Yázigi Travel Magazine

Intercâmbio tipos de programas no exterior Dicas os países e as principais cidades que recebem estudantes internacionais

magazine

Abra sua

para um novo mundo!

mente

conheça as instituições mais reconhecidas para estudar lá fora

escolas

Editorial

Sem limites nem fronteiras
Leve seu olhar para além do horizonte, seus passos para além do seu bairro, sua mente para além dos seus problemas diários. Descubra novos limites (ou expanda cada vez mais eles), derrube as fronteiras. Aprenda a ser um cidadão do mundo. Para seguir esses conselhos, esqueça mais uma vez os convencionais limites: você pode ser uma criança, um adolescente, um universitário, um profissional ou um aposentado. Pode ser uma dona de casa. Pode ser homem ou mulher. E não importa o motivo da viagem: investir no currículo, mudar de ares, conhecer um lugar que sempre sonhou, aprender um idioma ou simplesmente se divertir. A verdade é que o mundo é bem maior do que imaginamos e há muito o que descobrir. As portas estão abertas para todos e é muito bom ver que, a cada dia, mais pessoas percebem isso. Há mais opções de programas, que atendem a necessidades específicas, e há mais opções de pagamentos, para facilitar a concretização dos sonhos. Nesta revista você vai conhecer experiências de estudantes de todas as idades, que descobrem o valor de um intercâmbio e partem para uma experiência estudantil no exterior. Levam muita vontade de aprender e voltam com muitas histórias para contar – e já planejando a próxima aventura. Sim, porque viajar vicia, sabia? E se você está pensando em fazer um intercâmbio, aqui é o seu lugar. Está sentindo um frio na barriga, conflitos, medo e insegurança, misturados com ansiedade sem limites? Pois vá em frente! Não se deixe intimidar pela idade, pelo tempo que passou ou pelo futuro que não chegou. Vamos, juntos, lidar com todos esses sentimentos. Para lhe ajudar a planejar a viagem (pode ser a primeira ou a próxima), o Yázigi Travel publica a segunda edição de sua revista, com dicas sobre destinos, depoimentos de quem já estudou lá fora e uma relação das principais escolas com as quais trabalhamos. Por aqui, orientamos e organizamos sua viagem, sempre oferecendo o máximo de informação, para que seus limites se ampliem e seus aprendizados lhe transformem em um cidadão do mundo. Maura Leão, diretora geral do Yázigi Travel

Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos. Fernando Pessoa

Weber Ursi

1

Países
18
Jornalista responsável e edição Bianca Antunes (MTb 31644) Colaboração (reportagem) Andressa Fernandes Projeto gráfico Amatraca Desenho Gráfico (www.amatraca.com.br) Edição de arte e diagramação Amatraca Desenho Gráfico Impressão Margraf Editora e Gráfica Tiragem 20.000 exemplares Equipe de marketing Victor Piaz e Viviane Cordeiro (marketingyt@yazigi.com) Diretora Maura Leão Av. 9 de julho, 3166 01406-900 São Paulo-SP T (11) 2132-9600/0800-11-9600 www.yazigitravel.com.br intercambio@yazigitravel.com.br

Escolas
56 EC English
Para todos os perfis, sempre com qualidade

AMÉRICA
Canadá Qualidade de vida em paisagens de tirar o fôlego Estados Unidos Multicultural, com um lugarzinho para cada perfil Argentina Um vizinho encantador, cheio de cultura e belas paisagens

84 Combo Schools
Descubra a Nova Zelândia estudando inglês

22 26

60 Eurocentres
Sete idiomas nos quatro cantos do mundo

85 Coined
Espanhol na ponta da língua e em várias cidades

64 Embassy
Tecnologia no ensino do inglês

86 Emerald
Estude na charmosa e moderna Dublin

66 Enforex
Espanhol na Espanha e na América Latina

87 Exsportise
Aprenda inglês e treine um esporte no Reino Unido

28 30

EUROPA
Reino Unido Tradição e inovação na terra da Rainha Irlanda Terra de oportunidades, diversão e homenzinhos mágicos Malta Sete mil anos de história em paisagens ensolaradas o ano inteiro Espanha Cultura, agito e muita personalidade França Qualidade de ensino em um ambiente cheio de charme e cultura

68 Hansa
Dois campus no coração de Toronto

88 Good Hope
Programas de estudo no próximo país da Copa

70 Internexus SLC 72 LAL

Aprenda inglês com muita cultura e diversão

89 Heartland 90 ILSC

Em Winnipeg, faça inglês com o coração

Sumário
04 Yázigi Internexus 06 Yázigi Travel
Você em casa, em qualquer lugar do planeta 60 anos formando cidadãos globais

32 34 38

Inglês com qualidade em quatro destinos

Inglês e francês no Canadá e na Índia

74 Nova Scotia
Um lugar para crescer

91 Internexus London
Inglês dentro de um college

76 St. James
Educação de ensino médio de olho na universidade

92 Malvern House
Inglês no burburinho da capital britânica

78 Tamwood
Estudo e trabalho no Canadá

93 Ominicon
Cursos flexíveis e qualidade de ensino em Toronto

08 Intercâmbio

40 42 46

ÁFRICA
África do Sul Aventura, diversidade e ensino de qualidade

80 University of Victoria
Inglês em ambiente universitário

94 TLC
Desbrave os Estados Unidos com os cursos da TLC

Abra sua mente para um novo mundo: conheça os tipos de programas no exterior

OCEANIA
Austrália Belas paisagens e muito estudo no país de dimensões continentais Nova Zelândia Adrenalina e qualidade de vida em um cenário digno da ficção

82 Berlitz Vancouver
Em Vancouver, tradição e metodologia no ensino de inglês

13 Dicas
O que não pode faltar, na mala e na mente

83 Churchill House
Inglês na costa sul da Inglaterra

14 Glossário
Conheça as principais palavras do mundo do intercâmbio e viaje sem dúvidas

50 MAIS PAíSES
Chile, Uruguai, Itália, Alemanha e Suíça, conheça o que cada um desses países oferece

2/3

Yázigi

Yázigi Internexus

Alexandre Silva presidente do Yázigi
Fora da sala de aula, o Yázigi também é pioneiro: criou o portal www. houseofenglish.com, com uma linha de atividades em inglês que complementa a programação em sala de aula. A ferramenta permite que o aluno avance seus estudos onde e a hora que quiser, contando com o apoio de professores on-line 18 horas por dia. É possível ainda revisar o conteúdo visto em sala de aula, garantindo o aprendizado efetivo. Para quem pretende colocar em prática o que aprendeu em sala com uma viagem de estudos, o Yázigi Internexus conta com o Yázigi Travel, empresa especializada em serviços de consultoria e assessoria na área de educação internacional. O que faz do Yázigi uma marca de destaque no seu segmento? O Yázigi sempre se caracterizou por sua excelência nos produtos e serviços, inovação e consciência global. Esse é o nosso tripé. É importante ressaltar a seriedade e a qualidade do suporte na relação com os franqueados, além da filosofia de ensino: desenvolver pessoas e formar cidadãos do mundo com um ensino de idiomas de qualidade. Como é definido o método de ensino do Yázigi? O método tem foco na interação. As habilidades de leitura e escrita são naturalmente desenvolvidas, mas a ênfase está em uma boa dose de conversação. Pedagogicamente falando, é uma abordagem comunicativa sustentada pela teoria do socioconstrutivismo. Atualmente, muitas escolas usam essa abordagem, mas o Yázigi foi o pioneiro em adotá-la no ensino de idiomas. Como surgiu o Yázigi Travel e qual a importância dele para o Yázigi? O Yázigi Travel surgiu em 2002. Comandado por um grupo de pessoas especializadas no assunto, o YT ocupa uma posição de destaque na organização, porque concretiza um dos objetivos da marca Yázigi, que é formar cidadãos do mundo. Como o Yázigi incentiva, em sala de aula, a experiência do intercâmbio? O material didático é diversificado, dinâmico e traz olhares diferentes para o mundo em que vivemos. Contém diversas situações de viagens e experiências internacionais que são discutidas em sala de aula. Além disso, os demais colaboradores das escolas Yázigi são também muito sensibilizados sobre a importância e o significado de uma experiência educacional em outro país. Ao completar 60 anos, quais os planos do Yázigi? É um marco muito importante, pois é a realização de um sonho e o começo de uma nova era, pautada por novos desafios. Os planos são bastante ousados, e há muitas formas de crescimento e desenvolvimento que estão sendo pensadas. Dentre elas, o Yázigi prevê para os próximos cinco anos uma expansão acelerada, com a abertura de mais de 150 escolas.

Foi em uma pequena sala de um edifício no centro de São Paulo que, em 1950, tudo começou: tendo em mente a frase “Ensinar línguas é aproximar povos”, César Yázigi, filho de imigrantes libaneses, inaugurou um novo método para o aprendizado de línguas. Com aulas dinâmicas, interativas e inspiradoras, era impossível não se deixar absorver pelo novo idioma, que seria a chave para se tornar um cidadão do mundo, objetivo da empresa até hoje. Após 60 anos, a filosofia de César Yázigi é difundida com uma metodologia constantemente atualizada, ideal para formar um aluno cujos horizontes vão além da sala de aula. Aqui, os estudantes são preparados para interagir com outras pessoas no mundo globalizado e, por isso, mais do que desenvolver suas habilidades linguísticas, tornam-se capazes de lidar com as diferenças culturais e tomam consciência de seu papel no mundo. A cada ano, cerca de 160 mil estudantes passam pelas salas de aula da rede, seja para aprender inglês ou espanhol. O ambiente descontraído facilita a aprendizagem e transforma cada aula em uma nova experiência, com muito dinamismo e conversação. O método de ensino incentiva o aluno a pensar, interpretar e a se expressar em outra língua, sempre com a maior segurança – e de uma maneira nada chata. O material didático é desenvolvido pelo Yázigi, para que seja voltado às necessidades dos estudantes brasileiros, inserindo-os no contexto internacional sem que isso seja uma experiência assustadora.

Qualidade de ensino
O trabalho de formação continuada dos professores é um dos diferenciais do Yázigi. Os educadores participam de treinamentos e cursos de aperfeiçoamento, oferecidos em todas as regiões do país ao longo do ano. Seminários levam as principais novidades do setor aos funcionários, que também contam com o Centro de Linguística Aplicada do Yázigi (CLA), grupo que trabalha na pesquisa e preparação de equipes pedagógicas da rede para atender com qualidade as demandas dos alunos. Cursos a distância facilitam ainda mais o aperfeiçoamento constante.

Pioneirismo
O Yázigi foi o primeiro sistema de franquias de serviços no país e hoje possui mais de 400 escolas pelo Brasil e quatro mil funcionários prontos para por em prática todo o sentido do que é ser um cidadão do mundo. A qualidade do serviço é atestada em 18 Selos de Qualidade ABF (Associação Brasileira de Franchising), além do selo de qualidade da International Franchising Association (IFA) e o certificado ISO 9002. Desde 2004, o Yázigi é premiado pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios e, em 2006, foi eleita a Melhor Franquia do Brasil, entre todas as categorias participantes.

Na sala de aula
Aqui, você encontra um programa para cada necessidade. Há cursos desenhados especificamente para cada perfil, permitindo a pessoas de 8 a 80 anos embarcarem no aprendizado de um novo idioma. Seguindo a metodologia do Yázigi, as aulas são dinâmicas, com ênfase na conversação e baseadas em assuntos do dia-a-dia. Passeios ecológicos, festas e eventos culturais também fazem parte da fórmula de sucesso das aulas, e o aluno aprende o idioma naturalmente.

4/5

acervo pessoal

60 anos formando cidadãos globais

arquivo

Entrevista

Yázigi Travel

Yázigi Travel

Você em casa, em qualquer lugar do mundo
Entrevista
Se o seu sonho é estudar em cidades históricas da Europa, cosmopolitas dos Estados Unidos ou exóticas de qualquer outro canto do mundo, aqui você encontra o que procura – ou o que nem imaginava que existisse. De cursos de férias para adolescente a programas especiais para jovens da terceira idade, o Yázigi Travel tem sempre a viagem perfeita para seus objetivos. É assim, com alternativas para todos os perfis e programas para pessoas de todas as faixas etárias, que o Yázigi Travel proporciona a melhor experiência de estudos no exterior. São 60 anos de experiência no mercado, e mais de 17 enviando alunos para estudar em países por todo o globo. A experiência garante um serviço de altíssima qualidade, comprometido com as melhores instituições de ensino do mundo, que contam com modernas metodologias de ensino de idiomas para estrangeiros. Os funcionários são constantemente treinados, especializados e antenados sobre as novidades no mundo da educação internacional. Além disso, o suporte e o acompanhamento oferecidos antes e durante o programa garantem que a experiência se torne inesquecível – e faz com que o estudante se sinta, para sempre, um cidadão do mundo.

Weber Ursi

Missão Yázigi Travel

Prestar excelência em serviços de consultoria e assessoria na área de Educação Internacional, oferecendo com eficiência programas de Educação no Exterior, gerando credibilidade e segurança junto aos clientes usuários através de um atendimento personalizado.

Sempre é tempo
Há um momento certo para fazer um curso no exterior? O melhor momento é aquele em que você tem disponibilidade de tempo e condição financeira. Hoje, há programas de intercâmbio para crianças a partir de 8 anos. Mas quem não teve essa oportunidade tão cedo não precisa desanimar, pois há programas para quem tem acima de 50 anos, por exemplo. O que a experiência de estudar e viver no exterior acrescenta ao estudante? Quando temos uma experiência no exterior, somos expostos a situações que levam ao amadurecimento, pois temos que desvendar mistérios escondidos atrás do significado daquela língua. Isso exercita nossa habilidade de interagir, compreender e estar à procura de soluções. Nos ajuda a encontrar novos caminhos e nos faz mais flexíveis. Como o estudante pode se preparar e garantir que está fazendo a escolha certa, tanto no que diz respeito ao curso quanto ao país? É importante conversar com quem já foi, pesquisar sobre os destinos e ter muita curiosidade. O estudante deve ir atrás daquilo que sempre sonhou, e conversar com especialistas. Como o aluno pode se informar sobre os cursos disponíveis no exterior? Deve procurar um consultor educacional

Confira entrevista com Maura Leão, diretora geral do Yázigi Travel
atento às suas necessidades e que possa mostrar as opções que mais atendam suas expectativas. Qual o diferencial do Yázigi Travel? Estamos 100% do tempo procurando o melhor para nossos clientes, e igualmente atentos para entregar o melhor a eles. Além disso, temos um compromisso como educadores, pois fazemos parte de uma rede de idiomas que está no Brasil há 60 anos. Do que o Yázigi Travel cuida para que a viagem seja bem-sucedida? Procuramos conhecer o perfil do cliente, entender suas necessidades e apresentar as opções adequadas. O Yázigi Travel informa sobre passaportes e vistos, faz orientação pré-embarque e oferece serviços adicionais como passagem aérea, seguro, Visa Travel Money, cartão telefônico, entre outros. Durante a viagem, mantemos o contato com o estudante, garantido que tudo saia como esperado. O que cabe ao estudante? Pesquisar sobre o destino, procurar saber as opções de lazer, economizar para poder levar o máximo de moeda estrangeira para um início sem atropelos, ter a documentação em dia como passaporte e visto, e ficar de olho nos documentos solicitados para o embarque. Quais as dúvidas mais frequentes? Uma dúvida que todos têm é se o tempo que vai ficar no exterior é suficiente para aprender um idioma. A verdade é que o resultado obtido vai depender do esforço de cada um. Mas ninguém volta sabendo menos do que quando foi. Muitas pessoas visualizam uma viagem como algo muito difícil ou não se veem capazes de realizar esse sonho, mas todos voltam cientes de sua capacidade de se dar muito bem lá fora. Pais de menores de idade têm dúvidas se o filho estará bem amparado, e a resposta é que sim, pois a escola no exterior zela pela segurança e bem-estar do aluno, e nós do Yázigi Travel estaremos aqui, zelando por isso, 100% do tempo. Tem alguma dica sobre o que fazer para ter uma viagem bem-sucedida? É importante viajar com a mente aberta para as novas experiências (comida, costumes, língua), aceitar que as pessoas são diferentes e, consequentemente, aceitar que as culturas são muito diferentes, e respeitar essas diferenças. Não se pode levar os problemas tão a sério e, em vez de reclamar dos obstáculos, é importante saber contornálos e aprender com eles. O estudante deve aproveitar cada minuto, e pensar que depois vai se tornar uma pessoa mais preparada, o que vai ajudá-lo a ser um profissional completo e flexível, que é o que o mercado de trabalho procura: gente competente e descolada.

De olho no futuro
Investir em treinamentos constantes e modernos é parte da fórmula de sucesso do Yázigi Travel. Desde setembro de 2008 o mundo on-line se tornou uma ferramenta no preparo de parceiros e agentes: uma nova forma de treinamento traz dicas sobre o mercado de intercâmbio e destinos, tornando os agentes ainda mais completos e prontos para auxiliar os estudantes a tirar todas as dúvidas sobre sua viagem. É investir em conhecimento para oferecer um atendimento exemplar. A capacitação já possui mais de 340 agentes cadastrados. Quem participa do programa pode tirar dúvidas tanto pelo chat on-line quanto pelo telefone, e assiste a vídeo-aulas que explicam detalhes dos programas oferecidos pelo Yázigi Travel, como high school, au-pair, programa de férias, idiomas e work & travel. As aulas on-line também apresentam características dos destinos, como um pouco de sua cultura e curiosidades. Uma seção FAQ traz as principais dúvidas dos agentes respondidas por Maura Leão, diretora-geral do YT. A ferramenta permite o download de vídeos de alguns destinos e o arquivamento das vídeo-aulas como apresentação em power point. Para ter acesso ao treinamento, o agente ou parceiro deve se cadastrar no site, acessado pela página do Yázigi Travel (www.yazigitravel.com.br).

6/7

intercâmbio países

Que curso fazer
Cursos de idiomas
Transformar-se em um cidadão internacional, pronto para desbravar novos mundos, a abrir a mente ao novo e ao diferente, a ampliar seu mundo. Sim, o mundo é muito maior do que seu dia a dia. E uma viagem ao exterior pode ensinar muito – aprendizados que são cada dia mais necessários em uma época em que os contatos internacionais são rotineiros. Importante para aprender a ser um bom profissional e para evoluir pessoalmente. E não tem idade para investir em aprendizado – sim, uma viagem dessas é mais do que um gasto, é um investimento. Jovens que mal chegaram à adolescência podem curtir as férias em um programa que une idiomas com muitas atividades em grupos e estudantes de várias partes do mundo. Os adolescentes podem fazer uma parte do ensino médio em países como Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e Austrália (entre muitos outros), universitários podem investir em um curso de idioma, de trabalho temporário, em um estágio na sua área. E profissionais podem dar um gás no currículo em um mês de curso de férias aprendendo um idioma no país em que é falado. E se idade não é limitação, jovens com mais de 50 anos têm programas especiais em escolas de idiomas. Porque aprender não tem idade, e viagens são sempre bem-vindas. São mais de 120 cursos, disponíveis para a maioria dos idiomas – de inglês, espanhol, francês e até japonês, mandarim e russo. As aulas da língua para estrangeiros acontecem em um ambiente multicultural, o que enriquece ainda mais a experiência. Para saber em qual classe o estudante deve começar, as escolas dividem o ensino em níveis, e aplicam um teste que avalia os conhecimentos no idioma logo no primeiro dia. A carga horária varia de 15 a 35 horas semanais e, normalmente, enfatiza todas as áreas do aprendizado, treinando muito bem a escrita, conversação e compreensão auditiva. É possível escolher o tipo de curso que melhor se encaixa ao seu perfil: intensivo, semi-intensivo, particular ou em grupos, entre outras opções. Com duração a partir de duas semanas, os cursos oferecem programações dinâmicas, com atividades culturais e de lazer que proporcionam o contato direto com a cultura do país. A acomodação pode ser em casa de família, residência estudantil, apartamentos ou flats, de acordo com o destino escolhido. É possível optar por escolas com programas combinados com atividades extras, que vão desde a prática de esportes como tênis, golfe e beisebol, até o contato com a arte e cultura locais, como aulas de tango, história italiana, culinária, música e literatura do país escolhido. Cursos de idiomas com vocabulário

Não sabe o que estudar? Fizemos uma seleção de programas de estudos no exterior para você entender como funcionam e encontrar aquele que tem tudo a ver com seus sonhos.

Abra sua mente para um novo mundo

específico são alguns dos programas mais procurados por profissionais que desejam turbinar o currículo. As aulas investem no ensino de termos importantes em cada área – o idioma pode ser direcionado para setores como negócios, hotelaria, turismo e advocacia –, garantindo o bom desempenho global do profissional. Professores de idiomas trocam de lugar na sala de aula e também podem desenvolver habilidades específicas nos cursos voltados à profissão. As aulas incluem novas técnicas para o ensino de idiomas, com didáticas modernas e de fácil aprendizagem. A preparação para exames internacionais de proficiência em línguas como inglês, italiano, espanhol, alemão e francês também está no cardápio – e é cada vez mais procurada, já que um bom certificado é uma das exigências na hora de ingressar em uma universidade no exterior, ou um grande diferencial na procura de trabalho no mercado global, por exemplo. Quem opta por esse programa tem aulas voltadas para o teste, com prática de exercícios específicos. E quem tem mais de 50 anos também não fica de fora da experiência do intercâmbio: as escolas já preparam programas especiais que unem o aprendizado do idioma a atividades que visam a explorar a cultura local e conhecer novas pessoas, dos mais diferentes países.

8/9

intercâmbio
– Conheci pessoas hilárias, gentis e carinhosas (como a minha host family e colegas do grupo), conheci um outro país com outras tradições, conheci outras culturas do meu próprio país (com as pessoas de outras partes do Brasil no grupo), vivenciei experiências como andar de camiseta a -10 graus e andar em duas montanhas-russas seis vezes seguidas. Além de dar uma levantada no meu inglês, me diverti e conheci pessoas com as quais terei contato para sempre.
Bárbara Silva Ramos, 15 anos, fez um curso de férias nos Estados Unidos

– A realização do curso é de suma importância para a minha vida profissional, pois estudei turismo e, sem inglês, fica difícil pleitear uma vaga no mercado de trabalho. Sem contar a experiência de vida, lidar com diferentes culturas e etnias foi maravilhoso. As amizades conquistadas, as lembranças e o conhecimento ficarão pra sempre.
Elen Cristina da Silva de Jesus, 21 anos, fez um curso de inglês no Canadá

– Fazer intercâmbio era um sonho que não sabia se conseguiria realizar. Mas com muita força de vontade, eu cheguei lá. Em Auckland vivi experiências grandiosas que me fizeram despertar: despertar para o novo, para as mudanças, para lutar pelas coisas que pretendo ter ao meu alcance. E fora todo o conhecimento cultural e o aperfeiçoamento do idioma.
Paulo Henrique Ferraz Casari, 24 anos, fez um curso de inglês na Nova Zelândia

– A experiência abriu meus horizontes. Fiz amizades, facilitou o diálogo em inglês e melhorou a minha pronúncia.

– Estar nos Estados Unidos foi maravilhoso. Aprender a conviver com as diferenças das pessoas, aprender a aceitar uma outra cultura é muito importante para meu aprendizado, crescimento interior e minha independência. É maravilhoso estudar com pessoas de várias partes do mundo, porque sempre compartilhamos ideias, opiniões e experiências.
Francine Thais Parodes, 22 anos, fez um curso de inglês nos Estados Unidos

– Fui para New Waterford, uma pequena cidade em Nova Scotia, Canadá. A minha experiência foi maravilhosa, aprendi sobre os costumes não só canadenses, mas também de vários outros países. Adorei minha família lá, éramos (somos ainda) muito unidos, e eu tinha uma hostsister da Alemanha e aprendi muito também sobre a cultura alemã.
Marina Batista Machado, 18 anos, fez high school no Canadá

– A experiência me fez sentir rejuvenescida e com todas as potencialidades de aprendizado de qualquer pessoa, de qualquer idade. Me marcou o convívio harmonioso e a camaradagem entre os alunos e a possibilidade de estudar e fazer turismo de uma maneira proveitosa e econômica. Valeu a pena em todos os aspectos. Estou planejando uma próxima viagem, para a ilha de Malta, em um programa que alia meus interesses, que é estudar e fazer turismo aproveitando integralmente a viagem.
Silvia Fardin Aguieiras, 56 anos, fez um curso de inglês +50 na Cidade do Cabo, África do Sul

Milene Dal-Fré Backes, 28 anos, fez um curso de inglês nos Estados Unidos

Cursos de férias
Programas que unem aprendizado de um idioma com atividades e excursões. Para todas as faixas etárias, com turmas e grupos específicos para todos os perfis – jovens a partir de 12 anos, adolescentes e adultos. São organizados, normalmente, no período das férias (janeiro, fevereiro ou julho), mas há programas também em meses fora das férias escolares, principalmente para grupos de adultos. É muito mais do que um descanso da escola ou do trabalho – aqui, os estudantes se divertem, aprendem um novo idioma, conhecem novas culturas, fazem amizades e passam por experiências únicas. Assistir a jogos de hóquei, esquiar ou conhecer a Disney nos Estados Unidos, ir a um safári na África do Sul e visitar pontos turísticos mundialmente famosos na Inglaterra, além de países vizinhos como França e Holanda, são apenas algumas dessas experiências. O objetivo é fazer com o que o estudante aproveite ao máximo as férias não só ao aprender e colocar em prática um novo idioma, mas também ao conhecer e entrar em contato com as mais variadas culturas.

Ensino médio/high school
Disponível para jovens de 14 a 18 anos, o programa é a opção de quem pretende passar um semestre ou um ano letivo cursando o ensino médio no exterior – ou, como é chamado em alguns países, o high school. Mais do que cumprir as matérias do currículo, o estudante vai vivenciar o dia a dia como um próprio cidadão do país escolhido: participa de atividades sociais, culturais e esportivas, faz novos amigos, ganha uma nova família e enfrenta o grande desafio de assumir a responsabilidade por suas decisões e, ainda, “saber se virar sozinho”, como se diz. Entre outros requisitos, para participar do programa o estudante deve estar matriculado em uma escola do ensino médio no Brasil e ter nível de inglês intermediário. As disciplinas cursadas no exterior também valem para o Brasil, desde que observadas as regras de equivalência. Em países como Nova Zelândia, Canadá, Estados Unidos, Austrália, entre outros.

10 / 11

intercâmbio diz aí!

– Programas como o high school trazem fluência em uma língua estrangeira, oportunidades incríveis de conhecer lugares inusitados, culturas diversas e pessoas diferentes. Minha escola era muito grande, com estudantes de vários lugares do mundo. Amei ter estudado em outro país. Hoje digo que minha host family é minha segunda família. Eles foram uma das coisas que mais me marcaram por lá, junto com as amizades que fiz.
Bárbara Haas Rigobello, 18 anos, fez um semestre letivo de high school na Nova Zelândia

Trabalho
Nada como a convivência com outras culturas e a experiência em mercado de trabalho internacional para valorizar o currículo. De olho nisso, muitos estudantes investem em programas de trabalho temporário, que podem variar entre dois e três meses (período de férias universitárias) até um semestre ou um ano, no caso do au-pair. O Work & Travel é oferecido nos Estados Unidos, e tem o objetivo de proporcionar a estudantes universitários a possibilidade de trabalhar durante o período de férias no Brasil. Reconhecido pelo governo norte-americano, o programa tem duração de três a quatro meses. Os participantes executam trabalhos que não exigem treinamento específico ou experiências anteriores, sendo uma oportunidade única de trabalhar no país e conhecer universitários de todo o mundo. Outra opção para quem quer trabalhar no exterior é o au-pair, disponível para estudantes de 18 a 26 anos. O intercambista é recebido em uma casa de família e cuida de seus filhos (um ou mais). O trabalho é remunerado e consiste em no máximo 45 horas semanais, sem nunca ultrapassar 10 horas diárias. O au-pair recebe moradia, alimentação, bolsa de estudos e um salário que deve ser pago mensal ou semanalmente. Já para quem busca um programa com foco na carreira, a opção é um estágio, remunerado ou não, com duração mínima de oito semanas (as quatro primeiras são de curso do idioma, e as posteriores, de estágio). A opção é uma excelente oportunidade para obter experiência profissional, desenvolver o idioma e fazer contatos na área de interesse.

Dicas

O que não pode faltar, na mala e na mente
Participe, questione, coloque a língua em prática; Evite falar português ou outra língua que não seja a que você se propôs estudar; Viva a cidade: conhecer a cultura e o dia a dia acrescenta informações sobre a forma como se constroi o idioma, e como ele é usado pelos seus falantes nativos; As novas amizades criam situações de conversas inesperadas, ajudam a colocar em prática o novo idioma e, claro, podem durar bem mais do que o período do curso; As escolas normalmente oferecem atividades extras: aproveite todas as oportunidades para conhecer a cidade, a cultura e o novo país; Leia, ouça rádio, veja TV.

Uma viagem de estudos ao exterior é feita de pequenos detalhes. E para garantir o sucesso da experiência, é importante ter todos eles bem preparados. É o caso da passagem aérea, do seguro-saúde, do cartão telefônico e da moeda estrangeira. Os quatro são indispensáveis e alguns deles acabam sendo pensados apenas no último momento. Se de um lado há a burocracia, de outro está a mente aberta do estudante, pronta para aproveitar ao máximo a viagem. A ordem é mergulhar de cabeça e aproveitar cada segundo no novo país e usar a língua em todas as oportunidades: escutar rádio, assistir a televisão, ler livros e revistas, escrever e-mails e, mais do que tudo, falar e escutar o máximo que puder. O modo como cada aluno encara a temporada de estudos lá fora é decisivo para o sucesso da empreitada. Por isso, confira as dicas que separamos para você.

Leve na mala
Documentos e dinheiro Passaporte Visto (se necessário) Passagem aérea Vacina (se necessário) Documentos da escola Documentos da acomodação Assistência médica Cheques de viagem, cartão de viagem, cartão de crédito e/ou dinheiro vivo Remédios Presentes Diário Pochete porta-dinheiro Máquina fotográfica Fotos Cadeado

– O intercâmbio foi superimportante – A experiência teve muita tanto para o crescimento pessoal importância para o meu quanto para o profissional. Estudar crescimento pessoal e profissional. nos Estados Unidos foi essencial para Hoje é essencial a fluência em melhorar a minha pronúncia. E a mais de um idioma, e morar e receptividade da minha host family estudar nos Estados Unidos me durante todo ano foi primordial deu fluência no inglês e aprendi para eu alcançar meu objetivo. Com muito sobre a cultura, os hábitos, eles, tive a oportunidade de viajar e as diferenças. É vivenciar uma conhecer vários estados. sensação de que realmente sou uma cidadã do mundo.
Fernanda Costa Castro, 24 anos, fez um ano de au-pair nos Estados Unidos Karina dos Santos Medeiros, 26 anos, fez au-pair nos Estados Unidos

12 / 13

glossário
CARTÃO DE CRÉDITO INTERNACIONAL Pode ser usado em qualquer estabelecimento credenciado à sua bandeira, além de permitir saques em caixas eletrônicos autorizados. É bom ter um à mão. CARTEIRA INTERNACIONAL DE MOTORISTA Documento mais seguro para dirigir no exterior. É válida por um ano. CODE OF PRACTICE FOR THE PASTORAL CARE OF INTERNATIONAL STUDENTS Código de conduta que deve ser seguido pelas escolas que recebem estudantes estrangeiros na Nova Zelândia. COE (CONFIRMATION OF ENROLMENT) Confirmação de matrícula, documento necessário para a solicitação do visto australiano. Deve ser original. COLLEGE Curso de nível superior nos países de língua inglesa. CUSTODIAN AGREEMENT ou CUSTODIAN DECLARATION Exigido pelo governo canadense para alunos menores de 18 anos. Assinado pelos pais brasileiros, institui um responsável pelo menor enquanto estiver estudando. Deve ser apresentado ao consulado na solicitação do visto e aos órgãos de imigração na chegada ao Canadá. DALF Diploma oficial do Ministério da Educação Nacional Francês que certifica o domínio da língua francesa. Antes de fazer a prova para o DALF, é necessário prestar um teste de admissão ou ter o DELF segundo grau. DELE Certificado de proficiência em espanhol oficial do Ministério da Educação e Ciência Espanhol e do Instituto Cervantes. É oferecido em três níveis: básico, intermediário e avançado. DELF Diploma oficial do Ministério da Educação Nacional francês que certifica diferentes graus de domínio da língua francesa. DS 156/157/158 Formulários para a retirada de visto nos Estados Unidos. DS 2019 Formulário que só pode ser obtido por um sponsor designado pelo Departamento de Estado Americano. O sponsor preenche esse formulário com informações do estudante e do seu empregador. O estudante precisa desse formulário preenchido para apresentar ao consulado e solicitar o visto. Lá, o DS2019 é carimbado e o estudante não pode perdê-lo, pois ele é tão importante quanto o visto e o passaporte e deve ser checado pelo oficial da imigração assim que o intercambista chegar aos Estados Unidos. EDUCAÇÃO INTERCULTURAL É a educação do novo milênio, que permite a compreensão entre pessoas de diferentes países. ENROLMENT Matrícula, cadastro, ingresso na escola no exterior. ESCOLA DE IDIOMAS Instituição especializada no ensino de línguas com um ambiente multicultural perfeito para conhecer pessoas de todo o mundo. ESTÁGIO Oportunidade de aprendizado profissional sem vínculos empregatícios. Pode ser remunerado ou não. Normalmente é na aérea acadêmica ou profissional do candidato. EXAME DE PROFICIÊNCIA Provas para testar a capacidade do aluno de se expressar, ler e escrever em determinado idioma. Cada idioma tem provas específicas, de diferentes graus e para diversos objetivos. FEE Taxa. Em geral, taxa de inscrição, acomodação, traslado etc. FEIRA DE EMPREGO É como as empresas norte-americanas contratam os intercambistas. Pode ser promovida por apenas um grande empregador, ou por vários empregadores e as empresas vêm ao Brasil. Só pode participar de uma feira quem está inscrito em um programa Work and Travel por uma agência de intercâmbio. FORM 157 A Formulário para a retirada de visto de estudante na Austrália. FULL BOARD Pensão completa. Acomodação com todas as refeições (café da manhã, almoço e jantar).

Dicionário do intercambista
Fique por dentro do significado de cada palavrinha do mundo do intercâmbio e viaje sem nenhuma dúvida
ACOMODAÇÃO Forma de hospedagem durante o intercâmbio, como casa de família ou residência estudantil, dependendo do destino ou do perfil do aluno. ACOMODAÇÃO DOUBLE ROOM Quarto compartilhado por pelo menos dois estudantes. É opção tanto para casa de família quanto para residência estudantil. ACOMODAÇÃO SINGLE ROOM Quarto individual. É opção tanto para casa de família, quanto para residência estudantil. AGÊNCIA DE INTERCÂMBIO A empresa brasileira especializada em educação internacional que faz a intermediação entre o estudante brasileiro e a escola ou o empregador no exterior. Assessora em todo o processo antes, durante e depois da viagem. ANO ACADÊMICO Intervalo de tempo no qual são realizadas as aulas de um determinado curso. Normalmente são dez meses. APPLICATION FORM Formulário de matrícula da escola no exterior. ASSISTENCIAL VIAGEM Seguro de viagem recomendado a todos os alunos. Além das coberturas de despesas com assistência médica e de emergência, oferece localização de bagagem extraviada e assistência jurídica, entre outros. AUTORIZAÇÃO DE VIAGEM Portadores de passaporte europeu e de alguns países em viagem aos Estados Unidos estão dispensados do visto de entrada, mas precisam apresentar uma autorização de viagem aos

H

FULL TIME Período integral. HALF BOARD Acomodação com direito a café da manhã e jantar. Também conhecido como meia pensão. HOME OFFICE Departamento de imigração no Reino Unido. HOMESTAY Acomodação em casa de família. HOST Hóspede.

A

órgãos de imigração. A autorização é obtida no site https://esta. cbp.dhs.gov. Alguns programas também exigem que estudantes menores levem uma autorização assinada pelos pais ou responsáveis, para viagens locais. AUTORIZAÇÃO PARA MENOR O aluno menor de 18 anos que viaja desacompanhado deve apresentar à Polícia Federal do aeroporto de embarque uma autorização em duas vias, assinadas pelo pai e pela mãe, com firmas reconhecidas. AVALIAÇÃO MÉDICA É exigida por determinados programas ou escolas antes de aceitar a matrícula do aluno. B1 Visto de negócios para os Estados Unidos. B2 Visto de turista para os Estados Unidos. BAGAGEM Organize a bagagem considerando o destino e seu clima. Atente-se ao limite permitido pela companhia aérea. BOOKING Nome em inglês para a reserva (acomodação, curso, passagem etc). CÂMBIO Operação financeira que envolve venda, compra ou troca da moeda de um país pela de outro. CAMBRIDGE Universidade britânica cujo certificado internacional de proficiência em inglês é reconhecido pelas principais universidades. CARGA HORÁRIA Volume de horas previsto para curso, estágio ou programa de trabalho.

E

J M N O P

J1 Visto de trabalho e de intercâmbio em escolas públicas de ensino médio nos Estados Unidos. MATRÍCULA Inscrição em um curso ou programa. MEAL PLAN Plano de refeições fornecidas pelas acomodações. NO MEALS Sem refeições. ONE WAY TICKET Passagem só de ida. PART TIME Estudo em meio período. O número de horas/aula depende da instituição de ensino. PASSAPORTE Deve ser providenciado na Polícia Federal com antecedência e ter no mínimo seis meses de validade para se obter qualquer visto. PRÉ-VISTO Documento exigido por alguns países para a entrada de estudantes estrangeiros em seus territórios. Reino Unido, por exemplo, usa este método. O pré-visto, ou entry clearance, deve ser obtido no Consulado do país de destino. REMUNERAÇÃO Pagamento por serviços prestados. Nos programas de trabalho, é acertada previamente entre aluno e empregador. ROUND TRIP TICKET Passagem de ida e volta. SEGURO DE VIAGEM O mesmo que assistencial viagem. SEVIS O Student and Exchange Visitor Information System é um sistema on-line usado pelo serviço norte-americano de imigração para monitorar os intercambistas. Quando o intercambista chega aos Estados Unidos, tem três dias para registrar no sistema a sua entrada no país. Caso não o faça, o estudante pode ser deportado. SEVIS FEE Taxa cobrada dos solicitantes de visto J-1. Deve ser recolhida diretamente ao governo norte-americano pelo site www.FMJfee.com. O recibo deve ser entregue ao consulado norte-americano com o formulário I-20 ou DS2019 para solicitar o visto.

SLEP TEST Teste de conhecimento de inglês escrito e falado, em geral para avaliação de candidatos a programas de trabalho e de ensino médio em escolas públicas nos Estados Unidos. SPONSOR Organização responsável pelo intercambista quando ele está nos Estados Unidos, que precisa de uma autorização do Departamento de Estado dos Estados Unidos para exercer a sua atividade. TARIFA Tabela de taxas a pagar sobre determinado serviço. Esta palavra geralmente é usada para se referir aos serviços das companhias aéreas. TARIFA DE ESTUDANTE Ou passagem de estudante. Com regras específicas, é um bilhete aéreo com preços e condições especiais para alunos matriculados em cursos no exterior. TAXA DE CÂMBIO Valor pré-determinado para a venda, compra ou troca da moeda de um país pela de outro. TAXAS DE EMBARQUE, SEGURANÇA E COMBUSTÍVEL Valores cobrados pelas companhias aéreas para remuneração dos aeroportos. Variam de acordo com cada destino e em geral são pagas com a passagem aérea. TAXA DE EMISSÃO Valor cobrado pelas agências de viagem e de intercâmbio para emissão de passagens e outros serviços, principalmente nos casos de grupos. TOEFL (TEST OF ENGLISH AS A FOREIGN LANGUAGE) Exame de proficiência em inglês exigido para ingresso em mais de 2,4 mil faculdades e universidades dos Estados Unidos, Canadá e de outros países. TOEIC (TEST OF ENGLISH FOR INTERNATIONAL COMMUNICATION) Exame de proficiência em inglês similar ao TOEFL, mas voltado para o mercado de trabalho.

TOUR CONDUCTOR (TC) Profissional que acompanha os grupos de férias, em geral de adolescentes, responsável pela coordenação e apoio aos alunos. TRAINEE Estagiário. TRANSFER Ou traslado. Leva o estudante do aeroporto até a sua acomodação ou vice-versa. Deve ser contratado e pago antes do embarque. TRAVELERS CHECKS Ou cheques de viagem. São aceitos em estabelecimentos ou podem ser trocado por moeda local em casas de câmbio.

T

I

HOST FAMILY Família hospedeira. I-20 Documento para que o intercambista possa requerer o visto de estudante nos Estados Unidos. É emitido pelas escolas norte-americanas. I-94 No voo para os Estados Unidos, o estudante recebe um formulário que deve preencher antes do pouso. É o I-94. No aeroporto norte-americano, um oficial da imigração irá carimbar o I-94 e escrever nele o código “D/S”, que significa “Duration of Status” e indica que o estudante pode ficar nos Estados Unidos até um mês depois de expirar o seu visto. Quando o estudante voltar ao Brasil, ele deve devolver o I-94 no aeroporto, uma prova de que saiu dos Estados Unidos. IELTS Exame de proficiência em inglês específico para fins acadêmicos. INTENSIVO Curso aprofundado de carga horária maior. INTERCÂMBIO CULTURAL Experiência que permite ao aluno viver em outra cultura, entendendo suas diferenças e especificidades, e apresentando a ela seus costumes. INTERCAMBISTA Qualquer pessoa (adulto, criança, executivo, estudante) que vai ao exterior para um encontro, uma interação (negócios, estudos, programas de intercâmbio) e um intercâmbio de culturas.

V

TOURIST VISA Visto de Turista. VISA FORMS Formulário de visto. VISA TRAVEL MONEY Cartão pré-pago, recarregável, protegido por senha, que pode ser utilizado em estabelecimentos ou para saques em caixas automáticos da rede Visa/Plus. VISTO Permissão dada por um país para que estrangeiros possam entrar em seu território. Existem tipos diferentes de visto, que variam também de país para país, e que determinam que atividades seu portador poderá exercer. VOUCHER Comprovante de reserva de hotel, carro ou qualquer serviço contratado no Brasil para ser utilizado no exterior. WORK & TRAVEL Programa para jovens universitários de 18 a 28 anos que desejam ter uma experiência de trabalho no exterior. O objetivo do estudante deve ser adquirir experiência pessoal, já que a função exercida não tem ligação com a área de estudo do participante no Brasil. WORKING VISA Visto de trabalho. WORLD PHONE CARD Serviço de telefonia pós-pago sem valor pré-determinado que pode ser usado em mais de 80 países. Indicado para o uso em viagens internacionais.

B

R S

D

C

F

W

14 / 15

países países países

Descubra o destino que é a sua cara
O cardápio está aberto: de paisagens exóticas a cenários cosmopolitas já consagrados; de lugares onde o sol brilha o ano inteiro a outros onde o protagonista é o inverno rigoroso; de sonhos de criança a destinos recém-descobertos. Não importa qual extremo é o seu preferido, aqui você encontra uma opção com a sua cara. E ele pode estar aqui pertinho, ou a mais algumas horas de voo de distância. O que vale é se informar, conhecer, pesquisar e encontrar o melhor destino para as suas necessidades. Seja curioso e se deixe levar nas próximas páginas. Reunimos informações sobre alguns dos países mais procurados – e outros nem tanto, mas igualmente surpreendentes –, com dados importantes como as instituições de ensino de cada cidade e dicas para não deixar ninguém parado, onde quer que esteja.

divulg

ação E C

Rhône-Alpes Tourisme - A. Perier

lga divu

ção B

ritish

c Coun

il

Europa
pág. 28 pág. 30 pág. 32 pág. 34 pág. 38 Reino Unido Irlanda Malta Espanha França

Ásia
pág. 48 China

urism

a Austr

lia

o da Arge nt

Secr etar

ia de

pág. 18 pág. 22 pág. 26
t Swi a zerl

Canadá Estados Unidos Argentina

Turis m

África
pág. 40 África do Sul

a divulg

Oceania
pág. 42 pág. 46 Austrália Nova Zelândia

Mais países
pág. 51 pág. 51 pág. 52 pág. 52 pág. 53 Chile Uruguai Alemanha Suíça Itália

16 / 17

www.sxc.h

ção To

Américas

ina

u

our nd T ism

países

Canadá
Tudo o que se refere ao país é cheio de superlativos, a começar pela extensão de seu território, o segundo maior do mundo (atrás apenas da Rússia): são 9 milhões de km2, 244 mil km de litoral banhado por três oceanos, com 5.500 km separando suas duas costas, espaço cortado por seis fusos horários. Com tamanha extensão, não é de se surpreender que haja muito a explorar, como a deslumbrante paisagem de tundras, geleiras, savana e montanhas que se espalha por suas dimensões continentais. De picos montanhosos a praias calmas; de cidades cosmopolitas a pequenas vilas; da arquitetura moderna a construções históricas, o país oferece as mais variadas opções, para todos os gostos. Seguro, com uma economia e política estável e um ensino de altíssima qualidade, o Canadá sempre figura entre os dez melhores países para se viver no ranking elaborado anualmente pela ONU. Soma-se a isso a possibilidade de aprender dois idiomas de grande importância no mundo contemporâneo: quem prefere o inglês pode escolher entre Toronto, Vancouver, Calgary, Victoria e Whistler; já para o estudo do francês a mais indicada é a província de Quebec, com 80,1% de seus habitantes declarados francófonos e uma capital, Montreal, que perde apenas para Paris como cidade de língua francesa. Os dois idiomas foram equalizados oficialmente em 1969, iniciando o processo que levou o Canadá a se tornar uma nação bilíngue e, consequentemente, multicultural. Hoje, ambos os idiomas possuem estatuto igualitário em órgãos do governo.

Qualidade de vida em paisagens de tirar o fôlego

diz aí!
A experiência foi incrível. Hoje eu consigo ver como me tornei mais independente, responsável e capaz de tomar decisões. Foi um período de autoconhecimento, que me preparou para enfrentar o mundo e seguir meus objetivos. Estudar em outro país é uma decisão que amedronta no início. Mas que deixa muita saudade quando termina. Natália de Oliveira Vieira, 22 anos, estudou e fez estágio não-remunerado em Vancouver

Conhecido por uma grande diversidade – e tolerância – cultural, o país, inicialmente colonizado por ingleses e franceses, que aqui se misturaram aos índios, tem uma história marcada pela vinda de imigrantes, principalmente a partir da Segunda Guerra Mundial. Sua população de cerca de 32 milhões de pessoas é constituída pelas mais variadas etnias, entre as quais se destacam os ingleses (20,2%), franceses (15,8%), escoceses (14%), irlandeses (12,9%), alemães (9,3%), italianos (4,3%), chineses (3,7%), ucranianos (3,6%) e nativos americanos (3,4%). E não são apenas os números que comprovam a diversidade e respeito multicultural: cada província e território é responsável pelo seu sistema de educação, uma forma de preservar a cultura e história de cada região. Devido ao seu extenso território, o país possui uma baixa densidade habitacional, com cerca de quatro habitantes por km2. 75% da população se concentra em uma faixa de cerca de 160 km acima da fronteira com os Estados Unidos, enquanto regiões como os Territórios Gelados do Noroeste (onde vivem os inuits, povos nativos que incluem os esquimós), por sua vez, são praticamente despovoadas, concentrando apenas 0,2% da população.

prepare-se
capital
Ottawa. Fica na costa leste, na província que abriga um terço da população canadense. É conhecida por sua área verde (segunda maior do país) e variedade de museus de arte.

idiomas

Inglês e francês são os oficiais, mas há também dialetos aborígines e derivados de outros idiomas europeus.

moeda

Dólar canadense. Cotação: R$ 1,71 para 1 dólar canadense
cotação em agosto de 2009.

visto

Brasileiros precisam de visto para entrar no país, tanto para turismo quanto para estudo. Para cursos com duração superior a seis meses é exigida a Permissão de Estudo; para períodos menores, o Visto de Residente Temporário (visitante) basta.

tempo de voo e fuso horário

São cerca de dez horas de voo. O fuso depende da região: com relação ao Brasil, o da província de Alberta (onde fica Calgary) é de menos sete horas; o de Quebec (onde está Montreal) é de menos duas horas.

diz aí!
Pude presenciar o dia a dia com a família canadense e ainda fazer o ensino médio. A experiência foi maravilhosa, o meu inglês melhorou muito e conheci várias cidades da província e Toronto. É uma experiência que todos deveriam vivenciar, além de enriquecedora, ela ainda ajudará no meu futuro profissional. Ficará marcada para sempre em minha vida. Letícia de Souza Zarpellon, 20 anos, fez high school no distrito de Nova Scotia em 2005

transportes

São 80 mil km de malha ferroviária e rodovias pavimentadas que cortam todo o país (a TransCanada Highway, por exemplo, é a maior do mundo, com 7775 km.). Devido às longas distâncias, muitas vezes é melhor optar pelo serviço aéreo para se deslocar domesticamente, pois os preços são competitivos. Ônibus atendem regiões mais movimentadas e são bem confortáveis. Apenas Toronto, Montreal, Edmonton e Vancouver contam com metrô. Táxis também atendem a população na maioria das cidades.

custos

Ônibus: 2 a 3 dólares canadenses; refeição: 15 a 25 dólares canadenses; cinema: 8 a 12 dólares canadenses; táxi: 1.75 dólar canadense por km.

18 / 19

países

divul gação ILSC

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

divulgação ILSC

Vancouver
A combinação de praias, montanhas, parques, bairros pacatos e prédios modernos faz da terceira maior cidade do Canadá uma das melhores para se viver - segundo o último relatório da Mercer Human Resource Consulting, perde apenas para Viena, Zurique e Genebra. Aqui, a regra é pedalar, e aproveitar um intervalo no almoço para correr no Stanley Park, o maior parque urbano da América do Norte, com diversas trilhas, jardins e lagos. Mas se a opção é pelo transporte público, o metrô de Vancouver, chamado skytrain, garante muito mais do que um leva-e-traz: com trilhos suspensos, proporciona uma bela visão da cidade. A noite também revela uma cidade vibrante, com diversas opções de lazer. No inverno, são mais de 200 pistas de esqui.
Tourism BC/Toshi Kawano

Toronto
Com cerca de 4,8 milhões de habitantes, a maior cidade do país é o retrato vivo da pluralidade canadense: 40% de sua população nasceu em outro país, diversidade que se traduz em uma rica culinária e na receptividade de um povo já acostumado a receber bem. Centro financeiro do país, Toronto traz uma convivência harmônica entre arranha-céus e jardins coloridos, incluindo a região do Lago Ontário. Tudo isso pode ser observado do alto da CN Tower, que com mais de 500 metros garante até avistar as Cataratas do Niágara, outro passeio imperdível, na divisa com os Estados. Entre as paradas obrigatórias está o SkyDome, primeiro estádio de beisebol com teto móvel. A noite tem a agitação das grandes metrópoles e, no verão, artistas tomam conta das ruas e transformam um simples passeio em festa.

www.yazigitravel.com.br

Onde estudar
Berlitz (pág. 82), Eurocentres (pág. 60), ILSC (pág. 90), Tamwood (pág. 78)

Onde estudar
Eurocentres (pág. 60), Hansa (pág. 68), ILSC (pág. 90), Omnicom (pág. 93)

Tourism Vic Photos

Victoria
Localizada na costa do Pacífico, na ilha de Vancouver, a cidade oferece atividades para todos os gostos: seja caminhando ao longo do Porto Harbour, apreciando a culinária da costa oeste ou visitando um dos diversos museus e galerias espalhados pela cidade, a diversão e o entretenimento estão garantidos. Grande parte dessa energia vem dos estudantes da Universidade de Victoria, além, é claro, de uma exuberante paisagem natural: cheia de lagos e canais, a cidade ainda é ponto de partida para roteiros que exploram a ilha.

Whistler
Construída para ser um pólo para os esportes de inverno, a cidade conta com uma ótima infraestrutura turística e uma encantadora arquitetura em estilo europeu. Localizada na costa oeste, a 120 km de Vancouver, Whistler abrigará em 2010 os Jogos de Olímpicos de Inverno, reafirmando sua posição como melhor estação de esqui da América do Norte. E se a prática esportiva não é o que mais lhe atrai, há mais de 100 bares e restaurantes, além de diversas opções de cafés, lojas, shoppings e hotéis, sempre muito badalados com a temporada de esqui mais longa do mundo, de 24 de novembro a 9 junho.
divulgação ILSC

Montreal
Bem-vindo à segunda mais populosa cidade francófona do mundo, atrás apenas de Paris. Aqui, o idioma francês é protagonista. Capital da província de Quebec, seu nome vem de uma montanha localizada na cidade, o Mont-Royal. Nas ruas da cidade, pode-se descobrir as lojinhas de antiguidades e restaurantes da Amherst Street, passear no Champ de Mars, uma das poucas áreas em que ainda há vestígios da antiga cidade fortificada, ou assistir a um filme na Cinémathèque québécoise. Tudo isso com o charme de uma cidade metade francesa, metade americana – e as bicicletas que saem às ruas principalmente no verão dão o arremate final à paisagem.

Onde estudar
Universidade de Victoria - English Language Centre (pág. 80)

Onde estudar
Tamwood (pág. 78)

Onde estudar
ILSC (pág. 90)

20 / 21

países

diz aí!
É com viagens como essa que percebemos que somos todos diferentes, mas com expectativas iguais de trocas de experiências, ideias e costumes. A fluência no idioma é de suma importância em nosso network, e é impressionante como percebemos a evolução em nosso dia a dia.

prepare-se
capital
Washington. Localizada no Estado de Columbia, tem cerca de 580 mil habitantes e é onde fica a sede do governo norte-americano. Tem mais de 70 museus, entre eles o National Gallery of Art.

idioma

Inglês. O havaiano, o francês e o espanhol também foram adotados como oficiais no Havaí, Louisiana e Novo México, respectivamente.

Estados Unidos
Multicultural, com um lugarzinho para cada perfil
Na música, no cinema, na comida, no vestuário e até mesmo no vocabulário: não há como negar que convivemos diariamente com o american way of life em pelo menos um desses aspectos. Tamanha é sua presença no nosso dia-a-dia que é possível até pensar que já não há mais nada a ser descoberto na terra do Tio Sam, o que não passa de um grande engano quando se trata do país com o quarto maior território do mundo. São 9,83 milhões de km2 divididos em 50 estados, o que garante as mais variadas paisagens – das praias ensolaradas da Califórnia às temperaturas abaixo de zero do Alasca – e também as mais variadas culturas. Com uma história construída por povos vindos dos quatro cantos do mundo – inicialmente imigrantes da Europa e, mais recentemente, hispânicos e asiáticos –, a nação figura entre as mais multiculturais do mundo: de cidadezinhas conservadoras do interior a metrópoles globais como Nova York; de recantos zen no litoral à capital onde são tomadas decisões que afetam o mundo todo; são milhares de perfis escondidos em cada cidade, descobertos a cada dia pelos mais de 300 milhões de habitantes do país.

moeda visto

Thiago Pissaia, 26 anos, fez um curso de inglês em San Diego

Dólar. Cotação: R$ 1,85 para 1 dólar.
cotação em agosto de 2009.

diz aí!
Foi uma experiência muito diferente e importante para toda a vida. Além de aprimorar bastante o inglês, conhecer novos lugares, aprendi um pouco mais dos costumes e da cultura norte-americana e fiz amigos de todas as partes do mundo. Felipe Dittert Taques de Macedo Cruz, 25 anos, fez um curso de inglês em San Diego

Acostumado a receber estudantes estrangeiros desde o final da Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos sabem como ser um bom anfitrião. O país é o destino preferido de estudantes do ensino médio, que optam por cursar o high school. Exageros à parte, quem passa por essa experiência tem uma rotina quase igual ao que se vê nos filmes: as turmas, as aulas e a importância do esporte na vida escolar – está tudo aqui, ao vivo. Para quem pretende investir na vida acadêmica, vale lembrar que aqui estão os principais e melhores centros de ensino do mundo: Harvard, MIT, Columbia, Berkeley, Stanford e Yale, todas universidades pagas. Já se a intenção é aperfeiçoar ou aprender o inglês em uma escola de idiomas, opções é o que não faltam: essas instituições passam por avaliações periódicas que asseguram desde a qualidade de suas instalações à qualificação dos professores. Ainda é possível combinar o curso com programas de estágio e trabalho remunerado nas férias. Prepare-se para acompanhar o Nascar, maior campeonato norte-americano de automobilismo, e também o Superbowl, competição de futebol americano cujos jogos garantem as maiores audiências da TV – aquele que mocinhos e mocinhas das comédias românticas invadem para declarar seu amor. Há ainda muito o que saborear da cultura escondida em cada museu, cada espetáculo, festival e, por que não, a cada esquina. São mais de 200 parques de diversões e 380 parques nacionais, sem falar nos cenários de sonho proporcionados por Hollywood e Disney. Explorar os Estados Unidos pelas estradas que conectam todo o país também é uma opção de encher os olhos com belas paisagens, enquanto que, para agradar aos ouvidos, nada como o bom jazz de New Orleans. Enfim, aqui só é mesmo impossível ficar indiferente.

O país exige visto, que deve ser providenciado com antecedência. Há tipos diferentes de vistos, dependendo do curso e objetivo da viagem. O F-1 se destina a quem vai estudar em colleges ou universidades credenciadas pelo governo norteamericano ou para quem vai estudar inglês em uma universidade ou instituto de idiomas. O J-1 é para participantes de programas de intercâmbio internacional ou cultural, como high school. E o M-1 se destina a estudos vocacionais ou não acadêmicos e para treinamentos.

tempo de voo e fuso horário

São cerca de dez horas de vôo, sem escalas. O país tem quatro fusos horários que, com relação ao horário de Brasília, são atrasados de duas a cinco horas.

transportes

O país conta com as maiores malhas rodoviárias, ferroviárias e hidroviárias do mundo. Embora seja o país do transporte individual, com cerca de 759 automóveis para cada 1 mil habitantes, os Estados Unidos dispõem de sistemas eficientes de transportes públicos. Além de rotas de ônibus, grandes cidades como Nova York contam ainda com o metrô. Táxis também são amplamente utilizados. Para longas distâncias, há uma ampla rede de voos domésticos e aeroportos em praticamente todos os pontos do país.

custos

Cinema: cerca de US$ 10; metrô e ônibus: US$ 2; cerveja: de US$ 3 a 8; refeição em restaurante: entre US$ 8 e 20; fast food: de US$ 3 a 7.

22 / 23

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

www.sxc.hu

www.yazigitravel.com.br

A cidade tem um charme que vem de longe: em suas esquinas surgiu o movimento Flower Power, que ganhou força nos anos 60 e 70 e influenciou Janis Joplin e Jimi Hendrix. Ainda hoje San Francisco é tida como epicentro do ativismo liberal norte-americano, e por isso é uma das cidades onde se vive mais intensamente as diversidades cultural e étnica. Para completar a atmosfera há belas paisagens emolduradas por uma geografia montanhosa, construções em estilo vitoriano e cartões-postais famosos, como a Golden Gate. A antiga prisão de Alcatraz e o Fisherman’s Wharf, o vale dos pescadores, são atrações. E para entrar de vez no clima descontraído, alugue sua bicicleta, como faz boa parte da população, e comprove o que os hippies diziam: San Francisco não é apenas um destino, é uma viagem completa.

www.sxc.hu

San Francisco

divulgação Internexus

países

Salt Lake City Fort Lauderdale
Localizada entre Miami Beach e Palm Beach, a cidade não destoa da atmosfera de sol e belas praias de seu estado, a Flórida. Seus 37 km de costa a tornaram popular entre os turistas, que se distraem com caminhadas, passeios de bicicleta ou em um dos bares, cafés e restaurantes perto da praia. Um sistema de canais navegáveis que corta a cidade garantiu à Fort Lauderdale o apelido de Veneza da América, e a relação da cidade com a água é mesmo forte: aqui ficam centros de iatismo com mais de 42 mil iates, além de inúmeros passeios de barco, lanchas, water-táxi e esportes como mergulho e snorkelling. Fora da água, vale a pena conferir os sete hectares de jardins do Butterfly World, ou conhecer o Museu dos Descobrimentos. Às margens do lago que lhe dá nome, a cidade tem uma paisagem de montanhas de tirar o fôlego, e que garantem diversão e aventura. Na montanha Wasatch, na fronteira leste da cidade, é possível fazer caminhadas, escaladas e esquiar. Mas, se quiser, nem é preciso sair do centro para se divertir: restaurantes ecléticos e uma cena artística emergente garantem a diversão à noite, enquanto durante o dia a dica é visitar um dos mais de 70 parques da cidade, o Museu de História da Igreja mórmon e construções como a sede do governo municipal e o Estádio Olímpico Rice Eccles. Os alunos da Universidade de Utah garantem que a cidade esteja sempre agitada. E, para descobri-la, suba em uma bicicleta: para diminuir congestionamentos, o governo incentiva o uso das bikes, que ganharam leis e estacionamentos.

Onde estudar
Embassy (pág. 64)

Onde estudar
Internexus (pág. 70)

Onde estudar
Embassy (pág. 64), LAL (pág. 72)

divulgação EC English

www.sxc.hu

divulgação Eurocentres

Los Angeles
Capital da indústria do entretenimento, aqui é o lugar ideal para se divertir. Na Rodeo Drive, a rua de compras mais famosa do mundo, estão as grifes mais importantes – e caras – do circuito fashion. Já no Hollywood Boulevard é possível checar a Calçada da Fama e o Mann’s Chinese Theater, palco da entrega do Oscar durante anos, enquanto na Rod Limos a atração são as residências das celebridades. Mas Los Angeles é muito mais do que diz o letreiro da montanha. Por duas vezes sede dos Jogos Olímpicos (em 1932 e em 1984), a cidade abriga instituições científicas, culturais e financeiras internacionalmente renomadas. Quem pretende trabalhar com cinema, ou apenas tem uma queda pela telona, pode combinar o estudo do inglês com cursos na área.

San Diego
Segunda maior cidade da Califórnia, San Diego está cheia de atrativos. Com 70 km de belas praias e temperatura média anual de 21° C – aqui quase nunca chove –, a cidade é irresistível para quem pratica o surfe e outros esportes aquáticos. Com ruas planas e arborizadas, é quase impossível não se deixar levar pelo clima de vida ao ar livre. No centro histórico, ou Old Town, é possível conferir de perto as raízes mexicanas da cidade, distante 40 km do país vizinho, e ao qual pertenceu por 25 anos. O Gaslamp Quarter, por sua vez, concentra restaurantes e bares em prédios vitorianos restaurados e, à noite, é o lugar certo para passear. Quem gosta de cultura não pode deixar de visitar os museus do Balboa Park. A cidade se confirma como um dos principais centros tecnológicos do país, com indústrias de telecomunicações, tecnologia, computação e pesquisa científica.

www.sxc.hu

Boston Nova York
Nova York pode ser o que você quiser. A frase é um clichê de guias de viagem, mas não deixa de ser verdadeira. Afinal, o que não esperar da maior metrópole norte-americana e uma das mais importantes e cosmopolitas do mundo? Berço de importantes movimentos artísticos, como a renascença do Harlem, a cidade abriga museusreferência, como o Museu de História Natural, o Museu de Arte Moderna, o Guggenheim e o Metropolitan Museum of Art. Para um passeio mais tranquilo - e de graça -, encontre uma boa sombra no Central Park. De lá, conheça a Estátua da Liberdade, o Rockfeller Center e a Catedral de St. Patrick, entre tantos pontos turísticos que, como se diz da Big Apple, nunca a deixam dormir. Ande pela 5ª Avenida como Carrie e suas amigas de Sex and the city, e descubra um aconchegante café como fizeram os amigos de Friends – sim, aqui os cenário de filmes e seriados não vão sair da sua cabeça, o que só aumenta o charme de New York, New York. A cidade é conhecida como terra da liberdade, pois foi aqui que aconteceram as principais batalhas da Guerra da Independência, contra os ingleses. Do passado, a cidade ganhou um certo ar europeu, mas nada pacato, já que cerca de 250 mil estudantes de mais de cem colleges e universidades – incluindo Harvard e MIT – garantem uma atmosfera vibrante e cheia de energia. A diversão fica por conta dos jogos de beisebol com o Red Sox, dos clubes da Lansdow Street ou ainda do Quincy Market, mercado onde se pode jantar ao ar livre. Não podem faltar visitas a pontos turísticos como a State House e ao Aquário da Nova Inglaterra, além de passeios à Beacon Hill, onde prédios de tijolinhos à vista constituem o cenário mais charmoso da cidade.

Onde estudar
Embassy (pág. 64)

Onde estudar
EC (pág. 56), Embassy (pág. 64), The Language Company (pág. 94)

Onde estudar
EC (pág. 56), Embassy (pág. 64), Eurocentres (pág. 60)

Onde estudar
EC (pág. 56), Embassy (pág. 64), Eurocentres (pág. 60)

24 / 25

países

Argentina
Sec.. de Turismo da Argentina

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

Um vizinho encantador, cheio de cultura e belas paisagens

www.yazigitravel.com.br

divulgação Coined

Córdoba
Segundo maior país da América do Sul, a Argentina oferece em seus 2,8 milhões de km2 as mais variadas paisagens: montanhas, geleiras, desertos e cachoeiras, além de um cenário urbano com ares europeus. O paladar também ganha: aqui tem vinho, tem as famosas carnes e tem, de sobremesa, alfajores e doce de leite. A variedade não se limita à geografia e à culinária, mas é o que faz também sua gente. Aqui se misturam descendentes de espanhóis e índios, além de outros vindos de imigrações de judeus, árabes, alemães, ingleses e italianos – estima-se que cerca da metade da população tenha parentes vindos da Itália. Com preços mais em conta, a proximidade geográfica e um custo de vida parecido com o brasileiro, a Argentina é o destino perfeito para quem busca uma imersão no espanhol sem precisar cruzar o Atlântico. E quem aceita a aventura não se decepciona. Há escolas do idioma para estrangeiros em todo o país, e com a possibilidade de casar o curso com atividades como aulas de tango ou de esqui. Também é possível aprimorar o currículo com uma experiência universitária. Para estimular a integração acadêmica, o Setor Educacional do Mercosul (SEM) traçou o reconhecimento entre os países-membro de algumas carreiras, como agronomia, engenharia e medicina, com intenção de expandir a áreas como odontologia, enfermagem, veterinária e arquitetura. E se as portas já estão abertas para uma viagem ao país, conhecer as possibilidades de sua vida cultural vai abrir outras tantas. Nação de renomados autores como Julio Cortazar e Jorge Luis Borges, o país tem todo um clima que exala cultura, principalmente na capital, Buenos Aires. Livrarias, museus e uma grande paixão pelo cinema – o país produz mais de 50 filmes por ano, sempre com representantes nos principais festivais do gênero – garantem uma experiência autenticamente argentina.

Buenos Aires
Uma cidade cosmopolita com ares de nostalgia. Assim é a capital da Argentina, que somando sua região metropolitana forma a segunda maior aglomeração urbana da América do Sul. Como tal, concentra boa e acessível gastronomia, uma arquitetura encantadora e lugares cheios de história. A noite é fervilhante com bares, restaurantes e, claro, as casas de tango.

prepare-se
capital
Buenos Aires. Sua região metropolitana concentra cerca de 12,5 milhões de habitantes, dos 36 milhões que vivem no país.

No centro do país, a segunda cidade mais importante da Argentina traz uma fascinante mistura entre o novo e o antigo. Milhares de estudantes habitam a cidade, onde ficam universidades como a Nacional de Córdoba, fundada em 1613. Há excelentes galerias de arte, bares e casas noturnas – percursos que não raramente podem ser percorridos a pé.

idioma
Espanhol.

Onde estudar
Coined (pág. 85), Enforex (pág. 66)

Onde estudar
Coined (pág. 85), Enforex (pág. 66)

moeda

Peso argentino. Cotação: 2,1 pesos para R$ 1.
cotação em agosto de 2009

visto

divulgação Coined

tempo de voo e fuso horário

Com voos diretos, o trajeto entre Brasil e Argentina (São Paulo-Buenos Aires) dura cerca de três horas. O horário local é o mesmo que o de Brasília.

transportes

Bariloche
As incríveis paisagens garantidas pela localização em torno do Lago Nahuel Huapi atraem quem busca aventura em passeios de barco, trilhas, rafting e rapel (os dois últimos durante o verão) – além, claro, dos esportes de inverno como esqui e snowboard. Quem quer apenas relaxar não se decepciona: há diversas confeitarias, chocolaterias e restaurantes, além de bares e casas noturnas que vão até altas horas.

divulgação Coined

Brasileiros podem permanecer até 90 dias apenas com o documento de identidade emitido há menos de dez anos. Para estudar por tempo além deste período é preciso solicitar visto de estudante.

Ushuaia
É a cidade mais ao sul do mundo, localizada no centro da chamada Terra do Fogo. Emoldurada por um cenário de tirar o fôlego, com montanhas cobertas de neve, rios e lagos, Ushuaia é um convite à aventura: os esportes de inverno e, no verão, trekking, cavalgada e mountain bike. Para repor as energias, refeições típicas e saborosas: cordeiros patagônicos assados, vinho, chocolate quente... Uma combinação perfeita.

A maioria dos voos internacionais chegam ao aeroporto de Ezeiza, a cerca de 40 minutos de ônibus de Buenos Aires. Há ainda aeroportos nas principais cidades do país. Utilizar o ônibus público é a melhor maneira para conhecer as cidades, mas para grandes distâncias há também uma excelente rede de ônibus muito confortáveis, rápidos e até luxuosos. Em Buenos Aires, há ainda serviço de trem e metrô.

custos

Passagem de ônibus coletivos ou metrô: 0,90 pesos em média; refeição: 30 pesos em média; entrada para estádio de futebol: 25 a 150 pesos; casa noturna: 25 pesos no mínimo.

Onde estudar
Coined (pág. 85), Enforex (pág. 66)

Onde estudar
Coined (pag. 85)

26 / 27

Reino Unido
Tradição e inovação na terra da Rainha
www.sxc.hu

divulgação Eurocentres

países

Brighton
A 76 km de Londres, a cidade ganhou o apelido de London-bythe-sea, pois os londrinos sempre dão uma escapadinha para cá. Brighton está na lista das cidades mais descoladas, título que conquistou nos anos 90, quando festas eletrônicas, hotéis design e butiques da moda começaram a surgir. Aqui ficam a University of Sussex e a University of Brighton.

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

Onde estudar
EC (pág. 56), Eurocentres (pág. 60), Embassy (pág. 64)

www.yazigitravel.com.br
divulgação EC

Cambridge Torbay
São 35 km de praias de clima parecido ao mediterrâneo. O charme é garantido pelas vilas em estilo vitoriano e pelos cafés à beiramar. Caminhadar, surfar e fazer passeios como o do sítio arqueológico de Kent’s Cavern estão entre as opções de lazer. A cidade que abriga a segunda mais antiga universidade inglesa (a Universidade de Cambridge) virou um grande campus. Em um cenário de museus, bibliotecas e igrejas seculares, os estudantes não deixam Cambridge ficar parada e movimentam seus cafés, pubs e baladas entre as construções medievais.

Em nenhum outro lugar do mundo tradição e vanguarda se encontram tão perfeitamente – e, por que não dizer, com tanto charme. A verdade é que na nação que abriga os países da Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte há espaço para tudo: prédios de arquitetura arrojada, construções históricas, noites agitadas, uma imensa diversidade cultural e belas paisagens naturais. Tudo isso valorizado pela reconhecida qualidade de ensino britânico – tradicional sim, mas não parado no tempo: com mais de 100 cientistas e instituições laureadas com o prêmio Nobel, o Reino Unido é uma das autoridades mundiais nos campos da ciência e pesquisa acadêmica. Com os preparativos para sediar os Jogos Olímpicos de 2012, suas principais cidades ganham um fôlego novo, com restaurações e novas construções que se integram ao cenário contemporâneo. Por tudo isso, não é de se estranhar que cerca de 700 mil estudantes desembarquem anualmente nesta nação para cursos de pós-graduação e MBA ou mesmo para aprender ou aperfeiçoar o inglês. Para estudar o idioma dos Beatles e de Shakespeare estima-se que haja mais de mil escolas para estrangeiros em todo o Reino Unido, que recebem o certificado de qualidade do British Council após passarem por rígidos padrões e avaliações periódicas. Cada país tem suas características e identidades nacionais bem marcadas, valorizando tradições e até uma cultura própria, o que só acaba enriquecendo a experiência. É verdade que à primeira vista os britânicos não são lá muito calorosos, mas vale lembrar que os brasileiros já têm pontos extras com eles: futebol, cerveja e música são algumas das paixões nacionais que temos em comum.

prepare-se
capital
Londres, que também é capital da Inglaterra, concentra cerca de 7,5 milhões de habitantes.

Onde estudar
EC (pág. 56), Eurocentres (pág. 60), Eurocentres (pág. 62), Embassy (pág. 64)

idioma

Inglês, falado como única língua por mais de 90% da população. O irish e o gaélico escocês, idiomas de grupos minoritários, também são oficiais. A língua céltica está presente em algumas regiões rurais.

Onde estudar
LAL (pág. 72)

moeda visto

Libra esterlina. Cotação: R$ 3,03 para 1 libra.
cotação em agosto de 2009. divulgação EC

Só é obrigatório para programas acima de seis meses, quando deve então ser obtida a permissão de entrada em um consulado britânico antes do embarque. O visto permite que o estudante trabalhe por meio período, mas é preciso comprovar que há recursos para pagar o curso independentemente de conseguir ou não trabalho no país.

www..sxc.hu

Londres Ramsgate
A leste da Inglaterra, Ramsgate teve destaque no século 19 por sua atividade portuária. Na cidade de arquitetura neogótica, surfistas aproveitam as praias com águas de ótima qualidade, enquanto bares descolados na orla garantem a diversão fora da areia. Envolvidos pelo fog, a neblina londrina, estão alguns dos monumentos mais famosos do mundo, como o Big Ben, o Palácio de Buckingham, a Tower Bridge e a London Eye, entre museus e espaços de arte. Com uma população de muitos imigrantes, a diversidade se reflete na culinária, no lazer e no modo de vida.

tempo de voo e fuso horário

Sem conexões, são cerca de 15 horas de voo. O fuso é de três horas a mais com relação ao horário de Brasília.

custos

Onde estudar
EC (pág. 56), Eurocentres (pág. 60), Embassy (pág. 64), LAL (pág. 72), Internexus London (pág. 91), Malvern House (pág. 92)

Jantar: 30 a 50 libras; lanche: de 10 a 15 libras; cerveja em pub: cerca de 3 libras; aluguel de carro: de 25 a 50 libras a diária; lazer por uma semana: 10 a 30 libras.

Onde estudar
Churchill House (pág. 83)

28 / 29

países

Irlanda
divulgação Faite Ireland

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

www.yazigitravel.com.br

Terra de oportunidades, diversão e homenzinhos mágicos

prepare-se
Dublin
Ela não tem as luzes de Paris ou o charme de Londres, mas compete de igual para igual com estas e outras capitais europeias. Principal centro de educação do país – aqui está a University of Dublin, conhecida como Trinity College, fundada em 1592 –, a cidade é a mais populosa da Irlanda. Opções do que fazer não faltam: para quem curte programas culturais, visitas ao Irish Film Institute, ao Project Arts Centre e ao Irish Photography Centre rendem um ótimo passeio, enquanto os baladeiros se encontram em um dos mais de mil pubs da cidade.

capital

Dublin. Possui 500 mil habitantes, chegando a 1,6 milhão em sua região metropolitana. Fundada pelos vikings, seu nome significa “lagoa negra”, uma referência à porção de água existente na foz do rio Liffey, que corta a cidade.

idioma

Colinas e pequenas montanhas na costa, e planícies abertas e verdinhas no interior: parecem paisagens saídas de uma pintura, mas, na Irlanda, ou melhor, na Ilha Esmeralda, como é chamada pelos nativos, é o cenário diário para seus cerca de 4,2 milhões de habitantes. É também onde, diz a lenda, vivem pequenos homenzinhos imaginários que guardam o segredo de onde fica o pote de ouro no final do arco-íris. Fábula ou não, a verdade é que o país está em pleno desenvolvimento econômico, o que garante uma qualidade de vida que está entre as melhores do mundo – tem a quinta posição do Índice de Desenvolvimento Humano de 2007/2008 elaborado pelo PNUD (órgão da ONU). O bom momento rendeu ao país o apelido de Tigre Celta – uma referência ao povo que já habitou a ilha, onde também já viveram os vikings – e se sustenta em pontos atraentes a estudantes de todo o mundo: bons salários (o mínimo é um dos maiores da Europa), facilidade de ingresso no mercado de trabalho para jovens e altos investimentos em educação – tiro certeiro em um país em que, na contramão de grande parte da Europa, tem a maioria de sua população na faixa dos 25 a 44 anos. Atualmente, cerca de 200 mil estudantes escolhem a Irlanda para aprender inglês, enquanto 22 mil estudantes estrangeiros vão para as instituições de ensino superior – número que, segundo estimativas do governo, deve ter um aumento de 200% nos próximos 15 anos. Embora divida o posto de oficial com o gaélico irlandês, o inglês é predominante no país. São mais de 150 escolas de língua inglesa para estudantes internacionais, que também podem aprender o idioma nas universidades e colleges.

Inglês e gaélico irlandês. A língua inglesa é predominante, mas como 40% da população compreende ou fala o irlandês, a pronúncia acaba sendo influenciada.

moeda visto

Euro. Cotação: R$ 2,62 para 1 euro.
cotação em agosto de 2009.

Onde estudar
Emerald (pág. 86), Eurocentres (pág. 60)

Brasileiros não precisam de visto, e a decisão de entrada é feita pelo agente de imigração na chegada ao país. Para permanência superior a três meses deve ser solicitada extensão às autoridades irlandesas. Se estiver matriculado em um curso de língua é possível obter permissão de trabalho para até 20 horas semanais, e período integral nas férias.

tempo de voo e fuso horário
divulgação Faite Ireland

Sem contar as escalas – não há voos diretos do Brasil para lá – são cerca de 15 horas de voo. O fuso é de três horas a mais com relação ao horário de Brasília.

transportes

E o país não deixa a desejar quando o assunto é diversão: possui uma vida cultural fervilhante, que vai de festas nacionais a animadas conversas de pub. No feriado de St. Patrick’s Day toda a Irlanda se veste de verde para comemorar o dia de seu patrono; já no Bloomsday o homenageado é o escritor irlandês James Joyce, celebrado com atividades e eventos em todo o país. O clima frio e o ambiente aconchegante acabam por tornar os pubs uma parada obrigatória. Presentes em cada esquina, em cada vilarejo, os estabelecimentos estão sempre de portas abertas – prontos para servir a Guinness, cerveja preta de malte irlandês considerada um dos marcos do país.

Galway
A cidade, que tem um dos mais altos níveis educacionais do país, traz uma deliciosa mistura de ambiente artístico e histórico, com o charme das cidades pequenas. Esse clima faz com que Galway seja um dos destinos preferidos dos estudantes, que somam um quarto de sua população. Música ao vivo nos bares e nas ruas, e paisagens inspiradoras como a dos Cliffs of Moher, um conjunto de penhascos pertinho da cidade, completam o cenário.

Operadoras locais de ônibus e trem cobrem todo o país, também bem atendido por pelo menos cinco grandes aeroportos com voos acessíveis. De Dublin partem e chegam a maior parte das linhas de ônibus, melhor opção para quem está na cidade.

custos

Ônibus: de 1 a 1,90 euros, de acordo com a distância; ticket diário: 6,50 euros; ticket semanal: 21 euros (todos com descontos para estudantes); fast food: 5,50 euros; refeição em restaurante: 16 euros; cerveja: 4,70 euros; cinema: 7 euros.

30 / 31

países

Malta
Um destino tranquilo, alternativo e seguro para quem quer estudar inglês – e, de quebra, aproveitar belas paisagens mediterrâneas onde o sol brilha o ano inteiro. Localizado no centro do Mediterrâneo, entre a Sicília e o norte da África, o país é formado por duas ilhas maiores – Malta e Gozo – e três menores – Comino, Comento e Filfla. Um mix de influências faz com que o arquipélago de 316 km2 tenha algo novo a ser descoberto a cada dia. Por sua posição estratégica, o país foi ocupado por diversas civilizações ao longo de sete mil anos de história – por lá passaram fenícios, gregos, cartagineses, romanos, bizantinos, muçulmanos, sicilianos, espanhóis, franceses e britânicos. A arquitetura com enormes bastiões da capital Valeta – hoje considerada patrimônio da humanidade pela Unesco – é resultado do trabalho dos Cavaleiros de Malta, que aqui chegaram em 1530. Além das construções em estilo militar, a cidade ganhou igrejas e palácios decorados por Caravaggio. Já da dominação do Império Britânico, que comandou o país de 1800 – quando libertou os malteses de Napoleão – até 1964, a ilha herdou o inglês como língua oficial (ao lado do maltês) e um ótimo sistema educacional. E se não bastasse todo o legado histórico, Malta ainda sabe como entreter no presente. Festas de música eletrônica e festivais culturais animam as principais cidades durante o ano inteiro, enquanto atividades como mergulho, windsurfe e wakeboard tomam conta das águas cristalinas de suas inúmeras praias. Quem está em busca de paisagens de tirar o fôlego não pode deixar de visitar Medina, casa dos nobres malteses e onde carros não são permitidos. Dada sua localização no alto de um planalto, de lá é possível visualizar toda a ilha de Malta. Já na ilha de Gozo o tempo e o mar se encarregaram de esculpir nas rochas a Janela Azure, uma espécie de moldura para o mar azul escuro, uma das paisagens mais fotografadas do mundo. Tudo isso a um custo que, embora tenha se elevado com a entrada do país na União Européia em 2008, ainda permanece como um dos mais baixos para o estudo do inglês.

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

www.yazigitravel.com.br

Sete mil anos de história em paisagens ensolaradas o ano inteiro

prepare-se
capital
Valeta. Em seu território de 0,8 km2 de extensão, vivem cerca de 6.300 habitantes – número que chega a dez mil nas temporadas turísticas. Oficialmente, inglês e maltês (considerada pela maioria da população sua língua materna), mas o italiano também é muito difundido, chegando a influenciar a pronúncia do inglês em algumas regiões.
divulgação EC

idioma

diz aí!
É fascinante estar em outro mundo com pessoas de vários lugares do planeta e poder se relacionar com elas. Na sala de aula a única língua em comum é o inglês e isto te obriga a ter um melhor desempenho a ser mais criativo. O que mais me marcou foi a possibilidade de fazer novos contatos, de conviver com pessoas de outras culturas tão diferentes e de conhecer novos lugares. Adolfo Chinarro Martin, 54 anos, fez um curso de inglês em Malta

moeda visto

Euro. Cotação: R$ 2,62 para 1 euro.
cotação em agosto de 2009.

St. Julians
Inicialmente uma vila de pescadores, mais tarde destino de verão da classe alta de Malta, hoje a cidade tem a melhor vida noturna da ilha, para todos os gostos e bolsos. Hotéis, restaurantes, lojas, casas noturnas, cassinos e bares garantem o entretenimento de milhares de turistas que também não se decepcionam com as belas paisagens ensolaradas da cidade.

Brasileiros não precisam de visto para permanência de até 90 dias; acima desse período deve ser solicitada uma permissão de permanência em algum posto da polícia federal em Malta. Desde janeiro de 2009 também é necessária a vacina de febre amarela para quem vai embarcar para o país.

Onde estudar
EC (pág. 56)

tempo de voo e fuso horário

Cerca de 18 horas, considerando ao menos uma escala, já que não há voos diretos entre o Brasil e Malta. Com relação ao horário de Brasília, são quatro horas a mais.

transportes

Com pequenas distâncias, é fácil se deslocar no país. O sistema de transporte maltês é composto basicamente por ônibus e táxis, que atendem com mais frequência partes de Malta e Gozo. As viagens mais longas de ônibus levam cerca de 50 minutos, enquanto a média é de 20 a 30 minutos. Para percorrer distâncias maiores, o aluguel de um carro pode ser a melhor opção. Há serviços regulares de barcos que ligam Malta a Gozo em percursos de cerca de 20 minutos. Comino também conta com esse serviço.

www.sxc.hu

custos

Sliema
Sua história também começa como uma pequena vila de pescadores, mas aqui o ambiente tranquilo traduzido por seu nome – em maltês, significa paz – continua a predominar. A localização em uma península permite que seja possível avistar a capital Valeta de um lado e, de outro, o mar aberto. Um passeio obrigatório é a caminhada no calçadão que acompanha 5 km de orla, onde se concentram muitas opções de lojas, hotéis, restaurantes e cafés.

Ônibus (em Malta e Gozo): 0,35 a 0,58 euros; diária do aluguel de carro: 16 a 28 euros; táxi: 12 euros para curtas distâncias e 23 euros para cruzar a ilha.

Onde estudar
Eurocentres (pág. 60)

32 / 33

países

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

www.yazigitravel.com.br

Cultura em meio à história e muita festa
Salamanca, Santiago de Compostela, Segóvia, Toledo, Alcalá de Henares, Eivissa (Ibiza) e San Cristóbal de La Laguna receberam o título da Unesco. Tantas influências fazem com que quem estude espanhol aqui esteja pronto para pôr em prática o idioma em qualquer um dos mais de 20 países em que é falado. E as opções para treinar ou aprender a língua são as mais diversas. Com grandes investimentos em educação, o país oferece cursos universitários ou de pós-graduação em 49 universidades públicas, 14 privadas e quatro da igreja católica. Cursos de espanhol também podem ser combinados com disciplinas extras como aulas de história e outras atividades ligadas à cultura do país, como culinária e até mesmo de dança flamenca. Quem tem entre 16 e 18 anos também pode cursar o Bachillerato, última etapa do ensino médio que é dividido nas áreas de arte, ciências humanas, tecnológicas e naturais. Quem vem à Espanha dificilmente fica sem ter o que fazer. Além das diversas opções de restaurantes, museus e casas noturnas nas principais cidades, há ainda eventos que movimentam o país durante o ano inteiro, como a mundialmente conhecida Tomatina, a batalha de tomates que acontece na cidade de Buñol, em Valência. E se bater uma saudade do futebol, você está mesmo no lugar certo, pois aqui estão times com admiradores no mundo inteiro, como o Real Madrid e o Barcelona.

Madri. Com 607 km2, é a maior cidade espanhola, concentrando 5,84 milhões de pessoas em sua área metropolitana.

capital

idioma

A combinação de um passado histórico e tradição cultural muito bem conservados com algumas das festas mais badaladas da Europa faz do país um destino irresistível para estudantes de todo o mundo. Se de um lado há todo o legado cultural deixado pela literatura de Cervantes, as pinturas de Picasso, Dali e Miró e a arquitetura de Gaudí, por outro existe a badalação de suas praias, parada de férias obrigatória para os europeus do norte, e cidades que fervilham em casas noturnas sem hora para fechar. País com o terceiro maior território da Europa, a Espanha é banhada pelos mares Mediterrâneo e Cantábrico e pelo Oceano Atlântico. Com uma história marcada por sucessivas invasões e reconquistas – por aqui passaram gregos, cartagineses, romanos, visigodos, bizantinos e cristãos –, não é de se estranhar que sua população de cerca de 46 milhões de habitantes forme uma das nações mais multiculturais do mundo. E essa diversidade é conservada em cada uma das províncias do país, que possui sua própria cultura, tradição, culinária e, em alguns casos, até mesmo idioma. Estima-se que cerca de 35% da população seja bilíngue, e fale, além do espanhol, algum dos outros três idiomas reconhecidos como oficiais no país: o catalão (na região de Barcelona), euskera (da região do País Basco) e galego (comum em Santiago de Compostela, na Galícia). Justamente pela conservação dessa herança multicultural é que o país possui o maior grupo de cidades com o título de patrimônio da humanidade: Ávila, Cáceres, Córdoba, Cuenca,

Espanhol. Catalão, basco, valenciano e galego também são considerados oficiais, mas são falados regionalmente.

divulgação Don Quijote

Espanha

prepare-se

Salamanca
A 212 km de Madri, Salamanca é uma cidade com “alma de estudante”. Aqui fica a segunda mais antiga universidade da Europa, e a primeira a ser criada na Espanha, a Universidade de Salamanca, fundada em 1218. Também aqui foi editada, em 1492, a primeira Gramática da Língua Castelhana, fundamental para a expansão da língua e cultura espanholas. Pelas bibliotecas e faculdades da cidade passam cerca de 30 mil estudantes, que movimentam e agitam Salamanca 24 horas por dia, seja em encontros na Plaza Mayor, a maior e uma da mais belas da Europa, ou nas opções de lazer dignas das cidades cosmopolitas, como bares e restaurantes. Reconhecida como patrimônio da humanidade pela Unesco, a cidade guarda em sua arquitetura medieval e renascentista grande parte de seu charme. E para se encantar ainda mais com a paisagem, reserve o final do dia para admirar a cidade: é quando um banho de ouro toma conta das construções, resultado da luz do entardecer refletida nas paredes de pedras.

moeda visto

Euro. Cotação: R$ 2,62 para 1 euro.
cotação em agosto de 2009.

Brasileiros não precisam de visto para permanência de até três meses no país. Acima deste período é preciso tirar o visto de estudante, que não dá direito a trabalho remunerado.

tempo de voo e fuso horário

São dez horas de viagem entre São Paulo e Madri, sem escalas. Com relação ao horário de Brasília, o horário espanhol é quatro horas à frente.

transportes

As opções de transporte terrestre são variadas e eficientes. Há muitas companhias de ônibus, que oferecem serviços desde rotas locais a conexões mais rápidas nas maiores cidades. Viajar de ônibus é mais barato do que de trem, principalmente em longas distâncias, mas é menos confortável.

custos

Onde estudar
Enforex (pág. 66)

Jantar completo com vinho: 20 euros; viagem de ônibus de Madri a Barcelona: 25 euros; ticket único de ônibus: 1,20 euros; cinema: entre 4 e 6,5 euros.

34 / 35

países

Déborah Christina Antunes

Turismo de Sevilha

Sevilha
Capital da Andaluzia, Sevilha é feita para ser aproveitada com todos os sentidos: são inúmeros monumentos históricos para ver, o som das castanholas para ouvir, o sabor da típica sangria, o aroma das laranjeiras espalhadas pela cidade e feiras onde se encontra de tudo, de todas as texturas. O ar intimista de suas ruelas, pracinhas escondidas, bares e outras construções seculares esconde o título de quarta maior cidade espanhola, com uma população de mais de 700 mil habitantes. Aqui estão as raízes de algumas das tradições mais fortes do país: é a terra da tourada, onde nasceu o flamenco, e também onde a Semana Santa é mais celebrada. O principal cartão postal da cidade é herança dos árabes que ocuparam a região no século 8: a Giralda, uma torre que hoje fica junto à catedral, que pode ser avistada de longe. Aos que tiverem fôlego, vale subir seus degraus distribuídos em 94 metros de altura. A quem quiser um passeio mais tranquilo, não faltam opções: museus, cinemas, teatros e casas de shows prometem não deixar ninguém sem ter o que fazer.

Madri
Conhecida como a cidade do “viver bem”, a capital da Espanha e seus mais de 3 milhões de habitantes sabem muito bem como fazer jus à fama: aqui, come-se bem, bebe-se igualmente e aproveita-se a noite em bares, restaurantes e baladas sem hora para fechar. De dia, a siesta é obrigatória, assim como a parada em um dos cafés da Plaza Mayor, onde, enquanto se aprecia a sangria e se provam as tapas (petiscos variados como tortilla e presunto cru), é possível observar pessoas de todos os estilos – alguns, homens de negócios apressados, ou estudantes de suas universidades, como a Autônoma e a Complutense, que estão entre as melhores do país. E se a cidade tem vocação para festas, com uma cena musical e noturna fervilhante, também não deixa a desejar quanto à cultura: aqui estão alguns dos melhores museus do mundo, como o Prado, com um incrível acervo de arte moderna e contemporânea, e o Reina Sofia, que guarda o famoso Guernica de Picasso.
divulgação Don Quijote

Valência
Aqui, a herança arquitetônica deixada pelos romanos, que fundaram a cidade em 138 a.C., e pelos muçulmanos, que por aqui passaram no século 8, vive harmoniosamente com alguns dos exemplares mais notáveis da arquitetura moderna, a começar pela Cidade das Artes e das Ciências, projetada pelo arquiteto Santiago Calatrava. Um dos principais cartões postais da cidade, o complexo futurista reúne atrações como o planetário, o museu de ciências, uma moderna casa de espetáculos, um jardim de 7 mil m2 e o maior aquário da Europa. Terceira maior cidade espanhola, e segunda em concentração de edifícios modernistas do país (perde apenas para Barcelona), Valência abriga a maior praia urbana do continente europeu (são 7 km na costa do Mediterrâneo) e ainda tem o título de berço da típica paella, prato com arroz e frutos do mar copiado em todo o mundo. Seu Museu de Belas Artes está entre os melhores do país – com obras de Velásquez, Goya e El Greco – e sua festa mais popular, a Fallas, atrai milhares de turistas com fogueiras e fogos de artifício em março.

www.sxc.hu

Barcelona
Segunda maior cidade do país, Barcelona mistura a sofisticação das lojas de grife ao traçado urbano cheio de resquícios romanos, bairros medievais e alguns dos principais exemplos do modernismo e outras vanguardas do século 20. É aqui que estão as principais obras do catalão Antonio Gaudí, como a Casa Milá, construída em 1906. O Bairro Gótico é outra atração de encher os olhos até de quem não é tão fã assim de arquitetura. Acostumada a se reinventar, a cidade de cerca de 1,5 milhão de habitantes conta com uma agitada vida noturna, com diversas opções de baladas e bares. Os mais tranquilos também se encaixam em Barcelona, que, com sol o ano inteiro, cultiva o clima praiano da costa do Mediterrâneo. Passeios ao Parque Guell e à Sagrada Família, também de Gaudí, são indispensáveis, assim como uma passagem pela La Rambla, mais importante e antiga rua da cidade, onde artistas de rua se apresentam.

Onde estudar
Enforex (pág. 66)

Onde estudar
Enforex (pág. 66)

Granada
Considerada por muitos a cidade mais jovial da Andaluzia, Granada hoje tem entre suas atrações bares modernos, pequenas casas de flamenco e clubes noturnos. Mas não sem uma boa história para contar: último posto de ocupação dos mouros antes de serem expulsos em 1492, a cidade tem nesta herança histórica seu grande destaque, a Alhambra, visitada por mais de 2 milhões de turistas todo ano. A atração é um complexo de

fortalezas, palácios e jardins que foi o centro do poder muçulmano durante séculos, com paredes recobertas por elementos da arte islâmica e monumentos como os Palácios Nazaríes, pátios e espelhos d’água, e os jardins do Generalife. Na cidade, o ar misterioso dessas construções se mistura à animada vida cultural e noturna, movimentada em grande parte pelos estudantes de sua universidade, que também se divertem na Sierra Nevada. Maior montanha da Espanha, com 14 picos e 3 mil metros, o local é o convite irrecusável à prática do esqui

Onde estudar
Enforex (pág. 66), Eurocentres (pág. 60)

www.sxc.hu

Onde estudar
Enforex (pág. 66), Eurocentres (pág. 60)

Onde estudar
Enforex (pág. 66)

36 / 37

países

divulgação Eurocentres

Qualidade de ensino em um ambiente cheio de charme e cultura
Cenário de filmes românticos, livros inspiradores e tantas outras manifestações de arte, a França é um dos destinos mais atraentes do mundo. Não apenas pela refinada culinária regada a vinho, ou pelo legado histórico que continua vivo em cada um de seus museus: com cerca de 20% do orçamento governamental voltado à educação, o país é um dos destinos mais em conta para se estudar. O investimento garante que as universidades sejam públicas e possibilita aos estudantes – incluindo estrangeiros – benefícios como auxílio-moradia, descontos em transporte, alimentação, lazer e bolsas de estudo. As taxas de inscrição também estão entre as mais baixas do mundo. Tudo isso aliado a um sistema educacional eficiente, seja pela formação humanista nas escolas, pela tradição das universidades ou pela excelência em pesquisa e inovação tecnológica proporcionadas principalmente pelas grandes écoles, com formações especializadas. Falado por mais de 200 milhões de pessoas em 50 países, o francês se destaca como um idioma que pode abrir muitas portas, a começar pelo acesso às obras originais do sociólogo Michel Foucault, do filósofo Jean Paul Sartre e do psicanalista Jacques Lacan, só para citar alguns ilustres franceses. Há escolas para estrangeiros em todo o território, das capitais a cidades menores. E cultura, aqui, é levada a sério. Durante todo o ano acontecem atrações como noites gratuitas em museus, shows de música ao ar livre e manifestações como o Festival de Teatro de Avignon. O país ainda possibilita a prática de esportes como rafting e paraquedismo, além de ser um dos principais focos para a prática de esportes de inverno: são cerca de 400 estações em cinco maciços montanhosos. Seja pela cultura, educação ou aventura, não há como não se apaixonar pela arte do saber viver francês, ou melhor, l’art du savoir vivre.

divulgação Eurocentres

França
prepare-se
capital
Paris. Com cerca de 12 milhões de habitantes em sua área metropolitana, é a segunda maior metrópole europeia, só menos populosa que Moscou.

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

www.yazigitravel.com.br

Paris
Palco de revoluções, guerras mundiais e tantos acontecimentos históricos, Paris concentra marcos e monumentos famosos como nenhuma outra cidade do mundo: do Museu do Louvre ao vanguardista Palais de Tókio; da Torre Eiffel à Catedral de Notre Dame; do Palácio de Versalhes aos Jardins de Luxemburgo, há sempre algo para ver e se inspirar – são mais de 134 museus, 90 salas de cinema e 137 teatros e salas de espetáculo. Visite o Quartier Latin, onde fica a Sorbonne, e o Montmartre, famoso por concentrar bares onde já se encontraram Monet, Degas e Van Gogh, ou ainda pelo Moulin Rouge e a Place du Tertre, com seus artistas de rua. Caminhar ou pedalar às margens do Sena também é um passeio imperdível, e ótima forma de sentir a vibração de uma multicultural população de 9,4 milhões de pessoas.

La Rochelle
Um dos mais importantes portos marítimos do período colonial – história contada nos museus espalhados pela cidade –, La Rochelle hoje é conhecida como La Ville Blanche, ou seja, a “cidade branca”, pelas fachadas de calcário que reluzem à luz do dia. Para contrastar com essa paisagem, há parques e jardins com extensa área verde, e sempre com uma sombra fresquinha. A arquitetura charmosa e aconchegante, marcada por construções dos séculos 14 e 15, está presente nos restaurantes e bares, que também explora sua antiga vocação em agradáveis passeios de veleiro.

idioma
Francês.

moeda visto

Onde estudar
Eurocentres (pág. 60)

Euro. Cotação: R$ 2,62 para 1 euro.
cotação em agosto de 2009.

tempo de voo e fuso horário

www.sxc.hu

Em um voo sem escalas são cerca de onze horas entre São Paulo e Paris. O fuso é de quatro horas a mais em relação a Brasília.

www.sxc.hu

Brasileiros não precisam de visto para permanência de até 90 dias. Para períodos maiores é necessário tirar no Brasil o visto long séjour, de longa permanência. No caso de estudos acima de seis meses, é permitido que o estudante trabalhe até 20 horas semanais, de acordo com uma autorização provisória de trabalho concedida pela prefeitura francesa da cidade onde estiver.

Onde estudar
Eurocentres (pág. 60)

Amboise Nice
Capital da Côte d’Azur, a cidade recebe cerca de 4 milhões de turistas todo ano. Localizada entre o mar e a montanha, Nice tem algo para todos os gostos, desde águas azuis irresistíveis da costa do Mediterrâneo a museus como o de Arte Moderna e Contemporânea, ou o de Arqueologia. Há ainda atrações como a Catedral Russa Ortodoxa de St. Nicolas, o Castelo (que marca o ponto onde a cidade surgiu) e o observatório da Côte Davor. À noite a grande atração são os cassinos, além de casas noturnas e bares que agitam a cidade. Na margem esquerda do rio Loire, a cidade de 40,67 km2 tem um passado cheio de história. Aqui fica o Castelo de Amboise, que já em 1500 atraía as atenções com festas luxuosas dadas por Carlos VIII. Ainda hoje a cidade é conhecida por ter sido onde Leonardo da Vinci passou seus últimos anos – e é onde o Rolling Stone Mick Jagger possui uma residência. Personalidades à parte, vale a pena checar a arquitetura de estilo gótico com elementos renascentistas do chateau. Há ainda restaurantes charmosos, complementados pela paisagem dos diques cobertos de flores.

transportes

De ônibus, trem ou carro, é fácil transitar pela França. Em três horas de trem é possível percorrer os 900 km que separam Paris e Marselha, no sul. Várias cidades contam com linhas de metrô (em Paris há cerca de 300 estações em 15 linhas) e ônibus. Os dois maiores aeroportos ficam na região parisiense – Roissy-Charles de Gaulle e Orly. O Eurotúnel liga o país à Inglaterra.

custos

Fast food: entre 3 e 12 euros; cerveja: entre 5 e 6 euros; cinema: 9 euros; bilhete de ônibus: 1,60 euros (unitário), 11,40 euros (10 viagens). As principais cidades oferecem passes que combinam suas atrações, adquiridos de acordo com a quantidade de dias desejada.

Onde estudar
Eurocentres (pág. 60)

38 / 39

países

África do Sul

prepare-se
capital
São três: Bloemfontein (é a judiciária, com 369 mil habitantes), Cidade do Cabo (legislativa, com 3,5 milhões de habitantes) e Pretória (administrativa, com 2,3 milhões de habitantes).

idioma

Aventura, diversidade e ensino de qualidade

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

São 11 idiomas oficiais: africâner (originado do holandês), ndebele, sotho do norte, sotho do sul, swati, tsonga, tswana, venda, xhosa, zulu e o inglês, o mais falado e reconhecido como língua oficial nos órgãos públicos e empresas do país.

moeda visto

Rand sul-africano. Cotação: R$ 4,24 para 1 rand
cotação em agosto de 2009.

Com 1,2 milhões de km2 o país é palco de uma diversidade cultural e geográfica sem tamanho. Sua costa possui mais de 2,5 mil km de extensão, sendo banhada pelos Oceanos Atlântico e Índico, que se encontram no Cabo das Agulhas, um pouco mais a leste do histórico Cabo da Boa Esperança. Com essa localização, o país detém privilegiadas paisagens naturais: na parte ocidental estende-se um imenso planalto de desertos e savana, enquanto a sul erguem-se as cordilheiras do Karoo e, a leste, a Drakensberg, maior cadeia montanhosa da África meridional. A região costeira tem belas praias, como Jeffrey’s Bay – conhecida e muito procurada por surfistas do mundo inteiro – e Durban, famosa pela população indiana. O clima quente e seco possibilita que esses lugares possam ser apreciados durante o ano inteiro e, mesmo com o tempo mais frio do inverno, é possível se dedicar à exploração da vida selvagem sul-africana, pois a vegetação menos densa e a reunião de animais perto a fontes de água tornam a época o momento perfeito para a observação dos animais. E é justamente a possibilidade de unir o estudo da língua inglesa a atividades como bungee-jumping, escalada, surfe, mergulho e paraquedas, além, claro, dos obrigatórios safáris, que atrai estudantes do mundo inteiro. Une-se a isso a receptividade de um povo amistoso e caloroso, muito interessado em conhecer outras culturas e que guarda uma identificação especial com os brasileiros – os sul-africanos também adoram futebol e não dispensam uma boa conversa. Maior produtor mundial de ouro, e um dos países que mais se destacam na exploração de diamante, a África do Sul ainda guarda os contrastes de um passado recente marcado pelo apartheid, regime de segregação racial que teve fim em 1990, com a libertação de Nelson Mandela. De lá pra cá, muitas transformações tomaram forma no país, que hoje se prepara para receber cerca de 2,7 milhões de visitantes na Copa do Mundo de 2010.

www.yazigitravel.com.br

Brasileiros não necessitam de visto para permanência de até 90 dias, basta apresentar o passaporte com validade de no mínimo um mês após a data de retorno ao Brasil, com pelo menos duas páginas em branco. É exigido o CIV (Certificado Internacional da Vacina) contra febre amarela, que deve ser tomada pelo menos dez dias antes do embarque.

tempo de voo e fuso horário
divulgação EC

São cerca de oito horas de voo sem escalas entre São Paulo e Johannesburgo, onde fica o maior aeroporto da África do Sul. O fuso é de cinco horas a mais com relação à Brasília.

Cidade do Cabo
Principal destino turístico do país, a cidade reúne belas paisagens e uma agitada vida cultural. Aqui fica um dos principais pontos turísticos do país, a Table Mountain, montanha cujo topo quadrado lembra uma mesa, e também o Cape Point, de onde se pode chegar até o Cabo da Boa Esperança. Com características cosmopolitas – sua província concentra cerca de 15% do PIB sul-africano –, a Cidade do Cabo oferece uma ótima infraestrutura, com diversas opções de bares, restaurantes e festivais culturais como a Semana de Jazz.

transportes

A infraestrutura de transportes conta com aeroportos (são três internacionais – Johannesburgo, Cidade do Cabo e Durban – e outros domésticos que atendem diversas cidades), ônibus (além dos tradicionais, há o Baz Bus, que atende turistas e mochileiros com rotas diárias às principais cidades turísticas) e trens com rotas que percorrem as principais metrópoles. Há uma boa rede de estradas, mas deve-se prestar atenção à mão inglesa adotada (direção pela esquerda), e dois tipos de serviços de táxi: o particular, como conhecemos, e o mini bus táxi, com um serviço parecido com o dos ônibus regulares.

Onde estudar
EC (pág. 56), Eurocentres (pág. 60), Good Hope Studies (pág. 88), LAL (pág. 72)

custos aproximados

Big Mac: 18 rand; pizza: entre 35 e 55 rand; cerveja: 7 a 18 rand; metrô (na Cidade do Cabo): 5,50 a 14,50 rand; jantar com vinho: 140 rand.

40 / 41

países

Austrália
Belas paisagens e muito estudo no país de dimens~~ões continentais
O país com o sexto maior território do mundo oferece tantas opções quanto a imaginação permitir: se por um lado há imensos desertos, florestas tropicais, montanhas, praias paradisíacas e pontos turísticos como a Grande Barreira de Corais, que com dois quilômetros de extensão é o maior santuário de vida marinha do mundo, por outro há cidades cosmopolitas, cheias de cultura e opções de lazer, que estão sempre na lista das melhores do mundo para se viver. Não à toa, o país é um dos destinos preferidos dos brasileiros. A começar pelas cores nacionais, o verde e o amarelo, Austrália e Brasil guardam muitas semelhanças: ambos são conhecidos por suas praias e florestas, além do clima ameno e regiões onde o sol brilha o ano inteiro. A população é amigável e receptiva, acostumada a receber e a conviver com diferentes culturas: entre imigrantes europeus e grupos como os aborígines, o país abriga mais de cem etnias. São 21 milhões de pessoas, distribuídas a uma densidade demográfica de cerca de 2,6 habitantes/km2. O baixo número é resultado da maior concentração na parte costeira do país (são 34.218 km de praias), já que o interior é ocupado por deserto e terras semiáridas, onde também é possível se divertir – é lá que está o deserto do Outback, que garante aventura nas excursões em carros 4x4. O custo de vida no país é outro atrativo: maior que no Brasil, mas mais baixo que em outros países desenvolvidos, calcula-se

que, em média, o estudante gaste de 1 mil a 1.500 dólares australianos por mês, incluindo gastos com alimentação, moradia e entretenimento. Reconhecida mundialmente por sua qualidade de ensino – instituições do país já receberam diversos prêmios, incluindo oito Prêmios Nobel –, a Austrália oferece inúmeras opções de cursos para estrangeiros, todos com qualidade assegurada pelo governo do país, o que garante cursos de nível internacional, com suporte dentro e fora da escola. Há escolas de idiomas com programas de aprendizagem para todos os níveis, e também cursos específicos, como inglês acadêmico, exames de proficiência e voltado a carreiras, que podem ser casados com atividades como mergulho, surfe, esportes radicais e atividades turísticas. Estudantes do ensino médio podem optar pela experiência do high school, tanto em escolas públicas quanto privadas. Aqui, além de matérias básicas como inglês, matemática, ciências e artes, há optativas como teatro, dança e música. Há ainda o ensino técnico e profissionalizante, qualificações direcionadas ao mercado de trabalho, e o foundation, curso preparatório para a universidade. Quem pretende entrar na universidade pode escolher entre 39 instituições, todas com cursos de tecnologia de ponta para pesquisa e ensino, laboratórios, centro de computação e bibliotecas.

prepare-se
capital
Inglês. Canberra, com cerca de 340 mil habitantes.

idioma moeda
Dólar australiano. Cotação: R$ 1,53 para 1 dólar australiano.
cotação em agosto de 2009.

visto

São duas opções: para estudantes que permanecem até três meses no país o visto de turista basta. Para períodos maiores, é necessário o de estudante, lembrando que só ele dá permissão para que se trabalhe até 20 horas semanais durante as aulas e em tempo integral durante as férias.

tempo de voo e fuso horário

São cerca de 21 horas de voo entre São Paulo e Sydney, mais o tempo de escala. Com relação ao horário de Brasília, o fuso é de 8 a 10 horas a mais, dependendo da cidade. Em Sydney, por exemplo, são 13 horas a mais.

diz aí!
Foi a maior experiência da minha vida. A Austrália é maravilhosa e as pessoas também. Pela primeira vez eu tive de me virar sozinha, longe de tudo, sem conhecer ninguém. E eu estava do outro lado do mundo! O que mais me marcou foi a diversidade de amigos que fiz. Lindas praias, pessoas de todos os lugares e uma cultura diferente de todas! Giovanna Wada Caliani, 17 anos, estudou inglês em Sydney

transportes

Pelas dimensões continentais, é comum viajar de avião. Mas há também uma extensa rede de ônibus, relativamente barata, que atende as principais cidades do país, que, por sua vez, também são bem servidas pelo transporte público. Ao dirigir, é preciso tomar cuidado com a mão inglesa de direção pela esquerda.

custos

Big Mac: 3,60 dólares australianos, em média; garrafa de água: 3 dólares australianos; cerveja: 4 dólares australianos; ônibus: de 2 a 6 dólares australianos.

42 / 43

países

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

www.sxc.hu

Gold Coast
À primeira vista pode parecer que o cenário de prédios altos, shoppings e parques temáticos milionários não combinem com o clima e o modo de vida australiano. Mas é só olhar com mais atenção: em seus 57 km de praias fica o recanto conhecido como Surfers Paradise, que revela a vocação turística da cidade – a cada ano, são mais de dois milhões de visitantes, que movimentam cerca de US$ 150 milhões anuais. Com uma vida noturna agitada, entretenimento é o que não falta: há diversos bares, restaurantes e casas noturnas, mas tudo com o charme de uma cidade de praia.

Brisbane
Localizada perto de Gold Coast, a cidade é a capital do Estado de Queensland, e também a terceira maior da Austrália. Com seu clima cosmopolita, Brisbane é um dos lugares que mais atrai australianos. Atrações como galerias de arte, uma rica cena musical, bares, restaurantes e cafés espalhados pela cidade colaboram para deixá-la ainda mais atraente. O acesso a esses lugares é feito com um sistema de transporte público que interliga ônibus, trens e balsas.

www.yazigitravel.com.br

Onde estudar
Embassy (pág. 64), Eurocentres (pág. 60)

Onde estudar
Embassy (pág. 64)
divulgação Eurocentres divulgação Eurocentres

divulgação Eurocentres

Capital do maior estado do país, Western Australia, a cidade de 1,5 milhão de habitantes é conhecida por ter sol o ano inteiro – devidamente aproveitado em seus 80 km de praias. Cinco universidades (quatro públicas e uma privada) estão na região, que também abriga Kimberly, um dos lugares mais inóspitos e belos do mundo. A cidade conta ainda com diversas opções de bares, restaurantes e atividades culturais. Para aproveitar tudo isso, deixe-se levar pelo clima tranquilo e descolado da população – que conta até mesmo com uma praia reservada para cães.

Onde estudar
Embassy (pág. 64), Eurocentres (pág. 60)

Com uma energia contagiante, a cidade de cerca de 130 mil habitantes tem no turismo sua principal fonte de renda – aqui é o portal de acesso à Grande Barreira de Corais, um dos lugares mais interessantes do mundo (senão o mais) para mergulhar. Atividades como bungee-jumping e rafting também estão no cardápio da cidade, que tem clima tropical, com chuvas entre dezembro e abril e estiagem de maio a novembro. Bem preparada para receber, Cairns conta com uma boa rede de restaurantes e bares, onde pode ser degustado o vinho feito com a primeira uva de climas tropicais do mundo.

Tourism Australia

Perth

Cairns

Sydney
Com cerca de seis milhões de habitantes, a cidade é a maior, mais antiga e diversa do país. A combinação da beleza da Europa com a cultura do “viver ao ar livre” australiano – com a população tomando conta de parques e praias para a prática de exercícios – resulta em um atraente pacote com muitas opções de bares, restaurantes e casas noturnas, ao mesmo tempo em que oferece praias como a Bondi, reduto de surfistas e corpos sarados, ou as mais tranquilas Whale e Palm. Cartões postais como a Opera House ou a Ponte Harbour, pano de fundo para os fogos de artifício do Ano Novo, podem ser percorridos com o excelente sistema de transporte público da cidade.

Melbourne
Sofisticada e desencanada, moderna e rústica: é assim, cheia de extremos, que a cidade se firma como uma das mais charmosas do país. Capital do estado de Victoria, Melbourne é ideal para o turismo de aventura, e ainda tem amplo espaço para atividades como nadar com golfinhos, surfar, esquiar e mergulhar. Além de uma gastronomia variada, uma cena musical e artística muito produtiva e uma vida noturna agitada, a arquitetura em estilo vitoriano do centro garante uma ótima experiência cultural. Cafés, butiques e lojas completam o passeio na cidade que abriga a primeira sede do governo federal australiano, a Parliament House of Victoria.

Onde estudar
Eurocentres (pág. 60)

Onde estudar
Embassy (pág. 64), Eurocentres (pág. 60)

Onde estudar
Embassy (pág. 64)

44 / 45

países

Nova Zelândia
Com uma paisagem de gêiseres, vulcões, piscinas borbulhantes, serras nevadas e florestas, o país é um dos destinos preferidos de jovens de todo o mundo, estejam atrás de uma boa aventura ou em busca de um país seguro para estudar inglês. O cenário deslumbrante – escolhido para ser a locação do filme O senhor dos anéis – está distribuído em duas principais ilhas: a do Norte, onde vive a maior parte da população, e a do Sul. E o que não faltam são atividades para desfrutar de tudo o que o país tem a oferecer em seus 268.680 km2: rafting, bungee jumping, paraquedismo e esqui são algumas das opções no país que abriga Queenstown, a capital mundial dos esportes de aventura, onde a adrenalina já virou quase rotina. O país não decepciona quem busca uma rica experiência cultural. São muitas opções de museus, cinemas, galerias e teatros, sem falar na própria convivência com a população. 14% dos cerca de 4 milhões de habitantes do país são maoris, o povo indígena da Nova Zelândia que influenciou a denominação de diversas expressões para a fauna e flora locais, e cuja cultura é reconhecida e celebrada no país. Descendentes europeus (predominantemente os britânicos) são o segundo maior grupo étnico, seguidos pelos asiáticos e povos do Pacífico. Com incentivos a práticas sustentáveis e adoção de medidas que minimizam o impacto ambiental gerado pelo turismo, o país é reconhecido por sua qualidade de vida – e, o melhor, pelo custo de vida relativamente baixo em relação a outros países desenvolvidos. Tudo, claro, com uma boa dose de aventura.

Adrenalina e qualidade de vida em um cenário digno da ficção
divulgação Eurocentres

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

www.yazigitravel.com.br

prepare-se
capital

idioma

Inglês, maori e, desde 2006, a NZSL (Linguagem de Sinais Neozelandesa), utilizada pela comunidade com deficiência auditiva. A língua maori dá outro nome, também muito conhecido, ao país: Aotearoa, que significa Terra da longa nuvem branca.

Auckland
Uma paisagem de vulcões e de montanhas convive com o ambiente cosmopolita na cidade de 1,4 milhão de habitantes. Aqui está a atividade econômica mais intensa do país, e a maior variedade de instituições de ensino. Visitas à cratera do vulcão Ilha de Rangitoto, com uma bela vista da cidade, ou à Sky Tower, onde se pode saltar de bungee jumping, são obrigatórios. Para relaxar, caminhe pela Waterfront, a avenida à beira-mar.

www.sxc.hu

Wellington, 12ª melhor cidade do mundo para se viver, de acordo com relatório de 2009 da consultoria Mercer. Com cerca de 350 mil habitantes, é o centro cultural do país.

Christchurch
Terceira maior cidade neozelandesa, e porta de entrada para a ilha Sul, Christchurch é conhecida como Cidade Jardim, pelas flores que enfeitam praticamente todas as casas. Tradicionalmente a mais inglesa das cidades neozelandesas, Christchurch não tem a velocidade dos grandes centros urbanos, mas guarda todo um charme em suas ruas planejadas, na sua catedral anglicana e nos seus inúmeros e agradáveis parques.

moeda

Dólar neozelandês. Cotação: R$ 1,23 para 1 dólar neozelandês.
cotação em agosto de 2009.

visto

Não é necessário visto para permanência inferior a três meses. Acima desse período, é exigido o visto de estudante.

Onde estudar
Embassy (pág. 64), Eurocentres (pág. 60), Combo Schools (pág. 84)

Onde estudar
Combo Schools (pág. 84)

tempo de voo e fuso horário

Não há voos sem escalas do Brasil para a Nova Zelândia, assim, o tempo de voo é de 14 a 29 horas. Com relação ao horário de Brasília, são 15 horas de diferença no fuso horário.
www.sxc.hu

transportes

O país tem boa disponibilidade de voos domésticos que, pelo preço, podem valer mais a pena do que uma viagem de carro. Viagens de ônibus são bem organizadas, com serviços que levam aos extremos de ambas as ilhas. Nas cidades maiores a rede de ônibus urbana funciona com mais frequência durante o dia. Há, por isso, um serviço que roda os principais centros noturnos nos finais de semana.

Napier
Aqui a paixão pela arquitetura e pelo vinho se mostra surpreendentemente contagiosa. Reconstruída após um grande terremoto em 1931, Napier abriga prédios em estilo art déco, com pequenas ruas que guardam intacto o charme da década de 30. Com ares de resort inglês, entre as atrações da cidade destacam-se o Teatro Municipal, o Museu e Galeria de Arte da Baia de Hawke, a Marina e o Aquário Nacional da Nova Zelândia.

www.sxc.hu

Queenstown
Destino certo para quem gosta de aventura, a cidade é a capital mundial dos esportes radicais – e aqui não faltam atividades como rafting, bungee jumping e jet boating. Em sua paisagem de picos nevados e lagos cristalinos há um clima de cidade pequena, mas com energia de gente grande. A cidade tem boa infraestrutura de restaurantes, cafés e bares que, entre uma aventura e outra, nunca te deixam entediado.

custos

Ônibus: de 0,50 a 9,70 dólares neozelandeses; fast food: 9 dólares neozelandeses, em média; cinema: 14 dólares neozelandeses; restaurante bom: a partir de 30 dólares neozelandeses; cerveja em bar: 6 dólares neozelandeses.

Onde estudar
Combo Schools (pág. 84)

Onde estudar
Combo Schools (pág. 84)

46 / 47

países

China

prepare-se
capital
Pequim, também chamada de Beijing. Pequim é a antiga grafia, substituída por Beijing em 1979 com a introdução do “pinyin”, uma fórmula de transcrição alfabética da língua chinesa para facilitar os contatos com o exterior.

Tradição milenar em um país que se transforma de olho no futuro
Aqui, tudo é superlativo. O território é o terceiro maior do mundo, com quase 10 milhões de km2, a população é de cerca de 1,3 bilhão de habitantes, a nação mais populosa do mundo. Além disso, são mais de 5 mil anos de história, até hoje guardados em relíquias do tempo imperial, como os guerreiros de terracota, em Xian, a Grande Muralha e a Cidade Proibida, em Pequim. Mas nem só de números e tradição é feita a China. Com quase três décadas de abertura econômica, seguindo o polêmico modelo do socialismo de mercado, o país hoje figura entre as grandes economias do mundo. A ascensão na comunidade internacional acelerou o ritmo do desenvolvimento urbano chinês, que rapidamente transforma bairros residenciais em agitadas regiões com shoppings centers, prédios comerciais e edifícios de arquitetura moderna. Os investimentos em educação fazem parte da modernização do país, que baixou para 4% o índice de analfabetismo da população. Aqui o ensino básico é gratuito, integral e compulsório por nove anos, sendo que o último é muito voltado à preparação para o vestibular. E tão grande quanto o território chinês são as possibilidades do que fazer por aqui. As grandes metrópoles como Xangai e Pequim trazem desde uma vida noturna badalada a sofisticados restaurantes, sem falar nos parques onde é comum ver homens engravatados descansando no almoço. A tranquilidade e espiritualidade – afinal, o país é berço do confucionismo, taoísmo e de vertentes do budismo – ganham vez em templos e paisagens zens de lugares como o Tibet e as montanhas do Himalaia, enquanto o ritmo frenético do ocidente ganha espaço nas compras de Hong Kong. Para quem busca um diferencial – tanto na vida profissional quanto pessoal, já que o país deve se tornar o mais visitado do mundo até 2020 –, entender e saber falar o mandarim, a língua oficial da China, é o ideal. Escrito com 80 mil ideogramas, dos quais 7 mil são usados frequentemente, o mandarim traz a dificuldade de ser muito diferente dos idiomas indo-europeus: é tonal e monossilábico, o que exige um raciocínio completamente diferente ao que estamos acostumados, e faz com que poucas pessoas se arrisquem no idioma. Mas o esforço vale a pena. Além do diferencial no currículo, o conhecimento da língua permite um contato mais íntimo com uma cultura milenar e cheia de surpresas.

Conheça algumas cidades nas quais o Yázigi Travel possui programas
e confira mais opções em

idioma

Mandarim, a língua mais falada no mundo. O país reúne 55 minorias étnicas que têm dialetos próprios.

moeda

www.yazigitravel.com.br

São duas moedas principais, o Yuan, utilizado na porção continental (e abreviado como RMB ou CNY na sigla internacional dos bancos), e o dólar de Hong Kong, aceito em Hong Kong e Macau, que também tem sua moeda própria, a pataca. Cotação: R$ 3,62 para 1 Yuan.
cotação em agosto de 2009.

visto

Todos os visitantes precisam de visto. Para estudantes que permanecem até seis meses no país, o de negócios basta. Para períodos mais longos, é requerido o de estudos, que exige exame médico.
www.sxc.hu

tempo de voo e fuso horário

Pequim
A capital do país é também a cidade mais populosa da China, com 17 milhões de habitantes que falam a versão mais pura do mandarim, o dialeto Pu ton gua. Centro do poder soviético na China, a cidade tem um traçado de avenidas quilométricas intercaladas por pequenas ruas, formando um xadrez de superquadras. Tão eclética quanto sua população, aqui é possível visitar um monumento em estilo soviético em um lugar e, na esquina, dar de cara com uma torre futurista. Aqui também estão alguns dos grandes pontos turísticos do país, como a Grande Muralha (prepare-se para subir uma escada quase na vertical para chegar ao seu topo) e a Cidade Proibida, além da mundialmente conhecida Praça da Paz Celestial. Entre uma atração e outra, recupere as energias com a culinária local, provando um típico pato à Pequim.

São cerca de 22 horas de voo, mais conexões. Algumas companhias, como a Air China, têm escalas mais rápidas, apenas para reabastecimento. Com relação ao horário de Brasília, o fuso é de onze horas a mais.

transportes

Ônibus urbanos circulam na maioria das cidades, com rotas extensas e taxas mais baratas que outros meios, mas geralmente são lotados. Para percorrer distâncias menores, as bicicletas são muito utilizadas. Sete cidades – incluindo Pequim e Xangai – contam com sistema de metrô, que, assim como os trens, são a melhor opção para andar com mais rapidez, já que congestionamentos são frequentes nas principais cidades. Há ainda mais de 1.200 rotas de voos domésticos, a melhor escolha para percorrer longas distâncias.

custos

Refeição completa: 35 RMB; ônibus: 1 RMB em média; metrô: 3 RMB; cerveja: de 3 RMB a 40 RMB na balada; cinema: 30 RMB.

48 / 49

países

Mais destinos

Chile, Uruguai, Itália, Alemanha e Suíça
conheça o que cada um desses países oferece
Do clima nostálgico do Uruguai, passando pelo misto de modernidade e belas paisagens do Chile, é possível descobrir um novo mundo bem pertinho daqui. Se cruzarmos o Atlântico, chegamos a países com um legado histórico inestimável, como a Itália e Alemanha, ou então em um destino constantemente relacionado a tudo que há do bom e do melhor, seja na culinária ou na educação, como a Suíça. O mundo acaba sendo maior do que imaginamos, e porque não ousar e descobrir algo diferente? Conheça um pouco mais de cada um desses países – e se deixe surpreender pelo charme e personalidade de cada um deles.

Uruguai
Discreto, sem protagonizar grandes acontecimentos no cenário internacional, o país surpreende quem por ali pisa pela primeira vez – e continua a fascinar quem está de volta. Com uma das maiores rendas per capita e uma das menores taxas de pobreza da América Latina, o país de 176.215 km2 ostenta um ótimo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), ocupando a 47ª posição no último ranking mundial. Por aqui não se encontra todo o frisson das grandes metrópoles globais, mas opções para passear e se divertir não faltam. Ao observar os carros antigos que aparecem de monte nas ruas e a arquitetura que remete ao art nouveau, parece por um instante que se voltou no tempo em Montevidéu. A capital concentra quase a metade da população de 3 milhões de habitantes do país, e traz entre suas principais atrações a Praça da Independência, o Palácio Legislativo e a Igreja Matriz, além do estádio Centenário e o teatro Solis. Há ainda ótimos bares, cafés e restaurantes, onde é possível provar deliciosas carnes, queijos e vinhos – e, para quem ficou com saudade do Brasil, tem também o mate, tão popular por aqui quanto é no sul brasileiro. A badalação acontece a 134 km dali, em Punta del Este, balneário que é um dos destinos preferidos das celebridades, com belas praias, campos verdes e cassinos de luxo. Já quem curte história não pode deixar de visitar Colonia del Sacramento, onde portugueses e espanhóis deixaram a marca de um passado histórico.

www.sxc.hu

Ministério de Turismo do Chile

www.sxc.hu

Chile
4.200 km separam suas extremidades norte e sul, enquanto sua largura máxima não passa de 175 km. O formato geográfico não é dos mais usuais, mas ainda assim abriga uma grande diversidade geográfica, onde é possível esquiar, fazer caminhadas, nadar e até mesmo escalar vulcões. Corra para o norte se o que se quer é o calor do Atacama, o deserto mais seco do mundo, ou então rume para o sul para ver de perto as incríveis geleiras da Patagônia. Seja qual for a direção escolhida, há sempre vinícolas, lagos e estações de esqui que tornam o caminho muito mais agradável. A capital Santiago, com cerca de 5 milhões de habitantes, é parada mais que obrigatória para quem visita o país. Tendo como pano de fundo os picos nevados da Cordilheira dos Andes, aqui convivem em harmonia construções históricas – como o Palacio de La Moneda, sede atual do governo e da ditadura de Pinochet –, casas com ares europeus e prédios contemporâneos que indicam o bom momento econômico do país enquanto jovens arquitetos ganham notoriedade internacional. Cidades como Valparaíso, que tem o título de Patrimônio da Humanidade, e a agitada litorânea Viña del Mar, conhecida como “Cidade Jardim”, também não decepcionam quem vem ao país para aperfeiçoar ou aprender o espanhol.

50 / 51

países

Dietlind Castor

Switzerland Tourism

www.sxc.hu

Alemanha
Com papel de destaque nos grandes acontecimentos da história, o país continua a ser protagonista: tem a maior economia da Europa, sua língua é a mais falada no continente e seu patrimônio cultural é um dos mais ricos do mundo. Se não bastassem esses motivos para estudar no país, o idioma natural de gênios como Goethe e Albert Einstein é considerado difícil e sem dúvida conta como um diferencial no currículo – principalmente ao lembrar que aqui estão as sedes de cobiçadas empresas, como Mercedes, Audi e BMW, todas muito presentes no Brasil. Por entre as paisagens de florestas, montanhas e lagos se vislumbram castelos e monumentos que contam uma história rica e decisiva. Ainda há regiões contrastantes no país, fruto da separação Ocidente/Oriente, consequência da Segunda Guerra Mundial. Mas se o período de guerra foi marcado pelo totalitarismo, hoje o que aqui se encontra são cidades que estão entre as mais plurais do mundo, conceito que vai desde a cultura hip hop às artes contemporâneas. Berlim é a capital e também onde todos esses interesses se concentram, com prédios modernos convivendo com museus, praças e outras construções de arquitetura antiga. São mais de 50 teatros e 170 museus, números que a colocam lado a lado com metrópoles culturais como Paris, Nova York e Londres. Aqui também está a conceituada Universidade Humboldt, além de uma vida noturna agitada e cheia de opções de bares, restaurantes e baladas. Munique é a cidade da Oktoberfest – que lembra uma das paixões do país, a cerveja – e também palco para belas obras de arquitetura barroca, além de diversas opções de museus e teatros. Já Frankfurt é o pólo de modernidade: concentra arranha-céus, o Banco Central e a quarta maior bolsa de valores da União Europeia.

Suíça
Que tal ter um gostinho da França, Alemanha e Itália em um só lugar? Aqui você pode. A Suíça tem entre seus idiomas oficiais o alemão (falado por 64% da população), o francês (19%), o italiano (8%) e ainda o romanche, língua semelhante à utilizada no Império Romano, falada por apenas cerca de 1% da população. A variedade se estende também ao âmbito cultural: cada um dos 26 cantões (as unidades federativas suíças) tem sua cultura individual fortemente preservada. São politicamente autônomos, com constituição e sistemas de saúde próprios, mas todos com qualidade reconhecida mundialmente, fato que faz com que o país sempre figure entre os dez melhores para se viver. E não é à toa: com um índice de analfabetismo quase zero, as escolas particulares suíças são referência no mundo inteiro como padrão de qualidade e segurança. Carreiras como economia e tecnologia têm um bom desenvolvimento aqui, mas o grande destaque fica mesmo é para a hotelaria. País do hôtelier Cesar Ritz, foi na Suíça que surgiu a primeira associação do setor, o primeiro guia de hotéis e a primeira escola especializada. Com uma ampla infraestrutura para o aperfeiçoamento na área, é para cá que vêm as grandes empresas do setor em busca de novos talentos. Mas a visita ao país não se limita aos interesses profissionais: provar os famosos queijos e chocolates suíços é uma experiência quase que obrigatória, esteja você no centro financeiro do país, Zurique, no point cultural, Genebra, nos nevados Alpes Suíços ou ainda em cidades menores mas cheias de charme, como Vaud, Lausanne, Montreaux e Berna.

Itália
A localização ao sul do continente europeu fez com que o país estivesse na rota de comerciantes, artistas e mecenas que revolucionaram a cultura ocidental com o movimento renascentista entre os séculos 14 e 16. Por isso, não é de se estranhar que 60% dos monumentos artísticos do mundo, estatística que engloba marcos como o Coliseu, a Torre de Pisa e a Fontana di Trevi, estejam aqui. E a vocação cultural do país aparece em cada esquina, em todas as suas cidadezinhas, tornando a Itália o destino ideal para quem gosta de artes, história e filosofia – mas sem desagradar quem está em busca de profissões emergentes como moda, desenho industrial e gastronomia, afinal, aqui estão instituições reconhecidas mundialmente, como o tradicional Politécnico de Milano e o Istituto Europeo di Design, ambas em Milão. A cidade – a mais rica da Itália, sede da bolsa de valores – reúne o que o país tem de mais moderno, descolada e agitada como as grandes metrópoles. Já a capital Roma traz em suas ruas de relevo acidentado exemplares da arquitetura ocidental desde a antiguidade até as intervenções contemporâneas. É também aqui que fica a tradicional La Sapienza, a maior universidade da Europa, e onde está a vida noturna mais badalada do país, com diversas casas noturnas, Djs famosos e opções sem fim para quem quer virar a noite. Pequenas cidades como Siena, Pisa e Pollenzo e a artística Florença também têm seu charme e encantam estudantes de todos os perfis. Em qualquer uma delas é possível se deliciar nas tradições culinárias italianas, que aparecem nas cantinas, pizzarias e tantos outros restaurantes em que é possível apreciar um vinho. A população é um convite à parte para conhecer o país: italianos são conhecidos por serem animados, falarem alto e bons apreciadores de música e gastronomia – alguma semelhança com os brasileiros? Aqui, o calor humano faz com que nos sintamos em casa, o que torna o país o ambiente ideal para aprender um novo idioma. Há escolas para estrangeiros espalhadas em todo o país, muitas inclusive com a opção de casar o curso com aulas como literatura, cinema e fotografia, como não poderia deixar de ser no país das artes.

www.sxc.hu

52 / 53

escolas países

d

gaç ivul

ão E

mba

ssy

Salas de aula por todo o mundo
A seguir vocês encontram a apresentação das principais instituições que trabalham com o Yázigi Travel, com informações sobre localização, principais programas, cursos e as instalações das escolas. Com a segurança de saber que são todas instituições de tradição no mercado de intercâmbio. Oferecer um bom serviço significa reconhecer a importância que cada viagem tem para cada estudante – e, assim, todas as escolas parceiras trabalham para que esse investimento seja inesquecível e muito bem aproveitado. Procuramos escolas que tenham opções variadas de curso para cada perfil, treinamentos constantes dos professores para um ensino eficiente e prazeroso, escolas com instalações amigáveis, com cafeteria, salas amplas, bibliotecas e laboratórios, e que promovam atividades extras e reúnam os estudantes em torno de uma nova língua e de uma nova cultura. Enfim, escolas que, como o Yázigi Travel, acreditam no aprendizado que uma vivência no exterior pode trazer para a vida de todos os alunos.
Good Hope

EC
pág. 56

Churchill House
pág. 83

Eurocentres
pág. 60

Combo Schools
pág. 84

Embassy
pág. 64

Coined
pág. 85

Enforex
pág. 66

Emerald
pág. 86

divulgação

Hansa
pág. 68
Euro cent res

Exsportise
pág. 87

divu

ão lgaç

Internexus SLC
pág. 70

Good Hope
pág. 88

LAL
pág. 72

Heartland
pág. 89

Nova Scotia
pág. 74
w .hu .sxc ww

ILSC
pág. 90

St. James
pág. 76

Internexus London
pág. 91

Tamwood
pág. 78 pág. 80

Malvern House
pág. 92 pág. 93

University of Victoria Ominicon Berlitz Vancouver
pág. 82
divulgação EC

TLC
pág. 94

54 / 55

escolas

EC English Language Centres

Para todos os perfis, sempre com qualidade
Há muitas razões para que alguém escolha aprender inglês. Cada estudante que chega à EC tem uma motivação: alguns precisam melhorar suas habilidades para a universidade, outros miram a carreira e há, ainda, os que querem expandir seus horizontes pessoais. Foi a partir dessa diversa realidade que a EC desenvolveu programas especiais, para cada expectativa, e que oferecem soluções reais a cada necessidade. São oito destinos distribuídos pelo Reino Unido, Estados Unidos, Malta ou África do Sul. Todas as escolas têm localização central em vibrantes cidades onde o idioma oficial é o inglês: assim, o estudante vive imerso em um ambiente de aprendizado cultural e linguístico. E a ordem, aqui, é oferecer programas eficientes e de alta qualidade que permitam aos alunos desenvolverem o inglês, seja para a escola, para a universidade, para o trabalho. Para isso, os funcionários – da administração aos professores e diretores – trabalham de forma a assegurar que os estudantes atinjam seu objetivo de aprendizagem em um ambiente acolhedor.

Método de ensino
O ambiente da sala de aula, com pequenos grupos, é desenhado para ser relaxante, interessante e proveitoso. A EC acredita que se aprende melhor quando se está relaxado – por isso, as aulas primam pelo tom informal, como um pequeno paraíso envolto em um ambiente seguro, o que constrói a autoconfiança dos estudantes. Enquanto isso, classes pequenas garantem uma atenção mais individualizada, e a ajuda necessária para que o estudante atinja seus objetivos no inglês. Os professores são dinâmicos e flexíveis o bastante para garantir o aprendizado ideal a partir da proposta de desafios, de motivação e de suporte para encorajar os estudantes em seu caminho. Os professores da EC estimulam as áreas da aprendizagem do inglês que são mais difíceis para cada estudante. Um aluno pode ter mais habilidade em ler e escrever, por exemplo, mas encontrar dificuldade em falar e escutar o inglês. Aí entra uma parte importante dos cursos da EC: fazer com que essas habilidades adormecidas despertem, e falar e ouvir aos poucos se torna mais fácil, e o conhecimento linguístico do estudante aumenta. O próximo passo é se sentir seguro e confiante. A partir daí, falar inglês passa a deixar de ser um bicho de sete cabeças. As aulas mostram o inglês como é falado e utilizado em variadas situações do dia a dia. O aluno aprende como utilizar efetivamente a gramática, o novo vocabulário, expressões e pronúncia treinando a escrita, a fala e a compreensão auditiva, sempre focando na fluência e na confiança ao utilizar a nova língua. Mais do ensinar o idioma, aqui ensina-se a aprender: ao sair, o estudante terá as ferramentas para continuar aprendendo.

O time acadêmico da EC planeja e estrutura os cursos de inglês para assegurar que eles sejam variados, estimulantes e desafiadores. Todos os alunos fazem um teste de inglês no começo do curso para saber em que nível entrar e qual a melhor maneira de progredir nos estudos. Na sala de aula, o professor monitora o aprendizado e mostra o que e como fazer para que o idioma fique cada vez mais na ponta da língua. As escolas no Reino Unido são creditadas pelo British Council e são membros do English UK. Em Malta, a escola é reconhecida pelo Ministério da Educação de Malta e membro da Feltom. A EC da Cidade do Cabo é membro da Eltasa (English Language and Travel Association of South Africa). E os centros nos Estados Unidos são creditados pela Accet (Accrediting Council for Continuing Education and Training) e membros da AAIEP (American Association of Intensive English Programs). A EC é membro, ainda, da Alto (As-

sociation of Language Travel Organisations) e da Fiyto (Federation of International Youth Travel Organisations). Ser membro dessas associações comprova os altos padrões e o compromisso em melhorar e investir no ensino de inglês para estrangeiros.

Além da sala de aula
O aprendizado vai muito além do que o tempo em que o aluno passa na sala de aula. Pensando nisso, a EC se dedica a ir além e oferece atividades extras. Há atividades de boas-vindas, cartões de desconto para clubes e academias de ginásticas, workshops, “coffee and conversation” com professores, além de programas sociais diferentes a cada semana que permitem novos usos do idioma e possibilitam que os estudantes se conheçam melhor e façam novas amizades. A escola também organiza excursões, visitas a locais turísticos e eventos.

diz aí!
Estive na EC por apenas uma semana, mas fiquei muito surpresa com a qualidade dos professores. Aprendemos sempre um inglês útil para o dia a dia – e sei bem disso, pois também sou professora. O programa social é perfeito, a gente não se sente isolado pois todos interagem. Era mais velha que os outros estudantes, mas rimos muito juntos e conversamos com muita facilidade. Conheci pessoas de todo o mundo. Quero matricular meu filho para o próximo ano, e voltar também.
Elida Matsumoto, Brasil

56 / 57

escolas

Acomodação
Conforto é prioridade. Por isso, a EC possui acomodações para qualquer necessidade, idade e perfil de aluno. Há quem quer ter independência total, por exemplo, e há quem prefira imergir em uma vivência diária da cultura do país morando em uma casa de família (o que tampouco lhe tira liberdades). As opções de acomodação oferecidas pela EC permitem que o aluno escolha o que mais lhe agrada: residência estudantil, hotel, apartamento compartilhado com outros estudantes, ou uma casa de família. E, claro, sempre auxiliando em todas as fases da busca da acomodação, com suporte em todos os momentos. Assim, a EC encontra sempre um lugar que os estudantes possam chamar de casa, mesmo longe de casa.

/

Localização
Reino Unido Londres / Cambridge / Brighton Malta St. Julians África do Sul Cidade do Cabo Estados Unidos Nova York / Boston / San Diego

História
A EC é parte de uma organização formada em 1905 – e mais de um século de história na área de ensino a coloca no topo quando o assunto é qualidade e experiência. A história começa com uma pequena escola em Malta, para crianças. Em 1991, com a popularidade do país como destino para se aprender inglês, a escola passou a receber estrangeiros em busca de aulas do idioma. A escola rapidamente se tornou um sucesso. E nessas quase duas décadas, a EC se tornou líder não apenas pela qualidade de ensino como também por oferecer uma variada opção de acomodação e de atividades sociais. A EC se orgulha de abrir um novo campo de estudos, com modernos métodos de ensino e inovadores programas de estudos: foi aqui, por exemplo, que surgiu os cursos Club 50+, para estudantes com mais de 50 anos, e os Junior Summer Camps, acampamentos para adolescentes no verão. Em 2002, a EC investiu em uma nova unidade, desta vez fora de Malta: em Brighton, Reino Unido. E aí vieram as outras: Londres, Cidade do Cabo, Boston, San Diego e a mais nova, Nova York, inaugurada em 2009.

Programas oferecidos
Inglês geral / Club 50+ / Inglês intensivo / Inglês semi-intensivo / Preparatório para exame / Academic Year Programme / Mini grupos / One-to-One / Business English Mini Group / Business English One-to-One / Full Immersion/ Acesso à universidade / Inglês para o local de trabalho (English for the workplace) / Programa para a família / Freestyle (16 a 20 anos) / Estágio

diz aí!
Cambridge é um ótimo lugar para estudar inglês e há muitos estudantes internacionais na EC. Os funcionários fazem sempre o melhor para nos ajudar a aprender inglês.
Bahman Asadi, Irã

www.ecenglish.com

58 / 59

escolas

Eurocentres

Sete idiomas nos quatro cantos do mundo
Definiu seu objetivo e quer alcançá-lo dentro de um prazo determinado? Pois a Eurocentres sabe que tempo vale ouro e orienta seu conceito de ensino dentro de um aspecto determinante: a eficiência. Um exclusivo sistema de qualidade elaborado por especialistas internacionais garante que os alunos atinjam seus objetivos. E não importa quais seus caminhos e necessidades: a Eurocentres se adapta a todos. Graças à ampla variedade de cursos, o estudante pode começar a aprender a qualquer momento, dentro de seu nível apropriado. É como uma escala, com diferentes níveis de aprendizagem, que permite avaliar os conhecimentos do estudante. A Eurocentres faz o impossível para que seus estudantes tenham sucesso em seus estudos, se sintam à vontade e se divirtam – afinal, sabe mais do que ninguém que aprender um idioma é um investimento importante para o futuro. E todos se sentem à vontade desde o começo: cada escola de idiomas Eurocentres oferece um amplo e interessante programa de atividades para o tempo livre.

Idiomas e método de ensino
O método é o mesmo para todas as línguas que a Eurocentres ensina, sempre no país em que são faladas: alemão, inglês, francês, espanhol, japonês, coreano e russo. A instituição está presente em quatro continentes com 30 escolas. Em um ambiente 100% internacional, com estudantes de várias partes do planeta, é possível viver e aprender com pessoas de culturas muito diferentes. São cerca de 13 mil alunos todos os anos nas escolas da Europa, Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, África do Sul e Japão. Há cursos de 20, 25 ou 30 aulas por semana: tudo depende de quanto tempo o estudante dispõe para se dedicar ao aprendizado da língua e a cada semana um curso tem início. Os cursos mais populares são o básico (com 20 aulas de manhã), o intensivo (com 20 aulas de manhã e cindo à tarde) e o superintensivo (com 20 aulas de manhã e 10 à tarde). Além dos cursos gerais de idiomas, a Eurocentres aposta na especialização, principalmente para quem caminha pelo mundo dos negócios. Para esses estudantes e profissionais, há aulas especializadas de idioma, como inglês para negócios e inglês para turismo, ou ainda cursos específicos de preparação para exames de proficiência. Há aulas, por exemplo, para os exames Delf e Aliança Francesa (de francês), o Dele (de espanhol), o exame do Goethe Institute e o TestDAF (de alemão), e até aulas de preparação para o TRKI, de russo.

diz aí!
Escolhi a Eurocentres por ser uma ótima escola para aprender inglês. Tive informações sobre cursos, localização, professores e outros detalhes importantes na hora de escolher uma escola. O inglês é importante para a minha profissão e minha vida, e atingi um nível muito maior do idioma desde que cheguei aqui.
Larissa Perin, Brasil (

60 / 61

escolas

Localização
África do Sul Cidade do Cabo Austrália Brisbane / Cairns / Perth / Sydney Canadá Toronto / Vancouver Estados Unidos East Lansing / Nova York / San Diego / Vale do Silício Reino Unido Bournemouth / Brighton / Cambridge / Londres Central / Londres Lee Green Irlanda Dublin Malta Sliema Nova Zelândia Auckland Alemanha Berlim Espanha Barcelona / Valência França Amboise / La Rochelle / Paris Itália Florença Japão Kanazawa Rússia Moscou / São Petersburgo Suíça Lausanne

Sistema de Êxito Eurocentres
Para garantir a satisfação de todos os estudantes, foi desenvolvido o Sistema de Êxito Eurocentres – elaborado nos 60 anos de vida da escola. A exclusividade do sistema está na possibilidade de adaptar os desejos e necessidades individuais com os planos de aprendizagem e se estrutura a partir de dois pilares: personalização e especialização. Está tudo coordenado desde a primeira assessoria até o certificado de conclusão. A princípio, são analisados pontos como o nível inicial do idioma, os objetivos, para quê precisa do idioma, de quanto tempo e dinheiro o estudante dispõe. A partir aí, um assessor confecciona o programa apropriado, o que inclui número de aulas por semana, duração do curso, as disciplinas optativas. Ao chegar à escola, é confeccionado um programa de aprendizagem com uma entrevista pessoal com o aluno e apoio constante. Durante o curso, o professor comprova regularmente os progressos e oferece apoio individual – pois a experiência da Eurocentres mostra que há mais progresso na aprendizagem quando os alunos recebem apoio pessoal e sabem sempre onde estão e quais são seus pontos fortes e fracos. A personalização também inclui objetivos claros tratados semanalmente, classes reduzidas de no máximo 14 alunos (com possibilidade de cursos premium com oito estudantes),

lições de revisão, laboratórios do idioma e um certificado final com a descrição exata dos conhecimentos do idioma. Já a especialização se dá com matérias optativas. No período da manhã, há aulas que primam pelo ensino completo do idioma, com atividades de compreensão oral, leitura, escrita e expressão verbal. À tarde é a hora de matérias optativas, com aulas especializadas, por exemplo, em inglês e francês comercial ou preparatório para exames de proficiência.

Escolas
Não importa a unidade escolhida, os altos níveis de qualidade estão garantidos. As instalações são modernas e espaçosas e os edifícios estão sempre bem localizados no centro da cidade e desenhados especificamente ao ensino de idioma. Além disso, todas as escolas possuem centros de autoaprendizagem, salas de descanso e de estudo, e gratuito acesso à internet. A Eurocentres também seleciona os melhores anfitriões. É a escola que escolhe as famílias que abrem suas casas aos estudantes estrangeiros. A escolha é feita cuidadosamente e levando em conta os desejos de cada estudante. Para quem quer mais independência, a escola também pode ajudar a encontrar uma residência estudantil ou um hotel.

Programas oferecidos
Cursos de idioma pelo mundo (alemão, inglês, francês, espanhol, japonês, coreano e turco) / Cursos básicos / Intensivo especializado / Superintensivo especializado / Cursos premium / Aulas individuais / Cursos por demanda / Programa de semestre ou ano de idioma / Formação profissional / Cursos de idioma e metodologia para professores / Programas universitários / Cultura e esporte www.eurocentres.com

62 / 63

escolas

escolas

Embassy CES

Tecnologia no ensino do inglês
A Embassy possui 30 anos de experiência com cursos eficientes e estimulantes – e em todo esse tempo mais de 500 mil alunos aprenderam inglês em suas salas de aula. Os resultados de uma pesquisa feita recentemente indicaram que 98% dos professores são considerados bons ou excelentes. Prova disso é que milhares de alunos prorrogam seus cursos ou retornam à Embassy. Há escolas Embassy em 18 cidades de quatro países: Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos e Inglaterra.

Método de ensino
Com aulas interessantes e divertidas, os estudantes têm contato com um conteúdo real, o que faz com que a aprendizagem seja mais rápida e eficiente – há, por exemplo, estímulo a debates, trabalhos em grupo e interpretação de papéis da vida real. Para garantir um ensino de qualidade, a Embassy associa atenção individualizada à mais moderna tecnologia como acesso sem fio à internet, podcasting, material didático digital e quadros interativos. O suporte começa antes mesmo de o estudante chegar à escola. Com o i-Study™ da Embassy, pode-se começar a se preparar para o curso antes de viajar e continuar estudando após voltar para casa. O Embassy i-Study™ é um programa on-line que permite que você continue a desenvolver suas capacidades lingüísticas da língua inglesa fora da sala de aula – seja para desenvolver ainda mais rapidamente a compreensão auditiva e leitura quanto para reforçar o que aprendeu em sala. É possível ver um exemplo de horário de aulas ou de uma aula interativa on-line da Embassy em www.embassyces.com/lesson. Em aulas optativas, os estudantes são incentivados a criar: podem fazer, por exemplo, um blog da sala e produzir podcasts para seus colegas, ou compartilhar suas experiências on-line com uma comunidade internacional de estudantes do idioma.

diz aí!
Em poucas semanas eu estava pensando em inglês e já me comunicava com naturalidade. O que mais me marcou foi o conhecimento de novas culturas e as novas amizades. Na minha classe havia colegas sul-coreanos, japoneses, taiwaneses, alemães, chilenos e colombianos, e pude apreender um pouco de cada uma dessas culturas. Também me marcaram os esportes radicais os quais pratiquei pela primeira vez, bungy jump e skydive.
Isidoro Antonio Rebelatto Junior, 24 anos, fez um curso de 12 semanas na EmbassyCES de Auckland

se nas habilidades de inglês e de negócios e oferece um bom impulso para os planos de carreira profissional – e se diferencia do Diploma of Business English porque este possui módulos relacionados a negócios. Para quem quer se especializar, há opções de cursos preparativos para exames de proficiência e cursos de preparação para cursos de graduação, um programa intensivo com duração de um ano acadêmico (nove meses) que oferece, após o curso, admissão garantida a uma das universidades associadas à Embassy. Com ensino rigoroso de inglês e várias disciplinas de preparação acadêmica, tem como objetivo preparar os alunos para o estudo de graduação. Aos que já pensam no mestrado, o curso pre-master, com duração de três, seis ou nove meses, oferece a preparação rigorosa e intensiva nas principais matérias necessárias para obter êxito em um curso de mestrado. E aos que querem encarar um trabalho e pôr a mão na massa, cursos de inglês aliados a estágios garantem que o estudante ganhe experiência de trabalho e aprenda termos específicos essenciais referentes ao seu setor.

Localização
Austrália Brisbane / Gold Coast / Melbourne / Perth / Sydney Estados Unidos Boston Downtown / Boston Merrimack / Nova York / Fort Lauderdale / Orlando / Los Angeles / San Diego / San Francisco / Seattle / Lake Tahoe Reino Unido Brighton / Cambridge / Londres / Oxford / Hastings Nova Zelândia Auckland

Instalações
O acesso sem fio à internet está presente em todo o campus, em todas as escolas Embassy distribuídas em todo o mundo. A maioria das escolas fica no centro das cidades – a de Nova York, por exemplo, fica em plena Manhattan, com vistas inspirantes do burburinho da cidade pelas janelas das salas de aulas. Há sempre computadores multimídia para auxiliar no aprendizado, internet wireless e acesso a e-mails, salas comuns para os estudantes se encontrarem, cafeteria, entre outras instalações. Cada escola Embassy possui uma rede de famílias selecionadas cuidadosamente para que os estudantes possam ter acomodações em que se sintam em casa. A Embassy acredita que morar em uma casa de família local enquanto estuda é uma oportunidade imperdível para que o estudante abrace a cultura e a língua do país, pois ganha um conhecimento mais aprofundado sobre o dia a dia de uma família, seus costumes e modos de vida.

Programas oferecidos
Certificate of English (standard, semiintensive e intensive) / Certificate of English Business / Certificate 8 / Diploma of English / Diploma of English Business / Diploma for University Entrance (EUA) Travel and Culture Program / Programas de estágio não-remunerado (EUA) / Preparatórios para exames internacionais (Ielts, Toefl, Toeic, FCE, CAE e CPE)

Cursos
São várias opções de cursos, cada um desenhado para uma necessidade: além do curso de inglês geral, os programas english plus complementam as aulas de inglês com aulas em diversas modalidades – artes, esportes e passatempos, por exemplo. Há cursos em formas de seminário para o aluno profissional e maduro, onde em classes com apenas oito alunos ele pode se especializar, por exemplo, em inglês para negócios ou inglês geral intensivo. Há ainda, cursos de longa duração, como o Embassy Diploma of English, onde o estudante passa um ano acadêmico no exterior para obter um aprendizado mais rápido. O Certificate of Business English, com duração de nove meses, centra-

www.embassyces.com

64 / 65

escolas

Enforex

Espanhol na Espanha e na América Latina
O mundo de fala hispânica abre seus braços para as escolas da Enforex: são mais de 24 centros acadêmicos em cidades da Espanha e da América Latina, com cursos creditados pelo Instituto Cervantes. A Enforex foi também premiada com o Ceele (Certificado pela excelência no ensino do espanhol como língua estrangeira) pela Universidade de Alcalá, na Espanha, além de possuir o Certificado de Qualidade Ideal. Entre 1998 e 2005, mais de 95% dos alunos Enforex foram aprovados nos exames Dele e da Câmara Espanhola de Comércio e Indústria de Madri. A cada ano, mais de 35 mil alunos chegam a uma das unidades da Enforex para aprender espanhol. E a riqueza cultural é enorme: são estudantes de mais de 72 países, criando uma atmosfera multicultural estimulante, sem limite de idade. São crianças, jovens, estudantes universitários, executivos de negócios, profissionais e jovens da terceira idade que procuram um programa que atende suas necessidades e seus interesses.

Método de ensino
A Enforex implementa metodologias atualizadas e usa técnicas pedagógicas efetivas e comprovadas. O método de ensino aplicado foi criado seguindo as orientações do Instituto Cervantes. Os livros são produzidos pelos próprios professores – todos com treinamento específico em ensino de espanhol para estrangeiros. São mais de 20 cursos diferentes, para atingir estudantes de variados perfis e com necessidades específicas. As salas de aula têm no máximo dez alunos, com uma média de cinco. As aulas começam todas as segundas-feiras, e o aluno pode escolher entre um mínimo de uma semana em uma só cidade ou vários meses em até três cidades espanholas. Para alunos de 5 a 18 anos há programas especiais, como os acampamentos de verão internacionais (programas de férias) em Barcelona, Granada, Madri, Marbella, Salamanca e Valência. Esses programas oferecem uma experiência enriquecedora e surpreendente: cerca de 60% dos alunos são espanhóis, que se juntam a jovens do mundo todo. Assim, garante-se que haja muita mescla de culturas e novas amizades entre estudantes de vários países – e, ao mesmo tempo, os jovens melhoram as suas habilidades linguísticas e participam de uma série de esportes, excursões e outras atividades.

Localização
Espanha Alicante / Barcelona / Cádiz / Granada / Madri / Málaga / Marbella / Salamanca / Sevilha / Tenerife / Valência Argentina Córdoba / Buenos Aires/ Mendoza / Bariloche Bolívia Sucre Chile Santiago Costa Rica Flamingo Beach / Monteverde / Heredia / Playa Jacó & Coronado Cuba Havana / Santiago de Cuba / Trinidad Equador Quito Guatemala Antigua México Guanajuato / Oaxaca / Playa Del Carmen & Puerto Vallarta Peru Cusco República Dominicana Santo Domingo & Sosua

Programas oferecidos
Espanhol geral / Cursos intensivos / Cursos de longa duração / Cursos semestrais e anuais / Viaja e aprenda espanhol / Cursos individuais ou minigrupos / Preparatório para o Dele / Cursos para terceira idade / Espanhol literário / Espanhol acadêmico / Espanhol para negócios / Espanhol + estágios / Espanhol para professores / Cursos de verão

Instalações
Cada escola oferece biblioteca com livros, vídeos e computadores com acesso ilimitado a e-mails e internet. As escolas também providenciam a acomodação, e o estudante pode escolher que tipo de alojamento prefere: casas de família, apartamentos compartilhados com alunos de outras nacionalidades, residências estudantis, hotéis e apartamentos individuais. Há um telefone para emergências que funciona 24 horas.

www.enforex.com

66 / 67

escolas

– Adorei estudar na Hansa. Os professores são ótimos, e o mais importante é que você pode escolher sua grade de estudos. Toronto é uma cidade fantástica, com pessoas de todo mundo.
Tales Moreno, Brasil

Hansa

Dois campus no coração de Toronto
Cursos
O centro de Toronto abriga dois modernos edifícios da Hansa, em um ambiente perfeito para o aprendizado de línguas. Cada campus recebe estudantes com objetivos distintos: o primeiro é para os alunos de níveis iniciante e intermediário, o segundo recebe alunos de níveis intermediário avançado e avançado. Os dois prédios estão a uma quadra da estação de metrô Eglinton. Fundado em 1969, o Centro de Idiomas Hansa é uma das maiores e mais respeitadas instituições de idiomas do Canadá. Além de cursos de inglês em todos os níveis, a escola organiza excursões, esportes e atividades gerais para que todos os alunos participem, se integrem e vivam a cultura canadense. Orientadores experientes ajudam os alunos em todas as etapas, dentro e fora da instituição: desde o pedido de visto até a inscrição para universidade, passando por auxílio para encontrar a acomodação ideal, para escolher o nível e as disciplinas certas para um programa personalizado de estudo, na busca de trabalho voluntário ou estágio e até a conhecer melhor Toronto. Os estudantes podem estudar mais de vinte disciplinas em doze níveis de aprendizado: do iniciante que não tem nenhum conhecimento de inglês até o nível mais avançado. A metodologia de ensino da Hansa é baseada na ideia de que cada estudante é um indivíduo diferente que se beneficia com um programa estruturado para suas necessidades particulares, por isso oferece aos estudantes a liberdade de escolher o que e quando estudar com professores melhor adaptados aos seus estilos de aprendizagem. Flexibilidade é palavra-chave: a qualquer momento, os estudantes podem mudar ou alterar seus cronogramas. A Hansa acredita que oferecer tal flexibilidade garante que os alunos alcancem níveis avançados de proficiência na língua mais rapidamente. A escola fez uma parceria recente com dez universidades e colleges que permite que alguns de seus alunos consigam descontos em cursos, com bolsas de estudos. Entre as exigências, os estudantes têm que ter cursado no mínimo três meses de inglês intensivo da Hansa, ter boa pontuação no Toefl iBT e preencher os requisitos da universidade em que pretende entrar.

diz aí!
Estar em Toronto foi uma grande alegria, e estudar inglês na Hansa contribuiu muito para que eu pudesse descrever essa experiência como perfeita. Além das atracões da cidade e dos passeios inesquecíveis, pude melhorar de verdade o meu inglês e ganhar fluência no idioma, que era o maior objetivo. Fiz amigos de todas as partes do mundo e vivi dias realmente especiais que agora são um capítulo mágico na história da minha vida.
Jullyane Rocha Alves, Brasil(co

Localização
Canadá Toronto

Instalações
Os dois campus possuem 55 salas de aulas, todas com grupos pequenos de alunos – no máximo dez – e equipadas com materiais audiovisuais de última geração. Os alunos ainda têm disponível internet wi-fi e mais de trinta computadores para acesso gratuito à internet. Os alunos da Hansa são incentivados a utilizar o laboratório de estudos gratuitamente durante o horário letivo, além da livraria e da biblioteca. As áreas de refeições são populares entre os alunos que querem relaxar e entre aqueles que querem saborear suas refeições na escola ou simplesmente preparar uma xícara de chá.

Programas oferecidos
Inglês intensivo / Inglês para executivos / Programa noturno / Línguas estrangeiras / TESL (Teaching English as a Second Language)

www.hansacanada.com

language centre
68 / 69

hansa

escolas

– Adorei os professores e os amigos que fiz na Internexus. Eles são como minha segunda família. As classes são pequenas, todos os alunos podem falar e fazer perguntas.
Kaho Sumikawa, Japão

Internexus

Aprenda inglês com muita cultura e diversão
O estado de Utah, nos Estados Unidos, oferece diversas atividades de tirar o fôlego: aqui, estudantes podem combinar aulas de inglês com esqui, snowboarding, mountain biking, camping e rafting, entre muitas outras. E é aqui que estão duas escolas da Internexus: em Salt Lake City e em Cedar City. Salt Lake City é a capital deste estado, e combina a comodidade de uma cidade grande com a segurança e aconchego das cidades pequenas. Durante o ano, a Internexus organiza excursões de dois ou três dias que podem incluir locais como Las Vegas e Los Angeles. Esta cidade oferece de tudo um pouco, de atividades culturais e históricas, a esportes e compras. Já Cedar City possui uma geologia espetacular, com cenários de filmes de velho-oeste, e fica perto de parques nacionais famosos, como o Grand Canyon. A escola é localizada no maior campus universitário de Southern Utah University, votada uma das dez melhores universidades dos Estados Unidos. O estudante da Internexus tem livre acesso a todas as instalações, como biblioteca, centro de ginástica, quadras abertas de tênis, além de acesso à internet, e atividades realizadas na universidade.

Cursos
O Intercultural é um programa de férias oferecido todo inverno e verão, e inclui três semanas de aulas de Inglês pela manhã e atividades à tarde, e uma semana opcional na Califórnia. O English Plus® Shopping é oferecido apenas pela escola de Salt Lake City. Com aulas pela manhã e atividades à tarde, neste programa os alunos têm a oportunidade de aprender artesanatos tipicamente norte-americanos, fazer parte de um jantar de Ação de Graças, e aproveitar as grandes promoções para compras de fim de ano. O English plus® National Parks é oferecido somente em Cedar City, e novamente oferece aulas pela manhã e atividades à tarde. Neste programa o aluno aprende inglês durante a semana, e conhece parques nacionais nos fins de semana. Além destes três programas de férias, o Internexus oferece aulas de inglês acadêmico, que se diferenciam dos programas Intercultural e English Plus® pelas aulas focadas em gramática, leitura, escrita e conversação. Estas aulas podem ser formatadas em 20 horas por semana para o programa Intensivo, 15 horas, para o Semi-intensivo e podem ainda, ser combinadas com estágio não remunerado. As salas de aula da Internexus possuem uma média de sete alunos. As escolas organizam atividades extras semanais para que os alunos mergulhem no idioma: são os Living Language Labs, laboratórios vivos de linguagem com muita recreação, entretenimento e cultura.

Instalações
A escola de Salt Lake City fica no centro da cidade, perto de transporte público. Já a escola de Cedar City fica no campus da Southern Utah University. As duas oferecem acomodação em casa de família – em Cedar City o estudante também pode ficar em residência estudantil.

Localização
Estados Unidos Salt Lake City / Cedar City

Programas oferecidos
Programa de férias (Intercultural) / English Plus® Shopping / English Plus® National Parks / Intensive English (20h por semana) / Semi-Intensive English (15 horas por semana)

www.internexus.to

70 / 71

escolas

– Com as aulas na LAL Fort Lauderdale atingi um nível avançado do idioma, o que vai me ajudar em meu futuro, tanto na universidade quanto no trabalho, onde o inglês é muito importante.
Luca de Sanctis, Itália

LAL

Inglês com qualidade em quatro destinos
Escolha entre quatro destinos cheios de personalidade: Cidade do Cabo, na África do Sul, Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, ou as britânicas Londres e Torbay. Em cidades de praia ou cosmopolitas (às vezes as duas ao mesmo tempo), as escolas da LAL Language Centres oferecem um ambiente mais do que convidativo para que o estudante se sinta em casa e torne fácil o aprendizado do inglês. São mais de 25 anos de experiência no ensino de inglês como língua estrangeira, para os mais variados perfis: para professores do idioma, para quem quer entrar em uma universidade, para melhorar o currículo ou para quem procura simplesmente umas férias diferentes. Para cada necessidade, a LAL tem um programa apropriado e seguindo a filosofia da escola de que aprender inglês não é apenas sentar em uma sala de aula, mas também se divertir. Por isso, cada unidade oferece programas e atividades de lazer desenhados para assegurar que os estudantes aproveitem ao máximo sua experiência de aprendizagem e façam muitos amigos, de todas as partes do mundo. Além das quatro escolas, que funcionam durante todo o ano, a LAL possui uma escola de verão para adultos e nove centros de verão para jovens.

LAL Torbay (Reino Unido)

diz aí!
Estava em dúvida para aonde ir, e escolhi a Cidade do Cabo. Hoje tenho a certeza de que foi a melhor decisão. A cidade me deu as boas-vindas e o programa foi além das minhas expectativas. Fiz o South Africa work adventure, que me permitiu estudar, trabalhar e ainda conhecer as maravilhas deste país. Com certeza a LAL da Cidade do Cabo fará parte da minha vida para sempre.
Marcelo Paciolo, Brasil (c

São mais de 30 salas de aulas, com computadores conectados à internet, wi-fi por todo o edifício, laboratórios para praticar a compreensão auditiva, além de uma livraria, um lounge para estudos, uma cafeteria e uma sala de encontros de estudantes. Há, ainda, um lindo jardim e um pátio. É possível ficar em residência estudantil, em casa de família ou em hotéis.

LAL London (Reino Unido)
Em um edifício moderno em Twickenham, na região da Royal Borough of Richmond-upon-Thames, a LAL possui 11 salas de aula, com internet sem fio gratuita, lounge para os estudantes se encontrarem e com fácil acesso ao centro de Londres – a apenas 25 minutos de trem. O estudante pode escolher entre acomodação em residência estudantil, em casa de família ou em apartamentos.

Localização
Reino Unido Torbay / Londres Estados Unidos Fort Lauderdale África do Sul Cidade do Cabo

Programas oferecidos
Inglês geral / Inglês intensivo / Aulas individuais / Inglês para negócios / Inglês com atividades / Preparatório para exames / Inglês com trabalho / Cursos profissionalizantes / Treinamento para professores / Residential Summer Schools

LAL Fort Lauderdale (Estados Unidos)
A escola de Fort Lauderdale, na Flórida, possui 13 salas de aula de última geração, com acesso a internet sem fio por todo o edifício, além de um centro multimídia totalmente equipado e 12 computadores que funcionam como estações de aprendizagem para estudos de gramática e vocabulário. Um pátio externo faz a integração entre os estudantes, que podem conversar, conhecer novos amigos e utilizar a piscina, aberta a todos os alunos da LAL. Na escola é possível, ainda, reservar excursões, alugar carros, cruzeiros e hotéis. Aqui, as opções de acomodação ficam entre casas de família, residência estudantil e hotel.

www.lalgroup.com

LAL Cape Town (África do Sul)
São 24 salas de aula espaçosas, um lounge para encontros de estudantes com uma grande TV, além de internet sem fio gratuita e uma área de entretenimento: com mesas de sinuca, um bar, piscina, jardim e churrasqueira. É possível organizar, na escola, excursões diárias, alugar carros e conseguir informações sobre locais de interesse pela cidade, em uma área especialmente separada para isso, com profissionais especializados e dispostos a auxiliar na viagem.

72 / 73

escolas

– É fascinante frequentar uma escola em outro país e essa é a melhor forma de conhecer novas pessoas. Minha estada no Canadá certamente me trará sucesso no futuro.
Agnes Wieser, Alemanha

Nova Scotia International Student Program

Um lugar para crescer
Acomodação
Uma boa educação e habilidades pessoais são as chaves para a competitividade global neste mundo que tem sua economia baseada no conhecimento. Quem escolhe estudar o ensino médio na província canadense da Nova Scotia tem essas duas ferramentas garantidas: aqui, o sistema público de educação prepara os alunos para competir e serem bem sucedidos na economia global. Entre os melhores do mundo, o sistema público da província canadense acolhe os estudantes internacionais, que são totalmente integrados às salas de aulas em um ambiente real de falantes da língua inglesa. Os alunos ficam em casas de famílias locais de acordo com seu perfil – a maneira ideal de vivenciar o estilo de vida da forma mais tradicional. O estudante participa como um membro da família em todas as comemorações, passeios e atividades. E sem preocupações: o governo da Nova Scotia oferece um dos melhores apoios para acomodações em casa de família, com mais de 25 coordenadores de acomodação cuidando de todos os casos com dedicação.

diz aí!
Ter escolhido Nova Scotia foi uma decisão da qual nunca me arrependerei. Tudo tem sido maravilhoso. Minha escola é ótima. Minha família me apoia muito e me sinto como se fosse um filho. Vou sentir muitas saudades e, definitivamente, voltarei à Nova Scotia para visitar todos.
Caio Bezerra, Brasil

Programas
Além do high school, há outros programas, tanto para jovens quanto para adultos, com durações variadas. Quem não pode ou não quer passar seis meses ou um ano letivo fazendo parte do ensino médio no exterior, pode optar pelos programas de curta duração: são de quatro a oito semanas estudando inglês nas escolas da província, com acomodação em famílias locais. Os programas de curta duração são ministrados no outono, inverno e primavera, e combinados com atividades. Há, ainda, o Acampamento Elementar, para alunos 9 a 13 anos, que une aulas de inglês com muita diversão – o que inclui excursões e atividades esportivas, como canoagem e caiaque. São duas ou quatro semanas de duração no mês de julho. Os estudantes de 14 a 18 anos também podem participar de um acampamento – que combina aulas de inglês com emocionantes aventuras e atividades, em julho. Os alunos partici-

Ensino médio da Nova Scotia
Os alunos desfrutam de grande variedade de atividades acadêmicas centradas nas artes, ciências, línguas e informática. Os cursos são ministrados sob a supervisão de professores qualificados, muitos com pós-graduação em educação. O dia do estudante não termina com a última aula na sala. Os alunos podem escolher entre diversas atividades extracurriculares, que incluem futebol, basquete, esqui, vôlei, badminton, além de outros 15 esportes. Há também programas de teatro e música, grêmio estudantil, artes e muitos clubes. O ano letivo na Nova Scotia começa em setembro e se estende ao longo de dez meses, terminando em junho. Os alunos estrangeiros podem iniciar o curso tanto em setembro quanto em fevereiro.

pam de atividades como excursões à capital Halifax e a Lunenburg, cidade tombada pela Unesco como patrimônio histórico, e a atrações locais como o Anthony Park, para deslizar na lama, e Maitland, para um rafting. Os mais aventureiros podem combinar aulas na terra e no mar: o Class Afloat é o exclusivo colégio interno de nível médio. Combina-se um semestre em escola tradicional com acomodação em casa de família e um semestre à bordo de um dos navios de três mastros da Class Afloat. Os alunos recebem os créditos do curso do Departamento de Educação de Nova Scotia. Os professores também podem vir à Nova Scotia e fazer um estágio, em um programa de um mês em uma escola. O professor-estagiário trabalha como assistente de um professor da Nova Scotia e se dedica ao desenvolvimento profissional com o compartilhamento de estratégias de ensino e ideias.

Localização
Canadá Nova Scotia

Programas oferecidos
Ensino médio (seis meses ou um ano letivos) / Cursos de curta duração (quatro a oito semanas) / Acampamento de verão / Terra & Mar / Programa de Estágio para Professores

www.nsisp.ca

Nova Scotia
Tranquila, atraente e segura. Essas são as palavras mais comuns usadas para descrever Nova Scotia pelos muitos visitantes que desfrutam das praias, parques e paisagens. A província ainda possibilita a prática de diversas atividades: de vela, windsurfe e natação até caminhadas, passeios de bicicleta, golfe, esqui, patinação e hóquei no gelo. Localizada ao longo da costa atlântica, a Nova Scotia é vibrante, e possui tanto metrópoles modernas e movimentadas quanto pequenas cidades costeiras e rurais.

74 / 75

escolas

St. James Assiniboia School Division (SJSD)

Educação de ensino médio de olho na universidade
Uma escola de ensino médio focada no próximo passo: a universidade. Assim é a St. James Assiniboia School Division (SJSD), em Winnipeg, Canadá. Seu objetivo é colocar os estudantes no caminho da universidade: prepara todos os alunos para atingir a excelência acadêmica e estar aptos a entrar nas melhores universidades no Canadá, nos Estados Unidos ou em todo o mundo. Juntamente com as disciplinas tradicionais de um high school, a SJSD oferece um variado conjunto de estudos opcionais e especializados. O currículo inclui cursos de ciências da computação, história, química, física, biologia, francês, espanhol, artes visuais, dança, teatro, artes, música, negócios, economia do lar, tecnologia, matemática avançada, pré-engenharia e ciências sociais. E possui uma forte especialização nas áreas de computação, ciência, matemática e imersão de francês. Sua academia de hóquei no gelo atrai estudantes internacionais de todos os cantos do mundo, principalmente da Europa, da América do Sul e da América Central. E os estudantes estrangeiros não têm com o que se preocupar: há suporte em inglês como língua estrangeira para preparar a todos os novos estudantes para os estudos no Canadá. E o que é melhor: desenvolve as habilidades linguísticas enquanto explora os temas da cultura canadense.

Cuidado em todas as horas
O diretor ou gerente do programa de acomodação irá encontrar o estudante no aeroporto de Winnipeg e o ajudar a se adaptar à cidade e à acomodação. Os estudantes também serão apresentados aos professores e conselheiros da escola – sempre com a segurança de que haverá um programa apropriado planejado para ele. Um conselheiro monitora o progresso dos estudantes internacionais e está à disposição para guiá-los quando necessário. Os funcionários do International Student Program Office se encontram periodicamente com os estudantes e monitoram tanto seu avanço acadêmico quanto sua adaptação na escola. Também é organizado um programa de atividades que inclui eventos esportivos e culturais, além de noites especiais de culinária local, com visitas a restaurantes.

Todas as escolas possuem instalações de útima geração para facilitar os estudos, incluindo equipamentos tecnológicos, teatro, estúdio de dança, laboratório de ciência totalmente equipado, biblioteca, salas de estudo e salas de computação. E todas oferecem programas de esportes e possuem equipamentos de ginástica completos. A SJSD oferece aos estudantes internacionais acomodação em casa de famílias. As famílias são cuidadosamente selecionadas e escolhidas a dedo para que seu perfil combine com o do estudante estrangeiro – por isso todas as informações são muito importantes. As escolas recebem estudantes de todo o mundo, além dos canadendes, – principalmente alunos da França, Suíça, Alemanha, México, Coreia, Cingapura, Austrália, Irlanda, África do Sul, Turquia, Estados Unidos, Costa Rica, Tailândia, Japão, Brasil, Colômbia e Vietnã.

A cidade
Com 680 mil habitantes, Winnipeg é a capital e o maior centro metropolitano de Manitoba. É segura e amigável – e, ao mesmo tempo, grande o suficiente para oferecer opções culturais, esportiva e de lazer a seus habitantes e visitantes. Winnipeg também possui um ambiente estudantil, com suas quatro universidades, incluindo uma francesa. Além disso, é possível explorar os arredores da cidade, que oferecem lagos, praias, florestas e montanhas, que permitem atividades ao ar livre durante todo o ano, como pesca, esqui, natação e caminhadas.

Localização
Canadá Winnipeg

Instalações
A SJSD inclui quatro escolas de ensino médio: John Taylor, St. James, Collège Sturgeon Heights Collegiate e Westwood. Todas com serviço de alta qualidade de programas preparatórios para universidade. Além disso, promovem sempre viagens para que os estudantes tenham oportunidade de conhecer e experenciar o Canadá, com sua maravilhosa variedade de ambientes.

Programas oferecidos
Manitoba High School Graduation program / Advanced Academic certificate / Advanced Placement certificates / French Immersion, Technology Education, e Performing Arts Program diplomas / International Baccalaureate (IB) diploma and certificate.

diz aí!
É incrível como o tempo passa rápido quando estamos aqui. As experiências em um país diferente serão úteis por toda nossa vida. Os momentos com nossas famílias hospedeiras, os feriados, os dias na escola, muita neve, amigos canadenses, diferentes sentimentos, estar longe de nossa cidade e de nossos parentes... com certeza tudo isso nos faz crescer como pessoa.
Bruna, Julia e Jessica, Brasil

www.sjsd.net/IEP

Great Schools for Growing and Learning www.sjsd.net

76 / 77

escolas

Tamwood International

Estudo e trabalho no Canadá
Um ambiente aconchegante e internacional faz o dia a dia da Tamwood International, escola de inglês para estrangeiros em Whistler e Vancouver, Canadá. Sem se esquecer da tecnologia de ponta para garantir o aprendizado do inglês e funcionários que mais parecem amigos, para garantir que os alunos se sintam em casa – não é difícil que os funcionários conheçam todos os alunos pelo nome. A Tamwood International é dividida em três áreas: a Tamwood International College, para adultos; a Tamwood International Camps, para adolescentes e crianças, e a Go International, para estudantes interessados em uma experiência de trabalho no Canadá. Fundada em 1992, a Tamwood opera escolas pensadas e gerenciadas cuidadosamente para fazer com que aprender inglês seja fácil e gostoso. Há cursos para adultos, adolescentes e crianças, todos desenvolvidos para combinar as mais modernas técnicas de ensino com assuntos interessantes e que estimulem a conversa e a participação na sala de aula. A Tamwood é membro das associações com mais prestígio no mundo, especializadas em educação internacional, como a Ialc, além de manter uma parceria exclusiva com a Universidade de Cambridge. Em 2008, foi eleita como uma das cinco melhores escolas na América do Norte, pela Language Travel Magazine. Já escola de Whistler fica na village square, a poucos minutos a pé de pistas de esqui, campos de golfe, shoppings, baladas e restaurantes. Aqui, é possível combinar o curso de inglês com aulas de esqui e snowboard no inverno, e de esportes de aventuras e ao ar livre no verão – como mountain bike, rafting, tênis e golfe. Um líder de atividade (Activity Leader) organiza eventos culturais e de lazer todas as semanas. Juntar-se a uma dessas atividades é uma ótima maneira de viver a cultura local, fazer novos amigos, aprender mais sobre o país e praticar o inglês no mundo real. Dependendo da cidade ou da estação do ano, há atividades especiais, como jogos esportivos, gestas, pub nights, vôlei de praia, observação de baleias, jogos de hóquei da NHL, além de viagens de final de semana a cidades vizinhas.

Localização
Canadá Vancouver / Whistler

Programas oferecidos

diz aí!
Não tenho palavras para descrever como foi boa minha experiência na Tamwood. Morei em Vancouver por quatro meses (estudei por dois meses e fiz dois meses de estágio). Foi uma experiência incrível, porque a Tamwood é mais do que uma escola, é uma grande família. Melhorei meu inglês, aprendi muitas coisas sobre o modo canadense de trabalhar na minha área e melhorei meu currículo. Porém, mais do que aprender, pude viver a melhor experiência da minha vida. Fiz vários amigos de todos os lugares do mundo e tive momentos incríveis em Vancouver.
Natália Vieira, Brasil

Escolas
Duas escolas de qualidade formam o Tamwood International College, uma em Vancouver e outra em Whistler. As duas oferecem cursos gerais de inglês ou especializados, como as aulas para exames de proficiência, inglês para negócios, inglês para advogados, Cambridge Work Experience (inglês + estágio) ou o English Co-op Program (inglês + trabalho remunerado). Os edifícios são equipados com lounge, classes com arcondicionado, acesso a internet sem fio, centro multimídia e cafeteria. Um líder de atividades organiza eventos especiais todas as semanas e, dependendo da cidade e da época do ano, as atividades variam de teatro a esportes, de visitas a museus a festas, além de viagens de fim de semana a cidades vizinhas. A escola de Vancouver fica a dois minutos da principal região de compras (Robson Street) e a cinco minutos a pé de teatros, museus, galerias de arte e de muitas das mais bacanas praias da cidade e do famoso Stanley Park.

Inglês geral / Preparação para o Cambridge First Certificate Exam (FCE) / Preparação para o Cambridge Advanced Exam (CAE) / Inglês para negócios internacionais / Inglês para advogados / Inglês + estágios profissionais / Inglês + trabalho remunerado / Inglês + trabalho voluntário / Inglês + mountain bike (maio a outubro) / English + esqui (dezembro a abril) / English + snowboarding (dezembro a abril) / Ski & Snowboard Instructor Course (dezembro a abril) / One to one / Programas de verão (de sete a 17 anos) / Home Tuition

www.tamwood.com

78 / 79

escolas

– Foi um prazer estudar na Uvic. A qualidade de ensino é muito alta e os funcionários estão sempre tentando nos ajudar. E ainda tem as atividades extracurriculares, que enriqueceram ainda mais meu aprendizado.
Miriam Suarez, Brasil

University of Victoria - English Language Centre

Inglês em ambiente universitário

diz aí!
Morar no Canadá foi a melhor experiência da minha vida. Conhecer pessoas de todo o mundo foi realmente interessante e me deu uma perspectiva global. Estudar na Universidade de Victoria foi a melhor decisão para melhorar meu inglês. Victoria é linda e as pessoas são muito legais.
Roberto Boehringer, México

Parte da Universidade de Victoria, no Canadá, o centro de inglês (English Language Centre – ELC) é um dos maiores e mais antigos centro de idiomas do Canadá. Em 2010, comemora 40 anos de ensino de excelência. O centro é parte da Universidade de Victoria (UVic), uma instituição de ensino localizada em um campus espaçoso e moderno na capital da British Columbia. A UVic oferece graduação em doze carreiras, e foi votada a melhor universidade no Canadá (Best Comprehensive University) pela qualidade de ensino, pesquisa e programas de graduação (Maclean’s Magazine, 2007 e 2008). Estudar no centro de inglês (ELC) da UVic significa ter uma verdadeira experiência de imersão, pois os alunos do centro vivenciam o campus e fazem parte de uma vibrante comunidade estudantil, com mais de 19 mil jovens.

A escola
O ELC está localizado em um novo e moderno prédio no centro do campus, perto do terminal de ônibus, ginásio de esportes e do restaurante principal. São 16 classes para o ensino da língua inglesa com dois laboratórios equipados e uma equipe altamente qualificada. A localização é perfeita: o campus está a apenas 15 minutos do centro de Victoria e a poucos passos da praia e das lojas. Arborizada, a universidade conta com instalações modernas, com dois centros poliesportivos com piscinas, cinema, teatro, laboratórios de computação, acesso à internet, ambiente wireless, biblioteca, restaurantes, cafés, clínica médica, cabeleireiro e mais 2000 dormitórios estudantis. Os alunos podem usufruir de acesso ilimitado a computadores e laboratórios de linguagem, além de todas as instalações da UVic.

Localização
Canadá Victoria

Programas oferecidos
12 semanas de inglês intensivo / Língua e cultura: cursos de curta duração com três, quatro, cinco ou seis semanas, ou com periodicidade mensal / Estágio não-remunerado / Trabalho voluntário / Preparatório de admissão universitária / Preparatório para Toefl e Toeic / Inglês para negócios / Inglês para professores / Cursos a distância online e CD rom em séries

Cursos de inglês
Os programas de inglês para estrangeiros começam a cada mês e podem ser combinados para se adaptar aos interesses e agenda do estudante – fazendo com que seja fácil estudar inglês em Victoria seja por um mês, seis meses, um ano ou mais. Há programas de 20 a 30 horas por semana e, fora da sala de aula, os estudantes aproveitam uma agenda cheia de atividades sociais, organizadas por assistentes culturais especializados. Cerca de 2500 estudantes de mais de 30 países estudam no centro de idiomas da UVic a cada ano.

Victoria
A capital da província de British Columbia é uma cidade pequena, com cerca de 350 mil habitantes – mas com múltiplas atividades culturais, esportivas, recreativas e locais para fazer compras. A cidade é cercada por ilhas, lagos, montanhas e florestas, com o clima temperado mais ameno no Canadá.

www.uvcs.uvic.ca/elc

80 / 81

escolas

– Não é só aprender inglês. Quando vivemos com uma família, por exemplo, e interagimos com ela, aprendemos as diferenças do país, de suas culturas e aspectos sociais, até as expressões que usam e a maneira como falam. E também temos contato com várias nacionalidades que estão na escola. Mas posso dizer que, claro, aprender inglês é o mais importante e pude melhorar muito.
Luciana, Brasil

Berlitz

Tradição e metodologia no ensino de inglês
– Vancouver é uma cidade encantadora, segura e receptiva, ideal para estudar e aprender inglês. Fiz três meses de inglês na Berlitz e com certeza foi a melhor decisão da minha vida. A escola tem professores e funcionários qualificados e um método de ensino ideal para quem pretende aprender inglês. Proporciona tanto o aperfeiçoamento da língua quanto a oportunidade de conhecer mais sobre diversas culturas.
Elizete Gonçalves, Brasil Um método de ensino consagrado garante o aprendizado do inglês nas escolas Berlitz do Canadá, em Vancouver. Aqui os alunos aprendem o idioma com programas práticos e dinâmicos que ajudam a desenvolver a confiança em falar inglês. Há mais de 125 anos, a Berlitz é referência no ensino de línguas. Mais de 35 milhões de pessoas já se formaram em seus 500 centros de idiomas em 64 países. A Berlitz é a maior e mais antiga organização de ensino de idiomas do mundo – e no Canadá está presente há 40 anos. A Berlitz de Vancouver está em Downtown, o fervilhante coração da cidade, pertinho de tudo e a poucos passos da Vancouver Art Gallery, do Canada Place, do Aquatic Centre e do False Creek. as bases onde se desenvolvem a leitura e a escrita. O conceito BerlitzEnglish surgiu dos estudos recentes que comprovaram ser o ensino muito mais eficaz quando se volta para as preferências particulares do estudante. Segundo os pesquisadores, o cérebro capta com mais facilidade uma informação quando ela atinge as verdadeiras vocações e interesses das pessoas. Assim, BerlitzEnglish é um sistema educacional exclusivo que acrescenta ao Método Berlitz®, aprofundando o enfoque no ensino personalizado. Todos os conteúdos das aulas, do material didático e das atividades extracurriculares são integrados e visam a atingir os interesses e necessidades pessoais do estudante. Para alcançar esse objetivo de personalização, os programas agrupam os temas de interesse em áreas de especialização: Comunicação em Negócios (Negócios I, Negócios II, Reuniões e apresentações, Redação de negócios e e-mails) e Comunicação Social (Situações sociais, Artes e espetáculos, Negociação e Pronúncia). A intenção é atingir a essência do indivíduo, o ponto que mais sensibilize sua inteligência e emoção, terreno fértil onde o aprendizado se faz com facilidade. São dez níveis de ensino, com turmas de até doze alunos, de forma a garantir o acompanhamento individual e o efetivo aprendizado.

Churchill House

Inglês na costa sul da Inglaterra
A cada ano, cerca de quatro mil estudantes chegam à pequena Ramsgate, na costa sul da Inglaterra e pertinho da badalada Londres, para aprender inglês nas salas da Churchill House. São mais de 35 anos de experiência no ensino de inglês para estrangeiros, vindos de toda a parte do mundo. A escola funciona durante todo o ano, e possui seu próprio pub – o The Churchill Tavern – e um clubroom, onde se pode encontrar os amigos e fazer as refeições. Além das aulas, oferece suas já famosas atividades do Social Club: viagens, esportes, eventos e programações de lazer – todos igualmente importantes no processo de aprendizagem. Também organiza as acomodações, que vão de casa de família a hotéis, B&B, flats etc. São mais de 300 famílias registradas e todas a poucas quadras da escola. e uma livraria. O centro de ensino individual, aberto também fora do horário de aulas, tem uma variada gama de materiais especialmente desenvolvidos para as tarefas individuais e sem ajuda do professor. E cobrem todas as áreas de aprendizado: compreensão auditiva, leitura, escrita e fala. A Churchill House é creditada pelo British Council. É, também, membro da Quality English, uma associação que une algumas das melhores escolas privadas de inglês para estrangeiros.

Método de ensino
O alto padrão de ensino assegura que todos os estudantes atinjam uma evolução real no inglês, com professores experientes e qualificados. As aulas de inglês geral, por exemplo, possuem 12 diferentes níveis distribuídos em módulos de 14 semanas, com padrões baseados no Council of Europe’s Common Reference Levels (Global Scale). Enquanto isso, os cursos intensivos primam pela flexibilidade, com aulas pela manhã e uma grande variedade de aulas eletivas à tarde, como: compreensão auditiva, pronúncia, escrita, inglês para negócios, inglês acadêmico, preparação para exames de proficiência, grupos individuais etc.

Localização
Reino Unido Ramsgate

Localização
Canadá Vancouver

Método de ensino
Da mesma forma como aprendeu a língua materna, o aluno aprende inglês. Essa ideia simples é a força do Método Berlitz®, que se baseia na participação e interação, com turmas pequenas e acompanhamento individual que favorecem a participação dos estudantes. A conversação animada e intensa motiva o grupo, com temas apresentados como simulação de situações da vida real. Uma das premissas é reconhecer que o aprendizado de línguas deve ser feito em contexto oral. Ouvir e falar são

Programas oferecidos
Inglês geral / Inglês intensivo / Summer School / Academic Year Courses (6, 9 e 12 meses) / Cursos para professores / Preparatório para exames / One -to-One

Programas oferecidos
Inglês intensivo / Inglês superintensivo / Inglês para executivos / Imersão total

A escola
São três edifícios principais situados ao redor de uma praça do século 16. Todas as salas de aula são desenhadas para aumentar a eficiência do aprendizado. Há, ainda, um centro de ensino individual (com acesso feito pelos próprios estudantes), internet café, laboratório de línguas

www.churchillhouse.co.uk

www.berlitz.ca

82 / 83

escolas

– Buenos Aires é uma cidade bárbara. As baladas, as pessoas, os lugares, tudo é maravilhoso. Na Coined, todos são amáveis, simpáticos e dispostos a ajudar.
Gianmaria Peter, 26, Itália

Combo Schools

– Quando vim à Nova Zelândia, participei de um curso Combo. Morei um mês em Queenstown e agora estou três meses em Auckland. A escola tem uma estrutura excelente, com aulas dinâmicas e professores muito bem preparados. Definitivamente, estar na Nova Zelândia foi a melhor decisão de minha vida.
Leonardo Cunha, 27 anos, Brasil

Descubra a Nova Zelândia estudando inglês
Uma verdadeira mistura de nacionalidades: estudantes da Europa, da América do Sul, da Ásia, do Oriente Médio e até da Polinésia Francesa se unem em um ambiente internacional e aconchegante das unidades da Combo School, todas na Nova Zelândia. A pequena ilha do Pacífico surpreende quem chega por aqui, com sua natureza exuberante e paisagens de cair o queixo. E com as quatro unidades que formam a Combo School, pode-se escolher entre quatro cidades no país, ou fazer uma combinação entre elas e conhecer um pouquinho de cada região da ilha: Auckland, Napier, Christchurch e Queenstown. As escolas organizam atividades sociais e esportivas, com eventos diversos a cada semana. Todos os professores são totalmente qualificados e falantes nativos de inglês. As quatro escolas possuem o selo de qualidade NZQA, uma aprovação do governo da Nova Zelândia para ensinar inglês a estrangeiros. estudantes já conciliaram estudos e diversão viajando pela Nova Zelândia. As quatro escolas são: Worldwide School of English (Auckland), New Horizon College of English (Napier) e a Language Schools New Zealand (Christchurch e Queenstown). Localizadas no centro das cidades, todas as unidades possuem laboratórios de acesso individual, para que o estudante possa estudar sem a ajuda do professor fora do horário regular de aulas. Estão, ainda, equipadas com TV e DVD, centros de treinamento de listening, computadores, além de revistas e exercícios extras. Salas especiais de informática possuem internet gratuita e ambiente wi-fi. As escolas possuem ainda, uma cozinha equipada que inclui café e chá à vontade aos estudantes. E, para descansar, salas especiais de encontro, onde se pode conversar e conhecer outros alunos.

Coined

Espanhol na ponta da língua e em várias cidades
Aprender espanhol e, ao mesmo tempo, realizar uma verdadeira experiência de imersão cultural: essa é a proposta da Coined, uma organização internacional que desde 1971 oferece a estudantes de todo o mundo cursos de espanhol, práticas profissionais, programas de voluntariado, de high school e universitário em seis países: Argentina, Chile, Uruguai, Costa Rica, Guatemala e Espanha. A Coined é uma organização dinâmica, que está sempre em busca os mais altos padrões de qualidade e à procura de novos serviços e oportunidades para oferecer a seus estudantes. Todas as escolas Coined possuem salas de aula confortáveis, salas de encontro, acesso gratuito a internet, além de equipamentos de áudio e DVD. O objetivo é oferecer uma atmosfera agradável e única para incentivar a aprendizagem e o estudo. Todas as unidades possuem ótimas localizações para que os estudantes aproveitem ao máximo a cultura do país. O estudante tem três opções de acomodação: em casa de família, em residências estudantis ou em apartamentos compartilhados. Mas sempre a uma distância máxima de 30 minutos a pé nas cidades pequenas e de 30 minutos em transporte público nas grandes cidades.

Cursos
Variedade de cursos e de programas inovadores marca o ensino da língua espanhola, sempre com atividades recreativas e culturais. A metodologia de estudo da Coined permite que os alunos aprendam com facilidade. Os cursos de espanhol são divididos em seis níveis – todos incluem estudos em gramática espanhola, vocabulário, pronunciação, além de treinar as habilidades para escutar, falar, ler e escrever. Os cursos têm início toda segunda-feira durante todo o ano. Para quem quer ter um diploma oficial de proficiência da língua, há cursos preparatórios para o DELE, certificado oficial do idioma, outorgado pelo Ministério de Educação espanhol. Os alunos podem, ainda, combinar cursos em várias cidades onde estão as escolas Coined, mantendo sempre os mesmos padrões dos programas e níveis de aprendizado. O método de ensino de espanhol para estrangeiros é desenvolvido pela equipe de profissionais Coined, todos especialmente treinados para que a experiência linguística dos estudantes se estenda para além da sala de aula.

Localização
Argentina Córdoba / Buenos Aires / Mendoza / Bariloche / Ushuaia Chile Santiago Uruguai Montevidéu Guatemala Antigua Costa Rica San José

Localização
Nova Zelândia Auckland / Napier / Christchurch / Queenstown

Programas oferecidos
Inglês geral (manhã ou tarde) / Inglês acadêmico / Preparatório para exames (Ielts, Toeic e Cambridge) / Business English Certificate / TESOL + TKT / Combo programme / Working Holiday Visa Support Service www.worldwideschoolofenglish.com www.nhce.ac.nz www.languageschool.co.nz

Programas oferecidos
Curso de espanhol / Espanhol + tango / Espanhol + esqui / Espanhol + business / Espanhol + cultura / Estágios profissionais / Ensino médio / Programas para professores / Intercâmbio universitário

Serviços
As escolas organizam viagens de fim de semana e programas sociais durante a semena. Também disponibilizam um serviço de acomodação, que pode ser em casa de família, em residência estudantil ou em apartamentos na cidade. Para quem está chegando, as escolas fazem traslados gratuitos do aeroporto até o local de hospedagem.

Escolas
As Combo Schools oferecem um pacote de estudo pela Nova Zelândia, com aulas em diferentes cidades. As escolas trabalham em parceria e os proprietários são velhos amigos que moram em diferentes partes do país. Desde 1997, quando começou o pacote combo, centenas de

www.coined.com.ar

84 / 85

escolas

– Para nós, a Exsportise foi uma premiação por um ano de bons estudos. E realmente respondeu às nossas expectativas. As crianças voltaram com ótimas lembranças, habilidades e vontade de aprender uma nova língua.
Isabelle e Pierre Bugain, pais de Celine e Pierre

Emerald Cultural Institute

Estude na charmosa e moderna Dublin
– Foi tudo perfeito na Emerald. Agradeço meus professores e todos os funcionários. Tive uma ótima experiência aqui e me senti em casa na minha família irlandesa – eles conversavam bastante comigo e são como minha família agora. Aprendi inglês e fiz muitos amigos. Nunca vou me esquecer desse tempo em que morei em Dublin.
Elena Rueda, 24, Espanha Uma mansão victoriana em um calmo bairro residencial de Dublin abriga a escola Emerald. O edifício possui seu próprio jardim e, com vista ao Palmerston Park, oferece um ambiente calmo, longe do stress, mas a apenas seis minutos de tram do centro dublinense. Fundada em 1986, a Emerald funciona durante todo o ano, com 24 salas de aula, dois laboratórios multimídia, biblioteca e acesso gratuito à internet, incluindo ambiente wi-fi em toda a escola. Também possui uma cantina com refeições frias e quentes, todas preparadas diariamente – e um ótimo lugar para conhecer outros estudantes nos horários de descanso. O ambiente da Emerald é amigável e informal, com uma grande preocupação com o bem-estar dos alunos, o que inclui tanto primar pelo conforto quanto assegurar o sucesso acadêmico. Os alunos podem escolher ficar em casa de família, em uma residência estudantil recentemente remodelada ou em apartamentos. A maioria das famílias mora no mesmo bairro da escola. Todos os professores têm curso universitário com qualificações para ensinar inglês para estrangeiros. A maioria ainda possui qualificações adicionais em áreas específicas e já moraram no exterior – tendo experiências tanto no ensino quanto na compreensão e conhecimento de culturas diferentes. O progresso de cada estudante é avaliado pelos professores e monitorado regularmente pelo diretor de estudos. Diferentes estudantes têm diferentes necessidades de aprendizado. Por isso, a avaliação continuada permite monitorar e garantir uma evolução constante da qualidade de ensino. A Emerald também organiza programas sociais, culturais e atividades fora da sala de aula. E, além dos cursos tradicionais, oferece cursos de verão para adultos e jovens de junho a setembro, em outros centros.

Exsportise

Aprenda inglês e treine um esporte no Reino Unido
Ensinar inglês através do esporte. Essa é a especialidade da Exsportise, escola no Reino Unido que oferece um ambiente envolvente para desenvolver as habilidades linguísticas e esportivas de estudantes estrangeiros de 10 a 16 anos – que chegam à escola para dividir sua paixão pelo esporte, para fazer novos amigos, aprender novas técnicas e desenvolver as antigas. A Exsportise possui uma mistura única de treinamento profissional em esportes e de aulas de inglês para estrangeiros. Os estudantes podem escolher, por exemplo, um esporte principal com treinamento de 30 horas semanais, mais 30 aulas semanais de inglês. Aqui, a meta é que os estudantes se divirtam. Sempre, claro, de olho no ensino de alta qualidade – tanto na sala de aula quanto nos campos esportivos. Todas as escolas têm regime integral e acomodação no campus. Os estudantes recebem três refeições por dia e, uma vez por semana, têm à sua disposição serviço de lavanderia e limpeza de quartos. Cada uma das escolas possui instalações para natação recreativa, acesso à internet e a áreas recreativas tanto cobertas quanto ao ar livre – além dos campos especializados na prática de esportes, todos de última geração para permitir uma prática esportiva eficiente e competitiva. São oito opções de esportes: basquete, dança, golfe, hóquei, hipismo, rugby, futebol e tênis.

Localização
Irlanda Dublin Estados Unidos Nova York (summer school)

– A Exsportise pode ser um acampamento esportivo, mas isso não significa que você precisa ser um astro do esporte para se divertir. Tudo o que você precisa é amar os esportes e ter muita vontade de se divertir.
Alexander Pilgrim, 14, Reino Unido

Programas oferecidos
Inglês geral / Professional Business Courses / Preparatórios para exames / Academic Year Programmes / Preparatório para universidade (University Pathways) / English for Special Purposes / Training Through English / Programas especiais para empresas / Inglês para professores / Junior Summer Language / AC Milan Soccer Camp / High school

Irlanda
A pequena ilha da Irlanda vem ganhando reputação como centro de ensino de inglês para estrangeiros. Educação e comunicação sempre foram valorizadas por aqui. A educação, aliás, foi um dos fatores-chave para colocar o país na lista das economias que mais crescem no mundo. A Emerald fica em Dublin, a capital do país, com cerca de um milhão de habitantes – o que une as vantagens de uma metrópole com o charme de uma cidade pequena.

Cursos
Há três tipos de cursos disponíveis. O Sport & English, mais famoso, é a mistura ideal entre 30 horas de treinamento semanais com 30 horas de aulas de inglês. O Academy Sport é especial para jogadores de nível mais avançado e tem um mínimo de 55 horas de treinamento semanais. O Sport & Multi-sport é também um programa integral de esporte, mas tem como foco introduzir novos e diferentes esportes todas as tardes.

Localização
Reino Unido Dorset / English Market / South Downs

Método de ensino
Com certificação ISO 9001:2000, o objetivo principal da escola é a qualidade. E assim vem construindo uma reputação internacional de profissionalismo e excelência acadêmica. Há cursos desenhados para cada necessidade e professores treinados estão comprometidos com um desenvolvimento constante tanto de suas próprias habilidades quanto dos métodos de ensino, serviços e programas oferecidos pela Emerald.

Programas oferecidos
Sport & English / Academy Sport / Sport & Multi-sport

www.eci.ie

www.exsportise.co.uk

86 / 87

escolas

– A Heartland English School é mais que uma escola de inglês, é uma família. Todo mundo te ajuda e se preocupa com o seu futuro, com a evolução do idioma. É isso que me faz sentir tão bem. E Winnipeg é uma cidade nem muito pequena nem muito grande, tem o tamanho ideal e com as atrações ideais. Aqui você se diverte e tem tempo para tudo.
Maurilio Fernandes Neto, Brasil

Good Hope Studies

Programas de estudo no próximo país da Copa
– Quando decidi vir à Cidade do Cabo, não imaginava como seriam a Good Hope Studies, a cidade e a minha vida. Após sete semanas, posso dizer que a cidade é espetacular e as praias são incríveis. A escola é excelente e todos são muito bacanas. A melhor parte dessa experiência são os novos amigos que fiz por aqui. É sensacional e é impossível descrever as coisas que tenho aprendido.
Raphael Sena, Brasil A Good Hope Studies une com maestria sua vasta experiência com uma dedicação exclusiva aos alunos. Considerada uma das maiores e bem estabelecidas escolas de inglês da Cidade do Cabo, na África do Sul, sabe que é preciso oferecer atenção pessoal, individualizada e se preocupa em se ajustar para atender as necessidades específicas de cada estudante. Ao escolher uma escola para estudar no exterior, uma das preocupações do aluno é terem garantidas a qualidade do ensino, a formação dos professores e toda a estrutura para que possa aproveitar ao máximo e obter resultados reais com o aprendizado da língua. A Good Hope Studies tem a melhor equipe de professores, todos altamente qualificados, e uma equipe de atendimento específica para atender a cada necessidade do aluno, desde o traslado do aeroporto à acomodação, até opções de programas de trabalho – sejam estágios, trabalho temporário de férias ou trabalho voluntário. Conta, ainda, com excelente estrutura física com salas de aulas confortáveis e climatizadas. tudar: as de Newlands oferecem uma localização única em uma área residencial calma e arborizada, mas pertinho de shopping centers e transporte público. Já a unidade do centro fica no burburinho do dia a dia sul-africano, no coração da Cidade do Cabo e em um moderno edifício de escritórios. Todas as unidades possuem computadores com acesso à internet e internet sem fio. Durante os intervalos, os alunos têm café e chá à vontade. As salas possuem um máximo dez alunos, e média de cinco a sete alunos. Sabendo que a acomodação é uma parte importante da estadia em um país estrangeiro, a Good Hope Studies oferece uma grande variedade de acomodações para atender as necessidades e perfis de todos os alunos. A escola tem uma residência estudantil própria com quartos individuais, e uma casa do estudante com quartos duplos. Oferece, ainda, opção de acomodação com famílias sul-africanas com quartos individuais e duplos – e, para quem quer ainda mais conforto, uma opção que garante acomodação em uma suíte na casa de família. A Good Hope possui um coordenador especializado que visita e inspeciona todas as acomodações regularmente para garantir a qualidade e o alto padrão das moradias.

Heartland International English School

Em Winnipeg, inglês com o coração
A promessa da Heartland: oferecer o melhor ensino de inglês no Canadá. Para isso, a escola investe em um currículo completo, em funcionários e professores dedicados e profissionais, em instalações modernas, em famílias dedicadas que recebem estudantes internacionais. E finalmente: a cidade perfeita para aprender inglês, Winnipeg. Localizada na agradável Winnipeg, na província canadense de Manitoba, a Heartland International English School foi fundada em 1999. Desde então, já abriu suas portas para estudantes de mais de 50 países, que procuram por uma experiência única para aprender inglês no coração do Canadá. A escola está localizada no centro histórico, perto da maioria das rotas de ônibus e de lojas, restaurantes e parques. O edifício possui oito grandes salas de aula, um laboratório de informática, um media room, além de cozinha e área de refeições.

Localização
África do Sul Cidade do Cabo

Programas oferecidos
Inglês geral / Preparatórios para exames (Cambridge, Toefl, Celta, Ielts) / Estágio não remunerado na área específica de formação / Trabalhos / Work South Africa

Escola
www.ghs.co.za São três unidades, duas no bairro de Newlands, em duas casas com jardins e piscina, e outra unidade no centro da cidade. O aluno pode escolher onde es-

Método de ensino
A sala de aula é apenas uma parte do programa de estudos da Heartland. Aqui, acredita-se que é preciso incentivar as experiências de aprendizado do inglês com atividades sociais, inserindo o estudante no dia a dia da cidade. Aqui, ninguém fica parado: há sempre uma

atividade no calendário, como saídas noturnas e viagens de finais de semana. Todos os coordenadores trabalham pesado para assegurar a variedade dos eventos organizados, para que todos os estudantes possam participar – seja um evento artístico, cultural, recreativo ou esportivo – e para todos os bolsos. Na sala de aula, o aluno pode escolher entre uma variedade de programas, que vão ao encontro de suas necessidades, do nível básico ao avançado. Todos os cursos são dados em classes com poucos alunos. O Access Program, por exemplo, é flexível e com foco em conversação. Os estudantes podem começar em qualquer segunda-feira. Já o Impact Program é um curso concentrado, com objetivos rápidos, com ênfase nas quatro competências: compreensão oral, leitura, escrita e fala. Pelo Impact Program é possível, ainda, estudar vocabulário de Business English. Cada nível dura oito semanas. O Focus Program foi desenvolvido para necessidades específicas e se alterna entre preparação para os exames Toefl e Toeic a cada oito semanas. Recentemente, a Heartland desenvolveu um novo programa Study & Work, com cinco opções que incluem estudo e estágio, que pode ser remunerado ou não, além de trabalho voluntário.

Localização
Canadá Winnipeg

Programas oferecidos
Inglês geral / Inglês para negócios / Preparatório para exames / WorkStudy Program / Estágio / Trabalho voluntário

www.heartlandenglish.com

GOOD

HOPE

STUDIES

88 / 89

escolas

– A ILSC me deu a confiança que eu precisava para falar inglês e francês em qualquer lugar. Os professores são seus amigos e os amigos são sua família.
Marcelo Adriao Borges, Brasil

– Estudei por um ano na Internexus e fiquei muito feliz com meu resultado no Ielts. Os professores e os métodos de ensino são ótimos, e minha experiência foi muito positiva. A escola não é grande e nos sentimos como em uma família – os professores e os alunos vão juntos aos programas sociais, uma ótima hora para praticar inglês.
Turkiz Erdogan, 23 anos

ILSC

Inglês e francês no Canadá e na Índia
Variedade de cursos e flexibilidade na escolha de matérias são as marcas da ILSC, escola de idiomas com unidades em três cidades canadenses: Vancouver, Toronto e Montreal, com ensino de inglês e, em Montreal, opção de inglês e francês. Uma das maiores escolas privadas de idiomas do Canadá, possui modernas instalações, com salas de informática com acesso gratuito à internet, professores qualificados, orientadores de alunos que falam português, acomodação com famílias canadenses, atividades e passeios o ano todo. famoso Stanley Park. Possui quatro edifícios com um total de 82 salas de aula, sete laboratórios de informática, seis lounges para os estudantes se encontrarem e conexão wi-fi gratuita para os alunos que preferem utilizar seu laptop.

Internexus . Londres

Localização
Canadá Vancouver / Toronto / Montreal Índia Nova Déli

ILSC Toronto
Toronto ganhou uma nova sede, ampla e moderna, bem no centro da cidade. São 43 salas de aula, dois laboratórios de informática, dois internet-cafés, uma cafeteria, três lounges para os estudantes se encontrarem e conexão wi-fi gratuita. A nova localização da ILSC Toronto é ideal para atividades extracurriculares e para o estudante explorar cada canto da cidade, pois está pertinho da maioria das atrações turísticas.

Inglês dentro de um College
A dois passos do famoso Regent’s Park, o maior parque de Londres, a unidade britânica da Internexus garante um ótimo ensino no centro da cidade. A escola fica dentro do Regent’s College, em uma verdadeira comunidade universitária, com estudantes da European Business School e da Regents Business School, entre outras carreiras e faculdades. Os estudantes da Internexus têm acesso a toda a estrutura do College, o que inclui cafeteria, biblioteca, sala de informática e internet, sala de ginástica de última geração, além de um jardim privado, quadras de tênis e de futebol. A Internexus dá suporte e organiza todas as fases da viagem: oferece orientação para visto, faz o traslado do aeroporto e garante um ótimo serviço de acomodação, que pode ser em casa de família ou em residência estudantil. lham para assegurar que o aprendizado seja variado, divertido e interessante. Muitos professores têm interesses particulares ou especializações – o que permite que, além das aulas de inglês geral, a escola ofereça aulas segmentadas e específicas, como inglês para negócios, preparatórios para exames e disciplinas focadas na pronúncia ou no desenvolvimento de vocabulário. O curso padrão de inglês geral pode ter 15 ou 27 horas de aula por semana. O curso segue uma programação balanceada que cobre todas as competências linguísticas: compreensão oral, verbal, escrita e leitura. Durante as aulas, o professor foca na pronúncia, gramática e vocabulário, sempre inserindo aspectos culturais e do dia a dia britânicos. Há, ainda, cursos que combinam inglês geral com vocabulário acadêmico, para quem vai entrar em uma universidade britânica, e o Business English, um curso de verão oferecido em conjunto com a European Business School. A Internexus não se esquece da vida social de seus alunos, uma parte importante da experiência de quem estuda no exterior. E organiza eventos sociais, a maioria deles sem custos para os estudantes.

Programas oferecidos
Inglês e francês geral / Treinamento para professores / Preparação acadêmica / Inglês e francês para negócios / Inglês e francês para executivos / Treinamento corporativo / Preparatório para exames / Business English Certificates / After Hours Accelerated Programs / College and University Pathway Certificate Program / Co-operative Education (Workplace Experience Program) / Language Excellence Certificates / Premium Programs / Ranch Stay Program / Tutoring Program / Work Experience Programs / Youth Group Packages / Youth Homestay Program

Método de ensino
Fundada em 1991, nessas quase duas décadas a escola desenvolve e refina seus métodos de ensino, que se comprovaram um sucesso entre milhares de estudantes de todo o mundo. São mais de 50 cursos de inglês e francês em áreas como preparação acadêmica, preparação para exames de proficiência, negócios, artes e humanidades. Os estudantes têm flexibilidade para montar sua própria grade horária. A ILSC também organiza visitas e eventos culturais, em que os alunos vivenciam a cidade e o idioma com novos amigos, enquanto praticam o inglês no dia a dia. As atividades são variadas, para atingir os diversos interesses de cada perfil de estudante. Um membro da ILSC acompanha o grupo como guia, e os únicos custos são o de transporte e as entradas, quando necessário.

ILSC Montreal
Rodeada por parques, galeria de artes, lojas, restaurantes e cafeterias, a unidade da ILSC Montreal fica no centro da cidade. Cosmopolita e multicultural, com uma população fluente tanto na língua inglesa quanto francesa, Montreal é famosa pelo seu charme. A escola conta com 24 salas de aula, dois laboratórios de informática, uma cafeteria, um lounge para os estudantes se encontrarem e conexão wi-fi gratuita.

Localização
Reino Unido Londres

Programas oferecidos
Inglês geral / Curso semi-intensivo / Preparatório para Ielts e Cambridge / Business English Courses (curso de verão) / One-to-One / Estágio

www.ilsc.ca

ILSC Nova Déli
Primeira unidade da ILSC fora do Canadá, a escola em Nova Déli, Índia, oferece aulas de inglês e de francês. A filosofia de ensino é a mesma das unidades canadenses. Todos os professores são treinados, possuem certificados Tesol, diploma universitário e seguem a linha de ensino focada na comunicação.

Ensino
A Internexus é parte de uma grande rede de centros de ensino de línguas. Creditada pelo British Council, a unidade de Londres é uma pequena e aconchegante escola, com salas de no máximo 14 alunos. Os professores, todos com experiência e qualificação, traba-

www.internexus.com

ILSC Vancouver
Localizada no centro da cidade, a ILSC de Vancouver está próxima de shoppings, restaurantes, cafeterias e a poucos minutos das montanhas, das praias e do

90 / 91

escolas

– A experiência trouxe uma forte velocidade na minha pronúcia e perdi o medo de falar inglês em público. Trouxe a facilidade de perceber sotaques de outros países, e de perceber alguns defeitos que eu tinha. Era constantemente corrigida pela família com quem fiquei, em um acordo feito com eles. A temporada me fez refletir sobre a importância da comunicação com pessoas de outras culturas e estilos de vida.
Luciana Amazano Florido, 22 anos, Brasil

Omnicom School of Languages Malvern House
– Malvern House é um lindo lugar para aprender inglês. Eu amo Londres, é fantástico, e estamos bem no centro da cidade.
Michele, Itália Uma atmosfera dinâmica e multicultural garante muita diversão na hora de aprender. São mais de seis mil alunos por ano, que escolhem a Malvern House para estudar inglês em Londres, a charmosa e cosmopolita capital britânica. A escola de inglês para estrangeiros recebe estudantes de mais de 100 países, seja para uma estadia de poucas semanas ou de muitos meses. A Malvern House foi fundada em 2000 e é creditada pelo British Council desde 2003. programas de preparatório para exames, negócios e cursos pré-universitários. No total são 55 salas de aula e todos os edifícios possuem instalações modernas, com um ambiente confortável para que os estudantes atinjam seus objetivos de forma rápida. As instalações incluem bibliotecas, ferramentas de aprendizagem, salas de aula confortáveis, acesso gratuito a internet, wi-fi, cafeteria e lanchonete. A Malvern House está cheia de lugares para que os estudantes se encontrem, façam amigos e conversem – são os lounges onde se pode, ainda, relaxar, assistir TV, DVD’s e ler revistas. A escola oferece quatro opções de acomodação: em casa de família, em residência estudantil, em apartamentos compartilhados ou em hotéis e hostels. Todas as acomodações são inspecionadas frequentemente pela Malvern House para garantir que os locais sejam confortáveis e amigáveis.

Inglês no burburinho da capital britânica

Cursos flexíveis e qualidade de ensino em Toronto
Há mais de 30 anos ensinando inglês para estrangeiros, a Omnicom School of Languages é famosa por sua atmosfera amigável, pelos cursos de alta qualidade e preços competitivos. Aqui, os estudantes unem aprendizado em sala de aula com passeios que estimulam o uso do idioma: a escola oferece atividades diárias como saídas para boliches e pubs, além de visitas a locais turísticos, como a CN Tower – ícone de Toronto – e as Cataratas do Niágara. No inverno, os esportes são a grande diversão: esqui, skate e hóquei são algumas das atividades promovidas. E, no verão, a variedade aumenta: visitas ao Paramount Canada’s Wonderland, aos jogos do Toronto Blue Jays, e cruzeiros tanto ao Canadá Francês (Montreal, Quebec, Ottawa) quanto às cidades norte-americanas. fortável lounge e uma cozinha para curtir todos os momentos dentro da escola. Para quem está chegando a Toronto ou voltando para casa, a Omnicom disponibiliza a sua Omnivan, responsável pelos traslados de ida e volta ao aeroporto.

Localização
Reino Unido Londres

Cursos
A estrutura dos cursos é flexível: é possível trocar de curso em qualquer estágio, de acordo com as necessidades e objetivos dos estudantes, com aulas preparatórias para exames ou vocabulário de negócios, por exemplo. A Omnicom também oferece os Free English Development Workshops, que incluem temas como pronúncia, Toeic e música, além de uma assistência gratuita para procura de empregos a jovens com o Working Holiday Visa, em cargos voluntários em Toronto. Alunos que completam as 12 semanas do curso Business English Diploma Program podem se inscrever para um estágio não-remunerado em uma empresa canadense. A Omnicom School of Languages é uma instituição autorizada como Toefl iBT Center, o que possibilita aos estudantes se registrar e fazer o teste em salas especiais dentro da escola, que também oferece testes Toeic.

Programas oferecidos
Inglês geral / Fast Track / Springboard Programme / Preparatório para exames (Cambridge e Ielts) / Business English / Work Experience Programme / English for Academic Purposes / University Foundation Programme / University Pre-Masters Programme / Malvern House Business Certificate / ABE Diploma in Business Management / ABE Advanced Diploma in Business Management / ABE Diploma in Travel, Tourism and Hospitality / ABE Advanced Diploma in Travel, Tourism and Hospitality

Localização
Canadá Toronto

Instalações
Há três unidades da Malvern House, todas em Londres e em locais centrais: o Piccadilly Centre, o Bloomsbury Centre e o King’s Cross Centre. As unidades estão na rota dos principais ônibus e perto de estações de metrô. Cada unidade recebe estudantes de níveis diferentes. Na Picadilly estão os estudantes do básico, a Kings Cross recebe estudantes do intermediário, e na unidade de Bloomsbury estão os alunos de nível avançado e os

Programas oferecidos
Intensive English Program / Preparatório para o Toefl iBT / Toeic / Preparatório para o Cambridge Examination – FCE e CAE / Business English Programs / Internship Program / Teaching English as a Second Language (TESL) Certificate e Diploma, reconhecidos pela TESL Canada

Instalações
Localizada no bairro de North York, está pertinho de áreas de compras, cinemas e teatros. No mesmo edifício da Omnicom, há bancos, farmácias, restaurantes, cafeterias e lojas, além da North York Center Library, uma das maiores bibliotecas da cidade, aberta aos alunos da Omnicom. As instalações da escola contam com laboratório de informática com conexão wireless gratuita, salas de vídeo, um con-

www.omnicomstudy.com

www.malvernhouse.com

92 / 93 / 93

escolas

The Language Company
– Os funcionários da TLC em Edmond são fantásticos e nos recebem muito bem. São preparados para que tenhamos a melhor experiência na escola e nos fazem sentir como em uma segunda casa. Na TLC temos os melhores professores e os melhores amigos.
Leonardo Lando, Brasil

Desbrave os Estados Unidos com os cursos da TLC
Com onze unidades distribuídas pelos Estados Unidos, a The Language Company foi fundada em 1983 e, desde então, segue o compromisso de ensinar inglês com qualidade, e possibilitar que os estudantes voltem para casa com um idioma na ponta da língua e com ótimas lembranças de sua temporada nos Estados Unidos. Os centros ficam nos estados de Ohio, Oklahoma, Flórida, Massachusetts, Missouri, Pennsylvania, Indiana e North Dakota. Os professores informam o progresso de cada estudante durante o curso e no final de cada módulo há uma avaliação do aprendizado em áreas como conversação, trabalhos em classe e para casa, testes e participação em sala.

Localização
Estados Unidos Boston / Bowling Green / Edmond / Liberty / Orlando / Okmulgee / Chester / South Bend / Minot / Shawnee / Tahlequah

Acomodação
A The Language Company tem à disposição dos estudantes vários tipos de acomodação. Quem se hospeda em casa de família, por exemplo, tem três refeições diárias (duas refeições em Boston) e transporte para a escola. Alguns centros oferecem, ainda, a opção de estadias em residências universitárias. É o caso das escolas em Shawnee, Edmond, Tahlequah, Okmulgee, Boston, South Bend e Chester & Minot. Quem escolhe essa opção tem de 19 a 20 refeições por semana. Para quem quer mais privacidade, há opções de acomodação em apartamentos mobiliados ou, ainda, em hotéis.

Programas oferecidos
Inglês intensivo / Inglês semiintensivo / Inglês para executivos / Inglês para a indústria de petróleo / Preparatório para exames (Toefl) / Programa de férias / High school / Community experience

Ensino
Os diretores, professores e todos os funcionários da The Language Company têm o mesmo compromisso: ajudar os estudantes a aprender. Por isso, disponibilizam serviços focados nos interesses dos estudantes, incluindo um conselheiro acadêmico e uma rede de colleges cooperados que podem encontrar o curso superior ideal para quem quer estudar nos Estados Unidos.

www.thelanguagecompany.com

94 / 95 90 / 95

www.yazigitravel.com.br

cursos no exterior

Os principais destinos para

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful