You are on page 1of 2

Geografia 1

COMENTÁRIOS – ATIVIDADES PROPOSTAS


aula 17 1. A análise do nível de consumo de produtos e energia,
equipamentos eletro-eletrônicos serve para se analisar o
COMENTÁRIOS – ATIVIDADES PARA SALA grau de desenvolvimento e a qualidade de vida da popu-
lação de uma forma geral. No Brasil, após a década per-
1. De uma forma geral, na Europa Ocidental e em países dida (1980), ocorreu uma grande modernização de infra-
como os Estados Unidos, Japão e Canadá, a Revolução estrutura e bens de consumo, assim como investimentos
Industrial contribuiu para a melhoria das condições higiê- no setor cultural (teatro, cinema). O acesso à internet
nico-sanitárias, para um melhor desempenho médico- vem sendo ampliado a cada ano paralelamente ao con-
hospitalar e para um aumento na produção de alimentos sumo de jornais, livros e revistas.
− fatores que acabaram provocando queda nos índices Os itens I-II-III são verdadeiros.
de mortalidade. Já no século XX, a melhoria da qualida- Resposta correta: B
de de vida, a inserção da mulher no mercado de traba- 2. A redução ou elevação da taxa de fecundidade reflete-se
lho, o uso de métodos contraceptivos e, em alguns ca- diretamente na base da pirâmide onde haverá uma ele-
sos, a liberação da prática do aborto, provocou queda vação da natalidade e do número de jovens.
nos índices de natalidade. Logo, países como Alemanha Resposta correta: A
e Hungria chegam a apresentar crescimento vegetativo
negativo, sendo responsável pelas implosões demográfi- 3. Para a análise da tabela temos que: quanto maior a taxa
cas registradas atualmente. de natalidade e de crescimento vegetativo, menos de-
Resposta correta: B senvolvida é a nação. Os países desenvolvidos apresen-
2. O gráfico reflete uma tendência de crescimento demográ- tam baixos índices de crescimento e de natalidade.
fico de países emergentes, que atravessam uma Transi- São subdesenvolvidos os países representados pelos
ção Demográfica no Período (período chamado por al- números I e IV.
guns como explosão demográfica), superior aos de paí- São desenvolvidos os países representados pelos núme-
ses desenvolvidos, como Japão e EUA. ros II e III.
Resposta correta: B Resposta correta: B
4. Analisando o desenvolvimento das taxas de crescimento
3. Chamamos de Crescimento Vegetativo, Natural ou Verti- vegetativo, temos períodos distintos que, no período pré-
cal a diferença entre a Taxa de Natalidade e a Taxa de industrial os índices de natalidade e mortalidade
Mortalidade.
Resposta correta: D eram elevados e, portanto o C.V. (crescimento Vegetati-
vo) era Baixo. Logo após a Industrialização percebe-se
4. A redução da taxa de fecundidade, ou seja, a queda da um período conhecido como explosão demográfica, onde
média do número de filhos por casal e a elevação da ex- ocorre a manutenção de elevadas Taxas de Natalidade e
pectativa de vida, provoca uma redução da base da pi- a queda de Mortalidade, logo, o C.V. foi Elevado. Na atu-
râmide, ou seja, uma pequena proporção de jovens e cri- alidade percebe-se a manutenção de baixos índices de
anças e uma elevação do ápice, indicando um maior nú- mortalidade e uma tendência à redução de natalidade,
mero de velhos na composição da população. constituindo um C.V. baixo e até estagnado.
Resposta correta: B Resposta correta: C

5. Dentre as causas da redução da taxa de fertilidade, po- 5. I- Com o advento da industrialização, na segunda meta-
demos citar a inserção da mulher no mercado de traba-
de do século XX, percebe-se que em países subdesen-
lho, o maior uso de contraceptivos e a melhoria nas taxas
de alfabetização. volvidos também há uma tendência à redução da taxa de
Resposta correta: B natalidade;
II- A ruralização da sociedade africana ainda é um fator
6. Analisando os itens, podemos verificar que os itens 1, 4 e de relevante peso no crescimento demográfico do conti-
5 estão corretos. O continente pode ser dividido do ponto nente.
de vista físico em três Américas: Norte, Central e do Sul, Resposta correta: C
onde os EUA estão no primeiro grupo e o Brasil no último;
e do ponto de vista hitórico-cultural em duas 6. De uma forma geral, na Europa Ocidental e em países
Américas: Anglo-Saxônica e Latina, onde os EUA ficam no como os Estados Unidos, Japão e Canadá, a Revolução
primeiro grupo e o Brasil no segundo. Embora sejam paí-
Industrial contribuiu para a melhoria das condições higiê-
ses populosos (elevada população), o Brasil, por exemplo,
é considerado um país de baixa densidade demográfica nico-sanitárias, para um melhor desempenho médico-
(relação entre a população absoluta e a área territorial). hospitalar e para um aumento na produção de alimentos
Resposta correta: C − fatores que acabaram provocando queda nos índices
de mortalidade. Já no século XX, a melhoria da qualida-
7. A teoria reformista, antimalthusiana ou marxista, defen- de de vida, a inserção da mulher no mercado de traba-
dendo que a pobreza e a miséria, geradas pela política lho, o uso de métodos contraceptivos e, em alguns ca-
consumista dos países desenvolvidos, seriam os princi- sos, a liberação da prática do aborto, provocou queda
pais responsáveis pelas elevadas taxas de natalidade.
Resposta correta: A nos índices de natalidade. Logo, países como Alemanha
e Hungria chegam a apresentar crescimento vegetativo
negativo, sendo responsável pelas implosões demográfi-
cas registradas atualmente, onde o envelhecimento de-
mográfico onera os cofres públicos com investimentos na
área de saúde, previdência social e infra-estrutura.
Resposta correta: B

3ª SÉRIE E EXTENSIVO | VOLUME 4 | GEOGRAFIA 1 1


7. As disparidades sociais e econômicas entre as nações é
refletida nos aspectos demográficos, e as medidas adota-
das, principalmente nos países pobres, seriam insuficientes
para solucionar a precariedade social de miséria e fome.
Resposta correta: C

8. Chamamos de crescimento vegetativo, vertical ou natural


a diferença entre a taxa de natalidade ( n◦ de nascimen-
tos x 100 / pop. absoluta) e a taxa de mortalidade (n◦ de
óbitos x 100 / pop. absoluta).
Resposta correta: C

9. As idéias malthusianistas foram bastante discutidas no


final do século XVIII e XIX e dividiam opiniões nas socie-
dades. A base malthusianista era de que, se o ritmo de
crescimento demográfico se mantivesse acelerado, che-
garia a um momento que faltariam alimentos. Defendia a
castidade e o planejamento familiar. Porém, descobriu-se
alguns pontos falhos em suas teorias superando suas
afirmações: desaceleração demográfica, a Revolução
Verde e a capacidade de ampliação da economia geral.
Atualmente sabemos que a fome é gerada pela má dis-
tribuição de renda.
Resposta correta: A

10. Analisando a tabela, verifica-se a que o Grupo I repre-


senta o grupo de países desenvolvidos, elevado IDH
(próximo a 1), o Grupo II compreende países intermediá-
rios, ou seja, subdesenvolvidos industrializados e, no
Grupo III encontram-se os países não industrializados.
Logo, podemos afirmar que, de uma forma geral, os gru-
pos representam respectivamente, países europeus, sul-
americanos e africanos.
Resposta correta: B

11. Os chamados seguidores de Malthus, os neomalthusia-


nistas defendem a idéia de que as elevadas taxas de na-
talidade seriam responsáveis pelo subdesenvolvimento
das regiões. Portanto, sugerem a idéia incontrolável do
crescimento demográfico e como solução o controle de
natalidade.
Resposta correta: B

12. O crescimento demográfico regional é provocado pelo


fator natural (crescimento vegetativo) e pelos fluxos mi-
gratórios. O crescimento natural, vegetativo ou vertical é
marcado pelas diferenças entre as taxas de natalidade e
as de mortalidade.
Resposta correta: C

13. A Teoria Reformista, Antimalthusiana ou Marxista, defende


a idéia que a pobreza e a miséria, geradas pela política
consumista dos países desenvolvidos, seriam os principais
responsáveis pelas elevadas taxas de natalidade.
Resposta correta: A

2 3ª SÉRIE E EXTENSIVO | VOLUME 4 | GEOGRAFIA 1