You are on page 1of 12

Estaca

Concreto

Pré Moldada Madeira

Aço
Percussão
Moldada "in
loco"
Prensagem Franki
Cravada
Mega
Vibração

Estaca Injetada Estaca Raiz
Superficial
Strauss
Percussão
Fundação

Profundas Broca
Escavado
Hélice
Contínua
Rotação
Helicoidal
A céu
Tubulão
Omega
Ar
comprimido

Definição

A NBR 6122/2010 (Projeto e execução de fundações) define fundações superficiais como:
Elemento de fundação que transmite a carga ao terreno ou pela base (resistência de ponta) ou por sua
superfície lateral (resistência de fuste) ou por combinação das duas, devendo sua ponta ou base estar
assente em profundidade superior ao dobro de seu menor dimensão em planta, e no mínimo 3,0m.
São quatro os principais critérios de Classificação das Estacas:
1) Efeito produzido no solo:

4) Característica da obra . sobrecarregam o custo dos equipamentos.Ocorrência de lâmina d’água.Solos com matacões – dificultam a execução de qualquer tipo de estaca .1) Pré Moldada .1.Acesso de equipamento em terrenos acidentados .Argila muito mole – não é apropriado para estacas de concreto in-loco .Danos já existentes Caracterização 1) ESTACA – CRAVADA 1. em particular quando à ocorrência de: . .Tipo e profundidade das fundações .Sensibilidade e vibrações.Solos muitos resistentes – não indicado para estacas pré –moldada por método de cravação . . 5) Características de construções vizinhas: .Obras muito distante dos grandes centros. .Nível das cargas nos pilares.Ocorrência de outros esforços além dos de compressão (tração e flexão) 3) Características do subsolo.Solo com nível de água – difícil execução de estacas de concreto moldadas in loco.1 Percussão 1.Limitação altura para instalação do equipamento .2) Esforços nas fundações. . procurando distinguir: .Existência de subsolos.

• Controle do concreto feito em laboratório.Exige determinação precisa de comprimento. • Boa capacidade de carga. como pode ser visto abaixo. pois não sofrem o ataque de organismos aeróbios e organismos inferiores. principalmente em areais compactas.A.. • Oferece grande resistência a solicitação oriunda de levantamentos e transportes.Dificuldades de transporte. Peroba do Campo (rosa) Desvantagens: Vantagens: • Dificuldade de encontrar.Limitadas em seção e comprimento. b) Madeira .Dificuldade de cravação em solos compactos. .0a 8.Devem ser armadas para levantamento e • Diâmetro e comprimento precisos. ou por luvas de aços. .Sobras e/ ou quebra gerando perdas significativas. em fábricas apropriadas).Cortes e emendas de difícil execução.A. transporte.A. . • Alto custo.Duração ilimitada abaixo do N. Vantagens: Desvantagem: . . Pela natureza do processo executivo este tipo de estacas classifica-se como estacas de grande deslocamento. Aroeira.Permitem uma emenda fácil.São utilizadas sempre abaixo do nível d’água do subsolo. . • Boa qualidade do concreto (pois é confeccionada . prensagem ou vibração. podendo ser constituídas por um único elemento estrutural ou pela associação de dois desses materiais. c) Metálica . • Boa resistência aos esforços de flexão e cisalhamento. Madeira mais utilizadas são: Eucalipto.Danos na cabeça quando encontra obstrução. quando será então denominada de estaca mista.A. que delas se alimentam. .Elevada capacidade de suporte .Caracterizam-se por serem cravadas no terreno por percussão.Baixa produtividade (média de 100 metros dias) • Duração ilimitada quando abaixo do N. devido ao peso próprio. • Só para ser utilizada abaixo do N. . . .A.Vibrações e ruídos em excesso.Comprimento 5. a) Concreto:  Comprimento variável entre 4 e 12 metros  Fabricadas em concreto protendido ou concreto armado  Podem ser emendas. causando seu apodrecimento. • Facilidade de emendas. • Duração ilimitada quando utilizada abaixo do N. • Limitações de carga. . • Ataque por microrganismos quando utilizada acima do N.0m .Diâmetro: 18 a 35 cm . por anéis previamente fundidos nas extremidades das estacas.

. Trilho de trem.0 a 10. perdera 10% de seu peso original. • Pouca vibração de cravação.Utilizada em solos muito resistentes.00 metros. .Causa grandes vibrações . • Facilidade de emendas. • Poucos fornecedores • Custo do frete mais barato em vista de seu peso. por meio de golpes de um pilão.Perfis: Utilizados isolados ou soldados Vantagens: Desvantagens: • Não fissuram – não trincam – não quebram. cuidado de garantir a sua ligação com base alargada. • Falta de conhecimento técnico do produto • Fácil descarga e manuseio.0  Execução: 1) posicionamento do tubo de revestimento e formação da bucha (brita e areia) 2) Cravação do tubo no terreno por meio da aplicação de sucessivos golpes 3) O tubo é preso à torre do bate – estaca por meio de cabos de aço. • Facilidade de emendas. • Elevada resistência à flexão e compressão.Categoria: Perfis.Ganho enorme na área da base.Mais comumente usada . • Podem ser utilizadas em galpões com altura de até 4. com o lançamento de camadas sucessivas de pequena altura 6) concretagem do fuste ocorre até 30 cm acima da cota de arrasamento. 5) concretagem do fuste. Vantagens: Desvantagem: .00 metros. • Pouca vibração de cravação. Tubos .Demora na execução . Vantagens: Desvantagens: • Não fissuram – não trincam – não quebram. • Falta de conhecimento técnico do produto • Fácil descarga e manuseio. São trilhos de ferrovias que não servem mais como rolamento.FRANKI  Método de cravação.Tubos: Podem ser preenchidos de concreto ou não e também podem ser cravados com a ponta aberta ou fechada.  Diâmetro: varia 35 a 60  Tensão: 6. . -Não recomendável para terreno com matacões e . 1) Molda in loco .Grande capacidade de carga devido ao atrito argilas mole saturado lateral. Bate – estaca e tubos para revestimento do furo e pilão. 4) colocação da armação da estaca. ou seja. os quais possuem uma ótima utilização como elemento de fundação profunda.Trilhos: São conhecidos como estacas “TR”. • Elevada resistência à flexão e compressão. • Podem ser utilizadas em galpões com altura de até 4. . • Poucos fornecedores • Custo do frete mais barato em vista de seu peso.. por meio da bucha e execução de uma base alargada.

3.Instalação do tubo-manchete (etapa 2): tubo de PVC ou aço.Execução da bainha (etapa 3): preenchimento da região interna ao tubo de revestimento e externa ao tubo-manchete.0 m. em geral. execução de fundações em alto mar. ou argamassa de cimento e areia. imediatamente após a moldagem do fuste e no topo do mesmo. simultaneamente com a remoção do revestimento. ou barras simples centralizadas nos furos. e que ocorre simultaneamente com a retirada do tubo de revestimento.as injeções são realizadas empregando-se válvulas tipo “manchete” instaladas nas escavações previamente realizadas  Execução I .1 Estacas-raiz . conforme for o caso.Injeção da calda de cimento (etapa 4): feita com o auxílio de um tubo dotado de obturador duplo (Figura 4.Instalação da armadura: barras de aço montadas em gaiolas.Aplicação de golpes de ar comprimido e remoção de tudo de revestimento 3.0 Mpa . e realizada no sentido ascendente.são aquelas em que se aplicam injeções de ar comprimido. conforme for o caso.Perfuração do terreno auxiliada por circulação de água.1 PRENSAGEM – MEGA São conhecidas também como estacas de reação. iniciada após a bainha ter concluído a pega e iniciado o endurecimento (aproximadamente 12 horas da execução da bainha). podendo-se ou não.Preenchimento do furo com argamassa IV . ou calda de cimento. no qual são instaladas as válvulas do tipo “manchete”. reforço de fundações.Vedação do tubo-manchete (etapa 5): preenchimento do tubo manchete com calda de cimento ou com argamassa. ESTACA .Perfuração auxiliada por circulação de água (etapa 1): feita de forma similar ao descrito anteriormente para as estacas-raiz.2 Microestacas . ESTACA – ESCAVADA 4. II . V .INJETADA Injeção sob pressão de produto aglutinante.  Execução da Estaca Raiz I . para injeção da calda de cimento. sua utilização é feita para reforçar fundações e também em locais onde não podemos admitir vibrações.1 Percussão – STRAUSS  Diâmetro: 25 a 45 cm  Tensão 4. ou excepcionalmente contrarreação implementada. sendo. III . 3. complementar a armadura existente. IV . em geral.17) acoplado a um misturador e bomba de injeção. II. passando-se para a válvula superior quando comprovado que a injeção da válvula inferior já promoveu a suficiente deformação do solo. 4.0 MPa).2. com argamassa cimento e areia. normalmente calda de cimento ou argamassa de cimento e areia  Executada em inclinações maiores (0° a 90°)  Aplicação: Estabilização de encostas. III . a baixas pressões (inferiores a 5. São cravadas com o uso de macacos hidráulicos aferidos reagindo contra a estrutura acima. espaçadas de 1.

Vantagem: Desvantagem: .2 HELICOIDAL  Método de escavação por meio de um trado helicoidal mecânico. empregando-se um funil.2. fazendo-a girar no sentido contrário ao da perfuração. com uso parcial ou total de revestimento recuperável.Instalação. VI . .Não pode ser executado solo arenoso. III . moles saturadas. uma sonda de percussão munida de válvula em sua extremidade inferior. .Execução próximo a divisa 4. .1 BROCA .2 Rotação 4. nivelamento e posicionamento do trado onde será executada a estaca.Leveza e simplicidade do equipamento.Método perfuração com trado manual ou mecânico.Limitações de execução em profundidades abaixo estruturas vizinhas do nível d’água. perfuração através de piteira. devido as limitações que envolvem o seu processo de execução. ficando 50 cm acima da cota de arrasamento.Perfuração do solo com a haste helicoidal até a cota desejada.2.Facilidade de locomoção dentro da obra . IV .Remoção da haste. um guincho acoplado a um motor (combustão ou elétrico).Apiloamento do furo com soquete de concreto fabricado na própria obra.Possui limitação devido ao nível do lençol freático. Vantagem: Desvantagem: . para a retirada de terra. 4.Não pode ser executado acima do nível d’água e . . tubulação de aço com elementos de 2 a 3 metros de comprimentos.Não causa vibrações nas edificações vizinhas.0 m. VII . V . rosqueáveis entre si.Amostragem do solo escavado 4. .Grande mobilidade . para auxiliar a remoção do solo aderido a haste. evitando danos nas .7m podendo-se executar com profundidades variando 6. Possui um diâmetro de 0.Não pode ser executado em solos com solos . até um diâmetro acima da cota de arrasamento.0 m superiores da estaca.diâmetro entre 15 e 25 cm e comprimento de até 6.Serve de cortina de contenção para construção de .2 a 1.0 m.0 a 10m conforme o comprimento do trado utilizado. Método de escavação. argilas moles saturadas. a cada 2. um soquete com aproximadamente 300 kg.Pequenas cargas.Colocação da armadura de ligação.  Método de Execução: constitui um tripé de madeira ou aço. II .0 vezes o diâmetro interno do furo.Não causa vibrações . Franki e Pré moldadas de concreto.  Etapas de Execução: I . . por meio de trado continuo e injeção de concreto .Vibração do concreto nos 2.Possui capacidade de carga menor do que a . em terrenos acidentados .2. com comprimento igual a 5.Versatilidade e produtividade solos coesivos . Vantagem:  Desvantagem: .Possibilita a sua utilização em locais confinados arenosos.Concretagem do furo.Não provocar vibrações. sem girar. argilas subsolos.3 HÉLICE CONTÍNUA  Método de escavação.

passagens de nível em vias e rodovias.Limitação nos comprimentos da estaca e da armação.Para orçamento.Diâmetro – varia de 27.4 Ômega . III . segundo a NBR 6122/1996. 5. Em meios urbanos. contenção para valas de rede de água e esgoto.Colocação da armadura: apesar do método de execução da hélice contínua exigir a colocação da armadura após a sua concretagem.Alta produtividade . . 32 e 62cm .As estacas-prancha formam uma contenção impermeável e podem ser aplicadas de forma definitiva ou provisória. Velocidade de execução. . podendo atingir profundidades expressivas.Necessita de pá carregadeira para remoção do material escavado . 6. Locação do centro das estacas. 3. Vantagem: Desvantagem: . .Requer uma central de concreto no canteiro de em matacões e rochas.Semelhante a Hélice Contínua. geralmente metálicos. .Concretagem simultânea à extração da hélice do terreno: bombeamento do concreto pela haste de forma a preencher completamente o espaço deixado pela hélice que é extraída do terreno sem girar. ou. Armação das estacas. justapostos e cravados no solo. se as estacas forem de compressão.Executável em maior parte em solo maciço. . II .Ausência de vibrações no processo executivo. esta armadura pode ser dispensada. girando-se lentamente no sentido da perfuração.Dificuldade de execução em terrenos irregulares. . 4.Execução 1.Profundidade – pode chegar a 28 metros .Em obras de infraestrutura. Cota de arrasamento da cabeça das estacas. Profundidade de cravação. exceto . as estacas-prancha são usualmente dimensionadas em metros quadrados. o transporte de perfis muito compridos exige logística apropriada.Perfuração: cravação da hélice no terreno até a cota determinada no projeto. . o que a diferencia é o deslocamento lateral do terreno. sem o transporte de solo à superfície. 2.Elevada produtividade. por exemplo. além de proteção de acessos a túneis. a cravação provoca bastante ruído por conta do bate-estacas e é de difícil execução em solos duros. .2. .intervalo de 5cm .As estacas-prancha são cortinas de contenção formadas por perfis. resultando melhora do atrito lateral.Custo elevado no transporte do equipamento além . são aplicadas em terminais portuários. Verticalidade da mesa. no caso de terrenos arenosos. Etapas de Execução: I . obra.A execução do sistema é considerada rápida.Controle de qualidade dos serviços executados do número de estacas . Em contrapartida. 4. .Tem menor consumo de concreto Estaca Prancha . .

o tipo do solo da base. balde e um sarrilho para retirar a terra. Quando há tendência de desmoronamento. Vantagens: 1. As escavações podem ultrapassar solos com matacões e pedras Desvantagens: 1. a base é alargada e posteriormente enche-se de concreto. O fuste é escavado até a cota desejada. Baixo custo de mobilização de equipamentos. Pode-se modificar o diâmetro e comprimento durante a execução.1987). . 5. Elevado risco de vida durante a sua escavação e inspeção Execução . feito através de tubos de concreto com o diâmetro interno igual ao diâmetro do fuste do tubulão.1 CÉU ABERTO Consiste em um poço aberto manualmente ou mecanicamente em solos coesivos. através da escavação de um fuste cilíndrico e uma base alargada tronco-cônica a uma profundidade igual ou maior do que três vezes o seu diâmetro (BRITO.Caso ocorra o desmoronamento (solo arenoso). . sempre evitando que o concreto bata nas paredes do tubulão e se misture com a terra.Gabarito. de modo que não haja desmoronamento durante a escavação. c) Utiliza-se bate – estacas.Execução: a) Perfis são cravados no solo b) Os perfis são intertravados por meio de ranhuras do tipo macho e fêmea. formando paredes verticais.Concretagem.Caso haja a presença de água na fase de escavação. e acima do nível d’água. .TUBULÃO Tubulões são elementos estruturais da fundação que transmitem a carga ao solo resistente por compressão. alargamento da base. reveste-se o furo com alvenaria de tijolo. deve ser feito um bombeamento simultâneo da água acumulada no poço. tubo de concreto ou tubo de aço. 5. .. Obs: Escavação manual usa-se vanga. e a limpeza do poço.Verificação: dimensão da profundidade. . 2. . Escavação mecânica utiliza-se um aparelho rotativo acoplado a um caminhão retirada a terra. com suas devidas marcações.Colocação da armadura . .Alargamento da base de acordo com as dimensões do projeto. vindo prejudicar a concretagem. Obs: caso provisório – removidas por equipamentos vibratório suspenso por meio de uma grua 5. 3. 4. é necessário o encamisamento da peça ao longo dessa camada. O engenheiro de fundações pode inspecionar o perfil de solo.Inicia-se a escavação do poço até a cota especificada em projeto. O processo construtivo produz poucas vibrações e ruídos.

Este tubulão são encamisados com camisas: . Controle de execução: – locação do centro do tubulão. o gás absorvido em excesso no sangue pode formar bolhas. sendo a pressão empregada no máximo de 3 atm.Aço: sua cravação é feita a céu aberto com auxilio de um bate estaca e abertura e concretagem do tubulão executado a ar comprimido. Se a descompressão for feita muito rapidamente. Descida da Ferragem. . O equipamento utilizado compõe de uma câmara de equilíbrio e um compressor. 5. Liberação do poço do tubulão pela fiscalização. 7. 10. Esgotamento de água. 6. 2. 3. Colocação das caixas de ancoragem. Montagem da Campânula.Concreto: sua cravação é realizada através de uma abertura e concretagem da base que é feita sob ar comprimido. Poço Primário. • Com entubadeira Bade. Remoção da campânula . Saque da Camisa Metálica de Aço. os trabalhadores devem sofrer um processo de descompressão lenta (nunca inferior a 15 minutos) numa câmara de emergência Execução: . que por sua vez podem provocar dores e até morte por embolia. executado manualmente. . Escavação. 11. limitando a profundidade em 30m abaixo do nível d’água. a injeção de ar comprimido nos tubulões impede a entrada de água. • Com Martelo.5. o sangue dos homens absorve mais gases do que na pressão normal. Neste caso. Retirada de materiais de 3a.2 Ar comprimido Este tipo de fundação é utilizado quando existe água. exige-se grandes profundidades e existe o perigo de desmoronamento das paredes. 4. antes de passar à pressão normal. 12. 9. – cota do fundo da base do tubulão. Para evitar esse problema.Tubulões a ar comprimido revestidos com camisa metálica processo de escavação: 1. Concretagem dos tubulões. Cuidado: Durante a compressão. 8. • Cravação da Camisa Metálica. – verticalidade da escavação. pois a pressão interna é maior que a pressão da água. Categoria. Execução dos blocos dos tubulões.

reação é Antes da execução: Uso de agregados. limpar a superfície da estaca.Estrutura: uma vez comprometida deve haver um reforço (cintamento). Garantindo a emenda por justaposição entre a armação nova e a existestente. e da armadura de ligação. mesmo sendo circular. . dispensa qualquer esforço. aplicar adesivo e depois concretar. – dimensões (diâmetro) do tubulão. com o fluxo de umidade. quando houver.Situação graves: Execução de novas vigas dimensionada de tal modo que absorva os momentos fletores. não sejam ocorre devido a presença de umidade. provocar redução na velocidade das reações. por deterioração na armadura.– alargamento da base. – tubulão a ar comprimido: pressão do ar no interior do tubulão. Necessitando quebrar a estaca com um comprimento mínimo de 60 cm. com o uso de produtos tempo. – concretagem (não misturar o solo com o concreto e evitar que se formem vazios na base alargada. . E injeção de sais de lítio para podem levar a fundação a ruptura. Estaca locada fora de posição . colocar uma fôrma quadrada.Excentricidade: inferior a 10% do diâmetro da estaca. deve completar a armação. – Se estiver. . Tal reativos aos álcalis. Para pequenas fissurar selar com injeção de resina epoxídicas. Ou se não pode . – posicionamento da armadura.Se não estiver. e no comprimento certo. reação provoca a expansão do concreto. selantes.Observar se armação está no lugar certo executada abaixo da face inferior do bloco. risco de acidentes.Completar a estaca até o bloco. que possui sua cota de arrasamento . Depois da execução: Evitar ou diminuir o produzindo fissura generalizada. Para caso mais graves reforços complexos (execução de novo elemento de fundação). -Vigas: uni-las com uma nova armação com a fundação já existente Erro no arrasamento da estaca: é a estaca . decorrente de um processo químico que cuidadosamente escolhidos. reiterando a sujeira e material solto. basta não apoiado. Problema e soluções Problemas Solução Reação Alcali – Agregado (RAA).

porque a carga errada pode causar fissuras ou trincas nas paredes e até mesmo danos na estrutura. . uma nova sapata.Situações complexas: são transmitidas para fundações temporárias executadas com tubulão ou estacas metálicas. Viga baldrames. Alteração arquitetônica: ampliação do pé . .Fundação profunda: a) utilizar estaca mega. as novas sapatas serão executadas sob essas vigas. colocar luvas . obedecendo as distâncias mínimas entre elas. la a nova parede como pilar. para que as tensões no solo se mantenham dentro dos limites do projeto original .Fundação Profunda: a) estaca –incorpora- direito do pavimento térreo ou do subsolo.b) broca (pequenas cargas) ou estaca raiz (cargas maiores) locadas nos dois lados da parede.demolido . . Alteração arquitetônica: mudança . Estaca danificada: estaca quebrada.Fundação profunda: faz –se a a cravação de novas estaca. ou consultar um especialista em solos.Fundação direta: pode ampliar a área da no pilar sapata. com novas ou seja. .Fundação direta: a) processo de submuração. com a distância estrangulada ou sofreu desvio. transferir a fundação existente para dimensões e armações. um nível mais baixo b) bloco. é necessário que a armação existente esteja no mínimo 15 cm fora do concreto. alterando a fundação de direta para profunda. b) Sapata isolada: deve-se antes da retirada do solo usar estaca mega. para aplicar a carga pequenas cargas. Alteração arquitetônica: aumento na carga .Substituição da estaca.5 a 3 diâmetros entre o seu cento e a estaca avariada. mínima de 1. Já os pilares e fundações existentes são demolidos. evitando a quebra da estaca. O novo bloco é executado de forma que a carga existente seja adequadamente transmitida a todas as estacadas novas e as existente .Fundação direta: nova posição do pilar deposição ou criação de novos pilares.

erro do projeto. rebaixamento do lençol Para grandes obras em que esteja freático ou solapamento do solo sob ocorrendo uma aceleração na velocidade fundação. por infiltrações causadas por de recalque.Ocorrência de recalques acima do previsto: . pode-se lançar mão do vazamentos em tubulações congelamento do solo.Utilizar estaca de reação ou estaca mega. .