You are on page 1of 448

*DCT*

Motores Diesel OEM


PowerTech™ 9,0 L
Reparo do Motor Base

MANUAL TÉCNICO DE COMPO-


NENTES
Motores Diesel OEM 9,0 L — Reparo
do Motor Base
CTM408 12FEB14 (PORTUGUESE)

Para informações de manutenção completas consulte:

Motores Diesel 9,0 L — Sistema Eletrônico de


Combustível Nível 14 com HPCR Denso........... CTM393
Acessórios de Motores OEM (disponível
somente em inglês) ............................................. CTM67
Lista de Aplicações ............................................. CTM106854

*CTM408*

John Deere Power Systems


LITHO IN U.S.A.
Introdução
Apresentação
Este manual de reparos é válido para os motores.
A Seção 06 detalha todas as especificações, tolerâncias
Este manual foi escrito para técnicos experientes. As de desgaste, valores de torque e contém os diagramas
ferramentas necessárias para executar determinados de fiação.
trabalhos de manutenção são identificadas neste manual.
Este manual contém unidades métricas SI seguidas
Viva com segurança: Leia as mensagens de segurança imediatamente pelas unidades de medidas habituais dos
contidas na introdução deste manual e os avisos de E.U.A. A maior parte do maquinário destes motores é
cuidado apresentados por todo o texto. dimensionada pelo sistema métrico.
Leia completamente cada bloco do material antes de
Este é um símbolo de alerta de segurança. Quando realizar manutenção para verificar as diferenças nos
vir este símbolo na máquina ou neste manual, fique alerta procedimentos ou especificações. Siga apenas os
à possibilidade acidentes pessoais. procedimentos que se aplicam ao componente em que
você está trabalhando.
As informações neste manual estão organizadas em
seções e subdivididas em grupos. Os Manuais Técnicos de Componentes são guias
concisos de serviço para componentes específicos. Os
A Seção 01 aborda as medidas de segurança que
manuais técnicos de componentes foram escritos como
devem ser seguidas ao reparar o motor: recursos de
manuais independentes, que cobrem várias aplicações
identificação do motor, detalhes de aplicação e emissão
da máquina.
do motor e informações sobre combustíveis, lubrificantes
e líquidos de arrefecimento. As informações fundamentais de manutenção estão
disponíveis em outras fontes que abrangem teoria básica
A Seção 02 abrange os procedimentos de Reparo e
de operação, fundamentos da detecção e resolução de
Ajuste.
problemas, conservação geral e tipos básicos de falhas
A Seção 03 explica a Teoria de Operação dos Sistemas. e suas causas.
A Seção 04 é a seção de diagnóstico que fornece os ADVERTÊNCIA DA PROPOSIÇÃO 65 DA CALIFÓRNIA
procedimentos para detectar e resolver problemas. O escape de motores diesel e alguns de seus
componentes são conhecidos como causadores de
A Seção 05 lista todos os equipamentos e ferramentas de câncer no estado da Califórnia, defeitos congênitos e
serviço aplicáveis, além de outros materiais necessários outros prejuízos à reprodução.
para executar o trabalho.
RE38635,00000D9 -54-03SEP09-1/1

Sobre este Manual


Leia cada procedimento por completo antes de fazer
Este manual técnico de componentes abrange o motor qualquer serviço.
base para POWERTECH® os motores diesel 9,0 L
produzidos em Waterloo, Iowa, EUA. Este manual inclui IMPORTANTE: Para manutenção, diagnóstico, e
informações sobre reparo e diagnóstico básico para os procedimentos de verificação no sistema
motores de 9,0 L. de combustível, consulte os manuais
complementares:
A direção da rotação do virabrequim é no sentido
anti-horário, como visto da parte traseira da máquina. • CTM393 — Motores Diesel 9,0 L — Sistemas
A frente do motor é a extremidade do acionamento da Eletrônicos de Combustível Nível 14 com
ventoinha. Trilho Comum de Alta Pressão Denso

POWERTECH é uma marca registrada da Deere & Company


RE38635,0000076 -54-24JUN13-1/1

CTM408 (12FEB14) Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=2
Introdução

Vistas de Identificação - Motores de Emissões Certificadas 6090 Nível 3/Estágio IIIA

RG13847 —UN—24JAN05
RG13848 —UN—24JAN05

Vista Frontal Direita do Motor Diesel 9,0 l Vista Frontal Esquerda do Motor Diesel 9,0 l

RG13849 —UN—24JAN05
RG13850 —UN—17JAN05

Vista Traseira do Motor Diesel 9,0 l

Vista Frontal do Motor Diesel 9,0 l

AS58880,0000007 -54-31JUL09-1/1

CTM408 (12FEB14) Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=3
Introdução

CTM408 (12FEB14) Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=4
Introdução

Distribuidores John Deere SEÇÃO 02, GRUPO 081 (Reparo e Ajustes do Sistema
As futuras alterações neste manual serão documentadas de Admissão e Escape de Ar — POWERTECH E
abaixo. Para diagnóstico e reparo do sistema de POWERTECH E)
combustível, e reparo do sistema elétrico, consulte os SEÇÃO 03, GRUPO 120 (Operação do Motor Básico)
seguintes manuais.
SEÇÃO 03, GRUPO 121 (Operação do Motor Base —
• CTM408 — Motor Base POWERTECH E POWERTECH E)
• CTM393 — Sistemas Eletrônicos de Combustível Nível
14 • A teoria de operação dos motores básicos é coberta
• CTM77 (em Inglês) — Sistemas Elétricos (Motor de por este novo grupo.
Partida e Alternador)
SEÇÃO 04, GRUPO 150 (Testes e Diagnósticos
SEÇÃO 01, GRUPO 001 (Identificação do Motor) Significativos)
SEÇÃO 01, GRUPO 002 (Combustíveis, Lubrificantes • Os testes e diagnósticos significativos do motor básico
e Líquidos de Arrefecimento) são cobertos por esta nova seção/grupo.
SEÇÃO 02, GRUPO 010 (Recondicionamento do SEÇÃO 05 (Ferramentas e Outros Materiais)
Motor)
• Todas as ferramentas essenciais, ferramentas de
SEÇÃO 02, GRUPO 020 (Número de Série de Reparo e manutenção, ferramentas fabricadas pelo distribuidor e
Ajuste da Válvula e do Cabeçote do Cilindro) outros materiais listados ao longo deste manual estão
reunidos nesta seção para facilitar a referência.
SEÇÃO 02, GRUPO 050 (Reparo e Ajuste do
Comando de Válvulas e do Trem de Engrenagens de SEÇÃO 06 (Especificações)
Distribuição)
• Todas as especificações de reparos, testes e
SEÇÃO 02, GRUPO 060 (Reparo e Ajuste do Sistema diagnósticos listadas ao longo deste manual estão
de Lubrificação) reunidas nesta seção para facilitar a referência.
SEÇÃO 02, GRUPO 070 (Reparo e Ajuste do Sistema
• Valores atualizados de torque dos parafusos.
de Arrefecimento)
• Especificações de OEM Gerais Atualizadas.
• Especificações de dinamômetro atualizadas.
SEÇÃO 02, GRUPO 080 (Reparo e Ajustes do Sistema
de Admissão e Escape de Ar)
DPSG,OUO1004,898 -54-19MAY99-1/1

CTM408 (12FEB14) Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=5
Introdução

CTM408 (12FEB14) Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=6
Conteúdo
Seção 01—Geral
Grupo 000—Segurança
Grupo 001—Identificação do Motor
Grupo 002—Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de
Arrefecimento

Seção 02—Reparos e Ajustes


Grupo 010—Recondicionamento do Motor
Grupo 021—Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro
e das Válvulas
Grupo 030—Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros,
Camisas, Pistões e Hastes
Grupo 040—Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais
Principais e Volante
Grupo 050—Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas
e do Trem da Engrenagem de Distribuição
Grupo 060—Reparo e Ajuste do Sistema de
Lubrificação
Grupo 070—Reparo e Ajuste do Sistema de
Arrefecimento
Grupo 080—Reparos e Ajustes do Sistema de Escape
e Admissão de Ar
Grupo 081—Reparo e Ajuste do Sistema de Admissão
e Descarga de Ar PowerTech E
Grupo 100—Reparo e Ajuste dos Sistemas de Partida
e de Carga de OEM

Seção 03—Teoria de Operação


Grupo 120—Operação do Motor Base
Grupo 121—Operação do Motor Base PowerTech E

Seção 04—Diagnósticos
Grupo 150—Testes e Diagnósticos Observáveis

Seção 05—Ferramentas e Outros Materiais


Grupo 170—Ferramentas de Reparo e Outros Materiais
Grupo 180—Ferramentas de Serviços de Diagnóstico
Grupo 190—Ferramentas de Manutenção Fabricadas
pelo Concessionário

Seção 06—Especificações
Grupo 200—Especificações de Reparo e Gerais de
OEM
Grupo 210—Especificações de Diagnóstico

Instruções originais. Todas as informações, ilustrações e especificações


neste manual são baseadas nos dados mais recentes disponíveis
no momento da publicação. Reservamo-nos o direito de efetuar
alterações a qualquer momento sem aviso prévio.
COPYRIGHT © 2014
DEERE & COMPANY
Moline, Illinois
All rights reserved.
A John Deere ILLUSTRUCTION ® Manual
Previous Editions
Copyright © 2008, 2009, 2010, 2011

CTM408 (12FEB14) i Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=1
Conteúdo

CTM408 (12FEB14) ii Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=2
Seção 01
Geral
Conteúdo

Página
Página
Grupo 000—Segurança
Poeiras de Amianto Prejudiciais.................. 01-000-1 Equipamento Adequado Para
Evite Aquecer Áreas Próximas às Levantar e Suspender ........................... 01-000-14
Linhas de Fluido Pressurizado ................ 01-000-1 Uso de Ferramentas Adequadas............... 01-000-15
Evitar fluidos sob alta pressão..................... 01-000-2 Usar degraus e apoios de mão
Evitar contato com escape corretamente ......................................... 01-000-15
quente...................................................... 01-000-2 Esperar Antes de Abrir o Sistema
Evitar Risco de Eletricidade de Injeção de Combustível de
Estática ao Reabastecer ......................... 01-000-3 Alta Pressão .......................................... 01-000-15
Construção de Ferramentas com Uso de Roupa de Proteção ....................... 01-000-16
Segurança no Concessionário ................ 01-000-3 Limpeza da Área de Trabalho ................... 01-000-16
Descarte Adequado dos Resíduos Trabalhe em Área Ventilada ...................... 01-000-16
................................................................. 01-000-4
Siga as Instruções de Segurança................ 01-000-4 Grupo 001—Identificação do Motor
Manuseio de Produtos Químicos Indicação do Modelo do Motor .................... 01-001-1
Agrícolas com Segurança ....................... 01-000-5 Informações da Placa do Número
Manuseio de Fluidos com Cuidado de Série do Motor .................................... 01-001-2
- Evite Incêndios ...................................... 01-000-5 Selo do Código de Opção do Motor
Manusear baterias com OEM ........................................................ 01-001-2
segurança................................................ 01-000-6
Iluminação da Área de Trabalho Grupo 002—Combustíveis, Lubrificantes e
com Segurança ....................................... 01-000-6 Líquido de Arrefecimento
Instalar todas as proteções ......................... 01-000-7 Combustível Diesel...................................... 01-002-1
Viva com Segurança ................................... 01-000-7 Produtos Aditivos do Combustível
Estacione a Máquina com Diesel....................................................... 01-002-1
Segurança ............................................... 01-000-7 Combustível Biodiesel ................................. 01-002-2
Prática de Manutenção Segura ................... 01-000-8 Minimizar Efeitos do Inverno nos
Precauções ao soldar.................................. 01-000-9 Motores Diesel......................................... 01-002-4
Emergências................................................ 01-000-9 Manusear e Armazenar
Evite as Queimaduras Causadas Combustível Diesel.................................. 01-002-5
por Ácidos.............................................. 01-000-10 Lubricidade do diesel................................... 01-002-5
Evite Explosões da Bateria........................ 01-000-10 Testar diesel ................................................ 01-002-5
Prevenção de Partida Imprevista Intervalos de Manutenção de Óleo
da Máquina............................................ 01-000-11 e Filtro do Motor ...................................... 01-002-6
Proteção Contra Borrifos a Alta Óleo do Motor Diesel — Tier 3 e
Pressão ................................................. 01-000-11 Stage III ................................................... 01-002-6
Proteção Contra Ruído.............................. 01-000-11 Óleo de Amaciamento de Motor
Reconheça as Informações de Diesel — Sem Certificação de
Segurança ............................................. 01-000-12 Emissões e Certificação Tier 1,
Remova a Tinta Antes de Soldar Tier 2, Tier 3, Stage I, Stage II e
ou Aquecer ............................................ 01-000-12 Stage III ................................................... 01-002-7
Substituir etiquetas com avisos de Filtros de Óleo ............................................. 01-002-7
segurança.............................................. 01-000-12 Graxa........................................................... 01-002-8
Manutenção com Segurança no Lubrificantes alternativos e
Sistema de Arrefecimento ..................... 01-000-13 sintéticos.................................................. 01-002-8
Manutenção de Máquinas com Armazenar lubrificantes............................... 01-002-8
Segurança ............................................. 01-000-13 Mistura de Lubrificantes .............................. 01-002-9
Manter-se afastado de sistemas de Líquido de Arrefecimento de
transmissão rotativos............................. 01-000-13 Motores Diesel (motores
Apoie a Máquina Apropriada- diesel com camisas úmidas de
mente..................................................... 01-000-14 cilindro) .................................................. 01-002-10
Palavras de Aviso...................................... 01-000-14

Continua na próxima página

CTM408 (12FEB14) 01-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=1
Conteúdo

Página

Aditivos complementares do
líquido de arrefecimento ........................ 01-002-11
Operar em Climas de Temperatura
Quente................................................... 01-002-11
Informações sobre John
Deere LIQUID COOLANT
CONDITIONER e Líq. de
Arrefecimento de Motor Diesel .............. 01-002-12
Líquido de Refrigeração para
Motor a Diesel ....................................... 01-002-13
Testar líquido de arrefecimento de
motor diesel ........................................... 01-002-14
Intervalos para a troca do líquido
de arrefecimento para motores
diesel ..................................................... 01-002-14

CTM408 (12FEB14) 01-2 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=2
Grupo 000
Segurança
Poeiras de Amianto Prejudiciais
Evite respirar a poeira que pode ser produzida ao
manusear componentes que contém fibras de amianto.
A inalação das fibras de amianto pode causar câncer de
pulmão.
Os componentes de produtos que podem conter fibras

TS220 —UN—15APR13
de amianto são as pastilhas dos freios, os calços
e revestimentos dos freios, as placas e discos de
embreagens, e algumas juntas. O amianto usado nestes
componentes normalmente é contido numa resina ou
isolado de alguma maneira. O manuseio normal não é
perigoso desde que não se produza pó de amianto para
o ar.
Evite produzir pó. Nunca use ar comprimido para limpar. disponível, aplique um borrifo de óleo ou água no material
Evite escovar ou moer material que contém amianto. contendo amianto.
Ao fazer a manutenção, use um aparelho respirador Mantenha as pessoas não envolvidas fora da área de
aprovado. Um aspirador de pó especial é recomendado trabalho.
para limpar amianto. Caso o aspirador não esteja
DX,DUST -54-15MAR91-1/1

Evite Aquecer Áreas Próximas às Linhas de


Fluido Pressurizado
A pulverização inflamável pode ser gerada pelo
aquecimento próximo às linhas de fluido pressurizado,
resultando em queimaduras graves para você e outras
pessoas. Não aqueça por soldagem elétrica ou autógena

TS953 —UN—15MAY90
ou com maçarico próximo a linhas de fluido pressurizado
ou outros materiais inflamáveis. As linhas pressurizadas
podem explodir acidentalmente quando o calor se
estender para além da área próxima da chama.

DX,TORCH -54-10DEC04-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=11
Segurança

Evitar fluidos sob alta pressão


Inspecione as mangueiras hidráulicas periodicamente
–pelo menos uma vez por ano – quanto a vazamentos,
dobras, cortes, trincas, abrasão, bolhas, descascamento,
ou quaisquer outros sinais de desgaste e danos.

X9811 —UN—23AUG88
Substitua imediatamente as mangueiras desgastadas ou
danificadas por peças de reposição aprovadas pela John
Deere.
Fluidos que escapam sob alta pressão podem penetrar
na pele e causar ferimentos graves.
Evite o perigo aliviando a pressão antes da desconexão
das linhas hidráulicas ou outras linhas. Apertar todas as
conexões antes de aplicar pressão. causar gangrena. Os médicos com pouca experiência
nesse tipo de ferimento devem procurar uma fonte
Procure por vazamentos com um pedaço de papelão. adequada de conhecimentos médicos nesta área. Essas
Proteja as mãos e o corpo dos fluidos sob alta pressão. informações encontram-se disponíveis em inglês no
Departamento Médico da Deere & Company em Moline,
Em caso de um acidente, procure imediatamente um Illinois, EUA, pelos telefones 1-800-822-8262 ou +1
médico. Qualquer fluido que penetre na pele deve ser 309-748-5636.
retirado cirurgicamente dentro de poucas horas para não
DX,FLUID -54-12OCT11-1/1

Evitar contato com escape quente


Fazer manutenção na máquina ou acessórios com o
motor funcionando pode resultar em graves lesões.
Evite exposição e o contato da pele com os gases e
componentes quentes do escape.

RG17488 —UN—21AUG09
As peças e os fluxos de gases se aquecem muito durante
a operação. Os gases e componentes do escape atingem
temperaturas altas o suficiente para queimar pessoas,
inflamar ou derreter materiais comuns.

DX,EXHAUST -54-20AUG09-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-2 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=12
Segurança

Evitar Risco de Eletricidade Estática ao


Reabastecer
A remoção de enxofre e outros compostos de diesel
com teor ultra-baixo de enxofre (ULSD) reduz sua
condutividade e aumenta sua capacidade de armazenar

RG22142 —UN—21AUG13
uma carga estática.
As refinarias podem ter tratado o combustível com um
aditivo dissipador de estática. Porém, existem muitos
fatores que podem reduzir com o tempo a eficácia do
aditivo.
As cargas estáticas podem acumular-se no combustível
com teor ultra baixo de enxofre ao fluir através dos
sistemas de distribuição de combustível. Uma descarga
de eletricidade estática quando os vapores do combustível
estiverem presentes poderia resultar em incêndio ou
explosão.

RG21992 —UN—21AUG13
Portanto, é importante certificar-se de que todo o
sistema usado para reabastecer a máquina (tanque de
alimentação de combustível, bomba de transferência,
bico, e outros) esteja devidamente aterrado e conectado.
Consulte com seu fornecedor de combustível ou do
sistema de combustível para certificar-se que o sistema
de distribuição cumpra com as normas de abastecimento
para práticas corretas de aterramento e conexão.
DX,FUEL,STATIC,ELEC -54-12JUL13-1/1

Construção de Ferramentas com Segurança


no Concessionário
Ferramentas defeituosas ou partidas podem produzir
ferimentos sérios. Ao construir ferramentas, use materiais
apropriados de boa qualidade e boas técnicas de trabalho.

LX1016749 —UN—01JUL97
Não solde ferramentas a não ser que tenha equipamento
apropriado e a experiência necessária para executar o
trabalho.

DX,SAFE,TOOLS -54-10OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-3 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=13
Segurança

Descarte Adequado dos Resíduos


Descartar os resíduos de forma inadequada pode ameaçar
o meio-ambiente e a ecologia. Resíduos potencialmente
prejudiciais usados com os equipamentos da John Deere
incluem produtos tais como óleo, combustível, líquido de
refrigeração, fluido para freios, filtros e baterias.

TS1133 —UN—15APR13
Use vasilhame à prova de vazamento e fugas ao drenar
os fluidos. Não use vasilhame para alimentos ou bebidas,
pois alguém pode enganar-se e usá-los para a ingestão
de alimento ou bebida.
Não despeje os resíduos sobre o solo, pelo sistema de
drenagem e nem em cursos de água.
O vazamento de líquidos refrigerantes do ar condicionado
Pergunte ao seu centro local do meio ambiente ou de
podem danificar a atmosfera da Terra. Os regulamentos
reciclagem, ou ainda ao seu concessionário John Deere
do governo podem requerer um centro autorizado de
sobre a maneira adequada de reciclar ou de descartar
manutenção de ar condicionado para recuperar e reciclar
os resíduos.
os líquidos refrigerantes usados no ar condicionado.
DX,DRAIN -54-03MAR93-1/1

Siga as Instruções de Segurança


Leia atentamente todas as mensagens de segurança
neste manual e os avisos de segurança em sua
máquina. Mantenha os avisos de segurança em boas
condições. Substitua avisos de segurança danificados
ou perdidos. Certifique-se de que novos componentes e

TS201 —UN—15APR13
peças de reposição do equipamento incluam os avisos
de segurança atualizados. Avisos de segurança para
reposição podem ser encontrados no seu concessionário
John Deere.
Pode haver informações de segurança adicionais não
reproduzidas neste manual do operador, contidas em
peças e componentes oriundos de outros fornecedores.
Aprenda como operar a máquina e como usar os podem prejudicar o funcionamento e/ou a segurança e
comandos corretamente. Não deixe ninguém operar a afetar a vida útil.
máquina sem que tenha sido treinado. Caso não compreenda alguma parte deste manual
Mantenha sua máquina em condições de operação e precisar de assistência, entre em contato com seu
corretas. Modificações não autorizadas na máquina concessionário John Deere.
DX,READ -54-16JUN09-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-4 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=14
Segurança

Manuseio de Produtos Químicos Agrícolas


com Segurança
Produtos químicos usados em aplicações agrícolas como
fungicidas, herbicidas, inseticidas, pesticidas, rodenticidas
e fertilizantes podem ser prejudiciais à sua saúde ou ao
meio-ambiente se não forem utilizados com cuidado.

TS220 —UN—15APR13
Siga sempre todas as instruções das etiquetas para usar
os produtos químicos agrícolas de maneira eficaz, segura
e legal.
Para reduzir o risco de exposição e ferimentos:
• Use equipamentos de proteção individual adequados
conforme recomendação do fabricante. Na falta de
instruções do fabricante, siga estas diretrizes:
- Produtos químicos com etiqueta 'Perigo': Muito
tóxico. Geralmente exigem o uso de óculos de
proteção, máscara respiratória, luvas e proteção para
a pele.

A34471 —UN—11OCT88
- Produtos químicos com etiqueta 'Atenção':
Toxicidade intermediária. Geralmente exigem o uso
de óculos de proteção, luvas e proteção para a pele.
- Produtos químicos com etiqueta 'Cuidado': Pouco
tóxico. Geralmente requerem o uso de luvas e
proteção para pele.
• Evite inalar vapores, aerossóis ou poeira.
• Tenha sempre sabão, água e toalha disponíveis
ao trabalhar com produtos químicos. Se o produto
químico entrar em contato com a pele, mãos ou face,
• Mantenha os produtos químicos em seus recipientes
originais. Não transfira os produtos químicos para
lave imediatamente com água e sabão. Se o produto recipientes sem identificação nem para recipientes
químico atingir os olhos, lave imediatamente com água. usados para alimentos e bebidas.
• Lave as mãos e o rosto após usar produtos químicos e
• Armazene produtos químicos em uma área segura e
antes de comer, beber, fumar ou urinar. trancada longe de alimentos para gado ou pessoas.
• Não fume nem coma durante a aplicação de produtos Mantenha afastado de crianças.
químicos.
• Sempre descarte os recipientes da maneira adequada.
• Após o manuseio de produtos químicos, sempre tome Lave três vezes os recipientes vazios e perfure ou
um banho e troque suas roupas. Lave as roupas antes esmague-os e descarte-os da maneira correta.
de vesti-las novamente.
• Procure imediatamente atendimento médico caso
tenha sintomas de doença durante ou logo após o uso
de produtos químicos.
DX,WW,CHEM01 -54-25MAR09-1/1

Manuseio de Fluidos com Cuidado - Evite


Incêndios
Quando transferir ou utilizar combustível, evite fazê-lo na
proximidade de aquecedores, chamas ou faíscas e não
fumar.
TS227 —UN—15APR13

Armazene os líquidos inflamáveis em lugar seguro onde


não exista perigo de incêndio. Não perfure nem incinere
vasilhames pressurizados.
Limpe a máquina e retire dela qualquer sujeira, graxas e
outros resíduos.
Não guarde tecidos impregnados de óleo, pois eles
podem inflamar-se espontaneamente.
DX,FLAME -54-29SEP98-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-5 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=15
Segurança

Manusear baterias com segurança


O gás da bateria pode explodir. Mantenha faíscas e
chamas longe das baterias. Utilize uma lanterna para
verificar o nível do eletrólito da bateria.
Nunca verifique a carga da bateria ligando os polos com
um objeto de metal. Use um voltímetro ou um densímetro.

TS204 —UN—15APR13
Retire sempre a braçadeira do terminal de terra (—) da
bateria primeiro e recoloque-o por último.
Ácido sulfúrico em eletrólito de bateria é suficientemente
concentrado para queimar a pele, corroer roupas e causar
cegueira se for salpicado para os olhos.
Para evitar perigos:
• Abastecer baterias em áreas bem ventiladas
• Usar proteção para os olhos e luvas de borracha
• Evitar o uso de ar comprimido para limpar baterias
• Evitar inalar os gases quando adicionar eletrólito à
bateria
• Evitar derramar ou entornar o eletrólito
• Utilizar o procedimento correto para carregar e para
bateria auxiliar.
Em caso de derramar ácido sobre a pele ou os olhos:
1. Lavar a pele com água.
2. Aplicar bicarbonato de sódio ou cal na área atingida
para neutralizar os ácidos.
3. Lavar os olhos com água corrente durante 15—30
minutos. Procurar assistência médica imediatamente.
Em caso de ingestão do ácido:
1. Não induzir vômito.
2. Beber grandes quantidades de água ou leite, mas não

TS203 —UN—23AUG88
mais do que 2 l (2 qt).
3. Procurar assistência médica imediatamente.
ALERTA: Placas e terminais de baterias e acessórios
relacionados contêm chumbo e compostos de chumbo,
elementos químicos reconhecidos pelo estado da
Califórnia como causa para câncer e problemas
reprodutivos. Lave as mãos após o manuseio.
DX,WW,BATTERIES -54-02DEC10-1/1

Iluminação da Área de Trabalho com


Segurança
Ilumine sua área de trabalho adequadamente e com
segurança. Use uma luz portátil de segurança para
trabalhar dentro ou sob a máquina. Certifique-se de que
a lâmpada esteja em volta de uma carcaça de arame.
TS223 —UN—23AUG88

O filamento quente ou uma lâmpada acidentalmente


quebrada pode inflamar o combustível ou o óleo em
contato.

DX,LIGHT -54-04JUN90-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-6 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=16
Segurança

Instalar todas as proteções


Ventiladores, correias, polias e comandos giratórios do
sistema de arrefecimento podem causar graves lesões.
Mantenha sempre todas as proteções nos devidos
lugares durante a operação do motor.

TS677 —UN—21SEP89
Vista roupas adequadamente justas. Pare o motor e
certifique-se de que os ventiladores, correias, polias
e comandos estejam parados antes de fazer ajustes,
conexões ou limpeza próximo a ventiladores ou seus
componentes de acionamento.

DX,GUARDS -54-18AUG09-1/1

Viva com Segurança


Antes de devolver a máquina ao cliente, certifique-se
de que a máquina esteja funcionando adequadamente,
especialmente os sistemas de segurança. Instale todos
os protetores e blindagens.

TS231 —54—07OCT88
DX,LIVE -54-25SEP92-1/1

Estacione a Máquina com Segurança


Antes de trabalhar na máquina:
• Abaixe todos os equipamentos até ao solo.
• Desligue o motor e retire a chave.
• Desligue o cabo “Terra” da bateria.
• Pendure um aviso "NÃO OPERAR" na cabina do

TS230 —UN—24MAY89
operador.

DX,PARK -54-04JUN90-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-7 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=17
Segurança

Prática de Manutenção Segura


Compreenda o procedimento de manutenção antes de
executar qualquer trabalho. Mantenha a área de trabalho
limpa e seca.
Nunca lubrifique, ajuste ou faça manutenção na máquina
quando esta estiver em movimento. Mantenha mãos, pés
e vestimentas longe de peças acionadas por potência
elétrica ou hidráulica. Desengate todas as fontes de
potência, e opere os controles para aliviar a pressão.
Baixe o equipamento até ao solo. Desligue o motor.
Remova a chave. Permita que a máquina arrefeça.
Apoie de forma segura quaisquer elementos da máquina
que tenham que ser levantados para que a manutenção
possa ser feita.
Mantenha todas as peças em bom estado e
adequadamente instaladas. Repare danos
imediatamente. Substitua as peças gastas ou partidas.
Remova quaisquer acumulações de massa lubrificante,
óleo ou detritos.

TS218 —UN—23AUG88
Em equipamentos com motor, desligue o cabo terra da
bateria (-) antes de fazer quaisquer ajustes nos sistemas
elétricos ou antes de soldar na máquina.
Em implementos rebocados, desligue o conjunto de
cabos de ligação do trator antes de fazer manutenção
nos componentes do sistema elétrico ou antes de soldar
na máquina.
DX,SERV -54-17FEB99-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-8 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=18
Segurança

Precauções ao soldar
Remova a pintura antes de soldar ou aquecer (ver Seção
de Segurança neste manual para mais informações sobre
remoção de pintura e tubulações de alta pressão).

CUIDADO: Evite poeira e gases potencialmente

TS953 —UN—15MAY90
tóxicos. Podem ser gerados gases tóxicos
quando a pintura for aquecida por solda de
qualquer tipo ou maçarico. Faça todo o trabalho
em área externa ou bem ventilada. Descarte a
tinta e o solvente de forma apropriada. Ao lixar ou
esmerilhar a tinta, use uma proteção respiratória
aprovada para evitar inalar a poeira. Ao usar
solvente ou removedor de tinta, tire o removedor
com água e sabão antes de soldar. Afaste da área 2. Desconecte o(s) cabo(s) negativo(s) (-) da bateria ou
os recipientes de solvente ou removedor de tinta abra o interruptor da bateria (-) se equipado.
e outros materiais inflamáveis antes de soldar.
Deixe que os gases se dispersem por pelo menos 3. Desconecte o(s) cabo(s) positivo(s) (-) da bateria ou
15 minutos antes de soldar ou aquecer. abra o interruptor da bateria (+) se equipado.
4. Afaste quaisquer seções de chicotes elétricos da área
IMPORTANTE: NÃO É PERMITIDO soldar no motor. de soldagem.
Se for necessário soldar na máquina, siga
as precauções abaixo. 5. Não é permitido soldar nos componentes do motor.

IMPORTANTE: Altas correntes ou descarga 6. Nunca conecte o terra do soldador em qualquer


eletrostática nos componentes eletrônicos componente do motor ou em componentes acionados
devido à soldagem podem causar danos pelo motor que possam estar conectados ao motor.
permanentes. 7. Após soldar, siga os passos 2—3 na ordem inversa.
1. Remova a pintura da área a ser soldada e coloque um
grampo de aterramento no local.
DX,WELDING,PRECAUTIONS -54-06DEC10-1/1

Emergências
Esteja preparado para qualquer incêndio.
Mantenha um kit de primeiros socorros e o extintor de
incêndio sempre à mão.
Mantenha os números de emergência dos médicos,

TS291 —UN—15APR13
serviço de ambulância, hospital e bombeiros próximos
do seu telefone.

DX,FIRE2 -54-03MAR93-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-9 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=19
Segurança

Evite as Queimaduras Causadas por Ácidos


O ácido sulfúrico do eletrólito da bateria é venenoso. Ele
é forte o suficiente para queimar a pele, furar as roupas e
causar cegueira se atingir os olhos.
Evite o perigo:
1. Enchendo as baterias em áreas bem ventiladas.
2. Usando proteção para os olhos e luvas de borracha.
3. Evitando respirar os gases ao adicionar eletrólito.
4. Evitando derramar ou entornar o eletrólito.
5. Use o procedimento adequado de partida ao usar
cabos de ligação direta.
Se derramar ácido em si mesmo:
1. Lave a pele com água.
2. Aplique bicarbonato de sódio ou cal para ajudar a
neutralizar o ácido.
3. Lave os olhos com água durante 15 a 30 minutos.
Obtenha atendimento médico imediatamente.
Em caso de ingestão do ácido:

TS203 —UN—23AUG88
1. Não induza o vômito.
2. Beba grandes quantidades de água ou leite, mas sem
exceder 2 l (2 quarts).
3. Obtenha atendimento médico imediatamente.

DX,POISON -54-21APR93-1/1

Evite Explosões da Bateria


Mantenha faíscas, fósforos acesos ou chamas
descobertas longe da bateria. O gás formado pela bateria
pode explodir.
Nunca verifique a carga da bateria colocando um objeto
de metal ligando os bornes. Use um voltímetro ou

TS204 —UN—15APR13
densímetro.
Não carregue uma bateria congelada; ela pode explodir.
Aqueça a bateria a 16°C (60°F).

DX,SPARKS -54-03MAR93-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-10 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=20
Segurança

Prevenção de Partida Imprevista da Máquina


Evite possíveis ferimentos ou morte devido uma partida
imprevista da máquina.
Não dê partida no motor fazendo conexão em ponte dos
terminais do motor de arranque. O motor dará partida
engrenado se os circuitos normais de segurança forem

TS177 —UN—11JAN89
desviados.
NUNCA dê partida no motor estando fora do trator.
Dê partida no motor somente estando no assento do
operador, com a transmissão em ponto morto ou em
posição de estacionamento.
DX,BYPAS1 -54-29SEP98-1/1

Proteção Contra Borrifos a Alta Pressão


Os borrifos ou spray de bicos de alta pressão podem
penetrar na pele e causar graves ferimentos. Mantenha o
spray longe do contato das mãos e do corpo.
Em caso de acidente, consulte um médico imediatamente.

TS1343 —UN—18MAR92
Qualquer spray de alta pressão injetado na pele deve
ser removido cirurgicamente dentro de algumas horas ou
poderá resultar em gangrena. Os médicos com pouca
experiência neste tipo de ferimento devem procurar uma
fonte adequada de conhecimentos médicos nesta área.
Tal informação pode ser obtida no departamento médico
da Deere & Company em Moline, Illinois, E.U.A.
DX,SPRAY -54-16APR92-1/1

Proteção Contra Ruído


A exposição prolongada ao ruído pode causar danos ou
perda de audição.
Use dispositivos de proteção a audição apropriados,
tais como protetores de ouvidos, para proteger contra

TS207 —UN—23AUG88
barulhos altos ou incômodos.

DX,NOISE -54-03MAR93-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-11 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=21
Segurança

Reconheça as Informações de Segurança


Este é o símbolo de alerta de segurança. Ao ver este
símbolo em sua máquina ou neste manual, fique atento a
possíveis ferimentos pessoais.
Siga as precauções e práticas seguras de operação

T81389 —UN—28JUN13
recomendadas.

DX,ALERT -54-29SEP98-1/1

Remova a Tinta Antes de Soldar ou Aquecer


Evite gases e pó potencialmente tóxicos.
Gases perigosos podem ser gerados quando a tinta é
aquecida por solda ou maçarico.
Remova a tinta antes de aquecer:

TS220 —UN—15APR13
• Remova a tinta no mínimo a 100 mm (4 in.) da área
a ser afetada pelo aquecimento. Se não for possível
remova a tinta, utilize um protetor respiratório aprovado
antes de aquecer ou soldar.
• Se for lixar ou raspar a tinta, evite respirar o pó. Use
um respirador aprovado.
• Se usar solvente ou removedor de tinta, retire o
removedor com água e sabão antes de soldar. Retire
da área os vasilhames de solvente ou de removedor de Faça todo o trabalho de solda em uma área bem ventilada
tinta e outros materiais inflamáveis. Permita que os para dispersar os gases tóxicos e o pó.
gases se dispersem por pelo menos 15 minutos antes Jogue fora a tinta e o solvente adequadamente.
de soldar ou aquecer.
Não use solvente clorado em áreas onde serão feitas
soldas.
DX,PAINT -54-24JUL02-1/1

Substituir etiquetas com avisos de segurança


Substituir etiquetas com avisos de segurança que estão
em falta ou danificados. Consultar o manual do operador
da máquina para a colocação correcta de etiquetas com
avisos de segurança.
TS201 —UN—15APR13

DX,SIGNS1 -54-04JUN90-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-12 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=22
Segurança

Manutenção com Segurança no Sistema de


Arrefecimento
O escape de fluidos pressurizados do sistema de
arrefecimento podem causar queimaduras graves.
Desligue o motor. Remova o tampão de enchimento

TS281 —UN—15APR13
do reservatório de expansão somente quando o motor
estiver suficientemente frio para tocar-lhe com as mãos.
Afrouxe a tampa lentamente até o primeiro batente para
aliviar a pressão antes de removê-la completamente.

DX,RCAP -54-04JUN90-1/1

Manutenção de Máquinas com Segurança


Prenda o cabelo longo atrás da cabeça. Não use gravata,
cachecol, roupas soltas e nem colares quando trabalhar
próximo de máquinas, ferramentas ou de peças móveis
de uma máquina. Se estes objetos se prenderem no
equipamento, poderão resultar em graves ferimentos.

TS228 —UN—23AUG88
Remova anéis e outras jóias para prevenir choques
elétricos ou enroscamento em peças móveis.

DX,LOOSE -54-04JUN90-1/1

Manter-se afastado de sistemas de


transmissão rotativos
O emaranhamento no sistema de transmissão rotativo
pode causar ferimentos graves ou a morte.
Manter sempre todas as blindagens no lugar. Certifique-se

TS1644 —UN—22AUG95
de que as blindagens giratórias girem livremente.
Vista roupas adequadamente justas. Pare o motor e
certifique-se de que todos os sistemas de transmissão e
peças giratórias estejam parados antes de fazer ajustes,
conexões ou qualquer tipo de manutenção no motor ou
no equipamento movido pela máquina.
DX,ROTATING -54-18AUG09-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-13 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=23
Segurança

Apoie a Máquina Apropriadamente


Baixe sempre os implementos ao solo antes de trabalhar
na máquina. Ao trabalhar numa máquina ou acessório
suspenso, apoie a máquina ou o acessório com
segurança. Se deixados em uma posição levantada, os
implementos sustentados hidraulicamente poderão baixar

TS229 —UN—23AUG88
ou ter vazamento interno e baixar.
Não apóie a máquina sobre blocos de cimento, tijolos
ocos ou escoras que possam desmoronar sob uma carga
contínua. Não trabalhe sob uma máquina que esteja
apoiada apenas por um macaco. Observe sempre as
instruções de manuseio dadas neste manual.
Quando implementos ou acessórios são utilizados em
uma máquina, siga sempre as precauções de segurança
listadas no manual do operador do implemento.
DX,LOWER -54-24FEB00-1/1

Palavras de Aviso
Uma palavra de aviso—PERIGO, ATENÇÃO OU
CUIDADO—é usada como símbolo de alerta de
segurança. PERIGO identifica os riscos graves.
Avisos de segurança como PERIGO ou ATENÇÃO estão
localizados próximos de perigos específicos. Precauções

TS187 —54—27JUN08
gerais são indicadas nos avisos de segurança de
CUIDADO. A palavra CUIDADO também chama atenção
para as mensagens de segurança neste manual.

DX,SIGNAL -54-03MAR93-1/1

Equipamento Adequado Para Levantar e


Suspender
Levantar e suspender componentes pesados de maneira
incorreta pode causar ferimentos graves ou danos à
máquina.

TS226 —UN—23AUG88
Siga os procedimentos recomendados no manual para a
remoção e instalação de componentes.

DX,LIFT -54-04JUN90-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-14 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=24
Segurança

Uso de Ferramentas Adequadas


Use as ferramentas apropriadas para o trabalho.
Ferramentas e procedimentos improvisados podem
ameaçar a segurança.
Use ferramentas elétricas somente para afrouxar as

TS779 —UN—08NOV89
peças rosqueadas e parafusos.
Para afrouxar e apertar os parafusos, use as ferramentas
de tamanho correto. NÃO use ferramentas de medida
dos E.U.A. em parafusos em milímetros. Evite ferimentos
devido a queda de chaves.
Use somente as peças de manutenção que estão de
acordo com as especificações da John Deere.
DX,REPAIR -54-17FEB99-1/1

Usar degraus e apoios de mão corretamente


Evitar quedas entrando e saindo de frente para a

T133468 —UN—15APR13
máquina. Manter sempre um contato de três pontos com
os degrau, apoios de mão e corrimãos.
Tenha cuidados adicionais quando lama, neve ou
umidade aumentarem o risco de escorregões. Mantenha
os degraus limpos e livres de graxa e óleo. Nunca salte
ao sair da máquina. Nunca entre ou saia de uma máquina
em movimento.
DX,WW,MOUNT -54-12OCT11-1/1

Esperar Antes de Abrir o Sistema de Injeção


de Combustível de Alta Pressão
O fluido a alta pressão que ficar nas linhas de combustível
pode causar ferimentos graves. Só os técnicos
familiarizados com este tipo de sistema devem efetuar
consertos. Em motores com sistema de combustível de

TS1343 —UN—18MAR92
High Pressure Common Rail (HPCR) (Coletor de Alta
Pressão), espere pelo menos 15 minutos (depois do motor
ter parado) antes de desligar as linhas de combustível,
os sensores ou quaisquer outros componentes entre a
bomba de combustível de alta pressão e os bocais.

DX,WW,HPCR2 -54-07JAN03-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-15 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=25
Segurança

Uso de Roupa de Proteção


Use roupa e equipamento de segurança apropriados ao
trabalho.
A exposição prolongada ao ruído pode causar dano ou
perda de audição.

TS206 —UN—15APR13
Use dispositivos de proteção da audição apropriados
tais como protetores de ouvidos para proteger contra
barulhos altos ou incômodos.
Operar o equipamento com segurança requer a plena
atenção do operador. Não use rádios nem auscultadores
enquanto estiver operando a máquina.
DX,WEAR -54-10SEP90-1/1

Limpeza da Área de Trabalho


Antes de começar um trabalho:
• Limpe a área de trabalho e a máquina.
• Certifique-se de que todas as ferramentas necessárias
para seu trabalho estejam disponíveis.

T6642EJ —UN—18OCT88
• Tenha as peças certas à disposição.
• Leia todas as instruções completamente; não tente
simplificar o processo.

DX,CLEAN -54-04JUN90-1/1

Trabalhe em Área Ventilada


O gás de escape do motor pode causar doenças ou até
mesmo a morte. Na necessidade de ligar um motor
em uma área fechada, remova o gás da área com uma
extensão do tubo de escape.
Se você não tiver uma extensão do tubo de escape, abra

TS220 —UN—15APR13
as portas para a circulação do ar.

DX,AIR -54-17FEB99-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-000-16 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=26
Grupo 001
Identificação do Motor
Indicação do Modelo do Motor
NOTA: No número de série (A) do motor, o sétimo dígito
indica o nível de emissão, como descrito a seguir:

RG14799 —UN—23JUN06
• "B" para motores não certificados
• "C" para Motores Tier I/Estágio I
• "G" para Motores Tier II/Estágio II
• "L" para Motores Tier III/Estágio III A
MODELO DO MOTOR JOHN DEERE — 6090
Placa de Nº de Série do Motor
A indicação do modelo do motor John Deere inclui o
número de cilindros, cilindrada em litros, aspiração,
código do usuário e código da aplicação. Por exemplo:
Motor HF485 6090
6 .............................................................. Número de cilindros
9,0 ............................................................. Indicação de litros
H ............................................................ Código da Aspiração

RG13813 —UN—11JAN05
F ....................................................... Código do usuário (OEM)
485 ....................................... Código de Aplicação (Modelo OEM)
Código da Aspiração
H ................................... Turbocomprimido e pós-refrigerado ar-ar
Código do Usuário
CQ ................................................... S.L.C. Horizontina (Brasil) Localização da Placa do Número de Série do Motor
DW ....................................................................... Davenport
F ............................... OEM (Fabricantes de Equipamento Original) A—Número de Série do Motor C—Placa do Número de Série
FF ............................ Kernersvill Deere-Hitachi (Carolina do Norte) B—Número do Modelo do
Motor
FM .................................................................... OEM Marine
H ......................................................................Colheitadeira
N ....................................................................... Des Moines
RW ............................................................ Waterloo (Tratores)
T ............................... Dubuque, e Cameco (Thibodaux, Louisiana)
TJ ............................................... Ontário (Canadá) - Timberjack
Z ........................................................Zweibrucken (Alemanha)
Código da Aplicação
001 etc. ................... Consulte o Manual de aplicação, CTM106819.

RE38635,00000DE -54-10DEC09-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-001-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=27
Identificação do Motor

Informações da Placa do Número de Série


do Motor
IMPORTANTE: a placa do número de série do motor

RG13814 —UN—11JAN05
pode ser destruída com facilidade. Remova a
placa ou registre a informação em outro local,
antes de limpar o bloco em "tanque quente".

Número de Série do Motor (A)


Cada motor tem um número de série do motor John
Placa de Número de Série do Motor
Deere com 13 dígitos, que identifica a fábrica que o
produziu, a designação do modelo do motor e um número
seqüencial de 6 dígitos. Segue um exemplo: A—Número de Série do Motor B—Número do Modelo do
Motor
RG6090H000000
RG ................................ Código de Fábrica de Produção do Motor
6090H ....................................... Designação do modelo do motor bomba de combustível (vistas da extremidade do volante)
000000 ............................................ Número de série sequencial ou do lado esquerdo do motor logo acima do motor de
Código de Fábrica
partida.
RG .......................................... Trabalhos do Motor de Waterloo Dados de Aplicação do Motor (B)
Designação do Modelo do Motor
A segunda linha de informações na placa do número
6090H ...................... (Ver INDICAÇÃO DO MODELO DO MOTOR).
de série identifica o motor/máquina Deere ou a relação
Número Seqüencial OEM. Consulte TABELA DE APLICAÇÃO DO MOTOR
000000 ........................... Número seqüencial de 6 dígitos do motor posteriormente neste grupo.

A placa do número de série do motor está localizada do


lado direito do motor entre a base do filtro de óleo e a
RE38635,00000B6 -54-11APR05-1/1

Selo do Código de Opção do Motor OEM

JOHN DEERE Number RG6090R000093

A
6090HFC95 9.0 L 1685 F
1111 1399 1425 1524 1606 1708 1928 2002 2699 2815 2909 3008 3512 3914 4026

RG17416 —UN—07JAN10
4391 4607 4702 4803 4903 5002 5103 5215 5407 5511 5615 5709 5927 6543 6801
6901 72F3 7306 7703 7897 8422 8911 9805

Customer No. OPTION CODES

Etiqueta do código da opção

Além da placa do número de série, os motores têm uma fábrica. Quando necessitar de peças ou de assistência
etiqueta com o código dos opcionais do motor afixada na técnica, indicar estes números à assistência técnica
proteção do balancim. Estes códigos indicam quais as autorizada ou ao distribuidor de motores.
opções do motor que foram instaladas no seu motor, na
RE38635,0000016 -54-28JUL09-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-001-2 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=28
Grupo 002
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Combustível Diesel
Procure o seu distribuidor local de combustível para se
Teor de Enxofre para Motores Interim Tier 4,
informar sobre as propriedades do diesel disponível em
Final Tier 4, Stage III B e Stage IV
sua área.
De um modo geral, o diesel é combinado para satisfazer • Use SOMENTE diesel com teor ultra-baixo de enxofre
às exigências de baixa temperatura da região na qual é (ULSD) com teor inferior a 15 mg/kg (15 ppm).
comercializado. Teor de Enxofre para Motores Tier 3 e Stage III A
Os combustíveis diesel recomendados são os
especificados para EN 590 ou ASTM D975. Diesel
• RECOMENDA-SE uso de diesel com teor de enxofre
inferior a 1000 mg/kg (1000 ppm).
renovável produzido por hidrotratamento de gordura
animal e óleos vegetais é basicamente idêntico a diesel
• O uso de diesel com teor de enxofre entre 1000—2000
mg/kg (1000—2000 ppm) REDUZ os intervalos de
derivado de petróleo. Diesel renovável de acordo com a troca de filtro e óleo.
norma EN 590 ou ASTM D975 é aceitável para uso em
todos os níveis de percentual de mistura. • ANTES de usar diesel com teor de enxofre superior a
2000 mg/kg (2000 ppm), consulte seu concessionário
Propriedades Exigidas do Combustível John Deere.
Em todos os casos, o combustível deve estar de acordo Teor de Enxofre para Motores Tier 2 e Stage II
com as seguintes propriedades:
Número mínimo de 43 cetanos. É preferível um
• RECOMENDA-SE uso de diesel com teor de enxofre
inferior a 2000 mg/kg (2000 ppm).
número de cetano superior a 47, especialmente para
temperaturas abaixo de -20° C (-4° F) ou elevações acima
• O uso de diesel com teor de enxofre entre 2000—5000
mg/kg (2000—5000 ppm) REDUZ os intervalos de
de 1500 m (5000 ft). troca de filtro e óleo.
Ponto de Entupimento do Filtro a Frio (PEFF) deve • ANTES de usar diesel com teor de enxofre superior a
ser pelo menos 5 °C (9 °F) abaixo da menor temperatura 5000 mg/kg (5000 ppm), consulte seu concessionário
esperada ou Ponto de Turvação abaixo da menor John Deere.
temperatura ambiente esperada.
Teor de Enxofre para Outros Motores
Lubricidade do combustível, o combustível deve passar
por um diâmetro de marca de desgaste máximo de 0,52 • RECOMENDA-SE uso de diesel com teor de enxofre
mm conforme medido segundo a norma ASTM D6079 inferior a 5000 mg/kg (5000 ppm).
ou ISO 12156-1. É preferido um diâmetro de marca de • O uso de diesel com teor de enxofre superior a 5000
desgaste máximo de 0,45 mm. mg/kg (5000 ppm) REDUZ os intervalos de troca de
filtro e óleo.
A qualidade e o teor de enxofre do diesel devem estar
de acordo com todas as normas de emissões existentes IMPORTANTE: NÃO misture óleo do motor diesel ou
para a região em que o motor vai operar. NÃO utilize qualquer outro tipo de lubrificante com diesel.
combustível diesel com teor de enxofre superior a 10000 O uso impróprio de aditivo pode danificar
mg/kg (10000 ppm). o equipamento de injeção de combustível
dos motores diesel.
DX,FUEL1 -54-17JUN13-1/1

Produtos Aditivos do Combustível Diesel • Fuel-Protect Keep Clean


Motores a diesel John Deere com sistemas de
• Condicionador Performance Formula
combustível de alta pressão dependem de combustível
• Biodiesel Protect 100
diesel de alta qualidade para a manutenção do
• Kits de Teste de Combustível
desempenho, da confiabilidade e da durabilidade exigidas
• FUELSAVER™
pelos clientes. Uma série de produtos pós-venda para Esses produtos estão disponíveis através da John Deere
combustível diesel podem ser usados para garantir que o Merchandise.
diesel atenda a essas necessidades:
NOTA: Nem todos os produtos estão disponíveis
• Condicionador de Combustível Diesel Fuel-Protect em todos os mercados.
• Limpeza do Sistema de Óleo Diesel
VN40298,0000104 -54-15MAY12-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-002-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=29
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Combustível Biodiesel
Biodiesel é um combustível composto de ésteres emissões. Espera-se uma redução de até 12% na
mono-alquila de ácidos graxos de cadeia longa derivados potência e de 18% na economia de combustível ao usar
de gordura animal ou vegetal. As misturas de Biodiesel 100% de Biodiesel.
consistem em Biodiesel misturado com diesel derivado de
petróleo conforme o volume. Os condicionadores de combustível aprovados pela
John Deere que contenham aditivos detergentes e
Antes de usar combustível que contenha Biodiesel, dispersantes são necessários quando forem usadas
consulte Requisitos e Recomendações para Uso do misturas de Biodiesel entre B10—B20, e recomendados
Biodiesel neste Manual do Operador. quando forem usadas misturas mais baixas de Biodiesel.
Leis e normas ambientais podem incentivar ou proibir Requisitos e Recomendações para Uso de Biodiesel
o uso de biocombustíveis. Os operadores devem se
informar com as autoridades governamentais apropriadas A proporção de diesel derivado de petróleo em todas as
antes de usar biocombustíveis. misturas de Biodiesel deve cumprir as especificações das
normas comerciais ASTM D975 (EUA) ou EN 590 (UE).
Todos os Motores John Deere com Filtro de Escape
(Lançados em 2011 e Depois) Recomenda-se expressamente aos usuários de Biodiesel
nos EUA que adquiram misturas de Biodiesel de um
São preferidas as misturas de 5% (B5), mas podem ser fornecedor com Certificado BQ-9000, cuja fonte seja
usadas concentrações de até 20% de Biodiesel (B20) um Produtor Credenciado BQ-9000 (certificações do
no diesel derivado de petróleo. As misturas de Biodiesel National Biodiesel Board). Os fornecedores certificados e
até B20 podem ser usadas SOMENTE se o Biodiesel os produtores credenciados podem ser encontrados no
(100% de Biodiesel ou B100) cumprir a especificação seguinte website: http://www.bq9000.org.
ASTM D6751, EN 14214 ou equivalente. Espera-se uma
redução de 2% na potência e de 3% na economia de Biodiesel contém cinzas residuais. Os níveis de cinzas
combustível quando o B20 é usado. que excedam o máximo permitido na norma ASTM D6751
ou EN14214 podem resultar em acumulação mais rápida
Concentrações de Biodiesel acima de B20 podem ser de cinzas, e requerem limpeza mais frequente do Filtro
prejudiciais aos sistemas de controle de emissões do de Escape (se instalado).
motor e não devem ser usadas. Os riscos incluem,
sem estar limitados a, regeneração estacionária mais Quando é usado Biodiesel, o filtro de combustível
frequente, acumulação de fuligem e maiores intervalos pode exigir uma frequência maior de substituição,
para remoção de cinzas. principalmente se antes era usado o Diesel. Verifique
diariamente o nível de óleo do motor antes de ligá-lo.
Os condicionadores de combustível aprovados pela Um aumento no nível de óleo pode indicar a diluição do
John Deere que contenham aditivos detergentes e óleo do motor pelo combustível. Misturas de Biodiesel
dispersantes são necessários quando forem usadas até B20 devem ser usadas em até 90 dias desde a data
misturas de Biodiesel entre B10—B20, e recomendados de produção do Biodiesel. Misturas de Biodiesel acima
quando forem usadas misturas mais baixas de Biodiesel. de B20 devem ser usadas em até 45 dias desde a data
de produção do Biodiesel.
Todos os Motores John Deere sem Filtro de Escape
(Lançados Primariamente Antes de 2012) Quando forem usadas misturas de Biodiesel até B20,
considerar o seguinte:
São preferidas as misturas de 5% (B5), mas podem ser
usadas concentrações de até 20% de Biodiesel (B20) • Degradação do fluxo em clima frio
no diesel derivado de petróleo. As misturas de Biodiesel • Questões de armazenagem e estabilidade (absorção
até B20 podem ser usadas SOMENTE se o Biodiesel de umidade, crescimento microbiano)
(100% de Biodiesel ou B100) cumprir a especificação • Possíveis restrições e obstruções no filtro (normalmente
ASTM D6751, EN 14214 ou equivalente. Espera-se uma um problema quando se usa Biodiesel pela primeira
redução de 2% na potência e de 3% na economia de vez em motores usados.)
combustível quando o B20 é usado. • Possível vazamento de combustível em retentores e
mangueiras (um problema sobretudo em motores mais
Os motores John Deere podem operar com misturas antigos)
de Biodiesel superiores a B20 (até 100% de Biodiesel). • Possível redução da durabilidade dos componentes
Operar em níveis acima de B20 SOMENTE se o Biodiesel do motor
for legalmente permitido e cumprir a especificação EN
14214 (disponível primariamente na Europa). Os motores Solicite um certificado de análise do seu distribuidor de
que operam com misturas de Biodiesel superiores a B20 combustível para assegurar que o combustível esteja de
podem estar fora da especificação ou não ser legalmente acordo com as especificações contidas neste Manual do
permitidos segundo todas as normas aplicáveis de Operador.

Continua na próxima página DX,FUEL7 -54-15MAY13-1/2

CTM408 (12FEB14) 01-002-2 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=30
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Informe-se com seu concessionário John Deere sobre os latão e bronze) usados nos equipamentos de manuseio
condicionadores de combustível aprovados para melhorar de combustível
o armazenamento e o rendimento do combustível • Possível redução na eficiência da separação da água
Biodiesel. • Possíveis danos à pintura caso seja exposta ao
Biodiesel
Quando forem usadas misturas de biodiesel superiores a • Possível corrosão do equipamento de injeção de
B20, considerar o seguinte: combustível
• Possível degradação do material elastomérico de
• Possível coqueificação (carbonização) ou bloqueio juntas e vedações (um problema sobretudo em motores
dos bicos injetores, resultando em perda de potência mais velhos)
e falhas de ignição do motor caso não sejam usados • Níveis potencialmente altos de ácidos dentro do
os condicionadores de combustível aprovados pela sistema de combustível
John Deere • Como as misturas de Biodiesel acima de B20 contêm
• Possível diluição do óleo do cárter (exigindo trocas de mais cinzas, usar misturas superiores a B20 pode
óleo mais frequentes) resultar em acumulação mais rápida de cinzas e
• Possível formação de camada tipo verniz ou requerer limpeza mais frequente do Filtro de Escape
engripamento dos componentes internos (se instalado)
• Possível formação de borra e sedimentos
• Possível oxidação térmica do combustível em IMPORTANTE: Óleos vegetais brutos NÃO são
temperaturas elevadas aceitáveis como combustível em qualquer
• Possíveis problemas de compatibilidade com outros concentração nos motores John Deere. Seu
materiais (incluindo cobre, chumbo, zinco, estanho, uso pode avariar o motor.
DX,FUEL7 -54-15MAY13-2/2

CTM408 (12FEB14) 01-002-3 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=31
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Minimizar Efeitos do Inverno nos Motores Diesel


Os motores Diesel John Deere estão concebidos para recomendado. (Consulte os requisitos de ÓLEO PARA
trabalhar eficazmente durante o Inverno. MOTORES DIESEL e de LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO
PARA MOTORES DIESEL nesta seção.)
Contudo, para o arranque e funcionamento eficazes
no inverno, são necessários alguns cuidados Aditivo de circulação do diesel
complementares. As informações a seguir descrevem
os passos que podem minimizar o efeito do inverno Use o Condicionador John Deere Fuel-Protect Diesel
sobre o arranque e o funcionamento do motor. Consulte Fuel Conditioner (fórmula de inverno) contendo aditivo
o concessionário John Deere para mais informações e antigelificação ou condicionador de combustível
disponibilidade local para auxílios de partida em clima frio. equivalente para tratar combustível de clima quente
(Nº 2-D na América do Norte) durante o inverno. Isto
Usar combustível de inverno geralmente estende a operacionalidade em cerca de
10°C (18°F) abaixo do ponto de turvação do combustível.
Quando a temperatura é inferior a 0°C (32°F), o Para operacionalidade em temperaturas inferiores, use
combustível de inverno (Grau 1-D na América do Norte) é combustível de inverno.
o mais adequado para o funcionamento em clima frio. O
combustível de inverno tem um ponto de turvação e um IMPORTANTE: Trate o combustível quando a
ponto de fluidez mais baixos. temperatura externa cai abaixo de 0 °C (32
°F). Para os melhores resultados, use com
O ponto de turvação é o ponto em que começa a se combustível não tratado. Siga todas as
formar parafina no combustível. A parafina causa o instruções recomendadas no rótulo.
entupimento dos filtros de combustível. Ponto de fluidez
é a temperatura mais baixa em que o movimento do Biodiesel
combustível é observado.
Ao operar com misturas de Biodiesel, pode ocorrer
NOTA: Em média, o diesel de inverno tem a taxa menor
formação de parafina em temperaturas mais quentes.
de BTU (capacidade calorífica). A utilização do
Comece usando Condicionador John Deere Fuel-Protect
combustível de inverno pode reduzir a potência
Diesel Fuel Conditioner (fórmula de inverno) a 5°C (41°F)
e a eficiência do combustível, mas não afeta
para tratar Biodiesel durante o inverno. Use B5 ou
o desempenho do motor. Verificar o tipo de
misturas mais baixas em temperaturas abaixo de 0°C
combustível usado antes de procurar pequenas
(32°F). Use somente graduação de diesel derivado do
avarias por baixa potência no inverno.
petróleo a temperaturas abaixo de -10 °C (14 °F).
Aquecedor da admissão de ar Frentes de Inverno
O aquecedor da admissão de ar é um opcional disponível O uso de dianteiras de inverno de tecido, papelão ou
para auxiliar a partida de alguns motores em clima frio. sólidas não é recomendado para nenhum motor John
Deere. Seu uso pode resultar em altas temperaturas
Éter
no ar de carga, óleo ou líquido de arrefecimento do
Há um bocal de éter na admissão disponível para auxiliar motor. Isto pode reduzir a vida útil e a potência do motor
a partida em clima frio. e aumentar o consumo de combustível. As dianteiras
de inverno também podem impor carga excessiva ao
ventilador, levando a falhas prematuras.
CUIDADO: Éter é altamente inflamável. Não
use éter na partida de um motor equipado Se usar dianteiras de inverno, elas nunca devem fechar
com velas de pré-aquecimento ou aquecedor totalmente na grade dianteira. Aprox. 25% de área no
da admissão de ar. centro da grade deve permanecer sempre aberta. Os
dispositivos de bloqueio de ar nunca devem ser aplicados
Aquecedor do líquido de arrefecimento diretamente na colmeia do radiador.
O aquecedor do bloco do motor (aquecedor do líquido de Cortinas de radiadores
arrefecimento) é um opcional disponível para auxiliar a
partida em clima frio. Se equipado com o sistema do obturador do radiador
termostaticamente controlado, o sistema deve ser
Óleo de viscosidade sazonal e concentração regulado de forma que os obturadores fiquem totalmente
adequada de líq. de arrefecimento abertos no momento em que o líquido de arrefecimento
alcançar 93 °C (200 °F) para evitar temperaturas
Use o óleo para motores com grau de viscosidade excessivas no coletor de entrada. Sistemas manualmente
sazonal, com base na variação da temperatura esperada controlados não são recomendados.
entre as trocas de óleo e uma concentração adequada
de anticongelante com baixo teor de silicato, conforme

Continua na próxima página DX,FUEL10 -54-15MAY13-1/2

CTM408 (12FEB14) 01-002-4 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=32
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Se o pós-arrefecimento ar-ar for usado, os obturadores Para mais informações, consulte seu concessionário
devem ser completamente abertos quando a temperatura John Deere.
do ar do coletor de admissão atingir a temperatura máx.
permitida fora do resfriador de ar de carga.
DX,FUEL10 -54-15MAY13-2/2

Manusear e Armazenar Combustível Diesel

CUIDADO: Reduza o risco de incêndios. Manuseie Ao usar Biodiesel, o filtro de combustível pode exigir uma
o combustível com cuidado. NÃO encha o frequência maior de substituição devido ao entupimento
tanque de combustível quando o motor estiver prematuro.
em funcionamento. NÃO fume enquanto estiver
Verifique diariamente o nível de óleo do motor antes
enchendo o tanque de combustível ou fazendo
de ligá-lo. Um aumento no nível de óleo pode indicar a
a manutenção do sistema de combustível.
diluição do óleo do motor pelo combustível.
Abasteça o tanque de combustível ao final de IMPORTANTE: O tanque de combustível é ventilado
cada operação diária para evitar condensação e o através da tampa de enchimento. Se for
congelamento em tempo frio. necessário substituir a tampa, use sempre
uma original ventilada.
Mantenha todos os tanques de armazenamento tão
cheios quanto possível para evitar condensação.
Quando o combustível for armazenado por período
Verifique se todas as tampas e tampões dos tanques de prolongado ou se o consumo de combustível for lento,
combustível estão corretamente instaladas para impedir adicione um condicionador de combustível para estabilizar
entrada de umidade. Monitore o conteúdo de água no o combustível e para impedir a condensação. Consulte
combustível regularmente. seu fornecedor de combustível ou concessionário John
Deere para obter recomendações.
DX,FUEL4 -54-15FEB13-1/1

Lubricidade do diesel
A maior parte do diesel produzido nos EUA, Canadá e Se for usado um combustível com lubricidade baixa
União Europeia possui uma lubricidade adequada para ou desconhecida, adicione condicionadorJohn Deere
garantir a operação apropriada e a durabilidade dos Fuel-Protect Diesel Fuel Conditioner (ou equivalente) na
componentes do sistema de injeção de combustível. concentração especificada.
Porém, o diesel produzido em algumas regiões do mundo
pode não ter a lubricidade adequada. Lubricidade do biodiesel
IMPORTANTE: Certifique-se de que o diesel usado A lubricidade do combustível pode melhorar
na sua máquina ofereça características significativamente com misturas de biodiesel até B20
de boa lubricidade. (20% de biodiesel). Maiores aumentos na lubricidade são
limitados por misturas de biodiesel superiores a B20.
A lubricidade do combustível deve passar um diâmetro
de marca de desgaste máximo de 0,45 mm conforme
medido segundo a norma ASTM D6079 ou ISO 12156-1.
DX,FUEL5 -54-14APR11-1/1

Testar diesel contaminação por bactérias, ponto de névoa, número de


ácidos, contaminação por particulados e se o combustível
Uma análise do combustível pode ajudar a monitorar está de acordo com as especificações.
a qualidade do diesel. A análise de combustível
pode fornecer dados críticos como octanagem, Consulte seu concessionário John Deere para maiores
tipo de combustível, teor de enxofre, teor de água, informações sobre análise do combustível.
aparência, adequabilidade para operações em clima frio,
DX,FUEL6 -54-14APR11-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-002-5 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=33
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Intervalos de Manutenção de Óleo e Filtro


do Motor
Veja o manual aplicável do operador para os intervalos
de manutenção.
DM80898,000025E -54-14OCT10-1/1

Óleo do Motor Diesel — Tier 3 e Stage III


Usar óleo com viscosidade apropriada, baseando-se na
variação esperada da temperatura do ar entre as trocas 50 o C 122o F
de óleo.
40 o C 104o F
John Deere Plus-50™ II é o óleo preferido.
30 o C 86 o F
John Deere PLUS-50™ também é recomendado.

SAE 15W-40
SAE 10W-40
Podem ser usados outros óleos se cumprirem uma ou 20 o C 68 o F

SAE 10W-30
mais das seguintes normas:

SAE 0W-40
SAE 5W-30
10 o C 50 o F
• John Deere Torq-Gard™
• Categoria de Serviço API CJ-4 0o C 32 o F
• Categoria de Serviço API CI-4
• Categoria de Serviço API CI-4 -10 o C 14 o F
• Sequência de Óleo ACEA E9
• Sequência de óleos ACEA E7 -20 o C -4 o F

TS1691 —UN—18JUL07
• Sequência de óleos ACEA E6
• Sequência de óleos ACEA E5 -30 o C -22 o F
• Sequência de Óleo ACEA E4
Os óleos de motor diesel de multiviscosidade são os -40 o C -40 o F
recomendados.
A qualidade e o teor de enxofre do diesel devem estar Viscosidades do Óleo Para Temperaturas Variadas do Ar
de acordo com todas as normas de emissões existentes
para a região em que o motor vai operar.
NÃO utilize combustível diesel com teor de enxofre
superior a 10000 mg/kg (10000 ppm).
Plus-50 é uma marca registrada da Deere & Company
Torq-Gard é uma marca registrada Deere & Company
DX,ENOIL11 -54-15JUN10-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-002-6 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=34
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Óleo de Amaciamento de Motor Diesel — Sem Certificação de Emissões e Certificação Tier


1, Tier 2, Tier 3, Stage I, Stage II e Stage III

Os motores novos são abastecidos na fábrica com o óleo • Classificação de Serviço API CD
de amaciamento do motor Break-In™ ou John Deere • Classificação de Serviço API CC
Break-In Plus™. Durante o período de amaciamento, • Sequência de óleos ACEA E2
adicione o Óleo de Motor John Deere Break-In™ ou • Sequência de Óleos ACEA E1
Break-In Plus™, respectivamente, conforme necessário
para manter o nível do óleo especificado. IMPORTANTE: Não use o óleo Plus-50™ II, Plus-50™
ou óleos para motores que estejam de acordo
Opere o motor sob várias condições, sobretudo cargas com uma das seguintes normas durante
pesadas com uso mínimo de marcha lenta, para auxiliar o o período de amaciamento de motores
devido assentamento dos componentes do motor. novos ou recondicionados:
Se for usado o Óleo de Amaciamento de Motor John API CJ-4 ACEA E9
Deere Break-In™ durante a operação inicial de um API CI-4 PLUS ACEA E7
motor novo ou recondicionado, troque o óleo e o filtro no API CI-4 ACEA E6
máximo a cada 100 horas. API CH-4 ACEA E5
Se for usado o Óleo de Amaciamento de Motor John Deere API CG-4 ACEA E4
Break-In Plus™, troque o óleo e o filtro no mínimo a cada API CF-4 ACEA E3
100 horas e no máximo no intervalo igual ao especificado API CF-2
para o óleo John Deere Plus-50™ II or Plus-50™. API CF
Após a retífica do motor, abasteça com o óleo de
amaciamento de motor John Deere Break-In™ ou Estes óleos não permitem que o motor seja
Break-In Plus™. devidamente amaciado.

Se não estiverem disponíveis os Óleos de Amaciamento O Óleo de Amaciamento do Motor John Deere Break-In
de Motor John Deere Break-In™ ou Break-In Plus™, use Plus™ pode ser usado em todos os motores diesel John
um óleo para motor diesel de viscosidade 10W-30 SAE Deere em todos os níveis de certificação de emissões.
que cumpra uma das especificações a seguir, e troque o
filtro e o óleo no máximo a cada 100 horas de operação: Após o período de amaciamento, use o óleo John Deere
Plus-50™ II, John Deere Plus-50™ ou um outro óleo de
• Classificação de Serviço API CE motor a diesel recomendado neste manual.
Break-In é uma marca registrada da Deere & Company.
Break-In Plus é uma marca registrada da Deere & Company
Plus-50 é uma marca registrada da Deere & Company.
DX,ENOIL4 -54-15MAY13-1/1

Filtros de Óleo Use filtros que cumpram com as especificações de


A filtragem dos óleos é muito importante para uma performance da John Deere.
lubrificação adequada.
Substitua sempre os filtros regularmente conforme
especificado neste manual.
DX,FILT -54-18MAR96-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-002-7 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=35
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Graxa
Usar graxa baseada nos números de consistência NLGI
e na variação esperada da temperatura do ar durante o
intervalo de manutenção.
A preferida é a graxa John Deere POLYUREA para
trabalho pesado.
Também são recomendadas as seguintes graxas:
• Graxa John Deere LITHIUM COMPLEX para trabalho
pesado
• Graxa John Deere à prova d'água para trabalho pesado
• John Deere GREASE-GARD™
Podem ser usadas outras graxas que cumpram a:

TS1673 —UN—31OCT03
• Classificação de desempenho NLGI GC-LB
IMPORTANTE: alguns tipos de espessadores de
graxas não são compatíveis com outros.
Consulte seu fornecedor de graxa antes de
misturar diferentes tipos de graxa.
Graxas para temperaturas variadas

GREASE-GARD é uma marca registrada da Deere & Company


DX,GREA1 -54-14APR11-1/1

Lubrificantes alternativos e sintéticos


As condições em certas regiões geográficas poderão
requerer recomendações de lubrificantes diferentes das Os limites de temperatura e os intervalos de manutenção
impressas neste manual. indicados neste manual se aplicam tanto para os óleos
convencionais quanto para os sintéticos.
Determinados líquidos de arrefecimento e lubrificantes da
John Deere podem não estar disponíveis na sua região. Os óleos básicos rerrefinados podem ser usados se
o lubrificante acabado cumprir com os requisitos de
Consulte o seu concessionário John Deere para obter desempenho.
informações e recomendações.
Os lubrificantes sintéticos poderão ser usados caso
satisfaçam os requisitos de desempenho conforme
mostrado neste manual.
DX,ALTER -54-11APR11-1/1

Armazenar lubrificantes
O seu equipamento só pode funcionar com a máxima Armazene os contentores deitados para evitar o acúmulo
eficiência se forem usados lubrificantes limpos. de água e de sujeira.
Usar recipientes limpos para manusear todos os Certifique-se de que todos os contentores estejam
lubrificantes. devidamente marcados para identificar seus conteúdos.
Armazene os lubrificantes e os contentores numa área Descarte adequadamente todos os contentores velhos e
protegida do pó, da umidade e de outras contaminações. quaisquer restos de lubrificantes que eles possam conter.
DX,LUBST -54-11APR11-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-002-8 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=36
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Mistura de Lubrificantes
De um modo geral, evite misturar marcas ou tipos de
Consulte o seu concessionário John Deere para obter
óleos diferentes. Os fabricantes de óleo misturam aditivos
informações e recomendações específicas.
nos óleos para que estejam de acordo com certas
especificações e requisitos de performance.
A mistura de óleos diferentes pode interferir com o
funcionamento adequado destes aditivos e degradar o
desempenho do lubrificante.
DX,LUBMIX -54-18MAR96-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-002-9 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=37
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Líquido de Arrefecimento de Motores Diesel (motores diesel com camisas úmidas de cilindro)
Líquidos de Arrefecimento Recomendados
• Líquido de arrefecimento pré-misturado que cumpre as
Os seguintes líquidos de arrefecimento pré-misturados de exigências ASTM D6210
motor são recomendados: • Concentrado de líquido de arrefecimento que cumpre
as exigências ASTM D6210 em uma mistura de
• John Deere COOL-GARD™II 40—60% de concentrado com água de boa qualidade
• John Deere COOL-GARD II PG Se não houver disponível um líquido de arrefecimento
O líquido de arrefecimento pré-misturados COOL-GARD que cumpra uma das especificações, use um
II está disponível em várias concentrações com limites concentrado de líquido de arrefecimento ou líquido
diferentes de proteção anticongelamento conforme de arrefecimento pré-misturado com um mínimo das
mostrado na seguinte tabela. seguintes propriedades físicas e químicas:
COOL-GARD II pré-misturado Limite de Proteção
Anticongelamento
• Garante proteção contra cavitação na camisa do
cilindro de acordo com o Método de Teste de Cavitação
COOL-GARD II 20/80 -9 °C (16 °F) John Deere ou um teste de frota acima de 60% da
COOL-GARD II 30/70 -16 °C (3 °F) capacidade de carga
COOL-GARD II 50/50 -37 °C (-34 °F) • Formulado com um conjunto de aditivos livres de nitritos
COOL-GARD II 55/45 -45 °C (-49 °F) • Protege os metais do sistema de arrefecimento (ferro
COOL-GARD II PG 60/40 -49 °C (-56 °F)
fundido, ligas de alumínio e ligas de cobre como latão)
contra corrosão
COOL-GARD II 60/40 -52 °C (-62 °F)
Qualidade da Água
Nem todos os produtos COOL-GARD II pré-misturados
estão disponíveis em todos os países. A qualidade da água é importante para o desempenho do
sistema de arrefecimento. A água destilada, desionizada
Use COOL-GARD II PG quando for exigida uma fórmula ou desmineralizada é recomendada para a mistura
não-tóxica. com o líquido de arrefecimento concentrado à base de
Líquidos de Arrefecimento Adicionais Recomendados etilenoglicol ou propilenoglicol para motores.

O seguinte líquido de arrefecimento de motor também Intervalos de Drenagem de Líquido de Arrefecimento


é recomendado: Drene e lave o sistema de arrefecimento e reabasteça
• John Deere COOL-GARD II Concentrate em uma com um novo líquido de arrefecimento no intervalo
mistura de 40%—60% de concentrado com água de indicado, que varia conforme o líquido de arrefecimento.
boa qualidade. Se utilizar COOL-GARD II ou COOL-GARD II PG, o
IMPORTANTE: Ao misturar um concentrado de intervalo de troca é de 6 anos ou 6000 horas de operação.
líquido de arrefecimento com água, use uma Se utilizar outro líquido de arrefecimento que não seja o
concentração mínima de 40% ou máxima de COOL-GARD II, ou COOL-GARD II PG, o intervalo de
60% de líquido de arrefecimento. Abaixo de 40% troca é de 2 anos ou 2000 horas de operação.
resulta em aditivos inadequados para proteção
contra corrosão. Acima de 60% pode resultar IMPORTANTE: Não use aditivos de vedação para o
em gelificação do líquido de arrefecimento e sistema de arrefecimento nem anticongelantes
problemas no sistema de arrefecimento. que os contenham.

Outros Líquidos de Arrefecimento Não misture líquidos de arrefecimento à base


de propilenoglicol e etilenoglicol.
Outros líquidos de arrefecimento à base de propilenoglicol
Não use líquidos de arrefecimento que
ou etilenoglicol podem ser usados se estiverem de acordo
contenham nitritos.
com a seguintes especificação:

COOL-GARD é uma marca registrada da Deere & Company


DX,COOL3 -54-15MAY13-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-002-10 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=38
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Aditivos complementares do líquido de arrefecimento


Alguns aditivos gradualmente se esgotam durante a
operação do motor. Para líquidos de arrefecimento
• John Deere COOL-GARD II
que contenham nitritos, reponha os aditivos do líq. de
• John Deere COOL-GARD II PG
arrefecimento entre os intervalos de troca adicionando Se outros líq. de arrefecimento forem usados, consulte
um aditivo complementar conforme determine o teste de o fornecedor e siga as recomendações do fabricante
líq. de arrefecimento. para uso de aditivos complementares de líquido de
O condicionador John Deere Liquid Coolant Conditioner arrefecimento.
é recomendado como aditivo complementar para os O uso de aditivos complementares não recomendados
líquidos de arrefecimento que contenham nitritos. pode resultar em deterioração do aditivo e coagulação
O condicionador John Deere Liquid Coolant Conditioner do líquido de arrefecimento.
não é especificado para uso com John Deere Adicione a concentração recomendada pelo fabricante
COOL-GARD™ II Premix, COOL-GARD II PG Premix, ou do aditivo complementar. NÃO adicione mais do que a
COOL-GARD II Concentrate. quantidade recomendada.
IMPORTANTE: Não adicione um aditivo complementar
quando o sistema de arrefecimento for drenado
e reabastecido com um dos seguintes:
COOL-GARD é uma marca registrada da Deere & Company
DX,COOL4 -54-14APR11-1/1

Operar em Climas de Temperatura Quente


Os motores John Deere são concebidos para funcionar Quando for usada água como líquido de
usando os líquidos de arrefecimento de motor arrefecimento, ocorrerão espuma, corrosão
recomendados. nas superfícies quentes de alumínio e ferro,
Use sempre um líquido de arrefecimento de motor oxidação profunda e cavitação, mesmo quando
recomendado, mesmo quando trabalhar em regiões em forem adicionados condicionadores.
que não seja necessária a proteção contra congelamento. Drene o sistema de arrefecimento e encha
IMPORTANTE: Pode-se usar água como líquido novamente logo que possível com o líquido
de arrefecimento mas somente em situações de arrefecimento recomendado.
de emergência.
DX,COOL6 -54-15MAY13-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-002-11 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=39
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Informações sobre John Deere LIQUID COOLANT CONDITIONER e Líq. de Arrefecimento


de Motor Diesel

Os líq. de arrefecimento são uma combinação de três


componentes químicos: etilenoglicol ou propilenoglicol Evitar Líq. de Arrefecimento Automotivo
(anticongelante), aditivos inibidores e água de boa Nunca use líq. de arrefecimento automotivo (como os de
qualidade. acordo com ASTM D3306). Estes líq. de arrefecimento
Especificações do Líq. de Arrefecimento não contêm os aditivos corretos para proteger os motores
diesel de serviço pesado. Eles muitas vezes contêm uma
Alguns produtos, incluindo o líq. de arrefecimento concentração elevada de silicatos e podem danificar
pré-diluído COOL-GARD John Deere™, são líq. de o motor ou o sistema de refrigeração. Não trate um
arrefecimento totalmente formulados que contêm todos os líq. de arrefecimento de motor automotivo com aditivos
três componentes em suas concentrações corretas. Não complementares porque a alta concentração de aditivos
adicione uma carga inicial de aditivos complementares ou causará a deterioração dos aditivos.
água no John Deere COOL-GARD Premix.
Qualidade da Água
O John Deere COOL-GARD II Concentrate contém
etilenoglicol e aditivos inibidores. Misture COOL-GARD A qualidade da água é importante para o desempenho do
Concentrate com água de boa qualidade, mas não sistema de arrefecimento. A água destilada, desionizada
adicione uma carga inicial de aditivos complementares. ou desmineralizada é recomendada para a mistura com o
líq. de arrefecimento concentrado à base de etilenoglicol
Repor Aditivos de Líq. de Arrefecimento ou propilenoglicol para motores. Toda a água usada no
sistema de arrefecimento deverá estar de acordo com as
Alguns aditivos gradualmente se esgotam durante a seguintes especificações de qualidade:
operação do motor. É necessário repor os inibidores
Cloretos <40 mg/l
periodicamente, mesmo quando se usar John Deere
COOL-GARD Premix, COOL-GARD Concentrate, ou Sulfatos <100 mg/l
COOL-GARD PG Premix. Siga as recomendações Total de sólidos dissolvidos <340 mg/l
indicadas neste manual para o uso de aditivos Dureza total <170 mg/l
complementares. pH 5,5 a 9,0
Por que usar John Deere LIQUID COOLANT
CONDITIONER? Proteção Anti-Congelamento

A operação sem os aditivos apropriados resultará em As concentrações relativas de glicol e água no líq. de
aumento da corrosão, da erosão e de escoriações nas arrefecimento determinam o seu limite de proteção contra
camisas dos cilindros e outros danos ao motor e ao o congelamento.
sistema de arrefecimento. Uma mistura simples de Etilenoglicol Limite de Proteção
etilenoglicol ou propilenoglicol e água não fornecerá uma Anti-Congelamento
proteção adequada. 40% -24°C (-12°F)
50% -37°C (-34°F)
O John Deere LIQUID COOLANT CONDITIONER
é um sistema de aditivos projetado para reduzir a 60% -52°C (-62°F)
corrosão, erosão e escoriações quando usado com líq. Propilenoglicol Limite de Proteção
de arrefecimento contendo nitrito como John Deere Anti-Congelamento
COOL-GARD Premix, COOL-GARD Concentrate, e 40% -21°C (-6°F)
COOL-GARD PG Premix. Manter líq. de arrefecimento 50% -33°C (-27°F)
John Deere COOL-GARD com John Deere LIQUID 60% -49°C (-56°F)
COOLANT CONDITIONER garante a melhor proteção
para até 5 anos ou 5000 horas de operação. NÃO usar mistura de líq. de arrefecimento-água superior
a 60% de etilenoglicol ou a 60% de propilenoglicol.
COOL-GARD é uma marca registrada Deere & Company
DX,COOL7 -54-03NOV08-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-002-12 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=40
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Líquido de Refrigeração para Motor a Diesel


O sistema de refrigeração do motor é abastecido para Uma mistura de 50% de líquido de refrigeração de motor
proporcionar proteção durante o ano todo contra a à base de propileno-glicol em água proporciona proteção
corrosão e erosão das camisas dos cilindros e no inverno contra o congelamento até -33°C (-27°F).
a proteção contra o congelamento até -37°C (-34°F).
Se for necessária uma proteção a temperaturas mais
O COOL-GARD da John Deere é preferível para a baixas, consultar a sua concessionária John Deere para
manutenção. obter recomendações.
Se o COOL-GARD da John Deere não estiver disponível, Qualidade da água
usar um concentrado de líquido de refrigeração à base
de etileno-glicol ou propileno-glicol com baixo teor de A boa qualidade da água é importante para a eficiência do
silicatos, numa mistura de 50% de concentrado com água sistema de refrigeração. Recomenda-se água destilada,
de boa qualidade. desionizada ou desmineralizada para a mistura com o
concentrado de líquido de refrigeração do motor à base
Uma das qualidades que o concentrado de líquido de de etileno-glicol ou propileno-glicol.
refrigeração deverá ter é a de proteger as peças de ferro
fundido e de alumínio, que fazem parte do sistema de IMPORTANTE: Não usar aditivos vedantes para o
refrigeração, contra a cavitação. O COOL-GARD da John sistema de refrigeração ou anticongelante
Deere preenche este requisito. que contenha aditivos vedantes.
Proteção contra o congelamento IMPORTANTE: Não misturar líquidos de refrigeração
Uma mistura de 50% de líquido de refrigeração de motor à base de etileno-glicol e propileno-glicol.
à base de etileno-glicol em água proporciona proteção
contra o congelamento até -37°C (-34°F).
DX,COOL8 -54-16NOV01-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-002-13 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=41
Combustíveis, Lubrificantes e Líquido de Arrefecimento

Testar líquido de arrefecimento de motor diesel


Manter as concentrações adequadas de glicol e aditivos
inibidores no líq. de arrefecimento é vital para proteger o Adicione somente a concentração recomendada do John
motor e o sistema de arrefecimento contra congelamento, Deere COOL-GARD II Coolant Extender. NÃO adicione
corrosão, além de erosão e escoriações da camisa do mais do que a quantidade recomendada.
cilindro. Quando usar líg. de arrefecimento contendo nitrito
Teste a solução de líq. de arrefecimento a cada 12 meses Compare os resultados da fita de teste com a tabela
ou menos e sempre que houver perda excessiva de líq. de aditivos complementares (SCA) para determinar
de arrefecimento por vazamentos ou superaquecimento. a quantidade de aditivos inibidores em seu líq. de
Fitas de teste de líq. de arrefecimento arrefecimento e se é necessário adicionar mais
condicionador John Deere Liquid Coolant Conditioner.
As fitas de teste de líq. de arrefecimento estão disponíveis
no concessionário John Deere. Estas fitas de teste Adicione somente a concentração recomendada do
permitem um método simples e eficaz para verificar o condicionador John Deere Liquid Coolant Conditioner.
ponto de congelamento e os níveis de aditivo do líq. de NÃO adicione mais do que a quantidade recomendada.
arrefecimento do motor. Análise de líquido de arrefecimento
Quando usar John Deere COOL-GARD II Para uma avaliação mais completa do seu líq. de
John Deere COOL-GARD II Premix™ , COOL-GARD II arrefecimento, execute uma análise do líquido de
PG Premix e o concentrado COOL-GARD II são líq. de arrefecimento. A análise do líquido de arrefecimento
arrefecimento livres de manutenção por até seis anos fornece dados críticos como ponto de congelamento,
ou 6000 horas de operação, desde que o sistema seja nível de anticongelante, pH, alcalinidade, teor de nitritos
completado somente com John Deere COOL-GARD II (aditivos para controle de cavitação), teor de molibdatos
Premix ou COOL-GARD II PG Premix. Teste as condições (aditivo inibidor de ferrugem), teor de silicatos, corrosão
do líq. de arrefecimento anualmente com as fitas de teste de metais e avaliação visual.
projetadas para líquidos de arrefecimento John Deere Consulte seu concessionário John Deere para maiores
COOL-GARD II. Se a tabela da fita de teste indicar que é informações sobre análise do líquido de arrefecimento.
necessário aditivo, adicione John Deere COOL-GARD II
Coolant Extender conforme orientado.
COOL-GARD é uma marca registrada da Deere & Company
DX,COOL9 -54-11APR11-1/1

Intervalos para a troca do líquido de arrefecimento para motores diesel


Drene e lave o sistema de arrefecimento e reabasteça
com um novo líq. de arrefecimento no intervalo indicado, Se forem usados o John Deere COOL-GARD™ II
que varia conforme o líq. de arrefecimento. Premix, COOL-GARD II PG Premix, ou COOL-GARD II
Concentrate, mas o líq. de arrefecimento não tiver sido
John Deere COOL-GARD™ II Premix, COOL-GARD II testado OU os aditivos não forem repostos adicionando-se
PG Premix e o concentrado COOL-GARD II são líq. de aditivo complementar, o intervalo de troca é de quatro
arrefecimento livres de manutenção por até seis anos anos ou 4000 horas de operação. Este intervalo de troca
ou 6000 horas de operação, desde que o sistema seja se aplica somente a líq. de arrefecimento COOL-GARD II
completado somente com John Deere COOL-GARD II mantido com proporção de 40% a 60% de concentrado
Premix ou COOL-GARD II PG Premix. com água de qualidade.
Teste as condições do líq. de arrefecimento anualmente Se utilizar outro líq. de arrefecimento que não o
com as fitas de teste projetadas para John Deere COOL-GARD II, ou COOL-GARD II PG, o intervalo de
COOL-GARD II. Se a tabela da fita de teste indicar que é troca é de dois anos ou 2000 horas de operação.
necessário aditivo, adicione John Deere COOL-GARD II
Coolant Extender conforme orientado.
COOL-GARD é uma marca registrada da Deere & Company
DX,COOL11 -54-14APR11-1/1

CTM408 (12FEB14) 01-002-14 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=42
Seção 02
Reparos e Ajustes
Conteúdo

Página
Página
Grupo 010—Recondicionamento do Motor
Instruções para Reparo do Motor................ 02-010-1 Válvula — Medição do Recesso................ 02-021-16
Suporte de Reparo do Motor ....................... 02-010-1 Verificações Preliminares no
Medidas de segurança ................................ 02-010-2 Cabeçote do Cilindro e
Instalação dos Adaptadores no Válvulas ................................................. 02-021-17
Suporte de Reparo do Motor ................... 02-010-2 Válvula — Remoção do Conjunto.............. 02-021-18
Instalação dos Tirantes de Molas das Válvulas — Inspeção ............... 02-021-19
Elevação do Motor................................... 02-010-3 Retentor da Válvula, Pontes da
Procedimento de Elevação do Válvula e Travas de Retenção
Motor ....................................................... 02-010-4 da Válvula - Inspeção ............................ 02-021-19
Limpe o Motor.............................................. 02-010-4 Válvula — Limpeza e Inspeção ................. 02-021-19
Desconecte a Linha de Entrada de Válvula — Medição.................................... 02-021-20
Óleo do Turbocompressor ....................... 02-010-5 Válvula — Retífica ..................................... 02-021-21
Montagem do Motor no Suporte de Cabeçote do Cilindro - Limpeza e
Reparo..................................................... 02-010-6 Inspeção ................................................ 02-021-21
Sequência de Desmontagem do Cabeçote do Cilindro - Verificação
Motor para Retificação ............................ 02-010-8 de Planicidade ....................................... 02-021-22
Diretrizes para Aplicação do Cabeçote do Cilindro — Medição
Vedante ................................................... 02-010-9 da Espessura......................................... 02-021-22
Sequência de Montagem do Motor Luvas dos Injetores de Combustível
Após a Retificação................................. 02-010-10 — Remoção........................................... 02-021-23
Instruções para Amaciamento do Luvas dos Injetores de Combustível
Motor ..................................................... 02-010-10 — Instalação.......................................... 02-021-24
Execute o Amaciamento do Motor.............. 02-010-11 Guia da Válvula — Limpeza ...................... 02-021-24
Verifique o Sistema de Ventilação Guia da Válvula — Medição ...................... 02-021-25
do Cárter................................................ 02-010-12 Guias das Válvulas — Remoção............... 02-021-25
Verificação do Sistema de Guias das Válvulas — Instalação.............. 02-021-26
Admissão de Ar ..................................... 02-010-13 Sede das Válvulas — Limpeza e
Verifique o Sistema de Escape.................. 02-010-13 Inspeção ................................................ 02-021-27
Verificação e Manutenção do Sede das Válvulas — Medição do
Sistema de Refrigeração ....................... 02-010-13 Recesso................................................. 02-021-28
Verificação do Sistema Elétrico ................. 02-010-15 Sede das Válvulas — Retífica ................... 02-021-29
Recomendações gerais para Insertos das Sedes das Válvulas
regulagem.............................................. 02-010-16 — Remoção........................................... 02-021-30
Insertos das Sedes das Válvulas
Grupo 021—Reparo e Ajuste do Cabeçote — Instalação.......................................... 02-021-30
do Cilindro e das Válvulas Orifício do Bico Injetor do Cabeçote
Válvula — Ajuste da Folga .......................... 02-021-1 do Cilindro - Limpeza e
Válvula — Verificação do Curso .................. 02-021-4 Inspeção ................................................ 02-021-30
Cabeçote do Cilindro - Remoção ................ 02-021-5 Haste de Comando — Limpeza e
Cabeçote do Cilindro—Preparação Inspeção ................................................ 02-021-31
e Medição ................................................ 02-021-7 Cabeçote do Bloco de Cilindros -
Diagnóstico de Falhas na União da Limpeza e Inspeção .............................. 02-021-31
Junta do Cabeçote .................................. 02-021-9 Conjunto de Válvulas —
Tabelas de Diagnóstico da Junta Remontagem ......................................... 02-021-32
do Cabeçote .......................................... 02-021-11 Cabeçote do motor—Instalação ................ 02-021-34
Sequência de Inspeção e Reparo Procedimento de Torque dos
da Junta do Cabeçote ........................... 02-021-12 Parafusos com Cabeça do
Conjunto do Balancim — Cabeçote do Cilindro ............................. 02-021-35
Inspeção ................................................ 02-021-13 Conjunto do Eixo do Balancim —
Conjunto do Eixo dos Balancins — Montagem.............................................. 02-021-37
Remoção e Desmontagem.................... 02-021-14

Continua na próxima página

CTM408 (12FEB14) 02-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=1
Conteúdo

Página Página

Conjunto do Balancim — Instalação de Gaxeta na Camisa


Instalação .............................................. 02-021-39 do Cilindro e nos Anéis O no
Mangueira de Ventilação da Tampa Bloco...................................................... 02-030-35
do Virabrequim — Inspeção .................. 02-021-39 Instalação da Camisa do Cilindro
Montagem Final — Lado da Bomba no Bloco................................................. 02-030-36
de Combustível do Motor ...................... 02-021-40 Instalação do Pistão e da Biela de
Montagem Final — Lado do Coletor Ligação .................................................. 02-030-37
de Descarga do Motor ........................... 02-021-41 Torque por Giro dos Parafusos de
Amaciamento do Motor ............................. 02-021-46 Cabeça da Biela .................................... 02-030-42
Verifique o Aperto Excessivo pela
Grupo 030—Reparo e Ajuste do Bloco de Rotação do Motor .................................. 02-030-42
Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes Montagem Completa Final ........................ 02-030-43
Verificações Preliminares de
Camisas, Pistões e Hastes...................... 02-030-1 Grupo 040—Reparo e Ajuste do
Remova o Conjunto dos Pistões e Virabrequim, Mancais
Bielas....................................................... 02-030-2 Principais e Volante
Camisa do Cilindro — Medição da Análise de Falhas do Eixo
Altura Acima do Bloco ............................. 02-030-5 de Manivelas e do Mancal
Remoção das Camisas do Principal................................................... 02-040-1
Cilindro .................................................... 02-030-6 Informações Gerais do Conjunto
Desvitrificação das Camisas dos da Vedação de Óleo Traseira do
Cilindros................................................... 02-030-8 Virabrequim ............................................. 02-040-1
Camisa do Cilindro — Limpeza ................... 02-030-8 Precauções de Manuseio do
Conjunto do Pistão e da Biela — Conjunto da Vedação de Óleo
Desmontagem ......................................... 02-030-9 Traseira do Virabrequim .......................... 02-040-2
Limpe os Pistões ......................................... 02-030-9 Vedação de Óleo Traseira do
Inspeção Visual dos Pistões...................... 02-030-10 Virabrequim e Alojamento da
Inspecione os Pinos e o Orifício do Vedação de Óleo — Instalação................ 02-040-3
Pistão..................................................... 02-030-11 Vedação de Óleo Traseira
Examine Visualmente as Camisas Unificada do Virabrequim —
do Cilindro ............................................. 02-030-12 Remoção ................................................. 02-040-5
Explicação dos Códigos de Data Vedação de Óleo Dianteira
de Fabricação das Camisas dos do Virabrequim Unificado
Cilindros................................................. 02-030-13 — Remoção (6090AFM75,
Pistão a Camisa — Verificação de 6090HFG86 e 6090SFM75) .................... 02-040-6
Folga...................................................... 02-030-13 Vedação de Óleo Dianteira
Inspeção da Biela e Tampa ....................... 02-030-15 do Virabrequim Unificado
Pino e Buchas do Pistão — — Instalação (6090AFM75,
Inspeção ................................................ 02-030-17 6090HFG86 e 6090SFM75) .................... 02-040-7
Bucha do Pino do Pistão e Furo do Vedação de Óleo Traseira
Pino — Remoção .................................. 02-030-18 Unificada do Virabrequim
Medição do Flange da Camisa.................. 02-030-18 — Instalação (6090AFM75,
Inspecione e Meça os Rolamentos 6090HFG86 e 6090SFM75) .................... 02-040-8
da Biela.................................................. 02-030-19 Inspeção do Amortecedor de
Bucha do Pino do Pistão — Vibração .................................................. 02-040-9
Instalação .............................................. 02-030-20 Verifique a Folga Longitudinal do
Desmontagem Completa do Bloco Eixo de Manivelas ................................. 02-040-10
de Cilindros (Se Necessária)................. 02-030-20 Remoção do Amortecedor de
Orifícios de Resfriamento dos Vibração do Virabrequim ....................... 02-040-11
Pistões — Remoção.............................. 02-030-21 Remoção do Amortecedor de
Limpeza do Bloco de Cilindros .................. 02-030-21 Vibração do Virabrequim e Cubo
Meça o Bloco dos Cilindros ....................... 02-030-22 (6090AFM75, 6090HFG86 e
Bloco de Cilindros—Inspeção e 6090SFM75).......................................... 02-040-12
Recuperação ......................................... 02-030-23 Remoção da Luva de Desgaste e
Orifícios de Resfriamento dos da Vedação de Óleo Dianteira
Pistões — Instalação............................. 02-030-34 do Virabrequim ...................................... 02-040-15

Continua na próxima página

CTM408 (12FEB14) 02-2 Motores Diesel de 9,0 L


030714

PN=2
Conteúdo

Página Página

Remoção da Tampa Instalação do Amortecedor de


da Engrenagem de Vibração e Cubo (6090AFM75,
Sincronização—Motor 6090HFG86 e 6090SFM75) .................. 02-040-43
Removido .............................................. 02-040-17 Instale o Alojamento do Volante
Inspeção e Medição do Volante ................ 02-040-17 SAE 2 e 3 .............................................. 02-040-45
Verificação do Desvio da Face do Instale o Volante ........................................ 02-040-46
Alojamento do Volante........................... 02-040-18 Instalação do Volante
Verificação da Planicidade da Face (6090AFM75, 6090HFG86
do Volante.............................................. 02-040-18 e 6090SFM75)....................................... 02-040-47
Verifique a Concentricidade do Instale o Alojamento do Volante
Furo do Mancal guia.............................. 02-040-18 SAE 1 .................................................... 02-040-49
Remova o Volante ..................................... 02-040-19 Montagem Completa Final ........................ 02-040-49
Remoção do Volante (6090AFM75,
6090HFG86 e 6090SFM75) .................. 02-040-20 Grupo 050—Reparo e Ajuste do Comando
Remova o Alojamento do Volante de Válvulas e do Trem da
SAE 1 .................................................... 02-040-20 Engrenagem de Distribuição
Remova o Alojamento do Volante Verificação da Folga do Eixo de
SAE 2 e 3 .............................................. 02-040-21 Comando e Medição da Folga
Substitua a Engrenagem Anelar do das Engrenagens .................................... 02-050-1
Volante................................................... 02-040-21 Remova o Amortecedor de
Remoção do Alojamento Vibração e Tampa da
da Vedação de Óleo Engrenagem de Sincronização................ 02-050-2
Traseira—Motor Removido.................... 02-040-22 Remoção, Inspeção e Instalação
Remoção das Tampas do Mancal do Acionamento Auxiliar
Principal................................................. 02-040-23 Acionado por Engrenagem do
Verifique o Espaço de Óleo do Virabrequim — Se Instalado.................... 02-050-3
Mancal Principal .................................... 02-040-25 Remoção do Eixo de Comando................... 02-050-7
Remova as Tampas da Biela e o Remoção das Engrenagens do
Virabrequim ........................................... 02-040-26 Eixo de Comando .................................... 02-050-8
Virabrequim — Inspeção ........................... 02-040-27 Medição da Espessura da Arruela
Medição do D.I. do Conjunto de de Encosto............................................... 02-050-9
Rolamentos e D.E. dos Mancais Inspecione e Meça os Seguidores
do Virabrequim ...................................... 02-040-28 do Eixo de Comando ............................... 02-050-9
Especificações do Furo de Linha da Inspeção Visual do Eixo de
Tampa do Rolamento Principal.............. 02-040-29 Comando ................................................. 02-050-9
Especificações de Peça Nova do Medição do Diâmetro Externo do
Mancal de Encosto ................................ 02-040-31 Munhão do Eixo de Comando e
Substituição da Engrenagem de do Diâmetro Interno da Bucha............... 02-050-10
Acionamento da Bomba de Óleo Medição do Curso do Ressalto do
(Virabrequim) ......................................... 02-040-32 Eixo de Comando .................................. 02-050-10
Substituição da Engrenagem da Engrenagens do Comando de
Cambota ................................................ 02-040-33 Válvulas — Instalação ........................... 02-050-11
Inspecione os Rolamentos de Manutenção das Buchas do Eixo
Encosto.................................................. 02-040-33 de Comando Usando o Conjunto
Instale os Mancais Principais e Adaptador JDG602................................ 02-050-12
Virabrequim ........................................... 02-040-34 Manutenção de Buchas do Eixo de
Verificação do Desvio do Comando Usando o Conjunto
Alojamento da Vedação de Adaptador JDG606................................ 02-050-14
Óleo Traseira do Virabrequim................ 02-040-37 Seguidores do Rolete do Eixo de
Instale a Arruela de Encosto e Comando — Instalação ......................... 02-050-16
a Tampa da Engrenagem de Instalação do Eixo de Comando................ 02-050-17
Sincronização ........................................ 02-040-38 Instale a Arruela de Encosto e
Instalação da Vedação Unificada a Tampa da Engrenagem de
de Óleo do Virabrequim Frontal.............. 02-040-40 Sincronização ........................................ 02-050-19
Instale o Amortecedor de Montagem Completa Final ........................ 02-050-20
Vibração ................................................ 02-040-42

Continua na próxima página

CTM408 (12FEB14) 02-3 Motores Diesel de 9,0 L


030714

PN=3
Conteúdo

Página Página

Grupo 060—Reparo e Ajuste do Sistema de LubrificaçãoGrupo 070—Reparo e Ajuste do Sistema de


Diagnóstico de Defeitos no Sistema Arrefecimento
de Lubrificação ........................................ 02-060-1 Inspecione o Cubo do Ventilador
Conjunto de Filtro de Óleo e Substitua os Rolamentos
Carregável por Cima ............................... 02-060-2 em Serviço Pesado, Conjunto
Filtro de Óleo Carregável por Cima do Acionamento do Ventilador
- Teoria de Operação............................... 02-060-3 Ajustável .................................................. 02-070-1
Instale o Conjunto do Filtro de Substituição de Rolamentos no
Óleo ......................................................... 02-060-4 Conjunto do Acionamento do
Substituição do Filtro de Óleo de Ventilador Fixa, Montados no
Carga Máxima ......................................... 02-060-5 Coletor ..................................................... 02-070-4
Conjunto do Resfriador de Óleo do Conjunto do Acionamento do
Motor ....................................................... 02-060-6 Ventilador................................................. 02-070-5
Remoção, Inspeção e Instalação Verificação da Tensão da Mola do
do Resfriador de Óleo do Motor................ 02-060-7 Tensor da Correia e o Desgaste
Remova o Motor de Tratores para da Correia................................................ 02-070-9
Acesso da Bomba de Óleo do Inspeção e Instalação do Conjunto
Motor ....................................................... 02-060-8 da ventilador .......................................... 02-070-10
Remova a Bandeja do Cárter ...................... 02-060-8 Inspeção Visual da Bomba do
Folga de Recuo entre a Líquido de Arrefecimento ...................... 02-070-10
Engrenagem do Virabrequim e Remoção do Conjunto da Bomba
a Engrenagem do Acionamento de Líquido de Arrefecimento ................. 02-070-11
da Bomba de Óleo................................... 02-060-9 Instalação do Conjunto da Bomba
Remoção da Bomba de Óleo do de Líquido de Arrefecimento ................. 02-070-15
Motor ....................................................... 02-060-9 Substitua o Tubo de Derivação
Inspeção e Limpeza da Bomba de e Anéis O no Alojamento do
Óleo ....................................................... 02-060-10 Termostato............................................. 02-070-16
Verificação da Folga do Eixo de Remova e Teste o Termostato................... 02-070-17
Acionamento.......................................... 02-060-11 Remova o Alojamento do
Verificação da Movimentação Termostato............................................. 02-070-17
Lateral do Eixo de Instale os Termostatos............................... 02-070-18
Acionamento.......................................... 02-060-11 Instalação do Alojamento do
Verificação de Folga Termostato............................................. 02-070-18
da Engrenagem de Remova e instale o Sensor de
Bombeamento ....................................... 02-060-12 Temperatura do Líquido de
Inspecione a Engrenagem de Arrefecimento ........................................ 02-070-18
Acionamento da Bomba de Manutenção do Aquecedor do
Óleo ....................................................... 02-060-12 Líquido de Arrefecimento do
Instale a Bomba de Óleo do Motor.............. 02-060-13 Motor ..................................................... 02-070-19
Instale a Derivação do Óleo e Sangria do Ar do Sistema de
Tubos da Bomba de Óleo e Líquido de Arrefecimento ...................... 02-070-19
Adaptador da Bomba de Óleo ............... 02-060-14 Montagem Completa Final ........................ 02-070-21
Remoção, Inspeção e Instalação
do Tubo de Captação da Bomba Grupo 080—Reparos e Ajustes do Sistema
de Óleo .................................................. 02-060-15 de Escape e Admissão de Ar
Instale a Bandeja do Cárter do Extensão da Vida Útil do
Motor ..................................................... 02-060-16 Turbocompressor..................................... 02-080-1
Aperte os Parafusos de Fixação na Remova o Turbocompressor ....................... 02-080-3
Caixa Dianteira/Reservatório de Remova a Linha de Drenagem de
Óleo - Tratores....................................... 02-060-19 Óleo do Turbocompressor ....................... 02-080-4
Remova a Linha de Suprimento de
Óleo do Turbocompressor ....................... 02-080-5
Turbocompressor — Análise de
Falhas...................................................... 02-080-6
Inspeção do Turbocompressor.................... 02-080-8
Reparação do Turbocompressor............... 02-080-12

Continua na próxima página

CTM408 (12FEB14) 02-4 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=4
Conteúdo

Página Página

Lubrificação Inicial do Turbocompressor — Remoção da


Turbocompressor................................... 02-080-12 Linha de Drenagem de Óleo ................... 02-081-3
Instale o turbocompressor ......................... 02-080-13 Turbocompressor — Instalação da
Instale os Suportes da Linha Linha de Drenagem de Óleo ................... 02-081-5
de Suprimento de Óleo do Turbocompressor — Remoção ................... 02-081-7
Turbocompressor................................... 02-080-15 Turbocompressor — Instalação .................. 02-081-8
Instalação da Linha de Suprimento Coletor de Escape — Remoção .................. 02-081-9
de Óleo do Turbocompressor ................ 02-080-16 Coletor de Escape - Instalação ................. 02-081-10
Instalação da Linha de Drenagem Conjunto de Entrada de Ar —
de Óleo do Turbocompressor ................ 02-080-17 Remoção ............................................... 02-081-12
Instalação do Anteparo Corta-Fogo Conjunto de Admissão de Ar —
e do Suporte da Linha de Instalação .............................................. 02-081-13
Suprimento de Óleo do
Turbocompressor................................... 02-080-18 Grupo 100—Reparo e Ajuste dos Sistemas
Remoção e Instalação do Atuador de Partida e de Carga de OEM
do Turbocompressor.............................. 02-080-19 Remova e Instale o Alternador
Instale as Conexões da Linha do (Motor OEM)............................................ 02-100-1
Líquido de Arrefecimento do Remoção e Instalação do Motor de
Atuador .................................................. 02-080-20 Partida (Motores OEM)............................ 02-100-2
Instale a Linha de Retorno do
Líquido de Arrefecimento do
Atuador do Turbocompressor ................ 02-080-20
Instale a Linha de Suprimento do
Líquido de Arrefecimento do
Atuador do Turbocompressor ................ 02-080-21
Instale a Linha de Suprimento do
Líquido de Arrefecimento do
Atuador - Tratores.................................. 02-080-22
Remova e Instale a Articulação do
Atuador .................................................. 02-080-23
Remoção e Instalação da
Articulação do Atuador do
Turbocompressor - Tipo
Espera ................................................... 02-080-26
Remova o Conjunto do
Recirculador do Gás de Escape
(EGR) .................................................... 02-080-27
Remova e Instale a Válvula do
EGR....................................................... 02-080-28
Remova e Instale o Coletor do
Líquido de Arrefecimento do
EGR....................................................... 02-080-29
Remova e Instale da Linha de
Suprimento do Resfriador do
EGR....................................................... 02-080-29
Remova e Instale a Linha de
Retorno do Resfriador do EGR.............. 02-080-30
Remoção, Inspeção e Instalação
do Coletor de Descarga......................... 02-080-31
Remova, Inspecione e Instale o
Coletor de Admissão ............................. 02-080-33
Instale o EGR ............................................ 02-080-37
Remova e Instale o
Aquecedor/Entrada de Ar. ..................... 02-080-38

Grupo 081—Reparo e Ajuste do Sistema de


Admissão e Descarga de Ar
PowerTech E
Turbocompressor — Extensão da
Vida Útil ................................................... 02-081-1

CTM408 (12FEB14) 02-5 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=5
Conteúdo

CTM408 (12FEB14) 02-6 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=6
Grupo 010
Recondicionamento do Motor
Instruções para Reparo do Motor • For muito difícil dar partida no motor devido à baixa
compressão de arranque.
A vida útil e o desempenho do motor variam dependendo • O motor começar a soltar fumaça, sem falhas aparentes
das condições de operação e do nível da manutenção nos componentes do motor.
regular do motor. Os padrões originais de desempenho
dos motores podem ser recuperados por meio dos
• O motor começar a gastar muito óleo. Consulte a Seção
04 para informar-se sobre o consumo aceitável de óleo.
procedimentos de recondicionamento adequados e da
substituição de peças por peças de serviço originais da
• O motor tem um alto uso de horas e o proprietário
deseja tomar uma medida preventiva para evitar
John Deere. Inspecionar o motor antes de uma falha pode consertos de alto custo e tempo parado.
evitar custos elevados de conserto e tempo de inatividade.
O kit de retífica da John Deere tem a garantia de
Considere o uso de um kit de inspeção geral da John 1500 horas ou 12 meses, o que vier primeiro. O
Deere quando: trabalho da instalação é coberto pela garantia caso um
• O motor começar a ter perda de potência, sem falhas concessionário autorizado da John Deere tenha instalado
aparentes nos componentes do motor. o kit de retífica e as peças de reposição.
DPSG,OUO1032,3410 -54-15JUN00-1/1

Suporte de Reparo do Motor


NOTA: Apenas o suporte de serviço pesado de
2722 kg (6000 lb) de reparo do motor, número
D05223ST, fabricado pela Owatonna Tool Co.,
Owatonna, Minnesota, EUA, é mencionado
neste manual. Quando algum outro suporte
de reparo for usado, consulte as instruções do
fabricante para montar o motor.

Consulte no manual técnico da máquina as etapas de

RG15800 —UN—03OCT08
remoção do motor da máquina antes de instalá-lo no
suporte de reparo.

Suporte de Reparo do Motor D05223ST

RE38635,000016F -54-03OCT08-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-010-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=49
Recondicionamento do Motor

Medidas de segurança
O suporte de reparo do motor deve ser usado somente localizado a 51 mm (2 in) do eixo rotativo do suporte do
por técnicos de manutenção qualificados familiarizados motor. Em geral, o centro de equilíbrio do motor fica
com esse equipamento. poucos milímetros acima do virabrequim.
Para manter as especificações de força de cisalhamento, Para evitar acidentes pessoais causados pelo
parafusos Allen com cabeça de liga de aço SAE Grau 8 ou deslizamento do motor, verifique novamente para
superior devem ser usados para instalar os adaptadores certificar-se de que o motor esteja bem instalado antes de
ou o motor. Use Trava-Rosca LOCTITE® 242 e Vedante soltar o suporte do dispositivo de elevação.
nos parafusos com cabeça ao instalar os tirantes de
elevação no motor. Aperte os parafusos com cabeça com Não deixe nenhuma parte do seu corpo sob uma carga
torque de 170 N·m (125 lb-ft). sendo elevada ou suspensa. O deslize acidental pode
provocar acidentes pessoais.
Para o encaixe completo do parafuso, verifique se os
furos rosqueados nos adaptadores e nos blocos de O macaco de elevação deve ser usado quando necessário
motores estão limpos e sem danos. É necessário engatar para elevar o motor para rotação. Ao trabalhar no motor,
no mínimo um comprimento de rosca igual a 1-1/2 de o macaco deve estar na posição mais baixa para manter
diâmetro dos parafusos para manter os requisitos de baixo o centro de gravidade e diminuir a possibilidade
resistência. de tombamento.

Para evitar danos estruturais ou acidentes pessoais, não Para prevenir possíveis acidentes pessoais devido ao
exceda a capacidade nominal máxima de 2722 kg (6000 movimento súbito do motor, abaixe o motor acionando
lb). A capacidade máxima é determinada com o centro lentamente a válvula de alívio do macaco. Não
do motor posicionado a, no máximo, 330 mm (13 in) da desparafuse o botão da Válvula de Alívio mais de duas
superfície do cubo de montagem do suporte do motor. voltas de sua posição de fechamento.

Para evitar uma condição insegura de carga sem


equilíbrio, o centro de equilíbrio de um motor deve estar
LOCTITE é uma marca comercial registrada da Loctite Corp.
RG,RG34710,1044 -54-23OCT97-1/1

Instalação dos Adaptadores no Suporte de


Reparo do Motor
Fixe o Adaptador do Motor Nº 205466 (A) no cubo
de montagem do suporte de reparo do motor usando
parafusos Allen SAE Grau 8. Aperte os parafusos com

RG8183A —UN—08DEC00
torque de 135 N·m (100 lb-ft).

A—Adaptador do Motor

Adaptador para Suporte de Reparo do Motor


RG16509 —UN—02OCT08

Adaptador do Motor Nº 205466


RE38635,0000170 -54-03OCT08-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-010-2 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=50
Recondicionamento do Motor

Instalação dos Tirantes de Elevação do Motor


1. Usando um parafuso com cabeça, instale o tirante
de elevação no lado frontal direito (A) do cabeçote
do cilindro.
2. Usando um parafuso com cabeça, instale o tirante de
elevação no lado traseiro esquerdo (C) do cabeçote
do cilindro.
3. Aperte os dois parafusos com cabeça com o torque
indicado na especificação.
Especificação

RG14849 —UN—25APR06
Tirantes de Elevação do
Motor para Cabeçote do
Cilindro—Torque.................................... 170 +/- 34 N•m (126 +/- 25 lb-ft)

A—Tirante de Elevação Frontal C—Tirante de Elevação


Direito Traseiro Esquerdo
B—Parafusos com Cabeça

Tirante de Elevação Frontal Direito JDG10040

RG14850 —UN—25APR06
Tirante de Elevação Traseiro Esquerdo JDG10059
RE38635,000004A -54-28MAR07-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-010-3 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=51
Recondicionamento do Motor

Procedimento de Elevação do Motor


A
CUIDADO: O único método recomendado para
elevação do motor 6090 é com a Linga de
Elevação do Motor JDG23 e os tirantes de
elevação JDG10040 e JDG10059 aprovados
quanto à segurança. Os Tirantes de Elevação B
são fornecidos já instalados no motor ou estão B

RG14503 —UN—27SEP05
disponíveis como ferramentas de serviço.
Tome extremo cuidado quando levantar o
motor e NUNCA permita que qualquer parte
do seu corpo esteja posicionada sob o motor
em ascensão ou suspenso.
Ascenda o motor com carregamento longitudinal
apenas sobre a linga e os suportes de elevação. Linga e Tirantes de Elevação do Motor
O carregamento angular reduz em muito a
capacidade de elevação da linga e dos suportes. A—Linga de Elevação do Motor B—Tirantes de Elevação do
JDG23 Motor - JDG10040 (Frontal)
1. Fixe a Linga de Elevação do Motor JDG23 (A) nos e JDG10059 (Traseiro)
tirantes de elevação JDG10040 (frontal) e JDG10059
(traseiro) (B) do motor e na talha suspensa ou no
guindaste de solo. como os compressores de ar condicionado
ou alternadores. Se maiores componentes,
NOTA: Se os tirantes de elevação do motor não forem como os da TDP, transmissões, geradores ou
localizados, procure-os nas peças de manutenção compressores de ar, estiverem fixados em
ou no SERVICEGARD™. O uso de uma linga de outros locais no motor, os tirantes de elevação
elevação do motor (conforme mostrado) é o ÚNICO fornecidos com o motor não servirão para esse
MÉTODO APROVADO para suspensão do motor. fim. O técnico é responsável pelo fornecimento
correto de dispositivos de elevação nessas
IMPORTANTE: Os tirantes de suspensão são situações. Consulte o manual técnico da
concebidos apenas para elevar o motor e máquina para obter maiores informações sobre
pequenos acessórios, como as bombas a remoção do motor da máquina.
hidráulicas ou compressores de ar montado
na transmissão da engrenagem auxiliar, ou 2. Eleve com cuidado o motor até a posição desejada.
componentes conduzidos por correias, tais
SERVICEGARD é uma marca comercial da Deere & Company.
RE38635,0000049 -54-28MAR07-1/1

Limpe o Motor IMPORTANTE: nunca limpe com vapor ou despeje


1. Tampe todas as aberturas do motor. Se os água fria em uma bomba de combustível de
componentes elétricos (motor de partida, alternador, alta pressão enquanto ainda estiver quente. Ao
etc.) não forem removidos antes da limpeza, cubra fazê-lo pode provocar o desgaste de peças da
com plástico e feche bem para impedir a entrada de bomba. Evite ainda ficar perto de componentes
umidade. elétricos, fiação, da ECU, e sensores.

2. Limpe completamente o motor a vapor.


RE38635,0000014 -54-21OCT04-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-010-4 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=52
Recondicionamento do Motor

Desconecte a Linha de Entrada de Óleo do


Turbocompressor
1. Drene todo o óleo e o líquido de refrigeração, se não
o tiver feito previamente.

RG14232 —UN—31MAY05
IMPORTANTE: Quando fizer manutenção de motores
turbocomprimidos em suporte de rolamento,
desconecte a linha de entrada de óleo do
turbocompressor (A) da caixa do filtro de
óleo ou do turbocompressor antes de rolar o
motor. Não fazer isso poderá causar travamento
hidráulico na partida do motor. O travamento
hidráulico poderá provocar falha do motor. Linha de Suprimento de Óleo do Turbocompressor

Há travamento hidráulico quando o óleo


confinado na caixa do filtro de óleo drena através A—Linha de Alimentação de
Óleo
do turbocompressor, dos coletores de escape
e entrada, e vai para o cabeçote do cilindro.
Após a partida do motor, o óleo confinado 2. Desconecte a linha de entrada de óleo no
no coletor e no cabeçote é liberado para turbocompressor ou na base do filtro de óleo.
o(s) cilindro(s), enchendo-os com óleo
e causando travamento hidráulico com
possível falha do motor.
RG,RG34710,1048 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-010-5 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=53
Recondicionamento do Motor

Montagem do Motor no Suporte de Reparo

RG8770 —UN—08DEC97
Montagem do Motor no Suporte de Reparo

CUIDADO: NUNCA remova o equipamento NOTA: se o acessório de acionamento auxiliar de


de elevação superior até que o motor esteja partida ou da engrenagem do virabrequim tiver
firmemente montado no suporte de reparo e que que ser removido do motor, faça isso antes de
todo o hardware de montagem esteja apertado montá-lo no suporte de reparo.
com torque especificado. Sempre libere o
equipamento de elevação superior lentamente.
Continua na próxima página RE38635,0000025 -54-15DEC04-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-010-6 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=54
Recondicionamento do Motor

1. Coloque o lado de partida do motor no adaptador


com quatro parafusos SAE Grau 8 (ou graus maiores)
nos seguintes tamanhos:
6090HRW01 .......................... M16-2 X 110 mm.
6090HRW02 .......................... M16-2 X 110 mm.
6090HRW04 .......................... M16-2 X 110 mm.
6090HZ003 ........................... M16-2 X 110 mm.
6090HT001R ......................... M16-2 X 110 mm.

RG10054 —UN—23JUN99
6090HH001 ........................... M16-2 X 110 mm.
6090HDW01 .......................... M16-2 X 110 mm.
6090HF485 ........................... M16-2 X 110 mm.
Todos os Outros Motores 6090 ... M16-2 X 110 mm.
Parafusos de Fixação do Motor ao Suporte (use arrue-
las w/2 de diâmetro grande)

2. Aperte os parafusos com cabeça com torque de 203 Suporte de Reparo do Motor
N·m (150 lb-ft).
3. Remova com cuidado a linga de elevação do motor. Para instalar o motor no veículo, consulte o manual
técnico da máquina.
Para remover o motor do suporte de reparo, faça o
inverso do procedimento de instalação.
RE38635,0000025 -54-15DEC04-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-010-7 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=55
Recondicionamento do Motor

Sequência de Desmontagem do Motor para Retificação


A sequência que se segue é sugerida quando é
13. Remova o conjunto do resfriador de óleo do motor.
necessária uma desmontagem completa. Consulte o
grupo de reparo adequado ao remover os componentes 14. Remova os coletores de descarga dianteiros e
individuais do motor. traseiros e o conjunto da válvula e do resfriador EGR.
1. Drene todo o óleo e líquido de refrigeração do motor. 15. Remova o coletor de admissão de ar.
Verifique se há contaminação metálica no óleo do
motor. NOTA: Ao girar o volante do motor, SEMPRE parafuse as
camisas com o cabeçote do cilindro retirada.
2. Remova as linhas de entrada e de retorno de
óleo do turbocompressor. Remova o tubo de ar e 16. Remova o cabeçote do cilindro com o conjunto.
turbocompressor para o conjunto do resfriador de óleo Remova a junta do cabeçote.
EGR.
17. Gire o motor no suporte de reparo e retire o conjunto
3. Remova o conjunto de alojamento do termostato e da da bomba de óleo do motor.
polia da ventoinha.
18. Remova a tampa da engrenagem de sincronização
4. Remova o conjunto da bomba do líquido de frontal.
arrefecimento da tampa da engrenagem de
sincronização. 19. Gire o motor para a posição vertical. Remova os
pistões e as hastes de conexão. Identifique para
NOTA: NÃO danifique a etiqueta do código de opção (se remontagem. Faça a verificação de desgaste entre o
equipado), ao remover a tampa do balancim. mancal e o munhão com PLASTIGAGE®.

NOTA: desconecte a mangueira do suspiro do cotovelo 20. Nos alojamentos do volante SAE No. 3, remova o
de respiro. O cotovelo de respiro não deve ser alojamento do volante e depois retire o volante.
retirado da tampa do balancim a menos que a 21. Nos alojamentos do volante SAE No.1 e 2, remova o
intenção seja substituir o conjunto do cotovelo. volante e então retire o alojamento do volante.
5. remova a mangueira do respiro da tampa do balancim. 22. Remova os parafusos do rolamento principal e retire o
Remova a proteção do balancim. virabrequim. Faça a verificação de desgaste entre o
mancal e o munhão com PLASTIGAGE®.
6. Remova o chicote elétrico do injetor eletrônico.
23. Remova o comando de válvulas e os seguidores de
7. Remova o conjunto do balancim e as hastes de came. Identifique para remontagem.
comando. Identifique as peças para remontagem.
24. Gire o motor na posição horizontal, remova as
8. Remova o conjunto da polia do virabrequim e do camisas, anéis-O, e juntas. Marque as camisas para
amortecedor. a remontagem no mesmo diâmetro do orifício do qual
9. Remova as linhas de injeção e os conectores do foram removidos.
combustível, assim como os bicos injetores. 25. Remova os orifícios de arrefecimento do pistão do
10. Remova o filtro de óleo do combustível, a base do bloco do cilindro.
filtro e o alojamento da válvula. 26. Remova qualquer sensor/medidor, tampão do bloco
11. Remova o filtro de combustível e a base de montagem. do cilindro e placa do número de série do motor, se o
Remova a tampa de engrenagem da bomba de bloco for colocado em "tanque quente".
combustível e retire a bomba injetora. 27. Consulte o grupo apropriado para a inspeção e o
12. Remova o trilho comum de alta pressão. reparo dos componentes do motor.
PLASTIGAGE é uma marca registrada da DANA Corp.
RE38635,0000026 -54-13JAN06-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-010-8 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=56
Recondicionamento do Motor

Diretrizes para Aplicação do Vedante


Seguem-se os vedantes que foram testados e são Bomba e válvulas de dreno do refrigerador.
utilizados pela fábrica John Deere para controlar fugas
e garantir a retenção do equipamento. SEMPRE use Bujões de sangria e dreno do filtro de combustível
os seguintes vedantes recomendados ao montar seu
motor John Deere para assegurar um desempenho com Interruptor e unidade de envio de temperatura
qualidade. Bandeja de óleo (mangueira, válvula e cotovelo de dreno)
Os vedantes de rosca LOCTITE® são projetados para Conectores: linha do turbo e dreno do turbo
funcionar de acordo com as normas de vedação com
resíduos de óleo da máquina presentes. Se houver Conexão adaptadora para linha de entrada do óleo
excesso de óleo da máquina ou baixa qualidade de
limpeza, limpe com solvente. Consulte o Manual de Composto de Retenção LOCTITE® 680 (Verde):
Vendas de Peças e Mercadorias John Deere para obter
informações sobre pedidos.
• TY15969 50 ml. Garrafa (1.7 oz)
Bujões de expansão (gelo) no bloco do cilindro
Adesivo Plástico EC1099 SCOTCH-GRIP® AR31790:
Aviação PERMATEX (Junta Moldada no Local No. 3):
• AR31790 118 ml (4 oz)
Trava-Rosca e Vedante LOCTITE® 242—
• Recipiente TY6299 227 g (8oz)
(Média Resistência) (Azul): Bujão da tampa de aço do orifício do comando das
válvulas traseiras
• Tubo (0.2 oz) TY9370 6 ml
• Garrafa (1.7 oz) T43512 50 ml Superfícies da junta da bandeja de óleo
Bujões e conexões: base do filtro de combustível, coletor Composto PT569 NEVER-SEEZ®:
de admissão, bloco do cilindro (compartimento de óleo).
• Escova PT569 227 g (8 oz)
Bujão do orifício de sincronização da bomba injetora. • pulverizador PT506 453 g (16 oz)
Parafusos com cabeça: tampa de acesso à bomba Parafusos: montagem do turbocompressor e tampa do
injetora, tampa do tacômetro eletrônico, entrada do aftercooler.
enchimento do óleo, volante, alojamento do termostato.
Parafusos: Reinstalação dos parafusos com cabeça do
Unidade de envio de pressão de óleo. cabeçote de flange especial de 12 pontos no coletor de
descarga de tratores.1
Vedante de Tubo LOCTITE® 592 com
TEFLON® (Branco): Graxa de Molibdênio LOCTITE® 51048
• TY9374 6 ml. Tubo (0.2 oz) Nariz do comando de válvulas (instalação da engrenagem)
• TY9375 50 ml. Garrafa (1.7 oz)
Bujões dos tubos: bloco do cilindro (coletor do líquido de
arrefecimento), alojamento do termostato, coletor do ar
de admissão, e bomba do refrigerador.
LOCTITE é uma marca comercial registrada da Loctite Corp.
SCOTCH-GRIP é uma marca comercial registrada da 3M Co.
TEFLON é uma marca comercial registrada da Du Pont Co.
NEVER-SEEZ é uma marca registrada do Emhart Chemical Group.
1
Os parafusos do cabeçote do flange especial de 12 pontos têm
composto antiemperramento pré-aplicado. Aplique composto
adicional somente para reutilização.
RG,RG34710,1051 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-010-9 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=57
Recondicionamento do Motor

Sequência de Montagem do Motor Após a Retificação


A seguinte sequência de montagem é sugerida quando
10. Instale o conjunto da bomba de óleo do motor.
o motor for completamente desmontado. Verifique as
especificações de excentricidade, tolerâncias de folga, 11. Instale o trilho comum de alta pressão.
torques, etc. quando o motor for montado. Consulte o
grupo de reparo adequado quando montar componentes 12. Instale a bomba de combustível e a engrenagem de
do motor. acionamento.

Sequência de Montagem do Motor 6090 13. Instale o conjunto do resfriador de óleo do motor.
Após a Retificação 14. Instale a base de filtro do combustível, linhas de
1. Instale todos os bujões no bloco do cilindro que foram abastecimento e filtro.
removidos para a manutenção do bloco. Instale a 15. Instale a base do filtro de óleo, o alojamento da
placa do número de série do motor. válvula e o novo filtro de óleo.
2. Instale os orifícios de refrigeração dos pistões. 16. Instale o cabeçote do cilindro e o coletor de admissão.
3. Instale as camisas do cilindro sem os anéis-O e meça o 17. Instale as varetas impulsoras, os conjuntos do
excedente da camisa. Instale os anéis O de camisa no balancim, injetores eletrônicos e conectores de
bloco e os conjuntos nas camisas. Instale as camisas. combustível.
NOTA: se o conjunto do novo pistão e do kit de camisas 18. Remova o chicote elétrico do injetor eletrônico.
forem instalados, instale o virabrequim primeiro.
19. Instale a tampa do balancim e a mangueira de respiro.
4. Instale os mancais principais e o virabrequim. Rode
20. Remova os coletores de descarga dianteiros e
o virabrequim para assegurar a montagem correta.
traseiros e o conjunto da válvula e do resfriador EGR.
Verifique a folga no virabrequim.
21. Instale a tampa da engrenagem de distribuição.
NOTA: ao rodar o motor, SEMPRE parafuse as camisas
Instale a luva de desgaste do virabrequim dianteiro e
com o cabeçote do cilindro removido.
a vedação de óleo.
Ao instalar um novo kit de camisa/pistão, monte os 22. Instale o conjunto da bomba do líquido de
kits nas respectivos hastes de conexão utilizando arrefecimento e o coletor do líquido de arrefecimento.
anéis de retenção NOVOS. Parafuse as camisas à
medida que cada kit for instalado. 23. Instalar o turbocompressor. Remova as linhas de
entrada e de retorno de óleo do turbocompressor.
5. Instale o volante e o alojamento do motor, se aplicável:
24. Instale as linhas de fuga e as linhas de antivazamento
• SAE 3: O volante continua antes do alojamento. de combustível de alta pressão.
• SAE 1 e SAE 2: O alojamento continua antes do 25. Instale a polia dianteira e o novo amortecedor como
volante.
um conjunto.
6. Instale o conjunto de pistões e hastes. Parafuse as
camisas quando cada conjunto do pistão for instalado. 26. Instale o conjunto da polia da ventoinha. Instale o
motor de partida.
7. Instale o alojamento de vedação de óleo traseiro e
verifique o desvio. Instale a vedação de óleo traseiro 27. Encha o motor com óleo limpo. Instale a vareta
e luva de desgaste. dosadora de nível.

8. Instale os seguidores de cames no orifício do qual 28. Lave com fluxo o sistema de refrigeração e reabasteça
foram originalmente removidos. com líquido de refrigeração adequado.

9. Instale o comando de válvulas. Alinhe os marcadores 29. Execute as verificações padrão normais de
de sincronização (engrenagem do comando de desempenho e amaciamento do motor. Consulte as
válvulas a engrenagem do virabrequim) com pistão INSTRUÇÕES PARA AMACIAMENTO DO MOTOR
No. 1 no tempo de compressão PMS. posteriormente neste grupo.
RE38635,0000027 -54-15DEC04-1/1

Instruções para Amaciamento do Motor


Rolamentos principais, rolamentos das bielas, virabrequim
O amaciamento do motor deve ser feito depois de ou qualquer combinação destas peças forem substituídos.
recondicionamentos ou quando os seguintes reparos
forem realizados: Pistões, anéis ou camisas forem substituídos.
RE38635,0000029 -54-16NOV11-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-010-10 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=58
Recondicionamento do Motor

Execute o Amaciamento do Motor


Utilize um dinamômetro para executar o seguinte
procedimento preliminar de amaciamento. Se necessário,
o amaciamento preliminar do motor pode ser executado
sem um dinamômetro se estiver sob condições de
operação controladas.
IMPORTANTE: NÃO utilize óleo PLUS-50 ou óleos de

RG7359 —UN—20JUN00
motor de acordo com níveis de desempenho API
CG4, API CF4, ACEA E3 ou ACEA E2, durante o
período de amaciamento do motor que teve uma
retificação maior. Estes óleos não permitirão
que o motor retificado tenha o desgaste
apropriado durante o período de amaciamento.
Não complete o óleo até que o nível fique Verifique o Nível de Óleo do Motor
ABAIXO da marca de acréscimo. O John Deere
Engine Break-in Oil (Óleo de Amaciamento
do Motor John Deere) deve ser utilizado
para repor o óleo eventualmente consumido
durante o período de amaciamento.
NÃO encha acima do padrão hachurado
ou da marca FULL (cheio). Os níveis de
óleo em qualquer lugar dentro do padrão
hachurado são aceitáveis.

1. Encha o cárter do motor ao nível adequado com


o ENGINE BREAK-IN OIL (Óleo de Amaciamento
do Motor) John Deere durante o período de
amaciamento. Utilize o óleo de amaciamento

RG5895 —UN—13AUG91
sem considerar a temperatura ambiente. Esse
óleo é formulado especificamente para melhorar o
amaciamento dos motores diesel John Deere. Sob
condições normais, não ultrapasse as 250 horas com
o óleo de amaciamento.
Se o Óleo de Amaciamento do Motor não estiver
disponível, utilize o óleo de motor diesel de acordo Vareta do Nível de Óleo do Motor
com as Classificação de Serviço API da CE ou
Especificação ACEA E1.
3. Após o amaciamento preliminar, faça o motor
IMPORTANTE: durante o amaciamento preliminar, funcionar por 1 a 2 minutos a 1500 RPM, sem carga,
verifique a pressão do óleo do motor e a antes de desligar.
temperatura do líquido de arrefecimento
periodicamente. Verifique também sinais 4. Verifique e reajuste a folga da válvula conforme
de vazamento de combustível, óleo ou necessário. Não é necessário reapertar o cabeçote
líquido de arrefecimento. do cilindro.

2. Dê partida no motor, opere nas cargas e velocidades NOTA: Durante as primeiras 20 horas, evite períodos
mostradas na tabela seguinte pelos limites de tempo prolongados de motor em marcha lenta ou
fornecidos. operação constante com carga máxima. Se
o motor for funcionar por mais de 5 minutos
AMACIAMENTO PRELIMINAR DO MOTOR APÓS em marcha lenta, desligue-o.
RETIFICAÇÃO COMPLETA
Horário Carga Rotação do Motor 5. Opere o motor com cargas máximas e com o mínimo
1 minuto Sem carga 850 RPM de marcha lenta durante o período de amaciamento.
2 minutos Sem carga Marcha Lenta Alta
15 minutos 1/2—3/4 de carga 2000 à velocidade
nominal
10 minutos Carga total Velocidade nominal

Continua na próxima página RE38635,0000028 -54-15DEC04-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-010-11 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=59
Recondicionamento do Motor

Se o motor tiver um tempo de operação significativo Após um máximo de 250 horas, drene o óleo de
em marcha lenta, rotações constantes, e/ou uso de amaciamento e troque o filtro de óleo. Encha o cárter com
carga leve, recomenda-se um período de amaciamento TORQ-GARD SUPREME® OU PLUS-50® da John Deere
de 250 horas utilizando uma nova troca de ÓLEO DE ou outro óleo para motores diesel de serviço pesado com
AMACIAMENTO DO MOTOR e novo filtro de óleo John a mesma classificação de serviço conforme recomendado
Deere. neste manual. Consulte ÓLEO DE MOTOR DIESEL no
grupo 002, Combustíveis, e Líquido de Arrefecimento.
Verifique o nível do óleo do motor com maior frequência
durante o período de amaciamento do motor. Como regra NOTA: Pode-se esperar um certo aumento no consumo
geral, não se deve adicionar o óleo de reposição durante de óleo quando for usado óleo de baixa viscosidade.
o período de amaciamento de 250 horas. Entretanto, se o Verifique os níveis de óleo com mais frequência.
óleo de reposição for necessário nas primeiras 250 horas
de amaciamento, um período adicional de 250 horas de Se a temperatura do ar estiver abaixo de -10ºC
amaciamento será necessário. Utilize uma nova troca de (14ºF), use um aquecedor no bloco do motor.
ÓLEO DE AMACIAMENTO DO MOTOR e um novo filtro
de óleo John Deere.
TORQ-GARD SUPREME é uma marca comercial regis-
trada da Deere & Company
PLUS-50 é uma marca comercial registrada da Deere & Company.
RE38635,0000028 -54-15DEC04-2/2

Verifique o Sistema de Ventilação do Cárter


1. Inspecione o sistema de ventilação do cárter quanto
a obstruções. A falta de ventilação ocasiona a
formação de sedimentos no cárter. Isto pode levar ao
entupimento das passagens, filtros e telas do óleo,
resultando em sérios danos ao motor.
2. Limpe o tubo de respiro do cárter (A) com solvente
e ar comprimido se obstruído. Instale e aperte com
firmeza as braçadeiras da mangueira.

RG14156 —UN—18APR05
A—Tubo de Respiro do Cárter

Tubo de Respiro do Cárter


RG,RG34710,1055 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-010-12 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=60
Recondicionamento do Motor

Verificação do Sistema de Admissão de Ar


1. Substitua o elemento do filtro principal do purificador
de ar (Consulte o manual do operador). Substitua o
elemento secundário, se o elemento primário estiver
furado.

RG4689 —UN—20DEC88
2. Verifique a condição das mangueiras de admissão
de ar. Substitua mangueiras trincadas, divididas ou
deterioradas.
3. Verifique o aperto das braçadeiras das mangueiras
(A). Substitua as braçadeira que não puderem ser
apertadas corretamente. Este procedimento ajudará a
impedir a entrada de poeira no sistema de entrada de Braçadeiras da Mangueira de Admissão de Ar
ar, que poderia causar sérios danos no motor.
A—Braçadeiras de Mangueira

RG,RG34710,1056 -54-23OCT97-1/1

Verifique o Sistema de Escape 3. Verifique se há evidência de vazamento de óleo pelas


1. Inspecione o sistema de vazamento quanto a vedações da haste da válvula.
vazamentos ou restrições. Verifique se há trincas no O óleo no cano de escape pode ser causado pela
coletor. Conserte ou substitua conforme necessário. folga excessiva da haste à guia da válvula ou pela
2. Verifique se o gás recirculador (EGR) do excessiva marcha lenta do motor com carga leve.
turbocompressor ao coletor, refrigerador, etc., estão
muito bem apertados e não há vazamento.
RE38635,0000016 -54-21OCT04-1/1

Verificação e Manutenção do Sistema de


Refrigeração
1. Remova o lixo acumulado no radiador ou próximo dele.
2. Inspecione visualmente todo o sistema de refrigeração
e todos os componentes quanto a vazamentos ou

RG7061 —UN—26NOV97
danos. Conserte ou substitua conforme necessário.
3. Remova o filtro de espuma do ralo (A, mostrado
removido) localizado do lado da tampa da engrenagem
de sincronização e filtro de descarte. Inspecione o
ralo quanto a quaisquer restrições.
4. Passe um fio grosso no ralo para verificar se o mesmo Ralo do Sistema de Arrefecimento com Filtro de Espuma
está aberto.
A—Escoadouro

Continua na próxima página RG,RG34710,1058 -54-23OCT97-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-010-13 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=61
Recondicionamento do Motor

5. Instale um novo filtro de lavagem por espuma com


tampa de engrenagem de sincronização.

CUIDADO: NÃO drene o líquido de arrefecimento


até que a temperatura do líquido de arrefecimento
seja menor que a temperatura de operação.
Sempre afrouxe lentamente a válvula de dreno

TS281 —UN—15APR13
da bomba do líquido de arrefecimento (A) e
a válvula de dreno do bloco (B) para liberar
qualquer excesso de pressão.

IMPORTANTE: tanto a válvula de dreno da bomba


do líquido de arrefecimento quanto a válvula
de dreno do bloco devem estar abertas para Execute Serviços no Sistema de Resfriamento com Segurança
a drenagem completa do motor.

6. Retire e verifique o(s) termostato(s). Consulte


REMOVA E TESTE O TERMOSTATO no Grupo 070.
7. Drene e lave o sistema de arrefecimento. Veja
SISTEMA DE ARREFECIMENTO COM LAVAGEM E
MANUTENÇÃO no Grupo 002.
IMPORTANTE: O ar tem que ser purgado do sistema
de refrigeração quando o circuito é reabastecido.
Desaperte a conexão da unidade de emissão
na parte de trás do cabeçote do cilindro, na
parte dianteira superior do cabeçote do cilindro,

RG14158 —UN—12APR05
ou o bujão no alojamento do termostato para
que o ar possa escapar quando o sistema for
abastecido. Voltar a apertar a união ou caixa do
termostato depois de todo o ar ter sido purgado.

8. Encha o sistema de refrigeração com o refrigerante.


Consulte o LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO DE
Válvula de Drenagem da Bomba de Líquido de Refrigeração
MOTOR DIESEL no Grupo 002.
9. Ponha o motor em funcionamento até ele que atinja a
temperatura de operação. Verifique todo o sistema de
arrefecimento para ver se há vazamentos.
10. Após o esfriamento do motor, verifique o nível do
líquido de refrigeração.

RG7143 —UN—26NOV97
NOTA: O nível do líquido de refrigeração deve igualar
o do gargalo de enchimento do radiador.

11. Verifique o sistema quanto à manutenção da pressão.


Consulte o TESTE DE PRESSÃO NO SISTEMA DE
ARREFECIMENTO E TAMPA DO RADIADOR no
grupo 150. Válvula do Dreno do Líquido de Arrefecimento do Bloco do Cilindro

A—Válvula de Drenagem da B—Válvula de Dreno do Bloco


Bomba de Líquido de
Refrigeração

RG,RG34710,1058 -54-23OCT97-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-010-14 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=62
Recondicionamento do Motor

Verificação do Sistema Elétrico

CUIDADO: O gás da bateria pode explodir.


Manter faíscas e chamas longe das baterias.
Usar uma lanterna elétrica para verificar o
nível de eletrólito da bateria.

TS204 —UN—15APR13
Nunca verifique a carga da bateria colocando
um objeto de metal entre um polo e outro. Use
um voltímetro ou um hidrômetro.
Sempre remova a braçadeira (-) aterrada da
bateria primeiro e recoloque-a por último.
Prevenção de Explosões da Bateria
ATENÇÃO: Os polos, terminais e acessórios relacionados
às baterias contêm chumbo e compostos de chumbo,
produtos químicos reconhecidos pelo estado da Califórnia NOTA: Não é possível adicionar água às baterias
como causadores de câncer e danos reprodutivos. Lave sem manutenção.
as mãos após o manuseio.
5. Se as baterias parecerem estar com carga insuficiente
1. Limpe as baterias e os cabos com um pano
ou sobrecarga, verifique o alternador e o circuito de
umedecido. Se houver corrosão, remova-a e lave os
carregamento.
terminais com uma solução de amônia ou bicarbonato
de sódio diluído em água. Em seguida, lave a área 6. Verifique a tensão das correias de acionamento.
com água limpa. Consulte VERIFICAÇÃO DA TENSÃO DA MOLA DO
TENSIONADOR DA CORREIA E DESGASTE DA
2. Revista os terminais e conectores da bateria com
CORREIA no Grupo 070.
vaselina misturada com bicarbonato de sódio para
retardar a corrosão. 7. Verifique a operação do motor de partida e dos
instrumentos.
3. Teste as baterias. Se as baterias não estiverem com
carga total, tente descobrir o motivo. NOTA: Para teste e reparo dos alternadores e
dos motores de partida, consulte o CTM77,
4. Em baterias de pouca manutenção, verifique o nível de
Alternadores e Motores de Partida.
eletrólito em todas as células de cada bateria. O nível
deve estar abaixo do gargalo de abastecimento. Se
água for necessária, use água limpa e sem minerais.
Se for preciso adicionar água às baterias com mais
frequência do que a cada 250 horas, talvez esteja
ocorrendo sobrecarga do alternador.
RG,RG34710,1059 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-010-15 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=63
Recondicionamento do Motor

Recomendações gerais para regulagem IMPORTANTE: Os motores 6090 são equipados


Como regra geral, não é necessária a regulagem com sistemas de combustível controlados
do motor se todos os procedimentos de manutenção eletronicamente com um recurso de diagnóstico
contínua do manual do operador forem realizados de que mostrará códigos detalhados para alertar
acordo com a programação. Se o desempenho do seu o operador sobre problemas específicos
motor não está de acordo com as instruções de aplicação de desempenho. Consulte o CTM393 para
nominal, recomenda-se os seguintes procedimentos de procedimentos de resolução de problemas
manutenção para ajudar a restaurar a eficiência normal dos códigos de diagnóstico em sistemas de
de operação do motor. combustível controlados eletronicamente.

Operação Referência Detalhada


Troque o óleo e os filtros do motor. .......................................................................... Manual do Operador
Lubrifique as alavancas e a articulação internas da embreagem da TDP, se instaladas. ........ Manual do Operador
Substitua o filtro de combustível. ............................................................................. Este Grupo/Manual do Operador
Limpe o tubo de respiro do cárter. ........................................................................... Este Grupo/Manual do Operador
Verifique o sistema de admissão de ar. Substitua os elementos do purificador de ar. ............ Este Grupo/Manual do Operador
Verifique o sistema de descarga. ............................................................................. Este Grupo
Verifique e faça a manutenção do sistema de arrefecimento do motor. .............................. Este Grupo/Manual do Operador
Verifique e ajuste as correias do ventilador e do alternador. ........................................... Manual do Operador
Verifique o sistema elétrico. ................................................................................... Este Grupo
Verifique o amortecedor de vibrações do virabrequim. .................................................. Grupo 040/Manual do Operador
Inspecione o turbocompressor e verifique a pressão auxiliar. .......................................... Grupo 150
Verifique o sistema de injeção do combustível. ........................................................... Este Grupo
Verifique a pressão do óleo do motor. Corrija conforme necessário. ................................. Grupo 150
Verifique a folga da válvula do motor. Ajuste se necessário. ........................................... Grupo 020/Grupo 021
Verifique as rotações do motor. Corrija conforme necessário. ......................................... Concessionário de Serviços Autorizados
Verifique o desempenho do motor no dinamômetro. ..................................................... Este Grupo
RE38635,0000017 -54-21OCT04-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-010-16 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=64
Grupo 021
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Válvula — Ajuste da Folga


Uma folga muito pequena desregulará a válvula. As

RG13925 —UN—29JAN05
válvulas se abrem muito adiantadas e se fecham
muito atrasadas. Isso faz com que as válvulas se
superaqueçam devido aos gases quentes de combustão
que passam velozmente pelas válvulas fora de sincronia.
O superaquecimento aumenta a haste da válvula, o que
impede o assentamento adequado da válvula. A válvula
se assenta tão rapidamente ou de maneira tão precária
que a transferência de calor normal para o sistema Acoplamento da Tampa do Balancim e do Chicote Elétrico
de refrigeração não tem tempo de ocorrer, causando
queimaduras nas válvulas e baixa potência.
O excesso de folga nas válvulas causa um atraso
na sincronização da válvula fazendo com que o trem
de válvula do motor fique desbalanceado. A mistura
ar-combustível entra atrasada nos cilindros durante o
tempo de admissão. A válvula de escape se fecha cedo
e evita que os gases residuais sejam completamente

RG13945 —UN—04FEB05
removidos dos cilindros. As válvulas também se fecham
com grande impacto, o que pode trincá-las ou quebrá-las
e arranhar o comando de válvulas e os seguidores.

CUIDADO: Para evitar uma partida acidental do


motor ao executar ajustes nas válvulas, sempre
desconecte o terminal NEGATIVO (–) da bateria. Ferramenta de Giro do Volante JDG820

IMPORTANTE: A folga da válvula DEVE SER


verificada e regulada com o motor FRIO. A—Tampa do balancim B—Acoplamento do Chicote
Elétrico
1. Desconecte o chicote principal (B) do lado direito do
coletor de entrada.
mais minuciosamente para identificar
2. Remova a tampa do balancim com o tubo de respiro peças danificadas.
(A).
NOTA: utilize uma extensão de soquete flexível quando
IMPORTANTE: Inspecione visualmente as superfícies girar o motor para evitar interferência com o conjunto
de contacto das placas de desgaste das do filtro de combustível, conforme mostrado.
pontas das válvulas e dos balancins. Verificar
o desgaste excessivo, ruptura ou fendas 3. Remova o bujão de plástico dos orifícios do bloco
de todas as peças. Substituir as peças que dos cilindros e instale o Pino de Sincronização e a
apresentem danos visíveis. Ferramenta de Giro do Motor JDG820.
Os balancins que apresentarem folga excessiva
nas válvulas devem ser inspecionados
Continua na próxima página AS58880,00000B4 -54-13APR09-1/4

CTM408 (12FEB14) 02-021-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=65
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

4. Gire o motor com a ferramenta de giro do volante até


que o pino de sincronização se engate no furo de
sincronização do volante.
5. Se os balancins do cilindro No. 1 (dianteiro) estiverem
frouxos, o motor está no PMS-Compressão Nº 1.
6. Se os balancins do cilindro Nº 6 (traseiro) estiverem
frouxos, o motor está no PMS-Compressão Nº 6. Gire

RG13842 —UN—07JAN05
o motor em uma revolução completa (360 graus) até o
PMS-Compressão Nº 1.
NOTA: para auxílio na regulagem da folga da válvula,
empurre o pé do balancim para a frente (A) para
acessar o apalpa-folgas (B) mais fácil.

IMPORTANTE: se o motor tiver sido retificado com os Procedimento de Ajuste da Folga da Válvula
seguidores do rolete do comando de válvulas
removidos e/ou substituídos, CERTIFIQUE-SE
de aplicar uma pressão firme nos parafusos
de ajuste do balancim, usando a haste de
comando para assentar o seguidor do rolete
no comando de válvulas. Se esta etapa não for
concluída, poderá haver um ajuste incorreto na
folga da válvula. Se a folga for verificada ou

RG13946 —UN—04FEB05
recolocada, esta etapa não é necessária.

7. Com o motor travado com o pino no "PMS" do curso de


compressão do pistão Nº.1, utilize um apalpa-folgas
inclinado para verificar a folga da válvula nos Nº. 1,
3 e 5 das válvulas de escape e Nos. válvulas de
admissão 1, 2 e 4. Se não houver especificação,
afrouxe a contraporca do parafuso de ajuste do Verificação da Folga da Válvula com Apalpa-Folgas
balancim. Rodar o parafuso de regulação até que
se verifique uma ligeira resistência ao movimento do
apalpa-folgas. Evite que o parafuso de ajuste gire
usando uma chave de fenda e aperte a contraporca
de acordo com as especificações.

RG13840 —UN—04APR08
Especificação
Verificação da Folga
da Válvula de Entrada
(Balancim até a Ponte
da Válvula com o Motor
Frio)—Folga...................................................................0,13 — 0,23 mm
(0.005 — 0.009 in.)
Verificação da Folga Sequência de Verificação das Válvulas - Nº 1 PMS
da Válvula de Escape
(Balancim à Ponte da A—Posição da Base do C—Frente do Motor
Válvula com o Motor Balancim
Frio)—Folga...................................................................0,58 — 0,69 mm B—Folga para o Calibrador
(0.023 — 0.027 in.)
Contraporca do
Parafuso de Ajuste da
Verifique novamente a folga após o aperto da
Válvula—Torque............................................................. 27 N•m (20 lb-ft)
contraporca. Reajuste a folga, se necessário.
Continua na próxima página AS58880,00000B4 -54-13APR09-2/4

CTM408 (12FEB14) 02-021-2 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=66
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

8. Gire o volante 360º até que o pistão Nº 6 esteja no


"PMS" de seu curso de compressão. Os balancins do
pistão No. 6 devem estar soltos.
9. Verifique e ajuste a folga da válvula com as mesmas
especificações nos Nos. 2, 4 e 6 do escape e Nos.

RG13839 —UN—04APR08
válvulas de admissão 3, 5 e 6.
IMPORTANTE: ao reinstalar a tampa do balancim,
NÃO reutilize a junta. Instale a proteção
usando uma junta nova.

10. Instale a junta da tampa do balancim.


Sequência de Verificação das Válvulas - Nº 6 PMS
A—Frente do Motor

AS58880,00000B4 -54-13APR09-3/4

RG13907 —UN—14JAN05
11. Instale a tampa do balancim com o tubo de respiro
A
e aperte os parafusos na sequência mostrada de 6 2
10 3 7 11
acordo com a especificação. 14 15

Especificação
Parafusos com
Cabeça da Tampa do
Balancim—Torque.......................................................... 35 N•m (26 lb-ft)
13 12
9 5 1 4 8
Após 10 minutos reaperte os parafusos com cabeça,
Sequência de Torque da Tampa do Balancim
na sequência mostrada na especificação.
Especificação
A—Frente do Motor
Parafusos com
Cabeça da Tampa do
Balancim—Torque.......................................................... 35 N•m (26 lb-ft)

12. Conecte o chicote elétrico do motor principal.


AS58880,00000B4 -54-13APR09-4/4

CTM408 (12FEB14) 02-021-3 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=67
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Válvula — Verificação do Curso motor mencionadas anteriormente para verificar a


folga das válvulas.
IMPORTANTE: Para uma medida mais precisa,
recomenda-se que o curso da válvula seja 5. Observe a leitura do indicador de quadrante enquanto
medido com folga da válvula de 0,00 mm a válvula é movida para a posição totalmente aberta.
(in.) e com o motor FRIO. Registre a leitura e o número da válvula.
Especificação
NOTA: A medição do curso da válvula pode indicar
Válvula de
desgaste nos ressaltos do comando de válvulas
Admissão—Curso...................................................................... 12,1 mm
e nos seguidores de cames ou empenamento
(0.476 in.)
das hastes de comando.
com folga de 0,00 mm (in.)
Desgaste—Tolerância........................................................................ N/D
1. Remova a entrada de óleo do turbocompressor e
Válvula de
a tampa do balancim. Afrouxe a contraporca do
Escape—Curso.......................................................................... 12,1 mm
balancim. Ajuste a folga da válvula que está sendo
(0.476 in.)
verificada em 0,00 mm (in.). Aperte a contraporca.
com folga de 0,00 mm (in.)
2. Coloque a ponta do relógio comparador na ponta da
haste da válvula. Certifique-se de que a válvula esteja
totalmente fechada. 6. Repita o procedimento para todas as válvulas
restantes.
3. Verifique o pré-ajuste do relógio comparador. Ajuste o
ponteiro do indicador de quadrante em zero. 7. Reajuste a folga da válvula de acordo com as
especificações após medir o curso. (Consulte AJUSTE
4. Gire o motor manualmente na direção do A FOLGA DA VÁLVULA mais acima neste grupo).
funcionamento, usando as ferramentas de giro do
RE38635,0000018 -54-31MAY05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-4 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=68
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Cabeçote do Cilindro - Remoção


Não é necessário remover o motor da máquina para
fazer manutenção no cabeçote do cilindro em todas as
aplicações. Consulte o Manual Técnico da Máquina sobre
o procedimento de remoção se necessário.

CUIDADO: Após operar o motor, deixe o sistema


de escape esfriar antes de trabalhar no motor.
NÃO drene o líquido de arrefecimento até que
a temperatura do líquido seja menor que a
temperatura de operação. Sempre desaperte a
válvula de drenagem da bomba devagar para
aliviar qualquer excesso de pressão.

1. Drene o óleo do motor e o líquido de refrigeração.


Desconecte a linha de entrada de óleo no
turbocompressor ou na base do filtro de óleo.
(Consulte DESCONECTE A LINHA DE ENTRADA DE
ÓLEO DO TURBOCOMPRESSOR no Grupo 010.)
NOTA: Se o cabeçote do cilindro for removido para

TS218 —UN—23AUG88
reparo do pistão e da camisa ou qualquer outro
serviço que não necessite a desmontagem do
cabeçote, pode-se retirá-la com a carcaça do
termostato, o turbocompressor, o conjunto do
recirculador do gás de escape (EGR), e o coletor
de descarga instalados. O coletor de admissão
DEVE SER REMOVIDO, ANTES DE RETIRAR Execute Serviços no Sistema de Resfriamento com Segurança
O CABEÇOTE DO CILINDRO, para acessar
todos os parafusos dele. As tubulações de
retorno e suprimento do líquido de arrefecimento
para o atuador do turbocompressor e EGR
devem estar desconectados.

2. Remova o alojamento do termostato e todas as


tubulações do líquido de arrefecimento. Consulte

RG14121 —UN—29MAR05
REMOVA O ALOJAMENTO DO TERMOSTATO no
Grupo 070.
3. Remova o turbocompressor. Consulte REMOVA O
TURBOCOMPRESSOR no Grupo 080.
4. Remova o conjunto do EGR. Consulte REMOVA O
CONJUNTO DA EGR no Grupo 080. Remoção do Cabeçote do Cilindro
5. Remova o coletor de descarga dianteiro e traseiro.
Consulte REMOÇÃO, INSPEÇÃO E INSTALAÇÃO A—Cabeçote do Cilindro C—Coletor de Admissão
DO COLETOR DE DESCARGA no Grupo 080. B—Junta do Coletor de
Admissão
6. Remova a proteção do balancim.
7. Remova o coletor de admissão de ar. Consulte
REMOVA, INSPECIONE E INSTALE O COLETOR DE 8. Remova as tubulações de fornecimento de injeção do
ADMISSÃO no Grupo 080. combustível e as linhas antivazamento de combustível.
Continua na próxima página RE38635,0000031 -54-27MAR09-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-5 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=69
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

NOTA: o chicote elétrico pode ser removido com o


coletor de admissão caso o chicote não precise ser
reparado. Desconecte os fios dos injetores e remova
o chicote do motor junto com o coletor de admissão.

9. Desconecte as porcas do chicote elétrico do injetor e


os parafusos de retenção do chicote (A).
10. Afrouxe todos os parafusos de ajuste dos balancins
antes de afrouxar os pedestais dos balancins.
Remova o conjunto de balancins.
IMPORTANTE: antes de renovar os injetores,
identifique e marque as abas QR (B) conforme
elas forem removidas. Estas abas QUEBRARÃO
se não forem removidas. Elas precisam
ser reinstaladas no injetor de onde foram
retiradas. As abas contêm a informação de
programação do injetor, e elas mantêm os
olhais do chicote elétrico do injetor separados,

RG13916 —UN—04APR08
evitando que assim se curvem.

11. Remova os conectores de admissão de combustível,


os conectores antivazamento de combustível, e
os injetores eletrônicos. Consulte REMOVA OS
INJETORES ELETRÔNICOS no Grupo 090 do CTM
393.
Chicote Elétrico do Injetor
12. Remova as hastes de comando e identifique-as para
a remontagem.
NOTA: Limpe e inspecione as hastes de comando.
Veja LIMPE E INSPECIONE O NÚMERO
DE SÉRIE DAS HASTES DE COMANDO
posteriormente neste grupo.

13. Remova todos os parafusos de cabeça do cabeçote


do cilindro. Jogue fora os parafusos, eles não são
reutilizáveis.
IMPORTANTE: NÃO use chaves de fenda ou
espátulas entre o bloco de cilindros e o
cabeçote do cilindro para afrouxar a vedação

RG14398 —UN—08JUL05
da junta do cabeçote até o bloco.

14. Remova o cabeçote do cilindro do bloco. Se o


cabeçote do cilindro, use um martelo macio para dar
uma leve batida nele.
15. Remova a junta do cabeçote do cilindro. Inspecione
possíveis vazamentos de óleo, líquido de refrigeração Injetor Aba QR
ou na câmara de combustão. Verifique também se a
junta do cabeçote está sendo usada com defeito ou
de forma incorreta. A—Pontas da Braçadeira do B—Abas Injetoras
Chicote Elétrico
NOTA: Não gire o virabrequim com o cabeçote do
cilindro retirada a menos que todas as camisa
do cilindro estejam presas com parafusos e
grandes arruelas lisas conforme descrição no
Grupo 10. Consulte REMOVA O CONJUNTO DOS
PISTÕES E DA BIELA no Grupo 030.
RE38635,0000031 -54-27MAR09-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-6 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=70
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Cabeçote do Cilindro—Preparação e Medição


1. Inspecione visualmente a superfície do cabeçote do
cilindro. Ela deve estar limpa e sem detritos. Consulte
o CTM e limpe o furo rebaixado, remova as gaxetas
e limpe os anéis O.
2. Verifique a planicidade do cabeçote do cilindro usando

RG14173 —UN—28MAY05
a régua de precisão D05012ST e calibrador de folga.
Verifique em vários lugares, no comprimento, na
transversal, e na diagonal.
IMPORTANTE: Se as medições de planicidade
ou espessura do cabeçote do cilindro não
estiverem conforme a especificação, substitua
o cabeçote do cilindro através das peças de
serviço ou da John Deere REMAN.

3. Se alguma medição exceder a especificação, o


cabeçote do cilindro deve ser retificado ou substituído.
Especificação

RG14174 —UN—28MAY05
Cabeçote do Cilin-
dro—Desnivelamento
Máximo Aceitável em
Todo o Comprimento ou
Largura...................................................................... 0,15 mm (0.006 in.)
Especificação
Retilineidade para Cada
Comprimento de 305 mm
(12 in.)—Retilineidade.......................... Dentro de 0,038 mm (0.0015 in.)

NOTA: Caso o recondicionamento seja necessário,


um máximo de 0,762 mm (0.030 in) pode
ser esmerilhado da dimensão da nova peça.
Remova apenas o que for necessário para
restaurar a planicidade.

4. Meça a espessura do cabeçote (A) da face do coletor


de admissão à face de combustão.
Especificação
Cabeçote do
Cilindro—Espessura
(6090)........................................ 104,80 a 105,20 mm (4.126 a 4.142 in.)

RG17171 —UN—18AUG09
A
A—Espessura do Cabeçote

Continua na próxima página JR74534,0000455 -54-04NOV11-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-7 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=71
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

5. Inspecione visualmente o cabeçote do cilindro quanto


a trincas e desgaste excessivo. Dê particular atenção
às áreas de ponte (B) entre as válvulas.

RG20756 —UN—30AUG11
Verifique se há Trincas na Área Entre as Válvulas

JR74534,0000455 -54-04NOV11-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-8 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=72
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Diagnóstico de Falhas na União da Junta do


Cabeçote
As falhas da junta do cabeçote em geral se classificam
em três categorias:
• Falhas no selo de combustão.
• Falhas no selo do líquido de refrigeração.
• Falhas no selo de óleo.
As falhas na vedação de combustão ocorrem quando
os gases de combustão escapam entre o cabeçote do
cilindro e o flange de combustão da junta do cabeçote,
ou entre o flange de combustão e a camisa do cilindro.
Gases de combustão vazando podem ser expelidos para
um cilindro adjacente, uma passagem de óleo ou líquido
de arrefecimento, externamente.
Falhas no selo do líquido de refrigeração ou no selo de

RG14155 —UN—18APR05
óleo ocorrem quando óleo ou líquido de refrigeração
escapa entre o cabeçote do cilindro e o corpo da junta,
ou entre o bloco de cilindros e o corpo da junta. O óleo
ou o líquido de refrigeração pode vazar internamente
para uma passagem de líquido de refrigeração ou de
óleo, ou para fora. Como as passagens de óleo e de
líquido de arrefecimento estão principalmente no lado A B C D
direito (comando de válvulas) do motor, os vazamentos Junta do Cabeçote do Cilindro 6090
de fluidos têm mais possibilidade de ocorrer nessa área.
Os seguintes procedimentos de diagnóstico são A—Parafusos do Cabeçote do C—Passagem de Óleo
recomendados sempre que ocorrer falha em uma união Cilindro (fornecimento)
B—Passagens do Líquido de D—Haste de Comando e Dreno
da junta ou quando se suspeitar de sua ocorrência. Arrefecimento de Óleo
1. Antes de ligar ou desmontar o motor, faça uma
inspeção visual na máquina e observe qualquer uma
das seguintes ocorrências: 2. Obtenha amostras do líquido de refrigeração e do
• Óleo ou líquido de refrigeração na costura da junta óleo para maiores análises.
do cabeçote ou em superfícies adjacentes. Em 3. Ligue e aqueça o motor se puder ser operado
particular, a extremidade traseira direita da união com segurança. Examine novamente todas as
de junta. possíveis áreas de vazamento, conforme descrito
• Deslocamento da junta da posição normal. anteriormente. Usando equipamentos de teste e de
• Descoloração ou fuligem do vazamento do gás da medição adequados, verifique o seguinte:
combustão.
• Radiador, tanque de excesso ou mangueiras com • Fumaça branca, combustível bruto em excesso ou
vazamento. umidade no sistema de escape.
• Vazamento do líquido de refrigeração do ralo da • Som anormal, irregular do escape, ou falha na
bomba do líquido de refrigeração. combustão.
• Radiador, ventilador ou cobertura danificados ou • Bolhas de ar, gás preso no radiador/tanque de
incorretos. transbordo.
• Fluxo de ar ou de líquido de refrigeração obstruído. • Perda de líquido de refrigeração em
• Correias desgastadas ou deslizantes. transbordamento.
• Tampa de pressão do radiador danificada ou • Pressão excessiva do sistema de refrigeração.
incorreta. • Superaquecimento do líquido de refrigeração.
• Presença de óleo no líquido de refrigeração. • Fluxo do líquido de refrigeração baixo.
• Nível do líquido de arrefecimento baixo. • Perda do aquecimento da cabine devido à vedação
• Líquido de arrefecimento impróprio. do ar (motores automotivos).
• Níveis de óleo anormalmente altos ou baixos.
4. Desligue o motor. Verifique novamente o cárter,
• Combustível ou líquido de refrigeração não
radiador e tanque de excesso quanto a quaisquer
queimados no sistema de escape.
diferenças significativas nos níveis, viscosidade ou
• Degradação, diluição ou contaminação do óleo.
aparência dos fluidos.
• Bomba de injeção especificada incorretamente.
• Indicações de combustível ou ajustes de distribuição. 5. Compare as suas observações das etapas acima com
as tabelas de diagnóstico a seguir.
Continua na próxima página RE38635,0000032 -54-07JAN05-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-9 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=73
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Se nas observações e avaliações de diagnóstico da junta do cabeçote, o cabeçote do cilindro deve ser
obtiver provas conclusivas de vazamento do gás de removido para inspeção e reparo dos componentes
combustão, líquido de arrefecimento ou óleo da união da união de junta.
RE38635,0000032 -54-07JAN05-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-10 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=74
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Tabelas de Diagnóstico da Junta do Cabeçote


VAZAMENTO NO SELO DE COMBUSTÃO
Sintomas Causas Possíveis
Escape de fissura na junta da cabeça Projeção insuficiente da camisa (Consulte Bloco de Cilindros—Inspeção
e Recuperação)
Bolhas de ar no radiador/tanque de transbordo Diferencial excessivo da projeção da camisa entre cilindros (Consulte
Bloco de Cilindros—Inspeção e Recuperação)
Descarga de líquido de arrefecimento do tubo de transbordo Cargas de aperto baixas do parafuso de cabeça
Superaquecimento do motor Superfície do flange da camisa irregular/danificada
Perda de potência Junta rachada/deformada do flange de combustão
Motor funciona com resistência Superfície da cabeça dos cilindros desnivelada/danificada/irregular
Fumaça branca no escape Anel de combustão com junta faltando/mal posicionada
Perda do aquecimento da cabine (motores automotivos) Bloco trincado na área de suporte da camisa
Seção da junta deslocada, faltando (estourada) Alimentação de combustível excessiva
Líquido de arrefecimento no cilindro Sincronização da bomba de injeção avançada
Líquido de arrefecimento no óleo do cárter Perturbação hidráulica ou mecânica do selo de combustão
O nível do líquido de arrefecimento está baixo Vazamentos no sistema de arrefecimento ou superaquecimento do motor
Cabeçote ou camisas do cilindro trincados também podem permitir
vazamento do gás de combustão para o líquido de arrefecimento.

VAZAMENTO NO SELO DO LÍQUIDO DE REFRIGERAÇÃO


Sintomas Causas Possíveis
Descarga do líquido de arrefecimento de fissura na junta da cabeça Projeção excessiva da camisa (Consulte Bloco de Cilindros—Inspeção
e Recuperação)
Líquido de arrefecimento no óleo do cárter Diferencial excessivo da projeção da camisa entre cilindros (Consulte
Bloco de Cilindros—Inspeção e Recuperação)
O nível do líquido de arrefecimento está baixo Cargas de aperto baixas do parafuso de cabeça
Nível do óleo alto Superfície do bloco desnivelada/danificada/irregular
Descarga de líquido de arrefecimento do respiro do cárter Superfície da cabeça dos cilindros desnivelada/danificada/irregular
Superaquecimento do óleo ou do líquido de arrefecimento
Rachaduras/rugas nas superfícies do corpo da junta
Danos/vazios no cordão de elastômero da junta
O cabeçote do cilindro trincado, camisas, conjuntos de camisas,
resfriador ou aftercooler de óleo com defeito também podem
permitir o vazamento do líquido de arrefecimento no cárter.

VAZAMENTO NO SELO DE ÓLEO


Sintomas Causas Possíveis
Descarga de óleo de fissura na junta do cabeçote Projeção excessiva da camisa (Consulte Bloco de Cilindros—Inspeção
e Recuperação)
Óleo no líquido de arrefecimento Diferencial excessivo da projeção da camisa entre cilindros (Consulte
Bloco de Cilindros—Inspeção e Recuperação)
Nível baixo de óleo no cárter Cargas de aperto baixas do parafuso de cabeça
Pouco óleo nos balancins (muito ruído) Superfície do bloco desnivelada/danificada/irregular
Superfície da cabeça dos cilindros desnivelada/danificada/irregular
Superaquecimento do óleo ou do líquido de arrefecimento
Rachaduras/rugas nas superfícies do corpo da junta
Danos/vazios no cordão de elastômero da junta
Dano/falta da vedação do anel O na passagem de óleo para os balancins
O arrefecedor de óleo com defeito também pode deixar o óleo vazar
para o líquido de arrefecimento.

RE38635,0000033 -54-04NOV11-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-11 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=75
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Sequência de Inspeção e Reparo da Junta do Cabeçote

B B B

RG14159 —UN—18APR05
C
A

Inspeção da Junta do Cabeçote do Cilindro


A—Frente do Motor C—Passagem de Abastecimento
B—Flange de Combustão do de Óleo
Cilindro

Os seguintes procedimentos de inspeção são


recomendados sempre que ocorrer falha em uma união
• Indícios de erosão por gases da combustão ou
depósitos de fuligem originados nos selos de
de junta do cabeçote ou quando ocorrer desmontagem combustão.
de uma união.
• Descoloração extrema/endurecimento/fragilização
1. Estude os dados históricos sobre operação, em áreas localizadas.
manutenção e reparo da máquina, junto com as • Caminhos do óleo ou do líquido de refrigeração
observações de diagnóstico. Anote todas as áreas originado das áreas de passagem.
que precisem de mais inspeção e análise. • Áreas localizadas de baixa compressão.
2. Remova a tampa do balancim e verifique a presença 6. Antes de limpar componentes, inspecione o cabeçote,
de líquido de refrigeração no óleo. o bloco e os revestimentos quanto à existência de
gás de combustão e vazamento de fluido. Inspecione
3. Registre que os torques do parafuso de cabeça do os cilindros e as passagens de válvulas quanto a
cabeçote antes da remoção. depósitos anormais.
4. Remova o cabeçote do cilindro usando dispositivos 7. Limpe bloco, cabeçote, revestimentos e parafusos de
de elevação adequados, para prevenir danos por cabeça: (Este grupo e Grupo 030).
manuseio na junta do cabeçote. Consulte REMOVA
O CABEÇOTE DO CILINDRO anteriormente neste 8. Faça as seguintes verificações dimensionais e
grupo. inspeções visuais:

5. Observe as superfícies da junta removida do cabeçote. Cabeçote do Cilindro (Este grupo).

Examine o flange de combustão do cabeçote do • Verifique a planicidade/acabamento da superfície.


cilindro (B) quanto ao seguinte: • Inspecione danos na superfície.
• Verifique a espessura do cabeçote do cilindro.
• Flange rompido/expandido/trincado/deformado.
• Área adjacente ao corpo queimada/corroída. Bloco dos Cilindros e Camisas (montado e fixado)
• Anel de disparo rompido/deslocado/faltando. (Este grupo, Grupo 030).
• Padrão de vedação do flange fora de centro/com • Verifique a protrusão das camisas em quatro lugares
vazios cada uma.
• Descoloração do flange e áreas adjacentes ao corpo.
• Verifique a diferença excessiva de protrusão da
• Superfícies do flange ásperas/desgastadas/com camisa entre os cilindros.
sulcos.
Bloco dos Cilindros (Grupo 030).
Examine o corpo da junta quanto ao seguinte:
• Verifique a planicidade/acabamento da superfície.
• Inspecione danos na superfície.
Continua na próxima página RE38635,00000BB -54-18APR05-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-12 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=76
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

• Verifique a profundidade do contra-furo da camisa • Inspecione danos de corrosão.


(se a camisa for removida).
• Verifique a dimensão do cabeçote até a linha de
• Inspecione a condição das roscas.
centro do virabrequim.
• Inspecione a retidão.
• Inspecione as saliências do parafuso, que devem 9. Quando terminar as inspeções e medições, determine
estar limpas e intactas. as causas mais prováveis de falhas na união. Faça
todos os reparos necessários nos componentes da
Camisa do Cilindro (Grupo 030). união, sistema de refrigeração e sistema de injeção
• Verifique a planicidade/acabamento do flange da de combustível.
camisa. 10. Monte novamente o motor de acordo com os
• Verifique a espessura do flange da camisa (se a procedimentos e especificações nos grupos de reparo
camisa for removida). deste manual.
• Inspecione se há danos no flange.
Parafusos do Cabeçote do Cilindro (Este grupo).
RE38635,00000BB -54-18APR05-2/2

Conjunto do Balancim — Inspeção


1. Faça a inspeção de danos nos balancins, anéis de
retenção, no pedestal e eixo. Verifique quanto a:
— Anéis de retenção frouxos, dobrados, tortos ou
desgastados.

RG13906 —UN—04APR08
—Rotação do balancim no eixo. Os balancins devem
girar livremente no eixo, mas não poderá existir um
espaço considerável entre o orifício do balancim e o
eixo.
NOTA: O desgaste pode indicar molas de válvula fracas,
hastes de comando empenadas ou parafusos Conjunto do Balancim
frouxos do pedestal oscilante.

2. Verifique se há danos no parafuso e na porca de ajuste NOTA: Se o balancim tiver sido danificado por uma
do balancim. Faça uma inspeção visual dos balancins válvula com falha, troque-o, assim como as hastes
quanto a trincas finas. Substitua, se for necessário. de comando ao trocar as válvulas.
3. Limpe o conjunto de balancins com solvente limpo. 4. Role as hastes de comando em uma superfície lisa
Seque com ar comprimido. para verificar se há empenamento ou distorção.
Substitua as peças se necessário.
RE38635,000016C -54-16SEP08-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-13 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=77
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Conjunto do Eixo dos Balancins — Remoção e Desmontagem

RG17293A —UN—23JUN09
Conjunto do Eixo de Balancins

IMPORTANTE: A partir da dianteira do motor, a


ordem de montagem do balancim se repete;
escape primeiro, a seguir admissão.

IMPORTANTE: Ao manusear conjuntos de balancins,


tome cuidado para não danificar a área da
“base” do balancim, que entra em contato com
a ponte da válvula. O anel que fixa a base
flexível não deve ser danificado a ponto da
flexibilidade da base ser prejudicada. A base
do balancim deve girar livremente.

1. Remova a tampa do balancim.


2. Remova o chicote do injetor.
RG17299A —UN—23JUN09

3. Solte as 6 contraporcas do balancim.


4. Solte os 6 parafusos de ajuste do balancim uma volta
completa.
IMPORTANTE: Solte os 6 parafusos do pedestal
igualmente e gradualmente, começando no
centro e trabalhando em direção à dianteira Conjunto do Balancim
e à traseira. O esforço sobre o eixo dos
balancins deve ser aliviado gradualmente
A—Parte Dianteira do Motor G—Amparo
por todo o comprimento do eixo. B—Traseira do Motor H—Parafuso
C—Eixo do Balancim I— Anel de Pressão
5. Solte os 6 parafusos do pedestal do eixo dos balancins D—Balancim da Admissão J— Arruelas -2-
(H) e eleve cuidadosamente o conjunto do eixo dos E—Balancim do Escape K—Arruela de Pressão
F— Mola
balancins do coletor de admissão.
Continua na próxima página SS01820,0000581 -54-10MAR11-1/3

CTM408 (12FEB14) 02-021-14 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=78
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

6. Remova os seis parafusos de fixação do pedestal (H). IMPORTANTE: Após remover o conjunto inicial do
Descarte os parafusos. balancim, tome nota da posição dos furos
de óleo no eixo em relação ao balancim,
7. Remova as 12 pontes das válvulas e deixe-as de lado. para remontagem. O furo de óleo angular no
8. Remova as hastes de comando do bloco de cilindros. eixo dos balancins está no lado da haste de
Identifique as hastes de comando para reinstalar na comando do cabeçote dos cilindros.
mesma posição da qual foram removidas.
10. Remova o conjunto do balancim da dianteira
NOTA: A orientação das arruelas lisas não é crítica. ou traseira do eixo. Tome nota da ordem de
desmontagem e da orientação dos conjuntos de
9. Remova o anel de pressão (I), as duas arruelas (J) balancins no eixo, dependendo se iniciar pela
e a arruela de pressão (K) da dianteira do eixo dos dianteira ou traseira do eixo.
balancins.
SS01820,0000581 -54-10MAR11-2/3

NOTA: A remoção do pedestal pode requerer primeiro uma


ligeira expansão adicional do diâmetro interno do
furo do eixo. Use a ferramenta especial JDG10999.
Tome cuidado para não danificar o pedestal ou o
eixo enquanto remove o pedestal do eixo.

11. Usando a ferramenta JDG10999, insira-a na folga


no furo do pedestal e gire 90° para abrir o furo do
pedestal e criar folga entre o pedestal (G) e o eixo dos
balancins. Deslize o pedestal do eixo dos balancins.
12. Remova a mola de trava do balancim (F) do eixo.

RG15974 —UN—02SEP09
13. Repita as etapas 10 e 11 para os conjuntos de
balancins e pedestais restantes.

L— Ferramenta JDG10999

Remova o Pedestal com a Ferramenta JDG10999

SS01820,0000581 -54-10MAR11-3/3

CTM408 (12FEB14) 02-021-15 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=79
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Válvula — Medição do Recesso


Meça e registre as dimensões do recesso para todas as
válvulas utilizando o Indicador JDG451 com D17526CI
(Inglês, in.) ou Relógio Comparador D17527CI (Métrico,
mm) ou Indicador KJD10123. Compare as medições com
as especificações fornecidas a seguir.

RG14170 —UN—28AUG09
Especificação
Válvula de
Escape—Recesso............................1,20 — 1,80 mm (0.047—0.071 in.)
abaixo do cabeçote do cilindro
Válvula de
Admissão—Recesso........................1,20 — 1,80 mm (0.047—0.071 in.)
abaixo do cabeçote do cilindro Medição do Recesso da Válvula
NOTA: Limpe cuidadosamente todo o material de junta
da face de combustão no cabeçote do cilindro inserções de sede de válvula, ou ambos, para
antes de proceder a medição. obter o recesso da válvula adequado. Consulte
Se a medição não atender às especificações, REMOVA AS INSERÇÕES DE SEDE DA VÁLVULA
verifique o ângulo de face e da sede da válvula. E MEDIÇÃO DOS ORIFÍCIOS NO CABEÇOTE
Se a válvula estiver com recesso além da DO CILINDRO mais adiante neste grupo.
especificação máxima, instale novas válvulas ou
RE38635,0000001 -54-26APR05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-16 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=80
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Verificações Preliminares no Cabeçote do Cilindro e Válvulas


Faça uma inspeção preliminar no conjunto do cabeçote
Sedes de Válvulas Desgastadas ou Quebradas:
do cilindro e válvula durante a desmontagem.
Observe as seguintes condições: • Válvulas desalinhadas.
• Cabeçote do cilindro deformado.
Válvulas emperradas: • Depósitos de carbono nas sedes da válvula devido a
combustão incompleta.
• Depósitos de carbono na haste da válvula. • Tensão da mola da válvula muito fraca.
• Guias da válvula desgastadas. • Calor excessivo.
• Hastes de válvulas arranhadas. • Folga indevida na válvula.
• Hastes das válvulas empenadas. • Sincronização indevida na válvula.
• Molas de válvulas desalinhadas ou quebradas. • Válvula ou sede incorreta instalada.
• Sedes de válvulas com desgaste ou distorção.
• Falta de lubrificação. Válvulas Queimadas, Escavadas, Desgastadas
ou Quebradas:
Guias das Válvulas Empenadas, Desgastadas
ou Deformadas: • Sedes de válvulas com desgaste ou distorção.
• Sedes de válvulas soltas.
• Falta de lubrificação. • Guias da válvula desgastadas.
• Distorção no cabeçote do cilindro. • Refrigeração insuficiente.
• Calor excessivo. • Molas de válvulas armadas ou quebradas.
• Parafusos com cabeça do cabeçote do cilindro • Operação incorreta do motor.
apertados desigualmente. • Sincronização indevida do conjunto de válvulas.
Cabeçote do Cilindro com Distorção e
• Rotores das válvulas com defeito.
Vazamento pela Junta:
• Hastes das válvulas empenadas ou distorcidas.
• Válvulas "esticadas" devido a tensão excessiva de mola.
• Perda de torque do parafuso com cabeça do cabeçote • Cabeçote do cilindro empenado.
do cilindro. • Hastes de comando empenadas.
• Parafusos de fixação do cabeçote do cilindro quebrados. • Depósitos de carbono nas sedes de válvulas.
• Superaquecimento devido à operação com nível baixo • Falha do balancim.
de líquido de arrefecimento. • Válvula ou sede incorreta instalada.
• Protrusão da camisa insuficiente. • Folga incorreta entre o pistão e a válvula.
• Vazamento de líquido de arrefecimento no cilindro, Folga Incorreta da Válvula:
provocando falha hidráulica da junta.
• Vazamento do aftercooler. • Uso ineficiente do combustível.
• Cabeçote do cilindro trincado. • O motor liga com mais dificuldade.
• Camisa de cilindros trincada. • A potência máxima do motor não será atingida.
• Junta danificada ou incorreta. • Menor vida útil do conjunto de válvulas.
• Excesso de potência ou excesso de combustível. • Maior chance de superaquecimento do motor.
• Cabeçote do cilindro ou superfícies do bloco
danificados. Recessão de Válvula Excessiva:
• Acabamento de superfície inadequado no cabeçote
• Guias da válvula desgastadas.
do cilindro.
• Parafusos com cabeça do cabeçote do cilindro • Válvulas empenadas.
apertados incorretamente. • Penetração de detritos no conjunto de válvulas.
• Instalação da junta com defeito (desalinhamento).
RE38635,0000035 -54-07JAN05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-17 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=81
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Válvula — Remoção do Conjunto


Consulte VERIFICAÇÕES PRELIMINARES DO
CABEÇOTE DO CILINDRO E DA VÁLVULA,
anteriormente neste grupo conforme as válvulas forem
removidas do cabeçote.
IMPORTANTE: identifique todas as partes utilizáveis
para a correta remontagem no mesmo
local em que foi removido.

1. Comprima a mola da válvula usando o Compressor de

RG14171 —UN—28AUG09
Mola de Válvula JDE138 (A) conforme mostrado.
2. Remova as travas de retenção (B) utilizando um imã
pequeno.
3. Remova o compressor de anel da válvula do cabeçote.
4. Remova o retentor da mola da válvula (C) e a mola
da válvula (D). Remoção dos Conjuntos de Válvulas

5. Repita o procedimento nas válvulas restantes.


6. Remova a vedação do óleo (F) das válvulas. Remova
a válvula (E) do cabeçote do cilindro. Se a válvula
será reutilizada, identifique-a para remontagem.
NOTA: nos motores 9 l, todas as válvulas têm

RG14172 —UN—28MAY05
vedação de óleo.

7. Repita o procedimento nas válvulas restantes.

A—Compressor da Mola da D—Mola da Válvula


Válvula JDE138 E—Haste da Válvula
B—Travas de Retenção F— Vedação do Óleo na Haste
C—Retentor da Válvula da Válvula Conjuntos de Válvulas

RE38635,0000099 -54-29MAR05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-18 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=82
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Molas das Válvulas — Inspeção


1. Inspecione as molas da válvula quanto a alinhamento,
desgaste e danos.
2. Coloque as molas em uma superfície plana e veja se
elas são corretas e paralelas.

RG2732 —UN—28AUG09
NOTA: o comprimento livre da mola difere um pouco
das molas de 54,5 mm (2.15 in.), mas a altura
comprimida deve ser a mesma.

3. Verifique a tensão da mola da válvula utilizando um


Testador de Compressão de Mola D01168A.
Mola da Válvula
Especificação
Mola da Válvula de
Entrada—Altura..................................32,91 mm (1.30 in.) a 728—804 N
(160—177 lb-force) com a válvula aberta
Altura ...................................45,00 mm (1.77 in.) a 320—353 N (70—78
lb-force) com a válvula fechada

T82054 —UN—08NOV88
Especificação
Mola da Válvula de
Escape—Altura..................................32,91 mm (1.30 in.) a 728—804 N
(160—177 lb-force) com a válvula aberta
Altura ...................................45,00 mm (1.77 in.) a 320—353 N (70—78
lb-force) com a válvula fechada
Verificação da Tensão da Mola da Válvula

RE38635,000009A -54-29MAR05-1/1

Retentor da Válvula, Pontes da Válvula e


Travas de Retenção da Válvula - Inspeção
1. Inspecione se há desgaste e danos nos retentores
das válvulas (A). Substitua conforme o necessário.

RG14685 —UN—13JAN06
NOTA: O índice de pontes da válvula nas hastes
da válvula não é significativo.

2. Inspecione as pontes da válvula quanto a desgaste


excessivo no ponto de contato com a haste da válvula
(B). Substitua conforme o necessário.
Inspeção de Componentes da Válvula
3. Inspecione se há desgaste excessivo nas travas do
retentor (C). Substitua se estiverem desgastadas ou
A—Retentor da Válvula C—Travas do Retentor da
oxidadas. B—Ponte da válvula Válvula

RE38635,00000D7 -54-31MAY07-1/1

Válvula — Limpeza e Inspeção da válvula com palha de aço ou pano metal para
remover quaisquer marcas de arranhão deixadas pela
1. Segure com firmeza cada válvula contra uma escova escova de aço.
de fios de aço macio montada em uma esmerilhadora
de bancada. IMPORTANTE: qualquer resíduo de carbono deixado
na haste da válvula afetará o alinhamento do
2. Verifique se todo o carbono foi removido do cabeçote restaurador se a válvula precisar ser restaurada.
da válvula, superfície e haste. Dê polimento na haste
RE38635,0000037 -54-07JAN05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-19 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=83
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Válvula — Medição
1. Limpe e inspecione completamente as válvulas para
ajudar a determinar se podem ser restauradas para
um novo uso. Substitua válvulas que estiverem
queimadas, rachadas, gastas ou com falhas.
2. Verifique se há danos na ranhura da trava do retentor
(C) na haste da válvula. Verifique também se há sinais
de arranhões nas hastes, o que pode indicar folga
insuficiente da guia até a haste da válvula. Substitua
se os defeitos forem evidentes.

RG5795 —UN—05DEC97
3. Meça o diâmetro externo do cabeçote da válvula (A).
Compare o diâmetro externo da haste da válvula (B)
com o diâmetro interno da guia para determinar a
folga, conforme descrito mais adiante neste grupo.
Especificação
Haste da Válvula de Medição das Válvulas
Admissão—DE.............................................................7,967—7,993 mm
(0.3137—0.3147 in.)
Haste da Válvula de A—Diâmetro Externo da C—Ranhura da Trava do
Cabeça da Válvula Retentor da Válvula
Escape—DE.................................................................7,967—7,993 mm
B—Diâmetro Externo da Haste
(0.3137—0.3147 in.) da Válvula
Cabeça da Válvula de
Admissão—DE.............................................................39,87—40,13 mm
(1.5697—1.5799 in.)
Cabeça da Válvula de
Escape—DE.................................................................39,87—40,13 mm
(1.5697—1.5799 in.)
RE38635,000009B -54-16NOV11-1/2

NOTA: O kit de verificação do centro da válvula D05058ST


(indisponível) ou equivalente pode ser usado.

4. Verifique se as válvulas estão livres de carbono ou


corrosão localizada e inspecione o eixo para ver se
ele está ovalizado, torto ou deformado. Substitua a

RG4234 —UN—05DEC97
válvula se houver corrosão localizada ou se ela não
atender às especificações.
Especificação
Haste da
Válvula—Esfericidade................................................ 0,008 mm / 85 mm
(0.0003 in.) máximo permissível
Verificação da Esfericidade da Haste da Válvula

RE38635,000009B -54-16NOV11-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-20 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=84
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Válvula — Retífica
IMPORTANTE: a retífica de guias da válvula só deve
ser feita por pessoal experiente, conhecedor
do equipamento e capaz de manter as
especificações necessárias.

RG5247 —UN—05DEC97
Se for necessário restaurar a válvula, retifique o ângulo
de face da válvula (A) na seguinte especificação.
Especificação
Superfície da
Válvula (Entrada e
Escape)—Ângulo.............................................................. 29.25° ± 0.25° Ângulo da Face da Válvula
IMPORTANTE: quando as faces da válvula forem
retificadas, é importante não entalhar o raio entre A—Ângulo da Face da Válvula
o cabeçote e a haste da válvula com o rebolo de
retífica. Um arranhado pode quebrar a válvula.
Remova todos os cantos vivos depois da retífica.
RE38635,000009C -54-29MAR05-1/1

Cabeçote do Cilindro - Limpeza e Inspeção


1. Inspecione a face de combustão contra danos físicos, peças podem se danificar ou serem destruídas
vazamento de óleo ou de líquido de refrigeração, por soluções aquecidas.
ou falha da junta antes de limpar o cabeçote do
cilindro. Repare ou substitua o cabeçote do cilindro 3. Limpe o cabeçote do cilindro com produto químico em
se houver evidência de dano físico, como trincas, um tanque quente, ou com solvente e uma escova.
abrasão, deformação ou sede da válvula “queimando”.
Inspecione todas as passagens do cabeçote do 4. Seque com ar comprimido e sopre todas as
cilindro quanto a restrições. passagens.

2. Raspe material de junta, óleo, carbono e ferrugem 5. Reinstale os bujões retirados do cabeçote do cilindro
do cabeçote. Use uma escova de latão ou cobre e aperte de acordo com as seguintes especificações.
automática para limpar as superfícies de vedação. Especificação
Bujões do Cabeçote do
IMPORTANTE: Não deixe de remover todos os
Cilindro—Torque............................................................. 60 N·m (44 lb-ft)
bujões antes de limpar o cabeçote, pois as
RE38635,0000038 -54-29AUG08-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-21 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=85
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Cabeçote do Cilindro - Verificação de


Planicidade
Verifique se o cabeçote do cilindro está plano utilizando a
Ferramenta Reta de Precisão D05012ST e o calibre de
lâminas. Verifique em vários lugares, no comprimento, na
transversal e na diagonal.

RG14173 —UN—28MAY05
NOTA: Nesse momento, as especificações de
renivelamento de superfície do cabeçote do
cilindro não foram liberadas.

Se alguma medição exceder a especificação, o


cabeçote do cilindro deve ser substituído. Veja MEÇA
A ESPESSURA DO CABEÇOTE DO CILINDRO mais Verifique a Planicidade do Cabeçote do Cilindro (1)
adiante neste Grupo.
Especificação
Cabeçote do Cilin-
dro—Desnivelamento
Máximo Aceitável para o
Comprimento ou Largura
Total............................................................................. 0,1 mm (0.004 in.)

RG14174 —UN—28MAY05
Retilinidade para Cada
Comprimento de 305 mm
(12 in.) ................................................... Dentro de 0,025 mm (0.001 in.)

Verifique a Planicidade do Cabeçote do Cilindro (2)

RE38635,0000002 -54-26APR05-1/1

Cabeçote do Cilindro — Medição da


Espessura
Meça a espessura do cabeçote (A) da face do coletor de
admissão à face de combustão.

RG14180 —UN—05MAY05
Especificação
Cabeçote do
A
Cilindro—Espessura.................................................104,80—105,20 mm
(4.126—4.4.142 in.)
Planicidade ................................................................. 0,1 mm (0.004 in.)
Acabamento da
Superfície da Face de
Combustão ............................................................0,8—3,2 micrômetros Espessura do Cabeçote do Cilindro
(32—125 micro-in.)
Ondulação ...........................................................Altura 0,02 (0.0008 in.)
A—Espessura do Cabeçote
Largura 3,0 (0.120 in.)

RE38635,0000008 -54-05DEC11-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-22 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=86
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Luvas dos Injetores de Combustível —


Remoção
1. Coloque um parafuso forçador (A) dentro da luva do
bico injetor. Certifique-se de que a parte do expansor
da ferramenta esteja instalada para que o expansor

RG15754 —UN—09MAY08
se assente com firmeza sobre o diâmetro interno da
luva. Use uma chave reserva para apertar o parafuso
forçador.
2. Instale o espaçador (B) no parafuso forçador.
Posicione o espaçador com o corte voltado para
dentro do cabeçote do cilindro.
3. Instale a arruela plana (C) e a porca sextavada (D).
Gire a porca sextavada até que a luva esteja solta.
4. Remova a ferramenta com a luva.

A—Parafuso Forçador C—Arruela Lisa


B—Espaçador D—Porca Sextavada

RG16368 —UN—16JUL08
RG16360 —UN—19AUG09
RG16361 —UN—01JUL08

AS58880,000003E -54-21JUL09-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-23 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=87
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Luvas dos Injetores de Combustível —


Instalação A
B
IMPORTANTE: Se instalar uma nova luva do bico
injetor de combustível, certifique-se de que C
o pistão NÃO esteja próximo ao PMS (ponto
morto superior). Gire o motor até que o
pistão fique no ponto morto inferior (PMI)
ou ocorrerão danos ao pistão.

1. Apoie o cabeçote do cilindro de modo que a superfície

RG16851 —UN—19AUG09
inferior do cabeçote fique aproximadamente 50 mm
(2.0 in.) acima da bancada de trabalho.
2. Aplique LOCTITE® 620 (TY15941) completamente ao
redor da borda inferior externa da luva do bico injetor
de combustível (C). D
IMPORTANTE: Não remova ou misture os anéis O
da luva. A luva de serviço é fornecida com Luva do Bico Injetor de Combustível
os anéis O instalados. O anel O superior
é compatível com o combustível diesel
enquanto o inferior é compatível com o líquido
de arrefecimento. Ambos os anéis O são
identificáveis pela cor diferente e não estão
disponíveis como peças de reposição.

RG12411 —UN—19JUN02
Não use nenhum produto à base de petróleo
para lubrificar os anéis O da luva do injetor de
combustível ou os anéis O incharão.

3. Lubrifique os anéis O com sabão líquido.


4. Ajuste a luva (C) do bico injetor de combustível sobre Ferramenta de Instalação de Luva do Injetor JDG1649A
o orifício e coloque o Instalador de Luva do Injetor
JDG1649A (E) dentro da luva.
A—Anel O Superior Verde C—Luva
5. Usando um martelo, bata na ferramenta de instalação B—Anel O Inferior Amarelo D—Luva instalada
do bico cuidadosamente para guiar a luva totalmente
para dentro do furo.
LOCTITE é uma marca comercial da Loctite Corp.
AS58880,0000217 -54-21JUL09-1/1

Guia da Válvula — Limpeza


Utilize uma escova para furadeira para limpar as guias da
válvula antes da inspeção ou reparo.
NOTA: Algumas gotas de um óleo leve ou querosene
facilitam a limpeza completa das guias da válvula.
RG14176 —UN—28MAY05

Limpeza de Guias da Válvula

RE38635,0000003 -54-27APR05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-24 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=88
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Guia da Válvula — Medição


Meça a guia das válvulas quanto a desgaste utilizando
um medidor telescópico e micrômetro.
Especificação
Guia de
Válvula—Diâmetro

RG14177 —UN—28MAY05
Interno..........................................................................8,017—8,043 mm
(0.3156—0.3167 in.) no novo cabeçote
Nova Guia à Haste da
Válvula—Folga...........................................................0,024 — 0,076 mm
(0.001 — 0.003 in.)

NOTA: as guias gastas podem ter uma folga aceitável de


0,15 mm (0.006 in). As guias gastas podem ser
recartilhadas para retorná-las à folga especificada Meça o DI da Guia da Válvula
se houver entre a válvula e a guia um espaço
de 0,25 mm (0.010 in.) ou menos.

IMPORTANTE: Recartilhe SEMPRE as guias antes


de alargar a válvula de modo a assegurar uma
folga da guia para a haste adequada.
RE38635,0000004 -54-27APR05-1/1

Guias das Válvulas — Remoção


NOTA: Mova a guia da válvula da face de combustão
do cabeçote dos cilindros através da superfície
superior do cabeçote.

RG15935 —UN—28AUG09
Usando o acionador da guia da válvula (A) JDG10993,
force a guia da válvula através da superfície superior
do cabeçote, como mostrado. A ferramenta deve ser
inserida pelo lado da sede da válvula do cabeçote.

Acionador da Guia da Válvula JDG10993

RG15933 —UN—18JUN09

Remoção da Guia da Válvula

RK82052,0000123 -54-23JUL12-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-25 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=89
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Guias das Válvulas — Instalação


1. Instalação das Guias das Válvulas
IMPORTANTE: Após a instalação da nova guia da
válvula, o diâmetro interno da guia deve ser
usinado até uma dimensão de acabamento

RG15935 —UN—28AUG09
por uma oficina mecânica qualificada.

NOTA: Insira a guia da válvula no lado superior


do cabeçote dos cilindros.

a. Usando o acionador da guia da válvula JDG10993


e o instalador da guia da válvula JDG10994, insira Acionador da Guia da Válvula JDG10993
a nova guia da válvula no furo no cabeçote dos
cilindros. Mova a guia da válvula para dentro do
cabeçote até a ferramenta de instalação assentar
na superfície superior do cabeçote dos cilindros.
b. Verifique o ressalto da guia da válvula acima da
especificação do cabeçote dos cilindros.

RG15936 —UN—28AUG09
Especificação
Ressalto da Guia da
Válvula—Altura...................... 17,5 mm (0.689 in.) +/- 0,5 mm (0.020 in.)

c. Usine o diâmetro interno da guia da válvula de


acordo com a especificação.
Especificação JDG10994 Instalador da Guia da Válvula
Diâmetro Interno da Guia
da Válvula—Diâmetro....... 8,03 mm (0.316 in.) +/- 0,013 mm (0.0005 in.)

2. Execute Conjunto de Válvulas — Remontagem.


3. Execute- Cabeçote do Cilindro — Instalação

RG15934 —UN—28AUG09
4. Execute- Instalação da Carcaça do Termostato.
5. Execute- Instalação dos Injetores Eletrônicos,
Consulte o CTM393 na Seção 02 Grupo 90.
6. Execute- Conjunto do Braço do Balancim — Instalação
7. Execute- Conjunto da Admissão de Ar — Instalação
Instalação da Guia da Válvula
8. Execute- Chicote Elétrico do Injetor — Instalação,
Consulte na Seção 02 Grupo 90, CTM393. 17.5 +- 0.5 A

9. Execute- Instalação da Tampa do Braço do Balancim,


Consulte Válvula — Ajuste da Folga.
10. Execute- Instalação dos Filtros de Combustível,
Consulte Remoção e Instalação dos Filtros de
RG16787 —UN—12FEB09

Combustível na Seção 02 Grupo 90, CTM393.


11. Execute- Instalação do Trilho Comum de Alta Pressão,
Consulte Remoção e Instalação do Trilho Comum de B
Alta Pressão na Seção 02 Grupo 90, CTM393.
12. Execute- Instalação do Limitador de Pressão,
Consulte Remoção e Instalação do Limitador de Instalação da Guia da Válvula
Pressão na Seção 02 Grupo 90, CTM393.
13. Execute- Instalação da Linha de Fuga de Combustível, A—Guia da Válvula B—Inserto da Sede da Válvula
(somente referência)
Consulte Remoção e Instalação da Linha de Fuga de
Combustível na Seção 02 Grupo 90, CTM393.
14. Execute- Coletor de Escape — Instalação
Continua na próxima página RK82052,0000124 -54-23JUL12-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-26 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=90
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

15. Execute- Instalação do Conjunto do Resfriador da 19. Execute- Turbocompressor, VGT, Instalação da Linha
EGR, Consulte Remoção e Instalação do Coletor do de Fornecimento de Óleo, Consulte Instalação da
Líquido de Arrefecimento da EGR. Linha de Fornecimento de Óleo do Turbocompressor.
16. Execute- Instalação da Linha de Retorno do Líquido 20. Instale a polia do ventilador.
de Arrefecimento do Resfriador da EGR, Consulte
Remoção e Instalação da Linha de Retorno do Instale a correia da polia do ventilador.
Resfriador da EGR. 21. Execute- Chicote Elétrico — Instalação.
17. Execute- Turbocompressor, Instalação do VGT,
Consulte Instalação do Turbocompressor.
18. Execute- Turbocompressor, VGT, Instalação da Linha
de Dreno de Óleo, Consulte Instalação da Linha de
Dreno de Óleo do Turbocompressor.
RK82052,0000124 -54-23JUL12-2/2

Sede das Válvulas — Limpeza e Inspeção


1. Utilize uma broca elétrica com a Escova de Limpeza
de Aço D17024BR ou equivalente para remover todo
o carbono das sedes das válvulas.
2. Verifique trincas, buracos, ou desgaste excessivo nas
sedes.
3. Verifique toda a face de combustão quanto a ferrugem,

RG14178 —UN—28MAY05
riscos, escavações ou trincas

Limpeza das Sedes das Válvulas

RE38635,0000005 -54-27APR05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-27 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=91
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Sede das Válvulas — Medição do Recesso


1. Meça as sedes das válvulas observando as
especificações adequadas listadas abaixo.
2. Utilizando o Medidor de Excentricidade D11010KW,
meça o desvio das sedes das válvulas (D).
3. Se a sede da válvula não estiver dentro das
especificações, recondicione ou substitua os insertos
da sede (A) se o recondicionamento não for possível.
Consulte RETÍFICA DAS SEDES DAS VÁLVULAS,
ou INSTALAÇÃO DOS INSERTOS DAS SEDES DAS
VÁLVULAS, posteriormente neste grupo.
Especificação
Base da
Válvula—Ângulo..................................................................... 30° ± 0.25°
Desvio Máximo ..................................................... 0,065 mm (0.0025 in.)
Especificação

RG5248 —UN—06DEC88
Base da
Válvula—Largura............................1,98 — 2,61 mm (0.078 — 0.102 in.)

A—Inserto da Sede da Válvula C—Largura da Sede da Válvula


B—Ângulo da Sede da Válvula D—Desvio da Sede da Válvula

Medição das Sedes das Válvulas

RE38635,0000007 -54-01SEP08-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-28 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=92
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Sede das Válvulas — Retífica


IMPORTANTE: A retífica das sedes de válvulas só deve
ser feita por pessoal experiente, conhecedor
do equipamento e capaz de manter as
especificações necessárias. Mantenha SEMPRE
a área de trabalho limpa ao retificar sedes de
válvulas. É IMPRESCINDÍVEL o uso de um
rebolo de grana 120 para retificar os insertos das
sedes das válvulas de admissão e escape (A).
Recondicione as sedes de válvulas usando o
Aparelho de Retífica Pesada de Sedes JT05893,
para obter um recesso correto da válvula no
cabeçote do cilindro. Consulte MEDIÇÃO
SERIAL DO RECESSO DAS VÁLVULAS
anteriormente neste grupo. Certifique-se de que
os orifícios da guia da válvula estejam limpos
antes da retífica das sedes. (Consulte LIMPE AS
GUIAS DA VÁLVULA mais acima neste grupo).

RG5248 —UN—06DEC88
Se as sedes das válvulas precisarem de retífica, apenas
alguns segundos serão necessários para recondicionar
a sede média da válvula. Evite a tendência de retificar
em excesso. Não coloque uma pressão excessiva sobre
a pedra esmeril.
1. Verifique a largura da sede (C) e o padrão de contato Medição das Sedes das Válvulas
entre a sede e a válvula com azulagem. A largura da
sede DEVE SER mantida dentro da especificação. A—Inserto da Sede da Válvula C—Largura da Sede da Válvula
Utilize um paquímetro ou escala para medir a largura B—Ângulo da Sede da Válvula D—Desvio da Sede da Válvula
da sede. Limpe completamente a área da sede antes
de proceder a retífica e troque os insertos da válvula e
da sede da válvula conforme necessário. D11010KW e verifique o recesso no cabeçote do
NOTA: A largura da sede da válvula pode ser reduzida cilindro conforme descrito mais adiante.
com um pedra estreita. Isso mudará o ângulo (B) Especificação
em cima da sede e aumentará o diâmetro. Se Retífica das Sedes das
a largura da sede da válvula for muito estreita, Válvulas—Ângulo..............................................30° ± 0,25° da horizontal
a válvula pode queimar ou desgastar-se. A Largura da Sede da
variação da largura muda o contato tênue entre Válvula...........................................1,98 — 2,61 mm (0.078 — 0.102 in.)
a face da válvula e a sede. Desvio Máximo da
Sede ....................................................................... 0,050 mm (0.002 in.)
2. Meça SEMPRE a excentricidade da sede após
a retífica usando o Medidor de Excentricidade
RE38635,0000009 -54-29APR05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-29 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=93
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Insertos das Sedes das Válvulas — Remoção


Em alguns casos o orifício da sede da válvula no cabeçote
do cilindro pode ficar danificado ou grande demais.
Nesse momento, NÃO ESTÃO disponíveis insertos muito
grandes para a sede da válvula. Substitua o cabeçote
do cilindro.

RG5605 —UN—17JAN90
IMPORTANTE: Ao remover as sedes, cuidado para
não danificar o cabeçote do cilindro.

1. Remova o inserto da sede da válvula (se necessário)


com o Extrator de Sede de Válvula JDE41296. O
parafuso de ajuste no extrator talvez tenha que ser
Aquecimento dos Insertos das Sedes de Válvulas
reapertado durante a remoção dos insertos.
Os insertos da sede da válvula podem também ser
removidos utilizando o seguinte método: 2. Após a remoção das inserções, limpe totalmente a
área em torno do orifício da sede da válvula e verifique
• Com cuidado, aqueça o inserto em quatro pontos se existem danos ou fendas.
em volta da face até ficar incandescente. Deixe o(s)
inserto(s) esfriar(em) e remova-o(s) com uma chave
de fenda.
RE38635,000000A -54-29APR05-1/1

Insertos das Sedes das Válvulas —


Instalação
1. Utilize o Acionador JDG10254 (A) junto com o
Instalador de Sede de Válvula JDG10057 (B) para
instalar os insertos no lugar. As sedes das válvulas de
admissão e descarga no motor de 9 l são do mesmo
tamanho.
2. Instale as válvulas novas ou restauradas e verifique

RG14181 —UN—28MAY05
o recesso das válvulas. Consulte MEDIÇÃO DO
RECESSO DAS VÁLVULAS anteriormente neste
grupo.
3. Proceda à retífica necessária da sedes da válvula
para manter o recesso preciso da válvula e a vedação
da válvula à haste. Consulte RETÍFICA DE SEDES
DE VÁLVULAS anteriormente neste grupo. Instalação dos Insertos de Sedes de Válvulas

RE38635,0000047 -54-28MAR07-1/1

Orifício do Bico Injetor do Cabeçote do


2. Limpe os depósitos de camadas estranhas no orifício
Cilindro - Limpeza e Inspeção utilizando uma furadeira com a Escova de Limpeza de
1. Inspecione as condições da superfície da sede e o Rosca D17030BR. Passe a escova para cima e para
orifício do bico no cabeçote do cilindro. baixo várias vezes para limpar as roscas.

A superfície da sede e o orifício do bico no cabeçote 3. Remova os detritos com ar comprimido e faça uma
do cilindro devem estar livres de detritos e depósitos limpeza completa em todos os orifícios do bico.
de carbono.
RE38635,000000C -54-29APR05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-30 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=94
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Haste de Comando — Limpeza e Inspeção


1. Limpe as hastes de comando com solvente e ar
comprimido.
2. Verifique se as hastes de comando são retilíneas
rolando-as em uma superfície plana.

T81233 —UN—01NOV88
3. Inspecione se há desgastes e danos nas extremidades
de contato.
4. Substitua as hastes de comando com defeito.

Verificação das Hastes de Comando quanto a Retilinidade

RE38635,0000039 -54-07JAN05-1/1

Cabeçote do Bloco de Cilindros - Limpeza e macho JDG681 ou um macho 9/16-12 UNC-2A com
Inspeção comprimento aproximado de 88,9 mm (3.5 in.). Use ar
comprimido para remover detritos e quaisquer fluidos
1. Remova o material de junta, ferrugem, carbono, e que possa estar presentes nos furos dos parafusos
outros materiais estranhos do cabeçote. A superfície com cabeça.
da junta deve estar limpa.
4. Meça a planicidade do cabeçote. Consulte MEÇA O
2. Utilize ar comprimido para remover todo o material BLOCO DE CILINDROS no Grupo 030.
estranho solto do cilindro e cabeçote.
3. Limpe todos os furos dos parafusos com cabeça
de montagem do cabeçote do cilindro usando um
RE38635,000009D -54-29MAR05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-31 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=95
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Conjunto de Válvulas — Remontagem


1. Aplique o Lubrificante de Haste da Válvula AR44402
ou limpe o óleo do motor para guias e hastes da
válvula.
2. Lubrifique o furo de vedação da haste da válvula
antes da instalação da guia da válvula.
NOTA: as vedações da haste devem estar no lugar antes
da instalação das válvulas nas guias.

3. Instale 24 vedações da haste da válvula (A) sobre as


guias no cabeçote do cilindro (F).

A—Vedação da Haste da D—Retentor de Mola


Válvula E—Mola da Válvula
B—Válvula F— Conjunto do Cabeçote do
C—Retentor da Válvula Cilindro

RG13901 —UN—07JAN05
Conjunto de Válvulas e Cabeçote do Cilindro

B
C
D

A E

RG13902 —UN—04APR08

Conjunto de Válvulas

Continua na próxima página RE38635,000003C -54-07JAN05-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-32 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=96
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

E I E I E I E I E I E I

RG13903 —UN—21MAR05
E I E I E I E I E I E I

Posição da Válvula de Escape e Admissão


A—Frente do Motor

NOTA: as válvulas de escape são identificadas com


um marca branca em um pequeno rebaixamento NOTA: não há um lado para cima e nem um lado para
fundido na face da válvula. As válvulas de baixo em relação às molas de válvulas (E): elas
admissão são identificadas com uma marca azul podem ser instaladas de qualquer maneira.
em um grande rebaixamento fundido conforme
mostrado. As válvulas de admissão também 5. Instale 24 molas de válvula (E) sobre as vedações da
são magnéticas, as de escape não. válvula no cabeçote do cilindro.
6. Instale os fixadores de mola (D) para cada válvula.
4. Instale 12 válvulas de admissão e 12 de escape
no cabeçote, duas de cada por cilindro. Posicione 7. Instale 2 retentores de válvula (C) em cada válvula.
conforme é mostrado, com as válvulas de escape
8. Meça o recesso da válvula no cabeçote conforme as
voltadas à frente do motor para cada cilindro.
instruções anteriores neste grupo.
NOTA: as hastes da válvula devem se mover
livremente no orifício da guia e assentar
corretamente com o inserto.
RE38635,000003C -54-07JAN05-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-33 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=97
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Cabeçote do motor—Instalação
IMPORTANTE: SEMPRE inspecione rigorosamente
a nova junta do cabeçote quanto a possíveis
imperfeições de fabricação. Devolva qualquer
junta que não for aprovada na inspeção.

RG14127 —UN—30MAR05
Certifique-se de que as superfícies do
cabeçote e da junta do bloco estejam limpas,
secas e livres de todo óleo.

1. Coloque uma nova junta do cabeçote no bloco do


motor. Não use vedante na junta; instale-a seca.
IMPORTANTE: Se o cabeçote for abaixado sobre Conjunto do cabeçote do motor
o bloco do motor sem estar corretamente
posicionado nos pinos-guia, remova o cabeçote
e instale uma nova junta. NÃO tente reposicionar A—Face dianteira do cabeçote
do motor
o cabeçote sobre a mesma junta, pois o anel
de fogo possivelmente será danificado.

2. Abaixe o cabeçote de modo uniforme à posição corretamente posicionado sobre os pinos-guia e se


correta no bloco usando o equipamento de elevação assente nivelado sobre o patamar superior do bloco
apropriado. Certifique-se de que o cabeçote seja do motor.
RE38635,0000028 -54-12AUG10-1/2

A
16 15 20 14 22 13 18 12 26 11 24 10 9

RG13911 —UN—18AUG09
1 2 19 3 21 4 17 5 25 6 23 7 8
Sequência de aperto dos parafusos do cabeçote
A—Frente do motor

IMPORTANTE: Recomendam-se somente parafusos


NOTA: Todos os parafusos do cabeçote para motores
flangeados classe ASTM 180 para uso nos
6090 têm o mesmo comprimento.
motores 6090. SEMPRE use parafusos NOVOS
ao instalar o cabeçote do motor. Os parafusos
4. Instale parafusos especiais 26 e aperte-os usando
podem ser usados somente uma vez.
o procedimento de APERTO POR CONTROLE DE
NÃO use óleos multi-viscosidade para lubrificar ESCOAMENTO, descrito a seguir neste grupo.
os parafusos, recomenda-se o SAE30.
A seta (A) aponta em direção à frente do motor.
3. Mergulhe o parafuso por inteiro em óleo de motor
SAE30 limpo. Deixe escorrer o excesso de óleo.
RE38635,0000028 -54-12AUG10-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-34 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=98
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Procedimento de Torque dos Parafusos com Cabeça do Cabeçote do Cilindro


A
16 15 20 14 22 13 18 12 26 11 24 10 9

RG13911 —UN—18AUG09
1 2 19 3 21 4 17 5 25 6 23 7 8
Localizações dos Parafusos com Cabeça do Cabeçote do Cilindro
A—Frente do Motor

A seta (A) aponta para a parte frontal do motor. Especificação


IMPORTANTE: NÃO use óleos de multiviscosidade Parafusos "ESPECIAIS"
para lubrificar os parafusos com cabeça. com Cabeça Flangeada
do Cabeçote do Cilindro
1. Lubrifique os parafusos com óleo de motor SAE30 (Sem Arruelas)—Torque
limpo e instale nos locais corretos conforme indicado Inicial.............................................................................. 80 N•m (60 lb-ft)
anteriormente.
3. Usando uma caneta, lápis ou marcador à prova de
2. Aperte o parafuso com cabeça Nº 17 com torque óleo, faça uma linha paralela ao virabrequim no topo
de 80 N·m (60 lb-ft) e inicie sequencialmente no inteiro da cada uma das cabeças dos parafusos. Essa
parafuso com cabeça Nº 1 e prossiga até o parafuso linha será usada como marca de referência.
com cabeça Nº 26, apertando todos conforme as
especificações.
Continua na próxima página RE38635,00000A0 -54-30MAR05-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-35 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=99
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

IMPORTANTE: Se um parafuso com cabeça for


acidentalmente apertado em mais de 90º
em qualquer sequência, NÃO afrouxe o
parafuso com cabeça, mas faça os ajustes
na próxima sequência de aperto.

4. Sequencialmente (comece com o parafuso com


cabeça Nº 1 e prossiga até o parafuso com cabeça
Nº 26) gire cada parafuso em 90º. A linha na parte
superior do parafuso com cabeça ficará perpendicular
ao virabrequim.
5. Novamente, gire cada parafuso com cabeça em
90º sequencialmente (comece com o parafuso com
cabeça Nº 1 e prossiga até o parafuso com cabeça Nº
26). A linha do topo do parafuso ficará agora paralela 90˚
ao virabrequim.
6. Por fim, sequencialmente (comece com o parafuso
com cabeça Nº 1 e prossiga até o parafuso

RG14067 —UN—29MAR05
com cabeça Nº 26). Vire cada parafuso 90º, DE
MODO QUE A LINHA DO TOPO DO PARAFUSO
FIQUE O MAIS PERPENDICULAR POSSÍVEL AO
VIRABREQUIM. Não é necessário obter a volta final
em uma virada da chave. O VALOR TOTAL DO GIRO A
DOS PASSOS 4, 5 E 6 É 270º ± 5º.
IMPORTANTE: Os parafusos NÃO DEVEM ser Parafusos Pré-esforçado do Cabeçote do Cilindro
apertados mais do que um total de 270º ± 5º.
A—Frente do Motor

RE38635,00000A0 -54-30MAR05-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-021-36 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=100
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Conjunto do Eixo do Balancim — Montagem

RG17293A —UN—23JUN09
Conjunto do Eixo dos Balancins

IMPORTANTE: A partir da dianteira do motor, a


ordem de montagem do balancim se repete;
escape primeiro, a seguir admissão.

NOTA: A orientação das arruelas lisas não é crítica.

1. Instale a arruela lisa (J), a arruela de pressão (K) e a


segunda arruela lisa (J) na extremidade dianteira (A)
do eixo dos balancins.
2. Fixe as arruelas instalando um anel de pressão na
fenda na extremidade do eixo.
IMPORTANTE: Verifique o alinhamento dos furos
de óleo. Use um arame ou similar para

RG17299A —UN—23JUN09
passar através do eixo dos balancins para
verificar a orientação do furo de óleo em
cada posição do balancim.

IMPORTANTE: Os furos de óleo angulares no eixo


dos balancins estão localizados no LADO DA
HASTE DE COMANDO do motor.
Balancim
3. Instale o balancim do escape (D) e posicione-o contra
a arruela na extremidade do eixo.
A—Parte Dianteira do Motor G—Amparo
B—Traseira do Motor H—Parafuso de Fixação do
C—Eixo do Balancim Pedestal
D—Balancim da Admissão I— Anel de Pressão
E—Balancim do Escape J— Arruela Plana -2-
F— Mola K—Arruela de Pressão

Continua na próxima página SS01820,0000584 -54-27JAN12-1/3

CTM408 (12FEB14) 02-021-37 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=101
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

SS01820,0000584 -54-27JAN12-2/3

NOTA: Pode ser necessário afastar ligeiramente com


uma alavanca o furo do pedestal para encaixar no
diâmetro externo do eixo. Tome cuidado para não
danificar o pedestal ou o diâmetro externo do eixo.

IMPORTANTE: Verifique o alinhamento dos furos


de óleo. Use um arame ou similar para
passar através do eixo dos balancins no
pedestal para verificar a orientação do furo
de óleo do eixo ao pedestal.

4. Verifique a orientação do pedestal e instale o pedestal


no eixo usando a ferramenta especial JDG10999 (L)

RG15974 —UN—02SEP09
para alavancar o furo do pedestal para criar folga
entre o pedestal e o eixo. Deslize o pedestal no eixo e
posicione-o contra o balancim de escape.
5. Instale o conjunto do balancim de admissão (D) no
eixo contra o pedestal.
6. Instale a mola (F) no eixo dos balancins. Repita as Instale o Pedestal com a Ferramenta JDG10999
etapas 3 a 5 com os próximos cinco conjuntos de
balancins.
L— Ferramenta JDG10999
7. Instale a arruela lisa, a arruela de pressão e a
segunda arruela lisa na outra extremidade do eixo
dos balancins.
SS01820,0000584 -54-27JAN12-3/3

CTM408 (12FEB14) 02-021-38 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=102
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Conjunto do Balancim — Instalação


IMPORTANTE: se possível, instale o conjunto dos folgas da válvula, além de eliminar o risco
balancins ANTES de instalar os injetores de danificar os injetores na instalação do
do combustível. É mais fácil ajustar as conjunto dos balancins.

RG13841 —UN—04APR08
Sequência de Torque do Conjunto do Eixo do Balancim
A—Frente do Motor

1. Instale as hastes de comando nos furos de onde os parafusos de montagem dos balancins
foram removidos. removidos do motor por parafusos novos.
NOTA: O índice de pontes da válvula nas hastes 8. Na sequência mostrada, primeiro aperte os parafusos
da válvula não é significativo. com cabeçote do pedestal do balancim para o
cabeçote do cilindro, de acordo com as especificações
2. Monte as pontes da válvula nas hastes da válvula. abaixo:
3. Lubrifique os parafusos do pedestal do balancim no Especificação
cabeçote do cilindro com óleo de motor diesel SAE 30. Parafuso de Fixação
do Balancim Inicial do
4. Lubrifique os parafusos do pedestal do balancim sob
Pedestal ao Cabeçote do
a cabeça com óleo de motor diesel SAE 30.
Cilindro—Torque............................................................. 20 N•m (15 lb-ft)
5. Monte o conjunto do balancim ao cabeçote guiando
os 6 parafusos flangeados localizados nos pedestais 9. Solte um parafuso com cabeça de cada vez, no
do balancim para dentro das roscas do cabeçote do mínimo 90°.
cilindro. 10. Termine de apertar (volta de torque) o parafuso com
6. Fixe as esferas do balancim nas sedes das hastes de cabeça, de acordo com a seguinte especificação:
comando antes de apertar os parafusos no pedestal Especificação
do balancim. Parafuso de Fixação
do Balancim Final do
7. Alinhe os balancins centralizados nas pontes da Pedestal ao Cabeçote do
válvula. Cilindro—Torque - Volta............................ 40 N•m +120° (30 lb-ft +120°)
IMPORTANTE: Os parafusos de montagem do 11. Ajustar folga das válvulas do motor.
balancim não podem ser reutilizados. Substitua
RE38635,000003B -54-31MAY07-1/1

Mangueira de Ventilação da Tampa do


2. Limpe a mangueira da ventoinha se estiver obstruída.
Virabrequim — Inspeção
1. Verifique se a mangueira de saída da ventoinha na
tampa do balancim está torta ou danificada. Substitua,
se for necessário.
RE38635,000003A -54-07JAN05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-39 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=103
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

RG13907 —UN—14JAN05
Montagem Final — Lado da Bomba de A
Combustível do Motor 10
6 2
3 7 11
14 15

1. Ajuste a folga da válvula, caso isso não tenha sido


feito antes.
2. Instale os injetores eletrônicos, chicote elétrico,
conectores de entrada do combustível, conectores 13 12
9 5 1 4 8
antivazamento do combustível, tubulações de
distribuição de combustível, e linhas antivazamento Sequência de Torque da Tampa do Balancim
do combustível. Consulte INSTALE OS INJETORES
ELETRÔNICOS no Grupo 090 do CTM393 A—Frente do Motor

NOTA: o uso de pinos-guia no coletor de admissão


facilitará a montagem da tampa de balancins e junta.
Após 10 minutos reaperte os parafusos com cabeça,
na sequência mostrada na especificação.
IMPORTANTE: instale uma nova junta da tampa
de balancins toda vez que a tampa do Especificação
balancim for reinstalada. Parafusos de Fixação
da Tampa do Balancim
3. Instale a junta da tampa do balancim sobre os ao Coletor de
pinos-guia. Admissão—Torque......................................................... 35 N•m (26 lb-ft)

4. Instale a tampa do balancim sobre os pinos-guia e NOTA: certifique-se que a mangueira de saída da
junta. ventoinha está aberta e o adaptador esteja limpo.
A obstrução pode ocasionar a pressão alta do
5. Remova os pinos-guia e aperte com os dedos 15 óleo e perdas possíveis de óleo.
parafusos na tampa e na junta dentro do coletor de
admissão. 7. Conecte a mangueira de saída do ventilador ao
6. Aperte os parafusos com cabeça de acordo com as adaptador na tampa do balancim e aperte as
especificações na sequência mostrada. braçadeiras bem firmes.
Especificação 8. Instale o alojamento do termostato. Consulte INSTALE
Parafusos de Fixação O ALOJAMENTO DO TERMOSTATO no Grupo 070.
da Tampa do Balancim
ao Coletor de
Admissão—Torque......................................................... 35 N•m (26 lb-ft)
AS58880,00000B5 -54-13APR09-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-40 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=104
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Montagem Final — Lado do Coletor de


Descarga do Motor
A—Camisa do Pórtico E—Conexão do Pórtico de
B—Junta do Coletor de Pressão
Descarga F— Coletor de Descarga
C—Anéis de Vedação Traseiro
D—Coletor de Descarga G—Parafusos de Fixação do
Dianteiro Coletor de Descarga ao

RG13913 —UN—24JAN05
Cabeçote do Cilindro
H—Parafuso Longo - Coletor
ao Cabeçote do Cilindro

Montagem do Coletor de Descarga

RG13914 —UN—24JAN05
Ferragens do Coletor de Descarga

Continua na próxima página RE38635,00000A3 -54-27MAR09-1/7

CTM408 (12FEB14) 02-021-41 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=105
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

RG13915 —UN—28MAY05
Montagem do Coletor de Descarga
1. Instale 6 camisas do pórtico (A) no cabeçote do
cilindro.
NOTA: os pinos-guia e as camisas de abertura não
deixarão as juntas girarem durante a montagem.

2. Instale 6 pinos-guia no cabeçote do cilindro nos furos


superiores de cada pórtico. Sequência de Torque do Coletor de Descarga
3. Instale as juntas (B), com a aba apontada para baixo,
sobre os pinos-guia e as camisas dos pórticos. NOTA: Tenha certeza de que a aba da junta do coletor
NOTA: posicione a junta do anel de vedação na de descarga esteja com a face para baixo, sob os
posição 3:00 e a outra em 9:00 conforme visto parafusos inferiores, conforme mostrado.
quando montado no motor.
11. Aperte 12 parafusos do coletor de descarga na ordem
4. Instale 2 novos anéis de vedação (C) ao coletor mostrada de acordo com a especificação.
dianteiro. (D) Especificação
Parafusos de Fixação do
5. Se necessário, instale a conexão de pórtico da
Coletor de Descarga
pressão (E) dentro do coletor dianteiro.
ao Cabeçote do
Especificação Cilindro—Torque............................................................. 70 N•m (52 lb-ft)
Conexão de Pórtico
de Pressão ao
Coletor de Descarga
Dianteiro—Torque.......................................................... 20 N•m (15 lb-ft)

6. Instale o coletor de descarga traseiro (F) no coletor


de descarga dianteiro (D).
7. Instale o conjunto do coletor de descarga sobre os
pinos-guia e camisas de pórtico no cabeçote do
cilindro.
NOTA: Não é necessário usar um composto
antiemperramento nos novos parafusos de aço
inoxidável do coletor de descarga.

8. Aplique o Composto NEVER-SEEZ® PT569


somente aos parafusos com cabeça que estão
sendo reutilizados. Instale 6 parafusos (G) pelos
espaçadores e dentro dos furos inferiores do coletor
de descarga e dentro do cabeçote do cilindro. Aperte
manualmente.
9. Remova os pinos-guia. Coloque 5 parafusos nos
espaçadores e nos furos superiores do coletor
de descarga e do cabeçote do cilindro e aperte
firmemente com o dedos.
IMPORTANTE: o parafuso longo (H) no conjunto do
coletor de descarga NÃO pode ser reutilizado.
Esse parafuso não é de aço inoxidável, sendo
assim afetado pelo calor de escape.

10. instale um parafuso longo (H) no furo pela porção


espessa do coletor de descarga dentro do cabeçote
do cilindro apertada bem firme com os dedos.
NEVER-SEEZ é uma marca registrada do Emhart Chemical Group
Continua na próxima página RE38635,00000A3 -54-27MAR09-2/7

CTM408 (12FEB14) 02-021-42 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=106
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Monte o Recirculador de Gás de Escape (EGR) H


1. Instale o conjunto do resfriador EGR ao coletor de
admissão colocando 2 parafusos e apertando-os bem
firme com os dedos. Não aperte. I

2. Monte as arruelas-trava nos parafusos com rebaixo.

RG14201 —UN—26MAY05
3. Instale os parafusos com rebaixo através dos furos
na traseira do resfriador do EGR dentro do coletor
de descarga.
4. Aperte os parafusos de acordo com as especificações.
Especificação
Resfriador do EGR Resfriador do EGR
ao Coletor de
B
Entrada—Torque............................................................ 34 N•m (25 lb-ft) A D
Resfriador do EGR
aos Parafusos com E
Rebaixo do Coletor de
Descarga—Torque......................................................... 34 N•m (25 lb-ft)

RG14182 —UN—26MAY05
5. Instale a linha de retorno ao conjunto do resfriador
do EGR. Aperte a linha de segurança do parafuso ao
resfriador dentro da especificação.
Especificação
Parafuso de Fixação C
da Linha de Retorno
do Líquido de Linha de Retorno do Líquido de Arrefecimento do EGR e Tubo do EGR
Arrefecimento do EGR
ao Resfriador—Torque..................................................... 11 N•m (8 lb-ft)

6. Instale a braçadeira de mangueira com tensão


constante na extremidade da linha de retorno
do líquido de arrefecimento do EGR. Instale a
extremidade da mangueira da linha retorno do líquido

RG14200 —UN—26MAY05
de arrefecimento no encaixe da bomba do líquido de
arrefecimento.
7. Reposicione a braçadeira de tensão constante para
fixar a mangueira à conexão da bomba do líquido de
arrefecimento. F G

8. Instale o suporte da braçadeira P para a linha de Linha de Suprimento do Líquido de Resfriamento do EGR
retorno do líquido de arrefecimento do EGR com a
alça voltada para o motor. Aperte o parafuso com
tampão de acordo com a especificação. A—Sensor de Temperatura do F— Linha de Suprimento do
Gás de Escape da EGR Líquido de Resfriamento
Especificação B—Tubo do EGR do EGR ao Resfriador
Parafuso da Braçadeira C—Linha de Retorno do G—Linha de Suprimento do
Líquido de Resfriamento do Líquido de Resfriamento
P—Torque...................................................................... 30 N•m (22 lb-ft) EGR à Bomba do Líquido ao Coletor do Líquido de
de Resfriamento. Resfriamento
9. Instale o tubo do EGR e 2 novas juntas ao coletor de D—Linha de Retorno do H—Resfriador do EGR ao
descarga e resfriador do EGR. Aperte os parafusos Líquido de Resfriamento ao Coletor de Entrada
de acordo com as especificações. Resfriador I— Parafusos com Rebaixo do
E—Linha de Retorno do Resfriador
Especificação Líquido de Arrefecimento
Parafusos de Fixação do da EGR
Tubo do EGR ao Coletor
de Descarga e Resfriador
do EGR—Torque............................................................ 34 N•m (25 lb-ft)

10. Instale a linha de suprimento do resfriador do


EGR (extremidade curta) no coletor do líquido de
arrefecimento.
Continua na próxima página RE38635,00000A3 -54-27MAR09-3/7

CTM408 (12FEB14) 02-021-43 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=107
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

11. Guie a extremidade oposta da linha de suprimento do Especificação


líquido de arrefecimento para dentro do resfriador do Linha de Suprimento do
EGR. Instale os parafusos e aperte-os de acordo com Líquido de Arrefecimento
as especificações. do EGR ao Coletor do
Resfriador e Líquido de
Arrefecimento—Torque.................................................... 11 N•m (8 lb-ft)

Continua na próxima página RE38635,00000A3 -54-27MAR09-4/7

CTM408 (12FEB14) 02-021-44 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=108
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

Monte o Turbocompressor

RG13926 —UN—28MAY05
Turbocompressor 6090

RG13928 —UN—28MAY05
Instalação da Linha de Óleo do Turbocompressor

IMPORTANTE: Se o turbocompressor falhar


devido à entrada de materiais estranhos
no sistema de admissão de ar, verifique o
sistema e limpe-o conforme necessário para
evitar a repetição de falha.
Examine se há resíduos de óleo no resfriador

RG13929 —UN—28MAY05
e tubo do ar de carga e limpe se necessário.
Pode ter acumulado óleo do turbocompressor
com defeito. Se a limpeza do óleo residual no
sistema de admissão não for bem-sucedida,
o motor pode falhar.

Se isso não tiver sido feito anteriormente, escorve


(pré-lubrifique) o conjunto giratório do turbocompressor Linhas do Líquido de Arrefecimento do Atuador do Turbocompressor
antes de instalá-lo no motor. Pré-lubrifique o alojamento
central com óleo limpo de motor através do orifício de A—Junta do Turbocompressor E—Junta entre a Linha e a
retorno (dreno) conforme mostrado. Gire manualmente o B—Entrada do Compressor do Mangueira de Drenagem do
conjunto giratório para lubrificar os mancais. Turbocompressor Óleo
C—Linha de Alimentação de F— Linha da Drenagem do
NOTA: Dois pinos guia rosqueados podem ser usados Óleo Líquido de Arrefecimento
para segurar o turbocompressor à junta do coletor D—Linha de Dreno de Óleo do Atuador
G—Linha de Suprimento do
de descarga no lugar e facilitar a instalação do Líquido de Arrefecimento
turbocompressor. Coloque os pinos-guia nos do Atuador
orifícios de montagem rosqueada do coletor. H—Conexões do Sensor

1. Instale uma junta nova (A) sobre os pinos-guia.


através do coletor de descarga dentro dos furos
2. Posicione o turbocompressor no coletor de descarga roscados do turbocompressor e aperte bem firme com
sobre os pinos-guia, com a entrada do compressor (B) os dedos.
estando de frente ao motor.
4. Remova os pinos-guia e instale 2 parafusos no coletor
3. Aplique o composto PT569 NEVER-SEEZ® em de descarga dentro do turbocompressor e aperte bem
todos os parafusos com cabeça de montagem do firme com os dedos.
turbocompressor. Instale 2 parafusos com cabeça

Continua na próxima página RE38635,00000A3 -54-27MAR09-5/7

CTM408 (12FEB14) 02-021-45 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=109
Reparo e Ajuste do Cabeçote do Cilindro e das Válvulas

5. Aperte os 4 parafusos de acordo com a especificação. 11. Instale a mangueira de dreno na extremidade da linha
de drenagem (E). Posicione a braçadeira de tensão
Especificação
na junta da mangueira e tubos.
Parafusos do
Turbocompressor 12. Conecte a linha de suprimento do líquido de
para o Coletor de arrefecimento (G) no atuador do turbocompressor e
Descarga—Torque......................................................... 40 N•m (30 lb-ft) aperte firmemente.
6. Instale a linha de suprimento de óleo do 13. Conecte a tubulação de drenagem do líquido de
turbocompressor (C) na base do filtro de óleo e arrefecimento (F) no atuador do turbocompressor e
turbocompressor. Apertar firmemente. aperte firmemente.
7. Instale a tubulação de dreno do óleo (D) atrás do 14. Conecte os dois sensores ao chicote elétrico (H).
coletor de descarga com a extremidade do flange
voltada para o turbocompressor. 15. Conecte a linha de admissão do ar e de escape
ao turbocompressor. Apertar firmemente todas as
8. Instale 2 parafusos serrilhados no flange. ligações. (Para motores automotivos, consulte o
Manual Técnico da máquina.)
9. Instale uma nova junta sobre os parafusos e instale
a extremidade do flange da linha de drenagem IMPORTANTE: ANTES DE LIGAR um motor com um
ao alojamento do rolamento do turbocompressor. turbocompressor novo ou recondicionado, gire
Aperte os parafusos de fixação de acordo com as o motor manualmente (mas não dê partida) por
especificações. vários segundos para permitir que o óleo do
Especificação
motor alcance os mancais do turbocompressor.
Linha de Retorno de
NÃO gire o motor por mais de 30 segundos por
Óleo do Turbocompres-
vez, a fim de evitar danificar o motor de partida.
sor—Torque.................................................................... 35 N•m (25 lb-ft)
16. Ligue e faça o motor funcionar em marcha lenta baixa
10. Aplique um sabão lubrificante no diâmetro interno da enquanto verifica se há vazamentos na entrada de
mangueira de drenagem do turbo. óleo e as conexões da tubulação de ar.
NEVER-SEEZ é uma marca registrada do Emhart Chemical Group.
RE38635,00000A3 -54-27MAR09-6/7

RG13907 —UN—14JAN05
Amaciamento do Motor A
6 2
1. Opere o motor em marcha lenta baixa sem carga por 14
10 3 7 11
15
2 minutos. Verifique se há vazamentos de líquidos.
2. Aumente o RPM para funcionamento em marcha
rápida, depois diminua para 50 RPM acima da
velocidade nominal para 20 minutos.
13 12
9 5 1 4 8
NOTA: o dinamômetro é o melhor controlador de carga, Sequência de Torque da Tampa do Balancim
mas o motor pode ser carregado ao igualar as
cargas de resistência à seleção da marcha.
Após 10 minutos reaperte os parafusos com cabeça,
3. Verifique novamente a folga da válvula e ajuste na sequência mostrada na especificação.
conforme necessário. Veja VERIFIQUE A FOLGA DA Especificação
VÁLVULA mais acima neste grupo. Parafuso de Fixação da
Tampa do Balancim
IMPORTANTE: sempre utilize uma nova junta para a
ao Cabeçote do
tampa do balancim quando reinstalar a tampa.
Cilindro—Torque............................................................. 35 N•m (26 lb-ft)

4. Instale a junta da tampa do balancim e a tampa. Reaperte os parafusos com cabeça do cabeçote do
Aperte os parafusos da tampa dos balancim de acordo cilindro depois que o amaciamento do motor não for
com a especificações. necessário.
Especificação IMPORTANTE: depois que o motor amaciar, siga
Parafuso de Fixação da TODOS os intervalos de hora-a-hora de
Tampa do Balancim serviço recomendado descritos em seu
ao Cabeçote do Manual do Operador.
Cilindro—Torque............................................................. 35 N•m (26 lb-ft)

AS58880,00000B6 -54-13APR09-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-021-46 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=110
Grupo 030
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Verificações Preliminares de Camisas, Pistões e Hastes


Pistões Arranhados ou Riscados: • Manutenção periódica indevida.
• Más condições de operação.
• Superaquecimento. • Vazamento de líquido de refrigeração para o cárter.
• Excesso de Combustível. • Conicidade excessiva da camisa do cilindro.
• Falta de lubrificação.
• Refrigeração insuficiente. Anéis de Compressão Mosqueados, Acinzentados
• Folga inadequada entre a camisa e o pistão. ou Escavados:
• Vazamento de líquido de refrigeração para o cárter.
• Biela desalinhada ou empenada. • Vazamentos internos do líquido de refrigeração.
• Pistão instalado incorretamente. Acabamento Acetinado Fosco e Pequenos
• Baixo nível de óleo. Arranhões Verticais nos Anéis:
• Operação indevida.
• Folga incorreta no mancal da biela. • Sujeira e abrasivos no sistema de entrada de ar.
• Depósitos de carbono na ranhura do anel.
• Amaciamento indevido do motor. Falha do Pino do Pistão e do Anel de Retenção:
• Pistão com desgaste.
• Óleo contaminado. • Biela desalinhada.
• Camisa do cilindro distorcida. • Folga excessiva no eixo de manivelas.
• Orifício de refrigeração do pistão bloqueado. • Anéis de retenção incorretos.
• Ingestão de poeira através da entrada de ar. Biela Quebrada:
Anéis de Compressão Usados ou Quebrados: • Folga inadequada entre o pistão e a camisa.
• Falta de lubrificação. • Mancal da biela usado.
• Refrigeração insuficiente. • Linha do cilindro distorcida.
• Instalação indevida do anel. • Falha do pino do pistão.
• Sincronização indevida. Desgaste e Distorção das Camisas dos Cilindros:
• Abrasivos na câmara de combustão.
Anel de Controle de Óleo Obstruído:
• Anéis de compressão instalados incorretamente.
• Falta de lubrificação.
• Óleo inadequado. • Resfriamento irregular ao redor da camisa.
• Explosões de escape excessivas. • Folga inadequada entre o pistão e a camisa.
• Óleo contaminado. • Danos no furo da camisa.
• Manutenção periódica indevida. Bloco de Cilindros Empenado:
• Temperatura de operação baixa.
Anéis Presos:
• Refrigeração insuficiente.
• Classificação indevida do óleo.
RG,RG34710,1112 -54-06MAY99-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=111
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Remova o Conjunto dos Pistões e Bielas

CUIDADO: NÃO drene o líquido refrigerante


até que sua temperatura seja menor que a
temperatura de operação. SEMPRE afrouxe
lentamente a válvula de dreno da bomba do
líquido de arrefecimento (A) e a válvula de dreno
do bloco (B) para liberar qualquer pressão. Drene
o líquido de refrigeração e o óleo do motor.

IMPORTANTE: ambas as válvulas devem ser abertas


para drenar completamente o bloco do motor.

RG14158 —UN—12APR05
1. Drene todo o líquido de arrefecimento e óleo do motor.
NOTA: se o motor tiver que ser todo desmontado,
consulte SEQÜÊNCIA DE DESMONTAGEM
DO MOTOR no Grupo 010.

2. Remova o cabeçote do Cilindro. Consulte REMOVA


O CABEÇOTE DO CILINDRO no Grupo 020. Válvula de Drenagem da Bomba de Líquido de Refrigeração

3. Remova a bomba e a bandeja de óleo. Consulte


REMOVA A BOMBA DE ÓLEO DO MOTOR no Grupo
060.

A—Válvula de Drenagem da B—Válvula de Dreno do Bloco


Bomba de Líquido de do Cilindro

RG7143 —UN—26NOV97
Refrigeração

Válvula de Dreno do Bloco do Cilindro

Continua na próxima página RE38635,000003F -54-11JAN05-1/3

CTM408 (12FEB14) 02-030-2 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=112
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

IMPORTANTE: Não gire o virabrequim com o


cabeçote do cilindro removida, a não ser que
as camisas estejam parafusadas. Parafuse as
camisas antes de remover o pistão.
Os parafusos de fixação e as arruelas devem
ser apertadas nas seguintes especificações

RG13983 —UN—19FEB05
para obter uma leitura precisa na medição da
protrusão da camisa (altura acima do bloco).
Consulte MEDIÇÃO DA PROTRUSÃO DA
CAMISA DO CILINDRO (ALTURA ACIMA DO
BLOCO), posteriormente neste grupo.

4. Utilize parafusos 9/16-18, com aproximadamente 51


mm (2.0 in.) de comprimento e arruelas com D.I. de Aparafusamento das Camisas do Cilindro
5/8 in. e D.E. de 1-3/4 in. x 3,18 mm (1/8 in.) de
espessura para aparafusar as camisas de cilindro nos • As camisas estiverem corroídas ou apresentarem
locais indicados. Aperte os parafusos com cabeça de arranhões verticais profundos que podem ser
acordo com as especificações. detectados com o toque da unha do dedo.
Especificação A inspeção não será mais necessária se for
Parafusos de Fixação identificada qualquer uma das condições acima.
da Camisa do Cilindro
(Para Verificação da NOTA: a folga do óleo entre o rolamento da biela e
Protrusão)—Torque........................................................ 68 N·m (50 lb-ft) o mancal deve ser medida antes de remover
o conjunto pistão/biela.
À medida que a camisa do cilindro se desgasta,
uma aresta é formada em cima da zona de curso no Use PLASTIGAGE® conforme orientação do
anel do pistão. Se essa aresta for muito grande, os fabricante. Lembre-se, o uso de PLASTIGAGE®
anéis e pistões podem ser danificados quando forem determinará a folga do óleo entre o rolamento
removidos. Remova todas as arestas dos orifícios e o mancal, mas não indicará a condição
da camisa com um raspador ou mandril antes de da superfície de cada um.
remover os pistões.
6. A folga do óleo entre o rolamento da biela e o mancal
5. Antes de remover os pistões, inspecione visualmente deve ser verificada com PLASTIGAGE® se a biela
a condição das camisas dos cilindros com os pistões não estiver conectada ao virabrequim. Se a biela
no PMI (ponto morto inferior). As camisas deverão estiver fora do motor, meça o D.I. dos rolamentos da
ser substituídas quando: biela e compare com o D.E. do mancal do virabrequim.
• O padrão de brunidura hachurado não estiver visível
imediatamente abaixo da área de giro superior do
anel.
PLASTIGAGE é uma marca registrada da DANA Corp.
Continua na próxima página RE38635,000003F -54-11JAN05-2/3

CTM408 (12FEB14) 02-030-3 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=113
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

IMPORTANTE: NÃO use chaves pneumáticas para


apertar ou soltar parafusos da biela. O uso de
chaves pneumáticas pode danificar a rosca.
Mantenha os insertos do mancal com suas
respectivas hastes e tampas. Marque bielas,

RG10209 —UN—28AUG09
pistões e tampas para garantir montagem
correta na mesma posição.

7. Remova todas as tampas de bielas (A) com


rolamentos (B).
O virabrequim está removido, mas o conjunto do pistão
e biela pode ser retirado com o virabrequim instalado.
Remoção de Tampas de Bielas:
IMPORTANTE: Cuidado para não permitir que a biela
arranhe a superfície do eixo de manivelas A—Tampas de Bielas B—Rolamentos
quando o conjunto de pistão e biela for removido.
Tenha o extremo cuidado de não danificar o
orifício de pulverização do pistão. Os pistões
6090 são refrigerados diretamente a óleo, então
é importante a correta orientação do orifício.

RG3821 —UN—07DEC88
Se as camisas forem reutilizadas, tenha
o extremo cuidado de não deixar a biela
atingir o orifício da camisa quando remover
o conjunto de pistões e bielas.
As camisas e os pistões são fixados
seletivamente para manter a folga entre os
pistões e as camisas. Sempre mantenham Remoção do Pistões
juntos os pistões e camisas compatíveis,
sendo que cada um DEVE SER instalado no
mesmo cilindro do qual foi removido. A—Pistões

8. Bata levemente no pistão (A) através do topo do bloco


de cilindros, desde a parte inferior. Assim que os
anéis do pistão desobstruírem o orifício na camisa do
cilindro, segure o pistão para evitar que ele caia.
RE38635,000003F -54-11JAN05-3/3

CTM408 (12FEB14) 02-030-4 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=114
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Camisa do Cilindro — Medição da Altura


Acima do Bloco
IMPORTANTE: Remova todo o material velho de junta,
ferrugem, carbono e outros materiais estranhos
do cabeçote do bloco. A superfície da junta

RG16868 —UN—07MAY09
DEVE ESTAR LIMPA. Utilize ar comprimido
para remover todo o material estranho solto
do cilindro e do cabeçote.

NOTA: As camisas que apresentam defeitos óbvios


devem ser substituídas como um conjunto de
pistões e camisas compatíveis.
Aparafusamento das Camisas do Cilindro
NOTA: Parafusos devem ser colocados em cada
canto da camisa ao fixar a camisa no lugar,
especialmente se a gaxeta superior da camisa e
os anéis O estiverem instalados. No total, são
necessários 14 parafusos e arruelas.

RG6439 —UN—03NOV97
NOTA: Utilize arruelas macias para que o flange
da camisa não seja danificado quando os
parafusos forem apertados.

1. Instale os parafusos com arruelas planas (45 mm


(1.75 in.) DE x 16 mm (0.625 in.) DI) nos orifícios dos
parafusos de montagem do cabeçote dos cilindros
para prender as camisas dos cilindros. As arruelas Altura da Camisa
lisas devem ter uma espessura mínima de 3,18 mm
(1/8 in.). Aperte os parafusos de acordo com as
especificações.
Especificação
Parafusos da Camisa do

RG16870 —UN—07MAY09
Cilindro (Para Verificação
do ressalto)—Torque...................................................... 50 N•m (37 lb-ft)

2. Use o Bloco Indicador JDG451 (C) junto com o Relógio


Comparador D17526CI (Imperial, in.) ou D17527CI
(Métrico, mm) (B) ou Indicador KJD10123 para medir
a altura (A) das camisas parafusadas que não estão
obviamente defeituosas antes da remoção do bloco.
Medição da Altura da Camisa do Cilindro
NOTA: As variações nas leituras de medição
podem ocorrer dentro de um cilindro e/ou A—Altura da Camisa B—Bloco de Indicador JDG451
entre cilindros adjacentes.

3. Meça cada camisa com calços em quatro lugares, neste grupo. Substitua os conjuntos de pistão/camisa
aproximadamente nas posições de 1, 5, 7 e 11 horas se necessário.
conforme visto da traseira do motor (extremidade do
volante). Registre todas as medições. Especificação
Camisas dos
4. As 4 leituras de altura da camisa não devem variar Cilindros—ressalto
mais de 0,08 mm (0.003 in). Se a variação exceder (Altura Acima do Bloco)................. 0,102 a 0,234 mm (0.004 a 0.009 in.)
essa especificação, remova a camisa e gire o bloco
de cilindros 180°. Se a variação ainda for excessiva, Se a altura da camisa acima do bloco estiver baixo, estão
remova a camisa e gire o bloco de cilindros mais 90°. disponíveis no serviço de peças calços de camisa nas
espessuras de 0,051 mm, 0,102 mm e 0,152 mm (0.002
5. Remova a camisa que não atender à especificação de in, 0.004 in e 0.006 in) para aumentar a altura da camisa
ressalto em qualquer local e meça e espessura do acima do bloco conforme as especificações. Para instalar
flange na camisa, conforme explicado mais à frente calços nas camisas, siga as seguintes instruções:
Continua na próxima página RE38635,00000E3 -54-26AUG13-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-030-5 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=115
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Calço de Camisa — Instalação


1. Vire a camisa de cabeça para baixo apoiando-a na
parte superior do flange.
IMPORTANTE: Tenha cuidado ao instalar os calços
para que eles não torçam ou dobrem. Verifique

RG15895 —UN—19MAY09
duas vezes se o calço está posicionado
corretamente no flange.

IMPORTANTE: Um máximo de 2 calços podem


ser usados em qualquer camisa de
cilindro. Os calços estão disponíveis em
3 diferentes espessuras:
Instalar Calço de Camisa
• 0,051 mm (0.002 in)
• 0,102 mm (0.004 in)
• 0,152 mm (0.006 in)
2. Instale com cuidado o calço da camisa sobre o
diâmetro externo da camisa e deslize além do rebaixo
da gaxeta até o corpo da camisa.

RG15908 —UN—19MAY09
3. Use a ferramenta de Instalação de Calço JDG10998
para ajudar a direcionar o calço sobre a camisa
até encaixá-lo no lado inferior do flange da camisa.
Remova a ferramenta e coloque-a de lado.
4. Repita as etapas para verificar se a ressalto da camisa
está de acordo com a especificação.
Ferramenta de Instalação de Calço JDG10998

RE38635,00000E3 -54-26AUG13-2/2

Remoção das Camisas do Cilindro


1. Remova os parafusos e arruelas que fixam as camisas
no bloco dos cilindros.
2. Numere as camisas do cilindro e marque as partes
dianteiras para garantir uma montagem correta.

RG16871 —UN—23MAR09
A—Camisa do Cilindro B—Extrator de Camisa do
Cilindro D01962A

Remova a Camisa do Cilindro

Continua na próxima página RE38635,00000B1 -54-15MAR11-1/3

CTM408 (12FEB14) 02-030-6 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=116
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

IMPORTANTE: Mantenha junto as camisas e


pistões compatíveis. As camisas devem ser
reinstaladas no mesmo orifício do cilindro.

3. Use o Extrator de Camisa de Cilindro (B) D1062AA ou


D01073AA para remover a camisa do cilindro (A).
IMPORTANTE: ao usar o Extrator de Camisas de
Cilindros (B) D01062AA (ou D01073AA) para
remoção das camisas (A), certifique-se de
que a garra (C) esteja na posição correta
antes de tentar retirar a camisa.
NÃO aperte demais o extrator para remover
as camisas. Se isso acontecer, as camisas
podem se quebrar facilmente.

RG1179 —UN—05DEC97
Extrator de Camisas de Cilindros D01062AA ou D017073AA

RE38635,00000B1 -54-15MAR11-2/3

4. Remova a gaxeta quadrada de camisa do cilindro (A)


da camisa (E).
5. Remova os anéis O laranja (B) e branco (C) do bloco
de cilindros (D).

A—Gaxeta Quadrada D—Bloco de Cilindros


(Neoprene) E—Camisa do Cilindro
B—Anel O Laranja (Silicone) F— Passagem de Líquido de
C—Anel O Branco (Viton) Arrefecimento — Camisa
ao Bloco
F
E RG16872 —UN—23MAR09

A
B
C
Montagem da Camisa no Conjunto do Bloco

RE38635,00000B1 -54-15MAR11-3/3

CTM408 (12FEB14) 02-030-7 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=117
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Desvitrificação das Camisas dos Cilindros


1. Fixe a camisa de cilindro em um dispositivo de
fixação. Consulte em DFRG3 — DISPOSITIVO DE
FIXAÇÃO DE CAMISA DO CILINDRO, Grupo 190, a
montagem do dispositivo de fixação.
2. Use o Brunidor de Cilindro Flexível D17005BR para
desvitrificar a camisa do cilindro.
NOTA: Use óleo de brunidura junto com o brunidor
flexível ao desvitrificar as camisas.

R26164 —UN—13DEC88
Desvitrificação das Camisas dos Cilindros

RG,RG34710,1116 -54-11MAY99-1/2

3. Use o Brunidor D17006BR de acordo com as


instruções fornecidas com a ferramenta para obter um
padrão hachurado de 45°.
Limpe minuciosamente as camisas depois de
desvitrificar. Consulte LIMPEZA DAS CAMISAS DOS
CILINDROS, posteriormente neste grupo.

R26165 —UN—13DEC88
Padrão de Brunidura nas Camisas dos Cilindros

RG,RG34710,1116 -54-11MAY99-2/2

Camisa do Cilindro — Limpeza 2. Limpe minuciosamente o diâmetro interno da camisa


com uma solução de 50% de detergente líquido e
1. Use uma escova de cerdas duras para remover água quente.
todos os detritos e a ferrugem, e dimensione a partir
do diâmetro externo das camisas, sob o flange 3. Enxágue bem e seque com um pano limpo.
da camisa, e nas áreas das gaxetas dos anéis O.
Assegure que não haja entalhes ou rebarbas nas 4. Aplique bem óleo SAE 10W limpo à camisa, quantas
áreas em que as gaxetas serão assentadas. vezes forem necessárias.

IMPORTANTE: Não use gasolina, querosene ou 5. Limpe a camisa com um pano branco até que não
solventes comerciais para limpar as camisas. ocorra descoloração.
Os solventes não removerão todo o material
abrasivo das paredes das camisas.
RG,RG34710,1117 -54-04MAR10-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-8 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=118
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Conjunto do Pistão e da Biela —


Desmontagem
1. Remova os anéis de retenção do pistão (A). Remova
o pino (B) e a biela do pistão.
NOTA: Descarte os anéis de retenção, NÃO reutilize.

Em caso de verificação dos anéis para determinar a


causa do problema no motor, a lacuna do anel deve
ficar assim:
Especificação
Anel de Compressão do

RG13951 —UN—09FEB05
Pistão No.1—Lacuna de
Extremidade...................................0,35 — 0,55 mm (0.014 — 0.021 in.)
Anel de Compressão do
Pistão No.2—Lacuna de
Extremidade...................................0,73 — 0,99 mm (0.030 — 0.039 in.)

A—Anéis de Retenção B—Pino do Pistão


Desmonte o Conjunto do Pistão e Biela

RE38635,0000056 -54-09FEB05-1/2

2. Remova os anéis do pistão (B) utilizando o Expansor


de Anel do Pistão JDE93 (A) Descarte todos os anéis.

A—Expansor do Anel do Pistão B—Anel do Pistão

RG5229 —UN—28AUG09
Remoção do Anéis dos Pistões

RE38635,0000056 -54-09FEB05-2/2

Limpe os Pistões 2. Limpe os pistões por qualquer um dos seguintes


métodos.
CUIDADO: sempre siga as instruções • Solvente de Imersão "D-Part".
do fabricante e os procedimentos de • Pistola de Lavagem Hydra-Jet.
segurança corretamente. • Água quente com sabão líquido detergente.
1. Limpe as ranhuras do anel do pistão usando uma No caso de limpeza com água quente e líquido
ferramenta de limpeza de ranhura de anel de pistão. detergente, imergir os pistões em solução de 50%
de detergente líquido caseiro e água quente durante
IMPORTANTE: Quando lavar os pistões, sempre 30 a 60 minutos. Use uma escova de cerdas duras
use uma escova de cerdas duras—NÃO — E NÃO UMA ESCOVA DE AÇO — para soltar os
UMA ESCOVA DE AÇO—para soltar os resíduos de carbono. Seque com ar comprimido.
resíduos de carbono.
NÃO use jato de vapor nas áreas da
ranhura do anel.
RE38635,0000075 -54-19SEP05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-9 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=119
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Inspeção Visual dos Pistões


Inspecione com cuidado os pistões usando lente de
aumento. Verifique se há:
• Sinais de desgaste
• Pequenas rachaduras na cabeça do pistão (A)
• Cheios do anel empenados ou quebrados (B)
• Rachaduras na saia (C) nas extremidades interna e
externa do orifício do pino do pistão
• Desgaste excessivo na saia do pistão. (As marcas
originais de usinagem devem estar visíveis.)
Se encontrar quaisquer imperfeições, substitua o pistão.

A—Cabeça do Pistão C—Saia


B—Cheios dos Anéis

RG3326 —UN—04DEC97
Defeitos no Pistão (Ampliados)

RG,RG34710,1120 -54-09JAN07-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-10 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=120
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Inspecione os Pinos e o Orifício do Pistão


NOTA: o pino do pistão deve estar em boa condição e
não desgastado além das especificações abaixo.

RG13985 —UN—19FEB05
1. Mergulhe o pino do pistão em óleo de motor limpo.
2. Monte o pino (A) no pistão.
O pino deve passar no pistão usando apenas leve
pressão do polegar.
3. Verifique a conicidade do orifício no pino do pistão Verifique o Pino no Pistão
ao inserir pinos dos dois lados. Se o pino entrar
livremente, mas prender no centro, o furo pode estar
cônico (B).
4. Insira o pino no pistão para verificar o alinhamento do
orifício. O pino não deve fazer “clique” ou precisar ser
forçado no furo do lado oposto (C).

RG4984 —UN—05DEC97
5. Meça as especificações do pino e do orifício do pistão.
Se um dos dois não estiver dentro da especificação,
troque o pino, pistão, e camisa.
Especificação
Pino do Pistão—DE............47,602 — 47,608 mm (1.8741 — 1.8743 in.)
Furo do Pino do Verifique se há desgastes no Orifício do Pino do Pistão
Pistão—Diâmetro
Interno................................47,655 — 47,675 mm (1.8762 — 1.8770 in.) A—Pino do Pistão C—Orifício Desalinhado
B—Orifício Cônico

RE38635,0000041 -54-11JAN05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-11 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=121
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Examine Visualmente as Camisas do Cilindro


IMPORTANTE: se as camisas estiverem corroídas,
verifique as condições do líquido de
arrefecimento.

1. Inspecione se há oxidação no comprimento externo


da camisa (A). Verifique se há erosão no rebaixo da
gaxeta (B). Se for observada corrosão ou erosão,
meça a profundidade dos buracos com uma agulha ou
fio finos. Substitua o pistão e a camisa se:
• A profundidade de qualquer buraco for a metade ou
mais da espessura da camisa (C).
• A profundidade da erosão for a metade ou maior
que o rebaixo da gaxeta (D).
Especificação
Camisa do
Cilindro—Espessura...................4,765 — 4,925 mm (0.188 — 0.194 in.)
Dimensão do Rebaixo
das Gaxetas ..................................1,45 — 1,55 mm (0.057 — 0.061 in.)

RG4643 —UN—05DEC97
NOTA: as camisas poderão ser reutilizadas se a
profundidade dos buracos ou erosão for menor que
a metade da quantidade especificada. Quando
reinstalar as camisas reutilizadas, gire 90° a
partir da posição original. As camisas também
devem estar desvitrificadas e com um novo jogo
de anéis instalado nos pistões.
Inspeção das Camisas do Cilindro
A—Oxidação da Camisa C—Espessura da Camisa
B—Erosão da Camisa D—Rebaixo da Gaxeta

RE38635,0000042 -54-11JAN05-1/2

2. Examine o D.I. da camisa. Substitua o pistão e a


camisa se:
• O padrão de brunidura hachurado não estiver visível
imediatamente abaixo da área de giro superior do
anel.
• As camisas estiverem corroídas ou apresentarem
arranhões verticais profundos que podem ser
detectados com o toque da unha do dedo.
3. Com atenção, examine se há sinais de fatiga, tais
como rachaduras finas na área do flange (A) e na
área de curso do anel (B).
NOTA: inspecione o bloco por rachaduras ou erosão
nas áreas de calço do anel O. Consulte
RG1188 —UN—04DEC97

INSPECIONE E LIMPE O BLOCO DE CILINDROS


mais na frente neste grupo.

A—Área do Flange B—Área de Curso do Anel

Defeitos da Camisa do Cilindro (Exagerado)

RE38635,0000042 -54-11JAN05-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-030-12 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=122
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Explicação dos Códigos de Data de


Fabricação das Camisas dos Cilindros
Um código da data de fabricação aparecerá no flange
superior de cada camisa, conforme mostrado. Por
exemplo, o código 0424A significa que a camisa foi
fabricada na primeira remessa em 11 de fevereiro de 2004.
0424A
Os primeiros três dígitos "042" ................................ Dia Numérico
do Ano (11 de fevereiro é o 42º dia do ano)
Quarto dígito "4" .................................. Último Dígito do Ano Atual
Quinto Dígito "A" .............................Turno de Produção da Fábrica
("A" = primeiro, "B" = segundo, "C" = terceiro).

RG16878 —UN—23MAR09
Código de Data da Camisa do Cilindro

RE38635,0000043 -54-04MAR10-1/1

Pistão a Camisa — Verificação de Folga


1. Meça o diâmetro da saia do pistão (B) em ângulos
retos no furo do pino de pistão (C), 66 mm (2.60 in.) A
da coroa do pistão (A).

RG14487 —UN—19SEP05
2. Registre as medições e compare com a medição C
obtida na camisa correspondente.
Especificação
Saia do Pistão—D.E.
de 66 mm (2.60 in.) da B
Parte Superior (coroa) do
Pistão...................................................................................... 118,320 —
118,350 mm (4.6582 — 4.6594 in.) Diâmetro da Saia do Pistão

A—Medição do Ponto - 66 mm C—Furo do Pino do Pistão


a partir da Coroa
B—Diâmetro da Saia do Pistão

Continua na próxima página RE38635,0000044 -54-14JAN05-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-030-13 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=123
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

IMPORTANTE: SEMPRE meças as camisas em


temperatura ambiente.

3. Meça o furo do cilindro paralelo ao pino do pistão na


extremidade superior do curso do anel (A).

RG10049 —UN—07JAN03
4. Medição do furo na mesma posição, na extremidade
inferior do curso do anel (B).
5. Medição do furo em ângulo reto com o pino do pistão
na extremidade superior do curso do anel (C).
6. Medição do furo na mesma posição, na extremidade
Meça a Camisa
inferior do curso do anel (D).
7. Compare as medições A, B, C e D para determinar se
a camisa está cônica ou ovalizada.
8. Compare o D.I. com o D.E do pistão correspondente.
Especificação
Camisa do
Cilindro—Diâmetro
Interno............................... 118,390 — 118,410 mm (4.6610—4.6618 in.)
DE (Área do Terminal
do Líquido de
Arrefecimento) .......................127,94 — 128,24 mm (5.037 — 5.049 in.)
DE (No Orifício
Superior)................................129,08 — 129,14 mm (5.082 — 5.084 in.)
DE (No Furo Inferior) .........125,044 — 125,120 mm (4.923 — 4.926 in.)
D.I. do Furo Superior no
Bloco para Assentamento
de Camisas........................129,155 — 129,205 mm (5.085 — 5.087 in.)
D.I. do Furo Inferior no
Bloco para Assentamento
de Camisas.............................................................................125,133 —
125,183 mm (4.9265 — 4.9285 in.)
Folga entre a Camisa e
Bloco no Furo Superior..............0,026 — 0,126 mm (0.001 — 0.005 in.)
Folga entre a Camisa e
Bloco no Furo Inferior ............0,012 — 0,140 mm (0.0005 — 0.0055 in.)
Ovalização Máxima .............................................. 0,051 mm (0.0020 in.)
Desgaste Máximo ou
Conicidade na Área de
Curso do Anel......................................... 0,051 mm (0.0020 in.) máximo
Pistão-a-Camisa—Folga
de Novas Peças (Na
Parte Inferior da Saia)............0,040 — 0,090 mm (0.0015 — 0.0035 in.)
Folga Máxima ....................................................... 0,152 mm (0.0060 in.)

Substitua o pistão e as camisas (como um conjunto) se


excederem as especificações de desgaste fornecidas.
RE38635,0000044 -54-14JAN05-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-030-14 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=124
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Inspeção da Biela e Tampa


1. Inspecione a biela e a tampa quanto a desgaste ou
dano, como cavacos ou dentes na área de junção.
IMPORTANTE: não entalhe as superfícies de junção
da biela e da tampa. Isso é muito importante

RG10052 —UN—28AUG09
nas bielas Precision Joint™ para garantir
o assentamento correto. Nunca arranhe as
superfícies de junção (C) com uma escova de
aço ou outra ferramenta; a união das superfícies
conjugadas deve ser preservada.

2. Inspecione dentro e em volta dos furos dos parafusos Biela e Tampa Precision Joint™
de cabeça (B) na tampa. Se encontrar qualquer
defeito, substitua a biela e a tampa.
3. Prenda com cuidado a biela em um torno de bancada
com garra macia (extremidade da tampa para cima).
4. Instale a tampa SEM rolamento.

RG4982 —UN—05DEC97
IMPORTANTE: Nunca use parafusos de fixação de
biela novos ao verificar o D.I. do furo. Só use
parafusos novos na montagem final das bielas.

5. Em bielas Precision Joint™ : Primeiro aperte o


parafuso de fixação da biela o mais próximo possível
da extremidade, então aperte outro parafuso nas Fixação da Biela na Morsa
seguintes especificações.
Especificação B—Orifícios dos Parafusos C—Superfícies Conjugadas
Parafuso com Cabeça Precision Joint™
da Biela Precision
Joint™—Torque...............................................95 N·m (71 lb-ft) mais giro
de 90 – 100° no sentido horário
Consulte TORQUE POR GIRO NOS PARAFUSOS
DE FIXAÇÃO DA BIELA, descrito mais à frente neste
grupo.
Precision Joint é uma marca comercial da Deere & Company
Continua na próxima página RE38635,0000078 -54-13SEP07-1/3

CTM408 (12FEB14) 02-030-15 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=125
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

6. Usando um micrômetro interno, meça o furo da biela


no centro do furo e registre as medições da seguinte
forma:
• Em ângulo reto com a união biela-tampa (A).
• 45° à esquerda da etapa de medição “A” (B). C
• 45° à direita da etapa de medição “A” (C). 90˚
B

Especificação
Orifício da Biela (Sem 45˚ 45˚
Rolamentos)—Diâmetro A

RG14492 —UN—21SEP05
Interno....................................87,487 — 87,513 mm (3.444 — 3.445 in.)

7. Compare as medidas. Se a diferença entre a maior e


a menor medição for maior que 0,04 mm (0.0016 in.),
a biela e a tampa serão excêntricas. Substitua tanto
a tampa quanto a biela.
Especificação
Furo da Medição do Furo do Pino da Biela
Biela—Ovalização
Máxima.................................................................. 0,025 mm (0.0010 in.)
RE38635,0000078 -54-13SEP07-2/3

8. Meça a dimensão de centro a centro do furo do


pino de pistão da biela ao furo do virabrequim (A) e
compare com a especificação dada. Se a medição
estiver fora das especificações, substitua a biela.
Especificação
Linha Central do Orifí-
cio do Pino do Pistão
ao Orifício do Virabre-
quim—Dimensão....................217,95 — 218,05 mm (8.581 — 8.585 in.)

RG14493 —UN—21SEP05
Medição do Furo do Pino da Biela-Furo do Virabrequim

RE38635,0000078 -54-13SEP07-3/3

CTM408 (12FEB14) 02-030-16 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=126
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Pino e Buchas do Pistão — Inspeção


1. Insira o pino do pistão (B) através das buchas no pino
do pistão e fixe com cuidado na morsa equipada com
mordente macio.
2. Gire a biela (A) para trás e para frente várias vezes

RG3172 —UN—04DEC97
para garantir que a biela se mova livremente no pino
do pistão.
3. Remova o pino do pistão da biela.

A—Biela B—Pino do Pistão


Verificação do Pino e Biela do Pistão

RE38635,0000048 -54-14JAN05-1/2

4. Monte o pino em qualquer lado da bucha da biela. Se


o pino entrar livremente em um lado, mas prender no
outro, o furo pode estar cônico (A). Se o pino entrar
livremente nos dois lados, mas prender no centro, o
furo está expandido em boca do sino (B).
5. Meça o D.I. da bucha do pino da biela e o D.E.

RG4983 —UN—05DEC97
do pino do pistão. Compare as medições com as
especificações dadas abaixo:
Especificação
Pino do Pistão—DE............47,602 — 47,608 mm (1.8741 — 1.8743 in.)
Furo do Pino do Pistão
no Pistão—Diâmetro
Inspeção dos Furos do Pino do Pistão
Interno................................52,210 — 52,470 mm (2.0555 — 2.0657 in.)
Buchas do Pino da
Biela Instalado (Após A—Orifício Cônico B—Furo Expandido em Boca
Perfuração)—Diâmetro de Sino
Interno................................47,655 — 47,675 mm (1.8762 — 1.8770 in.)
Pino da Biela à
Bucha—Espaço de
PISTÃO, LIMPE E INSPECIONE O FURO DO PINO
Óleo........................................0,047 — 0,079 mm (0.0019 — 0.0031 in.)
mais à frente neste grupo.
Limite de Desgaste............................................... 0,102 mm (0.0040 in.)

6. Se necessário, remova e substitua a bucha do pino do


pistão. Consulte REMOVA A BUCHA DO PINO DO
RE38635,0000048 -54-14JAN05-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-030-17 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=127
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Bucha do Pino do Pistão e Furo do Pino —


Remoção
1. Se necessário, remova a bucha do pino com os
Conjuntos de Serviço para Bucha da Biela JDG337
e JDE98A.
Utilize as seguintes ferramentas para conjuntos de
serviço:
• Capa JDG339 (A)
• Adaptador JDG338 (B)
• Acionador JDE98-4 (C)
• Parafuso Extrator STD36104 com Arruela (D)
IMPORTANTE: tenha cuidado para alinhar de forma

RG4985 —UN—08DEC97
correta o Acionador JDE98-4 com a bucha para
que o furo da bucha da biela não seja danificado.

2. Limpe o furo da bucha da biela utilizando uma lixa


de esmeril granulada média, porque as rebarbas
distorcerão a bucha. Instale a bucha no lado oposto
da rebarba da biela.
Remoção da Bucha do Pino do Pistão da Biela
3. Meça o furo da bucha da biela em três locais
separados aproximadamente 45°. Compare as A—Capa JDG339 C—Acionador JDE98-4
medições com as especificações dadas abaixo: B—Adaptador JDG338 D—Parafuso Extrator
STD36104 com Arruela
Especificação
Furo do Pino da
Biela—Diâmetro sem
Bucha do Pino da
Bucha.................................52,354 — 52,380 mm (2.0612 — 2.0622 in.)
Biela de Serviço
Furo do Pino da Biela
Instalada (Após
à Bucha—Ajuste de
Perfuração)—Diâmetro
Pressão..................................0,084 — 0,147 mm (0.0033 — 0.0058 in.)
Interno................................47,655 — 47,681 mm (1.8762 — 1.8772 in.)
Bucha do Pino da
Biela de Serviço IMPORTANTE: se o diâmetro do furo da bucha no pino
Instalada (Antes da do pistão não estiver dentro da especificação
Perfuração)—Diâmetro ou a bucha espanou na biela, descarte a
Interno................................47,580 — 47,632 mm (1.8732 — 1.8753 in.) biela e substitua-a por uma nova.

RE38635,0000049 -54-14JAN05-1/1

Medição do Flange da Camisa


Meça a espessura do flange da camisa do cilindro em
vários locais e compare com a especificação fornecida
a seguir.
Se o flange da camisa não estiver dentro da
RG4727 —UN—05DEC97

especificação, use calços de camisa conforme necessário


ou substitua o pistão e a camisa como um conjunto,
se os calços não fizerem com que a protrusão da
camisa fique dentro da especificação. Consulte NOVA
VERIFICAÇÃO DA PROTRUSÃO DA CAMISA DO
CILINDRO e INSTALAÇÃO DE CALÇOS DAS CAMISAS
- SE NECESSÁRIO, posteriormente neste grupo.
Medição do Flange da Camisa
Especificação
Flange da Camisa do
Cilindro—Espessura............... 11,989 — 12,039 mm (0.472 — 0.474 in.)
DE..........................................135,10 — 135,16 mm (5.319 — 5.321 in.)

RG,RG34710,1126 -54-02SEP08-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-18 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=128
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Inspecione e Meça os Rolamentos da Biela


Inspecione os rolamentos da biela quanto a danos ou
desgaste.
IMPORTANTE: nunca use parafusos de fixação da
biela novos ao verificar o D.I. do rolamento

RG7046 —UN—05DEC97
da biela. Só use parafusos novos na
montagem final das bielas.

É possível verificar o espaço de lubrificação entre o


rolamento da biela e o munhão com o PLASTIGAGE®,
se a biela estiver conectada ao virabrequim. Se a biela
estiver fora do motor, meça o D.I. dos rolamentos da biela Bronzinas das Bielas
e compare com o D.E. do mancal do virabrequim.
1. Com o virabrequim removido, meça o D.E. do mancal A—Tampa da Haste C—Rolamentos
da biela em vários pontos. B—Barra

2. Fixe com cuidado a biela em uma morsa de mordentes


macios e instale a tampa da biela (A) na biela (B) com
Especificação
os rolamentos (C) na posição correta.
Parafuso com Cabeça
3. Em bielas Precision Joint™ : Primeiro aperte o da Biela Precision
parafuso de fixação da biela o mais próximo possível Joint™—Torque...............................................95 N·m (71 lb-ft) mais giro
da extremidade, então aperte outro parafuso nas de 90 – 100° no sentido horário
seguintes especificações. Consulte TORQUE POR GIRO NOS PARAFUSOS
DE FIXAÇÃO DA BIELA, descrito mais à frente neste
grupo.
PLASTIGAGE é uma marca registrada da DANA Corp.
Precision Joint é uma marca comercial da Deere & Company
RE38635,000004A -54-08JUL09-1/2

4. Use um micrômetro interno (A) para medir o D.I. do


rolamento.
5. Subtraia o D.E dos mancais do virabrequim do D.I.
dos rolamentos da biela para obter a folga de óleo.
6. Compare as medições com as seguintes

RG3824 —UN—04DEC97
especificações.
Especificação
Mancal da Biela do
Virabrequim—DE...............83,482 — 83,508 mm (3.2867 — 3.2878 in.)
Rolamento da Biela
Montado—Diâmetro
Interno................................83,537 — 83,589 mm (3.2889 — 3.2909 in.) Medição das Bronzinas da Biela
Rolamento da Biela
ao Munhão (Peças A—Micrômetro Interno
Novas)—Espaço de
Óleo..........................................0,0254 — 0,102 mm (0.001 — 0.004 in.)

7. Se os rolamentos estão gastos ou não estão de acordo


com a especificação, substitua as bronzinas da biela.
RE38635,000004A -54-08JUL09-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-030-19 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=129
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Bucha do Pino do Pistão — Instalação


IMPORTANTE: Sempre empurre a nova bucha para
dentro da biela a partir do lado traseiro e
faça o polimento da bucha após a instalação
para obter a forma e o assentamento
adequados no furo da biela.

1. Lubrifique o furo da bucha da biela e a bucha com óleo


de motor limpo. Instale a bucha usando os Conjuntos
de Serviço para Bucha da Biela JDG337 e JDE98A.
Use as seguintes ferramentas dos conjuntos acima e
monte na sequência, como mostrado:
• Parafuso Forçador STD36104 com Arruela (A)

RG4986 —UN—05DEC97
• Acionador JDE98A (B)
• Adaptador JDG338 (C)
• Bucha de Serviço (D)
• Piloto JDE98-3 (E)
• Copo JDE339 (F)
IMPORTANTE: A furação da bucha da biela deve
ser feito SOMENTE por pessoal experiente Instalação da Bucha do Pino do Pistão na Biela
em equipamentos capazes de manter a
especificação da bucha. A—Parafuso Extrator D—Bucha de Serviço
STD36104 com Arruela E—Piloto JDE98-3
2. Após a instalação, fure o diâmetro interno da bucha B—Acionador JDE98A F— Copo JDE339
C—Adaptador JDG338
recém-instalada de acordo com as especificações a
seguir.
Especificação
Bucha do Pino
3. Verifique a folga entre o pino da biela e a bucha.
da Biela (Após a
Consulte INSPEÇÃO DOS PINOS E DAS BUCHAS
Furação)—Diâmetro
DO PISTÃO, anteriormente, neste grupo.
Interno................................47,655 — 47,681 mm (1.8762 — 1.8772 in.) 4. Substitua o pino da biela conforme necessário.
Remova todos os resíduos da operação de furação.
RG,RG34710,1131 -54-23OCT97-1/1

Desmontagem Completa do Bloco de Cilindros (Se Necessária)

Se a inspeção completa e a limpeza em "Tanque Quente" 4. Remova o eixo de comando e o trem da engrenagem
do bloco de cilindros forem necessárias, consulte no de sincronização. (Grupo 050).
grupo adequado a remoção de todos os componentes
internos e externos montados listados a seguir: 5. Remova a bomba de injeção de combustível e o
conjunto do filtro de combustível. (Grupo 090).
1. Remova o virabrequim e a polia, se não foram
removidos anteriormente. (Grupo 040). 6. Se for necessário limpar o bloco em “Tanque Quente”,
remova os bujões da galeria de óleo, os bujões da
2. Remova todos os componentes restantes do sistema galeria de líquido de arrefecimento, os orifícios de
de lubrificação. (Grupo 060). resfriamento do pistão e a placa de número de série
3. Remova a bomba de líquido de arrefecimento e do motor.
todos os componentes restantes do sistema de
arrefecimento (Grupo 070).
RG,RG34710,1132 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-20 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=130
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Orifícios de Resfriamento dos Pistões —


Remoção
1. Utilizando um acionador apropriado, remova todas os
seis orifícios de arrefecimento do pistão, conforme
mostrado, e inspecione cada orifício para garantir que

RG13986 —UN—19FEB05
não esteja entupido ou danificado.
2. Use um fio liso e ar comprimido para limpar o orifício.
Substitua se a condição for questionável.
IMPORTANTE: uma falha no orifício de arrefecimento
do pistão pode danificar os pistões, pinos
de pistões, buchas do pino da biela e Remova o Orifício Pulverizador do Pistão
camisas. Se um orifício de refrigeração
ficar bloqueado, haverá baixa pressão de
óleo ou mesmo nenhuma.
RE38635,0000069 -54-19FEB05-1/1

Limpeza do Bloco de Cilindros


NOTA: Todos os componentes, inclusive os orifícios de
resfriamento do pistão, os bujões da galeria de
líquido de arrefecimento e os bujões da galeria de
óleo, devem ser removidos do bloco de cilindros

RG5796 —UN—05DEC97
para inspeção e limpeza. Consulte no grupo
adequado a remoção de todos os componentes
externos e internos montados.

1. Use a Escova de Limpeza de Furo de Anel O


D17015BR ou uma escova equivalente para limpar
completamente todos os detritos dos furos dos anéis
O das camisas dos cilindros. Macho para Furos de Montagem do Cabeçote no Bloco

2. Remova os pinos-guia do cabeçote dos cilindros, se


não foram removidos anteriormente. Limpe todos peças de alumínio. As peças de alumínio
os furos roscados para parafusos de montagem podem se danificar ou ser destruídas por
da cabeçote dos cilindros no cabeçote do bloco soluções de tanque quente. Remova todas
de cilindros. Use o Macho JDG681 ou um macho as placas de número de série.
9/16-12 UNC-2A equivalente de 88,9 mm (3.5 in.) de
comprimento. Use ar comprimido para remover todos 3. Limpe totalmente o bloco usando solvente de limpeza,
os detritos ou fluido que possam estar presentes nos vapor de pressão ou um tanque quente.
furos dos parafusos. 4. Substitua o bloco se houver evidência de trincas ou
IMPORTANTE: Se o bloco de cilindros for limpo dano físico.
em um tanque quente, remova todas as
JR74534,0000454 -54-03NOV11-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-21 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=131
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Meça o Bloco dos Cilindros


Consulte os grupos apropriados para uma descrição
mais detalhada dos elementos que estão sendo medidos. 3. Meça os furos do seguidor de came em todos os
Compare as medições com as especificações dadas pontos e anote as leituras. Compare as medições
abaixo. com as especificações dadas na tabela abaixo:
Especificação
1. Monte e meça os orifícios principais e do rolamento Bucha do Comando de
axial. Compare as medições com as especificações Válvulas—DI instalado.......67,076 — 67,102 mm (2.6408 — 2.6418 in.)
dadas abaixo: Furo da Bucha no Bloco .....69,987 — 70,013 mm (2.7554 — 2.7564 in.)
Especificação Excentricidade Mínima
Rolamento Principal do do Furo no Bloco .................................................. 0,038 mm (0.0015 in.)
Virabrequim—DI do Furo Folga entre a Bucha e
sem Rolamento................. 101,651 — 101,67 mm (4.0020 — 4.0030 in.) Mancal ................................. 0,0063 — 0,115 mm (0.0025 — 0.0045 in.)
Largura da Superfície ................36,28 — 36,78 mm (1.428 — 1.448 in.)
Rolamento de Encosto
Se o diâmetro do orifício da bucha do eixo de
do Virabrequim—DI do
comando no bloco for maior do que o especificado,
Furo sem Rolamento......... 101,651 — 101,67 mm (4.0020 — 4.0030 in.)
instale um novo bloco de cilindros.
Largura da Superfície IMPORTANTE: A linha de centro do principal orifício
(No. 5 Principal) ........................37,44 — 37,54 mm (1.474 — 1.478 in.) de rolamento até o cabeçote do bloco do
Largura Completa da cilindro DEVE SER de 352,35—352,50 mm
Tampa........................................41,81 — 42,31 mm (1.646 — 1.666 in.) (13.872—13.878 in.). Se não for, substitua
Se qualquer D.I. do conjunto da tampa no rolamento o bloco de cilindros.
principal ou axial não estiver de acordo com as
especificações, as tampas de rolamentos em branco 4. Meça a planicidade do cabeçote do bloco de cilindros
(genéricos) estarão disponíveis e devem estar furados usando a régua de precisão D05012ST e um
em linha nas especificações por uma oficina mecânica apalpa-folgas e compare às seguintes especificações:
qualificada. Consulte ESPECIFICAÇÕES PARA O Recondicione a superfície conforme necessário.
FURO EM LINHA DA TAMPA DO ROLAMENTO Especificação
PRINCIPAL no grupo 040. Cabeçote do Bloco de Ci-
lindros—Desnivelamento
2. Meça o diâmetro do furo do seguidor do eixo de Máximo........................................................... 0,10 mm (0.004 in.) acima
cames em todos os pontos do furo. do comprimento e largura totais
Especificação Retilinidade.......................................0,025 mm (0.001 in.) por cada 305
Seguidor do Eixo de mm (12.0 in) de Comprimento
Comando—DI do Furo Profundidade Máxima da
no Bloco.................................28,550 — 28,600 mm (1.124 — 1.126 in.) Onda..................................................... 2,0 micrômetros (79 micro-inch)
DE do Seguidor (Novo) .....28,495 — 28,521 mm (1.1219 — 1.1229 in.) Distância da Linha
Folga entre o Seguidor e Central do Furo do
o Furo ........................................ 0,029 — 0,105 mm (0.0011 — .004 in.) Rolamento Principal ao
Cabeçote ...........................352,35 — 352,50 mm (13.872 — 13.878 in.)
Se qualquer um dos furos do seguidor de came não
estiver dentro das especificações, instale um novo
bloco de cilindros.
RE38635,0000076 -54-19SEP05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-22 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=132
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Bloco de Cilindros—Inspeção e Recuperação A


Verificação do Ressalto da Camisa do Cilindro
1. Remova todo o material estranho do cabeçote do
bloco. A superfície da junta DEVE ESTAR LIMPA.

RG21052 —UN—13OCT11
Use ar comprimido para remover todo o material
estranho solto do bloco de cilindros e do cabeçote
de combustão.
2. Remova as gaxetas da camisa. Instale a camisa do
cilindro número 1 sem as juntas na camisa ou no
bloco. Instale a camisa com o código da data de
fabricação voltado para a dianteira do motor. Assente
Ressalto da Camisa
a camisa firmemente no lugar no bloco de cilindros.
3. Parafuse as camisas em quatro lugares, como
mostrado, usando parafusos 9/16-12 UNC-2B e
arruelas lisas. As arruelas lisas devem ter uma
espessura mínima de 3,18 mm (1/8 in.). Aperte os
parafusos de acordo com as especificações.

RG16868 —UN—07MAY09
Especificação
Parafusos da Camisa do
Cilindro (Para Verificação
do ressalto)—Torque...................................................... 50 N•m (37 lb-ft)

4. Use o Bloco Indicador JDG451 (B) junto com o Relógio


Comparador D17526CI (Imperial, in.) ou D17527CI
(Métrico, mm) ou Indicador KJD10123 para medir a Camisa do Cilindro Fixada no Bloco
altura (A) das camisas parafusadas que não estão
visualmente defeituosas antes da remoção do bloco.
5. Meça cada camisa em quatro lugares,
aproximadamente nas posições de 1:30, 5:30,
7:30 e 10:30 horas conforme visto da traseira do

RG16870 —UN—07MAY09
motor (extremidade do volante).
Especificação
Camisas dos
Cilindros—ressalto
(Altura Acima do Bloco)................. 0,102 a 0,234 mm (0.004 a 0.009 in.)
Variação por Cilindro ................................ 0,051 mm (0.002 in.) máximo
Variação entre Cilindros ............................ 0,051 mm (0.002 in.) máximo
Verifique o Ressalto da Camisa usando o Bloco Calibrador JDG451
6. Registre todas as medições no formulário fornecido
abaixo. A—Ressalto da Camisa B—Bloco de Indicador JDG451
7. Se a projeção da camisa está alta ou baixa, consulte
as instruções após a usinagem do furo rebaixado do
bloco. 8. Repita o processo inicial de medição da altura da
camisa para os demais cilindros.
MEÇA O RESSALTO DA CAMISA DO CILINDRO (ALTURA ACIMA DO BLOCO) E REGISTRE OS RESULTADOS ABAIXO
IMPORTANTE: Cada camisa deve ter no mínimo um calço instalado abaixo do flange. Podem ser usados no máximo
dois calços para obter a especificação do ressalto da camisa.

Especificação
Ressalto do Bloco da
Camisa do Cilindro de
Produção—ressalto
(Altura Acima do Bloco).. ....0,1016 a 0,177 mm acima da face do bloco
(0.004 a 0.008 in.) acima da face do bloco
NOTA: Use o formulário do Ressalto da Camisa abaixo para registrar o Número de Série do Motor (ESN), o Mo-
delo e o ressalto inicial e final para cada cilindro.

Continua na próxima página JR74534,0000456 -54-26AUG13-1/12

CTM408 (12FEB14) 02-030-23 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=133
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

ESN: _____________________________

Modelo: _____________________________

Calço: _____________________________

Ressalto da Camisa

Ressalto Inicial Número do cilindro Ressalto Final

Cilindro 1

Cilindro 2

Cilindro 3

Cilindro 4

Cilindro 5

Cilindro 6

Notas:

Continua na próxima página JR74534,0000456 -54-26AUG13-2/12

CTM408 (12FEB14) 02-030-24 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=134
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Camisa do Cilindro — Preparo e Medição


A recuperação de um bloco de cilindros requer a medição
precisa e cálculo baseado no ressalto da camisa do
cilindro e no furo rebaixado da camisa do bloco de
cilindros.

RG3827 —UN—04DEC97
1. Limpe o diâmetro externo da camisa do cilindro para
assegurar a exatidão das medições do ressalto da
camisa. Antes da instalação de calço, a área sob o
flange da camisa do cilindro deve estar limpa e sem
detritos.
2. Meça a espessura do flange da camisa do cilindro
e o diâmetro externo da camisa em vários locais e Remoção da Junta da Camisa
compare com a especificação fornecida a seguir. É D
necessária que a variação entre o mínimo de quatro
locais de medição seja de 0.001 ou menos. Substitua
a camisa do cilindro pelo kit de serviço da camisa do
pistão se a variação estiver acima de 0,001, ou se E
um ou mais das medições da camisa estiver fora da
especificação ou se houver oxidação ou corrosão no C
diâmetro externo da camisa. Registre as medições da
Verificação da Profundidade do Furo Rebaixado na
tabela deste documento.
Especificação
Flange da Camisa do
Cilindro, Blocos sem
Calços—Espessura (C).......... 11,989 — 12,039 mm (0.472 — 0.474 in.)
Flange da Camisa do
Cilindro, Blocos com
Calços—Espessura (C)..............11,983 s 11,988 mm (0.470 a 0.472 in.)
Flange da Camisa do
Cilindro—Diâmetro
Externo (D).............................135,10 — 135,16 mm (5.319 — 5.321 in.)

RG20731 —UN—10AUG11
Diâmetro Externo da
Camisa do Cilindro
— Piloto Superior sob
o Flange—Diâmetro G
Externo (E).............................129,08 — 129,14 mm (5.082 — 5.084 in.)
Diâmetro Externo da
F
Camisa — Área da
Camisa do Líquido de Medição da Camisa do Cilindro
Arrefecimento—Diâmetro
Externo (F).............................127,94 — 128,24 mm (5.037 — 5.049 in.)
A—Junta da Camisa E—Diâmetro Externo da
Diâmetro Externo da B—Camisa de Cilindros Camisa do Cilindro—Piloto
Camisa do Cilindro — C—Flange da Camisa do Superior sob o Flange
Piloto Inferior—Diâmetro Cilindro—Espessura F— Diâmetro Externo da
Externo (G).........................125,044 — 125,120 mm (4.923 — 4.926 in.) D—Flange da Camisa do Camisa do Cilindro—Área
Cilindro—Diâmetro Externo da Camisa do Líquido de
Arrefecimento
G—Diâmetro Externo da
Camisa do Cilindro—Piloto
Inferior

Continua na próxima página JR74534,0000456 -54-26AUG13-3/12

CTM408 (12FEB14) 02-030-25 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=135
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Bloco de Cilindros — Preparo e Medição


A
1. Limpe e inspecione visualmente a face superior do
bloco. Remova todo o material estranho e rebarbas
da face superior do bloco. A superfície da junta DEVE
ESTAR LIMPA. Use ar comprimido para remover todo
o material estranho solto do bloco de cilindros e do
cabeçote de combustão. B
NOTA: O furo rebaixado é levemente cônico e possui
um raio (F). O posicionamento da ferramenta é
crítico para obter medições exatas.

2. Meça a profundidade do furo rebaixado usando uma E D


das duas opções descritas abaixo.

RG20509A —UN—27OCT11
Opção 1—Micrômetro de Profundidade. Meça a
profundidade do cabeçote de combustão do bloco de
cilindros (E) de maneira que a ponta do micrômetro
(C) fique em esquadro no diâmetro interno da borda
do furo rebaixado. Meça a partir do ponto identificado C
(F) para obter uma leitura exata. F
Opção 2—D17526CI ou D17527CI. Posicione o
relógio comparador (A) e o bloco padrão JDG451 (B) Medição da Profundidade do Furo Rebaixado
sobre o cabeçote de combustão do bloco de cilindros
(E) de modo que a ponta do relógio comparador (C)
fique em esquadro com o diâmetro interno da borda A—Relógio Comparador D—Profundidade do Furo
D17526CI ou D17527CI Rebaixado
do furo rebaixado. B—Bloco de Indicador JDG451 E—Bloco de Cilindros
C—Ponta do Relógio F— Raio do Furo Rebaixado
IMPORTANTE: Se a borda do furo rebaixado estiver Comparador
desgastada e/ou se a variação da profundidade
do furo rebaixado for superior a 0.002 in., a
borda do furo rebaixado terá que ser usinada.
4. Repita a etapa 3 para assegurar a exatidão da
IMPORTANTE: Cada cilindro pode ter no máximo medição e para garantir a repetibilidade da medição.
dois calços. Se a profundidade do furo 5. Subtraia o número mais baixo do número mais alto do
rebaixado ultrapassar essa especificação após cilindro que está sendo medido. Este é o valor mínimo
a usinagem, substitua o bloco de cilindros. a ser usinado para limpar o cilindro.
3. Meça a profundidade do furo rebaixado (D) em quatro 6. Repita as etapas de 1 a 5 para todos os cilindros.
locais afastados de 90°. Registre os resultados na
página abaixo e, depois, compare-os à especificação.
Verificação da Profundidade do Furo rebaixado
MEÇA OS VALORES DE REGISTRO ABAIXO
Especificação
Especificação de Re-
cuperação—Espes-
sura—Profundidade Mí-
nima do Furo Rebaixado.. ..................................... 11,963 mm (0.471 in.)
Profundidade Máxima
do Furo Rebaixado (sem
calços)............................ ..................................... 12,323 mm (0.485 in.)
Variação Máxima após a
Usinagem ....................... ....................................... 0,025 mm (0.001 in.)
NOTA: Use o formulário do Ressalto da Camisa abaixo para registrar o Número de Série do Motor (ESN), o Mo-
delo e o ressalto inicial e final para cada cilindro.

ESN: _____________________________

Modelo: _____________________________

Calço: _____________________________

Continua na próxima página JR74534,0000456 -54-26AUG13-4/12

CTM408 (12FEB14) 02-030-26 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=136
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Profundidade do Furo Rebaixado

Profundidade Inicial do Furo Rebaixado Número do cilindro Profundidade Final do Furo Rebaixado

Cilindro 1

Cilindro 2

Cilindro 3

Cilindro 4

Cilindro 5

Cilindro 6

Notas:
RESULTADO DA ESPESSURA DO FLANGE DA CAMISA

Cilindro 1

Cilindro 2

Cilindro 3

Cilindro 4

Cilindro 5

Cilindro 6

Continua na próxima página JR74534,0000456 -54-26AUG13-5/12

CTM408 (12FEB14) 02-030-27 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=137
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Furo rebaixado — Ajuste da Ferramenta


NOTA: A ferramenta do furo rebaixado JDG11334
e o motor devem estar à mesma temperatura
antes de iniciar o procedimento.

1. Inspecione a ferramenta do furo rebaixado JDG11334.


A parte inferior da placa de base deve estar sem
entalhes e detritos. O eixo principal deve girar
livremente na carcaça.
2. O eixo de acionamento (B) da ferramenta do furo
rebaixado JDG11334 (C) possui ranhuras em duas
posições em que o pino de trava acionado por mola
(A) pode encaixar. Neste procedimento use somente
a ranhura superior. O pino de trava (A) mantém a
placa do cortador na posição levantada quando não
estiver em uso.
3. Para destravar o eixo de acionamento (B) puxe o pino
de trava (A) para fora e gire 90°. Agora, O eixo da

RG20195 —UN—14APR11
ferramenta do furo rebaixado (B) está livre para se
movimentar para cima e para baixo.
4. Para travar o eixo de acionamento (B) gire o pino
de trava (A) até que as linguetas do botão fiquem
alinhadas às fendas no corpo do parafuso. Depois,
puxe para cima o eixo de acionamento até o pino de
trava (A) travar na ranhura do eixo de acionamento (B).
Pino de Trava Acionado por Mola
NOTA: O pino de trava não deve estar na posição
destravada quando em uso para não danificar A—Pino de Trava C—Ferramenta do Furo
o eixo de acionamento (B). B—Eixo de Acionamento Rebaixado JDG11334

JR74534,0000456 -54-26AUG13-6/12

Furo Rebaixado — Ajuste do Cortador


1. Faça o ajuste prévio do cortador (C) enrolando o
tirante de ajuste do cortador (A) no cortador (A) em
torno da área da fenda do cortador.
2. Empurre o cortador (C) para fora de modo que encoste
no tirante de ajuste do cortador (A). Fixe a placa de
fixação do cortador (D) apertando os parafusos de
cabeça hemisférica (B).
3. Verifique novamente o cortador (C) assegurando que
encoste no tirante de ajuste do cortador (A), mas sem
RG20201 —UN—19MAY11

sobressair da borda da placa.


4. A borda de corte de carbeto deve ficar voltada para o
espaço aberto (E) na placa do cortador.
IMPORTANTE: Não deve haver passagem de luz entre
o tirante de ajuste do cortador e o cortador.
Placa de Corte Reta
A—Tirante de Ajuste do D—Placa de Fixação do
Cortador Cortador
B—Parafusos de Cabeça E—Espaço Aberto
Hemisférica
C—Cortador

Continua na próxima página JR74534,0000456 -54-26AUG13-7/12

CTM408 (12FEB14) 02-030-28 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=138
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Ferramenta do Furo Rebaixado — Montagem


e Instalação
1. Inspecione a superfície de posicionamento (A) da
placa do cortador. A superfície deve estar sem
rebarbas, bordas afiadas ou ranhuras.
2. Instale a placa do cortador (A) no eixo principal
(B). Use o pino de remoção/instalação da placa do

RG20354 —UN—20MAY11
cortador localizado na lateral da placa do cortador
para fixar a placa do cortador no eixo de acionamento.
3. Posicione a ferramenta JDG11334 (E) no furo
do cilindro (F) recuando os colares de ajuste da
profundidade (C) e abaixando a placa do cortador no
furo rebaixado para centralizar a ferramenta.
4. Prenda a placa de base ao bloco com os parafusos do Placa do Cortador
cabeçote de cilindros e com espaçadores e arruelas
apropriados na posição (D). Aperte os parafusos
diagonalmente em padrão cruzado conforme a
especificação.
Especificação
Parafusos da Placa de
Base ao Bloco—Torque.................................................. 41 N•m (30 lb-ft)

5. Com a placa de corte na posição, assegure que a


mesma gira livremente sem emperrar, erga a alça
em T ligeiramente e gire o eixo principal no sentido
horário. Se necessário, afrouxe os parafusos,
reposicione a ferramenta e repita as etapas 3 e 4.

A—Placa do Cortador D—Posições de Parafuso


B—Eixo Principal E—Ferramenta do Furo
C—Colares de Ajuste da Rebaixado JDG11334
Profundidade F— Diâmetro do cilindro

RG20355 —UN—25MAY11
Instalação da Ferramenta do Furo Rebaixado JDG11334

Continua na próxima página JR74534,0000456 -54-26AUG13-8/12

CTM408 (12FEB14) 02-030-29 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=139
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Ferramenta do Furo Rebaixado — Usinagem


do Furo rebaixado
1. Recue o colar de ajuste da profundidade e abaixe com
cuidado a placa do cortador no furo para permitir que
o cortador apoie na borda do furo rebaixado.
2. Gire os dois colares de ajuste da profundidade (A) e

RG20356 —UN—20MAY11
(B) para baixo até o colar inferior encostar na carcaça
principal. Não force o colar além desse ponto, pois ele
erguerá a placa de corte impedindo obter uma leitura
de zero exata.
3. Determine a profundidade de corte final conforme
as instruções anteriores e recue o colar de ajuste
da profundidade superior da maneira apropriada.
Ajuste da Profundidade
Cada graduação do colar de ajuste da profundidade
aumenta a profundidade em (0.001 in.). Aperte com
firmeza no parafuso borboleta no colar superior (A).
4. Encha o copo de óleo da carcaça principal com
óleo não detergente 30W para manter a lubrificação
durante o uso.
5. Recue o colar de ajuste da profundidade inferior
duas graduações (ou menos) e aperte com firmeza o
parafuso borboleta. Corte o furo rebaixado girando

RG20357 —UN—20MAY11
a alça em T no sentido horário e mantendo pressão
para baixo constante na ferramenta do furo rebaixado
JDG11334.
IMPORTANTE: Não pare na mesma posição da
alça. Alterne as paradas para não criar
ressaltos no furo rebaixado.
Giro da Alça em T no Sentido Horário
6. Continue a recuar o colar de ajuste da profundidade
inferior (não mais que duas graduações por corte) A—Colar de Profundidade C—Parafuso Borboleta
e verifique as medidas da profundidade entre cada Superior
ajuste. Planeje para fazer um corte final de 1 milésimo B—Colar de Profundidade
(.001 in) para obedecer a profundidade final do Inferior
furo rebaixado predeterminada. Isso garante que a
usinagem tenha bom acabamento.
com firmeza. Isso permite que todos os demais furos
7. Uma vez que se atinja a profundidade predeterminada, rebaixados sejam cortados na mesma profundidade
encoste o colar de ajuste da profundidade superior que o primeiro, caso se deseje fazer isso.
calibrado no colar inferior e aperte o parafuso borboleta
Continua na próxima página JR74534,0000456 -54-26AUG13-9/12

CTM408 (12FEB14) 02-030-30 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=140
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Ferramenta do Furo Rebaixado — Remoção


1. Retraia a placa de corte puxando-a pela alça em T
(B) e trave na posição superior com o pino de trava
acionado por mola (A).
2. Remova os três parafusos de fixação (C) e remova a
ferramenta de corte do furo rebaixado JDG11334.
3. Limpe bem todo o metal e detritos do bloco e das
áreas próximas.
Medição do Bloco
1. Como já se descreveu anteriormente nesta
publicação, meça a profundidade do furo rebaixado
e registre as medições na planilha "Verificação da
Profundidade do Furo Rebaixado".
2. A variação da profundidade do furo rebaixado,
verificada ao redor do cilindro, não pode ultrapassar
0,025 mm (0.001 in.). Se a variação exceder esse

RG20359 —UN—20MAY11
especificação, instale novamente a ferramenta
de corte do furo rebaixado JDG11334, verifique
novamente o ajuste da ferramenta e usine conforme a
especificação.

A—Pino de Trava Acionado por C—Parafusos


Mola
B—Alavanca em T Ferramenta do Furo Rebaixado JDG11334

RG20360 —UN—20MAY11
Parafusos

Continua na próxima página JR74534,0000456 -54-26AUG13-10/12

CTM408 (12FEB14) 02-030-31 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=141
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Verificação da Recuperação A
IMPORTANTE: Podem ser usados no máximo dois
calços por cilindro. Se forem necessários mais
calços para obter a especificação do ressalto,
o bloco de cilindros deve ser substituído.

RG21052 —UN—13OCT11
NOTA: A instalação das camisas com o código de
data para a frente do motor facilita no futuro
girar as camisas 90° se houver presença de
oxidação ou cavitação.

IMPORTANTE: Limpe as superfícies de contato.


Utilize ar comprimido para remover todo o Ressalto da Camisa
material estranho solto do bloco de cilindros
e do furo rebaixado.

1. Para determinar a espessura necessária dos calços,


consulte a planilha da profundidade do furo rebaixado
para obter a profundidade do furo rebaixado medida

RG16868 —UN—07MAY09
e a espessura do flange da camisa. Subtraia a
espessura do flange da camisa da espessura do furo
rebaixado para cada cilindro. Essa medida mais a
especificação do ressalto determina a espessura
acumulada dos calços.
2. Limpe as superfícies de contato do bloco de cilindros
e do furo rebaixado. Camisa do Cilindro Fixada no Bloco
3. Instale a camisa do cilindro número 1 sem as juntas
na camisa ou no bloco. Instale a camisa com o código
da data de fabricação voltado para a dianteira do
motor. Assente a camisa firmemente no lugar no
bloco de cilindros.

RG16870 —UN—07MAY09
4. Parafuse as camisas em quatro lugares, como
mostrado, usando parafusos 9/16-12 UNC-2B e
arruelas lisas. As arruelas lisas devem ter uma
espessura mínima de 3,18 mm (1/8 in.). Aperte os
parafusos de acordo com as especificações.
Especificação
Parafusos da Camisa do
Verifique o Ressalto da Camisa usando o Bloco Calibrador JDG451
Cilindro (Para Verificação
do ressalto)—Torque...................................................... 50 N•m (37 lb-ft)
A—Ressalto da Camisa B—Meça o Ressalto da Camisa
5. Use o Bloco Indicador JDG451 (B) junto com o usando o Bloco Padrão
Relógio Comparador D17526CI (Imperial, in.) ou JDG451
D17527CI (Métrico, mm) ou Indicador KJD10123 para
medir a altura (A) das camisas parafusadas.
6. Meça cada camisa em quatro lugares, • Remova a camisa e os calços verifique se há
aproximadamente nas posições de 1:30, 5:30, 7:30 e resíduos, entalhes ou rebarbas no rebaixado do
10:30 horas como visto a partir da traseira do motor bloco ou no lado inferior do flange da camisa.
(extremidade do volante). Registre todas as medições • Reinstale a camisa e os calços e meça novamente.
na planilha do ressalto da camisa do cilindro. • Se ainda estiver fora da especificação, meça
novamente a profundidade do furo, a espessura do
Especificação flange da camisa e recalcule a espessura desejada
Camisas dos dos calços.
Cilindros—ressalto
(Altura Acima do Bloco)................. 0,102 a 0,204 mm (0.004 a 0.008 in.) 8. Se o ressalto da camisa estiver baixo:
Variação por Cilindro ................................ 0,051 mm (0.002 in.) máximo
Variação entre Cilindros ............................ 0,051 mm (0.002 in.) máximo • Instale o calço ou os calços na parte inferior do
flange da camisa para aumentar o ressalto até
7. Se o ressalto da camisa estiver alto: atender a especificação.
Continua na próxima página JR74534,0000456 -54-26AUG13-11/12

CTM408 (12FEB14) 02-030-32 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=142
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

- Calço R93948 (0.002 in.)


- Calço R527468 (0.004 in.) 3. Remova e descarte os termostatos. Instale
- Calço R528685 (0.006 in.) termostatos novos para remover qualquer
- Calço R536310 (0.008 in.) contaminação do gás de compressão ou termostatos
- Calço R536311 (0.010 in.) potencialmente danificados.
• Se ainda estiver fora da especificação, meça 4. Conclua o recondicionamento do motor consultando
novamente a profundidade do furo, a espessura do o CTM correto. Substitua os componentes seguintes
flange da camisa e recalcule a espessura desejada por novos.
dos calços.
• Se a medição ainda estiver muito baixa, o rebaixado • Junta do Cabeçote
do bloco pode estar fora da especificação. • Parafusos do Cabeçote
• Parafusos da Biela
9. Repita o processo de instalação da camisa e de • Biela e Rolamentos Principais
medição da altura para os cilindros 2 a 6.
5. Verifique se o sistema do líquido de arrefecimento
10. Remova todas as camisas do bloco e ajuste em do motor foi adequadamente ventilado após o
sequência par voltar à posição original dos cilindros. recondicionamento e/ou reinstalação no veículo ou
aplicação OEM. Consulte o CTM correto, Seção 02,
Montagem Final
Grupo 070, Verificação e Serviço do Sistema do
1. Limpe completamente todas as peças. Líquido de Arrefecimento e Sangria do Ar do Sistema
do Líquido de Arrefecimento.
2. Instale juntas novas no diâmetro externo da camisa
e no diâmetro interno do bloco. Instale as camisas
no bloco.
JR74534,0000456 -54-26AUG13-12/12

CTM408 (12FEB14) 02-030-33 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=143
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Orifícios de Resfriamento dos Pistões —


Instalação
1. Use um fio plástico flexível macio e ar comprimido
para limpar o caminho interno do orifício. Substitua se
a condição for questionável.

RG13952 —UN—31AUG09
IMPORTANTE: uma falha no orifício de arrefecimento
do pistão pode danificar os pistões, pinos
de pistões, buchas do pino da biela e
camisas. Se um orifício de arrefecimento
ficar bloqueado, haverá baixa pressão de
óleo ou mesmo nenhuma.

IMPORTANTE: o motor 9 l tem arrefecimento do Montagem do Orifício Pulverizador do Pistão


pistão direcionado a óleo. Certifique-se
que o orifício esteja instalado na orientação
adequada ao furo da camisa.

2. Localize a ferramenta de instalação do orifício de


arrefecimento do pistão JDG1948 (A) no diâmetro do
rolamento principal.

RG14680 —UN—13JAN06
3. Revista 12 mm (1/2 in) do orifício de arrefecimento
do pistão com o Trava-rosca resistência média
LOCTITE® 242 (Azul), conforme mostrado.
NOTA: a instalação da ferramenta e o orifício de
arrefecimento têm superfícies correspondentes
para alinhar o orifício no bloco corretamente. Camada de Loctite 242
Se a superfície não for alinhada, o parafuso de
instalação não poderá ser colocado.

4. Instale o orifício de arrefecimento do pistão (B) no


bloco do lado da camisa, conforme mostrado. Quando
a ferramenta e o orifício estiverem alinhados de forma

RG13954 —UN—31AUG09
adequada, o parafuso de instalação (C) estará na
posição para cima.
5. Com os dedos, coloque o parafuso de instalação
dentro do orifício de arrefecimento. Isto começará a
fixar o orifício de arrefecimento no bloco.
6. Aperte o parafuso de instalação de acordo com a
especificação para assentar o orifício no bloco. Verifique a Profundidade do Orifício Pulverizador do Pistão

Especificação
Orifício de Arrefecimento
do Pistão no Bloco do
Cilindro—Torque..............................................15 a 17 N·m (11 a 13 lb-ft)

7. Verifique a profundidade da instalação ao remover o


parafuso (C) da ferramenta de instalação. Remonte o
RG13953 —UN—31AUG09

parafuso sem apertar na ferramenta de instalação. O


anel na base do parafuso (D) deverá estar ajustado
com ou acima da superfície superior da ferramenta.

A—Ferramenta para Instalação C—Parafuso para Ferramenta


do Orifício Pulverizador de de Instalação JDG1948
Pistão JDG1948 D—Marca de Verificação da
B—Orifício Pulverizador do Profundidade Verificação da Profundidade
Pistão

LOCTITE é uma marca registrada da Loctite Corporation.


RE38635,0000057 -54-16NOV11-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-34 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=144
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Instalação de Gaxeta na Camisa do Cilindro C


e nos Anéis O no Bloco
IMPORTANTE: NÃO use óleo na gaxeta da camisa
do cilindro ou nos anéis O. Óleo pode fazer
com que a gaxeta laranja inche, o que
comprime a camisa e, possivelmente, poderá
provocar arranhões no pistão.

1. Despeje Sabão Lubrificante AR54749 em um


recipiente adequado.
2. Mergulhe as novas gaxetas e os anéis O no sabão
antes da instalação. Não deixe as gaxetas ou os
anéis O imersos no sabão.

RG16888 —UN—23MAR09
3. Instale o anel O branco (A) na ranhura inferior do anel B
O no bloco de cilindros (C).
4. Instale o anel O de silicone laranja (B) na ranhura
superior de anel O no bloco de cilindros.
A
A—Anel O - Branco C—Bloco de Cilindros
B—Anel O - Laranja Instalação das Vedações da Camisa do Cilindro

RE38635,00000B0 -54-15MAR11-1/2

5. Gire a camisa do cilindro (B) de cabeça para baixo e


instale a gaxeta quadrada de neoprene (A) na parte
externa da camisa.
6. Deslize a gaxeta firmemente para baixo contra o
segundo rebaixo na camisa.

RG16889 —UN—23MAR09
NOTA: Verifique se a gaxeta quadrada não está torcida.

7. Revista a área de vedação da gaxeta da camisa do


cilindro e os anéis O do bloco com sabão líquido.

A—Gaxeta Quadrada de B—Camisa do Cilindro


Neoprene
Instale a Gaxeta da Camisa

RE38635,00000B0 -54-15MAR11-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-030-35 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=145
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Instalação da Camisa do Cilindro no Bloco


IMPORTANTE: Instale as camisas dos cilindros
nos mesmos furos do bloco de cilindros
de onde foram removidas.
NÃO arranhe a gaxeta da camisa no furo

RG2772 —UN—04DEC97
escareado superior.
Camisas oxidadas ou corroídas que cumpram
as instruções de reuso devem ser giradas
em 90° em relação à posição de remoção.
Consulte INSPEÇÃO VISUAL DE CAMISAS DOS
CILINDROS anteriormente neste grupo para
Instalação das Camisas do Cilindro no Bloco
obter as instruções de reutilização.

1. Instale a camisa no furo do bloco com código de


2. Será sentida uma resistência quando a camisa do
dados de fabricação (estampado no flange) voltado
cilindro estiver alinhada ao furo piloto.
para a parte frontal do motor, a menos que o diâmetro
externo da camisa esteja oxidado ou corroído. 3. Usando apenas a pressão das palmas das duas
mãos, a camisa do cilindro deve descer até um ponto
Se diâmetro externo estiver oxidado ou corroído, mas
que fique quase nivelada com o flange superior da
ainda dentro dos limites de serviço aceitáveis, gire
camisa do cilindro e do bloco de cilindros.
a camisa 90° a partir de sua posição de remoção.
As seções da camisa que apresentam corrosão
localizada devem estar voltadas para a parte dianteira
ou traseira do motor.
RG,RG34710,1140 -54-16NOV11-1/2

4. Conclua o assentamento das camisas do cilindro


usando um bloco de madeira e um martelo limpos.
5. Bata com cuidado no bloco de madeira sobre a parte
superior da camisa do cilindro com um martelo.
NOTA: A camisa do cilindro se projetará além da parte
superior do bloco de cilindros mais do que o normal
devido às gaxetas e aos anéis O não comprimidos.

IMPORTANTE: Caso suspeite que uma gaxeta tenha


sido cortada ou deslocada durante a instalação
da camisa, remova e examine o conjunto
de gaxeta e camisa. Se nenhum dano for

RG6092 —UN—27JAN92
encontrado, verifique se as gaxetas estão na
posição adequada. Ensaboe novamente as
gaxetas e reinstale o conjunto da camisa.

6. Mantenha as camisas no lugar com arruelas lisas


grandes e parafusos. Gire os parafusos até ficarem
firmes, mas não aperte. Assentamento das Camisas do Cilindro no Bloco
7. Limpe os furos da camisa do cilindro com limpador de
mãos sem água e não abrasivo após a instalação.
8. Aplique óleo de motor limpo aos furos da camisa
Seque com toalhas limpas.
imediatamente para evitar corrosão.
RG,RG34710,1140 -54-16NOV11-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-030-36 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=146
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Instalação do Pistão e da Biela de Ligação


Instale os Anéis nos Pistões
IMPORTANTE: Se os pistões também forem
trocados, use o pistão marcado com o ponto
de tinta azul embaixo da saia.

IMPORTANTE: O anel trapezoidal de compressão


total (D) se instala na ranhura do anel superior
do pistão. O anel superior pode ser identificado
por uma única marca de punção (E) e uma
listra pintada de ROSA. A marca de punção
também designa a orientação do anel. O lado

RG16680 —UN—22DEC08
do anel com a marca de punção fica voltado
para a PARTE SUPERIOR DO PISTÃO.
O segundo anel retangular (B) com marcas de
punção duplas (C) e listra pintada de AZUL
CLARO é instalado na ranhura central do pistão.
As marcas de punção devem estar direcionadas
para a PARTE SUPERIOR DO PISTÃO.
Conjunto do Anel do Pistão
O anel de controle de óleo inferior não possui
marcas de punção para orientação, mas tem uma
listra pintada de BRANCO para identificação. O
anel é instalado na ranhura inferior do pistão
sobre a parte superior do anel de expansão de
controle de óleo (A). Não há orientação superior

RG16681 —UN—24SEP09
ou inferior no anel de controle do óleo.

1. Utilize o Expansor de Anel JDE93 para instalar o


anel de controle do óleo com o anel de expansão (A)
e listra pintada de BRANCO na ranhura inferior do
pistão. Não há parte superior ou inferior no anel de
controle do óleo.
Instalação dos Anéis do Pistão
2. Instale o anel de compressão número 2 (B) com
a listra pintada de azul claro e a marca dupla de
punção na ranhura central do pistão. As marcas de A—Controle do Óleo ou Anel D—Anel de Compressão
de Expansão Superior Trapezoidal
punção devem estar direcionadas para a parte E—Marca de Punção Única no
B—Anel de Compressão Médio
superior do pistão. (Segundo) Anel Superior
C—Marcas de Punção Duplas
3. Instale o anel de compressão número 1 (C) com a listra na parte superior do Anel
pintada de rosa e apenas uma marca de punção na Intermediário
ranhura superior do pistão. A marca de punção deve
estar direcionada para a parte superior do pistão.
Continua na próxima página RE38635,00000AF -54-11AUG11-1/6

CTM408 (12FEB14) 02-030-37 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=147
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Instale o Pistão na Biela


IMPORTANTE: Os pistões devem ser instalados na
mesma biela da qual foram removidos, devem-se
usar novos anéis de pressão no pino do pistão.
Se pretender instalar um pistão/camisa novos,
NÃO remova o pistão da camisa. Empurre o
pistão para fora da parte inferior da linha, o
suficiente para instalar o perno do pistão.
O direcionamento do pistão não é necessário
no motor 9 L. Somente a biela tem marcas
de direcionamento ("frontais").

1. Instale um anel de pressão (A) na ranhura do pino


do pistão
2. Lubrifique o pino do pistão (C), os furos da biela e

RG13909 —UN—13JAN05
pistão com óleo limpo de motor.
3. Instale o pino do pistão nos orifícios da biela e do
pistão até o pino se assentar com o anel de pressão
instalado previamente.
4. Instale o segundo anel de pressão (A) na ranhura do
orifício no pino do pistão, firmando o pino do pistão.
Certifique-se que o anel de pressão esteja assentado Monte o Pistão na Biela
com segurança nas ranhuras do furo do pistão.
A—Anel de Pressão C—Pino do Pistão
5. Verifique se há movimento livre do pistão na biela. B—Pistão
6. Verifique se há movimento livre do pino do pistão da
biela e pistão pressionando contra os dois anéis de
retenção.
RE38635,00000AF -54-11AUG11-2/6

Instale o Conjunto do Pistão e da Biela no Bloco


NOTA: Os novos anéis são equipados com a correta
lacuna da extremidade, portanto a conexão
na camisa não é necessária.

RG10050 —UN—21MAY99
1. Escalone as aberturas dos anéis do pistão conforme
mostrado, com a abertura do anel superior voltada
para a parte frontal do motor.
NOTA: se o virabrequim foi removido, consulte
INSTALE OS ROLAMENTOS PRINCIPAIS E
VIRABREQUIM no Grupo 040.
Posição das Aberturas dos Anéis do Pistão
2. Lubrifique todas as peças no conjunto do pistão e
biela (pistão, anéis, camisas e DI do Compressor de
Anel do Pistão JDG1963) com o óleo de motor limpo. A—Parte Superior do Pistão D—Abertura do Anel de
B—Abertura do Anel de Expansão
Compressão Superior E—Abertura do Anel de
C—Abertura do Anel de Compressão Inferior
Controle de Óleo F— Parte Dianteira do Motor

Continua na próxima página RE38635,00000AF -54-11AUG11-3/6

CTM408 (12FEB14) 02-030-38 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=148
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

3. Remova a tampa da biela (A) do conjunto da biela (B)


e instale o rolamento superior da biela (C) na outra
metade da biela. Instale o rolamento inferior da biela
(D) na tampa da biela.
4. Lubrifique o mancal do virabrequim e o furo da camisa
com óleo de motor limpo.
5. Posicione com cuidado o compressor do anel com o
pistão e a biela sobre a camisa.
IMPORTANTE: Certifique-se de que os mancais do
virabrequim, as paredes da camisa e o jato
pulverizador do pistão não estejam danificados
ao instalar o pistão e biela na camisa. Tenha
cuidado especial com os jatos pulverizadores
de arrefecimento direcionado.

NOTA: Verifique se a palavra "FRONT" (frente) existente


na biela está voltada para a frente do motor.

6. Com o pistão centrado no compressor de anel e os


anéis alternados corretamente, empurre o pistão para

RG13910 —UN—13JAN05
dentro da camisa, conforme mostrado, até que o anel
superior esteja dentro da camisa.

A—Tampa da Biela D—Rolamento Inferior da Biela


B—Biela E—Parafusos da Biela
C—Rolamento Superior da
Biela
Conjunto da Biela

RG14190 —UN—28MAY05
Instalação do Conjunto do Pistão e Biela nas Camisas Usando
o Compressor de Anel JDG1963

Continua na próxima página RE38635,00000AF -54-11AUG11-4/6

CTM408 (12FEB14) 02-030-39 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=149
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

7. Aplique óleo de motor limpo aos insertos dos


rolamentos (B) e aos munhões da biela do virabrequim
correspondentes.
IMPORTANTE: nas bielas Precision Joint™, verifique
se a tampa está corretamente alinhada na biela,

RG10209 —UN—28AUG09
com as bordas niveladas e as superfícies de
intertravamento bem alinhadas. Certifique-se
que a tampa esteja assentada corretamente
sobre a biela, depois instale os parafusos.
NÃO use os parafusos da biela para assentar a
tampa na biela. Podem ocorrer problemas de
incompatibilidade. NÃO inverta a tampa da biela.
Una os contatos no lado da biela e da tampa. Instalação das Tampas da Biela com Insertos do Rolamento
Ao instalar as tampas, certifique-se que os
números estampados (C) na biela e tampa
estejam posicionados no mesmo lado.

8. Instale as tampas da biela (A).

RG10215 —UN—23JUN99
A—Tampas da Biela C—Números Estampados
B—Insertos do Rolamento

Números Estampados

Precision Joint é uma marca comercial da Deere & Company


Continua na próxima página RE38635,00000AF -54-11AUG11-5/6

CTM408 (12FEB14) 02-030-40 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=150
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

IMPORTANTE: NUNCA use os parafusos da biela


mais de uma vez para montagem final do
motor. Assim que os parafusos da tampa
da biela forem apertados no torque final
especificado, eles não devem ser reutilizados
para outra montagem final.

RG14186 —UN—28MAY05
9. Mergulhe totalmente os NOVOS parafusos e arruelas
em óleo de motor limpo. Certifique-se de que as
roscas dos orifícios e todas as roscas nos parafusos
estejam totalmente lubrificadas.
IMPORTANTE: NÃO use chaves pneumáticas para
instalar os parafusos da tampa da biela. Fazer Biela
isso pode danificar as roscas. Use, ao invés
disso, uma chave tipo manivela.
A—Aperte Este Parafuso
Primeiro
10. Em bielas Precision Joint™ : Inicialmente, aperte o
parafuso mais próximo da extremidade do pistão, de
acordo com as especificações. Em seguida, aperte Veja GIRO DE TORQUE DOS PARAFUSOS DA
o outro parafuso. Encoste na junta da biela com a BIELA descrito a seguir neste grupo.
tampa para verificar se o alinhamento está adequado.
Especificação
Parafuso da
Biela Precision
Joint™—Torque...............................................95 N·m (71 lb-ft) mais giro
de 90—100° no sentido horário

Precision Joint é uma marca comercial da Deere & Company


RE38635,00000AF -54-11AUG11-6/6

CTM408 (12FEB14) 02-030-41 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=151
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Torque por Giro dos Parafusos de Cabeça


da Biela
Uso do Método de Eixo do Motor para Torque
por Giro dos Parafusos da Biela:
1. Após apertar os parafusos com cabeça com os
valores de torques especificados, marque a tampa
da biela e o soquete.
2. Posicione o cabo da chave paralelo à linha central do
eixo do virabrequim do motor.
3. Aperte 1/4 de volta (90-100°) no sentido horário até o
cabo da chave ficar perpendicular à linha central do
eixo do virabrequim do motor conforme mostrado.

RG7047 —UN—05DEC97
Aperto dos Parafusos de Fixação da Biela pelo Método
do TORQUE POR GIRO

RG,RG34710,1142 -54-23OCT97-1/2

Uso do Indicador de Ângulo de Torque JT05993 para


Torque por Giro dos Parafusos da Biela:
Após apertar os parafusos segundo os valores de torque
iniciais fornecidos anteriormente, siga as direções
fornecidas com o indicador e aplique TORQUE POR

RG5698 —UN—05DEC97
GIRO cada parafuso 90°—100° para obter torque.

Indicador do Torquímetro JT05993

RG,RG34710,1142 -54-23OCT97-2/2

Verifique o Aperto Excessivo pela Rotação


3. Verifique a folga lateral das bielas. Devem ter um
do Motor movimento suave de lado a lado.
1. Gire o virabrequim por várias voltas para assegurar-se
de que o motor gira sem aperto excessivo.
2. Verifique se há arranhões profundos nas camisas
causados por anéis de pistão quebrados ou instalados
incorretamente.
RG,RG34710,1143 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-42 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=152
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

Montagem Completa Final


NOTA: consulte o grupo apropriado para instalação 6. Remova o amortecedor de vibração e a polia do
dos componentes. virabrequim. (Grupo 040).
1. Instale o comando de válvulas e a tampa da 7. Instale o alternador. (Grupo 100). Para a instalação do
engrenagem de sincronização. (Grupo 050). ventilador e sua correia, consulte o Manual Técnico.
2. Instale os componentes do sistema de lubrificação. 8. Instale o coletor de escape, o conjunto de recirculação
(Grupo 060). de gás de escape, e o conjunto de admissão. (Grupo
080).
3. Instale a cabeça do cilindro usando uma nova junta
e parafusos. Instale os componentes do trem de 9. Instale o motor de partida. (Grupo 100).
válvula. (Grupo 20)
10. Encha o motor com óleo limpo e líquido de refrigeração
4. Instale os componentes do sistema de injeção do adequado.
combustível. (Veja o Grupo 090 no Manual Técnico
de Componentes apropriado para sistemas de 11. Instale o motor no veículo (caso seja removido).
combustível específicos). (Consulte o Manual Técnico).

5. Instale o alojamento do termostato e o tubo de 12. Efetue o amaciamento do motor. (Grupo 020)
derivação do líquido de arrefecimento, caso seja
removido. (Grupo 070).
RE38635,0000047 -54-13JAN05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-030-43 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=153
Reparo e Ajuste do Bloco de Cilindros, Camisas, Pistões e Hastes

CTM408 (12FEB14) 02-030-44 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=154
Grupo 040
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Análise de Falhas do Eixo de Manivelas e do Mancal Principal


Rolamento Principal Arranhado:
Padrão de Desgaste Inconstante:
(O diagnóstico também se aplica ao rolamento da biela).
• Biela desalinhada ou empenada.
• Falta de óleo. • Eixo de manivelas empenado ou dobrado.
• Óleo contaminado. • Bloco de cilindros deformado.
• Falha de peças do motor.
• Calor excessivo. Tampas do Mancal Principal Quebradas:
• Manutenção periódica deficiente. • Instalação incorreta.
Mancais Raspados ou "Esfregados": • Sujeira entre o mancal e o munhão do eixo de
manivelas.
• Combustível no óleo lubrificante (combustão • Pressão baixa do óleo.
incompleta). • Falha da bomba de óleo.
• Líquido de arrefecimento no sistema de lubrificação
(bloco trincado, falha na vedação da camisa ou Mancais rachados, lascados ou quebrados:
vazamento na vedação da bomba de líquido de
arrefecimento com furo obstruído). • Velocidade excessiva.
• Espaço de óleo insuficiente no mancal. • Marcha lenta muito baixa.
• Peças não lubrificadas antes da operação do motor. • Arrasto.
• Tamanho do mancal errado. • Folga excessiva de lubrificação.
• Instalação incorreta.
RG,RG34710,1149 -54-23OCT97-1/1

Informações Gerais do Conjunto da Vedação


de Óleo Traseira do Virabrequim
A vedação de óleo traseira do virabrequim do 9,0 L é a
mesma utilizada nos motores 8,1 L. A alteração para
adotar a vedação traseira do 8,1 L foi feita devido a:
• melhor confiabilidade
• menor custo
• Permite o uso de um alojamento comum da vedação
de óleo traseira para os motores 8,1 L e 9,0 L.

RG19493 —UN—07OCT10
A—Pinos-guia D—Parafusos do Soquete -
B—Junta do Alojamento da Alojamento ao Bloco
Vedação de Óleo Traseira E—Selo de Óleo Traseiro do
C—Alojamento da Vedação de Virabrequim
Óleo Traseira

Instalação da Vedação de Óleo Traseira Unificada


RE38635,00000C9 -54-15JUN11-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=155
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Precauções de Manuseio do Conjunto da


Vedação de Óleo Traseira do Virabrequim
Tome as seguintes precauções no manuseio do selo
e da luva de desgaste:
A vedação e a luva de desgaste são montadas. NÃO
SEPARE. Se as peças se separarem, descarte e substitua
por um novo conjunto. A tentativa de remontagem das
peças fará com que a luva de desgaste danifique a
vedação, permitindo que o óleo do motor vaze para fora

RG19493 —UN—07OCT10
da vedação.
Sempre instale o conjunto do selo e da luva de desgaste
logo após a remoção do saco plástico para evitar possível
contaminação por poeira.
Nenhum tipo de material lubrificante deve manter contato
com a vedação na instalação. O uso de um lubrificante
Instalação da Vedação de Óleo Traseira Unificada
pode resultar em falha prematura da vedação.
Instale o conjunto de vedação/luva de desgaste conforme A—Pinos-guia D—Parafusos do Soquete -
indicado nas instruções. A instalação incorreta causará o B—Junta do Alojamento da Alojamento ao Bloco
vazamento de óleo. Vedação de Óleo Traseira E—Selo de Óleo Traseiro do
C—Alojamento da Vedação de Virabrequim
Óleo Traseira

RE38635,00000CB -54-15JUN11-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-2 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=156
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Vedação de Óleo Traseira do Virabrequim e


Alojamento da Vedação de Óleo — Instalação
IMPORTANTE: A vedação utilizada no motor
9,0 L é a mesma utilizada no 8,1 L. O
alojamento está agora posicionado no bloco
de cilindros com pinos guia.
Os motores fornecidos ANTES da alteração
na vedação traseira exigirão que a sede e a
carcaça sejam substituídas. Os pinos-guia

RG19493 —UN—07OCT10
não são necessários.
Os motores fornecidos com esta configuração
(APÓS o número de série inicial) somente
precisarão de substituição da vedação se for
necessária realização de serviço.
Números de série iniciais:
Vedação de Óleo Traseira e Alojamento da Vedação de Óleo
• RG6090L090545
• RG6090B005490
• RG6090G002017
1. Limpe a superfície de montagem do bloco de cilindros
para o alojamento da vedação de óleo traseira.

RG19494 —UN—07OCT10
2. Se necessário, utilizando um instalador de pino guia,
instale os pinos guia do alojamento da vedação de
óleo (A) no bloco de cilindros nas posições de 3:00
e de 9:00 horas. Instale os pinos guia no ressalto
especificado da face do bloco.
Especificação
Pino Guia à Face Sequência de Torque — Alojamento da Vedação de Óleo Traseira
Traseira do Bloco de
Cilindros—Saliência...................................................... 6,5 mm (0.25 in.) A—Pinos Guia -2- D—Parafusos de Cabeça
B—Junta — Alojamento da Flangeada -6-
3. Instale a junta (B) sobre os pinos guia. Vedação de Óleo Traseira E—Vedação de Óleo Traseira
C—Alojamento da Vedação de do Virabrequim
4. Alinhe o alojamento da vedação de óleo traseira (C) Óleo Traseira
aos pinos guia e à junta e deslize até a posição contra
a face do bloco.
5. Aplique veda-rosca à rosca dos 6 dos parafusos Allen Especificação
(D). -6- Parafusos —
Alojamento da Vedação
6. Instale os parafusos através do alojamento da
de Óleo ao Bloco de
vedação de óleo traseira no bloco de cilindros e aperte
Cilindros—Torque........................................................... 37 N•m (27 lb-ft)
manualmente.
8. Apare a junta do alojamento rente com a parte inferior
7. Aperte os parafusos conforme a especificação na
do alojamento. Descarte a sobra de junta.
sequência mostrada.
Continua na próxima página RE38635,000006A -54-08MAR12-1/3

CTM408 (12FEB14) 02-040-3 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=157
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

9. Instale o Piloto JDG477 (85) (A) na extremidade do


virabrequim usando os parafusos Allen (B) fornecidos
com o conjunto de ferramentas. Aperte bem os
parafusos.
IMPORTANTE: Manuseie o conjunto da vedação e

RG4639 —UN—05DEC97
da luva de desgaste com cuidado.
Ao instalar o Instalador JDG478 no Piloto
JDG477 (85) e no flange do virabrequim para
posicionar o conjunto da vedação de óleo,
posicione a barra transversal do instalador em
um ângulo reto (90°) em relação aos parafusos
Allen. Isso permite que a barra transversal se Instalação da Vedação de Óleo Traseira do Virabre-
assente no piloto, não na cabeça dos parafusos, quim/Luva de Desgaste
assegurando a instalação correta.
A—Piloto C—Conjunto da Luva de
NOTA: O conjunto unificado da vedação deve ser B—Parafusos Allen Desgaste/Vedação de Óleo
instalado no sentido correto. A vedação possui o
texto "this side out" (este lado para fora) na parte de
trás, ou "outward" (para fora), na lateral da vedação. e o virabrequim com o lado aberto da vedação em
direção ao motor.
10. Inicie cuidadosamente o conjunto da vedação de
óleo/luva de desgaste (C) sobre o Piloto JDG477 (85)
RE38635,000006A -54-08MAR12-2/3

11. Posicione o Dispositivo JDG478 (A) de modo que o


furo na placa transversal fique em cima do prisioneiro
do piloto. Instale a arruela e a porca no prisioneiro.
NOTA: Quando instalada corretamente a vedação
deve estar nivelada a 1 mm para dentro (em

RG4640 —UN—05DEC97
direção à parte dianteira do motor) a partir da
face do flange do virabrequim.

12. Aperte a porca para puxar o Dispositivo JDG478 para


dentro até que a barra transversal se assente no Piloto
JDG477 (58). Quando a ferramenta se assentar, o
conjunto da vedação e do anel de desgaste (B) deve
estar corretamente posicionado. Vedação de Óleo Traseira do Virabrequim/Luva de Desgaste Instaladas

13. Remova o Conjunto de Ferramentas JDG476 (85) do


motor. A—Propulsor B—Conjunto do Anel de
Desgaste

RE38635,000006A -54-08MAR12-3/3

CTM408 (12FEB14) 02-040-4 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=158
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Vedação de Óleo Traseira Unificada do


Virabrequim — Remoção
1. Remoção do Volante
2. Instale o extrator de vedação JDG11056 (A) na
vedação de óleo traseira de maneira que as garras

RG15943 —UN—16JUL09
internas se encaixem na ranhura da vedação.
3. Segurando as garras do extrator encaixadas na
vedação, aperte a braçadeira (B) para prender o
extrator.
4. Use um soquete ou chave de 19 mm para girar o
parafuso forçador no sentido horário para remover Extrator da Vedação de Óleo Traseira JDG11056
a vedação do flange do virabrequim. Descarte a
vedação.

A—Extrator de Vedação C—Vedação de Óleo Traseira


JDG11056 Removida
B—Braçadeira

RG15944 —UN—16JUL09
Remoção da Vedação de Óleo Traseira

RG15945 —UN—16JUL09
Vedação de Óleo Removida do Motor

SS01820,0000044 -54-16JUL09-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-5 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=159
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Vedação de Óleo Dianteira do Virabrequim


Unificado — Remoção (6090AFM75,
6090HFG86 e 6090SFM75)
1. Instale a ferramenta extratora de vedação JDG11055
de forma que as garras na ferramenta engatem com o
lábio na ranhura da vedação.

RG15940 —UN—19AUG09
2. Segurando a ferramenta em linha com a vedação,
aperte a garra no diâmetro externo da ferramenta.
3. Com um soquete ou chave de 19 mm, gire o parafuso
forçador da ferramenta no sentido horário para
remover a vedação da ponta do virabrequim. Descarte
a vedação.
Extrator de Vedação JDG11055
A—Extrator da Vedação B—Braçadeira
Dianteira JDG11055

RG15941 —UN—21JUL09
Remova a Vedação de Óleo Dianteira do Virabrequim

RG15942 —UN—16JUL09

Vedação Removida e Ferramenta

RE38635,000006B -54-01MAY12-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-6 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=160
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Vedação de Óleo Dianteira do Virabrequim


Unificado — Instalação (6090AFM75,
6090HFG86 e 6090SFM75)
Ferramentas:
• JDG11004 — Acionador e Luva da Guia da Vedação

RG15969 —UN—18AUG09
Consumíveis:
• Nenhum consumível
1. Instalação da Vedação de Óleo Dianteira Unificada
do Virabrequim
a. Coloque o piloto da vedação JDG11004 (A) sobre
Piloto da Vedação Dianteira e Parafuso Forçador
a ponta do virabrequim.
b. Instale o parafuso forçador (B) na ponta do
virabrequim até que ele sobressaia. Aperte a
contraporca (C) para prender o piloto na ponta do
virabrequim.
IMPORTANTE: A orientação da vedação de óleo é
crítica. O lado da vedação com a ranhura fica
voltado para fora. Faça a ranhura da vedação

RG15979 —UN—04NOV09
corresponder ao entalhe em relevo na face
da ferramenta de prensagem da vedação
JDG11004, conforme mostrado. Quando
orientada corretamente, a vedação fica nivelada
com a face da ferramenta de instalação.

c. Instale cuidadosamente a vedação de óleo dianteira


unificada do virabrequim (D) sobre o diâmetro Entalhe em Relevo no Instalador de Vedação JDG11004
externo do piloto.
d. Instale a ferramenta de prensagem da vedação
JDG11004 (E) sobre a luva da guia. Usando uma
porca sextavada (F) no parafuso forçador, gire a
porca no sentido horário para instalar a vedação na
ponta do virabrequim. Prense a vedação até que a
ferramenta sobressaia na luva-guia.

RG15980 —UN—04NOV09
e. Remova a ferramenta de prensagem da vedação e
a manga guia.
2. Execute Amortecedor de Vibração do Virabrequim —
Instalação
Ferramentas:
• Não são requeridas ferramentas especiais
Vedação Corretamente Inserida na Ferramenta de Instalação
Consumíveis:
• Nenhum consumível

A—Piloto da Vedação D—Vedação de Óleo Dianteira


JDG11004 Unificada
B—Parafuso Forçador E—Vedação Prensada
RG15970 —UN—18AUG09

C—Porca de Travamento JDG11004


F— Porca Forçadora Sextavada

Pressão da Vedação Dianteira

RE38635,000006C -54-01MAY12-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-7 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=161
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Vedação de Óleo Traseira Unificada do


Virabrequim — Instalação (6090AFM75,
6090HFG86 e 6090SFM75)
Ferramentas:
• Ferramenta de Instalação da Vedação de Óleo Traseira

RG16690 —UN—19AUG09
do Virabrequim JDG10997
Consumíveis:
• Nenhum consumível
1. Instalação da Vedação de Óleo Traseira Unificada
do Virabrequim
a. Instale a ferramenta da placa do piloto da vedação Instalação da Ferramenta da Placa Piloto da Vedação
JDG10997 (A) no flange traseiro do virabrequim.
Prenda o piloto com 2 parafusos instalados através
do piloto no flange do virabrequim. Aperte bem os
parafusos.
IMPORTANTE: A orientação da vedação de óleo
traseira é crítica. O lado da vedação com a
ranhura fica voltado para fora. Faça a ranhura
da vedação corresponder ao entalhe em relevo
na face da ferramenta de prensagem da vedação

RG15938 —UN—21JUL09
JDG10997, conforme mostrado. Quando
orientada corretamente, a vedação fica nivelada
com a face da ferramenta de instalação.

b. Instale cuidadosamente a vedação de óleo traseira


(C) no diâmetro externo da ferramenta da placa
piloto.
Entalhe em Relevo no Instalador de Vedação JDG10997
c. Instale o instalador de vedação JDG10997 (B) e o
parafuso forçador na ferramenta da placa piloto.
Gire o parafuso forçador no sentido horário até o
instalador da vedação assentar.

A—Ferramenta da Placa Piloto C—Vedação de Óleo Traseira


da Vedação

RG15939 —UN—21JUL09
B—Instalador de Retentores

Vedação Traseira Corretamente Inserida no Instalador da Vedação RG16691 —UN—19AUG09

Instalação do Instalador da Vedação

Continua na próxima página RE38635,000006D -54-01MAY12-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-8 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=162
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

d. Para referência, anote a distância entre a borda


externa da vedação (D) e a face traseira do flange
do virabrequim (E).
Especificação
Borda Externa da

RG16692 —UN—19AUG09
Vedação à Face
do Flange do
Virabrequim—Distância
Máxima...................................................................... 14,6 mm (0.578 in.)

2. Execute Volante — Instalação


Ferramentas:
• Não são requeridas ferramentas especiais Conclusão da Instalação da Vedação Traseira

Consumíveis:
• Trava-rosca de média resistênciaLOCTITE® 242. D—Borda Externa da Vedação E—Face do Flange do
Virabrequim
3. Execute Alojamento do Volante — Instalação
LOCTITE é marca registrada da Loctite Corp.
RE38635,000006D -54-01MAY12-2/2

Inspeção do Amortecedor de Vibração


IMPORTANTE: O conjunto do amortecedor não é
reparável e deverá ser substituído a cada
cinco anos ou 4500 horas, o que ocorrer
primeiro. Além disso, substitua o amortecedor
sempre que o virabrequim for substituído ou
que a revisão geral do motor for realizada.
Os amortecedores duplos devem ser sempre

RG7208 —UN—28JUL94
substituídos como um conjunto.
Não mergulhe o amortecedor de vibração
ou a polia do amortecedor em solvente de
limpeza. Isso pode danificar as partes de
borracha desse conjunto.
Nunca empurre o anel externo do amortecedor. Amortecedor Único
O amortecedor é sensível ao dano por
impacto, como o de uma queda ou da
batida de um martelo.

1. Alivie a tensão ou remova as correias em V


(mostradas removidas).

RG7369 —UN—05JAN98
2. Segurar firmemente no amortecedor de vibrações
com as duas mãos e tentar rodá-lo em ambos os
sentidos. Se o amortecedor rodar, significa que está
danificado e deve ser substituído.

Amortecedor Duplo

Continua na próxima página DPSG,OUOE003,28 -54-17DEC98-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-9 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=163
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

3. Verifique o desvio radial do amortecedor de vibração


posicionando um mostrador de modo que a sonda
pré-carregada (A) entre em contato com o diâmetro
externo do amortecedor.
4. Gire o virabrequim usando a Ferramenta de Giro do
Volante JDE81-1 ou JDG820.

RG7065 —UN—26NOV97
5. Anote o movimento total do indicador de quadrante.
Compare a leitura com a especificação abaixo.
Especificação
Amortecedor de
vibrações—Empeno
radial máximo............................................................ 1,02 mm (0.040 in.) Medição do Desvio do Amortecedor Único
Se o desvio exceder as especificações, substitua
o amortecedor de vibração. Consulte REMOÇÃO
DO AMORTECEDOR DE VIBRAÇÃO DO
VIRABREQUIM, posteriormente neste grupo.

A—Sonda Pré-carregada

RG7370 —UN—05JAN98
Medição do Desvio do Amortecedor Duplo

DPSG,OUOE003,28 -54-17DEC98-2/2

Verifique a Folga Longitudinal do Eixo de


Manivelas
1. Engate completamente e depois solte a alavanca de
embreagem.
2. Coloque um mostrador na face do amortecedor.
IMPORTANTE: Tome cuidado para não danificar
ou distorcer a tampa da engrenagem de
sincronização ou os insertos do mancal
quando forçar. Não force no anel de inércia
externa do amortecedor.
RG5934 —UN—28AUG91
3. Force com a barra plana entre a polia do amortecedor
e a tampa da engrenagem de sincronização.
Especificação
Virabrequim—Folga
Axial............................................0,038—0,380 mm (0.0015—0.0150 in.)

NOTA: Os novos mancais de encosto geralmente Verificação da Folga do Virabrequim


restaurarão a folga adequada.

RG,RG34710,1153 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-10 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=164
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Remoção do Amortecedor de Vibração do


Virabrequim
IMPORTANTE: NÃO use um extrator com garras
para remover o amortecedor de vibração.
O amortecedor pode sofrer avarias. Nunca
empurre o anel externo do amortecedor. Não

RG6751 —UN—26NOV97
deixe o amortecedor cair ou receber choques.

1. Remova a polia do amortecedor, se equipado


(mostrado sem polia).
2. Remova o parafuso (A) e a arruela que fixam o
amortecedor ao virabrequim. Preparação para a Remoção do Amortecedor de Vi-
bração do Virabrequim
3. Instale o Protetor de Rosca JDG10545 (B) na
extremidade do virabrequim.
A—Parafuso B—Protetor de Rosca
JDG10545

AS58880,00011C8 -54-09JUL12-1/2

CUIDADO: Planeje um procedimento de manuseio


seguro para evitar acidentes pessoais ou
danos ao amortecedor.

CUIDADO: Se o cubo está integrado com o


amortecedor de borracha, não aqueça a área
da borracha. Verifique se o amortecedor está
danificado antes de reutilizar.

RG7209 —UN—26NOV97
4. Remova o amortecedor do virabrequim usando o
Extrator de Cubo JDG721 (A) instalado; aplique
o torque especificado no parafuso forçador. Em
seguida, aplique calor localizado com maçarico de
acetileno em torno de toda a área de montagem onde
se juntam a ponta do virabrequim e o cubo.
Especificação
Remoção do Amortecedor de Vibração do Virabrequim
Parafuso
Forçador—Torque......................................135-203 N•m (100-150 lb.-ft.)
A—Extrator do Cubo JDG721
NOTA: O Conjunto do Extrator D01207AA (OTC518),
não mostrado, também pode ser usado para
remover o amortecedor. Virabrequim—DE da
Polia Dianteira....................... 47,650 a 47,676 mm (1.8759 a 1.8770 in.)
5. Verifique o DI da polia do virabrequim e o DE do
virabrequim.
Especificação
Polia do
Virabrequim—DI.................... 47,594 a 47,630 mm (1.8738 a 1.8752 in.)
AS58880,00011C8 -54-09JUL12-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-11 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=165
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Remoção do Amortecedor de Vibração


do Virabrequim e Cubo (6090AFM75,
6090HFG86 e 6090SFM75)
Ferramentas:
• Extrator do Cubo do Amortecedor JDG11083

RG17677 —UN—24SEP09
• Ferramenta de Trava do Volante JDG10996
Consumíveis:
• Nenhum consumível
IMPORTANTE: NÃO use um extrator com garras
para remover o amortecedor de vibração.
O amortecedor pode sofrer avarias. Nunca Ferramenta de Trava do Volante JDG10996
empurre o anel externo do amortecedor. Não
deixe o amortecedor cair ou receber choques.

1. Desconecte os sensores da pressão do óleo e da


posição do virabrequim no lado traseiro direito do
bloco de cilindros.
IMPORTANTE: Ao remover o cubo do amortecedor,

RG17678 —UN—06NOV12
não use um pino de sincronização no furo de
sincronização do volante para travar o volante.
O pino de sincronização pode dobrar ou falhar
devido ao torque elevado que é aplicado ao
cubo do amortecedor durante a remoção.

2. Instale a ferramenta de trava da engrenagem de coroa


do volante JDG10996 através do flange traseiro do JDG10996 Instalada no Flange do Bloco
bloco de cilindros e encaixe na engrenagem de coroa
do volante.
3. Remova os seis parafusos (G) da polia do virabrequim.
4. Remova a polia do virabrequim (H).

RG16703 —UN—24FEB09
CUIDADO: Planeje um procedimento de manuseio
seguro do amortecedor para evitar acidentes
pessoais ou danos ao amortecedor.

5. Insira 2 pinos-guia através dos furos de montagem da


polia no cubo do amortecedor.
6. Com o amortecedor preso a um dispositivo de Remoção da Polia do Virabrequim
movimentação remova os 2 parafusos de cabeça
hemisférica (F) do amortecedor e do cubo do
amortecedor.
7. Remova o amortecedor do cubo do amortecedor e
deixe de lado. Remova os 2 pinos-guia.
RG16701 —UN—24FEB09

E—Amortecedor H—Polia do Virabrequim


F— -2- Parafusos de I— Cubo do Amortecedor
Cabeça Hemisférica —
Amortecedor ao Cubo
G—-6- Parafusos — Polia
do Virabrequim ao
Amortecedor
Remoção do Amortecedor de Vibração do Virabrequim

Continua na próxima página RE42287,0000DB2 -54-30MAY12-1/3

CTM408 (12FEB14) 02-040-12 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=166
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

8. Remova o parafuso (B) e a arruela (C) que fixam o


cubo do amortecedor à ponta do virabrequim. Deixe
de lado o parafuso e a arruela.
9. Instale o parafuso especial de cabeça flangeada
JDG11083P1 (D) através do cubo do amortecedor

RG17689 —UN—25SEP09
na ponta do virabrequim deixando folga de cerca de
0.125 in entre a arruela e o cubo. Isso ajudará no
processo de remoção.

A—Cubo do Amortecedor C—Arruela Especial


B—Parafuso do Cubo do D—Parafuso Especial
Amortecedor JDG11083P1

Remoção do Parafuso do Cubo do Amortecedor

RG17686 —UN—25SEP09
Instalação do Parafuso Especial JDG11083P1 na Ponta do Virabrequim

Continua na próxima página RE42287,0000DB2 -54-30MAY12-2/3

CTM408 (12FEB14) 02-040-13 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=167
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

10. Posicione a placa do extrator JDG11083P2 (E)


e o parafuso forçador (F) na frente do cubo do
amortecedor instalando 4 parafusos (G) através da
placa da polia no cubo do amortecedor. Aperte os
parafusos com firmeza.
IMPORTANTE: Se o cubo for integrado a um
amortecedor de borracha, não aqueça a área
de borracha. Verifique se o amortecedor está
danificado antes de reutilizar.

RG17687 —UN—25SEP09
11. Com o JDG11083 instalado no cubo dianteiro, aplique
o torque especificado no parafuso forçador. Em
seguida, aplique calor localizado com maçarico de
acetileno em torno de toda a área de montagem onde
se juntam a ponta do virabrequim e o cubo.
Especificação Instalação do Extrator do Cubo do Amortecedor JDG11083
Parafuso
Forçador—Torque............................................................ 135 a 203 N•m
(100 a 150 lb-ft)

NOTA: Isso é para remover o Loctite® aplicado na


ponta cônica durante a montagem. Não aplicar
um nível moderado de aquecimento pode
resultar em falha total da ferramenta especial
JDG11083 e/ou do cubo.

RG17688 —UN—25SEP09
NOTA: O torque do cubo do amortecedor pode ser
rompido ao apertar o parafuso forçador. Se
não for, conclua a etapa 12.

12. Usando um martelo de 5 lb, raspe fortemente a


extremidade do parafuso forçador para quebrar a junta
do LOCTITE® 680 e soltar o cubo do amortecedor
Aplicação de Torque ao Parafuso Forçador
da ponta do virabrequim.
13. Remova a placa do extrator JDG11083, o parafuso E—Placa do Extrator G—-4- Parafusos — Extrator ao
forçador e os 4 parafusos do extrator da face do cubo JDG11083P2 Cubo do Amortecedor
do amortecedor. F— Parafuso Forçador

14. Segurando o cubo do amortecedor, remova o parafuso


especial JDG11083P1 da ponta do virabrequim.
Remova o cubo e deixe de lado.
15. Usando um desengraxante adequado, limpe todo o
composto de fixação da ponta do virabrequim e do
furo do cubo do amortecedor.
Loctite é uma marca registrada da Henkel Corporation
RE42287,0000DB2 -54-30MAY12-3/3

CTM408 (12FEB14) 02-040-14 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=168
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Remoção da Luva de Desgaste e da Vedação


de Óleo Dianteira do Virabrequim
IMPORTANTE: Sempre que a vedação de óleo
dianteira for substituída, a luva de desgaste
também deverá ser substituída.

NOTA: Se for necessário remover a tampa da engrenagem


de sincronismo do motor, remova a vedação
dianteira e a luva de desgaste após a remoção da
tampa da engrenagem de sincronização.

RG6471 —UN—05DEC97
Puncionamento da Carcaça da Vedação de Óleo Dianteira

RE38635,0000060 -54-19JUN07-1/5

Remoção da Vedação de Óleo Dianteira:


1. Verifique se há desgastes, danos ou vazamentos na
vedação de óleo e na luva de desgaste.
2. Puncione a carcaça da vedação na posição de 12
horas.

RG6472 —UN—05DEC97
3. Faça um furo de 3,175 mm (1/8 in.) na carcaça.

Furação na Frente da Carcaça da Vedação de Óleo

RE38635,0000060 -54-19JUN07-2/5

4. Usando o Extrator de Vedação JDG719 junto com a


Haste JDE38-2, o Martelo JDE38-3 e um parafuso de
metal, remova a vedação.

RG6473 —UN—05DEC97
5. Remova a chaveta da ranhura do virabrequim.

Remoção da Vedação de Óleo Dianteira

Continua na próxima página RE38635,0000060 -54-19JUN07-3/5

CTM408 (12FEB14) 02-040-15 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=169
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Remoção da Luva de Desgaste Usando JDG10544:


1. Introduza do parafuso de centralização (A) na
extremidade sextavada (B) do Extrator da Luva de

RG6753 —UN—05DEC97
Desgaste Dianteira JDG10544 até que a cabeça do
parafuso esteja aproximadamente 1/2 polegada na
parte sextavada do extrator.
2. Rosqueie o parafuso de centralização na ponta do
virabrequim até alcançar o fundo. Voltar o parafuso
uma volta completa após alcançar o fundo.
Montagem do Extrator para Remoção da Luva de Desgaste Dianteira
3. Aperte a extrator até que esteja firmemente
rosqueado na luva de desgaste. Voltar o parafuso
de centralização uma volta completo e apertar
novamente o extrator na luva de desgaste.
4. Remova o parafuso de centralização da ponta do
virabrequim e do extrator.

RG7728 —UN—05DEC97
A—Parafuso de Centralização B—Extremidade Sextavada do
Extrator

Instalação do Extrator para Remoção da Luva de Desgaste Dianteira

RE38635,0000060 -54-19JUN07-4/5

5. Instale parcialmente o parafuso extrator (A) no extrator


e aperte até alcançar o fundo na ponta do virabrequim.
Não há encaixe de roscas no virabrequim; apenas
com o extrator.
6. Continue apertando o parafuso até que o extrator e

RG7729 —UN—05DEC97
a luva de desgaste estejam removidos do flange do
virabrequim.
7. Inspecione se há rebarbas ou entalhes no flange do
virabrequim. Limpe o flange com uma lixa fina.
8. Meça o desvio do orifício da vedação de óleo dianteira
na tampa da engrenagem de sincronização e compare
com as seguintes especificações. Remoção da Luva de Desgaste Dianteira

Especificação
A—Parafuso Forçador
Furo de Vedação do
Óleo Dianteiro do
Virabrequim na Tampa
da Engrenagem de
Sincronização—Empeno
radial máximo............................................ 0,254 mm (0.010 in.) Máximo
RE38635,0000060 -54-19JUN07-5/5

CTM408 (12FEB14) 02-040-16 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=170
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Remoção da Tampa da Engrenagem de


Sincronização—Motor Removido
1. Remova a bandeja de óleo do motor. Remova o
conjunto da bomba de óleo do motor se o virabrequim
for removido.
2. Desconecte o conector do sensor de rotação
(mostrado desconectado) do sensor (C).
3. Remova a tampa da engrenagem de acionamento da
bomba injetora (E).
4. Desconecte a tubulação do líquido de arrefecimento

RG13967 —UN—16FEB05
EGR (B) e remova a tampa da bomba do líquido de
arrefecimento (D) com o tubo de derivação do líquido
de arrefecimento. Remova e descarte as juntas.
5. Remova o conjunto do acionamento auxiliar dianteiro,
se equipado. Consulte REMOVA, INSPECIONE E
INSTALE O ACIONADOR AUXILIAR ACIONADO POR
ENGRENAGEM DO VIRABREQUIM no Grupo 050. Remoção da Tampa da Engrenagem de Sincronização
6. Remova os parafusos remanescentes e remova a
tampa da engrenagem de sincronização com a bomba B—Linha de Retorno do D—Tampa da Bomba de
do líquido de arrefecimento. Remova e descarte a Líquido de Arrefecimento Líquido de Arrefecimento
junta. da EGR E—Tampa da Bomba de
C—Alojamento do Termostato Combustível
7. Remova a vedação de óleo dianteira da tampa da e Tubo de Derivação
engrenagem de sincronização e descarte a vedação.
8. Remova a luva de desgaste dianteira do flange do
virabrequim e descarte a luva.
RE38635,000000D -54-17MAY05-1/1

Inspeção e Medição do Volante o mancal de encosto ao medir a face do


volante ou do alojamento.
1. Inspecionar a face de contato da embreagem quanto
a arranhões, superaquecimento ou rachaduras. 3. Meça o desvio da face do alojamento do volante, a
Substitua o volante em caso de defeito. planicidade da face do volante e a concentricidade
2. Examine a engrenagem anelar do volante quanto do furo do mancal piloto, como descrito mais adiante
a desgaste ou dentes quebrados. Substitua a neste grupo. Retifique novamente a face do volante
engrenagem anelar se defeituosa, conforme descrito ou substitua conforme necessário.
mais tarde neste grupo.
IMPORTANTE: Mantenha a pressão constante
no virabrequim para manter o eixo contra
RG,RG34710,1158 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-17 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=171
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Verificação do Desvio da Face do Alojamento


do Volante
1. Monte o mostrador no volante. Ajuste o ponteiro
para que toque a superfície de montagem da TDP no
alojamento do volante em ângulos retos. O ponteiro
não deve tocar nos furos no alojamento do volante.

R22212 —UN—14DEC88
IMPORTANTE: Mantenha a pressão constante no
virabrequim para manter o eixo contra o
mancal de encosto ao medir o desvio da
face do alojamento do volante.

2. Movimente o volante girando o eixo de manivelas. Verificação do Desvio da Face do Alojamento do Volante
Leia o deslocamento total do mostrador.
Especificação
Superfície de Alojamento
do Volante—Desvio..................Variação Máxima de 0,20 mm (0.008 in.)

RG,RG34710,1159 -54-23OCT97-1/1

Verificação da Planicidade da Face do


Volante
1. Monte a base do mostrador na caixa do volante.
Posicione o ponteiro para contatar a superfície de
montagem do anel de alinhamento. Não deixe o
ponteiro contatar os furos de montagem do anel de

R22213 —UN—14DEC88
alinhamento.
IMPORTANTE: Dar pressão constante no eixo de
manivelas para manter o eixo contra o mancal
de escora ao medir o desvio da face do volante.

2. Movimente o volante girando o eixo de manivelas.


Leia o deslocamento total do mostrador. Retifique
novamente a face do volante ou substitua conforme
necessário. Especificação
Superfície do
Volante—Nivelamento...................Variação Máxima 0,23 mm (0.009 in.)
Nivelamento...............................Variação Máxima de 0,013 mm (0.0005
in.) por 25 mm (1.0 in.) de Curso

RG,RG34710,1160 -54-23OCT97-1/1

Verifique a Concentricidade do Furo do


Mancal guia
1. Monte o mostrador na face do alojamento do volante
e posicione o ponteiro para contatar o DI do furo do
rolamento piloto no volante.
R22214 —UN—14DEC88

2. Movimente o volante girando o eixo de manivelas.


Leia o deslocamento total do mostrador.
Especificação
Furo do Rolamento Piloto
do Volante—Concentrici-
dade.......................................Variação Máxima de 0,127 mm (0.005 in.)
Verificação do Furo do Rolamento Piloto do Volante

RG,RG34710,1161 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-18 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=172
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Remova o Volante
CUIDADO: O volante é pesado. Planeje
um procedimento de levante adequado
para evitar ferimentos.

RG10213 —UN—23JUN99
NOTA: Os alojamentos de volantes SAE1 DEVEM SER
removidos antes que o volante possa ser removido
do motor. Consulte REMOÇÃO DO ALOJAMENTO
DO VOLANTE SAE 1, posteriormente neste grupo.

1. Remova dois parafusos de fixação do volante (A) e


instale dois prisioneiros pilotos em seus lugares.
Remoção do Volante
2. Remova os parafusos restantes, o cubo do
acionamento (se equipado) e puxe cuidadosamente A—Parafusos com cabeça
o volante do virabrequim.
3. Verifique a condição do pino-guia no flange traseiro
do virabrequim. O pino-guia não deve estar trincado Especificação
ou lascado. Meça a protrusão do pino-guia pela Pino Guia do Virabre-
face do flange. Se o pino-guia estiver danificado quim—Protrusão...............................13,5—14,5 mm (0.53—0.57 in.) da
ou a protrusão não estiver de acordo com as Flange Traseira do Virabrequim
especificações, substitua o pino-guia.
NOTA: Ao substituí-lo, o virabrequim deve ser removido
para evitar danos aos mancais de encosto.
RG,RG34710,1162 -54-10JUN99-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-19 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=173
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Remoção do Volante (6090AFM75,


6090HFG86 e 6090SFM75)
Ferramentas:
• Não são requeridas ferramentas especiais
Consumíveis:
• Trava-rosca de média resistênciaLoctite® 242

RG17028 —UN—19AUG09
CUIDADO: O volante é pesado. Planeje um
procedimento de Levante adequado para
evitar acidentes pessoais.

1. Remova dois parafusos de montagem do volante (A)


e instale dois pinos-guia em seu lugar.
Remoção do volante do motor
2. Remova os demais parafusos e puxe cuidadosamente
o volante (B) do virabrequim.
3. Verifique a condição do pino-guia (C) no flange
traseiro do virabrequim. O pino-guia não deve estar
trincado ou lascado. Meça a ressalto do pino-guia pela
face do flange. Se o pino-guia estiver danificado ou a
ressalto não estiver de acordo com as especificações,
substitua o pino-guia.

RG16694 —UN—19AUG09
NOTA: Ao substituí-lo, o virabrequim deve ser removido
para evitar danos aos rolamentos axiais.
Especificação
Pino-guia do
Virabrequim—Saliência........................ 11—11,5 mm (0.43—0.45 in.) do
Flange Traseiro do Virabrequim

A—Parafusos C—Pino Guia


B—Volante

Loctite é uma marca registrada da Henkel Corporation


RE42287,0000DB5 -54-30MAY12-1/1

Remova o Alojamento do Volante SAE 1 2. Remova o alojamento do volante.

CUIDADO: O alojamento do volante é pesado. 3. Verifique se há danos nas roscas dos furos de
Planeje um procedimento de levante adequado montagem do alojamento do volante.
para evitar ferimentos.

1. Retire os parafusos com tampão de fixação.


RG,RG34710,1163 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-20 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=174
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Remova o Alojamento do Volante SAE 2 e 3

CUIDADO: O alojamento do volante (A) é


pesado. Planeje um procedimento de levante
adequado para evitar ferimentos.

RG10214 —UN—23JUN99
NOTA: O volante DEVE ser removido antes da
remoção dos alojamentos dos volantes SAE
2 ou 3. Consulte REMOÇÃO DO VOLANTE,
anteriormente neste grupo.

1. Remova os parafusos de fixação do alojamento do


volante. Remoção do Alojamento do Volante
2. Remova o alojamento do volante.
A—Cobertura do volante do
3. Verifique se há danos nas roscas dos furos de motor
montagem do alojamento do volante.
RG,RG34710,1164 -54-23OCT97-1/1

Substitua a Engrenagem Anelar do Volante

CUIDADO: O óleo ou seus gases podem entrar


em combustão acima de 193°C (380°F). Use um
termômetro e não exceda 182°C (360°F). Não
permita que uma chama ou um elemento de

T90596 —UN—14OCT88
aquecimento fique em contato direto com o
óleo. Aqueça o óleo numa área bem ventilada.
Planeje um procedimento seguro de execução
para evitar queimaduras.

1. Se a engrenagem anelar estiver danificada, coloque o


volante sobre uma superfície plana sólida. Remoção da Engrenagem Anelar do Volante
2. Remova a engrenagem anelar com um pino de latão
e um martelo.
IMPORTANTE: Se for usado calor de chama,
verifique se a engrenagem está aquecida
uniformemente em volta da circunferência.

RG3838 —UN—14OCT88
NÃO SUPERAQUEÇA O superaquecimento
pode prejudicar o tratamento térmico original
da engrenagem. CONSULTE O AVISO.

3. Aqueça a nova engrenagem para 148°C (300°F)


usando óleo aquecido, aquecimento em estufa ou
aquecimento por chama.
Instalação da Engrenagem Anelar do Volante
4. Instale a engrenagem anelar no rebaixo do volante,
de forma que o lado chanfrado (A) fique no lado do A—Lado Chanfrado
motor do volante.
RG,RG34710,1165 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-21 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=175
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Remoção do Alojamento da Vedação de Óleo


Traseira—Motor Removido
1. Remova o volante. Consulte REMOVA O VOLANTE
neste grupo.
2. Remova a bandeja de óleo do motor. Consulte
REMOVA A BANDEJA DE ÓLEO no Grupo 060.

RG14065 —UN—17MAR05
3. Remova oito parafusos de cabeça hemisférica (A)
do conjunto de vedação traseira (B). Remova o
conjunto da vedação de óleo traseira e luva de
desgaste. Consulte REMOVA A VEDAÇÃO DE
ÓLEO TRASEIRA DO VIRABREQUIM E A LUVA DE
DESGASTE neste grupo.
IMPORTANTE: sempre que a vedação de óleo traseira Remoção da Vedação Traseira do Virabrequim e Luva de Desgaste
for substituída, também substitua a luva de
desgaste como um conjunto combinado.

4. Remova seis parafusos do soquete (C) do alojamento


de vedação traseira (D). Remova o alojamento do
flange no bloco dos cilindros.

RG14066 —UN—17MAR05
IMPORTANTE: o melhor método de remover a luva
de desgaste é com o Extrator da Luva de
Desgaste Traseira JDG1020. Se remover a luva
de desgaste com um formão, NÃO faça um
buraco no flange do virabrequim. Entalhes ou
rebarbas devem ser removidos com um rebolo
de grana média. Pode-se ainda usar uma lixa
Remova o Alojamento da Vedação Traseira do Virabrequim
de polimento (grana 180 ou mais fina) quando
um rebolo não estiver disponível.
A—Parafusos de Cabeça C—Parafusos de Soquete de
5. Remova a luva de desgaste traseira do flange do Hemisférica da Vedação Alojamento da Vedação
Traseira do Virabrequim Traseira do Virabrequim
virabrequim. B—Conjunto da Vedação D—Alojamento de Vedação
Traseira do Virabrequim Traseira do Virabrequim

RE38635,000007E -54-17MAR05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-22 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=176
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Remoção das Tampas do Mancal Principal


IMPORTANTE: Antes de remover as tampas dos
mancais principais (A), verifique se o torque está
correto em todos os mancais principais. Além
disso, verifique todas as tampas de mancal para

RG10216 —UN—01SEP09
ter certeza de que estejam numeradas para
remontagem nas mesmas sedes numeradas
dos mancais principais. Mantenha os mancais
principais casados com sua respectiva tampa
para comparação com o munhão do virabrequim
(desgaste da superfície) dele removido.
Se houver setas impressas nas tampas dos Verificação de Torques antes de Remover as Tampas
mancais principais, observe a direção que elas dos Mancais Principais
estão apontando para auxiliar na remontagem.

NOTA: Ao remover os mancais principais e as tampas,


deixe as tampas 1 e 7 instaladas até que todas
as tampas de biela tenham sido removidas.

RG10217 —UN—01SEP09
1. Remova os parafusos das tampas dos mancais
principais.
2. Instale o Extrator JDG1069 (B), de forma que as
pontas (C) das hastes do extrator de furo cego fiquem
abaixo da metade da tampa do mancal.
3. Aperte firmemente o pino sextavado do atuador
enquanto segura a parte da pinça da haste do extrator Instalação do Extrator de Tampa do Mancal Principal
com a segunda chave.
4. Aperte manualmente os dois parafusos (D) no bloco
transversal.

A—Tampas dos Mancais C—Pontas


Principais D—Parafusos

RG10218 —UN—01SEP09
B—Extrator

Aperto do Extrator de Tampa do Mancal Principal

Continua na próxima página RE38635,00000CC -54-15JUN11-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-23 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=177
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

5. Prenda o Martelo Deslizante D01300AA (A) no bloco


transversal e aperte firmemente a porca.
NOTA: Os parafusos do mancal principal são itens a
serem utilizados apenas uma vez.

RG10219 —UN—01SEP09
6. Remova a tampa do mancal principal deslizando-a
para cima no peso do martelo. Deixe a tampa do
mancal de lado, na ordem em que foi removida.
Descarte os parafusos das tampas dos mancais
principais.
7. Use PLASTIGAGE® para medir o espaço de
lubrificação entre o munhão e o mancal em
Uso do Martelo Deslizante para Soltar a Tampa do Mancal
todos os mancais principais, à medida que forem
removidos. Consulte VERIFICAÇÃO DO ESPAÇO
DE LUBRIFICAÇÃO DO MANCAL PRINCIPAL,
posteriormente neste grupo.

A—Martelo Deslizante

RG10220 —UN—01SEP09
Remoção da Tampa do Mancal Principal

PLASTIGAGE é uma marca comercial registrada da DANA Corp.


RE38635,00000CC -54-15JUN11-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-24 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=178
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Verifique o Espaço de Óleo do Mancal


Principal
O uso do PLASTIGAGE® determinará o desgaste entre
o mancal e o munhão (espaço de lubrificação), mas não
determinará a condição das superfícies do mancal ou do
munhão.
1. Coloque uma tira de PLASTIGAGE® no centro
da tampa do mancal principal (com inserto), de

RG10237 —UN—19AUG09
aproximadamente 3/4 da largura do mancal.
2. Use óleo (SAE30) no PLASTIGAGE® para evitar
manchas.
3. Instale a tampa e aperte de acordo com as
especificações.
Especificação Verificação do Espaço de Lubrificação do Mancal Principal
Tampas do Mancal
Principal—Torque....................................................... 230 N·m (170 lb-ft)
Especificação
4. Remova a tampa e compare a largura do Mancal Principal
PLASTIGAGE® com a escala fornecida na do Virabrequim ao
embalagem para determinar o espaço de lubrificação. Mancal—Espaço de
Óleo........................................0,030 — 0,107 mm (0.0012 — 0.0042 in.)

PLASTIGAGE é uma marca registrada da DANA Corp.


RG,RG34710,1169 -54-24JUN99-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-25 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=179
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Remova as Tampas da Biela e o Virabrequim


1. Gire o virabrequim utilizando a Ferramenta de Giro do
Volante JDG820 ou JDE81-1 até as tampas da biela
serem removidas facilmente. Você poderá remover as
tampas das bielas em cada posição.

RG10209 —UN—28AUG09
2. Remova todas as tampas das bielas (A) com
rolamentos (B), depois remova os rolamentos e as
tampas dos rolamentos principais No. 1 e 7. Consulte
REMOVA OS PISTÕES E CONJUNTOS DE BIELAS
no Grupo 030.

CUIDADO: O virabrequim é muito pesado. Remoção de Tampas de Bielas:


Planeje um procedimento de manuseio seguro
para evitar acidentes pessoais.

NOTA: instale um parafuso em cada extremidade do


virabrequim para auxiliar a sua elevação.

3. Instale um parafuso de fixação em cada extremidade

RG10222 —UN—19AUG09
do virabrequim e coloque um tirante de suspensão
ao virabrequim conforme a figura. Usando um
equipamento de elevação adequado, suspenda
cuidadosamente o eixo de manivelas, removendo-o
do bloco de cilindros.
4. Limpe o virabrequim, especialmente as passagens de
óleo, usando solvente e ar comprimido. Remoção do Virabrequim

5. Coloque o virabrequim em blocos V limpos.


A—Tampas da Biela B—Mancal
6. Remova a luva de desgaste traseira do flange do
virabrequim, caso não o tenha feito antes, utilizando
um dos seguintes métodos: • Utilize o martelo bola e bata de leve na luva de
desgaste em toda sua extensão em uma linha reta
• Use um Extrator de Luva de Desgaste (a mesma (para deformar e esticar a luva).
ferramenta para os motores 6125) para remover a • Risque (mas não corte) a luva de desgaste em vários
luva de desgaste do virabrequim, conforme descrito lugares em volta do D.E. com um formão cego.
antes neste grupo. Posicione os mancais na biela
do virabrequim em blocos V para que o virabrequim
não gire enquanto a luva de desgaste é removida.
RE38635,000007F -54-02SEP08-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-26 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=180
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Virabrequim — Inspeção
NOTA: Se forem detectados danos no amortecedor do
virabrequim durante a desmontagem, o virabrequim
deverá ser inspecionado com magnaflux. Esse
procedimento indicará se há trincas ou fissuras
microscópicas. Consulte INSPEÇÃO DO
AMORTECEDOR DE VIBRAÇÃO neste grupo.

1. Limpe completamente o virabrequim. Elimine


restrições em todas as passagens de óleo.
2. Inspecione o virabrequim quanto a sinais de tensão
de carga, trincas, arranhões nos munhões. Verifique
também cada munhão quanto à existência de

RG5093 —UN—05DEC97
superaquecimento ou descoloração excessivos. Se
uma dessas condições existir, substitua o eixo de
manivelas pois o tratamento térmico pode ter sido
prejudicado.
3. Inspecione a engrenagem do virabrequim (frontal)
e a engrenagem de acionamento da bomba
de óleo (traseira) quanto a trincas, dentes Inspeção do Virabrequim
lascados ou desgaste excessivo. Substitua
a(s) engrenagem(ns) conforme necessário.
Consulte SUBSTITUIÇÃO DA ENGRENAGEM A—Furos do Munhão da Biela B—Filetes do Munhão
DO VIRABREQUIM e SUBSTITUIÇÃO DA
ENGRENAGEM DE ACIONAMENTO DA BOMBA DE
ÓLEO (VIRABREQUIM) posteriormente neste grupo. 7. Verifique cuidadosamente o eixo de manivelas
quanto a rachaduras na área dos furos do munhão
4. Inspecione a chaveta quanto à existência de trincas
da biela (A) e nos filetes do munhão(B). Substitua o
ou desgaste. Substitua o virabrequim conforme
eixo de manivelas se forem encontradas quaisquer
necessário.
rachaduras.
5. Inspecione cuidadosamente o cubo traseiro do
IMPORTANTE: Pequenas rachaduras podem não ser
virabrequim na área da superfície de contato da luva
visíveis. Use um método, como o de Partículas
de desgaste quanto à existência de superfície áspera
Magnéticas Fluorescentes. Esse método
ou ranhurada. Qualquer imperfeição encontrada
magnetiza o virabrequim, usando partículas
resultará em vazamentos de óleo. Pequenas cristas
magnéticas fluorescentes que brilham sob
podem ser eliminadas com lixas fina ou lixa d’água.
uma "luz negra". O eixo de manivelas deve
6. Verifique cada munhão quanto à existência de ser desmagnetizado após a inspeção.
superaquecimento ou descoloração excessivos. Se
uma dessas condições existir, substitua o eixo de
manivelas pois o tratamento térmico pode ter sido
prejudicado.
RG,RG34710,1171 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-27 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=181
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Medição do D.I. do Conjunto de Rolamentos


e D.E. dos Mancais do Virabrequim
NOTA: inspecione e meça também o D.I. do conjunto dos
rolamentos da biela. Compare as medições com o
D.E. dos mancais da biela no virabrequim. Consulte
INSPECIONE E MEÇA OS ROLAMENTOS
DA BIELA no Grupo 030.

RG10223 —UN—18JUN99
1. Com o virabrequim removido do motor, instale as
tampas do rolamento principal com os seus insertos.
Verifique se o insertos estão instalados corretamente.
2. Aperte os parafusos do rolamento principal de acordo
com a especificação.
Especificação
Parafusos dos Medição dos Rolamentos Principais
Mancais Principais do
Virabrequim—Torque A
Inicial............................................................................ 122 N•m (90 lb-ft)
120˚
3. Após o torque inicial, gire os parafusos com cabeça
do rolamento principal em mais 120 graus.
4. Meça o D.I. de todos os rolamentos montados em
quatro locais distantes 90° com um micrômetro
interno. Compare as medições com as seguintes
especificações.
Especificação
Rolamento Principal do
Virabrequim—DI Com
Rolamentos........................95,270 — 95,320 mm (3.7508 — 3.7528 in.)
DI Sem Rolamentos ...............................................................101,651 —
101,677 mm (4.0020 — 4.0030 in.)

A—Frente do Motor

RG14068 —UN—29MAR05
Giro do Torque dos Parafusos da Tampa do Rolamento Principal

Continua na próxima página RE38635,0000080 -54-17MAR05-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-28 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=182
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

5. Meça o D.E. de todos os mancais principais do


virabrequim em quatro locais distantes 90°. Compare
as medições com as seguintes especificações.
Especificação
Mancal Principal do
Virabrequim—DE...............95,196 — 95,222 mm (3.7479 — 3.7490 in.)

NOTA: nesse momento, os rolamentos muito grandes


ou muito pequenos não estão disponíveis para
serviço. Entretanto, a folga de óleo deve ser de
0,030—0,107 mm (0.0012-0.0042 in.). Substitua
os rolamentos se for preciso.

Use as medições do D.E. do mancal do virabrequim


para determinar se o mancal está excêntrico ou cônico.

RG10224 —UN—18JUN99
Especificação
Mancal Principal do Vi-
rabrequim—Conicidade
por 25,4 mm (1.0 in.) de
comprimento........................................................ 0,0025 mm (0.0001 in.)
Ovalização............................................................ 0,025 mm (0.0010 in.)
Medição dos Mancais Principais do Virabrequim

RE38635,0000080 -54-17MAR05-2/2

Especificações do Furo de Linha da Tampa


do Rolamento Principal
Se qualquer D.I. do conjunto da tampa no rolamento
principal não estiver de acordo com as especificações,
as tampas de rolamentos em branco (genéricos) estarão
disponíveis e devem estar furadas em linha de acordo
com as especificações. Substitua as tampas do rolamento
principal conforme necessário.

RG10223 —UN—18JUN99
1. Meça a largura da superfície da tampa do rolamento.
Especificação
Tampa do Rolamento
Principal do
Virabrequim—Largura
da Superfície..............................36,28 — 36,78 mm (1.428 — 1.448 in.)
Medição dos Furos da Tampa do Rolamento Principal
2. Com o virabrequim removido do bloco dos cilindros,
instale as tampas do rolamento principal sem os seus
insertos.
Continua na próxima página RE38635,0000081 -54-17MAR05-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-29 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=183
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

3. Aperte os parafusos de cabeça do mancal principal de


acordo com a especificação. A
Especificação 120˚
Parafusos dos
Mancais Principais do
Virabrequim—Torque
Inicial............................................................................ 122 N•m (90 lb-ft)

4. Após o torque inicial de 122 N•m, gire os parafusos


em mais 120° conforme a figura.
5. Meça o D.I. de todas as tampas do rolamento com
um micrômetro interno. O D.I. da tampa do rolamento
principal deve ser o seguinte:
Especificação
DI do Conjunto
do Rolamento
Principal—Diâmetro
Interno................................95,270 — 95,320 mm (3.7508 — 3.7528 in.)

RG14068 —UN—29MAR05
Se qualquer D.I. do conjunto da tampa no rolamento
principal não estiver dentro das especificações, as
tampas de rolamentos em branco (genéricos) estarão
disponíveis e devem estar furadas em linha de acordo
com as especificações de acabamento. Substitua as
tampas do rolamento principal conforme necessário.
Giro do Torque dos Parafusos da Tampa do Rolamento Principal
IMPORTANTE: a perfuração em linha da tampa do
rolamento principal deve ser feita SOMENTE por
pessoal experiente com equipamentos capazes
de manter as especificações de furo.
Especificação
Furo da Tampa do
Rolamento Principal—DI
Sem Rolamentos
(Padrão)..................................................................................101,651 —
101,677 mm (4.0020 — 4.0030 in.)
Variação de Diâmetro ............................. 0,013 mm (0.0005 in.) máximo
Diâmetro Cônico..................................... 0,008 mm (0.0003 in.) máximo
Variação de Linearidade
(Qualquer Furo a Furo
Adjacente) .............................................. 0,038 mm (0.0015 in.) máximo
Variação de Linearidade
(5 Furos de Centro a Furo
de Extremidade) ..................................... 0,076 mm (0.0030 in.) máximo
Linha Central do Furo ao
Cabeçote ...........................352,35 — 352,50 mm (13.872 — 13.878 in.)
RE38635,0000081 -54-17MAR05-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-30 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=184
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Especificações de Peça Nova do Mancal de


Encosto
IMPORTANTE: Instale o mancal de encosto no
bloco de cilindros e aperte de acordo
com a especificação antes de retificar
ou polir as superfícies de encosto, a fim
de garantir que todas as superfícies no
rolamento ou na estrutura do bloco estejam
corretamente alinhadas.

Especificação
A — Folga da Arruela de
1
Encosto —DE do Círculo
Base.......................................129,286 — 130,810 mm (5.09 — 5.15 in.)
B — Tampa do Mancal
de Encosto—Largura da
Superfície...................................37,44 — 37,54 mm (1.474 — 1.478 in.)
C — Folga da Arruela
de Encosto— Ângulo de

RG5269 —UN—20NOV97
Alívio....................................................................................................45°
D — Tampa do Mancal de
Encosto—Largura Total (
—1995).......................................41,81 — 42,31 mm (1.646 — 1.666 in.)
Largura Total (1995—)...............39,16 — 39,66 mm (1.542 — 1.561 in.)

O desvio máximo da superfície de encosto é o seguinte:


Medições do Mancal de Encosto
Especificação
Superfície do Rolamento
de Encosto—Desvio A—Círculo da Base da Folga C—Ângulo de Alívio
Máximo.................................................................... 0,25 mm (0.0010 in.) da Arruela de Encosto D—Largura Total da Tampa do
B—Espessura da Superfície de Mancal
Encosto

1
As superfícies de encosto (arruela) na tampa do mancal
devem ser planas em relação às superfícies de encosto (arruela)
de contato no bloco de cilindros.
RG,RG34710,1174 -54-10JUN99-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-31 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=185
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Substituição da Engrenagem de
Acionamento da Bomba de Óleo
(Virabrequim)
IMPORTANTE: Proteja todas as superfícies usinadas
do virabrequim contra detritos de retificação e
respingo de solda ao remover a engrenagem
antiga e instalar a nova. NÃO use maçarico
para remover a engrenagem com defeito.

1. Usando um rebolo de retificação giratório ou um disco


separador, retifique os cordões de solda (A) até que
fiquem nivelados com o flange do virabrequim.
2. Remova a engrenagem (B) batendo alternadamente a
engrenagem em cada local de solda com um pino de
latão e um martelo de chumbo macio.
3. Após a remoção da engrenagem, limpe o DE do
flange do virabrequim e remova todas as rebarbas
ou cordões de solda restantes para eliminar a
interferência ao instalar a nova engrenagem.

RG5018 —UN—05DEC97
CUIDADO: O óleo ou seus gases podem
entrar em combustão acima de 193°C (380°F).
Use um termômetro e não exceda 182°C
(360°F). Não permita que um elemento de
aquecimento fique em contato direto com
o óleo. Aqueça o óleo em uma área bem
Remoção da Engrenagem de Acionamento da Bomba
ventilada. Planeje um procedimento seguro de de Óleo do Virabrequim
execução para evitar queimaduras.

IMPORTANTE: NÃO SUPERAQUEÇA A A—Cordões de Solda B—Engrenagem


ENGRENAGEM. CONSULTE O AVISO. O
superaquecimento também pode prejudicar o
tratamento térmico da engrenagem. engrenagem deve ficar voltada para a extremidade
do volante do virabrequim.
4. Aqueça a engrenagem do virabrequim a 148°C (300°F)
usando óleo aquecido ou aquecimento em forno. 6. Solde dois cordões de 25,4 mm (1 in.), de acordo com
a ilustração, usando uma haste de soldagem 7018
5. Acione a engrenagem no flange do virabrequim até com diâmetro de 1/8 in. Retifique o excesso de solda
nivelá-la com o rebaixo. para eliminar a possibilidade de interferência no bloco
de cilindros.
NOTA: Ao acionar a bomba de óleo no flange do
virabrequim, a borda chanfrada dos dentes da
RG,RG34710,1177 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-32 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=186
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Substituição da Engrenagem da Cambota


NOTA: Remova a engrenagem do virabrequim apenas no instalado no motor. Caso contrário, os mancais
caso de substituição. Não é necessário remover a de encosto poderão ser danificados.
engrenagem para a remoção do virabrequim.
Se for usado calor de chama, verifique se a
1. Instale o Protetor de Rosca JDG787 na extremidade engrenagem está aquecida uniformemente em
do virabrequim. volta da circunferência. NÃO SUPERAQUEÇA
Consulte o AVISO. O superaquecimento
2. Proteja a superfície da luva de desgaste do também pode prejudicar o tratamento
virabrequim com fita crepe. térmico da engrenagem.
3. Remova a engrenagem do virabrequim usando o 7. Aqueça a engrenagem do virabrequim (se removida) a
Extrator 1D01251AA ou um extrator equivalente. 148°C (300°F) usando óleo aquecido ou aquecimento
4. Descarte a engrenagem após a remoção. em forno.

5. Remova a chave Woodruff da chaveta do virabrequim. 8. Instale a chave Woodruff no virabrequim.

6. Remova a fita crepe. 9. Coloque a engrenagem no flange do virabrequim.


Verifique se a chave no virabrequim está
adequadamente alinhada à chaveta na engrenagem.
CUIDADO: O óleo ou seus gases podem
entrar em combustão acima de 193°C (380°F). IMPORTANTE: Ao instalar a engrenagem, não faça
Use um termômetro e não exceda 182°C um sulco ou entalhe no flange do virabrequim.
(360°F). Não permita que um elemento de
aquecimento fique em contato direto com 10. Use o Acionador JDH7 para encaixar firmemente a
o óleo. Aqueça o óleo em uma área bem engrenagem no flange.
ventilada. Planeje um procedimento seguro de
execução para evitar queimaduras. 11. Depois que a engrenagem esfriar, assente-na
novamente usando o Acionador JDH7.
IMPORTANTE: A engrenagem do virabrequim deve
ser instalada no virabrequim antes que ele seja
1
Parte do D01047AA 17-1/2 e do Conjunto do Extrator de 30 Toneladas.
RG,RG34710,1178 -54-01JUL09-1/1

Inspecione os Rolamentos de Encosto


Inspecione as superfícies de encosto dos rolamentos
de encosto e do mancal de encosto no virabrequim e
substitua conforme necessário.

Rolamento de Encosto Principal 6090 RG14188 —UN—18MAY05

RE38635,000000E -54-19MAY05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-33 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=187
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Instale os Mancais Principais e Virabrequim


IMPORTANTE: Se novos insertos de rolamentos
principais ou arruelas de encosto forem
instalados, devem ser instalados como
um conjunto combinado.

Durante a montagem, passe bastante óleo limpo de motor:


• Diâmetro interno dos insertos do rolamento principal e
do rolamento de encosto
• Todo o diâmetro externo do munhão do mancal principal
do virabrequim
1. Instale os seis insertos das bronzinas no bloco, exceto
o inserto da bronzina de encosto No. 5. Certifique-se
de que as abas de localização dos insertos estejam
posicionadas corretamente com a fenda na estrutura
do bloco.

RG14073 —UN—18MAR05
2. Instale o inserto do rolamento axial principal No. 5
no bloco.
3. Certifique-se de que os furos de lubrificação da
sede do rolamento principal estejam alinhados
corretamente com os furos de lubrificação dos insertos
dos rolamentos.
Conjunto do Virabrequim e Rolamento

Continua na próxima página RE38635,00000CD -54-15JUN11-1/3

CTM408 (12FEB14) 02-040-34 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=188
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

CUIDADO: O virabrequim é pesado. Planeje


um procedimento de elevação adequado
para evitar lesões.

4. Posicione com cuidado o virabrequim nos insertos do


rolamento principal utilizando um guincho e uma linga

RG10222 —UN—19AUG09
de suspensão.
NOTA: Os parafusos do mancal principal são itens a
serem utilizados apenas uma vez.

5. Mergulhe os novos parafusos (A) da tampa do mancal


principal em óleo de motor limpo. Aguarde que o
excesso de óleo goteje dos parafusos. Aplique uma Instalação do Virabrequim
boa quantidade de óleo nos insertos do rolamento nas
tampas.
6. Monte os parafusos nas tampas do mancal principal
e instale cada tampa do mancal (B) com os mancais
montados (C) com os recessos e abas alinhados
na ordem correspondente. Verifique se as abas do

RG10226 —UN—18JUN99
rolamento se encaixam antes de apertar os parafusos.
NOTA: Verifique se as tampas estão instaladas nas
saliências do mancal de onde foram removidas.
Os números (D) gravados nas tampas devem
estar no mesmo lado dos números do bloco.
As tampas de mancal têm os números 1 a 7
gravados na parte superior e as peças fundidas Instalação das Capas do Mancal Principal
do bloco têm apenas números dos cilindros 1
e 7 gravados para referência.
Se existir uma seta (E) na tampa, ela ficará, em
geral, no lado do comando de válvulas do bloco
e deve estar voltada para a frente do motor.

RG11640 —UN—31AUG09
Se as tampas dos rolamentos forem alargadas,
certifique-se de que as tampas dos rolamentos
tenham números estampados nelas.

IMPORTANTE: Não use chaves pneumáticas para


instalar os parafusos do mancal principal,
pois poderá danificar as roscas.
Tampa do Mancal Principal Gravada
7. Antes de apertar os parafusos nas tampas dos
mancais principais, alinhe os flanges axiais superior A—Parafuso com Arruela D—Número do Cilindro
e inferior nos mancais axiais. Utilize um martelo de B—Tampa do Mancal Gravado
C—Mancal E—Seta Gravada
cabeça macia para bater de leve na traseira e depois
na dianteira do virabrequim para alinhar os flanges
dos mancais axiais.
9. Force delicadamente o virabrequim para trás e em
8. Aperte os parafusos dos mancais principais Nº 1, 2, 3, seguida para frente para alinhar as arruelas de
4, 6 e 7 conforme as especificações de torque inicial. encosto no mancal axial principal Nº 5.
Especificação NOTA: NÃO FORCE o virabrequim no mancal
Parafusos dos axial principal Nº 5.
Mancais Principais do
Virabrequim—Torque 10. Aperte os parafusos do mancal axial Nº 5 conforme
Inicial............................................................................ 122 N·m (90 lb-ft) as especificações anteriores.
Aperte manualmente os parafusos da tampa do
mancal axial principal Nº 5.
Continua na próxima página RE38635,00000CD -54-15JUN11-2/3

CTM408 (12FEB14) 02-040-35 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=189
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

11. Aperte todos os parafusos dos mancais principais


conforme a especificação de torque final. A
Especificação 120˚
Parafusos dos
Mancais Principais do
Virabrequim—Torque
Final............................................................................ Acréscimo de 120°
(entre 1/4 de volta a 1/2 volta)

12. Gire o virabrequim manualmente. Se ele não girar


facilmente, desmonte as peças e determine a causa.
13. Instale os mancais das bielas e as tampas das bielas.
Consulte INSTALE O PISTÃO E A BIELA no Grupo
030.
14. Verifique o virabrequim quanto à folga especificada.
Especificação
Virabrequim—Folga.................0,038—0,380 mm (0.00150—0.0150 in.)

RG14068 —UN—29MAR05
15. Instale a bomba de óleo e verifique a folga entre
a engrenagem de acionamento e o virabrequim.
Consulte INSTALAÇÃO DA BOMBA DE ÓLEO DO
MOTOR no Grupo 060.
Especificação
Engrenagem de
Acionamento da Giro de Torque Principal e Rolamentos de Encosto
Bomba de Óleo ao
Virabrequim—Folga de
A—Parte Dianteira do Motor
Retrocesso................................................................ 0,38 mm (0.015 in.)

RE38635,00000CD -54-15JUN11-3/3

CTM408 (12FEB14) 02-040-36 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=190
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Verificação do Desvio do Alojamento da


Vedação de Óleo Traseira do Virabrequim
IMPORTANTE: Nos conjuntos de “bloco curto” de
serviço, o desvio do alojamento traseiro da
vedação de óleo é predefinida na fábrica. Não
remova o alojamento do bloco.

1. Posicione o mostrador da base magnética (A) na


extremidade do flange do virabrequim, como mostra a
ilustração. Pré-ajuste a ponta do mostrador no DI do
furo do alojamento da vedação de óleo (B).
2. Zere o mostrador e gire o virabrequim uma volta
completa. Observe o movimento completo do

RG5751 —UN—05DEC97
indicador. O desvio máximo do furo do alojamento da
vedação de óleo é o seguinte:
Especificação
Alojamento Traseiro da
Vedação de Óleo do
Virabrequim—Desvio
Máximo.................................................................... 0,152 mm (0.006 in.) Verificação do Desvio do Alojamento de Óleo Traseiro
Se o desvio exceder a especificação, solte os
parafusos com cabeça e ajuste o alojamento para A—Indicador de Quadrante de B—Furo do Alojamento da
obter um desvio aceitável, mantendo a parte inferior Base Magnética Vedação de Óleo
do alojamento da vedação nivelada com a superfície
de contato do cárter.
ser substituído. Consulte INSTALAÇÃO DO
3. Verifique novamente o desvio do furo do alojamento ALOJAMENTO TRASEIRO DA VEDAÇÃO DE ÓLEO
da vedação de óleo. Se o desvio ainda exceder DO VIRABREQUIM, anteriormente neste grupo.
a especificação, o furo do alojamento da vedação
de óleo possivelmente está distorcido e deve
RG,RG34710,1183 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-37 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=191
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Instale a Arruela de Encosto e a Tampa da


Engrenagem de Sincronização
1. Lubrifique a arruela de encosto (seta em negrito)
com Graxa de Alta Temperatura TY6333 ou TY6347
e instale nas abas da tampa da engrenagem de
sincronização.
2. Instale uma nova junta nos pinos-guia na parte
inferior da superfície do bloco dos cilindros. Use mais
pinos-guia se necessário.
3. Se equipado com acionamento auxiliar, instale uma
nova junta com o alojamento de acionamento auxiliar

RG7060 —UN—26NOV97
com engrenagem na tampa de engrenagem de
sincronização. Consulte REMOVA, INSPECIONE E
INSTALE O ACIONAMENTO AUXILIAR ACIONADO
POR ENGRENAGEM DO VIRABREQUIM
previamente neste grupo.
IMPORTANTE: Apertar os parafusos com cabeça
da tampa da engrenagem de sincronização Arruela de Encosto na Tampa da Engrenagem de Sincronização
na sequência adequada controla o desvio
total do flange do virabrequim em relação
ao furo da vedação de óleo.
Se equipado com acionador auxiliar, aperte
o alojamento do acionamento auxiliar à
tampa da engrenagem de sincronização e
ao bloco de cilindros antes de apertar a
tampa da engrenagem de sincronização ao
bloco dos cilindros. Consulte REMOVA,
INSPECIONE E INSTALE DO ACIONADOR
AUXILIAR ACIONADO POR ENGRENAGEM

RG14748 —UN—03FEB06
DO VIRABREQUIM neste grupo.

4. Instale a tampa de engrenagem (A) na junta e nos


pinos-guia. Utilize o piloto do virabrequim para
guiar a vedação dianteira. Instale os parafusos de
cabeça hexagonal M8 (B), três parafusos de cabeça
hemisférica (C), e um parafuso de cabeça hexagonal Instale a Tampa da Engrenagem de Sincronização
M10 (D).

A—Tampa da Engrenagem de D—Parafuso de Fixação M10


Sincronização (1)
B—Parafusos de Cabeça E—Tampa da Engrenagem de
Hexagonal M8 (3) Acionamento da Bomba de
C—Parafusos com Cabeça Combustível
Hemisférica M8 (3) F— Tampa da Bomba de
Líquido de Arrefecimento

Continua na próxima página RE38635,0000066 -54-27MAR09-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-38 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=192
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

5. Aperte os parafusos de fixação de acordo com as


especificações na sequência mostrada.
Especificação
Parafusos da Tampa
da Engrenagem de
Sincronização M8 a Bloco
dos Cilindros—Torque.................................................... 27 N•m (20 lb-ft)
Parafusos da Tampa
da Engrenagem
de Sincronização
M10 ao Bloco dos

RG14749 —UN—03FEB06
Cilindros—Torque........................................................... 41 N•m (30 lb-ft)

6. Instale a bomba do líquido de arrefecimento (F) e


a nova junta para dois pinos-guia na superfície da
tampa de engrenagem de sincronização.
7. Instale cinco parafusos M10 e um M8 para prender a
tampa da bomba do líquido de arrefecimento. Aperte
Sequência de Torque da Tampa da Engrenagem de Sincronização
os parafusos de acordo com as especificações.
Tampa da Bomba de Líquido de Arrefecimento à Tampa da
Engrenagem de Sincronização—Especificação Especificação
Parafusos de Cabeça Tampa da Engrenagem
M10—Torque.................................................................. 47 N•m (35 lb-ft) de Acionamento
Parafuso M8—Torque.................................................... 32 N•m (24 lb-ft) da Bomba
Injetora—Torque............................................................. 31 N•m (23 lb-ft)
8. Verifique a folga do eixo de comando. Consulte
VERIFICAÇÃO DO EIXO DE COMANDO E MEDIÇÃO 10. Apare a junta da tampa da engrenagem de
DA FOLGA DA ENGRENAGEM anteriormente neste sincronização rente ao trilho da junta da bandeja de
grupo. óleo.
9. Instale a tampa da engrenagem de acionamento da
bomba injetora (E) usando uma nova junta e aperte
os parafusos de acordo com as especificações.
RE38635,0000066 -54-27MAR09-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-39 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=193
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Instalação da Vedação Unificada de Óleo do


Virabrequim Frontal
IMPORTANTE: É importante anotar o tipo de vedação
que está sendo substituída no motor. Os
motores mais antigos usavam uma vedação de
duas partes que incluía uma luva de desgaste.
Para manutenção desses motores, o espaçador
fornecido no kit DEVE SER instalado com a
vedação. O espaçador preenche o espaço
ocupado anteriormente pela manga de desgaste.

RG15403 —UN—29JUN07
Nos motores mais novos onde a nova vedação
unificada foi instalada em fábrica, esse
espaçador não é necessário.

1. Coloque a manga guia da vedação JDG10549 (G)


sobre a extremidade do virabrequim.
2. Instale a vedação de óleo dianteira do virabrequim
(H) sobre a manga guia. Manga Guia da Vedação JDG10549
3. Instale a ferramenta da vedação prensada JDG10549
(I) sobre a manga guia e aperte o parafuso extrator até
que a ferramenta atinja a parte inferior da manga guia.
4. Remova a ferramenta da vedação prensada e a
manga guia.

G—Manga Guia da Vedação I— Parafuso Extrator e


JDG10549 Vedação Prensada
H—Vedação de Óleo Dianteira JDG10549
Unificada

RG15433 —UN—19JUL07
Instalação da Vedação de Óleo Dianteira Unificada

RG15434 —UN—19JUL07

Vedação Prensada JDG10549

Continua na próxima página AS58880,000004F -54-21JUL08-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-40 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=194
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

NOTA: Se a vedação de óleo removida do motor tiver uma


manga de desgaste, o espaçador incluído no kit
DEVE ser instalado APÓS a instalação da vedação.

IMPORTANTE: Quando o espaçador for instalado


sobre a extremidade do virabrequim, ele
parará contra o rebaixo no virabrequim, 1 a
2 mm antes de tocar a vedação.

5. Instale o espaçador (J) sobre a extremidade do

RG15435 —UN—19JUL07
virabrequim e posicione-o contra o rebaixo do
virabrequim, 1 a 2 mm antes de tocar a vedação.

J— Espaçador K—Vedação de Óleo

Vedação de Óleo Dianteira Unificada e Espaçador

RG15436 —UN—19JUL07
Conjunto Completo

AS58880,000004F -54-21JUL08-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-41 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=195
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Instale o Amortecedor de Vibração


NOTA: Em motores com amortecedores duplos, SEMPRE
substitua os dois amortecedores como um conjunto.

IMPORTANTE: O conjunto do amortecedor de


vibrações não é reparável e deve ser
substituído cada 4500 horas ou 60 meses,
o quer ocorrer primeiro.

1. Instale a chave Woodruff do virabrequim com a aba


voltada para a parte frontal do motor e a chave
firmemente encaixada na chaveta. Posicione o
amortecedor (B) no virabrequim.

RG5882 —UN—26NOV97
IMPORTANTE: Sempre use novos parafusos ao
instalar o amortecedor no virabrequim e a
polia do ventilador no amortecedor.

2. Use arruelas temperadas (peça do conjunto do


amortecedor) e insira um parafuso 25 mm (1 in.) mais
longo do que o original (A). Aperte o parafuso de Instalação do Amortecedor de Vibração
montagem até ele começar a aparecer em baixo.
3. Remova o parafuso com cabeça e instale o parafuso A—Parafuso com Cabeça B—Amortecedor
com cabeça original com a mesma arruela temperada.
4. Aperte o parafuso conforme o especificado.
Especificação
Especificação
Parafusos da Polia
Parafusos do
do Virabrequim
Amortecedor
ao Amortecedor
de Vibração ao
(Amortecedores Únicos
Virabrequim—Torque................................................. 230 N·m (170 lb-ft)
para Aplicações de Uso
5. Instale a polia do virabrequim (se equipado) no Geral)—Torque............................................................... 61 N·m (45 lb-ft)
amortecedor. Aperte os parafusos com cabeça de Parafusos da Polia
acordo com as especificações. do Virabrequim
ao Amortecedor
(Todas as Outras
Aplicações)—Torque...................................................... 70 N·m (52 lb-ft)

RE38635,0000086 -54-18MAR05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-42 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=196
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Instalação do Amortecedor de Vibração e


Cubo (6090AFM75, 6090HFG86 e 6090SFM75)
Ferramentas:
• Ferramenta de Trava do Volante JDG10996

RG17677 —UN—24SEP09
Consumíveis:
• Composto de Retenção LOCTITE® 680
1. Desconecte os sensores da pressão do óleo e da
posição do virabrequim no lado traseiro direito do
bloco de cilindros.
IMPORTANTE: Não use o furo do pino de
sincronização do volante para travar o Ferramenta de Trava do Volante JDG10996
virabrequim. O pino de sincronização pode
dobrar ou falhar devido ao torque elevado
requerido para o parafuso de retenção do
cubo do amortecedor.

2. Instale a ferramenta de trava da engrenagem da coroa


do volante JDG10996 no flange traseiro do bloco de
cilindros para impedir a rotação do virabrequim ao

RG17678 —UN—06NOV12
apertar o parafuso do cubo do amortecedor.
IMPORTANTE: A extremidade cônica do virabrequim
e o furo do cubo do amortecedor devem estar
sem óleo, graxa ou composto de retenção
LOCTITE® residual. Limpe as duas superfícies
com uma solução desengraxante.
Ferramenta de Trava JDG10996 Instalada
NOTA: Se o cubo tiver que ser removido para manutenção
após o parafuso de retenção ter sido apertado,
então ambas as superfícies cônicas do virabrequim
e do cubo devem ser limpas e o vedante reaplicado.

3. Aplique um filete de 10 mm (0.375 in) de largura do

RG16700 —UN—06NOV12
adesivo de alta temperatura LOCTITE® 680 em volta
da borda dianteira do cone do virabrequim.
4. Instale o cubo do amortecedor (A) no virabrequim.
Gire o cubo pelo menos 90º para ajudar a espalhar o
vedante uniformemente na ponta cônica.
5. Lubrifique as primeiras 5 a 6 roscas do parafuso de
retenção do cubo do amortecedor (B) com óleo de Instalação do Cubo do Amortecedor
motor diesel SAE 30 limpo. Deixe o excesso drenar
da rosca. A—Cubo do Amortecedor C—Arruela Especial
B—Parafuso
6. Instale o parafuso de retenção (B) com a arruela
temperada (C) através do cubo do amortecedor na
ponta do virabrequim. Aperte o parafuso de acordo Afrouxe o Parafuso
com a especificação. para Torque Zero e
Especificação Reaperte—Torque final.............................................. 480 N•m (355 lb-ft)
Para Virabrequim e
7. Remova a ferramenta de trava da engrenagem da
Cubo Reutilizados:
coroa do volante JDG10996.
Parafuso do Cubo ao
Virabrequim—Torque................................................. 480 N•m (355 lb-ft)
Para Novo Virabrequim
e Cubo: Parafuso
do Cubo ao
Virabrequim—Torque
Inicial.......................................................................... 200 N•m (150 lb-ft)

Continua na próxima página RE42287,0000DB3 -54-30MAY12-1/4

CTM408 (12FEB14) 02-040-43 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=197
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

8. Verifique se o cubo está totalmente assentado na Especificação


ponta do virabrequim inclinando o motor com a ponta Diâmetro do Piloto
do virabrequim para cima e empurre o virabrequim do Cubo—Batimento
para trás para remover a folga. Meça o diâmetro Radial................................................................. 0,10 mm (0.004 in) máx
do piloto do cubo para o indicador total de desvio.
Verifique se atende à especificação TIR.
LOCTITE é uma marca registrada da Loctite Corporation.
RE42287,0000DB3 -54-30MAY12-2/4

9. Instale o amortecedor viscoso (E) no cubo e gire para


alinhar os dois furos rebaixados no amortecedor com
os dois furos roscados no cubo do amortecedor.
10. Instale 2 parafusos de retenção de cabeça hemisférica
(F) e aperte conforme a especificação.

RG16701 —UN—24FEB09
Especificação
-2- Parafusos de
Cabeça Hemisférica —
Amortecedor ao Cubo do
Amortecedor—Torque.................................................... 15 N•m (11 lb-ft)

11. Instale a polia do virabrequim (H) no amortecedor


inserindo 6 parafusos através da polia no amortecedor Instalação do Amortecedor de Vibração do Virabrequim
viscoso.

E—Amortecedor de vibração H—Polia do Virabrequim


do virabrequim I— Cubo
F— Parafusos
G—Parafusos

RG16703 —UN—24FEB09
Instalação da Polia do Virabrequim

RE42287,0000DB3 -54-30MAY12-3/4

12. Aperte os 6 parafusos conforme a especificação na


sequência mostrada, com um torque inicial seguido
de um torque final.
Especificação
Parafusos da Polia
do Virabrequim ao
RG16705 —UN—24FEB09

Amortecedor—Torque
Inicial.............................................................................. 40 N·m (29 lb-ft)
Parafusos da Polia
do Virabrequim ao
Amortecedor—Torque
final............................................................................... 128 N·m (94 lb-ft)

NOTA: Proteja a ranhura da polia do virabrequim Sequência de torque


contra corrosão e tinta.

RE42287,0000DB3 -54-30MAY12-4/4

CTM408 (12FEB14) 02-040-44 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=198
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Instale o Alojamento do Volante SAE 2 e 3


Em alojamentos do volante SAE1 e em todos os de
alumínio, o alojamento é instalado APÓS o volante.

CUIDADO: O alojamento do volante (A) é

RG10214 —UN—23JUN99
pesado. Planeje um procedimento de manuseio
para evitar acidentes pessoais.

NOTA: Consulte Cárter — Instalação para o uso de


vedante nas juntas em T na partes dianteira e
traseira do bloco de cilindros, tampa da engrenagem
de distribuição e juntas do alojamento do volante.
Instalação do Alojamento do Volante SAE 3
1. Inspecione as superfícies do bloco de cilindros e da
junta do alojamento do volante para verificar se estão A—Alojamento do Volante
limpas. Raspe todo o material da junta antiga.
2. Posicione a junta do alojamento do volante sobre os
Parafusos de Fixação
dois pinos tarugo na face traseira do bloco de cilindros.
de 10 mm SAE 3
3. Instale o alojamento do volante no bloco de cilindros. do Alojamento do
Volante à Bandeja de
NOTA: Use novos parafusos ao instalar o Óleo—Torque................................................................. 47 N·m (35 lb-ft)
alojamento do volante. Parafusos de Fixação
de 19 mm SAE 2 do
4. Mergulhe as roscas dos parafusos em óleo de motor Alojamento do Volante ao
antes de instalar. Instale e aperte os parafusos de Bloco dos Cilindros (Com
acordo com as especificações. TDP Traseira)—Torque.............................................. 325 N·m (240 lb-ft)
Especificação Parafusos de Fixação
Parafusos do Alojamento de 15 mm SAE 2 do
do Volante SAE 2 Alojamento do Volante ao
e 3 ao Bloco de Bloco dos Cilindros (Com
Cilindros—Torque....................................................... 365 N·m (269 lb-ft) TDP Traseira)—Torque.............................................. 275 N·m (203 lb-ft)
Parafusos de Fixação
de 12 mm SAE 3
do Alojamento do
Volante à Bandeja de
Óleo—Torque............................................................... 129 N·m (95 lb-ft)
RE38635,00000CF -54-15JUN11-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-45 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=199
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Instale o Volante
Dois prisioneiros-guia podem ser usados nos locais
dos parafusos (A) opostos um ao outro para auxiliar na
instalação do volante.

RG10213 —UN—23JUN99
CUIDADO: O volante é pesado. Planeje
um procedimento de manuseio para evitar
acidentes pessoais.

NOTA: SEMPRE use novos parafusos ao instalar o


volante. NÃO use parafusos com cabeça revestidos.

IMPORTANTE: O volante deve estar limpo e sem óleo Instalação do Volante


antes da instalação. Limpe cuidadosamente
os furos rosqueados no virabrequim. NÃO A—Localizações dos
os sopre com ar comprimido. Eles são Prisioneiros-guia
furos de passagem e os detritos poderão ser
soprados para o cárter do motor.
Especificação
1. Em motores sem TDP traseira, revista as roscas
Parafusos do Cubo
dos parafusos com cabeça de fixação do volante com
do Acionamento ao
LOCTITE® 242 ou equivalente.
Volante—Torque............................................................115 N·m (85 lb-ft)
2. Posicione o volante sobre o pino guia e instale o Parafusos de Fixação
cubo de acionamento (se equipado). Inicie quatro do Volante ao
parafusos. Remova os prisioneiros-guia e instale os Virabrequim (Com TDP
parafusos restantes. Traseira)—Torque........................................................ 162 N·m (120 b-ft)
Parafusos do Volante
3. Instale os parafusos restantes do volante. ao Virabrequim
(Todas as Outras
4. Aperte os parafusos de fixação do volante de acordo
Aplicações)—Torque.....................................................115 N·m (85 lb-ft)
com as especificações.
LOCTITE é uma marca comercial registrada da Loctite Corp.
RG,RG34710,1191 -54-10JUN99-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-46 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=200
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Instalação do Volante (6090AFM75,


6090HFG86 e 6090SFM75)
Ferramentas:
• Não são requeridas ferramentas especiais
Consumíveis:
• LOCTITE® 242

RG16694 —UN—19AUG09
Dois pinos-guia podem ser utilizados no lugar dos
parafusos (A) opostos um ao outro para auxiliar na
instalação do volante.

CUIDADO: O volante é pesado. Prepare um


procedimento de manuseio para evitar lesões.

NOTA: SEMPRE use novos parafusos ao Instalação do Volante


instalar o volante.

IMPORTANTE: O volante deve estar limpo e sem óleo


antes da instalação. Limpe cuidadosamente
os furos rosqueados no virabrequim. NÃO
os sopre com ar comprimido. Eles são
furos de passagem e os detritos poderão ser
soprados para o cárter do motor.

RG17028 —UN—19AUG09
1. Instale o volante (B) no virabrequim e alinhe utilizando
o pino-guia (C).

A—Parafuso C—Pino Guia


B—Volante

LOCTITE é marca registrada da Loctite Corp.


Continua na próxima página RE42287,0000DB4 -54-30MAY12-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-47 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=201
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

2. Instale a ferramenta de trava do volante JDG10996


através do flange traseiro no bloco de cilindros para
travar o motor ao apertar os parafusos.
3. Aplique trava-rosca de média resistência LOCTITE®
242 nas roscas do parafuso. Instale todos os dez
parafusos (A) e aperte conforme a especificação na
sequência de torque indicada.

RG17678 —UN—06NOV12
Especificação
Parafusos do Volante ao
Virabrequim —Torque
Inicial.............................................................................. 90 N•m (66 lb-ft)

4. Após a sequência de torque solte os parafusos, um


de cada vez, no mínimo em 45° até uma condição
sem carga. Instale a Ferramenta de Trava do Volante JDG10996

IMPORTANTE: Observe que as sequências entre as


etapas de torque inicial e final são diferentes.

5. Aperte os parafusos com o torque final conforme a


especificação e na sequência indicada.

RG16695 —UN—19AUG09
Especificação
Parafusos do Volante
ao Virabrequim—Giro
Adicional.............................................. 90 N•m (67 lb-ft) + 90° adicionais

Sequência de Torque Inicial

RG17031 —UN—19AUG09
Sequência de Torque Final

LOCTITE é uma marca registrada da Loctite Corporation.


RE42287,0000DB4 -54-30MAY12-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-040-48 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=202
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

Instale o Alojamento do Volante SAE 1

CUIDADO: O alojamento do volante é pesado. NOTA: SEMPRE use parafusos novos ao instalar
Planeje um procedimento de manuseio para o alojamento do volante.
evitar acidentes pessoais.
3. Mergulhe as roscas dos parafusos em óleo de motor
Nos alojamentos de volante de ferro fundido SAE 2 e 3, o antes de instalar. Instale e aperte os parafusos de
alojamento DEVE ser instalado ANTES do volante. acordo com as especificações.
1. Verifique se a superfície de montagem do alojamento Especificação
do volante está limpa e sem detritos. Parafusos do
Alojamento do Volante
2. Instale o alojamento do volante no bloco de cilindros. SAE1 ao Bloco de
Cilindros—Torque....................................................... 365 N·m (269 lb-ft)
RE38635,00000CE -54-15JUN11-1/1

Montagem Completa Final o amaciamento do motor. Consulte EFETUE O


AMACIAMENTO DO MOTOR ao final do Grupo 021.
1. Instale o conjunto da bomba de óleo e a bandeja de
óleo. Encha o motor com óleo de motor limpo.
2. Encha o sistema de arrefecimento com líquido
apropriado após a instalação do motor e proceda
RG,RG34710,1193 -54-02SEP08-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-040-49 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=203
Reparo e Ajuste do Virabrequim, Mancais Principais e Volante

CTM408 (12FEB14) 02-040-50 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=204
Grupo 050
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Verificação da Folga do Eixo de Comando e


Medição da Folga das Engrenagens
NOTA: A folga do eixo de comando deve ser medida
antes de remover a tampa da engrenagem de
sincronização, pois a arruela de encosto do lado
traseiro da tampa da engrenagem de sincronização
limita a folga do eixo de comando.

1. Remova a tampa da engrenagem de acionamento da


bomba injetora (exibida removida).

RG7211 —UN—28JUL94
2. Instale o indicador de quadrante de base magnética na
face dianteira do bloco de cilindros e posicione a ponta
na face dianteira da engrenagem do eixo de comando,
conforme ilustrado. Ajuste o mostrador em zero.
3. Mova a engrenagem do eixo de comando para frente
e para trás e observe a leitura da folga. Compare as
leituras com as especificações dadas a seguir. Medição da Folga do Eixo de Comando
Especificação
Eixo de Comando—Folga três (3) posições diferentes em volta da engrenagem
Axial...................................................................................0,010 — 0,600 do eixo de comando. Compare as leituras com as
mm (0.0004 — 0.024 in.) novo especificações fornecidas a seguir.
Limite de Desgaste................ 0,65 mm (0.0260 in.) máximo permissível
Especificação
Se a folga for excessiva, remova a tampa da Engrenagem do
engrenagem de sincronização e o virabrequim e meça Acionamento do Eixo de
a espessura das arruelas de encosto. Comando à Engrenagem
do Virabrequim—Folga
4. Posicione a ponta do indicador no dente da entre Engrenagem............................................ 0,076 mm (0.003 in) mín.
engrenagem do eixo de comando com uma pré-carga.
Substitua a engrenagem se a folga não estiver dentro
5. Meça a folga entre a engrenagem de acionamento do das especificações.
eixo de comando e a engrenagem do virabrequim em
RG,RG34710,1199 -54-16FEB05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-050-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=205
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Remova o Amortecedor de Vibração e Tampa


da Engrenagem de Sincronização
1. Drene todo o óleo e o líquido de arrefecimento (se
não o tiver feito previamente).
2. Remova o cárter de óleo.
3. Remova o parafuso com cabeça e a arruela da polia
do amortecedor. Instale o Protetor de Rosca JDG787
na extremidade do virabrequim.

RG7209 —UN—26NOV97
IMPORTANTE: NÃO use um extrator com garras
para remover o amortecedor de vibração.
O amortecedor pode sofrer avarias. Nunca
empurre o anel externo do amortecedor.
Não deixe o amortecedor cair ou bata
com um martelo.
Remoção do Amortecedor de Vibração do Virabrequim
4. Remova o amortecedor do virabrequim usando o
Extrator de Cubos JDG721 (A).
NOTA: O kit do Puxador D01207AA (OTC518 -
não mostrado) também pode ser usado para
remover o amortecedor.

5. Desconecte a linha de retorno do líquido de


arrefecimento (B) do Recirculador de Gás de Escape
(EGR).
6. Remova a tampa da engrenagem de acionamento da
bomba injetora (E).

RG13967 —UN—16FEB05
7. Verificar a folga do eixo de comando. Consulte
VERIFIQUE A FOLGA DO EIXO DE COMANDO E
MEÇA A FOLGA DE RECUO DA ENGRENAGEM
previamente neste grupo.
IMPORTANTE: sempre que a tampa da engrenagem
de sincronização for removida, SEMPRE
instale uma nova vedação de óleo dianteira
Remoção da Tampa da Engrenagem de Sincronização
e luva de desgaste.

8. Remova a tampa e o alojamento (C) do termostato. A—Extrator do Cubo JDG721 D—Tampa da Bomba de
B—Linha de Retorno do Líquido de Arrefecimento
9. Se instalado, remova o acionamento auxiliar Líquido de Arrefecimento E—Tampa da Engrenagem de
acionado pela engrenagem do virabrequim. Consulte da EGR Acionamento da Bomba
C—Tampa e Alojamento do Injetora
REMOVA, INSPECIONE E INSTALE O ACIONADOR Termostato
AUXILIAR ACIONADO POR ENGRENAGEM DO
VIRABREQUIM ainda neste grupo.
10. Remova a tampa da bomba do líquido de sincronização. Consulte INSTALAÇÃO DA VEDAÇÃO
arrefecimento (D). DE ÓLEO DIANTEIRA DO VIRABREQUIM no Grupo
040.
11. Remova todos os parafusos com cabeça restantes e
a tampa da engrenagem de sincronização. 13. Remova a luva de desgaste dianteira do virabrequim.
Consulte REMOVA A VEDAÇÃO DE ÓLEO
12. Remova a vedação de óleo dianteira da tampa da DIANTEIRA DO VIRABREQUIM E DA LUVA DE
engrenagem de sincronização. Instale uma nova DESGASTE no Grupo 040.
vedação após instalar a tampa da engrenagem de
RE38635,0000020 -54-07MAR07-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-050-2 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=206
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Remoção, Inspeção e Instalação do


Acionamento Auxiliar Acionado por
Engrenagem do Virabrequim — Se Instalado
NOTA: o equipamento de acionamento auxiliar ainda
será Inglês no motor 6090.

RG10055 —UN—23JUN99
NOTA: várias opções de acionamento auxiliar estão
disponíveis, a remoção e instalação de todas
elas são similares. O acionamento auxiliar
é integrado na tampa da engrenagem de
sincronização dianteira. Consulte em Acessórios
do Motor CTM67-OEM para remover e reparar
os acessórios de acionamento auxiliar. Parafuso de Cabeça Hemisférica

1. Se equipado, remova o acessório de acionamento


auxiliar (compressor de ar, bomba hidráulica, etc.)
(mostrado removido).
2. Remova o amortecedor de vibração (mostrado

RG10056 —UN—23JUN99
removido).
3. Afrouxe os parafusos do alojamento intermediário
(B) e os parafusos da tampa de engrenagem de
sincronização (A).
4. Remova o parafuso de cabeça hemisférica (C).
5. Remova o espaçador/bucha de engrenagem Espaçador/Bucha Intermediária de Acionamento Auxiliar
intermediária (E) da tampa de engrenagem de
sincronização utilizando um Martelo Deslizante
A—Parafusos de Tampa D—Extrator D01209AA
e Acoplamento D01209AA (D) e descarte o da Engrenagem de E—Espaçador/Bucha da
espaçador/bucha. Sincronização Engrenagem Intermediária
B—Parafusos do Alojamento
Intermediário
C—Parafuso de Cabeça
Hemisférica

Continua na próxima página RE38635,0000061 -54-21FEB05-1/6

CTM408 (12FEB14) 02-050-3 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=207
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

6. Remova os parafusos com cabeça (A-C) e a


engrenagem intermediária e o alojamento.
7. Remova o anel O e a vedação de superfície do
alojamento de engrenagem entre o alojamento
intermediário e a engrenagem de sincronização. A
vedação da superfície pode ser reutilizada se não for

RG10057 —UN—23JUN99
danificada.
8. Limpe e inspecione se há rachaduras, rolamentos
danificados ou desgastados, ranhuras ou engrenagem
avariada no alojamento do conjunto de acionamento
auxiliar. Substitua os componentes conforme
necessário.
Remova o Conjunto de Acionamento Auxiliar

A—Parafusos de Fixação da C—Parafusos de Fixação do


Tampa da Engrenagem de Alojamento Intermediário
Sincronização ao Bloco ao Bloco dos Cilindros
dos Cilindros
B—Parafusos de Fixação do
Alojamento Intermediário à
Tampa da Engrenagem de
Sincronização

RE38635,0000061 -54-21FEB05-2/6

9. Lubrifique e instale o anel O no orifício do alojamento


(B).
NOTA: no suporte de rolamento intermediário
existe um furo rosqueado, instalado ao lado
do bloco de alojamento.

RG6904 —UN—05DEC97
10. Se removido, instale a engrenagem intermediária no
alojamento intermediário. Instale o parafuso com
vedação (A) para segurar a engrenagem intermediária
no lugar.

A—Parafuso com Cabeça B—Furo do Alojamento


Engrenagem Intermediária

RE38635,0000061 -54-21FEB05-3/6

11. Encaixe o eixo intermediário no alojamento e


engrenagem intermediários até alinhar com o lado do
bloco de alojamento.
IMPORTANTE: o ponto branco em uma das
extremidades do eixo deve estar direcionada
RG6903 —UN—05DEC97

para a frente do motor.

12. Lubrifique o sulco do anel O (A) no lado de trás do


alojamento intermediário. Encaixe o anel O.

A—Canaleta do Anel O

Canaleta do Anel O

Continua na próxima página RE38635,0000061 -54-21FEB05-4/6

CTM408 (12FEB14) 02-050-4 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=208
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

NOTA: a superfície da vedação deve ser reutilizada se


não for cortada, entalhada, ou danificada.

13. Utilizando um pino-guia curto, coloque a vedação de


superfície na abertura da tampa da engrenagem de
sincronização. O orifício de bitola na vedação deve

RG10059 —UN—23JUN99
estar posicionado na direção inferior da abertura.
IMPORTANTE: tome cuidado para não danificar a
vedação de superfície ou desalojar o anel O
no lado posterior do conjunto intermediário
durante a montagem.

14. Insira com cuidado a engrenagem intermediária na Parafuso de Cabeça Hemisférica


abertura da tampa de engrenagem de sincronização
até a engrenagem intermediária se acomodar com
A—Parafuso de Cabeça C—Anel O Pequeno
a engrenagem do virabrequim, e o alojamento estar Hemisférica D—Espaçador/Bucha
assentado na vedação de superfície. Empurre o B—Anel O Grande intermediários
espaçador/bucha intermediária (D) para dentro do
bloco.
O e instale o parafuso no eixo intermediário. Insira no
15. Verifique a condição dos anéis O (B) e (C) no parafuso bloco até estar bem apertado com os dedos.
de cabeça hemisférica grande (A). Lubrifique os anéis
Continua na próxima página RE38635,0000061 -54-21FEB05-5/6

CTM408 (12FEB14) 02-050-5 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=209
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

NOTA: o parafuso central da tampa de engrenagem


de sincronização ao bloco de cilindros deve
ter uma vedação.

16. Remova o prisioneiro-guia. Instale os parafusos


da tampa de engrenagem de sincronização (E), os

RG10236 —UN—30JUN99
parafusos de alojamento intermediário (A e B) e o
parafuso de fixação (D) de aperto manual.
17. Aperte os parafusos de fixação de acordo com as
especificação na sequência mostrada:
• Alojamento intermediário a tampa da engrenagem
de sincronização (A):
Instale o Conjunto de Acionamento Auxiliar
Especificação
Alojamento Intermediário
A—Parafusos de Fixação do E—Parafusos da Tampa
do Acionamento Auxiliar
Alojamento Intermediário à da Engrenagem de
à Tampa da Engrenagem Tampa da Engrenagem de Sincronização ao Bloco
de Sincronização (3/8 Sincronização de Cilindros
inch).—Torque................................................................ 41 N•m (30 lb-ft) B—Parafuso de Fixação do F— Parafuso de Cabeça
Alojamento Intermediário Hemisférica da Bucha
• Parafusos de fixação de 10 mm do alojamento ao Bloco dos Cilindros Intermediária
intermediário ao bloco de cilindros (B): C—Alojamento Intermediário G—Parafuso de Fixação do
D—Parafuso de Fixação do Alojamento Intermediário
Especificação Alojamento Intermediário ao Rolamento Intermediário
Alojamento Intermediário ao Bloco dos Cilindros
do Acionamento Auxiliar
ao Bloco de Cilindros (3/8
inch).—Torque................................................................ 41 N•m (30 lb-ft) • Alojamento intermediário a rolamento intermediário
(G):
• Parafusos de Fixação de 12 mm do alojamento Especificação
intermediário ao bloco de cilindros (D):
Alojamento Intermediário
Especificação do Acionamento
Alojamento Intermediário Auxiliar ao Rolamento
do Acionamento Auxiliar Intermediário (5/16
ao Bloco de Cilindros (1/2 inch.)—Torque................................................................ 27 N•m (20 lb-ft)
inch).—Torque.............................................................. 127 N•m (94 lb-ft)
18. Verifique a folga de recuo entre a engrenagem
• Parafuso de cabeça hemisférica do (F) intermediária e a engrenagem do virabrequim. A folga
espaçador/bucha intermediária: de recuo dever ser conforme segue:
Especificação
Especificação
Parafuso de Cabeça
Engrenagem
Hemisférica do
Intermediária de
Eixo Intermediário
Acionamento Auxiliar
de Acionamento
à Engrenagem do
Auxiliar—Torque......................................................... 150 N•m (110 lb-ft)
Virabrequim—Folga
• Tampa da engrenagem de sincronização ao bloco entre Engrenagem............................................................ 0,11 — 0,7 mm
de cilindros (E): (0.004 — 0.028 in.)

Especificação 19. Instale o amortecedor de vibração.


Parafusos de Fixação da
Tampa da Engrenagem
de Sincronização ao
Bloco de Cilindros (5/16
inch).—Torque................................................................ 27 N•m (20 lb-ft)
RE38635,0000061 -54-21FEB05-6/6

CTM408 (12FEB14) 02-050-6 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=210
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Remoção do Eixo de Comando


NOTA: Não é preciso retirar o cabeçote do cilindro
do motor para remover o eixo de comando. Se
as varetas impulsoras estiverem empenadas
ou apresentar desgaste excessivo, poderá

RG6614 —UN—05DEC97
ser necessário remover o cabeçote do cilindro
para inspeção do bloco, cabeçote, ressaltos
de came e seguidores de came.

1. Drene o óleo e o líquido de arrefecimento, se não


o tiver feito previamente. Remova a tampa de
engrenagem conforme detalhado previamente neste
grupo. Consulte REMOVA O AMORTECEDOR Marcas de Sincronização — Engrenagens do Eixo de
Comando e do Virabrequim
DE VIBRAÇÃO E TAMPA DA ENGRENAGEM DE
SINCRONIZAÇÃO neste grupo.
A—Marcas de Sincronização
2. Gire o volante do motor com a Ferramenta de Rotação
do Volante JDE81-1 ou JDG820 e trave o motor
no tempo de "Compressão PMS" No. 1 do cilindro
com o Pino de Sincronização JDE81-4. As marcas 3. Remova o conjunto do balancim e as hastes de
de sincronização (A) nas engrenagens do eixo de comando. Consulte REMOVA O CABEÇOTE DO
comando e do virabrequim devem estar alinhadas. CILINDRO no Grupo 020.
Se as marcas de sincronização não estiverem 4. Ao remover o eixo de comando com o motor em um
alinhadas, remova o pino de sincronização e continue cavalete giratório, gire o motor para um posição onde
a girar o motor até a marca alinhar. O pino de os seguidores caiam longe dos ressaltos do eixo de
sincronização deve entrar no orifício do volante. O comando (lado da bandeja de óleo para cima).
motor será travado no tempo de "Compressão PMS"
No. 1.
RG,RG34710,1202 -54-23OCT97-1/3

5. Examine se há desgaste ou dentes da engrenagem


danificados nas duas engrenagens do eixo de
comando (A) e na engrenagem de acionamento da
bomba injetora (B) As engrenagens devem ter uma
folga de recuo mínima conforme segue:
Especificação
Folga de Recuo entre
a Engrenagem do
Eixo de Comando

RG7215 —UN—26NOV97
e a Engrenagem de
Acionamento da Bomba
Injetora—Folga entre
Engrenagem............................................. 0,051 mm (0.0020 in.) mínimo

NOTA: as marcas de sincronização nas engrenagens


do eixo de comando e do virabrequim devem
estar alinhadas e o cilindro travado no tempo de Engrenagens do Eixo de Comando
"Compressão PMS" ao remover o eixo de comando.
A—Engrenagem do Eixo de B—Tampa do Acionamento da
Comando Bomba Injetora

Continua na próxima página RG,RG34710,1202 -54-23OCT97-2/3

CTM408 (12FEB14) 02-050-7 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=211
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

6. Remova com cuidado o eixo de comando (B) do


bloco dos cilindros para que os ressaltos do eixo de
comando não arrastem nos furos.
NOTA: Gire o eixo de comando com cuidado para
auxiliar na remoção.

7. Remova a arruela de encosto (A) da parte traseira


das engrenagens de came.
8. Remova os seguidores de came do bloco dos cilindros.

RG7057 —UN—05DEC97
A—Arruela de Encosto B—Eixo de Comando

Remoção do Eixo de Comando

RG,RG34710,1202 -54-23OCT97-3/3

Remoção das Engrenagens do Eixo de


Comando
IMPORTANTE: Não deixe o eixo de comando cair no
chão quando empurrar a sua extremidade para
fora da engrenagem. O eixo de comando pode
ser danificado se deixar ele cair no chão.

RG13969 —UN—16FEB05
NOTA: As engrenagens do eixo de comando são
pressionadas sobre o eixo de comando. Será
preciso uma prensa de aproximadamente
10 toneladas para remover as engrenagens
do eixo de comando.

1. Apoie a engrenagem exterior do eixo de comando (A) Remoção das Engrenagens do Eixo de Comando
em uma prensa.
2. Remova a engrenagem exterior do eixo de comando. A—Engrenagem Externa do C—Arruela de Encosto
Eixo de Comando
3. Apoie a engrenagem interior do eixo de comando (B) B—Engrenagem Interna do
em uma prensa. Eixo de Comando

4. Remova a engrenagem interior do eixo de comando.


5. Limpe o eixo de comando e as engrenagens em
solvente. Seque com ar comprimido.
RE38635,0000062 -54-16FEB05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-050-8 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=212
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Medição da Espessura da Arruela de Encosto


1. Após a remoção do eixo de comando, verifique
individualmente se a espessura das duas arruelas de
encosto é adequada.
Especificação

RG5775 —UN—05DEC97
Arruela de
Encosto—Espessura......................2,24 — 2,34 mm (0.088 — 0.092 in.)

2. Substitua as arruelas se estiverem desgastadas ou


danificadas.

Medição das Arruelas de Encosto do Eixo de Comando

RG,RG34710,1204 -54-23OCT97-1/1

Inspecione e Meça os Seguidores do Eixo


de Comando
1. Inspecione os seguidores de rolete do eixo de
comando quanto a desgaste desigual ou dano.
Verifique também se há desgaste ou danos no ressalto
correspondente do eixo de comando. Substitua

RG13978 —UN—19FEB05
conforme necessário.
2. Meça o D.E. do seguidor e o D.I. de seus orifícios no
bloco dos cilindros.
Especificação
Seguidor do Eixo de
Comando—DE.......................................................28,495 — 28,521 mm Inspecione o Seguidor de Rolete
(1.122 — 1.123 in.)
Furo do Seguidor do
Eixo de Comando cilindros se qualquer um dos furos dos seguidores
no Bloco—Diâmetro estiver fora das especificações.
Interno....................................................................28,550 — 28,600 mm
(1.124 — 1.126 in.)

Substitua os seguidores de came que não estiverem


dentro das especificações. Substitua o bloco dos
RE38635,0000063 -54-16FEB05-1/1

Inspeção Visual do Eixo de Comando


1. Limpe o eixo de comando em solvente. Seque com
ar comprimido.
2. Verifique se há desgaste ou danos nos ressaltos do
eixo de comando (A) e mancais (B). Substitua o eixo RG3500 —UN—03NOV97
de comando se necessário. Podem ser usados novos
seguidores com o eixo de comando usado (se puder
ser reparado). NÃO reutilize seguidores de came
usados com um eixo de comando novo.
NOTA: Podem-se encontrar marcas muito leves mas
são aceitáveis se o curso da válvula estiver
Inspecione o Eixo de Comando
dentro das especificações. A corrosão ou
saliência determinará a substituição.
A—Ressaltos do Eixo de B—Mancais
Comando

RE38635,0000064 -54-16FEB05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-050-9 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=213
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Medição do Diâmetro Externo do Munhão


do Eixo de Comando e do Diâmetro Interno
da Bucha
1. Meça o diâmetro externo de cada munhão do eixo
de comando. Se o diâmetro não estiver dentro da
especificação, instale um novo eixo de comando.

T81260 —UN—07NOV88
2. Meça o diâmetro interno de cada bucha do eixo de
comando quando instalada no bloco de cilindros.
Compare as medições com as especificações
fornecidas a seguir. Substitua o eixo de comando e as
buchas conforme necessário.
Medição dos Munhões do Eixo de Comando
Especificação
Mancal do Eixo de
Comando—DE.......................................................66,987 — 67,013 mm Bucha do Eixo de
(2.6373 — 2.6383 in.) novo Comando—DI.........................................................67,076 — 67,102 mm
(2.6408 — 2.6418 in.) novo

RG,RG34710,1207 -54-23OCT97-1/1

Medição do Curso do Ressalto do Eixo de


Comando
Meça todos os ressaltos do comando de válvulas em seus
pontos mais altos e mais estreitos. Subtraia a dimensão
mais estreita da dimensão mais alta para encontrar o

T81262 —UN—01NOV88
curso do ressalto do comando de válvulas.
Se o curso do ressalto do comando de válvulas não
estiver dentro da especificação de desgaste em algum
ressalto, instale um novo comando de válvulas.
Especificação
Ressalto do Comando
Medição dos Ressaltos do Comando de Válvulas
de Válvulas de
Admissão—Elevação.......................7,96 — 8,06 mm (0.313—0.317 in.)
Limite de Desgaste................................................... 7,19 mm (0.283 in.)
Ressalto do Comando
de Válvulas de
Escape—Elevação...........................6,84 — 6,94 mm (0.269—0.273 in.)
Limite de Desgaste................................................... 7,75 mm (0.305 in.)
YK90849,000000F -54-26AUG13-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-050-10 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=214
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Engrenagens do Comando de Válvulas —


Instalação
1. Apoie o comando de válvulas sob o primeiro mancal
de rolamento na prensa hidráulica.
2. Instale a chave Woodruff (A). Lubrifique a ponta
do comando de válvulas com pasta de Molibdênio
LOCTITE® 51048.

RG14337 —UN—30JUN05
3. Revista ambos os lados da arruela de encosto
do comando de válvulas (B) com graxa de alta
temperatura e monte (com estrias) dentro da
superfície de encosto da engrenagem da bomba,
como mostrado.
4. Revista os diâmetros da sede das engrenagens com
graxa de alta temperatura. Conjunto da Engrenagem do Comando de Válvulas

5. Ajuste a engrenagem do acionamento da bomba de


combustível (D) na ponta do comando de válvulas (C) A—Chave Woodruff E—Orientação da Engrenagem
com a superfície da arruela de encosto e as estrias B—Arruela de Encosto da Bomba de Combustível
C—Ponta do Comando de F— Engrenagem de
fundidas (E) no interior - na direção do comando de Válvulas Acionamento do Comando
válvulas. Alinhe a chave e a chaveta Woodruff. D—Engrenagem de de Válvulas
Acionamento da Bomba de G—Marcas de Sincronização
6. Instale a engrenagem na ponta do comando de Combustível da Engrenagem do
válvulas. Continue a empurrar a engrenagem interior Comando de Válvulas
(bomba de combustível) até apertar contra o mancal
de rolamento do comando de válvulas.
7. Ajuste a engrenagem externa (acionamento) (F) no 8. Empurre a engrenagem de acionamento sobre a
comando de válvulas com a marca de sincronização V ponta do comando de válvulas até apertar contra a
(G) voltada para o lado oposto da ponta do comando engrenagem interior (bomba).
de válvulas. Alinhe a chave Woodruff à chaveta da
engrenagem de acionamento.
LOCTITE é uma marca comercial da Loctite Corporation
RG,RG34710,1209 -54-27JUL09-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-050-11 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=215
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Manutenção das Buchas do Eixo de


Comando Usando o Conjunto Adaptador
JDG602
NOTA: a JDG602 foi desenvolvida e pode ser usada
para o serviço de bucha do eixo de comando
quando o motor for removido do veículo e estiver
na bancada do motor. O JDG606 foi desenvolvido
para o serviço de bucha do eixo de comando
enquanto o motor ainda estiver no veículo e
portanto as folgas serão menores.

RG5272 —UN—07NOV97
1. Inspecione se há desgaste ou danos nos mancais do
eixo de comando e nas buchas. Meça os mancais
de came e as buchas para determinar se existe uma
folga adequada do óleo. Substitua o eixo de comando
e/ou as buchas conforme necessário.
Especificação Remoção das Buchas do Eixo de Comando
Bucha do Eixo de
Comando—Diâmetro
Interno....................................................................67,076 — 67,102 mm
(2.6408 — 2.6418 in.)
Furo no Bloco ........................................................69,987 — 70,013 mm
(2.7554 — 2.7564 in.)
Furo do Eixo de

RG5949 —UN—30AUG91
Comando—Desvio.................................. 0,038 mm (0.0015 in.) máximo
Mancal do Eixo de
Comando—DE.......................................................66,987 — 67,013 mm
(2.6373 — 2.6383 in.)
Bucha do Eixo
de Comando ao
Mancal—Espaço de
Bujão do Furo Traseiro do Eixo de Comando
Óleo............................................................................ 0,063 — 0,115 mm
(0.0025 — 0.0045 in.)
A—Parafuso de Bucha E—Instalador de Bucha
NOTA: as buchas dianteiras podem ser acessadas na (JDE6-1) (JDG603)
frente do motor. O volante e o bujão do orifício do B—Estrutura do Bloco dos F— Bucha do Eixo de Comando
eixo de comando traseiro (G) deve ser removido Cilindros G—Bujão do Furo do Eixo de
C—Bucha de Trava (No. 25916) Comando
para acessar as buchas traseiras. D—Capa do Recipiente
(JDG604)
2. Remova as buchas do eixo de comando (F) usando o
Instalador de Bucha JDG603 (E) e Capa do Recipiente
(D) junto com os componentes mostrados do Conjunto Inspecione e meça o furo das buchas do eixo de
de Reposição de Buchas do Eixo de Comando (A e C). comando do bloco (B). Siga o mesmo procedimento
3. Aperte a porca na extremidade do parafuso até a para as buchas remanescentes a serem trocadas.
bucha sair do orifício da bucha do eixo de comando.
Continua na próxima página RE38635,0000065 -54-16FEB05-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-050-12 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=216
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

IMPORTANTE: os orifícios de óleo nas buchas e


bloco de cilindros devem ser alinhadas após a
instalação ou quando houver exaustão de óleo.
O furo alongado na bucha deve estar voltado
para cima. Após a instalação, utilize um pequeno
espelho com extensão para garantir que os
furos do óleo estejam alinhados corretamente.

4. Deslize uma nova bucha do eixo de comando (F)


no Acionamento de Bucha JDG603 (E). Monte o
instalador e a Capa do Recipiente JDGF604 (D) junto

RG5272 —UN—07NOV97
com os componentes mostrados do Conjunto de
Reposição de Buchas do Eixo de Comando (A e C).
5. Certifique-se que a bucha esteja enquadrada no
orifício e os furos do óleo estejam alinhados com os
do bloco. Aperte a porca para trazer a bucha até o
buraco de modo a ficar posicionada de forma correta.
6. Verifique o alinhamento do furo do óleo da bucha ao Instalação das Buchas do Eixo de Comando
bloco de cilindros usando um pequeno espelho com
extensão. A—Parafuso de Bucha D—Capa do Recipiente
(JDE6-1) (JDG604)
B—Estrutura do Bloco dos E—Instalador de Bucha
Cilindros (JDG603)
C—Bucha de Trava (No. 25916) F— Bucha do Eixo de Comando

RE38635,0000065 -54-16FEB05-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-050-13 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=217
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Manutenção de Buchas do Eixo de Comando


Usando o Conjunto Adaptador JDG606
NOTA: a JDG602 foi desenvolvida e pode ser usada
para o serviço de bucha do eixo de comando
quando o motor for removido do veículo e estiver

RG5332 —UN—07NOV97
na bancada do motor. O JDG606 foi desenvolvido
para o serviço de bucha do eixo de comando
enquanto o motor ainda estiver no veículo e
portanto as folgas serão menores.

1. Inspecione se há desgaste ou danos nos mancais do


eixo de comando e nas buchas. Meça os mancais
de came e as buchas para determinar se existe uma Remoção das Buchas do Eixo de Comando
folga adequada do óleo. Substitua o eixo de comando
e/ou as buchas conforme necessário.
Especificação
Bucha do Eixo de
Comando—Diâmetro
Interno....................................................................67,076 — 67,102 mm

RG5949 —UN—30AUG91
(2.6408 — 2.6418 in.)
Furo no Bloco ........................................................69,987 — 70,013 mm
(2.7554 — 2.7564 in.)
Furo do Eixo de
Comando—Desvio.................................. 0,038 mm (0.0015 in.) máximo
Mancal do Eixo de
Comando—DE.......................................................66,987 — 67,013 mm Bujão do Furo Traseiro do Eixo de Comando
(2.6373 — 2.6383 in.)
Bucha do Eixo
de Comando ao A—Instalador de Bucha E—Piloto de Bucha (JDG608)
(JDG607) F— Martelo Deslizante
Mancal—Espaço de
B—Bucha do Eixo de Comando (D01299AA)
Óleo............................................................................ 0,063 — 0,115 mm C—Estrutura do Bloco dos G—Bujão do Furo do Eixo de
(0.0025 — 0.0045 in.) Cilindros Comando
D—Adaptador de Martelo
NOTA: As buchas do eixo de comando dianteiras podem Deslizante (JDG408)
ser acessadas na frente do motor. O volante e o
bujão do furo do eixo de comando traseiro (G) deve
ser removido para acessar as buchas traseiras.
NOTA: a extremidade da Bucha na frente e atrás
Lubrifique o anel O no Piloto de Bucha JDG608 do bloco de cilindros pode ser retirado com
com óleo de motor limpo antes da instalação na apenas o Instalador de Bucha JDG607 e
estrutura do bloco de cilindros (C). Martelo Deslizante D01299AA.

2. Remova as buchas do eixo de comando (B) utilizando 3. Inspecione e meça cada furo das buchas do eixo
o Instalador de Bucha JDG607 (A) e o Adaptador de comando no bloco quando as buchas forem
do Martelo Deslizante JDG408 (D) (do Conjunto de removidas.
Serviço de Buchas do Eixo de Comando JDG405).
Use também o Piloto de Bucha JDG608 (E), e Martelo
Deslizante D01299AA (F).
Continua na próxima página DPSG,OUOE003,30 -54-18DEC98-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-050-14 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=218
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

IMPORTANTE: os orifícios nas buchas e no bloco de


cilindros devem estar alinhados após instalação.
O furo alongado na bucha deve estar voltado
para cima. Após a instalação, utilize um pequeno
espelho com extensão para garantir que os
furos do óleo estejam alinhados corretamente.

RG5333 —UN—07NOV97
4. Deslize uma nova bucha do eixo de comando (B) no
Instalador de Bucha JDG603 (A). Com o Piloto de
Bucha instalado fora da estrutura do bloco do cilindro
(C), monte o Martelo Deslizante D01299AA (E) e o
Adaptador do Martelo Deslizante JDG408 (D) com
acionamento de buchas conforme a figura.
Instalação das Buchas do Eixo de Comando
5. Certifique-se que a bucha esteja enquadrada no
orifício e os furos do óleo estejam alinhados com os A—Instalador de Bucha D—Adaptador de Martelo
do bloco. Empurre a bucha para dentro do buraco (JDG607) Deslizante (JDG408)
com o martelo deslizante até ela ficar posicionada B—Bucha do Eixo de Comando E—Martelo Deslizante
corretamente. C—Estrutura do Bloco dos (D01299AA)
Cilindros
6. Verifique o alinhamento do furo do óleo da bucha ao
bloco de cilindros usando um pequeno espelho com
extensão. do eixo de comando e instale o bujão no orifício. A
borda do bujão deve estar assentada abaixo da borda
7. Aplique PERMATEX® AVIATION (Junta Moldada no do furo.
Local No. 3) no novo bujão da tampa de aço do furo
PERMATEX é uma marca registrada da Loctite Corporation.
DPSG,OUOE003,30 -54-18DEC98-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-050-15 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=219
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Seguidores do Rolete do Eixo de Comando — Instalação

25 deg
C
25 deg

RG15253 —UN—04APR07
A

Instalação dos Seguidores do Rolete do Eixo de Comando


A—Seguidores do Rolete B—Ferramenta Especial C—Eixo de Comando
JDG1962

IMPORTANTE: A ferramenta de instalação do do seguidor. Isso permitirá a instalação do eixo de


seguidor do rolete do eixo de comando JDG1962 comando (C).
(B) localiza-se nos roletes de dois seguidores
adjacentes dentro de um cilindro para controlar 2. Use a ferramenta de alinhamento especial JDG1962
o alinhamento entre os roletes e ao eixo de para assentar os seguidores dos roletes na parte
comando. Se o seguidor de rolete estiver inferior do furo e direcionar o eixo do seguidor do rolete
dentro dessa tolerância, a rotação do eixo paralelamente ao eixo do furo do eixo de comando,
de comando alinhará corretamente o rolete dentro da tolerância de +/-25° no sentido horizontal.
perpendicularmente ao eixo de comando.

1. Instale 12 seguidores de rolete de eixo de comando


(A) no bloco de cilindros, na parte inferior do furo
RE38635,000004C -54-27JUL09-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-050-16 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=220
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Instalação do Eixo de Comando


IMPORTANTE: Ajuste o motor no tempo de
compressão PMS do pistão No. 1 antes da
instalação do eixo de comando, assim as
marcas de sincronização na engrenagem do
eixo de comando e do virabrequim estarão
alinhadas. Alinhe a marca "V" nas engrenagens
do eixo de comando e do virabrequim. Alinhe
a marca "2" nas engrenagens do eixo de

RG14337 —UN—30JUN05
comando e da bomba de combustível.

1. Se os seguidores de came forem removidos com


o motor em um cavalete giratório, reinstale os
seguidores, mas não obstrua o furo do eixo de
comando.
Conjunto da Engrenagem do Eixo de Comando
NOTA: verifique duas vezes para garantir que a arruela
de encosto do eixo de comando foi instalada dentro
da engrenagem da bomba (interna) de combustível. A—Chaveta Woodruff E—Orientação da Engrenagem
B—Arruela de Encosto da Bomba de Combustível
C—Ponta do Eixo de Comando F— Engrenagem de
2. Lubrifique os ressaltos do eixo de comando com D—Engrenagem de Acionamento do Eixo de
Graxa de Alta Temperatura TY6333 ou TY6347 e os Acionamento da Bomba de Comando
mancais de rolamento com óleo de motor limpo. Combustível G—Marcas de Sincronização
da Engrenagem do Eixo de
3. Instale com cuidado o eixo de comando no bloco de Comando
cilindros, para que os ressaltos do eixo de comando
não se arrastem nos furos. Gire o eixo de comando
durante a instalação para evitar obstruções nos furos.
Continua na próxima página RE38635,0000067 -54-18FEB05-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-050-17 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=221
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

4. Com o pistão Nº 1 na compressão "PMS", alinhe


as marcas de sincronização (A) nas engrenagens
do eixo de comando e do virabrequim. Verifique o
sincronismo da bomba de combustível.
IMPORTANTE: CERTIFIQUE-SE de remover o

RG6614 —UN—05DEC97
parafuso de fixação e arruela da superfície
do bloco na instalação da tampa da
engrenagem de sincronização.

5. Utilize um parafuso com tamanho correto e uma


arruela grande para prender o eixo de comando no
bloco (B). Se não fizer isto, há risco de o eixo de ser
danificado ao cair do bloco. Marcas de Sincronização — Engrenagens do Eixo de
Comando e do Virabrequim
A—Marcas de Sincronização B—Eixo de Comando Preso no
Bloco

RG13976 —UN—19FEB05
Eixo de Comando Preso

RE38635,0000067 -54-18FEB05-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-050-18 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=222
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

Instale a Arruela de Encosto e a Tampa da


Engrenagem de Sincronização
1. Lubrifique a arruela de encosto (seta em negrito)
com Graxa de Temperatura Alta TY6333 ou TY6347
e instale nas abas da tampa de engrenagem de
sincronização (A).
2. Instale uma nova junta nos pinos-guia na parte
inferior da superfície do bloco dos cilindros. Use mais
pinos-guia se necessário.
3. Se equipado com acionamento auxiliar, instale uma
nova junta com o alojamento de acionamento auxiliar

RG7060 —UN—26NOV97
com engrenagem na tampa de engrenagem de
sincronização. Consulte REMOVA, INSPECIONE E
INSTALE O ACIONAMENTO AUXILIAR ACIONADO
POR ENGRENAGEM DO VIRABREQUIM
previamente neste grupo.
IMPORTANTE: o aperto dos parafusos da tampa
da engrenagem de sincronização na Arruela de Encosto na Tampa da Engrenagem de Sincronização
sequência adequada controla a excentricidade
total do flange do virabrequim ao furo
da vedação de óleo.
Se equipado com acionador auxiliar, aperte
o alojamento do acionamento auxiliar à
tampa da engrenagem de sincronização e
ao bloco de cilindros antes de apertar a
tampa da engrenagem de sincronização ao
bloco dos cilindros. Consulte REMOVA,
INSPECIONE E INSTALE O ACIONAMENTO
AUXILIAR ACIONADO POR ENGRENAGEM DO

RG14748 —UN—03FEB06
VIRABREQUIM previamente neste grupo.

4. Instale a tampa de engrenagem (A) na junta e nos


pinos-guia. Utilize o piloto do virabrequim para
guiar a vedação dianteira. Instale os parafusos de
cabeça hexagonal M8 (B), três parafusos de cabeça
hemisférica (C), e um parafuso de cabeça hexagonal Instalação da Tampa da Engrenagem de Sincronização
M10 (D).

A—Tampa da Engrenagem de D—Parafuso de Fixação M10


Sincronização (1)
B—Parafusos de Cabeça E—Tampa da Engrenagem de
Hexagonal M8 (3) Acionamento da Bomba de
C—Parafusos com Cabeça Combustível
Hemisférica M8 (3) F— Tampa da Bomba de
Líquido de Arrefecimento

Continua na próxima página RE38635,0000066 -54-19JUN07-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-050-19 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=223
Reparo e Ajuste do Comando de Válvulas e do Trem da Engrenagem de Distribuição

5. Aperte os parafusos de fixação de acordo com as


especificações na sequência mostrada.
Especificação
Parafusos da Tampa
da Engrenagem de
Sincronização M8 a Bloco
dos Cilindros—Torque.................................................... 27 N•m (20 lb-ft)
Parafusos da Tampa
da Engrenagem
de Sincronização
M10 ao Bloco dos

RG14749 —UN—03FEB06
Cilindros—Torque........................................................... 41 N•m (30 lb-ft)

6. Instale a bomba do líquido de arrefecimento (F) e


a nova junta para dois pinos-guia na superfície da
tampa de engrenagem de sincronização.
7. Instale cinco parafusos M10 e um M8 para prender a
tampa da bomba do líquido de arrefecimento. Aperte
Sequência de Torque da Tampa da Engrenagem de Sincronização
os parafusos de acordo com as especificações.
Tampa da Bomba de Líquido de Arrefecimento à Tampa da
Engrenagem de Sincronização—Especificação Especificação
Parafusos de Cabeça Tampa da Engrenagem
M10—Torque.................................................................. 47 N•m (35 lb-ft) de Acionamento
Parafuso M8—Torque.................................................... 32 N•m (24 lb-ft) da Bomba
Injetora—Torque............................................................. 31 N•m (23 lb-ft)
8. Verifique a folga do eixo de comando. Consulte
VERIFICAÇÃO DO EIXO DE COMANDO E MEDIÇÃO 10. Apare a junta da tampa da engrenagem de
DA FOLGA DA ENGRENAGEM anteriormente neste sincronização rente ao trilho da junta da bandeja de
grupo. óleo.
9. Instale a tampa da engrenagem de acionamento da
bomba injetora (E) usando uma nova junta e aperte
os parafusos de acordo com as especificações.
RE38635,0000066 -54-19JUN07-2/2

Montagem Completa Final PARAFUSOS E DO CABEÇOTE DO CILINDRO no


Grupo 021.
1. Instale uma nova luva de desgaste do virabrequim
dianteiro e vedação de óleo. Consulte INSTALAÇÃO 5. Instale a bandeja de óleo usando uma nova junta ou
DA VEDAÇÃO DE ÓLEO DIANTEIRA DO instale o motor dentro no veículo se equipado com
VIRABREQUIM no Grupo 040. uma bandeja de óleo estrutural. Consulte INSTALE
A BANDEJA DE ÓLEO DO MOTOR no Grupo 060.
2. Conecte o fio elétrico do sensor magnético de Encha o motor com óleo de motor limpo.
velocidade.
6. Proceda o amaciamento do motor quando solicitado.
3. Instale o amortecedor de vibração do virabrequim. Consulte AMACIAMENTO DO MOTOR no Grupo 021.
Consulte INSTALE O AMORTECEDOR DE
VIBRAÇÃO no Grupo 040.
4. Instale o trem de válvula e o conjunto do balancim.
Consulte INSTALE O NÚMERO DE SÉRIE DOS
RG,RG34710,1212 -54-02SEP08-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-050-20 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=224
Grupo 060
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação
Diagnóstico de Defeitos no Sistema de Lubrificação
A pressão de óleo do motor (com o motor aquecido) deve
ser conforme a seguir: Pressão Alta do Óleo:

Especificação • Classificação inadequada do óleo.


Motor—Pressão de Óleo • Linhas de óleo entupidas.
(Motor Quente)........................................... 280—400 kPa (2,8—4,0 bar) • Mangueira de saída do ventilador e adaptador da
(40—58 psi) @ 1800-2000 rpm tampa dos balancins entupido ou dobrado.
Pressão Baixa do Óleo:
• Falha na válvula reguladora da pressão de óleo.
Diluição e Sedimentos de Óleo:
• Baixo nível do óleo.
• Filtro ou Resfriador entupido. • Operação e manutenção inadequadas.
• Temperatura excessiva do óleo. • Vazamento de líquido de arrefecimento no sistema de
• Óleo incorreto. lubrificação.
• Falha na válvula reguladora da pressão de óleo. • Combustão incompleta.
• Folga excessiva do mancal da biela ou do mancal • Consumo excessivo de óleo.
principal. • Bomba injetora com defeito (falha interna na vedação
• Tela da bomba de óleo entupida. do anel O).
• Folga excessiva entre a tampa e as engrenagens da
bomba de óleo. Baixa Pressão de Óleo em marcha lenta:
• Pastilha de refrigeração do pistão não instalada.
• Falha de derivação de óleo na válvula de retenção.
RG,RG34710,1215 -54-27APR99-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=225
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Conjunto de Filtro de Óleo Carregável por


Cima
A—Cabeça do Parafuso F— Mola
B—Anel O G—Bujão
C—Elemento do Filtro H—Conexão Flexível
D—Alojamento do Filtro de I— Conjunto da Placa
Óleo Adaptadora
E—Válvula Reguladora de J— Vedação
Pressão

RG11581 —UN—19JAN01
Conjunto de Filtro de Óleo Carregável por Cima

RE38635,0000058 -54-12FEB05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-2 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=226
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Filtro de Óleo Carregável por Cima - Teoria


de Operação
O conjunto do filtro de óleo carregável por cima tem seu
nome derivado da forma com que o elemento do filtro é
carregado por cima para dentro do recipiente do filtro. O
projeto é feito de forma que o elemento do filtro possa
ser trocado sem o típico vazamento de óleo resultante
da remoção do recipiente do filtro da base do filtro. Com
o desenho carregável por cima, o recipiente do filtro
permanece na base. As válvulas no interior do recipiente
do filtro regulam o fluxo de óleo para dentro do mesmo,
bem como a pressão e a descarga para o reservatório
quando o elemento do filtro é substituído.
Quando o elemento do filtro está no lugar e o sistema,

RG13823 —UN—16NOV04
assim, "fechado", a pressão do elemento do filtro mantém
o retorno à válvula do reservatório (A) pressionado
para baixo e, portanto, fechado. Isso evita que o
óleo pressurizado seja descarregado de volta para o
reservatório antes de ser filtrado. Se esta válvula estiver
ausente ou não estiver fechada, haverá baixa pressão
de óleo. Operação da Válvula do Recipiente do Filtro
O óleo pressurizado da bomba de óleo abre a válvula de
entrada (B). Isso permite que o óleo sujo não filtrado do A—Retorno à Válvula do C—Válvula de Derivação
reservatório encha o recipiente e flua através do elemento Reservatório
do filtro Quando o motor é desligado, esta válvula fecha B—Válvula de Entrada
devido à pressão do óleo dentro do recipiente, mantendo
assim o filtro cheio de óleo para a próxima partida.
A válvula de derivação (C) protege o motor quando o Quando o elemento do filtro de óleo é removido para
elemento do filtro fica obstruído, permitindo que o óleo substituição, a pressão na válvula de descarga (C) é
não-filtrado alcance os componentes do motor através do liberada, permitindo que o óleo no recipiente drene de
compartimento de óleo até que o elemento do filtro possa volta ao reservatório.
ser substituído.
RE38635,0000059 -54-12FEB05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-3 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=227
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Instale o Conjunto do Filtro de Óleo


1. Garanta a limpeza secando as superfícies
correspondentes nos dois encostos de montagem do
bloco do cilindro (A) e no adaptador do alojamento
do filtro de óleo (B).
2. Instale o adaptador do alojamento do filtro de
óleo colocando 3 parafusos de soquete (C) no
adaptador ao bloco dos cilindros. Aperte segundo
as especificações de torque inicial na sequência
mostrada para assentar o adaptador igualmente.
Especificação

RG14527 —UN—06OCT05
Adaptador do Alojamento
do Filtro de Óleo a Bloco
dos Cilindros - Torque
Inicial—Torque................................................... Máximo 5 N•m (3-4 lb-ft)

3. Dê o aperto final dos parafusos de soquete de


acordo com as especificações, de novo na sequência
mostrada.
Conjunto do Filtro de Óleo
Especificação
Adaptador do Alojamento
A—Encosto de Montagem do D—Conjunto do Filtro de Óleo
do Filtro de Óleo a Bloco Bloco dos Cilindros E—Parafuso Flangeado (4) -
dos Cilindros - Torque B—Adaptador do Alojamento Filtro de Óleo ao Adaptador
Final—Torque................................................................. 36 N•m (27 lb-ft) do Filtro de Óleo
C—Parafuso de Soquete de
4. Instale o conjunto do filtro de óleo (D) colocando 4 Cabeça Hexagonal (3) -
parafusos flangeados de cabeça hexagonal através Adaptador ao Bloco dos
Cilindros
do conjunto do filtro de óleo no adaptador do filtro.
Aperte de acordo com a especificação.
Especificação
Conjunto do Filtro de
Óleo ao Adaptador do
Filtro de Óleo—Torque................................................... 36 N•m (27 lb-ft)
RE38635,0000082 -54-06OCT05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-4 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=228
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Substituição do Filtro de Óleo de Carga


Máxima
1. Use uma chave inglesa para desparafusar a tampa
(A). Espere 30 segundos para permitir que o
alojamento do filtro de óleo drene. Remova a tampa e

RG11629A —UN—20DEC00
o conjunto do filtro.
2. Enquanto segura a cabeça do parafuso, bata o
elemento do filtro contra uma superfície sólida,
conforme se mostra, para separar o filtro da tampa.
Descarte o filtro usado.
3. Remova a vedação do anel O e troque-a por um anel Tampa de Filtro de Óleo Carregável por Cima
novo fornecido com o novo elemento de filtro.
4. Pressione o novo filtro para dentro da tampa até que
este encaixe no lugar.
5. Introduza a tampa e o conjunto de filtro dentro da
carcaça do filtro de óleo. Enrosque a tampa no lugar.

RG11628 —UN—01FEB01
6. Use a chave inglesa para apertar a tampa ao
especificado.
Especificação
Tampa de Filtro de
Óleo Carregável por
Cima—Torque............................................. 40 — 50 N·m (30 — 37 lb-ft)
Bata numa Superfície para Remover o Filtro
A—Tampa

RG41165,0000034 -54-20DEC00-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-5 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=229
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Conjunto do Resfriador de Óleo do Motor


X A

B
W
W
V
V

W
T
S
R
U D

O
N
C
M E

L F

RG14488 —UN—19SEP05
K

J G
I
H

Conjunto do Resfriador de Óleo do Motor


A—Mola da Válvula de Derivação H—Tubo de Óleo O—Parafuso de 10 x 25 V—Tubos do Resfriador de Óleo
B—Fixador de Mola I— Parafuso de M12 x 30 Q—Resfriador de Óleo -2-
C—Parafuso M10 x 35 J— Arruela R—Tampa do Resfriador de Óleo W—Anel O -2-
D—Filtro de Óleo K—Adaptador - Tubos de Óleo ao S—Parafuso M8 x 35 X—Válvula de Derivação
E—Parafuso Bloco T— Parafuso M8 x 65
F— Adaptador - Filtro de Óleo ao L— Vedação do Adaptador U—Vedação - Tampa do
Bloco M—Vedação do Adaptador Resfriador de Óleo ao
G—Tubo de Óleo N—Adaptador - Tubos do Resfriador de Óleo
Resfriador de Óleo
RE38635,0000077 -54-19SEP05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-6 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=230
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Remoção, Inspeção e Instalação do


Resfriador de Óleo do Motor
Consulte CONJUNTO DO RESFRIADOR DE ÓLEO DO
MOTOR, previamente neste grupo para vista explodida
do conjunto do resfriador de óleo do motor.
Remoção do Conjunto do Resfriador de Óleo:

RG13962 —UN—12FEB05
1. Remova oito parafusos que fixam a tampa do
resfriador de óleo (A).
2. Remova dois parafusos de fixação do adaptador do
tubo do resfriador de óleo (B). Remova a tampa, os
tubos (C) e o adaptador como um conjunto.
3. Remova o resfriador de óleo (D) do furo do bloco.
Limpe todo o material de junta das superfícies Radiador de óleo
casadas.
Inspecione o Conjunto do Resfriador de Óleo:
1. Verifique se há danos físicos, entupimento ou
vazamento no resfriador de óleo, o que pode
ocasionar mistura de óleo e líquido de arrefecimento.

RG7218 —UN—26NOV97

RG7219 —UN—28NOV97
2. Lave no sentido inverso o resfriador de óleo para
limpar todos os detritos do núcleo.
3. Faça um teste com pressão no resfriador de óleo de
teste em líquido e ar comprimido se houver suspeita
de mistura do óleo e líquido de arrefecimento.
O resfriador de óleo não deve apresentar nenhum
Remoção do resfriador de Óleo Resfriador de Óleo Removido
vazamento quando a pressão de ar 140-170 kPa
(1,4—1,7 bar) (20—25 psi) for aplicada por um mínimo
de 30 segundos.
4. Inspecione todas as peças restantes no conjunto do
resfriador de óleo.
Substitua as peças conforme necessário. NÃO tente
reparar o resfriador de óleo.

A—Tampa do resfriador de D—Radiador de óleo


óleo/Alojamento da Válvula E—Parafusos do Adaptador

RG22531 —UN—14MAR13
de Derivação do Resfriador de Óleo (4
B—Adaptador do Tubo do Usados)
resfriador de óleo
C—Tubos do resfriador de óleo

Instalação dos Parafusos do Adaptador do Resfriador de Óleo

Continua na próxima página VN40298,0000195 -54-14MAR13-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-060-7 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=231
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Instale o Conjunto do Resfriador de Óleo:


1. Instale o resfriador de óleo usando uma nova junta em
cada lado do resfriador. Certifique-se de que as juntas
estejam corretamente alinhadas com os orifícios dos
parafusos.

RG13955 —UN—12FEB05
NOTA: se a tampa, os tubos e o adaptador tiverem
sido desmontados, lubrifique os novos anéis
O com óleo limpo de motor.

2. Instale uma nova junta no bloco dos cilindros e instale


a tampa do resfriador de óleo, os tubos e o adaptador
como um conjunto. Aperte os parafusos do adaptador Sequência de Torque da Tampa do Resfriador de Óleo
(E) conforme as especificações.
Especificação Em seguida, reaperte na mesma sequência até a
Parafusos com especificação de torque final.
Cabeça do Adaptador
Especificação
do Resfriador de
Tampa do Resfriador
Óleo—Torque................................................................. 47 N·m (35 lb-ft)
de Óleo ao Bloco dos
3. Aperte os parafusos da tampa do resfriador de óleo Cilindros—Torque final................................................... 37 N·m (27 lb-ft)
(A) na sequência mostrada (1-8). Aplique o torque
inicial como a seguir:
Especificação
Parafusos da Tampa
do Resfriador de
Óleo ao Bloco dos
Cilindros—Torque Inicial................................................. 20 N•m (15 lb-ft)
VN40298,0000195 -54-14MAR13-2/2

Remova o Motor de Tratores para Acesso da também uma parte estrutural do veículo. Para acessar
Bomba de Óleo do Motor a bomba de óleo do motor, será necessário removê-lo
do veículo. Consulte o Manual Técnico do trator para
Os motores 6090HRW usados em tratores são equipados instruções de remoção do motor.
com uma caixa dianteira/reservatório de óleo que é
RE38635,000005B -54-12FEB05-1/1

Remova a Bandeja do Cárter


2. Remova a bandeja de óleo e descarte a junta.
A remoção da bandeja de óleo permitirá acesso à bomba
de óleo do motor. 3. Remova todo o material da junta do trilho da bandeja
de óleo e das superfícies de montagem do bloco de
1. Drene o óleo do motor. cilindros.
RE38635,0000055 -54-08FEB05-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-8 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=232
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Folga de Recuo entre a Engrenagem


do Virabrequim e a Engrenagem do
Acionamento da Bomba de Óleo
IMPORTANTE: a folga de recuo deve ser no mínimo
de 0,10 mm (0.004 in.) para a engrenagem
cilíndrica. Se a folga de recuo for menor que

RG13956 —UN—03SEP09
a especificação, substitua a engrenagem de
acionamento da bomba de óleo.

Antes de remover a bomba de óleo, determine se há folga


adequada entre a bomba de óleo e as engrenagens de
acionamento do virabrequim.
Monte o relógio comparador (A) e meça a folga de recuo Folga de Recuo da Engrenagem de Acionamento da Bomba de Óleo
entre a engrenagem de acionamento da bomba (B) e a
engrenagem do virabrequim (C).
A—mostrador C—Engrenagem do
Especificação B—Engrenagem de Virabrequim
Engrenagem Cilíndrica Transmissão da Bomba
do Virabrequim à de Óleo
Engrenagem do
Acionamento da Bomba
de Óleo—Folga entre
Engrenagem................................................. 0,10 mm (0.004 in.) mínimo

RE38635,000005C -54-12FEB05-1/1

Remoção da Bomba de Óleo do Motor


1. Afrouxe a porca de fixação da engrenagem de
acionamento (A) uma volta completa.
2. Remova quatro parafusos com arruelas do alojamento
da bomba de óleo (B).
3. Levante o conjunto da bomba de óleo e balance da
esquerda para a direita para soltar o alojamento dos
pinos de montagem.

A—Porca de Fixação B—Parafusos do Alojamento


da Engrenagem de da Bomba de Óleo
Acionamento

RG13961 —UN—12FEB05

Remova a bomba de óleo

Continua na próxima página RE38635,000005D -54-12FEB05-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-060-9 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=233
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

4. Após o conjunto da bomba estar livre dos pinos,


balance o conjunto para a direita (como visto da
extremidade do volante) e desengate o tubo de saída
(A) do alojamento da bomba.
5. Remova a engrenagem de acionamento da bomba de
óleo (C) e o tubo de imersão de óleo (B) da bomba.

RG9046 —UN—28APR99
A—Encanamento de C—Engrenagem de
compressão Transmissão da Bomba
B—Tubo de Captação de Óleo

Remova a bomba de óleo

RE38635,000005D -54-12FEB05-2/2

Inspeção e Limpeza da Bomba de Óleo


1. Inspecione visualmente se há desgaste ou danos na solvente. As engrenagens da bomba devem se mover
bomba de óleo. livremente.
IMPORTANTE: NÃO desmonte a bomba de óleo 3. Coloque a bomba de óleo em uma bancada de
do motor para lavar, inspecionar ou realizar trabalho com a superfície de montagem da bomba no
verificações de desgaste. Componentes bloco de cilindros voltada para cima (da mesma forma
individuais da bomba de óleo não estão de quando ela é montada no motor).
disponíveis nas peças de manutenção.
Substitua a bomba como um conjunto completo. IMPORTANTE: Para ajudar a garantir medições
precisas de desgaste, certifique-se de
Não martele diretamente no alojamento da que a bomba esteja limpa e voltada para
bomba de óleo, pois isto pode provocar a mesma posição de quando é montada
emperramento das engrenagens. no bloco de cilindros.

2. Lave a parte interna do conjunto da bomba com NOTA: Deixe a engrenagem de acionamento da bomba
solvente limpo para remover o óleo. Gire as instalada ao fazer as verificações.
engrenagens da bomba para ajudar a remover o
RG,RG34710,1225 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-10 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=234
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Verificação da Folga do Eixo de Acionamento


1. Monte o mostrador com a ponta do indicador apoiada
na extremidade do eixo de acionamento da bomba.
2. Mova o eixo para frente e afaste-o do indicador.
Se a folga exceder a especificação, há desgaste
excessivo na tampa da bomba e/ou o desgaste na
extremidade da engrenagem de acionamento da
bomba.
Especificação
Eixo Propulsor da Bomba
de Óleo—Folga Máxima............................................ 0,15 mm (0.006 in.)

Substitua a bomba de óleo se a folga exceder a

RG5916 —UN—05DEC97
especificação.

Verificação da Folga do Eixo da Bomba

RG,RG34710,1226 -54-23OCT97-1/1

Verificação da Movimentação Lateral do Eixo


de Acionamento
1. Monte o mostrador com a ponta do indicador apoiada
em uma das partes planas da porca sextavada.
2. Mova o eixo lateralmente.
Se a movimentação lateral do eixo exceder a
especificação, há desgaste excessivo na bucha do
eixo de acionamento e/ou no eixo de acionamento.
Especificação
Eixo Propulsor da Bomba
de Óleo—Movimento
Lateral Máximo........................................................ 0,17 mm (0.0065 in.)

RG5917 —UN—05DEC97
Substitua a bomba de óleo se a movimentação lateral
do eixo exceder a especificação.

Verificação da Movimentação Lateral do Eixo da Bomba

RG,RG34710,1227 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-11 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=235
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Verificação de Folga da Engrenagem de


Bombeamento
1. Monte o mostrador com a ponta apoiada na lateral
do dente da engrenagem.
2. Mantenha a engrenagem intermediária estacionária.
Gire lentamente a engrenagem de acionamento para
trás e para frente, até que não esteja mais em contato
com a engrenagem intermediária.
Se a folga não estiver dentro da especificação, há
desgaste excessivo da engrenagem de bombeamento
e/ou desgaste da bucha da engrenagem e do eixo
intermediário.

RG5918 —UN—05DEC97
Especificação
Engrenagem de
Transmissão da Bomba
de Óleo—Folga entre
Engrenagem...................................0,33 — 2,00 mm (0.013 — 0.079 in.)
Se a folga for inferior a 0,33 mm (0.013 in.), limpe
novamente as engrenagens e verifique a folga de Verificação da Folga da Engrenagem de Bombeamento
novo.
3. Substitua a bomba de óleo se a folga da engrenagem
de acionamento exceder 2,00 mm (0.079 in.).
RG,RG34710,1228 -54-23OCT97-1/1

Inspecione a Engrenagem de Acionamento


da Bomba de Óleo
NOTA: A bomba de óleo não precisa ser removida
do motor ao inspecionar a engrenagem
de acionamento.

Verifique se há lascas, trincas ou desgaste nos dentes


da engrenagem de acionamento. Substitua conforme
necessário.

RG6435 —UN—05DEC97

Inspeção da Engrenagem de Acionamento da Bomba Injetora

RG,RG34710,1229 -54-23OCT97-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-12 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=236
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Instale a Bomba de Óleo do Motor


1. Instale a engrenagem (A) na bomba e aperte firme
usando porca e arruela. O torque final será realizado
após a instalação da bomba.
2. Usando uma nova junta, instale o tubo de captação

RG9042 —UN—28APR99
da bomba de óleo (B) na bomba de óleo e aperte os
parafusos conforme as especificações.
Especificação
Tubo de Admissão
(Captação) da Bomba de
Óleo a Tampa—Torque.................................................. 41 N•m (30 lb-ft)
Instale a Engrenagem da Bomba de Óleo e Captação
A—Engrenagem de B—Tubo de Captação de Óleo
Transmissão da Bomba
de Óleo

AS58880,000000E -54-04FEB08-1/2

3. Instale um novo anel O na ranhura do alojamento


da bomba de óleo e lubrifique com óleo de motor
limpo. Instale o tubo de saída da bomba de óleo no
alojamento da bomba.
4. Balance o conjunto da bomba de óleo sobre os
tarugos de localização e posicione cuidadosamente

RG9045 —UN—28APR99
o conjunto sobre os tarugos sem aplicar pressão ou
causar emperramento do tubo de saída.
IMPORTANTE: não martele diretamente no
alojamento da bomba, pois isto pode causar
emperramento nas engrenagens.

5. Assente a bomba nos tarugos usando um martelo Engrenagem da Bomba de Óleo


de borracha dura na borda externa do alojamento
próximo aos furos de montagem (como ilustrado).
Certifique-se de que a engrenagem de acionamento
(A) esteja acoplada com a engrenagem do virabrequim
e que os tubos de saída da bomba de óleo (B) estejam
posicionados corretamente (sem dobras) nos furos
dos anéis O.
6. Instale e aperte os parafusos do alojamento da
bomba de óleo ao bloco de cilindros conforme as
especificações.
Especificação
Alojamento da Bomba
RG9044 —UN—29APR99
de Óleo ao Bloco de
Cilindros—Torque........................................................... 63 N•m (46 lb-ft)

7. Aperte a porca de fixação da engrenagem do


acionamento da bomba de óleo de acordo com as
especificações.
Especificação Instalação do Tubo de Saída da Bomba de Óleo
porca de fixação
da Engrenagem de
Acionamento da Bomba A—Engrenagem de B—Tubo de Saída da Bomba
Transmissão da Bomba de Óleo
de Óleo—Torque............................................................ 54 N•m (40 lb-ft)
de Óleo

AS58880,000000E -54-04FEB08-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-060-13 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=237
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Instale a Derivação do Óleo e Tubos da


Bomba de Óleo e Adaptador da Bomba de
Óleo
1. Aplique óleo SAE 10W30 a ambos os anéis O no
adaptador da bomba de óleo (A).

RG14528 —UN—06OCT05
2. Aplique a graxa branca AMOJELL em ambas as
extremidades do tubo de derivação (B).
3. Instale a extremidade curta do tubo de derivação no
adaptador da bomba de óleo (C).
4. Insira a extremidade livre do tubo de derivação de
óleo no bloco dos cilindros (D).
Derivação do Óleo e Tubos da Bomba de Óleo e Adap-
5. Monte 2 arruelas (E) nos 2 parafusos do adaptador da tador da Bomba de Óleo
bomba de óleo (F).
6. Aplique o trava-rosca na rosca dos parafusos e A—Anéis O do Adaptador da E—Adaptador da Bomba de
coloque com a mão através do adaptador da bomba Bomba de Óleo Óleo - Arruela do Bloco dos
B—Tubo da Derivação de Óleo Cilindros
ao bloco dos cilindros. Não aperte. C—Adaptador da Bomba de F— Adaptador da Bomba de
Óleo Óleo - Parafuso de Fixação
7. Aplique óleo de motor SAE 10W30 no anel O do D—Bloco de Cilindros do Bloco dos Cilindros
conjunto da bomba de óleo (G). G—Adaptador da Bomba de
Óleo
8. Aplique a graxa branca AMOJELL na extremidade do H—Tubo da Bomba de Óleo
tubo da bomba de óleo (H) que fica no adaptador da
bomba de óleo (C).
9. Instale o tubo da bomba de óleo no adaptador da Especificação
bomba de óleo, conforme a figura. Adaptador da Bomba
de Óleo ao Bloco dos
10. Aperte o adaptador da bomba de óleo nos parafusos Cilindros—Torque........................................................... 54 N•m (40 lb-ft)
de fixação do bloco dos cilindros nas especificações.
RE38635,0000083 -54-06NOV08-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-14 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=238
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Remoção, Inspeção e Instalação do Tubo de


Captação da Bomba de Óleo
1. Remova o cárter de óleo. Consulte REMOÇÃO DO
CÁRTER anteriormente neste grupo.
2. Remova os parafusos (C) e o conjunto do tubo de
captação de óleo (B) e a junta.
3. Limpe e lave o tubo e a tela de filtragem (A).
4. Verifique se há trincas ou restrições no tubo. Substitua
conforme necessário.
5. Instale o conjunto do tubo de captação com a nova
junta e aperte os parafusos com cabeça de acordo

RG10238 —UN—30JUN99
com as especificações.
Especificação
Parafusos com
Cabeça do Tubo de
Captação da Bomba de
Óleo—Torque................................................................. 41 N·m (30 lb-ft)

Tubo de Captação de Óleo

6. Instale o cárter de óleo. Consulte INSTALAÇÃO DO


CÁRTER DO MOTOR posteriormente neste grupo. A—Tela C—Parafusos com Cabeça (3
B—Tubo de Captação de Óleo usados)

DPSG,OUO1004,914 -54-29JUN99-1/1

CTM408 (12FEB14) 02-060-15 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=239
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Instale a Bandeja do Cárter do Motor


A—Junta do cárter D—Parafuso M10 (8)
B—Cárter E—Parafuso M12 (18)
C—Conjunto do Bujão de
Dreno A

D
E

RG13963 —UN—14FEB05
D E
Conjunto da Bandeja de Óleo 9 l

Continua na próxima página VN40298,000018C -54-03JAN13-1/3

CTM408 (12FEB14) 02-060-16 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=240
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

RG22284 —UN—02JAN13
Sequência de torque

Todas as superfícies vedadas por junta no cárter e no Especificação


bloco de cilindros (inclusive a tampa da engrenagem de
Parafusos M12
distribuição e o alojamento da vedação traseira) devem
da Bandeja de
estar livres de material de junta e de óleo e devem estar
Óleo—Torque....................................................... 50 Ṅ•m (37 lb-ft) + 60°
secas.
b. Aperte os parafusos M10 (D) de acordo com
1. Aplique uma fina camada de Composto de
a sequência de aperto conforme as seguintes
Vedação LOCTITE 30516 (PM37559)® DT5041
especificações.
Aviation (Form-A-Gasket Nº 3) nas superfícies de
contato da engrenagem de sincronização com o Especificação
bloco de cilindros. Parafusos M10
da Bandeja de
2. Aplique uma fina camada de Composto de Óleo—Torque....................................................... 30 Ṅ•m (22 lb-ft) + 60°
Vedação LOCTITE 30516 (PM37559)®DT5041
Aviation (Form-A-Gasket Nº 3) nas superfícies de NOTA: Usando nova bandeja e peças de
contato da carcaça de vedação traseira de óleo fixação existentes.
com o bloco de cilindros.
a. Aperte os parafusos M12 (E) de acordo com a
3. Posicione a nova junta da bandeja de óleo (A) no sequência de aperto de acordo com a seguinte
bloco de cilindros. especificação de torque.
NOTA: Coloque a traseira da bandeja de óleo rente Especificação
a ± 0,05 mm (0.002 in.) com a face traseira Parafusos M12
do bloco de cilindros. da Bandeja de
Óleo—Torque........................................................ 45Ṅ•m (33 lb-ft) + 90°
4. Instale com cuidado a bandeja de óleo (B) no
bloco dos cilindros e instale com aperto manual os b. Aperte os parafusos M10 (D) de acordo com
parafusos da bandeja de óleo M10 (D) & M12 (E) a sequência de aperto conforme as seguintes
ao bloco dos cilindros. especificações.
Especificação
NOTA: Use a bandeja e peças de fixação existentes.
Parafusos M10
da Bandeja de
a. Aperte os parafusos M12 (E) de acordo com a
Óleo—Torque........................................................15 Ṅ•m (11 lb-ft) + 90°
sequência de aperto de acordo com a seguinte
especificação de torque. 5. Apare a junta da bandeja de óleo rente à superfície
traseira do bloco de cilindros e da bandeja de óleo.

Continua na próxima página VN40298,000018C -54-03JAN13-2/3

CTM408 (12FEB14) 02-060-17 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=241
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

6. Instale o bujão de dreno da bandeja (se fornecido) 7. Instale com aperto manual o conjunto da válvula de
usando um novo anel O e aperte de acordo com as dreno (C).
especificações. 8. Posicione as conexões ajustáveis desparafusando-as
Especificação não mais do que uma volta. Aponte a válvula de dreno
Bandejas de Alumínio no lado da bandeja de óleo para a traseira do motor.
do Bujão de Drenagem
9. Aperte o conjunto da válvula da bandeja de óleo
da Bandeja de
conforme as especificações.
Óleo—Torque............................................................... 101 N·m (75 lb-ft)
Especificação
NOTA: verifique se a arruela se desloca livremente. Contraporca do
Se não, substitua o conjunto. Verifique se Cotovelo da Bandeja
há danos no anel O. de Óleo—Torque............................................................ 81 Ṅ•m (60 lb-ft)
LOCTITE é uma marca registrada da Loctite Corporation.
VN40298,000018C -54-03JAN13-3/3

CTM408 (12FEB14) 02-060-18 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=242
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Aperte os Parafusos de Fixação na Caixa Dianteira/Reservatório de Óleo - Tratores


NOTA: consulte a ilustração na página seguinte. Aperte todos os parafusos de 3/8 in. conforme as
especificações.
1. Certifique-se de que os tarugos de localização do
Especificação
reservatório ao bloco estejam no lugar.
Parafusos M10
IMPORTANTE: NÃO aplique vedante na junta, do Quadro
na estrutura dianteira/reservatório de óleo, Dianteiro/Reservatório
nas bordas aparadas da junta da tampa de Óleo—Torque............................................................ 58 N•m (43 lb-ft)
da engrenagem de sincronização, na junta
6. Aperte de novo todos os parafusos de fixação M10 de
do alojamento da vedação de óleo ou nas
acordo com as especificações.
superfícies casadas do bloco dos cilindros.
Antes de instalar o motor, certifique-se Aperte de novo todos os parafusos de fixação M12 de
de que as superfícies casadas do motor acordo com as especificações.
e o quadro dianteiro/reservatório de óleo
estejam limpas e secas. 7. Aplique óleo limpo de motor no novo anel O no bujão
de dreno inferior e instale-o se tiver sido removido.
2. Instale a junta do quadro dianteiro/reservatório de Aperte o bujão de acordo com as especificações.
óleo ao bloco dos cilindros. Especificação
Bandejas de Ferro
3. Abaixe cuidadosamente o bloco do motor sobre os
Fundido (Reservatório)
tarugos de localização do quadro dianteiro/reservatório
do Bujão de Dreno
de óleo.
da Bandeja de
4. Instale todos os parafusos M10 e M12 em seus locais Óleo—Torque................................................................. 47 N•m (35 lb-ft)
apropriados conforme a figura.
NOTA: consulte o Manual Técnico do trator para as
5. Aperte todos os parafusos de fixação M12 de acordo instruções de instalação após serviço do conjunto
com as especificações. da bomba de óleo do motor.
Especificação
Parafusos M12
do Quadro
Dianteiro/Reservatório
de Óleo—Torque.......................................................... 133 N•m (98 lb-ft)

C
E F G
D
Continua na próxima página RE38635,000005F -54-12FEB05-1/2

CTM408 (12FEB14) 02-060-19 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=243
RG14491 —UN—21SEP05
Reparo e Ajuste do Sistema de Lubrificação

Quadro Dianteiro/Reservatório de Óleo para Tratores


A—Bandeja de Óleo D—Parafuso M12 x 150 -8- F— Parafuso M12 x 60 -6- H—Parafuso M10 x 45 -2-
B—Junta da Bandeja de Óleo E—Parafuso M12 x 100 -4- G—M12 x 150 (o mesmo que D)
C—Parafuso M10 x 190 -2-
RE38635,000005F -54-12FEB05-2/2

CTM408 (12FEB14) 02-060-20 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=244
Grupo 070
Reparo e Ajuste do Sistema de Arrefecimento
Inspecione o Cubo do Ventilador e Substitua os Rolamentos em Serviço Pesado, Conjunto
do Acionamento do Ventilador Ajustável

G
F

C
A B

RG14051 —UN—27MAY05
E

Conjunto do Acionamento do Ventilador Ajustável de Serviço Pesado

RG14050 —UN—31MAY05

Continua na próxima página RE38635,000008A -54-22MAR05-1/3

CTM408 (12FEB14) 02-070-1 Motores Diesel de 9,0030714


L
PN=245
Reparo e Ajuste do Sistema de Arrefecimento

A—Cubo do Ventilador/Polia E—Eixo de Rolamento J— Alojamento do Rolamento do


B—Vedação da Graxa F— Caixa de Mancal Ventilador e Equipamento de
C—Anel de Retenção G—Bujão de Capa Placa de Apoio
D—Conjuntos de Rolamentos de H—Chapa de Apoio
Esferas (2) I— Conjunto do Alojamento do
Rolamento do Ventilador

Para Desmontar o Acionamento do Ventilador: Aplique óleo de motor limpo ao diâmetro interno do
rolamento e ao diâmetro externo do eixo.
1. Remova as correias e os ventiladores. Remova o
conjunto de acionamento do ventilador do motor. 2. Apoie a extremidade do eixo (E) e instale os
rolamentos contra o rebaixo. Aplique força na
2. Verifique a excentricidade do cubo do ventilador corrediça interna do rolamento.
utilizando um relógio comparador na superfície exterior
do cubo. Se a excentricidade exceder a especificação, 3. Apoie o alojamento do rolamento (F) em uma
substitua o conjunto do acionamento do ventilador. superfície plana firme com o furo do rolamento na
posição para cima.
Especificação
Cubo de Acionamento 4. Instale o conjunto do eixo e o rolamento dentro do
do Ventilador—Desvio alojamento. A extremidade pequena do eixo deve se
Radial.................................................................... 0,038 mm (0.0015 in.) estender pelo alojamento.
3. Fixe o cubo do ventilador/polia (A) em uma morsa de 5. Determine a espessura do anel elástico adequado (C)
mordente macio. Apoie o cubo do ventilador (para necessário para obter a folga axial especificada.
não cair no chão), e remova o parafuso que prende o
Especificação
cubo ao eixo (E). Remova o cubo.
Eixo do Acionamento
4. Remova o bujão do tubo de alojamento do ventilador, do Ventilador
a vedação de graxa e o anel de retenção (C). Descarte Ajustável—Folga Axial.............................................. 0,10 mm (0.004 in.)
a vedação e o anel de retenção.
6. Instale o anel elástico no sulco do alojamento.
5. Remova o eixo (E) com rolamentos (D) ao bater de Inspecione visualmente a instalação do anel elástico
leve com um macete de borracha ou martelo de latão. para ver se há um assentamento adequado na
ranhura do alojamento.
6. Remova os rolamentos do eixo usando uma prensa e
descarte os rolamentos. 7. Aplique uma fina camada de óleo de motor limpo ao
D.E. do revestimento e nas abas de vedação. Instale
7. Limpe completamente e inspecione se há rachaduras a vedação no furo do alojamento até o revestimento
ou qualquer outro dano no alojamento do eixo e do metal estar na profundidade especificada abaixo
rolamento (F). Meça as partes e compare com as da superfície do alojamento.
especificações abaixo.
Especificação
Especificação Vedação do Alojamento
Alojamento do do Acionamento do Ven-
Acionamento tilador Ajustável—Pro-
do Ventilador fundidade..................................................... Rente a 0,50 mm (0.020 in.)
Ajustável—Diâmetro abaixo da superfície do alojamento
Interno....................................................................71,999 — 72,025 mm
(2.8346 — 2.8356 in.) 8. Aplique o óleo de motor limpo ao D.I. do cubo do
Eixo do Acionamento ventilador/polia (A). Apoie a extremidade do eixo no
do Ventilador bujão do tubo no alojamento do rolamento e empurre
Ajustável—DE........................................................35,001 — 35,017 mm até a outra ponta do eixo até assentar contra o rebaixo.
(1.3780 — 1.3786 in.)
NOTA: Se o motor estiver equipado com um
Rolamento do
espaçador entre a polia e o ventilador, aperte
Acionamento do
os parafusos do cubo/polia ao espaçador nas
Ventilador Ajustável—DI.........................................34,987 — 35,013 mm
seguintes especificações.
(1.3774 — 1.3785 in.)
DE..........................................................................71,987 — 72,013 mm Especificação
(2.8341 — 2.8351 in.) Parafusos de Fixação