You are on page 1of 4

Prof.

Fabricio Scheffer

INSTRUÇÃO: O enunciado abaixo, refere-se à questão de número


04

Um objeto em forma de bloco, partindo do repouso, desliza ao


longo de um plano inclinado de comprimento L, livre de qual-
01. (UFRGS 1996) Um corpo com massa de 2 kg, em movimento quer atrito.
retilíneo, tem a sua velocidade linear variando no tempo de
acordo com o gráfico abaixo.
04. (UFRGS 1997) Que distância percorre o bloco sobre o plano
inclinado até adquirir a metade da quantidade de movimento
que terá no final do plano?

(A) L/4
(B) L(2 –1)
(C) L/2
(D) L/2
(E) (3L)/4

05. (UFRGS1998) Uma variação na quantidade de movimento de


um corpo, entre dois instantes está necessariamente associa-
da à presença de

(A) Uma aceleração


(B) Um trabalho mecânico
O valor do impulso e do trabalho da força resultante sobre (C) Uma trajetória circular
o corpo entre t = 0 e t = 4 s valem, respectivamente, (D) Uma colisão
(E) Uma explosão
(A) 8 N.s e 24 J .
(B) 24 N.s e 8 J. 06. (UFRGS 2000) Dois vagões de trem, de massa 4 x 104 kg e 3
(C) 16 N.s e 24 J. x104 kg, deslocam-se no mesmo sentido, sobre uma linha fér-
(D) 24 N.s e 96 J . rea retilínea. O vagão de menor massa está na frente, mo-
(E) 16 N.s e 96J. vendo-se com uma velocidade de 0,5 m/s. A velocidade do
outro é 1 m/s. Em dado momento, se chocam e permanecem
02. (UFRGS 1996) Dois corpos com massas de 2 kg e 4 kg se acoplados. Imediatamente após o choque, a quantidade de
movimentam, livres de forças externas, na mesma direção e movimento formado pelos dois vagões é
em sentidos contrários, respectivamente com velocidades que (A) 3,5 x104 kg.m/s.
valem 10 m/s e 8 m/s, colidem frontalmente. Qual pode ser a (B) 5,0 x104 kg.m/s.
máxima perda de energia cinética do sistema constituído pelos (C) 5,5 x104 kg.m/s.
dois corpos durante a colisão? (D) 7,0 x104 kg.m/s.
(E) 10,5 x104 kg.m/s.
(A) 228 J
(B) 216J 07. (UFRGS 2002) O gráfico de velocidade contra tempo mostra-
(C) 114 J do abaixo representa o movimento executado por uma partí-
(D) 54 J cula de massa m sobre uma linha reta, durante um intervalo
(E) 12 J de tempo 2T.

03. (UFRGS 1997) Um sistema formado por duas massas, m1 e


m2 com uma mola de massa desprezível comprimida inicial-
mente em repouso. Quando essas massas são liberadas, elas
se afastam uma da outra, impulsionadas pela mola, e atingem
velocidades máximas cujos módulos são V1 e V2, respectiva-
mente. A figura representa essa situação.

Selecione a alternativa que preenche corretamente as lacunas


nas afirmações abaixo, referentes àquele movimento, na ordem
em que elas aparecem.

Supondo que não sejam exercidas forças externas sobre o sis- - Em módulo, a quantidade de movimento linear da partícula
tema, o quociente m1 / m2 é dado por no instante T é igual a...................
- Em módulo, a variação da quantidade de movimento da par-
(A) V2 / V1 tícula ao longo do intervalo de tempo, 2T é igual a ................
(B) V1 / V2
(C) (V1 / V2)1/2 (A) zero - zero
(D) (V2 / V1)1/2 (B) zero - 2mV
(E) (V2 / V1)2 (C) zero - mV
(D) mV - zero
(E) mV - 2mV

Aula 16 – Impulso e quantidade de movimento


Prof. Fabricio Scheffer

INSTRUÇÃO: A questão 08 refere-se ao enunciado abaixo. INSTRUÇÃO: A questão 11 refere-se ao enunciado abaixo.
Para um observador O, situado em um sistema de referência Um par de carrinhos idênticos, cada um com massa igual a
inercial, o único campo existente no interior de um tubo de vi- 0,2 kg, move-se sem atrito, da esquerda para a direita, sobre
dro – dentro do qual foi feito vácuo – é um campo elétrico uni- um trilho de ar reto, longo e horizontal. Os carrinhos, que es-
forme cujo valor permanece constante no tempo. Uma peque- tão desacoplados um do outro, têm a mesma velocidade de
na esfera metálica eletricamente carregada é introduzida no 0,8 m/s em relação ao trilho. Em dado instante, o carrinho
tubo e o seu comportamento é observado, a partir do instante traseiro colide com um obstáculo que foi interposto entre os
em que ela é solta. dois. Em conseqüência dessa colisão, o carrinho traseiro passa
a se mover da direita para a esquerda, mas ainda com veloci-
08. (UFRGS/2003) As afirmações são feitas para o caso em que a dade de módulo igual a 0,8 m/s, enquanto o movimento do
esfera, com relação ao observador O, é solta com velocidade carrinho dianteiro prossegue inalterado.
inicial diferente de zero.
11. (UFRGS/2005) Em relação ao trilho, os valores, em kg.m/s,
I. A quantidade de movimento linear da esfera permanece da quantidade de movimento linear do par de carrinhos antes
constante. e depois da colisão são, respectivamente,
II. A energia cinética da esfera permanece constante.
III. A força exercida sobre a esfera se mantém constante. (A) 0,16 e zero.
Quais estão corretas do ponto de vista do observador O? (B) 0,16 e 0,16.
(C) 0,16 e 0,32.
(A) Apenas II. (D) 0,32 e zero.
(B) Apenas III. (E) 0,32 e 0,48.
(C) Apenas I e II.
12. (UFRGS 2006) Uma pistola dispara um projétil contra um
(D) Apenas I e III.
saco de areia que se encontra em repouso, suspenso a uma
(E) I, II e III.
estrutura que o deixa completamente livre para se mover. O
projétil fica alojado na areia. Logo após o impacto, o sistema
09. (UFRGS 2004) Um observador, situado em um sistema de
formado pelo saco de areia e o projétil move-se na mesma di-
referência inercial, constata que um corpo de massa igual a 2
reção do disparo com velocidade de módulo igual a 0,25 m/s.
kg, que se move com velocidade constante de 15 m/s no sen-
Sabe-se que a relação entre as massas do projétil e do saco
tido positivo do eixo x, recebe um impulso de 40 N.s em senti-
de areia é de 1/999.
do oposto ao de sua velocidade. Para esse observador, com
Qual é o módulo da velocidade com que o projétil atingiu o
que velocidade, especificada em módulo e sentido, o corpo se
alvo?
move imediatamente após o impulso?
(A) -35 m/s. (A) 25 m/s.
(B) 35 m/s. (B) 100 m/s.
(C) -10 m/s. (C) 250 m/s.
(D) -5 m/s. (D) 999 m/s.
(E) 5 m/s. (E) 1000 m/s.
10. (UFRGS/2005) O gráfico abaixo representa as velocidades
(v), em função do tempo (t), de dois carrinhos , X e Y, que se
deslocam em linha reta sobre o solo, e cujas massas guardam INSTRUÇÃO: A questão 13 refere-se ao enunciado abaixo.
entre si a seguinte relação: mx = 4my.
A figura que segue representa uma mola, de massa desprezível,
comprimida entre dois blocos, de massas M1= 1kg e M2 = 2 kg, que
podem deslizar sem atrito sobre uma superfície horizontal. O
sistema é mantido inicialmente em repouso.

Num determinado instante, a mola é liberada e se expande,


impulsionando os blocos. Depois de terem perdido contato com a
mola, as massas M1 e M2 passam a deslizar com velocidades de
módulos V1 = 4 m/s e V2 = 2 m/s, respectivamente.

A respeito desse gráfico, considere as seguintes afirmações. 13. (UFRGS 2007) Quanto vale, em kg.m/s, o módulo da
quantidade de movimento total dos dois blocos, depois de
I – No instante t = 4s, X e Y têm a mesma energia cinética. perderem contato com a mola?
II – A quantidade de movimento linear que Y apresenta no
instante t = 4s é igual, em módulo, à quantidade de movi- (A) 0.
mento linear que X apresenta no instante t = 0. (B) 4.
III – No instante t = 0, as acelerações de X e Y são iguais em (C) 8.
módulo. (D) 12.
(E) 24.
Quais são corretas?

(A) Apenas I.
(B) Apenas III.
(C) Apenas I e II.
(D) Apenas II e III.
(E) I, II e III.

Aula 16 – Impulso e quantidade de movimento


Prof. Fabricio Scheffer

14. (UFRGS 2008) Assinale a alternativa que preenche 17. (UFRGS 2011) Duas bolas de bilhar colidiram de forma com-
corretamente as lacunas do texto abaixo, na ordem em que pletamente elástica. Então, em relação à situação anterior à colisão,
aparecem.
Nos quadrinhos a seguir, vemos uma andorinha em vôo perseguindo (A) Suas energias cinéticas individuais permanecem iguais.
um inseto que tenta escapar. Ambos estão em MRU e, depois de urn (B) Suas quantidades de movimento individuais permanecem
tempo, a andorinha finalmente consegue apanhar o inseto iguais.
(C) A energia total e a quantidade de movimento total do
sistema permaneceram iguais.
(D) As bolas de bilhar se movem, ambas, com a mesma
velocidade final.
(E) Apenas a quantidade de movimento total permanece
igual.

18. (UFRGS 2012) Um bloco, deslizando com velocidade v sobre


Nessas circunstâncias, pode-se afirmar que, imediatamente após uma superfície plana sem atrito, colide com outro bloco idêntico,
apanhar o inseto, o módulo da velocidade final da andorinha é........ que está em repouso. As faces dos blocos que se tocam na colisão
modulo de sua velocidade inicial; e que o ato de apanhar o inseto são aderentes, e eles passam a se mover como um único objeto.
pode ser considerado como uma colisão......... Sobre esta situação, são feitas as seguintes afirmações.
(A) maior que o- inelástica I - Antes da colisão, a energia cinética total do blocos é o dobro da
(B) menor que o - elástica energia cinética total após a colisão.
(C) maior que o - elástica II - Ao colidir, os blocos sofreram uma colisão elástica.
(D) menor que o - inelástica III- Após a colisão, a velocidade dos blocos é v/2.
(E) igual ao - inelástica Quais estão corretas?
(A) Apenas I.
15. (UFRGS 2009) Um bloco, movendo-se com velocidade (B) Apenas II.
constante Vo, colide frontalmente com um conjunto de dois blocos (C) Apenas III.
que estão em contato e em repouso (V = 0) sobre uma superfície (D) Apenas I e III.
plana sem atrito, conforme indicado na figura abaixo. (E) I, II e III.

19. (UFRGS 2013) Assinale a alternativa que preenche correta-


mente as lacunas da sentença abaixo, na ordem em que aparecem.
C Dois blocos, 1 e 2, de massas iguais, movem-se com velocidades
onsiderando que as massas dos três blocos são iguais e que a constantes de módulos V1i>V2i, seguindo a mesma direção
colisão é elástica, assinale a figura que representa o movimento dos orientada sobre uma superfície horizontal sem atrito. Em certo
blocos após a colisão. momento, o bloco 1 colide com o bloco 2. A figura representa dois
instantâneos desse movimento, tomados antes (X) e depois (Y) de
o bloco 1 colidir com o bloco 2. A colisão ocorrida entre os instantes
representados é tal que as velocidades finais dos blocos 1 e 2 são,
respectivamente V1f=V2i e V2f=V1i

Com base nessa situação, podemos afirmar corretamente que a


colisão foi........e que o módulo do impulso sobre o bloco 2
foi........que o módulo do impulso sobre o bloco 1.
(A) inelástica - o mesmo
(B) inelástica - maior
(C) perfeitamente elástica - maior
(D) perfeitamente elástica - o mesmo
(E) perfeitamente elástica - menor

20. (UFRGS 2014) Um objeto de massa igual a 2kg move-se em


linha reta com velocidade constante de 4m/s. A partir de um certo
instante, um força de módulo igual a 2N é exercida por 6s sobre um
objeto, na mesma direção de seu movimento. Em seguida, o objeto
colide frontalmente com um obstáculo e tem seu movimento inver-
tido, afastando-se com velocidade de 3 m/s.

16. (UFRGS 2010) Um cubo de massa específica desliza com O módulo do impulso exercido pelo obstáculo e a variação da ener-
velocidade de módulo v0 sobre uma mesa horizontal, sem atrito, em gia cinética do objeto, durante a colisão em N.s e J, foram, res-
direção a um segundo cubo de iguais dimensões, inicialmente em pectivamente
repouso. Após a colisão frontal, os cubos se movem juntos sobre a
mesa, ainda sem atrito, com velocidade de módulo vf = 3vo/4.
Com base nessas informações, é correto afirmar que a massa a)26,-91
específica do segundo cubo é igual a b)14,-91
(A) 4 c)26,-7
(B) 9 d)14,-7
(C) 7 1/9 e)7,-7
(D) 3
(E) 

Aula 16 – Impulso e quantidade de movimento


Prof. Fabricio Scheffer

Obrigatórios Impulso e Q
1-E ; 2-B ; 3-A ; 4-A ; 5-A ; 6-C ; 7-B ; 8-B ; 9-D ; 10-C; 11-D
12-C ; 13-A ; 14-D ; 15-A ; 16-E; 17-C; 18-D; 19-D; 20-A

Aula 16 – Impulso e quantidade de movimento