You are on page 1of 13

Eficiência Energética

Eficiência energética
  São  prá(cas  que  visam  tornar  mais  eficiente  o  uso  da  energia,  seja  ela  elétrica  ou  térmica.    
  Em  edificações,  “a  eficiência  energé(ca  pode  ser  entendida  como  a  obtenção  de  um  serviço  com  
baixo  dispêndio  de  energia.  Portanto,  um  ediDcio  é  mais  eficiente  energicamente  que  outro  
quando  proporciona  as  mesmas  condições  ambientais  com  menor  consumo  de  
energia.”  (Lamberts  et  al.,1997).  

É  o(mizar  a  edificação  para  que  ela  atenda  as  


necessidade  de  uso,  mas  que  consuma  o  mínimo  
possível  de  energia.  
Eficiência energética
  Essas  prá(cas  quando  aplicadas  corretamente,  podem  gerar  economias  significa(vas  na  conta  
de  energia  elétrica,  e  de  quebra  ajudar  o  meio  ambiente.  

  Em  edificações  comerciais  essa  economia  pode  


Recentemente  foi  realizado  um  estudo,   ser  ainda  mais  significa(va,  visto  que  as  
onde  uma  família  trocou  de   possibilidades  de  melhorias  são  ainda  maiores.  
apartamento  e  aliado  a  isso  trocou  os  
equipamentos  para  outros  mais  
eficientes.  Essa  troca  gerou  cerca  de  
49%  de  economia  de  energia  por  ano.  
Eficiência Energética
  As  medidas  para  tornar  uma  edificação  mais  eficiente  
podem  incluir  desde  uma  simples  troca  de  lâmpada  até  a  
execução  de  uma  parede  e/ou  cobertura  com  isolamento  
térmico.  Sendo  tudo  dimensionado  de  acordo  com  as  
necessidades  do  usuário.  
  Por  isso,  o  ideal  é  que  os  conceitos  de  eficiência  energé(ca  
sejam  empregados  desde  a  fase  de  projeto,  pois  é  nesta  
etapa  que  as  mudanças  podem  ocorrer  de  forma  mais  
flexível.  
  Assim,  cada  vez  mais  o  proje(sta  deve  obter  conhecimento  
sobre  quais  medidas  de  eficiência  energé(ca  (MEES)  são  
mais  adequadas  a  cada  (po  de  edificação  e  usuário.  
MEES
  Primeiramente,  para  a  implantação  de  qualquer  MEE,  é  necessário  um  estudo  sobre  a  função  da  
edificação,  a  ro(na  do  usuário,  a  sua  localização,  o  layout  interno,  entre  outros.    
  Por  exemplo,  em  uma  residência  a  subs(tuição  do  (po  de  ar  condicionado  às  vezes  trará  menos  
resultado  do  que  a  subs(tuição  das  lâmpadas  fluorescentes  por  LED.  Isto  porque,  a  edificação  é  
ocupada  somente  no  período  noturno,  e  está  construída  em  um  local  onde  as  condições  
climá(cas  favorecem  a  ven(lação  natural.  
  Já  em  uma  edificação  comercial,  como  a  sede  de  uma  empresa,  se  ela  (ver  pele  de  vidro  na  
fachada,  provavelmente  as  MEES  recomendadas  seriam  a  instalação  de  sistema  de  
condicionamento  de  ar  central,  de  alta  eficiência,  como  também  a  colocação  de  persianas  nas  
janelas,  para  controle  da  iluminação  natural,  além  de  controle  independente  das  lâmpadas  
próximas  as  aberturas,  permi(ndo  que  estas  sejam  desligadas  quando  não  são  necessárias.  
MEES
  Algumas  das  MEES  mais  pra(cadas  são:  
1.  Troca  de  equipamentos  por  outros  mais  eficientes:  
 Troca  de  equipamentos  por  outros  que  de  preferência  tenham  recebido  ENCE  nível  A  ou  
Selo  Procel  do  INMETRO.    
2.  Disposi7vos  de  desligamento  automá7co  de  iluminação  e  condicionamento  de  ar:  
  Incluir   disposi(vos   que   desliguem   os   sistemas   ao   não   detectar   presença   no   ambiente.  
Outro  controle  que  pode  ser  ú(l  é  o  que  mantém  a  temperatura  do  ambiente  constante,  dessa  
forma  evita  o  desagradável  “aumenta  e  diminui  o  ar  condicionado”  e  garante  maior  eficiência.    
 Outro  controle  que  pode  ser  instalado,  porém  ainda  é  caro,  é  o  sensor  de  iluminação,  
onde   de   acordo   com   a   quan(dade   de   luz   de   natural   que   entra   no   ambiente,   ele   aumenta   ou  
diminui  a  iluminação  ar(ficial.  
MEES
3.  Controle  independente  de  lâmpadas  próximas  às  aberturas:  
  Esse   (po   de   controle   auxilia   no   desligamento   das   lâmpadas   próximas   as   janelas,  
quando   a   sua   iluminação   não   é   necessária.   É   uma   alterna(va   mais   barata   do   que   o   sensor  
descrito  no  item  anterior.  
4.  Instalação  de  persianas  ou  venezianas  para  controle  de  iluminação  natural  e/ou  calor:  
  As   persianas,   como   são   instaladas   na   parte   interior   da   edificação,   auxiliam  
predominantemente   no   controle   da   iluminação   natural,   evitando   os   ofuscamentos   por   conta  
da  claridade.    
  Já   as   venezianas,   como   são   instaladas   na   parte   externa,   quando   fechadas,   não  
permitem   que   os   raios   solares   entrem   na   edificação   e   aumentem   a   temperatura   interna,   e  
consequentemente  diminuiu  a  energia  gasta  em  condicionamento  de  ar.  
MEES
5.  Garan7r  boa  ven7lação  natural  (no  caso  de  edificações  residenciais):  
 Para  ven(lação  natural,  as  edificações  residenciais  aproveitam  mais  pelo  fato  de  que  o  
vento  pode  atrapalhar  as  a(vidades  em  uma  edificação  comercial.    
 A  boa  ven(lação  natural  pode  ser  garan(da  através  de  ven(lação  cruzada,  instalando  
janelas  em  fachadas  opostas  da  residência,  observando  a  predominância  dos  ventos.  Inves(ndo  
nesse  fator,  o  condicionamento  de  ar  acaba  sendo  u(lizado  somente  em  dias  extremos.  
6.  Garan7r  um  bom  projeto  luminotécnico:  
  Alguns   aspectos   de   um   bom   projeto   luminotécnico   já   foram   citados   em   itens  
anteriores,   porém   para   a   garan(a   de   que   ele   será   eficiente,   deve   ser   estudado   o   (po   de  
a(vidade  desenvolvida  em  cada  ambiente  e  quais  as  necessidades  de  fluxo  luminoso.  
  Além   disso,   para   a   compra   das   lâmpadas,   deve   ser   observada   a   eficiência   luminosa   da  
mesma,  pois  em  alguns  casos,  uma  lâmpada  pode  ter  uma  potência  menor  que  outra,  porém  
ter  mais  eficiência  luminosa  e  ser  mais  adequada.  
MEES
6.  Adequação  de  componentes  constru7vos  às  caracterís7cas  bioclimá7cas  da  região:  
  Essa   adequação   é   mais   recomendada   na   fase   de   projeto,   visto   que   as   MEES   após   a  
construção  podem  ser  inviáveis.    
 O  princípio  é  de  que  edificações  no  nordeste  do  Brasil  tem  necessidades  diferentes  do  
que  as  localizadas  no  sul.  Então  para  melhor  compreender  essas  caracterís(cas,  é  ú(l  saber  em  
qual   zona   bioclimá(ca   a   edificação   está   ou   será   construída.   Um   so#ware   gratuito   que   traz  
todas  as  cidades  brasileiras  e  seu  zoneamento  é  ZBBR,  que  pode  ser  baixado  no  site  do  LabEEE  -­‐  
UFSC  (hjp://www.labeee.ufsc.br/).  
  A   NBR   15220   foi   desenvolvida   para   limitar   as   caracterís(cas   térmicas   que   os  
componentes   da   edificação   deve   possuir,   em   outras   palavras,   de   acordo   com   a   zona  
bioclimá(ca,  ela  diz  qual  a  caracterís(ca  térmica  mínima  que  o  ediDcio  deve  ter.  
  Essas   limitações   vão   desde   transmitância   térmica   da   parede   e   cobertura   a   ser  
u(lizada,  até  o  fator  solar  do  vidro.  
MEES
6.  Adequação  de  componentes  constru7vos  as  caracterís7cas  bioclimá7cas  da  região:  
 Um  exemplo  disso  é  que  na  serra  catarinense,  onde  a  ZB  é  1,  é  recomendado  que  as  
paredes   e   coberturas   possuam   algum   (po   de   isolamento   para   garan(r   que   as   temperaturas  
baixas   não   sejam   transmi(das   para   o   interior   da   edificação.   Além   disso   é   necessário   que   as  
aberturas  sejam  médias  e  que  permitam  a  entrada  de  luz  no  inverno.  
 No  caso  do  nordeste,  onde  a  ZB  é  8,  é  recomendável  que  seja  aproveitada  a  ven(lação  
natural,  para  manter  uma  temperatura  de  conforto  dentro  da  residência,  além  de  instalação  de  
grandes   aberturas   e   sombreamento   das   mesmas.   No   caso   de   edificações   comerciais,   é  
recomendável  isolamento  das  paredes  e  coberturas  (como  na  ZB1)  para  garan(r  que  as  altas  
temperaturas   não   entrem   no   ediDcio,   e   também   garan(r   a   estanqueidade   dos   ambientes   e  
assim  o  condicionamento  de  ar  ser  mais  eficiente.  
   
MEES
6.  Adequação  de  componentes  constru7vos  as  caracterís7cas  bioclimá7cas  da  região:  
  Uma   ferramenta   ú(l   para   a   escolha   de   quais  
alterna(vas   constru(vas   u(lizar   é   o   Projeteee   (hjp://
projeteee.ufsc.br/),   site   desenvolvido   em   parceria   com  
o   LabEEE.   Nele   são   encontradas   as   principais   cidades  
brasileiras,   e   de   acordo   com   a   sua   porcentagem   de  
horas   em   conforto   são   ditas   quais   as   alterna(vas  
constru(vas  u(lizar.  
  O   so#ware   Analysis   BIO   traz   as   caracterís(cas  
de   diversos   locais   do   Brasil,   porém   não   é   de   fácil  
entendimento,  quando  comparado  com  o  Projeteee.  
  O   ZBBR   que   já   foi   mencionado,   traz   todas   as  
cidades   brasileiras   e   sua   respec(va   zona,   com   as  
caracterís(cas  que  são  es(puladas  pela  NBR  152220.  
 
MEES
7.  Aquecimento  de  água:  
  Em   residências   e   hotéis,   por   exemplo,   o   consumo   de   água   quente   é   grande,   e   por   sua  
vez,  se  instalado  um  equipamento  com  baixa  eficiência,  o  consumo  de  energia  pode  ser  grande.  
Na  maioria  das  residências,  ele  chega  a  ser  o  maior  consumidor  de  energia.  
  Dessa   forma   é   necessário   que   o   sistema   de   aquecimento   de   água   seja   bem  
dimensionado,   e   aplicar   medidas   como   aquecimento   solar,   aquecimento   a   gás,   ou   chuveiro  
elétrico  com  ENCE  A  e/ou  Selo  Procel  (cabe  ressaltar  que  para  a  e(quetagem  de  edificações,  a  
instalação   de   chuveiro   elétrico   não   permite   conseguir   nível   maior   que   E   no   sistema   de  
aquecimento  de  água).  
8.  Geração  de  energia:  
 Essa  é  uma  das  MEES  mais  caras  e  com  retorno  mais  demorado,  porém  ainda  é  uma  
boa  alterna(va  quando  se  quer  economizar  energia,  não  importando  o  tempo  de  retorno.  Uma  
das  principais  formas  de  geração  de  energia  é  a  de  sistemas  fotovoltaicos.  
CASO FICOU INTERESSADO E GOSTARIA DE SABER MAIS
INFORMAÇÕES, ENTRE EM CONTATO COM A GENTE:
LETICIA.ELI@ELEKTSOLAR.COM.BR