INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ

FRANCISCO JOSÉ RODRIGUES DE SOUSA JÚNIOR

TARIFAS DE ENERGIA E BANDEIRAS

TERESINA - PI

2017

bandeiras tarifárias foram criadas em 2015 para indicar se a energia custa mais ou menos. Devido a necessidade de fornecer energia elétrica com qualidade. Os custos e investimentos repassados às tarifas são calculados pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).Patamar 2: condições ainda mais custosas de geração. A tarifa não sofre nenhum acréscimo. em função das condições de geração de eletricidade. o valor final da energia elétrica é representado pelo seguinte gráfico: Além disso. a distribuidora tem custos que devem ser avaliados na definição das tarifas. Bandeira vermelha . Parcela B: Distribuição de energia Portanto. Classifica-se os custos da distribuidora em dois tipos: Parcela A: Compra de energia.020 para cada quilowatt-hora (kWh) consumidos. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0. amarela e vermelha: Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. Vale ressaltar que estes não são criados pela ANEEL e. que é a instituição regulamentadora.030 para cada quilowatt-hora kWh consumido. e podem ser maiores ou menores do que os custos praticados pelas empresas. instituídos por lei. Sendo assim. além de possibilitar os investimentos necessários para aumentar sua capacidade e qualidade. Bandeira vermelha . sim. O sistema é aplicado por todas as concessionárias conectadas ao Sistema Interligado Nacional – SIN e possui três bandeiras: verde. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0. o transporte de energia da geradora até a unidade consumidora e os encargos setoriais e tributos.Patamar 1: condições mais custosas de geração. Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. . considera-se três custos distintos na tarifa: a energia gerada. A tarifa de energia elétrica foi criada com o intuito de assegurar aos prestadores dos serviços associados ao consumo da mesma receita suficiente para cobrir seus custos operacionais. transmissão e encargos setoriais.035 para cada quilowatt-hora kWh consumido.