You are on page 1of 4

Pessoal,

Havia considerado, erradamente, o preço de venda do produto “C”, na questão 2


da prova do TCM/PA,como 23. O valor correto é 33. Segue a resolução corrigida.

2. Determinada empresa industrial fabrica e vende os produtos N, C e J. Observe


os dados desses três produtos:

Produto N C J
Preço de Venda 21 33 15
Matéria-Prima P (em kg/unidade) 1 1,4 1,2
Matéria-Prima G (em kg/unidade) 0 3 2
Horas-Máquina T (em horas/unidade) 2 2,5 2
Horas-Máquina S (em horas/unidade) 3 4 0
Demanda item (em unidades/mês) 50 10 80

Os recursos são onerosos e limitados, conforme a tabela a seguir:


Recursos Custo Unitário Disponibilidade
Matéria-Prima P $ 1,00/kg 180 kg
Matéria-Prima G $ 2,00/kg 180 kg
Máquina T $ 3,00/h 300 h
Máquina S $ 4,00/h 170 h

Sabe-se, ainda, que:

1. a empresa não tem como aumentar as suas disponibilidades de recursos


produtivos no próximo mês: portanto, precisa gerenciar essas restrições;
2. a empresa não tem como aumentar a demanda dos produtos no próximo
mês;
3. a empresa tem por política trabalhar sem estoque final de produtos
acabados.

Assinale a alternativa que indique corretamente o número de unidades que a


empresa deve produzir e vender, no próximo mês, para maximizar seu resultado:

(a) N = 43,33; C = 10; J = 75


(b) N = 47,78; C = 6,67; J = 80
(c) N = 50; C = 0; J = 90
(d) N =56,67; C = 0; J = 90
(e) N = 50; C = 5; J = 80
Resolução

I – Cálculo da Margem de Contribuição Unitária do Produto “N” (MCUn):

MCUn = Preço de Venda Unitário – Custos Variáveis Unitários

Custos Variáveis Unitários do Produto “N”:

Matéria-Prima P = 1 kg/unid. x R$ 1,00/kg R$ 1,00


Matéria-Prima G = 0 kg/unid. x R$ 2,00/kg R$ 0,00
Horas-Máquina T = 2 h/unid. x R$ 3,00/h R$ 6,00
Horas-Máquina S = 3 h/unid. x R$ 4,00/h R$ 12,00
Custos Variáveis Unitários de “N” R$ 19,00

MCUn = R$ 21,00 – R$ 19,00 = R$ 2,00 por unidade

II – Cálculo da Margem de Contribuição Unitária do Produto “C” (MCUc):

MCUc = Preço de Venda Unitário – Custos Variáveis Unitários

Custos Variáveis Unitários do Produto “C”:

Matéria-Prima P = 1,4 kg/unid. x R$ 1,00/kg R$ 1,40


Matéria-Prima G = 3 kg/unid. x R$ 2,00/kg R$ 6,00
Horas-Máquina T = 2,5 h/unid. x R$ 3,00/h R$ 7,50
Horas-Máquina S = 4 h/unid. x R$ 4,00/h R$ 16,00
Custos Variáveis Unitários de “C” R$ 30,90

MCUc = R$ 33,00 – R$ 30,90 = R$ 2,10 por unidade

III – Cálculo da Margem de Contribuição Unitária do Produto “J” (MCUj):

MCUj = Preço de Venda Unitário – Custos Variáveis Unitários

Custos Variáveis Unitários do Produto “J”:

Matéria-Prima P = 1,2 kg/unid. x R$ 1,00/kg R$ 1,20


Matéria-Prima G = 2 kg/unid. x R$ 2,00/kg R$ 4,00
Horas-Máquina T = 2 h/unid. x R$ 3,00/h R$ 6,00
Horas-Máquina S = 0 h/unid. x R$ 4,00/h R$ 0,00
Custos Variáveis Unitários de “J” R$ 11,20

MCUj = R$ 15,00 – R$ 11,20 = R$ 3,80 por unidade

IV – Quantidade de “J” Produzida:

Como a empresa tem por política trabalhar sem estoque final de produtos
acabados, devem ser produzidas, no máximo, as unidades demandadas no mês.
Logo, como MCUj > MCUc > MCUn, temos que primeiramente, tentar produzir a
quantidade máxima do produto “J”.

Demanda de “J” no mês = 80 unidades


Consumo de recursos:
Matéria-Prima P = 1,2 kg/unid. x 80 unidades = 96 kg (Disponibilidade de P =
180 kg)
Matéria-Prima G = 2 kg/unid. x 80 unidades = 160 kg (Disponibilidade de G =
180 kg)
Horas-Máquina T = 2 h/unid. x 80 unidades = 160 h (Disponibilidade de T = 300
h)
Horas-Máquina S = 0 h/unid. x 80 unidades = 0 h (Disponibilidade de S = 170 h)

Logo, há recursos suficientes para produzir as 80 unidades do produto


“J”.

V – Quantidade de “C” Produzida:

Saldo dos recursos disponíveis:


Matéria-Prima P = 180 kg - 96 kg = 84 kg
Matéria-Prima G = 180 kg - 160 kg = 20 kg (não é utilizado por “N”)
Horas-Máquina T = 300 h - 160 h = 140 h
Horas-Máquina S = 170 h

Demanda de “C” no mês = 10 unidades

Consumo máximo de recursos para produção de “C”


Matéria-Prima P = 84 kg/1,4 kg/unid. = 60 unidades
Matéria-Prima G = 20 kg/3 kg/unid. = 6,67 unidades
Horas-Máquina T = 140 h/2,5 h/unid. = 56 unidades
Horas-Máquina S = 170/4 h/unid. = 42,5 unidades

Logo, há recursos suficientes para produzir as 6,67 unidades do produto


“C”, pois, para produzir mais, seria necessária uma maior quantidade da
matéria-prima G.

Consumo de recursos:
Matéria-Prima P = 1,4 kg/unid. x 6,67 unidades = 9,33 kg
Matéria-Prima G = 3 kg/unid. x 6,67 unidades = 20 kg
Horas-Máquina T = 2,5 h/unid. x 6,67 unidades = 16,675 h
Horas-Máquina S = 4 h/unid. x 6,67 unidades = 26,68 h

VI – Quantidade de “N” Produzida:

Saldo dos recursos disponíveis:


Matéria-Prima P = 84 kg – 9,33 kg = 74,66 kg
Matéria-Prima G = 20 kg – 20 kg = 0 (não é utilizado por “N”)
Horas-Máquina T = 140 h – 16,675 h = 123,325 h
Horas-Máquina S = 170 h – 26,68 h = 143,32 h

Consumo máximo de recursos para produção de “N”


Matéria-Prima P = 74,66 kg/1 kg/unid. = 74,66 unidades
Horas-Máquina T = 123,325 h/2 h/unid. = 61,66 unidades
Horas-Máquina S = 173,32/3 h/unid. = 47,77 unidades
Logo, só é possível produzir, no máximo, 47,77 unidades do produto “N”,
pois, para produzir mais, seria necessária uma maior disponibilidade da
máquina S.
(resposta correta: “b”)

GABARITO: E

Bons estudos e boa prova,

Moraes Junior