You are on page 1of 6

Call de abertura

28 de setembro de 2017

28/09/17
CONTEÚDO
02 Estratégia
03 No radar Analista responsável
Victor Benndorf

03 Agenda econômica
victor@benndorf.com.br
(0xx11) 4032-4403

Benndorf Research
04 Análise IBOV (giro / longo prazo) www.benndorf.com.br
Estratégia
O cenário
O anúncio da reforma fiscal americana teve um efeito esperado nos mercados com
um sentimento de "otimismo cauteloso". Como comentado, parte desse driver já foi
precificado pelos investidores e o governo local ainda deve "explicar" como pagará
pela redução de impostos - afinal, essa perda de receita terá que ser compensada de
alguma forma e terá que ser aprovada pelo congresso.

Bottom line: esperamos uma reação positiva limitada e de curto prazo (apena).

Por aqui, o cenário político deve se manter no centro das atenções e, como sempre,
as tensões no planalto continuam representando riscos significativos para a não
aprovação das nossos duras e necessárias reformas previdenciária, fiscal e política.

PIB USA em alta = dólar mais forte


A moeda segue em recuperação no curto prazo (como projetado) e deve ganhar alguma
força após os comentários de Yellen (ontem) e um PIB mais forte que o esperado para
o 2T17. Seguimos "comprados" na moeda com alvo nos $3,300.

Petróleo em alta como projetado


A commodity deve ganhar força após a divulgação dos estoques de petróleo americano
no pregão de ontem mostrando queda inesperada (driver positivo para os preços).
Com isso, mantemos a nossa recomendação de posições mais elevadas em PETR4 e
alguma redução de VALE3 nas carteiras (minério de ferro em queda novamente no
pregão de hoje).

Estratégia
O índice brasileiro segue em correção no curto prazo, como projetado! Como os
senhores podem notar, adotamos uma postura mais defensiva para as operações de
giro com o intuito de proteção de capital (e estamos bastante satisfeitos com ela até o
presente momento).

O que estamos monitorando para voltar às compras: um sólido movimento de


reversão positiva acima dos 73.000 pontos deve reiniciar o viés de alta no curto prazo
e melhorar o cenário para novas operações de swing trading...estamos de olho.

Estratégia de longo prazo inalterada...ver página 4.

Operações de giro
No radar

PIB 2T17 (EUA)


Revisado para cima
A atualização do PIB americano
mostrou crescimento acima do
projetado com alta de +3,1% no
segundo trimestre de 2017.

Estoques petróleo
Em baixa
Os estoques de petróleo nos EUA
mostraram queda inesperada no
pregão de ontem, colaborando
para a sustentação do preço da
commodity.

Dólar (USD BRL)


Reversão positiva
O dólar mantém o viés de alta no
curto prazo, como projetado. Alvo
nos $3,300.

Petróleo (WTI)
Em alta no curto prazo
Os contratos do petróleo (WTI)
estão rompendo a resistência
projetada nos $50,00 dólares e
também o viés de alta no curto
prazo (driver positivo para o setor).
Alvo nos $55,00 dólares.
Cenário técnico Ibovespa (IBOV)
O índice brasileiro confirmou a perda do suporte nos 75.000 pontos e um Gráfico Semanal e
leve movimento corretivo nos gráficos diários (curto prazo). Entretanto,
não há confirmação de reversão negativa para o mercado brasileiro - por
diário
ora, consideramos essa venda como uma realização de lucro pontual (e Longo prazo ATRATIVO
saudável).
Estratégia recomendada manutenção
Resistência principal 76.500
Estratégia de giro (swing trading):
Recomendamos um posicionamento defensivo nas operações de curto Suporte imediato 73.000
prazo até observarmos uma nova reversão positiva. Estratégia de compra:
Exposição recomendada: moderada
aguardar por um sólido movimento de reversão positiva acima dos 73.000
pontos.

Reversão positiva = rompimento das máximas do dia anterior.


Parâmetros técnicos
Tendência de longo prazo
Estratégia de longo prazo (carteiras):
Tendência de curto prazo
Apesar do viés de alta, devemos alertar que muitos papéis (empresas)
já oscilam em patamares de sobrecompra (tanto gráfica como Média móvel longa compra
fundamentalmente) e recomendamos maior seletividade nesse patamar
Média móvel curta compra
além de uma redução da volatilidade nos portfólios (troca de ações mais
agressivas por empresas menos voláteis, mais defensivas ou ações de Estocástico sobrecompra
dividendos).
Momentum compra

Adicionalmente, os investidores também podem recorrer à uma redução


parcial das carteiras e retomar compras após uma correção mais forte.

Benndorf Research
www.benndorf.com.br
Agenda macro global

Fonte:Investing.com

Cenário técnico
Disclaimer

1. Este relatório foi elaborado com único propósito de fornecer informações aos destinatários, não se constituindo, em nenhuma
hipótese, uma oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro ou valores mobiliários em qualquer
jurisdição. O analista não garante, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão das informações.
Informações contidas neste relatório são consideradas confiáveis na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas, em
principio, fidedignas e de boa-fé. As opiniões contidas neste relatório de análise são baseadas em julgamentos e estimativas, estando,
portanto, sujeitas a mudanças sem aviso prévio. 2. Victor Benndorf Silva, analista de investimento responsável pela elaboração deste
relatório, em conformidade ao artigo 17, na Instrução CVM nº 483/10, declara que: é credenciado pela APIMEC e suas recomendações
refletem única e exclusivamente sua opinião pessoal e que foram elaboradas de forma independente. Não está em qualquer situação
que possa afetar a imparcialidade do relatório ou que configure ou possa configurar conflito de interesses. Sua remuneração é fixa
e não está, diretamente ou indiretamente, relacionada à recomendação específica ou atrelada à precificação de quaisquer valores
mobiliários de emissão da companhia objeto da análise neste relatório. 3. Os instrumentos financeiros discutidos neste relatório
podem não ser adequados para todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, situação
financeira ou necessidades específicas de cada investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com
base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A rentabilidade de instrumentos financeiros
pode apresentar variações, e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir. Os desempenhos anteriores não são necessariamente
indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste relatório em
relação a desempenhos futuros. O analista (Victor Benndorf Silva) se exime de responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos
ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. 4. Este relatório não pode ser reproduzido ou
redistribuído para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento.