You are on page 1of 32

.

Crase; Pontuação
e Figuras
.

Sumário
Crase 1

Vírgula 3

Ponto; Ponto e Vírgula 4

Dois Pontos 5

Reticências 5

Ponto de Interrogação 6

Ponto de Exclamação 6

Aspas 6

Travessão 7

Parênteses 7

Figuras de Linguagem 8

Figuras de Sintaxe (ou de Construção Frasal) 8

Figuras de Palavras (ou Tropos) 12

Figuras de Pensamento 15

Questões de 1 a 22 17

2
. Crase; Pontuação
e Figuras

Crase – Nas expressões indicadoras


de horas. Ex.: Chegarei às
Dá-se o nome de crase à fusão da pre- oito horas.
posição a com o artigo feminino a ou as.
– Nas locuções prepositivas,
Quando o termo regente exige a pre-
conjuntivas e adverbiais, for-
sença dessa preposição, e o termo re-
madas de substantivos femi-
gido vem acompanhado do artigo defi-
ninos, tais como: à medida
nido feminino, então ocorre a crase, que
que, às vezes, à noite, às pres-
vem sempre marcada pelo acento grave.
sas, etc. Ex.: Esse fenômeno
Ex.: Irei à cidade de Santos. (Irei a + a*
pode ocorrer, às vezes, nesta
cidade de Santos) *a + a = à
região.
A (preposição) + A (antigo definido) = À
A (preposição) + AS (artigo definido) = ÀS
– Nas expressões à moda de,
Observação: Quando a preposição a for
ainda que moda esteja suben-
seguida dos pronomes demonstrativos
tendida. Ex.: Ele tem um es-
aquele, aquela, aqueles, aquelas, aquilo,
tilo à moda de Machado de
a, as, ocorre a crase. Exs.: Irei àquele es-
Assis. Ele escreve à Machado
petáculo (a + aquele). Não me refiro à
de Assis.
moça da direita, mas à da esquerda. (à =
àquela).
• O acento indicativo da crase não
Observações Importantes:
ocorre nos seguintes casos:

• O acento indicativo na crase sem- – Antes de palavra masculina.


pre ocorre nos seguintes casos: Ex.: Eles passearam a cavalo.

1
. Crase; Pontuação
e Figuras

– Antes de verbo. Ex.: Ela co- rerá então a crase. Ex.: Ele foi
meçou a chorar. à bela Roma.

– Antes de pronomes pessoais,


– Antes da palavra casa quando
inclusive os de tratamento.
significa o próprio lar. Ex.:
Exs.: Vinde a mim os que so-
Voltei a casa para almoçar.
frem. Dirijo-me a V. Sa.
Se a palavra casa vier modifi-
Observação: As únicas exce-
cada, admite artigo; portanto,
ções referem-se aos prono-
nesse caso, havendo prepo-
mes de tratamento senhora
sição, pode ocorrer a crase.
e senhorita e aos pronomes
Ex.: Voltei emocionado à casa
relativos a qual e as quais.
paterna.
Quando antes deles houver a

preposição a, ocorre a crase. – Antes da palavra terra,


Exs.: Escrevi imediatamente quando significa ‘terra firme’,
à senhora. Dirigiu-se à senho- em oposição a “mar”. Ex.: As-
rita com maus modos. Nunca sim que o navio aportou, to-
poderei esquecer essa pro- dos voltaram a terra.
fessora, à qual muito devo.
Se a palavra terra vier modi-
– Antes de nomes de cidade ficada, admite artigo; nesse
que se usam sem artigo femi- caso, portanto, havendo pre-
nino. Ex.: Ele foi a Roma. posição, pode ocorrer a crase.
Observação: Se o nome da ci- Ex.: Todos voltaram à terra
dade vier modificado, ocor- amada.

2
. Crase; Pontuação
e Figuras

– Antes de expressões forma- didático, vamos dividir o estudo do em-


das de palavras repetidas. prego da vírgula em dois aspectos: no

Ex.: Tome o remédio gota a interior de uma oração, separando seus


gota. Observação: antes dos termos, e no interior de uma período,

pronomes possessivos femi- separando as orações.


ninos e antes de nomes pró- No interior de uma oração usa-se a vír-
prios femininos, o uso do ar- gula:

tigo é facultativo. Disso re-


sulta, portanto, que se ocor- • Para destacar elementos interca-

rer preposição antes dessas lados como:

palavras, a crase ocorrerá


– Uma conjunção: Trabalhamos
também facultativamente,
bastante, logo, devemos ser
dependendo da presença ou
remunerados.
não do artigo. Exs.: Ele dese-

jou felicidade a(aos) nossos – Um adjunto adverbial: Estes


amigos e a(à) minha família. rapazes, sem dúvida, devem
Ele referiu-se a(à) Fabiana e ser transferidos para outra
não a mim. turma.

– Um aposto: Marcos, o capi-


Vírgula tão do time, foi o primeiro a

entrar.
A vírgula indica uma pausa pequena,
deixando a voz em suspenso à espera – Um expressão explicativa:
da continuação do período. Para efeito Ninguém se responsabilizou

3
. Crase; Pontuação
e Figuras

pelo atentado; isto, aliás, já se Ponto;


tornou comum naquele país. Ponto e Vírgula
• Para destacar um adjunto adver-
O ponto indica uma pausa mais dura-
bial que venha no início da frase:
doura que a vírgula e é usado para mar-
No final das aulas, todos saíram
car o fim de uma oração declarativa. A
apressadamente.
melodia da frase indica que o tom é des-
• Para destacar os pleonasmos ante- cendente.

cipados ao verbo: Os meninos, eu Exemplo:''Amaro deixa o piano. As fra-


os vi no jardim. ses que compõe não o satisfazem. Não

importa. Amanhã talvez lhe venha mais


• Para separar as orações subor-
uma onda de boa inspiração.'' (E. Verís-
dinadas adverbiais, sobretudo
simo)
quando vem antes da principal:
O ponto e vírgula é uma sinal que, con-
Quando saímos, a chuva já tinha
forme as necessidades de quem escreve,
começado.
pode aproximar-se do valor da vírgula
• Para separar as orações adverbi-
ou do ponto. É geralmente empregado
ais reduzidas, quando vem antes
para marcar uma pausa maior do que a
da principal: Dado o sinal, todos
vírgula e serve para separar orações que
partiram alegres.
têm relação de sentido, deixando-as no
• Para isolar as orações subordina- mesmo período. Quanto à melodia da
das adjetivas explicativas: O velho frase, indica um tom ligeiramente des-
capitão, que ainda tinha o passo cendente, mas capaz de assinalar que o
firme, recebeu-nos a bordo. período não terminou.

4
. Crase; Pontuação
e Figuras

Exemplo: ``Estou dormindo no mesmo vocam inundações em muitos bair-


quarto de meus pais; as duas janelas dão ros.

para o terreiro onde fica o imenso pé de


Reticências
fruta-pão, a cuja sombra cresci.'' (Rubem

Braga) Indicam uma interrupção da frase e cos-

O ponto e vírgula é também usado para tumam ser usadas:

separar os itens de um enunciado enu-


• Para expressar hesitações, sur-
merativo do tipo: portaria; regulamento,
presas etc. Exemplo: ``Vamos nós
decreto etc.
jantar com ela amanhã? Vamos...

Dois Pontos Não... Pois vamos.'' (M. de Assis)

Tem como função introduzir uma expli- • Para deixar o sentido da frase em

cação ou enumeração. Costumam ser aberto, permitindo um interpre-

usados: tação pessoal do leitor. Exemplo:

``Estou certo, disse ele piscando o


• Para introduzir uma citação. olho, que dentro de um ano a vo-
Exemplo: O inspetor parou à cação eclesiática do nosso Ben-
porta da sala e disse-nos: ``Queira tinho se manifeste clara e deci-
seguir-me, por favor.'' siva. Há de dar um padre de mão-

cheia. Também, se não vier em um


• Para introduzir uma explicação ou
ano...''(M. de Assis)
desenvolvimento de ideias ante-
riormente enunciadas. Exemplo: Observação: Usa-se, também, as reti-
Pânico em São Paulo: chuvas pro- cências quando citamos alguma frase e

5
. Crase; Pontuação
e Figuras

queremos informar ao leitor que a cita- Aspas


ção não está completa. Exemplo: O pro-
Tem como função destacar uma parte do
fessor pediu que considerássemos esta
texto e costumam ser usadas:
passagem do hino brasileiro: ``Deitado
• Para indicar citações de outros au-
eternamente em berço esplêndido...''
tores. Exemplo: Como disse Ma-
Ponto de chado de Assis: ``A melhor defini-
Interrogação ção do amor não vale um beijo de

Coloca-se após uma palavra ou frase, in- moça namorada.''

dicando uma pergunta direta.


• Para indicar palavras ou ex-
Exemplo: Sair? Com esta chuva? Nem
pressões estrangeiras, gírias e
pense nisso.
afins. Exemplo: Eles tiveram um

belo''weekend''!
Ponto de
Exclamação • Para destacar palavras ou ex-

Coloca-se após uma palavra ou frase, in- pressões que desejamos real-

dicando surpresa, espanto, alegria, etc. çar. Exemplo: Quem foi o ``inte-

Exemplo: ``Como as mulheres são lin- ligente/' ue fez a experiência e

das!'' (Manuel Bandeira) quase destruiu o laboratório?

``- Loucura! - gritou o patrão. Observação: Se notrecho que está entre

- Não vês o que te dou eu? aspas, for necessário usar novas aspas,

- Mentira! - disse o operário. empregam-se as aspas simples.

- Não posso dar-me o que é meu.'' ( V. de ``Tinham-me lebrado a definição que

Moraes) José Dias dera deles, `Olhos de sigana

6
. Crase; Pontuação
e Figuras

oblíqua e dissimulada'. Eu não sabia o Três anos de espera e de martírio...


que era oblíqua, mas dissimulada sabia, Três anos de sofrer - e espero

e queria ver se podiam chamar assim. ainda!'' (Álvares de Azevedo)


Capitu deixou-se fitar e examinar.'' (Ma- ``Junto do leito meus poetas dor-

chado de Assis) men


- O Dante, a Bíblia, Shakespeare e
Travessão
Byron -
Costuma ser usado principalmente em Na mesa confundidos.'' (Álvarez
dois casos: de Azevedo)

• Para indicar, nos diálogos, a fala de

cada personagem.
Parênteses
Exemplo: ``- A que horas volta,

José Diogo?
Costumam ser usados para isolar parte
- Não volta hoje.
do texto que encerra alguma reflexão
- Não?'' (Machado de Assis)
comentário ou explicação.
• Para destacar algum elemento no Exemplo: ``Escobar sorriu e disse-me
interior da frase, servindo muitas que estava para ir ao meu escritório

vezes para realçar o aposto. (Nes- contar-me tudo. A cunhadinha (conti-


ses casos, podem ser usados tam- nuava a dar este nome a Capitu) tinha-
bém dois travessões.) lhe falado naquilo por ocasião da nossa
Exemplo: ``E por três noites padeci última visita.''(M. de Assis)
três anos, Observação: No caso de citações, o
Na vida cheia de saudade infinda... nome do autor e as referências biblio-

7
. Crase; Pontuação
e Figuras

gráficas devem vir também em parênte- vento é sugerido pela repetição do


ses. fonema /v/.

Figuras de • ``Depois de muito sofrimento, en-


Linguagem tregou a alma a Deus.''
Na elaboração dessa frase, per-
Com a intenção de tornar a linguagem
cebemos claramente que o obje-
mais expressiva, muitas vezes usamos
tivo foi evitar a expressão direta
as palavras num sentido diferente do
da ideia de morte.
usual, ou então construímos uma frase

de forma especial, procurando conse-


A essas construções peculiares damos o
guir determinado efeito. Observe os se-
nome de figuras de linguagem, que costu-
guintes efeitos:
mam ser divididas em figuras de sintaxe,

de palavras e de pensamentos, conforme o


• ``Ele foi um leão durante o jogo''.
nível em que atuam.
Nesse caso, a palavra ``leão'' é

usada fora de seu sentido comum,


Figuras de Sintaxe
significando um ``atleta que se es-
(ou de Construção
forçou bastante''. Frasal)
• ``O vento uivava nos vales...'' • Elipse: Consiste na omissão de um
Nesse exemplo, percebemos que termo que, no entanto, pode ser
a escolha das palavras não foi ca- facilmente identificado.
sual; ela foi feita de modo a provo- Exemplo: Sobre a mesa, garrafas
car determinado efeito: o som do vazias. (Elipse do verbo haver).

8
. Crase; Pontuação
e Figuras

• Zeugma: É um tipo de elipse que – Vossa Excelência parece ex-


consiste na omissão de um ou mais tremamente cansado (si-

termos anteriormente enuncia- lepse de gênero). O adjetivo


dos. ``cansado'' concordou com o

Exemplo: O dia estava frio; o pronome de tratamento, de


vento, cortante (omitiu-se a forma forma feminina, mas com a
verbal ``estava''). pessoa a quem se referia.

– A multidão foi tomada de pa-

– Pode ocorrer, ainda, que a pa- vor, gritavam e choravam


lavra omitida seja um verbo desesperadamente (silepse

anteriormente citado, mas de número). Os verbos grifa-

sobre outra flexão. dos estão concordando com

Exemplo: Nós viemos de a ideia de plural que a palavra

Jundiaí; eles, de Campinas. ``multidão'' sugere.

(Omitiu-se o verbo ``vir'' mas


– Todos do grupo estávamos
sob a forma de ``vieram'').
presentes (silepse de pessoa).
Essa frase levaria o verbo
• Silepse: Ocorre quando a concor- normalmente para a 3ª pes-
dância (de gênero, número ou pes- soa, mas a concordância foi
soa) é feita com termos ou ideias feita com a 1ª, indicanto que
subentendidos na frase e não cla- a pessoa que fala está in-
ramente expressos. cluida na expressão ``todos
Exemplo: do grupo''.

9
. Crase; Pontuação
e Figuras

• Pleonasmo: Ocorre quando, para • Inversão: Consiste na alteração


reforçar uma ideia, utilizamos pa- da ordem normal dos elementos

lavras redundantes. da frase. O processo da inversão


Exemplo: Ele vive costuma ser subdividido em:

uma vida bem difícil.


Observação: Devem ser evitados – Hipérbato - ocorre quando,
os pleonasmos viciosos, que não por meio da intercalação, al-
tem valor de reforço, sendo an-
tes fruto do desconhecimento do teramos a posição de alguns
sentido das palavras, como, por termos da frase para realçá-
exemplo: subir pra cima, mono-
pólio exclusivo, entrar pra den- los.
tro etc. Exemplo: Esqueça dos ho-

mens o desprezo e siga em


• Polissíndeto: Consiste na repeti- frente.
ção enfática do conectivo (geral-
– Anástrofe - ocorre quando al-
mente o, e).
teramos a posição usual do
Exemplo: O pobre chorava, e gri-
sujeito, do verbo ou dos com-
tava, e lamentava, e se desespe-
plementos.
rava...
Exemplo: ``Foi por ti que num

sonho de ventura/ A flor da

• Assíndeto: Ocorre quando certas mocidade consumi''. (Álvares

orações ou palavras, que poderiam de Azevedo).

vir ligadas pelo conectivo, aprare- – Sínquise: é a inversão violenta


cem apenas justapostas. dos termos que provoca, in-
Exemplo: Vim, vi, venci. clusive, certa dificuladade na

10
. Crase; Pontuação
e Figuras

compreensão e no sentido da Exemplo: ``Eu que era branca e


frase. linda, eis-me medonha e escura''.

Exemplo: ``Enquanto manda (Manuel Bandeira) -Observe que


as ninfas amorosas grinaldas o pronome ``eu'', enunciado no

nas cabeças pôr de rosas.'' início, não se liga sintaticamente


(Camões). A ordem correta à oração ``eis-me medonha e es-
seria: ``Enquanto manda as cura''.

ninfas amorosas pôr grinal-


• Anáfora: ocorre quando se repete
das de rosas nas cabeças.''
uma palavra ou segmento do texto
com o objetivo de engfatizar uma

ideia. É uma figura de construção


• Anacoluto: que significa frase
muito utilizada em poesia.
qubrada, ocorre quando a um
Exemplo: ``Tua beleza incendiará
elemento apresentado no iní-
os navios do mar.
cio, segue-se uma oração em que
Tua beleza incendiará as florestas.
este elemento não se integra.. O
Tua beleza tem um gesto de morte.
tipo de anacoluto mais comum é
Tua beleza tem um tristeza de au-
aquele em que um elemento pa-
rora.
rece que vai ser sujeito da oração
Tua beleza é uma beleza de es-
mas acaba sem função sintática.
crava.
Essa figura é geralmente usada
(Augusto F. Schmidt).
para pôr em relevo a ideia que
consideramos mais importante, • Aliteração: é uma construção em

destacando-a do resto. que se repetem formas consonan-

11
. Crase; Pontuação
e Figuras

tais, indênticos ou semenlhantes, outra, em fnção de uma analogia


com a intenção de obter maior ex- estabelecida de forma subjetiva.

pressividade. Observe estes ver- Eemplo: ``Meu verso é sangue.''


sos do poeta Cruz e Souza, em que (Manuel Bandeira); ``O campo é o

a ideia de vozes e musicalidade é ninho do poeta...'' (Castro Alves)


Observação: Quando a associa-
reforçada pela própria escolha das
ção entre as palavras é medida
palavras usadas: por partículas de tipo como, tal
como, tal qual, assim como etc.,
``Vozes veladas, veludosas vozes,
temos a comparação.
volúpias de violões, vozes veladas, Exemplo: ``A felicidade é como a
gota de orvalho numa pétala de
vagam nos velhos vórtices velozes,
flor.'' (V. de Moraes)
dos ventos, vivas, É útil lembrar ainda que hhá duas
vãs,vulcanizadas. variedades de metáfora cujo co-
Observação Quando a palavra
nhecimento interessa do ponto de
usada tem o objetivo de repro-
duzir um som natural, temos en- vista estilístico: o clichê e a sines-
tão a onomatopeia.
tesia.
Exemplo: ``E era tudo silêncio na
saleta de costura; não se ouvia O clichê é a metáfora esterioti-
mais o que o o plic-plic-plic-plic
pada, que perdeu sua força ex-
de agulha no pano.'' (Machado de
Assis) pressiva tornando-se banal e po-

bre, devendo, por isso, ser evitada.


Figuras de É o que ocorre quando dizemos as
Palavras
(ou Tropos) páginas da vida, a flor dos anos etc.
A sinestesia ocorre quando atri-
• Metáfora: Consiste em associar
buímos a alguma coisa uma quali-
a uma palavra características de

12
. Crase; Pontuação
e Figuras

dade que pertence a outra área de • Metonímia: ocorre quando, em


percepção sensorial. vista de uma relação de contigui-

Exemplo: ``Tem cheiro a luz, a ma- dade ou afinidade, uma palavra


nhã nasce...'' (A. de Guimarães) - é empregada em lugar de outra.

Observe que ``luz'' é fruto de per- Tem-se metonímia quando troca-


cepção visual, enquanto ``cheiro'' se:
resulta depercepção olfativa.
– O autor (ou criador) pela
• Catacrese: Como ocorre com a obra.
metáfora, a catacrese consiste em ``Ele gosta de ler Jorge
transferir a uma palavra o sentido Amado''
próprio da outra. No entanto, se ``Este é um Ford antigo e vali-
a metáfora surpreende pela origi- oso''.
nalidade da associação de ideias, o
– O continente pelo conteúdo.
mesmo não acontece com a cata-
``Ele comeu uma caixa de do-
crese, que já não chama a atenção
ces.''
porque a tranferência de sentido

está de tal forma incorporada aos – O abstrato pelo concreto.

usos da língua que nem percebe- ``A velhice deve ser respei-

mos. tada'' (O abstrato ``velhice''

Exemplo: ``Ele embarcou no avião está sendo usado no lugar do

das sete.'' - Observe que ``em- concreto ``pessoas velhas'').

barcar'' pressupõe ``barco'' e não ``Ele tem um grande cérebro''

``avião''. (O concreto ``cérebro'' está

13
. Crase; Pontuação
e Figuras

sendo usado no lugar do abs- – O símbolo pela coisa ou ideia


trato ``inteligência''). simbolizada.

``O trono foi disputado pe-


– O efeito pela causa.
los revolucionários.'' (O trono
``Vecer na vida com o suor
simboliza o império.)
do próprio rosto'' (Suor é

o efeito ou resultado que é


• Sinédoque: Consiste no alarga-
usado no lugar da causa - tra-
mento ou diminuição de sentido
balho.)
de uma palavra. Ocorre quando
``Aprendi a viver do meu tra-
empregamos:
balho''

– O instrumento pela pessoa


– A parte pelo todo.
que o utiliza.
``Não há teto para todos os
``Ele é um bom garfo!'' (Que
necessitados''. (Parte = teto;
come muito).
todo = casa.)

– O lugar pelo produto.


– O indivíduo pela classe ou es-
``Beijarias até uma caveira/
pécie.
se espumante o Madeira ali
``Ele era o Judas da classe''.
corresse'' - Álvares de Aze-
(O nome próprio - Judas -
vedo. (O produto ``vinho'' fou
passou a designar a classe de
substituído pelo lugar em que
homens traidores.)
foi produzido, Ilha do Ma-
deira.) – O singular pelo plural.

14
. Crase; Pontuação
e Figuras

``O homem é um animal raci- aproximando-se palavras de senti-


onal''. (O homem = visão ge- dos opostos.

ral, os homens.) Exemplo: "Residem juntamente no

– O gênero pela espécie. teu peito um demônio que ruge e

``Os mortais são imperfeitos.'' um deus que chora."(Olavo Bilac)

(Os mortais = os homens). Observação: Quando o vigor da an-


títese resulta numa contradição ou
– A matéria pelo objeto (arte-
paradoxo, temos o oximoro.
fato).
Exemplo: "Amor é fogo que arde
``Ele não tem um níquel'' (Ní-
sem se ver; É ferida que doi e não
quel = matéria; elemento fa-
se sente; É um contentamento
bricado = moeda).
descontente; É dor que desatina
• Antonomásia: Ocorre quando sem doer."(Camões)
substituimos um nome próprio

pela qualidade ou atributo que o • Hipérbole: Ocorre quando, para

destingue. realçar uma ideia, exageramos a

Exemplo: ``O Poeta dos Escravos é sua representação.

um autor do Romantismo.'' (``Po- Exemplo: "Vamos tomar alguma

eta dos Escravos'' = Castro Alves). coisa que estou morrendo de


sede!"
Figuras de
Pensamento
• Apóstrofe: Consiste em interrom-
• Antítese (ou Contraste): Con- per o texto para interpelar ou ch-
siste em realçar uma ideia, mar a atenção de alguém ou de

15
. Crase; Pontuação
e Figuras

coisas personificadas. Sintatica- • Perífrase: consiste em substituir


mente, responde ao vocativo. uma palavra por uma expressão

Exemplo: "Tende piedade, Senhor, ou frase. O uso da perífrase pode


de todas as mulheres; que nin- ser motivado pela intenção de des-

guém mais merece tanto amor e tacar uma qualidade que a pala-
amizade."(Vinícius de Moraes) vra sozinha não evoca; mas deve
ser usada com prioridade para não
• Prosopopeia (ou Personificação): tornar o estilo afetado.
Consiste em atribuir característi- Exemplo: A cidade Maravilhosa
cas humanas ou em dar vida e ação prepara-se para o carnaval. (Ci-
a seres inanimados ou irracionais. dade Maravilhosa = Rio de Ja-
Exemplo: "Debalde o rio doce- neiro.)
mente/canta a monótona canção".

(M. Bandeira)
• Eufemismo: ocorre quando, no

• Gradação: ocorre quando organi- lugar do termo próprio, emprega-

zamos uma sequência de palavras mos outros que atenue ou evite

ou frases que exprimem a intensi- a expressão direta de uma ideia

ficação progressiva de uma ideia; desagradável ou grosseira. A pe-

se a sequência é ascendente, te- rífrase, muitas vezes, é usada com

mos o clímax, caso contrário, o an- essa finalidade.

ticlímax. Exemplo: Depois de alguns mo-

Exemplo: "Eu era pobre. Era subal- mentos de delírio, entregou a

terno. Era nada."(M. Lobato) alma a Deus.

16
. Crase; Pontuação
e Figuras

• Ironia (ou Antífrase): ocorre Exemplo: "Que belo comporta-


quando empregamos uma pa- mento o seu!"(Referindo-se a al-

lavra ou expressão com sentido guém que agiu mal).


oposto ao que queremos dizer, ge-

ralmente com intenção sarcástica.

Questões de 1 a 22

Caiu no concurso!
1 - Assinale a alternativa que apresenta correção quanto ao emprego do acento

indicativo de crase.

a) Às pressas, dirigiu-se a casa de sua mãe para à consolar.

b) Pensamos, ás vezes, que a maioria dos problemas nos levam a frustração.

c) À frente dos amigos, ousamos dizer a eles sobre à nossa preocupação.

d) O pensamento estava a se esvair gota a gota.

e) Deixou-o a solta, voltou a seu pai e admirou-o às escondidas.

Resposta: D

17
. Crase; Pontuação
e Figuras

Caiu no concurso!
2 - Assinale a alternativa em que a crase é obrigatória.
a) Referiu-se a V. Exa.
b) O trem partia as nove da noite.
c) Este ano muitos brasileiros irão a Roma.
d) Não tenho tempo de ir a casa para almoçar.
e) Foi a ela que deste a notícia.

Resposta: B

Caiu no concurso!
3 - Com a substituição do adjunto adverbial de lugar em: Dirigiu-se, induzido

por essa repentinaz curiosidade, . Empregou-se cor-

retamente o acento grave em:

a) À estradas perigosas.

b) À Pernambuco.
c) À via principal.

d) À uma igreja.
e) Para à fazenda.
Resposta: C

18
. Crase; Pontuação
e Figuras

Caiu no concurso!
4 - Indique o item que preenche corretamente as lacunas do texto abaixo.
momentos em que nos faltam palavras; foi o que me ocorreu pou-
cos instantes, quando vi, dirigindo-se mim, colocar-se dis-
posição, dizendo que sentisse vontade para procurá-la qualquer
hora do dia ou da noite.
a) ( ) Há, há, a, a, à, à, a.

b) ( ) Há, a, a, à, à, à, a.

c) ( ) A, à, à, a, à, à, à.

d) ( ) Há, há, a, a, a, à.

e) ( ) A, há, a, a, à, à, a.

Resposta: A

Caiu no concurso!
5 - Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas.
noite, todos os operários voltaram fábrica e só deixaram o serviço

uma hora da manhã.


a) Há, à, à.
b) A, a, a.
c) À, à, à.

19
. Crase; Pontuação
e Figuras

d) À, a, há.

e) A, à, a.
Resposta: E

Caiu no concurso!
6 - Dadas as sentenças:

I) Estou a seu dispor à todo momento a menos que surja alguma visita.

II) Ele estava às voltas com imprevisto, mas planejava daí a pouco, ir à casa
do comendador.

III) Não daremos atenção à atitudes que nos comprometam.

Observando o uso do acento indicativo de crase, de correto afirmar que:

a) Somente a I é correta.

b) A II e a III são corretas.

c) Somente III é correta.

d) A I, a II, e a III são corretas.

e) Somente a II correta.
Resposta: E

20
. Crase; Pontuação
e Figuras

Caiu no concurso!
7 Também como este ar da noite:
sussurrando de silêncios
cheio de nascimentos e pétalas.
Igual à pedra detida,
sustentando seu demorado destino.
- e à nuvem, leve e bela,

vivendo de nunca chegar a ser.

A crase em à pedra, à nuvem foi motivada pelo mesmo motivo (prep. + art.)

que em

a) Infenso à fama, mudou-se para o interior.

b) Assine os documentos à vista do comprador.

c) Por poucos cruzeiros, matou-o à bala.

d) Estão fora de moda os penteados à Elvis.

e) Às que pouco se esforçam, surgem-lhes às vezes oportunidades.


Resposta: A

21
. Crase; Pontuação
e Figuras

Caiu no concurso!
8 - Observe as frases:
I) Ele foi, logo eu não fui.
II) O menino, disse ele, não vai.
III) Deus, que é Pai, não nos abandona.
IV) Saindo ele e os demais, os meninos ficarão sós.
Assinale a alternativa correta:

a) Em I há um erro de pontuação.

b) Em II e III as vírgulas podem ser retiradas sem que haja erro.

c) Na I, se mudar a vírgula de posição, muda-se o sentido da frase.

d) Na II faltam dois pontos depois de disse.

e) Nenhuma das alternativas.

Resposta: C

Caiu no concurso!
9 - A respeito do seguinte texto, faça o que se pede:

O lotação ia de Copacabana para o centro, com lugares vazios, cada passageiro


pensando em sua vida; é o gênero de transporte onde menos viceja a flor da co-
municação humana. Quando, em Botafogo, ouviu-se a voz de um senhor lá atrás:
- Olhe aqui, vou atender você, mas não faça isso, ouviu?

22
. Crase; Pontuação
e Figuras

É muito feio pedir dinheiro aos outros. Na sua idade eu já dava duro e ajudava
em casa.

(Drummond)
A vírgula separando a expressão em Botafogo foi usada para separar:

a) Palavras da mesma função sintática;


b) Uma expressão explicativa;
c) O aposto;
d) Oração adverbial com verbo oculto;

e) O adjunto adverbial.

Resposta: E

Caiu no concurso!
10 - Assinale a alternativa correta:

a) O fogo, está apagado; defendeu-se a moça; mas, o almoço já está pronto.

b) O fogo está apagado, defendeu-se a moça. Mas o almoço, está pronto.


c) O fogo está apagado... defendeu-se a moça; mas o almoço está pronto.

d) O fogo, está apagado? Defendeu-se a moça. Mas o almoço, está pronto.

e) O fogo está apagado – defendeu-se a moça. Mas o almoço está pronto.


Resposta: E

23
. Crase; Pontuação
e Figuras

Caiu no concurso!
11 - Em que alternativa a vírgula está mal empregada antes do e?
a) O aluno estudou com dedicação, e o professor o reprovou.
b) Digo, e repito, para que fique bem claro.
c) Então Teodomiro voltou-se contra o renegado, e um violento combate travou-
se entre ambos. (Herculano)
d) Crescei, e multiplicai-vos, e enchei as águas do mar. (Bíblia).

e) Convidei apenas Maria, Eufrosina, e Mafalda.

Resposta: E

Caiu no concurso!
Nas questões que se seguem, assinale a que apresenta correta pontuação:

12 a) Somos alma, somos cérebro, somos coração.

b) Rio de Janeiro, 11 de maio de 1963.

c) Lembra-te, de que somos mortais.


d) Chegou, e comprou o bar.

e) O caso como vemos reclama sérias providências.

Resposta: A
13 a) Eram frustradas, insatisfeitas; além disso, seus conhecimentos eram
duvidosos.

24
. Crase; Pontuação
e Figuras

b) Eram frustradas, insatisfeitas, além disso seus conhecimentos eram du-


vidosos.
c) Eram frustradas; insatisfeitas: além disso, seus conhecimentos eram du-
vidosos.
d) Eram frustradas, insatisfeitas; além disso seus conhecimentos eram du-
vidosos.
e) Eram frustradas, insatisfeitas, além disso, seus conhecimentos eram du-

vidosos.
Resposta: A

14 a) Para mim ser é admirar-me de estar sendo.

b) Para mim, ser é admirar-se de estar sendo.

c) Para mim ser, é admirar-me de estar sendo

d) Para mim, ser, é admirar-me, de estar sendo.

e) Para mim ser, é admirar-me de estar, sendo.

Resposta: B

15 a) Esqueceu-me apresentar-lhe, minha mulher, acudiu, Cristiano.

b) Esqueceu-me, apresentar-lhe minha mulher, acudiu Cristiano.

c) Esqueceu-me, apresentar-lhe: minha mulher acudiu Cristiano.


d) Esqueceu-me apresentar-lhe minha mulher, acudiu Cristiano.
e) Esqueceu-me, apresentar-lhe; minha mulher acudiu, Cristiano.

Resposta: D

25
. Crase; Pontuação
e Figuras

Caiu no concurso!
16 - Assinale a alternativa em que mesmo alterando a pontuação, a frase per-
manece com o mesmo sentido:
a) Dinheiro vivo, não cheque, é isso que vim buscar.
Dinheiro vivo não, cheque; é isso que vim buscar.
b) Foi à papelaria para comprar uma fita de máquina, preta.
Foi à papelaria para comprar uma fita de máquina preta.

c) A sátira é a arte de pisar o pé de alguém de modo que ele sinta...mas não

grite.

A sátira é a arte de pisar o pé de alguém de modo que ele sinta, mas não grite...

d) Na juventude, acreditamos que a justiça seja o mínimo que podemos es-

perar do próximo na velhice, afinal descobrimos que é o máximo.

e) Na juventude, acreditamos que a justiça seja o mínimo que podemos es-

perar do próximo; na velhice, afinal, descobrimos que é o máximo.

Resposta: C

Caiu no concurso!
17 - No trecho: ...dão um jeito de mudar mandando o máximo, a figura de lin-
guagem presente é chamada
a) Metáfora.

26
. Crase; Pontuação
e Figuras

b) Hipérbole.
c) Hipérbato.
d) Anáfora.
e) Antítese.
Resposta: E

Caiu no concurso!
18 - Nos trechos:

O pavão é um arco-íris de plumas.

... de tudo que ele suscita e esplende e estremece e delira...

Enquanto procedimentos estilísticos, temos, respectivamente:

a) Metáfora e polissíndeto.

b) Comparação e repetição.

c) Metonímia e aliteração.

d) Hipérbole e anacoluto.

e) Anáfora e metáfora.
Resposta: A

27
. Crase; Pontuação
e Figuras

Caiu no concurso!
19 - Nos trechos: ...nem um dos autores nacionais ou nacionalizados de oitenta
para lá faltava nas estantes do major.
...o essencial é achar-se as palavras que o violão pede e deseja encontramos, res-
pectivamente, as seguintes figuras de linguagem:
a) Prosopopéia e Hipérbole.
b) Hipérbole e Metonímia.

c) Perífrase e Hipérbole.

d) Metonímia e Eufemismo.

e) Metonímia e prosopopéia.

Resposta: E

Caiu no concurso!
20 - No verso A poesia – é uma luz... e alma – uma ave... ocorre:
a) Prosopopéia e Hipérbato.

b) Metonímia e Antítese.

c) Hipérbole e Eufemismo.
d) Pleonasmo e Silepse.
e) Metáfora e Zeugma.
Resposta: E

28
. Crase; Pontuação
e Figuras

Caiu no concurso!
21 - Indique a alternativa em que haja uma concordância realizada por si-
lepse:
a) Os irmãos de Teresa, os pais de Júlio e nós, habitantes desta pacata re-
gião, precisaremos de muita força para sobreviver.
b) Poderão existir inúmeros problemas conosco devido às opiniões dadas
neste relatório.

c) Os adultos somos bem mais prudentes que os jovens no combate às di-

ficuldades.

d) Dar-lhe-emos novas oportunidades de trabalho para que você obtenha

resultados mais satisfatórios.

e) Haveremos de conseguir os medicamentos necessários para a cura desse

vírus insubordinável a qualquer tratamento.

Resposta: E

Caiu no concurso!
22 - Na frase O fio da idéia cresceu, engrossou e partiu-se ocorreu o processo
de gradação. Não há gradação em:
a) O carro arrancou, ganhou velocidade e capotou.
b) O avião decolou, ganhou altura e caiu.

29
. Crase; Pontuação
e Figuras

c) O balão inflou, começou a subir e apagou.


d) A inspiração surgiu, tomou conta de sua mente e frustrou-se.
e) João pegou de um livro, ouviu um disco e saiu.
Resposta: E

30