You are on page 1of 12

Balanceamento da linha de produção de aves festivas utilizando

técnicas de modelagem e simulação

JOÃO MARCOS DE O. NOGUEIRA (FESP/UEMG) joaomarcos2908@gmail.com
VANESSA PAIVA COSTA (FESP/UEMG) vanessapaiva13@gmail.com
DANIELLE ÁUREA SANTANA (FESP/UEMG)danieleaurea@yahoo.com.br
EUKIANNE MARIA DO CARMO (FESP/UEMG) coracao09@hotmail.br
JOSÉ DA SILVA FERREIRA JUNIOR (FESP/UEMG) joseferjunior@yahoo.com.br

Resumo: O mercado de aves natalinas é um importante segmento de mercado para as
empresas de processamento de carne de frango. A crescente competitividade pela redução de
custos obriga as empresas a maximizarem a utilização de seus recursos, onde a simulação se
firma como uma poderosa ferramenta para apoiar a tomada de decisão. O artigo tem como
objetivo utilizar técnicas de modelagem e simulação para realizar o balanceamento da linha
de produção de aves natalinas, simulando o processo por meio de 6 cenários diferentes e
verificando por meio dos resultados obtidos pelo software específico de simulação, qual o
ambiente apresenta a maximização e redução dos recursos utilizados.
Palavras-chave: Simulação a eventos discretos; Aves festivas; Balanceamento de linha
multiprodutos.

1. Introdução
O Brasil se firma como um importante produtor, consumidor e exportador de carne de
frango. O consumo per capita passou de 29,91 kg em 2000 para 45 kg em 2012, sendo que a
produção brasileira saltou de 5,98 milhões de toneladas em 2000 para 12,64 milhões de
toneladas em 2012. Minas Gerais correspondeu a 7,2% da produção de carne de frangos no
Brasil e 69% da produção brasileira foi destinada ao mercado interno (UBABEF, 2013).
Considerando o mercado de carnes como um todo, a demanda por carne de frango foi a que
mais cresceu nos últimos anos.Em parte, este aumento pode ser explicado pela regularidade
da oferta, resultando em maior estabilidade de preços, o que a torna mais atrativa sob este
ponto de vista. Em sentido contrário, a carne bovina, altamente dependente das pastagens,
sofre queda na oferta e aumento de preços durante a entressafra. Outra razão foi que, com o
aumento da renda, as famílias das classes C, D e E passaram a consumir mais proteína animal,
notadamente carne de frango, substituindo parte do consumo das proteínas vegetais (JESUS
JÚNIOR et al., 2007).
Um importante nicho de mercado cujas principais empresas do setor de carne de
frango estão cada vez mais focadas é o de aves natalinas.Os produtos natalinos possuem
aumento de demanda ano após ano, reflexo do crescimento da renda dos consumidores nos
últimos anos (TIPA JÚNIOR, 2011), caracterizando um mix com alto valor agregado e boas
margens de lucro.
Segundo Souza (2012), as aves natalinas já representam 50% das vendas em produtos
destinados à ceia de Natal. Os supermercados estimam um crescimento de 6,6% nas vendas

1

Por essa razão. segundo Chwif e Medina (2007). têm-se o pequeno número de pesquisas em processos de produção de aves voltadas para a grande área de pesquisa operacional.de aves festivas em 2013. simulações são realizadas e seus resultados são avaliados.. abate e evisceração.. 2012). alguns específicos para determinados processos. 2007). introduzir os cenários e avaliar o melhor dentre eles para o objetivo geral. seguindo o modelo fordista de produção. 2009). A grande variedade de softwares de simulação disponíveis no mercado. como para reconfiguração física ou mudanças no controle e/ou regras de operação de sistemas existentes. foi escolhida este método de pesquisa para a conquista dos objetivos desse artigo. 2 . propondo melhorias no sistema em estudo de acordo com os objetivos já relatados. recursos de análise estatística e interfaces gráficas intuitivas (user-friendly) (SAKURADA e MIYAKE. sendo que esse artigo poderá abrir espaço para estudos futuros desse tipo peculiar de produto. buscam-se as técnicas de simulação. Como objetivos específicos. Contudo. Após isso. pois praticamente todas as grandes empresas possuem aves natalinas no seu portfólio de produtos. no desenvolvimento de políticas operacionais e recursos para aperfeiçoar o processo. Não existem indícios de trabalhos voltados para a modelagem e simulação de processos de aves festivas. favorecem a aplicação da simulação de uma forma geral. o artigo tem como objetivo geral avaliar a melhor forma de balanceamento do processo. oferecendo ao mercado um produto de maior valor agregado (JESUS JÚNIOR et al. Para a produção das aves. moldar uma linha produtiva in loco caracteriza-se com demasiado custo de capital. Estas linhas permitem a produção de frangos com alto grau de padronização. sendo um deles elaborado por Ebert e Villas Boas (2009). Diante deste contexto. As suas aplicações. comenta sobre o processo de produção de aves natalinas. não contemplando as operações de recepção de aves. de forma a se otimizar a ocupação dos postos de trabalho. que simulou a dinâmica de atividades de um matadouro-frigorífico de aves. Sobre a estrutura deste trabalho. com preços que variam de R$ 5. têm crescido em todas as áreas. Na parte de modelagem e simulação. propor a implantação de tal ambiente no meio industrial. diante de cenários. têm-se: montar o modelo conceitual e computacional da linha produtiva. na tentativa de ampliar o acesso dos consumidores a estes itens. A simulação será realizada no processo pós- resfriamento. Justificando o estudo. foram encontrados poucos trabalhos voltados para o processo avícola. dá-se uma visão geral sobre a empresa em estudo e modela-se o ambiente. outros de caráter mais generalista. auxiliando os gestores na tomada de decisão em problemas complexos e possibilitando um melhor conhecimento dos processos nas organizações.00 o quilo. no teste de novos conceitos e/ou sistemas antes de implemetá-los e na obtenção de informações sem incomodar o sistema atual (MIGUEL et al. os grandes abatedouros de aves utilizam linha de abate automatizadas de grande escala. A competição entre as empresas fabricantes de softwares de simulação tem impulsionado o lançamento de "pacotes" cada vez mais poderosos que oferecem novas facilidades tais como ferramentas de suporte ao processo de modelagem. as quais são utilizadas tanto para projeto e avaliação de novos sistemas. ele conta com uma revisão teórica acerca de modelagem e simulação de sistema.00 a R$ 20. Pensando nisto. A modelagem e simulação ajuda na obtenção de um maior conhecimento sobre a forma de operação do sistema.

5) Analisar os outputs.2 Balanceamento de linha de produção Para o balanceamento da linha. o intervalo de tempo entre duas peças consecutivas e é representado pela Equação (1). deve-se verificar se o número teórico de operadores é suficiente para os requisitos de produção.(1) A partir do tempo de ciclo. 2. 3) Construir o Modelo. seriam necessários para que se tivesse aquela produção (número teórico. determinar o tempo de ciclo. ou em outras palavras. O tempo de ciclo (TC) expressa a frequência com que uma peça deve sair da linha. Também afirmam que a simulação computacional é a representação de um sistema real por meio de um modelo sob utilização de um computador. 2) Definir o sistema. conforme apresenta a Figura 1. minimizando custos e tempo.(2) Em seguida. TC= Tempo de Produção / Quantidade de peças no tempo de produção Eq. (2010). Este mesmo passo-a-passo será utilizado nesta pesquisa. trazendo a vantagem de se poder visualizar esse sistema. resume e propõe uma sequência de passos para projetos de simulação com base nas três grandes etapas defendidas por Chwif e Medina (2007): concepção ou formulação do problema.(3) 3 . Revisão Teórica 2. (2012). Montevechi et al. implementar mudanças e responder a testes do tipo “o que aconteceria se” (what-if). N) representado pela Equação (2).2. determinamos o número mínimo de operadores que. Por meio dessa técnica. em primeiro lugar.1 Modelagem e Simulação Segundo Miguel et al. 6) Fazer relatório dos resultados. sem que seja necessário modificá-lo ou mesmo construí-lo fisicamente. é possível avaliar a eficiência de cada posto de trabalho (E). pela expressão representada na Equação (3): E = (Número teórico de operadores / Número real de operadores) x 100% Eq. deve-se. 4) Rodar experimentos. Os passos a seguir são geralmente recomendados como linha guia para estudos de simulação: 1) Planejamento do estudo. teoricamente. implementação do modelo e análise dos resultados do modelo/projeto de simulação. o objetivo da simulação é estudar o comportamento de um sistema. Um sistema pode ser definido como um conjunto de componentes ou processos que se interagem e que recebem entradas e oferecem resultados para algum propósito. como embasamento metódico para seu desenvolvimento e conclusões. Desse modo. a modelagem e simulação é o processo de criar e experimentar um sistema físico através de um modelo matemático computadorizado. N = Tempo total para produzir uma peça na linha / Tempo de ciclo Eq. determinando-se o número real de operadores (NR).

(2010) A metodologia para balancear a linha de multiprodutos é a mesma da linha de um produto único. conforme Tabela 1.000 aves/dia de frango leve.Figura 1 . considerando-se tempo de ciclo o tempo ponderado em função da quantidade a produzir de cada modelo (MARTINS e LAUGENI. 4 . A empresa produz durante 3 meses do ano os frangos natalinos. A empresa produz frango festivo temperado em duas modalidades: frango festivo para varejo e atacado. empregando 780 funcionários nesse período. Eles são classificados para essa modalidade de acordo com a faixa de peso.Sequência de passos para um projeto de simulação Fonte: Adaptado de Montevechi et al.000 aves/dia de frango pesado e 190. 2010). Descrição da empresa A empresa objeto de estudo é um abatedouro de aves de grande porte no interior de Minas Gerais. 3. com capacidade de abate diário de 78.

que realiza o transporte até uma cuba pré-injetora e com o auxílio de drops automáticos. Se o produto tiver o peso maior que 3. as etapas do processo produtivo que são gargalos e possibilidades de otimização dos locais ineficientes. as carcaças são penduradas numa nórea para facilitar o processo de inserção do termômetro Pop-up. pesagem final e etiquetagem. transportado para a sala de cortes e utilizado no refeitório da própria empresa. moela e pescoço.6 kg. elas são desenganchadas da nórea e caem nessa cuba. os produtos já classificados são encaixotados e pesados. Os produtos já grampeados entram numa cuba onde colaboradores os posicionam na balança para que seja feita a classificação do produto em kit/varejo de acordo com a faixa de peso.1 Fase de Concepção Na fase de concepção. largando o produto embalado numa esteira. Os colaboradores penduram as carcaças destinadas a frango inteiro em uma nórea. 5 . grampeamento da rede.6 kg Entre 2. composto de coração. respeitando o limite máximo de 20% de injeção de acordo com o previsto em legislação. Tabela 1 . Com esse estudo. colocação de termômetro Pop-up. é posicionada na esteira da injetora com o peito voltado para cima. ele é destinado para o varejo. ele é refugado. utilizado para avisar aos consumidores quando o produto estiver pronto. colocação do pacote de miúdos. Após a injetora. colocação de rede em peças varejos. elas caem numa cuba onde aguardam um funcionário colocar na cavidade abdominal o pacote de miúdos. classificação de peso. conforme os subtópicos a seguir: 4. posicionamento na injetora. outro colaborador retira essa carcaça da nórea e a coloca dentro da embalagem utilizando um funil.0 kg Entre 3. Caso o produto embalado esteja com o peso menor que 2. A esteira leva esse produto até a área de selagem. espera-se avaliar qual é o lead time dos produtos. selagem da carcaça. foi realizado o mapeamento de todo o processo produtivo conforme o descrito: As carcaças saem do chiller e caem numa cuba onde são classificadas em frango inteiro ou frango para corte (quando possuem fraturas. embalagem da carcaça. pele rasgada/riscada). indo para o setor de embalagem secundária. injeção de salmoura. 4. fígado. Com o termômetro inserido. Dentro da injetora. encaixotamento.Classificação das Aves Festivas Tipo Varejo KIT 1 KIT 2 KIT 3 Peso Acima de 3.0 e 3. As caixas são colocadas numa esteira que transporta os produtos para o túnel de congelamento. onde os funcionários identificam o peso etiquetando a caixa. Nos outros casos. agulhas penetram no interior das carcaças e injetam a salmoura. Um funcionário faz uma reclassificação dessa carcaça e caso ela esteja dentro da especificação técnica. o produto segue o estipulado na Tabela 1. (2010) para a simulação do processo de produção de aves festivas. onde é envolto por uma rede e a mesma é grampeada. ausência de membros. No setor de embalagem secundária.6 kg As etapas do processo produtivo pós sistema de resfriamento são: Rependura das carcaças. Após a colocação do pacote de miúdos. onde a embalagem é selada utilizando-se grampeadeiras.8 e 3.4 e 3.8 kg. Modelagem A pesquisa seguiu os passos proposto por Montevechi et al. finalizando o sistema alvo da modelagem e simulação.4 kg Entre 3.

A empresa em estudo determina que o tempo padrão é resultado da média de tempo da tarefa somada a uma concessão de 17. foi realizada uma ponderação dos tempos padrões de cada setor produtivo de acordo com a taxa de utilização da linha para cada tipo de produto. frio. com base na demanda. Foi realizado no software Minitab® o teste de normalidade segundo formulações de Montegomery (2001). b) Número Teórico de Operadores: São necessárias 39 pessoas na teoria para se realizar a produção do festivo. Tabela 2 . onde se o p-value for maior que 0. Para que se atenda a demanda de produção de kits e produtos para varejo. uma ave festiva precisa ser produzida. Verifica-se que todas as tarefas estão com tempo de ciclo abaixo do tempo de ciclo do processo. A Tabela 2 mostra os dados referentes aos tempos de processo tratados estatisticamente. especificou-se o tempo padrão geral da linha.005. verifica-se que todos os tempos de 6 . conforme apresentado na Tabela 3. c) Eficiência da linha: Com o número atual de colaboradores (66). “Posicionar na Balança” e “Pesar e Etiquetar Varejo” são as que possuem maior percentual de ocupação. foi possível efetuar o cálculo dos indicadores abaixo: a) Tempo de ciclo: A cada 0. As tarefas “Rependura”. Caso seja considerado o número teórico de operadores. o PCP realiza uma análise de quanto foi produzido de cada faixa versus o peso médio das aves abatidas. ou seja. Com base nos dados obtidos.99 segundo.3% (cansaço físico. os dados são considerados normais. acarretando acúmulos em certas partes do processo. os dados do objeto de estudo desta pesquisa. umidade. Já a Tabela 4 resume estas informações e compila. em conjunto.94%. “Colocar Termômetro”. esforço repetitivo). é repassado à Agropecuária o peso médio ideal para atender as faixas de produção. a linha possui 60. com base no histórico da empresa.Tempos coletados e tratados estatisticamente Como a linha é multiprodutos (produtos para varejo e produtos para kit). porém os tempos de ciclos possuem elevada variação. A Tabela 5 demonstra o tempo de ciclo e a percentagem de ocupação por tarefa. A partir disso. de acordo com o tempo e quantidade de cada um dos produtos.

4. indicando o perfeito balanceamento do processo.Tempo padrão de linha multiproduto Tabela 4 . Tabela 3 . conforme ilustrado na Figura 2.ciclos são iguais ao tempo de ciclo do processo. O modelo computacional foi construído utilizando-se a versão 3. o próximo passo será a criação do modelo computacional.5 Student do software ProModel®.99 39 60.2 Fase de Implantação Com os dados obtidos e testados estatisticamente e a criação de um modelo conceitual. mapeou-se o processo produtivo por meio da técnica do IDEF-SIM (LEAL.94% Tabela 5 . simplificações foram realizadas no sistema real 7 . 2008) executando a modelagem conceitual e fornecendo suporte à modelagem computacional.Tempo de ciclo e Percentagem de ocupação por tarefa Com todos os dados coletados e informações obtidas com os gestores e funcionários da empresa. Em virtude da versão utilizada.Dados da empresa Abate de Aproveitamento Qtde de Aves para Aves Templo Nº teórico de Eficiência Aves para festivo aves varejo para kit de Ciclo operadores da linha 41000 72% 29520 15545 13874 0.

II.0 a 3. Grampear rede. Túnel de Congelamento. Balança Classificadora. Cuba de miúdos 1 e 2.IDEF-SIM do processo de produção de aves festivas 8 .0 e 3.71 segundos. Criação de chegadas: Em um turno com tempo disponível de 488 minutos. Os demais locais foram considerados com capacidade infinita. Pesar e etiquetar kit de 3. esteira de entrada do túnel (cem aves).4 a 3. Pesar e etiquetar varejo. sendo construído por meio dos seguintes passos: I. Cuba 1 e 2. sem quaisquer danos que possam prejudicar a validade dos dados. embalar e selar devido a restrição ao número de locais). Acomodação na balança classificadora.4 kg.8 a 3. injetora (três aves). Figura 2 . Criação de Locais: Os locais criados foram: Rependura. Embalagem 1 e 2 (unificado o processo de colocar termômetro.para o modelo computacional. Esteira de entrada do túnel. Injetora 1 e 2. existem chegadas contínuas de uma carcaça de frango na rependura a cada 0. Foram consideradas as capacidades da balança classificadora (uma ave). Colocar rede. Sala de Cortes.6 kg. Pesar e etiquetar kit de 2.

8 kg e 3. Criação de Variáveis: Foram criadas variáveis para a contabilização do número de caixas produzidas de varejo. Além dessas. de kit 3.4 kg e da somatória dos kits de 2.4 kg. foram criadas variáveis para contabilização dos frangos destinados para cortes na rependura e nas cubas pré-injetoras.0 a 3.Figura 3 . Outra variável 9 .IDEF-SIM do processo de produção de aves festivas (Continuação) III.

Cenário 3 . já computadas paradas para refeição e pausas psicoergonômicas. A Figura 3 ilustra o modelo computacional criado segundo as definições apresentadas e as particularidades do software utilizado. Criação de redes de caminhos: Como a maioria dos operadores trabalha de forma estática e os processos realizados pelos operadores que transitam não são alvo de estudo do artigo. de forma a se analisar a melhor proposta para o processo estudado: I. 10 . Processos de entregas de embalagens e da produção de miúdos que compõem o produto festivo não foram abordados nesse modelo computacional por não serem objeto de estudo do artigo. Cenário 1 – Processo atual com linha desbalanceada e 64 pessoas no quadro de lotação. não foram criadas redes de caminho para o modelo. IV.Modelo computacional do processo de produção de aves festivas 4. II. utilizando uma proporção de 66% das carcaças destinadas a cuba 1 e 34% a cuba 2. Criação do tempo de simulação: Foi simulado um turno de produção com tempo disponível de 488 minutos (29280 segundos). utilizando uma proporção de 50% das carcaças destinadas a cuba 1 e 2. Figura 4 . III. V. Criação dos processos: Os processos foram criados conforme o modelo conceitual da Figura 2. VI.3 Fase de Análise Foram simulados seis cenários com o modelo computacional. com 39 pessoas. Cenário 2 – Simulação do processo com o balanceamento. criada foi referente aos refugos que retornam da embalagem secundária para a embalagem primária.Simulação do processo com o balanceamento. com 39 pessoas.

Cenário 6 . o cenário 4 teve simulação com o número de colaboradores conforme a Tabela 6 e os resultados de cada ambiente resumidos na Tabela 7. V. indicando a necessidade de se realizar estudos de tempos e métodos para reduzir o tempo de realização dessas atividades. verifica-se que o cenário nº 6 é o ideal para a empresa em estudo. bem como a possibilidade de se ter resultados precisos sem a necessidade de ajustes no sistema físico.Reajuste dos postos operativos devido às restrições de Layout Pesar e Etiquetar Pesar e Etiquetar Cuba de miúdos Granpear Rede Posicionar na Colocar rede Termômetro Inspecionar Rependura Embalar TOTAL Colocar balança Varejo Selar Kit Setor Número de 4 2 6 4 6 6 2 4 2 4 7 47 Colaboradores Tabela 7 . reduzir o estoque em processo e permitir a redução de 25 pessoas/turno no processo de produção.Resultados resumidos dos cenários 5. Analisando os resultados.Simulação do processo com 39 pessoas e apenas 1 injetora capaz de processar 6 carcaças ao mesmo tempo. Cenário 4 .Simulação do processo com ajustes no quadro de MO devido ao duplo layout. visto atender às metas de produção. VI. Como a linha de produção possui uma parte do processo duplicada em função da falta de capacidade das injetoras. Com o layout atual. Tabela 6 . obtendo ganhos de R$92 mil reais/mês. 11 . As injetoras estão ociosas. visto seu custo de implantação ser relativamente baixo.Simulação do processo com 39 pessoas e apenas 1 injetora capaz de processar 3 carcaças ao mesmo tempo. as áreas de “pesar varejo” e “colocar rede” são os setores com maior porcentagem de utilização. Conclusões Em um período de extrema competitividade e forte pressão em redução de custos. Cenário 5 . visto que qualquer erro pode ocasionar a invalidação do modelo e levar a conclusões incorretas. a simulação firma-se como uma poderosa ferramenta de apoio à tomada de decisão e otimização de processos. com 47 pessoas.IV. A coleta de dados é uma etapa extremamente importante para o processo de modelagem. não sendo utilizadas em todo o seu tempo.

absenteísmo e turnover. Simulação da dinâmica operacional de um processo industrial de abate de aves. MONTEVECHI. a empresa poderá avaliar se o aumento da capacidade dos outros locais acarretará em aumento de produção. Design and Analysis of Experiments. UNESP. MEDINA. 2010. COSTA. 29. MARTINS.br/Editorias/Marketing/Especial- Natal---Sazonais-18981. LEAL. TURRIONI. J. LAUGENI. Disponível em: <http://pecuaria. MD. USA.pdf>.com. É necessário adequar o arranjo físico para células de manufatura.C. LEE HO. 2. 2007. Arizona: Arizona State University. MORABITO. PUREZA. Rio de Janeiro.. L.. Acesso em: 20 nov 2013. Desafios e Oportunidades.. Administração da Produção. Análise do efeito interativo de falhas em processos de manufatura através de projeto de experimentos simulados. Acesso em: 20 nov 2013. NAKANO. A. 2. S. D. Conceptual modeling in simulation projects by mean adapted IDEF: an application in a Brazilian tech company. UBABEF .P. BNDES Setorial. G. aumentando o número de agulhas e consequentemente a velocidade da esteira da injetora. MIYAKE.br/files/publicacoes/732e67e684103de4a2117dda9ddd280a. A. N. 2007. R. A. 191-232. TIPA JÚNIOR. V.com. M. 237p. Gestão e Produção.. D. M.RELATÓRIO ANUAL UNIÃO BRASILEIRA DE AVICULTURA. MIGUEL. não é possível trabalhar com o número de pessoas encontrado pelo cálculo do balanceamento. D.. Disponível em: <http://www..-jun. São Paulo: Ed. N. Especial Natal – Sazonais. F. D. VILAS-BOAS.A cadeia de frango: Tensões. L. H..br/noticia/2011/12/alta-demanda-por-aves-natalinas-deixa-industrias-em-alerta- 3586913. A. Guaratinguetá.. R. M. 5. Vol. Como sugestão para trabalhos futuros.1 São Carlos Jan. S. Proceedings. PINHO. Alta demanda por aves natalinas deixa indústria em alerta. M.Para isso. J. 12 . Ed. SILVA. É vital uma avaliação ergonômica e ajuste de todos os postos de trabalho antes da redução de mão de obra. p. Tese (Doutorado) – Engenharia Mecânica. F. MONTGOMERY. 2ª edição. set. C. Outro cuidado necessário refere-se às questões ergonômicas. 2001. Publicação Eletrônica Permanente. A. Devido ao layout da área de pesagem de kits e varejos.. N.. 2010. Saraiva.. P. LEAL. B. pois os colaboradores não conseguem se deslocar facilmente para atender a demanda de pesagem dos diferentes produtos. Rio de Janeiro: Elsevier. C. Aplicação de simuladores de eventos discretos no processo de modelagem de sistemas de operações de serviços. F. L./Mar.16 no. N. EBERT. n.com. B.ubabef. 2010. F. P. PAULA. V. do Autor. F. Ciências e Tecnologia Alimentar. As tarefas exigem esforço físico e a redução do quadro de lotação pode ocasionar problemas musculares decorrentes do esforço repetitivo. SAKURADA.G.... P. C. Anais do WSC 2010.. In: Winter Simulation Conference. Ed.abr.. L.sm. L. F. vol. A. evitando problemas com reclamatórias trabalhistas. Disponível em: <http://www. 2009. R.. JESUS JÚNIOR. Metodologia de pesquisa em engenharia de produção e gestão de operações. R. FLEURY.. 2008. OLIVEIRA. Acesso em: 20 nov 2013. A. 26. BRAGA. é necessário ajustar o equipamento de injeção. C. 2009 SOUSA. n.ruralbr. São Paulo: Ed. D. ORMOND. Campinas. P. A. J. Referências CHWIF. MARTINS.html>.html>. Baltimore. Modelagem e simulação de eventos discretos: teoria e aplicações. MELLO.