You are on page 1of 30
FCC 035 – Contabilidade Intermediária Prof. Anderson Cerqueira
FCC 035 – Contabilidade Intermediária Prof. Anderson Cerqueira
FCC 035 – Contabilidade Intermediária Prof. Anderson Cerqueira

FCC 035 Contabilidade Intermediária

Prof. Anderson Cerqueira

FCC 035 – Contabilidade Intermediária Prof. Anderson Cerqueira
FCC 035 – Contabilidade Intermediária Prof. Anderson Cerqueira
FCC 035 – Contabilidade Intermediária Prof. Anderson Cerqueira
FCC 035 – Contabilidade Intermediária Prof. Anderson Cerqueira
FCC 035 – Contabilidade Intermediária Prof. Anderson Cerqueira
FCC 035 – Contabilidade Intermediária Prof. Anderson Cerqueira
FCC 035 – Contabilidade Intermediária Prof. Anderson Cerqueira
FCC 035 – Contabilidade Intermediária Prof. Anderson Cerqueira
Sumário
Sumário

Reservas de Lucro

Reserva Legal

Reservas Estatutárias

Reservas para Contingências

Reserva de Lucros a Realizar

Reserva de Lucros para Expansão

Reserva Especial para dividendo obrigatório não distribuído

Reservas de incentivos fiscais

Reserva Especial benefícios fiscais

Dividendos Juros sobre Capital Próprio JSCP

fiscais • Reserva Especial – benefícios fiscais  Dividendos  Juros sobre Capital Próprio – JSCP
fiscais • Reserva Especial – benefícios fiscais  Dividendos  Juros sobre Capital Próprio – JSCP
fiscais • Reserva Especial – benefícios fiscais  Dividendos  Juros sobre Capital Próprio – JSCP
fiscais • Reserva Especial – benefícios fiscais  Dividendos  Juros sobre Capital Próprio – JSCP
 Destinação dos lucros do exercício;  Lei das S. A’s : • Art. 182,

Destinação dos lucros do exercício;

Lei das S.A’s:

Art. 182, § 4°: Serão classificados como reservas de

lucros as contas constituídas pela apropriação de

lucros da companhia;

Constituição:

apropriação de lucros da companhia;  Constituição: D – Lucros Acumulados C – Reserva de Lucros

D Lucros Acumulados C Reserva de Lucros

D – Lucros Acumulados C – Reserva de Lucros  R e v e r s

Reversão: D Reserva de Lucros C Lucros Acumulados

C – Reserva de Lucros  R e v e r s ã o : D
C – Reserva de Lucros  R e v e r s ã o : D
 Reserva Legal (*)  Reservas Estatutárias  Reservas para Contingências (*)  Reserva de

Reserva Legal (*)

Reservas Estatutárias

Reservas para Contingências (*)

Reserva de Lucros a Realizar (**)

Reserva de Lucros para Expansão

Reserva

Especial

dividendo

para

obrigatório

não

  distribuído Reservas de incentivos fiscais Reserva Especial – benefícios fiscais
distribuído
Reservas de incentivos fiscais
Reserva Especial – benefícios fiscais

(*) Reservas que afetam a base de cálculo do dividendo mínimo obrigatório. (**) Reserva que afeta o valor efetivamente distribuído como dividendo, mas não pode afetar sua base de cálculo.

(**) Reserva que afeta o valor efetivamente distribuído como dividendo, mas não pode afetar sua base
(**) Reserva que afeta o valor efetivamente distribuído como dividendo, mas não pode afetar sua base
(**) Reserva que afeta o valor efetivamente distribuído como dividendo, mas não pode afetar sua base
(**) Reserva que afeta o valor efetivamente distribuído como dividendo, mas não pode afetar sua base
 Lei das S. A’s :  Art. 198. A destinação dos lucros para constituição

Lei das S.A’s:

Art. 198. A destinação dos lucros para constituição das reservas de que trata o artigo 194 e a retenção nos termos do

ser aprovadas, em cada

exercício, em prejuízo da distribuição do dividendo obrigatório.

Art. 199: O saldo das reservas de lucros, exceto as para contingências, de incentivos fiscais e de lucros a realizar, não poderá ultrapassar o capital social.

Atingindo esse limite, a assembleia deliberará sobre aplicação do excesso na integralização ou no aumento

artigo 196 não poderão

do capital social ou na distribuição de dividendos.

excesso na integralização ou no aumento artigo 196 não poderão do capital social ou na distribuição
excesso na integralização ou no aumento artigo 196 não poderão do capital social ou na distribuição
excesso na integralização ou no aumento artigo 196 não poderão do capital social ou na distribuição
excesso na integralização ou no aumento artigo 196 não poderão do capital social ou na distribuição
 Lei das S. A’s :  Art. 193: Do lucro líquido do exercício, 5%

Lei das S.A’s:

Art.

193:

Do

lucro

líquido

do

exercício,

5%

serão

aplicados, antes de qualquer outra destinação, na constituição da reserva legal, que não excederá de 20%

do capital social.

§ 1° A companhia poderá deixar de constituir a reserva legal no exercício em que o saldo dessa reserva, acrescido do montante das reservas de capital exceder de 30% do capital

social.

§ 2° A reserva legal tem por fim assegurar a integridade do capital social e somente poderá ser utilizada para compensar prejuízos ou aumentar o capital.

a integridade do capital social e somente poderá ser utilizada para compensar prejuízos ou aumentar o
a integridade do capital social e somente poderá ser utilizada para compensar prejuízos ou aumentar o
Ano 1 Ano 2 Ano 3 Capital Social 150.000 150.000 150.000 Reserva de Capital 20.000
Ano 1 Ano 2 Ano 3 Capital Social 150.000 150.000 150.000 Reserva de Capital 20.000
Ano 1
Ano 2
Ano 3
Capital Social
150.000
150.000
150.000
Reserva de Capital
20.000
20.000
20.000
Reserva Legal
15.000
20.000
25.500
Lucro Líquido
100.000
110.000
115.000
Reserva Legal do período
5.000
5.500
5.750
Reserva Legal efetivamente
5.000
5.500
4.500
constituída:
D: Lucros Acumulados
C: Reserva Legal
Limites e Condições
Limite para Reserva Legal
30.000
30.000
30.000
Reserva Legal (Período + Anterior)
20.000
25.500
30.000
Reserva Legal + Reserva de Capital
40.000
45.500
50.000
30% Capital Social
45.000
45.000
45.000
Obrigatória
$ 500
facultativo
100%
facultativo
 Lei criar reservas desde que, para cada uma: I. indique, de modo preciso e

Lei

criar

reservas desde que, para cada uma:

I. indique, de modo preciso e completo, a sua finalidade;

II. fixe os critérios para determinar a parcela anual dos lucros

6.404/76,

art.

194:

“O

estatuto

poderá

líquidos que serão destinados à sua constituição; e

III. estabeleça o limite máximo da reserva”.

Exemplos de Reservas Estatutárias: Reserva Geral de Lucros Reforço do Capital de Giro Para Aumento
Exemplos de Reservas Estatutárias:
Reserva Geral de Lucros
Reforço do Capital de Giro
Para Aumento das Participações
Pagamento de Dividendos
em Controladas
Intermediários
Perdas Monetárias
Garantia de Margem Operacional
Pagamento de Dividendos em Controladas Intermediários Perdas Monetárias Garantia de Margem Operacional
Pagamento de Dividendos em Controladas Intermediários Perdas Monetárias Garantia de Margem Operacional
 Objetivo: • Segregar uma parcela dos lucros para fazer frente a contingências futuras que

Objetivo:

Segregar uma parcela dos lucros para fazer frente a

contingências futuras que acarretarão na diminuição dos lucros ou em surgimento de prejuízos (prudência), sacrificando parte dos dividendos no presente.

Aplicação:

Casos em que existe a ameaça de perdas cíclicas que venham a afetar as operações e a rentabilidade da empresa.

• Casos em que existe a ameaça de perdas cíclicas que venham a afetar as operações
• Casos em que existe a ameaça de perdas cíclicas que venham a afetar as operações
• Casos em que existe a ameaça de perdas cíclicas que venham a afetar as operações
• Casos em que existe a ameaça de perdas cíclicas que venham a afetar as operações
 Art. 195 Lei 6.404/76: • “A assembléia geral poderá, por proposta dos órgãos da

Art. 195 Lei 6.404/76:

“A assembléia geral poderá, por proposta dos órgãos da administração, destinar parte do lucro líquido à formação de reserva com a finalidade de compensar, em exercício futuro, a diminuição do lucro decorrente de perda julgada provável, cujo valor possa ser estimado.

§ 1A proposta dos órgãos da administração deverá indicar a causa da perda prevista e justificar, com as razões de prudência que a

recomendem, a constituição da reserva.

§ 2A reserva será revertida no exercício em que deixarem de existir as razões que justificaram a sua constituição ou em que ocorrer a perda.

no exercício em que deixarem de existir as razões que justificaram a sua constituição ou em
no exercício em que deixarem de existir as razões que justificaram a sua constituição ou em
 Exemplo – Perdas Cíclicas: • Supondo que uma empresa se enquadre em uma dessas

Exemplo Perdas Cíclicas:

Supondo que uma empresa se enquadre em uma

dessas

dividendos.

situações

e

apresente

esses

lucros

e

DIVIDENDO LUCRO OBRIGATÓRIO ADICIONAL TOTAL 25% 1⁰ ano 100 25 75 100 2⁰ ano 100
DIVIDENDO
LUCRO
OBRIGATÓRIO
ADICIONAL
TOTAL
25%
1⁰ ano
100
25
75
100
2⁰ ano
100
25
75
100
3⁰ ano
10
2,5
7,5
10
4⁰ ano
100
25
75
100
5⁰ ano
100
25
75
100
6⁰ ano
10
2,5
7,5
10
75 100 3⁰ ano 10 2,5 7,5 10 4⁰ ano 100 25 75 100 5⁰ ano
75 100 3⁰ ano 10 2,5 7,5 10 4⁰ ano 100 25 75 100 5⁰ ano
75 100 3⁰ ano 10 2,5 7,5 10 4⁰ ano 100 25 75 100 5⁰ ano
75 100 3⁰ ano 10 2,5 7,5 10 4⁰ ano 100 25 75 100 5⁰ ano
 Exemplo – Perdas Cíclicas: • Fazendo há uma uniformização dos dividendos totais distribuídos ano

Exemplo Perdas Cíclicas:

Fazendo

há uma

uniformização dos dividendos totais distribuídos ano a ano:

Reserva

Contingências

a

para

Reserva para Contingências Valor-base DIVIDENDOS para LUCRO FORMAÇÃO REVERSÃO Dividendos OBRIGATÓRIOS
Reserva para Contingências
Valor-base
DIVIDENDOS
para
LUCRO
FORMAÇÃO
REVERSÃO
Dividendos
OBRIGATÓRIOS
ADICIONAL
TOTAL
25%
1⁰ ano
100
30
70
17,5
52,5
70
2⁰ ano
100
30
70
17,5
52,5
70
3⁰ ano
10
60
70
17,5
52,5
70
4⁰ ano
100
30
70
17,5
52,5
70
5⁰ ano
100
30
70
17,5
52,5
70
6⁰ ano
10
60
70
17,5
52,5
70
70 4⁰ ano 100 30 70 17,5 52,5 70 5⁰ ano 100 30 70 17,5 52,5
70 4⁰ ano 100 30 70 17,5 52,5 70 5⁰ ano 100 30 70 17,5 52,5
70 4⁰ ano 100 30 70 17,5 52,5 70 5⁰ ano 100 30 70 17,5 52,5
70 4⁰ ano 100 30 70 17,5 52,5 70 5⁰ ano 100 30 70 17,5 52,5
 Art. 196 Lei 6404/76;  Tem objetivo por investimento ; atender a projeto de

Art. 196 Lei 6404/76;

Tem

objetivo

por

investimento;

atender

a

projeto

de

Deverá estar justificada no orçamento de capital da companhia, ser proposta pela administração

e aprovada por Assembléia Geral;

Não pode ser constituída em detrimento do pagamento do dividendo obrigatório.

e aprovada por Assembléia Geral ;  Não pode ser constituída em detrimento do pagamento do
e aprovada por Assembléia Geral ;  Não pode ser constituída em detrimento do pagamento do
e aprovada por Assembléia Geral ;  Não pode ser constituída em detrimento do pagamento do
e aprovada por Assembléia Geral ;  Não pode ser constituída em detrimento do pagamento do
EMBRATEL DF s 31.12.2008 Lucro Líquido do Exercício 690.454 Apropriação à Reserva Legal (34.523) Lucro
EMBRATEL DF s 31.12.2008 Lucro Líquido do Exercício 690.454 Apropriação à Reserva Legal (34.523) Lucro
EMBRATEL DF s 31.12.2008
Lucro Líquido do Exercício
690.454
Apropriação à Reserva Legal
(34.523)
Lucro Líquido Ajustado – base para cálculo
655.931
dos dividendos
Percentual de dividendos mínimos
estatutários
25%
Dividendos mínimos
163.982
Dividendos intercalares (pagos em julho de
140.002
2008)
Dividendos propostos
23.980
Reserva para Investimentos
491.949
intercalares (pagos em julho de 140.002 2008) Dividendos propostos 23.980 Reserva para Investimentos 491.949
intercalares (pagos em julho de 140.002 2008) Dividendos propostos 23.980 Reserva para Investimentos 491.949
VALE DFs 31.12.2008 Lucro Líquido do Exercício 21.279 Reserva Legal (1.064) Realização da reserva de
VALE DFs 31.12.2008 Lucro Líquido do Exercício 21.279 Reserva Legal (1.064) Realização da reserva de
VALE DFs 31.12.2008
Lucro Líquido do Exercício
21.279
Reserva Legal
(1.064)
Realização da reserva de lucros a
realizar
23
Lucro Líquido Ajustado
20.238
Dividendo Mínimo Obrigatório - 25%
5.059
Reserva para Expansão/Investimentos
15.179
Lucro Líquido Ajustado 20.238 Dividendo Mínimo Obrigatório - 25% 5.059 Reserva para Expansão/Investimentos 15.179
Lucro Líquido Ajustado 20.238 Dividendo Mínimo Obrigatório - 25% 5.059 Reserva para Expansão/Investimentos 15.179
Lucro Líquido Ajustado 20.238 Dividendo Mínimo Obrigatório - 25% 5.059 Reserva para Expansão/Investimentos 15.179
Lucro Líquido Ajustado 20.238 Dividendo Mínimo Obrigatório - 25% 5.059 Reserva para Expansão/Investimentos 15.179
 Constituição optativa;  Fatos Econômicos x Fatos Financeiros;  Evidencia o lucro não realizado

Constituição optativa; Fatos Econômicos x Fatos Financeiros;

Evidencia o lucro não realizado financeiramente;

Proposto

pelo

Órgão

de

Administração

e

destinado pela Assembléia-Geral;

Dedutível do saldo de dividendo obrigatório a pagar;

Devem

pela

objeto

os

de

nota

explicativa,

ser

esclarecendo

parâmetros

utilizados

companhia.

obrigatório a pagar;  Devem pela objeto os de nota explicativa, ser esclarecendo parâmetros utilizados companhia.
obrigatório a pagar;  Devem pela objeto os de nota explicativa, ser esclarecendo parâmetros utilizados companhia.
obrigatório a pagar;  Devem pela objeto os de nota explicativa, ser esclarecendo parâmetros utilizados companhia.
obrigatório a pagar;  Devem pela objeto os de nota explicativa, ser esclarecendo parâmetros utilizados companhia.
 O que é “parcela financeiramente”? do lucro não realizado • Resultado líquido positivo dos

O

que

é

“parcela

financeiramente”?

do

lucro

não

realizado

Resultado líquido positivo dos investimentos avaliados pela equivalência patrimonial;

Lucro, ganho ou rendimento líquidos em operações cujo prazo de realização financeira ocorra após o término do exercício social;

Lucro, ganho ou rendimento líquidos pelo registro do valor de mercado de ativos e passivos, cujo prazo de realização financeira ocorra após o término do exercício social (Lei

11638/2007);

CVM: Ganhos cambiais com lucros a realizar (CVM 13/87).

após o término do exercício social (Lei 11638/2007); • CVM: Ganhos cambiais com lucros a realizar
após o término do exercício social (Lei 11638/2007); • CVM: Ganhos cambiais com lucros a realizar
após o término do exercício social (Lei 11638/2007); • CVM: Ganhos cambiais com lucros a realizar
após o término do exercício social (Lei 11638/2007); • CVM: Ganhos cambiais com lucros a realizar
 O valor de constituição da Reserva de Lucros a realizar não é uma dedução

O valor de constituição da Reserva de Lucros a realizar

não é uma dedução da base de cálculo;

É

o

próprio

valor

do

dividendo

obrigatório

não

distribuído em função da não realização financeira;

Exemplo:

1 a etapa Calcular o valor dos dividendos obrigatórios

Lucro do exercício 150.000 (-) Reserva Legal (7.500) (-) Reserva Contingências – Constituição (15.000) (+)
Lucro do exercício
150.000
(-) Reserva Legal
(7.500)
(-) Reserva Contingências – Constituição
(15.000)
(+) Reserva Contingências - Reversão
10.000
Base de cálculo do dividendo
137.500
Percentual definido no estatuto
25%
Dividendo obrigatório
34.375
2 a etapa – Cálculo do Lucro realizado (subtrair do lucro do exercício o que

2 a etapa Cálculo do Lucro realizado (subtrair do lucro do exercício o que não foi realizado)

Lucro do exercício 150.000 (-)Variação Cambial LP (60.000) (-) Resultado de Equivalência Patrimonial (40.000)
Lucro do exercício
150.000
(-)Variação Cambial LP
(60.000)
(-) Resultado de Equivalência Patrimonial
(40.000)
(-) Lucro em vendas a prazo
(20.000)
(-) Ganhos líquidos (variação valor mercado)
(10.000)
Lucro Realizado
20.000

3 a etapa Calcular o valor da Reservas de Lucros a realizar

Dividendos obrigatórios 34.375 (-) Parcela de lucro realizado (20.000) Reserva de Lucros a Realizar 14.375
Dividendos obrigatórios
34.375
(-) Parcela de lucro realizado
(20.000)
Reserva de Lucros a Realizar
14.375
 Contabilização: Lucros Acumulados Reservas de Lucros a Realizar Dividendos a Pagar Débito Crédito

Contabilização:

Lucros Acumulados

Reservas de Lucros a Realizar

Dividendos a Pagar

Débito

Crédito

34.375

14.375

20.000

Acumulados Reservas de Lucros a Realizar Dividendos a Pagar Débito Crédito 34.375 14.375 20.000
Acumulados Reservas de Lucros a Realizar Dividendos a Pagar Débito Crédito 34.375 14.375 20.000
Acumulados Reservas de Lucros a Realizar Dividendos a Pagar Débito Crédito 34.375 14.375 20.000
Acumulados Reservas de Lucros a Realizar Dividendos a Pagar Débito Crédito 34.375 14.375 20.000
 Reversão:  “Os lucros registrados na reserva de lucros a realizar, quando realizados e

Reversão:

“Os lucros registrados na reserva de lucros a realizar, quando realizados e se não tiverem sido absorvidos por prejuízos em exercícios subsequentes, deverão ser acrescidos ao primeiro dividendo declarado após à realização”; (Inc. III, art 202, Lei

6.404)

O valor revertido é somado ao valor dos dividendos a serem distribuídos do atual exercício;

Não é realizada diretamente em dividendos a pagar, sendo revertida em lucros acumulados.

D Reserva de Lucros a Realizar C Lucros Acumulados

. D – Reserva de Lucros a Realizar C – Lucros Acumulados D – Lucros Acumulados
. D – Reserva de Lucros a Realizar C – Lucros Acumulados D – Lucros Acumulados
. D – Reserva de Lucros a Realizar C – Lucros Acumulados D – Lucros Acumulados
. D – Reserva de Lucros a Realizar C – Lucros Acumulados D – Lucros Acumulados

D Lucros Acumulados C Dividendos a pagar

 Constituição optativa ;  Dedutível do saldo de dividendo obrigatório a pagar ; 

Constituição optativa;

Dedutível do saldo de dividendo obrigatório a pagar;

Proposto pelo órgão administração à assembléia

geral;

Falta de condições financeiras da empresa de efetuar o pagamento dos dividendos;

Necessidade de parecer do Conselho Fiscal;

Em “Cia Aberta”, exposição de justificativas à CVM.

 Necessidade de parecer do Conselho Fiscal ;  Em “Cia Aberta”, exposição de justificativas à
 Necessidade de parecer do Conselho Fiscal ;  Em “Cia Aberta”, exposição de justificativas à
 Necessidade de parecer do Conselho Fiscal ;  Em “Cia Aberta”, exposição de justificativas à
 Necessidade de parecer do Conselho Fiscal ;  Em “Cia Aberta”, exposição de justificativas à
 O dividendo deixa de ser pago no referido exercício e é apropriado à “Reserva

O dividendo deixa de ser pago no referido exercício e é apropriado à “Reserva Especial para Dividendo

Obrigatório não Distribuído”;

Lucros Acumulados Reserva Especial para dividendo obrigatório não distribuido

Débito

10.000

Crédito

10.000

Reversão:

Os dividendos são pagos quando a situação financeira da empresa permitir;

Poderão

ser

absorvidos

por

prejuízos

de

exercícios

seguintes.

quando a situação financeira da empresa permitir; • Poderão ser absorvidos por prejuízos de exercícios seguintes.
quando a situação financeira da empresa permitir; • Poderão ser absorvidos por prejuízos de exercícios seguintes.
quando a situação financeira da empresa permitir; • Poderão ser absorvidos por prejuízos de exercícios seguintes.
quando a situação financeira da empresa permitir; • Poderão ser absorvidos por prejuízos de exercícios seguintes.
Aspectos: A B Constituição optativa x x Fatos Econômicos x Financeiros x Evidencia o lucro
Aspectos: A B Constituição optativa x x Fatos Econômicos x Financeiros x Evidencia o lucro
Aspectos:
A
B
Constituição optativa
x
x
Fatos Econômicos x Financeiros
x
Evidencia o lucro não realizado financeiramente
x
Proposta pela Adm. e destinado pela Assembléia-Geral
x
x
Dedutível do dividendo obrigatório a pagar
x
x
Falta de condições financeiras para efetuar o
pagamento dos dividendos
x
Parecer do Conselho Fiscal
x
Em “Cia Aberta”, justificativas à CVM
x
para efetuar o pagamento dos dividendos x Parecer do Conselho Fiscal x Em “Cia Aberta”, justificativas
para efetuar o pagamento dos dividendos x Parecer do Conselho Fiscal x Em “Cia Aberta”, justificativas
 Doações e subvenções transitam pelo resultado;  Lei 6.404/76, art. 195-A (Lei 11.638/07): 

Doações e subvenções transitam pelo resultado;

Lei 6.404/76, art. 195-A (Lei 11.638/07):

“A assembléia geral poderá, por proposta dos órgãos da administração, destinar para a reserva de incentivos fiscais a parcela do lucro líquido decorrente de doações ou subvenções governamentais para investimentos, que poderá ser excluída da base de cálculo do dividendo obrigatório.

governamentais para investimentos, que poderá ser excluída da base de cálculo do dividendo obrigatório ” .
governamentais para investimentos, que poderá ser excluída da base de cálculo do dividendo obrigatório ” .
governamentais para investimentos, que poderá ser excluída da base de cálculo do dividendo obrigatório ” .
governamentais para investimentos, que poderá ser excluída da base de cálculo do dividendo obrigatório ” .
 Criado pela Lei 9.249/95 com a finalidade de permitir a dedução do custo de

Criado pela Lei 9.249/95 com a finalidade de permitir a dedução do custo de oportunidade do

capital dos sócios na apuração do IR e CS

Contabilização: Receita Federal => despesa financeira e CVM => destinação do resultado (Lucros Acumulados)

Considerado

no cálculo dos dividendos

obrigatórios.

e CVM => destinação do resultado (Lucros Acumulados)  Considerado no cálculo dos dividendos obrigatórios.
e CVM => destinação do resultado (Lucros Acumulados)  Considerado no cálculo dos dividendos obrigatórios.
e CVM => destinação do resultado (Lucros Acumulados)  Considerado no cálculo dos dividendos obrigatórios.
e CVM => destinação do resultado (Lucros Acumulados)  Considerado no cálculo dos dividendos obrigatórios.
1. Remuneração do Capital Próprio limitado à TJLP sobre o PL menos a Reserva de

1. Remuneração do Capital Próprio limitado à TJLP

sobre o

PL menos a Reserva de Reavaliação

e

o

Ajuste de Avaliação Patrimonial

2. Limite ao maior valor entre:

2.1. 50% do lucro próprio JSCP

do exercício,

antes

IR

e

CS

e

do

2.2. 50% dos saldos de

“Lucros

Acumulados”

e

Reservas de Lucros

antes IR e CS e do 2.2. 50% dos saldos de “Lucros Acumulados” e Reservas de
antes IR e CS e do 2.2. 50% dos saldos de “Lucros Acumulados” e Reservas de
antes IR e CS e do 2.2. 50% dos saldos de “Lucros Acumulados” e Reservas de
antes IR e CS e do 2.2. 50% dos saldos de “Lucros Acumulados” e Reservas de
Hipótese 1 Hipótese 2 Hipótese 3 TJLP 10,00% 10,00% 10,00% Resultado do período 10.000 10.000
Hipótese 1 Hipótese 2 Hipótese 3 TJLP 10,00% 10,00% 10,00% Resultado do período 10.000 10.000
Hipótese 1
Hipótese 2
Hipótese 3
TJLP
10,00%
10,00%
10,00%
Resultado do período
10.000
10.000
10.000
PL
140.000
115.000
90.000
Capital Social
100.000
100.000
100.000
Lucros Acumulados e Reservas de Lucros
40.000
15.000
-10.000
Limite 1 (PL x TJLP)
14.000
11.500
9.000
Limite 2.a (50% do Resultado do Período)
5.000
5.000
5.000
Limite 2.b (50% do saldo inicial de Lucros
20.000
7.500
0
Acumulados e Reservas de Lucros)
Maior Limite 2 (2.a ou 2.b)
20.000
7.500
5.000
Valor máximo para a dedução do JSCP
14.000
7.500
5.000
Lucros) Maior Limite 2 (2.a ou 2.b) 20.000 7.500 5.000 Valor máximo para a dedução do
Lucros) Maior Limite 2 (2.a ou 2.b) 20.000 7.500 5.000 Valor máximo para a dedução do
Lucros) Maior Limite 2 (2.a ou 2.b) 20.000 7.500 5.000 Valor máximo para a dedução do
Lucros) Maior Limite 2 (2.a ou 2.b) 20.000 7.500 5.000 Valor máximo para a dedução do
 Sistemática de Cálculo com a Lei 11.638/07  Insegurança na definição dos limites desse

Sistemática de Cálculo com a Lei 11.638/07

Insegurança na definição dos limites desse Cálculo

em função dos impactos dessa Legislação no lucro

do período e lucros acumulados

Outras Questões Tributárias

Dedução do JSCP na base de cálculo do PIS-Cofins

Dedução do JSCP na base de cálculo IR e CS apenas no exercício em que foi pago aos acionistas

do PIS-Cofins  Dedução do JSCP na base de cálculo IR e CS apenas no exercício
do PIS-Cofins  Dedução do JSCP na base de cálculo IR e CS apenas no exercício
do PIS-Cofins  Dedução do JSCP na base de cálculo IR e CS apenas no exercício
do PIS-Cofins  Dedução do JSCP na base de cálculo IR e CS apenas no exercício
 Cálculo quando a fonte pagadora assume o ônus do IRRF  Balanço ou balancete

Cálculo quando a fonte pagadora assume o ônus do IRRF

Balanço ou balancete de redução ou suspensão:

Não pode deduzir o JSCP na apuração da Estimativa mensal; Pode deduzir o JSCP no Balanço de Suspensão ou

Redução

Atenção para possível indedutibilidade quando for apurado prejuízo no ajuste anual.

de Suspensão ou Redução  Atenção para possível indedutibilidade quando for apurado prejuízo no ajuste anual.
de Suspensão ou Redução  Atenção para possível indedutibilidade quando for apurado prejuízo no ajuste anual.
de Suspensão ou Redução  Atenção para possível indedutibilidade quando for apurado prejuízo no ajuste anual.
de Suspensão ou Redução  Atenção para possível indedutibilidade quando for apurado prejuízo no ajuste anual.