You are on page 1of 4

O Ciclo PDCA — também chamado de Ciclo de Deming ou Ciclo

de Shewhart — é uma ferramenta de gestão que tem como


objetivo promover a melhoria contínua dos processos por meio
de um circuito de quatro ações: planejar (plan), fazer (do), checar
(check) e agir
Entenda o que é ciclo PDCA e como aplicá-lo na gestão de
melhoria e qualidade na sua empresa
Posted by Venki in Conceitos

No atual universo corporativo, onde predomina a competitividade e a excelência faz a diferença,


as empresas cada vez mais buscam meios de aperfeiçoarem seus processos para poderem
reduzir custos, ampliar lucros e aumentar a satisfação de seus clientes.

Neste contexto o planejamento estratégico é uma obrigação, e para executá-lo com eficácia e
de forma contínua, os gestores utilizam muito uma metodologia conhecida como ciclo PDCA.

Mas o que é o ciclo PDCA? Como funciona e para o que especificamente ele serve?

O ciclo PDCA facilita a tomada de decisões e o alcance de metas


O ciclo PDCA foi criado na década de 20 por Walter Andrew Shewart, um físico norte-americano
conhecido por ser pioneiro no controle estatístico de qualidade.

Na década de 50 ele foi popularizado no mundo todo por outro americano, o professor William
Edwards Deming, conhecido como guru do gerenciamento de qualidade e reconhecido por sua
importância para a melhoria dos processos produtivos nos EUA durante a segunda guerra e
também por seu trabalho de consultoria com executivos japoneses.

O ciclo PDCA é assim chamado devido ao nome em inglês de cada


uma das etapas que o compõem:
P: do verbo “Plan”, ou planejar.
D: do verbo “Do”, fazer ou executar.
C: do verbo “Check”, checar, analisar ou verificar.
A: do verbo “Action”, agir de forma a corrigir eventuais erros ou falhas.

A metodologia PDCA é largamente utilizada por corporações que desejam melhorar seu nível de
gestão através do controle eficiente de processos e atividades internas e externas, padronizando
informações e minimizando as chances de erros na tomada de decisões importantes.

Importante ressaltar que, uma vez implantado, o ciclo PDCA deve tornar-se uma constante
dentro da empresa, um verdadeiro círculo virtuoso objetivando sempre a melhoria contínua.
Para compreender melhor o que é ciclo PDCA, confira uma breve explicação sobre cada um dos
seus quatro estágios
Planejamento: Um projeto bem elaborado é primordial para o ciclo PDCA, pois impede falhas
futuras e gera um enorme ganho de tempo. Paute o planejamento de acordo com a missão,
visão e os valores da empresa, estabelecendo metas e objetivos e definindo o melhor caminho
para atingi-los.
Execução: Após fazer um planejamento cuidadoso, coloque-o em prática e à risca, ou seja,
procure não queimar etapas tampouco improvisar, para não comprometer todo o ciclo PDCA. A
fase da execução é subdividida em outras três etapas: treinamento de todos os funcionários e
gestores envolvidos no projeto, seguido da realização propriamente dita e da “colheita” de
dados para uma posterior avaliação.
Checagem: É o estágio do ciclo PDCA onde são identificadas possíveis brechas no projeto. As
metas alcançadas e resultados obtidos são mensurados através dos dados coletados e do
mapeamento de processos ao final da execução. A checagem pode e deve ser feita de duas
maneiras: paralelamente à execução, de modo a ter certeza que o trabalho está sendo bem
feito, e ao final dela, para uma análise estatística mais abrangente que permita os ajustes e
acertos necessários.
Ação: A “última” etapa, na qual são aplicadas ações corretivas de modo a estar sempre e
continuamente aperfeiçoando o projeto. É simultaneamente fim e começo, pois após uma
minuciosa apuração do que tenha causado erros anteriores, todo o ciclo PDCA é refeito com
novas diretrizes e parâmetros.

Você já ouviu falar em tecnologia BPM? As ferramentas de Business Process Management ou


Gerenciamento de Processos de Negócio podem facilitar muito a aplicação do ciclo PDCA na sua
empresa.

Algumas dicas importantes do que NÃO deve ser feito para evitar atrasos
e prejuízos no ciclo PDCA são:

 Não fazer planejamento;


 Não definir os métodos que serão utilizados para obtenção de metas;
 Não preparar a equipe para obter resultados;
 Não verificar se tudo foi feito corretamente (checar);
 Não tomar as devidas precauções e efetuar medidas corretivas, se necessário;
 Não tornar o PDCA um ciclo contínuo.

Levando em conta todas as etapas do ciclo PDCA e tomando os devidos cuidados para sua
implementação é possível obter ótimos resultados em sua empresa.
A METODOLOGIA DE DEMING

Deming estabeleceu uma metodologia para a melhoria contínua dentro de uma organização,
baseada em 14 pontos, que são:

1) Manter constante uma atitude de melhoria dos serviços e produtos.

2) Ter uma nova postura na condução dos negócios, adotando uma posição de liderança no
processo de transformação.

3) Empenhar todo o pessoal no processo de melhoria, não a tornando apenas dependente de


inspeções de controlo de qualidade.

4) Não procurar o preço como único fator de lucro, mas sim diminuir os custos, sem perda de
qualidade.

5) Planejar cada vez com mais rigor, melhorando as ferramentas de planeamento, como fonte
de diminuição de custos e aumento de produtividade.

6) Apostar na formação profissional dos seus colaboradores, no seu lugar de trabalho.

7) Adotar uma postura de chefia como forma de fazer aceitar as pessoas qualquer tipo de
trabalho que seja necessário, ainda
que considerado de menos importância.

8) Não deixar que os seus colaboradores tenham medo de executar qualquer tarefa.

9) Promover o relacionamento interdepartamental, para que todos os colaboradores trabalhem


em equipa.

10) Não incentivar trabalho sem falhas e não aumentar consecutivamente metas de
produtividade.

11) Promover o gerenciamento por exemplo das chefias e não por objetivos quantitativos de
produção.

12) Promover o orgulho dos trabalhadores pelo seu bom desempenho.

13) Estabeleçer uma programação de auto aperfeiçoamento e de permanente atualização dos


trabalhadores.

14) Estimular a participação de todos os colaboradores na modificação dos métodos de trabalho


e na melhoria da empresa.
Uma das aplicações mais conhecidas do ciclo PDCA é no gerenciamento de qualidade total,
conhecida pela designação em inglês “Total Quality Management”, e que tem como objetivo
consciencializar a qualidade em todos os processos organizativos de uma empresa.

A qualidade total assenta nos seguintes princípios:

 A atividade produtiva da empresa deve ser orientada para corresponder ao que o


mercado precisa.
 O lucro deve ser obtido através da qualidade.
 A primeira prioridade é descobrir a situação mais crítica e resolvê-la.
 Os fatos concretos devem ser os únicos dados a utilizar para abordar um problema e
tomar uma decisão.
 O gerenciamento da empresa deve ser feito não pelos resultados, mas continuamente
durante todo o processo.
 Identificar as principais causas de insucesso.
 O cliente deve estar em primeiro lugar.
 Fazer a prevenção logo desde o início.
 Aprender com os erros e não deixar que eles se repitam.