SEÇÃO DE ENSINO DE ENGENHARIA DE FORTIFICAÇÃO E CONSTRUÇÃO

ESTRUTURAS METÁLICAS
Á
LIGAÇÕES PARAFUSADAS (NBR 8800/2008)
Maj Moniz de Aragão

1. Resistência dos parafusos pág 06
2
2. Área bruta e área efetiva à tração 09
3. Resistência de cálculo à tração 09
4. Resistência de cálculo à força cortante 17
5. Interação de tração com cisalhamento 18
6. Resistência à ppressão de contato em furos 19
7. Espaçamento entre furos e entre furo e borda 36
8. Resistência de cálculo em ligações por atrito 40
9. Colapso por rasgamento 43
1

LIGAÇÕES PARAFUSADAS
Permitem montagens mais rápidas e de inspeção fácil;
Permitem desmontagens para alteração e reparo;
Vantagens Economia de energia;
Menor MDO (não qualificada);
Boa resposta à fadiga;

Áreas líquidas  reforço
Desvantagens Necessidade de pré-montagem
Dificuldade para modificações

2

LIGAÇÕES PARAFUSADAS
Descrição Geral
G dos Parafusos:
f

Parafuso Sextavado
rosca parcial

Arruela Porca

Parafuso Sextavado
rosca inteira

3

LIGAÇÕES PARAFUSADAS
Descrição Geral dos Parafusos:

Fuste (Ø nominal)
Fust
R
Rosca
Cabeça
~ 0,85 Ø nom

pega/conexão 4

PARAFUSOS ASTM A-325

5

LIGAÇÕES PARAFUSADAS Resistência dos Parafusos LIGAÇÕES PARAFUSADAS R i ê i d Resistência dos P Parafusos f 6 .

10 1. pinos e parafusos (a) Combinações Escoamento e Ruptura fk Instabilidade fd  (a1) (a2) m N Normais i 1 10 1.00 1.35 construção Excepcionais 1. 7 Cálculo do Parafuso Resistências de cálculo – NBR 8800:2008 Força resistente de cálculo de parafusos Aço estrutural estrutural.15 fd . resistência de cálculo ou projeto fk .35 Especiais ou de 1. resistência característica m .coeficiente de ponderação Tabela 3 – NBR 8800 .10 1 35 1.

LIGAÇÕES PARAFUSADAS Classificação quanto à solicitação: 8 .

NBR 8800:2008 Área bruta e efetiva para tração:  d b2 0 75  Ab Abe = 0.LIGAÇÕES Ç PARAFUSADAS item 6.3 .75 Ab  4 db – diâmetro nominal (externo) do parafuso Força resistente de cálculo à tração: Abe fub Ft . Rd  Rd   a2 9 .

YURI IVAN MAGGI. .São Carlos. Tese de Doutorado. LIGAÇÕES PARAFUSADAS E Exemplo l dde verificações: ifi õ li ligação ã rígida í id pilar-viga il i Ref: “ANÁLISE DO COMPORTAMENTO ESTRUTURAL DE LIGAÇÕES PARAFUSADAS VIGA-PILAR COM CHAPA DE TOPO 10 ESTENDIDA”. USP .

11 LIGAÇÕES PARAFUSADAS Colapso por tração: “efeito alavanca”: .

12 LIGAÇÕES PARAFUSADAS C l Colapso por ttração ã nos parafusos: f ruptura p do p parafuso x espessura p da mesa “efeito efeito alavanca alavanca” .

EFEITO ALAVANCA NBR 8800:2008 item 6.3.5 ab LIGAÇÕES PARAFUSADAS 13 Figura 17 – NBR 8800 .

3.. Rd  0 . Rd W fy 14 .67  Ft .EFEITO ALAVANCA NBR 8800:2008 item 6.5 Na determinação das espessuras t1 e t2 das partes ligadas: Na determinação dos parafusos: M Momento t resistente i t t plástico lá ti Ft .75  Ft . Rd Z fy ou. Rd  0 . Momento resistente elástico Ft ..

LIGAÇÕES PARAFUSADAS Ligações de cisalhamento Ligações por contato: Ligações por atrito: 15 .

LIGAÇÕES PARAFUSADAS Ligações por contato: 16 .

LIGAÇÕES Ç PARAFUSADAS Resistência de Cálculo devido ao corte do parafuso Item 6.4  a2 A325N (corte na rosca) Rd  Ab fub 0.2 – NBR 8800 Ab fub parafusos A307.3. barras rosqueadas e parafusos 0.3.5 A325X (corte no fuste)  a2 17 .

4 – NBR 8800 ç com Cisalhamento: Tração 18 .LIGAÇÕES Ç PARAFUSADAS Interação de Tração com Cisalhamento Item 6.3.3.

LIGAÇÕES Ç PARAFUSADAS Resistência à pressão de contato em furos (item 6..3) Pressão de contato na parede de um furo (longitudinal ao carregamento): A resistência de cálculo à pressão de contato na pparede de um furo.3. jjá levando em conta a resistência ao rasgamento entre dois furos consecutivos ou entre um furo extremo e a borda é dada por: borda. esmagamento rasgamento f é a distância livre. entre a borda do furo e a borda do furo adjacente ou a borda da parte ligada. db é o diâmetro do parafuso. 19 t é a espessura da parte ligada. na direção da força.3. .

12 – NBR 8800 .Furação para parafusos LIGAÇÕES PARAFUSADAS R-8800:2007 ABNT NBR 20 Tab.

13 – NBR 8800 .Limitações relativas ao emprego de furos alargados ou alongados LIGAÇÕES PARAFUSADAS R-8800:2007 ABNT NBR 21 Tab.

Verificação na chapa devido à presença de furos 22 .

Rezende. 1. p. G./jun. Verificação na chapa devido à presença de furos Ref: “Análise numérica de ligações parafusadas em chapas finas e em perfis formados a frio”. M... jan. Semina: Ciências Exatas e Tecnológicas. Neto. n. J. Londrina. v. 2006 23 . Malite M. 27. 23-37.. P.

Valdecir Furtado. 24 . LIGAÇÕES PARAFUSADAS Ligações por atrito: Ref: Apresentação Comercial do Fabricante “Parafusos Ciser”. 2007.

indicador direto de tração . .método da rotação da porca.parafusos com controle de tração 25 .7.LIGAÇÕES PARAFUSADAS POR ATRITO Aperto do parafuso (item 6.chave calibrada .4) .

4) 26 .7.LIGAÇÕES PARAFUSADAS POR ATRITO Aperto do parafuso (item 6.

27 .As chaves devem ser calibradas pelo menos uma vez por dia de trabalho para cada diâmetro de parafuso a instalar.LIGAÇÕES PARAFUSADAS POR ATRITO Técnicas de aparafusamento Chave de torque calibradora (T (Torquímetro í t – estalo/sinal/relógio) t l / i l/ ló i ) .

LIGAÇÕES PARAFUSADAS Arruela com indicador de carga (DTI) 28 .

com/ edbolting 29 .applie Ref: htttp://www g.LIGAÇÕES PARAFUSADAS Arruela com indicador de carga w.

da l Isso significa que a diferença DTI residual é menor que uma folga de 0.015”.015 015” não vai entrar pelo menos em metade d lacunas das l d arruela. 30 Ref: http://www.pdf .com/pdf/chin_instruction. certifique-se que o gabarito de 0 0. LIGAÇÕES PARAFUSADAS Arruela com indicador de carga Para parafusos não revestidos e quando o DTI está instalado sob a cabeça do parafuso pa a uso e a po porca ca é g girada ada para apertar.appliedbolting.

LIGAÇÕES PARAFUSADAS Arruela com indicador de carga w.applie Ref: htttp://www g.com/ edbolting 31 .

LIGAÇÕES PARAFUSADAS Arruela com indicador de carga 32 Ref: http://www.appliedbolting.com/pdf/chin_instruction.pdf .

turnasure.html .LIGAÇÕES PARAFUSADAS Arruela com indicador de carga 33 http://www.com/3d-demo.

Valdecir Furtado. 2007. 34 . LIGAÇÕES PARAFUSADAS P f Parafuso com controle t l ded tensão t ã Conjunto ASTM A 325 TC com Controlador de Tensão Estágios do aperto Ref: Apresentação Comercial do Fabricante “Parafusos Ciser”.

LIGAÇÕES PARAFUSADAS Ligações por atrito:  Parafusos de alta resistência  Coeficiente de atrito em função da superfície de contato  As exigências de ligação por contato tem que satisfeitas  Verificação da “Resistência Resistência ao Deslizamento” Deslizamento 35 .

LIGAÇÕES PARAFUSADAS Resistência ao Deslizamento .) Coef.4 Nas ligações com furos padrão e furos com alongamentos transversais à direção da força aplicada: O deslizamento constitui F Estado Limite de Serviço (E.3.S.item 6. de atrito fator de furo Redução da força de protensão pela força de tração solicitante Força ç de protensão p mínima do p parafuso característica no parafuso número de planos de deslizamento 36 .L.

item 6.4 37 .3.LIGAÇÕES PARAFUSADAS Resistência ao Deslizamento .

L.3.) Coeficiente de ponderação da resistência: Redução edução da força o ça de p protensão ote são pela força de tração solicitante = 1.0 (comb. excepcionais) 38 .4 Nas ligações com furos com alongamentos paralelos à direção da força aplicada: o deslizamento constitui F Estado Limite Último (E. especiais ou de de cálculo no parafuso construção) =1.2 (comb.U.LIGAÇÕES PARAFUSADAS Resistência ao Deslizamento . normais.item 6.

70 Abe f u  .FTb  0. 39 LIGAÇÕES PARAFUSADAS Força de Protenção Mínima em parafusos f ASTM S Tabela 15 – NBR 8800 .

3. o espaçamento não pode exceder 14 vezes a espessura da parte ligada menos espessa.9 e 6. b) para elementos sujeitos à corrosão atmosférica. não pintados. 40 . nem 300 mm. o espaçamento não pode exceder 24 vezes a espessura da parte ligada menos espessa.LIGAÇÕES PARAFUSADAS Espaçamento entre furos (itens 6.3. executados com aços resistentes à corrosão.10)  3d Espaçamento mínimo entre furos:  3d E Espaçamento t máximo á i entre t parafusos: f d a) em elementos pintados ou não sujeitos à corrosão. nem 180 mm.

LIGAÇÕES PARAFUSADAS Espaçamento mínimo furo-borda (item 6.3.11) 41 .

12) 6.12 Distância máxima de um parafuso ou barra rosqueada às bordas A distância do centro do parafuso mais próximo até essa borda não pode exceder 12 vezes a espessura da parte ligada considerada.3.3. considerada nem 150 mm. 12 t  150 mm 42 .LIGAÇÕES PARAFUSADAS Espaçamento máximo furo-borda (item 6.

5.5) C Colapso por Rasgamento (Item ( 6.6)) Estado Limite de Colapso por Rasgamento: cisalhamento de uma ou mais tração de um linhas de falha segmento perpendicular Fig.Elementos de ligações (Item 6. 18-a NBR 8800 – Situações típicas nas quais deve ser verificado o estado-limite de colapso por rasgamento em ligações parafusadas 43 .

18 NBR 8800 – Situações típicas nas quais deve ser verificado o estado-limite de colapso por rasgamento em ligações soldadas 44 .5) C Colapso por Rasgamento (Item ( 6.5.6)) Estado Limite de Colapso por Rasgamento: Fig.Elementos de ligações (Item 6.

5.Elementos de ligações (Item 6. 45 .6)) Força resistente de cálculo ao colapso por rasgamento: é o coeficiente de redução da área líquida.5) C Colapso por Rasgamento (Item ( 6.

5mm  2 mm + 1.5 mm (2.5) Colapso por rasgamento (item 6.5.5 no exemplo (furo padrão) 46 da figura) .6) An  t    n  d b  3.Elementos de ligações (item 6.

0  Tensão de tração na área líquida uniforme: =0.5) Colapso por Rasgamento (Item 6.5.6) .Elementos de ligações (Item 6.5  Tensão de tração na área líquida NÃO-uniforme: 47 .coeficiente f de redução da área líquida: =1.

Jorge Hiijar. Dimensionar uma ligação “por por contato” e outra “por atrito”.5mm de aço AR-345 solicitadas com Q=550kN de tração.LIGAÇÕES PARAFUSADAS EXERCÍCIOS Í 1. 2005.. 48 .. Usar parafusos A-325 A 325 d=3/4” d 3/4 em corte simples. b F F . Dimensionar a ligação parafusada entre duas chapas com b=400mm e t=12. t Ref: Notas de Aula Prof.

F • Efeito de alavanca desprezível. G=100kN 8 parafusos d=3/4” A325 Q 300kN Q=300kN 3 Considere: 4 • Roscas no plano de corte.. 49 . b) “por atrito”.LIGAÇÕES PARAFUSADAS EXERCÍCIOS Í 2. p espessas • Chapas p sem risco de esmagamento g p pelo p parafuso. Verificar se a ligação parafusada abaixo é satisfatória se considerada: a) “por contato”. • Furos-padrão. • Não verificar a pressão de contato.

Determinar o diâmetro dos parafusos para a ligação apresentada abaixo: y F parafusos A325 F=100kN 60 Considere: x • Ligação por atrito. 60 • Sem rosca no plano de corte.LIGAÇÕES PARAFUSADAS EXERCÍCIOS 3. • Furos padrão. • A chapa de ligação não governa a ligação 100 100 50 .

LIGAÇÕES PARAFUSADAS EXERCÍCIOS Observações sobre ligações de cisalhamento excêntrico: T   J T T F   dA   dA  J r2  J O    2 dA T y T x Fx  Fy  r 2 r2 51 .

1994. Péricles Barreto de Andrade. 52 . IEA. Ed.LIGAÇÕES PARAFUSADAS EXERCÍCIOS Ref: “Curso Básico de Estruturas de Aço”.