You are on page 1of 5

7 Razões Suficientes para não Usar Aliança

7 Razões Suficientes para não Usar Aliança Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 601: “Alguns se têm

Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 601: “Alguns se têm preocupado com o uso da aliança, achando que as esposas de nossos pastores se devem conformar com este (1º)costume. Tudo isto é (2º)desnecessário. Possuam as esposas de pastores o áureo elo que as ligue a Jesus Cristo - um caráter puro e santo, o verdadeiro amor e mansidão e piedade que são os frutos produzidos pela árvore cristã, e certa será em toda parte sua influência. (3º)O fato de o descaso desse costume ocasionar reparos, não é boa razão para adotá-lo. Os americanos podem fazer compreender sua atitude com o declarar positivamente que esse uso não é obrigatório em nosso país. (4º)Nós não precisamos usar este anel, pois não somos infiéis a nosso voto matrimonial, e o trazer a aliança não seria prova de sermos fiéis. (5º)Sinto profundamente esse processo de fermentação que parece estar em andamento entre nós, na conformidade com o (6º)costume e a moda.(7º) Nenhuma despesa deve ser feita com esse aro de ouro para testificar que somos casados. (Testemunhos para Ministros, pág. 181, diz: Nenhum centavo deve ser gasto com esse aro de ouro (8º)para testificar que somos casados”). Nos países em que o costume for (9º)imperioso, não temos o encargo de condenar os que usarem sua aliança; que o façam, caso possam fazê-lo em boa consciência; (10º)não achem, porém, nossos missionários, que o uso da aliança lhes aumentará um jota ou um til a influência. Se eles são cristãos, isto se manifestará no cristianismo de seu caráter, suas palavras, suas obras, no lar e no convívio com os outros; isto se demonstrará por sua paciência e longanimidade e bondade. Eles manifestarão o espírito do Mestre, possuirão Sua beleza de caráter, a amabilidade de Sua disposição, Seu coração compassivo”.

(11º) Testemunhos Seletos, vol. 1, págs. 593, 594: “Não terão nossas irmãs suficiente zelo e força moral para se colocarem, sem desculpas, sobre a plataforma bíblica? O apóstolo deu mui

explícitas direções sobre esse ponto: "Quero pois que

as mulheres se ataviem em traje

... honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos, mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras." I Tim. 2:8-10. Aqui o Senhor, por meio de Seu apóstolo, fala expressamente contra o uso de ouro. Que os que têm tido experiência cuidem em não fazer com que outros se desviem nesse ponto por causa de seu exemplo. Aquele anel que vos cerca o dedo, talvez seja muito simples, mas é inútil, e seu uso exerce errônea influência sobre outros”.

I Pedro 3:3: O enfeite delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de jóias de

ouro, na compostura dos vestidos

Porque assim se adornavam também antigamente as

... santas mulheres que esperavam em Deus, e estavam sujeitas aos seus próprios maridos”.

Isaias 3:18,21: “Naquele dia tirará o Senhor os ornamentos dos pés, e as toucas, e adornos em

forma de lua,

...

Os anéis, e as jóias do nariz

...

(12º) A Aliança surgiu entre os gregos e os romanos, que se inspiravam em um costume hindu de utilizar um anel para simbolizar o casamento. No século 19 a igreja adotou a aliança como um símbolo de união e fidelidade entre casais cristãos”.Recorte Jornal e Revista Observador.

(13º) Não se encontra na inspiração, tanto na Bíblia quanto no Espírito de Profecia, nenhum texto sugestionando ou apoiando o uso da aliança.

(14º) Decisão das Assembleias da Conferência Geral.

  • 42. Alianças:

Estamos convictos do fato de que o seguinte Testemunho deve-se aplicar aos membros:

“Nenhum cruzeiro deve ser gasto com esse aro de ouro para testificar que somos casados.” TM

181.

  • 53. Anel nupcial:

Após discussão desta matéria chegamos à conclusão de reafirmarmos nossa posição anterior contra o uso de alianças. Esta regra também se aplica ao uso de anéis, pulseiras, ornamentos e uso de ouro em relógios.

  • 73. Anéis de casamento:

RESOLVE-SE que reafirmemos nossas decisões quanto ao uso de anéis de núpcias nas resoluções 53/55 e 42/48. Esta regra nãos e aplica somente a ministros, mas também aos membros.

(15º) - Deus ordenou que os representantes de Sua igreja de todas as partes da Terra, quando reunidos numa Associação Geral, devam ter autoridade.” - Testemunhos Seletos, vol. 3, pág.

73.

“À igreja foi conferido o poder de agir em lugar de Cristo. Ela é o instrumento de Deus para a conservação da ordem e da disciplina entre o Seu povo. A ela o Senhor delegou poderes para resolver todas as questões concernentes à sua prosperidade, pureza e ordem.” - Obreiros Evangélicos, pág. 502.

Haverá, entre o remanescente destes últimos dias, como sucedeu com o antigo Israel, os que querem agir independentemente, que não estão dispostos a submeter-se aos ensinos do Espírito de Deus e que não atenderão a advertências ou conselhos. Tenham essas pessoas sempre em mente que Deus possui uma Igreja sobre a Terra, à qual Ele delegou poder. Os homens quererão seguir seu próprio critério independente, desprezando conselhos e repreensões; mas, com tanta certeza como fazer isso, eles se afastarão da fé, e seguir-se-á a desgraça e a ruína de almas. Os que se arregimentam agora para apoiar e enaltecer a verdade de Deus, estão se alinhando de um lado, permanecendo unidos de coração, espírito e voz em defesa da verdade.” Mensagens Escolhidas, vol. 3, pág. 23.

“É o corpo organizado de Cristo na Terra, e importa que se Lhe respeitem as ordenanças.- Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 395.

“Deus investiu Sua igreja de especial autoridade e poder, por cuja desconsideração e desprezo ninguém se pode justificar;pois aquele que assim procede, despreza a voz de Deus.” - Testimonies, vol. 3, pág. 417; Atos dos Apóstolos, pág. 164.

“Aquele que desdenha a autoridade da igreja, despreza a do próprio Cristo.” - O Desejado de Todas as Nações, pág. 806.

(16º) HOMENS COM ALIANÇA ATRAEM MAIS MULHERES. “A pesquisa realizada em uma Universidade Americana comprova que homens que usam

aliança aumenta 4 vezes a atração das mulheres. A pesquisa revela o que muitas mulheres comprometidas já suspeitavam.

“O resultado da pesquisa realizada com voluntárias surpreendeu, 90% das mulheres disseram

achar os homens que usam aliança mais interessantes.

“A justificativa que os pesquisadores encontraram para explicar esse fato é que ao saber que o homem usa uma aliança a mulher se sente mais segura para iniciar um relacionamento, sendo que a grande maioria busca relacionamentos duradouros.

“Já o índice da atração dos homens por mulheres com aliança é bem menor, cerca de 59% dos homens se sentem mais atraídos por mulheres com aliança.”

(17º) “Olhando ao passado, a partir de um vantajoso ponto de vista histórico, pode-se ver a levedante influência da aliança. A concessão que os líderes da igreja fizeram aos cristãos, para que usassem apenas a aliança de casamento, logo tornou-se pretexto para o uso de toda

espécie de anéis

ornamentais.

...

O

dito de que a história se repete aplica-se de modo especial

ao anel de casamento ou aliança. O que aconteceu na igreja primitiva e durante a Idade Média tem-se repetido na história interna de muitas denominações que derivaram da Reforma. Temos visto que na igreja dos primeiros tempos, o uso do anel marital evoluiu através de três fases. Na primeira delas, no período apostólico, aparentemente não existia o uso do anel. Na segunda, compreendendo o segundo e terceiro séculos, o uso estava restrito a um anel simples e barato, que servia também de anel-sinete para confirmar decisões e propósitos. Na etapa

final, do quarto século em diante houve proliferação de toda espécie de anéis ornamentos e jóias. Essa regra que proibia o uso do anel marital no primeira fase, de uso simples na segunda, e de todas as espécies de anéis ornamentais na terceira, tem ocorrido na história particular de várias denominações procedentes da Reforma.” Dr. Samuele Bacchiocchi, Qual a roupa certa, pág. 119 e 120. (Título do original em inglês:Christian Dress and Adornment, Editora Tempos Ltda).

Pontos a Considerar de acordo com os textos:

- Uso de aliança é um costume, e não uma doutrina Bíblica.

- Além disto, é um costume desnecessário, ou seja, não precisamos adotá-lo.

- O fato do uso da aliança ser considerado um costume insignificante levando assim alguns a utilizarem tal aro de ouro ocasionando desta forma certos reparos ou evitando certas circunstâncias constrangedoras, não é boa razão para adotá-lo.

- “Nós não precisamos usar este anel”.

- A aliança não era utilizada pela IASD. Era um processo que estava em andamento, o que muito a irmã White sentia com pesar.

- O uso da aliança deriva apenas do costume e da moda, jamais da Palavra de Deus.

- Quanto podemos gastar pra comprar uma aliança? Testemunhos para Ministros, pág. 181. Nenhum centavo deve ser gasto com esse aro de ouro para testificar que somos casados”.

- Não precisamos usar a aliança “para testificar que somos casados”.

- Apenas onde o uso da aliança imperar pode ser que precisemos usar. No dicionário a palavra imperar significa:Dominar , governar, reinar, exercer o mando supremo;etc. (Mini Dicionário Aurélio). Ou seja, existem países que o uso da aliança é obrigatório por lei, o que não acontece no Brasil e em outros países, por isso somos contra o uso desse aro de ouro.

10º - Mesmo em lugares onde o uso da aliança é obrigatório por lei, ela não contribui em nada para produzir uma boa influência.

11º - Tanto a Bíblia quanto os escritos de Ellen White falam contra o uso de anéis de ouro que além de serem inúteis, exercem uma influência ruim sobre outras pessoas. A Aliança, segundo o dicionário e o consenso geral, é um anel de ouro!

12º - A Aliança tem origem no paganismo e não no cristianismo ou na Palavra de Deus, e foi adotada do paganismo pela Igreja Católica no século 19!

13º - Mesmo diante de testemunhos tão incisivos contra o uso desse anel de ouro inútil e desnecessário, alguns ainda insistem em que na Bíblia não se menciona de forma clara a proibição contra o uso da aliança. No entanto, “para um bom entendedor, um pingo é letra.” Como vimos, a aliança é proibida na Palavra de Deus por ser um anel, e, ainda mais, se a igreja tem este princípio e desejamos nos unir a ela através do batismo, nada mais justo que seus membros respeitem tal decisão que está baseada na inspiração. Ao contrário de alguns ficarem dizendo que mostremos na Bíblia um texto proibindo a aliança de forma explícita, estes fariam bem em nos mostrar onde na Bíblia Deus apoia o uso da aliança ou orienta que as pessoas a utilizem. Se a igreja tem uma decisão baseada na inspiração e tal decisão não está em contradição com a Palavra de Deus, nada mais justo que seus membros acatem tal decisão e a cumpram segundo o que eles mesmos prometeram no dia em que foram batizados!

14º - O uso da aliança é contrário às decisões da igreja de Deus.

15º - Os que rejeitam as decisões da igreja, por exemplo, com respeito ao uso da aliança, estão desprezando a Deus e a Sua autoridade.

16º - O uso da aliança é advogada por alguns como um meio de se evitar o assédio, uma barreira contra cantadas e flertes, no entanto, segundo pesquisa realizada, o uso da aliança tem efeito contrário ao esperado por alguns. Segundo a pesquisa, o uso da aliança estimula exatamente o que alguns pensam que o seu uso evita.

17º - Como igreja e povo, precisamos estar atentos às incursões que os costumes mundanos tem feito em nosso meio. Satanás sabe que o povo jamais aceitará mudanças radicais, mas

sabe também que as mudanças paulatinas, aquelas que são realizadas aos poucos com o passar de décadas, muitas vezes são passadas por alto. Segundo comprova a história, o meio de Satanás levar o povo de Deus ao uso de jóias e ornamentos claramente contrários à palavra de Deus, é leva-los ao uso da aliança como um meio de prepara-los para uma apostasia mais clara e decidida. Este, sem dúvida, é um processo lento, mas com passos firmes. Se olharmos nossa história como igreja, no passado, éramos totalmente contra o uso da aliança, já em nossos dias, ela começa a ser tolerada e até mesmo permitida. Aquilo que hoje é considerado até mesmo correto, no passado já foi considerado pecado. Isto tem preparado a igreja para que, no futuro, o uso de jóias também seja colocado sem nenhuma restrição. Talvez pode-se pensar que isto é uma coisa absurda e impossível de ocorrer, mas se pudéssemos perguntar às gerações passadas de nossa igreja se um dia toleraríamos a aliança, isto jamais seria colocado como uma possibilidade. O tempo, sem dúvida, é um dos piores inimigos da igreja!

“Cumpre erguer-nos imediatamente, e fechar a porta contra as seduções da moda. A menos que isso façamos, nossas igrejas se tornarão desmoralizadas.” Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 600.