You are on page 1of 46

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA

(INTA)
CURSO: ENGENHARIA CIVIL

INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO

CAPÍTULO 1: SIGNIFICADO DA ADMINISTRAÇÃO

Prof: Me. José Batista


ORGANIZAÇÕES
 “Organização é uma entidade abstrata, de cunho jurídico,
formada por duas ou mais pessoas, trabalhando juntas e de modo
estruturado para alcançar um objetivo específico ou um conjunto
de objetivos.” (Stoner & Freeman, 1999)
 As Organizações servem à sociedade- Padaria e Polícia.
 As Organizações realizam objetivos - Transportadora e Fábrica
de Calçados.
 As Organizações desenvolvem o conhecimento - Tecnologia e
pesquisa.
 As Organizações proporcionam carreiras -Emprego e
empreendedorismo.
ORGANIZAÇÕES

 É um sistema de recursos que procura realizar algum


tipo de objetivo;
 Processo de transformação;
 Divisão do trabalho;
 Fornecem os meios de subsistência para muitas pessoas;
 Precisam ser bem administradas;
 É ADMINISTRAÇÃO QUE FAZ ORGANIZAÇÕES
SER CAPAZES DE UTILIZAR CORRETAMENTE
SEUS RECURSOS E ATINGIR SEUS OBJETIVOS.
Principais Componentes
das organizações
Recursos Organização Objetivos
•Humanos
•Materiais
•Financeiros •Processo de •Produtos
•Informação transformação •Serviços
•Espaço •Divisão do •Sucesso
•Tempo trabalho •Crescimento
•Espaço
Duas palavras são utilizadas para indicar se uma
organização tem desempenho: eficiência e eficácia.
SIGNIFICADO DA ADMINISTRAÇÃO

 A palavra administração é usada tão frequentemente no


dia-a-dia, que parece não haver dúvidas com relação a
seu significado;
O QUE É ADMINISTRAÇÃO?
 A palavra administração vem do latim ad (direção para,
tendência) e minister (subordinação ou obediência), isto
é , aquele que presta um serviço a outro.
Exemplo de organização
Questão

 Administrar é:
a) vencer crises com visão forte, motivação e energia.
b) apenas gerenciar de forma ótima os recursos financeiros.
c) ter faturamento elevado, bons produtos e estrutura organizacional
moderna.
d) alcançar metas por meio do planejamento, organização, liderança
e controle dos recursos.
e) alcançar metas apenas por meios de profissionais competentes,
com habilidades específicas.
ADMINISTRAÇÃO: CONCEITO E
IMPORTÂNCIA
 É o processo de tomar decisões sobre objetivos e utilização de
recursos.
 O processo administrativo abrange 5 tipos principais de decisões,
também chamadas processos ou funções: planejamento,
organização, liderança, execução e controle.
Processos e significados
Planejamento Definir objetivos, atividades e
recursos.
Organização Definir e dividir o trabalho e
recursos. Atribuição de
responsabilidade e autoridade.
Liderança Influência, estímulo.
Execução Realizar atividades e consumir
recursos.
Controle Assegurar a realização dos objetivos
e identificar a necessidade de
modificá-los. 9
Principais Funções da Administração
As funções do Administrador na
Organização

 Planejar
O que é?
É projetar seus objetivos e ações futuras, através de algum método,
plano ou lógica.
 Planejar o quê?
a) O produto a ser produzido;
b) O serviço a ser prestado;
c) O alvo a ser atingido;
d) A rota a ser trilhada.
As funções do Administrador na
Organização

 Organizar
 O que é?
É o processo de determinar o trabalho, a autoridade e os recursos,
entre os membros de uma Organização, de modo que possam
alcançar eficientemente os objetivos da mesma.
 O Quê?
Definir as instalações, o maquinário, a matéria-prima, a tecnologia,
os cargos, as funções, o pessoal, a infra-estrutura, as finanças, ...
As funções do Administrador na
Organização
 Liderar (dirigir, coordenar e comandar)
É o ato de dirigir, influenciar e motivar o grupo a realizar as tarefas
essenciais para se atingir os objetivos pretendidos.

 Quem?
Gerente de Produção, Chefe de montagem, Diretor de Marketing,
Supervisor de Área, Presidente da Corporação, Vice-Presidente de
Logística, etc.
As funções do Administrador na
Organização

 Controlar
É certificar-se de que os atos dos membros da organização levam-
na, de fato, em direção aos objetivos estabelecidos.

 O quê?
O volume produzido, a quantidade vendida, o grau de satisfação do
cliente, a qualidade de vida dos colaboradores, a lucratividade do
negócio, ...
Questão

Administrar é tomar decisões. Entre as principais


decisões está o planejamento, o qual consiste
em:
a) alocar os recursos necessários;
b) executar os planos;
c) coordenar equipes;
d) determinar objetivos e recursos;
e) verificar os resultados.
Questão

 A cultura compreende um conjunto de propriedades do


ambiente de trabalho, percebidas pelos empregados,
constituindo uma das forças importantes que influenciam
o comportamento. O conjunto daquilo que a força de
trabalho julga positivo ou negativo numa organização
constitui o sistema de
a) normas de uma organização.
b) valores de uma organização.
c) recompensas de uma organização.
d) poder de uma organização.
Os objetivos do Administrador na
Organização

 PETER DRUCKER aponta que o Administrador deve ser:


• Eficaz, ou seja, aquele que define corretamente o objetivo
adequado a ser alcançado, pois Eficácia é fazer a coisa certa, ou
seja, é um Fator Qualitativo.
• Eficiente, ou seja, aquele que obtém produtos e serviços
(atividade-fim) com o menor volume de recursos necessários
(meios), Eficiência é fazer certo as coisas, ou seja, é um Fator
Quantitativo.
OS 3 Es (Eficiência, Eficácia e
Efetividade)
 Eficiência: é a utilização de forma econômica dos recursos.
 Eficácia: é a realização de objetivos da organização.
Eficiência Eficácia
Ausência de desperdícios Capacidade de realizar
resultados
Uso econômico de recursos Grau de realização dos
objetivos
Menor quantidade de recursos Capacidade de resolver
para produzir mais resultados problemas
O PAPEL DA ADMINISTRAÇÃO É ASSEGURAR A
EFICIÊNCIA E EFICÁCIA DAS ORGANIZAÇÕES
OS 3 Es (Eficiência, Eficácia e
Efetividade)

 Eficiência é fazer certo as coisas. Eficácia é fazer


as coisas certas.
Peter Drucker, escritor e professor considerado
pai da administração moderna
OS 3 Es (Eficiência, Eficácia e
Efetividade) - Efetividade
 Depois de entender o significado e a relação existente
entre eficiência e eficácia, fica mais fácil falar sobre
efetividade, o que não quer dizer que seja um conceito
simples. Entre eficiência, eficácia e efetividade, o último
dos três termos é o mais complexo. Enquanto a
eficiência consiste na condição e aptidão para a
realização de uma tarefa, a eficácia em alcançar os
objetivos, a efetividade é a satisfação, o sucesso na
prática do que é feito. Simplificando, ser efetivo é
realizar aquilo que foi feito (eficiência) da maneira certa
(eficácia).
OS 3 Es (Eficiência, Eficácia e
Efetividade) - Efetividade
 Efetividade: é a capacidade de fazer uma coisa (eficácia)
da melhor maneira possível (eficiência)
QUESTÃO 1
 Como estratégia para retenção de funcionários, Padilha
desenvolveu um plano de carreiras. Os resultados que vierem a
ser obtidos com a implantação do plano de carreiras estão
relacionados à
a) eficiência.
b) eficácia.

22
QUESTÃO 2
 Sobre eficiência e eficácia, é correto afirmar que
a)eficiência é a capacidade de atingir os objetivos.
b) eficiência estabelece a relação entre os resultados e o objetivo.
c) eficiência é a capacidade administrativa de produzir o máximo de
resultados com o mínimo de recursos, energia e tempo.
d) eficácia está associada à racionalidade, à produtividade.
e) eficácia está associada a produzir o máximo com o mínimo de
desperdício

23
QUESTÃO 3
 A capacidade de coordenar constantemente esforços e energia, tendo
em vista o alcance de resultados globais positivos ao longo do tempo e
a manutenção da empresa no ambiente, está relacionada ao seguinte
conceito de planejamento:
a) eficiência
b) efetividade
c) eficácia
d) abrangência

24
Estudo de caso

 Grupo de até 3 alunos e estudo de caso baseado no Case “A


copiadora da família” de DUBRIN (1998, p. 15).
Kátia Lima, após sua formatura no curso de Administração, foi
promovida a Chefe de Caixas do Banco Geral do Brasil (BGB).
Um ano depois, seu tio, Jerônimo, faleceu deixando sua tia Clara
sozinha para cuidar da loja “Lima Cópias e Imagens” situada no
centro de Novo Hamburgo. A tia Clara lhe fez a seguinte proposta:
“Não tenho condições de gerenciar a loja, quero que você assuma o
negócio, ficando com 50% do lucro do ponto.”
Após avaliar que o banco não lhe apresentava grandes perspectivas
e a loja possuía uma boa estrutura, um bom volume de cópias, 10
funcionários e era bem localizada, Kátia assinou um contrato de 2
anos com sua tia.
Estudo de Caso

 Depois de 1 mês gerenciando a empresa, Kátia identificou os


seguintes problemas:
• A cadeia de lojas “Copy Star”, um rede de atuação nacional e
especializada no ramo, instalou uma loja concorrente a 3 quadras
da empresa.
• Os lucros da empresa da tia Clara não eram satisfatórios a pelo
menos 6 meses.
• 30% dos clientes organizacionais atrasavam constantemente seus
pagamentos, alguns até já fecharam suas portas.
• Júlio, o funcionário especializado em editoração eletrônica,
deseja sair da empresa pois acredita que seu salário é muito
baixo.
Estudo de Caso

Responda:
 Conforme os aspectos estudados neste módulo, quais são as sugestões que o
grupo dá para Kátia resolver seus problemas?
 Se você fosse Kátia, ficaria ou desistiria de gerenciar a loja? Porquê?
CARACTERÍSTICAS DAS EMPRESAS

 As empresas são orientadas para o lucro;


 As empresas assumem riscos;
 As empresas são dirigidas para uma filosofia de negocios;
 As empresas são geralmente avaliadas sob um ponto de
vista contábil;
 As empresas são geralmente avaliadas sob um ponto de
vista social;
 As empresas devem ser reconhecidas como negócios;
 As empresas constituem propriedade privada.

31
EMPRESAS COMO SISTEMAS ABERTOS

 As coisas vivas são sistemas abertos com entradas e


saídas em constante intercâmbio em relação ao meio
ambiente.
 Sistema é um conjunto de elementos dinamicamente
interrelacionados que desenvolvem uma atividade ou
função para atingir um ou mais objetivos ou propóstios.
 Um todo integrado e organizado logicamente.

32
33
TIPOS DE SISTEMAS

 Os Sistemas podem ser fechados ou abertos


 Permeabilidade = quanto maior, maior o intercâmbio
entre o sistema e ambiente.
 Previsibilidade = expectativa.
Sistema Aberto: Elevada Permeabilidade e pouca
previsibilidade.
Sistema Fechado: Pouca ou nenhuma Permeabilidade e
elevada previsibilidade.

34
OS NÍVEIS DAS EMPRESAS

1. Nível Institucional: é o nível estratégico; mais elevado da


empresa- diretores, proprietários ou acionistas e altos
executivos. Pessoas que definem os objetivos empresariais e
as estratégias globais. Se defronta com o ambiente externo.
2. Nível Intermediário (TÁTICO): mediador ou gerencial.
Cuida da articulação interna entre os dois níveis; das escolha e
da captação dos recursos necessários, distribuição e da
colocação.Administrar o nível operacional.
3. Nível Operacional: nível técnico. Execução cotidiana e
eficiente das tarefas e operações da empresa.

35
OS NÍVEIS DAS EMPRESAS

36
Encadeamento dos níveis organizacionais

1. Nível Institucional: sistema aberto.


2. Nível Intermediário (TÁTICO): sistema aberto e
mediador. Eficácia.
3. Nível Operacional: sistemas fechado. Eficiência.

37
ALINHAMENTO ORGANIZACIONAL

1. Missão
2. Visão do futuro
3. Valores

38
Visão organizacional

A visão empresarial trata da intenção de alcance da empresa,


ou seja: a compreensão clara do que a organização almeja e
onde pretende chegar. É o motivo central que impulsiona e
projeta as atividades empresariais, além de suas expectativas
e aspirações com relação ao futuro.

Vislumbrar o futuro que deseja alcançar.


Objetivos a serem alcançados nos próximos 5 anos para
orientar seus membros quanto ao futuro que a organização
pretende transformar em realidade.
Tira a empresa da chamada zona de conforto.
39
Visão organizacional
 Kopenhagen
“Ser um grupo competitivo que atue de forma abrangente no
segmento alimentício, através de um portfólio de produtos com
qualidade, representado por marcas fortes, com características e
propostas únicas.”
 Vale
“Ser a empresa de recursos naturais global número um em
criação de valor de longo prazo, com excelência, paixão pelas pessoas e
pelo planeta.”
 Gerdau
“Ser global e referência nos negócios em que atua.”
 Brasil Cacau
“Ser uma marca com espírito de liderança, que promete um forte
e arrojado crescimento para atender com originalidade e de forma
democrática todos os brasileiros, oferecendo produtos de qualidade a
preços acessíveis.”

40
Missão organizacional

1. Missão: a razão de ser do próprio negócio. Por que


ele foi criado e para o que ele existe.
 Define os produtos/serviços, os mercados e a
tecnologia, refletindo os valores e as prioridades do
negócio.
 O mercado, competências essenciais, os
produtos/serviços.
 O que fazer, como fazer e para quem fazer.
 É a bússola do negócio.
41
Missão organizacional

Exemplo:
Nansen Instrumentos de Precisão: oferecer soluções em
mecânica de precisão, medição e controle através de
produtos e serviços com tecnologia e qualidade que
assegurem a satisfação do cliente.
Cada organização tem sua missão específica e da qual
decorrem seus princípios e valores organizacionais.

42
43
Princípios e valores organizacionais

Valores são crenças e as atitudes básicas que ajudam a


definir o comportamento individual.
O código de ética

44
[...] saber orientar e coordenar o
trabalho de seus colaboradores,
indicando-lhes o que deve ser
feito e também como fazê-lo. O
trabalho de gestão é um dos mais
importantes, pois o sucesso ou
fracasso de um empreendimento
está na razão direta das pessoas
que o conduzem (CHIAVENATO,
1982, p.1)
REFERÊNCIAS

 MAXIMIANO, A. C. A. Teoria Geral da


Administração: da revolução urbana à revolução
digital. 6º ed. 4º reimpr. São Paulo: Atlas, 2008.
 TEIXEIRA, H. J., SALOMÃO, S. M.; TEIXEIRA, C.
J. Fundamentos de administração: a busca do
essencial. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010, 2º
reimpressão.