You are on page 1of 5

A Prova de Elias.

Texto Base: 1 Reis 17: 1 e 1 Reis 18:30 – 38

1 - HUMILDADE – O CAMINHO NECESSÁRIO PARA ORAÇÃO.

Pode vir alguma coisa boa de Tebas? Tebas é uma cidade desconhecida da
região de Gileade território pertencente às tribos de Manasses e Gade. Não tinham
nenhum histórico proeminente é um território, era apenas mais uma entre as muitas
cidades de Gileade que seguiam sua sina de serem praticamente desconhecidas.
Povoada por boiadeiros e pessoas de pouco traquejo. Sabiam muito bem lidar com gado,
mas não muito com pessoas.

Elias surge nesse contexto. Suas qualidades já são descritas em 1 Reis 17:1

“Tão certo como vive o Senhor, Deus de Israel, perante cuja face estou.”

Humildade era uma de suas mais fundamentais características, não é possível querer
entretecer um relacionamento com Deus sem se descortinar diante dele. Sua fala é direta
e taxativa: “perante cuja face estou”. Tendo diante de si uma missão bastante ingrata
que era a de confrontar o Rei de Israel por seus descaminhos, por se deixar influenciar
por sua esposa, que tinha ligações profundas com o deus Baal.

Jezabel incluiu no culto a Deus elementos do culto a Baal e levava o povo a acreditar
que servindo a essa modalidade de religião, estariam servindo a Jeová. A adoração a
Baal se baseava nas emoções, nas sensações de prazer ou nas grandes realizações na
natureza. Baal era conhecido como o deus das chuvas e dos elementos da natureza, bem
como da fertilidade, em outras palavras Baal era um deus que atendia as necessidades
imediatas das pessoas, era um gênio da lâmpada, disposto a conceder milhões de
desejos e deixar as rédeas soltas das pessoas para que desfrutassem o que pudesse do
que a vida tem a oferecer.

2 – INTERPRETANDO A BÍBLIA COMO LÚCIFER.

Infelizmente, muitas pessoas, na sua mais profunda sinceridade, aprenderam a
pensar que sua relação com Deus é meio baseada no modelo de adoração a Baal. É
comum pedirmos orações para que o Senhor mude circunstâncias, é natural que
fiquemos desconfortáveis com os infortúnios da vida. Temos medo de tudo; medo de
não conseguir pagar a prestação no final do mês, medo de ser mal compreendido por
alguém, medo de não alcançar os objetivos, medo da fome, medo de abandonar certos
hábitos porque talvez não haja substituto para o que abandonaremos. Por tudo isso é
mais fácil crer em um deus como Baal.

mas sim porque seu caráter não permite transgredir a Sua própria lei de liberdade. Ele nos diz assim: “e conhecereis a verdade. Todos temos medo e o medo nos escraviza. Não é possível amar alguém sem lhe dar espaço para decidir amar em troca. porém o amor limita as pessoas. pois. em nossas dores. Mas e quando o sofrimento vem? Quando você esta agindo corretamente. Mas diante de Lúcifer está o autor dessa lei e Ele esclarece o ponto: “Nem só de pão viverá o homem. Mateus 4:3 “Chegando.” João 8:32 E acrescenta: “Se. acabamos interpretando a Bíblia a maneira de Lúcifer. verdadeiramente sereis livres. e a verdade vos libertará.” Mateus 4:4 Jesus está relembrando o inimigo o que disse aos israelitas em Deuteronômio 8. isso Ele não pode interferir. Nosso Deus não age assim.” João 8:36 Liberdade para poder enfrentar a vida sem medo do futuro ou de qualquer outra coisa. Mas a liberdade de alguém andar a 160 kmh e causar um acidente. então. andando no limite de velocidade correto e alguém cruza seu caminho 160 kmh e te atinge? Sua oração não funcionou? Deus não se importa com você? A resposta é sim. sua oração funcionou e sim Deus se importa contigo.” A linguagem de Lúcifer é clara: Não tem porquê você sofrer. você tem tudo na mão é só orar a Seu Pai. Em Mateus 4. Ele pode fazer o impossível por você. o tentador. O livre arbítrio é permite as mais belas ações humanas. Deus age por princípios. mas também as mais tristes. Não é o caso de muitos de nós. você não é filho dEle? Será que Deus seria tão ruim assim que não atenderia uma simples oração de um filho que clama por ajuda? A intenção de Lúcifer é tirar nossa fé em Deus. onde o Senhor mostrou como os havia conduzido por caminhos difíceis: . o Filho vos libertar. para ele vale a pena vender princípios se for para aliviar uma dificuldade momentânea. não porque seja impotente. Lúcifer dá uma aula de teologia da oração totalmente torta. Deus é amor e é impossível deixar de amar alguém. disse-lhe: Se tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães. Quando com sinceridade oramos a Deus para que nos proteja no caminho de uma longa viagem na ida e volta na realidade oramos para que não tenhamos sofrimento. mas de toda palavra que sai da boca de Deus. Livres de todas as coisas que lutam para continuar reinando em nossos corações. Ao nos aproximarmos de Jesus recebemos a certeza que Ele quer nos ver livres. Focar em nossas necessidades diretas.

assumiu a responsabilidade de amar um povo que estava em erro. Não incorramos no erro de interpretar as escrituras como Lúcifer. que no deserto te alimentou com o maná. Não podemos inverter os papéis. e de terra árida em que não havia água. Jesus nos ensina a ler o Salmo 91 na perspectiva correta: “Não tentarás o Senhor teu Deus. Restaurando o altar derribado ao Senhor. A grande prova de Elias no monte Carmelo é. mas nos ajuda a mudar a nós mesmos. porque está escrito: Aos seus anjos dará ordens a teu respeito. para que nunca tropeces em alguma pedra.” I Reis 18:30 A maneira de adorar ao Senhor estava deteriorada com os ensinos dos profetas de Baal. Monte Carmelo reunido e está em jogo a adoração verdadeira. “Então Elias disse a todo o povo: chegai-vos a mim. a fim de te humilhar e te provar. os adventistas do sétimo dia. João Batista também agiu assim e nós hoje somos o terceiro Elias. e: eles te susterão nas mãos. Que transgrida Sua própria lei de liberdade. diante das circunstâncias. lança-te daqui abaixo. A oração não muda circunstâncias.” V. “que te conduziu por aquele grande e terrível deserto de serpentes abrasadoras e de escorpiões. E todo o povo se chegou a ele. O Segundo Elias.” Mateus 4:6 Ele está usando a Bíblia para endossar seus pontos egoístas. Que acredita que Deus tem que nos livrar até de tropeços na rua: “Se tu és Filho de Deus. Ele ensinou através do exemplo e levantou o altar. de colocar-nos no centro das coisas. se nossa adoração ou oração nos coloca como protagonista diante de Deus ou se estamos dispostos a ser transformados por Ele. pedindo comida segundo o seu apetite. que teus pais não conheciam.” Mateus 4:7 O que seria tentar a Deus? “E tentaram a Deus nos seus corações. se permitindo ensinar para que Jesus se conhecido na beleza de sua .” Salmo 78:18 É querer que Deus atue em nossa vida do nosso jeito. Elias toma a dianteira por Jeová. 15 e 16 A vitória deles foi ficarem firmes. chamou as pessoas a si. que havia sido derrubado. em confiar continuamente no Senhor em meio a qualquer dissabor que a vida trouxer. e onde te fez sair água da rocha pederneira. essa era a oportunidade de voltarem-se a Deus. para nos teus últimos dias te fazer bem. E Elias reparou o altar do Senhor. 3 – ADORAÇÃO GENUÍNA.

mas temos que ser livres do medo de não conseguir pagar. nosso Senhor se preocupa mais como O servimos. Deus de Abraão. Essa é a nossa realidade. Se porventura o fogo do Céu não cair. e que conforme a tua palavra tenho feito todas estas coisas. “Conforme Tua palavra tenho feito todas estas coisas. Chega o momento de Jesus conferir nossa situação. devemos lembrar que nossa história faz parte do grande compêndio da salvação. me ajude a ter um emprego para que eu poça devolver o dízimo a Ti. Tal qual quando dizemos em oração: Senhor. ele diz: “Senhor. Os profetas e servos do passado nos ensinaram até que. Por isso. um de seus enganos finais será fazer até fogo do Céu cair.” v.santidade. o dízimo é sinal de lealdade e fidelidade motivado pelo amor. Elias ensinou que devemos viver pelo assim diz o Senhor. O ser humano ficou destituído do verdadeiro senso do que é servir a Deus. Sendo assim. As decisões diárias são mais levadas em consideração para nossa salvação do que para nossos anseios imediatos. A oração de Elias nos mostra sua fé. assim como Elias no monte Carmelo. e que eu sou teu servo. do que se temos o que achamos que precisamos. PELA GRAÇA”. Quando toma em Suas mãos o livro de nossa vida. ver em letras garrafais as palavras: “SALVO. nada será mais importante do que. lembrando o que Deus fez com a humilde oração do profeta tesbita. Veio fogo do Céu e consumiu o altar. É verdade que precisamos pagar contas. Nesse dia Lúcifer esteve impedido de agir com a natureza. Quando a morte vem nossa história encerra. nossa fé deve ficar firme. de Isaque.” Enquanto os profetas de Baal esperavam ter uma fé baseada em si mesmo. Em que sentido isso acontecerá? No sentido de nos colocar em dúvida se Jeová é ou não Deus. Estamos no grande conflito. Muitos de nós na mais honesta tentativa de pedir a Deus soluções para nossas vidas barganhamos. Não há troca envolvida. Fazer segundo a palavra de Deus. a obra de Elias era indigesta e impopular. viveu em nossas condições e ensinou que a dependência ao Pai não deve ter barganha. para atender as próprias necessidades. mesmo que não haja benefício direto é viver pela fé. e de Israel. Assim como no passado. quer em tempo de chuvas ou de seca. . Somos cartas vivas guardadas por Deus. Quando algum infortúnio vem a nós e talvez nos tire a vida. saímos da estante dos militantes da salvação para a estante da vida. É um benefício por se deixar permitir que Deus trabalhe com nosso egoísmo. Veja os profetas de Baal se cortando e realizando todo tipo de coisas para serem atendidos por ele. Deus não se apega a atos incríveis para alcançar o seu e o meu coração. o próprio Deus na pessoa do Filho. seja manifestado hoje que tu és Deus em Israel.36.” Deus não precisa das nossas rendas.

” Habacuque 3: 17 e 18 Mesmo no aparente silêncio divino. crede também em Mim.” O Grande Conflito. todavia eu me alegrarei no Senhor. nem haja fruto nas vides. Crede em Deus. em resposta à oração da fé. aquilo que Ele não outorgaria se o não pedíssemos assim. TESTEMUNHO. e a prova das coisas que não se vêem.” Habacuque 2:4 “Ora. . porém nossos olhos estão fixados no que não é visível. Nossa confiança é plena em Sua palavra. ainda que falhe o produto da oliveira. ainda que o rebanho seja exterminado da malhada e nos currais não haja gado. exultarei no Deus da minha salvação. Errado! Ele está conosco.“ Hebreus 11:1 Não vemos o trono de Deus e às vezes olhamos para o mundo e pensamos que Ele não está aqui. Jesus pediu para crermos: “Não se turbe vosso coração. p. 231 Permitamos que Jesus atue em nossa vida na pessoa do Espírito Santo.” João 14:3 “Faz parte do plano de Deus conceder-nos. Firmemos os pés na Rocha Eterna porque: “Ainda que a figueira não floresça. a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam. confie no Senhor. Esse mundo pecaminoso nos impede de ver Sua atuação poderosa e Seu interesse. e os campos não produzam mantimento.4 – CONCLUSÃO Diante das mais complexas situações o profeta ficou irredutível pois: “O Justo viverá pela fé.

Related Interests