You are on page 1of 7

7

Irrigação por Superfície


(Exercícios)

1). Considere um sistema de irrigação por sulco, sabendo que:


- equação de infiltração de água no solo: I = 0,154.T 0,67 sendo I = cm e T = min;
- equação de avanço da água no sulco: Tx = 0,076.X1,42 sendo Tx = min e X = m;
- a água deve alcançar o final do sulco em um tempo igual à metade do tempo necessário para infiltrar a metade
da lâmina líquida;
- manejo da irrigação: aplicar a lâmina líquida no final do sulco;
- capacidade de campo (base peso): UCC = 26%;
- ponto de murcha permanente (base peso): U PMP = 18%;
- densidade do solo: dg = 1,25 g/cm3;
- profundidade efetiva do sistema radicular: z = 30 cm;
- fator de disponibilidade de água: f = 0,8;

Calcular:
a). a lâmina líquida requerida;
b). o comprimento do sulco;
c). o tempo de irrigação;
d). a lâmina percolada no início do sulco.
R: a). LL = 24 mm; b). X = 39,5 m; c). TI = 93,19 min; L perc. = 3,3 mm

2). (AVA2_2009-2). Considerando-se as características abaixo:


- equação de infiltração: I = 1,84 .T 0,69 sendo I = L/m e T = min;
- equação de avanço: L = 12,0.T 0,803 sendo L = m e T = min;
- vazão aplicada ao sulco = 1,4 L/s;
- espaçamento entre sulcos = 1,2 m;
- evapotranspiração = 5,0 mm/dia;
- turno de rega = 7 dias;
- aplicar a lâmina requerida no final do sulco;
- a água deve alcançar o final do sulco em um tempo igual a ¼ do tempo necessário para infiltração da lâmina
requerida.

Pede-se:
a). o comprimento do sulco;
b). a eficiência de aplicação;
c). a perda por percolação profunda;
d). a perda por escoamento no final do sulco;
e). considerando-se as características e o comprimento do sulco anteriores, determine a posição (Xr) onde a
lâmina requerida será aplicada, se aplicarmos uma lâmina de 33 mm no final do sulco.
R: a). X = 150,2 m; b). Ea = 64,55%; Pp = 5,39%; Pe = 30,06%; e). Xr = 109,29 m

3). (AVA2_2010-1). Considere um sistema de irrigação por sulco, sabendo que:


- equação de infiltração de água no solo: I = 0,182.T 0,621 sendo I = cm e T = min;
- equação de avanço da água no sulco: Tx = 0,087.X 1,316 sendo Tx = min e X = m;
- após a água atingir o final do sulco será aplicado no mesmo a lâmina equivalente a um tempo de oportunidade
de 105 min;
- será utilizado o manejo com redução de vazão, ou seja, durante a fase de avanço a vazão aplicada será de 1,0
L/s. Após a água atingir o final do sulco, a vazão será reduzida para 0,5 L/s;
- lâmina requerida = 37 mm;
- espaçamento entre sulcos = 1m;
- comprimento do sulco = 200m;
Calcular:
a). o tempo de irrigação;
b). a lâmina mínima infiltrada (Y25);
c). a lâmina média infiltrada;
d). a lâmina média infiltrada na região de excesso;
e). a lâmina média infiltrada na região de déficit, caso houver;
f). a lâmina aplicada no sulco;
g). a uniformidade de distribuição;
h). a eficiência de armazenamento;
i). a eficiência de aplicação;
j). a perda de água por percolação profunda;
k). a perda de água por escoamento superficial no final do sulco;
l). o grau de adequação;
m). o grau de déficit;
n). a lâmina percolada no ponto situado a 40% do comprimento do sulco;
o). considerando as características e o comprimento do sulco anteriores, determine a posição (Lr) onde a lâmina
requerida será aplicada, se aplicarmos uma lâmina de 25 mm no final do sulco.
R: a). TI = 197,83 min; b). Y25 = 35,45 mm; c). YINF = 40,65 mm; d). YEX = 42,77 mm; e). Yd = 34,88 mm; f). YA =
43,60 mm; g). UD = 87,21%; h). E S = 98,9%; i). EA = 83,9%; j). PP = 10,7%; k). PE = 5,4%; l). GA = 80,7%; m).
GD = 1,1%; n). LP = 7,18 mm; o). XR = 91,2 m.

4). (AVA2_2009-2). Considere um sistema de irrigação por sulco, sabendo que:


- equação de infiltração de água no solo: I = 0,182.T 0,621 sendo I = cm e T = min;
- equação de avanço da água no sulco: Tx = 0,087.X 1,316 sendo Tx = min e X = m;
- após a água atingir o final do sulco será aplicado no mesmo a lâmina requerida;
- será utilizado o manejo com redução de vazão, ou seja, durante a fase de avanço a vazão aplicada será de 1,1
L/s. Após a água atingir o final do sulco, a vazão será reduzida para 0,4 L/s;
- lâmina requerida = 37 mm;
- espaçamento entre sulcos = 1m;
- comprimento do sulco = 200m;

Distância X (m) Tx (min) To (min) To médio (min) Y médio (mm)


0
10
20
30
40
50
60
70
80
90
100
110
120
130
140
150
160
170
180
190
200

Calcular:
a). a uniformidade de distribuição;
b). a eficiência de armazenamento;
c). a eficiência de aplicação;
d). a perda de água por percolação profunda;
e). a perda de água por escoamento superficial no final do sulco.
R: a). UD = 87,7%; b). Es = 100%; c). Ea = 80,5%; d). Pp = 19%; e). Pe = 0,5%

5). (AVA2_2010-2). Considere um evento de irrigação por sulco, conforme esquema abaixo. Sabendo que:
- equação de infiltração de água no solo: Y = 0,154.T 0,67 sendo I = cm e T = min;
- equação de avanço da água no sulco: Tx = 0,076.X1,42 sendo Tx = min e X = m;
- capacidade de campo (base peso): UCC = 26%;
- ponto de murcha permanente (base peso): U PMP = 18%;
- densidade do solo: ds = 1,25 g/cm3;
- profundidade efetiva do sistema radicular: z = 30 cm;
- fator de disponibilidade de água: f = 0,8.
Calcular:
a). o tempo de irrigação;
b). o tempo de avanço;
c). o comprimento do sulco;
d). o grau de adequação.

R: a). TI = 74,26 min; b). Tx = 52,84 min; c). X = 100,35 m; d). GA = 39,22%.

6). (AVA2_2011.2). Considere um evento de irrigação por sulco, conforme esquema abaixo. Sabendo que:
- equação de infiltração de água no solo: Y = 0,154.T 0,67 sendo I = cm e T = min;
- equação de avanço da água no sulco: Tx = 0,076.X1,42 sendo Tx = min e X = m;
- vazão derivada ao sulco durante a fase de avanço: 0,8 L/s;
- vazão derivada ao sulco durante a fase de reposição: 0,6 L/s;
- espaçamento entre sulcos: 0,8 m;
- capacidade de campo (base peso): UCC = 28%;
- ponto de murcha permanente (base peso): U PMP = 18%;
- densidade do solo: ds = 1,2 g/cm3;
- profundidade efetiva do sistema radicular: z = 40 cm;
- fator de disponibilidade de água: f = 0,6.
Calcular:
a). o tempo de irrigação;
b). o comprimento do sulco;
c). a eficiência de aplicação;
d). a eficiência de armazenamento;
e). o grau de adequação;
f). o grau de déficit.

R: a). TI = 103,87 min; b). X = 92,63 m; c) EA = 47,76%; d). ES = 96,35%; e). GA = 63,49%; f). GD = 3,65%

7). (AVA2_2012.2). Considere um sistema de irrigação por sulcos com as seguintes informações:
- equação de infiltração acumulada: I = 0,186.T0,622 (I = cm; T = min);
- equação de avanço da água no sulco: Tx = 0,087.X 1,32 (Tx = min; X = m);
- a água deve alcançar o final do sulco em um tempo igual a ¼ do tempo necessário para infiltração da lâmina
líquida;
- lâmina líquida de irrigação: 42 mm
- considerar irrigação sem déficit;
Calcular:
a). o comprimento do sulco;
b). o tempo de irrigação;
c). a lâmina percolada a 50 m do início do sulco, caso houver.
R: a). X = 99,1 m; b). TI = 187,65 min; c). Lâmina percolada = 3,8 mm

8). (AVA2_2013.1). Considere um evento de irrigação por sulco as seguintes informações:


- equação de infiltração de água no solo: Y = 0,154.T 0,67 sendo I = cm e T = min;
- equação de avanço da água no sulco: Tx = 0,076.X1,42 sendo Tx = min e X = m;
- capacidade de campo (base volume): θCC = 33%;
- ponto de murcha permanente (base volume): θPMP = 23%;
- profundidade efetiva do sistema radicular da cultura: z = 40 cm;
- fator de disponibilidade de água: f = 0,6;
- vazão derivada ao sulco durante o evento de irrigação: 0,9 L/s;
- espaçamento entre sulcos: 1 m;
- razão da lâmina infiltrada no início do sulco Y/Yr = 1,15;
- razão da lâmina infiltrada no final do sulco Y/Yr = 0,5;

Calcular:
a). a lâmina de irrigação requerida;
b). o tempo de avanço;
c). o comprimento do sulco;
d). o grau de adequação;
e). a perda por percolação;
f). a eficiência de armazenamento;
g). verifique se houve déficit de irrigação à 60 m do início do sulco. Se houve, calcule o seu valor.
OBS: Assumir perfil de infiltração de água no solo linear.
R: a). LL = 24 mm; b). Tx = 52,84 min; c). X = 100,35 m; d). GA = 39,22%; e). Pp = 1,76%; f). E S = 84,84%; g).
Déficit = 3,17 mm

9). (AVA2_2014.1). Considere um evento de irrigação por sulco, conforme esquema abaixo. Sabendo que:
- equação de infiltração de água no solo: Y = 0,154.T 0,67 sendo I = cm e T = min;
- equação de avanço da água no sulco: Tx = 0,076.X1,42 sendo Tx = min e X = m;
- lâmina requerida (Yr): 24 mm;
- vazão derivada ao sulco: 0,9 L/s
- espaçamento entre sulcos: 1m;
Calcular a eficiência de aplicação de água (Ea).

R: EA = 50,83%
10). (AVA2_2014.2). Considere um evento de irrigação por sulco, conforme esquema abaixo. Sabendo que:
- equação de infiltração de água no solo: Y = 0,154.T 0,67 sendo I = cm e T = min;
- equação de avanço da água no sulco: Tx = 0,076.X1,42 sendo Tx = min e X = m;
- lâmina requerida = 15 mm
Calcule a lâmina média percolada nos primeiros 30 m de comprimento de sulco. Considere neste trecho
que o perfil de infiltração da água no solo seja linear.

R: YP = 0,69 m

11). (AVA3_2015.1). Considere um evento de irrigação por sulco, conforme esquema abaixo. Sabendo que:
- equação de infiltração de água no solo: Y = 0,154.T 0,67 sendo I = cm e T = min;
- equação de avanço da água no sulco: Tx = 0,076.X1,42 sendo Tx = min e X = m;
- lâmina requerida = 20 mm
Calcule a eficiência de armazenamento no ponto localizado a 60% do comprimento do sulco.

R: ES = 86,65%
Prof. Dr. Eliezer Santurbano Gervásio – Engenharia de Água na Agricultura - UNIVASF 7