You are on page 1of 8

Material de estudo

Jonathas Queiroz
Mestre em Ciências Contábeis (UFRJ)
MBA – Auditoria Tributária (UFRJ)
Graduação em Ciências Contábeis (UFRJ)

• WELSCH, GLENN ALBERT. Orçamento Empresarial . Editora: Atlas.


• BOLETIM IOB: Cadernos: Temática Contábil, Legislação Societária.
• SOBANSKI, JAERT J. Prática de Orçamento Empresarial. Editora:
Atlas.

Objetivo da Disciplina

Projetar planejamento de resultados através


de conceitos e Técnicas.

1
Material de estudo

Conceituação
Mecanismos Orçamentários
Demonstrações Financeiras Estimadas

23/08/13

1. Definições
2. Objetivos globais de longo prazo da
empresa
3. Plano de resultados a longo prazo
4. Plano de resultados em curto prazo para
vários níveis de responsabilidade
5. Sistema de relatórios periódicos de
desempenho para os vários níveis de
responsabilidade

Pode ser definido como um enfoque


sistemático e formal à execução das
responsabilidades de planejamento,
coordenação e controle da administração.

2
Material de estudo

Implica em elementos de:


Realismo
Flexibilidade
Atenção permanente

Embora o planejamento e o controle de


resultados estejam relacionados à
contabilidade, bem como outras funções da
empresa, elas não podem ser
satisfatoriamente classificados como uma
técnica contábil

O conceito geral de planejamento e controle


de resultados envolve a integração de
numerosas abordagens técnicas de
administração.

3
Material de estudo

Objetivos não são apenas os alvos


imaginados e/ ou externados por executivos
no dia-a-dia para atingir algo rapidamente, o
que se tem em mente são os desígnios
premeditados que valem para a empresa
como um todo, que se referem a posições
desejadas a serem conquistadas ao longo de
muitos anos e que procuram antecipar-se a
mudanças do meio ambiente e da adaptação
da empresa a estas mudanças.

Os objetivos gerais devem evitar a definição


específica de metas quantitativas. Devem
focalizar fatores genéricos, tais como
potencialidade econômica a longo prazo,
atitudes em relação aos clientes, qualidades
dos produtos e serviços.

Definir o propósito da empresa;


Esclarecer a filosofia-natureza da empresa;
Criar determinado “clima” interno
Criar orientação geral para os
administradores, para que as suas decisões
reflitam com equidade e justiça para os
indivíduos envolvidos.

4
Material de estudo

1.2 - Objetivos globais de longo prazo da empresa

Objetivos
Estratégia 1 Estratégicos
(Visão)
Estratégia 2
Ambiente
futuro
Ambiente
atual
Estratégia n
Ponto de
partida

A tarefa essencial da administração consiste


em manipular as combinações de fluxos de
planejamento para que os objetivos da
empresa a longo prazo sejam alcançados.

Os objetivos são estabelecidos em grande


parte em termos financeiros.
A consolidação dos diversos planos será
efetuada por uma equipe centralizada de
assessores sob a supervisão do administrador
financeiro.

5
Material de estudo

Uma das etapas do processo de planejamento


caracteriza-se pela necessidade de planejar o
curto prazo, ou seja, as ações para o próximo
exercício.

Nesta etapa consiste na elaboração de planos


operacionais de produção e de vendas e na
mensuração econômico-financeira desses
planos.

O que é planejamento? O que é orçamento?


É a definição de um futuro É a expressão monetária
desejado e dos meios de um plano operacional.
eficazes para alcançá-lo.
É um processo de É a etapa final de um
tomada de decisão por processo de
antecipação. planejamento.
É um processo orientado no É um compromisso de
sentido de produzir uma ou realização.
várias situações futuras.
Envolve um conjunto de É um instrumento de
acompanhamento e contínua
decisões avaliação de desempenho das
interdependentes. atividades e dos departamentos.

6
Material de estudo

A utilização do sistema orçamentário força todos os membros da


administração a fazerem seus planos de acordo com os planos
de outras unidades da empresa. Isso aumenta o grau de
participação de todos na fixação dos objetivos da mesma.
Em decorrência da utilização do sistema, os objetivos são
concretamente fixados para toda a empresa e suas unidades.
Reduz o envolvimento dos altos administradores com as
operações diárias. Favorece a delegação de poderes.
Na fase de acompanhamento e controle, o sistema permite o
princípio de administração por exceção, ou seja, direciona a
atenção para as diferenças significativas provenientes da
comparação entre o realizado e o planejado.

A execução de planos implica a necessidade


de controle contínuo e dinâmico em sintonia
com as responsabilidades atribuídas às
diversas unidades da empresa.
É através do controle dinâmico e flexível que
a execução dos planos administrativos é
conseguida.

O programa de planejamento e controle de


resultados deve apoiar-se firmemente na
responsabilidade e na dedicação dos
executivos de linha à formulação, execução e
consecução dos objetivos da empresa.

7
Material de estudo

Os assessores dos executivos devem ser


responsáveis por:
1- Projetar e aperfeiçoar o sistema (e não tomar
decisões);
2- Supervisionar e coordenar o funcionamento
do sistema;
3- fornecer assistência técnica especializada,
realizar análise e oferecer conselhos aos
administradores de linha;
4- Conceber e distribuir relatórios de
desempenho.

O principal administrador financeiro deve ser


responsável pelo assessoramento geral do
programa de planejamento e controle de
resultados.