You are on page 1of 10

Introdução

Das possíveis relações entre a filosofia política e a ciência política, percebe-se um tema de
muitas faces, devido à necessidade de observar de varias formas e dependendo do ponto de vista,
se reportando a uma linha de pensamento.
O objectivo principal deste trabalho é destacar e apontar que para cada acepção da filosofia
política, corresponde a um modo diferente de propôr a questão das relações entre filosofia e
ciência política além de traçar o mais ideal entre as duas vertentes.

Seguindo pelo modo tradicional é possível e compreende-se filosofia política como a descrição,
projecção, teorização da óptima república ou como a construção de um modelo ideal do Estado,
um segundo modelo de percebê-la é a de um modelo último do poder, seguindo ainda pelo
entendimento de uma determinação do conceito geral de “política” como actividade autônoma,
que tem características especificas, que a distingue tanto da ética quanto da economia ou do
direito e da religião e por fim a filosofia política pode ser entendida como difusão do interesse
pelos problemas epistemológicos, lógicos, de análise da linguagem.
A ciência política, independente do ramo em que esteja inserida dentro de uma organização,
dedica-se ao estudo dos fenômenos políticos e da atividade política em geral e tem por objecto
específico tratar da questão do poder e do Estado/Desenvolvimento

É possível perceber o quanto é complexo diferenciar a filosofia política da ciência política, pelo
facto de assumir aspectos distintos, segundo a qual das acepções apontadas for levado em
consideração.

pois esta ajuda. ao estudo da repetição dos fatos sociais e políticos com as mesmas reações sociais e políticas. como disciplina. pois procura entender a realidade e dar soluções para os diferentes problemas politicos que nos surgem diariamente. recorre ao método experimental. observa a política de forma objetiva. sindicatos.-nos a pensar e a reflectir sobre a vida politica. É através da Filosofia que nós tomamos melhores decisões. tanto em empresas. que ocorre em todas as organizações. Esta ferramenta (Filosofia Politica ) é muito importante. à observação. à experiências e. A ciência política analisa a política como ela realmente é. manter-se no. Por outro lado a Filosofia Politica preocupa-se pela investigação filosófica que se ocupa da política e das relações humanas consideradas em seu sentido colectivo. A ciência política. aumentar. igrejas ou organizações sociais ligadas a forma de poder com a tomada de decisões. estudo de fenômenos políticos e da atividade política em geral. relações dinâmicas das pessoas isso dentro de um contexto político (estudo de uma função governamental de uma sociedade) relacionado a todo um sistema de governo. como as lideranças (elites políticas) se movimentam e se articulam para conquistar. Muitas vezes surgem determinadas ideias que parecem não ter utilidade prática. isto só é possivel graças ao uso da filosofia política. finalmente ao estudo de leis consequentes do fenômeno político. .Conclusão A Ciência Política é definida sobre o estudo das estruturas. à formulação de hipóteses. mas que passado um tempo e com os problemas que surgem estas adquirem utilidade.

Objecto do Estudo da Filosofia Politica Na Antiguidade grega e romana (principalmente na primeira). a Filosofia Política e os pensadores tratam das mais variadas questões sobre a legitimação e a justificação do Estado e do governo a saber: Os limites e a organização do Estado frente ao indivíduo (Thomas Hobbes. Estado e moral (Nicolau Maquiavel. Desde fins da Idade Média. Mas o que se tornou célebre. Antonio Gramsci).e ela. Tal afirmação envolve várias questões sobre a condição humana. no senado. representado pelo homem político.-J Rousseau). la Boétie. discutia-se os limites e as possibilidades de uma sociedade justa e ideal. em particular de Atenas. era voluntária. discute e delibera acerca das leis e das estruturas da sociedade. dizia que a história das associaçôes políticas entre os homens é a história da própria servidão. J. John Locke. pelo lar. para aspiração de um bem comum entre os homens. Talvez entrevendo a necessidade de uma relação íntima entre a ética . em seu conceito. no átrio. junto a seus pares. O filósofo francês do século XVI.a busca de felicidade e justiça . o homem politikós que opinando e reunindo-se livremente na ágora. compreendido como o cidadão habitante da pólis. Campos e Utilidade da Filosofia Politica O homem político teria o seu espaço de actuação privilegiada na esfera pública. em seu sentido superior. Augusto Comte.e a política. por se tornar a teorização da prática política grega. barão de Montesquieu. em oposição à esfera privada dos indivíduos. foi o tema do bem comum (Aristóteles). Filosofia política Filosofia política é o campo da investigação filosófica que se ocupa da política e das relações humanas consideradas em seu sentido colectivo.  As relações gerais entre sociedade. pelos negócios domésticos. representada pela casa. muitas respostas a essas apontam para questões éticas. Sintentizando a filosofia política preocupa-se em estudar e compreender a sociedade política. .

F.  As questões sobre justiça e Direito (Immanuel Kant.  Sobre a importância da tradição.Richard Rorty) . Roger Scruton). Habermas. Max Weber). Jürgen Habermas. As relações entre a economia e política (Karl Marx. W. John Stuart Mill. Joshua Cohen). da prudência e da cultura cristã para a manutenção de uma sociedade politicamente e economicamente sadia (Edmund Burke. Hegel. Phillip Pettit). Raymond Aron.  O poder como constituidor do "indivíduo" (Michel Foucault).  As questões sobre a contingência. Norberto Bobbio. John Rawls. Michael Sandel). F.  As questões sobre a liberdade (Benjamin Constant. Hannah Arendt. da liberdade de comércio. Engels.Russel Kirk.  As questões sobre participação e deliberação (Carole Pateman. liberdade e solidariedade na acepção do declínio da verdade redentora e ascensão da cultura literária (Neopragmatismo . Isaiah Berlin.

ou outras organizações cujas estruturas e processos de acção se aproximem de um governo. A primeira posição restringe o objecto de estudo da ciência política. esta fase. justiça e direitos civis. das organizações e dos processos políticos. ainda. Estuda. os agentes políticos internos que lutam pela conquista. Objecto de Estudo da Ciência Política Existe no interior da ciência política uma discussão acerca do objeto de estudo desta ciência. ou opção da análise política é de fundamental importância na coleta de dados fiéis à realidade. os governos. Estuda. sindicatos. . é essa visão mais abrangente de que o objeto de estudo da ciência política é o poder. os regimes políticos. igrejas. visando a satisfação dos seus interesses. Campos da Ciência Política A ciência política faz parte das ciências humanas. Os cientistas políticos podem estudar instituições como empresas. para outros. Ciência Política Ciência política é o estudo da política. os agentes políticos internacionais que influenciam ou tentam influenciar o comportamento dos órgãos que no quadro de uma sociedade nacional exercem o poder político máximo. Existem três formas de se abordar os objectos de estudo desta ciência:  Política descritiva. A posição da maioria dos cientistas políticos. pois analisa o Estado. segundo Maurice Duverger. ou empírica: nesta linha os pesquisadores optam por análises meramente empíricas da realidade política. por isso é uma ciência bastante complexa. também. a hegemonia. é o Estado e. Envolve o estudo da estrutura (e das mudanças de estrutura) e dos processos de governo ou qualquer sistema equivalente de organização humana que tente assegurar segurança. distinguindo-se assim das teorias normativas. ou pelo menos de influencia-lo. que. as linhas históricas destas partes da política nos países desde a antiguidade até hoje e a influência que têm sobre a sociedade incluindo as Relações Internacionais. para alguns. o poder. A ciência política estuda o Estado e as suas relações com os grupos humanos. a soberania. Sendo uma ciência muito controversa. a segunda amplia. dos sistemas políticos. em complexidade e interconexão. aquisição e pelo exercício do poder.

racionalismo.  Teoria política: nesta abordagem. no entanto.como o lucro privado de pessoas ou das empresas ou da sociedade(o desenvolvimento econômico. registros oficiais) quanto secundárias (artigos acadêmicos. . estudos de caso e construção de modelos). tenta-se chegar a elementos generalizáveis da realidade política e questionar hipóteses ou teorias feitas a respeito de uma única realidade delimitada. Sob esta óptica teórica. esta abordagem da pesquisa busca. análise estatística. pluralismo e institucionalismo. behaviorismo. filosofia política. a ciência política propriamente dita constituiu-se tardiamente. entre outros campos do conhecimento cujo objecto seriam as determinações normativas do que deveria ser o estado. interpretacionismo. a historiografia. realism o. pesquisas. a antropologia. As abordagens da disciplina incluem a filosofiapolítica. Cientistas políticos estudam a distribuição e transferência de poder em processos de tomada de decisão. a ciência política usa métodos e técnicas que podem envolver tanto fontes primárias (documentos históricos. Por causa da frequente e complexa mistura de interesses contraditórios. elementos mais gerais da realidade política das sociedades. época do surgimento das ciências humanas. entre outras. tem uma nítida matriz disciplinar que a antecede como a filosofia moral. Ainda que o estudo de política tenha sido constatado na tradição ocidental desde a Grécia antiga.como o empobrecimento de pessoas ou da sociedade como resultados de uma luta ou de um jogo em que existem regras não explícitas que a pesquisa deve explicitar. Também aqui é necessária a mediação do dado empírico com a teoria. tal como a sociologia. através da comparação.e as perdas . no século dezenove. os cientistas políticos olham os ganhos . mas desta vez. a ciência política é freqüentemente um exemplo aplicado da Teoria dos jogos. Muitos pesquisadores colocam que a ciência política difere da filosofia política e seu surgimento ocorreria. A ciência política emprega diversos tipos de metodologia.  Política comparada: fundamental na ciência polítca. os pesquisadores partindo dos dados empíricos articulam-nos à teoria política propriamente dita para compreender e explicar a realidade considerando insuficiente a mera descrição da realidade tal como é. de forma embrionária.estruturalismo.clássica. Esta ciência. além da dedução de suas características e funções. política econômica e história. Na qualidade de uma das ciências sociais. através de comparações entre diversas realidades sócio-históricas.

justiça. Utilidade da ciência política A utilidade da ciência política baseia-se na existência de uma disciplina que consiga sistematizar os processos. buscando explicar o passado. inclusive estabilidade. o que vai proporcionar um melhor conhecimento e aperfeiçoamento dos sistemas políticos. opção e prática de outros profissionais. grupos de interesse especiais. fazendo recomendações específicas. uma vez que suas teorias frequentemente servem de base para acção. riqueza material. e que vai permitir aos cidadãos mais esclarecidos intervir na legitimação do poder e participar de forma activa na vida política dos Estados. isto é. os fenômenos políticos. e paz. Enquanto os historiadores olham para trás. analisando as políticas. movimentos e instituições políticas. como jornalistas. O estudo de ciência política é complicado pelo envolvimento freqüente de cientistas políticos no processo político.A ciência política busca desenvolver tanto teses positivas. Ajuda através dos seus instrumentos analíticos e teorias a uma melhor compreensão dos sistemas políticos. . e o eleitorado. políticos. quanto teses normativas. os cientistas políticos tentam iluminar as políticas do presente e predizer e sugerir políticas para o futuro. Cientistas políticos medem o sucesso de um governo e de políticas específicas examinando muitos factores.

Licenciatura em Direito (1º Ano) Pós-Laboral Ciências Política e Direito Constitucional I Docente: Discentes: Dr: Amilcar Manhique João Cumbe Efigenia Da Graca Mercia Gulumanha Sergio Langa Constatino Nandja Amelia Bie Albino Mussuei Roberto Samula Maputo. aos 16 de Março de 2014 .

Indíce Introdução_______________________________________________________________01 Ciência Política___________________________________________________________02 Objecto de Estudo_________________________________________________________02 Campos de Actuação_______________________________________________________03 Utilidade da Ciência Política_________________________________________________04 Filosofia Política___________________________________________________________04 Ojecto de Estudo__________________________________________________________04 Campos de Actuação_______________________________________________________04 Utilidade da Filosofia Política_______________________________________________05 Conclusão________________________________________________________________06 Bibliógrafia_______________________________________________________________07 .

Internet (www.filosofia politica.Bibliografia Manual de Ciência/Filosofia Política (Prof.br) .com. Alberto Perreira Junior).