You are on page 1of 4

PODER JUDICIÁRIO

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO
APELAÇÃO CÍVEL Nº 2000.01.00.061996-6/RO

RELATÓRIO

O EXMO. SR. JUIZ FEDERAL ITELMAR RAYDAN EVANGELISTA (RELATOR
AUXILIAR):
Cuida-se de apelação interposta pelo Autor, servidor do Tribunal Regional do Trabalho
da 14ª Região – RO, postulando a reforma da sentença que julgou improcedente o pedido para que
lhe fossem pagas as horas extras trabalhadas no período de 1.993 a 1.995.
Reiterando as razões de pedir, relata que no período citado, sempre trabalhou além
da jornada exigida por aquele Tribunal. Assim, enquanto todos os servidores se sujeitavam a uma
jornada diária de 8:00 às 14:00, sempre exerceu jornada superior, deixando o expediente por volta
das 18:00, rotineiramente.
Ante este fato, requer a reforma da sentença para que seja a União condenada o
pagamento de 900 horas extraordinárias, acrescidas do percentual de 50%. Alternativamente, requer
o pagamento de 270 horas extras, já reconhecidas como legais pela Diretoria do TRT 14ª Região.
Contra-razões apresentadas .
É, em síntese, o relatório.

TRF-1ª REGIÃO/IMP.15-02-04 /conversion/tmp/scratch/364395008.doc
Criado por TR186904

Não há prova suficiente quanto às horas extras em cada final de semana alternado. Havendo ato ilegal da Administração ao usufruir dos serviços extraordinariamente prestados. do CPC. notadamente em face ao que estabelece o art.15-02-04 /conversion/tmp/scratch/364395008. A sentença afastou o pedido ao essencial fundamento de que o pagamento de horas extras pela Administração Pública está adstrita à autorização prévia e para atendimento a situações excepcionais e temporárias. que por sua natureza é de caráter excepcional. 900 horas extras.00. JUIZ FEDERAL ITELMAR RAYDAN EVANGELISTA (RELATOR AUXILIAR): Cuida-se de apelação visando reforma de sentença que julgou improcedente pretensão condenatória ao pagamento de horas extras trabalhadas. impõe-se a reparação patrimonial pela sobrejornada exercida.112/90: “Art. mesmo quando a situação legal excepcional não se encontra formalizada pelo administrador. 3. 8. 4º . acaso inobservada pelo gestor público. computando-se no período de 1. mas tolerada.doc . jornada superior.O registro do autor como radialista se deu em 09. Rel. não é ônus atribuível ao servidor responder com a ausência da justa remuneração por omissão a ele não atribuível. 44). Porém. em desconformidade com a excepcionalidade legal. ENQUADRAMENTO E HORAS EXTRAS. mediante lei. Assim. salvo os casos previstos em lei”.É proibida a prestação de serviços gratuitos. e que o servidor satisfaça os requisitos exigidos para seu acesso. TRF-1ª REGIÃO/IMP.05. Assim. a serem exercidas no horário de 8:00 às 14:00. tal como estabelece o art. 4º da mesma Lei n. ainda que formalmente não autorizada. efetivamente. 333. 4.01. (AC 1999.PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO fls.1996. DIREITO A HORAS EXTRAS COMPROVADAS NOS AUTOS.Horas extras devidas (473 h e 31 m). 1.01. Daí que para ser enquadrado como radialista é necessário que se trate de cargo de carreira previsto no quadro da ré. respeitado o limite máximo de 2 (duas) horas por jornada”.993 a 1. 74 – Somente será permitido serviço extraordinário para atender a situações excepcionais e temporárias. Juiz Federal Conv. este Tribunal já apreciou casos análogos. SR. A propósito do tema em apreço. merecendo colação os precedentes que colaciono: “ADMINISTRATIVO.061996-6/RO VOTO O EXMO. 74. 73 da Lei n.112/90).00. 2. Flávio Dino de Castro. 8. embora obrigado a uma jornada diária de 6 (seis) horas corridas.2005 p. o que não consubstanciou o caso em questão. SERVIDOR PÚBLICO.Apelação e remessa oficial parcialmente providas”. Em tal situação o pedido deve ser indeferido. não é e nem poderia prestar tal premissa como óbice à efetiva remuneração por serviço extraordinário comprovadamente prestado. I. A premissa é verdadeira na medida em que se presta a definir critérios e limites para o gestor público ao valer-se do serviço extraordinário. se a Administração exige do servidor prestação de serviço além da jornada que o Estatuto Legal lhe impõe.995. exercia.111853-8/MG. DJ de 05. quando já trabalhava sob o regime estatutário. conforme declaração emitida pela ré. As horas extras deverão ser pagas com acréscimos de 50% (cinqüenta por cento) em relação à hora normal de trabalho do autor (art.2/4 APELAÇÃO CÍVEL Nº 2000. á vista do art. junto ao TRT da 14ª Região.01. a saber: “Art.

993 a 1. Assistente Administrativo do Gabinete do Juiz Pedro Pereira Oliveira. quando afirma em parecer às fls. Assistente Administrativo do Gabinete da Presidência. conforme determinou a r. declarou que os horários extras de treinamento cumpridos por ele eram sempre submetidos previamente à sua ciência. foi superado por determinação da ré. Em 1. que o Autor. 5 a 24 de julho. as funções gratificadas de Assistente de Secretário do Gabinete da Presidência.2003 p. Ao exame dos documentos de fls. Fato que revela a necessidade do excesso de jornada exercido pelo Autor. DJ de 06.045884-9/MA. 6 a 8 de outubro. já que pressupõe remuneração superior exatamente em razão da maior disponibilidade do servidor a serviço da Administração Pública. 18 a 346). 1 a 15 de setembro. 3 a 9 de outubro. sentença. além de se reafirmar a existência de sobrejornada.3/4 “ADMINISTRATIVO.995.112/90 proíbe o trabalho gratuito. pelo pagamento de 270 horas extras em observância ao limite estabelecido pelo Decreto nº 948/93.doc . 8 a 14 de agosto. 428 a 434. COMPROVAÇÃO.991. Em 1. Juiz Federal Conv.Restou comprovado que o autor efetivamente laborou em jornada suplementar. elaborado para caso similar ao do Autor. Em que pesem estas razões. 1. E em novo parecer de fls 368/371. para cada ano. 8. a quem se subordinava o autor. 25 a 29 de agosto. em situação excepcional e temporária.994: 4 a 23 de agosto. Esta convicção restou afirmada pelo STJ quando do julgamento do REsp 40545/RJ.112/90. pelo que é devido o pagamento de horas extras. porém. 30 de janeiro a 18 de fevereiro. PROCEDÊNCIA DO PEDIDO.O depoimento da Diretora da Divisão de Pedagogia e Apoio Didático da Escola Agrotécnica Federal de São Luiz. até mesmo porque o art. 3 de novembro a 2 de dezembro. rotineiramente. aliás.01. 14 de novembro a 17 de dezembro. o cômputo de 900 horas extras.993 a 1. a procedência do pleito é apenas parcial.15-02-04 /conversion/tmp/scratch/364395008. 74) No caso presente. PROFESSOR DA ESCOLA AGROTÉCNICA FEDERAL DE SÃO LUIZ –MA. em substituição. Agente Especializado do Gabinete da Presidência. Assim. vê-se pelas folhas de ponto relativas aos exercícios de 1. deixava o serviço após o encerramento de expediente. podendo ser assim identificados os respectivos períodos: Em 1.Remessa oficial a que se nega provimento (REO 1998.995 (fls. ficou inconteste que o limite legal de trabalho do apelado. opinando. 11 a 30 de outubro.11. SERVIDOR PÚBLICO.PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO fls. Este fato. 2. 13 a 18 de junho. 4º da Lei 8. a própria administração do TRT 14ª Região reconhece. ao detido exame dos elementos de instrução processual. O exercício de Função Gratificada é incompatível com a percepção de gratificação por serviço extraordinário. enfatiza-se a necessidade de lotação de 3 (três) agentes de segurança nas JCJs do interior. durante os jogos estudantis maranhenses – JEMs. vê-se que o Autor exerceu no período de 1.00. Rel. para suprir a deficiência existente. quando preparava os alunos para as competições esportivas que se realizavam a partir de outubro de 1. 354/359. na época. 3. oportunidade em que assim se pronunciou: TRF-1ª REGIÃO/IMP. conforme estabelece o art. Manoel José Ferreira Nunes. 29 de setembro a 1 de outubro.995: 9 a 21 de janeiro. HORAS EXTRAS. embora sem a devida formalização.993: 18 a 24 de maio. por várias oportunidades. 74 da Lei n. 27 a 31 de outubro.

devidos a partir da citação. INACUMULABILIDADE. DECRETOS-LEIS 1. 2.PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO fls. 3. HORA EXTRA.995. Recurso conhecido e provido”. Em face da sucumbência recíproca. até a data de vigência da Medida Provisória nº 2. Rel.4/4 “SERVIDOR PÚBLICO.993 a 1. PATRULHEIROS RODOVIÁRIOS FEDERAIS. pelos índices oficiais.180/2001. A correção monetária dar-se-á a partir de cada parcela devida.1998 p. dou parcial provimento à apelação para. cada parte arcará com os ônus processuais respectivos. acrescidas de 50%.771/80 1. julgar parcialmente procedente o pedido para condenar a União no pagamento de horas extras ao Autor. É o voto. exercidas no período de 1. incidirão em 12% ao ano. Min. tudo a ser apurado em liquidação. Por estes fundamentos. A partir desta data deverão ser computados em 6% ao ano.15-02-04 /conversion/tmp/scratch/364395008. DJ de 09. Edson Vidigal. (REsp 40505/RJ.714/79 E 1. GRATIFICAÇÃO POR OPERAÇÕES ESPECIAIS – GOE. reformando a sentença. É incompatível a percepção da GOE com a Gratificação por Serviço Extraordinário – “hora extra”. 126). Os juros moratórios. Precedentes do STJ. TRF-1ª REGIÃO/IMP.doc . excluindo-se os períodos de exercício de função gratificada.11.