Frente: 01

Aula: 04

GE250208 PE - CN

PROFº: Hubertt Lima Verde
A Certeza de Vencer

Substâncias Inorgânicas: Sais Minerais
Sal mineral insolúvel de forma combinada: É aquele onde o sal mineral tem que se combinar com um composto orgânico. Para que o mesmo tenha função na célula e no organismo não poderá sofrer dissociação. Os principais exemplos são: o átomo de magnésio (Mg) que irá formar a molécula de clorofila (Mg associado a anéis pirrólicos porfirínicos) importante para fotossíntese; o átomo de ferro (Fe) formando a molécula de hemoglobina (Fe associado também a núcleos pirrólicos), importante para o transporte dos gases respiratórios; o átomo de cobre (Cu) formando a molécula de hemocianina (Cu associado a núcleos pirrólicos), importante para respiração de invertebrados; o átomo de cobalto formando a molécula cobalamina (Co formando a vitamina B12); o átomo de iodo (I) formando os hormônios tri– iodo–tironina (T3) e tetra–iodo tironina ou tiroxina (T4) presentes na tireóide e importantes na regulação do metabolismo basal; o átomo de enxofre (S) formando aminoácidos e proteínas (contendo S nas suas ligações); o átomo de fósforo (P) que irá formar o fosfato presente nos ácidos nucléicos e molécula de ATP (adenosina-tri-fosfato que é a unidade de energia). • Sal Mineral Solúvel: É aquele que está dissolvido nos líquidos orgânicos sob forma de íon, que é um elemento químico que ganhou ou perdeu elétron. Quando esse íon ganhar elétron, será chamado de ânion, tal como: íons cloreto (Cl-1), brometo (Br-1), iodeto (I-1), fluoreto (F-1), entre outros. Caso perca elétron o íon será chamado de cátion tal como: íons sódio (Na+1), potássio (K+1), magnésio (Mg+2), cálcio (Ca+2) entre outros. Através de inúmeras reações bioquímicas, existem inúmeros subprodutos que formam radicais catiônicos e aniônicos, tais como: íon bicarbonato (HCO3-1), carbonato (CO3-2), sulfato (SO4-2), bissulfato (HSO4-1), fosfato (PO4-3). 05 - Propriedades e funções salinas: • Controle energético: É uma das funções principais do sal mineral na célula, devido à formação de ligações de alta energia na forma de ATP (adenosina tri - fosfato). • Controle Enzimático: É um fenômeno ligado ao controle energético. Para que uma reação inicie é necessário uma energia de ativação, que é obtida pela quebra de inúmeras moléculas, principalmente glicídeos. Através de um mecanismo econômico, os sais minerais ativam inúmeras enzimas, que são biocatalizadores, que reduzem a energia de ativação e aumentam a velocidade da reação, produzindo mais e gastando menos. • Controle do pH (ácido-básico): O primeiro aparelho digestivo surge em celenterados, e partir da evolução sofre inúmeros aperfeiçoamentos. No aparelho digestivo humano, existem três regiões específicas onde ocorre a digestão: boca, estômago e intestino delgado, porém, com PH distintos. Na boca o pH é neutro, em função das soluções tampões: bicarbonato (HCO3-1) e fosfato (PO4-3), bem como de outros elementos; no estômago, é ácido devido ao suco gástrico que contém íons hidrogênio (H+1), formando o ácido clorídrico (HCl) devido a secreção de cloreto (Cl-1) a partir das células parietais do estômago; no intestino delgado é alcalino, devido aos sais biliares e íons bicarbonato (HCO3-1). • Formação de Pigmentos: Os sais minerais realizam a estruturação de inúmeros pigmentos respiratórios e fotossintéticos, como: Hemoglobina, mioglobina, hemocruorina, clorocruorina, xantofilas, carotenos, clorofilas e etc.

Fale conosco www.portalimpacto.com.br

Substâncias Inorgânicas: Sais Minerais: 01 – Conceito: Os minerais são nutrientes com função plástica e reguladora do organismo. É necessário ingerir cálcio e fósforo em quantidades suficientes para a constituição do esqueleto e dos dentes. Outros minerais, como o iodo e o flúor, apesar de serem necessários apenas em pequenas quantidades, previnem o aparecimento de doenças como a cárie dentária e o bócio. Uma alimentação pobre em ferro provoca anemia (falta de glóbulos vermelhos no sangue). O excesso de sódio, provocado pela ingestão exagerada de sal, aumenta o risco de doenças cardiovasculares e é um dos responsáveis pela hipertensão. 02 - Importância: Os minerais, como também as vitaminas, não podem ser sintetizados pelo organismo e, por isso, devem ser obtidos através da alimentação. Não fornecem calorias, mas se encontram no organismo desempenhando diversas funções.

Alguns alimentos que contém sais minerais. Imagem retirada da página: http://www.brasilescola.com/biologia/os-sais-minerais.htm

Os minerais possuem papéis essenciais, como constituintes estruturais dos tecidos corpóreos, por exemplo, o cálcio e o fósforo que formam os ossos e dentes; como reguladores orgânicos que controlam os impulsos nervosos, atividade muscular e o balanço ácido-base do organismo; como componentes ou ativadores/reguladores de muitas enzimas. 03 - Percentual Vital: A célula deve apresentar em torno de 4% de sais minerais em sua constituição. Além da composição química celular, os sais minerais são constituintes da estrutura molecular de diversos compostos orgânicos, controle da regulação osmótica celular e ativação enzimática. 04 - Classificação: • Sal Mineral Insolúvel: forma cristalina ou combinada • Sal Mineral Solúvel Sal Mineral Insolúvel: Pode ser encontrada sob duas formas que são: forma cristalina (SM+SM), forma combinada (SM+SO). H Acham-se imobilizados como componentes na estrutura esquelética. Os sais minerais podem ter dois comportamentos: estarem associados entre si ou associados a uma estrutura orgânica. Baseado nesse comportamento alguns autores classificam os sais minerais insolúveis em forma cristalina e forma combinada. Sal mineral insolúvel de forma cristalina: É aquele formado somente por sal mineral, sendo insolúvel em água tendo como exemplo: Hidroxiapatita (forma o esmalte do dente); sal de silício; carbonato de sódio; fosfato de cálcio (forma a carapaça de invertebrados).

Carapaça de Invertebrados (escorpião). Imagem retirada da página: http://pt.wikipedia.org/wiki/Escorpi%C3%A3o

FAÇO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!

ENSINO MÉDIO - 2008

Fale conosco www.portalimpacto.com.br

Algas com clorofilas. Imagem retirada da página: http://www.netxplica.com/fotos/protistas/alga.jpg

Ao redor dos poros inalantes, ou óstios, figuram células especiais, longas e contrácteis, os miócitos; algumas esponjas apresentam miócitos também ao redor do ósculo - a grande abertura exalante. Essas células contrácteis formas enfícteres ao redor dos poros, promovendo um lento movimento de abertura e fechamento. As espículas, além de sustentarem o corpo do animal, podem ser consideradas como um fator de proteção. As espículas podem ser de origem calcárea ou silicosa. Carbonato de cálcio: Também conhecido como calcita, é um mineral inorgânico quimicamente inerte com características alcalinas que resulta em reações do óxido de cálcio com dióxido de carbono. É um sal encontrado na estrutura do exoesqueleto dos corais e conchas dos moluscos; fortalece a casca do ovo de répteis e aves; faz parte da composição das espículas das esponjas calcáreas.

Atividade salina na fisiologia celular: Sais Insolúveis: Hidroxiapatita: São cristais salinos, insolúveis em água, porém, solúveis em ácidos oriundos do metabolismo bacteriano, principalmente de Streptococus mutans. •

Streptococus mutans que causam a cárie. Imagens retiradas das páginas: http://www.medicinageriatrica.com.br/category/odontogeriatria/ e http://cache.eb.com/eb/image?id=58695&rendTypeId=4

Conchas de Moluscos comestíveis. Imagem retirada da página: http://www.malaco.ufjf.br/halyotis01.jpg

Hidroxiapatita é indicada para recuperação de perdas ósseas, em geral, deformidades ósseas, preenchimento de alvéolos após extração, regularização de rebordo alveolar, como protetor pulpar direto, e outras aplicações clínicas na medicina humana e veterinária (inclusive cirurgia de correção estética e funcional) e na odontologia. Sal de silício: É encontrado impregnado nas carapaças ou valvas de algas unicelulares planctônicas conhecidas como diatomáceas. Com a morte dessas algas, suas valvas microscópicas são depositadas no fundo do mar, compondo a terra de diatomáceas, que pode ser usada como abrasivo e banana de dinamite.

Fosfato de cálcio: Encontrado no endoesqueleto dos vertebrados (ciclóstomos, peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos). • Sais Solúveis: Os sais minerais podem ser encontrados misturados em água, estando, nesse caso sob forma dissociada em seus íons constituintes. Compreendem: carbonatos, cloretos, nitratos, sulfatos e iodetos de potássio, sódio, potássio, cálcio, magnésio etc. Os principais sais solúveis são: Íons sódio e potássio (Na+ e K+): Participam do equilíbrio osmótico celular; os íons sódio são mais freqüentes nos animais e os íons potássio nos vegetais. Nas células em geral, existe uma maior concentração de Na+ no meio extracelular e de K+ no intracelular, o que resulta na polarização da membrana plasmática. A diferença de concentração desses íons é mantida graças ao gasto de energia, e tem papel fundamental no mecanismo de emissão dos impulsos nervosos.

Diatomácea. Imagem retirada da página: http://www.horta.uac.pt/species/algae/Diatomaceas/diatomaceas.htm

Silicose: A silicose é a formação de cicatrizes permanentes nos pulmões provocada pela inalação do pó de sílica (quartzo). A silicose, a mais antiga doença ocupacional conhecida, ocorre em indivíduos que inalaram pó de sílica durante muitos anos. A sílica é o principal constituinte da areia, e, por essa razão, a exposição a essa substância é comum entre os trabalhadores de minas de metais, os cortadores de arenito e de granito, os operários de fundições e os ceramistas. Normalmente, os sintomas manifestam-se somente após vinte a trinta anos de exposição ao pó. Quando inalado, o pó de sílica atinge os pulmões, onde os fagócitos (p.ex., macrófagos) “engolem” as partículas. As enzimas liberadas pelos fagócitos provocam a formação de tecido cicatricial nos pulmões. Espículas silicosas dos poríferos: Os poríferos apresentam o corpo cheio de poros.

Íon magnésio (Mg+2): Faz parte da composição da molécula de clorofila; atua em várias reações químicas junto com enzimas e vitaminas; ajuda na formação dos ossos e no funcionamento de nervos e músculos; está relacionada com a interligação entre as duas subunidades constituintes dos ribossomos. Íon cálcio (Ca+2): 90% do cálcio são armazenados nos ossos. Auxilia na formação dos ossos, dos dentes, na coagulação sanguínea, na transmissão de impulsos nervosos, nos batimentos cardíacos, na regulação da contração muscular, na regulação da pressão arterial e sistema imunológico. Suas fontes são leite e seus derivados e vegetais verde-escuros. Íon Ferro (Fe+2 ou Fe+3): É um componente da hemoglobina, da mioglobina e de enzimas do sistema respiratório. Sua ausência provoca anemia. É absorvida apenas 10% pelo organismo e por isso é necessária a ingestão de vitamina C para que sua absorção atinja 40%. Suas fontes são carne bovina, carne suína e de frango, peixes, ovos, legumes e vegetais verde-escuros. Bibliografias: http://www1.uol.com.br/cyberdiet/colunas/030725_nut_saismi nerais.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/Sais_minerais http://www.mundoeducacao.com.br/biologia/sais-minerais.htm http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=2007031305 4252AAzTOIE ENSINO MÉDIO - 2008

Poríferos. Imagem retirada da página: http://www.pnte.cfnavarra.es/iesmarci/webs_alumnos/curso_2003_04/a infb1/web_ainf01b1/imagenes/zoo_poriferos2.jpg

FAÇO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful