You are on page 1of 231

FICHA DE ANAMENESE

Avaliação da Pele ( inspeção visual, tato e estudo)

Fototipo I ( ) II ( ) III ( ) IV ( ) V ( ) VI ( )
Cor:
Espessura :

( ) branca ( )
normal
( ) morena
( )
( ) negra espessa

( )amarela ( )
fina
HIDRATAÇÃO
( ) Hidratada Desidratada: ( )Superficial ( )
Profunda

FOTOENVELHECIMENTO NAS
PRIMEIRAS DÉCADAS DE VIDA
Pouca exposição ao sol ( )
Média exposição ao sol ( )
Exposição excessiva com uso constante de proteção solar ( )
Exposição excessiva com uso esporádico de proteção solar
()
Exposição excessiva sem uso de proteção solar ( )

EXPOSIÇÃO SOLAR ATUAL


( ) POUCA( ) MÉDIA ( ) ALTA

HÁBITO DE PROTEÇÃO SOLAR


Uso diário ( ) Uso esporádico ( )
Uso somente quando se expõe ao sol ( ) Não usa( )

Tipo de Pele: Pele


com
acne:

( ) normal ( )
grau I
( ) lipídica
( )
( ) alípica grau II
( ) seborreica ( )
grau III
Familiares com acne: Sim( ) Não( ) Grau Parentesco:
( )
grau IV
SEQUELA DE ACNE
( ) Sim ( ) não

Cicatriz Hipotrófica

FLACIDEZ TISSULAR FACIAL


Ausente ( ) ( ) Leve ( ) Moderada ( ) Grave

FLACIDEZ MUSCULAR FACIAL


( ) Ausente ( ) Leve ( ) Moderada ( ) Grave

Locais de Flacidez acentuado:


( ) face

( ) queixo

( ) pescoço

() pálpebras

ENVELHECIMENTO EXTRÍNSECO
Ainda não apresenta sinais de envelhecimento ( )
Estágio I - Leve (Sem linhas, poucas ou nenhuma mancha) ( )
( ) Estágio II - Moderado (Linhas dinâmicas, pouca flacidez e poucas manchas)
( ) Estágio III - Avançado (Linhas estáticas, flacidez tissular e muscular, pele
pigmentada ou com telangiectasia)
( ) Estágio IV - Severo (Muita flacidez, linhas profundas e estáticas com alterações
de pigmentação e relevo cutâneo)
Classificação do envelhecimento da pele do rosto:

Grup Idade
Classificação Descrição Característica da pele
o Típica

envelhecimento: alterações
pigmentares suave(manchas
Envelheciment
de pele), sem queratose
I() o 28-35 Sem rugas
(aquelas manchas mais
leve
avermelhadas e ásperas),
sem rugas.

manchas marrons
visíveis,pele áspera e
palpáveis mas não visível,
Envelheciment Rugas em
linhas paralelas ao
II ( ) o 35-50 movimento,ou
sorriso,inclusive o bigode
Moderado de expressão
chinês e pés de
galinha,começam a
aparecer,

Manchas
escuras,avermelhadas,ás
vezes algumas
esbranquiçadas e ásperas
(queratose)
visíveis,teleangiectasias,que
Envelheciment Rugas em
são aqueles vasinhos na
III ( ) o 50-65 repouso,mesmo
face,principalmente em
avançado sem expressão
torno do nariz;os pés de
galinha e as linhas e sulcos
aparecem mesmo em
repouso,ou seja,mesmo sem
expressão facial as rugas
são visíveis.

manchas escuras ,brancas e


vermelhas podem coexistir,
neoplasias cutâneas(câncer
de pele) prévias, rugas por
Envelheciment
Apenas rugas e todo o rosto,maior parte da
o
IV ( ) 60-75 extrema face sem pele normal,
grave da pele
flacidez da pele flacidez pela falta de
do rosto
colágeno,não podem usar
maquiagem, porque ela
borra e forma grumos
grossos
PRESENÇA DE:

( )poiquilodermia ( ) CICATRIZ hipertófica

( ) melasma/cloasma ( ) cicatriz hipotrófica


( ) acromia ( ) xantelasma

( ) efélides ( ) verrugas

( ) angioma ( ) seringoma

( ) petéquias
( ) hipercromia pós inflamátoria

( ) miliun ( ) rugas estáticas

( ) nevos ( ) rugas dinamicas

( ) pápulas PROFUNDIDADES DAS


RUGAS:

( ) pústulas ( ) superficiais

( ) comedões ( ) profundas

[ ] hipertricose LOCALIZAÇÃO DAS


RUGAS ;
[ ] hirsurtismo glabelar ( ) frontal ( )
periorbicular ( )
( ) nasogeniana ( )
perioral

_____________________________________
_________________

Sinais de pele sensível:

( ) dermatite

( ) escamação
( ) eritema

( ) Teleangectasia

( ) rosácea ou coperouse
OLHEIRAS: ( ) vascular ( ) melânica ( ) mista
( ) ausente
O tratamento irá variar de acordo com as alterações em cada pele e pessoa. Vamos às
alterações e seus tratamentos!!
Tratamento
Indicado:__________________________________
( ) Limpeza de Pele Profunda ( ) Microcorrentes
( ) Ionização ( ) Radiofrequencia
( ) Hidratação ( ) Argiloterapia
( ) Tratamento de Acne ( ) Massagem Facial
( ) Tratamento de Manchas ( ) Exercícios Isométricos
( ) Outros:
_________________________________________

Nº de sessôes: _______

1º ____/____ 2ª____/____ 3ª ____/_____

____________ ___________ _____________

5ª ____/_____ 6ª ___/____ 7ª ____/_____

_____________ ____________ _____________

Eletroterapia utilizada:
_______________________________________________
__
_______________________________________________
_
Recomendações p/ manutenção domiciliar:
Dia:_______________________________________
Noite:__________________________________

PRONTUÁRIO DE ESTÉTICA FACIAL


ANAMNESE FACIAL
Nome:____________________________________________________
DN:_____________________________RG:______________________
Endereço: _______________________ Bairro:______________________
Cidade: ____________________ UF: _____ CEP: ___________________
Fone res: _____________Fone com:_______________ Celular:___________
E-mail: _____________________________________________________
Profissão:___________________________________________________
Estado Civil:_____________________
Como conheceu nosso trabalho:
( ) Indicação ( ) Revista ( ) ............
( ) Folder ( ) Radio ( ) Cartão de Visitas
_______________________________________________
Queixa principal:

1 2 3 4 5

1- Linhas de Expressão 2- Envelhecimento precoce 3 -Flacidez 4- Manchas 5- Sequelas de


acne/ cicatriz atrófica 6 - Desidratação

HISTÓRICO DE DERMATITE
( ) Ausente
( ) Sim, liberado pelo médico dermatologista para tratamento estético
( ) Sim, sem liberação médica para tratamentos estéticos

CÂNCER DE PELE
( ) Não
( ) Sim, liberado pelo médico oncologista
( ) Sim, sem liberação do médico oncologista

TRATAMENTOS DE MEDICINA ESTÉTICA RECENTES


( ) Não
( ) Lasers
( ) Peeling médio nos últimos 6 meses
( ) Implante botox nos últimos 6 meses
( ) Peeling de fenol nos últimos 6 meses
( ) Preenchimento nos últimos 6 meses

ALTERAÇÕES HORMONAIS
( ) Nenhuma
( ) Menopausa
( ) Ovário policístico

Outros tratamentos estéticos anteriores ( ) sim ( ) Não

Quais:_____________________________________________________

Obteve resultados:_______________________________
Teve alguma reação alérgica durante ou após o procedimento? ( ) Não
( ) Sim O que ocorreu?____________________________________

HISTÓRICO DE DOENÇAS
( ) Nenhuma
( ) Hipertireoidismo
( ) Hipotireoidismo
( ) Diabetes
( ) Intolerância à lactose
( ) Hipertensão
( ) Hipotensão
( ) Alergias
( ) Epilepsia
( ) Portador de marcapasso
( ) Portador de implantes metálicos na cabeça / pescoço
( ) Portador de hepatite B ou C
( ) Portador de HIV
( ) Psoríase com lesões em face
( ) Outras

USO DE MEDICAMENTOS
( ) Não
( ) Anticoncepcionais
( ) Tratamento contínuo com corticosteroides
( ) Isotretinoína (Roacutan)

( ) Outros

PORTADOR:

( )Marcapasso ( ) placas ( ) pinos

( ) prótese dentária ( ) lente de contato

Grau de sensibilidade: ( ) pouco sensivel ( ) muito sensível

Antecedentes cirúrgicos ( ) Sim ( ) Não

Quais:__________________________________________________
Médico responsável: ___________________ Fone: ______________

ESTILO DE VIDA
TRATAMENTOS ESTÉTICOS ATUAIS (PROFISSIONAL OU
HOME CARE)
( )Não
( ) Ácido cosmético acima de 10%
( ) Ácido cosmético até 10%
( ) Despigmentante ( ) Pomadas cicatrizantes
( ) Peeling mecânico (cristal ou diamante)

CUIDADOS ESTÉTICOS
Hidratação
( ) Aplica hidratante facial raramente
( ) Aplica hidratante facial diariamente
Esfoliação
( ) Realiza esfoliação facial mensalmente
( ) Raramente realiza esfoliação facial

REALIZA ATIVIDADES FÍSICAS


( ) Atividade física de alto impacto
( ) Atividade física regular mais de 3 vezes por semana
( ) Atividade física moderada 2 vezes por semana
( ) Não realiza atividade física regular

HISTÓRICO DE PRISÃO DE VENTRE


( ) Sim
( ) Não

HÁBITOS ALIMENTARES - CONSUMO CALÓRICO


( ) Alimentação hipercalórica
( ) Alimentação equilibrada
( ) Alimentação com restrição calórica

CONSUMO DE ÁGUA
( ) Ingere mais de 2 litros de água por dia
( ) Ingere 1 a 2 litros de água por dia
( ) Ingere menos de 1 litro de água por dia

HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS


Ingestão de frutas e verduras - 3 doses diárias( ) - 1 dose diária( )
doses esporádicas semanais ( ) raramente ( )
SUPLEMENTAÇÃO DE VITAMINAS
Sim ( ) Não ( )
HISTÓRICO DE TABAGISMO
Nunca fumou ( ) Ex-fumante ( ) Fumante ativo ( )
CONSUMO DE BEBIDAS ALCÓOLICAS
Não ingere ( ) 1 a 2 doses/semana ( ) 3 a 5 doses/semana ( )
ESTRESSE
Sim ( ) Não( )
HÁBITOS:

Sono nº de horas: __________

Química no cabelo: ( ) sim ( ) não/ Toma sol: ( ) às vezes ( ) diariamente

Urina: ( ) normal ( ) pouco

GESTANTE
Sim ( ) Não ( )
HIGIENE:

Lava rosto: 1 a 2 X ao dia ( ) / 3 ou mais X ao dia ( ) Produto:__________

usa cosméticos: ( ) sim ( ) não

Limpeza ( ) Tonico ( ) Hidratante ( )

FPS ( )

Usa maquiagem: ( ) sim ( ) não

( ) |Base ( ) Pó ( ) Camuflagem

( ) pó compacto.

Concordo com todas as informações acima.


Ass da cliente:__________________________________

Prontuários estéticos

O acompanhamento e a verificação de resultados se dá através de mecanismos de controle e


de avaliação, que são fundamentais para acompanhar o processo e alcançar os resultados
desejados.
Temos para você copiar um termo de consentimento para tua cliente assinar no início do
tratamento, as fichas de anamnese facial e corporal. Bom proveito!
- Ficha de anamenese corporal
- Avaliação da Pele
- Ficha de anamnese facial
- Termo de Consentimento
- Ficha Biometria Corporal
Para obter bons resultados em tratamento estético é importante a ficha de
anamnese, uma avaliação correta das alterações inestéticas devem ser
observadas por profissionais capaz e de total domínio em anatomia e fisiologia.
O que é importante na FICHA DE ANAMNESE:

*Dados de identificação: nome completo, endereço,telefone,etc..

*Queixa principal: a queixa principal é o que realmente incomoda e motivo que


levou realmente o cliente a procurar você como profissional.
*histórico familiar: quadro e relatos de doenças familiares e pré disposição
genéticas.
*histórico patológico:como doenças atuais ou anteriores e reações
alergicas,distúrbios hormonais, disfunção intestinal,hipotensão ou hipertensão
arterial,proteses,gestação,marcapassos..etc.
*histórico social:ligado aos hábitos
diários.insônia,sedentarismo,estresse,tabagismo,bebida alcóolicas etc..
*inspeção: o profissional deverá visualizar no cliente cicatrizes,manchas,feridas na
pele,edemas,gordura localizada.
*avaliação da pele: observar lesões ou afcções: .cicatrizes(hipertróficas ou
atróficas).manchas (melasmas,máculas,efélides) para possível tratamento ou
encaminhar para outro profissional.
* apalpação:com a finalidade e objetivo de identificar (ptoses,lipodistrofia, etc).
*avaliação postural: importante!A esteticista não trata de desvios de postura ,mais
deve ter conhecimento suficiente para avaliar,pois o mesmo irá influenciar
negativamente em seus resultados de tratamento.Os desvios posturais
(escoliose,cifose,lordose).

* se possível tirar fotos de frente, lados e costas e acrescentar ao prontuário da cliente.


* termo de responsabilidade: são todas essas informações e dados assinado pelo
cliente,que nele contém são verdadeiras e devem ser preenchidas.

Primeiros requisitos para uma avaliação correta:


- estar em jejum ( o PH da pele se altera perante a ingestão de alimentos, por isso
É PREFERÍVEL que esteja em jejum)
-Pele limpa desde a noite anterior ( não se deve demaquilar, porque os
componentes graxos e detergentes dos produtos podem falsear o diagnóstico)
-A missão da esteticista é descobrir as imperfeições cutâneas aestéticas.

PRONTUÁRIO DE ESTÉTICA CORPORAL

ANAMNESE CORPORAL
Nome: ______________________________________________________
DN:________________________________________RG:_____________
Endereço: ________________________ Bairro:______________________
Cidade: ____________________ UF: _____ CEP: ___________________
Fone res: __________________Fone com: Celular:____________________
E-mail: ______________________________________________________
Profissão:____________________________________________________
Estado Civil:__________________________________________________
Indicado por: _________________________________________________
Motivo da visita ou queixa principal: _____________________________

Tratamentos estéticos anteriores ( ) sim ( ) Não

Quais:_____________________________________________________

Obteve resultados:_______________________________

ANTECEDENTES: Pessoais Familiar

Cardio circulatório_________ ________

Diabetes _________ _________

Digestivos ________ _________

Endocrinologico _________ __________

Pressão Arterial _________ _________

Trombose _________ ___________

Neoplasia _________ __________

Obesidade _________ __________

Posturais _________ ___________

Anticoncepcionais _________ ___________

ANTECEDENTES ALÉRGICOS: ( ) Sim ( ) Não

Quais: __________________________________________________

Antecedentes cirúrgicos ( ) Sim ( ) Não

Quais:__________________________________________________
Médico responsável: ___________________ Fone: ______________

HÁBITOS:

Atividade Física: ( ) sim ( ) não Freq: __________

Sono nº de horas: __________


Alcool ( ) muito ( ) moderado ( ) não

Fumo: ( ) sim ( ) não


Preenchimento: ( ) sim ( ) não

Toma sol: ( ) às vezes ( ) não ( ) diariamente

Roupas apertadas ( ) sim ( ) não

ALIMENTAÇÃO:

Gordura ( ) / Doce ( ) / Condimentada ( ) / Verdura ( ) / Dieta ( )

Fibra( )

Apetite : ( ) Pouco ( ) muito ( ) Intestino: ( ) normal / ( ) preso

Água: ( ) abundante / ( ) moderada / Urina: ( ) normal ( ) pouco

Posição que mais fica de dia: __________


Uso DIU: ( ) sim ( ) não / Gravidez ( ) sim ( ) não
Menopausa: _____ Nº de Gestações: _____ Menstruação: Regular ( ) N ( )

Uso de medicamento: __________________Quais:_______________

FICHA BIOMETRIA CORPORAL complementa esta ficha.

FICHA PARA BIOMETRIA


NOME: __________________________________________
PESO:______________ ALTURA:____________________ IDADE:____________
Estrutura óssea: ( ) P ( ) M ( ) G IMC:__________
Data de início do Tratamento:________________

Medidas
1ª Medida
Data:__________
Braço D : 1 -_________ E; 1-__________
2- _________ 2- __________

Abdomem: ( ponto 0 - umbigo)


1-___________
2-_____________ 3-_____________
4-____________ 5-___________

Coxas : D 1-____________ E: 1-__________


2-____________ 2-____________

Mamas : Inferior Mama- ____________


MM-_____________
SUperior Mama-___________________
2ª Medida
Data: ____________

Braço D 1-_________ E1-__________


2- _________ 2- __________

Abdomem: 1-___________ 2-_____________


3-___________ 4-____________
5-___________ Ponto 0 - umbigo

Coxas : D 1-____________ E 1-______________


2-____________ 2-_______________

Mamas : IM - ____________ MM-_____________


SM-___________________

Semiologia
Inspeção:
Cor da pele: ( ) branca ( ) negra ( ) parda ( ) amarela
( ) Andróide ( ) Ginóide ( ) Normolinea
( ) Manchas ( ) Cicatrizes Hipertróficas ( ) Cicatrizes Atróficas ( ) Lesões

( ) Varizes ( ) Microvarizes ( ) Edemas


( ) Estrias ( ) branca ( ) vermelha/ roxa
Espessura da Estria: _________ Comprimento da Estria: _________
( ) Frio nas extremidades ( ) Temperatura local

( ) Obesidade ( ) Lipodistrofia

FEG:

( ) grau I ( ) grau II ( ) grau III ( ) grau IV

( ) Edematosa ( ) Túrgida ( ) Flácida


( ) Escoliose ( ) Lordose ( ) Cifose

Estrias ( ) Brancas ( ) Nacaradas

Palpação: ( ) Flacidez Muscular ( ) Flacidez Tissular ( )c/sobra pele ()


com sensibilidade ( ) Aderencia

( ) Pêlos: ( ) Hipertricose ( ) Hisurtismo

Assinalar com X os locais de FEG:


Pós Operatório
( ) até 30 dias ( ) entre 30 e 50 dias ( ) mais de 50 dias

TRATAMENTOS
( ) Termoterapia ( ) Crioterapia ( ) Gessoterapia
( ) Argiloterapia ( ) Ginástica Isométrica ( ) Tonificação com eletroestetica
( ) Massagem Estética ( ) Massagem relaxante ( ) Drenagem Linfática
( ) Destoxi-redução ( ) Hidratação Corporal ( ) Gomage Corporal
( ) Vacuoterapia ( ) Iontoforese ( ) Microcorrente ( ) Ultrasom ( )
Radiofrequencia
( ) Eletrolifting ( ) Pelling Químico ( ) Clareamento de pelos

Concordo com o tratamento proposto pela profissional (nome)_______________.


Assinatura da Cliente:_________________________
Data:____________________
OBSERVAÇÕES: As medidas devem ser feitas a cada 6 sessões.
Marque um determinado local do corpo como ponto zero: Ex: umbigo e a partir
dele, faça as medidas do abdomen.
Acompanhamento e Evolução do Tratamento:
DATA: ___/___/___
TRATAMENTO : ____________________________________________
EVOLUÇÃO: _______________________________________________
ASSINATURA CLIENTE: ___________________________

TERMO DE CONSENTIMENTO INFORMADO PARA TRATAMENTO eSTÉTICO


Eu, ________________(nome do(a) paciente), abaixo identificado (a) e firmado(a), declaro
ter sido informado(a) claramente e ciente sobre todos os benefícios, os riscos, as indicações, contra-
indicações, principais efeitos colaterais e advertências gerais, relacionados ao tratamento de
_________________________________________________

Os termos técnicos foram explicados e todas as minhas dúvidas foram esclarecidas por
____________________(nome do esteticista), que é o profissional que conduzirá todo o
processo.
Comprometo-me a seguir todas as orientações e a fazer uso de todos os produtos contidos em
minha prescrição domiciliar, respeitando os horários indicados de utilização, isentando neste ato
os profissionais de estética envolvidos no procedimento, nas hipóteses de minha culpa
exclusiva. Registro também, que neste ato, recebi por escrito (doc.anexo), todas as instruções
pós-evento que devo seguir em continuidade ao tratamento, bem como tenho ciência de que
esta obrigação de resultado está subordinada ao meu comportamento e disciplina após o
tratamento estético.

Expresso também minha concordância e espontânea vontade em submeter-me ao referido


tratamento, assumindo a responsabilidade e os riscos pelos eventuais efeitos indesejáveis
decorrentes.

Estou ciente que posso suspender este tratamento a qualquer momento, sem que este fato
implique em qualquer forma de constrangimento entre eu e meu/minha esteticista, que se
dispõe a continuar me tratando em quaisquer circunstâncias relacionadas com sua categoria
profi ssional.

Assim, o faço por livre e espontânea vontade e por decisão conjunta minha e de meu/minha
esteticista.

Nome do Paciente:

_____________________________________________________________________

_______________

R.G. do paciente: _______________________

Sexo do paciente: ( ) Masculino ( ) Feminino Idade do Paciente:

______________________

Endereço do paciente:

_____________________________________________________________________

____________

Cidade: _____________________________________ CEP:

______________________ Telefone: (_____) ______________

Responsável legal:

_____________________________________________________________________

________________

R.G. do responsável legal: _______________________


_________________________________________

Assinatura do paciente ou responsável legal

Profissional responsável:

_____________________________________________________________________

Os dezesseis tipos de pele

lA cosmetóloga Helena Rubinstein classificou a pele por dois quesitos, a hidratação e a


sensibilidade, o que resultou nos quatro tipos que conhecemos: normal, mista, seca e
oleosa. O Sistema Baumann de Classificação dos Tipos de pele, fruto de uma pesquisa
com 1.400 pacientes, adicionou outros dois critérios - pigmentação e tendência à
formação de rugas.

Alguns nomes de famosos que

tem as características segue ao lado.

1) OLEOSA, SENSÍVEL, NÃO PIGMENTADA


E PROPENSA A RUGAS

Características
• Queima em lugar de bronzear, avermelhada com poros abertos e rugas precoces

O que evitar
• Produtos à base de álcool, cremes antiidade e vitamina C

O que usar
• Séruns com antioxidantes para hidratação
• Produtos com antiinflamatórios, como camomila e azuleno, para acne e
vermelhidão
• Cremes com corticóides para dermatites

2) OLEOSA, SENSÍVEL, NÃO PIGMENTADA E FIRME

Características
• Ruboriza fácil, veias aparentes no rosto, manchas vermelhas que descascam,
sobretudo em torno do nariz, rugas só depois dos 40 anos

O que evitar
• Cremes antiidade ou à base de ácidos de frutas e DMAE

O que usar
• Os produtos antiinflamatórios, com camomila ou aloe vera, e protetor solar

3) OLEOSA, SENSÍVEL, PIGMENTADA


E PROPENSA A RUGAS
Características
• Bronzeia fácil, depois surgem manchas marrons ou Harvey Keitel
esbranquiçadas, muita acne e dermatites. Primeiras rugas por
volta dos 20 anos

O que evitar
• Produtos como DMAE, ácido lipóico e ácido hialurônico, usados nos tratamentos
antiidade, e filtro solar com benzofenona, produto bem comum

O que usar
• Contra rugas, cremes com ácido salicílico ou retinol
• Filtros solares feitos com óxido de zinco, que não irritam a pele e evitam a
oleosidade

4) OLEOSA, SENSÍVEL, PIGMENTADA E FIRME

Características
• Alta incidência de acne, geralmente acompanhada de inflamações. Propensão a
alergias e, nas pessoas claras, sardas e manchas de sol

O que evitar
• Esfoliantes e cremes antiidade

O que usar
• Produtos com camomila, aloe vera e ácido salicílico, que aliviam as inflamações
• Cremes com retinol para acne e rugas
• Loções com ácido kójico para manchas de sol

5) OLEOSA, RESISTENTE, PIGMENTADA


E PROPENSA A RUGAS

Características
• Aparência lustrosa, com poros largos, acne rara

O que evitar
• A maioria dos cremes e loções não consegue penetrar na pele. Para hidratar a
pele e prevenir rugas, a melhor opção são produtos manipulados, sob indicação
médica

O que usar
• Os esfoliantes para reduzir oleosidade
• Cremes com coenzima Q10, ginseng, chá verde e vitamina C para rugas
• Retinol, DMAE e ácido glicólico em alta concentração para amenizar rugas

6) OLEOSA, RESISTENTE, PIGMENTADA E FIRME

Características
• A face brilha, principalmente em fotografias, poucas rugas e Naomi Campbell
acne. Mais comum em negros. Em pele clara, maior incidência
de sardas e manchas
O que evitar
• Na pele clara, produtos com soja, que provocam o aumento das manchas. Na
pele escura, tratamentos a laser

O que usar
• Vitamina C, retinol, ácido kójico e ácido glicólico são eficazes para remover
manchas e prevenir rugas

7) OLEOSA, RESISTENTE, NÃO PIGMENTADA


E PROPENSA A RUGAS

Características
• Brilho moderado na face, pouca acne, rugas precoces

O que evitar
• Hidratantes durante o dia são desnecessários.

O que usar
• Produtos com antioxidantes para prevenir o envelhecimento
• O retinol controla a oleosidade e previne rugas
• Tratamentos como laser, dermo-abrasão, peelings profundos e Botox

8) OLEOSA, RESISTENTE, NÃO PIGMENTADA E FIRME

Características
• Manchas, vermelhidão ou ressecamento são raros.
Catherine Deneuve
Dificilmente pega um bronzeado

O que evitar
• Hidratantes gordurosos. Se necessário, usar aqueles feitos à base de gel ou
loções sem óleo

O que usar
• Para limpeza, as loções à base de ácido salicílico
• Esfoliantes diariamente

9) SECA, SENSÍVEL, PIGMENTADA E PROPENSA A RUGAS

Características
• Uma das peles mais problemáticas. Muito fina e seca, apresenta irritações,
vermelhidão e descama com freqüência. Arranhões e cortes resultam em cicatrizes

O que evitar
• Adstringentes, que irritam a pele, e esfoliantes, que a tornam ainda mais sensível

O que usar
• Águas termais em spray antes de aplicar cremes, para aumentar a hidratação
• Hidratante pela manhã, à tarde e à noite
• Botox, preenchimentos e peelings químicos

10) SECA, SENSÍVEL, PIGMENTADA E FIRME


Características
• Sujeita a eczemas, dermatites e descamações. Manchas ásperas e grossas no
rosto e no pescoço, ressecamento nas mãos e pálpebras escuras

O que evitar
• Adstringentes e esfoliantes, cosméticos com soja que contenham estrógeno

O que usar
• Hidratantes com filtro solar e ingredientes simples como óleo de oliva ou
manteiga de cacau
• Antiinflamatórios para eczemas e dermatites, sob orientação médica

11) SECA, SENSÍVEL, NÃO PIGMENTADA


E PROPENSA A RUGAS

Características
• Ressecada, avermelhada, áspera e sem brilho. Acne
moderada, vasos aparentes na face e rugas prococes
Paris Hilton
O que evitar
• Vitamina C, retinol e cremes antiidade. Para quem tem acne, produtos com
manteiga de cacau e óleo de coco

O que usar
• Hidratantes pelo menos três vezes ao dia
• Produtos com coenzima Q10, chá verde, extrato de grãos de uva e cafeína para
prevenir rugas
• Antiinflamatórios, sob prescrição médica

12) SECA, SENSÍVEL, NÃO PIGMENTADA E FIRME

Características
• Seca, com descamações, vermelhidão e coceiras. Muito alérgica e com espinhas
ocasionais

O que evitar
• Produtos com álcool, adstringentes e sabonetes agressivos, que tiram a gordura
natural da pele. Produtos com retinol

O que usar
• Hidratantes fortes, de preferência com filtro solar

13) SECA, RESISTENTE, PIGMENTADA


E PROPENSA A RUGAS

• Produtos com álcool, sabonetes e loções adstringentes

O que usar
• Para prevenir ou atenuar rugas, retinol ou ácido retinóico receitado por
dermatologistas
• Cremes para o rosto e a área dos olhos com antioxidantes em doses altas
• Agentes clareadores, como vitamina C, que aumenta a produção de colágeno e
ajuda a diminuir manchas
• Esfoliantes quatro vezes por semana

14) SECA, RESISTENTE, PIGMENTADA E FIRME

Características
• Seca, com descamações no rosto e no pescoço. Áspera nos
joelhos e cotovelos. Sardas ou manchas de sol
Lucy Liu

O que evitar
• Peelings químicos e tratamentos a laser, que acentuam as manchas escuras.
Produtos com soja e estrógeno

O que usar
• Hidratantes com filtro solar, para evitar manchas e sardas
• Produtos com retinol e vitamina K para hidratação

15) SECA, RESISTENTE, NÃO PIGMENTADA


E PROPENSA A RUGAS

Características
• Pele bem clara, típica do norte da Europa, delicada e sem sardas ou manchas

O que evitar
• Sabonetes e xampus com detergentes, produtos com álcool e adstringentes

O que usar
• Até os 30 anos, a hidratação com produtos ricos em antioxidantes como vitamina
C e E, chá verde e coenzima Q10. A partir dessa idade, produtos à base de retinol,
com prescrição médica
• Para prevenir rugas, cremes com ácido hialurônico, colágeno e elastina

16) SECA, RESISTENTE, NÃO PIGMENTADA E FIRME

Características
• Pele típica de loiros ou morenos claros. Não bronzeia

O que evitar
• Produtos à base de álcool e adstringentes

O que usar
• Hidratantes tradicionais, à base de glicerina e água de rosas, são baratos e
eficientes para esse tipo de pele

Higienização Profunda da Pele

A limpeza da pele sempre é executada de maneira tradicional, atuando com as várias fases
de emoliência, esfoliação, extração, desincrustação, entre outros. Ela tem a finalidade de
desobstruir os poros e limpar a pele em profundidade. A avaliação da pele é muito
importante, para analisar o tipo de pele e sua real situação no momento inicial, a fim de
direcionar a um tratamento adequado. Os métodos que nos permitem identificar com
facilidade o tipo de pele a ser tratada são:
- Inspeção visual: feita a olho nu pelo profissional ou através de uma lente de aumento à luz
fria;
- Palpação: através da sensibilidade tátil nos dedos, que nos permite um perfeito exame;
- Reconhecimento: pelos conhecimentos teóricos da profissional, analisando as
características da pele da cliente e fazendo um histórico completo da mesma (prontuário
estético facial).
PASSO A PASSO:
1 - Se necessário, aplicar o DEmaquilante Árago, não necessita enxague.Aplicar Sabonete
Bio Fruit no rosto, pescoço e colo, exceto na região dos olhos e lábios, retirando com algodão
úmido.
2 - Aplicar o Esfoliante Bio Fruit Árago ( com AHAs de frutas, polietileno sextavado e s . de
aluminio) e fazer massagens com movimentos circulares, até o produto formar grumos
(rollins). Retirar com algodão úmido. Usar somente uma vez na quinzena;
3 - Emoliência I : aplicar o GEL AMOLECEDOR nas áreas mais afetadas.
Emoliencia II : usar compressas de algodões umedecidas com o Amolecedor de
Comedões Árago e aplicar nas regiões onde for trabalhar as extrações. Deixar os algodões
por 15 a 20 minutos. NÃO NECESSITA AQUECIMENTO.
4 - Retirar as compressas à medida que for fazendo as extrações tempo : 30 minutos.
Limpar bem a face
5 - Utilizar aparelho de alta freqüência no rosto, durante 5 minutos, e cauterizar os locais
necessários;
6 - Após isto, fazer o uso da Loção Tonica Normalizadora , em toda a região em tratamento;
7 - Aplicar Máscara Calmante ( com principios calmantes e antioxidante e regenerantes) ,
com pincel ou dedo, deixando uma camada homogênea. Esperar 20 min e retirar a máscara;
8 - Finalizar com FPS 30 Creme
Freqüência do tratamento: fazer a higienização básica da pele, quando julgar necessário.

TRATAMENTO PARA PELES ACNÉICAS E SEBORREICAS


Freqüência do tratamento: fazer 12 sessões, 2 vezes na semana.
Da 1ª a 5ª sessão e da 7ª a 11ª sessão segue o procedimento abaixo:
1. Fazer a assepsia nas mãos.
2. Sabonete GEL BIO FRUIT para higienizar todo o rosto, pescoço e
colo.
3. Quando necessário, aplicar o Esfoliante Bio fruit e fazer massagens
com movimentos circulares até o produto secar por completo. Retirar
com algodão úmido. Não usar em peles acneicas de 3° e 4° grau.
4. Desincruste: Em peles oleosas utilizar o Amolecedor de Comedões
em Loção 2 em 1, com a corrente galvânica na polaridade negativa (-)
durante 5 minutos em toda a área trabalhada, em seguida passar
mais 5 minutos em toda a região com algodão umedecido em Fluido
restaurador Aguapele na polaridade positiva (+). O uso do
desincruste é feito a cada 21 dias.
5. Fazer uso da alta frequência por 5 minutos.
6. Aplicar Loção Calmante Suavizante com tamborilamento. pois ela
tem ação bactericida e cicatrizante.
7. Dissolver a Argila Verde em Fluido Aguapele, deixar em
consistência cremosa.
8. Pincelar camada generosa da argila, por toda região tratada,
esperar secar e retirar.Finalizar com FPS 30 Gel Creme
A 6ª e a 12 sessão proceder Limpeza de Pele.
ESTRIAS
O cosmético vai atuar em ambas as fases. Na fase avermelhada, ele provoca
um fechamento dos pequenos vasos sanguíneos e estimula a formação de um
novo colágeno, dando à estria uma tonalidade próxima a da pele e uma
diminuição do seu tamanho.
Já na fase esbranquiçada, o tratamento vai atuar basicamente estimulando um
novo colágeno, visando somente a diminuição do seu tamanho.
Quando o laser ou micropuntura são associados aos cremes a base de ácidos,
este resultado se torna potencializado e a chance de sucesso aumenta muito.

TRATAMENTO DE ESTRIAS (sem eletroestética)


1 Esfoliar com o ESFOLIANTE ÁRAGO
2 Normalizar o pH com a Loção Tônica ÁRAGO;
3 Aplicar Fluido Térmico ÁRAGO nas estrias e aguardar cerca de 5 minutos
4 Massagear a Mascara Calmante com Quinua e Amaranto até a pele
absorvê-lo totalmente;
5 Preparar a Argila Marron da Árago dissolvida em Fluido
AquaPele misturar até que forme um ponto cremoso. O
Fluido Aquapele ajudam a emulsionar e potencializar a ação da argila;
6 Pincelar camada generosa para obter ação tensora desejada, esperar secar
totalmente e retirar com toalha úmida, sem atritar demais a pele.
7 Finalizar com Creme de Massagem de Laranja Amarga da Árago.

FREQÜÊNCIA DE TRATAMENTO:
3 X na semana
Manutenção Domiciliar: Lipoderme 250 g

Tratamento com Eletroterapia


• 1- Limpar a pele e esfoliar ( sem sílica)

2- Normalização do PH da pele
• 3- Aplicação de eletrolifting por 7 min

• 4- Massagear Ionto Aquapele.

• 5- Aplicar compressa de máscara calmante por 5 min e limpar.

• 6. Aplicar 5 min de vapor de ozônio.

• 7- Ionizar 10 min Ionto Sculptface

• 8- Dissolver Argila Marrom em Fluido Aquapele.

• 9- Pincelar sobre o local e aguardar secar. Retirar e hidratar com Óleo de Rosa Mosqueta.

TRATAMENTO COM ÁCIDOS QUERATOLÍTICOS

• Limpar com sabonete glicólico


• Esfoliar

• Aplicar pré-peeling com ác. Salicílico

• Aplicar ác, glicólico e aguardar por 10 min.

• Aplicar ionto aguapele e máscara de argila.

Como tratar a celulite?

A celulite trata-se do aparecimento de ondulações na pele,


propiciando o aspecto de "casca" de laranja, consequente do
aumento de tecido gorduroso sob a pele. È uma afecção benigna,
crônica que não apresenta cura.

O processo de formação da celulite acontece a partir do aumento


gradativo da deposição de gordura nos vacúolos, que compõem o
lipócito (célula de gordura). Os vacúolos receptam a gordura
excedente presente na alimentação.

A celulite afeta aproximadamente 95% das mulheres, seja na forma


mais suave ou em um estágio avançado, já que conta com 4 estágios
de evolução, compromete a região dos glúteos, coxa, abdômen e
braços, sendo considerada antiestética com pluralidade
etiopatogênica.

Confira os principais fatores que agravam a celulite:


- Sedentarismo;- Bebida alcoólica;- Cigarro; Obesidade;

- Estresse;- Excesso de sal;- Pílulas Anticoncepcionais;

- Transtornos Ortopédicos.

Dicas para atenuar a celulite:


- Evite refrigerantes e bebidas alcoólicas, já que são bebidas que
fornecem calorias e não contam com nenhum valor nutritivo, prefira
a ingestão de água ou sucos naturais;

- Pratique exercícios físicos, e priorize os aeróbicos para favorecer a


queima de gordura;
- Evite ou Consuma com moderação alimentos gordurosos como
pizzas, molhos gordurosos, pães e bolachas recheadas, sorvetes e
biscoitos amanteigados;

- Procure dosar a quantidade de óleo durante a preparação dos


alimentos;

- Substitua as frituras por preparações grelhadas, assadas ou cozidas.

Além desses fatores, a adoção de outras medidas como tomar


bastante líquido durante o dia (preferência água), aumentar o
consumo de fibras e potássio, além de optar por alimentos naturais
como os crus, cozidos ao vapor e integrais, apresentam mais
nutrientes colaborando para o bom funcionamento do organismo.
TRATAMENTO CORPORAL 3 EM 1 (CELULITE, GORDURA E FLACIDEZ)

1. Esfoliar com ESFOLIANTE MENTA.


2. Borrifar FLUIDO AQUAPELE em toda região , retirar com toalha seca..
3. Aplicar FLUIDO TÉRMICO com nicotinato de metila nas regiões do tratamento .
3. Borrifar SLIMFORCE FLUIDO DINAMIZANTE, realizando movimentos rápidos de
massagem ( fluido
com penetração rápida ).
4. Aplicar GEL SLINCONTOUR nas regiões flácidas com massagem ou com ionização .
5. Creme de Massagem Slimforce e promover massagem modeladora.
6. Finalizar aplicando com a espátula uma camada de Gel Crioactive Slimforce , e finalizar a
sessão.

MÁSCARA CORPORAL ANTI CELULITE


1- Esfoliar com o esfoliante corporal ÁRAGO
2- Retirar e limpar com água
3- Aplicar Fluido Térmico ÁRAGO
4- Aplicar a seguinte máscara:
1 colher de café de Argila Marron da ÁRAGO
1 colher de sopa de Sais Térmicos ÁRAGO
2 a 3 colh de sopa de Lipoderme ÁRAGO
Diluir em Fluído Termal Águapele.
Aplicar e massagear até formar rOllings. Retirar com papel toalha.

Massagem modeladora visa o embelezamento do corpo, estimulação dos


músculos, facilitando a penetração de princípios ativos, reduzindo gordura
localizada.

SLIM FORCE:. Formulado com ativos de alta performance e base em óleo vegetal, oferece ao
tecido excelente ação reestruturante. Seu mecanismo rápido de atuação se dá pela alta
concentração de Algas Vermelhas (Iodo, Magnésio, Potássio, Sódio) que acelera a velocidade
das trocas celulares que já é notado nas primeiras aplicações.
Ativos: Cafeína 5%, L-Carnitina - auxiliam na descompressão das estruturas, facilitando a
circulação, fazendo uma quebra dos nódulos de gordura e celulite o silício, que reorganiza as fibras
elásticas abaladas pela celulite que encontra-se nos biominerais.
Algas Vermelhas, Alcachofra e Laranja amarga
Com ação firmadora e drenante de atuação inteligente nos tratamentos de flacidez, estrias,
celulite e gordura localizada. Estimulante da produção de colágeno com exclusivo sistema que
combina biominerais, estímulo dos fatores de crescimento tecidual aliado ao Silício Orgânico e
Aminoácidos

PROTOCOLO DE TRATAMENTO com VACUOTERAPIA


NÚMERO DE SESSÕES: 10 sessões

FREQUÊNCIA: 2 X por semana

COSMÉTICOS NECESSÁRIOS:

o Esfoliante CORPORAL DE MENTA

o FLUIDO AQUAPELE

o ÓLEO OU CREME DE MASSAGEM


1 Limpar toda a área a ser tratada com ESFOLIANTE CORPORAL DE MENTA. Retirar
com toalhas secas;

2 Aplicar o óleo ( DEPENDENDO DA PELE DA CLIENTE) e proceder o uso do aparelho

3 Concluir com Drenagem Linfática ou Massagem Modeladora com o CREME SLIM FORCE
1K

HOME CARE:

Usar Fluido Térmico diariamente

PROTOCOLO COM CORRENTE RUSSA

1- Limpar a pele

2- Aplicar Aguapele Fluido Regenerador, para normalizar o pH da pele;


3 - Aplicar Fluido Dinamizante com massagem nos locais a serem tratados, ou o Gel Firmador
Slim contour ionizado na polaridade positiva. Se quiser, associar ambos;
4 - Fazer a massagem modeladora corporal, com movimentos específicos para os locais que
apresentam flacidez, usando o creme Lipoderme;
5 - Fazer a aplicação de corrente alternada (Russa), com as placas colocadas no sentido da
tonificação. Para quem não tem o aparelho estético, executar a Ginástica Isométrica com a
cliente deitada na maca e orientá-la a praticar exercícios físicos adequados;
6 - Diluir a Argila Branca ou Amarela com Fluido Aguapele + Gel crioative Árago e aplicar nas
regiões de tratamento:
* No abdômen - as primeiras pinceladas devem ser de fora para dentro, até o umbigo;
* Nas coxas - pincelar, iniciando pela parte interna do joelho, de dentro para fora. Na lateral
externa, deverá ser de baixo para cima, até a cintura, nos braços eleva ao lado da cabeça e
pincelar, iniciando do cotovelo para as axilas.
Observação: aplicar conforme gravuras da página 43;
7 - Deixar até secar totalmente. Retirar e finalizar com Gel Slim contour Árago
Protocolo de Massagem
Relaxante
Desejo que seja útil ou que seja um relembrar
MASSAGEM RELAXANTE
Alivia dores e facilita a atividade muscular
A massagem relaxante beneficia a flexibilidade e aumenta a
circulação, criando uma sensação de bem-estare proporcionando
relaxamento da musculatura e alívio do stress e das dores.
Promove a melhora na circulação sanguínea,aumenta o fluxo de
nutrientes, remove substâncias tóxicas das células prejudiciais ao
organismo, além de aliviar a dor e facilitar a atividade muscular.
Como é feita a Massagem Relaxante?
A técnica aplicada na massagem relaxante é por meio de
movimentos suaves e firmes por todo o corpo. A massagem
é aplicada com óleos ou cremes associados à aromaterapia,
trazendo um efetivo bem-estar, sensação de conforto e
tranquilidade.
Técnicas de Massagem Relaxante:
• Massagem Relaxante com deslizamento
O movimento de deslizamento é realizado com toda a superfície
palmar de uma ou ambas as mãos. Este movimento se mostra útil
na união das sequências de outros movimentos.Os efeitos
terapêuticos dessa técnica de massagem são
gerados principalmente no impacto mecânico direto nos tecidos e
por meio do sistema nervoso sensitivo.Pode ser obtido um
relaxamento
significativo, produzindo um efeito sedativo, que pode aliviar a dor
e o espasmo muscular.
• Massagem Relaxante com amassamento
O Amassamento é uma técnica de massagem em que os músculos
e tecidos subcutâneos são alternadamente comprimidos e
liberados. Durante a fase de pressão de cada movimento, a mão e
a pele se movem conjuntamente sobre as estruturas
mais profundas. Durante a fase de relaxamento as mãos deslizam
suavemente até uma área adjacente e o movimento é repetido.
Pela compressão e relaxamento alternados dos músculos as veias
(tanto superficiais como profundas) se esvaziam e
enchem alternadamente, assim fica aliviada a congestão nos leitos
capilares e melhora o fluxo de sangue proveniente das
arteríolas para os capilares. O fluxo da Linfa fica estimulado pelo
mesmo mecanismo. A administração de um amassamento vigoroso
provoca
vasodilatação na pele. A pele é mobilizada pelas manipulações, e
isso promove sua elasticidade.
• Massagem Relaxante com fricções
As fricções são técnicas de massagem relaxante que consistem de
movimentos breves, precisamente localizados e
profundamente penetrantes realizados numa direção circular.
Esses movimentos profundos são habitualmente realizados pelas
pontas dos dedos,
embora a almofada do polegar ou palma também possam ser
utilizadas.
A pressão profunda e contínua nos tecidos causa lesão local e
libera uma substância similar à histamina e outros metabólitos que
atuam diretamente nos capilares e arteríolas do local, causando
vasodilatação. A magnitude da resposta depende da
profundidade a manipulação e da duração da aplicação dessa
técnica de massagem relaxante.
Benefícios do Óleo de Massagem
A utilização do Blend de Óleos Vegetais aliado a Arnica, oferece
um tratamento de excelente qualidade para a pele.
Quando falamos em óleos estamos falando em ácidos graxos
essenciais (AGES), estes ácidos são capazes de estimular a
angiogênese, migração e proliferação celular conferindo
resistência a pele. Muito utilizados na recuperação de lesões da
pele tem sua aplicação amplamente comprovada . Os clientes
inicialmente se surpreendem com os resultados da pele,um toque
sedoso e com a aparência mais firme são notados nas primeiras
sessões motivando a frequência do protocolo.

Produtos do tratamento:
AquaPele Fluido Restaurador do Tecido
Aminoácidos, Silícios e Oligoelementos
Esfoliante Corporal
Extrato de Menta e Polietileno Sextavado
Óleo para Massagem
Extrato de Arnica, Blend de Óleos Vegetais e Castanha do Pará
Manta Térmica Infravermelho Longo Árago
Protocolo:
1. Borrifar por todo o corpo o Fluido AquaPele
2. Aplicar nas mãos e posteriormente no cliente, o Esfoliante
de Menta com movimentos suaves. Retirar com 2 toalhas secas.
3. Aplicar por todo o corpo o blend e óleos vegetais Árago
4. Realizar as manobras de Massagem Relaxante, sempre
com a Manta Térmica Árago aquecida durante toda a massagem
5. Finalizar passando suavemente uma toalha por todo o corpo
Frequência: Indicamos que seja feito esse procedimento
_________________________________________________________________________
______________

HIDRATAÇÃO PARA NÃO PERDER O BRONZE

1. Esfoliar a pele com o Esfoliante Facial Corporal com movimentos circulares suaves.
Remover com água. oU PARA NÃO AGREDIR AS PELES JÁ BRONZEADAS, use o Sabonete
BioFruit

2. Aplicar o Spray Hidratante de Água de Coco na área a ser tratada, massagear até total
absorção. Não remover.

3. Aplicar o SlimForce SlimContour ou ionizar nas regiões flácidas.

4. Aplicar o Óleo para Massagem com movimentos de massagem modeladora ou


bioestimulante.

5. Aplicar o Creme para Massagem com movimentos de massagem até total absorção.

Manutenção

Aplicar diariamente o Spray Hidratante de Água de Coco pela manhã e a noite o Creme

Redutor SlimForce ou Gel Slim Contour SlimForce.

ue tal presentear suas/ seus clientes com um dia dos Namorados?


Higienização Profunda de Pele

1-Higienizar as mãos da cliente;


2- Limpar/demaquilar o rosto com Sabonete Liquido BioFruit ( umedecer algodões e massagear em mov
circulares). deixar agir por 10 min;
3-Aplicar o esfoliante BIO FRUIT da Árago ( oxido de aluminio e AHAs das frutas) Esfoliar em movimentos
circulares
4- Retirar com água e aplicar loção tonica Árago
5-Aplicar uma camada fina de Amolecedor Em Gel Árago, algodão umidos com Amolecedor de
Comedões liquido e deixar agir por 20 min. em máscara témica ou vapor;
6- Proceder as extrações;
7- Limpar com água, secar bem a pele e fazer uso da Alta-Frequencia;
8-Aplicar a Loção Calmante Descongestionante Árago
9- Aplicar a Máscara Calmante Hidratante da Árago ( com Betaglucam, amaranto, Quinoa;
10- Se necessário, retirar excesso de oleosidade, Aplicar a Máscara Argila Verde sobre gases.
11- Deixar 20 min., retirar e aplicar o FPS 30 Árago ( creme ou Gel).
O passo-a-passo de hoje é uma sugestão para o Dia dos Namorados , com o Spa dos
Namorados, protocolo que tem a Vinhoterapia facial e corporal como principal atração. A
combinação de diversos ativos presentes garante revitalização da pele e relaxamento.

PASSO I: Vinhoterapia Facial:

Preparar a pele com o sabonete liquido BIO FRUIT, esfoliante BIO FRUIT ( óxido de zinco)e
normalizar o PH com a Loção Suavizante Calmante. Embeber gase em fluido AGUAPELE
( CONTÉM SILICIOS, AMINOÁCIDOS E OLIGOELEMENTOS) e aplicar sobre a face. Aplicar a
Máscara Oligoterápica de Vinho, preparada com Argila Amarela diluída em vinho tinto
seco.Esta máscara promove a revitalização da pele graças à ação dos polifenóis, que
reduzem em até 85% os radicais livres causadores do envelhecimento, além da nutrição da
pele conquistada graças à ação dos oligoelementos ( silicios, magnésio,cálcio, cobre, fósforo,
etc)

PASSO II: Spa dos Pés e das Mãos:

Preparar as mãos (como passo I) e massagear Óleo de Massagem ( um blend de óleos


vegetais: abacate, amendoas doce, semente de uva, etc) misturado com Creme de
Massagem ( algas e laranja amarga). Nos pés o procedimento inicial se repete, mas a
massagem pode ser feita com Loção Dermo Relax. Aplicar máscara com Argila Verde diluída
em AquaPele Fluido Restaurador Árago, que possui efeito bactericida. Envolver mãos e pés
em filme osmótico (PVC) e deixar agir por 20 minutos.

PASSO III: Massagem Relaxante:

O protocolo segue com a Massagem Relaxante, com manobras especiais em pontos como
costas, mãos e pés. Para potencializar os movimentos, aplicar produtos ricos em substâncias
de ação antiinflamatória, refrescante, tonificante, regeneradora, hidratante, drenante e vaso-
protetora, como a Loção Dermo Relax, ou utilizar o Óleo de Massagem, elaboradocom óleos
vegetais e princípios ativos anti-oxidantes.O Protocolo bem certinho está ali em Tratamentos
Corporais.

PASSO IV: Banho de Vinho:

Para terminar com perfeição, segue-se com delicioso Banho de vinho. A imersão hidrata,
nutre e alivia o stress, deixando a pele mais firme e luminosa. O banho é enriquecido com
Sabonete Liq Bio Fruit, vinho tinto ( 1 L de vinho p/ cada 100 L de água) e sais de banho
( de sua preferência) e pétalas de rosas. Durante o banho, é possível degustar vinho e uvas,
ricos em vitamina B3, que estimula a serotonina, aumentando a sensação de bem-estar.
PASSO V: Finalização:

Para o rosto, finalizar com Gel Creme FPS 30 Árago.


No corpo, para manter a hidratação e a umectação da pele, finalizar com o Óleo de
Massagem ( pode-se acrescentar gotas de óleo essencial Lang- Lang) Árago, totalmente
vegetal, à base de óleos de semente de uva, amêndoas doce, abacate.
Precisa de mais alguma coisa? Não, só amor!

Sinergia entre antioxidantes


Saber utilizá-los corretamente em seus protocolos pode potencializar os
resultados do tratamento
Cristiane Rochas

Alguns fatores como estresse, radiação ultravioleta, cigarro, poluição,


alimentação inadequada causam um processo de oxidação extremamente
prejudicial as nossas células. Essa reação de oxidação dá origem ao radical
livre, espécie química que apresenta um número ímpar de elétrons na última
camada eletrônica, ou seja, elétrons desemparelhados. Na tentativa de se
estabilizar, esse átomo ou molécula, provoca dano ao DNA e ao metabolismo
celular. O resultado cutâneo é uma pele desvitalizada, ressecada, envelhecida.
Baseado nestes aspectos, nós como profissionais de estética devemos priorizar
ativos antioxidantes que combatam os radicais livres e o estresse oxidativo.
Dentre estes gostaria de destacar 3 ativos que podem atuar em sinergia no
mesmo cosmético: ácido ferúlico, vitamina C, vitamina E, que atuam contra o
envelhecimento além de apresentar ação fotoprotetora.

• Ácido ferúlico – é um potente antioxidante encontrado em muitas plantas,


como farelo de milho, trigo e arroz. Possui propriedades anti aging, protege
contra a toxicidade dos radicais livres e quando associado nos cosméticos,
aumenta a estabilidade da Vitamina C e Vitamina E, potencializando os efeitos
da fotoproteção.
• Vitamina E – Além de neutralizar os radicais livres devido a sua ação
antioxidante, protege a pele dos efeitos nocivos da radiação UV e diminui a
síntese das colagenases, enzimas que destroem o colágeno comprometendo a
estrutura e elasticidade da pele.
• Vitamina C – o ácido ascórbico é o queridinho dos profissionais de Estética,
altamente antioxidante é utilizado há muitos anos como um ativo versátil e tem
se mostrado um verdadeiro “coringa” atuando em várias disfunções estéticas,
como em protocolos de rejuvenescimento, clareamento, hidratação. Atua
estimulando a síntese de colágeno, suavizando rugas e linhas de expressão,
protege a pele contra os danos da exposição solar e neutraliza os radicais livres.
Destacar estes três ativos é de extrema importância, devido a sinergia e
compatibilidade cosmética existente entre eles. Muitos cosméticos já trazem a
união do ácido ferúlico e das Vitaminas E e C como uma excelente arma contra
o envelhecimento.

HIPERCROMIA MANCHAS

Colega, faremos este estudo em partes, pois é um assunto complexo e


emocionante e merece nossa atenção.

UM ESTUDO DE HIPERCROMIA
COM DIFERENTES FORMULAÇÕES CLAREADORAS
INTRODUÇÃO

A finalidade do emprego de fármacos sobre a pele pode ter o


intuito de preservar suas características naturais, através de
uma ação curativa ou, então, a modificação da mesma, a

fim de atender a apelos estéticos.


Um fator de preocupação e responsável pelas diferenças de
tonalidades da pele são as discromias, que podem ser
representadas por manchas mais claras (hipocromias) ou
mais escuras (hipercromias) do que a coloração da pele
normal e produzem, na sua maioria, um resultado estético
desagradável.
As hipercromias são desordens de pigmentação que tem
origem numa produção exagerada de melanina. Essas
manchas podem surgir devido a fatores como
envelhecimento,
alterações hormonais, inflamações, alergias e exposição
solar, dentre outros.
Várias substâncias são utilizadas no tratamento de
hipercromias, tanto sozinhas, quanto em associações. Pode-
se citar, por exemplo, a hidroquinona, o ácido glicólico, o
ácido retinóico e o ácido kójico como agentes
despigmentantes de relevância, tendo dessa maneira suas
ações clareadoras avaliadas no tratamento de uma
hipercromia pós-inflamatória.
Para melhor entender estas desordens da coloração cutânea
faz-se necessário retomar alguns tópicos da anatomofisiologia
da pele.

A pele é o maior órgão do corpo humano correspondendo à


cerca de 5% do seu peso total. Funcionalmente age como um
envoltório de proteção ao meio externo controlando a perda
de fluidos corporais, evitando a penetração de substâncias
estranhas e nocivas ao organismo, atuando assim como uma
capa protetora e uma barreira impermeável a muitas
substâncias.
A pele é dividida em três camadas com funções distintas.
A mais externa e principal barreira de defesa é a epiderme; a
intermediária e vascularizada é conhecida como derme; e a
mais profunda, constituída de tecido gorduroso, a hipoderme.
A epiderme é constituída de um epitélio multiestratificado
composto por células de Malpighi (germinativas) que
apresentam atividades específicas em suas diferentes
camadas e o
estrato córneo. A síntese de lipídios e de proteínas
(queratinização) ocorre na camada basal, enquanto que na
camada espinosa encontram-se os desmossomas, estruturas
responsáveis pela estabilidade da epiderme contra distorções
mecânicas e os queratinócitos, células fundamentais para a
coloração da pele.

As células da camada granulosa contêm grânulos de


queratohialina que são precursores da queratina do estrato
córneo. Encontram-se também as células de Langerhans que
constituem um importante componente de defesa imunológica
da pele (sistema monócito-macrofágico) e os melanócitos,
células especializadas na produção de
pigmentos.
A derme apresenta-se como uma estrutura resistente
e elástica, devido às fibras colágenas, elásticas e reticulínicas
que a compõe. Contém anexos cutâneos dos tipos córneos
(pêlos
e unhas) e glandulares (glândulas sebáceas e sudoríparas),
bem como nervos e terminações nervosas. Representa a
segunda linha de proteção contra traumatismos e é
responsável pela irrigação sanguínea da epiderme, auxiliando
nas funções de termorregulação e percepção do ambiente.
Já a hipoderme, a camada mais profunda da pele, consiste
basicamente em uma estrutura adiposa cercada de septos
fibrosos por onde transcorrem vasos e nervos cutâneos de
maior
volume. Fundamentalmente, a hipoderme desempenha
funções de reservatório nutritivo, conservação da
temperatura
corporal e proteção mecânica do organismo contra pressões e
traumatismos externos.
Um funcionamento eficiente e de forma harmônica das
estruturas que compõe a pele garante saúde ao órgão e
permite que este possa desempenhar suas múltiplas funções
de forma adequada propiciando uma boa aparência ao
indivíduo.
A melanina e a cor da pele
A coloração da pele é um fator de grande relevância nabusca
de uma aparência saudável e consiste em uma combinaçãode
vários fatores que vão desde a condição do estrato
córneo até a quantidade de pigmentos existentes. As
célulasepidérmicas e dérmicas fornecem um tom natural
branco ouamarelo de acordo com sua espessura, enquanto
que os vasos
sanguíneos contribuem com a coloração de acordo com
onúmero, estado de dilatação, sua proximidade com a
superfícieda pele e grau de oxigenação fornecendo um tom
roxo a
azulado devido à hemoglobina. Já os carotenóides
amarelospresentes na hipoderme também contribuem para a
formaçãoda cor, mas esta depende principalmente da
melanina
sintetizada.
Derivada do grego melas (preto), a melanina se
constituicomo um polímero protéico originado da oxidação da
tirosinapela enzima tirosinase para a diidroxifenilanina
(DOPA)dentro de células especializadas denominadas
melanócitos.Neste processo são formados dois tipos de
melanina; as eumeaninas que se constituem em um grupo
homogêneo de pigmentos
pardos, insolúveis, resultantes da polimerização oxidativade
compostos indólicos derivados da DOPA e as
feomelaninas,correspondentes a um grupo heterogêneo de
pigmentos
pardos avermelhados, solúveis em meio alcalino,
constituídas por benzotiazidas e benzotiozóis (derivados da
cisteinildopa).

As desordens da coloração cutânea


As discromias, patogenias caracterizadas por alteração da cor
natural da pele, diretamente relacionadas a distúrbios do
sistema melanócitos, apresentam-se de forma
localizada, difusa, regional ou circunscrita no corpo. Essas
desordens pigmentarias, locais ou generalizadas são
classificadas de acordo com a distribuição anômala de
melanina em acromias, hipocromias
e hipercromias. Segundo Rescigno & Rubin ainda pode-se
encontrar discromias relativas à presença de outro pigmento
de origem interna ou externa.
A hipocromia, também denominada
hipopigmentação,hipomelanose ou leucodermia caracteriza-se
por manchas com um tom mais claro do que a pele do
indivíduo,causadas pela diminuição da melanina epidérmica,
que de uma maneira geral resultam da ausência de
melanócitos e
problemas na formação e transferências dos
melanossomas para os queratinócitos, o que leva a uma
produção insuficiente de melanina. A hipocromia pode estar
relacionada também
a falta de vitamina B. Já as acromias são manchas brancas
de diferentes formatos originadas da total ausência de
melanina,sendo que quando estas se apresentam envoltas
por uma zona
hiperpigmentada denominam-se leucomelanodermias.A
estimulação do melanócito por fatores internos ou externos
leva a produção excessiva de melanina epidérmica ou
dérmica o que origina manchas hipercrômicas. Estas
hipercromias, hiperpigmentações ou ainda hipermelanoses
quando se apresentam circunscritas são chamadas de
máculas e quando difusas ou regionais melanodermias.
As afecções hipercrômicas de origem epidérmica apresentam-
se como manchas castanhas (hipercromias
propriamente ditas) que resultam da melanina aumentada na
epiderme
devido ao aumento da atividade e do número de
melanócitos secretores e elevação do número de tamanho
dos melanossomas.
As manchas azuis, azul-acinzentado ou cinzentas são
manifestações da hipercromia dérmica e devem-se a
presença de melanina em melanócitos ou em macrófagos
dérmicos com coloração ardósia, azul ou cinza. Esse tom azul
também pode ser fornecido a pele por fontes não-
melanínicas,
ou seja, ocronose, tatuagens e deposição de outros
materiais estranhos na derme.
De forma mais simples, é possível classificar as
desordens hiperpigmentárias pela amplitude que atingem o
tecido cutâneo, ou seja, localizadas ou generalizadas.
Dentre as localizadas encontram-se o cloasma ou melasma,
efélides ou sardas, hipercromias pós-inflamatórias,
xeroderma pigmentoso, lentigos ou lentigens, nevos
pigmentados e manchas senis entre outras enquanto a
Doença de Addison e farmacodermias fotodinâmicas são
exemplos de hipercromias generalizadas.

SEGUE O TEXTO EM Hipercromia II

Tratamentos
O tratamento das desordens hiperpigmentares é realizadoà base de substâncias
despigmentantes ou clareadoras da pele. Sabe-se que o tratamento da pele discrômica é,
decerta forma, difícil, pois muitos compostos efetivos no tratamento apresentam
propriedades irritantes e podem, em certos
casos, promover descamação (peeling). Observa-se tambémque o resultado satisfatório não
é conseguido imediatamente,pois a despigmentação é gradual.
Os agentes clareadores podem agir por diferentes mecanismos de ação, mas todos ligados à
produção ou transferência de pigmentos, ou seja:
• Destruição seletiva dos melanócitos;
• Inibição da formação de melanossomas e alteração
de sua estrutura;
• Inibição da biossíntese de tirosinase;
• Inibição da formação de melanina;
• Interferência no transporte dos grânulos de melanina;
• Alteração química da melanina;
• Degradação de melanossomas e querotinócitos.12, 23
Cada agente clareador possui características próprias que interferem na efetividade da sua
ação. Características físicas, químicas, físico-químicas, terapêuticas, microbiológicas e
toxicológicas devem ser observadas no momento da escolha de um agente despigmentante,
bem como a origem da discromiaa ser tratada.
O ácido kójico (5-hidróxi-2-hidroximetil-4H-piran-4-ona) é um metabólito fúngico obtido
através da fermentação do arroz pelas espécies Aspergillus orizae, Flavus tamorii e outras
bactérias Aspergillus esporulantes. É um despigmentante potente e não citotóxico uma vez
que age inibindo a tirosinase através da quelação do íon cobre nos sítios ativos da
enzima suprimindo a tautomerização do dopacromo 5-6-dihidroxiindol-2-ácido carboxílico
bem como inibe a conversãoda o-quinonas, norepinefrina e dopamina para a
formacorrespondente de melanina. A vantagem do ácido kójico está na suavidade de
açãosobre a pele uma vez que não causa irritação nem fotossensibilizaçãono usuário,
possibilitando seu uso até mesmo durante
o dia. Porém, mesmo sendo facilmente incorporado em formulações devido sua
hidrossolubilidade, o ácido kójico apresenta instabilidade de coloração tornando-se
gradativamente amarelo ou marrom pela quelação com íons metálicos ou sua oxidação
quando submetido a altas temperaturas na presença de oxigênio. Este problema é
facilmente evitado com a adição de um quelante ou antioxidante à formulação e a sua
manutenção em pH entre 3-5.
É possível observar o efeito do ácido kójico, após duasa quatro semanas de uso contínuo,
mas pode demorar maisem indivíduos com pele oleosa ou muito espessa. Os resultados
vão melhorando à medida que se continua a aplicação por até 6 meses. Sua concentração
usual é de 1 a 3% em cremes e emulsões fluidas não iônicas, géis, géis-cremes e loções
aquosas.

O ácido glicólico ou ácido hidroxiacético é o mais simples representante dos alfa-


hidroxiácidos e pode ser encontrado na cana de açúcar, beterraba, uva, alcachofra e abacaxi.
Em baixas concentrações apresenta efeito de plasticidade- hidratação e em altas
concentrações (6 a 20%) efeito esfoliante-descamante. Concentrações de 70% são
utilizadas em peelings e provocam epidermólise em 3 a 7 minutos,dependendo do tipo de
pele e da espessura da camada córnea.
O ácido glicólico atua no tratamento de hipercromias,através de seu efeito esfoliativo,
reduzindo a pigmentaçãoexcessiva na área tratada, sem afetar diretamente a melanina.
Encontra-se normalmente associado a outros agentes despigmentantes.

O ácido retinóico, vitamina A ácida ou ainda conhecidocom tretinoína, é uma substância


lipossolúvel que necessita da presença de uma proteína específica (CRABP) para ser
transportado, cujos níveis são maiores na epiderme doque na derme.
O ácido retinóico age sobre a hiperpigmentação, através do efeito esfoliativo e dispersando
os grânulos de melanina dentro dos queratinócitos, o que facilita sua eliminação através do
aumento do turnover das células epidérmicas, ou seja, diminui o tempo de contato entre os
queratinócitos e os melanócitos, promovendo uma perda rápida do pigmento disperso. É
largamente utilizado como preventivo da hiperpigmentação pós-inflamatória, garante uma
uniformidade na aplicação do agente peeling e promove uma reepitelização mais rápida.Está
disponível em concentrações de 0,01% a 0,1% em cremes ou gel e em concentrações mais
elevadas (1 a 5%) para uso em consultório, sob supervisão médica. Durante todo o período
do tratamento e posteriormente é necessário o uso do filtro solar.

Já a hidroquinona (1-4-dihidroxibenzeno) é o agente clareador mais conhecido e atua


através da inibição da tirosinase, impedindo esta de realizar a conversão da tirosina
em DOPA (diidrofenilalanina) e DOPA em dopaquinona. Outros mecanismos envolvidos são a
diminuição da atividade proliferativa dos melanócitos a partir da inibição da síntese de DNA e
RNA no seu interior, interferência na formação e degradação de melanossomas e a
destruição de melanócitos.
Por apresentar efeito citotóxico sobre os melanócitos, a hidroquinona pode causar irritações
cutâneas como queimação e vermelhidão. Altas concentrações podem levar aocronose com o
uso continuo.
A hidroquinona, por ser hidrossolúvel, é facilmente incorporada a formulações, mas quando
estas entram em contato com o ar tornam-se marrons devido à oxidação, necessitado adição
de antioxidantes e ajuste no pH (4-6) para estabilização.
Os efeitos da despigmentação podem ser observados após poucas semanas ou meses e sua
eficácia depende da concentração usada, da estabilidade e do veículo incorporado. É efetiva
para o tratamento de hipercromias a 2% apresentando baixa incidência de efeitos adversos.
Pode ser utilizadas na forma de cremes (5-10%), loção (2%) e solução (3%). É necessário o
uso de filtros solares durante e após o tratamento para evitar recorrência de pigmentação.

TÉCNICA RDB -PEELING DE


VERAO - ENZIMATICO

Peeling enzimático é uma técnica de tratamento onde é utilizado um produto com ativo à
base de enzimas, como, por exemplo, a bromelina do abacaxi, a papaína do mamão, romã e
fermentação de lactobacilos. Sendo um método menos agressivo que os ácidos, é usado até
em peles sensíveis e durante o verão. Este procedimento é natural, rico em antioxidantes,
promove o rejuvenescimento, harmoniza a cor de forma imediata deixando a pele macia e
saudável. Suas enzimas renovam as células envelhecidas, sendo ideal para peles que
apresentam aparência cansada e opaca. Eficácia obtida: • Renovação Celular em 13 dias •
Atividade Antioxidante • Resistência à proliferação de melanócitos • Segurança comprovada
Benefícios: • Remoção das células mortas da epiderme • Neutralizando os radicais livres •
Propriedades levemente clareadoras • Regeneração dos tecidos epidérmicos e dermicos• Não
agride e não irrita o tecido cutâneo

O que são enzimas

Enzimas são proteínas formadas por longas cadeias de aminoácidos unidos por ligações
peptídicas. São catalisadores biológicos extremamente eficientes que aceleram em média
10 9 a 10 12 vezes a velocidade da reação sem serem consumidos.

As mais utilizadas

Dentre as principais enzimas e classes enzimáticas que encontram aplicação em produtos


cosméticos podemos citar: as proteases (papaína, bromelina, subtilisina e catepsina D),
que hidrolisam proteínas a peptídeos e aminoácidos e promovem a renovação celular; as
óxido-redutases (superóxido dismutase, catalase, lacase, peroxidase e glucose oxidase,)
que protegem a pele do envelhecimento, através da conversão de radicais livres do
oxigênio em espécies menos reativas; as amilases, que rompem as ligações dos
polissacarídios provenientes de metabólitos ativos de microorganismos patogênicos em
estruturas menores, tornando essas sujidades solúveis e mais fáceis de removê-las; as
lipases, que hidrolisam os lipídios em estruturas menores, ácidos graxos e glicerol,
reduzindo os nódulos de gordura e facilitando sua eliminação do organismo; a fosfatase
alcalina, que aumenta o metabolismo celular e estimula a proliferação fibroblástica,
reduzindo micro-rugas; a hialuronidase, que despolimeriza o ácido hialurônico presente no
meio intersticial e promove a reabsorção do excesso de líquidos, diminuindo a celulite; a
lisozima, que possui ação bactericida; as enzimas de reparo do DNA, que previnem e
reparam o DNA lesado pela radiação UV; e as extremozimas.

Tipos de liberação de sistema enzimática

Os Lipossomas são cápsulas microscópicas que penetram na pele atingindo a


profundidade desejada e liberando o seu conteúdo (os princípios ativos) de maneira
contínua e programada por um longo período de tempo.

Substâncias ativas podem ser incorporadas seja no compartimento aquoso interno


(substâncias hidrossolúveis), seja nas membranas dos lipossomas (substâncias lipofílicas
ou anfifílicas). Os lipossomas aumentam as concentrações do ativo na epiderme e derme,
agem como intensificadores de penetração e como membranas para liberação controlada
de princípios ativos.

As Glicoesferas são configurações supramoleculares organizadas em torno de um núcleo


sólido interior, composto de amido modificado, que é altamente hidrofílico e capaz de
estabilizar a partícula fisico-quimicamente, aumentar sua biocompatibilidade, encapsular
ativos hidrofílicos e, em virtude de seu tamanho reduzido (200 nanômetros), é capaz de
penetrar nas camadas internas do estrato córneo. Sobre este núcleo está disposta uma
camada única de ésteres de ácidos graxos, dotando essa estrutura de uma natureza
lipofílica periférica, não modificando, entretanto, a natureza hidrofílica interna. Por fim,
sobre esta camada de ácidos graxos, estão dispostos lipídios polares (lecitina
hidrogenada), formando uma camada externa com capacidade de reter e transportar
agentes ativos lipofílicos (Figura 3b). As glicoesferas, portanto, são capazes de incorporar
tanto princípios ativos hidrofílicos, quanto lipofílicos, e imitam a estrutura dos corneócitos
da pele.

As ligações iônicas e as interações hidrofóbicas são os dois tipos de interação química


responsáveis pela capacidade das glicoesferas em reter moléculas em seu interior.

As Ciclodextrinas (CD’s) são oligossacarídeos cíclicos formados por moléculas de D-


glicose unidas através de ligações glicosídicas á (1-4), obtidas a partir da degradação
enzimática do amido. Quando o amido é tratado com a enzima
ciclodextrinaglucosiltransferase(CGT), a reação intramolecular produz o composto cíclico?-
1,4, conhecido como ciclodextrina.

Existem muitas vantagens na encapsulação molecular das ciclodextrinas: liberação


controlada de ativos, o que significa maior biodisponibilidade; proteção contra oxidação e
degradação, mantendo o efeito do ativo ao longo do tempo; redução da toxicidade e
agressividade; formação de complexos hidrossolúveis mesmo se a molécula incorporada
for lipossolúvel; melhora da estabilidade de emulsões e géis.

Maltodextrinas são oligossacarídeos lineares obtidos da hidrólise do malte catalisada pela


enzima -glucosidase, de forma que podem ser consideradas produtos biotecnológicos
obtidos de matérias-primas vegetais . A peculiaridade das maltodextrinas é que elas
protegem o princípio ativo, aumentando a estabilidade. Em particular, as enzimas
complexadas com maltodextrina têm sua atividade mantida por mais tempo ao serem
incluídas no cosmético final.

Os princípios ativos complexados com maltodextrina penetram na pele, onde são liberados
gradualmente, atingindo o seu alvo de ação. Além disso, elas intensificam bastante a
atividade da substância funcional ligada a elas, reduzindo ao mesmo tempo efeitos de
irritação possivelmente associados à forma livre dos princípios ativos.
a técnica RDB + ação
antioxidante que organiza e coordena o tratamento estético em cabine nos
procedimentos de peeling combinado com ação despigmentante. A Técnica
montada como em forma piramidal tem como base a renovação celular,
fundamental para a melhora do aspecto da pele ativando a renovação celular
varremos células hiperpigmentadas além de facilitar a permeabilidade de
princípios ativos. Após a base do tratamento, trabalhamos com diversos
mecanismos despigmentantes visando à inibição e bloqueio da melanogênese.
Toda técnica protegida pelo pico de nossa pirâmide a importante ação
antioxidante.Os peelings enzimáticos com papaína e bromelina também
fornecem excelente suporte para os tratamentos despigmentantes uma vez que
trabalham de forma efetiva através da hidrólise de proteínas e remoção da
camada córnea de forma segura e eficaz oferecendo ação de melhora na
permeação dos princípios ativos. As queixas de hiperpigmentação ou sua
reincidência é comum durante todo o ano, portanto os tratamentos estéticos
precisam oferecer tratamentos despigmentantes em todas as estações do ano
sendo o peeling enzimático um excelente suporte para o tratamento
despigmentante no verão, podendo ser combinado com Vitamina C, Ácido
Ferúlico e o Ácido Kójico, que são inibidores da Melanogênese com vários
mecanismos de ação.
Podemos considerar o peeling como um tratamento combinado onde o
resultado depende de 3 atuações:

Acne Vulgar X Acne Variante


Diagnóstico Correto
Algumas vezes, no desenvolvimento das atividades profissionais, o esteticista se depara com
quadros onde o diagnóstico exato fará toda a diferença em relação ao tratamento a ser
empregado ou a conclusão que não deve realizar nenhum procedimento por se tratar de uma
patologia de competência médica, como exemplo, podemos citar as hipercromias que nem
sempre são causadas por exposição solar ou hormônios, mas por seqüelas de doenças como
o lúpus eritematoso.

Nos quadros de acne não é diferente, podemos encontrar lesões chamadas acneiformes, ou
seja, em forma de acne, mas que não apresentam a etiologia da acne vulgar.
Para isso deve o profissional ter o conhecimento adequado não só da acne vulgar, mas
também dos diversos tipos de acne variante, para que a conduta apropriada seja
empregada.

Acne Vulgar – Etiologia


A acne vulgar é uma afecção crônica, polimorfa e inflamatória, dos folículos pilossebáceos,
que é o conjunto do pêlo e da glândula sebácea, originado pela invaginação da epiderme e
localizado na derme.
A acne afeta principalmente a população na fase da adolescência. As grandes
transformações, devido ao início das atividades hormonais comuns nessa etapa da vida,
atuam em seu comportamento e estimulam o desenvolvimento da acne, agravando o quadro
a ponto de afetar psicologicamente, indeferindo significativamente em sua qualidade de vida,
as lesões acneicas causam angústia e frustração, levando a baixa auto-estima e ao
isolamento social.

Progressão das Lesões Foliculares da Acne


Acredita-se que a causa da acne é multifatorial e se desenvolve por obstrução do folículo
piloso, hipersecreção sebácea e presença de microorganismos.

Obstrução do Folículo Piloso


O acúmulo de queratina na camada córnea, que é uma proteína responsável pela proteção
do epitélio, formada a partir da maturação de células chamadas queratinócitos, obstruem o
orifício folicular, isso ocorre devido a dificuldade da queratina descamar, dificultando a saída
do sebo produzido pelas glândulas sebáceas. O aumento contínuo dessa queratina leva à
formação dos comedões. O acúmulo dessa queratina é chamado de hiperqueratinização.

Hipersecreção Sebácea
Associada à oclusão do canal folicular, a hipersecreção sebáceas é um fator fundamental da
formação da acne, as glândulas sebáceas estão diretamente sob influência dos hormônios.
Na puberdade, a ação principalmente dos andrógenos, produzidos pelos ovários, testículos e
adrenais, influenciam uma maior produção de sebo que é composto de colesterol, cera,
ésteres, esteróides, esqualeno e triglicérides que aprisionados pela hiperqueratinização da
camada córnea, ocasionam a formação dos comedões.

Microorganismos
A presença dos microorganismos é determinante para a formação da acne. Essas bactérias,
apesar de fazerem parte da flora bacteriana normal, proliferam-se com facilidade em
presença de material oleoso, triglicerídeos, hidrolisando e liberando ácidos graxos livres
comedogênicos e irritantes. Essa irritação leva à inflamação e ao extravasamento para
derme.
A bactéria Propionibacterium acnes ou P. acnes é a mais comum, mas podemos encontrar
em menor número o P. parvum.

Propionibacterium acne e inflamação folicular


A acne acomete mais freqüentemente a face, dorso e peito, porém, em alguns casos, pode
atingir os membros superiores e região glútea.

Classificação da Acne

Acne Grau I à Pele oleosa, comedões abertos e/ou fechados, chamada de acne
comedogênica não inflamatória.

Acne Grau II à Pele oleosa, comedões abertos e fechados, pápulas e pústulas. Os graus I e II
em geral não deixam cicatrizes e são tratados por esteticistas. Chamada de acne pápulo-
pustulosa, inflamatória.

Acne Grau III à Pele oleosa, comedões abertos e fechados, pápulas e pústulas, nódulos e
cistos. Chamada de nódulos cística, inflamatória.
Acne Grau IV à Pele oleosa, comedões abertos e fechados, pápulas e pústulas, nódulos,
cistos e abscessos. Conglobata, pois engloba todas os outros graus.
Hoje já se fala em outras classificações, mas essas são as mais encontradas na literatura.

Acne Variante - Etiologia


Uma característica muito significativa de alguns tipos de acne é a ausência de comedões e a
etiopatogênia diversa, diferindo muito da acne vulgar, devido a essa característica, são
consideradas como variações, apresentando lesões em forma de acne, com a presença de
pápulas e pústulas ou mesmo de comedões, mas que, não tem a etiologia da acne vulgar.

Acne Neonatal
Presença de pápulas e pústulas nos primeiros dias de vida do recém-nascido com
etiopatogênia ainda desconhecida, mas com a hipótese de ser por influência dos hormônios
maternos ou fármacos ingeridos pela mãe durante a gravidez, deve ser tratado pelo pediatra
ou dermatologista.

Acne Infantil
Persistem após o período neonatal, após o terceiro mês até 4 anos, as causas podem ser por
disfunções endocrinológicas ou hipotalâmicas, deve ser tratado pelo pediatra, dermatologista
ou endocrinologista.

Acne Medicamentos
Presença de pápulas e pústulas pelo uso de hormônios, corticóides de uso tópico e oral,
anticoncepcionais, iodo, cloro, bromo, ácido isonicotínico, difenilhidantoína, fenobarbital,
trimetadiona, carbono de lítio, vitaminas B12, B6, B1, e D2 e anabolizantes. Tratamento
médico e estético com uso de ativos antiflamatórios, calmantes e secativos como as argilas,
principalmente a branca, com o objetivo de amenizar o quadro, após a retirada do agente
causador, deve-se proceder a tratamentos com algumas sessões de limpeza de pele.

Acne Esteroidiana
Causada por corticóides e esteróides em geral; ver acne medicamentosa.
Acne Tardia
Hiperandrogenismo, anormalidades ovarianas ou das supra-renais; presença de nódulos e
cistos; tratamento médico e estético.

Ovários Policísticos
As lesões acneicas decorrentes da síndrome dos ovários policísticos se localizam em grande
quantidade nas regiões sub-mentoniana e sub-auricular.

Acne Venerata
Muito comum em ambientes industriais que utilizam produtos químicos, lubrificantes oleosos
(aplicação por longos períodos), coaltar, piche, óleo mineral industrial, óleo de petróleo e
substâncias encontradas em tintas, vernizes, lacas, vários óleos, pomadas e cosméticos
comedogênicos com muito óleo que obstruem o óstio folicular.

Acne Cosmética
Substâncias comedogênicas; ver acne venerata.

Acne Mecânica
Não apresenta comedões, só pápulas e pústulas; devido ao uso de chapéus, capacetes,
colares e outros.

Acne Fulminante
Forma grave, rara e abrupta de acne vulgar. Pode vir acompanhada de dor nas articulações;
acomete mais o sexo masculino; etiologia desconhecida; presença de febre, lesões
inflamadas, dolorosas, pápulas, pústulas e nódulos que evoluem para úlceras e hemorragias
em algumas lesões; tratamento médico.
Acne Tropical, Estival ou Actínica
Por exposição solar, relacionada ao calor e ao suor; estival, relacionada à profissão; na
apresenta comedões, só pápulas e pústulas; tratamento médico e estético.

Acne por Estresse


Os hormônios adrenocorticotrófico, adrenalina e cortisol segregados durante os quadros de
estresse intensificam a produção das glândulas sebáceas, nesse caso é muito comum se
proceder a limpeza de pele e, apenas uma semana após, o cliente relata que ocorreu o
aparecimento de diversos comedões e pústulas; muito comum antes de provas,
principalmente vestibular; tratamento médico e estético.

Síndrome de SAHA
Seborréia, Acne, Hirsutismo e Alopecia – O aumento dos andrógenos pode levar a essa
síndrome que influencia de tal forma a unidade pilossebácea, causando seborréia, acne,
hirsutismo e alopecia, para isso basta que essa unidade tenha receptores específicos
sensíveis à ação do hormônio.

Acne Escoriada
Os portadores desse tipo de lesão são geralmente tensos e possuem uma compulsão em
espremer comedões, pápulas e pústulas, produzindo escoriações, manchas e cicatrizes,
geralmente ocorre em mulheres e é quase sempre indicada orientação psicológica, algumas
vezes, as lesões acneicas são inexistentes, mas qualquer mínima alteração na superfície
cutânea serve para que se escorie; tratamento médico e estético.
Bibliografia:
GOMES, Rosaline Kelly; GABRIEL Marlene. Cosmetologia: descomplicando os princípios
ativos. São Paulo: Ed. Livraria Médica Paulista, 2005.
KEDE, Maria Paulina Villarejo; SABATOVICH, Oleg. Dermatologia Estética. 1ª Ed. São Paulo:
Atheneu, 2003.
PERRICONE, N. O fim da acne. Rio de Janeiro: Campus, 2003.
TABER. Dicionário Médico Enciclopédico. 17ª Ed. São Paulo

MITOS SOBRE ACNE

O tema de acne sempre me chamou a atenção e lendo


( férias é assim mesmo rsrs) o livro da Zoe Diana
Draelos encontrei um capitulo com uma coletânea de
pequenos textos sobre os mitos dos cosméticos
para acne e decidi compartilhar com você. Espero que este
material colabore. Segue o primeiro:
FOTOPROTETORES PROVOCAM ACNE?
Muitos pacientes notam a ocorrência de “surtos de acne” após o
uso de fotoprotetores. Estes pacientes apresentam pápulas e
pústulas em uma distribuição aleatória na face. Essa erupção
aparece 24 a 48 horas após o uso de fotoprotetores faciais. Não há
pesquisa sobre esse tema, mas há hipóteses baseadas em
conhecimento sobre o funcionamento de fotoprotetores.
A maioria dos filtros solares hoje no mercado é baseada
principalmente nos ingredientes que absorvem UVB, como
octilmetoxicinamato, oxibenzona, homosalato, etc. muitos também
tem ingredientes que absorvem UVA, como avobenzona, dióxido de
titânio ou oxido de zinco como agentes secundários. Todos os
fotoprotetores de UVB e a avobenzona transformam a radiação
ultravioleta em energia térmica por um processo conhecido como
deslocação por ressonância. Essa energia térmica é sentida por
muitos pacientes que irão relatar que não gostam de usar
fotoprotetores, pois as loções ou os géis os fazem sentir quentes.
Em alguns pacientes, há o aumento da suderese, induzido por
filtros solares, associado a temperatura quente do sol causam
aumento da atividade écrina. Isto pode causar miliária rubra
( brotoeja), que pode ser exarcebada pela natureza oclusiva dos
produtos resistentes a água e que não escorrem. Grande parte dos
problemas com os surtos de acne induzidos pelos fotoprotetores é
a formação de pápulas ao redor dos óstios dos ductos écrinos sem
o envolvimento das glândulas sebáceas, que são as formadoras e
a origem da acne verdadeira.

SURTOS DE ACNE APÓS OS 30 ANOS?


Acne após os 30 anos de idade está se tornando cada vez mais
comum em mulheres. A causa desta tendência não é
completamente conhecida, mas parece estar relacionada com
variações hormonais e ínicio da pré-menopausa e perimenopausa.
Esta suposição é baseada em observações de que a acne não é
caracterizada por comedões abertos e fechados, mas sim por
pápulas inflamatórias e pústulas. Como essas lesões estão
localizadas na epiderme inferior e na derme, não é possível que
rotinas de cuidado com a pele solucionem. Assim, o uso de
antibióticos orais e terapias hormonais, como uso de
anticonceptivos ou reposição de estrogênio, são as melhores
opções para controle da acne.
Nota: Médicos australianos acreditam que essas acnes sejam em
decorrência da ingestão de leite e seus derivados e sugerem
restrição alimentar ao leite e derivados e maior ingestão de água
( 1 litro de água para cada 22k de peso corporal/ por dia).

APLICAÇÃO DE ÁCIDO PODE REDUZIR O TAMANHO DOS


POROS?
O ácido glicólico é um esfoliante químico solúvel em água. Ele pode penetrar no
ambiente oleoso do poro e assim provoca exfoliação dentro do poro. O ácido
glicólico pode melhorar a suavidade da superfície da pele criando a ilusão de
redução do tamanho dos poros. N arealidade, não existe produto cosmeceutico
que possa reduzir o tamanho dos poros.
O ácido salicílico é um esfoliante químico solúvel em óleo que pode reduzir
debris do poro criando a aparência de suavidade da pele, mas não pode reduzir
o tamanho dos poros.
É importante distinguir a redução real dos poros de uma melhora na aparência
cosmética. A remoção de debris queratolíticos com pelling de ácido salicílico
pode melhorar a aparência dos poros e pode diminuir o tamanho dos poros
dilatados devido à presença de debris e que agora não mais estão ali. Mas o
tamanho físico do poro não pode ser alterado.
TECNOLOGIA ORTOMOLECUL AR
NA ESTÉTICA
outubro 31, 20172 comentários

A cada dia que passa se ouve falar mais e mais da Tecnologia


Ortomolecular. Mas você sabe o porquê de tanto sucesso?
A ciência Ortomolecular possui bioidentidade com os nossos
elementos endógenos, realizando a reposição de minerais,
vitaminas e proteínas que desenvolvem papéis essenciais
para um bom e ideal funcionamento de todo organismo, assim
reestabelece a fisiologia.
Diante disso, entende-se o porquê dessa incrível tecnologia atrelada
à estética. Afinal, o que se busca incansavelmente na área da
estética é proporcionar aos clientes, que confiam sua face – seu
cartão de visita, qualidade nos resultados obtidos.

Vamos pensar um pouco sobre o processo do envelhecimento


cutâneo, aquele que ocorre independentemente da nossa
hereditariedade. Porém a epigenética, que são nossos hábitos de
vida, desde o sedentarismo a uma alimentação
desequilibrada, aceleram o processo de envelhecimento, muito mais
do que nossa própria herança genética.
A cada instante percebemos que o organismo, todos os tecidos, são
acometidos por alterações, sejam elas ocasionadas por fatores
AÇÃO JAMAIS VISTA
junho 23, 2017Deixe um comentário

Que temos que proteger a pele do sol, da luz e da desidratação, isso


já estamos cansados de saber não é mesmo?!? Mas você já parou
para pensar o quanto estamos expostos diariamente a poluição do
meio ambiente, seja nas ruas através do dióxido de carbono liberado
pelos carros, poeira do asfalto, ou até mesmo dentro das nossas
residências como sujeira no ar condicionado ou aquecedores,
aumento de micro-organismos causados pela umidade, entre outros.

Se isso tudo já causas danos a nossa saúde, imagine para nossa


pele?!?

Por isso trago um super lançamento para os Profissionais da área da


estética.

A ADCOS superando todas as expectativas acaba de lançar a linha


Urban Expert.

ÚNICO COM FPU, fator de proteção URBANA:


Uma potente ação antipoluição, antioxidante e antienvelhecimento
jamais vista.

Um poderoso escudo anti- idade, um ultra booster que age através de


um complexo antipoluição que reúne 19 ativos que agem em perfeita
sinergia.
O principal ativo é a Vitamina C , na maior concentração permitida de
20 % em três diferentes formas, ação imediata, profunda e de longa
duração. Cerca de 800 X mais potência, são mais de 163 quatrilões
de nanopartículas de Vitamina C, Ácido Ferrúlico, e
Resveratrol.
Promovendo resultados a partir da primeira aplicação Urban Expert
trabalha no aumento da firmeza da pele, na diminuição das rugas e
mais radiância. A linha conta com dois novos produtos.

Sérum de Vitamina C 20
Combinação da Vitamina C concentrada a 20 %, ácido Ferúlico e o
Phloretin responsável por neutralizar os efeitos dos radicais livres.
Phloretin, além da sua ação clareadora ele é responsável por favorece
outros ativos.

Flavonóides do Ginkgo Biloba que melhoram a microcirculação


cutânea e aumenta a produção do colágeno estimulando a
regeneração da pele.

Silício Orgânico trabalha na reorganização da membrana lipídica da


pele, tornando ela mais resistente a ação dos radicais livres, agente
essencial na formação do colágeno atuando na redução de linhas.

Poderoso antioxidante MSM capaz de inativar os radicais livres, possui


ação antiinflamatória. Protege e restaura o colágeno.

Sérum Reversor
Booster capaz de fazer uma varredura completa minimizando os
danos causados pela poluição atmosférica, stress urbano e radiação
solar.

Nano Vitamina C, estimula a síntese de colágeno, reduz rugas e


aumenta a firmeza da pele, proporciona o clareamento e
uniformização da pele.
Nano Ácido Ferúlico, potencializa a ação da Vitamina C, por estar
nanoencapsulado se torna 800 x mais potente que o ácido ferúlico
tradicional.
Nano Resveratrol, combate o fotoenvelhecimento por ser um
poderoso antioxidante, ação regeneradora, hidratante e estimuladora
do colágeno.
SYMURBAN, neutralizador da poluição. Impede a ação das partículas
PM 2.5 e 10 (pequenas partículas liberadas pelos carros, queima de
carvão, e combustão industrial, cigarro) reduz a formação de rugas
através da proteção do colágeno, previne e aparecimento de
manchas e limita o processo inflamatório.
Ácido Hialurônico vetorizado em Silício Orgânico, com seu baixo
peso molecular que reestrutura a derme, estimula a renovação celular
e atua como fator de crescimento epidérmico. Capta moléculas de
água e reconstitui a hidratação fundamental.
Ectoína é a Molécula da Sobrevivência, protege o DNA da
mitocôndria, ativa a energia da pele, melhora a proteção imunológica,
ação anti-inflamatória.
Fucogel, responsável por forma um filme protetor para pele, auxilia
na firmeza da pele.
ÔMEGAS 6, 7 E 9, regenera a pele e aumenta a sua flexibilidade da
pele, recuperação da barreira hidrolipídica como um importante
mecanismo antipoluição.
Esqualano Vegetal devolve a maciez e suavidade com toque
delicado sem oleosidade. Possui uma alta compatibilidade com a pele
por isso possui uma rápida permeação cutânea.
Vitamina E, ação antioxidante, hidrata a pele, repara o tecido além
de reduzir danos caudados pelos raios UV.
Tecnologia Self-Warming, promove aquecimento estimulante que
favores o aumento da atividade do produto.
É realmente muita potência em ativos não é verdade!?! O protocolo é
rápido e muito eficaz. Vamos rejuvenescer? Pele sem viço nunca
mais!!!

PROTOCOLO
 Aplicar CLEAN SOLUTION GEL DE LIMPEZA, para remover
impurezas
 Borrifar a HIDRADEFENSE BRUMA HIDRATANTE sobre a pele,
esperar secar.
 Sobre a pele seca aplicar NEODERM SABONETE GLICOATIVO,
deixar agir e em seguida, por cima do sabonete, aplicar o esfoliante
NEODERM TRI ATIVO, realizando movimentos circulares. Remover
com água.
 Aplicar URBAN EXPERT- SERUM DE VIT. C 20, massagear ate
completa absorção.
 Aplicar URBAN EXPERT- SÉRUM REVERSOR, até completa
absorção.
 Finalizar com FILTRO SOLAR FPS 55.
Simples e fácil, precisamos de protocolos com eficácia e agilidade.

Para o uso Home Care é indicado o SENSI SOLUTION SABONETE


SUAVIZANTE, pela manhã e noite, aplicação do SÉRUM DE VITAMINA C
20 % duas vezes ao dia. Finalizar com FILTRO SOLAR FPS 55 pela
manhã.

REDUXCEL POWER
DELIVERY PROFISSIONAL
abril 11, 20171 comentário

O verão vai dando adeus a mais uma temporada e as nossas clientes


que antes eram muito preocupadas em desfilar sua melhor forma,
acabam dando uma relaxadinha nos cuidados corporais, ai que mora
o perigo. Quem trabalha na área da estética corporal sabe do que
estou falando, o adipócito tem memória, ele esta ali, quietinho,
esperando o primeiro descuido para contra-atacar e mandar embora
todos os resultados obtidos antes do verão não é verdade ?

Eis que chega o momento certo de buscar nossas clientes


novamente, trazendo mais uma novidade para os resultados,
proporcionando a evolução no combate da gordura localizada e a
celulite. Venho apresentar o novo integrante do time REDUXCEL.
Time Reduxcel
Começa pela esfoliante REDUXCEL, que promove a remoção das
células mortas com seus grânulos que além de abrasivos se
dissolvem com água, gerando uma emulsão de ativos. Em seguida,
fluidos potencializadores, uma dose extra de ativos.

Existe também o queridinho das nossas massagens o Reduxcel creme


de massagem, com deslizamento único e toque acetinado.
Finalizadores crioterápicos e melanges eletrosinérgicas. Todos com
uma composição recheada de ativos lipolíticos como cafeína pura e
Neurocafein.
O time já estava completo eis que surge, o capitão do time, aquele de
vai potencializar ainda mais os resultados e deixa-los mais duradouro,
apresento o:

Reduxcel Power Delivery, com extrato da planta carnívora

Com ação 3 em 1- Firma, reduz celulite além de exercer uma potente


queima de gordura localizada.

O Reduxcel Power Delivery é o único produto do mercado capaz de


aumentar a gordura marrom (boa), acelerando a queima de gordura
branca (ruim). Sua fórmula proporciona protocolo mais rápido e com
menos etapas.

Sua tecnologia atua em 18 diferentes alvos com ativos que garantem


a eficácia do tratamento. Entre eles estão o Lipout™, que reduz a
circunferência corporal e proporciona redução da espessura da
gordura subcutânea, minimizando a celulite e conferindo firmeza e
elasticidade para à pele; Pro-Sirtuin, indicado para redução do
armazenamento de gordura por meio da ativação da lipólise; e
o Actigym®, ativo que induz o desenvolvimento de fibras lentas,
regularizando os genes responsáveis pelo acúmulo de gordura.
Além disso, então presentes Neurocafein®, cafeína pura ideal para
atingir as camadas mais profundas da pele onde estão localizadas as
células que armazenam gorduras; a Tecnologia Double Delivery, um
exclusivo Sistema Delivery que entrega os ativos de forma mais
profunda e segura com ação prolongada; Adipo-slim, extrato de
planta carnívora que impede o acúmulo de gordura, proporcionando
maior redução de medidas e celulite e estimula a firmeza cutânea e a
tonicidade muscular, entre outros ativos.

Principais benefícios:
 Reduz medidas em culotes, interno de coxas, interno de
braços.
 Diminui a carga adipocitária, reduzindo gordura
localizada.
 Reduz e controla a celulite.
 Drena acumulo de líquidos.
 Afina a silhueta.
 Efeito em longo prazo.
Protocolo:
1. Esfoliação: aplicar sobre a pele seca o REDUXCEL THERMO
HIGIENIZANTE ESFOLIANTE FÍSICO, promovendo esfoliação. Borrife
água e emulsione o produto e remova.
2. Tratamento POWER: Aplique REDUXCEL POWER DELIVERY, de
acordo com a dosagem recomendada abaixo, e realize movimentos
até a completa absorção. Glúteos e coxas- 3 ml por sessão.
Abdomêm 2,5 ml pó sessão.
3. Tratamento acelerador: Aplique duas borrifadas de REDUXCEL
SLIM LIPO-FORCE, massageando com movimentos e pinçamentos
até completa absorção.
4. Massagem: aplique REDUXCEL SLIM CREME DE MASSAGEM
REDUTOR e realize massagem modeladora.
Para dar continuidade nos resultados em casa, a linha reduxcel home
care, conta com um lançamento. O poderoso sérum concentrado
corporal REDUXCEL POWER ANTICELULITE com ativos semelhantes ao
o de uso profissional, adaptado para o uso diário. Fácil aplicação,
rápida absorção e toque super seco. Sem desculpas para usar o home
care.
KIT MICROAGULHAMENTO MANCHAS
SILICIUMAX + DMAE
O melhor silício orgânico associado aos incríveis resultados do DMAE.
Recuperação da sustentação da pele.
PROTOCOLO: (indicação) intercalar semanalmente SILICIUMAX+DMAE
com VERISOL+SILICIUMAX
[ uso intradérmico e drug-delivery ]
VERISOL + SILICIUMAX
Composto de peptídeos bioativos formadores de colágeno e elastina
junto com o melhor silício orgânico para recuperação tecidual da pele.
PROTOCOLO: (indicação) intercalar semanalmente VERISOL+SILICIUMAX
e SILICIUMAX+DMAE!
[ uso intradérmico e drug-delivery ]
MANCHAS DE PELE: SAIBA QUAiS
OS TIPOS E OS TRATAMENTOS
INDICADOS PARA CADA UM
Sep 4
As manchas mais comuns de aparecerem no rosto
são: melasma, melanose solar,pitiríase alba, pitiríase
versicolor, efélides e manchas ocasionadas por acnes e lesões.
Melasma
O melasma são aquelas manchas castanhas e irregulares que aparecem,
principalmente, nas maçãs do rosto, testa, nariz, lábio superior e têmporas. E
as mulheres são as maiores vítimas, por culpa dos hormônios femininos. Os
homens representam somente cerca de 10% dos casos.
O melasma é caracterizado como um distúrbio da pigmentação da pele, um
aumento exagerado de melanina, que se intensifica ainda mais quando há um
aumento de hormônios no organismo. Ou seja, os anticoncepcionais, a
reposição hormonal e a gestação podem piorar a situação.
Além dos hormônios, existem também outros fatores que podem influenciar
no aparecimento das manchas e/ou piorar o quadro: fatores genéticos,
problemas na tireoide e a luz solar, que estimula ainda mais a produção.
A profundidade em que se localiza o pigmento da pele é o que define os tipos
de melasmas, que podem ser:
 Epidérmico: manchas mais superficiais, o pigmento se localiza na
epiderme (camada mais externa da pele).
 Dérmico: manchas mais profundas, pois o pigmento se encontra na
derme (camada que se localiza abaixo da epiderme).
 Misto: manchas que afetam as duas camadas da pele, a epiderme e a
derme.
O tipo epidérmico é mais fácil de ser tratado, pois as manchas são mais
superficiais. Já os outros dois tipos são mais difíceis de serem removidos.
Normalmente, o tratamento para melasma é feito através de substâncias
despigmentantes, associadas a algum tipo de ácido e através de tratamentos
estéticos, como o peeling.
A melhor forma de se prevenir do melasma é usando filtro solar todos os dias,
independente do clima e do local que esteja.
Cloasma Gravídico: durante a gravidez, algumas mulheres
adquirem melasmas, mas nesse caso, normalmente, as
manchas somem depois da gestação.

Melanose solarA melanose solar, também conhecida como “manchas


senis”, são as manchas maisescuras e mais comuns em pessoas com idade
avançada. Mas elas não são provocadas pela idade e sim pelo tempo de
exposição ao sol. Pode-se perceber que os locais mais escondidos, como a
axila e a parte interna dos braços, mesmo tendo a “mesma idade”, não são
afetados pela melanose solar. Portanto, elas aparecem ao longo da vida,
principalmente, em pessoas de pele clara. Essa pigmentação ocorre por causa
do dano solar acumulado ao longo dos anos, que se reflete no aumento do
número de melanócitos (células que produzem o pigmento), produzindo mais
melanina e escurecendo a pele através das manchas. Os locais mais comuns de
aparecer são nas áreas que ficam muito expostas ao sol, como o dorso das
mãos e dos braços, a face, o colo e os ombros. Para evitar o surgimento da
melanose solar, é necessário se proteger do sol ao longo da vida,
principalmente, nas regiões do corpo que ficam mais expostas. Mas para quem
já tem manchas senis e deseja tratar, existem várias alternativas: cauterização
química, criocirurgia, dermoabrasão, peelings químicos e luz intensa pulsada.
Pitiríase Alba
A Pitiríase alba é conhecida popularmente como “manchas brancas no
rosto”, pois é caracterizada por manchas claras, arredondadas e, às vezes, com
um aspecto pontilhado e que pode causar coceira e irritação. Infelizmente, a
causa da doença é desconhecida. A única coisa que se sabe é que,
normalmente, ela está relacionada ao histórico pessoal ou familiar de atopia,
ou seja: asma, bronquite, rinite alérgica, etc.
Na maioria das vezes, a manifestação na pele ocorre após longos períodos de
exposição ao sol, como se fosse uma reação alérgica. Os locais mais comuns
de aparecer as manchas são no rosto, tronco e membros superiores.

Uma das formas de tentar evitar o aparecimento da Pitiríase alba é se


protegendo do sol, hidratando a pele, tomando bastante líquido e procurando
sempre ter uma alimentação rica em frutas, verduras e legumes,
principalmente, durante o verão.
Pitiríase versicolor
A Pitiríase versicolor também é conhecida como “micose de praia” ou “pano
branco” e muito confundida com a Pitiríase alba. Isso ocorre pois as manchas
também são claras, porém, nesse caso trata-se realmente de uma micose, mas
que não é adquirida na praia.
A doença é causada por um fungo que habita, normalmente, a nossa pele.
Porém, em algumas pessoas ele se desenvolve e provoca as manchas. E só
percebem o problema depois da exposição ao sol, pois nas áreas onde há a
micose a pele não escurece, deixando as manchas mais perceptíveis. Por conta
disso, as pessoas acham que pegaram a micose na praia.
As manchas aparecem mais na face, pescoço, braços, tronco e couro cabeludo.
Geralmente, começam pequenas, mas podem crescer e se unir com outras.
O tratamento da Pitiríase versicolor é feito com medicamentos de uso via oral
ou local. É uma micose que responde bem aos tratamentos, mas por ser um
tipo de fungo que habita normalmente a pele, é possível que as manchas
voltem a aparecer.
Manchas por cicatrizes de acnes e lesõesAs acnes são um dos maiores
traumas quando se trata de pele. Muitas pessoas já sofreram ou ainda sofrem
com as inflamações que, muitas vezes, mesmo depois de tratadas deixam
marcas e manchas. Diversos fatores influenciam para o surgimento de cravos
e espinhas: oleosidade da pele, genética, desequilíbrio hormonal, alimentação
inadequada, uso de cosméticos, medicamentos, entre outros. Mas, antes de
tratar das manchas, é necessário acabar de vez com a acne. Normalmente, o
tratamento envolve medicamentos que tratam do problema internamente,
ácidos que secam as espinhas, produtos de limpeza e tonificação, protetor
solar e uma boa alimentação.Depois de dar um fim às acnes, é necessário
cuidar das manchas e marcas que restaram e, para isso, os dermatologistas
recomendam ácidos, pomadas, cremes manipulados e alguns tratamentos
estéticos (veja no próximo tópico).
Mas é importante lembrar que o uso do protetor solar tem que ser regular
antes e depois do tratamento. Caso não use, as manchas podem ficar ainda
mais difíceis de serem removidas.
Efélides (manchas marrons pequenas)
As efélides são as famosas “sardas”, muito comum nas regiões do corpo que
ficam mais expostas ao sol, como: face, colo e ombros. Elas são mais comuns
em peles claras e em pessoas ruivas, pois são mais sensíveis ao sol e as sardas
são causadas pelo aumento da melanina (pigmento responsável pela cor da
pele). Quando aparecem em excesso na região bucal e peribucal, dependendo
do caso, podem ser consideradas como doença de Addison ou síndrome de
Peutz-Jeghers. Tem quem não se incomode com algumas sardinhas; porém,
dependendo do tipo e da quantidade, pode apresentar perigo. Normalmente,
para eliminá-las, usam-se despigmentantes, ácidos, peelings, entre outros (veja
no próximo tópico).

Dica sobre Manchas no Rosto


Existem manchas que são causadas por cosméticos, assim como por cera de
depilação, principalmente, no buço. Portanto, tome muito cuidado com o que
usa, procure sempre a indicação de um dermatologista e tenha cuidado
também com as depilações, faça somente em locais seguros e não saia ao sol
sem proteção.
TRATAMENTOS PARA MANCHAS

Independente do tipo de mancha e de sua causa, é importante consultar


um dermatologista primeiro, que indicará qual o melhor tratamento de
pele para o seu caso. Mas, normalmente, a primeira medida indicada
pelos médicos é a utilização de cremes e ácidos que tenham substâncias
despigmentantes. Conheça os mais comuns: •Hidroquinona: é um
composto orgânico aromático, semelhante ao benzeno. Age diretamente
nos melanócitos, ou seja, dificulta a formação de melanina. Mas é
preciso ter cuidado com o tratamento feito por Hidroquinona, pois
pode ocasionar muitas reações alérgicas. Porém, continua sendo um dos
produtos mais utilizados nesse tipo de tratamento, oferecendo resultados
muito eficazes.
• Arbutin: despigmentante de origem natural, ajuda a impedir a
produção de melanina no local aplicado, bloqueando a ação da tirosinase
(enzima relacionada à produção de melanina), sem causar irritações.
• Ácido Glicólico: é extraído da cana-de-açúcar e penetra rapidamente
na epiderme. Promove uma esfoliação da pele e acelera a renovação
celular. Muito utilizado em tratamentos para acnes e manchas.
• Ácido Kójico: é um despigmentante obtido pela fermentação do
arroz. Age como um esfoliante, despigmentando a pele. A vantagem de
utilizá-lo é aque não é fotossensível, ou seja, se a pele for exposta ao sol,
não mancha pela ação do produto. Funciona também como antisséptico,
protegendo a pele da proliferação de fungos e bactérias.
• Idebenona: é um antioxidante, produzido com a coenzima Q10.
Possui o efeito como o da Hidroquinona, clareando a pele, mas é mais
seguro, pois possui menos fatores adversos.
• Ácido Retinoico: assim como o ácido glicólico, remove a
escamação da pele e acelera a renovação celular.
• Clarinskin II: produto extraído do gérmen do trigo, ajuda no
controle da síntese de melanina. Um dos únicos permitidos para o uso de
gestantes.
• Cosmocair C250: ajuda a impedir a atividade da tirosinase (enzima
relacionada à produção de melanina) e na transferência de melanina dos
melanócitos para os queratinócitos (células da epiderme).
• Algowhite: produto extraído de uma alga marinha, ajuda a suavizar
as manchas.
• Belides: produto extraído da flor da margarida, ajuda a diminuir a
produção de melanina e suaviza as manchas solares leves (também pode
ser usado por gestantes).Outros Tratamentos para Manchas do
Rosto: PeelingO tratamento com peeling é indicado para vários fins,
como: remoção de manchas, cicatrizes, marcas, combate ao
envelhecimento, entre outros. Sua função é provocar, através de algumas
substâncias químicas, o desprendimento das camadas superficiais da
pele, para dar fim a todas as células mortas e dar lugar a uma nova pele.
O peeling possui três “níveis”: o superficial, médio e profundo. Portanto,
ao analisar o seu tipo de mancha, o dermatologista indicará qual dos três
tipos será melhor para solucionar o seu problema.
Importante: não se submeta a qualquer tratamento por profissionais
não confiáveis, pois se o peeling for feito por alguém sem conhecimento,
sua pele poderá sofrer alterações na cor, obter cicatrizes e até uma
infecção.
Luz Intensa Pulsada (LIP)A Luz Intensa Pulsada (LIP) é um aparelho
que emite luz (não é laser) que gera calor e atinge a melanina, o colágeno
e os vasos sanguíneos e tira manchas. É um dos tratamentos mais
requisitados nas clínicas estéticas e quando bem realizado oferece ótimos
resultados. Suas aplicações são mais indicadas para a remoção de
melasma e melanose solar, além de reduzir as irregularidades da pele,
como as cicatrizes de acne e rugas.A LIP age em dois níveis, o profundo
e o superficial; porém, a opção mais adequada deve ser escolhida pelo
dermatologista, após a análise clínica do seu tipo de mancha. Laser
A técnica a laser também é muito procurada para tratamentos de manchas
e possui dois tipos muito eficientes:
 Laser de Rubi: o rubi amplifica ainda mais a atuação das
substâncias constituídas de ativos despigmentantes sobre a pele.
Indicado para manchas mais escuras.
 Laser Quantum: método indicado para remover melanoses
e manchas avermelhadas no pescoço.
Neve CarbônicaA Neve Carbônica é realizada através de um aparelho
que possui a ponta congelada que, quando aplicada sobre as manchas e
lesões, as destroem pelo frio intenso. Porém, para chegar a um resultado
realmente satisfatório, são necessárias, em média, três aplicações. Depois
do tratamento, a pele fica com crostas cerca de 10 a 30 dias.
MicrocauterizaçãoA Microcauterização é realizada por um aparelho de
ponta finíssima e quente, aplicado em cima das manchas. A destruição da
mancha ocorre por conta da carga elétrica. Mas, para evitar que o
paciente sinta dor, é aplicado um creme anestésico no local antes de
iniciar o procedimento. Depois da aplicação, normalmente, o local fica
com crostas que duram de 15 a 30 dias. CriocirurgiaA Criocirurgia é
uma aplicação de nitrogênio líquido no local das manchas; porém, em
baixa temperatura, para congelar e destruir o tecido. É um procedimento
simples mas que, dependendo do tipo de problema, requer anestesia
local.
Dermoabrasão
A Dermoabrasão é feita por um aparelho que emite cristais e, ao atingir a
pele, elimina sua camada superficial. Para garantir um bom resultado são
indicadas, em média, de três a cinco sessões.
Advertisements

#VocêSabe ❔

A diferença entre Melanose e Melasma ❔

Melanose Solar ou Mancha Senil é um problema que resulta em


manchas na pele provocadas pelo dano causado da exposição solar ao


longo dos anos. ☀

Melasma é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de


manchas escuras na pele, mais comumente na face, mas também pode


ocorrer nos braços e colo. Muitas vezes estas manchas estão
relacionadas ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e
principalmente à exposição solar.
Panqueca proteica de
banana e aveia
(peredniankina/Thinkstock)

Ingredientes
 1 colher (sopa) de flocos de aveia
 1 colher (sobremesa) de chia
 1 unidade de banana pequena amassada
 1 colher (sopa) de proteína vegetal
 1 copo de água (o necessário)

Modo de preparo
Junte os ingredientes em um bowl e acrescente a água aos poucos até obter
uma mistura homogênea. Espalhe em uma frigideira média antiaderente untada
e doure dos dois lados.

 Calorias165 por porção


Bom dia! Já tomou seu colágeno hoje?
Você sabia que depois dos 30 anos diminuímos nossa produção de

colágeno significativa no nosso organismo?


O colágeno hidrolisado naära é a melhor opção pra você potencializar o

colágeno no seu corpo!


✔Pele firme
✔Previne rugas
✔Diminui a Flacidez

Compre o seu!

#estetica #clinicaestetica #colageno#colagenohidrolisado #naara #naära#na


arabeautydrink #beleza #beauty
Manchas na pele: os
tratamentos e produtos
indicados para vencer
este problema
Se você sofre com manchas na pele, é provável que agora, passada a
temporada de sol, elas estejam ainda mais aparentes. Descubra os
melhores ativos e tratamentos para cuidar do seu tipo de marca e
comece já a operação pele lisinha.
Por Fernanda Morelli
access_time22 out 2016, 23h13 - Publicado em 6 maio 2015, 05h00

chat_bubble_outline more_horiz
Getty Images

Há quem sempre se protegeu do sol e, de repente, se deparou com manchas no


rosto. Assim como existem aquelas pessoas que nunca se cuidaram e, por
sorte, não desenvolveram o problema. A questão é que diversos fatores
contribuem para o aparecimento dessas marcas na pele. “Pode ser por
predisposição genética, idade, exposição a altas temperaturas, distúrbios
hormonais, cicatrizes de acne e até uso de anticoncepcional”, diz a
dermatologista Mônica Aribi, de São Paulo. O sol, no entanto, é apontado
como o principal vilão, pois é ele que desencadeia e potencializa o problema.
“A radiação solar faz com que a pele reaja, como mecanismo de
defesa, com uma superprodução de melanina, que se manifesta em forma de
mancha”, explica o dermatologista Adilson Costa, pesquisador do
departamento de dermatologia da escola de medicina Emory University, em
Atlanta, nos Estados Unidos. A boa notícia é que rostos que, ao longo do
tempo, foram protegidos por algum tipo de bloqueador terão manchas mais
fáceis de tratar do que aqueles que quase não receberam cuidados. Ou seja: a
prevenção é fundamental. “Valem as recomendações básicas, como aplicar
filtro solar com FPS 30, no mínimo, evitar a exposição ao sol entre 10 e 16
horas e, na praia ou piscina, usar protetores físicos, como chapéu, óculos e
guarda-sol”, ensina Adilson. Outro tipo de radiação que também pode trazer
prejuízos à pele é a chamada luz azul, emitida por computadores, tablets e
celulares. “Estudos apontam que essa luz pode ser tão prejudicial quanto a
solar”, afirma a dermatologista Valéria Campos, do departamento de laser da
Sociedade Brasileira de Dermatologia. Nesse caso, o melhor jeito
de se defender é usar diariamente um protetor solar com cor de base (ou os
dois produtos combinados), pois ele forma uma barreira física e química
contra essa luz. A seguir, veja quais são os tipos de mancha mais comuns, os
ativos e tratamentos ideais para combatê-los e os truques de make que
disfarçam o problema.

Tratamento em casa
Hiperpigmentação Pós-Inflamatória
Ocorre quando a pele com alguma inflamação, queimadura, acne ou
machucado, por exemplo, é exposta ao sol. Como a área já está sensibilizada,
irá produzir ainda mais melanina do que o normal para se defender. São
marcas que começam avermelhadas, sem contorno definido, mas, cerca de um
mês após o trauma, ganham coloração castanho-clara. A boa notícia é que, em
alguns casos, podem ser removidas com facilidade.

Ativos indicados
Hidroquinona
Apesar de polêmica (em alguns países é até proibida), ainda é um
despigmentante bastante utilizado por aqui. “Ela é efetiva para o clareamento
de manchas, mas, a longo prazo, pode causar danos irreversíveis, como
marcas brancas na pele”, afirma a cosmetóloga Carla Moraes, professora do
curso de pós-graduação em cosmetologia aplicada à estética, do Senac, em
São Paulo. O motivo: dependendo da concentração e do uso, ela destrói de vez
os melanócitos (produtores de melanina) e, sem eles, a pele fica mais
desprotegida.

Vitamina C
Tem o poder de reduzir a intensidade das marcas escuras – não
necessariamente apagá-las por completo. A indicação é que seja pura e a uma
concentração de 5%.

Melanose Solar
Também chamada de lentigo ou mancha senil, é outro tipo muito comum,
causado pelo fotoenvelhecimento. “Costuma aparecer por volta dos 30 anos,
principalmente em pessoas de pele clara, quando o efeito de toda a exposição
solar acumulada ao longo da vida começa a se manifestar”, explica Mônica
Aribi. Esse excesso de sol leva ao aumento da produção de melanina,
escurecendo, portanto, a região. As marcas surgem nas áreas mais expostas à
radiação, como rosto, braços, dorso das mãos, ombros e colo. São geralmente
pequenas, de coloração castanha e não possuem textura ou relevo. Uma
vantagem em relação aos outros tipos é que é possível clareá-las
significativamente.

Ativos indicados
Palmitato de ascorbila
Derivado da vitamina C, age, assim como ela, despigmentando as manchas –
consegue, porém, segundo Sônia Corazza, cosmetóloga e engenheira química
de São Paulo, penetrar mais profundamente na pele. A ação antioxidante ajuda
ainda a combater os radicais livres.

Ácido lático e glicólico


Quando associados, atuam como uma espécie de esfoliante químico,
diminuindo a espessura da camada mais superficial da pele para facilitar a
penetração de outros ativos presentes no creme.
Queratose actínica
Caracterizada inicialmente como uma mancha pequena com descamação e
relevo, avermelhada ou esbranquiçada, também costuma aparecer depois da
exposição ao sol. É o tipo mais perigoso, já que tem grande risco de se
transformar em câncer de pele. “As regiões mais afetadas são face, lábios,
orelhas, colo e dorso das mãos”, diz Valéria Campos. Como os efeitos da
radiação solar são cumulativos, pessoas mais velhas (ou que se expõem ao
sol com frequência) são as mais propensas a desenvolver o problema.

Ativos indicados
Ácido glicólico
Da mesma família do ácido lático, porém mais agressivo, também atua
fazendo uma esfoliação química para diminuir a espessura da pele e parte do
relevo da mancha.

Vitaminas C e E
Juntas em uma mesma fórmula, são ainda mais potentes: enquanto a vitamina
C age oxidando e clareando o pigmento, a vitamina E evita o surgimento de
novas manchas.

Melasma
O tipo mais comum (e também um dos mais difíceis de tratar) costuma
aparecer nas bochechas, testa e buço. As manchas são de coloração escura e
não têm bordas definidas. “Ainda não se sabe ao certo por que surgem, mas
atingem mais pessoas com predisposição genética e podem estar associadas a
distúrbios hormonais, gravidez e até uso de anticoncepcional”, diz Mônica
Aribi. Apesar de existirem tratamentos eficazes, não se fala em cura do
melasma, mas, sim, em controle.

Ativos indicados
Ácido kójico e mandélico
Agem desestabilizando o pigmento e impedindo que a melanina se “fixe”
na pele. Podem ou não estar juntos na fórmula do creme utilizado.

Arbutin
É um ativo relativamente recente. Derivado da hidroquinona, é menos potente
do que ela, mas considerado mais seguro. “Atua reduzindo a atividade dos
melanócitos, e, portanto, diminuindo a produção de melanina”, explica Sônia
Corazza.

Tratamento em clínicas
HIPERPIGMENTAÇÃO PÓS-INFLAMATÓRIA
Aparelho – VI Peel.

Como funciona – O peeling químico é uma associação de ácidos como o


glicólico, retinoico e fenol, que, juntos, agem no clareamento das manchase
no rejuvenescimento facial. O tratamento começa no consultório, com a
aplicação dos ácidos. “Depois, o paciente leva para casa um kit com ácido
retinoico e vitamina C para complementar o procedimento por mais dois
dias”, explica a dermatologista Lígia Novais, da clínica Haute Dermatologia e
Estética, em São Paulo. Segundo ela, o processo provoca leve ardência e
vermelhidão por cerca de dois dias. “O peeling não é tão profundo, mas a
vantagem é que, por não causar tanta descamação e irritação na pele, não
exige interrupção das atividades diárias”, diz a médica. Os cuidados básicos,
como usar protetor solar diariamente e pomada calmante, fazem parte do
processo de recuperação.

Recomendação – Em média, três sessões (com resultados visíveis a partir da


primeira), com intervalos de um mês entre elas.

Investimento – Cerca de mil reais por sessão.

MELANOSE SOLAR E QUERATOSE ACTÍNICA


Aparelho – Spectra.

Como funciona – É um tipo de laser que emite pulsos de alta intensidade para
clarear as manchas de forma significativa – daí ser indicado para grande parte
dos casos. “Os melanócitos absorvem a radiação do laser e são fragmentados,
diminuindo, assim, de tamanho. Quando isso acontece, a quantidade de
pigmento na região, consequentemente, também diminui, clareando a marca”,
explica a dermatologista Karla Assed, do Rio de Janeiro. Mônica Aribi
completa: “É como se o melanócito perdesse parte da capacidade de
descarregar a melanina”. A máquina pode ser usada em diferentes potências e
gera pouco desconforto, de acordo com os médicos. Como não causa
descamação ou vermelhidão na face, não exige a interrupção das atividades
diárias.

Recomendação – No mínimo dez sessões, uma por semana.

Investimento – 400 reais a sessão.

MELASMA
Aparelho – VI Peel e Spectra (veja em Hiperpigmentação Pós-Inflamatória e
Melanose e Queratose Actínica) e Clearlift.

Como funciona – O procedimento une três tecnologias – laser fracionado, luz


pulsada e raios infravermelhos. A primeira age removendo as células da
camada superficial da pele para promover uma descamação e consequente
clareamento do local. A luz pulsada é responsável por diminuir a ação dos
melanócitos, causadores da hiperpigmentação. Os raios infravermelhos entram
como um bônus, reduzindo a flacidez facial. “O aparelho traz um novo
conceito na dermatologia, que é tratar de forma localizada, causando o
mínimo de danos à pele ao redor”, diz o dermatologista Paulo Cunha, vice-
presidente da Sociedade Internacional de Dermatologia. Segundo os
especialistas consultados, o procedimento é indolor.

Recomendação – Três sessões, sendo uma por mês.

Investimento – O preço varia entre 800 e mil reais por sessão.

Disfarce perfeito
 Enquanto a mancha permanece no rosto, vale a pena apostar em alguns
truques de make para camuflar o problema
 Se a mancha tiver relevo, use, antes de tudo, um hidratante para evitar
que uma possível descamação estrague o make.
 Invista na preparação da pele: passe um primer colorido somente sobre
a mancha para neutralizar o tom. Se ela for avermelhada, aplique um
produto com coloração verde. “Já os pigmentos castanhos são disfarçados
com primer lilás”, diz Chloé Gaya, maquiadora e consultora de imagem
da rede Jacques Janine, em São Paulo. No restante do rosto, use um
primer neutro para garantir a fixação da base.
 Com um pincel ou dando leves batidinhas com os dedos, aplique um
corretivo do tom da sua pele sobre a mancha para uniformizar o tom do
primer com o do restante do rosto. A ideia é “apagar” o tom do primer
colorido.
 Aposte em uma base líquida ou cremosa, depositando o
produto compincel para, só depois, espalhar. “Assim, você garante boa
cobertura e acabamento uniforme”, diz Chloé.
 Finalize com pó translúcido ou compacto (se ainda houver necessidade
de mais cobertura) para fixar os itens mais cremosos. Retoque conforme a
necessidade.
 O iluminador chama a atenção para a área em que é aplicado. Portanto,
não use o produto próximo ao local que você deseja disfarçar.
 Lembre da regra de destacar, na maquiagem, os pontos que você quer
valorizar e desviar o foco daqueles que quer disfarçar. “Se a mancha for
próxima à boca, por exemplo, invista em um olhão caprichado”, ensina a
maquiadora.
Fique de olho
Uma manchinha às vezes é mais do que uma marca inofensiva: pode ser uma
pinta indicativa de câncer de pele. Veja em quais características você deve
prestar atenção (se apresentar uma ou mais delas, procure um médico)

Assimetria
Não é redondinha e pode ter um lado diferente do outro.

Bordas irregulares
Apresentam algum relevo.

Crescimento
Se a marca tiver aumento repentino, pode ser sinal de perigo.
Diâmetro
Não deve ser maior do que 1 centímetro (não é regra, mas, quanto maior a
pinta, pior).

Tipos de Manchas

As manchas mais comuns de aparecerem no rosto são: melasma,


melanose solar, pitiríase alba, pitiríase versicolor, efélides e manchas ocasionadas por acnes e
lesões.

Melasma
O melasma são aquelas manchas castanhas e irregulares que aparecem, principalmente, nas maçãs
do rosto, testa, nariz, lábio superior e têmporas. E as mulheres são as maiores vítimas, por culpa
dos hormônios femininos. Os homens representam somente cerca de 10% dos casos.
O melasma é caracterizado como um distúrbio da pigmentação da pele, um aumento exagerado de
melanina, que se intensifica ainda mais quando há um aumento de hormônios no organismo. Ou
seja, os anticoncepcionais, a reposição hormonal e a gestação podem piorar a situação.
Além dos hormônios, existem também outros fatores que podem influenciar no aparecimento das
manchas e/ou piorar o quadro: fatores genéticos, problemas na tireoide e a luz solar, que estimula
ainda mais a produção.
A profundidade em que se localiza o pigmento da pele é o que define os tipos de melasmas, que
podem ser:

 Epidérmico: manchas mais superficiais, o pigmento se localiza na epiderme (camada mais


externa da pele).
 Dérmico: manchas mais profundas, pois o pigmento se encontra na derme (camada que se
localiza abaixo da epiderme).
 Misto: manchas que afetam as duas camadas da pele, a epiderme e a derme.
O tipo epidérmico é mais fácil de ser tratado, pois as manchas são mais superficiais. Já os outros
dois tipos são mais difíceis de serem removidos.
Normalmente, o tratamento para melasma é feito através de substâncias despigmentantes,
associadas a algum tipo de ácido e através de tratamentos estéticos, como o peeling.
A melhor forma para se prevenir do melasma é usando filtro solar todos os dias, independente do
clima e do local que esteja.
Cloasma Gravídico: durante a gravidez, algumas mulheres adquirem melasmas, mas nesse caso,
normalmente, as manchas somem depois da gestação.

Melanose Solar

A melanose solar, também conhecida como “manchas senis”,


são as manchas mais escuras e mais comuns em pessoas com idade avançada. Mas elas não são
provocadas pela idade e sim pelo tempo de exposição ao sol. Pode-se perceber que os locais mais
escondidos, como a axila e a parte interna dos braços, mesmo tendo a “mesma idade”, não são
afetados pela melanose solar.
Portanto, elas aparecem ao longo da vida, principalmente, em pessoas de pele clara. Essa
pigmentação ocorre por causa do dano solar acumulado ao longo dos anos, que se reflete no
aumento do número de melanócitos (células que produzem o pigmento), produzindo mais melanina
e escurecendo a pele através das manchas. Os locais mais comuns de aparecer são nas áreas que
ficam muito expostas ao sol, como o dorso das mãos e dos braços, a face, o colo e os ombros.
Para evitar o surgimento da melanose solar, é necessário se proteger do sol ao longo da vida,
principalmente, nas regiões do corpo que ficam mais expostas. Mas para quem já tem manchas
senis e deseja tratar, existem várias alternativas: cauterização química, criocirurgia,
dermoabrasão, peelings químicos e luz intensa pulsada.

Pitiríase Alba
A Pitiríase alba é conhecida popularmente como “manchas brancas no rosto”, pois é
caracterizada por manchas claras, arredondadas e, às vezes, com um aspecto pontilhado e que
pode causar coceira e irritação. Infelizmente, a causa da doença é desconhecida. A única coisa
que se sabe é que, normalmente, ela está relacionada ao histórico pessoal ou familiar de atopia,
ou seja: asma, bronquite, rinite alérgica, etc.
Na maioria das vezes, a manifestação na pele ocorre após longos períodos de exposição ao sol,
como se fosse uma reação alérgica. Os locais mais comuns de aparecer as manchas são no rosto,
tronco e membros superiores.
Uma das formas de tentar evitar o aparecimento da Pitiríase alba é se protegendo do sol,
hidratando a pele, tomando bastante líquido e procurando sempre ter uma alimentação rica em
frutas, verduras e legumes, principalmente, durante o verão.

Pitiríase Versicolor
A Pitiríase versicolor também é conhecida como “micose de praia” ou “pano branco” e muito
confundida com a Pitiríase alba. Isso ocorre pois as manchas também são claras, porém, nesse caso
trata-se realmente de uma micose, mas que não é adquirida na praia.
A doença é causada por um fungo que habita, normalmente, a nossa pele. Porém, em algumas
pessoas ele se desenvolve e provoca as manchas. E só percebem o problema depois da exposição
ao sol, pois nas áreas onde há a micose a pele não escurece, deixando as manchas mais
perceptíveis. Por conta disso, as pessoas acham que pegaram a micose na praia.
As manchas aparecem mais na face, pescoço, braços, tronco e couro cabeludo. Geralmente,
começam pequenas, mas podem crescer e se unir com outras.
O tratamento da Pitiríase versicolor é feito com medicamentos de uso via oral ou local. É uma
micose que responde bem aos tratamentos, mas por ser um tipo de fungo que habita normalmente
a pele, é possível que as manchas voltem a aparecer.

Manchas por cicatrizes de acnes e


lesões
As acnes são um dos maiores traumas quando se trata de pele. Muitas pessoas já sofreram ou ainda
sofrem com as inflamações que, muitas vezes, mesmo depois de tratadas deixam marcas e
manchas. Diversos fatores influenciam para o surgimento de cravos e espinhas: oleosidade da pele,
genética, desequilíbrio hormonal, alimentação inadequada, uso de cosméticos, medicamentos,
entre outros.
Mas, antes de tratar das manchas, é necessário acabar de vez com a acne. Normalmente, o
tratamento envolve medicamentos que tratam do problema internamente, ácidos que secam as
espinhas, produtos de limpeza e tonificação, protetor solar e uma boa alimentação.
Depois de dar um fim às acnes, é necessário cuidar das manchas e marcas que restaram e, para
isso, os dermatologistas recomendam ácidos, pomadas, cremes manipulados e alguns tratamentos
estéticos (veja no próximo tópico). Mas é importante lembrar que o uso do protetor solar tem que
ser regular antes e depois do tratamento. Caso não use, as manchas podem ficar ainda mais
difíceis de serem removidas.

Efélides (manchas
marrons pequenas)
As efélides são as famosas “sardas”, muito comum nas regiões do corpo que ficam mais expostas
ao sol, como: face, colo e ombros. Elas são mais comuns em peles claras e em pessoas ruivas, pois
são mais sensíveis ao sol e as sardas são causadas pelo aumento da melanina (pigmento
responsável pela cor da pele).
Quando aparecem em excesso na região bucal e peribucal, dependendo do caso, podem ser
consideradas como doença de Addison ou síndrome de Peutz-Jeghers.
Tem quem não se incomode com algumas sardinhas; porém, dependendo do tipo e da quantidade,
pode apresentar perigo. Normalmente, para eliminá-las, usam-se despigmentantes, ácidos,
peelings, entre outros (veja no próximo tópico).

Dica sobre Manchas no Rosto


Existem manchas que são causadas por cosméticos, assim como por cera de depilação,
principalmente, no buço. Portanto, tome muito cuidado com o que usa, procure sempre a
indicação de um dermatologista e tenha cuidado também com as depilações, faça somente em
locais seguros e não saia ao sol sem proteção.

Manchas no Rosto

É impossível não se incomodar com as manchas no rosto,


quando se pode ter uma pele lisinha!
A pele é o maior órgão do corpo humano e possui três camadas, a epiderme, a derme e a
hipoderme. Juntas, são responsáveis pela proteção do corpo contra o calor, luz, infecções,
controle da temperatura, reserva de água, gordura, vitaminas, entre outros. E por estar
totalmente exposta é atingida pelos raios solares, que aceleram a produção de melanina e dão
origem às manchas.
Infelizmente, não há nenhuma borracha mágica que deixe a pele do jeito que desejamos; porém,
já existem muitos tratamentos que melhoram ou eliminam as manchas.
Mas o resultado do tratamento depende também do tipo de mancha, do grau, das causas, etc. Mas
como a maioria das manchas são resultado de uma longa exposição ao sol sem proteção, a melhor
forma de se prevenir é usando protetor solar diariamente.
As manchas no rosto podem aparecer por causa de cicatrizes, exposição ao sol, alterações
hormonais e fatores genéticos. Consequentemente elas são classificadas em melasmas, nevus,
câncer de pele, hipocrômicas, etc.

Manchas de Gravidez
Muitas mulheres adquirem manchas durante a gravidez graças aos hormônios gerados nesse
período. Elas ocorrem principalmente no rosto, colo e seios na cor marrom. Para prevenir essas
manchas na pele as grávidas devem utilizar protetor solar, bonés e chapéus quando forem expostos
aos raios solares. Opte por se expor ao sol antes das 10h e depois das 16h. Após o parto as mamães
podem ser tratadas com ácidos e outros produtos que não devem ser utilizados durante a gravidez.

Envelhecimento da Pele
O tempo é o principal inimigo de uma pele saudável, mas agentes externos também pesam no
envelhecimento da pele. Os principais agentes que interferem na pele são: hormônios, tabagismo,
poluição, estresse e alimentação. Atualmente existem muitos tratamentos estéticos e cosméticos
que auxiliam e ajudam a reduzir os efeitos do tempo na pele do rosto.
Para melhorar o aspecto da pele alimente-se com frutas vermelhas, cenoura, vegetais de folha
escura, linhaça, tomate, chá verde, iogurte, leite, beber muita água, castanha-do-pará e
alimentos ricos em vitamina C.
Dicas para a Pele

 Não use apenas protetor solar para se proteger do sol. Faça uso de chapéus e sombrinhas
para não expor agressivamente sua pele aos raios solares.
 O consumo de água é fundamental para manter a pele hidratada. Beba no mínimo dois
litros diariamente.
 Durma para nutrir e desintoxicar seu corpo.
 Lave seu rosto duas vezes ao dia com sabonete específico para seu tipo de pele. Todos os
dias somos expostos a poluição e sujeira que podem aumentar a oleosidade da pele.
 Parece redundante, mas não durma de maquiagem.
 Deixe para fazer a esfoliação durante o banho.
 Os vícios só fazem mal para a pele retirando o colágeno e reduzindo a circulação.

Produto ideal para seu tipo de pele


Pele Oleosa: Dê preferência para produtos com peróxido de benzoíla e ácido salicílico. Caso haja
muita acne, o dermatologista pode receitar um produto que contenha antibióticos.
Pele Seca: Use produtos com ácido glicólico e vitamina C para renovar a pele.
Pele Mista: Use produtos com a camomila e o ácido glicólico.
Veja nas próximas páginas, os diversos tipos de manchas que podem aparecer no rosto, suas
causas, tratamentos, prevenção e muito mais!

Tratamento para Manchas no Rosto


Independente do tipo de mancha e de sua causa, é importante
consultar um dermatologista primeiro, que indicará qual o melhor tratamento de pele para o seu
caso. Mas, normalmente, a primeira medida indicada pelos médicos é a utilização de cremes e
ácidos que tenham substâncias despigmentantes. Conheça os mais comuns:
•Hidroquinona: é um composto orgânico aromático, semelhante ao benzeno. Age diretamente nos
melanócitos, ou seja, dificulta a formação de melanina. Mas é preciso ter cuidado com o
tratamento feito por Hidroquinona, pois pode ocasionar muitas reações alérgicas. Porém, continua
sendo um dos produtos mais utilizados nesse tipo de tratamento, oferecendo resultados muito
eficazes.
• Arbutin: despigmentante de origem natural, ajuda a impedir a produção de melanina no local
aplicado, bloqueando a ação da tirosinase (enzima relacionada à produção de melanina), sem
causar irritações.
• Ácido Glicólico: é extraído da cana-de-açúcar e penetra rapidamente na epiderme. Promove
uma esfoliação da pele e acelera a renovação celular. Muito utilizado em tratamentos para acnes e
manchas.
• Ácido Kójico: é um despigmentante obtido pela fermentação do arroz. Age como um esfoliante,
despigmentando a pele. A vantagem de utilizá-lo é aque não é fotossensível, ou seja, se a pele for
exposta ao sol, não mancha pela ação do produto. Funciona também como antisséptico,
protegendo a pele da proliferação de fungos e bactérias.
• Idebenona: é um antioxidante, produzido com a coenzima Q10. Possui o efeito como o da
Hidroquinona, clareando a pele, mas é mais seguro, pois possui menos fatores adversos.
• Ácido Retinoico: assim como o ácido glicólico, remove a escamação da pele e acelera a
renovação celular.
• Clarinskin II: produto extraído do gérmen do trigo, ajuda no controle da síntese de melanina.
Um dos únicos permitidos para o uso de gestantes.
• Cosmocair C250: ajuda a impedir a atividade da tirosinase (enzima relacionada à produção de
melanina) e na transferência de melanina dos melanócitos para os queratinócitos (células da
epiderme).
• Algowhite: produto extraído de uma alga marinha, ajuda a suavizar as manchas.
• Belides: produto extraído da flor da margarida, ajuda a diminuir a produção de melanina e
suaviza as manchas solares leves (também pode ser usado por gestantes).
Outros Tratamentos para Manchas do Rosto

Peeling
O tratamento com peeling é indicado para vários fins, como: remoção de manchas, cicatrizes,
marcas, combate ao envelhecimento, entre outros. Sua função é provocar, através de algumas
substâncias químicas, o desprendimento das camadas superficiais da pele, para dar fim a todas as
células mortas e dar lugar a uma nova pele.
O peeling possui três “níveis”: o superficial, médio e profundo. Portanto, ao analisar o seu tipo de
mancha, o dermatologista indicará qual dos três tipos será melhor para solucionar o seu problema.
Importante: não se submeta a qualquer tratamento por profissionais não confiáveis, pois se o
peeling for feito por alguém sem conhecimento, sua pele poderá sofrer alterações na cor, obter
cicatrizes e até uma infecção.

Luz Intensa Pulsada (LIP)


A Luz Intensa Pulsada (LIP) é um aparelho que emite luz (não é laser) que gera calor e atinge a
melanina, o colágeno e os vasos sanguíneos e tira manchas. É um dos tratamentos mais
requisitados nas clínicas estéticas e quando bem realizado oferece ótimos resultados. Suas
aplicações são mais indicadas para a remoção de melasma e melanose solar, além de reduzir as
irregularidades da pele, como as cicatrizes de acne e rugas.
A LIP age em dois níveis, o profundo e o superficial; porém, a opção mais adequada deve ser
escolhida pelo dermatologista, após a análise clínica do seu tipo de mancha.

Laser
A técnica a laser também é muito procurada para tratamentos de manchas e possui dois tipos
muito eficientes:
- Laser de Rubi: o rubi amplifica ainda mais a atuação das substâncias constituídas de ativos
despigmentantes sobre a pele. Indicado para manchas mais escuras.
- Laser Quantum: método indicado para remover melanoses e manchas avermelhadas no pescoço.

Neve Carbônica
A Neve Carbônica é realizada através de um aparelho que possui a ponta congelada que, quando
aplicada sobre as manchas e lesões, as destroem pelo frio intenso. Porém, para chegar a um
resultado realmente satisfatório, são necessárias, em média, três aplicações. Depois do
tratamento, a pele fica com crostas cerca de 10 a 30 dias.

Microcauterização
A Microcauterização é realizada por um aparelho de ponta finíssima e quente, aplicado em cima
das manchas. A destruição da mancha ocorre por conta da carga elétrica. Mas, para evitar que o
paciente sinta dor, é aplicado um creme anestésico no local antes de iniciar o procedimento.
Depois da aplicação, normalmente, o local fica com crostas que duram de 15 a 30 dias.

Criocirurgia
A Criocirurgia é uma aplicação de nitrogênio líquido no local das manchas; porém, em baixa
temperatura, para congelar e destruir o tecido. É um procedimento simples mas que, dependendo
do tipo de problema, requer anestesia local.

Dermoabrasão
A Dermoabrasão é feita por um aparelho que emite cristais e, ao atingir a pele, elimina sua
camada superficial. Para garantir um bom resultado são indicadas, em média, de três a cinco
sessões.

Previna Manchas no Rosto


O sol é importante para que nosso corpo absorva vitamina D, a vitamina responsável por manter os
ossos fortes, o bom funcionamento dos sistemas imunológico, cardíaco, neurológico, entre outros.
Mas também é o principal agente causador de todos os tipos de manchas na pele.
Claro que é impossível não sermos atingidos pelos raios solares, pois até mesmo dentro de casa
estamos vulneráveis. Mas é necessário se expor da maneira correta. Não adianta passar filtro solar
somente nos dias que for a praia ou ao clube. O protetor deve ser usado também diariamente, sem
exceções, até nos dias dublados, pois a luminosidade também afeta a pele. O correto é aplicá-lo
sempre a cada 2 horas e ao se molhar ou suar. Apesar do protetor solar ser um item essencial,
também é importante usar chapéu e óculos de sol quando for à praia, clube, etc.
E lembre-se sempre que além das manchas de rosto causadas pelo sol, a exposição aos raios
ultravioletas também é uma das principais causas do câncer de pele.

Alimentos Antioxidantes
Outra forma para se prevenir das manchas e das doenças de pele causadas pelo sol é através da
ingestão de alimentos que possuem antioxidantes, pois eles reduzem os radicais livres e protegem
as células de DNA da pele que foram danificadas pela radiação solar.

Quais alimentos são antioxidantes?


Cenoura, abóbora, mamão, rúcula, espinafre, tomate, melancia, grãos, peixe, chá verde, acerola,
caju, limão, laranja, óleo de soja, arroz, milho, girassol, nozes, amêndoas, castanha do Pará,
beterraba, batata-doce, entre outros.
Além da proteção e da alimentação, outros cuidados diários com a pele também são fundamentais
para mantê-la saudável, como: limpeza, hidratação, tonificação e esfoliação.

Melanose solar (mancha senil)


O que é?
Você, com certeza, já deve ter ouvido alguém falar em “mancha senil”, cujo nome correto é
melanose solar. Elas são popularmente chamadas assim porque costumam aparecer em
pessoas com idade mais avançada.
Na verdade, estas manchas não são provocadas pela idade e sim pelo dano causado à
pele pelo sol ao longo dos anos. Este dano induz ao aumento do número de melanócitos
(célula que produz o pigmento que dá cor à pele) e da sua atividade, produzindo mais
melanina e escurecendo a pele.

Como o resultado da ação do sol só vai aparecer com o passar do tempo, as melanoses
solares são mais comuns em pessoas de idade. Daí o nome “mancha senil”.
É fácil comprovar que a mancha senil é, na verdade, uma mancha solar. Basta olhar a pele
da região das axilas ou a parte interna dos braços, que ficam protegidas do sol, e ver que,
apesar de terem a “mesma idade” que a pele afetada pela melanose solar, ali não se
encontram as manchas.

Manifestações clínicas da melanose solar


As melanoses solares são manchas escuras, de coloração castanho a marrom,
geralmente pequeninas mas que podem chegar a alguns centímetros de tamanho. Elas
surgem apenas nas áreas que ficam muito expostas ao sol, como a face, o dorso das
mãos e dos braços, o colo e os ombros. São mais frequentes em pessoas de pele clara.

Melanoses solares no dorso da mão

Tratamento
O ideal é a prevenção do surgimento das manchas, que deve ser feita através do uso de
proteção solar nas áreas continuamente expostas ao sol, onde as manchas se
manifestam. Não é apenas o sol da praia ou piscina, mas também o sol do dia a dia, que
paulatinamente vai danificando as células que, no futuro, vão sofrer alterações e dar
origem às manchas.
O tratamento pode ser feito de várias maneiras, como a cauterização química,
a criocirurgia, a dermoabrasão, os peelings químicos e o uso da luz intensa pulsada. Os
resultados costumam ser bons, desde que a técnica seja empregada de forma adequada.
O exagero na aplicação pode deixar manchas claras ou até mesmo cicatrizes residuais. O
profissional treinado para estes tratamentos é o médico dermatologista.

MANCHAS (MELASMA E VITILIGO)


Início » Imprensa

As manchas podem ser classificadas em escuras como os melasmas e


as melanoses, castanhas, pretas, e brancas, como o vitiligo. As
manchas costumam causar angústia e desconforto em todas as fases
de vida com influência na autoestima, já que alteram a aparência
física do indivíduo.

É importante lembrar que são quase sempre inofensivas. Já os nevos,


conhecidos como pintas, o que para alguns é sinônimo de charme,
devem ser analisados e enquadrados nos critérios de benignidade ou
malignidade. Eles podem se transformar em um melanoma, tumor
maligno desenvolvido com base em células que produzem a melanina
(o melanócito), um dos mais agressivos tipos de câncer.

Sardas
As sardas são manchas pequenas de cor castanho claro,
determinadas geneticamente, que normalmente não crescem em
tamanho. No entanto, um dos seus principais estímulos é a exposição
ao sol, sendo comuns nas áreas expostas. As sardas são mais comuns
após o sexto ano da vida.

Melanose solar (mancha senil)

As melanoses solares são manchas de cor castanho-claro, escuras ou


negras, que resultam da exposição excessiva ao sol, especialmente
em pessoas de pele clara após a terceira década da vida. Localizam-
se à princípio na face, nas mãos e no tórax, e podem estar salpicadas
entre manchas brancas.

Melasmas

O melasma, também como cloasma, é caracterizado por manchas


escuras que ocorrem na face, quase sempre em mulheres, após a
exposição solar, gravidez, o uso de anticoncepcional ou a terapia
hormonal. A tendência genética, assim como as características
raciais, influencia no surgimento.

As manchas apresentam distribuições topográficas características nas


regiões das maçãs do rosto, testa, nariz, têmporas e região supra
labial. Podem ser superficiais, quando o pigmento está na camada
superior da pele (epiderme), sendo facilmente tratável com cremes
contendo despigmentantes, e até com peelings químicos superficiais.
O uso de foto proteção é sempre obrigatório, já que o risco de
recidiva após a exposição solar é enorme. As manchas também
podem ser profundas, quando o pigmento está nas camadas mais
profundas da pele (derme), e dessa forma é mais difícil de tratar; ou
mistas, quando atinge as duas camadas da pele.

São manchas irregulares, de limites precisos e com intensidade que


varia de imperceptível à acentuada demais. Na gravidez, pelo
estímulo à melanogênese típica dessa fase, o melasma aparece em
50% a 70% dos casos.

Manchas brancas
Pano branco ou micose

As manchas brancas são bem delimitadas, de cor variável, com


descamação na superfície e localizadas preferencialmente no tronco,
braços, face e nuca. Trata-se de uma infecção comum da pele
causada por um fungo denominado malassezia furfur, referenciado
também como pityrosporum ovale ou orbicularis não transmissível.
Sua ocorrência é mais frequente nas regiões de clima quente e
úmido. Existe a predisposição individual a essa micose, que é comum
em homens e mulheres, podendo se apresentar avermelhadas ou
acastanhadas.

Dermatose acromiante solar

São manchas brancas irregulares que dão aspecto de pele suja e


surgem nas áreas expostos ao sol por períodos prolongados. São
comuns em indivíduos de pele morena, de ambos os sexos, em
qualquer idade. Refletem uma descamação irregular da pele, são de
difícil tratamento, e é fundamental o uso de proteção solar.

Sardas brancas

As sardas brancas ou manchas senis, são manchas em gotas, de 2 a


5 mm de diâmetro, localizadas nas áreas exposta da pele,
provenientes da ação prolongada e cumulativa da radiação solar.
Surgem normalmente após a terceira década de vida. São comuns
nos membros inferiores e superiores, sem caráter de malignidade.

Vitiligo

O vitiligo é caracterizado por manchas branco-leitosas, de tamanho e


forma variados, que podem acometer toda a pele, especialmente a
dos pés, mãos, face, proeminências ósseas e órgãos genitais.
Normalmente aparecem dos dois lados do corpo, mas podem também
surgir como manchas únicas, isoladas ou disseminadas.

Atingem pessoas de qualquer idade, de ambos os sexos, são


assintomáticas e não contagiosas. A origem é desconhecida, mas
pode estar associada à distúrbios endócrinos, como problemas de
tireoide e diabetes; imunológicos, como as doenças autoimunes; e
emocionais.

DRUG DELIVERY
Início » Imprensa
O Drug Delivery tem a função de injetar substâncias carregadas de
medicamentos em determinada região e assim, potencializar o
tratamento. Geralmente, a técnica é aplicada junto ao
Microagulhamento, técnica que usa ponteira com inúmeras
microagulhas para estimular a regeneração celular.

MICROAGULHAMENTO PARA
MELASMA E ALOPECIA
ANDROGENÉTICA
Início » Imprensa
INDUÇÃO PERCUTÂNEA DE COLÁGENO

É indicado para tratar diversos problemas, como melasma, que são


manchas escuras na face bastante comuns em mulheres.

Também pode ser aplicado para o tratamento da alopecia


androgenética, que é a queda de cabelo com causa genética. Nessa
situação, as lesões provocadas no couro cabeludo estimulam a
formação de novas fibras de fibroblastos, ou seja, o surgimento de
novos fios na região onde não crescia mais.

Skinbooster, conhecido como hidratação injetável, o tratamento


promove uma hidratação profunda, sem o objetivo de criar volume na
região. É aplicado Ácido Hialurônico de baixa concentração, capaz de
atuar numa hidratação imediata. O resultado é uma pele mais jovem,
com aspecto saudável.
O tratamento é um dos mais pedidos em clínicas de estética da
atualidade, principalmente por ser minimamente invasivo. Após a
aplicação não costuma ter incômodo. Com a proposta de aumentar as
fibras de colágeno na pele, o número de sessões necessárias vai
depender do estado em que se encontra a pele do paciente.
Geralmente são necessárias de duas a três sessões.
Microagulhamento na região periorbital
Cuidado na anamnese para entender o que causa essa olheira; Nem
sempre são causadas por fatores externos, nem sempre da pra
resolver com o microagulhamento;

* A pele deve ser higienizada com um bom anti-séptico, evite o álcool


70% porque ele resseca muito a pele; A pele deve estar livre de
bactérias, então não adianta passar leite de limpeza, higienizantes
que não vai retirar as bactérias.

* Use um aparelho de microagulhamento de boa qualidade, o ideal


é com a espessura de (0.5 mm) na região das olheiras… Existem
profissionais comprando com (1.5 mm) para mais, porque acha que o
de (0.5 mm) não funciona, o que acontece é que muita gente compra
o aparelho de má qualidade, não fura, por isso acham que tem de ser
usado um com maior a espessura.

*Cuidado ao realizar microagulhamento nessa região muito


vascularizada, se houver hematomas, é porque algo está sendo feito
de forma errada.

* Faça uma boa anamnese, desenvolva um protocolo completo com


radiofrequencia, ultrassom multifocado, led… claro que não no
mesmo dia, mas pense na pele da cliente (antes do tratamento
de microagulhamento), durante e depois… Quais protocolos você
pode oferecer a ela.

* Outra dica: como são os hábitos da sua cliente? a falta de


hidratação na pele, favorece o escurecimento da área.

Existem produtos específicos, seguros e que garantem ótimos


resultados no seu microagulhamento, são monodoses, estude
entenda sobre os fatores de crescimento, se um curso não foi
suficiente busque outros, se especialize.

*Se você tem medo de microagulhar é porque você precisa treinar,


estudar mais… Tenha certeza do que você esta fazendo, transmita
segurança para a sua cliente.
*Indique algum produto específico home care.
 Uma das ampolas que ela indicou foi a Clarifeye que contém:
 Haloxyl, TGP2, Ácido Tranexâmico, Silimarina, Magnólia,
Cityguard e Osmosis.
Ácido Tranexâmico inibia a plasmina – é um clareador não queratolítico.

Cityguard – Diminui o trauma vascular, telangiectasias e rosácea.

Magnólia – é nativa da China, tem ação clareadora, diminui a pigmentação pós –


inflamatória.

Atenção: O uso das cores não dispensa o tratamento médico.


APLICAÇÃO DAS CORES
Vermelho: Corresponde ao Chacra Básico. O vermelho estimula a circulação do sangue e os nervos,
permite a liberação de adrenalina e combate os efeitos nocivos do frio. É altamente revigorante,
energético e excitante.
O vermelho atua sobre o sistema nervoso, dando mais confiança, coragem, iniciativa e força de
vontade, fazendo superar a depressão e o cansaço. Indicado nos casos de anemia, paralisia, má
circulação, pressão baixa, reumatismo, resfriado, bronquites e depressão.
É contra-indicado para temperamentos sangüíneos e coléricos, febre alta e hipertensão.
Laranja: Corresponde ao Chacra Esplênico. O laranja estimula o sistema respiratório e a fixação de
cálcio. Aumenta o tônus sexual e proporciona o otimismo. Possui ação antiespamódica, alivia cãibras
e dores devidas à tensão e ao estresse.
Do ponto de vista psicológico ajuda a remover repressões e inibições. Amplia a mente e a torna
receptiva para novas idéias. Indicado nos casos de problemas com o baço e os rins, cálculos biliares,
artrites, reumatismo, bursite, obesidade, torceduras (braço, pé, joelhos, punhos) e problemas
respiratórios.
É contra-indicado para pessoas com insônia.
Amarelo: Corresponde ao Chacra Plexo Solar. O amarelo atua nos sistemas nervoso central e
autônomo simpático, vitaliza os neurônios favorecendo o raciocínio e a memória. Combate a
preguiça funcional dos órgãos internos, estimula o fígado e os intestinos. Vitaliza o coração e todo
sistema circulatório. Favorece a defesa imunológica do organismo.
Do ponto de vista psicológico estimula o raciocínio lógico, melhora o autocontrole, favorecendo o
equilíbrio e o otimismo. Indicado nos casos depressão, eczema, indigestão, constipação intestinal,
problemas no fígado, vesícula biliar e diabetes.
É contra-indicado para insônia, excitação mental, nervosismo, diarréia, gastrite e alcoolismo.
Verde: Corresponde ao Chacra Cardíaco. O verde é a cor da natureza, do equilíbrio, da paz e da
harmonia. Age no coração e na pressão sangüínea. Acalma e descongestiona. Neutraliza o excesso
do vermelho, alaranjado e do amarelo.
Do ponto de vista psicológico, o verde trás um sentimento de renovação e vida nova. Indicado para
baixar a pressão, baixar a febre, insônia, problemas emocionais, ativar o crescimento das crianças,
vitalizar os órgãos do sistema digestivo, vitalizar órgãos do sistema urinário, estimular o pâncreas e
nos tratamentos de câncer.
O verde não tem contra-indicação, mas devemos usá-lo com prudência e não exagerar.
Azul: Corresponde ao Chacra Laríngeo. O azul é uma cor suavizante e calmante que atua no sistema
nervoso central. Possui propriedades antisépticas, refrescante e adstringente. Vitaliza as glândulas
tireóide e paratireóides, além dos órgãos da garganta e do sistema respiratório.
Do ponto de vista psicológico, o azul proporciona relaxamento, paz e quietude. Indicado para
problemas de garganta em geral, febres, inflamações, dores de cabeça, insolação, disfunções da
hipófise e da tireóide, insônia, queimaduras e nervosismo.
É contra-indicado para resfriados, tremores de frio, depressão e fadiga.
Índigo/Anil: Corresponde ao Chacra Frontal. O índigo, assim como o azul, possui propriedade
calmante e relaxante. É uma cor anestésica, antiinflamatória, anti-hemorrágica e cicatrizante. Atua
no sistema nervoso central, trazendo calma e paz mental. Diminui a pressão sanguínea e os
batimentos cardíacos.
Do ponto de vista psicológico, clareia, limpa as correntes psíquicas da mente e estimula a
intuição. Indicado para o tratamento de todas as dores, afecções dos olhos, ouvidos e nariz, insônia,
dor de dente, eczema e acne. Não apresenta contra-indicações.
Violeta: Corresponde ao Chacra Coronário. O violeta aumenta o magnetismo pessoal. Atua de modo
mais tranqüilizante no sistema nervoso simpático, exerce efeito calmante no coração e purifica o
sangue, estimula o metabolismo do cálcio e atua na formação hormonal. É antiinflamatório,
desinfeccionante, antiestressante. É a cor da transmutação de energias.
Do ponto de vista psicológico, o violeta possui efeito curativo sobre todas as formas de
neurose. Indicado para exercícios de concentração e meditação, no tratamento de todas as moléstias
mentais e nervosas, tumores, câncer, raquitismo, perturbações no baço, problemas na bexiga. Não
apresenta contra-indicações.
Rosa: Cor que vibra o amor, e o desejo de prazer. Enaltece a beleza feminina. Energiza o sistema
nervoso, é tonificante e purificador sangüíneo. Indicado para desintoxicar o centros nervosos,
tonificar e vitalizar os nervos, favorecer a circulação de todas as cores. Não apresenta contra-
indicações.
Branco: É a união de todas as cores, combinação perfeita das freqüências coloridas. Indicado para
energizar todo o corpo. Não apresenta contra-indicações.
FORMAS DE TRATAMENTO
Água Solarizada
Para fazer a água solarizada você pode usar garrafas ou copos SEMPRE DE VIDRO, coloridos ou
revestidos (por fora) com papel celofane. Use sempre água filtrada ou da fonte, não encher até a
borda. Coloque a garrafa ou o copo no sol (entre 8 e 11 horas) para que a água possa ser energizada.
O tempo necessário para energizar a água dependerá da intensidade do sol. Quando o dia está
nublado ideal deixar a manhã inteira, quando o dia está ensolarado bastam 2 horas. O ideal é
preparar água solarizada todos os dias, pois algumas cores deterioram-se em pouco tempo. Por
exemplo as cores quentes (vermelho, laranja e amarelo) deterioram-se em 2 dias; as cores frias,
podem durar até uma semana se guardadas na geladeira.
Lâmpadas coloridas: adaptar spots (fixo) ou bastão com bocal com lâmpadas
de 25 watts com a cor necessária para o tratamento. No caso do spot fixo, as
lâmpadas devem ser direcionadas para a região afetada no paciente, que pode
estar deitado ou sentado.
No caso do bastão, você pode aplicar em movimentos circulares, no sentido
horário, numa distância de 5 a 10 cm da pele.
Pode-se usar uma lanterna (foto ao lado) onde as janelas coloridas são trocadas de acordo com a
necessidade. O tempo de exposição de cada cor varia de 3 a 10 minutos.
Janelas coloridas: por onde os raios de sol penetram (de preferência no período da manhã), você
pode colocar papel celofane na cor necessitada. Sente-se sob a projeção da luz. Tempo de exposição
aproximadamente 5 a 10 minutos.
Cromoterapia como complemento no tratamento de algumas doenças
Podemos destacar os Egípcios, os Gregos, os Chineses e os Indianos no uso das cores para tratar e
curar.
Anemia: Respirar e consumir alimentos da cor vermelha. Aplicação de luz vermelha na sola de cada
pé por 5 minutos, prosseguindo pelo mesmo período pela barriga da perna, joelhos, coxas e base da
coluna. Encerrar a aplicação, com a irradiação da cor verde ou azul, por alguns minutos. Beber água
solarizada vermelha diariamente.
Ansiedade: Tomar banhos de luz, azul e verde no corpo todo e beber água solarizada.
Asma: Respirar e ingerir água na cor laranja e ter uma atitude mental positiva e otimista. Aplicar a
cor laranja no peito e na garganta, por 10 minutos. Quando apresentar melhoras, usar a luz azul na
garganta por 15 minutos.
Azia: Tomar banhos de luz amarelo e verde, localizados.
Bronquite: Respirar a cor laranja e tomar suco de limão e laranja. Aplicar a luz laranja no estômago
e abdome, por 10 a 15 minutos ou mais de acordo com as necessidades do paciente.
Cansaço: banhos de luz azul e verde no corpo todo.
Catarata: Respirar o raio índigo. Banhar os olhos com água solarizada índigo. Coloca panos
embebidos na água solarizada índigo na fronte. Num segundo estágio, aplicar a cor índigo nos olhos
e na fronte por 30 minutos.
Coceira: banhos de luz azul e verde ou compressas com água solarizada.
Conjuntivite: banhos de luz azul e violeta ou compressas com água solarizada.
Constipação: Respirar e tomar pequenas quantidades de água solarizada amarela. Aplicar luz
amarela no estômago e abdome, durante 20 minutos, à noite e pela manhã.
Cortes: Aplicar água solarizada ou banhos de luz índigo para estancar a hemorragia.
Dispepsia: Respiração e ingestão de água com raios amarelos. Aplicar no plexo solar, durante 30
minutos a cor amarela, 2 vezes ao dia.
Dor de cabeça: banho de luz azul, localizado e ingestão de água solarizada, quantas vezes for
necessário.
Dor de Garganta: aplicar luz azul na garganta durante 15 minutos, fazer gargarejos com água
solarizada azul a cada 2 horas.
Espinhas no rosto: banhos de luz localizados azul e verde e banhos com água solarizada azul.
Falta de apetite: banhos de luz laranja, visualizar a cor laranja.
Febres: Aplicar a luz azul no centro da inflamação e beber água solarizada azul.
Flatulência: Tomar, pequenas quantidades de água solarizada amarela entre as refeições.
Friagem: banhos de luz vermelha no corpo todo.
Inflamação nos ouvidos: Aplicar luz índigo e beber água solarizada índigo, 2 vezes por dia.
Insônia: Aplicar a luz azul e índigo.
Irritabilidade: Banhos de luz, verde e azul, no corpo todo e beber água solarizada (3 copos por dia).
Queimaduras: Aplicar luz azul para aliviar a dor.
Rouquidão: Tomar água solarizada azul em pequenos goles. Aplicar luz azul na garganta a cada
meia hora. Respirar o raio azul no amanhecer.
Leia também: Água Solarizada & Cromoterapia
Importante ressaltar: o Método SODIS de Solarização da Água cujo propósito é sanear a água com
o sol, ou seja, matar micro-organismos e tornar a água minimamente potável, é preciso usar garrafas
incolor, transparente e com as paredes o mais fina possível. O sol precisa penetrar direto, ou seja, as
garrafas no telhado.
Agora, se estás com uma água já saneada a cromoterapia é um segundo processo terapêutico. Não se
saneia água com garrafas coloridas, nem por trás de janelas, ok? Conceição TrucOMMM

(*) Teresa Kam Teng é arquiteta, consultora de Feng Shui e Radiestesia. Também aplica Reiki,
Florais e Cromoterapia.

Existem várias formas de aplicar essa técnica, a mais comum é a aplicação de


máscaras de argila e depois a aplicação de luzes coloridas com as cores que
produzem os efeitos necessários em cada pele. As massagens faciais feitas depois da
aplicação das luzes completam o relaxamento e revigoramento da pele do rosto.

A recomendação é realizar pelo menos 10 sessões, sendo 2 a 3 vezes por semana, de


acordo com a necessidade de cada um. As sessões têm duração média de 1 hora, mas
é sempre necessária uma consulta prévia com a especialista para avaliação da pele,
conversa sobre genética e hereditariedade, para que ele possa montar um plano de
tratamento personalizado e individualizado para o seu tipo de pele.

Protocolos com o óleo de Alecrim


PROTOCOLOS BY SAMIA COM O ÓLEO ESSENCIAL DE ALECRIM
TRATAMENTO CAPILAR:
Alopécia – Caspa
Modo de uso:
1- Separar o cabelo em mechas e aplicar a Água Perfumada de Hortelã. Proceder dessa forma
ate ter aplicado em todo o couro cabeludo.
2- Preparar a Argila Rain Forest : misturar 2 colheres de sopa de argila com 4 colheres de sopa
de Água Perfumada de Tea Tree (caspa) / Água
Perfumada de Hortelã (alopécia - queda capilar), até que fique homogênea. Em seguida
acrescentar 06 gotas de Óleo essencial de Alecrim.
3- Aplicar em todo o couro cabeludo fazendo movimentos circulares, até sentir que houve a
esfoliação e consequentemente a penetração e ação do óleo essencial de Alecrim.
4- Cobrir a cabeça com filme plástico (magicpack) e por cima com papel alumínio. Deixar por
30 minutos.
5- Em seguida lavar o cabelo para retirar todo o resíduo com um shampoo neutro, sem sal e
sem fragrância. Acrescentar para cada colher de sopa de shampoo 06 gotas de óleo essencial
de Alecrim. Poderão ser acrescentados outros óleo que agirão em sinergia: cedro e ylang-
ylang.
Receita de Shampoo Anticaspa e reposição de brilho
100 ml de shampoo neutro
10 gotas de óleo essencial de palmarosa
10 gotas de óleo essencial de alecrim QT1
05 gotas de óleo essencial de lavanda

Proceder este protocolo 2 vezes por semana durante 1 mês. No segundo mês utilizar 1 vez por
semana.
TRATAMENTO FACIAL:
Para peles oleosas, desvitalizadas, edematosas e acneicas, após todo o tratamento (protocolo
de limpeza de pele) usar na máscara de argila:
1 colher de sopa de argila Rain Forest
2 colheres de sopa de água perfumada de hortelã ou água perfumada de tea tree
Misturar ate ficar homogêneo e acrescentar 1 gota de óleo essencial de Alecrim.
Aplicar e deixar agir por 20 minutos ou até a argila secar. Limpar os resíduos lavando o rosto
com água fria.
Em seguida aplicar 1 colher de café de gel Aloe Vera com 1 gota de óleo essencial de alecrim.

TRATAMENTO CORPORAL:
Utilizar o óleo essencial de Alecrim para tratamentos corporais de :
- Edema: como diurético
- Desintoxicante - Para retirada de toxinas
- Epiremizante – Vascularizar

Massagem
Veículos:
4 colheres de sopa de oléo vegetal de gergelim
8 gotas de óleo essencial de alecrim
Ou
4 colheres de sopa de creme base de semente de uva
8 gotas de óleo essencial de alecrim.

Máscara de Argila Corporal


4 colheres de sopa de argila rain forest
8 colheres de sopa de água mineral
Acrescentar 8 gotas de óleo essencial de alecrim.
Envelopar com filme plástico (magicpack), cobrir com manta térmica.
Deixar agir por 30 minutos

PSICOAROMATERÁPICOS
Usar em um plug 25 gotas de óleo essencial de alecrim com 5 gotas de óleo essencial de
vetiver.
Isso serve para: clareza mental, estados depressivos, aumento da memória recente, apatia,
motivação e astenia (cansaço).

BANHOS
1 colher de sobremesa de óleo vegetal de gergelim
25 gotas de óleo essencial de alecrim

Serve para: dores musculares, obesidade, cansaço, estresse, celulite.


ESTE POST E AS RECEITAS PERTENCEM A BY SAMIA AROMATERAPIA - CRIAÇÃO SÂMIA
MALUF

Buscando então maneiras praticas para a utilização da aromaterapia, vamos tratar de alguns de seus
benefícios na saúde fisiológica, emocional e na área da beleza, podendo ser utilizados em nossos
atendimentos estéticos de maneira segura e eficaz.

Inchaço: 4 gotas de Alecrim em 5g de creme neutro (aplicar no local).

Acne: 3 gotas de Tea-tree (vapor).


Celulite: 5ml de óleo vegetal, 2 gotas de Grapefruit, 2 gotas de Alecrim (podem ser adicionados ao
creme neutro para massagem).

Estrias: 3 gotas de Néroli, 3 gotas de Pau-rosa em 20ml de óleo vegetal de Jojoba (massagem diária
nas áreas afetadas).

Envelhecimento: 5 gotas de óleo essencial de Limão em 10g de creme neutro (aplicar diariamente
antes de dormir e massagear o local).

Rugas: 5ml de Mirra, 5ml de óleo vegetal de Abacate (aplicar diariamente antes de dormir e
massagear o local).

Gordura localizada: 10ml de óleo vegetal, 3 gotas de Alecrim, 2 gotas de Lemongrass, 3 gotas de
Grapefruit (massagem).

Manchas: 10ml de óleo vegetal, 3 gotas de Palmarosa, 2 gotas de Gerânio (usar como hidratante).

Pele Oleosa: 500ml de agua fria, 5 gotas de Cedro (agitar e aplicar na pele).

Pele Seca: 5ml de óleo vegetal de abacate, 5 gotas de Sândalo (aplicar diariamente).

Varizes: 3% de óleo de Cipreste (diluído em creme de acordo com a quantidade).

Ansiedade: 7 gotas de lavanda, 3 gotas de Laranja Doce em 10ml de óleo vegetal (difusor ou
massagem).

Depressão: 3 gotas de Néroli (aplicar em um lenço e inalar 3 vezes ao dia).

Estresse: 8 gotas de Lavanda, 2 gotas de Alecrim (difusor ou massagem).

TPM: 4 gotas de Gerânio, 6 gotas de Bergamota (difusor ou massagem).

Diminuir apetite: 2 gotas de Lavanda, 1 gota de Bergamota (aplicar em um lenço e inalar).

Dor muscular: 10ml de óleo vegetal, 6 gotas de Lavanda, 4 gotas de Tea-tree (massagem local).

Lembrando que esta é uma terapia complementar, não trata doenças graves e nem substitui
tratamentos médicos.
E esse é o nosso tratamento TOP para área dos olhos! Muitos benefícios em um único kit... E
você pode presentear alguém nesse Natal com esse tratamento MARAVILHOSO! Entre em
contato para saber os valores dos
descontos. #cartãopresente #entãoénatal #bioexcellence #areadosolhos
Hoje vamos fazer uma sessão top de #clareamentodeolheiras � � �🏻quase todo mundo
sofre por ter área dos olhos escurecidas ou inchadas; por ser uma área de maior
sensibilidade os ativos desse tratamento vão promover a redução de linhas e atuar na
melhora da vascularização local. Deixe seu olhar ainda mais lindo ! Agende sua sessão
pelo WhatsApp 15 99141-
9224 #bolsaseolheiras #areadosolhos #clareamento #cosmobeauty

Os olhos podem revelar muita coisa, inclusive a idade! Isso porque essa região costuma ser a
primeira a dar sinais de envelhecimento da pele se não for bem cuidada resultando em rugas,
linhas de expressão, pés-de-galinha, olheiras, bolsas e inchaços. � E, como sempre, o melhor
cuidado é a prevenção: a partir dos 25 anos é recomendado o uso de produtos específicos
para a área dos olhos. Além da hidratação, procure utilizar produtos que contenham vitaminas
A, E e C. Outras boas alternativas são a aplicação de botox para suavizar as rugas e o
preenchimento com ácido hialurônico para olheiras profundas!
Serum concentrado para área dos olhos com NanoRetinol 5%, ativo Nanoencapsulado que
proporciona excelente eficácia nos tratamentos da pele, combinado com o ativo Osilift e Ácido
Hialurônico oferece ação antiage e efeito lifting minimizando rugas e o envelhecimento da pele
na área dos olhos. DE R$179,00 POR R$107,00 A VISTA R$125,00 CARTÕES SOMENTE NA
SEMANA DO DIA 27 DE NOVEMBRO A 2 DE
DEZEMBRO. #acidohialuronico #antiage #retinol #osilift #linhasdeexpressao #rugas #areadoso
lhos #rejuvenescimento
Área dos olhos tratada nos mínimos detalhes! �� A área dos olhos é mais sensível e precisa
de cuidado especial, com produtos específicos e combinações de ativos que agem de forma
suave e ao mesmo tempo eficaz. Um tratamento que cuida de rugas, linhas de expressões,
bolsas e
olheiras! #xôolheiras #olharbrilhante #belcol #tratamentoparaolheiras #tratamentointegral #a
readosolhos #atendimentopersonalizado #seubemestar #cuidesebem #vemficarlinda

Plasma Lift no tratamento de olheiras, bolsas e flacidez de pálpebras. �


#plasmalift #linhasdeexpressao #rugasestaticas #pelerenovada #dermatofuncional #blefaroli
fting #lifting #esteticaderesultado #esteticafacial #fisioterapia #reabilitandopele #newskin #r
ejuvenate #wrinkles #skin #pele #firmerskin #finelines #olheiras #flacidez #eletrocauterizaç
ão #areadosolhos #manumattos #pelotas

Quando se pensa em tratamentos para o envelhecimento da face, o ponto chave, na minha


opinião, é aquele onde a(o) paciente não deixa tornar visível as marcas da idade. Logo que
perceber os primeiros sinais, procure seu (sua) Dermatologista. Quanto antes iniciarmos o
tratamento e a prevenção, melhores os resultados! Para os primeiros sinais, os procedimentos
mais utilizados são: �Toxina botulínica: prevenção das ruguinhas que aparecem com a
movimentação dos músculos �MD Codes: aplicação de ácido hialurônico em pontos pré-
determinados que vão dar sustentação e volume nas áreas necessárias. �Skinboosters:
hidratação injetável para melhora na qualidade da pele e linhas finas. �Peeling, Laser e
Microagulhamento: melhoraram a textura da pele, poros abertos, linhas finas, e estimulo de
colágeno. Continua: �🏻�🏻�🏻

Em fases mais avançada do envelhecimento, além dos tratamentos já citados, podemos


lançar mão de tratamentos mais “profundos”, como: � Bioestimuladores (ex:Sculptra): são
substâncias injetáveis que promovem lifting natural na pele, redefinindo o contorno da
face. �Ultrassom Microfocado (ex: Ulthera), laser e radiofrequência para potencializar o
estímulo de colágeno na profundidade da pele e dar firmeza a pele. �Peelings Médios:
para melhora das rugas, manchas. Não existe uma receita de bolo, cada paciente irá se
beneficiar de algum ou alguns procedimentos. Durante a consulta é possível avaliar e
indicar os tratamentos necessários

#areadosolhos
Os tratamentos que ajudam a rejuvenescer mãos, colo, pescoço e rosto

Laser e luz pulsada


O que trata: manchas de sol, rugas finas, perda de colágeno
Onde: rosto, colo e mãos

Toxina botulínica
O que trata: rugas finas
Onde: pescoço, testa, região dos olhos e colo

Preenchimento com ácido hialurônico


O que trata: perda de volume, rugas e linhas de expressão
Onde: rosto, colo e mãos
Peelings
O que trata: rugas finas
Onde: rosto, colo e mãos

MANUAL DE APLICAÇÃO E DESCARTE SEGURO DE SERINGAS E AGULHAS


DESCARTÁVEIS

INTRODUÇÃO

O PERFIL DO PROFISSIONAL

A administração de medicamentos é uma das mais sérias responsabilidades que pesam sobre
os profissionais da saúde. A aplicação de medicamentos injetáveis, feito com técnica correia
muitas vezes ajuda a salvar vidas, combater doenças, trazendo benefícios para a população.
Você que é um profissional deve possuir habilidades e conhecimentos das técnicas de
aplicação, descarte e higiene para que não cause danos graves e irreversíveis à saúde do
paciente. O bom profissional deve ter:

* Habilidade cognitiva

1. - conhecimento teórico

2. - princípios científicos

* Habilidade técnica

1. - destreza manual

2. - planejamento do material

3. - princípios científicos

4. - medidas de biossegurança

5. - lavagem correia das mãos

6. - saber lidar com material estéril

7. - saber lidar com material contaminado

* Habilidade interativa

1. - Boa aparência

2. - uniforme sempre limpo

3. - cabelos curtos ou presos


4. - unhas limpas e curtas

5. -homem de preferência sem barba

6. - mulher com maquiagem discreta

7. - sem adereços

8. - sapatos fechados e de couro

9. - sem mau hálito e odores excessivos ou suor excessivo

10. - Iniciativa • Responsabilidade • Princípios éticos • Relacionamento interpessoal

11. - Trabalho em equipe • Comunicação

* Ser maior de idade

* Ter curso técnico devidamente reconhecido

SALA DE APLICAÇÃO

Deve possuir no mínimo 2 m2, ou de acordo com a Vigilância Sanitária local ou Legislação
Municipal em vigor. A sala ainda deve ter:

1. Boa iluminação e ventilação

2. O acabamento das paredes deve ser de material impermeável, liso, resistente, até o
teto, com cantos arredondados. O piso deve ser autonivelante, com cantos arredondados,
impermeáveis e de fácil lavagem e, se possível, com ralo sinfonado. O acabamento pode ser
feito com tinta epóxi.'

3. Pia com armário

4. Sabão de coco em barra ou líquido

5. Toalha de papel

6. Álcool 70 %

7. Bolas de algodão seco

8. Bancada ou mesa (fabricada com materiais que permitam sua correta desinfecção)
para preparo das injeções.

9. Cadeira
10. Suporte para braço

11. Esparadrapo antialérgico

12. Garrote para aplicações intravenosas

13. Lixeira com pedal com saco plástico conforme ABNT (usado para descartar os não
perfuro-cortantes)

14. Recipiente para descartar lixo hospitalar conforme ABNT (seringas, agulhas, frascos,
ampolas, algodão etc.)

15. Relacionar os nomes dos funcionários que estão aptos a aplicar injeções em papel
timbrado da empresa.

16. Rotina para manter higiene e limpeza da sala, mantendo sempre uma boa impressão

ADMINISTRAÇÃO CORRETA DE INJETÁVEIS

O profissional deve obedecer à regra dos cinco certos:

 Paciente certo

 Medicamento certo

 Via certa

 Horário certo

 Dosagem certa

OBS.: SOMENTE ADMINISTRAR MEDICAMENTOS MEDIANTE PRESCRIÇÃO MÉDICA.

Para maior segurança do profissional e do paciente, na hora de aplicar injeções observe os


seguintes itens da receita médica: nome e número do CRM do médico, nome do paciente, data,
nome do medicamento, dosagem, via de administração e concentração. Siga rigorosamente as
orientações contidas na receita e na bula. Não misture medicamentos em uma mesma seringa
sem conhecimento ou sem que a receita solicite.

LIVRO DE REGISTRO DO RECEITUÁRIO DE APLICAÇÃO DE INJETÁVEIS

A Resolução n" 328 de 22/06/1999 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Ministério da


Saúde, regulamenta as Boas Práticas de Dispensação em Farmácias e Drogarias, que
dispõem sobre o Livro de Registro do Receituário de Aplicação de Injetáveis. Este controle é de
grande interesse da saúde, em Farmácias Comerciais e Hospitalares, Drogarias e Postos de
Saúde, pois complementam a atenção do profissional que realizou a aplicação, dando
segurança ao médico e consumidor, evitando troca de medicamentos, pois os dados ficam
registrados e podem ser consultados posteriormente. Os itens registrados normalmente são:
1. Data

2. Nome do paciente

3. Endereço

4. Nome do medicamento administrado, concentração, via de administração, lote, data de


validade e fabricante

5. Nome do médico prescritor e respectivo CRM

6. Nome ou assinatura do profissional responsável pela aplicação

7. Dúvidas e atualizações acessar o site www.anvisa.gov.br

VOCABULÁRIO TÉCNICO DO PROFISSIONAL

Anti-sepsia = redução do número de microorganismo e eliminação de sujeiras da pele, através


do uso de água e sabão, povidine, álcool iodado, álcool 70 %, água oxigenada e etc..

Contaminação = qualquer material: poeira, sujeiras, bactérias, vírus, fungos, que de alguma
forma cheguem a entrar em contato com o medicamento, a sala de aplicação ou o próprio
paciente, podendo causar uma infecção.

Desinfecção = processo pelo qual reduzimos o número de microorganismo do ambiente e


materiais através de soluções específicas para este fim, como por exemplo, o uso do álcool
70% para desinfecção de bancadas, tesouras, pinças e etc..

Esterilização = processo pelo qual são mortos todos os fungos, vírus e bactérias do material
que foi submetido a este processo (ex: medicamentos injetáveis, seringas e agulhas
descartáveis).

Medicamento = Toda preparação farmacêutica contendo uma ou mais substâncias, destinada


ao diagnóstico, prevenção ou tratamento das doenças e seus sintomas, quer no homem, quer
nos outros seres vivos.

TIPOS DE MEDICAMENTOS INJETÁVEIS

Os medicamentos administrados por seringas descartáveis estéreis e de uso único também


devem ser estéreis para evitar contaminações, infecções ou abscessos no local de aplicação.
Temos os seguintes tipos de medicamentos embalados em ampolas ou frasco ampola:

1. Veículos aquosos

2. Veículos oleosos

3. Veículos com pó em suspensão

4. Pó para resuspender / reconstituição


TIPOS SERINGAS E AGULHAS

SERINGAS

Seringa 1ml Insulina

Seringa 1 ml Tuberculina ou Vacina

Seringa 3 ml

Seringa 5 ml

Seringa 10 ml

Seringa 20 ml

Seringa 60 ml

COR DO
CALIBRE VIA DE ADMINISTRAÇÃO MEDICAMENTO
CANHÃO

25 x 8 e 30 Soluções aquosase
Verde IntramuscularEndovenosa
x8 oleosas

25 x 7 e 30
Preto IntramuscularEndovenosa Soluções aquosas
x7

Endovenosa (Usada para retirar Soluções aquosase


40 x 12 Rosa
medicamento de frasco / ampola) oleosas

13 x 3,8 Cinza Claro SubcutâneaIntradérmica InsulinasVacinas

13 x 4,0 Cinza Médio SubcutâneaIntradérmica InsulinasVacinas

13 x 4,5 Marron SubcutâneaIntradérmica InsulinasVacinas

Púrpura VacinasSoluções
20 x 5,5 SubcutâneaEndovenosa
Médio Aquosas

VacinasSoluções
20 x 6,0 Azul SubcutâneaEndovenosa
Aquosas
NOTA: Normalmente as agulhas 25X7 ou 30X7 são
usadas para soluções oleosas e suspensões
(penicilinas) para facilitar a aplicação e evitar
entupimentos.

IDENTIFICAÇÃO
DE AGULHAS
DESCARTÁVEIS(TABE
LA DE EQUIVALÊNCIA)

Inglês(Polegad Métrico(Milímetr
Inglês(Polegadas) Métrico(Milímetro)
a) o)

16 G1 1/2 40 x 16 21 G1 1/2 40 x 8

18 G1 1/2 40 x 12 22 G1 25 x 7

19 G1 25 x 10 22 G1 1/4 30 x 7

19 G1 1/4 30 x 10 23 G1 25 x 6

20 G1 25x 9 24 G 3/4 20 x 5,5

20 G1 1/4 30 x 9 26 G 1/2 13 x 4,5

21 G1 25 x 8 27,5 G 1/2 13 x 3,8

21 G1 1/4 30 x 8 30 G1/2 13 x 3
Vias de administração de medicamentos
A administração de medicamentos é uma das atividades mais sérias e de maior
responsabilidade da enfermagem, e para realizá-la, faz-se necessário o conhecimentos dos
princípios científicos que a fundamentam como a farmacologia, a terapêutica medica no que diz
respeito à ação, à dose, aos efeitos colaterais, aos métodos e às precauções na administração
de drogas.
O planejamento dessa ação engloba as técnicas pelas diferentes vias de administração,
orientação e supervisão do pessoal técnico, interpretação terapêutica, preparo da criança e
observância das possíveis reações adversas e ações iatrogênicas.

Vias de administração de medicamentos


Compreende a maneira como a droga é administrada, podendo ser:
 Tópica
 Mucosa
 Oral
 Inalatória
 Oftálmica
 Otologia
 Retal
 Geniturinária
 Parenteral

Via tópica:
Utilliza-se essa via quando os medicamentos são administrados sobre a pele, de modos
diferentes e em varias formas de apresentação farmacêutica, com o propósito fundamental de
exercerem ações locais. A possibilidade de absorção apreciável depende das condições em
que se apresenta a pele, bem como do modo de uso e da natureza do medicamento – se seu
vinculo é aquoso, oleoso ou alcoólico.

Via mucosa:
O poder absorvente das mucosas constitui uma de suas características fisiológicas, uma vez
que encontramos nessa área uma rica rede de capilares que facilita a absorção dos fármacos
aplicados. Vale destacar que, na utilização dessa via, haverá uma seletividade na absorção do
fármaco, permitindo em certas situações, que o efeito terapêutico deles sejam percebidos
sistematicamente. Teoricamente, podemos utilizar todas as áreas de mucosa externa do
organismo, sendo a mais comum a sublingual, a nasal e a ocular.
É importante lembrar que os medicamentos administrados pela via mucosa não sofrem o
fenômeno de primeira passagem no fígado. Por essa razão, seu efeito se dá quase
imediatamente. A desvantagem é que a vida útil dos fármacos administrados por essa via é
muito curta.

Via oral:
Os fármacos administrados por essa via utilizam o trato gastrointestinal, em particular as
primeiras porções do intestino delgado, como áreas de absorção. Esses fármacos podem ser
administrados pela boca, como acontece nos casos de clientes acordados e lúcidos, ou por
entubação gástrica e intestinal, utilizando-se sondas gástricas e intestinais respectivamente.
Medicamentos com sabores desagradáveis acabam sendo uma dificuldade para a utilização de
apresentações liquidas, principalmente em pediatria. Essa via é utilizada tanto para fins
terapêuticos como para diagnósticos.

Via respiratória (inaloterapia):


A inaloterapia é um tratamento medicamentoso que se utiliza da mucosa bronco-pulmonar
como meio de absorção do medicamento. Restringe-se a administração de aerossóis de
natureza e composições variáveis, destinados essencialmente a produção de efeitos locais; de
certos gases não absorvíveis, normalmente o nitrogênio e o Helio, que podem ser uteis para
evitar atalectasia pulmonar em determinadas circunstancias ou para facilitar a passagem do
oxigênio pelas porções estreitas das vias respiratórias; e de agentes voláteis e gasosos
difusíveis, com a finalidade de serem absorvidos pelos pulmões e exercerem ações gerais.

Via oftálmica:
Consiste na aplicação de pomada ou colírio na conjuntiva ocular com a finalidade de tratar
infecções, proteger a córnea, dilatar pupila ou contraí-la e anestesiar.
Recomendação: medicação de uso individual e limpeza com SF antes da medicação.
Via otológica:
Introdução de medicamento no canal auditivo com fins terapêuticos, como amolecimento de
cera e tratamento de processos inflamatórios.
Via retal:
A absorção do fármaco se da pela mucosa retal. Seu uso é apenas admissível
esporadicamente e com indicações precisas, sendo justificável para obtenção de efeitos locais
– como a lubrificação e proteção da mucosa do reto contra agentes irritantes, tratamento de
determinadas infecções, lavagem intestinal, emulsificação e amolecimento de fezes, casos de
fecaloma e para fins de diagnostico, u ainda para efeitos sistêmicos secundários à absorção de
certos medicamentos (analgésicos, antiinflamatorios, antiespasmódicos).

Via geniturinária:
As drogas introduzidas diretamente nesse aparelho destinam-se a exercer apenas atividade
local. No entanto, por se tratar de também de uma mucosa, é possível que haja absorção do
medicamento e consequentes efeitos sistêmicos desse no organismo, que poderão ser
nocivos, principalmente nos casos de inflamação que facilitam sobremaneira a absorção. No
aparelho genital feminino em particular, essa via é muito utilizada nos tratamentos das
infecções vaginais, principalmente aquela causada por cândidas e trichomonas.

Vias parenterais:
Refere-se ao modo de administração de medicamentos ou nutrientes por qualquer via que não
seja oral ou intestinal, e que para sua operacionalização necessita de dispositivos como
seringas, cateteres, agulhas e equipos de infusão.a administração de medicamentos se faz por
meio de injeções, que consistam na introdução de drogas em tecidos ou órgãos por meio de
pressão, utilizando os matérias acima citados. As vias parenterais mais comumente utilizadas
para administração de medicamentos no organismo são as vias intradérmica, subcutânea,
intramuscular e intravenosa.

 Via intradermica (ID)


A injeção intradérmica consiste na aplicação de solução na derme (área localizada entre a
derme e o tecido subcutâneo. Esta via é utilizada para realizar testes de sensibilização,
diagnósticos e aplicar a vacina da BCG.
Os locais de aplicação de injeção ID em pediatria são: face interna do antebraço, região
escapular, porção inferior do deltóide, locais onde a pilosidade é menor e há pouca
pigmentação, oferecendo um fácil acesso a leitura da reação do alérgeno e da vacina.
Os efeitos adversos da injeção intradérmica são decorrentes da falha na administração da
vacina como: aplicação profunda, da dosagem incorreta e da contaminação

Indicação: todas as idades


Contraindicação: lactentes com peso inferior a 1.500g
Volume: 0,1 a 0,5 ml.
Ângulo da agulha: 15º até que o bisel desapareça.
Localização da punção: inserção inferior do deltóide.
Tipo de agulha: pequena 10 x 5 ou 13 x 4,5

 Via subcutânea (SC)


A injeção subcutânea consiste na aplicação de solução na região subcutânea, isto é, na
hipoderme (tecido adiposo abaixo da pele). Esta via é utilizada principalmente para drogas que
necessitam ser lentamente absorvidas. Vacinas como antirrábica, a tríplice viral e a insulina tem
indicação especifica por esta via, pois caso a medicação atinja o músculo, ela chegará
rapidamente na corrente sanguínea.
Os locais para aplicar a injeção recomendados são: a parede abdominal (hipocôndrio direito ou
esquerdo), a face anterior e externa da coxa, a face anterior e externa do braço, a região glútea
e a região dorsal, logo abaixo da cintura.

Indicação: todas as idades.


Contraindicações: em locais próximos as articulações, nervos e grandes vasos sanguíneos.
Volume: 0,5 a 1,0 ml.
Ângulo da agulha: agulha 13 x 4,5, crianças eutróficas e obesas: ângulo reto de 90º, criança
hipotrófica: ângulo de 30º ou 2/3 da agulha introduzida. Agulha 25 x 6, crianças eutróficas e
obesas: ângulo de 45º.
Localização da punção: padronizar o local da aplicação, estabelecendo o padrão de
revezamento dos locais de aplicação e obedecendo a distância mínima de 2 cm da última.
Tipo de agulha: 13 x 4,5 ou 25 x 6.

 Via intramuscular (IM)


Consiste na aplicação de solução no tecido muscular. Trata-se de um procedimento muito
comum no ambiente de cuidado, tem a finalidade tanto curativa quanto preventiva, mas
provoca muito medo nas pessoas, especialmente nas crianças.
Para que a técnica de injeção intramuscular seja realizada com êxito, é necessário
conhecimento cientifico por parte do profissional que a desempenhará. A escolha do local deve
respeitar os critérios baseados na quantidade e na característica da droga prescrita, condições
da massa muscular, quantidade de injeções prescritas, locais livres de grandes vasos e nervos
em camadas superficiais, acesso ao local e risco de contaminação, local apropriado a inserção
necessária da agulha, o tamanho apropriado da agulha e o ângulo apropriado para a aplicação.
Os locais de injeção IM em pediatria são os mesmos do adulto, ou seja, o vasto lateral da coxa,
ventroglútea, dorsoglútea e deltóide.

o Ventroglútea:
Músculo: glúteo médio e mínimo.
Indicação: todas as idades.
Contraindicação: não tem, sendo apenas livre de nervos e estruturas importantes.
Volume: lactente, 0,5mL ate 1 ml. Infante e pré-escolar, 2,0 ml. Escolares, 3 ml. Adolescentes, 4
ml.
Ângulo da agulha: 90º discretamente angulada em direção a crista ilíaca.
Tipo de agulha: o calibre e o tamanho da agulha devem ser de acordo com a massa muscular.
30 x 7 ou 25 x 6, exceto vacinas e vitamina K no RN, no qual se usa a agulha 13 x 4,5.

o Face Antero-lateral da coxa:


Músculo: vasto lateral
Indicação: todas as idades.
Contraindicação: locais mais dolorosos.
Volume: lactentes, 0,5mL ate 1ml. Infante e pré-escolar, 2,0ml. Escolares, 3ml. Adolescentes,
4ml.
Ângulo da agulha: 45º no sentido do joelho, em lactentes e pré-escolares. 90º voltado para o pé
em crianças maiores.
Localização: terço médio da face Antero-lateral da coxa, entre o trocanter maior e a articulação
do joelho.
Tipo de agulha: o calibre e o tamanho da agulha devem ser de acordo com a massa muscular.
30 x 7 ou 25 x 6, exceto vacinas e vitamina K no RN, no qual se usa a agulha 13 x 4,5.

o Dorsoglútea:
Músculo: glúteo Máximo.
Indicação: crianças que deambulam pelo menos a um ano.
Contraindicação: próximo do nervo ciático.
Volume: lactentes, 0,5ml ate 1ml. Infante e pré-escolar, 2,0 ml. Escolares, 3ml. Adolescentes,
4ml.
Ângulo da agulha: 90º em relação a superfície em que o cliente esta apoiado.
Localização: entre o trocanter maior e a espinha ilíaca.
Tipo de agulha: o calibre e o tamanho da agulha devem ser de acordo com a massa muscular.
30 x 7 ou 25 x 6, exceto vacinas e vitamina K no RN, no qual se usa a agulha 13 x 4,5.

o Deltóide:
Músculo: deltóide.
Indicação: adolescentes.
Contraindicação: adolescentes pouco desenvolvidos e crianças
Volume: adolescente 3 ml.
Ângulo da agulha: 90º
Localização: abaixo do acrômio.
Tipo de agulha: o calibre e o tamanho da agulha devem ser de acordo com a massa muscular.
30 x 7 ou 25 x 6, exceto vacinas e vitamina K no RN, no qual se usa a agulha 13 x 4,5.

Via endovenosa (EV) ou via intravenosa (IV)


É uma via de absorção rápida, pois o medicamento não passa pelo processo de absorção e por
ser administrada diretamente no plasma sua ação é imediata.
A utilização dessa via ocorre com maior frequência na hospitalização. A administração de
medicamentos ocorre através de um dispositivo intravenoso instalado por punção, podendo ser
um processo repetitivo no qual a criança revive a angustia gerada por essa experiência, que
pode resultar em traumas.

Locais mais comuns para punção venosa:


Couro cabeludo (região frontal, auricular posterior e temporal).
Dorso da mão (veias metacarpianas dorsais, arco venoso dorsal).
Antebraço (veia cefálica acessória, veia cefálica, veia basílica).
Braço (veia mediana cubital, veia mediana antebraqueal, veia basílica e veia cefálica).
Dorso do pé como último recurso devido às complicações tromboembólicas. (arco venoso
dorsal, veia mediana marginal).
Cabeça (veias superficiais temporais, veia frontal, veia posterior auricular).
Tornozelo (safena interna)
Pescoço (jugular externa e jugular interna)

A medicação endovenosa pode ser ministrada:


Diretamente na veia: “em bolus”, (conectando a seringa a um dispositivo intravenoso após
diluição ou rediluição)
Diluída em bureta: reduz os riscos da rápida infusão, permite a rediluição da droga em
pequenos volumes, facilita o controle e a anotação de volume infundido. Geralmente o
medicamento é infundido entre 30º e 60º.
Soluções: mistura-se a droga a grandes volumes de fluido. Geralmente eletrólitos, vitaminas
adicionadas ao soro glicosado ou fisiológico infundidos em ate 24 horas.

Flebite
A flebite é uma inflamação de uma veia, geralmente nas pernas.
Caracterizada por um quadro de dor e hiperemia localizada na trajetória da veia acometida por
irritação contínua do endotélio seguida de uma colonização bacteriana.
A causa mais comum é a iatrogênica, provocada pelas agressões químicas (soluções
concentradas) e mecânicas (punções e cateterizações).
Ao contrário das veias profundas, as veias superficiais não são envolvidas por músculos que as
comprimem e que podem provocar o desalojamento do trombo (tromboflebite). Por essas
razões, a flebite superficial raramente causa embolia.

Tipos:
Tromboflebite: distúrbio no qual um coágulo se forma em uma veia. Esta associada à
inflamação/trauma da parede venosa, ou uma obstrução parcial da veia. A formação de coagulo
esta relacionada à estase do fluxo sanguíneo, anormalidades nas paredes dos vasos e
alterações no mecanismo de coagulação.

Há dois tipos de tromboflebite:


A tromboflebite superficial, que ocorre quando coágulo sanguíneo forma-se em uma veia que
corre perto da superfície do corpo. Esse tipo de tromboflebite é menos sério e geralmente
responde rapidamente ao tratamento médico.
A trombose de veia profunda, que é uma condição médica mais séria que pode resultar em
embolia pulmonar (quando o coágulo viaja até os pulmões), a qual é uma condição que pode
ser fatal.

Prevenção da tromboflebite
Caso a pessoa tenha histórico familiar de tromboflebite, há coisas que ela pode fazer como
prevenção desta condição médica:
Manter-se ativo fazendo caminhadas frequentes, especialmente se estiver em um voo de longa
distância ou dirigindo um carro.
Caso não tenha como sair do assento, mover as pernas tão frequentemente como possível.
Prevenir a obesidade com exercícios e dieta saudável.
Não fumar.
Controlar a pressão sanguínea.

Cuidados de enfermagem na prevenção de flebites:


 Monitorar regularmente os locais de cateteres visualmente ou por palpação através do
curativo intacto, dependendo da situação clínica de pacientes individuais. Caso os pacientes
apresentem dor à palpação no local da inserção, febres sem fonte óbvia ou demais
manifestações, o curativo deverá ser retirado de forma a permitir total exame do local.
 Observar os procedimentos adequados para higiene das mãos, seja lavando as mesmas com
sabão convencional que contenha antisséptico e água ou com gel ou espumas sem água com
base em álcool.
 Utilizar luvas limpas ou estéreis quando inserir um cateter intravascular, conforme exigido pelo
Padrão de Patógenos Transmitidos pelo Sangue da Administração de Saúde e Segurança
Ocupacionais.
 Utilizar luvas limpas ou estéreis quando trocar o curativo nos cateteres intravasculares.
 Desinfetar a pele limpa com um antisséptico apropriado antes da inserção do cateter e durante
as trocas de curativos. Embora seja preferencial uma preparação a base de clorexidina 2%,
poderá ser utilizada tintura de iodo, um iodóforo ou álcool 70%.
 Utilizar gaze estéril ou curativa estéril, transparente e semipermeável, para cobrir o local do
cateter.
 Selecionar o cateter, técnica e local de inserção considerando o menor risco de complicações.
 Substituir cateteres venosos periféricos pelo menos a cada 72- 96 horas em adultos visando
evitar flebite.

ANEXO:
FIGURA 1.

Vias de administração de medicamentos e angulações das agulhas.


Tratamento de rugas e
flacidez da face, pescoço,
colo, braços e mãos

A Clínica Bella Pelle oferece várias técnicas para


estimular a produção de colágeno, resultando assim
numa melhora da textura e rejuvenescimento da pele.
Tais processos são feitos com a aplicação de peelings (a
laser e/ou químicos), mesoterapia facial, aplicação de
ácido L-polilático (Sculptra), radiofrequência,
descolamento compartimental e várias outras formas
de tratamento seguras e eficazes que resultam em uma
face naturalmente mais jovem, apesar do grau de
envelhecimento em que se apresente no início do
tratamento.
PEELING DE FENOL MODIFICADO
Trata as rugas muito severas resultando em uma pele muitos anos mais
nova. Porém com uma recuperação imensamente mais tranquila que o
peeling de fenol tradicional, sendo que o paciente pode voltar as
atividades normais muito rapidamente e é também indicado para
tratamento de cicatrizes de acne.

Tratamento de rugas com peeling


Descolamento compartimental: a nova técnica para tratamento de
flacidez
Esta é uma nova técnica para tratamento da flacidez da face e do
pescoço, onde se faz a insuflação do gás CO2 nos planos profundos do
rosto (todo o rosto e ao redor dos olhos) e pescoço, e logo em seguida
através de massagens manuais traciona-se a pele para cima. Como
resultado há uma oxigenação imediata e intensa da pele em toda a sua
extensão levando a uma forte revitalização dos tecidos, e
posteriormente uma redefinição dos contornos faciais obtendo-se um
efeito lifting (levantamento geral da face e pescoço), com melhora
importante da flacidez.
O procedimento é praticamente indolor e não é agressivo, sendo que o
paciente pode voltar imediatamente a suas atividades.
Inicialmente são feitas 3 sessões, com intervalos mensais, e para
manutenção uma sessão a cada 4 meses.
Em resumo é um procedimento seguro, não agressivo, não invasivo, e
que não necessita de tempo de recuperação, porém com excelentes
resultados para tratamento da flacidez de face e pescoço.

Rejuvenescimento do pescoço
A aplicação do laser de CO2 fracionado na pele do pescoço leva uma
grande estimulação da produção de colágeno dérmico e isso resulta
num grande rejuvenescimento dessa região com a melhora da textura e
flacidez da pele.
Também a técnica da Mesoterapia feita com DMAE injetável
(substância utilizada para melhorar o tônus da musculatura cervical),
quando associada às medicações que estimulam a produção de
colágeno na pele, evita ou trata o envelhecimento do pescoço.
Podemos associar também a aplicação da radiofrequência que pelo
aquecimento do colágeno dérmico, resultará em ações de
rejuvenescimento. Alem disso, associamos tambem, com excelentes
resultados, a técnica do descolamento compartimental.
Rejuvenescimento das mãos e braços
Por meio das técnicas aplicadas em nossa Clínica, é possível prevenir
e/ou tratar o envelhecimento das mãos com medicamentos e
procedimentos que estimulam a produção de colágeno na pele
(peelings com laser ou químicos), que fazem a remoção de manchas
senis. Além disso fazemos o preenchimento das mãos, no caso delas
estarem muito magras ou com excesso de pele.
Os mesmos procedimentos são realizados na pele dos braços, sendo
que na pele da sua região interna, pode-se associar a rádiofrequência e
o laser de CO2 fracionado para melhorar a flacidez cutânea dessa
região.

O envelhecimento do colo se nota através de flacidez, perda do


tônus da pele, aparência de ressecamento, surgimento
de linhas, manchas e vasos, mas o tratamento depende muito da faixa
etária.
O mais importante a ser feito, primeiramente, é a prevenção, com uso
de protetor diário nessa região. Além disso, existem alguns cremes
com ativos que retardam o envelhecimento.
Em pessoas que já possuem linhas marcadas, mas ainda não têm
manchas nem muita flacidez, uma boa opção de tratamento é o skin
booster. O skin booster é um tratamento feito em consultório médico
e consiste na aplicação de ácido hialurônico líquido com agulha
embaixo da pele. Esse ácido hialurônico injetável (atenção: este
produto que vem em seringas não é o mesmo que existe em cremes!!!)
atrai água sob a pele, promovendo uma hidratação. E, ao atrair água, a
pele ESTICA, melhorando em média 80 a 90% das linhas da região.
Esse tratamento dura em média 4 meses
Já em pacientes com flacidez associada, também gostamos muito do
uso de radiofrequência para melhorar o tônus e qualidade da pele.
Como sempre digo, radiofrequência é o nome da tecnologia, existem
diversos tipos e de qualidade variada no mercado, por isso, somente
um bom dermatologista pode escolher o melhor protocolo e melhor
aparelho para sua pele.
Por fim, em casos onde já existem vasos e manchas na região , o que
é comum em pacientes que tomaram muito sol durante a vida, a
melhor opção de tratamento é a luz pulsada, que remove as manchas
e vasos que dão aquele aspecto “vermelhão” do colo que algumas
pacientes têm. A luz pulsada além de remover manchas e vasos e
melhorar muito o aspecto da pele, também estimula a produção de
colágeno e melhora as linhas e flacidez.
Como vocês viram, o envelhecimento do colo pode aparecer de
diversas formas, através de manchas, linhas e flacidez. O melhor
tratamento para o seu caso depende de muitos fatores e deve ser
prescrito pelo seu Dermato.
Até a próxima coluna e não esqueçam que melhor que tratar é
prevenir, por isso, filtro solar sempre no rosto, pescoço, colo e mãos
no dia a dia.
Rejuvenescimento do colo, pescoço e mãos: Cosmobeauty lança o Genetic Peel

Tratamento profissional ajuda a remodelar, firmar e rejuvenescer a região do colo e pescoço e também das mãos

A Cosmobeauty, referência em tratamentos estéticos desenvolvidos com o que há de mais moderno e


eficiente em tecnologia cosmética, acaba de lançar um protocolo que atua nas áreas mais difíceis de se
conquistar o rejuvenescimento: o colo, o pescoço e as mãos. Trata-se do Genetic Peel, um tratamento
profissional que ajuda a remodelar, firmar e rejuvenescer a região do colo e pescoço e também das
mãos – partes do corpo onde os sinais do tempo são mais visíveis. “O Genetic Peel ajuda a retroceder
os sinais da idade por meio da expressão e síntese de moléculas que favorecem o retorno da firmeza da
pele, a melhora da tensão muscular, e o rejuvenescimento cutâneo”, detalha a especialista.

O kit profissional reúne os seguintes produtos:

- Genetic Peel Esfoliante Físico: de textura hidratante, composto por esferas de âmbar, manteiga de
karitê e óleo de amêndoas, promove uma limpeza e prepara a pele para o procedimento.

- Genetic Peel Solução Esfoliante Colo e Pescoço: seus ativos - DM Firm, Ácido Glicólico, Ácido
Fítico e Ácido Mandélico – promovem renovação epidermal e melhora no tônus da pele;

- Genetic Peel Máscara colo e pescoço: com alto poder de hidratação e nutrição, auxilia no aumento da
síntese de colágeno e elastina. Contém Densiskin, Ácido Hialurônico, Senes Active e Essenskin.

O kit profissional também é composto pelo Genetic Up Aparelho Massageador Tonificante. O aparelho
ajuda a ativar a circulação sanguínea, melhorar a elasticidade da pele e a tonificação, além de fazer
com que os ativos atuem de forma mais eficiente. Para obter melhores resultados, há um produto para
tratamento home care: o Genetic Skin, que tem ação hidratante,antienvelhecimento, firmadora e
auxilia na uniformidade do tom da pele. Promove a melhora na firmeza e no tônus da pele.

O kit, profissional, é vendido apenas para esteticistas e dermatologistas.

Sobre as marcas Biomarine e Cosmobeauty

Tecnologia de ponta e insumos de última geração é o segredo do sucesso das linhas Cosmobeauty e
Biomarine, fabricadas por linhas de dermocosméticos que estão entre as mais conceituadas por
dermatologistas e esteticistas.

A linha Biomarine reúne dermocosméticos inovadores para tratar do corpo e da face. Há produtos
variados para limpeza facial, tonificação, esfoliação, antiage, tratamento de manchas, hidratação, acne,
área dos olhos, nutricosméticos, anticelulite, firmadores corporais, protetores solares e makeup.

O que os torna tão especiais é o uso do Caviar como principal princípio ativo. Trata-se de uma
substância marinha extremamente rica em nutrientes, com alto poder hidratante, renovador e nutritivo.
É composto por proteínas, aminoácidos, sais minerais e vitaminas que, juntos, atenuam rugas e
melhoram a textura da pele, conferindo uniformidade.

Já a Cosmobeauty possui diversas linhas de produtos profissionais para o tratamento facial e corporal.
O diferencial das linhas é o uso de matéria-prima importada de última geração e alta tecnologia, com a
adaptação necessária à pele característica do brasileiro e ao clima tropical do País. É uma das linhas
preferidas das esteticistas que trabalham com produtos de alta qualidade, já que promove resultados
imediatos e permanentes quando aplicados em cabine.

Sobre Fernanda Sanches

Há cerca de 20 anos, Fernanda Sanches interessou-se pelo mercado de beleza, buscando na faculdade
de Farmácia o conhecimento que a fez, hoje, ser presidente de uma das marcas de cosmecêuticos
profissionais mais importantes do País, a Cosmobeauty, e também da linha domiciliar Biomarine, que
tem o Caviar como sua matéria-prima de destaque.

Fernanda entende profundamente de estética. Comanda as duas marcas, atuando como Diretora
Científica de ambos. “Um de meus prazeres é viajar pelo mundo para buscar novidades que se
adaptem à pele da brasileira”, diz. Ela é Farmacêutica Bioquímica, com especialização em Marketing e
Vendas, o que impulsionou e projetou suas marcas por todo o Brasil.
Como agem os anestésicos locais?

Hoje falaremos sobre a forma como o líquido anestésico age no organismo. A


anestesia local pode se produzir das seguintes formas:

- Pelo bloqueio da despolarização e da condução nos axônios;


- Mediante a aplicação de frio;
- Induzindo uma isquemia tissular;
- Fazendo-se pressão sobre os troncos nervosos;

Os anestésicos locais utilizados na dosagem adequada inibem de forma reversível a


condução nervosa no organismo. Concretamente atuam bloqueando o inicio da
despolarização e da propagação da mudança do potencial de membrana. A teoria
atualmente mais aceita é de que os anestésicos atuam em receptores específicos
presentes na própria membrana, no interior dos canais de sódio. Então quando o
anestésico local entra em contato com o receptor, obstruem a passagem nesse canal dos
íons sódio em direção ao interior da célula. Assim se evita a despolarização, ou seja, a
passagem do impulso nervoso. Os anestésicos acabam competindo também com os íons
cálcio que tem a função de aumentar a permeabilidade da célula e facilitar a

despolarização.
Elixir Nano C Plus, 30ml

Produto categoria Miracle.


Serum concentrado de vitamina C nanotecnológica e complexo de aminoácidos revitalizantes. Promove
ação antioxidante e antiaging agindo profundamente na pele. Dermocosmético de alta-performance que
traz a inovação do suplemento tópico que repõe todos os nutrientes necessários para saúde e beleza da
pele. Possui dois tipos de vitamina C que agem em todos os níveis da pele. Produto formulado a partir de
processos de inovação aberta e co-criação com os clientes Medicatriz.
• Antioxidante
• Clareador
• Revitalizante
• Antiaging
• Hidratante
• Indicação: Para todos os tipos de pele

Princípios ativos: Vitamina C nanoencapsulada (fosfato e palmitato), Vitaminas E, B5 e B6, Niacinamida,


Creatina e Aminoácidos.
Modo de usar: Aplicar na face, pescoço e colo e deixar secar. Pode ser ionizado na polaridade positiva.
Pode-se aplicar com microcorrentes, microagulhamento e etc..... Após o termino do protocolo recomenda-
se o uso de filtro solar.

- Elixir Revita Tense, 30ml

Elixir revitalizante, sua formulação contempla Tensine, Fucose e Algas Azuis que revitalizam e auxiliam na
melhora da elasticidade da pele. Promove um efeito tensor por conter um concentrado revitalizante,
indicado para ionização, atuando diretamente nas rugas e marcas de expressão.
• Ação revitalizante
• Promove efeito tensor
• Hidratação profunda
• Previne linhas de expressão
• Antioxidante
• Alta concentração de ativos
Princípios atvios: Tensine, Fucose, Antiox 3D, Algas azuis, Tomilho, PCA-Na.
Modo de usar: Aplicar o produto no rosto, pescoço e colo, com movimentos leves de deslizamento. Não
necessita remoção. Pode ser ionizado, inicialmente na polaridade positiva.

- Elixir Magic Seda, 30ml

Produto de alta performance, concentrado de ativos que proporciona um resultado de alta perfomance.
Formulado com ingredientes que unem tecnologia com a natureza, forma uma película protetora de toque
de seda que promove suavidade e maciez imediatas. Produto formulado a partir de processos de
inovação aberta e co-criação com os clientes Medicatriz.
Magic Seda é um finalizador que proporciona toque macio de seda a pele imediatamente após a primeira
aplicação.
• Textura suprema
• Toque seco
• Efeito mate
• Todos os tipos de pele
• Finalizador de qualquer protocolo, exceto peelings
Se deseja ganhar sue cliente, essa é a indicação, pois trata-se de um produto finalizador que encanta e
fideliza o cliente.
Principio ativo: Óleo de Macadâmia.
Modo de usar: Aplicar gotas sobre face, pescoço e colo, como finalizador de variados tratamentos
estético.

- Elixir de Ácido Hialurônico, 30ml

Produto de allta-performance concentrado em ativos que proporciona um resultado de alta perfomance,


sua tecnologia 4R restaura, revitaliza, renova e devolve radiância à pele.
O ácido hialurônico de baixo peso molecular e multi concentrado juntamente com as aquaporinas
permitem a pele seja hidratada em todos os níveis. Devolvendo a luminosidade e tônus a peles
desidratadas. Produto formulado a partir de processos de inovação aberta e co-criação com os clientes
Medicatriz.
• Atua nas multicamadas da pele
• Hidratação profunda
• Previne linhas de expressão
• Indicação: Todos os tipos de pele
Principios ativos: Ácido hialurônico, Hidrovance e Aquasense.
Modo de usar: Aplicar o produto no rosto, pescoço e colo, com movimentos leves de deslizamento. Não
necessita remoção. Pode ser ionizado, inicialmente na polaridade positiva. Recomendando para o uso em
microcorrentes e microagulhamento.
VOCÊ É, O QUE VOCÊ COME! E SUA PELE
REFLETE ISSO
DestacadoDeixe um comentário
20 Feb 2013 — Portrait of uncertain man holding apple and cupcake — Image
by © Jamie Grill/Tetra Images/Corbis

A busca por uma pele mais uniforme e de aspecto saudável tem sido
constante nas clínicas de estética aqui no Brasil. Os cuidados com
uma pele acneica envolve o uso de produtos adequados para cada
tipo de pele , cuidados diários, controle da oleosidade excessiva e
alimentação equilibrada.

Além de cuidar da alimentação, é necessário também manter a pele


livre do acúmulo de impurezas. Como falamos, o uso de produtos
adequados para cada tipo de pele é muito importante, assim como a
limpeza de pele frequente e nos casos mais específicos, o auxílio de
uma esteticista de confiança é fundamental.
Na estética, consideramos importante para o tratamento, a limpeza
de pele frequente, o uso de protocolo específico de acordo com grau
da acne e a manutenção em casa, que inclui mudança de hábitos
alimentares e uso de cosméticos específicos.

Alimentos que ajudam a combater a acne


 Peixes gordos, como sardinha e salmão – são ricos em ômega
3, que é anti-inflamatório, inibindo e controlando a inflamação dos
folículos sebáceos que formam a espinha
 Castanha-do-pará, – são grandes fontes de zinco, que além de
ajudar a reduzir a inflamação, melhora a cicatrização e diminui a
secreção de gordura pela pele.
 Óleos vegetais de linhaça, oliva, canola ou germe de trigo,
atum, ostra, farelo de arroz, semente de girassol e abóbora.
 Além desses alimentos, o cacau e mariscos – contem cobre, um
mineral com ação antibiótica local e que estimula o processo de
defesa do organismo, além de aumentar a resistência a infecções,
tanto virais como bacterianas.
Alimentos para manter sua pele sempre radiante
 Frutas e vegetais alaranjados, como cenoura ou mamão, que
são fontes de betacarotenos que ajudam a combater os efeitos dos
raios UVA e UVB, deixando a pele bonita e dourada;
 Frutas cítricas, como laranja, kiwi e limão, por exemplo, porque
são ricos em vitamina C, que participa na formação de colágeno e
torna a pele saudável e firme;
 Frutas secas, como avelã e amêndoa, pois têm boas
quantidades de vitamina E, que tem a função de reparar a pele;
 Chá verde e frutas vermelhas, como mirtilos e amoras, porque
são ricos em antioxidantes que combatem o envelhecimento da
pele, especialmente da pele do rosto.
Alimentos que ajudam no combate da celulite
 ácidos graxos essenciais (principalmente o ômega 3); vitaminas
(complexo B, A, C, E, D); minerais (magnésio, zinco, boro,
manganês, molibdênio, selênio, cromo.); aminoácidos; colágeno
hidrolisado; destacam-se também o silíco orgânico, que facilita a
formação de glicosaminoglicanas e do colágeno por fazer parte da
enzima prolina hidroxilase.
 Aveia, cevada, salsa, nabo, avelã e feijão são algumas fontes;
boro, que mantém alinhadas as fibras elásticas, serve de substrato
para formação das glicosaminoglicanas na matriz extracelular.
 Vegetais folhosos escuros, algas, rabanete e frutos do mar.
 Vitamina C, o ácido elágico (romã) e o resveratrol, princípio
bioativo muito estudado nos últimos anos pela alta capacidade
antioxidante e propriedade anti-inflamatória.
Frutas para uma pele sadia, diariamente
 Cerejas – Uma fruta bem valorizada por suas grandes
propriedades, como a melatonina, um hormônio que forma nosso
organismo de maneira natural e favorece a luta contra o
envelhecimento.
 Melão – Oferece uns resultados incríveis para qualquer tipo de
pele, já que se encarrega de suavizá-la e cuidá-la eficazmente. Tudo
de maneira natural, como agente gosta.
 Coco – O coco triturado, ou seja, sua polpa, ajuda a hidratar a
pele, condicionar os cabelos ao mesmo tempo que fortifica o couro
cabeludo.
 Frutas tropicais – Esse tipo de fruta são a segunda fonte, depois
dos cítricos, mais ricas em vitamina S, uma vitamina chave para os
melhores produtos estéticos. A vitamina C encontra-se na maioria
dos produtos de beleza que conhecemos, como hidratantes e
produtos usados para aumentar a luminosidade da pele.
 Abacate – Rico em óleos naturais como em ferro e cálcio,
especial para peles secas e ásperas.
 Pera – Com esta frutinha, dê adeus à acne de forma mais
natural.
 Maçã – Cheia de vitaminas A e C, assim como sais minerais, que
atuam contra o stress fisico e emocional. Ajuda também a combater
os efeitos solares.
Alguns alimentos que devem ser evitados.

 Nozes;
 Chocolate;
 Produtos lácteos, como leite, queijo e iogurtes;
 Alimentos gordurosos em geral, como frituras, embutidos,
salgadinhos;
 Carne vermelha e carne suína;
 Condimentos;
 Doces ou outros alimentos de alto índice glicêmico
Uma receitinha para dias frios, que ajuda no combate ao
envelhecimento:
Chocolate quente antiage
200ml de leite de arroz
2 col. sopa de polpa biomassa de banana verde
1 tablete de chocolate 70% cacau.

Bater no liquidificador ou mixer a biomassa com o leite de arroz,


numa panela leve ao fogo baixo e coloque o tablete de chocolate.
Mexer sempre!

Fonte: Negocio estética; http://www.bolsademulher.com/beleza/10-


alimentos-essenciais-para-ter-uma-pele-perfeita

ALTA FREQUÊNCIA
DestacadoDeixe um comentário
Você já ouviu falar em alta frequência?
É uma técnica antiga em que se utilizam vários modelos de eletrodos
de vidro com uma corrente alternada de frequência alta, que ao
passar por esses eletrodos, no seu interior existe um gás com
propriedades físico-químicas que facilita a transmissão da alta
voltagem para o outro extremo do eletrodo, o meio condutor entre a
bobina e o cliente, produzindo um campo eletromagnético que produz
ozônio, na parte externa do vidro. (Ozônio = O3 – gás instável
composto por três átomos de oxigênio)

Como a formação de Ozonio e contato com a pele o mesmo tem


funções:

Bactericida, elimina bactérias anaeróbias.


Bacteriostática, diminui a proliferação de bactérias aeróbias.
Fungicida, eliminação de fungos. Ex.: Tinea captis.

Também possui efeito térmico: que atua no metabolismo celular


aumentando o mesmo, e melhora da oxigenação celular.
E efeito Vasodilatador: através do estímulo da circulação
periférica, causando o efeito hiperemiante (vermelhidão). É
oxigenante, melhora a oxigenação tissular (da pele). É estimulante,
pois há aumento da circulação sanguínea. Homeostático, (cauteriza e
cicatriza) – estancando o sangramento. Reduz a resistência elétrica da
pele.
INDICAÇÕES
Pós limpeza de pele, complemento de hidratação e revitalização
facial, desinfecção do couro cabeludo, pós-depilação, tratamento de
foliculite, melhora da psoríase, para tratamento de frieiras e micoses
na podologia, após fazer as unhas na manicure, tratamento de
peticulose (piolho), auxilia na cicatrização, seborreia, tratamento de
acnes.

CONTRA INDICAÇÕES
Portadores de marca-passo, neoplasias (câncer), pessoas cardíacas,
gestantes, pessoas com distúrbios de sensibilidade, epiléticos,
diabéticos descompensados, pele com cosméticos inflamáveis,
portadores de pinos ou placas metálicas no local da aplicação. (OBS.:
Tomar cuidado com pessoas portadoras de rosácea, ou que tenham
extrema sensibilidade ao calor.)

TRATANDO COM PROFISSIONAIS


O aparelho deve ser manuseado por um profissional qualificado, o uso
incorreto de alta frequência pode causar queimaduras! Apesar de
parecer inofensivo, por se tratar de uma corrente alternada, ou seja,
ora positivo, ora negativo, e onda eletromagnética, as oscilações de
pólos positivo e negativo são muito rápidas, transformando a energia
eletromagnética em calor.
Os eletrodos com menor superfície, concentram mais em um ponto os
efeitos térmicos do aparelho de alta frequência, podendo causar
queimaduras. O tempo também deve ser gerenciado da forma correta
para a patologia ou tratamento específico, e isso somente um
profissional saberá manusear corretamente.

MODEL AR O CORPO COM A


CORRENTE RUSSA
DestacadoDeixe um comentário

O QUE É CORRENTE RUSSA?

A corrente russa é um aparelho de eletroestimulação que produz


contrações musculares. Foi desenvolvido na Rússia na década de 80,
por Yakov Kots, o qual verificou que os astronautas russos, ao
retornarem da missão espacial, sofriam flacidez e fadiga muscular.
H T T P : / / W W W. M U N D O B O A F O R M A . C O M . B R
PA R A Q U E S E RV E A C O R R E N T E R U S S A ?

A corrente russa serve para aumentar o volume muscular, melhorar a


circulação sanguínea, promover uma melhor drenagem linfática e
combater a flacidez. É especialmente indicada para facilitar a
contração muscular, em casos de fraqueza e atrofia muscular, mas
produz bons resultados quando é utilizada para fins estéticos.

COMO FUNCIONA A CORRENTE RUSSA?

O aparelho de corrente russa é composto de vários eletrodos que são


posicionados estrategicamente no ventre muscular da região a ser
tratada. Dessa forma, irão promover uma contração involuntária do
músculo. O ideal é sempre que este estímulo elétrico acontecer, o
paciente fazer uma contração do músculo ao mesmo tempo.

CONTRA INDICAÇÕES DA CORRENTE RUSSA

As contra indicações da corrente russa são: indivíduos com


marcapasso e doenças cardíacas, doença renal, epilepsia, hipertensão
arterial não controlada, gravidez, varizes, flebite, trombose venosa
profunda e lesão muscular, ligamentar ou nos tendões da área a ser
tratada.

Q U A N TA S S E S S Õ E S D E C O R R E N T E R U S S A FA Z E R ?
O número ideal de sessões dependerá da situação muscular de cada
pessoa, ou seja, se estiver muito flácida necessitará de um número
maior de sessões.

As sessões podem ser realizadas diariamente por área tratada, com a


duração de, aproximadamente, 10 a 15 minutos para iniciantes e de
20 a 30 minutos para indivíduos mais condicionados.

P R O F I S S I O N A I S Q U E P O D E M FA Z E R

O tratamento pode ser feito por profissionais da área da saúde,


médicos, fisioterapeutas dermato funcionais e, de acordo com a Lei
Federal n 12.592/2012, o procedimento pode ser feito por
profissionais esteticistas formados e treinados na técnica.

Elaborado por Leandro M. Almeida

Fonte: http://www.henriquetateixeira.com.br; www.minhavida.com.br

OLHEIRAS E SEUS CUIDADOS


1 de junho de 2016Deixe um comentário

Bolsas e olheiras são uma queixa recorrente no consultório e que


incomoda muita gente, independentemente da idade. Noites de sono
mal dormidas, hábitos de vida pouco saudáveis como fumo e
consumo de álcool, estresse, má alimentação, tipo de pele e
predisposição genética contribuem muito para o surgimento ou
agravamento do problema, esse problema pode influenciar e estar
relacionada à qualidade de vida, uma vez que está intimamente
ligada e/ou provoca aparência de cansaço Fatores que podem
gerar ou agravar as olheiras
 Excesso de melanina e de origem vascular – porém, em sua
maioria encontramos a associação dos dois fatores relacionados.
 Exposição solar excessiva e por período prolongado – aumenta
a produção de melanina, ocorre em mulheres adultas com fototipos
intermediários (principalmente morenas).
 A anatomia da região ocular também pode influenciar –
algumas pessoas apresentam uma depressão maior na região
palpebral, formando uma sombra, e causando um escurecimento
local.
 Descendentes de turcos, árabes, ibéricos e hindus, apresentam
intensa vascularização – a região periorbital apresenta coloração
escurecida, devido a facilidade de visualização desses vasos.
 O tabagismo – por ação vasoconstritora, causada pela nicotina,
causa aumento de palidez na pele (fica acinzentada pela diminuição
da circulação periférica) salientando a aparência escura das
olheiras.
 Diminuição e/ou má qualidade do sono – causam vasodilatação
periférica, o que na região palpebral pode ter consequente aumento
do extravasamento sanguíneo local.
 A respiração bucal – muitas vezes provocada por desvio de
septo, ou outras alterações, geram edema na região nasal, e
dificuldade da drenagem local, causando dificuldade e diminuição
sanguínea local.
 Alterações hormonais – a fase menstrual, gestação, terapias de
reposição hormonal, além do uso de anticoncepcionais, costumam
aumentar as olheiras pois essas alterações hormonais estimulam a
produção de melanina, piorando sua aparência.
 Envelhecimento Cutâneo – leva a frouxidão e hipotonia da
pálpebra, piorando o aspecto e aparência das olheiras
 Deficiência de Vitamina K- pode causar pequenas hemorragias e
fragilidade capilar, aumentando a aparência das olheiras.

Tratamentos
 Laser NdYag: atinge diretamente a melanina, melhorando a
pigmentação escura da olheira;
 Preenchimento com ácido hialurônico: atua preenchendo aquela
área abaixo dos olhos que perdeu volume devido à degradação de
colágeno com o passar dos anos;
 Lasers fracionados: promovem o rejuvenescimento da pálpebra
e melhora da flacidez, tônus e bolsas, além clarear a região tratada;
 Ultrassom microfocado (Ulthera): promove a contração das
fibras colágenas da região tratada, melhorando significativamente a
flacidez local e produzindo um efeito lifting imediato, que vai
melhorando por até três meses após o procedimento, período em
que o organismo, estimulado pela ação do ultrassom, continua
produzindo colágeno novo.
 Argilas: Quando a argila seca, faz uma leve pressão sobre a
pele, agilizando o processo de drenagem, melhorando a circulação
e diminuindo o inchaço, ajudam a acalmar a região.
 Cremes específicos para a área dos olhos: cremes são
excelentes coadjuvantes em tratamentos, para potencializar e
manter seus efeitos
 Filtro solar
Fonte: http://www.negocioestetica.com.br/urso-panda-que-nada/
Elaborado por: Natália Ohara

ALOPÉCIA (QUEDA CAPIL AR), COMO O


ESTETICISTA PODE ATUAR NO
TRATAMENTO DESSA DISFUNÇÃO?
1 de junho de 20162 comentários

Os cabelos são de suma importância, pois além de servirem como


proteção para o couro cabeludo valoriza a nossa imagem pessoal.
Hoje muitas pessoas sofrem com diversas patologias relacionadas ao
couro cabeludo. Entre elas esta a alopécia, redução total ou parcial
dos pelos ou cabelo. É uma queixa bastante freqüente entre homens
e mulheres e pode apresentar diferentes tipos de grau.

Como por exemplo, a alopécia cicatricial onde ocorre a destruição


permanente do folículo piloso e fibrose residual. Alopécia areata é
quando há inibição da proliferação das células do folículo piloso,
interrompendo dessa forma a síntese do pelo sem destruir o folículo.
Já a alopécia androgênica que ocorre em homens e mulheres acarreta
na perda continua e progressiva do cabelo. Pode ocorrer devido a
fatores genéticos e sofre influencias dos hormônios androgênicos que
transformam os folículos terminais em folículos miniaturizados,
fazendo com que os cabelos se tornem cada vez mais curtos, finos e
claros. Tendo como resultado a redução da cobertura do couro
cabeludo.
Fonte: https://clinicahumaire.wordpress.com/tag/alopecia-
androgenetica/
Muitas são as duvidas na hora de procurar um tratamento e um
profissional para resolver esse problema. Assim como toda patologia
é importante que se procure um profissional capacitado, para que se
obtenha um melhor resultado. E o esteticista é um desses
profissionais.

A estética oferece tratamentos eficazes para a estimulação capilar


como o microagulhamento que gera ruptura e remoção do colágeno
subepidérmico danificado, permitindo a substituição por novas fibras
de colágeno e elastina, além do aumento da microcirculação. Assim
estas alterações na homeostase tecidual favorecem a ação da
fototerapia.

O efeito da fotoestimulação através da luz vermelha e infravermelha


é muito importante para a terapia capilar, pois, a luz aumenta a
síntese de ATP, promove a liberação de oxido nítrico ( um excelente
vasodilatador periférico) e possibilita a regeneração tecidual. Assim a
luz aumenta a concentração de mastócitos e ativa as células de
folículo pilossebáceo para o processo de crescimento, aumento do
tônus e resistência capilar, além da melhora da oleosidade e
hidratação, o que resulta na prevenção da queda de cabelo e
tratamento da alopecia. Ainda, a luz azul e âmbar também
apresentam impostantes efeitos fotoestéticos. A luz azul ativa a
queratina do fio do cabelo e do couro cabeludo. Já a luz âmbar
estimula o colágeno e elastina aumentando a espessura e adesão do
fio de cabelo evitando sua queda. O efeito dos diferentes
comprimentos de onda (azul, âmbar, vermelho e infravermelho) é
potencializado devido ao estimulo mecânico (microagulhamento), que
favorece o crescimento capilar no caso da calvice que é considerado
um complexo quadro clínico.

Os tratamentos estão relacionados aos danos teciduais, como o


microagulhamento, produz processos inflamatórios, regeneração e
reparação tecidual, que envolvem funções celulares. Desta forma, a
luz consegue interagir e acelerar esses processos de forma segura em
todos os procedimentos estéticos, potencializando o tratamento de
crescimento capilar, garantindo a qualidade do resultado.

Fonte: http://www.olmed.com.br/pagina/fototerapia-capilar
Podemos citar também como tratamento, o uso da alta freqüência
para que ocorra uma penetração ativa e mais rápida, combinada com
a aplicação do minoxidil 5% que é um medicamento vasodilatador.
Vale ressaltar que um acompanhamento médico é importante no
tratamento dessa patologia. Pois em alguns casos será necessário o
uso de medicamentos orais e exames laboratoriais.

INVERNO E SUA PELE


31 de maio de 2016Deixe um comentário

concept of cosmetic skin care.

Você sabe quais são os tratamentos mais indicados para o Inverno?

Por se tratar de uma época no ano com temperaturas mais baixas e


geralmente por períodos nebuloso mais constantes, o inverno se
torna um período mais propicio para aquele tratamento de pele que
você estava esperando, nunca se esquecendo do Protetor Solar, pois
em dias nublados os raios UVA e UVB ainda atravessam as nuvens.
Para pele seca escolha creme ou loção cremosa; para pele oleosa, gel
ou oil-free; e para as mistas utilize gel-creme.

Alguns dos tratamentos mais indicados, para essa época do ano.

 Procedimentos com laser.


 Procedimentos com luz pulsada
 Depilação definitiva.
 Peeling de diamante.
 Peeling de cristal.
 Peeling químico.
 Rádio frequência
 Laser fracionado
Qual a alimentação mais adequada para essa época do ano?
Dieta rica em legumes, hortaliças e frutas, esses alimentos são fontes
de vitaminas e minerais que neutralizam os radicais livres prevenindo
o envelhecimento da pele. As frutas ricas em vitamina C, como o
morango, a laranja, a mexerica, o limão, a cereja, entre outros;
vegetais, como o brócolis, o repolho, a cenoura, entre outros, são
exemplos de alimentos para a estação.
Durante o inverno, é muito comum diminuir a ingestão de água, um
erro brutal. É extremamente importante para manter a hidratação da
pele e de todo o organismo que naturalmente fica debilitado por
causa do clima frio. Um corpo hidratado apresenta uma pele macia e
elástica. Para quem não é muito fã de água, durante esta estação,
uma dica é tomar chás claros ( ervas ou flores) ou de frutas. Divida a
quantidade que é indicada para um dia, ou seja, 2 litros entre água e
chás.

Dicas para você para manter a pele sempre linda e hidratada:

 Evite banhos quentes e muito demorados; evite se ensaboar


demais e usar buchas, que também contribuem para alterar a
composição do manto hidrolipídico que protege a pele.
 Use o hidratante logo após o banho – ainda no banheiro – com
aquele vaporzinho pós-banho, pois ajuda na penetração do creme.
 Se pele for oleosa, e acneica, evite hidratante comum no rosto,
use oil-free nas áreas de maior oleosidade (rosto e tórax).
 É importante usar hidratantes labiais para evitar rachaduras. Os
lábio costumam ressecar muito durante esse período.
Use filtro solar diariamente.
 Evite o uso do ar condicionado, ele ajuda a ressecar ainda mais
sua pele.
 Tenha sempre por perto, um humidificador de ar, ele ajuda a
manter a humidade do ar ao seu redor e assim ajuda a sua a pele a
não perder tanta agua.
Escrito por: Natália Ohara

Fonte: Negócio Estética

ESTÉTICA COM SEGURANÇA


30 de maio de 2016Deixe um comentário
Biossegurança? Exatamente, muitas clientes que frequentam clínicas
de estética nunca pararam para pensar no significado dessa palavra e
o que ela pode trazer de consequência para toda vida.

Biossegurança em especial na área de estética, consiste em um


conjunto de ações voltadas a prevenção de doenças e segurança no
ambiente de trabalho.

Diante de uma realidade onde o mercado de estética não para de


crescer, o cuidado deve ser redobrado pois o contato direto entre
esteticista e cliente é inevitável para a realização dos procedimentos
como: manicure, depilação, limpeza de pele, aplicação de produtos,
massagem entre outros que expõem a patógenos causadores de
doenças como hepatite B e C, herpes, micose, AIDS entre outras.

As opções por clínicas, salas ou mesmo atendimentos a domicílio são


extensas, o recomendado é avaliar o nível de segurança do local e
preocupação do profissional em preservar a integridade durante um
atendimento.

A limpeza e desinfecção do ambiente devem ser diárias, muitas vezes


o profissional está sobrecarregado ou desconhece as normas de
higiene, que não faz as medidas básicas, como limpar o ambiente de
trabalho, fazer a esterilização dos materiais, utilizar descartáveis e
fazer a higienização das mão.

Todo estabelecimento deve adequar e seguir à legislação sanitária


vigente. De acordo com o decreto nº 23.915 da COVISA (vigilância
Sanitária Municipal), os profissionais de beleza devem seguir todas as
normas sanitárias.

O profissional de estética segundo a lei nº 12.592 que regulamenta a


profissão, trabalha com conhecimento em microbiologia,
biossegurança e ética, tendo consciência dos riscos que são
oferecidos diariamente tanto para a cliente quanto ao profissional,
com isso busca trabalhar seguindo as normas de biossegurança.

As principais medidas a serem adotadas são:

 Limpeza do ar condicionado mensalmente ;


 Bancadas limpas diariamente, cada bancada teve ter um vidro
de álcool 70;
 Paredes laváveis mensalmente;
 Piso laváveis diariamente;
 Lixeiras com tampa, e o saco plástico trocados diariamente;
 Toalhas e lençóis de tecidos limpos devem ser guardados em
local fechado, sendo de uso individual;
 Agulhas devem ser descartadas no local indicado, a caixa de
descarpak deve estar a altura dos olhos, para evitar o risco de
acidentes;
 Materiais a serem esterilizados ou desinfectados devem seguir
as regras.
 O material de uso pessoal do profissional e imprescindível como
jaleco, touca e máscara, as luvas devem ser descartadas após
cada cliente;
 Os fios elétricos, devem ser embutidos pra evitar o risco de
acidente;
 A higienização das mão e medida de segurança mais simples
para evitar a propagação de infecções relacionadas a saúde.

AROMATERAPIA
30 de maio de 2016Deixe um comentário

Aromaterapia é aplicada no ramo da Fitoterapia, “Aroma” significa


cheiro agradável e “terapia” que visa a cura de uma indisposição
mental ou física. É uma prática terapêutica que utiliza das
propriedades dos óleos 100% puros para restabelecer o equilíbrio e
harmonia pessoal e de acordo com a Lei Federal n° 12.592/2012 que
regulamenta a profissão do esteticista este procedimento pode ser
realizado por um profissional capacitado.

Inicia com a escolha dos óleos essenciais que serão utilizados,


podemos dizer que é um auxiliar aos tratamentos alopáticos ou
homeopáticos, individualizado que visa o bem estar completo do
indivíduo e suas necessidades. Para cada pessoa é necessário realizar
uma avaliação, física e psicológica antes de definir qual caminho
seguir.

Pode ser realizada de várias maneiras, compressas, inalações,


escalda pés, águas de banho, massagens, sendo realizada a escolha
dos óleos essências de acordo com a finalidade da terapia. Quando
falamos em inalação precisamos pensar que as propriedades desses
óleos chegarão diretamente ao nosso sistema nervoso central o qual
irá processar as informações e enviar sinais para todas as partes do
corpo o quais irão executar as informações recebidas. Por exemplo,
em um processo infeccioso, utilizamos a inalação de óleo de limão e
tea tree, o cérebro receberá a informação para ativar a resposta
imune do corpo ativando as células de defesa (glóbulos brancos
principalmente) as quais se encaminharão para o local da infecção
combatendo a mesma e restaurando a saúde do corpo.

Escolha dos óleos essenciais:

 Para reduzir o estresse: cedro, alecrim, palmarosa.


 Para reduzir a ansiedade: lavanda, camomila e ylang-ylang.
 Para se acalmar: camomila, jasmim, lavanda, citronela,
palmarosa, bergamota, tangerina e pau rosa.
 Para ter mais energia: pimenta negra, hortelã pimenta, carda,
momo, cravo, canela, hortelã do brasil, tomilho, gengibre e
magericão.
 Para reduzir a ansiedade: lavanda, camomila e ylang-ylang.
O procedimento deve ser realizado por um profissional qualificado
pois o esteticista que trabalha com a arte da aromaterapia deve ser
sensível para saber identificar quais as reais necessidades dos
clientes visando o bem do indivíduo por completo.

Escrito por: Thaís Coimbra

Fonte: http://www.bioessencia.com.br

MICROPIGMENTAÇÃO DE SOBRANCELHAS
19 de maio de 2016Deixe um comentário
Fonte: Arquivo pessoal
do autor

A micropigmentação é um procedimento realizado também por


esteticistas que possuem curso e consiste em um procedimento de
microesfoliação onde pigmentos orgânicos ou inorgânicos são
depositados através de dermógrafo e agulha apropriada, entre a
derme e a epiderme (área intradérmica acima da camada basal
germinativa) que são retidos por células de defesa da pele. No intuito
de pigmentar, corrigindo falhas ou recriando o design natural das
sobrancelhas.

PROCEDIMENTO: Para a sua segurança e tranqüilidade, o design


será inicialmente efetuado com um lápis próprio para sobrancelhas,
realizando um esboço para que seja possível visualizar o resultado
final. Só após a aprovação do cliente, no que diz respeito à cor,
forma, espessura e comprimento, alinhadas as expectativas, o
profissional realiza o procedimento sobre este esboço. Esse processo
é documentado com fotos do “antes”, fotos de simulação aprovada e
“depois” resultado final do procedimento. Todo material utilizado é
descartável, agulhas, batoques, inclusive as sobras de pigmento
utilizado, a fim de evitar qualquer possibilidade de contaminação. Os
pigmentos são hipoalérgicos e possuem testes e estudos que
asseguram sua qualidade e tolerância, porem algumas pessoas
podem apresentar reações alérgicas aos componentes da fórmula,
por isso recomendamos o teste de contato antes do procedimento.
SENSIBILIDADE: A sensibilidade é algo extremamente particular,
podendo ser mais ou menos percebido. Em geral, a micro não sangra,
mas libera o plasma sanguíneo, parte mais liquida do sangue. Porem,
clientes que estão em tratamento com anticoagulante, Aspirina,
Vitamina E, antiinflamatório, hipolipemiante, Ginkgo-Biloba ou
consumo de álcool, podem apresentar maior fluidez.
ASSIMETRIAS: (diferenças anatômicas) Também podem ser ósseo,
muscular ou tecidual. Nosso corpo, em todos os seus aspectos,
apresenta diferenças anatômicas: cada pálpebra, cada orifício do
nariz, membros inferiores e superiores, cada mama, nada é igual.
Somos harmoniosamente assimétricos, portanto, as sobrancelhas não
fogem a essa regra. Entretanto, as diferenças existentes são
relatadas e documentadas e as mesmas serão trabalhadas para que
sejam amenizadas.
COR: A cor a ser aplicada é determinada de acordo com cada pessoa
e tipo de pele, assim com o fototipo cromático, jamais ficando a
pigmentação, com o decorrer do tempo, azulada ou esverdeada. Isso,
porque no procedimento do embelezamento das sobrancelhas,
utilizamos sempre os tons de castanhos e nunca preto.
DURABILIDADE: Em geral, a micropigmentação pode durar de 12
meses a 18 meses. Os fatores que contribuem para uma menor
durabilidade são: pele oleosa, exposição ao sol, mar e piscina,
cosméticos a base de ácido ou esfoliantes, uso de drogas, álcool, má
alimentação, predisposição para doenças de pele e dermatites.
REVISÃO E RETOQUE: O procedimento de micropigmentação fica
um tom mais escuro no ato da realização. Porem, naturalmente ocorre
o clareamento de 50% ou MAIS. O clareamento é um processo natural
que ocorre dentro de uma semana, durante este período é normal a
impressão de que saiu absolutamente toda a cor, porem em ate 18
dias a cor se revela com no máximo a metade da cor inicial. Por se
tratar de um processo orgânico, não podemos garantir a necessidade
do não retoque. Caso ocorram falhas ou absorção da cor seja inferior
a 50% (dado pelo processo orgânico) será necessário fazer retoque no
dia da revisão marcada que será entre 30 a 50 dias após o
procedimento (ESSE PERIODO DEVE SER RESPEITADO DADO A
IMPORTÂNCIA DE TOTAL E COMPLETA REGENREÇÃO TECIDUAL).
Fonte: Arquivo pessoal
do autor

O profissional deve estar capacitado e realizar o procedimento com


ética e biossegurança pois por se tratar de um procedimento de difícil
remoção caso o cliente não fique satisfeito deverá ser realizada um
despigmentação que demanda várias sessões.

Escrito por: Thaís Coimbra

O QUE É COSMETOLOGIA E QUAL A


IMPORTÂNCIA DESSES PRODUTOS NA
MANUTENÇÃO E PREVENÇÃO ESTÉTICA.
18 de maio de 2016Deixe um comentário

Cosmetologia
E a ciência que estuda as formas de ação, aplicação e efeitos dos
cosméticos. Como qualquer outra ciência exige profissionais
específicos e capacitados, que são o cosmetologista que é
responsável por estudar e aperfeiçoar a formula e fabricar os
produtos. O esteticista é o profissional que conhece os cosméticos de
acordo com suas propriedades, deve saber sobre as substancias
utilizadas na preparação, ação, efeitos e contra indicações. Podendo
também trabalhar nas formulações dos cosméticos, segundo o projeto
de lei nº.959-A, Art. 4º, paragrafo IV, de 2003 Câmara dos deputados.

As formulações cosméticas são preparadas de acordo com a


necessidade do tratamento e o local a ser aplicado. Sendo assim é
necessário o estudo das formas veiculares que melhor fazem à ação
dos ativos as diversas camadas do tecido conjuntivo.

O resultado sobre a pele depende dos princípios ativos, que quando


associados de forma correta aos veículos certos determinam a
eficácia final do produto. Tais formulações cosméticas são
classificadas de acordo com a sua finalidade.

E de suma importância que se tenha conhecimento fisiológico da pele


para o estudo da cosmética, levando em consideração a natureza
física, química, biológica e microbiológica de cada produto, obtendo
dessa forma formulações eficazes.

Na formulação de um cosmético são essenciais o veiculo ou


excipiente, principio ativo e aditivo. Sendo que cada uma dessas
partes pode ser composta por uma ou mais substancias.

Os cosméticos podem ter como veículos as emulsões, Géis, líquidos,


pós e vetoriais (nanoesferas, lipossomos e silanóis).

Cosméticos
De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, cosméticos
são preparações constituídas por substancias naturais ou sintéticas,
de uso externo como pele, sistema capilar, unhas e lábios. Com o
objetivo de limpar, perfumar, alterar sua aparência, corrigir odores,
proteger ou manter em bom estado.
Fonte: http://tagsecond.com/tag/dramainetrece
Cosmeceuticos
Possuem ingredientes bioativos, tendo a eficácia medida e aprovada
através de vários estudos, possuindo também propriedades
terapêuticas, e ativos com interação maior comprovada no
organismo, podendo ser prescritos em formulações medicas
individuais, sendo capazes de combater doenças ou problemas
estéticos. Podem ser usados como ponte entre produtos de cuidados
pessoais e farmacêuticos.

Agem nas camadas mais profundas da pele, fazendo com que


aconteçam mudanças de caráter fisiológico, produzindo uma melhora
de dentro para fora. Não possuem corantes nem fragrâncias. São
hipoalérgicos e geralmente produzido s com água termal, sendo
conhecidos também como dermocosméticos.
Fonte: http://www.papodecosmetico.com.br/dermocosmeticos-o-que-
sao/
Quem pode indicar o uso?
Estes produtos não necessitam de receita médica, porém para que se
possa obter um melhor resultado deve ser indicado por profissionais
capacitados.

MICROPUNTURA NO
TRATAMENTO DE LINHAS DE
EXPRESSÃO E ESTRIAS
20 de abril de 2016

http://www.fahtratamentosesteticos.com.br/micropuntura2.php
O que é micropuntura?
Técnica criada pela argentina Java Jeiman que tem por objetivo ativar
o colágeno local, irrigando a região onde já houve morte celular há
algum tempo, devido ao rompimento das fibras de elastina.

Consiste na aplicação de um cosmético com ação hidratante nos


locais elegidos e conta com a utilização de um aparelho: dermógrafo.

A micropunturação utiliza-se de um dermógrafo equipado com agulha


de uma ponta, desse modo promove o estímulo da pele por meio da
ação mecânica e cosméticos apropriados, promovendo micro lesões
que vão ocasionar o aumento de colágeno e elastina, proporcionando
uma regeneração celular que resulta atenuando os sinais do tempo e
também no aspecto das estrias. É feita por um profissional
devidamente capacitado em micropigmentação paramédica. O
esteticista está habilitado a realizar a técnica. Mas para isso, deve ser
realizado um curso de formação específico que complementará a
formação deste profissional.

O uso de cosméticos:

Ácido láctico

De origem natural, que se forma a partir da fermentação do leite, da


uva e da cana, por isso é considerado um alfahidroxiácudo. Possui um
elevado poder hidratante e rejuvenescedor, servindo também como
regulador natural de ph.

Ácido hialurônico

É uma substância presente no organismo, é responsável pelo volume


da pele, não provoca reações alérgicas.

Quinua Real

É considerado um cereal sagrado na Bolívia. É qualificado como o


melhor alimento de origem vegetal para consumo humano pela
Academia de Ciências dos Estados Unidos e selecionada pela Nasa
para integrar a dieta dos Astronautas. Seu valor nutritivo é só
comparado ao leite materno. Possui vitaminas B1, B2, B3, B6, C, e E,
oligoelementos, proteínas da seda, e ainda fitoestrogênio que tem
ação antienvelhecimento.

O que faz na pele?

Objetivo: Aumentar a produção de colágeno e elastina.


Finalidade: Amenizar as rugas e estrias.

Indicação: Peles de qualquer idade que apresentem o problema,


desde que seja avaliada por um profissional esteticista capacitado em
micropigmentação paramédica.

Contraindicações: Gestantes, lactantes e pessoas com problemas de


cicatrização, coagulação sanguínea, em uso de anticoagulantes,
diabetes não controlado, câncer ou com lesão e doença de pele na
região que séra tratada.

O lugar a ser feito o procedimento tem que seguir as normas de


vigilância sanitária.

Pisos e paredes lavávéis, maca, lixeira com pedal, lençol descartável,


pia com água corrente, carrinho auxiliar, bancada para os produtos,
ambiente claro, limpo e arejado, sempre adotando as normas de
assepsia e higiene.

Olá! Vamos
� continuar falando sobre nossos truques para driblar
a ação do tempo �☘ Analisando a foto abaixo, podemos perceber
que ao envelhecermos, perdemos a estruturação da nossa pele.
Como consequência disso, perdemos volumização facial e
contornos, bolsas de gordura que são importantes nos seus
devidos lugares, ganhamos flacidez e perda de tônus, linhas e
sulcos ficam muito evidentes. O ÁCIDO HIALURÔNICO por se ligar
com moléculas de água, proporciona além de hidratação, o
preenchimento necessário para cada região facial � � �Linhas,
sulcos, bolsas, contornos, lábios, volume... ����tudo tem solução
com o ácido hialurônico! ��� Cada paciente com suas
necessidades! Quer saber sobre o seu caso? ❓�
���‍⚕� #procedimentos #ácidohialurônico #harmonizaçãofacial #vol
umização #contornos #amenização #bioarquitetura #sulcos #rugas
#beleza #bemestar #cuidese#tratamentos #personalizados #biome
dicina #biomedicinaestética #estéticaavançada #preenchimentos
#preenchedores #innovapharma #rennova

Preenchimento Olheiras | �⚕� Sabia que é possível diminuir o


aspecto de rosto cansado de forma simples e praticamente
indolor? �⚕ Tratamento: infiltrações de ácido hialurónico �
Resultados: imediatos � Duração: cerca de 20 minutos � Duração:
8 a 12 meses Marque já a sua consulta e conheça os tratamentos
indicados para
si! . . . #laserclinic#medicinaestetica #tratamentorosto #acidohialu
ronico #olheiras #sulcos #resultadoscomprovados #resultadosimed
iatos #equipaespecializada #saojoao #pinheiromanso

Que tal fazer um detox na pele??��� Agende sua consulta e saiba


mais!! Máscara detox com carvão ativo para retirar as impurezas e
toxinas ambientais que se acumulam na
pele!!! @farmacia_natrium � E agende sua toxina e
preenchimento!! E começa os preparativos para o fim de Ano!!��
�� #fiquelindasempre #diva #ficaadica #dermato #estetica#estilod
evida #ortomolecular #organicos #detox #pele #mascara #rugas #s
ulcos #fimdeano #prevencao #draflavianakamura
Ácido Hialurônico � - O preenchimento com ácido hialurônico é um
dos procedimentos mais procurados nos últimos tempos. Consiste
na aplicação do ácido na área da pele a ser tratada, elevando ou
diminuindo a sua profundidade. * É usado para: ✔Atenuar o sulco
nasogeniano, aquele famoso “bigode chinês”; ✔ Sulcos e rugas ao
redor dos olhos; ✔ Suavizar “vincos” de rugas; ✔ Aumento labial;
✔Correção de olheiras; A duração varia entre 6 a 12 meses, sendo
necessária uma nova aplicação após esse período. O ácido
hialurônico é um dos produtos mais seguros, portanto, não
costuma causar alergias e nem testes prévios. * Valorize sua
beleza!✨ * Agende uma avaliação �99919 9429

ANATOMIA DA BOCA
MUCOSA
Mucosa é um tipo de tecido epitelial de revestimento
interno das cavidades do corpo que têm contato com o
meio externo (o interior do tubo digestivo é, neste
contexto, considerado meio externo).
Mucosa é o nome dado ao conjunto formado por epitélio
mais tecido conjuntivo que reveste as cavidades úmidas
do corpo, em contraste com a pele onde a superfície é
seca. Portanto, recobre locais como a boca, intestino,
bexiga, etc. Seu tecido conjuntivo é denominado lâmina
própria ou córion.
A boca é um órgão peculiar a começar porque é a única
parte do tubo digestivo coberta por mucosa na parte
interna e pele na parte externa.

MUCOSA BUCAL
A mucosa bucal é, portanto, o revestimento da cavidade
bucal incluindo gengiva, palato, lábio, bochecha, soalho
da boca e outras estruturas. A mucosa geralmente é um
epitélio escamoso estratificado não queratinizado que
reveste músculos, ossos ou glândulas, e podem mostrar
graus variados de queratinizações em locais específicos.
Esta mucosa apresenta características estruturais
diferentes, dependendo da região considerada. Isto ocorre
porque esta mucosa se adapta frente as agressões
funcionais frente a modificações evolutivas e também
sofre modificações reversíveis em resposta a função e ao
uso.

FUNÇÕES DA MUCOSA
De uma forma bem resumida as funções da mucosa bucal
são:
Proteção, sensorial, regulação da temperatura e secreção.

A Boca, primeiro segmento do tubo digestivo, situada na


cabeça, comunica-se anteriormente com o exterior
pela rima bucal, fenda limitada pelos lábios, e
posteriormente com a parte bucal da faringe, através de
uma zona estreitada, o istmo da garganta. Suas paredes
laterais são as bochechas esquerda e direita; a anterior,
os lábios; a superior, o palato (céu da boca); e a inferior,
as partes moles (músculo milohioideu principalmente) que
se estendem da concavidade da mandíbula ao osso hióide.

A cavidade nasal na parte média da face, acima da


cavidade bucal (esta se localiza na parte inferior da face).
É delimitada por um arcabouço osteocartilaginoso que
forma a saliência denominada nariz, é dividida pelo septo
nasal em duas metades, esquerda e direita geralmente
assimétricas.
O nariz tem a forma pirâmido-triangular e seu ângulo
superior de implantação é chamado raiz. Suas faces
laterais convergem súpero-medialmente e constituem
o dorso nasal, borda livre que termina no ápice. A parte
inferior apresenta dois orifícios amplos, elíticos,
as narinas, uma esquerda, outra direita, separadas entre si
pela porção ântero-inferior do septo. Comunicam o
interior da cavidade nasal com o meio ambiente.

Na cavidade da boca fazem saliência a língua e os arcos


dentários, e nela abrem-se os ductos das glândulas
salivares. Imagine os dois arcos dentários em contato
(oclusão); e perceba que a face externa da parede formada
por esses arcos em contato determina, com as bochechas e
os lábios, um espaço fissural. Este espaço é
chamado vestíbulo bucal (daí o nome 'vestibular' para as
faces dos dentes desse lado). A região interna aos arcos
dentários, onde se encontra a língua, é a cavidade bucal
propriamente dita.
Os lábios, superior e inferior, são duas pregas cutâneas-
músculo-mucosas que delimitam a rima bucal; unem-se à
direita e à esquerda formando a comissura
labialcircunscrevendo em arco as respectivas
extremidades da rima bucal, denominadas ângulos da
boca (ângulos orais).
Na face cutânea do lábio superior há, na região mediana,
logo abaixo do septo nasal, um sulco vertical, o filtro, que
atinge o relevo mediano da margem livre do lábio, nas
regiões laterais direita e esquerda, dispõem-se os
respectivos sulcos nasolabiaisque marcam na pele os
limites entre lábio superior e bochecha, estendendo-se
das asas do nariz, obliquamente para baixo e para fora, até
as correspondentes comissuras labiais.
A superfície cutânea da lábio inferior é separada
da saliência mentoniana, por um sulco transversal em
arco, o sulco mentolabial.
Na face mucosa de cada lábio há uma grande prega
mediana, o freio do lábio, mais evidente no superior.

Os lábios são formados por uma camada muscular estriada


de constituição complexa na qual tomam parte
os músculos mímicos, são revestidos externamente por
pele e se continuam pela margem livre com a mucosa
bucal, rica em glândulas salivares labiais; possuem densa
irrigação.

As bochechas estão em ligação direta com os lábios a


apresentam também uma superfície cutânea e outra
mucosa. A camada muscular da bochecha é representada
principalmente pelo músculo bucinador.
Na mucosa jugal (da bochecha) localizam-se as glândulas
salivares genianas (1 a 3 mm); na altura do dente segundo
molar superior observa-se, de cada lado, uma pequena
papila com o orifício de abertura do canal excretor da
correspondente glândula parótida.

O palato (céu da boca) é o teto da cavidade bucal e


separa-a da cavidade nasal. Compreende uma porção
anterior, esquelética – palato duro – e outra posterior,
muscular – palato mole ou véu palatino.
Na porção óssea mucosa apresenta saliências
transversais, variáveis em número e disposição, as cristas
palatinas transversas.
Da margem posterior, livre, do pálato, projeta-se uma
saliência cônica, mediana, a úvula palatina (figura
Acima). De cada lado desta dispõem-se de duas pregas,
uma anterior e outra posterior, respectivamente arco
palatoglosso e arco palatofaríngeo, entre os dois se aloja
um órgão linfóide a tonsila palatina.
O arco anterior é determinado pelo músculo palatoglosso
e o posterior por parte do músculo palatofaríngeo.

A úvula possui músculo próprio, o músculo da úvula. Dois


outros músculos, o tensor e o elevador do véu palatino,
dirigem-se superiormente, inserindo-se na base do
esqueleto cefálico.
A língua é um órgão muscular revestido em sua maior
parte por mucosa, projeta-se para o interior da cavidade
bucal. Tem importantes funções na mastigação, na
deglutição, como órgão do gosto e na articulação da
palavra.
Pode-se considerar na língua um corpo ou parte bucal,
que corresponde aos dois terços anteriores, e
uma raiz ou parte posterior, terço posterior. O limite entre
corpo e raiz é marcado parcialmente por um sulco – sulco
terminal – em V ou em arco aberto para diante
apresentando na linha mediana uma pequena depressão,
o forame cego da língua.

O corpo apresenta: uma face superior, o dorso da língua;


um ápice, anterior, arredondado, que se continua nas
margens laterais; e uma face inferior (ventre da língua),
menos extensa, que apresenta na linha mediana o frênulo
lingual (ou freio lingual), prega mucosa estendida da
língua e parte anterior do soalho da cavidade bucal
à gengiva. Esta constitui o revestimento mucoso das
arcadas alveolares (que está detalhada na aba
“anatomia 2”).
A raiz da língua está voltada para a faringe, estende-se até
a epiglote e apresenta três pregas mucosas: a prega
glosso-epiglótica mediana, maior e duas laterais, menores,
as pregas glosso-epipglóticas laterais, as fóssulas
interpostas são denominadas valéculas epiglóticas.

A mucosa de revestimento, de aspecto e estrutura


diversos nas várias regiões da língua,
apresenta: folículos linfáticos que, agrupados,
constituem, na raiz da língua a tonsila lingual; pequenas e
numerosas glândulas salivares, linguais; e numerosos e
pequenos relevos, as papilas linguais.
As papilas linguais são de diferentes tipos: filiformes, as
mais numerosas distribuem-se por todo o dorso, margens e
ápice da língua; valadas, volumosas, em geral de 7 a 12,
dispõem-se comumente em forma de V ou Y, logo adiante
do sulco terminal; fungiformes, em número de 150 a200,
estão disseminadas no dorso da língua, anteriormente às
valadas, folhadas, uma em cada margem da língua logo
adiante do arco palatoglosso, são formadas por 4 a 8
pregas verticais na mucosa.
A língua é formada por músculos estriados extrínsecos que
se fixam em formações ósseas vizinhas (m.
genioglosso, m. hioglosso, m. estiloglosso, m.
palatoglosso e m. condroglosso) e intrínsecas, contidas na
espessura do órgão – músculos próprios: longitudinal
superior, longitudinal inferior, transverso e vertical da
língua.
MÚSCULOS DA PAREDE DA BOCA
MÚSCULO LEVANTADOR DO LÁBIO SUPERIOR
E DA ASA DO NARIZ
ORIGEM – processo frontal maxilar
INSERÇÃO – lábio superior
AÇÃO – eleva e realiza protusão com lábio superior e
abertura da asa do nariz (mostra a gengiva)

MÚSCULO ZIGOMÁTICO
MAIOR
ORIGEM – zigoma, osso zigomático
INSERÇÃO – ângulo da boca
AÇÃO – eleva o ângulo da boca
MÚSCULO ZIGOMÁTICO MENOR
ORIGEM – zigoma (sob orbicular do olho)
INSERÇÃO – lábio superior (parte lateral)
AÇÃO – eleva lábio superior

MÚSCULO DEPRESSOR DO ÂNGULO DA BOCA


ORIGEM – mandíbula, abaixo do ângulo da boca
INSERÇÃO – ângulo da boca
AÇÃO – ato de tracionar para baixo os ângulos da boca

MÚSCULO ORBICULAR DA BOCA


ORIGEM – numerosas camadas de fibras musculares
circundando o orifício da boca
INSERÇÃO – maior parte da pele e membrana mucosa
externa
AÇÃO – fechamento dos lábios, protusão para frente
(assobiar)
OBS.: pode citar que origina e insere nos processos
alveolares das maxilas

MÚSCULO BUCINADOR
ORIGEM – superfície externa dos processos alveolares
maxila e mandíbula
INSERÇÃO – ângulo da boca, fundindo–se com orbicular
da boca
AÇÃO – ato de pressionar as bochechas firmemente de
encontro aos dentes (lateral), ato de tracionar para trás o
ângulo da boca
Obs.: este músculo não aparece no desenho acima, mas
pode ser visto numa figura mais ainda acima.

MÚSCULO MENTAL
ORIGEM – fossa incisiva da mandíbula
INSERÇÃO – tegumento do mento
AÇÃO – protusão do lábio inferior eleva a pele do mento

MÚSCULO RISÓRIO
ORIGEM – fáscia sobre o masseter, no próprio masseter
INSERÇÃO – pele do ângulo da boca
AÇÃO – traciona o ângulo da boca para cima e para fora

MÚSCULO ELEVADOR DO LÁBIO SUPERIOR


ORIGEM - borda infra-orbitária
INSERÇÃO – lábio inferior entre as fibras do elevador do
ângulo da boca e da asa do nariz e elevador do ângulo da
boca
AÇÃO – eleva o ângulo da boca

ALGUNS ELEMENTOS DE
ANATOMIA DO TRIGÊMIO
A inervação dentária é provida pelo nervo trigêmeo. O nervo trigêmeo, 5º
par de nervos cranianos, se origina aparentemente na porção ântero -
lateral da ponte, no tronco encefálico. O nervo trigêmeo emite três ramos
oftálmico, maxilar e mandibular. Dentre esses os ramos maxilar e
mandibular são de suma relevância para o profissional cirurgião dentista e
serão eles aqui vistos com algum detalhe. O nervo maxilar emite ramos
para dentes superiores e formações anexas e o nervo mandibular para os
dentes inferiores e formações anexas além de inervar os músculos da
mastigação. Na maxila os ramos alveolar anterior, médio e posterior e os
nervos nasopalatino e palatino maior são responsáveis pela sensibilidade
dos dentes superiores e estruturas anexas.

Os nervos alveolar inferior, lingual e bucal são ramos do nervo mandibular. O


nervo alveolar inferior se distribui pelas raízes dos dentes inferiores. O nervo
lingual ocupa uma posição mais anterior e medial em relação ao nervo
alveolar inferior, se distribui pelos 2/3 anteriores da língua, gengiva lingual e
pela mucosa do assoalho bucal. O nervo bucal se distribui pela gengiva
vestibular da região de molares. O estudo da inervação dentária e sua
aplicação prática é conteúdo da disciplina anatomia odontológica. Face à
relevância do tema na formação do aluno de odontologia, o presente estudo
vai procurar esclarecer o posicionamento de tal nervo da forma mais clara e
mais simples possível.
Lembremos que nervos sensitivos (aferentes) são os que contêm somente
fibras sensitivas, que conduzem impulsos dos órgãos sensitivos para o
sistema nervoso central. Nervos motores (eferentes) são os que contêm
somente fibras motoras, que conduzem impulsos do sistema nervoso central
até os órgãos efetuadores (músculos ou glândulas). Nervos mistos contêm
tanto fibras sensitivas quanto motoras.
Dos três ramos do trigêmio acima referidos somente o mandibular é misto.
Os demais (oftálmico e maxilar) são sensitivos.

Origem do Trigêmio.
A origem real da parte motora encontra-se na ponte, no núcleo motor do trigêmio. As
três porções sensitivas tem origens reais respectivamente nos núcleos do trato espinal
(medula oblonga), sensitivo principal (ponte) e raiz mesencefálica (mesencéfalo).

A origem aparente ocorre na ponte, na região de transição entre esta e o pedúnculo


cerebelar médio. Nesta região se encontra o gânglio trigeminal ou de Gasser.
Ponte - É a porção do tronco encefálico situada entre o bulbo (medula oblonga) e
o mesencéfalo, ventralmente ao cerebelo.

Raiz sensitiva - Formada pelos prolongamentos centrais de corpo celulares constituídos


do gânglio trigeminal.

Função: Sensibilidade da cabeça (são esses que teremos que bloquear por ocasião da
anestesia odontológica).

Raiz Motora - Provém de grupamento celular, o núcleo motor do trigêmeo, situado na


ponte, e dispõe-se medialmente à raiz sensitiva (inverva os músxculos mastigadores
vistos na aba "Anatomia 3").

Função: movimentos da mandíbula, principalmente.


Gânglio Trigeminal ou Semilunar ou de
Gasser

Contido em desdobramento da dura-máter, conhecido como cavo trigeminal ou de


Meckel, repousa na impressão do Trigêmeo, localizada na face anterior da porção
petrosa do osso temporal, próximo à porção terminal do canal carotidiano.
Cada uma das três raízes, em seu trajeto, atravessam os seguintes forames do osso
esfenóide na base do crânio: o ramo oftálmico emerge da fissura orbital superior, o
ramo maxilar emerge do forame redondo e o ramo mandibular, do forame oval.

Abaixo: osso esfenóide (vista cerebral)


Trajeto do ramo maxilar

Nervo maxilar: é o segundo ramo do nervo trigêmeo. Saindo do forame redondo ele
cruza a fossa pterigopalatina como se fosse um cabo aéreo para introduzir-se na fissura
orbital inferior e penetrar na cavidade orbital, momento em que passa a se
chamar nervo infra-orbital.

O nervo infra-orbital continua a mesma direção para frente transitando pelo soalho da
órbita, passando sucessivamente pelo sulco, canal e forame infra-orbital e através
desse último se exterioriza para inervar as partes moles situadas entre a pálpebra
inferior (n. palpebral inferior), nariz (n.nasal) e lábio superior (n. labial superior).

O nervo infra-orbital (ramo terminal do nervo maxilar) fornece como ramos colaterais
o nervo alveolar superior médio e o nervo alveolar superior anterior, que se dirigem
para baixo.
Os nervos alveolares superiores anteriores, em número de dois ou três, deixam o nervo
infra-orbital e seguem um trajeto intra-ósseo na parede anterior do seio
maxilar, inervando sua mucosa e se dividindo, a seguir, em ramos que atingem
a polpa (ramos dentais), papila interdental, periodonto e osso alveolar vizinho dos
dentes incisivos e canino superiores do mesmo lado (ramos peridentais).

Em resumo, os ramos dos três nervos alveolares superiores formam um


plexo sobre os ápices dos dentes. É desse plexo que partem ramúsculos
para os dentes: os que vão para os incisivos e o canino são provenientes
dos alveolares superiores anteriores; para os pré-molares e raiz mésio-
vestibular do primeiro molar são do médio; e para os molares,
incluindo a raiz mésio-vestibular do primeiro que tem dupla inervação,
são dos posteriores.
Como vimos, o nervo maxilar abandona o crânio através do forame redondo e logo
alcança o alto da fossa pterigopalatina. Aí se ramifica dando origem ao nervo palatino.

O nervo palatino é um ramo descendente do nervo maxilar. Em seu início, atravessa o


gânglio pterigopalatino sem, entretanto, manter relações funcionais com ele. Ainda no
interior desse gânglio ou pouco acima, fornece os ramos nasais posteriores superiores,
que penetram na cavidade nasal pelo forame esfenopalatino. Destes, um de seus
ramos mediais é o nervo nasopalatino, que se dirige à mucosa da região anterior do
palato duro, compreendida entre canino e incisivo central, e da mucosa da região
anterior do septo nasal. Em seu trajeto, o nervo nasopalatino vai do teto da cavidade
nasal em direção inferior e anterior, percorrendo o septo nasal, até alcançar e
atravessar sucessivamente o canal e o forame incisivo.

Depois de passar pelo gânglio pterigopalatino, o tronco do nervo palatino desce pela
fossa pterigopalatina, penetra no canal palatino maior e divide-se em três ramos, os
nasais posteriores inferiores, que inervam as porções posteriores da cavidade nasal e
seu septo, e os nervos palatinos maior e menores.

O nervo palatino maior traspassa o forame palatino maior e logo se divide em, pelo
menos, dois ramos, os quais correm para frente, nos sulcos que ficam entre as
espinhas palatinas e no meio de duas camadas, o periósteo e a mucosa do palato duro.
A maioria das fibras do nervo palatino maior dá sensibilidade à mucosa do palato duro
desde a região do canino até o limite anterior do palato mole. Essa ramificação envolve
a gengiva lingual dos dentes posteriores.

Ainda no interior do canal palatino maior, o nervo expede as fibras constituintes dos
nervos palatinos menores que, após atravessar os forames do mesmo nome, se
dirigem à mucosa e às glândulas do palato mole.

Mais à frente, o nervo maxilar dá origem aos nervos


alveolares superiores posteriores (posterior e médio),
que inervam a polpa e o periodonto dos dentes
molares superiores e o revestimento da porção
posterior do seio maxilar. Esses nervos são
constituídos por dois ou três pequenos ramos que,
após transporem os pequenos forames (foraminas)
alveolares na tuberosidade da maxila, ocupam canais
delgados localizados nas paredes lateral e posterior
do seio maxilar.
Alguns filetes nervosos não têm trajeto intra-ósseo e se dirigem à gengiva vestibular da
região dos molares e podem ser chamados de ramo gengival. Na ausência do nervo
alveolar superior médio, os nervos alveolares superiores posteriores formam, com as
fibras dos nervos alveolares superiores anteriores, um plexo nervoso responsável pela
inervação de todos os dentes superiores e seus tecidos de suporte.

Trajeto do ramo mandibular


Esta divisão do trigêmeo faz com que ele (o trigêmio) seja caracterizado
como nervo misto, pois é a única a possuir, em seu interior, componentes
funcionais sensitivos e motores. Os axônios que estão agrupados na porção mais
volumosa do nervo mandibular pertencem a neurônios sensitivos alojados no interior
do gânglio trigeminal. Sua porção menor, motora, possui axônios de neurônios
localizados no interior do tronco encefálico, no núcleo motor do trigêmeo. A porção
motora pode ser identificada medialmente próxima à origem aparente do nervo
trigêmeo (ver figura), ficando a seguir inferiormente ao gânglio trigeminal. Abaixo do
forame oval, as porções sensitiva e motora não podem ser diferenciadas visualmente.

No trajeto aproximado de 1 cm a partir do forame oval, o nervo mandibular


emite seus ramos motores, que recebem a denominação dos músculos a que
se destinam. 01) Nervo massetérico 02) Nervo temporal 03) Nervo
pterigóideo medial. Como essa descrição visa à aplicação na neuroanatomia à
anestesiologia valos limitar nossa descrição à parte sensitiva do nervo
mandibular.
Ramos sensitivos do nervo mandibular
Nervo bucal - outro ramo do
nervo mandibular dá
sensibilidade à mucosa e à
pele da bochecha e gengiva
vestibular dos dentes
molares inferiores. Suas
fibras gengivais podem
estender-se desde a região de
pré-molares ou ficar restritas
a uma pequena área dos
molares; eventualmente,
podem alcançar também a
gengiva vestibular dos
molares superiores. Todas
essas fibras constituem
ramificações do nervo bucal.

Em seu trajeto descendente, faceia a superfície medial do ramo da


mandíbula, próximo aos tendões do músculo temporal ao nível da base do
processo coronóide, antes de se espalhar pela bochecha e gengiva. Na
bochecha, passa sobre a face lateral do músculo bucinador enviando ramos
para suprir a pele e depois perfura o músculo para inervar a mucosa da
bochecha.
Os ramos mais calibrosos do nervo mandibular são o nervo alveolar inferior e
o nervo lingual, dispostos, respectivamente, mais posterior e lateral, o
primeiro, e anterior e medial, o segundo.
A sensibilidade proveniente da polpa dos dentes de cada lado da
mandíbula, bem como das papilas interdentais, periodonto e tecido ósseo
vizinho aos dentes, é transmitida através do nervo alveolar inferior.
Fibras nervosas sensitivas para a pele do mento, mucosa e pele do lábio
inferior e mucosa e gengiva vestibular dos dentes anteriores são dadas pelo
nervo mentoniano (ou mental).

Surge ele da mandíbula pelo canal e forame do mesmo nome, após se


desligar (se bifurcar) do nervo alveolar inferior. Este nervo que lhe dá origem
(alveolar inferior) ocupa toda a extensão do canal da mandíbula, alcançando-
o através do forame da mandíbula, após deixar a fossa infratemporal. No
interior do canal da mandíbula, o nervo alveolar inferior é acompanhado pela
artéria e veia do mesmo nome. Ele é espesso e único até o canal mentoniano
e neste ponto divide-se em dois ou três ramos que correm, por canalículos
ósseos, até a área do incisivo central. Desses pequenos ramos partem ramos
dentais e peridentais para os dentes anteriores, semelhantes àqueles dos
dentes posteriores.

Observação clínica
Seu trajeto em direção superior e medial delimita uma forma em “S”, que se
distende quando a boca está aberta. Essa condição é favorável nas anestesias
tronculares do nervo alveolar inferior, uma vez que, ao fechar a boca, uma
superfície maior do nervo entra em contato com a solução anestésica.
Além desses componentes sensitivos, fibras motoras estão também
incorporadas ao nervo alveolar inferior, que o caracterizam como nervo
misto. Essas fibras compõem o nervo milo-hióideo, que se destaca do nervo
principal pouco acima do forame da mandíbula. Aloja-se no sulco milo-
hióideo e destina-se a inervar o músculo milo-hióideo e o ventre anterior do
músculo digástrico, interpondo-se entre eles em seu trajeto anterior. Fibras
sensitivas deste nervo, que correspondem a 30% do total, espalham-se na
pele das porções mais inferiores do mento e, eventualmente, nos dentes
incisivos.
Algumas vezes, uma ramificação penetra na mandíbula pelo forame
retromentoniano inferior ou outro, podendo ou não participar da inervação
da polpa de incisivos. Este fenômeno, da inervação suplementar, tem
comprovação científica e importância clínica.

Nervo lingual
Na fossa infratemporal, o nervo lingual compõe o tronco do nervo
mandibular, juntamente com o nervo alveolar inferior. Ao se separarem, o
nervo lingual coloca-se à frente do alveolar inferior e ambos encaminham-se
para o espaço pterigomandibular (entre o músculo pterigóideo medial e o
ramo da mandíbula), local onde normalmente é alcançado nas anestesias
tronculares.

O nervo lingual segue um trajeto junto à superfície medial da mandíbula para


frente e para baixo, passa pelo interstício formado pelos músculos milo-
hióideo e hioglosso, em direção ao soalho da boca, local onde se conserva
bastante superficial, coberto apenas pela mucosa. Depois se aprofunda,
segue até a área das raízes do último molar, contorna inferiormente o ducto
da glândula submandibular e divide-se em ramos linguais (distribuem-se nos
dois terços anteriores da língua) e nervo sublingual (para a mucosa da região
sublingual e para a gengiva lingual de todos os dentes inferiores).
Foi comprovado que o nervo lingual não envia ramos para o interior da
mandíbula, tal como já fora aventado. Ele não tem nada a ver com a
inervação de dentes, apesar de haver algumas especulações sobre essa
possibilidade.
Na constituição do nervo lingual entra, como maior contingente, fibras de
sensibilidade geral, mas também compartilham fibras aferentes gustatórias
conexas às papilas linguais dos dois terços anteriores da língua
O nervo lingual coloca-se muito próximo da lâmina óssea alveolar interna do
terceiro molar inferior e pode ser lesado em manobras cirúrgicas na extração
desse dente, principalmente quando estiver incluso. Lesões do nervo lingual
podem traduzir-se na perda da sensibilidade dos dois terços anteriores da
língua do mesmo lado.
s Análises Cefalométricas e os diferentes padrões faciais
Em cada fórmula facial, a harmonia das proporções ósseas e musculares se faz diferente.
Os indivíduos com face larga (1), possuem a musculatura mais curta, por conseguinte mais potente que os de
face longa (2), que pelas distâncias das bases ósseas serem maior possuem planos de estruturais mais
alongados e por conseqüência menor potencia muscular. Já o padrão meso (3) possui proporções
intermediárias. Entretanto em cada biótipo existe harmonia.

Padrão facial face larga e encurtado

Denominado pela ortopedia de padrão dólico.

Já pela ortodontia é chamado padrão braqui.


Tendência de crescimento facial para frente;

Quase sempre apresenta mordida profunda;

Musculatura: elevadores muito desenvolvidos;


Principalmente os masséteres.

Mandíbula: angulo mandibular mais fechado;

Altura facial reduzida;

Quase sempre é respirador nasal;

Estatura mediana ou baixa e aspecto musculoso.

Vamos chamá-los de face larga


Padrão facial Harmônico e proporcional

Denominado tanto pela Ortodontia como pela


Ortopedia de padrão meso
Tendência de crescimento facial médio;

Musculatura: elevadores bem desenvolvidos;

Mandíbula quase sempre bem posicionada;


Maior tendência à classe I.

Altura facial intermediária;

Estatura quase sempre mediana ou alta.

Normalmente é o padrão facial que melhor responde


ao estímulo ortodôntico e ortopédico funcional

Padrão facial face estreita e alongada

Denominado pela ortopedia de padrão lépto


Já pela ortodontia é chamado padrão dólico

Tendência de crescimento facial para baixo

Quase sempre apresenta mordida aberta

Musculatura: elevadores pouco


desenvolvidos

Mandíbula: angulo mandibular mais aberto com


tendências para classe III e mordida aberta.

Maxila estreita e menos desenvolvida

Altura facial aumentada

Quase sempre é respirador bucal

Estatura; quase sempre são indivíduos altos e


magros.

Vamos chamá-lo de face longa.


SNA- indica a relação da maxila com a base do SNB - relação da mandíbula com o crânio.
crânio.
O valor de 80 graus indica que a postura
O valor de 82 º refere-se a uma boa posição da mandibular está harmônica . Porém o aumento
maxila o ângulo aumentado significa protrusão óssea deste, inuma progenia e a diminuição, a
e a diminuição do mesmo representa retrusão da retrognatia.
maxila.

A diferença entre estes dois valores ANB


nos dá a relação entre a maxila e mandíbula.

O ângulo SN-Gn, também chamado eixo Y com O ângulo 1/NA indica se o incisivo superior está
valormédio de 67o indica a direção do crescimento com inclinação excessiva ou diminuída, definindo a
facial, quando aumentado significa crescimento da protrusão ou retrusão dentária. Isto será útil para
face para baixo e tendência à mordida aberta. planejar o overjet dentário e a guia anterior.

Também poderemos através do ângulo 1\NB O ângulo interincisivo 1/1 nos revela como está a
relacionar a inclinação dentária inferior em relação à relação de inclinação destes. A diminuição indica
mandíbula, podendo ser um referencial para a mais inclinação e o aumento, indica verticalização.
estabilização destes dentes.