You are on page 1of 80

UNB 2013 –

Tanto o homem quanto o macaco pertencem a ordem dos Primatas, a qual, por sua vez, faz parte da classe
Mammalia. Homens, chimpanzes e demais primatas compartilharam um ancestral comum. A ideia de que a
especie Homo sapiens evoluiu do chimpanze e derivada do erro classico de se afirmar que a evolucao ocorre
em linha reta; na verdade, ela ocorre em forma de arvore ramificada. O fato de homens e chimpanzes
compartilharem enorme porcentagem de seu genoma evidencia que essas especies sao muito aparentadas,
mas nao, que uma deu origem a outra. Correio Braziliense, 13/5/2012, p. 24 (com adaptações).
A partir do texto e da figura acima, julgue os itens de 17 a 22 e faca o que se pede no item 23, que e do tipo
C.

17 Entre as características dos Primatas, inclui-se o bipedalismo, ou seja, a capacidade de andar sobre duas
patas.
18 Porcos e macacos pertencem a classe Mammalia, mas algumas características, como quantidade de
glândulas mamarias e presença de polegares opositores aos demais dedos, são responsáveis por defini-las
como pertencentes a ordens
diferentes.
19 A calvície e exemplo de característica humana estritamente dependente do estilo de vida do individuo.
20 A ideia de evolução representada na figura e equivocada, pois, na evolução biológica, as características de
uma espécie são melhoradas, ao contrario do que mostra a figura.
21 Por ter acesso aos cuidados de saúde e aos benefícios da urbanização, o Homo sapiens tornou-se uma
espécie que não
mais esta submetida a seleção natural e a evolução, visto que, para que estas ocorram, e necessário que a
espécie se encontre em seu ambiente natural.
22 O sedentarismo e a ma alimentação podem acarretar modificações na expressão gênica e contribuir para o
desenvolvimento da obesidade.
UNICAMP 2013 - 20.
Os tubarões e os golfinhos são semelhantes quanto ao formato corpóreo, como pode ser notado nas figuras abaixo. Tal
semelhança, no entanto, não reflete proximidade filogenética.

a) Dado que a semelhança apontada entre os tubarões e os golfinhos não pode ser explicada por ancestralidade comum, a
que ela se deve? Explique o processo que originou tal semelhança.
a) A semelhança entre tubarões e golfinhos se deve ao processo denominado convergência adaptativa. O ambiente aquático
selecionou, de maneira independente nos grupos animais em questão, formas corpóreas semelhantes, que favorecem sua
locomoção no ambiente aquático.

b) Diferencie os tubarões dos golfinhos quanto ao sistema respiratório e quanto à estrutura do coração.
b) Os golfinhos apresentam respiração pulmonar; já nos tubarões a respiração é branquial. O coração dos golfinhos tem
quatro câmaras e o dos tubarões, apenas duas.

UNICAMP 2013 - Olhos pouco desenvolvidos e ausência de pigmentação externa são algumas das
características comuns a diversos organismos que habitam exclusivamente cavernas. Dentre esses
organismos, encontram-se espécies de peixes, anfíbios, crustáceos, aracnídeos, insetos e anelídeos. Em
relação às características mencionadas, é correto afirmar que:

a) O ambiente escuro da caverna induz a ocorrência de mutações que tornam os organismos albinos e cegos,
características que seriam transmitidas para as gerações futuras.
b) Os indivíduos que habitam cavernas escuras não utilizam a visão e não precisam de pigmentação; por isso,
seus olhos atrofiam e sua pele perde pigmentos ao longo da vida.
c) As características típicas de todos os animais de caverna surgiram no ancestral comum e exclusivo desses
animais e, portanto, indicam proximidade filogenética.
d) A perda de pigmentação e a perda de visão nesses animais são características adaptativas selecionadas
pelo ambiente escuro das cavernas.
UEL 2012 Leia o texto V e os mapas
(Fig. 19 e 20) a seguir e responda às
questões de 41 a 43.
Texto V
Até a segunda metade do século XIX,
pensava-se que o mapa do mundo
fosse praticamente uma constante.
Alguns, porém, admitiam a
possibilidade da existência de grandes
pontes terrestres, agora submersas,
para explicar as semelhanças entre as
floras e faunas da América do Sul e da
África. De acordo com a teoria da
tectônica de placas, toda a superfície
da Terra, inclusive o fundo dos vários
oceanos, consiste em uma série de
placas rochosas sobrepostas. Os
continentes que vemos são
espessamentos das placas que se
erguem acima da superfície do mar.
(Adaptado de: DAWKINS, R. O Maior
Espetáculo da Terra. São Paulo: Companhia
das Letras, 2009. p.257-258.)

Com base no texto, nos mapas e nos


conhecimentos sobre os processos de
especiação e distribuição geográfica
dos organismos, considere as
afirmativas a seguir.
I. Há semelhanças entre os fósseis da
América do Sul, África, Antártida e
Austrália, pois, em um passado
remoto, todas essas regiões estavam
unidas, formando um grande
continente e impossibilitando o
isolamento reprodutivo.
II. O modelo clássico de especiação
alopátrica propõe que duas novas
espécies se formem em uma mesma
região geográfica, de modo abrupto, em consequência de mutações cromossômicas
ocorridas durante as divisões celulares.
III. O isolamento geográfico entre populações de uma espécie ancestral pode
ocorrer pelo aparecimento de um rio cortando uma planície, por um braço de mar
que separa ilhas ou pelo deslocamento de um continente.
IV. A presença de marsupiais na Austrália representa a dispersão desde a América
do Sul, por meio da Antártida, no início da era Cenozoica, e o subseqüente
isolamento da Austrália permitiu sua diversificação sobre este país.

Assinale a alternativa correta.


a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas II e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.
UNIFESP 2012

Se me mostrarem um único ser vivo que não tenha ancestral,


minha teoria poderá ser enterrada.
(Charles Darwin) Sobre essa frase, afirmou-se que:

I. Contrapõe-se ao criacionismo religioso.


II. Contrapõe-se ao essencialismo de Platão, segundo o qual
todas as espécies têm uma essência fixa e eterna.
III. Sugere uma possibilidade que, se comprovada, poderia
refutar a hipótese evolutiva darwiniana.
IV. Propõe que as espécies atuais evoluíram a partir da
modificação de espécies ancestrais, não aparentadas entre si.
V. Nega a existência de espécies extintas, que não deixaram
descendentes.
É correto o que se afirma em:

(A) IV, apenas.


(B) II e III, apenas.
(C) III e IV, apenas.
(D) I, II e III, apenas.
(E) I, II, III, IV e V.

UEM 2012
No início do século XIX, o criacionismo foi severamente confrontado com o evolucionismo,
possibilitando estudos que fornecessem evidências sobre a evolução biológica.
Sobre esse assunto, assinale o que for correto.

01) Lamark foi um dos primeiros a divulgar as ideias evolucionistas, baseado na lei do uso ou do
desuso, na lei da transmissão dos caracteres adquiridos e na seleção natural.
02) A ideia de que os seres vivos vão se modificando ao longo do tempo, com novas espécies surgindo
a partir de espécies ancestrais, é a base do evolucionismo.
04) Os fósseis são formados em condições especiais, sendo suas substâncias orgânicas substituídas
por minerais. Esse processo é chamado de contramolde.
08) Segundo Charles Darwin, um organismo mais adaptado é aquele com mais chances de se
reproduzir, passando suas características vantajosas para um maior número de descendentes.
16) As evidências utilizadas nos estudos de evolução biológica são a presença de órgãos vestigiais e as
mudanças ambientais.

01. lamark não falava em seleção natural, apenas dos dois primeiros
04. Molde/contramolde, são impressões deixadas em relevo na terra ou na rocha, pelo interior ou pelo
exterior de um organismo. A substituição de substâncias orgânicas por minerais chama-se
mineralização, mas existem outros tipos de fossilização (Moldagem, mumificação e marcas fósseis)
16. registros fósseis, analogia e homologias, órgãos vestigiais e evidência molecular)
UFRN 2012 Questão 25
Atualmente, a História da Ciência procura entender como o conhecimento foi construído em
determinada época, de modo contextualizado, e considera que cada cultura e tempo têm questões
peculiares a serem solucionadas. Nesse contexto, em relação às teorias evolutivas, Jean Baptiste de
Lamarck

A) era defensor de que as espécies não evoluíam de outras espécies.


B) acreditava que os seres vivos não se modificavam ao longo do tempo.
C) propôs o princípio da seleção natural antes mesmo de Darwin.
D) foi um dos primeiros pesquisadores a propor que os seres vivos evoluíam.

Comentário : Uma questão muito acessível a qualquer aluno, nível muito fácil. Lamarck foi um pioneiro
defensor da evolução, mesmo, atualmente falho , o Lamarckismo trouxe uma luz ao espírito evolucionista.Pois
antes de 1800, acreditava-se, predominantemente, que as espécies eram imutáveis.
Graças ao seu trabalho sobre os moluscos da Bacia de Paris, ficou convencido da transmutação das
espécies ao longo do tempo, e desenvolveu a sua teoria da evolução (apresentada ao público em 1809 na sua
Philosophie Zoologique).Portanto, a resposta é a letra D

UFRN 2012 Questão 1


A comparação do padrão morfológico dos organismos possibilita a determinação do perfil evolutivo dos
grupos. Nesse contexto, considere a imagem e responda as questões:

A) Como é chamado esse tipo de padrão morfológico?


A) Homologia.

B) O que esse padrão indica em termos evolutivos?


B) A homologia entre estruturas de organismos diferentes sugere que eles se originaram de um grupo ancestral comum e
têm a mesma origem embriológica.

C) A asa de um morcego e a asa de um inseto apresentam esse mesmo padrão morfológico? Por quê?
C) Não. Porque as asas dos insetos e das aves são estruturas diferentes quanto à origem embriológica, embora ambas
estejam adaptadas à execução de uma mesma função, o voo, sendo, portanto, estruturas análogas.
UFT 2012
De acordo com a Teoria da Evolução clássica proposta por Charles Darwin, é CORRETO afirmar que:

(A) A adaptação resulta da interação dos organismos com o ambiente, sendo que características
adquiridas durante a vida dos organismos são transmitidas para as gerações seguintes.
(B) As características de um organismo variam de acordo com sua utilização, ou seja, certos órgãos
corporais quando muito utilizados, desenvolvem-se, e quando pouco utilizados, atrofiam-se.
(C) As mudanças ambientais provocam modificações nas necessidades dos organismos, fazendo com
que novas características surjam. Estas características adaptativas são, portanto, controladas
unicamente pelo ambiente.
(D) Em populações naturais, há indivíduos que possuem maior sucesso reprodutivo e de sobrevivência,
principalmente por apresentarem características adaptativas, as quais são selecionadas pela seleção
natural.
(E) As adaptações em organismos são produzidas principalmente por mutações, que podem causar
tanto o ganho quanto a perda de características ancestrais. A evolução se dá quando essas diferenças
hereditárias tornam-se mais comuns ou mais raras em uma população, através de seleção natural ou
deriva genética.

UNESP 2012
Além do Horizonte
Numa frequência que seus olhos não captam – enxergamos o mundo por uma fresta do espectro
eletromagnético –passam pulsos curtos e manifestam-se fluxos constantes de energia. (...) Se fosse
possível enxergar no infravermelho próximo, frequência próxima da luz visível, você teria os olhos
grandes com que ufólogos descrevem supostos alienígenas surpreendidos em incursões dissimuladas
pela Terra. Mas o olho humano foi “pacientemente esculpido” pelo Sol, embora
uma ideia como esta possa parecer um pouco surpreendente. Nossos olhos são detectores biológicos
de uma parte da energia emitida por uma estrela amarela de meia-idade. Se fosse uma estrela
vermelha e envelhecida, nosso olho seria maior. (Ulisses Capozzoli. Scientific American Brasil, fevereiro
2011. Adaptado.)
Neste fragmento de texto, o autor estabelece uma interessante correlação entre um fenômeno físico e
um fenômeno biológico. Com base nas afirmações ali contidas, pode-se afirmar corretamente que

(A) os fenômenos da física, como o espectro luminoso, não têm influência sobre as formas dos
organismos, uma vez que estas são determinadas pela seleção natural. Se fosse o contrário, nosso
olho seria bem maior.
(B) o tamanho e a conformação do olho humano são consequências diretas da ação do sol sobre o
desenvolvimento de cada indivíduo, desde a sua concepção até a forma adulta, o que justifica afirmar
que nosso olho foi esculpido pelo Sol.
(C) o tamanho e a conformação do olho humano resultaram da ação da seleção natural. A seleção é um
processo que tem, entre seus agentes, os fenômenos físicos, tais como a radiação solar.
(D) o tamanho e a conformação do olho humano são resultados da seleção natural. Contudo,
desenvolveram-se no sentido contrário ao esperado em relação à ação dos raios solares e do espectro
luminoso.
(E) o tamanho e a conformação do olho humano resultaram da ação de fenômenos físicos, como a
radiação solar. Estes se sobrepõem aos fenômenos biológicos, como a seleção natural.
UNICAMP 2011 O gráfico abaixo mostra a variação ao longo do tempo na frequência de dois fenótipos,
relativos à forma do bico de uma espécie de ave. Os pesquisadores notaram uma relação dessa
variação fenotípica com uma alteração na disponibilidade de diferentes tipos de organismos predados
por essas aves e atribuíram a variação observada à seleção natural.

a) Explique como a variação em populações de presas pode causar as mudanças nas frequências dos
fenótipos mostradas no gráfico.
b) Como o darwinismo explica o mecanismo de adaptação como parte do processo evolutivo?

a) A variação da disponibilidade do tipo de presas favorece ou prejudica os predadores,


conforme sua adaptação (no exemplo, tipo de bico) para a captura dessas presas. Isso, por sua
vez, influi em sua sobrevivência e reprodução, levando ao aumento ou à diminuição das
frequências fenotípicas.
b) De acordo com o darwinismo, os indivíduos mais adaptados são favoravelmente
selecionados, deixando maior descendência.

UNICAMP 2011 As figuras abaixo mostram o isolamento, por um longo período de tempo, de duas
populações de uma mesma espécie de planta em consequência do aumento do nível do mar por
derretimento de uma geleira.

a) Qual é o tipo de especiação representado nas figuras? Explique.


Especiação alopátrica ou geográfica, que é resultante da divisão de uma população em duas,
por uma barreira física ou geográfica.
b) Se o nível do mar voltar a baixar e as duas populações mostradas em B recolonizarem a área de
sobreposição (Figura C), como poderia ser evidenciado que realmente houve especiação? Explique.
A especiação poderia ser evidenciada a parti do isolamento reprodutivo como consequência do
isolamento geográfico. O isolamento geográfico pode tornar as duas populações tão diferentes
geneticamente que a troca de genes entre elas Não é mais possível, constituindo-se então, duas
espécies distintas.
FAVIP 2011 45. Sobre as teorias evolutivas para explicar a diversidade biológica, analise as afirmativas
abaixo.
1) Lamarck defendia que o uso constante de um órgão gera sua hipertrofia e a herança dessa
característica aos descendentes.
2) Darwin defendia que os organismos eram selecionados naturalmente no ambiente de forma gradual,
sendo os menos aptos extintos.
3) A Teoria Sintética da Evolução, de vários autores, defende que a população, não o indivíduo, constitui
a unidade evolutiva.

Está(ão) correta(s) apenas:


A) 1 e 2
B) 1, 2 e 3
C) 2 e 3
D) 1 e 3
E) 2

URPR 2011 30 - Certos insetos apresentam um aspecto que os assemelha bastante, na cor e às vezes
até na forma, com ramos e folhas de algumas plantas. Esse fato é de extremo valor para o inseto, já
que o protege contra o ataque de seus predadores. Esse fenômeno, analisado à luz da Teoria da
Evolução, pode ser explicado:

a) pela lei do uso e desuso, enunciada por Lamarck.


b) pela deriva genética, comum em certas populações.
c) pelo isolamento geográfico que acontece com certas espécies de insetos.
d) pela seleção natural, que favorece características adaptativas adequadas para cada ambiente
específico.
e) por uma mutação de amplo espectro que ocorre numa determinada espécie.
UFF 2011 Durante o processo evolutivo, diversos organismos desenvolveram estruturas ou formas
corporais semelhantes em função do ambiente em que viviam. Entretanto, existem outros organismos
que apresentam órgãos com a mesma origem embrionária, mas que desempenham diferentes funções.
Tais processos são denominados, respectivamente, convergência e divergência evolutiva.

Com base nas estruturas destacadas, assinale a alternativa que agrupa corretamente os animais da
figura acima, tendo em vista o processo evolutivo correspondente.
(A) convergência – a, c, e
divergência – b, d, f
(B) convergência – a, d, e
divergência – b, c, f
(C) convergência – a, e, f
divergência – b, c, d
(D) convergência – a, b, d
divergência – c, e, f
(E) convergência – c, e, f
divergência – a, b, d

Gabarito - A
UEL 2011 Pesquisas recentes consideram que as asas dos insetos evoluíram a partir de apêndices
branquiais, estruturas utilizadas como remos por espécies ancestrais aquáticas.
Com base no enunciado e de acordo com a perspectiva neodarwinista, considere as afirmativas a
seguir.
I. Os animais com apêndices branquiais mais desenvolvidos originaram uma descendência mais
numerosa.
II. As diferenças genéticas acumuladas conduziram ao isolamento reprodutivo da população com
apêndices branquiais mais desenvolvidos.
III. Em alguns indivíduos da população, ocorreram alterações nos genes responsáveis pelo
desenvolvimento dos apêndices branquiais.
IV. Ao longo das gerações, foi aumentando a frequência dos alelos responsáveis pelo maior
desenvolvimento dos apêndices branquiais.
V. A diversidade da população aumentou em relação ao desenvolvimento dos apêndices branquiais.

Assinale a alternativa que contém a ordem correta da sequência cronológica dos acontecimentos que
explicam a origem das asas dos insetos atuais.

a) II, I, V, III e IV.


b) III, IV, V, II e I.
c) III, V, I, IV e II.
d) V, III, IV, II e I.
e) V, IV, II, I e III.

UEL 2011 A fauna de vertebrados do fundo de cavernas é representada por peixes, salamandras e
morcegos, são animais geralmente despigmentados e, no caso dos peixes, cegos.
Sobre a condição de cegueira dos peixes da caverna, atribua verdadeiro (V) ou falso (F) para as
afirmativas a seguir, que explicam a razão pela qual encontramos maior incidência de peixes cegos
dentro das cavernas do que fora delas, quando comparada com a população de peixes não cegos.
( ) Dentro das cavernas, os peixes não cegos são presas fáceis dos peixes cegos.
( ) Fora das cavernas, os peixes cegos são presas fáceis de predadores.
( ) Fora das cavernas, os peixes não cegos levam vantagem sobre os peixes cegos.
( ) Dentro das cavernas, os peixes cegos levam vantagem sobre os peixes não cegos.
Assinale a alternativa que apresenta, de cima para baixo, a sequência correta.

a) F, V, V e V.
b) F, V, V e F.
c) V, F, V e F.
d) V, F, F e V.
e) V, V, F e F.
FUVEST 2011 41 Os resultados de uma pesquisa realizada na USP revelam que a araucária, o pinheiro
brasileiro, produz substâncias antioxidantes e fotoprotetoras. Uma das autoras do estudo considera
que, possivelmente, essa característica esteja relacionada ao ambiente com intensa radiação UV em
que a espécie surgiu há cerca de 200 milhões de anos. Com base na Teoria Sintética da Evolução, é
correto afirmar que

a) essas substâncias surgiram para evitar que as plantas sofressem a ação danosa da radiação UV.
b) a radiação UV provocou mutações nas folhas da araucária, que passaram a produzir tais
substâncias.
c) a radiação UV atuou como fator de seleção, de maneira que plantas sem tais substâncias eram
mais suscetíveis à morte.
d) a exposição constante à radiação UV induziu os indivíduos de araucária a produzirem substâncias de
defesa contra tal radiação.
e) a araucária é um exemplo típico da finalidade da evolução, que é a produção de indivíduos mais
fortes e adaptados a qualquer ambiente.

Resposta – C

UEL 2011 Atletas utilizam seus membros anteriores


para a realização de lançamentos. As figuras 16, 17
e 18 representam membros anteriores de diferentes
espécies animais.
De acordo com as figuras e os conhecimentos
sobre características evolutivas dos animais,
considere as afirmativas a seguir.
I. Por terem funções distintas, os membros
anteriores de humanos e de aves apresentam
esqueletos com estrutura diferente.
II. Os membros anteriores de morcegos e de
humanos são estruturas que surgiram de forma
independente, com origem embrionária diferente.
III. As estruturas ósseas das asas de morcegos e
de aves são homólogas, pois são derivadas de
um ancestral comum.
IV. No processo de adaptação para o voo, asas de aves e de morcegos evoluíram independentemente,
fenômeno conhecido como evolução convergente.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas II e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.
UNESP 2011 Há cerca de 40.000 anos, duas espécies do gênero Homo conviveram na área que hoje
corresponde à Europa: H. sapiens e H. neanderthalensis. Há cerca de 30.000 anos, os neandertais
se extinguiram, e tornamo-nos a única espécie do gênero. No início de 2010, pesquisadores alemães
anunciaram que, a partir de DNA extraído de ossos fossilizados, foi possível seqüenciar cerca de 60%
do genoma do neandertal. Ao comparar essas sequências com as sequências de populações modernas
do H. sapiens, os pesquisadores concluíram que de 1 a 4% do genoma dos europeus e asiáticos é
constituído por DNA de neandertais. Contudo, no genoma de populações africanas não há traços de
DNA neandertal.
Isto significa que

(A) os H. sapiens, que teriam migrado da Europa e Ásia para a África, lá chegando entrecruzaram com
os H. neanderthalensis.
(B) os H. sapiens, que teriam migrado da África para a Europa, lá chegando entrecruzaram com os H.
neanderthalensis.
(C) o H. sapiens e o H. neanderthalensis não têm um ancestral em comum.
(D) a origem do H. sapiens foi na Europa, e não na África, como se pensava.
(E) a espécie H. sapiens surgiu independentemente na África, na Ásia e na Europa.

Gabarito - B
UNESP 2010 63 D
No filme Avatar, de James Cameron (20th Century Fox, 2009), os nativos de Pandora, chamados Na’Vi,
são indivíduos com 3 metros de altura, pele azulada, feições felinas e cauda que lhes facilita o deslocar
por entre os galhos das árvores.
Muito embora se trate de uma obra de ficção, na aula de biologia os Na’Vi foram lembrados. Se esses
indivíduos fossem uma espécie real, sem parentesco próximo com as espécies da Terra, e
considerando que teriam evoluído em um ambiente com pressões seletivas semelhantes às da Terra, a
cauda dos Na’Vi, em relação à cauda dos macacos, seria um exemplo representativo de estruturas
a) homólogas, resultantes de um processo de divergência adaptativa.
b) homólogas, resultantes de um processo de convergência adaptativa.
c) análogas, resultantes de um processo de divergência adaptativa.
d) análogas, resultantes de um processo de convergência adaptativa.
e) vestigiais, resultantes de terem sido herdadas de um ancestral comum, a partir do qual a cauda se
modificou.

Resolução
A cauda dos organismos citados são análogas às dos macacos e mostram o fenômeno da convergência adaptativa,
isto é, evolução com pressões seletivas semelhantes em ambientes diferentes.

UNESP 2010 65 B
Cogumelos iluminam a floresta, é o título da reportagem de capa da Revista Pesquisa Fapesp de
fevereiro de 2010.
Na reportagem, os pesquisadores descrevem algumas espécies de fungos bioluminescentes
encontrados no Brasil.
Antes de entregar a revista para que os alunos lessem a reportagem, a professora de biologia pediu-
lhes que apresentassem hipóteses sobre o desenvolvimento da bioluminescência na evolução desses
fungos.
Foram apresentadas três hipóteses:
I. A bioluminescência, resultante de reações de oxirredução que consomem oxigênio, poderia desem -
penhar um papel antioxidante que protegeria os fungos bioluminescentes de radicais livres produzidos
por seu metabolismo.
II. A bioluminescência poderia servir como um sinalizador de perigo, similar ao existente em algumas
espécies de insetos, o qual alertaria os eventuais predadores tratar-se de um fungo venenoso.
III. A bioluminescência teria se desenvolvido para promover a iluminação da floresta, favorecendo
inúmeras espécies de hábitos noturnos, como algumas aves e mamíferos, que dependem da luz para
suas atividades.
Pode-se afirmar que, do ponto de vista evolutivo, são plausíveis as hipóteses:

a) I, II e III. b) I e II, apenas.


c) II e III, apenas. d) I, apenas.
e) III, apenas.

Resolução
A hipótese III é incoerente porque a bioluminescência corresponde a reações químicas que favorecem a espécie
para repelir os seus predadores e assegurar o seu metabolismo normal, protegendo-os da ação maléfica de radicais
livres. Estão corretas apenas as afirmações I e II.
UFMG 2010
Desenvolvida, há 150 anos, por Charles Darwin e Alfred Wallace, a ideia da seleção natural pode ser
sustentada por observações científicas atuais.
Assinale a alternativa que contém uma informação que NÃO é sustentada pela Teoria Evolutiva por
Seleção Natural.

A) A reposição do fator de coagulação mediante transfusão de sangue aumenta a adaptabilidade dos


hemofílicos.
B) Certas bactérias, em face de mudanças no ambiente, adquirem a capacidade de produzir
novas substâncias.
C) O vírus HIV pode sofrer mutações, o que dificulta o tratamento de indivíduos soropositivos.
D) Os peixes cegos apresentam menor chance de sobrevivência em ambientes iluminados.

UFMG 2010
Em 2009, comemorou-se o 150º aniversário da publicação do livro “Origem das espécies”, de
Charles Robert Darwin. Este livro trouxe uma teoria que revolucionou o modo de pensar dos seres
humanos, a respeito das espécies biológicas.
Considerando o pensamento de Darwin sobre esse assunto, só está CORRETO afirmar que:

A) as mutações gênicas são casuais e o meio ambiente seleciona as mais favoráveis.


B) os seres vivos têm características diferenciais que respondem às forças do ambiente.
C) os seres vivos mudam com o tempo, por pressões indutoras do meio ambiente.
D) as competições por recursos promovem o desenvolvimento de novas características.

PUCMG 2010 ACHO QUE ESTÁ ERRADA. A análise morfofuncional das semelhanças e diferenças
nas estruturas corporais de diferentes animais fornece subsídios para a classificação filogenética sendo
evidências da evolução biológica. A figura abaixo representa a estrutura interna e externa dos membros
anteriores de três animais. (EVOLUÇÃO)
A Irradiação Adaptativa é também conhecida como adaptação
divergente. É um processo de evolução realizado por espécies com um
grau de parentesco próximo que vivem em ambientes diferentes.

Este processo resulta numa melhor adequação morfológica e


fisiológica, para sobreviver numa dada região.

A convergência evolutiva é conhecida também como adaptação


convergente. Este processo ocorre em espécies diferentes, sem
nenhum grau de parentesco vivem num mesmo ambiente.

Analisando-se esses apêndices articulados, é CORRETO


afirmar:
a) I, II e III surgiram em um processo de divergência
adaptativa.
b) I, II e III são órgãos homólogos originados por irradiação adaptativa.
c) II e III são órgãos análogos que indicam ancestralidade comum e função homóloga.
d) I e II são órgãos análogos que foram selecionados por convergência adaptativa.
I E II SÃO ÓRGÃOS HOMÓLOGOS?? MESMA ESTRUTURA COM OU SEM A MESMA FUNÇÃO, ANÁLOGOS ORIGEM EMBRIONÁRIA DIFERENTE A
MESMA FUNÇÃO.

Resposta – D RESPOSTA SERIA B ??


UERJ 2010 Na figura abaixo, está representada a atual distribuição geográfica de uma determinada
família de plantas que têm a mesma origem evolutiva e estão presentes em todo o planeta há milhões
de anos. Em estudos
filogenéticos recentes, observou-se que as espécies sul-americanas diferem das africanas.

Aponte o fenômeno geológico responsável pela separação dos continentes e explique como esse
fenômeno acarretou as diferenças entre as espécies hoje encontradas na África e na América do Sul.

Resposta - Uma das possibilidades:


 movimentação de placas tectônicas
 deriva continental
O isolamento geográfico e reprodutivo promoveu a seleção de determinados indivíduos em cada nova área, que
culminou em um processo de especiação.
FURG 2010 40) Sabe-se que a teoria da evolução orgânica é apoiada por numerosas linhas de
evidências. Abaixo são colocadas algumas afirmações que podem ou não apoiar a teoria da evolução
orgânica.
I – Existência de um padrão fundamental similar na estrutura de sistemas e de órgãos (homologia),
verificado pelo estudo comparado da anatomia.
II – As fases do desenvolvimento embrionário (ontogenia) repetem a seqüência de mudanças evolutivas
da espécie (filogenia).
III – As evidências fornecidas pelos fósseis são importantes no sentido de que esses descrevem,
exatamente, as formas extintas de vida na sequência em que ocorreram.
IV – São de grande importância as evidências que surgem do estudo da distribuição geográfica de
plantas e animais.
Com base nas afirmativas acima, podemos dizer que, apenas,

A) III e IV estão corretas.


B) I, III e IV estão corretas.
C) I e II estão corretas.
D) I, II, III e IV estão corretas.
E) I, II e III estão corretas.

UFSC 2010 Questão 40

Em 2009 comemora-se 200 anos do nascimento de Charles Darwin e 150 anos da publicação do livro A Origem
das Espécies, obra que coroou um extenso trabalho de Darwin e foi um marco no estudo da Biologia.

Sobre evolução, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

01. O francês Jean Baptiste Lamarck contribuiu de maneira significativa com o trabalho de Darwin, pois ele já
defendia a ideia de que a modificação das espécies era devido à seleção natural.
02. Uma das bases da teoria de Darwin foi a Lei da Herança dos Caracteres Adquiridos, que, embora com mais
de 200 anos, se mantém atual até os dias de hoje.
04. Segundo a hipótese da seleção natural, grandes modificações nos indivíduos são transmitidas de pai para
filho.
08. No livro A Origem das Espécies, Darwin formulou a hipótese de que o ambiente selecionava os mais aptos
(seleção natural), que tinham mais chances de sobreviver e deixar descendentes.
16. Os fósseis, a semelhança embriológica entre as espécies e a existência de estruturas vestigiais desprovidas
de função nos animais são evidências da evolução.
32. Segundo Darwin, o aparecimento de novas mutações é influenciado pelo meio ambiente.

40 06 X X 24
UFPI 2010 14. A evolução, no conceito darwiniano, é entendida como a conversão da variação herdável
entre indivíduos dentro de populações em diferenças herdáveis entre populações no tempo e no
espaço, pelos mecanismos de genética de populações. Sobre as forças de variações e divergências de
populações, analise as afirmativas abaixo e assinale V, para verdadeiro, ou F, para falso.
1 ( ) Na evolução, as várias forças de estrutura de cruzamento, mutação e seleção estão todas
agindo simultaneamente nas populações, e a variação genética dentro e entre as populações é o
resultado do intercâmbio das várias forças evolutivas.
2 ( ) Duas populações, sob condições idênticas de seleção natural, podem chegar a duas
composições genéticas diferentes, como resultado direto da seleção natural.
3 ( ) A variação herdável exigida pela teoria darwiniana surge por mutação e alterações
cromossômicas, pela introdução de novo DNA no genoma, pela duplicação do DNA já presente ou
pela transposição do DNA de outros organismos.
4 ( ) Toda evolução é impulsionada pelas forças de seleção natural, pois se a diferença seletiva
entre duas variantes genéticas é pequena o suficiente, mais que o recíproco do tamanho da
população, pode haver substituição de um alelo por outro por deriva genética.

UFC 2010 34. Em um estudo realizado nas ilhas Galápagos, um casal de pesquisadores observou que
indivíduos de uma espécie de tentilhão (espécie A) comumente se alimentavam de sementes de vários
tamanhos. A ilha onde a espécie A ocorria foi colonizada por outra espécie de tentilhão (espécie B).
Indivíduos de B se alimentavam de sementes grandes e eram mais eficientes que A na aquisição deste
recurso. Com o passar dos anos, os dois pesquisadores observaram que o tamanho médio do bico dos
indivíduos de A estava reduzindo gradualmente. Considerando que pássaros com bicos maiores
conseguem se alimentar de sementes maiores, o processo de redução de bico observado em A é um
exemplo de seleção:
A) direcional: o estabelecimento de indivíduos da espécie B representou uma pressão seletiva que
favoreceu indivíduos da espécie A com bicos pequenos.
B) disruptiva: o estabelecimento de indivíduos da espécie B representou uma pressão seletiva que
favoreceu indivíduos da espécie A com bicos muito pequenos ou muito grandes.
C) estabilizadora: o estabelecimento de indivíduos da espécie B representou uma pressão seletiva que
favoreceu indivíduos da espécie A com bicos de tamanho intermediário.
D) sexual: o estabelecimento de indivíduos da espécie B aumentou a competição entre machos da
espécie A por acesso às fêmeas.
E) direcional: o estabelecimento de indivíduos da espécie B induziu mutações em indivíduos da espécie
A.

Resposta – A
Dependendo da forma como o processo de seleção natural ocorre, ele pode ser dividido em três tipos: seleção
disruptiva, estabilizadora e direcional. Seleção disruptiva ocorre quando uma pressão seletiva favorece indivíduos
com características extremas em relação à média da característica para a população. Nestes casos, indivíduos com
características próximas à média populacional são desfavorecidos. Seleção estabilizadora ocorre quando as
pressões seletivas prejudicam indivíduos com características muito ou pouco desenvolvidas em relação à média da
referida característica para a população. Finalmente, seleção direcional ocorre quando pressões seletivas
favorecem características distantes da média da referida característica para a população, porém em apenas um
sentido (aumento ou redução da característica). Alternativamente, o processo de seleção sexual ocorre quando
determinadas características favorecem as chances de acasalamento. A seleção sexual está associada à
Competição entre indivíduos de um mesmo sexo pelo acesso a parceiros sexuais ou à chance de indivíduos de um
sexo serem escolhidos por indivíduos do sexo oposto, contudo este tipo de seleção não está associado a pressões
seletivas causadas pela entrada de outras espécies. Como no caso dos tentilhões o tamanho médio do bico da
espécie A estava reduzindo gradualmente (com os indivíduos com bicos grandes sendo desfavorecidos), a seleção
direcional é o processo que melhor explica este padrão. Portanto, está correta a alternativa A.
UEL 2010 Texto I
Darwin, empolgado com as maravilhas da natureza tropical, em Salvador e no Rio, registrou: A viagem do Beagle foi
sem dúvida o acontecimento mais importante de minha vida e determinou toda a minha carreira. As maravilhas das
vegetações dos trópicos erguem-se hoje em minha lembrança de maneira mais vívida do que qualquer outra coisa.
(Adaptado de: MOREIRA, I. C. Darwin, Wallace e o Brasil. In Jornal da Ciência, Ano XXII, n. 625, p. 6, 11 jul. 2008.)

1 - Darwin, em sua teoria de seleção natural, forneceu uma explicação para as origens da adaptação. A
adaptação aumenta a capacidade de um organismo de utilizar recursos ambientais para sobreviver e se
reproduzir.
Com base na série de observações e conclusões de Darwin e nos conhecimentos sobre o tema,
considere as afirmativas:
I. O tamanho das populações naturais mantém-se constante ao longo do tempo, sendo limitado por
fatores ambientais, como a disponibilidade de alimento, locais de procriação e presença de inimigos
naturais.
II. Uma luta contínua pela existência ocorre entre indivíduos de uma população e a cada geração
muitos morrem sem deixar descendentes; os que sobrevivem apresentam determinadas características
relacionadas à adaptação.
III. Os indivíduos de uma população possuem as mesmas características, o que influencia sua
capacidade de explorar com sucesso os recursos naturais e de deixar descendentes.
IV. Os indivíduos mais adaptados se reproduzem e transmitem aos descendentes as características
relacionadas a essa adaptação, favorecendo a permanência e o aprimoramento dessas características
ao longo de gerações sucessivas.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas I e III são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

Mackenzie 2010 Questão nº 43


Cientistas britânicos afirmam estar desenvolvendo um antibiótico a partir de larvas de moscas verdes
que poderá, no futuro, combater 12 tipos de infecções causadas pela bactéria Staphylococcus aureus
resistente à meticilina ou SARM, muito propagada em ambientes hospitalares. A bactéria se tornou
resistente a vários antibióticos, primeiro à penicilina e, logo depois, à meticilina. A partir do texto,
considere as afirmações abaixo.
I. Devido ao uso constante de antibióticos em hospitais, as bactérias que permanecem nesses
ambientes foram selecionadas.
II. A resistência das bactérias aos antibióticos pode ser transmitida às gerações seguintes por divisão
celular ou por conjugação.
III. Amensalismo é o nome da relação ecológica que pode se estabelecer entre as moscas e as
bactérias.
Assinale
a) se somente I estiver correta.
b) se somente III estiver correta.
c) se I, II e III estiverem corretas.
d) se somente I e II estiverem corretas.
e) se somente II e III estiverem corretas.

Resposta - C
2 - Com base no texto I e nos conhecimentos sobre o tema, considere as afirmativas a seguir:
I. A ideia de evolução não era nova, contudo, foi Darwin que estabeleceu cientificamente o princípio da
seleção natural como fator responsável pela evolução dos organismos.
II. As conclusões expostas no livro A origem das espécies levaram ao aprimoramento dos estudos de
Lamark que embasavam a teoria da geração espontânea dos organismos.
III. Em sua viagem, Darwin observou a ocorrência de processos biológicos semelhantes em áreas
geográficas e com seres vivos diferentes, o que colaborou para a elaboração da Teoria da Evolução
pela seleção natural.
IV. A Teoria da Evolução pela seleção natural, conhecida por darwinismo, também foi desenvolvida por
Alfred Wallace que, na mesma época, estudava o fenômeno evolutivo.
Assinale a alternativa correta.
a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
b) Somente as afirmativas II e IV são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.

FUVEST 2010 O conhecimento sobre a origem da variabilidade entre os indivíduos, sobre os


mecanismos de herança dessa variabilidade e sobre o comportamento dos genes nas populações foi
incorporado à teoria da evolução biológica por seleção natural de Charles Darwin. Diante disso,
considere as seguintes afirmativas:
I. A seleção natural leva ao aumento da freqüência populacional das mutações vantajosas num dado
ambiente; caso o ambiente mude, essas mesmas mutações podem tornar seus portadores menos
adaptados e, assim, diminuir de frequência.
II. A seleção natural é um processo que direciona a adaptação dos indivíduos ao ambiente, atuando
sobre a variabilidade populacional gerada de modo casual.
III. A mutação é a causa primária da variabilidade entre os indivíduos, dando origem a material genético
novo e ocorrendo sem objetivo adaptativo.
Está correto o que se afirma em
a) I, II e III.
b) I e III, apenas.
c) I e II, apenas.
d) I, apenas.
e) III, apenas.

A
UFAL 2010 Rãs, crocodilos e hipopótamos, quando estão com seus corpos submersos na água,
mantêm os olhos e as narinas alinhados, rente à superfície da água. Mas, eles descendem de
ancestrais diferentes. Logo, a semelhança observada resulta de:
A) Irradiação adaptativa.
B) Convergência adaptativa.
C) Mimetismo.
D) Variabilidade genética.
E) Deriva genética.

Resposta: B
Justificativa:
Considerando que as rãs, os crocodilos e os hipopótamos, com seus corpos quase totalmente submersos na água, mantêm
olhos e narinas alinhados rente à superfície, exibindo uma semelhança funcional, mas descendendo de ancestrais diferentes,
entende-se que esses animais devem ter sido submetidos a idênticos fatores de seleção natural e, com o tempo, desenvolveram
aspectos adaptativos semelhantes. Esse tipo de evolução é conhecido por convergência adaptativa.
UERJ 2009 O Homo sapiens deve ter surgido há cerca de 200 mil anos. Sua capacidade intelectual,
porém, parece ter evoluído pouco durante 130 mil anos. Há 70 mil anos, conforme propõem alguns
pesquisadores, uma catástrofe natural teria provocado grandes alterações climáticas, responsáveis pela
quase extinção da espécie. Registros fósseis de cerca de 50 mil anos sugerem um crescimento do
intelecto dos descendentes dos indivíduos que sobreviveram, manifestado por interesse artístico,
grande criatividade e capacidade de comunicação, que são características do homem moderno. Poder-
se-ia, supor, assim, que o clima adverso teria favorecido o desenvolvimento da capacidade intelectual
do Homo sapiens. Indique o mecanismo evolutivo descrito e explique a sua atuação.

seleção natural
A probabilidade de sobrevivência às novas condições climáticas no período posterior à catástrofe seria maior dentre alguns
indivíduos que, devido a mutações ocorridas, apresentavam uma capacidade intelectual mais adequada ao enfrentamento de
tais condições.

UNIFESP 2009 Considere as seguintes proposições:


I. Os mais fortes sobrevivem independentemente da
situação e do ambiente.
II. A seleção natural visa ao aperfeiçoamento da espécie
e sua adaptação ao meio.
III. Não é possível compreender adaptação desvinculada
de informações sobre o ambiente e a descendência.
Segundo os princípios do darwinismo e da teoria
sintética da evolução, está correto o que se afirma em

(A) I, apenas.
(B) II, apenas.
(C) III, apenas.
(D) I e II, apenas.
(E) I, II e III.

C
UFC 2009 Alguns insetos apresentam os dois pares de asas desenvolvidos, enquanto outros
apresentam modificações dessa condição, substituindo o segundo par de asas por estruturas
conhecidas como halteres, utilizadas para estabilizar o vôo. A condição das asas posteriores bem
desenvolvidas, semelhantes às asas anteriores, é conhecida como plesiomórfica, ou seja, primitiva, e a
condição das asas transformadas em halteres é conhecida como apomórfica, ou seja, derivada. De
acordo com o exposto, responda o que se pede a seguir.
A) Cite um exemplo de um caráter plesiomórfico e seu correspondente apomórfico em vertebrados.
Caráter plesiomórfico:_______________________________________________________________
Caráter apomórfico: ________________________________________________________________
B) Modificações ao longo da história evolutiva, gerando apomorfias, acontecem em indivíduos que
apresentam estruturas homólogas. Cite um exemplo de homologia em relação ao caráter
plesiomórfico citado no item anterior.
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

Respostas:
A) caráter plesiomórfico: quatro pares de patas em alguns répteis, caráter apomórfico:
ausência de patas em serpentes; B) nadadeiras anteriores e posteriores de mamíferos aquáticos.
A) caráter plesiomórfico: cauda em primatas; caráter apomórfico: ausência de cauda em
hominídeos; B) nadadeira posterior de mamíferos aquáticos.
A) caráter plesiomórfico: asas de aves; caráter apomórfico: asas de morcegos; B) membros
anteriores de mamíferos.
Comentário: a sistemática filogenética preocupa-se com as relações evolutivas entre as espécie, levando-se em consideração as
homologias e suas modificações ao longo da história evolutiva dos animais. Quando se analisa a evolução das asas dos insetos,
por exemplo, podemos observar uma série de transformações, cuja condição inicial é de asas posteriores bem desenvolvidas e a
condição final (ou modificada) é de asas posteriores modificadas em halteres. Essas duas condições, a mais antiga, original, e a
mais recente, modificada de um caráter, representam um dos passos na evolução das asas dos insetos. De duas condições
quaisquer em uma estrutura homóloga, a plesiomorfia corresponde ao caráter mais antigo ou primitivo; o caráter alterado, que
resulta em uma condição mais recente, ou derivada, corresponde à apomorfia. Assim, o caráter correspondente ao segundo par
de asas desenvolvidas equivale a uma plesiomorfia, e o caráter alterado, que resulta em asas modificadas em halteres, equivale
a uma apomorfia. Há inúmeros exemplos desse fenômeno em vertebrados, dentre eles: a perda dos membros anteriores em
serpente é apomórfica em relação à presença de quatro membros em outros répteis, assim como a condição tetrápode dos
amniotas é plesiomórfica em relação à condição bípede de hominídeos, caráter apomórfico. A presença de cauda posterior em
primatas é plesiomórfica em relação à ausência de cauda em outros mamíferos. As asas das aves apresentam caráter
plesiomórfico em relação às asas dos morcegos, etc. Estruturas homólogas são aquelas que apresentam a mesma origem
embrionária, tendo evoluído de maneira semelhante e desempenhando, ou não, a mesma função. Exemplos de estruturas
homólogas para as condições plesiomórficas citadas são, respectivamente: nadadeiras de mamíferos aquáticos, membros de
primatas, nadadeira posterior (caudal) de mamíferos aquáticos, membros anteriores de mamíferos.
UFC 2009 08. Um geneticista britânico afirmou que a humanidade está chegando ao fim de sua
evolução. Segundo essa idéia, os avanços da tecnologia e da medicina são primordiais, em detrimento
dos processos naturais, baseados na seleção natural, na mutação e nas mudanças aleatórias. De
acordo com o geneticista, os fatores mais importantes que alteram a evolução humana são a
diminuição do número de homens mais velhos que têm filhos e a diminuição da seleção natural devido
aos avanços da medicina. “Hoje, em grande parte do mundo desenvolvido, 98% das crianças
sobrevivem e chegam aos 21 anos”, acrescenta o britânico. O tipo de seres humanos que encontramos
hoje é o único que haverá; “os seres humanos não ficarão mais fortes, inteligentes ou saudáveis”,
garante o cientista. “Acho que todos estamos de acordo com o fato de a evolução ter funcionado de
forma adequada para o ser humano no passado”, conclui o britânico.
De acordo com o pensamento desse cientista, analise as assertivas a seguir e preencha os parênteses
com V ou F conforme sejam verdadeiras ou falsas.
I. ( ) Ao afirmar que “os seres humanos não ficarão mais fortes, inteligentes ou saudáveis”, é de se
esperar que, no futuro, os humanos encontrados sejam muito semelhantes genotipicamente aos
encontrados atualmente.
II. ( ) O cientista pauta sua teoria na diminuição de homens mais velhos, acima dos cinqüenta anos,
que se tornam pais. Nessa faixa etária, as possibilidades de mutação nos espermatozóides também
diminuem.
III. ( ) O cientista garante que a seleção natural, cada vez mais impedida pelo avanço da medicina,
vem diminuindo.
IV. ( ) Com a diminuição dos processos naturais que promovem a evolução, de acordo com o
cientista, ocorrerá a diminuição da segregação independente dos cromossomos e da permutação.
V. ( ) Ao defender essas idéias, nas quais é possível identificar o desuso da teoria sintética da
evolução para a ordem dos primatas, o cientista britânico mostra-se defensor do fixismo.
Questão 08
Respostas: V – F – V – F – F.
Comentário: o item I é verdadeiro. De acordo com o cientista britânico, os humanos estariam no fim do
seu processo evolutivo, estagnando-se na condição atual. Neste caso, no futuro, os seres humanos
serão muito semelhantes geneticamente (e, portanto, genotipicamente) aos seres humanos da
atualidade. O item II é falso, pois o cientista defende que uma das causas do fim da evolução é a
possibilidade reduzida de homens mais velhos, com mais de 50 anos, serem pais. Ele considera que as
mutações ocorridas nos espermatozóides, em maior freqüência nessa faixa etária, são essenciais para
a continuidade da nossa evolução. Segundo o geneticista, hoje a natureza não consegue selecionar
indivíduos que não têm condições de se sobressair em relação aos demais. O item III é verdadeiro.
Atualmente, desde que haja cura e se possa ter acesso aos avanços da medicina, todos sobrevivem e
têm chance de transmitir suas características genéticas. Este é um fato observado pelo cientista e
apontado como um dos fatores que põem fim à evolução do homem. O item IV é falso, pois a
segregação independente e a permutação são fenômenos pertinentes à meiose, fato que o cientista
não contesta. Portanto, mesmo sem avançar evolutivamente, continuaremos gerando descendência por
meio de reprodução sexuada, o que inclui a meiose. O item V é falso. O cientista britânico afirma que a
evolução está diminuindo, chegando ao fim. Assim, ele considera que ela já aconteceu, indo de
encontro ao fixismo, o qual afirma que as espécies são imutáveis.
UEMG 2009 QUESTÃO 41
Observe as figuras a seguir:

Utilizando as informações contidas nas figuras e outros conhecimentos que você possui sobre o
assunto, SÓ está CORRETO afirmar que
A) o meio ambiente foi determinante na diversidade dos animais representados.
B) entre os animais, não há adaptações que permitem o vôo.
C) as variações constituem um exemplo de convergência adaptativa.
D) o membro padrão é mantido em todos os animais representados, em resposta às diferentes
seleções do ambiente.

A
UNIFAL 2009 32 Referente à evolução e à origem da vida, assinale a alternativa correta.
a) Antes do aparecimento da vida na Terra, sua atmosfera já continha como principal elemento o gás
oxigênio.
b) As experiências de Redi e de Pasteur foram fundamentais para reforçar a teoria da origem da vida
baseada na geração espontânea ou abiogênese.
c) Cladogênese é um processo evolutivo que consiste na transformação progressiva de uma espécie,
com mudanças graduais que levam à adaptação evolutiva.
d) Mutações gênicas são alterações no código de bases nitrogenadas do DNA. Se o alelo mutante
conferir vantagem ao seu possuidor, tende a ser preservado pela seleção natural.
e) As plantas com sementes originaram-se antes das plantas vasculares, e os invertebrados terrestres
originaram-se antes dos peixes.

D
PASUSP 2009 31 Pela Teoria da Evolução, proposta por Charles Darwin, as populações podem, ao
longo do tempo, sofrer adaptações ao meio em que vivem. Essas adaptações podem gerar barreiras
reprodutivas, favorecendo o surgimento de novas espécies. De acordo com tal informação, imagine
duas populações de insetos da mesma espécie ancestral, que se mantiveram separadas
geograficamente durante milhares de anos. Considere que, por uma alteração ambiental, as duas
populações voltem a ter contato. A ocorrência de especiação(surgimento de uma nova espécie) será
confirmada na hipótese de que os insetos das duas populações

a) consigam efetivamente cruzar e gerem descendentes férteis.


b) consigam efetivamente cruzar e gerem descendentes estéreis.
c) acumulem diferenças genéticas e gerem descendência fértil.
d) manifestem diferenças comportamentais, mas gerem descendência fértil.
e) gerem descendentes férteis com características híbridas.

B
PASUSP 2009 26 Uma árvore filogenética, evolutiva ou da vida, é uma representação gráfica que
organiza os seres vivos de acordo com o seu grau de parentesco evolutivo. Espécies com maior
semelhança ou proximidade evolutiva se localizam em ramificações (grupos evolutivos) mais próximas.
Analise a figura abaixo, que mostra um modelo de árvore filogenética com as relações evolutivas entre
alguns seres vivos, e assinale a proposição correta.

a) Os fungos e as plantas pertencem ao mesmo grupo evolutivo.


b) As plantas e os animais pertencem ao mesmo grupo evolutivo.
c) As bactérias deram origem a todos os seres vivos.
d) Os insetos e os anfíbios pertencem a diferentes grupos evolutivos.
e) Os fungos deram origem a todos os seres vivos.

C
FUVEST 2009 53 Ao longo da evolução das plantas, os gametas
a) tornaram-se cada vez mais isolados do meio externo e, assim, protegidos.
b) tornaram-se cada vez mais expostos ao meio externo, o que favorece o sucesso da fecundação.
c) mantiveram-se morfologicamente iguais em todos os grupos.
d) permaneceram dependentes de água, para transporte e fecundação, em todos os grupos.
e) apareceram no mesmo grupo no qual também surgiram os tecidos vasculares como novidade
evolutiva.

FUVEST 2009 51 Em 2009, comemoram-se os 150 anos da publicação da obra A origem das
espécies, de Charles Darwin. Pode-se afirmar que a história da biologia evolutiva iniciou-se com
Darwin, porque ele:
a) foi o primeiro cientista a propor um sistema de classificação para os seres vivos, que serviu de base
para sua teoria evolutiva da sobrevivência dos mais aptos.
b) provou, experimentalmente, que o ser humano descende dos macacos, num processo de seleção
que privilegia os mais bem adaptados.
c) propôs um mecanismo para explicar a evolução das espécies, em que a variabilidade entre os
indivíduos, relacionada à adaptação ao ambiente, influi nas chances de eles deixarem descendentes.
d) demonstrou que mudanças no DNA, ou seja, mutações, são fonte da variabilidade genética para a
evolução das espécies por meio da seleção natural.
e) foi o primeiro cientista a propor que as espécies não se extinguem, mas se transformam ao longo do
tempo.
C

UFPR 2009 Questão 06

Existem várias provas da evolução e dentre elas podemos citar as embriológicas.

Sobre o tema, é CORRETO afirmar que:

01. as nadadeiras dos golfinhos, assim como braço e mão humanos, são ditos órgãos homólogos e são
herdados de um ancestral comum.
02. as nadadeiras dos golfinhos e as asas das aves têm a mesma origem embrionária e diferentes
funções, decorrentes da adaptação a diferentes modos de vida, processo conhecido como
divergência evolutiva.
04. as nadadeiras dos golfinhos e as nadadeiras das tainhas são órgãos de diferentes origens
embrionárias e têm a mesma função, o que é chamado de convergência evolutiva.
08. as asas dos insetos e as asas das aves são ditos órgãos homólogos, pois têm a mesma origem
embrionária.
16. as nadadeiras dos golfinhos, as asas dos morcegos e os braços e as mãos dos humanos têm
origem embrionária diferente.
32. as baleias, os golfinhos, os peixes-boi e as focas pertencem à ordem dos cetáceos, pois possuem
órgãos análogos e sinérgicos em comum, como as nadadeiras e a bexiga natatória.

1+2+4=7
UFPR 2009 10 - As estratégias evolutivas adotadas pelos animais, ao longo da evolução, incluem a
divisão do corpo em segmentos e o desenvolvimento de cavidade corporal. Sobre essas estratégias
evolutivas, responda:

a) Qual a principal vantagem evolutiva trazida por cada estratégia?


b) Complete a tabela abaixo, correlacionando os filos animais com as respectivas estratégias.

a) Segmentação (Metameria): Conferiu maior complexidade estrutural e funcional Cavidade


corporal: Melhor distribuição e circulação de substâncias (nutrientes e excretas); Acomodação e
proteção de órgãos internos e maior independência dos órgãos.
UFJF2009 Questão 5: Quando o
cientista Charles Darwin chegou às
Ilhas Galápagos (ou Arquipélago
das
galápagos), observou que, embora o
clima, a vegetação e a fauna fossem
parecidos, quando olhava
atentamente para as espécies,
encontrava grandes diferenças entre
elas. O que mais lhe chamou a
atenção foram os tentilhões, pássaros
pequenos, do tamanho de um pardal,
bastante parecidos entre si. Observe a
representação artística de cinco das
13 espécies de tentilhões que ocorrem
nas Ilhas Galápagos e responda às
questões a seguir.

a) Das teorias da evolução, qual foi a teoria criada por Darwin a partir das observações feitas nas Ilhas
Galápagos?
b) Observando os tentilhões e seu nicho ecológico, quais informações Darwin utilizou para propor tal
teoria?
c) Cite uma causa ou pressão seletiva que provavelmente tenha sido responsável pela diversidade de
tentilhões nas Ilhas Galápagos.
d) Atualmente a teoria sintética é um componente importante para o entendimento do processo
evolutivo. O que ela acrescentou à teoria criada por Darwin?
UFRJ 2009 As figuras abaixo representam três diferentes explicações para a diversidade da vida: o
criacionismo, o lamarckismo (transformismo) e o darwinismo.

Associe cada figura a uma dessas explicações. Justifique sua resposta.

A=Darwinismo. Ao longo do tempo, a diversificação das espécies ocorreu a partir de um


ancestral comum.
B = Lamarckismo. A vida surge sistematicamente e se transforma com o passar do tempo. A
diversidade de espécies atual é o resultado de várias linhagens que surgiram em momentos
diferentes e tiveram tempos diferentes para sofrer transformações.
C = Criacionismo. As espécies são criadas em um determinado momento e não se transformam
ao longo do tempo.

UFES 2009 4ª QUESTÃO


Considere que os indivíduos de uma espécie foram divididos em duas populações A e B, que se
mantiveram separadas por muitas gerações. Após esse período, quando indivíduos das populações A e
B se intercruzavam, seus descendentes não eram férteis.
A) Explique o processo caracterizado pela situação acima, de acordo com a Teoria da Evolução, e
indique a seqüência de eventos responsáveis pelo processo evolutivo em questão.
B) Explique dois mecanismos pré-zigóticos que determinam a incapacidade de produção de
descendentes férteis nessa situação.

A) especiação alopátrica (dicopátrica). Seqüência: isolamento geográfico; acúmulo de mutações


em cada população
ao longo do tempo; diferenciação do conjunto gênico de cada população; isolamento
reprodutivo;
B) Duas das seguintes possibilidades:
- isolamento de hábitat (vivem em habitat diferentes);
- isolamento sazonal ou estacional (períodos reprodutivos não coincidem);
- isolamento etológico ou comportamental (diferença de comportamento de corte e
acasalamento);
isolamento mecânico (diferenças anatômicas nos órgãos reprodutores).
21 UNICAMP 2009 . Várias evidências científicas comprovam que as aves são descendentes diretas de
espécies de dinossauros que sobreviveram ao evento de extinção em massa que assolou o planeta 65
milhões de anos atrás. O achado mais recente, um dinossauro emplumado chamado Epidexipteryx hui,
foi apresentado na revista Nature. Alguns
dinossauros menores adquiriram a capacidade de voar, e foram eles, provavelmente, que sobreviveram
ao cataclismo e deram origem às aves modernas. (Adaptado de Herton Escobar, Curiosidades e
maravilhas científicas do mundo em que vivemos.
http://www.estadao.com.br/vidae/imagineso_265208,0.htm. Acessado em 27/10/2008.)
a) Conforme o texto, as aves provavelmente seriam descendentes de um grupo de dinossauros, relação
cada vez mais evidenciada pelo estudo dos fósseis. Contudo, as aves modernas diferem dos répteis
quanto ao sistema respiratório, diferença essa que pode ser considerada uma adaptação ao vôo. Que
diferença é essa e como ela está relacionada ao vôo?
b) A capacidade de voar ocorre não só em aves mas também em mamíferos, como os morcegos, e em
insetos. Os pesquisadores explicam que as asas podem ser órgãos homólogos, em alguns casos, e
órgãos análogos, em outros. Indique em quais dos animais citados as asas são orgãos homólogos e em
quais são órgãos análogos. Em que diferem esses dois tipos de órgãos?

a) Os pulmões das aves apresentam sacos aéreos que ocupam as regiões anterior e posterior do
corpo, penetrando até os ossos pneumáticos. Os sacos aéreos contribuem para tornar as aves
mais leves, permitindo maior eficiência no vôo, além de servir como reserva de ar.
b) As asas das aves e morcegos são órgãos homólogos, e as asas de insetos, são órgãos
análogos aos dos morcegos e aves. Estruturas homólogas têm mesma origem embrionária;
estruturas análogas não têm a mesma origem embrionária, mas têm a mesma função.

1ª questão UNIRIO 2006


A influenza aviária
“ ...A disseminação dos vírus da influenza (gripe) aviária entre as criações desses animais
ocorre com a contaminação da água, ração e equipamentos utilizados nos criadouros (incluindo
caminhões e tratores). Ovos contaminados são outra fonte de infecção entre as aves,
principalmente nos incubatórios, uma vez que o vírus pode ficar presente de 3 a 4 dias na casca
dos ovos postos por aves contaminadas. Outra forma de introdução de vírus de influenza aviária
é através da importação de material genético e do comércio de aves e seus produtos entre os
países.”
“...Excepcionalmente o homem pode se infectar com o vírus da influenza aviária (H5N1), através
da exposição a aves infectadas ou através da manipulação de aves mortas. Não foi evidenciada
a transmissão para humanos pela ingestão de ovos ou pelo consumo de carne congelada ou
cozida das aves....é que o vírus ainda não adquiriu condições biológicas de se propagar
diretamente entre a população de seres humanos.”
Atualmente, contamos com 115 casos humanos de influenza aviária H5N1 com uma taxa de
letalidade em torno de 52%.
China quer frango transgênico resistente à gripe Pequim - Cientistas chineses estudam a
modificação genética de frangos para que nasçam já imunes à gripe aviária , informou, nesta
segunda-feira, a imprensa estatal chinesa.

a) Qual o principal perigo que o desenvolvimento de linhagens de frangos resistentes à influenza


aviária representaria para a saúde humana? Justifique sua resposta.
Resposta: Esses animais assintomáticos funcionariam como reservatórios da doença, tornando o
controle ainda mais difícil.
27) UNIRIO 2005 “O poder relativo de muitas forças fundamentais (a gravidade, por exemplo) varia, de
maneira regular, com o tamanho, e os animais reagem alterando sistematicamente suas formas. ...a
própria geometria do espaço é a principal razão para as correlações existentes entre tamanho e forma.
Por que isso é importante para os animais? ... Galileu reconheceu esse princípio em seu Discorsi, de
1638, a obra-prima que escreveu quando se achava em prisão domiciliar por ordem da Inquisição. Ele
argumentava que o osso de um animal de grande porte precisa engrossar desproporcionalmente para
prover a mesma força relativa que os ossos delgados de uma criatura pequena.” Tamanho e forma
(Stephen Jay Gould)
Nas mesmas bases do que ocorre em organismos e suas estruturas corporais, podemos observar a
busca da harmonia entre forma, tamanho e função também no microcosmo da citologia. Observando os
critérios de origem e função, podemos identificar, claramente, como estruturas análogas:

a) cloroplastos em células vegetais e mitocôndrias em células animais.


b) microvilosidades do epitélio intestinal e cristas mitocondriais.
c) glóbulos brancos e glóbulos vermelhos do sangue.
d) lisossomos e vacúolos digestivos.
e) retículo endoplasmático rugoso e aparelho de Golgi.

22.UNICAMP 2004 A anemia falciforme é caracterizada por hemácias em forma de foice, em função da
produção de moléculas anormais de hemoglobina, incapazes de transportar o gás oxigênio. Indivíduos
com anemia falciforme são homozigotos (SS) e morrem na infância. Os heterozigotos (Ss) apresentam
forma atenuada da anemia. Na África, onde a malária é endêmica, os indivíduos heterozigotos para
anemia falciforme são resistentes à malária.

a) Explique o que é esperado para a freqüência do gene S em presença da malária. E em ausência da


malária ?
b) Qual é a explicação para o fato dos heterozigotos para anemia serem resistentes à malária?

Resposta: a) Na presença de malária há manutenção da freqüência do gene S. Na ausência, esta


freqüência diminui. Porque na presença de malária o prejuízo trazido pela anemia é compensado pela
vantagem trazida pela resistência à malária. Na ausência de malária, o gene S tende a ser eliminado
pela seleção natural.
b) O plasmódio se desenvolve nas hemácias e necessita de oxigênio para sobreviver. Na presença da
hemoglobina anormal, como o transporte de oxigênio é deficiente, o plasmódio se desenvolve com
dificuldade.
24.UNICAMP 2004 O melanismo industrial tem sido freqüentemente citado como exemplo de seleção
natural. Esse fenômeno foi observado em Manchester, na Inglaterra, onde, com a industrialização
iniciada em 1850, o ar carregado de fuligem e outros poluentes provocou o desaparecimento dos
liquens de cor esbranquiçada que viviam no tronco das árvores. Antes da industrialização, esses
liquens permitiam a camuflagem de mariposas da espécie Biston betularia de cor clara, que eram
predominantes. Com o desaparecimento dos liquens e escurecimento dos troncos pela fuligem, as
formas escuras das mariposas passaram a predominar.

a) Por que esse fenômeno pode ser considerado um exemplo de seleção natural?
b) Como a mudança ocorrida na população seria explicada pela teoria de Lamarck?

Resposta:a) Porque ocorreu tomando por base a variação de características existentes na população,
com variantes vantajosas e desvantajosas, sendo as vantajosas selecionadas por fatores ambientais,
no caso os predadores.
b) As mariposas claras se tornaram escuras para se esconder dos predadores e passaram aos
descendentes essa modificação.

7 PUC-RJ 2004 Há alguns anos descobriu-se vida, com presença de seres pluricelulares e uma cadeia
alimentar completa com todos os níveis tróficos, em profundezas marinhas, próximas a vulcões
submersos, local onde não há penetração de luminosidade. Indique a alternativa que explica a
possibilidade da existência de um ecossistema nessas condições.
(A) A presença de fermentadores.
(B) A presença de quimiossintéticos.
(C) A presença de anaeróbios.
(D) O transporte de nutrientes pelas correntes marinhas.
(E) A deposição de detritos orgânicos de seres mortos.

7- Resposta: (B) A presença de quimiossintéticos.


Os organismos quimiossintéticos conseguem transferir energia para matéria orgânica através
da oxidação de compostos inorgânicos, não utilizando luz para esse fim. Assim esses
organismos atuam como produtores primários, primeiro nível trófico de uma cadeia alimentar
completa.

35UNIRIO 2008 Considere o seguinte experimento realizado em um laboratório especializado em


controle microbiológico:
Em um conjunto de placas de Petri estéreis, foram colocadas para crescer, em meio de cultura adequado, algumas
bactérias de mesma espécie. Depois de 60 horas do início do experimento, as colônias desenvolvidas foram
transferidas para outro conjunto de Placas de Petri, igualmente estéreis, contendo o mesmo meio de cultura,
acrescido de uma substância com atividade antibiótica. Em todas as novas placas foi observada uma redução
considerável do número de colônias. Das alternativas descritas a seguir, aquela que pode ser considerada como
aceitável para explicar o fenômeno ocorrido é:
a) A substância com atividade antibiótica funcionou como um anticoncepcional e controlou a atividade
reprodutora das bactérias presentes no experimento.
b) A substância com atividade antibiótica provocou uma mutação em determinados indivíduos das
colônias, aumentando a sua taxa de sobrevivência.
c) A substância com atividade antibiótica selecionou os organismos, eliminando os indivíduos
susceptíveis, permitindo o desenvolvimento das bactérias resistentes.
d) A substância com atividade antibiótica não provocou qualquer efeito nas colônias de bactérias, pois é
natural que o número de indivíduos de uma população diminua.
e) A substância com atividade antibiótica eliminou todos os indivíduos originais que foram naturalmente
substituídos por outra espécie de bactéria.

C
Questão 04 UFSC 2007

OS
OS

NG
NG

TA
DO

GO
UN

AN
M
CA

OR

De acordo com a figura acima, assinale a(s)


5,1 + 0,8 proposição(ões) CORRETA(S).
maa*
01. A espécie humana e os camundongos originaram-
se de um mesmo ancestral.
6,3 + 0,6 Homo 02. Os chimpanzés compartilham maior número de
maa*
genes com os gorilas do que com a espécie
humana, pois a distância entre gorilas e
13,8 + 0,8 MACACOS chimpanzés é menor que a distância entre os
maa* AFRICANOS
chimpanzés e a espécie humana.
04. Os primatas mais evoluídos são os da espécie
humana, seguidos dos chimpanzés, dos gorilas, dos
orangotangos e finalmente dos macacos do velho
mundo.
25,3 + 1,4 MACACOS
ANTROPÓIDES 08. Na escala evolutiva, os macacos mais próximos da
maa*
espécie humana são os chimpanzés, seguidos dos
gorilas e orangotangos.
SÍMIOS 16. A espécie humana originou-se dos chimpanzés,
que se originaram dos gorilas, que se originaram
dos orangotangos, que por sua vez se originaram
dos macacos do velho mundo.
*milhões de anos atrás
1+8 = 9
AMABIS, JM; MARTHO, G. Biologia das populações. Filogenia
publicada na revista científica New Scientist, maio 2003, 2. ed.
São Paulo: Moderna, 2004.
05) UFSC 2004 Os fatores evolutivos são aqueles que levam ao desequilíbrio das freqüências gênicas
das populações.
Com relação a esse assunto é CORRETO afirmar que:

01. Alterações destas freqüências, devidas a fa-tores casuais, são mais sentidas em popula-ções
pequenas, sendo este fenômeno conhe-cido como oscilação ou deriva genética.
02. A migração, entrada e/ou saída de genes das populações, é um destes fatores evolutivos.
04. A mutação gênica, apesar de ocorrer em freqüências normalmente muito baixas, é um fator gerador
de variabilidade genética.
08. A seleção natural é um importante fator evo-lutivo, responsável pela adaptação dos tipos
fenotípicos às condições a que eles são expostos, eliminando os tipos mal adaptados.
16. Ao contrário da deriva genética, fator em que não se consegue prever a direção das altera-ções nas
freqüências gênicas, a migração, a seleção natural e a mutação são fatores cujos resultados são
previsíveis.
32. Caso as mutações deixem de ocorrer nas po-pulações, o processo evolutivo ficará estag-nado,
podendo, no máximo, haver a extinção de espécies já existentes.

1+2+4+8+16+32 = 63
89 FUVEST 2008 No início da década de 1950, o vírus que causa a doença chamada de mixomatose
foi introduzido na Austrália para controlar a população de coelhos, que se tornara uma praga. Poucos
anos depois da introdução do vírus, a população de coelhos reduziu-se drasticamente. Após 1955, a
doença passou a se manifestar de forma mais branda nos animais infectados e a mortalidade diminuiu.
Considere as explicações para esse fato descritas nos itens de I a IV:
I. O vírus promoveu a seleção de coelhos mais resistentes à infecção, os quais deixaram maior número
de descendentes.
II. Linhagens virais que determinavam a morte muito rápida dos coelhos tenderam a se extinguir. III. A
necessidade de adaptação dos coelhos à presença do vírus provocou mutações que lhes conferiram
resistência.
IV. O vírus induziu a produção de anticorpos que foram transmitidos pelos coelhos à prole, conferindo-
lhe maior resistência com o passar das gerações.
Estão de acordo com a teoria da evolução por seleção natural apenas as explicações:

a) I e II
b) I e IV
c) II e III
d) II e IV
e) III e IV

FUVEST 2002 A bactéria Streptococcus iniae afeta o cérebro de peixes, causando a “doença do peixe
louco”. A partir de 1995, os criadores de trutas de Israel começaram a vacinar seus peixes. Apesar
disso, em 1997, ocorreu uma epidemia causada por uma linhagem de bactéria resistente à vacina. Os
cientistas acreditam que essa linhagem surgiu por pressão evolutiva induzida pela vacina, o que quer
dizer que a vacina
a) induziu mutações específicas nas bactérias, tornando- as resistentes ao medicamento.
b) induziu mutações específicas nos peixes, tornandoos suscetíveis à infecção pela outra linhagem de
bactéria.
c) causou o enfraquecimento dos órgãos dos peixes, permitindo sua infecção pela outra linhagem de
bactéria.
d) levou ao desenvolvimento de anticorpos específicos que, ao se ligarem às bactérias, tornaram-nas
mais agressivas.
e) permitiu a proliferação de bactérias mutantes resistentes, ao impedir o desenvolvimento das actérias
da linhagem original.
Resolução
E - A vacina selecionou as variedades resistentes aos anticorpos, ao impedir o desenvolvimento das
bactérias da linhagem original.

UEPG 2005 11 – Quanto às Teorias Evolutivas conhecidas, analise as proposições e assinale o que for
correto.
01) Uma condição fundamental para que a seleção natural ocorra é existir diversidade genética.
02) A mutação é um fator da evolução que diminuiu a variedade genética.
04) Um dos pontos básicos das idéias de Darwin é que os seres vivos se empenham constantemente
numa luta pela vida.
08) Contaminações ambientais com material radioativo, como aconteceu em Chernobyl (Ucrânia) em
1986, são perigosas para os seres vivos porque estimulam muito o crescimento celular.
16) A alteração no código do DNA não constitui fator casual de mutação cromossômica.
21
UFRN A tuberculose causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis fazia inúmeras vítimas, até a
primeira metade do século passado, quando se popularizou o uso de antibióticos capazes de combater
esse microorganismo. No entanto, ao longo do tempo, surgiram linhagens de bactérias que são
resistentes aos antibióticos disponíveis. Como conseqüência, a incidência de tuberculose passou a
aumentar, inclusive nos países ricos. Considerando o processo que leva ao surgimento das linhagens
de bactérias resistentes, responda às solicitações abaixo.
A) Elabore um esquema com a seqüência dos eventos que fizeram com que a bactéria da tuberculose
desenvolvesse resistência aos antibióticos.
B) Explique como cada evento que consta no esquema elaborado por você contribuiu para o aumento
da incidência da doença.

A) Espera-se que o candidato elabore um esquema envolvendo os elementos essenciais


num fluxo coerente, como no exemplo abaixo:

Mutação (alteração, variabilidade gênica)

Uso de antibióticos causando seleção

Morte de bactérias sensíveis Sobrevivências das resistentes

Aumento da população de bactérias resistentes

Aumento da incidência da doença

B) O uso do antibiótico provoca a morte apenas das bactérias sensíveis, permitindo que
aquelas que são resistentes permaneçam, e multipliquem-se e sejam transmitidas a
outras pessoas, aumentando a incidência da doença. Novas doses do mesmo
antibiótico não terão mais efeito no combate à doença, uma vez que as populações
bacterianas agora são quase exclusivamente resistentes.

Opcional: O uso indiscriminado da medicação contribui para a disseminação da doença.


UFRN Dois grandes cientistas contribuíram decisivamente para a compreensão do processo de
formação das espécies. No final do século XVIII, Jean Baptiste de Lamarck propôs uma explicação para
o processo de formação dos seres vivos. Em 1859, Charles S. Darwin lançou a sua teoria da seleção
natural, que, uma vez aceita pela comunidade científica, acabou por descartar a proposta de Lamarck.
Posteriormente, a teoria de Darwin foi modificada, dando origem à teoria sintética da evolução.
A) Explique por que o trabalho de Lamarck contribuiu positivamente para se compreender a formação
dos seres vivos.
B) Explique por que a teoria de Lamarck foi descartada a partir dos trabalhos de Darwin.
C) Explique por que a teoria sintética da evolução avança mais na explicação da formação dos seres
vivos que a teoria de Darwin.

A) Lamarck compreendeu que as espécies sofrem transformações (evoluem, adaptam-se) ao


longo do tempo, contestando a teoria do fixismo (criacionismo, seres imutáveis).
B) A teoria de Lamarck foi descartada porque não ficou comprovada a hereditariedade de
caracteres adquiridos ou modificações de órgãos e estruturas pelo uso ou desuso. Darwin
sugeriu que haveria uma seleção natural de indivíduos mais bem adaptados a uma determinada
situação ambiental.
C) Darwin não conseguiu explicar as variações que apareciam em indivíduos de uma mesma
espécie. A teoria sintética leva em consideração que as características são determinadas pelos
genes e que ocorrem mutações que geram variabilidade – aspectos que Darwin desconhecia.
UNICAMP Em 1950, o vírus mixoma foi introduzido em uma região da Austrália para controlar o grande
aumento de coelhos europeus. O primeiro surto de mixomatose matou 99,8% dos coelhos infectados. O
surto seguinte matou 90%. No terceiro surto somente 40 a 60% dos coelhos infectados morreram e a
população voltou a crescer novamente. O vírus é transmitido por mosquitos que só picam coelhos
vivos. O declínio da mortalidade dos coelhos foi atribuído a fatores evolutivos.
a) Do ponto de vista evolutivo, o que ocorreu com a população de coelhos?
b) Como os mosquitos podem ter contribuído para a diminuição da mortalidade dos coelhos?

a) Os coelhos foram fortemente selecionados pela infecção de vírus até que a maioria da
população passou a consistir de coelhos resistentes.
b) Linhagens de vírus com menor virulência permitiam uma sobrevivência mais prolongada dos
coelhos, aumentando a possibilidade de transmissão destes vírus pelos mosquitos

QUESTÃO 22
Analise esta figura:

Durante a evolução da vida na Terra, a aumento no número de organismos fotossintetizantes alterou a


fisionomia do planeta. Assim sendo, é INCORRETO afirmar que o aumento na taxa de oxigênio
atmosférico teve como conseqüência a:
A) redução dos nichos ecológicos.
B) ampliação da teia alimentar.
C) expansão de seres heterotróficos.
D) formação da camada de ozônio.
Assunto: Evolução
Comentário: Nicho ecológico é o papel do organismo em seu habitat. O aumento da taxa de oxigênio
atmosférico teve como conseqüência a expansão de seres heterotróficos e posteriorampliação da teia
alimentar. O oxigênio e ozônio são alótropos. O oxigênio atmosférico pode formar ozônio através de
descargas elétricas e vice e versa.
Resposta: Letra A
26. As populações das espécies vivas sofrem modificações ao longo do tempo, as quais se acumulam,
podendo originar novas espécies. A partir de estudos no século XIX, Charles Darwin formulou uma
teoria para explicar como as espécies evoluíam. Qual foi a principal conclusão de Darwin ao formular a
teoria da evolução das espécies?
(A) Cada população se modifica sempre que as condições atmosféricas da região mudam, assim, em
um curto período de tempo, todos os indivíduos serão diferentes entre si.
(B) Cada população apresenta uma certa variabilidade entre os indivíduos que a compõem, os quais
sofrem uma seleção natural promovida pelas condições do ambiente.
(C) Os indivíduos de uma população se modificam para se adaptarem às condições ambientais e
transmitem os caracteres adquiridos para os seus descendentes (lei dos caracteres adquiridos).
(D) Os órgãos mais usados pelos indivíduos que formam uma população se desenvolvem mais do que
os órgãos menos utilizados (lei do uso e desuso).
(E) As populações se modificam constantemente porque a quantidade de alimento produzida é pequena
para alimentar todos os indivíduos (lei da produção alimentar).
26 – B

32) Considere as seguintes afirmações:


I. Os órgãos estão sujeitos a hipertrofias e atrofias em decorrência do seu uso excessivo ou do seu
desuso.
II. As alterações estruturais dos órgãos, adquiridas durante a vida, por influência do meio, são
transmissíveis por hereditariedade.
III. Na “luta” pela vida, os organismos com variações favoráveis às condições do ambiente onde vivem
têm maiores chances de sobreviver, quando comparados aos organismos com variações menos
favoráveis.
IV. Ao longo das gerações, a atuação da seleção natural sobre os indivíduos mantém ou melhora o grau
de adaptação destes ao meio.
Das afirmativas acima, as que fazem parte da “Teoria da evolução das espécies”, de Jean-Baptiste
Lamarck são:
(A) II e IIII.
(B) I e II.
(C) III e IV.
(D) I, II e III.
(E) I, II, III e IV.
R 32 – B

01 A observação de faunas dos continentes do hemisfério Sul revela profundas diferenças. Na América
do Sul, existem preguiças, antas, capivaras, tamanduás e onças; na África, há leões, girafas, camelos,
zebras e hipopótamos; na Austrália, cangurus, ornitorrincos e equidnas e, na Antártida, os pingüins.
Entretanto, descobriram-se espécies fósseis idênticas nessas regiões. Assim, fósseis da gimnosperma
Glossopteris foram encontrados ao longo das costas litorâneas da África, América do Sul, Austrália e
Antártida, e ainda fósseis dos répteis Cynognathus e Lystrosaurus foram descobertos na América do
Sul, África e Antártida.
Para explicar esses fatos, formularam-se as seguintes hipóteses:
I. A presença de fósseis idênticos, nos vários continentes, prova que todas as formas de vida foram
criadas simultaneamente nas diversas regiões da Terra e se diferenciaram mais tarde.
II. As faunas e floras atuais são resultado da seleção natural em mbientes diversos, isolados
geograficamente.
III. Os continentes, há milhões de anos, eram unidos, separando-se posteriormente.
Está correto o que se afirma em
a) I, apenas. e) I, II e III.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas. 1 –D
d) II e III, apenas.
QUESTÃO 27
Analise este gráfico, em que está representado o efeito de duas aplicações de inseticida em uma
plantação de cana-de-açúcar infestada de cigarrinhas:

Com base nas informações desse gráfico e em outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO
afirmar que,
A) para ocorrer uma nova redução da população, é necessário mudar o tipo de inseticida ou a forma de
controle de cigarrinha.
B) após a primeira aplicação do inseticida, se evidencia a eficiência deste pela queda acentuada no
número de cigarrinhas ocorrido nesse período.
C) depois da segunda aplicação do inseticida, os organismos resistentes se tornam mais numerosos
que os sensíveis.
D) feita a primeira aplicação do inseticida, ocorre alteração no genótipo dos insetos sensíveis, o que
resulta no decrescimento da população.
Assunto: Seleção Natural
Comentário: Nenhuma aplicação de inseticidas ou antibióticos provoca mutações nos indivíduos, nem
mesmo eles se acostumam com o produto químico. Ocorrerá a seleção dos indivíduos mais resistentes.
Para atingi-los será necessário aplicação de uma dose mais forte ou mudança de produto, pois não
serão mais afetados pelo mesmo, já que sofreram seleção.
Resposta: Letra D
Parte I: Lamarckismo e Darwinismo

1. (UFGO) Há alterações estruturais decorrentes da adaptação de uma espécie, em resposta a novas


necessidades impostas por mudanças ambientais, e essas alterações são transmitidas à prole.

Esta idéia faz parte da teoria de:

a) Lamarck. d) Lyell.
b) Darwin. e) Malthus.
c) Wallace.

2. (UFRN) A característica - musculatura desenvolvida - adquirida por um halterofilista deverá ser


transmitida a seus descendentes.

Esta afirmação se baseia na teoria evolucionista enunciada por:

a) Lineu. d) Lamarck.
b) Darwin e) Mendel.
c) Malthus.

3. (UFRS) Os princípios a seguir relacionados referem-se à teoria da evolução das espécies.

I. Adaptação ao meio.
II . Seleção natural .
III. Mutação.
IV. Lei do uso e desuso.
V. Herança dos caracteres adquiridos

Lamarck, em sua teoria, considerou

a) I, II e III. d) II, IV e V.
b) II, III e IV. e) II, III e V.
c) I, IV e V.

4. (UnB) Entre os princípios básicos abaixo, o único que não faz parte da teoria da evolução de Darwin
é:

a) O número de indivíduos de uma espécie mantêm-se mais ou menos constante no decorrer das
gerações.
b) A seleção dos indivíduos de uma espécie se faz ao acaso.
c) Os indivíduos de uma espécie apresentam variações em suas características.
d) No decorrer das gerações, aumenta a adaptação dos indivíduos ao meio ambiente.
e) O meio ambiente é o responsável pelo processo de seleção.

5. (Vunesp-SP) Em relação à evolução biológica, observe as afirmativas abaixo:

I. A girafa evoluiu de ancestrais de pescoço curto, o qual se desenvolveu gradativamente pelo esforço
do animal para alcançar as folhas das árvores mais altas.
II. Os ancestrais da girafa apresentavam pescoço de comprimentos variáveis. Após várias
gerações, o grupo mostrou um aumento no número de indivíduos com pescoço mais comprido, devido
à seleção natural.
III. Os indivíduos mais adaptados deixam um número maior de descendentes em relação aos não-
adaptados.
IV. As características que se desenvolvem pelo uso são transmitidas de geração a geração.

Assinale:

a) se I, II e III estiverem de acordo com Lamarck e IV com Darwin;


b) se I e III estiverem de acordo com Lamarck e II e IV com Darwin.
c) se I e IV estiverem de acordo com Lamarck e II e III com Darwin;
d) se I, II, III e IV estiverem de acordo com Lamarck;
e) se I , II , I II e IV estiverem de acordo com Darwin.

6. (Cesgranrio-RJ) Em um ambiente qualquer, os indivíduos com características que tendem a


aumentar sua capacidade de sobrevivência têm maior probabilidade de atingir a época de reprodução.
Assim, em cada geração, podemos esperar um pequeno aumento na proporção de indivíduos de
maior viabilidade, isto é, que possui maior número de características favoráveis à sobrevivência dos
mais aptos.
Esse texto se relaciona

a) lei do uso e desuso.


b) herança dos caracteres adquiridos.
c) hipótese do aumento da população em progressão geométrica.
d) hipótese do aumento de alimento em progressão aritmética.
e) seleção natural.

7. (UFMG-MG) "De tanto comer vegetais, o intestino dos herbívoros aos poucos foi ficando longo." Essa
frase está de acordo com qual destas teorias?

a) Darwinismo d) Mendelismo
b) Mutacionismo e) Neodarwinismo
c) Lamarckismo

8. (PUC-SP) Na tentativa de explicar o mecanismo através do qual os organismos evoluem,


salientaram-se os cientistas Jean Baptiste Lamarck e Charles Darwin. Para o primeiro, existe um fator
que é a causa da variação e, para o segundo, esse mesmo fator é o que seleciona.
O fator mencionado acima:

a) é a grande capacidade de reprodução dos organismos vivos.


b) são as variações hereditárias transmissíveis.
c) é o uso e o desuso.
d) é o ambiente.
e) é a reprodução sexuada.

9. (UFRS) O gráfico abaixo descreve um fenômeno que deu a Darwin a idéia do mecanismo da
seleção natural como determinante da evolução.

No gráfico, as linhas A e B descrevem, respectivamente, os aumentos:

a) de uma população e de seus recursos alimentares.


b) de duas espécies em competição.
c) das espécies predadoras e das espécies parasitas.
d) das espécies hospedeiras e das espécies parasitas.
e) da poluição ambiental e de uma população causadora desta poluição.

10. (F. OBJETIVO-SP) O principal ponto positivo do Darwinismo foi:

a) a descoberta das mutações.


b) o estabelecimento da lei do uso e do desuso.
c) a descoberta da origem das variações.
d) o conceito de seleção natural.
e) a determinação da imutabilidade das espécies.

11. Considere os seguintes fatos relacionados com a evolução das espécies: (I) lei do uso e do desuso;
(II) seleção natural; (III) herança dos caracteres adquiridos; (IV) mutação; (V) isolamento de girafas. A
hipótese de Lamarck era fundamentada em:

a) I e III
b) I, III e IV
c) I, III, IV e V
d) I, III e V
e) I, II e V

12. (UFAC) A lei do uso e desuso e a transmissão das características adquiridas caracterizam o:

a) lamarckismo.
b) criacionismo.
c) darwinismo.
d) fixismo.
e) mendelismo.

13. (UNEB-BA) "A formação de um novo órgão no corpo é o resultado de uma nova necessidade."
Nesta afirmação, está implícita a teoria proposta por:

a) Darwin.
b) Oparin.
c) Mendel.
d) Pasteur.
e) Lamarck.

14. (MACK-SP) As teorias da transmissão hereditária dos caracteres adquiridos e da seleção natural
foram propostas, respectivamente por:

a) Darwin e Lamarck.
b) Lamarck e Darwin.
c) Darwin e Weismann.
d) Weismann e Darwin.
e) Lamarck e Mendel.

15. (PUC-RJ) Lamarck (1744-1829) foi um dos únicos a propor, antes de Darwin, uma hipótese bem
elaborada para explicar a evolução. Analise as três afirmações abaixo, verificando a(s) que poderia(m)
ser atribuida(s) a Lamarck:

I. A falta de uso de um órgão provoca a sua atrofia e, conseqúentemente, o seu desaparecimento.


II. Na luta pela vida, os jovens menos adaptados são eliminados, perpetuando-se os mais fortes.
III. Os caracteres adquiridos podem ser transmitidos de uma geração a outra.
Marque a opção correta:

a) somente I
b) somente II
c) somente III
d) somente I e II
e) somente I e III

16. (OSEC-SP) "Seus ancestrais eram animais de quatro patas como os demais répteis. Uma
necessidade surgiu e esses animais passaram a se mover deslizando pelo solo e esticando o corpo
para atravessar passagens estreitas. Nessas condições as patas deixaram de ter utilidade e passaram
até a prejudicar o deslizamento. As patas, pela falta de uso, foram se atrofiando e, após um longo
tempo, desapareceram por completo". Este texto exemplifica a teoria denominada:

a) seleção natural.
b) morganismo.
c) darwinismo.
d) lamarckismo.
e) fixismo.

17. (UFRS) As afirmativas abaixo estão baseadas em teorias evolutivas.

I. As características adquiridas ao longo da vida de um organismo são transmitidas aos seus


descendentes.
II. Uma ginasta que desenvolveu músculos fortes, através de intensos exercícios, terá filhos com a
musculatura bem desenvolvida.
III. 0 ambiente seleciona a variabilidade existente em uma população.
IV Em uma ninhada de cães, o animal mais bem adaptado às condições de vida existentes sobreviverá
por mais tempo e, portanto, terá oportunidade de gerar um número maior de cãezinhos semelhantes a
ele.
A alternativa que contém, respectivamente, idéias de Lamarck e de Darwvin é:

a) I e II.
b) I e IV.
c) III e II.
d) III e IV.
e) IV e II.

18. (UFRN) August Weismann cortou a cauda de camundongos durante mais de cem gerações e
verificou que as novas ninhadas continuavam a apresentar aquele órgão perfeitamente normal. Dessa
experiência pode-se concluir que:

a) as espécies são fixas e imutáveis.


b) quanto mais se utiliza determinado órgão, mais ele se desenvolve.
c) a evolução se processa dos seres vivos mais simples para os mais complexos.
d) a seleção natural e as mutações são fatores que condicionam a evolução dos seres vivos.
e) os caracteres adquiridos do meio ambiente não são transmitidos aos descendentes.

19. (Ceeteps-SP) "Existem os mais fortes e os mais fracos, os sexualmente mais atraentes e os menos
atraentes, os mais adaptados às condições ambientais e os menos adaptados; por isso, numa mesma
espécie, os indivíduos não são exatamente iguais entre si. Sendo que os mais adaptados se perpetuam
e os menos adaptados tendem a ser eliminados da população."
Esse texto está de acordo com o conceito:

a) fixista.
b) da transmissão de caracteres adquiridos.
c) da geração espontânea.
d) naturalista.
e) da seleção natural.

20. (PUC/Campinas-SP) Considere a seguinte afirmativa:


"Entende-se por ____________ a maior sobrevivência dos indivíduos mais bem adaptados a um
determinado ambiente que estão em competição com outros menos adaptados".
Para completá-la corretamente, a lacuna deve ser preenchida por:

a) mutação.
b) migração.
c) variabilidade.
d) seleção natural.
e) oscilação genética.

21. (U. Caxias de Sul-RS) "As populações crescem em progressão geométrica, enquanto as reservas
alimentares crescem em progressão aritmética."
Quem chegou a essa conclusão foi:

a) Charles Darwin.
b) Jean Lamarck.
c) Thomas Malthus.
d) Ernst Haeckel.
e) Gregor Mendel.

22. (Unisinos-RS) Existem, pelo menos, dois gêneros de siris habitando o litoral gaúcho e um deles, o
Arenaeus, se confunde facilmente com a areia do fundo do mar, já que a sua carapaça assume cor e
desenho semelhante. Essa semelhança:

a) é resultante do tipo de sua alimentação.


b) é resultante da seleção natural.
c) é absolutamente fortuita.
d) lembra a origem evolutiva dos animais que foram originários do solo.
e) é devida à forma que o animal passa a ter para poder se defender.

23. (F Dom Bosco-DF) Analise as proposições:

I. As girafas ficaram com o pescoço comprido para comerem as folhas situadas em árvores altas.
II. Algumas girafas, por terem pescoço comprido, podiam comer as folhas situadas em árvores altas.
III. Um halterofilista, com a musculatura desenvolvida à custa de muito exercício, deverá ter filhos com
grande desenvolvimento muscular.
Essas proposições podem ser atribuídas respectivamente a:

a) Lamarck, Lamarck, Darwin.


b) Darwin, Lamarck, Lamarck.
c) Lamarck, Darwin, Lamarck.
d) Darwin, Darwin, Darwin.
e) Lamarck, Lamarck, Lamarck.
24. (UEPA) Dos postulados abaixo, qual deles está mais diretamente relacionado a Charles Darwin?

a) As características adquiridas pelo uso são transmitidas de geração em geração.


b) Um órgão ou uma outra estrutura qualquer se desenvolve quando o meio externo impõe tal
necessidade.
c) A evolução resulta de modificações nos genes dos indivíduos, que por sua vez serão transmitidas
aos seus descendentes.
d) A mutação é uma alteração na seqüência de bases do DNA.
e) Através da seleção natural, as espécies serão representadas por indivíduos cada vez mais
adaptados.

25. (Unifor-CE) Considere os itens que seguem.


I. Comprovação da transmissão das características adquiridas.
II. Desenvolvimento do conceito de adaptação dos indivíduos ao meio ambiente.
III. Descoberta dos mecanismos responsáveis pela variabilidade genética de uma população.
A contribuição de Lamarck à teoria da evolução reside em:

a) I apenas.
b) II apenas.
c) I e III apenas.
d) II e III apenas.
e) I, II e III.

26. (U. Católica de Salvador-BA) Considere as afirmações a seguir:


I. As garças desenvolveram pernas longas esticando-se para manter o corpo fora da água.
II. Os peixes de cavernas tornaram-se cegos por não precisarem mais da visão.
III. As girafas aumentaram o comprimento dos pescoços esticando-se para atingir as folhas no topo das
árvores.
É possível considerar compatível com a teoria de Lamarck:

a) apenas I.
b) apenas II.
c) apenas I e II.
d) apenas I e III.
e) I, II e III.

27. (Cesupa/Cesam-PA) Em Manchester, cidade inglesa, no século passado os troncos das árvores dos
arredores da cidade eram cobertos por mariposas da espécie Biston betularia de cor clara. Com o
decorrer dos anos veio a instalação de complexos industriais, e a poluição (fumaça e fuligem)
enegreceu os troncos das árvores; atualmente os troncos das árvores apresentam um grande número
de mariposas escuras, e as mariposas claras estão muito reduzidas.
Analise abaixo duas explicações sobre a mudança das mariposas.

Explicação I
As mariposas de cor escura foram favorecidas porque não poderiam ser mais visualizadas facilmente e
comidas pelos predadores, passando a reproduzir-se e a constituir a maior parte da população de
mariposas.

Explicação II
As mariposas de cor clara necessitaram adquirir a cor escura para se confundir com os troncos e se
proteger dos predadores, transmitindo aos descendentes esta característica, e desta maneira ocorreu a
mudança de cor das mariposas.
Após a análise podemos afirmar que:

a) a explicação I é lamarckista e a II é darwinista.


b) a explicação I é darwinista e a II é lamarckista.
c) ambas são lamarckistas.
d) ambas são darwinistas.
e) as explicações não são nem lamarckistas e nem darwinistas.

28. (U. Gama Filho-RJ) Observe a explicação de um paleontólogo para o surgimento de carapaças em
tartarugas.
"Tudo começou há 245 milhões de anos com o Pareiassauro. Esse lagartão herbívoro tinha uma
digestão muito lenta e precisava se entupir de comida. Então desenvolveu a carapaça para se proteger
dos predadores enquanto fazia sua demorada digestão."
A idéia de que os seres vivos desenvolvem características para se adaptar ao meio ambiente está
ligada a:

a) Darwin.
b) Lamarck.
c) Malthus.
d) Mendel.
e) Oparin.

29. (Osec-SP) O autor do livro Origem das espécies é:

a) Lamarck.
b) Mendel.
c) Wallace.
d) Lineu.
e) Darwin.

30. (UEBA) A idéia de uma seleção natural, segundo a qual os organismos mais bem adaptados ao
meio têm maiores chances de sobrevivência e produzem um número maior de descendentes, é a base:

a) da teoria lamarckista, apenas.


b) da teoria darwinista, apenas.
c) da teoria neodarwinista, apenas.
d) das teorias lamarckista e darwinista.
e) das teorias darwinista e neodarwinista.

31. (CESGRANRIO-RJ) A seleção natural constituiu a base da teoria da evolução de Darwin. Existem
vários requisitos para o processo da seleção natural:

I. Existência de organismos capazes de se reproduzirem.


II. Existência de diferenças hereditárias entre os organismos.
III. Ausência da interação dos organismos com o ambiente.

Assinale

a) se somente a afirmativa I for correta;


b) se somente a afirmativa II for correta,
c) se somente a afirmativa III for correta;
d) se somente as afirmativas I e II forem corretas;
e) se somente as afirmativas II e III forem corretas

32. (UFPB) Segundo a teoria darwinista, a afirmação que explica de maneira mais correta a resistência
de bactérias aos antibióticos é:

a) Os antibióticos levam à formação de bactérias resistentes.


b) Todas as bactérias adaptam-se aos antibióticos.
c) Os antibióticos selecionam as bactérias resistentes.
d) 0 uso inadequado de antibióticos provoca mutações nas bactérias.
e) As bactérias tornaram-se resistentes aos antibióticos devido ao contato com eles.

33. (UFRS) Sabe-se que, atualmente, mais de vinte espécies de insetos desenvolveram resistência aos
inseticidas; metade destas espécies é constituída de parasitas de culturas agrícolas e a outra metade
por vetores de doenças. Em vertebrados, a resistência surge mais lentamente que nos insetos.

0 aparecimento de populações resistentes aos inseticidas pode ser explicado:

a) pela herança dos caracteres adquiridos


b) pelo aparecimento de mutações induzidas
c) pelo isolamento reprodutivo entre as populações.
d) pela lei do uso e desuso.
e) pela seleção natural.

Parte II: Mutações

1. Analise as seguintes afirmativas:


I - A seleção natural tende a limitar a variabilidade da espécie pela eliminação dos caracteres não
adaptativos.
II - Um animal qualquer é bem-sucedido na luta pela existência se sobreviver até a reprodução.
III - As recombinações cromossômicas e as mutações resultam em populações com menor variabilidade
genética.
IV - A variabilidade genética é função direta das mutações cromossômicas e independe das
recombinações cromossômicas.

Estão CORRETAS:

a) I e III
b) II e III
c) Ill e IV
d) I e II
e) II e IV

2. Com relação às mutações, qual a alternativa correta?

a) reduzem a variabilidade genética.


b) surgem para adaptar os seres.
c) agem da mesma forma que a seleção natural, isto é, são de efeito muito rápido.
d) são ao acaso sempre produzindo genes deletérios.
e) podem aumentar a sua taxa devido a agentes do meio ambiente como o calor e a radiação.

3. Considere a seguinte frase a ser completada: “Sem ( I ) não há variabilidade; sem variabilidade
não há ( II ) e, conseqüentemente, não há ( III )”. Os termos que substituindo os números tornam
essa frase logicamente correta são:
a) (I) = (II) = (III) = mutação
evolução seleção
b) (I) = (II) = (III) = seleção
evolução mutação
c) (I) = (II) = (III) = seleção
mutação evolução
d) (I) = (II) = (III) = evolução
mutação seleção
e) (I) = (II) = (III) = evolução
seleção mutação

4. (COVESP) As mutações genéticas desempenham grande papel na evolução. Assinale a alternativa


que não explica corretamente o papel das mutações.

a) A mutação é a fonte primária da variabilidade do mundo vivo.


b) Se não ocorressem mutações, a evolução orgânica não teria acontecido.
c) A mutação não ocorre ao acaso, isto é, novas formas de genes só aparecem de acordo com as
necessidades dos organismos.
d) A evolução é uma prova de que os genes sofrem mutação pois só a variabilidade trazida por elas
torna possível a seleção natural.
e) 0 resultado de uma mutação é a origem de uma molécula de DNA com uma nova seqüência de
bases.

5. (Fuvest-SP) Nas cianofíceas não se conhece nenhum processo de reprodução sexuada. Nesse
grupo a variabilidade genética é causada especialmente por.

a) recombinação genética.
b) mutação.
c) permutação.
d) conjugação.
e) cruzamentos seletivos.

6. (CESESP-PE) A mutação é um fator de evolução que

a) reduz a variedade genética.


b) aumenta e reduz a variedade genética.
c) aumenta a variedade genética.
d) ocorre na natureza. sempre produzindo genes prejudiciais.
e) age da mesma maneira que a seleção natural, Isto é, tem efeito rápido.

7. (UFRS) Contaminações ambientais com material radiativo, como aconteceu em Chernobyl (Ucrânla),
em 1986, são perigosas para os seres vivos porque:

a) provocam mutações.
b) causam diminuição da oxigenação das células.
c) Impedem o envelhecimento celular.
d) aceleram muito o metabolismo da síntese protéica.
e) estimulam muito o crescimento celular.

Parte III: Neo-Darwinismo


1. Uma explosão populacional de gafanhotos tem como conseqüência imediata:
a) o aumento de variabilidade genética.
b) a redução de pressão seletiva.
c) a especiação.
d) a formação de barreiras ecológicas.
e) a formação de barreiras reprodutivas.

2. (CESGRANRIO-RJ) A teoria sintética ou moderna para explicar o mecanismo da evolução considera


como fatores principais:

a) mutação, recombinação gênica e seleção natural.


b) mutação, oscilação gênica e adaptação.
c) segregação cromossômica, recombinação e especiação.
d) migração, seleção natural e adaptação.
e) segregação cromossômica, especiação e oscilação gênica.

3. Duas raças, X e Y, isoladas geograficamente, depois de determinado tempo passaram a viver numa
mesma área e houve cruzamentos inter-raciais. Constatou-se que o híbrido do cruzamento X e Y tinha
viabilidade baixa. Este fato pode levar:

a) à extinção das raças


b) à fusão das duas raças, com o aparecimento de uma terceira.
c) ao acentuamento da diferença entre X e Y, com uma conseqüente especiação.
d) ao aumento numérico dos indivíduos da raça X e diminuição dos indivíduos da raça Y.
e) ao aumento numérico dos indivíduos da raça Y e diminuição dos indivíduos da raça X.

4. As fêmeas das araras são fortemente atraídas pela cor vermelha dos machos. Essa coloração é
dada pelo pigmento lipocroma. Este seria um exemplo de:

a) isolamento mecânico
b) seleção natural
c) isolamento temporal
d) deriva genética
e) balanceamento gênico

5. Durante um tratamento com antibiótico, o médico observou que seu paciente apresentou sensível
melhora até o 7° dia . A partir daí, a infecção começou a aumentar e aos 12 dias o antibiótico não era
mais eficaz. Qual das alternativas melhor explica o fato?

a) Bactérias submetidas a antibióticos tornaram-se dependentes deles para seu crescimento.


b) Pequenas doses de antibiótico desenvolvem resistência em bactérias.
c) Bactérias resistentes foram selecionadas pelo uso de antibiótico.
d) O antibiótico modificou o ambiente e provocou mutação nas bactérias.
e) As bactérias adaptaram-se ao meio com antibiótico.

6. Em uma localidade infestada por mosquitos, aplicou-se DDT durante vários meses seguidos.
Contagens periódicas da população desses insetos deram o seguinte gráfico:
Em que parte da curva é evidenciada a seleção dos indivíduos resistentes ao DDT ?
a) I
b) II
c) III
d) IV
e) V

7. Assinale a alternativa correta:

a) A idéia de que os seres vivos sofreriam mudanças com o decorrer do tempo estava presente na
hipótese de Lamarck e de Darwin.
b) A descoberta de fósseis de animais, durante a viagem de Darwin no navio Beagle, quase arruinou a
teoria evolutiva desse cientista.
c) A moderna teoria da evolução, ao aceitar como fatores evolutivos a mutação e a recombinação
gênica, descarta o papel da seleção natural.
d) As diferenças fenotípicas entre indivíduos de uma mesma população refletem apenas as diferenças
genotípicas pois não sofrem a ação do meio ambiente.
e) O fenômeno de oscilação genética, que afeta a freqüência gênica de uma população, independe da
seleção natural.

8. (UFSC) A respeito da evolução dos seres vivos, é incorreto afirmar:

a) A seleção natural atua selecionando os caracteres determinados por genes dominantes.


b) Segundo Lamarck, os caracteres adquiridos por influência do meio podem ser herdados.
c) Seleção natural, mutações, imigrações, emigrações e oscilação genética são mecanismos que
conduzem à evolução.
d) Entre as evidências que comprovam a evolução dos seres vivos, podemos citar os fósseis, os órgãos
vestigiais e as estruturas homólogas.
e) Indivíduos da mesma espécie são aqueles capazes de se intercruzarem produzindo descendentes
férteis.

9. (UFMG) Famoso exemplo de evolução é o dos tentilhões, tipo de ave encontrado nas Ilhas
Galápagos por Darwin. Diferentes espécies de tentilhões habitam as diversas ilhas do arquipélago. A
principal diferença entre as espécies refere-se à forma do bico. Verificou-se que essa forma variou
conforme o tipo de alimento disponível em cada ilha. Acredita-se que todas as espécies de tentilhões
de Galápagos possuam um mesmo ancestral. Todas as afirmações seguintes constituem explicações
certas das etapas da evolução dos tentilhões, exceto uma:

a) A migração para ilhas diferentes determinou um isolamento geográfico.


b) Mutações diferentes ocorreram em cada ilha, determinadas pelo alimento disponível.
c) Em cada ilha, a seleção natural eliminou os mutantes não-adaptados.
d) Novas mutações foram se acumulando nas populações de cada ilha.
e) Os tentilhões de cada ilha tornaram-se tão diferentes que se estabeleceu isolamento reprodutivo.
10. (Acafe-SC) A teoria evolucionista, proposta por Darwin, foi enriquecida a partir de novos
conhecimentos científicos, dando origem à Teoria Sintética da Evolução. Segundo essa teoria, os
principais fatores evolucionistas são:

a) seleção natural, divisão celular e lei do uso e do desuso.


b) mutação genética, recombinação genética e seleção natural.
c) respiração celular divisão mitótica e recombinação gênica.
d) seleção artificial, divisão mitótica e crossing over.
e) transmissão das características adquiridas mutação gênica e divisão celular.

11. (Fuvest-SP) São mecanismos responsáveis pelo aumento da variabilidade genética dos
organismos:

a) a mutação, a seleção natural e a partenogênese.


b) a mutação, a autogamia e a recombinação gênica.
c) a mutação, a segregação independente dos cromossomos e a recombinação gênica.
d) a seleção natural, a segregação independente dos cromossomos e a autogamia.
e) a seleção natural, a recombinação gênica e a partenogênese.

12. (E Anhembi Morumbi-SP) A teoria sintética da evolução ou neodarwinismo:

a) foi formulada por Darwin.


b) foi formulada por Mendel.
c) foi formulada por Lamarck.
d) incorpora a idéia de seleção natural à luz da Genética.
e) interpreta a evolução à luz da teoria de herança dos caracteres adquiridos, de Lamarck.

13. (U. Gama Filho-RJ) Doenças "antigas", como a tuberculose e a pneumonia, estão em franco
ressurgimento. Segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), três milhões de pessoas
morrem a cada ano de tuberculose. (Revista Veja, 21/9/1994.)
A resistência de bactérias a antibióticos é justificada em uma das opções abaixo. Indique-a.

a) O uso indiscriminado de antibióticos provoca mutações nas bactérias.


b) Os antibióticos selecionam as bactérias resistentes.
c) Os antibióticos levam à formação de bactérias resistentes.
d) As bactérias se acostumam aos antibióticos.
e) As bactérias desenvolvem substâncias específicas contra os antibióticos.

14. (E E C. L. Belo Horizonte-MG) Um dos fatores evolutivos que tendem a aumentar a variabilidade
genética da população é a:

a) migração.
b) oscilação genética.
c) seleção natural.
d) mutação gênica.
e) adaptação darwiniana

15. (U. Ribeirão Preto-SP) Como resultado da evolução, as espécies tendem a ficar cada vez mais bem
adaptadas ao ambiente onde vivem. Essas adaptações constituem uma conseqüência automática de:

a) intensas mutações, rápidas e bruscas.


b) mutações no nível do material genético, acumuladas lenta e progressivamente.
c) influências estritas do ambiente, sem alteração do patrimônio genético da espécie.
d) maior intensidade do ritmo reprodutivo das espécies.
e) tipos diversos de alimentos.

16. (UEPA) "A ciência admite como verdadeiro o processo de evolução e considera responsáveis pela
mesma as mutações e a seleção natural".
O texto refere-se à teoria denominada:

a) mutacionismo.
b) darwinismo.
c) lamarckismo.
d) neodarwinismo.
e) fixismo.

17. (Fuvest-SP) Um estudante levantou algumas hipóteses para explicar por que em alguns rios de
caverna os peixes são cegos. Qual delas está de acordo com a teoria sintética da evolução?

a) No ambiente escuro das cavernas, os olhos se atrofiaram como conseqüência da falta de uso.
b) Os olhos, sem utilidade na escuridão das cavernas, se transformaram ao longo do tempo em órgãos
táteis.
c) No ambiente escuro das cavernas, os peixes cegos apresentaram vantagens adaptativas em relação
aos não cegos.
d) A falta de luz nas cavernas induziu mutação deletéria drástica, que levou à regressão dos olhos num
curto espaço de tempo.
e) A falta de luz nas cavernas induziu mutações sucessivas que ao longo de muitas gerações levaram à
regressão dos olhos.

18. (PUC-MG) "Quanto maior for a variabilidade genética de uma população, maior será a capacidade
dela se adaptar às adversidades do meio."

Essa afirmação e:

a) falsa, porque a variabilidade tem valor individual e não populacional.


b) verdadeira, pois maior variabilidade genética indica maior capacidade de resposta às mudanças
ambientais
c) falsa, porque é o meio que determinará no indivíduo as mudanças genéticas necessárias e
apropriadas ao momento.
d) verdadeira, porque corresponde aos preceitos elaborados por Lamarck na teoria de uso e desuso.
e) questionável, pois não há evidências seguras do real valor da variabilidade genética.

19. (U. Católica de Salvador-BA) Considere as afirmações:

I. O ambiente seleciona os organismos mais adaptados às suas condições.


II. As modificações sofridas pelos órgãos durante a vida do organismo são transmitidas aos
descendentes.
III. As fontes responsáveis pela grande variabilidade entre os indivíduos da mesma espécie são:
mutação e recombinação.
IV. Quanto mais um órgão é usado, mais ele se desenvolve.
O neodarwinismo aceita apenas:

a) I.
b) l e II
c) I e III.
d) II e IV.
e) III e IV.

20. (PUC-MG) Considere os seguintes itens:


I. Reprodução panmítica.
II. População pequena.
III. Ocorrência de seleção natural.
IV. Ausência de mutações.

São condições para que uma população não evolua:

a) I, II, III e IV.


b) I e IV apenas.
c) II e III apenas.
d) I e II apenas.
e) III e IV apenas.

21. (Unirio) O neodarwinismo admite como principais fatores evolutivos de uma espécie:

a) imutabilidade e herança dos caracteres adquiridos.


b) uso e desuso dos órgãos, seleção natural e herança dos caracteres adquiridos.
c) seleção natural, conservação da espécie e reprodução.
d) mutação, recombinação gênica e seleção natural.
e) adaptação, eliminação dos menos aptos, e uso e desuso dos órgãos.

22. (UFES) Um pesquisador, submetendo uma população de moscas a diferentes doses de raios X,
observou o seguinte resultado em relação ao número de mutações:

Dose de raios X Número de mutações


0 3
20 25
40 38
60 51
80 74
100 82

Qual dos gráficos abaixo representa melhor os resultados observados?


23. (UFF-RJ) Sabe-se que antibióticos muito úteis por ocasião de seu aparecimento perderam a
eficácia no tratamento das infecções. Também no laboratório linhagens de microorganismos sensíveis a
determinados antibióticos passam a se desenvolver, apesar da ação destes.

Assinale a interpretação correta para o aparecimento da resistência dos microorganismos aos


antibióticos:

a) 0 excesso de antibiótico causa quebras cromossômicas no organismo doente, diminuindo sua


resistência natural.
b) Os microorganismos sofrem mutações por ação do antibiótico e passam a se multiplicar mais
rapidamente.
c) Há seleção dos microorganismos resistentes ao antibiótico, que se multiplicam, enquanto os
suscetíveis morrem.
d) 0 excesso de antibiótico induz mutações no organismo doente, que se torna suscetível aos
microorganismos.
e) Os microorganismos vão se habituando à presença do antibiótico, à medida que entram em contato
com ele.

24. (FMU-SP) A teoria sintética (ou atual) da evolução admite que:

I. as alterações provocadas pelo ambiente nas características físicas de um organismo adulto são
transmitidas aos seus descendentes:
II. os indivíduos de uma mesma espécie são diferentes entre si.
III. a mutação é um fator evolutivo.

Observando as afirmativas acima, assinale:

a) se apenas I e II estiverem corretas


b) se apenas I e III estiverem corretas
c) se apenas II e III estiverem
d) se apenas I estiver correta
e) se apenas II estiver correta

25. (UnB) Todas as opções abaixo são pertinentes à moderna teoria da evolução, exceto:

a) Os organismos que se reproduzem assexuadamente são os que têm maior probabilidade de evoluir.
b) Em qualquer ambiente, os indivíduos com características para aumentar sua capacidade de
sobrevivência têm mais probabilidade de atingir a época de reprodução.
c) A adaptação uma característica ecológica, pois consiste na interação de um determinado organismo
a um determinado ambiente.
d) A evolução resulta de modificações numa população e não em apenas um indivíduo.

26. (Fuvest-SP) Observe as frases abaixo:

I. Os membros de uma população natural de uma mesma espécie se cruzam livremente.


II. Subespécies de uma mesma espécie são separadas por mecanismos de isolamento reprodutivo.
III. 0 isolamento geográfico de populações de uma mesma espécie pode levar à formação de novas
espécies.

Quais dessas afirmações estão corretas?

a) Apenas I. d) Apenas I e II.


b) Apenas II. e) Apenas II e III.
c) Apenas I e III.

Parte IV: Especiação

1. Numa região, modificações ambientais podem criar barreiras biogeográficas que isolam, por
exemplo, dois grupos de uma determinada população. Seria mesmo possível que, após algum
tempo, esses dois grupos originassem espécies diferentes, para cuja sobrevivência e
especiação concorreriam:

a) variabilidade genética e diferentes pressões ambientais.


b) capacidade de sofrer mutações para ajustamento às novas condições ambientais.
c) modificações do metabolismo e escolha do novo ambiente.
d) adaptações individuais ao novo ambiente e sua transmissão hereditária.
e) balanço gênico e convergência adaptativa.

2. (Vunesp) Especiação é um processo de formação de novas espécies. O mecanismo diretamente


responsável pela especiação é chamado:

a) hibridação.
b) isolamento reprodutivo.
c) esterilização.
d) recombinação gênica.
e) multiplicação celular.

3. (F. de Ciências Agrárias do Pará-PA) Sobre a especiação, podemos afirmar que:

a) é o fenômeno pelo qual espécies distintas originam-se de uma única espécie ancestral.
b) é um tipo de adaptação convergente.
c) são diferenças entre populações chamadas de variação em grupo.
d) são diferenças entre indivíduos de uma única população chamadas de variação individual.
e) é um tipo de variação estacional em animais.

4. (PUC-MG) Considere a seqüência abaixo:

População original ® separação ® duas populações evoluindo independentemente ® populações


morfologicamente distintas ® populações voltando a viver juntas ® populações se cruzando e
originando descendentes férteis
É correto concluir que as duas populações, formadas a partir de um único estoque, são:

a) espécies distintas, porém ainda se cruzam.


b) da mesma espécie, possuindo idêntico conjunto genotípico.
c) espécies distintas, mas com o mesmo tipo de genes sexuais.
d) exemplo típico de um processo evolutivo de convergência adaptativa.
e) exemplo de um processo inicial de especiação, mas que não ocorreu.

5. (Cesgranrio) Encontram-se abaixo etapas de um processo de especiação.

I. Quando a temperatura da região se eleva, duas populações se isolam nas encostas de montanhas
diferentes.
II. Uma espécie de pássaro, adaptada ao frio, habita todo um vale.
III. As diferenças genéticas acumuladas durante o período de isolamento não permitem que os
membros das duas populações se cruzem.
IV. Após milhares de anos, a temperatura volta a baixar e as duas populações espalham-se pelo vale.
A seqüência lógica dessas etapas é:

a) I, II, III, IV.


b) II, I, III, IV
c) II, I, IV, III
d) II, III, IV, I
e) IV, III, II, I.

6. (U. Caxias do Sul-RS) Ao fenômeno de formação de espécies novas, a partir de uma população
ancestral, originadas pelo estabelecimento de um isolamento geográfico que permitiu a ocorrência de
mutações dando lugar a raças geográficas distintas, dá-se o nome de:

a) adaptação.
b) seleção natural.
c) especiação.
d) isolamento reprodutivo.
e) recombinação gênica.

7. (Cesgranrio) Analise as afirmativas a seguir, a respeito das mutações.

I. Sempre que o ambiente se torna desfavorável, o ser vivo reage sofrendo uma mutação gênica.
II. As mutações transmitidas às gerações futuras são aquelas que ocorrem em células germinativas.
III. As mutações ocorridas em células somáticas são de grande valor adaptativo para a perpetuação da
espécie.

Está(ão) correta(s):

a) I apenas.
b) II apenas.
c) III apenas.
d) I e II apenas.
e) II e III apenas.

8. (Unifor-CE) Considere a seguinte situação:


"Os indivíduos de uma população foram isolados, por uma barreira geográfica, em dois grupos (A e B);
após um longo espaço de tempo, a barreira desaparece e os dois grupos voltam a viver numa área
comum, porém os cruzamentos entre eles não são mais possíveis".
Com base nesses dados, é possível inferir que:

a) haverá extinção de A e B.
b) ocorrerá aumento de A e diminuição de B.
c) haverá aumento de B e diminuição de A.
d) as diferenças acumuladas em A e B desaparecerão.
e) A e B poderão ser consideradas espécies diferentes.

9. (Unifor-CE) Considere o seguinte relato:


Uma população do continente coloniza duas ilhas.

A adaptação aos diferentes ambientes das ilhas leva à diferenciação das populações A e B.

Se as populações entrarem em contato, elas não poderão mais intercruzar.

Esse relato descreve uma situação de:

a) heterose.
b) especiação.
c) competição.
d) convergência adaptativa.
e) recombinação genética.

10. (U. Estácio de Sá-RJ) O isolamento reprodutivo entre duas populações vizinhas da mesma espécie
pode provocar a especiação, uma vez que:

a) as populações possuem habitats distintos, sem haver, porém, isolamento geográfico.


b) a taxa de mutações adaptativas se altera.
c) interrompe o intercâmbio genético entre elas.
d) estimula o surgimento de novas subespécies nessas populações.
e) há um decréscimo na taxa de mutações em cada população.

11. (Unifor-CE) Um modelo de especiação pressupõe a ocorrência de:


I. diversificação gênica;
II. isolamento reprodutivo;
III. isolamento geográfico.
Até surgir uma nova espécie, a seqüência mais provável dessas etapas é:

a) I–II–III.
b) I–III–II
c) II–I–III
d) III–I–II
e) III–II–I

12. (UFPR) Segundo a moderna genética de populações humanas, qual é a mais realista das
definições de raças?

a) São populações caracterizadas por marcantes diferenças fenotípicas.


b) São populações que diferem entre si relativamente às freqüências de traços hereditários.
c) São conjuntos de indivíduos homozigotos relativamente a alelos condicionadores de características
fenotípicas marcantes.
d) São populações que ocupam diferentes áreas geográficas.
e) São agrupamentos geneticamente diferentes e que se encontram isolados de outros agrupamentos
pertencentes à mesma espécie.

13. (UFPA) Na borda norte e na borda sul do Grand Canyon habitam duas populações de esquilos com
diferenças morfológicas marcantes que, em condições naturais, sem as barreiras geográficas, não são
capazes de se intercruzarem. As duas populações constituem ______________ diferentes, devido
principalmente a (ao) _________________

a) raças - isolamento reprodutivo


b) espécies - isolamento reprodutivo
c) raças - isolamento geográfico
d) espécies - isolamento geográfico
e) raças - diferenças morfológicas.

Parte V: Evidências da Evolução

1. (UECE) Constitui-se de fatos que, biologicamente, são conhecidos como evidências da evolução:

a) a segunda lei de Mendel.


b) a embriologia comparada.
c) a lei do uso e do desuso de Lamarck.
d) a primeira lei de Mendel.

2. (UC-PR) A mão humana e a pata anterior do cavalo, do ponto de vista embriológico e funcional, são
estruturas anatômicas:

a) filogeneticamente distintas.
b) homoplásticas.
c) convergentes.
d) análogas.
e) homólogas.

3. (FATEC-SP) Os estudos de processos de evolução dos seres vivos revelaram a existência de


estruturas homólogas e análogas.
Assinale a alternativa correta sobre essas estruturas:
a) Duas ou mais estruturas são consideradas homólogas quando apresentam funções diferentes, mas
as mesmas origens.
b) Duas ou mais estruturas são consideradas análogas quando apresentam origens e funções
diferentes.
c) Duas ou mais estruturas são consideradas homólogas quando apresentam funções íguais, mas
origens diferentes.
d) Duas ou mais estruturas são consideradas análogas quando apresentam funções e origens iguais.
e) Duas ou mais estruturas são consideradas homólogas quando apresentam funções e origens iguais.

4. (UFES) Com relação à evolução, observe as afirmativas abaixo:

I- Fósseis são restos ou impressões deixadas por seres que habitaram a Terra no passado e
constituem provas de que nosso planeta foi habitado por seres diferentes dos que existem atualmente.
II- A explicação mais lógica para as semelhanças estruturais entre seres vivos com aspectos e
modos de vida diferentes é que eles descendem de um mesmo ancestral.
III- A semelhança entre as proteínas de diferentes seres vivos pode ser explicada admitindo-se
que esses seres tenham tido um ancestral comum.
IV- A teoria que admite que as espécies não se alteram no decorrer dos tempos denomina-se
fixismo.
Assinale:

a) se apenas I, II e III estiverem corretas.


b) se apenas II, III e IV estiverem corretas.
c) se apenas I, IIl e IV estiverem corretas.
d) se todas estiverem corretas;
e) se todas estiverem incorretas.

5. (UFGO) Comparando as figuras abaixo podemos afirmar que são órgãos análogos:

a) 3 e 4. d) 1 e 2.
b) 2 e 3. e) 1 e 4.
c) 2 e 4.

6. (UNICAMP) Com respeito aos termos homologia e analogia não podemos afirmar que:
a) as asas da aves são análogas e homólogas às asas dos morcegos.
b) chamam-se órgãos análogos aqueles que, nos diferentes grupos animais, desempenham a mesma
função.
c) chamam-se órgãos homólogos aqueles que, nos diferentes grupos animais, têm a mesma origem
embrionária.
d) as nadadeiras das baleias, as asas dos morcegos, as patas dos vertebrados quadrúpedes e os
membros superiores do homem são órgãos homólogos.
e) as asas dos morcegos, as asas das aves e as asas dos insetos são órgãos homólogos.

7. (UFU-MG) Quando a semelhança entre estruturas animais não é sinal de parentesco, mas
conseguida pela ação da seleção natural sobre espécies de origens diferentes, fala-se em:
a) convergência adaptativa.
b) isolamento reprodutivo.
c) irradiação adaptativa.
d) isolamento geográfco.
e) alopatria.

8. (CESGRANRIO-RJ) Os esquemas abaixo representam três animais pertencentes a Classes


diferentes, que sofreram transformações semelhantes para se adaptarem à vida aquática. Este é um
ótimo exemplo de:

a) irradiação adaptativa.
b) especiação.
c) evolução convergente.
d) raciação.
e) isoIamento reprodutivo.

9. (FATEC-SP) Observe o esquema:


Podemos afirmar que:

a) I e II são órgãos homólogos.


b) II e III são órgãos análogos.
c) I e III são órgãos homólogos.
d) II e III são órgãos homólogos.
e) I, II e III apresentam a mesma origem embrionária

10. Os geneticistas conseguiram extrair o DNA de partes de osso que não estavam fossilizadas de um
homem de Neanderthal, morto há mais de 30 mil anos. Comparando este DNA com o de um homem
moderno eles concluiram que nós não somos descendentes do Neanderthal e sim que ele é um parente
próximo; ou seja, temos um ascendente em comum.
Isso é um tipo de prova

a) anatômica
b) comparativa
c) paleontológica
d) embriológica
e) bioquímica

11. Com referência à analogia que se verifica entre certas estruturas orgânicas, como, por exemplo, a
asa de um inseto e a de uma ave, podemos afirmar que essa analogia:

a) indica claramente relações evolutivas entre os dois seres, conseqüentes de adaptações às mesmas
condições ambientais.
b) indica relações evolutivas, porém não resultantes de influência ambiental
c) não indica relações evolutivas entre dois seres, nem é resultante de condições ambientais
semelhantes.
d) não indica relações evolutivas; são estruturas que evoluíram independentemente e resultaram de
adaptações funcionais às mesmas condições ambientais.
e) indica relações evolutivas, conseqüentes de um mesmo conteúdo gênico.

12. (Cesgranrio) Quanto aos órgãos análogos, podemos afirmar que:

a) podem ser exemplificados pelas nadadeiras peitorais da baleia e pelo braço humano, apesar do seu
aspecto diverso.
b) são perfeitamente exemplificados pelas asas da borboleta e pelas do passarinho.
c) são uma prova bioquímica da evolução.
d) são uma prova embriológica da evolução.
e) possuem a mesma formação embriológica.

13. (Unirio) O braço humano, a asa de uma ave, a nadadeira de uma baleia são estruturas encontradas
em animais de espécies diferentes, mostrando aspectos diversos e funções distintas. Podemos afirmar
que os órgãos em questão:

a) são homólogos, possuem a mesma origem embrionária e encerram a mesma anatomia interna.
b) são homólogos, possuem a mesma origem embrionária e encerram anatomia interna distinta.
c) são homólogos, possuem origem embrionária distinta e encerram a mesma anatomia interna.
d) são análogos, possuem a mesma origem embrionária e encerram anatomia interna distinta.
e) são análogos, possuem origem embrionária distinta e encerram a mesma anatomia interna.

Parte VI: Genética de Populações

1. (FCMSC-SP) Em certo tipo de inseto, o gene que determina a cor escura é dominante em relação ao
que determina cor clara. Cinqüenta casais de animais heterozigotos para esse gene foram libertados
num deserto. Depois de alguns anos, encontrou-se uma população na qual a proporção de indivíduos
era de 3 claros para 1 escuro. Pelos resultados, é possível concluir que houve:

a) mutação.
b) imigração.
c) dominância.
d) seleção natural.
e) transmissão de caracteres adquiridos.

2. (Fuvest-SP) A freqüência de indivíduos afetados por uma anomalia genética autossômica recessiva,
em uma dada população, era 0,16. Constatou-se a diminuição dessa freqüência após:

a) a morte de 5% da população total por falta de alimento.


b) a imigração de muitos indivíduos homozigóticos dominantes.
c) o nascimento de 48 indivíduos afetados entre 300 nascidos.
d) o casamento preferencial de indivíduos heterozigóticos.
e) o crescimento da população devido à diminuição da predação.

3. (U. Católica de Pelotas-RS) Numa população de 3 mil pessoas, onde o gene para o albinismo está
presente numa freqüência de 0,2, espera-se que haja:

a) 40 indivíduos albinos.
b) 120 indivíduos albinos.
c) 960 indivíduos normais.
d) 1.200 indivíduos albinos.
e) 1.920 indivíduos normais.

4. (Cesgranrio) Sabendo-se que a freqüência de um gene recessivo a, numa população, é 0,1, as


freqüências genotípicas esperadas para essa população, se estiver em equilíbrio, serão:

AA Aa aa
a) 0,9 0,09 0,01
b) 0,81 0,18 0,01
c) 0,81 0,09 0,1
d) 0,72 0,18 0,1
e) 0,25 0,50 0,25

5. (UFSE) Em uma população em equilíbrio de Hardy-Weinberg, 64% dos indivíduos são AA, 32% são
Aa e 4% são aa. Qual é a freqüência do gene A, nessa população?

a) 0,04
b) 0,20
c) 0,32
d) 0,64
e) 0,80

6. (PUC-SP) A anemia falciforme é uma doença hereditária. As vítimas dessa doença em heterozigose
são mais resistentes à malária do que as pessoas normais. Face a esta situação nas regiões onde a
malária é endêmica a freqüência do gene responsável por este tipo de anemia:

a) oscila muito de uma geração para outra.


b) é igual a 1 (100%).
c) permanece inalterada nas populações.
d) tende a diminuir de uma geração para outra.
e) é maior do que nas regiões onde não há malária.

7. (PUC-SP) Uma população que está em equilíbrio de Hardy-Weinberg é constituída por 2 000
indivíduos. Sabe-se que 320 deles têm uma certa anomalia, determinada por um gene autossômico
recessivo Entre os indivíduos normais dessa população, qual o número esperado de Portadores do
gene recessivo?

a) 960. d) 320
b) 480. e) 240.
c) 420.
8. (CESESP-PE) A freqüência de um gene para um dado caráter dominante numa população em
equilíbrio é 0,20. A freqüência de heterozigotos será:'

a) 0,04. d) 0,64.
b) 0.20. e) 0,80.
c) 0,32.

9. (UFMG) A condição correta para que o equilíbrio de Hardy-Weinberg se verifique é:

a) A população considerada deve ser bastante pequena.


b) As migrações devem estar ocorrendo na população.
c) As mutações devem estar ocorrendo na população.
d) Os genes alelos devem estar sujeitos a seleção natural.
e) Os cruzamentos devem ocorrer de maneira casual.

10. (UFCE-modificada) Assinale as alternativas corretas para que o equilíbrio de Hardy-Weinberg se


verifique'

I- É necessário que ocorram migrações na população.


II- A população deve ser bastante grande para que se verifiquem as proporções estatísticas.
III- Os portadores de genes dominantes ou recessivos devem ter as mesmas chances de sobrevivência.
IV- É necessário que ocorram mutações na população.
V- A população deve apresentar reprodução sexuada e não deve haver preferências por Indivíduos nos
cruzamentos sexuais.

As corretas são:

a) I, II, III d) II, III, V


b) I, III, IV e) I, II, IV
c) II, III, IV

11. (UECE) A freqüência de um gene recessivo a, numa população panmítica. é 0,30 e a


freqüência de seu alelo dominante A é 0,70. A freqüência de indivíduos heterozigotos nesta
população, de acordo com o equilíbrio de Hardy-Weinberg é:

a) 0,49 d) 0,50
b) 0,09 e) 0,25
c) 0,42

Parte VII: Origem da Vida

1. Os primeiros seres surgidos na Terra, pela Teoria de Oparin, teriam sido:

a) Heterótrofos e anaeróbios
b) Heterótrofos e aeróbios
c) Autótrofos e anaeróbios
d) Autótrofos e aeróbios
e) Autótrofos quimiossintetizantes e anaeróbios

2. (CESGRANRIO-RJ) Em 1953, com um aparelho bem engenhoso, o pesquisador Stanley Miller


acrescentou um elemento a mais para a compreensão da origem da vida. Reproduzindo as condições
ambientais primitivas no seu aparelho, conseguiu obter aminoácidos sem a participação de seres vivos,
tendo usado para isso apenas:
a) ADN, ATP, acetil-coenzima A e metano.
b) ADN, ATP, oxigênio, luz e calor.
c) água, nitrogênio, carbono e faíscas elétricas.
d) metano, água, NH3, H2 e descargas elétricas.
e) água, glicose, amônia e radiação luminosa.

3. (CESGRANRIO-RJ) Uma das hipóteses sobre a origem da vida na Terra presume que a forma mais
primitiva de vida se desenvolveu lentamente, a partir de substância inanimada, em um ambiente
complexo, originando um ser extremamente simples, incapaz de fabricar seu alimento. Esta hipótese é
modernamente conhecida como:

a) Geração espontânea
b) heterotrófica
c) autotrófica
d) epigênese
e) pangênese

4. (UFRS) O desenho a seguir representa, de forma esquemática, o aparelho que Miller usou em suas
experiências, em 1953, para testar a produção de aminoácidos a partir de uma mistura de metano,
hidrogênio, amônia e água, submetida a descargas elétricas.

Abaixo são feitas quatro afirmações:

I — Com essa experiência, Miller demonstrou que havia produção de aminoácidos em condições
semelhantes às que havia na atmosfera primitiva da Terra.

II — Como a circulação do material por dentro do aparelho está completamente isolada do meio
externo, não houve possibilidade alguma de contaminação com outras substâncias.

III — As substâncias resultantes das reações químicas acumularam-se em C e D.

IV — Com essa experiência, Miller também descobriu a composição química da atmosfera primitiva da
Terra.

São corretas as afirmações:

a) I e II. d) I e III.
b) II e IV. e) II e III.
c) III e IV.
5. Há pouco mais de vinte anos, Miller e Urey demonstraram ser possível obter-se aminoácido a partir
de amônia, metano, hidrogênio e vapor-d'água expostos a descargas elétricas, como supunha Oparin.
Considerando-se amônia = A e aminoácido = B, qual dos gráficos representa melhor a variação na
concentração de ambos em função do tempo?

6. Segundo a mais aceita hipótese sobre a origem da vida, a seguinte seqüência de acontecimentos
pode ter levado à formação de coacervados e material protenóide:
a) Formação de compostos orgânicos, formação de coacervado, simples fermentações, atmosfera
primitiva, fotossíntese e respiração, controle pelo ácido nucleico.
b) Atmosfera primitiva, formação de compostos orgânicos, formação de coacervado, controle pelo ácido
nucleico, simples fermentação, fotossíntese e respiração.
c) Controle pelo ácido nucleico; fotossíntese e respiração, atmosfera primitiva, simples fermentação,
formação de coacervado, formação de compostos orgânicos.
d) Fotossíntese e respiração, controle pelo ácido nucleico, simples fermentações, formação de
coacervado, formação de compostos orgânicos, atmosfera primitiva.
e) Atmosfera primitiva, formação de compostos orgânicos, controle pelo ácido nucleico, formação de
coacervado, simples fermentação, respiração e fotossíntese.
GABARITO

Parte I – Lamarckismo e
Darwinismo
1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
A D C B C E C D A D
11- 12- 13- 14- 15- 16- 17- 18- 19- 20-
A A E B E D B E E D
21- 22- 23- 24- 25- 26- 27- 28- 29- 30-
C B C E B E B B E B
31- 32- 33-
D C E

Parte II - Mutações
1- D 2- E 3- D 4- C 5- B 6- C 7- A

Parte III – Neo-


Darwinismo
1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
A A C B C B A A B B
11- 12- 13- 14- 15- 16- 17- 18- 19- 20-
C D B D B D C B C B
21- 22- 23- 24- 25- 26-
D C C C A C

Parte IV – Especiação
1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
A D A E C C E E B C
11- 12- 13-
B E B

Parte V – Evidências da
Evolução
1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
B E A D D C A C E E
11- 12- 13-
D B B

Parte VI – Genética de
Populações
1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 10-
D C B B E E A C E D
11-
C

Parte VII – Origem da


Vida
1- 2- 3- 4- 5- 6-
A D B E D B
Questão 01 –
“É reconhecido que alguns meteoritos exibem uma composição de aminoácidos e de outros
compostos orgânicos muito semelhantes aos encontrados no gelo amorfo dos experimentos
descritos no texto”. Uma hipótese bem construída nos permite afirmar poeticamente que somos
filhos das estrelas. (Ciência Hoje, 2005, p.17)
Com base em conhecimentos sobre a origem da vida, análises das informações contextualizadas
permitem inferir que:

A - a constituição do Universo expressa uma grande diversidade química molecular que se evidencia a
partir da variedade da composição da matéria interestelar;
B - a evolução da vida é uma prerrogativa e exclusividade do planeta Terra;
C - os fatores físico-químicos que estabeleceram condições ambientais propícias à evolução da vida
terrestre poderiam ter surgido em outros pontos do Universo;
D - a presença de biomoléculas como aminoácidos, por si só, permitia a suposição de que sistemas
incipientes fotossintetizantes poderiam emergir como manifestação mais precoce de vida terrestre.
E - a ausência de oxigênio molecular na composição da matéria estelar retardou a origem da vida para
o momento em que se estabeleceu a atmosfera oxidante.

Questão 02 –
Os primeiros organismos vivos eram estruturalmente muito simples e é de se supor que as
reações químicas em suas células também o fossem. Eles viviam em um ambiente aquático, rico
em substâncias nutritivas, mas não havia oxigênio na atmosfera, nem dissolvido nas águas dos
mares. Nessas condições, é possível supor que, tendo alimento abundante ao seu redor, esses
primeiros seres vivos teriam utilizado esse alimento como fonte de energia e matéria prima.
(Adaptado de Lopes, Volume 1).

Na narrativa apresentada, constata-se que:


I. Os seres são heterotróficos e pela fermentação degradam a glicose em etanol e gás carbônico.
II. A via metabólica mais simples para os seres em questão degradarem o alimento é a fermentação.
III. Os seres são autotróficos e pela fermentação degradam a glicose em gás carbônico e água.
Assinale a alternativa correta:
A - apenas I
B - apenas II
C - apenas III
D - apenas I e II
E - apenas I e III

Questão 03 –
Em estudos relacionados à origem da vida, em 1953, o bioquímico Stanley Miller realizou um
experimento em que, simulando tempestades da atmosfera primitiva, submeteu a descargas elétricas a
mistura gasosa de metano, amônia e hidrogênio. Essa mistura, com supostos gases constituintes da
primitiva atmosfera terrestre, estava contida em um balão de vidro em que circulava continuamente
vapor-d’água. Analisando o conteúdo do balão, depois de alguns dias, constatou a presença de uma
grande diversidade de compostos orgânicos simples, entre os quais diferentes aminoácidos. Embora
atualmente seja questionado o modelo da atmosfera primitiva em que Miller apoiou os trabalhos, o
resultado desse experimento foi decisivo na evolução do pensamento científico, porque:
A - consolidou os princípios da teoria celular;
B - demonstrou a formação abiótica de biopolímeros;
C - permitiu a confirmação da natureza química molecular dos gases da atmosfera primitiva;
D – provou a origem da vida como um fenômeno químico;
E - excluiu a participação das descargas elétricas no contexto ambiental, que propiciou a evolução
química pré-biótica.
Questão 04 –
Considere as frases a seguir:
a) “Afinal, o que é o homem dentro da natureza? [...] é-lhe impossível ver o nada de onde
saiu o infinito que o envolve. [...] O autor destas maravilhas conhece-as; e ninguém mais.”
(Blaise Pascal).
b) “A antiga aliança rompeu-se. O homem sabe, finalmente, que está só na imensidade
indiferente do universo, donde emergiu por acaso. Nem o seu destino nem o seu dever estão
escritos em parte alguma.” (Jacques Monod).
c)“[...] a vida foi aqui lançada com microrganismos que teriam vindo nalguma forma de nave
espacial enviada por uma civilização superior.” (Francis Crick).
Assinale a alternativa que indica, corretamente, as frases que expressam, respectivamente, as posições
em defesa de: criacionismo, panspermia e evolucionismo.
A - A, B, C
B - A, C, B
C - B, A, C
D - B, C, A
E - C, A, B

Questão 05 –
Sobre as hipóteses ou teorias para explicar a origem dos seres vivos, a alternativa correta é:

A - Pela hipótese heterotrófica, os primeiros organismos que surgiram eram heterotróficos e aeróbios;
utilizavam processos respiratórios para a obtenção de energia.
B - Segundo a teoria da geração espontânea ou abiogênese, os seres vivos originam-se da matéria
bruta.
C - A partir dos experimentos de Pasteur, a teoria da geração espontânea ou abiogênese passou a ter
preferência nos meios científicos.
D - A hipótese da evolução gradual dos sistemas químicos sugere a formação de moléculas orgânicas
simples a partir de moléculas complexas.
E - Atualmente, está abolida a hipótese de surgimento de compostos orgânicos a partir de compostos
inorgânicos como metano, amônia, vapor d’água.

Questão 06 –
Na hipótese heterotrófica de origem dos seres vivos, o processo metabólico de obtenção de energia é
a:

A - fermentação;
B - quimiossíntese;
C - fotossíntese;
D - respiração aeróbia.

Questão 07 –
A hipótese da evolução gradual dos sistemas químicos foi testada pela primeira vez pelo químico
americano Stanley L. Müller em 1953. Müller construiu um aparelho que simulava as condições da Terra
primitiva e introduziu nele os componentes que provavelmente constituíam a atmosfera naquela época.
(Lopes, Sônia. Bio. São Paulo: Saraiva. 2000. p. 19.)

Os elementos utilizados no experimento de Müller foram:

A - Amônia, hidrogênio, metano e vapor-d’água;


B - Nitrito, nitrogênio, metano e vapor-d’água;
C - Nitrato, amônia, dióxido de carbono e vapor-d’água;
D - Amônia, hidrogênio, butano e vapor-d’água.
E - Amônia, nitrogênio, metano e vapor-d’água.
Questão 08 –

Segundo a Teoria de Oparin, a vida na Terra poderia ter sido originada a partir de substâncias orgânicas
formadas pela combinação de moléculas, como metano, amônia, hidrogênio e vapor-d’água, que
compunham a atmosfera primitiva da Terra. A esse processo seguiram-se a síntese protéica nos mares
primitivos, a formação dos coacervados e o surgimento das primeiras células. Considerando os
processos de formação e as formas de utilização dos gases oxigênio e dióxido de carbono, a seqüência
mais provável dos primeiros primeiros seres vivos na Terra foi:

A - autotróficos, heterotróficos anaeróbicos e heterotróficos aeróbicos;


B - heterotróficos anaeróbicos, heterotróficos aeróbicos e autotróficos;
C - autotróficos, heterotróficos aeróbicos e heterotróficos anaeróbicos;
D - heterotróficos anaeróbicos, autotróficos e heterotróficos aeróbicos;
E - heterotróficos aeróbicos, autotróficos e heterotróficos anaeróbicos.

Questão 09 –
Durante os primeiros bilhões de anos de existência da vida, os seres procariontes evoluiram
desenvolveram processos bioquímicos fundamentais, tais como mecanismos de duplicação do material
hereditário, síntese de proteínas, obtenção de energia e outros. Em relação à evolução dos processos
de obtenção de energia, é lógico se pensar que:

I. a presença de oxigênio na atmosfera permitiu que uma linhagem de seres procariontes


desenvolvesse um mecanismo de obtenção de energia – a respiração aeróbica;
II. a linhagem de seres procariontes desenvolveu um processo de fabricação de substâncias orgânicas
que usa a luz solar como fonte de energia – a fotossíntese;
III. a fermentação é um processo de obtenção de energia bastante simples e os primeiros seres vivos
deviam utilizá-lo, por ser um processo anaeróbico;
IV. durante o processo da fotossíntese, ocorre degradação de moléculas de água, com liberação de
energia e de oxigênio para a atmosfera.
Aponte a alternativa que apresenta a seqüência correta da evolução dos processos:

A - I – II – III – IV
B - II – IV – III – I
C - II – III – IV – I
D - III – I – II – IV
E - III – II – IV – I
Questão 10 –
Na figura abaixo, temos representado um aparelho projetado por Stanley Miller, no início da década de
50. Por esse aparelho circulavam metano, amônia, vapor de água e hidrogênio e, através de energia
fornecida por descarga elétrica, produtos de reações químicas como aminoácidos, carboidratos e
ácidos graxos eram coletados no alçapão.

Através desse experimento, Miller testou a hipótese de que, na atmosfera primitiva, pela ação de raios:
A - compostos orgânicos puderam se formar a partir de moléculas simples;
B - compostos inorgânicos puderam se formar a partir de moléculas orgânicas;
C - compostos inorgânicos e orgânicos puderam originar os primeiros seres vivos;
D - macromoléculas puderam se formar a partir de moléculas orgânicas simples;
E - coacervados puderam se formar a partir de moléculas inorgânicas.

Questão 11 –
I. Aumento gradativo da concentração de O2 na atmosfera.
II. Aparecimento dos organismos heterótrofos.
III. Surgimento de organismos com capacidade de utilizar energia luminosa.
A ordem em que esses eventos ocorreram mais aceita na atualidade está contida na alternativa

A - I – II – III
B - I – III – II
C - II – I – III
D - II – III – I
E - III – II – I
GABARITO - 01- C; 02 – D; 03 – B; 04 – B; 05- B; 06 – A; 07- A; 08 – D; 09 – E; 10 – A; 11 – D;
1) (CEFET-2003) Sobre o fenômeno de especiação e seus mecanismos afirma-se que:

I- O surgimento de novas espécies está condicionado ao isolamento geográfico.


II- A diversidade gênica é fator indispensável, podendo ser conseqüência tanto das mutações
quanto da seleção natural.
III- O isolamento reprodutivo é um indicador de que diferentes espécies foram formadas.
IV- A irradiação adaptativa é um fator essencial na especiação, ocorrendo a partir de várias espécies
afins.Estão corretas apenas as afirmativas:

A) I e III B) I e IV C) II e III D) II e IV

RESPOSTA - A

2) (CEFET-2003) Leia atentamente a frase abaixo.


“ As espécies teriam evoluído em conseqüência de alterações estruturais ocorridas em seus órgãos
promovidas pelo uso e desuso.”
Esta frase, sobre a teoria da evolução é de autoria de:
A) Charles Darwin
B) Aleksander Oparin
C) Stanley Miller
D) Lamarck

RESPOSTA - D

3) Leia o texto e responda. “ A capacidade de errar ligeiramente é a verdadeira maravilha do DNA.


Sem esse atributo especial, seríamos ainda bactérias... (Lewis Thomas. A medusa e a lesma. Rio de
Janeiro. Nova Fronteira.1979 p.36) A capacidade DNA de errar legeiramente permite ao ser vivo:

A) evoluir B) reproduzir C) crescer D) metabolizar

RESPOSTA - A

4) (UFMG) Sabe-se que a origem das espécies resultou de uma interação de fatores evolutivos.
É CORRETO afirmar que, entre esses fatores, NÃO se inclui a:

A) seleção B) auto-fecundação C) mutação D) migração


RESPOSTA - B

10) (UFMG) Pesquisando algumas cavernas em Minas Gerais, biólogos observaram que a freqüência
de peixes cegos (mutantes) era muito maior dentro que fora delas. Esse fato explica-se,
provavelmente, porque:

A) as mutações para a cegueira ocorrem com maior freqüência no interior das cavernas.
B) os peixes cegos são mais predados fora das cavernas que no interior delas.
C) os peixes mutantes perderam a capacidade de enxergar por viverem no escuro.
D) os peixes não-mutantes morrem mais freqüentemente no interior das cavernas.

RESPOSTA - B
11) (CFO – 2002) A “ararinha azul” está praticamente extinta da fauna brasileira porque segundo a
Teoria da Evolução, ela não conseguiu:

A) Modificar suas características para adaptar-se ao meio ambiente, segundo Lamarck.


B) Fugir da caça e do comércio, os quais foram muito maiores do que sua capacidade de reprodução
e permanência no meio.
C) Desenvolver capacidade de mudar de cor de suas penas durante sua trajetória de vida.
D) Usar o mimetismo para a sua defesa em relação aos predadores naturais e hostilidade do meio.

RESPOSTA - B

12) Uma característica adaptativa de um animal ou planta é aquela que lhe possibilita

A) alimentar-se e sobreviver em qualquer ambiente


A) apresentar agilidade para se defender de certos predadores
B) criar diferentes funções no corpo
C) viver e reproduzir-se num dado ambiente

RESPOSTA - D

13) (UEMG – 2005) Sabe-se que na evolução dos vertebrados houve uma transição para o ambiente
terrestre. “Alguns peixes ousados começam a deslizar para fora da água buscando alimento ou
glória. Os que sobreviveram foram os mais aptos para retornar.” Pode-se dizer que na transição só
não houve:

A) seleção de indivíduos tetrápodes


B) seleção de circulação dupla
C) seleção de respiração cutânea
D) seleção do âmnion

RESPOSTA - D

14)(UFMG-2004) Observe esta representação de parte de uma árvore evolutiva:

Com base nessa representação, é INCORRETO afirmar que:

A) a enguia, o tritão, o lagarto e a cobra possuem ancestral comum.


B) a especiação dos lagartos foi anterior à do tritão.
C) as cobras são mais aparentadas com os lagartos que com as enguias.
D) parentes distantes, nessa árvore, podem apresentar semelhanças fenotípicas.

RESPOSTA - B
15) (UFMG-2005) Observe estas figuras:

Sabe-se que a origem das espécies resultou de uma interação de fatores evolutivos. É CORRETO
afirmar que, entre esses fatores, NÃO se inclui a:
A) seleção. B) auto-fecundação. C) mutação. D) migração.

RESPOSTA - B

16) (UFMG-2005) Analise estas figuras, em que está representada a evolução de seres eucariotas
oriundos da endossimbiose com bactérias:

A partir dessa análise, é INCORRETO afirmar que estratégias de endossimbiose resultaram em:

A) produção do próprio alimento.


B) obtenção de energia nos processos respiratórios.
C) transmissão das organelas ao longo das gerações.
D) difusão de moléculas pela membrana.

RESPOSTA - D
2 PUC-RJ" 2002 A capacidade de errar ligeiramente é a verdadeira maravilha do DNA. Sem esse
atributo especial, seríamos ainda bactéria anaeróbia, e a música não existiria (...). Errar é humano,
dizemos, mas a idéia não nos agrada muito, e é mais difícil ainda aceitar o fato de que errar é também
biológico" (Lewis Thomas. A medusa e a lesma, ed. Nova Fronteira, RJ, 1979). Esse texto refere-se a
uma característica dos seres vivos. É ela:
(A) seleção natural.
(B) reprodução.
(C) excitabilidade.
(D) excreção.
(E) mutação.

Resposta
(E) mutação
Assunto: evolução
A evolução dos seres vivos foi resultado de dois fatores preponderantemente: as mutações, erros ou
mudanças na leitura do código genético e fatores de seleção natural, que favoreceriam às mudanças
que proporcionassem aos indivíduos, com a mutação, vantagens adaptativas ou que não provocassem
mudanças letais aos filhos que deles fossem originados.

UNIRIO) O citocromo C é uma proteína respiratória que se encontra em todos os organismos aeróbios. A molécula desta
proteína existe em todas as espécies com a mesma função, sendo constituída por 104 aminoácidos. No decurso da
evolução, as mutações mudaram os aminoácidos em certas posições da proteína, mas o citocromo C de todas as espécies
tem proteína, incontestavelmente estrutura e função semelhantes, tornando-se, para o evolucionismo, uma evidência de
ordem:
a) paleontológica.
b) embriológica.
c) citológica.
d) anatômica.
e) bioquímica.

EXERCÍCIOS DE EVIDÊNCIA DA EVOLUÇÃO (1- 15)


01) (UFV-JULHO/2007) Dentre as afirmativas seguintes, assinale a que NÃO corresponde a uma evidência que apóie a
Teoria de Evolução das espécies:
a) Estudos de anatomia comparada mostram que as semelhanças internas entre seres de espécies diferentes são
resultantes de irradiação adaptativa.
b) Os embriões dos vertebrados apresentam os mesmos padrões básicos de desenvolvimento, decorrentes do parentesco
entre eles.
c) Os estudos envolvendo fósseis indicam que a vida na terra sofreu alterações ao longo do tempo, além de permitirem
comparações com os seres vivos atuais.
d) Ao longo de sua vida, os seres vivos sofrem alterações de seu material genético, em conseqüência das pressões
seletivas do ambiente em que vivem.

02) (UFJF/2003) Em relação às evidências da evolução biológica, é correto afirmar que:


a) um órgão vestigial, como o apêndice vermiforme no homem, não é evidência da evolução, porque é uma estrutura
atrofiada e sem função aparente.
b) a pata dianteira de um cavalo e a asa de um morcego constituem evidência da evolução, porque são estruturas
homólogas, apesar de o cavalo ter perdido os dedos, enquanto no morcego estes não só foram mantidos como alongados.
c) a asa de uma ave e o élitro (asa dura) de um besouro podem ser considerados como evidência da evolução, porque são
estruturas análogas, que possuem origem embriológica diferente.
d) os fósseis constituem uma evidência da evolução, porque mostram que os organismos atuais são mais especializados e
mais adaptados que os extintos.
e) a embriogênese é uma evidência da evolução, porque mostra que uma célula ovo evolui para mórula, blástula, gástrula
e embrião, que, finalmente, evolui para o indivíduo adulto.

03)(UNIRIO) O citocromo C é uma proteína respiratória que se encontra em todos os organismos aeróbios. A molécula
desta proteína existe em todas as espécies com a mesma função, sendo constituída por 104 aminoácidos. No decurso da
evolução, as mutações mudaram os aminoácidos em certas posições da proteína, mas o citocromo C de todas as espécies
tem proteína, incontestavelmente estrutura e função semelhantes, tornando-se, para o evolucionismo, uma evidência de
ordem:
a) paleontológica.
b) embriológica.
c) citológica.
d) anatômica.
e) bioquímica.

04) (PUC-MG) Recentes análises do DNA de chimpanzés permitiram concluir que o homem é mais aparentado com eles do
que com qualquer outro primata. Isso permite concluir que:
a) o chimpanzé é ancestral do homem.
b) o chimpanzé e o homem têm um ancestral comum.
c) o homem e o chimpanzé são ancestrais dos gorilas.
d) a evolução do homem não foi gradual.
e) os chimpanzés são tão inteligentes quanto o homem.

05) (UNESP/2006) Apesar do acúmulo dos estudos sobre evolução dos seres vivos e de uma série de evidências coletadas
desde a época de Darwin, observa-se uma onda de posicionamentos contrários às teorias evolucionistas.
Em vários estados dos EUA e em um estado do Brasil, por exemplo, foi incluído o ensino do criacionismo, por decisão
governamental. Um dos professores que ensinará o criacionismo em uma destas escolas brasileiras afirmou: Tenho
certeza de que minha avó não era macaca ("Ciência Hoje", outubro de 2004). No entanto, a partir dos estudos de
evolução dos primatas, em particular, podemos afirmar que:
a) macacos originaram-se tanto na América quanto na África, assim como os humanos, o que reforça a hipótese da
existência de um ancestral comum.
b) humanos e macacos têm um mesmo ancestral, uma vez que o tamanho do cérebro dos macacos é muito próximo do
tamanho do cérebro dos humanos.
c) geneticamente, alguns macacos são muito próximos dos humanos, o que se considera como uma evidência em termos
de ancestralidade comum.
d) humanos e macacos têm um ancestral comum, pois em suas regiões de origem apresentam hábitos alimentares muito
semelhantes.
e) o fato de apenas macacos e humanos apresentarem as mãos com cinco dedos é a maior evidência de ancestralidade
comum.

06) (UFES) A figura a seguir representa a possível relação evolucionária de diferentes organismos, deduzida a partir de
análises bioquímicas usadas para a comparação das seqüências nucleotídicas dos genes do RNA ribossômico (subunidade
menor) desses organismos..

A partir da análise da figura foram feitas as seguintes afirmativas:


I - Durante o processo evolutivo desses organismos, os genes responsáveis pelo RNA ribossômico apresentam seqüências
altamente conservadas, o que torna possível o estabelecimento das relações filogenéticas.
II - Quanto maior a distância entre esses organismos, maior o número de mutações ocorridas na seqüência nucleotídica
estudada.
III - Os vertebrados e os procariontes apresentam um ancestral comum, apesar das diferenças marcantes quanto à sua
organização celular.
IV - As plantas, animais e linhagens de fungos divergem a partir de um ancestral comum, relativamente tarde na evolução
das células eucariontes.
V - O homem e o sapo apresentam entre si um menor grau de homologia da seqüência nucleotídica em questão, em
comparação àquele existente entre o milho e a levedura.
Considerando as proposições, conclui-se que estão CORRETAS
a) I, II, III, IV e V.
b) apenas I, II, III e IV.
c) apenas I, II e IV.
d) apenas I e II.
e) apenas III e V.

07) (UDESC/2009) "Órgãos que exercem as mesmas funções em espécies diferentes, mas que possuem origem embrionária
distinta; e órgãos ou estruturas atrofiadas, sem função evidente", são chamados, respectivamente, de:
a) órgãos análogos e órgãos homólogos.
b) órgãos vestigiais e órgãos homólogos.
c) órgãos homólogos e órgãos vestigiais.
d) órgãos análogos e órgãos vestigiais.
e) órgãos homólogos e órgãos análogos.

08) (UFSCar/2005) O programa "Fantástico", exibido pela Rede Globo em 01.08.2004, apresentou em um de seus quadros
um provável animal do futuro, uma possível espécie de ave que poderá existir daqui a alguns milhões de anos. Por essa
época, o encontro entre massas continentais provocará o aparecimento de imensas cordilheiras, muito mais altas que as
atualmente existentes. Segundo o programa, nesse ambiente possivelmente existirão aves portadoras de 2 pares de asas,
o que lhes garantiria maior sustentação em condições de ar rarefeito. Essas aves seriam as descendentes modificadas de
espécies atuais nas quais há apenas um par de asas. Se isso realmente ocorrer, e considerando que o par de asas das aves
atuais é homólogo aos membros anteriores de mamíferos e répteis, é mais provável que esse novo par de asas
a) seja homólogo ao par de pernas das aves atuais.
b) seja análogo ao par de pernas das aves atuais.
c) seja homólogo ao par de asas das aves atuais.
d) apresente os mesmos ossos das asas atuais: úmero, rádio e cúbito (ulna).
e) apresente novos ossos criados por mutação, sem similares dentre os das aves atuais.

09) (PUC-MG/2004) O esquema adiante mostra uma possível filogenia para os vertebrados.

É correto afirmar, EXCETO:


a) O grupo dos tetrápodes deve ter evoluído a partir de ancestrais com nadadeiras lobadas.
b) A endotermia das aves deve ter evoluído independentemente dos mamíferos.
c) O vôo possibilitou uma maior radiação adaptativa entre as aves do que em répteis e mamíferos.
d) A independência do meio aquático para a reprodução e a conquista definitiva do ambiente terrestre surgem com os
amniotas.

10) (PUC-RS/2003) Em Evolução, as asas das aves descritas no texto e as asas das borboletas são exemplos de estruturas
a) homólogas. d) neotênicas.
b) análogas. e) coevoluídas.
c) equivalentes.

11) (UFPI/2003) Ao observarmos o vôo de uma ave e o vôo de um inseto, podemos deduzir que as asas de cada um
funcionam e são utilizadas para um mesmo objetivo. Entretanto, a origem embriológica das asas de aves e insetos é
diferente. Essas características constituem exemplo de:
a) seleção natural.
b) seleção artificial.
c) convergência evolutiva.
d) seleção sexual.
e) mimetismo.

12) (UFSC/2009) Existem várias provas da evolução e dentre elas podemos citar as embriológicas.
Sobre o tema, é CORRETO afirmar que:
01. as nadadeiras dos golfinhos, assim como braço e mão humanos, são ditos órgãos homólogos e são herdados de um
ancestral comum.
02. as nadadeiras dos golfinhos e as asas das aves têm a mesma origem embrionária e diferentes funções, decorrentes da
adaptação a diferentes modos de vida, processo conhecido como divergência evolutiva.
04. as nadadeiras dos golfinhos e as nadadeiras das tainhas são órgãos de diferentes origens embrionárias e têm a mesma
função, o que é chamado de convergência evolutiva.
08. as asas dos insetos e as asas das aves são ditos órgãos homólogos, pois têm a mesma origem embrionária.
16. as nadadeiras dos golfinhos, as asas dos morcegos e os braços e as mãos dos humanos têm origem embrionária
diferente.
32. as baleias, os golfinhos, os peixes-boi e as focas pertencem à ordem dos cetáceos, pois possuem órgãos análogos e
sinérgicos em comum, como as nadadeiras e a bexiga natatória.

QUESTÕES DISCURSIVAS
13) (UFU) Estudar a evolução de um determinado grupo de organismos é algo complexo, difícil mesmo. Como saber quais
etapas evolutivas se sucederam na evolução? O que veio primeiro? Nesse sentido os cientistas têm buscado na natureza
provas da evolução. Essas provas aparecem principalmente de duas maneiras básicas.
Pergunta-se: quais são essas duas maneiras principais pelas quais os cientistas têm estudado a evolução?

14) (UNICAMP/2009) Várias evidências científicas comprovam que as aves são descendentes diretas de espécies de
dinossauros que sobreviveram ao evento de extinção em massa que assolou o planeta 65 milhões de anos atrás. O achado
mais recente, um dinossauro emplumado chamado 'Epidexipteryx hui', foi apresentado na revista "Nature". Alguns
dinossauros menores adquiriram a capacidade de voar, e foram eles, provavelmente, que sobreviveram ao cataclismo e
deram origem às aves modernas.
(Adaptado de Herton Escobar, "Curiosidades e maravilhas científicas do mundo em que vivemos".
http://www.estadao.com.br/vidae/imagineso_265208,0.htm. Acessado em 27/10/2008.)
a) Conforme o texto, as aves provavelmente seriam descendentes de um grupo de dinossauros, relação cada vez mais
evidenciada pelo estudo dos fósseis. Contudo, as aves modernas diferem dos répteis quanto ao sistema respiratório,
diferença essa que pode ser considerada uma adaptação ao vôo. Que diferença é essa e como ela está relacionada ao
vôo?

b) A capacidade de voar ocorre não só em aves, mas também em mamíferos, como os morcegos, e em insetos. Os
pesquisadores explicam que as asas podem ser órgãos homólogos, em alguns casos, e órgãos análogos, em outros. Indique
em quais dos animais citados as asas são órgãos homólogos e em quais são órgãos análogos. Em que diferem esses dois
tipos de órgãos?

15) (UFC/2009) Alguns insetos apresentam os dois pares de asas desenvolvidos, enquanto outros apresentam
modificações dessa condição, substituindo o segundo par de asas por estruturas conhecidas como halteres, utilizadas para
estabilizar o vôo. A condição das asas posteriores bem desenvolvidas, semelhantes às asas anteriores, é conhecida como
plesiomórfica, ou seja, primitiva, e a condição das asas transformadas em halteres é conhecida como apomórfica, ou
seja, derivada. De acordo com o exposto, responda o que se pede a seguir.
a) Cite um exemplo de um caráter plesiomórfico e seu correspondente apomórfico em vertebrados.
- Caráter plesiomórfico:
- Caráter apomórfico:

b) Modificações ao longo da história evolutiva, gerando apomorfias, acontecem em indivíduos que apresentam estruturas
homólogas. Cite um exemplo de homologia em relação ao caráter plesiomórfico citado no item anterior.

GABARITO
01 - D; 02 - B. 03 - E; 04 - B; 05 - C; 06 - B; 07 - D; 08 - A; 09 - C; 10 - B; 11 - C; 12 - [7]

QUESTÕES DISCURSIVAS
13) O estudo comparado de registros fósseis e a análise comparativa das seqüências de bases nitrogenadas do DNA de
espécies distintas pode permitir a determinação do grau de parentesco evolutivo.
14)
a) As aves modernas possuem sacos aéreos e ossos pneumáticos, estruturas que diminuem o peso do animal.
b) Órgãos homólogos são aqueles que apresentam a mesma origem embrionária; é o caso das asas das aves e dos
morcegos. Órgãos análogos apresentam a mesma função, isto ocorre entre as asas dos insetos e as das aves e
morcegos.

15)
a) Caráter plesiomórfico: 4 pares de patas em alguns répteis; caráter apomórfico: ausência de patas nas
serpentes
b) nadadeiras anteriores e posteriores de mamíferos aquáticos
OU
Caráter plesiomórfico: asas das aves; caráter apomórfico: asas dos morcegos
b) membros anteriores de mamíferos.

UFRRJ2007 QUESTÃO 3
A seleção natural foi o mecanismo apresentado por Charles Darwin para explicar o processo de fixação
de novas características, ao longo do processo evolutivo, entre os organismos vivos. Com base neste
mecanismo podemos, por exemplo, inferir que:
(a) As girafas possuem um pescoço longo para se alimentar das folhas mais altas das árvores.
(b) Mutações que garantem resistência de bactérias a antibióticos já se encontram presentes entre
bactérias no momento da administração de tais antibióticos.
(c) Por serem unicelulares, as bactérias são evidências de que a evolução não ocorreu nestes
organismos.
(d) A herança de caracteres adquiridos continua explicando parte das características dos organismos
vivos.
(e) A descoberta das moléculas de ADN tornou a explicação da evolução através da seleção natural
desnecessária.