You are on page 1of 2

PRÁTICA 04- REAÇÕES DE CARACTERIZAÇÃO DOS POLISSACARÍDEOS

INTRODUÇÃO
Os polissacarídeos são moléculas formadas através da união de
vários monossacarídeos. Alguns apresentam em sua fórmula átomos
de nitrogênio e enxofre.Esse grupo de carboidratos é formado por moléculas
que não possuem sabor adocicado, como nos outros grupos.
Os polissacarídeos são moléculas muito grandes, em comparação com os
outros carboidratos, por isso são considerados macromoléculas. Os
polissacarídeos são insolúveis em água, o que é de grande importância para os
seres vivos, pois desempenham função estrutural e armazenadora de energia.
No momento da digestão, para que essas moléculas sejam absorvidas, é
necessário que sejam quebradas em moléculas menores, os monossacarídeos.
A reação de quebra ocorre através da hidrólise. Note que a reação de união
entre dois monossacarídeos ocorre pelo processo inverso, reação por
desidratação. As moléculas de polissacarídeos são polímeros, ou seja, as
moléculas que os constituem são idênticas ou semelhantes. Essas unidades
são chamadas de monômeros.

OBJETIVO

Verificar a hidrólise do amido e a presença dos produtos de degradação.

EQUIPAMENTOS UTILIZADOS
 Tubos de ensaio
 Pipetador
 Pipetas
 Béquer
 Tela de amianto
 Giz
 Estante para tubo de ensaio
 Pinça
 Proveta
 Erlenmeyer
 Lugol
 Amido
 Ácido clorídrico
 Tripé de ferro.
10

MÉTODOS PRÁTICOS
 Colocou-se 30 mL da solução de amido em uma proveta e transferiu-se
para um erlenmeyer;
 Pipetou-se 6 mL do ácido clorídrico no erlenmeyer;
 Colocou-se 3 mL de amido hidrolizado no tubo 1 ao 7. Pipetou-se 3 mL
de amido no tubo 8;
 Foi adicionado 3 gotas de lugol no tubo 1 e 8;
 Levou para o banho Maria os tubos 2 ao 7;
 Depois de 5 minutos, retirou-se o tubo 2 deixando-o esfriar em água
corrente,depois de esfriar, adicionou-se 1 gota de lugol, e por diante, de
5 em 5 minutos, retirou-se do banho Maria,cada tubo em seqüência.

RESULTADOS E DISCUSSÃO

TUBOS TEMPO DE COR COM PRODUTO


REAÇÃO LUGOL IDENTIFICADO
1 0 Roxa Amilodextrina
2 5 Roxa Amilodextrina
3 10 Roxa Amilodextrina
4 15 Incolor Acodextrina
5 20 Incolor Acodextrina
6 25 Incolor Acodextrina
7 30 Incolor Acodextrina

CONCLUSÃO
O amido quando tratado por um ácido à certa temperatura, sofre uma
sucessão de hidrólises dando dextrinas ( amilo, eritro e acrodextrinas ), sendo
maltose e glicose como produto final. Os produtos identificados estão
classificados de acordo com o tempo de reação do iodo.