You are on page 1of 5

Ficha de leitura Nome: Mateus Selemane Omar

Referencia AGOSTINHO, Santo. A cidade de Deus, 2aed. editora Fundação Calouste
bibliográfica Gulbenkian, Lisboa 1996.

Resumo Cassiaco

O cassiaco era uma vila que se encontrava em Milão, onde havia sido cedida
uma propriedade para Agostinho, por Verecundo, em Cassiaco passou a viver
como família: Licencio e Trigesio, que eram meninos que foi lhe confiado para
os educa-los por um senhor chamado Romaniano, Mónica Adeotado Alipios e
os irmão navigios e os primos Rustico e Latidiano, alternando o estudo das
Églogas de Vergílio com a leitura e o estudo da Bíblia, ainda tinham tempo
para discutir filosofia, havendo sempre alguém que estenografava os diálogos
que dariam matéria para os livros Contra Académicos, a vida feliz, a ordem.
Dirigiu-se a Ambrósio a confessar os «desregramentos passados» e a declarar-
lhe a sua resolução presente. O bispo de Milão aconselhou-lhe a leitura de
Isaías e, quando chegou a Páscoa desse ano de 387, administrou o baptismo a

Citação Agostinho. Ainda passaram juntos em Cassicíaco o Inverno durante o qual
Agostinho escreveu “os Solilóquios”. Agostinho a ideia de também ele fundar
um dia uma comunidade religiosa: para isso até poderiam servir a casa e o bem
que deixara em África. E dai decidiram partir para Óstia, onde tomariam o
barco para África.

Resumo Êxtase da Ostia e a morte da Mónica

Num desses no Verão de 388, Mónica e Agostinho dialogavam acerca da
beleza que o Criador imprimira às coisas saídas da sua mão. A conversa ía-
se elevando até às Alturas, num crescendo inefável de paz e felicidade, até
que, subitamente, mãe e filho, «num impulso do coração, lá tocaram por
momentos». Era o termo da vida mortal de Mónica. Ela bem o sentiu
despedindo disse:

Citação

O produto Citação distribuiu-o pelos pobres. Foi nesta casa que instituiu o seu mosteiro e passou a viver em comunidade com Adeodato. Evódio. Alípio. a travessia do Mediterrâneo nessa época de equinócio tinha os seus perigos pois. Mas a sua decisão estava tomada: voltando-se para Agostinho. não permitia a navegação. Em Agosto ou Setembro de 388. a mim já nada na vida me dá prazer. morre Adeotado Agostinho manteve-se ainda uns meses em Óstia. vida comunitária. vendeu umas courelitas e a casa que lá possuía. onde quer que estejais. diz: «Estás a ouvi-lo?». Apenas vos peço que. A acrescentar a estas contrariedades havia ainda a guerra que então se ia desenrolando. donde logo partiu para Cartago. Navígio obtemperou-lhe que havia de morrer na sua amada terra africana. «Desejava prolongar a vida um pouco mais apenas para te ver cristão e católico antes de morrer Muito acima dos meus desejos. mantendo apenas o usufruto da casa. a partir de Outubro. Em breve partia para a sua cidade de Tagasta. «É aqui que sepultareis a vossa mãe». e continuou: «Não vos preocupeis com este corpo. tanto em terra como no mar. Aproveitou por isso esta demora para colher melhores informações acerca das doutrinas e costumes dos Maniqueus. nem porque é que ainda cá estou». Severo. arrumar todos os seus compromissos. onde. que piedosamente recolhem as suas últimas palavras. Tinha necessidade de. «Meu filho. Além disso. Deus concedeu-me esta graça». entre as forças de Máximo e as de Teodósio. regressou a Óstia. bem como Evódio e os dois primos de Tagasta Rústico e Lactidiano. entretanto. À volta da agonizante estavam os seus dois filhos: Agostinho e Navígio. enterrai-o em qualquer parte. disse ela para Navígio e Agostinho. pouco depois de lá ter chegado. «Que faço cá então»? dias depois. Não sei que é que eu faço cá ainda. Mónica adoece. Resumo O regresso a África. . A morte aproxima- se. vos lembreis de mim no altar do Senhor».

com alguns companheiros. a aritmética. e arrastam- no até à Cátedra de Valério. Declarou-o abertamente certo dia na sua basílica. Os tempos então difíceis para os Católicos. Dedicou-se então a comentar as Escrituras e completou os seus trabalhos sobre a gramática. instruindo. deixou o seu retiro e foi a Hipona. catequizando. baptizando. disputava com o maniqueu Fortunato. que assistia ao sermão. pregando. a fazer a sua vida monacal como em Tagasta. quietude e estudo no mosteiro de Tagasta até que Havia em Hipona um agente do Imperador. exclamando: «Agostinho deve ser sacerdote»! Valério não tardou a conferir gostosamente a ordenação a Agostinho. a dialéctica. homem digno mas já carregado de anos. a geometria. Não tardaria porém que a paz e a alegria de Agostinho no seu retiro de Tagasta fossem toldadas por um facto doloroso — a morte de Adeodato em plena adolescência. Agostinho passou a ser o coadjutor de facto de Valério. Pois Agostinho acedeu ao convite para tal. Agostinho. além do mais. Valério sentia-se velho e só para levar a bom termo a sua Citação missão. Era então bispo desta cidade Valério. Resumo O prespidero Agostinho A vida retoma o seu ritmo de paz. . da falta de presbíteros que o auxiliassem. continuou. verberava e lutava pela abolição do mau costume dos banquetes nas basílicas e nas sepulturas dos mártires. duramente combatidos pelos cismáticos donatistas e pelos herejes Maniqueus. Teve tempo ainda para escrever cartas a Nebrídio. queixando-se. ansioso por se tornar cristão mas que não dava o passo definitivo porque precisava de ser esclarecido acerca de alguns pontos da fé para honestamente se decidir pelo baptismo. uns tantos exaltados pegam em Agostinho. a retórica. Romaniano e Paulino de Nola. à sombra de oliveiras e limoeiros. Subitamente. e de defender um ou outro que lhe solicitava o patrocínio nos tribunais. Efectivamente. a filosofia e a música.

espalhando a morte. . que receava que de um momento para o outro a turba lho arrebatasse para dele fazer o bispo de qualquer cidade da região. Agostinho estava reservado para enfrentar estas situações — se não viesse a ser arrebatado pelas cidades próximas. corria a Numídia de lés a lés à frente dos seus bandos armados. Os Donatistas estavam em maioria naquele Norte de África. para o fazerem bispo. Por sua vez. Um outro bispo donatista. O Conde Gildão era um tirano que massacrava as populações africanas.Resumo As dificuldades se amontoam O prestígio de Agostinho aumentava de dia para dia e a sua fama ia-se estendendo por toda a Numídia. Agostinho não possuía bens materiais apreciáveis. empenhado como estava em combater o usurpador Eugênio. o terror e a ruína por onde passava. tinha que o suportar para evitar o pior. os maniqueus. Era a forma mais correcta de lhe extorquirem os bens em benefício da comunidade. o detentor da ortodoxia. Em certa medida. isso não agradava a Valério. o mentor da catolicidade. a receber ordens de presbítero. E nem os representantes da autoridade imperial eram mais favoráveis aos Católicos. O bispo donatista Proculeano gabava-se mesmo de que ele é que era o Citação verdadeiro bispo da região. dada a fama do seu nome. O Imperador. tinham a petulância de se julgarem os depositários dos segredos da Verdade e do Bem. Optato. cidadãos quiseram forçar Pimiano. Por isso acedia ao pedido de Valério para se esconder.

e foi ele próprio o bispo sagrante de Agostinho. Já não fora aconselhável que Valério. Esses materiais facilitaram-lhe uma defesa que não deixou margem para dúvidas. Era Megálio. Agostinho e Aurélio contra os cânones do Concílio de Niceia. quando a pregação era prerrogativa episcopal. principalmente Citação tratando-se de Agostinho. Se Valério receava perdê-lo. penitenciou-se por ter dado ouvidos a vozes maléficas. primaz de Cartago. que proibia a associação e a sagração com direito de sucessão a um bispo ainda vivo. que desta forma vinha ao encontro dos seus desejos. Felizmente não foi em vão que Agostinho cariou materiais acerca dos Maniqueus enquanto. com toda a sua autoridade de bispo de Guelma e primaz da Numídia e a sua experiência de muitos anos de episcopado. depois da conversão. . procediam todos Valério.Resumo Agostinho bispo Mas um homem não pode andar a vida inteira a fugir. associando Agostinho ao episcopado. Por desconhecerem as normas conciliares. Houve porém uma voz autorizada que logo manifestou o seu desacordo. fora consultado e nada tinha a opor. o povo aclamou estrondosamente o velho Valério. um adventício vindo das hostes maniqueias. Certo dia. Era preciso cuidado com estas novidades. quando alguns bispos reunidos em Hipona procediam à sagração de um novo colega. Aurélio. tendo-o ordenado presbítero. O próprio Megálio reconheceu o seu erro. permitisse que Agostinho pregasse na sua presença. A oposição de Megálio provocou um rigoroso inquérito ao passado de Agostinho e às suas ligações com os Maniqueus. Como era de esperar. Valério manifestou aos assistentes que enchiam a basílica a intenção de sagrar Agostinho como bispo auxiliar de Hipona. se manteve em Óstia e Roma antes de embarcar para Cartago. pois o melhor seria antecipar-se.