You are on page 1of 7

Escritos de Rabash | Ensaios

Qual é a Necessidade de Tomar Emprestado Kelim [Vasos] dos Egípcios?

Artigo 14, Tav-Shin-Mem-Vav, 1985-86 Está escrito (Êxodo 11), “Falai agora nas orelhas das
pessoas que cada homem levará emprestado do seu próximo e cada mulher da sua próxima
vasos de prata e vasos de ouro. E o Senhor deu o favor do povo aos olhos dos Egípcios”.
Disseram nossos sábios (Berachot, 9b), “Os discípulos de Rabi Yanai disseram, ‘‘Fazei’
significa por favor. O Criador disse para Moisés, ‘Por favor ide e dizei-lhes, Israel, a por favor
levarem emprestados os vasos de prata e os vasos de ouro dos Egípcios para que os justos
não digam, ‘Ele guardou, ‘E eles os escravizaram e afligiram’ e logo, Ele não manteve ‘E eles
sairão com muitas posses’’’”.

Isto é perplexo. Se o Criador queria manter Sua promessa para Abraão, como está escrito, “E
posteriormente sairão eles com muitas posses”, Ele não podia tornar o povo de Israel próspero
sem tomar emprestado vasos dos Egípcios? Parece uma fraude, pois parece que inicialmente
levaram emprestado por engano, ou seja, sem pretenderem devolver. Também devemos
entender por que o Criador disse para Moisés implorar que Israel levasse emprestados vasos
dos Egípcios, como foi dito acima, que “Faz” significa por favor.

Também, o que é esta imploração? Parece significar que o Criador sabia que eles o
contestariam, então Ele pediu a Moisés que falasse com Israel. Logo, devemos entender a
razão para a contestação de Israel para isto. Devemos também entender as palavras, “E o
Senhor deu o favor do povo aos olhos dos Egípcios”.

Como podemos entender tal coisa, que é completamente contraditória? Embora qualquer
coisa seja possível da perspectiva do Criador, mas da perspectiva literal é mais difícil perceber,
como está escrito (Êxodo, 1:12), “E quanto mais lhes afligiam, mais eles se multiplicavam e
mais se espalhavam e eles detestavam os filhos de Israel”. Disseram nossos sábios, “Isso
mostra que eles eram como espinhos aos seus olhos” (Sutah, 11). Sucede-se que dos
espinhos, ou seja, serem incapazes de suportar o povo de Israel e os verem como espinhos,
agora eles se viravam completamente ao contrário e os Egípcios gostavam do povo de Israel.

Na promessa do Criador para Abraão, “E posteriormente sairão eles com muitas posses”,
devemos entender a questão inteira que lá é apresentada (Génesis, 15:6), “E disse Ele para
ele, ‘Eu sou o Senhor que te trouxe para fora de Ur dos Caldeus para te dar esta terra para a
herdares’. E ele disse, ‘Senhor Deus, com o que saberei que a herdarei’? E disse Ele para
Abrão, ...’Sabei de certeza que teus descendentes serão estranhos numa terra que não lhes
pertence e serão eles escravizados e oprimidos quatrocentos anos ...e posteriormente sairão
eles com muitas posses’”.

Aqui, também, devemos entender a resposta que Abraão recebeu para a pergunta, “Com o que
saberei que a vou herdar”, uma vez que a resposta do Criador foi para esta pergunta, como

Uma carência é chamada um Kli e quando Abraão viu que o Criador queria dar aos seus filhos disse ele. ou seja. uma vez que qualquer coisa espiritual é uma sensação completa. Nessa altura ela pede que o Criador a ajude. Disse ele. ela vê que não consegue prevalecer. ele questionava o Criador para lhe dizer como pode ocorrer que eles tenham luz sem um Kli. onde serão escravizados e oprimidos quatrocentos anos . cada dia eles tinham de . “Aquele que vem para se purificar é ajudado” e o sagrado Zohar pergunta. Logo. não é considerada “espiritual”. Logo a pergunta será sobre garantias sobre a herança e a resposta foi para garantir que o povo de Israel estaria no exílio.. “Se eles receberem uma pequena iluminação ficarão contentes pois o mais pequeno grau na espiritualidade traz mais prazer que todos os prazeres corpóreos no mundo. mas os Kelim. um desejo por luzes maiores que eles já receberam. chamados “herança da terra”. ‘Sabei de certeza que teus descendentes serão estranhos numa terra que não lhes pertence. do exílio no Egito eles terão uma necessidade de pedir cada vez ao Criador para lhes dar maior força. “Com que saberei eu que eles terão a necessidade de herdar a terra espiritual”? Assim. Abraão questionou-se de como e através do que teriam eles uma necessidade para pedir ao Criador para lhes dar graus maiores. é impossível receber preenchimento se não há carência. Isto é. Isto assim não é na espiritualidade. Inversamente. tudo aquilo que superaram na obra se afundou na terra.e posteriormente sairão com muitas posses’”. “Sabei de certeza que teus descendentes serão estranhos numa terra que não lhes pertence”. Abrão entendeu que o Criador dá luz. sem qualquer deficiência. Ele disse que a resposta do Criador para ele. Isto é. ou seja. “E disse Ele para Abrão. Certamente. “Como é ele ajudado? Com uma alma sagrada”. A razão é que quando uma pessoa começa a avançar na obra do Criador e quer que todas as suas ações sejam em prol de doar. “Eu não vejo que meus filhos venham a ter uma necessidade dessa herança espiritual da terra”. como ele diz sobre sua construção de Pitom e Ramessés. Correspondentemente. que daqui. ou seja. como disseram nossos sábios. E por causa disto a pergunta de Abraão para o Criador foi. Mas é o exílio uma garantia para herdar a terra? Baal HaSulam explicou o sentido desta questão: É sabido que não há luz sem um Kli [vaso].. pois somente numa matéria corpórea pode haver prazer e ainda assim sentimos que há um prazer maior. quando receberem certa pequena iluminação eles podem pensar que não há graus maiores que aquele que alcançaram e desta forma não terão necessidade de pedir mais alguma coisa”.está escrito. quem os faria ver que precisavam de alcançar maior ascensão do que eles agora sentem? Há uma regra na espiritualidade que qualquer coisa espiritual que venha a uma pessoa a faz sentir inteireza sem igual.

como é sabido que “Aquilo que é dado dos céus não é retirado” (Hulin 60). De acordo com o citado. embora cada iluminação do alto parta por enquanto. eles chegaram a um estado onde se esqueceram de tudo e nenhumas Reshimô [lembranças] permaneceram neles da sua obra. acontece que até se houver um desejo de as dar. mas então ele recebe tudo de volta. que “Aquele que vem para se purificar é ajudado” e como diz o sagrado Zohar que cada vez eles recebem uma “sagrada alma”. que é o porquê do ARI ter escrito que na altura do êxodo do Egito o povo de Israel estava nos quarenta e nove portões de impureza até que o Rei dos Reis lhes apareceu e os redimiu. eles não têm Kelim nos quais receber. faz isso”. Porém. ou seja. E uma vez que não há luz sem um Kli. para que sejam forçados a pedir ao Criador para os ajudar. É sabido que todos os princípios são duros. O Criador preparou uma Klipá para este propósito de modo a constantemente os manter num estado de começar. como dito acima. Mas eles dizem que não paravam de andar para trás. que é uma força do alto. como em “Tudo o que está no poder da tua mão para fazeres.começar seu trabalho de novo pois tudo aquilo que eles construíam ia para o abismo e sempre se viam a si mesmos como se nunca tivessem começado o trabalho pois não se lembravam de qualquer palavra da Torá que diga respeito à obra e sempre refletiam sobre si mesmos. pois eles mamavam deles. no final. até ao ponto que era tempo de sair do . Subitamente. uma vez que é sabido que Moisés e Aarão vieram para o Egito e falaram para os filhos de Israel sobre o Criador os querer tirar do Egito. quando ele completar a quantidade de trabalho que ele deve fazer. Por esta razão eles sempre precisam de pedir ao Criador para iluminar seu caminho para eles para que possam andar em frente. ele recebe de uma só vez tudo aquilo que havia recebido uma de cada vez. Foi sobre isto que Abraão ficou perplexo e disse que não via que seus filhos viessem a ter uma necessidade destas grandes luzes. chamadas “herança da terra”. Pensou ele que tudo foi para as Klipot. Isto parece contradizer a razão. os esforços que colocámos no trabalho? Para onde foram eles”? É tanto quanto mais difícil entender como a Klipá [casca/pele] de Faraó podia engolir todo o seu trabalho ao ponto que não sentiam que alguma vez se tivessem envolvido em servir o Criador. que cada vez eles recebem somas à alma. sucede-se que a questão inteira do exílio no Egito foi em prol de receber Kelim [vasos] e uma necessidade pelas grandes luzes. Tudo isto foi propositado. Por esta razão lhes foi dado o exílio no Egito onde através das perguntas e argumentos dos Egípcios eles continuamente serão esvaziados da pequena Kedushá [santidade] que haviam adquirido. Eles realizaram todos os símbolos no Egito e viram as dez pragas que os Egípcios sofreram e isto deve ter aproximado Israel da Kedushá e não o oposto — que eles continuavam a falhar para um portão mais profundo de Tuma’a [impureza]. que sua meta era alcançar a inteireza e que sabiam o que queriam. “Onde está nosso trabalho. Isto se acumula numa grande quantia.

Nós vemos disto que assim que Moisés e Aarão chegaram aos filhos de Israel eles aceitaram todas as palavras que o Criador havia dito para Moisés com fé acima da razão. era uma garantia da herança. Então eles precisaram da ajuda do Criador cada vez e disto terão eles uma necessidade de atrair graus mais altos. E tudo aquilo que os Egípcios os fizeram entender com todas as perguntas e dúvidas sobre a fé de Israel não contaram de todo pois eles foram acima da razão. Pode isto ser. “E Moisés e Aarão foram e reuniram todos os anciãos dos filhos de Israel e Aarão disse todas as palavras que o Criador disse para Moisés e realizou os símbolos perante os olhos do povo e o povo acreditou e escutou”. o facto de estarem o tempo inteiro no exílio não os conseguia influenciar de todo agora. Isto significou que eles teriam uma necessidade para receber a abundância do Criador. Mas isso foi somente para pedir emprestado e mais tarde os devolver. de simplesmente serem capazes de observar na prática. quando eles tiveram de ter a melhor preparação para a recepção da luz da redenção. Em vez disso. o exílio no Egito foi em prol de obter os Kelim dos Egípcios. Vemos que quando Moisés e Aarão vieram até aos filhos de Israel. 4:29). enquanto fazemos perfeito sentido? Não tendes nada para nos responder. Agora explicaremos o sentido do exílio no Egito e o empréstimo dos Kelim dos Egípcios. Isto é. todavia insistes que estais dispostos a ir todo o caminho de acordo com as palavras de Moisés e Aarão”. Isto é possível? Como explicou Baal HaSulam. ‘Deixai-nos partir e sacrificar ao nosso Deus’. assim que Moisés e Aarão foram até aos filhos de Israel com o desejo do Criador os tirar do exílio eles prontamente assumiram sobre si mesmos não escutarem daí em diante os argumentos dos Egípcios. “Nós vemos que gritais. “Teus descendentes serão estranhos numa terra que não lhes pertence”. pois eram incapazes de fazer a obra sagrada. Isto vos fez pensar que deverias abandonar o Egito e os seguir. ou seja. ficaram felizes com esta mensagem e não precisavam de quaisquer exageros de sabores da Torá e Mitzvot. nós vemos que quando eles receberam a luz da redenção eles estavam nos quarenta e nove portões de Tuma’a.Egito. Disto vemos que depois de Moisés e Aarão chegarem com a mensagem da redenção — que agora eles saiam da escravidão. . como está escrito (Êxodo. que vinham em nome de Faraó. Ele interpretou que esta questão do Criador dizer para Abraão. uma vez que querer sair da escravidão dos Egípcios só pode ser através da ajuda de uma alma sagrada. ou seja. Por esta razão. E entendemos que quereis escutar tudo aquilo que eles vos dizem com os olhos fechados. rei do Egito — de que é melhor para eles permanecerem debaixo de seu governo e que tentaram fazê-los ver que o caminho dos Egípcios era verdadeiro e que não deviam escutar aquilo que Moisés e Aarão lhes diziam. eles estavam felizes precisamente com isto.

como está escrito. ou seja. mas fazer tudo em prol de doar contentamento sobre o Fazedor. Por esta razão. vamos desfrutar do deleite e prazer. Pelo contrário. Assim. ou seja. que é a herança da terra que o Criador procurou dar aos seus descendentes mas eles ainda não tinham os Kelim para isto e estavam contentes com pouco. mas como está escrito. Foi por isso que. se Ele fosse perguntar aos filhos de Israel. que não precisam de fazer coisa alguma por amor próprio. Estão a dizer-nos que este é o verdadeiro caminho. como está escrito. levarem seus desejos e anseios. ou seja. “O que quereis que Eu vos dê”? Eles diriam. que é considerado que Ele quer dar lhes Néfesh. Ruach. Mas vocês abandonam o caminho certo e tomam um caminho que é completamente contra o propósito da criação. Mas quando quer que o povo de Israel escutasse o escárnio sobre o caminho da doação eles fugiriam deles. ou seja. ‘Nós não queremos coisa alguma de Ti. nomeadamente todas as dúvidas que eles tinham sobre o caminho do povo de Israel. Neshamá. que nós. Isto lhes deu satisfação completa e eles deleitarãm-se em fazer a vontade do seu Mestre. como podem eles receber o deleite e prazer. Quando Ele criou o mundo. nossa única aspiração é dar a Ti e não que Tu nos dês”. Isto é. “ E o Senhor disse para Moisés. “Antes que eles clamem. Sucede-se que agora eles saem do exílio no Egito com Kelim que não precisam de coisa alguma. criaturas. Deste modo. ‘Fala agora nos ouvidos do povo que cada homem levará emprestado do seu próximo e cada mulher da sua próxima vasos de prata e vasos de ouro’”. Yechidá? Eles não teriam necessidade disto! Foi por isso que o Criador queria levar os Kelim dos . 5:8). “Sabei de certeza … e posteriormente sairão eles com muitas posses”. o Criador sabia que eles não queriam escutar as perguntas e dúvidas dos Egípcios de “quem” e “o quê. De acordo com o que Baal HaSulam interpretou devemos dizer que isso significa que eles levarão os vasos de prata e os vasos de ouro que os Egípcios têm. Os Egípcios estavam sempre a exigir que tudo o que vocês fazem tem de ser com razão e entendimento e vosso envolvimento em superar em prol de sair do amor próprio e fazer tudo em prol de doar é o caminho errado pois o Criador é bom e faz o bem. Ele certamente o fez para beneficiar Suas criações. Chaiá. ‘Deixai-nos partir e sacrificar ao nosso Deus’” (Êxodo. que fugiam destes pensamentos quando eles vinham para confundir os pensamentos dos filhos de Israel e instar suas visões nos corações dos filhos de Israel. que o exílio era uma garantia que teriam a necessidade de receber deleite e prazer. chamados “muitas posses”. não pode ser dada a uma pessoa coisa alguma para a qual ela não tenha desejo. “E o povo acreditou e escutou” eles não tinham necessidade de herdar a terra que o Criador havia prometido a Abraão. ” mas eles não tinham os Kelim nos quais colocar as muitas posses. dado que não há luz sem um Kli.

eles levariam os Kelim dos Egípcios somente para terem uma necessidade de satisfazerem essas deficiências. como está escrito (Ester 6:3). “Por que teria o Criador de pedir a Israel tal coisa? Por que não quereria o povo de Israel tomar emprestados estes Kelim? A resposta é que quando Moisés e Aarão vieram como emissários do Criador para trazer o povo de Israel para fora do exílio. que tragam nobres vestes’”. ou seja. e o rei disse para ele. “E o rei disse. questionou ele.. É só um empréstimo temporário. ou seja.. Pelo contrário. que a vontade de receber a honra e grandeza não nos Kelim de Hamã. que são chamados “vasos de recepção em prol de receber”. mas receberam tudo em prol de doar contentamento sobre o Fazedor. Questionou ele.. devemos explicar a respeito do empréstimo dos Kelim dos Egípcios. está escrito. ‘O que deve ser feito pelo homem a quem o rei deseja honrar’?. que são os Kelim dos Egípcios. Isto é semelhante às luzes que pertencem aos seus Kelim.. prontamente jogaram fora os Kelim deles e usaram as luzes que pertencem aos seus Kelim. Isto é semelhante ao que acima dissemos. que é Marduqueu o justo. com fé acima da razão. tudo o que ele quer é doar sobre o Rei. O Criador certamente quer dar honra e grandeza ao justo. de modo a mais tarde os devolver. Similarmente. posteriormente. Eles estavam contentes com serem capazes de se envolver em Torá e Mitzvot sem quaisquer perturbações dos Egípcios. Isto é. Eles não precisavam de coisa alguma ou tinham qualquer desejo pelos altos graus. quando o Criador pediu a Moisés para pedir que Israel levassem emprestados Kelim dos Egípcios. Disse ele que nós vemos quando Assuero quis glorificar Marduqueu. Foi por isso que ele teve de perguntar ao Hamã nele. que são chamados “receber em prol de receber”. Isto é. Mas eles não iam levar realmente esses Kelim. Correspondentemente. ou seja.. que ele disse que se o rei fosse perguntar a Mardoqueu o justo. apenas toma-los emprestados. “Que honra e grandeza gostarias que te desse”? . estes pensamentos e desejos não pertencem ao povo de Israel.. Porém.Egípcios. ou seja. ‘Que honra ou dignidade foi doada sobre Marduqueu por isto’? . Isto é semelhante ao que Baal HaSulam interpretou a respeito de Hamã e Marduqueu. ou seja. precisamente através delas será possível doar sobre elas o preenchimento. assim que eles receberam o preenchimento que pertence a estas perguntas. Hamã disse para o rei . Mas caso Ele pergunte ao justo. “O que quereis que Eu te dê”? O justo dirá que ele não quer receber coisa alguma. mas não para ficarem realmente com esses Kelim pois os Kelim. ele pergunta a Hamã ‘O que deve ser feito pelo homem a quem o rei deseja honrar’”? Ele responde que isto indica a ordem da concessão da abundância sobre os inferiores. “Como pode tal coisa ser? Se o Rei quer honrar Marduqueu. suas perguntas e dúvidas e todos seus desejos. “E o povo escutou e ouviu”. mas na recepção em prol de doar. que entende que é bom receber e então disse ele “E assim fazei a Marduqueu o Judeu”.

“E o Senhor deu o favor do povo” ao lhes dizer para levarem emprestados os Kelim deles. que Hamã entendia que um deve receber do rei. Hamã sabia o que pedir. “e eles detestavam os filhos de Israel”. dado que era isto que queriam os Egípcios. Ele precisava que eles levassem os Kelim dos Egípcios somente como empréstimo e então os devolver. mas agora eles ouvem as palavras e dúvidas do Ego. Agora podemos entender aquilo que questionamos sobre como a questão da verdade foi virada de uma extremidade para a outra. “E o Senhor deu o favor do povo aos olhos dos Egípcios”. que eles eram como espinhos e posteriormente. ou seja. ou seja. Querer escutar suas perguntas deu “favor” pois eles pensavam que iam no seu caminho. que o Criador prometeu a Abraão. E dado que Ele prometeu a Abraão que posteriormente eles sairiam com muitas posses. dado que a escritura diz. Ou seja. que eles nada têm a ver com seus desejos e que o que eles levaram foi somente temporário. Foi por isso que o rei perguntou a Hamã o que fazer com um homem a quem o rei deseja honrar. mas pelo contrário. chamadas “herança da terra”. “Que tragam nobres trajes que o rei usou e o cavalo sobre o qual o rei montou e sobre cabeça a qual uma coroa real foi colocada”. para serem capazes de receber as luzes. temporários. Eles tiveram de pedir pois o povo de Israel se acomodaria com aquilo que tinham e sempre fugiriam dos seus pensamentos e desejos. Ele responderia que não quer receber coisa alguma do rei. . ele quer dar ao rei. Ele disse. É por que o rei precisava dos Kelim de Hamã ou seja. Por esta razão ele teve de pedir a Moisés para pedir a Israel um favor — que eles levem emprestados os Kelim dos Egípcios. para que tivessem desejo e anseio de satisfazer todas as carências que os Egípcios exigiam satisfazer.