You are on page 1of 1

EQUAES DIFERENCIAIS LINEARES DE PRIMEIRA ORDEM

01 02. Resolva as equaes diferenciais abaixo: 06 - 07. Em um circuito em srie contendo


dy 4 somente um resistor e um indutor, a Segunda lei de
01. x y = x 6 e x Kirchhoff diz que a soma da queda de tenso no
dx x
dy indutor ( L ( di / dt )) e da queda de tenso no
02. ( x 2 + 9) + xy = 0 resistor (iR ) igual voltagem ( E (t )) no
dx
dy circuito (circuito em Srie L-R). Portanto, obtemos
03. Resolva a equao x + y = 2 x com a a equao diferencial linear para a corrente i(t),
dx
condio inicial y(1) = 0. di
L + R i = E (t ) , onde L e R so constantes
dt
04. (Resolvido) Resolva o seguinte problema de conhecidas como a indutncia e a resistncia,
valor inicial: respectivamente. A corrente algumas vezes
dy chamada de resposta do sistema.
+ 2 xy = x, y (0) = 3. A queda de potencial em um capacitor com
dx
Resoluo: capacitncia C dada por q (t ) / C , em que q a
A equao linear de primeira ordem, assim carga no capacitor. Ento, para o circuito em srie
usaremos os polinmios auxiliares p(x) = 2x e q(x) R-C, a Segunda lei de Kirchhoff nos d a equao
= x. Assim: 1
Ri+ q = E (t ) . Mas a corrente i e a carga q
= e = e
p ( x ) dx 2 x dx x2
=e C
dq
Usando a relao y ( x) =
.q( x)dx temos a
esto relacionadas por i =
dt
, logo temos a
dq 1
soluo geral: equao diferencial linear R + q = E (t ) .
dt C
e
x2
.x dx Usando essas informaes resolva os seguintes
y ( x) = 2 problemas:
ex
e
x2
Resolvemos a integral .x dx pelo mtodo da 06. Uma fora eletromotiva de 100 volts aplicada
a um circuito R-C em srie no qual a resistncia
substituio:
de 200 ohms e a capacitncia, 10-4 farad. Encontre
du

2
u = x 2 du = 2 x dx e x .x dx = e u .x a carga q(t) no capacitor se q(0) = 0. Encontre a
2x corrente i(t).
2
1 u eu ex

x2
e .x dx = e du = +C = +C 07. Uma fora eletromotriz (fem) de 200 volts
2 2 2
Ento a soluo geral ser: aplicada a um circuito R-C em srie no qual a
2 resistncia de 1000 ohms e a capacitncia, 5 x 10-
ex / 2 + C
1 C 6
farad. Encontre a carga q(t) no capacitor se i(0) =
y ( x) = + 2 =
2 exx2 0,4. Encontre a carga quando t .
e
Com a condio inicial y(0) = 3 encontramos
uma soluo particular: Respostas:
1 C 1 C 1 7 01. ( x) = x 5 e x x 4 (e x + C ).
y (0) = + 2 = + = 3 C = 3 =
2 e0 2 1 2 2 (
02. y ( x) = C x 2 + 9 )
1 / 2
. 03. y ( x) = x x 1
Concluindo, a soluo da equao na condio 2

oferecida : 1 7e x
04. y ( x) = 05. y = e 3 x + C.e 4 x
2 2
1 7/2 1 7 1 7e x
y ( x) = + 2
= 2
y ( x) = 1 e 50 t e 50t
2 ex 2 2e x 2 06. q (t ) = , i (t ) =
100 2
05. Resolver a equao diferencial linear de 1 e 200t
07. q (t ) = , quando t temos
dy 5 500
primeira ordem: + 4 y = e 3 x . q (t ) 0
dx