You are on page 1of 6

CENTRO DE ENSINO UNIFICADO DO PIAUÍ - CEUPI

Curso: Engenharia Civil Período: 1º
Disciplina: Ciências do Ambiente
Professora: Guilhermina Castro Silva

Resíduos sólidos na construção civil.

Arianne G. Oliveira.
Lucas Santana de Araújo.
Luiza Marina Alves Nunes.
Marcos Victor Pacífico de Souza.

TERESINA- PIAUÍ
2016

ele é simplesmente lançado no “aterro sanitário” ou em locais que precisam ser aterrados. pois não só tende a diminuir o consumo dos recursos naturais. . aqui. gera trabalho. o reaproveitamento e a forma correta de como deverá ser destinado. foi observado que. A sujeira acumulada no ambiente aumentou a poluição do solo. e abranger sobre a classificação. registros fotográficos e leis. ambiental e econômico. das águas. Para o desenvolvimento deste trabalho foram necessários os seguintes materiais: pesquisa de campo. conduz à inclusão social e diminui os impactos ambientais provocados pela disposição inadequada dos resíduos. especialmente nas regiões menos desenvolvidas. e piorou as condições de saúde das populações em todo o mundo. todo o resíduo proveniente da construção civil não é reaproveitado em forma de agregado. O objetivo geral deste trabalho é alertar a população sobre os problemas causados pela má destinação dos resíduos da construção civil. como proporciona a abertura de novos mercados. entrevistas. A maior parte dos resíduos sólidos recolhidos nos centros urbanos é simplesmente jogada fora sem qualquer cuidado em depósitos existentes nas periferias das cidades. Portanto. A busca por soluções na área de resíduos reflete a demanda da sociedade que pressiona por mudanças motivadas pelos elevados custos socioeconômicos e ambientais. de acordo com o que foram levantados. sites. Os resíduos manejados da forma adequada adquirem valor comercial e podem ser utilizados em forma de novas matérias-primas.A implantação de um plano de gerenciamento trará reflexos positivos no âmbito social. diferentemente de como acontece em outros estados. emprego e renda. ou seja.INTRODUÇÃO Dentro da nossa pesquisa. os resíduos da construção civil não apresentam um plano de gerenciamento de acordo com a resolução n° 307 de 05/07/2002 do CONAMA.

telhas. tais como tintas. instalações industriais e outros bem como telhas e demais objetos e materiais que contenham amianto ou outros produtos nocivos à saúde.RESÍDUOS SÓLIDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL Os resíduos da construção civil são os provenientes de construções. madeiras e compensados. colas. reparos e demolições de obras de construções civil. blocos. resinas. telhas. reformas. blocos cerâmicos. comumente chamados de entulhos de obras. papelão. fiação elétrica etc. Classe B: são os resíduos recicláveis para outras destinações. de julho de 2002. metais.). de pavimentação e de outras obras de infraestrutura. argamassa. caliça ou metralha. . tubulações. vidros. reformas. solventes. vidros. reformas e reparos. tintas. C) De processo de fabricação de fabricação e/ou demolição de peças pré-moldadas em concreto (blocos. de clínicas radiológicas. reformas e reparos de edificações: componentes cerâmicos (tijolos. são classificados de seguinte forma: Classe A: são os resíduos reutilizáveis ou recicláveis como agregados. tubos. B) De construção. demolição. óleos. Classe C: são os resíduos para os quais não foram desenvolvidas tecnologias ou aplicações economicamente viáveis que permitam a sua reciclagem ou recuperação. demolição. e outros ou aqueles contaminados ou prejudiciais à saúde oriundos de demolições. gesso. metais. Os resíduos da construção civil de acordo com a Resolução nº 307. tais como: A) De construção. rochas. tais como: plásticos.) produzidas nos canteiros de obras. meios-fios etc. Classe D: são os resíduos perigosos oriundos do processo de construção. inclusive solos provenientes de terraplenagem. e os resultantes da preparação e da escavação de terrenos tais como: tijolos. papel. madeiras. forros. pavimento asfáltico. plásticos. solos. placas de revestimento etc. embalagens vazias de tintas imobiliárias e gesso.. e reparos. argamassa e concreto. concreto em geral.

. o método utilizado foi à metodologia de pesquisa qualitativa além da pesquisa de campo. bem como podemos compreender de forma mais hábil e aprofundado o tema explanado. resíduos de madeira já utilizados em uma obra x e destinados para outra obra y com a finalidade de servirem como fôrmas e escoras. A pesquisa de campo no que se refere à utilização e reutilização dos resíduos produzidos na obra nos forneceu seguimentos afim de que fossem discutidas as formas de reaproveitamento ressaltadas no objetivo geral. visto que. o reaproveitamento de agregados (areia e brita).RESULTADOS E DISCUSSÔES Os resultados alcançados nesta pesquisa foram satisfatórios para o nosso grupo. foi possível obter a junção deste trabalho com a segunda avaliação regimental. como por exemplo. Diante os assuntos discutidos em sala sobre o CONAMA. e além disso.

porém para continuar os estudos nesta área. como exemplo temos as dragas e terrenos baldios. a pesquisa foi desenvolvida no intuito de observar a produção. pode-se concluir que ainda existem empresas que destinam os mesmos em locais inadequados. a reutilização e a destinação dos resíduos. .CONSIDERAÇÕES FINAIS OU CONCLUSÕES Sobre o estudo dos resíduos da construção civil e seu uso. Dessa forma. é apresentada a seguinte sugestão para trabalhos futuros: O estudo da reutilização dos resíduos da madeira e agregados na construção civil.

pag. de 05 de Julho de 2002. Seção 1. . Gestão dos resíduos da construção civil. Resolução n° 307. Publicada no DOU n° 144. 109 a 110. de 30 de Julho de 2015. REFERÊNCIAS BRASIL.