You are on page 1of 1

Ética Cultural e a Questão Indígena

André, Filipe, S. Jesus, Teófanes

A área deste povo vem sendo sistematicamente


Introdução invadida por fazendeiros gananciosos. Quando a
“Vivemos um problema ético no Brasil, porque o comunidade não tem terra para plantar a
não reconhecimento dos direitos indígenas e dos alimentação é drasticamente reduzida e as
direitos sociais, em geral, é uma questão que só consequências maiores se dão nas crianças,
pode ser discutida e colocada no âmbito da ética” porque elas não suportam uma alimentação sem
“(...) Se um homem pudesse escrever um livro proteínas e vitaminas, a qual normalmente são
sobre ética, que fosse realmente um livro sobre expostas. Determinadores setores sociais
ética, este livro, como uma explosão, aniquilaria brasileiros não aceitam os direitos indígenas
todos os outros livros do mundo”. previstos na constituição.

A visão na história Ética Indígena


No que tange aos povos indígenas, seguramente Habitus. Estranhos/amigos morais e Ética
foi mais profundo e mais devastador, o resultado discursiva. A ética indígena consiste em manter
da ação histórica. Muitos pesquisadores, um profundo equilíbrio entre as necessidades do
tentando explicar os fenômenos sociais, culturais ser humano e o respeito com o restante da
e jurídicos dos indígenas, procuravam adaptar natureza, de cuja dependem e cuja consideram
suas descobertas a conceitos acadêmicos prévios sagrada.
e amoldar o que encontravam às suas próprias
visões sobre o contexto indígena, o qual domina Direito à identidade cultural
um conteúdo de sabedoria intangível e cujo viver Conservar, adaptar e mudar voluntariamente a
não se desagrega da espiritualidade, da própria cultura. Também abrange todos os
integração com a natureza, da cosmovisão que direitos humanos internacionalmente
lhe é ínsita. reconhecidos dos quais depende e dos quais
retira seu sentido, merecendo a proteção das
Ética, cultura e Religião pessoas, da comunidade internacional e,
Quando falamos em cultura indígena, estamos sobretudo, do Estado.
pisando em um terreno um tanto quanto
desconhecido. Chega-se a afirmar que a religião CF-88, base internacional e questões indígenas
indígena e suas tradições culturais foram A Constituição da República Federativa do Brasil
massacradas antes mesmo de serem conhecidas, de 1988 dispôs em seu artigo 231 que "são
tendo em vista que elas foram dizimadas pelo reconhecidos aos índios sua organização social,
cristianismo. É certo que não se pode dissociar costumes, línguas, crenças e tradições, e os
ética indígena de sua cultura e sua religião. Para direitos originários sobre as terras que
compreender a ética indígena temos que tradicionalmente ocupam, competindo à União
abandonar os referenciais filosóficos (SUESS). demarcá-las, proteger e fazer respeitar todos os
Mas falar em cultura e religião fora da linguagem seus bens".
racionalista e ocidentalizada, torna as coisas A Convenção 169 da Organização Internacional
muito complicadas e estranhas para nós. do Trabalho (OIT) relativa aos Povos Indígenas e
Em função disso, o que se entende por ética Tribais em Países Independentes, assegurou o
indígena terá que ser construída por dedução do respeito à identidade indígena
pouco que se conhece da cultura desses povos,
levando-se em conta os seguintes pressupostos: Conclusão
nas sociedades indígenas não possuem doutrinas Os novos tempos exigem um novo papel nas
religiosas; toda vida deles é marcada por festas, nações, o de não mais substituir a vontade e as
ritos, danças e celebrações; ser humano e aspirações dos povos indígenas, mas sim trocar
natureza formam um conjunto indissociável. experiências e lutar para que as garantias
expressas na legislação e os direitos que
Ausência de Ética, reflexo da violência emergem da sua tradição, o direito indígena,
sejam efetivamente concretizados.