You are on page 1of 28

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ

INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ
Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR
Sede Local de Mazagão

PLANO DE AÇÃO LOCAL

Sede Local de MAZAGÃO

Mazagão – AP.
2018 1

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ
Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR
Sede Local de Mazagão

Governador do Estado do Amapá
Antonio Waldez Góes da Silva

Secretário de Estado de Desenvolvimento Rural - SDR
Robério Aleixo Nobre

Diretor do Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá - RURAP
Osvaldo Hélio Dantas Soares

Coordenador de Assistência de Técnica e Extensão Rural – CATER
Daniel santos de Assis

Gerente Regional Oeste
Raimundo Nonato de Castro Rebelo

Equipe Local
Nome Função/Cargo
01 Benedito Pinto de Oliveira Técnico em Extensão Rural -Técnico
em Agropecuária
02 Edilson da Silva Wanzeler Extensionista Agropecuário –
Engenheiro Agrônomo
03 Jeandson Magalhães Conceição Técnico em Extensão Rural -Técnico
em Agropecuária
04 José Cláudio Pureza Barreto Auxiliar operacional de Serviços
Diversos
05 Natalino da Silva Reis Chefe Local Rural - Técnico em
Agropecuária
06 Thyago Magnun Amorim Monteiro Extensionista Agropecuário –
Engenheiro Agrônomo
07 Weldel Aranha Pinto Extensionista Florestal – Engenheiro
Florestal
08 Zacarias da Silva Belo Técnico em Extensão Rural -
Técnico em Agropecuária

SUMÁRIO
Introdução.............................................................................................................. 03
1 - HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO....................................................................... 103

........OBJETIVOS................................................. 11 9....................................... 11................................................................................................................................................................ 12 9............................................... 04 4 – ESTRATÉGIAS E METODOLOGIAS DE AÇÃO..........................................................................................2 – Culturas semi-perenes.......................................................................................... 14 9..............................1 – Atividades de ATER............................ 22 – DEMONSTRATIVO DA FORÇA DE TRABALHO .............. 22 – CAPACITAÇÃO TÉCNICA..............1 – Geral........................ 10 9 – DADOS DE PRODUÇÃO...............................................................................................................................................................2 – Cronograma das atividades............................................................. 11 9........... 05 3................................................... 21 11.......................................3 – Material técnico de divulgação......................................... 07 6 – CAPACITAÇÃO DE PRODUTORES................ 04 3...................CRÉDITO RURAL.....................................4 – Olericultura.................................. 08 7– ÁREA DE ATUAÇÃO TÉCNICA E PUBLICO ASSISTIDO................................................................................................................................................................1 – Culturas Anuais...........................................HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO 1 ......... 19 11 – DEMONSTRATIVO DE ATIVIDADES E METODOLOGIAS.............................. 04 3 .. 06 5 – METAS................2 – Específicos.............................. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 2 – JUSTIFICATIVA............... 23 – INTEGRAÇÃO INTERINSTITUCIONAL....................................... 16 9................................................................... 18 10 –............................................ 08 8 – ORGANIZAÇÕES RURAIS ASSISTIDAS......................................................... 24 INTRODUÇÃO 1 ................................... 20............................5 – Pecuária............................3 – Culturas Perenes.............................................................................. 20 11........... 23 – RECURSO FISICO DE TRABALHO..................................

via Assistência Técnica e Extensão Rural em consonância Politica Nacional de Assistência Técnica e extensão Rural – PNATER e Lei Nacional de ATER nº 12. social e operacional estratégicos de gestão das atividades agrícolas e não agrícolas. com o objetivo de promover a melhoria das condições de vida da população rural e apoiar o processo de modernização da agricultura. EMATER e atualmente Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá – RURAP este criado pelo Decreto Governamental nº 0122 de 23 de agosto de 1991. direcionamento e implementação das políticas públicas voltadas para o desenvolvimento rural do Estado do Amapá em especial nas comunidades assistidas por esse escritório. que tem como finalidade contribuir para o desenvolvimento sustentável. pelas Empresas de Assistência Técnica e Extensão Rural – EMATER e. (alimentar. ASTER. 2 – JUSTIFICATIVA O Plano de Ação 2018 do Escritório Local de Mazagão. objetivos e estratégias de ação específica. Pesca. A Ater foi implantada como um serviço privado ou paraestatal. sob a forma de Empresa Publica Vinculada ao Ministério da Agricultura e as Secretarias da Agricultura das diferentes Unidades Federativas. no contexto da política desenvolvimentista do pós-guerra. nos Ex – Territórios pela Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural – ASTER. A Extensão Rural no Amapá já marcou através da ACAR. A partir de 1975. cujo lado operativo é composto. 1 . Ribeirinhas. Ficou assim constituído o Sistema Brasileiro de Assistência Técnica e extensão Rural .). no final da década de quarenta.foram iniciados no país. Perpassa por um conjunto de encaminhamentos. de 06 de dezembro de 1974. nos estados.126. (hoje Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR. tem a finalidade de contribuir com a organização. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão Os serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural – Ater. por força da lei nº 6.188/2010 e a transição Agroecologica na Amazônia. engloba o planejamento técnico. com o apoio de entidades públicas e privadas. Floresta e do Abastecimento SEAF. vinculado a Secretaria de Estado da Agricultura. econômico e ambiental) das 66 comunidades rurais. os serviços de assistência técnica e Extensão Rural no Brasil passaram ao âmbito governamental. social. inserindo-se nas estratégias voltadas a política de industrialização do país. Agroextrativistas e Assentados da Reforma Agrária. com sede e administração na capital do Estado sito a Rodovia BR 156 Km 02 com jurisdição em todo território Amapaense.SIBRATER.

1 . . social.Elaborar o Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA) do PA Barreiro. visando a melhoria da qualidade de vida e adotando os princípios Agroecológicos e de Economia Solidária. 3.PROTAF. da produção a comercialização. jovens e mulheres trabalhadoras rurais. que fazem parte da Nova Política de Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. Operando com recursos provenientes do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS. associações e Cooperativas. observando as peculiaridades das diferentes cadeias produtivas. do Programa de Aquisição de Alimentos . GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 3 – OBJETIVOS 3. econômica e ambiental da sustentabilidade. . MAPA e CONAB). buscando estimular a elaboração e execução de planos de desenvolvimento e a formação de redes solidárias de cooperação interinstitucional. . . Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável. . . . tendo como foco o fortalecimento da agricultura familiar e das suas organizações.Viabilizar a compra da produção da agricultura familiar através da modalidade “compra direta”.Apoiar ações destinadas à qualificação e aumento da produtividade agropecuária e agroextrativista.Promover ações que contemplem todas as fases das atividades econômicas. política.Dar suporte técnico aos agricultores familiares no Programa Territorial da Agricultura Familiar e Floresta .Capacitar às comunidades ribeirinhas para confecção dos filtros ecológicos para a melhoria da qualidade da água.Estimular a produção de alimentos de melhor qualidade. considerando as dimensões: ética.2 ESPECÍFICOS . considerando suas especificidades Sócio- culturais.PAA.Potencializar parcerias integradas entre as instituições e organizações de agricultores. através de boas praticas de fabricação de produtos oriundos da agricultura familiar.Fortalecer a interação entre Comunidades. . .Orientar os processos organizativos e de capacitação de produtores. que tem o desafio de atender às novas demandas da sociedade e modificar o quadro de crise econômica e sócio-ambiental gerados pela agricultura convencional. propiciando a construção coletiva de saberes.1 GERAL Estimular o desenvolvimento rural sustentável. cultural. . tendo sempre como ponto de partida a realidade e o conhecimento local.Desenvolver metodologias participativas.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão . PMMZ.Contribuir com o fortalecimento das entidades organizativas do setor econômico com o intuito de melhorar a gestão das mesmas.Capacitar produtores no uso de estufas na produção de hortaliças. IMAP. respeitando a pluralidade e as diversidades sociais. SENAR.Elaborar projetos com recursos do PRONAF e FRAP de investimento e custeio. . comprometida com a busca da equidade e inclusão social. 4 – ESTRATÉGIAS DE AÇÃO .Elaborar projetos do PRONAF A e A/C aos assentados do INCRA. o Fortalecimento de 5 grupos de agricultores familiares. Neste processo será considerado o potencial endógeno das comunidades. dentre outros.Desenvolver tecnologias de fabricação de biofertilizantes e biodenfensivos. econômicas. Forma de viabilizar a estratégia preconizada. buscando difundir a transferência de tecnologia. .METODOLOGIAS As atividades de assistência técnica e extensão rural serão desenvolvidas utilizando metodologias participativas. . . ações de cidadania rural. éticas e culturais dos agricultores familiares da região. 5 . palestras. . UEAP. buscar-se-á uma transição da prática Extensionista convencional de transferência de pacotes tecnológicos para a baseada em princípios agroecológicos.Orientar os AF's através de pesquisas para o aumento da produtividade de grãos e da mandiocultura objetivando a obtenção dos índices de produtividades nacional. através do exercício de uma nova postura profissional dos técnicos. -Desenvolver e fomentar a tecnologia do filtro ecológico nas comunidades ribeirinhas. . . -incentivar e apoiar ações de boas práticas de fabricação de alimentos. resgatando o saber local. 05 – METAS o Implantar 50ha de áreas de manejos de açaizais.Desenvolver e fomentar a tecnologia da plasticultura em hortaliças.Elaborar Laudos técnicos de renegociação das dividas rurais do PRONAF. SEBRAE. Desempenhando um papel educativo e atuando como facilitadores de processos de desenvolvimento rural sustentável. o Capacitar 60 produtores com BPF de farinha de mandioca. através de reuniões. visitas técnicas em loco. o Restabelecer a articulação para formação de parcerias com: 1 EMBRAPA. . UNIFAP. ICMBIO.Capacitar produtores no uso de biodefensivos.

DFDA. ASSOCIAÇÕES. RURAP. o Melhorar a qualidade de vida de cidadãos do meio rural. STTR. o Implantar na Região a criação de Galinha Caipira e suinocultura com ração regionalizada. SEMA.A. SIMS. MP. com Assistência e Extensão Rural. o Promover 02 cursos e 01 seminários de associativismo e cooperativismo. EFAC. IEPA. o Capacitar 100 agroextrativistas em Boas Praticas de Coleta Transporte e Armazenamento do Fruto do Açaí. o Realizar 01 Unidade Demonstrativa da utilização do cultivo de hortaliças folhosas. convenio com MDS. o Implementar as cadeias produtivas da Castanha-do-Brasil. Mandioca e Açaí Nativo.A. o Cadastrar mais 15 agricultores familiares para serem contemplados com o Programa de Aquisição de Alimentos P. trazendo desta forma melhorias para as comunidades. BASA. CONAB. INCRA. SIMS. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão IEF. 06 – CAPACITAÇÃO DE PRODUTORES *LOCAL PERIODO ATIVIDADES EVENTO AF AR AA COMUNIDADES I II III IV 1 . SFA. o Realizar 02 Unidades Técnica Demostrativa (UTD) com a utilização de Biodefensivos e Biofertilizantes. modalidade doação simultânea. o Elaborar 01 plano de desenvolvimento do assentamento do Barreiro o Confecção e distribuição de 200 Filtros Ecológicos o Atender 250 famílias beneficiárias. o Elaborar 100 projetos de financiamento do PRONAF e FRAP o Organizar 03 Associações de agricultores para acessarem recurso não reembolsáveis.

59 e X X X CREDITO RURAL PALESTRA 20 20 20 X 60 03. 18. 25. 50 e MANEJO DE AÇAIZAL CURSO 50 . 25. 06. 57. 52. 49. 62 e 63 CURSO 15 . X X MANDIOCA BP DE COLETA 04. 31 e 50 CURSO 20 . 30 e 31 X CURSO 15 . 22. 36 e 38 X PSICULTURA CURSO 15 15 - BOAS PRÁTICAS NA 25. 22. 13 X Wendel 08 3 h/ Voadeira Angico 3. Ariramba 90 X Zacarias 75 2:40/ 5. 38. Distância - COMUNIDADE A A A Assistid Reg Existentes km AF AA AR as 1.0 (área de atuação) 7. 30. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 04. Banha 35 X Benedito 30 40 min 6. 21. 30. 15 X CORTE 12.0 . 54. 21. 15 APLICAÇÃO DE BIODEFENSIVOS PRODUÇÃO DE 01. Açaituba 12 X Wendel 05 3h/ 4. 36 e X HORTALÇAS COM CURSO 20 . 38 e 43 X MANIPULAÇÃO E UD 15 . 40. 26. 36. Fam. Ajudante 30 X Zacarias 10 20 Km 2. Barreiro 55 X Zacarias 40 50 min 1 . 12. 27. 15 X CORTE SUINOCULTURA DE 05. 61 e TRANSPORTE E 66 CURSO 01 03 01 X ARMAZENAMENTO X DO FRUTO DO AÇAI * N. 13. 20 X ORGANICA 12. Repons. 17. 30. 20.ÁREAS DE ATUAÇÃO E PUBLICO ASSISTIDO *Categorias Técnico Fam. 10. 27. 12. 31 68 e 42 X HORTA DOMESTICA CURSO 20 20 20 X AVICULTURA DE 10. 14. 20 38 X PLASTICULTURA BPF DE FARINHA DE 49. 10. 60. e 55 CURSO 3 . Nº.º de Registro da Comunidade de acordo com o item 7. 50 51 X X AGRICULTURA 01. .

Cafezal 16 X Thyago 12 2 h / Voadeira 16. Maracá Mirim 08 X X Edilson 08 1:30 h/Voadeira 30. Mazagão Velho 120 X Zacarias 100 36 km 31. Cajarí 25 X Wendel 16 4:30 h/ Voadeira 17. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 7. Maracazinho 12 X X Wendel 10 3 h/Voadeira 29. 22 X Jeandson 20 3 h/ voadeira Canaã 15. 24 X X Wendel 20 2:30 Furo do Maracá h/Voadeira 23. Inveja 08 X Benedito 06 20 h/Voadeira 26. Boa Vista 16 X Thyago 14 2h 9. Capitão 13 X Wendel 09 3 h/ Voadeira 14. Camaipí 62 X Thyago 52 80 Km 13. Macedônia do 30 X X Wendel 30 4 h/Voadeira Ajuruxí 27. Curuçá 40 X Edilson 30 2:30 h/Voadeira 18. Carvão 120 X Zacarias 80 15 Km 11. Bispo 12 X Edilson 06 120 Km 10. Irapí 12 X Edilson 08 3 h/Voadeira 25. 20 X X Edilson 15 3 h/Voadeira Navio 34. Furo do Mazagão 70 X Benedito 40 20 min 24. Bacabeira 08 X Edilson 06 1h 8. Maranata 40 X Jeandson 36 3 h/Voadeira 28. 16 X Wendel 13 2:30 Filadélfia h/Voadeira 21. 13 X Benedito 10 20 min Engenho 20. São José do 32 X X Edilson 24 3:20 Maracá h/Voadeira 1 . Croa 12 X Benedito 08 2 Km 19. Foz do Mazagão 171 X X Wendel 150 1 h/ Voadeira Velho 22. Mutuacá 63 X X Edilson 54 18 Km 33. 16 X Benedito 12 2 Km Caega 12. Mazagão Novo 64 X Benedito 42 3 Km 32.

Piraucunema 08 X Zacarias 06 30 min/Voadeira 38.5 h/voadeira 45. São Pedro do 60 X Jeandson 57 4 h/Voadeira Ajuruxí 55. 08 X Edilson 06 3. Prosperidade 08 X Thyago 06 2. Santo Antonio II 12 X Jeandson 08 3. São João do 14 X Jeandson 14 4 h/Voadeira Ajuruxí 57. Pioneiro 50 X Thyago 50 50 Km 37.40 /voadeira Pirapitinga 40. Samaúma 07 X Benedito 06 56 km 48. Antonio do 18 X Jeandson 15 3 h/Voadeira Ajurixí 51.5 h/voadeira 52. Rio Vila Nova 60 X Zacarias 50 1. 68 X Thyago 60 3 h/voadeira Rio preto 44. São Jorge do 34 X X Edilson 30 4 h/Voadeira Maracá 60. Santo André do 22 Jeandson 22 4 h/Voadeira Ajuruxí 50.4 h/voadeira 42. Recreio 43 X Zacarias 36 60 km 47.5 h/voadeira Poção do Rio Preto 41. 150 X Thyago 140 50 Km Piquiazal 39. Salvador 14 X X Wendel 12 3. 15 X Thyago 12 2. PAE Maracá 30 X Thyago 12 100 Km 36. São Bernardo do 18 X Jeandson 17 3 h/Voadeira Ajuruxí 58. São Jorge do Rio 16 X X Thyago 14 3 h/Voadeira Preto 59. São José do 28 X Jeandson 25 4 h/Voadeira Ajuruxí 56. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 35. Rio Mulato 13 X X Wendel 12 3. São João dos 12 X Wendel 09 4:20 Arraias h/Voadeira 62. Sant. Tambaqui 13 X Wendel 08 4:20 h/Voadeira 1 . São José do 24 X X Edilson 20 3 h/Voadeira Maracá 61. São Tomé do 20 X Jeandson 18 4 h/Voadeira Ajuruxí 53.5 h/voadeira 46. Ramal da Inveja 08 X Zacarias 04 12 km 43. São Benedito do 32 X Jeandson 30 4 h/Voadeira Ajuruxí 54.3 h/voadeira 49.

dos Agricultores Familiares do 8 Pancada do Camaipí Assentamento Pancada do Camaipí ATTAX-C Ass. 3 Mazagão Novo STTR-Mz Sindicato de Agricultores ATTAX-A Ass. das Mulheres Agricultoras do 6 Piquiazal Assentamento Piquiazal e Ramal do Camaipí ASAPI Ass. ARCA Ass.Organizações Rurais Assistidas Nº.Cajarí AMPRAEX-CA Reserva Agroextrativista do Baixo Cajarí Assentamento Agroextrativista Associação dos Trabalhadores Extrativista do 16 ATEXMA do Maracá Maracá Região baixa de REZEX – Associação dos Moradores das Comunidades 17 AMCEX – CA Cajarí Extrativistas da Reserva Cajarí Associação do Trabalhadores Extrativistas das 18 Furo do Maracá e Curuçá ASTEMAC Comunidades do Curuçá e Furo do Maracá Área de atuação da Escola Associação da Escola Família Agroextrativista 19 AEFAC Família do Carvão do Carvão Foz do Mazagão Velho e Associação das Mulheres Produtoras 20 AMPAFOZ Adjacências Agroextrativistas da Foz do Mazagão Velho 09 – DADOS DE PRODUÇÃO 1 .796 AF: Agricultor Família. dos Agricultores Familiares do Rio Preto Ass. dos Trabalhadores e Trabalhadoras 1 Mazagão Velho APADMV Agroextrativistas do Mazagão Velho AMAEX-CA Associação dos Moradores Agroextrativistas 2 Ajuruxi do Cajarí. dos Agricultores Familiares Rio Banha 13 Banha ATAB 14 Região baixa de REZEX . dos Agricultores Familiares Assentamento 7 Piquiazal Piquiazal.da Escola Família Agrícola do Carvão 11 Rio Preto ATAEX ASS. dos Trabalhadores e Trabalhadoras 4 Ajudante Agroextrativistas do Ajudante AMPEC Ass. AA: Agricultor Assentado e AR: Agricultor Ribeirinho 08 . Ass. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 63. Tabatinga 18 X Wendel 14 20 h/Voadeira 64.217 1. dos Agricultores Familiares da Foz de 12 Foz do Mazagão Velho AAFLOMAZA Mazagão Ass.Cajarí AMBAC Associação de Mulheres do Baixo Cajarí Associação de Moradores e Produtores da 15 Região baixa de REZEX . Vila Queiroz 16 X Zacarias 14 30 Km 66. Dos Trabalhadores e Trabalhadoras 5 Camaipí Agroextrativistas do Camaipí AMAPC Ass. Vila Betel 65 X Zacarias 60 4 h/Voadeira 2. COMUNIDADE SIGLA NOME DA ENTIDDADE ORD. Urubuena 13 X Benedito 10 40 min 65.dos Trabalhadores e Trabalhadoras 9 Carvão Agroextrativistas do Distrito do Carvão 10 Carvão EFAC Ass.

01.630 12 T/ha 6. . 12 T/ha 1560 12 T/ha 1560 30% do Piquiazal - Pioneiro 05. 2. Ajudante 15 08 . 12 T/ha 420 12 T/ha 420 30% 04. Rio Preto 20 36 . 12 T/ha 300 12 T/ha 300 30% 06. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 9. Região do Lago 45 60 . Região do Lago 120 280 . Piquiazal 40 40 . 6.832 . Camaipí 20 40 . 16 T/ha 160 16 T/ha 160 30% 03. Mazagão Velho 10 10 . Quant.1 . Ajudante 04 05 16 T/ha 80 16 T/ha 80 30% 06. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid. 12 T/ha 120 12 T/ha 120 30% 09. Produtivid. 16 T/ha 576 16 T/ha 576 30% 07. .630 30% CULTURA – MACAXEIRA (Espaçamento 1 x 1) Produção esperada Produção obtida Variação N° COMUNIDADES Área (ha) (T) (T) % PROD. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid. Ariramba 15 15 .CULTURAS ANUAIS CULTURA – MANDIOCA (Espaçamento 1 x 1) Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (ha) (T) (T) (%) PROD. 16 T/ha 128 16 T/ha 128 30% 08. Quant. 16 T/ha 960 16 T/ha 960 30% do Ajuruxí 02. Carvão 08 08 . assentamento 120 130 .832 1 . Camaipí 15 10 . Mazagão Novo 08 10 16 T/ha 160 16 T/ha 160 30% TOTAL 145 177 . Quant Produtividade Quant. Mazagão Novo 05 08 . 12 T/ha 120 12 T/ha 120 30% TOTAL 365 936 . 12 T/ha 150 12 T/ha 150 30% 07. 16 T/ha 640 16 T/ha 640 30% 05. 16 T/ha 128 16 T/ha 128 30% 04. 12 T/ha 480 12 T/ha 480 30% 03. 12 T/ha 3360 12 T/ha 3360 30% do Ajuruxí 02. Rio Preto 25 25 . 12 T/ha 120 12 T/ha 120 30% 08. Carvão 35 420 . 2. 01. Ariramba 05 08 .

8 - 9.30) CULTURA – FEIJÃO Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (há) (T) (T) % PROD.000 54. 16 1.10 T/ha 8. Carvão 02 02 .10 T/ha 15.10 T/ha 6.2 30% CULTURA – MILHO (Espaçameto1 x 0.4 30% 02.2 1. 32. Quant. 04 1. Assentamento 06 04 . 32.10 T/ha 13. 1.4 1.4 1. Produtivid.10 T/ha 5.10 T/ha 15. Carvão 03 02 . Quant.8 0.10 T/ha 13. Quant 01.8 t/ha 16 30% TOTAL 09 05 .10 T/ha 15.8 1. Ariramba 20 . 16 1. de 01. 01.2 30% 14.8 .8 30% 16. Rio Preto 16 .8 30% 03.6 1. Mutuacá Mirim 09 .1 30% 04.10 T/ha 8. 08 1. Vila Nova 12 . Quant.10 T/ha 13.3 1.10 T/ha 5.6 1.10 T/ha 13.8 t/ha 16 0. (+ ou -) Produtivida Firme Várzea Quant Produtivid.6 30% Velho 12. Curuçá 12 . Mazagão Novo 06 2 07 1. 14 1.1 1.10 T/ha 17. 191. 12 1.10 T/ha 33. Furo do Maracá 12 . 0.4 30% 13.10 T/ha 6.4 1. 30 1.8 30% 06.10 T/ha 4. Ajudante 04 . São José do 15 . 06 1.6 1. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid.CULTURAS SEMIPERMANENTES CULTURA . 12 1.0 30% Baixo Ajuruxí 03. Navio 08 .8 1. 18.10 T/ha 2.4 30% Maracá 10. 1.000 54.10 T/ha 33. Quant. Camaipí 03 02 .2 30% 09.10 T/ha 8.10 T/ha 17. Foz do Mazagão 20 . 0.4 30% Piquiazal 05.10 T/ha 9.10 T/ha 6.8 t/ha 0.10 T/ha 6.10 T/ha 8. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (ha) (T) (T) % PROD.8 t/ha 16 30% 02.5 1.10 T/ha 4.ABACAXI (espaçamento 1.10 T/ha 15. 0.8 t/ha 16 0. 1.5 30% 08. 14 1. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid.000 1 30% . 8 1.10 T/ha 2.50) Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (há) ( Frutos/ha) ( Frutos/ha) % PROD.8 t/ha 0.10 T/ha 13.9 30% 15. Região do 30 .2 . Piquiazal 02 01 . Rio Preto 03 03 . Banha 08 .0 1. 191. Produtivid.2 .3 30% 11.2 1.0 X 0.10 T/ha 17. 12 1.6 30% 07. Camaipí 06 06 .10 T/ha 9.6 30% TOTAL 187 14 159 .10 T/ha 13.000 54.9 1.4 1.10 T/ha 17.

Camaipí 02 2. 08 T/há 4.0 24 8. 44. 01 40 T/ha 40 40 T/ha 40 30% 02.0 08 T/ha 16. Piquiazal 02 03 . Mazagão Novo 04 04 . 8.0 . 252. 8.0 30% 03. Assentamento 06 05 .000 54. 104 .0 30% TOTAL 7. Mazagão Novo 02 2.000 - CULTURA . 18.0 24 30% 04.0 .0 30% 04. Carvão 02 . Ajudante 03 . 104 CULTURA -MAMÃO Produção esperada Produção obtida Variação Nº COMUNIDADES Área (há) (T) (T) % PROD.000 30% 05. Quant Produtivid. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 02.0 30% 02.0 16 8.000 54. Camaipí 02 01 .0 08 T/ha 8. 8.0 Produção esperada Produção obtida Variação Nº COMUNIDADES Área (há) (T) (T) % PROD. Produtivid. Camaipí 03 03 .000 90.0 08 T/ha 4. 08 T/há 8. Quant 01.5 . 44. 02 40 T/ha 80 40 T/ha 80 30% 03. 08 T/há 16. 18.000 90.0 3.000 . Piquiazal 01 0.000 54.000 54.0 . Produtivid. Carvão 02 03 .000 90. Quant.000 30% Piquiazal 04. . (+ ou -) Firme Várzea Produtivid.0 16 30% 04. Carvão 02 02 . 01. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid. . 40 T/ha 40 40 T/ha 140 30% .0 08 T/ha 16.0 16 30% TOTAL 14 13 .000 54.0 . (+ ou -) Firme Várzea Produtivid. 8. Ramal da Inveja 02 1.000 30% TOTAL 11 14 .0 32 8. Quant. Camaipí 04 02 . Quant.5 . 18. 252.0 16 8.000 54.0 16 8. 8. Quant 01. Ajudante 02 02 .MARACUJÁ Produção esperada Produção obtida Variação Nº COMUNIDADES Área (há) (T/ha) ( T/ha ) % PROD.0 32 30% 03. 08 T/há 16.0 16 30% 02. .

300 23. Furo do Maracá 04 . 06 2.000 16. 03 2. 2. Curuçá 08 .900 30% 12. 2. % (+ ou -) Firme Várzea Produtivid.200 2.Piquiazal 05. Região do Baixo 08 . 03 2.300 13. Baixo Maracá 16 .000 1 30% .300 6. 01 2. Quant.800 2.900 2. 2. 13 2.300 13.000 2. Barreiro 06 . 08 2. 01.000 12.300 6.CANA DE AÇÚCAR 9.300 4.Assentamento 12 06 . 04 40 T/ha 160 40 T/ha 160 30% 11. Foz do Mazagão 14 . Rio Preto 04 .300 6.300 9. 2. 08 40 T/ha 320 40 T/ha 320 30% 08.000 2. Quant.300 11.300 13. 2.300 27. Ariramba 08 .3 . 151.800 .900 30% 07.300 11.000 16. Região do baixo 17 . (+ ou -) Firme Várzea Produtivid.200 2. 05 2. 04 2.800 30% 09.000 2.200 2. Camaipí 08 02 . 04 40 T/ha 160 40 T/ha 160 30% TOTAL 72 01 50 .300 9. Curuçá 06 . Mazagão Novo 08 02 01 2.300 13.800 - CULTURA -BANANA ( Espaçamento 3 x 3 m) Produção esperada Produção obtida Nº Variação COMUNIDADES Área (há) (Cachos/ha) (Cachos/ha) PROD. Rio Preto 12 . Carvão 06 02 02 2.120 . Produtivid. Maracá Mirim 02 .300 9.300 9.000 30% 03.300 27.300 6.000 12.300 23. 04 2.200 2.300 6. Quant.800 30% 04. 04 40 T/ha 160 40 T/ha 160 30% 10.000 26.300 9.000 2. 06 40 T/ha 240 40 T/ha 240 30% Velho 05. Região do Baixo 26 .800 2.500 30% 13.300 9. Rio Vila Nova 10 .300 4. Ariramba 08 .300 6. 01. Recreio 08 04 .500 2.000 2. 04 40 T/ha 240 40 T/ha 240 30% 07. PAE Maracá 12 .000 2.200 30% 06.000 2.600 2. 08 40 T/ha 320 40 T/ha 320 30% Ajuruxí 06.300 9.300 9.000 30% Velho 10. Quant.120 - CULTURA .000 30% 04. Curuçá 10 . Produtivid. 12 2.600 2.900 30% 03.CULTURAS PERMANENTES CULTURA -CUPUAÇU ( Espaçamento 7 x 6 m) Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (há) (Frutos/ha) (Frutos/ha) % PROD. 10 2. Foz do Mazagão 08 .600 30% Ajuruxí 11. 151. 06 2.900 2.600 30% 02. Ariramba 16 .900 2. 03 40 T/ha 120 40 T/ha 120 30% 12. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 04. Mazagão Novo 05 .200 30% 08. 06 40 T/ha 240 40 T/ha 240 30% 09.200 30% 14.000 30% Ajuruxí 02. Banha 06 .200 30% TOTAL 129 16 50 .

04 08 04 08 30% 06. 110 330 110 330 04. 10 2.000 2. 04 08 04 08 30% 02.000 4. 03 04 12 04 12 30% Velho 07.000 30% 16.000 2.000 6. 01.000 4. Mazagão Novo 05 02 .000 4. Açaituba 06 .000 2. Quant.000 2.000 30% 10. 01 110 110 110 110 30% 05.000 4.Região do Baixo 12 . Camaipí 06 03 . Ariramba 12 .000 30% TOTAL 156 04 68 .000 30% Velho 08.000 CULTURA -CITRUS ( Espaçamento 6 x 6 m) Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (há) (Mil Frutos/ha) (T) % PROD. Baixo Maracá 07 .Foz do Mazagão 08 02 .000 30% 15. Curuçá 03 .000 16. 04 08 04 08 30% 05. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid. 110 220 110 220 30% Velho 08. 02 2. Produtivid. Ajudante 04 . 04 04 16 04 16 30% Ajuruxí 08.Camaipí 08 03 .000 2. Rio Preto 08 01 01 110 220 110 220 30% 12. Mazagão Velho 04 02 . 2.000 8. Quant.000 2. 04 12 04 12 30% 03. 05 2.000 2. Produtivid.000 30% 14.000 30% 06.000 30% 11. 2. Furo do Maracá 08 . 02 04 08 04 08 30% TOTAL 50 13 11 88 88 1 . 04 08 04 08 30% 04. 03 2.000 10. Mazagão Velho 08 02 .000 2.000 20.000 8.000 2.000 10.000 20. 02 110 220 110 220 30% TOTAL 95 17 08 .000 4. 02 2. Banha 06 . Ajuruxi 18 02 01 110 330 110 330 30% 02. Curuçá 05 . Rio Vila Nova 11 .740 .000 6.000 2.000 4.000 2.000 16. 02 2. Camaipí 04 02 .000 30% 13. 04 2.740 - CULTURA . 01 2. Foz do Mazagão 20 . Rio Vila Nova 04 . Ajudante 04 02 . Carvão 04 02 . Assentamento do 10 04 . 110 110 110 110 30% 06. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 05. 2. Mazagão Novo 06 02 . Rio Preto 12 .000 4. Quant 01.000 4. 144. Baixo Maracá 16 .000 4. Carvão 03 . Carvão 04 01 .000 2.000 4.000 6. 110 220 110 220 30% 09. Mutuacá 03 .000 6.000 2. 110 220 110 220 07. 02 110 210 110 210 30% 03. Barreiro 06 .000 2. Quant. 01 110 110 110 110 30% 11. Mazagão Novo 06 02 01 2. 08 2.000 30% 09.000 144.Foz do Mazagão 06 .000 30% 07. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid. 02 2. 110 440 110 440 Piquiazal 10. 02 04 08 04 08 30% 09.000 30% 12.GRAVIOLA ( Espaçamento 5 x 5 m) Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (ha) ( T/ha ) ( T/ha ) % PROD.

200 30% 18. 240 45 10. 210 45 9.200 30% 14.200 45 7.000 45 9.450 30% 13.500 30% TOTAL 395 8. 250 45 11.800 10. Irapi 12 . Camaipí 05 01 .670 390.800 45 10.AÇAI NATIVO/MANEJADO Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (há) ( Sacos/ha/ano ) (T) % PROD.000 37.000 22. Quant.800 45 10. Produtivid.400 30% 19. 150. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid. São João dos 120 45 45 30% 06 - Arraias 5. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão CULTURA . 150 45 6. Vila 800 45 45 30% 48 - Betel/Ariramba 36. Samauma 03 . 120 45 5.000 45 18. 01.500 40.250 30% 17.500 45 4. Curuçá 10 .800 45 10. 400 45 18.800 30% 11.000 150.650 45 7. 160 45 7.650 30% 27.500 40. Foz de Mazagão 900 45 45 30% 45 - Velho 40.750 30% 20.200 45 7.400 45 5. Barreiro 12 .250 45 20.200 45 7.250 30% 16.000 36. Capitão 08 .OLERICULTURA CULTURA -ALFACE ( ESPAÇAMENTO 0. 350 45 15. Banha 20 .800 25. Região do Baixo 640 45 45 30% 30 - Maracá 28. Pirarucunema 06 . 450 45 20. 100 45 4.400 45 5. 150 45 6. Açaituba 12 . Maracá – Mirin 04 .250 45 11.800 45 10. 120 45 5. Produtivid. 01. 170 45 7.450 45 9.800 24. Região do Baixo 45 . 240 45 10. Tambaqui 05 . Urubuena 04 .800 28.400 28. 600 45 27. Quant. Mutuacá 20 .400 45 5. Ajudante 12 .500 02.000 150. 160 45 7. 160 45 7.000 30% 07.000 30% 05.800 30% 06. 150.000 45 27.750 30% 15.400 30% 09. 240 45 10. Inveja 05 .750 45 15.400 30% 21.500 10. 240 45 10. Quant.800 45 10.750 30% 26. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid.150 390. Maracazinho 06 .4 . Quant.25 .500 150. Cajarí 08 .150 - 9.800 30% 03.800 30% 08.000 30% 23. Mazagão Novo 10 . 900 45 45 30% Ajuruxi 40.000 37. Croa 06 . Região do Baixo 240 45 45 30% 13 - Rio Preto 10.000 150. 200 45 9.400 5.500 1 30% . Navio 07 .30 X 0. Espindola 06 . Vila Nova 20 .800 30% 12. Furo do Maracá 12 .30 m) Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (Pés /ha/ano) (Pés/ha/ano) % PROD.200 30% 04. Carvão 02 0.000 30% 02.750 45 6. 120 45 5. 240 45 10.750 45 6.

000 100. 200. 95. 100.000 30% 02. Camaipi 05 01 . 200. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 03.000 50. 01.000 30% 02.05 m) Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (maços/ano) (maços /ano) % PROD. 200.000 150. 01. Mazagão Velho 02 0. Camaipí 05 0.000 20. 200. Mazagão Novo 03 0.000 30% 04.000 30% 04. 01. 100.000 30% 04.000 20.5 . Quant.000 75.000 200.000 75.000 100.25 .000 50.000 30% 04.000 30% TOTAL 14 2.000 100.000 30% 04.20 m ENTRE LINHAS) Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (maços/ano) (maços /ano) % PROD.000 50.000 100. Camaipi 05 01 . 01.000 50.000 200.000 200. 20. 20.000 20.000 50.000 100. 200. Carvão 02 0.000 30% 03.000 30% 03. 200.000 100.5 . Carvão 02 0. Mazagão Novo 03 0.000 200.000 200. Mazagão Velho 02 0.000 37.000 30% 05. 100.000 50.000 50. Quant.000 200.000 30% TOTAL 14 2.80 X 0. 200. 500.000 50. Quant.5 . 200.25 .000 100.000 200.5 .000 500.25 . 150.000 - OBS.000 50. 20.000 100.000 30% TOTAL 14 2. Quant. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid.000 - COUVE ( ESPAÇAMENTO 0.500 150.20 x 0. Ramal da Inveja 02 0.000 30% 05.5 .500 30% TOTAL 14 2. 95.000 200.5 .000 200.5 . 06 FOLHAS P/ MAÇO CEBOLINHA ( ESPAÇAMENTO 0.5 . Mazagão Novo 03 0.000 200.000 50. Produtivid.5 . Camaipí 05 01 . Quant.000 30% 02. 500.000 150. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid.000 200.000 200.000 100. 100.5 . Quant.000 5. Mazagão Novo 03 0. Carvão 02 0. 375.000 50.000 - (PIMENTA VERDE (pimentinha) . Produtivid.000 .000 100.25 .000 50. 375. Ramal da Inveja 02 0.000 50.000 500.000 75.000 30% 03. Mazagão Velho 02 0.40 m) Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (Maço /ha/ano) (Maço /ha/ano) % PROD.000 50.000 30% 02.000 30% 05. 150.000 20.000 30% 03. Quant.000 30% 1 . 150.000 25.000 75.5 . 20. Ramal da Inveja 02 0.000 20.0 X 1. 20.25 . Carvão 02 0. .000 200.25 .000 37.000 100.000 10. .000 - COENTRO (ESPAÇAMENTO 0.5 .5 .000 10.ESPAÇAMENTO 1. Mazagão Novo 03 0.000 20. Quant. Mazagão Velho 02 0.20 x 0.5 . Ramal da Inveja 02 0.000 200.000 100.000 25. 200.000 30% 05. (+ ou -) Firme Várzea Produtivid.000 .000 50. Produtivid.25 .5 . (+ ou -) Firme Várzea Produtivid. 200.0 m) Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (Kg/ha/ano) (Kg/ha/ano) % PROD.25 . Produtivid. Ramal da Inveja 02 0.

000 . Piquiazal 03 16 04.0 X 0.000 60. Camaipí 09 750 03. Carvão 02 0.400 TOTAL 32 3. 120. Abate REPROD MATRIZ. Vila Nova 03 750 06.000 120. 174. .000 - PEPINO ( ESPAÇAMENTO 1. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 05.45 . Obtida Nª TOTAL esperada COMUNIDADES PROD. Mazagão 04 70 Novo 09. Foz do Mazagão 03 40 Velho 04. 120.000 30.000 50. 174. 225.492 .000 30.000 30.5 – PECUÁRIA BUBALINOCULTURA Prod. Ramal da Inveja 02 0.000 100. Ariramba 09 150 03. Mazagão Velho 04 150 03.000 30% TOTAL 14 2. Leitão Animais Abate Leitão Desmam. CRIAS Kg/vivo Desmam Und 01.25 . Furo do 04 140 Maracá 07. Região do 12 170 Baixo Ajuruxi 02.000 120.50 m) Produção esperada Produção obtida Variação Nª COMUNIDADES Área (Kg/ha/ano) (Kg/ha/ano) % PROD.25 . Produtivid. - SUINOCULTURA Produção Produção esperada Plantel obtida Nº Total de COMUNIDADES PROD.000 . (+ ou -) Firme Várzea Produtivid.5 .000 30% 05.000 24.20 . Carvão 04 30 06. GERAL Leite Carne Leite Carne R M Na No Ga Go Ba Bo L T L T 01. 100.000 30% 04. Rio Preto 04 1. 120.000 60. Mazagão Velho 02 0. Plantel Prod.000 30. Camaipí 05 0. Miri 02 50 1 . Mazagão Novo 05 350 05. Mazagão Novo 03 0.000 30. 01.25 . Mazagão Velho 02 0.000 50.000 - 9.000 30% 03. 120. .000 30% 02. . Curuçá 08 140 05. 225.000 120.000 24. Quant.000 30. Carvão 04 52 02. 120.000 120. .000 120. Foz do 10 200 Mazagão Velho 08.000 30% TOTAL 14 1.0 .25 . Quant.

nas comunidades Ribeirinhas localizadas em regiões de Várzea.100 10% 02. Indig.0 3.0 900 10% 01 300 Inveja 05. Mazagão 02 3. (+ ou -) Afric.000 . Ramal da 03 3. Quant. . 12. Mazagão Novo 04 700 07 3. Camaipí 03 70 18. 20KG/Cx 300 30% 02.200 10% 08. A grande maioria da criação de suínos do município de Mazagão é no Sistema Extensivo ou Semi-Extensivo. Mutuacá 04 60 11. Carvão 02 15 .0 1.0 2. Produtivid.000 10% 03. Quant. Navio 04 90 19. no médio/ave idade 01.100 41 . Curuçá 02 400 04 3. Mulato 04 80 20.100 10% 04. Capitão 03 80 TOTAL 106 2. Urubuena 02 70 14. Foz do 03 3. Mazagão 03 25 Velho 17.CAIPIRÃO Produção esperada Produção obtida Variação Nº COMUNIDADES Plantel (kg) ( Kg) % PROD. 300 - AVICULTURA CORTE . 20KG/Cx 100 30% 01 Velho TOTAL 03 20 . GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 10. 01. Quant. . Camaipí 05 700 07 3. Região do 04 120 Lago do Ajuruxí 15. Carvão 06 1.0 600 10% 02 200 Velho 06. Lotes/a Peso Produtiv Aves Quant.500 10% 03 500 Baixo Ajuruxí Total 26 4. 13 230 Comunidades do Baixo Maracá 16. APICULTURA Produção esperada Produção obtida Variação Nº COMUNIDADES Colméias ( Kg/Cx ) (T) % PROD. Produtivd. - 1 . Mazagão 05 . Região do 04 3.000 10 3.0 1. Rio Preto 06 300 12.321 Obs.0 2.0 600 10% 03 300 Mazagão Velho 07. Rio Vila Nova 04 230 13.

. .M U. . 01 . - 05 Controle de Saúva 160 . . . 02 - 04 Colheita 50 . . . . 04 . . - 02 Correção do solo 50 05 01 . . . - 04 Controle Fitossanitário 100 04 . .ESTIMATIVA Nª Prod COMUNID Linhas de crédito ADE Total Período Ag. - 03 Plantio 100 04 .D. D Início Final Mandiocultura e PA Piquiazal 08 01 2018 Fruticultura Irrigada Camaipí Mandiocultura e 06 2018 Fruticultura Irrigada Carvão Avicultura de 2018 04 corte e postura PAE Foz do Manejo de 2018 Mazagão Açaizais nativos 5 Velho PAE Barreiro Manejo de 2018 5 Açaizais nativos Rio Preto Manejo de 2018 4 Açaizais nativos Região do Manejo de 2018 Baixo Ajuruxí Açaizais nativos 05 Baixo Maracá Manejo de 2018 05 Açaizais nativos Ariramba Manejo de 2018 05 Açaizais nativos Região do Mandiocultura 2018 Lado do 05 Ajuruxí TOTAL 58 11 – DEMOSTRATIVO DE ATIVIDADES E METODOLOGIAS 11. . Descrição Dia de Curso/mini Visita D. . . 1 . B Pro. Reu. . . Frap Pro.1 – ATIVIDADES DE ATER Nº METODOLOGIA Ord. C Pro. . Palestra Oficina Campo . ATIVIDADE Financ. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 10 – CRÉDITO RURAL . . - 06 Tratos Culturais 100 .curso AGRICULTURA 01 Preparo de área 50 05 .

. . . . . . . . . - 16 Defesa Sanitária Animal . . . . . . . . - 19 Meliponicultura . . . . . . . . . . . - 31 Armazenamento . . . . . . . . . 02 01 . . . . . . . 02 . 14 - 29 Agroindústria 05 . - 25 Cidadania . . . 04 - 23 Saúde preventiva . . . - 17 Instalações zootécnicas . . . 04 02 - federal 16 Planejamento Anual . 04 - POLÍTICA AGRÍCOLA 27 Crédito rural 50 . . 05 - PECUÁRIA 13 Manejo do rebanho . . - administrativa TOTAL 861 27 02 03 80 39 44 02 11. . . . 14 . . . . GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 05 Armazenamento 20 04 . . . . . . . . - GESTÃO SOCIAL 22 Segurança alimentar . . . 07 10 Manejo de açaí (boas 28 02 . . . 01 . . . . . Descrição I II III IV 1 . . . - 14 Melhoramento do rebanho . 14 Práticas) 11 Boas práticas na criação de 08 01 . . . . - sociais 13 Documentação Básica 50 . . . 04 04 . 05 . . . - 18 Apicultura . 04 . . . . . . . . . . - 28 Organização rural 14 . . - 26 Organização Social . . . . . . . . - 20 Aqüicultura 05 02 . . . . . . . 05 - 30 Comercialização 50 . . 02 02 - 09 Organização Rural 14 . 04 - 15 Programas do governo 02 . . . . . . 04 . 15 . 01 galinha caipira com ração alternativa. 02 24 Promoção cultural . - 15 Nutrição do rebanho . . . . . . 12 Festividades religiosas e 10 . - 32 Infra-estrutura social . . . . - 14 Educação ambiental . . . . 10 . . - 06 Comercialização . 04 04 02 - 21 Extrativismo animal .CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES Nº TRIMESTRES Ord. . . . 02 08 Crédito rural 110 . . 04 04 . .2 . - 33 Gestão política e . 04 02 07 Olericultura 12 . .

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão AGRICULTURA 01 Preparo de área X 02 Plantio X 03 Tratos culturais X X X X 04 Irrigação e drenagem X X 05 Colheita e pós colheita X X X X 06 Produção de mudas X X X X 07 Defesa sanitária vegetal 08 Manejo de açaizais X 09 Práticas agroecológicas X X X X 10 Educação ambiental X X 11 Manejo florestal X 12 Extrativismo vegetal X PECUÁRIA 13 Aquicultura X GESTÃO SOCIAL 22 Segurança alimentar X X X X 23 Saúde preventiva X X 24 Promoção cultural X X X X 25 Cidadania X X X X 26 Organização Social X X X X POLÍTICA AGRÍCOLA 27 Crédito rural X X X X 28 Organização rural X X 29 Agroindústria X 30 Comercialização X X X X 31 Armazenamento X 32 Infra-estrutura social X TOTAL 12 .MATERIAL TÉCNICO DE DIVUGAÇÃO MATERIAL ASSUNTO RESPONSAVEL QUATIDADE Convite Reuniões / seminários RURAP 1000 Folders Composto organic RURAP 300 Cartilha Manejo de açaizais RURAP 500 Cartilha Cultivo Orgânico RURAP 300 Cartilha Horta Doméstica RURAP 300 Cartilha Horta Escolar RURAP 300 Folders Suinocultura RURAP 300 Folders Saúde Preventiva RURAP 300 Cartilha Agroecologia RURAP 300 Cartilha Educação Ambiental RURAP 300 Banner Educação Ambiental RURAP 02 Camisas Educação Ambiental RURAP 50 Cartilha Manipulação e Aplicação de RURAP 300 Defensivos 1 .

1 . Elaboração de 01 01 Curso Macapá X Projetos Praticas 02 02 X Curso Mazagão Agroecológicas Agricultura 02 02 X Curso Macapá Orgânica Manipulação e 01 01 X Aplicação de Curso Mazagão Defensivos APL Curso 01 01 Macapá X Recuperação 01 01 X de áreas Curso Mazagão degradadas GPS Curso 01 01 Mazagão X Segurança 01 01 X Curso Macapá Alimentar Cooperativismo X e Curso 01 01 Macapá Associativismo * O curso de práticas de agroecológicas abordaria.1 CAPACITAÇÃO DE EXTENSIONISTAS TREINANDO PERÍODO ATIVIDADE EVENTOS Niv. LOCAL I II III IV Med Sup.M. biofertilizantes. por exemplo. Niv. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão Folders Saúde Preventiva RURAP 300 Folders Segurança Alimentar RURAP 300 TOTAL RURAP 4852 13 – DEMOSTRATIVO DA FORÇA DE TRABALHO SERVIDOR DISCRIMINAÇÃO TOTAL EXISTENTE NECESSIDADE ENGENHEIRO AGRONOMO 02 02 02 ENGENHEIRO FLORESTAL 01 01 01 ASSISTENTE SOCIAL 00 01 01 TECNICO EM AGROPECUARIA 03 01 04 PILOTO FLUVIAL 01 00 01 SERVIÇOS GERAIS 00 01 01 ADMINISTRATIVO 00 01 01 14 – CAPACITAÇÃO TÉCNICA 14. a confecção de compostos orgânicos. uso de leguminosas e práticas conservacionistas. uso do E.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 15 .4020 01 X 07 GPS Garmim RURAP .2827 01 x 46 04 Cadeira metálica acohoadas 02 x 47 Central de ar Elgin 12.3664 01 x 08 Câmara Fotográfica RURAP .4029 03 X 02 Sansung multifuncional 1132 mfp Em manutenção 02 X 03 Notboock Lenovo 01 x 04 Monitor AOC RURAP . 02= Mediano e 03= Ruim. ESTADO EM USO? SIM NÃO 01 Impressora Hp Laser Jet 1018 RURAP . ESPECIFICAÇÃO Nº DO PATRIMONIO.2816 01 x 42 Cadeira em madeira com estofado RUARAP .4310 02 x 22 TV de 24 polegadas 03 X 23 Reboque para voadeira 03 X 24 Ubá de voadeira – 04 m RURAP .2823 01 x 45 Cadeira em madeira com estofado RUARAP .04944 01 x 09 Geladeira RURAP .3769 01 x 05 CPU RURAP . Quanto ao estado: 01= Perfeito.0519 01 x 16 Balança digital de 300 Kg SDR .0013 02 x 13 Motocicleta Yamaha 150 Crosser 01 x 14 Moto de popa Mécuri – 25 HP RURAP .RECURSOS BENS DO RURAP DISPONIVEIS Á SEDE LOCAL OR.0046 03 x 31 Arquivo metálico ASTER-AP.000 btu 02 x OBS. 1 .2819 01 x 43 Cadeira em madeira com estofado RUARAP – 2820 01 x 44 Cadeira em madeira com estofado RUARAP .4376 02 x 06 Monitor AOC RURAP .4307 01 x 25 Ubá de voadeira – 04 m 03 X 26 Ubá de voadeira – 06 m 02 x 27 03 estantes metálicas 02 x 28 Armário metálico ACAR-AP -00316 03 X 29 Arquivo metálico GTFA-036828 03 x 30 Arquivo metálico ASTER-AP.0028 03 x 32 Sofá 03 X 33 Mesa metálica ASTER-AP-003 03 X 34 Mesa metálica ASTER-AP-0159 2 X 35 Masa metálica GTFA-055266 03 X 36 Raque para computador 01 x 37 Mesa em MDF 02 x 38 Mesa em madeira 02 x 39 Mesa em madeira e ferro 02 X 40 Mesa em madeira 02 x 41 Cadeira em madeira com estofado RUARAP .04899 01 x 12 Pica up L200 Tritom – QLO 1109 SDR .4347 02 x 15 Balança digital de 30 Kg SDR .04876 01 x 10 Geladeira 03 X 11 Fogão RURAP .0591 01 x 17 08 caixas térmicas SDR – de 175 a 182 01 x 18 05 paletes SDR – 296 a 300 01 x 19 10 monoblocos SDR – 432 a 441 01 x 20 Balança convenciona até 200 Kg 02 x 21 Mesa de madeira e alumino PAA RURAP.000 btu GEA 1149890 02 x 48 Ar condicionado cônsul 18.

 Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Agricultura – FETAGRI. ANEXOS RELAÇÃO DE PRODUTOS ALTERNATIVOS UTILIZÁVEIS NA AGRICULTURA AGROECOLOGICA -SUGESTÃO DE RECEITUÁRIO AGRONÔMICO ( Port.  Agência de Desenvolvimento do Amapá – ADAP.  Instituto de Terras do Amapá – IMAP.  Instituto Nacional de Reforma Agrária – INCRA. Nº.  Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis – IBAMA.  Sindicato dos Trabalhadores e trabalhadoras Rurais de mazagão –STTR. 007/81-MAPA ) PRODUTO INDICAÇÃO 1 .  Secretaria Estadual de Saúde – SESA  Agencia de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá – DIAGRO  Instituto estadual de Florestas – IEF.  Banco da Amazônia – BANCO DA AMAZONIA.  Prefeitura Municipal de Mazagão – PMMz.  Secretária do Meio Ambiente do Amapá – SEMA.  Escola Família Agroextrativista do Carvão – EFAC.  Instituto de Pesquisa do Amapá – IEPA.  Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – EMBRAPA. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 16 – INTEGRAÇÃO INTERINSTITUCIONAL:  Secretária de Estado do Desenvolvimento Rural– SDR.  Banco do Brasil – BB.

1.2.Alho .Inseticida e repelente de pragas em geral 6.Biofertilizantes .Primavera maravilha .Inseticida de contato 6.2.Biomicron .Iscas Atrativas .Baculovirus .Controle de insetos adultos 9.Molibidênio .1 .1.Fungicida.Fungicida.Controle da Lagarta da soja e mandarová da mandioca.Fungicida.5.5.Confrei .8 – Pasta de Enxofre .Adubo Foliar e Fortificante contra pragas e moléstia 4. Mosca 3.1. 5.Enxofre . caramujo 3.8.Fonte de potássio.9 – Permanganato de Branca e doênças: Botrytes. GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 1-Caldas Cúpricas 1.Fumo . atrativo de lesmas e combate de doenças fungicas e viróticas.Combate às Sauvas 3.Acaricida 3.Neem (nim) .Fortificante contra insetos nocivos em geral.4. Lagartas do repolho.Bacillus Thuringiensis .4.2.plantio e pós 3.9. do café e ácaros 5.Leite .Sabão (não detergente) .Imunização de tomateiro contra “vira cabeça do tomateiro” 6. 6.Desinfecção de Produtos Vegetais e Instalações 3.3.10 – Cloreto de Sódio (sal) e mosca branca 4.Fungicida e Nutriente Foliar 1. 5.Atração e captura de moscas de frutas coloridas .5.6.Beuveria Bassiana . Bactericida.Inseticida e adubo foliar 6.Biofertilizante (Vairo) .Garrafas plásticas .Calda Viçosa . Acaricida e Inseticida 3 – Minerais e Suas .Controle da broca da bananeira.3.4.2 – Sulfato de Cobre colheita 3. indicado para mistura com outros defensivos naturais.Fortificante e controle dos pulgões 7. 8.3.Controle de insetos vetores de doenças. repelente de Insetos 1. Placas atrativas . vegetal e de peixe tem ação inseticida. inibidor de fungos e 4. pulgões e lagartas 8. 5.Fonte suplementar de micronutrientes.Armadilha Delta mariposas 9.Combate de pulgões.3 – Hidróxido Calcio . Ácaros.Cinzas . ácaros.Controle de ácaros e ovos de diversas lagartas.Cravo de defunto lagartas 6.3.Desinfecção de Produtos Vegetais no Pré. controle de pragas e algumas doenças.Óleos e suas misturas .7 – Pasta Bordalesa . Potassio .Controle da podridão do colo e das raízes causados por 5.Armadilhas luminosas . 6.2. Lagartas. 1 .Pimenta . 9.4 – Oxido de Cálcio .De origem mineral.5 .Atrofia dos Brotos Terminais (Deficiência de Boro) Misturas .Aplicação em Cortes após poda nas Principais Fruteiras 3.3.Fungicida e Bactericida 3.Calda Sulfocálcica .Cavalinha .trichoderma phitophora.1.Inseticida 6.7.Prevenção de Brocas e Cochonilhas 3. Besouros.4.6 .Combate do Triples.Controle de Pulgões.Calda Bordalesa .Bórax .2 – Supermagro bactérias 5 – Controle Biológico . míldio e oidio.Metarhizim Anisopliae .2. lesma.Determinação de níveis de infestação 9.Controle de ácaros.Urtiga .Métodos práticos 9. nematóides e algumas 6. 8.Adubo Foliar Pronto 2 . 6.1 .Efeito inseticida.1. cigarrinha das pastagens.Controle de população de insetos adultos: brocas e 9.Controle de diversas espécies de lagartas.Controle de Pulgões.Produtos Orgânicos 8. 8.Farinha de trigo . Bactericida e lagarticida.Plantas Defensivas .

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO RURAL DO AMAPÁ Vinculado a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural – SDR Sede Local de Mazagão 1 .