You are on page 1of 14

“Todo homem tem o dever de procurar redimir-se por esforços próprios,

embora buscando a sombra benfazeja de uma Árvore mais fértil, para lhes
abastecer a Mente e o Coração, com os bons frutos do conhecimento e do amor, que
são os maiores tesouros que se pode alcançar. Essa Árvore benfazeja é a Sublime
Sabedoria do Avatara”. Professor Henrique José de Souza

S
em percebermos, adentramos a primeira década do quando a natureza, revoltada pelos inúmeros descasos e
século XXI. 2010 já é uma realidade! Que tenhamos crimes ambientais, praticados por uma humanidade
um ano repleto de realizações e crescimento, desespiritualizada e egoísta, resultado da prática do
principalmente, no campo espiritual. consumismo e do capitalismo voraz, resgatar, violentamente,
Escolhemos, de forma intencional, como Matéria o enorme Carma coletivo acumulado.
da Capa, “Profecias que Atestam a Vinda de Um Grande Ghandi dizia: “Seja você a mudança que você quer
Mestre”, de autoria do nosso Irmão Wilson Namorato, por ver no mundo!” E é isso que a Maçonaria espera de nós. É
ser um tema, que, nos dias atuais, insiste em bater a nossa isso que o mundo espera da Maçonaria. Despertemos,
porta. Para os ocidentais, esse é o Advento da Irmãos! Nós somos a Maçonaria!
Manifestação do Cristo Universal, já para os orientais, O Corroborando tudo que foi dito, na coluna Trabalho,
do Budha Maitreia, embora muito pouco importe o nome as matérias dos Irmãos Anselmo Quadros e Milo Bazaga,
que queiram dar para o Avatara do 3º Milênio; a vinda intituladas, respectivamente, “A Grande Missão da
desse Ser para os dias atuais já estava registrada nos Maçonaria” e “A Maçonaria Não é Feita à Medida das Ilusões
antigos textos sagrados do Vishnu Purana. do Neófito”, magistralmente, elucidam esse tema. Ainda,
Assim tem sido todas as vezes que a LEI se ratificando esse importante assunto, brindamos a todos com
manifesta no plano terreno, com o Verbo se fazendo carne, o texto de nosso ilustre Irmão Hercule Spoladore, “A
em sacrifício pela evolução da Essência”, o qual nos chama à razão para
humanidade, melhor diríamos, em “Viver, quando o nosso verdadeiro papel de Iniciado
sacro-ofício, e a mesma, em sua maioria, conscientemente, é aproveitar Maçom.
com olhos cobertos pelas vendas da Falando em Mestre de Sabedoria,
a singular oportunidade de
ignorância, do fanatismo e do a coluna Os Grandes Iniciados traz a
ascender aos degraus da
materialismo, apedreja-O, crucifica-O. Vida e a Obra do mais enigmático de
infinita escada da evolução,
Pobre humanidade! De certo, a história todos Eles, através da matéria “O
em retorno à Casa do Pai!”
se repetirá e, lamentavelmente, Misterioso Conde de Saint Germain”.
ouviremos, mais uma vez: Ele esteve Revista Arte Real Entender o legado desses Mestres, por si
entre nós e não O reconhecemos! só, já é um grande salto de qualidade em
Despertemos, Maçons, para o nossa caminhada evolucional.
verdadeiro objetivo da vida. Iniciados que somos, mister A matéria “A Carroça”, de autor ignorado, é uma
se faz que tenhamos consciência de nossas grande lição de vida e merece ocupar espaço na coluna
responsabilidades para com a humanidade, tanto nos Reflexões.
aspectos sócio-políticos quanto no espiritual. Sentimo-nos muitíssimo honrado em poder,
Querido leitor, que nos recebe na tranquilidade de mensalmente, como veículo de divulgação, levar aos nossos
mais um recesso maçônico, o momento é oportuno para diletos leitores essa vasta diversidade de conhecimentos, a
refletirmos profundamente e apararmos as arestas de fim de contribuir com seu crescimento cultural. A tarefa é
nossa conduta, a fim de construirmos um mundo melhor a árdua, mas prazerosa; a causa é nobre e merece todo e
partir desse ano que ora se inicia. Não conseguiremos qualquer sacrifício. Para melhorarmos o quadro caótico da
resultados diferentes agindo, sempre, da mesma forma! atualidade, antes, porém, faz-se necessário melhorarmos a
Não profetizando, mas pelo que tudo indica, até nós mesmos. Regatemos os reais objetivos de nossa Ordem e
porque os sinais já se fazem bem visíveis, o resgate dos cumpramos o papel que a sociedade, atônita, tanto clama e
sentimentos de amor ao próximo, solidariedade e espera de nós!
fraternidade entre os povos, não virá pela livre iniciativa Façamos de 2010 um “divisor de águas” para um
do homem. Acreditamos que ocorrerá, tão somente, mundo mais digno de se viver! ?
a b
Capa Os Grandes Iniciados - O Misterioso Conde de Saint Germain.8
– A Humanidade Pintando Sua Própria Aquarela......Capa Ritos Maçônicos - Ordem Real da Escócia............................10
Editorial.....................................................................................2 Trabalhos
Matéria da Capa - A Maçonaria Não é Feita à Medida das Ilusões do Neófito.11
- Profecias que Atestam a Vinda de Um Grande Mestre...3 - A Grande Missão da Maçonaria............................................13
Destaques – A Essência...........................................................5 Reflexões - A Carroça...............................................................14
Informe Cultural – Em Prol da Cultura Maçônica..............7 Boas Dicas – Site / E-book / Edições Anteriores.....................14

Profecias Que Atestam a Vinda de Um Grande Mestre


Wilson Namorato

O
bservam-se, por toda a face da Terra, atualmente para definir a evolução espiritual dos seres que habitam
significativos sinais de uma grande mudança! a face da Terra. O 1º, ou externo, é formado pelos
Toda a humanidade se encontra num estado de “irremediavelmente perdidos”, ou seja, aqueles que se defrontaram
"tensão" e "expectativa". Expectativa de quê? Ninguém com o dantesco portal onde se leem, as seguintes palavras: “lasciate
sabe ao certo, mas é um fato e ela existe, como bem ogni speranza, o voi ch'entrate”. Sim, para esses, foram perdidas
demonstra a insegurança todas as esperanças. O 2º, dos
pública. Os mais céticos "prováveis", ou aqueles que lutam
afirmam ser devido à "Todas as vezes, ó filho de Bhârata, como "rari nantes in gurgite vasto"
contingente situação atual da que Dharma (a Lei Divina) declina e (raros náufragos nadando num
sociedade mundial. Alguns vasto abismo), para se salvarem da
sociólogos afirmam ser devido
Adharma, (a injustiça) se levanta, Eu grande tribulação do presente ciclo,
às armas nucleares, ao me manifesto para a salvação dos que a tudo e a todos ameaça
chamado "equilíbrio do bons e destruição dos maus. Para o destruir. O 3º círculo é formado
terror", cujo arsenal nuclear é restabelecimento da Lei, Eu nasço em pelos já redimidos ou salvos, ou seja,
suficiente para destruir todo o aqueles que passaram por todas as
cada Yuga (Idade, Era, Ciclo, etc.)”.
planeta mais de uma centena provas dolorosas da vida e delas
de vezes. Já os ocultistas saíram vitoriosos. Finalmente, o 4º,
Yesus Krishna
afirmam que esses "sintomas formado pelos Guias ou Instrutores
planetários sociais" são o "inconsciente coletivo", da humanidade. Os que se acham ocultos no interior do Templo
prognosticando uma terrível e implacável seleção ou dedicado ao Culto de MELK-TSEDEK, e que outro não é, senão, o
separação do joio e do trigo, proveniente de um grande da Universal Eucaristia, o Graal de todos os Graals, sintetizados
julgamento cíclico da humanidade. na Fraternidade Universal da Humanidade.
Em verdade, contudo, podemos, apenas, afirmar Estes últimos seres, a que se refere a citação acima,
que "os tempos esperados já chegaram" e que pouco muito bem sabem o que há de suceder num futuro próximo
importa se os homens estejam ou não conscientes disso. e muito mais. Sabem, ainda, a razão por que a Divindade se
Ademais, o real conhecimento da causa, que tantas manifestará como face rigorosa (em lugar da amorosa) do
repercussões vem fazendo refletir na insegura Eterno e Soberano Senhor dos Universos. De qualquer
humanidade, pertence, somente, àqueles que se fizeram forma, para os cegos de espírito, que, obstinadamente,
dignos de tais revelações. Já certo discípulo teve ocasião negam esse futuro óbvio, eis alguns remotos e trágicos
de dizer: quatro círculos concêntricos se apresentam acontecimentos. Quando a Estrela Baal caiu no lugar onde,
hoje, só existe mar e céu, os dez países, com suas Portas de verdadeiro sinal da Era Redentora do Mundo se mostrará pela boca
Ouro e Templos Transparentes, estremeceram como se daquele que, falando de LADAK, explicará seu real sentido aos que
fossem folhas de uma árvore sacudida pela tormenta. Eis se fizerem dignos Dele. Mas, primeiro, é necessário que os mais
que uma nuvem de fogo e fumaça se elevou dos palácios. sagrados Montes da Terra, iluminados pelos Deuses, alcancem a
Os gritos de horror lançados pela multidão enchiam o ar. dignidade de Mansão das Almas Redimidas, por seus próprios
Todos buscaram refúgio nos Templos, nas cidades, e o esforços, ainda que aureoladas pela citada palavra LADAK”.
sábio Mu-Ka, apresentando-se, falou: “não vos predisse eu Assim, sobressairá o nome de Machu Picchu (no
todas essas coisas?”. Os homens e mulheres, cobertos de Peru), entrelaçando-se, subterraneamente, com o que se
custosas vestes e pedras preciosas, clamavam: “Mu-Ka eleva no outro lado, com seu pouco conhecido nome de
salvai-nos!”. Ao que ele replicou: “morrereis com vossos Ararat (Serra do Roncador), em Mato Grosso. É, assim, o
escravos, vossas riquezas, e, de vossas cinzas, surgirão outros prodigioso marco do Monte Santo mais Excelso, situado ao
povos; se eles, porém, vos imitarem, esquecendo-se de que devem Sul, cujo nome não é e nem poderá ser conhecido, senão do
ser superiores não pelo que adquirirem, mas pelo que oferecerem, mesmo Senhor Decifrador da Palavra Perdida.
a mesma sorte lhes caberá; o mais que posso fazer é, justamente, A fenda ou Portal de tão suntuoso Templo não foi até
morrer convosco...". hoje aberta, aguardando, somente, o momento justo em que
As chamas e o fumo afogaram as últimas palavras os Fogos Internos se dignem romper suas colossais e
do Sacerdote, que, de braços abertos para o ocidente, rochosas camadas externas, lançando, para o espaço, o ígneo
desapareceu nas profundezas sinete JHS, como a síntese de
do oceano com cerca de 64 todas as sínteses espirituais.
milhões de habitantes do Entretanto, os aspectos duais
imenso continente atlante. diferem quando o homem fala
Todas as Tradições de com o próprio Verbo Divino, e a
valor atestam a vinda de um Mulher acalenta, em seu
Ser Divino para a face da materno e régio seio, o
Terra. Um Ser portador do inextinguível e prodigioso Fogo
Báculo Sacerdotal e da Espada da Última Raça Humana; o Filho
da Lei. A vinda do Monarca feito carne, porém, nascido de Si
Universal, aquele a quem mesmo como Pai.
Abraão pagava dízimos e O mesmo acontecerá,
Jesus prestava homenagens, e naquele tempo, ao Dragão de
que, no Antigo Testamento, Ouro, como o Poderoso
leva o Título de Rei Melk-Tsedek, Sumo Pontífice do Guardião da Palavra Perdida, que há de vibrar, radiosa e
Altíssimo. Aquele que, justamente, com sua Corte, excelsa, no peito do grande Senhor dos Três Mundos, com o
conduziria os Eleitos do Ciclo à Nova Canaã e lhes daria seu prodigioso nome de El-Rick, trazendo, em sua mão, o
de comer o Pão Espiritual de sua divina filosofia, chamada sacrossanto símbolo da 7ª Chave, muito bem assinalado no
pelos adeptos de Filosofia Akbelina. livro Choan-Ching Chang, que o mesmo Dragão de Ouro
Lembremo-nos da promessa de Yesus Krishna, no escreveu com suas Garras: “Sanctus Sanctorum".
Bagavad-Gita, a seu discípulo Arjuna: "Todas as vezes, ó Um dos mais transcendentes livros da Terra, o
filho de Bhârata, que Dharma (a Lei Divina) declina e Vishnu Purana, assim, narra em suas inefáveis páginas de
Adharma, (a injustiça) se levanta, Eu me manifesto para a comentários: "Assim, na Kali Yuga (idade negra), a decadência
salvação dos bons e destruição dos maus. Para o moral continuará a sua marcha até que a raça humana se aproxime
restabelecimento da Lei, Eu nasço em cada Yuga (Idade, de sua extinção. Quando o fim de tal Idade estiver próximo,
Era, Ciclo, etc.)”. descerá, para a Terra, uma parte daquele Ser Divino, que existe em
Foi dessa Fraternidade oculta, em Monte Líbano, sua própria Natureza Divina, dotado das oito faculdades supremas.
que veio uma mensagem destinada ao fundador da Ele estabelecerá a justiça na Terra, e a mente dos que viverem até o
Sociedade Brasileira de Eubiose, Professor Henrique José fim, será tão pura como o cristal. Os homens, assim transformados,
de Souza, em particular, e ao Movimento por ele criado, serão como a semente de uma Nova Raça, que seguirá as Leis da
de modo geral. Essa mensagem, escrita em castelhano, Idade de Ouro (Satya Yuga) ou da pureza, para transformar o
assim se traduz: "Dizem as prodigiosas Sibilas que o mundo”.
Na introdução da colossal obra "Doutrina Secreta”, provas definitivas e irrefutáveis de que existe uma ciência chamada
de H. P. Blavatsky, lê-se, com relação à vinda desse Avatara Gupta Vidya".
cíclico, da Era de Aquarius: "Desde os Richis indianos a Com referência ao grande Ser a que Blavatsky faz
Virgílio, e de Zoroastro à última Sibila, todos, sem exceção, desde alusão em sua Obra e que seria enviado pela Grande
o começo da 5ª Raça Mãe (Ariana), profetizaram e prometeram a Fraternidade Branca, é oportuno transcrevermos as palavras
volta cíclica da Virgem e o nascimento de uma criança divina, gravadas numa lápide, existente na Capelinha do Espírito
que faria renascer a Idade de Ouro ou Satya Yuga sobre a Terra. Santo, em Einfurt, Alemanha, túmulo do Ser, conhecido
Logo que as práticas da Lei estiverem na ocasião precisa de pelos ocultistas como Saint Germain (São Germano, de
terminar o ciclo da Kali Yuga, em que, ainda estamos, um aspecto maneira aportuguesada, quer dizer "Santo Irmão"; apenas, os
do Ser Divino, que existe, em virtude de sua própria natureza verdadeiros iniciados sabem o seu real e eterno nome):
espiritual, na pessoa de Brahmã (Deus), que é o começo e o fim, o "Voltarei ao Mundo em 1º de agosto de 1800, para logo volver ao
alfa e o ômega, descerá sobre a Terra. Ele nascerá na família de seio da Terra, donde surgirei em 15 de setembro de 1883, mas me
Vishnujasha, como um eminente Filho de Shamballah, Senhor firmando em Espírito e Verdade, em 1900, quando me manifestarei
dos Oito Poderes da Yoga. Por seu imenso Poder, destruirá todos nas bandas do Oriente, para o Ocidente".
aqueles cujo mental é voltado à iniquidade”. O Prof. Henrique José de Souza, em seu livro
A conhecida Sibila de Cumes, no seu último "Ocultismo e Teosofia", escreveu os seguintes prognósticos:
"Canto Ecumênico", prognosticou, desse modo, a vinda "O Divino Avatara de Aquarius, o Maitreia das Tradições,
desse excelso Messias do fim do ciclo: "A última passagem sobrevirá nos anos do ciclo do sol (que começou em 21 de março de
do canto ecumênico é chegada agora, e a grande sequência das 1981 e vai até 2016). Os que se dizem cristãos (referindo-se aos
Eras começa novamente. Repousa a Virgem Astreia (Justiça), e o sinceros) reconhecerão, nesse Ser, Aquele que, na Cruz, morreu
reinado de Saturno recomeça. Desce agora uma Nova Raça dos para o Mundo, na mais dolorosa de todas as tragédias. O Oriente
Mistérios Celestes; ó Casta Lucina, sorri, favoravelmente, ao inteiro, por sua vez, o clamará como Yesus Krishna ou como o
jovem que terminará a presente Era e propagará a Idade de Ouro próprio Gautama, o Buda. Mas os verdadeiros ocultistas e teósofos,
pelo mundo. Agora os rebanhos não temerão mais o Leão Feroz, nele, reconhecerão o Espírito de Verdade, o sucessor do Manu
e a serpente deverá morrer, e o veneno da planta traidora deverá (JHS), integrado na própria Divindade como Pai, Filho e Espírito
perecer. Vinde, então, caro filho de Deus, grande descendente de Santo, após ter lançado a semente do Novo Ciclo, aurora de Luz e
Júpiter! O tempo está próximo, vede, o mundo está abalado, de Esplendor, que virá iluminar a Face da Terra, depois de redimida
inteiramente, e vos saúda a Terra, as profundezas dos mares e o de suas próprias faltas”.
mais alto dos céus.” Que dizer dessas tão reveladoras, quão magníficas
E, no 1º volume da "Doutrina Secreta", Blavatsky profecias? Acaso, reconhecem os homens essas sublimes
faz a mais significativa de suas profecias: "No século XX, verdades ditas há séculos? E os que, mesmo tomando
um discípulo mais bem informado, e com qualidades muito conhecimento de tais referências, negligente e
superiores, será enviado pelos Mestres de Sabedoria, para dar desgraçadamente, recusam a aceitá-las? Pobre humanidade! ?
a b

A Essência
Hercule Spoladore

O
maçom tem que caminhar uma longa trajetória, para então, enxergará com os olhos da mente e se colocará especialmente
se considerar e ser, na realidade, um verdadeiro numa situação de pura introspecção, uma verdadeira jornada interior,
Iniciado. Ele, para entrar na Ordem, passará por duas que, para a grande maioria dos Iniciandos, é o reencontro, ou mesmo o
portas. Uma, a porta física do Templo, onde o espera um primeiro encontro súbito, inesperado e surpreendente com o seu duplo
estranho e intrigante ritual, mas, ao mesmo tempo, belo, um Eu, há muito tempo adormecido, talvez, nunca procurado, ou quem
verdadeiro teatro simbólico e sublimado. É o dia do seu sabe ele nem soubesse da existência de um duplo estado de sua
recebimento formal na Ordem, uma cerimônia, que quando bem consciência. O profano terá que, justamente, auxiliado por uma técnica
desempenhada pelos Iniciadores, marcar-lo-á de forma indelével iniciática perfeita e bem desempenhada, usando-se de uma ritualística
na mente. A segunda porta é simbólica. Do ponto de vista bastante eficiente, fluente e fácil, franquear essa barreira, e passar por
mental, é um acesso através de uma pequena fresta, isto é, uma ela, mas, para isso, ele terá que se sentir humilde, pequeno, diminuto,
pequena abertura, fechada pelo subconsciente. ínfimo. A Iniciação nesse primeiro dia de contato com a Maçonaria se
Uma vez a venda cobrindo a visão, isso fará que o consubstancia nesse detalhe. Será, apenas, a conscientização de que
Iniciando desperte e aguce os outros órgãos dos sentidos, e ele, existe esse outro estado do Ser, um outro estado da mente.
É necessário frisar que não haverá, com essa Lojas, fachada para outras atividades, belos aventais,
conscientização, a descoberta instantânea de todo o distintivos na lapela e outras tantas dicotomias, na verdade,
conhecimento humano, ou maçônico, dos mistérios ou subprodutos ou complementos, que a Ordem coloca à
segredos, mas, tão somente, a autorevelação de sua disposição de todos. Alguns, até, acabam descobrindo,
consciência dupla, tomando-se conhecimento de que através dos anos, que tudo isso não está coerente, não está
existe, em cada um de nós, um outro EU. certo. Mas acham que é tarde demais para mudar. Não têm
Esse aspecto é, apenas, o começo. Essa revelação coragem. Continuarão inertes e coniventes, pois já estão um
não é tudo. A verdadeira Iniciação se processará durante tanto quanto idosos, e esperam que os Maçons mais jovens
toda a vida, através do estudo, da pesquisa, da meditação, mudem tal situação. Puro engano. Um verdadeiro Maçom
da dedução, do conhecimento adquirido corretamente e jamais poderá se considerar idoso, mas, sim, experiente,
do autoaperfeiçoamento. Ela será, praticamente, humilde e sábio, tendo a obrigação de possuir a ousadia e
inatingível em sua totalidade, porque o homem jamais firmeza, para mudar o que pode e deve ser mudado.
atingirá a perfeição. Ele tenderá a chegar perto; quanto Felizmente, existem aqueles que descobrem, durante
mais perto chegar, mais a sua vivência maçônica, que há
poderá ser considerado um algo mais profundo, mais
Iniciado. abrangente, por trás das
Já, na própria mensagens dos rituais, ou das
Antiguidade, o conceito de migalhas maçônicas, que as
Iniciação foi se atualizando e Lojas oferecem em matéria de
se transformando numa ensinamentos, de toda aquela
forma de conhecimento ganância em torno do poder
gradativo, pelo qual o maçônico, da bulimia
Iniciando receberá, maçônica, também, conhecida
inicialmente, instruções por fome exagerada de Graus,
através de mensagens sem conhecer, a fundo, o Grau
dogmáticas, ainda que em que se está colado, da
hipotéticas. A partir delas, filantropia amadora, ingênua e
desenvolverá, por seus malfeita, da fraternidade
próprios meios, a sua hipócrita, que alguns são hábeis
iluminação interior, pois, em aplicar, enganando outros
apenas, possui a semente ou inocentes e bons Irmãos, da
germe desse conhecimento. falta de instruções, além de
Se considerarmos que outras inúmeras razões. E
o Maçom tem duas entradas, decidem mudar, porque
para permanecer na Ordem descobriram a ESSÊNCIA da
terá, didaticamente, duas saídas para escolher qual delas natureza da Entidade para a qual foram chamados,
adotará. Escolherá aquela do seu aprimoramento pessoal, transformando, completamente, seu comportamento mental.
ou, então, a que identifica, apenas, a sua passagem física Passam a entendê-la como uma Escola de Vida,
pela Maçonaria. descobrem que sua principal função é político-social, que
Terá que escolher a opção correta, e isso será, tão eles serão, consequentemente, os construtores da futura
somente, uma decisão sua. O grande mérito seu, de sua sociedade mundial, que terão que amadurecer como
mente, será pessoal, intransferível; ninguém conseguirá cidadãos e terão que ser embriões catalisadores dos
ensinar, aprenderá sozinho por qual das duas saídas movimentos de vanguarda, atuando como aglutinadores de
optará. ideias, de sonhos, que se tornarão realidades, não
Grande parte dos maçons não percebe ou não quer responsabilizando Lojas e Irmãos com relação a esse
perceber que está tendo a grande opção, enquanto passa compromisso, que será só deles, pois eles serão o fermento
pelos graus simbólicos, aliás, graus que constituem a que provocará os fenômenos sociais. A instrospecção, a
verdadeira Maçonaria. Infelizmente, esses Maçons meditação, a análise exata, o raciocínio transparente e o
constituem a grande maioria e, embevecidos, acham que a estudo eficiente e correto da Filosofia, da História, do
Ordem é festa, banquetes, auxílio mútuo, graus, política de Simbolismo, do Ritualismo e das coisas pertinentes à Ordem
lhes darão o poder do conhecimento, o qual poderá ser um caminho tortuoso, difícil, gratificante, mas totalmente
repassado ou dividido com os demais adeptos. Ninguém individual, pois, somente, o adepto, sem auxílio de quem
lhes tirará essa riqueza intelectual e, consequentemente, quer que seja, o alcançará. Esse é o autêntico segredo
nesse caminho, deslumbrarão toda a espiritualidade que maçônico. Os sinais, palavras, toques, rituais etc., não são,
esse estado mental encerra. em realidade, os verdadeiros segredos. O Irmão que chegar a
Descobriram, simplesmente, a ESSÊNCIA porque essa situação mental não terá condições, nem que queira, de
acabaram de despertar para um mundo novo...Quando transmiti-la, descrevê-la ou conceituá-la. Não conseguirá.
chegarem a essa fase mental, o autoconhecimento e a Será impossível. É inexprimível. É um estado da alma que
espiritualidade adquiridos farão com que esses Irmãos, não estará ao alcance de ninguém, a não ser tão somente de
mesmo que muitos não se apercebam, estejam alguns sua psiquê. Será só seu. É o mesmo mecanismo que se
passos à frente deles. Considera-se observa nas transformações mentais
que eles, avançando em seus dos gurus, dos santos, dos xamãs,
progressos, penetrarão nas dos jejuadores, de alguns
profundezas do subconsciente ou paranormais e dos Grandes
inconsciente, alcançarão a Iniciados.
Consciência Cósmica e, indo além, Estará em estado de
chegarão à superconsciência, o expansão da mente, em ondas
próprio G∴A∴D∴U∴. cerebrais “alpha” ou “teta”.
Uma verdadeira Acresça-se que não é só a
transformação ocorrerá nas suas Maçonaria que realiza Iniciações.
mentes, percebendo uma sensação As grandes Escolas Iniciáticas da
que não é de insatisfação com essa Antiguidade, das quais somos
humanidade imperfeita, ela é herdeiros, e mesmo outras
muito mais um sentimento de entidades iniciáticas do presente,
calma, uma percepção de basicamente, sempre utilizaram
humildade, de bondade e técnicas muito semelhantes.
compreensão, uma entrega de si Temos que ressaltar que
mesmo a uma força maior, que, embora desconhecida nosso inconsciente, sempre, busca satisfazer nossos desejos
objetivamente, sentem-na presente. E assim, conhecerão a instintivos, mas eles são bloqueados por outra parte da
expansão do campo da consciência, verão que as coisas se mente chamada de superego. Nossa civilização incide nesse
tornam mais belas e a vida tem mais sentido, não ficando fato, onde os conflitos desse bloqueio geram a infelicidade
aborrecidos ou irritados, porque esse estado especial do homem. O Iniciado deverá romper essa barreira. É uma
desviará sua agressividade instintiva para algo mais bela e fantástica aventura, essa ruptura. Esse é o ideal
construtivo. Esse autoconhecimento é considerado como superior que ele se proporá a realizar. A sua mente deverá se
uma verdadeira catarse, limpeza ou purificação da mente, abrir. Eis a sua tarefa. A trajetória percorrida, para se chegar
porque ele mostra, estabelece e orienta a força capaz de a esse ideal superior, é muito linda e rica em sabedoria, por
criar, reprogramar e incentivar a condução da própria causa das observações, incidentes de percurso e das
vida. Nesse momento, o Maçom estará preparado para ser experiências vividas. Quantas lindas verdades ocultas serão
um verdadeiro líder e, também, estará no caminho seguro, descobertas a caminho. O percurso será tão importante
em direção a sua verdadeira Iniciação Real. quanto o ideal a ser atingido. É uma linda e longa viagem
Para se chegar a esse estado mental, percorrer-se-á para dentro de SI MESMO. ?
a b

Em Prol da Cultura Maçônica


Francisco Feitosa

E
stivemos no dia 28 de novembro próximo passado na bela cidade de Cabo
Frio, a convite do nosso querido Confrade Carlos Alberto dos Santos,
Titular da Cadeira nº 14, da Academia Niteroiense Maçônica de Letras,
História, Ciências e Artes, e atual Venerável Mestre da A∴R∴L∴S∴ Renascimento
nº 08, jurisdicionada ao GOIRJ – COMAB, a fim de, em conjunto com nosso querido
Irmão e parceiro em várias empreitadas culturais, João Camanho, MI, 33º, e membro
de nossa Loja, a ARLS Rui Barbosa nº 46, Oriente de São Lourenço, MG, GLMMG,
proferir a palestra “O Cunho Transcendente da Missão dos Cavaleiros Templários”.
Registramos a calorosa acolhida e atenção de parte dos valorosos Irmãos
daquela nobre Oficina, que envidaram todos os esforços para o grande êxito do
evento. A palestra foi em Loja Aberta e o grande, diversificado e atencioso público
acadêmico, Titular da Cadeira nº 13, na Academia Niteroiense,
que, com o Irmão Carlos Alberto dos Santos, edita, com mestria,
o periódico “O Pesquisador Maçônico”, e que, também,
pertence à Loja Renascimento. Ao final da palestra, não
bastassem as carinhosas considerações de todos pelo tema
apresentado, fomos brindados com o privilégio de visitar a
biblioteca do saudoso Nicola Aslan.
Nicola Aslan, naquela oportunidade, construiu o
Templo da Loja no terreno de sua casa, em Cabo Frio, RJ;
lamentavelmente, com sua morte, a Loja veio a abater
colunas. Mais tarde, na cidade, surge a Loja Renascimento,
que recebeu um novo Templo em endereço muito
apropriado: Rua Nicola Aslan, nº 133.
O Templo antigo foi transformado, sem alterar
sua arquitetura, na biblioteca do referido autor,
foi muito participativo, ajudando-nos a explorar o tema reunindo, em seu acervo, cerca de 4.000 livros,
com muita propriedade. distribuídos em prateleiras que adornam as paredes do
A Loja Renascimento é um referencial na antigo Templo. Estivemos, acompanhados de nossas
divulgação da cultura maçônica naquele estado, Cunhadas Regina e Lourdes, em visita ao local, e
promovendo, constantemente, palestras e fóruns culturais pudemos sorver as energias daquela preciosa coleção,
e estimulando o estudo e a pesquisa na região. Não uma ferramenta do ilustre escritor para a criação de suas
poderia ser diferente, pois Cabo Frio teve a honra de ter, diversas Obras maçônicas.
em 1976, uma Loja, fundada por um grande ícone da Fica aqui o merecido registro de nosso
literatura maçônica, o insigne escritor e acadêmico Nicola agradecimento e reconhecimento pelo belíssimo e altruístico
Aslan, que veio a falecer quatro anos mais tarde. trabalho aos valorosos Irmãos da Loja Renascimento,
Seu filho é o nosso Eminente Irmão Ítalo Barroso realizado em prol da cultura maçônica! Um belíssimo
Aslan, Grão-Mestre Adjunto do GOIRJ, escritor e, também, exemplo de como se fazer melhor a Maçonaria! ?

a b

O Misterioso Conde de Saint Germain


Francisco Feitosa

O
mais enigmático de todos os Mestres de 1696, outras em 1710. Da mesma forma, embora os registros
Sabedoria, que a humanidade já conheceu, o da Igreja de Eckernfarde estabeleçam sua morte em 1784,
Conde de Saint Germain, abrilhanta esta edição. outros autores dão evidências da presença física do Conde
Sua Vida e Obra são cercadas de grande mistério, e seus depois desta data.
feitos marcaram sua trajetória terrena. Por outro lado, a lenda popular atribuía-lhe vários
A mais preeminente figura do ocultismo ocidental séculos de idade. De sua primeira juventude, nada é
e uma fascinante personalidade da história, cuja vida definitivamente conhecido, e, para seus contemporâneos, sua
assombrosa está cercada de um halo de lenda e mistério. verdadeira identidade foi indecifrável. O literato Horace
Parece ter ficado, definitivamente, estabelecido que era Walpole, em uma carta datada em 1743, diz dele: "É
filho legítimo de Franz Leopold, príncipe Rakoczy da considerado espanhol, italiano, polonês; alguém que obteve, através
Transilvânia, educado pela família Médici, na Itália, tendo do matrimônio, uma grande fortuna no México e fugiu com ela
adotado o nome de Saint Germain da localidade de São para Constantinopla; um sacerdote; um violinista; um grande
Germano, no Tirol italiano, onde seu pai tinha terras. nobre". Em 15 de abril de 1758, escrevendo a Frederico, o
Existe uma grande divergência em matéria de datas. Grande, Voltaire diz: "Saint Germain é um homem que nunca
Algumas fontes fixam seu nascimento em 28 de maio de morre e conhece todas as coisas".
É, também, citado como homem de mistério por de Monserrat, Conde de Bellamye, Cavaleiro Weldon, etc.), para
Frederico, o Grande, Rousseau, Grimm, Von Hessen, Cagliostro e encobrir suas atividades.
outros. Os testemunhos existentes descrevem-no como de estatura Parece ter atuado nas negociações de paz entre a Alemanha e
normal, de feições regulares e agradáveis, dotado de grande graça e a Áustria, em 1761, sendo-lhe atribuído, também, um importante
dignidade de porte e ambidestro a um grau prodigioso. Seu papel na conspiração contra o Czar Pedro III, que, em 1762, levou
controle e tato perfeitos nas mais díspares situações Catarina ao trono, em São Petersburgo. Em 1763, instalou em Tournai
testemunhavam seu refinamento e cultura inatos. Vestia-se uma fábrica para tingir seda, lã e madeiras e, entre 1764 e 1770, é visto
constantemente de negro e tinha predileção pelos diamantes, que na Itália, Rússia, Índia (já havia estado, anteriormente, em Calcutá, em
usava em profusão. 1756), Egito e, também, na África e Ásia Menor.
Foi o grande erudito e linguista de sua época. Conhecia a Depois de viver, novamente, em Paris, em 1774, radicou-se,
fundo todos os idiomas europeus e podia, também, falar e escrever definitivamente, em Schleswig-Holstein, para cultivar as ciências
em árabe, chinês, grego, latim e sânscrito. Sua versatilidade se ocultas junto com seu amigo o “land grave” Charles Von Hesse.
estendia à química (sobre a qual se embasava sua reputação), à Diversas fontes, não obstante a fixação de sua morte, em 1784,
história, à poesia, à pintura e à música. Foi um pintor de notáveis afirmam que foi visto em Viena, em 1788, na França, em 1792, 1835 e
efeitos luminosos, um brilhante crítico de arte, um compositor 1842-45, e em Roma (Leadbeater), em 1901. Teria estado, também, em
musical e um hábil violinista. Do ponto de vista oculto, seus Buenos Aires, em 1910, e participado de acontecimentos anteriores à
conhecimentos alquímicos e herboristas foram, sem dúvida, guerra de 1914-18 e à Revolução Russa.
excepcionais. Pretendia possuir o elixir da longa vida e dominar a A tradição ocultista ocidental atribuiu ao Conde de Saint
transmutação dos metais, tendo descoberto, também, um processo Germain o papel mais proeminente nas atividades rosa-cruzes e
para o tratamento das pedras preciosas. maçônicas de sua época, considerando-o um Adepto elevado, que,
Curava enfermidades com um elixir preparado por ele, como emissário da Fraternidade Branca, consagrou-se ao progresso e
possuía amplos conhecimentos relativos a cosméticos e lançou as elevação da humanidade. Acha-se devidamente estabelecido que foi
bases dos processos modernos para a coloração industrial de maçom e templário, e as memórias de Cagliostro citam sua iniciação
materiais. Suas faculdades paranormais parecem, também, ter sido nas mãos de Saint Germain como templário.
de ordem extraordinária. Podia realizar comunicações telepáticas, Também, parece ter tido alguma relação com o Martinismo.
tinha o dom da clarividência, detectava segredos e afirma-se que Além de ter sido, ocasionalmente, citado por H. P. Blavatsky como
podia se tornar invisível. Empregava sistemas de meditação e possuidor de um manuscrito rosa-cruz cifrado, o mito de sua relação
concentração de origem oriental. com a Fraternidade Rosa-Cruz mereceu especial atenção (como no
Sua atuação na vida europeia pode ser sintetizada da caso de Francis Bacon) por parte da teosofia moderna, bem como
seguinte forma: entre 1731 e 1742, parece ter residido nas cortes da através de supostas revelações dos anais akhasicos, expostas por
Rússia, Itália e Holanda e como convidado do Xá da Pérsia. Em distintos autores teosóficos.
1743, é mencionado por Walpole vivendo em Londres, como Saint Germain teria sido, através de sucessivas
partidário dos Stuarts destronados. Em 1745, desenvolveu reencarnações, S. Albano, Proclo, Roger Bacon, Christhian
atividades relacionadas com a composição química de corantes na Rosenkreutz (o mítico fundador da Fraternidade), J. Hunyadi,
Áustria e na Alemanha. Por volta de 1748, aparece na corte Francis Bacon, Ferdinando Rakoczy e o Barão Hompsech.
francesa, onde exerceu extraordinária influência e, logo, chegou a Também, outros autores, como Cooper-Oakley e M. P. Hall, se
ser confidente de Luís XV, que o empregou em missões identificam, totalmente, com a tese rosa-cruz, sem trazer provas
diplomáticas secretas, segundo provas documentais existentes. concludentes.
Interveio, especialmente, em 1759, em Haia, nas A. E. Waite defende, por seu lado, que não existem
negociações de paz entre a França e a Inglaterra, missão, que lhe evidências, nas fontes rosa-cruzes europeias de fins do século XVIII,
granjeou a hostilidade do Duque de Choiseul, Ministro de da participação do Conde nas atividades da Fraternidade, embora
Assuntos Estrangeiros, tendo, então, que residir, temporariamente, reconheça seus grandes poderes ocultos e sua inatacável conduta,
em Londres. Em 1758, o Rei Luís XV lhe havia cedido o Castelo de através de sua atuação nas cortes europeias, qualificando-o como um
Cahaborn como residência. Supõe-se que, também, tenha sido verdadeiro cavaleiro de seu tempo. Não o considera um místico ao
empregado por outros governos europeus em missões estilo de Saint-Martin e não aceita o julgamento do land grave Von
diplomáticas diversas, e a Senhora Cooper-Oakley cita uma extensa Hesse de que tivesse sido um grande filósofo, embora o reconheça
lista de apelidos, adotados a partir de 1710 pelo Conde (Marquês como um grande amigo da humanidade. ?

a b
Ordem Real da Escócia
Keith B. Jackson

P
rova documental autêntica nos arquivos da Grande com uma franja combinando. O candidato é, também, investido
Loja permite afirmar que, com exceção da Maçonaria com um cordão carmesim ou cinturão de 4 polegadas de largura,
Simbólica, a Ordem Real da Escócia é o mais antigo o qual é usado sobre o ombro esquerdo e abaixo do braço direito,
sistema maçônico existente, havendo evidências escritas e sendo colocada uma joia em metal dourado, representando um
impressas de que algumas Lojas da Ordem estavam ativas em triângulo triplo, entrelaçado com uma cruz suspensa de
Londres antes de 1741. Um maçom ardoroso de nome William compassos estendidos em seu centro.
Mitchell, que, então, vivia nos Países Baixos (Holanda), em Em promoção ao segundo Grau, o antigo avental é
1750, solicitou uma Carta Constitutiva às autoridades em trocado por um de dimensões similares, mas com seu
Londres para reunir uma Loja da Ordem em The Hague acabamento em carmesim e tira verde-carda, com aba e franjas
(embora a solicitação tenha sido aceita, não se sabe se essa Loja carmesins. Um cordão idêntico verde é utilizado em lugar do
chegou a funcionar durante esse período). Entre 1752-1753, o carmesim, do ombro direito e abaixo do braço esquerdo, no qual
Irmão Mitchell mudou-se para Edimburgo levando a Carta, é colocada uma joia dourada, contendo um triângulo eqüilátero,
editada para ele como Grão-Mestre Provincial em The Hague. invertido suspenso por seus compassos estendidos. Usa-se, no
Em virtude desse documento, ele fez uma Loja da Ordem Real lado esquerdo do peito, uma estrela dourada de sete pontas, com
em Edimburgo; no devido tempo, em julho de 1767, esse a Cruz da Ordem no centro e uma cinta verde-carda, com
corpo se elevou à posição de Grande Loja da Ordem Real da acabamento dourado, portando as palavras “Virtute et Silentio”,
Escócia. No início dos anos de 1800, a Ordem, praticamente, usada ao redor do braço esquerdo, acima do cotovelo.
ficou extinta, mas, em 1839, os esforços, para ressuscitá-la, O Heredom de Kilwinning, de acordo com a tradição,
foram bem-sucedidos, e, em 1843, a Grande Loja estava teve sua origem durante o reinado de Davi I, no século XII, e é de
fornecendo Cartas Constitutivas para a fundação de Grandes caráter claramente cristão, presente na forma como a Maçonaria é
Lojas Provinciais. apresentada. A maior parte do ritual é expressa em estranhos
Dos mais antigos registros escritos de reuniões, a versos antigos de má rima, sendo trabalhada, principalmente,
Ordem alega que o rei dos escoceses era o seu Grão-Mestre por questões e respostas, tal como nas preleções da Maçonaria
hereditário e, sendo assim, um lugar, no Oriente, é guardado Simbólica, mas abraçando aqui elementos e referências
vago para ele em toda reunião de cada Grande Loja encontrados em muitos outros Graus. A escolha de uma
Provincial, e em todas as reuniões da Grande Loja. característica (para um candidato), típica de algum atributo
A Grande Loja de Edimburgo controla, atualmente, moral ou virtude, é uma das peculiaridades da Ordem, sendo
cerca de 85 Grandes Lojas Provinciais, situadas em diversas explicitada, posteriormente, sem o uso de vogais. Em posse dessa
partes do mundo. A Ordem Real da Escócia contém dois característica particular, o candidato é enviado à procura da
Graus, chamados: O Heredom de Kilwinning e Cavaleiro da Palavra Perdida.
Cruz Rósea. Sendo essa Ordem de “Elite”, o ingresso como Cavaleiro da Cruz Rósea, Grau de Cavalaria, parece ter
membro é altamente valioso, e a admissão é feita estritamente sido instituído pelo rei Robert the Bruce, imediatamente, após a
por convite. Batalha de Bannockburn, em 1314, para comemorar a bravura de
Com os corpos regulares da Ordem tendo o “status” um grupo de cavaleiros e maçons que o haviam ajudado na
de uma Grande Loja Provincial, é natural que a autoridade grande vitória. Ele reviveu o antigo Grau e incorporou os dois
imediata seja investida no cargo de Grão-Mestre Provincial, sob o título de Ordem Real da Escócia, estabelecendo a cadeira
apoiado por uma equipe de oficiais, como se segue: Grão- de chefe da Ordem em Kilwinning. Esse Grau remonta ao Antigo
Mestre Provincial Adjunto; Grão-Mestre Provincial Substituto; e Novo Testamento e culmina na doutrina secreta, inculcada na
Primeiro Grande Vigilante Provincial; Segundo Grande vida e morte de nosso Salvador. Muitos afirmam que o Cavaleiro
Vigilante Provincial; Grande Tesoureiro Provincial; Grande da Cruz Rósea contém o cerimonial de admissão, praticado
Secretário Provincial; Grande Capelão Provincial; Grande antigamente na mais Antiga Ordem do Cardo. ?
Porta-Espadas Provincial; Grande Porta-Estandarte Provincial; (*)Extraído de seu livro: “Além da Maçonaria Simbólica”. Ed. Madras, SP, 2006.
Grande Marechal Provincial; Grande Marechal Provincial a b
Adjunto; Grande Introdutor e Examinador Provincial; Grande
Guardião da Torre Provincial; Primeiro Grande Mestre de
Banquetes Provincial; Segundo Grande Mestre de Banquetes
Provincial; Grande Diretor de Música Provincial; Grande
Guarda Provincial; Grande Guarda Provincial Adjunto.
As qualificações apresentadas demandam que os
futuros candidatos sejam Mestres Maçons com interstício
mínimo de cinco anos, apesar de não ser raro insistir em que
outras condições de admissão sejam aceitas.
Um Irmão recebido no primeiro Grau é vestido com
um avental de desenho especial, de pele de cordeiro branco
com acabamento em tiras carmesins, possuindo aba triangular
A Maçonaria Não é Feita à Medida das Ilusões do Neófito
Milo Bazaga

C
onta-se que perguntaram a Pitágoras, após ter própria imperfeição
sido iniciado nos Mistérios, o que tinha visto no acrescido do desejo de
Templo, tendo ele respondido: “simplesmente melhorar-se e
nada”. Porém, Pitágoras era Pitágoras. Se, ao sair do aperfeiçoar-se. Não é
Templo egípcio, não tinha visto "nada", não se limitou a raro, também, que se
sair decepcionado, senão buscando a origem desse "nada"; espere encontrar, na
saiu buscando-a e descobriu que, em si mesmo, não tinha Maçonaria, um
visto "nada mais", que desejos e ilusões. Então, começou estímulo à ação para
seu caminho para a sabedoria. compensar a própria
Muitos Irmãos recém-iniciados se afastam da falta de atividade;
Ordem porque, em suas Lojas, não encontram nada, idéias extraordinárias
porque na Maçonaria não se faz "nada"; outros se queixam e originais que
de que, nas Lojas, fala-se muito de simbolismo e nada ponham em
mais; alguns falam que é uma Instituição para se fazer funcionamento o
amigos e nada mais e que só comparecem aos trabalhos pensamento e a
das Lojas para perder tempo e nada mais. Propomos imaginação própria.
perguntar-nos: o que significa esse "nada" em relação à É um dos
Maçonaria? Fulano não vai mais à sua Loja porque não problemas da Maçonaria que, pelo segredo e discrição, que
encontrou nada... É como é que não encontrou nada? Não devem guardar seus integrantes, fazem o profano chegar,
encontrou o Templo com seu altar, os móveis, as colunas e geralmente, às nossas portas desconhecendo, realmente, o
a decoração? Não encontrou os Irmãos reunidos na Loja? que o espera, vindo em contrapartida cheio de esperança e
E como é que diz que não encontrou nada e que o ilusões, que vão do inadequado ao absurdo. O que a
simbolismo não significa nada? Maçonaria "não pode oferecer"? A Maçonaria não é feita à
Encontrou, então, pelo menos, o simbolismo? E medida das ilusões do neófito. Se este procurou uma
como é que pode dizer que, na Maçonaria, não se faz nada renovação completa de sua personalidade por meio de um
e, na Loja, fala-se muito e nada mais? Então, faz-se algo, remédio, amostra grátis, que se oferece a todo aquele que
ainda que seja nada mais que falar.... Parece que o nada entra na Ordem, equivocou-se.
que se encontra na Maçonaria não deve ser tomado ao pé Damos-lhe a luz, as ferramentas para trabalhar,
da letra. mostramos-lhe a pedra bruta e o modo de trabalhar nela. O
O neófito que entra no Templo encontra algo, resto é assunto do neófito. Tem que trabalhar para receber o
porém não encontra o que busca; isso dá margem a várias seu salário, e este lhe é dado segundo a quantidade e a
perguntas: o "que busca" o profano que solicita ser qualidade do seu trabalho. Não pode exigir que se lhe dê
iniciado? O que a Maçonaria não pode oferecer? O que a tudo de uma só vez, sem fazer o menor esforço. Então,
Maçonaria pode oferecer? O que encontra o neófito ao acontece que o neófito não acha o que buscava. Ele buscava
dizer que não tem nada? Procuramos responder a estas um meio cômodo para tornar sua vida mais fácil e agradável,
perguntas de um ponto de vista estritamente pessoal. O para sentir-se importante sem esforço algum, para viver em
que busca o iniciado? Pode solicitar seu ingresso por paz consigo mesmo. E como não acha o que buscava, diz
vários motivos, desde o mais grosseiro materialismo, o simplesmente: “não encontrei nada”.
desejo de encontrar protetores para seus negócios de Com isso, expressa que tudo o mais que encontra não
qualquer espécie, até o motivo do mais elevado tem importância para ele e que aquilo que não encontra é o
sentimento de humanismo. que ele queria, e nada mais. Dizer que a Maçonaria não faz
Em regra geral, é mistura de tudo, acrescido de nada é outra maneira de se revelar, que se quer conseguir
curiosidade; e, frequentemente, haverá um sentimento da satisfações de amor próprio a baixo custo.
Se, na Maçonaria, estivesse se cristalizando uma obra grande variedade de enfeites e esculturas para a arquitetura,
de autêntico humanismo, poderíamos participar da glória da simplesmente, porque sentia o gosto de criar algo de belo e
sua realização, sem que tivéssemos o trabalho de planejar e bonito.
organizar sua execução. Se a Maçonaria fosse aquilo que Nós já não compreendemos, mais, facilmente, este
querem os que se queixam de não encontrar nada nela, ela prazer pelo trabalho. Queremos que o trabalho termine o
seria idêntica às sociedades múltiplas de beneficência e mais depressa possível, para que possamos dedicar-nos a
clubes de serviço, cujos principais objetivos parecem ser que outras atividades nas quais encontramos mais prazer.
seus membros apareçam na imprensa escrita, falada e Necessitamos voltar a descobrir que a vocação artística do
televisionada a qualquer pretexto. Todas essas satisfações de homem - a única que lhe dá plena satisfação - não é apêndice
amor próprio, todas essas ilusões e esperanças vazias é o que pensante da máquina, e sim a de procurar realizar um
a Maçonaria não oferece. Por isso, aqueles que buscam trabalho criador.
superficialidades não encontram "nada". O que encontra o neófito ao dizer que não tem nada?
Do ponto de vista das pessoas mencionadas Bate à porta do Tempo; abre-se a mesma para ele, e não
anteriormente, nada, pois, para elas, o trabalho, o estudo, encontra nada. Para ele, o que é esse "Nada"? Já dissemos,
não são nada, e, se não tiverem a paciência necessária, se tomar a palavra em sentido estrito é um absurdo. Algo,
afastarão. Quanto mais irreais, fantásticas, forem suas encontra e, se o pressionamos um pouco, nos dirá: “Não há
esperanças, mais necessitarão para encontrar o que oferece nada, somente palavras, somente ritualística, somente
a Maçonaria: trabalho, símbolos, somente ideias
ferramentas para executá-lo, antiquadas”. Algo, portanto,
salário que somente se obtém encontra, porém não o que
trabalhando. buscava. E como o que encontra
O neófito tem que não é nada em comparação com
aprender que, na Maçonaria, o que buscava, diz,
não encontrará satisfação simplesmente, que não há nada.
alguma senão em razão de seu Porém, esse nada não é somente
próprio trabalho. Através de um fenômeno negativo; é como
seu aprendizado, dar-se-á um gérmen, algo novo e grande.
conta de que, se a Maçonaria O Irmão que se afasta da
lhe der, sem sacrifício, as Loja queixando-se de não haver
satisfações que estava encontrado nada, não se limita
procurando, então, sim, somente a isso. Afasta-se
poderá dizer que não é nada. desgostoso, decepcionado. O
Acontece que o homem moderno tem, do trabalho, um encontro com o nada o afetou no mais profundo do seu ser.
conceito muito diferente do que tinham as corporações de Não achou o que buscava, porém achou, precisamente, seu
construtores da antiguidade. Para a maioria, hoje, o próprio desgosto, sua própria decepção. Ainda que se vá de
trabalho é escravidão, atividade mecânica, impessoal, algo nosso convívio, sua decepção o segue. E ainda que não o
que se faz porque se tem que viver e comer, e, sem confesse, não deixará de pensar, de vez em quando, que,
trabalho, não há comida; algo que se faz sem grande para encontrar algo, necessita-se duas coisas: algo que exista,
satisfação, esperando que o relógio marque a hora da e alguém que saiba procurar. Ao lado do seu orgulho,
saída. porque ele não se deixou enganar, estará a constante
Daí, então, partimos para o descanso, a diversão, inquietude acerca do que terão encontrado os que ficaram, e
as comodidades. São poucos aos quais a sorte reservou que ele não soube encontrar.
um trabalho construtivo, e, menos ainda, existem pessoas Vê-se, assim, posto, frente a frente, com sua própria
capazes de buscar e achar o descanso em uma atividade insuficiência. Com seu próprio NADA. Se for sincero consigo
criadora. O construtor medieval não se preocupava com mesmo, reconhecerá que não encontrou nada em si mesmo.
apressar o tempo para terminar a catedral, mas, sim, Esse é o ponto onde começa a germinar a ideia maçônica. Se
detinha-se nos detalhes da construção, acrescentando uma o Irmão chegar a esse ponto. ?
a b
A Grande Missão da Maçonaria
Anselmo Quadros

A
Maçonaria está submetida a provas duríssimas, mas a causa criadora, ordenadora. Se esse Deus não existe e, em seu lugar, só
resistirá, heroicamente, a todos os golpes de seus fica a lei da casualidade, será ela a primeira ação geratriz e ordenadora
próprios filhos, sairá fortalecida sempre, sempre e do Universo. E, se nada existe, será esse o ponto de partida e, portanto,
sempre. Na senda do Mundo, há nascido uma árvore nefasta e totalizador desse Universo. Independentemente do teu pensamento
frondosa: a Crueldade, que produziu ditadores, traidores, verás que o Universo teve, forçosamente uma origem que escapa aos
corruptos e sem princípios, que abusam da confiança do povo ditames de tua razão e deve ter, também, um fim posterior que se esgote
em todas as épocas, e de todos os tamanhos, cheios de em si mesmo, um fim cuja natureza a Maçonaria não te revela e não te
vaidades e ambições, duros de corações, carentes de ensinará a elucidar, porque, humilde, científica e razoável, se conforma
escrúpulos, inimigos da liberdade de ação, inimigos, portanto, que vivas bem toda a tua vida, com o pensamento de que, se a tua morte
da Maçonaria, que tem a Verdade e a Justiça como pilares sobrevivesse a tua alma, terias preparado teu caminho a percorrer em
básicos de seu Templo imortal. Mas a Maçonaria tem uma outra vida, e, se não existe essa outra vida, nada haverás perdido em
missão a cumprir, e a cumprirá a despeito de todos quantos, viver bem a presente".
contra Ela, se voltem. Em saber esperar e em saber resistir, está Maçonaria cumpre sua missão incansavelmente, com
sua força, também, em ter a Razão contra tudo que seja denodo, valor e perseverança. E sua doutrina é o amor. Não há
Escravidão, Ignorância, Fanatismo e Aviltamento, pois o ser no mundo que não melhore em algo sua alma enquanto ama
Grande Arquiteto do Universo exercerá, eternamente, a força outro ser, ainda que se trate de um amor vulgar. E os que não
derrotando esses inimigos. deixam de amar não seguem amando senão porque é a mais
Sua grande missão é elevar, iluminar, impulsionar e divina e, ao mesmo tempo, a mais profunda virtude humana.
redimir a humanidade. Dar a conhecer que não está só Que a Razão e o Amor lutam primeiro com violência em uma
(isolado) do mundo. Que seu progresso é o resultado de uma alma que se eleva, mas a Sabedoria nasce da paz que acaba de
cadeia de homens decididos e virtuosos, assim mesmo, os fazer-se entre o Amor e a Razão, e essa paz é tanto mais profunda
passos que são dados na senda do progresso são curtos, como quanto mais direitos haja cedido a Razão para o Amor. Não
exíguo é o tempo que leva a Família Humana na face da Terra, chegamos a ser verdadeiramente justos senão desde o dia em
comparado com a idade dos planetas. O trânsito da que nos vemos reduzidos a buscar, em nós mesmos, o modelo da
humanidade pode considerar-se como raiz da árvore que, um justiça.
dia, luzirá copa frondosa, sustentada por tronco rijo e idoso do A inteligência, ao mostrar-nos, por assim dizer, a
qual somos a primeira célula. Dizer que assim como o Sol imensidade de nossa impotência, nos toma a dor de nossa
ilumina os bons e os maus, dá calor a todos sem exceção, derrota. Grande é a vontade de Deus, mas não a vemos (como o
assim a Maçonaria deve estender seu amor e sua beneficência vento, por exemplo), e isso se reflexiona, é natural, porque todas
a todos quantos a rodeiam, sem distinção, sem malevolência e as dádivas de Deus são invisíveis, como a providência Paternal,
sem rancores, porque tanto como o Amor é fértil, o Ódio é que é espírito puro. No fundo da humilde vida do justo, só são
estéril. Que não se reconheçam mais títulos e vantagens e que inalteráveis e imóveis a Justiça, a Confiança, a Benevolência, a
não se desvirtue o estreito acatamento à Moral e ao exercício Sinceridade e a Generosidade. A missão da Maçonaria Universal
da virtude. Que se seja bom, amoroso, honrado e é espargir os postulados do Amor. Ela não tem donos, não é um
excessivamente virtuoso. negócio, não é uma profissão. O amor nos abre os olhos para
A Maçonaria é a mãe da sabedoria humana. Ela diz ao muitas verdades pacíficas e doces, e nos dá a oportunidade de
homem com sublime doçura e amor: “cumpre a tua missão, conhecer e admirar, em um objeto único, o que não havíamos
custe o que custar. O caminho para teu próprio convencimento que tido, nem em idéia, concebido em mil objetos diversos. E, com
queiras seguir não me importa, para isso te deixo em liberdade de isso, alarga-se nosso horizonte e mais se estende o alcance de
consciência, por isso não pugno por nenhuma religião e te convido ao nosso coração. A Maçonaria é para poucos, mas esses muito
estudo e à meditação sobre o único livro que há estudado o homem fazem pela humanidade. Muitos adentram, logo saem, e
profundamente, e de onde ele tem tirado todo o seu conhecimento. continuam sendo Profanos de Avental.
Este livro é o Universo a que pertences. Se nele existe um Deus, é Ele Sagrada, Sublime missão é a da Maçonaria! ?
a b
A Carroça
Autor ignorado

C
erta manhã, meu pai convidou-me a dar um grosseria, prepotente, a
passeio. Em dada altura, deteve se e, depois de interromper as conversas de
um pequeno silêncio, perguntou-me: toda a gente e a querer
- Além do cantar dos pássaros nas árvores, ouves mais demonstrar que é a dona da
alguma coisa? razão e da verdade absoluta,
Apurei os ouvidos durante mais alguns segundos e parece que, ainda, ecoa-me, nos
respondi: ouvidos, a voz do meu pai:
- Sim, ouço uma carroça. - Quanto mais a
- Isso mesmo – disse o meu pai. É uma carroça vazia. carroça está vazia, mais barulho faz.
Perguntei-lhe: E a sabedoria dessa voz, que o tempo não consegue
- Como sabes que está vazia, se, ainda, não a vimos? esbater, junta-se ao conforto que sinto a partir do momento em
- Ora – respondeu-me. É muito fácil saber que uma que franqueei as colunas da nossa Augusta Ordem, por onde
carroça vai vazia por causa perpassam o silêncio sábio, a fraternidade, a tolerância no sentido
do barulho. Quanto mais vazia, mais barulho faz. da compreensão, a igualdade entre todos os Irmãos, a procura
Tornei-me adulto e, até hoje, quando ouço uma pessoa dos caminhos da verdade, que, antecipadamente, sabemos não
a falar demais, a gritar, a intimidar, a tratar o próximo com poder alcançar, mas que, porfiadamente, perseguimos. ?
a b

a Site b
Clique aqui e conheça o altruístico site Formadores de Opinião. Visitei e recomendo com máximo empenho!
a Livros b
Tive a honra de receber um exemplar autografado pelo autor da obra literária “A Função do Maçom na Sociedade” do
insigne escritor, acadêmico e Eminente Irmão Antônio do Carmo Ferreira, editado pela “A Trolha”, o qual, após lê-lo em
um só fôlego, recomendo aos nossos diletos leitores como livro de cabeceira!

a Arte Real – Edições Anteriores b


As edições anteriores se encontram disponíveis para download em vários sites maçônicos e, também, no site www.entreirmaos.net
a b

A
rte Real é uma Revista maçônica virtual, de publicação mensal, fundada em 24 de fevereiro de 2007, com registro na
ABIM – Associação Brasileira de Imprensa Maçônica – 005-JV, que se apresenta como mais um canal de informação,
integração e incentivo à cultura maçônica, sendo distribuída, diretamente, via Internet, para 14.000 e-mails de Irmãos de
todo o Brasil e, também, do exterior, além de uma vasta redistribuição em listas de discussões, sites maçônicos e listas
particulares de nossos leitores. Sentimo-nos muitíssimo honrados em poder contribuir, de forma muito positiva, com a cultura
maçônica, incentivando o estudo e a pesquisa no seio das Lojas e fazendo muitos Irmãos repensarem quanto à importância do
momento a que chamamos de “¼ de Hora de Estudos”. Obrigado por prestigiar esse altruístico trabalho.
Editor Responsável, Diagramação, Editoração Gráfica e Distribuição: Francisco Feitosa da Fonseca - M∴I∴ - 33º
Revisão Ortográfica: João Geraldo de Freitas Camanho - M∴I∴ − 33º
Colaboradores nesta edição:
Anselmo Quadros – Hercule Spoladore – Keith B. Jackson – Milo Bazaga – Wilson Namorato.
Empresas dos Irmãos Patrocinadores:
Arte Real Software – CH Dedetizadora – CONCIV - CFC Objetiva Auto Escola – Dirija Rent a Car – Formadores de Opinião - Gráfica
Everesty – Ideal Despachos Aduaneiros Ltda – Kit Market - López y López Advogados – Maçonaria Virtual -
Olheiros.com – Pousada Mantega - Qualizan – Reinaldo Carbonieri Eventos – Saneartec - Santana Pneus –
Sysprodata.
Contatos: MSN - entre-irmaos@hotmail.com E-mail – revistaartereal@entreirmaos.net Skype – francisco.feitosa.da.fonseca
Tels. (35) 3331-1288 / 8806-7175
As edições anteriores estão disponíveis para download em vários sites maçônicos, assim como, em nosso
Portal Entre Irmãos - http://www.entreirmaos.net ?
a b