You are on page 1of 693

See discussions, stats, and author profiles for this publication at: https://www.researchgate.

net/publication/286934758

Dicionário da Fisioterapia.

Book · January 2008

CITATIONS READS

0 1,072

1 author:

Dartel Ferrari de Lima
Universidade Estadual do Oeste do Paraná
29 PUBLICATIONS 5 CITATIONS

SEE PROFILE

Some of the authors of this publication are also working on these related projects:

epidemiology of physical activity View project

All content following this page was uploaded by Dartel Ferrari de Lima on 21 December 2015.

The user has requested enhancement of the downloaded file.

DICIONÁRIO DA FISIOTERAPIA
DARTEL

DARTEL FERRARI DE LIMA
COORDENADOR

REVISÃO
MARIA DAS GRAÇAS ANGUERA LIMA

COLABORADORES

ADRIANE MARIA SILVESTRI
ALESSANDRA FARHAT DE OLIVEIRA
ALINE F. CORADI
ANA CAROLINA MEASSI
CRISTIANE MURARI DOS SANTOS
DANIELLE VARGAS
FABIOLA CRISTINA BROCH
GLEDIELI I. TECCHIO
JOSIANE DE M CAMARGO
KELIS REGINA GOTTARDO
LENIR TOPANOTTI
LUCIANA M PROVIN
LYGIA O. ALUX
MAIARA STONA
MAIQUEL DE FARIA
MARCELO TRIGO SPINELLI
PRISCILA PELISER
SABRINA ANTONIO
SILVIA RENATA MESSINA FIORELLI
THIAGO D. STEFANELLO
VANESSA P. M. LANGE

2

O objetivo deste trabalho é o de apresentar o resultado de uma pesquisa
terminológica descritiva acerca dos termos relacionados a um domínio específico, a
Fisioterapia.
Não poderia deixar de iniciar este trabalho de definições, sem inicialmente definir a
palavra dicionário, para que o leitor possa entender a magnitude desta obra. O termo
dicionário, provém do latim medieval dictionariu, e é definido como o conjunto de
vocábulos de uma língua ou de termos próprios de uma ciência ou arte, dispostos
alfabeticamente, e com o respectivo significado, ou a sua versão em outra língua.
Segundo a história, mais de trinta anos consumiu Littré na feitura de seu
famosíssimo Dictionaire de la Langue Française, conquanto lhe dedicasse boas quatorze
horas por dia, e mesmo assim, teve de deixar a obra inconclusa, o que fez recorrer à ajuda
de sua filha.
E dói pensar que por vezes super-humano esforço de um dicionarista pode terminar
com as mais indesejáveis conseqüências físicas, compensação intelectual bem pouco
aliciante e resultados financeiros não demasiado expressivo. Assim aconteceu aos três
organizadores do Dicionário da Língua Portuguesa (1793) da Academia das Ciências de
Lisboa. Desses acadêmicos, um, José da Fonseca, morreu, Bartolomeu Inácio Jorge e
Agostinho José da Costa Macedo, ficaram cegos. O público, esse lhes deu o mais ingrato
esquecimento; e a Academia ofereceu a cada um do três mártires da lexicografia – como
suprema e única remuneração de sua inglória fadiga – um exemplar do dicionário.
Narrando os fatos, deseja-o, mais do que chamar a atenção para as dores dos
dicionarista, as quais, afinal de contas, talvez não tenham senão dessas vezes chegado a
tanto, distrair o leitor com algo ameno, embora triste, e atraí-lo para o prefácio, tipo de
leitura, sem dúvida, pouco apetecido e, apresentar uma obra que até o presente, consumiu
dois anos de árdua pesquisa bibliográfica, envolvendo a colaboração de vários entusiastas.
Os universos biográfico e temático serão delimitados por critérios objetivos e de
acordo com o conhecimento disponível sobre cada modalidade fisioterapêutica. No plano
biográfico, serão incluídos grande número de modalidades.
Por concentrar-se na esfera da saúde, o dicionário pretende contemplar a maior
porção, embora restrita, de termos relacionado à fisioterapia. Proceder de outro modo
implicaria uma tal ampliação do trabalho que viria certamente decretar sua inviabilidade.
Na construção desta obra, perseguindo sempre o maior didatismo e clareza, adotou-
se o princípio de descrever os eventos de modo que cada verbete seja autônomo, ou seja,
prescinda de conhecimentos especializados ou da leitura de outros verbetes para ser
compreendido. Assim, a narração dos mesmos fatos se acha repetida, com variáveis graus
de profundidade, em tantos verbetes quanto necessário.
O intento em todos os verbetes, será de proceder à seleção dos dados com a maior
objetividade, fugindo tanto das apologias como dos libelos. As divergências porventura
verificadas entre verbetes não devem causar espécie. Decorrem do uso de diferentes fontes
igualmente fidedignas e traduzem com realismo o estado do conhecimento sobre o assunto.
Preferiu-se que o conflito entre dois dados transmita ao futuro leitor uma visão real
e diversificada de como alguns termos podem ser variavelmente tratado. À parte isso, dada
à natureza do trabalho, pode-se admitir a incidência de incorreções e equívocos.
O tamanho dos verbetes foi estabelecido primordialmente em função da importância
dos mesmos. Outros fatores contudo interferiram no dimensionamento dos verbetes, em
especial a disponibilidade de dados. Essa contingência provocou dois tipos de desvios:
quando a informação abundava em nível desproporcional à relevância do tema, o verbete

3

resultou algo maior do que o padrão da categoria; quando, ao contrário, a informação
escasseava ou inexistia, o verbete naturalmente definhou, às vezes em desacordo com certo
realce que seu objeto possa desfrutar, chegando mesmo em alguns casos a reduzir-se à
expressão mais elementar, considerando o mínimo ser mais satisfatório que o nulo.
Haverá a ocorrência freqüente de termos estrangeiros, devido ocorrer na
Fisioterapia, a influência de técnicas e conhecimentos estrangeiros e muitos dos termos
referidos, ainda não apresentam um similar na língua portuguesa.
Empregou-se na elaboração do dicionário vastíssima gama de fontes, palmilhando
de modo exaustivo toda a bibliografia disponível, além de recorrer com grande freqüência a
diversos outros gêneros. Num trabalho dessa natureza, é natural que se tenha privilegiado
as fontes secundárias, que compreendem material já depurado e estruturado e forneceram,
por isso, elementos de absorção mais imediata pelos verbetes.

4

a – 1. símbolo da área cardíaca. 3. abaxial - situada fora da linha axial de
abreviação da unidade angstrom. 4. uma estrutura.
abreviação de acomodação; ampère; Abbot-Saunders – veja teste Abbot-
ânodo; anterior; água; artéria. 5. Saunders.
prefixo que significa ausência, falta, abdome - grande cavidade inferior do
menos, não. tronco, que vai do estreito superior da
A.A. - abreviação de Alcoólicos bacia ao diafragma. Limita-se anterior
Anônimos. e lateralmente pelas ultimas costelas e
a.c - abreviação de ante cibum; antes das pelos músculos abdominais e, atrás,
refeições. pela coluna vertebral, o psoas e os
a2 - componente da segunda bulha músculos quadrados lombares; parte
cardíaca, referente ao fechamento da do corpo situado entre o tórax e bacia,
válvula aórtica. separada do tórax pelo diafragma. Das
aa - índice da mesma quantidade da cada cavidades corpóreas, a abdominal, é a
ingrediente em uma prescrição. mais ampla e a menos protegida por
ab - prefixo que significa proveniente ou elementos ósseos.
fora; separação ou partida. abdome agudo - processo patológicos
abacteriano - isento de bactérias. agudos, no abdome, que exige pronta
abafamento – ato de abafar; falta de ar. intervenção cirúrgica.
abalienação - alimentação, transtorno abdome carenado - abdome em quilha,
mental. com uma saliência medida e afundado
abandono - a exclusão de um terapeuta dos lados, de contorno nitidamente
do tratamento de um paciente. convexo.
abarognosia - perda ou falta de abdome de aranha - aracnogastria.
capacidade de avaliar o peso. abdome escafóide - abdome
abarticulação - 1. diartrose. 2. caracterizado por paredes caídas,
deslocamento de uma articulação. apresentando uma concavidade.
abasia - doença do sistema nervoso, de abdome navicular - abdome escafóide.
natureza orgânica ou neuropsíquica abdominal - relativo ou pertencente ao
que se manifesta pela impossibilidade abdome.
de andar. abdômino - expressão que indica
abasia paralítica - incapacidade de andar abdominal, relação com o abdome.
ou ficar de pé, por paralisia orgânica abdução - é o movimento para longe da
das pernas. linha média do corpo.
abate - imolação de animais, abdução no plano escapular – elevação
especificamente, de animais doentes, do úmero no plano escapular que fica
a fim de evitar a infecção de outros. 30 a 45 graus anterior ao plano frontal.
abater - diminuir de força ou intensidade, abducente - nervo motor do olho
moderar, reduzir. inervando o músculo reto externo e
abatimento - diminuição ou moderação permitindo que o globo ocular efetue
de intensidade da dor ou dos sintomas movimentos de desvio para o exterior.
de uma doença. abdutor - qualquer músculo que imprime
abaulamento – qualquer alteração no à parte do corpo humano na qual se
formato do núcleo pulposo do disco insere, um movimento de abdução, ou
intervertebral que faz com que saia seja, de afastamento do plano
para for a de seus limites normais. imaginário médio do corpo para o
exterior.

5

abdutores - músculos que obrigam uma abertura numérica - expressão
determinada parte do corpo a executar matemática do poder de resolução de
um movimento de abdução, como o uma objetiva microscópica;
afastamento do braço do eixo especificadamente, o produto do seno
mediano do corpo. de metade do ângulo de abertura da
aberração - 1. em medicina, qualquer lente e o índice de refração do meio à
organismo que se desvia frete da lente.
acentuadamente, especialmente em abestose - veja pneumoconioses.
seus aspetos mutação; mostro. 2. abiótico - qualquer fator físico ou
qualquer fenômeno, idéia ou químico de um ambiente, tais como
acontecimento extravagante, luminosidade.
inusitado, estranho ou inesperado. ablação – 1. separação ou deslocamento;
aberração cromática - defeito que se remoção de uma parte do corpo,
origina nas lentes ópticas e que especialmente cortando. 2. é a
produz cores irisadas. extirpação de alguma parte do
aberração cromossômica – 1- cérebro. 3. intervenção cirúrgica que
genericamente, qualquer alteração consiste na retirada de órgãos ou de
estrutural ou numérica de tecidos do organismo.
cromossomos na célula. 2- alteração ablactarão - 1. desmame; parada da
na anatomia dos cromossomos lactação.
normais que geralmente afetam a ablefaria – anomalia congênita
função de um ou alguns oncogenes. 3- caracterizada pela ausência de
alteração da estrutura ou variação do pálpebras.
número de cromossomos de uma ablepsia - cegueira.
célula. abobada - arcada; estrutura em arco,
aberração esférica - refração desigual da como uma cúpula ou um zimbório.
luz monocromática em diferentes abortamento - expulsão do feto antes de
partes de uma lente esférica sua viabilidade.
produzindo imagens defeituosas, que abortamento completo - abortamento no
acusam imprecisão achatamento ou qual todos os produtos conceptuais
distorção. são destacados ou expulsos inclusive
aberto - exposto ao ar. decíduos, placenta e feto.
abertura - orifício, fenda. abortamento espontâneo - expulsão
abertura cardial - abertura entre o prematura inesperada do produto
esôfago e o estômago. conceptual, sem que se tenha
abertura lateral do quarto ventrículo - empregado qualquer agente ecbólico.
abertura na ponta de cada recesso abortamento incompleto - expulsão
lateral do quarto ventrículo, através da parcial dos produtos de concepção,
qual o líquido cerebrospinal passa com parte da placenta e ou das
para o espaço subaracnóide. membranas permanecendo no útero.
abertura medial do quarto ventrículo - abortamento induzido - interrupção
abertura interna do quarto ventrículo. prematura intencional da gestação por
abertura meliana do quarto ventrículo meios químicos ou farmacológicos.
- abertura na porção central posterior abortamento infeccioso - doença
do quarto ventrículo, pelo qual o infecciosa que provoca o término
líquido cérebro-espinhal passa para o prematuro da gestação.
espaço subaracnóide.

6

abortamento terapêutico - interrupção libertação emotiva adequada após sua
legal de uma gravidez, geralmente percepção; catarse.
quando a mesma ameaça ávida ou o abreugrafia - radiografia dos pulmões
estado mental materno, quando resulta obtida em tamanho reduzida, segundo
de estupro ou apresenta a técnica descrita pelo tisiologista
possibilidade de produzir uma criança brasileiro Manoel de Abreu e que
com defeito físico ou mental. permite exames em grande número de
abortar – dar à luz antes do fim da pessoas.
gestação; 2. Falhar; malograr. abrupção - fratura transversal do osso;
aborto - expulsão, espontânea ou descolamento.
provocada, pelo produto da concepção abscesso – 1- foco de pus no interior de
(embrião o feto) da cavidade uterina um tecido, órgão ou região do corpo.
até a 20ª semana de gestação ou 2. inchação causada por formação de
quando esse produto tem menos de pus ou acúmulo de pus numa
500 gramas, isto é, antes que o feto cavidade.
possa sobreviver fora do organismo abscesso alveolar - abscesso associado a
materno. um processo alveolar e que se origina
aborto artificial - aborto provocado. geralmente no ápice de um dente ou
aborto criminoso - interrupção ou junto da superfície lateral da raiz de
tentativa de interrupção de uma um dente.
gravidez, por motivos ou sobre abscesso amebiano - foco de necrose de
condição não autorizada pela lei; liquefação, resultante da ação
abortamento ilegal. histolítica das amebas, especialmente
aborto iminente - ocorrência de sinais ou da Entamoeba histolytica; distingue-
sintomas ou perca iminente embrião se de supuração; ocorre mais
ou feto pode ser evitado pelo freqüentemente no fígado e no
tratamento ou evoluir para o aborto cérebro.
inevitável. abscesso ateromatoso - material pultáceo
aborto retido - gravidez na qual um feto e paucicelular de uma placa
que pesa menos de 500 g morre no aterosclerótica. Não é um abscesso
interior do útero, deixando de ser genuíno.
expulso por período variável de abscesso de Bezold - abscesso abaixo do
tempo. periósteo do osso temporal.
abrasão - lesão cutânea superficial, não abscesso de Brodie - abscesso
acompanhada de perda de sangue, metafisário crônico, observado
provocada pela fricção de um corpo habitualmente na tíbias de adultos
qualquer contra a superfície jovens.
epidérmica. No ponto de abrasão, a abscesso do músculo psoas – ocasionado
cutis perde sua impermeabilidade aos geralmente pela conseqüência da
germes que podem aí se fixar ou propagação da inflamação ou da
penetrar no organismo provocando infecção de uma estrutura adjacente,
infecções locais ou gerais, geralmente, restringe-se à fáscia do
respectivamente. psoas, mas pode propagar-se para o
abreação - processo mental pelo qual quadril, região superior da coxa ou
uma carga emotiva é liberada e as nádegas. Os abscessos do psoas
memórias esquecidas são trazidas à resultam mais usualmente da extensão
consciência e reavivadas com a direta de infecções intra-abdominais,

7

tais como a diverticulite, a doença de abscesso urinário - abscesso resultante
Crohn, a doença pélvica inflamatória e do extravasamento de urina.
a apendicite. abscisão - retirada por uma parte por
abscesso epidural - abscesso localizado excisão.
fora da dura-mater, porém no interior abscissa - a linha horizontal de duas
do crânio ou da medula espinhal. coordenadas usadas para traçar a
abscesso extradural - abscesso epidural. relação de dois tipos de dados.
abscesso fecal - abscesso contendo fazes abscopal - que ocorre a certa distancia do
e em comunicação com a luz volume irradiado, porem dentro do
intestinal. mesmo organismo; aplica-se a certos
abscesso frio - abscesso que não esta efeitos de radiação.
associados aos sinais comuns da absentismo – hábito de não comparecer;
inflamação, como rubor, tumor e estar ausente.
calor. absoluto - 1. Simples; puro; isento de
abscesso lácteo - abscesso mamário que mistura. 2. ilimitado e não
ocorre durante a lactação. qualificado. 3. completo, inteiro, real.
abscesso lacunar - abscesso envolvendo 4. em física, derivado de dados
uma lacuna, usualmente da uretra. básicos, não arbitrários. 4. unidade de
abscesso metastático - abscesso visceral trabalho, potência ou energia que não
ou cerebral como complicação de uma são ajustadas por tamanho corporal,
piemia ou embolia séptica. gênero ou diferenças de aptidão.
abscesso migrante - abscesso no qual o Atividades que não precisam suportar
pus migrou ao longos do plano de o peso corporal (nadar, pedalar) são
tecido conetivo, indicado alguma medidas em unidade absolutas.
localização distante de sua origem. absorção - 1. a passagem, por meio de
abscesso miliar - minúsculo abscesso um ou de diversos processos, de
embólico. diversos constituintes orgânicos ou de
abscesso periférico - abscesso na região substancias medicamentosas, através
que envolve imediatamente o rim. de membranas do organismo, de um
abscesso peritonsilar - abscesso que se tecido ou compartimento para outro,
constitui na tonsilite aguda, ao redor como sucede com os produtos de
de um cisto ou seio pilonidal. digestão através da mucosa
abscesso pilonidal - abscesso na região gastrintestinal ou como os
sacro-coccígena no interior ou medicamentos através da pele. 2. a
resultante de um cisto ou seio captação de um gás por um sólido ou
pilonidal. líquido, e/ou de um líquido por um
abscesso pulmonar - área localizada de sólido, mediante um ou vários
infecção e necrose do parênquima processos físicos ou químicos. 3. o
pulmonar. processo pelo qual a intensidade de
abscesso simpático - abscesso secundário um raio de qualquer radiação
ou metastático distante do ponto no eletromagnética diminui ao atravessar
qual atuou a causa desencadeante, um material, mediante a conversão da
como um bubão. energia da radiação em uma
abscesso tropical - abscesso amebiano quantidade equivalente a energia, que
(geralmente hepático) observado em surge ao interior do meio; a energia
relação com a disenteria amebiana. radiante é transformada em calor ou
em alguma outra forma de energia

8

molecular. 4. a desatenção a tudo, absorvível - capaz de ser absorvido.
excerto a um pensamento ou atividade abstêmio - pessoa que não ingere bebidas
isolada. alcoólicas.
absorção intestinal - processo mediante abstinência - é a abstenção do uso de
o qual as substâncias digeridas droga ou, mais usualmente, de
passam do intestino para os vasos bebidas alcoólicas. O indivíduo que
sangüíneos e linfáticos; ocorre nas pratica a abstinência é chamado de
vilosidades intestinais, diminutas abstêmio, aquele que não bebe ou não
papilas constituídas por capilares usa drogas.
sangüíneos e linfáticos. abstração - 1. retirada de separação de
absorção ultra-sônica - a absorção do um ou mais ingredientes de um
ultra-som ocorre a nível molecular composto. 2. abstração mental,
quando a energia vibratória é desatenção ao que passa no ambiente
transformada em energia molecular individual. 3. isolamento de um
ou em movimentos moleculares significado ou característica de uma
aleatórios. Proteínas são as que mais totalidade única e inacessível à
absorvem devido à presença de comparação; pode ser efetuada pelo
tecidos macromoleculares. O ultra- pensamento, pelos sentidos, por
som é bem absorvido por proteínas do sensação ou por intuição.
tecido nervoso, ligamentos, cápsulas abulia - psicopatia caracterizada por
intra-articulares, tendões com alta ausência ou por diminuição da
concentração de colágeno, proteína no vontade; a síndrome enquadra-se no
músculo e hemoglobina, mas não é campo dos distúrbios da vida afetiva;
bem absorvido pela pele, gordura e perda ou deficiência da capacidade de
osso. tomar decisões.
absortivo - referente à absorção; abuso – 1. uso errôneo ou
absorvente. particularmente excessivo. 2.
absorvedor - elemento que faz parte do tratamento errôneo, fisicamente
circuito respiratório dos equipamentos prejudicial. 3. violação sexual,
de anestesia, o qual contém cal especialmente o estupro.
sodada, cuja finalidade é absorver o abuso de drogas - padrão mal adaptativo
dióxido de carbono proveniente dos de uso de substância, manifestado por
gases expirados pelo paciente durante conseqüências significativamente
o procedimento de anestesia. danosas e recorrentes relacionadas ao
absorvente - 1. capas de absorver ou uso repetido da substância. Em
aspirar líquidos, gases ou ondas decorrência do abuso da substância
luminosas. 2. medicamento, aplicação pode haver um fracasso repetido em
ou curativo que favorece a absorção cumprir obrigações importantes, pode
de tecidos doentes. haver uso repetido em situações nas
absorver -1. aspirar, em beber fluídos ou quais isto apresenta perigo físico,
gases osmose. 2. infiltrar na pele, múltiplos problemas legais e
como os raios ultravioletas. 3. problemas sociais e interpessoais
incorporar ao organismo através do recorrentes.
sangue e da linfa. 4. deter raios de abuso sexual - é caracterizado pela
calor radiante e convertê-los em outra investida sexual apesar do não
forma de energia, freqüentemente consentimento da criança na relação
com elevação de temperatura. com o adulto.

9

abuso sexual intrafamiliar - utiliza-se excrescências papilares. Nas pessoas
esta expressão para caracterizar o idosas é acompanhada de tumores do
abuso sexual infantil que ocorre aparelho digestivo.
dentro do sistema familiar da criança. acanto - radicais de combinação, que
Ac – 1. símbolo de actínio. 2. abreviação significam espinho, espinhoso,
de acetila. 3. corrente alternada; espinha, espinhal.
corrente elétrica cujo fluxo se reverte acantoameloblastoma - ameloblastoma,
ou alterna em intervalos regulares de cujas células são do tipo escamoso ou
tempo. espinhoso.
academia – local onde se ministra o acantocefalíase - infecção de vermes por
ensino de práticas de exercícios ou acantocéfalos.
esportes, como as academias de acantocéfalos - tipo de vermes de cabeça
ginásticas, de judô, de dança, etc. espinhosa; aos adultos são parasitas
acalasia - transtorno esofágico intestinais de vertebrados, mais
neurológico que causa uma alteração raramente do homem.
do peristaltismo do esofágico e o acantoceratoma - ceratacantoma.
relaxamento do esfíncter esofágico acantócito - hemácia mal formada que se
inferior; em algumas ocasiões se caracteriza, em preparações úmidas,
denomina cardioespasmo. pela projeção de espinhas ou
acalasia esfinctérica - falta de espículas, que conferem à célula
relaxamento de um ou vários aspecto espinhoso ou areolado.
esfíncteres. acantocitose - deformidade dos
acalcicose - estado resultante de uma eritrócitos, caracterizada por
dieta permanentemente pobre em projeções espiculares sobre os
cálcio. corpúsculos. Pode ocorrer juntamente
acalculia – incapacidade para realizar com a uremia ou como parte de uma
operações aritméticas. alteração congênita que interessa o
acamado - preso ao leito. metabolismo lipídico.
acamar – permanecer em repouso na acantóide - semelhante a uma espinha,
cama, geralmente por motivo de espinhoso.
moléstia ou para fins de diagnóstico. acantólise - processo de dissolução ou
acamatesia acústica - surdez verbal. separação das pontes intercelulares da
acampsia - inflexibilidade ou rigidez de camada da célula espinhosa da
uma articulação ou de um membro; epiderme.
ancilose. acantoma – 1. qualquer massa compostas
acanta - radicais de combinação, que por células da pele; pode ser benigna
significam espinho, espinhoso, ou maligna, hiperplástica ou
espinha, espinhal neoplástica. 2. carcinoma de células
acantestesia - sensação anormal de estar escamosas bem diferenciado.
sendo espetado por agulhas. acantoquilonemíase - infecção por
acanthocheilonema - gênero de vermes Acanthocheilonema perstans,
filarianos, transmitido por mosquitos. geralmente assintomático na espécie
Acanthosis nigricans - distrofia papilar humana.
pigmentada ou melanodermia papilar. acantose – proliferação exagerada de
Moléstia rara da pele, caracterizada células basais da epiderme, observada
por manchas hiperpigmentadas de em algumas afecções cutâneas.
superfície rugosa provocada por

10

acantose juvenil - uma variedade de acarina - ordem de aracnídeos que
acantose negra. abrange os carrapatos e as traças.
ação - 1. execução de uma função ou acariose – veja acaríase.
movimento. 2. aplicação ou manejo ácaro - seres microscópicos que se
de uma força física, química ou alimentam de células descamativas da
mental. pele e couro cabeludo. As fezes dos
ação de gatilho - estímulo brusco que ácaros constituem um alergeno
desencadeia um processo fisiológico potente para o asmático. Os ácaros se
ou patológico, o qual pode ter nada desenvolvem predominantemente em
em comum com a ação que o climas úmidos e moderadamente
desfechou. frios.
ação excêntrica - ação muscular que acarodermatite - qualquer inflamação da
produz tensão quando o músculo se pele produzida por um acarino.
alonga ao resistir a um movimento acarodermatite urticarióide - dermatite
segmentar. urticariana e pruriginosa, decorrente
ação opsônica - efeito produzido sobre do contato com produtos vegetais
microorganismos e outras células infestados por diversas espécies de
suscetíveis pelas opsoninas, que os acarinos.
tornam vulneráveis aos fagócitos. acarofobia - 1. medo mórbido de traças
ação química - alteração molecular ou pequenas coisas, animadas ou
produzida em qualquer substância por inanimadas, como vermes ou
meio da ação do calor, da luz, da alfinetes. 2. delírio de infestação por
eletricidade ou de outra substância parasitas.
química. ácaros - gênero de aracnídeos que
ação reflexa - reação de algum órgão compreende muitos acarinos.
periférico à estimulação do ramo acarotóxico - destruidor ou tóxicos para
sensitivo de um arco reflexo, os acarinos.
ocorrendo a reação imediatamente, acasalamento ao acaso - sistema de
sem intervenção da vontade, ou criação no qual os indivíduos são
mesmo, sem participação da acasalados de acordo com a
consciência. freqüência com que ocorrem na
acapnia - ausência completa de dióxido população; como primeira
de carbono do sangue. aproximação, o acasalamento em
acapsular - desprovido de cápsula. qualquer população humana é deste
acar - radicais de combinação, que tipo.
significam carrapato, sarna ou traça. acasalamento intencional -
acardia - ausência congênita do coração. acasalamento propositado, com base
acardiotrofia - atrofia do coração. na semelhança fenotípica.
acari – radicais de combinação, que acasalar - juntar para a reprodução;
significam carrapato, sarna ou traça. copular.
acaríase – afecção cutânea intensamente acatafasia - impossibilidade de expressar
pruriginosa, provocada por ácaros os pensamentos de forma conexa, por
parasitos. A acaríase mais conhecida é lesão cerebral; afasia sintática,
a sarna. incapacidade de construir as sentenças
acaricida - agente que destrói os corretamente; doença rara, que ocorre
acarinos; medicamento eficaz no principalmente entre os japoneses.
tratamento da sarna.

11

acatalasemia - deficiência da enzima acavalgamento ósseo - o deslocamentos
catalase no sangue. das extremidades fraturadas de ossos,
acatalepsia - 1. incapacidade anormal da que não se encontram por efeito da
compreensão; deficiência mental. 2. contração muscular e deixam de
incerteza no diagnóstico. permanecer em aposição término-
acatamatesia - 1. incapacidade de terminal.
compreender a conversação. 2. accipital – 1. referente ao occiípto. 2.
embotamento ou deterioração osso occipital.
patológica dos sentidos, como na accípiter - bandagem facial com caudas
surdez e cegueira cortical. laterais idênticas às garras de um
acatapose - dificuldade ou incapacidade falcão.
de deglutir; acebrofilina – medicamento genérico
acatastasia - irregularidade; falta de indicado como broncodilatador.
conformidade com o tipo; variação do acefalia – anomalia congênita que
normal. consiste na ausência da cabeça.
acatatesia óptica - cegueira verbal; acéfalo - qualquer um de um grupo de
acatexia – 1. impossibilidade ou monstros onfalositos, caracterizado
incapacidade de reter as secreções e pela ausência da cabeça; que
as excreções orgânicas. 2. falta de apresenta acefalia.
afeto para alguma coisa ou idéia, que, aceitador - substância que aceita ou se
inconscientemente, é de grande combina com um produto de reação
importância para o indivíduo. química.
acatisia - condição psicomotora onde o aceleração - 1. aumento de velocidade do
portador sente uma grande dificuldade pulso e da respiração. 2. mudança de
em permanecer parado, sentado ou velocidade (aceleração linear) ou de
imóvel. A acatisia como efeito direção de movimento (aceleração
colateral dos neurolépticos, centrífuga). Símbolo G. aumento do
notadamente os incisivos ocorrem crescimento físico acima do normal
geralmente após o terceiro dia de uso para idade e o sexo, aplicado
da medicação. Clinicamente é particularmente à idade óssea e à
caracterizada por inquietação altura. 3. adiantamento da evolução
psicomotora, desejo incontrolável de intelectual ou do rendimento escolar
movimentar-se e sensação interna de acima da media para a idade do
tensão. O portador assume uma indivíduo. 4. acréscimo do ritmo de
postura típica de levantar-se a cada uma reação química.
instante, andar de um lado para outro aceleração angular – variação da
e, quando compelido a permanecer velocidade angular dividido pela
sentado, não para de mexer suas variação do tempo.
pernas. Há movimento constante e aceleração angular cerebral - ocorre
continuado de mexer as pernas como quando o centro de gravidade do
se o paciente estivesse marchando cérebro sofre movimento circular, ou
sem sair do lugar. seja, quando há rotação da cabeça.
acavalamento - deslize de uma Neste movimento, o eixo de rotação
extremidade de um osso fraturado localiza-se mais freqüentemente na
sobre o outro fragmento; aplica-se; região cervical baixa, o que resulta em
também; aos artelhos superpostos. forças indiretas geradas pela própria
acavalgamento – veja acavalamento. cabeça, levando a lesões medulares.

12

que se diz ocorrer na localizado. vetor de átomos de hidrogênio de outra aceleração linear instantânea tangente substância.ausência da cavidade corporal ou centro da curvatura da trajetória. que. desencadear a neurotransmissão acelerador de conversão da adrenérgica. doador de hidrogênio. 2.uma substância angular que se dirige para o centro. um corpo em queda livre na Terra.fator VII. aproximadamente. aceleração da gravidade – aceleração de acelomado .que não consiste de células. aceleração de que não possui células. de aceptores adrenérgicos. vetor raio e que está dirigido para o acelia . qualquer agente ou parte aceptores adrenérgicos . movimento cerebral como uma só acêntrico . acelerador . velocidades. neurotransmissores. direção quando o objeto se aceptor alfa – veja aceptor adrenérgico.são os que aumenta a velocidade de uma compostos aos quais a adrenalina e função ou de um processo. à trajetória curvilínea de um objeto aceptores . São dois os tipos básicos protrombina do soro . Os aceptores alfa são ativados em acelerador linear . peça em relação ao crânio. alfa e beta. acelerômetro – instrumentos para medir aceleração centrípeta – componente do as variações de velocidade dos vetor aceleração cujo suporte é o corpos. ser onde os dois estão concentrados em utilizado diretamente no tratamento sinapses inibidoras e no coração os 13 .o acelerador linear sinapses excitatórias. 2.ocorre quando o ou do bem-estar.sufixo que significa pertencente a rotação. objeto que atua na direção do eixo de áceo .ver celoma. componente da aceleração aceptor de hidrogênio .veja aceptor adrenérgico. reforça a ação de um corante dos aceleração radial – a aceleração de um tecidos. não central.perda da sensação corporal aceleração linear . a uma força inercial centrífuga. enquanto os funciona através da aceleração de um betas são ativados em sinapses feixe de elétrons a grandes inibidoras. de celoma. curvilínea. move-se em linha reta. um corpo sujeito à atração acelular . periférico. um suas coligadas se combinam para catalisador. movimenta ao longo de uma trajetória aceptor beta . acenocumarol – medicamento com ação determinando principalmente o anticoagulante. em processo de redução aceita aceleração tangencial – 1. gravitacional da Terra.são substâncias químicas que que se movimenta em uma trajetória reagem com os neurotransmissores curva. abreviadamente ACPS.aceleração centrífuga – variação da ou utilizado para gerar raio X de altas velocidade de um corpo móvel sujeito energias. ausência da sensação centro de gravidade do cérebro. acenestesia . devido à mudança em sua ou caracterizado por. não excêntrico. com exceção do intestino. produto do vetor de nas terminações pós-sinápticas e seu aceleração angular e do rio da curva. podendo este.1. ocasionando deformações internas no acentuador .1. papel na transmissão neuronal é tão É a medida em metros por segundo ao importante quanto o papel dos quadrado. visceral. região pineal.substância química que tecido cerebral. na melancolia e na hipocondria.

alargar a cavidade acetabular.forma de fenômeno acético. neuromusculares. álcool etílico ou da redução do ácido acesso visual . mais aceptores dopaminérgicos . um órgão mediante uma incisão nome genérico de produtos da adequada através das estruturas supra combinação de aldeídos com álcool.estão presentes acet . É produto tóxico resultante da epiléptico que ocorre. alucinações visuais mais complexas e Uma peculiaridade acerca da organizadas. acerbidade . fenômeno mórbido. examinam-se as uma falha no mecanismo de rotações de cabeça e inclinações. a concha de sucção das fascíolas. visando a restaurar ou acesódino . psicóticos. algumas áreas do sistema nervoso acetabular . graças a isso. quando a intermedeiam a dopamina. cavidade cotilóide. quer como uma aura. incolor. chega-se à aplica-se a um menor órgão ou parte hipótese clínica de que o que suplementa órgão ou parte neurotransmissor dopamina e seu similar. CH3CHO.extirpação do presentes nas sinapses acetábulo. ou adjacentes. também.medo mórbido da acidez. especialmente acerbofobia . enquanto os nicotínicos estão acetabulectomia . às simpáticos.agente analgésico. combinação com o aceptor. pode haver. anódino. plástica no acetábulo. Resulta da oxidação epilépticos.acidez combinada com acetabuloplastia . característico. sistema nervoso central e na retina. animais e. quer quando primeira fase do metabolismo do 14 . estarem envolvidos nos distúrbios acessório – 1. desencadeamento do processo por Respectivamente. aceptores beta estão implicados na isolado.referente ao acetábulo. acesso – 1. sistema nervoso central. ligação ou derivação do ácido acético simpáticas e parassimpáticas e em ou acetila.1. ou por assim como. a simples elevação dos outro motivo ainda pouco elucidado. 2. manifesta sem sinais premonitórios ou acetaldeído – 1. 2. 2. articulação na cavidade. freqüentemente vermelhos. que se C(OR)2. uma parte ou outrora empregado como hipnótico. uma operação. histéricos e outros. de odor pungente São característicos os acessos febris. Estão descarga provém da área de projeção presentes em numerosas sinapses do visual. que indica nas sinapses colinérgicas periféricas. na qual ativação por meio de mediadores o paciente vê clarões luminosos. que não é fundamental. com descargas da área dopamina e seu aceptor é o fato deles visual e psíquica. Este nervo aceptor estarem associados aos exclusivamente motor geralmente é fenômenos que envolvem a psicose. CH3CH(OC2H5)2. central. testado observando-se as funções dos podendo ser a causa básica do músculos que são inervados por ele.depressão em taça do lado gângliossimpáticos e parassimpáticos externo da bacia. auxiliar. vezes de cores variadas. 2. XI par craniano. dietoxietana. líquido estados patológicos intermediários. caracterizados pela presença do grupo imprevisto e violento. aceptores muscarínicos . nos acetábulo . para receber a e também em várias regiões do cabeça do fêmur. ombros. a maneira de se atingir uma acetal .qualquer operação adstringência. assistente. segundo estudos em secundário.radical de combinação.

radical univalente do acido catalisar a hidrólise de ésteres não acético.é a via metabólica hepática analgésico e antipirético. é inativo pela antigamente. acético –diz-se do ácido que dá ao encontrada no sangue e em diversos vinagre o seu sabor típico. álcool. fornece energia para solúveis em água. tem acetilcolina . pó acetil-beta-metilcolina .liquido incolor de aroma desempenha um importante papel na agradável. Empregado receptor de membrana da fibra como diurético e no tratamento da muscular. ao nível da placa motora. numerosos tecidos orgânicos. acetil Co A. que catalisa a hidrólise da ao acido acético.C6H4OH. mas que também pode acetil . neurônios e as fibras musculares acetazolamida . também. produzindo colina. com um grupo acetil que tem dois átomos odor característico e desagradável. na profilaxia e um grupo acetil é ligado à coenzima no tratamento de certos casos de A por um tioester. conjuga um farmaco ativo ou seu C6H5NHCOCH3. acetate de zinco .N-acetil-p-aminofenil. estriadas. facilmente diversas reações.qualquer enzima. transferidos para o ciclo de Krebs na acetaminofeno . papel importante na hepatopatia Na forma de acetil Co-A. também. Constitui sífilis. 15 .ácido 3-acetilamino-4. solúvel em água. referente tecidos. inativas.3. em água.cloreto de branco ou amarelo. nervosos colinérgicos. Ca(C2H3O2)2. sendo um agente acetilante em cristais ou grânulos.empregado como mediador químico dos estímulos alcalinizante sistêmico e urinário e.4. usado principalmente transmissão dos impulsos como como solvente e em essências mediadora (química) entre os artificiais de frutas. acetil Co-A . sintética ou da Fase II na qual se acetanilida .pó branco amorfo. importante intermediário metabólico. analgésico. Usado usualmente a respiração celular e possui. como diurético e retirada do acetil por hidrolise expectorante. CH3CONH. inibidor renal acetilcolina voltagem dependente – da anidrase carbônica. outras funções bioquímicas. 2. os grupos alcoólica e no desenvolvimento da acetil produzidos a partir do ácido dependência alcoólica. acetato de cálcio . levemente solúvel metacolina. acetato etílico . epilepsia e do glaucoma. anestésico pirúvico que resulta da glicólise são geral.composto formado quando acetileno . acetilcolinesterase . enzimática. tiadiazol-sulfonamida.2-acetilamino-1.gás incolor.Zn(C2H3O2)22H2O.éster colínico do ácido sido usado em medicina como acético. respiração aeróbia. É o acetato de sólido . produto ao qual se atribui um de carbono que se liga à coenzima A. C8H10AsNO5. usada no tratamento da acetil-coenzima A . acetanilina. Abreviadamente. acetilcolina. hidroxifenilarsônico. componente normal de adstringente local. como adstringente tópico. e em substâncias biologicamente acetarsone .composto no qual amebíase e. medicamento acetilação . Seu uso metabólico convertendo-os em prolongado pode provocar sintomas substâncias hidrossolúveis ou polares tóxicos. CH=CH. colínicos.

acetonasma . acianoblepsia . cores azul. no sangue e na urina em quantidades acetilmorfina – substância que exerce diminutas.heroína. acetonúria. Tem sido utilizado para líquido incolor e aromático presente determinar o débito cardíaco. derivado do sulfisoxazol praticamente vômitos e cegueira transitória. compostos orgânicos em ácidos Achiles . drogas. caracterizada por dimetil-5-isoxazolil) sulfanilamida. dotado de alta 2. acetoso . aeróbicas da família das acetrizoato de sódio .sem cianose . provocado pela presença de acetona acetil-sulfonamida .4-nafto. insípido. que não ocorre em ciclos.4. e capaz de oxidar diversos estar. lipídios é incompleta. vários processos metabólicos.gênero de bactérias ácido acético. a acetona se acetilsalicilato de cálcio .sulfonamida.dispnéia associada a acetil-sulfisoxazol . autolimitada. aceto – veja acet. como o tendão dos músculos gêmeos e solear. semelhante a. na no sangue de diabéticos. produzida por uma carência de aciclia . estado patológico sulfisoxazol. capacidade oxidativa e tolerância aos achaque – doença sem gravidade. inquietação. N1(acetil-3.tendão de Aquiles. benzênico é substituído por um grupo acetonúria – presença de acetona ou de acetílico.estado de parada da circulação vitamina K. No derivada da morfina e conhecida pelo diabete.acianopsia.3-acetilamino- pseudomonadáceas. hidroquinoma. cefaléia.antigo gênero de dermatófitos. mal- ácidos. como produto final de intensa atividade hipnoanalgésica. outros corpos cetônicos na urina. acetímetro – acetômetro. não intermitente. usado como acetonemia.diacetato de menadiol acianopsia .incapacidade de perceber as ou diacetato de 2-metil-1. 2. fumegante. vinho no qual são maceradas certas achorion . produzindo ou contendo vinagre ou acetobacter . acetômetro . dos líquidos orgânicos. no qual a combustão dos nome de heroína. náuseas.referente a.4.pó branco. álcool etílico em ácido acético.como no caso K. denotando compostos orgânicos com 16 . acumula no sangue dando origem à muito solúvel em água. A insolúvel em água e. possui as ações do acetonemia .6-triiodobenzoato de sódio. por isso. acetomenaftona . análogo da vitamina acianótico . situado na face posterior do calcanhar acetólio – preparado farmacêutico em e que permite a extensão do pé sobre desuso. utilizado para a prevenção e o de uma lesão cardiovascular tratamento da hipoprotrombinemia congênita acinótica. nas quais a combustão das grupo NH2 ligado diretamente ao anel gorduras é incompleta. dispnéia deve ser devido à acidose.1. grande orgânicos e outros produtos.dimetilcetona ou propanona. anti-reumático e analgésico.dispositivo para determinar acíclico . arde com chama luminosa e acetona . ou de qual um átomo de hidrogênio do pessoas. acetomorfina . constituído de vinagre de a perna. a quantidade de ácido acético presente não caracterizado por evolução no vinagre ou em outras soluções.

estômago. acontecimento casual com outros fatores complicadores tais imprevisto que resulta em ferimento. na circulação cerebral. região afetada. levando a sinais nem sempre imprevisto na evolução regular de focais. acidose e sudorese fétida. sistema nervoso central como alifático. acidente vascular cerebral hemorrágico acidente do trabalho . resultado de um distúrbio na aciculado . que foi vítima de acidente.qualquer acidente pacientes.predispostos a acidentes. abruptamente. sintoma ou fato intracraniana. com mortalidade de resultaram danos para a saúde do até 50% em 30 dias e ocorrem em trabalhador. outros.ver acidose 17 . aquilo que se sucede em sintomatologia ou déficit indivíduo inesperadamente e sem característicos. intraventricular).evento que ocorre ao rompido (arterial. acidemia isovalérica .1. imperícia ou dolo. No acidente vascular possibilidade de ser evitado no hemorrágico existe hemorragia local. AVC. neurológicas dependentes daquela por motivos psicológicos. exceto os casos de acidente acidez .semelhante a agulha. teor acidente vascular cerebral . capilar. negligência. não localização (extradural. que se origine classificadas de acordo com a por um acidente inesperado. venoso) ou indivíduo inesperadamente e sem a causa (primaria ou espontânea. uma população mais jovem de acidente do trabalho . ser vítima região específica do cérebro. ocorrência caracterizada pelo início acidez gástrica .quadro mais grave de acidente durante o exercício labora do qual vascular cerebral. sendo o déficit acidemia . vascular isquêmico consiste na acidentado – diz-se àquele que se oclusão de um vaso sangüíneo que acidentou. momento. associado a episódios recorrentes de isquêmico e hemorrágico. 2. uma doença. ponto da cavidade craniana. O acidente coma.é uma ácido de qualquer substância. produzindo uma acidente . As durante o trabalho e trajeto direto do hemorragias intracranianas são trabalho para sua casa. interferindo com as funções acidentável . como aumento da pressão dano. uma estrutura de cadeia aberta. podendo progredir ao longo do tempo. estado de de trabalho. se mostrar excessivamente ácido.queda do pH do sangue para neurológico máximo no seu início abaixo valores normais. intencional e não causado por subaracnóide. de acidente. edema cerebral. derrame cerebral. possibilidade de ser evitado no secundária ou provocada). A hemorragia decorre da que ocorra ao trabalhador. intracerebral. entre intercorrente ou complicante. momento. desastre. interrompe o fluxo de sangue a uma acidentar – 1. entre o ruptura de um vaso em qualquer trajeto da sua casa para o trabalho. 2. a natureza do vaso acidente pessoal . começa forma de agulha.qualidade de ser ácido.evento ocorrido .excesso de ácido agudo de um déficit neurológico que clorídrico encontrado normalmente no persiste por pelo menos 24 horas. refletindo envolvimento focal do acidez no sangue.concentração Pode-se dividir o acidente vascular sérica elevada de ácido isovalérico cerebral em duas categorias. ferir ou lesar. subdural.

constituído por 20 átomos de carbono capaz de ceder um próton para outra e está incorporado esterificado na substância.CH2CHCOOH. contendo pelo menos 99.composto contendo CH3COOH.1. stop.trifosfato previamente a aplicado em soluções de adenosina. e pode cáustico na remoção de verrugas e provocar graves queimaduras. capaz de aceitar fosfolipídica dos mastócitos e de participação em um par de elétrons. como analgésico e antitérmico.solução aquosa. é denominado short ácido alifático – veja ácido graxo. sendo 3. 36-37% de CH3COOH. ácido adenílico . inicial da síntese de muitos arsenicais ácido acetacético .acídico .líquido incolor poucos instantes. propenóico. ácido p- uma ligação coordenada covalente aminobenzeno-arsônico. antigamente usado como cloro e hidrogênio. metabolismo da gordura. formado interromper o processo de revelação. substância. ácido bórico – composto do boro como no diabetes. baixas concentrações faz parte do ácido acetilsalisílico – droga utilizada suco gástrico.forma enólica. em calos. utilizado na fabricação de processo de se tornar ácido. 4. adenosina. capaz de se dissociar em solução acido araquidônico . medicamentosos. outras células inflamatórias. ácido amino-capróico .4% de ácido clorídrico . 2. iônica ou molecular. quando aplicado antes alantoína. cetoácido produzido em pequenas ácido arsenioso . para formar ácido arsanílico . geralmente. a fim de formar sais e fibrinólise urinária. quantidades como produto normal do ácido ascórbico .conversão em um ácido. contido ou ácido adenosino-trifosfórico .formador de ácido. é cáustico. como o ácido acético. adição de plásticos. dotado das denominação de aspirina. características de um ácido. uma substância tratamento de hemorragias profusas que contém hidrogênio substituível por hiperfibrinólise sistêmica e por metais.empregado ácido . do revelador. adequada a oxidação dos carboidratos. iônica ou posição da membrana celular molecular. ácido acrílico .um ácido orgânico fraco. pela ação da alantoinase sobre a Em radiologia. exageradamente quando não é ácido azótico – veja ácido nítrico. substância. um ácido.produto intermediário soluções reveladoras.é um dos três aquosa para forma iontes hidrogênio. ácido acidificação .monofosfato de acidificador . referente ou também conhecido com a pertencente de um ácido. composto entre as ambas as substâncias. utilizado ácido acético . encontrado livre na natureza. usado ácido cianídrico – tóxico potentíssimo ocasionalmente. substância dotada de sabor como agente antifibrinolítico no acre. contendo como desinfetante brando. É 18 . fixadoras para a neutralização de ácido alantóico . quando diluído.trióxido de arsênico. a fim de na degradação das purinas.ácido acetilacético. ácidos graxos essenciais. veja vitamina C. porém ácido ascórbico. fornecido por uma base. de cianetos e que pode matar em ácido acético glacial . encontrado na natureza sob a forma como adstringente e estíptico.

os (quando há uma ou mais ligações ácidos nucléicos são o DNA (ácido duplas entre os átomos de carbono). segundos) ele acumula até 150 mg por ácido ribonucléico – 100 ml de sangue. 2.produto final da metabolismo anaeróbio da glicose ou glicólise. Os ácidos graxos envenenamentos graves. ácido fenol. cadeia de átomos de carbono.composto com o ácido vitamina B que não possui grande palmítico que possui um ácido capacidade de se armazenar no carboxílico ligado a uma longa cadeia organismo. Em repouso o corpo contém coenzina A. tipo de ácido graxo – 1. Ele aumenta a polirribonucleotídeo de uma acidose metabólica e reduz a seqüência específica. unido por capacidade de rendimento. ou desoxirribonucleotídicas e funciona excretado no suor e na urina. medicamento muito usado no ácido graxo saturado . apenas ligações simples entre os ácido nucléico – 1. acido como um transportador da informação orgânico com três átomos de carbono genética. que entra no ciclo de de 4 a 10 mg de ácido lático por 100 Krebs para processamento e produção ml de sangue. ácido lático . na ribonucléico).ácido desoxirribonucléico . É também chamado ácido lático. B3.ácido graxo hereditariedade. ácido podem ser saturados (quando existem azótico. musculares pesados (de 40 a 120 ácido prússico – veja ácido cianídrico.niacina ou vitamina em medicina como desinfetante. é substância átomos de carbono. na molécula. quando há uma utilizado para o tratamento local de ou mais ligações duplas entre os queimaduras.ácido graxo que tratamento da tuberculose. nicotínico e nicotinamida. Em trabalhos de ATP. que pode provocar lesões renais ácido indolacético . quando absorvido. forma-se como produto ácido fênico . Se reduzido pela adição de glicogênio nos músculos durante o átomos de hidrogênio. O ácido ligações fosfodiésteres. daí sua deficiência isolada de hidrocarboneto. contendo uma ou mais duplas ácido para-amino-salicílico – ligações entre os átomos de carbono.veja auxina. Tem função orgânica constituída por uma longa no processo respiratório das células. ele se torna exercício intenso. DNA. 19 . está relacionada com a ácido graxo insaturado .produto final do ácido pirúvico . com um ácido nítrico .Composto orgânico obtido final da fermentação láctica da destilação do alcatrão. refere-se a dois compostos.molécula ser mais fácil de ocorrer. desoxirribonucléico) e o RNA (ácido Entram. vivos. contém uma cadeia alquila ácido pícrico – em solução aquosa é inteiramente saturada. músculos e rins). no entanto. é utilizado ácido nicotínico . É precursor da acetil- lactato. lático é ressintetizado a glicogênio.substância fortemente grupo carboxila (-COOH) em uma de cáustica que pode provocar suas extremidades. plinucleotídeo que contém uma queimado para liberar energia (no seqüência específica de unidades coração. ácido alifático.macromolécula átomos de carbono) ou insaturados constituída por nucleotídeos. ligados ao glicerol.macromolécula constituição das moléculas dos presente nas células de todos os seres triacilgliceróis. 2.

adicionar ácido.estado produzido pelo aumento perda da ação reflexa. alguns movimentos musculares.etimologicamente significa Acladium castellanii. É uma perturbação do amitótico. responsável pela produção respiratórias que levam a retenção de de enzimas digestivas. equilíbrio ácido básico normal do ácino pancreático . pelo aparecimento de ulcerações acinesia – 1. Indica a aclasia – mistura de tecido anormalmente incapacidade do indivíduo executar desenvolvido com tecido normal. acistia – ausência da bexiga. constituintes básicos das gorduras. ácinos . A síndrome. É o principal observada quase sempre em produto de excreção de insetos.resíduo nitrogenado dolorosas intensas na execução desses formado no metabolismo de mesmos movimentos. os acídulo – levemente ácido. perda ou comprometimento cutâneas isoladas e por aumento dos da função motora.substância cáustica. aminoácidos e purinas. ausência de movimento. incapacidade acladiose – dermatose que se caracteriza para o parto natural. ausência de gravidez. ácido geralmente manifestação neurótica. cada uma diferente das síndromes paralíticas. glândulas secretoras. pH sangüíneo.porção exócrina do corpo. dióxido de carbono. aos ribossomos. apraxia eliminado pela urina. 2.ácidos orgânicos central. 2. formam a secreção láctea. casos patológicos. Pode ser o resultado de causas pâncreas. acinesia álgebra. regiões tropicais e causadas pelo acinesia . 3. em álgebra. elaboração da assim denominada ácido ribonucléico mensageiro . acidificar. complementar a uma fita do DNA cujas causas deverão ser pesquisadas celular e que atua para transportar a em relação à lesão dos centros mensagem genética dos cromossomos nervosos. pode depender de desequilíbrios 20 .ácido ribonucléico – psíquicos graves que impedem a polirribonucleotídeo. É acompanhada pela diminuição do acinético – 1. forma grandes acinesia cruzada – perda da atividade depósitos nas articulações ou nas vias motora do lado oposto àquele em que urinárias. capacidade de movimentos causada H2SO4. É substancialmente de moléculas de RNA. próprias de qualquer causa. da lactação. esterilidade feminina.expressão que indica pequenos acidular – tornar ácido ou de reação elementos constitutivos de certas ácida. neuropatas. existe uma lesão do sistema nervoso ácidos graxos . é considerada como uma répteis e aves.classe fórmula cinética. acinesia reflexa – comprometimento ou acidose . formados por longas cadeias de acinesia espinhal – comprometimento átomos de carbonos. ou da sensação do movimento. ácinos glandulares. São os motor por lesão medular. referente a acinesia. 2. pelo aparecimento de sensações ácido úrico . de ácidos no organismo com acinestesia – perda de sensação muscular conseqüente baixa da reserva alcalina. aciese – 1. mas que. nas mamas.1. durante o período acidúria – estado de acidez da urina. imobilidade por gânglios linfáticos. isto aclástico – não refrangente.perda voluntária da ácido sulfúrico . 2.

afetando os que comedão ou o cravo que. terapêutica prolongada com iodo ou acne artificial – erupção acneiforme com bromo manifestando-se por causada pela exposição a alcatrões. peito. acne quelóide – infecção folicular. tanto indústrias.veja acne vulgar. face. nos braços e no tronco. acne rosácea – dermatite crônica da face. fastígio eritema e tendência de hipertrofia das acne – inflamação crônica das estruturas partes atingidas.acleistocardia . ceras. acluofobia – medo mórbido da escuridão. Algumas vezes estas se acne hipertrófica – veja rinofima. a lesão primária é o por iodo ou bromo. das bochechas e da fronte. especialmente do pilossebáceas. metalóides ou os que se submetem à pústulas. por analogia. mais intensos quanto mais brusca é a acne punctata – veja a comedão. contendo material Manifesta-se quase exclusivamente purulento ou gelatinoso. acloridria – ausência de ácido clorídrico sendo a raça negra mais no suco gástrico. difusão de uma epidemia. o dorso e o vulgar. que 21 . nódulos e cistos. matérias causadores de acne em certas cardiocirculatórios. pequenas manchas róseo-azuladas. adolescentes e nos adultos jovens. depois se manipulam preparados à base destes inflama e se transformam em pápulas. como por exemplo. acme – em patologia. acne cística – acne que se distingue pela cuja causa é ainda desconhecida. acneígeno – substância que produz acne. folículos transformando-se em acne decalvante – foliculite decalvante. muito comum clorados. comum nos nariz. reúnem formando uma única placa ou acne indurada – forma da acne. a queloidal ou hipertrófica. formação de cistos. manifesta com pústulas localizadas aclimatação – adaptação gradual do nas margens do couro cabeludo. acneiforme – que se assemelha à acne. os organismo a diferentes condições quais sofrem necrose. o termo indica a principalmente do nariz. são papulosas. pode comportar uma série de contraída pela exposição sistemática a distúrbios nervosos. pústulas. que acne seborréica . moléstia e. acne medicamentosa – erupção acnite – processo acneiforme que cuneiforme produzida pela consiste de pápulas inflamatórias na administração de certos medicamentos. face e na parte superior do tórax: os acne comum . freqüentemente afetada. climáticas. em jovens no início da puberdade. graxa ou hidrocarbonetos acne vulgar . a sede mais comum deste processo. pustulosas ou acne tóxica – dermatite tóxica provocada nodulares. passagem de um clima para outro. pústulas.forma acne.denominação da acne atinge geralmente a face. acne juvenil. pápulas endurecidas. o pescoço é altitude. mudanças fisiológicas que ocorrem no semelhante à acne em forma papular e processo da adaptação a um novo pustular e que origina cicatrização ambiente. O processo de aclimatação acne profissional – acne artificial. acne juvenil – veja acne vulgar. das regiões fase mais aguda ou crítica de uma paranasais. digestivos.permanência do buraco acne necrótico – dermatite que se oval do coração. na qual permanecem isoladas mo pequenos as lesões consistem principalmente de abscessos. a de maior assinalada por telangiectasia.

Em muitos casos. encaixe. por detectar um estímulo. sobre o risco que um casal tem de especialmente das axilas associada a gerar filhos com distúrbios lesões verrucosas nesses locais. em certas desconhecida. indeterminado no tocante ao de Aconitum napellus. acomia – calvície. hereditários. condições ortopédicas e acondroplásico – veja nanismo traumatológicas. acondroplásico. a significa. refração do globo ocular. acorrer – acudir. aconurese – emissão involuntária da acomodação . atonia da bexiga. fixação. 4. provido de piagetiana. O desenvolvimento acria – radical de combinação que psíquico é normal. a novas experiências. formam crostas e se curam. nível absoluto limiar. isto é. irritante. pústula acuminada. comprometimento dos acondroplasia provoca a morte nos membros. extraída crise. acrítico – 1. perda do poder.estado mórbido que se manifesta adaptação involuntária do poder de pelo desejo insaciável de comer. uma fratura e aplicar corretamente as acotovelar – dar ou tocar com o cotovelo estruturas de sustentação. como a crosta elevação do nível absoluto limiar. 2. Como conseqüência. que produz paralisia sensorial.adaptação a um estímulo urina. para detectar um estímulo. por impedem o crescimento dos ossos. crescimento desenvolvimento do crânio e o dos caracterizado por acréscimo periférico. 22 . últimos meses da vida fetal ou nos acrílico – material sintético utilizado na primeiros meses de vida. 3. ocorre acre – pungente. Na teoria conseguinte. depressor prognóstico. caracterizada do crânio por ocasião do nascimento. acracia – impotência. cicatrizes deprimidas. condrodistrofia fetal.orientação das dobras cutâneas do corpo. 2. acondroplasia – distrofia congênita acrania – ausência parcial ou completa hereditária do esqueleto. isto láctea. A origem elaboração de peças destinadas a desta malformação é ainda substituir segmentos ósseos. acores – erupção papulosa ou pustulosa acomodação binocular – acomodação das regiões pilosas. erupção simultânea de ambos os olhos. droga muito tóxica. para a em. membros. eczematóide que afeta a face e o couro acomodação ocular – adaptação a um cabeludo das crianças. por alterações das cartilagens que acraturese – incapacidade de urinar. não relacionado à acônito – 1. sem crise. A acoria . sensorial constante pela elevação do acoplamento – adaptação. com muitas estímulo sensorial constante pela escamas e crostas. acomodar – reduzir o deslocamento em acostelado – sem costelas. desproporção entre o acrescimento – 1. deixando cardíaco. o nível mínimo de força necessário prurido dos barbeiros.hiperpigmentação aconselhamento genético . é. respiratório e circulatório. Acnthosis nigricans . é a adaptação dos distensibilidade maior do que a devida esquemas (estruturas do pensamento) somente à elasticidade. o nível acordeão – dotado de pregas iguais às do mínimo de força necessária para fole de um acordeão e. ir ou vir em socorro de.

23 . moléstia de Raynaud. muito aumentado articulações das mãos ou dos pés. caracterizada pela associação de ocasionando inflamação e acrocefalia. caracterizada pelo crânio acrocontratura – contratura das anormalmente alto. no diâmetro transversal e pelo acrocórdone – verruga pendente. de extremidades. polidactilia pré. mental. ausência do sentido de acroceratose – hiperceratose das posição. associado ao frio e a sudorese. são comuns a um membro. acrocêntrico – referente à extremidade acroeritrose – vermelhidão das mãos. polissindactilia e as deformidades dos acrodinia . acompanhada de sensação de pelo frio e pela emoção e combinada frio. lesão verrugosas acroanestesia – anestesia das discretas que ocorrem principalmente extremidades. e dos pés.moléstia quase sempre pés. provocada por distúrbios dos vasos sangüíneos locais. ou próximo à extremidade de um dos pés e de outras partes do corpo. tumefação dos membros. os punhos e os joelhos acroanestesia – anestesia das também podem ser atingidos. oxicefalia. fáceis peculiar. extremidades. cardiopatias vista especialmente em indivíduos congênitas e hérnias abdominais. transtorno psiconeurótico ou constituir acrobraquicefalia – deformidade efeito colateral de medicamentos congênita do crânio. que pode resultar no músculos dos dedos e dos artelhos. Pode ser um sintoma inicial da pelo calor. craniana associada a sindactilia. palmas. por doença ou após a no dorso das mãos e dos pés. mãos e os pés são desproporcionados hipogenitalismo. centrômero. acrocinese – movimentação exagerada acroataxia – incoordenação dos dos membros. o pé varo. nevo epitelial. infantil que se manifesta com dores acrocefalia – deformidade do crânio que ou sensações dolorosas nas se apresenta alongado e termina em extremidades (mãos e pés). vértice. valgum. as aplicação de um anestésico. perda da sensibilidade de um acroceratose verruciforme – forma de membro. acrocéfalo-polissindactilia – síndrome um tipo de neurite das extremidades. que se torna permanente. 2. obesidade e retardo longos ou grandes. achatamento da cabeça no diâmetro acrodermatite – inflamação da pele de ântero-posterior. o genu às vezes acompanhada de acrodinia. neuropáticos. geralmente ligadas a avitaminoses. forma ou. especialmente das mãos existência de um ou vários membros. principalmente dos dedos das mãos e perturbação angiospástica acentuada dos pés. acroasfixia – palidez das extremidades. outros componentes adicionais acroedema – 1. braquissindactilia. simétrica das mãos e dos pés. semelhante à psicotrópicos. acrocianose – cianose mosqueada acroartrite – artrite das extremidades. podem ser a coxa valga. mesmo. acrodolicomelia – estado no qual as axilar e sindactilia dos artelhos. peso.acroagnosia – 1. tumefação pós- acrocéfalo-sindactilia – sinostose traumática de uma mão ou de um pé. 2. vermelhidão das mãos e dos pés.

3. abreviatura do inglês Growth como a intoxicação por álcool. da pele das mãos e dos pés. que progressivamente vai arsênico. 24 .descoloração da pele. chumbo ou mercúrio ou uma provocando uma série de sintomas. 2. 2. que pigmentação normal da pele. o centro do umbigo. geralmente células ou tecidos.acroestesia – 1. acrônfalo – 1. como o beribéri. umbilical ligados à criança. ou. espessamento epidérmico. acrometagenesia – crescimento indevido acrognosia – sensação geral da existência das extremidades. ainda principalmente o aumento das um processo inflamatório. dor em um ou mais membros. Hormone). acromegalóide – semelhante à caracterizado por mobilidade e acromegalia. acromático – 1. carência. como no albinismo. 2. extremidades. dores articulares e acroneurose – qualquer neurose que se alterações das proporções faciais. quadro característico leva a um geralmente de natureza vasomotora. acromotriquia – perda ou ausência dos acromatúria – urina incolor ou muito pigmentos dos pêlos. dos lábios. física das extremidades e de suas acromia . da retina. acrômico – 1. pálida. causada por um tumor da acrogeria – envelhecimento prematuro hipófise. que se acromiotonia – espasmo muscular tônico cora com dificuldade. produzindo deformidade espásticas.é a incapacidade de acrômio-torácico – referente ao ombro e distinguir cores apesar de haver ao tórax. internos. em suas cores constituintes. perda ou ausência da das extremidades e do crânio. baixa nos membros. referente acro-hipotermia – temperatura anormal à ou resultante da acromasia. designa um ramo da artéria integridade das células pigmentadas axilar. em geral contrasta com o desenvolvimento de melanina. acroníquia – unha encravada. sem cor. acromicria – crescimento insuficiente acromasia – 1. canície. ausência de melanina. amiúde o crescimento excessivo do queixo primeiro sinal de uma hérnia (mandíbula). enrugamento. 2. palidez da acrômio – parte da omoplata que se caquexia. acompanhado de deformação da face. 4. articula com a clavícula. aumentada dos pés e das mãos. 3.doença provocada pelo simultânea dos nervos periféricos em excesso prolongado de hormônio de suas partes mais distais. sensibilidade exagerada. que não decompõe a luz do acrômio. onde dificuldade para usar anéis e alianças se insere o cordão. falando de das mãos e dos pés. leucoderma e vitiligo. O manifeste nas extremidades. acroneuropatia – degeneração acromegalia . geralmente crescimento (conhecido pela sigla simétrica com causa mais comuns GH. do nariz e umbilical. por partes. visceral.sem cor. desenvolvimento de alguns órgãos 2. acromatopsia . remanescentes do cordão perda espontânea de dentes. pálido. que contém acromionectomia – extirpação cirúrgica acromatina. aumento do número dos sapatos. proeminência e modificações faciais que incluem inusitada do umbigo. pigmento das acro-hiperidrose – transpiração células epidérmicas.

pode ser actinomicetose – veja actinomicose. acroneuropatia. do couro cabeludo e das imperceptibilidade do pulso. mãos e nos pés. adormecimento seus hormônios. mãos. renais. dos dedos. acrostealgia – dor em um ou vários ossos actinômetro – 1. etc. 2. baquetas de tambor e espessamento da acrotismo – ausência ou pele da face. envoltórios protetores do gameta actinofitose – botriomicose. emite radiações. liga-se a acropatologia – patologia dos membros.proteína constituintes dos acropatia – qualquer doenças dos filamentos delgados do músculo na membros. dor nas cortisona. as mãos e se propaga para os membros actinodermatite – dermatite causada pela superiores e à face. o diversas doenças sistêmicas. raynaud. A forma mais comum é o digestivas que dissolvem os eritema solar. perda da substância o grau de penetração de tais raios. ocasionalmente. pela melanina. como as pontas dos anormalmente pequenos. acrotrofoneurose – distúrbio trófico dos acroparalisia – paralisia das mãos e dos membros causado por uma lesão pés. possibilitando a actinógeno – qualquer substância que fecundação. nervosa. acrosclerodermia – enduração palpável actino – radicais de combinação. extremidades. actina . 25 . determinar a intensidade dos raios acrostéolise – 1. profissional ao cloreto de polivinila. que da pele dos braços. 2. dos ossos das falanges distais. acroparestesia – complexo sintomático ACTH – abreviatura de hormônio crônico autolimitado. significam raio. pronunciadas. dispositivo que determina lesões ósseas. actinodermatoses – conjunto de acrossomo . aos raios geralmente como seqüela da doença de actínicos ou aos raio X. especialmente a ou rigidez e. qual atua sobre as glândulas supra- caracterizado por formigamento. acropaquidermia – síndrome acrotérico – relacionado à periferia ou às caracterizada por mãos e pés partes mais distais. estrutura contrátil da fibrila. pernas e pés. especialmente dos nós transformações químicas dos dedos. miosina para formar as pontes especialmente as alterações mórbidas cruzadas na contração muscular. mielodisplasia com actínicos. dedos em artelhos. citoplasma das células eucariontes .vesícula localizada na fenômenos mórbidos cutâneos extremidade anterior da cabeça do provocados pelas radiações solares ou espermatozóide.acropaquia – osteoartropatia pulmonar familiar ou resultar da exposição hipertrófica. raios ou estrutura acrosclerose – escleroderma que atinge radiada. feminino. induzindo-as a produzirem sensações de picadas. do nariz. que se verificam em certas doenças do proteína muito abundante no aparelho locomotor. observada exposição à luz solar. acropigmentação – aumento da actínico – referente ou que designa os pigmentação das partes distais das raios do espectro visível que produzem extremidades. aparelho para de uma extremidade. associado a adrenocorticotrófico da hipófise. Contém enzimas artificiais.

com a rotação. São órgãos dos sentidos. causada predominante por em locais específicos do corpo ao Actinomyces israelli. raios ultravioletas. desenvolver na mandíbula. por acupressão – operação para estancar a sua ação citostática. homem e em animais provocada por como a de zumbido ou tinido. chamados semelhante a do gado e de outros meridionais. frente a acuidade . produzida por Actinomyces energização ou aquecimentos das bovis. radical de combinação que denota artelhos ou de ambos. carbono. acuto – radical de combinação.funcionamento normal de exigências internas e externas. que actinoterapia – uso terapêuticos dos significa agudo ou agudante. torne bem visível nos homens. especialmente da mudanças persistentes na estrutura ou visão e da audição. motora como reação a um estímulo actinoquímica – ramo da química que se sonoro. nervo auditivo. actinomicose – moléstia provocada no acusma – alucinação auditiva simples. desenvolvimento cognitivo que uma 26 . mediante compressão da reprodução de células tumorais. que atinge principalmente analgesia ou de tratamento de doenças as regiões bucofacial.eminência que faz a açúcar . na função particularmente acuidade visual . acu – expressão que significa agulha.classe de substâncias orgânicas cartilagem tiróide do pescoço. com necrose acusseção – ato de seccionar com uma dos tecidos e formação de pus. no intestino. produtos medicinais e que significam raio X e emanações de substâncias adicionar.agudeza na visão. Adão. ADD. Pode se compreender palavras proferidas. actinomiosina – complexo de actina e acústico – 1. AD . exposição aos raio X ou a substâncias acústico-motor – referente à atividade radioativas. moléstia longo de canais. Na área resolver detalhes. de controle motor é o ajustamento no acuminado – pontiagudo. vestíbulo- actinoneurite – neurite causada pela coclear ou VIII par craniano. referente ao som ou à miosina. às capacidade do sistema visual para sobrecargas do treinamento. proteínas musculares. animais. infecção humana.abreviatura empregada nas receitas inclusive luz solar. a partir hidrogênio e oxigênio.método de produzir supurativa. acusmatagnose –incapacidade de encontrado em forragens. ad libitum – na quantidade desejada. audição. relação com a audição. usado como adaptação – reorganização orgânica e uma fonte de energia no corpo funcional do organismo. carboidrato. tecidos. torácica e pela inserção da agulhas muito finas abdominal. hidrato de da puberdade. 2. granulomatosa e acupuntura . que determina lesões tumorais agulhas. pomo de . da mandíbula e de outras localizações. raios actínos ou da energia radiante. contra a hemorragia. 2. artéria com uma agulha inseridas nos actinomicose – 1. radioativas. audigênico. acusia – expressão que significa audição. adactilia – ausência congênita dos dedos. em ambos dos lados. a relacionadas à resposta. pulmões.actinomicina – antibiótico utilizado. um cogumelo do gênero actynomices. agulha eletrocirúrgica. nos surdez mental. que se formadas por átomos de carbono. 2. agudeza. subaguda ou crônica. ocupa das reações produzidas pela luz.

neoplasia maligna de insuficiente secreção hormonal das células epiteliais no padrão glândula supra-renais. do adenoidismo – série da alterações da formato de glândula. O adenoidite – inflamação das adenóides. do aspecto da face e da adenilciclase – enzima ligada à disposição dos dentes. adaptável – 1. respiração. gêmeo. glândula. adenoidectomia – remoção cirúrgica das adenia . tumor benigno de diversas vias intracelulares de crescimento lento que se transmissoras de sinais recebidos pela desenvolve no interior de órgãos ou célula. na superfície das mucosas. acomodação. capaz de ser adaptado. fibrose de uma fraterno. Entre mais moléstia a coloração escura da pele. de um linfonodo. mama. duplo. adeno-hipófise – lobo anterior da ademonatoso – referente a um adenoma. Quase sempre o decurso é crônico. adenoameloblastoma – ameloblastoma. adenose. difundidos está o mamário. síntese de AMP a partir de ATP. adelfo . 2. usualmente de origem endometrial.expressão que significa irmão adenofribose – 1. de adenocondroma – tumor que consiste de vários anos. corpóreo e os hormônios metabólicos.tipo de pólipo. AMPc é um componente importante adenoma . o tecido glandular e cartilaginoso. linfonodos do pescoço. hipófise que secreta o hormônio adenalgia – dor de uma glândula ou somatotrófico ou o do crescimento gânglio.. criança faz às restrições ambientais e RNA e também no chá. adenite – inflamação de uma glândula ou adaptar – 1.afecção dos gânglios linfáticos. adenopatia. É importante subseqüente intelectualização do por carregar informações genéticas ajustamento através da assimilação e nas células. tornar próprio ou adequado. ajustar-se a um ambiente. para adenite cervical – inflamação dos um novo emprego ou situação. como fibrosos. adenina – substância química (uma adenoma adrenocorticóide do ovário – purina) encontrada no DNA e no componente de um grupo raro de 27 . adenectomia – extirpação de uma veja hipófise. associada a debilidade física e adenocelulite – inflamação de uma psíquica com hipotensão arterial.veja vegetação adenóides. focos de diferenciação escamocelular. moléstia fibrocística da agrupamento de unidade iguais. adaxial – ao lado ou voltado para o eixo no qual o epitélio exibe estrutura e de uma formação. conduz à morte. contém tanto elementos glandulares adisonismo. vegetações adenóides. ADD – veja AD. glândula ou de um linfonodo.câncer ou carcinoma Addison – estado mórbido devido a uma glandular. adelgaçar – tornar delgado. emprego ou adenoacantoma – adenocarcinoma com situação especial. glândula e do tecido envolvente. É característica da ou glanduliforme. 2. 2. mediante trocas e modificações. adenocarcinoma . dispositivo glandulares. que exibe tendência para a adaptação. enfraquecimento das condições gerais adenofibroma – tumor benigno que do doente. nas formas graves. adeniforme – semelhante à glândula. múltiplo. relacionadas membrana celular que catalisa a com a existência de adenóides. adenóides .

um emplastro. freqüentemente causada por 3. mioadenoma. adenose – veja adenia. separação de aderência. receptor de fosfato no ciclo energético possivelmente uma forma de da célula. que representam a adenopatia . mucoso ou seroso. provocada por cirurgia complicada. adenopatia hiliar. dos gânglios linfáticos hilares ou aderência fibrosa – ligação firme de parailares. 2.ribonucleotídeo - de tecido glandular e tecido muscular 5’. graças a células difosfato que funciona como grupo colunares de origem incerta.1. monofosfato de adenosina. uterina ou a tuba. adenopatia traqueobrônquica . carcinoma bronquiolar ou uma adenosina monofosfato .ribonucleotídeo 5’- superfícies alveolares. traquéia. pegajoso. que mesmas superfícies. composto de células que se adenose mamária – forma de displasia assemelham às do córtex supra-renal. 2. adesões – aderência anormal das fibras de adenosclerose – afecção caracterizada colágeno às estruturas vizinhas durante por aumento e endurecimento de uma a imobilização. caracteristicamente. parietal e visceral. localizada ao redor da superfícies serosas adjacentes por traquéia.trifosfato funcionando como um liso. sinequia. potente que atua sobre duas adenoma wolffiano – adenoma subfamílias de neuroreceptores: o adrenocortical do ovário. que estimula a adenilato- adenomatose pulmonar – crescimento ciclase mediante GS.gânglios aumentados. 2. afecção exsudativas. mamária. com dos gânglios linfáticos hilares ou tendência a ligar ou colar. incisão ou adenomiose – 1. como a parede ou de um gânglio. 28 . aderências pleurais entre os folhetos mixóides e cartilaginosos. exagerado e progressivo das adenosina difosfato . originada de adenomixocondrossarcoma – tumor processos inflamatórios dessas mesodérmico maligno misto. após trauma ou uma ou mais glândulas. fibroso. que restringe a processos inflamatórios crônicos. femininos. qualquer aderência – união entre superfícies crescimento anômalo de glândulas e de contíguas de revestimento cutâneo. que parailares.afecção adesivo – 1. mais freqüentemente na parede grupo doador de fosfato no ciclo de intestinal e nos órgãos genitais energia da célula. veja moléstia infecciosa. adenopatia hiliar – veja adenopatia adesiotomia – secção cirúrgica ou traqueobrônquica. freqüentemente causada por faixas ou massas de tecido conjuntivo tuberculose. adenosina . tenaz. fase final das pleurites fibrinosas e doença que afeta glândulas. endometriose que atinge extirpação cirúrgica de uma glândula tecidos musculares. ATP. localizada ao redor da resulta ou se acompanha de aderência. receptor A1. e o a um adenoma.é um neuromodulador desfeminização ou virilismo. São freqüentes as contém elementos glandulares. adenotomia – dissecção. tuberculose. produz. que inibe a enzima adenomatóide – referente ou semelhante adenilato-ciclase mediante Gi. tumores masculinizantes do ovário. AMP. receptor A2. ADP. fibras musculares. adenomioma – tumor benigno formado adenosina trifosfato .

particularmente. chamadas adiposas. com ádipe – tecido subcutâneo com escassa estadia mínima de pelo menos 24 substância fibrilar ou reticular. substância. apresenta uma condição de adjacente – próximo.célula gordurosa. lipúria. ingresso. urina. alimentares. púbico superior à superfície posterior adinamia . debilitantes.estado de prostração. fraqueza. horas. relações interpessoais por meio de adipose dolorosa . imperceptibilidade da diástole. gordo. massa de tecido adiposo. fisiológica para alguma substância. intoxicações antagonistas. em grau menor. num serviço de internamento. observada em processos gorduroso subcutâneo.desenvolvimento diversas técnicas. em sessões de terapia disseminadas no tecido subcutâneo e de grupo. tecido conectivo adiadococinese – incapacidade de com preponderância de células executar movimentos rapidamente gordurosas. como pronação e adiposite – inflamação do tecido supinação. adicto – diz-se do indivíduo que adito – entrada. envolvidas. estrutura de sustentação. com prévia marcação. adiposidade – gordura. psíquicos ou por moléstias admissão – internamento de um doente. combate ou impede a são adicionados aos produtos transpiração. de provável origem ADH – abreviação de hormônio em disfunções hormonais. qualquer adisonismo – veja Addison. provocada por fatores administração oral . admissão urgente – internamento de um adipectomia – extirpação cirúrgica de doente em situação de urgência. auxiliar. de forças. urêmicas e fenômenos psíquicos. adiaforético – anidrótico. antidiurético. de falta da linha alba. elasticidade normal das estruturas adipo – expressão que indica gordura. tecido gorduroso.dado pela boca. 29 . habitualmente. expansão caracterizada por uma necessidade triangular fibrosa que vai do ligamento muito forte para seu uso continuado. alternados. formado por um conjunto de células admissão programada – internamento contendo gotículas de gordura. visando aumentar a sua adiastolia – ausência ou durabilidade ou alterar a sua cor. excessivo de massas adiposas. congenitamente. doloroso ao tato.conjunto dos componentes que reduz. das gorduroso. cerebelares e. dependência psicológica ou adminículo – 1. devida a de executar rapidamente movimentos moléstias do estômago. adestramento da sensibilidade – adipócito . graxo. adiadocosinesia – perda da capacidade adipsia – falta de sede. 2. ADN – veja molécula de ADN adípico – de gordura ou relativo à adnato – ligado ou unido mesma. aumento da sensibilidade do indivíduo adiponecrose – necrose de tecido a seu ambiente e. em adiposo – gorduroso. adjuvante. acesso. adotadas. de um doente. fator ou medicamento que aditivos . crianças com síndrome de disfunção adiposúria – presença de gordura na cerebral mínima. paladar e textura. vizinho. gorduras.

adenina e dois grupos fosfato. enfermar. (norepinefrina). formigamento. ou seja. molécula constituída por média do corpo após uma abdução.glândula endócrina justaposta imaginário do corpo. adorbitário – próximo da órbita. uma parte interna. sensação de secura e aspereza na provocado por parada momentânea da boca. causa permanência numa mesma posição. distinguem-se dois períodos. movimento ao rim. consistindo na aproximação ADP . que produz adrenalina alimentos.adoçante . 30 . elevação das freqüências cardíaca e Durante este período ocorrem respiratória. fosfato de uma molécula de ATP. adutores – músculos que imprimem à mas se instala em um indivíduo. o pré. ribose. partes: uma externa. do crescimento. que adventício . forasteiro.período da vida situado medula da adrenal e pelas terminações entre a infância e a mocidade. adoral – próximo da boca. circulação local ou por compressão adução – movimento realizado no plano nervosa.adenosina-difosfato. impuros. adrenérgico – medicamento capaz de puberal e o da crise puberal. classificado (epinefrina) e noradrenalina em artificial e natural. de desuso. atua sobre 11 aos 12 anos e os 15 aos 16 anos vários órgãos. adrenalina – hormônio secretado pela adolescência . adoecer – cair doente. sendo constituída por duas oposto ao de abdução.que ou o que é chegado de secreta hormônios esteróides fora. produz adsorção. dilatação dos brônquios. engodo ou ocultação. em direção da adsorbato – qualquer substância que é boca. dor e peso em um adstringente.substância não nutritiva glicocorticóides. Os do sistema nervoso simpático. em adsorvente – qualquer substância que direção da órbita. Na adolescência glicogênio nos músculos e no fígado. profundas transformações somáticas e aumento da abertura da pupila e psicológicas e. absorvida. sobretudo. libera energia. reproduzir os efeitos excitatório da adolescente – que ou quem está na adrenalina. estimulando para o sexo feminino e dos 12 aos 14 importantes respostas adaptativas: e dos 15 aos 16 anos no masculino. edulcorante. como o carvão ativo adormecimento – sensação de e o gel de sílica. adquirido – que não existe ao nascer. Adson – veja teste de Adson. Nas limites estão compreendidos entre os situações de estresse. adulteração – mistura ou substituição formando-se pela saída de um grupo por ingredientes inferiores. com intuito de formação de ADP a partir de ATP lucro. mineralocorticóides utilizada em pequenas quantidades e andrógenos. adolescência. a para conferir sabor doce aos medula. a produção de glicose a partir do maturação sexual. frontal. A inertes ou mais baratos.difosfato de do segmento em direção da linha adenosina.agente que diminui ou membro que se verifica após longa impede a secreção ou absorção. aproximação ao eixo vertical adrenal . que pode ser utilizada adulto – ser vivo que atingiu o máximo no metabolismo celular. o córtex. como respectiva parte do corpo um reação ao ambiente ou pelo uso ou movimento de adução.

de alegria ou tristeza. durante tempos variáveis. instrumento para serem efetuadas aerossolterapia – forma de terapêutica antes de sua utilização.aedes – gênero de mosquitos ao qual segundo. aerodinâmica – ramo da dinâmica dos afagia . pode ser aférese . Com certas amarela. conectado a uma máquina que colhe aerossol – partículas pequeníssimas e as células por centrifugação.aquilo que chega. suspensas de uma droga que. fluidos que trata da força e efeitos do afasia . que permite a administração de drogas afetividade – conjunto de fenômenos através das vias aéreas superiores psíquicos que se manifesta sob forma mediante aparelhos e nebulizadores. dificuldades causa. necessidade de fatores congênitos ou conseqüente a oxigênio. traumatismo ou intervenção cirúrgica. que se um órgão ou aparelho ou conjunto manifesta por eructações freqüentes.banhos de ar. sentimentos e paixões aeroterapia . para todos os aferentes.condição mórbida neuropsíquica. aferente .afasia motora.processo onde o paciente é desconsiderada. aerobiose – condição de vida em afacia .perda da faculdade de palpitações. músculos ou juntas que passam a eliminando parte de produtos tóxicos produzir uma ação de acordo com um (uréia. finalidades. percepção das palavras cegueira e aerofobia – síndrome psíquico que se surdez verbais. No primeiro adaptação deste plano ao contexto caso tem finalidade de coadjuvar no ambiente. efeitos práticos. Tal método afetivo – relativo à afetividade. imperfeição da linguagem. de emoções. manifesta como medo de ar ou de afemia . ácido úrico). insatisfação. abaixamento da pressão arterial e. praticam-se também aeróbio – que requer oxigênio livre no banhos de ar bastante quentes (50 a processo respiratório celular. tratamento acompanhadas sempre da impressão complementar de algumas doenças de dor ou prazer.termo usado para definir a fazem o impulso nervoso chegar ao região da atmosfera onde a densidade SNC são chamados de nervos do ar é tão pequena que. respiratórias. se revela um bom ativador pertence o transmissor da febre da circulação periférica. no 31 . 60ºC). ar nos objetos que movem através do que consiste na falta ou na ar. aerofagia – distúrbio caracterizado pela afecção.ausência do cristalino devido a presença de ar.doença ou estado mórbido de presença de ar no estômago. fisioterápico constitui um recurso útil afinação – preparação dos neurônios para desintoxicar o organismo através motores em um grupo funcional de da sudorese pelos poros cutâneos. aferição . em ambientes abertos ou fechados. nervos que aeropausa . Os banhos de ar plano (uma estrutura coordenativa) na podem tépidos ou frios. de satisfação ou por meio de exposição do corpo ao ar.impossibilidade de deglutir. que surge em virtude de uma mesma Provoca falta de apetite. correntes de ar. de agrado ou desagrado. inaladas. mal-estar gástrico e afemestesia .conjunto de operações exercem uma ação terapêutica direta especificadas pelo fabricante de um no aparelho respiratório.

um oxidante. O vírus da agalactia – ausência de secreção láctea rubéola. 2. agalaxia. no que se refere às róseo. ausência congênita de um agentes etiológicos . dano ambiental. física ou defluxo de ar. respiratório. instalações sanitárias. instável (reativo) ou reativo com afrodisia – desejo exagerado de satisfazer água. circundadas por halo promoção à saúde. que pode afetar o crianças que ingerem leite infectado. fadiga. afta epizootia .veja ou a traumatismos psíquicos. ruminantes. química capaz de causar doença. agente de saneamento . detergente. às embrião. ou seja. estes podem transmiti-la químico ou biológico. na aparecem vesículas ovuladas ou vigilância sanitária. agente de risco respiratório - afrodisíacos – drogas ou medicamentos concentração particular de um aos quais se atribui a capacidade de contaminador aéreo que. desenvolvimento normal dos órgãos. especialmente nos agente teratogênico . um peróxido afrasia .agente que pode contagiosa que incide em alguns provocar mutação. externo ao ao homem e.incapacidade de articular as orgânico. 32 . agenesia – 1. lesões do órgão química que tem evidência científica da fonação ou por fatores psíquicos. em particular. marinha.asfixia provocada pela ausência de desenvolvimento de um penetração de líquidos no aparelho órgão.aquele que causa determinado elemento dental. agentes biológicos de risco . provando que é um líquido aforese – ausência de secreção combustível. inflamável.todo organismo característica do lactente. alguma ou algumas funções corporais. afonia – perda ou diminuição da voz por agente de risco físico . explosivo. o raio X e a talidomida são devida a disfunções hormonais ou. quando entra despertar ou de aumentar o instinto no corpo através do sistema sexual. aftoso – que se manifesta por aftas. o instinto sexual.afogamento .agentes agalaxia – agalactia. palavras.afta infecciosa e agente mutagênico . provocando malformações. uma doença. predisposição do indivíduo. respiratório que impedem o afluxo e agente . sobre as quais profissional de nível superior.entidade biológica. um gás comprimido. com capacidade na mucosa oral.uma substância causas locais. sudorípara. saúde ambiental e arredondadas. agente infeccioso . nos primeiros três para causar infecção independente da meses de vida.profissional que afta . produz alterações em afrontação – dificuldade respiratória.agente físico. a depauperamentos orgânicos agentes ativos de superfície . afta de Bednar – úlcera pterigóidea. então. usado para a preparação de seja diretamente ou indiretamente por meios de cultura de micróbios. infecciosos que apresentam um risco à agar – produto extraído de uma alga saúde de humanos ou outros animais. aparecendo microscópico ou não. exemplos de agentes teratogênicos. mormente das atua sob a supervisão de um gengivas e dos lábios.lesões das mucosas. pirofosfórico. animais.

são comuns em crianças e agonista – um músculo que por sua adolescentes portadores de distúrbio contração e considerado o principal na neurológico ou submetidas a situação produção de um movimento articular 33 . acústica pequena é sempre referida aglomerar. aproximar. agitofasia . com omissão inconsciente de agiria – consiste na falta de formação de sílabas ou palavras. agitação . ageustia. são ocorre debilidade progressiva das acompanhadas de gritos e lamentos. ligeiros com agitografia . células ou partículas espontaneamente agitação acústica . pelas pontas dos dedos. ou tremor. agnatia . com omissão inconsciente de sílabas agilidade – qualidade de executar ou palavras. o de pressão ultra-sônica.atividade motora agonfiase . acústica permite um movimento aglutinina . unir. (aglutinogênio A e aglutinogênio B). é aglossia – 1. ligar. em que um delicado aglomerar – juntar.ausência congênita do maxilar provocando aumento da inferior. excessiva associada à tensão agonia – período que precede emocional. A agitação aglutinar – colar. movimentos rápidos. ageustia – veja ageusia. A agitação mesmo que juntar. 2. psíquica. geralmente é improdutiva imediatamente a morte durante o qual e repetitiva. aglomeração. Em alguns casos. mas língua e do orifício bucal. formação de grupos de mais grosseiro. no campo ultra-sônico podendo como os antígenos do sistema ABO causar efeitos terapêuticos benéficos. movimento ou após reação com anticorpos unidirecional do fluido em um campo específicos ou outro agente. dá-se nas zonas corticais do SNC. membrana da célula para outro. e membranas do plasma ficam aglutinogênio . usualmente realizada de modo muito aglutinação – 1. agitolalia – agitofasia. ausência congênita da transmitido aos tecidos pela mão ou língua. 2. das partículas de um lado da resultando em aglutinação. como uma micro agitação. sulcos na superfície cerebral. permeabilidade celular. reunir.antígeno presente na submetidos ao movimento do fluido superfície de uma célula ou partícula. incapacidade para falar.excessiva incapacidade da mudanças de direções. A micro agitação permite movimento que reage com anticorpos específicos. que provoca forças de radiação.técnica praticada com uma ou conjunto.substância como um permanente do fluido. agitação psicomotora . lissencefalia.excessiva rapidez da fala. agnosia – síntese das sensações de forma agitação hidrodinâmica .ageusia – falta de sensação gustativa de estresse onde se sentem provocada por lesões das células pressionados e solicitados além da sua gustativas ou por fatores de ordem capacidade de resposta. duas mãos. escrita. causado pelas anticorpo específico. amontoado. Sua finalidade aglossostomia . movimento de agitação.veja agitação a constituir percepções conscientes acústica.ausência congênita da é a mesma da vibração. funções dos centros nervosos e de Os estados de agitação psicomotora todos os demais órgãos. aglomerado – junto. O tecido conectivo aglutinação de células ou partículas.ausência dos dentes.

alterações afásicas que ocorrem na utilizada na preparação de linguagem oral.gases asfixiantes superior a 500mg. grupo organizado. água termal . diluída. distúrbio neuropsíquico que e como tal pode ser usada nas consiste na perda da capacidade de lavagens de ferimentos ou para expor suas próprias idéias. perturbação da água esterilizada . a água substâncias líquidas. água potável . defensores do organismo na luta encontra uso como desinfetante de contra as doenças infecciosas. encontra em locais ou situações das água boricada – solução de ácido bórico quais escapar poderia ser difícil ou em água destilada.água que carrega celular. não deve conter o insípido. que quer dizer competição. inferior a 70mg por litro e não agressivos químicos .água formada pela pessoa venha a passar mal.água isenta de linguagem escrita ou oral. sólidas. medicamentos. orais e vaginais. principal 10-12 elementos por litro. agramatismo – 1. inodoro e água. 2. O A água constitui cerca de 60-70% do agonista sempre se contrai ativamente peso corpóreo.água estéril. que se microorganismos. é a parte bacilo coli em quantidade superior a líquida do globo terrestre. microbiano não deve ser superior a agrupar – reunir em grupo. disputa. deve agregar – reunir. correspondente a 10% do peso do excêntrica ou isométrica. gasosas e desempenha funções importantes.água que atende aos seguida do aparecimento de padrões de potabilidade.afecção grave do sangue água oxigenada – líquido incolor. desinfetante embaraçoso ou. caso a água destilada . sem germes. ou na manutenção de uma postura. acima de 20ºC. 2. inodora e insípida. É termo é originário do grego AGON. condensação de vapores de água. irritante quando em granulócitos. alimentação. agranulocitose . 2. em reduzidíssima quantidade e agrupamento – 1. transporte.águas naturais aquecidas secreção e excreção do organismo. na maioria das vezes. de caracterizada pela falta de sabor metálico. perda de 20 a 25% pode ser que aparece quando a pessoa se mortal. possuir uma quantidade de sais não associar. Manifesta-se com febre e estenia. Deve ser ulcerações na mucosa oral. incolor. juntar. fundamental para a termorregulação. ferimentos e como hemostático.manifestação na escrita das tornam a água isenta de sais minerais. essencial à vida. elemento constitutivo do protoplasma água residual . de fórmula H2O. um dos principais concentrações elevadas. congregar. ato ou efeito de nenhum traço de amônio e o conteúdo agrupar. 120 germes por centímetro cúbico de água – 1. O Sem água não há vida possível. brando utilizado para lavagens em situações nas quais um auxílio oculares. e. A perda de água para produzir a contração concêntrica. 34 . que agrafia . intercâmbio. caracteriza pela omissão de letras ou água fervida . corpo produz sérios distúrbios na agorafobia – caracteriza-se por ansiedade saúde. sobretudo. imediato pode ser difícil. sílabas. deve conter nitratos de alto poder tóxicos e de ação rápida. absorção. produtos das várias atividades serve de veículo nos processos de do homem. líquido incolor. No organismo vivo.

O sintoma carbônico e o oxigênio. fase adulta do vetor. que são a chave do superficiais. principal.água vegetomineral – líquido ameaçadoras. condições severas. Immunodeficiency Vírus). Distinguem-se em oligominerais.forma de avitaminose exacerbação de uma doença crônica. mediominerais e minerais perda de peso. propriamente ditas. anartria. Manifesta-se inicialmente por febre. pelo humano. Na sua composição está sistema imunológico do corpo presente o chumbo que é tóxico.corresponde às letras iniciais de cordão umbilical. reativação ou a alactoflavinose . brusca e evolução rápida. de da pele. B2.paciente acometido da articular as palavras. usado chamada HIV (Human em compressas sobre contusões. e nos casos mais os ácidos predominam o ácido graves. entre vírus e parasitas. incapacidade de aidético . mamíferos forma a maior parte do AIDS . agudização de doença crônica .são as que contêm sais infectadas quando se injetam drogas. súbito. arriboflavinose. Podem ser usadas como bebidas e passagem da mãe para o filho durante para inalações. Esse vírus luxações e processos inflamatórios ataca os linfócitos. recente. a gestação através da placenta. fadiga crônica. 2. nas quais mudanças córnea e da conjuntiva ocular. caracterizada por coloração rósea freqüentemente perigosas. anorexia. Sua composição inflamação de gânglios e dores química é muito variável e estão generalizadas. inesperado. sais de sódio. semelhante ao da varíola. irrigações e banhos. afecções da exposição. provocada por um vírus deficiência adquirida em português. pele. relativamente rápidas ocorrem. zona de projeção de um alalia – privação da palavra por afecções órgão interno sobre a correspondente dos órgãos vocais ou por lesões superfície externa do corpo. entre os câncer de pele que pode afetar compostos gasosos o anidrido também o tubo digestivo. piora. novo. Acquired Immune Deficiency alastrim – doença infecciosa. síndrome da imunodeficiência alantóide . um carbônico e o fosfórico. causadas por bactérias. provocada por carência de vitamina agudo – 1. potássio e cálcio. ou gases em concentrações mais recebimento de sangue por transfusão elevadas do que as das águas comuns. é causada por um vírus esbranquiçado. porém é a perda das defesas agudeza – veja acuidade. uso de agulhas hipodérmicas águas minerais . contra infecções. nervosas periféricas. de pessoas infectadas pelo vírus.anexo embrionário que em adquirida.máquina simples que consiste imunológico do corpo impedindo-o de em um corpo rígido capaz de girar em se defender contra outras infecções um ponto fixo no qual se estabelece 35 . adstringente. 2. pelo sarcoma de Karposi. presença de asas. Depois surgem presentes em quantidades elevadas os infecções. rágades labiais.é a ajoelhar – pôr-se de joelhos. aia – 1. O vírus pode ser transmitido que a água vegetomineral não deve de várias formas como pela atividade ser utilizada quando existem lesões na sexual com um parceiro infectado. manifestação. ama. doença fatal que ataca o sistema alavanca . instalação alado – 1. febril e Syndrome ou síndrome da imuno eruptiva. cefaléia.

tem o eixo é dividida no mínimo em duas partes. onde ela transporta álcool desnaturado – álcool etílico várias substâncias e ajuda a manter a tratado com substâncias químicas que pressão osmótica do sangue e é impede o seu uso como bebida. a resistência na extremidade alça intestinal – parte recurvada e oposta. a potência e a manifesta nas pessoas que resistência. no meio e a força na outra alça de Henle . dos pêlos e da íris. durante longos alavanca de primeira classe . com de pigmentos no tegumento. 2.presença de albumina na uma das extremidades. sangue acima do valor normal de 7. por fermentação do açúcar contido em albuminúria ortostática . A presença utilizado como desinfetante. meio. quase potência está entre a resistência e o todos de origem vegetal. (produto de transformação de albinismo .endosperma. alavanca de segunda classe . permanecem de pé. que a resistência está entre a potência alcalose . que fica extremidade.4.o eixo em albuminúria. a resistência urina. etc. alavanca interfixa – aquela em que o alcalina . Albers-Schoenberg. A alavanca interpotente – aquela em que a substância alcalina mais comum no potência está entre a resistência e o corpo é o bicarbonato.elevação do valor do pH do e o ponto fixo. alavanca inter-resistente – aquela em papaverina. numa das extremidades. cafeína.parte do néfron. qualquer bebida pigmento da pele. 3. hereditária caracterizada pela ausência álcool – 1.o eixo está períodos. totalmente ou em parte. capaz de neutralizar um ácido. É causada pela compressão localizado entre a força e a direta ou indireta do rim ou a resistência. constitui uma forma substâncias medicamentosas. teobromina.também alguns vegetais ou por síntese denominada lordótica porque é mais química.. fermentação de substâncias albino – diz-se daquele a quem falta de açucaradas ou por processos nascença. nos pêlos cheiro e sabor típicos. freqüente nos adolescentes com alcoolatos – destilados alcoólicos de lordose lombar. líquido incolor. constrição da arteríola renal. pregueada do intestino. o sintéticos. entre os túbulo proximal e distal e que alavanca de terceira classe . um equilíbrio de momentos pela ação de albuminúria benigna que se de duas forças. produzida no fígado. constante de albumina na urina álcool etílico – substância química obtida geralmente indica doença renal. a força no uma descendente e outra ascendente.diz-se da substância que produz fulcro está entre a potência e a íons hidroxil em uma solução ou é resistência. alavanca interpotente – aquela em que a alcalóides – compostos químicos. moléstia de . ponto fixo. espirituosa. como a fulcro.condição constitucional proteínas) na urina. álcalis fortes . um radical de hidrocarboneto e um ou albumina – proteína solúvel existente no mais radicais hidroxila (OH). obtido por e nos olhos. volátil. 36 . estricnina.veja cáusticas. composto que possui albume . plasma sangüíneo. alcaptonúria – presença de alcaptona osteopetrose.

2. contribuindo escrita ou impressa devido a uma para elevar a pressão arterial. quando ou injeção de álcool. 4. hepáticas e renais alergia . diz-se genes alelos que algas . defeito.diagnóstico e tratamento córtex da supra-renal. crianças. ânimo. alternativas de um gene. alimento. em ou multicelular. apreendidas pelo organismo causam aldeído . determinada parte do corpo. mineralocorticóide produzido pelo alergologia . deformidade ou mutilação alexina – substância contida no soro física. cloretos e água alexia . o desencadeia reações alérgicas. hormônio alérgico – aquele que tem alergia. reabsorção de sódio. enfraquecimento das funções sustento. Nos indivíduos portadores alérgeno – 1. etilismo agudo. deflagra uma resposta imune alcoolismo crônico – intoxicação crônica causando uma reação alérgica. no início. 2.alcoolismo agudo – intoxicação alternativamente um determinado episódica aguda devida à ingestão lócus gênico. cardiocirculatórias. que ocupam o mesmo algesia – sensibilidade à dor.doenças alérgicas nas grupos carbonila. um alcoolismo agudo assume gravidade elemento estranho ao organismo que maior. algias . de hidrocarboneto e um ou mais alergia infantil . euforia. exerce ação alelo – 1.veja epistasia. lócus nos cromossomos homólogos. É caracterizado alento – 1. respiração. fotossintetizante e cromossomos diferentes do par avascular. homólogo. uma provocada pelo uso habitual de álcool. 2.incapacidade de leitura de letras pelos túbulos renais. anormal à uma ou mais substâncias alcoolização – tratamento pela aplicação aparentemente inocentes que. por distúrbios induz a formação de anticorpos faríngeos. fio ou alelos que podem ocupar tecido fabricado com ela.intolerância do organismo para que podem conduzir a graves com determinados produtos físicos. hálito. estimulando a das doenças alérgicas.composto que tem um radical irritabilidade. lesão central. 3. penugem alva e macia das alelos múltiplos . por perda do autocontrole. na presença de aleitamento – amamentação. excessiva de álcool. estro. cirrose químicos ou biológicos. algofilia – algomania. que estão alga azul – veja monera. descompensações cardíacas.série de mais de dois sementes do algodoeiro. sensibilizador específico. proteína estranha ou um hepteno que Manifesta-se. alelo hipostático – veja epistasia. uma entre duas ou mais formas lítica sobre bactérias e outras células. aldosterona . 3. algodão –1. motoras. estado de inspiração. 37 . além de depressão reage-se de forma exagerada. unicelular estão na mesma posição. sangüíneo que. lado a lado.dores localizadas em uma alelo epistático .organismo eucariótico. antígeno ambiental que de distúrbios neuropsíquicos. coragem. laríngeos e gástricos aos anafiláticos e que pode precipitar uma quais seguem-se disfunções reação alérgica. aos quais hepática e nefrite. mesmo que cegueira aleijado – que ou aquele que tem algum verbal. trata-se de uma reação distúrbios da coordenação motora. das faculdades psíquicas associada a Portanto.

crescimento.alimentação utilizada como purgativo. liliáceas do gênero aloe (babosa). sais minerais e vitaminas. idiotia afásica. 38 . alongamento – é uma extensão do construindo e substituindo tecidos. alimentação equilibrada . partes envolvidas. das alongamento passivo – tipo de exercício fibras. que leva o doente a sentir prazer na almofada de água – técnica de aplicação dor e a procurá-la. força é aplicada em oposição à direção alívio . produtos na sua maior extensão possível.produtos por um dispositivo mecânico. uma posição com o músculo desejado alimentos processados . fornecendo energia. de mobilidade no qual é aplicado um alimentos secos .impossibilidade de falar por lesão com as necessidades nutricionais de nervosa central. psicopatia irregulares. organismo para regenerar os seus alongamento balístico – envolve um próprios tecidos e obter a energia movimento de ressalto no qual necessária para o cumprimento de contrações repetitivas do músculo todas as funções orgânicas. 2. alimentares transformados.diminuição do sofrimento ou da do encurtamento. acoplamento.algomania – estado psíquico mórbido Allen – veja teste de Allen.ato voluntário de ingerir aloe – droga extraída de folhas de alimentos. alongamento excessivo – alongamento alimentos reguladores .responsáveis além da amplitude de movimento pela regulação das atividades no normal de uma articulação e tecidos organismo.modalidade de alimento – 1. dor. substância ingerida pela acomodação do recém-nascido normal boca que mantém a vida e o em berço contíguo ao leito da mãe. assim como renovação de alongamento cíclico – alongamento tecidos e células. cada indivíduo. proteínas. músculo além do seu comprimento são substâncias utilizadas pelo em repouso. funcionamento através da água.técnica para processo de cristalização. organismo. garantindo o bom moles vizinhos. mecânico ou de conservados através da técnica de posicionamento nos tecidos moles e a secagem.responsáveis usa balanceamento e oscilações das pela energia do organismo. produtos alongamento estático – técnica para alimentares conservados através da aumentar a flexibilidade ao manter técnica de irradiação. Trata-se de uma bolsa caracterizada pela perda da plástica cheia de água a qual servirá consciência do próprio eu.produtos alimentares alongamento manual. passivo repetido geralmente aplicado alimentos cristalizados .responsáveis alongamentos rápidos dos músculos pela manutenção e crescimento do antagonistas. aumentar a flexibilidade em que se alimentos energéticos . de ultra-som em superfícies alienação mental . alojamento conjunto . alimentação . agonista são utilizadas apara produzir alimentos construtores . balanceada em nutrientes de acordo alogia . alimentos irradiados . alimentares conservados pelo alongamento dinâmico . de interface entre o transdutor e a pele alienista – especialista em doenças do paciente a fim de maximizar o mentais.

amamentação .é uma manipulação em antropométrica do tronco mais o que os músculos e tecidos comprimento da cabeça e do pescoço. as mãos e a pele se auditivos ou gustativos. ama- alopecia . ama-seca – veja ama.baseada na alta estatura . ama-de-leite – veja ama. Durante a fase de pressão de estímulos visuais. onde ocorre as trocas anomalias da retina e do nervo óptico. Durante a ou não que causam alucinações. a cavidade abdominal e outros fiquem retraídos de modo a suas vísceras. estimula vertical que passa por esse ponto. e assexuada.nutriz que amamenta criança que paralisia.constitui a única forma alossomo – cromossomo. amamentação com ama-de-leite - alternância de gerações . O inexistentes de natureza psíquica e movimento ocorre em sentido que consiste na percepção de circular. melhorar a função em pacientes com ama .queda temporária ou de-leite. celeste.quando o percentil da administração do leite não humano. de aterragem. fase de liberação (relaxamento). amamentação artificial .distância angular entre o leite materno e intercalado com o leite horizonte e um ponto da esfera de outro animal. especificamente os receptores altura relativa de projeção – diferença colinérgicos nas junções pós- entre a altura de lançamento e a altura ganglionares parassimpáticas. enquanto se permite seletivamente que alvo . envolvido por função visual provocada por capilares. destinada a abrigar as raízes amastia – falta congênita de uma ou de dos dentes.alongamento seletivo – processo de gasosas entre o ar alveolar e o sangue alongar alguns grupos musculares que passa pelos capilares. possível de alimentar naturalmente alta de internamento – fim da crianças nos seus primeiros meses de permanência do doente num vida. peladura. movem conjuntamente sobre as alucinógenos – drogas medicamentosas estruturas mais profundas. provocada por diversas causas.pequenos sacos. alvéolos pulmonares . aia.5. estatura é superior 97. permanente de cabelos e de pêlos. cardíaco. amaurose – intenso enfraquecimento da dentro dos pulmões.ciclo de vida recurso utilizado quando a mãe está em que se sucedem gerações sexuada impossibilitada de amamentar. amálgama – material restaurador falacrose. olfativos.amamentação com altura .ventre. artificial ou estabelecimento de saúde com mista. não é seu filho. táteis. subcutâneos são alternadamente alucinação – fenômeno patológico comprimidos e liberados. as alumínio – metal não ferroso mais mãos deslizam suavemente até uma comum na crosta terrestre. podendo ser natural. e o movimento é alvéolos dentários – cavidade da arcada repetido. ambas as glândulas mamárias. ama-seca. dentária. contada segundo o círculo amanita muscaria . altura tronco cefálica – medida amassamento . cada movimento. composto por ligas metálicas e alorritmia – alteração particular do ritmo mercúrio. amamentação mista . área adjacente. internamento. 39 .

muito glicose em plantas. somente o grupo lateral varia de aminoácido para aminoácido. lançando faríngea de Luschka. é sinal de (ou cadeia lateral) indicado pela letra infantilismo.ambidestro – pessoa que tem a amenorréia secundária . sem amida . ametropia – defeito de refração ocular. Acredita-se que prolongamentos do protoplasma. Os glóbulos amiloidose – afecção grave que consiste brancos do sangue e os macrófagos do no acúmulo progressivo de substância tecido conjuntivo se locomovem por amilóide em alguns órgãos como o movimento amebóide. celular pela emissão de amilase pancreática – amilopsina. partículas alimentares. tarefas. devido a amenorréia . amenorréia patológica – amenorréia que amina .parada da habilidade em usar ambas as mãos função menstrual normal durante um para a execução eficiente de quaisquer período de pelo menos 3 a 6 meses. faciais. Sua forma importantes são as palatinas e a muda constantemente. polissacarídeo formado amebíase – doença provocada por exclusivamente por moléculas de Endamoeba histolytica.infecção nas amídalas. defesa contra os agentes infecciosos. primeira menstruação em jovem que um átomo de hidrogênio e um grupo atingiu a puberdade. amenorréia fisiológica – amenorréia amilopsina – amilase pancreática. ao qual se ligam um grupo amina amenorréia primária – ausência da (NH2). curtos. decomposto em carboidratos mais amebóide – tipo de movimentação simples.ptialina. prolongamentos citoplasmáticos amilase salivar .derivado da amônia (NH3) no hospitaliza-los. A ameba é um ser unicelular amídalas . Os 40 . pertencente ao gênero grupo ameba.falta de expressão da face que ocorrem durante a menopausa e a devida a paralisia dos músculos gestação. qual um ou mais dos átomos de ameba – protozoário da classe dos hidrogênio foi substituído por um rizópodos. a maioria das vezes grupos alquila ou arila. difundida nas regiões tropicais e que amilase – enzima que cataliza parte das ocorre após ingestão de alimentos ou reações nas quais o amido é de água contaminados. R. fígado.amplitude modulada de ambulatório – consultório ou local onde freqüência.ausência da menstruação. AMF . são examinados doentes.. ambliopia – enfraquecimento da visão. os pseudópodos. aminoácido – composto orgânico que por traumas ou por causas contém um átomo de carbono central emocionais. as amídalas desempenham função de denominados pseudópodos.órgãos linfáticos constituídos constituído por uma massa por numerosos folículos. própria do período pré-púbere e as amimia . disfunções do metabolismo protéico.derivado da amônia (NH3) no se instala subitamente durante o ciclo qual um ou mais átomos de de vida sexualmente fecundo da hidrogênio são substituídos por mulher. amido . um grupo carboxila (-COOH). rins e pâncreas. permitindo movimentar-se e englobar amidalite . as mais protoplasmática nucleada. provocada por disfunções glandulares.

cujo processo de âmnio . resultante do metabolismo de aminoácido natural . Para a espécie amniorréia – escoamento do líquido humana. quando provocada por amoniotélico . aminoácido não-essencial – aminoácidos amniótica – qualquer afecção da que podem ser sintetizados pelos membrana amniótica. é cáustico e provoca intoxicação gabromicina. seres humanos e outros vertebrados a amniótico – líquido contido no saco partir de precursores simples e.é aquele que não amniocentese . que formam as moléculas de proteínas. ou persistente. usado proteínas é decomposta por em infecções provocadas por germes microorganismos. devendo ser amniótico. Pode ser amonização. grave. uma população. transitória ou permanente. são essenciais a arginina. isoleucina. embrião no útero materno. amiostenia – enfraquecimento das amonificação . ser sintetizado por um organismo a amoníaco – gás tóxico que se dissolve na partir de outros aminoácidos ou de água. amortecimento – instante no tempo amnésia – estado mórbido caracterizado durante o período de locomoção pela perda de memória. obtido através de dieta. o começo do palavras.punção transabdominal pode ser sintetizado por um da câmara âmnica com agulha organismo ou é sintetizado em adequada para retirada de líquido quantidade insuficiente. Em doses elevadas gram-positivos e gram-negativos. tirosina. fortemente outras moléculas orgânicas.é o mais interno dos anexos seleção é caracterizado por uso de embrionários. partir de compostos orgânicos amiotrofia – moléstia que se manifesta nitrogenados. forma uma bolsa cheia julgamento.produção de amônia a funções musculares. realizada por pela diminuição do volume e organismos decompositores. transitória. Eles são: alanina. O sintoma pode ser período de apoio. histidina. amniótico. irritante das mucosas.aquele cujo principal inatividade temporária do músculo. lisina. com quando qualquer parte do pé primeiro dificuldades para recordar fatos e faz contato com o solo. é formado aminosidina – antibiótico produzido pelo quando matéria orgânica contendo Streptomyces crestomylicus. traumatismos psíquicos graves ou em amostra proposital – subconjunto de lesões do sistema nervoso central. fibras ou nos nervos correspondentes. ácido glutâmico e a serina. amônia . processo inflamatório do âmnio. glicina. frouxidão de músculos. Símbolo químico: NH3.resíduo nitrogenado altamente tirosina. no caso de lesões nas amonização . resíduo nitrogenado é a amônia. aminoácidos são as unidades que de líquido (líquido amniótico). tem odor pungente. devido a traumatismo ou triptofano e a valina.é aquele que pode aminoácidos. parcial ou amostra – subconjunto de elemento de total e tem sua origem em uma população. cistina.veja amonificação. amniótico e que permite a vida do portanto não são requeridos na dieta. envolve e protege o embrião. fenilalanina. amniótica. aminoácido essencial . tóxico. no sentido de que a amostra selecionada seja 41 . amniorrexe – ruptura da membrana metionina.

É uma molécula mínima registradas num mesmo lugar. caso. amputação padrão. partir do ATP em resposta à amplitude térmica . em seguida amplitude – diferença entre o escore a processo mórbido destrutivo. mais alto e o mais baixo de uma amputação aberta . amputação em guilhotina – veja número de graus que uma articulação amputação provisória. miodese. permite que um de seus segmentos se amputação osteomioplástica – neste movimente. que é produzido por uma secção óssea e é feito um retalho de contração ativa dos músculos que periósteo previamente. Pode ser cirúrgica. amplitude de movimento – amputação de reto . porque os músculos uma sutura através de buracos feitos agonistas principais precisam de na extremidade distal deste. da população de interesse. amputação convencional – veja acrescida de uma unidade. produzido inteiramente por AMP cíclico – adenosina monofosfato uma força externa. Na no qual a assistência é feita por uma miodese. para que a cruzam aquela articulação.diferença entre os estimulação hormonal de receptores valores das temperaturas máxima e da superfície celular. dois segmentos adjacentes se movem. um movimento dentro da amplitude dos quatro nucleotídeos em uma articular sem restrição para um molécula de RNA. em moderada tensão. alcance. amplitude de movimento passiva – AMP . irrecuperáveis ou quando as mesmas ampicilina – derivado semi-sintético da ameaçam estender-se a outras partes penicilina. importante na transmissão de sinais durante um determinado período. não ocorre cíclico é um nucleotídeo produzido a contração muscular voluntária.monofosfato de adenosina. segmento. 42 . cavidade medular seja fechada. as extremidades distais do força externa.veja amputação distribuição de escores obtidos num provisória. manualmente ou músculo são conectadas ao osso por mecanicamente. os vasos e os amplitude de movimento ativo – nervos são seccionados de maneira movimento dentro da amplitude convencional. traumática ou amplificação gênica – aumento do acidental. Atua como molécula amputação – retirada de uma parte mais sinalizadora ativando a quinase-A. representativa. teste por um grupo específico. quando executada em casos nos quais ampere . decorre durante a vida da célula. é ou menos extensa de um membro ou a hidrolisado gerando AMP por uma sua totalidade. intracelulares.operação que retira deslocamento angular através do qual o reto e ânus. quando a separação. pela inclusão de áreas assistência para completar o ou de grupos presumivelmente típicos movimento. do organismo. perda número de cópias de certos genes total ou parcial do membro. os músculos são articular ativa sem resistência de um seccionados 5 cm distal ao plano de segmento. fosfodiesterase. músculos antagonistas são suturados assistida – tipo de movimentação ativa por cima da extremidade óssea. de acidentes e espontânea. Os amplitude de movimento ativo.unidade de medida de corrente as lesões do membro ou do órgão são elétrica. os retalhos de pele.

fechada frouxamente. como as endorfinas. o vestibular. recebem. melhoram as condições como procedimentos de drenagem e. amputação analépticos – drogas dotadas de convencional. anafilaxia – emergência médica que Retiram-se partes do periósteo e da consiste de uma reação alérgica aguda medula óssea.fase construtiva do nos sinais se uma modalidade metabolismo. processam as informações. aproximadas sobre o osso e a pele é anafrodisia – falta de desejo sexual. propriedades estimulantes do sistema amputação provisória – amputações em nervoso central que. enquanto consciente. falta. amputação transmetatarsiana . conduzem e menos. uso de drogas que aliviam a dor ou mas o osso é seccionado mais alto do ainda a qualquer estímulo que ativa o que a fáscia. não. estático-dinâmico do aparelho entre outros efeitos. analisadores sinestésicos. anabolizante . em doses guilhotina. por exemplo. baseadas anabolismo . a extremidade óssea com a ajuda de analgésicos . impossibilidade de síntese. táteis. parcial dentro do complexo todo de amusia – perda da capacidade de apreciar recebimento e processamento da e reproduzir sons musicais. devido a um objeto irremovível. compreender a linguagem falada. óticos e acústicos. processo pelo qual as específica. desenvolvimento de tecidos corporais. na corpo. que por sua vez.prefixo que significa ausência. e fáscia que têm como base o nível de anaerobiose – condição de vida em amputação.acloridria. que se retraiam alguns centímetros. As fáscias são sistêmica. um todo em suas partes. usada ocasionalmente moderadas. análise – redução ou quebra de uma fase construtora do metabolismo. diminuem a dor. contrário de anacroasia . é sistema de alívio de dor natural do cortada mais alta do que a pele. sensações esperança de que o tecido mole cubra de alívio da dor. São elementos bem células vivas transformam substâncias importantes para o desenvolvimento simples em compostos mais da coordenação motora. Os músculos. ou de anacloridria . 43 . vasos ambiente isento de ar ou de oxigênio. amputação feita transversalmente ao esse termo é usado como um sistema nível dos metatarsianos. por análise biomecânica – análise do corpo lesão cerebral. hipnose. principais e o osso são seccionados anáfase – fase da divisão celular onde os neste nível e os nervos principais são cromossomos se separam dirigindo-se seccionados em leve estiramento. Todos os lesões no nervo.drogas que abolem ou tração. para livrar uma pessoa analgesia – ausência de sensibilidade à cuja extremidade está imobilizada sob dor. tecidos são cortados circularmente. surdez verbal.substância que estimula. informação sensorial. analisador – na aprendizagem motora. humano e seus movimentos através de anacusia . acupuntura. Existem os complexos. circulatórias e respiratórias. unidade em seus componentes. decodificam. fermentação. Tais sistemas an .surdez total.amputação padrão – é realizada anaeróbio – metabolismo que ocorre na construindo-se retalhos curvos de pele ausência de oxigênio. para para os pólos da célula.

anapeirático – denotando um estado que Como a gordura é uma condutora resulta de uso excessivo de um pobre. A impedância é como uma cãibra. cédula que identifica como uma análise qualitativa – avaliação de um cédula cancerosa. coisa. 2. anasarca – condição patológica anão – 1. das células embrionárias tanto analogia . ligadas ao onde se descreve as variáveis aparecimento de características mecânicas que influenciam o funcionais do câncer. tornar pequeno ou anão. características de uma área transversal do condutor.semelhança entre órgãos ou morfológicas como funcionalmente. por movimento em termos não numéricos. com a finalidade de processo transverso de uma vértebra facilitar o diagnóstico. a terapêutica e a prevenção de anão acondroplásico – indivíduo doenças ou de quaisquer alterações portador de acondroplasia. com a forma ou variedade um produto biológico destinado à atipicamente pequenas de alguma facilitar o diagnóstico. operação para a anamnese – história colhida pelo restauração de partes perdidas do terapeuta sobre problemas de saúde organismo. lesão nervosa central. celular interna do embrião. como na acondroplasia. especialmente aquele cujas corpo. de características relativo à algum critério. levantamento detalhado anapófise – processo acessório de uma dos antecedentes fisiológicos e vértebra lombar ou dorsal. fisiológicas do organismo humano. sistema vascular. 4. Uma quantia proporções normais nas partes de seu conhecida de corrente elétrica é corpo. estruturas de espécies diferentes 3. anartria central – afasia parcial devida a ananicar – impedir o crescimento uma lesão central. anão assexuado – anão com análise de impedância bioelétrica – desenvolvimento sexual deficiente. indivíduo. por do calibre dos vasos sangüíneos. anangioplástico – caracterizado pelo anartria . técnicas a medidas e dos princípios proporções corporais estão técnicos da biomecânica. estado de desenvolvimento e quanto à função e.incapacidade de contar. aquisição. o prognóstico. uma célula.incapacidade de articular as desenvolvimento defeituoso do palavras. anangioplasia – estreitamento congênito anarritmia . modificadas. a resistência é relacionada à músculo ou de um grupo muscular. análise clínica – exame laboratorial de 2. também dependente do tamanho da anaplasia – 1. método usado para determinar a anão hipoplásico – um indivíduo de composição corporal. dorsal típica. cirurgia plástica. morfológicas que não são naturais análise quantitativa – avaliação de um entre os derivados normais de massa movimento em termos numéricos. do paciente. porém diferindo resultado do movimento. quantia de gordura. indivíduo particularmente caracterizada por edema em todo o pequeno. mas acentuadamente menores transmitida através do corpo e a do que o normal. normal. patológicos do doente e de seus corresponde ao tubérculo inferior do familiares. crescimento normais em um quanto ao aspecto externo. resistência para a corrente é medida. devido a infiltração de líquido 44 . eventualmente.

edematoso no tecido subcutâneo. comunicação alterações macroscópicas e cirúrgica efetuada entre os vasos microscópicas. patológica. a disfunção ou anatrófico – nutritivo. cardíaca.estuda as arterial primordial. estudando os sistemas.estuda as várias recurvado pela aderência. 2. formação anatômicas do próprio feto. anomalia na qual as fibras motoras. por meio de duas partes do diferentes doenças. morfológico. devido a má seres da escala animal. mesmo órgão. 2. anatomia comparada . propriedades patogênicas. anástase – recuperação. anastral . intercomunicação dos os órgãos. neucrocirculatória. anatoxina – toxina que submetida à ação que em condições normais seriam de substâncias químicas ou à ação de inteiramente do nervo ulnar. extremidades seccionadas de um anatomia topográfica – anatomia de nervo. – abreviação de anatômico. Nesta anomalia. por propriedades antigênicas e perde as intermédio de ramos no antebraço. convalescença. graças ao que são topográfica. anatomia descritiva . 3. capilares. interesse ou das intervenções originada por descompensação cirúrgicas. os aparelhos e anastomose – 1. vasos sangüíneos ou linfáticos por um anatomia microscópica . ruptura do nervo ulna acima do nível anatropia – tendência para os olhos se da anastomose pode não resultar em soltarem para cima quando em perda motora dos músculos da mão. unido firmemente anatomia cirúrgica . sem a intervenção de estrutural. ancilodactilia – deformidade resultante anatomia – ciência que estuda a estrutura da coalescência de dedos ou artelhos. entrelaçamento de anatomia regional – estudo da anatomia fibras de dois nervos ou coaptação das do corpo baseado em técnica regional. anatomia de uma articulação. penetram agentes físicos. uma parte do organismo em relação anastomose artéria venosa – vaso com outras partes.estado relações anatômicas dos diversos edematoso do feto. 2. referente à anatomia. nos quadrúpedes. anca – região próxima ao fim da espinha anat. mantidas as vias de suprimento anatomia mórbida – anatomia sangüíneo de um território periférico. repouso. anatomia. uma vênula. mantém as neste a partir do nervo mediano. após a interrupção do abastecimento anatomia patológica .ocupa-se das da placenta ou do cordão umbilical. provocadas na sangüíneos ou entre duas vísceras estrutura do organismo pelas ocas. rígido.ocupa-se das anasarca fetoplacentária . tipicamente inervados pelo nervo ANC – abreviação de astenia ulnar. anatomista – indivíduo especializado ou anastomose de Martín-Gruber – perito em anatomia. modificado que liga uma arteríola a anatômico – 1. nádegas. várias estruturas do organismo.veja mitose. designa partes do corpo em função do uma articulação imobilizada por 45 . interna e externa do organismo vivo ancilosado – 1. garupa.estuda a dispositivo anatômico natural ou estrutura microscópica dos vários mediante canais acessórios ao redor órgãos e tecidos.

ancilose extracapsular – ancilose andriatria – ramo de da medicina que se provocada pela rigidez das partes preocupa com doenças particulares ao externas de uma articulação. hermafrodita. ambas as características masculinas e ancilose óssea – fixação devido à fusão femininas. cicatrizes musculares ou androblastoma – 1.deambulação. de língua presa. apresenta as características de ambos ancilotomia – operação para tratamento os sexos. homem. andróide – semelhante ao homem. derivado escleroderma. pacientes com diplegia ou paraplegia provocada por afecções nas espáticas ou comprometimento articulações. cujas larvas caracteres sexuais secundários e dos infestantes penetram na pele. em passos curtos e progressão lenta. podendo produzir prurido e lesões condição de andrógino. por inatividade bilateral do quadril. testóides. possivelmente das células de Sertoli e ancilose fibrosa congênita – fibrose que que se assemelha ao testículo fetal. marcha. órgãos masculinos. dos ossos. aderência de tendões e bainhas andro – expressão que significa homem. tendinosas. ósseo. As pernas prolongada ou por lesões traumáticas. sexo masculino. espessamento cicatricial ou ao com fricção dos joelhos. andrógeno – hormônio que determina o ancilostomíase – infestação humana por desenvolvimento e a manutenção dos Necator americanus. funções sexuais masculinas 46 . devida a tumor ovariano do tipo de células do diversas causas e manifesta-se como córtex da supra-renal. ancoragem – fixação de um víscera andrologia . 2. contraturas causadas por masculino.diminuição progressiva das com os membros alternados.estudo e tratamento das flutuante ou deslocada. cirúrgicos. androginismo – presença de ancilóstomos . 2.gênero de parasitas características masculinas em nematóides Ancylostoma braziliense. geralmente nas regiões interdigitais. androginia – 1. algum processo patológico ou andar de pombo – andar com os pés operatório’. macho. apresentam-se aduzidas e cruzam-se ancilose capsular – ancilose devida ao alternadamente uma em frente à outra. pé torto e extensão dos joelhos e dos androgenia – uma condição de possuir tornozelos. que cutânea no homem. atinge muitas articulações. vesiculares. organismo geneticamente feminino. o que resulta encurtamento da cápsula articular. voltados para dentro. ancilose . de sexo duvidoso.diminuição ou privação do andar foiçante – marcha característica de movimento numa articulação. espécie que parasitas gatos e cães e pseudo-hermafroditismo feminino. cujas larvas provocam uma erupção androginóide – 1. andromorfo – com a forma de um andadura . hermafroditismo. por um alterações do aparelho genital processo natural ou por meios masculino e desenvolvimento sexual. andar – padrão de locomoção de passos andropausa . especialmente dos interferência resultante de bloqueio órgãos genitais. tumor testicular espessamento da pele por extremamente raro.

inferior do esôfago. normalmente ele é obliterado pela anemia esplênica – anemia associada a hiperemia crônica passiva do baço. que constitui a linha produção. externo do abdome.veja disco intervertebral. todos os seus precursores da medula anel hemorroidário – tumefação circular óssea. formado pelas duas ionizante. que não ambos os sexos. hereditária. esferócitos. 2. do oxigênio. músculo do esfíncter externo. resultante de um vitamina B12 e de substâncias obstáculo mecânico ao parto e antianêmicas correlatas. orla na superfície perda muito rápida ou redução da sua interna do útero. principalmente no destrói os glóbulos sangüíneos. hipocrônica essencial. forma hemorróidas. da parede do canal anal ao nível do hemorragias e infecção. orla anormalmente anemia acréstica – anemia mocrocítica espessada da musculatura uterina associada à incapacidade de situada entre os segmentos superior e aproveitamento. da inferior do útero. amídalas ou tonsilas palatinas. diminuição de todos os elementos anel femoral – anel crural. figurados do sangue periférico e de anel fibroso . associado ao extremo adelgaçamento anemia aplástica – 1. contém anemia assiderótica – anemia ferropriva. decorrentes de involução glandular. superior e o inferior. o plexo venoso retal. provocando. sexo masculino. associada a hipoplasia. anemia – número deficiente de glóbulos anel crural – anel femoral. de folículos linfáticos posteriores da anemia esferocítica – 1. fadiga. Qualquer anemia anel umbilical – anel fibroso denso que caracterizada pelo número elevado de envolve o umbigo ao nascer. às síndrome clínica caracterizada pela vezes. devido a uma anel de retração – 1. vermelhos no sangue. 2. do útero. que produz exercício ou no esporte causando o adelgaçamento do segmento inferior depauperamento orgânico. 2. pela anemia drepanocítica – anemia tonsila faríngea e por grupos menores falciforme.veja anemia de volume. Resulta do que pode diminuir o rendimento do processo de parto normal. esferocitose garganta. da falta de produção de células na anel de Schatski – estreitamento de tipo medula óssea. androsterona – andrógeno encontrado anemalítico – não hemolíticos. diafragmático localizado na parte hiperplasia ou displasia medulares. associada à anemia. anemia resultante do segmento inferior do útero. que constitui a anemia de radiação – anemia aplástica abertura externa do canal inguinal. Quando aumenta anemia assiderótica . fibroso denso. pelo organismo. 47 . do útero e o concomitante palidez. anel inguinal superficial – abertura anemia de Addisson – anemia triangular situada obliquamente na perniciosa. aponeurose do músculo oblíquo anemia de céula-alvo – talassemia. formação de uma massa de tecido corresponde à menopausa da mulher. descoloração das mucosas e espessamento do segmento superior outros sintomas. Ela reduz a capacidade de limitante entre o segmento uterino transporte do sangue. ou hipoplástica conseqüente à anel tonsilar de Waldeyer – anel de exposição exagerada à radiação tecido linfático. disfagia.

anemia hipercrômica – 1. geralmente de caráter autossômico recessivo. anemia os elementos da medula óssea. como a vitamina durante a gravidez. megaloblástica mecrocítica. caracterizado pela hipoplasia de todos anemia perniciosa . às vezes. ocasionando problemas em seu desconhecida. da falta de vitamina B12 conseqüente 48 . anemia hemolítica – anemia resultante anemia microcítica – qualquer anemia da destruição excessiva de hemácias. resultante pigmentação cutânea anormal. anemia hipoplástica – anemia refratária anemia normacítica – anemia na qual os primária. representa uma adaptação fisiológica anemia megaloblástica refratária – normal à melhor oxigenação do anemia megaloblástica e mecrocítica sangue arterial.anemia drepanocitose. doença falciforme. anemia eritrócitos anormalmente grandes no microcítica hipocrônica relativa que sangue. deficiência de ferro. tamanho reduzido e baixo conteúdo anemia hemolítica familiar – de hemoglobina. Anemia de causa desconhecida e resistente a normocítica nermocrônica que ocorre agentes terapêuticos. fiquem deformadas em forma de anemia idiopática – anemia de origem foice. anemia associada à óssea que ocupam espaço. lactantes. com ou sem alterações ocorre normalmente na maioria dos megaloblásticas da medula óssea. alteração qualitativa na inclusive baixa estrutura. acompanhada de leucócitos e anemia ferropriva – anemia microcítrica eritrócitos imaturos no sangue e hipocrônica decorrente da perda periférico. processo mórbido externo sobre anemia associada a eritrócitos de eritrócitos normalmente constituídos. 2. anemia devida à ação de um fator ou anemia microcítica hipocrômica – 1. anemia por esferocitose hereditária.um tipo de anemia diversas anomalias esqueléticas. funcionamento. intensamente do que o habitual em anemia mielostísica – anemia associada conseqüência de aumento de sua a processos patológicos da medula espessura. excessiva alimentação deficiente. 2. anemia megaloblástica – anemia qualquer que seja o estado nutricional caracterizada pela presença de da mãe durante a gestação e que megaloblastos na medula óssea. hemoglobina das hemácias. 3. anomalias com que as hemácias da pessoa geniturinárias e retardamento mental. carência de vitaminas B12 e anemia nermocrômica – tipo de anemia substâncias correlatas. caracterizada pela presença de anemia fisiológica – 1. anemia na anemia mielosleróticas – anemia qual eritrócitos se coram mais mielostísica. hereditária. eritrócitos são de tamanho normal. por volta do 3º mês de vida. na qual eritrócitos são menores do que anemia hemolítica adquirida – toda o normal. anemia no qual é normal a taxa de megaloblástica associada à gravidez. ferro.anemia falciforme . hipoplasia molécula da hemoglobina fazendo do baço e. anemia leucoeritroblástica . 2. B12 e o acido fólico. anemia hipoplástica congênita – anemia nutricional – anemia associada a processo hereditário transmitido como carências e alimentares. ou anemia macricítica – anemia pela absorção escassa de ferro.

protrusão. que ocorre em procedimento que previne a dor num indivíduos infestados por uma tênia determinado local onde foi aplicada dos peixes.medicação ou à anemia perniciosa.agente que abranda ou tolhe a granulocitopenia e trombocitopenia. 49 . anergia – 1. Assim. comprova-se herniação pela palpação anepia – incapacidade de falar. No tipo Jadassohn. no tipo Schweninger e cerebelo e dos ossos chatos do crânio. a dor. sangüínea. ignorada geralmente associada a anestésico. exames. 2. induzir a anestesia. droga aplicada em de anemia causada pela falta de ferro uma área do corpo que a torna necessário para sintetizar insensível a dor. falta de energia ou de aneuplóide . o ato cirúrgico. exceto a transfusão totalmente a sensação de dor. ministrar anestesias e monitorar as anêmico – próprio ou característico da condições gerais do paciente durante anemia.medicação que previne de intoxicação por chumbo.células cujo material atividade. ao número de cromossomos. tornar normalcrônia normacítica de causa anestesiado. das lesões.médico especializado em câncer visceral. anestesiar – submeter à ação de um anemia refratária primária – anemia anestésico. medicação ou hemoglobina. droga. anemização – síndrome caracterizado anestro – destro. a óssea. laterais da medula espinhal. sangue por hipofunção de medula depois atrofiam. Buzzi. resistente a todo tratamento agente capaz de diminuir ou eliminar conhecido. Em ambos os tipos anentérico – desprovido de intestino. megaloblástica da gravidez devida à anestesia – consiste na abolição da carência de ácido fólico. induzindo o sono anemia por deficiência de ferro – tipo anestesia local – 1. sensibilidade. que se inicia sob a anemopoese – falta de formação de forma de máculas inflamadas que. desconhecida. medicamento. intrínseco necessário para a absorção aneritropsia – comprometimento da da vitamina B12 e acompanhada pela percepção da cor vermelha. cegueira degeneração da colunas posterior e para o vermelho. atrofia é assinalada por enrugamento e anencefalia – ausência do cérebro. falta de reação de um genético encontra-se alterado quanto antígeno ou alérgeno específico. do depressão. da atrofia gástrica e a perda do fator anérgico – referente à energia.métodos que provocam a anemia secundária – anemia ausência da dor ou da consciência conseqüente ou resultante de moléstia para realização de cirurgias ou fora dos órgãos hematopoiéticos. ela se caracteriza por anencégalo. sensibilidade. anestecinesia – paralisia sensitiva e anemia perniciosa da gravidez – anemia motora combinada. como intoxicação hemorragia ou anestesista . pela diminuição progressiva dos anetodermia – dermatose de causa glóbulos vermelhos. anemia por chumbo – anemia resultante anestesia geral . anestesiologia . procedimento que previne a dor num anemia por tênias – anemia determinado local do corpo megaloblástica possivelmente idêntica anestesia tópica .

esquerdo que se tornam dilatadas ou anfigonia – reprodução sexual. por lacrimais e conjuntiva. anfigênese – capacidade de um aneurismectomia ventricular esquerdo indivíduo. a forma de zonas vermelhas ou alantóide. aneuploidia – aberração cromossômica anfetamina . pode anexos uterinos . anexos – partes ou apêndices de um dilatação anormal de um vaso órgão. 2. anfierotismo – estado no qual um perto do coração ou na aorta indivíduo pode admitir ser masculino descendente. fungizona.dilatação e protrusão óssea contíguas. tratamento da blastomicose e outras anexo embrionário . ressonância.ressecção ou remoção de áreas do homossexual. predominantemente . anexos fetais . desenvolve externamente ao embrião. derivar mais do endotélio de vasos 50 . se aneustánasia – morte dolorida ou usa para qualificar a respiração ou a penosa. cromossomos (número diplóide). arroxeadas na pele do tronco. anfigonia. ser espontâneo ou traumático. central. cario e placenta. angiectasia – 1.antibiótico empregado no trompas.estrutura que se micoses. Os anexos habitualmente em pessoas idosas.inflamação de ovários e anfotericina . ou feminino ou de ambos os sexos ao aneurismectomia – excisão de um mesmo tempo. decorrente de uma apenas ligeira movimentação. derivada de um tumor. aorta que pode ser na crossa da aorta. fragilidade estrutural local. um frasco ou de uma garrafa vazia. aneuria – falta de energia nervosa. por estreita correlação com o útero. uma célula humana normal tem 46 anexos oculares – cílios. aneurismáticas devido à perda de sua anfipática – molécula com uma região capacidade contrátil conseqüente à hidrófila e outra hidrofóbica. anfiartrose – articulação de superfície aneurisma . sangüíneo. sob embrionários são: saco vitelínico. exemplo. quer por localizada da parede de um vaso uma fibrocartilagem. anficrânia – cefaléia que atinge ambos os aneurisma da aorta .dilatação da artéria lados da cabeça. saco de ducto enquanto uma célula alterada. quer por um (principalmente artéria) ou do ligamento interósseo e permitindo coração. anexite . cicatrização fibrótica resultante da anfórico – semelhante ao som produzido necrose do músculo cardíaco quando se assopra através do bocal de ocasionada pelo infarto do miocárdio. sobrancelhas. aneurisma. âmnio. ter relações normais músculo cardíaco do ventrículo com o sexo oposto. podendo articulação semimóvel. outras formações que protegem o feto angiendotelioma – tumor que se admite no útero. observada desenvolvimento. ligadas. varizes ou tufos de mas que o auxilia durante seu capilares dilatados na pele.classe de aminas numérica em que há cópias extras ou simpaticomiméticas com poderosa faltam cópias de determinados ação estimulante no sistema nervoso cromossomos.são assim designados ter um número menor ou maior de os ovários e as trompas de Falópio cromossomos. glândula lacrimal.conjunto dos invólucros e angiectomia – edema angioneurótico.

semelhantes a vasos sangüíneos em endoteliais. sangue do músculo do coração. vasos sangüíneos. pela ação patogênica de micróbios angiodermatite – inflamação dos vasos aeróbios e anaeróbios. hipocôndrio direito. dilatação causada pela pouca irrigação de degenerativa dos vasos sangüíneos. se manifesta com dores no angina cardíaca –angina de peito. que se instala puberdade. Caracteriza-se por dor cardíacas após a injeção de contraste intensa no peito. É artelhos e sobre os joelhos.ataques imprevistos angiografia – 1. com freqüência irradiada angiocardiograma – veja para a parte interna do braço angiocardiográfico.é o termo médico em vasculares causada por um latim que significa dor no peito. pequenas formulações vasculares e freqüentemente associada a perda de verrucosas no dorso dos dedos e dos peso. quase sempre. radiográfico contrastado que mostra desenvolvimento de espaços as artérias e veias do cérebro. vasos (artérias. geralmente do tipo opaco ao raio X. náuseas. visualização da luz do vaso ao injetar angioblastoma – 1. sangüíneos. angioceratoma – pequeno tumor por uma diminuição no fluxo de vascular encimado por hiperceratose. angioceratoma de Mibelli – processo angina abdominal – crise aguda de dor progressivo. sangüíneos. angina tonsilar – dores fortes na angiogênese – o desenvolvimento dos garganta e temperatura elevada. sangüíneo ou linfático.deformidade dos tecidos angina pectoris . estudo radiográfico dos semelhantes aos da angina pectoris. sangue no coração. injeção de meios de contrastes. tonsilite. que começa na abdominal intensa. sangüíneos pela diatermia. 51 . crônica que atinge os ductos biliares e de natureza aterosclerótica. processo de acompanhada de sensação dolorosa ao desenvolvimento dos vasos deglutir devido à infecção das sangüíneos. provocada. constritiva. sarcoma de Ewing. vômitos e diarréia. sangüíneos do que de células retículo. vascular. 2. angiodistrofia – nutrição deficiente dos esternocardia. desenvolvimento anormal. esquerdo. produzida pela constrição ou angiocolite – inflamação aguda ou obstrução das artérias mesentéricas. febre. anginóides . manifesta com febre e dor local muito angiodiatermia – obliteração de vasos intensa. angiocardiograma. que se sangüíneos da pele. tumor de vasos contraste radiológico. veias e linfáticos) pela angio – expressão que significa vaso. um tumor celular do tipo angiíte – inflamação de um vaso mesodérmico. coloração angina de Ludwig – inflamação amarelada da pele e da mucosa do purulenta da parede bucal provocada globo ocular. vasos sangüíneos. geralmente descrito como angiografia cerebral – exame evasivo ou maligno. angiocardiografia – radiografia dos angina – angina do peito ou angina vasos torácicos e das câmaras pectoris. no qual se instalam comumente após a refeição. angina de peito – angina pectoris. amígdalas provocada por micróbios angioglioma – glioma rico em vasos patogênicos. angiodisplasia .

nervosa. outras vibrações eletromagnéticas. linfáticos e que se manifestam por angite – inflamação dos vasos sangüíneos nódulos vermelhos-azulados e ou linfáticos. geralmente em zona angioma – tumor de decurso benigno que delimitada. sangüíneo. por leito distal arterial. realizados por angioplastia coronária percutânea - meio da administração de substâncias técnica não cirúrgica para contrastantes. estuda o sistema sangüíneo e o angiorrexe – ruptura de um vaso sistema linfático.técnica não cirúrgica anormal em um órgão oco que se para tratamento de doenças arteriais. desobstrução de artérias coronárias angiografias com contraste . intermitente. formação de um angulo angioplastia – 1. permitindo a sangüíneos durante a vida adequada passagem do sangue para o embrionária.qualquer seguidas de organização e evento em que haja a necessidade de cicatrização. equivale a 10-10m. para dilatação das angiologia – ramo da medicina que mesmas. ao nível da lesão. sangüíneos. contra a parede do vaso. suprem o coração. angina. angioplastia coronariana . geralmente no nariz e angofrasia – tipo de fala entrecortada regiões adjacentes da face.conjunto de comprimento da onda de luz e de tecidos formados por gordura. músculos e veias localizado no rim. torna freqüentemente. fetal ou pós-natal. como um osso para corrigir um estreitamento. lesados ou doentes. sede de uma Consiste em insuflar temporariamente obstrução. benigno. vasculares e de tecido adiposo. aumentando angiólise – obliteração de um vaso a luz do mesmo. angiomiolipoma – tumor hamartomatoso que ocorre na paralisia geral. angiolupóide – forma de sarcoidose angiospasmo – contração dos vasos cutânea caracterizada. desvio do eixo um cateter-balão no interior do vaso longitudinal normal. atinge os vasos sangüíneos ou angiossarcoma .veja sarcoma.determinação da cirurgia plástica dos vasos sangüíneos disposição e funcionalidade dos vasos entupidos. 52 . angström . que ducto arterioso. em casos selecionados. coronária. com elementos musculares. angor – angustia extrema. Trata-se de investigação dos vasos arteriais e/ou um cateter com um balão insuflável venosos do corpo humano através de em sua extremidade que é colocado raio X contrastado. distendido de forma controlada angiolipoma – lipoma com evidentes comprimindo a placa aterosclerótica vasos sangüíneos. angulação – 1. Em seguida o balão é angio-hipotonia – vasodilatação. sendo muito angio-neuroma – tumor benigno utilizada em óptica e em técnica de composto de tecido vascular e fibras raio X. 2. como a obliteração do uma operação especializada.unidade de medida de angiomiolipoma renal . balbuciante e arrastada. dentro da artéria angio-hipertonia – vasoconstrição. telangiectasia.angiografia digital . consiste na introdução de um cateter- angiólito – cálculo em um vaso balão nas artérias coronarianas que sangüíneo. fibrose progressiva ou trombose. sangüíneos e linfáticos.

entretanto. Um ângulo de aplicação da força do músculo em de Baumann normal é de 70-75º. mas usualmente podem ser de desordem patelofemoral em até 90º em pacientes com particular. O ângulo é medido terminal do corpo vertebral L5. e a traçando-se uma linha perpendicular à segunda do meio da patela até o linha de referência paralela à lâmina tubérculo tibial. da fossa posterior do crânio e ângulo de projeção – ângulo formado superiormente pelo tentório do entre a trajetória de projeção e a cerebelo. formado por duas linhas. aumentado deve ser visto como uma 53 . um ângulo espondilolistese grau IV. ângulo de inclinação da bacia – 1. encontram. quando o antebraço está em da diáfise umeral e uma linha extensão. linha perpendicular ao ponto de ângulo costofrênico – ângulo formado incidência. segunda linha é traçada através da O ângulo Q médio é de 10º em lâmina terminal do sacro. inferiormente pelo assoalho horizonte. pelas costelas e pelo diafragma. sede freqüente de tumores. uma que se ângulo de deslizamento – ângulo da projeta da espinha ilíaca anterior e cifose lombossacra. fluxo do fluido. entre um raio que incide sobre uma ângulo absoluto – ângulo de um superfície e a perpendicular sobre o segmento corporal com respeito a ponto de incidência nessa superfície. suas inserções e o eixo primário do angulo de convergência – ângulo entre osso no qual ele esta inserido. o espaço entre essa linhas ângulo de incidência – ângulo agudo ou planos. transversa através da placa de ângulo de tração – ângulo entre a linha crescimento do capitelo. uma estrutura de referência absoluta. os dois eixos visuais. pelo plano visual com a sua posição ângulo – 1. 2. com a origem no centro da articulação ângulo constituído pela parede proximal. 15º. quando os olhos ângulo Q – ângulo do quadríceps estão voltados para dentro. quando movido para cima linhas ou dois pontos que se ou para baixo. ângulo de sustentação – ângulo entre o ângulo de Baumann – é o ângulo entre a eixo longitudinal do antebraço e o do linha tracejada ao longo do eixo maior braço. Este de deslizamento normais devem ser ângulo não é diagnóstico de qualquer de 0º. Os ângulos homens e em mulheres. ângulo formado pela bacia petrosa do osso temporal. ângulo costal – ângulo formado pelas ângulo de reflexão – ângulo formado por cartilagens costais direita e esquerda um raio refletido de luz. horizontal. uma enquanto o quadríceps está contraído. calculado superior até o meio da patela. ângulo de refração – ângulo formado ângulo de ataque – ângulo entre o eixo por um raio refratado de luz com a longitudinal do corpo e a direção do perpendicular no ponto de refração. um canto. com a linha geral do tronco ou pelo medialmente pelo cerebelo e tronco plano do estreito inferior com o cerebral. grau de divergência de duas primária. fraturado que se consolida fora do ângulo de elevação – ângulo formado alinhamento. anterior da bacia com o diâmetro ângulo cerebelo-pontino – região ântero-posterior do estreito superior limitada lateralmente pela porção da bacia. com uma no processo xifóide.

insônia. patela. sendo um bastante corporais adjacentes.alteração congênita anisodáctilo – que tem os dedos em que o ânus e o reto estão ausentes. anipnose – falta de sono. anidrose – ausência de secreção anisotrópico . anidremia – diminuição da quantidade anisomicina – antibiótico empregado nas de água no plasma sangüíneo. se a partes de músculos. imbecilidade.quando um ímã possui sudorípara. ou seja. ângulo relativo – ângulo formado entre o anisognata – indivíduo. eletrodo carregado anion . fatores congênitos ou traumáticos.gênero de mosquito. dos glóbulos vermelhos de um mesmo anomalia – qualquer desvio do comum. anófeles . anogenital . semelhança com uma mulher idosa anódino – medicamento contra a dor. refração entre os dois olhos. glandulares ou que as características magnéticas são cutâneos.refere-se ao ânus e aos anisocitose – desigualdade de dimensões órgãos genitais. isoladamente. mas que pode prescindir desiguais de um mesmo objeto. anisoginecomastia – aumento desigual ângulo QRS-T – ângulo especial entre os das mamas masculinas. vetores da aniridia – ausência ou falha da íris. adquirida dos dentes. atraído para o ânodo de uma célula anodontia – ausência congênita ou eletrolítica. senilidade. pelo outro. sem traumáticos do cristalino. angústia . cujos maxilares eixo longitudinal de dois segmentos não se ajustam. devido a anictérico – sem icterícia. . indicação de uma força potencial que anisodôntico – quem tem dentes de pode agir para subluxar ou deslocar a comprimentos diferentes. cóccix. aniantinopsia – incapacidade de perceber anisometropia – diferença do poder de os matrizes de violeta. anilidade – 1. desiguais. do objetivo. anisocoria – desigualdade do diâmetro estrutura ou localizações anormais. malária. indivíduo.íon com carga negativa. qualquer órgão ou parte de forma. correspondentes. ao medo anisoiconia – percepção de imagens e ao susto. pode existir devida a fatores congênitos ou como sentimento. anomalia ano-retal . mais largo do que o outro. anodo . tricomoníases vaginais. refere- retirada de água de uma substância. com exteriorização em posição anômala.estado afetivo puro. necessitar de causa. correspondente à ansiedade. conseqüente a distúrbios orientação preferencial de maneira neurovegetativos. anidrose termogênica – síndrome da anococcígeo – refere-se ao anus e ao retenção de suor. hiperplasia glandular unilateral. 54 . o qual é positivamente. das pupilas. motivo ou razão anisomelia – desigualdade de membros de ser. 2. anocutâneo – refere-se ao anus e à pele. anisiconia – estado em que a imagem anoftalmo – ausência congênita dos vista por um olho difere daquela vista olhos. melhores nesta direção. especialmente na região molar. anidrido – composto que resulta da anisostênico – de força desigual. por eixos vetoriais médios QRS e T.

conseqüente a sensações de frio radioterápicos. cirurgia plástica ou anquilose fibrosa – anquilose devida à reparadora do ânus ou do canal anal. esforço extrema. tremores. anquiloglossia . parte do paciente. para alimentos. está hemiplégico. Pode ser de origem anserina – fenômeno caracterizado pela nervosa ou como reação secundária a contração dos músculos eretores dos tratamentos químico e/ou pêlos. do feto.anomalia de posição – posição anormal do teor de oxigênio no sangue e nos de qualquer parte ou órgão. anorquia – ausência congênita de ambos tais como palpitações.freio lingual curto. medicamentos. ANSV – Agência Nacional de Vigilância mais ou menos acentuada. respiração ofegante. ou medo.incapacidade ou recusa por reciprocamente oposta ou resistente. funções. ou periarticulares. os testículos. dois medicamentos que possuem anoxia – diminuição da quantidade de ações farmacológicas opostas sobre oxigênio existente no sangue. antagonismo farmacológico – anoxemia – teor de oxigênio do sangue incompatibilidade fisiológica entre inferior ao normal. diz-se do indivíduo cujo quase sempre acompanhada de desenvolvimento físico. anoplastia. irregular. por uma imagem corporal para vomitar. anoopéia. inapetência. vezes ocasiona problemas mais graves anquilose ligamentosa – anquilose de saúde. a ação anosognosia . antagonismo – oposição. vulgarmente denominada de anorexia nervosa – doença alimentar pele de galinha.perda da mobilidade da permanente de unhas. articulação. anticoncepcionais. articular ativa e passiva óssea por anopasia – incapacidade de utilizar a fusão dos ossos que formam uma capacidade visual. perda total da mobilidade anoopéia – veja anopasia. articulação ou por retração ou anoperineal – refere-se ao ânus e ao aderência das partes moles articulares períneo. caracterizada por perda de peso ânsia de vômito – embrulho. magreza. anosmia – ausência congênita ou sensação de sufocação. fibrose da cápsula articular ou a anorexia –falta de apetite que persiste aderências fibrosas entre às por tempo prolongado e que muitas superfícies articulares. associada por definição à um estado anormal – que esta fora da norma ou emocional negativo ou aversivo e padrão. língua presa. de reconhecer que observada entre organismos. anômalo – anormal. entre outros. permanente Sanitária. adquirida da sensibilidade olfativa. intelectual ou sintomas físicos inespecíficos mental é defeituoso. ou transitória. obsessão com a vinculada ao medo e a expectativa. associados à excitação autonômica. anoniquia – falta transitória ou anquilose . redução mesmas estruturas anatômicas. músculos. 55 . sudorese. falta ou perda de apetite fibrosa.qualidade de emoção se tornar obeso. destorcida. e por um intenso medo de ansiedade . doenças e anovulatórios – antifecundativos. bem como tecidos orgânicos.

músculo agonista.fenômeno de antagonismo para a frente. mecanismo competitivo. ântero-interno – situado à frente e do antagonista – 1. músculo que atua em ântero-inferior – situado à frente e oposição à ação produzida por um abaixo. fundo do útero revela curvatura antiálgicos – analgésicos. os quais. qualquer erupção antiarrítmico .antagonismo muscular – 1. analgésico. anterior – situado antes ou à frente. anterídio . entre si. da frente. ângulo no qual o colo se superior interposto entre o braço e a projeta do fêmur na direção ântero- mão. ântero –lateral – à frente e de um lado. tratamento da irregularidade da antenatal – que ocorre ou existe antes de pulsação cardíaca. através de substâncias que elaboram. antebraço – segmento do membro anteversão – 1. pré-natal. nascer. 2. dor. o rádio posterior.veja androceu. ação ântero-externo – situado à frente da diametralmente oposta de alguns região externa. útero. que combate a acima. contrabalançar. amarela. 2. ântero – expressão que significa anterior. 56 . como um fármaco ou diante para trás. músculo ântero-mediano – à frente e na linha antagonista. formado por dois ossos. antibiose . deslocamento anterior de um órgão ou antebraquial – pertencente ao antebraço. 2. de uma parte dele. medicamentos que se lado interno. área interna do cotovelo. agir de anterior como à posterior. referente tanto à parte uma droga. da frente de um lado. músculos ou de grupos musculares anterógrado – que avança para frente. sintomas da artrite. antecubital – situado à frente do antiácido – substância alcalina usada cotovelo. mediana. anteroversão uterina – desvio do corpo atitude ou postura que visa a evitar a do útero para frente. especialmente do ante-cibum – antes das refeições. inclinação ou e a ulna.que se opõe à dor. anterior exagerada sobre o colo antiamarílica – vacina contra a febre antélice – saliência do pavilhão auricular.medicamento para cutânea. mal formação congênita. anteflexão uterina – estado em que o antiálgica . das bactérias ou as destrói por meios ventral. ântero-superior – situado à frente e antálgico – 1. físicos e químicos. combate as crises asmáticas. pertencente a uma posição. entre microrganismos vivos. 2. antema – exantema. no estômago. para neutralizar o excesso de acidez antecurvatura – curvatura anterior. opõe aos efeitos de outro pro feito ântero-medial – à frente e rumo à linha fisiológico ou químico ou mediante mediana. tipicamente para tratar anteflexão – flexão anterior. originado por dor. indigestão ou úlcera peptídica. antagonizar – neutralizar os efeitos de ântero-posterior – que se estende de uma substância. antibacteriano – que evita a proliferação designa a parte da frente de um órgão. antiartrítico – que tende a avaliar os antera .estrutura em que se formam antiasmático – substância que evita ou gametas masculinos. maneira oposta.

capacidade de inibir o crescimento de antidotismo -. provocou sua formação. estimular a formação de anticorpos. antidiabético – 1.substâncias produzidas por antidiurético – que expõe. por células do sistema imune. outros microrganismos. que têm a impede a excreção de urina. antidiaporéticos – drogas que impedem antígeno . antiescrofuloso. duas cadeias leves idênticas. com produção antidiarréico . ou diminuem a secreção do suor.agente que combate os que são unidas em uma estrutura que tumores da tuberculose. cuidados e medicamentos utilizados anticoagulante – substância que previne para combater envenenamentos ou desacelera a coagulação do sangue. preciso e homogêneo.prevenção da concepção. células do sistema imunológico em antieméticos .capacidade de um combate o diabete. outros microrganismos ou de destruir.1.que age contra estranha ou com o microrganismo que espasmos.agente que evita ou de anticorpos. 2. sintomas característicos da síndrome antifúngico . que combate ou participando da defesa do organismo. organismo para anular ou diminuir a anticorpo – 1.substância heterogênea antiflogístico – agente que suprime ou que apresenta. geralmente proteína ou Alguns agem localmente na superfície polissacarídeo.molécula complexa. antidepressivo . agente utilizado agente ou de fração do mesmo no tratamento da diabete. introduzida no corpo. uma reação de defesa. combater ou curar a disenteria. Essa unidade consiste antiescorbútica – vitamina C.medicamento contra a unidade básica de quatro cadeias de epilepsia polipeptídeos. que impede a ovulação. anticonvulsivante . provocados por substâncias tóxicas ou anticoncepção . ação de duas cadeias pesadas idênticas e de contra o escorbuto. São o vômito e estados nauseosos. os fungos.métodos ou recursos produzido pela progênie de uma única destinados a impedir à fecundação do célula e que por isso é extremamente óvulo. é uma substância que combate a diarréia.medicamentos ou recursos resposta a moléculas estranhas ou a empregados para diminuir ou impedir microrganismos invasores. puro. diz- regulam a atividade das glândulas se de qualquer substância ou partícula sudoríparas através do sistema que. anticorpo monoclonal . provoca nervoso autônomo. eficácia na remissão de reduz a inflamação ou a febre.medicamento que antídoto – substância introduzida no previne a ocorrência de convulsões.medicamento que combate depressiva. pode deflagrar uma resposta imune 57 . 3. antibióticos . substância que evita a flatulência. parece a letra Y. reagi com a molécula antiespasmódico. que estimula a cutânea. menores.proteína sintetizada por ação de agentes tóxicos. reduz a febre. dotado de ação que antigenicidade . nocivas. antiflatulento – medicamento ou anticorpo natural – isoaglutinina. assim antifebril – antitérmico. 2. glicoproteínas compostas de uma antiepiléptico .anticorpo antifecundativos . reduz ou microrganismos vivos. outros produção de um anticorpo específico como a atropina e a escopolamina. são capazes de inibir o crescimento de antidisentérico – agente para evitar. onde são aplicados.conjunto de manobras.

anti-hidrópico – que combate os estados antinociceptivo – analgésico. nevralgias. vômito e coagulação do sangue.medicamentos usados antígeno Rh – principal antígeno do para tratar a malária.que favorece a abdominais intensas. agente que destrói antiglobulina . antinevrálgicos – medicamentos que são anti-hidrético – que reduz ou impede a utilizados no tratamento de secreção de suor. neutralizar ou reduzir os envolvidos no controle da expressão efeitos farmacológicos da histamina. que antagoniza a ação de um antiparasitário – que inibe ou destrói hormônio. manifestando-se com dores anti-hemorrágico. sangue. antitérmico.medicamento que anormalmente elevada. antimicrobiano – 1. sem agirem diminui a quantidade de gordura no sobre as causas que a determinaram. antiperistalismo – movimento antiinflamatório – droga usada para parasitário em direção oposta à tratar inflamação. globulina do soro.anticorpo que ocorre microorganismos. antimônio – metal branco argênteo. doenças. remédio que mata artificialmente que reage com a bactérias e outros germes. destrói a hialuronidade. agem inativando a que o seu sabor.genes normalmente evitar. dos oncogenes. antimaláricos . 2. friável. venenosas. vermífugo. anti-hialuronidase – antienzima que antineoplásica . anti-helmíntico. normal.são medicamentos utilizados principalmente no 58 . de edema ou hidropisia.aditivos que evitam que no tratamento de crises alérgicas ou os alimentos se tornem rançosos ou anafiláticas. antipsicóticos . antiinfeccioso – que combate a infecção. anti-histamínico – medicamento usado antioxidantes . retarda ou evita o processo de anti-hormônio – substância formada no oxidação sangue. parasitas.combate o câncer.previne a formação de cálculo que defenderão o organismo contra no sistema urinário e colabora na sua agentes causadores de infecção ou remoção. abaixamento da temperatura corpora antilipidêmico . antileucêmico – substância que suprime antipiréticos . antiodontálgicos – medicamentos usados anti-hipertensivo – que se opõe à contra as dores de dentes. naturalmente ou é produzido medicamento. droga. cheiro ou aspecto se histamina que se libera dos tecidos alterem. grupo Rh. resultando na produção de anticorpos antilítico. crônicas. qualquer substância que durante tais crises.medicamentos com ação ou combate a leucemia ou os seus antifebril determinando o sintomas. queimação na região do estômago. que pode provocar graves medicamento empregado para destruir intoxicações profissionais agudas e vermes parasitas no intestino. anti-histamina – substância capaz de antioncogenes . antiofídico – soro imunizante utilizado anti-hipnótico – substância que tende a contra a picada de serpentes provocar vigília ou evitar o sono. pressão elevada.

portanto.medicamento ativo no semelhantes às vitaminas. empregadas para impedir a antracose – moléstia pulmonar crônica proliferação microbiana. somáticas do homem. científica. por furúnculos. geralmente na nuca e anti-siálico – agente que reduz a secreção incidindo mais nos diabéticos. Algumas medidas trombina. a ação das vitaminas.medicamento que alivia a antipsoríasico – medicamento que age na tosse. combate a sarna. sexos. antropófobo . grupos de idade. de suor. neurolépticos.cujo eixo teórico antipsórico – medicamento contra a transversal está na horizontal sarna. do corpo humano. através da antitrismo – espasmo tônico. antitromboplastina – substância capaz perímetros.febrífugo. química que tem a propriedade de antraz . anti-sudoríparo – antitranspirante. o sacro anti-raquítico – agente para a prevenção mergulha para frente e se ou cura do raquitismo. provocada pela inalação de ar anti-séptico – diz-se da substância carregado de partículas de carvão. psoríase. antispasmódico – droga que diminui os antrofobia – estado psicopatológico espasmos ou contrações de órgãos caracterizado por temor ou opressão com musculatura lisa e. antiversão do quadril . com finalidade antitérmico . em presença do próximo ou aversão à diminuem ou abolem as dores sociedade.misantropo. etc. provocadas por esses espasmos. exercem ação fisiológica antagônica. circunferências. de saliva. ect. antropologia . tratamento de psicoses. 59 . normalmente para estabelecer a não consegue ser fechada. diâmetros. certos tipos de vírus. antitoxina – anticorpos que se formam antropometria – Ciência e técnica de no organismo como defesa contra estudo das medidas humanas. tosse. desinfecção. freqüência de ocorrência entre as antitrombina – antienzima plasmática raças. enzima que intervém na antropométricas incluem: coagulação do sangue. passando pela sínfise púbica. para redução antitússico – que diminui ou atenua a ou alivio de sintomas como delírios e intensidade da tosse. desinfetante. agente que combate ou suprime a mas controlam os sintomas.tudo que pode ser atribuído à anti-sudorífico – que modera a excreção atividade humana. no qual a determinação das dimensões do boca fica obrigatoriamente aberta e corpo. toxinas produzidas por agentes antropometria – o estudo das medidas patogênicos. anti-sepsia .conjunto de medidas inibindo. eles não curam a doença. horizontaliza em póstero-flexão para anti-retroviral .moléstia da pele. antivitaminas – drogas quimicamente anti-reumático . antrópico . refere-se a um alucinações. assim. carbúnculo. caracterizada destruir os micróbios.medicamento que inibe estabelecer a gravidade. natural que regula a atividade da culturas. antitussígeno .estudo das características antitenar – hipotenar. ramo da antropologia de inibir o efeito acelerador da que se ocupa das dimensões e das coagulação das tromboplastinas. mas que tratamento do reumatismo.

proporções do corpo humano e de aortoplastia . reto e ânus. aorta. distâncias lineares ou larguras de um aparelho complementar de terapêutica segmento corporal. intestino grosso. na qual uma haste – dispositivo para corrigir ou fixa é posicionada e uma haste móvel compensar incapacidades físicas. apendicectomia . quase sempre o cólon. para a mulher. aorta abdominal . por reservatório animal. local de origem dos reflexos ao qual é anastomosada uma parte do que afetam a musculatura externa dos intestino. intestino ânus – orifício terminal externo do delgado. mas em uma forma extrema. 60 .infecção transmitida ao organismo que ocupam da ingestão. certa prática em prestar auxílio antropômetro de haste – instrumentos durante o parto. anúria . órgão do amplifica as ondas sonoras e as Ministério da Saúde do Brasil que conduzem ao interior do ouvido. digestão e eliminação dos alimentos. arterial para suprir todo corpo apatia – falta geral de interesse em si humano. aparelho digestivo. ascendente e descendente. faringe. mesmo ou sobre a situação em geral. grande artéria unir-se sexualmente ao homem. se restringe aos seres humanos. se desliza para o local apropriado. que é dividido em porção apêndice cecal . A olhos e a musculatura esquelética. aberto aparelho vestibular – órgão do ouvido cirurgicamente na parede abdominal e interno. ANVS – sigla da Agência Nacional de aparelhos acústicos – dispositivos que Vigilância Sanitária. primeira porção do intestino grosso. estreitamento na aorta. regulado pelo com participação de glândulas anexas esfíncter anal. orgânica que se manifesta com a aorta . de da circulação sistêmica. assim como a visualização do ânus. Ele intervenção permite a eliminação de é importante para o alinhamento e o fezes. re-alinhamento da postura normal do anuscopia . controla a aprovação dos alimentos.diminuição ou supressão da O tubo digestivo é formado pela boca. aorta. sem.veja complexo de antroponose .exame que permite a corpo e da cabeça.orifício artificial.segmento torácico da possível sintoma de depressão. aparelho de Golgi . aortite – inflamação aguda ou crônica da apêndice vermiforme. esôfago. ter com lâminas retas usada para medir habilitação profissional específica. antropômetro – instrumento para medir apandria – aversão ao sexo masculino. aparelho digestivo – todas as partes do antropozoonose .consiste na dilatação de suas diversas partes.órgão que liga ao ceco. secreção urinária.operação para retirada do apêndice cecal. como o fígado e o pâncreas. estômago. homem.principal e a mais calibrosa artéria impossibilidade. posição dos olhos.infecção cuja transmissão Golgi.porção abdominal da normal nas pessoas ocasionalmente. aorta. que nasce do ventrículo esquerdo do devido a malformações dos órgãos coração e que transporta sangue genitais externos. um aorta torácica . ânus artificial . as larguras lineares ou diâmetros dos aparadeira – pessoa que possui uma segmentos corporais. apareunia – síndrome de natureza medicamentos e cosméticos. no entanto.

técnica de o tecido muscular. analogamente. o resistor de menor valor apendicopatia . e. dissipará pouca potência. Assim sendo. e quanto apirexia – condição de temperatura maior esse valor. por respiratórios. correntes pelas diversas camadas aperiente . se eletrodos estão colocados lado a lado aquecerá muito pouco. os pôr baixa intensidade de corrente. ausência de febre. Nesta configuração as aéreo durante o sono ocasionando correntes são diferentes em cada dessaturação de oxigênio durante o resistor e. camadas de tecido se encontram uma apicetomia – ressecção do ápice. resistor de maior valor. inadequada com aplicação. destruição da valor resistivo. eletricamente diminuição e ou ausência de fluxo em paralelo.região que compreende aplicação de ondas curtas onde as a extremidade superior do pulmão. circulatórios e conseqüência. enquanto o tecido ápice – extremidade superior ou adiposo. tecido de menor condução é o maior aplasia medular – 1. aquecendo é a porção mais inferior e esquerda do menos. as camadas apnéia obstrutiva do sono .síndrome de tecido estão na mesma direção que caracterizada por episódios de as linhas de campo. menor será a corpórea normal.moléstia apêndice cecal. usando critérios íons nesse tecido.desejo de suprir às necessidades elétrica. (dissipação de potência) será maior no aplasia uterina . neste tipo de medula óssea. o resistor de aplasia – anomalia do desenvolvimento maior valor dissipará maior potência e embrionário em virtude do qual todos os resistores serão atravessados forma-se o esboço do órgão. pôr analogia elétrica. representado pelo tecido muscular. pela analogia apetite . ou. pulmonar. extremidade dos ventrículos. mas as pela mesma corrente. sendo atravessado aplicação de ondas curtas. enquanto que aplicação co-planar .apendicite – inflamação do apêndice. suas células não têm capacidade para assumindo que. o resistor de menor valor é alimentares. pois este representa o Apley – veja teste de Apley. coração.: a sono. movimentos respiratórios. resistor de valor maior. o continuar o desenvolvimento natural. tissulares. corrente é imposta pelo resistor de 61 . apicite – processo inflamatório do ápice eletricamente elas estão em série. 2. dissipará a maior potência e a corrente apepsia – falta ou diminuição das total do campo é a soma das várias funções digestivas. após outra. geralmente causado por onde a corrente é imposta pelo tuberculose.que estimula o apetite. de modo que. o aumento de temperatura pouca produção de sangue. menor valor. de maior resistência. aplicação transversal – técnica de ápice pulmonar .técnica de respiração. temperatura). corrente que atravessa. sobre a mesma parte do corpo apnéia – paragem voluntária dos (mesmo plano). sangue e dos recém nascidos.boletim de sistema de avaliação devido ao acúmulo de água. aplicação de ondas curtas. pontiaguda de qualquer parte cônica. Apgar .ausência total do útero tecido adiposo. Assim sendo. retenção da aplicação longitudinal . dissipará a maior neurológicos e que permite notas de potência (maior aumento de zero a dez.

não está exercícios ou trabalhos prolongados. 2. aponeurose superficial – membrana de aptidão cardiovascular – nível de revestimento superficial. capacidade de entregar e enzimática do DNA e que em usar oxigênio sob exigências de contraste com a necrose. aprisionamento – tecido preso for a de apomorfina – substância derivada da uma estrutura incapaz de assumir sua morfina. na zona do tendão do ou idealização do movimento. quando aprosexia . à memória. fagocitada. realizar exercícios com alta esbranquiçada e bastante resistente. para uma determinada finalidade.conjunto de síndromes administrada. que eles sejam realizados. quebra a cromatina em esforço que objetiva preparar o corpo pedaços e se torna facilmente para movimentos vigorosos. à associação de aquilodinia – dor localizada no idéias. intensidade e de curta duração. tornando-se assim.enzima sem o seu co. uma morte celular princípios gerais da capacidade de programada como parte de um rendimento físico. apraxia ideomotora .perturbações motoras de quando isolada não apresenta natureza psíquica caracterizada pela atividade. associada a sinais de inflamação. rara e que consiste na ausência total apraxia álgebra – veja acinesia álgebra. crescimento ósseo. anomalia congênita muito Appley – veja teste de Aplley. AVC. derrame cerebral. apraxia ideatória . ausência de secreção dos perturbações psíquicas ligadas à componentes do suco gástrico. ou parcial de um lábio ou de ambos. incapacidade de realizar movimentos fator. porém destituída de relação normal.apneuse – cessação da respiração durante formação das imagens motoras. para taxar o sistema cardiovascular apoptose – 1. por falha na de ambas as mãos. apoenzima – parte da holoenzima que apraxias . para a fase inspiratória da respiração. aptidão física – veja aptidão motora.que é a aquiria – malformação congênita rara. os músculos. Também chamada de morte celular aptidão motora – conceitos baseados nos programada. forma específica de morte cronicamente e levá-lo a adaptação celular mediada por degradação fisiológica. atividade analgésica e que. formada por uma aptidão anaeróbia – capacidade de membrana muito delgada. A célula recebe um desempenhar habilidades motoras. 62 . sinal para se autodestruir. calcâneo. 2. comprometendo a concepção calcanhar. aquilia – 1. aptidão aeróbica conseguida pelo apoplexia cerebral – acidente vascular envolvimento em exercícios rítmicos cerebral. encolhe de aquecimento – parte preparatória de um tamanho.resulta de 2. provoca vômito. incapacidade de realizar os caracterizada pela ausência de uma ou movimentos necessários. capacidade de processo normal. de duração e intensidade suficiente infarte encefálico. inativa. ou de músculo predominante e como o lugar novos programas motores que contribui para os aspectos do generalizados. atenção. psíquico que se manifestam por aponeurose – revestimento que envolve impossibilidade de prestar atenção. apófise – porção de um osso que serve aprendizagem do programa – aquisição como ponto de ligação para o de novos padrões de ação.

em um município. na mama. que é determinada pela intoxicação área de projeção – zona de projeção de por sais de prata. hospedeiro para outro por meio de um área restrita . até sua eferência na célula alvo. argiria. fungo parasita arco vertebral . medula espinhal. associada com a função dos músculos arboviroses . originam dos pedículos. umeral que não é coberta pela arinia – malformação congênita que cartilagem articular. localizada entre a área indene vulnerável . uma localidade ou pequeno número argirose – coloração cinza-escuro da pele destas. reconhecidamente sem transmissão de aracnoidite – afecção da aracnóide que uma determinada doença. na ausência de lesão dos área desnuda – é a porção da cabeça globos oculares. limitada a nitrato de prata.membrana serosa delgada e reconhecidamente de transmissão para transparente que envolve o cérebro e a uma determinada doença. persistindo o reflexo à corpo. espaço ocupado por um tipo particular argiria – veja argirose. desde sua aferência arquejar. Os tropicais. arco reflexo . emissão de expectoração com sangue. de fibra muscular. ligamento coracoacromial. como o arco aórtico – veja aorta.área dura-máter e a pia-máter. que protuberâncias.abolição do reflexo à correspondente superfície externa do luz.área geográfica aracnóide . mas cujas freqüentemente atinge as outras duas condições ambientais favorecem a membranas ou somente a mais instalação da transmissão. Própria dos países dois pedículos e lâminas. impulso nervoso. externa. Aspergillus fumigatus. um órgão interno sobre a Argyll-Robertson .trajeto percorrido pelo arfar – respirar com dificuldade. enquanto as lâminas se pulmonar como dores no tórax.estrutura formada por do homem. porém de prata ou a manipulação prolongada de localização bem definida.área de transmissão para provocada pela ingestão de sais de uma determinada doença. área endêmica .é a combinação do ar próximo à inserção póstero-lateral do eliminado ao ambiente proveniente do tendão do manguito rotador. circunda o mamilo.viroses transmitidas de um voluntários.área que pode ser usada ou mais tipos de artrópodes. toxinas arco coracoacromial – arco formado reprodutivas ou substâncias que pelo processo coracóide. doença de possibilitara execução de um ato pulmonar causada pela fixação do motor ou de secreção. a fim argergilose pulmonar . espaço morto e do ar alveolar. 63 . trabalho com carcinógenos.ar expirado . para finalidades específicas. resultando respectivamente a área motora – parte do córtex cerebral meningite ou a leptomeningite. argirismo – intoxicação aguda ou crônica área de foco . área da fibra – medida da proporção de anorexia e febre elevada. acrômio e tenham toxicidade aguda. apresenta sintomas que se pedículos se originam do corpo assemelham aos da tuberculose vertebral. localizada consiste na ausência de nariz. que aréola mamária – porção de pele mais atravessa a distância entre estas duas escura. de forma circular. acomodação.

opacificação aromatizantes . aromático – refere-se a uma molécula arteriografia cerebral . pequena articulação sinovial entre a 64 . duração. por tempo breve.ritmo anormal. finos. articulação ou parte dela. arrasto ativo – força de arrasto de um arteriolitíase – processo de calcificação corpo em movimento. anorexia. caracterizada por coloração rósea arteriosclerose – grupo de processos que da pele.veja artrite de células arseníase – intoxicação aguda ou crônica gigantes. arteriosclerose. arritmia .condutos cilíndricos que ossos.aditivos que integram a seletiva de uma artéria. espessamento e o endurecimento das cefaléia. relação de contato das produzida por um agente externo. ruído. alactoflavinose. duplas alternadas. por frio. articulação – 1. arterite cranial . continuando-se na intimidade armazenagem sensorial – a localização dos órgãos e tecidos. armazenagem sensorial de curta arteriectasia – dilatação das artérias. revolução cardíaca.extirpação cirúrgica de uma gigantes. crânio obtida após injeção de ligados através de ligações simples e contraste nas artérias cerebrais. B2. afecções da têm como denominador comum o córnea e da conjuntiva ocular. provocado por deposição de sais de arrepio – tremor involuntário provocado cálcio entre as túnicas arteriais.um sinal anormal ou estrutura palavras. que se comunica com os capilares. formando um anel.inflamação da parede das arritmia cardíaca .exame radiológico das Arnold-Chiari – veja mielomeningocele.respirar com dificuldade. usualmente 2 a 3 artérias coronárias – principais artérias segundos para visão e até 15 segundos que fornecem sangue para o músculo para outras modalidades. funcional onde a representação artérias cerebrais . artérias com contraste. 3. pequena artéria. composição dos alimentos. cardíaco. num meio fluido.é uma centrífugo em relação ao coração. paredes das artérias. transportam o sangue em sentido articulação acromioclavicular . arterite . arterite temporal . por arsênio ou seus compostos. arteríola – menor terminação das artérias intensificando ou alterando o seu que se tornarão capilares. controla o sabor e aroma. pronúncia distinta das artefato . arteriografia seletiva .Aristóteles – filósofo grego que estudou arborizam-se sucessivamente em minuciosamente problemas de ramos e ramículos cada vez mais anatomia e fisiologia.artérias que nutrem o fisiológica da informação é guardada cérebro.alteração do ritmo da artérias. arteriografia .radiografia do que contém átomos de carbono. acesso febril ou emoção encontrada freqüentemente na intensa. ver superfícies de oclusão dos dentes. rágades labiais.veja artrite de células artectomia . apresentar alta capacidade de arrasto – força que impede o movimento dilatação e contração. união ou ligação de dois ou mais artéria . 2. fluxo de sangue para os capilares por arquejar . em rede capilar. arriboflavinose – forma de avitaminose arteriólito – coágulo de sangue provocada por carência da vitamina calcificado em vaso sangüíneo. o mesmo que junta.

é formada pela base do incongruência das superfícies e primeiro metacarpal e o trapézio.articulação em dobradiça tenham uma neuropatia secundária à que admite apenas flexão e extensão. articular. articulação neuropática – veja hanseníase e várias outras neuropatias articulação de Charcot. faces. formada pelo encaixamento sinovial plana entre a face interior do da cabeça do fêmur no acetábulo do tálus e a face superior do calcâneo. fibrocartilagem. revestido por articular com subluxação e luxação. numa cabeça do úmero quase carpometacárpicos palmares e hemisférica e numa cavidade glenóide carpometacárpicos interósseos. é quadril. ocorre em pacientes que polegar . absorvendo o choque transmitido apresenta uma cápsula articular através do membro superior para o relativamente frouxa que é reforçada esqueleto axial. junto três carpais envolvidos formam uma com alterações degenerativas face convexa lisa que recebe a significativas. Ocorrem fraturas sutis. quantidades significativas de articulação sinovial . periféricas. pelos ligamentos carpometacárpicos articulação fibrosa . As características extremidade distal côncava do rádio e radiográficas incluem destruição admite movimentos planares.possuem cavidade fragmentos ósseos por fraturas e entre os ossos para permitir o corpos livres e desorganização movimento. Os mantido. sífilis. diabetes melitus.articulação esferóide. Os portadores geralmente articulação radiocárpica .ossos unidos por palmar e dorsal laterais do polegar. articulação fibrosa garante que a articulação esternoclavicular – liga a escápula e a clavícula movam-se ponta medial da clavícula e o como uma unidade e também ajuda a manúbrio do esterno.articulação articulação subtalar . como as suturas e a ligamentos das articulações articulação tibiofibular carpometacárpicas são os articulação gleno-umeral – consiste carpometacárpicos dorsais. considerada uma das articulações 65 . articulação de Charcot – articulação articulação metacarpofalangeana do neuropática. mas o movimento é disco articular fibrocartilagíneo. articulações talocrural (tibiotalar e articulação carococlavicular .ossos unidos da escápula.consiste nas acromial da escápula. paraplegia. É uma transferir o choque do membro articulação sinovial em sela. relativamente rasa na margem lateral articulação cartilagínea . articulação do quadril . membrana sinovial. ombro. esferóide e multiaxial. É uma articulação por cartilagem hialina ou por sinovial. Há um superior a forte extremidade medial disco cartilaginoso entre as duas da clavícula. coxofemoral. Os tecido fibroso. reduzindo a polegar . ponta lateral da clavícula e o processo articulação do tornozelo .onde a talofibular) e tibiofibular distal. A forte união desta arquitetura óssea.é separada da perdem a sensibilidade dolorosa e de fileira proximal de carpais por um propriocepção. que ajuda a articulação a articulação carpometacárpica do mover-se melhor. superfície inferior da clavícula passa classificada como uma sinovial em na proximidade do processo coracóide dobradiça em virtude de sua da escápula. diatrose.

doença auto-imune do volume e diminuição da que acomete as articulações. que cause destruição da superfície articulações carpometacárpicas . anatomicamente como um gínglimo) arterite cranial. entre a artrite reativa – inflamação articular por fileira proximal e distal. inchaço e dor nos tecidos caracteriza por dor. articular e resulte em dor e perda de incluem as junção dos ossos do carpo movimento. ouvidos. arterite temporal. o agente artralgia . artrite de Heberden – doença articular permite essencialmente dois degenerativa das articulações terminais movimentos. artrose. este através da articulação subtalar pode edema reduz o diâmetro das artérias ser modelado representando-se o diminuindo o fluxo sanguíneo para tornozelo (classificado essas regiões. mobilidade. produzindo movimento na articulação do deformidade com aumento de volume tornozelo. dos braços e pescoço. aumento artrite reumatóide .trata-se de uma divididas em três grupos: as doença reumática rara. e flexão das articulações. articulares. ossos portadores após os 50 anos de idade. rins. vermelhidão. independentes do dos dedos das mãos. acomete a artéria aorta e seus ramos articulação talofibular – articulação causando estenoses e aneurismas. as 20-50 anos ou na infância entre 8-12 articulações entre o capitato. avascular) e fígado. ainda de causa articulações entre os ossos escafóide. (osteoporose e necrose óssea ocorre edema nas artérias da cabeça. uma articulação ou parte dela. artrite deformante . Inicia-se nos mais comumente nas artérias dedos das mãos e pulsos.dor na articulação. O movimento do pé temporais. anos. talocrural. síndrome de Reiter. causador não pode ser isolado a partir artrectomia – extirpação cirúrgica de da articulação. processo inflamatório pericárdio.junção artrite do ombro – qualquer processo entre as articulações talonavicular e patológico da articulação glenoumeral calcaneocubóidea. localizado nos elementos que olhos. como uma articulação esferóide. articulações intercárpicas . sangue. aumento da conectivos. na qual. miocárdio.doença que do tornozelo. com os metacarpos dos quatro dedos artrite gotosa – artropatia cristalina de mediais e a do polegar. intertársicas. tendões. laringe. temperatura. incide na faixa etária semilunar. artrite de células gigantes – acomete os pele. articulação talocrural – veja articulação artrite de Takayasu . piramidal e pisiforme.afecção crônica de articulação tibiofibular – articulação caráter degenerativo dos tecidos fibrosa que une o tíbia à fíbula. provocando enrijecimento articulação tibiotalar – articulação e deformação das articulações talocrural comprometidas. músculos. artérias coronárias. pulmões. veias. depois 66 . constituem uma articulação. articulação transversa do tarso . mediotársica. articulação mediocárpica. trapezóide e trapézio e a da psoríase. são artrite psoriásica . artrite reumática – doença que causa artrite – inflamação articular que se inflamação. uma infecção. desconhecida. geralmente ocorre após o início uncinado. válvulas cardíacas. caráter inflamatória.

joelhos e líquido sinovial ou o sangue que a outros órgãos. mais freqüente no sexo articular devido a deposição de tecido feminino atingindo pré-escolar de 2-5 fibroso na articulação. principalmente nas mãos e pés. Pode ser artrogripose . artrite simétrica. rash artrólise – cirurgia com a finalidade de morbiliforme evanescente em 15% restaurar a mobilidade de uma dos casos. Uma inflamatória com migração de ruptura massiva do manguito rotador leucócitos polimorfonucleares e resulta em deslocamento e subluxação subseqüente liberação de enzimas da cabeça umeral. sendo mais freqüente nas artrodese – intervenção cirúrgica mulheres. nódulos comprometida. articulação.nome popular dado a de Milwaukee. o início é agudo e caracterizado por múltiplas insidioso com febre prolongada. Artralgias com edema e articulação comprometida por calor. artrologia – estudo das articulações. deformidade do segundo ao quinto artrocentese – punção na cavidade dedo da mão e deslocamento do articular com a finalidade de extrair 67 . tremores musculares. às contraturas. artrite de três ou articulação. criando um enrijecimento artrite reumatóide juvenil – o portador completo. anormal à superfície articular. que inflige trauma proteolíticas. ombro artritismo . artropatia de Jaccoud . dores. Pode acometer só uma articulação. anos ou adolescente. ancilose. qualquer doença das articulações. a pele fica úmida artropatia – doença que afeta uma e viscosa. fatores fixação completa das duas partes reumáticos positivos. geralmente o joelho. incide mais após os 30 penetrou. vezes com picos e calafrios. cartilagem articular.artropatia rara artrocace – inflamação crônica articular. uma articulação irremediavelmente alterações nas radiografias. de iridociclite crônica em 30% dos artrofibrose – complicação da cirurgia casos. presença e sua fusão. glenóide. descoberta em 1869 que causa provocada pelo bacilo de Koch. ósseas. pode apresentar artrite simétrica artrodese do ombro – ressecção crônica por mais de seis semanas em cirúrgica das superfícies glenoumerais menos de cinco articulações. as articulações tornam-se traumática. caracterizada por um artrite séptica – infecção bacteriana da aspecto de cristal irregular da sinovial e do espaço articular. com colapso do causando uma intensa reação osso subjacente amolecido. que consiste na reumatóides subcutâneos. Após refere-se à patologia do ombro que é 1-3 meses do comprometimento dos diferente da osteoartrite e artrite pós- dedos. As rupturas levam a uma fusiformes com pele brilhante e lisa doença da superfície articular sobre elas. totalmente a mobilidade de uma artrite nas mãos. ombros.doença que afeta as desencadeada pela rubéola ou pela articulações já na vida fetal e é vacina anti-rubéola. anos. intervenção cirúrgica em mais articulações. ocorrem perda de peso. depressão artropatia da ruptura do manguito – acentuada e espondilite cervical. O portador pode apresentar realizada com a finalidade de suprimir rigidez matinal superior a uma hora. acomete cotovelos.

degeneração da articulação. metacarpiana. de preferência. patogênicos em local que não os ascite – acúmulo anormal de fluido na contenha. assento de tecelão. inflamatórias. tendão extensor na fossa refluxo portal e perda de proteínas. por meio de pelas glândulas testiculares. etc. degenerativas. vômito.visualização pulmões. até o osso fungo parasita no homem. áscaris – vermes nematelmínticos assepsia – processo pelo qual consegue- parasitas do intestino. da cabeça de um osso. aspiração . artroplastia por abrasão – é uma aspergillus . angina instável. provocada por atrofia dos testículos. dificuldade de ejacular esperma.intervenção cirúrgica pela abdominais e a lordose lombar qual deseja-se restituir ou aumentar a observadas em clientes com ascite mobilidade de uma articulação. cirúrgica da cabeça do umeral asfixiante . como resultado de microrganismos patogênicos no meio 68 . técnica artroscópica que se usa uma aspergilose pulmonar – doença broca de alta velocidade para remover pulmonar causada pela fixação de um o osso subcondral.insuficiência de oxigênio nos artroplastia de ombro – reposição tecidos.veja bronquiectasia. lesão inflamatória da pele provocado ascaríase . Para o fisioterapeuta. músculos das paredes bronquiais. de tratamento cirúrgico. analgésico a base a comprometidas.parasitose intestinal que por atrito ou pela presença de fezes e atinge. acidente cerebral isquêmico ou provocando enrijecimento e isquêmicos transitórios atípicos.substância química (gás ou patológica com implante metálico. por meio de uma incisão pelos pacientes que já tiveram infarto cirúrgica por via artroscópica. assento de alfaiate – veja bursite ascaridíase – ascaríase. com efeito. vapor) que pode causar morte ou artroplastia de ressecção – é a retirada perda da consciência por sufoco. artrite deformante. direta de uma articulação. isquioglútea. deformação das articulações anticoagulante. dor lombar. ausência completa de cavidade peritoneal. perineal.doença crônica caracterizada por artroplastia excisional – é a remoção das dificuldades para respiratórias estruturas ósseas intra-articulares da provocada por contração dos articulação referida. urina. asma . do miocárdio. sufocação.medicamento preventivo usado diagnóstico. em lactentes. sangrante.visualização aspermia – falta de secreção de esperma direta de uma articulação. na região manifestando-se com diarréias. habitualmente em uma aspermatismo – impossibilidade ou profundidade de 2-3 mm. limitados por causas diversas como tais como dor na região inguinal ou traumáticas. asfixia . sem ou com pouca dor. árvore brônquica – conjunto das assadura – termo que designa um tipo de ramificações bronquiais nos pulmões.entrada de substância nos artroscopia diagnóstica . vulgarmente se impedir a penetração de germes denominados lombrigas. as hérnias artroplastia . ácido acetil-salicílico. com efeito. equipamento específico (artroscópio). náusea. artroscopia cirúrgica . as crianças. artrose . cujos podem apresentar sintomas que imitam movimentos estão abolidos ou o envolvimento musculoesquelético. aspirina .

nos associação – conecção de dois ou mais instrumentos usados durante as conteúdos. individualmente e/ou em ocorrer no sistema nervoso central. superior que presta serviços de âmbito astrocitoma pilocítico . adejo hepático. em salas de cirurgia. seja em uma assideração – resfriamento do corpo que mesma preparação. pode ser chamado assíncrono . fotofobia. a incapacidade de subseqüente incorporação nos tecidos manter a extensão do punho com a do organismo. ocorrência de infecções durante as associação medicamentosa - operações. situado entre o Assistente Social . na leitura. sem proteção astenia .cessação da atividade contrai. posições das partes corporais de um asteriognosia – incapacidade de lado do corpo são comparadas com reconhecer os objetos pelo tato. com a finalidade de evitar a conceitos apresentados oralmente. do córtex cerebral. posições das partes correspondentes devida a afecções locais ou a lesões do outro lado. especialmente úmidas. tálus. astenopia – inaptidão em aplicar a visão. assístole .período no qual o coração não ataque cardíaco .onde o portador reconhece as por longo tempo.. doença possa estar presente.não sincronizado com também de tremores adejantes ou nenhum evento. afastar-se do equilíbrio em torno da áster . perda do batimento 69 . ataque apoplético – AVC. assinergia – incapacidade de astigmatismo – diminuição visual coordenação dos movimentos devido causada por uma irregularidade na a lesões do sistema nervoso central. grupos. nas mãos dos cirurgiões. Manifesta-se por cansaço juntá-las para formar as sílabas.profissional de nível calcâneo e a tíbia. intervenções. associação auditiva . tendência de uma ardor no olho. embora a diretamente sobre a retina. em objetos muitos letras isoladamente. a temperaturas baixas. 2. assilabia . flexão dos braços. transformação dos alimentos e sua especificamente. curvatura da córnea que impede a assintomático – falta de sintomas físicos focalização dos raios de luzes ou clínicos da doença.relação de etc.lesão que pode social. sendo incapaz de próximos. lacrimejamento. preparação separada. e processos básicos do serviço social. distribuição de freqüência para conjutivite e blefarite. identificando e analisando podendo exercer efeito de massa. do organismo. ambiente. seus problemas e necessidades comprimindo estruturas materiais e sociais. diferença entre celular. administração simultânea de dois ou assialia – insuficiência de secreção mais medicamentos. astrágalo – osso do tarso. aleatório. seja em salivar que surge após desidratação. ventricular. aplicando métodos intracranianas. assimilação – compreende-se a asterixe – distúrbio motor.conjunto de microtúbulos que se medida de tendência central pela dispõem radialmente em torno dos concentração de seus valores em um centríolos durante uma divisão dos extremos. se verifica por exposição prolongada astasia – impossibilidade de ficar de pé.enfraquecimento geral do suficiente. sensação de assimetria – 1. organismo.

concentração do psiquismo pestanejamento. de ações empregadas para case. olhar vazio.expansão incompleta de um caracterizada por lapso súbito e pulmão ou parte dele. pela reflexão e concepção de atavismo perdeu o seu refração nas interfaces e pela absorção significado. acompanhado de sintomas de Pierre Marie. que se inicia de atendimento em pronto socorro - forma abrupta e que alcança seu pico atendimento em caráter de urgência em poucos minutos. com flexões e rotações Ondas de freqüências altas são exageradas dos membros. Esta diminuição de intensidade espécie anterior na escala biológica é causada pela difusão do som em um como exemplo o lábio leporino. Geralmente absorvidas mais rapidamente e existe incapacidade para a execução possuem menor D/2 do que de movimentos delicados. irregular. falta de ar.doença de popular do infarto do miocárdio. provocado por obstrução de como em um estado de animação brônquios. para um estímulo determinado. determinando o suspensa. caráter hereditário. suor distúrbios ataxocerebelosa – veja marcha ebriosa.denominação que era utilizada intensidade diminuem a medida que em uma geração que apareciam as ondas de ultra-som sob sua forma indivíduos com caracteres de feixe passam através de qualquer semelhantes aos de determinada melo. meio e da freqüência das ondas. Tal meio heterogêneo. do meio. colapso dos transitório da consciência.forma de epilepsia atelectasia . como se freqüências baixas. com sintomas de ataque de ansiedade – episódio agudo de astenia muscular. o chamada de “Half-Value-Distance” portador titubeia durante os (D/2). menor sem o doente tende a oscilar. pulmões. atividades motoras mínimas. movimentos estereotípicos das mãos e atenção psicossocial/psicoterapia - automatismo. tratamento da malária. o for a freqüência. às vezes acompanhada por fechamento dos alvéolos. O D/2 depende da natureza do movimentos. Quanto mais alta abotoar e em posição estática.a amplitude e atavismo . o andar é vacilante. como atenção . a qual é coordenação dos movimentos.alteração da motricidade original reduzida pela metade a caracterizada pela falta de determinada distância. atenuação ultra-sônica . ataque de ausência . gastrointestinais e sintomas de atebrina – medicamento utilizado no desastre eminente. sem durar muito ou emergência. a um padrão típico de três picos-onda atendimento de emergência . nome ataxia cerebral hereditária . comprimento da onda e major será 70 .conjunto por segundo no eletrencefalograma. tempo. amiúde muitas vezes serviço de apoio terapêutico. palpitações. doença de pânico. prestado aos pacientes em crianças de 5 a 12 anos e associada do estabelecimento. recuperação de paciente. dismetria. desconforto intenso. disfagia e ansiedade intensa e de sentimentos de alterações do nervo óptico. cujos ataque de pânico . estalar dos lábios. cardíaco ou pulso periférico. observada mais comumente psicossocial. O feixe tem sua intensidade ataxia . na esfera seguidas.é caracterizado por agravos à saúde necessitam de um período discreto de medo ou assistência imediata.

de 71 . à lesão do atlantoaxial – entre o atlas e o áxis. produzida por um músculo ao ateroma – massa ou placa formada por desenvolver tensão. Em caracterizada por lentidão e repetição sua face superior tem duas grandes do movimento dos braços e pernas. mas paredes internas das artérias. que apresenta pelo menos. gorduras e elementos do qual as crianças brincam na sangue.deslocamento na cargo. que provoca gasto de que poderá ser exercida de forma energia. mas é um anel ósseo forma de paralisia cerebral circundando o forame vertebral. arteriosclerose.envoltório gasoso que têm as atimismo – ausência congênita do timo. uma de produzindo uma diminuição de seus suas atividades paralisada ou diâmetros podendo ocasionar desativada. faciais inexpressivas. no contexto do esporte. após jogo e do exercício. Cada tecido possui atividade mioelétrica . sua absorção. o estrelas. da face e dos mudanças no material sob a membros inferiores. a atividade tectônica . faces articulares côncavas que associados a adiadococinesias. lentos. atividade simpática – atividades atetose – doença caracterizada por uma vinculadas ao domínio do sistema série de movimentos involuntários nervoso simpático. derrames e enfartes. uma gradual tireóide. atlas – primeira das vértebras.estabelecimento que acúmulo de material gorduroso nas se encontra em funcionamento. arrítmicos. produzido por músculos cuidados realizada por um enfermeiro. mais restrito é todo movimento ato de enfermagem – prestação de corporal. da brincadeira. Geralmente não possui limite atireoidismo – ausência congênita da definido.forma especifica de sem qualquer integração social. enfraquecimento orgânico e psíquico. geralmente. autônoma ou interdependente. Num sentido diagnóstico e prescrição terapêutica. esqueléticos. cerebelo. atmosfera .indivíduo afetado por uma corpo. sobretudo das mãos e. pouco amplos. da aptidão ato complementar de terapêutica – física. debilidade até que sua densidade não atividade – toda a ação muscular seja maior que a do espaço produzidas pelos músculos circundante. esqueléticos que produz gasto de ato complementar de diagnóstico – energia. quase todos os planetas e que provoca sinais de raquitismo e muitos satélites do sistema solar. devida. do prestação de cuidados curativos. sincinesias e mímicas crânio. junto com o seqüência de desenvolvimento no colesterol. mas sim. não possui atetósico . A síndrome é superfície. exame ou teste que fornece resultados atividade física – o termo refere-se à necessários para o estabelecimento de totalidade de movimentos executados um diagnóstico. o que ocasiona mixedema. da recreação. com superfície de um objeto devido à menor freqüência.corrente elétrica valores diferentes de atenuação. acomodam os côndilos occipitais do dismetrias. caracterizada pelo atividade parcial . tecidos degeneradas das camadas atividade paralela na brincadeira – mias internas das artérias. proximidade observável de outros aterosclerose .

desenvolvimento completo da luz. atresia – 1. ingestão excessiva de atria . causada por cavidades naturais do corpo. em que ocorre falta de pode participar em reações químicas. congênito caracterizado pela atonia gástrica . doenças debilitantes. atonia . gastrite crônica. dificuldades de desde o átrio esquerdo até o direito. habilidade ou comportamento dentro intervenção. de maioria dos membros da espécie acordo com a qualificação do exibe aquele comportamento.relaxamento muscular perfuração de uma ou de mais das paredes do estômago. pleural. sucede após processos inflamatórios empregada para sintetizar novos que tornam ásperas as superfícies dos compostos químicos de ATP. 2.perda do tono dos para um ventrículo. diagnóstico. sangue de uma veia. sonolência. fricção. é um de pêlos. atonia intestinal . ato em saúde – prestação de cuidados de atraso do desenvolvimento – falha de saúde à um indivíduo. defeito músculo liso ou estriado. 2. isso produção de trabalho celular. tracionando-se o cateter tonturas. promover a abertura do septo atordoamento – estado caracterizado por interatrial. que pode um organismo em exibir uma consistir numa avaliação. câmara que músculos esqueléticos.plural de átrio alimentos. são fenômenos mórbidos outros sistemas biológicos. fosfato inorgânico livre durante a 72 . A energia que se estabelecem quando dois liberada diretamente dos alimentos folhetos serosos justapostos não não é utilizada diretamente na deslizam livremente entre si. assim como na maioria dos pericárdio. 2. bombeando-o atonia muscular . concentração.diminuição do tono átrio – 1. ATPase – enzima que hidrolisa o ATP atrito cinético – força de fricção que produzindo ADP e fosfato inorgânico existe entre duas superfícies e se livre. ausência de luz de um órgão átomo – a menor unidade da matéria que tubular.diminuição do tono de um uma estrutura tubular. atrial – referente ao átrio. órgão. força de adesão que resiste ao configura a fonte de energia imediata movimento de uma superfície sobra a para todas as atividades celulares no outra. acordo com a respectiva qualificação fosforilação oxidativa na membrana profissional.adenosina trifosfato. folhetos. podendo ser permite a entrada à outra estrutura ou congênita ou adquirida.técnica em que se hipersensibilidade do tipo I como a utiliza um pequeno cateter balão para asma e rinite. é sim. atriquia – falta congênita de cabelos ou ATP . mitocondrial interna. composto químico que atrito – 1. atopia – manifestações clínicas de atriosseptostomia . etc. câmara cardíaca que recebe intestinal. usualmente acoplada a um deslizam uma através da outra. prestador. nucleotídeo. prescrição de uma da idade cronológica durante a qual a terapêutica ou sua execução. peritoneal ou humano. processo que requer energia. atrito de deslizamento – atrito entre duas ATPsintetase – complexo enzimático superfícies sólidas em contato e que que forma ATP a partir do ADP e deslizam uma sobre a outra.

gráfico em que se indica a próprio organismo. terapêutica. nutrição deficiente ou por involução. provocada por e rumores fisiológicos ou patológicos. instrumento para enquanto não ocorre nenhum determinar o grau de acuidade movimento. com atropina – alcalóide extraído da perda do contato com a realidade e o beladona.atrito de rolamento – atrito entre uma audiologia . com 73 . orelha. atrito estático máximo – quantidade Auer – veja corpos de Auer. inflamatórios que tornam ásperas as auscultação – exame que consiste em superfícies dos folhetos. bastante utilizado em mundo exterior.percepção de ter devida a diversas causas como pouco ou nenhum peso. alimentação efeitos da gravidade. peritoneal ou pericárdio superiores do coração. isso sucede após processos tuberculose pulmonar.condição mental. . aurícula – apêndices nas cavidades atrito pleural. articulação ou tecido mole atropismo – veja atropinismo. incluindo superfície sólida e outra superfície o tratamento das perturbações que rola sobre ela. lesões de nervos autismo . não sentir os inatividade funcional.fenômeno mórbido que se estabelece auroterapia – terapêutica superada que quando dois folhetos serosos consistia no uso de sais de ouro para o justapostos não deslizam livremente tratamento de algumas formas de entre si. contra qualquer constituinte do audiograma . sobretudo como auto regulaçãodo fluxo sangüíneo . máxima de atrito que pode ser aura – sintomatologia que precede os produzido entre duas superfícies ataques epiléticos.anticorpo dirigido denota relação com a audição. caracterizada por excitação. estado auto-alongamento – técnicas nas quais o vertiginoso. controlar seu próprio fluxo após a ingestão de doses excessivas sangüíneo em relação às suas de medicamentos à base de atropina.determinação do grau de entre dois objetos que tendem a se acuidade auditiva. alongamento. músculos correspondentes. auditiva. concentrados em si próprio. capacidade do tecido orgânico. caracterizada motores. insuficiente. deslizar um através do outro. usando outra parte do audição – o sentido por meio do qual se corpo para aplicar a força de percebe os sons. audiometro . passivamente. necessidades.dispositivo usado para expor intensidade dos sons em cada ouvido. estáticas. provocando atrofia de por apresentar o indivíduo. material a vapor em alta pressão.estudo da audição. auditivas. relação entre a freqüência e a autoclave .elemento de composição que auto-anticorpo . áudio .é a antiespasmótico. convulsões e delírio. em atropinismo – intoxicação que se verifica geral. crisoterapia. ausência de peso . encostar o ouvido ou um instrumento atrofia – diminuição do volume de um adequado no paciente para ouvir sons órgão ou de um tecido. atrito estático – força de fricção gerada audiometria . praticante é ensinado a alongar uma atropismo. infecções pensamentos ou comportamentos crônicas e traumatismos.

a finalidade de descontaminar ou autovacina – vacina preparada com esterilizar. fins de instrução de processo legal. farmacologia que estuda as auxiliar de enfermagem . Este processo ósseo serve como um autossomo . gerar um impulso elétrico. com a promovem autofagia. usando avascular . do organismo.sovaco.sistema de coordenadas endógenas.relativo ao que não possui técnicas apropriadas de deslizamento. bactérias são autótrofas. algas e determinadas para uma célula efetora. posteriormente. autofágicos . tornando possível girar ou sexo. sob supervisão de enfermeiro(a). áxis . que plástica no qual o tecido transplantado se estende verticalmente a partir de é retirado da própria pessoa. de uma célula nervosa para outra ou plantas. 74 . tem uma autoplastia – intervenção de cirurgia cavilha curta. idade mental e idade pelas suas próprias enzimas genital. articulações restritivas. finalidade de combater tal infecção autofarmacologia – ramo da bacteriana. autótrofo – organismo que é capaz de axônio – prolongamento da célula sintetizar as complexas moléculas nervosa. para grande o separa da medula espinhal. autólise . lisossomos.auto digestão. auxotônico – uma forma de contração automobilização – técnicas onde o muscular que se situa entre a praticante é ensinado a aplicar contração isométrica e contração mobilização articular em suas próprias isotônica. atlas. balançar a cabeça de um lado a outro. micróbios retirados de um doente autoduplicação – divisão própria.executa substâncias normalmente elaboradas pequenos serviços de enfermagem.a segunda vértebra. a qual é. que conduz com usando apenas compostos inorgânicos grande velocidade o impulso nervoso simples e uma fonte de energia. produzidas no interior do que. quase sempre único.verificação cadavérica. autofecundação – veja fecundação.seres ou estruturas que injetada no próprio doente. provocado por substâncias nocivas auxograma . utilizando os dados de idade organismo. chamada de dente. auxologia – ciência que se ocupa do automaticidade . contribui para o diagnóstico hidrolíticas. regulação das funções involuntárias axila . auxiliando no atendimento aos auto-intoxicação – processo tóxico pacientes.autodigestão de uma célula idade óssea. armazenadas nos dos distúrbios do crescimento. tecido de vascularização. portador de uma determinada autofagia .propriedade inerente a crescimento e do desenvolvimento uma célula individual do miocárdio de corpóreo. idade altura. onde um ligamento muito abrangendo o exame dos órgãos. autônomo – parte do sistema nervoso que avitaminose – estado mórbido causado se preocupa com o controle e por carência de vitaminas.cromossomo que não está pivô em torno do qual o atlas gira associado com a determinação do livremente. seu corpo para o forame vertebral do autópsia . geralmente longo. infecção. cronológica. no organismo. idade peso. orgânicas que utiliza como alimento.

axôniotmese . substância azotadas na urina. bacia – porção do esqueleto que constitui bacilo fusiforme – bactéria em forma de a parte inferior do tronco. perfringens. imaturidade da mielinização do trato bacilo de Welch – Clostridium piramidal. 2. aerogenes. Bacillus enteritidis – Salmonella bacilúria – presença de bacilos na urina. (nitrogênio) no sangue. devido à leprae. classe schizomycetes. Bacillus diphtheriae – Corynebacterium bacilo tífico – Salmonella typhi. Bacillus oedematiens – Clostridium azia – sensação de ardor ou queimação na novyi. ocorre nas lesões da via piramidal. cutâneo-plantar. é o primeiro sinal que BCG. Bacillus pyocyaneus – Pseudoma atadura de Scultetus – faixa de pano aerugionosa. região gástrica. atenuada pela cultura Baber – veja cirrose congênita de Baber. conveniente. os axônios. azoospermia – falta de espermatozóide Bacillus paratyphosus B – Salmonella no líquido seminal masculino. bacitracina . baastrup – artrose interespinhosa bacilo da gangrena gasosa – lombar. virulenta de Mycobacterium babão – que ou aquele que baba. podendo a bandagem ser bacilo – 1. A superposição Bacillus tuberculosis – Mucobacterium destas franjas permite uma fixação tuberculosis. tuberculosis. é utilizada em vacinas par a hálux durante a pesquisa do reflexo imunização contra a tuberculose. azotúria – presença de azoto ou de Bacillus proteus – Proteus vulgaris. primeira infância. bacinete renal – expansão da Bacillus influenzae – Hemophilus extremidade proximal do ureter. paratyphi B. dysenteriae. formação estrutural do nervo em si. onde influenzae. Bacillus pestis – Pasteurella pestis. às vezes refletindo-se Bacillus paratyphosus A – Salmonella na garganta. azotemia – presença de azoto Bacillus pertussis – Bordetella pertussis. qualquer membro da mover a região envolvida. enteritidis. com numerosas franjas Bacillus tetane – Clostridium tetani. 75 . mas não há dano na Bacillus mallei – Actinobacillus mallei. paratyphi A. desembocam os grandes e pequenos Bacillus lactis aerogenes – Aerobacter cálices no interior do seio renal.tipo de lesão que danifica Bacillus leprae – Mycobacterium leprae. o sinal de Babinski bacilo de Hansen – Mycobacterium está presente normalmente. pelve. fuso pertencente ao gênero Bacillus coli – Escherichia coli. curta e larga. em cada extremidade. bactéria que apresenta forma aberta e novamente fechada sem de bastonete. diphtheriae. Clostridium perfrigens tipo A. baba – escoamento involuntário de bacilo de Calmette-Guérin – cepa a saliva. Na bacilo de Flexner – Shingella flexneri. bacilo tuberculoso – Mycobacterium Bacillus dysenteriae – Shigella tuberculosis. bacilofobia – bacteriofobia. fusobacterium. prolongada em um meio que contém Babinski – sinal da extensão lenta do bile.antibiótico polipeptídico.

quer ligada ao baço bactérias ou de outros mediante delgadas tiras de tecido microorganismo. bactério. esplênico. organismo. bacterianos de um foco infeccioso. que transmitem a coloração vermelha bacteriólise – dissolução intra e do baço. observados através de um bacterioterapia – tratamento de microscópio. bacteremia – presença de bactérias vivas bacteriolisina – anticorpo específico que no sangue. transversal binária. numerosas substâncias protéicas bactérias – grande grupo de células contidas nas bactérias. bactérias. às vezes. substâncias que tornam as bactérias bactéride – erupção vesiculosa das mãos suscetíveis a fagocitose. vegetais unicelulares microscópicas. bacterêmico – referente a bacteremia. bacterioclofila . encontrada. ao corte ou toxina bacteriana que lembram numerosas áreas pequenas e vítreas. bacteriogênico – 1. ou espiroquetas. principais. a saber: redondas ou cocos. bacterioproteína – qualquer de bacteriano – referente às bactérias. baço em sagu – baço em cujos folículos bactério-hemolisina – qualquer produto existe amilóide e que exibe. do abdome.backscatter – radiação defletida por um bacterio – veja bacteri. bacteriopsonina – opsonina que atua que se dividem geralmente por fissão sobre as bactérias. organismos vivos que bacterióstato – qualquer agente que possuem uma só célula e são tão detém ou evita a proliferação de pequenos que só podem ser bactérias. acarretando. bacteriologista – indivíduo especializado bacteri – expressão que significa em bacteriologia. que se admite ser produzida bacteriotropina – opsonina que auxilia a pela sensibilização a produtos ação fagocitária de certas células. bacteriano.clorofila existente em localizado na parte superior esquerda certas bactérias. baço – órgão linfóide do tipo vascular. fragmentação de bactérias. 76 . a lise da célula baço acessório – pequena massa de bacteriana. hemoglobina de hemácia in vitro. moléstias mediante a introdução de bactericida – agente que destrói bactérias ou de seus produtos no bactérias. como leucócitos. bactéria. bacterióstase – parada ou obstáculo à em bastonete ou bacilos e espiraladas proliferação de bactérias. Exerce função reguladora bacteriófago – um representante de um na circulação sangüínea. órgão linfóide do corpo humano. extracelular de bactérias. e dos pés. bacterina – uma vacina bacteriana. quer bacteriofobia – medo mórbido de isoladamente. de origem bacteriana. tecido esplênico. juntamente com outras substâncias. superiores a 90º com direção original bacterioclasia – destruição ou do feixe de radiação. causado por baço açucarado – baço gelado. bactericidina – anticorpo que mata bacteriotrópico – que designa as bactérias na presença de complemento. processo de dispersão em ângulos bacteriocidina – bactericidina. é o maior grupo de vírus que infetam bactérias. possuem paredes bacteriose – qualquer moléstia de origem rígidas e exibem três formas bacteriana.

3. que harmônica entre parte e órgãos podem seu habitantes normais dos relacionados entre si. baixo impacto – exercício físico feito balbucio – estágio de desenvolvimento sem carga ou com redução da mesma. bainha fibrilar – bainha formada por bálano – glande do pênis ou clitóris. balanorréia – balanite purulenta. da fala em que ocorre a emissão de Baker – cistos poplíteos que se formam sons desordenados. bagaçose – pneumoconiose. das pernas.bacteriúria – presença de bactérias na balança – instrumento para pesagem. como vasos. por processos fisiológicos. devido à efusão ou proliferação balismo – movimentos bruscos. observados em processos balan – expressa algo grande.equipamento corrente alternada de pequeno número utilizado para auxiliar o coração no de ciclos por segundo. estatura é inferior a 2. balanço hemogênico-hemolítico – o bainha – invólucro. intestinal e respiratório. peniana e do prepúcio. peniana e ao prepúcio.quando o percentil da peniana. 77 . bainha de mielina – bainha branca e balanço nitrogenado – diferença entre o luzidia de fibras nervosas nitrogênio excretado e o nitrogênio mielinizadas. ou clitóris. equilíbrio mistura lipídica complexa e é mal nitrogenado. individualmente. dos braços e semimembranosas. aos repelões. balanoplastia – cirurgia plástica da bainha sinovial – membrana sinovial que glande peniana. excluindo o do cilindro-eixo. balanoclamidite. mental ou emocional. baixa – perda. extrapiramidais. Consiste de uma nitrogênio respiratório. obrigatoriamente anaeróbios. balânico – referente à glande do pênis ou bainha dural – membrana fibrosa ao clitóris. água. condutora de eletricidade. sinovial no interior das bursas oscilantes. não balancear – equilibrar. imediatamente ao redor que penetra no organismo. balanceado – exercícios com bacteróides – gênero de bacilos movimentos pendulares. músculos. urina. fibrilas do tecido conjuntivo e que balanoclamitide – inflamação da glande envolve as fibras nervosas e do prepúcio do clitóris. bombeamento do sangue. estabilidade tratos genitais.5%. tecido balanço no organismo entre a conectivo que recobre um órgão ou produção e a destruição de eritrócitos e estrutura. reveste a cavidade pela qual desliza balanopostite – inflamação da glande um tendão. balanorragia – gemorragia da glande baixa estatura . revestimento. baixa freqüência – nome dado a uma balão intra-aórtico . a taxa de hemoglobina em nível ótimo tendão e nervos. gram-negativo. bainha tendinosa – bainha sinovial que balanoprepucial – referente à glande envolve um tendão. esporogênicos. com balanço – 1. 2. equilíbrio. resistente que forma o invólucro balanite – inflamação da glande do pênis externo do nervo óptico. interação normal e extremidades arredondadas. bainha carotídea – bainha fibrosa ao balanço hídrico – estado de equilíbrio no redor das artérias carótidas e das organismo entre a entrada e a saída de formações associadas.

vapor. organismo. corpo. devida a uma filária que ataca banho de imersão . banho de vapor – banho no qual o desta maneira. neutra. numa alternância entre o calor e o frio. aquecer ou resfriar. irritar. usado. imersão dos segmento específico de DNA de outro quadris e nádegas. no qual ballet . 78 . da cabeça dos metatarsianos e a qual é agitada por uma corrente em ascendendo posteriormente pela lateral redemoinho de água misturada com ar. medicinais. semicíupio. provoca elefantíase. banco – estoque de reserva de líquidos e banho alcalino – banho em água partes do organismo. com finalidade balneologia – ciência dos banhos e de terapêutica. adenites e utilizando água misturada com gelo. banho de Brand – banho frio. O linfagites. a 20 graus. estimular. banco de pele . fixa-se o pé em posição paciente é exposto a vapores úmidos. misturado com um carbonato alcalino. com as outro organismo). banco de genes .técnica é utilizada os vasos sangüíneas e linfáticos e para cobrir um seguimento corporal. externa da perna até englobar o joelho. pode ser prescrito para seu emprego terapêutico.método de avaliação hemoglobina G do líquido do cérebro. eventualmente.balístico – referente ou ativado por um bandagem em T – bandagem com três impulso brusco. rápida e precisa da idade gestacional. resultante da contração cardíaca bandagem suspensora – bandagem para e do impacto da ejeção de sangue dos suporte do escroto. ferimento ou imobilizar uma banho de lama – banho com certas lamas determinada parte do corpo. banho – lavagem ou imersão para fim de nos primeiros dias de vida de um limpeza. mundo. areia ou água. sendo que cada um nádegas e a região perineal imersas em dele contém plasmídeo ligado a um água quente. enxertos de pele por refrigeração. bálsamo – qualquer substância que alivia banho ácido – banho em água mineral ou acalma a dor. escore de . como ar. que formam uma letra T. banho frio – banho à temperatura de menos de 21 graus centígrados. ventrículos. tempo de aplicação é regulado por bandagem – faixa de tecido ou de outro quanto se quer reduzir a temperatura material utilizada para cobrir um do local a ser tratado. suavizar.local onde se conservam na febre tifóide. bandas oligoclonais – destruição da Ballard.conjunto de grande banho de assento – banho terapêutico em número de clones de bactérias (ou que o paciente fica sentado. tanto de varo como de eqüino.inicia-se banho de redemoinho – banho no qual atravessando a planta do pé por cima uma parte do corpo é imersa em água. comum nas zonas inter subtropicais do onde os objetivos são vasomotores. fins de limpeza ou asseio. todo meio complacente. parcialmente.técnica consiste bancroftíase – afecção parasitária grave. banho de contraste . usa-se balistocardiógrafo – instrumento que especialmente em torno da cintura e no registra o movimento de recuo do períneo. tal recém nascido. tiras. para segurar um curativo. para balneoterapia – tratamento de doenças refrescar. bandagem de Robert Jones . na hiperidrose.conjunto de passos de dança o corpo é imerso. total ou executados em solo ou em grupo. pelo emprego metódico de banhos.

baritose – inflamação crônica dos crista transversa. Barlow – veja teste de Barlow. barômetro – aparelho que mede a banti – esplenomegalia congestiva. produzida por alteração da líquido cérebro-espinhal é então pressão atmosférica. barbeiro – vetor da doença de chagas. todo ou em grande causado por defeito da articulação. determinados órgãos por barestesia – percepção de peso ou mudanças de pressão atmosférica pressão. pela diminuição da barbiturismo – alterações fisiológicas. ou hidrostática. prostática. pressão do ar entre o ouvido médio e a barbotage – método de anestesia atmosférica que o cerca. no seu interior. devida à geneticamente. sexual no núcleo das células femininas barilalia – fala grosseira e indistinta. unindo os orifícios pulmões por inalação de poeira de ureterais na face interna da bexiga. constitui o limite posterior do trígono. às vezes audição e vertigem. deficiência ocasionalmente. barossinusite – inflamação dos seios barbitúrico –são utilizados como paranasais. caracterizado por edema e hipnóticos e sedativos. um tipo de hemorragia. Banting – veja Frederick Banting. produzida pela hipertrofia baroceptor – pressorreceptor. barotite média – inflamação ou Bardet-Biedl – síndrome transmitida hemorragia no ouvido médio.banho hidrelétrico – banho no qual barognosia – capacidade de avaliar o distribui-se corrente galvânica ou peso. bário. farádica para os tecidos por intermédio baromacrômetro – aparelho para medir da água. que representa. o peso e a altura dos lactentes. anormalidades renais. que produz dor. pressão atmosférica. determinação quantitativa da uréia. que induz o sono. sentido da compressão. em parte. orgânica. associada a hipertensão arterial. tinido e. um cromossomo X inativado pacientes com doença cerebral geneticamente. é uma pneumoconiose. barany – nistagmo de vertigem postural baroscópio – instrumento para a ou posicional. produzida pela desigualdade da superiores às terapêuticas. o parte dele. pressão barométrica. retinopatia pigmentar. Bankart – veja lesão de Bankart. receptor da próstata ou pela proliferação nervoso da sensibilidade visceral à exagerada do tecido conetivo através pressão. devida à expansão do ar sedativo forte. barifonia – qualidade de voz de timbre Barr – corpúsculo de massa de cromatina baixo profundo. barotraumatismo – lesão de obesidade e hipoplasia. barorreceptor – pressorreceptor. raquidiana onde parte do anestésico é barotite – inflamação do ouvido ou de infetada no espaço subaracnóideo. percepção do peso. barra mediana – contratura do colo baro – expressão que significa pressão vesicular ou constrição da uretra atmosférica. aspirado na seringa e rejeitado. autossômica recessiva. patológicas e psicológicas produzidas barotalgia – dor originada no ouvido pela ingestão de barbitúricos e doses médio. diferença da pressão do ar no interior caracterizada por deteriorar do mesmo e a pressão atmosférica rapidamente a acuidade visual por exterior. diminuição da mental. 79 . barra da bexiga – prega interuretérica.

gêmeos ou gastrocnêmios. é uma barriga – cavidade abdominal onde se estrutura tubular que consiste nos encontra o estômago e os intestinos. por uma erupção nodular do sapato para aliviar a dor e a pressão cutânea. 2. panturrilha. 2. bartonelose – infecção veiculada por basicraniano – referente a base do artrópodes. glândulas do vestíbulo. protuberância. a qualidade de ser básico. metatarsiana. apoio saliência. que sufocação por espasmo segmentar do são alcalóides. bases purínicas – termo genético para a Barsony-Polgr-Teschendorff – purina e outras bases dela derivadas. dos vasos sangüíneos que os rodeiam. basal – 1. barriga da perna – parte mais volumosa base nitrogenada . basculação – supressão de um útero barreira alveolar – estrutura nos retrovertido mediante a pressão do alvéolos pulmonares que separa estes fundo para cima e do colo para baixo. para os pés e as rodas.área formada substâncias o fazem lentamente ou não abaixo do corpo pela conexão com a o conseguem. causada por bartonella e crânio. que evitam ou dificultam sua articulações coxofemorais. o número de átomos de hidrogênio bartolinite – inflamação das grandes substituíveis de um ácido.molécula formada da face posterior da perna constituída por estrutura em anel com átomos de pela saliência dos músculos. ingrediente principal funcional entre os capilares cerebrais e de uma substância ou um componente. indica a taxa de metabolismo mais barras de apoio – suportes de paredes baixa do organismo. rápida no cérebro. a cafeína e a teobromina. transferências sucedidas na banheira e basalóide – semelhante a um a célula no vaso. aguda. solear. parte mais baixa de um corpo por onde se dá as trocas gasosas entre ou qualquer de seus componentes. barreia placentária – tecidos interpostos báscula – o movimento que o quadril faz entre o sangue materno e o fetal da em torno do eixo que passa pelas placenta. o tecido cerebral. base – 1. seguida ao cabo de várias barra metatarsiana – saliência na sola semanas. enquanto outras base de sustentação . esôfago. síndrome que é um distúrbio de como a adenina e a guanina. básico. com acotovelamento base móvel – sistema de movimentação e entre o seu fundo e o corpo. e. que permite a certas base de apoio para o corpo – veja base substâncias do sangue a penetração de sustentação. fundamento sobre o qual repousa barreira hemoliquórica – barreira qualquer coisa. 80 . carbono e de nitrogênio. básico – fundamental. do lábio posterior do orifício vesical caracterizada por fase anêmica e febril ou do trígono vesical. fundamental. disfagias intermitentes com crises de também. utilizados para ajudar pacientes nas basalioma – carcinoma basocelular. descansos par os braços e penas. basal da pele. sustentação da cadeira de rodas. causado por emoções ou por basicidade – 1. passagem da mãe para o feto. linha continua de todos os pontos em barrete frígio – aspecto radiológico da contato com o solo. que são motilidade do esôfago levando a componentes dos nucleotídeos. que barra vesical – barra interureteral. ou o sangue e o ar alveolar. 2. vesícula biliar. fator irritante.

leucócito que apresenta núcleo estiverem direcionadas para frente. sendo basisfenóide – parte inferior do osso que as linhas de lance livre e de três esfenóide. basquetebol .modalidade esportiva e basilar – referente à base de uma olímpica. cada equipe é o de marcar pontos na aplica-se a uma estrutura. O basquete em 81 . aumento do número de não poderá ter mais que 11cm a partir basófilos no sangue circulante. Como basion – o ponto da borda anterior do no basquete tradicional são cinco buraco occipital em que o plano jogadores em cada uma das equipes. da face.05m). cinco jogadores cada. proeminente. deve ser delimitada por linhas. A parcialmente dividido em dois parte de baixo dos apoios devem ser segmentos. A quadra rinencéfalo. uma ou duas na parte frontal. algumas modificações que levam em basiofaríngeo – referente à parte consideração a cadeira de rodas. encerram metade da apropriados para evitar danos à histamina existe no sangue circulante e superfície da quadra. crânio e ao mento. basquete tradicional (3. A altura da cesta é a mesma do separado. equipe obtenha a posse da bola ou faça basilomentoniano – referente à base do pontos em sua cesta. de anilina. basquetebol em cadeira de rodas . jogado por duas equipes de estrutura ou de um órgão. para período. como à veia cesta do adversário e evitar que a outra basílica. São feitas apenas do osso occipital. quando as rodas dianteiras basófilo . são muito semelhantes às do jogo de basioccipital – referente à parte basilar basquete tradicional. sem comprometimento máxima do assento não pode exceder muscular. médio-sagital do crânio corta o plano com dois períodos de 20 minutos. basoscamoso – referente ou composto de basifacial – pertencente à região inferior células basais e escamosas. necessidade de se jogar sentado. Os pneus basócito – célula polinuclear basófila do traseiros devem ter o diâmetro máximo sangue. do chão. A altura de ficar ereto. minutos será usada para o desempate. desse buraco. 53cm do chão e o apoio para os pés basofilia – 1. usando 30 segundos de posse de bola. O objetivo de basílico – importante. de 66 cm e deve haver um suporte para basodobia – medo mórbido de andar ou as mãos em cada roda traseira. basirrino – designação de uma fissura A quadra de jogo deve ter as cerebral localizada na base do dimensões de 28 m x 15 m. A basissilviana – a porção basilar cadeira pode ter 3 ou 4 rodas. sendo transversa do pedúnculo do sulco duas rodas grandes na parte traseira e cerebral lateral do hemisfério cerebral. a posterior do corpo do osso esfenóide e mecânica da sua locomoção e a à faringe.as basinasal – referente ao básion e os regras do basquete em cadeira de rodas násion. que se desenvolveu pontos são de acordo com as regras da embriologicamente como um osso FIBA.basicromatina – porção do retículo possuem também heparina e associam- nuclear corada pelos corantes básicos se às reações alérgicas. basiotripsia – esmagamento ou No caso de empate no fim do segundo perfuração da cabeça fetal. uma prorrogação de 5 facilitar o parto.

tendinosa e leucocitose sem eosinofilia e angeite articular e sensibilidade profunda ao verrucosa. beiço – lábio. prematuramente. batedor – aquele que bate. As cardíaca ponto que nasce classes são: 1. criança até um ano de batarismo – tartamudez. baseando-se na batimento omitido – no bloqueio observação de seus movimentos cardíaco de segundo grau. 1. classificação do jogador.0. meningoencefalite. origem vascular. jogadores são somados para formar um particularmente aqueles que foram time que alcance um determinado total muito expostos ao sol. como na trombose basqueteiro – atleta praticante de mesentérica. indicando baune .0 e 4. passa. campeonatos locais e levar a uma descoloração amarronzada torneios classificatórios para esses devido a depósitos de hemossiderina.0. A cada jogador é atribuído batman . Becker –cardiopatia de origem obscura. durante o jogo. eventos o time não pode exceder a 14 batrocefalia – estado no qual o crânio pontos. basquetebol.0. batestesia – sensibilidade profunda. inferior à axilar em mais de 1ºC. sensação muscular. 3. batimento prematuro – contração receber. seu assento e o uso de faixas ou sugerindo isquemia intestinal de aparelhos protéticos e ortopédicos. toque. caracterizada por febre. de coloração roxa-escura. classificação. Cada jogador possui um cartão exibe uma projeção em prateleira na de classificação que deve ser usado sutura escamosa do osso occipital. baticardia – anomalia anatômica. hipertensão intracraniana benigna. bectópico – batimento prematuro. embolias. pancada ou generalizada. desconforto segmentares. competições para.5. batida – ação de bater.5. idade. abdominal. bebê – lactente. 2. pulsação. Para os Campeonatos persistem por muito tempo equimoses Mundiais da IWBF. bate bola – jogo como exercício. driblar. lesões oculares. diarréia e vasculite batimento – impulso. 2.sensibilidade das atitudes lesões de medula espinal. batiestesia . que revestem o túneo de Corti.púrpura senil. artrite. do que a normal no interior do tórax. bebê azul – recém-nascido portador de tempo. passar. O cartão mostra a Baumann – veja ângulo de Baumann. empurrar a cadeira. o coração ocupa situação mais baixa genitais. gaguejamento. cadeira de rodas é um jogo para batimento cardíaco – a contração ou pessoas com deficiências permanentes pulsação do coração a cada sístole nos membros inferiores. na qual Behçet – síndrome de úlceras orais. tromboflebite. 3. O sistema ventricular.sinal de temperatura retal muito também quaisquer modificações no baixa. BCG – vacina utilizada contra a bastonetes de corti – células colunares tuberculose. cianose. usualmente no um valor em pontos igual à sua dorso das mãos e antebraços.5. 82 . nos quais de pontos. arremessar e pegar rebotes. 4. uma durante uma performance de contração atrial não seguido por uma habilidades de basquete como: contração ventricular.5. que podem olímpicas. classifica os jogadores. Os pontos dos cinco ocorrendo em pacientes mais velhos.

generalizada. situado atrás da sínfise polineuropatia. devida à inalação de certos sais berílio. bexiga autônoma – estado de paralisia vesical. habitualmente na dificuldade de caminhar apóia a mão mesma direção das fibras musculares. amiloidose beslicamento – técnica de terapia manual primária. de estômago e os intestinos e o tecido início súbito. delineando se sobre a área do degrau causada pela ausência da membrana diretamente inferior. espécie de neurite doenças pela radioterapia. lombar ou dorsal. conhecido como das articulações. aumentar a mobilidade muscular. conectivo subcutâneo. comprimidos e soltos. cyaniventris. cardíacos e a contração dos hepatomegalia gordurosa e ânus ventrículos. A finalidade é exercer uma ação benigno – que não aparenta gravidade. assim. o Bell – paralisia facial aguda. que as plaquetas aderidas ao tecido derivado do críquete. mieloma múltiplo.um jogo de taco e bola. aquecimento destinado à internação de beta-terapia . com dores por todo o bexiga – 1. produzindo Bence-Jones – proteinúria comum no sérios danos. onde se acumula a urina nos cardiovasculares. unilateral. cavidades dos ossos faciais. ao andar. mecânica nas fibras musculares e Bennett – veja fatura de Bennett. 2. edema. Isto faz com beisebol . causador de leucemia. nome manifestações cerebrais. O agarre e a bengala – bastão de madeira ou outro liberação é realizada em um material. para tratamento de diversos tipos de beribéri . anomalias pubiana.é um hidrocarboneto tóxico e facilitando o funcionamento normal carcinogêneo. bexiga atônica – tono extremamente beriliose – pneumonia aguda ou diminuído ou ausente da camada pneumoconiose granulomatosa crônica nuclear externa da bexiga.medicamentos acromegálico infantil. limitação dos movimentos.beiçola – lábio inferior grosso e saliente. macrogrobulinemia de onde um ou mais músculos são Waldenström e outras desordens agarrados. disputado por conjuntivo não se agreguem e. sobre o qual a pessoa com movimento circular. vitamina B1. usados para reduzir os batimentos hipergenitalismo. Berardielli – síndrome de gigantismo beta-bloqueadores . intervalos das micções.berço com sistema de moléculas de gordura. caracterizada pela perda da 83 . beta-oxidação – processo que degrada as berço aquecido . membranoso.procedimentos especiais recém-nascidos patológicos. Best – veja Charles Best. glicoprotéica da plaqueta. sendo dois times de nove jogadores cada um. flebomegalias. anti-hipertensivos. linfoproliferativas malignas. a retração do coágulo não se num campo com quatro bases. que invadem as bejel – treponematose não venérea. reservatório músculo- corpo. onde mantém.e atrofia popular da varíola ou da marca por ela muscular. causada pela falta de deixada no rosto. erguidos dos tecidos. Bernard-Soulier – síndrome que causa beirais – margem ou beira de um degrau desordem funcional plaquetária. um batedor tenta acertar a bola berne – larva da mosca Dermatobia arremessada por seu adversário. benzeno .

que interessa ou atinge ambos os lados biaxial – provido de dois eixos. bexiga nervosa – bexiga irritada. gêmeo. fornecido por átrios e gordura. lecitina. porém com bicipital – referente a um músculo com dois grupos vinílicos em lugar dos dois duas cabeças.músculo que realiza a transportador de bile. bíceps crural . colesterol. grupos etílicos da mesobilifuscina. comparáveis à secção conseqüentemente há o aumento da completa da medula. membros dos dois lados. digestão e absorção das bíceps – músculo que possui duas gorduras e a alcalinização dos cabeças. estado bidactilia – ausência congênita de todos em que existe a vontade freqüente de os dedos ou artelhos. auxilia e bicéfalo – que tem duas cabeças. supressão do controle supra. organismo à insulina e segmentárias. ou função depende exclusivamente do bifurcação . indicativo de alcalino de cor amarela esverdeada a lesões de ambos os núcleos castanha dourada.divisão em dois ramos. ouvidos externos. natureza neurológica e muscular da bifrontal – referente a ambos os ossos bexiga e esfíncter urinário. bexiga medular – disfunção vesical bicorne – que tem dois cornos. perfeitamente. análogo à mesobilifuscina. medula sagrada. biconvexo – provido de duas superfícies bexiga espástica – bexiga hipertônica. do plexo sagrado. arco reflexo primário através da bigêmeo – que se apresenta aos pares. convexas.disfunções de como a úvula bífida. completa da medula ou a lesões biguanidas . emulsificação. bigorna – segundo ossículo do ouvido segmentário secundário à secção médio. diversos pigmentos e mucina. como resultado da duplo. motoras. Contém bicardiograma – eletrocardiograma de sais biliares. do cérebro ou a subdivisões dos bexiga reflexa – bexiga. do corpo. intestinos. bibalismo – balismo que atinge os bile – líquido extremamente amargo. cuja atividade mesmos. devida a lesão medular. bíceps braquial . com a incapacidade de fazê-lo e o quinto. captação da glicose. biauricular – referente a ambos os bilateral – referente a ambos os lados.músculo que realiza a biliar – referente à bile ou interessando flexão e supinação do antebraço. frontais ou a ambos os lobos frontais bexiga paralítica – bexiga atônica. exceto o primeiro urinar. 84 .são hipoglicemiantes que grosseiras que resultam em agem aumentando a sensibilidade do perturbação profunda das vias supra. ventrículos que pulsam normalmente. fígado e vertido no duodeno. somação. os ductos ou o trato biliar. secretada pelo subtalâmicos. observado bico-de-papagaio – o termo popular para em pacientes com lesões destrutivas da designar os osteófitos. micção voluntária e reflexa. flexão do joelho e extensão da bilifuscina – pigmento fecal normal articulação do quadril. Funcionalmente. bicúspide – que possui duas cúspides. região lombo-sacra da medula espinhal bicôncavo – provido de duas superfícies ou das raízes. bífido – dividido em duas partes. fendido bexiga neurogênica . tanto sensitivas como côncavas.

ecossistemas em determinado bimanual – referente ou executado com ambiente. possivelmente.aparelho utilizado naturais. binasal – referente a ambos os campos bioeletricidade – fenômenos elétricos visuais nasais. partir da hemoglobina. a ambos os ossos occipitais ou principal da bile. Os materiais escuro. biocenose . indigestão e progressiva crônica. 2.comunidade resultante da bilirrubinemia – presença de bilirrubina associação de populações confinadas no sangue. na urina. ambas as mãos. atribuído a substância branca subcortical torna-se transtornos das secreções biliares. hemoglobina. efeitos 85 . da biliverdina. câmaras ou diversos solventes. referente à utilização de ambos os biliumina – resíduo insolúvel depois do olhos ao mesmo tempo. ambiente com relativa rapidez. formado pela redução a suas subdivisões. biliprasina – pigmento biliar bio microscopia – estudo microscópico intermediário que se forma durante a de estruturas das células vivas. referente à bile. bilobado – composto ou dividido em dois biodiversidade . referente ou provido de línguas ou com dois processos duas orelhas. 2. bilirrubinúria – presença da bilirrubina biocular – 1. 2. efeito do clima sobre a vida. o número de diferentes bile.número de diversas lobos. provavelmente. occipitais direito e esquerdo do alaranjados. formado no organismo a partir biodegradáveis não se acumulam nas da hemoglobina. bio – expressão que denota vida. biliúria – presença de sais biliares na biodegradável . que ocorrem em tecidos vivos. de ambos os ouvidos. icterícia. biliosidade – estado caracterizado por Binswanger – encefalopatia subcortical mal-estar geral. espécies em certo ambiente. mas subagudamente infartada. no hiperbilirrubinemia. interior de um ecossistema. decorrente de binucleado – provido de dois núcleos. compartimentos. que tem tratamento dos cálculos biliares com duas células. perturbação digestiva. referente ao emprego lingulados. peculiar a diversidade genética dentro de uma transtornos causados por excesso de espécie. para medir a quantidade de bilirrubina bioclimatologia – bioclimática. a biloso-1. oxidação da bilirrubina em biliverdina. bioefeito – efeito biológico. rara. destruída no ambiente através da ação biliverdina – pigmento biliar verde de organismos vivos. cefaléias. em determinados ambientes. é a substância biocitina – complexo de biotina e lisina residual após a extração do ferro da que ocorre na levedura e.bilingulado – constituído com duas binaural – 1. para bilirrubina. referente a ambos os olhos. em outros produtos bilirrubinômetro . porém amplamente cadeias alimentares e desaparecem do reduzido no fígado. constituindo o pigmento cérebro. na qual a prisão de ventre. bilirrubinoglobina – estado de transição biocinética – cinética da vida.substância que pode ser urina. ciência dos durante a produção da bilirrubina a movimentos de organismos vivos. estudo do em neonatos e recém-nascidos. bioccipital – referente aos lobos bilirrubina – pó ou cristais vermelho. 3.

ser analisado a nível de microscopia biogênese – doutrina de que as coisas óptica e/ou eletrônica. o sistema nervos dos vertebrados para biofísica – 1. nos orientado por ultra-sonografia. em geral coisas vivas. de tecido ou outro biogeocenose . microscópio. física dos processos vitais. como dessas funções. retirada por punção venosa de um biofotômetro – instrumento para medir o pequeno fragmento de miocárdio para ritmo e o grau de adaptação ao escuro. biologista – indivíduo especialista em Biologia.obtenção de um mecânica do organismo vivo. vivas somente são produzidas por biópsia – remoção e exame.obtenção de um bioma . de correntes elétricas sobre tecidos biometria – medida dos aspectos vivos. biomédico – referente tanto a Biologia biópsia pulmonar transtorácica - como à Medicina. o funcionamento mecânico pulmonar através de uma abertura das estruturas ósteo-mio-ligamentar. esqueleto e das forças aplicadas sobre biópsia pulmonar a céu aberto - os mesmos pelos músculos e pela obtenção de um fragmento de tecido gravidade. obtenção de um fragmento de tecido pulmonar com auxílio de uma agulha 86 . auxílio de agulha. de biopsia por meio de uma agulha biologia – ciência da vida. torácica. fragmento de tecido pulmonar para especialmente das alavancas do estudo anátomo-patológico. processo entre as moléculas específicas e a diagnóstico feito com agulha e estrutura e função de seres vivos. biônica – ciência que se ocupa do biofeedback – maneira de elevar a aperfeiçoamento de modelos assimilação de acontecimentos eletrônicos. tomografia computadorizada e biológico – referente à biologia ou a um radiologia. de tumores de localização profunda. que simulam fenômenos paralelos permitindo ao paciente o controle encontrados em sistemas vivos. parede brônquica. analisados separadamente ou em biópsia pulmonar transbrônquica - conjunto. da energia em funções biológicas. aplicação dos métodos da física em biópisia endomiocárdica . oca. permitindo o diagnóstico produto biológico. 2. anatômicos e funcionais de um corpo bioenergética – ciência da transformação ou organismo.sistema dinâmico que material de um organismo vivo. obtenção de um fragmento de tecido biomecânico – especialista que apresenta pulmonar com auxílio de broncoscópio alguma perícia na análise do e uma pinça de biópsia que atravesse a movimento humano. matemáticos ou físicos fisiológicos ou movimentos.consiste na estudos biológicos.comunidade adaptada a uma fragmento da pleura parietal com determinada região. quais ocorrem tais moléculas. biologia molecular – estudo da relação biopsia percutânea . para inclui todas as interações entre o fins diagnósticos. ambiente e as populações ali biópsia de agulha – obtenção de material existentes. biomecânica – ciência que trata da biópsia pulmonar . a engenharia cibernética. biópsia pleural .

bizigomático – referente a ambos os utilizando máscaras nasal ou facial. biparietal – 1. respiratório caracterizado por períodos birrefrigência – refração dupla. Blackfan-Diamond – síndrome rara.de dois vitelos. de biópsia realizada através da parede parietais direto e esquerdo ou a torácica. bipolaridade – 1. ou restados. bipolar – 1. químicas que ocorrem nos seres vivos. onde são indicados de algodão ou de linho. organismo. com aplasia de células parietais. grupo de de pequena faca. lobos temporais do cérebro. que possui ou atinge dois bioquímico . ossos zigomáticos.menor unidade topográfica têmporas.o uso de organismos para bissexual – 1.profissional de nível pólos.aparelho utilizado para suporte a diferentes. formato incisões.elaboração de um produto elétrodos para o estímulo de um por um organismo vivo. lesões cerebrais. aproximadamente iguais. e interpreta e um processo aferente e eferente. emprego de dois biossíntese . músculo ou nervo ou para o registro de biot – é uma respiração cuja o ritmo potenciais bioelétricos. 2. hermafrodita. apresentação de dois biosfera . bisturi – instrumento cirúrgico em forma biótipo – somatotipo. respiração de forma não invasiva.reunião de várias comunidades. usualmente associada a vezes.refere-se a região do planeta processos de pólos opostos. 2. subdivisões dos mesmos. para evitar a necessidade de intubação. bipenado – com a aparência de uma bioquímica . como uma ocupada pelos seres vivos. 2. que exibe obter produtos que beneficiem a conduta tanto homossexual como espécie humana. transformação biventricular – referente a ambos os química de um composto no ventrículos do coração.estudo das reações pena. célula nervosa. heterossexual ou que tem atração biotelemetria – telemetria na qual os sexual tanto por homens como por resultados das medidas de certas mulheres. Surge na infância e 25% dos casos é acompanhada de outras 87 . referente a ambos os ossos constitucional. destinado a fazer tipo morfológico. constitucional do corpo humano. biotransformação . biopsíquico – referente a fenômenos bipartido – dividido ou constituído em mentais aplicados à biologia. funções vitais de um indivíduo são bissinose – pneumoconiose devida à transmitidos para uma estação inalação de altas concentrações de pó receptora distante. bivitelino . referente duas partes ou divisões. referente a um neurônio com superior que realiza. referente aos lobos vermelhas. bissecção – dividir em duas partes biota . irregulares de apnéia alternados com birrimose – que apresenta duas rimas ou períodos nos quais são produzidos 4 ou fendas. 5 respirações de profundidade bisferiens – diz-se do pulso que bate duas semelhante. referente a ambas as biótopo . à mente ou ao pensamento na vida. diversos formatos. libera exames clínicos laboratoriais. bitemporal – 1. 2. 2. de vitelos bipap . biotecnologia . cuja lâmina apresenta indivíduos com o mesmo genótipo. referente a ambos os representativa de um dado habitat.

blefaroateroma – cisto sebáceo da blastogênese – desenvolvimento inicial pálpebra. blefarocromidrose – produção de suor blástula – estrutura geralmente esférica. blefaropasmo – espasmo do músculo blefaredema – tumefação ou edema orbicular do olho. mamíferos. um cílio ou flagelo. afastamento cheia de líquido.abertura do arquêntero na pálpebra inferior. da pálpebra. deuterostômios. geralmente de formada por uma ou mais camada de tonalidade azulada. totalidade de uma pálpebra. cujas células blefarocálase – relaxamento do tecido parenquimatosas possuem certas conjuntivo difuso das pálpebras. pontos lacrimais. blefaropaquinse – espessamento blefarectomia – excisão de parte ou da anormal da pálpebra. orbicular do olho. que blefaroplastia – operação para a correção produz pestanejar involuntário rápido e de qualquer parte da pálpebra. 2. características embrionárias. durante a clivagem e a blefaroblenorréia – conjuntivite com formação das camadas germinativas. bléfaro – pálpebra. bloqueando os pálpebra. blefarite angular – blefarite que atinge a blefaroplegia – paralisia de uma comissura medial.blástula modificada de causada por piolhos ou acarinos. do embrião. blefaroplasto – corpo basal do qual nasce blefarite – inflamação das pálpebras. superior. disestatismos e sebáceas ao longo das bordas oligofrenia. blastoderme . uma pálpebra cortada ou dilacerada. anomalias congênitas como blefarite marginal – inflamação dos hidrocefalia. blefaropiorréia – corrimento purulento blefárico – referente às pálpebras. as pálpebras. do tarso. blastoma – tumor. 88 . como o blefarociono – espasmo intermitente. tumor amiúde mera fasciculação do músculo genuíno. secreção purulenta. blefaronco – tumor ou inchaço de uma blefaradenite – inflamação das glândulas pálpebra. blastocele – veja blástula. palpebrais. palpebral. A blástula sucede à excessivo das pálpebras. gástrula. especialmente da blastóporo . repetitivo. blefarite parasitária – blefarite marginal blastocisto . blefarite gagrenosa – carbúnculo blefarorrafia – reparação por sutura de palpebral.veja blástula. blefarismo – espasmo das pálpebras. fase de mórula no desenvolvimento incapacidade de fechar completamente embrionário. folículos pilosos e das glândulas hipoplasia muscular. blefaroptose – ptose da pálpebra blefarite ciliar – blefarite marginal. células. que se desenvolve na boca blefaroconjuntivite – inflamação tanto dos protostômios e no ânus dos da pálpebra como da conjuntiva. fibroblastos o condroma. retardo de crescimento. sobre a córnea. colorido nas pálpebras. que delimita uma cavidade blefarodiástase – 1. blefaosfintectomia – operação para blefarofriplastia – cirurgia plástica da reduzir a pressão da pálpebra superior sobrancelha e da pálpebra.

agente que bloqueia a ação da bloqueio em sela – perda da acetilcolina ou de substâncias sensibilidade na região da sela. como a zapetina. entre outras patológico do espaço entre as indicações. alopécia. retardo fenol injetado nos locais ou pontos de crescimento. feixe. telangiectásico congênito da face. do átrio para o ventrículo. na qual há atraso blepsia – expressão que indica um estado ou parada da transmissão do estímulo de visão. utilização de hipersensibilidade à luz solar. injeção de fenol com certas reações à atividades nervosa finalidade anestésica. do feixe de Hiss. elétricos dos átrios para os ventrículos. bloqueiam a evolução das doenças blefaróstato – instrumento par manter reumáticas em 80-100% dos casos e afastadas as pálpebras durante devem ser tomadas cronicamente. hipodoncia. para combater pressão alta.são drogas que coalescência das pálpebras. exagerado. a ação dos nervos colinérgicos. que aceticolinosímiles. usado para impedidos parcial ou completamente melhorar o alinhamento postural. pálpebras ou abertura palpebral. 89 . bloqueadores do canal do cálcio . blefarotomia – incisão de uma pálpebra. condução cardíaca. intervenções oculares ou pálpebrais. provocando um ativação bloqueador colinérgico – qualquer ventricular prolongada. através do Bloch-Schulzberger – síndrome de nódulo AV. propagação de influxo de nervos em blenorragia – 1. anormalidades oculares. motores de nervos mistos. corrimento mucoso determinada direção. transmissão de um ou mais ramos de adrenérgico e o bloqueia. microcefalia e bloqueio cardíaco sino-atrial – bloqueio oligofrenia. como bloqueadores alfa ou beta. com base na inibição da condução por qualquer dos ramos eletiva das reações. bloqueio atrioventricular – anomalia da blenorréia – blenorragia. com bloqueio com fenol – 1. que bloqueia ocorre na anestesia caudal. fentilamina e a tolazolina. isto é.blefarossinéquia – aderência ou bloqueador reumático . bloqueando bloqueador adrenégico – qualquer a transmissão e diminuindo a composto que inibe eletivamente espasticidade. bloqueio de ramo – atraso ou bloqueio adrenérgicos.grupo blefarostenose – estreitamento de medicamentos usados. fazendo com que um bloqueador alfa-adrenérgico – qualquer ventrículo seja estimulado e se substância. gonorréia. dermatose pigmentar do tronco e bloqueio cardíaco – interrupção parcial extremidades com atrofia e nevus de ou completa. de serem conduzidos através dos bloom – síndrome de eritema átrios. angina e algumas arritmias. da condução de impulsos pele. adrenérgica e à adrenalina e outras bloqueio de arborização – atraso da aminas simpático-miméticas. 2. Os condução cardíaca nas fibras terminais compostos podem ser classificados da rede de Purkinje. a contraia antes do outro. bloqueio – interferência com a blenoftalmia – conjuntivite catarral. 2. que se bloqueio de ramo de feixes – atraso na combina com o receptor alfa. cardíaco no qual os estímulos bloco de controle – são coxins ligados ao originados no nódulo sino-atrial são sistema do assento.

interessados. início do bloqueio manométrico – obstrução tubo digestivo e sede dos órgãos da parcial ou completa da circulação livre fala. pelo colóide. bloqueio nervoso – indução de anestesia boca-a-boca – respiração artificial para regional par que os impulsos nervosos afogados em que o socorrista inspira sensitivos sejam impedidos de atingir profundamente e assopra junto à boca os centros da consciência. correspondente ao epigastro. pela pressão exercida boca de trincheira – gengivite ulcerosa sobre o abdome ou as veias jugulares. bloqueio segmentar – anestesia que freqüentemente. orifícios interventriculares do bócio adenomatoso – hiperplasia nodular arqueduto cerebral ou das aberturas da tiróide. causado por meios químicos. habitualmente. cérebro-espinhal dos ventrículos observada mais freqüentemente em cerebrais e provoca hidrocefalia meninas. bócio colóide – bócio mole. bócio – aumento do tamanho da glândula bloqueio ventricular – bloqueio dos tireóide.deve ser aquela em que fluxo do líquido cérebro-espinhal todas as atividades do corpo possam causado por bloqueio do canal ser realizadas com um mínimo de vertebral. necrosante. Blount – osteocondrose tibial. esforço e a partir da qual os sistemas bloqueio ganglionar – modalidade de do corpo possam funcionar anestesia no qual a solução anestésica normalmente. normal do líquido cérebro. acompanhada um nervo motor. interrupção da vítima. cavidade situada na face. difuso. de causa desconhecida. os ombros e o tórax. ocorre lembre uma boca. limitada pelos dois maxilares. é infiltrada na vizinhança de uma raiz boca – 1. por uma inspiração profunda e. o socorrista assopra o ar pelo bloqueio nervoso periférico – injeção nariz da vítima e não pela boca. 90 . bócio obstrutiva. 2. durante uma punção lombar ou boca do estômago – parte externa e suboccipital.bloqueio espinhal – interferência com o boa postura . da passagem de estímulos por um boca-nariz – idêntico á respiração boca- nervo. pelo ato de esticar os produz bloqueio tanto do suprimento braços. ganglionar dorsal ou simpática.parte carnuda e saliente da alguma formação impede o fluxo face. durante a puberdade. estando o nariz obstruído. a fim de sensitivo de um órgão visceral como auxiliar a inspiração. e seguida pelo dos nervos somáticos da região de relaxamento dos músculos acesso. química local utilizada para o bloqueio bocejo – abertura ampla e amiúde seletivo das transmissões nervosas de involuntária da boca. bócio adolescente – hipertrofia difusa da interfere com a circulação do líquido tiróide. lateral e medial do IV ventrículo. com a diferença que nesta mecânicos ou elétricos. juvenil.espinhal. manobra. a-boca. no Blumberg – sinal de descompressão qual muitos folículos estão distendidos dolorosa da parede abdominal. ou por ambas as anterior do corpo humano manobras. qualquer abertura ou corte que do líquido cefalorraquidiano. bloqueio subaracnóide – estado no qual bochecha .

especialmente para receber as bócio nodular – bócio adenomatoso. tiroidiano. fundo cego. cheia bolsa de Poltzer – bolsa de borracha de linfa ou de soro. rapidamente. 3. uma dose de se comunica com a cavidade peritoneal meio de contraste radiográfico injetado geral através do forame epiplóico. um divertículo da produzido pelo aumento de tamanho cavidade abdominal. sem a inconstante. escroto.bolsas frias com hiperplástico. um bócio endêmico – bócio que ocorre divertículo da cavidade bucal. no reflexos condicionados. líquido. característica do uma compressão. terapêuticos ou experimentais. ou outras. bolsa de Rathke – bolsa crânio bucal.bócio difuso – aumento da tiróide movem sobre si. bolsa epiplóica – grande espaço bolo – 1. inflado. usa-se na bola-e-soquete . vesiculado. prazo e. particularmente. bolhoso – vesiculoso. finalidade de resfriamento local. 4. resultante de fricção ou de produção de nódulos.articulação triaxial do pesquisa da secreção gástrica a longo tipo esferóide. interior ou abaixo da epiderme. bolsa crânio-bucal – no embrião. arredondada e de paredes delgadas. bociogênico – produtor de bócio. 2. 2. bolha de sangue – bolha que contém bolsa de respiração – bolsa flexível de sangue. fundo de saco ou cavidade em cada lado da faringe embrionária. excreções intestinais através da bócio simples – aumento difuso da abertura de uma colostomia. uterina que se rompe por ocasião da bócio exoftálmico – hipertiroidismo. grande vesícula ou flictena. dilatação do colo do útero no momento bócio lingual – massa de tecido do parto. usada como cinta. nas quais a alimentação é bolsa d’água – coleção líquida intra- deficiente em iodo. bolsa de Paviov – pequena porção do bola Bobath – bola de diversos tamanhos estômago. bolsa faríngea – fosseta caudalmente à bolo alimentar – massa de alimento após tonsila faríngea. bolsa utilizada na aplicação bolhas. tiróide. semelhante à bexiga. revestido pelo peritônio. fabricada perto do foram cego da língua. de todos os folículos ou pelo aumento bolsa acidental – bolsa de manifestação de número dos folículos. saliência óssea empregada para inflar o ouvido médio. situada junto ao extremo bolsa de colostomia – bolsa de borracha superior do ducto tiroglosso original. 3. assinalado por também. de anestesia gasosa. de tipo colóide ou bolsa de crioterapia . interposto entre partes que se 91 . retendo os ramos do nervo vago que se bolada – pancada com a bola. parte principal do órgão. no estudo dos bolha – 1. 2. arredondada de comida preparada pela situado dorsalmente ao estômago e que boca para a deglutição. como a coxofemoral. completamente separada da utilizadas para a estimulação neuro. massa irregular. comunicam com o exterior. a deglutição. pequeno saco revestido correspondentes aos sulcos por membrana sinovial e cheio de ectodérmicos entre os arcos faríngeos. borracha. bolsa faríngeas – cinco saculações de bolsa – 1. na qual se respira por fins bolha febril – herpes simples dos lábios. bócio nodular. porém funcional. pílula grande. do qual comumente em regiões montanhosas se forma o lobo anterior da hipófise.

células do túbulo contorneado bomba de força . circulatório extracorpóreo. bordado de solo – é um artifício que bomba de infusão . 2. bomba de escorva – refere-se aos átrios borda em escova .bolsa gengival – sulco gengival concentração e com gasto de energia anormalmente profundo devido a derivada do ATP. contrações musculares rítmicas bolsa infracardíaca – a extremidade impulsionando o sangue venoso de cefálica do recesso mesentérico volta ao coração. ossos. proteína bossa – protuberância arredondada ou presente na membrana plasmática que calombo. as veias cisto no ligamento pulmonar direito do tórax e do abdome lançam seu derivado da mencionada bolsa. boncólito – cálculo ou concreção na mediante sucção e compressão árvore brônquica. enchem novamente durante a uterina. bolsas frias . coração. produzido pelos flatos nos intestinos. embriônico. bomba de preenchimento.aparelho utilizado no broncopleural.técnica de crioterapia. expiração. o cobalto. pressões torácicas e abdominais e. como uma fístula bomba de cobalto . eleva ou transfere líquidos boncopleural – referente a um brônquio ou extrai ou comprime gases. ou um pequeno funcionamento dessa bomba. aparelho para exercida pelo tendão e manter o impelir o sangue em um sistema mesmo afastado do osso. bombeamento do sangue para os em virtude de suas vilosidades que dão pulmões ou para a circulação um aspecto peludo ou semelhante a um sistêmica. entre o esôfago e o esboço bomba respiratória . pontos em que os músculos e tendões bomba sangüínea – 1. alternadas. tratamento do câncer utilizando uma borborigmo – ruído garguejante fonte radioativa. com o do pulmão direito. ao lado de um osso ou de um transporta especificamente íons Na+ tumor. bomba de sódio e potássio – 1. para fora e íons K+ para dentro da botoeira – em cirurgia. uma pequena célula.responsável pelo proximal. bomba muscular . neste caso.baseia-se na ação hiperplasia gengival. contra seus gradientes de abertura retilínea em um órgão ou qualquer parte.aparelho utilizado facilita o sistema neuromuscular para administrar líquidos e proprioceptivo para a marcha. que estão no córtex dos rins.são pequenos sacos de efetiva quanto maior for a freqüência e conteúdo líquido que se localizam nos a profundidade da respiração.margem luminal das do coração. 92 . medicamentos ao paciente a uma bordas – veja contornos e acidentes dos vazão constante. bomba venosa – bomba muscular. crescimento inflamatório da gengiva. bombear sangue rapidamente em uma A sua função é amortecer a pressão artéria ou veia. refere-se aos ventrículos do pente. ou erupção bombeadora mecânica produzida pelas incompleta de um dente. bomba – aparelho ou máquina que. sangue em direção ao coração durante bolsa membranosa – bolsa que contém o a inspiração devido ao aumento das líquido amniótico onde flutua o bebê. e à cavidade pleural. se bolsa reto-uterina – escavação reto. dispositivo para deslizam por cima de saliências ósseas. Essa bomba é tanto mais bolsa sinovial .

prende. perpendicular entre a linha de ação de adormecido ou sonolento. uma força e o eixo de rotação. retardados. qualquer parte móvel do corpo. bradicardia. complexos de ondas lentas. 2. depois. normais de repouso. braçadeira – aparelho que apóia bradilalia – fala lenta ou laboriosa. correspondente à idade e ao estado braço do momento – distância fisiológico normal. permitir a flexão. bradiglossia – lentidão da fala. freqüentemente. ou celulares de outras células nervosas. freqüentemente. popularmente. contrário de uma tala. o indivíduo em repouso. o membro superior do ombro atividade. braquial – relativo ao braço. quer por transtornos do sistema se à peças do vestuário. quer por uma sapatos. lentidão do ritmo liga o corpo ou tubo de um cardíaco ou do pulso. como em transtornos do branqueamento – mancha branca sistema extrapiramidal e na observada na pele. 93 . no qual um movimento é interrompido bradicardia . terminais das fibras nervosas que estão pode ser devida a causas orgânicas. por bowler’s thumb – veja polegar do dificuldade na movimentação da jogador de boliche.botões terminais – pequenas dilatações bradifrenia – atividade mental vagarosa. de braço e antebraço. lento. suavizante. ser sintomática de moléstia ou reação botulismo . normais. pode ajudar a bradilexia – leitura anormalmente lenta locomoção e. a porção que bradirritmia – 1. pressão contra a escara. em contato com os dendritos ou corpos como durante ou após a encefalite. freqüência bradpnéia – ritmo respiratória abaixo do cardíacas inferiores a 60 bpm estando normal. há leitos capilares viáveis. devida a transtorno nervoso central do destinado ao uso permanente. indicando que lentidão dos movimentos. no qual uma parte cresce em retardada durante o coito. ritmo mais lento do que todo o braditeleocinese – tipo de incoordenação organismo ou outra parte. não irritante. bradicrótico – caracterizado por pulso braqui – expressão que significa curto. bradipragia – lentidão anormal da braço – 1. freqüência cardíaca está diminuída completado lenta e irregularmente. especialmente da atividade ao cotovelo. microscópio com a base. em eletrencefalografia.músculo que auxilia intervalo diastólico além dos limites a flexão da articulação do cotovelo. retardamento braço de tênis – epicondilite lateral do do ritmo das ondas cerebrais abaixo do úmero. bradiauxese – tipo de crescimento bradispermatismo – circulação lenta ou relativo. para capacidade inadequada de leitura. ritmo delta e bradi – expressão que significa lento. ao ser aplicada esquizofrenia do tipo catatônico. 2. o conjunto física. bradidiástole – prolongamento do braquial anterior . como aos nervoso central. ao aparelho da linguagem. brando – suave. como acordado. às vezes é articulada.é uma condição em que a antes de sua conclusão e. é quando comparada às condições observado em processos cerebelares.doença causada pela bactéria depressiva. Clostridium botulinon. língua. bradicinesia – movimentos lentos ou não infetado.

e. Cs137. crânio quase tão largo quanto brefoplástico – referente aos tecidos do comprido. de lado a lado. colo uterino e tumores de cabeça e braquicefaleia – diz-se de ou indivíduo pescoço. fetais. do feto ou recém-nascido. torpor. curtos. caracteriza-se colocadas dentro do tumor. cheiro desagradável. oval. auscultados em casos patológicos. letargia. curto. cujo diâmetro transversal não excede uma úlcera. após a contração. disartria 94 . habitualmente em malformação fetal. brevilíneo – referente a um tipo braquiocefálico – referente ao braço e a constitucional mais baixo e mais largo cabeça. Braxton Hicks – veja versão Braxton braquicefalia – condição de quem tem o Hicks. respiratório. bridas âmnicas – aderências colágenas braquiprosópico – indivíduo que tem o entre o âmnio e o feto. a luz de um trajeto ou. produzido pela administração Ra226. desproporcionalmente curto em brocofonia – ruídos vocais claros e relação ao braço. sobre um grande brônquio e braquiquiria – mãos curtas. braquiorradial – referente ao braço e ao brevirradiado – provido de processos rádio. braquisquélico – indivíduo com as bromidrose – excreção de suor com pernas anormalmente curtas.braquialgia – dor nevrálgica que afeta o utilizado no tratamento do câncer do plexo braquial e o membro superior. movimentos da cabeça. uma cicatriz ou um mais de 3 cm a ântero-posterior. brida – filete ou filamento que atravessa braquipélvico – bacia estreitada. braquiotomia – secção ou extirpação de Brewerton – veja vista de Brewerton. mesmos. um braço. etc) que são excessiva de brometos. É muito por cefaléias. cheiros desagradáveis. dos músculos faciais. braquistase – processo no qual um bromidrose – suor fétido. braquimorfia – estatua baixa. braquirrinia – nariz anormalmente sobre um território de consolidação curto. músculo não relaxa. braquifalangia – falantes anormalmente bregma – o ponto de junção das suturas curta. que apresenta dor braquial e cefálica. voltando à sua bromidrosifobia – modo mórbido de forma anterior. do que o normal. braquidactilia – dedos ou artelhos utilizados para transplante em animais anormalmente curtos. embrião. braquiterapia . pulmonar. jovens ou adultos. ligadura de tecido conjuntivo braquipnéia – diminuição do movimento que reúne anormalmente dois órgãos. limitação dos anormalmente curto. coronárias e sagital. braquiforma – em forma de braços. Co60. brevicollis – deformidades caracterizada braquignania – maxilar inferior por pescoço curto. com mantendo seu grau original de tensão alucinações quanto à percepção dos no novo estado. braquiquércico – que tem o antebraço Brnad – veja banho de Brand. braquigossia – língua curta. que resulta rosto pequeno. às vezes. sonoros auscultados normalmente braquiquilia – lábio anormalmente curto. abscesso.tratamento de câncer bromismos – estado patológico utilizando fontes radioativas (I192.

presença de espiroquetas. broncadenite – inflamação dos broncomotor – referente ao mecanismo linfonodos brônquicos. e. único pulmão ou segmento pulmonar. neuromuscular que controla o calibra broncobiliar – referente a um brônquio e das vias aéreas pulmonares. broncopenumonia – inflamação broncocandidíase – broncomonilíase. bromopnéia – hálito fétido. mania com broncografia – visualização radiográfica comportamento psicótico e lesões da árvore brônquica após a introdução cutâneas acneiformes. uma anomalia brônquica. destinada liso bronquial. capaz de produzir brônquios. produzido pela brônquio. broncospirômetro – espirômetro ligado broncoespasmo – contração do músculo a uma sonda intrabrônquica. brônquios. broncosperoquetose – bronquite crônica broncoesofágico – referente ao brônquio hemorrágica relacionada com a e ao esôfago. broncocavernoso – brônquico e concentrada ao redor dos brônquios. que também são comprometidos. assinalada pelo cheiro broncomicose – micose da árvore desagradável. o aumento do calibre das vias aéreas. broncoesofagologia – ramo da medicina broncospirografia – registro gráfico da especializado nas alterações do capacidade funcional dos pulmões. obstrução das vias aéreas. cavernoso. ao trato biliar. auxílio de um instrumento. broncospirometria – determinação de broncoesofagoscopia – exame visual do diversos aspectos da capacidade interior dos tubos traquiobrônquicos de funciona de um único pulmão ou maior calibre e do esôfago com o segmento pulmonar. manifestado por sibilos no tórax e falta broncostenose – estreitamento da luz de de ar. halitose. broncodilatação – relaxamento dos broncorréia – escoamento exagerado de músculos brônquios que leva a um muco pelos brônquios. brônquica.exame realizado com o broncodilatador – que ou o que provoca broncoscópio. anormal. broncomonilíase – processo patológico bronc – expressão que significa dos brônquios. brônquico. 95 . broncolitíase – estado caracterizado pela bromomenorréia – menstruação formação de cálculos nos brônquios. broncoscopia . broncocólico – referente a um brônquio e broncopulmonar – referente aos ao cólon. broncocele – dilatação localizada de um broncoplastia . ingestão de brometos. capaz de produzir a medir a capacidade funcional de um estreitamento da vias aéreas. freqüentemente. broncoconstrição – contração dos broncorrafia – sutura de um brônquio. esôfago e da árvore brônquica. músculos brônquios que leva a uma broncorragia – hemorragia nos diminuição do calibre dos brônquios. infecção por espécies de candida. aumento do calibre dos brônquios. de um meio de contraste opaco ao raio bromoderma – erupção provocada pela X. brônquios e aos pulmões. um ou vários brônquios. broncoscópio – instrumento para o broncoedema – tumefação do epitélio exame visual da parte interna dos brônquico. pulmonar com exsudação nos alvéolos.reparação cirúrgica de brônquio.

brônquico – referente ou que interessa os bronquite aguda . caracterizada pela organização de fraqueza e dores sem achados exsudato nos bronquíolos. aquele broncotomia – incisão de um brônquio. do trato respiratório caracterizada por brônquio hiparteiral – qualquer um dos expectoração fétida contendo primeiros ramos colaterais do brônquio anaeróbios. com localizados. brônquio principal. de um broto vegetal. com exceção do brônquio provavelmente representando antes um eparterial. geralmente bronquiectasia .inflamação aguda da brônquios ou seus ramos. incluindo bacilos principal. que possui alvéolos pulmonares em broncovesicular – referente ao brônquios sua parede. e aos alvéolos pulmonares. saturado com vapor de água. obliteração fibrosa de sua luz. animais inferiores. transmitidos ao homem por pulmonares.alargamento dos associada com uma infecção brônquios devido a distorção respiratória generalizada. Brown-Sequard. abcesso pulmonar ou uma brônquio tronco – continuação do bronquiectasia do que uma bronquite. excessiva na árvore brônquica e brônquio – um dos ramos primários da manifestada por tosse produtiva traquéia ou seus respectivos ramos no crônica. uma das produzida por germes do gênero subdivisões dos brônquios brucella. brônquio primário direito. emitindo ramos anterior e posterior broto ureteral – excrescência para os lobos pulmonares.broncostomia – fistulação de um bronquíolo respiratório – última brônquio através da parede torácica. tosse e expectoração por mais interior do pulmão. bronquiolite – inflamação dos brucelose – moléstia infecciosa bronquíolos menores. um ponto de referência para irritantes. situado bronquite fusoespiroquética – infecção sobre a artéria pulmonar direita. subdivisão dos bronquíolos. que se estende broto – órgão ou estrutura com formato longitudinalmente em cada pulmão. se fazer as correlações nos volumes bronquíolo – uma das pequenas gasosos é a temperatura e a pressão subdivisões dos brônquios. de três meses por dois anos brônquio eparterial – primeiro ramo do consecutivos. ser causada pela inalação de dióxido BTPS . árvore brônquica. com 1mm corporal. onde a temperatura corporal corresponde a 37ºC e a pressão 96 . bronquite – inflamação dos brônquios. e espiroquetas. que compõe a parede destes. da destruição do componente elástico bronquite capilar – bronquiolite.Body Temperature and Pressure de nitrogênio ou de outros gases Saturated. ou menos de diâmetro. bronquite capilar. A doença aguda é bronquiolite obliterante – bronquiolite caracterizada por febre. principal. dorsomedial de um duto mesonéfrico. com exceção do brônquio fusiformes. irreversível dos brônquios decorrente bronquite asmática – bronquite crônica. bronquiolectasia – dilatação dos Brown-Sequard – veja síndrome de bronquíolos. bronquite crônica – alteração clínica bronquiectasia cilíndrica – dilatação caracterizada pela secreção mucosa uniforme dos brônquios. podendo bruxismo – ranger dos dentes. sudorese.

laterais dos bulbos vestibulares na bucocervical – 1. corporal corresponde à pressão bulbar . raquidiano e aos seus núcleos bucofacial – referente à superfície nervosos. peste. uma estrutura ou parte do formato de bubão – qualquer aumento de volume um bulbo. tumefeito. bubonocele – hérnia inguinal incompleta. lobo anterior do cérebro. ao pescoço. ocular. retração da comissura labial. aos de onde o corpo do pêlo se origina. expandida do corpo esponjoso do bucolingual – referente à bochecha e à pênis. duodeno. cavidade pericárdica. maxilares e a face. geralmente. imediatamente após o piloro. referente a um bulbo ou a barométrica. mesial de uma cavidade dentária. bucogengival – referente à bochecha e às debaixo da superfície inferior de cada gengivas. como na elefantíase. bucodistal – referente às paredes bucal e bulbo nuclear – referente ao bulbo distal de uma cavidade dentária. bulbar e membranosa da uretra. que bucal como as fossas nasais. geralmente raquidiano. bucinador – músculo que realiza a bulbo espinhal – referente ao bulbo compressão da bochecha e raquidiano e à medula espinhal. especialmente dos pulmões. coração. bulbo duodenal – a primeira parte do bucal . em sentido bucal. buftalmo . bulbo cardíaco – divisão anterior do bubonadenite – inflamação de um coração embrionário dentro da linfonodo inguinal. bucooclusivo – referente às superfícies bulbo-uretal – referente ao bulbo do bucal e oclusiva de um dente. bulectomia – excisão de uma bolha. 97 .relativo à boca. bucolabial – referente à bochecha e ao bulbo peniano – porção proximal lábio. pênis e a uretra. acompanha. do pênis no sexo masculino e rodeia o bucoaxial – referente às paredes bucal e orifício da vagina e recobre as partes axial de uma cavidade dentária. de cada lado da fissura longitudinal. referente ao bulbo inflamatório de linfonodos. bulbo-atrial – referente ao bulbo do bucomesial – referente às paredes bucal e coração e ao átrio do coração. referente à bochecha e mulher. referente ao globo das regiões inguinal o axilar. bucoversão – estado de um dente que se bulbo-ventricular – que pertence ao encontra fora da linha da oclusão bulbo cardíaco e ao ventrículo do normal. termina em um bulbo. referente à superfície bulbo membranoso – referente à porção bucal e ao colo de um dente. em buconasal – relativo tanto a cavidade forma de bulbo.glaucoma congênito. o linfogranuloma venéreo e a cilindro ou tubo. 2. bulbo piloso – a parte do aparelho piloso bucomaxilofacial – referente à boca. bulboso – que tem ou contém bulbos. o cancro bulbo – expansão oval ou circular de um mole. bulbo raquidiano. 3. externa da bochecha. situado cavidade bucal ou a faringe. língua. bulbo esponjoso – músculo que rodeia o bucnemia – qualquer tumefação difusa e bulbo e as partes proximais adjacentes tensa da perna. oral.1. 2. bulbo olfativo – extremidade distal bucofaríngeo – relacionado tanto a dilatada de cada trato olfativo.

bursa – bolsa serosa que tem como cabeça derradeira . nervo ciático adjacente está irritado bunodonte – dente com cúspide devido a edema. busite séptica – geralmente resulta da buraco mastóide – pequeno buraco atrás inoculação transcutânea de patógenos. produzidos pelo batimento do coração bursite . vasos e nervos obturadores.abreviatura de câncer. alfaiate ou tecelão. apoio nos dois braços. seios.a cabeça do feto em função proteger os tecidos moles das uma apresentação pélvica. dentário inferior ou canal alveolar. entre o ísquio e a púbis. chutando as duas pernas cabeça . uso de laxativos ou de diuréticos. busto – 1. umbigo da mãe. 2.bulhas cardíacas – ruídos produzido no auxiliando na lubrificação das coração. Aplica-se aos sintomas de dor ciática. obstruído parcialmente por uma butazona – medicamentos anti- membrana fibrosa.símbolo do cálcio. procurando-se o Ca . anterior. do miocárdio. fechamento de suas válvulas. by-pass . buraco de monro – forame bursólito – cálculo formado no interior interventricular. bursectomia – extirpação cirúrgica de bulhas cardíacas fetais – os sons uma bolsa.oxicefalia. com passagem bidirecional. buraco mandibular – abertura do canal busca ativa . dá passagem aos visitas periódicas do serviço de saúde vasos e nervos dentários inferiores ou em áreas silenciosas e na ocorrência de alveolares que se destinam ao maxilar casos em municípios vizinhos. bursite faríngea – inflamação purulenta bulimia – distúrbio alimentar ou muco-purulenta de uma bolsa caracterizado pelo consumo de muitas faríngea. humano. cabeça em torre . em CA . proeminências ósseas adjacentes.com bolhas ou ampolas. dá passagem aos reumáticos. assento de molares. especialmente na posição sentada. parte superior do corpo inferior e medialmente ao acetábulo. ramo da mandíbula. O organismo mais lateral.a parte superior do corpo. comum na bursite séptica é o buraco obturador – grande abertura oval Staphylococus aureus. Se o buloso .inflamação da bursa. principalmente. melhor ouvidas próximo ao bursite de Tornwaldt – bursite faríngea. inferior.busca de casos suspeitos. se purga através de vômitos bursa isquioglútea onde a dor é sentida induzidos e de jejum adicional ou com ao redor das tuberosidades isquiáticas. de uma bolsa. no que se dá de forma permanente ou não. a seguir. do processo mastóide. para o ar. podem ocorrer arredondada ou cônica. que dá passagem à medula espinhal e bypass valve – veja obstrução brônquica seus anexos. calorias após um período de inanição bursite isquioglútea – inflamação da e. equilíbrio. fetal. dá passagem a enquanto que a artrite séptica uma pequena artéria da dura-mater e a tipicamente resulta de espalhamento uma veia que desemboca no seio hematogênico. pelo estruturas articulares. burrinho – exercício de equilíbrio. contendo o cérebro. 98 .termo inglês usado para buraco vertebral – espaço compreendido designar a cirurgia da revascularização entre o corpo e o arco de uma vértebra.

cabeça negra . Esta cadeia é o pilar cacodil . subunidades de polipeptídios de peso cacosmia .é a para desodorar o hálito. contusão.cordão. é persistente no ambiente e pode hipercifose. A porção cacoestesia – veja cacestesia. na qual o molecular de ordem de 26. superior suspende o diafragma na base cacofagia . drogas ou principais de cadeias polipeptídicas outras substâncias.depressão anormal da pele. ritmo. mais volumosa da anatomia. qualquer sensação cadáver . paciente relata como sendo agradáveis comuns às três classes principais de odores muito desagradáveis ou.mistura de antibióticos rítmico e harmonioso. cacunda .os grupos provocado por alimentos. 2. local de assento.líquido de cheiro extremamente central da suspensão. de doente. em conjunto com o zinco e o chumbo. produzem ou afetam o movimento.l.voz ou som anormalmente a coluna lombar. produzida por Streptomyces compasso. O diafragma é dessa rude ou dissonante. cacorrafiofobia . os membros superiores ao diafragma e cacofonia . transmissão de um agente infeccioso. cadaveloso .medo mórbido de cadeias imunoglobulínicas leves - fracassar.sal do ácido cacodílico. cadeia profunda cérvico-tóraco- cacodemonia .comedão.alteração do olfato. cactinomicina . caco. freqüentemente.estudo das forças que algo ou alguém com um cacete. a porção inferior suspende exemplo. cadaveroso – que tem aspecto de cacoestésico.expressão que significa mau. agradáveis. cacogeusia . É a mais sólida e cacodilato .cadeia fascial paciente acredita estar possuído por chamada de cadeia dos três um espírito maligno. acertar cadeia cinética . vicioso.600. ao qual se unem desagradável. desagradáveis odores neutros ou designação popular da pelve.veja cac. a ligação entre os dois níveis. caracterização dos mecanismos de cacifo . faz presentes em moléculas de parte da aura na epilepsia psicomotora. chrysomallus com um pouco de cadmo . imunoglobulinas. os quatro membros. cadarço . na qual o abdômino-pélvica . caco . 99 . cacestesia . lividez cadavérica.sabor desagradável não cadeias imunoglobulínicas . desagradável. patogênicos e os reservatórios. os agentes em casos de linfedema. ao imunoglobulinas. como a que ocorre envolvendo os suscetíveis. como por superiores.aspecto de cadáver. cacestésico.corpo morto. percebe como muito cadeira – 1. cacetada – pancada. cac . toada. contrário.psicose.metal pesado altamente tóxico dactinomicina e dotada de atividade que ocorre freqüentemente na natureza antineoplásica. amarra. fezes. deformado. devida à retração. cachu .pílula ou comprimido aromático cadeia de transmissão . forma. cadáver. cadência – movimento bem marcado. corcova. corcunda. diafragmas.alteração do paladar e do do crânio e na coluna cérvico-dorsal apetite que acaba por induzir a pessoa alta que comanda os membros a comer coisas repugnantes. tira com a qual se cabeçote – transdutor.

sensação inesperada de patológica associada a taxas elevadas frio. no chá. anestésica. o palidez cutânea.presença de sais de cálcio perpendiculares. em oxigenoterapia.expressão que indica cálcio ou sais cafeína – alcalóide. para conservar na urina. Caffey – veja doença de Caffey. calcâneo-cavo .osso do calcanhar.expressão que indica um calcâneo e ao escafóide.estado tóxico devido á permite espaço para a palmilha. cal – abreviação de calorias. tremores e principalmente os pulmões. formato de caixa. calc . calçados diabéticos – é um sapato encontrado nas folhas e frutos do extraprofundo com uma palmilha cafeeiro.7-trimetilxantina.recipiente de vidro em calcarino . sensação de frio acompanhada de de cálcio no soro e que atinge arrepios involuntários. palavras.que tem a forma de espora. C8N10N402. calcificação metastática . cal sodada . que consiste do bastão de calázio . circulatório do fundo do pé.neofobia. 1mg provas de metabolismo basal em representa a atividade de 40. ou moldada em plastazote. símbolo ou insígnia da calasia . composto ou uma substância calcâneo valgo . calcâneo cubóide . ausente de calcárea nos tecidos do organismo. referente ao calcâneo. calci – veja calc.vitamina D2 obtida pela absorver o dióxido de carbono em irradiação do ergosterol.000 máquinas para anestesia por respiração unidades de vitamina D.mistura. quimicamente a 1. de hidróxido de cálcio com causada pela inalação de pó de hidróxido de sódio ou tridróxido de mármore (carbonato de cálcio).tipo de tálipe. aplica-se á articulação dolorosa de um músculo. cainofobia . caixa de Coplin . de cálcio.calcificação calafrio – arrepio. ingestão excessiva de café ou de outras calcane . calcâneo. dos vasos sangüíneos e acompanha-se Símbolo químico representado por Cd. provido de ranhuras calcariúria . separadas as lâminas microscópicas calcemia – hipercalcemia. calcâneo escafóide . utilizado profundidade permite descompressão como estimulante cerebral. muscular esquelético. contrações entre estes dois ossos e ao ligamento espasmódicas de um músculo ou grupo que os une.referente ao calcâneo cãibra – contração involuntária e e ao cubóide.1.tipo de tálipe.dor no calcanhar ou no novidades. todas proeminências ósseas e também cafeinismo .referente ao caína . de hipotermia. A preparado sinteticamente.3.forma de pneumoconiose granulada. potássio ou ambos. em forma calcicose . cangote. É usada para calciferol .tumor palpebral pela retenção da Asclépio. calcâneo .cálcio na bile. durante a coloração. 100 . calcificação .expressão que indica calcâneo.deposição de substância calado – mudo. medo mórbido das calcaneodinea . Medicina. emudecido. acumular-se nos organismos vivos. calcibília . cagote – pescoço. substâncias que contêm cafeína. ao redor do qual está secreção das glândulas do tarso. Resulta da constrição estômago e os rins. enrolada uma serpente. caduceu . remove a pressão de e renal. no guaraná.relaxamento de um esfíncter.

concreção sólida. atingem os tecidos cálculo aural . ação reduz rapidamente o cálcio provavelmente. concreção e aumenta a excreção urinária de no rim. encontrada em ductos. cistos e na disseminadas que tendem a ulcerar e se superfície dos dentes. 2.depósito calcário nos constituinte dos dentes e dos ossos. representando. calcificado no as bainhas nervosas. O seu cálculo ramificado irregularmente. cálculo salivar .deficiência de cálcio. nas calcosferitas. A etiologia é obscura. calcoglobulina . pele e nos tecidos subcutâneos. em quantidades variáveis.concreção formada na adultos. calcosferita . composta lesão identificável das regiões afetadas principalmente de substâncias e sais ou sem hipercalcemia. os tendões e endurecido e.concreção localizada no calciúria . de corpos amiláceos. sangüíneo. processo de deposição de sais de cálcio calcinação . carbono e água. a sua nos ácinos prostáticos. especialmente em crianças e jovens cálculo biliar . uma dilatação ou um divertículo calcitonina – hormônio polipeptídico de localizados da bexiga ou da vesícula cadeia única. bilirrubina e outros Raynaud. fosfatos.cálculo na bexiga ou na alcalina do soro são normais. no metabolismo é regulado pela vitamina bacinete renal. os músculos.rolha de cerume subcutâneos.grande controle do ritmo cardíaco. inibindo a reabsorção óssea cálculo renal – litíase urinária. as taxas de cálcio. especialmente dióxido de nos pulmões ou em outros tecidos. órgãos ocos. processos como a dermatortosite. esclerodermia e a moléstia de de colesterol. sob a forma de várias frações ativas.formar. um sal de cálcio. pelo aquecimento. calcinose universal . também formado em tecidos como o ósseo e compreende a combustão de matéria nas conchas.aparelho para determina a provavelmente. ás vezes. muscular. calcímetro . mas elementos encontrados na bile. causar ou depositar calco – veja calc.calcificar . cálculo encistado . combinação instável de proteína e sais calcinose . minerais. substâncias voláteis de compostos calcose .placas calcificadas trajetos.cálculo retido em calcipenia . dentes que consiste de matéria com participação na contração orgânica e mineral. 101 . um estado precoce do taxa de cálcio no sangue.depósito de partículas de cobre inorgânicos. observam-se meato auditivo externo. vesícula biliar. cálculo prostático . mediante uma orgânica.elemento do organismo. estando associadas a vesícula biliar ou nos ductos biliares.nódulos calcificados secretado pela glândula tiróide.processo de expelir nos dentes e nos ossos. a composta. sem cálculo . derivados. que existe aparentemente biliar. fósforo e fosfatase cálculo cístico . D.tipo de calcificação com proteína. porém.1. como a que é encontrada produzida experimentalmente. em alguns casos. cálcio .grânulo ou glóbulo que. curam lentamente. hipercalcinúria. cálcio na urina. ducto de uma glândula salivar. cálculo dentário .deposição de sais de cálcio na de cálcio transportados pelo sangue. coagulação e auxilia o cálculo em chifre de veado .combinação de cálcio calcifilaxia .

inflamação da bolsa superficial que calicíneo .uma ou ambas de duas cininas a forma de ungüento. insolúvel em água. Pó branco. dente. como plasmáticas polipeptídicas liberadas da antibacteriano local. acima do nível da margem calipédia – superstição de que.alucinação caracterizada calicectomia . mas uma calicinal . ginásticos leves.substância específica para o por uma calicreína.alfa-globulina presente no em diversos tecidos que inibe a mitose plasma que funciona como precursor e pode ser um fator que mantêm o 102 . propriedades ou do rendimento de um da camada córnea da epiderme. origem ou filho bonito ou contempla uma desenvolvimento dos cálculos. calculose . tranqüilidade. é atualmente empregado sob calidina .protocloreto de mercúrio.referente a um cálice. visa refeições. normalmente nos dedos dos pés. tendinite verdadeira. pirâmides calomania . ou cilíndrico. calombo do calcanhar – não é uma caliciforme . formando calibre – diâmetro de um corpo redondo espessamentos epidérmicos. no plasma cutâneos que se formam nos pontos de sanguíneo. calmante – sedativo. outrora usado como catártico e calículo .relativo ao cálice. 2. gestante tem a idéia fixa de ter um calculogênese . que aquieta. desenvolver os músculos e criar um calefaciente . alfaglobulina plasmática calidogênio calônio .pneumoconiose comum entre calcâneo. da maneira que possa ser qual há crescimento de substância usado em subseqüentes processos de córnea tanto interna como mensuração.cálculo supragengival . calicreína . plasmática calidogênio. na dispositivo. imagem desse tipo.pequeno cálice. quietude.referente a cálculo.do formato de um cálice. hora mais quente do dia. externamente. externamente. na saliva e em contato entre o corpo dos surfistas e outros líquidos do corpo. diurético. calictasia . calistenia – prática de exercícios calculoso . que libera suas pranchas.enzima proteolítica presente calombo dos surfistas – nódulos no suco pancreático. bacinete renal. que produz uma calma – 1. tecido. na qual se projetam as atrito contínuo. calibragem – especificação e medida das calo – hiperplasia circunscrita.hipercalemia.presença de um cálculo. cálice . geralmente nos uma calidina da alfaglobulina membros inferiores. bacinete renal.concreção das calidinas e serve de substrato às depositada sobre a superfície de um calicreínas.medicamento aplicado porte gracioso. É habitualmente causado por os britadores de pedra causada pela atrito da parte de trás do sapato e é inalação da poeira. em cone. a sensação de calor.extirpação de um cálice do pela crença na própria formosura.dilatação de um cálice do HgCl. de composição incerta presente calidogênio . mais comum em mulheres. na urina. calomelanos . calemia . está sobre a superfície do tendão do calicose . executando diversos caldo – preparado que acompanha movimentos rítmicos do corpo.uma das divisões caliciformes do calosidade originada de compressão ou bacinete renal. se uma gengival.

a interna e a por meio de calorímetro.4. durante fase secretora do superfície. cobertura. contêm grande número de calorigênico . radiações caloríficas a radiações camada esponjosa . 3. estreante. comparativamente ampla. alopecia.5 ºC. células granulares. Para composto de uma armação de metal ou lipídeos.a quantidade de calor estrato. 4.5 a do cerebelo. molecular que é percebida por meio de calvície – perda de cabelo. dispondo-se mais calorífico – que produz calor. acomia. glicídios e protídeos. da cabeça. profundamente sob a camada calorífugo – que faz fugir o calor. radiação é aquela forma de movimento calvária – crânio.uma das térmica em um indivíduo ou sistema duas camadas da retina. de inflamação. camada granular da 37. 4.1. coberta de valores energéticos brutos são 9. mais externa do córtex cerebelar. de calor necessária para elevar de 1º C camada granular – 1. que tem calos.camada de outro estado sem mudar sua leucócitos e plaquetas que se forma temperatura. que consiste de dendritos calorímetro – instrumento para medir a entrelaçados. forma de energia acima de um plano que passa pelas cinética comunicável de um corpo a cristas supra-orbitárias e pelas linhas outro por condução convecção ou occiptais superiores.2 lona ou rede.camada média do luminosas absorvidas por uma endométrio.6 kcal por grama. cerebelar. ciclo menstrual. variando os camada de células que contêm equivalentes para uma caloria entre grânulos querato-hialinos na epiderme. necessária para converter um corpo em camada amarelada . calor .determinação de alteração camada molecular da retina . camada granular a temperatura de 1g de água de 36.material depositado de mudar a temperatura de uma unidade espessura uniforme ou quase uniforme. 2. produção térmica de um indivíduo ou camada molecular do cerebelo . externa. sobre o qual se realizam e 5. calor corporal ou calvárea – crânio. camada granular do cerebelo . molecular. veja calo. caracterizada pela caloria .1816 e 4. de células nos tecidos. caloso – grosso. acrobacias. definidas em unidades de energia camada granular da epiderme .a mais calórico – referente à caloria ou a calor. calor de combustão – calor liberado pela cama elástica – aparelho de ginástica oxidação completa dos alimentos. especialmente um sentido térmico especial.qualquer de diversas unidades porção dilatada das glândulas e pelo térmicas que representam a quantidade tecido conetivo edematoso. um dos quatro sinais clássicos calouro – novato. calor específico – o calor necessário para camada .a mecânica equivalente.camada sistema. entre os eritrócitos e o plasma quando calorescência .que produz calor. estes de outro material resistente. calor latente . de massa de uma substância em um espalhado sobre uma área grau. equilíbrio entre a produção e a perda calosidade – dureza calosa. que 103 . interna das três camadas do córtex calorífico – que produz calor. 2.transformação em se centrifuga sangue líquido.2045 joules. calorimetria . porção do crânio febre moderada. respectivamente. As unidades também do epiderme.

de uma região. ou parte. campo gravitacional . cambaio – de pernas tortas. 2. do tipo de competição. como o radiação que indica uma deposição campo da neurologia. no sentido ganhador. espaço ou área delimitado de pressão e de circulação durante o ciclo tamanho variável. volta que se dá com o corpo.espaço entre a ambiente. área dentro da qual os câmara pulpar . camoeca – torpor.parte do globo ocular pulmonar. grande abertura piriforme.o espaço entre a campanha – lida. material a ser investigado. cambaleio .1. compartimento. o cristalino e o corpo vítreo. câmara de compensação . campo eletromagnético – é originado cambadas – mudar de lado.expressão que significa baixo. poucas células cambalhota – rolamento anterior para ganglionares pequenas e um retículo frente. vítreo. consiste de neuroglia. pequeno espaço ou cavidade. qual um objeto exerce atração cambalear – caminhar sem firmeza. reagindo entre si e com o câmara posterior . came . gravitacional. devida á grande desenvolvimento segundo o qual o capacidade e á elasticidade das paredes todo e as partes de uma estrutura ou dos vasos converte o fluxo pulsátil em organismo estão dinamicamente inter- fluxo quase contínuo. com uma câmara .porção coronária da objetos são vistos ao microscópio.0 ou mais. a cavidade central de um dente. com um índice de altura por (externamente).área na qual uma movimentos. 7. largura de 85. conceito de cardíaco. força atrativa ou repulsiva existe entre dois imãs ou em associação com o 104 . indisposição súbita. zambro. relacionados. câmara anterior . 4. 3. camadas musculares cardíacas – são cameo. aparelho sonolência devida a embriaguez. o endocárdio (internamente).1. conseguir alguma coisa. como o campo câmara vítrea . de tamponar as modificações de campo .ação da aorta campeão – paladino. entorpecimento. o uma câmara de compressão.0 ou mais 2. cameo – came. vencedor de uma e de seus primeiros ramos. 6. o primeiro lugar. aparelho no qual se encerra um camisinha – preservativo. 5. esforço para se córnea e a íris. amielinizadas. três as camadas que formam o coração. índice nasal de 51.volume sobre o zambeta. pelo movimento de cargas elétricas. especialidade ou ramo sistema de (um ou mais) contadores de especial do conhecimento. 2. 8. fotográfico. que é ocupada pelo humor radiação. com nariz largo e miocárdio (medialmente) e o epicárdio achatado. Esta função. imagem rádio-isotópica e é fixo em relação ao projetada de um órgão anatômico ou paciente. trambolhão. 3. o camerrino – 1.qualquer da operação. 4. de de fibras nervosas mielinizadas e cabeça para baixo. área diretamente posterior ao cristalino e anterior á envolvida por um feixe externo de retina. com um como de um olho ou do coração. região embrionária que é superfície posterior da íris e a zônula o esboço ou rudimento de algum órgão ciliar.falha de coordenação dos campo magnético . área visível do organismo e que é sede câmara rádio-isotópica .

cujo estímulo provoca femoral ao buraco adutor e dá a rotação dos olhos. ducto. campo receptivo . canabismo . desde a boca ao ânus. origem histérica.meato acústico. da cabeça e do passagem à artéria e à veia femorais. metade medial aplicado. limitado pelo costureiro.qualquer conduto tubular. O canal o estímulo acima da fissura determina semicircular superior (frontal) e o o desvio dos olhos para baixo e para o posterior (sagital) estão no plano lado oposto.túnel aponeurótico firmemente fixado em um objeto na triangular. membranosos. que estímulo provoca o desvio conjugado formam ângulos retos com o outro e se dos olhos para o lado oposto. no maxilar superior e os canais canal cervical uterino . que vai do reto ao ânus.intoxicação resultante do canal central da medula espinhal – uso excessivo ou habitual do cânhamo. O canal lateral ou movimentos para cima e para o lado horizontal está situado no plano oposto. tanto haversianos como de Volkmann. contratura em flexão. o estímulo abaixo da vertical e formam um ângulo reto que fissura calcarina determina se abre lateralmente.área da retina nas canais semicirculares ósseos . que dão passagem aos vasos cone medular até a parte inferior do e aos nervos para os dentes. campo temporal.todo o tubo digestivo. canal anal . pelo vasto medial e pelos músculos campos contralaterais . se estende do istmo ao óstio do útero. dos sistemas haversianos.regiões do adutores. assim.partes quais a iluminação em ponto continua ósseas do labirinto auditivo que a produzir reação em determinada abrigam os canais semicirculares fibra do nervo óptico. linha direta da visão. habitualmente ocorre no dedo mínimo. estende-se do triângulo córtex cerebral.deformidade estática de medial. Acredita-se que o canais de Volkmann – nos ossos campo magnético da Terra seja devido compactos. comum e erroneamente. é uma canal apertado – um canal estreito. gastrintestinal. pequeno tubo que se estende pelo canais alveolares – canais dos ossos centro da medula espinhal desde o maxilares. Os canais quarto ventrículo. campo visual . elemento ferro. tronco para o lado oposto. em oposição ao canais nutrientes dos ossos compactos. O termo é campo nasal – área nasal. 105 . representa o tubo alveolares superiores estão localizados neural embrionário. caracterizada pela canal alimentar . horizontal. os canais vasculares ao ferro-níquel líquido que existe em desprovidos das lamelas concêntricas seu centro. aos do campo visual. canal auditivo . campo ocular occipital .porção terminal do intestino onde a angulação ocorre no plano grosso.porção da alveolares inferiores estão situados no cavidade uterino situada na cérvix que maxilar inferior ou mandíbula.região (áreas canais membranosos semicirculares – 17. cujo labirinto membranoso do ouvido. paciente quando o olho está canal adutor . 18 e 19 de Broca) ao redor da três tubos em forma de alça no fissura calcarina do lobo occipital. ao nervo safeno e ao nervo do grande camptocormia .o espaço visível ao canal . trato camptodactilia – dedo inclinado. enquanto comunicam com o utrículo. antero-posterior. flexão anterior do tronco.

parte terminal do canal ocasional. contendo vasos sangüíneos e canal de Guyon – localiza-se na parte tecido conjuntivo. com o ducto canal de Hunter .sulco longitudinal da se aloja o ducto coclear.na mulher.5.cavidade de um osso carpo e no quarto lado pelo ligamento longo. assim uma canal femoral . encontrado na porção canal deferente. aproximadamente 7. inguinais. dá passagem.canal ósseo que abre na uretra. que drena os lobos esquerdo medialmente no antebraço. canal endocervical . comprimento que.área relativamente ilioinguinal e. desce se entre 90. canal facial .canal do colo canal notocórdico . inguinal superficial. o flexor longo do que dá passagem aos vasos e nervos polegar e o nervo mediano. ao canal dental inferior . é . canal nasal .canal ósseo no qual canal gástrico . após a junção com o posterior do osso nasal e dá passagem ducto de uma vesícula seminal aos nervos nasais. no processo cefálico dos mamíferos. constituído pelo canal haversiano . aloja o ducto nasolacrimal.1. ao ligamento constrita localizada na face anterior do redondo do útero. vitelino e o âmnio.canal formado nervo e a artéria ulnar com o músculo pela reunião do ducto hepático flexor ulnar do carpo situado esquerdo. incluída na glândula prostática e que se canal nasolacrimal . cordão espermático e ao nervo canal do carpo . proximal do punho. a partir do anel quando o percentil da estatura localiza.canal mandibular. que drena os lobos canal de Nuck . que contém a medula óssea.canal coclear ósseo .canal vertebral. formando.canal na mandíbula tendões flexores. canal ejaculador .quando o percentil da estatura por esse canal que descem as hérnias localiza-se entre 10. canal obturador .canal constituído por uterino. osso esfenóide. 2. onde passa o canal hepático comum . vitelino.5. canal de no canal inguinal.lacuna na membrana obturadora que fecha o buraco 106 . canal nasolacrimal. e caudado do fígado. o processo direito e quadrado do fígado. obliquamente e em direção medial até canal de vigilância para baixa estatura alcançar o anel inguinal profundo. cárpico palmar. quando penetra canal inguinal . no homem. na mulher. no colículo seminal.0 e 2. vaginal do peritônio. outro por meu de ramos transversos ou por nervos e vasos. membrana mucosa do estômago junto canal crânio-faríngeo .compartimento medial da conexão temporária entre o saco bainha femoral atrás do canal inguinal.0 e 97.canal no orlo temporal por Perfura o endoderma e abre-se no saco onde passa o nervo facial.5 cm de canal de vigilância para alta estatura . ocupada pela polpa.qualquer um dos crescimento de ossos ao redor do canais que penetram na: substância pedúnculo da bolsa crânio-bucal compacta dos ossos em direção canal da raiz . pulso através da qual passam os oito canal mandibular . uma continuação da fosseta primitiva canal espinhal . oblíquos.cavidade no interior de longitudinal e se anastomosam um ao uma raiz dentária. hepático direito.canal adutor. O canal é alveolares inferiores formado em três lados pelos ossos do canal medular .canal fetal no à curvatura menor.

As especialmente o canal deferente e o principais manifestações são a dor de canal ejaculador. câncer alveolar . dá passagem ao derivados dos túbulos mesonéfricos nervo óptico e artéria oftálmica.canal constituído pelos câncer da próstata . aspecto. contém a medula maligno.o canal do testículo. como um lábio. sobe comportamento e a confusão mental. carcinoma dos canal pilórico . dando canaliculoplastia .cavidade da pelve câncer – qualquer tumor maligno. verdadeira entre o estreito superior e o carcinoma. É canal torácico – tronco linfático comum. e deságua na veia subclávia esquerda. cujas situada entre o antro pilórico e a base células parenquimatosas formam do bulbo duodenal. os tumores próprios do sistema anatômicos do fígado.os órbita na extremidade anterior do sulco 8 a 15 canalículos convolutos que óptico.artéria veia. precisamente abaixo da asa formam a cabeça do epidídimo. freqüente. palpação do tumor e. cerebral ou um hematoma subdural. Até bem como o tecido conetivo essa idade os principais tumores são as interlobular no qual estão situados metástases de tumores em outros entre os ângulos dos lóbulos locais. sobretudo seu canalículo . paragenitais. obturador no osso ilíaco. câncer de pulmão . lembram muito os do adenoma. 2.referente a um canalículo.reparação plástica de passagem ao nervo e aos vasos um canalículo. especialmente do que obturadores. nervoso (gliomas) e os tumores das canal seminal . saco lacrimal. prostatectomia muitas vezes dá canalículo lacrimal .1. da margem palpebral. permitem lacrimal ao saco lacrimal 2. tumor maligno. alvéolos. que ocorre verticalmente câncer de contato . canal vertebral .moléstia de Paget. estratificado. ducto biliar. são menor do esfenóide.pequeno tubo excelentes resultados. nervo e vaso linfático interlobulares ocorrência rara acima dos 70 anos. que punctum de cada pálpebra e a seguir se esteve em contato com um câncer da flete horizontalmente na parte lacrimal superfície oposta.porção do estômago bronquíolos. vai do ponto ao saco lacrimal canal óptico . a canalicular . cabeça e a crise convulsiva. canal pélvico . canal pequeno.canal situado no ápice da canalículos eferentes dos testículos . câncer cerebral . verificado ao se fazer a especialmente o que vai do ponto intervenção. Os tumores cerebrais podem ser em sua junção com a veia jugular confundidos com um acidente vascular interna esquerda. meninges (meningeomas). a ecografia. cujos sintomas do câncer espinhal e as meninges.proliferação anormal e sem limites das células originárias 107 .trata-se um tumor buracos vertebrais.1. dirigindo-se ao câncer de Paget . sobretudo revestido de epitélio escamoso quando é precoce. também a mudança de que começa na cisterna do quilo.câncer que ocorre em uma curta distância a partir do uma superfície. qualquer estabelecer a diferença. O câncer da dos minúsculos canais que se abrem próstata evolui muito lentamente e a nas lacunas ósseas. inferior. canal portal .tumor cerebral.

antropofagia. que se apresenta prolongada ao alcatrão. cancericida . cancro venéreo . observada candidiase . dá-se um salto vertical e ou estomatite gangrenosa. capaz de produzir câncer ou favorecer canfo. especificamente. do joelho ao tornozelo. possui ligeira ação irritativa e anti- cancerofobia . caneleira – acessório utilizado para a câncer negro .estudo e ciência do estimulante. seja pela óleo volátil de Cinnamomum pele. vagina e trato de massas. ingestão de carne da cancróide .carcinoma canela – a perna. é executado.1. úlcera grangrenosa corpo. substância ou fator canf . 2. como flocos brancos. gastrintestinal. iniciando-se na câncer. posição agachada com uma das pernas cancro . por inalação ou por ingestão. unhas. camphora. carcinogênico. estomatite inverte-se a posição das pernas. cancerologista . ingestão de carne humana por seres também denominado Monilia albicans.moléstia produzida pela freqüentemente na coelha ou na rata. canibalismo .cancro sifilítico. Atinge diversas partes do corpo. qualquer dor localizada na perna. escamocelular do lábio. bang. pele. mucosas (sapinhos). própria espécie. cancerígenos químicos . ulceração. geralmente as albicans. inveterados.monilíase. hachiche. caracterizada por ulceração no canhoto – aquele que tem a mão esquerda local da inoculação e por enfartamento mais forte ou hábil do que a mão doloroso e supuração dos linfonodos direita ou que usa a mão esquerda em regionais. cancróide. câncer dos fumantes . causada por Hemophilus esquerdo.carcinofobia. a cândida. 108 . câncer do alcatrão . cancro mole . preferência à mão direita. árvore nativa da Ásia levam à produção de mutações que Oriental. cangote – pescoço.referente ou semelhante ao inferiores. bhang. séptica e tem sido utilizada como cancerologia . canguru – exercício para os membros canceroso . infecção por um fungo do gênero após o parto.carcinoma escamocelular. moléstia venérea aguda canhoteiro – que serve da mão ou do pé localizada.cancro sifilítico. cancerígeno – agente. ducreyi.1. aftosa. 2. cansar – ficar cansado ou exausto. câncer. pulmões. cantal – referente ao canto. cagote. canfo – canf.melanoma maligno. dos pulmões levando ao aparecimento brônquios. marijuana e cancro hunteriano . maconha.expressão que significa cânfora. como cansaço – fadiga. observado em fumantes canela. cunjá. geralmente do canelada – pancada na canela ou com a inferior. cânhamo – guaca. gunjá. humanos.substâncias cuja cânfora – C10H16O cetona extraída do absorção pelo organismo.capaz de destruir as células canelite – termo genérico para descrever de um tumor maligno. proteção da canela.carcinoma candidíase . também é obtida por síntese. sapinhos.especialista em câncer. cancro bucal – úlcera aftosa. especialmente da flexionadas para trás da linha do boca e dos lábios. micose escamocelular associado á exposição das mucosas da boca. churro. o seu aparecimento. sapinho.1. provocam a transformação celular.

colocação de uma cânula pulmões ao término de uma inspiração em um vaso sangüíneo ou em outra máxima. formados pela junção das pálpebras capacidade de difusão – poder de uma denominados externo ou lateral e produto ou substância apresenta em se interno ou medial. acontecimentos. estrutura oca. O2 em mililitros. poder de receber. mensurada por meio de capacidade física de executar trabalho parâmetros como abundância. 4. 2.1. capacidade residual funcional – é caO2 – abreviatura para a quantidade de obtida pela soma do volume corrente. sobrevivência e grau de domiciliação. respiratórios.salto.cantotomia com secção do quando se apresenta diferente nível de ligamento palpebral lateral. propicia a capacidade de empenhar-se capacidade vital . de um trocater. reter ou absorver. capacidade termal .propriedade do conhecimentos ou de compreender. rendimento físico.capacidade de calor. caolim . da capacitância . capacidade mental de adquirir e reter capacidade vetorial .quantidade de eletricidade relação com as pessoas. máximo de ar inspirado após um nível cânula . capacidade hidratado usado como protetor e vital. locomover de um lado para o outro cantólise . conter. a partir da inspiração mais profunda. caos – espaço aberto. volume de ar nos canulização . depois da construir conhecimentos. mediante as quais se palpebral por meio da sutura do canto. ser expirado dos pulmões pela capacidade cognitiva – capacidade de expiração mais forçada.inflamação de um canto. muscular. 3. volume cúbico.1. cantotomia . conduzindo à tomada cantite . qualquer determinada quantidade de sangue. quantidade máxima de ar que pode ser capacidade . para inserção em um capacidade pulmonar total . possibilidades motrizes naturais e cantorafia . vetor. aumento do capacidade de oxigênio . objetos e que um condensador. podem fazer esforços distintos. como pela soma de todos os volumes uma artéria ou a traquéia. ângulo palpebral. pilo.quantidade comprimento da fenda palpebral pela máxima de oxigênio absorvida por abertura do canto externo. 2. cantoplastia . reparação plástica de uma anomalia do capacidade física – conjunto das canto. à capacidade respiratória máxima - espera de ser organizado. interação com o meio ambiente.extirpação de um canto. amiúde provido expiratório com o volume residual. 1. capacidade atlética – desenvolvimento é relacionada à transmissão do agente orgânico acima da média que lhe infeccioso em condições naturais.qualquer dos dois ângulos individualizada. sangue com o oxigênio dos pulmões e caóriola . 2. de consciência da existência canto .divisão cirúrgica de um capacidade inspiratória – volume canto. respirada voluntariamente.tubo artificial.é obtida canal ou cavidade do organismo. rude e informe.um silicato de alumínio capacidade respiratória . ou outra 109 . volume de reserva expiratória.volume de ar que pode em atividades esportivas.cantectomia . concentração. em 100ml de sangue do volume de reserva inspiratório e do arterial.encurtamento da fenda adquiridas. com o dióxido de carbono nos tecidos. capacidade de combinação do absorvente.

referente ou arredondado na extremidade inferior interessando a cápsula interna e o do úmero. condensador.referente à cápsula e eminência óssea. ocorre a cada expiração do ar de capsulite – inflamação de uma cápsula nossos pulmões. osso irregular que compõe o carpo.1. do túbulo urinífero. superficiais. vírus.uma cápsula capilaridade .1. cerebral e com a coroa radiada e é capitato – 1. membrana que envolve o fígado. linfáticos. não associado a quaisquer cápsula glomerular . se articula com o centro. e vice-versa. recipiente liga as menores ramificações arteriais solúvel. cada qual composto por armazenar cargas de eletricidade. que se articula com o rádio. saco membranoso que capenga – manco. ou um dos vasos administrar medicamentos. com dilatação. responsável pela troca de instrumento usado para o registro das gases.transtorno pigmentar cápsula do cristalino . movimento de líquidos em tubos cápsula de Glisson – nome dado à capilares.camada de fibras de um tecido. cerebral. incisão de uma de dióxido de carbono. frouxo. como do pulso ou das bulhas capilar venoso – parte terminal de uma cardíacas. cápsula de Bown . estrutura. atração capilar. ao cristalino ocular. 2. cápsula . glomerular. para com as venosas.1. 2. capilarite . provido de cabeça ou de composta tanto de fibras aferentes uma terminação em forma de cabeça. 2. capiteto – capitato. 110 . subunidades. capilarectasia . os quais capilares cutâneos para diagnóstico. capsular – referente. a cápsula capita . capnógrafo . que se abre em uma cápsula articular . pode reter por volt de capsídeo . nutrientes e catabólitos entre a alterações de pressão ou vibrações. que contido em uma cápsula. tálamo. 2.1. a parte interna continua-se com o pedúnculo principal ou inicial de um órgão. nervosas situada do lado externo do capilaroscopia . cápsula articular.revestimento protéico dos pressão elétrica aplicada. capilarização – aumento da rede capilar cápsula interna .pequena cabeça ou pequena cápsula-lenticular . 2. como eferentes em relação à córtex 2. processo cápsula-talâmico . 4. disposto sob a forma de casca ou capacitor .exame microscópico dos tálamo e do núcleo caudado.expressão que indica a presença capsulectomia .instrumento para reter ou tubo. a primeira parte benigna e autolimitada. um pós-capilar. articular.equipamento utilizado para capsulectomia – extirpação de uma captar a saída do gás carbônico que cápsula. capitela .1. geralmente de gelatina. célula e o sangue. envoltório que capilar – minúsculo vaso sangüíneo que abriga certos organismos 3. torno de uma articulação sinovial. uma cabeça. de capilares cristalino ocular. transparente e amorfa que circunda o porém não inflamação.envoltório fibroso em vênula. cabeça de uma costela. cistotomia. rede capilar. semelhante ou capítulo . capnia . angiogênese.membrana progressivo da pele. encerra uma parte.dilatação dos capilares. separa do núcleo lenticular.a bola que circunda complicações sistêmicas e de evolução os glomérulos renais.

sistema de corpo e a distribuição da gordura avaliação da idade gestacional do caramifeno . sendo caquexia exoftálmica .capsuloplastia . assim. baseado em critérios do ácido 1- físicos e neurológicos.operação para a característica antropométrica – reparação plástica de uma cápsula aspectos mensuráveis do corpo articular.mixedema pós. cuja combinação e caquexia estrumipriva . durante a fase de coracóide. diferenças entre homens e mulheres caráter recessivo – par de caracteres que não estão relacionadas diretamente contrastados.estudo e definição da captação . C18H27N02.pequena massa de parassimpaticolítico. para cada operatório. parkinsonismo.forma heterozigótica associada a hipopituitarismo. humano como altura. base de um tipo especial de caráter.referente ou caracterizado caráter – qualquer propriedade estrutural pela caquexia. substituto materno. físicos como a forma e a coloração do Capurro. caput – uma cabeça. do tecido carb – carbo. caracteres hereditários – traços marcado geralmente por atitude geral biológicos que um ser vivo transmite a de indiferença descuidada ou pela seus descendentes. diâmetro capsulorrafia – sutura de uma cápsula dos ombros entre outras. caquexia – fraqueza intensa e caráter antigênico . caracterologia .éster 2-dietilaminoetílico recém nascido. desenvolvimento. caráter oral . sofreram um grau caracteres epidemiológicos . criaram a estrutura epidemiológica da mesma. desnutrição e dos componentes antigênicos de um emagrecimento. que deixa de se com a reprodução. caquético .mixedema pós. com base em atributos abertura do hipnotismo. fenilciclopentanacarboxílico. componentes são únicos. carbamida – uréia. espécie ou cepa do agente. contidos nos genes dependência da mãe ou de um dos cromossomos.termo freudiano aplicado a caraco. expressão que significa indivíduos que. como a voz. processo coracóide.caquexia caráter falciforme . imunidade resultante da infecção. distribuição dos pêlos. articular. caquexia hipofisopriva .combinação química generalizada.caquexia responsável pela especificidade da associada a tirotoxiocose. agente. seu cloridrato é substância cromófila de um lado de um empregado no tratamento do núcleo celular. capaz de prover as caracteres sexuais secundários – suas necessidades por toda a vida. medicamento capuz nuclear . para a hemoglobina de células característico do falciformes.modos de incomum de estímulo oral. hemoglobina adulta normal e outro cara de lua – rosto arredondado e cheio. em função da outra maneira e que. na qual o caquexia tiropriva . mediante ocorrência natural das doenças em hábitos alimentares defeituosos ou de uma comunidade. hiperadrenocortissismo. paciente possui um gene para a operatório. a manifestar no heterozigoto. ou funcional um organismo. da anemia falciforme. método de . adiposo e da musculatura. peso.primeiro estádio ou estádio de personalidade. 111 .

composto de Os simples são facilmente absorvidos monóxido de carbono e hemoglobina. carboxiemoglobina . anormalmente elevada de carboidratos carboxilase . volátil e permanecendo o carbono. de forma taxa de dióxido de carbono em um que não são utilizados como fonte de ambiente ou no ar expirado. mas como suplemento de carbonúria . O monóxido de carbono organismo. como celulose. em diversos processos químicos e carbônico ou carboxila. Suas três formas alotrópicas dissacarídeos.enzima capaz de converter tratamento da pele escamosa e como em açúcares simples os hidratos de detergente. em carboidratos simples e complexos.carbamino-hemoglobina – combinação carbonato de sódio .Na2CO3. na pelos açúcares. C42H67NO16. os mesmos contêm carbono. dextrinas.carboidrato encontrado os compostos orgânicos e a capacidade em pneumococos.011. são exemplificadas pelo diamante pela tetrassacarídeos e polissacarídeos. hidratado básico ou normal de que pode sofrer ulterior hidrólise sob a magnésio. para o carboidrase . livre em sua extremidade. 2. de seus átomos em se ligarem cria uma carboidratos fibrosos – conhecidos variedade infinita de combinações. 112 . carbono superiores. carvão.presença de proporção função respiratória dos eritrócitos. carbono na urina.substância antibiótica.carbonato um aminoácido e um peptídeo menor. produzida por cepas capaz de catalisar a hidrólise de selecionadas de Streptomyces polipeptídios com um grupo carboxila halstedii. e laxativo.enzima capaz de catalisar a na urina. energia. Ocorre em todos carboidrato C .presença de fenol na urina. pelo intestino e utilizados como que se forma quando existe CO no principal fonte de energia pelo sangue.C = 12. desloca o oxigênio e interrompe a carboidratúria . ás vezes. glicosúria. amidos e ausência de ar.1. expressão que indica carbono. podem ser metálico largamente disseminado na classificados em monossacarídeos. C7H13BrN2O2. carbromal – bromodietilactiluréia. especialmente no suco pancreático. carbonila . anidra e monoidratada são utilizadas carbo – 1. empregado como antiácido influência da enzima. disseminada. substância orgânica pertencente á carbonização . produzindo carbonato de magnésio . elemento não compostos orgânicos. farmacêuticos. trissacarídeos. constituem uma grande classe de carbono . CO.aparelho para medita absorvidos pelo intestino. natureza. Os carboidratos redução a carvão. hidrogênio e oxigênio. grafita e pelo carvão.radical orgânico bivalente carboidrato . mas encontrada carbomicina . especialmente de carboidratos não-fibrosos – dividem-se dióxido de carbono. pó branco e cristalino. decarboxilação de diversos alfa-ceto- carbolato .enzima muito qual confere coloração escura. 2. decomposição de classe dos compostos representados compostos orgânicos pelo calor. são dificilmente carbonômetro . as formas direta do CO2 com a hemoglobina. expelindo a matéria celuloses.hidrato de carbono. a carboxipeptidase .fenato. carbolúria .presença de compostos de vitaminas e minerais. ácidos.

com carcinoma de células de aveia. o seu desenvolvimento ou atua sobre que se espalham sobre os alvéolos uma população. tumores ou de distribuição por carcinoma de células colunares . focal ou multicêntrico e carcinogênico . atingido por tumores malignos. derivado carcinoma de células de aveia – das células argentafínicas do trato carcinoma mal diferenciado. carcinoma acetínico .tumor composto carcinoma de células sólidas - de células anaplásticas. nas pessoas de pele 113 . acelera células colunares grandes e mucíparas.um localização e idade. carcinoma mucinoso. de um cisto branquial ou de outros carbureto . células anaplásticas têm certa carcinoma de células cilíndricas – semelhança com a aveia. carcinoma apócrino .tumor bronquiolar.medo anormal de ser originados dos brônquios.processo caracterizado carcinoma branquiogênico – carcinoma pela formação de antrazes em rápida escamocelular proveniente do epitélio sucessão ou simultaneamente. no qual as brônquio. diferenciado. observado em carcinoma de células redondas – forma indivíduos que passam períodos de carcinoma pulmonar mal prolongados sob a luz solar direta. compõe de células epiteliais carcinoma basocelular – tumor maligno transicionais anaplásticas. mais freqüente. adenocarcinoma. carcinóide .qualquer agente ou de origem discutida. parênquima se compõe de células carcinoma de células em sinete – epiteliais anaplásticas.carcinoma carcinoma de células fusiformes - basocelular da face e de outras regiões carcinoma de células de aveia. em termos de números de mucinoso. da pele. clara e o seu surgimento tem relação utilizado como sedativo e hipnótico direta com a exposição acumulativa da suave. carcinoma de células renais.qualquer de carin. no sentido de pulmonares modificar a sua freqüência total de carcinoma colóide . carcinoma câncer.carboneto de cálcio. carbunculose .tumor intermedido. carcinoma arsenical .expressão que indica câncer.carcinoma carcinoma de células transicionais – cutâneo após a ingestão ou a exposição tumor maligno. maligno do rim. representando carcinoma de glândula sudorífera – cerca de 70% da todos os tipos. diversos tipos celulares de carcinoma carcinofobia . carcino . carcinoma broncogênico .tumor maligno. carcinoma bronquiolar – carcinogênese . caracterizado por substância que produz câncer. cujas células ocorrência é mais comum após os 40 parenquimatosas formam estruturas anos de idade. cujo parênquima se prolongada a compostos arsenicais. gastrintestinal. pele à radiação solar durante a vida.origem ou produção do adenocarcinoma pulmonar bem câncer. ocasionalmente de um geralmente do pulmão. diferenciado. adenocarcinoma . remanescentes do aparelho branquial. carcinoma alveolar – carcinoma carcinoma de células renais . Sua tumor maligno. muito pouco solúvel em água. expostas do organismo. câncer. carcinoma de células de reserva – carcinoma .

geralmente da mama. geral escamocelular.lista de alimentos que se pode circunscrito. invasão e metástase. carcinoma escamocelular .alteração do carcinoma viloso .carcinoma. características de um carcinoma. 114 . mais freqüente da glândula tireóide.carcinoma normalmente de comportamento não cujo parênquima se compõe de células agressivo escamosas anaplásticas. cárdia . sem as características de carcinomatóide . que se assemelham a glândulas carcinoma oculto . paciente portador células parenquimatosas produzem de doença cardíaca.cório-carcinoma. cardíaco . que exibe aspecto com um fungo. cujas referente à cárdia. misto. porém pode derivar da anaplásticas do envoltos por feixes epiderme ou de outro epitélio de colágenos densos. mucina. carcinoma fungante . na se. um carcinoma de rápida propagação carcinomatoso . como carcinoma.1. carcinoma lobular . carcinoma mucinoso .tipo de carcinoma crescimento de superfícies epiteliais.carcinoma que écrinas. bem cardápio .tumor maligno escamocelular.1. permanece sem ser suspeitado.tumor com as câncer de seio características do carcinoma e do carcinoma medular .carcinoma com carcinoma telangiectasico – carcinoma necrose central e que cresce de um inflamatório muito vascularizado. células de aveia. abertura esofagiana do carcinoma microcelular .carcinoma carcinoma papilífero . geralmente.paciente com a intensa cianose da síndrome de Ayerza.carcinoma com exposição exagerada à radiação. em ocorrência de metástases.carcinomatose.uma forma de carcinossarcoma . extremamente duro à palpação. até à carcinoma de radiação .clinicamente. carcinoma sincicial . 2. habitualmente do seio.forma de sarcoma.ampla disseminação do carcinoma inflamatório . acinzentada e de consistência sólida. papilar no qual as papilas do em que as células normais são excepcionalmente longas e de aspecto substituídas por células anaplásticas macroscópico aveludado. câncer pelo organismo.carcinoma com carcinoma esquirroso . o que lhe confere semelhança malignidade. trata- adenocarcinoma mal diferenciado. associada à carcinoma papilar . 3.forma de diferenciação ausente ou escassa. 2.referente ou com as associado com inflamação.carcinoma de estômago. de um carcinoma qual cordões e blocos de células cilindrocelular. fundo do ventrículo. tumor maligno mesodérmico adenocarcinoma mal diferenciado. carcinoma simples . excrescências digitiformes. carcinoma epidérmico . carcinomatose . cardíaco negro . modo polipóide a partir de uma carcinoma verrucoso . tornando o tumor revestimento. referente ao coração.tumor de células superfície ou em direção á luz de um epiteliais escamosas de baixa órgão. grosseiramente verrucoso. de coloração roxa servir. carcinoma in situ .carcinoma. carcinose .semelhante a um comportamento do câncer.

instrumento para cardioinibidor . degeneração ou destruição cardíacas. pirose.medo anormal de cardiômetro . vago envia ao coração. cardioesofagiano . cardiocirrose .classe de fosfolipídios ação do coração. presas por aderências. patológico da musculatura cardíaca.referente ao estômago cardiometria – mediada do tamanho do e ao esôfago.mecanismos cinéticos cardiologista – médico especialista no pelos quais os batimentos cardíacos diagnóstico e tratamento dos garantem a circulação do sangue do transtornos do coração.1.que estimula a ação do mediastino-pericardite aderente. instrumento introduzido através do originado no coração ou produzido esôfago. estômago. posição do orifício cardial do cardiograma . envolve os ventrículos de um coração. por meio instrumental. torácica. extirpação da cardiograma apical . cardiectomia .aparelho experimental que cardiopatia. cardiófono – instrumento que torna registrando as suas modificações de audíveis os ruídos cardíacos volume durante uma revolução cardíaca. geralmente à junção coração ou da força exercida em cada entre ambos.estudo da ação cardíaca cardialgia .1. referente ao cardial do estômago por meio de um desenvolvimento do coração. cardiólise . meio de um cardiógrafo. coração para a periferia e de volta ao cardiomalacia .cirrose cardíaca cardiologia . que o cardio puntura – cardiocentese. com as fibras cardioinibidoras.que diminui restringe ou dilatar a abertura esofagiana do suprime a ação cardíaca.estudo do coração e de suas cardioclasia . essenciais cardioangiologia . sangüíneos. coração. registro das pulsações cardíacas por cardiectasia .hérnia do coração.cardiadiose . referente à cárdia. cardíaco. ACG. contração.referente ao coração e ao cardiomegalia – aumento do tamanho do fígado.ramo da medicina que para a reatividade dos antígenos na estuda o coração e os vasos reação sorológica para a sífilis. amolecimento coração. cardiografia .dilatação do coração. pelo coração. à qual estão terapêutica. eletrocardiograma. cardiofobia .1. cardio dilatador . 2.dilatação da extremidade cardiogênico . funções. cardioepático .ruptura do coração. a fim de liberar o cardiocentese .referente à cárdia.registro gráfico de extremidade cardial do estômago. dor na região do coração. cardiodinâmica .aparelho para determinar a movimentos. coração. 115 . 2. cardioacelerador – agente que acelera a cardiolipina . especialmente 2.punção de uma câmara coração e seu pericárdio aderente da cardíaca com finalidade diagnóstica ou parede anterior do tórax. ressecção das costelas pré- cardiocele . 2. movimentos de freqüência ultrabaixa cardio – expressão que se refere ao na região precordial da parede coração. cardial . por traçados que registram os seus cardiâmetro . como sucede estômago. cordiais e do esterno. como na cardiocinético .1. isolados do coração do boi. abreviadamente.

infartos ou miocardites.referente á inervação do cardiopulmonar-circulatório – referente coração. processos orgânicos dos quais cardiomiotomia . A técnica cardiopericardiopexia . sem atingir a cardioptose . para baixo. região peitoral. Um equipamento cardioplastia – cirurgia plástica do eletrônico.referente ao cianose existente ao nascer. rins cardiopatia cianótica congênita – cardiorrespiratório . cardiopatia alcoólica . referente a contratação rítmica. do coração com o pulmão. cardiomioplastia . músculo grande dorsal permite sua cardiopneumático . caracteristicamente insuficiência cardiorrenal . anterior e posteriormente. devida a coração e ao sistema respiratório. 116 .cardiopulmonar. desde o nascimento. envolver o coração a fim de comprimir cardiopericardite – inflamação tanto do ritmicamente os ventrículos a cada coração como do pericárdio.cardiomiopexia . cardíaco. denominado marcapasso.deslocamento do coração mucosa.paciente com uma pulmões e com os vasos sangüíneos. operação cirúrgica consta da dissecação do destinada a aumentar a circulação músculo grande dorsal da parede do colateral e o fluxo sangüíneo do tórax e de sua introdução no interior da miocárdio pela formação de uma caixa torácica utilizando-o para pericardite adesiva.operação de sutura de uma cardiopatia congênita. apresentando cardíaco. cardiopulmônico . observado em indivíduos com coração por meios quimográficos. a fim de genérica das alterações do coração e proporcionar melhor vascularização do grandes vasos sangüíneos. cardioneural . à associação do coração com os cardiopata . geralmente da apreciável shunt esquerda-direita.cirurgia destinada a cardiopatia isquêmica – doença melhorar o bombeamento do sangue ocasionada por um déficit na exercido pelo coração quando as circulação nas artérias coronarianas e paredes musculares de seus ventrículos outros efeitos capazes de afetar o estão com sua capacidade contrátil aporte sangüíneo para o músculo muito diminuída devido a sucessivos cardíaco. cardionéfrico .método para transtorno difuso do músculo do registrar as alterações de tamanho do coração. é esfíncter cardial do estômago como no implantado abaixo da pele e ligado ao caso de cardioespasmo. cardiorrexe . liberar o esôfago do diafragma e cardiopneumógrafo .trata-se de um cardioquimografia . presentes coração. com a superfície cardiopatia congênita – designação escorrida do coração.sutura do músculo álcool.referente ao coração e cardiopulmonar – referente à associação aos rins. instrumento tracioná-lo para a cavidade abdominal destinado a registrar graficamente os onde o músculo constritor é dividido movimentos cardiopneumáticos. cardiopatia.referente ao coração e aos biventricular do coração. prolapso do coração. consiste em cardiovascular como o pulmonar.operação da estenose participam tanto o sistema do esfíncter da cárdia. batimento cardíaco.ruptura do coração. com tecido muscular vivo. história de consumo exagerado de cardiorrafia .

deficiência eritrocítica congênita da cardiossínfise . qualquer estrutura em forma cariômero . carena . especialmente do ângulo ântero. determina as condições do feto durante carga do exercício – quantidade de peso a gravidez. coração ou da cárdia.células capaz de fagocitar o corrente alternada. com o da corrente direita. atualmente. 117 . cardíaca.inflamação do núcleo discreto. transformações nucleares. constrição do coração. especialmente as rins. observados em delírios. núcleo de uma célula infectada. carin – carcino.a soma dos genes cardiotônico – 1. acumulados em contratilidade do músculo cardíaco.célula cariocrômica. carência de sulfatase A . especialmente sobre o coração. intermediárias do epitélio do colo notocórdio.que acarreta cárie dentária. cárie da coluna . ente o coração e a parede torácica na carência de piruvato-cinase – pericardite adesiva.expressão que indica cordão. usada como resistência durante um cardiotomia – dissecação ou inserção do exercício. cardiovascular-renal . cardiotacômetro . divide nos grandes brônquios direito e cardiósquize . local em que a traquéia se cromossomo. cariomegalia . incluindo os genes aplica-se geralmente.1.pericárdio-mediastinite enzima que catalisa a conversão do adesiva. 2.acalasia.aumento de tamanho do cardite reumática . ao efeito da mantidos por mutação e seleção. 2. nuclear.separação de aderência esquerdo. associada à anemia hemolítica.1. carência enzimática que pode ser instalação de uma constrição desse responsável pela leucodistrofia tipo. aos vasos sangüíneos e aos cariocinese . digitalina e de medicamentos cari . intervertebrais. provocando a curvatura cardiovascular – referente à associação da coluna.referente ao cario . arritmias cardíacas para o ritmo sinusal cariocromo . normal.um segmento de um de quilha. prolongados. que aumenta a mutantes deletério. cariogênico . 2. correlatos. coração. carga genética . carga – força ou forças externas que cardiotocografia . cardioversão .cardiospasmo . urna população. mas uniforme em coração devida à febre reumática. . cord.reversão elétrica das carioclase – cariorrexis. outrora com o emprego da cariófago . medicamento que atua cario.agitação contínua e registra o número total de batimentos imotivada dos dedos. metacromática. do coração com os vasos sangüíneos. células escamosas superficiais e cardo.estado de superior do ventrículo direito.radical que designa núcleo.veja cari. cardiostenose . mas. febres e na cardioterapia – qualquer terapia exaustão. uterino. que parecem cardíacos durante períodos apreender pequenos objetos no leito.mitose.osteíte tuberculosa dos cardiotóxico .que exerce efeito tóxico corpos vertebrais e das fibrocartilagens sobre o coração. cardite – doença inflamatória do coração. fosfoenopiruvato em piruvato.exame especial que atuam sobre o tecido.instrumento que carfologia .

de ligamento que os une. mão no punho. uma coroa. sangue circulante.ligamentos carne. tamanho e seu arranjo no carotodinia . 2.precursor da vitamina A.artérias que nascem no ramo confundida com o nucléolo. incluindo número. cariado.pigmentação da pele devida cariorrético – cariorrexis. específico do glicogênio e do muco e carpectomia . em vias de desintegração clinóide do osso esfenóide. localizado entre o antebraço e a mão.fragmentação de um núcleo tecidos.substância corante vermelho carótida comum. carminativo .referente ao estupor ou coma. carnocinemia . carpometacárpicas.1. 2. como corante fechamento do corpo.referente ao canal cariosoma .o núcleo celular. 2. corona radiata. granulação carpo-metacarpiano .referente ou semelhante à carne.presença de caroteno no ou aos dedos e artelhos. carona . mesmo carpometacárpicos palmares - quando são excluídas da alimentação ligamentos das articulações as fontes deste dipeptídeo.incapacidade de estender a caroteno . carpopedal .referente a uma carioso . substância aromática.1.defeito congênito do carpometacárpicos interósseos - metabolismo dos aminoácidos. a carp . forma. aplica- cárneo . cortes histológicos.extirpação de um ou como corante de contraste para os vários ossos do carpo. ao caroteno e aos carotenóides nos cariorrexis . cromossômicas. carótico-clinóide .expressão que indica carpo. dividem-se em carótida interna e cariótipo . carotenóide – derivado do caroteno. da aorta e do tronco braquiocefálico cariostático .referente aos exuberante. carotina . por paralisia dos 118 .referente ao punho e ás as cólicas.referente ao punho ou carpo. carótico-timpânico . em diversos pedaços que se dispersam carótico . substância que combate a flatulência e carpo-falangeal . no citoplasma. formação de cárie. rutilante. extraída de um inseto. cromatina no nuclear que pode ser carótida . ou putrefação. carpiano . no qual ligamentos das articulações há taxas anormalmente elevadas de carpometacárpicas. ossos do carpo e do metacarpo. modo a que se torne semelhante á carpometacárpicos dorsais .1. carpoptose . antes da preparação dos aproximando as coxas ao tronco. ativo é o ácido carmínico usada para carpar – ato de fletir o quadril corar tecidos. carpo – porção do membro superior geralmente um medicamento. corantes vitais azuis.alteração de um tecido. carnosina no soro e na urina.cárion .que previne ou inibe a arterial e levam o sangue à cabeça.caroteno. se às articulações entre eles e o carnificação . cochonilha e cujo princípio corante carpiano.referente aos punhos e pés carotenemia .nucleoplasma.massa compacta de carotídeo e ao tímpano.dor ou sensibilidade núcleo celular. falanges. dolorosa na distribuição da artéria carmim . carotenose . atingido pela cárie artéria carótida interna e a um processo dentária. das articulações carpometacárpicas.a totalidade de características externa. carne orgulhosa . carioplasma .

dobras ari-epiglóticas.uma de duas interno do olho. caseificação .cartilagem que ocupa cascatear . coma. caracteriza por necrose de cartilagem tiróide .letargia profunda. 2. cartilagem . constituída por uma cartilagens da parte posterior da prega conjuntival em sua junção com a laringe. maioria das cartilagens. hímem. caseinato . 2. músculos extensores do antebraço e da cartilagens semilunares . caseiforme . duas pequenas cartilagens em forma de necrose de caseificação. consiste de duas caso .uma de um par caseoso . constituindo a saliência de doença. que repousa sobre a cartilagem pele. como um processo elétrico. em geral o intervalo entre as costelas e o esterno rapidamente.cartilagem laríngea caseato . 2. hialina. cartilagem articular – cartilagem de carúnculas himenais . em formato de anel. cartilaginoso .pessoa ou animal infectado ou doente apresentando características 119 . manifestação individual ângulo.semelhante a queijo ou cartilagem elástica . duas mão. precipitação de caseína cartilagem cuneiforme . por meio dos carúncula uretral . sofrer necrose de pregas eriepiglóticas.composto de caseína e um cartilagem ensiforme . branca.que possui zonas tanto translúcida e cristalina. a tensão das vermelho na parede posterior do meato pregas vocais. cartilagem hialina .referente a cartilagem. algumas das cartilagens da laringe. cartilagem cricóide .pequena massa músculos nela inseridos. na laringe. caseinato.1. meniscos laterais e mediais. cavidades ou lacunas da matriz.idem a cartilagem caseína. cartilagens corniculadas.1. exceto por apresentar fibras caseína – principal proteína do leite.ocorrência isolada ou exemplo de lâminas que se unem anteriormente em uma doença. caseoso. semelhante. transbordar. cricóide e regula. composto por uma matriz. constituir-se em fases.tecido conetivo branco. sem idade. 2. quando pura. pequena elevação vermelha no canto cartilagem aritenóide . laríngea. raramente se calcifica com a apresenta-se como sólida.1.1. elásticas.processo xifóide.a maior das caseificação. lactato. são visíveis ao microscópio comum caseo-expressão que indica caseína. avascular e sem nervos. situadas em pequeno.qualquer de durante a coagulação do leite. carus . bastonete.apresenta aparência caseocalcificado . semiopaco e não vascularizado.pequenos nódulos revestimento das articulações irregulares que são remanescentes do cartilagíneas.1. localizadas nas caseificar . carnoso e vermelho. as fibras não de caseificação como de calcificação. anteriormente às caseificação. com a natureza de pequenas cartilagens situadas nas ou a consistência do queijo. cartilagens interarticulares do joelho. cartilagens da laringe. presente na orelha e forma gosto ou odor. ou as cartilagens adjacentes. 2. cartilagem sesamóide . que contém carúncula . caso . resistente e elástica. estupor. uretral feminino. metal. qualquer massa ou nódulo células nucleadas. cartilagem costal .

cata . referente à transmissão natural.pessoa cuja história mesma palavra ou série de palavras. caso importado . catadídimo . sintomas e possível exposição catafilaxia . clínica.caso que. quando se pode provar que os cataclono . neste caso. laboratoriais e/ou possa estar ou vir a desenvolver epidemiológicas específicas.transtorno da linguagem. contra.primeiro entre vários casos como processo para se obter a história de natureza similar e geral de uma doença. informações disponíveis. como na caso esporádico . não. zona onde se fez o diagnóstico.casos sintomáticos catabolismo. castrofrenia . não se castração – orquiectomia. no do contato com um caso índice.caso contraído pelo caso-controle . mesma família.caso contraído fora da castrar a fêmea . pelo organismo. epilepsia genuína. descendente ou catacrótico do pulso porém sem confirmação laboratorial arterial.um caso de uma doença ou ocasionais. do agente etiológico.fase destrutiva do de inoculação parenteral. de natureza funcional ou transmissão local após um caso histérica e.extirpar os ovários. de acidental ou deliberada e. clínicas. transfusão de sangue ou a outra forma catabolismo .pessoa de quem foi uma associação entre um determinado isolado e identificado o agente fator de risco e a ocorrência de uma etiológico ou de quem foram obtidas determinada doença.tipo de estudo enfermo na zona de sua residência. movimentação e a uma fonte de infecção sugerem que transporte dos leucócitos e anticorpos 120 . epidemiológico no qual se busca aferir caso confirmado .estudo de casos isolados caso índice . doença transmissível. pesquisa. alguma doença infecciosa. epidemiologicamente relacionados. casuística . de que suas idéias investigação e identificação de outros estejam sendo aspiradas para fora de casos mais em outros membros da seus cérebros por seus inimigos.prefixo que denota para baixo.caso novo de uma superior. caso presuntivo . compostos complexos. qual o paciente repete continuamente a caso suspeito . de caso induzido .estado no qual o ramo clínica compatível com a doença. expressões de importado conhecido. porém não à metabolismo. com inoculação desintegração.duplicação do pólo caso secundário . etiológico. em pacientes anormalidade. doença que pode ser atribuído a uma completamente. ovários.pessoa com síndrome catacrotismo . extirpação de apresenta epidemiologicamente um ou de ambos os testículos ou relacionado a outros já conhecidos. surgido a partir catafasia . diretos.movimentos convulsivos mesmos constituem o primeiro elo da rítmicos.caso de uma determinada acordo com. catabólito – qualquer produto do caso introduzido . amiúde com pode ter objetivo terapêutico ou de liberação de energia. em grupos outras evidências epidemiológicas e/ou selecionados a partir da presença ou laboratoriais da presença do agente ausência da doença em questão. cuja descoberta leva à esquizofrênicos.1.riso imoderado.temor mórbido ou ilusão caso índex . caso autóctone . segundo histeria ou em certas psicoses. casquinada . de volta.

infecção. substância dotada da equador do cristalino.1. cápsula do cristalino à porção anterior. ambas parciais.1. desenvolvimento lento. catarata quimicamente inalterada durante toda caracterizada por opacidade fusiforme. consciência parcial.processo de mudança da ou prolongada ao radium ou a raio X. que aparentemente permanece catarata fusiforme . 3.1. massa mole e catáfora . catarata imatura .1. 121 . como se precocemente.que se assemelha à como uma grinalda ou coroa. na qual as opacidades tratasse de um boneco de cera. provocada por emoção potencial elétrico aplicado. coma com intervalos de provocada pela hipnose. que apresenta um reversão para um tipo de célula ou aspecto branco e inchado. cataplexia . atuar como catalisador. cataplasma . prostração eixos dos dois olhos se inclinarem pela instalação brusca de uma doença. catalepsia . alterações degenerativas que atingem catarata intumescente . para o local de uma infecção. fase de declínio na vida. após um exame inicial ou córtex do cristalino é de consistência de uma doença. do cristalino ou de sua cápsula. aplicação de um emplastro ou domínio da resistência orgânica á cataplasma. sono hipnótico. catarata lamelar . emoção súbita a cataforese .catarata por graças à presença de uma substância irradiação. 3. 3. por ter tecido mais precoce ou embrionário. 2. meses a 2 anos após exposição intensa catálise . 4. coloidais carregadas através do meio produzindo rigidez muscular. que ocorre de 6 de um catalisador. com vigília. no onde estão dispersas. tendência para os tendência à narcolepsia. é atingida a visão.catarata zonular.catarata as células e os tecidos. 2.opacidade parcial ou completa capaz de decompor os peróxidos. periferia e progredindo para o centro acelerar uma reação química por meio na córtex posterior. especialmente a hipermadura. abaixo do plano horizontal.menstruação. cataplesia artificial .1. periferia do córtex. na qual o um paciente. susto ou choque. que se estende da porção posterior da catamenial – menstruação. amiúde associada a uma cataforia – catatropia. mole e de aspecto leitoso. a reação. núcleo é relativamente poupado. perda súbita do tono submetidas a influência de um muscular.catarata de de uma reação química. 2. catalepsia semicoma. geralmente.migração de partículas avassaladora. na catalepsia. 2. catamênio .estado de plasticidade motora catarata coronária . exagerada. não propriedade de produzir catálise. substância que aumenta a velocidade catarata de irradiação . 2.enzima encontrada nos tecidos catarata . em forma de clava estão dispostas cataleptóide . sonolência letargia alternada semilíquida de algum material coesivo. próximo ao catalisador . começando na catalisar – 1. porém o cataplasia .catarata que pode no qual o indivíduo conserva as ser congênita ou instalar-se posições que lhe são dadas. catalase . velocidade de uma reação química catarata de radiação . sofrido processos degenerativos.catarata que ocorre catamnese .história médica evolutiva de especialmente nos jovens. 2. quando homem.

especialmente das vias aéreas. que catalisam retirada ou absorção do cristalino.fase ou forma de catarata pontilhada .1.forma de catarata esquizofrenia.catarata que tem no inconsciente. cáustico. outras anomalias oculares. através da aborrachada ou plástico. pode ser uni ou com que o ar esfria.catarata estacionária e peptonas. cristalino. vidro. agente redutor epiteliais. qualquer catepsina . ou falar.um termômetro de remanescentes da cápsula. a qual acusa álcool com dois bulbos. para provocação de uma explosão introdução em espaços ocos do corpo emocional ou de outras formas. de cor ligados àquelas perturbações. bilateral. e para manobras de diagnóstico e baseando-se na rememorização da tratamento. catarata secundária . cinzenta fosca ou âmbar e na qual a catártico . estando associada a corpo. por irite avaliar a evaporação da umidade do intra-uterina. catarse . Tal catarata está madura descendente que ocorre no estômago para a extração. ou cáustico. parece perder a vontade de falar ou disseminadas pelo cristalino. são importantes remanescente após a extração de uma neurotransmissores.referente.1.catarata na qual a de modo a produzir efeito pronunciado opacidade se limita a um pólo do na consciência. catatimia . que atenua.método que visa a eliminar cateter – tubo oco de metal. fracamente cáustico.catarata em que catastrófico .existência de um complexo catarata nuclear . excitações borracha dura ou macia. não forma sombra alguma sobre o catastaltismo . 2. durante a digestão. que mede a rapidez fibrina e pigmentação. pesadamente de afeto ou sentimento. permitindo assim bilateral e é causada.inflamação das mucosas. a hidrólise das proteínas em proteoses catarata zonular . pode ser congênita caterese .onda de contração cristalino.qualquer de diversas enzimas membrana na região da pupila. assumindo posturas fixas e opacidades de coloração azul clara ou resistindo a tentativas para mover-se cinzenta e não há perda da visão. catarata membranosa . 2. anterior e a iluminação focal da íris purgativo. que reduz. angústia. epinefrina substância ou de cápsula do cristalino e dopamina. que exsudato que contém mucina e células debilita. carregado início no núcleo do cristalino.catarata madura . tensões. 2. catarata extracapsular. semelhante ou o cristalino está habitualmente retraído resultante em uma catástrofe. porção de catecolaminas .norepinefrina. perturbações psíquicas. catatonia . efeito catarro . após a proteolíticas dos tecidos. prostração ou fraqueza ou causada pela medicação.1. na qual o paciente congênita na qual se encontram. deposição de outro molhado. catarata polar . seda nervosas. um seco e proliferação epitelial. pequenas mover-se. amiúde.medicamento utilizado para opacidade avançou até a cápsula produzir a evacuação intestinal.catarata na qual todo cena e de fatos passados que estejam o cristalino se apresenta opaco. parcial. com caterético . e a área pupilar é ocupada por catatermômetro . 3. 122 .

encontra-se em veia central. permitindo um melhor caucasiano . 2. na direção da cauda. medo mórbido de sentar- forma de cogumelo. ou angioplastia causa . profundas).ionte positivo. em cava superior e o átrio direito. cuja extremidade direção a novos objetos. órgãos ocos do corpo. 2. paciente. eferente ou centrífugo. pressões. cauda. cateter para catexizado perde sua mobilidade administração de soro. que caminha para sua retenção na bexiga. fator ou grupo representação mental de uma pessoa.elétrodo ou pólo negativo de um pressões e determinação do débito circuito elétrico.cateter central .em direção á cauda. O mais comum é o cardíaco.1.provido de cauda ou de um cateterismo – exames realizados em apêndice semelhante a uma cauda. permitindo a infusão de caudad . extremidade caudal de um cateter filiforme .1.1. acatisia. membro de uma raça de controle da evolução clínica do pele branca. fatores precedentes que se colher urina através de um cateter unem para produzir dada condição. 2. no homem. as pressões intracardíacas.a colocação de um tubo cauda.causa.entre diversas causas. utilizado para medidas diretas de cátodo . natural do Cáucaso. borracha. 2. caudo . 123 . cauda . 2. 2. coração para fazer a angiografia.processo pelo qual a energia aquela que é imediatamente direta e libidinal disponível na psique é atuante. no para medir a saturação de oxigênio e homem.sensação de calor a cateterização das artérias excessivo quando nem a temperatura coronarianas vistas com um contraste do paciente. baixo. inferior. vinculada a ou investida na causa secundária .1.1. de condições que reforçam ou idéia ou coisa. que é caumestesia . isto é. plástico (cateter) através de uma caudocefálico . condições e origem de um cateterizar . qualquer objeto semelhante extremidade de entrada é a uma cauda. que pode chegar até o para a cabeça. cateterização . provido de extremidade globosa ou em catisofobia .cateter descarga.tipo de cateter uma corrente nervosa ou um impulso instalado no lado direito do coração e nervoso.cateter cuja animal.1. para permitir eletronegativo. caudado .fontes. A libido que foi estimulam a causa primária. causa próxima . cationte . medicamentos e monitoração de para baixo.cateter nervosas motoras e sensitivas abaixo introduzido em veias centrais (mais do nível do cone medular. cardíaco. referente ou interessado à cateter. resistência á sua retirada. soros. introduzir um cateter. antibióticos ou original e não pode mais se mover em nutrição parenteral. que oferece bastante catódico . referente a um cátodo. geralmente de se. extremamente delgada ou cauda eqüina – consiste de raízes cateter venoso intracath . resultado.que se dirige da cauda artéria ou veia.expressão que indica caudal. células eletrolíticas ou em válvulas de cateter de auto-retenção . por meio de caudal . que se dirige ao localizada na transição entre a veia cátodo ou é desprendido por ele. catexia . como cateter de Swan-Ganz . uretral.

capaz de destruir tecido.espaço potencial cautério ou de um cáustico. cauterizante . cavidade no interior queimadura.1.corpo cavernoso. caxumba – infecção da glândula cavidade glenóide . que queima. 2. 2.carcinoma basocelular. cavernostomia . depressão. a cavidade da pode ser de origem psíquica ou bacia verdadeira. uma câmara. ou vapor.significado oco. feminino de cavidades. 2. através da parede torácica. plural de cavum. que contém as cáustico . muito irritante. formação de químico ou instrumental. podendo ser aplicação ultra-sônica. cavidades ou bolhas no meio líquido. 3. pes cavus. cavidade do ouvido médio – tímpano. necrose do parênquima. 2. a cavidade de caracterizado pela formação de um brônquio dilatado. cauterização . revestido por mucosa. cdyn – complacência dinâmica. cavernoma . câncer de cabeça do úmero. superior e o inferior. espaço irregular. curva à cavidade pericárdica . espaço entre os cautério . devida a cavitário .imagem radiográfica da veia abscesso ou cavidade pulmonares cava inferior ou superior. como na tuberculose cavo. escavado. um agente cauterizante ou de um cavidade timpânica .1.causalgia . 2.instrumento para examinar âmnio no homem e em certos uma cavidade orgânica. processo da formação do cavascópio . caverna . deformidade do pé caracterizada por cavernoso . um exagero do arco plantar. da escápula que se articula com a CBC .drenagem de um cavografia .1. com talipes valgus. referente a uma cavidade. pulmonar.sensação dolorosa de cavidade pélvica . côncavo. ouvido médio. 2. aplicação de um cavidade pleural . cavidade peritoneal . cavidade. por meio da aplicação de um cavitação – 1. oco. 2.1.espaço dentro do qual são tangentes os raios luminosos pericárdio.dispositivo para produzir folhetos viscerais e os parietais do coagulação do tecido. formação de uma ou mais cava . chama-se curva catacáustica. cavus .que possui espaços ocos. 2. cavovalgus . relativo a cavum .cavidade no pulmão.1. 124 . efeito possível numa coagulador de tecidos.talipes cavus combinado cavernosum . da base dos grandes vasos. peritônio. cauterização de colo do útero .substância cáustica ou contendo quantidades variáveis de gás esclerótica. no osso cauterização de lesão de colo uterino temporal. entre a túnica serosa do refletidos ou retratados por outra pericárdio e o epicárdio do coração e curva.cavernite.a superfície articular parótida. aéreo. sintomas à distância. abrangendo a pelve das mãos e das plantas dos pé. hemangioma cavernoso.cavidade do cautério. quando causada pela reflexão. tumor cavernoso. mamíferos. aplica-se especialmente à cavernosite .1. pele mais freqüente. vísceras pélvicas. cavidade – 1. especialmente das palmas da pelve óssea. entre o estreito orgânica. cavo .cavidade. incluído entre os folhetos parietal e destruição de tecido pela aplicação de visceral da pleura. que falsa e a verdadeira.1 talipes cavus.

duas órbitas e dois olhos.extirpação do ceco. da cabeça à equivalente convulsivo. cefaléia pressora .cebocefalia . cedendo. céfalo . cefálico .expressão que denota indivíduo cefaléia cíclica . que também ocorre na pele. consistindo em ou uma característica da cabeça.cefalalgia anastomose entre o ceco e alguma histamínica. contudo. 125 . cabeça e do pescoço.qualquer dos fosfolipídios que cefalagia – cefaléia. ceduta – parada. angústia ou a um transtorno cecite . formando uma uma intervenção cirúrgica. básico da personalidade. 2.expressão que indica um estado dilatação do ceco.expressão que significa cabeça. cefaléia nervosa .cefaléia latejante qual se inicia o intestino grosso.carcinoma epidermóide. câncer qualquer cefaléia ou sensação de mais freqüente da mucosa em cabeça e constrição ou pressão associada á pescoço.relativo ao eixo associada à menstruação ou como longitudinal do corpo. dolorosas dos ramos da artéria carótida cecocólico .formação de uma cefaléia vasomotora . especialmente os que são pressão sangüínea sistêmica. cecocolostomia . alterações estruturais permanentes e ceceio .enxaqueca. tumefação tumoral. cefaléia vascular ou a cefaléia cefalo-caudal . cecosigmoidostomia .cefaléia devido a incipiente. retirar retalhos ou dobras da parede. na ausência de cecectornia . eletroconvulsivo.cefaléia associada balbucio. cefaléia cega . cefalígiro .qualquer cefaléia qualquer um de vários outros defeitos produzida pela elevação busca da da fala.qualquer cefaléia de com uma determinada anomalia da manifestação periódica. como a cabeça ou a própria anomalia. dor de cabeça. remanescentes da fala infantil. ocorrem no cérebro e nos tecidos cefaléia – dor na cabeça. no qual existe ausência ou contratura muscular.referente ao ceco e ao cólon.cefaléia resultante de sendo estreita e achatada a região entre moléstia orgânica ou os olhos. defeito da fala que consiste na associada habitualmente a tensão substituição de fonemas dentais (t. cefalina . possuindo.fixação do ceco por meio de abaixo do pericrânio. cecoplicação .operação pata combater a cefalia . externa. medulares dos mamíferos. cefaléia por contração muscular – CEC .1. ceco .inflamação do ceco. cefalematoma .referente à cabeça.hérnia do ceco. por fonemas sibilantes (s e z). comprometimento da função das CEC . cefaléia psicogênica .cefaléia psicogênica. devida à dilatação e distensão cecocele . cauda. d) emotiva. cabeludo nas fraturas do crânio.coleção de sangue cecopexia .grande bolsa em fundo cego.formação de uma cefalidrocele . cefal . lesão pronunciada do nariz. contração sustentada dos músculos da cecal . a tensão.derrame de líquido anastomose entre o ceco e o cólon cérebro-espinhal em baixo do couro sigmóide. com a cefaléia vascular .referente ao ceco. cefaléia ocular . porção do cólon. abreviação de choque estruturas oculares.referente à rotação da cabeça.estado associado à ciclopia cefaléia de tensão .

com a cefalotripsia . cefalógrafo . couro cabeludo.origem e desenvolvimento opostas. cefalotrator . o espectro antibacteriano é visuais cerebrais.instrumento para esmagar a em diagrama o tamanho e a forma da cabeça de um feto. cefaloplegia .qualquer grupo de exposição dos olhos ao raios diversas substâncias antibióticos. de monocromatismo ou uma forma 126 . a fim de facilitar o diminuída com boa iluminação.abertura ou divisão da cegueira diurna .menstruação vicariante específicos que. cefalofaríngeo . cefalóide . que se distingue da ameaçadores. semelhante ao da cefalotina. forma parto. cefalotridimo .instrumento pata registrar cefalótribo . cefalotorácico . cegueira da neve – perturbação da visão cefalorraquidiano – relativo ao cérebro e e ceratoconjuntivite actínica. devido à cefalosporina .perda ou falta da visão. à bacia materna.perda da sensação cabeça e da face.emprego do cefalômetro abdominal ás cegas. cabeça. como um intestino.semelhante à cabeça.referente ao crânio e às escuridão. executado seio dural. fetal quando o parto se torna cefalomatocele . esse processo ou operação. visual.punção do crânio. dos primórdios da cabeça.referente à cabeça fetal e incapacidade de ver. privado da visão.hematocele abaixo do impossível de outra maneira. iluminação muito viva ou a gestos C19H17N3O4S2.antibiótico semi-sintético. cefalopatia – encefalopatia. cegueira . cefalocentese . pestanejamento reflexo frente á cefaloridina . refletidos pela neve. ocluído em uma cefalômetro . uma cabeça. geralmente. oculto. cefalopélvico . obscuro. injeção intramuscular da cefaloridina.1. motilidade ocular piridínico no lugar de um grupo normal e retinoscopia normal. porém com reflexos cefaletina por possuir um grupo pupilares íntegros. cefalotomia em um feto. localizar ou identificar. usualmente transitórias. cefalotomia .referente à cabeça e ao cefalodinia – cefaléia. ultravioletas.fórcipe obstétrico. cegueira cerebral . orientam através do nariz. como um cefalomeningite . tórax. 2. que comunica com um cego .paralisia dos músculos da cegueira conte .esmagamento da cabeça forma de cabeça. mas a cegueira cortical – cegueira cerebral.hérnia do cérebro.cegueira cortical. cuja faringe. juntamente com perda do órbitas. 4.referente ao crânio e à cefalotoracópago – gêmeos ligados. protrusão cefalótomo . é acetóxico e por ser mais solúvel em causado por transtornos dos centros água. difícil em comparação com moldes para a de descobrir.cefalocele .instrumento para medir a extremidade.tricéfalo.acuidade visual cabeça de um feto.instrumento para efetuar a de massa de conteúdo craniano. cabeça única tem duas faces iguais e cefalogênese . sem o conhecimento de fatos cefalomenia . inclusive da claridade e da cefalorbitário . bolsa ou uma fístula cegos. 3. reconstrução facial. ambas à medula espinhal.inflamação das teste cego (em pesquisa de meninges medicamentos) ou uma exploração cefalometria .

perfuração ou nuclear. ventrículo ou cavidade normal do aparelho que consiste de elétrodos e de organismo. câmara. através de uma incisão da parede célula colunar . celulose. funcional do organismo vivo. célula de Aschoff . C12H22O11 cegueira para cores . reproduzir e reagir a estímulos. permanentemente. abdominal. subseqüentemente. trata-se de uma célula grande e alongada.diminuição da celite .dissacarídeo.a cavidade embrionária do permanente. crescer. celiectasia . dotada cele . da interventricular ao esplênio do corpo retinite pigmentosa ou de outros caloso. resultante cella . célula . cegueira solar – cegueira. cegueira total para cores – incapacidade pleural e perictineal. paracentese do abdome. tumefação patológica. adaptação ao escuro. saturação. através de uma incisão abdominal.expressão que significa abdome ou converter a energia química em ventre. formada no mesoderma retina. dos seios aéreos do crânio.extirpação de um cardíaco provido de uma barra de mioma uterino através de uma incisão cromatina característica. nos mamíferos. com um ou mais 127 . do corpúsculo de Aschoff.célula característica celiorrafia . total de distinguir matizes diversos e celul – veja celulo. célula um tumor ou de outro elemento. pata celi . produzida por lesões da organismo. especialmente espaço abdome. hérnia.1. com fibrilas abdominal.abertura do abdome nervosa que apresenta uma elevada através da vagina.célula epitelial. cegueira noturna . processos periféricos da retina. uma célula celiocolpotomia . célula de Anitschkow . para a retirada de razão núcleo-citoplasmática. referente ao compartimento. 3. que se estende do forame vitamina a ou. que se irradiam para a membrana celioparacentese . cuja abdominal. sistema altamente integrado. reumática.alexia. que.1.a abertura da cavidade cegueira total pata cores. 2. constitui a unidade estrutural e ceia – refeição da noite.sutura da parede abdominal. elétrica. se sem a devida proteção. que cegueira vermelha – protanopia. 2.parte central do ventrículo lateral temporariamente da carência de do cérebro.processo inflamatório do abdome. em transformação constante. na febre celioscopia – peritoneoscopia.abertura do intestino intensamente. oco em um osso. ou vice-versa. da capacidade de assimilar.expressão que indica tumor. celio – veja celi. uma solução eletrolítica.histiócito celiomiomectomia . cegueira verbal . divide nas cavidades pericárdica.abertura do estômago largura. temporária ou celoma .incapacidade de formado pela hidrólise parcial da perceber uma ou mais cores. altura é nitidamente maior do que a celiogastrotomia . resultantes de olhar para o sol lateral. nervosa cujo núcleo se cora celioenterotornia . célula cariocrômica . freqüentemente incompleta de celiotomia .um compartimento de um cavidade abdominal. celobiose . celíaco – abdominal. celio.distensão anormal da célula aérea .

leucócito. um plasmócito pela localização do célula esqueínica – reticulócito. 2. da medula espinhal. observados nos célula da epiderme situada entre a sedimentos urinários de pacientes com camada basal e a camada granulosa. nuclear.qualquer das células mucina. cujo axônio se. célula do corno anterior .grande célula suscetíveis de serem atingidas pelo fagocitária redonda ou oval.célula piramidal gigante célula nas ilhotas pancreáticas.Reed . que inerva masculino. tais célula em sinete . como na célula espumosa – macrófago histiócito pielonefrite. patológicos. variedade de linfócito e. que contém vacúolos célula endotelial .uma das células nervosa multipolar no corno anterior intersticiais do testículos.macrófago com célula de Sternberg. célula do sangue .um eritrócito ou um célula de nevo . célula falciforme . estas células são as mais célula de Mikulicz . conferindo à célula o aspecto de um célula de Sézary . contendo célula de Schwann . 3.1.leucócito anaplástico. célula de Reed Sternberg . assemelhando-o Reed-Sternberg. núcleo pignótico.célula célula em bastonete . da qual intermediário entre um linfócito e um irradiam fibrilas para a membrana plasmócito. um músculo. como os da tuberculose.célula com um grande células ocorrem na leucemia aguda.melanócito. que formam as bainhas de neurilema.célula mononucleada anel de sinete. que. observada no revestimento (endotélio) do coração e sangue periférico na síndrome de dos vasos sangüíneos e linfáticos. 2.1. ocorre em célula de Sternheimer-Malbin – granulomas. especialmente.célula anormal do vacúolos. gordura ou glicogênio que que envolvem os axônios periféricos recalca o núcleo para um lado. como um tipo de granulócito. por outro. leucócitos com citoplasmas que célula espinhosa . especialmente nas considerado por alguns como uma paresias.célula de abundante citoplasma. ser a fonte do hormônio sexual constitui uma fibra eferente. observado em uma forma 128 . a uma célula epitelial. julga. célula delta . célula em faixa. célula de irritação . transtornos urológicos. bastonete. célula alongada retículo-endotelial anaplástica da micróglia que ocorre no córtex característica do mal de Hodgkin.célula de Türk. célula epitelióide . vacúolo citoplásmico. cerebral em diversos estados célula de Riedel . movimento browniano. como os observados na lepra sangue periférico. contendo lípides em pequenos célula de Türk . terceiro tipo possível de célula de Betz .grande célula célula de Leydig .célula provida de contém granulações agitadas por pontes intercelulares.eritrócito em forma porém com um padrão de cromatina de crescente. núcleo e pela coloração do citoplasma. núcleos vesiculares. um da quinta camada do córtex motor. Sézary.uma das células citoplasmáticos cheios de delgadas e chatas que constituem o mucopolissacarídeos. providos de uma nuclear aproximadamente massa central de cromatina. com vírus causador da poliomielite espinhal citoplasma vacuolizado e pequeno paralítica. muito semelhante a e em xantomas. segundo tipo das células beta. atípica.

1. seria a secreção de ácido clorídrico. que tem forma de fuso. derivada dos célula ou corpúsculo ósseo . imediatamente células nervosa do córtex cerebral e abaixo da membrana basal sua função cerebelar.1. uma célula do dendritos menores na base. natureza microglial.células nervosa da as células germinativas de uma córtex cerebral em geral algo gônada. inflamação granulomatosa em resposta célula parietal . célula fusiforme típica de certos histiócito.célula nervosa do célula juvenil . 2.1. encontrada nos cordomas e osso temporal ligado ao antro mastóide em certos neoplasmas malignos.granulócito que central. qualquer célula de especificamente.1. em péptica. encontradas na periferia das glândulas célula granular . possivelmente é de dendritos basais. célula mastóide . célula mononuclear . linfócito ou monócito. e revestido por uma delgada mucosa. um dos célula fisalifora .histiócito.uma célula macrófagos. célula gigante .célula epitelial com um epiteliais que revestem o folículo delicado processo piliforme.célula do lupo eritematoso. 2. célula primitiva .célula mastóide. nos testículos. célula folicular . mal representada no ovário triangular ao corte longitudinal. 2. O axônio é plexo entérico. com múltiplos núcleos e em urna lacuna óssea. com processos curtos e emitido da base da célula ou de um dos ramificados. simile . célula zimogênica. . célula migrante em repouso . neurônio eferente.E. uma das células procedimento que propicia condições colunares granulosas das glândulas ótimas para a formação e a detecção de fúndicas do estômago. corno o ovariano e constituem a membrana do órgão espiral de Cort que responde granulosa. célula adelomórfica. célula L. 2. com humano adulto. plasmócito ou 2. célula célula L. um muscular lisa. da qual se célula L E. abundante citoplasma. E. 2. tumores. importante artefato negros. célula motora . de urna célula mãe.célula vacuolada compartimentos da porção mastóide do volumosa. multinucleada.uma das células aos corpos estranhos. fonte da células do lupo eritematoso. exclusiva do ovo.célula que resulta da divisão eritematoso. uma célula cromófoba da 129 . nas preparações de células do lupo célula filha . aos estímulos das ondas sonoras. elas são um grande dendrito apical e diversos as células de Leydig.1. célula grande de corpo estranho – célula necrófaga . que pode conter célula ou forma em bastonete – material estranho. uma célula grande anterior. qualquer célula célula fusiforme . uma célula do corno tamanho grande. célula intersticial . epiteliais do folículo ovariano.1. reticulócito.fibroblasto ou célula provida de um único núcleo. uma das pequenas fúndicas do estômago.uma das células célula pilosa . pepsina.metamielócito. célula grande. teste de . encontrada na leucócito em bastonete. gânglio ou do núcleo. 2.uma das células célula mastóide aérea .macrófaga. célula fagocitou o núcleo de outra célula. célula muscular – fibras musculares. de anemia que ocorre quase sempre em geral um linfócito. origina uma fibra nervosa.qualquer célula principal . célula situada entre célula piramidal .. célula granulosa .

células basais .uma das células de profunda de um epitélio estratificado. 130 . 2. célula-mãe . 2. célula epiteliais do células cromafínicas .células de tecidos. 3. separadas tanto proliferativa como secretora. aumentadas da parte distal da hipófise.1. células granulosas nas redondo.células alfa e beta da monócito. como a medula supra-renal. exibe uma zona central e hipercromáticos que exibem atividade periférica de hemoglobina. dotadas de função especial pancreáticas. diversas condições de distensão. ilhotas pancreáticas. que dão que assumem formas diferentes sob reação cromafínica positiva.célula-alvo. células epitélio olfativo ou as células de da adeno-hipófise que contém Sertoli dos túbulos seminíferos. que. uma colunares endometrias com núcleos vez corado. 3. célula que dá origem às apresentando vacuolização e células-filhas por meio da divisão deslocamento excêntrico do núcleo. células de Arias-Stella . amiúde dividida mesenquimatosas. qualquer células aéreas do etmóide . células de Crooke . de que não se dividem. granulações basófilas. após a castração. sob por uma zona intermediária não corada a influência de tecido trofoblástico. derivada da hipófise que se coram fracamente e mesênquima primitivo. célula cromófoba da adeno. a célula principal da origem a partir de células glândula paratireóide.1. um células cromófilas . de Crocke. sistema coletor da urina e da bexiga. especialmente as das vias características de dois ou mais outros respiratórias e do intestino. contrastando células beta -1. adeno-hipófise. que exibem a alteração células. células cromófobas . célula com as mucosas.referente ou que consiste de adeno-hipófise.células da camada mais célula sustentacular . mas é certo principais claras. células adiposas . célula formadora. celular. por isso. célula terminal . cujo citoplasma contém como as células não nervosas do granulações álcool-solúveis. Podem apresentar- em células principais escuras e células se em grupos ou isoladas.origina-se de células de Friedlander . constituindo o célula quente mexicana .células da adeno- célula polipotente.células grandes lipoblastos. contêm granulações acidófilas na célula sombra .geralmente. 2. células das ilhotas com outras.células célula-alvo . todas as demais células sangüíneas. 2. adeno-hipófise.células beta da celular . 2.eritrócito anormal. a célula que se supõe serem as precursoras das primordial do sangue que dá origem a células alfa e células beta. depósito de gorduras do corpo. inflamatório de contorno nuclear células alfa . se assemelha a um alvo células de castração . especialmente os linfócitos.1.uma das glândulas dendritos recebem os estímulos do ou mucosas unicelulares encontradas axônio de outra célula ou células.células beta de tiro. no epitélio de certas membranas célula transicional . célula redonda . e que. tipos celulares. que por sua vez têm e claras de tecido conjuntivo do útero.seios aéreos das células peculiares a um exsudato paranasais situados no osso etmóide. células que os plasmócitos e os macrófagos.eritrócito hemolisado adeno-hipófise.1. que consiste somente de estroma. apoio de um epitélio. célula tronco .célula nervosa cujos células caliciformes . hipófise.

que se distinguem pelo molecular e granulosa.células anaplásticas descamadas no câncer do argentafínicas dos gânglios intestinais. que intracitoplasmática. lúteo. ondulada de núcleos. na nas gônadas e se dividem por meiose elaboração de uma enzima. longitudinal das folia e seus axônios células luteínicas . cujos núcleos são apócrinas da pele. glicogênio.1. que se destacam entre as células de reserva . são observadas durante a um plano em ângulos reto com o eixo gravidez. capazes de células em cesta . estão associadas celulase . 2. cheias de centrais. característicos da doença. células estreladas catalisar a hidrólise da celulose para profundas da camada molecular do celobiose. células satélites . forma de garrafa.1. o qual forma células sujas . pequenas células células esfoliadas do colo uterino das epiteliais não diferenciadas. organismos inferiores.células situadas no quantidades grandes de queratina fundo das criptas de Lieberkühn. dos túbulos seminíferos. 2. Seus dendritos menor tamanho e por granulações ramificam-se na camada molecular em delicadas. colo do útero. Têm 20 a 80 mícrons de cestas.células alfa da camada única. entre as camadas adeno-hipófise. passando para a substância branca e células naviculares . leucócito.1. provavelmente. na base da gestantes. epitelóides do corpo lúteo. contêm granulações eosinófilas e células germinativas – células presentes intervêm.exfoliativas as associadas a certo tipo de câncer da células do câncer escamoso do mama ou câncer de glândulas pulmão.célula de sustentação da teca interna do folículo ovariano. degenerados estriado contendo os cerebrosídeos em esfregaços de sangue. espumoso e gorduroso. epiteliais com citoplasma claro. com corpos grandes.leucócitos degenerados uma orla nítida para fora de uma série observados em esfregaços sangüíneos. com citoplasma gânglios. As arborizações celuli – veja celulo. células cromófobas. células brônquica. núcleo pequeno e esférico e glândulas salivares lacrimais e citoplasma abundante e de aspecto sudoríparas.células do córtex espermatozóides) necessários na cerebelar. produzindo os gametas (óvulos e células de Purkinje . exibindo uma células de Paget .células epiteliais terminando nos núcleos cerebelares escamosas e escafóides.células do neurilema células de Touton . formando uma células gravídicas .células do corpo atravessam a camada granulosa. derivadas células de Sertoli .células gigantes que rodeiam as células nervosas nos multinucleadas.grandes células extremidade larga e outra estreita. mucosa colunar estratificada da árvore células paraluteínicas .macrófagos terminais dos seus axônios envolvem modificados encontrados na doença de as células de Purkinje para formar as Gaucher. células fantasmas . em reprodução sexuada.células de Gaucher . qualquer de diversas enzimas a uma moléstia que destrói o tecido encontradas em bactérias e outros adiposo. 131 . comprimidos ou destruídos por células de Paneth . células em girino . as células mioepiteliais das diâmetro. córtex cerebelar.células escamosas células de Kultschitzsky . 3.

ou seja. mesmo. bastonete ou e caracterizada por edema conjuntival grânulo minúsculo. 3. uma plantas.região do núcleo sufixo-centese. que se move para fora celulite orbitária . o material referente ao cérebro e à medula que constitui o objeto. cenestopatia . com subseqüente limitação geralmente no centrossomo. de um centro nervoso. encontrado e proptose. centrífugo . direção ao centro. pode ser parassimpáticas e toracolombares. região anatômica definida com relativa CEM – sigla de Campos imprecisão. básico. célulo-radículo-neurite . celulose . pois este não apresenta centrífuga . cemento .expressões que indicam células. centro ativo e autoperpetuador da celular. é dos movimentos e diplopia. 132 . 2.referente aos sistemas baixo todo ponto de massa que de neurônios simetricamente ligados a constitui este objeto ou o corpo. com uma cementificação .cementogênese.1. todas estas características o centro de gravidade em cada ponto é igual. a determinação do centro de servem para coordenar as suas gravidade do corpo humano é muito funções. 4.celulina . divisão celular.qualquer centro estar ou cansaço nas doenças. que atua ou caminha em celulite – designação vulgar para nódulos sentido para fora de um centro ou eixo. 3. esteja espinhal. que toda a massa. eferente. termo.infecção da órbita.corpúsculo. não é rígido e não laboratório de análises clínicas para é simétrico enquanto um objeto com separar líquidos. do qual partem centese – perfuração por agulha ou as fibras inibidoras para o coração. 2. núcleo ou membranas celulares de todas as coleção de núcleos ou. como o celulo . cerebral ou medula espinhal. indicando punção ou ventromedial do hipotálamo que se perfuração cirúrgica da parte julga estar relacionada com a limitação assinalada pelo primeiro elemento do da ingestão de alimento.reunião da área de capaz de endurecer e de ligar entre si projeção auditiva e da área de os objetos que lhe estão contíguos.é o ponto dentro central . função particular. referente ao centro. motor do nervo vago.síndrome de centrípeto . celulo.que caminha da periferia em Landry-Guillain-Barré. freqüentemente. A gravidade puxa para centrencefálico . centro autônomo . geralmente associada a sinusite aguda centríolo . cerebral ou medular que regula as resultante de estímulos múltiplos de funções viscerais através de descargas diversas partes do organismo. considerado.1.ponto mediano de qualquer constituinte hidrocarbonato das superfície ou corpo. pedúnculo Eletromagnéticos. No ambos os hemisférios cerebrais e que entanto. qualquer material plástico centro auditivo . centro de gravidade . trocarte. empregada também como centro da saciedade . concentrada. (C6H10O5)n. associação auditiva. celuli. do cérebro. 2. fundamental. de gordura subcutânea.aparelho utilizado em densidade uniforme. acompanhada por uma forma ligeira de centro cardioinibidor . situado no centro ou próximo de um objeto onde se pode considerar dele.núcleo dorsal despersonalização.celulose.sensação geral de mal.1. principal centro . difícil.

encefalite.a região proliferante um único antepassado ou que tenha a ativa de um linfonodo.inflamação da córnea. ceratite .córnea que assume a forma centro germinal .forma do Shistossoma centro pneumotáxico – é um local mansoni. centro de pressão – ponto de interação cepa .inflamação ao cerebelo. cercária . branca e cinzenta de substância centros receptivos . nervoso central. cerebelite . uma série de passagens por serviço destinado ao monitoramento de hospedeiros ou subculturas adequadas. atividade cerebral. diminui a amplitude da respiração.na porção central de um cerebrite . cérebro.a centrosfera juntamente gravidade. 133 . centrômero . transmitido do cérebro granulações simples e duplas de para a periferia. na qual ceratoplastia . que ocupa a cavidade do recebem influências capazes de crânio e é o centro das sensações e a estimular sensações ou algum tipo de origem dos movimentos voluntários.semelhante ao cérebro. localizado na parte superior do tronco cerebelífugo .pequeno corpúsculo na cérebro – parte súpero-anterior do constrição em um cromossomo. simultaneamente.população de uma mesma espécie das resultantes das forças de descendente de um único antepassado sustentação e resistência ao avanço.que tende a se aproximar respiratória.regula a atividade cerebriforme . dominância cerebral. infectante para o homem. responsável pelo controle respiratório. onde encéfalo. a atividade não ligado à consciência. constituída por uma massa está ligado a uma fibra fusiforme. consistindo de dois para a nutrição. do cerebelo. porção maior do encéfalo. do organismo.enxerto de córnea. 2. A estimulação do centro cerebelo. o crescimento ou a lobos laterais e um lobo médio.edema cerebral. conservada mediante centro de terapia intensiva – CTI. cujo funcionamento situado acima da protuberância e do adequado é considerado necessário bulbo raquidiano.que tende à se afastar do cerebral. estímulos nervosos. cerebrífugo . refere-se a fibras ou diversos tamanhos. ou que tenha espécie descendente de centro de reação . da produção e da eliminação de calor e cérebro molhado . ceratocone . manutenção de uma parte periférica do cerebração . são formados os linfócitos. corpo.semelhante ao cérebro. geralmente do fígado. centro vasomotor . centro trófico . pacientes em estado grave.centros nervosos que nervosa.centro de massa – veja centro de centrossomo . de modo a manter o equilíbrio térmico cerebróide -.referente ao cerebelo.região de proliferação de um cone. hipotalâmicos destinados ao controle telencéfalo.eferente em reação ao centrócito . consistindo centros termo-reguladores . mesma origem. com o centríolo ou centríolos. centro frênico – veja dinâmica frênica. mas.telencéfalo. vasomotora. centrolobular . cerebelar .célula que contém córtex cerebral. ativa de um nódulo linfático.qualquer parte do sistema cerebelo – parte inferior do cérebro. inflamação do lóbulo.centros dos hemisférios direito e esquerdo. pela regulação da relação entre ambos cérebro terminal .1. pneumotáxico aumenta a freqüência cerebelípeto .

inflamação da cérvix uterina. cervicobraquialgia .inflamação da cérvix cardíaco. choque alérgico –choque por estagnação cervicodinia . cheironomia – escola de movimentos das cervicoaural .operação cesariana respectivamente.cervicoauricular. cervical ascendente – músculo que chanfradura suprasternal – chanfradura forma a porção lateral do músculo jugular do esterno.esclerose do tecido cérvix – pescoço. realiza a extensão da Charcot – 1. Frederick Banting. sua causa é pescoço.depressão na cervical . uma resposta em detrimento à vasodilatação aumentada devido à 134 . cervical. acarretando redução do débito cervicocolpite . mãos. fim. protegem a pele do unidade de tempo.dor na região choque .o impulso motivacional cesariana. contém uma molécula.abreviação de centímetro-grama- glândulas de gordura modificadas. cérvix. componentes estruturais.extirpação da cérvix check valve .cerebrosclerose .presença de corpos cetônicos certame – competição. cervicite .referente a uma operação cerebrotonia . da personalidade associado às funções cesariana .dor ou neuralgia do venosa. de esfingosina. pois. canal contra a agressão de germes e chance . na urina. seguida de histerectomia. choque anafilático.veja obstrução brônquica uterina. cérvico . encontra cérvix uterino . criando uma camada unidade de massa e no segundo como impermeabilizante. veja articulação de Charcot. de cobre no sangue. superior do manúbrio esternal. cesáreo .qualquer lipídeo.responsável. cerebrosídeo . que do útero.veja lesão por flexão-distração. como histerectomia cesárea.a dor na região cervical. como coronóide do cúbito. cetonúria . cesárea radical . chanfradura jugular do esterno - ceruminose . com a cabeça do rádio. sacro-espinhal. junto com movimentos laterais do tronco. cerume – cera do ouvido. entre as ceruplasmina – proteína transportadora duas clavículas. coluna vertebral e auxilia os Charles Best . segundo. 2. insulina em outubro de 1921. colo ou porção cerebral. coração.porção cilíndrica inferior do no cérebro e em outros tecidos. check-up – exame geral. inibidora e intencional do encéfalo. produzida por CGS . chanfradura radial . termo. pela descoberta da cervicalgia . outros agentes irritantes. cervicectomia . com funções muito de comprimento. referente à cérvix. uterina da vagina. galactose e um ácido graxo.cesárea. referente ao pescoço.1. chegada – ato de chegar.manifestação clínica de cervical que se irradia para o braço e insuficiência do retorno venoso ao antebraço. com passagem unidirecional.extirpação que indica pescoço. entre o istmo e o óstio. como à do superfície lateral do processo útero. para a articulação artérias ou nervos. um sistema de unidades situadas na porção externa do conduto baseado no centímetro como unidade auditivo. no grama como importantes. estreitada.secreção excessiva de depressão localizada na superfície cerume.

também pode ser que a vítima poderá morrer mesmo reduzido. sudorese. paralisia flácida e arreflexia. hipovolêmico. choque venoso é. exudativas. que no débito cardíaco.causado por uma mesmo não pode ser compensado excessiva perda de sangue. com tanta rapidez durante a anafilaxia. como resultado de um estagnação venosa pode ser instalada ferimento com hemorragia. automaticamente. baseado choque circulatório – condição mais em ruptura fisiológica do que resultante da redução extrema do estrutural. pós-traumático choque anafilático – choque alérgico. por falta de ingestão de água choque que ocorre durante a ou por perda excessiva de líquidos bacteremia.hipotensão. ocorrendo após lesão débito cardíaco.efeito brusco e violento agudo desse tipo de choque. poderá ter ocorrido resultando em uma acentuada redução um grau tão extenso de lesão. ocorre de insulina no tratamento do diabetes quando o ventrículo esquerdo é ou no tratamento de psicoses. O resultado é a perda de arterial e do fluxo sangüíneo são tônus vasomotor normal. quando os tecidos de medular. circulação sistêmica e o retorno choque das feridas . palidez e colapso causados pela choque espinhal . choque progressivo – situação em que o choque hipovolêmico . todo o corpo deixam de receber um choque neurogênico – tipo especial de suprimento adequado de sangue. como resultado da perda de antes que possa ser instalado o plasma por feridas ou queimaduras tratamento. por desidratação. pelos sistemas naturais e continuará a 135 . choque compensado – ocorre quando a produzido pela cessação abrupta dos agressão aos sistemas é moderada e os impulsos simpáticos ao sistema mantenedores normais da pressão vascular. corpo. O grau de capaz de restabelecer o débito cardíaco disfunção da bomba cardíaca está necessário à manutenção da vida.é a falência de choque insulínico . A normalmente. por choque bacterêmico . o volume de sangue.choque que se secção funcional da medula espinhal. manifesta imediatamente após uma cefalicamente à emergência motora lesão. generalizado. com uma menor qualquer tratamento dispensado não é perfusão dos órgãos vitais. há diminuição da os efeitos do choque. da passagem da corrente elétrica pelo choque pleural .hipoglicemia e coma força do miocárdio no estágio final da em conseqüência de doses excessivas disfunção ventricular esquerda. choque cardiogênico . nervoso da medula espinhal. dos músculos atingidos.qualquer estado de sudorese. diminuído. pelo intestino ou pelos rins. suficientemente aptos para sobrepujar conseqüentemente. após a choque primário . choque por estagnação venosa. a vítima se pressão em todos os setores da recupera bem. extensamente lesado pelo infarto choque irreversível – nas situações em agudo do miocárdio e o músculo que o choque progrediu por longo cardíaco perde a sua força contrátil período de tempo. entretanto. liberação excessiva de histaminas. O desmaio emocional é um exemplo choque elétrico .estado temporário de irritação pleural. relacionado com a extensão da lesão choque medular – disfunção do tecido do músculo cardíaco.

dor neurálgica no trajeto do chumbo . cianose central . eventualmente. 2. ramificando-se por toda a perna cianopia . processo de fechamento de uma ferida sulfemoglobinemia. maior e mais volumoso nervo do todas as coisas parecem azuis. abreviatura para capacidade ocorre dormência e formigamento no inspiratória. processo de granulação. determinada comunidade. de uma doença. símbolo nervo ciático.perturbação visual que faz e pés. 1. nas mucosas ou nos órgãos. ou só nas quando as bordas cutâneas cortadas se pernas. lábios. fermentação de bactérias na ciatalgia – quadro doloroso do nervo transpiração dos pés. CI – 1. organismo.uso terapêutico de discopatia que comprime as raízes do materiais plásticos ou inertes para nervo. periferia do corpo já chega com pouco cicatrização .ato ou processo de oxigênio. além da dor. mucosas.situação em que a circulação. quando as bordas permanecem cianose periférica .cor azulada da pele. devido a presença de mais de cicatriz – tecido conectivo fibroso 30% de hemoglobina reduzida no formado após a cura de uma ferida ou sangue circulante.pigmentação lenticular. cicatrização por primeira intenção – o cianose diferencial . atingindo um estado mais capacidade de enviar uma quantidade grave. azul. ocorrentes em atrofia dos músculos por ele inervados. em certo ciático – grande nervo que se estende da período de tempo.acontece quando o vestígio que a ferida deixa na pele sangue que vem dos pulmões para a após ser curada. perda de substância por infecção. progredir. doenças do pulmão ou do coração. a ferida se fecha somente provocada quando o coração não tem a após o tecido de granulação ter 136 . ciático ocorrido. O oxigênio que o sangue circulação dos órgãos é prejudicada.doença azul. número de casos novos trajeto do nervo e. ou só nos braços e geralmente aproximam e assim se mantêm de tal é indicativa de doença congênita do forma que a união ocorre sem o coração. região sacral até a parte posterior da cianoderma . cibofobia . se não for assistido adequada de sangue para a periferia ou adequadamente. coloração azulada da pele ou das cicatricial – referente a cicatriz. 2.metal tóxico pesado. nervo ou de suas raízes. decorre de uma azulado e com isso onde a pele for infecção instalada em um ou mais mais delgada. devido uma chumbagem .é a que aparece em fechamento primário de uma ferida alguma parte do corpo. em geral. é causada por uma lentidão local da choque séptico .aversão anormal aos cianose . coxa. doença do sangue alimentos ou ao ato de comer.geralmente é separadas. cianose enterógena . cianosado . aparece uma cor azulada. provocando o seu sofrimento. ciática . o que ocorre em algumas restaurar partes doentes ou lesadas.que exibe cianose. cicatrização por segunda intenção – o metemoglobinemia. contém é transferido para as células e geralmente acompanhada de queda da o sangue se torna pobre em oxigênio. fechar cavidades patológicas no ciática. pressão arterial. corpo. devida a inflamação do químico Pb. chulé – mau cheiro formado pela ciasma .

estacionária. cientistas Gustav Embdem e Otto ciclosporina . de tal forma que o epitélio possa repete periodicamente no útero. espinal. pode ser serosa.ciclopia associada á ausência ciclo de Krebs . o solo. descoberto pelos oftalmoscópico e a refração. elétricas e mecânicas que ocorrem no ciclope . expiração. ao redor da a inspiração. 137 .referente à clavícula e ao que compreende um retorno ao estado crânio. onda. compostos parassimpaticolíticos.é constituído por dois ciclite – inflamação do corpo ciliar. de transporte de elétrons para ciclotimia . no segundo. original e uma repetição. períodos alternados de alegria e ciclo de marcha . a homatropina e outros glicogênio no tecido muscular. com rotação vertebral. cifólico – portador de hipercifose.potente imunossupressor. ciclo respiratório . do mesmo membro cantata novamente ciesiognose . nos crescer por cima da área não ovários.período entre o início e o corcova ântero-posterior da coluna fim de uma onda de pulso. cicatrizada. Meyerhof. preenchido a cavidade até o nível da ciclo estral . cantacta a superfície de sustentação. como seu subseqüente anabolismo para a atropina. série regular de modificações ciclocraniano . no primeiro. cicloplegia .menor porção não repetida de uma organismo vivo.referente à ciclite. O ciclo da marcha divide-se em ciesiologia-ciência da gestação em seus duas fases. quando os córnea. sucessão de cicloergômetro – equipamento eventos ou sintomas que ocorrem após ergométrico como a bicicleta certo período. associada a uma ciclo do pulso . único batimento cardíaco. dá-se hiperemia na esclerótica.gravidez. enzimáticas que servem para cicloplégico .curvatura lateral da coluna sustentação.estado caracterizado por alterações químicas adicionais. ciclo vital – a fase completa de um ciclo . ciclo de Embdem-Meyerhof – ciclo da empregados para facilitar o exame glicólise anaeróbica.diagnóstico de gravidez. este ciclo termina quando o calcanhar ciesio . dá-se a supurada. que inferior (agnatia) e aproximação ou eventualmente.remoção de íons mais ou menos completa do maxilar hidrogênio (H+) e elétrons (e-).extirpação do prepúcio. que momentos distintos.série de alterações que se pele.expressão que significa gravidez. ciclítico . balanço e a segunda de dupla cifoescoliose .indivíduo com a fusão congênita coração durante o decorrer de um dos dois olhos em um só. na qual se pode realizar ciclo cardíaco – refere-se às alterações um esforço conhecido e controlado.qualquer agente que produz demonstrar o mecanismo de conversão paralisia temporária do músculo ciliar do ácido lático em glicose no fígado e e dos músculos da acomodação. plástica ou pulmões são desinsuflados.paralisia dos músculos ciclo de Cori – série de reações cifrares dos olhos. penetram no sistema fusão das orelhas (sinotia). ciclotia . calcanhar do membro de referência cicuncisão .começa quando o depressão. na década de 1930. e ciese . no se manifesta por uma zona de qual os pulmões são insuflados. a primeira de apoio e aspectos médicos.

processos cifos . cifose lombar – veja dorso plano. acomodação visual. dos grandes vasos após a injeção de ciliar – músculo que realiza a meio de contraste opaco aos raio X. posterior. permitindo assim a cifoscolioraquise .é o estudo do movimento. ritmicamente. continuo de um corpo em movimento. que se mostra pequena e ou muitas vértebras. cilindroma .cabeça com o formato de cigarro – fator de risco primário para as barco.curvatura angular da espinha com em certas superfícies revestidas por a convexidade da curva sendo células ciliadas. aceleração.deformidade congênita da região torácica e envolvendo poucas cabeça. pontiaguda. com o formato de cone. provocando lesão cineangiocardiografia . vaginais e etc. massa de material fibroso ou registrado por meio de técnica exsudato que assumiu a forma de uma cinematográfica radiológica.a parte convexa do dorso citoplasmáticos filiformes que vibram deformado na cifoescoliose. especialmente na contínuo de um corpo em movimento. aparelho para celulares que conferem o nome ao demonstrar e executar um registro tumor. cine-esofagograma .tremor espasmódico das cifose torácica . uretrais. cílios . e não se especifica a natureza da traqueais. cineplastia . doenças vasculares.amputação em que os cílio-esclerótico .referente ao corpo cifrar e tórax e da coluna. renais. origem. deslocamento. de ou pertencente à rodeados por faixas de estroma cinemática. velocidade e aceleração intestinais.tumor composto por grupos cinemático .ciforraquite . esofagianos. cilose . 138 .1.um axônio.1. A nicotina entra na corrente câmara cinematográfica para registrar sangüínea e causa contração dos imagens radioscópicas do coração e pequenos vasos sangüíneos. cavidade na qual se amoldou. os cilindros podem ser Na cinemática estuda-se o classificados como brônquicos.angulação posterior da pálpebras.semelhante à um cilindro ou preocupa com as forças que causam a tubo.combinação de cifose locomoção de certos organismos e escoliose em virtude de raquitismo. Pela cinemática .esofagograma cilindro .referente ao corpo tendões são dispostos no coto em um cifrar e à esclerótica ocular. formando cilindros cinematógrafa . partícula ou objeto cujo movimento cilindro-eixo . ao movimento. nem se se cilindróide . para filmar movimentos. cimbocefalia . aquáticos ou a propulsão de líquidos cifose . habitualmente localizada na cilocefalia . está sendo estudado.destruição maciça do cinematografo – aparelho para epitélio ciliado dos brônquios em demonstrar e executar um registro certas infecções. 2. 2. hialinizado. cilindrúria . referente a ou pertencente de células epiteliais poligonais. ciliocitoforia .deformidade raquítica do cílio-espinhal . arranjo destinado a permitir a movimentação de uma prótese.emprego de uma endotelial. nasais. coluna dorsal.presença de cilindros na cinematografia – utilização de câmaras urina.1. corcunda ântero-posterior. produzindo uma à medula espinhal. pestanas. pneumonia por vírus.

venosa.1. cinestensiômetro. elemento radioativo Tálio 201 por via cinesiologia – o estudo do movimento. tronco. um contador direcional de cintilações. região freqüentemente designada por cinética dos ombros.procedimento não desencadeado por movimentos. região mais estreita do de reação dos sistemas.instrumento para meda obtidas 2-3 horas após a injeção. kinesic. de reação. de maior profundidade poupando-se a cinetose .substância cinzenta do cérebro e executar movimentos independentes. empregado no diagnóstico de paciente.instrumento para imagens geradas com o uso de gama testar a sensibilidade proprioceptiva.sensação de vertigem e enjôo pele.o tratamento de cintilografia em 3 fases . sensibilidade proprioceptiva. provocada por movimentos. cinesioterapia . cinematográfico de imagens produtor de movimento.sufixo denotativo de uma distribuição de uma substância condição envolvendo movimentos. radioscópicas. cintilografia óssea – usa-se um marcador cinética . ou o paciente é movimenta doenças cardíacas.originado de ou com tálio 201 . 2.registro das cinerradioterapia . comparativamente.instrumento para testar a cingulado – referente a um líquido. cinesi .serviço de medicina sistemáticos.prefixo que denota movimento.exame que disfunções motoras e posturais através constitui de uma angiografia com do movimento. registrando os dados. a fim de determinar a cinesia .terapia por raio X na pulsações e vibrações sobre o tórax qual o tubo se move em relação ao anterior. acima dos quadril. cintilografia de perfusão do miocárdio cinesigênico . cinetocardiograma . obtenção de imagens da circulação cinestesia – consciência da posição local da área de interesse.tratamento de doenças por examinada. cinescópio . A cinetografia – método de notação do finalidade é alcançar doses maiores e movimento. câmara. o anormalidades no metabolismo ósseo. movimento de uma parte do corpo. movimento. 139 .cine-radiografia . registro cinético . da medula espinhal. instrumento para perfusão miocárdica durante o determinar quantitativamente o exercício e em repouso. o grau de sensibilidade proprioceptiva.pertencente ao movimento. que rastreia automaticamente uma cinesio. refração do olho.medo mórbido de interesse e executada durante injeção. cintura escapular. radioativa e obter um perfil da região cinesiatria . nuclear que realiza exames por cinesiestensiômetro . 2. invasivo realizado para avaliar a cinesímetro . estudo das velocidades ou intensidades cintura . radionúcleos entrada sobre a área de cinesofobia . em relação ao tubo estacionário. movimentos ativos ou passivos cintilografia . cinetismo . administrando-se o cinesio – movimento. cintilografia .exame efetuado através de cinese – movimento.1. kinesi. região do corpo. a injeção e de imagens retardadas cinestesiômetro .capacidade de iniciar ou cinerea . obtidas após corporal. ciência do efeito de forças fisiológico para detectar sobre o movimento da matéria.

habitualmente. grande circulação.cintura pélvica . circulação fetal . impulsionado pelo coração. ligando-as de anastomose dos vasos. se inicia no ventrículo esquerdo.imagem imperfeita miocárdio. circulação sangüínea – movimento circuito de treinamento – programa de contínuo do sangue que vai do coração treinamento que usa exercícios ou às extremidades do corpo e retorna atividades selecionados realizados em destas ao coração. circulação portal . capilares. seqüência.circulação unidos na sínfise púbica. circulação sistêmica – rede vascular que circulação – a travessia de um circuito. circulação assistida . sem que a posição do foco verdadeiro incluindo a circulação através da tenha sido atingida por alguns raios placenta e do cordão umbilical. córtex cerebral. pela artéria órgãos. onde ocorrem as trocas volta ao coração. a circular do pescoço – músculo de partir da aorta.nutrição do feto. e de sangue ramificam em arteríolas e estas em venoso dos capilares pulmonares de capilares.que envolve a ínsula do baço para os sinusóides hepáticos. ciotrofia . expressão facial. formada pela focalização incompleta. derivadas da circulação coronária – circulação do artéria basilar. do coração para os tecidos movimento regular de retorno do corporais. luminosos. Venoso.ao redor de uma do sangue dos capilares do trato articulação. deste órgão. a passagem circumarticular . circulação sangüínea arterial – circuito pulmonar – fluxo de sangue movimento do sangue nas artérias que artéria vindo do coração para os depois de saírem do coração se capilares pulmonares. finalidade de oxigenação e purificação. cerebrais posteriores. 140 . para outro grupo independente de circumanal . gastrintestinal e da polpa vermelho do circum-insular . com a membros inferiores.os dois ossos da coxa circulação pulmonar . sem comunicante anterior.passagem de sangue círculo de Willis . consiste das artérias circulação colateral . incluindo o coração. e no sangue. suprimento sangüíneo original está posteriormente. circuito sistêmico – fluxo de sangue circulação sangüínea venosa – arterial. de perfusão dos tecidos de todos os anteriormente.ao redor do ânus. sangue pelos numerosos vasos do circulo de difusão . tecidos para o coração. constituída. quando o com as artérias cerebrais posteriores.círculo arterial do através de urna veia de um leito capilar cérebro. constituem o sangüínea dos pulmões por meio das sustentáculo do tronco sobre os artérias e veias pulmonares.utilização de círculo arterial do cérebro – anastomose aparelhagem especial para manutenção arterial na base do cérebro.a circulação do feto. lateralmente. que reúne as aumentar os requerimentos da energia artérias cerebrais anteriores. passa circulação arterial – movimento regular por todo o corpo e termina no átrio e contínuo do sangue através das direito. artérias.circulação que se carótidas internas e das artérias instala em órgãos ou parte dele através comunicantes posteriores. consiste das artérias obstruído ou abolido. dos sangue ao coração após trocas gasosas. gasosas.

2. experimental ou em animais. epicondilectomia lateral. cirtometria. intervenção cirúrgica que atinge a face. aperfeiçoado e desenvolvido em circum-oral . cirurgia asséptica . cirsóide . pele da região cervical. ramo da medicina que se do carpo. circumpulpar . uma faringe. próximas à extremidade proximal cirurgia buco-maxilo-facial - fazem um círculo pequeno. moléstias ou para medir a forma e o liberação da origem dos extensores e tamanho da cabeça. circunvolução angular – circunvolução de maneira que não possa ser tratada cerebral que forma a porção posterior clinicamente. visa a a deformação do tórax em certas ressecção do tecido angiofibroblástico. especialidade que trata malformações cirtógrafo . métodos antissépticos em cirurgia e no circum-tonsilar . enquanto as partes microrganismos infecciosos. paratireóide.indicada nas É usado para demonstrar a dilatação e epicondilites laterais de úmero. sistema de movimentos numa seqüência em que a técnicas e práticas cirúrgicas que visa a parte da extremidade faz um grande excluir da ferida todos os círculo no ar. fígado. laringe.extirpação de uma variz ou epicondilites laterais de úmero. cirurgia praticada em resultante do processo cicatricial de pacientes.semelhante a uma variz ou veia cirurgia de cabeça e pescoço - dilatada. 2. abrangendo também temporal superior.que envolve a polpa de cirurgia anti-séptica . esquirroso.1.carcinoma esquirroso. junto a origem do extensor radial curto cirurgia .que envolve um qualquer tratamento e processo núcleo. prática da cirurgia no das células hepáticas parenquimatosas ensino. estando como as papilas valadas da língua.instrumento utilizado para congênitas. ausência de germes. 141 . esterilizado tudo o que entra em circundução . amídala. da cabeça.indicada nas cirsectomia .aplicação de um dente.qualquer evento em cirrose .1.qualquer fibrose difusa que que haja a necessidade de operação do destrói a arquitetura labutar normal do coração.é a combinação de contara com a ferida.que envolve uma tratamento de feridas infetadas. visa a de uma parte dela. aqui se inclui toda e do lobo parietal inferior e cobre em qualquer tipo de cirurgia que envolva arco a extremidade posterior do sulco os ossos da face. com destruição e regeneração cirurgia clínica . tumores benignos e medir e registrar as curvas do tórax e malignos da tireóide. cirurgia de Bosworth . cirro . face e do couro cirtômetro – instrumento para medir ou cabeludo. localizado cirtose – cifose. ressecção parcial do ligamento anular. cirtóide . em contraste com a cirurgia reparação nodular.cercado por um valo. cirurgia cardíaca . cirroso – duro.semelhante a uma bossa. cirurgia de Nirshe . glândulas salivares. seios paranasais e tumores de tumefação. seguido de múltiplas ocupa dos traumatismos e doenças que perfurações no epicôndilo lateral com exigem processos operatórios. boca.que envolve a boca.circum-nuclear . delinear as curvas de partes do corpo.ato operatório com circum-valado . cirurgia. a parte odontológica.

3.qualquer evento cistadenoma . maligno e cístico. ligeira elevação no formações.1. misto. às vezes. provenientes de acidentes ou agentes cistectomia .tumor fasciotomias múltiplas nessa região.adenocarcinoma cisternal . que se estira da superfície a estruturas no interior da cavidade inferior do cerebelo à superfície dorsal torácica. à cistationina.início saciforme do lesões dos vasos sangüíneos ou ducto torácico.fissura. cirurgia neurológica . 2. habitualmente. criança através de cirurgia. cistationinúria . correção de deformidades ou má ocasionalmente. contém um ou mais cistos.referente a uma cisterna. reservatório. comprovado. que resulta em grandes transferência de tecido.grande cirurgia torácica . no qual existe de defeitos ou deformidades deficiência da enzima de clivagem da recorrendo.são cirurgias de acidose e.adenoma que contém um em que haja a necessidade de operação ou vários cistos.dilatação de uma bexiga.trata as doenças e cisterna do quilo . grande membro ou órgão. sangue. 2. manifesta-se clinicamente por cirurgia plástica e estética de retardamento mental. 142 . do bulbo. especialmente ao espaço costal e aracnóide. doenças sistema digestório através de cistadenofibroma . cisterna do decorrência de acidente pessoal quilo.trata as doenças da cistalgia – dor de bexiga. pilares do diafragma. cistadenocarcinoma .indicada nas do cistadenoma pseudomucinoso. 3. aquelas consideradas indispensáveis cisteína – aminoácido essencial. extirpação de um cisto. cristalino para a extração de uma cirurgia plástica restauradora . visa a cistadenocarcinoma seroso .trata as cistadenoma seroso. para a reparação das funções de um cisterna . realizar atos cirúrgicos. trombocitopenia. promove a quantidades de cistationina na urina e. medular. cisterna cerebelo-medular .tumor mesodérmico periféricos.reparação operatória metabolismo. cisterna maga . extirpação cirurgias plásticas e estéticas de de uma parte da cápsula anterior do retificação de patologias.1. ao nível da cirurgião . localizado entres os linfáticos através de cirurgia. cirurgia pediátrica . biliar ou de uma parte da bexiga.cisterna cerebelo- cissura . epicondilites laterais de úmero.são catarata. cirurgia vascular .médico especializado em última vértebra dorsal. variante maligna cirurgia de Thomas Wolf . correção de defeitos estéticos não cistectasia .cirurgia limitada ao espaço subaracnóideo formado pela tórax. com intensa formação de cistos. fenda. ovariano.fibroadenoma que cirurgia. cirurgia plástica e estética reparadora . carcinoma ovariano. do cérebro. medula espinhal ou nervos cistadenossarcoma . acromegalia.erro inato do cirurgia plástica . variedade maligna do cirurgia do aparelho digestivo . objetivo de aumentar o aporte cistadenocarcinoma pseudomucinoso - sangüíneo local. embelezamento . extirpação da vesícula externos. alterados em espaço subaracnóideo.

interfalângicas proximal ou distal e cistotomia . bexiga ou a vesícula biliar.anomalia congênita e cistoma . cistinúria . e da uretra. arginina e retenção.herniação da bexiga e resultante de alteração patológico.retirada de um cálculo da cristais de cistina nos órgãos. revestido de epitélio do bacinete e do parênquima renal.núcleo de uma célula. cisto ósseo . cístico . 2. cistofuncterometria .medida simultânea citocida . cisternas subaracnóideas da fossa cistograma .operação plástica na bexiga. que pode acarretar cistomorfo .lesão cística congênita. cistinúria e o armazenamento de cistolitotomia . intestino. bacinete.herniação da bexiga na vagina. de um ou ambos os ureteres na vagina. bexiga mediante excisão cirúrgica.forma da síndrome de pseudocisto. cheio de líquido ou de cistoplasia . inflamatória ou devida a reabsorção da cistina.1.herniação da bexiga e do cito . e.inflamação da bexiga e da envolve as articulações. especialmente no hereditária da unção tubular renal. urinários. cisto subcondral . outra substância. os espaços cistos. 3. composto vesícula biliar.cisto que se forma no osso. referente à bexiga ou à uma bexiga ou um cisto. cistouretrografia .cálculo na bexiga.cisternas subaracnóideas . 143 . lisina. uretra. 2.herniação da bexiga e do articular das articulações reto na vagina. cistótomo .imagem radiológica da posterior.visualização das injeção de meio de contraste.cisto localizado logo cistouretrocele .agente que destrói as células. Fanconi. ornítina. cistopielite . localizada na linha média. da pressão na bexiga e na uretra. mixomatoso em degeneração.herniação da bexiga e abaixo da cartilagem que protege o da uretra na vagina.1. na ovário ou próximo dele.imagem radiográfica normalmente acima do pomo de Adão. com a forma ou o aspecto de cisto. da bexiga e da uretra após a injeção de cistocele . cistinose .incisão da bexiga ou da geralmente contêm tecido fibroso vesícula biliar. em geral na vagina. osso. citoblasto .cisto da membrana que cistouretrite .sutura da bexiga. subaracnóideos. um meio de contraste. cujos aspectos salientes são a cistolitiáse . tecido ou órgão.inflamação da bexiga e do cistite – processo inflamatório da bexiga. contraste.formação ou gênese de coletivamente. cistoureterocele . podendo ser qual há comprometimento da neoplásica.com a mesma estrutura ou clinicamente a formação de cálculos semelhante a um cisto ou à bexiga. cistoentelocele . cisto sinovial . cistogênese . cisto . por uma coleção de cistos. cistouretrograma .radiografia da bexiga cisto tireoglosso . por meio de substâncias bexiga após a injeção de meio de especiais de contraste. cistorrafia .expressão que denota uma célula. referente ou semelhante a um cistóide . cisto mucinoso – origina-se da cápsula cistorretocele .radiografia da bexiga após a cisternografia .massa cística.instrumento para incisar a provindo da artrite degenerativa.espaço fechado dentro de um cistopielonefrite – inflamação da bexiga. geralmente. cistografia .

normal. citomorfose . citopoese .contagem celular inferior á outras células. citologia . caracteriza células muito aumentadas. cítodo .dotado de afinidade pelas citoplasma – espaço entre a membrana células ou atraído pelas células. constituição química das células e dos citolisina . uma célula. citófilo . específico do plasma sangüíneo.ciência híbrida.referente á destruição de citoesqueleto . para primariamente dentro de células. as vilosidades coriônicas durante a citomegálico .subdivisão da biologia que citótese . até sua destruição final. citólise . 144 .formação e desenvolvimento citóide . diversos tecidos. que recobre o córion e neoplasma constituído por células. citotropismo . fagocitose.movimento das células em que contém organelas identificáveis.corpo celular com exclusão acarretam a hemólise dos glóbulos do núcleo.referente ou que primeira metade da gravidez. desprovida de núcleo ou nucléolo.ciência que estuda a células. citomicose . citoplasmática e a nuclear. crescimento das células. citolisossomo .soro natural ou imune. de uma célula.dispositivo para a contagem trombina. citotoxina . constituído citogênese . capaz citologia esfoliativa . cl – centilitro.a forma mais simples de célula.camada celular interna citoma .proteína ou anticorpo constituintes das células.semelhante a uma célula.membro do grupo de se movimentarem na direção ou para vírus DNA.lisossomo aumentado.gênese e diferenciação de principalmente por água e proteína em uma célula. intimamente relacionado fora de um estímulo.estudo das células de lesar determinadas células.instrumento para segurar e os germes se desenvolvem comprimir vasos ou órgãos ocos.reparação celular. existentes nos líquidos do organismo. que citossomo . estuda as células.expressão que significa do trofoblasto. para estudar os cromossomos.citocromos – proteínas que contém ferro. estádio indiferenciado mais precoce importante nas reações de oxi-redução. solução coloidal e vários elementos citogenética .desintegração ou dissolução de citoquímica .substância existente em doença de inclusão citomegálica.alterações estruturais Clarke – veja coluna de Clarke. citotrofoblasto . infecção micótica na qual clampe . citofagia . com os herpes vírus. 2. vermelhos ou a lise de outras células citostático . direção ou para fora de um estímulo. sofridas pelas células ou por classificação – ato ou efeito de sucessivas gerações de células. citopatogênico . na qual são diferenciados que são denominados empregados os métodos da citologia organelas ou inclusões.1.doença da célula viva.englobamento das células por citopenia . capaz de ativar a citômetro . citotaxia . desde o classificar. conteúdo durante uma operação. descamadas.que evita a multiplicação e o dos tecidos. evitar a hemorragia ou a saída de seu histoplasmose.arcabouço estrutural de células por um agente transmissível. que consiste citopatologia . causadores da citozima .tendência das células para citomegalovírus .exame das células provavelmente de proteínas. citopatia . de células.

clidotomia . apresenta clidocostal . esterno. fraturas de grau III-A têm uma lesão claudicação vascular – claudicação de partes moles maior que 10cm e que causada por transtornos vasculares. com a fratura da placa epifisária. camada de substância classificam as fraturas epifisárias em cinzenta entre a ínsula do córtex cinco tipos.expressão que significa fratura verticalmente orientada fechamento. produz divisão. demais para passarem. cãimbras geralmente classificadas como lesões grau II. ferida que não pode ser primariamente claudicar . clise. em forma de S. O tipo II.expressão que indica clavícula. As lesões grau III-C incluem claustro .referente à clavícula e ao pernas semelhantes a câimbras.secção das clavículas claudicação – coxeadura. são dor em pontada. clidoscapular . operação que se claudicação – manqueira. crescimento. úmero 145 . Na do tipo IV.referente à clavícula e à clasto .dores nas clidumeral . As não estão associadas. como uma as fraturas acima em associação com membrana que fecha parcialmente lesão arterial importante. rompe. episifiária. está na cartilagem e não é visível articulado na parte lateral com o radiograficamente.claudicação por real de partes moles resulta em uma estase venosa.que parte em fragmentos. há separação cerebral e o núcleo lenticular. As fraturas particularmente na panturrilha. ato de executa quando saiu a cabeça e o feto claudicar. mas acompanhada por insensibilidade ou extensos traumas em partes moles. que apófise mastóide.referente à clavícula e à clástico . metáfise. fraturas com lesões cutâneas de 1-10 claudicação neurogênica –claudicação cm ou com um defeito de 1 cm. já a do tipo V.expressão que significa ruptura.1.mancar. fechada. a cleido . fragmentação. estendendo-se através da epífise e clembuterol – medicamento destinado a placa de crescimento para dentro da pacientes asmáticos. a lesão mais comum. grau I têm desvio cutâneo de menos de induzida pela marcha e aliviada pelo 1 cm e habitualmente resultam de um descanso. 2. está morto.em forma de clava. fratura atravessa a epífise e a placa de clavicular. urna abertura ou que se assemelha a classificação de Salter-Harris – uma barreira.referente à clavícula e ao clastia . clidomastóideo . barreira. é potencialmente possível de se fechar. um acrômio e na medial com a primeira fragmento da metáfise está associado cartilagem costal e o esterno. Está associada a espasmo mecanismo de dentro para fora.referente às costelas e à lesão por esmagamento da placa clavícula. As vascular e a arteriosclerose. enquanto que nas fraturas III-B a perda claudicação venosa . clidoesternal . Na do tipo I. O tipo III. há uma cleise . esta é claviforme . usualmente na panturrilha. oclusão. quando os ombros do feto do largos manquejamento.classificação de Gustino – classificação acompanhado de fraqueza para as fraturas expostas. da placa epifisária e a linha de fratura clavícula – osso longo.expressão que significa algo que omoplata. claudicação intermitente .

clima – conjunto de condições clinocefalia .1. quando o embrião consiste clínica médica .conjunto de indivíduos da mesma clínico geral . moram em seus domicílios. referente fissura. ajuntamento de clitóris . as disfunções uterinos com pacientes vivos. 146 . entre a fecundação e específicos.defeito congênito.médico da área clínica de constituição genética.trata as doenças em geral e segmentação. o apogeu de uma doença. as fissuras lineares da pele. instruções. nos mamilos teórica ou experimental. fase precoce do orienta e conduz tratamentos desenvolvimento. 2. clínica – 1. 4. clínica de fertilidade . forma que é revestido pela glande do clitóris. estudantes e pacientes. clímax .enema. dedo inclinado. os blastômeros. consiste no encurvamento anormal dos orgasmo sexual. ao lado do leito ou em presença do clister .1. medicina. até certo ponto. o processo clínico . nas bochechas. em contraste com as pardas bronzeadas. metereológicas de uma região. derivados da atendimento geral. local onde se prestam tais clitoridectomia . no qual a superfície superior é côncava climatério . somáticas e A angulação ocorre na direção psíquicas. aos sintomas e à evolução de uma clivo – inclinação. 2. moléstia. climatério – período da vida humana clinodactilia . localizada alterações anatômicas encontradas principalmente na fronte.hiperpigmentação em manchas médico. profissional que pratica a ovarianos. clínica médica. 5. referente ao tratamento junto ou ato de fender ou produzir uma ao leito ou a uma clínica.clínica para que indicam a direção geral das fibras diagnóstico e tratamento dos e. a blástula.defeito congênito do crânio. instrutor ou nos transtornes e tumores clínico. nas pelo patologista ou com uma técnica têmporas. clínica geral . radioulnar. ensinamentos e tornar-se acentuada durante a gravidez. médico.clitóris patologicamente médicos trabalham em associação aumentado. para formar o corpo do clitóris.dor referida ao clitóris. e na linha mediana do abdome.incido do clitóris cogita. modificações endócrinas. estudados e de cujo tratamento se clitoridctomia . 4. Existem dois corpos cavernosos para estudo e tratamento das doenças. pode cujas opiniões. 2. 5. de prática de grupo em que diversos clitoromegalia . local onde se presta assistência Os pilares fundem-se abaixo da sínfise médica a pacientes ambulatórios que púbica. ou em formato de sela. clivagem . marcado por um conjunto de habitualmente ocorre no dedo mínimo. o clinodactilismo . pênis. ligados aos ramos inferiores do púbis.1. conforme observados pelo cloasma . tratamento se baseiam na experiência a menstruação. o homologo do instrutores.extirpação do clitóris. pacientes. clone . cujos sintomas são clitoralgia . 3. dividem. dedos ou dos artelhos. que período de sua maior intensidade. cooperativa.menopausa. 4. instruções médicas prestadas clise – cleise.na mulher. 3.tratamento de clínica de uma massa de células que se geral. governam a direção problemas de esterilidade humana das lesões nas dermatoses. 2. 3.

reprodução assexuada da um único decompõe.inflamação do clitóris. insolúvel transparente e mau condutor. como reação à compressão jovens. coagulação . cloracne . clotoridite . um coágulo. forma um verniz do músculo. tratamento da artrite reumatóide. com a qual coagulável . caracterizada por pronunciada firme da margem superior da patela ou redução da hemoglobina no sangue. 2. os objetos parecem verdes.453.capaz de coagular ou de ser forma os ácidos hipocloroso e coagulado.veja antipsicóticos. Ocorre observado em lesões das vias ocasionalmente na intoxicação piramidais. com liberação de oxigênio indivíduo original. irritante. ato de administrar o por contrações e relaxamentos clorofórmio como anestésico. organismo. presença de umidade.forma de anemia hipocrômica relaxamento do músculo quadríceps microcítica. clono patelar . efeito musculares alternados rápidos e anestésico da inalação de clorofórmio. gelatinosa. clorossarcoma . com a perna em extensão. clorose.sal do ácido clorídrico. 2. digitálica. ou à cloropsia .1. cloralamida .presença de ácido clorídrico ou coalho.erupção acneiforme produzida clorpromazina . cloreto de sódio e potássio – minerais cm – abreviação para centímetro. coalhar. 2. cluneal – relativo às nádegas. cloretos no sangue.solução de guta-percha em com reação à manutenção da distensão clorofórmio.contração clônica e clorose . lúteoestimulante.abreviação do hormônio cloreto . clorídrico. clônico .1. caracterizado cloroformização .1. porém com ligeira diminuição dos observa-se nas lesões do trato glóbulos vermelhos. rápidas de um músculo. sendo que o primeiro se 147 . clono do tornozelo . mais comum em mulheres femoral.cloroma.proliferação tumoral focal de a ataques generalizados. com ou sem os achados clono – série de contrações rítmicas e sangüíneos da leucemia granulocítica. gás amarelo mudança de estado líquido para uma esverdeado de odor sufocante e muito massa compacta.que causa a formação de um cloriquina – droga utilizada no coágulo ou coalho. CLSH . cloremia . em que todos percussão do tendão do calcâneo. nascente. provocar a cloro – Cl = 35.referente à clavícula e ao cloranemia . do pé. ao se provocar o reflexo patelar. involuntários. no estômago. por hidrocarbonetos clorados. formação de um coágulo cloridria . coagulante .1.defeito visual. granulócitos. aplica-se especialmente cloroma . que regulam a retenção de água no CO2 – dióxido de carbono. 2. tórax.contrações clônicas que se emprega especialmente para dos músculos da panturrilha como obturar os canais muito delgados da reação à compressão brusca da planta raiz dentária.cloralformamida.clorose. que ocorre cloropercha .referente ao clono. composto binário que contém cloro. poderoso germicida na solidificar. piramidal. clovipeitoral . excesso de clozapina – veja antipsicóticos. coagular .

uma abertura em funil. para tratamento de diversos tipos de cocleopalpebral . envolvidos na coagulação.1. cóclea . base superiorque articula com sacro.1. coágulo que se ao púbis. 2. os coarctação . inferior. peça óssea triangular de posteriores.redução de coccialgia – coccigodinia. 148 . ou sejam. cóccix . coccídios.extirpação cirúrgica do coalescência .um dos músculos do diafragma crescimento. reunir ou ajuntar partes ou reduzidas. camada sobre uma ferida ou um órgão. pélvico.canal coclear ósseo. um ou mais dos elementos do sangue coccidi – coccídio. cocci .coágulo – coalho. formada por quatro vértebras muito coalescer . como coccídio . formado pela fusão de quatro vértebras quaisquer dos dois orifícios nasais rudimentares.união de duas ou mais cóccix.referente à cóclea e ao cobertura entérica . porém se desintegra ou dissolve no codeína – alcalóide extraído diretamente intestino. aos músculos palpebrais. coagulopatia de consumo . do ópio. difosforidina os protege da ação do suco gástrico. causa dependência química. ou de ácidos.pertencente à cóclea e cobertura . coccígena. pílulas. nucleotídeo. medindo a coágulo sangüíneo – formação sólida capacidade de alcance das metas resultante do processo de coagulação estabelecidas conforme a estratégia de do sangue. partes ou coisas previamente coccígena – divisão da coluna vertebral separadas. 2.herpes zoster. ajustamento de peças deslocadas. coágulo tipo pinto gordo – coágulo cobreiro . cocleorbicular . constituído de cocaína – alcalóide encontrada em massa amarelo pálida na parte superior elevada concentração nas folhas de e acúmulo de hemácias em sua porção coca. geralmente fundidas. coaptção . coccígeo-púbico .expressão que significa resultado de coagulação pronunciada. que abriga os labirintos fraturado ou as bordas de uma ferida.expressão que indica cóccix. órgãos essenciais da audição.deposição de uma capa ou aos músculos orbiculares. coccigectomia .constrição de um vaso. alvo que foi vacinada.indicador que um vaso que entope por ação de expressa a proporção da população- elementos do sangue ou da linfa.procedimentos especiais cóclea óssea . Cobb – veja método de Cobb. sangüíneo post mortem.pertencente à cóclea e doenças por irradiação de cobalto.último osso da coluna vertebral coana . cobaltoterapia . coalhar – coagular. separa do leite após a adição de renina coccigodinia -dor na região do cóccix. região coisas anteriormente separadas. crescer conjuntamente ou fundir pelo coccígeo . membranosos e ósseos. formação interna de cobertura vacinal .referente ao cóccix e coalho .revestimento de vestíbulo auditivo.porção da parte petrosa do osso como as extremidades de um osso temporal. geralmente é intravascular. cocleovestibular . comprimidos ou cápsulas que codeidrogenase . vacinação.união adequada ou coceira – irritação cutânea. prurido. coalheira. 2.1.

especialmente de de surtos psicóticos agudos.aspecto esburacado de uma ou RNA e caracterizado pela célula por causa da presença de seqüência de bases nitrogenadas.radiografia dos ductos de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Codman – veja triângulo de Codman. tal coeficiente de atrito – índice de como se observa em certas células interação entre duas superfícies em descamadas do colo uterino.perda total de audição. COFFITO – sigla do Conselho Federal colangiografia . substância orgânica dos ossos e coeficiente de utilização da cartilagens. Em em gelatina pela fervura. multiplicando-se o resultado colangio – expressão que significa ducto dessa relação pela base referencial do biliar. coilostemia .inflamação dos duelos cognição delirante . firmes.código genético . área por tecido conetivo colagênico. colação . coibir – proibir.referente à inflamação inesperadamente. 149 . este valor colagenose – moléstia do colágeno. colagogo . pode subir para 80 a 90% sem colagicina – medicamento utilizado para qualquer aumento da intensidade do o tratamento de artrites. substituição dos o número dos expostos ao risco de elementos normais de determinada morrer. que é potência de 10. tais como anemia ferropriva e líquen coeficiente de incidência . fluxo sangüíneo. via biliar. vivências seus pequemos ramos.carcinoma dos coerir – aderir. permite maior elasticidade hemoglobina . duelos biliares. cofose . colangiocarcinoma . gorro. grandes vacúolos perinucleares.relação refeições principais. contato. durante os exercícios. colangiolite . arraigadas e hereditariedade. etiologia de doenças agudas e crônicas. condições de normalidade. medida de risco de doença ou agravo.tórax em funil. hemoglobina que perde seu oxigênio substância albuminóide das umas para os tecidos durante cada passagem brancas de tecido conetivo.incluem-se certas biliares no interior do fígado.coeficiente colágeno – proteína estrutural que mede a força com que subsiste a constituinte do tecido conjuntivo e da doença na coletividade. formada por três nucleotídeos de DNA coilocitose . denominador. códon .unidade de informação genética. convicções intuitivas que surgem colangiolítico . pode ser de origem facilitada do gás através da membrana familiar ou associada a outras doenças. colangi. durante largo tempo. respiratória.refeição rápida. entre duas coeficiente de mortalidade . transforma-se valor normal é cerca de 27%.relação entre número fluxo biliar.deformidade em forma de coeficiente de difusão . proporção de aos músculos. se mantêm. Em repouso o cartilagens e dos ossos. coiloníquia .transferência colher das unhas. coeficiente de prevalência .constitui plano. acontecer. coifa – toca.código molecular da que. entre a freqüência absoluta de óbitos e colagenização . biliares. fundamentalmente nos estudos da colabar – fechar. sobretudo no início dos duelos biliares. das através dos capilares.qualquer agente que provoca o coeficiente/taxa . de eventos reais e os que poderiam colangi – veja colangio. não raro.

reto. com trajeto em ângulo biliares. que de alinhamento articular no escafóide.inflamação da vesícula biliar.estado relativo à presença de primeiros ramos do axônio de uma cálculos na vesícula ou nos canoa célula nervosa. colelitotomia .referente à vesícula dueto biliar. tratamento da pigmento biliar.operação que retira parcial punho. 150 . colecistectomia . coleglobina . colateral . 2.1.tumor ou hérnia da vagina. coledoquestasia . biliar e do canal cístico.colangíolo . presença de bile no colecistenterorrafia – sutura da vesícula sangue. referente à bile.extirpação da vesícula colemia .1.distensão ou dilatação da cálculos biliares. que colangioma – colangiocarcinoma.combinação de proteína doença articular degenerativa natural e de uma ferroporfiria de subseqüente e dor. encefalopatia hepática.pigmento encontrado na reduzir o volume do pulmão. semilunar e rádio. colédoco. 2. cadeia aberta. colédoco. um dos colelitíase . coleocele .1.extirpação da totalidade ou colapso escafo-semilunar avançado – de uma parte do cólon. pela mucosa do intestino delgado. colecistalgia .cólica biliar. dueto formado pela reunião específica e é causada por problemas do canal cístico e do hepático.prolapso da parede vaginal. não médico.vômito biliar. forma mais comum de artrite do colectomia . colêmese . 2. tipicamente segue uma seqüência colédoco . humor predominantemente depressivo. vesícula biliar. coléico – cólico.pequeno dueto biliar intra. coleocistite . biliar e ao intestino delgado. colélito – cálculo biliar. para indicar qualquer coledocotomia . geralmente para a retirada biliar e à pele. recebe ou contém bile. colédoco e à pele. coma hepático. colecistite .hormônio produzido hepático. fístula entre ambas. usualmente quando de instalação coledoquectomia . não direto nem imediato. precursora da tuberculose pulmonar mediante biliverdina. geralmente a uma de um cálculo. osso subcondral e cartilagem articular coledoquite . colecistocimina . que é a hemoglobina do colapsoterapia .inflamação da vagina e da bexiga. coleoptose . resultando em incongruência articular.síntese dos pigmentos biliares. acessório ou secundário.dilatação do canal colapso segmentar tardio – colapso do colédoco.termo inespecífico.retirada cirúrgica de colecistectasia . colédoco-cutâneo . colapso – choque depressão. biliares. bile.incisão de qualquer colecitocutâneo .extirpação de uma brusca e caracterizado por estado de parte do canal colédoco. qualquer processo cirúrgico que vise a cole-hematina . provoca a contração da vesícula biliar. colangiotomia . colangite .inflamação dos duelos colecromopoese . a alteração degenerativa ou total o cólon.incisão do canal transtorno emocional ou mental.inflamação do canal cobrindo o osso necrótico avascular. 3. colectomia .referente ao canal colapso nervoso .

às superior e ao núcleo rubro.1.cólica produzida pela pelo fígado. é encontrado.estado caracterizado por letal necrosados. colesterol .bilirrubina. da gema de colículo-rubro . uma bactéria capaz de produzir uma cólico . É uma substância cristalina grupo cólon-aerogenes. cólera . colite . etmóide. para o apoio de ossos e colisão – choque.inflamação da serosa do cólica . colete lastrado -colete com colite espástica . músculos lesados da coluna ou do colisnesterase – substância química que tórax e para combater uma hérnia desativa ou desintegra a acetilcolina.processo de formação da bile cólica biliar . resistência ao esforço. é colírio . 151 . irritável.inflamação do cólon. colesterolose .colículo superior do gorduras animais.colest-5-eno-3 beta-ol. 2.colite granulomatosa.colepcese . colículo inferior . passagem de um cálculo biliar nos colepirrina . do tecido nervoso.fluxo copioso de bile.cólon irritável. preenchimento de algum material colite granulomatosa . constituinte de todos os óleos e colículo superior . é um uretra. cribriforme. colibacilúria . de localização e intensidade variável descrita como sensação de espasmo. a um crivo. colesterolemia . colite serosa . colite mucosa .colesterose. ductos biliares. álcool monohídrico não saturado posterior da porção prostática da da classe dos esteróis. que é envenenamento pelo chumbo.1.aumento da secreção de bile seminal. tornarem liquefeitos. deformidades.desintegração de tecidos. semelhante branca. de maneira a se uma deposição anormal de colesterol. assinalado por excessivos corrimentos colete .elevação da parede OH. posterior de eminências arredondadas colesterinúria .profuso ou excessivo.presença de Escherichia colite regional .presença de colesterol na que se originam da parte dorsal do urina mesencéfalo. envolve o tronco da bacia ao tórax. biliar. trombada. em focos de degeneração coliforme .síntese do colesterol. sangue. coli na urina. c27H45 colículo seminal . colículo . na mucosa da vesícula coliquativo .é uma infecção intestinal aguda cólica dos pintores . coliquação .cólon irritável.um dispositivo móvel que líquidos. dos cálculos mesencéfalo. colérico – encolerizado. doença pesado com a finalidade de aumentar a inflamatória do cólon.pertencente ao colículo ovo e do sangue. referente ao cólon. vezes.uma pequena eminência.preparação para aplicação tópica usado para a correção de nos olhos. insolúvel em água.nível de colesterol no colinérgico . ventral.cólica causada por causada pelo Vibrio cholerae. biliares.dotado de ação colesterolopoese . em colesterose . semelhante à da acetilcolina. pelo fígado.que contém acetilcolina. coliculite . da bile. colinomimético .inflamação do colículo colerese . enterotoxina que causa diarréia.cada uma do par colerragia .dor abdominal paroxística aguda cólon. referente ou semelhante ao gordurosa. coléico. por exemplo.

plástica no períneo e na vagina. cólon sigmóide . colódio . organismo de um hospedeiro. coloproctostomia .sutura da flexura sigmóidea à crônica do intestino.dilatação da vagina. colostro . pontos da acupuntura. cólon descendente . 152 . lactentes causada pelo colostro. colpectasia . a preparados histológicos e que se fim de contornar tumores obstrutivos prestam para evidenciar agentes inoperáveis ou preparar para uma etiológicos ou componentes teciduais ulterior ressecção. que acompanham contém maior quantidade de a terão emocional e que participam da lactalbumina e lactoproteína do que o adaptação geral do organismo a leite ulterior. nova comunicação entre o cólon e o colo – pescoço.parte estreitada do úmero substância estranha.inflamação da vagina. é laxativo uma diversidade de transtornos e auxilia a expulsão do mecônio e funcionais do cólon.excisão da vagina.fechamento da vagina por colonoscopia . cólon transverso . piroxilina em éter e álcool.qualquer doença dos sigmóide.substância para curativo de colorímetro .porção do cólon entre o colotórax .presença de bile nas cólon descendente e o reto. instrumento para feridas. colotomia .anastomose entre dois outras que não as rotineiras de segmentos na contínuos do cólon.formação de uma Colles – veja fratura de Colles.dor na vagina.incisão de um cólon. gigante.secreção profuso de bile.exame especial que avalia meio de sutura. causar agressão celular.cálculo biliar. microorganismo na superfície ou no colpite .porção do cólon que artificial na parede abdominal anterior vai do ceco ao ângulo hepático. restringindo-se ao cólon.colorações colocolostomia .utilização de cores em colólito . pela absorção ou contato com uma colo cirúrgico .referente ao cólon. colônico . ou na virilha.formação de um ânus cólon ascendente . sem colpocele .a parte do intestino grosso que colorréia . preparada pela dissolução de determinar a intensidade da cor.porção do cólon entre colpalgia . o ângulo hepático e o ângulo colpatresia .sigmoidostomia.porção do cólon que colostomia sigmóide . cólon . colpoclise . de forma mais definida. colostomia . flexura sigmóide. colorpuntura .hérnia na vagina. cólon gigante .primeiro leite secretado pela cólon irritável . colorações específicas .modificação da cor produzida dois de baixa pressão. cavidades pleurais.doença inflamatória colopexia . parede abdominal. porém.propagação de um colpectomia . vagina. intervenção intestinal.megacólon.oclusão ou atresia da esplênico.colite ulcerativa . começa no ceco e termina no fim da colossal – enorme. o estado funcional do trajeto baixo colpoperineoplastia . colonização . estresse inespecíficos. região compreendida reto. logo abaixo dos tubérculos.síndrome que abrange mama materna após o parto. vai do ângulo esplênico ao cólon colostração . entre dois centros de alta pressão e coloração .

substância cinzenta na medula quando espremidas da superfície de espinhal.presença de bile na urina sutura a uma estrutura próxima.incisão da vagina. em coluna anterior. adenocarcinoma da mama. fraturar um osso. se assemelham a comedões. hipoxia. colunas retais. três vértebras superpostas pelas quais comatoso . 2. cominuir . região sacral com ducto excretor da glândula sebácea. coleção de matéria sebácea e torácica ou dorsal com doze.exame visual através de internados para permanência por um instrumento óptico. prurido.estabelecimento de colpoplastia . pulverizar.um estado de coma.colocação de tampões na incisão ou laceração da vagina e do vagina a fim de apoiar um útero períneo. divida em semelhante ao coma. classificadas habitualmente. metabólicos. transtornos colpotomia .estabelecimento que reparação. corte. comedocarcinoma . dividir em colunas retais – veja colunas anais.expressão que designa vagina. que serve para receber a cinzenta na medula espinhal. coluna posterior – uma divisão das comadre . de formato colunas longitudinais de substância adequado.estado de inconsciência do qual uterino. estrutura observado em doentes gravemente em forma de pilar. região ceratina retida no folículo piloso e no lombar com cinco.reparação plástica da saúde.fixação da vagina mediante colúria . consciência pelo uso de drogas coluna de Clarke . coluna posterior. passa a medula espinhal. coluna anterior . colposcópio .instrumento para o exame podendo ser devido primariamente a visual da vagina e do colo. que tem vaginal. mais de uma especialidade. possua um conjunto de elementos colpos .sutura da vagina para uma com internação .pilar de sustentação. sedativas. colporrafia . mucosa do canal anal.expressão utilizada para colunas longitudinais de substância descrever a condição de alteração da cinzenta na medula espinhal. cujos divisões da coluna longitudinal de ductos estão cheios de células que. região comedão -. traumatismos ou columela . medicamentos. toxinas.sutura de uma colunização . colpopexia .pregas verticais da sebo no orifício folicular. não se consegue despertar o paciente.uma divisão das coma induzido . eixo central da ou térmicos. com finalidade de período mínimo de 24 horas.1. crosta escura devida à oxidação do colunas anais .septo do vestíbulo nasal limite transtornos circulatórios. coluna lateral e comichão – coceira.colpoperineorrafia . urina e as fezes de um indivíduo coluna vertebral – conjunto de trinta e acamado. partículas finas. prolabado. com especialidades . de 153 . coma hepático .estado de inconsciência coluna . espéculo doença intracraniana. enfermos com doença hepática.núcleo torácico. visualização da vagina e do colo coma . tipo de colunas da substância cinzenta . 2.utensílio oco. destinados à acomodação de pacientes colposcopia . respiratórios medial das narinas. cervical com sete vértebras. com ou sem internação. cóclea do ouvido humano. cinco e região coccígena com quatro coberta superficialmente por uma vértebras. vaginal.

misturar-se com outro sem complexo de Ghon . medida no pico do volume complexo ventricular . A deflexão deslocamento de uma substância sob o inferior inicial é denominada onda Q.a combinação de modificação química prejudicial nem um foco de tuberculose subpleural perda do poder terapêutico. provido de muitas partes compacta . hilares associados. histocompatibilidade. um grupo de idéias comissurotomia mitral .1. sendo que a baixa complacência é equivalente à rigidez e a alta 154 . 2. choque. uma deflexão comoção – concussão. transferido pela mente uma valculotomia. de substâncias mais simples. as pálpebras soro normal e que se combina com o os grandes lábios ou as válvulas complexo antígeno-anticorpo. denominada onda S. uma comissura geralmente da complementófilo . nos (tubérculo de Ghon) com tuberculose grupos sangüíneos. 4. por meio do qual ele se tratamento de certos transtornos combina com o complemento.estado acidental ou estruturas elásticas.1. psiquiátricos. aéreo.abertura influencia a personalidade. complexo .grupo haptóforo do comissura anterior. com forte tonalidade aliviar a estenose mitral geralmente emocional. osso ou elementos.operação para associadas. comissura . deflexão coexistir harmonicamente. onda R e a volume produzida nos pulmões por deflexão inferior seguinte à onda R é determinada alteração de pressão. 4. consciente para o inconsciente e que comissurotomia valvar . sintomas. formado pela união compacto. um complexo de congênita ou adquirida. quando não há fluxo onda T do eletrocardiograma.1. complexo de despolarização capacidade de um medicamento ou ventricular . 2. cardíacas. alteração de deflexão inicial superior. a efeito de uma carga. a região de união de complemento . produzindo lise quando o antígeno é comissurotomia . 2. especialmente no anticorpo.complexo QRS e respiratório. compatibilidade . 3. uma cirúrgica das comissuras das valvas combinação de sinais e sintomas ou cardíacas possuidoras de estenose fatores relacionados. eletrocardiográfica que representa a complacência . modo a dividi-lo em diversos complacência à pronunciada fragmentos.substância compacta.complexo QRS do substância em um medicamento eletrocardiograma. distensibilidade. nenhuma reação dos gânglios linfáticos mediastinais e entre dois tipos de sangue. 3. distensão ou despolarização ventricular. 2. espinhal. coração ou pulmões.destrição cirúrgica de uma célula intacta. correspondente a uma fase do ciclo comoção cerebral . como vasos moléstia secundária que ocorre no sangüíneos. capacidade de complexo QRS . 5.substância presente no estruturas como os lábios. decurso de um processo primário. grau de distensibilidade de complicação . 3.concussão cerebral.feixes de fibras nervosas que complacência pulmonar – refere-se à se unem como estruturas de ambos os distensibilidade ou recuo elástico do lados do cérebro ou da medula tecido pulmonar. cardíaco. congruência.

provido de uma superfície às temperaturas normais. assinalado por transtornos variáveis da compulsão .1. depósito. O principal turbinados. ato executado nervoso autônomo. estado de ser nos esporte. tofo. intervertebral e na região cervical é o concótomo . 2. nas compressão e elevação com gelo . estado patológico compressora.na gota. ato determinado por um consciência. concussão comprimento de onda . 2.1. situado na parte inferior da compressão das raízes nervosas parede lateral do nariz. letargia. cuidados imediatos das lesões agudas concussão . espinhais . é dor radicular. abalo ou agitação intensos de compressor . convexa do outro. duas cristas consecutivas de uma onda. técnica crioterápica usada nos concremento – concreção. mãos ou no pé. força que atua ao longo do de concha. instrumento para uma parte do corpo. agitado. comunicar – transferir ou conferir solventes. comprimido.limitado por uma chumaço de outro material macio. física violenta sobre a cabeça. Na região lombar a causa ou dos sintomas de uma doença de um mais comum é a herniação do disco paciente. 3. choque. uma explosão ou de uma pancada músculo que exerce função violenta. indivíduo na ocasião. resultante de tal abalo.composição corporal – proporção entre habitualmente por uma obsessão.1.distância entre cerebral. revestido de membrana eixo do osso e que o comprime. ato de comprimir ou concha nasal inferior . comprimir – reduzir ao menor volume. dos sinais intermitente. concêntrico . geralmente de urato de sódio. concussão cerebral . 2. alterações dos contra o desejo consciente do reflexos. gases e combustíveis informação ou conhecimento.estado produzido distância percorrida por uma onda num pela aplicação brusca de uma força determinado período. vômitos e cefaléias. aplicado firmemente a uma região do conceber – engravidar. superfície côncava de um lado e úmido ou seco. iterativo. encurvada. acordo ou vertebral. compressa .provido de um centro compressão . deprimida. estado de ser comum.pano dobrado ou um côncavo-convexo . corpo. insistente e corpo. 3. compostos orgânicos voláteis . sintoma da compressão da raiz nervosa concreção gotosa . massa magra e massa gorda de um impulso involuntário. para executar uma ação composto carboxílico – produtos finais contrária aos desejos conscientes ou às obtidos da combinação da química de normas do indivíduo e representativo proteína do plasma e/ou hemoglobina de desejos ou idéias ocultas é e dióxido de carbono. quente ou frio.instrumento para a estreitamento por osteófitos do extirpação cirúrgica dos ossos forâmen intervertebral. completamente inaceitáveis.distúrbios da coluna concordância .1. como no caso de comprimir uma vaso ou outra parte. líquidos que se evaporam facilmente côncavo . causado 155 . perturbações do sistema impulso irresistível. podendo ser contínua ou compatibilidade da história. 2. mucosa.osso em forma espremer.

transformar em cartilagem. esmagamento de uma condral – cartilaginoso. condom . trabalho. em que a matéria condrodisplasia – é um grupo orgânica é processada para fornecer a heterogêneo de condições raras 156 . condroclase . absorção de cartilagem. tornar-se cartilagem ou cartilaginoso. condrodermatite . condr – condro.espécie de saco de borracha condrocalsinovite .extirpação de cartilagem. ânus ou aos genitais. do fêmur. natureza. em alguns casos alcança a côndilo . embrionário.termo genérico para todas condicionado – preparado. durante cálcio em tecidos cartilaginosos e a cópula.crânio cartilaginoso condrificar . condroblasto . condrobladoma .célula cartilaginosa. relativas à atividade física que pratica. de uma célula. condrissomo .tumor de Condman. O tumor que elipsóide.inflamação de uma cartilagem.deposição de sais de condilotomia – uma divisão através dos cálcio em tecidos cartilaginosos. homens são mais afetados do que as condilóide .referente às costelas e condrificação . longos. fecundação ou uma infecção venérea. cartilaginoso.1. condrocalcinose . especialmente. meio de tratamento ou exposição tumor ósseo primário de células repetidos. 2. porém não produz energética através de um programa de metástases. estímulo. condrocrânio .célula formadora de condicionar . as formas de mitocôndrias e outros condicionamento .articulação condilóide ou como benigno ativo.qualquer saliência arredondada.condição física – potencial do indivíduo energia química acumulada ao num conjunto de qualidades físicas metabolismo celular.excisão de um côndilo. região metafisária. mulheres e a época mais freqüente condiloma . geralmente próximo ao idade. muitos ossos. aumento da capacidade agressivo. condri – condro. ou mais reflexos condicionados.deposição de sais de delgada.produzir uma reação cartilagem. Os do úmero e da mandíbula. que envolve o pênis. côndilos de um osso. é físico. classificado condilartrose . condrócito . Os ossos mais como a que ocorre nas articulações de acometidos são o úmero proximal. cartilagem. referente à cartilagem. condrocostal . 2. ou uma nova reação a um velho condrite . condroclasto . que fisiológicas por meio do exercício atinge geralmente as epífises.célula interessada na condrectomia . tíbia proximal.tumor condrocítico criação de melhores condições intermediário e raro dos jovens. cartilaginosas imaturas. processo de ligar corpúsculos citoplásmicos da mesma um novo estímulo a uma velha reação. fêmur distal.1.inflamação da condrioma –conjunto das mitocôndrias cartilagem e da pele que a recobre. absorção de cartilagem. específica a determinado estímulo por condroblastoma . processo de estabelecer um condro – referente a cartilagem. síndrome pseudogotosa.proliferação ou tumor encontra-se entre 10 e 20 anos de verrucóide. com o intuito de evitar a sinoviais.condiliano. costuma acometer a epífise dos ossos condilectomia .transformação em tecido suas cartilagens.

defeito da formação condromixoma . condrodistrofia fetal – acondroplasia. que costais e ao esterno. referente à cartilagem. condroosteoma – 1. condrodisplasia puntiforme – veja condromixóide . condropatia . Morquio. ossificante. que. 2. condromixossarcoma . condrofibroma . associado. ocorre associada mental e catarata.formação de cartilagem. calor.síndrome de deficiência mental. freqüentemente. cartilagem. epífises composto por elementos pontilhadas. central ou periférico. condrodisplasia fetal às proteínas. caracterizadas por pontilhado das condroitina . como certas cartilagens dos arcos condrossarcoma . cartilagem derivada do ectoderma condrose .referente ou da natureza metafisária. condrodisplasia lipossarcomatosos e calcificada congênita.passagem ou transferência de fibrossarcomatosos e elétrons. som ou qualquer forma condrossarcomatosos.referente às cartilagens mesodérmico maligno misto. sob a forma do ácido longitudinal desordenado.tumor benigno de óssea a partir de cartilagem geralmente tecido conetivo.tumor benigno composto de condrodisplasia deformante cartilagem. cartilaginosos e mucinosos. tumor puntiforme. condrodistrofia calcificante congênita. condrodisplasia. hereditárias múltiplas.formação de cartilagem. cujo processo congênito raro.amolecimento de uma múltipla. retardo condroitinsulfúrico. displasia epifisária pontilhada. contém componentes condução . meios adequados ou de estímulos condróide – semelhante a cartilagem. cartilagem. exostose cartilaginosa. condrodisplasia metafisária – disostose condromatoso . nervosos e musculares. doença de condrossarcomatosos.presença de condromas condrodisplasia.sarcoma. múltiplos. de massa ou de energia através de condrogênese . Conradi. caracterizado parênquima se compõe de elementos pela calcificação anormal dos ossos. com elementos de origem congênita.composto de elementos condrodisplasia. condrodisplasia condrolipossarcoma . mixóides anaplásticos e condróides.tipo de tumor condrosternal . pontilhado calcificado. cartilaginosos e mixóides. condrofibrossarcoma . a cataratas e ligeira condroosteodistrofia . de uma cartilagem. condroma . condroplastia . crescimento ósseo complexa. osteocondroma. condrodistrofia .operação plástica sobre condroectodémico .substância nitrogenada epífises.exostose hereditária condromalacia . encurtamento dos membros e condromucóide . condrodisplasia fetal ossificante – veja condromatose . condrodistrofia fetal hipoplástica . hereditária .mucóide encontrado na contraturas. composto de condrócitos anaplásticos.proliferação cartilaginosa condrodistrofia hipoplástica – exostoses hipertrófica. 157 . condrodistrofia calcificante congênita .tumor maligno branquiais derivados da crista neural.fibroma que contém podendo ocorrer como tumor ósseo tecido cartilaginoso. mesodérmico maligno misto.

antes do mesmo. congênito . substância ligado a outro por sua que juntamente com os bastonetes origem. resultante de mãe. para avaliar o tipo do tumor. estrutura ou fotorreceptoras em formato de garrafa. coalescente ou reunido.transmissão de conflito . uma substância de. inverso da resistência. que flui conjuntamente. na tentativa através dos ossos cranianos. que somente poderá ser de uma parte do corpo. condutância . confluente . cujos componentes bulbo e das olivas cerebelares vizinhas sejam derivados da mesma substância- através do forame magno.1. primeira ou segunda vértebra lombar. tímpano através do conduto auditivo confinamento . 158 . conecondrosterno .1.1.1. qualquer substância de um cone de pressão cerebelar .1.propriedade que possui depois. fluxo relacionada com processos psíquicos. 3. natureza ou função. datando do tumores da fossa posterior.hérnia do grupo químico.reunião do paciente com diferença de tensão. organismo. exame realizado pelo conduzido. 2. nascimento.acúmulo anormal de líquido átomos ou grupos de átomos de uma no interior dos vasos de um órgão ou molécula. 2. restrito. no muscular em conduzir estímulos espaço ou em relação a pessoas. não adquirido.que une. para passagem da corrente elétrica.1. um organismo a adaptar-se ao seu aplica-se a dois ou mais ossos ambiente. como nos ocasião do nascimento.disposição espacial de congestão . internação hospitalar. externos. espécie associados. 2. mas não evidenciado cone medular – final da medula e é necessariamente por ocasião do habitualmente encontrado ao nível da mesmo. permitir a outra pessoa ou com certos fatos. corpo sólido com a base do frio intenso sobre qualquer órgão formada por um grande círculo e que ou parte de um animal. fluxo conjunto.transmissão dos modificada pela ruptura de ligações e estímulos sonoros à membrana do criação de outras. conduta adaptável .1.1. termina por uma ponta. nítido gradiente de pressão entre as congênito . configuração .que nasce com o indivíduo. 3. condutividade de patologista durante o ato operatório. mistura ou embaralhamento. contínuo. que existe desde o nascimento ou até conectivo . reunião. 2.conduta que auxilia fundido.condução aérea . 2. elétricos. 3. 2. formando somente um. formam a camada de organismo do mesmo gênero de neuroepitelial da retina. comportamento. de descarregar as suas energias sem conduta . outra. originariamente separados. efeito cone . 2.tórax em funil. 2. existente antes ou por pressões intracraniana. 2. desorientação no tempo. porém. ou entre forças opostas um organismo a estímulos internos e dentro do psiquismo.1. o valor fins diagnósticos. a capacidade de ser congelação .1. soma total das reações de modificação. 2. atividade observável confluência . condução óssea . estado de perplexidade condutibilidade – propriedade da fibra mental.choque do instinto puro com vibrações sonoras ao ouvido interno diversas forças psíquicas. energia. em presença de confrontação . reclusão em ambiente externo. confusão . células congênere . condutibillidade .

a córtex granular. unilateral. que ocorre sangüínea. entre os madeireiros. 2.1. conóide . do retorno do sangue venoso.hiperemia de uma reflete nas pálpebras e se estende até à região. conjuntivite de origem alérgica. coniocórtex . que pode causar a morte de inclusão. dentro de 30 a 120 minutos.adesivo que favorece a conjuntivoplastia . acontece.relação devida a inalação de esporos do fungo ancestrais próximos e comuns. diâmetro ântero-posterior conduta e juízos de realização e de do estreito superior da bacia. que sabe o que faz. das bordas conjuntiva. resultante do comprometimento borda livre das mesmas. que conglutinação – união natural de duas recidiva sempre na primavera ou no superfícies ou dois corpos contíguos.a conservação do momento estabelece 159 . parente de sangue. que se ulceram.cirurgia plástica da união. a parte moral e conização .pneumonite aguda por consangüinidade . desaparecendo na estação fria.doença ou estado mórbido irmão fraterno. referente à excitação conjugado verdadeiro . o superego consciente. se conservação do momento .inflamação da congestiva . formada pela união de dois compostos.distância entre o involuntária pelo estímulo de outra meio do promontório sacro e a borda parte. formaram e existem padrões de conjugado . conglomerado . por exemplo.é um termo incluído na córnea. arredondada. conjuntivite granular – tracoma. caracterizada pela formação de designação insuficiência cardíaca nódulos vesiculosos de tamanho da congestiva. quando o coração não cabeça de alfinete. levar a um edema pulmonar. consegue bombear o sangue de forma conjuntivite folicular .1. podendo córnea. coniosporiose . sendo o valor.inflamação da conjuntiva.a mucosa que recobre a acompanha movimentos voluntários. conjuntivite primaveril . substância consciente – lúcido. consensual . o que conjuntivite .1. Conradi – veja condrodisplasia. pequenos no estroma superficial da conglobado . porção anterior do globo ocular.extirpação de um cone de autocrítica de si mesmo. como. grupo de descendência devido à inalação de poeira. movimento involuntário que conjuntiva . característica de áreas sensitivas. verão. 3. conjuntivite flictenular .conjuntivite velocidade.reunido em massa. coniose .mucosa que recobre congestão pulmonar – caracterizada pela o terço anterior do globo ocular.congestão passivo . plano do estreito superior considerado consciência corporal – aptidão do sujeito como uma elipse.que forma uma massa conjuntiva. desde existência de excesso de sangue ou de a junção palpebral até a margem da outros líquidos nos pulmões.1. 2. relação Coniosporium corticale. na qual se tecido.do formato de um cone. conglutinante . por vezes. conjuntiva bulbar . referente ou produzido por superior da sínfise púbica. com tal conjuntivite das piscinas .conjuntivite insuficiente deixando os pulmões e os caracterizada por folículos linfáticos órgãos congestionados. qualquer diâmetro para reconhecer ou controlar o corpo. 2. consangüíneo . de uma ferida. do estreito superior. consciência .forma de agregado.

consolidação .um grupo de pensamentos contador de células sangüíneas - aliados. consumida por minuto. 160 . solidez. ocasionalmente. mediante contato direto ou a interferência.estreitamento da luz de um contagem diferencial de leucócitos - canal ou órgão oco. elementos formados da urina. constelação . destruir completamente. quantidade máxima de oxigênio consignar – marcar. escamosas. restauração de partes lesadas. demorados ou com dificuldade. respeito de uma queixa pessoal sobre transmissão direta. evitar a deterioração. anotar. 2. indireto.procurar um profissional a transmite uma doença. a potência ou consistência . terapêutica limitada ou consumir . volume de sangue.tuberculose.grau de densidade. energia.alérgeno que provoca firme ou sólido. constrição – estreitamento.1. baseada.estado em que os intestinos avaliam as unidades de uma série ou são exonerados em intervalos coleção. consagrada. na ausência de qualquer força sintoma específico. parecer emitido externa.a cifra obtida quando se constipação . despender ou gastar. habitualmente. desgastar. experimental. construtiva . conservar . o piloro ou a uretra. 2. Os resultados são constritor – que tende a produzir o expressos como a cifra do elemento estreitamento. cuidadosa. processo pelo qual uma resultante da superposição é maior que doença é transmitida de uma pessoa qualquer de seus componentes.1. leucócitos. como a contagem sangüínea.ouvir a opinião de um perito visa o tratamento mediante observação ou especialista. movimento da matéria.manter em condições sadias consumo máximo de oxigênio – e seguras. que visa a preservação e tratamento a ser seguido pelo paciente.determinação do e. tem-se para outra. constipado .processo de se tornar contactante . a soma dos momentos de duas por profissional com a finalidade de partículas permanece constante.agente que reduz a determinação quantitativa dos motilidade intestinal. na conseqüentemente a lesões contagem de 100 leucócitos.1. torno de uma idéia nuclear. contaminação. mantidos reunidos por uma aparelho para a identificação das experiência emocional comum em células do sangue. o porcentagem de cada variedade de ureter. mecanismo excluindo as células epiteliais para regular o fluxo sangüíneo. de compressão número de eritrócitos e leucócitos por externa.consiste no dessa sensibilização pelo contato ducto agrupamento e distribuição dos dados. registrar. contagem de Addis – técnica para a constipante . determinar diagnóstico e indicação do conservador . que consultar .referente a constipação. que. capacidade do sistema aeróbia ou de viscosidade ou resistência ao oxigênio. 2. constritura . utilizar. com a pele ou mucosas. prisão o número de glóbulos por unidade de de ventre. como no caso da nem inovador. não radical. consunção . sensibilização e provoca a reação consolidação dos dados . contagem . como o esôfago. em questão por 24 horas.quando o pulso de onda contágio . inflamatórias ou outras de suas paredes contagem sangüínea . milímetro cúbico de sangue. bactéria ou vírus que consulta .

contração – encurtamento. contorção – encurvamento ou torção. criando a oportunidade permanente da musculatura que ocorre de adquirir o agente etiológico. contra-indicação . contrair .estado de contração contaminado.contagioso – transmissível.efetuar tratamento batimento ectópico de origem provisório ou temporário para um ventricular.movimentos em um abscesso ou cavidade feita em peristálticos do estômago causados por local oposto à primeira. contração ventricular prematura - contemporizar . contracheque . infectado. por outra força. contíguo – em contato adjacente. em condições patológicas. contato . continência – autodomínio.lesão de uma parte aposta involuntária caracterizada por da que foi golpeada. 2. até que seja firmado o batimento anterior e que ocorre antes diagnóstico definitivo. dependente e acoplado ao paciente. contração muscular.acidentes e ou primeira fase da síndrome geral de irregularidades dos ossos. 161 . contra-extensão . músculo agonista. com finalidade seu estado de vacuidade. murchar. uma pessoa ou um objeto se converte contração isométrica – contração em veículo mecânico de disseminação envolvendo a manutenção do de um determinado agente patogênico.1. exercendo diafragma e dos músculos abdominais força em direção oposta. adaptação. realmente transferido dessa para o espasmo tônico. sucessão de contrações.contribuição atrial para oposta àquela em que a tração é feita o enchimento ventricular. em que o agente etiológico é que dura um certo período de tempo. estendendo- de drenagem. contrapressão – manipulação com o fim contração expulsiva .fase da reação de alarme contornos ósseos .sintoma. ou com ambiente contração tetânica . contração clônica – contração muscular contragolpe .pessoa ou animal que teve contração miotônica – contração contato com pessoa ou animal muscular do tipo isocinética. comprimento muscular. contato eficiente . do seguinte batimento dominante. encolher as partes contração excêntrica – tipo de contração constituintes. se do esôfago inferior ao duodeno. adquirir isotônica na qual haverá o afastamento mediante contágio ou infecção. indicação ou contração concêntrica – tipo de estado em que um remédio ou método contração isotônica na qual haverá a de tratamento é desaconselhado ou aproximação das inserções das nocivo. prevenção da gravidez. contraceptivo – anticoncepcional. contracepção – anticoncepção.tração feita em direção contração atrial .contato entre um contração tônica – contração muscular suscetível e uma fonte primária de caracterizada por contração constante infecção. urina ou um contaminação . contra-abertura . primeiro.ato ou momento em que feto. para a expulsão de fezes. das inserções das extremidades do contralateral – lado oposto. extremidades do músculo agonista. devido à relaxamento alternativo em rápida transmissão do choque.contrações do de contrabalançar a pressão.uma segunda incisão contrações da fome .

padrão pelo qual se músculo diminuir o seu comprimento. como para a redução de fraturas. elétricos. 3. contratabilidade – propriedade do controle – 1. doenças transmissíveis e alguns não 2.1.contraste . concrescência. mão. centro ou foco mão em garra. aquisição. freqüentemente músculo diminuir o seu comprimento acompanhado de fibrose devido a em resposta a um estímulo. freqüentemente a degeneração convergência . sem de uma articulação. 2.propriedade de diminuir prevalência em níveis muito baixos. conferem observações e se assegura a em resposta a um estímulo. síndrome comum. ou limitação anormal do movimento contusão – lesão superficial. objetos radiografados.capacidade de distinção visual compartimental. gravemente. transmissíveis. período de especialmente adultos do sexo tempo gasto na recuperação. fase de recuperação especialmente. contratura isquêmica . 2. de comprimento sob o efeito de um controle de natalidade . completamente os dedos. convalescença . tração que compensa experimentais.prevenção ou estímulo. contração laceração em tecidos vivos. incapacidade de estender observada na miopia em alto grau. produzida muscular duradoura que provoca dor por instrumento ou objetos local e limitação funcional. isquemia. conseqüente a lesão por conveniência – vantagem. contundentes. terminando fibrose extensa e rumo a um ponto. próximo ao disco óptico. radiográficas. ocorrência de contusões após produzindo distorção ou deformidade traumatismos.transmissão ou transporte de contratura de Volkmann . caracterizada dolorosos no local contundido. objetivo de reduzir sua incidência e/ou contratilidade . lesão muscular das densidades fotográficas ou isquêmica.encurtamento contratabilidade – propriedade do muscular. contração em resposta a choques contundente – acentuadamente. hematoma ou edemas indolor e crônica da mão. o término e o quarto gradativa das forças e da saúde depois dedos.facilidade da músculo ou de tecido cicatricial. convecção . determinada pela contratura em flexão – limitação para a composição estrutural do objeto ou extensão de uma articulação. inclinação ou direção muscular. validade de resultados em testes contratação – 1.contratura equimose.1. masculino. significa operações ou contrátil – que tem a capacidade de programas desenvolvidos com o contrair. capacidade compressão. reunião de um grupo de nervos aferentes sobre 162 . de etiologia obscura e atinge de uma doença ou ledo.mancha amarela em forma de digitais e da aponeurose palmar e pela crescente. Caracteriza-se por contratura de Dupuytren .encurtamento de um contundibilidade .capacidade de processos anticoncepção. contratura . pelo espessamento dos processos conus . associa-se para executar determinada função. regulação da concepção por quaisquer contratilidade farádica . quando aplicado a outra.contratura calor através do contato com o ar ou a muscular isquêmica do braço e da água.

com integração com sistema insuficiência cardíaca.convulsão que fecal.massa endurecida de matéria comum em crianças. aplica-se aos túbulos renais.convulsão na coproporfinúria . fecal. combinação de estímulos aéreas. um neurônio motor do corno ventral da coordenação psicomotora – contração medula espinhal. coqueluche. encontrado nas fezes. coprofobia . produzida por Bordetella nervosos em centros motores. convolução . dobrado em coproanticorpo . seqüência carreta das peças que coqueluche . dobra ou curva de copofobia .vômito de matéria fecal. medo anormal de matéria convulsão febril . 2. observado em certas convulsão clônico-tônica . que termina por uma coordenação dinâmica global – inspiração ruidosa e convulsa. separadas uma das outras copotomia – vaginotomia. por depressões ou sulcos. coprozóico .prega. convulsões. especialmente de exaustão.moléstia inflamatória cooperam na execução de qualquer extremamente infecciosa das vias função. copodiscinesia . do cérebro.neurose ocupacional. de convexo – arredondado sobre a superfície forma independentes. excreção de qual feixes separados de um músculo quantidade anômala de coproporfirina são atingidos sucessivamente ou não. no seu assegurar a cooperação dos músculos apogeu.coito. 2. estados patológicos que atingem a 163 . externa. ataque generalizado.interesse anormal pela ou anomalia do sistema nervoso. sujeito a protozoários encontrado na matéria estremeções. para pertussis e caracterizada. coordenação .medicamento que produz fezes. através do exame parasitológico de convulsivante .sobrecarga aguda do coordenação motora – quando o coração direito ou hipertrofia movimento envolve a ação de vários ventricular direita crônica. movimentos amplos.que vive nas fezes. clônicos. como os convulsivo – saltitante. medo ou aversão aos acompanha a febre. por tosse explosiva e adequados em uma reação. cor pulmonale . resultante de nervoso central. atividade harmônica e cópula . buscando a harmonia e o controle de cor – veja coro.que se desenvolve sobre tanto movimentos tônicos como matéria fecal. de grupos musculares diferentes. fecal nos intestinos. convulsão – contração muscular violenta coprofagia – ingestão de fezes. conjunto de habilidades coqueluchóide . embora não movimentos intestinais.1. paroxística. necessariamente causada por ela. coprêmese .1. convulsão tônico-clônico . em que surgem coprófilo . coprólito .medo mórbido de fadiga ou qualquer órgão.acesso coproscopia . semelhante à desempenhadas com o corpo todo. com ou sem músculos. convulsão oscilatória . qualquer das partes convexas salientes copoplastia – vaginoplastia.diagnóstico realizado generalizado. e involuntária provocada por distúrbio coprofilia . através da urina.anticorpo intestinal curvas. matéria fecal. convoluto – enrolado.convulsão ou psicoses. protuberante.

por conter sangue venoso. maiores comparado ao coração.corante ou pigmento sistêmicos e coronários. a dobra direita coração-pulmão – bomba mecânica que ou esquerda. ou para produzir reações coração direito . em alguns pacientes.coração do bócio. atravessa a cavidade câmaras.parte do coração que denominados gram-negativos. ventricular e. que coração arterial – referente ao lado realiza a flexão e adução do braço. aparecem sob coloração róseo é coração esquerdo . coração de atleta . coração de boi .corante apropriado para desenvolvimento da insuficiência corar tecidos vivos. envia sangue para os pulmões.síndrome de o qual cora seletivamente certos adultos jovens. esquerdo do coração.pigmento ou composto corado. anteriormente. cardíaca.termo é uma expressão corante . posteriormente. bombeia o sangue para os vasos corante intravital .coração com três do nervo facial.bactérias coradas com coração do hipertiroidismo. processo coracóide da escápula. coracóide da escápula à clavícula. 2. caracterizada por fibrilação atrial. corda vocal . Se a cardiomegalia e insuficiência cardíaca cor azul for retida. velocidade e interação de um corante ácido e um intensidade aumentadas da ejeção básico. corante de gram .músculo da região tórax que funciona como bomba para superior e medial do braço. coração irritável . coracóide e acromial.1. coração . corcova – cifose. por conter coracoclavicular . cord – veja cardo coração tireóideo . coracóide . corda do tímpano .parte do coração que microquímicas específicas. astenia corcunda – cifose. processo coracóide da observada em atletas treinados. de causa desconhecida.composto resultante da cardíaco em repouso. inserido no manter a circulação do sangue. coracoacromial . 164 . – condição soluções de violeta-cristal e iodo. sustentada. por uma cirurgia cardíaca. extracorpórea.dilatação cardíaca. neurocirculatória. popular para o coração que se utilizado para tornar estruturas apresenta com dimensões muito minúsculas e transparentes visíveis. coração hipercinético . do coração.um nervo que nasce coração trilocular . função e/ou a estrutura dos pulmões. de corvo. circulação um ligamento vocal e. corante vital .órgão muscular oco situado no coracobraquial . corcova. com o formato de um bico sem cardiopatia responsável. os microrganismos congestiva devida ao hipertiroidismo. introduzido por injeção no organismo. caracterizada por aumento do débito corante neutro . escápula.referente aos processos acarretando hipertensão pulmonar. que limitam a rima da mantém a circulação de sangue do glote. ambas são revestidas por paciente que está sendo submetido a mucosa. tecidos ou células.referente ao processo sangue arterial. do denominados gram-positivos. timpânica e se reúne ao ramo lingual coração venoso –referente ao lado direito do nervo mandibular. para distinguir os elementos do tecidos coração de atleta.na laringe. seguida por exposição ao álcool. os microrganismos neurocirculatória. se ela coração dos soldados – astenia for removida.

cordão que vai do da íris. rápidos e mesênquima longitudinal. irrigada pelos vasos sangüíneos composto de células notocórdicas alantóicos.tumor localmente agressivo. e liga o feto à placenta. qual a pupila não se encontra no centro cordão espermático . isenta de vilosidades salientes. 2.coréia de Sydenham cordoalha tendinosa . coreoatetose . dos artificial na borda cifrar da íris. secundários em cordão do epitélio coreoatetóide . irritabilidade e outros transtornos cordão umbilical .tendões dos que ocorre durante a gravidez ou é por músculos papilares dos ventrículos ela agravada. cori – veja cório. hiporreflexia. forma a parte fetal da embrionárias e grandes células placenta. amiúde de instalação alongada. musculares anormais e espontâneos.formação cilíndrica psíquicos. testículo ao anel inguinal profundo e corediálise.qualquer anomalia ocular. coréia gravídica . do desenvolvimento. uma coluna de corectopia . em forma de transitórios. 165 . patológico da pupila. coreiforme .secção cirúrgica de certos desenvolve o cório leve. mais acentuada contém as artérias e a veias umbilicais de um lado do corpo. mesonefro e metanefro. cordão nefrogênico . fetais. cório . distúrbio encefálico epidídimo e tecido conetivo que o caracterizado por movimentos acompanha. core – veja coro. revestida pelo âmnio. hipotonia e dá origem às partes funcionais do pró. sugerindo uma dança.massa de sem propósito.1. de um cordão. que insidiosa e. cordão. embrionário. a na região sacro-coccígea ou na base do totalidade do cório até o terceiro mês crânio.processo placa nefrostômica do mesoderma.1.colunas movimentos tanto coreiformes como semelhantes a cordão. tratos da medula espinhal para cório leve . ventriculares.invaginações da íris ao cristalino ou à córnea. vasos e nervos testiculares e do coréia .invaginações trofoblástico externo.parte membranosa lisa do combater a dor.a mais externa das membranas polpa esplênica vermelha. anastomosante. cordão . revestido primárias do epitélio germinativo da internamente por mesoderma extra- gônada embrionária.. pelo processo vocal de uma cartilagem coréclise .dilatação da pupila.septação ou obliteração aritenóide. que consiste de um epitélio cordões medulares . que caracterizado por coréia.produção de uma pupila que consiste do canal deferente. ás vezes. cardíacos.referente à coreoatetose. germinativo da gônada embrionária. ocorre em qualquer cório frondoso . corélise -desprendimento de aderências cordões corticais . na células. cório. separando os seios venosos do baço. quando se cordotomia . cordoma . parte vilosa do cório ponto da coluna vertebral. atetóides. irregulares. geralmente que forma a placenta fetal. vacuolizadas. de tecido conjuntivo reticular. inseridos nas válvulas átrio. derivada do mesômero ou coréia de Sydenham . 2.semelhante à coréia. sua porção vilosa. freqüentemente nefro.estado caracterizado por cordões de polpa vermelha . qualquer órgão como formato corectasia .

trofoblasto sincicial em disposição corne – veja córneo. mesma.tumor mais comum da coristoma .tumor altamente assinalada geralmente por espirros e maligno.esclerótica e córnea. corne. em escamas córneas mortas. coluna anterior de substância cinzenta 166 . cório-carcinoma .porção anterior.protrusão herniária da túnica continua-se com a esclerótica e é coróide ocular. composto de citotrofoblasto e secreção de muco aquoso. 2. encontrado mais comumente no córnea . no ovário. 2.processo mórbido que cório-âmnico . cório. transparente.tumor de malignidade cório-retinite . corneano.inflamação das coristo . cuja área ocupa cerca de raramente. freqüentemente.referente aos camundongos. coriza . um sexto da circunferência do globo.inflamação da coróide e intermediária entre a mola hidatiforme da retina.a retina.camada córnea da epiderme. composto de vasos elementos estranhos ao tecido no qual sangüíneos fetais. elevação da taxa de corneum .referente ao cório. e o coriocarcinoma. corioma .meningite asséptica palpebral à córnea. córnea. ocular. corneobléfaro .referente à córnea vital aguda ocasionada por um vírus e à mandíbula.derme. pode surgir pelo trofoblasto. endêmico em córneo-oculogírico . carcinoma. corist.meningite córneo-mandibular . cornificação . nutrida pelas alças vasculares coriogênese . escamoso estratificado se convertem coriônico . epiderme e em derivados córneos da escleroderma. inflamação da placenta. cório-retinopatia .inflamação das mucosas nasais.tumor benigno composto de placenta. proteína do líquido céfalo-raquidiano e corniculado . cório-retinico .expressão que significa membranas fetais. tecido conetivo e se encontra.aderência da superfície coriomeningite . do útero e nos testículos e. âmnio. unhas e penas.referente ao cório e ao atinge tanto a coróide como a retina. pleocitose e. como na corionite – 1.provido de cornos ou de por um curso breve e benigno com apêndices em forma de cornos. ectópico. cório-amnionite .desenvolvimento do cório. mais globo ocular. separado. caracterizada pelo comprometimento córneo-esclerótica . vilosa. coriocele . coriomeningite linfocitária . sangüíneas em sua borda periférica. como pêlos.processo degenerativo coriomeningite linfocítica – pelo qual as células de um epitélio coriomeningite linfocitária.expressão que indica córneo. caracteriza-se por início movimentos oculares súbito e instalação rápida dos sintomas conseqüentemente a estímulo da de irritação meníngea. porção interna da túnica coróide corium . deslocamento evolutivo de tecido de cório-capilar . específico. elementos coriônicos. consideradas como uma única túnica.1.corioadenoma .rede de capilares sobre a um local para outro ou por metaplasia. cório-angioma . qualquer tumor benigno de córneo . da aracnóide e do plexo coróide.referente à coróide e à corno anterior da medula espinhal . remissão completa. corist – veja coristo.

fatos existentes as artérias coronárias. 2. para trás da borda lateral do corpo.massa de substância corno menor projeta-se para cima do cinzenta com a forma de amêndoa. ou da mandíbula. como o corpo do útero.massa entremeada de coróide – 1. ou próximo à mesma e inervada pelo coroidorretinite . cadáver.segmentos do matéria. que se asteróide como a observada no continua com o corpo cifrar citoplasma das células gigantes. coronárias. como o osso hióide. corpo caloso . nervos tecido erétil que constitui o pênis. membrana numerosas micoses.coroidite em longitudinal do cérebro.atrofia da coróide. referente a vasos. corpo asteróide . ângulo de junção entre o corpo e o situada na parede lateral. corpo cavernoso do clitóris . corpo coccígeo . na actinomicose e coróidea. pode ser massas epitélio ides irregulares confundida. torno do disco óptico. produzindo corpo carotídeo . qualquer estado cerebrais.pequeno corpo coronariografia .cilindro de coronário . corno inferior do ventrículo lateral.qualquer estrutura túnica vascular do globo ocular. parte maior e porção da uretra masculina. títulos e categoria de oficiais nos seus como o processo coronóide do cúbito serviços. e no teto do corno maior. referente às artérias ciliares. Forças Armadas. direito.1. 2. coro . 5. observada em um corte transversal da primariamente central de um órgão.cilindro do corpo . coronóide . como o plexo coróide. massa de cornos do osso tifóide . coronofacial . inflamação da túnica transversal que liga os hemisférios coróide ocular.recurvado como um bico.cório-retinite. medula espinhal. 3. substância branca no fundo da fissura coróidite justapapilar . corpo esponjoso do pênis . faixa larga e arqueada de degenerativo da coróide. organismo animal com seus tecido erétil que envolve a terceira órgãos. realizam a nutrição própria do coração.qualquer de diversas defeito no campo visual.exame radiográfico anastomótico artério-venoso associado especial das coronárias. na fase ativa. esquerdo e tecido erétil que constitui o clitóris.1. corpo cavernoso do pênis .o músculo e os processos um órgão. um órgão pequeno. ou inserções que rodeiam urna parte ou corpo ciliar . 2.cilindro do constituída por dois ramos.grande comissura coróidite – 1. na nocardiose. o corpo amigdalóide .enfermeiras das cabeça e à face. 2. à artéria sagrada média. referente ou que destina tecido muscular e fibroso entre o canal membranas ou estruturas vasculares anal e o cóccix. 167 . de que foi cometido um crime. coronariopatia – afecções que acometem corpo de delito . corpo anaciccígeo .referente à coroa da corpo de enfermeiras . que têm postos. delicadas. o corno maior projeta-se corpo carotídeo. freqüentemente necessários para estabelecerem a prova ligadas a arteriosclerose. na anteriormente e está situada entre a sarcoidose ou na beriliose ou em esclerótica e a retina. ramo intercarotídeo ou sinusal do coronária – nome das artérias que nervo glossofaríngeo. com neurite localizadas na bifurcação da carótida óptica. coroideremia .expressão que significa pupila. 4. no coração.

granulações e glóbulos base do cérebro. e a calota do citoplasma de mieloblastos. como o através dos tratos geniculocalcarinos. que os separa. encontrados nas células epidérmicas de no homem. ocasionalmente. que são através do fórnix e os transmitem ao peroxidase-positivos e dão reações núcleo anterior do tálamo pelo trato positivas para proteína. corpo hemorrágico . laminados na superfície póstero-lateral do tálamo. corpo geniculado corpora . com corantes corpo geniculado medial .corpo. visual e os envia à córtex occipital em outros pontos. após a anestesia pelo éter e colabado. globo ocular.corpos hialinos corpo geniculado lateral . que aumentam transmitem ao córtex temporal através simultaneamente no sangue e na urina da radiação auditiva.substância existente em ventrículo. nas meninges. juntamente com a cápsula gelatinosa que ocupa a maior parte do interna.os núcleos caudado e corpo vítreo .área achatada microscópicos. é normalmente encontrada.corpo amarelo e endócrino situados na camada de fibras nervosas formado no ovário.massa cuneiforme de corpos de Guarnieri . comprometimento esponjoso do pênis.pequena formação hipertensão pulmonar sobre o cuniforme ligada ao teto do III ventrículo direito. em recebem impulsos da área de projeção pulmões doentes e. na leucemia aguda.corpo estranho . 168 . substância azuróila. fascículo mamilotalâmico. entre os colículos qualquer órgão ou tecido onde ela não superiores. coram-se. através do monoblastos. na superfície póstero-medial do corpos cetônicos . mieécitos.área achatada metacromáticos de anilina. corpo geniculado . 2. cardíaco que decorre do efeito de corpo pineal .uma de duas pequenas nervosas. medial. concentricamente. acúmulo destes corpos massas esféricas de substância citóides origina o exsudato cotonóide.substância transparente e lenticular. no local de um da retina e que pode corresponder a folículo de Graaf roto. que contém células nervosas de compostos como ácido beta- que recebem estímulos auditivos hidroxibutírico. Recebem elas os grandes ou bastonetes delgados de estímulos olfativos do hipocampo. corpo estriado .corpos globulares corpo lúteo . amilóide. vértebra que sustenta o peso. monócitos e histiócidos. fase em outros estados. corpos citóides .folículo de Graaf gravidez. na acidose diabética. tumefações das terminações das fibras corpo mamilar . cinzenta no espaço interpeduncular na corpos de Auer . corpo geniculado lateral corpos amilóides . corpo perineal . contendo sangue. tal massa localiza-se entre pacientes com varíola ou com varicela. corpo vertebral . o canal anal e o bulbo do corpo cor-pulmonale . encontrados no mamilotalâmico.designação genérica tálamo. precoce de um corpo lúteo. ácido acetacáico ou através do colículo inferior e os acetona.corpos de inclusão tecido fibroso e muscular entremeado.curta coluna óssea que especialmente uma substância de forma o segmento anterior de uma origem extrínseca. inanição. pedúnculo cerebral.1. que ocorrem nos contendo células nervosas que ácinos prostáticos. citoplasmática eosinofílicos situada entre o canal anal e a vagina.

encapsulado de um nervo sensitivo. corpúsculos de Aschoff . 2. amiúde. ligado a uma ou mais fibras zonas de necrose de coagulação do nervosas mielinizadas. cápsula envolvente. hepáticas. nas camadas profundas das corpúsculo fantasma . envolvendo partículas sua bainha ao penetrarem em uma virosas. abundantes nos corpúsculos de Michaelis . dispostos em anéis e vírus da varíola.receptores do corpúsculo de Paccini – terminações frio.referente a um ou vários corpúsculos basais . observados nos denominados corpúsculos elementares. miocárdio específico da cardite corpúsculo de Barr . 3. localizados na derme. que podem conter lamelar.granulações corpúsculos. nervosas responsáveis pelo sentido do corpúsculos de Nissl . São numerosos nas corpúsculo tímico . um vaso sangüíneo. na febre amarela. que perdem a citoplasma. principalmente quando as articulações proprioceptor. descrito pelo a direção dos movimentos. atingem graus extremos. eritrócitos de pacientes intoxicados que constituem as inclusões pelo chumbo e portadores de outras características observadas na varíola. pequeno corpo flagelos. corpúsculo de Malpighi – 1.granuloma do célula especial do sangue. repouso. encontradas em ligamentos. minúsculas na base de cílios ou corpúsculo .agregados do corados em azul. Ocorre especialmente mecanorreceptor dinâmico. anemias. descrito células nervosas. laminados italiano Felipe Paccini. terminações malacoplacia. ativados em movimentos articulares corpúsculo renal . 169 . nervosas subdérmicas. órgão terminal dão origem aos cílios e ou flagelos. observados na corpúsculo de Ruffini – 1.glomérulo juntamente rápidos. freqüentemente em formato de oito. sendo um rede complexa. 2. linfonodo do baço.filamentos corpúsculos de Pasehen .o estroma ainda articulações e coxins adiposos e são visível de um eritrócito hemolisado. localizados nas pupilas dérmicas. corpúsculos de Pacini – são encontrados receptor do calor. que cápsula de Bowman localiza-se no ocorrem no citoplasma das células néfron renal. 2. órgãos do tato. inativos em arredondado típico na medula do timo.corpuscular . corpúsculos anulares .corpúsculos dedos das mãos e pés. presumivelmente. de aceleração. nas papilas das superfícies palmares assinalando essencialmente a posição e dos dedos e artelhos. fazem diversas corpúsculos de Golgi-Mazzoni – estão voltas em espiral e constituem uma situados nos ligamentos.massa de reumática. considerados como receptores com sua cápsula.órgão terminal correspondem. nome do corpúsculos de Councilman - conjunto formado pelo glomérulo e a corpúsculos oxifílicos de inclusão. situado na proximidade de cromatina sexual. italiano Marcelo Meissner. substância cromófila no citoplasma das juntas e tecidos subcutâneos. ferro e cálcio.1. no córtex renal.blocos de tato.corpúsculo acidófilo articulações distais. derivadas do centríolo e que arredondado. a ovóide. corpúsculos de Krause . corpúsculo de Meissner . pelo italiano Angelo Ruffini. corpúsculo concentricamente. descrito pelo basófilos e.

eosinófilos hialinos de 4 a 5 mícrons corrente axial . relacionado com a percepção da corretivo .corpúsculos de Halberstaedter . corpúsculos tigróides . que assinalam tecido orgânico.a coluna de eritrócitos de diâmetro. 2. corpúsculos polares . simétrica.fluxo do sangue em concêntricas com um núcleo central de sua circulação pelo organismo. substância usada para pressão. como um vício de refração observados em casos de tracoma. esféricas laminadas e calcificadas que correlação – processo estatístico concorrem em certos tumores benignos expresso por um índice que varia de – e malignos.relação Russell.as duas corrosão . da correspondência . modificar ou tornar mais agradável a corpúsculos de Verocay . 170 .1.corrente alternada complexo de proteína e cálcio. calcita (CaC03). corpúsculos de Schaumann – estruturas corrente sangüínea . nas células gigantes da sarcoidose.adaptação das coisas beriliose e de outras moléstias. que modifica células alongadas dispostas favoravelmente. observados nos corrida intervalada de velocidade – neurofibromas. células nervosas.substância que destrói um divisões de maturação. corpúsculos de Unna . obtidos de um mesmo grupo corpúsculos de Russell .processo de corroer ou seu minúsculas células abortivas emitidas resultado.estruturas qualquer qualidade indesejável. próximos aos núcleos de células correção . quer produzindo inflamação e/ou supuração. está imagem.corpúsculos de Nissl ou granulações cromófilas das inclusão irregulares e homogêneos. sucessivamente pelo óvulo durante as corrosivo . sangüínea. cuja estimulação localizado principalmente no tecido simultânea resulta na sensação de uma subcutâneo das mãos e pés. ou de corpúsculos de psamoma . químicos diretos. de Prowazek-Halberstaedter. intercalando-os com repouso corpúsculos do tracoma .corpúsculos de correspondência retiniana . em virtude do peso das células. cuja elevação e queda ocorrem como inclusões citoplásmicas descrevem uma curva sinusal.receptor de ambos os olhos.corpúsculos de Prowazek. anomalia. citoplasma de plasmócitos. ou um defeito muscular. que ocorrem no que. veloz. radialmente.corpúsculos ativo ou passivo. entre si. comum.retificação de qualquer epiteliais do fundo de saco conjuntival.inclusões relacionamento entre dois conjuntos de citoplásmicas da anomalia de Alder. nos ocupa o centro ou eixo da corrente exsudatos inflamatórios crônicos. método de treinamento de um atleta corpúsculos de Zuckerkandl – que corre pequenos espaços de modo corpúsculos para-aórticos. entre pontos correspondentes na retina corpúsculos de Vater-Paccini .pequenos ação dos principais ingredientes de redemoinhos de fibrilas. corriqueiro – peculiar. cercados por uma prescrição. 1 a + 1 e que indica o grau de corpúsculos de Reilty . quer por meus o pólo animal. envoltas por um corrente sinusoidal .glóbulos de indivíduos. medidas.

cada um dos hormônios metabolismo da água. cerebral e à medula espinhal. 2. embelezar ou cerebral e ao globo pálido. cerebral e a um colículo.referente ao córtex córtex cerebral – parte do cérebro cerebral e ao núcleo rubro. intermédio da protuberância anular. dos hormônios secretados pelo córtex córtex límbica . adrenal. cerebral e aos núcleos motores dos cosmético .referente ao córtex movimento. ferimento corticopontino .referente ao córtex aspecto. nervosas que nascem no córtex cortical . que liga o situada logo abaixo da cápsula. cerebral e à substância negra. renal e duplica as funções do hormônio corticonígrico . porção periférica de um órgão córtico-ponto-cerebelar – 1. derivado da adeno-hipófise. 171 .hidrocortisona. corticotalâmico . cerebral e terminam no corpo estriado. a seus anexos. córtex renal .referente ao córtex ou solução de descontinuidade na pele. córtex motor – parte do cérebro que corticosterona .córtex cerebral isento transtorno neurológico que integra essa de uma quarta camada celular nítida. 2. cerebral e ao tálamo. reações de comportamento corticosteróide .preparação aplicada à pele ou nervos cranianos.referente a fibras glândula supra-renal. corticotropina . responsável pelas funções mentais.referente ao córtex sexual.referente ao dotado de atividade adrenocortico- córtex cerebral. tornar o indivíduo mais atraente.referente ao córtex contém diversos hormônios. córtex cerebral ao cerebelo por camada cinzenta externa do encéfalo. cortisol . do córtex supra-renal. 2. percepção. corticospinhal .qualquer esteróide e pala integração e associação dessas dotado de certas propriedades funções. funções viscerais. protegê-los. cerebral e à protuberância anular.referente ao córtex cintilações luminosas.córtex de um rim.sistema límbico. córtico-hipotalâmico . ao corpo estriado e à trópica.zona androgênica.referente ao córtex corticípeto .preparado hormônico córtico-estrio-níglico .referente a um córtex. intervém na função glândulas supra-renais.sensação subjetivo de corticonuclear . via de conexão. a fim de modificar o seu corticopalidal . cerebral e a um corpo geniculado.1. como o córtex cerebral ou o córtex como a via córtico-ponto-cerebelar. cortina . zona funcional do cérebro.referente ao cortisona – hormônio esteróide cristalino córtex cerebral e ao hipotálamo. cerebelar.corte .referente ao córtex o córtex supra-renal. regula o corticóide . córtex . hipófise com efeito estimulante sobre corticocolicular . ocorre no córtex adrenal.extrato de córtex adrenal que corticogeniculado . químicas ou biológicas características córtex fetal .que demanda o córtex. dos minerais e produzidos pela camada cortical das dos carboidratos. referente a qualquer função ou córtex agranular . incisão cirúrgica. corticostimulina – veja corticotrafina.que se afasta do córtex. substância negra. córtex supra-renal – porção externa da corticostriado .referente ao córtex corticotrafina – hormônio secretado pela cerebral e ao bulbo raquidiano. corticobulbar .hormônio esteróide que permite a realização de movimentos. corticostimulina. corticífugo .1. típico de certas regiões do lobo frontal. coruscação . córtico-rubro .

costi. costelas verdadeiras . as quais têm extremidade amputação. 2. torácica.tesouras ou alicates fortes e vertical. clavícula. coto – extremidade.expressão que significa costela.articulação entre o braço e o costi – costo. coto de amputação . dor nas costovertebral . excisão ou ablação anterior livre. costotransversectomia . extensão do tronco em seu eixo costótomo . costo . estimular a reação automática de costotomia .referente às costelas e a Bordet-Gengou. aspecto posterior. 172 . pedículo ou base da costela flutuante . A ação consiste em empurrar curvos. cotovelo .as sete costelas cotoveleiras – acessório de proteção para superiores de cada lado. costofrênico . costomediastínico .cartilagem costal. transversal de um vértebra. cotovelo do boxeador . pescoço. aplica-se às costectomia . provocando a atua a lâmina cortante. É utilizada principalmente costocondrite . cotovelo. costiforme . cirúrgica. cartilagem costal. sobre a qual tosse um suas cartilagens. costalgia . tórax.veja síndrome de costocervical . espera-se que ressecção das costelas. a coluna vertebral.referente às costelas e à síndrome do túnel radial.inflamação de uma para o diagnóstico de coqueluche.extirpação de uma costela articulações entre ambas. diafragma. e recurvados que constituem a parede cotidiano – que se repete diariamente. destinados à ação do quadríceps. tornozelos em ângulo reto e mãos costosternal .porção distal semelhantes às costelas.secção de uma costela.epicondilite lateral costal.uma das últimas parte remanescente após uma costelas. ou parte da mesma. joelhos em ângulo reto. de uma costela e de um processo costela.referente ás costelas e ao Couvelaire – veja útero de Couvelaire. costoscapular .referente às costelas e ao apoiadas na coxa. costocartilagem . cotovelo-de-tenista resistente – veja costoclavicular . O objetivo é esterno. antebraço.referente às costelas e ao sobrecarga em extensão do cotovelo. costelas cervicais .referente ás costelas e ajustada e fixa na parte anterior do ao processo coracóide.referente às costelas e à costela . paciente. dorso.subluxação do costela. com um gancho contra o qual o corpo a partir dos pés. das vértebras arredondada de um membro ou órgão cervicais.processos ocasionais.um dos 24 ossos longos. costoxifóideo .excisão de parte costa – 1. chatos cartilagem xifóidea. couraça – bandagem ou placa bem costocoracóide . cowboy – exercício com bola no qual. cost. esterno. amputado.escapulocostal.cost – costo.referente a uma costela e costelas. cotovelo de tenista .referente às costelas sentado no centro da bola. ligadas ao o cotovelo. do úmero.placa de meio de cultura de costocondral . com o e ao mediastino.neuralgia intercostal.com o formato de uma cotovelo de enfermeira . tronco reto. cough plate .

crânio facial .estado oposto ao da coxa pescoço. dos canais e válvulas átrio. dando o aspecto de cunhas craniano . comparáveis no estudo comparativo dos tipos físicos. meningocele. crânio-faringioma .referente ao crânio e à da coluna vertebral.estudo científico do crânio. vara. acima da sela claudicante. interessa toda a espessura do crânio. da bacia ao joelho. coxim .ciência e técnica de face. craniometria.ossificação incompleta crânio ou da cabeça. CPAP – pressão positiva contínua nas craniofenestria .defeito congênito que vias aéreas.referente ao crânio e ao coxa valga . crânio-cervical . cranioclidodisostose .um acúmulo de tecido adiposo e cranioclasto .referente a crânio. tecidos situados abaixo dele. derivado do coxite . meningencefalocele e aumento da crânio bífido . uma de duas massas de craniodídimo . determinado tipo ou processo do craniolacunia .extirpação de faixas ou rádio-transparentes. geralmente na linha mediana.encefalocele. encurtamento. para a determinação crânio visceral . tecido conetivo embrionário crânio-faríngeo . o tipo supra-selar provém de modo tal que a marcha é anormal. quer devido a doença túrcica. crânio.porção do crânio que de cifras métricas exatas e constitui a face e os maxilares. ou a qualquer outro distúrbio do .parte da craniologia que pulmonar total. separadas por zonas craniectomia . descreve o crânio e os seus crania . coxa – parte do membro inferior. a espinha bífida. craniologia .que apresenta fraqueza ou perda se de células dispersas na adeno- parcial de função de uma perna. disostose coxim endocardíaco . embrionário.pesado fórcipe para fibroso que protege contra a pressão os esmagar a cabeça fetal. da variação e das 173 . cavidade bucal.no coração clidocraniana.fissura congênita do pressão intracraniana.inflamação da articulação do epitélio do canal crânio-faríngeo quadril. fragmentar a cabeça fetal com o coxa vara – desvio lateral dos femores.referente ao crânio e à relacionadas com o desenvolvimento faringe.ameloblastoma encontrado na membro. de hipófise. associa-se amiúde pedaços dos ossos cranianos.em direção do crânio. células no infundíbulo.craniópago. em latentes. atrofia muscular. medida do crânio. craniofaringioma adarnantinomatóide dor. no qual o ângulo entre o colo e a cranioclasia . ocorra a compressão e descompressão crânio-bucal . CPT – abreviatura para capacidade craniografia . embrionário.expressão que indica um componentes.operação que consiste em diáfise femorais é superior a 140°. ósseas densas.referente ao crânio e à craniometria .tumor que ocorre ventriculares. hipófise. associada amiúde a uma meningocele que abrange a craniografia e a ou meningencefalocele. aguda. da tábua interna da abóbada craniana cranial . geralmente em crianças. que vai craniocele . cranioclasto. crânio – arcabouço ósseo da cabeça. O tipo intra-selar origina- coxo .

síndrome de craurose . operação que reduz o cremaster – músculo que realiza a tamanho da cabeça fetal mediante elevação dos testículos. nistagmo e em exercícios ortópticos.doença de mulheres ossos cranianos. cadáveres.fissura congênita do combina-se reversivelmente com crânio.aparelho formado de da cabeça. craniopatia metabólica . implantações de metal. Ela também é cranio-tabes . 174 . local para a cremação de para a craniotomia. mas em ossos cranianos.medo anormal do é possível de outra maneira. fosfato para formar a fosfocreatina. craniometro . crânio-raquisquize .referente ao crânio e do homem e de outros primatas. creatina.destruição de um cadáver craniotomia . em geral por meio de idosas caracterizada por prurido. pâncreas pelos aminoácidos arginina.1. craniopagia. cratera ou taça. crânio-sacro . 2.compasso utilizado para crateriforme . excretado através da urina em mórbidos e em alguns recém-nascidos. que ocorre na infância baixas concentrações. crânio. observada anaeróbica da contração muscular. craniótomo . cremação . C4H9N302. vértice do crânio. usado para correção do cranianos. A geralmente ao nascer ou pouco depois.ácido alfa-metilguanido-acáico sacro. 2. enrugamento e esclerosamento da pele. secção ou ruptura. taxa constante.referente ao crânio e ao creatina .1. cônico. peculiaridades individual dos crânios crânio-vertebral . operações de osteomielite. do crânio e da coluna vertebral. craniospinhal . material atrofia e ressecamento dos genitais plástico ou osso. substância óssea. do formato de uma medir as dimensões do crânio. especialmente nos músculos. craniossinostose .1. qualquer operação no pela combustão. craniosquize .qualquer processo mórbido cratômetro .expressão que indica carne. ou N-metibN-guanilglicina. externos. creatina é sintetizada no fígado e no ou devida à hipercalcemia idiopática.modificação adquirida dos encontrada na carne vermelha. quando o parto não crematofobia .gêmeos conjuntos.1.instrumento empregado crematório . craniostertese . craterização . deixando uma cratera.1-metil-hidantoína-2-tinida depressões rasas e cônicas na ou 1-metilglicociamidina.fissura congênita creat .referente ao crânio e à aminoácido que ocorre em tecidos coluna vertebral.retirada de parte de um craniópagos . 2. glicina e metionina. craniopatia . como nas por suas cabeças. C4H7N30. observada no produto final do metabolismo da raquitismo e em outros estados creatina. dinheiro. animais.oclusão prematura das composto importante na fase suturas de ossos cranianos. sob a forma de amolecimento creatinúria . incinerador. ligados osso.correção de defeitos dos craurose da vulva . especialmente dos ossos prismas. às vértebras. ocorrência de creatina na localizado dos ossos parietais no urina. cranioplastia . craniopagia – veja craniópagos.processo progressivo de Stewart-Morel-Morgagni.craniossinostose. com a formação de pequenas creatinina .

aquilo que aumenta de funções gerais são imaturas. crepitar . o som pouco iodo nos alimentos. aspecto entalhado ou saliente.1. semelhante a uma meia-lua ou uma especialmente com as pessoas e cujas foice. tecidos subcutâneos crianestesia .paciente portador de cretinismo. que quantidade anormal de ar ou gás.que crepita.medo mórbido de anormal de hormônio tireóideo. durante ou de células.crenação .1. 175 .produzir sons agudos e criança . indivíduo que não atingiu a estalejantes. antes. acusa certo comprometimento da crescimento físico – desenvolvimento percepção ou do intelecto. como os auscultados na puberdade. um dente.1.dor causada pelo frio. disponibilidade de sal iodado e de crepitação de pergaminho .cretinismo devido compressão de tecidos que contêm à deficiência materna de iodo. entalhado ou serrilhado.1. grande e protrusa. por língua antes da 37ª à 38ª semana de gravidez. crialgesia . cretinismo com bócio não endêmico - crenado . devido precipícios ou de lugares elevados. 2. retardamento mental e denteado de eritrócitos contraídos. parecendo. os ossos do crânio em crianças CRF – abreviatura para capacidade raquíticas e sifilíticas. aumento da quantidade criança com leão cerebral .1. residual funcional. freqüentemente. o ruído produzido pela cretinismo endêmico . como ocorre em regiões. sofreu alguma forma de agressão do acompanhado de aumento do número sistema nervoso. nas quais ocorre no enfisema celular.criança que não se crescente .criança que de protoplasma metabolicamente ativo. 2.toxina formada na carne por tiróide. peculiar provocado pela pressão sobre cretino . 2.1. a criança criança prematura -1. cretinismo resultante da síntese crenofobia . podendo ocorrer problemas comum do hipotiroidismo infantil. 2. crescimento – 1. ação de bactérias. reflexos tendinosos. qualquer coisa de formato relaciona com o ambiente. habitualmente. do tamanho celular ou de após o parto e que. graças à cruposa. conjugação. 3. nanismo. o rangido de ossos produção de uma iodoproteína anormal fraturados. perda da sensibilidade espessados. volume. abdome ou percepção do frio pela pele. atividade da deiodinase ou crepitação . transtornos físico do corpo chamado de estirão de da conduta e dificuldade ou crescimento. articulações. a defeitos da captação de iodo pela creotoxina . também são comuns o tono observa-se quando do expostos ao ar muscular deficiente. o apagamento dos ou a soluções salinas concentradas. presentemente é primeiro estádio da pneumonia relativamente raro. no ou os peixes. crepitação. retardadas. crepitante . pele seca. criança nascida caracteriza-se clinicamente. a prisão de ventre impressões produzidas na língua por e o cheiro roufenho. criança autística . de linguagem e anomalias com pronunciada carência de neurológicas ligeiras ou pronunciadas. hormônio tireóideo. ambos. como o sal auscultado no final da inspiração. pela organificação do iodo.som outros alimentos. o estalido das no soro. 4.forma congênita e mais delicada. deficiências da coordenação motora cretinismo .

utilizado para preparar cortes criocinesioterapia .fator do sangue para criocauterização . temperaturas.incisão da laringe alguma contração muscular. que causa criômetro – aparelho para medir baixas trombose obliterante.é uma doença crinogênico .destruição de tecidos pela congelação. cartilagem sem dor.crialgesia. periférica. especialmente na retirada de nervos. ponto motor.cauterização pelo frio tratamento da hemofilia. precipita no plasma entre às crino . do frio para promover o cricofaringeo . minutos. para exame combinação de aplicações de frio para microscópico. quando foi cricóide e aritenóide.trata-se de uma rápidos de tecidos vivos.referente à cartilagem do exercito.sufixo que denota secreção ou temperaturas de 40 e 70°F. de tratamento oscila entre 10 a 30 criestesia .expressão que significa frio. como pela neve carbônica. aplicação de frio extremo. no tempo frio ou úmido. inserido nas cartilagens cricóide e crioestimulação .estudo da vida à crio-hipofisectomia .proteína anormal. O através do ligamento cricotiróideo.crioterapia. criogênico – relativo à produção de crimodinia . proteína sangüínea anormal. sensibilidade ao frio.em formato de anel. músculo normais adjacentes. causar hipoestesia à área do corpo produzida pela aplicação do frio. extirpação da auxílio de instrumentos especiais para cartilagem cricóide. um gel quando exposta a baixas resfriamento. crioglobulinemia . criocirurgia . secretor. criopricipitado . sem atingir as estruturas cricóide e tireóidea.perfurado como um crivo. crimo .cirurgia praticada com o cricoidectomia . exagerado. crick . empregada temperaturas. 176 . neste momento ocorre cricotraqueotomia . cricóide. criobiologia . introduzida em 1950 por Knott. que forma crio . procedimento consiste em passar o cricotraqueal .qualquer afecção espasmódica das criocinética . referente às cartilagem alterados. que retesa as cordas vocais. criostato .a técnica criocinética foi costas ou do pescoço. crioglobulina .que estimula a produção de caracterizada pela presença de uma secreções. traqueotomia uma leve contração muscular. dor que se instala baixas temperaturas. lesionadas combinada com exercícios cribriforme .destruição parcial temperatura baixa ou de congelação. ativo. permitir o exercício ativo progressivo cricóide . tendo como objetivo obter cricotirotomia . tratar pacientes com lesão central ou músculo cricotiróideo. a congelação local de tecidos cricotiróide .técnica utilizada para tireóidea.referente às cartilagens ficando esquecida até 1960. graduado e progressivo. 2. cricoaritenóide .1. que se crimoterapia . ou total da hipófise por meio da criocautério . anestesia localizada de uma região.referente à cartilagem gelo longitudinalmente até encontrar o cricóide e à traquéia.expressão que significa frio.1.referente à cartilagem adormecimento do local a ser tratado e cricóide e à faringe. o tempo através da cartilagem cricóide. novamente reativada em um hospital cricoesofagiano . A técnica consiste no uso cricóide e ao esôfago.

atividade de vitamina A. criptorquidia – condição na qual o crioterapia .fusão congênita das assinalada por perda súbita da força pálpebras. de uma lesão de congelação no tálamo.criação estereotática criptorquia . resultando em inclinações da imperfeitos.infecção subaguda ou moléstia infecciosa. testículo retido no interior do escroto. críptico – escondido. geralmente um hímen da zona motora da palavra mas. quedas violentas.criotalamotomia . mas. às vezes.extração de um parkinsonismo. porém acusa predileção pelo fenômenos psicológicos associados sistema nervoso central.infecção inaparente.crise supra-renal.a volta à mente de um crise anafilatóide .crise epiléptica criptoftalmia . criptomenorréia . diminuindo a temperatura dos tecidos. 2. deixando de descer.fixação de um criótomo .crisíase. escondido. criptorquidopexia . corno manifestação de uma por uma obstrução na parte inferior do descarga elétrica anormal. a pele. 4. crisaderma .interrupção transitória da escoamento para o exterior é impedido fala. geralmente canal genital. também de zonas da palavra nas criptomerorraquisquize .micrótomo de congelação.efeito do desenvolvimento. criptoxantina – hidroxi-beta-caroteno. cripto . estupor nem sono.síndrome semelhante episódio esquecido. porém totalmente novo para o paciente e não independente das reações antígeno parte de sua experiência. no qual os testículos ficam retidos no primariamente no tratamento neuro interior do abdome ou do canal cirúrgico de perturbações do inguinal. movimento. latente ou oculta. criptite .espinha bífida circunvoluções pós-central e pré- oculta. que parece ser ao choque anafilático. não se observa.terapia com frio. cujo crise afásica . cripta. sobre olhos motora. cabeça. aplicação testículo está ausente no escroto detido terapêutica de qualquer substância do em algum ponto do abdome ou região corpo que remova o calor corporal. crise é extremamente breve em geral e criptoinfecção . cavidade glandular. cripta . possui de-sacos entre as colunas retais. produz hemorragia menstrual.inflamação de uma ou várias crise . inguinal. para testículo retido. aliviar a dor intratável. a ou obscura. piora de uma doença ou febre. 177 .1. transtorno crônica. vezes. 3. favorável dos sintomas agudos de uma criptococose . geralmente. criptomnésia . os ossos ou paroxístico dos sintomas. anticorpo. produzida pelo fungo paroxístico de uma função. criptogenético . crise acinética . oculto.expressão que significa oculto. encurvamento do tronco e. Cryptococcus neofarmans. 2. primariamente meningite.estado no qual o útero crise addisoniana . confusão. latente. agravamento comprometer os pulmões. central. especialmente no criptorquidectomia . distribuído na natureza.de causa desconhecida freqüentemente. Pode acompanhado de dor. especialmente o término súbito e coberto.1.um dos pequenos fundos. pigmento carotenóide largamente cripta anal . ponto súbito de melhora ou de criptas. causando com uma fase específica da vida. às imperfurado. subseqüentemente. pequeno saco ou folículo.

tais como uma cicatriz. Cessada a adolescência.forma de crises sociais.crise de sensitivo-motora. o paciente cai em estado de reelaboração e o abandono das confusão. e/ou de urina. devida á irritação de uma frase musical. identificações infantis e a integração por cair em um sono profundo. que é anunciada por uma exageradamente apurada. orgânicas. crise de Dietl . emissão ocorrendo habitualmente durante a de fezes..período crítico no músculos voluntários. da irrigação sangüínea de uma região crise epilética – caracterizada pela localizada do cérebro. pânico original uma convulsão generalizada agudo ou crise. natureza motora. caracteriza-se por perda costovertebral. relacionado com as suas ou movimentos de estalar a língua e os tentativas para realizar com êxito lábios. manifestação de descargas elétricas relaxamento de esfíncteres etc. com perda de consciência. após o episódio. os sons costumam ser amnésia com relação ao mesmo. salivação e.ataques recidivantes de crise generalizada .alteração identidade. taquicardia e muscular tônico. freqüentemente. alteração de conduta. presumivelmente. confiança.crise epiléptica freqüentemente associada a lesões caracterizada pela rotação dos olhos. convulsivos clônicos de todos os crise de identidade .manifestação epilética de como sibilos ou toques.qualquer freqüentemente. vômitos. audição temporal. autonomia. crise do desenvolvimento .sensação de morte propagar a outras regiões do cérebro e eminente ou de colapso físico. sendo anormais de uma área auditiva no que. que envolve a convulsão. terminando. geralmente sem perda ser padrões complexos da fala ou de de consciência. ou pode ser de tipo identidade. acompanhada de súbita de consciência. crise focal . espasmo náuseas. iniciativa e crise isquêmica transitória . com rotação dos amadurecimento emocional e do olhos para cima. segue-se distúrbio de período breve e. epilética psicomotora ou do lobo crise de paracusia .crise auditiva . consciência e ocorrem automatismos. habitualmente é indicativa de tarefas psicossociais corno a criação de uma irritação do córtex infratemporal. tomando o aura que consiste em sentir um gosto paciente não tolera ruídos.sons episódicos associados a transtornos de escutados pelo paciente. crise contralateral . peculiar (alucinação gustativa). psicomotor. Pode manifestar- único. seguindo-se abalos ou torsão do ureter. até que todo o corpo fique se por um componente isolado de retorcido. da cabeça e do tronco em um sentido inflamação ou tumor. devida ao acotovelamento pupilar. porém podem natureza restrita. acarretando presença de episódios convulsivos déficit neurológico seguido pelo 178 . freqüentemente. de novas identificações pessoais e crise gustatório . transitório de solicitação na vida de tais como movimentos mastigatórios uma criança.crise epilética dor irradiante no ângulo completa. desenvolvimento da personalidade. pode haver córtex cerebral. sensitiva ou crise da adolescência . cianose e dilatação hipotensão. áreas encefálicas isoladas. bastante ásperos e desorganizados. a crise pode também se crise de angústia . como consciência. extensão da cabeça.

por movimentos tônicos ou clônicos de náuseas. exacerbação grave do mal sobrevindo perda da consciência.hipertiroidismo profunda e paralisia respiratória fulminante agudo. exagera-se pela exposição á e da discinesia em um paciente com luz solar. pode ser de tipo crise parkinsoniana . pode propagar-se síncope. braço.crise tirotóxica. que resulta habitualmente em crises larvadas – no EEG. crise laríngica . face ou perna. caracterizado por angústia.agravamento reticular. deve-se a ação vagal de modo a englobar o resto do corpo. sem sua tentativa para enfrentá-las. preparados de ouro. ocasionalmente. ou pode crise supra-renal . parkinsonismo pós-encefalítico ou de crisíase . exagerada sobre o sistema vascular. crise motora focal . é devida a reação de um indivíduo a um a doença local do córtex. resulta de crise jacksoniana . manifestação brusca de dor ocular. renal aguda. crise tireóidea . habitualmente. crises desvio dos olhos para cima. podendo ser conjunto especial de circunstâncias ou limitada a um dos lados do corpo.pigmentação permanente da outras encefalites e no pele. às subliminares que não produzem vezes. é intenso e brusco do tremor. restabelecimento completo e angústia aguda e suas manifestações espontâneo dentro de 12 horas. bexiga. de Addison.qualquer período espasmódicas ou parestesias breve e presumivelmente transitório de paroxísticas de parte do braço. porém. clínicas. que ocorre algumas vezes na na evolução da tabes dorsal. mas forçados em outras direções. crise vesical . mal-estar pré-cordial e uma parte do corpo. palidez. tabes dorsal.1. como a mão. produzida pelo uso parenteral de hipoparatiroidismo. com medicamentos crise vaso-vogal de Gowers – anticolinesterásicos. coma e morte. comprometer a consciência. habitualmente. crise ocular . CIT. por contrações crise situacional .fraqueza muscular crise tirotóxica . em movimentos conjugados sintoma clínico algum. 2. sudorese. com dificuldade da micção. víscera. as maioria das vezes. qualquer transtorno observa-se freqüentemente na neurose brusco da função ocular.crise focal.espasmo laríngico crise tabética . originada estresse psicológico ou da privação em uma parte do córtex motor ou brusca de medicamentos anti- sensitivo-motor e que se exterioriza. por taquicardia extrema. da rigidez maculosa. acompanhado por 179 . parkinsonianos. reconhecíveis por descargas anormais observados como seqüela de de ondas cerebrais. que pode acarretar observadas na miastenia grave. crise óculo-gírico – espasmos tônicos crise visceral . perna sobrecarga psicológica que representa ou face.dores fulgurantes em uma involuntários de músculos extra. parkinsonismo idiopático ou pós- encefalítico. hipotensão. habitualmente.dor fulgurante que ocorre agudo. fraqueza falta ou pelo tratamento insuficiente muscular. crise miastênica . oculares.crise focal manifesta bradicardica.crise paroxística de dor na lacrimejamento e fotofobia. respiratório e. mas.insuficiência supra- progredir e tornar-se generalizada. aguda de angústia.

cristas – veja contornos e acidentes dos crista ilíaca . oxidados em compostos amarelos ou crista supra-orbitária .uso de compostos de ouro crista neural . biconvexo.crista que se estende do catecolaminas e algumas outras tubérculo púbico á extremidade medial substâncias fenólicas.delgada saliência cristalóide . 2. cristalofobia . que forma o limite superior da órbita.cristais percepção cromática. convulsivo. mandíbula que outrora abrigava os cristalização .cegueira para as cores.cristalóides em crispação .medo mórbido de vidro ou crista branca . e nas fezes. órgão crista . intracutânea de alguns sais de ouro. elástico. 2.processo pelo qual as dentes.crisocianose .aresta ou proeminência linear.presença de cristais na urina. espinhais e cromafínico .bordo espesso e extenso do ossos. diferente do colóide. crista alveolar . incolores. geralmente. assemelhar a uma crista de galo. cromafinoma .cristalino ocular. anterior do corpo do esfenóide.1. crista galli . uma proteína que isolada máxima. ectodérmicas de ambos os lados do crítico – referente ou caracterizado por tubo neural que é o primórdio dos uma crise.crista em faixa de esmalte uma substância se dispõem de forma na superfície lingual de um dente geométrica. cristais da asma . causada pela deposição ulcerativos do cólon. elementos dos tecidos. ou propriedade referente à cor ou à cristais de Charcot Leyden .margem pardo s pela fixação com um recurvada e saliente do osso frontal. referente à cor.1. moléculas. na cromático . como as crista púbica . ao pasmem do estado incisivo ou canino. movimento ocorre no cristalino.doença da crista.feocromocitoma.referente à reação de certos autônomos. que são da púbis. asma brônquica. 2. imediatamente remanescentes ósseas do processo atrás da pupila. assim denominado por se normal. dicromato. corpo especialmente nos ossos. os situado em sua cápsula. cristerapia . na colite especialmente ao matiz ou ao conjunto de matiz e saturação. de agulhas.de natureza semelhante à do óssea na linha mediana da superfície cristal. que ocorrem no escarro. rápida contração física de forma de bastonete nas células uma fibra muscular ou reação contrátil intersticiais do testículo. gânglios cranianos. colo do dente para a sua coroa. crista de esfenóide . cristais de Reincke .descoloração azulada da amebiana e em outros processos pele. cristalúria . ílio. cristalino .faixa de células no tratamento das moléstias.cristais de Charcot cromasia . brusca e passageira de uma pequena cristalbumina . os átomos ou os iontes de crista basal . de objetos feitos de vidro. transparente.expressão que indica estado Leyden.na fase orientada. um achado do etmóide.processo triangular superior constitui.1. amiúde do tipo cromatelopsia . pontiguados. suspenso do corpo alveolar do maxilar superior ou da cilial pela zônula ciliar. que se dirige do gasoso ou liquido pára o sólido. qualquer albumina unidade muscular a uma excitação cristalizada. refrator de acomodação. facialmente 180 .

cegueira para as cores. indivíduos providos apenas de um cromatômero . como no tipo feminino coloração da pele.matriz porosa sólida. com cromatina-negativo . gustativo ou tátil. corpúsculo cromatínico sexual no cromatometria . 2.cromo. auditiva.provido de um corantes do tipo Romanovsky.que produz cor. a distúrbios psíquicos mistura de substâncias é separada por ou a medicamentos. por partição.condensação de cromatóide .medida da intensidade núcleo das células somáticos e de cor ou da percepção de cor. aparecendo os objetos cromatóforo .material cromossômico em localização dos componentes um núcleo que se cora com facilidade separados da mistura submetida ao pelos corantes nucleares. cromatopseudopsia . adsorção ou cromatose .1.coloração anormal da urina. estado de pigmentação. cromatógeno . estão alteradas ou surgem cromatodisopia . 181 . referente a constituintes separação e tratado a matriz com um celulares facilmente coráveis.processo pelo qual uma centros ópticos.transtorno da sensação anormais de pigmento. separação é obtida. depósitos cromatopsia . usando dois palavras. como da substância de Nissl. ramificada. quer por de cores. ainda. normal e na síndrome de Klinefelter. um estado depois e se ter aplicado o processo de referente à percepção de cores.estado no qual a velocidade de outros indivíduos com mais de um de consumo de proteína por um cromossomo X. tratamento cromatográfico.cegueira para as cromatismo . alucinação. na qual se cores. cromia . interfase das fêmeas dos mamíferos e cromatólise .qualquer anomalia de cromossomo X. portanto. cromatina sexual .expressão que significa um cromatograma . não existe ou em sua quantidade cromatografia em coluna . visual. subjetivamente. especialmente de certas quer. revelador adequado para indicar a cromatina . quer por adsorção cromestesia – associação ou percepção com um solvente simples. vêem luzes coloridas. por patológico ou moléstia pigmentária.referente ou semelhante à cromatina encontrada nas células da cromatina. pode ser devido a um transtorno dos cromatografia . juntamente com a sensação uma mistura de solventes miscíveis. extração fracionada. meio de um ou mais solventes líquidos consistindo na deposição de substância ou gasosos. especialmente pelo corada em local onde normalmente processo de cromatografia separadora. 2.parte ou partes de uma cromossomo X.1. no qual as impressões das cores cromato . mais de um cromatopatia . é acondicionado em um tubo e a cromatúria . neurônio excede a de sua síntese. plaqueta coradas fortemente com cromatina-positivo .desprovido de um a conseqüente redução da quantidade corpúsculo cromatínico sexual. possuindo.célula de tecido conetivo coloridos artificialmente ou surgindo pigmentada. como coloridos os objetos incolores. na qual o sólido poroso pigmento. o aspecto é o nas células germinativas de ambos os de dissolução e desaparecimento da sexos e nas células somáticas de substância de Nissl. excessiva onde existe normalmente o cromatografia. processo permuta sobre um sólido poroso. solventes não miscíveis. pigmentação. olfativa. corável.

estrutura interior da célula.cromossomo do cromatóforo. 2. como a cromo em forma trivalente. onde só cromofitose . medo anormal ou genitor um lote completo de 23 aversão a cores ou a certas cores. 2.fragmento granulações intracelulares ou a certas cromossômico sem um centrômero. que cromófose .1.qualquer substância que. de absorção do espectro. hematina. produzir cor. maturo e no espermatozóide. cromossomo sexual . 2. Os óvulos fecundados por espermatozóides com 182 . combinação XY. ocorre nas células hematopoéticas da cromógeno . pigmento.infecção cutânea ou V. cromoproteína . um dos grânulos de cromossomo X e o cromossomo Y. cromatômero. existem 46 cromófilo . em colorido. célula cromófoba. dispostos linearmente em um com 2 X torna-se uma fêmea e a cromossomo.qualquer célula colorida. maioria dos pacientes com leucemia sob condições adequadas.1. (genes) e seu número é constante para cromócito . um átomo ou grupo de zigotênica e paquitênica da meiose e átomos ou elétrons em uma moléculas que servem como fonte da tétrade no principais responsáveis por uma faixa diploteno. 2. que se originam da rede nuclear caracterizada principalmente pela durante a mitose e a meiose. o cromômero . cromossomos homólogos nas fases cromóforo . cromossomo acrorocêntrico - cromófobo . pigmentado. forma habitual de bastonete J (ou L) cromoblastomicose .qualquer dos corpúsculos cromo . No homem. célula que não se cora cromossomo cujo centrômero está com facilidade. existe a metade. muito próximo a uma extremidade. um ovo fecundado rosário.tinea versicolar. cromidrose . produzirá um macho ou uma fêmea. células.célula que adquire coloração em cada célula.expressão que significa cor. grupo G. cada espécie.coloração anormal de uma sexo no óvulo e em cerca de metade ou várias unhas. produzem pigmentos e os retém no cromossomo bivalente .secreção de suor colorido. referente a células originando um braço longo e outro como bactérias ou hemoglobina. cromomicose – cromoblastomicose. referente a um resultante da associação de cromóforo.qualquer proteína que referente aos compostos que contêm o contém um grupo cromofórico. que se cora intensamente.cromossomo que cromogeusia . que muito curto.fator determinante do cromoníquia . isolados. torna-se um macho. 2.forma de sinestesia em possui uma relação especial para que uma sensação de cor acompanha a determinar se um ovo fecundado sensação gustativa. cromofórico – 1. é capaz de granulocítica crônica.sensação subjetiva de cor.1. referente ao cromo. cromossomos. anormalmente pequeno.crômico . cromatina semelhantes a contas do nos mamíferos. Herda-se de cada cromofobia . exceto no óvulo acentuada. cromossomo X . produção de lesões verrucosas Transportam os fatores hereditários causadas por diversos fungos. coloração fraca ou nula referente a cromossomo acêntrico .1. 2.1. cromossomo Filadélfia . dos espermatozóides. cromossomo .

em cima. batimento cardíaco. cabeludo de recém-nascidos. áspera.instrumento para registrar cruroscrotal . que origina crural anterior . sexo no espermatozóide. com grave cúbito – 1. osso do antebraço.1.que atua ou influencia a de fibras nervosas que vai do freqüência cardíaca. cascavel. ulna. àquele em que existe do lado do C13H17NO. crura . o crônico . processo cubital posterior – músculo que realiza a respiratório em crianças.músculos associados ao descendente do sexo masculino.1. 2. superficial é composto pelo cromotricomicose . um cromossomo X originam crural . externos. 183 . 2. para buscar o equilíbrio do ser superficiais ou profundos.ondas EEG positivas no ritmo crupe . 2. grupo profundo é composto pelo crono . compartimento anterior que é limitado cromossomos homólogos – pela tíbia e septo intermuscular. de longa duração. uma perna. crosta láctea .N-Étil-ó-crotonotoluidida. sóleo e o plantar. flexor longo do hálux. crupe espasmódico .1.referente às coxas e ao pequemos espaços de tempo em escroto. classificado em branca. especialmente. pedúnculo.qualquer de duas faixas cronotrópico . diferentes cores contidas no espectro crural posterior . . respiratório superior ou à irritantes inferiormente. os fibulares cromoterapia . hipocampo à porções individuais crosta . o grupo humano. 3.crosta. crianças. do organismo. flexor cronofobia . e com o rádio. 2. crusta . ctenóides . flexão do punho. poplíteo. que atinge o lado do corpo oposto crotamiton . parte do osso do tarso entre o calcâneo e o corpo ou de um órgão semelhante a quarto e o quinto metatarsiano. perna.dois músculos compõem locais genéticos na mesma seqüência. com extensão do punho.expressão que significa pulso. experiências fisiológicas e psicofísicas. estridor e tosse.ciência que se utiliza das longo e curto. que se dispnéia inspiratória.neurotoxina do veneno da causal da criptococose. referente às cromossomo Y .seborréia do couro cruzado . crioterapia. referente a qualquer pedúnculo descendentes do sexo feminino. Cryo 5 .cobertura dura semelhante a posteriores do fórnix cerebral. o grupo crural lateral. instalação brusca. articula com o úmero e a cabeça do associado amiúde à uma infecção rádio. cromossomos que tem os mesmos crural lateral . cortiça.doença da laringe.medo anormal do tempo. cubóide . 2.expressão que significa tempo. o exsudato seco crusotomia – pedunculotomia. gastrocnêmio.músculos do grupo visível e que são decompostas da luz crural posterior.fator determinador do extremidades inferiores.agente crotoxina . antiprurítico. caracterizada por tosse cubital anterior – músculo que realiza a intensa.cotovelo. encontrada em de 14 e 6 por segundo.prolongado. sobre a pele. crus do fórnix .aparelho utilizado para crótico . produzindo dispnéia.1.tricomicose axilar. semelhante a um cubo. Cryptococcus neoforrnans . com o aspecto de uma cruz. longo dos dedos e tibial posterior. utilizada como escabicida e sistema nervoso central. à noite. cronógrafo .

pessoa. pessoa que efetua curas. aspecto medial do lobo occipital. método de preparo de um material de-saco reto-uterino. não necessariamente homogêneos. excluída qualquer possibilidade de cultivo . processo ou culdotomia . distinta da curetagem. para tentar curar as doenças. 3.agente que destrói os cura radical .expressão que significa cobre.porção superior do montículo organismo.retirada.trabalham tocando ou não o favorável ao seu crescimento. indivíduo que 184 . cuneiforme – no formato de cunha. charlatão. benzedores. 5.1. de algum cunículo . é cultivada de forma que havendo curagem . cuidador .transferência sucessiva de recidivas. cupro . culicida .habitáculo subepidérmico do material líquido intraperitoneal parasita da sarna.gênero de mosquitos vetores de cura mental . uma moléstia ou um ferimento. obtidos de um 2. articulação cubóideo-navicular e seus cumulativo – aditivo. Eles canalizam energia em meios artificiais. como a do cumare.reparação cirúrgica do cura . sob curandeiro .referente aos ossos cuidados básicos do paciente como cuneiforme e cubóide. 4.indivíduo responsável pelos cuneocubóide .uso da sugestão ou da fé moléstias. destinado a restaurar a pélvicos femininos.onde a cura parcial ou total de qualquer uma quantidade determinada de urina parte do corpo. culex . microrganismos para diferentes meios curadores . que proclama ou pretende ter laboratório mediante passagens por poderes de curar por alguma forma de sugestão. entre culdocentele .eliminação completa de mosquitos. (transudato. 3. através do fundo-de-saco reto-uterino.é um anticoagulante derivado cubóide e o navicular. curativa para os clientes a fim de obter cultura de urina quantitativa .crescimento de microrganismos campo áurico. aspiração ou incisão. 2. alimentação e cuneus – circunvolução cuneiforme no administração de medicamentos. ligamentos. limpeza do olho ou de uma crescimento de colônias de bactérias superfície ulcerada ou cariada. a perspectiva genética. recuperação de uma doença.instrumento para viabilizar tratamento especial para uma doença os genitais internos e os tecidos ou um inválido. culdoplastia . vim a restaurar a saúde. parasitas que se encontram no cúlmen . cubóide-navicular . tratamento bem sucedido de fundo-de-saco reto-uterino. de tal maneira que fique do vérmis cerebelar.referente aos ossos cumarina .cubóide-digital . cúprico. pode-se determinar o número de limpeza digital da cavidade uterina.1. da vagina e perfurando o fundo-de. bruto para ser utilizado. cultura in vitro. 2. penetrando através saúde.1.incisão através do fundo. sem educação médica hospedeiro natural e conservados em formal. feita com uma cultura isolada . corpo para equilibrar e modificar o cultura . curso ou período de tratamento que saco reto-uterino. colônias por volume de urina.amostra de parasitas cureta. exsudato ou sangue).referente ao osso outros hospedeiros ou mediante a cubóide e aos dedos do pé. transmissor da filariose. culdoscópio . mediante as fissuras parietoccipital e calcarina. higiene pessoal.

quente ou fria. curarimimético . promover cureta. alcalóides obtidos de espécies de curto abdutor do polegar – músculo que curare. impedindo a curie-grama – impressão fotográfica reação aos estímulos nervosos e à feita pelas radiações do rádio. seca ou articulações metatarso-falangeanas. instrumental cirúrgico denominado curar .tratamento pelas radiações pertencente à ação.droga de composição incerta e qualquer quantidade de rádio-isótopo variável que paralisa os músculos que sofre desintegrações exatas de esqueléticos pelo bloqueio seletivo da 3. curarização . similar á do curare. grande artelho. usa-se para colher material realiza a flexão dos artelhos na para biópsias endometriais. 185 . preconiza e aplica seus próprios curetagem uterina . tratar com êxito. destinado á raspagem de curto flexor do quinto dedo – músculo tecido s. cavidade com uma cureta. responsável pela extensão e abdução curativo . restaurar a saúde. curto extensor dos artelhos – músculo geralmente de natureza cirúrgica.procedimento medicamentos e tratamentos.1.qualquer de diversos Curling – veja úlcera de Curling. que realiza a flexão do quinto dedo na cureta de sucção .pequeno tubo oco articulação metacarpo-falangeana.1. 3. úmida. aplicada ao redor ou sobre uma incisão curto flexor do quinto artelho – cirúrgica recente para comprimir o músculo responsável pela flexor do corte e promover cicatrização. conjunto de material do polegar. curarina . 2. pelo bloqueio dos estímulos na junção curto extensor do polegar – músculo neuromuscular. equilíbrio com 1 grama de rádio. articulação metatarso-falangeana e nas curetagem . ionizantes de uma fonte de rádio. curare .raspagem do interior de uma interfalângicas proximais. quantidade de radon em remediar um estado. uma colher. semelhante ao roentegenograma. utilizado para um ato médico. dotado de tendência curativa. com uma janela. compressa ou gaze. através da qual se faz curto flexor dos artelhos – músculo que a sucção.trabalho energético. 2. 4. utilizado para o esvaziamento da curaprânica . referente ou curieterapia . grande artelho.administração de curare ou curto extensor do grande artelho – de um dos seus princípios ou músculo que realiza a extensão da derivados. realiza a abdução e flexão do polegar. cavidade uterina através de imposição das mãos. a fim de articulação metatarso-falangeana do conferir proteção e acelerar a cura. colocada ou curto flexor do grande artelho – enrolada ao redor do corpo ou de uma músculo que realiza a flexão da palre dele e mantida no local.700 x 1010 por segundo. acetilcolina.sarar. curie . realiza a flexão da articulação curativo compressivo – bandagem estéril metacarpo-falngeana do polegar. quinto artelho na articulação cureta . a fim de produzir articulação metatarsofalangeana do relaxamento muscular ou paralisia. junção neuromuscular. referente curto flexor do polegar –músculo que à cura de uma moléstia.instrumento com o formato de metatarso-falangeana. que realiza a extensão dos artelhos nas tampão. o restabelecimento.

realização de movimentos isocinéticos. CVP .A. curva principal – termo utilizado para D.termo utilizado para 2. medidos alérgeno sobre a região escarificada.flexão realiza a eversão e a flexão plantar do persistente e anormal da coluna pé. lacrimal. curva de histerese . hemoglobina e a pressão parcial do cutícula . 186 . curto supinador – músculo responsável cushingóide . nas escolioses. 2. diretamente em uma lâmina de sangue cútis . eponíquio.contração ventricular prematura. 2.representação cutilada . Uma curva cúspide . com o objetivo de curva de Hufte – expressa o fato de que. epiderme. 2. doente com a síndrome de Cushing. escarificação ligeira do estrato córneo curva de Price-Jones .com o aspecto de um pela supinação do antebraço.prova realizada pela encurtamento do raio. resultante da administração terapêutica curva compensatória – é uma curva de corticosteróides. que tende a manter o uma ou mais cúspides. referente ou provido de principal. CV – 1. abreviação para cardiovascular. criar um efeito estimulante e vigoroso quando um corpo móvel gira em torno da pele. oxigênio.distribuição dos da epiderme e colocação de um diâmetros dos eritrócitos.movimento efetuado com uma gráfica da relação entre força ou duas mãos.instrumento para cortar curva estrutural – segmento da coluna fragmentos pequenos de pele do vertebral com uma curva lateral que indivíduo vivo. corva. não apresenta a flexibilidade normal. para a deformidades da coluna vertebral. abreviação para capacidade vital. em que as bordas magnética e a magnetização induzida laterais e superficiais dorsais dos resultante de um material dedos golpeiam a superfície da pele ferromagnético. alinhamento corporal normal e pode terminado em ponta.curto peroneiro lateral – músculo que curvatura da espinha .inflamação do saco curvatura – encurtamento. saliência pontiaguda ou compensatória pode progredir para arredondada na superfície de uma curva secundária e fixa. um dos folhetos de uma curva da relação entre a quantidade de válvula no coração ou em um vaso. 3. dactil – veja dactilo.pele. musculares. ser estruturada ou não. oxigênio combinada com a cutâneo – referente à pele. pontiagudo. dacriocistite .1. identificar a menor curva estruturada CVO2 – consumo de dióxido de carbono. corada. curva – mudança de direção. se houver um cutirreação . mastigação de um dente ou próximo à curva de dissociação da hemoglobina – mesma.1. em rápida sucessão. cutissector . curva menor . curva primária – primeira ou mais Cybec – aparelho idealizado pelo precoce das curvas a parecer em americano James Perrine. qualquer revestimento delgado. vertebral. tecidos subcutâneos e de um eixo fixo ao qual está preso.E – posição dorso-anterior esquerda identificar a maior curva estruturada do feto.1. acima ou abaixo de uma curva cuspidato . haverá uma aceleração. nas escolioses.

utilizada geralmente para identificação decana – qualquer dos isômeros e para estudos genéricos. removido dos aminoácidos.dactilia – expressão que indica processo débito de oxigênio latácido . falta de óssea. o segundo débito de oxigênio . vários dedos ou artelhos são decortinação pulmonar . dedo encarcerado – veja dedo trancado. portanto.remoção dos grupos amino brusco. deaferentação . doença respectivamente sobre um dos lados. a seguir ao polegar. central com resultante perda do pode ser decúbito lateral. neuromotora. dorsal ou funcionamento do cérebro. em seguida. sobre as costas ou abdome. que é usado para converter acido lático dactilite – inflamação de um dedo ou em CO2. esgotador. hidrocarbonados com fórmula C1OH22 dactilomegalia – estado em que um ou da série da parafina. dactil.procedimento de decúbito lateral – deitado de lado. artelho. e a última artelho. debilitante – enfraquecedor.estado produzido por ruma impedimento da flexão e da extesão de doença funcional ou orgânica que pode um ou vários dedos. dedo em mola – doença na qual ha debilitado . dedo estapulado – tipo especial de dedo débito cardíaco . caixa torácica impedindo.quantidade de sangue largo.posição de quem está deitado. com ou sem alteração debilidade – fraqueza.debilitação ou insuflação pulmonar. pleura parietal e da pleura pulmonar dactilósise – perda ou amputação de um quando acometidas de intensa fibrose dedo. macrodactilia.o dedo indicador. no decorrer de um minuto. força. água e glicogênio. tenossinovite crônica. astenia. que impede a expansão do pulmão e da daltonismo – cegueira para cores. deaminação oxidativa . medição do chamado débito cardíaco. remoção cirúrgica ou interrupção das dedo de gatilho – estado em que a flexão vias sensoriais para prevenir os e extensão de um dedo são. centros superiores do cérebro.remoção da anormalmente grandes. fase da curva de recuperação do dactilo – expressão que indica dedo oxigênio. debitômero . debilitar – enfraquecer. dos dedos das mãos. unha recurvada. oxigênio após o exercício menos o dedo trancado – uma afecção peculiar consumo inicial do repouso. mais dedo fletido flexível – deformidade do especificamente. pelo ventrículo dedo-em-malho que é flexível. É causado devido a uma de um aminoácido. restauradas com um movimento deaminação . na qual eles 187 . medula ventral conforme esteja deitado espinhal. achatado na extremidade. impulsos nervosos de alcançarem os inicialmente impedidas e. dedo index . tornar fraco.o ou característica dos dedos. a dano neurológico . inflamações das bainhas tendinosas. deterioração do sistema nervoso decúbito .aparelho utilizado para dactilograma – inflamação digital. bombeado pelo coração ou.um dos dois dedo em baqueta de tambor-dedos com modos que o grupo amina pode ser aumento bulboso de falange terminal. gânglios e nervos. devido a lesões ou restringir a performance. esquerdo. componente lento do consumo dactilífero – que possui dedos ou órgãos excessivo de oxigênio pós-exercício ou apêndices difitossímiles.o consumo total de digito da mão.

pela perda da muscular causada por falta de continuidade do tendão extensor com a modalidade motora específica.quando a pessoa tem de jérsei do oponente que geralmente um funcionamento intelectual tenta escapar. saúde e segurança. habilidades sociais. ausência de composição. em extensão. autocuidados. comportamento. prolongada de um músculo em comprometimento de determinada resposta a um estímulo doloroso. falta. subitamente se tornam fixados em característica essenciais para a posição fletida. função. lesão ocorre mais comumente em deficiência de lactase – dificuldade em homens jovens que praticam esporte digerir os produtos derivados do leite. Esta menor do que a normal.falta de um mineral tipicamente uma deformidade fixa. suficiência. bainha de um tendão flexor. 2. estrutura ou uma parte ou de um órgão.quantidade de ferro articulação interlangeana distal. 2. mas qualquer adaptativo em pelo menos duas das um poderá estar envolvido. seguintes áreas de habilidades: dedo-em-garra – hiperextensão da comunicação. essencial à nutrição normal e ao dedo-em-martelo – descreve uma metabolismo. 2. de contato. quase falange distal. essenciais para integridade abaixo de defeito – 1. flexor superficial dos dedos de sua deficiência – falha. carência. articualação interfalangeana distal. falta. Ela é fratura-avulsão da inserção tendinosa. vida articulação metacarpofalangeana com doméstica. em virtude da presença integridade de alguma coisa. interlangeana distal é estendida de acompanhado de limitações forma forçada. falha ou deficiência de um padrão consagrado de qualidade. lazer. O portador é defeito. flexão da articulação interfalangeana relacionamento interpessoal. Ao agarrar a camisa feita deficiência mental . proporção da falta de um deficiência – 1. a articulação significativamente inferior à média. defesa muscular reflexa . A maioria dos casos significativas no funcionamento envolve o dedo anular. qualidade ou característica defecação – evacuação intestinal. estado ou condição de padrão especificado débito. deformidade em flexão da articulação deficiência muscular – debilidade interfalângica distal. freqüentemente melhorada pelo O método preferido de tratamento é a aumento da atividade e pelos imobilização da interfalângica distal exercícios. dedo-em-malho – hiperextensão na trabalho. uso de proximal e flexão ou extensão da recursos comunitários. para ambos os tipos de deficiente – que não dispõe de lesão. habilidades acadêmicas. encarcerado. qualidade ou 188 . incapaz de fletir ativamente a deficiência de ferro . inserção na falange distal. auto- interfalangeana distal. 3. delegação. segmento em falta de um dedo-de-jérsei – resulta da avulsão do cromossomo. grau ou de um pequeno crescimento fibroso na proporção de falta de substância. deficiência ou falta. falta de substância. Pode ser causada por sempre por deficiência no grau de uma avulsão do tendão ou por uma força e flexibilidade muscular.contração déficit – 1. uma função normal. substância.é deficiência mineral . 3. dedo qualidade ou características essenciais.

morte nuclear. deve-se à contração de tecidos degenerado – indivíduo que se cicatricial. estruturas periarticulares da déficit inotrópico . caracterizada pela hiperextensão da déficit do pulso – diferença entre o ritmo articulação interfalangeana proximal. social. deformidade em garra de lagosta – biológica e. uma vez destruído o citoplasma parcial ou total da articulação de um neuronal.relaciona-se à interfalangeana proximal pela sinovite. indivíduo de deformidade de congênita da válvula conduta sexual claramente aberrante. células caracterizada por deterioração definhar – emagrecer.déficit de oxigênio . ocorrem nas fibras nervosas desde o deformidade em folha de trevo – ponto de rompimento distalmente ao radiologicamente. tais como da deformidade em boutonnière – veja doença de Parkinson pós-encefalítica e posição de botoeira. pouco ou nenhum indício de reação a deformidade – 1. Essa lesão é característica da dedo através de uma lacuna de enfermidade de Alzheimer e outras aponeurose extensora. deslocam do núcleo. deformação do órgão efetor ou receptor e bulbo duodenal. forma do corpo ou de alguma parte. deslocamento do punho que ocorre na degeneração walleriana . corrimento. queda para uma condição inferior. 2. conseqüente ou associada a transformou declaradamente para pior uma ulcera duodenal crônica. por anomalias Aglutinam-se em massas que se ósseas ou musculares. casos. se afasta muito do que dele se espera deformidade em pára-quedas – em determinada época. que assume o aspecto proximamente até o nodo de Ranvier aproximado de um trevo de três folhas. deformidade do punho. acima da incisão. tudo isso com escoamento.alterações que fratura de Colles. importante disfunção ventricular degeneração – 1.falta de oxigênio mitral. trabalho físico.aglutinação pela angulação palmar da extremidade dos neurofilamentos intraneuronais distal do rádio e deslocamento dorsal que formam filamentos helicoidais em da cabeça do cúbito. podendo ficar deformidade em botoeira – protrusão livres. processo regressivo que malformado. desvio pronunciado do inclui até a morte de nervos. em alguns defluxo – 1. 189 . atrofiar. caracterizada degeneração neurofibrilar . perda desaparecimento. congênita da espádua. alteração regressiva das induzida pelo esforço. em grande medida devida à deformidade de Sprengel – elevação hiperfosforização de proteína. Não é idêntico ao deformidade em pescoço-de-cisne – conceito de débito de oxigênio. 2. em sua conduta moral. axônios normal no referente ao tamanho ou a ou tratos do sistema nervoso central. 2. cardíaco de ausculta e o ritmo do pulso flexão da distal e enfraquecimento das periférico determinado pela palpação. congênita ou mental ou moral. do desenvolvimento. 3. citoplásmica inicial. em que esta se assemelha a um acarretado na fase inicial de um pára-quedas. geralmente sexual ou que bidactilia. da pam-encefalite esclerosante deformidade em dorso de garfo – subaguda. pares. doenças neurológicas. depois. deformidade de Madelung – piora repressiva de um estado físico. estado de ser uma lesão.

dor de cabeça. humano. a mesma do associa-se habitualmente à intoxicação vírus da febre amarela. 2. peristaltismo esofagiano. transcorrer com diarréia. maneiras que variam do descontrole no deteriorar quanto aos caracteres comportamento ao estado de coma. com outras caracterizado pela deterioração mental intoxicações crônicas e com e física. iniciado pelos devidos a lesões ou destruições músculos voluntários e que acarreta o graduais do sistema nervoso central. denominada demência aterosclerótica. este razão e planejamento.pode ser observado em degenerescência – 1. caracterizados por uma lenta e através do esôfago. principalmente arteriosclerose especificamente. dor ou isquêmico.se o mentais como raciocínio. sofrer as alterações podendo se apresentar de diversas regressivas da degeneração. 2.forma muito catalisadas por enzimas até dar origem rara de demência. propriedade do DEM – displasia epifisária múltipla. perturbação. que entra na mitocôndria e hidrocefalia com pressão cerebral sofre aí outras reações que convertem. normalmente persistem por sete a dez 190 . memória. deisestesia – 1. prevenção sexual segundo enfermidades cerebrais orgânicas. bem como a alta. realização ou cerebral.conjunto de sintomas deglutir – 1. normal indolor. movimentos para o corpo de uma célula nervosa. 3. mentais ou psíquicos. a pederastia ou indivíduos. no em acetil-coenzima A. tentativa de realização um atentado delito – erros legais cometidos contra sexual. vômitos. demência . alguns casos podem orgânicos ou funcionais. especialmente acidente vascular cerebral do tipo do sentido do tato. também uma proteína em aminoácidos. outros graves transtornos cerebrais quebradeira. referente à existência demartomicoses .é causada por um arbovírus da outros sintomas físicos e neurológicos.é uma forma degradação proteínas – conversão de comum de demência. 2. como o estupro. comprometendo funções degradação de carboidratos .é manifestação da intoxicação cerca de 95% dos casos. localizadas aminoácido. na superfície da pele. quase sempre do álcool nos alcoólatras.afecções causadas por de mais de um códon para cada várias espécies de fungos. acolher no estômago. o exibicionismo. os sintomas por medicamento ou outras drogas. estado pacientes toxi-infecciosos. em delírio . e ocorre numa ao piruvato. físicos. inconveniente de qualquer situação demi – prefixo que significa metade. alimento ingerido for um açúcar. dendrito: processo de ramificação do delirim tremens – delírio acompanhado protoplasma que conduz os impulsos por temor constante. delírio oniróide . mediante um progressiva perda de funções mentais reflexo complexo. desordenados das mãos.degenerar – 1. código genético. dores musculares. mas não caracterizando uma complicação do privação dos sentidos. deglutição – ato de deglutir. normal. demência vascular . insônia e dengue . especialmente à supressão sintomas como a febre. 2. Apresenta alcoólica. os códigos sociais e legais vigentes. família dos flavivírus. será submetido também a reações demência hidrocefálica . executar o envolvendo especialmente o cérebro processo de engolir alguma coisa.

2. Também pode de ser contingente. pode-se transferir para o densidade larvária . 3. não que produza codificação dos deveres do médico. exigir o auxilio ou atingir o fígado e o coração. dens – 1. Pendurado. necessidades. (recipiente. pender. organismo produzido pela perda densidade capilar . baixando muito os província. ossos. grupo de pessoas ou pode simular outras doenças organização. encefalopatia com delírio. 2. febre dois fenômenos. basear- rubricada por esse organismo. especialmente dividida pela unidade de volume de através de hemorragia. decréscimo do vigor muscular. 1. um processo depleção – 1. como malária. mais alguns dias. que em situações de volume corporal. ela causa uma intensidade alta. deslocação interior de uma parte. acumuladas no organismo ou em densidade – quantidade de massa alguma parte dele. 3. primariamente nas fibras de de resistência de longa duração com contração lenta. ato de diminuir a semelhante a um dente.número de capilares excessiva de sangue ou de outros por milímetro quadrado de tecido componentes. é depósito de sangue . determinado ou regido denominações internacionais comuns . saúde e incluídos na lista oficial depender – 1. área. alucinação e dependência – 1. sentimentos e exaustão na medida em densidade corporal . imóvel). 191 . erroneamente chamada deontologia médica . 3. responsável pela níveis pressóricos. obrigatoriamente hemorragia.Estudo e assim. A forma grave mais particularmente indicado para o conhecida é a chamada dengue diagnóstico da osteoporose. contando com outra nomes comuns de medicamentos pessoa para apoio. levando a diretamente a proporção da difusão. 2. se para apoio e manutenção.em exercícios aeróbico. quantidade de liquido ou de materiais o processo odontóide do áxis. hemorrágica. escavação ou fossa. qualidade ou condição agitação psicomotora. corporal por unidade de volume. dias. por outro fator. febre quebra. Outros manutenção da saúde publica.exame especial sensação de fraqueza que perdura por realizado através de irradiação nuclear.sangue presente nas expressa em peso corporal pelo veias.quantidade de lado arterial. ser influenciado. ser contingente. especialmente. aceitos pela organização mundial de pendente. sujeito ou submisso a produzindo miocardiopatia. os estoques de diminuição na distância que o gás glicogênio nos músculos e no fígado precisa para se difundir. Relação causal ente infecciosas. como seja a medida amarela e até meningite. ficando posteriormente uma densitometria óssea .massa do tecido que os estoques vão sendo depredados. em que um influencia o outro. um aumento na densidade exaustão. pelo acometimentos da doença é o sistema saneamento e pela Medicina nervoso produzindo um tipo de Preventiva. A dengue outra pessoa. um dente. mas que departamento de saúde – repartição pode matar por acentuado descontrole oficial de um município. larvas para determinado denominador depressão – 1. 2. concha. dependente. aumentando diminuem de forma abrupta. 2. capilar é vista no treinamento depleção de glicogênio . estado ou da pressão arterial. 2. estado do uma substância.

estímulo baixa a tensão arterial por dermatite de radiação – radiodermatite. da pessoa. produzidas pela irritação de abandono e/ou negligência.é a denominação formada pela decomposição da uréia e. devida à estase aparelho que deprime. vasodilatação reflexa e que torna dermatite esfoliativa – qualquer lentos os batimento cardíacos. de membro. antecubitais e poplíteas por um dermatite numular – placas de dermatite processo inflamatório com intenso vesiculosa em forma de moedas que prurido e escoriação. eczema atópico. são irreais e pênfigo vulgar. manifestação primordial de uma dermatite cercariana – dermatite reação psicótica depressiva ou de uma esquistossômica. dermatite na qual existe derivação de extremidade – derivação comprometimento extenso da pele. dermatite das fraldas – erupções depressão anaclítica . pelo paciente. pode ser um sintoma de pele. antiga para a depressão constitucional freqüentemente infecção por monílias. e biológica. observadas nas severo prejuízo no desenvolvimento zonas cobertas pelas fraldas nos físico e psíquico das crianças vítimas lactantes. dermatite de estase – inflamação crônica depressor – 1. músculo instrumento ou da pele das pernas. circunstâncias de vida. 192 . quer da ou seja. nervo cujo vascular.é uma depressão maculopapilosas que tendem a confluir infantil precoce que representa um e levar a escoriações. varia de simples eritema dermatite atópica – dermatose até gangrena. intensamente em escamas grandes ou dermatite alérgica – dermatite produzida pequenas. 2. causada por umidade. ou seja. quer do efeito irritante contra a situação na qual de encontra. exógena. cutâneo. pela sensibilização e reexposição a dermatite factitia – erupção provocada uma substancia alérgica. na qual dermático – dérmico. amônia depressão endógena . fora da proporção com qualquer causa dermatite carcinomatosa – rubor da alegada. cutânea. primário de uma substancia. com desnudamento de grandes regiões dermanecrosante – que provoca necrose e acarretando perda dos pelos. sensibilização a uma substancia que depressão neurótica – veja depressão entra um contato com a pele. ou crônica dos recém nascidos. dermatite das lagartas – eritemas das depressão exógena . a epiderme é eliminada mais ou menos dermatite – inflamação da pele. que vem de fora da pessoa. neurose. fezes. que vem de dentro exantema das fraudas.dependente das traças. que pode dermatite medicamentosa – erupção correr em indivíduos atópicos. tristeza dermatite bolhosa – dermatose extrema melancolia ou abatimento assinalada por bolhas herpetiforme e o que. São cutânea provocada pela ação de certos atingidas geralmente a face e as fossas medicamentos. extremamente característica. queda ou redução da função. 4. aparecendo dermatite de contato – dermatite que como uma reação depressiva da pessoa resulta. dermatite exfoliática – dermatite aguda dermaplastia – enxerto cutâneo. geralmente da região mamaria. ao contrário do pesar. qualquer transtorno psiquiátrico ou a associado a um carcinoma.

eczematosa.doença da extremidade superior assinalada por inflamatória dos vasos sanguíneos vesículas ou pústulas que secam e subcutâneos e musculares além dos formam crostas. trata da pele. sua estrutura. que ocorre forma diferente. Em cada dermatite seborréia – forma aguda e criança a doença se manifesta de uma inflamatória de dermatite. 2. causada micótica da pele. geralmente dermatomioma – leiomiona localizado após lesões mínimas e que se inicia na pele. de epiderme lesada por sensibilização médico que estuda especialmente as a outros produtos. pele. Mais comum no sexo habitualmente em pele gordurosa. pretos azulados. de espessura uniforme para enxertos. massa de pele pêndula. histológica e principalmente de dermatoplasia – operação plástica na fibroblastos dermatofítide. amarelos ou contrair uma dermatose. faixa etária. 3. erupção pele. dermatologia – estuda e tratamento da geralmente de formas eczematosas e pele. doenças da pele. funções. isolados ou múltiplos. dermatorrexe – 1. lesão de capilares dermato-heteroplastia – enxerto de pele cutâneos. Tais nódulos compõe-se pele. estado inflamatório da pele. por Cicrococcus pyogenes. 2. dermátomo – 1. que se admite ser causada por produtos dermatologista – especialista em pele. afetam habitualmente as superfícies de dermatologia – especialidade medica que extensão dos antebraços e das pernas. dermatite por auto-sensibilização – doenças e tratamento. dermatose – qualquer doença da pele. 4. para ressecar grandes retalhos de pele dermatofibroma – nódulos duros. excluindo a para retirar os enxertos da área queimadura pelo sol. vasos em outros órgãos. caracteriza-se por escamas secas. Danlos. síndrome de Ehlers- heterógena. dermatofítides. doadora. cujas falhas ou defeitos são cutânea associada a uma dermatose substituídos por enxertos ou retalhos produzida por um fungo. a fase lateral de um erupções cutâneas causadas pela somito embrionário. feminino pode ocorrer em qualquer provida de grandes glândulas sebáceas. encontrados mais dermatopatologia – subespecialidade da comumente nos adultos nas patologia. dermatite repens – dermatite subaguda dermatomicose – qualquer infecção que se alastra perifericamente. pode ser placas. dermátomo de Padgett – instrumento dermatócisto – cisto cutâneo. instrumento para seccionar a exacerbações e prurido. os próprios cutâneos. aparelho usado exposição ao sol. de crescimento dermatopatofia – meio anormal de lento. dermatólise – fibromas cutâneas com dermatorrogia – demorragia cutânea. que se ocupa das doenças da extremidades. fungos não são encontrados nas dermatopolineurite – acrodinia. avermelhados. papulosa ou eritematosa. como na operação de enxerto dermatite solar – termo genérico para embrionário. quase exclusivamente na parte distal dermatomiosite juvenil . área cutânea suprida úmidas ou oleosas e por placas de com fibras sensitivas de um único crostas amareladas. 193 . nervo. remissões.

de caráter dermolabial . oculares superior e externo. às zonas uma doença do colágeno. amiúde. habitualmente dermoepidérmico – referente tanto às preenchido por 50 ml de líquido. freqüentemente adiposa e de espessura dermostase – estiramento da pele por variável. O espaço pleural é um dá origem à derme. Este camadas superficial como à profunda espaço fica entre a parede interna da da pele.referente a pele e aos progressivo. Aplica-se aos enxertos caixa torácica e o pulmão. dermomiíase – miíase dérmica. papulosa ou dermografismo – dermografia. Pode acompanhar-se ou 194 . e da pele adjacente. denso e irregular. cutâneo. derrame pleural . dermia – expressão que significa um dero . cisto dermatose pigmentar progressiva . em cavidade natural ou acidental. dermóide. observada principalmente nas cisto dermóide. causas podem causar desequilíbrio na dermografia – anomalia na qual a pele é produção e absorção contínua deste particularmente suscetível à irritação. espaço virtual. onde as glândulas eritema multiforme. urticária factitia. entre os músculos retos que atinge a pele e os músculos. tumor ou doença. onde as caracterizado pelo impulso glândulas sudoríferas são ativas. pele. estado da pele. líquido pleural. pernas e. dermatose profissional – dermatose dermolebite – inflamação das veias provocada por drogas ou irritantes que cutâneas. dermóide – 1. semelhante à pele. Quando isso ocorre. pertencente à derme. derrame . perpúrica e dermoidectomia – extirpação de um papilar. Várias cutâneos. cutâneas providas de sua inversão dermatostomatite – forma grave de autônoma.é composta de tecido conectivo moscas. a incontrolável de beliscar ou esfregar a resistência é baixa.excesso de líquido no dermoblasto – parte do mesoderma que espaço pleural. o caracteriza-se por elevações ou líquido se acumula e acaba vergões produzidos pelo simples riscar comprimindo o pulmão. profundamente e dermossinovite – inflamação de uma contínua com ele está uma lâmina de bolsa ou bainha tendinosa subcutânea tecido conectivo frouxa. lábios.expressão que significa pescoço. 2. dermatose produzida por larvas de derme . eczematosa. qualquer dermatrofia – atrofia da pele. 2. com o associado freqüentemente a um câncer aspecto de uma massa amarela. com a unha. tecido adiposo embaixo da conjuntiva dermatosiosite – processo inflamatório bulbar.acúmulo de líquidos ou gases dérmico – 1.dermatose actínica – dermatose não de urticária. visceral em pacientes com mais de 40 dermometria – medida da resistência de anos ou que ocorre manifestação de uma corrente elétrica. ocorrem tipicamente no exercício de dermolipoma – aumento congênito do uma profissão. dermografismo produzida pela exposição à luz solar. dermatotasia – estado mórbido acusam maior resistência. Pode se urticariana. sudoríferas se mostram inativas. erupção avermelhada.

como o trato população. desarranjo – 1. como produção defeituosa dos sons vocais.falta de habilidade. colocação defeituosa de superfícies transitam simultaneamente em articulares. desenvolvimento . que 2. impulsos como ocorrem na célula desbalanço – 1. gastrintestinal ou o crânio. ou de uma agentes químicos ou biológicos. salvas desarticulação – 1. o esfoliar. desenrugar – alisar a pele. 2. ou por inatividade. descapsulização – retirada da cápsula ou desanimania – qualquer transtorno da membrana envolvente. especialmente estímulo primitivo. aproximadamente simultâneas. as de estímulos nervosos. ordenado para um estado maduro. mas que tenha descarga residual – descarga de possibilidade de voltar a funcionar.seccionar os tecidos para descontaminação – processo de tornar ampliar uma ferida com a finalidade de qualquer objeto ou regiões seguros exploração cirúrgica. falta de balanço. uma úlcera. desfazer as descamação – desaparecimento de rugas. é o processo pelo qual o normal de certas partes ou de um paciente é prevenido de por pressão na sistema. diferentes axônios de um nervo ou que desativado . suprime os pêlos. falta ganglionar. encontra desativado. separação de camadas. que velocidade por unidade de tempo.estabelecimento que se são emitidas simultaneamente centrais. da cápsula renal. 3. proeminência óssea que poderia causar insanidade. da pele e dos causadas por influências endógenas e túbulos renais. 2.desabilidade . por psicológico com deficiência mental exemplo. 2.mudança que construtivas. diminuição da utilização em enxertos ósseos. uma ferida infectada pela remoção de neuromusculares e metabólicas que toda a matéria estranha e tecidos resulta de repouso prolongado no leito desvitalizados nela contidos. suprindo ou amortecendo os agentes descalvante – escalvante. desbridar . descancelização – retirada de osso inabilidade. como método operatório que reduz a pressão entre glândulas endócrinas. camadas. descascar. que para desaceleração . outra substância calcificada. desbridamento – 1. perturbação do intelecto. exógenas e dirigidas de modo descamar – desprender. inarticulação.processo de mudanças deslocamento. como. ou entre o excessiva. 195 . luxação. depois de cessado o de balanço muscular. desenvolvimento motor pode ser interpretado como a emergência. como do epitélio das disposições físicas e psicológicas superficial das mucosas. em uma numero de machos e fêmeas em uma cavidade corporal. transtorno do arranjo descarga – 1. descompressão cirúrgica – qualquer ausência de equilíbrio biológico. 2. canceroso ou esponjoso. ente os músculos dos olhos. que destrói ou radiológicos. de fibras nervosas aferentes sensitivas. tornando inócuos os sais minerais dos ossos. secção de bridas descondicionamento . para o contato de pessoas não descalcificação – perda ou retirada dos protegidas. para a correção de certas desaferentação – processo de interrupção deformidades. como por exemplo. limpeza mecânica de ocorre mas funções cardiovasculares.

aparelho que produz uma de idade até o início da adolescência. que através de um pelo qual todo ser humano passa. pelo lactante. um aumento das motora ou da performance atlética capacidades congenitivas. voluntariamente. desidratação . capaz de automaticamente morte. fora de equilíbrio. desde a concepção até a paciente. anos de idade depois do que instala. corrigir arritmias graves através de desenvolvimento psicomotor – descargas elétricas. como a de quando a quantidade de líquidos falar inteligentemente ou de empregar ingerida é inferior àquela que é outros meios de comunicação. simples para um mais complexo. que é faculdades mentais e morais. desenvolvimento humano .processo de perturbação emocional. de um nível átrios ou dos ventrículos cardíacos. choque elétrico. ou de do organismo. maturidade ou. diarréia resolver problemas e a utilização ou perda sangüínea. evolutivos são atingidos aos 3 ou 4 desenvolvimento da performance . de uma determinada equilíbrio físico ou mental ou entre as modalidade esportiva. 3. permite que o coração desde a concepção até a morte. mudanças gradativas provocadas pelo desequilíbrio – falta ou perda de treinamento. a de eliminada através da urina. subdisciplinar de estudos que trata das desfibrilador implantavel - mudanças e estabilidade no procedimento que consiste na comportamento motor com o avançar implantação de aparelho no tórax do da idade. bexiga e dos intestinos. ou durante um período de treinamento. disseccão romba das fibras de um transformações que ocorrem numa tecido segundo os seus planos de criança desde o nascimento até a clivagem. andar e correr. 2. dos aplicação de um aparelho aspectos físico. 2. engatinhar. síntese e diferenciação das capacidades finalidade. A desidratação começa capacidades intelectuais. desenvolvimento infantil . e as A desidratação surge freqüentemente capacidades congenitivas. agravamento de suas condições dentro de certo período. dos quais reúne-se o equilíbrio normal entre as funções do caminho para o máximo rendimento sistema nervoso simpático e nos esportes. descarga elétrica para restabelecer o desenvolvimento motor . desde o primeiro ano desfibrilador . evitando o aquisição progressiva. devido à individual durante um período da vida experiência educativa da criança. da regular voluntariamente a atividade de respiração. correta dos adultos com essa 196 . da transpiração e das fezes. parassimpático. de clínicas e em muitas ocasiões até o capacidades motoras como a de virar óbito. reconhecido pela seqüência contínua desequilíbrio autônomo – ausência de de ciclos.perda anormal de líquido ficar de pé. tais marcos habilidades motoras. como a de em conseqüência de vômitos. perda da fibrilação mudanças graduais.processo de desfibrilação – 1. sentar. padrões de movimentos e mentalmente íntegra. desenvolvimento esportivo . mental e emocional ressuscitador. desequilibrado – 1. saia da fibrilação ou de uma disritmia. área ritmo cardíaco. na criança neurológica e físicas. mudança do perfil da performance primariamente.

que é ou portador. superfície. desviada para um substituto mais depois que a fonte primária de aceitável e menos perturbador. caracterizada por cólica disco intervertebral faz com que ele abdominal. ocorrência que faz parte do especialmente do cólon. luxação. dois corpos vertebrais vizinhos. um infeccioso do organismo de uma processo de percolação. freqüentemente agentes químicos ou físicos. de medidas desinfetantes o mais rápido deslocamento – 1. 3. com finalidade profiláticas. potencialmente invalidante. a de uma articulação. reduz ao mínimo o de defesa no qual uma emoção é contato de outros indivíduos com esse transferida ou desviada material ou objetos. retirada da posição possível. geralmente com tração doenças transmitidas por contato exagerada pelo grupo oposto. onde ela se insere compensatória do tórax sobre a coluna na parte plana. ruptura de lombares inferiores da coluna. Esta deslizamento – força que atua alteração causa uma compressão das paralelamente ou tangencialmente à estruturas vizinhas locais. portanto. Ocorre orientação circular na extrema uma transferência posterior periferia da retina. apenas é descoberta quando a criança desinfecção concorrente .quando o desinfestação . 197 . aplicada do quadril. infecção deixou de existir ou depois deslocamento paralítico – deslocamento que ela abandonou o local. que atinge desinfecção . ou depois que a transformação. após a expulsão de material normal.desidratação do disco intervertebral – desinteria – inflamação do intestino. mais comumente desinfecção terminal. deslocação congênita – anomalia desidrogenar – retirar o hidrogênio. inconscientemente de seu objeto desinfecção terminal . engrossamento dos ligamentos locais. com diversas envelhecimento. um metazoários. 2. distopia. tenesmo e diarréia com perca altura diminuindo o espaço entre sangue e muco. Embora corpo. da pelve resulta em extensão do desinserção – 1. desses segmentos espinhais. 4. no qual um elemento é mesma tenha se contaminado com deslocado por outro. é comum no lombar alta com aumento na flexão deslocamento juvenil da retina. destruição de indivíduo está em pé. um mecanismo referido material. por paralisia de um grupo raramente. pessoa infectada. indireto.desinfecção feita original. 2. A desidratação do causas.é a aplicação começa a andar. ruptura de um tendão ou quadril e extensão dos segmentos de sua inserção óssea. especialmente artrópodes deslocamento translatório para frente e roedores. deslocamento pélvico . como uma pessoa ou situação no local em que esteve um caso clínico perturbadora para o ego. proporcionando com os anos o deslocação composta – deslocação na aparecimento de estenose entre dois qual existe comunicação da articulação corpos vertebrais e nas facetas com o exterior.destruição de agentes habitualmente uma ou ambas as infecciosos que se encontram fora do articulações do quadril. através de um articulares além de produzir um ferimento externo. por meio de exposição direta a presente ao nascer. é indicada no caso de de músculos. ocorrendo.

2. 198 . período refratário absoluto. desmame difícil . é tornado insensível a um antígeno ou desmotomia – incisão de um ligamento. entre 0. destralização – aperfeiçoamento da conforme ocorre nas síndromes regulação da propriedade sensorial e cerebrais orgânicas. Isto varia desmame da ventilação mecânica . de confinamento. emergência da cabeça fetal na vagina. processo pelo qual crescimento dos tumores. noção do tempo.2 e 0. em indivíduos destros.5ms dependendo do tipo procedimento de gradual retirada do de fibra. freqüentemente. a ligado. respiratória prévia. complexo mental. motoras alfa . hapteno por meio da aplicação desnutrição . 2. do lugar.deficiência de nutrientes conveniente destes agentes. liberação de fibroso. motora a partir de uma região dominante do lado esquerdo do córtex cerebral. desmagnetização . com intensidade suficiente.perda passageira do despolarização máxima depende do conhecimento. 2. que compromete o adequado estado atenuação ou supressão de um nutricional do indivíduo. saída de um estado desmo – expressão que indica ligação. ligamento. interrupção do suporte com ventilação Cada período da corrente alternada mecânica.tração ou separação das especialmente da capacidade de ter superfícies articulares. dessecativo. relacionada a gravidade da gera. privação do caráter antes do parto. formação o homem ou um animal de experiência de aderências. que desseca.deslocamento placentário – desossificação – 1. oxigênio de um composto. especialmente de desordem – distúrbio ou desarranjo da uma fobia ou de uma neurose saúde ou funções físicas ou mentais obsessiva-compulsiva por meio da normais.a freqüência de desmaio .condição clínica em Com esta freqüência pode ocorrer que existem dificuldades para despolarização síncrona do nervo. desprendimento – 1. deslocamento retiniano – deslocamento desoxigenação – processo de retirar da retina. tecido conetivo. proliferação propriedades secantes. A freqüência de suporte oferecido pelo respirador despolarização máxima se situa em mecânico.1. um doença atual e reserva funcional potencial de ação aumentado.a completa ou parcial despigmentação – perda de pigmento. discussão repetida da experiência desorientação – perda da relação compulsiva. redução da indução representada no como na pele. obrigações. laços e ocupações pessoais desmoplasia – 1. 2. segundo quadrante da curva de despolarização das fibras nervosas histerese. especialmente. ósseo de qualquer parte. absolvição de desprendimento prematuro da placenta material ósseo. algum ponto entre 1000 e 3000Hz. especialmente de tecido conetivo medicamento ou aplicação com fibroso. destração . anormal com o ambiente. das pessoas. formação de ou de outras restrições vitais proliferação de tecido conetivo. intensa de tecido conetivo no dessensibilização . desmóide – semelhante a um ligamento durante o parte.

dextrogiro. ossos de suas regiões naturais. também denominada variáveis biológicas. pertencente à direita. em coração para a direita ou para o uma série da médias. O verde é percebido destreza. cegueira para o verde. intermédio. hemisfério direito do cérebro. ajustamento rítmico.doença crônica eréteis. hormônios testosterona e estradiol. secundário. a mobilidade do tronco. que dextro – expressão que significa rumo ou trabalha com a mão direita. detrussor – músculo que impede para dia – prefixo que significa através. preferentemente. degenerar. à parte. estando confundido os motora. luxação. território por destruição ou obstrução dextromanual – que usa a mão direita vasculares. 2. inflamação. por baixo ou para fora. entre. qualidade ou condição anteriormente dextroversão – versão para o lado melhor. controlar a coordenação motora e de deuteranopia – forma de cegueira para mudar de um ato coordenado cores na qual se distinguem somente precisamente para outras ações duas das três cores básicas. dextrocerebral – localizado no especialmente de um feto. do lado direito. subluxação. variação utilizada mais dextrossinismo – que se estende da freqüentemente. 1. determinismo . deuter. separado. retração dos órgãos diabete melitus .doutrina que afirma que DHEA . dextrotorsão – torsão para a direita. dextrocondilismo – desvio dos côndilos destroncar – desarticular. óssea. verde e adaptação motora para mudanças de amarelo. equilíbrio corporal segundo. separar os mandibulares para a direita. biológicos. destroncamento – decapitação.refere-se à dehidro-epi- todo agir humano é determinado por androsterona. deteriorar – piorar em funcionamento. preferência ao esquerdo. direito. dexter – direito. a fluidez da coordenação incorretamente. ou seja.destreza . Trata-se de as suas vontades e ações não são livres um esteróide natural produzido na e sim resultado de mecanismos glândula supra-renal e nas gônadas. desvio estrutural . desaparecimento da diabete – veja diabete melitus. o azul e o subseqüentes são dimensões da vermelho. é a medida de hemitórax direito.desvio da postura dextropetal – que usa o pé direito causado por mudanças na estrutura preferentemente. direita para a esquerda. cuja estrutura é precursora dos detrusão – ejeção ou expulsão.é a capacidade de comandar e deuter – deutero. que todas dehidro-iso-androsterona. hereditária ou adquirida. dextroposição – deslocamento para a desvio padrão – raiz quadrada da media direita. a matrizes de vermelho. destro – que fica do lado direito. desvascularização – supressão da dextrodução – movimento do eixo visual irrigação sangüínea de determinado em direção à direita. resultante de 199 . dextrocular – que usa o olho direito de destrutiva – agente ou força que destrói. posição dos objetos relativos ao deutero – expressão que significa próprio corpo. detumescência. aritmética dos quadrados das dextroposição cardíaca – desvio do diferenças entre cada observação.

2. perineal profundo e esfíncter uretral. cabeça fetal. diafisário – referente a diáfise. que aumenta a diagnóstico diferencial – distinção entre transpiração. comparação de seus sinais e sintomas. que separa o tórax identificar as disfunções implícitas do do abdome e que é principal músculo movimento. diafragmatocele – hérnia através do diaclesia – fratura produzida diafragma. permitindo a retirada 200 . uma abertura situada de tal modo diagnóstico físico – parte do exame que regula a quantidade de luz que clinico de um paciente por um médico. diafragma – 1. intencionalmente. grande paciente ou apurar as suas anomalias metálica com uma abertura central. especialmente comparação de sinais e sintomas aquele que é muscular nas bordas e neuromusculoesquelético para dentioso no centro. distintivo. É o complemento da anamnese destinada a restringir o foco de e dos exames de laboratório. linha reta não é vertical. físicas. diafragmático – relativo ao músculo diaclasto – instrumento para fraturar a diafragma. septo diagnóstico diferencial de fisioterapia – músculo-tendioso. estirada através da arcada publica. especialmente no sentido anatômico. diagnose – ato de realizar diagnóstico.método de substituição da atividade renal. uma disfunção do pâncreas e envolve o constituída pelos músculos travesso metabolismo de carboidratos. como empregado na diálise. irradiação ao mínimo diâmetro diagonal – refere a qualquer plano ou exeqüível. é habitualmente. dura-máter que forma o teto da fossa diagrama de corpo livre – esquema de hipofisária. inclusive o emprego de infecção. a palpação. diafragmite – inflamação do diafragma. diagnosticável – que pode ser diáfise – haste de um osso longo. 5. especificamente quanto possível. portado diafragmático – referente ao diafragma da diabete. medicamento que moléstia de caráter similar mediante a produz diaforese. 2. 4. em forma instrumentos auxiliares. atravessa um sistema óptico. diafisectomia – extirpação de uma diagnóstico – 1. em anatomia. ou hábil em firmar diagnósticos. 2. septo possa ser planejado tão delgado. doença. a dispositivo ajustado sobre o colo percussão. arte de determinar a porção da haste de um osso longo. a fim de de cúpula e feito de borracha delgada verificar as condições físicas do ou de material plástico. 3. vetorial de todas as forças que atuam diafragma urogenital – lâmina de tecido sobre ele. diagnosticado. diabetogênico – que produz diabete. diabético – referente ao diabete. diacrítico – diagnostico. diafemétrico – referente a medidas da diagnosticador – que é experimentado sensibilidade táctil. diálise . perpendicular diafragma da sela – camada circular da nem horizontal. seu centro é perfurado pelo um corpo isolado e representação pedúnculo da hipófise. conclusão diaforese – transpiração. diaforético – 1. especialmente a que se chega na identificação de uma transpiração perceptível. para evitar a fecundação ou mensurações. a ausculta e as uterino. a fim de que o tratamento da inspiração e da expiração. natureza de uma doença. que utiliza a inspeção.

articulações diferentes. sem como o do estreito superior ou o do fratura real. como consistência linha que liga o angulo. pectínea à articulação sacro-ílica do 2.aumento no número e na diâmetro ântero-posterior – 1. as espinhas ciáticas. 3. não eliminados da bacia – distância entre as duas pela falta de diurese. diâmetro biparietal – distância entre diartrótico – referente à diartrose. diâmetro – linha reta unindo pontos para a articulação com o tubérculo da opostos de um corpo ou figura e costela correspondente. passando pelo centro. borda superior da sínfise púbica.são tratamentos diaplasia – redução de um deslocamento artificiais de filtragem do sangue de de uma fratura. inibição. transverso de uma vértebra torácica. superior da bacia. fase do lento enchimento vascular. que contem da bacia – linha ou comprimento da amilase e transforma o amido em linha que liga a eminência íleo. anfiartrose. como a perda de reflexos após uma diâmetro conjugado externo – distância lesão cerebral comparável ao choque entre as depressão acima da espinha da espinhal. qual essa é ligada por fibras nervosas. além do especificadamente o diâmetro obliquo peristaltismo. dextrinas e maltose. ou deslocação de uma estreito inferior. afastamento de partes normalmente diâmetro transverso da bacia – em contrato. posterior do estreito superior da bacia. diásquise – inibição de função de uma diâmetro conjugado – qualquer de região do sistema nervoso. fase final da diástole. lesão sediada em outra região. referente a duas cóccix. diálise peritoneal . 201 . sínfise publica e o ápice do sacro ou do diarticular – diártrico. na quantidade de fezes eliminadas medida do estreito superior da bacia. diâmetro obliquo do estreito superior diástase –1. diarréia . filtragem direta do sangue diâmetro transverso do estreito (hemodiálise). enzima de malte. indivíduos que sofrem de insuficiência diapófise – faceta articular no processo renal aguda ou crônica. de substâncias tóxicas ao organismo e diâmetro transverso do estreito inferior remoção de líquidos. uma eminência parietal e outra. diastalse – onda da contração decrescente diâmetro obliquo da bacia – qualquer do intestino delgado que ocorre diâmetro obliquo pélvico. distância entre a margem inferior da diártico – referente a duas articulações. ou indiretamente superior da bacia – distância entre utilizando-se a membrana peritonial dois pontos mais afastados do estreito (diálise peritonial). com a especialmente o diâmetro antero. durante a digestão. procedida por uma do estreito superior da bacia. a liquefeitas. 2. na medida diminuída que varia entre pastosas e do estreito inferior da bacia. Poderá ser feita a tuberosidades ciáticas. toda separação simples ou lado oposto. devida a diversos diâmetros da bacia. com a separação de uma qualquer diâmetro transversal da bacia epífise do corpo de um osso. diâmetro bi-espinhoso – distância entre diartrose – articulação livremente móvel. a diariamente. articulação sinovial. mediante hidrose.

ciência da alimentação alveolar. não restrito a um como fator auxiliar do tratamento de tecido ou ponto. formadas de duas de um grande número de ciclos pôr ligações de fosfato. de raios térmicos. acompanha a espinha bífida. diferença arterio-venosa . 2. diferenciação .fase do batimento cardíaco célula sofre uma alteração tornando-se durante o qual o músculo cardíaco se um tipo celular verdadeiramente relaxa e as cavidades do coração se especializado. difosfato de adenosina . a absorção e os nervos bilirrubina no sangue. uma ferida. sem manifestações sistêmicas. dietoterapia . concentração para outra de baixa alimentação prescrita. dotadas elevadas de energia. 2. que possui uma porção carnosa em ambas as extremidades e uma 202 . espaço quantidade de oxigênio extraída ou anormal entre os dentes.composto onde diataxia – ataxia que acomete os dois o nucleotídeo adenosina é ligado a lados do corpo. fenda ou fissura. segundo. 2.recurso terapêutico gerado interações e as forças repulsivas pelas correntes de alta freqüência.representa a geralmente congênita. referente à caracterizada por uma falsa diatermia. e tendência à formação de bolhas na diérese – divisão.diastema – 1. digástrico – 1.tratamento exclusivo ou difuso – disseminado. restrita qualitativa e quantitativamente difusão pulmonar – capacidade dos com a finalidade terapêutica ou outra. causada pela bactéria diatérmica – 1. diencefálico – referente ao diencéfalo. difteria cutânea – infecção da pele por diencéfalo .parte do cérebro entre o corynebacterium diphtheriae. membrana. difteria cirúrgica – formação de uma dicéfalo – individuo com duas cabeças. difusão . acordo com sua freqüência. dicefalismo – presença de duas cabeças. dispersão. regulada ou concentração.processo pelo qual uma diástole . separação de tecidos periferia. duas moléculas de fosfato (ADP). que permite a passagem Corynebacteirum diphtheriae. primariamente. alimentos sólidos e líquidos fluido de uma zona de alta ingeridos regularmente. doenças através da alimentação. na região diazoreação – prova de dosagem de faríngea. enchem de sangue. geralmente descritas de difteria – moléstia infecciosa aguda. periféricos. a partir de diastematomielia – divisão congênita da cada 100 ml de sangue que os medula espinhal que geralmente perfundem.movimento de moléculas num dieta – 1. o oxigênio em sentido equilibrada que contribui para manter contrário em relação ao dióxido de a saúde. que se telencéfalo e o mesencéfalo que inclui manifesta habitualmente por uma os tálamos e a maior parte do terceiro úlcera com borda enrolada. associa-se raramente a orgânicos acidental ou cirúrgica. As diatermia . membrana diftérica na superfície de didelfia – presença de um útero duplo. carbono. perda de substância. gases penetrarem a membrana dietética . base suja ventrículo. resultam em ligações potencialmente Estas são correntes alternadas. referente a um músculo difásia – perturbação do sentido do tato. consumida pelos tecidos.

o amolecimento das dinâmico – 1. em movimento. 3. também pode ser fórmula química é CO2. ATP ao longo dos microtúbulos. 2. ato ou processo de ao assoalho pélvico. referente a um movimento agentes químicos fortes. digital – 1. diplegia espástica – 1. 2. um músculo dilatador. referente ao homogeneamente sobre as vísceras músculo digástrico. instrumento para aumentar possivelmente à hipoxia pré-natal ou ou alargar uma cavidade ou abertura. tendinosa no centro. assimilável. Encontra-se chamado de digoxina ou digitoxina. forma de paralisia cerebral devida dilatador – 1.membrana de uma grande executado ou realizado por um dedo. perinatal ou a outras lesões que 2. 2. 3. diminuição do tônus mas com dinâmica frênica – na inspiração. caracterizada por acentuada aceleração está presente. ou processo. desintegração de substancias por mutante. freqüentemente ao retardamento dimetria – útero duplo. digestivo – referente ou que promove a dínamo – expressão que indica força. executam movimentos dependentes de semelhante a um dedo. ou dilatar – aumentar ou expandir. cerebelares hereditárias associadas e dilatação – 1. nas duas metades do corpo. também pode ser diplegia – paralisia de parte homólogas chamado de digitálico ou digitoxina. 2. nas quais a superior. ou grande força. dimorfismo – propriedade de ocorrer sob diplegia hipotônica . o reflexos tendinosos patologicamente diafragma ao se contrair efetua um vivos.medicação usada para de 0. habitualmente observada como movimento de descida. que como uma manobra ou um exame. a malformações ou a vícios do dilatável – expansível.cada molécula de digitálico .perda de função duas formas estruturais diferentes. abdominais como se fosse em direção digestão – 1. paralisia espástica dilatação lombar – aumento de largura dos quatro membros. mental e à epilepsia. dilaceração – ato de dilacerar. porém muito medula vertebral começando ao nível mais acentuada nas pernas. digitália – dor em um dedo. referente aos dedos. diplegia cerebelar – qualquer das ataxias fragmentar. família de proteínas motoras. deve-se a da nona e máximo ao nível da lesões difusas do córtex cerebral. digestão. na atmosfera terrestre numa proporção digoxina .medicação usada para dióxido de carbono consiste em dois aumentar o poder de contração do átomos de oxigênio e um de carbono. acarretam esclerose lobar atrófica. duodécima vértebra toráxica. muscular de ambos os lados do corpo dinâmica – ramo da Mecânica que estuda devida a uma lesão do neurônio motor os sistemas em movimento. dineína . estado de ser dilatado. apoiando-se uma forma de paralisia cerebral na 203 . músculo cardíaco. energia ou movimento. desenvolvimento associados dimensão – extensão mensurável. dióxido de carbono . 2.03%. certo grau de paresia do trato Aumento de um órgão oco ou de parte piramidal. a músculo cardíaco. oca. caracterizado por energia substâncias pela umidade e pelo calor. substância resultante do aumentar o poder de contração do metabolismo aeróbico. constituindo converter alimento em forma assim o centro frênico. 2.

injeção direta de meio de contraste disc – expressão que denota disco. automatizados são usados para duas cópias de cada gene ou lócus remover o material discal. A perturbação é mais através da fibrocartilagem acentuada quando se trata de circundante. estriado. que divide a cavidade de certas disartria .região em forma de disco de um postural e da marcha aparente e sarcômero muscular. duas miofibrila em uma fibra de músculo vezes. uma única miofibrila.consiste na dificuldade de articulações. extremidades dos filamentos de actina freqüentemente caracterizada por estão ligados. articular as palavras. especialmente intervertebral ou diprósopo – individuo com duplicação da articular. normalmente disco deslizado – disco herniado. do disco isotrópico. paralisia ou disco herniado – um disco intervertebral. disarteriotonia – pressão sangüínea disco articular – disco de fibrocartilagem anormal. movimentos transversal escura. ataxia dos músculos que intervêm cujo núcleo pulposo sofreu protrusão nesta articulação. herniados ou expulsos do disco referente a um disco. Não se restringe a disbasia – dificuldade na marcha. síndroeme de. ou a pessoa titubeia ao escura duplamente refratário. discectomia . difícil. em forma de disco. discondroplasia – encondromatose. instrumento intervertebral. fibra muscular estriada. duplo. dis – prefixo que denota separação. de cor as palavras. inversão. diprosopia – duplicação da face. disbasia histérica – a dificuldade disco Z . 3. tecnicamente semelhante a diplóide . ao qual as observada em indivíduos histéricos.usado o enxerto uma lamina em forma de disco. supérfluos. doente. ósseo para fusão da apófise espinhosa discondrodisplasia com hemangiomas – vertebral cujo objetivo é estabelecer veja Maffucci. um bloqueio. pronunciar as consoantes labiais e disco intermediário – em uma fibra linguais. prejudicado. disco anisotrópico – o disco largo. Instrumentos cromossomos homólogos e. anormal. resultante de paresia. face. estendendo-se especialmente quando causada por um através de todo o diâmetro de uma transtorno do sistema nervoso. escuro e berrefringente de uma dis – prefixo que significa dois. defeituoso. infância procedendo a diplegia discectomia lombar percutânea – é espástica. discite – inflamação de um disco.que contém dois conjuntos de quimionucleólise.remoção dos fragmentos discóide – 1. genético. semelhante a uma placa. e quedas frustradas ou discograma – exame radiológico dos quase simuladas por meio das quais a discos intervertebrais utilizando a pessoa dramatiza sua incapacidade. portanto. no meio pronunciá-las. É visualizados em passos acentuadamente vacilantes ou micrografia como uma linha em zigue-zague. o disco delgado. as quais são omitidas ao dizer muscular. 204 . radiológico. dentário de entalhação provido de discectomia com fusão . desigual. 2. disco – órgão ou estrutura circular.

o núcleo impotência. por uma camada de fibrocartilagem disfunção perceptiva – perturbação.são compostos disfunção erétil . 3. caracterizado pela presença de massas disfonia – comprometimento da voz. tais como a acrescentando fonemas. para aprender a ler ou da capacidade e disestesia – dificuldade em permanecer compreensão da leitura. 2.discopatia – qualquer comprometimento disfasia – dificuldade para falar ou patológico de um disco intervertebral. discriminação de dois pontos – ato de comprometimento ou perda da destingir um ponto de pressão de dois capacidade de procriação. gagueira. hereditário do desenvolvimento. discos intervertebrais . A capacidade anormal para separação de cromossomos isso é proporcional à distancia entre homólogos na segunda divisão os pontos e variam em diferentes meiótica ou na mitose. é a incapacidade de se pulposo é uma massa semelhante a gel obter ou manter uma ereção adequada situada no centro do disco e. disestesia . pontos de pressão sobre a superfície disjunção – 1. incapacidade de deglutir. resistente denominada anel fibroso. por disendocrinia – qualquer anomalia de parte de uma criança em idade escolar. de um órgão. trocando um pronação e a supinação. com lesão linguagem caracterizado pela cerebral mínima. ma distorcendo-os. também é observado na chamada dislexia – é um distúrbio específico da criança desajeitada. interrupção regiões da pele. função das glândulas endócrinas. formigamento. disfunção – qualquer anomalia ou discoria – anormalidade da forma da comprometimento de uma função ou pupila. limitado para a prática da relação sexual. é causada discoplasia – é um defeito raro não por uma lesão central. compreender a linguagem. fácil e rítmica. dislexia do desenvolvimento – disemia – qualquer doença do sangue. da continuidade de processos de discróia – descoramento da pele. disdiadococineia – comprometimento da dislalia .dificuldade para se alimentar movimentos musculares observada em lesões cerebelares. arranjadas disfotia – miopia. personalidade.consiste na má pronúncia das capacidade dae efetuar em sucessão palavras.sensação em dormência e dismasesia – dificuldade na mastigação. dificuldade em decodificar palavras. desenvolvimento anômalo Sua função é de amortecimento de de qualquer coisa. com a 205 . quer de dismetria – incapacidade de governar causa orgânica. dismenorréia – menstruação dolorosa ou disfagia – dificuldade na deglutição ou penosa. órgão ou individuo. é sinal de fonema por outro ou ainda comprometimento cerebral. pele de associação.antes conhecida por de duas estruturas principais. circunscrita de cartilagem. quer psíquica. hereditária ou congênita. que tende a fragmentar a mau aspecto. 2. cutânea. disgenesia – 1. dificuldades superiores às normais. seja omitindo ou rápida. separação. disemesia – vomito doloroso. disfemia – tartamudez. geralmente de um cargas axiais sobre a coluna vertebral. de forma linear no interior do osso. pode ser de pé. exatamente a amplitude dos disfagia . divergência.

fusão prematura dos ossos cranianos.tendência de concentração para outra de baixa desenvolver uma doença ou uma concentração. forma anormal. deslocamento retiniano e experimentada com maior freqüência miopia. não semelhante ou não recessiva ligada ao sexo. baseada na hereditariedade. a partir de um preparado farmacêutico.dor genital associada com precoce. displasia epifisária pontilhada – veja disostose metafisária – processo condrodisplasia. Embora a dor seja atlantoaxial.movimento de moléculas geral ou por sua excreção na urina. raríssimo com aspecto característico displasia espondiloepifisiária – é um das meáfises. disostose crânio-facial – síndrome na qual as estruturas do quadril não se caracterizada por oxifalia. As emparelhado. 2. externo. acompanha de manchas segmentares dispnéia desproporcional ao esforço - de cor café-com-leite de bordas correlaciona-se à elevação da pressão elevadas e acomete geralmente moças venocapilar pulmonar associada à com puberdade precoce. devida à desenvolvem de forma adequada. num fluido de uma zona de alta disposição genética . quantidades anormais de tecido disponibilidade biológica . displasia óssea muito comum. displasia epifisária múltipla – é uma nariz adunco. que se mostram grupo de desordens que causa nanismo grandemente cartilaginosas. que podem afetar qualquer parte do dismorfia – deformidade. durante o coito. instabilidade o intercurso sexual. mandíbula hipoplástica. esta ultima forma geralmente se falta de ar. condição. características clínicas incluem artrite dispareunia . Nos dedos. a constrição pode dismorfofobia . desproporcionado de tronco curto.síndrome na qual há variar de uma simples indentação até a queixa persistente de um defeito amputação congênita. embora a forma tardia seja díspar – desigual. corporal específico. quadril – é uma condição progressiva. a coerência de displasia mamária . exoftalmo e estrabismo desenvolvimento da epífise. ela também pode displasia fibrosa poliostótica – displasia ocorrer antes ou após o intercurso. dispermia – penetração de dois determinados por sua curva de espermatozóides no óvulo. coxa vara. corpo. resultante ultrapassagem de um alvo. óssea em um vaso ou em vários ossos. fibrosa atingindo mais de um osso. Elas irregularmente turvas e impregnadas são geralmente autossômica de sais. glandular. que não é notado displasia do desenvolvimento do por outros. dominante. forma por disfunção ventricular.doença benigna da hiperplasia fibrosa e de displasia mama com dor e/ou cistos da mama. dispnéia – respiração difícil ou laboriosa. lábio superior curto e lábio inferior caracterizada por irregularidade no protrundente. displasia de Streeter – é uma síndrome aplica-se especialmente aos de bandas congênitas de constrição movimento manuais. displasia clidocraniana – veja distose dispositivo de Pavlik – foi primeiro clidocraniana. concentração/tempo na circulação dispersão . dispasia fibrosa – 1. descrito por Arnold Pavlik na 206 .velocidade e fibroso em relação ao tecido grau de absorção de um medicamento.

espalhar. freqüentemente disritmia cerebral – qualquer ritmo familial e. que é similar a suspensórios para demonstração. disritmia . da linha duas unidades monossacarídeas mediana ou do plano mediano.dilatação da túnica tórax que forma um meio suspensor média e externa da aorta que se faz para as duas botas. 2. a qual se manifesta por de fusão na linha mediana dorsal. como um trabalho de músculos ou ligamentos de uma 207 . dividir ou separar segundo entre dois pontos. poupando relativamente a marcha. Estas são mais ou menos agudamente. que é comum. num aperfeiçoados. 3. dentado. comuns. dissenergia cerebelar progressiva – embora não esteja abolida sensação degeneração progressiva de núcleo do tato. entre ambos os tipos. revelado epilepsia mioclônica. um estado epileptiforme. mais distante do ponto de alternadas.ritmo perturbado. quer nervosas. A origem em qualquer estrutura disritmia associa-se freqüentemente a assimétrica. que se propaga dos cutâneas. amiúde. demasiado lentas ou distal – 1. corte das estruturas do distanásia – morte lenta e dolorosa. que vertebrais.defecação dolorosa ou difícil.carboidratos contendo mais distante do centro. certo espaço de tempo. 2. Techecoslováquia em 1958. e. pelo oleotrendefalograma. cortar e separar cuidadosamente e distensão – torção ou tensão violenta de metodicamente. distaxia – ataxia. 3. retalhar um assunto ou dispositivo incorpora um componente uma peça para ensino de anatomia ou torácico. rápidas. tratamento conservador de luxação disseminação por fonte comum - congênita de quadris. do núcleo para todas as manifestações de defeito vermelho. Este disseminação – difusão ou dispersão de dispositivo é adequado para op uma doença ou de seus germes. aloquiria parcial. O anatomia. dos pedúnculos cerebelares disrafismo espinhal – termo genérico superiores. quer braços a todo sistema voluntário meníngeas. posterior para manter a abdução. associada a elétrico anormal do cérebro. que tumor intencional. organismo para fins de estudo. 2. o lado do corpo que foi tocado. a um veículo disquesia . com hipotonia. As ondas dissincronismo – sem sincronismo. distância – comprimento de uma linha dissecar – 1. resultante conectadas às tiras componentes que da ruptura do endotélio arterial num mantêm os quadris em flexão e ponto do vaso onde a túnica média e controlam o grau de abdução. A tira interna foram lesadas por moléstia anterior é usada para flexão e a tira infecciosa ou degenerativa. as linhas naturais de clivagem. ligadas covalentemente. arritmias. ponto mais distante da raiz ou dissecação – 1. em qualquer estrutura simétrica. com uma alça ao redor do dissecção da aorta . disseminação do agente de uma dispraxia – perturbação da capacidade de doença a partir da exposição de um executar movimento voluntários determinado número de pessoas. mais próximo do final. às vezes. o dissacarídeos . ataxia parcial. disquiria – incapacidade de declara qual disseminar – dispensar. divisão ou separação extremidade de conexão do membro segundo as linhas naturais de ou em direção a periferia do corpo clivagem. cerebrais podem ser demasiado dissinergia – assinergia.

defeituosa de qualquer órgão. para Geralmente. certas lentes aparecem com forma distrofia muscular de Duchenne . como o distrofia muscular – 1. com freqüência. malformação da subluxação parcial da cabeça do arcada palatina e aplasia maior ou rádio. deformidade ou anormal de tolerância à glicose e. 2. único folículo piloso. qualquer da face. nas primeiras escapuloumeral. havendo estrutura geralmente causado por um esforço baixa. Podem estar distensão muscular . 4. curva curvada. com a formação de catarata. congênito que consiste de formação estado de dilatação. distensibilidade – propriedade de ser distrofia – 1. denominante.veja distose cronicamente deprimido que ocorre na clidocraniana. denominar qualquer desequilíbrio no caracterizada pela falta de sistema nervos autônomo entre os relaxamento normal dos músculos subsistemas simpático e após contração. este tipo de distrofia se conformar-se co os desejos ou manifesta em crianças de 3 a 7 anos preconceitos do individuo. na maioria dos distrofia de Aran-Duchenne – atrofia dias. sem nanismo. ossificação. nutrição deficiente. alternância adaptativa gene recessivo ligado ao sexo. distonia aguda . por pelo menos 2 anos. geralmente após esforço distose clidocraniana – complexo exagerado em atividades atléticas. de uma idéia ou da memória. 2. distensão por esforço – lesão causada distrofia clidocraniana. deficiente dos dentes. distensível.nome comum para atingidos também outros ossos. desenvolvimento deficiente ou distensível – capaz de sofrer distensão. distensão do cotovelo – subluxação ou incompleta do crânio.é um termo hereditária transmitida como caráter genérico e inespecífico que serve para denominante autossômico. muscular espinhal progressiva. lentamente progressiva e atrofia. com uma debilidade muscular 208 .é uma alterada. 48 horas de uso da medicação. distrofia miotônica – moléstia distonia neurovegetativa . movimento de contorção. porém. fraqueza muscular parassimpático. displasia clidocraniana. sem solução de doença progressiva produzida por um continuidade.característica essencial do especificamente distrofia muscular. pode correr por muito grande ou por estresse muscular.é um efeito colateral de distrofia de Déjerine-Landouzi – antipsicóticos (neurolépticos) que distrofia muscular fáscio- ocorre. calvície distorção – 1. a deficiência mental. distopia – deslocamento ou posição especialmente na face e no pescoço. articulação. transtorno distímico é um humor distrofia clidocraniana . menor das clavículas. forma de aberração. forma retorcida ou precoce. 2. é grande no tecido fibroso do músculo. malformação adquirida ou congênita. freqüentemente. A uma ruptura de fibras musculares ou cabeça amiúde. degeneração. atrofia gonárdica. anômalo. por pelo uso excessivo ou repetidos distriquíase – dois pêlos nascendo de um atividade física. 3. 3. conta de um fator genérico estiramento muscular. na processo mórbido degenerativo qual os objetos observados através de muscular primário dos músculos. maior parte do dia. braquicefálica. distimia .

e estão situados próximos ou dentro de freqüentemente hereditária e estruturas inervadas. mecanismos de adaptação de um distúrbio por traumas cumulativos – organismo para neutralizar sintomas musculoesqueléticos devido convenientemente os estímulos ou a movimentos excessivos ou solicitações a que está sujeito. divertículo – extrusão ou bolsa de um distrofia muscular infantil pseudo. e tecido fibroso. estrutura do organismo. representa. lordose. repetitivos causando ruptura em resultando em transtorno da função ou tecidos moles conectivos ou ósseos. a sede por outra pessoa. hipertrofia e atrofia aparentes. diurese – excreção aumentada de urina. A metade escapular e dos músculos esquerda do cólon transverso. avulsão. crânio-sacral. ligado ao sexo. pela infiltração de gordura divertículos no intestino. X e XI e dos níveis dorso. dodeca . subir escadas. órgão oco ou estrutura oca.emerge em astenia progressiva e atrofia dos associação com os nervos cranianos músculos das coxas. comprometimento eventual da cintura pescoço. infância. que atinge principalmente o sexo uma hérnia da mucosa traves da masculino. geralmente associada a elevações da divusão – separação violenta. dos quadris e do III. causando uma marcha “de ditactilismo – bidactilia. distrófico – referente ou caracterizado doença – 1. Na forma recessivo hereditário. estado clinico degeneração muscular progressiva e correspondente à inflamação dos 90% dos pacientes morrem antes dos divertículos do cólon. caminhar nas pontas dos pés. caracteriza-se por músculos divertículo de Nuck . por serem utilizados segundo a idade de instalação. acarretando marcha segmentares S-2 a S-4 da medula bamboleante e incapacidade de se espinal. e começa na primeira parede muscular do órgão. fosfocinase creatínica do soro e DNA – ácido desoxirribonucléico anomalias eletromigráficas. volumosos das panturrilhas e do diverticulose – presença de muitos antebraço. Reação a uma 209 . IX. incapacidade dos por distrofia. pato”. bem como pela divisão parassimpática . bem como o miocárdio descendente e as vísceras pélvicas são e do esôfago. Esta divisão emerge da porção erguer da posição supina sem subir craniana e distribui fibras para a em si mesmo e lordose. tórax e abdômen. VII. pode ser hipertrófica – processo muscular congênito ou adquirido. 20 anos de idade.canal de Nuck. Ha maioria das estruturas da cabeça. Existem doador – pessoa que dá sangue ou outros diversas variantes. o cólon respiratórios. supridas pelas fibras que emergem da distrofia muscular progressiva – atrofia porção sacral (nervo pélvico). do comprometimento muscular inicial doador universal – doador de sangue do e a gravidade e distribuição da grupo O-. habitualmente. denominadas tecidos e órgãos. adquirida. É muito incomum em diverticulite – inflamação de um mulheres. proximal. Os progressiva crônica e astenia da gânglios parassimpáticos são pequenos musculatura esquelética. A doença conduz a uma divertículo.expressão que significa doze. quedas freqüentes e diurético – agente que aumenta o volume dificuldade para permanecer em pé e de urina.

com dois subtipos. sem progressão. O início desta de uma entidade mórbida é doença é lento e sua evolução representada pela causa a importantes progressiva. uma necrose avascular primária da desorientação no tempo e no espaço. lesão. também. Os mental orgânico. doença crônica . da boca ao ânus. apresentar 210 . Os osso semilunar. Atualmente. 2. no chamado íleo. ou ao menos retardar a sua saúde do indivíduo são. fibrose e estreitamento das doença de Gaucher – defeito inato do vias aéreas de pequeno calibre. doença coronária – incapacidade das doença de Conradi – veja artérias coronárias. espessamento cortical dos ossos causada pelas características subjacentes e hiperirritabilidade.doença de caráter psicossociais que podem aliviar os imediato que acomete abruptamente a sintomas. obstrutiva caracterizada por enterite. incluem infiltração da medula óssea. anteriores. a cintilografia é pacientes podem. Esta genotípicas herdadas do indivíduo. Ela ocorre dificuldade para encontrar palavras e mais freqüentemente entre os 5-7 anos para nomear objetos. caracterizada por edemas de partes doença congênita . maneira lenta e progressiva. inflamação. principalmente se pródromos ou episódios semelhantes instituídos no início da evolução. podendo geralmente da parte inferior do ser precedida de um surto agudo ou intestino delgado.doença crônica que que acometem a saúde do indivíduo de causa inflamação do intestino delgado. A doença fraturas patológicas. Os Na doença inicial. fazer cálculos e desenhos simples. desordem foi primeiro notada por doença constitucional. tratamentos farmacológicos e doença aguda . condrodisplasia. pré. crises ósseas.são aquelas doenças doença de Crohn . não. entretanto. doença única. que recebeu o nome aspectos ortopédicos desta doença do psiquiatra alemão Alois Alzheimer. foi descrita doença constitucional – doença de forma completa por Caffey e congênita. após a descrição que ele fez de alguns necrose asséptica. doença de Kienböck – osteonecrose do senil ou precoce. dificuldade para de idade e é mais comum em meninos. alterações de personalidade. Não obstante a doença de Crohn pode doença das vias aéreas periféricas – afetar qualquer parte do trato forma inicial de doença pulmonar digestivo. moléstia ou enfermidade. ileíte. existem fatores causais secundários. osteoartrite. e senil ou tardia. das numerosas expressões de um ou alterações da percepção. e alterações mais processos patológicos. Silverman em 1945. doença de Caffey – é uma condição rara doença articular degenerativa – veja e autolimitada da primeira infância. epífise femoral proximal. doença de Legg-Perthes – refere-se a dificuldade de concentração.doença inerente moles. principais sintomas são esquecimentos. casos no início deste século. metabolismo lipídico por deficiência doença de Alzheimer – transtorno da enzima beta-glicocerebrosidade. lesões ósseas de Alzheimer é considerada uma líticas e osteomielite. A causa do comportamento. idéias entidade específica que é a soma total exageradas de desconfiança ou ciúmes. Roske em 1930.

inflamação das afetadas são: região lombar. calcificado e primitivo. anemia.doença que se remissão espontânea. pericardite e grande aumento carrapato. aumento dos no local afetado ou não. epicondilite. osteopetrose. afazeres diários. sinovite. inflamatória transmitida pelo pleurite. vascular à cabeça do fêmur.distúrbio em que a freqüentemente repetitivo. doença de Paget . leves alterações doença de Lyme – desordem hepáticas. poliartrite evolução ocorrem diminuição da força 211 . resultado de trauma prévio. crânio. (osso do braço). com mau mandíbula. edema cervical bilateral. doença do osso mármore – é doença de Raynaud .colagenose rara que se carpo e artrite nos dedos das mãos e manifesta com febre alta e constante. dor de articulação que é muito utilizada nos garganta. do túnel do doença de Still . bacia. desalinhamento da coluna tende a tendinite. alterando funcional dos osteoclastos. O tratamento precoce diminui o inflamatória intestinal raríssima que progresso da doença. aumento do baço. doença anos. Acomete adultos entre 50 e 70 doença de Whipple . perda protéica pela má longos das pernas. 6-8 cm proximamente à múltipla com predomínio unilateral. falta de que acomete a coluna vertebral margem endosteais e ausência da causando dores nas costas e cifose remodelação óssea. síndrome. causada pela espiroqueta da ferritina. O único devido às alterações das vértebras. com assim a coloração da pele para azulada persistência do osso condróide ou pálida. As partes mais causa artrite. O início da da doença reumatóide juvenil. tratamento eficaz é o transplante de Inicia-se na adolescência sendo mais medula óssea. aparece com uma osteocondrose de causa desconhecida opacidade óssea contundente. Nas doença de Scheuermann . fígado e linfonodos. mas o manifesta sob a forma de bursite. pulsos. debaixo da borda do tendão do doença de Ollier – encondromatose braquiorradial. Pode haver inchaço leucocitose elevada. coluna vertebral e úmero prognóstico. doença freqüentemente é anunciado doença de Wartenberg – originalmente por uma lesão cutânea característica no descrita como quiralgia parestésica. ósseo. Com a neutrófilos e VHS. comum no sexo masculino. estilóide radial. ossos articulações. usada para avaliar o suprimento bilateral simétrica. esta doença é uma síndrome doença de Maffucci – consiste na compressiva no ponto em que o ramo presença de hemangiomas e partes sensitivo do nervo radial emerge por moles e encondromatose múltipla. persistir. Pode ter doença dos digitadores .doença causada caracterizada pela incapacidade de pela vasoconstrição das arteríolas reabsorção óssea por deficiência reduzindo o fluxo sanguíneo. uma das formas clínicas Borrelia burgdorferi. tenossinovite. Sempre há dor em alguma rash cutâneo maculo-papilar. A condição doença de Osgood-Schlatter – tipicamente origina-se como um osteocondrite da tuberosidade da tíbia. redução da albumina sérica. absorção intestinal. por formação óssea é acelerada pronação e supinação repetitivas no aumentando e causando amolecimento antebraço. local da mordida do carrapato. É soronegativa. radiografias. coxa.

acrescidos de doença vascular arteriosclerótica - esclerodactilia.doença contraída lesões localizadas ou sistêmicas. ou e cólon. Quando transmitida de um dos pais (ou ambos) se usa o termo DPOC de forma a seus descendentes através dos genes. fibrose e eventual oclusão de artérias doença neuromotora . dedos e fenômeno de Raynaud. por um trabalhador. pessoa ou animal infectado.são aquelas cuja doença venérea . dedos. doença familiar. são consideradas contrato. doença hipocinética . muscular. a polimiosite- 212 . físico. inflamação das articulações. refere-se a todas as doenças pode ser dominante. perda de elasticidade. de seu produto. o lúpus eritematoso profissional. naturais do organismo. perda dos movimentos e dor doença pulmonar obstrutiva crônica - contínua.doença comunicável. comuns como: bronquite crônica. doença preexistentes .doença causada de Crohn que acomete o cólon e o por um agente infeccioso específico. eritema facial. levando a doença profissional .uma desordem Abreviadamente por DPOC. genérica.causada ou enfisema pulmonar. doença crônica dos pulmões que pulsos. tóxico a partir de uma doença mista do tecido conjuntivo . sífilis e o de no momento da inclusão o granuloma inguinal. serosite e diminuição intermediado por vetor ou ambiente. asma brônquica e associada com a falta de exercício bronquiectasias. sistêmico. suscetível. sintomas semelhantes ao do lúpus de um reservatório para um hospedeiro como poliartrite. dos linfócitos.doença doença inflamatória intestinal . por ulcerativa que provoca úlceras no reto meio da transmissão desse agente. membros superiores. doença hereditária. recessiva. quanto as do enfisema pulmonar.são aquelas em que era portador de tal estado mórbido que se desenvolvem certas reações ou da época em que tenha surgido a imunológicos contra constituintes sintomatologia. seja direta ou indiretamente linfadenopatia. a doença doença transmissível . geralmente nos lesão ou alteração do sistema nervoso.doença que de grande e médio calibre prejudica a capacidade motora por progressivamente. diminui a capacidade para a coluna e pescoço. independentemente do fato doenças venéreas: gonorréia. Boa parte das pessoas com doença falciforme – veja anemia esta doença apresentam tanto as falciforme características da bronquite crônica doença familiar – doença hereditária. em razão Fazem parte deste grupo de doenças a especificamente de seu exercício artrite reumatóide. membros inferiores. ou ainda. beneficiário ser ou não conhecedor de doenças autoimunes . ou pulmonares obstrutivas crônicas mais ligada ao sexo. doença pulmonar ocupacional . respiração. a esclerose sistêmica progressiva. edema nas mãos e estreitamento. origem ou causa tenham ocorrido antes transmitida por relação sexual ou da inclusão do beneficiário no contato genital. intestino delgado e a retocolite ou pela toxina por ele produzida.são pulmonar causada por inalação de duas as doenças inflamatórias agentes presentes no ambiente de intestinais que causam artrite e trabalho. Ela acomete mais as mãos. .

a tireoidite doenças sexualmente transmissíveis – autoimune. além de outras medidas importante ou proeminente ou de ter de profilaxia. isolamento rigoroso dominante – em qualquer padrão ou de casos clínicos e quarentena dos complexo. a qualidade de ser mais comunicantes. dorsalgias.as doenças dolicocefalia – estado. portador a outro. 213 . alvéolos pulmonares e padrão do individuo consciente como bronquíolos terminais se apresentam índice de limiar doloroso. dominância cerebral – tendência normal doenças quarentenárias . ou muscular anormal. que se situam em anormalmente longa. nádegas. a colite doença transmitidas mediante a ulcerativa e outras. como a radiação com retrações da caixa torácica e na térmica de uma picada e certa reação qual.0 ou mais. que é encontrado febre amarela e tifo exantemático. em geral o esquerdo.síndrome palpação. para se desenvolver graves.doenças síndrome de Marfan e na de notificação compulsória imediata homocistinúria. São causadas dolicomorfo – caracterizado por estrutura pelo uso excessivo ou trauma das longa ou fina. isto é. com cerca quarentenárias. indicando que a lombalgias. cervicalgias. doenças da coluna . postura dolicopélico – referente a uma bacia com incorreta do corpo ou estrutura óssea o índice pélvico de 95.domínio indenes. geralmente grande transmissibilidade. entre as doenças característico da proteína. a miastenia grave. mundial de saúde. dolicódero – individuo com o pescoço doenças de partes moles . utilizando por intensa dificuldade respiratória diversos estímulos. em moléculas de anticorpo e em muitas outras proteínas que formam a superfamília das imunoglobulinas. realização de ato sexual. articulações ou músculos. com o intuito de evitar a precedência. como na doenças infecto-contagiosas . encontram-se a cólera. dermatomiosite. dolorido – que dói ao toque ou à doenças membranas hialinas . podem causar dores na coluna. dolorímetro – dispositivo para medir a SARI. de angústia respiratória idiopática. sua introdução em regiões até então domínio tipo imunoglobulina . que podem ser transmitidas de um dolor – dor. dolicofacial – portador da face articulares. Há dezenas de doenças que dolicocólon – cólon anormalmente longo. anormalmente longas e finas.doenças de de um hemisfério cerebral.9 ou menor.estas doenças anormalmente longo. revestidos por membranas hialinas. acometem os tecidos e estruturas peri. em associação com outras doenças dolicostenomalia – extremidades reumáticas. cabeça é muito mais longa do que fraqueza muscular nas pernas e dor nas larga. que requerem notificação melhor em relação a certas funções internacional imediata à organização especialmente a fala e a destreza. volta das articulações. de 100 aminoácidos. no qual o índice reumáticas que afetam a coluna comprimento-largura da cabeça é de vertebral se manifestam por 75. doença das primeiras horas de sensibilidade dolorosa ou a vida de pequenos prematuros traduzida intensidade da dor. Podem ocorrer dolicorrino – com o nariz longo.

deficiência muscular e junta. sistólico. exemplo. tal como o exercício. o consumo de álcool ou a trabalho. intensidade variável. agudas. A cicatrizam em algum dias. inclinação anterior. correlaciona-se ser categorizada em cinco tipo: tensão com os movimentos respiratórios. independente de outras adiantado. de forma que qualquer entre as causas mecânicas estão a má processo associado à pressão sistólica postura. parestesia e sofrimento. ausência de pulso. antigamente fisiológico esperado de cura. de desprazer. manifestações. assim fáscia que recobre os músculos pode como a da traquéia. particularmente dor anginosa . dor central . A dor é bem dor é causada por lesões microscópicas localizada porque o portador pode no tecido conectivo dos músculos que apontar diretamente a área que dói. atualmente. atividade peristáltica. trata-se de dor arterial – dor surgida das artérias.dopamina . A e pode provir das mais variadas causas enxaqueca e a dor de cabeça que se podem classificar como vasculogênica aumenta com o impulso mecânicas. especialmente superficiais situadas na pele e no ácido lático. muscular. sensibilidade cutânea pode ocorrer dor muscular aguda – dor ou com dor somática profunda e referida.dor que acontece 1 ou 2 lesão do sistema nervoso central. pontos de gatilho. a sobre a coluna e o esforço violento no febre. e outras. sabe-se que a tecido subcutâneo. acreditava-se que a dor era causada por dor cutânea – dor relacionada à pele que um acúmulo local de produtos inclui as estruturas somáticas metabólicos ácidos. hipersensibilidade no músculo que 214 . tensivas. de palidez.caracteriza resposta se há uma obstrução em progresso isquêmica. entre isquemia de uma grande variedade d outros efeitos.dor localizada na região exclui o diagnóstico de isquemia. A dor pleural.dor associada com uma dor muscular .é uma sensação desagradável de unilateral acompanhado por dor. mais que de uma doença. Pode ser paralisia significa oclusão arterial sentida pelos pontos de dor existentes aguda. movimentos novos ou dor crônica – persiste após o tempo desacostumados. de contrariedade. gastrintestinal tende a aumentar com a pulsativas. Distinguem-se ainda as dor gastrintestinal – dor surgida do trato dores surdas. ou melhor. A dor nesta situação é na pele. pode intensificar a dor miofascial – afeta os músculos e/ou dor já latejante.neurotransmissor sintetizado dor difusa – dor não localizada. as que se como queimante ou muito intensa e manifestam em órgãos internos e pode ser acompanhada por parestesia. por certas células nervosas que age em dor em repouso – pode surgir da regiões do cérebro promovendo. tal um sintoma. mas há igualmente as dores normalmente descrita pelo cliente internas. infartos do tálamo ou em especialmente quando se realiza caso de esclerose múltipla. músculos. trauma dor articular – dor que acomete uma muscular. ou excesso de peso exercido aumentada. por dias após um esforço muscular. inferior da coluna vertebral. a sensação de prazer e a tecidos. congênitas e traumáticas. Sua ausência não dor lombar . envolvimento severo de extremidade dor . O início agudo do motivação. espasmo muscular. como ocorre com a arterite.

inclusive na osteomalácia psicossomática. dor referida – é sentida em outro local dorso flexão . dorsi. esclerótomo ou miótomo um aumento na curvatura torácica. O ângulo de obliqüidade da pelve é reduzido. dor pulmonar aguda . condições patológicas do periósteo e dor muscular tardia – hipersensibilidade do osso esponjoso. Ela ocorre em tecidos diminuição do ângulo existente entre o supridos pelos mesmos segmentos segmento que desloca e o que neurais ou por segmentos próximos permanece fixo. A pessoa afetada por aflição da flexão plantar. Em relação aos psicológica pode ser encaminhada artelhos. É uma estimulada. Os segmentos se que suprem o órgão doente. potencial. vômitos ou arrotos infiltração tumoral no periósteo. músculo. aproximam um do outro. dor psicossomática – ocorrem quando dorsal – referente ao dorso ou à parte uma aflição emocional ou psicológica posterior de um órgão. claudicação vascular intermitente ou a dormente – oculto.dor torácica. estado de uma região quando vascular. nervo. envolvimento de um nervo espinhal. e na osteoporose senil. redução abdominal na curvatura somatoemocional. é o mesmo que extensão ou como uma somatizadora. inativo. é o dor somática – dor rotulada de acordo movimento do pé no sentido da tíbia. sistema musculoesquelético em um dorso curvo . lombar normal. angina. dorso – expressão que significa do dorso dor radicular – experimentada no ou no dorso. com a sua origem. produz os sintomas físicos por um dorsalgia – dor nas costas.realiza-se no plano sagital que não a área anatômica onde é e no eixo látero-lateral. por causa da irritação direta ou do protração das escápulas e da cabeça. dorso de sela – lordose.a sensibilidade a estímulos funcional das vísceras subjacentes. período relativamente breve ou com dorsi – dorso. Esta dor se origina de efeitos músculos abdominais que causam traumáticos. pois 215 . além excessivos.o dorso plano envolve uma profunda. somatovisceral. tal como ocorre com a se diz estar adormecida. condição miálgica causa distúrbio dor óssea . ligamentos e artérias. tais nocivos localiza-se no periósteo do como os pontos de gatilho dos osso. é o contrario anos. quiescente. é chamada de distúrbio por dorsiflexor – músculo que produz somatização. e a condição endireitamento. ou rigidez muscular induzida por tendão. ocorre durante exercício extenuante à dor somática profunda – vem das medida que o músculo se fadiga. dorsal. A dor exercício que ocorre 24 a 48 horas somatovisceral ocorre quando uma após o exercício vigoroso. dorsiflexão. manifestações recorrentes e múltiplas dorsiflexão – curvatura do pe para baixo permanecendo por muitos meses ou ou superfície superior. disso. ocorre também em distúrbios dor somatoemocionais – veja dor metabólicos. dor somatoemocionais. dormência – entorpecimento de uma dor por atividade – quando a dor é região por interferência com a função causada por comprometimento nervosa.postura caracterizada por dermátomo. inflamatórios ou de diarréia. como somática dorso plano .

fim de drenar um território pulmonar DORT . plástico. da mão ou do dedo. longos DPOC . à região da linha mediana do dorso. testar ou analisar um material de líquido de uma cavidade por meio ou uma substância. dorsal e ventral que se estende da drenagem – processo de drenar. dorso-lombar – lumbodorsal. ombros arredondados. os músculos dos jarretes são curtos dosocubóide – referente ou situado no demais e os flexores dos quadris e aspecto dorsal do osso cubóide.deslocamento prematuro da abdome protuso típicos do quadro placenta normoinserida antes da clínico de fadiga. punção. que 216 . vezes com aberturas laterais e extremidades em rabo de peixe. Está comumente associado aos crônica. ligamentos iliofemorais. drenagem pleural . tórax plano e DPP . às tratamento. geralmente no aspecto dorsal e na borda cubital a bexiga. 2. superfície dorsal para a ventral. de um abscesso do pulmão pelo dorso-sagrado – referente às regiões emprego da gravidade e da posição.doença pulmonar obstrutiva demais. Doença Ocupacional específico. dose de um todo. da cabeça. separar uma de operação. Relacionada ao Trabalho. etc. dosimetria – é o produto da intensidade dreno coletor – dreno tubular aspirante do estímulo pela duração do de borracha. utilizando drenos especiais (tubos de dorso-posterior – característico da borracha ou de plástico) cujas posição do feto com o dorso voltado extremidades são introduzidas nestas para o aspecto dorsal da mãe.método cirúrgico dorso-medial – referente ao dorso e rumo destinado à remoção de ar ou de à linha mediana. drenagem contínua – esvaziamento dorso-cubital – referente ou localizado constante de uma víscera.. dreno – material como gaze. dorso-radial – referente ou localizado no drenagem postural – retirada das aspecto dorsal e na borda radical da secreções brônquicas ou do conteúdo mão. drenar – promover a saída ou evacuação dosar – 1.quantidade de antígeno borracha ou material de sutura que se administra com o fim de manter retorcido que cria um canal de saída ou reavivar a resistência conferida pela pra escoamento de secreções de uma imunização. por um feto com seu dorso contra o meio de aparelho de irrigação aspecto ventral materno. a dorsal e sacral. do dedo ou do antebraço. cavidades através da parede torácica. vidro. causando hemorragia dorso ventral – referente às regiões materna. linfáticos que o drena para o coração. demora. que enche e esvazia dorso-cefálico – rumo ao aspecto dorsal alternadamente a cavidade. por um cateter ou sonda de do braço. automática. ferida ou cavidade. tubo de dose de reforço . expulsão do feto. drenagem linfática .facilita o dorso-lateral – referente ou em direção escoamento da linfa até os gânglios do dorso e do lado. dorso-de-colher – veja fratura de Colles. drenagem circulante – processo de dorso-anterior – referente à posição de evacuar uma bexiga paralisada. líquidos patológicos acumulados no dorso-mediano – localizado ou referente interior das cavidades pleurais.

Duchenne. imediatamente após o estômago.produto químico onda-partícula só é relevante para tóxico. ebúrnio – semelhante ao marfim. e o dura-mater – membrana fibrosa que comportamento nos animais. hipnóticas. sintético ou natural. aparato experimental. a ocorrência dupla de um alteração patológica. segmento de um cromossomo. o duodeno é o principal local subcondral que aparece nas para a quebra de gorduras. Elas constitui o revestimento externo do podem ser subdivididas em agentes cérebro e da medula espinha. que é dúplice. de superfície brilhante. quer de sua extremidade cefálica. qualidade de secreções acumuladas. normalmente é dentes ou dos ossos após alguma única. vício. DS – sulfato de dermatan. 217 . o ebriedade – intoxicação produzida alimento digerido parcialmente é geralmente. E – abreviação de emetropia. psicotóxicos e drogas duraplastia – reparação de defeito da psicoterapêuticas.fótons ou mulher. duplex – composto de duas partes. duodeno . ansiolíticas e apá – escápula. ocorrência em dobro de eburnização – aumento da densidade dos qualquer estrutura que. etc. LSD. quer de ambas.transformação sofrida por duodenopancreatectomia . O ciclo estral podem comportar-se como partículas representa o aspecto útero-vaginal do ou como ondas. ocorre nos órgãos genitais externos da dualidade onda-partícula . 2. As drogas dura-máter. determinado pela mecânica quântica.Operação um osso que se apresenta mais duro e que retira parte do estômago duodeno compacto.secção do intestino delgado e – símbolo de elétron. duplicação – 1. o afeto e a dural – referente à dura-mater. psicoterapêuticas podem ainda ser subdivididas em antipsicóticas. e emocional. produzindo distúrbios da como átomos ou partículas personalidade. antidepressivas. heroína. A dualidade droga estupefaciente . no homem. ciclo menstrual. visa a proporcionar a retirada contínua da pélvica. pela ingestão de bebidas processado no duodeno. cujas paredes alcoólicas. dependendo do ciclo menstrual. ciclo estral . quer ecbólico – que produz abortamento ou acelera o parto. degradação física subatômicas. percepção. maconha. conectam diretamente com o fígado. constitui a preparação para a constituintes fundamentais da matéria fecundação e a gestação. eburnação . assemelhando-se ao marfim. e pâncreas. Duchenne – veja distrofia muscular de cocaína. o humor.alteram o dura – dura-mater. contém glândulas que secretam eburnação – cintilação visível em osso enzimas.modificação cíclica que DSR – distrofia simpático reflexa. Barret – veja esôfago de Barret. exterior. com ação objetos cujo comportamento é sobre o sistema nervoso central. no duplicidade – individuo com duplicação. drogas psicotrópicas . açúcares e articulações osteoartríticas enquanto proteínas para a absorção nas veias que que a cartilagem sofre erosão. comportamento. como a morfina. ec – prefixo que significa fora.

aparelho. na escrita. geralmente com distúrbios ecocardiodopplermetria . no qual há uma aparente pulsações. despropositada de uma palavra ou um procedimento de complementação som escutados ou de um ato diagnóstica que fornece informações presenciado pelo paciente. ecofobia – medo mórbido do lar ou de inclusive de meningite asséptica. de acordo com a sua próprias. associado à hipertensão. combinando-as em um ecograma – demonstração