www.revistaebrasil.com.

br

DISTRIBUÍDA EM 50 PAÍSES
EDIÇÃO PORTUGUÊS/INGLÊS

ANO 1 - Nº 1 - R$ 9,00 - US$ 6.00 - € 5,00

Issued in 50 countries
Portuguese/English Edition

O novo
lugar
do Brasil
no mundo
A new place
of Brazil
in the world

Entrevista exclusiva:
Ministro da Fazenda,
Guido Mantega,
explica por que
a economia vai bem
Exclusive interview:
The minister Guido Mantega
explains why the economy
is going well
Política externa | Cultura | Turismo | Meio ambiente
Foreign policy | Culture | Tourism | Environment

Luiz Inácio Lula da Silva
Presidente da República
Federativa do Brasil

SÃO PAULO
Rua Joaquim Floriano, 871
11º andar 04534-013
Tel. +55 11 3488.4638
Fax +55 11 3488.4601
info@brazilplanet.com.br
MILANO
Via Ugo Foscolo, 4 - 20121
Tel. +39 02 3657.1756
Fax +39 02 7200.0223
info@brazilplanet.it 

:HG

G:

facilitando la creazione di rapporti economici. scambi commerciali. UN MONDO DI OPPORTUNITÀ PER IL TUO BUSINESS L’Associazione BRAZIL Planet offre servizi mirati ad agevolare l’inserimento dell’imprenditoria nei mercati italiano e brasiliano. ƒ.

 .

.

.

.

IG.

G.

G.

9 n$G.

G .

+G.

 n/.

 G: $GGI.

G.

9BRAZIL Planet offre servizi prevalentemente orientati ai soci. G.

G9.

I .

GI.

G.

9 .

I.

.

G.

GI .

I.

: UM MUNDO DE OPORTUNIDADES PARA O SEU NEGÓCIO A Associação BRAZIL Planet oferece serviços .

GG.

hÔIG .

G.

ƒ .G brasileiro de empresas. o comércio internacional. facilitando as relações econômicas.

.

 IG G.

9G$P.

GG^ G/.

Ô .

G: - GGI.

os serviços gerais podem ser I. porém.GhÔ9BRAZIL Planet oferece serviços preferencialmente destinados aos sócios.

GÔ`I.

9 .

G G\.

G GG.

ASSOCIAZIONE PER LA PROMOZIONE DELLE RELAZIONI ITALIA-BRASILE L’Associazione BRAZIL Planet .G: BRAZIL PLANET.

 .

G.

.

G $G.

GG.

9 .

.

GGIGGIGI .

G.

 nGH.

.

G.

G9.

IGHG.

I.

.

G.

I .

O GI G.

.

.

G¢HG.

.

G: BRAZIL Planet [nGI.

G.

 .

G.

 .

.

G.

G HG.

.

G9.

HG .

G9G.

.

IGG‚G.

O .

I: BRAZIL Planet G.

.

.

GI.

O .

G.

I .

G.

G HG.

.

9In$ 9G+G .

I.

$G.

G.

G.

9 I .

GG.

GG.

 .

I.

: L’Associazione BRAZIL Planet G G(.

G‚I.

 .

GGG G-G+Ge[.

.

GG.

GGG .

G GG.

.

G: BRAZIL PLANET. ASSOCIAÇÃO PARA A PROMOÇÃO DAS RELAÇÕES ITÁLIA-BRASIL A Associação BRAZIL Planet propõe-se a promover as relações entre $P.

GG.

9.

G HII.

I^G.

I I.

GI.

G9IGHGhÔI G P GGGh€^G¢HG.

.

G: BRAZIL Planet\GGI.

GhÔ G G.

G.

GG HG.

.

G9.

.

G9G^.

IG‚IG.

: BRAZIL PlanetG.

.

GIGG.

G  .

P.

IG.

G.

como o ICE. a Promos e as Câmaras de Comércio Italianas no G.GG e brasileiras.

GGI GG.

GGG .

I: A Associação BRAZIL Planet.

 (.

ÔGhÔ -Ô+GeH\.

GGGHG G G^.

com.brazilplanet.it .G: www.brazilplanet.br .www.

JUNHO/JULHO 2010 HISTÓRIA DA CAPA/Foto: Ricardo Stuckert/PR Nasce éBrasil : a revista de um novo tempo ...Nº 1 .”Creio que não falta nem faltará assunto a ser abordado com rigor e competência pela revista éBrasil.EDITORIAL ANO I . dispostos a crescer e a prosperar ao nosso lado. tornando-a uma forte mensageira das boas-vindas do nosso país aos parceiros e investidores de todo o mundo.” '.

$PI.

'G G-.

G¢+.

 G bH.

IG! G.

G G.

com.br 53 SELEÇÃO Brasília Investimentos APEX 24 Editorial/Editorial Apresentação/Presentation Notas/Short news Economia/Economy Metas do Milênio/Millenium goals Política externa/Foreign Policy Investimentos/Investments Capital externo/Foreign capital Importações/Imports Comunidades/Communities Exportações/Exports Lugares do Brasil/Places in Brazil Personagem/Personage Eventos/Events Esporte/Sport Lugares do Brasil/Places in Brazil Turismo/Tourism Lugares do Brasil/Places in Brazil Meio ambiente/Environment Gastronomia/Cuisine Cultura/Culture Música/Music Moda & Design/Fashion & Design 4 éBrasil 37 5 6 8 10 12 14 19 20 22 23 24 28 30 31 32 37 41 42 46 48 53 54 58 62 66 68 70 72 74 .revistaebrasil. Também on line: www.

G ¤The magazine of a new time +.

'G PIG ¤Message of president Lula *G.

 ¤Brazil in the World * G.

¤The world in Brazil *G G.

 ¤The new place of Brazil in the world .

Gd.

.

".

(GG¤Interview: minister Guido Mantega +G^G.

 ¤For a fairer country G^.

G .

GIbG$- $¤Brasilia hosts BRIC and IBSA summits *Gh\.

.

¤Space is the limit GhG.

GhÔ¢G.

IGG¤Advances in South America integration /GHG^I.

GI GG GG.

¤ IG G.

 +HGdG.

G GÔ .

G¤Petrobras. largest expansion plan in the world Para Finmeccanica\G.

¤For Finmeccanica the future is here  .

 IG.

GhÔ¤Reducing costs in import G.

.

 ¤Brazilians in the world G.

GIG GG.

G .¤Brazil exports more and more .

hÔ.

GhÔ¤Tradition export type G^.

GGI  ¤Brasilia was born from a dream ).

G\¢G¤Niemeyer in overseas +G^GGGIGGGGG*.

^G G¤Country tides up house for the World Cup and Olympics -hÔG.

.

G PI ¤Brazilian National Team already wins in the world (-dG IGÈI.

G G.

¤Mato Grosso do Sul: a state with the essence of Brazil 3HGG.

.

G.

¤Youtube to boost foreign tourism +GPdH.

 Ô PI.

IG¤Pará: a billion trees in five years +GI.

GI.

G  .

.

produziu resultados que contribuíram tanto para o aumento significativo da autoestima do povo brasileiro como para o reconhecimento cada vez maior. has been reaching an unprecedented degree of positive projection in the world. Esse processo. embora ainda não concluído. Brazil is the country of G-20 (which replaced the G-8 as Global Economic Forum). Brasil e África do Sul) e BRIC (Brasil. of the agreement on the nuclear issue with Iran. diplomáticas. and has assumed the fight against hunger and poverty. complex and full of obstacles. implementing public policies for the vast majority of the population. O fato de o país ter avançado na consolidação da democracia. especially the poor. Rússia. dos Fóruns IBAS (Índia. Welcome. juntamente com a Turquia. Every two months. beneficiando a todos. cultural and environmental achievements of the country. e de ter assumido. All this is the result of many efforts and of the use of varied and effective instruments by government and society. with the main objective to be an unprecedented communication force in promoting the country in the world. Rosa Passos 39`HGIGG„¤Yes. And enjoy it. ¤Partnership creates green investment fund *  ^ ¤The secret of a leader +GG\GPG IG¤Program is an example in the culture area IIÈ9 G+G¤And with you. culturais e ambientais do país. The fact of the country has progressed in consolidating democracy. concretamente. of IBSA ( India. diplomatic. readers from 50 countries will receive in Portuguese and English the best news of this diversified country-continent called Brazil. especialmente aos pobres. political. Today. and of the recent. E bom proveito. do acordo sobre a questão nuclear com o Irã. o combate à fome e à pobreza. O Brasil de hoje é o país do G-20 (que substituiu o G-8 como Fórum Econômico Global). mas também às classes médias e aos ricos. Brazil and South Africa) and BRIC (Brazil. in recent years. bold and outstanding diplomatic initiative. em todos os níveis. of Mercosur and UNASUR (Union of South American Nations). éBrasil arises: the magazine of a new time Brazil. Índia e China). estabeleceu um novo marco de mudanças estruturais na sociedade. das realizações econômicas. of the economic. Seja bem-vindo. leitores de 50 países receberão em português e inglês as melhores notícias desse diversificado paíscontinente chamado Brasil. em nível internacional. e da recente. India and China) Forums. políticas. complexo e repleto de obstáculos. but also the middle class and the rich. benefiting everyone. ousada e marcante iniciativa diplomática. though not yet complete. com o objetivo principal de ser uma força de comunicação inédita na promoção do país no mundo. do qual foi um dos principais articuladores. A revista que promove o Brasil no mundo Editora e publicidade  4$'+G . we have cool people O Brasil nos últimos anos vem alcançando um grau inédito de projeção positiva no mundo. A cada dois meses. in international level. do Mercosul e da UNASUL (União das Nações Sul-Americanas). in all levels. A revista éBrasil nasce para se somar a esse empenho coletivo. Russia. implantando políticas públicas voltadas para a grande maioria da população. has produced results that contributed both for the significant increase in self-esteem of Brazilian people and for the growing recognition. along with Turkey. This process. of which was one of the main articulators. established a new benchmark for structural changes in society. éBrasil magazine arises to be added to this collective effort. Tudo isso é resultado de muitos esforços e da utilização de variados e eficazes instrumentos de ação por parte do governo e da sociedade.

: -Ô+G¢ G%G.h€'.

!.

G9CB<¢<<ŽG G .<> II.?@>?¢.

G²HG.

G .

I:I:H :HG.

G .

I:I:H .¡@@<<>?CC?A>C Presidente e CEO .

IG.

.

(.

 SUMÁRIO )$'*$ * .

¢I  Editor in chief Editor-chefe ).

G.

 Conselho editorial G.

HbI.

9(G.

G.

.

G-GG.

'9 ".

GI"GG9'.

#.

+.

G G !IG90.

.

I.

GII .

G.

Consultoria editorial .

IGGH.

G Serviços editoriais (G.

¢#G® .

G9H.

IGh€9 .

G.

G.

?¤B.' G: - )B.= G^.@¢:#¢ G G>GG<.

G!¢.¡@@A<>>?D:@<>C +H.

I.

G d II.

G².

GHG.

:I:H Diretor de arte (GI.

GHG Editoração Lafgraf Revisão -G G).

9G.

.G.

G. €9 .

:*..

.

G‡.

SP Tel.com..I`. 871 11° andar ..Redação e publicidade SCRN 704/705 . H .Entrada 3 .Bl.Cep 04534-013 São Paulo .: 55 11 3488-4638 comercial@brazilplanetedicoes.com.br info@brazilplanetedicoes.br www.: 55 61 3349-5138 jornalismo@revistaebrasil.Sala 102 Cep 70730-730 Brasília/DF Tel.br Distribuição <.com.brazilplanetedicoes.Ȉ Tradução Sandro Greco da Fonseca Impressão $ +¢-Ô+G Editora e publicidade: BRAZILPlanet Edições LTDA São Paulo Rua Joaquim Floriano..br comercial@revistaebrasil.com.:.com.br éBrasil .

GG.

 d I .

P.

I9 `Ô GG.

9 .

.

.

h€ .

GG.

9G.

Gh€G.

G.

9IËGG I\I.

9IG.

.

 .

IG.

 GHG G 9.

I.

G.

9   G.

Gh€ÔGG.

¢.

bH.

I I.

GIHPéBrasil @.G^  GG .

this is the preferential public that will receive éBrasil in 50 countries from all regions of the world. éBrasil 5 . labor unions.€  : Distribution 100. social movements.000 copies in Brazil and in the world: diplomatic corps. multilateral institutions. government agencies. chambers of commerce. networks of non-governmental organizations . business organizations.

Sem contar a boa saúde do sistema financeiro.5 milhões de quilômetros quadrados. mais de 24 milhões deixaram a linha da pobreza. durante e depois da fase mais aguda da crise mundial. o mercado interno brasileiro não parou de crescer. estabilidade fiscal. ampliam caminhos. aliada a bancos públicos competitivos. propicia ao país uma vantagem inédita no atribulado ambiente das finanças internacionais. Felizmente. da imensa maioria da sociedade brasileira.4 milhões de empregos formais foram criados desde 2003. Foi graças às políticas de governo adotadas nos últimos anos que o Brasil reencontrou seu caminho de crescimento com estabilidade e maior justiça social para o seu povo. permitem parcerias e encorajam projetos. por 47% da área da América do Sul. o Brasil tem um singular horizonte de autossuficiência e versatilidade. Um amplo segmento de renda média consolidou-se nos últimos anos. Graças a isso. ele representa 52% de toda a população e reúne 46% da renda nacional. que só tende a se ampliar. a competência para explorá-la com tecnologia nacional da Petrobras. o que significou poderoso contrapeso à retração do comércio mundial. o Pré-Sal. Somos autossuficientes em petróleo e o etanol brasileiro figura como uma das mais eficientes fontes renováveis à disposição da nova matriz mundial. Nossa economia está solidamente implantada nas duas pontas da transição energética em curso no planeta. E não falta potencial para um crescimento ainda maior.evidencia que não estamos diante de uma simples obra do acaso. com investimentos da ordem de U$ 340 bilhões que tornaram o país um imenso canteiro de obras. Mais de 12. Ainda mais importantes foram os efeitos multiplicadores dessas mudanças na produção e no investimento. desafio que inquieta a todas as nações do século 21. reunindo a quinta maior população do planeta (190 milhões de habitantes) e produzindo um dos dez maiores PIBs do mundo por paridade de poder de compra. E que trouxe à sofisticada base industrial brasileira uma nova fronteira de expansão. O Brasil vive um dos momentos mais promissores de sua história. mas é também a voz corrente mundo afora. ao mesmo tempo em que alargaram o espaço para a cooperação com outros países e com investidores de todo o mundo. otimismo produtivo e forte inclusão social que se estende por 8. Estamos falando de um horizonte de solidez financeira. compartilhando horizontes com outros povos e nações. No setor de energia. a sete mil metros de profundidade na costa brasileira . Escolhas feitas nos últimos anos abriram um amplo leque de oportunidades para o país. A descoberta de uma gigantesca província petrolífera. 6 éBrasil .mas. Cerca de 33 milhões de brasileiros ascenderam na escala da renda em nosso governo. não se trata de opinião somente nossa. Vantagens comparativas.APRESENTAÇÃO As escolhas do desenvolvimento significam a forma particular como cada povo se apresenta para a história e para o mundo. Hoje. nós sabemos. se transformam em poderosas alavancas de progresso quando mobilizadas por forte consenso democrático da sociedade. líder mundial em águas profundas . que. A infraestrutura está em franca expansão. Antes. sobretudo. automatismos econômicos são superados por decisões políticas soberanas que definem prioridades.

the Brazilian domestic market has continued to grow. Além disso. More than 12. the challenges that worries all nations of the XXI century. A large segment of middle class income has become stable in recent years. among other investments. Brazil has a singular condition of self-sufficiency and versatility. Creio que não falta nem faltará assunto a ser abordado com rigor e competência pela revista éBrasil. receber os Jogos Olímpicos de 2016. Our economy is firmly planted on both ends of the energy transition underway in the planet. Its cost is almost three times lower than the similar extracted from corn. becoming a strong messenger of welcome to our country’s partners and investors around the world willing to grow and prosper with us. a world leader in deep waters . And which brought to the sophisticated Brazilian industrial base a new expansion of frontier. Mais do que festas mundiais do esporte. About 33 million Brazilians raised on the wealth scale in our government. Furthermore. que envolvem ferrovias. as well as soon after receive the 2016 Olympic Games. but this is also the current voice worldwide. seven thousand feet deep in Brazilian coast . steel mills. economics automatisms are overcome by sovereign policy decisions that define priorities. Está prevista a aplicação de cerca de U$ 40 bilhões por ano em novos empreendimentos de infraestrutura. To these come a new round of investments with a dual purpose: to prepare our cities to host the World Cup in 2014 and. this is not just our opinion.shows that we are not dealing with a simple construction of chance. Utilizando apenas 0. productive optimism and strong social inclusion that spans 8. It is foreseen the application of about US$ 40 billion per year in new infrastructure projects involving railroads. become powerful levers of progress when mobilized by a strong democratic society consensus. ele já substitui 25% da gasolina consumida. during and after the acute phase of the global crisis. expand roads. gives the country an unprecedented advantage in the hectic environment of international finance. It was thanks to government policies adopted in recent years that Brazil has rediscovered its path of stable growth and greater social justice for its people. Thanks to this. we approved in 2009 an agroecological zoning that preserves the great heritage of the Brazilian Amazon. Efficiency is eight times larger. The infrastructure is booming. projetos de reflorestamento para produção de papel e celulose e uma indústria naval para atender às demandas do Pré-Sal. Luiz Inácio Lula da Silva President of the Federative Republic of Brazil éBrasil 7 .IG -I¤+ Caros leitores da revista éBrasil Seu custo é quase três vezes inferior ao similar extraído do milho. We’re talking about a horizon of financial strength. it represents 52% of the whole population and it includes 46% of national income. The discovery of a giant oil field. Using only 0. 47% of South America area: bringing together the world’s fifth largest population (190 million inhabitants) and producing one of the ten largest GDPs in the world for purchasing power parity. I do believe that there is no lack of material to which the éBrasil magazine addresses.4 million formal jobs were created since 2003. with investments of about US$ 340 billion that made the country an immense construction site. A eficiência é oito vezes maior. refinarias. o que esses eventos nos reservam é a oportunidade imperdível de criar novos impulsos de desenvolvimento com cidadania e justiça social. combined with competitive public banks. We are self-sufficient in oil and Brazilian ethanol is considered one of the more efficient renewable resources available to the new world headquarters. Luiz Inácio Lula da Silva Presidente da República Federativa do Brasil Dear readers of the éBrasil Magazine Development choices are the special way how each nation presents itself to the history and the world. the presalt. siderúrgicas. allow and encourage partnership projects. that comparative advantages. In the energy sector. entre outros investimentos. The multiplier effects of such changes in production and investment have been even more important which meant a powerful counterweight to the world trade retraction. it replaces 25% of gasoline consumed. the overwhelming majority of Brazilian society.5% das terras agricultáveis do país. Not even mentioning the financial system good health which. More than worldwide sport festivals these events hold for us the unique opportunity to create new impulses for development with social justice and citizenship. And the best part: the Brazilian agricultural frontier gathers enough area to increase the supply of food and biofuels without being detrimental to food safety and without neglecting the improvement of the living conditions of rural workers and environmental preservation. Brazil is experiencing one of the most promising moments in its history. Fortunately. And there is no lack of potential for further growth. reforestation projects for production of pulp and paper and a marine industry to meet the demands of the presalt. more than 24 million left the poverty line. logo depois. tornando-a uma forte mensageira das boas-vindas do nosso país aos parceiros e investidores de todo o mundo dispostos a crescer e a prosperar ao nosso lado. Choices made in recent years have opened a wide range of opportunities for the country. fiscal stability. refineries. sharing horizons with other people and nations. aprovamos em 2009 um zoneamento agroecológico que preserva o grande patrimônio da Amazônia brasileira. with seriousness and expertise. while it expanded the scope for cooperation with other countries and investors from around the world. We all know. Today. E o melhor: a fronteira agrícola brasileira reúne área suficiente para multiplicar a oferta de alimentos e de biocombustíveis sem prejuízo da segurança alimentar e sem descuidar da melhoria das condições de vida dos trabalhadores do campo e da preservação ambiental. A eles vem se somar uma nova ordem de investimentos com dupla finalidade: preparar nossas cidades para abrigar a Copa do Mundo de 2014 e.but especially with the power to exploit it with national technology from Petrobras. Before.5% of arable land in the country.5 million square kilometers. which only tends to widen.

Notas Short news Crescem exportações de alimentos Promoção do Brasil na Ilha de Capri /GGG G$ G G.

‡GIG.

ˆ® <DG=?    G®PI IG.

:* ® .

G Vento do Mar®PG^GPG GIG9  .

 .

I.

OGh€ G\ .

GG9.

   .

IG.

9.

H.

hÔ .

9GP.

IG ‡ G G .

  %G.

G G^.  G @.

GˆG I.

G.

   .

h .

.

.

h€9G G HG.

.

:hÔ\ GAssociação Cultural Brasil Memórias9 PG.

   G  G9 I G  I:  Biocombustível na Europa A Petrobras e a Galp Energia assinaram em '.

HGGI  IGhÔGGG hÔ H.

IH^.

:* ÈG.

GGhÔ G.

G   hÔG.

G.

G -.

9  +G9 I IGGI.

. G    hÔ  IIG =A.

G G H.

 .

‡green dieselˆ G G: * .

.

 G .

.G  GG \ G  /-l@>.

 €9 GG.

G G.

G.

GG: G\.

G .

 G.

G  H.

 .

+GÈG.

GGhÔ  G.

 .

GG.

GGI.

.. GG ‡  Ȉ9I hÔ IIG >.

G GG ` GGG  +GP .

.

.

.G /-l=D.

 € G.

=.9=.<.<C:*.

.

 +GÔ.

G /-l=?..

 €: BIOFUEL IN EUROPE Petrobras and Galp Energia signed in Lisbon a cooperation agreement on biofuels. The project foresees the installation of a produc.

.

.

 -.

‚9.

+G9.

with a growth of 18. Last month.53 million out of the country. Although the BRF has incorporated Sadia under the accounting standpoint.87 million in April. The investments in Portugal are estimated at US$ 240 million. Sadia exported the equivalent of US$ 183. Industry and Foreign Trade. \.  a production capacity of about 260. The total estimated investment for the project is around US$ 530 million. linked to the Ministry of Development. 8 éBrasil The revenue earned by Sadia and by BRF-Brasil Foods (formerly Perdigão) with exports in April increased 17. Seara Alimentos. built by Marfrig Foods earlier this year exported US$ 80. companies are still separated operationally.4% respectively over the same period of 2009. The strategy to supply the biodiesel unit in Portugal provides the establishment of an agro-industrial pole in Brazil for the cultivation of palm.54 million. The data are from the Foreign Trade Secretariat (Secex).000 tons of biodiesel (green diesel) per year. to be held in equal shares by companies. producing about 300 tons per year of palm oil in Para State and investments estimated at US$ 290 million in Brazil between 2010 and 2018. while the BRF sold US$ 176.84% compared to the same month last year.5% and 15.

 IGIG.

 G+.

G GIG.

9 G HG.

G G G.

G$P.

G9 G HG  G I.

GhÔ G.

 +G9  G.

.

.

h€G  .

G^: EBC ganha o mundo .

G G=..BGGGG.0bH.

IG G.

9G GG.

.

G .

IGhÔ Gh9=? G.

0G.9G.

$GI.

G9 .

G  .

.

I.

GP G G.

€  I.

I G^ G R.

IGd .

9 '^H.

G9 \.

G9 .^.

G  (GI: /  G G G .

G \ G I.

G   HG.

.

  .

9GG.

hÔ\GH\G G .

.

G GIGHG.

.

GGG G^:.0G.

$GI.

GIhGPG R.

IG9   P I.

 I G  .

.

 IG G.

ÔIGIGH9I G .

.

H.

GMultichoice:(G PIhGG G I.

Gh€ GG G  .

G O \.

IG 'G.

GG G /.

: Retomada industrial A retomada da atividade econômica em ^.

G.

OI.

II  .

G  .

 G I.

GhÔ G.

.

G "G .

$ .

G.

  .

G .

'.

‡HGIˆ  <=9AÚ G.

  È .

.

.D: * II.   G     ^   =.

 G  hÔ .

 .

G HG.

.

G \ I.

G   G .

G  $.

 G.

.

  "G.

G  G^.

IG ‡$" ˆ .

C9G..G GGh9G 9 IGGhÔGH =.

 b.

6% higher on  ‚.G G  -Ô+GII.9AÚ: INDUSTRIAL RETAKE The retake of the economic activity in levels that preceded the crisis made the energy consumption measured by the Brazilian Association of Major Power Consumers and Free Consumers (Abrace) became 12.

 .

The Brazilian’s industrial pro I.G G G period in 2009.

 .

showing that. repreG P. Uma taça estilizada. in comparison to September 2008. São Paulo’s industry grew 0.I‚ GGI  the Brazilian Institute of Geography an Statistics (IBGE) released in March.6%.

<?G.<?: G\GGIG G G  (   =.GÔ  G =.

9P .

G G .

I.

G GG  C   9 È .

G G G .

G GG GR.

IG -: A LOGO THAT IS OUR FACE       .

        9 .

 G.

<?: . . G     G   I      G    G =.

 .

       1   =.<? .

 G.

9  .

I  .

 H .

I.

G G  %C 9  GH .

G .

- .

IG: BB nos Estados Unidos .

GhÔ¤ÈI.

G0G .

GhÔ¤ÈI.

atraídos sobretudo por ideais de beleza. cultura e bem-estar Since the Roman Empire times. especialmente no verão.G+HG FOOD EXPORTS GROW Desde os tempos do Império Romano. culture and welfare A week events at Capri Island (Anacapri) – from July 19 to 24 this year – will have Brazil as focus. attracted mostly by beauty ideals. small and medium IG. Anacapri is still the destination of thousands and thousands of visitors from all the world. tourism and of incentive to exportation of micro. Anacapri é destino de milhares e milhares de visitantes de todo o mundo. specially on summer. The project – named Vento do Mar (Sea’s wind) – will promote the country in areas of culture.

HG.

by the Embassy of Brazil in Italy.I 9‚ screenings. with great success. It is a promotion of Brazil Memories Cultural Association which accomplished similar project in Rome. Uma logomarca que é a nossa cara EBC WINS THE WORLD Eletricidade para produção * +G IG  GÔ  . by Embratur and by Brazil Planet Association. The series of events is supported by Anacapri’s city hall. among other institutions and both countries’ companies. companies and Brazilian states. photographic exhibition (in tribute to Rio and to Brasília’s 50th birthday) and promotional stands of products and services of institutions.

D¤=..G =.<C9G GHGhÔ(.

.

\.

 (.

G .

G G +.

G \.

IG‡ + ˆ9IhGPG .

I.

 G .

ÈI.

G bH.

IG  .

  : * G .

GPI GGG PG G G.

GG`.

G \IG G:   .

.

G GG    P .

.

G G .

G P.

9 I G IhÔ  G .

G .

\.

IG  G .

HGhÔ .

G`.

IG H.

GG: ELECTRICITY FOR THE PRODUCTION The Decennial Plan of Energy Expansion 2009/2018. in May 24th. with the construction of new hydroelectric power plants and the releasing of wind-farms and biomass power plants. in preparation by the Ministry of Mines and Energy and Energetic Research Company (EPE) will be discussed in public hearings in the end of this semester. broadcast station that will begin . The plan will determinate how must be the offer and what will be the energy demand on the next decade. Preliminary studies show that the government will prior the renewable energies. the International Brazil TV. Created in 2007 to operate the public TV on Brazil. Brazilian Communication Company (EBC) released.

G.

.

‚I.

.

Libya.IGd Egypt. but the intention is also to express the diversity and the Brazilian culture to other countries. One of the targets of the new broadcast station is the Brazilian’s community abroad. Tunisia and Morocco. Algeria. International Brazil TV will begin .

.

IG9 .

* GI  G. But the trades to take the signal to Latin America and to the United States had already begin. with Multichoise distributor.GG I  ‚ contract of local retransmission via cable.

 ‡ˆIHG.

GhÔ GG GG  IG  de capitais dos Estados Unidos. G I ^  ^. podendo participar de ofertas de ações.

G  G IG  G^: * HGI P G.

GIH.

9 .

G <>  GH.

9  G  Financial Holding Company pelo banco central G .

9  ! 9  .

 GG  Estados Unidos como se HGIG.

IG:*GI G.

GGGG.

GG.

H.

.

G  IGHGI G /.

GG G G^.

GH\GG IG  IG.IG:.

G.

9  GHG.

.

GÔ.

GI.

G.

G  GGh€GG^: +.

G¤1.

.

 .

G The Brazil in the world Atlântico e Mediterrâneo unidos pelo “Vento do Mar” Atlantic and Mediterranean united by the “vento do mar” .

GhÔ I.

GH.

G-G .

G !¢G.

!  ‡G.

G + .

Ôˆ I Gh€9  GH.

9 G<B9@Ú<@9?Ú9I.

.G9 IGGhÔ G  ^   =.D: * G  Ô G -IG.

G  \I.

 .

 ‡-Iˆ9.

G GG(.

.

\.

 .

9 $ b.

G\I.

 .

:)ÈGG 9 G-G .

G.

GG/-l<C>9@?.

 €9GG ! /-l<BA9@>.

 € GGG G^:G G !.

IG  G-G .

GH .

GIPH.

9GG I.

GGG GGI.

G:-GG .

9.

IG GG(G.

.

 .

^I.

9CB. G9/-lC.

 € GH.

9III.

The bank had already received on April 13 the status of Financial Holding Company by the US central bank. Brazil’s Bank may make acquisitions and act in retail and now it is examining the possibility of buy a bank in the United States to serve individuals. the Fed. operate with debt titles and make brokerage in the country. exercising all sector activities. It also wants to act on the capitals market. éBrasil 9 . what allows it to act like an American bank in the United States. It may participate in stock offerings. looking at Brazilian companies that are internationalizing and want to make operations in this country. <C9C?ÚG È GGG : BRAZIL’S PROMOTION AT CAPRI ISLAND BB IN THE UNITED STATES The Bank of Brazil (BB) received authorization from the Financial Industry Regulatory Authority (FINRA) to operate in the capital markets of the United States.

Notas Short news The world in the Brazil Crescimento sobre rodas  hÔ9G.

.

G.

   G`.

  9 G Organisation Internationale des Constructeurs d’Automobiles‡*.

IGˆ:=:@BA:A=C.

G  GH.

D9G^G hÔ  G /.IG G=..

PGP  .

G9 %GÔ9G G.

G -: (G)0.

G¤ (¤:+ GROWTH ON WHEELS * G.

 G.

<. I  G G^ G  G  G`. G G G G  I GP =.

9 .

hÔ GIGhG G P  .

.

 .

:!.

IGPGPGG G .

G9 G  /.

%GÔ:.

G.

G\ G.

G GÔ G  : -    9  G9G.

 b.

GGH.

^.

IGHG.

.

G G.

  \I.

GGGGG.

G: IG.

G\9G\.

G G9Ô  .

  G^ >9= .

 €  G`.

  II.

G.

<@ Ô II. :   hÔ \    =.

G.

G G .

 .

 €  .

GO Ouro no Pantanal +IGIGG Yamana Gold. G-G G G(. G :$  G:.

GhÔ(G.

G-¤G.

 I .

h€I (G "GG.

.

  l==?.

 €G I.

G  +'GI G+ .

.

Ô: G\G.

>9<G G GI.

G .

G G9GG.

 =.<=:- I.

IG  GG9G\ .

por meio de programa de incentivo fiscal.GGÔ¢ de-obra. foi importanGGGG G G I. o apoio do governo mato-grossense.

Ô:).

.

G  G9.

\.

  G GG Gh€ (G"9II.

G /-l@=9A.

 €9GDAÚ.

GHG .

G^  GGG : 10 éBrasil G.

.

I"GG .

‚.

  2010 as the fourth country in car sales. .

.

GI  .

‚.

:$.

United States and Japan. That in terms of sales.G only behind China. According to the study. The expectation is that. in ten years. the Brazilian car industry went from tenth to fourth place on the list. The projection is that in 2015 will be commercialized six million of units. will be sold in the country 3. The estimative is from German consultancy Roland Berger. About the production. until the end of the year.2 million of automobiles and light commercials. G.

HIG ‚ H.

according to the International Organization of Motor Vehicle Manufacturers (OICA). to discuss German investments in Brazil.628 unities made in 2009. will be resumed the Angra III Plant construction. Japan. Brazil will build four more nuclear G:. Still according to the minister.IG I of the world. paralyzed for 20 years. G‚Gtion is from the Minister of Development. Rainer Brüdele.voarnews. in Rio de Janeiro State.com On the next years. www. Miguel Jorge. Miguel Jorge G‚  G9G    .576. who met with the German Minister of Economy and Technology.blogspot. the country has overcame the production of the United States and it is behind China. Germany and South Korea. Industry and Foreign Trade. With 2.

I.

  pre-salt layer. . the country will keep the strategy of privileging clean and renewable energy sources.

GhÔ¤( .

I )`.

G9G.

 PI.

 G.

 G .

G IG:  G.

G¢ hÔ \  .

.

  .

9 $ b.

G  \I.

 .

9 (.

 %9   .

 I  .

.

  I.

I.G  .

G GÔ9 G.

 { 9 GG .

I.

 .

.

 GÔ  G.

: .

 G    .

.

no estado do .9 Ô G G as obras da Usina de Angra III.

 %G.

9GG.

G G P=.G:(.

 % G.

 9 GG G IHG  `GPG \¢G9G^G.

G a estratégia de privilegiar as fontes de energia .

GP: CLEAN ENERGY De portas abertas * G.

 \  \.

 G^G.

 promoveram eventos e congressos internacioG.

  =.D9   G IG..

.

IGhÔ G I.

GhÔ $GI.

G de Congressos e Conh€ ‡$9 G .

G .

Ȉ:GG 9 G G.

G   ?C I.

G  HG.

.

G =D>  .

GI.

G.

 ® >DGG.

C: +GGII..=.

9G.

I.

G^^   G. G <.

 G $: U G .

.

G  b.

IG GhÔ G.

¢G.

IGGGIG G .

hÔ:  .

 G9G.

H.

<=.

.>9IGGG<Ds.h€d=.

hÔ==I.

dades sediaram eventos .

GI.

G.

:  9G.

II <@9?Ú9G  II<.9CÚ: G \.

IG 'G.

G9 IGIG G  ?9>Ú GG.

: \ .

9  II.

 GP `.

 G G^I .

G9 .

G.G.

G9.

G  CÚGG: EXPANSION IN THE AIR ÈI.

G  GG G G.

GhÔ I.

.

 ¢G.

IGG9 G  .

.

GhÔ ! G  .

GhÔ‡!9G.

G.

Ȉ.

G G GG.

G.

 G  /.

 G.

 II9  \ .

G9 BÚ G G9 G\ =.:-I.>.

G GGIG.

G9GGÔ G.

 G G  I   G.

 G^ Agency that regulates the civil North American aviation. of 7% per year. in an average. until 2030. the Federal Aviation Administration (FAA) estimates the transportation of passengers between Brazil and United Sates will grow. $I‚  IG.

9 G.

.

Moreover. calculated in 4.3% yearly. India and Taiwan. estimated in 8% per year. &RQÀDQoDQRSDtV TRUST IN THE COUNTRY Expansão nos ares IG¢GG. the growth will be close to that in countries like China. overcome the set of the other Latin America’s countries.

G.

.

.

 l=H.

 € G^G:I.

G\<?ÚG.

 G GGG :IG .

GG\>CPH.

IG G^.

D9G ?Ú  G G9GhÔGGG..9=.

in comparison to last year. The number is 14% higher than the total of last year.1 tons G. Serra da Borda Mineração e Metalurgia S/A signed a letter of intent with the government of Mato Grosso for investment of US$ 224 million in the cities of Pontes e Lacerda and Porto Esperidião.: Agenda Coca-Cola Brasil will invest R$2 billion in the country this year. The goal is to extract each year 3. Œ GOLD IN PANTANAL WITH OPEN DOORS Belonging to the Canadian Group Yamana Gold. The company keeps 38 factories in the country and registered a increase of 4% on sales volume.

G‚  =.<=:II .

the support of the government of Mato Grosso. company statement. through tax incentive program has been important in decision making. beyond the issue of infrastructure and manpo:$ ‚  .

96% higher than in the same period last year.6 million. Last year were made in 48 Brazilian cities 293 international events – 39 more than in 2008.G9  was the seventh product of the exports from Mato Grosso. Brazil consolidates itself among the top <. For the fourth year in a row. Brazil is the seventh among the countries that most promoted international events and congresses in 2009.I. with revenue of US$ 52. according to a rank of the International Congress and Convention Association (ICCA).

 $G.

:$.

8%  !GG: /  G. Brazil grew 15.4% while the whole world grew 10. ‚ and only Latin American nation to take this place. Brazil climbed 12 positions: in 2003. it had the 19th position and 22 cities guested international events. According to the study. In six years.

  .

GI.

G.

  .

GGG.

GP.

:   H .

   I.

G G .

 b.

G  G IG .

G .

G G  G^:.

 GÈI.

G G.

.

G +hÔ  Gh€$.

 ‡¢G.

ˆ: Semana do Trabalhador Brasileiro no Japão ®)G=s.

G   9.

.

\.

HG.

.

 G Gh€ .

GHG  Ô. .

.

G GHGI€.

.

GGG GhÔ .

Gh€GHG .

GG IG\.

 ‡GHG G   .

G GG  %GÔˆ9 G\  .

P.

GGIG=.G .

 IG\.

G.

: Œ Œ About Energy 2010¢!%>.% ŒAll =9 G   .

   GP -G9 .

 Π!GG:* H.

.

G.

G .

 IGHG GG.

.

:$G.

 G I.

GGnG  In.

 G I G.

:-  G.

.

G G $+.G.

I ‡¢G.

ˆ: Week of Brazilian workers in Japan¢$  =  G%9 G.

.

G.

.

.

!.

 G.

G 'GHG  .

 .

.

.

G I.

.

G.

.

GH .

G.

 IG\.

‡ .

G %GGˆ9H.

 .

 G.GIG  =.

G IG\.

.

G.

: Edition of Design and Innovation Exhibition Œ 2nd for Leather. Footwear and Manufactured Goods Components‡$)-+$ ($-ˆ¢!% =B=D.

-Ô+G:.

I H G.

.

G- Oportunidade de negócios  G .

G.

`.

 G  G.

9 G G.

 IG .

G  G  .

G GGI.

G.

 G $P.

G9 Finmeccanica. espera receber G^I G G\7?H.

 € `.

G:G  I G .

I.

GhÔ GG  I.

  G.

   .

G  GhG GG G G  (   G *.

^G G : BUSINESS OPPORTUNITIES Targeting the great sports events to be promoted in the next years by Brazil. Salão de Design e Inovação de Componentes Œ 2.   G=  Œ All  9 h€  G  GP9 "G !GIÔ¤ÈI. waits to receive from the country orders of up to € 4 billion on the next years.º para Couro. the biggest company of defense and aerospace equipments of Italy. The company wants to win the bidding to provide ships and other security equipments for the World Cup and the Olympics. Calçados e Artefatos (InspiraMais) About Energy 2010®>. Finmeccanica.

G+HG Energia limpa Œ Œ ®=BG=D   9-Ô+G: G.

G GI.

GhÔG.

.

G GG9GhG  G‡.

IGHG.

ˆ9G.

G.

G  GGhÔ H.

hG.

G G.

.

: Feira Metalmecânica e de Plásticos®<AG<D   9+G  .

h€.GI  .

G )9 GI`‡-GGGG.

Gˆ:(GG\G .

G I.

GG GGGG.

 b.

G9II  (GIË.

IG+P.

I9.

 GH.

IG9 .

.

H.

9.

G G  .

h: -.

d:.

GGG:I:H¤=.<.: Semana Internacional da Alimentação ®  B G <=   9  +G.

 €  H.

    )9-Ô+G‡-Ô+Gˆ: G  G.

GhÔ G.

  b¢.

 .

Gd!.

G$GI.

G + -.

hGGG .

GhÔ!G 'Gd!.

G$GI.

G .I- I.

G.

G.

'G 9 !GG .

I‡.

IGHG.

ˆ9  G.

  G .

IG  G.

n.

From %<A<D9G   .GGHG : Fair of Metal-Mechanical and Plastics .

H.

.

GI   .+G.

G )9 .

  GI` ‡-GG GG.

Gˆ: . .  ( .'+'-.

 G I  G.

  .

IG   .

 9I.

 G¢I G.

IGG G.

I9H.

.

 GGI9 .

.

H9.

G .

I.

:-.

d :.

<.GGG:I:H¤=.: International Food Week¢!%B<=9 .

 H.

G  )+G.

.

9.

-Ô +G: G.

      G.

 G    .

.

G.

d$G.

G!G.

 + IG -.

I! G#e $G.

G!G.

.I  $  +.

G $I G - e $G.

G  ΠΠΠ.

GGGG$ b.

G -.

G+.

.

Ge!.

G Internacional de Café. Feira Internacional de Embalagens. +I'^.

IGGGG$ b.

G .

 H.

Ge!!GI .

.

!.<. =.

G$GI.

G .I.

G9-.

$H.

.

P.

GG' .

G - .

   9  H.: 4ª Feira Internacional de Fornecedores da Indústria Madeira-Móveis®=BG>.

9-Ô+G‡-Ô+Gˆ: Feira Internacional Logística 2010®<@G<B   9+G G .

GHG.

¢+G G/G9% .

G^‡-Ô+Gˆ:.IH .

G GhÔ `I.

G.

GhÔ GGI.

G  '^.

IG: Mercosul Business Meeting ®  <@   9 $G G^‡-GGGG.

Gˆ:!.

G `I.

G GG GG G  IhGGG:+hG IG  GG.

G HG.

.

G G^ (I: -.

<.d:H=.: !G.

e$G.

G!G.

+GIG.

9+IG  '.

.

I! G G$ .

e! !GI .

.

<. G  $G.  =.

G !G.

  .I 9 -.

 G  G G  -G - .

: International Fair of Suppliers of WoodŒ 4th Furniture Industry ¢ ! % =B  >.9 G  H.

9.

-Ô+G: Fair Logistics 2010¢!% Œ International <@<B9G #GH+G.

GHG- Π.

¢+G G/G9.

% .

G^‡-Ô+Gˆ:$G.

 GH.

G  .

GI.

 I .

.

.

.

II: Mercosul Business Meeting®*%<@ 9.

 $G G^ ‡-GG GG.

Gˆ: .

 G.

  .

IG   .

IG.

 .

I .

 G.

:+IH GG.

.

G IG.

G (II.

: -.

<.: éBrasil 11 .d:H=.

o incremento da capacidade produtiva e a ampliação simultânea da infra-estrutura e da logística nacionais.ECONOMIA The new place of Brazil in the world Brasil no mundo N 12 éBrasil PAÍS SUPERA DESCONFIANÇA E VULNERABILIDADES PARA SE TORNAR CASO DE SUCESSO NO COMBATE À CRISE MUNDIAL de posse. que o Brasil começou a renascer para o desenvolvimento ao incluir a luta contra a fome como a prioridade número um de seu governo. revisam para cima o PIB do país que passa a figurar nas projeções dos governantes em níveis entre 1.110 novas vagas no mercado formal. prevista em 4% pelo Fundo Monetário para 2010. e contribuiu significativamente para levar o mercado interno brasileiro à condição que hoje magnetiza investidores e analistas. Descobertas no governo Lula. Pragmatismo político. assim como grandes corporações. Mais uma positiva singularidade verde-amarela. Petróleo e gás. ancorado confortavelmente nos bilhões de barris de um óleo de tipo fino que se concentrou milenarmente a seis mil metros de profundidade no mar brasileiro. Guido Mantega. Nossa política macroeconômica responsável tem condições de sustentar o crescimento de forma equilibrada.2 bilhões prevista para a partir de 2011. manifestado já no seu discurso   . em plena crise. Não há uma fórmula de rigidez acadêmica que explique a singularidade brasileira no póscrise mundial. de um lado.5 e dois pontos percentuais acima da média global. exceto a China – exibe real sincronia entre uma expansão econômica forte. pelo vigor econômico. que contribui para reposicionar o Brasil no mundo. como o FMI e o Banco Mundial. a dizer com serenidade. O Brasil de Lula – desde janeiro de 2003 – não engrossou o coro complacente à desregulação radical dos mercados financeiros. navios. Esse conjunto é que leva o ministro da Fazenda. E a locomotiva da inclusão produtiva não dá sinais de cessar porque – diferentemente do que ocorre no resto do mundo. Ao impulso da demanda interna vem se somar. constituídas de máquinas e equipamentos para ampliar a capacidade produtiva: “O pré-sal ajudará [no equilíbrio das contas externas] na medida em que seu grande potencial atrairá investimentos estrangeiros”. mais de 960 mil empregos formais. Talvez o grande segredo dessa dinâmica – que se diferencia. de outro. serenidade econômica e auspiciosos atrativos de expansão futura convergem para consolidar o país como cenário de um dos mais notáveis ciclos de expansão do emprego da sua história – e possivelmente de todo o mundo neste momento. no mínimo. diz. Organismos internacionais. frequentemente. foram abertas 995. Esse compromisso. essas jazidas vão. até abril. leia-se. sondas e logística do pré-sal. uma formidável programação de investimentos em energia nos próximos anos. assim. e. uma média de 240 mil vagas por mês: um número sem paralelo desde 1986. Em 2009. levarão a uma bateria de investimentos de R$ 879. que agora é alvo de ajustes na Europa e nos EUA. Luiz Inácio Lula da Silva costuma dizer. o mercado brasileiro gerou mais de 12.” Mantega tem uma resposta convincente para quem vê com certa inquietação o forte incremento das importações brasileiras este ano – em boa parte.4 milhões de oportunidades de trabalho. na entrevista concedida à éBrasil (leia nas páginas seguintes): “Não há descompasso entre a demanda e a oferta. pela confiança de longo prazo que desperta dentro e fora do país – seja o rumo político adotado por um presidente cujo traço de orientação mais sensível é a aversão a qualquer esquematismo subalterno e paralisante. Tampouco ressuscitou o centralismo estatal que orientou a agenda do desenvolvimento nos países periféricos nos anos 50. % um mundo que ainda enfrenta os ajustes decorrentes da crise financeira de 2008. externou o objetivo de assegurar a cada brasileiro ao menos três refeições por dia. dobrar as reservas estratégicas do país – atualmente de 14 bilhões de barris – num momento em que o estoque petrolífero declina em todo o planeta. o Brasil desponta como uma das mais encorajadoras fronteiras do desenvolvimento. O Brasil criou este ano. Desde 2003.

 .

 .

GG I 9 .

I    H I.

.

GI G.

.

GGG  GG G9G I.

H .

.

.

IG G.

 G.

.

GG I .

.

 G  GG.

.

G GG: Political pragmatism. economic serenity G G.

I.

GGI.

G.

 II.

G IGIG.

  GGHIIG.

.

 .

®G .

H   G :G.

IG  .

 G9.

.

G H9 GGG=?...:.9 GDA.:... H dGGG H.

.I<DCA:$=.D9.

 I.

.

  H .9    DD@:<<.

   G G:-.

I=..>9 G.

.

GGG  G<=:?.

.

 H.

.

:   I.

 .

I.

 I.

    .

  IG.

9 HIG ® .

  G G .

    9 I .

  .

G ® displays real sync between a strong economic G.

9 .

IG   I.

 IGGI.

 G   .

GG.

.

GI G .

.

IG.

.G: .

  (.

.

!.

GI9".

 (GG9G.

 .

9.

G.

.

 .

 éBrasil‡.

 .

Gˆdp.  .

.

GI H G G : * .

H GII.

I .

I G I .

.

G.

 .

GHGGI Go:(GG GGI.

I.

G   .

 II  G.

IG .

G.

.

G.

 .

G®GI.

.

  GI .

 G  .

  G   I.

IGGI.

¢G.dp.

 Ö  HGGIGGII×HIG.

G .

G .

 GGI .

 .

o9  G9IGHGI  .

 H.

.

.

 HGG.

 .

I I .

.

G .

 G  .

G.

.

GG: .

I .

 'G9  .

 .

 G G H   In G.

I  ® I  <? H.

.

 HG®GG.

  .

I I.

 .

 :. H .

I G 9 G   G .

GH .

   .

.

 I.

G:*.

will G GHG. rigs and pre-salt logistics.G G9 read vessels.

/-lCBD:= H.

.

I   =.<<:*.

.

 .

G.

 ¢9  .

I  I.

H IGG.

.

which generates more jobs.... . ...which results in more consumption *.  : Ciclo virtuoso: mais produção.. .. ....que gera mais empregos......que resulta em mais consumo Virtuous cycle: more production..

I¤1.

.

 .

G O novo lugar do COUNTRY OVERCOMES DISTRUST AND VULNERABILITIES TO BECOME SUCESS CASE IN COMBAT GLOBAL CRISIS (GI!.

G¤¤:+ G  G.

GIG G.

.

  .

GI.

GI.

.

.=.C9G.

G  G IG.

  H G.

: $G.

G H .

 .

   $(!G  1 G9GGGIG.

9.

G  "+ I  .

I GG.

  I.

 .

 H<:@G IG.

<. GH HGGG9I G?ÚH (G! =. .: .

GIG .

I.

.

GG.

  G.

.

G.

.

 ¢I.

.

 : + G GI .

 G.

I® .

I  .

.

9H I.

I.

9 G 9I 9H ¢I.

I G GG.

 .

G .

 I®.

  .

.

IGIG  HG.

  G.

.

GI.

.

.

 G.

 GI G.

IG.

G GG.

: . G.

'G®.

.I%GG=.>® .

  .

 IGII  G .

IG G.

.

GI.

GG9 .

I .

 H IG .

 G  /-: ) .

GIG.

 .

I .

     G G .

   .

 G I.

 .

: '.   @.

 $GI.

 'G G -.

G  G99 GG.

HGH   .

  .

I.

  .

 GG.

 G .

.

H  .

:. .

I.

9GG  (.

 ¤ :¤:+ .

IG -I¤+ I éBrasil 13 .

já na segunda metade de 2009. que tanto chama a atenção no mundo? Guido Mantega – A fórmula do Brasil é apostar no mercado interno. investimento e justiça social Brazilian formula is domestic market. fundamentais para a reação rápida do Brasil. éBrasil – O Estado brasileiro aparentemente resolve uma difícil equação. construção civil. bens de capital e eletrodomésticos. diferentemente. investment and social justice Minister of Finance explains why economy has worked éBrasil – A maior crise financeira desde 1929 ainda faz vítimas no mundo e obriga os países a repensarem a regulação do sistema financeiro. G. como aconteceu no passado. como a indústria automobilística. além da garantia de emprego e renda” éBrasil . além da garantia de emprego e renda.ECONOMIA Guido Mantega: Guido Mantega: fórmula do Brasil é mercado interno. Vale lembrar que isso foi feito com responsabilidade fiscal. Esta política foi baseada na decisão de manter a roda da economia funcionando. permitiram a tomada de medidas anticíclicas. Que fórmula é essa do Brasil. redução do déficit público e diminuição da dívida pública (interna e externa). o país comemorava a retomada do crescimento econômico e vislumbrava expansão de até 5% na economia neste ano de 2010. sem aumentar a dívida pública. a manutenção dos estímulos ao investimento e ao consumo.The largest financial crisis that has taken place since the crash of the New York Stock Exchange in 1929. de não penalizar os consumidores brasileiros. reduzimos o compulsório. especialmente no que se refere ao 14 éBrasil controle da inflação. A renúncia fiscal foi compensada com a manutenção do emprego. What is the formula for Brazil’s success. which draws so much attention in the world? Guido Mantega¢. by contrast. mantivemos elevado o nível de reservas internacionais e reduzimos impostos para segmentos que mais geram emprego no país. Os fundamentos sólidos da economia. In the second half of 2009 the country was celebrating the resumption of economic growth and is expecting as much as 5% growth in the economy in 2010. Nossas ações envolveram o combate à falta de liquidez. qual seja a de manter “Nossas ações envolveram o combate à falta de liquidez. still creates victims in the world and requires countries to rethink the regulation of the financial system. Entre as medidas adotadas. manutenção dos estímulos ao investimento e ao consumo. has suffered far less economically. a economia sofreu bem menos e. do consumo das famílias e da renda do trabalhador. no investimento e na justiça social. But Brazil. Mas no Brasil.

.

GG.

 ¢  d H.

    .

G G9 .

 G  I.

G .

   GG  I9 I.I: .

G .

  G   I.

 .

G.

9  I.

 H.

I .

I.

9  I.

 H.

I H‡ .

IG .

ˆ GG G I¢II.

IGG9 .

I  GG G.

IGI.

G.

.:.

.

IGHG   n I.

.

   I.

9G G.

I .

G.

9G.

 G: * GI.

 G .

  .

 .

   GI .

.

.

9G.

G.

.

.

I.

.

 G I.

9.

G .

.

 HI.

G  “Our actions have involved the fight against lack of liquidity. in addition to job security and income” éBrasil – Chama a atenção que a fórmula utilizada pelo Brasil não encontra semelhança em outros países. temos soluções genuínas. O destaque para os BRICs (Brasil. maintaining incentives for investment and consumption. Como aconteceu essa evolução? GM – O Brasil transitou para um novo patamar de reconhecimento internacional. Temos vários setores de destaque. E hoje. como o motor bicombustível. Rússia. para além da política econômica. Índia e China) faz parte disso. como o . Além de liderarmos a tecnologia na produção da energia alternativa. o biodiesel e até a tecnologia para extração de petróleo no pré-sal.

I: GG  9 G  I   .

e G  G.

G.

  G .

 .

G.

G¢ .

H.I G GH/-l=?.

.

® G I G  GG.

  I9 I  G G.

9 I.

.

 II.

9 IG.

G G G.

GI:*H G .

G .

 .

IG.

H.

.

9 .

  .

IG.

 H.

 G G.I H: .

 GHI.

 e.

IG   I.

G .

I: eBrasil .The Brazilian state apparently solves a difficult equation. How does this policy work? GM®'Gn". which is to keep the market economy intact and at the same time take stimulative measures in this setting.

I .

G.

GH .

 .

I .

.

H.

 G   .

   .

I G: * .

.

.

G -GG.

I.

G.

  I  .

        .

G I.

GHGI:$nIG  G.

 -G: G G.

 G.

GII.

I .

.

9IGGGI.

.

IG.

I: $ .

I9 G.

 G.

  .

 .

 G.

9 .

éBrasil – Indicadores sociais em crescimento. conquistamos recentemente a autossuficiência em petróleo. capaz de gerar efeitos positivos na indústria. Além disso. pelo menos. os jovens brasileiros farão parte de uma geração que verá o país crescer por. o País foi um dos poucos que conseguiram gerar quase um milhão de novos empregos no ano passado” biodiesel – que fomenta a agricultura familiar – e o etanol. Essas descobertas nos ajudarão a equacionar os problemas fiscais e possibilitarão elevar o nível da educação no Brasil. uma ambição de qualquer nação. com ascensão das classes C e D – e consequente Even amid the global crisis. o Brasil irá aproveitar a riqueza do pré-sal. A autoestima do brasileiro está elevada por motivos consistentes. the country was one of the few who managed to generate almost one million new jobs last year IIG. Passamos de devedores a credores do FMI e esperamos que a economia brasileira seja uma das cinco maiores do mundo antes de 2020. O poder de compra do brasileiro atingiu um nível inédito e mais de 23 milhões de pessoas saíram da linha de pobreza. Lembrando uma frase do presidente Lula. 15 anos consecutivos. H + ‡"  “Mesmo em meio à crise mundial.

 +Gˆ G    G   H) -‡)G.

GG I.

IG -I.

G ˆIGG.

 9 GGp(#('.

:o  .

.

.

G I.

GGG   G.

biodiesel and even the technology to extract oil in the pre-salt basin. How did happen this evolution? GM¢G. in addition to economic policy. And today. we have genuine solutions like the engine bi-fuel.IGI: éBrasil ®Calls attention the formula used by Brazil which finds no resemblance in policies implemented by other countries to face the same problems.

 G G.

G.

GI.

.

 .:.

 .

   $.

G .

:1 GGGG G.

:* .

9G9H.

G .

 I .

   I.

GG.

I GH.

 .

9 .

I G.

G9G  G9G.

Entre 2008 e 2009. Do ponto de vista regional.201 para R$ 1. e um movimento de interiorização. A dinâmica dessa migração é basicamente econômica e reside no fato de que as novas fronteiras no agronegócio estão nas regiões do Cerrado. de retorno do brasileiro para as cidades menores. de R$ 1. o governo tem se mobilizado para promover políticas que aliem crescimento econômico e política ambiental responsável. incremento do mercado de consumo -. a renda familiar média mensal subiu. tem trabalhado para desfazer a alegada dicotomia entre crescimento econômico e política ambiental responsável? GM – De forma geral. Especificamente. e em especial a área econômica. na classe C. a classe C ganhou 30. podemos citar a I¢. para plantar e investir em usinas de álcool em pequenas cidades do Mato Grosso do Sul. a região Centro-Oeste.2 milhões de consumidores.276. É possível dizer que um novo Brasil está em curso? GM – Sem dúvida. Com relação ao crédito rural. e não mais a Sul/Sudeste. Assistimos a importantes mudanças no perfil socioeconômico no Brasil. por exemplo. a área econômica tem se dedicado a criar normas que regulem a economia. éBrasil – Como o Brasil. Nos últimos cinco anos. de forma a alcançar esses objetivos. Tem gente saindo de São Paulo e Paraná. é hoje um dos principais polos migratórios do país.

I.

I.

.

9GGH.

.

 GG.

: .

 G9G.

.

.

.

 ¢GG  .

I .

IGGHG.

.

I .

 .

. :.

 .

 G.

G GHG GG .

  IG.

 .

 G.

: IG.

 G  G  +.

 'G9   G.

.

G.

HIGGG.

  G .

    I   G G  <@ II.

G: -¢G.

.

G.

 .

 I.

 I G. G: .

   G.

.

G G GI  GI  G  G=> .

.

 GIG  .

as well as a movement towards countryside. Can you say that a new Brazil is in course? GM ¢ H: 1 G .Social indicators in growth. the return of Brazilians to smaller cities.and the consequent increase in the consumer market. with the rise of classes C and D .: éBrasil .

  .

G I G  I.

¢I.

I G .

 G.

: $   G .

 G9 G  G.

:= .  >.

.

..D9 GG     .CG =. I:=.

I.

berço das grandes navegações e terra natal de Cristóvão Colombo. o ministro Guido Mantega comanda com firmeza a travessia brasileira para um ciclo sustentável de desenvolvimento. entre elas estímulos duradouros às exportações. ou naqueles momentos nos quais o setor privado se mostra incapaz de agir. Neste contexto. including long-lasting stimulus to exports.®-¤"(! Ministro da Fazenda explica por que a economia vai bem Born in Genoa. intacta a economia de mercado e ao mesmo tempo tomar medidas indutoras nesse cenário. Minha Vida. Mantega deixa claro que o governo adotará as medidas necessárias à manutenção do rumo. destacamos a expansão dos investimentos no Brasil. Como funciona essa política? GM – O governo Lula tem como foco promover o crescimento sustentável com distribuição de renda e fortalecimento do mercado interno. É o chamado Estado indutor. be it in foreign accounts or in inflation. ele demonstra estar atento aos desafios inerentes a esse percurso. Nessa entrevista exclusiva à éBrasil. .IG l <9=.< l<9=BA: éBrasil 15 % Nascido em Gênova. impulsionada pelo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e outros programas operacionalizados pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) que fomentam vários segmentos da indústria. mas com doutorado na Inglaterra e reconhecido como um dos mais antigos assessores do presidente Lula. In this exclusive interview to éBrasil. Mantega makes clear the government will adopt necessary measures for the maintenance of the course. G. seja nas contas externas ou na inflação. . he demonstrates to be attentive to the challenges inherent in this route. but with a doctorate in England and recognized as one of the oldest aides of President Lula. além do Minha Casa. Nossa postura é fazer com que o Estado participe naqueles setores. Minister Guido Mantega firmly commands the Brazilian crossing for a sustainable cycle of development. the birthplace of the great navigations and of Christopher Columbus.

há programas que subvencionam a produção extrativista realizada por agricultores familiares. Ainda na área econômica. ainda. Entre os objetivos dessas linhas estão o estímulo à produção agropecuária sustentável. . a criação de linhas de crédito especiais com finalidades ambientais. Também não podemos esquecer o importante compromisso assumido pelo governo em Copenhagen. direcionadas tanto à agricultura familiar quanto à empresarial.ECONOMIA resolução que condicionou o financiamento agropecuário na região amazônica à apresentação de documentos que comprovem a regularidade ambiental. onde nos propusemos a reduzir a emissão de carbono. Vale destacar. a recuperação de áreas de reserva legal e de preservação permanente e o manejo sustentável de florestas. Avaliações do Ministério do Meio Ambiente comprovam que esta medida tem contribuído de forma efetiva para a redução do desmatamento na região. permitindo gerar uma fonte de renda que reduz a pressão sobre atividades agressivas ao meio ambiente.

 Guido Mantega “The government has mobilized itself to combine economic growth and responsible environmental policy” !   .

G .

  .

9   (.

 .

9 - G - G.

9.

  G.

.

G.

G.

:G.

.

GG.

G.

 -G(G"9(G " -G ".

P9GG ! G .

.

I9  GGGI H.

IG.

 G.

.

G:.  G.

I .

.

G.

 .

 .

G.

 I.

I G  .

 .

   GI  G   .

.

G.

H.

G.

 .

 G ‡GGGˆ:. G-Ô+G G +GGP9G G.

.

 GG .

G(G" -: éBrasil .How has Brazil been working to undo the alleged dichotomy between economic growth and responsible environmental policy? 16 éBrasil Guido Mantega¢$G9  G H.

.

 .

I.

 GIH.

I.

I  G .

H.

G.

I:-I.

.

IG9   I.

I GG G H  G.

  IG.

 .

 I G.

 IGGI .

 G:I.

GI .

9 IGG.

 .

I I .

.

  G.

 .

GI.

.

G.

G.

 I G.

.

GI.

GI:  .

(.

.

  G .

 G GI.

I.

H   I.

  G.

.

 .

.

::$.

G .

  IG.

I.

GI .

.

.

G 9G.

 G.

G H.

G.

:  H I.

 .

G .

 G.

GHG.

IG I.

9 I areas of legal reserve and of permanent preservation G G.

GHGG: -.

.

 I.

IGG9 GG G H.

.

GI.

 I.

G HG.

G9 G.

G.

II G I   GGI.

.

.

 .

: ).

 IG .

GI.

G H .

 G9    IIGH.

.

Com câmbio flutuante e aumento no investimento direto estrangeiro. which penalizes Brazilian exports. Caso o déficit em conta corrente se torne excessivo. respondem rapidamente às mudanças na taxa de câmbio. que penaliza as exportações brasileiras. Que salvaguardas o Brasil dispõe para evitar esse risco? Em que medida o ciclo do pré-sal poderá revertê-lo.Some analysts fear that the contraction éBrasil – Alguns analistas temem que a contração do comércio internacional. combined with the dynamism of domestic market. bringing investment and generating foreign exchange? GM¢ I. ou lucro e dividendos. of international trade. associada ao dinamismo do mercado doméstico. que ajusta o saldo em conta corrente à disponibilidade de financiamento externo. might cause a growing exchange deficit. O pré-sal ajudará as contas externas e seu grande potencial atrairá investimentos estrangeiros. trazendo investimentos e gerando divisas? GM – Os recentes aumentos de preços das commodities têm favorecido o Brasil. What safeguards does Brazil have in place to prevent this risk? To what extent the cycle of pre-salt could reverse it. possa redundar num déficit cambial crescente. endangering macroeconomic equilibrium achieved in recent years. representará um reforço saudável em nossas contas externas. a taxa de câmbio sobe e reduz o déficit. Quando o petróleo começar a ser extraído. which increases imports. Exemplo disso foi o recente e expressivo aumento no preço do minério de ferro. pondo em risco o equilíbrio macroeconômico. que amplia importações. o ajuste do saldo brasileiro em conta corrente é mais rápido hoje do que no passado.: éBrasil . O mecanismo utilizado pelo Brasil para regular as contas externas é o regime de câmbio flutuante. pois itens como viagens internacionais.

IG.

I .

.

I G G G.

:*GG IG .

.

.

IG.

IG.

 .

.

I:. I G.

  HG.

G .

GII.

 G.

I GG.

9 .

I G  IGII HGGI GG.

GH.

.

G.

GI.

: $ IGII .

I.

HII.

9 I GG.

G  I  .

I.

: 1.

  G G.

 I G G G  G .

IG  .

 .

I .

9   G     G.

.

G I GII HGGI  G.

G.

 .

   I G G G G  G  G .

   G9 HIG .

 II.

 .

G.

G G.

G  .

.

  .

I GG.

.

I GG: +¢G .

  .

 GII .

 G .

G.

GGIG.

:1   .

H.

HGI 9.

.

G G  .

IG.

.

mas que tem 55. ávido por bens e direitos. motos. De computadores à casa própria. esse Brasil crescia a anêmicos 2. que reúne 53. que teve aumento de 51%. e Rio Grande do Norte.5% do PIB e 46% da população concentrados em 38 grandes centros urbanos. no quinquênio 2003/2008.GII: A força da classe C Um mercado que reúne 46% da renda nacional Empresários não costumam rasgar dinheiro. mantendo intocado o dinamismo do grande mercado popular. de 2003 a 2009. E mesmo no momento mais difícil da crise. A evolução do crédito é outra alavanca dessa transformação que sacode toda a estrutura da gigantesca rede nacional de quase 5. é destino cada vez mais cobiçado por fábricas. o leque dessa demanda insaciável está redesenhando a geografia econômica e política do gigante sul-americano. Eles foram responsáveis por 83% da expansão do estoque de crédito desde o início da crise. que cresceu 63%. fraldas. The force of Class C A market that corresponds to 46% of national income  . ao ano.1% em 2009. na economia nordestina o ritmo foi ‘chinês’. Analistas de diferentes tendências convergem para um novo consenso. entre o final de 2008 e março de 2009. os bancos públicos forneceram a liquidez adequada para compensar o recuo momentâneo das instituições privadas.3% em média. Destaque para os estados do Ceará. O consumo das famílias aumentou 4. alimentos. Há uma década.5% ao ano. O Nordeste. supermercados e investidores determinados a aproveitar o boom de negócios na região. A renda média do Nordeste brasileiro cresceu 17% acima da média nacional. televisores e educação. carros. as taxas de crescimento saltaram para a média de 4. E se eles voltaram a investir maciçamente no mercado brasileiro é porque a resistência da demanda interna diluiu apreensões com base em números irresistíveis. dizem analistas mais entusiasmados. passando por meias. com suas praias de águas mornas e areias brancas. É praticamente um novo país. lojas. Desde 2004. A roda do emprego também gira mais depressa lá.6% da população e 46% da renda nacional. Enquanto o mercado formal de trabalho cresceu vistosos 41% no país. O êxito brasileiro decorre de uma mudança estrutural: a emergência do segmento de renda popular denominado ‘classe C’.600 municípios.

: .

  G .

 G.

.

  .

IG .

.

HIG   .

I G  G .

  HHG .

.

.

H.

:#   I.

?:<Ú.

D:..=.  .

     'Gn.

.

G G G .

d.

GH I GI G=BII.

.

.

IG  I.

9G.

 I:GG.

  IGI:G.

.

GII GIGI G G.

 Gd  IGGG G GG.

 GGH.

.

  IG.

I 9IG mGn: $.

GI.

IGGIG G  .

 9 .

I @>:AÚ G.

G  ?AÚ  G.

G .

I: ! I    .

9    I9 .

G9  9 IG9 II9.

.

G  IG.

9 G .

 .

G.

GH G  .

  .

.

   I.

I G  .

.

IG  - .

IG.

G:) G HGI .

 GGG  .

G G  I.

I \GGGHIG .

G.

.

IG.

I HGI.

9 9 GG .

.

 .

H.

   G  G.

IH.

H.

 .

GG.: .

I G.

.

G) G <B.

GH G.

GGG.

 .

C:.>¢=. GG  H : 1 ...  =.

 GGHG G G GG .

  ?<Ú.

>=..D9. I9=..

  ) GI GIGm .

n9GII .

  .

GGG:$GP-G9G9  .

IGG@<Úe.

 .

"G  )9A>Ú:  .

   .

 G     .

 GG.

  G .

  G.

     I   G.

G.

G@:A...

I.

G.

.

9 H G G@@:@Ú"+G ?AÚ G.

IIG .

>CGHG.

 I:  IG G9G.

G.

GG.

I=:>Ú  GG GG: -.

?     G  GGG?:@ÚG: .I =..

   .

  .

  .

  .

.

I .

  I.

.

.:G=.CG .

.G=.D9 H.

IHG¢I.

G ) -‡)G.

GG  I.

I G  -I.

G ˆ9 GI  G.

G G.

G IÏ.

IG¢ .

.

G G .

.

.

IG GHGI .

G.

.

.

:. .

H C>ÚG.

 II .

.

I I.

.

 HG9.

.C9. I  G=.

I   G G.

 GG: Multiplicação dos shoppings G  *.

.

21% a mais que no ano anterior. com uma participação média de 82. É pouco mais que a população da Alemanha. éBrasil 17 . Com atuação cada vez mais voltada para a classe C. com a abertura de empreendimentos em cidades distantes das capitais. A mesma estratégia é adotada pela maior empresa de shoppings do Brasil. consumiram. a empresa teve um crescimento na receita bruta de 57. E as classes D e E – que se movimentam em direção à classe C –. Tanta oportunidade atiçou também o grupo francês Casino. esses brasileiros compram cada vez mais com base na qualidade do produto e menos em razão do preço. que administra 13 shoppings próprios. comparada ao ano anterior. A Multiplan. E aposta igualmente na interiorização. A intenção do grupo é abrir centros comerciais agregados a supermercados. de acordo com dados oficiais. o que aumentará ainda mais a concorrência no segmento.G¤¤:+ “O governo tem se mobilizado para aliar crescimento econômico e política ambiental responsável” Consumo em alta ajudou a formar antídoto contra a crise no Brasil/High consumption helped to form an antidote to the crisis in Brazil Um dos efeitos mais visíveis do aumento real da renda e da queda do desemprego no Brasil é a profusão de shoppings voltados para as classes C e D. Ao todo.8%. maior grupo varejista brasileiro. carregam um potencial de consumo de quase U$ 227 bilhões. Eles são a aposta de grandes grupos para aproveitar a inclusão de novos públicos no mercado de consumo. enxerga no público da classe C garantias de retorno cada vez maiores. Conforme estudos de marketing. mais exigente. em 2009.2 milhões de brasileiros que. O hábito trouxe um novo tipo de consumidor.8% em 2008. Uma tendência que começou nas gôndolas dos supermercados – as grandes redes apostam cada vez mais no lançamento de produtos populares – e que agora vai se sedimentando nos corredores dos shopping centers. que detém metade das ações do Pão de Açúcar. E a qualidade do consumo também vai mudando. São 86. um dos maiores grupos nesse segmento. o grupo mantém 13 empreendimentos. O crescimento nesse setor pode ser verificado a partir da atuação da General Shopping.

but happy for Brazilian moment lhoria da qualidade de vida. A look from abroad G. especialmente na classe média. mas feliz pelo momento brasileiro Professor Claudia Reichert: far. mas também no aumento da autoestima do brasileiro. Na opinião da professora Cláudia Reichert. a melhora da autoestima é um dos motivos pelos quais o país chegou à vitória como sede da Copa do Mundo e das Olimpíadas. Essa é outra mudança perceptível para o brasileiro que vive fora do país.ECONOMIA METAS DO MILÊNIO Shoppings populares: grandes grupos investem 18 éBrasil Professora Cláudia Reichert: longe.

.

G+G .

G .

Germany. .I 9??9 G been living in a town near Cologne.

I <DCB: 1     G.

9   I .

   GG I.

IG  G.

 G.

.

G .

G.

: (  G  G   G H II GH.

.

 G I : G .

G .

  .

    G .

   .

 GG.

: $ "G9   G.

 G  G  I .

 :    .

 .

 II G.

G    .

H   I G.

 G   G :#9.

IG9  G H .

I.

  G   I .

 .

 G   .

.

.

Cláudia não viveu o cotidiano dessa transformação. A surpresa de Cláudia e de muitos outros brasileiros que moram no exterior faz sentido. na Alemanha. Nos últimos anos sempre encontra um país diferente e cada vez mais convidativo: “Fico muito feliz por ver tantos países investindo no Brasil e nos dando. vem rever a família e sua terra natal. Se as décadas de 1980 e 1990 marcaram uma época de desempenho medíocre da economia – que. significaram mais recessão e desigualdade social –. mora numa cidade próxima a Colônia. casou e teve dois filhos. desde 1987. um voto de confiança”. quando pode. Esse cenário de crescimento econômico e ascensão social se reflete não apenas na me- . de lá para cá fatores como política monetária adequada. Mas não se desliga do Brasil e.d p$ G  G    $G G ¤¤:+ Popular malls: big groups invest A professora brasileira Cláudia Reichert. Na Alemanha. O cenário construído nos últimos anos faz do Brasil um país muito diferente daquele que ela deixou em 1987. assim. responsabilidade fiscal crescente. entre outras mazelas. Quando saiu do Brasil. Mais sete anos ainda se passariam até que a estabilidade da moeda fosse conquistada. de 44 anos. incremento da economia interna e fortes investimentos sociais mudaram a paisagem e as perspectivas brasileiras. o país assistia à derrota de mais um plano econômico que tentava livrar os brasileiros da hiperinflação.

IG -I¤+ * .

.

HI.

IG.

 G.

IG G.

.

G.

.

  .

G.

G HG. IGG : .

H  .

I.

GH.

I.

 IG: $GCA:=.

.

G.

.

G9G GII .

 .

I.

G GG9 IGGI.

.

G G/-l==BH.

.

:$.

G.

 G  G.

"G:).

IG G  9¢.

G  IG¢ G.

=.D9 ..

.

G.

GI.

.

9I =<Ú G .

 .

G: "  .

  .

 I IG H .

.

    GI"G- .

9  G.

 .

 .

I  G<CA:@@B G     GG  H G  H  : 9  G<> I9.

  GGGG.

I.

G.

C=:CÚ:1.

 GI.

.

.

 .

IG.

I  G9.

.C  IG G G @B9CÚ.=.

 IG  .

G: .  G G .

 G   H   G.

G.

G.

d(.

G9  .

I GG<>G.

9G G  H.

IGGGGG.

IG.

 : $ G H    I.

9 .

    .

    .

 I.

.

 G    IG.

G: - I  .

 G G GGI    !I   G.

9  .

I    G  G+Ô hbIG9  GG.

.

G.

:. .

.

.

 G .

I9 .

I .

  .

IGI.

.

.

 :   G.

I.

.

GI G¢ .

: #GH.

 G H  G  .

   I9 G G .

:II .

G.

  .

9   G.

.

G H .

IG.

 HG   IG.

G  .

I:   GHGG ¢  G G.

IG.

 .

G.

  GI G I¢G  .

I IG GHH .

  .

I: Por um país mais justo Um olhar de fora Arquivo pessoal Proliferation of malls G I.

 .

.

 .

 G.

 G   H .

.

GI.

. I:o .

G .

GG GG.

.

G .

.

GHG G:. IG.

II .

IGGG.

G .

 I  .

<DCB:$ <DC.G GG . G <DD.

II.

I GI® GG HG I.

G I.

G.

G.

¢    GI I  G G.

fiscal responsibility.G G policy. increase of domestic I G   I.

G .

 G I G  IG  IG.

: . .

IG.

I.

I G I.

G GI.

I.

.

G.

 .

9HG.

.

IG.

¢9I.

G .

 .

IG:. .

.

G .

IGHI G G.

.

G .

GHG :II .

 +G .

G .

I 9.

 .

     G     I II   .

I G       1   G  *.

dos direitos humanos e do desenvolvimento. com o presidente Lula ao centro: parceria com a sociedade Ministers Paulo Bernardo and Luiz Dulci with president Lula in the center: partnership with society Brasil vai superar metas dos ODM. garante Lula D efinidos durante a “Cúpula do Milênio”. Embora muitos países não devam atingir as metas estabelecidas em 2000. realizada em 2000 na sede da Organização das Nações Unidas (ONU). em Nova York. E está ajudando outras nações a alcançá-los. Lula guarantees . os oito “Objetivos de Desenvolvimento do Milênio” (ODM) representam o compromisso dos 192 Estados membros da ONU com uma agenda global para a promoção da paz. o Brasil não só cumprirá os oito objetivos propostos como deverá superar vários deles. A afirmação foi feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva For a fairer country Brazil will exceed goals from the MDGs.I: Ministros Paulo Bernardo e Luiz Dulci.

  .

 p(.

.

-.

o  .

. =.G  G G /..

 )G.

‡/)ˆ9.

 )39 .

 p(.

.

"Go ‡("ˆ I.

<D=/)H -G.

 GI .

G G.

 GI9 G.

 G  :   GI.

G GGH.

  .

.9G.=..

.

  .

 G HG.

IG  : .

.

G .

 G.

GI .

 :-I GGGG H+.

 '.

$GI.

'G G-.

G.

 GG .

I  > +.

("G.

.

G.

.

G(GI =? :    G  G.

.

O governo federal criou o Prêmio ODM Brasil na 1. Entre as razões do sucesso brasileiro.477 inscritas. em Brasília. em 2004.G II9   na solenidade de premiação do 3. a iniciativa incentiva ações.ª edição. Na 3. no dia 24 de março. Pioneira. o presidente apontou o momento vivido pelo país na relação entre sociedade e Estado. E essa coisa nova é apenas o fato de que o Estado brasileiro e o governo passaram a acreditar que a sociedade tem um papel extraordinário para cumprir”. +. foram contempladas 20 iniciativas de 1.º Prêmio ODM Brasil. programas e projetos que contribuem para o cumprimento dos ODM e tem o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).ª Semana Nacional pela Cidadania e Solidariedade. “porque as pessoas começaram a acreditar que alguma coisa nova está acontecendo no País.

.

   G I.

 .

.

.

 G.

 .

HI.

G G9 pHIGHGH.

 G .

 .

 G.

.

 .

IG  .

 .

.

   GI G -GG  G.

.

G" GG H.

 GI.

 GGG .

G.

: ! G"IG  .

G.

(" .

 <1)G.

G.

.

 .

G -.

G.

 .

?: .  . =..

 .

.

.

G.

 IG GI.

9 GG  I GI.

HGI .

.

  ("G  G  /.

 )G.

 +G‡/)+ˆ:$  .

  .

.

9=. G<:?BB.

.

.

G.

IG :  I9'.

I.

9 .

(.

.

  "G -IG.

G    +.

I9 G.

 IG.

 G  G .

 G       (" GI .

: p1 G IG.

 H -G G I.

G GG .

.

 IG.

I  GG.

G9+HGG GI G.

o9 G.

 : I.

9 .

.

H.

.

H I.

Petrobras e Banco do Brasil que formaliza a parceria das instituições em ações para alcance dos ODM. o relatório traz a avaliação de 18 metas monitoradas por 48 indicadores propostos pela ONU e 60 estabelecidos voluntariamente pelo Brasil. No evento. Produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) com a colaboração de 20 ministérios. Responsável pelo acompanhamento das metas. foi anunciada a apresentação dos avanços brasileiros no alcance dos ODM na Cúpula das Nações Unidas ODM +10. em Nova York. afirmou que cooperação e parceria são palavras-chave para os avanços nos ODM. Luiz Dulci. em setembro. Caixa Econômica Federal. assim como o alcance dos ODM. Dulci enalteceu o trabalho voluntário de milhões de brasileiros e disse que esse trabalho. concluiu.º Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. salientou. “O Prêmio ODM Brasil dá visibilidade a este esforço”. transcende disputas políticas. 9G. PNUD. A solenidade também marcou o lançamento do 4. Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade. Também foi assinado memorando de entendimento entre SecretariaGeral da Presidência da República. Petrobras e Banco do Brasil”. “Temos a cooperação entre Estado e sociedade e também a parceria com empresas como Caixa.- Na solenidade. o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República.

  .

.

G.

.

G G G.

 G .

9GGGI .

.

 ("9 GI .

.

IG .

G ("G.:p.

 .

.

.

H.

.

 .

9o II  : .

 GIIG.

9.

 GHGGI   G.

G.

.

GG GI.

GI .

.

  ("G/)-.

9-H9.("¡<.

"G-IG. )3:.

G +.

I9 )G.

G(.

.

 .

G -.

G.

9  /)+9   G.

G I.

IG ! G9   GI  G.

 G    +HG .

  G G    G .

 GGGG .

  .

.

.

.

GI.

G (": .  I G G    .

 I.

      )G.

G   (.

.

   (.

.

"G:. G H  $.

.

  I.

I GI ‡$Gˆ.

 IGHG.

.

  G=..

.

.

9  GG.

<CG.

 H?C.

 .

.IGG H /)G HA.

 .

IG G.

GH.

  HG.

: éBrasil 19 .

Ambos buscam uma capacidade de articulação que pode ajudar a influenciar. Brazilian President Luiz Inácio Lula da Silva and President of South Africa. no que toca aos países em desenvolvimento. segundo o ministro. Dmitri Medvedev. “nos dois grupos – Ibas e Bric – há um consenso de que o espaço de governança global. em 2009. quando os líderes se reuniram na 1ª Cúpula do Bric e anunciaram que as instituições iriam atuar de forma coordenada na reforma do sistema financeiro internacional. é inadequado e insuficiente. Hu Jintao.POLÍTICA EXTERNA Fluxo comercial crescerá US$ 10 bilhões Brasília sedia cúpulas Ibas e Bric IBSA: Indian Prime Minister Manmohan Singh. Lula. não se limitaram a planos e projetos. embaixador Roberto Jaguaribe. Jacob Zuma. decidiu-se pelo lançamento de um satélite que terá o nome do grupo. “No caso do Ibas. para melhor. afirmou. -. A cooperação entre os quatro países nesse sentido começou em Ekaterimburgo. e Manmohan Singh BRIC: Russia’s president. esse espaço de governança”. Dmitri Medvedev. Chinese President Hu Jintao and Manmohan Singh Carlos Tibúrcio (à esquerda) e Mario Lubetkin (abaixo) fazem o relato do Fórum de Editores do Ibas na 4ª Cúpula: jornalistas propõem criação de grupo de trabalho de comunicação Carlos Tibúrcio (on the left) and Mario Lubetkin (below) make the report of the Editors Forum of IBSA in the 4th Summit: Journalists proposed setting up working group of communication Editores Os encontros. Lula. na Rússia. o ministro destaca acordos entre os bancos de desenvolvimento e um primeiro seminário dos bancos centrais para discutir aspectos monetários. o presidente da China. Esta é uma cooperação que vai da alta tecnologia a programas sociais e a publicações de estatísticas”. No caso do Bric. Para o coordenador do Fórum Ibas. 20 éBrasil C Bric: o presidente da Rússia.

 9 G    .

G +.

9 .

.

G. (  : .

.

G(.

.

 G G.

9.

9IHG  GI:p. .

GI .

.

.

.

 I.

IGIHG.

.

(.IG:o .

.

G.

 .

  G+.

 'G GHG.

.

dG.

.

I.

H.

 IG G : p. Go9 .

 G.

9 p  $ .

   G.

  G G "B .

:   .

  9 HIG GG    $G.

G (G !  ‡$(!ˆ    G A.Ú  HG  9     .

9 .

  G9 .

 I   $o: . .

9GII .

 (.

.

9.

.

 GG  I:p$$-IG9G I.

   GI GG.

 G.

. G G: .

.

GIG.

 G.

I .

 I .

e Mario Lubetkin. assessor especial da Secretaria Geral da Presidência da República do Brasil. Para os participantes do encontro. que reconheceram a enorme importância política do Fórum de Diálogo Ibas no mundo em transição. é preciso uma nova convergência entre os governos e a mídia privada e pública dos três países. mas consideraram que a comunicação ainda não está à altura da iniciativa. Também consideraram necessária a criação do Grupo de Trabalho da Comunicação no Ibas. Os participantes do Fórum de Editores – segundo o relatório apresentado na IV Cúpula do IBAS pelos jornalistas Carlos Tibúrcio. com a participação de meios de comunicação privados e públicos e a realização de encontros periódicos. % * IHG. além da construção de um sítio específico na Internet para informação e comunicação sobre o Fórum Ibas e de um programa de sensibilização e complementação da formação de jornalistas sobre o Ibas. que coordenou o Fórum – decidiram criar uma rede de jornalistas e editores do Ibas. diretorgeral da IPS (Inter Press Service).- O Fórum de Editores teve a participação de jornalistas e editores de alto nível dos três países.

.

.

.

 G.

G‡.

=<ˆ9G.

.

G  9.

<@9 ?  -.

 .

G!$ .

G¢G.

¢-  .

IG ‡$-ˆ G    =  -.

   $ " ‡G.

9 .

G9$ .

GG  .

Gˆ:IG  .

G.

G.

    .

G.

G G.

9 $G $-G .

G.

GG .

G.

G.

.

I: .

 .

  .

GI G.

9 G.

.

G +.

 '.

 $PI.

 'G G -.

G I.

 9 .

 H.

GG .

9   +.

 - .

IG9%GIH4G9 +.

 .

G9#%.

G9 +.

(.

.

$ .

grupo dos sete países mais ricos do mundo. em favor da ampliação da governança global. o de mulheres. enquanto o G7. superando os Estados Unidos. o ganho se deve à superação da crise financeira global e à boa perspectiva de crescimento dos quatro países. em que os países do Bric e do Ibas (Índia. Segundo o chanceler. a participação do Bric no crescimento mundial nos próximos anos será de 61%. Fóruns da sociedade civil onhecidos por suas posições independentes no cenário internacional. De acordo com ele. Brasil. e isso se refletirá em outros setores”. entre os quais o acadêmico. O ministro lembrou que. África do Sul e Índia têm atuado de forma coordenada nos fóruns multilaterais. Paralelamente à cúpula. Trade flow will grow US$ 10 billion Brasilia hosts BRIC and IBSA summits Presidents deepen cooperation among the five countries chegando a US$ 60 bilhões. deve contribuir com apenas 13%. disse. o de editores. Brasil e África do Sul) ganham importância. e avaliam que a consolidação do Ibas impõe o desafio de levar a cooperação trilateral para além dos limites dos governos. no ano passado. o de parlamentares e o de pequenas e médias empresas. Amorim avalia que está ocorrendo “um redesenho do mundo”. a China se transformou no principal parceiro comercial do Brasil.G9(G G do poder econômico mundial. foram realizados alguns fóruns. “Há uma mudança na balança !d .

IG -I¤+ À !d .

Ibas: o primeiro-ministro da Índia. Luiz Inácio Lula da Silva. Índia e China) deve crescer em mais de US$ 10 bilhões neste ano. Hu Jintao. I. o presidente brasileiro. Manmohan Singh. o Presidente da China. Dmitri Medvedev. as reuniões mostram aquilo que o presidente Lula já vem dizendo há algum tempo: o Brasil está contribuindo para o surgimento de uma nova geografia mundial. O ministro brasileiro das Relações Exteriores. Exemplos concretos do fenômeno da multipolarização das relações internacionais. Celso Amorim. comentou Amorim. em 15 de abril. virão do Bric”. no Rio de Janeiro. o primeiroministro da Índia. mas políticos também”. Segundo o ministro. porque dados do Fundo Monetário Internacional (FMI) mostram que 60% do crescimento da economia mundial nos próximos seis. Celso Amorim. e o presidente da África do Sul. “A importância dos encontros não se limita aos aspectos econômicos. E com razão. a 4ª Cúpula do Fórum de Diálogo Índia-Brasil-África do Sul (Ibas) e a 2ª Cúpula do Grupo Bric (Brasil. comemorou o fato. o presidente brasileiro. o Encontro Empresarial Bric-Ibas. Rússia. Luiz Inácio Lula da Silva. oito anos. Além dos encontros dos dois mecanismos de diálogo. afirmou no encontro que o fluxo comercial entre os países do Bric (Brasil. N a véspera das duas cúpulas foi realizado no Hotel Copacabana Palace. Índia e China). o presidente da África do Sul. Jacob Zuma. O ministro das Relações Exteriores. com a participação de 200 empresários dos cinco países. “uma reunião do Bric merece mais atenção do que um encontro do G7. “Hoje em dia”. em reuniões bilaterais. Ibas e Bric são dois dos arranjos mais inovadores da nova política internacional. Brasília sediou. Jacob Zuma.IG -I¤+ Presidentes aprofundam cooperação entre os cinco países s vésperas das comemorações de seu cinquentenário. recebeu. e o presidente da Rússia. Manmohan Singh. Rússia.

GG9H.

IG.

G G.

.

Io9 G.

 : $  $ IG9   (.

.

 .

 .

   G H  HG G  G .

 .

G IGHG .

 IG.IGGI:.

G I.

.

 .

 .

I.

 HG .

 G.

H9 .

G9 .

.D9   G G < $-. =.

G GI   G .

.

.

 GI.

GI .

G G .

.

 .

G.

G.

GI.

G: !    ¢IG¢G .

.

I $$ G  I .

G  $- !9 HGG  H %GG.

H9p.

 ¢ $G $-¢  .

GI G GGHGGI9 .

 G  .

I.

9.

.

G G G .

.

I.

: G .

IGGI.

 GIG .

I9H9 .

GGGIo: *        .

 G   G   GIGHGG +GGI #9 .

  %G.

9    $¢$-.

(.

9G  H=..H.

 .

I.

: .  !.

 (.

.

9  .

9 G.

  .

 .

 G G G  $ I.

 .

  G  /-l<. H.

.

  .

 G9 GI .

/-lA.H.

.

:II .

  GI9  G.

.

 I.

 HG.

GI.

GI.

.

 G  I .

 I.

: II .

  .

9  $n G.

I.

G.

 .

    .

 I.

G.

A<Ú .

 "B9" Civil society Forums Editors &  .

 .

   .

.

    .

G.

G IG.

9 G.

9 -  .

IG G  $ .

G G H GI.

 .

 I .

G.

 .

 .

GG 9 .

 G  IG.

G.

  HG GI: .  G  G $- I.

G.

 .

   I G  G.

   .

GG IG.

 H    .

.

  : .

   .

9    9.

I .

 G  .

9  9 G.

GG.

GG   GG  .

.

 .: .

!GG  H G.

G  H.

  .

 ¢  I.

:.  I.

  .

.

IG.

GI  $-.

G!.

  .

G.

.

9H  GI.

IG.

.

.

 .

.

.

G.

:!  .

G.

I.

G9 GII H  G  .

G G  H.

I  .

G   I.

: .

!G.

I.

G¢GII .

  G $0$--.

H G.

G .

HbI.

9I.

GG .

 "G-IG.

G -.

I I.

.

  9.

I  I.

.H<>Ú:p.

G .

.

 HGGI  I.

I9G  .

.

I .

  I9o G.

: .

G G.

 G.

pG .

   o.

 .

I   $I.

G   $-G.

.

GI:. (.

.

IG  GG G9 .

GHIG G.

G GG.

9 G.

 /.

 -G:    +.

I    H.

I  G.

9 G  (G.

'H.

9 .

IG$+-‡$+ -.

Iˆ9   I .

G    ! ¢ I.

  IGG G.

G  .

 $-:. GI.

IG  G.

  1.

".

IG.

.

$-9 .

  G.

I.

G.

.

GG H.

I .

G G  I I.

 G .

9 H.

   II.

GI.

.

I.

 $ .

G.

G I.

IG.

 $-! and of a program of awareness and complementa.

 .

I.

 G.

 $-: éBrasil 21 .

no Rio de Janeiro. o Brasil organizou a Conferência de Aviação Civil UE-América Latina. No dia 6 de maio. Mais de 4 milhões de pessoas são transportadas anualmente em voos entre a União Europeia e o Brasil. nos dias 25 e 26 de maio. Juntamente com a UE.POLÍTICA EXTERNA Os avanços na integração da América do Sul A lém dos avanços entre o Mercosul e a União Europeia (EU). Brasil negocia acordos de cooperação com União Europeia . a Comissão Europeia propôs a abertura de negociações para um acordo no setor de aviação com o Brasil que pode acrescentar 460 milhões ao ano nos negócios – o potencial de crescimento no número de passageiros é de 335 mil pessoas no primeiro ano. o Brasil também alça grandes voos nas relações com o velho continente.

in Maranhao Space is the limit Brazil negotiates cooperation agreements with European Union B . no Maranhão Ukrainian rocket Cyclone 4 will be launched from Alcantara Base.GhÔ- O foguete ucraniano Ciclone 4 será lançado da Base de Alcântara.

 G GI H (I G    G/.

‡ /ˆ9G.

G G .

 .

  .

G.

 .

.

  I.

.:*(GA9=.D9   G.

.

 G.

 .

G.

  G G .

 G.

n G.

G.

. I GI G 7?A.

.

GG.

H.

¢ .

G .

GH .

>>@:....

 .

G: * ? .

.

  G H G  GI  G  .

  H    / G  G.

 .: .

   /9G.

   I 22 éBrasil .

.

.

G.

 /¢'G.

.

IG9(G=@ G  =A 9.

 .

 %G.

: .

(G9 G.

.

G(.

.

) %H.

9 G  +.

'.

$PI.

'G G-.

G  .

 GI.

.

.

>AG.

IG  G.

.

G.

.

G:!.

  G I.

G.

I.

.

d !I  GG9GG9G  - .

 ".

)"-GGH:. .

IG !¢<C-#9.

.9GI: *-HB9=.D9G.

G !GI.

 G .

.

GG l=?H.

.

H@..

.

G G .

IG .

HG.

G.

 G.

:$.

 GG .

.

 .

 H G.

.

G.

I  -I 1 1GG  GG .

.

IG.

.

.

IGI9 HIG .

I G: 1.

 /G.

9G.

.

>9  I IG. *IH=<9=..

GG.

GI  H.

.

 .

     /G.

.

G I ?9  IGGG'GI ‡'ˆ.

(GG Ô: /    G9   H.

G.

G IG P .

no estado do Maranhão. quando se iniciarão os primeiros lançamentos comerciais. O estadunidense F-18 Super Hornet. produzidos no Brasil pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE). IGGGI-GI‡-ˆGGH. em 21 de outubro de 2003. pretende fabricar aviões pequenos de passageiros na Rússia. foi criada em 2006 a empresa binacional Alcântara Cyclone Space (ACS) para operar e comercializar serviços de veículos lançadores de satélites. pois as empresas russas não produzem esse tipo de jato. a estatal sueca Swedish Space Corporation (SSC) negocia a compra de novos foguetes de sondagem VSB-30. e o sueco Gripen NG. Por força do acordo. Os aviões serão vendidos ao mercado local. também concorre.GhÔ- Nas próximas semanas. É o maior acordo do gênero assinado pelo governo brasileiro desde a Segunda Guerra Mundial e tem significado histórico porque envolve transferência de tecnologia. Caças de dois países europeus estão na concorrência: o francês Rafale. anunciou que a empresa brasileira Embraer. Vladimir Dmitriev. da Dassault. o tratado de cooperação tecnológica para o lançamento de satélites a partir do novo foguete ucraniano. da Saab. o presidente Luiz Inácio Lula da Silva tomará a decisão final sobre a compra das 36 aeronaves que renovarão a frota militar brasileira. Em 7 de setembro de 2009. o presidente do banco russo de fomento e investimentos Vnesheconombank. terceira maior fabricante de aviões comerciais do mundo. o Brasil assinou.8 bilhões para a compra de 50 helicópteros de transporte militar e cinco submarinos para operações de longa duração. do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA). Com a Ucrânia. da Boeing. mercado que Mercosul e União Europeia retomam negociações mundialmente movimenta US$ 1 bilhão por ano. A meta é disputar 30% desse mercado a partir de 2012. o Ciclone 4. A empresa já utilizou o VSB-30 em 11 lançamentos de experimentos científicos e tecnológicos apoiados pela Agência Espacial Europeia (ESA). Ainda na União Europeia. Durante a reunião de Cúpula do Bric (leia mais nas páginas 20 e 21). Brasil e França assinaram acordo militar de 10.

  .

AGG II.. =.

G.

.

IG.

GI  .

I9GG G GG .

 /-lAH.

.

G.G:.

G  .

II.

GGI .

=.<=: -.

.

 / 9 - G- .

 -GI G.

 ‡--ˆ .

 .

G.

   I G    .

9  I  . I 0-¢>.

 G.

 H $.

  G.

 IG G     0-¢>. .I G  -GI ‡$ ˆ: .

 << GI   I.

.

.

IG I .

IG.

  H  G-GII‡ -ˆ: .

 -.

.

 $9 +.

    .

G HG   G  .

 0 IHG9 0G .

.

 .

.

9 GGI  G G.

.

GIG HG9   .

 GII.

GG.

IGGGI .

  9.

 GGIGG.

IG G.

 .

G.G:.

H   IGG9HIG .

GIG.

   I .

Se fechado. A Comissão da União Europeia aprovou em 4 de maio a retomada das negociações de um acordo de livre comércio com o Mercosul. em dezembro de 2008. quando realizou-se a II CALC. em 4 de maio. a proposta brasileira de realização da I Cúpula da América Latina e Caribe (CALC). outro argentino. teve continuidade em 23 de fevereiro deste ano. em Cancun. que promoverá a integração regional e o desenvolvimento sustentável na região. na Costa do Sauípe (BA). o ex-presidente argentino Néstor Kirchner foi eleito por consenso secretário-geral da entidade. que no mesmo dia obteve um grande avanço em negociações comerciais com a União Européia (UE). Fato inédito na diplomacia regional. México. Agustín Colombo Sierra. No âmbito da União de Nações Sul-Americanas (Unasul). Advances in South American Integration Mercosur and the European Union resume negotiations P . : rioridade da agenda diplomática do atual governo brasileiro. a integração entre países da América do Sul se consolida em diversas frentes. é o atual secretário-geral do Mercosul. Além do cargo na Unasul. O principal resultado foi a criação da Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos.

.

  .

G.

IG G I G.

.

G 9   .

G.

 G I.

- .

IG GHI.

G.

 G: /    /.

  -  .

IG )G.

 ‡/)-/ ˆ9    .

 +.

 )\ &.

I  GHI HIG-IG "G G.

G.

(G? :.

  IG /)-/ 9G .

9^ H-.

G9.

 -IG"G (I9 .

I  G GGHG   .

G .

G.

.

   G/.

‡ /ˆ: /I   .

 .

G .

GI9   G.

.

G G  .

.

   .

 'G.

Mercosul e União Europeia começaram a negociar há 15 anos. mais do que os europeus investiram na China.3 trilhão. que abrigam 700 milhões de consumidores. Em outra frente – e também em 4 de maio . de 1. é superior ao de países como a Coreia do Sul.ª Cúpula UE-América do Sul e Caribe. Índia e Rússia. em Madri (Espanha). Desta vez. Os encontros cessaram em 2004. e poderá gerar 9 bilhões de exportações a mais por ano – 4.5 bilhões para cada lado. A expansão econômica tem variado de 4% a 6% no Brasil e de 6% a 9% na Argentina. O PIB da região. Os líderes do Mercosul e da União Européia oficializaram a retomada das negociações no dia 17 de maio. enquanto está estagnada na Europa. A Europa tem mais de 165 bilhões de investimentos no Mercosul. a União Europeia destaca o enorme potencial de crescimento do bloco. durante a 6. Índia e Rússia juntos. a negociação será facilitada porque os dois blocos já mapearam os pontos centrais do acordo. O Mercosul é um parceiro mais importante para a União Europeia do que Canadá e Coreia. será o maior acordo de livre comércio do mundo entre duas regiões.7% de suas exportações no ano passado). Maior parceiro comercial do Mercosul (destino de 20.

IG -I¤+ O espaço é o limite .

IGG G.

HHG-.

C9.‡'ˆ9IH=..

G -G^‡ˆ9GI.

  !HG=>  .

G     '$$ .

GI9(.

G.I:.

G IG.

 G 'G.

.

IGG G.

HHG I.

9 .

I .

 .

G.

G.

 G G.

GH .

 GG: .  / .

.

 G   (G ?    .

.

G.

GG G .

 (I:$I 9.

.

H GG  GH.

..  9  B.

.

I9G I G  7DH.

.

G¢7?:@H.

.

GI .

: (IG   G/.

.

G  <@G:. .

  .

?:.=. ..

.

9  .

G.

 .

 H G.

 HIG    HI G G    IG .

  G: .  G (IG   G/.

.

I.

G   .

.

G.

(G<B .

(G .

 ‡-G.

.ˆ:.

 G9 GG.

(G .

9  /¢'G.

.

IGG G.

HHG.

GG .: .

G(I‡G =.:BÚ.

GGˆ.

  G/.

9  .

I  .

 .

     .

8% das importações brasileiras (atrás da União Europeia e da China). Indústria e Comércio Exterior do Brasil e o Departamento de Comércio dos Estados Unidos anunciaram a retomada do fórum de discussão Diálogo Comercial Brasil-Estados Unidos para tratar de inovação tecnológica. A retomada das discussões interessa aos dois países. tiveram de janeiro a abril deste ano uma participação de 10.8% das exportações (abaixo da União Europeia. mas estava paralisado desde 2008.G    O argentino Néstor Kirchner (à esquerda) foi eleito por consenso secretário-geral da Unasul The argentine Néstor Kirchner (on the left) was elected by consensus as secretary general of Unasul – o Ministério do Desenvolvimento. e de 14. O fórum foi criado em 2006. "+ .  HI:. China e do Mercosul). que já foram o principal parceiro comercial brasileiro. Os Estados Unidos.

97<:>.

.

9 .

 .

  GI.

.

- &G9$ .

GG  .

G: I.

IG.

 GG.

 H?Ú G AÚ.

G.

G AÚDÚ.

.

G9 .

.

  GGG : (I .

 G  .

G G    / GGG GG &G:  G G7 <A@H.

.

.

(I.

9 G  G G.

 .

 .

G9$ .

GG  .

G G : *G ¢G(G? ¢(.

.

 9$ G !.

G G..

 G    /- G  I GI  G.

  .

I.

I.

G .

GG.

¢/.

 -G G.

 I .

IG.

G.

:. GIG .

=.A9 H GHGG ..

.C: . .I=.

 .

I.

G.

 H I.

/.:.

 -G9 .

I  G GG H G.

G .

GG.

9 G  %GG.

 .

:CÚ ‡   G/.GG G<.

9 .

GG (Iˆ9 G  <?:CÚ  G.

.

G .

 ‡H .

    G/.

G  .

Gˆ: éBrasil 23 .

Nem coincidência. em setembro de 2008..investidor estrangeiro. Não por acaso. Coincidência? Então. proveniente da maior liquidez injetada na economia pelo governo do presidente Lula para compensar a retração do crédito e do comércio internacionais. índices cambaleantes e cenhos franzidos a mirar um futuro com pouco mais a oferecer do que uma longa e penosa convalescença. E isso não apenas na imprensa local. A economia brasileira conseguiu criar mais de 950 mil vagas no mercado formal de trabalho em 2009. depois de já ter gerado 1. pinçadas aleatoriamente de algumas seções: “Fábricas de vagões recuperam encomendas e investem”. em 23 de março de 2010: “O Brasil virou a esquina e agora é uma nação de peso. Os indicadores de emprego são em boa parte responsáveis por essa angulação expandida. pela primeira vez. que tal a edição do dia seguinte do mesmo conceituado jornal: “Crescimento consolida índice de desemprego em nível mais baixo”. “Construtoras voltam a olhar para a classe média”. O que aconteceu em pleno olho do furacão não foi apenas uma demanda episódica por mãode-obra. ameaçada por projeções de recaídas desanimadoras. do Financial Times. Enquanto a escala social na maioria das economias industrializadas mostrava sinais de calcificação. Ao reduzir os níveis de desemprego nas grandes metrópoles brasileiras para 7. do investimento e da mobilidade social no século 21. O mesmo entusiasmo ocuparia as páginas do Wall Street Journal. o mercado de trabalho continuaria a esbanjar consistência nessa direção. E o contraponto verde. de São Paulo. “Suíça quer atrair bancos brasileiros”. No total. “Múltis investem na produção de vacinas no país – segmento cresce 16%”. 12. sustained by a internal market expansion policy F . Há uma crescente demanda pela palavra Brasil no noticiário econômico internacional. a engrenagem produtiva brasileira já rodava a uma taxa de expansão de 4. Um de seus maiores feitos neste mergulho desconcertante da economia mundial foi desmentir o argumento dos adversários que atribuíam a boa safra de resultados de sua administração à sorte e à generosa liquidez disponível nos mercados globais na última década.6 milhões de novos empregos foram gerados desde o início do governo Lula. Numa única edição do início de abril. nem generosidade. azul e branco não parou mais de emitir sinais dissonantes num mundo acinzentado.2% comparado a 2008. listava as seguintes manchetes. quando havia crescido 5. A verdade é que na hora mais difícil o PIB brasileiro recuou apenas 0. Mas o país tem enormes desafios que precisa enfrentar até aproveitar integralmente esse potencial”. por exemplo.4% em fevereiro. ou sofria um torniquete abrupto. a estimulante sensação de olhar o horizonte que existe para além da sua origem de berço na escala da renda. caracterizou-a assim: “o Brasil será a grande história de 2010” e “a potência do século 21 a se observar” (20/10/2009).3% do PIB no quarto trimestre de 2009. O que emergiu do outro lado foi um caso de sucesso que está sendo apontado como uma das fronteiras mais vigorosas do consumo. e afrontou a crise com um punhado de boas notícias num momento em que a economia mundial recheava os jornais de gráficos à beira de um ataque de nervos.5 bi”. No final de 2009. A good news called Brazil Country gets notability in international press as a success model. ambição e fundamentos econômicos para se tornar uma potência mundial.. o austero jornal Valor Econômico. talvez tenha dificuldade para entender de que mundo trata o noticiário econômico brasileiro da atualidade. amarelo. “Venda de PCs cresce 33% no 1º trimestre”. em 2003. Lula derreteu a tese da monocausalidade feita de boa estrela e dinheiro de sobra.4 milhão de oportunidades no ano anterior. O que o jornalismo especializado ilustra é a força incontornável de uma economia que já figurava entre as 11 maiores do mundo quando sobreveio a quebra do banco Lehman Brothers. “Indústria de brinquedos cresce 8% e fatura R$ 4. tendo registrado uma expansão de 657 mil vagas. nível mais baixo desde 2002. thanks to a strong economy.1%. O que se viu a partir daí consolidaria as expectativas favoráveis com relação a um mercado que enfrentou e venceu as provas cruciais do pior ano da economia mundial em oito décadas. % O Uma boa notícia chamada Brasil A contrapeso de tudo isso. ainda aturdido pela crise que ceifou 16 milhões de empregos no planeta em 2009. “TV digital atrai fabricante italiana de transmissores ao país”. o comentarista Michael Ska- 24 éBrasil PAÍS GANHA DESTAQUE NA IMPRENSA INTERNACIONAL COMO MODELO DE SUCESSO GRAÇAS À ECONOMIA ROBUSTA SUSTENTADA POR UMA POLÍTICA DE EXPANSÃO DO MERCADO INTERNO pinker. o diário britânico lançou o terceiro caderno especial sobre o país em seis meses. Nos três primeiros meses de 2010. milhões de brasileiros experimentavam.

.

9.

 H I.

.

 G G <A.

.

 H G.

D9G GH.. =.

 G .

G  .

 G.

nI.

IG G:$G.

  .

.

.

G.

9G9 GValor Econômico ‡ I.

I 0Gˆ9  -Ô +G9 .

   .

 G .

dp!GIG.

  G .

oep-G+>>Ú.

 < Goep(.

.

.

GII.

 I.

.

  I¢<AÚnnep.$  CÚG I.

 l?:@H.

oep-.

G G GGIG.

.

GGo:::.

I.

IL- GGH   Gn .

.

 G.

.

Gd p" I.

GG.

  oep.

.

G.0GGI$G.

GGGI G.

 IpepI.

IG.

GIGG.

.

G .

IGo:  .

 G.

 IG: . .

G.

 G   G.

.

 .

G.

GI.

I:$G=..D9IG(.

I G-G.

9Financial Times. I GGI.

  G G GdpG.

.

H  H.

:=..o G  p      =< IHo[<.:=.<.D]:)HI GI  G   .   =.

.

  G.

 GI      .

  I.

G .

GH I.

.

 :. G  .

GG.

Biocombustível: frota mais limpa em circulação Biofuel: Fleet more clean in circulation . Wall Street Journal pages.

IG -I¤+ .

IG -I¤+ I.

G+HP .

IG -I¤+ G.

¤I.

G+GP .

<.IG -I¤+ INVESTIMENTOS (GI =>9=.dpG.

 G  IG  .

GG.

.

 9GH.

.

G I.

I  G  HI G   :    I.

GI.

I G G  HGI .

 .

.

Go:  ).

  I.

I.

I  .

: 1 G I.

G.

  G.

 .

G .

   .

G    G I  G GG  G G  <<G.

   ' G  GHG.

-H=..C:1 G G .

I     I.

G   GGH IG.

GG G G GI G  G  II.

G .

.

I.

 G   I.

.

  IG :1 G   .

GGII G .

H.

G  G .

 I.

9.

G I.

GH.

.

.

  =<I: .  .

 G.

  .

.

I.

G.

.C9 .n "+H.:=Ú=.

 G  @:<Ú9G GI  I.

.

.

 G G   9GG.

   I.

   G  G .

I    .

     G  HG 9  HH .

  G    G .

G.

 .

  GGG G.

I9.

I .

  G  .

IG.

G: *     G 9   G.

.

G  I.

 G GGGGG.

?:>Ú "+.

D:  9 9 H G   ..  G=.

 I.

 G     .

 .

G .

 G .

G G.

   :1 .

 I.

GIG.

.

 .

G.

  I.

  .

IGI.

.

IG.

9  .

9.

.

G.

.

G  .

.

.

I.

  .

GG.

 .

GHH  .

H.

  GI.

.

.IIG: .

 .

IGGG.

H .

G.G  G:.

.

 G  H.GI GG IGD@.

  GGHG.

=.D9 G..

GG G  <:? .

.

 .

.

 G G G.

: 1 G G .

   .

IGG G .

 .

I G GH G.

.

.

 .

 I .

 IH  +.

'GIG GI.

 .

G.

GI .

G II:$ .

<.9 GHG I.   =.

 HI.

9 G.

I  G.

IGA@B  G  H%GG(GI :$G9<=:A .

.

 H GHIG .

I'GG  .

 .

.

.

G9.

>: *  ..=.

 G GI .

 .

    I.

II.

.

G G .

 G.

H    .

 G .

.

G.

IG  .

.

.

 GG.

GH.

HGG G IG :  I.

 .

G G.

.

GI.

.

B:?Ú.

!HG9.

.

.=9'G G   .I =.

¢IGG.

 G  IG GG: éBrasil 25 .

INVESTIMENTOS U A %\ G  G!IG¤1.

.

 .

O país já substitui 25% da gasolina com 17 bilhões de litros de álcool produzidos por cerca de 340 usinas em 2.5% das terras para substituir apenas 0. Mais que isso. O Brasil é a única das nações industrializadas que de fato tirou a agenda da energia alternativa do laboratório para torná-la um insumo rotineiro na vida nacional. A febre de fusões e o ingresso de capital estrangeiro na indústria alcooleira do país parecem indicar que os mercados. É difícil imaginar outra economia capaz de jogar ao mesmo tempo em tantas posições na corrida para redefinir a matriz sustentável do nosso tempo. O conjunto representa apenas 0. capaz de ostentar títulos como o de pentacampeão do mundo e escalar ídolos nos principais times da Europa e da Ásia. custa 50% menos que o norte-americano Brazilian ethanol from sugar cane costs 50% less than the North American de baixo fair play. No caso da União Europeia seria preciso ocupar quase 75% de seu espaço agrícola para obter um volume de biocombustível suficiente para cortar em apenas 10% o uso de gasolina e diesel. a competitividade brasileira nessa área só pode ser burlada por intervenções Etanol brasileiro. a exemplo do que ocorre também nos gramados.5% da gasolina.5 milhões de hectares. Cerca de ¼ da frota brasileira de 24 milhões de automóveis é formada de veículos flex-fuel. que rodam com gasolina ou etanol. e 65% dos seus proprietários adotam a segunda opção. Versatile in soccer.G ma imbatível versatilidade com a bola nos pés tornou o Brasil conhecido no planeta como o maior celeiro de astros de futebol. A versatilidade em fontes de energia ameaça tirar do futebol brasileiro a exclusividade desse apanágio no século 21. de cana-de-açúcar. enquanto nos EUA o etanol de milho usa 3. A exemplo do que acontece muitas vezes no campo de futebol. não acreditam numa retranca tarifária capaz de resistir indefinidamente à pressão da competitividade brasileira. versatile in energy  HGGH G. como é o caso da imposição de barreiras tarifárias sobre o etanol da cana-de-açúcar – que custa 50% menos que o similar norte-americano e é 30% mais barato que o europeu.5% da área agrícola brasileira.

.

 .

  II9 G  G.

.

 GG G I  II G9 GH  HG I  .

 G .

 .

 I G.

9.

.

   G9 .

    G.

 G .

  G  .

G G  H.

IGGG.

H.

G.

.

  .

Gn1 .

- .

IG:0G.

.

 .

I GG   GG.

.

GII   II.

  ¢.

I:$n G .

G.

G  IIGGHG.

G G.

.

 G.

.

.

 GI .

G.

GH G.

.

:( G G9G.

.

  .

 .

G.

 G.

 GGIGH   GGG.

 GH G.

G.

.

.

G.

G.

: HGGG.

n=?.

.

 .

I I.

  ¢ IG  G   G.

   GG A@Ú G  I  .

:. I.

GI.

=@ÚG.

 26 éBrasil Demanda popular exigirá 10 milhões de novas moradias até 2016 .

 <BH.

.

.

G. G I H >?.

=:@.

.

:@Ú G.  . IG:.

IGGGG.

9 .

 .

 /-I G>:@Ú G  GI.:@ÚG.

:$ IG  G /.

 .

   G  II G B@Ú.

G.

IGG HG.

G.

I.

 H.

I.

Ú  G.<.

G  .

:   G    II .

 9 G.

.

G I.

.

 .

  .

 GG IG  H HGHG.

G.

.

9I G  .

.

.

 .

 GGIG¢  .

I I@.Ú G.

 /-G .

Ú I G G.>.

G  . :.

.

IG.

G.

 GI .

   I.

 .

IG G G9G .

GII .

 9 H.

.

GG HGI .

I I .

 .

.

.

G.

.

G I.

.

foi tal que. Desta vez. Um novo personagem deve expandir seu lugar ao sol nos canteiros de obras nos próximos anos. As mulheres se preparam para ocupar a linha de frente na nova arquitetura do desenvolvimento brasileiro. Popular demand will require 10 million new homes by 2016 . com previsão de mais dois milhões de moradias até 2014. o setor foi contemplado com reformas que tornaram mais seguras as operações para investidores e mutuários. Depois de duas décadas de estagnação sem estratégia de financiamento adequada.: A bússola do investimento incorporação da classe C à agenda das empresas pavimentou o caminho para um florescimento imobiliário que tornou a construção civil um dos motores mais possantes do atual ciclo de crescimento brasileiro. veio a segunda edição. Minha Vida. depois de 408 mil unidades já contratadas (41% do total) e mais de 813 mil propostas em análise pela Caixa Econômica Federal. As empresas já enfrentam gargalos de oferta de trabalhadores. O êxito do programa Minha Casa. Uma parceria entre governo e construtoras criou um programa de qualificação profissional de 65 mil vagas destinadas a beneficiários do Bolsa Família: 60% dos inscritos são do sexo feminino. . 60% dos imóveis serão destinados às faixas de renda popular – cujo horizonte de demanda é da ordem de 10 milhões de unidades até 2016. em março deste ano. lançado em março de 2009 com meta de construção de um milhão de residências e R$ 34 bilhões em subsídios.

IG.

IG G G IG.

G  GG.

 .

GG  GG  I.

.

II.

G .

 IIIG.

.

G :  IG GG.

.

 G.

GI.

G9 IHG.

 I G  GG.

 G.

 GII9G  G GG 9 .

I  G .

  .

:  .

GI.

 G.

G   H: . II(.

 GGG9(.

 G.

G‡(#9('.

ˆG9G .

D..(GI =.

  .

versátil na energia Minha Casa.GhÔ¤. G Versátil no futebol. Minha Vida: promessa de 1 milhão de habitações em 2010 Minha Casa. Minha Vida: promise of 1 million dwellings in 2010 GGH.

 .

G.

.

 G .

.

 l>?H.

.

.

H.

.

9GI  G.

(GI  .

.C:.. G9G?..

.. G HGG G  ‡?<Ú GˆG  GC<>:.G  I.

G.

H G.

G I.

IG! G9 IG   I   .

.

9 .

  G I   .

.

.   H =.<?: .

 .

Ú   .9 A.

.

HGIG G.

I  ®   IG  G  .

 G  <. .

.

.

<A: . IG.H=.

GG GIHGIG  :   GG GII.

.

.

I.

G:G .

 HG H.

 IG G.

GG.

.

GA@:..GIGI..

  H.

I.

G.

G!G.

.

ÚHI.G9A.

GG.HG G:.

II  .

.

 GI .

IG.

.

9 bilhões até 2014 $d lA>CH.G : The compass of Brazilian investment until 2014 PAC 1 PAC 2 brasileiro até 2014 PAC 1 PAC 2 Investimentos: R$ 638 bilhões entre 2007-2010 Investimentos totais de R$ 1. R$ 958.5 trilhão.

.

.G.. H=.<.B¢=.

 l<:@.

.

9 lD@C:DH.

.

.

=. .Obras previstas para conclusão até 2010 não estão incluídas no PAC 2.31% das ações integram o PAC 1 e sua conclusão já estava prevista para depois de 2010.69% dos empreendimentos do PAC 2 são novos.<? . . Main Axis: ¢II.

9 .

IG.

I.

?@ G .

 .

 G9 ¢=:@<C.

G.

G9 ¢GG .

 airports. ¢G.<= GHG =.

    G <=:>CA (1  I.

¢II.I energy.

  <>:C=A .

  G.

.

¢. lines.

GG.

.

.

.

I .

IG9 ¢II.

?:@=A.

G.

.

: ¢.

GG.

?AH.

 .

 I.

 G BB G.

: ¢GG G==:@.

.

 ¢ ¢GG II.

HG.

I.

.

: ¢<.

.

 .

My Lifeˆ: ¢ADÚ +=G ¢><Ú GI. GMinha Casa. Minha Vida ‡My house.

GG+<G  .

.

  .

 .

:I.<.I G=.

 .

I  II .

=.G.<.

I  .

ampliação e melhoria de 12 portos e 20 aeroportos. .Em execução: 63.9 bilhões.Concluído: 40.+=: Principais eixos: .água e coleta de esgoto para 22.instalação de quatro novas unidades de refinos ou petroquímicas.construção de 4.518 quilômetros de ferrovias.2. duplicação e recuperação de 45 mil quilômetros de estradas. para 2.3% ou R$ 256. .3% do total ou R$ 403.9% em 2009 INVESTIMENTOS PAC 2 Eixos 2011-2014 Pós-2014 R$ bilhões PAC .construção.826 quilômetros de linhas de transmissão.ampliação e a conclusão de metrôs em quatro cidades.6% do PIB em 2007.Investimento público: de 1. .1 milhão de casas do programa Minha Casa. Andamento: . .instalação de 46 novas usinas de produção de biodiesel e de 77 usinas de etanol.5 milhões de domicílios.geração de mais de 12. . .386 MW de energia elétrica. . .8 bilhões . . Minha Vida. .526 quilômetros de gasodutos. .construção de 13.

G (  @B9< ¢ @B9< +.

G  .

 ¢ =>9. G Ô =>9. =BC9= ¢ =BC9= PAC #GH.

9A +.GhÔ PAC RG' +GG. + .9A ¢ >.?9@ ?9@ <.D9.G <.  >.

D=9A .G ?A@9@ A=B9< <:.*.9@ Proceeding: ® .' D@C9D A><9A <:@D.

dA>:>ÚG l?.>:CH.

.

 ¢!.

.

:>Ú l=@A:DH.  d?.

.

9 ¢+H.

I$d<:AÚ "+.

B =:DÚ.=..

.D PAC 2 INVESTMENTS Axis 2011-2014 After 2014 R$ billion PAC .=.

 @B:< ¢ @B:< PAC Citizen .

PAC #. =>:. ¢ =>:.

 =BC:= ¢ =BC:= PAC 1GG '.

D=:A .:A +.?:@ ?:@ <.  G >.D:.G <. +  ?A@:@ A=B:< <.:A ¢ >.:@ éBrasil 27 .*.' D@C:D A><:A <@D.

esconde-se sob águas profundas que a Petrobras sabe melhor que ninguém desbravar. A autossuficiência conquistada pelo país em abril de 2006 – produção média de 1. o país pretende galgar um novo degrau na sua industrialização. 28 sondas até 2014. Ter chegado mais tarde à descoberta de grandes reservas. Mesmo sem ter sido totalmente dimensionada. sem risco de ruptura em seu processo de crescimento. O investimento em óleo e gás natural até 2014 dá sustentação a essa ambição. que incluem mais de meia centena de navios. Quando se soma à eletricidade o etanol e outras fontes alternativas chega-se a quase 55% da demanda atendida por fontes renováveis. da ordem de 14 bilhões de barris atualmente. Sexta maior do mundo. o Brasil pode desenhar linhas de passagem da era fóssil para a matriz renovável. lançada em fevereiro Navio plataforma da Petrobras: extração de petróleo no litoral paulista Petrobras vessel platform: extraction of oil in the seacoast of São Paulo PETROLÍFERA BRASILEIRA PLANEJA INVESTIR US$ 174 BILHÕES ATÉ 2013 Hidrelétrica em operação: Brasil fortalece matriz energética Hydroelectric in operation: Brazil strengthens energy matrix deste ano.5 trilhão. 70% ainda precisa ser descoberto e. O cenário diferenciado vivido pelo país na transição da matriz energética ganhou um contraponto bombástico depois que os brasileiros descobriram.97 milhão de barris/dia para um consumo de 1. o PAC 2 destina ao setor de energia mais de R$ 1 trilhão. que incluem uma expansão da Petrobras de US$ 174 bilhões no quadriênio que vai de 2009 a 2013. Os valores confirmam a intenção brasileira de transformar o país no maior polo de exploração marítima de petróleo do mundo.8 milhão de barris/dia em 2009 – ganhou um horizonte de futuro espetacular com o pré-sal. como ocorreu em 2001. Pouca dúvida pode haver de que esta é uma economia que navegará de forma confortável e segura pela transição energética em marcha no planeta. a empresa saltou à frente das concorrentes ao se tornar uma liderança imbatível em inovação e tecnologia de águas profundas. a AIE.500 megawatts – 15 mil megawatts mais que a soma das duas maiores usinas existentes hoje no planeta. Petrobras. que diz que ‘gato escaldado tem medo até de água fria’. a nova província petrolífera de Tupi já é reconhecida como a maior descoberta do mundo neste século.  . em novembro de 2007.>. Ao dispor de recursos e tecnologia de ponta nos dois lados dessa travessia.2% da média mundial. De qualquer forma. prevê que em 2030 o consumo mundial de petróleo será da ordem de 100 milhões de barris/dia. É o maior programa de investimentos de uma empresa no planeta.2 bilhões.A amplitude do repertório do país no campo da energia torna difícil acreditar que por esse lado tenha se configurado um gargalo de crescimento. para dobrar as reservas do país. Depois de um longo crepúsculo nos anos 90. A Agência Internacional de Energia. Sabiamente. Seu óleo predominantemente de qualidade superior é suficiente. favoreceu duplamente o planejamento brasileiro. cerca de US$ 450 bilhões. São R$ 879. a 350 quilômetros de distância da costa do Rio de Janeiro e a seis mil metros de profundidade abaixo da crosta de sal milenarmente acumulada no fundo do oceano. além de 12 que já estão a caminho. quando o próprio país já dispõe de opções maduras em fontes renováveis. ancorado em forte desenvolvimento da petroquímica. Na segunda etapa do Plano de Aceleração do Crescimento. o Brasil não quer perder a vantagem comparativa de um sistema econômico que tem 80% do consumo industrial e residencial abastecido por energia de origem hidráulica. a brasileira Itaipu e a chinesa Três Gargantas. o parque naval está sendo desafiado a assumir índices de nacionalização de até 70% em encomendas destinadas à exploração do pré-sal. do total de investimentos previstos da ordem de R$ 1. Desse total. Com o trunfo do pré-sal. o que consolida a brasileira Petrobras como a petroleira sensação do momento. detentora do maior lucro do setor em 2009. o governo do presidente Lula preferiu não afrontar um ditado muito popular no país. Estão programadas nada menos que 54 novas hidrelétricas com potência da ordem de 47. no mínimo. contra apenas 13. se existir. bem como do setor de máquinas e equipamentos. Ancorado em tantos números positivos. além de consolidar uma indústria naval que já vive um boom com mais de 40 estaleiros em funcionamento a pleno vapor. o Brasil se prepara para figurar em uma década entre os dez maiores produtores de petróleo do mundo. um megacampo de petróleo. the largest expansion plan in the world with pre-salt Brazilian oil company plans to invest US$ 174 billion until 2013 H=. e ainda pode ainda ser revisto para cima.

I.

.

.HG  <..

.

Ú .HG¤ G9B.

G G H .

I :$.

 .

    G IG9+HGH G G  G.

 .

 ¢.:  .

I.

I GI .

.  H   I .

.

 .

 .

HG   G.

 G H.

 G .

HGH.

.

=.A®GGG I..

<:DB.

.

 GI 9GII .

.=.<:$GIG9 HG GGI.

<:C.

.

HG +.

'Gn I.

 IG .

=.D¢GH..

.

G.

 GG.  ¢G:.

.

 I9 .

I G9m-IG   .

I G G GG.

 IGGI G:n$ I G    I.

GG  G GH.

  +GIIG " 9GI  .

!HG .

GHI:. .

 G HG   .

G9+=.

G.

I G.

nG.

IGH.:.

 H G  G l<.

.

9 GG .

  .

.

GI G.

IGHG  l<:@.

.

:. .

H G@? I   G.

.

 G  I.

IG.

 ?B:@.GG  G:. GIG  I  ® <@  G  GG   G     H ..

 .

G.

.

9G.

IG G.

  G.

.

G G G9 G.

.

 .

.

 GHI9 .

 .

 .

.

.

.

 I: G.

n$G.

G  .

Gn. ": 1.

  G GG ¢G9 I 1.

9G.

 G.

IGG.

G GGGI.

Ú .I G GC.

 I.

HG .

.

.

 .

G.

G.

9 .

 .

GG .

.

GI.

 H GI  .

G I .

IG   ¢:1 I.

I.

.

G   .

 GGGI .

G .

9.

  GG  GG.

I9I G .

.

I.

G.

GG.

.

  G.

 G@@Ú G HGHI9 GG  .

I.

 G H .

  .    G ?.

G G.

GG:G.

 .IG   GG<>:=Ú: .

 .

G.

 .

I  H   .

 .

 D.9 G.

G.

H.

I G  I .

G.

.

 =<I GGG.

G.

G.

.

Ú G. B.

GHHG.

II.

GG.

.

G  .

.

 ¢G9 .

I .

I  .

I .

.B9GG.)H=.

.

  G G    . 9>@.

9=C GG H=.<?9 .

 IG .

 %G.

9.

 . .H <=G  GGGG  G: .

 GGIIG .

GH.

.

I.

 G  H GI.

.

G G.

.

G.

.

G I.

 H.

GIIG      IG :  .

  H.

  .

.

 9    .

 .

.   .

 I .

.

G.

.

  : .

I.

 G G .

I.

  $.

.

<? .G GGGH=.

 worl  .

I:$.

.

 .

G.

 GH.

.

.:.

 lCBD:=H.

.

H.9GH/-l?@.

.

9    G G H   In 9 .

I .

GG.

+HG.

 G GH<?H.

.

HGI9 .

I I.

G /-l<B?H.

.

.

 =..<>.D¢=.

 :$.

 G  G.

.

G.

IG+HGG G.

 .

GGIG G9G   :-.

 G.

  9G   .

 IG.

H.

 G : . G .

  G.

 .

 .

 G   H  G.

I.

=.D9 IGG G G I..

GI .

GHGGH G    G .

  I .

     G .

I .

G.

 . G:.

 .

G IG : .

I.

G $G.

G I9 $ 9 .

I G  H+.

'G.

 .

       .

I.

 G   .

 : $ G Área do pré-sal está a 6 km IG.

 G9 H  de profundidade no litoral brasileiro H GG  Pre-salt área is 6 km deep in brazilian coast  G I  G I.

   G .

 I.

 .

  .

: .

 9 GG G.

eds: to fill gaps from  G9G .

G G  .

  G .

.

9  G.

 G.

 GG.

9  G .

 IG G H G.

GH: .

GhÔ¤+HG Petrobras: o maior plano de expansão do mundo com o pré-sal -`IGG¤  .

GhÔ¤+HG INVESTIMENTOS éBrasil 29 .

em Washington. judiciária. fabricados pela Alenia Aermacchi. a correta e precisa descrição do equipamento é talvez o fator mais importante para a certificação de que o produto realmente T  G. o grupo aposta na construção do trem de alta velocidade que ligará São Paulo e Rio de Janeiro. o que gera uma economia ainda maior. O ex-tarifário é concedido àqueles bens que não são produzidos nacionalmente. o governo brasileiro tem alguns mecanismos de incentivo à importação de máquinas e equipamentos sem produção nacional. “O Brasil é muito importante para nós”. que são aqueles itens grafados na TEC como BK. de turismo e energia – entre outras. Tem-se. A descrição correta do equipamento evita que supostos fabricantes nacionais interfiram no curso do processo informando que o fabricam. Indústria e Comércio Exterior. que analisará. A alíquota do Imposto de Importação dos produtos BK é de 14%. Um desses mecanismos é o chamado extarifário. mas os objetivos são claros: o grupo italiano. O acordo trata da cooperação mútua em diversas áreas. Trata-se da readequação da alíquota do imposto de importação de bens de capital. neste caso. especialmente com relação à transferência de tecnologia”. que. e às vezes a evolução do processo para as próximas etapas depende da conclusão de etapas anteriores. a inexistência da produção nacional do item e outras características do projeto como um todo. nenhuma soma foi ainda anunciada. Trata-se de uma forma justa de proteção à indústria local. O processo tramitará inicialmente no Ministério do Desenvolvimento. presidente do grupo. já caracterizaria uma enorme vantagem econômica para a importação. comercial. estimado em cerca de 35 milhões de reais (13 milhões de euros). ainda. o Finmeccanica pretende construir uma nova frota de fragatas equipadas com sistemas de defesa. Como explica o diretor comercial de Finmeccanica. então. que o Imposto de Importação entra na base de cálculo de outros tributos. há uma série de fases pelas quais deverá passar o processo. a descrição incorreta do produto pode gerar uma contestação. diz o empresário. uma das empresas do grupo. pretende desempenhar um papel de destaque nos projetos de modernização das Forças Armadas brasileiras. técnico-militar e defesa. entre outras coisas. via de regra. O grupo Finmeccanica também está trabalhando para obter o contrato que pode levar à substituição do “Super Tucano” – aeronave produzida pela Embraer e utilizada em missões de vigilância e de controle – pelos modernos M346. Por isso. e de bens de informática e telecomunicações. o país sul-americano oferece inúmeras oportunidades em diversos setores. Trata-se de um importante e vultoso projeto. Por meio de suas empresas Ansaldo STS e Ansaldo Breda. Após essas etapas a concessão será apreciada pela Câmara de Comércio Exterior. E continua: “O acordo assinado pelo primeiro-ministro Silvio Berlusconi e o presidente Lula abre muitas portas. na Secretaria de Desenvolvimento da Produção. Ou seja. Com a concessão do ex-tarifário. Outro setor que tem despertado grande interesse para o grupo italiano é o de transporte ferroviário. econômica. É o que declarou à imprensa brasileira Pier Francesco Guarguaglini. industrial. financeira. especialmente depois do acordo assinado em 12 de abril durante a Cúpula de Segurança Nuclear. Paolo Pozzessere. também ligada ao citado Ministério. líder no setor aeroespacial e de defesa. como IPI e ICMS. por si só. BIT. Quanto à Marinha. Quanto aos investimentos futuros. Como se pode notar. se julgar conveniente. a viabilidade da concessão da medida. mesmo que isso não seja verdade. a decisão não deve ser precipitada: “Visto que se trata de uma operação com muitas variáveis e riscos não indiferen- Reduzindo custos na importação P não é fabricado no País. Concomitantemente. através de uma Resolução que será publicada no Diário Oficial da União. levando-se em consideração. pelos dois governos. deferirá a medida. como política. Isso. a descrição e a classificação sugerida do bem pelo importador serão analisadas pela Divisão de Nomenclatura. Origem e Classificação Fiscal da Receita Federal.CAPITAL EXTERNO IMPORTAÇÕES Forças armadas e transporte ferroviário de alta velocidade: as principais áreas onde o grupo italiano pretende ter participação importante no mercado sul-americano O mercado brasileiro representa uma prioridade para o grupo italiano Finmeccanica. Neste sentido. é importantíssimo que o ara incentivar a modernização do parque industrial e mesmo a montagem de novas indústrias. cai para 2%. uma redução desses também. Segundo ele.

.

G G .

 G .

.

    $G.

G  !.

IIG.

IG: . G .

  G   IGn I G.

G9 +.

 !GII "G¢ G.

.

9 IG   G.

.

G : $ GII¢ GI .

  .

9   -  .

IG I  G .

.

 .

 G I¢ 9 I.

G G   G .

  .

 .

 <=  .

   )IG -G -.

9 .

 1G .

9 H    : .  G G    G I- 30 éBrasil GGI H.

GGII .

9.

 .

I H : )G9 !.

IIG.

IG.

 H.

 G.

G .

 .

  :  I G $G.

G GG  G.

.

 G.

  .G:.

IG.

G -.-G G  G9!.

IIG.

IGn I.

  H.

 .

 .

 ¢  G.

 .

.

 -G+GG  .

 %G.

dG.

G I9 .

G GGH l>@H.

.

‡7<>H.

.

II.ˆ: .

G .

I!.

IIG.

IG9+G +9G.

 G  I.

.

H G.

G :p-.

I .

.

GG.

.

 G G.

GHGG.

9 H G  .

G.

:).

 G.

 G.

.

9.

.

HH GII.

  .

 .

GIG.

G:o G.

! ¤1.

.

 .

G T G.

.

G.

GG9I G.

.

IG9  .

I.

G9 I .

IG¢.

.

G G  9 I.

I9 II.

G9.

 .

G9.

GI.

G9.

G  ®G : pG.

.

.

G9oG.

"GG.

.

:   I.

dp. G.

 H+.

 (.

.

 -.

.

 I.

 G  +.

 'G  G 9I.

G.

G.

I Go:.

9 GH GI 9H GGIGd $G.

G9 G .

 GGIG  I9.

  GG.

.

 I .

G.

 G.

.

Gn !I: !.

IIG.

IG.

G.

 IGI  GI G  GIm-.IGn ¢G.

IG I H HGG  .

.

.

 .

GIG I®H  (>?A9 FLÁVIO TURCHETTO WALTER THOMAZ JUNIOR !G.

I \G G II..

G.

GhÔ.

.

. .

HP.

G%.: 1G.

\I.

G.

G \I.

 .

9G G \I.

 .

9I(\I.

$GI.

GG!"0II.

G.

GhÔ.

.

. .

HP.

  .

 G +.

 .

G $GI.

G: :.

portorium.net. Sem mencionar que representa um investimento de enorme dimensão. precisamos compreender melhor a situação. . Brazil: for Finmeccanica the future is here Armed Forces and high-speed railway: the main areas which the Italian group intends to play an important role in South American market importador facilite a análise do pedido por parte dos órgãos competentes. impossível de ser realizado exclusivamente com capital privado”. graduated in Foreign Trade with an MBA in International Business from FGV and specialized in Tax Law and Director of International Consulting Portorium. prestando as informações necessárias de maneira clara e elucidando as questões relacionadas ao projeto de forma ágil e precisa. Walter Thomas Junior is a Consultant specialized in Foreign Trade.: Flavio Turchetto is a lawyer specializing in tax law. www. Reducing costs in import tes.

GhÔ Brasil: para Finmeccanica o futuro é aqui  IG  .

G.

    .

 .

G GG  GH.

 .

9  G.

.

G G.

I.

I G.

 .

GI .

G .

 .

 G.

G I.

: * I G.

.

IG ex-tarifário: . .

GG  GG.

 IG.

G 9.

.

 .

  .G&9 G  I G  I.

IG.

  9 .

  .

IG9$. G$G.: .

G& I..

 <?Ú9GG:1.

  G.

 ¢G.

P.

9 .

.G=Ú:.

9H.

9I GGI.

G  I.

I G GG    .

9 G.

 .

 GII G  G   $G.

 .G po .

GG.  HG GI G$+$‡$+ I .

("-‡.ˆG .G("  G -.

.Iˆ:.

9 9I G I.

G9  .

I IGGG.

ex-tarifário.: .

G    .

I  GGGI G.

.G:.

.

GG.

G I.

 IG.

 :$ .

9GII G GIIG I.

.

 .

.

 G  .

GGI I.

.

IG.

 G   I.

GGGI .

 II I. I: .

.

    .

 G.

  G.

GGGI.

.

  I IGG.

 G  I.

9 .

.

.

:. G.

G9G.

I.

 I.

.

  IIGG GI.

 GGIGG -IG+ I.I: .

9.

 (.

.

 9$ G !.

.G 9 .

I  .

GG9G  .

9 G.

H.

.

 G.

 GG9 GI .

I I.

I G.

IG  G  I GG : G.

9  I.

.

G  IG.

.

IG.

    I G .

   H  .

HG.

 H .

.

.

 )IG9*.

.

G !.

IGG.

.

IG.

  ! G 9GII  GH.

 (.

.

: 9 G.

 HI.

 H  GH!.

I9G 9.

G 9.

.

HIG.

 G .

HH.

  .

 "*.

I.

G%G:   IG 9   G G .

   G    .

I  I    9G  .

.

     II.

.

 G:. G.

  .

.

.

G G .

GI.

.

G  G G.

IG.

H IG9 .

.

 IG.

I.

G.

.

G IGGG G.

.

 .

G.

   I.

G.

IG I.

G: éBrasil 31 .

o Itamaraty. vem adotando uma série de medidas. Entre elas.COMUNIDADES Brasileiros no mundo S ão mais de três milhões de brasileiros vivendo hoje em outros países.040. Ásia. E para acompanhar o crescimento da população de brasileiros morando no exterior. como é chamado o Ministério. América do Norte. África e Oriente Médio. Europa. Esse é o resultado que se espera da troca de experiências que os dois países vêm realizando na área consular.993 (Estimativa/estimate) Europa Europe 816.257 O  . É papel do Ministério das Relações Exteriores proteger os interesses e garantir os direitos desses compatriotas. Entre as discussões. a criação de 16 novas representações consulares brasileiras na América do Sul. Brazilians in the world Mais cooperação entre Brasil e Portugal. estão a facilitação de acesso a bolsas de estudo e a reserva de cota para filhos de emigrantes cursarem faculdades portuguesas. Brasileiros no mundo Brazilians in the world 3.

.

G.

.

G.

.

 I.

 G: $  (.

.

!.

G.

I  .

 G     .

     IG.

:   .

G.

G.

.

G.

.

GHG 9  $GGG9G.

IG  (.

.

9 GHG .

G.

G: 9 IG.

<AG.

.

G IG.

- .

IG9) .

IG9 9.

G9.

IG G (.

325.890 (IG.100 Middle East 31.  G: América do Norte North America Oriente Médio 1.

H G.

.G +G:.

.

  I   I G.

I  G I.

 GH I I.

.

IGGG:   .

I.

G facilitation of access to I G .

G H.

 G.

GI .

Os documentos foram entregues. Lula. e do Paraguai. pelos próprios presidentes do Brasil. G. Fernando Lugo.557 América Central Central America 5.500 Brasil e Paraguai têm trabalhado no sentido de regularizar a situação dos cidadãos que vivem ilegalmente nos dois países. Brasileiros e paraguaios começaram a receber.852 América do Sul South America 513. carnês de residência temporária.800 Oceania Oceania 22. em maio.  G +I: Ásia Asia 289.037 África Africa 36. em cerimônia.

 G  +GGG G H .

  G.

   .

G.

   .

.

 .

G .

    I.

: G.

.

GG +GGGGHG I.

.

9 .

 (G9 H  G .

I: .  I  .

 9 G G I9 H    .

G.

O Ministério das Relações Exteriores montou escritórios temporários para atender os brasileiros nas cidades onde a seleção brasileira vai jogar: Johanesburgo. cartilha com informações e recomendações aos brasileiros. Durban e Port Elizabeth. G. o Itamaraty lançou o “Guia do Torcedor”. inclusive providências que devem ser tomadas antes da partida e de como agir em caso de necessidade. Além disso.9'G9G  +GGG9!G ': O torcedor brasileiro terá uma proteção a mais durante a Copa da África do Sul.

.

GG.

 GI.

 .

 1 .

- .

IG: . (.

.

!.

G.

 G G.

I G.

.

G .

I.

.

  G.

.

GG.

 Gd% GH9HGG + .

GH :(9$GGGGI    p!G".

o9H.

 .

G.

 G I G.

 G.

.

G9 .

I .

HGH GG  GI.

IG: !d:HG.

.

 :::H 32 éBrasil éBrasil 33 .

COMUNIDADES Premiados nos Estados Unidos .

GhÔ¤( P Support to those who living abroad Foreign Ministry opens more channels of dialogue with emigrants .

.

G9G.

 G.

I G GG.

.

G I.

 I9 II. =.GHG   C.

 I.

I I.

º lugar no concurso “Brasileirinhos no Mundo” (leia mais na página 36) / The drawing of Eric .600) e Espanha (125 mil). no Rio de Janeiro. essa realidade passou a receber atenção redobrada do governo brasileiro. para cuidar desse tema. Outro marco importante foi a I Conferência das Comunidades Brasileiras no Exterior. O desenho de Eric Krieger. também no Rio de Janeiro.9  G     34 éBrasil Unido (180 mil). O primeiro marco foi a criação. que vive nos Estados Unidos. em 2007. ficou em 3. promovida pelo MRE em julho de 2008. A segunda edição do evento foi realizada em outubro de 2009. Portugal (137. da Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior (SGEB) do MRE. Nos últimos anos. Foi a primeira vez que comunidades brasileiras no exterior se encontraram de maneira organizada para discutir suas realidades.

 I I.

GG.

.

.

  I.

:. .

G  .

G.

 G G    G     (.

.

  !.

 G.

D9 .. ‡( ˆ9 -H =.

 .

IG H>:.?.:DD>G.

.

G.

.

.

  I.

: .  I.

Ú  G. GHH C.

.

G .

Gd /.

  -G9 .

  <:=C.:... G.

.

G9 +GGG9.

pHG... >...

G.

o9G %GG9.

  =C. p G...:.

o: $ 9   G C<A:=@B G.

.

G9  .

   /.

  &.

:.ˆG -G.  ‡<C.ˆ9 +G‡<>B:A....

.ˆ: $ I G9  G G..‡<=@:.

 HG  I.

 .

IG  G.

    G.

.

.G :.

GG IG.

.

.=.B9  / IG¢"G  G.

.

G .

.

 HG  ‡-" ˆ  ( 9  G  .

I G.

 G.

.

GGHG :  GG .

IG.

.

G.

.

HG 9 H (!9.

C9. %=..

 .

 %G.

:. I  .

.

  G  .

D9G..*IH=.

 .

  %G.

:$G .

.

 GG.

.

GI.

¢ .

 GHG   .

 G G.

  G  .

I  .

G.

.

: *    G     .

 G   IG.

 I.

 G.

G.

.

G .

.

HG ‡  ˆ.

 G .

I.

9 G.

 G.

.

GH G   G  I.

.

:-.

 HI G.

G GG  I.

: .

-" G   9II.

GH.

IG I.

.

 .

.

G.

 .

 IG .

 .

I.

9.

 G.

I H .

I  G  .

      .

G H .

GG  G.

.

G-GIG:. (  GG   GpG.

.

G.

 1 o ‡:HG.

.

 :::Hˆ9G   .

G.

  G.

.

GI.

.

o publicitário Washington Olivetto. com 10 repartições que em breve modernizarão os serviços com mais tecnologia e novos métodos de trabalho e atendimento. recebeu um troféu de crianças descendentes de brasileiros. a estadunidense é a maior. presidente da BrazilianAmerican Advertising Association On the left. mais antiga e mais organizada. a iniciativa da Plus Media e Marketing (PMM) chegou à quinta edição entre os dias 12 e 18 de abril. Carlos Borges. the publicist Washington Olivetto and Lineu Vitale. Também foram agraciados o jornalista Caco Barcellos. Milhares de brasileiros provenientes de diversos estados americanos e de outros paí- ses.GHG : Krieger. que lançou durante o evento o filme “Xuxa em: O Mistério de Feiurinha”. mostras de vídeo. who lives in the United States. debatendo temas pertinentes no mais alto nível. foi o primeiro convidado a subir ao palco para receber um prêmio. À esquerda. Os brasileiros que vivem nos Estados Unidos têm a seu dispor a maior rede consular do mundo. em Fort Lauderdale (Flórida). Criada por Carlos Borges. Dish Network e BB Remessa. Consulado Geral do Brasil em Miami e Fundação Vamos Falar Português. president of the BrazilianAmerican Advertising Association Durante o evento também foram realizadas as cerimônias de premiação do Brazilian International Press Award. A atriz e apresentadora Xuxa Meneghel. took third place in the contest “Brasileirinhos in the World” D e todas as comunidades brasileiras no exterior. palestras e seminários sobre mídia. subsecretário-geral das comunidades brasileiras no exterior. o criador do evento. Japão. o ator Antonio Fagundes e o cantor Luiz Caldas. “Consideramos o Focus Brazil talvez o maior e mais importante evento de iniciativa exclusiva de comunidades brasileiras no exterior”. participaram de workshops. com apoio cultural do South Florida Point of Culture. educação e negócios. o embaixador Oto Agripino Maia. Carlos Borges. the creator of the event. Inglaterra e Canadá. Na noite do dia 16. Exemplo do avançado grau de organização dos emigrantes brasileiros nos Estados Unidos é o Seminário Internacional de Cultura e Mídia Brasileiras/Focus Brazil. Apresentado pela TV Globo Internacional. no condado de Broward. the International Seminar on Brazilian Culture and Media/Focus Brazil received visitors from several countries and from various American states *G G. que tem viajado por vários países buscando conhecer as condições em que vivem os brasileiros. Ministério das Relações Exteriores. como Holanda. avaliam os embaixadores Eduardo Gradilone e Oto Agripino Maia. destacando brasileiros em diversas categorias. França. no Broward Center for the Performing Arts. Awarded in the United States In its fifth edition. o Focus-Brazil tem se destacado por receber ano após ano figuras importantes em várias áreas da comunicação brasileira. o publicitário Washington Olivetto e Lineu Vitale. dentre outros temas.

.

GI.

.

GHG 9 .

IG.

 G9 G  HG.

 : G.

.

G.

.

.

 /.

 -G GG .

 .

G GIG.

  9.

.  <.

I .

I .

 .

 .

.

I .

 I G .

  : G G GI  G.

G.

G.

.

G.

G.

 /.

 -G.

  $G.

G-.

GG.

.

GG ( .

G¤ !IG.

:G HG9 .

.

.

G.

 +( .

G¥(G.

‡+((ˆGI   .

   .

.

.

 .

 <= <C .

G  G  +.

9.

G  9!'G  G‡!.

0"H$G. Gˆ: + H.

G9.

 )G  G9.

 IG - !.

G+.

9(.

.

!.

 G.

9G"GG.

.

(.

G.

G 'n -G + ! G.

9   !I¢G.

 GH .

 .

  I.

.

GGG G .

 G.

.

 .

 G.

 .

   I.

IG.

G.

9 .

I.

G.

G   .

G   G. : .

.

G  G.

 .

IG -G G     I.

9 .

I .

 G.

9 #G 9%GG9!GI9 G G GG G9G.

I.

G  .

 9.

 9IG .

G  .

G9 IG.

G H.

9G .

I: .

 9I.

  G  G.

.

G $G.

G + G 9 .

 .

 .

 G.

.

G.

G.

IG.

: p1 I.

   !I G.

  G   G G   .

G      .

.

.

G.

  G.

.

G I.

.

 GHG o9 G.

 HGG  G "G .

G *.

.

 (G.

G9/ IG¢"G G.

.

G.

.

HG : * .

 <A 9HGG *.

.

 (G.

G9  GHG.

GI.

.

   G.

.

GnI .

.

.

9G   .

   G  I.

 G .

:       G.

 GI GI9   H.

I.

1G .

*.

9 GI.

 !G G  .

'.

0 2G( 9 GI   .G G:IG .

  .

p2G.

(!.

.

 G9oI.

 G  I .

  I GG.

.

principalmente no Reino Em sua quinta edição. Na Europa. com 1. quando sucessivas crises econômicas. de setembro de 2009. Paraguai. baixo crescimento e desemprego induziram especialmente muitos jovens a procurar oportunidades em economias mais desenvolvidas.040. há 816.280. e Japão. com 300 mil “brasiguaios”.G: éBrasil 35 % aís de imigrantes.000 brasileiros.993 brasileiros vivendo em outros países. com 280 mil “dekasseguis”. Três países absorvem 80% dos emigrantes brasileiros: Estados Unidos. indicasse o número de 3.257 brasileiros. o Seminário Internacional de Cultura e Mídia Brasileiras/Focus Brazil recebeu visitantes de vários países e diversos estados americanos . o Brasil viveu uma onda de saída de brasileiros do país para viver no exterior a partir dos anos 80 do século 20. Essa onda emigratória fez com que o último relatório do Ministério das Relações Exteriores (MRE).

GhÔ¤I.

G - . com funções consultivas. com representantes eleitos por voto direto e concebidos para servir ao diálogo entre emigrantes e o Estado brasileiro em nível local.mre. permitindo ao governo brasileiro conhecer melhor as demandas dessas comunidades.G+(( Itamaraty abre mais canais de diálogo com emigrantes Um dos frutos dos encontros foi a criação do Conselho de Representantes das Comunidades Brasileiras no Exterior (CRBE). O MRE criou ainda o portal “Brasileiros no Mundo” (www. Além da SGEB e do CRBE. serão eleitos quatro representantes titulares e quatro suplentes por continente. para ampliar o diálogo com as comunidades brasileiras no exterior.brasileirosnomundo.br). Em breve.gov. estão sendo criados conselhos de cidadania dos emigrantes no âmbito das jurisdições consulares.

 Apoio a quem vive no exterior .

EXPORTAÇÕES COMUNIDADES Brazilian emigrant children $GG.

 G.

.

G.

G.

  I.

  .

.

 IG II (.

.

!.

G.

‡( ˆ9.

 G I.

GG.

 G.

 IG.

G .

.

.

GI .

 .

   .

I.

.

: *.

.

.

G.

G.

 GG.

G.

.

GGHG G  .

 nG.

 pG.

.

.

 .

 1 :o'GI  H / IG.

G¢"GG.

.

G.

.

HG   ( G = IpG.

.

G.

  1 o9  .

 .

 %G.

9.

D9  I.*IH=..

.

.H  =. G.

G  HI .

 A¢<<G 9.

   p(G.

o:  .  G.

9   -  .

º) Renan Shindy Sato Mikumu (ConsuladoGeral do Brasil em Hamamatsu). 6. "G9 G. 7. 4.º) Victória Matuda Abade (Consulado-Geral em Hamamatsu). Danielly Kaori Azuma (Consulado-Geral do Brasil em Hamamatsu). Camila Storvik e Julio Cesar Zili (ConsuladoGeral do Brasil em Londres).º) Erick Krieger (Consulado-Geral em Nova York).º)Giulia Estelle Dohy (Consulado-Geral do Brasil em Paris). Andrea Nunes (Consulado-Geral do Brasil em Miami). 2. 5.IG9 36 éBrasil Menções honrosas Ami Kleiman (Embaixada do Brasil em Tel Aviv). 9. 3. Cassius Alves da Silva. Lukas Straube (Consulado-Geral do Brasil em Nova York). Luana Lorenz e Rafaela Figurski Vieira (Embaixada do Brasil em Berlim). Claudia Gabriela Santos da Silva. 8.º) Layra Pires de Brito (Consulado-Geral em Nagóia). 10.º) João Pedro Bergamo Jaskuski Ciqueira (Embaixada do Brasil em Quito).º) Dominique Ender (Embaixada do Brasil em Viena).º) Tamirys Muraoka (Consulado-Geral do Brasil em Nagóia).º) Sandy Miho Tsukahara (Consulado-Geral em Tóquio). VENCEDORES 1.º) Lucas Walker (Consulado-Geral em São Francisco).

G9 .

G9 GG G9 /.

  GH .

G9/-9 IG 9!GI9$G 9$G9%GG9 '.

HG9*G9+G.

\G  +.9+G9/&9-Ô.

I.

9-G9- 9-.

G 9..

.

GG  /G9GG HG  .

  GG  p$GGG+.G:.

$G G.

G.

.

.

 .

 1 o9G   G GHGG : .  .

  GI  G (GI : .  I.

 .

GG .

 G.

.

GH90G  I .

 : Winners <¢'GG+.

 .

‡G"G.

)GGˆe = ¢'IG1G‡G"G.

-G!GI.

Iˆe > ¢ .

I&.

‡G"G.

)3ˆe ?  ¢ 0.

I.

G (G G HG  ‡G "G .

 #GGGˆe @  ¢ -G  (.

G GG ‡G "G .  .

 .ˆe A ¢%Ô+ G%G.

.

.

G‡ HG Brasil exporta cada vez mais O Lucas Walker. 2º lugar G.

.

..

ˆe B ¢.

.

  ‡ HGG.

.

0.

Gˆe C ¢ G- .

 -G(.

‡G"G G.

.

G.#GGGˆe D ¢.

(GG‡G"GG.

 .

)GGˆe <.  ¢ ".

.

G    ‡G "G  G.

.

+G.

ˆ: Honors .

&.

G‡ HGG.

.

..

ˆe  G)‡G"GG.

.

(.

G.

ˆe G.

G-.

GG %.

G4.

.

‡G"G G.

.

' ˆe G.

  G -.

G9 G .

G "GH.

G G -.

G -G9 'GG ' G  GGG !.

.

 0.

.

G ‡ HGG.

.

.

ˆe G.

&G.

G‡G"GG.

.

 #GGGˆe 'G-GH‡G"GG.

.

Leste Europeu. EUA. América Central. Sudeste Asiático. !d"`. A gente assumiu em 2003 com 60 bilhões de exportação. África. colocávamos uma meta de 100 e falavam que éramos loucos. Porque quando chegamos ao governo encontramos uma situação que impossibilitava o crescimento. Como a Apex-Brasil atua nesses novos núcleos de consumo? AT – Nosso trabalho nos últimos anos foi feito para diversificar mercados. A Apex fazia 550 eventos e hoje faz quase 900 ao ano. Oriente Médio. Essa é uma orientação do presidente Lula. Alemanha e Itália. América do Sul. desde o inicio do mandato. Caribe. A gente foi para África. Argentina e um ou dois da Europa.) 3ˆ: também há novos consumidores na Ásia. É claro que seríamos loucos se continuássemos dependendo de três países. que era 85% da pauta de exportação. América Latina.

G!{¤¢G.

Os nomes dos vencedores foram anunciados em março passado. realizada no Rio de Janeiro em outubro de 2009. Israel. DVDs e CDs infantis brasileiros. Áustria. Equador. Austrália. Os desenhos. Tunísia e Uruguai. Uma das iniciativas voltadas às novas gerações de brasileiros no exterior foi o Concurso de Desenho Infantil “Brasileirinhos no Mundo”. Senegal. Omã. Estados Unidos. Irlanda. e outros dez receberam menções honrosas. Canadá. Lançado pela Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior do MRE por ocasião da 2. foram avaliados por uma comissão julgadora. Dez deles foram contemplados com o “Prêmio Itamaraty de Desenho Infantil Brasileirinhos no Mundo”. . S e a garantia dos direitos dos emigrantes brasileiros nos países onde vivem é uma das preocupações centrais do Ministério das Relações Exteriores (MRE). Japão. Suíça. Portugal. também merece atenção especial a preservação dos vínculos culturais e de identidade dos filhos desses emigrantes com seu país de origem. enviados da África do Sul. São Tomé e Príncipe. Alemanha. Suécia. o concurso reuniu 200 desenhos feitos por crianças entre 6 e 11 anos de idade. Líbia. Palestina.ª Conferência “Brasileiros no Mundo”. Eles receberam kits de prêmios com livros. com o tema “O meu Brasil”. França. Emirados Árabes Unidos. Reino Unido.

1º lugar .GhÔ¤( Layra Pires de Brito.

É com ele que a éBrasil começa o debate sobre as exportações brasileiras. onde distribui. Então. que envolve vários setores governamentais e a iniciativa privada. em camisa de algodão. Já há uma mudança significativa no conceito do Brasil no exterior. a gente sabe quem compete. mas porque o Brasil. então eles podem preparar um estudo de mercado. dado o tamanho do mercado. Indústria e Comércio Exterior. Lembro que quando abrimos em Cuba. éBrasil – Presidente Alessandro Teixeira. hoje. a estratégia da Apex é fortalecer a imagem comercial. É claro que não vamos concorrer com a China. desde o setor de cerâmica até o setor de veículos. nossos consultores identificam os compradores. A população cubana está em 11 milhões e recebe quatro milhões de turistas. como economia. a imprensa disse que eu era comunista. de alimentos e principalmente aquelas áreas onde o Brasil tem utilizado o design e a inovação como centro do seu conteúdo. conhecem os competidores. primeiro. que atende à Europa. Hoje. tem entre seus protagonistas a Apex-Brasil. provavelmente vamos terminar o ano em 7. Que áreas são essas e qual a estratégia da Apex-Brasil? Alessandro Teixeira – Nós temos uma janela de oportunidades. Ao criar um centro de negócios.GhÔ¤( Brasileirinhos no mundo salto nas exportações brasileiras verificado nos últimos anos é devido. onde não distribui. Made in Brazil era considerado um negócio barato. Somos. não porque o Brasil está na moda. O Centro também abriga as empresas. veio para ficar. é meu melhor resultado. que está desenvolvendo remédio para câncer de próstata e o melhor medicamento para colesterol alto. em Miami. Nossa ação esta assentada. E vamos inaugurar em Luanda. nós temos três linhas de ações que qualificam nosso trabalho: promoção dos produtos e serviços. E chegaremos nos próximos anos à 5ª economia mundial. o maior fabricante de genéricos no Brasil. de baixa tecnologia. essa baixa da economia internacional. naturalmente. para posicionar o Brasil em áreas como as de alta tecnologia. pelo qual éBrasil 37 . No passado. quase a mesma quantidade de turistas que visitam o Brasil. atração de investimentos e internacionalização. A China dá possibilidade para qualquer setor brasileiro. a um trabalho de inteligência e prospecção de mercados. por exemplo. Também estamos em Dubai e Pequim. num trabalho de inteligência comercial que a gente nunca teve. em Varsóvia. sem muita expressão. na Inglaterra e mestre em Economia Latino-Americana pela Universidade de São Paulo. É forte. éBrasil – Com a crise mundial há. tudo em parceria com empresa cubana. O primeiro grande resultado nosso lá é a empresa ENS. depende da forma de se colocar. Porque o governo de Cuba é extremamente centralizado nas suas compras. sabem quais os pontos de comercialização. uma certa retração nas compras. O trabalho que temos é de identificação de nicho e de estratégia. agência de fomento à exportação que funciona de forma autônoma e é ligada ao Ministério do Desenvolvimento. o senhor tem dito que a prioridade para esse ano de 2010 é a imagem do Brasil em áreas que apresentam grande potencial de expansão comercial. A gente cede um espaço. Os centros foram criados para serem centros de distribuição. éBrasil – Considerando o progresso econômico da China. Mas “Temos três linhas de Do}HVTXHTXDOLÀFDP nosso trabalho: promoção dos produtos e serviços. a 8ª economia. também é a maior importadora. Por quê? Porque se hoje ela é a maior exportadora do mundo. Esse esforço. em grande parte. Depois. que tipo de segmento a ApexBrasil planeja aproveitar melhor nesse mercado consumidor? AT – Eu brinco sempre que a melhor defesa com a China é o ataque. ao longo do tempo. O objetivo é usar essa crise. À Frente da Apex-Brasil está Alessandro Golombiewski Teixeira. Moscou e Bruxelas. porque eles são bons naquilo que fazem em alta escala. doutor em Economia Industrial e Tecnológica pela Universidade de Sussex. que estão distribuídos no mundo? AT – Passa. foi melhorar esse sistema. Hoje nós estamos na América Central e Caribe. atração de investimentose internacionalização” éBrasil – Isso passa de alguma maneira pelos centros de negócios da Apex. O que nós fizemos. quando compete.º lugar.

também. principalmente por causa da burocracia. o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) não financiava as exportações. principalmente entre os pequenos empresários. a partir de investimentos da Petrobras. já que o Brasil ficou de 20 a 30 anos sem investir nada nesse setor. E isso leva tempo. minério de ferro por via rodoviária. de que exportar é uma coisa muito complicada. fax. organismo que congrega agências de promoção da exportação de todo o mundo. ninguém era louco de exportar.” a empresa paga um pequeno aluguel para ter telefone. tanto faz você exportar para China. Diria numa analogia que isto é uma incubadora de internacionalização. Indústria naval e cabotagem são setores que nós retomamos. o senhor está à frente da Waipa. você vai a qualquer loja de Cuba e o chuveiro é brasileiro. o Banco do Brasil tinha uma baixa incidência. Qual a importância de ter um brasileiro como presidente e que balanço é possível fazer do trabalho da Waipa? Brazil exports more and more . não havia incentivo. O mercado é igual. contatos comercias etc. Agora. Se triplicássemos o comércio exterior. Não havia Centro. éBrasil – Além de presidente da Apex Brasil. Não chegamos ao comércio exterior sem ter porto. Porque não houve investimentos. eu acho que o desafio do Brasil é simplificar as leis de comércio exterior. secretária. No governo anterior.  . teríamos um apagão de infra-estrutura no país. Também a infraestrutura. Não podemos querer transportar soja. França ou Cuba. A burocracia ainda é um grande empecilho. de Fernando Henrique Cardoso.EXPORTAÇÕES “Hoje. aeroporto. AT – Acho que a imagem é verdadeira. éBrasil – E as dificuldades? Persiste uma ideia no Brasil. o piso. porque o governo não dava nenhum incentivo. no processo de exportação.

G.

.

G.

IG GGIG.

 G.

.

G   .

GHGHGH.

.

.

:. .

9.

.

G.

GG .

GI9 GG .

G.

¢G.

9 .

GI GGGG  .

.

  (.

.

9$  G  !.

 I  G.

 G   ¢G.: .

.

G "H.

.

..

.

G9 + .

$ .

I .GG .

IG I /.

.

-9.

 G 9(Gn  in Latin American Economics from University of -G+GG GI .

 I.

I! G /.

.

 .

"G  -:$.

.

  .

 G \G.

H.

  HGGHG.

.

What areas are these? What is the strategy of ApexBrasil to achieve this goal? Alessandro Teixeira ¢ 1 G G .G: éBrasil .President Alessandro Teixeira. you have said priority for the year 2010 is the image of Brazil in areas that have great potential for trade expansion.

   .

.

9HIGG.

.

.

G .

9H HIGG.

9GGI9IGG:1 G9 G9 .

  GI9HGH .

.

.

  G.

B GI:  GH.

  I.

G¢ IG.

=A9HHGHH=.=.GH =.=?¢  @ I.G =.

.  : .

GG G.

.

.

IG .

.

 II G.

GHG :(G .

G.

.

G G: $ G9(G .

G.

GI.

 GI G G9¢I 9.

 I .

:-9 G.

 H.

.

G:*GI.

 .

 9G.

9.

G H.

.

.

I  G G G H:$.

9   .

 I.

 G   9     G  .

 G . :.

 GI.

 GG.

d .

  IG .

I9GGI.

.

France or Cuba. the shower is Brazilian. investments attraction and internationalization” . The market is the same. “ “We have three lines of actions that qualify our work: promotion of products and services.G  38 éBrasil “Today you go to any store in Cuba. and so is the floor. it does not matter if you export to China.

G.

G.

G.

: .  G .

  GG GG.

G.

GI.

II.

.

9GIG.

 .

 GG I  G .

  I 9   G  I.

G   GG  .

I G.

 GH.

 .

 G .

G.

to take better advantage of the Chinese consumer market?    G    .GII: éBrasil ® Considering China’s Apex Brasil: suporte a empresas brasileiras economic progress. what kind of Apex Brasil: Support to brazillian companies industry in Brazil does Apex-Brasil plan .or has already planned .

.

G.

    G AT¢$GG  G H .

  .

G .

G.

  G   G   .

.

H: 1 .

 GGI:1 LIG.

 G.

.

 G .

H.> GA..=.

.

:1 .

  9.

.

G H.

.

.H.:* G GGG<.

.

G G.

 I9.

I.

  .

G9G9 IG:*I9n H.

 GI.

I .

9HIG G G G  .

   .

 I.

9/-9.

G .

GIG9.

 G.

: G .

 ‡"GG $Gˆ9 .

I  .  G.

GI .

.

G   C@ÚG:  .

.

 G.

:  .

G .

 I GI  G  1   .

IG9 'G.

 .

IG9 G G.

.

GI9 .

II9.

G .

IG9G.

HHG9 G 9- G.

G9  .

GI nGGI : (.

 G:G .

which are spread in the world? does Apex-Brasil plan its performance concerning AT®39. of course. Africa.G: éBrasil . How centers of Apex. But it was also discovered éBrasil ® Is this related somehow to business new consumers in Asia.G  G GD.@@.. a certain decline in purchases.With the global crisis there is. South America.

.

IIG H these new centers of consumption? .:.

.

H.

I:1 G G G.

AT¢*.

IG GH.

 GG.   G:.

G.

IG  .

.

G:$ GH+.

'Gn.

.G .

 G.

HHGGG9.

(.

G.

9.

1GG9 .

I  G.

9.

I H.

.

 G G:IG IG :1GG.

HG.

G .

.

Esse trabalho envolve 14 instituições. explico que temos um conselho de integração de cadeia produtiva e de complementariedade de cada país. Quando me perguntam o que é integração na América do Sul. A Apex-Brasil foi eleita pelo Banco Mundial como a segunda melhor agência de atração    I. fizemos um bom trabalho na América Latina. Uma das iniciativas foi fazer road shows em todo o mundo por meio de uma parceria entre as agências da região. E eu não esperava que a Apex fosse candidata. sem qualquer objetivo eleitoral.: AT – Eu sou o primeiro americano a presidir esta instituição. Ocorre que. ela sempre foi presidida pelos europeus.

9   IG GGG :.  G    IG.

: 1 .

GGI9 .

I  IG G G G   G.

 G  9 G9 IG9 H.

 IGII:GGG$  G G .

.

G.

 .

IHG .

G.

G.

G.

: G.

GG.

G.

'G G9(I G : $ H      G  .

 HG9  G.

$GGI.

: $G.

  .

GI G.

 G. HII:.

 .

HGI .

:IGHG" .

 .

 IG.

 .

 .

I G:$G .

 H.

HG9$n I :. .

  .

 .9 G /:-: IG: HG G.

 .

 G  << .

.

 G  I.

  .

.

 .

9 G GH.

 .

.

G.

: *.

G  .

 )-IG .

I .

  G I.

I .

G.

:$.

  .

¢HGIG .

G :   .

  .

9GG.

.

GG  I .

IGG9.

I.

.

 .

G .

I.

  G IGI G    H  .

I.

  .

  I 9G.

G .

.

  HGIG:  IG.

 G H.

 I9  IG .

.

mainly because of bureaucracy.And the troubles? In Brazil there is still an idea. especially among small companies. that exporting is a very complicated thing. AT¢$ .H9  G 9G G  éBrasil .

 .

G.

:$ .

"!G #.

G 9G IG  9 HIG   " G  IG:. G9) -‡)G.

G G I.

IG -I.

Gˆ .

 .

GI9GI G.

‡GG.

ˆ  GG¢9 G.

I.

: GIGI.

.

GH.

HGI:)9$ .

 G .

I9G.

.

GI G¢G n G .

I.

 .

¢.

.

.

 G.

G : . .

G .

GI9.

IG.

G.¢>. GH =.

 .

.

 .

I: 1 IG G .

G.

G .

 G  .

  9 G.

: $    .

 .

 G 9    GGHGI.

GI.

 I: IG G.

:1IGG G9.

HG :- .

H.

 .

.

A Áustria é a primeira. G IGHGGI . 72% das empresas ligadas à Apex são pequenas. esse programa envolve criação de marca. criação de catálogos. Quando digo que conseguimos tocar quase 17% das exportações brasileiras. autorizado pelas empresas. Associação Brasileira de Estilistas. Temos 80 setores. foi criada pela Apex. a Abest. grandes empresas. em torno de 15% são médias. Eles tem uma lista de 300 a 400 empresas. participação em seminários.  de investimentos do mundo no ano passado. feiras internacionais. Por exemplo. é porque eu tenho um sistema de controle. que assinam um acordo de confidencialidade que me autoriza monitorar suas exportações. éBrasil – Como se dá a relação dessas 12 mil empresas com a Apex-Brasil? AT – O setor apresenta um programa. e o restante. Hoje.

 +HG .

:  GG.

Besides being the President of Apex Brasil. you are also the Head of Waipa. an organization which brings together agencies to promote exports around the world. What is the importance of having a Brazilian in such a high position and how would you sum up Waipa’s work? AT¢$G .: éBrasil .

.

IGH .

   .

 .

.

.

9  .

I  G  H GG I G.

  H  G:$ I.

I9 .

I .

 .

  /.

 )G.

G II .

" GG9 .

IG9$ .

I GGGIG .

G: #9.

 GIG9 .

G   H.

'G.

.

IG:*.

.

.

G.

G  G  G     GG .

 G .

GI.

.:.

9IG 1  - .

IGL9.

  9p1 .

.

 - .

IGLo9.

<?.

.

.

:1 $G G  G.

.

G.

.

- .

IG9$G.

  G  G G .

G.

 II.

   I.

 I G.

G IG.

GI I:   :!9.

9.

.

G .

 G  G I.

9H 1  G9 G   I  H GI  GGI.

 .

.

  GG:.

G.

 .

How are the relations of these 12 thousand companies with Apex-Brasil? AT®$.: éBrasil .

 .

Gd IG G9.

.

IG.

GG G9G.

international trade fairs.I:!G9  G.cipation in seminars. creation IGG:1 GC.

.

GI.

G.

-.

 GG.9H9GIG  H:.

.?.IG..>.

  G.

GI.

.

G.

G .

I G .

 .

:1 $G$GGH  I  G <BÚ  G.

.

G 9  G .

 HIG$ GGI9G .

 H  IG.

:. G9B=Ú IG.

.

   GG9G <@ÚG .

9G   G.

.

GGIG.

: éBrasil 39 .

EXPORTAÇÕES !d".

disse que o Brasil procura. de dois mil metros quadrados. afirmou Alessandro Teixeira. A expectativa é de que 100 milhões de pessoas passem pela Expo Xangai nesse período. ao olhar para o chão. O presidente da agência brasileira de promoção da exportação. e para os principais avanços do País na área da sustentabilidade e de inclusão social e política”. Pedro Wendler. G. Alessandro Teixeira. Enquanto conferem como é a vida no Brasil. acredita. estimulando-os a aproveitarem o bom momento econômico por que passa o Brasil. siderúrgica. na Expor Xangai. que a Expo Xangai vai ser um marco nas políticas urbanas deste século. tecnologia e de preservação e valorização da cidadania nos grandes centros. mantendo a qualidade de vida. os visitantes vislumbram as imagens de satélite das cidades onde vão acontecer os jogos da Copa do Mundo de 2014. apresentar ao resto do mundo a diversidade cultural e humana de suas cidades. um telão foi instalado para mostrar os jogos do Brasil na Copa da África do Sul. A Energia que Move as Cidades Brasileiras. O diretor do pavilhão brasileiro. por sua vez.º de maio e até 31 de outubro vai propor debates sobre como vencer o desafio de desenvolver as cidades. 40 éBrasil Piso do pavilhão Brasil mostra as cidades que irão sediar a Copa / Floor of pavilion Brazil shows the cities that will host the 2014 World Cup “O fluxo de investimentos estrangeiros no Brasil cresce em ritmo acelerado e espera-se uma forte expansão da atividade econômica nos próximos anos. em um único dia. Tecnologia e Informação. E por falar em Copa. desde a hora em que acordam até o momento de ir para a cama. As palestras para os investidores vão enfatizar os detalhes da economia do país. foi montado um cubo. o Brasil se tornou uma ótima oportunidade para grandes investidores. Por tudo isso.G!{ Pavilhão Brasil em Xangai: bons negócios e Copa do Mundo Brazil Pavilion at Shanghai: good deals and World Cup O pavilhão do Brasil na Expo Xangai 2010 recebeu. A programação do Brasil conta. e Água para o Desenvolvimento. Entre as contribuições brasileiras estão os seminários com os temas Tecnologia da Informação e Inclusão Digital. A exposição na cidade chinesa foi aberta em 1. Segundo ele. O cotidiano e a bola – No centro do estande brasileiro. doze mil visitantes e já é um dos mais procurados no evento. ainda. agrícola e petrolífera. Ciência. o tema escolhido – Cidades Pulsantes – destaca a ideia do dinamismo das grandes metrópoles e o crescimento da economia: “E isso com especial atenção aos setores de alta tecnologia. Apex Brasil. O executivo acrescentou que essas informações serão amplamente divulgadas aos empresários. no qual são mostrados os cotidianos de quatro brasileiros normais e que trabalham nas áreas cultural. com rodadas de negócios e seminários de atração de investimentos. também atraídos pelas obras de infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014”. Ele aposta que as discussões vão nortear grandes projetos de arquitetura. Brazil Pavilion is one of the most popular in Shanghai .

.

G.

.

Expo Shanghai=. I.<.

 G.

 G9 G .

.

 G .

GG   G.

  :.  .

H.

.

.

  .

I.

  (G<9G .

*IH><.

 .

I.

 I I G  .

I.

.

9 .

G.

G.

.

G.

 .

:$.

..I <.

.

G    Expo Shanghai.

 G.

 : .  .

    G.

.

G I  +.

.‡ˆ9G .

.

G9G.

 G.

 .

H.

G- G G.

  GG  IG .

.

.

I.

.

:#G.

   I ¢+.

.

.

¢ G.

 .

G   G.

GI.

.

G I.

I dp. .

.

.

 G.

IGG.

  .

 ¢I I9G  In G.

G GI.

 GGG.

GH.

.

9 I.

G.

I.

G .

.

I:o .  .

I    G.

.

G G.

.

9 + 1 9H.

9.

9Expo Shanghai.

HGG G.

 HG.

.

I  .

I:#H G  .

I.

 .

 .

 G  I .

 GI .

I9 I  G  G.

 G   GI  I.

.

 .

 H.

 I.

.

:   G.

.

GI.

H.

G.

G.

      $G.

I  G  . .

.

G $I.

e -I.

I9 .I  G  $G.

  G(G.e .

.

G.

.

G.G 1G : .

G.

G GH.

 .

G .

GGGI.

 I.:.

 G.

.

  G.

 .

.I:p.

.

.

 G.

.

.

GGG.

GIG .

I  GG.

I.

IGI.

.

.

 I.

G:!G .

9G.

 GHIGG.

G.

9GGGI  H .

GI =.<?1  9oG.

. G .

.

G:#G   GI  information will be widely disseminated to entre9IG.

 GG GG   I.

I.

.

I HG.

: $  G G.

.

GG 9 G G9 GHGH GIH9  .

I G  G.

.

GG.

.

G    .

   IG9 9 G.

IG G  GG9 .

 G G   H :1 .

I I.

  .

.

.

G.

9.

.

.

9.

 G 9 G.

.

GI.

.

   G.

GGI.

<?: -G. 1 =.

.

G9GIG.

G    GG.

.

- .

IG: Tradição tipo exportação !d%GG(.

G.

Pavilhão Brasil é um dos mais procurados em Xangai Nos três últimos anos. os irmãos são os responsáveis pela maior fábrica de vidro de tipo murano das Américas e 100% brasileira. A matéria prima Tradition export type In the last three years. the share of exports in the company’s revenue rose from 2% to almost 10% -IG. a participação das exportações no faturamento da empresa passou de 2% para quase 10% E sculpir em vidro é mais do que um ofício. E essa arte é há 48 anos o ganhapão dos mestres vidreiros Antônio Carlos Molinari e Paulo Molinari. É uma arte. Com o auxílio de outros membros da família. O processo de criação da Cristais São Marcos é integralmente artesanal.

 GGIIG.

:$.

G G:  .

G.

?CG HG .

  GHGÏ.

G(.

G.

G +G (.

G.

:1.

    G.

H9  H G.

H G(GG GI.

 .

IGG <.ÚG..

.

G: . IG.

I-Ô(GIG.

 .

 G G :-.

GG.

GI GG G  G  G 9 G  9 .

  .. G   G <9@.

: . .

 .

 G  .

 G .

 G9 .

       .

 GIG H.

G. :.

é aquecida em quase 1. vende para cerca de 1. que leva de três a quatro horas. Além das duas lojas próprias em Poços de Caldas. A capacidade de produção anual da empresa é de 1. entre outros. essa mistura é retirada do forno por uma ferramenta chamada cana de assopro. Sudeste brasileiro. sólida.5 mil estabelecimentos em todo o Brasil. A Cristais São Marcos conta com mais de cinqüenta linhas e quinhentos diferentes produtos.500 graus centígrados. até que o vidreiro possa trabalhar na peça e dar a forma desejada. como a areia de quartzo e o chumbo. Ganha forma e ganha cor. no estado de Minas Gerais.1 mil toneladas de vidro tipo murano. Por fim. G GI . A temperatura é gradualmente resfriada. o objeto passa por uma lapidação. Transformada em uma massa incandescente. E o vidro ganha vida.

 GHIG  .

IG G  .

  G:!.

G9 H I G    I.

9  .

I  G     :$G GG G.

I:  G I.

: -Ô (GI G G  .

    G  .

 .

.

 I9.

I .

G9H9 IGI 9IG   9G.

 9 IG.

 HG G:.

G+h  G G9.

(.

G"G.

-G9- GG.

GH.9  IGGH<:@..

    G.

 GG  I.: .

 IGGI.

    IG.

(GG: #G.<:<..

.

.

  G .

.

GH.

   .

   G.

.

G G9   (.

G.

 H  I.

 GG G:G.

.

G".

.

    .

G.

I.

 G.

.

G HG.

 9G+GG+G .

.

G GI.9 GII  I G:.

9.

I$G.

Convidados pelo governo brasileiro para expor as peças na Embaixada brasileira em Roma. O resultado da empreitada é que nos três últimos anos. os irmãos mineiros Molinari resolveram ousar. centros de mesa e esculturas.(GnG Com a consolidação da empresa no mercado brasileiro. a participação das exportações no faturamento da empresa passou de 2% para quase 10%. de vasos. H. Os irmãos comemoram os resultados. No ano passado. Foram audaciosos. feira de móveis e artigos para decoração em Dubai (Emirados Árabes). inclusive na Itália. mas fazem questão de recordar que aprenderam o ofício de transformar o vidro em arte com Aldo Bonora. o primeiro mestre vidreiro veneziano a aportar no Brasil. Os cristais murano de Poços de Caldas estão hoje em 40 países. já que a Itália é o berço do cristal murano e os dois sabiam que para estar ombro a ombro com os italianos tinham que mostrar peças de qualidade. Assim fizeram e a mostra viajou também para San Dona de Piave e Veneza. no Palácio Panphili. A empresa fechou ainda um pedido do Kuwait. vendeu todas as 75 peças do mostruário para um comprador saudita no primeiro dia do evento. os dois aceitaram o desafio. A Cristais São Marcos também vem participando há alguns anos da Index.

 GIG H  GG      .

  $G.

G   G  G.

.

I:-  .

G   .

H.

.

 GG G -GG+.

GG 0.

I: -G(GIG GHGG.

I.

G.

 G$ 9G.

.

G  IG.

.

HG.

‡GH .

Gˆ:'GG9  GB@ .

I IGG-G .

H .

IGGI G &G. G  :.

G9GHI.

IG I: G9.

 G G9  G .

 IGn=Ú G<.Ú:(GIG+h G G G G.

I.?.

9.

I .

H  IHG 9H  .$G:.

 G  GG  G IGG.

 G.

G.

  G9 .

0.

G GGH I.

G.

: éBrasil 41 .

headquarters of the Executive Branch '.LUGARES DO BRASIL Em 21 de abril de 2010. completaram-se 50 anos de uma verdadeira epopeia Palácio do Planalto.sede do Poder Executivo/Planalto Palace.

.

Para quem quiser saber mais da história de Brasília. arquitetos. O que parecia impossível aconteceu. É possível acessar os documentos originais e solicitar cópias de alguns deles. o Ministério das Relações Exteriores / Itamaraty Palace. que representava o papa João 23. das 8h30 às 16h30. O atendimento aos visitantes é nos dias úteis. uma boa dica é visitar o Arquivo Público do Distrito Federal. quem viveu essa história teve a oportunidade de experimentar quase um socialismo. Faltavam cinco minutos para a zero hora do dia 21 de abril de 1960. começou a celebrar a missa solene. Durante a liturgia. o mesmo sino que teria anunciado o enforcamento de Tiradentes. o herói da Inconfidência Mineira. Brasília nasceu de um sonho lhos. Engenheiros. quando o cardeal português dom Manuel Gonçalves Cerejeira. the Ministry of Foreign Affairs '. Alguns prédios ficaram prontos até mesmo antes da data. e com a cara de todo o Brasil Palácio do Itamaraty. Em compensação. Singular. soou. diretores moravam nas mesmas casas geminadas dos operários e comiam no mesmo refeitório. acompanhada por cerca de 30 mil pessoas.

.

 Memorial JK guarda objetos do criador da cidade / JK Memorial keeps objects of the city creator Ponte JK sobre o Paranoá: lago é fundamental para o clima da cidade JK Bridge over Paranoá: lake is fundamental to the city’s climate % I '.

.

Além das relíquias arquitetônicas. cortando ruas. Nesse período não costuma haver fortes chuvas nem seca em demasia. O plano urbanístico. A construção de Brasília pode. Brasília consegue juntar um pouco do Brasil em cada quadra. rios e lagos. carregando vigas de concreto. sem exageros. Onde havia vegetação. que propôs que a cidade tivesse a forma de uma libélula. Desde a representação no Parlamento até a variedade de comida servida nos restaurantes. Foi um tal de gente trabalhando dia e noite. ficou a cargo de Lucio Costa. O arquiteto escolhido para construir os prédios públicos e a Praça dos Três Poderes foi Oscar Niemeyer. a capital brasileira abriga riquezas naturais como cachoeiras. por sua vez. Homens e máquinas derrubando árvores. Oscar Niemeyer lembra que o que seria um dia a capital do Brasil não passava de terra vazia e cheia de poeira. de Brasília um mosaico em todos os sentidos. empilhando tijolos. E os visitantes costumam se surpreender com o que a cidade oferece. furando o solo para formar um enorme lago artificial. O Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek é o terceiro em número de passageiros no Brasil. E o turista é brindado com um pôr-do-sol inesquecível. que fizeram Brasília ser reconhecida em 1987 como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade. ser comparada a um épico. ou de uma cruz. então um jovem senhor de 50 anos. o capim batia nos joe- E a melhor época para apreciar essas belezas é entre a segunda quinzena de abril e o final de mês de junho. (G. Brasília também une o país pelos ares.

 HG*.

¤1.

.

 .

são 2. chegaram do Rio de Janeiro os servidores públicos federais. A maioria delas havia deixado suas famílias no Nordeste e embarcara para uma quase epopeia. O prazo era curto: a cidade deveria ser inaugurada em 21 de abril de 1960. Eles se embrenharam em terras do Planalto Central para trabalhar na construção de Brasília. é formada por pessoas nascidas na cidade. uma área ao leste do estado de Goiás foi tomada por mais de 30 mil pessoas. divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Juscelino Kubitschek. E muita gente foi chegando e continua a aportar na Capital. cada vez mais brasilienses nascem. Inaugurada a nova capital. como eram chamados os que se aventuraram para criar a cidade. A maioria. praticamente metade de Brasília. que tem Brasília como capital e 29 regiões administrativas. ou JK. 48. decidiu construir do nada a nova capital do Brasil.G N o começo de 1957. O fato de ser o lugar com maior número de migrantes em relação ao total de habitantes faz éBrasil 43 . Por outro lado. data em homenagem à Inconfidência Mineira. Primeiro vieram os candangos. Segundo a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad). de estados do Nordeste. Ao todo.92%. liderada pelo presidente da República recém-eleito.45 milhões de habitantes em todo o Distrito Federal. movimento ocorrido no Século 18 contra a colonização portuguesa.

LUGARES DO BRASIL Uma cidade que cresceu rápido Brasília was born from a dream 44 éBrasil  G.

.

 G H.

 H: II .

    G)G.

G-H#  -G.

‡+)ˆ9 G H G.

.

G$.

"G G  -G.

.

I ‡$" ˆ9 G G  G.

.

G9 ?C:D=Ú9 .

 I.

 H.

 I.

: 9=:?@ .

.

 .

 GH.

G .

 .

   ! G .

.

I9  .

I  GG.

.

GG.

IG.

GG =DG .

.

G.

.

: . GIHGGI.

  .

 H .

G .

 G.

    G G.

 G G.

.

GGG.

I.

G:-.

I G.

 .

+G.

G.

 G.

  .

GG9G.

.

G GGH.

G.

.

GI HI: .

! LUIZ CLEMENTINO G.

.

GG.

 IHG.

%I.:.

&H.

I $G.

G.

.

  .

 .

 GH.

G.

: .

.

G .

 G G I.

:.

 GI .

IG.

I9 .

I G G.

.

GHI.

 .

 <DCBG#.

.

IGG G#.

G#G.

9  G.

.

GIG.

G GGGG I GGG9.

G G:  H.

   HG.

.

H I  G.

 G       %: .

  .

 .

 9 G9  .

 GG.

.

   :   .

.

G .

 GGH: ^I0ËI.

. .

G.

G . pIG Go‡ˆ: .

 ) G-G: . G .

 IG .

 G  .

G.

.

GII.

:*I.

G.

GG G  IG.

G9 GH.

IGG.

  .

  %G.

:   G  .

 G.

   GG.

profundidade máxima de 38 metros e cerca de 80 quilômetros de perímetro. Brasília possui uma frota de 1.2% maior. Além disso. o brasiliense navega.:*   G 9G  a indústria de transformação fica 10. O progresso também está nas ruas. a capital do Brasil guarda 50 milhões de metros quadrados de área gramada e quatro milhões de árvores. que atualmente está quase que totalmente despoluído. O Lago Paranoá. foi artificialmente criado para minimizar os efeitos da seca da região central do país. que tem 48 quilômetros quadrados de extensão. apesar de estar a quilômetros do mar. Para compensar o gás carbônico emitido pelos carros. A frota de barcos é a terceira do país. Para aproveitar todo esse espelho de água. Só perde para Rio de Janeiro e São Paulo. Brasília é uma cidade de água e gosta disso.2 milhão de automóveis. Vista aérea do Plano Piloto: muito verde e qualidade de vida Aerial view of the Pilot Plan: much green and quality of life '.

.

Um pouco menos de 10% dessa população mora no Plano Piloto e lidera o ranking do PIB per capita brasileiro. A área da indústria também tem acompanhado esse crescimento.500.110).  ! G .23 bilhões na economia local. Singular.45 milhões de pessoas. que tem Brasília como capital. consulados e organismos multilaterais. com US$ 23. . Uma pesquisa da Consultoria Geografia de Mercado mostrou que o comércio e os serviços respondem por um giro anual de US$ 9. and with the face of all Brazil O Distrito Federal.000) e Rio de Janeiro (US$ 11. é a casa de 2. Um levantamento da Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra) mostrou que o setor já responde por 10% da economia brasiliense. Significa quase três vezes mais que a média nacional e muito além de cidades como São Paulo (com US$ 13. Os responsáveis por esse resultado são a renda do funcionalismo público e os salários de funcionários de embaixadas. E a cada ano.

.

I9  .

I  G G.

.

G G .

 IG.

G9 .

     =:?@ .

.

 :  .

Ú    G.   G <.

 .

 .

   +.

 +G G  G    G.

 IG.

G"+9.

. /-l=>:@.: $.

G .

 G.

G GGG .

GH I.

.

.

ˆ G  ... -Ô +G ‡/-l<>:.

  %G.

ˆ:. .‡/-l<<:<<.

GG  .

 .

IGI.

 .

I H.

I.

IG GG.

 HG.

9IGG .

GGGI.

: GI "G (GGI    GG G .

IGIIGG /-lD:=>H.

.

.

IGI: $  G  .

 : H   ! G.

  $ .

    ! G .

.

I‡!.

ÚG.HGˆ   G IGG  GII<.

.

GI: GI  G GGI.

.

 .

<.:=Ú .

 : +.

GG.

.

Gn9.

 G <:=.

.

IG: .IG IGH .

.

.

  HIG9 IG.

GG.

@..

.

 GGGGG .

.

: (9 .

 H.

 .

    G9 G.

.

G .

 G I.

  G G   .

: +GGP 'G9 .

I G?CG.

9.

  G.

 .  >CG IC.

.

9GG.

.

I.

GIG  .

.

.

  I.

 IG.

GG GGGG9 .  I:.

I  .

 I G G  9 G.

.

Gn G.

HG.G:.

   .

  I:*H .

  .

 %G.

 G -Ô+G: '.

.

 $   H.

.

  <D@B9 G GG G    -G".

PGGH G .

  G :(  G  .

G.

.

 .

 ) GG G  9G G.

G9 H I +.

. :.

.

dH.

 IGI GIG.

GG.

 .:.

 G :%I.

&H.

I  G  I.

  .

GGG.

.

G.

=<9<DA.9 G.

   (.

G.

GI9II .

  <C IGG.

 +I.

G.

: +  GG .

 :(G GI .

 I .

 9.

G 9GI.

 H.

I9 IG.

  G   II HG9 G.

G  .

  GG.

.

I.

GG:%I.

&H.

I 9%&9I  GI .

I*IG).

G G9H .9G@.

H  .

H.

IH.

 .

G   . +-G:$9'I.

GG.

 I G I.

G:#  .

.

  I.

.

  GG GGI: . II.

G.

.

GG9.

 GG.

9HIG G.

I:*IG).

 IG  G  G   H  G   IG.

G  G.

 G  .

 H.

 IG   G G.   G  G  : .

:$IG9  .

  G G  .

.

IGGI.

G.

: .

9GI .

I9 .

IG G H.

   .

.

 .

   G .

   9 G.

 .

 GI: 1 G   .

.

H9 G : - H.

 .

G H  G:$G .

.

.

.

 .

9    + G .=<<DA.

G  (G "hG  .

G9  +% 22$$$9HG  IHG G9 GIIG.

  H GH  .

  G  : .

   .

9   G H  G G GI   G.

.

G 9  (.

G.

GI9 : !  GGHG.

.

G .

9G .

.

.

.

 ! G.

.

I+H.

II .

:. .

I.

.

.

: 3 IG GII . G9  Cd>.G  ?d>.

.

G I G I.

: .

estão exposições sobre a seca no Nordeste. as flores da região do Cerrado.! On April 21. revistas e livros. tendo realizado exposições no Brasil e no exterior. Entre seus trabalhos. were completed 50 years of a true epic A city that grew fast LUIZ CLEMENTINO é fotógrafo profissional há 30 anos. '/$4' ( ).$)*. 2010. a arquitetura colonial no país e a cidade de Brasília. além de outras fotos para publicações em jornais.

G.

G9 G.G G >.

   .

H.

.

.

G.

G GHG : .

 G .

H.

.

GH  .

G.

.

G) G9  G  .

9 I.

G GI .

I .

   I G  G.

.

G9H.

 .

IH.

IG.

.

G9 GG.

G H: éBrasil 45 .

PERSONAGEM CONSULTORIA Niemeyer no além-mar Ordenamento jurídico brasileiro: um sistema em evolução G(G¤:-I.

G" % B Niemeyer in overseas G.

.

G.

*IG).

IG :#.

.

.

G.

G.

G I.

:.

I   GI .

I GG I¢ G9GII .

 .

9G.

 G.

9.

.

 I9.

 GGG .

G.

.

G H .

¢.

II.

9 9G.

.

    IG.

GG.

:*IG ).

n.

.

G G.

.

GI.

.

G  .

GG G:  IG H II.

G.

.

G9 *IG ).

 G  .

  I I     G G    /.

  )G.

 ‡/)ˆ .

 ) 3‡/-ˆ:$G.

<D?B: # GHG .

<DA@  GI GG.

HIG .

.

G IGGG.

:. G.

 9 GI .

I  .

.

I  G¢ .

+G.

:. 9  .

 9 .

  I G9   !I  .

 +G G G.

+GI ¢!GH.

:#G G.

H I -I I G 1.

 !I I.

H.

9G   46 éBrasil G'#GI.

9G' 0IG‡ IGˆ: $<DAC9*IG).

I.

  +.

   .

GI.

.

G9#G.

 .

9 .

.

G.

G I.

 . G I:.

 .

  .

.

 .

 (.

 /.

.

G.

9.

.

G:).

G.

  G  .

nG G G:# .

  GHG  G.

.

G.

.

 :$.

9 G.

.

G.

G.

H H.

 .

 G  /.

.

-I.

I #G.IG  .

¢ .

G  +I .

I -I I .

IG /HG.

: *IG).

nG.

G.

 .

  I.

: .  GI    ( G .

 +H.

 .

 # G G9.

(.

G9$G9G  +GG G.

 +G .

   I.

  !I G9 +G9  .

 H .

GI .:.

I.

 .

G  .

 GC.:..

H G.

.

G9  G G*IG).

a criação de agências reguladoras em setores estratégicos e a ampliação da participação estrangeira em várias atividades. o brasileiro é responsável ainda pelos edifícios que abrigam a Universidade de Ciência e Tecnologia Houari-Boumediene e a Escola Politécnica de Arquitetura e Urbanismo. Também fixou regras de tutela dos consumidores. em seu ordenamento jurídico. e do Pestana Casino Park. Sem dúvida. sem cobrar nada. Descobrir como o arquiteto transpôs para o concreto as curvas que. na Place du Colonel-Fabien. do sistema tributário. um privilégio apenas dos que conhecem a capital do Brasil. apresentar ao exterior o progresso da engenharia brasileira. Ótimo para o resto do mundo. em Milão. A arte de Oscar Niemeyer está registrada também em outros países. isso sim. Mérito da Constituição Federal de 1988 e das posteriores políticas de inserção do Brasil no contexto internacional. Houari Boumediène. atualmente conhecido por Le Volcan (o Vulcão). Em Argel. Pretendia. o país adotou regras para a abolição da diferença entre empresa nacional e de capital estrangeiro. de defesa da concorrência e tutela da Propriedade Intelectual. estão presentes nas montanhas. Ele voltaria a trabalhar no exterior apenas em 1965. Isso foi em 1947. Suas digitais estão em vários pontos da cidade. visando à simplificação dos procedimentos e dos impactos fiscais na atividade empresarial. Niemeyer teve seu projeto escolhido para a sede da Organização das Nações Unidas (ONU). Uma década antes do início da construção de Brasília. Os traços da sede da Editora Mondadori. os próximos anos . nas ondas do mar e nos corpos das mulheres brasileiras não é. na cidade francesa de Bobigny. abertura às importações e normas de arbitragem para solucionar litígios. segundo ele. Em 1968. no entanto.nG9H    : rasília é o cartão-postal de Oscar Niemeyer. Lembramos ainda a unificação do Direito Civil e Comercial. Lá. O período de exílio do arquiteto seguiu até o início da década de 1980. Também foi responsável pelos projetos da Bolsa de Trabalho. Oscar Niemeyer recebeu do presidente do Conselho Revolucionário da Argélia. na cidade de Funchal. quando foi obrigado a deixar o Brasil por causa do golpe militar ocorrido um ano antes. em Nova Iorque (EUA). em Paris. sobretudo. E também espalhadas além-mar. nos cursos sinuosos dos rios. e do Centro Cultural do município de Le Havre. projeta. O arquiteto muda seu escritório para a avenida Champs-Elysées. em Portugal. Péssimo para os brasileiros. a sede do Partido Comunista Francês. saíram da sua prancheta. Niemeyer explicou que não queria tocar uma obra qualquer. em Argel. o convite para diversos projetos naquele país. na Itália. A obra de Oscar Niemeyer está em muitas outras cidades brasileiras. Preservando a soberania. que perderam anos da genialidade de Niemeyer. com a adoção do novo Código Civil em 2002. Destaque desse período é a Universidade Mentouri de Constantine. Auspicia-se a introdução de uma reforma do sistema político e.

a necessidade de se utilizar de consultorias especializadas para evitar problemas que.tem refletido a abertura internacional do país também serão decisivos para a harmonização do sistema. Contudo. inspirado no sistema do Civil Law. a existência de Códigos (civil. podem até prejudicar aspectos do investimento.GhÔ O s interessados em operar comercialmente no Brasil entrarão necessariamente em contato com um ordenamento jurídico complexo. de processo penal. do consumidor etc.) não abrange todas as regras aplicáveis às relações entre pessoas físicas e/ou pessoas jurídicas residentes e não residentes. portanto. societária. cambial. Conseqüentemente. de registro público. penal.br www. bem como de imigração.br Brazilian legal ordainment: a system in evolution E  . estadual. para poder adentrar regularmente nesse sistema jurídico o interessado deve cumprir normas de ordem tributária. o operador estrangeiro se depara com regras provenientes de interpretações de fontes diversas. entre outras. em matéria de investimentos estrangeiros. alfandegárias. A esse respeito. há que se recorrer a numerosas fontes de diferentes graus na hierarquia legislativa brasileira. de várias competências (municipal. a longo prazo. de processo civil. federal). Por exemplo. Evidente. nos níveis nacional e internacional.com.guarnera. tributário. é oportuno evidenciar que a evolução normativa nos últimos 20 anos embora ainda não completa . Giacomo Guarnera Sócio fundador da Guarnera Advogados guarnera@guarnera.com. apesar das dificuldades ligadas à evolução das relações da sociedade civil. De outro lado.

.

 .

 .

H.

.

 G.

 IG.

HG.

.

G.

   IG.

.

GG9 .

I .

HG I.

.

 G:#9 .

II ‡I.

.

9I.

.

 I 9I.

.

G9I.

.

GI 9G9I9I:ˆ IGGG.

IGH  G.

 .

H.

 .

.

GG IG.

9   IG .

G.

GHG :$ .

G 9 .

.

IG G G .

 .

GI .

IG.

G.

.

G.

:G II9 .

G.

GI  G.

.

.

G.

 .

I GI I.

.

IIG: !G9  G.

.

 G.

9.

 G.

 .

G9   .

  G ‡.

ˆ    I .

 G9IG9I G9.

.

G.

9 H.

I.

9I9G 9 .

 II‡ G9GG ¤.

I.

Gˆ: .

- 9 9  HG.

 IGHG.

 I.

G.

 IGI.

 G.

H9  .

I 9.

G¢HG.

9G  .

IGI .

: *   G 9.

.

.

G.

 G9 G  GHI 9 .

  .

 .

G GHI. G=.

  .

G.

G IG.

.

 G:(.

 G.

.

G! G.

.

<DCC9G  H.

.

.

I.

 G.

.

 .

G.

GIG.

9.

.

 G.

G .

9   I G .

   .

.

   .

IHGG.

GIGG GIG.

 .

IG.

G9  .

 G .

I9GH.

 GH.

G.

 G G GG.

 G  I.

 .

 .

 9I.

IG.

 G   G.

 I.

.

 : 1 G .

    .

.

IG.

I.

.

G II.

G.

   GI .

.

 HGI.

=..=9  IG.

GGI.

.

G.

II G  .

H.

.

 .

 .

G.

I.

G.

 .

GGI.

.

.

: $.

H.

 .

I  .

 I.

G  .

.

IG9G .

G  G9G.

.

.

.

 I G  .

IG.

GI.

 .

 .

GGI.

.

.

 .: .

  H  G    G  G H  G.

G.

 9¢ .

 G .

  .

.

I.

G  .

 I.

.

I.

G.

 .

9  .

 G.

GHG : Giacomo Guarnera ! .

G GG.

G"GG G  GG²GG:I:H :GG:I:H éBrasil 47 .

EVENTOS Brasil arruma a casa para receber Copa e Olimpíadas Brazil Tidies up House to Receive the World Cup and Olympics Country prepares to invest more than $ 27 billion in works for the events B G.

 GGH.

I G .

Gd G I 1 =.<?G   I.

  .

  %G.

    *.

I G  +GG.

I =.<A: .  (.

.

  - .

G  G G IG .

 .

    G.

.

G I.

.

  G .

  IIn 1   .

 H l<<:> H.

.

 . G: .

 =.<A  I9 .

 9 .

 H   G l<@:CH.

.

.: .

9 9GG .

   I:. .

GI .

 .

   G.

.

G I G H  H :   H )G.

GG I.

IG -I.

G ‡) -ˆ9G .

9   G .G=.<.

GI I.

G.

.

I.

 .

l<@@H.

.

.

 .

G =. H =.<>:.<. .

.

G.

IG>B:>ÚIG  .

G .

@ G  =. H=.C: II ...

  ) -9    I .

.

  .

  :$.

.

IG l=:CH.

.

lB:DH.

.

:$.

 GG I.

IG.

G G   .

 IG.

9 .

  l@= H.

.

 G  l>B:DH.

.

: *     IG    .

 G.

 GI9 -G G ¥+9   G  G   .

 .

 %G.

:. I .

 GHGIGGG.

 p¢oG  I .

 pG.

o .

 G.

G IG  pHo: .  GIn GG G G.

.

G.

G.

G   GG G GG.

 .

 G  G G G   H.

 G .

.

G.

G.

.

I .

G.

.

  .

: p. -G .

 %G.

G.

 HG G  .

I.

 G"+IG.

entidade privada sem fins lucrativos formada por professores do Departamento de Administração da Faculdade de Economia. O cálculo da fundação aponta que.9%) e dos empregos (53. Outro resultado da avaliação é que. seguido dos serviços imobiliários e aluguel e os serviços prestados a empresas. Segundo a análise. Com base nesses dados. com impactos benéficos na economia de todo o país”. O principal é a construção civil. os impactos econômicos serão percebidos no restante do estado.G País se prepara para aplicar mais de US$ 27 bilhões em obras para os eventos A avaliação da Standard&Poors ganha importância ainda mais significativa. Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA/USP). o ministro do Esporte.26. mais da metade da massa salarial (50. a iniciativa privada entraria com outros US$ 3. por sua vez.1%) vai beneficiar pessoas que moram fora do Rio.26 nas cadeias produtivas associadas ao evento. O estudo identificou os 55 setores da economia que mais se beneficiarão com as Olimpíadas. Orlando Silva Júnior. apesar de os Jogos Olímpicos de 2016 terem a cidade do Rio de Janeiro como sede. bem como no Brasil. uma vez que análise preliminar da Fundação Instituto de Administração. enquanto que no período de 2017 a 2027 será de US$ 13. !GI. é de US$ 11 bilhões no período de 2009 a 2016. para cada dólar investido nos Jogos Olímpicos. avalia que “os investimentos previstos para a realização do evento têm potencial para promover um processo de reestruturação da economia regional. aponta que os US$ 27.1 bilhões investidos nos Jogos Olímpicos vão gerar um multiplicador de 4.5 bilhões. O resultado desta conta é uma movimentação na economia brasileira de US$ 58 bilhões no período de 2009 a 2027. A estimativa de impacto no PIB do Brasil.

I( .

¤I¢( Jogos paraolímpicos estão entre os eventos de 2016 no Brasil / Paralympic Games are among the events of 2016 in Brazil !GI.

I( .

¤I¢( O Maracanã. é um dos 12 estádios brasileiros que serão reformados para sediar os jogos da Copa de 2014 / The Maracana. no Rio de Janeiro. is one of 12 Brazilian stadiums that will be renovated to host the games in the 2014 World Cup % 48 éBrasil . in Rio de Janeiro.

GhÔ¤ .

.

0.

.

por sua vez. O aumento é de 37. são somente uma parte desse enorme projeto. apontou que os projetos de infraestrutura no Brasil vão receber investimentos de US$ 155 bilhões entre 2010 e 2013. . O projeto Rio 2016. “O estado do Rio de Janeiro se mantém apoiado por uma economia forte e diversificada.8 bilhões para US$ 7. Os reflexos desses dois eventos esportivos na economia brasileira já começaram a ser sentidos. divulgado no começo de 2010. As cifras. o setor de portos é o que vai registrar maior crescimento. com US$ 52 bilhões e US$ 37.9 bilhões. Outra boa notícia veio da agência de classificação de risco Standard&Poors. O desenvolvimento dos campos do présal vai continuar dando suporte à economia no médio prazo”.G O Brasil tem um grande desafio para os próximos seis anos: preparar o país para a Copa do Mundo de 2014 e a cidade do Rio de Janeiro para as Olimpíadas e os Jogos Paraolímpicos de 2016.8 bilhões. respectivamente. informou a S&P. no entanto. Um estudo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O argumento da agência foi que a legislação brasileira e a forte gestão que prevalece no estado nos últimos três anos levaram à crença de que o Rio vai manter sua qualidade de crédito no médio prazo.3% em comparação ao levantamento do período entre 2005 e 2008. Passará de US$ 2. A estimativa do Ministério do Esporte é de que os investimentos necessários nas 12 cidades brasileiras que vão receber os jogos da Copa do Mundo somem US$ 11.3 bilhões. com um PIB per capita estimado em cerca de 25% acima da média do Brasil. está orçado em US$ 15.9 bilhões. De acordo com o BNDES. Os investimentos nas áreas de telecomunicações e de energia lideram as expectativas de investimentos. A nota de crédito em escala global foi elevada para “BBB-” e o rating de crédito em escala nacional para “brAAA”. que concedeu grau de investimento ao Rio de Janeiro.

G GGH=@ÚGH GGG.

: .      ¢G HG.

 .

  .

 I.

.

 I.

 .

9o .

 -¥+: . GG.

since a preliminary analysis H   ! G.-G G ¥+HI even more important.

 (GG $.

9  .

I  is a private non-profit organization formed by      .

.

G.

 G   I.

I9(GGG II.

  ¢ !  ¤ /-+9 .

   G   l=B:A H.

.

 .

  .

   *.

I .

 G G .

.

 .?:=A:.

H.

.

G .

 G.

.

GIl@CH.

.

.

 .

  =.D¢=.  IGIG.=B: ..

     .

.

G.

 $.

 ! G.

 G.

  G   G .

  .

 *.

I9 .

GI .

 G l>:=A.

I G.

GI.

G .

   :.  .

.

.

 @@I.

II G H.

 *.

G.I:.

.

I II.

9 HGG.

I9 G .

I.

 H.

:. .

G  .

GI"+G.

9.

9.

l<<H.

.

.

  .

D¢=.  =.<A9  ..

 .

   .

=B .<B¢=.  =.

Hl<>:@H.

.

:  .

 .

 GG.

.

 GG    =.<A*.

I G .

 %G.

G  9  I.

I.

GI.

HI.

 .

   -G9GGGG.

:II .

  GG.

:DڈG   ‡@>:<ڈ.9 G G G‡@.

H.

.

.

.

 .

:II .

  GG9 (.

.

-9 *G -.

G%.

9.

G Gp .

 G   G .

G G I  I.

   .

G I9 .

 H.

I.

G.

GI  I  I:o éBrasil 49 .

Segundo ele. Orlando Silva anunciou também que o Brasil terá uma vitrine na Copa do Mundo da África do Sul. o que vai movimentar também a economia do país.ESPORTES Parceria para financiar a Copa Otimismo verde e amarelo O cos. tanto no período dos jogos quanto após o fim da Copa do Mundo. The 12 cities that will receive the games MANAUS FORTALEZA NATAL RECIFE CUIABÁ BRASÍLIA SALVADOR BELO HORIZONTE As 12 capitais que receberão os jogos CURITIBA SÃO PAULO RIO DE JANEIRO Partnership to fund the Cup T  )G. em junho.” O Ministério do Turismo mapeou 65 destinos que os turistas estrangeiros poderão visitar. haverá um espaço para a promoção do Brasil onde ocorrerão rodadas de negócio e promoção de destinos turísticos.

G G  I.

I G  -I.

G ¢  ‡) -ˆ .

  G I .

 .

   .

GI9.

.

.

II.

<?1 :.  =. GIGG H  (.

.

- GG   I.

.

 G.

  G:*G -.

G G.

 G .

G.

9l<:?<H.

.

 G .

 H .

 : !   9 .

 l>C>:@.

.

.

HG :$ GG.

 HGH.

.

.

HlA:>?H.

.

9.

GG .

 H  G9GG .

I.

G¢ .

.

:) -GIG G.

I .

l=:B<H.

.

 .

G .

G l@AA:@H.

.

.

GIG   .

G.

 I G.

:    .

    .

 GI G G 9+.

'.

$PI.

'G G-.

GGI  G  1 .

H.

9 H IG.

G .

GI.

I.

.

9HG .

 .

 G.

.

GG.

:p*.

.

.

G:1 GI GGI.

.

I9G  G.

.

G GG  .

  .

  G: $  .

    .

G   G.

.

GG     G G.

G.

(.H H1 p: .

.

*G -.

GG.

 G G¢  .

G   ¢IG9 GG  G¢.

 .

G.

.

.

G GII1 :#  G  .

I.

G G .

G .

 .

 H II: p0.

.

   G .

 G.

G .

 G.

G ¢ .

.

I.

 9 .

I .

 InI 9oG*G -.

G:. (.

.

..

 G G A@ .

G.

 G.

.

IG.

.

 .

 GG   1 : *G -.

GGGI  GG.

.

 GG  IGG 1 .

- .

IG.

%:# G.

 .

HGGIG.

.

9 .

 IIH.

 G .

 .

G.

.

Os projetos rodoviários cresceram 15% e o sistema de esgoto ficou 17% maior.: Os pesquisadores informaram que os investimentos promoveram uma “transformação” na cidade. Houve ainda uma considerável redução dos níveis de desemprego.5%.4 bilhão e foi registrado aumento de postos de emprego. em comparação com 1989. o desemprego passou de 18. No período que vai de outubro de 1986 a julho de 1992. .6%. O PIB na região cresceu em US$ 1. a taxa era de 15. No resto da Espanha. Bons números foram registrados ainda em Sydney.4% para 9.

GhÔ¤ .

A confiança encontra eco em outros setores. Lucas Araújo e Ricardo Amorim. diz a publicação. Orlando Silva. faz embaixadas ao lado de Pelé em visita ao Maracanã: Brasil terá vitrine na Copa do Mundo da África do Sul para promover destinos turísticos e negócios The Minister of Sport.=. a Copa do Mundo. “Barcelona saiu da depressão na década de 1980 para o boom econômico depois do evento. em 2014. porque o país vai sediar dois dos maiores eventos esportivos internacionais nos próximos anos. na Espanha. apontou que a “imagem de pujança” apresentada hoje por Barcelona.<A::H O ministro do Esporte. “A expectativa para o Brasil é mais favorável ainda. o estudo Leitura econômica dos Jogos Olímpicos: financiamento. Sydney (2000) e Pequim (2008) produziram resultados positivos para os países patrocinadores. Orlando Silva. em 2016”. Ainda segundo a revista. juggles the ball alongside Pele in a visit to Maracana: Brazil will have a showcase at the World Cup in South Africa to promote tourist destinations and business governo brasileiro está otimista com os resultados da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016. e a Olimpíada. não seria uma realidade sem os jogos de 1992. mostrou que as Olimpíadas de Barcelona (1992). organização e resultados.” !GI. e publicada na revista Desafios de Desenvolvimento. conduzido pelos pesquisadores Marcelo Proni. Uma análise feita pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). em fevereiro deste ano.

I( .

¤I¢( !GI.

I( .

¤I¢( O Green and Yellow Optimism T  G.

.

G  .

 .

.

.

<A *.I GH       =.<? 1   G  =.

I.I:.

I.

I  .

 I¢ :GG.

G H $.

.

  I.

I GI ‡$+ ˆG H.

  .

 G¢ G.

G.

 .

‡  Gˆ.

!HG .

G9   GG¢ IG*.

I.

.<DD=9- ‡=.ˆG ..

.

Cˆ I . ‡=..

.

:p.  IG.

G.

.

GGH9HIG  I.

  H.

.

G.

G .

.

 I.

G9 1 .

 =.<?G  *.

I.

<A9oG H.=.

IG.

:  GII .

    GG.

organiG.9     Economic reading of Olympics: financing.

G 9I I H GI  (GI+.

9'IGGb G  .

IG .

9 .

  G p.

Aos empreendimentos que visam a mobilidade urbana são US$ 6. o país tem pela frente uma importante prova. Orlando Silva adiantou que para a melhoria dos aeroportos será investido US$ 1. Ralph Lima Terra. O anúncio foi feito pelo ministro do Esporte a governadores e prefeitos das 12 cidades que vão sediar os jogos.34 bilhões.5 bilhões serão destinados à modernização da rede hoteleira. mas. De acordo com ele. a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos colocaram o Brasil na rota dos negócios internacionais. e para gerar negócios. “Acredito que o entusiasmo da população e o ânimo dos governadores e prefeitos farão com que seja a melhor Copa de todos os tempos. Para os portos.71 bilhões para a melhoria dos estádios e US$ 566. o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que a Copa do Mundo vai ser sinônimo de investimentos. O BNDES criou ainda uma linha de financiamento de US$ 2.5 milhões. numa parceria entre governo federal. Na avaliação do empresário.G o¢ A revista do IPEA ouviu o vice-presidente da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib). são US$ 383. geração de empregos e melhor infraestrutura das cidades.” O ministro Orlando Silva acrescentou que a parceria das três esferas de governo com a iniciativa privada é essencial para assegurar o sucesso da Copa do Mundo. mas dentro da realidade brasileira. Destacou que o setor do turismo é um bom exemplo de onde o investimento privado vai ser bem sucedido. terá uma oportunidade única para atrair bilhões em investimentos destinados ao setor de infraestrutura. % Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai abrir uma linha de financiamento ao setor privado. emprego e renda. estados e municípios. em compensação. com vistas às obras para a Copa do Mundo de 2014. “Os visitantes ficam no Brasil durante os jogos e vão se deslocar para conhecer outros pontos turísti- Roda Rio 2016: instalada no Forte de Copacabana para celebrar o otimismo brasileiro / Wheel Rio 2016: installed at the Fort of Copacabana to celebrate Brazilian optimism    G H GIG . No encontro em que houve esse anúncio.41 bilhão.

 -G.

    H GG.

.

  G<DD=:pGIG   .

.

 <DC. I.

GI G.I HG :o .

 .

  G pGG.

o .

   I.

 G   I <@ÚG  G<BÚ .: .

 .

 IG.

.

 <DCD:. GGGI.

G¢ H I.

:$ .

  *IH<DCA%<DD=9 <C:?ÚD:AÚ:$ -G.

9 GG<@:@Ú: " HI  .

 "+.- :.

 .

.

l<:?H.

.

 GG   GGI  .

IG H: . (GG.

G.

 .

 $+ .

  0.

I+.

 G.

.

G I.

G.

$GIG G.

I$ .

 ‡H .

Hˆ9 G '.

G:$ GG.G.

  9   1   G    *.

I  G.

    G  .

G.

G H.

: II .

  .

9   I GI G G  9HI9 GG.

.

  GGI H.

.

 G .

 .

    .

GI I9 G   G H.

9 G .

I: PORTO ALEGRE éBrasil 51 .

ESPORTES Área/Area Impacto/Impact Infraestrutura/Infrastructure Estádios/Stadiums Aeroportos/Airports Mobilidade/Mobility Outros/Others Civil/Civil: US$ 13.<?1 I GG.25 bilhões/billion) 3.71 bilhões/billion Tributos federais/Federal taxes: US$ 6. A MAIOR BASE DO RECRUTAMENTO MUNDIAL DE TALENTOS NO FUTEBOL É BRASILEIRA Increased visibility will strengthen the positive image that people.17 bilhões/billion) Geração de empregos/ Employment generation Empregos permanentes/Permanent jobs: 332 mil/332.000 (2014) Consumo/Consumption Incremento no consumo/ Consumption increase: US$ 2. services and nationals technology have abroad .12 bilhões/billion (63%) 52 éBrasil Seleção Brasileira já vence no mundo World Cup: far beyond the economic impact DESDE SEMPRE. products.28 bilhões/billion Serviços/Services: US$ 5. =.88 bilhões/billion (2009-2014) Tributos/Taxes Tributos totais/Total taxes: US$ 9.000 (2009-2014) Empregos temporários/Temporary jobs: 381 mil/381.1 million national tourists (US$ 3.1 milhões de turistas nacionais/ 3.77 bilhões/billion Turismo/Tourism 600 mil turistas internacionais/ 600.000 international tourists (US$ 2.

.

 I.

I .

GI  G.

  l<.@:AC H.

.

: *  .

 G9 l=B:B= H.

.

 ‡=Aڈ G .

I G  lBC:@? H.

.

 ‡B?ڈ .

 .

I: .  .

G .

       H   .

 0G +G G.

 ' :     (.

.

  -9 .

   I.  =.<?: .

  G .

   .

I G I.

 G.

 .

9 I GII.

G .

9G   G   HGIIG G GI 9I G .

G.

G  GG  .:.

 G.

 I.

I.

GI 1  .

 I.

: .

II.

IH.

 1 G IIG  .

 .

 GG: $ .

 .

GIG.

G .

l<D:.@H.

.

:. .

 I.

Gl@:?=H.

.

:$.

G IG >>..:..:... G H G  >C. G: (9   I.

  .

IG.

 l=:CCH.

.

G GII.

.

H.lD:B.

.

: . .

 .

II.

I.

GIIGIG  HG  I.

IG.

.

 I: ! GI  I G G.

  G GI  .

.

 I9 HG    G G H H  .

   1 :!.

GI9 .

.

.

=:AB: $ IGG9.

<:??e.

.

9 GI.

 >:B@G G.

 =C Hl<.

.

  .

I.

  (.GI: .

.

-G.

GII H.

G.

9H  .

.

I.

I.

GI:*.

.

G.

G.

.

H.

.

:. .

G G.

GGI G I.

I .

H  9.

  .

H.

.

 Equivalente a/Equivalent to H.

GG .

 G.

HI G II9G.

G.

 IG .G  : 24 mil km de estradas/24.000 km of roads .

I9I.

G  (50% das rodovias federais)/ .

 .

I G.

 GI.

.

G GG9.

 (50% of federal highways) H G  I.

 G  .

.

G  I .

9I GH.

: 2/3 da população da cidade do $.

I9.

.

G  .

ª maior cidade do Brasil)/ IG .Rio de Janeiro (2.

.

I.

GG.

: 2/3 of the population of Rio de Janeiro 9 H.

.

.

.

G (2nd largest city in Brazil)  G.

.

G:. G.

.

.

I .

I.

H.

 G  (.

.

 ..

/ .G  ( .

HGH 11 vezes o número de .

I   .

G GGI.

 G    funcionários da Vale do Rio Doce/ 11 times the number of employees of .

IG .

I.

: .

.

 Vale do Rio Doce .

GI.

 .

G.

.

 G.

9.

3 anos de vendas de geladeiras I .  G 1.

 G  G I .

3 years of sales of refrigerators G .   no Brasil (7.2 milhões de unidades)/ 1.

2 million units) (.:.  G H - in Brazil (7.

.

 G G  G 1   .

 =.<? .

 .

 I I G.

  33 vezes isenção tributária para o evento/ H.

I GG9 G    .

G33 times tax exemption for the event (US$ 288.7 milhões/million) .

G .

 IG    .

H.

G.

.

da ordem de US$ 105. Dos 23 convocados. ampliar a integração entre as regiões do Na área de consumo. dezenas de milhões de crianças e jovens excitados com a bola. somente três jogam em clubes brasileiros . com base no avalia ainda que a Copa do Mundo de 2014 vai que foi verificado em outras Copas do Mundo. com a possibilidade ainsiderou como investimentos aqueles que são da de serem agregados outros atributos. serão mais expostos tos. Atualmente. a primeira imagem impressa ao ouvir o hino nacional é aquela da Seleção (de futebol. Maicon. clube Real Madrid: Kaká Barcelona: Daniel Alves Villareal: Nilmar Sevilla: Luís Fabiano França. organização e desenvolvimento. O estudo con. com tecnologias mais modernas de calculados com base na recirculação do dinheiro transportes e maior conforto nos estádios. que vão além do impacto econômico resultado de um trabalho feito pela empresa positivo. de implementar e divulgar impacto econômico da Copa tecnologias verdes. o futebol é quase tudo. o multiplicador é de 2. o Consórcio Copa 2014. Em infraestrutura são TÊM NO EXTERIOR Brasil. O no país. competência. sodios. divulgados e bem sucedidos deste país continental. clube Panathinaikos: Gilberto Silva G &G¤! G A Copa do Mundo de 2014 poderá gerar fator é de 3. Por isso. é de 1.44. nesse ano.68 bilhões. Os outros 20 atuam em clubes europeus. e os que deverão ter a MAIOR VISIBILIDADE bretudo aqueles em que o implementação acelerada. como a construção de estáOs produtos e serviços. todos os dias. a maioria dos jogadores convocados por Dunga já estrela o futebol do mundo. claro). the largest base of global talents recruitment in football is Brazilian Brazilian National Team already wins in the world No Brasil. aprimorar os mecanismos de controle da gestão Para infraestrutura. pública. Para cada um dos setores foi aplicado trabalho divulgado pelo Ministério do Esporte um fator de efeito multiplicador.75 e são previstos 28 novos empreum impacto econômico positivo para o Brasil gos para cada US$ 1 milhão de impacto direto. O setor de turismo deverá Argentina.Robinho (Santos). Nenhum outro país mobiliza. como a PRODUTOS.05 bilhões. em outros países. Mundial 2010 – a cada edição.71 bilhões.G: Historically. O estudo do Ministério do Esporte também US$ 27. A estimativa é o Brasil. clube Lyon: Michel Bastos Alemanha. I. alguns inclusive ostentando os mais recentes títulos da temporada europeia.54 bilhões (74%) indiretos. Kleberson (Flamengo) e Gilberto (Cruzeiro).67.REFORÇARÁ IMAGEM petitiva. Está prevista a geração será aperfeiçoada e o Ministério do Turismo e a de 332 mil empregos permanentes e 381 mil Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) terão temporários. Lúcio Milan: Thiago Silva Roma: Doni. A mesma metodologia POSITIVA QUE e o país terá a oportunidade foi adotada na avaliação de POPULAÇÃO. o país e fortalecer o orgulho ser brasileiro. clube Internazionale: Júlio César.72 bilhões (26%) são diretos e US$ levou em consideração outros benefícios para 78. positivo é a melhoria da qualidade de vida da Os impactos econômicos indiretos foram população. o indubitável reconhecimento do futebol brasileiro predomina no cenário internacional. Na mente da maioria dos brasileiros. tais Brasil tem vantagem comcomo reformas em aeropor. Desse total. estidiretos da Copa do Mundo NACIONAIS ma-se o maior aproveitamenestão concentrados em cinco to do potencial turístico do áreas. Além disso.assim ampliar o turismo interno. clube Wolfsburg: Grafite e Josué Grécia. Value Partners Brasil para o Ministério do A imagem do Brasil como um país alegre e reEsporte. do mesmo modo que os americanos dominam no basquete.42 bilhões. as famílias deverão possibilidade de divulgar as atrações regionais e consumir US$ 2. Juan e Júlio Baptista Juventus: Felipe Melo Espanha. no turismo. A qualidade dos serviços turísticos gerar US$ 5. o número estimados investimentos de de turistas é semelhante ao da US$ 19. o Brasil figura sempre entre os favoritos e. É no campo de várzea que nascem os campeões de “exportação” mais duradouros. Outro impacto dação de tributos crescerá US$ 9. Onde eles vencem Itália. como decorrentes exclusivamente do campeonato.ceptivo será reforçada. Um deles é a visibilidade internacional. Os benefícios econômicos E TECNOLOGIA No setor de turismo.88 bilhões a mais e a arreca. SERVIÇOS de biocombustíveis.

¤!.

clube Galatasaray: Elano Portugal.I Copa do Mundo: muito além do impacto econômico Inglaterra. clube Benfica: Luisão e Ramires $G. clube Tottenham Hotspurs: Gomes Turquia.

9HG.

G .

:$  .

 GG.

.

G9 .

.

 .

G   .

 G.

GG .

 G  G.

GG‡G.

GHGG9Iˆ:) IH.

.

9 G9 .

.

I .

 G I.

 GH  HG:$.

 G .

  GH  pG.

oI G.

 GH9IIG  .

I .

 .

I.

Gn 9  H I.GI: .

.

G.

.

G II .

G .

G.

GI9.

  GG G.

IG .

GHGHG: 2010 World Cup ® G GI   .

.

9 G.

 .

 GG G   G.

 G   .

 G9   G .

G HG.

GG  G.

 HGHG99.

I .

9 .

G    I .

    G G: *   => .

.

 9    G  G.

.

G IH ¢ H.

  ‡-Gˆ9 &H ‡!Gˆ G  ".

H ‡.

   =.  .ˆ: .

 GIH: Where they win Italy. club $G.

Gd%b.

\G9(G.

I9'bI.

 (.

.Gd.

G-.

G Gd.

9%G%b.

G.

G %d!.

( Spain. club G(G .

d&GP GIGdG.

 Villareal: Nilmar -.

Gd'^!GH.

G French. club 'd(.

club 1Hd"G.I G Germany.

%\ Greece. club +GG .

G.

d".

H-.

 G#d" Turkey. club Galatasaray: Elano Portugal.G England. club . club .

IGd'.

Ô G.

 éBrasil 53 .

focagem noturna e observação de pássaros são algumas das atrações desse espetáculo. Cavalgadas. Outro destaque da região é o município de Jardim. ecoturismo. que conta com o Recanto Ecológico Rio da Prata. não é bonito. de leste a oeste.ms. De norte a sul. A Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul e o Grupo de Operadoras de Turismo do estado apontaram que a região já está apta a ser comercializada. onde o turista pode observar a natureza e ainda tem a chance de conhecer o modo de vida . Rota das Monções.br). pelo segundo ano consecutivo. além de aeroportos e terminais rodoviários que fa- cilitam a chegada de pessoas de todos os cantos do Brasil e do mundo. fauna e flora que fazem qualquer um ficar apaixonado pela natureza. Campo Grande. É Mato Grosso do Sul. Mais informações sobre o turismo de Mato Grosso do Sul você encontra no site da Fundação de Turismo (www.turismo. turismo rural e outros atrativos. a melhor atração turística do Brasil. cachoeiras e corredeiras para esportes de aventura. agora Mato Grosso do Sul se prepara para o incremento do turismo de negócios. a maior planície fluvial do planeta. esportes náuticos. estaduais e o Parque Nacional das Emas.LUGARES DO BRASIL Mato Grosso do Sul: um estado com a essência do Brasil E 54 éBrasil rural do homem pantaneiro e desfrutar de sua tradicional hospitalidade. realizados no ano passado na capital. o estado conta com uma rede hoteleira de bom porte. mas que carrega em seus costumes e sua geografia muitos traços da riqueza deste país. turismo de aventura. observação de pássaros. Depois de se especializar em recepção de turistas que amam esportes de aventura. turismo agrotecnológico e histórico-cultural. éBrasil % m geral. No Centro-Oeste brasileiro há um estado relativamente novo. o interior de uma nação revela a essência de seu povo. Grutas de beleza fascinante. passeios de barco. com belezas naturais indescritíveis. à medida que se abrem cada vez mais oportunidades de investimentos no estado. que a partir do próximo ano vai contar com mais uma atração: a volta do Trem do Pantanal. pesca. Durante a Feira Internacional e 1º Salão de Turismo. Na verdade.gov. o Mato Grosso do Sul é um lugar que fascina. além de um imenso potencial a ser explorado. É lindo. nascentes e rios de águas cristalinas para mergulho em meio a peixes e vegetação aquática. é um lugar que não poderia ter nome mais apropriado. que abriga a maior parte do Pantanal. trilhas ecológicas. Para receber os visitantes. localizado na região turística “Bonito-Serra da Bodoquena”. aquários naturais. A região Rota Norte é o mais novo roteiro validado. parques municipais. Premiado sete vezes consecutivas como o melhor destino de ecoturismo do Brasil. O passeio foi considerado. O Pantanal é o principal destino para observação da vida selvagem na América do Sul. O lugar típico para hospedagem são os hotéisfazenda. foram apresentadas as rotas turísticas que incluem sítios arqueológicos. Bonito. negócios e eventos.

GhÔ¤- O Pantanal é o principal destino para observação da vida selvagem na América do Sul 55 .

a region rich in agricultural production G(.LUGARES DO BRASIL Estado terá a maior fábrica de fertilizantes do mundo Mato Grosso do Sul: a State with the essence of Brazil Besides reducing external dependency. the new fertilizer plant will supply demands by CentralWestern Brazil.

G "GG¤' Pantanal is the main destination for viewing wildlife in South America Cavalgada: turismo rural é destaque no estado Cavalcade: Rural tourism is highlighted in the state .

‡G.

9.

 .

 ˆ9IG .

 .

 .

p.

¢-G G Go.

GGI G I  GGG.

GG:G GI.

G.

HG9.

G .

IGG  .

.

G.

 .

 G GG.

IG.

9GGGG.

9GGG G.

G  9GG.

9GG GG GGG .

GhÔ¤- $G9 .

.

GIG.

 nI:$G¢1G.

 .

 GG.

-G9H.

IG.

.

.

I G  .

 G  G GI   .

 In G :$n(G" - .

I   +GGG9 G.

GG.

 G9.

  .

 I.

HGH GG HG9 G  G  .

G H.

 :!) - 9 G 19(G" -.

GGI GGI.

G: +GGG.

 G.

 .

G.

.

.

 .

 .

.

- .

IG:. .

IGGIG.

 G G¢ 9 .

IGHG G .

 G I GI GG.

 +GGGG   .

G .

.

G .

G.

: #HGI.

.

9HG9.

 .

.

 GI .

 G H.

 GI .

G GGI.

  .

 9 .

I G I.

G.

 G G  GGI.

G.d       +GGG .

: <CG 9 G.

IHGI.

 .

G==.GI G:  G .

.

II.

.

 G H .

G.

I¢.

.

G.

9 56 éBrasil State will have the largest fertilizer factory in the world G.

G:IG.

n : $nHG.

:    .

 .

  .

.

%G .

 . .

I  G  I.

IG G .

GI. G+GG: .

 9 I II.

 G9 H.

GGI.

.

G.

)  .:  .

.

 G G.

. G :. .

! G.

(G" -G  .*G" -G .

    G   .

 .

  G   H II.

G.

 :.

 $G.

G!G.

G < ..

-G9  GG.

 IG.

GG "G 9.

 .

I .

GI .

IG.

9G .

9.

I.

G9G G9G  p Go)G.

G+G9( 9 G9G.

9 .

.

IG9IG9H.

  GI .

9.

 .

9H.

G 9I.

9 G.

G  GGI.

-GI.:  .

 G ¢.

   I G.

I.

.

.

9H.

G.

G H .

GGI.

.

G G.

GG IG.

G   :)9(G" -9GI.

G.

.

.

I.

.

.

  G 9G.

G .

IGH.

.

9 G.

 .

.

 .

   -G: !  .

G.

  .

.

(G" -GH .

  ..

! G.

(-‡:.

o Brasil seja autossuficiente na produção de amônia e A fábrica. atenda com produção própria construída no ano que vem região rica em a 90% da demanda de ureia. que começa a ser Oeste brasileiro. já que hoje os insumos serão construídas. Pesou ainda da Bolívia e pelo gás natural liquefeito”. Sul. E só em Mato Grosso do Sul existem nove 1. escolheu o a nova fábrica de das. o Brasil processou terra.agrícola. O de Mato Grosso do Sul. duas no Sudeste e uma no importados tornam mais cara a recuperação da Nordeste. Tereza Cristina Dias. vai Segundo a diretora de custar US$ 2. na decisão o pacote de oferta de área e de incentivos fiscais apresentado pelo governo do a nova fábrica de fertilizantes vai abastecer o Centro-Oeste brasileiro. Já no caso dos grandes celeiros do planeta. investimentos. Mato Grosso do Sul para com as quatro novas fábricas. esses e outros empreendimentos principalmente por causa da posição geográfica. multinaAlém de reduzir a mil toneladas para uma cional brasileira de dependência externa. por meio do gasoduto Bolívia-Brasil.2 bilhões em produção agrícola gás e energia da Petrobras. A maior fábrica de fertilizantes do mundo outros 2. a nova fábrica será capaz de dupli. No ano passado. e quase 60% milhões de hectares de pastagens precisando de desse total saiu de unidades da Petrobras. montar a maior indústria fertilizantes vai de fertilizantes do mundo. Indústria e Comércio em até 60% a produção de amônia do país. como lembra a secretária de Desenvolvicar a produção de ureia nacional e ainda ampliar mento Agrário. têm garantia de suporte de energia: “o país tem que facilita tanto o escoamento da produção atualmente uma infraestrutura gasífera robusta. Produção.21 milhões de toneladas foram im. A expectativa é de que. objetivo da Petrobras é reduzir a importação Com essa linha de produção é possível esperar de fertilizantes. pela importação também vai gerar energia elétrica. Mas adubo. e oferta de gás natural assedali. Além de reduzir a dependência externa. Sudeste e a energia sairá de dutos que passam bem perto Nordeste integradas.11 milhão de toneladas de ureia. Sozinha. abastecer o Centro. e para isso outras três unidades um aumento da colheita. +HG9 G. e ficará pronta em 2014. O Centro-Oeste brasileiro foi escolhido Graça Foster. já que com suas malhas Centro-Oeste. 185 demanda de 505 mil tonelapetróleo. que gurada na produção nacional. região rica em produção Mato Grosso do Sul. quanto a própria fabricação do adubo.pode garantir que o estado continue sendo um portados para atender à demanda.:::Hˆ: Gruta do Lago Azul é um dos destinos de Bonito – MS/Blue Lake Grotto is one of the Bonito-MS destinations Governador e presidente da Petrobras anunciam construção de fábrica Governor and Petrobras Chairman announce construction of factory A da amônia. foram produzidas Petrobras.

.

G.

G.

G.

IG9I (G" -H.

  G .

.

 .

  .

 G9   II.    : .

.

GGG .

HI .

=.<?9.

I/-l=:=H.

.

.

.

G¢1GG.: .

 GH I G.

HIG.

G .

IG.

.

9  .

I GI.

.

GH   I.

G G   .

.

 GGI .

9 .

I  .

I.

.

 GGGH9   .

.

G¢G.

.

.

9 .

I .

GGI.

I:-I G I.

.

GGGHIG  GIGGGnG G.

I.

GG. G H (G" -: .

HGH H  G.

G I.

GG GG H A.ÚG.

G I.

.

 I:+HG G.

 I .

.

.

9G  .

9   .

.

HH.

d.

 - GG .

 ) G:'GG9G.

 G I <:<<.

.

G9G GA.Ú  GGIG+HG.

:  =:=<.

.

.

  G : $G.

 I  G G   @..  IG..@:.GIG9<C@:... : .

 .

  G9.

  GI.

9G.

HI ¢.

I.

.

G.

G I.

G  D.ÚG G .

 .

 I.

: II .

 GG  .

I +HG9 "GhG !9   G    GGG  Gd p. II GGH.

GI G.

 .

G   (.

9 - 9- GG ) G.

9 G GG GGG .

I  I.

 G.

.

.

GG  .

.

 GGG:p .

 I.

 G  I9  .

.

G.

 G G¢ 1G.

9G.

.

I .

G.

IG I.

9 G   H -IG  G.

G 9 + I.

G G $ (G"  -9.9.G.

.

G.

G:1.

  .

 I.

.

9 IGIG.

IG G9.

I G .

 .

G.

.

I  G : .

(G" -G G .

.

.

 IGG.

 .

.

: . G.

.

GI.

  IGGG G(G".

I.

H  GGG.

.

  : éBrasil 57 .

”  !.Country uses YouTube to boost foreign tourism “Tourists will increasingly resort to digital tools to learn about their journey and the destination chosen.

.

  G   G .

   GG -G9 .

 ) GG.

9 .

GHGI IG  (GG.

9  GGGGG  G  G GH .

 .

 G GG : #9 .

 G.

G  .

GG¢ .

.

9I  G GIIG: . .

.

G.

.

G.

IG   1 .

=.<?G  *.

I.

=.<A: HGnG.

.

  .

.

G .

GG .

.

I.

G G.

I .

I.

G.

 .

.

 .

.

.

G.

9  .

  :# .

.

.

   .

IGI  H  GG  G .

.

 I9 G.

¢ .

.G.

$.

‡ HGˆ9.

G .

.

  G.

n 3H I G: * G d¤¤: H:I¤.

.

HG.

G.

9.

Um resultado desse fluxo maior é que. Responsável pela administração dos principais aeroportos brasileiros. afirmou o ministro. “O turista. As redes sociais. em termos absolutos. seja ele brasileiro ou estrangeiro. A presidente da Embratur. vai recorrer cada vez mais a ferramentas digitais para se informar sobre a sua viagem e o destino escolhido. Flickr. A proposta da Embratur é que até a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016. contra 507. disse que ninguém mais tem dúvidas sobre o papel da internet e das redes sociais virtuais na difusão de informações e troca de experiências. e o setor do turismo tem que estar atento a isso. “Estamos trabalhando para que possamos receber cada vez mais turistas e para corresponder à expectativa que os visitantes têm em relação ao Brasil”. o Brasil. quando o interesse pelo Brasil vai aumentar muito. bem como depoimentos dos internautas. Foram 619. o 7º país no mundo em que o turismo gera mais empregos. O ministro Luiz Barretto credita os excelentes números ao trabalho de promoção do Brasil no exterior que está sendo tocado pela Embratur. Segundo a entidade. o Youtube ultrapassou a marca de 100 milhões de visualizações nos Estados Unidos. a imagem do país no mundo desperta grande curiosidade e impulsiona o desejo de visita. hoje a 13ª economia do turismo. segundo publicou o jornal USA Today. demonstrou que o Youtube é o site de compartilhamento de vídeos mais acessado pelos estadunidenses. Foram mais de seis bilhões de visualizações em 2009.06% maior do que no mesmo mês do ano passado. que reúne os maiores empresários de turismo do mundo. No último mês de janeiro. já neste ano. Além disso. que teve início em 1947. Jeanine Pires. disse que o resultado confirma as previsões da WTTC (World Travel & Tourism Council). Luiz Barretto. Outro traço importante da internet é a pos- sibilidade diária de atualização do conteúdo. Youtube.) em gastos de turistas estrangeiros. e não apenas no período dos eventos. que tem o nome técnico de mashup.  Recorde de turistas estrangeiros Outro destaque nesta parceria entre o Google e a Embratur é o enorme alcance do Youtube. O número representa uma fatia de 43% do mercado. Twitter. passará a ser. ingressaram no Brasil US$ 511 milhões(. como Facebook. O ministro do Turismo. estão aí para confirmar isso”. O resultado é o melhor num mês de fevereiro em toda a série histórica do Banco Central. as mídias digitais ganhem o destaque merecido e estratégico na divulgação das informações aos turistas que pretendem visitar o Brasil. permite que novos vídeos sejam adicionados. a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) registrou em fevereiro de 2010 um número de turistas estrangeiros no Brasil 22. de acordo com o Banco Central. do potencial de crescimento do setor. empresa especializada em mensurar a audiência da internet. Um levantamento da ComScore.664 em 2009. % 58 éBrasil “O turista vai recorrer cada vez mais a ferramentas digitais para se informar sobre a sua viagem e o destino escolhido” Record of foreign tourists Brazil will become the 7th country in the world in which tourism creates more jobs in absolute terms .660 desembarques nos aeroportos internacionais (vôos regulares ou não). A ferramenta desenvolvida pelo Google e a Embratur.

. Assim. O estudo Demanda Turística Internacional. Os 88 vídeos da página eletrônica trazem. em parceria com o canal Youtube do Brasil.youtube. Atender a esse turista é o propósito do serviço lançado pelo órgão do governo federal que cuida do turismo no país. apontou que. de acordo com a presidente da Embratur. As redes sociais da internet. há uma cidade de praia chamada Maragogi.com/visitbrasil. de outro. ainda. essa pessoa não tem a menor ideia de onde fica esse paraíso.5% dos turistas estrangeiros que chegaram ao Brasil utilizaram a internet para se informar sobre a viagem. no Google Maps. o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). a localização de cada atração. onde as águas são tão transparentes e cálidas que possibilitam mergulhos livres em inúmeras piscinas naturais. em 2008. num mesmo sítio da internet. é possível se informar sobre um determinado ponto turístico e como chegar lá. estão. com legendas em 68 idiomas. depoimentos de celebridades e turistas que visitaram o país. no Nordeste brasileiro. já são importante fonte de informações dos turistas. muito menos o que o lugar pode oferecer. da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em parceria com a Embratur. Entretanto. vídeos de destinos turísticos no país e. de um lado. Na página http://www. 27.GhÔ¤ HG U m finlandês ouviu dizer que no estado de Alagoas. Jeanine Pires.

em termos absolutos .GhÔ¤ HG País usa Youtube para turismo externo p p impulsionar O Brasil passará a ser o sétimo país no mundo em que o turismo gera mais empregos.

 .

G.

.

 IG    9"(G9 IG.

GI GGI.

: . 9.

 G$.

9.

   G  GI GI.

.

IG G: .  CC .

    G H.

  .

.

GIH.

.

G .

 .

.

¢   I9.

 H.

.

ACGG:.  $I.

G9GII .

+.

 HG9%G.

+.

9GGG .

GI .

G.

.

$G.:.

.G.

/     G . G     !$+  ¤ ( .

C9=B:@Ú. =..

.

 G.

 .

G.

   $GGH .

:   .

 .

    .

 G .

/  . H " G  ( .

    G  3H:'G%GG9GII .

GG.

IH.

¢   .

 G93HG     ./-.

.

G.

.

 /.

 -G: -I9GIGI.

G.

.

.

G.

  $G .

I9   G3H.

  GII.

H.

¢ G.

.

.

 /.

 -G: .    .

 H.

.

 .

 .

 .

HG?>Ú G G: . =...D: .

(.

.

9'.

G9G.

 H  $G .

GI.

G.

G¢ .

.

G.

G I G.

I9G   .

I GHGG .

.:p.

9    G.

.

G  .

9 .

 .

IG.

 I .

.

G.

G.

GH .

 .

G  .

G.

:-I.

G.

!GIH9 ..

93H9!.

I9G I.

.

:p  .

GG.

 $GH.

.

 G G.

/ 9 .    H"G  ( . G I:.

I  G I .

IG GG 9G.

HG  9G G.

.

$:. G .

/ . G ( .

 =.<?1 G   *.

I .

<A9     . =.

 .

 G.

 .

 G  GI9   .

.

G  .

G G   .

I.

 .

I.

G.

.

 .

 .

.

.

G.

9  .

 : $G  G.

!HG=. H .<.

.

.

G.

G==:.AÚ .

G . A<D:AA.  G  G GG:.

G .

G.

GG.

‡.

 I   ˆ9GG.

 @.B:AA?.

.=.D: .

.

IG .

 G9 GII .

 GG9 .

G.

/-l@<< .

.

H.

.

:. !HG  .

 H    .

 GG9  .

I HG.

.<D?B: .

(.

.

9'.

G9.

I .

  I G.

n HG.

 GHG : (9   In .

G .

     GGI.

.

G  .

  .

.

.

: p1G.

 GIGI.

.

 G GI  IG.

 G.

.

 G.

 G.

G.

9oG.

 .

.

: +.

 HG9%G.

+.

9G.

  I.

  .

I.

‡1 ..G¥ .1..

I.

ˆ9 .

G :II¢ .

 G.

G.

9 .

I G  G .

.

  9G.

9 G  <> .

I9.

HGG  .

G9  B .

  .

 .

I .

IG H .

GH: éBrasil 59 .

Aumentar em 500 mil o número de turistas no Brasil. . quando será realizada a Copa da África do Sul. com a mesma mensagem e identidade visual.Consolidar a liderança na América do Sul.Aumentar em 304% a entrada de divisas com os gastos dos estrangeiros no Brasil. de 2010 a 2020 – alcançando U$ 17. haverá eventos de promoção do Brasil nas funfest da FIFA e a campanha de comunicação global do Brasil como sede da Copa 2014.1 milhões de visitantes estrangeiros no final da próxima década. . no ano da Copa 2014. Nos dias de jogos. estão previstas ações de rua.Aumentar em 113% o turismo internacional. As metas numéricas para o período são: . em outras cidades do mundo.Manter um crescimento sustentado de. e em 15% em 2016. ano dos Jogos Olímpicos Rio 2016. com relação ao ano anterior. Durante a Copa. incluindo publicidade e ações de relações públicas em diversos países. . no mínimo.6 bilhões. o Brasil vai contar com espaços para vender o país em solo africano. Além disso.TURISMO The plan is to increase foreign visitors in 113% in ten years Plano é aumentar em 113% visitas estrangeiras em dez anos as cidades-sede da Copa de 2014. aliás. . por exemplo. com uma quota de 27% do número de turistas do continente. de 2010 a 2020 – chegando a 11. exposição de produtos em espaços comerciais e eventos culturais que mostrem a diversidade brasileira. 1 ponto percentual acima do crescimento da América do Sul. Esse material estará disponível a partir de julho de 2010. .

e representa um aumento de 113% em comparação aos números atuais. “O planejamento é de extrema importância para o sucesso das políticas públicas. e as Olimpíadas de 2016. com uma entrada de divisas de US$ 17. O ministro Luiz Barretto explicou que o Plano Aquarela foi preparado com base numa série de pesquisas quantitativas e qualitativas feitas com vários segmentos do setor. A meta foi traçada pelo Ministério do Turismo e pela Embratur. durante os Jogos Olímpicos. Por isso temos que valorizar o papel do Plano Aquarela na construção de uma nova imagem do Brasil para o mundo. Essas perspectivas são resultado do Plano Aquarela 2020. A expectativa é de que o Rio de Janeiro receba.IG  ¤ HG O Brasil vai receber 11 milhões de turistas até 2020. metas e objetivos de marketing internacional do turismo brasileiro e as ações que vão ser implantadas nos próximos dez anos. que já vê hoje o país com outros olhos. A Embratur está preparando um kit de material promocional e informativo para G.” Um desafio a ser enfrentado no plano é unificar a mensagem a ser divulgada para o mundo na promoção do turismo brasileiro. para a qual são esperados 500 mil turistas estrangeiros. que definiu as estratégias. 15% a mais de turistas do que no mesmo período do ano anterior.6 bilhões. Um importante divisor de águas para o turismo no Brasil é o fato de o país sediar os dois mais importantes eventos esportivos mundiais – a Copa do Mundo de 2014.

.

I.

<<.

.

.

.

:.=.=.  GG GH (.

.

..

G  ( ./ ¢GI G .

.

  I®G .

G.

IG<<>Ú IG  IH9.

 G.

 I G .

  /-l<B:A H.

.

: .  I.

9  .=.G  GG+G=.

I  .

  G.

9GG H I.

 .

G.

G.

G.

.

G.

G   GI.

 G.

H   G:  .

G .

 .

    .

 .

 G.

.

 GI G I.

 .

  G  .

<?9  .¢ 1 =.

:...I GI @...

.

9 G  =.<A*.

I:. IG.

.

 G .

 %G.

I.

 .

 *.

I9<@Ú .

 G G.

 GG:  (.

.

..

'.

G9G.

  G GG+GGG HG G .

G.

G.

G G.

G.

GI .

  G:p+G.

.

.

G  IIH.

I.

I.

:-9 GG   GG+GH.

 G.

G G.

  9 GG  G  I.

 9oG.

 .

.

areia e águas formam o paraíso dos Lençóis.: Céu. no Maranhão Sky. in Maranhão Ponte Hercílio Luz é um dos cartõespostais de Florianópolis/SC Hercílio Luz Bridge is one of the Florianópolis/Santa Catarina postcards I GHGI . sand and water make up the paradise of the Lençóis.

 G.

.

  GH .

.

G GI  .

.

G.

.

G.

/ .: ( .

G.

G.

 .

GG.

GG .

G.

   I.

.

=.<?1 .

  GG G HG .

:. .

G.

G.

HGG.

GH% =.9  1 .<.

- .

IG G: .

 1 9H G9G.

.

 GGI I.

IG.

:.

   GG9G9 G.

 H.

 GI.

9 .

G I.

  G IG GIG   .

.

 G.

:(9.

  I.

.

9 .

 HG.

.

 !$!G  HGI.

IG.

IGG.

.

G.

<? 1  9 .   =.

I .

 G .

.

 G  H.

I G.

GI.

.

.

.

GI.

: . .

IGG .

 Gd ¢ <<>Ú .

IG .

 .

G.

G .

  =.<.¢GI .=.=.

<<:<.

.

.

.

.

?Ú. H   IG : ¢$IGH>.

  .

 II .

H.

.

G.

=.¢GI .<.=. =.

/-l<B:AH.

.

.:.. H..: ¢$IGH@.

 .

G.

 .

 .

<?9G <@Ú.=.

<A9  G *.=.

I"G.

 .

9.

G.

  .

G: ¢(G.

G.

GG.

  GGIG.

GH  .

- .

IG: ¢.

G.

G  .

.

- .

IG9.

 =BÚ G .

 I.

: 60 éBrasil  .

.

G&¤ HG .

in Rio de Janeiro (on the left).). Elevador Lacerda e capoeira em Salvador/BA (abaixo e à dir. Bahia (below and on the right) éBrasil 61 . Lacerda Elevator and capoeira in Salvador.) Bonde da Lapa (Lapa’s Tram). HG Bonde da Lapa/RJ (à esq.

LUGARES DO BRASIL  *.

.

G¤:+GP 2GHVDÀRpWmRJUDQGH quanto os números . +GP GHG.

.

CGH.I (G9=..

.

.

 -G9.

GA billion trees for Amazon made H   . =.<>:.

 -IG  +GP -G I  HI  nGG.

.

  : /.

<..(G=.

 G HG =@@.

.

 : .  G A billion trees for Amazon is .

G G/-l=:A@H.

.

H.

 .

. G G IG :.

G.

.

.

 IG G G H.

G GG :  G.

G :$G.

.

+GP  G/-l<H.

.

GG G.

.I =@.:. 9I .:..

 .

G.

9.

I  G.

I.

:3 IGI.

IGG.

     I.

 : 9 I G.

G  GG.

G.

GHGI.

.

9.

 GGI GG9 GG  IG H.

+GPG.I:.

  G.

GH.

G.

9.

.

GI.

.

.

 GGG.

.

GI GGI.

  9.

HG .

: .  I.

.

GI HH.

IG .

G I G  G H G.

: .  )G.

G G  I.

IG -I.

G9) -9 .

GI9 G GI .

.

.

 .

 ?ÚGGG .

 GG.

G  . >.

 .

  I:.  +GP9H.

.

.

.

  I9 G.

.

.

 G G.

G.

.

IG  GH IHG.

 G.

:  .

G .

.

 GIG.

  G G .

 I "G 0GGG :. .   -G: .

G  <C.

.

.

.D:$.=.

I.

visita viveiro de mudas Governor of Pará. Ana Júlia Carepa.   G Governadora do Pará. Ana Júlia Carepa. visits seedling nursery G.

I.

G G G.

G .

 IG HGIG:.  .

 G .

 G.

I.

G.

+GGGHG: 0G9 .

 . 9 G GG  <.

.

  .

 I.

G .

 .

: Citizen Field   G    G A billion trees for Amazon.

 Citizen Field9G I.

 IGIG   I.I -IG+GP:.

9G.

 I.

.

9I.

II.

.

 G  .

G G.

GH.

.

  G     I.

: . 9    G G.

  @..:.G..

.

G  G .

:.G.GI <=...

.

.

G: ..

 I.

I.

GG : II .

 +GP9B:@.

.

 seedlings of cocoa were planted and cocoa  I.

.

+GPGI  A. G .

 .C:*   G 9<:C. =...

GhG.

 G 9.

 G I.

@?. G  GG:. GG.

G.

G GH9 .?.

I .

GH G.

 .

.

.

 .

: State tries to reduce historic damage . GI.

HH.

IG .

.

.

+GPG G.

GG  .

I  G.

 .

.

.

 I .

 G:$HG.

   <DA.9     GI.

.

.

 I.

   H.

I.

: .

HIG.

9 HIG G. C.

 G.

G .

 G9  .

I  .

IG  GII   G  G  .

G.

G G.

 .

+GP: .  G G.

 .

.? .> G  =. +GP II H =..

    G  C:@=<&u:=..BG =..C9 G.

&u: H=. GG@:<C.C G =..D  IGG>@Ú9..

  >:ACBuGG: Programa verde: até maio foram semeadas 250 milhões de sementes Green program: until may were sown 250 millions of seeds éBrasil 63 % 62 éBrasil The challenge is as big as the numbers .

GhÔ¤ÈI.

E entre 2008 e s #ONTRIBUIR PARA AS METAS DE permitam sua exploração eco. que envolvam atividades mil mudas de açaí. linha de crédito com juros de 4% ao ano e prazo O BNDES. cionamento 40 viveiros agroflorestais. que vão O projeto é irrigado pelo Poder Público. o de Reserva Legal (ARL) e que s !PROXIMAR O CONHECIMENTO mORESTAAMAZÙNICA desmatamento caiu a 5. projeto da Secretaria de Agrimovimenta mais de US$ 1 bilhão ao ano cultura do Pará. que ampliou o acesso às florestas e gerou s &OMENTAR O CADASTRO DE IMØ. 2. viabilizar o plantio de cinco milhões de mudas. bilhão de mudas de árvores no estado Outra providência são as parcerias até 2013. foram plantadas 7. Vencer essa situação. RIOS COMESPÏCIESNATIVAS VEISRURAIS s $ESENVOLVERPADRÜESDEPLAN. Até o maior reflorestador da espécie de maio de 2010 haviam sido semeadas 255 árvore paricá no país. O projeto foi criado para e significa renda para mais de 250 mil garantir a segurança alimentar. (SEMA). a partir do asfaltamento da principal rodovia Produção de Mudas Florestais.8 sustentável. NÙMICA km² de área verde. O primeiro objetivo é recupeCampo Cidadão rar um milhão de hectares que foram Outro aliado do programa Um bilhão ilegalmente devastados. de As árvores com potencial econômico forma a atrair os pequenos produtores têm preferência. da Secretaria estado. O programa Um bilhão de com grandes empresas que atuam no árvores para a Amazônia. produtividade. abriu uma projeto. A estratégia do governo paPreservation and profit: açai is one of the preferred species mudas de cacau. por sua vez. de fibras e de óleos. a serem aplicados em meia década. mil famílias e a meta é alcançar 120 mil Por isso. portanto. em 2009. Pará plants a billion trees in five years G. a redução foi de 35%.687 s )NSTITUIRUMAREDECOLETORADE redução do aquecimento global. um dos desafios é tornar famílias em quatro anos. quando a atividade madeireira recebeu s &REARODESMATAMENTOILEGAL s #ONSOLIDAR UM SISTEMA DE SEMENTES forte incentivo público. cuja produção no Pará raense é utilizar modelos de exploração atingiu 60 mil toneladas em 2008.s )NCENTIVARACRIAÎÍODELINHAS s 4ORNARO0ARÈOMAIORPRODUTOR O maior desmatamento no estado acontio que promovam a recuperação de crédito voltadas para plantios florestal de espécies nativas do teceu entre 2003 e 2004. programas já forneceram sementes a 50 vive de cortar árvores.G0G O governo do Pará está tocandinheiro no projeto. O Grupo Concrem e a Vale estão de Estado de Meio Ambiente do Pará entre elas. O desmatamento ilegal no Pará Cidadão. protetor e reparador da de biodiversidade para Áreas mORESTAIS 8. e 1. o plantio uma atividade rentável. Banco Nacional de Desenvolvimento de pagamento de 30 anos para os interessados no Estado tenta reduzir Econômico e Social. Também estão em funa extração de madeira. A Vale. elevar a pessoas. que fazem parte do público-alvo Preservação e lucro: açaí é uma das espécies preferidas estado. E foi agravada nos anos s 'ERARUMNOVOMODELODEDE. pode vir a ser a maior inicia18 milhões de árvores e é considerado tiva de reflorestamento do mundo. É preciso criar alternativas da produção familiar rural.521 km² de florestas. com perda de 3. Entre 2007 e 2008. por exemplo. já para a Amazônia está orçado em US$ cultivou 10 milhões de mudas na região. plantadas na zona rural do município O programa Um bilhão de árvores de Paraoapebas.s )NCENTIVAR E APOIAR O PLANTIO INTEGRANDO DIVERSOS LABORATØforte migração e aumento demográfico no Pará. com a eliminação de país.65 bilhões. a competitividade econôrequer bem mais do que a repressão mica e a sustentabilidade socioambiental policial. Segundo o governo do rurais. Juntos.CIENTÓlCODOSETORPRODUTIVO 2009.180 km². pela iniciativa privada e também por doações. As mudas foram milhões de sementes. SENVOLVIMENTORURALSUSTENTÈVEL SENSORIAMENTOREMOTO estadual. intensificou a política do desde maio de 2008 um de regularização fundiária e o combate ao projeto para o plantio de um desmatamento. além de investir dano histórico A ação do Poder Público no Pará tenta reverter uma tragédia ambiental que tem origem na história recente do estado. os dois econômicas para quem. Já o governo do Pará.5 milhões de do projeto. Começou na década OBJETIVOS DO PROGRAMA UM BILHÃO DE ÁRVORES de 1960. Mas a tarefa é de árvores para a Amazônia é o Campo árdua. atualmente. como mil toneladas anuais. com produção de 540 já conhecidas dos homens da floresta. O grupo plantou.monitoramento florestal por s #RIAR O #ENTRO %STADUAL DE 80.

¤:+GP Pará planta um bilhão de árvores em cinco anos .

 IG G     s Stopping illegal logging.GG .LUGARES DO BRASIL Estado recebe investimento privado em aço 64 éBrasil s . s.G.

.

 G.

I.

 IG   IG.e s .

  G.

GHG e s..

G.

s. G.G credit lines oriented to forests properties.

G G promote recovery of biodiversity 'G G‡ 'ˆ9G.

GI.

IG.

G.

 G .: s.

.

H.

o governo federal entende que a capacidade de geração de energia vai ter que ficar 34. Por outro lado. Paulo Cesar Domingues. O potencial energético do Brasil é de 260 GW. Contrato para construção de Belo Monte será assinado em setembro Depois de batalhas jurídicas envolvendo questões ambientais e de polêmica sobre a cotação de preços para a produção de energia. e também para atender ao aumento da população.: Eclusas de Tucuruí estão entre as obras de geração de energia Tucurui locks are among the works of power generation Mais energia para impulsionar a produção Para tocar a produção da siderurgia e de outras bases industriais. De acordo com o técnico da Eletrobras. no Pará. Mas. Belo Monte. o Plano Decenal de Expansão de Energia prevê que a demanda nos estados amazônicos no período de 2008 a 2017 será quase o dobro da média das outras regiões. deverá custar pelo menos R$ . As informações foram apresentadas pelo superintendente de Planejamento da Expansão da Eletrobras. do seminário Energia e Desenvolvimento. capital do Pará. a ser construída no rio Xingu. a Amazônia tem um papel de destaque nesse processo de expansão energética. o Brasil desenvolve 28 projetos de usinas hidrelétricas. . Atualmente. 11 estão na região amazônica. que participou em Belém. a usina que promete ser a maior hidrelétrica inteiramente brasileira vai finalmente sair do papel. Isso porque a região concentra 40% da capacidade a ser explorada. Desse total.8% maior até 2017.

.

IG0GG  IG-.

HG.

 GG G.

G +GP I9.

G .

.

 ¢ 9G I    G  GG.

  .  : .

 ¢ 9  .

I  G G  + I .

9 .

 H .

  I.

(GGHG‡ G -Gˆ.

G .

GG-.

b.

IGh'G.

G  +GP ‡  -+GPˆ¢'+:G.

0Gn G9 .

I .

GG.

.

<>.=.

 .

/-l>:DH.

.

 H: $ ..G GIG<C:..

 .

G   G   GG  I.

 IGGI.

  G .

 H =:@ .

.

   9 G GGI .

.

.

: . G .

.

 GGG .

H .

 + I.

.

.:.. G I 9 GG.  IA@.

  9.

GG.

.

9.

and all metal parts of . barges.9 railcars. gas cylinders.

9 I G.

GI G  GIG.

: 1.

   .

9-.

HG.

H.

 .

        .

  I.

9  .

I  .

233 megawatts (MW) de energia. Trombetas e Paru do Oeste. A previsão é de que a usina passe a funcionar em 2015. Os 28 projetos de hidrelétricas em análise produziriam 30. Além da construção da Usina de Belo Monte. de acordo com o superintendente da Eletrobras.e do estudo de impacto ambiental da Usina Hidrelétrica de Marabá. O processo está no Ministério de Minas e Energia. considerado pela empresa essencial para assegurar a segurança energética do país. que marcou para 23 de setembro a oficialização da outorga de concessão ao vencedor da concorrência. alguns já em fase de implantação. no sul do país.233 MW. Jamanxim. com capacidade de 11. A estatal avalia que serão investidos cerca de US$ 72 milhões nesses serviços. O propósito é o fortalecimento do Sistema Interligado de Energia. A Eletrobras também trabalha no Pará com empreendimentos de transmissão. formado por nove empresas. com maior concentração nos rios Itacaiúnas. no rio Tocantins. com potência de 600 MW.com potência de 6. apenas 30% foi explorado e metade vem da Hidrelétrica de Itaipu.093 MW e nada menos que 25. o consórcio Norte Energia. A usina terá capacidade de gerar 11. Tapajós. .484 MW sairiam das hidrelétricas a serem instaladas no Pará. no rio Xingu. 19 bilhões (US$ 10 bilhões). estão previstas para esse ano as conclusões dos estudos do complexo hidrelétrico dos rios Tapajós e Jamaxim . o que fará dela a terceira maior do mundo. segundo o governo.130 MW e 881 MW . A assinatura do contrato está marcada para o dia 30 de setembro.

G.

GGHG.

  +GP .: s .

   G  I  G.

  .

   I9IG G.

H.  Ge s. plantations.

I.

.

.

I  s ! I.

H    G   I.

Ie  I.

HGG.

: s.GH.

 GIlecting seeds. s.IG -G + I.

  ! - .

9 State receives private investment in steel GH IG.

GII.

I .

 I.

.(GGHG: .

 I.

G  GIG.

.-G :.

G.

G G 9GH G.

+GP:.  G .

G.

Ú I .  G  GD.

 + I.

 .

 H+GG:$IG.

.

   /.

.

+GP‡/GˆG  ! G/.

.

 +GP‡/!+ˆ9 "GG.

GIG.

 I.

GG.

.

: .

H.

 .

.

G G.

)  G ) G9G .

HGG + I .

GI .

GG.

GGI G.

IHG.

+GP:-G.

G G .

 G H.

IG .

G .

.

+GP.

GI /-l@>H.

.

IG I.: More power to boost production .

G  .

 .

GHG9G G  GG G.

9  GH.

 G  IGGI.

G.

.

 GH>?:CÚ Mineradora Vale é uma das parceiras no plantio de árvores Mining company Vale is a partner in planting trees FOTO .

0G MAPA PARÁ Objectives of the A Billion Trees Program G.

O governo estadual estima ainda que nos próximos quatro anos o volume de investimentos públicos e privados no Pará vai chegar a US$ 53 bilhões. Em conjunto com a Universidade do Estado do Pará (UEPA) e a Universidade Federal do Pará (UFPA). A nova indústria. que vai começar a operar em 2013 com investimentos de US$ 3. a Sinobras deixará de comprar de outras regiões o aço necessário para a sua produção. A estimativa é de que a capacidade anual de produção da Alpa será de 2. e toda a parte metálica de móveis. a parceria entre a Alpa e o Projeto Aline abre espaço para a instalação de uma base metal-mecânica no Pará. o Pará passe a produzir laminados a frio e aço galvanizado.9 bilhões e previsão de 18 mil empregos. O entendimento prevê ainda que mais de 90% da mão-de-obra usada no Projeto Aline seja formada por paraenses. o governo pretende criar cursos para capacitação profissional.5 milhões de toneladas de aço. vagões. A parceria prevê que as placas de aço da Alpa serão utilizadas no Projeto Aline para a produção de até 650 mil toneladas anuais de bobinas quentes e frias e chapas galvanizadas. além de laminados a quente. A ideia é agregar valor ao minério. abundante no Pará. telhas. barcaças. essenciais para a confecção de tubos. o que possibilitará. será na cidade de Marabá (sudeste do estado). que ganhou o nome de Projeto Aline. O compromisso firmado atendeu a uma reivindicação do governo estadual. eletrodomésticos da linha branca e embalagens. . inclusive. a criação de um polo de desenvolvimento econômico no município de Marabá. podendo chegar a cinco milhões. botijões de gás. Além de ser a primeira usina integrada das regiões Norte e Nordeste. ¤:+GP A mineradora Vale e a Siderúrgica Sinobras firmaram um acordo que vai possibilitar que. em uma área conjunta à Siderúrgica Aços Laminados do Pará (Alpa). Com isso. A Alpa é uma usina da Vale.

<B:9G. H=.

.

 .

=C  I  I.

IG:* .

G9 <<G.

 G.

:-I .

G.

G H.

 H-.

  G.

+G.

 HG9+GG.

9  G.

I.

G .

9IG.

G+GP9  G .

G: II .

    GH .

    HG9   G G G G   .

  .

IG.

.:.

.

HIG  G.

Ú IGGI.IIG?.

 H.

 :*   G 9 I.

G+G  G.

 IG G G .

 G-G .

 .

 =..<B.C=.

 G H GG .

 .:.

G.

G.

.

"1:GII .=A.

 .

    .

Ú GH.   HG9  >.

 G  GI $G.

 G9.

- G.

:. =C  I.

I I   I.

G.

    I >.:.D> (1 G     G =@:?C? (1   I     I.

IGH.

G .

+GP9.

  GIIG.

.

.

$GIG.

GG 9 %GG.bG9.

G +G *: .9.

 II.

(G9 .

 .

 2.

9 .

  G IGGI.

  <<:=>> (19 .

 .

G I  .

G II.

  .

     I.

I I  .

 .GG ` G  %GG.

 ¢ .

  A:<>. (1 G  CC< (1¢G   .

G .

GI  G.

(GGHG9.

.IG.

 .

9.

 A..(1: HGG .

 +GP .

  G.

.

 .

9     GG    .

G.

: HG .

G G.

.

H.

 G.

G /-lB=.

.

 .

.I:.

   $G - 9 I.

 H IG.

G.

  I.

 I: Contract for Belo Monte construction will be signed in September After legal battles involving environmental .

G I .

.

.

I  I.

9 G G.

H  G.

G.

.

G  I.

I.

G .

 HI G.

:  (9  H H.

 .

 .

2.

9+GP9.

I IGG l <DH.

.

H.‡/-l<.

.

ˆ9 G.

: . G.

 GIGGI.

G<<:=>> GG‡(1ˆ9 .

I G.

   .

 G.

  : . I.

.

 (.

.

(.

G  9 .

I I   -H=>   .

I.

GG.

  .

  I.

.

9   )   I.

9  H.

IG.

IGI.:.

.

.

 I   -H>. IG. :.

 G  G.

HIG.

<@:: éBrasil 65 .GH=.

segundo explicou o gerente de Fomento do Serviço Florestal do Ministério do Meio Ambiente. a partir de prioridades das políticas públicas e estratégias governamentais. Marco Conde. um instrumento para a promoção do setor florestal.. em conjunto com as demandas da sociedade.E governo cria outro fundo para incentivar projetos sustentáveis Parceria público-privada cria fundo de investimentos A FONTE PRINCIPAL DE FINANCIAMENTO SÃO OS RECURSOS QUE A UNIÃO RECEBERÁ A PARTIR DA CONCESSÃO DE FLORESTAS O governo brasileiro definiu as regras para o Fundo Nacional de Desenvolvimento Florestal. A regulamentação ocorreu no começo de maio e esse fundo será.MEIO AMBIENTE . Public-private partnership creates green investment fund With it will be possible to develop economic alternatives.. to reduce the burning of wood G.

GG.

 .

 .

.

.

@.GG lA.

.

:$.

 G I.

.

  .

 IG .

 GG .

G  .

.

IG0G9.

Ú  9. ?.

   )G.

GG I.

IG -I.

G ‡) -ˆ9 .

 G.

G I.

IG! G ‡!I ˆ G  +HG ‡+ˆ9 .

Ú GI : .   $! ‡!$+ˆ!G0G.  =.

  G.

?@.:. IG...

G.

.

==:*  .=.

..:. IGGI.G9>..

G ¢ G.

G.

9.

.  G. HG <@.:..

IGII.

G:  G  .

 G.

 G.

9 66 éBrasil  .

I  G.

 G .

    G  G .

IG.

 .

 .

GGI.

.

9 G  .

I HG    G .

 .

I HI HIG :II .

  .

0G9 .

9 G.

IG I.

IGG.

 .

 GG 9G.

 .

H.

 I GIG  I.

:p. G.

GI  GI¢ .

IGI.

.

IG G.

G G.

  .

9oG.

.

.:.

0G G  G0G!G G.

 .

.I=.BG  H .

.

 GI B. IG:...:.  I.

G.

 G.

  .

 G .

.

.

H .

H   I G GH G: . IG.

.

 G   .

CÚ <.ÚGG9.

 .

.

G.

.

 G9 9.

.IG9GI  I¢ G:.

0G9 .

9G.

 G .

 .

.

.

.

.

 .

G9  .

onde são altos os índices de desmatamento. como investidores da China e o Bahrein. Entre eles. com lucratividade e benefícios econômicos evidentes. uma visão socioambiental. Roger Agnelli afirmou também que a Vale pretende levar o projeto a outros países em que atua.  %  (( ambiente. A transformação do Vale Florestar em FIP vai permitir que o projeto atraia outros investimentos de longo prazo. Moçambique e Indonésia.   . O presidente da Vale contou que já há estrangeiros interessados no fundo. ou seja.

I.

.

  :*.

G.

9G9  GI.

.

.

IH.

I GG: +.

  +9 1G +.

 .

9 G   G  .

G .

.

 .

.

  I.

¢.

G.

H.

.

9H.

 .

H GGGG G.

:p  .

  H G.

 .

.

  GGH.

GI .

.

.

   .

H.

:- .

.

¢ GH.

.

o9+.

 .

G.

.

G.

.

H.

  +n H.

:!In+.

9".

 'GI G9.

G I.

.

  n.

GH.

.

:II .

 .

9.

 .

G¢.

9G.

 .

  .

G .

 :*   G 9 .

I GG  .

G G.

G(G) -9 G  G  !.

 G.

   G G.

I.

G.

 .

 $ ! ‡!$+ˆ  .

.

 HG G.

G.

  .

9GGG9GI.

¢.

G Produção e plantio de mudas geram empregos e combatem a queima nas carvoarias (foto à esquerda) Production and planting seedlings create jobs and fight the burning in charcoal kilns (picture on the left) .

GhÔ¤ÈI.

esclareceu que há nos fundos de pensão uma tendência a investimentos com responsabilidade socioambiental. Para o executivo. também está confiante na rentabilidade do fundo. com o retorno dos investimentos em um mínimo de sete anos. De acordo com ele. não há sentido em garantir só a rentabilidade”. O presidente da Vale lembrou ainda que o Vale Florestar já existe desde 2007 e nesse período recuperou 70 mil hectares de floresta. com 40% do fundo. Assim. afirmou Pinheiro. disse Agnelli. “Mas o aposentado precisa ter a certeza de que lá na frente encontrará condições ambientais favoráveis de sobrevivência para usufruir o seu benefício. faltam dois milhões de metros cúbicos de madeira ao ano. em entrevista publicada no site da Petros. quando algumas árvores. que visa a preservação da floresta e a atividade industrial. com 20% cada um.G0G O Brasil ganhou um fundo de reflorestamento com patrimônio inicial de R$ 605 milhões. é fruto de parceria entre a mineradora Vale. alinhado com os interesses de um fundo de pensão. A proposta do Fundo de Investimento em Participações (FIP) Vale Florestar é a plantação de 450 mil hectares de árvores no Brasil até 2022 – 300 mil hectares para proteção e recuperação de florestas nativas com árvores nobres e 150 mil para o plantio de eucalipto com fins comerciais. Roger Agnelli. o objetivo é oferecer alternativas econômicas para os moradores das regiões das florestas que não seja simplesmente a queima de madeira para a produção de carvão. Um dos maiores projetos do gênero no país. “A estratégia é reconhecer que a atividade econômica pode promover a preservação e a recuperação do meio ambiente”. com as parcerias firmadas será possível acelerar o projeto que estava em andamento. explicou que a participação no FIP mostra a visão que o banco tem com relação ao meio . A expectativa é que a rentabilidade do fundo seja de 8% a 10% ao ano. Wagner Pinheiro. por exemplo. mas com a preocupação de gerir bem os recursos para garantir o pagamento de aposentadorias. atingem a idade de corte. Guilherme Lacerda. Segundo o presidente da Vale. Já o diretor das áreas de Meio Ambiente e Mercado de Capitais do BNDES. Agnelli explicou que o momento é propício para investimentos em florestas industriais. em função do déficit de madeira no mundo. o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e os fundos de pensão da Caixa Econômica Federal (Funcef) e da Petrobras (Petros). Apenas no Brasil. O presidente da Funcef. como o eucalipto. O presidente da Petros. é um investimento de longo prazo. Outra meta do fundo é a criação de cerca de quatro mil empregos diretos e três mil indiretos com o reflorestamento. Eduardo Rath Fingerl.

GhÔ¤ÈI.

só poderá ser destinado a projetos de órgãos e entidades públicas ou de entidades privadas sem fins lucrativos. o Fundo Nacional de Desenvolvimento Florestal poderá receber doações nacionais e internacionais. Além disso. O orçamento inicial é de R$ 1 milhão e a estimativa do Ministério do Meio Ambiente é de que até 2015 a operação será de R$ 15 milhões anuais. recuperação de áreas degradadas com espécies nativas e aproveitamento econômico racional e sustentável dos recursos florestais. O dinheiro. além de proteção ao meio ambiente e conservação dos recursos naturais. de forma a reduzir a queima de madeira O gestor do fundo será o Serviço Florestal Brasileiro e a fonte principal de financiamento serão os recursos que a União receberá com a concessão de florestas. . As normas do Fundo Nacional de Desenvolvimento Florestal determinam que sejam financiados projetos nas áreas de: pesquisa e desenvolvimento tecnológico em manejo florestal. Estão previstos ainda atendimento a projetos de controle e monitoramento das atividades florestais e desmatamentos. capacitação em manejo florestal. assistência técnica e extensão florestal.G0G Com ele será possível desenvolver alternativas econômicas. no entanto. educação ambiental.

9.

 .

GH.

.

G I.

I.

H.

: 0G !G GG.

 .

 $ !  ‡!$+ˆ .

 G    I  GGI   ¢ .

: 0Gn +.

 G G.

   .

 GG  .

.

.

  9I G9.

 .

G G G G.

: .

GG.

0G.

 G   I I.

 .

G:  9$ .

GG (GH.

9  G .

  G G.

: And government creates another fund to encourage sustainable projects G.

.

G" GG.

 )G¢ .

G! !: G.

 THE MAIN SOURCE OF FUNDING ARE THE RESOURCES THAT THE UNION WILL RECEIVE FROM THE GRANT OF FORESTS GI.

G(GG  .

 .

H9G.

   GG!-.

I  (.

.

 .

9(GI 9G.

 .

 I9H.

I.

I .

.

.

G G.

9 .

    G I.

 GG.: .

H G.

.

G! -.

I G    G.

 I   .

 G ¢ I G /.

.

I.

.

   G.

.:.

.

.

GH .

 l<.

.

G   .

G (.

.

 .

.

<@9 GGI. G9H =.

.

H l<@.

.

GG: $G .

.

9 )G.

G! !¢  .

 I.

 IG  G.

 G.

G G  .

G.

 )G.G: .

G! !¢ .

G G I  H  .

 .

 GGdGI G I .

IG  .

  GG9 I .

IG G.

GI G  .

9I G  GG.

  G.

 I.

9 G.

G I.

I G  G.

GH I:$.

G G¢  GII.

 IG .

.

  GI.

.

.

 G  G.

9 G.

.

IG.

 .

GG9.

G IG.

9 .

GI.

G IG.

9 9IGH   IH.GG I:.

IGI.

.

G.

.

 .

 .

GH: éBrasil 67 .

E a ascensão do trabalho de Atala é evidente. Gostaria de ver mais brasileiros e sulamericanos neste prêmio”. com grandes subidas e grandes descidas. Estou muito satisfeito com essa colocação e muito feliz por mais um ano estar entre os 50 melhores do mundo. “Este é um ano diferente. cresceu seis posições. em 2006.GASTRONOMIA cionada por 800 especialistas. entre críticos. seu restaurante ficou em 50º lugar. editores e jornalistas de gastronomia de todo o mundo. The secret of a leader !dP. subiu posições ano a ano e. atípico. diz o restaurateur. De lá para cá. Na primeira vez que figurou na lista. só de 2009 para 2010.

É o S. Arroz negro levemente tostado com legumes verdes e leite de castanha do Pará MODO DE PREPARO Para o arroz negro 1. Sue a cebola no azeite e adicioINGREDIENTES ne o arroz negro e o vinho branco. A ideia. Corte o alho poró com cerca s GDESALSáO de 5cm de altura corte-o ao meio s GDECEBOLINHA de forma que fique mais largo.O.M. adicione o alho e frite até s GDEALHOPICADO liberar o aroma. Em um prato raso. para que fiquem levemente enrolados.. que desde 2002 reúne numa lista os melhores lugares para saborear uma refeição no planeta. Finalização 1. s 0IMENTADOREINO Para o leite de castanha s MLDEAZEITE 1. ele pode ser encontrado na cozinha do D. do chef Alex Atala. Deixe descansar por cerca de 5 s PIMENTáOVERDE horas e coe em um chinoix fino. Bata as castanhas no liquidifiLegumes tostados s UNIDADESDEASPARGOSFRESCOS cador com a água e reserve. mas quando se é o melhor pelo quinto ano consecutivo. Coloque-os em um bowl com água e gelo.M. bom. 3.Black rice: Œ=.2mm). Em uma frigideira com azeite s GDECEBOLAPICADA quente.O.M. Leite de castanha do Pará 2. 2. adicioArroz negro: ne o caldo de legumes aos poucos s GDEARROZNEGRO e o açafrão e cozinhe por cerca s LDECALDODELEGUMES de 30 minutos ou até que esteja s GDEPISTILODEA½AFRáO cozido al dente. T Lightly toasted black rice with green vegetables and milk from Brazil nuts (Castanha do Pará) Portion: 4 servings $)" $ ). programas de rádio e em seminários e aulas que ministra em vários países. Nesse caso. 6. Em uma frigideira quente com azeite. Corte o pimentão em losangos s GDECASTANHADO0ARÕ de cerca de 3cm. e sempre subindo no conceito de quem elege.M. Regue com o leite de castanhas frio. Afora isso. há 10 anos. Só resta aplaudir.0GII Criatividade O segredo do líder g “Estou muito satisfeito com essa colocação e muito feliz em estar por mais um ano entre os 50 melhores do mundo” Prêmios não são novidade para o D. E o D. Fatie o salsão na mandolina com cerca de 0. pela Restaurant Magazine. o melhor restaurante brasileiro e da América do Sul e o 18º do mundo.O.2 mm de espessura. que significa “Deus é ótimo e máximo”.M. em Londres.HGI. 2. Corte as ervilhas tortas em fatias de cerca de 1cm. nome formado pelas letras iniciais de “Deo Optimo Maximo”. Mas o segredo do sucesso. na opinião dos críticos. Para os legumes levemente toss GDEBR˜COLIS tados Legumes verdes 1. disponha o arroz negro em um aro e disponha os legumes sobre o arroz. é o único sulamericano na lista de 50 restaurantes sele- 68 éBrasil 3. Essa experiência transbordou das panelas e foi parar em livros publicados no Brasil. É o caso do restaurante D. s GDEERVILHATORTA s GDEALHOPOR˜PARTEBRANCA 3. aí não há o que discutir. toste levemente os legumes acima. Legumes verdes 1. a capital gastronômica do Brasil. era resgatar sabores da cozinha brasileira sob um olhar contemporâneo. Retire a parte dura dos aspargos (deverá ficar com cerca de 5cm) 4. Ele já abocanhou indicações de revistas nacionais como melhor cozinha contemporânea e acumula cotações máximas em guias gastronômicos do país. o próprio D. s MLDEÕGUA Rendimento: 4 porções Cozinha de Alex Atala é a melhor da América do Sul Alex Atala’s kitchen is the best in South America S er o melhor uma vez pode ser acidental.O. Branqueie os brócolis e salteieos em azeite rapidamente (sem tostar). s MLDEVINHOBRANCO 3. Reserve o leite. está na cuidadosa e criativa aplicação dos temperos típicos do Brasil em pratos contemporâneos. em São Paulo. Após evaporar o vinho. 5. A escolha foi feita no final de abril. de São Paulo. de novo. 2.O. É a receita que originou. Bom apetite. 2. Abra as cebolinhas ao meio (para que fiquem mais largas) e fatie-as (cerca de 0. Toste o arroz até s 3AL que fique levemente crocante. segundo o próprio chef. claro. Pellegrino World’s 50 Best Restaurants. que acaba de ser eleito.

I Œ<.

GHH  Œ<-G+.

.

 . Œ<..

.

I  . Œ@.

 Œ@I  G.

.I Œ-G ŒGI Œ@.

.

 Roasted vegetables ŒC.

 GGG Œ<I .

.

‡ . Œ<...G Œ<.

HII.Gˆ Œ<..

I . Green vegetables Œ@.I Œ@.

:G.. Brazil nut milk Œ<.

G =:     ..) Œ>.

 IH  GH>I: >:   G GGGG ‡  HGH@Iˆ ?:-.

I G.

.

$*) GH<I: For the black rice <:-G .I + + .

.

.

.

G G  @:$G .

.

 .

9.

   GH:  HGI.

IG  .

.

: =: .

GG9G   A: GI  HII.

 .

I .

 .

 G  GH H   G  G G.

‡.

 H.

.ˆ: G IGH>.

.

 I pG o: Green vegetables >:$G.

.

  .

.

9G G.

I <:* .

.

 G‡G G .

 GG.

G   .G :.

ˆ G  .

I   ‡GH  .

I.

.

HI.

 I.

:=ˆ: =:-.: .

IIG .

.

 GH For the Brazil nut milk .:= .

I: <:".

  .

GH .

 G >:+GI.

GH.

 GG .

I9 G G.

:  G.

 I : =:'GH@ G G.

 .

G.

.

: Assemblage >:  .

: <:$G G .

 9GG HGI .

I.

G.

G GG G¢ For the lightly toasted vegetables <: GH@I.

I H.

I: =:+ G.

.

I : .

 G G.

.

.

:  H   H I9 IG H GII.

G9 H    .

   H  .

 G in a row. and always deserving a better review from  99  .

 .

 .

I:  G.

.

 .

GG :. .

.

 IG  GG:*:(9-Ô+G9 .

I  GH IGG.

  HGG.

G.

G  - .

IGG  <C H.

 I .  :.

IGG G.

.

' H GG (GG.

9 .

I  GHI.

.

G.

  HGI .

 G.

I=..=:$.

 G-:+.

1 n@. GG: GG*(9 I .

GG9.

  - .

IG .

 9  ..GG I  H C.@.

I  .

I  I.

.

I9  .

G I.

.

 G.

   : . .

GGn.

.

:. .

.

 G  .

.

.A9 .=.

GGG.

@.  GI:-.

I 9 .

.

.

 GH.

.

D=.9 . GG 9=.<..

. GI:p.

.

G .

G9G.

IG9.

 H.

 G H.

 :$GG.

.

 .

  .

 .

.

H.G  GHIGG G $GG @.

  :$ .

 G.

.

GG - .

IGI.

.

  .

GG o9G GG: Creativity G G .

 :*:(:# G GG  HH   .

G.

  G.

G GG.

 G   H IG I.

.

 G  GIIG  .

 I.

 InG¢ .

I.

: III9GII .

 I.

.

In.

.

9.

.

 IGG IG.

G .

IGG.

.

G.

I.

IG .

 :$n GI.

 G.

.

GG9 :*:(:.G <.

9 GG H .

.

.

Gp*.

 (G.

9o .

I Gp" .

GG G.

:o . .

G9GII .

 I  .

9G¢ IGG.

.

GI.

.

.

GIG GGI :. .

.

I G   GG   .

HH.

  .

G.

9.

 G .

GG .

.

GG IG .

 .

G.

I.

:.

 G9I9 IG H .

 .

I :*:(9.

-Ô+G9  G.

IIG.

GG.

:G.

„ éBrasil 69 .

.CULTURA Programa brasileiro é exemplo na área de cultura da participação de alguns alunos estadunidenses em oficinas de inglês para membros da comunidade.

GhÔ¤(.

Minister of Culture 70 éBrasil  .IG¤(. ministro da Cultura Juca Ferreira.I Brazilian program is an example in the culture area Programa incentiva comunidades a produzirem arte / Program encourages communities to produce art Os tronconenses: espetáculo sobre imaginário infantil faz parte dos Pontos de Cultura The tronconenses: spectacle about infant imaginary makes part of the Points of Culture Juca Ferreira.

O projeto está sendo elaborado pela equipe técnica do Ministério da Cultura. Itália A Itália foi o primeiro país. um diferencial: não receberá qualquer incentivo financeiro governamental. Ele conhece a experiência dos Pontos de Cultura desde o princípio e se encanta com os resultados obtidos. o projeto promove intercâmbios culturais entre os Pontos brasileiros e projetos sociais no Reino Unido. representantes de 15 nações decidiram submeter à reunião de Cúpula dos Chefes de Estado da Ibero-América uma proposta de criação do Programa Ibercultura . Interesse no Exterior Governos. mantém um estreito convívio com a cultura brasileira. onde está situada a cidade de Roma. acadêmicos e entidades civis ligadas a projetos culturais de vários países se interessaram pelo Programa. Pelo Pontos de Cultura. Os ingleses precisam aprender com os Pontos de Cultura”. avaliou Paul. teatro. com uma unidade que se articulava com o Museu de Paleontologia. os Pontos de Cultura nasceram com o propósito de fortalecer as iniciativas culturais da sociedade brasileira dentro de uma nova proposta de gestão. artesanato e culinária. realizada no final do ano passado no Brasil. foi criado o projeto Officine dell’Arte. Na Universidade de Berkeley. também. principalmente no Reino Unido. Em uma iniciativa da Câmara de Deputados e da administração da região do Lazio. apenas a chancela. onde a experiência brasileira com os Pontos de Cultura vem sendo estudada. na Califórnia (EUA). Idealizados em 2003. gerando melhores resultados. do Ministério da Cultura. são executadas na realidade”. Cultura e Arte (Abrasa) para implementação do Ponto de Cultura Internacional Brasileiro e Afro-Brasileiro na Áustria. Um recente estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) sobre o programa indica que ele já alcançou diretamente oito milhões de pessoas. O projeto tem. que são muito bonitas no papel. a adotar o modelo dos Pontos de Cultura. que levou o modelo para seu país por meio de uma parceria com a Secretaria de Cidadania Cultural. Parlasul Professora Candace Slater visita ponto de cultura próximo de Brasília Professor Candace Slater visits point of culture near to Brasilia +G^I. entre as que participam diretamente das atividades e as que assistem às apresentações artísticas ou tomam parte eventualmente de cursos e oficinas. é a população local que decide e realiza a ação. apoiar energias populares que vêm de dentro para fora. já que o dinheiro público vai direto à ponta do projeto. ou seja.500 unidades. O programa chama a atenção de governos e sociedade civil em países da Europa e da Ibero-América. “O que acho interessante no programa é que o Ministério consegue. A primeira experiência dos universitários de Berkeley com os Pontos de Cultura foi no estado do Ceará. o que impede desvios em meio ao processo. ainda. “Os alunos vêm ao Brasil participar de alguma atividade dos Pontos de Cultura e depois fazem um projeto falando da experiência e vendo como as teorias. que no Brasil já conta com cerca de 2. Em uma reunião de ministros da Ibero-América e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e do Caribe. É um modelo absolutamente contrário ao clássico das artes na Europa. e os custos da criação e manutenção ficarão a cargo dos parceiros locais. interage em todo o processo. políticos. e vem sendo objeto de teses acadêmicas e modelo para ações governamentais semelhantes em outros países. Ibero-América Nos países ibero-americanos também cresce o interesse pelos Pontos de Cultura. grupos de dança e estudos específicos sobre a atuação dos Pontos. fora do Brasil. Paul Heritage. além Há cerca de 20 anos. A Abrasa disponibiliza cursos e oficinas nas áreas de dança. o professor catedrático da Universidade de Londres e diretor artístico da ONG People Palace Projects. É o Pontos de Cultura. existe uma cátedra sobre Cultura e Literatura Luso-Brasileira. Áustria No início deste ano foi assinado o Acordo de Cooperação Técnica entre o Ministério da Cultura e a Associação Afro-Brasileira de Dança. inspirado no exemplo brasileiro. trabalhos sobre cultura oral das comunidades. Houve. Denominado Pontos de Contato. E com melhor aproveitamento de recursos. de cerca de US$ 33.nos moldes dos Pontos de Cultura –. para ser implantada nos 23 países da região.7 mil/ano por projeto. O programa inverte o tradicional hábito de o Estado levar um evento cultural pronto para uma determinada comunidade. ainda na gestão do ministro Gilberto Gil. todos baseados nas tradições afro-brasileiras. Isso tudo com um orçamento pequeno. coordenada pela professora Candace Slater. E os resultados não demoraram a aparecer. com dinheiro público. comentou Candace.I U ma experiência brasileira no setor cultural vem fazendo sucesso e atraindo o interesse de outros países.

G-G G G  .IG¤(.

I Inglaterra O Parlamento do Mercosul (Parlasul). vai analisar a proposta. o Conselho do Mercado Comum. que prevê a disseminação do projeto dos Pontos de Cultura por todos os países do bloco econômico. O Parlasul aprovou proposta do Senado brasileiro. com possibilidade de ampliação para todos os países associados. Argentina. Em junho. A iniciativa é um primeiro passo para a elaboração de uma legislação regional.  G. os Pontos de Cultura são uma grande lição de cidadania aos seus integrantes. que defina políticas articuladas entre os quatro países do bloco. entidade que reúne representações políticas do Brasil. também discute o tema. Mais do que propiciar acesso à cultura às populações mais pobres e que residem em locais mais afastados dos grandes centros. órgão máximo da integração regional. Uruguai e Paraguai.

.

G .

I .

   IG I .

 H.

IIG GGI.

.

  I.

:$.

 Points of Culture9 .

I GG  GGH=:@...

G  G .:.

.

G GH.

 -GGGG IG   G G.

IG I.

: $   Points of Culture9.

.

 IGG.

  I.

G  I I GI.

9 GG.

.

GI.

   I9G.

H: .

  H.

.

G.

I9.

IH.

I  G.

     .

     I9  .

I  H   I: .  G G   G.

   G  I.

.

 I.

 .

 I.

   G  $H¢.

IGG  GH H IGIG .

I  G G .

.

GGGI.

 .

 I.

: I.

 .

.>9.=.

 (.

.

".

H ".

 G .

.

G.

9   Points of Culture were H .

    .

.

   .

 IG .

.

.

G.

   G.

.

G I.

 .

 .

 G  GG G:      .

  G GG:I H $.

 .

  I.

I GI ‡$+ ˆ G .

 .

IG G.

 G .

IGI  GG.

 .

 .

.

9G  G.

I.

G .

I .

   GI.

.

.

 G    G  G.

.

I G.

GG.

IG   : .

.

 GGH GH/-l>>:B. G I:  /&:.  ..

  G Points of Culture9 G.

 +G9         .

 I  GG .

.

  -IG G.

.

 .

 (.

.

:1.

    G Contact Points9    I  IGI GHBrazilian Points and social  I.

 /&: Interest Abroad Governments. academics and civil enti. politicians.

.

 IG I.

GI.

G .

 .

 G: /.

.

 .

 G.

.

G ‡/-ˆ9   .

 G IG  '¢G.

.

G G '.

G9I .

G H+G GI-G9 .

I  .

G.

.

GPoints of Culture .

I:p- IG.

G.

I.

G.

 any activity of Points of CultureG    G  IGH .

.

I9 .

  .

9  .

I  G    G9 G .

  .

 G.

9oG.

. G GI: .

.

I.

.

  .

  Points of CultureG.

 G GP9.

 G.

 GG.

 .

GGI  I.  ( +G:.

.

9 GIG I.

.

I .

  PointsGI.

.

.

9GG G.

I.

G.

 /- .

 .

  I.

H: Ibero-America $$H¢.

IGI.

 .

GG.

.

.

  Points of Culture:G.

 (.

.

$H¢.

IGG  .

 +'GG.

G  G.

HHG9  G  GG9.

G.

9G.

 <@G.

 I.

 H.

 -.

.

$H¢.

IG#G -GGG GH.

  p$HI+Go¢G  .

 Points of Culture¢.

=>I.

:.   I.

H.

G H I .

IGG  (.

.

: England !G=.G9G' /.

.

G G.

.

I .

I )"*People Palace Projects9 +G #.

G9 G H .

 I IGI.

 G.

.

GI:# .

I Points of Culture H.

.

 G .

 .

  .

  :p1 G$I.

 .

.

.

 G.

 G (.

.

IG9 .

 H.

I9G.

I.

  .

.

  .

. : .

   .

 GH IG IG.

IG.

 9G.

.

 Italy $GG .

I.

G.

G     Points of Culture:. GG.

.

.

G.

   GH.

G  G .

.

G.

 'G.

.

9 .

IG  I.

 9.

 GIG   I*.

I.

 n9.

.

 H  G.

.

GG: Austria G.

 .

G.

G.

   .I .

IGG.

H (.

.

 G  ¢G.

.

GI.

G.

GI9 G ‡HGGˆ.

G.

 G.

.

G G  ¢G.

.

G $G.

G Point of Culture in .

G: .   I .

 G  G GGd .

 .

 I.

G.

GI.

G.

I.

9H    .

I.

G I.

.

9 G    IG.

 G  G.

GII.

HG.

HIGG:.  HGGIG  .

 GG GI9 G9IGG I.

.

9GHG ¢ G.

.

GG .

.

: Parlasur . (I+G.

G‡+GGˆ9GG.

G.

 GH.

 .

.

IGG.

  G.

9 .

G9 /G G  +GGG9 G .

I .

:. +GGG G G    G.

.

G -G9  .

I  .

   .

.

G.

  I Points of CultureGHI.

:$%9 (GI.

9  .

 H .

G .

G.

9.

G.

 G:. .

.

.

G.

 is a first step in developing a regional legislation  GG.

IG .

I.

G H I.

9 .

  .

H.

.

  .

  G GI.

G I.

: (  G .

.

 GII  I    G  .

.

.

 IG.

G I9 Points of Culture are GGI.

.

 .

.

H: éBrasil 71 .

em 1991. mas sem perder a brasilidade. Afirma que quando participa de oficinas com alunos. Em 2001. Claro. “Ela não escolhe qualquer um. após um show em Nova Orleans. Um tempo depois. recebeu o convite para gravar o disco Me and my heart. em 1996. É só você ter a responsabilidade em pensar que você é um veículo condutor. A música não é sua. “Escuto muito Nancy Wilson. é uma enorme inquietação de Rosa Passos.” Essa mistura. Neste disco. E geralmente muito bem. Quando ela escolhe. eu aprendi a articulação rítmica. Cantou para os reis da Espanha. Costumo dizer que a bossa nova é a prima do jazz e creio que com essa fórmula meu trabalho se tornou internacional. em show com outros músicos. são cinco ou seis tur- And with you. em parceria com Fernando de Oliveira.Rosa Passos E com vocês. O recomeço foi em 1985. Toca-se de tudo. diga-se de passagem. “Eu sou muito preocupada com a dinâmica da música. e não posso me esquecer da Billie Holliday. Mas tanta dedicação tem um custo.” De acordo com a cantora. já dedilhava no piano. Em compensação.” Rosa Passos já lotou o Carnegie Hall. E é talvez por isso. a respiração. foi apresentada aos discos de João Gilberto e Tom Jobim. Dois CDs foram gravados – Curare. que é atribuída às personalidades que se destacam pelo saber ou pela atuação em prol das artes musicais. “Os meus discos chegaram primeiro no mercado internacional. em Nova Iorque.” A cantora encara a música como uma entidade. já que aqui o jazz está entre os menos conhecidos. que as grandes divas do jazz deixaram marcas mais profundas em sua alma musical. O jazz de Rosa Passos. O primeiro disco foi gravado em 1979. como deveria. Com a Ella Fitzgerald e Beth Carter. acredita Rosa Passos. o cantor norte-americano Kenny Rankin gravou duas músicas de Rosa. com clássicos da música popular brasileira. Rosa Passos homenageou João Gilberto. a cantora já é considerada. Missionária da música Cantora brasileira ganha o mundo com sua mistura de jazz e bossa nova Brazilian singer wins the world with her mix of jazz and bossa nova Rosa Passos conta que quando chegou aos Estados Unidos. lançado em 2002. foi ouvida por um público de seis mil pessoas no Lincoln Center. “Eu acho os dois muito próximos. nos Estados Unidos. O namoro da cantora e compositora com a música começou ainda em Salvador. alguns ritmos são mais populares que outros. que o país ainda não descobriu. com a participação da cantora. venceu o Festival da Universidade da Bahia. num tributo a Elis Regina. Em média. a dicção. os críticos de jazz estadunidenses passaram a fazer bons comentários do trabalho e com isso os convites apareceram. Encantou os japoneses. Os ingressos se esgotaram quatro semanas antes do espetáculo. “Comecei a ser chamada para os grandes festivais na Europa e nos Estados Unidos e fui. porém. Com a estética. a baiana Rosa Passos. São 15 anos viajando muito. por si sozinha. É preciso dissecar a música com cuidado. “Eu sou uma missionária da música. com a música Mutilados. com a participação do baixista Paulo Paulelli. em um show de voz e violão. e Pano pra Manga. Ela dá tudo para a gente de bandeja. no resto do mundo. Foi a primeira brasileira a ganhar a condecoração. Os que não conhecem nada da música produzida pelos brasileiros podem achar que é apenas a terra do samba. Rosa Passos guarda um enorme respeito pelo talento que tem. A cantora explica que com o amadurecimento do trabalho.” G. faz questão de ressaltar a importância de se cantar com o coração. mas as voltas que a vida dá levaram Rosa Passos a suspender a carreira para cuidar da família. em Nova Iorque. mas basta alguma pesquisa para aprender que o repertório é vastíssimo. recebeu do músico brasileiro Oscar Castro-Neves o convite para se apresentar numa noite dedicada ao Brasil no Jazz at the Bowl. Rosa Passos já se apresentou nos quatro cantos do mundo. No ano seguinte. Trocou os teclados pelas cordas do violão e já em 1972.” A técnica. carrega o sotaque brasileiro. a gente tem uma responsabilidade sobre tudo que vai fazer em relação a ela”. descobriu uma maneira de unir o ritmo nascido em Nova Orleans com a brasileira bossa nova. uma das principais figuras do jazz contemporâneo. na Califórnia. que tinha uma técnica muito própria. é que abriu a ela as portas à música do mundo. no entanto. Rosa Passos !d)PI "G Brasil é um país de inúmeros ritmos. explica. com suingue. Com o álbum Amorosa. A baiana admite. Naquele ano. com o apoio dos pais. Aos cinco anos. os discos gravados por ela já tocavam nas rádios de lá. não parei mais.” Nessas andanças. O 72 éBrasil Tamanha preocupação tem um bom motivo. a maioria das músicas é de Rosa. Ainda em 1996. Recebeu há dois anos o título Doutor Honoris Causa da Berklee – a Universidade de Música de Boston. Aí. outro grande nome da música brasileira e uma reconhecida influência na carreira da cantora. No mercado americano e no mercado europeu. “porque a música é bela.

.

GIG  :.    .

GH.

I I HG.

.

G G .

 G.

.

  G GHG9H.

 .

 GGI G G  .

.

G:  .

.

G G G  : -9     G  G  G :+ G G.

  G .

G  G9HIG I G .

I 9G.

  9oG .

GGo‡G .

GHˆ G +G:IG9 .

.

GG  .

  9G .

I¢ G G: .  %G  G +G9 9 IG.

 G G.

.

 .G GII: .

 G.

  G .

    G.

 9  .

I GG.

    H.

)*G.

 G.

.

GpHG Go:p$ .

H GI:$GG G pHGGo.

 I.

 GG $H.

 G .

  .

G GHI.

G.

G9 .

 .

9H.

 .

 G.

.

GG:p G +GH.

 G .

.

 G     .

I: -.

G .

n.

IG .

 -GG :.

G 9.

    G9 GG   .

G:'G9  G.

 I %Ô".

%H.HG .

 GH:- G  HG  .

G .

G GG .

<DB=9.

  .

I(.

G 9  !.

G /.

.

G .

G:. .

 '+GI  .

<DBD9H.

.

  G +G  IGG.

IG: .  G G .

 <DC@: .   ¢ I  ¢G.

<DD<9.

 IG.

IG.

.

G G.

I9G +GG(GG.

<DDA:* .

 GH9    I  H G9 .

 G .

.

 !G  *.

.

G:$<DDA9  I.

 G.

.

G.

HG.

.

G.

I.

G*IG G¢)   G  G.

.

G %G   G 9.

G.

.

G:. .

G9  .

IG.

& G.

I   Gn 9.

  G.

I.

G.

: G+GG  IG /.

  -G9  I   GH  GG  H.

 G  G .

 :p('+.

  .

G.

/:-:GG  G G:oII .GG:.

 .

9.

IG GI.

.

I GG  .

 G GGI¢ I.

.

G.

GG :p$G H.

.

  G .

G.

 G  /.

 -G G $GII  .

.

G.

:-.

I 9$ G  :$ GH.

GGG.

: p$ G .

9 G+G G .

 GI :$=..<9GGII.

) *G9 G.

.

 I  GH(G  (#G9G .

.=.=.

  G.

I.

G.

 HG.

+G+G.

:$ GG G G HG G .

I.

 G G'.

I.

 )39.

II.

  .

I.

G9.

G.

H  .

 .

são 40 dias fora de casa. Aqui no Brasil. Apresentações na Europa estão agendadas. porém. Os planos. e a gravação de um DVD. incluindo convite para shows no Canecão. O corpo cansou e a cantora resolveu tirar umas férias. pegar o pó da estrada. em breve Rosa Passos vai. a proposta é a gravação de um disco em homenagem ao cantor e compositor Djavan. novamente. já pipocam. Ficar bem quietinha. Em cada uma. em Brasília. A ideia é esticar o recesso até os meados de 2010. no Rio de Janeiro. prevista. Pelo jeito.G: nês por ano. a cidade que escolheu para morar. 1. Outra. mas no Lincoln Center.

  GHG‡'.

ˆ9 G+G G.

.

H%G".

H9G H.

G.

G¢ .

.

G.

IG GI.

 .

I.

 .

n IG:#9 pG .

GGoG .

 G G G .

G G  G.

 .

IG: p$.

G)GI1.

:1.

  G!.

G  G  G9$G   .

IG.

IG.

9G $ IG.

.

#.

G9  G GI .

 :p G9 I .

.

G   G+G:p$GII .

 .

I G.

I:1.

 G .

I9HG .

9 .

I.

:$.

 IGGG.

I.

 IG:p Music Missionary -I II GG G: G+G GGI G  G:p$ GG.

I.

.

.Go:.

GI.

IG GH.

:p-   I G:1    9   G.

9    .

H   .

  G .

 .

  H  .

  .

o: -  GG G G.

I.

G.

.

 .

   9      .

GI  .

.

 .

   G9pHIG.

I.

HG.

.

.

 G:(.

I.

 .

:3  GH.

HG GIG.

GIG .

:(.

I.

:p G+G G G.

#G.

) 3.

G IGG .

G:.

I  H  :- I.

   G G   .

  I #.

 GG   ¢   /.

.

  (.

I .

 9 /-:- G .

G.

.

G.

 GG 9  .

I .

G G.

.

 G .

    GI.

 .

 G  .

IG G: -  G .

-G.

:- I G  %GG: -I   .

IG.

 GGI:*GG9  G.

 .

 GGG  :#H .GG:$GI 9 G?.

 G  .

 I.

 GGGIG.

:-  I.

 G.

I G .

.

G.

.

G9 I.

  I .

.: .

G.

I  I.

.

: #9GGGG . ¢=.<.

:+G.

 GI   .

 : 9G '.

I 9.

G:#.

G.

9 .

G¢ GI GGH.

.

H.

¢.

  GG9GG.

.

G.

 GGIÔ9 .

 .

 %G.

9G I G0:GG GI9 G+G.

HGG.

 G : éBrasil 73 .

a moda não é anjo nem fera. O novo típicos a produtor de moda e exportador de beleza.como fonte de inspiração pelo No império da moda há mais estimulações de todos os gêneros. mas individualistas. o Brasil.graças a Gisele Bündchen . Hoje. A rebeldia das décadas de 60 e 70. +H.MODA & DESIGN Yes.urban professionals. possibilitou que a moda brasileira alçasse outros vôos e consagrou o desejo unilateral de ser em detrimento à vontade de um grupo. que criou novos estilos de viver. Foi a valorização da beleza da mulher brasileira Mas foi no início deste diante da projeção internacional de nossas top models que. Já podemos dizer que somos exportadores de tendência internacionais como Diesel. cado da moda mundial. Entretanto. mas mais crises A presença no cenário mundial da beleza da mulher brasileira incenti. Marcas nacionais como Carmim. Segundo o filósofo Gilles Lipovetsky. que antes reproduzia os padrões europeus e norte-americanos. através daquilo que yuppies ou the young ele tem de mais precioso. O poder está ao alcance de nossas mãos. há mais autonomia privada. incluindo os inúmeros eventos fashion de vestir e de produzir arte. fala-se em tendências de moda assim como anualmente. segue caminho toda uma formação de novos estilistas. mas exotismo de nossas matérias-primas e a miscigenação de nossa cultura. globais. cedeu lugar a geraque. Ellus. De Ocimar Versolato a Lino Villaventura. à margem das controvérsias. entrou pela porta da frente no mer. Com uma indústria têxtil que movimenta cerca de US$ 35 bilhões sobrepondo ao todo. vou o surgimento de novas escolas. NØSTEMOS bacanas! A )GG-P¤ HG pós muitos anos vivendo à sombra de uma das indústrias mais uma nova geração: os ecléticas e prazerosas do mundo. A moda brasileira. O mercado romper as últimas fronteiras que ainda os separam das unanimidades de jeanswear é um exemplo. novos cursos profissionalizantes e a tornando-o cada vez mais problemático para si mesmo e para os outros. Officer disputam o mercado consumidor com marcas a dividir as araras internacionais com os estilistas consagrados da altacostura mundial. despontam nas principais ções mais democráticas. cada vez mais.íntimas. passou a ser vista . principalmente devido ao sucesso das semanas de moda do eixo Rio-São Paulo. a qualidade de algumas marcas brasileiras compete legião de profissionais cada vez mais ávidos em apresentar sua marca e em igualdade com as mais famosas marcas internacionais. mais inquietude de viver. Atualmente. É a grandeza da moda remetendo o indivíduo para si próprio. Calvin Klein. só depende de nossa vontade. a moda nacional passou Forum e M. o Brasil passou de simples fonte de referência em trajes se fala em vítimas dela. É o único se trilhasse novos horizontes. Guess e Levi’s. no início século que a era digital deste século.

I.

P.

9`¢G G +.

a relação entre CELSO IH. Da década perdida aos anos 90.capitais do nosso país.

^.

IG:U .

I.

nós temos bacanas! É a moda brasileio estilo de vestir e as opções de vida tornou-se FINKLER (G#G. G Yes.

.

IGhÔ!G .

Os jovens executivos. desde . ra mostrando todo o seu valor e imprimindo mais intrínseca.

9G\  .

.

.

G(G .

 G.

criaram o seu próprio código de vestir I²G G.( 9 estilo e personalidade neste mercado em então.

we have cool people! .:I:H¤I² constante ebulição. e conduzir suas vidas denominando toda Yes.

GhÔ G .

HG.

GG. as well as Director of Made in Brazil Models. He is Executive Director of May Harris Communication and Fashion Business. :I:H Advertiser. post-graduated in Psychobiophysics.

.

.

  G   II.

IG  GH.

 .

.

   9G.

 H G .

 n 9   G.

  I.

:$G GI.

G.

G.

.

GHG9  G .

G.

G I.

9 G.

I H.

.

   .

 I G GH  G.

.

G G .

  GI  .

  .

  G   HGI .

: 1.

  G .

 .

   G H.

 .

 GH /-l >@ H.

.

 GG9 G.

 I G G.

IIG.

GIGG .

  IG GHG:G.

.

GG .

9 .

I   I GG .

IGG.

 G GG9 G".

9.

 G  GGI.

.

G.

9HIG.

IGG.

GG   .

I  GHG.I:.

 G.

.

GGG .

GHG .

 .

G.

GG .

.

  G IG  GGGII 9IG.

GIG G.

.

 .

: 9 G.

G.

.

GHG IG.

   G.

G.

GHG :.  G¢GG.

G:)G.

G HG I GG.

9 9!G (:*.

I9G9I  IG.

 .

G.

GHG .

.

9G.

&.

9"G '.

nG B. A.n: .nH.

 GIG .

9G .

 G   G.

 G G   G HIG G .

GH G  GI   .

.

9 I  .

IG 9GG IG.

IG.

9 74 éBrasil H.

 .

.

G.

:!  IG  D.n9   G.

 .

 H I .

  G  .

 I .

IHIG.

.

.

I:-.

I 9  I.

 GIG  .

 I G  GI I.

 .

.

9G.

G G.

d .

 HG.

G:.

GG.

 .

I G  .

.

GG  .

 .

.

G .

GGd IGGG:.G G GG:. G9GGHG .

 HGGH .

.

I.

:+.

.

 .

    . GI  G :.

G.

: ).

 G .

9GII .

 .

 ".

'.

9G .

.

.

 GGGHG:$ G .

.

 .

IG G.

 9HG.

G.

.

e .

.

GG9H .

.

GI.

:$.

 GG .

.

 .

 .

.

G .

9 G.

 .

.

IG.

HG.

I .

G  : #9H.

I.

9G .

.

G.

IG.

G .

HG G HG   G.

 G .

 GG    HG G.

.

.

: ! *I.

G 0G  '.

 0.

GG9G.

GG .

G  G.

G.

GGI.

 Gding stylists of haute couture  :1IGGG GG.

   G.

   II .

¢-Ô +G G .

 9 G .

I .

  GG .

 GG.

IG.

 G.

.

 G.

IG.

G I: 39 GI„G.

.

GG .

.

 .

.

GG G.

 G G.

.

 .

IGG.

*G.G G: éBRASIL: Uma revista para um novo tempo.

GG  GG IG GI.

GG.

I‚P.

G.

I.

GGG  .

P GG:-HGG€GG.

 .

GPG ®I.

G9IG9.

9GGG®GGI.

G G .

.

G.

GIG : UGG.

GIG\G.

9.

GG GGGG .

ÔG G  .

Gh€ G.

‚IG G H  p+GG G.

o: - bH.

I \ G   .

.

 .

GI.

G.

9 H  IËGG  I\I.

 G G G   9G  .

.

Ô9bH.

I HG.

G GIG 9G.

G  GG.

G\I.

 GÈI.

G .

G: éBRASIL9.

GH.

G9.

GÈ.

È9I.

G.

.

I.

G  <...

G: Formato da página impressa:=>@ HG=DB GG9 GG hÔ ‡>.. .

ˆ: * Ib  G \G.

 GH\ P H.

IG   ^.

com.br Distribuída:  .revistaebrasil. www.

P.

I9`ÔGG.

9.

.

.

h€.

GG.

9 G.

Gh€G.

G.

9IËGG I\I.

9IG.

.

 .

IG.

 GHG G 9 .

 I.

G.

9    G.

Gh€ Ô GG.

 ® .

  bH.

II.

GIHPG.

G\G.

G^  GG .@.

G.€  : éBRASIL: A magazine for a new time.

  G  .

      G  .

I.

G  G.

G G.

GH  G:H G.

GGG®I9 I9.

9G G ®.

.

  .

.

G.

G. G H I: .

 .

.

H\G.

9GG.

I  G G  .

 G.

‚ .

G.

GHp+GG.

o:3G .

I.

G .

G¢ .

G .

9 H  I GH  II G        9.

.

G9H.

IHG.

G IG9G .

.

G IGG: éBRASIL9 H.

  GG.

9 .

  .

 + G  .

 9 .

  G .

.

.

G .

I..9...<.

: Format of the printed page: =>@  HG  =DB  .

 9   .

 .

. .‡>.

I\G.ˆ:.

.

GHH.

   www.revistaebrasil.com.br Distributed: .

G.

II9GI.

9.

GG.

.

.

9H.

G.

G.

9I GHII9GH.

9I.

G9¢ GG.

G.

® G.

  H.

II.

 \G.

.

I.@.

G.

  :  4$'+G .

h€' G G%G.

!.

?@>?¢.<>®-Ô+G¢-+ .:¡@@<<>?CC?A>C®!G¡@@<<>?CC?A.< II.G9CB<¢<<tG G®.

G²HG.

G .

I:I:H®:.

GHG.

:I:H .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful