You are on page 1of 10

OS 8 MITOS

1 – Mitologia do preconceito lingüístico

Algumas análises sobre o termo preconceitos lingüísticos tirados da

 Analises comparando nos dias de hoje a variação nas formas do
preconceitos.

 Os motivos dos preconceitos, são ignorância ou manipulação ideológica.

 Os preconceitos são vistos em televisão e rádio, em colunas de jornal e revista, livros e
manuais, com o intuito de ensinar o que certo ou errado, não mencionando
logicamente instrumentos tradicionais da língua, como a gramática normativa e livros
didáticos.

 O leitor é convidado a fazer um passeio pela mitologia dos preconceitos Lingüísticos. E
quando o passeio terminar será apresentado ao leitor a maneiras de combater esses
preconceitos do nosso dia-dia e na atividade pedagógica de professores em geral, e
particularmente de professores da língua portuguesa.

(Pág 13 a 14)

1.1 – Mito nº 1

"A língua portuguesa falada no Brasil apresenta uma unidade surpreendente"

"Este mito é muito prejudicial à educação, porque não reconhece a verdadeira diversidade do
português falado..." (pág. 15 - 2º parágrafo). A imposição à norma lingüística imposta pelas
escolas, com se ela fosse comum a todos os 160 milhões de brasileiros.

"... Os brasileiros são hoje um dos povos mais homogêneos lingüística e culturalmente e
também um dos mais integrados socialmente da terra..." [grifo do autor M.B., folha de S.
Paulo, 5/2/95]

"Unidade linguística", algo impossível no Brasil pois se trata de um país diversificado em
cultura e regiões, por isto a língua apresenta um

"alto grau de diversidade e de variabilidade". Isto gera "diferenças regionais" , causa injustiças
sociais, diferenças de "status" e um "abismo linguístico".

(pág. 15 e 16)

"...Assim que como existem brasileiros sem terras existem brasileiros sem-língua..."

(pág. 16)

Variedade de português não padrão, torna-se desprestigiada, ridicularizada e alvo de chacota e
escárnio pelas pessoas que falam o português padrão .

18 e 19) 1.. Trata-se de uma língua de "matutos." (pág. Já viajei muito pelo Brasil e já estive me todas as regiões. branco preto malhado. por que não fazem parte do nosso sistema fonético. se leva a dizer que por este tipo de preconceito não poderíamos falamos bem..(pág. A pronuncia. Portugal existem vogais que nossos ouvidos custam para reconhecer. Sinceramente. Sérgio Nogueira. pequenos "." (trecho tirado do livro Língua Viva. fêmeas.são muitos tipos de gatos." "A variação é constitutiva das línguas. falar uma "língua pura" .20). construções sintáticas e as pronuncias. da língua falada e escrita por aqui". ocorrem em todos os níveis.. grande. estão extintos no português falado no Brasil. caipira infelizes" (pág..coletânea retirada do jornal Brasil) "Trata-se de uma analise preconceituosa e desinformada.As pessoas deixam de usufruírem dos direitos por não entenderem a lei criada. .. uma raça não pura. 16 e 17) "Linguagem escrita e poder" linguagem utilizada na constituição feita e redigida para poucas pessoas (brasileiros) entenderem.: "ela me bateu" "eu vou te pegar". mais sujeita é sua língua a deturpação e vícios". (pág. sendo: os vocábulos. pág. (trecho do filosofo Cândido Figueiredo) (pág.21) "quanto mais progressiva é a civilização de um povo... Nossas crianças usam sem problema o me e te: Ex. Por ser um pais subdesenvolvido e sua população ser resultado de uma mistura. 17) O português possui grande balaio de gato: machos.. mas que possui a sua gramática específica coerente e funcional. 65. eu a conheço".2 – Mito nº 2 "Brasileiro não sabe português / Só em Portugal se fala bem o português" ". através de estudos mostram no sistema pronominais do português europeu são diferente. (pág. como: os pronomes o/a Ex: "eu o vi. não sei onde se fala melhor.22) Grande diferença do português falado em Portugal com o português brasileiro.

como o inglês francês ou espanhol. talvez no ano 2000 possa servir para abrir os olhos e. indígena. ". "Ora. sendo a melhor redação.. em vez de comemorarmos os nossos cinco séculos coloniais.. ".. que ainda "estamos atrelados indiscutivelmente atrelados aos princípios da nossa matriz" incluindo os princípios lingüísticos (pág. tirado do livro não erres mais! De Luiz Antônio Sacconi). A lua é mais pequena que a terra.::: "pega-la. que usar o menor em todas as circunstâncias em que há comparação. frase corretíssima em Portugal." Comentou sobre a redação do jovem Henrique Suguri de 17 anos. (pág. uma das maiores cantoras portuguesa de todos os tempos. (grifado pelo autor. é uma expressão rejeitada na norma culta brasileira." Essa declaração de "independência e consciência cultural brasileira" não foi bem entendida pelos reportes das revista veja que assim comentou o convite do jovem vestibulando. sendo que este mito que "brasileiro não sabe português" afeta o ensino de outras línguas no Brasil.. ligada ao monopólio do cinema americano. imagina aprender outra língua.. Lembre que não existe gerúndio no português falo em Portugal.27) Matéria da revista época. africano." . Nós somos a mistura exata de tudo isso.24 e 25) O problema da difusão do cinema português no Brasil. e como ficaria no mínimo estranho colocar legenda em filmes portugueses. Ex. Que na letra desta música cita: "antes prefiro morrer/ do que contigo viver/ sabendo que gosto dela"..è muito mais cômodo jogar a culpa nos alunos ou na incompetência lingüística inata do brasileiro. completamente diferentes das nossas origens. assim se expressou em determinado momento (pag81): "O Brasil hoje não é europeu. escritor menor etc. a música com o título "Fado do ciúme" cantado por Amália Rodrigues. sobre "A ciência de escrever bem.Como o brasileiro tem dificuldades em entender o português de Portugal." (pág. pois se fala usando gerúndio em Portugal. únicos.." Neste trecho mostra o descaso das professoras com alunos "preconceito lingüístico". todos sabemos que o mais pequeno não funciona no Brasil.27 e 28) "O uso do gerúndio empobrece o texto. 26) Uso de expressões em Portugal que se usadas no Brasil faz dela inadequada. enterramos o que sobrou deles. asiático. vê-la".As formas lo e la nem pensar em usa-las: Ex.: Os portugueses usam o menor quando se trata de idéia de qualidade: Poeta menor. a exemplo disto (citado neste livro). (pág." (pág.. comprovando o contrário.28) "Os alunos não sabem português. por causa da língua além da dificuldade de distribuição." Isto é uma inverdade lingüística.

. ex.. está diretamente ligado a se basearmos na "norma gramatical de Portugal". Assim caem em contradição quando se passa para voz passiva. no livro Emília no pais da gramática" O autor Monteiro lobato morreu no ano de 1948.. isto é . de uma norma gramatical que não corresponde à realidade da língua fala em nosso país. Nenhuma criança dessa idade irá dizer." ". Também eles dizem por lá vatata.. por suas observações lingüísticas...(pág.32) "." (conversa das crianças do Sítio do Pica-pau amarelo.. uma criança entre os 3 e 4 anos de idade já domina perfeitamente as regras gramaticais de sua língua! O que ela não conhece são sutilezas. (fazes escrita por jornalistas da Folha de S." ".. assim se explica a nossa variedade de falas pela a nossa extensão territorial e populacional. (pág. mais feio ou mais bonito: são apenas diferentes um do outro. Aqui se diz tenho e la tanho. ou adotarem a língua de hoje para serem entendidos. pois as regras que aprendemos não corresponde a língua que falamos e escrevemos no Brasil. necessidades também são.: Vinte mil pagantes assistiram ao jogo (voz ativa). diferentes!" (pág. e parecia estar vivendo no mundo de hoje.. Se aparecessem agora seriam os primeiros a mudar. pois temos estudar com bases em conceitos e regras não significa nada para nós. vesouro." Alguém de outro pais que estiver aprendendo português poderá se confundir e falar assim... Paulo e Estado de S. isto é. Paulo) . é incalculavelmente maior do que Portugal. Evolui sempre. (pág. tudo isto porque está escrito no manual do redator. Aqui se diz verão e lá se diz v`rão. a língua não para nunca.. uma cobrança indevida no ensino tradicional.. vacalhau. O jogo foi assistido.35) O verbo assistir de acordo com a norma gramatical tradicional pede o uso da preposição depois do mesmo. por exemplo: Uma meninos chegou aqui amanhã...33) 1. e atendem às necessidades lingüísticas das comunidades que os usam. (pág. (voz passiva). sofisticação e irregularidades no uso dessa regras. por isto que dizemos que "o português é uma língua difícil" "...Nenhum dos é mais certo ou mais errado.3 – Mito nº 3 "Português é muito difícil" A nossa dificuldade de aprendizado da língua.. 29 e 30) O tamanho do nosso país e a nossa população. mais adiantado que muito autor de gramática da nossa atualidade. baça.. coisas que só o estudo e a leitura podem lhe dar.. Esses homens foram bons escritores no seu tempo. muda sempre.31) ".

(pág. e sim a gramática normativa tradicional... . estudando cientificamente a questão. " trata-se de ser uma questão social e política e não lingüística. não é a língua que tem armadilhas.. pubricar.. Ingrês." Ex. mas simplesmente de umfenômeno fonético. chegamos a conclusão destes tempos o acesso a leitura é somente para os poderosos.39) ". que não tem acesso a educação formal e os bens culturais da elite. palavras tirada do poema Os luziadas do maior momento literário do português clássico escrito por Luiz de Camões." (pág.. é quando chega ao nosso alcance sé vem a confundir nossa mente. pois não se entende o que se lê. Ora. (pág. frauta...37) ". As pessoas que dizem Cráudia. chirete e pranta.: PORTUGUÊS PADRÃO ETIMOLOGIA ORIGEM branco blank germânico brando blandu latim dobro duplo latim escravo sclavu latim praga plaga latim prata plata provençal prega plica latim Cráudia..." ". ricos. o conhecimento da "gramática". ".. encarregada de preserva-la "pura"e "intacta"longe do contato infeccioso dos parias.. praça. frecha. marginalizada.4 – Mito nº 4 "As pessoas sem instrução falam tudo errado" ".. pronta pertencem a uma classe social desprestigiada.Tal como na Índia antiga. o arame farpado mais poderoso para bloquear o acesso ao poder" (expressão tirada do livro de Gnerre) A partir destes trechos. que as inventa precisamente para justificar sua existência e para nos convencer de que ela é indispensável. é fácil descobrir que não estamos diante de um "atraso mental" dos falantes "ignorantes" do Portugal. é reservada a uma casta sacerdotal.39 – 3º parágrafo) 1. pranta.

tu dizes... acabou as ficha. por essa conservação de um único aspecto da linguagem clássica literária.6 – Mito nº 6 . o pronome tu foi substituído por você. tu comias.46) "Ora. somente por esse arcaísmo." (pág. e lê deve ir arrumando a trouxa e pondo no fresco.B... seguido de formas verbais clássicas com a terminação em –s.. é que se perpetua o mito de que o Maranhão é o lugar "onde melhor se fala o português" no Brasil. (pág. não podemos fazê-lo de modo absoluto. Ex.. a concordância do tipo dois papel. tu cantava.." Pasquale Cipro Neto disse. através de fitas gravas pelo projeto Censu. que coincide com a língua falada em Portugal ainda hoje. "os portugueses esquisitos" falam dois papel.são também facilmente encontras na fala carioca.47) ".49) A determinação das normas cultas e não cultas. o autor M.". tu queres.É preciso abandonar essa ânsia de tentar atribuir a um único local ou uma única comunidade de falantes o melhor ou pior português.. fonte do preconceito."A partir deste trecho se conclui que tudo se trata de preconceito lingüístico decorrente de um preconceito social. como diz a boneca Emilia "o tu já esta coroco.40 a 43) 1.: Tu vais.." (pág.. e muda-se para o bairro das palavras arcaicas" (pág. 48) Descordando e criticando Pasquale. 51) 1. acabou as ficha. (pág. (pág. é uma questão de grau de freqüência das variantes. Na grande parte do Brasil. mas em quem fala o que. e que no o carioca é quem expressa melhor a ótica da norma culta.o problema não está naquilo que se fala." Solução". com suas vissicitudes e peripécias particulares. devido a reorganização do sistema do sistema pronominal. ".Toda variedade lingüística é também o resultado de um processo histórico próprio. que é pura lenda a idéia que Maranhão é que se fala o melhor português no Brasil.. enquanto que em São Paulo...5 – Mito nº 5 "O lugar onde se fala melhor o português no Brasil e no Maranhão" No Maranhão ainda se usa com grande regularidade o pronome Tu. Se tivermos de incentivar o uso de uma norma culta..

.." No quadro de René Magritte (1898-1967) chamado de Traição das imagens com uma figura de um cachimbo tinha uma frase a baixo: isto não é um cachimbo. remorso.muito forte no ensino da língua de querer obrigar o aluno a pronunciar "do jeito que se escreve"... nenhuma língua é falada do mesmo jeito em todo os lugares. Se trata somente de uma representação gráfica pictórica de um cachimbo. tristeza. O máximo que a língua escrita oferece são sinais de exclamação e de interrogação" (pág... diga còlegio. no entanto. seu objetivo declarado era investigar a regra da língua escrita para poder preservar as formas consideradas "corretas" e "elegantes" da língua literária." ." (pág. É impossível. Depois tente produzir por escrito essas mesmas inflexões e tons de voz.pois nenhuma ortografia em nenhuma língua do mundo que consiga reproduzir a fala com fidelidade. ". pavor. horror. por exemplo – e pronuncie-a com todas as inflexões e tons de voz que conseguir: espanto. 55) Segundos os historiadores. alegria. na antiguidade clássica. ". é necessário uma ortografia única para toda língua. 53 e 54) A língua escrita é artificial e exige treinamento. como se isso pudesse anular o fenômeno da variação. 52) ". como se fosse a única maneira "certa"de falar português. para que todos possam ler e entender o que está escrito. Este fenômeno é chamado de variação. um paulistano diga colégio. portanto a humanidade passou 990.ela não é uma fala.."O certo é falar assim porque se escreve assim" Um Pernambucano lendo.. exercício e obedece a regras fixas." ". histeria.. bêjo.. Essa supervalorização da língua escrita combina com o desprezo da língua falada é um preconceito que data de antes de cristo. saudade. (imagine se alguém fosse falar inglês ou francês do jeito que escreve).felicidade.. um carioca diga cúlegio.. as primeiras formas da escrita surgiram há nove mil anos.corrigir quem fala muleque.. bisôro. comparando com escrita alfabética. minino. é uma tentativa de representação pictórica da língua falada.." (pág. em sua regulamentação ortográfica oficial." ". medo. assim conclui-se que a fala veio antes da escrita "Quando o estudo da gramática surgiu. alem de não ser uma representação não exaustiva da língua falada "faça um teste você mesmo: pega uma palavra bem simples – fogo.000 anos apenas falando. isto é... memorização. ira. mas funciona como um partitura de uma música: cada instrumentista vai interpreta-la de modo todo particular.

por "não ter entendido nada" (casos são citados por Celso Pedro Luft em Língua e liberdade) . U são sons orais..Não são letras. . sendo a única manifestação lingüística que tem ser estudada. (pág." (fala do rinoceronte Quindim – personagem do Sitio do Pica-Pau-Amarelo de Monteiro Lobato) Este livro de Monteiro Lobato publicado em 1934perpetua até hoje na literatura gramatical. "A. depois é que aparecem as letras. todos os bons escritores seriam especialistas em gramática.. como dizem os senhores gramáticos... 62) "Os escritores são os primeiros a dizer que gramática não é com eles!. e todos os gramáticos seriam excelentes escritores.." Ex.esquipática que compõem a amazonas da minha ignorância. fala..: Drumond no seu livro "Aula de Português"se perturba diante dos mistérios das figuras de gramática. (Pág.. Escrita – letra.. você está produzindo um som. Primeiro há sons orais. se espantou com sua própria ignorância. pois se assim fosse. impondo a ferro e fogo a língua literária como única forma legítima de falar e escrever." Machado de Assis que ao abrir a gramática de um sobrinho. O. 58 e 59) 1." Mário Perini contrário a este mito disse em seu livro Sofrendo a gramática: "não existe um grão de evidência em favor disso. (pág... .. ". não está escrevendo uma letra. As letras são sinaizinhos que os homens usam para representar esses sons. para marcar esses sons orais..Fonética. 55 e 56) A gramática tradicional despreza totalmente os fenômenos da língua oral. (pág.7 – Mito nº 7 "É preciso saber gramática para poder falar e escrever bem" Segundo Cipro e Infante "A gramática e instrumento fundamental para o domínio do padrão culto da língua.Gramática significa "arte de escrever". I. pois sempre se confunde letra com fonema.. 57) Distinção da fala e a escrita. E... toda evidência disponível é em contrário".Quando você diz A ou O..

..com base em coletas confiáveis que se utilizem dos recursos tecnológicos mais avançados." (pág. e não mais uma norma fictícia que se inspira num ideal lingüístico inatingível..: "As plantas só existe porque os livros de botânica as escrevem?" "A terra só passou a ser esférica depois que as primeiras fotografias tiradas do espaço mostrara-na assim?" "Sem os livros de receitas não haveria culinárias?" (Pág. medo à expressão livre e autêntica de si mesmo." ." Fazendeiros que tem apenas alguns poucos anos de estudo primário. econômica e política do país.".Por sua própria natureza.8 – Mito nº 8 "O domínio da norma culta é um instrumento da ascensão social" ...... 65 e 66) Declarações e perguntas que comprova que o uso da gramática não é imprescindível: Ex. para que ela sirva de base ao ensino/aprendizagem na escola. gera aversão ao estudo do idioma. os professores de português ocupariam o topo da pirâmide social." (pág. de industrias agrícolas.não é a gramática normativa que vaia garantir a existência de um padrão lingüístico uniforme" (pág. objetiva e com critério e metodológico coerente. é detentor de grande influência política em sua região.67) ."Este mesmo autor diz: Um ensino gramaticalista abafa justamente os talentos naturais.. incute na linguagem. não é mesmo?.." ".. 63) ".. uma gramática normativa está condenada ao fracasso." ".. 67) 1." "Se não é o ensino/estudo da gramática que vai garantir a formação de bons usuários da língua... já que a linguagem é um fenômeno dinâmico e as línguas mudam com o tempo."ora.. mas que seja dono de milhares de cabeça de gado. se o domínio da normal culta fosse realmente um instrumento de ascensão na sociedade. coletar a língua usada por eles e descrever essa língua de forma clara.A tarefa da gramática é: Identificar e localizar os falantes cultos..

." (pág.. .". vai resolver todos os problemas de um individuo carente.. com o propósito de distanciá-la da sintaxe dominante. 71) ..Falar da língua é falar da política.. 72 – ultimo parágrafo) MARCOS BAGNO.. porque o mero domínio da norma culta é uma formula mágica que. circulo vicioso da injustiça social. O que é." "Uma grande parcela da população é mantida na ignorância.Porque ninguém se atreve a corrigi-los mesmo tendo não sabendo nada de gramática normativa? (pág." (pág. de um momento para outro. sim.. a todos os brasileiros reconhecimentos (sem tradicional julgamento de valor) da variação lingüística.circulo vicioso do preconceito lingüístico.. 69 e 70) . como se faz. Preconceito lingüístico."è preciso garantir.