You are on page 1of 3

Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Departamento Acadêmico de Engenharia Química
Controle de Processos (QUI038)
Prof. Dr. Douglas Junior Nicolin

LISTA DE EXERCÍCIOS #1

1) Considere um sistema de aquecimento doméstico que consiste em um aquecedor que queima
gás natural e um termostato. Neste caso, o processo é definido pelo interior da casa a ser
aquecido. O termostato contém tanto um elemento de medida, quanto um controlador. O
aquecedor pode estar ligado (aquecendo) ou desligado. Esboce um diagrama esquemático
para este sistema de controle. No seu diagrama, identifique as variáveis de saída e as
variáveis de entrada, incluindo as variáveis de perturbação do seu processo.

2) A coluna de destilação mostrada na figura ao lado é
utilizada para destilar uma mistura binária. Os símbolos x, y
e z denotam as frações molares do composto mais volátil,
enquanto B, D, R e F representam vazões molares. Deseja-
se controlar a composição de destilados apesar de distúrbios
que ocorram na corrente de alimentação, F. Todas as vazões
podem ser medidas e manipuladas, com exceção de F, que
somente pode ser medida. Um analisador de composições
fornece medidas da fração molar y.
(A) Proponha um método de controle de realimentação
(feedback) e esboce um diagrama esquemático.
(B) Proponha um método de controle de alimentação
(feedforward) e esboce um diagrama esquemático.

3) O volume de um balão pode se contrair ou se expandir mantendo a sua pressão interna
aproximadamente igual à pressão atmosférica.
(A) Desenvolva um modelo matemático (escreva a equação diferencial) para o volume do
balão, considerando que este possui um pequeno vazamento. Seja V o volume do
balão e q a vazão molar do vazamento de ar do balão. Liste todas as hipóteses
necessárias para formular este modelo.
(B) Os seguintes dados experimentais foram obtidos para o vazamento do balão:
t (minutos) raio (cm)
0 10
5 7,5
Considerando que o balão é esférico, faça a previsão de quando o raio do balão alcançará
5 cm usando duas hipóteses diferentes para a vazão molar do ar que vaza do balão:
(i) A vazão molar é constante;
(ii) A vazão molar é proporcional à área superficial do balão.

Avalie os parâmetros da aproximação para o benzeno à pressão atmosférica (760 mmHg). nas letras A. da pressão. p(t). 2 s  1 7) A lei de Raoult fornece a fração molar do vapor y(t) no equilíbrio como uma função da temperatura. sem que x(t) esteja em função de variável de desvio. O líquido é circulado a uma taxa de 6000 lb/h e o calor específico do líquido pode ser considerado igual ao da água (1.ft2. Considere um coeficiente global de transferência de massa de 40 BTU/h. como um desvio de sua condição inicial de estado estacionário y(0). B = 2788. Água a 180oF é usada como o meio de aquecimento. B e C.9008. p (t ).80oC. T(t). 8) Para o CSTR apresentado na figura abaixo determine a função de transferência que relaciona a concentração de saída do reator com as perturbações na concentração de entrada. Obtenha a aproximação linear para a fração molar do vapor e a expresse em termos de variáveis de desvio.oF: use a lei de Newton do aquecimento.4) Determine o tempo necessário para aquecer uma batelada de 10. x(t )]  x(t ) p (t ) onde po[T(t)] é a pressão de vapor do componente puro. usando um trocador de calor externo em contracorrente e tendo uma área de 300 ft2.0). 95oC e uma fração molar do líquido de 50%. qual é a nova concentração de saída 1 minuto depois? Qual será a nova concentração do reator no estado estacionário? . e da fração molar do líquido. dada pela equação de Antoine.51oC e C = 220. Suponha que o tempo de residência do líquido no trocador de calor externo seja muito pequeno e que não haja essencialmente retenção de líquido no circuito. para a pressão de vapor em mmHg. 5) Obtenha a solução Y(t). Resolva a letra D normalmente. dy (t ) (A)  2 y (t )  5 x(t )  3 dt d 2 y (t ) dy (t ) (B) 9 2  18  4 y (t )  8 x(t )  4 dt dt d 2 y (t ) dy (t ) (C) 9 2 9  4 y (t )  8 x(t )  4 dt dt 6) Expanda cada uma das funções em “s” em frações parciais e resolva para Y(t): 12( s  2) (A) Y ( s )  s ( s 2  9) e 2 s (B) Y ( s )  s 2  1. Se instantaneamente a concentração de entrada for aumentada de 1 para 2 mol/L. Considere que x(t) = u(t) (degrau unitário).000 lb de líquido de 60 oF a 120oF. As constantes de Antoine para o benzeno são A = 15. x(t): p 0 [T (t )] y[T (t ). das seguintes equações diferenciais. fluindo a uma taxa de 6000 lb/h.

Assuma que a vazão de saída de cada tanque varia linearmente em função da altura de líquido no tanque (F1 = β1h1 e F2 = β2h2) e que cada tanque possua área de seção transversal constante. Para este problema considere que os tanques possuem áreas de seção transversal iguais (A = 7 m2) e constantes β1 = 10 m2/h e β2 = 20 m2/h. dada uma vazão de entrada F0(t).5t) (função senoidal) 10) Uma perturbação degrau de magnitude igual a 4 é feita em um sistema que possui a seguinte função de transferência: Y (s) 10  2 X ( s ) s  1. também. que a altura do nível dos tanques parte do seu valor no estado estacionário. Considere. após as seguintes perturbações na vazão de entrada: (A) F0 (t) = 3u(t) (função degrau) (B) F0 (t) = 3sen(0.9) Considere dois tanques em série onde a vazão de saída do primeiro tanque corresponde à vazão de entrada do segundo tanque. 6 s  4 Determine: A) O excesso B) O tempo de elevação C) O valor máximo de Y(t) D) O valor final de Y(t) E) O período de oscilação . Desenvolva modelos que descrevam como a altura de líquido dos tanques 1 e 2 varia em função do tempo. Obtenha os ganhos nas alturas de líquido no tanque 1 nos novos estados estacionários.