You are on page 1of 7

11-10-2011 10:22 joão gomes

Conceitos de Cultura, Pluralismo Jurídico,

Antropologia e Antropologia Jurídica

por Paula Cargnin Pereira*

CULTURA

-Todo o conhecimento (inclusive o popular). Toda forma de manifestação
humana espiritual e material. Conhecimentos, crenças, arte, moral, leis,
costumes ou qualquer capacidade ou hábitos adquiridos pelo homem como
membro de sociedade. É esse ambiente produzido que é aprendido e
utilizado no processo contínuo de adaptação e transformação da sociedade
e dos indivíduos (processo acumulativo com gerações).

-“Animal homem” é o único que tem capacidade de transmitir
conhecimentos descobertos ou desenvolvidos; diferente dos macacos, que
não tem linguagem para passar para as gerações posteriores (não evoluem
culturalmente). Linguagem é produto da cultura, mas esta não existiria se
não houvesse um sistema articulado de comunicação oral.

-Ela que influenciará na determinação social dos sexos por exemplo.
Determinismo geográfico local irá influenciar nos costumes.

-Determina comportamento do homem e justifica as suas realizações.
(instintos parcialmente anulados)

-Capacidade de romper barreiras dos diferentes ambientes e transformar
terra em seu hábitat.

-Processo de aprendizagem que determina o seu comportamento e sua
capacidade artística ou profissional (mais que agir através de atitudes

http://www.investidura.com.br/biblioteca-juridica/resumos/antropologia-juridica/198-conceitos-de-cultura-pluralismo-juridico-antropologia-e-antropo… 1/7

permitindo certa liberdade para que as jurisdições locais estrangeiras continuassem a aplicar seu direito autônomo. monopólio.  Difusão Cultural: Empréstimo de elementos de outra cultura. Normas jurídicas diferentes. Sem ele não haveria o grande desenvolvimento atual da humanidade. http://www. Diversas formas de direito convivendo no mesmo espaço e mesmo tempo. Produção de outras formas de regulamentação. -Crianças desde cedo imita padrões culturais da sociedade que vive.br/biblioteca-juridica/resumos/antropologia-juridica/198-conceitos-de-cultura-pluralismo-juridico-antropologia-e-antropo… 2/7 . geradas por instâncias... Pluralismo Jurídico. centralizador. Causa: caráter injusto e ineficaz do modelo unitário e centralizador do direito.É a negação de que o estado seja a fonte única e exclusiva de todo direito.Lenta: ex. Ex. mas contra lei.com. Não impuseram total e rigidamente seu direito às populações conquistadas. açúcar feito primeira vez na Índia. corpos intermediários ou organizações sociais providas de certo grau de autonomia e identidade própria. contado de povos (cultural) como índios brasileiros. moedas invenção Líbia antiga. sociedades indígenas isoladas (se tolera por diferenças de culturas entre povos). É tolerado no Brasil só na pratica.). na mesma sociedade.Direito geneticamente determinadas). Histórico: início na sociedade romana antiga. é o oficial do estado. mas também incorporavam as práticas normativas de outros povos ao seu sist.05/08/2017 Conceitos de Cultura. Entender essa dinâmica é importante para atenuar os choques entre as gerações e evitar comportamentos preconceituosos. Dinâmica da Cultura (vive em mudanças): *Interna: . Aplicavam de forma flexível seu jus gentium. PLURALISMO JURÍDICO Contrário de monismo. (ex.investidura. Antropologia e Antropologia Jurídica | Portal Jurídico Investidura . alimentação -Brusca: catástrofe ou inovação tecnológica *Externa é rápida: ex. regulando a mesma situação. o das favelas.

como ser biológico. resultado de seu próprio meio. cada feudo tem seu próprio direito. como também cada cidade que surgia). um mundo em que esse “outro selvagem” se esfuma e desaparece.Direito Jurídico. ágrafos. compreender ou interpretar as mais diversas práticas dos homens e mulheres em sociedade. sem Estado.Eram estudadas sociedades “primitivas”. Sociologia – Estudavam parcela da sociedade pós-industrial. ANTROPOLOGIA -Estudo do homem. Industrial. os povos não europeus. Preocupava-se com os problemas sociais decorrentes da Rev. social e cultural. valores.com. Ela traçará o seu percurso por meio da observação direta e situacional desses processos ocorridos no mundo ocidental. fortalece o monismo. Foi após a Rev. Francesa que surge idéia que todos são iguais perante a lei. tribais. simples. tradicionais. Na idade Média desenvolveu-se. relações de parentesco e outras dimensões da vida social. Muitas dessas teorias baseiam-se em estudos de campo. Pluralismo Jurídico. -Conjunto de teorias e diferentes métodos e técnicas de pesquisa que buscam explicar.br/biblioteca-juridica/resumos/antropologia-juridica/198-conceitos-de-cultura-pluralismo-juridico-antropologia-e-antropo… 3/7 . Com absolutismo monárquico e depois com a burguesia revolucionária triunfante desencadearam o processo de racionalização do poder e de centralização burocrática que eliminaria a estrutura política corporativa e minimizaria as experiências de pluralismo legal e processual. crenças.05/08/2017 Conceitos de Cultura. um mar de conhecimentos. . -Ciência ao mesmo tempo social e natural. devido ao enorme alcance de sua função – o estudo do homem – é quase um campo sem fronteiras. exóticas. em que o antropólogo busca conviver com as populações locais e aprender seus hábitos. modos de vida. com direito uno e comum. XIX: Antropologia .Volta-se para auto-reflexão do seu papel político e social (crítica cultural) e dos parâmetros pelos quais tem produzido e representado os significados da cultura.investidura. Antropologia e Antropologia Jurídica | Portal Jurídico Investidura . No séc. Personalidade das leis: para cada indivíduo seria aplicado o drt de seu povo e de sua comunidade. Atualmente: http://www. Operará essa análise em função de um “mundo em extinção”.

organiza e ensina (dá caminho) como lidar com as diferenças.investidura. Ajudam na reflexão sobre os problemas da sociedade brasileira.com. mas na verdade era para submetê-los ao rei. pois tinham costumes diferentes. Antropologia e Antropologia Jurídica | Portal Jurídico Investidura .). com análise micro. coleta de dados. para realizar alianças políticas e econômicas precisam conhecer os http://www. é a inclusão pela exclusão. Dever do antropólogo: Auxiliar as populações a se libertar da exploração. Narra-os como inferiores. presidiários. ajudando a manter um diálogo. Histórico da Antropologia: Origem: origem na etnografia. Sociologia – Estuda sociedade. ajuda. Europeus se achavam mais avançados (civilizados) que os índios (“selvagens”) e argumentavam que queriam evangelizá-los para civilizá-los. Antropologia – Estuda sociedade.. XVI – trabalhos com índios. se envolve na comunidade estudada. Em outras nações colonialistas o mercantilismo falou mais alto e os interesses comerciais foram mais fortes. Ele estuda. na mesma sociedade.br/biblioteca-juridica/resumos/antropologia-juridica/198-conceitos-de-cultura-pluralismo-juridico-antropologia-e-antropo… 4/7 . Estuda o “outro”.Direito  Igual objeto de estudo. e etnologia os sintetiza e compara . Na Idade Média acontecia isso com o que pensavam os cristãos dos não-cristãos.. prostitutas. mas diferente (ex. Papel de intermediário entre culturas diferentes. participam no “desenvolvimento do subdesenvolvimento”. os não-gregos. Pluralismo Jurídico. Antiguidade: Com Heródoto (“pai da História”) que escrevia o que via em outras comunidades – bárbaros. Alguns missionários denunciaram as injustiças presenciadas e iniciaram a luta em defesa dos direitos. tem responsabilidade política e ética com a comunidade que ele estudou. diferença no método. visando a unificar teórica e metodologicamente a realidade humana.05/08/2017 Conceitos de Cultura. Ter consciência de que seu trabalho pode interferir na dinâmica interna da sociedade e não ser um agente de alienação. com análise macro. Antropólogo: Envolve-se com o objeto de estudo. Séc.

Direito costumes dos povos. Antropologia e Antropologia Jurídica | Portal Jurídico Investidura .br/biblioteca-juridica/resumos/antropologia-juridica/198-conceitos-de-cultura-pluralismo-juridico-antropologia-e-antropo… 5/7 controle social e outros. simples e complexos).05/08/2017 Conceitos de Cultura. dos povos. A Antrop. . etc. existem exceções. quando alguns antropólogos começam a estudar sistemas jurídicos de outros povos. Séc..com. cada cultura tem seus costumes diferentes. jur. XIX. social e intelectualmente domina). família. Estudam a evolução do direito através das instituições. observação participante e comparação com modernas instituições de Direito. cultura não é universal.). Eles mesmos começam a ir até o objeto de estudo e coletar as informações para analisar (viver como eles). acredita que existem direitos em sociedades sem Estado (mesmo assim se organizam). Sé. Só a partir do séc. torna-se ciência da alteridade.. dedicando-se aos estudos das lógicas próprias de cada cultura. Não existe cultura pior. Percebem que é necessário eles mesmos analisar os dados concretos (que não foram influenciados na sua transmissão). das instituições do Direito da sociedade contemporânea. XIX – inicia uma postura científica. É o emprego de métodos antropológicos de pesquisa. Antropólogos a serviço do governo imperial.a partir de Bronislau Malinoviski - Teoria evolucionista é combatida pela corrente funcionalista sistemática. XVII e XVIII – trabalhos de etnólogos são padres e jesuítas que estudam os povos do novo mundo – “exóticos”. nem melhor.. o http://www.investidura. do pluralismo jurídico e do Direito Comparado (estudo e comparação de diversos sistemas jurídicos. XX . não há padrão único. Malinoviski também é um marco na ant. Jur. Antes só um “antropólogo de gabinete” que julga os dados que outros viajantes traziam (distorcem dados de acordo com sua cultura). vai estudar o casamento. Pluralismo Jurídico. ANTROPOLOGIA JURÍDICA Conceito: Dedica-se ao estudo do Direito das sociedades “simples”. Até Séc. propriedade. Rompe concepção linear da história (evolução da sociedade até ser civilizada) e Darwinismo Social (mais fortes político. XX os antropólogos começam a estudar o que é dito no conceito atual (sociedades simples. É o primeiro observador participante. Surge como ciência no séc. Surge a Relativização Cultural.

br/biblioteca-juridica/resumos/antropologia-juridica/198-conceitos-de-cultura-pluralismo-juridico-antropologia-e-antropo… 6/7 . as diferenças entre as diversas tradições culturais retomam toda a sua força: um chinês.05/08/2017 Conceitos de Cultura. Antropologia e Antropologia Jurídica | Portal Jurídico Investidura . nos permite compreender melhor o sistema jurídico da nossa própria sociedade e até melhorá-lo (revela os verdadeiros problemas do nosso direito e dá sugestões de aprimoramento). jur. *aluna de direito da UFSC. Micro direito – no âmbito da vida privada (família). -Na década de 70 alguns indígenas começam a estudar Direito e começam a entender nossa legislação. -Depois da rev. todos para entender melhor sua própria comunidade (e dominá-los melhor no imperialismo). Compare preços de Dicionários Jurídicos. “no plano global. No caso dos EUA chegam até a “pegar” parte do conhecimento indígena e incorporar no ordenamento americano. com isso eles podem fazer valer seus direitos e seus interesses perante o governo (a partir desse momento nasce o movimento indígena no Brasil). Inicia-se com as microanálises de grupos específicos. Pluralismo Jurídico. foi procurado. Alemanha os africanos. Aprendemos também a respeitar os outros. através de antropólogos. Pelo estudo do Direito de outras sociedades. EUA os africanos e os índios norte-americanos. Macro direito – no âmbito estatal. resgatar o direito que existia anteriormente à colonização. forma de sanção diferente do Estado.investidura.Direito Exemplos: -Na Inglaterra a antropologia jurídica estuda o direito indígena. Manuais de Direito e Livros de Direito http://www. depois. 3ª Fase Vespertino. a ant. Colonialista (déc.com. 1ª fase Noturno e da Esag – Administração Empresarial. de 70) na África. um europeu e um iraniano não fazem a mesma idéia de direito”.

com. 15 Jun. Como referenciar este conteúdo PEREIRA. Acesso em: 05 Ago. Pluralismo Jurídico.br/biblioteca-juridica/resumos/antropologia- juridica/198-conceitos-de-cultura-pluralismo-juridico-antropologia-e- antropologia-juridica. 2017 Comentários Viewed using Just Read http://www. Conceitos de Cultura.investidura.Direito Curtir Seja o primeiro de seus amigos a curtir isso. Portal Jurídico Investidura.investidura.com. 2008. Antropologia e Antropologia Jurídica | Portal Jurídico Investidura . Pluralismo Jurídico. Paula Cargnin. Florianópolis/SC.br/biblioteca-juridica/resumos/antropologia-juridica/198-conceitos-de-cultura-pluralismo-juridico-antropologia-e-antropo… 7/7 . Disponível em: www. Antropologia e Antropologia Jurídica.05/08/2017 Conceitos de Cultura.