You are on page 1of 3

RESUMO PARA PROVA PRÁTICA – AVALIAÇÃO FÍSICA

BALANÇA:
Entrar de costas para a escala de medidas, manter os pés juntos no centro da plataforma e braços ao longo do
corpo.
O avaliado deve ficar descalço com o mínimo de roupas possível.
Realizado apenas uma medida.

ESTADIÔMETRO:
Ficar em posição anatômica, colocando em contato com o
esquadro de medidas os calcanhares, cintura pélvica, cintura
escapular e região occipital.
Indivíduo medido em inspiração profunda

PERIMETRIA: Mensurar a circunferência de determinados segmentos corporais (cm)
- Tórax: ponto medial entre axila e mamilo, em expiração ou inspiração.
- Cintura: Menor circunferência entre crista ilíaca e o último arco costal.
- Abdome: Na linha da cicatriz umbilical no eixo transversal.
- Quadril: maior porção glútea com os calcanhares encostados
- Braço: Ponto medial entre o acrômio e o olecrano, podendo ser relaxado ou
contraído.
- Antebraço: Maior porção muscular com o braço estendido ao longo do corpo e
mão aberta.
- Coxa: Ponto medial ou na linha da préga glútea, Afastar as pernas lateralmente e
peso distribuído por igual.
- Gastrocnêmio: Maior porção muscular, com afastamento lateral e peso distribuído por igual.

DOBRAS CUTÂNEAS: 50 a 70% da gordura se localiza na região
subcutânea e está relacionado com a quantidade total de gordura
corporal.
Analisa por milímetros e décimos de milímetros a espessura da dobra.
Utilizar lado direito do avaliado.
Utilizar polegar e indicador da mão esquerda para destacar a dobra.
Medir 1cm a baixo dos dedos com a haste do compasso.
2” segundos para adotar a medida.
Realizar 3x utilizando a mediana
- Subescapular: executada obliquamente, seguindo os arcos costais,
localizada 2cm a baixo do ângulo da escapula.
- Tríceps: ponto que compreende a metade distancia entre a borda
supero-lateral do acrômio e o olecrano.
- Bíceps: eixo longitudinal do braço, anteriormente, no maior ponto do
ventre muscular.
- Axilar medial: ponto localizado em uma linha imaginária da axila medial
e o processo xifoide. Medida realizada obliquamente, com o braço do
avaliado para trás.
- Peitoral: Medida obliqua. Metade da distancia entre a linha axilar
anterior e o mamilo, para homens, e um terço para mulheres.
- Supra-Íliaca: obtida obliquamente na metade da distância entre o
último arco costal e a crista ilíaca, sobre a linha axilar medial. Necessário
que o avaliado afaste o braço para trás.
- Abdominal: Medida a 2cm da cicatriz umbilical, sem mexe-la.
- Coxa anterior: medida sobre o músculo reto femoral, longitudinal,
manter a perna relaxada.
- Gastro medial: utilizar ponto de maior perímetro. Avaliado deverá
estar sentado com opé sem contato com o solo.

.Rotação medial: a ponta do pé fica voltada medialmente.Invertido: distanciamento dos maléolos mediais (vista posterior). estando estendidos (vista anterior).Projeção à frente: quadril anteriorizado em relação a linha imaginária que passa lateralmente as articulações temporo-occipital. enquanto a patela está em sua posição normal (vista anterior).Assimetria: um lado da cintura pélvica mais elevado que o outro (vista anterior) . estando estendidos (vista anterior).Recurvado: o joelho se encontra posteriorizado a linha imaginária entre as articulações do quadril e tornozelo (vista lateral) .Plano: ausência da arcada longitudinal plantar (vista lateral) .Equino: dificuldade de apoiar o calcanhar no chão (vista lateral) JOELHOS . e/ou prescrever outros que poderão auxiliar na correção de desvios posturais. joelho e tornozelo (vista lateral) . QUADRIL . . ombro.Flexo: o joelho se encontra anteriorizado a linha imaginária entre as articulações do quadril e tornozelo (vista lateral).Cavo: aumento da arcada longitudinal plantar (vista lateral).Rotação lateral: a ponta do pé fica voltada lateralmente.POSTURAL O objetivo da análise postural é evitarmos exercícios que poderão acentuar ou forçar um erro ortopédico. Material utilizado para a analise é o simetrógrafo. O modo característico de um individuo sustentar seu corpo deverá envolver o menor gasto energético sem prejuízo e limitações das atividades motoras do vida diária. . enquanto a patela está em sua posição normal (vista anterior).Valgo: aproximação dos joelhos da linha mediana. . PÉS . .Varo: distanciamento dos joelhos da linha mediana.Projeção à trás: Quadril posteriorizado em relação a linha imaginária que passa lateralmente as articulações temporo-occipital. ombro.Evertido: aproximação dos maléolos mediais (vista posterior). joelho e tornozelo (vista lateral) . . .

Deprimida: ao contrário da adutas. o que faz com que o ombro fique mais alto (vista posterior) .Elevadas: escápula encontrada a cima da sua posição original.Abdutas: escápulas afastadas da linha imaginária do corpo (vista posterior) . .Hipercifoce: aumento da curvatura cifótica. quadril.OMBROS .Cifose: curvatura fisiológica da concavidade anterior.Costas planas: ausência de qualquer curvatura (vista lateral) . na região cervical e lombar (vista lateral). . joelho e tornozelo (vista lateral) . .Enrolados: Idem a projeção à frente. . COLUNA . quadril.região torácica (vista lateral) .Lordose: curvatura fisiológica na coluna na concavidade posterior. somada com rotação interna (vista lateral) ESCÁPULAS: .Hiperlordose: aumento da curvatura lordótica (vista lateral).Escoliose: Desvio látero-lateral na coluna (vista posterior).Projeção a frente: ombros anteriorizados em relação a linha imaginária que passa lateralmente as articulações temporo- occipital.Assimetria: um lado mais elevado que o outro. joelho e tornozelo (vista lateral) .Projeção à trás: ombros posteriorizado em relação a linha imaginária que passa lateralmente as articulações temporo-occipital.Aladas: bordo medial afastado das costelas. .Adutas: escápulas aproximadas da linha imaginária do corpo (vista posterior) . deixando a proeminente. .