You are on page 1of 8

SOCIEDADES DO ANTIGO ORIENTE MÉDIO

As primeiras civilizações surgem entre 4.000 e 3.000 a.C. Formam-se às margens


dos grandes rios Nilo (Egito), Tigre e Eufrates (Mesopotâmia), Amarelo (China), Jordão
(Palestina), Indo e Ganges (Índia e Paquistão) como resultado da revolução neolítica. Essas
civilizações dominam algumas técnicas comuns, como a domesticação dos animais, a
agricultura, metalurgia, escultura e escrita. As relações sociais comunitárias são substituídas
pelo escravismo ou pela combinação deste com diferentes formas de servidão.

CRESCENTE FÉRTIL – É como fica conhecida a região que se estende, em arco, do


sudeste do Mediterrâneo até o golfo Pérsico, incluindo territórios dos atuais Líbano, Israel,
Jordânia, Síria, Turquia e Iraque, em um traçado que lembra a Lua em quarto crescente.

MESOPOTÂMIA
Compreende a região entre os rios Tigre e Eufrates (atualmente parte do Iraque) conhecida
como Mesopotâmia – terra entre rios, em grego.

o SUMÉRIOS - Se fixaram na caldéia perto de 4000ac. Fundando importantes cidades-


estados como Ur e Uruk. Essas cidades eram governadas pelo Patesi, que tinha poder
total. Eles foram os fundadores de escrita cuneiforme.
o ACADIANOS – conquistaram a região por volta de 2300ac. Liderados por Sargão I “o
soberano dos 4 cantos da terra” o primeiro grande unificador mesopotâmico.
o I IMPÉRIO BABILÔNICO – Os amoritas submetem os sumero-acadianos e
transformam a Babilônia em capital do império. Hammurabi (1792/1750ac) foi o mais
destacado dos imperadores estendeu as fronteiras até a Assíria e elaborou o 1º código de
leis escritas da humanidade; o código de Hammurabi, baseado na lei de Talião (“olho
por olho, dente por dente”).
o IMPÉRIO ASSÍRIO – Povo que estava estabelecido ao norte de Mesopotâmia desde
2500ac. Eram famosos por sua crueldade contra os vencidos. Seus maiores líderes foram:

1
Sargão II, que conquistou o reino de Israel e Tiglatfalasar que tomou a Babilônia.
Formaram um exército permanente.
o II IMPÉRIO BABILÔNICO – em 612ac. com o apoio dos medos, Nabupolasar líder
dos caldeus derrota os assírios. O apogeu do império se deu com Nabucodonosor que
conquista a palestina e escraviza o povo hebreu (“cativeiro da babilônia”). Ele também foi
responsável pela construção dos “jardins suspensos da babilônia”. Após sua morte o
império caiu em decadência sendo conquistados em 539ac pelos persas de Ciro II.

E o que tinha de diferente???


Agricultura: Trigo e cevada.
Religião: Politeísta
Escrita cuneiforme
Código de Hammurabi
Calendário

HEBREUS
Em torno de 2000ac, a civilização hebraica se desenvolve inicialmente no território
que corresponde a atual palestina, no leito do rio Jordão. Organizados em tribos e liderados
por patriarcas, líderes de caráter religioso. O primeiro deles foi Abraão. Devido as
constantes guerras contra os cananeus e filisteus fugiram para o Egito onde acabaram
escravizados. Fogem para retornar a Palestina com o auxilio de Moisés que recebe de deus
os 10 mandamentos.
No retorno a terra prometida tiveram que lutar contra os velhos inimigos, para isso,
elegeram juízes chefes (político, religioso, militar) que uniram todas as tribos forjando a
monarquia. Em 1010ac Samuel foi proclamado rei dos Hebreus, Davi (o do Golias)
Transforma Jerusalém em capital e estrutura o estado; burocracia, impostos e exercito.
Salomão assume em 966ac, apogeu hebraico com grandes obras e festas religiosas, com sua
morte o estado perde a união sendo conquistado em 721ac por Sargão II (assírio) e em
586ac por Nabucodonossor somente quando Ciro “o grande” da pérsia toma a babilônia que
os hebreus são libertados e retornam a palestina, reconstruindo seu estado como província
persa.
Depois do domino persa veio o romano, o povo hebreu se revolta contra a opressão.
Em Represália no ano de 70 o imperador Tito manda destruir Jerusalém e dispersar os
hebreus.
E o que tinha de diferente???
Economia de pastoreio.
Religião: Monoteísta
Língua: Aramaico
10 mandamentos
Base da nossa sociedade

2
FENÍCIOS
(1400/332ac) Civilização organizada em cidades-estado talassocráticas (governo
ricos comerciantes marítimos) que se desenvolveram através da navegação e do comércio.
Os fenícios reduziram a escrita a 22 símbolos, inventando e divulgando o alfabeto fonético.
Sendo sua religião Politeísta, cultuando deuses ligados a fenômenos naturais.

PERSAS
Habitavam a região do atual Irã. Civilização forjada na união dos povos medos e
persas em 600ac seus maiores lideres são: Ciro II que subjugou a mesopotâmia; Cambises
que conquistou o Egito; e Dario I (512/484ac) que organiza o império e o divide em
satrápias, cria fiscais reais, moeda única, se envolve nas guerras médicas (em 494ac contra
os gregos). Com a derrota nas guerras médicas o estado entrou em decadência até ser
conquistado por Alexandre “o grande” em 330ac.
Os persas eram adeptos do Zoroastrismo ou Mazdeísmo, religião maniqueísta, com
duas divindades uma que controla o bem e outra que controla o mau.

EGITO ANTIGO
Civilização fundada no vale do rio Nilo, com terras negras e férteis. A fertilidade
resulta da inundação anual do rio (julho a outubro) e da deposição do húmus quando as
águas baixam.
Período Pré-dinástico (4000/3200ac)
A agricultura e o intercâmbio de produtos estimulam a sedentarização das tribos, que
formam, no vale do Nilo, um único povo, diferente dos beduínos que habitam o deserto.
Durante o Neolítico, são construídas cidades-Estado sobre o eixo fluvial, como Tebas, Mênfis
e Tânis, que se relacionam ativamente. Elas se unificam por volta de 3000ac, na figura de
Menés “o unificador”, introduzindo uma monarquia centralizada na figura do faraó, soberano
hereditário e absoluto, considerado uma encarnação divina. As cidades-Estado são
transformadas em nomos, divisões administrativas da monarquia, governadas por nomarcas

3
Período Dinástico (3200/1085ac)
o Antigo Império (3200/2300ac) - Período no qual o faraó possuía poderes totais e a
população se revezava entre a agricultura e a construção de grandes obras públicas como
diques e represas, além da construção das grandes pirâmides destacando as de Gizé
(Quéops, Quéfren e Miquerinos). Por volta de 2300ac surgem revoltas lideradas por
nomarcas que enfraquecem o poder central do Egito instalando um período de guerra civil.

o Médio Império (2000/1580ac) - Representantes da nobreza acabam com as revoltas e


transferem a capital para Tebas, onde ressurge com força o poder do Faraó. Esse período
foi de grande estabilidade política e econômica, com a conquista da Núbia (rica em ouro).
Ouve um levante de nobres que buscavam maior autonomia que juntamente com revoltas
de camponeses que viviam na miséria enfraqueceram novamente o poder central. Para
piorar a situação o Egito é invadido pelos Hicsos que com grande vantagem militar
dominaram a região norte do império.

o Novo Império (1580/525ac) - A nobreza Tebana une forças para restaurar a unidade e
expulsar os invasores. Esse período é marcado pela construção de inúmeros templos
dedicados aos deuses e pela presença dos mais importantes faraós como: Tutmés III
(maior expansionista, exército permanente com cavalaria e infantaria); Amenófis IV
(Instituiu o culto a Aton, monoteísmo); Ramsés II (expansionista que governou por mais
de 70 anos).

E o que tinha de diferente???


Economia:
Agricultura (linho, trigo,
cevada e papiro)
Pecuária (Bovinos, caprinos,
aves).

Religião: Politeísta
(Osíris, Isis, Hórus, Set, Thot,
Anúbis, Amon, Rá).

Escrita: Hieróglifos

Sociedade:
1
Faraó
Família real
Sacerdotes, Escribas
Artesões e Camponeses
----------- escravos -----------

4
01) UFC-2002. Observe a ilustração, apresentada abaixo.

(MELLA, Frederico A., O Egito dos Faraós: história, civilização, cultura.


3a. ed. São Paulo. Hermes Ed. 1998. p. 18)
Considerando a representação da escrita egípcia, é correto afirmar que:
A) a utilização de recursos decorativos favoreceu a escrita em virtude de facilitar a
compreensão popular.
B) os sinais apresentados constituíam um aperfeiçoamento da arte profana como forma
de expressão.
C) a diversidade de sinais utilizados tornava complexa a representação do que se queria
exprimir.
D) a diversidade de sinais utilizados na escrita resultou de uma imposição religiosa.
E) os desenhos elaborados representavam uma simplificação da escrita hierática.

02) UFSC 2006


“Bagdá - O famoso tesouro de Nimrud, desaparecido há dois meses em Bagdá, foi
encontrado em boas condições em um cofre no Banco Central do Iraque em Bagdá,
submerso em água de esgoto, segundo informaram autoridades do exército norte-
americano. Cerca de 50 itens, do Museu Nacional do Iraque, estavam desaparecidos desde
os saques que seguiram à invasão de Bagdá pelas forças da coalizão anglo-americana.
Os tesouros de Nimrud datam de aproximadamente 900 a.C. e foram descobertos por
arqueólogos iraquianos nos anos 80, em quatro túmulos reais na cidade de Nimrud, perto de
Mosul, no norte do país. Os objetos, de ouro e pedras preciosas, foram encontrados no cofre
do Banco Central, em Bagdá, dentro de um outro cofre, submerso pela água da rede de
esgoto. Os tesouros, um dos achados arqueológicos mais significativos do século 20, não
eram expostos ao público desde a década de 90. Uma equipe de pesquisadores do Museu
Britânico chegará na próxima semana a Bagdá para estudar como proteger os objetos.”
(O ESTADO DE SÃO PAULO. Versão eletrônica. São Paulo: 07 jun. 2003. Disponível em www.estadao.com.br.)

Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) em relação às sociedades que se desenvolveram


naquela região na Antigüidade.

01. A região compreendida entre os rios Tigre e Eufrates, onde hoje se localizam os
territórios do Iraque, do Kweite (Kwait) e parte da Síria, era conhecida como
Mesopotâmia.

02. Na Mesopotâmia viveram diversos povos, entre os quais podemos destacar os sumérios,
acádios, assírios e babilônios.

04. A religião teve notável influência na vida dos povos da Mesopotâmia. Entre eles surgiu a
crença em uma única divindade (monoteísmo).

08. Os babilônios ergueram magníficas construções feitas com blocos de pedra, das quais
são exemplos as pirâmides de Gisé.

16. Os povos da Mesopotâmia, além da significativa contribuição no campo da Matemática,


destacaram-se na Astronomia e entre eles surgiu um dos mais famosos códigos de leis
da Antigüidade, o de Hamurábi.

32. Muitos dos povos da Mesopotâmia possuíram governos autocráticos. Entre os caldeus
surgiu o sistema democrático de governo.

5
03) UFSC 2006
“O grande patriarca da Bíblia Hebraica é também o antepassado espiritual do Novo
Testamento e o grande arquiteto sagrado do Alcorão. Abraão é o ancestral comum do
judaísmo, do cristianismo e do islamismo. É a chave do conflito árabe-israelense. É a peça
central da batalha entre o Ocidente e os extremistas islâmicos. É o pai - e, em muitos casos,
o suposto pai biológico - de doze milhões de judeus, dois bilhões de cristãos e um bilhão de
muçulmanos em todo o mundo. É o primeiro monoteísta da história”.
(FEILER, Bruce. Abraão. Rio de Janeiro: Sextante, 2003. p. 19.)

Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) com base no texto e nos seus conhecimentos
sobre os assuntos a que ele se refere.

01. O judaísmo, o cristianismo e o islamismo são religiões monoteístas que nasceram na


mesma região do mundo, o Oriente Médio.

02. Embora os judeus e os cristãos encontrem na Bíblia muitas das suas crenças, o Alcorão é
o livro sagrado comum ao judaísmo, ao cristianismo e ao islamismo.

04. O judaísmo, o cristianismo e o islamismo possuem elementos comuns em sua tradição.

08.Podemos encontrar, entre as muitas causas do conflito árabe-israelense, elementos


relacionados à religião, como, por exemplo, a disputa por Jerusalém, cidade sagrada
para judeus, muçulmanos e cristãos.

16.A História registra uma convivência pacífica e a tolerância entre judeus, muçulmanos e
cristãos, até a criação do Estado de Israel no século XX.

04) Furg 2004 05) Furg 2005


Em relação ao Antigo Egito é correto afirmar que: No Egito Antigo a maioria da população vivia
A) o faraó Menés unificou os Reinos do Alto e do em condições materiais precárias de
Baixo Nilo em 3.200 a.C. existência. Constituía um grupo privilegiado
B) a escrita utilizada pelos egípcios era a da sociedade egípcia:
cuneiforme.
C) os felás eram funcionários do faraó. A) os felás.
D) a religião oficial egípcia sempre foi monoteísta. B) os artesãos.
E) a urbanização ocorreu às margens dos rios C) os escravos.
Tigre e Eufrates. D) os sacerdotes.
E) nenhuma resposta está correta.

06) [UFPI-2004] A egiptologia, isto é, o estudo do Egito antigo, é algo que fascina
ainda hoje inúmeras pessoas, tanto especialistas como leigos. Sobre essa
sociedade, analise as afirmações abaixo: [Marque V ou F]

1) ( ) A construção das pirâmides, que continham tumbas, tendo portanto um significado


místico, dependeu de importantes conhecimentos de matemática, geometria e mecânica,
além do trabalho de uma multidão de homens.
2) ( ) O Egito unificado estava submetido a um grupo de três reis: um que detinha a
administração e o comércio, outro, a justiça e outro, o exército.
3) ( ) A economia do Egito era baseada na agricultura irrigada, complementada pela criação
de animais, pela pesca e pelo artesanato. A sociedade era organizada num sistema de
castas.
4) ( ) Durante toda a história do Egito Antigo, a religião predominante foi o monoteísmo,
como culto ao deus Aton, que recebeu hinos de louvor escritos pelo próprio faraó
Amenófis.

6
07) [FGV–1997] Um império teocrático, baseado na agricultura, na arregimentação
de camponeses para grandes obras e profundamente dependentes das águas de um
grande rio. Esta frase se refere aos:

a) fenícios e a importância do Tigre


b) hititas e a importância do Eufrates;
c) sumérios e a importância do Jordão;
d) cretenses e a importância do Egeu;
e) egípcios e a importância do Nilo.

08) [UFRGS-2000] Leia os itens abaixo que contêm possíveis condições para o
surgimento do Estado nas sociedades da Antigüidade.
I. Gradativa diferenciação da sociedade em classes sociais, impulsionada por uma divisão
social do trabalho mais intensa, capaz de produzir excedentes de alimentos.
II. Passagem da economia comunal para uma economia escravista, estimulada por guerras
entre povos vizinhos, propiciando aumento da produção de excedentes e de trocas, com
uma divisão do trabalho entre agricultura, pecuária e artesanato.
III. Constituição da propriedade da terra e do regime de servidão coletiva nas sociedades
orientais para que as grandes construções públicas fossem realizadas sob orientação dos
grupos dirigentes.

Quais dentre eles apresentam efetivas condições para tal surgimento?


(A) Apenas I.
(B) Apenas I e II.
(C) Apenas I e III.
(D) Apenas II e III.
(E) I, II e III.

09) [UFRGS/2002] Relacione os povos antigos com os respectivos rios indicados:


I. Azul e Amarelo
( ) Chineses
II. Indo e Ganges
( ) Egípcios
III. Jordão
( ) Hebreus
IV. Nilo
( ) Hindus
V. Tibre
( ) Mesopotâmicos
VI. Tigre e Eufrates

A seqüência numérica correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

(A) V - I - II - VI - III.
(B) I - IV - V - II - VI.
(C) II - IV - VI - V - III.
(D) VI - III - IV - V - I.
(E) I - IV - III - II - VI.

10) [UFRGS-2003] Principal governante do primeiro império babilônico, o rei


Hamurábi (1792-1720 a.C.) destacou-se pelas conquistas territoriais e pela forma
de administração dos territórios conquistados. Em seu legado, podemos incluir a

a) construção de um complexo conjunto arquitetônico em seu palácio em suntuoso,


conhecido como Os Jardins Suspensos da Babilônia.
b) criação de um sistema coerente de escrita para ser utilizada nos cultos religiosos
praticados no império, denominada acádica-cuneiforme.
c) fixação, por escrito, dos costumes jurídicos num dos primeiros códigos de leis de que se
tem notícia, o Código de Hamurábi.
d) organização de um exército permanente, composto por guerrilheiros profissionais
assalariados, armados com equipamento de ferro.
e) realização da célebre Torre de Babel, construção de altura descomunal, mencionada no
Artigo Testamento.

7
11) (UFRGS/2006) O atual Iraque abrigou territorialmente a maior parte da antiga
Mesopotâmia (“terra entre rios”), berço de ricas civilizações. Entre essas
civilizações, encontram-se os sumerianos, os quais se caracterizavam por:
a) Apresentar uma comunidade constituída por clãs familiares independentes, onde a
administração política descentralizada era exercida por patriarcas das aldeias.
b) Constituir um império duradouro e unificado, imune, graças a suas defesas naturais e a
seus grandes exércitos, aos perigos inerentes às migrações de sociedades nômades.
c) Representar uma sociedade liderada pela oligarquia mercantil e pelos proprietários de
navios, cujo poder e riqueza advinham sobretudo do comércio e do domínio dos mares
do Oriente Médio.
d) Provocar uma ruptura embrionária entre a dimensão divina e a dimensão humana da
figura real, dado que o Patesi não era o próprio Deus, como no Egito, mas apenas seu
representante.
e) Formar um povo economicamente auto-suficiente, que não praticava relações comerciais
com o exterior.

12) [FGV] Acerca das estruturas governamentais egípcias no reino Antigo, é


possível afirmar que:
a) a burguesia incipiente criada pelo comércio com o Oriente Médio, principalmente
com a Pérsia, tinha no faraó a garantia de seu domínio absoluto.
b) A pequena burguesia das cidades competia com o campesinato na tentativa de
controlar o faraó e a burocracia que o cercava, incluindo os escribas e os
guerreiros.
c) O faraó era o mais absoluto dos monarcas, adorado como um deus e visto como
suprema autoridade religiosa, militar e civil.
d) O faraó e totalmente controlado pelos sacerdotes e funcionários, cuja base de
poder estava na propriedade privada dos meios de produção e na força das
armas.
e) A burocracia era controlada pela sociedade, que tinha como guardiã suprema de
seus direitos a figura do faraó.

Gabarito
01) C
02) 18
03) 13
04) A
05) D
06) V F F F
07) E
08) C
09) E
10) C
11) D
12) C