You are on page 1of 15

TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1

Prof. Daniel Lins, Me

Abordagem
Sistêmica
Ludwig Von Bertalanffy
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Sistema e seus Aspectos Básicos

Sistema é um conjunto de partes
interagentes e interdependentes que,
conjuntamente, formam um todo
unitário com determinado objetivo e
efetuam determinada função.
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Componentes do sistema
- Objetivos – Razão de existência de um
sistema, finalidade para a qual o sistema foi
criado;
- Entradas – Forças que fornecem ao sistema
o material, a informação e a energia para a
operação ou processo, o qual gerará
determinadas saídas do sistema que devem
estar sintonizadas como os objetivos do
sistema;
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Componentes do sistema
- Processo de transformação do sistema – A
função que possibilita a transformação de
um insumo (entrada) em um produto,
serviço ou resultado (saída). Maneira pela
qual os elementos componentes interagem
a fim de produzir as saídas desejadas;
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Componentes do sistema
- Saídas – Resultados do processo de
transformação. As saídas devem ser
coerentes com os objetivos do
sistema; e tendo em vista o processo
de controle e avaliação, devem ser
quantificáveis, de acordo com
parâmetros previamente fixados;
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Componentes do sistema
- Controles e Avaliações do Sistema –
Verificação das saídas e sua
coerência com os objetivos
estabelecidos. Faz-se necessária a
utilização de uma medida de
desempenho do sistema - padrão;
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Componentes do sistema

- Retroalimentação do Sistema
(feedback) – pode ser considerado
como a reintrodução de uma saída
sob a forma de informação;
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Ambiente de um Sistema
Conjunto de todos os fatores que,
dentro de um limite específico, se
possa conceber como tendo alguma
influência sobre a operação do
sistema considerado.
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Hierarquia de um Sistema
O analista de sistemas,
organização e métodos deve
considerar três níveis na
hierarquia de sistemas:
ecossistema; sistema;
subsistema.
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Empresas como Sistemas
As empresas são sistemas planejados que
mantêm a integridade de sua estrutura
interna por intermédio de laços
psicológicos. Esta integridade é
conseguida por meio de padrões formais
de comportamentos obtidos pela imposição
de regras e normas que, por sua vez, são
justificadas pelos seus valores.
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Empresas como Sistemas
Existem dois conceitos que facilitam
o entendimento da empresa como
sistema aberto e sua integração
como o ambiente: eqüifinalidade e
entropia negativa.
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Empresas como Sistemas
- Eqüifinalidade – segundo a qual
um mesmo estado final pode ser
alcançado partindo de diferentes
condições iniciais e sua integração
com o ambiente;
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• Empresas como Sistemas
- Entropia Negativa – mostra o
empenho dos sistemas em se
organizarem para a
sobrevivência, por meio de maior
ordenação;
TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO 1
Prof. Daniel Lins, Me

• A Questão da Adaptação
Adaptação é a habilidade do
sistema para se modificar ou
modificar seu ambiente quando
algum deles sofreu uma
mudança.