíveis na vista e qual sua aparência gráfica. Quando você cria
novos componentes de modelo em uma vista, estes componentes assumem a fase da vista
como sua fase de criação.

Propriedades de vista | 177

178 | Capítulo 5 Vistas de projeto

Croqui
6
Para criar elementos no Revit Architecture, como telhados, pisos, escadas e

corrimãos, primeiro você cria um croqui em um editor de croqui. Os croquis

também são requeridos para definir outros tipos de geometria, como extrusões,

aberturas e regiões.

179

Criando linhas de croqui
Para criar linhas de croqui, você pode desenhá-las ao clicar e mover o cursor ou ao selecionar linhas e arestas
existentes quando estiver no modo de croqui. Você pode entrar no modo de croqui após selecionar a colocação de
um elemento ou tipo de geometria que requer um croqui, como um telhado, extrusão ou abertura.
A tabela a seguir lista as opções de desenho disponíveis na Barra de opções quando você entra no modo de croqui.

Use esta opção... para...

desenhar linhas de croqui.
"Draw" [Desenhar]

selecionar arestas ou linhas existentes. Quando você usa "Pick Lines", há uma opção "Lock"
"Pick Lines" [Selecionar linhas] [Bloquear] na Barra de opções que bloqueia a linha selecionada para a aresta.

DICA Você pode usar Tab para alternar para as cadeias disponíveis.

adiciona paredes ao selecionar a face de um elemento de massa ou componente genérico.
"Pick Faces" [Selecionar faces] Esta opção somente está disponível quando você desenha paredes.

"Chain" [Cadeia] encadeia segmentos de linha ao fazer o croqui de modo que o último ponto na linha anterior
seja o primeiro ponto na próxima linha. Esta opção está disponível para linhas retas, arcos de
3 pontos e arcos tangentes.

cria um segmento de linha reta quando você clica em um ponto de extremidade e a seguir
"Line" [Linha] clica no segundo ponto de extremidade.

cria um croqui retangular quando você clica em um canto e a seguir move o cursor e clica
"Rectangle" [Retângulo] no canto diagonal.

cria um polígono. Este comando está disponível para paredes, linhas de modelo e linhas de
[Polygon] Polígono detalhe.
Após você selecionar o comando, especifique o número de lados para o polígono. Você
também define se o polígono é inscrito ou circunscrito. Com um polígono inscrito, o raio do
círculo é medido para um vértice entre os lados do polígono. Com um polígono circunscrito,
o raio do círculo é medido para um lado do polígono. Se desejado, você pode definir um
deslocamento ou definir o raio antes de desenhar o polígono.

cria um círculo ao selecionar o ponto central e um ponto na circunferência.
"Circle" [Círculo]

cria um arco ao clicar nos dois pontos de extremidade do arco e a seguir arrastando a linha
"Arc passing through three para definir o raio. Clique para criar o arco.
points" [Arco passando por três pontos]

cria um arco de até 180 graus quando você seleciona o ponto central e a seguir os 2 pontos
"Arc from center and end points" de extremidade do arco. Se você move o cursor para que o arco exceda 180 graus, o arco
[Arco do cento para os pontos de vira para o outro lado.
extremidade]

cria um arco tangente quando você seleciona um ponto de extremidade em uma parede ou
"Tangent arc" [Arco tangente] linha existente e a seguir move o cursor até que o arco desejado apareça. Clique para colocar
o arco.

cria um arco de concordância quando você seleciona um ponto inicial e um ponto de
"Fillet arc" [Arco de concordância] extremidade em uma parede ou linha existente e a seguir move o cursor até que o raio do
arco desejado apareça. Após você colocar a concordância, o Revit Architecture apara
automaticamente as paredes e linhas para a concordância.

OBSERVAÇÃO Você somente pode criar arcos convexos com a ferramenta de concordância.

cria uma spline ao clicar em pontos de controle ao longo do caminho da spline. Clique no
"Spline" último ponto de controle para terminar a spline. Você não pode criar um ciclo fechado único
com uma spline. No entanto, você pode fechar o ciclo com uma segunda spline. Consulte
“Modificando uma Spline” na página 352.

180 | Capítulo 6 Croqui

Use esta opção... para...

cria uma elipse completa. Consulte “Desenhando uma elipse completa” na página 184.
"Ellipse" [Elipse]

cria uma elipse parcial. Consulte “Desenhando uma elipse parcial” na página 185.
"Partial ellipse" [Elipse parcial]

"Offset" [Deslocamento] desloca a linha de croqui do cursor pelo valor que você especifica. Esta opção está disponível
quando você desenha ou seleciona linhas de croqui.
Você também pode especificar a linha de localização de deslocamento ao selecionar uma
opção na lista suspensa "Loc Line" [Linha de localização].

"Radius" [Raio] predefine um valor para o raio antes de desenhá-lo. Esta opção está disponível para paredes
ou linhas se você estiver desenhando retângulos, círculos, arcos ou polígonos. Com o raio
predefinido, você pode criar um círculo com um clique ou uma concordância com dois
cliques. Consulte, também .

Criando uma cadeia de linhas arredondada
Se você unir a extremidade de uma linha reta com a extremidade de outra linha reta e seleciona a opção "Radius"
na Barra de opções, uma concordância é automaticamente criada entre as linhas no raio especificado. Isto permite
criar uma cadeia arredondada de linhas. Exatamente uma linha pode unir-se exatamente com outra linha; você
não pode ter múltiplas uniões.

Restringindo uma linha de croqui
Você pode restringir linhas de croqui ao pressionar Shift quando você desenha. Isto restringe o desenho somente
para linhas horizontais ou verticais, e limita arcos de 2 pontos e 3 pontos para 90, 180, ou 270 graus.

Especificando o comprimento de uma linha de croqui
Quando você efetua o croqui de uma linha, pode com rapidez definir seu comprimento ao digitar um valor em seu
teclado. Especificando o comprimento de uma linha de croqui usando este método é também conhecido como
usar ouvir cotas.

1 Iniciar o desenho de uma linha.

2 Digite o valor do comprimento. Quando você digita um número aparece uma caixa de texto, como
mostrado abaixo.
Por exemplo, se você precisa de uma linha que tenha 8 pés e 6 polegadas de comprimento, digite o
valor como 8 6.

3 Pressione Enter.

A linha de croqui é desenhada com o comprimento especificado.

Criando uma cadeia de linhas arredondada | 181

Melhores práticas para desenhar
Ao efetuar o croqui de linhas, tente usar as linhas mais simples (ou uma combinação de linhas) para obter os
resultados desejados.
Por exemplo, você pode precisar desenhar uma linha que seja similar a imagem a seguir.

Você pode desenhar esta linha usando uma combinação de 2 arcos e uma linha, ou pode usar uma spline (que é
que foi usada para criar a imagem anterior). As linhas que são desenhadas usando splines requerem mais tempo de
processamento, portanto, recomenda-se quando possível usar uma combinação de arco e linha em vez de uma
spline.
Quando for necessário desenhar uma linha usando uma spline, use o menor número de pontos de controle possível
para manter o tempo de processamento a um mínimo. A imagem a seguir mostra uma spline que foi desenhada
ao escolher muitos pontos de controle (os pontos azuis).

Você pode desenhar a mesma spline usando menos pontos de controle, como mostrado na imagem a seguir.

Comandos da "Design Bar" para desenhar
Quando você entra no modo de croqui no Revit Architecture, a "Design Bar" muda para incluir somente os comandos
necessários para desenhar.

Use este comando... para...

"Dimension" [Cota] colocar cotas em seu croqui. Na Barra de opções você pode
selecionar para colocar cotas lineares, radiais ou angulares.

"Lines" colocar linhas de croqui.

"Ref Plane" [Plano de referência] adicionar um plano de referência em seu croqui.

"Pick Walls" [Selecionar paredes] adicionar linhas de croqui em paredes existentes. Para adicionar
linhas para uma cadeia de paredes com um clique, realce uma
parede, pressione TAB para realçar toda a cadeia e a seguir clique.

"Slope Arrow" [Seta de inclinação] adicionar setas de inclinação no croqui. Esta opção está disponível
quando você estiver desenhando um telhado de perímetro, piso
ou teto.

"Set Work Plane" [Definir o plano de trabalho] define o plano de trabalho de desenho.

"Align Eaves" [Alinhar beiral] realinha alturas do beiral de diferentes linhas de limite de um
telhado de perímetro. Esta opção está disponível quando você
desenha um telhado de perímetro.

182 | Capítulo 6 Croqui

Use este comando... para...

"Auto Ceiling" [Teto automático] coloca um teto acima das paredes desenhadas. Esta opção está
disponível quando você desenha um teto.

"Boundary" [Borda] desenha as linhas de borda para escadas ou rampas.

"Riser" [Espelho do degrau] desenha os espelhos de degrau para escadas ou rampas.

"Run" [Degrau] cria um degrau para escadas ou rampas.

"<element type> Properties" [<tipo de elemento> Propriedades] exibe as propriedades para um elemento que você está
desenhando: telhado, teto, piso, região preenchida com detalhes
ou geometria de família, como extrusões ou mesclas.

OBSERVAÇÃO Se você acessar as propriedades na Barra de
opções, não verá a mesma lista de propriedades, somente as
propriedades para as linhas de croqui.

"Finish Sketch" [Concluir croqui] sai do modo de croqui e salva as alterações.

"Quit Sketch" [Sair do croqui] sai do modo de croqui e descarta as alterações.

Croquis válidos/inválidos
Os croquis precisam ser ciclos fechados sem nenhuma linha desconectada. Você pode ter ciclos fechados dentro
de outros ciclos fechados; no entanto, os ciclos não podem coincidir ou estar em interseção.

OBSERVAÇÃO Telhados com extrusão não requerem um croqui de ciclo fechado. Consulte “Adicionando um telhado
por extrusão” na página 247.

Croquis válidos

Croquis inválidos

Modificando croquis
1 Na "Design Bar", clique em "Modify".
2 Selecione o elemento desenhado.

Croquis válidos/inválidos | 183

3 Na Barra de opções, clique em "Edit".

Se você deseja... então...

mover todo um elemento selecione todas as linhas de croqui e a seguir arraste-as
para a localização desejada. Se algum outro elemento está
anexado, ele também é atualizado de acordo.

modificar a extremidade de uma linha de croqui selecione-a e arraste o controle de extremidade ou edite a
cota. Se você estiver movendo o controle de extremidade
de um segmento de linha reta, poderá alterar o ângulo da
linha ou alterar o comprimento da linha. Se você mover o
controle de extremidade de um arco, alterará o número
de graus para o arco.

4 Quando terminar, clique em "Finish Sketch".

Desenhando elipses
As elipses estão disponíveis para linhas de modelos, linhas de detalhe e elementos com base em croqui.

Desenhando uma elipse completa
1 Na "Design Bar", selecione um comando que permita uma elipse, como "Lines".

2 Na Barra de opções, clique em e coloque o cursor na área de desenho.
3 Clique na área do desenho para definir o centro da elipse.
O snap está ativado para a elipse e uma visualização da elipse é exibida.

4 Mova o cursor para fora do centro e em qualquer direção. O cota editável exibe o raio do eixo principal.

5 Clique quando o raio desejado for exibido, ou digite um valor e pressione Enter.
6 Novamente, mova o cursor para fora do centro e em qualquer direção. O cota editável exibe o raio do
eixo secundário.
7 Clique quando o raio desejado for exibido, ou digite um valor e pressione Enter.

OBSERVAÇÃO Na Barra de opções, você pode usar para selecionar uma aresta ou face elíptica.

Quando você cria uma elipse completa com um deslocamento, a elipse resultante é 2 meias elipses. Por exemplo,
se você cria um elemento de massa como uma elipse completa com um deslocamento e a seguir tenta criar uma
parede na face de um elemento de massa, a elipse não é considerada como contígua, como mostrado na imagem
a seguir.

184 | Capítulo 6 Croqui

Desenhando uma elipse parcial
1 Na "Design Bar", selecione um comando que permita uma elipse, como "Lines".

2 Na Barra de opções, clique em e coloque o cursor na área de desenho.
3 Clique na área de desenho.
O snap está ativado para a elipse parcial, e uma visualização da elipse é exibida.

4 Mova o cursor para fora do primeiro ponto em qualquer direção para definir a direção e estenda o eixo
principal.

5 Clique quando o valor desejado for exibido, ou digite um valor e pressione Enter.
6 Mova o cursor para obter a forma de elipse parcial desejada e clique, ou digite um valor e pressione
Enter.

Alterar a escala de uma elipse
1 Se você não estiver no modo de croqui, selecione a elipse e na Barra de opções, clique em "Edit".
2 Selecione a elipse.
3 Opcionalmente, na Barra de opções, selecione "Modification keeps ratio" [Modificação mantém relação]
para alterar a proporcionalidade do raio.

Para alterar a escala usando... então...

cotas temporárias clique na cota temporária para o raio do eixo que deseja
alterar, insira um novo valor na caixa de texto, e pressione
Enter.

controles de arraste arraste um controle superior ou inferior para alterar a escala
do raio do eixo secundário. Arraste um controle a direita
ou a esquerda para alterar a escala do raio do eixo principal.

4 Quando terminar, clique em "Finish Sketch".

Rotacionando uma elipse
1 Se você não estiver no modo de croqui, selecione a elipse e na Barra de opções, clique em "Edit".
2 Selecione a elipse.
3 Arraste um dos controles de extremidade do eixo e rotacione a elipse.

Desenhando uma elipse parcial | 185

Desenhando planos de trabalho
Cada vista no Revit Architecture está associada com um plano de trabalho. Em algumas vistas (como uma planta,
3D e desenho), e para vistas no Editor de famílias, o plano de trabalho é automaticamente definido. Em outras
vistas, como vistas de elevação e de corte, você precisa definir o plano. O plano de trabalho é necessário para algumas
operações de desenho, como a criação de um telhado com extrusão, e para ativar alguns comandos em uma
determinada vista, como "Rotate" [Rotacionar] e "Mirror" [Espelhar] em uma vista 3D.
Quando você define um plano de trabalho, ele é salvo com aquela vista e você pode alterar o plano de trabalho,
como necessário. Por exemplo, quando você entra no modo croqui, poderá alterar o plano de trabalho antes de
desenhar as linhas (embora não possa alterar o plano após desenhar as linhas).
Ao desenhar, você pode efetuar o snap na grade do plano de trabalho, mas não pode alinhar ou cotá-lo.

Definindo o plano de trabalho

1 Clique no menu "Tools ➤ Work Plane ➤ Set Work Plane" ou clique em na barra de ferramentas.
2 Na caixa de diálogo "Work Plane", em "Specify a new Work Plane", selecione uma das seguintes opções:

■ "Name"—escolha um plano de trabalho disponível na lista que contém nomes de níveis, grades
e planos de referência nomeados.

OBSERVAÇÃO A lista está ativa mesmo se você não selecionou a opção "Name". Se você selecionar
um nome na lista, o Revit Architecture automaticamente seleciona a opção "Name".

■ "Pick a Plane"—o Revit Architecture cria um plano coincidente com o plano selecionado. Você
pode selecionar qualquer plano que pode ter sua escala alterada, incluindo faces de parede, faces
em arquivos Revit vinculados, faces de extrusão, níveis, grades e planos de referência.
■ "Pick a Line and use the Work Plane it was sketched in"—o Revit Architecture cria um
plano de trabalho coplanar com o plano de trabalho da linha selecionada.

Se o plano que você escolher for perpendicular a sua vista atual, a caixa de diálogo "Go to View" é
aberta, oferecendo opções de qual vista será aberta com base na sua seleção.
Por exemplo, se você escolher um parede com face para o norte, o painel superior na caixa de diálogo
permite selecionar a elevação leste ou oeste, ou no painel inferior, uma vista 3D, como mostrado abaixo.

3 Selecione a vista e clique em "Open View".

186 | Capítulo 6 Croqui

Tornando o plano de trabalho visível

Na barra de ferramentas, clique em , ou clique no menu "Tools ➤ Work Plane ➤ Work Plane Visibility".
O plano de trabalho aparece em uma grade na vista.

Parte de uma grade de um plano de trabalho

Selecionando a grade do plano de trabalho
Este procedimento é útil quando o zoom está aproximado em uma vista e é necessário selecionar o plano de trabalho
sem afastar o zoom.

1 Se necessário, clique em na barra de ferramentas para tornar o plano de trabalho visível.
2 Clique no menu "Tools ➤ Work Plane ➤ Select Work Plane Grid".

Modificando espaçamento da grade do plano de trabalho

1 Se necessário, clique em na barra de ferramentas para tornar o plano de trabalho visível.
2 Selecione o plano de trabalho.
3 Na Barra de opções, insira um valor para especificar a distância desejada entre as linhas de grade.

Rotacionando um plano de trabalho
Quando você rotaciona um plano de trabalho, a nova orientação do plano de trabalho afeta a colocação de
componentes e a opção de retângulo de croqui para paredes e linhas. Por exemplo, se você rotaciona o plano de
trabalho e a seguir coloca o componente, este é orientado na mesma forma do plano de trabalho. Se você cria uma
cadeia de paredes com a opção retângulo, poderá efetuar seu croqui, somente na orientação do plano de trabalho.
Para rotacionar um plano de trabalho, consulte “Rotacionando elementos” na página 556.

Elementos associados com planos de trabalho
Se você cria um família que tem base no plano de trabalho, ou efetua o croqui de um elemento que não tem base
em nível, eles são associados com um plano de trabalho. A associação de plano de trabalho controla como um
elemento se move na vista.
É importante associar a geometria ao plano de trabalho para que a geometria mova corretamente. Por exemplo,
quando você associa um pedaço de geometria com um plano de trabalho, a qualquer momento que o plano de
trabalho é movido a geometria move com ele. Se a associação não existir, a geometria não irá mover quando você
move o plano de trabalho.
Você pode alterar o plano de trabalho de um elemento com o qual está associado ou pode desassociar o elemento
de um plano de trabalho. Elementos com base em croqui, como escadas, pisos, telhados de perímetro e tetos, são
desenhados em um plano de trabalho, mas a plano de trabalho precisa ser um de nível. Você não pode desassociar
estes tipos de elementos de seu plano de trabalho.

Tornando o plano de trabalho visível | 187

Elementos cujo plano de trabalho pode ser modificado, tem um parâmetro de instância de somente leitura,
denominado "Work Plane", que identifica o plano de trabalho atual do elemento. Você pode visualizar esta
propriedade na caixa de diálogo "Elements Properties".

Alterando o plano de trabalho de um elemento
1 Selecione o elemento com base em um plano de trabalho na vista.
Este tipo de elemento inclui qualquer geometria sólida no Editor de famílias ou telhados com extrusão
no projeto.

2 Na Barra de opções, clique em "Edit Work Plane".
A caixa de diálogo "Work Plane" é exibida, e o plano de trabalho para o elemento é exibido na vista.

3 Se desejado, clique em "Show" para exibir outras vistas que podem mostrar o plano de trabalho para o
elemento.
4 Selecione outro plano de trabalho. O novo plano de trabalho precisa estar paralelo ao plano de trabalho
existente.
Consulte “Definindo o plano de trabalho” na página 186 para obter detalhes sobre as opções de plano
de trabalho.

Desassociar um elemento de uma plano de trabalho
1 Selecione o elemento com base em um plano de trabalho na vista.
Este tipo de elemento inclui qualquer geometria sólida no Editor de famílias ou telhados com extrusão
no projeto.

2 Na Barra de opções, clique em "Edit Work Plane".
A caixa de diálogo "Work Plane" é exibida, e o plano de trabalho para o elemento é exibido na vista.

3 Clique em "Dissociate" para desassociar o plano de trabalho do elemento.

DICA Você também pode desassociar um elemento de forma gráfica ao clicar no controle que é
exibido junto ao elemento na vista.

Quando um elemento não está mais associado com um plano de trabalho, seu parâmetro "Work Plane" (na caixa
de diálogo "Element Properties") exibe <"not associated" [não associado]>. O elemento está livre para ser movido
sem relação com um plano de trabalho.

188 | Capítulo 6 Croqui

Usando cotas e restrições
7
As cotas são elementos específicos da vista que mostram os tamanhos e

distâncias em um projeto. Há dois tipos de cotas: temporária e permanente.

As restrições são elementos não específicos de vistas, que funcionam

independentemente de cotas. Os elementos de restrição aparecem em todas

as vistas, nas quais suas referências são visíveis; as cotas são específicas da

vista. Você pode modificar e excluir as restrições independentemente de cotas

ou removê-las ao excluir cotas.

189

Cotas
As cotas são elementos específicos da vista que mostram os tamanhos e distâncias em um projeto. Há dois tipos de
cotas: temporária e permanente.
O Revit Architecture coloca cotas temporárias quando você coloca componentes. Você cria cotas permanentes para
definir um determinado tamanho ou distância. Cada tipo de cota pode ser modificado e o componente que está
cotado é atualizado de acordo.

Cotas temporárias
Quando você cria ou seleciona a geometria, o Revit Architecture exibe cotas temporárias em torno do componente.
Isto é útil para colocar o componente no local apropriado.
As cotas temporárias são criadas para o componente perpendicular mais próximo e são incrementadas pelo valor
definido. Por exemplo, se você define o snap para 6cm, a cota incrementa em valores de 6cm quando você move
o componente para colocá-lo. Para obter informações sobre como mudar o valor de snap da cota, consulte “Definindo
os incrementos de snap” na página 86.
Após colocar o componente, o Revit Architecture exibe as cotas temporárias. Quando você coloca outro componente,
as cotas temporárias desaparecem do componente anterior para reduzir o entupimento. Para visualizar as cotas
temporárias de um componente, clique em "Modify" [Modificar] e selecione o componente. Lembre-se de que as
cotas temporárias são para o componente mais próximo, portanto, as cotas que você vê podem ser diferentes das
cotas temporárias originais. Se houverem cotas que você deseja que sempre apareçam, crie cotas permanentes.
Você pode modificar as cotas temporárias para fazer referência aos componentes que desejar movendo as linhas de
chamada das cotas. Você também pode definir as opções para a exibição e colocação de cotas temporárias. Consulte
“Cotas temporárias” na página 89.

Exibindo cotas temporárias quando múltiplos elementos são selecionados
Quando você seleciona múltiplos elementos no Revit Architecture, as cotas temporárias e restrições não são exibidas.

Para exibir as cotas temporárias e restrições:
1 Selecione os múltiplos elementos na área de desenho.
2 Na Barra de opções, clique em "Activate Dimensions" [Ativar cotas].

OBSERVAÇÃO O desempenho do sistema pode aumentar significativamente quando as cotas temporárias
e restrições não são exibidas.

Alterando as cotas temporárias para cotas permanentes
1 Selecione um componente na área de desenho.

2 Clique no símbolo da cota que aparece junto a cota temporária. Você pode então modificar as
propriedades da nova cota e alterar seu tipo.

Cotas permanentes
Uma cota permanente é uma cota que você coloca especificamente. As cotas permanentes podem aparecer em dois
estados diferentes: modificável e não modificável. Você pode modificar uma cota permanente quando a geometria
que ela referencia é selecionada. Quando a geometria é selecionada, aparecem as cotas permanentes e as cotas
temporárias, prontas para a modificação.
Se a geometria que uma cota permanente referencia não estiver selecionada para modificação, a cota aparece com
seu tamanho verdadeiro e não está disponível para modificação. Isto é feito para eliminar o excesso de cotas, quando
elas não são necessárias para modificação.

190 | Capítulo 7 Usando cotas e restrições

Cota permanente em um estado de não modificável

Ao cotar componentes como portas e janelas, você pode selecionar a aresta da abertura para cotar ou pode selecionar
o centro do componente para cotar.

OBSERVAÇÃO As cotas são como qualquer outro elemento de anotação; elas são específicas da vista. Elas não aparecem
automaticamente em todas as outras vistas.

Colocando cotas permanentes
O comando "Dimension" [Cotas] permite colocar cotas permanentes em componentes em seu projeto ou família.
Você pode escolher entre cotas permanentes lineares, angulares, radiais, ou de comprimento de arco.
Para visualizar um valor de cota após colocá-la, selecione um dos componentes que ela referencia.
Antes de colocar cotas no Revit Architecture, você pode desejar editar as propriedades para cotas e predefinir cotas
alinhadas, lineares, angulares, radiais e de comprimento de arco.

Cotas alinhadas
Você pode colocar cotas alinhadas entre duas ou mais referências ortogonais ou entre dois ou mais pontos, como
extremidades de paredes.
Para conhecer a diferença entre cotas alinhadas e lineares, consulte “Cotas lineares” na página 193.

1 Clique no menu "Drafting ➤ Dimension" [Desenho ➤ Cota], ou na guia "Drafting" [Desenho] da "Design
Bar" [Barra de projetos], clique em "Dimension" [Cota].

2 Na Barra de opções, clique em (Aligned).
3 Se estiver criando uma cota com paredes, selecione um valor para "Prefer" [Preferir], que define um
ponto de snap para o cursor.
As escolhas são "Wall centerlines" [Linhas centrais de parede], "Wall faces" [Faces de parede], "Center
of core" [Centro do núcleo] e "Faces of core" [Faces do núcleo]. Por exemplo, se você seleciona "Prefer
wall centerlines" [Preferir linhas centrais de parede], o cursor primeiro efetua o snap na linha central
de uma parede quando você o coloca sobre a parede.

4 Para "Pick" [Selecionar], selecione "Individual References" [Referências individuais].
5 Coloque o cursor no ponto de referência de um elemento, como uma parede.
O ponto de referência é realçado se você pode colocar ali a cota.

DICA Você pode navegar entre os diferentes pontos de referência para paredes ao pressionar TAB. As
intersecções de limites de camadas de paredes internas fornecem uma nova referência para a cota alinhada.
Uma referência de quadrado cinza será exibida em qualquer intersecção de camadas da parede interna.

6 Clique para especificar a referência.
7 Coloque o cursor na localização desejada do próximo ponto de referência, e clique.
Quando você move o cursor, aparece uma linha de cota. Você pode continuar a selecionar múltiplas
referências, se desejado.

8 Quando tiver alcançado o último ponto de referência, mova o cursor para fora do último componente,
e clique.
Aparece a cota alinhada permanente.

Cotas permanentes | 191

Cotas alinhadas automáticas com paredes
Com cotas alinhadas automáticas, você pode colocar uma cota em uma parede com um clique, eliminando a
necessidade de selecionar todas as referências. Você pode cotar toda uma parede, uma parede com paredes com
intersecção, ou uma parede com aberturas.

1 Clique no menu "Drafting ➤ Dimension" ou na guia "Drafting" da "Design Bar", clique em "Dimension".
2 Na Barra de opções, faça o seguinte:

1 Clique em (Align).
2 Para "Pick", selecione "Entire Walls" [Paredes inteiras].
3 Clique em "Options" [Opções].

3 Na caixa de diálogo "Auto Dimension Options" [Opções de cota automática], selecione:

■ "Intersecting Walls" [Paredes com intersecção] para cotar uma parede e suas paredes com intersecção.
Quando você seleciona uma parede para colocar uma cota, uma seqüência de cota multissegmentada
é automaticamente exibida.
■ "Openings" [Aberturas] para cotar uma parede e suas aberturas. Selecione "Centers" [Centros] ou
"Widths" [Larguras] para definir as referências para as aberturas.
Se você seleciona "Centers", a seqüência da cota usa o centro da abertura como uma referência. Se
você seleciona "Widths", a seqüência da cota mede a largura da abertura.

■ "Intersecting Grids" [Grades com intersecção] para cotar uma parede e suas grades com intersecção.
Quando você seleciona uma parede para colocar a cota, a seqüência de cota multissegmentada é
automaticamente exibida e referencia as grades perpendiculares que efetuam a intersecção com a
linha central da parede.

OBSERVAÇÃO Se a linha da grade é coincidente com outro ponto de referência da parede (por
exemplo, o ponto final da parede), então a linha de chamada da cota não é criada para a grade. Isto
evita a criação de segmentos de cotas de comprimento zero.

4 Clique em "OK" para fechar a caixa de diálogo "Auto Dimension".
5 Coloque o cursor em uma parede para que seja realçada, e clique. Se desejado, continue a realçar outras
paredes para adicioná-las na seqüência de cotas.
6 Mova o cursor para fora das paredes para que a linha da cota seja exibida.
7 Clique para colocar a cota.

Cotas alinhadas com centros de paredes em arco
Você pode colocar cotas alinhadas do centro de paredes em arco para outras paredes ou linhas. Para fazer isto, você
coloca cotas no símbolo "+" que aparece no centro da parede em arco.

1 Selecione uma parede em arco e clique em .
2 Na lista de "Instance Properties" [Propriedades de instância], encontre "Center Mark Visible" [Marca
central visível] e selecione sua caixa de verificação.
3 Clique em "OK".
Quando você realça a parede em arco, aparece um sinal de mais no centro.

4 Clique no menu "Drafting ➤ Dimension" ou na guia "Drafting" da "Design Bar", clique em "Dimension".

5 Na Barra de opções, clique em .
6 Realce o símbolo + na parede em arco.

OBSERVAÇÃO Você poderá precisar aproximar o zoom para visualizar o símbolo +.

7 Clique para iniciar a cota.
8 Coloque a cota entre o centro da parede em arco e qualquer outro componente que desejar cotar.

192 | Capítulo 7 Usando cotas e restrições

Os pontos selecionados são pontos finais de elementos ou a intersecção de referências (por exemplo. As linhas de chamada da cota aparecem tangentes ao arco. Cotas lineares Cotas lineares são colocadas entre pontos selecionados. Colocando cotas lineares 1 Clique no menu "Drafting ➤ Dimension" ou na guia "Drafting" da "Design Bar". As cotas são alinhadas para o eixo horizontal ou vertical da vista. 4 Clique para especificar a referência. Cotas permanentes | 193 . desde que uma das referências da cota linear esteja em um elemento reto. se desejado. clique em ("Linear"). clique em "Dimension". e clique. Repita o procedimento na extremidade oposta da parede que você deseja cotar. As cotas lineares somente estão disponíveis no ambiente de projeto.OBSERVAÇÃO Por padrão. Você pode cotá-la sem a exibir ao mover o cursor para junto do centro da parede em arco até que a marca do centro do arco seja realçada. 5 Coloque o cursor na localização desejada do próximo ponto de referência. como uma parede ou linha. Você pode continuar a selecionar múltiplas referências. aparece uma linha de cota. 2 Na Barra de opções. Você pode navegar entre os diferentes pontos de referência de intersecções ao pressionar TAB. a união de duas paredes). Você não as pode criar no Editor de famílias. A ilustração a seguir mostra cotas lineares horizontais e verticais em um edifício com formas irregulares. DICA Para colocar uma cota alinhada em uma parede não ortogonal. ou na intersecção de referências. A ilustração a seguir mostra a diferença entre uma cota alinhada e uma cota linear nos mesmos pontos de referência. Quando você move o cursor. As marcas do centro do arco somente estão visíveis em uma vista de planta. a marca do centro do arco é invisível. pressione TAB até ver "Intersection of the two wall layer boundaries" [Intersecção dos dois limites de camada de parede]. 3 Coloque o cursor em um ponto de referência em um elemento. O ponto de referência é realçado se você pode colocar ali a cota. como uma união entre duas paredes. Você pode usar arcos como referências ao colocar cotas lineares.

Você não pode arrastar a cota do arco para exibir um círculo completo. 7 Quando tiver alcançado o último ponto de referência. pressione a SPACEBAR para alinhar a cota com o eixo horizontal ou vertical. mova o cursor para fora do último elemento. clique em "Dimension". 5 Arraste o cursor para alterar a escala da cota angular. DICA Você pode alternar o ponto de referência para a cota entre uma face de parede e uma linha central de parede ao pressionar TAB. clique para colocar. 4 Coloque o cursor em um componente não paralelo ao primeiro e clique. 3 Coloque o cursor no arco e clique. 4 Clique novamente para colocar a cota permanente. clique em ("Angular"). 3 Coloque o cursor sobre um componente e clique para criar um ponto inicial para a cota. Cotas angulares As cotas angulares podem ser colocadas em múltiplos pontos de referência compartilhando uma intersecção comum. Um controle de arraste no formato de quadrado azul aparece na extremidade da cota. A cota linear é exibida. e clique. 6 Após selecionar um segundo ponto de referência. DICA Você pode alternar o ponto de referência para a cota entre uma face de parede e uma linha central de parede ao pressionar TAB. 1 Clique no menu "Drafting ➤ Dimension" ou na guia "Drafting" da "Design Bar". Escolha o setor onde deseja que a cota apareça: União de parede com quatro setores distintos 6 Quando tiver a escala correta. DICA Você pode selecionar múltiplos pontos de referência para a cota. 194 | Capítulo 7 Usando cotas e restrições . 2 Na Barra de opções. desde que o novo arco seja concêntrico com o arco original. cada uma das quatro paredes precisam passar através do ponto comum. Aparece uma cota temporária. 1 Selecione uma cota radial. 2 Na Barra de opções. clique em "Dimension". Cada elemento que você está cotando precisa passar através de um ponto comum. Alterando referências de cota radial em arcos Você pode alterar a referência de uma cota radial existente de um arco para outro. para criar uma cota angular de referências múltiplas entre quatro paredes. Por exemplo. Cotas radiais 1 Clique no menu "Drafting ➤ Dimension" ou na guia "Drafting" da "Design Bar". clique em ("Radial").

selecione a opção de snap. aparece um controle de bloqueio com a cota. Você pode clicar no valor da cota e alterá-lo. Bloqueando cotas permanentes Quando você coloca cotas permanentes lineares ou angulares. 2 Na Barra de opções. Cotas de comprimento de arco Você pode cotar paredes em arco para obter o comprimento total da parede. Aparecem cadeados quando você seleciona ■ Uma cota permanente. Cotas permanentes | 195 . Cota selecionada com controles bloqueados e desbloqueados Ao clicar no cadeado o estado alterna entre bloqueado e desbloqueado. Uma vez que uma cota está bloqueada. você precisa desbloqueá-la para alterar seu valor. prevenindo qualquer alteração na distância entre seus componentes referenciados. Consulte “Colocando cotas permanentes” na página 191 para obter mais informações sobre como criar cotas. selecione "Prefer wall faces" para que o cursor efetue o snap na face da parede interna ou externa. 2 Arraste o controle para outro arco. 1 Crie uma cota multissegmentada. Um arco concêntrico válido é realçado quando você coloca o cursor sobre o mesmo. O elemento que está ancorado permanece estacionário quando você move outros elementos em uma cota. clique em ("Arc Length"). Um elemento é restrito se for referenciado por um segmento bloqueado ou se for uma referência em uma cota de igualdade. clique em "Modify". DICA Você também pode alternar o status entre bloqueado e desbloqueado do cadeado ao clicar com o botão direito do mouse no mesmo. ■ Um elemento restrito por uma cota. 4 Coloque o cursor no arco e clique para selecionar o ponto radial. Se o cadeado estiver aberto . o valor da cota é modificável e o elemento que ela referencia está livre para ser movido em qualquer direção. 3 Para "Prefer". você pode usar o símbolo de âncora para designar o elemento ancorado. Se o cadeado estiver fechado . Por exemplo. 6 Clique para colocar a cota de comprimento do arco. Você não pode clicar no valor da cota para alterá-lo. o valor da cota é fixo. 2 Na "Design Bar". clique em "Dimension". 1 Clique no menu "Drafting ➤ Dimension" ou na guia "Drafting" da "Design Bar". Isto ajudará a selecionar o ponto radial. 5 Selecione os pontos finais do arco e mova o cursor para cima e para baixo da parede em arco. e selecionar "Toggle" [Alternar] no menu. Elementos de âncora referenciados em cotas multissegmentadas Em uma cota multissegmentada restrita por igual.

4 Selecione qualquer elemento que a cota referencia. 6 Arraste o símbolo de âncora para o elemento que você deseja ancorar. 196 | Capítulo 7 Usando cotas e restrições . Unidades personalizadas de cota Quando você cria um projeto. OBSERVAÇÃO Se você seleciona o elemento ao qual a âncora está no momento ancorada. 3 Clique nos botões de seta para alternar entre os elementos restritos pelo cadeado. 8 Para "Units" [Unidades]. clique com o botão direito do mouse em um cadeado de cota. ele também move a posição da âncora. 2 Na Barra de opções. Um símbolo de âncora aparece junto a cota. 5 Clique em "Duplicate" [Duplicar]. Por exemplo. exceto a que você deseja ancorar. Para determinar o elemento ao qual o cadeado pertence: 1 Na janela do documento. selecione uma unidade apropriada. em um projeto Imperial você pode criar um estilo de cota com uma unidade métrica. e clique em "OK". 3 Na área de desenho. Você pode aplicar configurações personalizadas de unidades e precisão em estilos de cotas que sobrepõem as configurações padrão. 2 Selecione "Show Related" [Exibir relacionado] no menu de contexto. Distinguindo um elemento relacionado com o cadeado da cota Em projetos de larga escala com muitas cotas e alinhamentos. O elemento acompanhado pela âncora não move. 7 Desmarque a caixa de verificação "Use project settings" [Usar as configurações do projeto]. Definindo a unidade personalizada 1 Clique no menu "Drafting ➤ Dimension" ou na guia "Drafting" da "Design Bar". Insira um nome para o novo estilo de cota. Aparece uma linha de chamada da cota para a âncora. 3 Clique em ("Element Properties"). clique no comando de cota apropriado. Cota de igualdade com o elemento selecionado mostrado em vermelho 5 Clique e mantenha pressionado o símbolo de âncora. O elemento apropriado é realçado e uma caixa de diálogo identifica o elemento. 4 Na caixa de diálogo "Element Properties" [Propriedades do elemento]. 6 Encontre o parâmetro "Units Format" [Formato da unidade] e clique no botão junto ao mesmo. 7 Mova qualquer um dos elementos não ancorados referenciados na cota. se você deseja aplicar uma precisão personalizada em uma cota linear. selecione a cota e clique no símbolo "Dimension Equality" [Igualdade de cota] para tornar a cota igualmente restrita. selecione "Dimension". clique no comando de cota linear. clique em "Edit/New" [Editar/Novo]. pode ser difícil distinguir entre quais cadeados de cota se referem a quais elementos. Por exemplo. o Revit Architecture por padrão atribui unidades específicas e precisão em estilos de cotas.

assegure-se de que o deslocamento do plano de corte da vista seja definido em ou abaixo do deslocamento do plano de corte da família de inserções. clique em ("Detail Level") na parte inferior da área de desenho. insira um valor na caixa de texto "Rounding increment" [Incremento de arredondamento]. selecione um valor apropriado. A camada estrutural está tipicamente no limite núcleo de uma parede. Cotando para o núcleo 1 Desenhe uma parede composta e coloque uma inserção na parede. Para fazer isso. 6 Clique duas vezes em "OK" para sair da caixa de diálogo "Element Properties". selecione um sufixo de "Unit". 11 Clique em "OK". 4 Na caixa de diálogo "Element Properties". selecione "Faces of Core". Se você seleciona "Custom" [Personalizado]. 7 Na "Design Bar". 9 Selecione o limite núcleo externo como a referência da cota. OBSERVAÇÃO Se você deseja cotar a camada estrutural de uma parede em uma inserção. 2 Para visualizar as camadas da parede. Você pode cotar uma abertura estrutural ao escolher referências no limite externo da camada núcleo na parede. 10 Se aplicável. Cotando para o núcleo em estruturas compostas Ao construir uma parede composta com inserções. As inserções podem ser perpendiculares ou não perpendiculares ao limite núcleo. 8 Na Barra de opções. clique em "Dimension". 5 Defina a propriedade "Wrapping at Inserts" como "Both". Referências de cota para uma inserção perpendicular Cotas permanentes | 197 . 9 Para "Rounding" [Arredondamento]. 3 Selecione a parede e clique em ("Element Properties"). os construtores com freqüência desejam conhecer as cotas de aberturas estruturais inacabadas para as inserções. 12 Clique duas vezes em "OK" para sair das propriedades da cota. selecione "Prefer". clique em "Edit/New" para acessar as propriedades de tipo de parede. defina o "Detail Level" [Nível de detalhe] da vista para "Medium" [Médio] ou "Fine" [Fino].

elevação e 3D. Referências de cota para uma inserção não perpendicular Cotas de elevação de ponto Elevações do ponto exibem a elevação de um ponto selecionado. poderá movê-la usando os controles de arraste. estradas. Elas são usadas tipicamente para obter um ponto de elevação para rampas. clique em "Edit/New". Se você exclui um elemento que é referenciado ou desativa sua visibilidade. ou um nível especificado. Mova o cursor novamente e a seguir clique para colocar a elevação do ponto. 2 Selecione-a e clique em ("Element Properties"). 7 Para terminar de colocar elevações de ponto. 5 Se você estiver colocando uma elevação de ponto sem uma chamada de detalhe. Quando você move o cursor sobre um elemento no qual coloca uma elevação de ponto. 3 Na caixa de diálogo "Element Properties". o valor da elevação de ponto aparece na área de desenho. 2 No "Type Selector" [Seletor de tipo]. 4 Defina o valor do parâmetro base. selecione ou desmarque a caixa de verificação "Leader" [Líder] e se você estiver colocando um elevação de ponto relativa. clique em "OK" e defina o valor para o parâmetro de instância "Relative Base". superfícies topográficas e degraus de escada. Colocando uma elevação de ponto 1 Clique no menu "Drafting ➤ Spot Dimension ➤ Spot Elevation" ou na guia "Drafting" da "Design Bar". 198 | Capítulo 7 Usando cotas e restrições . clique em "Modify". Alterando o estilo de seta da elevação de ponto 1 Clique no menu "Settings ➤ Annotations ➤ Arrowheads" [Configurações ➤ Anotações ➤ Setas]. 4 Selecione uma aresta de um elemento ou selecione um ponto na superfície topográfica. 1 Coloque uma elevação de ponto. clique em "Spot Dimension ➤ Spot Elevation". Clique uma vez para colocar o cotovelo da chamada de detalhe. origem compartilhada. a elevação de ponto é removida. escolha o tipo de elevação de ponto a ser colocado. 6 Se você estiver colocando uma elevação de ponto com um cotovelo de chamada de detalhe. Para obter mais informações sobre estes valores. Você pode colocá-las em vistas de planta. 5 Se você define a elevação como "Relative". Para obter informações sobre coordenadas de ponto. consulte “Reportando com coordenadas de ponto” na página 760. na "Design Bar". clique para colocá-la. 2 Para "Type" [Tipo]. Se você seleciona uma elevação de ponto após colocá-la. Alterando o reporte da elevação Uma elevação de ponto pode reportar elevações relativas a origem do projeto. consulte “Propriedades de tipo de elevação de ponto” na página 204. selecione a base relativa. Você pode colocar cotas de elevação de ponto em superfícies não horizontais e em arestas não planas. mova o cursor para fora do elemento. 3 Na Barra de opções. selecione "Filled Elevation Target" [Alvo da elevação preenchida].

2 Clique com o botão direito do mouse no controle da linha de chamada da cota e selecione "Move Witness Line" no menu de contexto. Para obter um exemplo. poderá inserir explicitamente um valor para a linha de croqui ao digitar um número após iniciar a linha de croqui. Ouvindo cotas Quando você estiver desenhando. Movendo a linha de chamada da cota para cotas permanentes 1 Selecione uma cota permanente. OBSERVAÇÃO Modificações em linha de chamada de cota temporária não são salvas. Este método é conhecido como ouvindo cotas. 7 Selecione a elevação de ponto. selecione "Filled Elevation Target". Ouvindo cotas | 199 . selecione "Fill Tick" [Marca de preenchimento]. consulte “Especificando o comprimento de uma linha de croqui” na página 181. ■ Clique com o botão direito do mouse no controle da linha de chamada da cota e selecione "Move Witness Line" [Mover linha de chamada da cota] no menu de contexto. a seta tem um símbolo de alvo de mira: . OBSERVAÇÃO O tipo "Filled Elevation Target" está disponível para outras anotações. 8 Selecione o tipo de elevação de ponto "Target w/Leader" [Alvo com cotovelo de chamada de detalhe]. a seta se parece com o símbolo de elevação preenchida: . 6 Coloque uma elevação de ponto. 3 Para "Arrow Type" [Tipo de seta]. 9 Para "Leader Arrowhead" [Seta do cotovelo da chamada de detalhe]. como chamadas de detalhe de nota de texto. selecione "Elevation Target" [Alvo da elevação]. 4 Se desejado. Se você selecionar esta opção. 5 Clique em "OK". Você pode então mover a linha de chamada da cota para uma nova referência. Movendo a linha de chamada da cota para cotas temporárias 1 Selecione um componente. Você pode controlar o intervalo entre as linhas de chamada da cota e o elemento para cotas permanentes. Se você não seleciona esta opção. clique em ("Element Properties") e clique em "Edit/New". 2 Faça um dos seguintes: ■ Arraste o controle (quadrado azul) para uma outra referência. Editar linhas de chamada da cota Você pode mover linhas de chamada da cota para novas referências para cotas permanentes e temporárias.

1 Crie uma cota linear entre dois ou mais elementos (por exemplo. selecione outros controles para redimensionar o intervalo da cota. Consulte “Cotas alinhadas” na página 191. 200 | Capítulo 7 Usando cotas e restrições . DICA Quando você move o elemento referenciado pela linha de cota. clique em "Modify". Excluir linhas de chamada da cota 1 Selecione uma cota permanente. 2 Na Barra de opções. 3 Coloque o cursor em um dos controles quadrados azuis no fim da linha de chamada da cota e o arraste para redimensionar o intervalo entre a linha testemunha e o elemento. Adicionando linhas de chamada da cota em uma cota permanente 1 Selecione a cota. entre duas paredes). Se desejado. Controlando o intervalo de linhas de chamada da cota para cotas permanentes Ao selecionar uma cota linear. 3 Clique no elemento para o qual você deseja adicionar uma nova linha de chamada da cota. Aparecem controles azuis nas linhas de chamada da cota. 3 Arraste a linha de chamada da cota para o elemento a ser referenciado. você pode controlar sua distância do elemento que ela está referenciando e o ponto de referência para a cota. clique em "Edit Witness Lines" [Editar linhas de chamada da cota]. 4 Quando terminar. 2 Clique com o botão direito do mouse no controle no meio da linha de chamada da cota e selecione "Delete Witness" no menu de contexto. Linhas de cotas paralelas efetuam o snap aos mesmos intervalos. Alterando o valor da cota 1 Selecione um componente que a cota referencia. a distância do intervalo permanece constante. Modificando cotas O Revit Architecture lhe fornece a capacidade para personalizar a aparência de suas cotas. 2 Selecione a linha da cota.

Controlando o comportamento de exibição das setas de cotas Quando você seleciona uma seta de marca de preenchimento para linhas de cotas. a setas de cota automaticamente viram para o exterior da linha de cota. Você pode arrastar texto para fora da linha de cota para aprimorar a clareza. 1 Na área de desenho. 3 Selecione um valor para o parâmetro "Tick Mark". Se a cota está bloqueada. Modificando cotas | 201 . 2 Clique no valor da cota. as setas fazem o reconhecimento quando um segmento de cota é muito pequeno para acomodar as setas no interior da linha de cota. digite um novo valor para a cota e pressione ENTER. Se você selecionar uma seta de marca de preenchimento. Você pode desativar a chamada de detalhe ao desmarcar a opção na caixa de verificação "Leader" na Barra de opções. Se o texto da cota cruza o caminho de uma das linhas de chamada da cota. clique em "Edit/New". Os controles de texto de cota estão disponíveis somente para cotas permanentes. selecione a cota e clique em ("Element Properties"). arraste o manipulador de volta para a linha de cota. 2 Coloque o cursor no manipulador azul abaixo do texto da cota. A linha de chamada da cota é realçada e aparece um controle quadrado azul. 1 Selecione uma cota. 4 Clique em "OK". que a legibilidade e compreensão são afetadas. O Revit Architecture move o texto para fora da linha de cota. e não cruza o centro do segmento de cota em que está. Arraste o manipulador para fora da cota. e ele irá efetuar o snap em sua posição original. angulares e radiais. Isto ocorre para cotas lineares. 3 Na caixa de edição. 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". Alterando a marca de preenchimento da linha de cota Você pode alterar a marca de preenchimento que é exibida nas extremidades da linha de cota. 3 Para retornar o texto da cota para sua posição original. Quando isto ocorre. Para cotas radiais as setas viram quando a linha de cota (o raio) é menor do que o comprimento da seta. Clique no controle de bloqueio para desbloquear a cota para que possa alterá-la. Movendo o texto da linha de cota Pode haver momentos em seu desenho em que as cotas parecem estar tão próximas uma das outras. aparece uma linha de chamada de detalhe de arco. consulte “Controlando o comportamento de exibição das setas de cotas” na página 201 para obter informações sobre o comportamento dos tipos de setas de marcas de preenchimento. aparece o controle de bloqueio junto a mesma.

Para controlar o comportamento de exibição de marcas de preenchimento de cotas: 1 Na área de desenho. Quando isto ocorre as extremidades da seqüência do segmento pequeno viram. consulte “Alterando a marca de preenchimento da linha de cota” na página 201. selecione a cota e clique em ("Element Properties"). ■ "Interior Tick Mark" [Marca de preenchimento interna]: designa a exibição da marca de preenchimento para linhas de chamada da cota internas quando segmentos adjacentes são muito pequenos para caber as setas. 3 Edite os seguintes parâmetros: ■ "Flipped Dimension Line Extension" [Linha de cota estendida invertida]: quando a seta de cota inverte. as linhas de cotas multissegmentadas fazem o reconhecimento quando segmentos adjacentes são muito pequenos para caber as setas. A cota maior mostra como as setas são exibidas no interior da linha de cota quando a linha é suficientemente grande para acomodá-las. 202 | Capítulo 7 Usando cotas e restrições . Para obter informações sobre como mudar a marca de preenchimento para uma linha de cota. Na imagem a seguir as setas de cota viram para o exterior da linha de cota e as linhas de chamada da cota exibem a marca de preenchimento designada (diagonal). OBSERVAÇÃO Estes parâmetros somente são ativados quando o parâmetro de marca de preenchimento é definido como um tipo de seta. A imagem a seguir mostra 2 cotas com setas de marcas de preenchimento. 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". e a linha de chamada da cota interna exibe o tipo interno de marca de preenchimento designado. A cota menor mostra como as setas viram para o exterior da linha de cota quando a linha é muito pequena para acomodá-las. isto controla o comprimento da linha da cota além das setas invertidas. Quando isto ocorre as extremidades da seqüência do segmento pequeno viram. e a linha de chamada da cota interna exibe o tipo interno de marca de preenchimento designado nas propriedades da cota. Além disso. "Length" [Comprimento] é medido do fim da cabeça da seta. clique em "Edit/New".

se estiver imprimindo a 100 por cento. "Witness Line Gap to Element" [Intervalo Se "Witness Line Control" estiver definida como "Gap to Element" [Intervalo para o de linha de chamada da cota para o elemento]. "Line Weight" [Espessura da linha] Define o número da espessura da linha que designa a espessura da linha de cota. Propriedades de tipo de cota permanente "Name" [Nome] "Description" [Descrição] "Graphics" [Gráficos] "Tick Mark" [Marca de preenchimento] O nome do estilo da marca de preenchimento. se as referências da cota são as central] linhas centrais de instâncias de família e de parede. será o tamanho no qual a linha de chamada da cota é plotada. "Tick Mark Line Weight" [Espessura de Define a espessura da linha que designa a espessura da marca do símbolo. será o tamanho no qual a linha de chamada da cota é plotada. Você pode alterar a definição de espessuras de linha usando o comando "Line Weight" no menu "Settings". O central] símbolo de linha central aparece acima das linhas de chamada da cota que referenciam as linhas centrais das instâncias da família e de paredes. Consulte “Alterando a marca de preenchimento da linha de cota” na página 201. selecione uma cota permanente ou cota de elevação de ponto. Este parâmetro somente é ativado quando o parâmetro de marca de preenchimento é definido como um tipo de seta. se estiver imprimindo a 100 por cento. "Centerline Pattern" [Padrão de linha Altera o padrão de linha das linhas de chamada da cota. clique em "OK". Propriedades da cota Você pode alterar muitas propriedades de cotas permanentes e de elevação de ponto. Você pode clicar em "Duplicate" para criar uma nova cota permanente ou um tipo de elevação de ponto. ou definir suas próprias espessuras. Você pode escolher em uma lista de valores definidos no Revit Architecture. Propriedades da cota | 203 . 4 Clique em "OK". será o tamanho no qual a linha de cota é plotada. "Dimension Line Extension" [Extensão da Estende a linha de cota além da intersecção das linhas de chamada da cota com um valor linha de cota] especificado. Quando linha de chamada da cota] você define este valor. 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". Se a linha de chamada da cota não referencia um plano central. edite as propriedades de instância. de chamada de cota] "Witness Line Length" [Comprimento de Se "Witness Line Control" está definida como "Fixed to Dimension Line". "Witness Line Control" [Controle de linha Alterna entre a funcionalidade de intervalo fixo e a funcionalidade de linha de cota fixa. 4 Quando terminar. 3 Clique em "Edit/New" para editar as propriedades de tipo. você não pode colocar um símbolo de linha central acima do mesmo. este parâmetro define a distância entre a linha de chamada da cota e o elemento elemento] sendo cotado. Quando você define este valor. "Centerline Symbol" [Símbolo da linha Você pode selecionar quaisquer dos símbolos de anotações carregados no projeto. este parâmetro não afeta o padrão da linha de chamada da cota. "Witness Line Extension" [Extensão da Define a extensão da linha de chamada da cota além da marca de preenchimento. Você pode linha da marca de preenchimento] escolher em uma lista de valores definidos no Revit Architecture. "Flipped Dimension Line Extension" Controla a extensão da linha de cota além da seta virada se a mesma vira nas extremidades [Extensão de linha de cota virada] da seqüência de cota. este parâmetro linha de chamada de cota] se torna disponível. Modificando as propriedades de cotas permanentes e de elevação do ponto 1 Em uma vista de projeto. Se as referências não estão na linha central. OBSERVAÇÃO As alterações feitas nas propriedades de tipo afetam todas as cotas permanentes ou as cotas de elevação de ponto daquele tipo no projeto. se estiver imprimindo a 100 por cento. e clique em ("Element Properties"). Quando você define este valor. Especifica o comprimento de todas as linhas de chamada nas cotas. ou definir suas próprias espessuras. Consulte “"Line Weight" [Espessuras de linha]” na página 82.

Você pode então definir o formato das unidades com a cota. O valor padrão é preto. "Equality Display" [Exibição de igualdade] Todas as cotas lineares e angulares têm uma propriedade "Equality Display". Nota: este parâmetro é usado principalmente para o mercado Alemão. Consulte “Parâmetros de formatação” na página 518. "Sufix" [Sufixo] Um sufixo que pode ser adicionado a legenda da cota. 204 | Capítulo 7 Usando cotas e restrições . preenchimento de linha central] "Interior Tick Mark" [Marca de Designa a exibição da marca de preenchimento para linhas de chamada da cota internas preenchimento interna] quando segmentos adjacentes são muito pequenos para caber as setas. "Other" [Outros] "Center Marks" [Marcas do centro] Exibe ou oculta a marca do centro da cota de arco. mais a altura do texto. "Text Offset" [Deslocamento do texto] Especifica o deslocamento do texto de uma linha de cota. "Text" [Texto] "Text Size" [Tamanho do texto] Especifica o tamanho da fonte para cota. O valor "None" detalhe] [Nenhuma] remove a seta. Consulte “Alterando a marca de preenchimento da linha de cota” na página 201. Se você seleciona esta abertura. consulte "Settings" [Configurações]. Propriedades de instância de cota permanente "Name" [Nome] "Description" [Descrição] "Prefix" [Prefixo] Um prefixo que pode ser adicionado a legenda da cota. Este parâmetro é usado principalmente para o mercado Europeu. altura] porta ou abertura) em uma vista de planta. Este valor deve ser maior do que a distância entre o texto e a linha de cota. Para obter mais informações sobre esta propriedade. Valor. a cota inclui uma legenda que exibe a altura da abertura para a instância. "Arrowheads" [Setas]. "Radius Prefix" [Prefixo do raio] Exibe ou oculta o prefixo (R) para cotas radias. "Name" [Nome] "Description" [Descrição] "Centerline Tick Mark" [Marca de Altera a marca de preenchimento nas extremidades da linha central de uma cota. Consulte “Estilos de anotação” na página 84. Se você define o valor para transparente. A ordem em que estas propriedades aparecem é Prefixo. "Units Format" [Formato de unidades] Clique no botão para abrir a caixa de diálogo "Format" [Formato]. Com este parâmetro definido. "Color" [Cor] Define a cor das linhas de cota. o texto da cota é circundado por uma caixa que se texto] sobrepõe qualquer geometria ou texto atrás da mesma na vista. Você pode escolher em uma lista de cores definidas no Revit Architecture. "Text Background" [Plano de fundo do Se você define o valor para opaco. "Center Mark Size" [Tamanho da marca Define o tamanho da marca do centro da cota do arco. Esta propriedade está ativada do centro] quando "Center Marks" estiver selecionado. o qual ajuda a empilhar cotas lineares em intervalos iguais. Para definir uma seta. se houver uma restrição de igualdade e como "Value" por padrão em igualdade) ou "Value" [Valor] caso contrário. "Show Opening Height" [Exibir abertura. defina o parâmetro "Witness Line Control" para "Fixed to de snap da linha de cota] Dimension Line". ou definir suas próprias cores. consulte “Alterando a legenda EQ para o valor da cota” na página 206. e a linha de chamada da cota interna exibe o tipo interno de marca de preenchimento designado. Este parâmetro somente é ativado quando o parâmetro de marca de preenchimento é definido como um tipo de seta. Quando isto ocorre as extremidades da seqüência do segmento pequeno viram. O valor aparece abaixo do valor da cota inicialmente colocada. "Text Font" [Fonte do texto] Define as fontes True Type da Microsoft® para as cotas. "Read Convention" [Convenção de leitura] Especifica a convenção de leitura para o texto da cota. A exibição de "Value" nunca é opcional com cotas. É definida (quando a cota tem uma restrição de como = por padrão. "Dimension Line Snap Distance" [Distância Para usar este parâmetro. "Annotations" [Anotações]. e Sufixo. Coloca uma cota cujas linhas de chamada da cota referenciam a mesma inserção (janela. Propriedades de tipo de elevação de ponto "Name" [Nome] "Description" [Descrição] "Graphics" [Gráficos] "Leader Arrowhead" [Seta da chamada de Define a aparência do componente da seta da chamada de detalhe. a caixa desaparece e tudo não sobreposto pelo texto da cota estará visível. o snap adicional está disponível.

Você pode alterar a origem compartilhada ao realocar o projeto. então a elevação reportada diz respeito a origem do projeto. "Text Offset from Leader" [Deslocamento Desloca o texto na vertical da linha da chamada de detalhe. nenhuma linha de chamada de detalhe aparece. "Graphics" [Gráficos] "Leader" [Chamada de detalhe] Se selecionada. nas quais suas referências são visíveis. Um valor positivo maior do texto para o símbolo] move o texto para a esquerda. Você pode criar restrições ao colocar cotas e bloqueá-las ou ao criar restrições de igualdade. Desmarque a opção "Use Project Settings" [Usar configurações do projeto] e defina os valores apropriados. "Value" [Valor] O valor real da elevação reportada. "Text Orientation" [Orientação do texto] Altera a posição do texto (acima ou abaixo) em relação a linha de cota. "Elevation Origin" [Origem da elevação] Se o valor de origem é definido como projeto. as cotas são específicas da vista. Você pode modificar e excluir as restrições independentemente de cotas ou removê-las ao excluir cotas. "Indicator as Prefix / Suffix" [Identificador Especifica a colocação do identificador de elevação. que funcionam independentemente de cotas. "Name" [Nome] "Description" [Descrição] Espessura da linha da chamada de detalhe Define a espessura da linha de chamada de detalhe. "Sufix" [Sufixo] Adiciona um sufixo ao texto. mais espessa a linha. Define a cor da elevação de ponto. "Elevation Indicator" [Identificador de Uma seqüência de texto que você insere com a elevação de ponto. Um valor negativo move o texto para a direita. como prefixo /sufixo] "Text Font" [Fonte do texto] Define a fonte do texto da elevação. Propriedades de instância de elevação de ponto "Name" [Nome] "Description" [Descrição] "Constraints" [Restrições] "Relative Base" [Base relativa] O nível do qual a elevação é reportada. "Text" [Texto] "Prefix" [Prefixo] Adiciona um prefixo ao texto. Este é um valor de somente leitura. "Symbol" [Símbolo] Altera a aparência da cabeça do símbolo com a elevação de ponto. "Text" [Texto] "Text Size" [Tamanho do texto] Define o tamanho do texto da elevação. "Color" [Cor] Clique no botão para abrir o selecionador de cores. As restrições aparecem como linhas pontilhadas verdes em vistas de projeto. o texto da cota é circundado por uma caixa que se texto] sobrepõe qualquer geometria ou texto atrás da mesma na vista. a elevação de ponto inclui uma linha de chamada de detalhe. Quanto maior o valor. do texto da chamada de detalhe] "Text Offset from Symbol" [Deslocamento Desloca o texto na horizontal da linha da chamada de detalhe. Quando não for selecionada. "Constraints" [Restrições] | 205 . Se você define o valor para transparente. "Text Background" [Plano de fundo do Se você define o valor para opaco. Espessura da linha da seta da chamada Define a espessura da linha da seta da chamada de detalhe. Se o valor base é definido como relativo. mais de detalhe espessa a linha da seta. "Constraints" [Restrições] As restrições são elementos não específicos de vistas. Consulte “Realocando e rotacionando um projeto” na página 758. Os elementos de restrição aparecem em todas as vistas. Pode ser exibida como elevação] um prefixo ou sufixo. "Units Format" [Formato de unidades] Clique no botão para abrir a caixa de diálogo "Format" [Formato]. Se o valor de origem é definido compartilhado. então a elevação reportada diz respeito ao nível no parâmetro de instância "Relative Base". a caixa desaparece e tudo não sobreposto pelo texto da cota estará visível. Quanto maior o valor. então a elevação reportada diz respeito a origem compartilhada.

A legenda é exibida quando os valores para todos os segmentos na cota são iguais. Por exemplo. enquanto esta restrição estiver ativa. Quando você bloqueia uma cotam poderá criar uma restrição. Uma restrição (uma linha pontilhada verde) aparece quando você seleciona suas referências. uma restrição foi criada. Restrições de igualdade Uma restrição de igualdade aparece como um símbolo EQ na linha de cota quando você seleciona uma cota multissegmentada. 2 Clique no símbolo EQ para que este não mais tenha uma barra entre ele. como mostrado na imagem a seguir. todas as paredes são movidas juntas em um distância fixa. nenhuma restrição adicional é criada. Se nenhuma destas condições for satisfeita. permanecem com uma distância igual uma da outra. ou se os valores para o primeiro e último segmento da cota são iguais. Se você seleciona uma das referências para a linha de cota (como uma parede). poderá bloquear estas cotas. então o segmento de cota não pode exibir a legenda EQ e em seu lugar exibe o valor. O símbolo EQ representa um elemento de restrição de igualdade aplicado às referências para esta cota. Aplicando uma restrição de igualdade 1 Selecione uma cota multissegmentada permanente. Se você precisar colocar uma cota. Restrição de cotas bloqueadas Muitas cotas podem corresponder a mesma restrição. Se você colocar outra cota entre as mesmas duas paredes e bloqueá-la. 206 | Capítulo 7 Usando cotas e restrições . que são paredes no gráfico. se você colocar uma cota entre duas paredes e bloqueá-la. o símbolo EQ aparece com uma linha pontilhada verde no meio das referências. que é exibida diretamente acima de cada segmento da linha de cota. Se você selecionar uma das paredes e movê-la. Aplicando restrições com cotas Quando você coloca cotas permanentes. As referências. consulte “Cotas permanentes” na página 190. Alterando a legenda EQ para o valor da cota Cotas multi-segmentadas têm uma legenda EQ.

3 Encontre a categoria "Constraints". ■ Exclua a cota que corresponda a restrição. A imagem a seguir mostra a restrição oculta. consulte “Exibição de visibilidade e gráficos em vistas de projeto” na página 146. 2 Na caixa de diálogo "Element Properties". selecione "Value". Aparece um aviso indicando que você não está excluindo a restrição atual. A imagem a seguir mostra a restrição (a linha pontilhada verde) visível. 3 Clique em "OK". Controlando a visibilidade de restrições 1 Clique no menu "View ➤ Visibility/Graphics" ou use o atalho de teclado VG. O símbolo EQ aparece com uma barra entre ele quando a restrição de igualdade não está aplicada. 2 Clique na guia "Annotation Categories" [Categorias de anotações].Você pode alterar a exibição da legenda EQ para o valor de cota. para "Equality Display". ■ Clique no símbolo EQ para remover uma restrição de igualdade. 2 Faça um dos seguintes: ■ Clique no cadeado para abri-lo. Removendo restrições 1 Selecione uma cota. Clique em "Unconstraint" [Cancelar restrição] na caixa de diálogo de aviso para remover a restrição. Para alterar a legenda EQ para o valor da cota: 1 Selecione a cota e clique em ("Element Properties"). Controlando a visibilidade de restrições | 207 . e cancele a seleção da caixa de verificação para ocultar as restrições na vista. Para obter mais informações.

Restrições e worksets As restrições pertencem aos worksets dos elementos que eles restringem. Para adicionar uma restrição. Consulte “Worksets” na página 728. 208 | Capítulo 7 Usando cotas e restrições . é requerido que os worksets de todos os elementos possam ser movidos pela restrição para serem editáveis.

Trabalhando com componentes de arquitetura 8 O Revit Architecture fornece vários componentes familiares para o desenho de construção. 209 . Nenhuma linguagem de programação ou codificação é necessária para criar esses componentes.

o nome da opção é exibido como "Depth" [Profundidade]. clique no menu "Modelling ➤ Wall" [Modelagem ➤ Parede] ou na guia Modelling da "Design Bar" [Barra de projeto]. Vista 3D de paredes Adicionando paredes internas e externas 1 Em uma vista de planta de piso ou vista 3D. Além disso. se você desenha uma parede e especifica sua linha de localização como a linha central núcleo. e clique em "Edit/New" [Editar/Novo]. consulte “Propriedades da parede cortina” na página 336. ■ "Height" [Altura]: defina a altura de uma parede para subir para um nível. O Revit Architecture aplica a espessura. 3 Para alterar as propriedades da parede. mesmo se for selecionada uma parede e seu tipo for alterado ou sua estrutura for alterada. Todas as paredes têm uma estrutura que pode ser definida por meio das propriedades de tipo da parede. altura e outras propriedades da parede em torno da linha de localização da parede. que permite especificar um valor para "Height".Paredes As paredes podem funcionar como interiores. exteriores. selecione a parede. mesmo se o tipo de parede é alterado. clique em "Wall" [Parede]. Você cria uma parede ao efetuar o croqui da linha de localização da parede em uma vista de planta ou uma vista 3D. 2 No "Type Selector" [Seletor de tipos]. Consulte “Níveis” na página 613. fundação e contenção. várias propriedades de instância e de tipo podem ser especificadas para definir a aparência da parede. a localização da linha permanece ali. Por exemplo. O valor padrão no menu é "Unconnected" [Não conectada]. OBSERVAÇÃO Quando você efetua um croqui do tipo de parede de fundação. 210 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . Você também pode escolher um nível que não seja de andar. Para obter uma descrição das propriedades da parede e seus valores. clique em ("Element Properties"). 4 Na Barra de opções. A linha de localização é um plano na parede que não se altera. especifique as opções de desenho de parede: ■ "Level (3D views only)" [Nível (somente vistas 3D)]: escolha um nível como a restrição base.

■ Quando você efetua o croqui de uma parede. você pode especificar se o deslocamento é medido para a aresta próxima. dependendo da forma que você desenha a parede. "Properties" [Propriedades]. se desejado. ■ Clique em (Pick Faces) para selecionar uma face de massa ou uma face de modelo genérico. ■ As paredes não se anexam automaticamente a outros componentes de modelagem. As linhas podem ser linhas de modelo ou arestas de elementos. Isto funciona para todas as ferramentas de desenho de parede. 6 Decidir como criar a parede: ■ Clique em (Draw) para desenhar a parede. selecione a parede e clique nas setas azuis de inversão que são exibidas próximas a mesma. (Consulte “"Project Browser" [Navegador do projeto]” na página 30). "Finish Face: Interior" [Face de acabamento interior]. poderá deslocá-la do cursor ao especificar um valor para "Offset" [Deslocamento] na Barra de opções. Exterior]. ao qual deseja adicionar janelas antes de adicionar o telhado. Clique com o botão direito do mouse em um nome de tipo de parede. e assim por diante. círculos e arcos de três pontos. poderá com rapidez definir seu comprimento ao inserir um valor no teclado. ■ Os tipos de paredes são exibidos no "Project Browser" [Navegador do projeto] em "Families ➤ Walls" [Famílias ➤ Paredes]. Você também pode alterar as propriedades da parede ao clicar duas vezes no tipo de parede. Isto assegura que a parede seja alta o suficiente para adicionar janelas e portas. Clique para colocar paredes simultaneamente em cada face realçada. Também. Consulte “Anexando paredes a outros componentes” na página 224 e “Desvinculando paredes de outros componentes” na página 225. como telhados. O modelo genérico pode ter sido criado como no local ou com base em um arquivo de família. 7 Desenhe a parede usando o método selecionado. Consulte “Colocando cotas permanentes” na página 191. Valor da linha. 5 Você pode inverter a orientação da parede em torno de sua linha de localização ao pressionar SPACEBAR ao desenhar a parede. como retângulos. Quando você efetua o croqui de uma parede. Você precisa anexá-las explicitamente usando os comandos "Attach Wall" [Anexar paredes] e "Detach Walls" [Desanexar paredes]. ao selecionar "Loc" [Loc]. "Core Centerline" [Linha central núcleo]. "Core Face: Exterior" [Face núcleo: Exterior] e "Core Face: Interior" [Face núcleo: Interior]. Consulte “Criando paredes a partir de instâncias de massa” na página 48. DICA Para realçar todas as faces verticais no modelo de massa ou genérico. a linha de localização exibe o lado interno da parede. OBSERVAÇÃO Este recurso não está disponível para paredes em arco. Dicas de paredes interiores/exteriores | 211 . A posição da linha de localização pode variar. para a linha central ou para a aresta afastada da parede. 8 Adicione cotas. ■ Para inverter a orientação da parede entre exterior e interior. e selecione um comando no menu de atalho: "Rename" [Renomear]. Por exemplo. ■ Clique em (Pick Lines) para selecionar as linhas. a linha de localização é exibida no lado externo da parede. painéis cortina e outras paredes. Dicas de paredes interiores/exteriores ■ Quando você estiver criando as paredes exteriores de um edifício multi-nível. As setas de inversão são sempre exibidas no lado que o Revit Architecture interpreta como o lado externo. Consulte “Especificando o comprimento de uma linha de croqui” na página 181. Se você desenha da direita para a esquerda. ■ "Location Line" [Linha de localização]: especifique a linha de localização da parede como uma "Wall Centerline" [Linha central da parede]. especifique "Unconnected Heigth" [Altura não conectada] como a altura da parede no próximo nível. tirando vantagem do recurso de observar cota. "Select All Instances" [Selecionar todas instâncias]. pressione TAB. "Finish Face: Exterior" [Face de acabamento. como telhados e tetos. se você especifica a linha de localização como "Finish Face: Interior" e efetua o croqui da parede da esquerda para a direita.

Selecione o hospedeiro com o cursor. uma concordância é automaticamente criada entre as paredes no raio especificado. 2 Na caixa de diálogo "Element Properties" [Propriedades do elemento]. selecione o tipo de parede de contenção. 3 Altere as propriedades como desejado. 212 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . ■ Você pode arrastar inserções. Exatamente uma parede pode unir-se exatamente com outra parede. Adicionando paredes de contenção Você pode criar uma parede de contenção quando a propriedade de tipo "Wall Function" [Função da parede] é definida como "Retaining". consulte “Propriedades da parede cortina” na página 336. e defina apropriadamente a propriedade "Exterior" da parede. você não pode ter múltiplas uniões. 1 Em uma vista de planta ou vista 3D. entre duas paredes. Para obter uma descrição das propriedades da parede e seus valores. ■ Se você renomeia ou cria um tipo de parede. Se você excluir o hospedeiro. clique em "Edit/New" [Editar/Novo]. consulte “Croqui” na página 179. 3 Se você deseja alterar as propriedades da parede. OBSERVAÇÃO Uma parede de contenção é automaticamente definida para ser não vinculada com o ambiente. inclua as palavras "Exterior" ou "Interior" no nome do tipo. ■ Se você unir a extremidade de uma parede reta com a extremidade de outra parede reta e seleciona a opção "Radius" [Raio] na Barra de opções. ■ A restrição superior para paredes interiores de partição é automaticamente definida para o nível acima. irá também excluir a inserção. Isto permite criar uma cadeia arredondada de paredes. A escala da inserção é alterada para a espessura do hospedeiro. clique no menu "Modelling ➤ Wall" ou na guia Modelling da "Design Bar". Consulte “Ambientes” na página 636. 5 Adicione cotas. Consulte “Colocando cotas permanentes” na página 191. Janela colocada em parede divisória ■ Se desejado. 4 Desenhe a forma das paredes de contenção. 2 No "Type Selector". se desejado. você pode alterar a escala da espessura da inserção relativa a espessura do hospedeiro. como janelas e portas. clique em "Pick Main Host" [Selecionar hospedeiro principal]. clique em "Wall". Para obter mais informações sobre as ferramentas de croqui. Selecione a inserção e na Barra de opções. faça o seguinte: 1 Clique em ("Element Properties").

Paredes em arco Quando você efetua o croqui de paredes em arco. Você pode colocar croquis de aberturas assimétricas em paredes em arco usando as famílias no local. 3 Na Barra de opções. a parede embutida move com ela. 3 Desenhe aberturas quadradas ou retangulares na parede em arco. aparecem cotas permanentes. A escala da parede Paredes em arco | 213 . as cotas aparecem somente na restrição base. Você pode cortar inserções nesta união. Adicionando paredes em arco 1 Em uma vista de planta de piso ou vista 3D. clique em "Modify" [Modificar]. selecione "Keep Concentric" [Manter concêntrico] para alterar o raio do arco enquanto mantém o raio concêntrico. selecione uma parede em arco. ou desmarque "Keep Concentric" para reter as condições finais existentes como a localização do ponto final ou a tangência com uma parede reta. 4 Arraste o controle do meio. Se uma parede tem uma restrição superior definida a um nível. Se você rotacionar a parede hospedeira. o Revit Architecture exibe uma cota angular temporária para ajudá-lo a colocá-la com precisão no projeto. Cortando aberturas em paredes em arco Você pode cortar aberturas quadradas ou retangulares em paredes em arco. O Revit Architecture trata uma parede de círculo completo como dois meio cilindros unidos juntos. clique em "Wall". Consulte “"Openings" [Aberturas]” na página 286. mas não pode arrastar uma inserção de uma parte da parede para a união. as cotas aparacem nas restrições superiores e de base. na "Design Bar" [Barra de projetos]. clique no menu "Modelling ➤ Wall" ou na guia Modelling da "Design Bar". altere o valor da cota angular para aumentar ou diminuir o tamanho do arco. Alterando a escala de paredes em arco 1 Selecione a parede em arco. 4 Quando terminar. RELACIONADO Você também pode usar a ferramenta "Opening" na guia "Modelling" [Modelagem] da "Design Bar". 2 Na Barra de opções. Paredes embutidas As paredes podem ser embutidas em uma parede hospedeira. Se a parede tem uma restrição superior que seja explícita. para que a parede embutida seja associada com a parede hospedeira. 2 Arraste os controles na extremidade para alterar o comprimento do arco. 3 Efetue o croqui da parede em arco. A imagem a seguir mostra uma parede em arco com diversas aberturas. 4 Se desejado. 2 Clique em uma das ferramentas de arco. clique em "Opening" [Abertura]. Quando você desenha aberturas em uma parede em arco. Para cortar aberturas em paredes em arco: 1 Em uma vista 3D ou de elevação.

Se a parede hospedeira é uma parede em arco. Parede cortina embutida em uma parede hospedeira Separando paredes embutidas 1 Clique no menu "Tools ➤ Don't Cut Geometry" [Ferramentas ➤ Não cortar geometria]. Você pode repetir este processo quantas vezes desejar. Ao embutir paredes. Para determinar se o tipo de parede cortina automaticamente se embute em outra parede. Podem ocorrer resultados indesejados. e a seguir inserir a parede naquele buraco. 6 Se desejado. ■ Você pode embutir uma parede em um painel cortina e a seguir embutir uma parede cortina naquela parede embutida. 3 Realce a parede embutida e clique para selecioná-la. a abertura na parede hospedeira é automaticamente ajustada. não selecione primeiro a parede mais curta e a seguir a hospedeira maior. Se a parede embutida está dentro do limite da parede hospedeira. 2 Desenhe uma parede que esteja no limite da parede hospedeira ou que esteja em paralelo e com uma distância de 6 polegadas da mesma. a parede embutida precisa ser um arco concêntrico. 4 Mova o cursor para dentro da área de desenho e selecione a parede hospedeira. por exemplo. embutida não é alterada se for alterada a escala da parede hospedeira. ■ As paredes podem ser embutidas em outras paredes usando o comando "Cut Geometry" [Cortar geometria]. você precisa criar fachadas de lojas nas paredes externas do edifício. A parede hospedeira pode ser uma parede reta ou uma parede em arco. e que as paredes estejam com 6 polegadas de distância uma da outra. O comportamento de uma parede embutida é similar ao de uma janela. As paredes embutidas são úteis quando. 2 Realce a parede hospedeira e clique para selecioná-la. AVISO Ao usar o comando "Cut Geometry". 5 Selecione a parede a ser embutida na parede hospedeira. Assegure que a parede embutida seja mais curta no comprimento do que a parede hospedeira. Você não tem que editar o perfil de elevação da parede hospedeira para seguir a abertura da parede embutida. você não precisa editar o perfil da parede hospedeira. A parede agora está embutida. o Revit Architecture emite um aviso e aconselha a usar a ferramenta "Cut Geometry" [Cortar geometria]. e o material da parede hospedeira é preenchido na abertura ajustada. ■ Se você edita o perfil de elevação da parede embutida. Com paredes embutidas. Alguns tipos de parede cortina se embutem automaticamente em uma parede. Selecione o parâmetro "Automatically Embed" [Embutir automaticamente] caso já não esteja selecionado. 214 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . considere os seguintes: ■ Uma parede cortina pode ser embutida em outra parede. Embutindo uma parede em outra parede 1 Efetue o croqui de uma parede hospedeira de qualquer tipo na área de desenho. 3 Clique no menu "Tools ➤ Cut Geometry" [Ferramentas ➤ Cortar geometria]. acesse as propriedades de tipo da parede. desde que esteja paralela a parede hospedeira. cortar um buraco nela. você pode alterar a escala da parede embutida para uma altura e largura desejadas ao selecionar a parede e alterar sua escala com as setas de controle.

se a região tem uma espessura constante. e você especifica a linha de localização como a "Core Centerline". ■ Como a espessura núcleo pode variar em paredes verticalmente compostas. Observe que o valor da espessura aparece sombreado. ■ Uma camada é um retângulo atribuído a uma linha. Ela tem uma espessura constante e estende a altura da parede. Os gráficos a seguir visualizam os conceitos de linhas. Se a região tiver uma espessura variável. a linha central do núcleo é medida entre os limites núcleo na parte inferior. Por exemplo. então o valor é variável. Acessando comandos de paredes verticalmente compostas 1 Acesse as propriedades da parede. um valor numérico aparece para ela. Você pode alterar sua espessura e a linha atribuída à mesma.Paredes verticalmente compostas Você define a estrutura de paredes verticalmente compostas usando camadas ou regiões. Você somente pode alterar sua espessura e altura de forma gráfica no painel de visualização. ■ Uma região é qualquer outra forma aparecendo na parede que não atende o critério de uma camada. ■ Você não pode alterar a espessura da região na linha à qual está atribuída. Paredes verticalmente compostas | 215 . As regiões podem ter espessura constante ou variável. a linha central núcleo e as linhas de localização de face núcleo são determinadas pela espessura núcleo na parte inferior da parede. indicando que está indisponível para modificação. se o núcleo da parede é mais espesso na parte superior do que na parte inferior. Consulte “Varreduras de parede” na página 235 e “"Wall Reveals" [Frisos de parede]” na página 239. "Layer rows" [Linhas de camadas]: corresponde a camadas ou regiões "Wall layer" [Camada de parede]: espessura constante e estende a altura da parede "Regions" [Regiões]: nenhuma região estende a altura completa da parede Você pode adicionar varreduras ou frisos em paredes verticais compostas. camadas e regiões. Você pode usar diversos comandos para modificar a estrutura das paredes verticalmente compostas. Em uma linha atribuída à uma região.

Se você altera o valor da cota temporária. 3 Clique no botão "Preview" [Visualizar] para abrir o painel de visualização. Você pode definir a altura de amostra para qualquer valor desejado. OBSERVAÇÃO Os comandos de parede verticalmente composta estão disponíveis somente na visualização de corte. Cadeado aberto indicando a extensibilidade Quando você desbloqueia as camadas para a extensão. poderá alterar se aquela camada pode ou não ser estendida. na caixa de diálogo "Edit Assembly" [Editar montagem]. Para arrastar as camadas da parede. selecione a vista de corte. Observe que esta altura de amostra não define a altura de quaisquer paredes daquele tipo no projeto. Todas as alterações efetuadas na parede ocorrem no painel de visualização. Você pode digitar valores para estas propriedades em uma caixa de diálogo "Element Properties" selecionada para a parede ou pode arrastar a camada da parede desbloqueada em uma vista. Observe as dicas de ferramentas e mensagens da barra de status. 216 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . 2 Clique em "Edit/New" para abrir a caixa de diálogo "Type Properties" [Propriedades de tipo] para a parede. clique em "Edit" [Editar]. aparece uma cota temporária. OBSERVAÇÃO As camadas desbloqueadas precisam ser adjacentes. Comando "Modify" [Modificar] Para alterar uma parede verticalmente composta. definir a extensão da camada ou restringir a distância da região da parte superior ou inferior da parede. a espessura da camada ou região imediatamente adjacente ao limite é alterada. duas propriedades de instância para a parede se tornam ativadas: "Top Extension Distance" [Distância de extensão superior] (para camadas na parte superior da parede) ou "Base Extension Distance" [Distância de extensão inferior] (para camadas na parte inferior da parede). Após selecionar um limite. você pode modificá-las em vistas de corte. não uma instância de parede real. e a cota na direita controla a espessura à direita da região. A cota na esquerda controla a espessura da região à esquerda da borda. Um cadeado fechado indica que a camada não pode ser estendida. você pode alterar a espessura. de elevação e 3D. Permitindo a extensão da camada Se você seleciona o limite horizontal externo na parte superior ou inferior da camada. duas cotas temporárias aparecem. clique em "Modify". A seguir realce e selecione limites externos da parede de amostra ou as bordas entre regiões no painel de visualização. Observe os comandos que aparecem na parte inferior direita da caixa de diálogo. (Consulte “Acessando comandos de paredes verticalmente compostas” na página 215). 4 Para "View" [Vista]. Clique no cadeado para abrí-lo e a camada poderá ser estendida. Eles estão em uma caixa de grupo denominada "Modify Vertical Structure" [Modificar estrutura vertical]. Por exemplo. você não pode ter uma camada bloqueada e suas camadas adjacentes desbloqueadas. Selecione um limite horizontal na parte superior da camada e aparece um cadeado. Defina com um valor suficientemente alto para permitir criar a estrutura de parede desejada. Alterando a espessura Se você seleciona um limite vertical exterior da parede de amostra. 5 Junto ao parâmetro "Structure" [Estrutura]. que indicam o que você está realçando. Eles somente estão modificando o tipo de parede. Altura de amostra A altura de amostra é uma altura padrão definida para a parede no painel de visualização. Se você seleciona uma borda vertical entre regiões.

Para arrastar camadas de parede: 1 Coloque seu cursor na parte superior ou inferior da parede e pressione TAB para realçar o manipulador de formas para as camadas extensíveis. se você clicar na seta. Aparece uma seta de controle. Clique na seta de controle para alternar a distância de restrição da parte superior ou da parte inferior. Quando você seleciona aquela borda. o comando "Split Region" divide uma camada da parede (ou regiões). em novas regiões. ■ Para dividir uma camada ou região na horizontal. Aparece uma visualização da linha de divisão quando você realça uma borda. 3 Arraste o manipulador de forma para cima ou para baixo. poderá selecionar a borda entre as regiões. realce um limite horizontal. realce uma das bordas. 2 Clique para selecionar o manipulador de forma. aparece um cota temporária entre a borda e a parte superior ou inferior da parede. Comando "Split Region" [Dividir região] Ao editar paredes verticalmente compostas. Quando você divide uma região. ela alterna a referência para a cota temporária entre a parte superior ou inferior da parede. Aparece a seta azul de controle quando a borda é selecionada Para dividir uma camada ou região na vertical. Observe a "Status Bar" [Barra de status] para assegurar que esteja realçando o manipulador de forma. Há também uma seta azul de controle. superior com superior ou inferior com inferior. horizontalmente ou verticalmente. As uniões das extensões precisam ser as mesmas. as partes estendidas serão unidas na horizontal. criado se você efetuou anteriormente uma divisão na horizontal. Visualização da divisão horizontal Após você dividir uma região ou camada na horizontal. Aquele limite pode ser um limite externo ou um limite interno. Restringindo a distância da região Selecione uma borda horizontal entre regiões. Paredes verticalmente compostas | 217 . as novas regiões assumem o mesmo material. Arrastando camadas com o manipulador de formas DICA Se você une duas paredes e ambas têm uma extensão vertical.

Por exemplo. 4 Clique no limite para atribuir a linha para aquela região. também “Regras de atribuição de camadas” na página 219. 2 Clique em "Assign Layers". ela aparece como uma linha no painel de visualização e sua espessura é 0. o comando "Assign Layers" atribui um linha à uma camada ou região. Consulte. material e função daquela linha). Consulte “Aplicando uma função em uma camada de estrutura composta” na página 357. determina que materiais prevalecem após a mescla. A seguir poderia atribuir outra linha de acabamento para algumas destas regiões e criar um padrão alternativo. A atribuição de camadas para regiões funciona melhor na vertical do que na horizontal. em novas regiões. Quando você mescla regiões. 3 Realce um limite de região. O material da região direita prevalece ao fundir O material da região esquerda prevalece ao fundir Comando "Assign Layers" [Atribuir camadas] Ao editar paredes verticalmente compostas. o comando "Merge Region" funde juntas as regiões de parede. Realce uma borda entre as regiões e clique para mesclá-las. a posição do cursor ao realçar uma borda. Para atribuir camadas de parede: 1 Clique em um número de linha para selecioná-lo. 5 Continue a clicar em outras regiões para continuar a atribuir ou clique no comando "Assign Layers" para sair. OBSERVAÇÃO Se a linha não tem nenhuma região atribuída à mesma. como tijolo sobre concreto. Todas as regiões atualmente atribuídas para aquela linha aparecem selecionadas no painel de visualização. na horizontal ou na vertical. Comando "Merge Region" [Fundir região] Ao editar paredes verticalmente compostas. você poderia dividir a camada de acabamento 1 em diversas regiões. Visualização da divisão vertical DICA É útil efetuar o zoom no limite horizontal externo para dividi-lo na vertical. Você deve se familiarizar com as funções de camadas de paredes compostas. (Ele atribui o número. 218 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura .

se você seleciona o limite externo esquerdo da região inferior. Paredes verticalmente compostas | 219 . Você pode adicionar espessura em uma camada que seja reta da parte superior da parede para a parte inferior. Você não pode definir uma camada no núcleo para ser uma camada de membrana. Por exemplo. e depois uma camada de estrutura no lado externo. ■ Uma linha não pode ser atribuída a mais de uma camada. Se elas não forem realçadas em uma ordem da esquerda para a direita. ■ Os limites do núcleo externo e interno e a camada de membrana não podem ser elevados acima e abaixo. ■ Você não pode dividir uma parede na horizontal. selecione os números de linha sequencialmente e observe quais regiões são selecionadas no painel de visualização. considere as seguintes diretrizes: ■ Linhas da parede de amostra no painel de visualização precisam permanecer em uma ordem seqüencial da esquerda para a direita. ■ Você não pode ter a mesma linha atribuída à regiões em ambos os lados do núcleo. ■ Uma camada no núcleo precisa ter uma espessura maior do que 0. como mostrado na figura a seguir. Você não pode alargar uma região independentemente da outra região. como a mostrada em vermelho nesta figura. ■ As prioridades de funções de camada não podem ascender do limite do núcleo para a face de acabamento. Por exemplo. você não pode ter uma camada de acabamento no limite do núcleo. e a seguir mover seu limite externo de uma das regiões. Para testar sua parede de amostra.Regras de atribuição de camadas Ao atribuir camadas em paredes. o Revit Architecture não pode produzir esta parede. o comando "Sweeps" e o comando "Reveal" controlam a colocação e exibição de varreduras ou frisos na parede. independentemente da outra. Limite inválido para limites de núcleo ou camadas de membrana ■ Você não pode adicionar espessura em uma camada complexa. o limite externo esquerdo da região superior também é selecionado. ■ Você não pode aplicar uma espessura para uma camada de membrana. ■ Camadas não de membrana não podem ter uma espessura menor do que 1/8" ou 4 mm. Comandos "Sweeps" [Varredura] e "Reveal" [Frisos] Ao editar paredes verticalmente compostas.

O material para o friso é o mesmo do material que ele está cortando. você pode ter uma parede 220 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . Por exemplo. 2 Na caixa de diálogo "Wall Sweeps". você pode aumentar o desempenho ao desmarcar esta opção. 7 Especifique um valor. Para configurar um friso de amostra: 1 Na caixa de diálogo "Edit Assembly". 11 Selecione "Cuttable" [Cortável] se você deseja que a varredura seja cortada por inserções de parede. 9 Use o valor "Setback" [Reinicializar] para especificar a distância de reinicialização da varredura de inserções. Um valor negativo move a varredura em direção ao núcleo da parede. especifique a distância da parte superior da parede ou da parte inferior da parede. Varredura de parede com a opção "Cuttable" selecionada 12 Clique em "OK". 3 Selecione o perfil para a varredura. se necessário. Para adicionar uma varredura em uma estrutura de parede: 1 Na caixa de diálogo "Edit Assembly". Todas as sub-paredes em uma parede empilhada são anexadas e têm geometria unida uma com a outra. Quando uma varredura é deslocada e embutida na parede. 8 Selecione "Flip" [Inverter] para medir a distância da parte superior do perfil de varredura ao invés da parte inferior. clique em "Add". selecione "Parapet Cap-Precast" [Parapeito pré-moldado]. 5 Para "Distance" [Distância]. ela corta a geometria da parede. 10 Selecione "Cuts Wall" [Corta a parede] se você deseja que a varredura corte a geometria da parede hospedeira. clique em "Add" [Adicionar]. Em modelos complexos com muitas varreduras. Por exemplo. 3 Siga as etapas 3 a 9 do procedimento anterior. Uma parede empilhada é uma parede principal que compreende diversas sub-paredes diferentes empilhadas uma acima da outra. 2 Na caixa de diálogo "Reveals". clique em "Sweeps". 4 Clique em "OK". Na imagem abaixo. como janelas e portas. veja como a varredura é cortada pelas três janelas na esquerda. 6 Para "Side" [Lado]. Paredes verticalmente empilhadas O Revit Architecture tem um tipo de parede denominado como parede empilhada. Isso acontece automaticamente sem a necessidade de etapas adicionais para você. clique em "Reveals". especifique em qual lado da parede ocorre a varredura. para o deslocamento. 4 Especifique o material para a varredura. Observe que não há escolha de materiais para frisos.

O painel de visualização exibe a parede na vista de corte. deslocamento. Uma tabela mostra os diferentes tipos de parede que compreendem a parede empilhada. verá que a maioria dos valores são de somente leitura. Você define sua estrutura em sua propriedade de tipo. 3 Junto ao parâmetro "Structure" [Estrutura]. Você pode definir duas propriedades de instância: "Room Bounding" [Vinculação de ambiente] e "Structural usage" [Uso estrutural]. clique com o botão direito do mouse em um tipo de parede empilhada. no "Project Browser" [Navegador de projetos]. 1 Acesse as propriedades de uma parede empilhada verticalmente. por terem sido herdadas do tipo de parede empilhada. Você pode mover paredes para cima ou para baixo na altura da parede empilhada. de fato está alterando os parâmetros de instância das sub-paredes individuais que compõem a parede empilhada. clique em "Preview" para abrir o painel de visualização. 2 Na caixa de diálogo "Type Properties" [Propriedades de tipo] para a parede. Os dois tipos de parede são anexados e unidos. quando você especifica a altura. Definindo a estrutura da parede empilhada Você pode efetuar diversas alterações em uma parede empilhada para modificar sua estrutura. das sub-paredes.empilhada que compreende um tijolo exterior em um montante metálico e um CMU exterior em um montante metálico. Especificando parâmetros de instância de sub-paredes Quando você define a estrutura do tipo de parede empilhada. Cada parede empilhada tem ao menos uma sub-parede na mesma. e clique em "Properties" [Propriedades]. Acessando comandos de paredes empilhadas verticalmente Você define a composição dos tipos de parede empilhadas verticalmente usando o editor "Edit Assembly" que também é usado para definir paredes compostas. parte superior e a base da parede empilhada. somente podem ser tipos na família do sistema de parede básica. Quer dizer. clique em "Edit" [Editar]. Paredes verticalmente empilhadas | 221 . em "Families ➤ Walls ➤ Stacked Wall" [Famílias ➤ Paredes ➤ Parede empilhada]. Por exemplo. Se você seleciona uma das sub-paredes da parede empilhada e visualiza suas propriedades de instância. Todas as alterações efetuadas na parede são exibidas no painel de visualização. O tipo de parede empilhada permite definir diferentes espessuras de parede em diferentes alturas. "Top Extension Distance" e "Base Extension Distance". Você também pode definir uma linha de referência para toda a parede empilhada e a seguir deslocar cada sub-parede daquela linha de referência. respectivamente. está de fato especificando "Unconnected Height". As sub-paredes que você usa. "Location Line Offset". Você pode adicionar ou excluir paredes da parede empilhada.

Este valor corresponde ao valor dos parâmetros de instância de distância de extensão superior ou base. Por exemplo. Por exemplo. Por exemplo. ou clique em "Insert" [Inserir] para adicionar uma nova sub-parede na parede principal. O valor para a distância de extensão superior da sub-parede mais abaixo exibe "Attach". altere outra sub-parede para variável. Este valor muda quando você insere sub-paredes cujas alturas não conectadas forem maiores do que este valor. A sub-parede abaixo dela é anexada à mesma. Os valores positivos movem a camada para cima. Isto estabelece uma referência imaginária para alinhar todas as sub-paredes da parede empilhada. IMPORTANTE Defina a estrutura das paredes empilhadas verticalmente antes de colocar quaisquer instâncias em seu projeto. especifique um valor com o qual efetuar o deslocamento da linha de localização horizontal da sub-parede da linha de referência (Deslocamento) da parede principal. se a linha de referência da parede principal é definida como parede de linha de centro. OBSERVAÇÃO Uma sub-parede é requerida para ter uma altura variável. 7 Se ativado. Podem ocorrer conflitos de altura quando instâncias anteriormente colocadas estão mais baixas do que a altura definida para o tipo. insira um valor para a distância de extensão superior ou base. cada pedaço da sub-parede se alinha com sua face de acabamento. suponha que você especifique uma distância de extensão inferior de 2 pés para a sub-parede superior. se você clica em "Finish Face Exterior" [Face exterior com acabamento]. Para definir a estrutura de uma parede empilhada: 1 Para "Offset" [Deslocamento] (na parte superior da caixa de diálogo "Edit Assembly"). Este valor se torna o valor da "Location Line" [Linha de localização] de cada sub-parede. Se você especifica uma distância de extensão para uma sub-parede. Para alterar sua altura. Este valor eleva ou abaixa uma camada de parede para que esteja desbloqueada na parte superior ou inferior. 6 Para "Offset" (para a sub-parede selecionada). 4 Para "Name" [Nome]. Você não pode editar o campo "Height" da sub-parede quando for variável. Ela tem uma distância positiva de extensão base. cada sub-parede é alinhada 1" a esquerda da linha central da parede principal. a próxima sub-parede abaixo dela é anexada à sub-parede. na imagem a seguir. selecione o tipo de sub-parede desejado. 222 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . a parede superior está realçada em vermelho. Para obter mais informações sobre como desbloquear camadas. A parte superior da próxima sub-parede move para baixo para ser anexada à parede modificada acima dela. e você especifica 1" para todos os deslocamentos de sub-paredes. Sua altura muda relativa as alturas de outras sub-paredes. 5 Para "Height". 3 Clique em uma linha na tabela "Type [Tipo] para selecionar uma subparede. selecione uma referência de deslocamento. especifique uma altura não conectada para a sub-parede. 2 Para "Sample Height" [Altura de amostra]. especifique uma altura de amostra para a parede no painel de visualização. ao selecionar sua linha e clicar no comando "Variable" [Variável]. valores negativos movem a camada para baixo. Um valor positivo move a sub-parede em direção ao lado externo (lado esquerdo no painel de visualização) da parede principal. Por exemplo. consulte “Paredes verticalmente compostas” na página 215.

■ Você pode editar a propriedade de tipo de uma parede básica que seja uma sub-parede em uma parede empilhada. ■ Quando você cria uma tabela de parede. você pode querer controlá-las de forma independente. Use o comando "Break Up" [Separar] para realizar isto. Por exemplo. Observações sobre paredes empilhadas verticalmente Ao usar paredes verticalmente empilhadas. clique com o botão direito do mouse em uma instância de parede empilhada e clique em "Break Up". Se houver somente uma sub-parede. considere as seguintes diretrizes: ■ Todas as sub-paredes usam a mesma restrição base e deslocamento base da parede empilhada. Para acessar o comando "Break Up". a parede empilhada verticalmente não é tabulada. Para acessar as propriedades de tipo da parede básica. ■ Quando você realça uma parede empilhada verticalmente para seleção. a sub-parede variável se torna mais alta. Isto significa que uma sub-parede pode estar em determinado nível mas é de fato baseada em um nível diferente. Pressione TAB para realçar as sub-paredes de componente. Se você exclui uma sub-parede com uma altura elíptica. Não há um comando "Reassemble" [Remontar] para reempilhar tal parede. 11 Clique em "OK". se uma parede empilhada é baseada no Nível 1. no "Type Selector". ■ As paredes empilhadas não podem hospedar varreduras de parede. Uma vez separada uma parede empilhada. você não pode excluí-la. selecione uma linha e clique em "Up" [Acima] ou "Down" [Abaixo]. Sub-paredes podem hospedar varreduras de parede. o nível base daquela sub-parede é o Nível 1. cada pedaço retém seu perfil editado. toda a parede é realçada primeiro. Separando uma parede empilhada verticalmente As sub-paredes de uma parede empilhada estão bem juntas. ■ Você pode embutir uma parede empilhada verticalmente. as sub-paredes tornam-se uma parede por si só. mas uma de suas sub-paredes está no Nível 7. selecione sua linha e clique em "Delete" [Excluir]. Você pode então editar as propriedades de instância de cada parede. Se você separa a parede empilhada. Paredes verticalmente empilhadas | 223 . a sub-parede acima da mesma se torna variável. A caixa de seleção somente seleciona a parede empilhada. 9 Para reorganizar linhas. No entanto. 10 Para excluir um tipo de sub-parede. selecione o tipo de parede básica e clique em ("Element Properties"). Quando você separa uma parede empilhada. está editando um perfil principal. Se você exclui uma sub-parede variável. mas suas paredes componentes são tabuladas. ■ Quando você edita o perfil de elevação de uma parede empilhada. cada restrição base da parede e deslocamento base serão os mesmos daquela parede empilhada. 8 Selecione "Flip" para inverter a sub-parede em torno da linha de referência (Deslocamento) da parede empilhada principal.

■ As sub-paredes não podem estar em diferentes fases. Use a opção "Attach" [Anexar] do comando "Top/Base" [Topo/Base] para explicitamente unir paredes com outros componentes de modelagem. ■ Você pode anexar paredes em telhados ou pisos no local. ■ Se o topo da parede está no momento anexada em um plano de referência. você pode precisar usar o comando "Pick Main Host" [Selecionar hospedeiro principal]. e na Barra de opções. 224 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . Ao embutir paredes. para "Top/Base". para alternar entre a parede empilhada verticalmente e uma das paredes que compõe a parede empilhada verticalmente. o painel da porta na figura a seguir está fora da parede superior porque a hospedeira principal da porta é a sub-parede inferior. tetos e outros componentes de modelagem através de suas propriedades. selecione as paredes que desejar anexar a outro componente de modelagem. ■ Para colocar inserções em uma parede empilhada verticalmente. Anexando paredes a outros componentes As paredes não se anexam diretamente com telhados. Coloque o cursor na parede e selecione uma das paredes componente. Você pode precisar pressionar TAB para selecionar a parede desejada. Para anexar paredes a outros componentes: 1 Na área de desenho. considere as seguintes diretrizes: ■ Você pode anexar topos de parede em planos de referência não verticais. clique em "Pick Main Host". selecione a porta. Por exemplo. ■ Você pode anexar paredes que estejam em paralelo e diretamente acima ou abaixo uma da outra. anexando o topo em um segundo plano de referência. o desanexa do primeiro. clique em "Attach" [Anexar]. Para colocar a porta de forma apropriada. 2 Na Barra de opções. worksets ou opções de desenho das da parede empilhada.

A seguir se encontram exemplos de uniões de paredes válidas que você pode editar: Paredes em ângulo agudo Desvinculando paredes de outros componentes | 225 . você pode especificar se deve anexar o piso na camada de acabamento da parede ou em sua camada estrutural. selecione as paredes que deseja desanexar. na Barra de opções. clique em "Detach All" [Desanexar todas]. As paredes selecionadas são anexadas no componente de modelagem selecionado. Você pode editar uniões de paredes quando necessário. (Consulte “Propriedades instância de parede” na página 243). Ao anexar uma parede à um piso. Repita este procedimento quantas vezes que desejar para anexar as paredes. clique em "Detach" [Desanexar]. Para fazer isto. piso ou teto para anexar. 3 Selecione um telhado. 2 Na Barra de opções. Recomenda-se editar uniões de paredes em uma vista de planta. As paredes são desanexadas de qualquer componente aos que estavam anteriormente anexadas. e o Revit Architecture retorna para o modo "Modify". para "Top/Base". Desanexando paredes 1 Na área de desenho. Este comando é mais eficaz se você está em uma vista onde pode selecionar as paredes e os componentes aos quais elas estão anexadas. altere o valor do parâmetro "Floor Attachment" [Anexação de piso] nas propriedades de instância da parede. o Revit Architecture automaticamente as une em suas intersecções. Piso anexado com a camada de acabamento da parede Piso anexado com a camada estrutural da parede Tópico relacionado: “Desvinculando paredes de outros componentes” na página 225 Desvinculando paredes de outros componentes O comando "Detach Top/Base" [Desanexar Topo/Base] desanexa paredes de outros componentes de modelagem ou planos de referência. 4 Se você deseja desanexar as paredes selecionadas de todos os componentes de uma só vez. 3 Selecione os componentes do modelo que deseja desanexar das paredes. Uniões de paredes Quando você cria paredes. ou se não está seguro quais componentes estão anexados nas paredes. Anexando um piso com uma camada estrutural da parede. Assegure que o "Detail Level" da vista esteja definido como "Medium" ou "Fine".

Este é o tipo padrão de união. 3 Na Barra de opções. Você pode alterar a visibilidade da linha separando as duas paredes ao limpar a união da parede. já que somente há uma só configuração para a união. ou uma união de parede que está em mais de um workset). Para obter mais informações. uma união de parede com mais de quatro paredes. selecione um tipo de união: ■ "Butt" [Topo]: cria uma união de topo entre as paredes. 1 Clique no menu "Tools ➤ Edit Wall Joins". uma união de parede em muitos pisos. clique em . 226 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . Diversas paredes unidas juntas Paredes enquadradas no ângulo Paredes enquadradas em 90 graus Você não pode enquadrar a união de um parede unida com o interior de outra parede. 2 Mova o cursor sobre a união da parede e clique. União de parede interna Editando uniões de parede OBSERVAÇÃO O comando "Edit Wall Join" [Editar uniões de parede] não é recomendado para uniões complexas de parede (por exemplo. consulte “Editando uniões de parede complexas” na página 227. ou na barra de ferramentas "Tools" [Ferramentas]. Um quadrado circunda a união da parede.

Uniões de paredes complexas são as que. União enquadrada Editando uniões de parede complexas O Revit Architecture não recomenda o uso do comando "Edit Wall Joins" para editar uma união de parede complexa. estão em muitos pisos. têm mais de 4 paredes. União chanfrada ■ "Square Off" [Enquadrar]: enquadra a extremidade da parede em 90. ou existem Uniões de paredes | 227 . União de topo ■ "Miter" [Chanfrado]: cria uma união chanfrada entre as paredes. Esta opção não está disponível para paredes já unidas em 90. por exemplo. Todas as uniões de parede menores do que 20 são chanfradas.

consulte “Prevenindo que as extremidades da parede se unam” na página 232. na barra de ferramentas "Tools". 2 Use os controles de arraste nas extremidades da parede para mover a parede para fora da união. defina todos worksets envolvidos como editáveis. e você poderá ter que verificar centenas de configurações para encontrar a configuração desejada. em mais de um workset. 3 Na Barra de opções. clique em . Para obter mais informações. Consulte “Tornando worksets editáveis” na página 731. União de parede atual Exibição após alterar a ordem 228 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . Para editar uma união de parede complexa: 1 Se aplicável. Uniões de paredes complexas produzem um grande número de configurações. 2 Mova o cursor sobre a união da parede e clique. 4 Quando a área de desenho exibir a configuração desejada de união de parede. 3 Arraste as extremidades da parede de volta para a união usando o feedback do snap para criar a configuração desejada. As imagens a seguir mostram uniões de parede e as opções disponíveis de ordem de união de parede. clique em "Modify". Para alterar a ordem de união de parede: 1 Em uma vista da planta. clique em "Previous" [Voltar] ou "Next" [Avançar] para navegar entre as opções de ordem de união de parede. Alterando a ordem de uma união de parede A alteração da ordem das paredes afetam a exibição de uma união de parede ao alterar quais paredes ficam no topo uma da outra. 4 Previna contra a união das paredes. clique no menu "Tools ➤ Edit Wall Joins". na "Design Bar". ou. Um quadrado circunda a união da parede.

OBSERVAÇÃO A união de parede tem uma aparência significativamente diferente em uma vista 3D se as paredes estão em diferentes alturas. 3 Na Barra de opções. clique em . na barra de ferramentas "Tools". o comando somente afeta a vista de planta na qual o comando foi emitido. ou. Um quadrado circunda a união da parede. para "Display" [Exibir]. selecione uma das seguintes opções: ■ "Clean Join" [União limpa] exibe uma união suave. Uniões de paredes | 229 . "Clean join" [Limpar união] ■ "Don't Clean Join" [Não limpar união] exibe as extremidades das paredes apontando para o topo uma da outra. Se você tem múltiplas vistas de planta abertas da mesma união.União de parede atual Exibe após terminar a alterareção da ordem (observe a diferença nas linhas imaginárias representando as paredes). clique no menu "Tools ➤ Edit Wall Joins". Para limpar uniões de parede: 1 Em uma vista da planta. 2 Mova o cursor sobre a união da parede e clique. Limpando uniões de parede A limpeza de uniões de parede somente afeta a exibição em uma vista da planta. elas não são impressas e desaparecem quando você termina de limpar a união. Linhas sólidas imaginárias aparecem para indicar onde as paredes de fato terminam. As linhas somente aparecem ao editar a união da parede.

ou na barra de ferramentas "Tools. Criando paredes com faces de extremidade mediana Você pode unir paredes com faces de extremidade mediana. 4 Quando você terminar de editar a união de parede. o Revit Architecture irá lhe notificar que você não pode colocar ambas as inserções. clique em . coloque as paredes com menos de 6 polegadas uma da outra. 3 Selecione as paredes a serem unidas. Unindo paredes paralelas que contêm inserções Se você une duas paredes paralelas e uma delas tem uma inserção (como uma janela). 2 Clique no menu "Tools ➤ Join Geometry" [Ferramentas ➤ Unir geometria]. A imagem a seguir mostrar duas paredes paralelas em um vista da planta. Para unir paredes paralelas com inserções: 1 Em uma vista da planta. não aparece na parede unida. antes que as paredes foram unidas. clique em "Modify" ou pressione ESC para sair do comando. 3 Adicione linhas verticais entre as extremidades da parede. As inserções cortam aberturas nas paredes unidas. Para criar faces de extremidade mediana: 1 Desenhe uma parede com diversos níveis. desde que a união esteja chanfrada. edite o perfil de elevação da parede. 230 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . "Don't Clean Join" [Não limpar união] ■ "Use View Setting" [Usar configuração da vista] limpa as uniões de paredes dependendo de como a propriedade "Wall Join Display" [Exibir união da parede] está definida. uma com inserções (uma porta e uma janela). Se a união está enquadrada. clique em "Edit Profile" [Editar perfil]. Se duas paredes são unidas em um ângulo obtuso. Qualquer geometria em torno da inserção. a inserção corta através da parede unida. e na Barra de opções. como um quadro. Para criar faces com extremidade mediana. 2 Selecione a parede. Consulte “Propriedades de vista” na página 175. A imagem a seguir mostra as paredes após terem sido unidas usando o comando "Join Geometry". você pode colocar duas inserções perto da união.

Adicionando uma parede a uma face de extremidade mediana 2 uniões de parede com união limpa Arraste uma das parede unidas e a união da parede move com ela. o desenho é atualizado e mantém a união. Amostra de perfil de elevação da parede 4 Abra uma vista 3D. não a face real da parede. Quando você sai do modo croqui. Isto é somente temporário enquanto você edita o croqui. A linha vertical no desenho da parede é alinhada com a linha central da parede unida. Uniões de paredes | 231 . Atualizações de união de parede (observe que a união move com a visualização da parede) OBSERVAÇÃO Una uma parede a outra parede com faces de extremidade mediana e inicie a edição do perfil de elevação da parede com faces de extremidade mediana. a união é limpa ao ir para uma das faces de extremidade. Unindo paredes com faces de extremidade mediana Você pode unir uma parede a uma face de extremidade mediana. Quando você arrasta uma das paredes anexadas. Observe que a parede tem pedaços que são faces de extremidade mediana.

poderá cancelar a permissão de união na parede adicionada. Mais tarde. Prevenindo que as extremidades da parede se unam Na construção. você precisa prevenir que as extremidades das paredes se unam. e usar "Join Geometry" para limpar a união entre esta parede e outras paredes. Por exemplo. Para obter mais informações sobre o status de editabilidade e compartilhamento de trabalho. Isto pode ser feito ao não permitir que as paredes se unam. Isto acontece se você mover a parede à qual está unida. 2 duas paredes horizontais com um espaço de expansão de 2/3-polegadas entre elas O comando "Disallow Join" [Não permitir a união] é útil para solucionar uniões complexas. consulte “Trabalhando em equipe” na página 725. ■ Você não pode unir ou desunir uma parede editável com uma parede não editável. Parede selecionada com união não permitida 232 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . O Revit Architecture mantém as paredes juntas mas não as une e emite um aviso. você pode unir as paredes como se fossem ambas editáveis. se isto irá alterar a forma da parede não editável. não na face) Uniões com paredes não editáveis Paredes não editáveis podem ser unidas e desunidas nas seguintes formas: ■ Você pode unir ou desunir uma parede editável para o lado da face de uma parede não editável ou para um canto onde duas ou mais paredes não editáveis já estão unidas. ■ Você não pode unir uma parede editável com a extremidade de uma parede não editável.você pode ter pequenos espaços de expansão que deseja manter entre as paredes. ■ Uma parede pode ter sua escala alterada mesmo se não for editável. Perfil de elevação de amostra de face de extremidade mediana (observe a linha de croqui no meio da parede unida. Nestes casos. se você adiciona uma parede a uma união complexa e ela produz resultados indesejados. exceto como abaixo observado. ■ Você pode excluir uma parede editável que está unida com uma parede não editável.

Para editar o perfil de elevação do perfil. 3 Clique em "Disallow Join" no menu de atalho. Se você deseja alinhar as faces laterais das paredes. clicar com o botão direito do mouse no controle na extremidade da parede. A extremidade da parede não pode se unir com a extremidade de outra parede. clique em "Modify". Consulte “Croqui” na página 179. Definindo formas ou aberturas de paredes Quando você desenha uma parede ao selecionar dois pontos. o Revit Architecture alinha suas linhas centrais. Você também pode definir as propriedades de cotas. seu desenho pode pedir formas diferentes ou até aberturas na parede. Por padrão. 2 Na Barra de opções. a vista precisa estar paralela e pode ser uma vista de corte ou de elevação. Modificando as elevações da parede 1 Após desenhar a parede. Consulte “Alinhando elementos” na página 554. Dividindo paredes Se você precisa dividir paredes em qualquer ponto. o Revit Architecture desenha uma parede retangular. se você seleciona a parede norte. Consulte “Dividindo paredes e linhas” na página 577. RELACIONADO Consulte “Cortando aberturas retangulares em paredes” na página 286. No entanto. selecione a vista de elevação na qual deseja ver a parede. o Revit Architecture permite alternar para a vista de elevação Norte ou Sul. clique em "Edit Profile" para entrar no modo de croqui. e clicar em "Allow Join" [Permitir união]. pode usar o comando "Split Walls and Lines" [Dividir paredes e linhas]. 2 Clique com o botão direito do mouse no controle na extremidade da parede onde deseja cancelar a permissão da união. Alinhando paredes Quando você efetua o croqui de duas paredes colineares com diferentes larguras. Desenhando formas de parede No Revit Architecture você pode efetuar o croqui de paredes retas. Por exemplo. A aparência de sua tela deve ser similar a isto no modo croqui: Alinhando paredes | 233 . snap. tangentes ou circulares. use o comando "Align" [Alinhar]. O Revit Architecture permite modificar a forma da parede ou adicionar aberturas ao selecionar a parede e editar seu perfil de elevação. com concordância. em arco. pode selecionar a parede. Se você deseja permitir a união. A seguir clique na parede para selecioná-la. curvas. alinhamento e bloqueio para as paredes. Para obter as descrições das diferentes ferramentas de croqui. Se necessário.Parede limpa após o uso de "Join Geometry" Cancelar a permissão de uniões de paredes 1 Selecione a parede. Você pode adicionar aberturas ou cortes nas paredes. o Revit Architecture permite ver o plano central na elevação apropriada.

■ Quando você edita um perfil de elevação de uma parede anexada a outro elemento. você pode determinar que a parede não está na altura correta para completar as edições de perfil de elevação. poderá modificá-las independentemente dos planos de dados. clique no botão "Properties" na "Design Bar". clique em "Finish Sketch". Quando você edita o perfil de elevação. a parede assume sua altura não conectada definida antes de anexar o telhado. os pontos finais das linhas se alinham automaticamente aos planos. a não ser que sejam explicitamente desbloqueadas. a parede temporariamente reverte para sua forma e altura antes de ser anexada. tenha em mente que após terminar o croqui. Ou pode desenhar aberturas ou buracos no retângulo. a parte superior ou inferior da parede somente se anexa onde as linhas horizontais sejam coincidentes com os planos de referência no croqui. Alterar a altura não conectada da parede. deverá desenhar um corte paralelo a parede antes de entrar no modo de croqui de elevação. Como resultado. Se as linhas desenhadas efetuam o snap nos planos de dados. DICA Quando você move e edita o retângulo. ■ Você não pode editar o perfil de elevação de uma parede em arco. Se você desbloqueia as linhas desenhadas. 234 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . Para alterar a altura. selecione a parede em uma vista e clique em "Remove Sketch". 3 Edite a parede como desejado. considere as seguintes diretrizes: ■ Se você estiver definindo uma forma de parede em uma parede que não está na horizontal ou vertical em uma vista da planta. Quando você entra no modo de croqui. você pode excluir as linhas e a seguir desenhar uma forma completamente diferente. O Revit Architecture sugere uma vista de corte como a vista ótima para editar o croqui. Por exemplo. enquanto estiver no modo de croqui. Diretrizes para definir formas ou aberturas de paredes Ao definir formas e aberturas de paredes. aparecem planos de dados para indicar a forma e tamanho originais da parede quando você entrou no modo croqui. Clique em "Open View" para abrir aquela vista. Você pode dividir as linhas existentes e adicionar arcos. O Revit Architecture retorna para a última vista ativa. Por exemplo. as linhas desenhadas movem com ele. seu desenho pode parecer com algo como isto: Desenho com paredes não retangulares e aberturas cortadas OBSERVAÇÃO Se você deseja reverter uma parede editada para sua forma original. Após modificar as formas da parede. Se você sai do modo croqui com as linhas desenhadas ainda alinhadas. aparece a caixa de diálogo "Go To View" [Ir para a vista]. 4 Quando terminar. se você edita o perfil de uma parede anexada a um telhado. então ao mover o manipulador de dados. As quatro linhas que aparecem representam a parede na vista de elevação.

clique em "Host Sweep ➤ Wall Sweep". selecione a orientação da varredura de parede: vertical ou horizontal. 4 Na Barra de opções. ou na guia Modelling da "Design Bar". Uma varredura de parede pode ser horizontal ou vertical. Varreduras de parede integrais. não são independentemente tabuláveis. OBSERVAÇÃO Se você cria varreduras de paredes em diferentes alturas e mais tarde as define para a mesma altura. Para obter mais informações sobre como criar tabelas. Você pode tabular varreduras de parede. Perfil editado de amostra no modo croqui (observe que as linhas superiores do croqui são coincidentes com os planos de referência) Parede acabada anexada ao telhado (linhas horizontais não coincidentes do croqui não foram anexadas) Varreduras de parede Você pode adicionar uma varredura de parede para uma parede de qualquer vista 3D ou de elevação. consulte “Vistas de tabela” na página 126. 3 No "Type Selector". Varreduras de parede | 235 . as varreduras chanfram nas uniões. Adicionando varreduras de parede 1 Vá para uma vista 3D ou de elevação. 2 Clique no menu "Modelling ➤ Host Sweep ➤ Wall Sweep" [Modelagem ➤ Varredura hospedeira ➤ Varredura de parede]. selecione o tipo de varredura de parede. que não fazem parte da definição do tipo de parede.

Clique para colocar a varredura de parede. 7 Para iniciar a varredura da parede em uma outra localização. Mova o cursor para a localização desejada na parede. e clique para colocar a varredura da parede. Alterando o perfil de varredura da parede 1 Selecione uma varredura de parede em uma vista 3D ou de elevação. Para frisos. 3 Selecione "Return" e digite um valor de ângulo na caixa de texto próxima a mesma (por exemplo 45). poderá adicionar uma varredura de parede em todas as paredes externas ao clicar em e rotacionando a vista. O Revit Architecture pré-seleciona a localização da varredura de parede em cada parede adjacente. OBSERVAÇÃO Um ângulo positivo de retorno move a Extremidade da varredura em direção a parede. 3 Para "Profile". clique na vista fora da parede. você pode retornar sua extremidade de volta para a parede. selecione o tipo de perfil desejado. 1 Em uma vista 3D ou de elevação. ou ative o comando "Sweep" e clique em ("Element Properties"). 5 Coloque o cursor sobre a parede para realçar a localização da varredura da parede. 4 Realce a extremidade da varredura da parede. clique em "Change Sweep Returns" [Alterar retornos de varredura]. Se você estiver em uma vista 3D. OBSERVAÇÃO Este procedimento também está disponível para frisos de parede. 8 Para terminar de colocar varreduras de paredes. 6 Adicione a varredura de parede nas paredes adjacentes. Retornando varreduras de paredes de volta para a parede Após colocar uma varredura de parede. Assegure que já não esteja unido com outro segmento. um valor positivo de retorno move o friso para fora da parede e um valor negativo move a extremidade em direção a parede. 2 Na Barra de opções. 4 Clique em "OK". As opções "Straight Cut" [Corte reto] e "Return" [Retorno] aparecem na Barra de opções. Esta opção não está disponível se a extremidade da varredura já estiver neste estado. Um valor negativo move a extremidade da varredura para fora da parede. "Straight Cut" é um aresta perfeitamente quadrada. se necessário. clique em "Start Next". selecione o segmento de varredura da parede. Extremidade da varredura da parede realçada 236 | Capítulo 8 Trabalhando com componentes de arquitetura . 2 Clique em "Edit/New". na Barra de opções.

arraste o manipulador de formas da varredura da parede. Alterando a escalas de varreduras de parede não conectadas 1 Em uma vista 3D ou de elevação. Referências de cotas entre a face de extremidade de varredura da parede e a parede 2 Para alterar o valor da cota. Adicionando ou removendo segmentos de uma varredura de parede Você pode continuar uma varredura existente para novas paredes ou remover segmentos de varreduras de paredes existentes. selecione um tipo de varredura de parede. 1 Abra uma vista 3D e selecione a varredura de parede desejada. a opção "Straight Cut" se torna disponível. Cotando para uma varredura de parede 1 Coloque uma cota entre a referência da face de extremidade da varredura da parede e uma outra referência.