You are on page 1of 37

BIBLIOTECAS ESCOLARES

Plano Ação/Atividades

As Professoras Bibliotecárias

Alexandrina Martins
Margarida Dias

Ano Letivo 2017/2018
Enquadramento nos documentos da RBE e no Projeto Educativo

O Plano Anual de Atividades que se apresenta foi elaborado, de acordo com os documentos estruturantes do Agrupamento e dos
normativos emanados da RBE (Rede de Bibliotecas Escolares), Quadro Estratégico 2014/2020 e em conformidade com o novo ciclo de
avaliação, a iniciar em 2017/ 2018, mantendo-se o princípio de alternância entre etapas de implementação do processo de melhoria e
avaliação da biblioteca escolar.
Na elaboração do Plano de melhoria, a concretizar nos próximos dois anos letivos, as escolas devem equacionar a inclusão de ações
concretas que, incorporando o plano de atividades da biblioteca, contribuam efetivamente para ultrapassar as fragilidades detetadas no
anterior ciclo avaliativo.
O modelo de avaliação inclui quatro domínios e diversos indicadores, representativos da ação da biblioteca, sendo aferidos por um
conjunto de instrumentos que possibilitarão uma apreciação sobre a qualidade da biblioteca. Os indicadores para cada um dos domínios
aparecem na imagem abaixo.

2
3
As atividades que integram este documento, terão como base os documentos estruturantes do Agrupamento e as orientações
emanadas pela RBE, que escolheu como prioridades de trabalho, para o ano letivo de 2017/2018, as seguintes áreas do Quadro Estratégico
2014/2020:

 1. Lugares de conhecimento e inovação;
 3. Locais de formação e desenvolvimento da competência leitora;
 5. Áreas de ensino, essenciais à formação para as literacias digitais, dos media e da informação;
 6. Núcleos de apoio pedagógico;
 9. Serviços de informação com conteúdos e recursos tecnológicos;
 12. Organizações inclusivas.
Tem ainda em conta os quatro domínios de ação da Biblioteca Escolar, sugeridos pela Rede de Bibliotecas Escolares:

 Domínio A - Currículo, literacias e aprendizagem;
 Domínio B – Leitura e literacia;
 Domínio C – Projetos e parcerias;
 Domínio D – Gestão da biblioteca escolar.

Bem como as cinco medidas do Pano Estratégico de Promoção do Sucesso Escolar:

4
Medida 1: aplicação de métodos alternativos de ensino e aprendizagem da leitura e da escrita em grupos específicos de alunos do 1º ano que
revelem défices de aprendizagem.

Medida 2: aplicação de métodos alternativos de ensino e aprendizagem em grupos específicos de alunos que revelem défices de
aprendizagem, no 5º e 7º ano de escolaridade – início de ciclo.

Medida 3: acompanhamento imediato dos casos por parte do gabinete SPO e GAA; partilha e comunicação com os EE; e comprometimento de
todos os atores no cumprimento das orientações.

Medida 4: envolver de modo ainda mais ativo os docentes no sucesso escolar dos alunos do ES nas disciplinas sujeitas a exame nacional.

Medida 5: supervisão pedagógica.

A: Currículo, literacias e aprendizagem

A.1 Apoio ao currículo e formação para as literacias da informação e dos média.

Ações de melhoria a implementar

 Apoiar os docentes no domínio da educação literária: disponibilização de obras literárias em suporte digital e em suporte papel.
 Desenvolver a ações de formação de utilizadores no âmbito da Literacia dos media e da leitura.

5
 Aplicar o referencial “Aprender com a BE”
 Elaborar roteiros de leitura.

A.2 Uso das tecnologias digitais e da internet como ferramentas de acesso, produção e comunicação de informação e como
recurso de aprendizagem.

Ações de melhoria a implementar

 Dinamizar uma ação de formação sobre as ferramentas “Web 2.0”, para docentes do Agrupamento.
 Incentivar a utilização da biblioteca digital.

 B: Leitura e Literacia:
A:
B.1 Criação e promoção da competência leitora e dos hábitos de leitura
A: Currículo, literacias e aprendizagem
Ações de melhoria a implementar
 Continuar a incentivar os docentes/alunos a participarem nos concursos promovidos pelo PNL, RBE e BE(s).
 Continuar a envolver progressivamente os Encarregados de Educação nas atividades desenvolvidas pelas Bibliotecas Escolares, divulgando
mais ações no blogue da Biblioteca Escolar e enviando convites pelos seus educandos.
 Motivar os alunos para uma maior interação no blogue da Biblioteca Escolar, através da realização de concursos e desafios.
 Monitorizar as atividades, aplicando instrumentos de avaliação.

B.2 Atividades e projetos de treino e melhoria das capacidades associadas à leitura.

6
Ações de melhoria a implementar

 Não existe ponto fraco

C. Projetos, parcerias e atividades de abertura à comunidade

C.1 Desenvolvimento de atividades e serviços colaborativos com outras escolas/bibliotecas

Ações de melhoria a implementar

 Não existe ponto fraco

C.2. Participação em projetos e parcerias com entidades exteriores à escola

Ações de melhoria a implementar

 Não existe ponto fraco

C.3 Envolvimento e mobilização dos pais, encarregados de educação e famílias.

Ações de melhoria a implementar

 Convidar pais a realizarem atividades de leitura.
 Motivar a comunidade para aderir cada vez mais às propostas de atividades da BE.

7
D. Gestão da Biblioteca Escolar

D.1 Recursos humanos, materiais e financeiros adequados às necessidades de gestão, funcionamento e dinamização da
biblioteca escolar

Ações de melhoria a implementar

 Aumentar o número de computadores nas BEs do agrupamento.

D. 2 Integração e valorização da biblioteca na escola.

Ações de melhoria a implementar

 Não existe ponto fraco

D. 3 Desenvolvimento, organização, difusão e uso da coleção

Ações de melhoria a implementar

 Atualizar o fundo documental.

8
PRÉ-ESCOLAR

Objetivos Atividades Público-alvo Calendarização Avaliação

Desenvolver nos alunos o
gosto pela leitura.

Aumentar os níveis de Atividades no âmbito do Plano
literacia da comunidade Nacional de Leitura:
escolar.
-Leitura Diária "Cinco minutos de
leitura" Observação direta
Intensificar a participação
dos Pais e Encarregados de Atas de articulação
Educação nas actividades do "Leitura em vai e vem" Pré-escolar Ao longo do ano Fichas de Registo
Agrupamento. Atas de Departamento
-"Uma História para Todos" Registos individuais
(explorada com diferentes
técnicas de expressão plástica)
Incentivar o gosto pelo
teatro. -Exposição "Pré-Escolar nas Artes
VIII"

Divulgar o trabalho junto da
comunidade.

9
Domínio A – Apoio ao Desenvolvimento Curricular
1º CEB
Calendarizaç
Objetivos Ações/Atividades Público-alvo Avaliação
ão
Articulação, colaboração e participação nas
A.1. Articulação curricular da BE atividades do PAA do Agrupamento; - Ficha de
com as estruturas de coordenação avaliação de
e supervisão pedagógica e com os Promoção e participação em reuniões das atividades
docentes estruturas intermédias, para desenvolver adotada pelo
trabalho colaborativo. agrupamento;
 Promover a articulação
com as estruturas de Inquéritos;
Coordenação e supervisão Participação em todas as reuniões do
pedagógica e com os Departamento do 1º CEB e nas reuniões de Registos da
docentes; ano, no sentido de articular, colaborar e BE;
disponibilizar os recursos da BE; 1º CEB Ao longo do
 Fazer o levantamento ano letivo.
periódico com os docentes Referências à
das oportunidades de BE:
colaboração com a BE, de Construção e divulgação de materiais de apoio
acordo com as às atividades curriculares; nas
planificações curriculares; planificações
dos
 Incentivar a cooperação Atualização do blogue e divulgação das departamento
dos professores com a BE; atividades desenvolvidas; s curriculares/
áreas

10
 Colaborar com os docentes disciplinares;
na planificação de
atividades que se nos planos de
enquadram no Planificação com os docentes responsáveis trabalho de
desenvolvimento pelos Serviços de Apoios Especializados turma
curricular; Educativos (SAE), de atividades a desenvolver Registos de
na BE pelos alunos com CEI. reuniões/cont
 Colaborar e apoiar os atos;
docentes de educação
especial. Disponibilização do espaço da BE para Registos de
exposição de trabalhos, palestras, projetos/ativid
A.2. Promoção das literacias da comemoração de efemérides, em articulação ades.
informação, tecnológica e digital. com a BE;

 Divulgar à comunidade os
recursos educativos da BE; Divulgação, através de vários suportes digitais,
dos recursos educativos existentes na BE, bem Observação
 Organizar atividades de como das atividades e trabalhos dos alunos; direta;
formação de utilizadores; 1º CEB Ao longo do
Realização na BE de sessões de formação de ano letivo;
 Promover as literacias da utilizadores;
informação tecnológica e
digital; Atualização do Guia do Utilizador; Trabalhos dos
alunos;
 Desenvolver a aquisição de 1º CEB
competências de Apoio aos alunos em tarefas de estudo e de
informação para a aprendizagem relacionadas com as
elaboração de trabalhos e disciplinas/áreas disciplinares.

11
construção do Relatório de
conhecimento; avaliação do
Realização de pesquisa de informação, com os Ao longo do MABE;
 Uniformizar estratégias de alunos, através de variados recursos ano letivo
realização de trabalhos de (computador, dicionários enciclopédias,
pesquisa; jornais…), utilizando roteiros de pesquisa.
Registos da BE;
 Promover as TIC e Internet
como ferramentas de
acesso, produção e
comunicação da
informação e como recurso
da aprendizagem. Inquéritos;

12
Domínio A – Apoio ao Desenvolvimento Curricular
2º, 3º Ciclos e Secundário

Dinamiza Calendari
Objetivo Atividades Público-alvo Avaliação
dores zação
- Promover a articulação entre a BE Reuniões e contactos com as estruturas de Estruturas de
e as diversas estruturas da Escola, coordenação educativa e supervisão coordenação educativa e
sobretudo a nível da formação em pedagógica da escola. supervisão pedagógica da
literacia da leitura e da informação, escola
de modo a integrá-la no PE, no RI, Receção aos novos alunos da Escola com uma
no PAA e nos PTT. visita guiada à Biblioteca Escolar, prestando
esclarecimentos sobre o Guia do Utilizador.
- Contribuir para uma utilização
autónoma e eficaz da BE, Dar continuidade aos 5 minutos de leitura.
apresentando Alunos novos na Escola,
de forma genérica: Sessões de formação informais na BE. com incidência no 5º e
 As diferentes zonas 10º.
funcionais; Divulgação de novidades da coleção (placards,
 A organização e vitrinas, página Web, blogue e lista de
apresentação do fundo difusão…).
documental;
 As regras básicas de Formação interna sobre as ferramentas WEB
funcionamento; 2.0.
 Criar hábitos de utilização Aquisição de obras.
do espaço da BE.
Links de obras digitalizadas.

13
Docentes
- Promover a leitura. Elaboração/difusão de guiões de pesquisa, de Alunos
leitura, de fichas de trabalho e outros materiais
formativos.
Alunos
Atualização do Guia do Utilizador.
-Apoiar a leitura contratual e
recreativa para a disciplina de Exposições sobre temas de unidades
Português. curriculares. Alunos

Docentes novos na Escola.
-Promover a utilização dos Produção e afixação de materiais orientadores Comunidade escolar
recursos/serviços pelos docentes, sobre pesquisa de informação.
no âmbito da atividade letiva, de
modo a rentabilizá-los.
Ocupação dos alunos que, voluntariamente, se
deslocam à BE na ausência dos professores:
 Apoio ao estudo;
 Orientação de leituras;
Produzir materiais diversos.  Visionamento de vídeos. Alunos

Trabalhar com os alunos estratégias de
orientação na pesquisa de informação.

- Organizar com os Diretores de Produzir guiões de pesquisa e outros materiais Alunos
Turma sessões de informação de apoio ao trabalho e de exploração dos
sobre a utilização da BE. recursos de informação pelos alunos.

14
Alunos

- Apoiar unidades curriculares com
material da BE, contribuindo para Organização de eventos na BE.
uma ocupação plena dos alunos.

Recolha do património literário.
- Apoiar os alunos na realização de
trabalhos, na pesquisa e na
informação. Análise das sugestões deixadas na “Caixa de
- Desenvolver nos alunos a Sugestões”. Alunos
competência da escrita e a
criatividade literária.
- Motivar os alunos para a
produção de textos. Criação de grupo “Amigos da Biblioteca”
(alunos, encarregados de educação, elementos
da família e outros elementos da comunidade).
- Promover a articulação curricular Alunos
e a promoção da leitura.

-Preservar o património literário
oral.

Alunos
- Apoio ao utilizador.

15
Domínio B – Leituras e Literacias
1º CEB

Objetivos Atividades Público-alvo Calendarização Avaliação

B.1.Trabalho da BE ao serviço da Atualização do fundo documental e recursos, Livro de
promoção da leitura. de acordo com interesses e necessidades dos registo de
utilizadores; sugestões de
títulos para
Promoção e dinamização de concursos que adquirir;
 Promover a leitura de forma visam a criação e promoção da competência
integrada e sistemática; leitora e dos hábitos de leitura, para todos os
alunos desde o pré-escolar até ao secundário: Observação
direta;
- Concurso “Uma aventura Literária 2018” - 1º CEB Ao longo do ano
Plano Nacional de Leitura letivo
Trabalhos dos
- Concurso “Os Melhores Ilustradores” alunos;

- Concurso “Os Melhores Leitores”
Relatório de
 Integrar, nos Planos de - Concurso Nacional de Leitura: avaliação
Turma, a articulação com a
BE. 1ª Fase – Escolas - Concurso literário; -Registo de
utilização

16
2ª Fase – Fase distrital /consulta do
3ª Fase – Prova nacional blogue da
Biblioteca
Participação dos alunos nos concursos
organizados pela BE, atribuindo prémios
apelativos aos vencedores (visita de estudo à
cas/museu de um escritor) e divulgação dos
concursos no blogue; Registos da BE

B.2.Integração da BE nas estratégias - Promoção e dinamização de encontros com Inquéritos
e programas de leitura; escritores, visitas a exposições, espetáculos
musicais, teatrais ou outros eventos;

 Promover o desenvolvimento
da competência leitora. Avaliação pelo
1º CEB público-alvo
através de um
questionário
distribuído a
uma amostra
aleatória

Nº de alunos
B.3.Impacto do trabalho da BE nas participantes
atitudes e competências dos alunos,

17
no âmbito da leitura e da literacia.
Semana da Leitura
Resultados
escolares dos
alunos
 Aumentar as competências
dos alunos no âmbito da
leitura e da literacia; - Participação dos alunos nas peças de teatro:
3 ABÓBORAS E 400 CAMELO - Baseado nas Registos de
obras de António Torrado e de José Agualusa, empréstimo
recomendado pelo Plano Nacional de Leitura domiciliário
 Proporcionar aos alunos para os 2.º e 4º anos de escolaridade.
situações de aprendizagem
em ambientes informacionais Aplicação do Referencial “Aprender com a
variados. BE”.
Observação
direta
Literacia dos Media Elaboração de candidaturas a projetos do Ao longo do ano
PNL: letivo
 Conhecer e distinguir
diferentes média: jornais, - Promoção e dinamização de atividades
televisão, rádio, blogue da BE (efemérides, palestras, eventos de leitura,
e Web. sessões formativas, projetos…); 1º CEB
 Ler e interpretar mensagens
dos médias; -Participação dos alunos e professores e
 Usar os média, ferramentas encarregados de educação em atividades e
digitais e ambientes sociais efemérides. - Relatório
online pré-selecionados para

18
produzir mensagens, Mês Internacional das Bibliotecas Escolares
interagir e comunicar; Tema: Ligando comunidades e culturas
 Recorrer à Biblioteca Escolar
para usar os média e
apresentar com eles. Dia da biblioteca escolar – 23 de outubro
 Atividade - apresentação dos
Laureados Sakharov

 Sessões de Formação de Utilizadores

 Dar e receber um livro para ler - Os
Encarregados de Educação enviam
para a Escola um livro. Este livro será
trocado por outro que o aluno levará
para casa. Esta campanha visa
promover o gosto pela leitura a par
com o sentido de partilha.

 "10 a ler – Pais leitores" - atividade de
leitura dinamizada pelos Encarregados
de educação/pais.

-Participação dos Encarregados de Educação
nas atividades desenvolvidas pela Biblioteca
Escolar.

Realização de atividades no âmbito do PNL;

19
Divulgação junto dos docentes, através do
email e blogue, dos concursos/atividades
promovidos pelo PNL e RBE;

Participação dos docentes nos
concursos/atividades promovidos pelo PNL e
RBE;

Realização da Semana Concelhia da Leitura
(19 a 23 de março);

Publicação dos trabalhos dos alunos no
Blogue da BE;

Disponibilização de revistas e jornais para
leitura informal e orientada na BE;

Exploração da leitura em ambientes digitais;

Disponibilização de guiões de leitura e
roteiros de obras aos alunos;

Elaboração de cartazes com trabalhos
realizados pelos alunos e exposições no
espaço da BE;
Requisição de livros para empréstimo
domiciliário, atribuindo o prémio do melhor
leitor.

20
Domínio B – Leituras e Literacias
2º, 3º Ciclos e Secundário

Dinamiza Calendariz Avaliaçã
Objetivo Atividades Público-alvo
dores ação o
- Desenvolver, de forma Visita guiada à biblioteca – adultos. Utilizadores Equipa da BE Ao longo do Registos
sistemática, atividades no âmbito ano da BE
da promoção da leitura. Dinamizar sessões de leitura e organizar
concursos de leitura com a realização de Alunos e
atividades, em articulação, sempre que Professores
possível, com atividades letivas. Assistentes
operacionais
Pais/encarregado Departamento
Dinamização de concursos, de escrita e de s de educação Línguas
- Fomentar atividades diversas, Equipa Ao longo do Ficha de
leitura.
desenvolvendo competências de ano avaliação
leitura e de escrita. de
atividades
- Participação dos alunos nas peças de teatro:
Alunos do 3º adotada
 O PRÍNCIPE NABO - Baseado na obra de ciclo Equipa da BE, pelo
- Promover encontros com Alunos do BM agrupame
Ilse Losa, recomendado pelo Plano
escritores. Secundário nto
Nacional de Leitura para o 5.º e 6.º 2º Período
anos de escolaridade.
- Fomentar diferentes tipos de
leitura (leitura digital).  A FARSA DE INÊS PEREIRA - Obra de Gil Registos

21
Vicente, recomendada pelo Plano da BE
Alunos e Ao longo do
Nacional de Leitura para o 10.º ano de
Professores ano
escolaridade. Assistentes Registos
- Elaborar cartazes apelativos à operacionais Equipa da BE de
leitura. Pais/encarregado projetos/
Semana da Leitura de 19 a 23 de março. s de educação atividades
10 de .
Sessões de leitura - Pais leitores dezembro

Diálogo informal com os alunos no sentido da Docentes de Registos
promoção da leitura. apoio à BE da BE

Convite à participação dos Encarregados de
- Divulgar atividades da Biblioteca Educação na Semana da Leitura.
Escolar. Alunos
Apoio aos alunos relativamente às literacias,
aos Direitos das Crianças, aos trabalhos e às
exposições na BE. Equipa da BE

Comemoração do Dia Internacional dos
Direitos Humanos.
- Desenvolvimento da literacia da
informação. Utilização da WEB 2.0 e outras fontes de 24 de Trabalhos
materiais de interesse para alunos e Alunos outubro dos
professores. Equipa da BE alunos
Registos
Sugestões de leitura no Blogue da BE. da BE

22
2º e 3º
Comemoração do Dia da biblioteca escolar – 23 períodos
de outubro

 Atividade - apresentação dos Laureados Utilizadores da
Sakharov BE

Equipa da BE
- Desenvolver mecanismos  Sessões de Formação de Utilizadores
pessoais de pesquisa e busca de Trabalhos
informação.  Dar e receber um livro para ler - Os dos
- Discernir informação essencial da Encarregados de Educação enviam para a alunos
acessória. Escola um livro. Este livro será trocado por
- Tratar a informação de forma outro que o aluno levará para casa. Esta Alunos
criteriosa, pessoal e campanha visa promover o gosto pela Ao longo do
fundamentada. leitura a par com o sentido de partilha. ano
- Aprofundar competências no
âmbito das TIC.  "10 a ler – Pais leitores" - atividade de
leitura dinamizada pelos Encarregados de
educação/pais. Alunos
- Dinamizar a BE. Departamento
- Incentivo à leitura. Realização de ações de formação para de Línguas
- Convívio entre leitores utilizadores; Equipa da BE
utilizadores da BE. Registos
Utilizar o catálogo para localizar os livros e da BE
outros materiais nas estantes;
Ao longo do
Promoção da leitura e da criação Realização de ações de formação sobre a Equipa da BE ano

23
escrita. pesquisa de informação (literacia da Alunos
informação). Relatório
Referênci
Produção e ilustração de textos por parte dos as à BE:
alunos em articulação com os professores da
turma.

Desenvolvimento da literacia da Realização de trabalhos digitais; Alunos do 3º
informação. Divulgação no Blogue da BE. ciclo e
Secundário
Literacia dos Media Manutenção e dinamização do Blogue da Equipa da BE
Biblioteca Escolar.
 Conhecer e distinguir Nas
diferentes média: jornais, Promoção e dinamização de concursos que planificaç
televisão, rádio, blogue da visam a criação e promoção da competência ões dos
BE e Web. leitora e dos hábitos de leitura, para todos os departam
 Ler e interpretar alunos desde o pré-escolar até ao secundário: entos
mensagens dos médias; curricular
 Usar os média, ferramentas - Concurso “Uma aventura Literária 2018” es/ áreas
digitais e ambientes sociais - Concurso “Os Melhores Ilustradores” disciplinar
online pré-selecionados - Concurso “Os Melhores Leitores” es
para produzir mensagens, - Concurso Nacional de Leitura:
interagir e comunicar; 1ª Fase – Escolas - Concurso literário;
 Recorrer à Biblioteca 2ª Fase – Fase distrital
Escolar para usar os média 3ª Fase – Prova nacional Alunos
e apresentar com eles. Docentes
Utilização do Referencial “Aprender com a BE”.

24
Publicação dos trabalhos dos alunos no Blogue
da BE;

Disponibilização de revistas e jornais para
leitura informal e orientada na BE;

Exploração da leitura em ambientes digitais;

Disponibilização de guiões de leitura e roteiros
de obras aos alunos;

Elaboração de cartazes com trabalhos
realizados pelos alunos e exposição s no
espaço da BE;
Requisição de livros para empréstimo
domiciliário.

Atribuição de prémio ao melhor leitor.

25
Domínio C – Projetos, Parcerias e Atividades Livres e de Abertura à Comunidade
1º CEB
Calendariza
Objetivos Atividades Público-alvo Avaliação
ção

C.1. Apoio a atividades livres, extra Apoio aos alunos na realização de trabalhos
curriculares e de enriquecimento escolares e atividades livres de leitura e
curricular pesquisa; Registos da BE

 Apoiar o desenvolvimento de
métodos de trabalho e de Elaboração de materiais de apoio ao estudo e
estudo autónomos; trabalho individual ou em grupo;

 Dinamizar atividades livres, Desenvolvimento de atividades livres de
de caráter lúdico e cultural; carácter lúdico e cultural na BE. Comunidade Educativa 1º período Observação
direta
 Promover a utilização Decoração da BE para a comemoração de
autónoma e voluntária da BE efemérides. 1º CEB
como espaço de lazer e livre Ao longo do
utilização dos recursos; Participação nas reuniões de trabalho dos ano letivo
Departamentos do pré-escolar e 1º ciclo para
 Adequar os recursos articulação das atividades do PAA com a BE;
humanos da BE às Inquéritos
necessidades de
funcionamento da BE; Participação e dinamização de atividades e
projetos, ao nível dos departamentos do 1º
 Disponibilizar espaços ciclo e pré-escolar, de acordo com o PAA dos

26
tempos e recursos, para a respetivos grupos disciplinares.
iniciativa e intervenção livre Relatório
dos alunos; Realização da Semana Concelhia de Leitura.
C.2. Projetos e Parcerias
 Participar e dinamizar Participação em reuniões de trabalho para
atividades e projetos ao nível programação de atividades conjuntas;
da escola e do Agrupamento;
Convidar os pais e encarregados de educação
 Participar nas reuniões de para visitarem o espaço da BE e tomarem
Departamento do Pré- conhecimento dos seus recursos e serviços; Base de dados
escolar e 1º ciclo; da RBE sobre a
 Realizar um trabalho Convite aos pais e encarregados de educação Semana da
colaborativo com as BE´s a para participar na Feira do livro e na Leitura
nível local; dinamização de atividades de leitura. 1º CEB
 Participar em reuniões de
trabalho, no Agrupamento, Realização de ações de formação para
com outras BE´s, outras utilizadores;
entidades, a nível concelhio; Ao longo do
 Sensibilizar os pais e Realização de ações de formação sobre o ano letivo Registos de
encarregados de educação na catálogo online; utilizar o catálogo para entradas na BE
promoção da leitura e localizar os livros e outros materiais nas de pais/enc.
desenvolvimento de estantes; Educação
competências;
 Realizar ações de Divulgação das normas de funcionamento da
Formação/Sensibilização para BE; Registos de
Pais/Encarregados de 1º CEB março atividades em
Educação e Divulgação do Regulamento interno da BE vários suportes
Professores/Educador

27
Domínio C – Projetos, Parcerias e Atividades Livres e de Abertura à Comunidade
2º, 3º Ciclos e Secundário
Dinamiza Calenda
Objetivo Atividades Público-alvo Avaliação
dores rização
- Promover uma ligação útil entre a Contacto com os Coordenadores de Atas
BE e outras estruturas Departamento, tendo em vista o trabalho Coordenadores Equipa Ao Registos da
pedagógicas, incentivando a colaborativo e a cooperação interna com as da BE longo BE
cooperação dos docentes com a outras estruturas de Direção da Escola do ano
BE, otimizando os recursos aqui
existentes, na planificação de aulas
e em outras atividades escolares. Atividade sistemática de apoio aos alunos na
leitura, na pesquisa e nos trabalhos.
- Apoiar os alunos nas atividades
livres de leitura, pesquisa, estudo
individual, estudo em grupo, Equipa
execução de trabalhos escolares Planificação conjunta dos projetos e atividades, Alunos da BE
realizados pelos alunos fora do através de reuniões.
horário letivo e dos contextos
formais de aprendizagem. Ao
- Desenvolver projetos em parceria longo
com a Biblioteca Municipal e com Manter as parcerias com a BM e com outras do ano
as outras bibliotecas escolares do instituições do concelho. letivo
Concelho
- Desenvolver o gosto pela leitura.
- Aprofundar capacidades Manter a parceria com o subcoordenador do Alunos e Professores
Departamento de Expressões para a preservação Assistentes operacionais Registos de

28
comunicativas. do fundo documental; Pais/encarregados de Equipa reuniões/co
- Valorizar a estética como facto de educação da BE ntactos
identificação e satisfação pessoal. BM
- Reconhecer a leitura como
atividade de auto e hétero Atividades a desenvolver em parceria com a BM Registos de
descoberta. e com as outras bibliotecas escolares do reuniões/co
- Aprofundar conhecimentos sobre Concelho. ntactos
o fenómeno literário. Comunidade escolar e
- Desenvolver gostos pessoais extraescolar Registos de
sobre várias estéticas. Docentes projetos/ati
Expressõ vidades.
- Promover o gosto pela leitura. es
- Facilitar o contacto com os livros Alunos ;
e todas as outras realidades que o Semana Concelhia da Leitura em parceria com a Equipa
tornam possível. BM com programa específico. da BE
- Desenvolver e aprofundar a
autonomia pessoal. Registos de
- Reconhecer a leitura como fonte Comunidade Escolar e projetos/ati
importantíssima de conhecimento. extraescolar vidades.
- Valorizar a estética como fator de 27 a 31
identificação e satisfação pessoal. de
Docentes março
- Sensibilizar para os perigos Equipada
inerentes ao uso da internet. BE
- Aprofundar conhecimentos ao BM
nível da literacia da informação.
- Desenvolver métodos e práticas
seguras de utilização da internet.

29
- Despertar uma atitude crítica Registos da
perante o universo digital. BE
- Promover o papel da biblioteca Sensibilização aos Alunos sobre a “Internet Alunos
no processo de Segura”. Ao
ensino/aprendizagem. longo
- Aproximar a biblioteca com todas do ano
as suas valências da vida escolar
dos alunos. Equipa Referências
- Criar hábitos de leitura. da BE à BE:
- Dar a conhecer os recursos Comemoração da Semana Concelhia da Leitura nas
disponíveis na biblioteca. planificaçõe
- Promover o respeito pelo s dos
ambiente. Comunidade escolar e departamen
- Afirmar a BE como fonte de extraescolar tos
informação sobre temáticas atuais. curriculares
- Sensibilizar sobre os maiores / áreas
perigos que afetam o ambiente disciplinares
que nos rodeia.
- Desenvolver uma atitude crítica e
fundamentada sobre a relação Equipa Ao
Homem/Natureza. BE longo
- Relacionar conteúdos do ano
programáticos com problemas letivo
concretos do ambiente.
- Divulgar atividades de carácter
cultural. Autarqui
- Aproximar o meio da Escola a,
- Divulgar aspetos relevantes do docentes

30
funcionamento e atividades da Comunidade escolar e e alunos
Biblioteca Escolar. extraescolar
- Valorizar a utilização da BE como Divulgação de eventos culturais da Casa das
recurso educativo. Artes, nos placards das bibliotecas escolares.
Registos da
- Divulgar o fundo documental Ao BE
como parte integrante do Catálogo Divulgar o fundo documental da BE, através da Coorden longo
Concelhio das Bibliotecas catalogação, informatização e abate. adora da do ano
Escolares. Comunidade escolar e BE
- Sensibilizar os Pais/Encarregados extraescolar
de Educação para a importância da Registos da
utilização dos recursos educativos Colaboração com a Associação de Pais em Equipa BE
da BE, em particular dos livros. iniciativas que fomentem a leitura em família e a da BE
leitura autónoma ou ainda para obter o apoio da
- Promover a igualdade de família às atividades da escola.
oportunidades de acesso e sucesso Coorden Registos de
escolares: adora da reuniões/
- Assegurar/reforçar a articulação BE contactos
curricular e a coordenação Promover atividades em parceria com a BM
pedagógica interciclos; Associação de Pais. Coorden
- Aumentar o nível de Associação de Pais adora
envolvimento e participação dos Alunos Intercon Ao
pais/encarregados de educação Participação dos Professores Bibliotecários, com celhia da longo
nos processos de cruzar saberes, carácter regular, em reuniões de trabalho RBE do ano
fomentar diversas formas de concelhias ou interconcelhias, promovidas pela
abordar os livros e trabalhar a BM/SABE, RBE ou outro parceiro. Docentes
leitura Atividades a definir Equipa
da BE

31
Domínio D – Gestão da Biblioteca Escolar
1º CEB
Calendariza
Objetivos Atividades Público-alvo Avaliação
ção

D.1. Articulação da BE com a Participação em todas as reuniões e encontros Livro de registo de
Escola/Agrupamento. Acesso e convocados pela Direção do Agrupamento; sugestões de títulos
serviços prestados pela BE. para adquirir
Articulação, com os órgãos da direção e
estruturas intermédias, as atividades da BE;

 Promover a valorização da BE Divulgação das atividades da BE na
pela Direção e pelos órgãos comunidade educativa; Relatório de
de decisão pedagógica; avaliação

Abertura da BE de acordo com o horário de 1º CEB
funcionamento da escola; Ao longo do Registos da BE
 Contribuir para uma gestão ano letivo
eficiente da BE; Apresentação e divulgação do PAA da BE na
comunidade educativa;
Inquéritos
Inventariação das necessidades de
 Responder às necessidades manutenção e atualização do hardware e
da escola e dos seus software utilitário, existente na BE;
utilizadores;
Realização de ações de formação de
utilizadores;

32
Estatísticas de
 Disponibilizar os recursos e Garantir a abertura/funcionamento da BE, com empréstimo
serviços da BE a toda a a presença de um funcionário e/ou professor
comunidade educativa; bibliotecário, de modo a dar resposta às
necessidades dos utilizadores;

 Gerir o espaço da BE de Frequentar ações de formação para
modo a que toda a atualização de conhecimentos por parte das
comunidade educativa tenha professoras bibliotecárias e assistentes
possibilidade dele usufruir. operacionais, para garantir a qualidade do
apoio e atendimento prestado;

D.2. Condições humanas e materiais Questionários aos
para a prestação de serviços. docentes e alunos
Manter devidamente organizados e 1º CEB (QD1 e QA1)
identificados, os diferentes espaços da BE de
forma a permitir uma utilização integrada e
 Adequar os recursos flexível;
humanos, às necessidades de
funcionamento da BE Ao longo do
ano letivo Lista de verificação
para o professor
 Adequar o espaço da BE às bibliotecário (CK2)
necessidades da escola;

 Adequar os computadores e Registos de
equipamento tecnológico ao observação de
trabalho da BE e dos funcionamento

33
utilizadores

D.3. Gestão da Coleção/ da
Informação. Atualização do hardware e software de modo Inventário de
a corresponder às exigências das solicitações; equipamentos
 Inventariar necessidades existente
curriculares e dos utilizadores Avaliação da coleção existente;
de forma a planear Lista de verificação
aquisições; Proceder à conservação e restauro de obras; para a coleção(CK2 e
CK3)
 Adequar os livros e outros Recolha de sugestões de atividades;
recursos às necessidades
curriculares e de informação Pedido de sugestões para o fundo documental; Registo de
dos seus utilizadores; necessidades da BE
Proceder à catalogação das novas aquisições;
 Desenvolver uma política de Nível de tratamento e
acesso aos recursos digitais; Promoção da partilha de documentação a nível de organização da
concelhio; coleção
 Promover uma gestão - Ao longo
cooperativa de coleção; Divulgação no Blogue da BE. do ano
letivo
 Difundir a informação; 1º CEB

 Promover ações de
divulgação do fundo
documental existente.

34
Domínio D – Gestão da Biblioteca Escolar
2º, 3º Ciclos e Secundário

Dinamiza Calenda
Objetivo Atividades Público-alvo Avaliação
dores rização
- Articulação da BE com a Manter o Regulamento Interno das Início do Registos da
Escola/Agrupamento. Bibliotecas Escolares. Comunidade escolar e ano BE
extraescolar
- Acesso e serviços prestados pela Divulgação dos documentos orientadores da
BE. Biblioteca Escolar.
- Disponibilização do catálogo Organização do fundo documental,
atualizado para consulta manual e proveniente da RBE, PNL, compra ou oferta, Utilizadores da BE Registos da
por via eletrónica. de acordo com a tabela da CDU. BE

Registo no programa Bibliobase de todo o
acervo existente na BE. Utilizadores da BE
Registos da
Atualização e correção da base de dados Ao longo BE
(Bibliobase). do ano
Equipa da
-Promover e divulgar os recursos e Manter a ativação do módulo de Circulação e Utilizadores da BE BE Registos da
atividades da BE, através de vários Empréstimo por via eletrónica. BE
suportes.
Realização de ações de marketing.
- Disponibilizar os empréstimos por
via eletrónica. Reforço e atualização do fundo documental

35
- Disponibilizar o catálogo nos vários suportes, de acordo com
atualizado para consulta manual. instruções emanadas da RBE e do PNL. Utilizadores da BE Registos da
BE
Tratamento estatístico de utilização dos
- Manter o fundo documental serviços da BE (entradas, requisições,
atualizado para dar resposta às empréstimos domiciliários e de sala de aula). Equipa da
necessidades educativas e de lazer BE
da comunidade, promovendo a sua
leitura e divulgação. Aquisição de revistas e jornais para leitura
- Recolher dados que permitam informal e orientada na BE. Utilizadores da BE Docentes
testar a viabilidade do sistema. de
- Recolher dados para a seleção de Expressõe
novas aquisições. s Alunos Registos da
Equipa da BE
S.O.S- Livros, preservação e reparação do
- Manter o estado de conservação BE Final de
material livro.
do fundo documental. cada
período
Comunidade Escolar e Equipa e
Continuação da organização do arquivo
- Aplicar os critérios do Manual de extra curricular Colaborad
morto, identificando e arrumando
Procedimentos. ores da BE
criteriosamente as obras.
Registos da
Análise e divulgação dos resultados da
BE
avaliação.
- Gestão da Coleção. Consulta aos departamentos acerca da
Equipa da
coleção e dos fundos documentais a adquirir.
BE
Aplicação e elaboração do Relatório
Avaliação da BE. Intermédio do Plano de Melhoria

36
Nota Final

A Biblioteca Escolar, como um verdadeiro centro de recursos ao dispor da comunidade escolar, deve ser encarada como elemento
integrante do desenvolvimento de todo o processo ensino/aprendizagem.
A sua inclusão no Documentos Estruturantes do Agrupamento, bem como a sua utilização, reflete a consecução dos domínios definidos
como prioritários, pelo Conselho Pedagógico.
A definição das atividades a realizar neste ano letivo visa a operacionalização dos objetivos estabelecidos, sendo algumas delas a
continuação de trabalhos iniciados em anos anteriores.
Para além das atividades aqui indicadas, poder-se-ão realizar outras por iniciativa das Bibliotecas Escolares ou de outras estruturas.
Continua a ser nosso objetivo fazer da Biblioteca um espaço privilegiado, onde os alunos possam aprofundar a sua capacidade de
interpretação individual, de desenvolvimento do seu sentido crítico e estético, através do exercício de leitura, lúdica e académica, num espaço
no qual se facilita o estabelecimento de uma relação de proximidade com os livros e de troca de ideias com colegas e professores.

A Coordenadora das Bibliotecas Escolares
______________________________________

(Maria Alexandrina Martins)

Arcos de Valdevez, outubro de 2017

37