You are on page 1of 22

Centro Federal de Educação

C ç Tecnológica
g de Santa
S C
Catarina
Departamento de Eletrônica
Retificadores

Impedância e o
Diagrama de Fasores

Prof. Clóvis Antônio Petry.

Florianópolis, agosto de 2007.
Bibliografia para esta aula

Capítulo 15
15:: Circuitos de CA em Série e em Paralelo
1. Revisão;
2. Introdução;
3 Impedância e o diagrama de fasores.
3. fasores

www.cefetsc.edu.br/~petry
Nesta aula
Seqüência
q de conteúdos:
conteúdos:
1. Revisão;
2. Impedância e o diagrama de fasores;
3. Elementos resistivos;
4. Reatância indutiva;
5. Reatância capacitiva;
6 Diagrama de impedâncias.
6. impedâncias
Fasores

Fasor: vetor radial com módulo ((comprimento)
p ) constante e com a
extremidade fixa na origem.
Fasores
Adição
ç de duas tensões senoidais:

v ( t ) = Vm ⋅ sen (ωt ± θ )
Vm ±θ
Fasores

A álgebra
g dos fasores só p
pode ser aplicada
p a formas de ondas
senoidais de mesma freqüência.

V = Vm θ v I = I m θi
Impedância o diagrama de fasores
Fasor: vetor radial com módulo ((comprimento)
p ) constante e com a
extremidade fixa na origem.

Resistor Indutor Capacitor

v (t ) d ( iL ( t ) ) d ( vC ( t ) )
i (t ) = vL ( t ) = L iC ( t ) = C
R d
dt d
dt
Fasores – Elementos resistivos

Vm Vm = R ⋅ I m
Im =
R
Fasores – Elementos resistivos
Na forma fasorial: Valor eficaz (RMS)

vR ( t ) = Vm ⋅ sen (ωt )
Vm
VR = V 0 o
∴V =
2
Aplicando a lei de Ohm:
o
VR 0 VR o
IR = = 0 − θr ∴θ r = 0 o
R θr R

VR o VR o VR
IR = 0 −0 = iR ( t ) = 2 ⋅ ⋅ sen (ωt )
o
0
R R R
Fasores – Elementos resistivos
A impedância
p de um resistor é:

Z R = R θr = R 0 o
Reatância resistiva??

Exemplo 15.1: Determine a corrente i do circuito abaixo usando a álgebra
dos números complexos:
Fasores – Elementos resistivos
Exemplo 15.2: Determine a tensão v do circuito abaixo usando a álgebra
dos números complexos:
Fasores – Elementos indutivos
Na forma fasorial: Valor eficaz (RMS)

vL ( t ) = Vm ⋅ sen (ωt )
Vm
VL = V 0 o
∴V =
2
Aplicando a lei de Ohm:
o
VL 0 VL o
IL = = 0 − θ L ∴θ L = +90o
X L θL X L
VL o VL
IL = 0 − 90 =
o
−90o
XL XL
Fasores – Elementos indutivos
No tempo:
p

⋅ sen (ωt − 90 )
VL
iL ( t ) = 2 ⋅ o

XL
A impedância de um indutor é:

Z L = X L θ L = X L 90o Reatância indutiva

∴ X L = ω ⋅ L = 2π ⋅ F ⋅ L
Fasores – Elementos indutivos
Exemplo 15.3: Determine a corrente i do circuito abaixo usando a álgebra
dos números complexos:
Fasores – Elementos indutivos
Exemplo 15.4: Determine a tensão v do circuito abaixo usando a álgebra
dos números complexos:
Fasores – Elementos capacitivos
Na forma fasorial: Valor eficaz (RMS)

vC ( t ) = Vm ⋅ sen (ωt )
Vm
VC = V 0 o
∴V =
2
Aplicando a lei de Ohm:

VC 0o VC o
IC = = 0 − θC ∴θC = −90o
X C θC X C
VC o VC
IC = 0 + 90 =
o
+90o
XC XC
Fasores – Elementos capacitivos
No tempo:
p

⋅ sen (ωt + 90 )
VC
iC ( t ) = 2 ⋅ o

XC
A impedância de um capacitor é:

Z C = X C θC = X C −90o Reatância capacitiva

1 1
∴ XC = =
ω ⋅ C 2π ⋅ F ⋅ C
Fasores – Elementos capacitivos
Exemplo 15.5: Determine a corrente i do circuito abaixo usando a álgebra
dos números complexos:
Fasores – Elementos capacitivos
Exemplo 15.6: Determine a tensão v do circuito abaixo usando a álgebra
dos números complexos:
Diagrama de impedâncias

Reatância indutiva

Resistência


Reatância capacitiva
Diagrama de impedâncias

Para qualquer configuração (série
(série, paralelo ou mista)
mista), o ângulo associado
à impedância total é igual ao ângulo de fase da tensão aplicada em relação
á corrente da fonte. Para circuitos indutivos, θT é positivo, enquanto para
circuitos capacitivos ele é negativo
negativo.
Na próxima aula

Capítulo 15
15:: Circuitos de CA em Série e em Paralelo
1. Revisão;
2. Configuração série de impedâncias.

www.cefetsc.edu.br/~petry