You are on page 1of 15

ENGENHARIA DAS REAÇÕES

QUÍMICAS I
Cap. 6 – Projeto de reatores
6.1 - Elementos envolvidos no dimensionamento de
reatores
Luis Rafael Bonetto
lrbonett@ucs.br
Sala G-103 2017/4

o Velocidade espacial. 2 e 5 do Fogler. o Considerações sobre a concentração do reagente limitante na alimentação. o Tempo espacial. 1. Não esqueçam de olhar o Cap. PROGRAMAÇÃO • Elementos envolvidos no dimensionamento de reatores o Tempo morto ou set-up. 5 do Levespiel e os Cap. 2 . o Tempo de residência.

PROJETO DE REATORES O que se determina em projeto de reatores? 3 .

pré- aquecimento.. 1) Tempo morto/set-up (reatores descontínuos): é o tempo entre a descarga de uma batelada e a carga da seguinte. são necessários conhecer demais elementos envolvidos no processo.) nesse período. ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO DIMENSIONAMENTO DOS REATORES Para realizar o projeto de um reator adequadamente. tmorto = tdescarga + tmanutenção + tlimpeza + . etc.. + tcarga 4 . limpeza. CUIDADO!!!! Podem existir outras etapas (manutenção.

ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO DIMENSIONAMENTO DOS REATORES 1) Tempo morto/set-up Tempo de descarga Tempo de Tempo de carregamento manutenção Tempo morto Instante final da Tempo quando não existe Instante inicial da reação produção reação da próxima 5 batelada .

. ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO DIMENSIONAMENTO DOS REATORES 2) Tempo espacial (reatores contínuos): é o tempo para processar um volume de alimentação. Ex: Vreator = 5 L → tempo espacial é tempo necessário para tratar 5 L de alimentação. O tempo espacial depende da vazão volumétrica da ALIMENTAÇÃO! onde: 𝑉 τ → tempo espacial (tempo – s). . 𝜏= 𝜐0 V → volume do reator (volume – m3). correspondente a um volume de reator. 6 υ0 → vazão volumétrica da alimentação (volume/tempo – m3/s). em condições especificadas.

ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO DIMENSIONAMENTO DOS REATORES 2) Tempo espacial (reatores contínuos): O tempo espacial também é conhecido como tempo de retenção médio ou tempo de residência médio. onde: 𝑉 τ → tempo espacial (tempo – s). É um parâmetro importante para a medição do desempenho do reator. 𝜏= 𝜐0 V → volume do reator (volume – m3). 7 υ0 → vazão volumétrica da alimentação (volume/tempo – m3/s). principalmente quanto à produtividade. .

. Ex: s = 5 h-1 → indica que 5 volumes de reator estão sendo alimentados por hora. ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO DIMENSIONAMENTO DOS REATORES 3) Velocidade espacial (reatores contínuos): é o número de volumes de reator que foram alimentados. O volume espacial é o inverso do tempo espacial! 1 onde: 𝑠= 𝜏 s → volume espacial (tempo-1 – s-1). em condições especificadas e que podem ser tratados na unidade de tempo. 8 .

senão as de entrada. ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO DIMENSIONAMENTO DOS REATORES 3) Velocidade espacial (reatores contínuos): apesar de ser considerada como o inverso do tempo espacial. 𝑔á𝑠 𝐶𝑃𝑇𝑃 𝐺𝐻𝑆𝑉 = 9 𝑉 . As mais comuns na indústria são: . s pode ser definida sob outras condições.15 K). Velocidade espacial horária de líquido (LHSV – Liquid-Hourly Space Velocity): υ0 é medida como sendo uma alimentação de líquido a 60°F ou 75°F. 𝜐0 . 𝑙í𝑞𝑢𝑖𝑑𝑜 𝐿𝐻𝑆𝑉 = 𝑉 . Velocidade espacial horária de gás (GHSV – Gas-Hourly Space Velocity): υ0 é medida como sendo uma alimentação de gás nas CPTP (1 bar e 273. 𝜐0 . mesmo que T0 seja maior.

O tempo de residência depende do que acontece no interior do reator! Se ρ é constante. onde: 𝑉 𝑉 tR. 𝑡. ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO DIMENSIONAMENTO DOS REATORES 4) Tempo de residência ou de retenção: é o tempo médio de residência do material que escoa no reator. υ → vazão volumétrica na saída do reator (volume/tempo – m3/s). 10 . 𝑣 𝑣0 XA → conversão de A.ҧ → tempo de residência (tempo – s). 𝜏 𝑡𝑅 = 𝑡ҧ = 1 + 𝜀𝐴 𝑋𝐴 . 𝑡𝑅 = 𝜏 = = εA → coeficiente de variação volumétrica.

ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO DIMENSIONAMENTO DOS REATORES Tempo espacial versus tempo de residência 11 .

pois depende da proporção de milho e de pipoca – relação com a cinética). 12 . 𝑉 1𝐿 υ0X = υ0Y = υ0Z = 1 L/min → 𝜏𝑋 = 𝜏𝑌 = 𝜏𝑍 = = = 1 𝑚𝑖𝑛 𝑣0 1𝐿ൗ𝑚𝑖𝑛 Tempo de residência: 1𝐿 𝑡𝑅𝑋 = = 1 𝑚𝑖𝑛 → (υX = 1 L/min – milho não estourado). 28𝐿ൗ𝑚𝑖𝑛 𝑡𝑅𝑍 = algum valor entre 2 e 60 s → (υZ não é um valor conhecido. 1𝐿ൗ𝑚𝑖𝑛 1𝐿 𝑡𝑅𝑌 = = 0. ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO DIMENSIONAMENTO DOS REATORES Tempo espacial versus tempo de residência Tempo espacial: Nos três casos.036 𝑚𝑖𝑛 ~ 2 s → (υY = 28 L/min – pipoca já estourada).

ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO DIMENSIONAMENTO DOS REATORES 5) Concentração de reagente limitante na alimentação. . 13 υ → vazão volumétrica (volume/tempo – m3/s). FA → vazão molar de A (matéria /tempo – mol/s). FA0 → vazão molar de A na alimentação (matéria /tempo – mol/s). CA → concentração de A (matéria /volume – mol/L).1) Relação com vazão mássica e volumétrica: 𝐹𝐴 𝐶𝐴 = 𝑣 𝐹𝐴0 𝐶𝐴0 = 𝑣0 onde: CA0 → concentração de A na alimentação (matéria /volume – mol/L). υ0 → vazão volumétrica na alimentação do reator (volume/tempo – m3/s). 5.

ELEMENTOS ENVOLVIDOS NO DIMENSIONAMENTO DOS REATORES 5) Concentração de reagente limitante na alimentação.5 𝑚𝑜𝑙ൗ𝐿 υ1 = 1 L/min υ2 = 1 L/min 14 .2) Diluição de correntes: 𝐹𝐴0 𝐹𝐴1 + 𝐹𝐴2 𝐶𝐴0 = = 𝑣0 𝑣1 + 𝑣2 CA0 = ? 𝐹𝐴0 1 𝑚𝑜𝑙ൗ𝑚𝑖𝑛 + 0 FA0 = ? 𝐶𝐴0 = = υ0 = ? 𝑣0 1 𝐿ൗ𝑚𝑖𝑛 + 1 𝐿ൗ𝑚𝑖𝑛 CA = 1 mol/L CB = 2 mol/L FA1 = 1 mol/min FB2 = 2 mol/min 𝐶𝐴0 = 0. 5.

• LEVENSPIEL. Cálculo de Reatores . Octave. H. H. São Paulo: E. LTC. ed. 05/2014. 4. Blücher. c2009. REFERÊNCIAS • FOGLER. 563 p. Engenharia das reações químicas.O Essencial da Engenharia das Reações Químicas. 2000. Scott. xxix. 15 . Rio de Janeiro: LTC. Scott. 853 p. Elementos de engenharia das relações químicas. VitalSource Bookshelf Online • FOGLER.