You are on page 1of 10

Resultado da análise

Arquivo: tcc fabio ultima versao.doc

Percentual das expressões localizadas na internet:


24,3%
(percentual de expressões com suspeitas de plágio)

Percentual das pesquisas com sucesso:


99,99%
(Indica a qualidade da análise, quanto maior, melhor)

Endereços mais relevantes encontrados:

Endereço (URL) Ocorrências Semelhança


http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure 327 -
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf 241 0,2 %
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2 149 -
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc 109 7,66 %
http://www.revistaturismo.com.br/artigos/valortur.html 81 8,46 %
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria 80 -

Texto analisado:

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM


FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS FES
DEPARTAMENTO DE ADMINISTRACAO DEA

FABIO BATISTA ALVES

ELABORACAO DE UM PLANO DE NEGOCIO


CONSTRUCAO DE UMA LANCHA MEDIANTE FINANCIAMENTO

MANAUS
2012

FABIO BATISTA ALVES

ELABORACAO DE UM PLANO DE NEGOCIO


CONSTRUCAO DE UMA LANCHA MEDIANTE FINANCIAMENTO

Monografia apresentada ao Departamento de Administração, da Universidade Federal do Amazonas UFAM, como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Administração.
http://www.iieb.org.br/enviados/publicador_pdf/trab_Dissert_Mario_Garcia_Murayari.pdf
http://www.entomologia.ufam.edu.br/Monografias/Dissertacao_Marcia.pdf
http://www.fucape.br/premio_excelencia_academica/upld/trab/7/marcelo_Mono_4.pdf

Orientadora: Alzerina Reis Barrella

Manaus
2012
AGRADECIMENTO

Agradeço a minha esposa, ao meio filho e aos meus pais pelo amor e dedicação que sempre tiveram por mim.
A minha orientadora, Alzerina Barrella, pela paciência, atenção, carinho e dedicação que sempre teve nos dias de orientação acadêmica, e pela ajuda no meu desenvolvimento intelectual acadêmico.
Agradeço a todos os professores, amigos e parentes que de alguma forma contribuíram para que eu crescesse na vida acadêmica.

RESUMO
http://www.e-commerce.org.br/planos_de_negocios.php
http://pt.wikipedia.org/wiki/Empreendedorismo

Um plano de negócio é muito importante para os empreendedores conseguirem implantar, gerir e ampliar seu empreendimento. Num mercado tão competitivo o diferencial é capacidade que o empreendedor tem em
buscar recursos para melhorar o atendimento e o produto ofertado ao cliente. Diante disso, é fundamental que os proprietários de lanchas da Associação dos Canoeiros do Porto da Ceasa, melhorem as lanchas, a
fim de oferecerem um serviço de transporte de passageiros, melhor, e ampliem para o setor de turismo. Para que isso aconteça é necessário captar recursos financeiros junto aos órgãos financeiros do Estado.
Desta forma, este estudo procura mostrar um modelo e um roteiro a ser seguido que visa facilitar e viabilizar a elaboração de um plano de negócio aos proprietários de lanchas do porto da Ceasa/ Careiro da Várzea.
http://www.e-commerce.org.br/planos_de_negocios.php
http://pt.wikipedia.org/wiki/Empreendedorismo

Palavras-chave:
Empreendedores diferencial serviço financiamento plano de negócio

ABSTRACT

A business plan is very important for entrepreneurs unable to deploy, manage and enhance their enterprise. In an intensely competitive market is the differential ability of the entrepreneur has to seek resources to
improve customer service and product offered to the customer. Therefore, it is essential that owners of boats of the Association of the Port of Canoeists Ceasa, improve the boats in order to provide a transport service
for passengers, better, and to expand the tourism sector. For this to happen it is necessary to raise funds from financial organs of the state. Thus, this study seeks to show a model and a roadmap to be followed which
aims to facilitate and enable the development of a business plan to owners of boats in the port of Ceasa/Careiro da Várzea.
http://www.coastaladaptation.eu/index.php/en/9-experiences/aberdeen
http://www.fanrpan.org/documents/d00838/SDC_Speech.pdf
http://www.vatican.va/holy_father/benedict_xvi/messages/communications/documents/hf_ben-xvi_mes_20120124_46th-world-communications-day_en.html
http://www.bridgew.edu/Library/CAGS_Projects/CMCAULIFFE/website/revoResDocs/fVsH.htm
Keywords:
entrepreneurs differential - service - financial business plan

SUMARIO

INTRODUCAO PAGEREF _Toc328030097 \h 6


1 APRESENTACAO PAGEREF _Toc328030098 \h 7
2 OBJETIVOS PAGEREF _Toc328030099 \h 8
2.1 OBJETIVO GERAL PAGEREF _Toc328030100 \h 8
2.2 OBJETIVOS ESPECIFICOS PAGEREF _Toc328030101 \h 8
3 REFERENCIAL TEORICO PAGEREF _Toc328030102 \h 9
3.1 EMPREENDEDORISMO PAGEREF _Toc328030103 \h 11
3.2 O TURISMO COMO NEGOCIO PAGEREF _Toc328030104 \h 11
3.3 O TURISMO FLUVIAL PAGEREF _Toc328030105 \h 12
3.4 O TRANSPORTE DE PASSAGEIROS PAGEREF _Toc328030106 \h 13
3.5 PLANO DE NEGOCIO PAGEREF _Toc328030107 \h 13
3.5.1 Plano de Negócio da Navegação e Passeio Maria Iacy Ltda. PAGEREF _Toc328030108 \h 14
4 METODO PAGEREF _Toc328030109 \h 32
4.1 DESCRICAO DO DELINEAMENTO PAGEREF _Toc328030110 \h 32
4.1.1 Amostra PAGEREF _Toc328030111 \h 32
4.1.2 Instrumento PAGEREF _Toc328030112 \h 32
4.1.3 Coleta de Dados PAGEREF _Toc328030113 \h 32
4.1.4 Procedimento de Análise dos Dados PAGEREF _Toc328030114 \h 32
5 DISCUSSAO PAGEREF _Toc328030115 \h 32
6 CONCLUSAO PAGEREF _Toc328030116 \h 37
REFERENCIA PAGEREF _Toc328030117 \h 38
INTRODUCAO
O sucesso de uma organização está ligado a capacidade de se diferenciar no mercado e atender as expectativas de seus clientes de maneira eficiente e eficaz. Como o propósito de oferecer uma orientação aos
empreendedores, surge o Plano de Negócio, que busca orientar, implantar e ampliar o negócio.
O Plano de Negócio é um instrumento ideal para traçar um retrato fiel do mercado, do produto e das atitudes do empreendedor, o que propicia segurança para quem quer iniciar um negócio com maiores condições
de êxito ou mesmo ampliar ou promover inovações.
http://www2.rj.sebrae.com.br/boletim/tag/plano-de-negocios
http://www.oitcinterfor.org/node/1330
http://www.sebraepb.com.br
http://www.sebrae.com.br/uf/rondonia/produtos/plano-de-negocios

O transporte de passageiro é uma atividade que tem uma importância social, política e econômica para um Estado. O serviço de transporte fluvial de passageiros apresenta aspectos fundamentais para o
desenvolvimento de uma sociedade, pois é uma atividade que pode ser ampliada para o turismo.
O turismo é uma atividade econômica que apresenta um forte crescimento em todo o mundo. No Amazonas, o setor de turismo apresenta aspectos ambientais propícios ao emprego dessa atividade. Isso se deve
porque 95% da nossa floresta permanecem intactas e os rios são volumosos e navegáveis, o que favorece ao turismo fluvial.
http://unipe.br/blog/administracao/wp-content/uploads/2008/11/o-marketing-verde-como-uma-vantagem-competitiva-na-empresa-m-c-briquetes.pdf

A escolha do tema partiu do interesse despertado pelo serviço prestado pela Associação do Canoeiros, no porto da Ceasa/Careiro da Várzea, de transporte de passageiros. Ademais, sempre houve afinidade
pessoal relativa ao estudo do Plano de Negócio.
http://unipe.br/blog/administracao/wp-content/uploads/2008/11/o-marketing-verde-como-uma-vantagem-competitiva-na-empresa-m-c-briquetes.pdf

O presente trabalho tem como propósito compreender o Plano de Negócio como uma ferramenta facilitadora no processo de financiamento de uma Lancha junto aos bancos do Estado, para atuar no setor de
turismo, no Amazonas.
Em Metodologias forma descritos os métodos e técnicas adotadas na elaboração deste trabalho, definindo-se a caracterização da pesquisa e o campo empírico, alem de descrever o problema e estabelecer os
objetivos a serem alcançados.
http://unipe.br/blog/administracao/wp-content/uploads/2008/11/o-marketing-verde-como-uma-vantagem-competitiva-na-empresa-m-c-briquetes.pdf

Nas páginas seguintes serão expostos definições sobre Plano de Negócio, Empreendedorismo, Turismo, Turismo Fluvial, Transporte de Passageiros, e um modelo de plano de negócio para financiar uma lancha,
tema central deste trabalho.
1 APRESENTACAO
O presente trabalho tem por intuito a elaboração de um plano de negócio, que visa à construção de uma lancha com motor a propulsão, buscando atender a crescente demanda de turistas, oferecendo conforto,
segurança e ótimo atendimento.
E bom destacar que o transporte de passageiros é um mercado em pleno crescimento em todo o mundo, e no Amazonas pode ser estendido ao turismo. A região amazônica é vista por sua imensa Floresta
Amazônica, como um bem da humanidade, isso faz com que todos os anos milhares de turistas passem por aqui. O Amazonas, em especial, tem 95% da floresta intacta. Tal fator atrai, anualmente, cerca de 30 mil
turistas de vários países.
Todos os dias os usuários da travessia do porto da Ceasa para o Careiro passam pelo encontro das águas, maior ponto turístico do Amazonas. O encontro das águas é um fenômeno em os rios Solimões e Rio
Negro andam lado a lado por vários quilômetros sem se misturar.
Elaborar um plano de negócio enquadrando-se no espírito do desenvolvimento sustentável, fortalecendo a proteção ao meio ambiente, viabilizará a aprovação e valorização do empreendimento. Dessa forma é de
fundamental importância que se desenvolva um plano de negócio envolvendo questões básicas como a preservação da natureza de forma positiva e divulgação das belezas naturais existentes no nosso Estado sem
uma agressão ao meio ambiente.
http://www.seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/download/16951/9347

A existência de lanchas confortáveis, que não agridam ao meio ambiente, ajudará para a melhoria do transporte de passageiros, ora existente, e irá facilitar no desenvolvimento do turismo, em conjunto com o
transporte de passageiros. Em especial aos donos de embarcações do porto da Ceasa e Careiro da Várzea.
Mas, como os donos de lanchas do porto da Ceasa/Careiro vão conseguir os recursos necessários para a construção de lanchas desse porte?

2 OBJETIVOS
2.1 OBJETIVO GERAL
- Elaborar um Plano de Negócio visando à construção de uma lancha com motor a propulsão.
2.2 OBJETIVOS ESPECIFICOS
- Ampliar o sistema de transporte de passageiro para o de turismo fluvial.
- Melhorar o sistema de transporte de passageiros existente no porto da Ceasa/Careiro da Várzea.
- Mostrar a importância de um plano de negócio para um financiamento.
- Identificar as oportunidades existentes, no estado do Amazonas, no setor de turismo fluvial.
- Mostrar a importância de fazer parcerias com hotéis de selva e restaurantes fluviais.

3 REFERENCIAL TEORICO
Segundo Mario Carlos Beni o turismo pode ser identificado no campo acadêmico, nas empresas e nos órgãos governamentais para definição por três tendências: a econômica, a técnica e a holística.
Herman Von schullern, 1910, definiu economicamente turismo como: A soma das operações, principalmente de natureza econômica, que estão diretamente relacionadas com a entrada, permanência e deslocamento
de estrangeiros para dentro e para fora de um país, cidade ou região.
http://www.revistaturismo.com.br/artigos/valortur.html
http://www.sbpcnet.org.br/livro/57ra/programas/CONF_SIMP/textos/joseclertonmartins-turismo.htm
http://www.eps.ufsc.br/disserta98/mastella/cap2.html
http://www.caminhosdepedra.org.br/pdf/Ivane_Remus_Favero-2000.pdf

O Departamento Australiano de Turismo e Recreação, de 1975, definiu, economicamente, como: Turismo é uma importante indústria nacionalmente identificável. Compreende um amplo corte transversal de
atividades componentes, incluindo a revisão de transporte, alojamento, recreação, alimentação e serviço.
http://www.redenet.edu.br/publicacoes/arquivos/20080227_103125_TURI-011.pdf
http://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/18451/198294.pdf?sequence=1
http://redalyc.uaemex.mx/redalyc/pdf/1154/115415182007.pdf
http://www.revistaturismo.com.br/artigos/valortur.html

A definição de Robert McIntosh, 1977, diz que o Turismo envolve mais do que os componentes empresariais, apresentando uma faceta qualitativa: Turismo pode ser definido como a ciência, a arte e a atividade de
atrair e transportar visitantes, alojá-los e cortesmente satisfazer suas necessidades e desejos.
http://pt.shvoong.com/social-sciences/1710294-turismo-que-negócio-é-esse
http://www.administradores.com.br/informe-se/producao-academica/terceirizacao-dos-servicos-hoteleiros/4547
http://ilheuscomamor.wordpress.com/2009/12/03/sobre-o-turismo-em-ilhus
http://www.revistaturismo.com.br/artigos/necessidadesespeciais.html
Em 1963, as Nações Unidas patrocinaram uma Conferencia sobre Viagens Internacionais e Turismo, em Roma. Basicamente, definiu conceitos sobre turista e excursionistas, que, em 1968, a Organização Mundial
de Turismo aprovou e passou a incentivar os países a adotá-la.
http://www.macamp.kit.net/index.htm
http://www.ufpe.br/posgeografia/images/documentos/2008_roberta_xavier.pdf
http://www.uff.br/rpca/pdg/tccpdg14.pdf

Os professores suíços Hunziker e Krapf, em 1942 definiram Turismo como: A soma dos fenômenos e das relações resultantes da viagem e da permanência de não-residentes, na medida em que não leva à
residência e não está relacionada a nenhuma atividade remuneratória.
http://www.uff.br/rpca/pdg/tccpdg14.pdf
http://jcnavegatur.blogspot.com/2008/11/uma-anlise-da-rea-central-de-curitiba.html
http://www.eumed.net/rev/turydes/04/sbb.htm
http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=8934

Nenhuma suspeita encontrada.

Esses conceitos são fundamentos de estudiosos que serviram para identificar características relativas ao Turismo. Mario Carlos Beni observa que existe uma preocupação interrogativa em alguns meios acadêmicos
no sentido de saber se Turismo é uma ciência, em que estágio de desenvolvimento se encontra e se poderia ser tratado em etapa de cientização.
http://www.nav.tur.br/index/download?tipo=application/msword&tamanho=41472.000&arquivo=2_Introdu o ao Sistur.doc
http://bdm.bce.unb.br/bitstream/10483/618/1/2005_OnildoSouzaMartinsJunior.pdf

Beni, diz que o turismo faz parte de um contexto que envolve um conjunto das relações Ambientais, tal contexto, está inserido no Sistema de Turismo. Esse sistema é aberto e realiza trocas com o meio que o
circunda e, por extensão, é interdependente, nunca autossuficiente.
http://www.sbpcnet.org.br/livro/63ra/resumos/resumos/4954.htm
http://www.geo.ufv.br/simposio/simposio/trabalhos/trabalhos_completos/eixo10/002.pdf
http://pt.scribd.com/doc/21260806/Revista-de-Administracao-2005

O Ministério do Turismo Brasileiro implantou um modelo de gestão descentralizada do turismo, ou seja, cada região deve implantar suas próprias alternativas de desenvolvimento, de acordo com a realidade da
região. Isso deixa visível que a intenção do Ministério é que haja uma participação direta das comunidades receptoras, ou seja, que cada cidadão brasileiro sinta-se como parte fundamental para o desenvolvimento
econômico e turístico do país.
http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/o_ministerio/publicacoes/downloads_publicacoes/modulo_operacional_5_implementacao_do_plano_estrategico_de_desenvolvimento_do_turismo_regional.pdf
http://hotelariadequalidade.blogspot.com/2009_12_01_archive.html

E oferecido pelo Ministério do Turismo Nacional um roteiro a ser seguido pelos municípios. Esses cadernos se organizam com base nos princípios da sustentabilidade ambiental, econômica, sociocultural e político-
institucional e destaca os benefícios que a regionalização e a consolidação de roteiros turísticos oferecem ao turismo brasileiro.
http://pt.scribd.com/doc/58034431/introducao-turismo
http://www.ibam.org.br/media/arquivos/estudos/formacaoredes_turismo.pdf
http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/conselhos/conselho_nacional/documentos_conselho/modulo_operacional_3_institucionalizacao_da_instancia_de_governanca_regional.pdf
http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/o_ministerio/publicacoes/downloads_publicacoes/modulo_operacional_4_elaboracao_do_plano_estrategico_de_desenvolvimento_do_turismo_regional.pdf

O SEBRAE diz que um plano de negócio é um documento que descreve por escrito os objetivos de um negócio e quais passos devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e
as incertezas. Um plano de negocio permite identificar e restringir seus erros no papel, ao invés de cometê-los no mercado.
http://www.sebrae.com.br/uf/goias/programas-e-projetos/plano-de-negocios/como-elaborar-um-plano-de-negocio
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAA4JcAK/plano-negocio
http://www.jrconsultoria.com.br/site/Consultoria/Plano-de-negocios
http://apoioerevisao.blogspot.com.br/2012/04/plano-de-negocio.html

A Organização Mundial de Turismo e as Nações Unidas sobre Estatísticas de Turismo definem turismo como: as atividades que as pessoas realizam durante as suas viagens e permanência em lugares distintos do
seu entorno habitual, por período consecutivo de tempo inferior a um ano, com fins de lazer, negócios e outros.(1994)
http://www.slideshare.net/cursotiat/01-conceitos-turismo
http://www.feriastuga.com

O turismo na sociedade moderna pode ser entendido como um conjunto de diversas atividades econômicas, englobando diferentes tipos de equipamentos entre eles: os transportes, o alojamento, as agências de
viagens, práticas de lazer. (Gonçalo Lopes, 2010)
http://www.slideshare.net/cursotiat/01-conceitos-turismo

A EMBRATUR possui um projeto de marketing para divulgação das capitais brasileiras para o exterior. Com a vinda da copa de 2014 para o Amazonas, haverá melhoria da infraestrutura da capital em todas as áreas
sob a administração da prefeitura.
http://www.uneb.br/2010/01/27/curso-de-italiano-lanca-novas-turmas-100-vagas
http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20120222182701AAynUDo
http://article.wn.com/view/2012/06/06/seedorf_est_muito_pr_ximo_de_acerto_com_o_botafogo
http://article.wn.com/view/2012/04/25/Seedorf_segue_nos_planos_do_Botafogo

3.1 EMPREENDEDORISMO
O empreendedorismo pode ser visto como uma alternativa para geração de emprego, renda e desenvolvimento da economia, seja local ou global. Também pode ser visto como uma oportunidade que as pessoas
têm para colocar em prática ideias de um determinado negócio.
Dolabela, 2003, diz que: O empreendedor é alguém capaz de desenvolver uma visão, mas não só. Deve saber persuadir terceiros, sócios, colaboradores, investidores, convencê-los de que sua visão poderá levar
todos a uma situação confortável no futuro.
http://pt.scribd.com/doc/24959932/TCC-Alexandre-Ricardo
http://www.revista.inf.br/adm09/pages/artigos/ADM-edic09-anov-art02.pdf
http://www.slideshare.net/ivanjacomassi/apostila-empreendedorismo-completa
http://copel.net/bel-i9/conheca_arquivos/Livro/21_.html

Em 2006, Dolabela afirma: empreendedorismo não é um tema novo ou modismo: existe desde sempre, desde a primeira ação humana inovadora, como objetivo de melhorar as relações do homem com os outros e
com a natureza.
http://www.webartigos.com/index.php/article/default/redirect/?ART_ROOT_ID=31549
http://www.artigonal.com/negocios-admin-artigos/empreendedorismo-uma-nova-visao-enfoque-no-perfil-empreendedor-1512695.html
http://processosgerenciaisatuante.blogspot.com
http://pt.wikipedia.org/wiki/Empreendedorismo

Segundo Erich e Peter, 2004, empreendedorismo é o processo de criar algo novo com valor dedicando o tempo e o esforço necessário, assumindo os riscos financeiros, psíquicos e sociais correspondentes e
recebendo as consequentes recompensas, a satisfação e independência econômica pessoal.
http://www.artigonal.com/administracao-artigos/como-se-tornar-um-empreendedor-de-sucesso-2947994.html
http://www.anped.org.br/reunioes/32ra/arquivos/trabalhos/GT09-5791--Int.pdf
http://www.slideshare.net/wrf555/mudi-empreendorismo-no-servico-publico
http://www.prac.ufpb.br/anais/XIIIENEX_XIVENID/ENEX/PROBEX/ARTIGO/8/8CCAEDCSPX01-O.docx

Segundo Dornelas, 2008, empreendedorismo é o envolvimento de pessoas e processos que, em conjunto, levam a transformação de ideias em oportunidades.
http://www.slideshare.net/Romante/empreendedorismo-read-only
http://www.josedornelas.com.br/artigos/capitulo-2-dilema-2-livro-empreendedorismo
http://www.fam2010.com.br/site/revista/pdf/ed2/art7.pdf
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAIHoAK/empreendedorismo-gestao

O SEBRAE, diz que os empreendedores são visionários, dotados de ideias realistas e inovadoras. Alem disso, desenvolvem um papel otimista dentro da organização, capaz de enfrentar obstáculos internos e
externos.
http://www.sebrae.com.br/customizado/desenvolvimento-territorial/o-que-e/empreendedorismo
http://www.slideshare.net/felipespinho/novas-identidades-e-empreendedorismo
http://pt.wikipedia.org/wiki/Empreendedorismo

O empreendedorismo é uma forma que as pessoas tem de transformar suas ideias em atividades geradoras de emprego e renda. Mesmo que muitos autores não vejam o empreendedorismo como uma atividade
tipicamente econômica é fácil discordar, pois, normalmente, ajuda no desenvolvimento da economia.
3.2 O TURISMO COMO NEGOCIO
O turismo também pode ser visto como uma importante fonte de financiamento para a preservação do meio ambiente, uma vez que é uma preocupação mundial em preservar o planeta. Em meio a crises
econômicas, o turismo tem se mostrado uma boa oportunidade que os empresários e as comunidades mundiais têm buscado para fugir dos problemas econômicos gerados por elas.
http://saladeestudoscentrodecursos.blogspot.com
http://www.etur.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=7696
http://meioambientetecnico.blogspot.com.br/2011_10_01_archive.html
http://www.stsbrasil.com/noticias/Como_reconhecer_uma_boa_oportunidade.php

José Vicente de Andrade diz que, o setor turístico oferece oportunidades de boas alternativas aos empresários que nele investem ou desejam investir, desde que planejem com critério e se estabeleçam em locais
convenientes, tanto pela qualidade da oferta e suas especialidades quanto ao volume da demanda. O sucesso, no entanto, depende muito da qualificação do potencial, dos equipamentos e dos serviços oferecidos
ou à disposição do público.
http://pt.scribd.com/doc/75371498/Plano-de-negocio-hotel
http://www.etnews.com.br/noticias/o-turismologo-samuel-pucci
http://cs.infospace.com/ClickHandler.ashx?du=http://pt.scribd.com/doc/75371498/Plano-de-negocio-hotel&ru=http://pt.scribd.com/doc/75371498/Plano-de-negocio-hotel

O sucesso do turismo econômico está diretamente associado, ao envolvimento e a qualificação dos envolvidos. Para que tenha maiores resultados é necessário que o empreendedor analise todos os setores
envolvidos e invista todo seu potencial.

3.3 O TURISMO FLUVIAL


Em muitos países os rios navegáveis são utilizados para transportar cargas ou passageiros, através de uma região ou país, e é de alta rentabilidade econômica em todos os setores da economia. O bom uso dos rios
pode ser uma eficiente maneira de estimular a sociedade a preservá-los a fim de garantir a própria vida humana.
http://fcap.adm.br/revistas/RCA/HTML/V02/RCAv02a04.htm

Para José Andrade, o turismo fluvial equilibrado é raro privilegio de poucas regiões, e escopo mais alto de países com possibilidade de adaptar ou reciclar seus rios para fins da navegação comercial e turística.
http://fcap.adm.br/revistas/RCA/HTML/V02/RCAv02a04.htm

O Ministério do Turismo brasileiro afirma que o Turismo Náutico é caracterizado pela utilização de embarcações como barcos e/ou navios para a movimentação de passageiros, com fins meramente turísticos.
O Brasil possui um litoral de 7367 quilômetros de extensão, 35 mil quilômetros de vias internas navegáveis, 9206 quilômetros de margens de reservatório de água doce, como hidroelétricas, lagos e lagoas, além do
clima ameno, o Brasil não aproveita seu grande potencial para o Turismo Náutico.
No Amazonas o turismo fluvial é a melhor maneira de descobrir as maravilhas naturais do Estado. Isso pode ser feito utilizando pequenas, médias ou grandes embarcações. As belezas naturais são os Arquipélagos
com centenas de ilhas e praias, jacarés, botos dor de rosa, aves pernaltas e pequenos roedores. Na vazante é possível ver belas praias de areia branca; na cheia o turista pode navegar entre as belas árvores
amazônicas de igapós.
O porto da Ceasa está a quatro minutos do Encontro das Aguas, que é o maio ponto turístico do Estado. O fenômeno do Encontro das Aguas ocorre por mais de 6 km em que o rio Negro, de águas escuras, e o
Solimões, de águas barrentas, que possuem densidade, temperatura e velocidade diferenciadas, percorram esta extensão lado a lado sem se misturarem.
3.4 O TRANSPORTE DE PASSAGEIROS
Transporte de passageiros ou pessoas é o serviço prestado por empresas públicas ou privadas à pessoas que necessitam ir de um lugar a outro dentro ou fora de uma determinada região.
O transporte de passageiros realizado no porto da Ceasa para o Careiro da Várzea é feito pela Associação dos Canoeiros e pela Cooperativa Encontro das Aguas. O SNPH está fiscalizando e orientando o serviço
oferecido por essas duas empresas.
Esse serviço é de fundamental importância para a movimentação econômica de Manaus e municípios vizinhos a Ela, tais como: Autazes, Careiro da Várzea, Careiro, Manaquirí, Nova Olinda e Humaitá.
3.5 PLANO DE NEGOCIO
Um plano de negócio pode ser entendido como um instrumento de gestão que um empreendedor tem para mapear o curso que a empresa deve seguir para alcançar os objetivos e metas desejados para conseguir
sucesso no mercado de bens, produtos ou serviços.
http://www.sebrae.com.br/momento/quero-abrir-um-negocio/planeje-sua-empresa/plano-de-negocio

Segundo Idalberto Chiavenato (2005), o plano de negócio trata-se de um planejamento antecipado pelo qual um pretenso empreendedor, baseado em um conjunto de dados e informações sobre um determinado
negócio, procura viabilizar uma sociedade de seu interesse. Basicamente, o plano segue uma rotina de: previsão, programação, coordenação e controle, de uma sequencia lógica de eventos com o intuito de alcançar
sucesso em determinado negócio.
http://www.unihorizontes.br/pi/pi_1sem_2007/inter_1sem_2007/contabeis/constituicao_de_sociedade_empresaria_do_ramo_de_panificacao_e_congeneres.pdf
http://www.biblioteca.sebrae.com.br/bds/BDS.nsf/8907C207FA95E57D832577D7005165EE/$File/NT0004520A.pdf
http://www.gestaodiaria.com.br/2012/05/18/plano-de-negocios-para-sua-vida-e-carreira-parte-1
http://pt.scribd.com/doc/52425536/6-293-35386

O SEBRAE diz que o Plano de Negócio é o melhor instrumento para traçar um retrato fiel do mercado, do produto, do serviço e das atitudes do empreendedor. Diz que desenvolver o plano de negócio é um sinal de
maturidade e planejamento, e que através dele quem quer iniciar uma empresa tem mais segurança para alcançar o êxito e também ampliar ou promover inovações.
http://milleniumci.blogspot.com
http://www.sebrae.com.br/uf/espirito-santo
http://www.sebrae.com.br/atender/momento/quero-abrir-um-negocio
http://www.sebrae.com.br/setor/biotecnologia/minha-empresa/registros-licencas-e-patentes

Os empresários de lanchas do porto da Ceasa/Careiro, ao elaborarem um plano de negócio terão a possibilidade de conseguir financiamento junto a AFEAM a fim de melhorarem suas lanchas e oferecerem mais
conforto aos usuários da travessia Manaus/Careiro, e aos turistas que quiserem realizar passeios pelos pontos turísticos fluviais.
3.5.1 Plano de Negócio da Navegação e Passeio Maria Iacy Ltda.
Sumário
1. Sumário Executivo
2. Análise Externa e Conceito do Negócio
2.1. Localização
2.2. Mercado
2.2.1. Oferta
2.2.2. Demanda
2.2.2.1. Pesquisa de Demanda
2.3. Concorrência
2.4. Parcerias
2.5 Comunidade
3. Equipe de Gestão
4. Estratégias
4.1. Estratégias de negócios
4.2. Análise SWOT (DAFO)
4.3. Código de conduta
4.4. Visão
4.5. Missão
4.6. Objetivos Gerais (Metas)
5. Plano de Marketing
5.1. Estratégias de divulgação
5.2. Estratégia de comercialização
6. Plano de recursos humanos
6.1. Plano de operações, tecnologia e logística
6.2. Equipamentos e exigências
6.3. Equipamentos e exigência
6.4. Viabilidade técnica e ecológica
6.4.1. Diretrizes
6.4.1.1. Definição da unidade de planejamento
6.5. Construção
6.6. Serviços
6.7. Logística da Navegação Maria Iacy
7. Plano de finanças
7.1. Aspectos financeiros na implantação
7.2. Descrição do empreendimento
7.3. Planilha de investimentos
7.3.1. Estimativa de viagens X Estimativa de Receita.
7.3.2. Estimativa de custos
7.4. Demonstrativo do resultado operacional
Referências
1. Sumário Executivo
Conceito do Negócio
O empreendimento a ser construído é uma lancha de alumínio com motor a propulsão, medindo 10,00m de comprimento, 2,65 de largura e 2,00m de altura, que busca propiciar um transporte seguro para os usuários
do porto da balsa localizado na Ceasa.
A lancha terá capacidade para 40 passageiros acomodados em poltronas confortáveis, seguras, banheiro, lixeiros. Terá um motor de popa de 250hp de marca Yamaha.
Este plano tem como principal objetivo o atendimento aos turistas que visitam o Amazonas todos os dias. Também visa melhorar o sistema de transporte de passageiros na travessia do porto da Ceasa com destino
ao Careiro da Várzea e municípios vizinhos.
RAZAO SOCIAL DA EMPRESA: NAVEGACAO MARIA IACY LTDA.
NOME DE FANTASIA: MARIA IACY
Equipe de Gestão
A equipe de gestão será constituída pelo empresário Fábio Batista Alves, dono da empresa e terá como apoio uma equipe de contadores do SEBRAE- AM.
A lancha terá como funcionários, o piloto Antonio José Ribeiro Alves, devidamente habilitado pela capitania dos portos a mais de 20 anos, um marinheiro de máquina e um cobrador de passagens.
MERCADO
O transporte de passageiros é um mercado em pleno crescimento em todo o mundo, pois pode ser estendido ao turismo. A região amazônica é vista, por natureza, como um bem da humanidade, isso faz com que
todos os anos milhares de turistas passem por aqui. O amazonas, em especial, tem 95% da floresta intacta. Tal fator atrai, anualmente, cerca de 30mil turistas de vários países.
Vale lembrar, que os usuários da travessia do porto da Ceasa para o Careiro passam pelo encontro das águas, maior ponto turístico do Amazonas. Ver, de perto a bela floresta amazônica, praias, restaurantes
fluviais, além do imenso rio Solimões.
Este plano de negócio enquadra-se no espírito do desenvolvimento sustentável, pois tem um forte comprometimento com o meio ambiente. Visa preservar a natureza de forma positiva e divulgar as belezas naturais
existentes no estado do Amazonas.
Estratégia de Marketing
A estratégia de marketing da Navegação Maria Iacy Ltda. visa ganhar mercado rapidamente, focando na travessia da Ceasa/Careiro um ponto para, além dos clientes já existentes, ampliar o turismo no Amazonas,
através de parcerias com os hotéis existentes na região, tais como: Ariaú Amazon Towers, Restaurante Moronguetá, Restaurante e Pousada de Selva do Janauari.
Estrutura e Operação
A Navegação Maria Iacy é uma empresa que visa proporcionar, através de suas lanchas, uma forma agradável de fazer turismo nos rios do Amazonas. Será constituída de uma estrutura de atendimento ao cliente
via telefone e diretamente com o proprietário. Terá um sistema de ouvidoria ao cliente com o intuito de buscar melhorias para um melhor atendimento e satisfação de sua clientela.
Será de obrigação, da navegação Maria Iacy, ter em suas lanchas:
Serviços de bordo como café, água, suco e refrigerantes;
Almoço em viagens de longa distância;
Depósitos para guardar bagagens;
Assentos confortáveis;
Coletes salva-vidas individuais para adultos e crianças.
Estratégia de crescimento
A empresa pretende alcançar um crescimento de 40% ao ano através de sua estratégia de marketing a ser realizada.
Resultados Econômicos e Financeiros necessidades de investimentos.
Este de tipo de empreendimento tem se revelado bastante requerido e rentável, o que faz com que a oferta venha aumentando na região amazônica.
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

O investimento inicial está calculado em R$ 105.000,00 (cento e cinco mil reais), para um retorno estimado em 03 anos. Retorno este, muito melhor que muitas aplicações financeiras existentes no mercado.
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

Este plano de negócio visa alcançar um financiamento de até 80% do investimento pelo programa do FINAN do BNDES, para um pagamento em até 05 anos.
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

2. Análise Externa e Conceito do Negócio


http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2

O setor do turismo tornou-se um fenômeno mundial ao longo das ultimas quatro décadas e, diversos especialistas consideram-no a maior atividade econômica do mundo. Grandes partes dos turistas vão para
destinos tradicionais de turismo de massa, o que começou a gerar impacto na ocupação das infraestruturas e degradação ambiental acelerada das regiões de acolhimento.
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://www.trabalhosfeitos.com/topicos/monografia-recupera%C3%A7%C3%A3o-de-%C3%A1rea-degradada-em-minera%C3%A7%C3%A3o/180

A necessidade de fuga ao estilo de vida urbano, a procura de locais mais saudáveis e a conscientização das pessoas relativamente aos problemas ambientais fizeram nascer o Ecoturismo e, com ele, a busca da
valorização intelectual, em locais de características únicas e de elevada sensibilidade cultural e ecológica.
http://pt.scribd.com/doc/25030061/Revista-Brasileira-de-Ecoturismo-09-2009
http://www.cpap.embrapa.br/publicacoes/download.php?arq_pdf=Livro027
http://vidasilvestre.org.uy/wp-content/uploads/2012/08/Revista-Brasileira-de-Ecoturismo_volumen-2.pdf
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf

O Ecoturismo é o segmento que mais cresce dentro do setor turístico, em uma proporção de 20% ao ano, segundo a Organização Mundial do Turismo. O estado do Amazonas praticando uma política de apoio ao
desenvolvimento sustentável, ou seja, incentivando e apoiando aqueles produtores/criadores que retiram seus alimentos e preservam o meio ambiente.
http://cs.infospace.com/ClickHandler.ashx?du=http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2&ru=http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://cs.infospace.com/ClickHandler.ashx?du=http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure&ru=http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure
http://cs.infospace.com/ClickHandler.ashx?du=http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf&ru=http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.etur.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=10710

Vale lembrar que o desenvolvimento turismo sustentável pode satisfazer as necessidades econômicas, sociais e estéticas, mantendo, simultaneamente, a integridade cultural e ecológica, tornando-se uma atividade
benéfica para os anfitriões e para os visitantes e quanto protege e melhora a mesma oportunidade para o futuro.
http://www.uff.br/rpca/Volume%205/TCC%20ECOTURISMO.pdf
http://www.eumed.net/rev/turydes/12/kmfo.html
http://turismodepesca.blogspot.com/2008/05/turismo-sustentvel.html
http://cs.infospace.com/ClickHandler.ashx?du=http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria&ru=http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria

O planejamento, desenvolvimento e operação do turismo devem ser parte de estratégias de conservação ou de desenvolvimento sustentável para uma região, província (estado) ou nação. O planejamento, o
desenvolvimento e a operação do turismo devem ser intersetorial, envolvendo várias organizações governamentais, empresas privadas, grupos de cidadãos e indivíduos, permitindo deste modo obter o maior número
possível de benéficos.
http://www.funcraf.org.br/docs/1_Aula_TERCEIRO_SETOR_FUNCRAF_23_11_10.ppt
http://www.aedb.br/seget/artigos05/281_SenhorasTakeuchiRS_DS.pdf
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf

O desenvolvimento sustentável salva a matéria prima do turismo, que é a cultura do povo e o próprio local visitado.
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure

O Ecoturismo, como opção para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes, já e reconhecido a nível nacional pelo lançamento, em marco de 1995, das Diretrizes para uma Política Nacional de
Ecoturismo, num projeto entre o Ministério da Indústria, do Comércio e do Turismo e do Ministério do Meio Ambiente e da Amazônia Legal. Vários itens dos documentos sinalizaram apoio a planos e projetos como o
que aqui se apresenta.
http://arqturismosustentavel.wordpress.com/2011/06/06/o-turismo-ecologico-como-parte-do-desenvolvimento-sustentavel-do-municipio-de-gravatal
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/dnn/Anterior a 2000/1996/_quadro1996.htm
http://www.elearningbrasil.com.br/congresso/2007/palestrantes/atila.asp
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
2.1. Localização
A sede da empresa, Navegação Maria Iacy, ficará localizada na avenida buriti, s/n, no condomínio residencial Eliza Miranda (Rua 04, BL C, apto. 402). E suas lanchas ficaram disponíveis no porta da balsa da Ceasa,
localizado na BR 319, de onde sairão para os melhores e mais confortáveis passeios turísticos da Amazônia.
O porto da balsa da Ceasa fica a cinco minutos do encontro das águas que é uma das maiores maravilhas do Amazonas.
2.2. Mercado
2.2.1. Oferta
Quanto à oferta deste empreendimento, o porto da Ceasa é em que existe um fluxo de pessoas/turistas muito grande. Por lá passam pessoas de vários municípios como Careiro da Várzea, Careiro Castanho,
Manaquirí, Autazes, Humaitá, e vários outros. E um porto que serve como base para passeios turísticos para o encontro das águas, lago e restaurante do Janauari, lago dos Reis, hotel de selva do Ariaú,
Anavilhanas, lago do Pirarucu, lago do Janauacá e outros pontos turísticos mais.
Esses vários pontos turísticos atraem turistas do Brasil e de outros países americanos, europeus, asiáticos e oceânicos. Por essa razão, torna-se claro que é o turismo no Amazonas tem se fortificado muito e, por
isso, é necessário que o transporte fluvial atenda as expectativas de seus clientes.
2.2.2. Demanda
Entende-se que o público para este empreendimento sejam moradores, visitantes dos municípios vizinhos a Manaus e os amantes da natureza (turistas e ecoturistas).
Teoricamente, todos eles são:
. Adultos gostam da qualidade nos serviços, inteligentes, educados, cultos, exigentes, gostam do rústico e não de precário, querem qualidade de vida e anular o stress.
. Estudantes têm interesses pedagógicos, como por exemplo: cultural (costumes nativos da região), gostam de socialização e lazer.
. Especialistas fazem estudos de observação de pássaros, ovinos, místicos, biológicos, ruralistas, etc.
. Esportista e Aventureiros realizam atividades como: enduro a pé ou a cavalo, cicloturismo, alpinismo ou montanhismo, caminhada na selva, etc.
. Locais pessoas que utilizam o transporte fluvial para trabalhar, fazer compras em Manaus, visitar parentes (Manaus/Interior), passeios.
2.2.2.1. Pesquisa de Demanda
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf

Foram realizadas duas pesquisas para auxiliar no planejamento deste empreendimento. São eles:
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf

Pesquisa de mercado, buscando conhecer sua potencialidade e aceitação do produto. Realizada com mais de 100 usuários da travessia do porto da Ceasa.
Pesquisa do perfil socioeconômico do visitante turista no estado do Amazonas. Realizada com mais de 50 pessoas, no porto da Ceasa.
Pesquisa com os proprietários de hotéis e restaurantes, buscando conhecer a necessidade de uma parceria. Realizada com mais de 20 proprietários
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2

Com os dados obtidos desta investigação, conclui-se que existe demanda suficiente para este empreendimento (fato que é reforçado pelo aumento do número de turistas no Estado_2008/2009), o que justifica sua
implantação no que se refere a procura do produto, ou seja, haverá uma taxa de ocupação suficiente.
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.readbag.com/obsturpr-ufpr-br-artigos-hotelaria09

2.3. Concorrência
No Amazonas existe um número baixo de lanchas com as características da especificada pela Navegação Iacy.
Tal fator implica que é de suma importância a construção de uma lancha com esse porte, a fim de atender as necessidades do turismo no Amazonas.
2.4. Parcerias
O atrativo turístico mais conhecido no Amazonas é o hotel de selva Ariaú, a 5 km de Manaus, é cerca de mata e água. Tem varias atrações como Jacarés, Cobras, caminhadas na selva, alem de outros como: lago
do Pirarucu (cheio de pirarucus), flutuante e restaurante do Paricatuba (banho com os botos cor de rosa).
http://www.revistaportuaria.com.br/site/?home=blog&c=&ano=2009&mes=07

Buscará também parcerias com agencias e operadoras turísticas, além de empresas e agencias organizadoras de eventos serão firmadas.
http://www.revistaportuaria.com.br/site/?home=blog&c=&ano=2009&mes=07

2.5 Comunidade
Colaborar com o aumento do fluxo turístico de Manaus, através da implantação deste empreendimento, é um dos objetivos específicos da navegação Maria Iacy que ira beneficiar a toda população de Manaus e de
muitos municípios vizinhos.
3. Equipe de Gestão
Principal Gestor (resumo do currículo)
Fábio Batista Alves
Avenida Buriti, Sn, Manaus Amazonas Brasil CEP 69075-000
Fone: (092) 9117-0645
Experiência Profissional em Transporte Fluvial: 10 anos
Atividades Profissionais
Trabalha com transporte de passageiros no porto da Ceasa/Careiro a mais de 10 anos.
Cursa o 9? período de Administração Noturno da UFAM.

4. Estratégias
4.1. Estratégias de negócios
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure
http://campeche.inf.furb.br/empinf/empreendedor/index3.php?page=PN_publico_html&id_empresa=333
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

As instalações deste empreendimento servirão como janelas para o mundo natural e funcionarão como veículos para o aprendizado e a compreensão da natureza. Embora seja apenas um componente do turismo,
este projeto reforça e busca a satisfação do turista e ecoturista e a compreensão local.
http://www.pantanalms.tur.br/ecoturismo.htm
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure

As potencialidades mais importantes a serem exploradas são:


Turismo/Ecoturismo: a integração com a natureza possibilita experiências do turista com o meio ambiente, o que define o ecoturismo e suas atividades como principal atrativo da lancha no inicio de suas atividades.
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/o_ministerio/publicacoes/downloads_publicacoes/modulo_operacional_5_implementacao_do_plano_estrategico_de_desenvolvimento_do_turismo_regional.pdf

Eventos relacionados à natureza: o setor de eventos aparece como o mais promissor da empresa, uma vez que com um bom plano de divulgação e promoção, virtualmente garantirá um bom numero de clientes nas
viagens regulares.
http://www.stsbrasil.com/noticias/Como_reconhecer_uma_boa_oportunidade.php
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://campeche.inf.furb.br/empinf/empreendedor/index3.php?page=PN_publico_html&id_empresa=333
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure

4.2. Análise SWOT (DAFO)


http://www.revistaportuaria.com.br/site/?home=blog&c=&ano=2009&mes=07
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

Pontos Fortes Pontos Fracos Localização privilegiada Sazonalidade Atividades turísticas Alto custo de mão-de-obra Oportunidades Ameaças Crescente demanda do turismo Novas lanchas com mesmo propósito
Aumento do interesse por produtos regionais Seca severa (dificulta a navegação)
http://www.revistaportuaria.com.br/site/?home=blog&c=&ano=2009&mes=07
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

4.3. Código de conduta


Serão definidos padrões éticos para a navegação, como por exemplo: não jogar lixo nos rios, no corredor da embarcação e nos assentos.
4.4. Visão
Ser um centro de excelência em qualidade de atendimento.
4.5. Missão
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria

Nossa missão é transportar amantes da natureza, servindo-os com qualidade e conforto, contribuindo para com o município de Manaus e seus vizinhos na preservação do meio ambiente e qualificação dos recursos
humanos para a atividade turística.
http://www.slideshare.net/fernandoando/plano-de-marketing-ecotel-adventure
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria

4.6. Objetivos Gerais (Metas)


. Aprofundar os estudos de demanda até junho de 2010.
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria

. Construção da lancha até maio de 2010.


. Contratação e capacitação de recursos humanos até junho de 2010.
. Cumprir plano de Marketing até setembro de 2010.
5. Plano de Marketing
5.1. Estratégias de divulgação
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

Mala direta para associações e entidades relacionadas à preservação ambiental.


http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

Cartazes publicitários fixados diretamente em empresas e faculdades.


http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

Mala direta a operadoras turísticas, agências de viagens e de turismo ecológico/aventura.


http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

Criação de artigos relacionados à lancha e ao meio ambiente (camisetas, cartões, bonés, etc.).
5.2. Estratégia de comercialização
Definir tarifas especiais para operadoras turísticas.
http://campeche.inf.furb.br/empinf/empreendedor/index3.php?page=PN_publico_html&id_empresa=333

Definir tarifas especiais para agencias de viagens e de turismo ecológico/aventura.


http://campeche.inf.furb.br/empinf/empreendedor/index3.php?page=PN_publico_html&id_empresa=333

Definir tarifas especiais para empresas e entidades interessadas em realizar passeios na lancha.
http://campeche.inf.furb.br/empinf/empreendedor/index3.php?page=PN_publico_html&id_empresa=333
http://campeche.inf.furb.br/empinf/empreendedor/index3.php?page=PN_publico_html&id_empresa=333

Definir tarifas promocionais para grupos com um número mínimo de pessoas definido.
http://campeche.inf.furb.br/empinf/empreendedor/index3.php?page=PN_publico_html&id_empresa=333
http://campeche.inf.furb.br/empinf/empreendedor/index3.php?page=PN_publico_html&id_empresa=333

6. Plano de recursos humanos


http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf

Seguindo diretrizes do turismo sustentável, deve-se envolver a população local no projeto, fazer com que os habitantes da região aceitem e contribuam na implantação da lancha.
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf

Em contrapartida, faz-se necessário a inclusão de pessoas do local no quadro funcional e capacitá-los para que prestem um atendimento acima do esperado pelos usuários do transporte fluvial, em especial ao
turista.
6.1. Plano de operações, tecnologia e logística
http://cs.infospace.com/ClickHandler.ashx?du=http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-
v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc&ru=http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-
v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://cs.infospace.com/ClickHandler.ashx?du=http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2&ru=http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf

Esta parte enfoca o projeto, desenvolvimento e funcionamento de instalações que incorporem os princípios gerais deste planejamento sensível ao meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável.
http://cs.infospace.com/ClickHandler.ashx?du=http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-
v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc&ru=http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-
v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://www.amazonialegal.com.br/textos/meio_ambiente/Ecologia.htm
http://agenda21guapimirim.blogspot.com/2008_11_01_archive.html
http://www.eterrg.com.br/e_f_plano_estudo.html

6.2. Equipamentos e exigências


http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria

Alguns aspectos a serem atendidos segundo o regulamento dos meios de transporte de turismo que incorporam os princípios gerais deste planejamento sensível ao meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável.
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria

6.3. Equipamentos e exigência


http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf

Alguns aspectos a serem atendidos segundo o regulamento dos meios de transporte de turismo da Deliberação Normativa n? 364, de 06 de agosto de 1996, segundo o Instituto Brasileiro de Turismo (EMBRATUR):
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf

Itens Gerais
Posturas Legais
http://www.pandectas.com.br/turismo/ManualHospeda.doc
http://files.comunidades.net/tendetudonet/Curso_de_Hotelaria.doc
http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/legislacao/downloads_legislacao/ANEXO_III.pdf
http://cs.infospace.com/ClickHandler.ashx?du=http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2&ru=http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2

Posturas municipais, estaduais e federais, aplicáveis, comprovadas pelos registros, inscrições e documentações exigidas, especialmente com referencia ao Alvará de Localização e Funcionamento.
http://www.pandectas.com.br/turismo/ManualHospeda.doc
http://files.comunidades.net/tendetudonet/Curso_de_Hotelaria.doc
http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/legislacao/downloads_legislacao/ANEXO_III.pdf
http://cs.infospace.com/ClickHandler.ashx?du=http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2&ru=http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2

Legislação quanto a proteção contra incêndio.


http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/legislacao/downloads_legislacao/Regulamento_geral_meios_hospedagem.pdf
http://fiscaldetributos.blogspot.com/2009_03_01_archive.html
http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=0DB096135C97893E5AA974447A78C838.node2?codteor=163579&filename=LegislacaoCitada -PL 1941/2003
http://bdm.bce.unb.br/bitstream/10483/175/1/2007_DanielCalmonPitanga.pdf

Exigências da legislação trabalhista, especialmente no que se refere a vestuários, higiene, rotas de fuga, produtos de primeiros socorros, iluminação.
http://www.turismo.gov.br/export/sites/default/turismo/legislacao/downloads_legislacao/Regulamento_geral_meios_hospedagem.pdf
http://fiscaldetributos.blogspot.com/2009_03_01_archive.html
http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra;jsessionid=0DB096135C97893E5AA974447A78C838.node2?codteor=163579&filename=LegislacaoCitada -PL 1941/2003
http://bdm.bce.unb.br/bitstream/10483/175/1/2007_DanielCalmonPitanga.pdf

6.4. Viabilidade técnica e ecológica


http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria

Foi realizado um estudo de viabilidade técnica e ecológica que visa indicar os elementos e instrumentos que garantam a perfeita harmonia deste empreendimento com o meio ambiente.
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria

6.4.1. Diretrizes
6.4.1.1. Definição da unidade de planejamento
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2

- Foram definidos os elementos mínimos e máximos para as tomadas de decisões.


http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2

- Foram avaliados todos os elementos possíveis a degradação do meio ambiente.


6.5. Construção
O ideal é que a lancha seja construída para atender todas as exigências de seus usuários de tal forma que venha possibilitar a criação de novas lanchas para atender a novas demandas de mercado.
6.6. Serviços
O sistema de transporte de turistas terá um serviço de bordo para atender as necessidades dos turistas, a fim de agradar a cliente-lá, pois é de suma importância para a existência e ampliação do empreendimento.
http://www.htforum.com/vb/archive/index.php/t-121063.html
http://blogcopy.com/~butecodolufe.blogspot.com?gmr=46
http://www.fanficobsession.com.br/fictions/t/thetruthhurts.html
http://www.fanficobsession.com.br/fictions/number/15andpregnant.html

6.7. Logística da Navegação Maria Iacy


Por tratar-se de uma empresa localizada a 12 km do Centro de Manaus, a maior preocupação do proprietário será com o deslocamento dos turistas até o porto da Ceasa.
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

A logística é vista como um processo que gerenciará estrategicamente a atratividade e a movimentação dos turistas.
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

7. Plano de finanças
O objetivo deste estudo é apresentar uma expectativa de resultados deste empreendimento. Desta maneira, espera-se garantir maior racionalidade e solidez ao investimento, utilizando-se deste estudo como ponto
de partida para o inicio das atividades da lancha.
http://www.administradores.com.br/informe-se/producao-academica/be-happy-boliche/4635/download
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

7.1. Aspectos financeiros na implantação


http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

As dimensões deste empreendimento turístico são limitadas, por isso exclui a participação de grandes corporações, colocando as tarefas de projeto e construção nas mãos de pequenos empreendedores, porem
competentes.
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

Sua característica será de uma lancha confortável, com 40 assentos acolchoados, corredor espaçoso. Suficientes para agradar aos turistas e manter financeiramente o proprietário.
O governo brasileiro tem uma política forte de financiamento a pequenos empreendedores. Por isso, o projeto deve ser grande, é preciso criar estratégias, como a de parceria, que combinem grandes oportunidades
de financiamento com um impacto ecológico limitado.
7.2. Descrição do empreendimento
A lancha Maria Iacy VI oferece aos seus clientes:
a. TV.
b. Banheiro.
c. Bebedouro.
d. Frigobar
O empreendimento gerará cerca de 5 empregos diretos na sua fase inicial de operação, os quais serão recrutados na região.
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://api.ning.com/files/dx0pU7KQlkOtWabHEXKL6zJieNU7oxbWS-ybmc37TP4srh-eLgMoRHSTsiFJK7pS-4kXwNXL2CrZ4O2Uhr-v6LS9PV*MEnjz/PLANODENEGOCIOS.doc

O investimentos total do empreendimento está estimado em R$ 105.000,00 com uma rentabilidade de 40% e um tempo estimado de 2 anos.
http://campeche.inf.furb.br/empinf/empreendedor/index3.php?page=PN_publico_html&id_empresa=333
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://campeche.inf.furb.br/empinf/empreendedor/index3.php?page=PN_publico_html&id_empresa=333
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf

O objetivo principal deste é conseguir um financiamento de 80% do investimento inicial por parte do programa FINAN do BNDES.
http://pt.scribd.com/doc/76173591/PN-recanto-verde-2
http://www.slideshare.net/leticiaaquino10/plano-de-negcios-hotelaria
http://www.obsturpr.ufpr.br/artigos/hotelaria09.pdf

7.3. Planilha de investimentos


Alumínio R$ 20.000,00 Solda R$ 4.000,00 Pintura R$ 3.000,00 Mão-de-obra R$ 13.000,00 Motor de Popa 250hp R$ 44.000,00 Cadeiras R$ 10.500,00 Frigobar R$ 800,00 Bebedouro R$ 500,00 Comando R$
2.700,00 Capitania R$ 1.500,00 Coletes R$ 1.000,00 Outros R$ 4.000,00 Total R$ 105.000,00
7.3.1. Estimativa de viagens X Estimativa de Receita.
Porta da Ceasa/Encontro das águas
01 viagem por dia = R$ 100,00
30 viagens por mês = R$ 3.000,00
360 viagens por ano = R$ 36.000,00
b. Porto da Ceasa/Encontro das águas/restaurante do Janauari.
01 viagem por semana = R$ 400,00
04 viagens por mês = R$ 1.600,00
52 viagens por ano = R$ 83.000,00
c. Porto da Ceasa/Encontro das águas/Ariaú.
03 viagens por mês = R$ 4.000,00
36 viagens por ano = R$ 144.000,00
7.3.2. Estimativa de custos
Custos Variáveis
Combustíveis por viagem
Ceasa/encontro das águas = R$ 30,00
Ceasa/encontro das águas/Janauari = R$ 150,00
Ceasa/encontro das águas/Ariaú = R$ 400,00
Custos Fixos
Pessoal por mês
Piloto = R$ 800,00
Auxiliar = R$ 300,00
Impostos sobre pessoal = 32% sobre salários.
Seguro de vida = R$ 190,00 ao ano.
Imposto de Renda = 27% do lucro bruto
7.4. Demonstrativo do resultado operacional
Planilha com Receitas Anuais sobre rendimento médio de R$ 6.000,00 a.m. por 3 anos.
1. Receita Operacional R$ 216.000,00 2. Custos Variáveis (20% a.a) R$ 43.200,00 3. Custos Fixos R$ 13.200,00 4. Custo total R$ 56.400,00 5. Lucro Operacional R$ 159.600,00 6. Contribuição Social R$ 10.800,00
7. Lucro Bruto R$ 148.800,00 8. Imposto de Renda R$ 40.176,00 9. Lucro Líquido R$ 108.624,20 10. Margem de Contribuição R$ 1.259,60
Observações:
Após os primeiros anos de atividade a Navegação Maria Iacy Ltda. terá um lucro suficiente para pagar seu empréstimo e proporcionar um novo empréstimo para a aquisição de uma nova lancha para prestar serviços
de turismo no estado do Amazonas e gerar empregos diretos na cidade de Manaus.
A Navegação Maria Iacy pretende com esse empreendimento garantir um atendimento da melhor qualidade para os visitantes/ turistas no Estado antes e depois da copa do mundo de 2014.

Referências
LINDBERG, Kreg; HAWKINGS, Donald E. Ecoturismo: Um guia para planejamento e gestão. São Paulo: Editora SENAC, 1995.

Anexos
Lancha Maria Iacy V

4 METODO
4.1 DESCRICAO DO DELINEAMENTO
Este trabalho objetiva orientar qualitativamente os proprietários de lanchas no porto da Ceasa/Careiro da Várzea no que diz respeito à elaboração de um plano de negócio para financiamento junto a uma instituição
financeira do Estado, AFEAM ou BASA. Esta pesquisa se deu de forma exploratória, ou seja, da necessidade de facilitar ao proprietário a formulação do plano de negócio para melhorar o transporte de passageiro e
expandir ao turismo.
4.1.1 Amostra
Participou desta pesquisa a secretária Geane Batista da Associação dos Canoeiros do Porto da Ceasa/Careiro da Várzea localizada nos portos da Ceasa e Careiro da Várzea.
4.1.2 Instrumento
Foi feita uma observação direta nos dados existentes dos registros de cada associado da Associação dos Canoeiros.
4.1.3 Coleta de Dados
Os dados foram coletados durante o período de 20 dias na Associação dos Canoeiros.
4.1.4 Procedimento de Análise dos Dados
Após a elaboração da coleta de dados, os mesmos foram colocados em uma planilha a fim de identificar a situação de cada associado.
5 DISCUSSAO
Relação dos associados da Associação dos Canoeiros do Porto da Ceasa e do Careiro da Várzea.
Planilha
ASSOCIACAO DOS CANOEIROS DOS PORTOS CEASA E CAREIRO DA VARZEA NUMERO DA VAGA NOME DO ASSOCIADO 1 ALCIDES ALVES BEZERRA FILHO 2 ALCIDES ALVES BEZERRA FILHO 3
AMARILDO COSMO DE SOUZA 4 AMARILDO COSMO DE SOUZA 5 ANACENIRA FONSECA DE FARIAS 6 ANTONIO GABRIEL BULCAO PINTO 7 ANTONIO GILSON FONSECA DE FARIAS 8 ANTONIO
JORGE DA SILVA COSTA 9 ANTONIO JOSE RIBEIRO ALVES 10 ANTONIO LUCIO BENVINDO DO NASCIMENTO 11 BRENO GOMES PEREIRA 12 CARLOS ALBERTO TAVEIRA DE PAULA 13 CARLOS
AUGUSTO OLIVEIRA COSTA 14 CARLOS COELHO DE SOUZA 15 CASSIMIRO TEOFILO DO NASCIMENTO 16 COSME BRITO DA SILVA 17 CORACI BEZERRA DO VALE 18 CLEUSON SOUZA PEREIRA 19
DELMO BENVINDO DA SILVA 20 EDIVALDO DA SILVA BRITO 21 EVANDRO COSMO DE SOUZA 22 EVANDRO PEREIRA MAIA 23 FERNANDO GOMES DOS SANTOS 24 FLAVIO AUGUSTO BARBOSA DOS
SANTOS 25 FRANCISCA SANTOS DOS SANTOS 26 FRANCISCO ADEVANDI COSTA DE SOUZA 27 FRANCISCO DE JESUS CARDOSO NASCIMENTO 28 FRANCISCO RITO BATISTA DA SILVA 29
FRANCISCO DE ASSIS SALES DE ALMEIDA 30 FRANCISCO SOUZA DA SILVA 31 FREDSON SORIANO DOS SANTOS 32 GRACENILDO BATISTA DE SOUZA 33 IVO DE ALMEIDA SILVA 34 JAIME PRAIANO
DA SILVA 35 JOAO GARCIA MAQUINE FILHO 36 JOAO MARTINS DE LIMA 37 JORSELE QUEIROZ DE LIRA 38 JOSE OLIVEIRA COSTA 39 JOSINEY MEDEIROS DA COSTA 40 JOSE TEIXEIRA COSTA 41
LEANDRO GUERRA DANTAS 42 LOUCHARD ARRUDA DE CARVALHO 43 LUIS ANDRE CARVALHO DA SILVA 44 MANOEL ALDEIR DA SILVA 45 MARIA AUXILIADORA SALES BATISTA 46 MANOEL
DOMENICO ALVES CARDOSO 47 MARCIO JARMIRO RUFINO NASCIMENTO 48 MENEZES OLIVEIRA DA SILVA 49 PEDRO MARTINS DE OLIVEIRA 50 PEDRO TEIXEIRA PINTO FILHO 51 RAIMUNDO
DORIMAR DE MELO 52 RAIMUNDO DORIMAR DE MELO 53 RAIMUNDO HAMILTON BULCAO SAUNIER 54 RAIMUNDO NONATO DE SALES BATISTA 55 REGILSON BRITO DA SILVA 56 REGILSON BRITO
DA SILVA 57 ROMUALDO QUEIROZ DE LIRA 58 RUBERNILSON BANDEIRA DA SILVA 59 SEBASTIAO JOAO DA COSTA 60 SERGIO RICARDO LIMA MAIA 61 SERGIO RICARDO LIMA MAIA 62 SUZY ELLEN
GOMES DE SOUZA 63 WALDEMIR GOMES DOS SANTOS
http://www.docstoc.com/docs/105813487/CONCURSO-P%EF%BF%BDBLICO-PARA-PROVIMENTO-DE-CARGOS-DE-N%EF%BF%BDVEL-SUPERIOR-DE
http://www.amazonasenergia.gov.br/portal/arquivos/concurso/RELACAODEAPROVADOS-CONCURSOCEAMPORORDEMDECLASSIFICACAO.xls
http://www.diariosoficiais.com/home/ler_diario_index?data=15%2F04%2F2010&diario=7&pdf=tjmg_interior_0271.dtxt&sessao=3
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_Ant%C3%B4nio_Ferreira_Gualberto

Esta planilha é importante para a identificação dos associados que precisam de um financiamento junto às instituições financeiras, anteriormente citadas, visando ampliação do negócio e melhoria no sistema de
transporte de passageiros e desenvolvimento do turismo fluvial em nosso estado.
Os associados que estão identificados em amarelo possuem lanchas de pequeno porte, e que, segundo a secretária, podem receber uma pequena ajuda para melhorarem suas embarcações. Foi identificado que
existe o associado Raimundo Nonato de Sales Batista, destacado em vermelho, não possui uma lancha para exercer a atividade de transporte de passageiro, e precisa de um financiamento total do bem.
Com base nos dados fornecidos pela secretária da Associação, Geane Batista, foram destacados três dos vários associados que necessitam de um financiamento, pois possuem lanchas que não apresentam,
segundo a secretária, padrões para oferecerem um conforto destacado aos usuários, porque possuem bancos e isso gera certo desconforto.
Fotos

As lanchas acima pertencem aos associados Carlos Alberto Taveira de Paula, Coraci Bezerra do Vale e Cassimiro Teófilo do Nascimento, respectivamente.

6 CONCLUSAO
Um plano de negócio é uma oportunidade que os empresários têm para conseguir sucesso em seu ramo de atuação num mercado tão competitivo que é o atual. A perfeita elaboração do plano facilita na hora de
conseguir um financiamento junto às instituições financeiras que tem as melhores taxas do mercado.
A questão do empreendedorismo vem recebendo destaque em todo o mundo. Isso se deve porque quando se fala em empreendedorismo tende-se a associar ao processo de inovação que é o principal diferencial do
desenvolvimento econômico mundial.
O Amazonas é um estado com um enorme potencial turístico que é pouco explorado. O estado amazonense faz parte da região que tem a imensa floresta Amazônica, a qual é tratada como o pulmão do mundo.
Nosso Estado possui muitas belezas naturais, destacando-se, entre elas, o maravilhoso encontro das águas, que recentemente foi tombado como patrimônio da humanidade.
O turismo tem se desenvolvido em todo o mundo de forma bastante satisfatória. Mas, ainda existem lugares em que isso não seu deu da mesma forma. E o caso do turismo existente no Amazonas, pois mesmo com
enorme potencial, ainda não oferece uma estrutura adequada aos milhares de turistas que aqui passam.
O turismo fluvial do nosso estado pode ajudar no desenvolvimento do turismo em si. Para isso faz-se necessário à existência de embarcações que ofereçam segurança, qualidade no atendimento e conforto. Daí a
importância de um estudo que facilite a elaboração de um plano de negócio para aqueles que precisam da ampliação de seu empreendimento/embarcação, em especial aos associados do porto da Ceasa/Careiro.

REFERENCIA
Beni, Mário Carlos. Analise estrutural do turismo/ Mário Carlos Beni. - 6. Ed. Atual. São Paulo: Editora SENAC São Paulo, 2001.
O turismo como força transformadora do mundo contemporâneo:/ organizadores Miguel Nahl, Rosilene Conceição Rocha Martins, Sérgio Fernandes Marins. São Paulo: Roca, 2005
Andrade, Vicente de Andrade. Turismo: Fundamentos e dimensões. editora ática.
Internet, site: http://www.webartigos.com/artigos/conceito-de-empreendedorismo
Internet, site: http://www.sebrae.com.br/customizado-territorial/0-que-e/empreendedorismo

Analisado por Plagius - Detector de Plágio


domingo, 9 de setembro de 2012 22:59